Page 1

Terça-feira, 3 de dezembro de 2019 | Ano 17 - Nº 2479 |

Avulso: R$ 2,50

Fechamento da edição: 21h

MUNICÍPIOS PEQUENOS

AMADORES

CAMPEÕES PELO VALE O Regional Aslivata conheceu nesse domingo os campeões. Representante de Lajeado, o Estudiantes, treinado por Renan Beuren (foto), levou o título aspirante. No titular, quem deu a volta olímpica foi o Boavistense.

Em Brasília, prefeitos protestam contra extinção Ato deve reunir hoje cerca de mil gestores. Do Vale, nove estão confirmados A capital federal sedia hoje a Mobilização Municipalista. Composto por prefeitos de todo o país, o movimento se opõe à Proposta de Emenda à Constituilção (PEC) do governo federal que sugere

a extinção de municípios de pequeno porte e sem autonomia financeira. Pelo menos nove gestores do Vale do Taquari integram a comitiva regional para endossar a mobilização. Página 5

Casa nova para o trabalho beneficente FILIPE FALEIRO

APÓS POLÊMICA

Vereadora solicita proteção Lajeado. Após criticar o movimento de professores grevistas e o Cpers, Mariela Portz teme ataques hoje no plenário. Página 7

OPINIÃO RODRIGO MARTINI

Transparência necessária Sem acesso a dados da gestão pública, a sociedade resta enfraquecida.

OPINIÃO

NOVA SEDE DA FUNDEF

Desde ontem, a Fundação para Reabilitação das Deformidades Crânio-Faciais funciona em novo endereço. No primeiro dia, funcionários e pacientes aprovaram o complexo ambulatorial. Inauguração oficial será no dia 10 Página 10

DEOLI GRÄFF

Famílias de Lajeado Genealogista escreve livro sobre trajetória de sobrenomes da cidade.

INADIMPLÊNCIA

Semana de renegociar débitos Até sexta, devedores têm condições especiais para quitar dívidas com bancos. Página 8

DIVULGAÇÃO

FESTA AOS 85 ANOS

Município escolhe as soberanas

Na programação de aniversário da cidade, foi definida a nova corte de Arroio do Meio. Página 12


Página 2

2

A HORA | Terça-feira, 3 de dezembro de 2019

ABRE ASPAS

EDITORIAL

“Nunca me afastei da arte” FÁBIO KUHN

A professora e artista plástica Dalva Neuls, 75, é conhecida até fora do país em função das pinturas. Com prêmios internacionais, ela segue dando aulas de arte e projeta novas exposições a trabalhos para o futuro FÁBIO KUHN fabiokuhn@jornalahora.inf.br

• Como surgiu o interesse pela arte?

Desde pequena eu gostava de pintar. Já no colégio Madre Bárbara, me lembro das freiras me orientando para realizar trabalhos. Tinha uma professora, a irmã Delma, que me emprestava os pinceis para pintar os guardanapos da igreja. Minha mãe não queria que eu aprendesse a pintar. Queria que eu aprendesse gaita.

29 pessoas, desses 24 eram de outro país. Lá fiz novas amizades e fui viajar para o exterior. A primeira viagem foi na Alemanha em 1994. Por três meses eu dei aula lá.

terior. Depois disso, conquistei outros prêmios na Alemanha, Itália e em países da América Latina. Foram mais de 20.

Sim, quando fiz o estágio, foi todo pintado. Aí a Dóris, que era minha professora, disse que eu deveria fazer artes. Cursei em Passo Fundo no Instituto Belas Artes. Nesse tempo, passei de professora para diretora no Colégio Gustavo Adolfo. Mesmo assim continuei dando aulas à noite no Sesc. Nunca me afastei da arte.

• Você tem certificados internacionais de artista e professora de artes. Como conseguiu eles?

Depende do dia. Tem dias que eu sento e só risco. É preciso riscar, pois a gente imagina alguma coisa, mas nem sempre dá certo. Não gosto muito de coisas tradicionais e tento, cada ano, fazer algo diferente.

• Qual foi a primeira experiência internacional?

• Dos vários prêmios que recebeu, qual o mais marcante?

• A pintura foi a sua primeira opção profissional?

Quando me aposentei, fui para Curitiba em uma amiga que tinha uma grande exposição internacional. Ali comecei a dar aula para estrangeiros. A primeira turma tinha

• Qual a sua inspiração artística?

Foi em um curso que fiz nos Estados Unidos. Os pintores sentavam na frente dos juízes e tinham que tirar um assunto e pintar algo relacionado com ele. Coisa mais fácil do mundo para quem pinta.

• O que projeta para o futuro?

Tenho turmas em em Porto Alegre e em Lajeado. Estou com exposições previstas na capital gaúcha. Ano que vem terá uma exposição muito grande em Foz do Iguaçu que também quero participar e exponho todos os anos em Canela e Gramado. Eu pretendo continuar pintando, pois se as pessoas tivessem um hobby desses, a vida seria melhor.

Em 1997, fiz uma placa de paisagens do Brasil e expus nos Estados Unidos. Com essa obra eu ganhei medalha de ouro. Foi marcante pois era o primeiro título do ex-

Hora de encarar a inadimplência

I

niciou ontem, em todo o país, a Semana de Negociação e Orientação Financeira. Promovida pelo Banco Central e pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban), consiste em um mutirão por parte das agências bancárias de sete instituições financeiras para oferecer orientação e condições especiais para renegociação de dívidas em atraso de seus clientes. Diminuir a inadimplência e o endividamento da população é um dos principais desafios a serem enfrentados pelo país no momento. De acordo com o indicador do SPC Brasil divulgado ao fim do primeiro semestre, mais da metade das dívidas pendentes (53%) de pessoas físicas no país têm como credor algum banco ou instituição financeira. A segunda maior representatividade ficou por conta do comércio, que concentra 17% do total de dívidas não pagas, seguido pelo setor de comunicação (11%). Os débitos com as empresas concessionárias de serviços básicos como água e luz representam 10% das dívidas não pagas no Brasil. Levantamento da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), de 13 de junho a 1º de julho, o principal responsável pela negativação de CPFs no país foi o empréstimo pessoal: 69 % dos usuários da modalidade de crédito estão com restrição no nome. O crediário (68%) e o cartão de crédito (67%) aparecem em seguida.

Enfrentar o problema da inadimplência consiste em tarefa estratégica à nação”

INDICADORES ECONÔMICOS MOEDA

Diretor Executivo: Adair Weiss Diretor de Mercado e Estratégia: Fernando Weiss Diretor de Marketing e Inovação: Sandro Lucas Fundado em 1º de julho de 2002 Vale do Taquari - Lajeado - RS Av. Benjamin Constant, 1034, Centro, Lajeado/RS CEP 95900-104 www.jornalahora.com.br Fone: 51 3710-4200

Contatos eletrônicos:

assinaturas@jornalahora.inf.br comercial@jornalahora.inf.br faturamento@jornalahora.inf.br

financeiro@jornalahora.inf.br logistica@jornalahora.inf.br redacao@jornalahora.inf.br

Os artigos e colunas publicados não traduzem necessariamente a opinião do jornal e são de inteira responsabilidade de seus autores. Impressão Zero Hora Gráfica

Filiado à

COMPRA

VENDA

TAXAS E CERTIFICADOS

Dólar Comercial

4,173

4,175

TJLP ANO

Dólar Turismo

4,160

4,410

SELIC META

Euro

4,587

4,589

Libra

5,184

5,186

Peso Argentino

0,073

0,073

Fonte: Infomoney (dia anterior até às 20h).

MÊS

% MÊS

% ACUMULADO ANO

ICV (Dieese)

09/2018

0,55

3,15

IGP - DI (FGV)

08/2018

0,68

6,64

IGP - M (FGV)

09/2018

1,52

8,30

INPC (IBGE)

09/2018

0,30

3,14

INCC

09/2018

0,17

3,22

IPC-A (IBGE)

09/2018

0,48

3,34

ÍNDICE

SALÁRIO MÍNIMO ANO: 2019 - R$ 998,00

MÊS

% MÊS

% ACUMULADO ANO 6.98 6.4

TR

10/2018

0,00

0,00

CDI MENSAL

09/2018

0,47

4,81

OURO E PETRÓLEO

FECHAMENTO

DATA

HORÁRIO

OURO (Onça Troy)

US$ 1498,40

19/9/2019

00:00

US$ 66,55

28/6/2019

21:00

PETRÓLEO

BOLSAS MUNDIAIS

PONTOS

%

IBOVESPA

80352.94

+0.60

DOW JONES (EUA)

25316.67

-0.53

S&P 500 (EUA)

2818.82

-0.66

NASDAQ (EUA)

7630.489

-1.38

DAX 30 (ALE)

12798.2S

-0.48

NIKKEI (JAP)

22712.75

-0.74

DATA

cotação do dia 30/07 até 17h46min

O índice da inadimplência de uma nação é uma importante ferramenta para mensurar o nível da crise econômica. No caso do Brasil, o alto número de pessoas endividadas é preocupante e desafia gestores e empresários. Isso porque o acúmulo de débitos por parte da sociedade acaba gerando um ciclo vicioso no campo econômico, que ameaça diretamente negócios e empregos. Quando o cliente não honra seus débitos com uma loja, por exemplo, provoca a queda na receita do estabelecimento. Como consequência, pode comprometer a capacidade do comerciante de manter de reposição de estoques ou os custos operacionais diários, podendo afetar a manutenção de empregos, bem como as vendas dos fornecedores. Trata-se de um efeito dominó, com implicações graves, como a elevação dos juros bancários e o aumento do desemprego. Enfrentar a problemática da inadimplência consiste em tarefa estratégica e deve estar também no escopo dos gestores públicos.


3

A HORA | Terça-feira, 3 de dezembro de 2019

deoli@jornalahora.inf.br

DEOLÍ GRÄFF Festa da Imprensa A Associação dos Profissionais de Imprensa do Vale do Taquari (API) programou para 9 de dezembro a 8ª Festa da Imprensa Regional. O início será às 19h30min na Cafeteria/Restaurante Casarão de Estrela. Vai ser uma noite de confraternização. O jantar será por adesão, com a opção de escolha do cardápio da casa. Estão convidados todos os profissionais ligados à área da comunicação: rádio, jornal, TV, assessoria de imprensa, publicidade, pessoal da Internet, etc. Sintam-se todos convidados. Informações pelos whats 999955137 ou 99646-4289.

Mais dois quiosques

O presidente do CTC, Luis Fernando Cardoso de Siqueira, que termina seu mandato em 31/12, liberou para uso dos associados mais dois quiosques com toda infraestrutura de mesas e bancos. Com estes, são 19 quiosques disponíveis em meio à natureza na belíssima sede do CTC.

O

Genealogista vai escrever o Livro das Famílias de Lajeado

genealogista Orestes Mallmann iniciou um trabalho de tirar o fôlego. O desafio será escrever um livro com a genealogia das famílias de todas as etnias que residiram em Lajeado entre 1861 e 1931, incluindo também os antigos distritos Arroio do Meio, Cruzeiro do Sul, Forquetinha, Santa Clara do Sul e Sério. Mallmann realizará as pesquisas consultando livros de igrejas e cartórios. Fará buscas em jornais da época. Irá consultar documentos históricos e visitará cemitérios, além de outras fontes. O trabalho foi inspirado em livros de famílias de cidades da Alemanha. Lá são chamados de ‘Familienbuch’ (Livro da Família). Ele esteve na Alemanha entre 2012 e 2013 em trabalho de pesquisa de genealogia. Lá as pesquisas estão focadas em sobrenomes de origem de diferentes etnias. Orestes Mallmann tem 27 anos, faz pesquisas genealógicas há mais de 10 anos. É natural de Lajeado e reside em Curitiba/PR. O trabalho pode ser acompanhado através do site www.familiasdelajeado.com. Orestes Mallmann

DEOLÍ GRÄFF

Rodeio Artístico O 2º Rodeio Artístico Estadual do CTG Querência do Arroio do Meio, do patrão Loivo Führ, será no próximo fim de semana, dias 7 e 8/12, nas dependências do galpão da entidade. O evento conta com o apoio da 24ª Região Tradicionalista. - Sábado, dia 7, à noite, 20h, haverá fandango de aniversário de 33 anos do CTG com janta. A animação será do Grupo Espora de Prata.

Cláudio Klein, Rozéli Matos com frei Flávio Guerra

As pesquisas atingem famílias de todas as origens que tenham se estabelecido em Lajeado. Serão verdadeiras árvores genealógicas dos primeiros moradores. Este está sendo o meu projeto, o meu desafio. Este será o meu legado para minha cidade natal e região” Orestes Mallmann

Familienbuch

Centro Terapêutico O Centro Terapêutico São Francisco (CTSF), que atende pessoas acometidas pelo alcoolismo ou drogas, situado no Bairro Imigrante, promoveu dia 25/11, Galinha Beneficente no Salão Comunitário do bairro. O cardápio foi preparado por uma equipe de voluntários. O evento foi prestigiado pelo secretário da Saúde de Lajeado, Cláudio Klein, que elogiou o trabalho do Centro Terapêutico por auxiliar pessoas em situação de dificuldade e destacou o apoio da comunidade. O frei Flávio Guerra transmitiu mensagem de espiritualidade e disse que “os internos se agarram muito na fé em Deus para dar a virada em suas vidas”. A presidente do CTSF, Rozéli Rocha Matos, salientou que o objetivo do trabalho do Centro é melhorar a vida de pessoas. “Quero agradecer o apoio de entidades, órgãos públicos e empresas, que viabilizam o funcionamento da casa”. Ela fez um agradecimento a todas as pessoas que prestigiaram a galinhada beneficente.

Fundef A Fundef, do presidente Alan Viegas Detobel, vai inaugurar as novas dependências na Avenida Benjamin Constant, 1210, no dia 10/12, às 19h. É no prédio onde ficava a loja da Lajetel, em frente ao Posto Faleiro.

Os 25 anos do shopping O Shopping Lajeado, inaugurado em 30/11/1994, completou 25 anos de atividades. É um centro de referência regional do comércio lojista, gastronomia e lazer.

Livro da Alivat A Academia Literária do Vale do Taquari (Alivat) vai fazer o lançamento do livro da Coletânea do 7º Concurso Literário, dia 12/12, às 19h30min, no Teatro do Sesc. No mesmo evento serão entregues os certificados aos vencedores do concurso.

Festa Campeira

O Piquete Recanto do Costão, do patrão Cesar Jacobs, o Cesão, promove nos dias 20 a 22/12 a 6ª Festa Campeira e o 1º Encontro de Trovadores, no Parque de Eventos de Lajeado. A atração principal será a competição de Tiro de Laço. Haverá premiação, em dinheiro, para 140 laçadores.

Ratz Day A Confraria da Cerveja Ratzbier vai promover sábado, 07/12, o Ratz Day no Parque Histórico, com shows de diferentes estilos musicais: a Banda Jazz Era, o Quinteto Canjerana, os Garotos da Rua e Tonho Crocco e Banda Partenon 80. A entrada é gratuita. Começa às 14h. Vai ter muita cerveja artesanal e food trucks.


4

A HORA | Terça-feira, 3 de dezembro de 2019

RODRIGO MARTINI Sugestões, críticas, contrapontos: rodrigomartini@jornalahora.inf.br

“Sou contra emendas parlamentares”

O deputado federal Jeronimo Goergen (PP) participou do encontro da Amvat para falar da Lei de Liberdade Econômica. Chegou acompanhado do prefeito de Lajeado, Marcelo Caumo, e do ex-vereador de Arroio do Meio, Gustavo Kasper, e criticou as emendas parlamentares. “A maioria dos prefeitos só vai a Brasília pedir emenda.”, lamentou, sob o olhar constrangido de gestores. “Quero receber vocês para debater políticas públicas.”

Ele falou sobre os bastidores de Brasília. “O governo federal é bem intencionado, mas sem humildade e experiência. A reforma da previdência só passou porque pagaram milhões em emendas.” Também citou o MBL. “Acho que o grupo ‘se perdeu’. Me afastei deles.” Ainda alerta para a quantidade de partidos. “É preciso diminuir. Mas há pelo menos outros 30 na iminência de serem criados.” Por fim, citou o dólar. “Não deve mais baixar de R$ 4,00.”

Hergessel fora? Em Arroio do Meio, o presidente do PDT e vereador no terceiro mandato Darci Hergessel está descontente com a política. Cotado para ser vice em uma possível dobradinha com o PP, ele não quer mais participar diretamente do pleito de 2020: “Muito provavelmente eu não vou concorrer mais a majoritária, e muito menos a vereador”, afirma. Os motivos são de ordem “particular e política interna”.

Tabuleiro em Imigrante Na sexta-feira, o secretário de Obras e Mobilidade Urbana de Imigrante, Luis Carlos Demari, deixou o cargo e retornou ao Legislativo. “Fui eleito como vereador, e quero atuar mais um tempo na Câmara, representando a comunidade”, diz. “Não tem relação com a eleição, muito pelo contrário, porque como secretário até teria mais visibilidade e possibilidade de atender as pessoas”, acrescenta, já colocando seu nome à disposição do partido como pré-candidato.

A transparência é primordial

O

incentivo à transparência ganhou força no Brasil com a criação da Lei de Acesso à Informação (LAI), em 2011. A publicidade dos atos da gestão foi ampliada e organizada por meio de sites acessíveis a qualquer cidadão. Foi um passo gigantesco para devolver o poder ao povo e reforçar os pilares democráticos. Sem o amplo acesso aos dados da administração pública, a sociedade resta enfraquecida. E não devemos aceitar retrocessos no Vale do Taquari. Em Lajeado, a Juíza Carmen Luiza Rosa Constante Barghouti determinou que o prefeito, Marcelo Caumo, publique, nos sites eletrônicos dos órgãos da administração direta e indireta, a listagem mensal com os nomes de todos os empregados contratados por empresas prestadoras de serviços terceirizados. A decisão judicial apenas faz valer uma lei municipal sancionada no dia 20 de maio deste ano, e que ainda não foi aplicada pelo Executivo. O Mandado de Segurança com pedido de liminar foi impetrado pelo vereador e pré-candidato a prefeito de Lajeado, Carlos Ranzi (MDB). Com o apoio dos colegas Ederson Spohr (MDV), Neca Dalmoro (PDT) e Marcos Schefer

Sempre há denúncias de ‘apadrinhamento’ político em contratos com terceirizadas”

(MDB), ele criou o projeto de lei aprovado em plenário e depois sancionado pelo prefeito no dia 20 de maio passado. A juíza foi clara: “a recusa à aplicação de lei – ainda mais quando votada pelo Legislativo, sancionada pelo Executivo e cuja execução dependa desse mesmo Poder - é medida verdadeiramente excepcional”. Ou seja, Caumo não teria razão plausível para descumprir uma legislação sancionada por ele mesmo. “Ele

não pode negar aplicação, já que o ordenamento jurídico considera abuso de direito o comportamento contraditório.” Caumo ainda não foi notificado da decisão, mas avisa: vai recorrer. “O conceito de ‘terceirização’ é extremamente complexo e difícil de definir. O importante é o resultado contratado. Este, sim, deve ser fiscalizado com todo o zelo”, afirma. Mas não é bem assim. Hoje em dia a fiscalização deve ser compartilhada com o contribuinte. E para garantir isso, é preciso, sim, a mais absoluta transparência. É uma polêmica complexa. Os países com menores índices de corrupção já vivem este processo faz décadas. E como em Lajeado – e isso não é exclusividade do atual governo – sempre há denúncias de “apadrinhamento” político em alguns contratos com terceirizadas, a nova norma se torna primordial. Por outro lado, a medida pode ser mais específica. Afinal, algumas terceirizadas prestam serviços que duram só um dia, ou uma semana. E fazer funcionar com excelência esse mecanismo de transparência absoluta não será fácil nesses casos. Mas está longe de ser impossível como um todo.

Reunião da Amvat

Reunião da Amvat III

A Amvat realizou assembleia na sexta-feira. Anfitrião do encontro, o prefeito de Progresso, Gilberto Costantin (PDT) ficou emocionado com a boa presença de gestores e líderes regionais, que prestigiaram a abertura da ExpoFeira. “Nada é fácil para um município pequeno.”

O Coordenador Adjunto da 16ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRS), Ederson da Rocha, do PTB de Teutônia, assinou o livro de presenças como “Coordenador da 16ª CRS”. Brincamos sobre esse fato. E ele foi categórico. “Estou organizando tudo para a chegada do titular”.

Reunião da Amvat II

Reunião da Amvat IV

Ex-prefeito de Progresso, Edegar Cerbaro (PP) também estava presente. Ele aguarda a nomeação como Coordenador da 16ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRS). Mas o governador deve aguardar o fim da greve. Na sede, em Lajeado, os servidores protestam.

A associação pediu para todos os gestores preencherem o questionário sobre Cultura no Vale do Taquari, e encaminhou pedido à Famurs para cobrar, do Estado, os valores atrasados na área da saúde. O próximo encontro (com eleição) será dia 12 de dezembro, em Anta Gorda.


5

A HORA | Terça-feira, 3 de dezembro de 2019

EXTINÇÃO DE MUNICÍPIOS

Prefeitos contrários à proposta fazem ato em Brasília

DIVULGAÇÃO

Mobilização Municipalista deve reunir mil prefeitos. Da região, pelo menos nove mandatários estão confirmados

Há uma preocupação dos municípios que esse projeto ande sem discussão. Foi analisado somente despesas com vereadores, secretários e prefeitos, mas não mudaria o padrão o Fundo de Participação dos Municípios (FPM) se juntássemos dois municípios para chegar a cinco mil habitantes. O índice continua o mesmo. Não soluciona e vai piorar o atendimento.

Sandro Herrmann Colinas Ela foi equivocada em um primeiro momento. Precisa de uma análise mais profunda dos índices que foram elencados. Só colocar os três itens como base dos 10% de arrecadação foi estranho. Os municípios tem outras taxas. Por exemplo, Imigrante tem taxa de água própria. Tem municípios com 400 mil moradores que não possuem 10% da arrecadação com esses critérios.

Celso Kaplan Imigrante

FÁBIO KUHN fabiokuhn@jornalahora.inf.br

VALE DO TAQUARI

Mobilização dos chefes do Executivo ocorre no Senado, onde tramita o projeto

Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que prevê o fim de municípios com menos de 5 mil habitantes e arrecadação inferior a 10% mobiliza gestores municipais. A partir das 9h de hoje, 3, cerca de mil prefeitos devem estar no Senado Federal para debater e questionar pontos do projeto. A Associação de Municípios do Vale do Taquari (Amvat) será representada na Mobilização Municipalista por mandatários de Teutônia, Imigrante, Colinas, Boqueirão do Leão, Forquetinha, Ilópolis, Doutor Ricardo, Westfália e Pouso Novo. Para os prefeitos da região, é necessário um debate mais amplo sobre a PEC do Pacto Federativo. “Temos uma região onde mais de 20 municípios se enquadrariam na proposta. Precisamos de critérios mais aprofundados para fazer um debate qualificado”, opina o prefeito de Teutônia e presidente da Amvat, Jonatas Brönstrup. Outro questionamento dos

MUNICÍPIOS ATINGIDOS PELO PACTO FEDERATIVO

A

QUAL SUA VISÃO SOBRE A PROPOSTA?

CIDADE

POPULAÇÃO

Coqueiro Baixo Pouso Novo Canudos do Vale Vespasiano Correa Doutor Ricardo Sério Poço das Antas Relvado Travesseiro Forquetinha Colinas Capitão Westfalia Imigrante Nova Bréscia Dois Lajeados Putinga Marques de Souza Ilópolis Fazenda Vilanova Tabaí Muçum

1507 1668 1729 1835 1994 2000 2094 2101 2339 2424 2442 2750 2998 3116 3321 3394 3951 4024 4091 4455 4667 4948

chefes do Executivo é o uso de apenas três impostos (ISS, IPTU e ITBI) para compor a arrecadação municipal própria. Alegam que cidades possuem outras taxas que ampliam a renda, além de citar que mais de 80% dos

1.217 municípios no Brasil

226

municípios no Rio Grande do Sul

22

municípios no Vale do Taquari

municípios brasileiros estariam abaixo deste limite, mesmo tendo populações maiores. De acordo com a PEC do Pacto Federativo, municípios têm até o dia 30 de junho de 2023 para comprovar a sustentabilidade finan-

Essa PEC precisa ser amplamente discutida. Das informações que temos, ela é muito subjetiva. Somente o índice de 10% dos recursos próprios não mostra se o recurso está sendo bem ou mal gerido. Não condenando o governo, acho importante o debate, mas para os municípios que não são suficientes na gestão e aplicação dos recursos.

Jonatan Brönstrup Teutônia Nós somos contra ela, pois irá prejudicar muitos os municípios com menos de cinco mil habitantes. É voltar ao passado. Imagina uma comunidade do interior que tem prestação de serviços boas e vai voltar a pertencer a uma cidade maior. Daí vai vir a distância. Outra coisa, esses recursos que hoje vão para esses municípios, ainda serão repassados caso houver a junção?

Paulo Joel Ferreira Boqueirão do Leão

ceira. Quem não chegar ao limite será incorporado por outra cidade próxima. A proposta está em análise no Senado.

Questionamento nacional Organizadora do ato, a Confederação Nacional de Municípios (CNM) apresenta estudo sobre o impacto financeiro nos 1,2 mil cidades atingidas pela proposta – no

Rio Grande do Sul o número chega a 226 municípios. Em nota assinada pelo presidente Glademir Aroldi, a entidade classifica a PEC como um equívoco e defende que “não se pode mensurar a eficiência pelos indicadores apresentados na PEC”. Também questiona o que aconteceria com a população das regiões abrangidas pela PEC e reforçou a força do agronegócio nas pequenas cidades.


6

A HORA | Terça-feira, 3 de dezembro de 2019

Governo rechaça proposta da câmara para isenção de imposto

FILIPE FALEIRO

Governo municipal faz levantamento sobre casas construídas pela Cohab que ainda não estão regularizadas

Projeto de vereador sugere isenção do ITBI para proprietários de imóveis da extinta Cohab. Prefeito vetou texto e afirma que matéria é inconstitucional FILIPE FALEIRO filipe@jornalahora.inf.br

LAJEADO

P

roposta aprovada no Legislativo, apresentada pelo vereador Eduardo Ranzi (MDB), buscava autorizar o município a conceder isenção do Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) para

proprietários de residências financiadas pela extinta Companhia de Habilitação (Cohab). A medida visava beneficiar aqueles moradores na primeira transmissão de propriedade. O texto foi vetado pelo governo municipal. De acordo com o prefeito Marcelo Caumo, a matéria é contrária à Lei de Responsabilidade Social e pode ocasionar processo no Tribunal de Contas por renúncia de receita. Por outro lado, afirma ainda que o governo trabalha um formato de facilitar a regularização dos imóveis construídos pela Cohab. O modelo se assemelha ao que foi feito em março do ano passado, quando 27 famílias dos bairros Santo Antônio, Igrejinha, Conservas e Morro 25, receberam as escrituras dos imóveis.

Eles foram beneficiados pelo programa de regularização fundiária, que prevê a legalização de mais de 300 áreas até 2020. De posse das escrituras, beneficiários têm acesso a serviços e segurança jurídica para reformas e ampliações. O governo faz um levantamento de todas as famílias que podem ser beneficiadas pela política. Com essa listagem, diz Caumo, é possível formalizar os requisitos que não interfiram na Lei de Responsabilidade Fiscal.

Análise jurídica Pelo trâmite legal, o veto do prefeito retorna à câmara. Se não for considerado procedente, a decisão do gestor municipal vai para vota-

SAIBA MAIS Em 2015, o governo do Estado propôs alterações na legislação da extinta Cohab. Pela nova regra se criaram facilidades no reconhecimento da titularidade dos imóveis já quitados, concedendo a escritura pública definitiva ao atual morador que comprove, por meio de documentos e testemunhas, a ocupação do imóvel pelo período mínimo de cinco anos, como sendo moradia própria ou de sua família, e não ser proprietário de outro imóvel. Assim, os moradores que tinham “contratos de gaveta” e até então estavam impedidos em sua maioria de receber a escritura por falta de documentos, terão a facilidade de reconhecimento da titularidade, sem processo judicial de usucapião.

ção e a lei pode ser implementada. No entanto, o autor da proposta, Eduardo Ranzi, condiciona: “entendo a preocupação do prefeito. Vamos analisar os argumentos sobre o aspecto jurídico e continuar brigando para ajudar os moradores a regularizar seus imóveis.” De acordo com Ranzi, há imóveis já quitados e que continuam em nome da empresa extinta. “Há um custo elevado para essa transferência. A proposta que apresentei é muito semelhante ao que foi desenvolvido para moradores dos condomínios Novo Tempo”, diz o parlamentar. Sem a regularização da propriedade, os moradores não conseguem negociar o imóvel, nem mesmo buscar financiamentos para melhorias ou ampliações.

Tempo curto A análise do veto pode não ocorrer neste ano, admite Ranzi. Restam poucas sessões neste ano e com projetos importantes e com bastante conteúdo, como o Sistema Municipal de Cultura e o Plano Diretor.

Município apresenta investimentos em Saúde

DIVULGAÇÃO

Governo reinaugurou Posto de Saúde nesse sábado ARROIO DO MEIO

Mais de 1,8 mil testes, exames, avaliações e vacinas foram realizados na Feira Municipal de Saúde, na manhã do último sábado, 30, nas novas instalações do Posto de Saúde Central e quadra esportiva da Escola Estadual Guararapes. As equipes de saúde iniciaram os atendimentos às 7h, enquanto o prefeito Klaus Werner Schnack e equipe faziam a reinauguração da estrutura. Na ocasião, Schnack parabenizou a comunidade pelos 85 anos do município e salientou que a modernização realizada no prédio tem o objetivo de qualificar os atendimentos, proporcionando mais conforto, privacidade e bem-estar à comunidade. As principais alterações no Posto de Saúde Central são a nova farmácia construída na lateral do prédio, junto à área de embarque e desembarque, recepção com guichês identificados e sala de vacinas na entrada do prédio para facilitar o acesso. A ampliação é de quase 100m² e a parte interna foi modernizada, incluindo reforma com acessibilidade da parte térrea. O investimento é de cerca de R$ 260 mil, dos quais, R$ 210 mil foram provenientes de recursos federais intermediados pelo deputado federal Alceu Moreira, somados à contrapartida do município na aquisição de mobiliário e equipamentos.


7

A HORA | Terça-feira, 3 de dezembro de 2019

Após polêmica com Cpers, vereadora pede segurança ARQUIVO A HORA

Mariela Portz divulgou vídeo com críticas a professores grevistas na última semana. Publicação repercutiu na web e uma faixa foi estendida pedindo a saída da parlamentar MATEUS SOUZA mateus@jornalahora.inf.br

LAJEADO

E

m meio à maior greve do magistério gaúcho nos últimos anos, a sessão da câmara de vereadores de Lajeado de hoje promete ser polêmica. Crítica ferrenha da paralisação dos professores, Mariela Portz (PSDB) pediu à presidência que a segurança no plenário seja reforçada durante a reunião. A solicitação foi feita ontem e, até o fechamento desta edição, ainda não havia resposta. A vere-

Mariela diz ter recebido ameaças e xingamentos após publicação de vídeo

adora diz que o pedido de reforço é uma forma de prevenir possíveis tumultos, utilizando como exemplo a confusão ocorrida no Palácio Piratini na última semana. “Eu vou lá amanhã (hoje) para falar o que os grevistas não querem ouvir. Não sei o que pode acontecer. Acredito que não vá ocorrer nada, mas nunca se sabe. Então, isso é uma forma de prevenção. Hoje não tem segurança alguma na

câmara. Uma pessoa pode entrar lá com qualquer coisa. É uma falha que temos”, justifica Mariela. Na última quinta-feira, 27, Mariela divulgou um vídeo nas redes sociais onde critica a greve dos professores, direcionando ofensas ao Cpers. Palavras como “execrável”, “canalhas” e “sindicato incompetente” foram utilizadas pela vereadora para descrever o movimento. A postagem teve ampla reper-

cussão, com comentários e compartilhamentos em apoio e outros repreendendo o discurso da vereadora. “Recebi muitos xingamentos, ameaças. Quando publiquei o vídeo, já imaginava que iriam encher a minha timeline de comentários”, admite Mariela. As declarações causaram indignação em servidores. A ponto de uma faixa ser estendida contra a vereadora na sacada de um apartamento na rua Alberto Torres, em frente ao Ceat. A responsável é uma professora de 76 anos, aposentada desde 2007, que não quis ser identificada.

NOVA POSTAGEM

Ontem, após ter conhecimento da faixa, Mariela fez uma nova postagem nas redes sociais. No texto, ela diz que “ameaças só atingem os fracos, os inertes e os irresponsáveis” e garante que irá manter sua posição. “Eu quero um futuro digno para todos os gaúchos”, afirma, defendendo o pacote de reformas apresentadas pelo governador Eduardo Leite.

“Não entende nada de educação” Diretor do 8º Núcleo do Cpers, Gerson Johann vê a postagem de Mariela como algo de uma pessoa que “não entende nada de educação”. Para o sindicalista, foi uma forma da vereadora tentar chamar a atenção para si mesma. “Não precisamos responder sobre isso (o vídeo). A própria postagem é o cartão de visitas dela”, salienta.

Após cartaz “Fora, Mariela”, a vereadora se defendeu nas redes

É esperada a presença de professores e alunos na sessão de hoje. Johann, entretanto, estará em outra atividade do magistério, no município de Pelotas.


8

A HORA | Terça-feira, 3 de dezembro de 2019

Bancos oferecem condições especiais em semana para negociar dívidas Economista dá dicas para saber se negociação é vantajosa ou não

DIVULGAÇÃO

as condições. Inclusive, a própria legislação diz que o credor deve orientar o devedor, deve ajudar para que ele não se submeta a algum compromisso que não se dá conta que não pode liquidar”. “Tem que ser muito transparente. Não só ficar claro porque está escrito, mas porque foi informado ao devedor e se tentou fazer com que ele entenda no que está se metendo. A legislação exige isso”, acrescenta.

FELIPE KROTH felipekroth@jornalahora.inf.br

PAÍS

O

s principais bancos do país participam da Semana de Negociação e Orientação Financeira, que segue até sexta-feira, 6. A ação é promovida pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban). Segundo a entidade, Banco do Brasil, Banrisul, Bradesco, Caixa Econômica Federal, Itaú e Santander se comprometem a oferecer condições especiais para negociar dívidas dos consumidores. Nas capitais e em algumas grandes cidades do país, cerca de 450 agências têm atendimento diferenciado, com horário estendido, exclusivamente para negociação, e atividades de educação financeira. No interior isto não acontece, mas os bancos confirmam que as negociações têm condições diferenciadas. Nesta segunda-feira, algumas

um crédito direto ao consumidor ou mesmo um consignado, ele terá uma taxa muito menor, terá um compromisso financeiro de menor monta e isso é altamente preferível”, explica. Para o economista, quando a pessoa precisa de recurso – mesmo que seja uma compra à prazo em uma loja – ela deve se informar sobre as taxas e fazer a escolha pela menor.

Educação financeira

Evite dívidas Consumidor tem que saber a taxa que vai pagar e o valor total da dívida

agências de Lajeado já confirmaram a procura de clientes pela revisão de dívidas.

Atenção aos valores O consumidor tem de ter atenção ao negociar, para evitar fazer um acordo que aumente seu débito ou volte a dificultar sua saúde financeira no futuro. O economista e professor universitário Eloni Salvi explica que o ideal, ao renegociar, é que o valor total do débito diminua. “A pessoa tem que fazer o cálculo: quanto eu

devia e quanto eu vou passar a dever”, destaca. “Também é importante que as parcelas ou os valores a pagar caibam no orçamento, porque, se não, não adianta, vai renegociar e vai voltar a ficar inadimplente”, acrescenta. De acordo com Salvi, a legislação exige que a negociação seja completamente transparente, que as instituições repassem ao cliente todas essas informações. “Hoje o credor tem que deixar muito claros os dados, os valores,

O professor Salvi também dá dicas para evitar se endividar. “Eu sempre digo que financiamentos, dívidas, só devem ser feitos para atividades adicionais, para que ela possa aumentar o seu ganho. A gente deve evitar contrair dívidas simplesmente para consumo”. Outra dica do economista é que o crédito mais fácil de conseguir é sempre o mais caro. “Esses créditos pré-aprovados, como cheque especial e cartão de crédito, normalmente têm as maiores taxas. Se a pessoa tiver uma dificuldade, ela pode fazer

A semana de negociação é a primeira medida fruto de um acordo assinado entre a Febraban e o Banco Central, com foco na educação financeira da população. “Superendividamento não interessa a ninguém, nem ao consumidor, nem ao Estado, nem aos bancos”, destacou o diretor de autorregulação da entidade, Amaury Oliva. A federação também vai criar uma plataforma online, com conteúdos de educação financeira, que deve estar no ar em 2021. Outra ação prevista é a promoção de um concurso nacional para incentivar ações sobre o tema.

Estimativa de inflação volta a subir DIVULGAÇÃO

PAÍS

A projeção do Banco Central (BC) para a inflação deste ano está em 3,52%. Na semana passada era de 3,46%. É a quarta semana seguida com elevação da estimativa. O BC calcula a expectativa de variação do IPCA – índice que mede a inflação oficial – a partir de consultas a instituições financeiras, e a divulga semanalmente, no Boletim Focus. A instituição também projeta a inflação para 2020. Esta se mantém há cinco semanas em 3,6%. As previsões tanto para este ano quanto para os três próximos estão abaixo do centro da meta que o Banco Central deve seguir para o IPCA. A meta deste ano é 4,25% e a do ano que vem é de 4%, com tolerância de 1,5 ponto percentual para mais ou para menos.

Poupança rende abaixo da inflação Uma das medidas do Banco Central para controlar a inflação é a taxa básica de juros do país, a Selic. O comitê que define esta taxa se reúne no dia 10 deste mês e a expectativa é que volte a revisar o

Estimativa de inflação volta a subir e chega a 3,5%

indicador para baixo. A Selic deve encerrar 2019 em 4,5%. A taxa básica de juros é referência para os rendimentos da poupança. A caderneta rende 70% da Selic, mais a taxa referencial (TR) – que hoje está zerada. Atualmente, o rendimento está em 3,5% ao ano, mas deve cair para 3,15%, com a nova redução da Selic, em dezembro. Com a poupança rendendo 3,15% e a inflação em 3,5%, o dinheiro aplicado na caderneta perde capacidade de compra, se des-

valoriza ao longo do tempo.

PIB O Boletim Focus também traz outras projeções. Uma delas é a expectativa de expansão do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil. O PIB é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país e é o melhor medidor do desempenho da economia. As instituições consultadas pelo BC esperam elevação de 0,99% neste ano. Para 2020 a expectativa é de crescimento de 2,2%.


9

A HORA | Terça-feira, 3 de dezembro de 2019

CIC desenvolve projeto de valorização do associativismo DIVULGAÇÃO

Qualificação e formação

Diretor executivo do Centro de Empreendimentos Inovadores da Certi, sediada em Florianópolis, Leandro Carioni abordará o tema

VALE DO TAQUARI

O

associativismo teve origem no espírito humano de congregação, na vontade do homem de ser solidário e de poder, ao mesmo tempo, pertencer a uma organização que sirva de intermediária entre o indivíduo e a sociedade. Baseado nesses preceitos, a CIC Teutônia dá a largada a uma nova “onda de associativismo” no município, intitulada de “Somos CIC Teutônia”. A proposta leva em consideração o que prevê o Planejamento Estratégico da entidade e é uma ação da Diretoria Executiva da CIC, capitaneada pela vice-tesoureira Tânia Schardong, com a missão de promover a cultura associativa. O lançamento do programa ocorreu no domingo, 1º de de-

zembro, data do 20º aniversário de fundação da CIC Teutônia. Um momento simbólico foi organizado em frente à sede da entidade. Na oportunidade a CIC inaugurou sua decoração natalina, estímulo para que os associados e a comunidade também deem a sua contribuição para embelezar a cidade. “Além das luzes, contamos com diferentes Papais e Mamães Noel, segurando um bolo simbólico pelos 20 anos da CIC e outros retratando os ramos que representamos: indústria, comércio e serviços”, destaca a secretária-executiva da entidade, Carina Schulte Bolfe. A decoração natalina da CIC foi proposta pela presidente Mariza Wolf, que mobilizou artesãs para a confecção manual da família Noel. Essas mulheres voluntárias reuniram-se semanalmente, sempre nas noites de quinta-feira, desde o mês de setembro.

O Programa de Educação Continuada Associativista é uma proposta diferenciada diretamente relacionada aos princípios do aperfeiçoamento contínuo e investimento em educação, bem como com a disseminação do associativismo no município. O projeto de formação ainda está sendo elaborado e prevê, inicialmente, duas horas de qualificação, n esse momento direcionado especificamente aos integrantes da nova diretoria, a ser eleita e empossada em março de 2020, e à equipe administrativa. O quadro social será envolvido em ações de apresentação da nova Cartilha do Associado da CIC, atividades de integração semestral em happy hour colaborativo, participação em vídeos especiais e visitas da diretoria, entre outras. Ainda estão programadas ações para novos integrantes em comitês temporários e de envolvimento da comunidade, com a disponibilização de conteúdo específico sobre associativismo.

Adriano Froner integra congresso internacional de ortodontia DIVULGAÇÃO

LAJEADO O cirurgião dentista Adriano Froner foi um dos integrantes da grade científica do 12º Congresso Internacional da Associação Brasileira de Ortodontia e Ortopedia Facial (ABOR). Realizado no Rio de Janeiro, evento congregou especialista em ortodontia, estudantes e profissionais do Brasil e de países das Américas e abordou os mais recentes materiais, técnicas e inovações no setor. Froner apresentou trabalho com o título “Aplicabilidade dos propulsores mandibulares fixos nas maloclusões de classes I, II e III.” Ele apresentou casos clínicos nos quais foi utilizado o protocolo de tratamento com o

Evento realizado no Rio de Janeiro reuniu profissionais, estudantes das Américas

aparelho propulsor mandibular fixo para auxiliar na correção, como também seus efeitos clínicos e cefalométricos, além de recursos para aumentar o controle sobre a mecânica ortodôntica. Especialista em Ortodontia pela

UFRGS, o cirurgião é diplomado pelo Board Brasileiro de Ortodontia e Ortopedia Facial (BBO). Para obter o diploma, passou por rigorosa banca examinadora para avaliar a competência clínica na especialidade.

Planejamento Tributário: Uma ferramenta estratégica

O

sistema tributário brasileiro é demasiadamente caro e burocrático, muitos empresários vivem em luta constante em sua gestão na tentativa de diminuir a carga tributária da empresa. Mas, para minimizar qualquer discrepância ou erro com relação a tributação escolhida para o ano corrente, a legislação tributária prevê possibilidade da mudança da sua tributação para a mais benéfica. No final de cada ano é necessário que os empresários tenham especial atenção para decidir qual regime tributário deve prevalecer para o próximo ano. Portanto é o momento de procurar seus contadores para que esses façam as simulações necessárias para tomada de decisão quanto a melhor tributação para o ano que se inicia. Essas simulações, também conhecidas como planejamento tributário, são essenciais para a empresa. É a ferramenta que vai dar um norte para o empresário para a definição do regime tributário para o ano de 2020. A opção para tributação é feita anualmente. Neste momento os empresários fazem a opção pelo regime que é mais benéfica: “Lucro Real, Lucro Presumido ou Simples Nacional”. Importante ressaltar que a legislação não permite mudanças no mesmo exercício. A troca do Regime Tributário é feito no mês de janeiro de cada ano, sendo de caráter irretratável. A elaboração do Planejamento Tributário dá ao empresário visão de qual tributação é mais vantajosa, oferecendo oportunidade para as empresas reduzirem os custos

Autor: Elvira de Carvalho

Advogada e Consultora tributária

tributários, ganhando assim um pouco mais de fôlego e aumentando a sua competitividade no mercado. Os planejamentos tributários devem ser feitos sempre com base nos preceitos da elisão fiscal, que é o ato de possibilitar uma menor carga tributária para a empresa através de atos lícitos baseadas na legislação. A maior parte das empresas pequenas optam pelo Simples Nacional, mas esse nem sempre é a melhor opção. É necessário analisar todos os regimes e fazer simulações, pois dependendo da atividade que desenvolve, o Lucro Presumido ou mesmo o Lucro Real poderão ser mais vantajosos. Quesitos como faturamento, despesas da operação, volume de estoque, volume de prestação de serviço, patrimônio da empresa e projeção de faturamento para o próximo exercício, contribuirão para verificar se o enquadramento no regime de tributação deve ser alterado. Muitas empresas prestadoras de serviços são mais beneficiadas pelo Lucro Presumido que pelo Simples Nacional. O MEI, por sua vez, só pode adotar o Simples Nacional como Regime Tributário. Nosso país oferece três opções para a escolha do Regime Tributário: Lucro Real, Lucro Presumido e Lucro Simples. A variação dos tributos entre esses regimes é muito grande, o que reforça a necessidade de um eficiente planejamento tributário, tornando possível optar pelo regime mais adequado para sua empresa.


10

A HORA | Terça-feira, 3 de dezembro de 2019

Fundef troca de endereço e une serviços FOTOS FILIPE FALEIRO

No primeiro dia de atendimento na nova sede, funcionários e pacientes elogiam complexo ambulatorial. Direção acredita que a mudança será um testes para o funcionamento do hospital próprio da fundação FILIPE FALEIRO

Inauguração oficial do ambulatório da Fundef será na próxima terça-feira

filipe@jornalahora.inf.br

VALE DO TAQUARI

“E

u entrei aqui e não consegui parar de sorrir. Está muito lindo.” Com essa reação, a enfermeira Elizane Weizenmann descreve os primeiros momentos no novo ambulatório da Fundação para Reabilitação das Deformidades Crânio-Faciais (Fundef). Atuando na instituição faz 15 anos, ela é a coordenadora assistencial. “Para nós que trabalhamos no dia a dia, atendendo pacientes de diversos locais, a estrutura anterior era muito limitada. Agora fica mais fácil. Nosso sentimento é só de coisas boas. Precisávamos disso para fazer a Fundef crescer”, comemora. O atendimento no novo endere-

Angelina traz o filho Mateus, 10, para atendimento na fundação desde quando o menino tinha três meses.

De Alvorada, Ruth e o neto Cauê. Para ela, o ambiente é uma conquista para pacientes e equipe da Fundef

ço, na Av. Benjamin Constant, nº 1210, nas proximidades do Posto Faleiro, começou ontem e unificou as unidades da área das fissuras lábio palatinas com a reabilitação auditiva. Com a troca de endereço, a instituição terá 457 metros quadrados, com salas para atendimentos de médicos, dentistas, fonoaudiólogos, psicólogos e assistentes sociais. O imóvel foi reformado com dinheiro da captação de re-

cursos de dedução fiscal, a partir do Imposto de Renda. Para a gerente da fundação, Dorli Diehl, a localização central, com todos os serviços no mesmo local, representa comodidade para os pacientes. “Recebemos pessoas de diversas regiões do estado. Encaixamos os horários para que sejam atendidas no mesmo dia em diferentes especialidades”, realça. A Fundef tem mais de 10 mil pa-

SERVIÇOS A FUNDEF é uma instituição beneficente que busca a reabilitação de pessoas com fissuras labiopalatais e deficiência auditiva. Os atendimentos começaram em 1991, por iniciativa do médico Wilson Dewes e por uma equipe de profissionais voluntários. A instituição tem duas áreas de atendimento:

Pacientes com fissura labiopalatal

Deficiência auditiva

cientes cadastrados. Com 28 anos de atuação, a entidade garante serviços de saúde via Sistema Único de Saúde. Conforme a gerente, 97% dos atendidos são encaminhados pela rede pública de atendimento. A cerimônia de inauguração do ambulatório da Fundef será na próxima terça-feira, dia 10, às 19h.

Hoje são

• São quatro tipos de malformações de pessoas que nascem com o lábio e/ou o céu da boca aberto; • As causas ainda são desconhecidas. Ocorrem por uma combinação de predisposição genética com fatores ambientais na formação do feto;

Gratidão O primeiro dia no novo endereço foi movimentado. À tarde, a sala de espera estava lotada. Entre os que aguardavam atendimento estava Ruth Amaral, de Alvorada. Ela trouxe o neto, Cauê, 7 anos. Desde os três meses de vida o menino é atendido pela fundação. Nasceu com a fenda palatal e o lábio leporino. Passou por três cirurgias. “Hoje nem dá para perceber. Sem palavras para agradecer tudo o que fizeram por nós. Ele não tem dificuldade na fala e na alimentação. Tudo graças a Fundef.” As novas instalações surpreenderam a avó. “Está lindo. É um presentão, tanto para nós, pacientes, quanto para a equipe.” De Victor Graeff, Angelina Pires traz o filho Mateus para a Fundef. Começou a ser atendido quando tinha três meses. Hoje com dez anos, fez todo o tratamento e as cirurgias

• Atende pacientes com problemas auditivos em diversas fases da vida; • O serviço é destinado para pacientes de três coordenadorias de saúde, juntas somam mais de 50 cidades que tem a FundeF Lajeado como referência. São mais de oito mil pacientes cadastrados;

34

funcionários;

16

voluntários

(maioria são médicos cirurgiões) e

5

prestadores de serviços; São mais de

dez mil

pacientes cadastrados;

97%

são atendidos pelo SUS pela atuação da entidade. O filho dela passou por duas cirurgias com o doutor Alain Viegas Detobel, atual diretor presidente da instituição. “A Fundef é uma família que atende a todos. Só tenho de agradecer a esse atendimento de primeira”, emociona-se.


11

A HORA | Terça-feira, 3 de dezembro de 2019

Quatro professores do Vale são finalistas em concurso estadual DIVULGAÇÃO

“O objetivo é fazer uma atividade saudável, artística, para estes alunos, no turno oposto. A gente trabalha nas aulas atividades diversas para desenvolver os alunos de forma física, cognitiva e social”, explica Patrícia. Segundo a professora, o projeto também traz benefícios para a autoestima dos estudantes. O projeto premiado nesta categoria é escolhido através de votação popular, no site oteliodrebes. com.br.

Iniciativas de Lajeado, Teutônia e Mato Leitão concorrem a prêmios do projeto “Fala, Professor” FELIPE KROTH felipekroth@jornalahora.inf.br

VALE DO TAQUARI

O

corre no dia 12 deste mês a premiação do “Fala, Professor”. Foram 1.360 trabalhos inscritos, de mais de 100 cidades, dentre os quais foram selecionados 12 finalistas, em quatro categorias. A região tem dois finalistas na categoria Educação Infantil: “Uma Viagem ao Mundo da Imaginação”, da professora Linéia Bastos Ribeiro, da EMEI Doce Infância, de Lajeado; e “As Surpresas Dos Buracos – Vida e Potência das Minhocas”, da professora Chalimar da Rosa, da escola Vó Olga de Mato Leitão. Na categoria Ensino Fundamental Anos Finais foi classificado o projeto “Sala de Aula ao Ar Livre”, do professor Evandro Biondo, da Escola Leopoldo Klepker de Teutônia. Também é finalista do concurso o projeto “Dança na Fok: Educando Através da Música e do Movimento”, que a professora Patricia Lauxen Loeblein desenvolve na escola Francisco Oscar Karnal (FOK), de Lajeado. Os professores premiados vão receber R$ 5 mil. As escolas recebem R$ 10 mil, para investimen-

Professor Evandro deu aula às margens do Arroio Boa Vista

tos. O prêmio “Fala, Professor” é promovido pelo empresário gaúcho Otélio Drebes, fundador da rede de lojas Lebes.

Cartas e literatura O trabalho “Uma Viagem ao Mundo da Imaginação”, da professora Linéia, de Lajeado, busca despertar o interesse por literatura em crianças com 3 e 4 anos. O projeto foi norteado pelo livro “O carteiro chegou”, do autor Allan Ahlberg, no qual personagens de histórias infantis enviam cartas uns para os outros. “Nós queríamos englobar mais histórias e trabalhar de maneira divertida. Então uma colega sugeriu este livro. A gente trabalhou tanto as histórias quanto a função do carteiro”, explicou a professora.

Saúde e autoestima Outro projeto finalista, o desenvolvido na FOK pela professora de Educação Física Patricia envolve estudantes de 3º a 9º ano do Ensi-

Inscrições do PENSE são prorrogadas O Grupo A Hora também promove uma premiação a projetos educacionais. É o Programa Ensino e Educação (PENSE), cujas inscrições estão abertas. O período encerraria no fim de novembro, mas foi estendido até 20 de dezembro. O concurso distribui quase R$ 150 mil em prêmios, entre dinheiro, cursos e viagens. São selecionadas redações de estudantes e projetos desenvolvidos por escolas e professores.

Mais informações e inscrições podem ser obtidas no site do jornal, através do link do programa, localizado no canto superior direito da página. O PENSE tem o apoio da Amvat, da 3ª CRE, da cooperativa de crédito Sicoob, do Instituto Dale Carnegie, do Centro Regional de Oncologia (CRON) e da Univates.

no Fundamental, que participam de aulas de dança no turno oposto, uma vez por semana. São entre 30 e 60 participantes. O projeto é desenvolvido há cinco anos.

Em Teutônia Na escola Leopoldo Klepker, em Teutônia, o professor Evandro Biondo conscientizou os alunos de Ciências sobre a importância da água. Os estudantes tiveram de fazer levantamentos sobre o con-

Entre os destaques, está o projeto de dança da Francisco Oscar Karnal (Lajeado)

sumo e o desperdício de água em suas casas, refletiram e debateram com os pais sobre o tema. Além disso, eles tiveram uma aula à beira do Arroio Boa Vista. “A temática da água é bem importante e eu queria passar isso para eles não só do jeito tradicional, mas na prática”, explicou Biondo.


12

A HORA | Terça-feira, 3 de dezembro de 2019

Arroio do Meio conhece nova corte no aniversário de 85 anos DIVULGAÇÃO

Bárbara Kunst, Júlia Ströher e Aline Duarte foram coroadas rainha e princesas nesse domingo FÁBIO KUHN fabiokuhn@jornalahora.inf.br

ARROIO DO MEIO

O

concurso para escolha das novas soberanas do município reuniu 15 candidatas no desfile desse domingo, 1º. Em uma noite de emoção, Bárbara Juchem Kunst, 21, Júlia Nilsson Ströher, 20, e Aline Jung Duarte, 22, foram coroadas como rainha e princesas de Arroio do Meio. A Praça Flores da Cunha e Rua de Eventos lotaram durante o desfile das candidatas. Programação alusiva aos 85 anos

Soberanas 2017/2019 entregaram faixas e coroas para nova corte dos 85 anos

do município contou ainda com show do tradicionalista João

Luiz Corrêa e apresentações de talentos locais como João e

Adriana. Prefeito Klaus Werner Schnack

agradeceu e parabenizou a comunidade pelo aniversário celebrado em 28 de novembro. “Trabalhamos juntos de mãos dadas com a comunidade, transformando nossa querida Arroio do Meio num lugar cada vez melhor para se viver”, afirmou. O evento marcou a despedida das então soberanas Camila Kramer, Christie Hilgert e Bianca Santos Barbosa, que fizeram o desfile de despedida. Atividade foi promovido e organizado pela administração municipal, Na oportunidade, também foi apresentada a decoração natalina que permanecerá Próximas atividades previstas pelo governo são do Natal em Família, programado até o dia 22, quando ocorre o Natal no Centro, com atrações especiais ao longo da rua Dr. João Carlos Machado, incluindo Desfile da Primeira Infância e demais novidades a serem anunciadas.

Todos os “Toms” em um único show no Teatro Univates

DIVULGAÇÃO

LAJEADO

No próximo sábado, 7, às 21h, Tom Cavalcante traz ao palco do Teatro Univates uma apresentação recheada de comédia. O show tem quase duas horas de duração e mais de uma dezena de personagens marcantes da carreira de um dos maiores humoristas da televisão brasileira. Cavalcante iniciou sua carreira na infância, aos 11 anos de idade, ao lado dos irmãos – com muito talento. Demonstrou sua veia artística por meio da comédia, e se divertia imitando animais e perso-

nalidades importantes da época. Aos 14 anos, o artista levava ao riso centenas de pessoas que passavam diariamente pelas casas de shows, bares e barracas de praia que ficavam em Fortaleza.

Estrelato Sua estreia em cadeia nacional ocorreu em 12 de outubro de 1992, no Rio de Janeiro. Foi na TV Globo, quando, a convite e comando do próprio mestre do humor nacional, Chico Anysio, Cavalcante interpretou o atrapalhado pinguço João Canabrava no humorístico Escolinha do

Professor Raimundo. O interesse do público pelo personagem foi imediato, elevando a audiência do programa televisivo. Anysio foi o responsável por revelar o artista ao Brasil. Tempos mais tarde Tom foi convidado pela direção do programa “Sai de Baixo” a interpretar um de seus personagens mais marcantes, o porteiro Ribamar. Na ocasião o humorista esteve ao lado de grandes estrelas consagradas do teatro e do cinema nacional, como Luiz Gustavo, Aracy Balabanian, Cláudia Jimenez e Miguel Falabella.

Com mais de 40 anos de carreira, humorista se apresenta sábado em Lajeado

Personagens

São mais de 40 anos de carreira dedicados à televisão, ao cinema e ao teatro. A lista de personagens é vasta e já se somam mais de duas centenas de figuras caricatas criadas por Cavalcante. Sempre mesclando ironia e bom humor, Tom apresenta personagens como Ana Maria Bella, Arilene, Pitbicha, João Canabrava, Tomberto Carlos, Tomdovil, entre outros tantos que estarão presentes no Teatro Univates.

Ingressos

Os ingressos variam de R$ 30 a R$ 80 e podem ser adquiridos na bilheteria do Teatro Univates ou on-line em www.blueticket. com.br. Em caso de dúvidas sobre a apresentação, contate o Teatro Univates pelo telefone (51) 3714-7000, ramal 5949, ou pelo e-mail bilheteria@univates.br. A atração é promovida pela Los Gringos Produtora de Humor.


13

A HORA | Terça-feira, 3 de dezembro de 2019

Expofeira estimula negócios e oferece atrações culturais MIZAEL KOTZ/DIVULGAÇÃO

Mais de 90 expositores colocaram em vitrine produtos e serviços FELIPE NEITZKE regional@jornalahora.inf.br

PROGRESSO

A

programação cultural se destacou na 3ª Expofeira. No primeiro dia teve apresentações do 2º Festival de Humor, show com Mulita e Banda Expresso. O complexo Grêmio Gaúcho recebeu também Musical Tri Animação, Banda Barbarella, Joca Martins e Tchê Chaleira. Conforme Diogo Batista, presidente da Associação Expofeira de Progresso, os números oficiais serão apresentados durante a semana. “Nossa expectativa era de reunir cerca de 20 mil pessoas nos três dias de evento”, ressalta. Sobre o volume de negócios, cita o exemplo da cooperativa de crédito Sicredi. “A equipe protocolou R$ 1,7 milhão em negócios. São

Banda Barbarella lotou espaço cultural da 3ª feira de Progresso

investimentos no setor primário e de desenvolvimento da economia no município”, aponta Batista. A Expofeira reuniu mais de 90 expositores. Marcaram presença empresas de calçados, confecção, serviços de saúde, acessórios, artesanato, decoração, móveis, colchões, cortinas, estofados, escritório contábil, seguros, construção civil, madeireira, instituições financeira, máquinas e equipamentos agrícolas. “Foi uma grande festa familiar. Valorizamos os negócios daqui”, enfatiza o presidente da feira.

Bons negócios

A avaliação de expositores é positiva. Adriana Araujo atua na confecção de moda casa e bebê. Com fábrica/loja em Boqueirão do Leão, possui filial em Progresso. Entre os itens mais vendidos, cita roupa infantil e decoração natalina. “A economia mudou, teve pico bom de público e as vendas ficaram dentro do esperado”, comenta. Conforme Araujo, o público focou em marcas com presença local. “Conversei com outros expositores e o pessoal com algum vínculo com Progresso estava satisfeito. Quem veio de fora,

parece não ter obtido um bom resultado”, ressalta Adriana. Além das vendas durante o evento, a empresária ressalta as oportunidades criadas. “A feira possibilitou novos contatos, convertendo em futuras vendas. Apresentar as novidades sempre é bom para despertar o interesse do público”, reitera. Como sugestão para uma próxima edição, Adriana diz que faltou atrações para a terceira idade. “É um público que consome, certamente alguma atração voltada a eles teria movimentado ainda mais o parque de exposição”, acrescenta.

Na Praça de Alimentação a venda de chopp superou a expectativa. Conforme Teandro Schuch, dono de distribuidora de bebidas, foram comercializados cerca de 4 mil litros de chopp.

Festival de Humor Dez humoristas se apresentaram durante o 2º Festiva de Progresso com Humor. O evento na sexta-feira e no sábado reuniu a comunidade no espaço cultural da Expofeira. A segunda edição do concurso teve talentos de várias partes do país. O vencedor, Juan Angel D’Angelo de Araujo, de São Paulo/SP, apresentou stand-up Magic. Além do troféu, recebeu R$ 2 mil como prêmio. Erick Clepton de Oliveira, de Porto Alegre/RS ficou em segundo lugar e com o prêmio de R$ 1,5 mil. Matheus Breyer, de Sapiranga/RS é o terceiro colocado, faturando R$ 1 mil.


A HORA | Terça-feira, 3 de dezembro de 2019

14

Horóscopo ÁRIES: Dia intenso no trabalho. Poderá pensar novos projetos e fazer novos contatos. Emocionalmente, talvez esteja mexido(a), mas tente retomar o controle. Poderá conhecer alguém com uma visão realista da vida. Cor: branco. TOURO: Se seus projetos não estão andando como esperado, esse é o momento para ajustá-los. Ouça o que seu coração diz. Disposição para fazer exercícios físicos. Pode rolar uma paquera com alguém de longe. Cor: prata. GÊMEOS: Criatividade em alta, aproveite! Caso surjam problemas, conseguirá resolver. Boa disposição para iniciar dietas e fazer exercícios. Se tem um amor, entenderão e resolverão suas diferenças tranquilamente. Cor: dourado. CÂNCER: Os astros favorecem que sua atenção esteja mesmo nos assuntos de fim de ano, provas e estudos, festas ou férias. No meio disso tudo poderá tomar a iniciativa e convidar seu(ua) pretendente para sair. Cor: verde. LEÃO: Momento para quem quer mudar de ramo ou rotina. Bom astral para quitar dívidas, reformar a casa ou buscar nova fonte de renda. A relação deve estar passando por um momento calmo e prazeroso. Cor: rosa-escuro. VIRGEM: Dia favorável para fazer parcerias, atender clientes e fechar acordos. A bondade te trará crescimento. Pratique exercícios nos momentos do dia que puder. Aquela paquera despojada pode virar namoro. PCor: verde LIBRA: O dia pede mais recolhimento e reflexão. Olhe para si e poderá encontrar as respostas para suas dúvidas. Nas finanças, veja onde pode poupar. A paquera pode rolar enquanto faz uma atividade de rotina. Cor: rosa-claro. ESCORPIÃO: Se tem um jeito recatado, Marte vai te ajudar a se expressar melhor. Invista em ideias prósperas, busque parcerias e faça cursos. Mudanças positivas a dois, o período será de romance e confiança. Cor: verde-escuro. SAGITÁRIO: Gastos imprevistos e apetite estarão acentuados. Bom momento para quem trabalha com assuntos sigilosos ou em ambientes isolados. Casados(as) contarão com muita sintonia, se entendendo apenas pelo olhar. Cor: vinho. CAPRICÓRNIO: Sua disposição para o trabalho está à toda, e pretende chegar ao final do ano zerando as pendências. A mente está ágil e consegue ver onde precisa melhorar. Poderá conhecer uma paixão em momento de lazer. . Cor: amarelo. AQUÁRIO: Autônomos e profissionais liberais poderão ter um bom desempenho, principalmente em novos projetos. Evite empréstimos a amigos. Que tal uma visita ao médico? Talvez um(a) admirador(a) anônimo(a) se revele. Cor: lilás. PEIXES: Sua mente vai viajar enquanto as tarefas esperam ser feitas. Aproveite essa energia para curtir eventos sociais e participar de atividades em grupo. Durante essas saídas poderá conhecer alguém interessante. Cor: azul-escuro.

ligue os pontos e pinte o desenho


15

A HORA | Terça-feira, 3 de dezembro de 2019

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS Cruzadas

Resumo das novelas

www.coquetel.com.br © Revistas COQUETEL www.coquetel.com.br / © Revistas COQUETEL

Amor de Mãe

Thelma afirma a Vitória que não venderá seu restaurante

É chamado Trâmite da pessoa que deseja perfilhar uma criança órfã de display na câme- Fileira; (?) de ferro: ra digital renque a ferrugem

Criminoso como o vivido pelo ator Wagner Moura em um seriado de TV

Sua criação e seu gerenciamento são fomentados, no Brasil, pelo Sebrae Dedo entre o polegar e o médio Parte flutuante do porto de Manaus

Matéria do biodigestor Capital do MS

Pavilhão do Parque do Ibirapuera

Órgão da cascavel Moeda da UE

Recursos Peça da parca para a cabeça

Busca Deusa grega da aurora (Mit.)

Jogo infantil com bolinhas de vidro

Leito Instituto Militar de Engenharia

Malba Tahan, escritor brasileiro

Santo (abrev.) Eliminar; extinguir

Excelente

Magno conta sobre o acidente com Genilson, e Wesley afirma que investigará o caso. Thelma afirma a Vitória que não venderá seu restaurante. Lurdes anuncia aos filhos que Domênico está vivo. Davi apoia Vitória, que teme perder seu bebê novamente. Danilo garan-

te a Thelma que não voltará a trabalhar para a mãe. Estela pressiona Raul, que despista a moça. Lídia confirma a Estela que Raul está apaixonado por Érica. Davi conta sua história de vida para Vitória. Raul e Érica ficam juntos. Samuel repreende Marina. Estela procura Raul.

Trilho, em inglês Nome da letra F Produz ruído

Escritor português ganhador do Prêmio Nobel de Literatura em 1998

Tabaco em pó inalável

Pedra preciosa Hiato de "piegas" Ilha à entrada da laguna de Veneza

Malhação

BANCO

Carregado de maus presságios 57

Tabaco em pó inalável

Solução

Ilha à entrada da laguna de Veneza

Trilho, em inglês

(?) Butterfield, jovem ator britânico

Santo (abrev.) Eliminar; extinguir

Órgão da cascavel Moeda da UE

Carregado de maus presságios

Matéria do biodigestor Capital do MS

Flexão verbal

Pedra preciosa Hiato de "piegas"

Agente secreta

Nome da letra F Produz ruído

Recursos Peça da parca para a cabeça

,

-

o

,

a

s r o

e

o

s

Tornada mais saudável

Leito Instituto Militar de Engenharia

Pavilhão do Parque do Ibirapuera

e

' ,

e

8 6

ACUMULOU!

, 0 (

01 03 04 05 07 08 12 13 14 15 16 17 20 21 24

, (

Criminoso como o vivido pelo ator Wagner Moura em um seriado de TV

9 3 , & $ ' 2 5 6 / , ; 2 2 $ , & * ' ( 5 8 ( , 2 6 & 8 = 6 $ 0 5 2 6 2 $ 2 8 ' 5 3 ( $ 6 ) , 5 $ 2 / , '2 $ $ 0 d 6 3 , ® $ 7 5 2 & $ 0 3 2 * 5 $ 1 ' (

ACUMULOU!

( 5

Concurso nº 1897 - 29/11/19

23-26-51-52-53-58

0 , 1 & $ 5 5 5 3 2 & ( 2 0 7 3 5 6$ 5 $ ( ) 6 , 1 $ & 6 $1 7 % (

Loterias

Concurso nº 2212 - 30/11/19

' ,

afastamento de Marcos. Nana confessa a Gisele que ama Mário e decidiu se separar de Diogo. Isadora/Marcela Klein propõe a Nana e Diogo que o casal passe um fim de semana juntos. Pablo avisa a Mário que o filho de Nana é dele.

8 6

Alberto desconversa. Mário, William e Pablo se reencontram na ilha Boka Loka. Mauri avisa a Nana e Marcos que o quadro de Alberto é grave. Alberto tem uma visão com Eric. Sofia pede a Marcos para deixar Paloma ficar com Alberto. Paloma fica intrigada com o

, 0 (

, (

9 3 , & $ ' 2 5 6 / , ; 2 2 $ , & * ' ( 5 8 ( , 2 6 & 8 = 6 $ 0 5 2 6 2 $ 2 8 ' 5 3 ( $ 6 ) , 5 $ 2 / , '2 $ $ 0 d 6 3 , ® $ 7 5 2 & $ 0 3 2 * 5 $ 1 ' (

Jogo infantil com bolinhas de vidro

Solução

não deixa Carlos acompanhá-la até sua casa. Almeida se entristece quando Assad avisa que a loja precisa de outro vendedor. Soraia culpa Karine por não conseguir se aproximar de Julinho. Alaor tenta animar Marion. João prende Inês em seu quarto. Olga se desespera ao ver Justina com Zequinha no colo.

Bom Sucesso

u o -

57

( 5

Alfredo pensa em começar a trabalhar. Emília flagra Zeca falando com Adelaide sobre Justina e o repreende. Olga e Candoca se surpreendem com Justina. Maria consola Isabel. Mabel fica constrangida diante do comentário de Carlos e Marcelo. Inês comunica a Shirley que voltará para São Paulo. Mabel

oquetel.com.br

Agente secreta

0 , 1 & $ 5 5 5 3 2 & ( 2 0 7 3 5 6$ 5 $ ( ) 6 , 1 $ & 6 $1 7 % (

© Revistas COQUETEL

Flexão verbal

Cerveja, em inglês

Éramos Seis É chamado Trâmite da pessoa que deseja perfilhar uma criança órfã de display na câme- Fileira; (?) de ferro: ra digital renque a ferrugem

(?) Butterfield, jovem ator britânico

"La (?)", jornal argentino fundado por Bartolomeu Tornada Mitre em mais 1870 saudável

3/asa. 4/atro — beer — lido — rail. 6/nacion.

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

que Guga os visite. Cléber conta que sua família se mudou, e Marco permite que o rapaz fique em sua casa por alguns dias. Max pede perdão a Guga, e Regina fica radiante com a reconciliação da família. Rita se desespera durante o sequestro. Filipe desabafa com Leila sobre Rita. Os bandidos ameaçam Rui e Rita.

3/asa. 4/atro — beer — lido — rail. 6/nacion.

Rui e Rita fogem do cativeiro, mas logo são resgatados pelos bandidos. Carla pede que Thiago e Raíssa liguem para Filipe para saber de Rita. Joaquim afirma a Lígia que Rita está mancomunada com Rui. Rita se preocupa com Filipe. Regina reclama com Max por estar longe de Guga. Max inventa uma desculpa para fazer com

Concurso nº 5135 - 30/11/19

01-09-14-48-56 1 GANHADOR


Terça-feira, 3 de dezembro de 2019

MÍN: 17º MÁX: 29º

O sol predomina na Região. Tarde quente.

Shows marcam o segundo fim de semana do Natal no Coração DIVULGAÇÃO

net). Programação se estende até o dia 27 de dezembro.

LAJEADO

O

Parque dos Dick se tornou destino das famílias lajeadenses e da região no segundo fim de semana do Natal no Coração. No sábado, 30, ocorreu encontro de bandas, com apresentações da Bico Fino Brother's Band, Franchicos, Hello! Ms. Take e EletroRádio. Já no domingo, 1, ocorreu a apresentação da Orquestra do Colégio Gustavo Adolfo. Uma campanha solidária para arrecadação de brinquedos e alimentos não perecíveis também foi realizada durante o dia. Entre as famílias que aproveitaram o domingo para passear e conferir as atrações no Parque dos Dick, estava o casal Moisés Restelli e Márcia Pezzini, na companhia do filho Bernardo. “Viemos para a chegada do Papai Noel,

Atrações do Natal no Coração 2019

Decoração do Parque dos Dick é um dos diferenciais no Natal deste ano

na abertura da Aldeia e hoje novamente. A programação é bem família e está bem diversificada, sendo muito agradável vir ao parque”, afirmou Restelli.

O Natal no Coração é realizado pelo governo de Lajeado, Affecto Produção Cultural e Ministério da Cidadania, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Roua-

Aldeia de Natal – Localizada próximo ao quiosque, conta com diversas atrações, como a Casa do Papai Noel o Trem Elétrico. Funciona das 18h30 às 22h30. O ingresso é um quilo de alimento não perecível ou R$ 3. Os alimentos serão destinados ao Programa Mesa Brasil. Lagoa dos Dick – O espaço recebeu decoração diferenciada. Tem árvores iluminadas e decoradas por entidades parceiras. Um trenó com renas foi colocado junto ao letreiro de Lajeado para incentivar fotografias. Parque de Diversões – Situado junto à Aldeia de Natal, conta com brinquedos para todas as idades, desde os focados em

PROGRAMAÇÃO DA SEMANA Sexta-feira (6) -19h, no Parque dos Dick, Noite da Paz com Banda Videira Verdadeira, Coral IADPUB e Banda Batista Pioneira Sábado (7) 18h30, no Parque dos Dick, ocorre a Rústica de Natal Domingo (8) 9h, na Lojas Benoit Pedalando com o Noel. Às 17h30, na Aldeia do Papai Noel Orquestra da Alsepro, Coral Vocalize e “Dançando o Brasil” - Artte Escola de Dança

crianças pequenas até os mais radicais. O ingresso custa R$ 5 por brinquedo.

Profile for Jornal A Hora

A Hora 03/12/2019  

A Hora 03/12/2019