Page 1

18 | Automação | Junho 2019

A fonte de informação em automação industrial

INDÚSTRIA 4.0 ATRAI 55 MIL VISITANTES À EXPOMAFE 2019

14

SCHMERSAL DESTACA SOLUÇÕES DE SEGURANÇA E AUTOMAÇÃO NA FISPAL TECNOLOGIA

27 O FUTURO DA INDÚSTRIA (E DOS NEGÓCIOS) NAS MÃOS DA INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

4

HMS NETWORKS APRESENTA ANÁLISE ANUAL DO MERCADO DE REDES INDUSTRIAIS

32


18 | Automação | Junho 2019

REVISTA AUTOMAÇÃO

MACKMYRA

4

9 DATAPROPHET

10 MITSUBISHI ELECTRIC

SIEMENS

EXPOMAFE

12

14

11 STRATASYS

18 CÂMARA BRASIL ALEMANHA

ROCKWELL AUTOMATION

22

23

I-IOT SOLUTIONS

MITSUBISHI ELECTRIC

20

21 DANFOSS

24

ELIPSE SOFTWARE

SCHNEIDER ELECTRIC

25

26

ANUNCIANTES: FLIR 6 • NORD 8 • LENZE 13 • BÜRKLIN 29

www.revista-automacao.com

SCHMERSAL

27


PEPPERL +FUCHS PROCESS AUTOMATION

PORTESCAP

28

NORD

31

30 HMS INDUSTRIAL NETWORKS

32

NORD

34

PEPPERL +FUCHS FACTORY AUTOMATION

35

Contato: Sílvia Bruin Pereira Editor: silvia@revista-automacao.com A fonte de informação em automação industrial

Press-releases devem ser enviados para: silvia@revista-automacao.com

Para receber a Revista Automação gratuitamente inscreva-se no site www.revista-automacao.com A Revista Automação é publicada pela INDUPORTALS MEDIA PUBLISHING em português para técnicos e engenheiros de automação. O seu conteúdo inclui panoramas de mercado, lançamentos de novos produtos, artigos técnicos e casos de aplicação, bem como notícias da indústria e de negócios. A Revista Automação tem um cuidado minucioso na preparação de seus textos; no entanto, não pode garantir a precisão das informações que são propostas. Suas equipes não são responsáveis pelo conteúdo dos meios de comunicação ou pelo seu uso.

INDUPORTALS

MEDIA PUBLISHING


PANORAMA DO MERCADO

O FUTURO DA INDÚSTRIA (E DOS NEGÓCIOS) NAS MÃOS DA INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL Conta-se que o termo Inteligência Artificial surgiu em 1956, em uma conferência de tecnologia no Dartmouth College, nos Estados Unidos. É um tempo considerável para que tenha conquistado as telas de cinema (o sensacional Blade Runner de 1982, por exemplo), se tornado best-seller (“Inteligência Artificial”, de Peter Norvig e Stuart Russel, uma referência acadêmica desde que foi lançado em 2004), dominado as residências (eletrodomésticos e móveis conectados já disponíveis) e a receita do seu uísque (Sim! Veja na página 9) e, mais recentemente, seja a prioridade dentre as tecnologias na indústria. Custo? Qualidade? Economia? A resposta está na realidade e na necessidade. Ou vice-versa. Para as quais é preciso conhecimento e planejamento. Ouvimos companhias de ponta em Inteligência Artificial, com capacidades para ensinar o que vem a ser, de fato, Inteligência Artificial, e a sua contribuição genuína à automação industrial.

A

maioria das empresas, de algum modo, está usando aplicativos de IA para criar estratégias de automação, visando aprimorar habilidades e conhecimentos. Mas que tipos de projetos e/ou aplicações de automação industrial podem encontrar na IA a sua melhora aliada, em termos de eficiência e custos? “A IA e o Aprendizado de Máquina permitem que as organizações melhorem a manutenção preditiva, o rendimento da produção e o fornecimento de material de entrada como, por exemplo, poder conhecer o impacto na qualidade da matéria-prima de vários fornecedores”, responde Michael Grant, CTO da DATAPROPHET, companhia sul-africana, com escritórios na Alemanha e nos Estados Unidos, especializada em Inteligência Artificial e Aprendizado de Máquina.

MAIS INFORMAÇÕES

Grant conta que a implementação de uma solução que envolve IA depende da complexidade do ambiente, do número de variáveis e parâmetros, bem como dos pontos problemáticos que estão sendo abordados. “Nossos clientes com grandes plantas de manufatura geralmente implementam nossa solução de otimização de parâmetros em cinco semanas”, relata. Na sua visão, o benefício da IA no caso da manufatura, é a possibilidade de processar grandes 18 | Automação | Junho 2019

4

MITSUBISHI ELECTRIC página 11


PANORAMA DO MERCADO

SIEMENS página 12

DATAPROPHET página 10 MAIS INFORMAÇÕES

MACKMYRA página 9 18 | Automação | Junho 2019

5


DETECTE INCÊNDIOS ANTES QUE ELES SE TORNEM GRANDES PROBLEMAS Com o uso da tecnologia de Imagens Térmicas da FLIR você poderá identificar pontos de incêndios e solucionar rapidamente, controlando e agindo diretamente no foco do problema.

Saiba mais acessando: www.FLIR.com.br/A310


PANORAMA DO MERCADO

conjuntos de dados históricos de produção e qualidade, para identificar o estado ideal de operação e determinar ações aos operadores ou às máquinas para emular isso com base no impacto das variáveis de upstream e downstream. “Com um loop de feedback contínuo, o Aprendizado de Máquina permite a melhoria contínua na redução da variabilidade em qualidade e, em última instância, no custo da não qualidade”, acrescenta. O Gerente de Marketing da MITSUBISHI ELECTRIC, Hélio Sugimura, entende que os recursos de inteligência artificial podem ser usados em aplicações variadas e em diferentes segmentos. Atualmente, a empresa possui recursos de IA na linha de robôs industriais, que permitem que os gargalos de produção possam ser reduzidos ao mesmo tempo em que aumentam o nível de qualidade do processo de produção e dos produtos fabricados. Quanto à implementação de uma solução que envolve IA, o gerente afirma que na linha de robôs industriais, o trabalho envolvido está na parametrização dos recursos de setup de ajuste de pontos de referência. “Um exemplo é o sistema de calibração automática de pontos. Nesse sistema, o próprio robô trabalha de forma coordenada com o sistema de visão e move um objeto de referência, capturando os pontos de forma automática. Na prática, o tempo com o ajuste de pontos pelo operador cai de 20 minutos para apenas 30 segundos, reduzindo o tempo e o custo de partida da linha”, destaca. “A inteligência artificial é apontada como uma das principais ferramentas para o setor industrial alcançar melhores resultados ao longo do tempo. Hoje, as fábricas já aplicam esse recurso na produção de itens de alto valor agregado e nas linhas robotizadas com grande volume de produção. Os benefícios são a redução de tempo de setup, monitoramento de parâmetros para manutenção preditiva, melhorando assim a eficiência da linha de produção”, confirma Sugimura. “Percebemos que, atualmente, a manutenção preditiva pode se valer muito dos benefícios da IA”, aponta Robson Paulo dos Santos, Especialista de Produto na SIEMENS DO BRASIL. Ele avalia que, no cenário da manutenção preditiva, a IA consegue atingir alta eficiência, pois já tem um grau de maturação mais elevado e foco nos desenvolvedores de soluções específicas, ou seja, mais especialistas já estão debruçados sobre esses problemas há mais tempo. “Isso ocorre porque, no ambiente preditivo, os ganhos da IA também são mais latentes e facilmente mensuráveis, pois impactam diretamente nos indicadores de vida útil dos equipamentos e aplicações, reduzindo drasticamente os custos com manutenção prévia e corretiva”, orienta.

MANUTENÇÃO E PRODUÇÃO Na verdade, o foco inicial e a aplicação mais usual da IA está na manutenção preditiva. Para realizar essa tarefa, de acordo com o CTO da DATAPROPHET o que acontece é que os dados contínuos de manutenção, produção e qualidade são analisados para prever a manutenção antes de ocorrer uma parada não planejada, que permite o planejamento da produção no tempo de inatividade gerenciado. “Na nossa solução de manutenção, o algoritmo do robô monitora os dados dos motores como velocidade e consumo de corrente. Essas informações são processadas e, a partir daí, são calculadas as folgas ou as anormalidades do conjunto mecânico antes que ocorra uma parada do robô. O benefício é poder planejar as atividades de manutenção, sem prejudicar a eficiência da linha”, enfatiza o Gerente de Marketing da MITSUBISHI ELECTRIC. O Especialista de Produto na SIEMENS DO BRASIL, considera que, quando o assunto é manutenção preditiva, o Big Data e a IA se juntam, fazendo com que aplicativos inteligentes baseados em algoritmos de predição usem os dados coletados em campo, como: energia consumida, vibração, tempo de operação, entre outros, para identificar tendências e padrões que possam ser danosos a um processo produtivo em um determinado período de tempo. “Dessa forma, é possível sugerir um regime de operação diferenciado para a aplicação ou, até mesmo, a alteração em pontos específicos do processo, garantindo um menor estresse dos componentes e, consequentemente, maior vida útil ao sistema”, atesta. E a transformação da indústria de manufatura? “Até o momento, descrever e prever está disponível através da aplicação de IA para melhorar o rendimento da produção. Contudo, através da inovação de software e hardware, especialmente o poder computacional necessário para otimizar a aplicação de soluções de inteligência artificial, agora ações podem ser prescritas para operadores e máquinas. Isso significa que nos movemos além do tempo real e para o futuro, pois as ações são prescritas para evitar que um defeito seja fabricado no futuro. As soluções de IA podem ser aplicadas para gerar melhoria, manutenção, planejamento de capacidade, gerenciamento de impacto de material de entrada e até mesmo priorização de investimento”, prevê o CTO da DATAPROPHET. Outro campo que a IA pode melhorar o processo produtivo é o uso de sistemas de visão 3D, sugere Gerente de Marketing da MITSUBISHI ELECTRIC. “Nessa aplicação, a câmera 3D, com velocidade de processamento de imagens de alta velocidade e precisão, tem aplicações para manipulação de componentes de dimensões reduzidas como terminais e conectores dispostos em posições aleatórias. Além disso, guia o braço robótico, dispensando o uso de mesas vibratórias”, detalha.

MAIS INFORMAÇÕES

O especialista diz que uma ótima forma de se iniciar a implementação de uma solução de IA é garantindo uma coleta de dados eficiente, com segurança e criptografia das informações, além do estabelecimento de conectividade abrangente e confiável entre os ambientes de TI/TA. “O tempo de comissionamento de uma solução como essa vai depender, principalmente, da facilidade de integração entres os diversos sistemas e hardwares envolvidos. Por exemplo, se considerarmos um sistema baseado no conceito TIA (Totally Integrated Automation) Portal, podemos dizer que o startup não levaria mais que dois dias”, completa. Santos acredita que maior eficiência, flexibilidade e confiabilidade nos processos produtivos automatizados são os maiores e

os principais benefícios trazidos com a implementação da IA no chão de fábrica. “É importante ressaltar também que a tomada de decisão para fins de melhoria de processo ganha cada vez mais autonomia e assertividade; afinal de contas, a melhora contínua do aprendizado também é uma grande característica da IA”, bem lembrou.

18 | Automação | Junho 2019

7


PANORAMA DO MERCADO

O Especialista de Produto na SIEMENS DO BRASIL observa que as primeiras aplicações reais da IA já estão encontrando seu lugar em atividades industriais regulares. “Os exemplos mais frequentes nos dias de hoje são: reconhecimento de linguagem e imagens para executar tarefas básicas de tomada de decisão, documentação de ambientes usando câmeras, raios laser ou raios-X e, ainda, assistentes pessoais virtuais no ambiente logístico e intralogístico”, enumera. TENDÊNCIAS Aprendizado de Máquina, gêmeos digitais. Muito o que digerir em tempos de aprendizado necessário e rápido para um cenário corporativo competitivo urgente. É assim que Michael Grant define as tendências tecnológicas da IA que podem afetar o futuro da automação industrial. “Como o poder do Aprendizado de Máquina está possibilitando a implantação mais fácil de gêmeos digitais aprendidos, a demanda por sistemas de IA mais inteligentes está penetrando em níveis mais altos de organizações de manufatura. Isso é visto como uma demanda crescente por sistemas de IA mais complexos, representando processo bruto e até mesmo gêmeos digitais em nível de fábrica. Esses modelos são então otimizados e os resultados desses estudos impulsionam a automação industrial”, sintetiza o CTO da DATAPROPHET.

de temperatura, vibração da máquina, produção, entre outros, será possível analisar o comportamento da máquina localmente e acompanhar seu funcionamento, facilitando assim as tarefas de manutenção preditiva”, avisa o Gerente de Marketing da MITSUBISHI ELECTRIC. Robson Paulo dos Santos sustenta que o Deep Learning e a Machine Learning são tendências cada vez mais latentes no mundo informatizado e que prometem estar presentes também no futuro da automação. “Esses mecanismos visam tornar as máquinas e os computadores capazes de tomar decisões como nós humanos, procurando os caminhos mais convenientes e pensando, inclusive, no impacto futuro dessas ações. Atualmente, já existem soluções no mundo de automação que podem entregar a sistemas robóticos a capacidade de verificar a melhor posição de um objeto aleatório, segurá-lo com uma garra e reposicioná-lo em um armário, trilho ou caixa”, conclui o Especialista de Produto na SIEMENS DO BRASIL.

Sílvia Bruin Pereira - Editora - REVISTA AUTOMAÇÃO

“Algumas ferramentas já estão em desenvolvimento e que envolvem softwares rodando em PCs industriais”, complementa Hélio Sugimura. “Através de coletas de dados

ANTRIEB

DER

■ Confiável ■ Versátil ■ Global

NORD DRIVESYSTEMS: ■ Alta gama de potência ■ Soluções completas e flexíveis ■ Sistemas de alta eficiência

DerAntrieb.com NORD Drivesystems BRASIL LTDA. Matriz Brasil Rua Dr. Moacyr Antonio de Moraes, 127 Pq. Sto Agostinho Guarulhos, SP 07140-285 +55 11 24 02 - 88 55 info.br@nord.com

MAIS INFORMAÇÕES

Member of the NORD DRIVESYSTEMS Group The

Gear Unit

Motor

The

Drive Electronic

■ Rolamentos reforçados ■ Alta proteção contra corrosão

■ Alta eficiência ■ Padrões globais

■ Design compacto ■ Fácil instalação

■ Alta relação de potência x peso

■ Para todas condições de operação

■ Classe de proteção até IP 69K

18 | Automação | Junho 2019

8

The


PANORAMA DO MERCADO

O PRIMEIRO UÍSQUE DO MUNDO CRIADO COM INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

A destilaria Mackmyra Whiskey, com sede na Suécia, juntamente com a Fourkind, uma empresa finlandesa de consultoria em tecnologia especializada em projetos estratégicos de ponta, com experiência em inteligência artificial, e a Microsoft, criou o primeiro uísque do mundo desenvolvido com inteligência artificial (IA).

E

sta é a primeira vez que a IA foi usada para aumentar e automatizar o processo mais demorado de criação de uísque. Os modelos de Aprendizado de Máquina da destilaria, equipados com a plataforma de nuvem Azure da Microsoft, e serviços cognitivos de Inteligência Artificial, são alimentados com nossas receitas existentes (incluindo aquelas de misturas premiadas), dados de vendas e preferências do cliente. Com esse conjunto de dados, a IA pode gerar mais de 70 milhões de receitas que, segundo prevê, serão populares e da mais alta qualidade.

“Nós sempre nos esforçamos para desafiar as tradições no comércio tradicional de uísque e isso é algo que realmente fazemos agora quando desenvolvemos um uísque com a ajuda da IA. Nós vemos a IA como parte de nosso desenvolvimento digital, é realmente emocionante deixar a IA ser um complemento para o ofício de produzir um uísque de alta qualidade. Para mim, como Master Blender, é uma grande conquista poder dizer que agora também sou mentora do primeiro uísque de IA criado no mundo”, diz Angela D'Orazio, Master Blender da Mackmyra. https://mackmyra.com/ MAIS INFORMAÇÕES 18 | Automação | Junho 2019

9


PANORAMA DO MERCADO

OMNI E OMNI VISION DATAPROPHET

A DataProphet é uma empresa líder em IA e Aprendizado de Máquina com uma equipe ágil de engenheiros, matemáticos, cientistas de dados e computacionais, que desenvolveram a solução OMNI que é implementada sem problemas em ambientes de produção para reduzir o custo da não qualidade.

A

IA e o Aprendizado de Máquina são usados para analisar dados e determinar configurações de parâmetros de controle para reduzir defeitos e desperdícios. Os resultados da OMNI são quantificáveis e, através da redução do custo dos lucros sem qualidade, são aumentados. A DataProphet trabalha globalmente com empresas multinacionais blue chip.

MAIS INFORMAÇÕES

OMNI – O OMNI é IA para a indústria de manufatura visando atingir zero defeitos na fabricação. Utilizando recursos avançados de aprendizado de máquina preditivos e prescritivos, a solução OMNI é capaz de prever defeitos e erros de qualidade e determinar as configurações de parâmetros ideais para mudar os processos para obter rendimentos mais altos.

18 | Automação | Junho 2019

10

OMNI VISION – O OMNI Vision é o sistema de visão de máquina de última geração da DataProphet que, ao contrário de outras soluções de inspeção, não usa a correspondência de modelos para detectar defeitos, mas se baseia em algoritmos comprovados de aprendizado de máquina para sinalizar defeitos de fabricação. O OMNI Vision combina controle de qualidade consistente com rastreabilidade e consistência incomparáveis. O OMNI Vision é, portanto, a solução abrangente de controle de qualidade visual para a Indústria 4.0. https://dataprophet.com


N O V I D A D E DO MERCADO PANORAMA

MAISART: A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL DA MITSUBISHI

A Mitsubishi Electric investe anualmente mais de US$ 2 bilhões em P&D em diversas áreas como IIOT, Big Data, Machine Learning e Inteligência Artificial. Como resultado, em 2017 foram registradas mais de 4400 patentes no Japão, sendo a empresa com maior número de registro de patentes no país e entre as maiores do mundo.

A Mitsubishi Electric desenvolve uma série de produtos e soluções voltados para manufatura avançada visando atingir objetivos claros e mensuráveis, como reduzir o tempo de setup de linhas, diminuir o tempo de parada de máquinas, melhorar a eficiência dos equipamentos e aumentar o índice de qualidade de produtos, por exemplo”, afirma Hélio Sugimura, gerente de marketing da divisão de automação industrial.

Nesse sentido, o principal segmento que tem feito uso das soluções da companhia é o de manufatura. Globalmente, a companhia tem aplicado suas novidades em empresas fabricantes de semicondutores – que têm apresentado forte potencial para a companhia, especialmente na região asiática. www.MitsubishiElectric.com

MAIS INFORMAÇÕES

Todo o portfólio reunido resultou em uma área específica para acompanhar esses temas: a Maisart. “Formada por um conjunto de modelos proprietários de algoritmos de Inteligência Artificial com aplicações em Automação Industrial, é útil principalmente para análise de dados para manutenção preditiva ou, em robótica, para parametrização de robôs”, completa Sugimura.

18 | Automação | Junho 2019

11


PANORAMA DO MERCADO

SIEMENS ELEVA O NÍVEL DE TRANSFORMAÇÃO DIGITAL

A Siemens apresentou recentemente várias novas soluções que foram incluídas em seu portfólio de transformação digital nos segmentos de processo e de produção discreta (manufatura).

D

e acordo com a empresa, a base dessas tecnologias de ponta é a disponibilidade de dados. Por meio de gêmeos digitais, que mapeiam e conectam todas as etapas da manufatura industrial no mundo virtual, é possível criar grupos de informações abrangentes.

MAIS INFORMAÇÕES

"O fator crucial é o uso dos dados do gêmeo digital dos produtos, da produção e do desempenho de uma forma inovadora, criando um potencial de produtividade. Quando à automação, o software, o hardware, as plataformas na nuvem e as tecnologias de ponta são integrados e combinados sem divergências, e os dados podem ser convertidos em conhecimento valioso, aumentando o desempenho e a flexibilidade. Este é o próximo passo da transformação digital", explica Klaus Helmrich, membro do Conselho de Administração da Siemens AG e CEO da Digital Industries.

18 | Automação | Junho 2019

12

Uma das inovações é o sistema de controle de processos Simatic PCS neo, que, segundo a companhia, é um novo pacote de software de sistema, que oferece às empresas de processamento novas oportunidades na era da digitalização, incluindo cooperação global baseada na web em engenharia e operações, usabilidade exclusiva com modelo de dados orientado a objetos e arquitetura de sistema aberta. Além disso, o sistema oferece a opção de escalabilidade de pequenos módulos de processo até as maiores instalações do mundo. O Simatic PCS neo usa o portfólio de hardware e a arquitetura de aplicativos recentemente desenvolvidos do sistema robusto e abrangente de controle de processos Simatic PCS 7 V9.0. www.siemens.com


Bem-vindo ao mundo Lenze, a Terra do Movimento! Movimento é o que nos distingue como uma empresa inovadora. É o elemento central da nossa motivação, é o que pensamos, sentimos e fazemos todos os dias, no mundo dos negócios e pessoalmente. Nós não apenas garantimos o funcionamento das máquinas de nossos clientes, mas também oferecemos conceitos e ideias que contribuem para o aumento de desempenho e eficiência.

As melhores máquinas e indústrias ao redor do mundo usam Lenze.

Somos um dos líderes mundiais em tecnologia e soluções de automação industrial e atuamos na vanguarda na Indústria 4.0 com pesquisa e desenvolvimento. Tecnologia alemã de ponta é garantia de performance para seu projeto de automação industrial, sempre com os melhores Controladores Programáveis, IHMs, Inversores de Frequência, Servo motores, Servo drives, Motores e Motoredutores. Suportamos seu projeto com estrutura de engenharia e serviços diferenciados no Brasil para garantir sua produtividade.

Indústria 4.0 desde 1947.

5 Passos para sua liberdade

1

2

3

4

5

DESENVOLVENDO IDEIAS

ESBOÇANDO CONCEITOS

IMPLEMENTANDO SOLUÇÕES

CONSTRUINDO MÁQUINAS

GARANTINDO PRODUTIVIDADE

Fácil assim... www.lenze.com.br Lenze Brasil – Contact Center 19 3846-3500 vendas@lenze.com.br


EXPOMAFE

INDÚSTRIA 4.0 ATRAI 55 MIL VISITANTES À EXPOMAFE 2019

Os negócios realizados durante os cinco dias da feira mostraram que fabricantes reconhecem o bom momento para modernizar suas plantas com a tecnologia, produtividade e competitividade oferecidas pelas empresas expositoras.

R

ealizada pela ABIMAQ - A Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos, que representa mais de 7.800 empresas dos mais diferentes segmentos fabricantes de bens de capital mecânicos, a segunda edição da EXPOMAFE 2019 – Feira Internacional de Máquinas-Ferramenta e Automação Industrial, aconteceu de 7 a 11 de maio, em São Paulo e, segundo a organização, atingiu a meta de atrair 55 mil visitantes profissionais.

Durante os cinco dias, 750 marcas nacionais e internacionais apresentaram suas inovações em automação industrial, robótica, manufatura aditiva, prototipagem e impressoras 3D, equipamentos hidráulicos e pneumáticos, máquinas e equipamentos para o setor metalmecânico, máquinasferramenta, soldagem e corte, dentre outros. “Para reaquecer a economia precisa haver investimento. Nosso parque está desatualizado e na EXPOMAFE os industriais encontraram o que há de mais moderno em tecnologia e inovação”, avaliou João Marchesan, presidente do Conselho de Administração da ABIMAQ. “A feira deu aos empresários uma visão de tudo de que eles precisam para reduzir custos, ganhar produtividade e competitividade num cenário de reaquecimento da economia”, completou.

MAIS INFORMAÇÕES

A seguir estão inovações que algumas das empresas expositoras levaram à EXPOMAFE 2019.

18 | Automação | Junho 2019

14


EXPOMAFE

BALLUFF

COMAU

aplicativo e realizando o monitoramento por smartphone durante toda a feira. www.grvsoftware.com.br

IEMCA

Com um portfólio abrangente de produtos de visão de máquina, a Balluff fornece a resposta para os requisitos de produção em rápida expansão em termos de flexibilidade, produtividade e qualidade. O escopo deste produto abrange uma ampla gama de aplicações em detecção de objetos, identificação e garantia de qualidade - escalável com soluções de câmera única ou múltipla. Outra grande característica: Especialistas em processamento de imagens só precisam ser chamados para situações verdadeiramente complexas. A maioria das tarefas pode ser resolvida de forma muito mais simples, graças a uma interface de usuário bem pensada. https://www.balluff.com/local/br/home/

CAMOZZI

Um dos destaques da empresa foi a in.Grid – uma plataforma IoT inovadora que combina o universo digital e físico através da sensorização, análise de dados, e monitoramento de equipamentos e sistemas em tempo real. A plataforma in.Grid facilita a coleta e o intercâmbio de dados conectando soluções da Comau e de outras marcas, como as máquinas e equipamentos utilizados nos processos de manufatura. Deste modo, in.Grid não apenas permite o monitoramento e a telemetria dos dados de um processo/ tecnologia, como também proporciona manutenção preditiva e ferramentas auxiliares de produtividade. A plataforma reúne dados de desempenho e dos processos automaticamente, armazena os dados Onsite ou Offsite (dentro ou fora da planta) e, em seguida, por meio de uma interface simples e interativa, permite uma avaliação clara e realista para a tomada de decisões sobre a utilização dos equipamentos. www.comau.com

A empresa é uma das divisões de negócios da Bucci Industries e demonstrou os recursos do seu alimentador automático de barras, o BOSS 338-552 HD, especialmente projetado para as empresas do setor de usinagem que desejam modernizar sua linha de produção, com foco na Indústria 4.0. Possui uma interface "one touch" amigável para o operador, reunindo funcionalidades únicas de memorização de programas de trabalho, indicação automática de causa-raiz de problemas, envio de mensagens com dados das condições de produção e alertas sobre possíveis paradas, sem contar recursos que permitem o acesso remoto ao equipamento para total controle das operações de usinagem à distância. www.iemca.com/br/br

IGUS

GRV SOFTWARE

https://www.camozzi.com

A novidade nacional e única no mercado, foi lançada no início do ano. Trata-se do CNC Monitor, a primeira plataforma 100% gratuita que conecta todas as máquinas de usinagem. É um programa que colhe dados das máquinas e os apresenta em uma única plataforma, de maneira simples e intuitiva, permitindo o monitoramento de toda a linha de produção. O acesso pode ser por meio de qualquer smartphone, pois o aplicativo para Android e iOS também é totalmente gratuito para download na Apple Store e no Google Play. Na exposição, o visitante pode testar o CNC Monitor na prática, baixando o

A empresa alemã destacou o novo Robô Delta, equipamento de baixo custo para automatizar tarefas simples, como por exemplo, de Pick & Place. Trata-se de uma solução de automação composta de atuadores lineares com correia dentada, articulações livres de lubrificação e motores de passo. Outra novidade foi o equipamento de realidade virtual, pelo qual os visitantes andaram e observaram toda a fábrica da empresa em Colônia, na Alemanha. Desde a injeção até o laboratório de testes, foi possível passear pelos principais setores da fábrica.

MAIS INFORMAÇÕES

Com características totalmente alinhadas com as inovações da Industria 4.0, a empresa apresentou a nova ilha de válvulas Série D, que é capaz de garantir alto padrão de qualidade e flexibilidade ao processo. Um aspecto fundamental da Série D é a sua capacidade de combinar dois tamanhos de válvulas diferentes em uma mesma ilha, trazendo benefícios importantes em termos de dimensões e redução de custos. Outra particularidade da Série D é a tecnologia CoilVision, que monitora os parâmetros operacionais do solenoide. Esse sistema de diagnóstico fornece uma visão geral da operação, informando por exemplo, estado ligado/ desligado de cada válvula, número de ciclos, nível de consumo de energia e qualquer sobreaquecimento da bobina.

www.igus.com.br

18 | Automação | Junho 2019

15


EXPOMAFE

INGERSOLL RAND

KUKA ROBOTER

PILZ DO BRASIL

A ARO®, empresa de gerenciamento em fluidos da Ingersoll Rand® destacou a bomba não-metálica de 3” da série EXP tem capacidade de transferência de fluidos 47% maior em comparação com as de 2”. Ela é compatível com todos os tipos de produtos químicos, inclusive os mais agressivos, sem alterar as características originais. O modelo possui alta capacidade de vazão para descarregamento e carregamento de caminhões e tanques. Isso torna a movimentação de fluidos mais ágil e diminui consideravelmente o custo dos caminhões parados.

Além do RoboCoaster, um robô de entretenimento, e da interação do público com robôs por meio de realidade virtual, uma das atrações foi a aplicação de “bin picking”, uma das tecnologias mais modernas em sistemas de visão artificial, com uma câmera 3D interfaceada a um robô, que permite a identificação e pega de peças aleatoriamente dispostas, sem nenhuma indexação, ou seja, em posições desconhecidas. A empresa apresentou também uma aplicação de segurança, na qual um robô convencional fez um processo de carga e descarga em um torno da Romi.

Lançamento dos produtos Service Robotics (robôs colaborativos), cujos módulos incluem inicialmente o braço robótico, o módulo de controle e o módulo de programação. A nova linha conta com módulos ROS garantindo a operação segura e amigável, comissionamento rápido, com o princípio Plug-and-Play, e proporciona um trabalho seguro entre o homem e o robô. Desenvolvido para diferentes aplicações industriais, o braço robótico para carga de até 6 kg é muito utilizado em aplicações Pick & Place, e para células modulares semiautomatizadas de robôs de pequeno porte na indústria. São certificados pela associação alemã de seguros de acidentes estatutários (DGUV), de acordo com a EN ISO 10218-1.

www.ingersollrand.com https://www.kuka.com/pt-br

INTERROLL

OMRON

https://www.pilz.com/pt-BR

ROMI

MAIS INFORMAÇÕES

A fabricante de equipamentos para indústrias, fabricantes de máquinas, a u t o m a ç ã o d e s u p e r m e rc a d o s e integradores de sistemas que desenvolvem projetos para instalações logísticas, apresentou a Plataforma de Transportadores Modulares, um sistema especialmente concebido para instalações intralogísticas: proporciona velocidade à movimentação dos produtos, uma vez que não encontra obstáculos em sua trajetória e pode ter uma velocidade linear em todo o trajeto; permite a separação de pedidos e o romaneio (distribuição) com maior precisão para os locais em que serão expedidos os produtos para veículos e promove a organização do trabalho dos operadores, proporcionando maior ergonomia e segurança. www.interroll.com.br

Os destaques foram a aplicação com o Robô TM e, circulando pela feira, o Robô Móvel Colaborativo LD Mobile, que possui auto mapeamento e sistema inteligente para criação de rotas alternativas, assim adapta-se prontamente às mudanças no layout da fábrica, demandas de produção e sequência de processo. Possui integração com o robô colaborativo Omron TM5. O LD Mobile permite a integração com os Sistemas MES, acompanhando e documentando a transformação de matérias-primas em produtos acabados. O MES trabalha em tempo real com o LD para permitir o controle de múltiplos elementos do processo de produção como insumos, pessoal, máquinas e serviços de suporte. https://industrial.omron.com.br/

A empresa lançou a nova geração de Centros de Torneamento Horizontal, a Linha ROMI GL, projetada para operar em ambientes de média e alta produção. Sua estrutura robusta, com barramento monobloco fundido, é ideal para usinagens que exijam potência e torque elevado, garantindo alto desempenho e mais precisão. Contando com o sistema de compensação térmica, é possível obter resultados dimensionais estáveis mesmo com oscilações de temperatura em longos períodos de trabalho. Os modelos oferecem velocidade de avanço de 30m/ min nos eixos X e Z. Os modelos podem ser equipados com opcionais diversos, tais como porta automática, transportador de cavacos, exaustor de névoa, pistola de lavagem (Wash Gun), aparador de peças, sistemas de carga e descarga automática de peças, entre outros. www.romi.com

18 | Automação | Junho 2019

16


EXPOMAFE

SCHUNK

SIMCO

YASKAWA MOTOMAN

Novo sensor de força e torque de baixo custo para pequenos e leves robôs, SCHUNK FT-AXIA. Esse equipamento é utilizado em linhas de montagem de componentes complexos, como um conjunto de engrenagens, processos de teste e aferição, ou até em linhas de retífica e lixamento de produtos para um padrão de qualidade do produto e, consequentemente, um aumento da vida útil de lixas e rebolos. O sensor rígido de força e torque de 6 eixos é extremamente compacto (diâmetro 82 mm/altura 25.4 mm) e cobre duas faixas de medição devido à sua calibração dupla de até 200 N/500 N (Fx/Fy), 360/900 N (Fz) e 8 Nm/20 Nm (Mx, My, Mz).

Centro de Usinagem TC20a, da Feeller, desenvolvido e projetado para atuar no segmento de peças com alta complexidade em super fície 3D, tecnologia CNC Siemens 828, com todos os recursos e opcionais para altas acelerações e desempenho em usinagens em geral. O projeto é totalmente assistido via FEM, liga fundida desenvolvida para suportar todas as vibrações e acelerações dos processos de alta velocidade, mantendo a precisão e qualidade de usinagem em todos os seus aspectos. Possui todos os recursos necessários para integração, cloud system e ferramentas para monitoração remota, integração com robôs e demais necessidades de qualquer sistema 4.0.

Uma das muitas novidades foi o robô colaborativo HC-10, desenvolvido para trabalhar de modo seguro junto aos seres humanos, contém 6 eixos, projetado para uma variedade de aplicações, como de montagem, carga e descarga, manipulação, empacotamento e paletização. Possui carga útil de 10 kg, alcance máximo de 1,200 mm, e repetibilidade de ±0.1 mm. Feito em alumínio fundido para uma maior durabilidade industrial, projetado para evitar pontos de pinçamento, aumentando a segurança do trabalhador. Contém o braço oco, elimina o uso dos cabos externos e os riscos associados da operação, simplificando a instalação de ferramentas de punho do robô.

https://schunk.com/br_en/homepage/

www.simcomaq.com.br

https://www.motoman.com/

SICK SENSOR INTELLIGENCE

UNIVERSAL ROBOTS

ZEISS

A empresa apresentou a nova geração e-Series, que traz mais tecnologia embarcada para aprimorar segurança, programação simples e flexibilidade em três modelos: UR3e, UR5e, UR10e. A e-Series conta com uma programação intuitiva, de utilização versátil e com uma lista quase interminável de oportunidades de incluir suplementos. É capaz de complementar a produção, independentemente do tipo de indústria, dimensão da empresa ou natureza do produto, dando acesso à automatização colaborativa. Inserido na mais recente linha de robôs colaborativos, o UR5e proporciona inovações colaborativas, um UX centrado no homem e um ecossistema para cada aplicação a agentes de mudança preparados para o futuro. Transforma ambições em resultados por meio da alteração dos processos com a plataforma de automatização mais flexível.

Atenta à realidade da indústria 4.0, a empresa mostrou lançamentos nas áreas de metrologia industrial e microscopia, com foco no apoio às necessidades da indústria moderna. Um dos destaques foi o ZEISS PiWeb, que é a plataforma da ZEISS para gestão de dados da qualidade. Com capacidade de processamento de dados de diferentes fontes, customização de relatórios e distribuição das informações em tempo real, através de conexão segura à internet, a plataforma oferece uma visão global dos dados de produção, permitindo que gestores tomem decisões de forma rápida e com segurança.

https://www.sick.com/br/pt/sick-brasil/w/ sick/

www.zeiss.com

MAIS INFORMAÇÕES

A unidade brasileira do grupo apresentou seu portfólio de produtos que incluía câmeras 3D, pelas quais era possível, por exemplo, informar a um robô quais movimentos deviam ser feitos para jogar o clássico jogo eletrônico Genius. Pela plataforma SICK AppSpace é possível criar soluções de inspeções personalizadas para a necessidade individual de cada cliente. Isso proporciona muito mais poder de inspeção e flexibilidade aos sistemas de visão. Outro destaque foi o Outdoor Scanner, que é certificado de acordo com a IEC 62998, ou seja, tem a especificação técnica internacional exigida para o desenvolvimento e integração de sensores de segurança e sistemas de sensores usados para a proteção de pessoas.

http://universal-robots.com 18 | Automação | Junho 2019

17


APLICAÇÃO

AUTOMETAL ELEGE IMPRESSÃO 3D STRATASYS PARA AUMENTAR PRECISÃO DOS PROCESSOS PRODUTIVOS

A impressora 3D Stratasys F370 que está em operação na Autometal.

Tecnologia de manufatura aditiva possibilita à empresa economias de cerca de 30% em relação a métodos convencionais.

V

MAIS INFORMAÇÕES

oltada para a produção de peças para a indústria automotiva, a Autometal, empresa com sede em Diadema, SP, desenvolve subconjuntos de produtos para praticamente todas as partes de um automóvel, como motores, transmissão, chassi, jogos de direção e peças do interior e exterior do veículo. Fazem parte da relação de processos utilizados pela Autometal técnicas de metalmecânica, pintura, estamparia e plásticos. Para esta última categoria, a empresa passou a investir em soluções alinhadas a Indústria 4.0, como a manufatura aditiva, e adotou a impressora 3D Stratasys F370. Os objetivos foram agilizar processos, diminuir custos relacionados à engenharia de produtos e permitir análises mais rápidas do desenvolvimento desses itens. Todo o projeto, estudos, consultoria técnica e de negócios até a aquisição, foi realizado em conjunto com a LWT Sistemas, revenda autorizada Stratasys no Brasil.

18 | Automação | Junho 2019

18

A impressora 3D Stratasys F370 começou a operar em maio de 2017. “O investimento aproximado foi de R$ 330 mil e o ROI está de acordo com o plano de viabilidade aprovado pelo Grupo CIE AUTOMOTIVE”, afirma Fernando Belussi, Gerente de Engenharia de Produtos da Autometal. Ele explica que, de modo geral, a impressora 3D possibilitou antecipar possíveis soluções nos projetos dos produtos. Identificamos também uma forte redução de prazo nas validações de alguns processos produtivos, como a confecção de acessórios para a linha de produção e qualidade, viável somente com a utilização dessa tecnologia. Belussi explica que a ideia de substituir processos tradicionais pela impressão 3D surgiu durante visitas a feiras de negócios. Na Autometal, a solução da Stratasys passou a ser utilizada em três aplicações principais. A primeira delas é relacionada às análises das primeiras amostras de um determinado tipo de peça fabricada pela empresa. “Estes itens exigem uma conferência extremamente precisa de medidas e formas, e para isso, dependemos de equipamentos de medição como máquinas tridimensionais e braços de medição do nosso Departamento de Metrologia. Mas este setor da empresa tem uma carga de trabalho muito


NOVIDADE

Dispositivo de controle impresso em 3D pela Autometal.

alta e, por isso, nem sempre temos as respostas no tempo necessário”, afirma Belussi. O outro caminho possível para realizar essa conferência, diz o gerente, é fabricar e utilizar pequenos calibradores. Mas esse processo é demorado e dispendioso, uma vez que envolvem a elaboração de um projeto específico para cada tipo de peça e a compra e usinagem de material. A impressora 3D Stratasys F370 permite à Autometal fabricar esses calibradores de modo muito mais rápido e barato. “Precisamos apenas de um modelo 3D, que é gerado no próprio Departamento de Engenharia de Produto da empresa. E em algumas horas, temos em mãos os pequenos calibradores”, explica Belussi.

3D”, diz Belussi. “Também devo ressaltar que as impressoras 3D possuem uma tolerância de impressão muito alta em relação a dispositivos, de 0,2mm da impressora, contra 0,05mm em comparação a processos de usinagem”, conclui.

A segunda atividade que passou a ser realizada com o auxílio da Stratasys F370 é a fabricação de dispositivos de montagem de pequeno porte. A produção desses dispositivos costuma ser realizada por empresas terceirizadas, a custos elevados e em intervalos de tempo relativamente longos. “A impressora 3D da Stratasys nos capacitou a projetar e imprimir estes dispositivos de pequeno porte dentro da própria empresa, a um custo e tempo inferiores em comparação aos processos tradicionais”, afirma Belussi.

A impressora 3D Stratasys F370 cobre o fluxo de trabalho de prototipagem completo, incluindo a verificação de conceito, validação de design e desempenho funcional. Ela trabalha com uma variedade de materiais termoplásticos funcionais da tecnologia FDM (Fused Deposition Modeling). Após a compra, pode entrar em operação rapidamente, uma vez que exige setup mínimo e conta com recursos de autocalibração. MAIS INFORMAÇÕES

Finalmente, a Autometal também aplica a solução Stratasys na fabricação de protótipos. O gerente destaca que a tecnologia de manufatura aditiva permite a realização de análises e correções antes da confecção do ferramental. “Em um produto já finalizado fazer alterações acarretaria custos e tempo de espera, o que não acontece com a impressão

“A adoção da solução Stratasys pela Autometal demonstra o elevado potencial de utilização da tecnologia de manufatura aditiva pelo setor automotivo, cujo mercado, que é tão competitivo e está em constante inovação, exige que as empresas lancem mão de processos cada vez mais precisos e eficientes”, diz Anderson Soares, Territory Manager Stratasys para o Brasil.

www.stratasys.com

18 | Automação | Junho 2019

19


N OT Í C I A

INDUSTRIAL-IOT SOLUTIONS CHEGA AO BRASIL

Com o objetivo de fornecer soluções de IoT para os segmentos de manufatura, mineração, construção civil e de petróleo & gás. Hélio Samora criou no início do ano nos Estados Unidos a Industrial-IoT Solutions, que desde maio ampliou sua atuação para o Brasil e México.

C

om base no potencial de expansão do mercado de Internet das Coisas (IoT), aliada à experiência de mais de 30 anos de atuação na área de TI (19 dos quais no comando da PTC no país), Hélio Samora fundou em março passado a Industrial-IoT Solutions. Sediada em Tucson, Arizona (EUA), a nova empresa conta desde maio com escritórios no Brasil e México, e começará a atuar no Peru no segundo semestre. A expectativa de faturamento para este ano, equivalente a oito meses de atividade, é da ordem de US$ 1 milhão, com o Brasil respondendo por 70% desse resultado. A projeção para 2020 é atingir US$ 3,5 milhões e chegar aos US$ 5,5 milhões em 2021, com 60% dos negócios realizados no Brasil e 40% nos demais países latino-americanos.

MAIS INFORMAÇÕES

O foco da Industrial-IoT Solutions, segundo o empresário, é oferecer as soluções de fornecedores-chave já validadas principalmente nas áreas de manufatura, mineração, construção civil e de petróleo e gás. Para isso firmou acordo com a Hexagon (da qual Samora foi presidente da Divisão Mining) para distribuir e integrar suas soluções nas áreas de manufatura, petróleo e gás, e indústrias de processo. A empresa também distribuirá as soluções da Sensemetrics 18 | Automação | Junho 2019

20

(da qual foi vice-presidente de Vendas) para as áreas de mineração, geotécnica e construção civil; e está em tratativas com outras empresas para também oferecer soluções de Inteligência Artificial (IA) e Machine Learning, de Business Intelligence e Business Analytics (BI/BA), e de Realidade Aumentada e Realidade Virtual (RA/RV). A venda e a integração das soluções estão a cargo das empresas parceiras como a T2DE, G5 Engenharia, Pimenta de Ávila Consultoria, ProConcept, Konitech e Fugro, que também responderão pelo suporte de nível um, junto com a equipe da Industrial-IoT Solutions. A estratégia para conquistar novos negócios é a de apresentar casos reais de utilização das tecnologias. Um exemplo é a solução da Sensemetrics que está sendo implementada pela Vale em Carajás (PA), para monitoramento de barragens. https://i-iotsolutions.com


N OT Í C I A

ICONICS É COMPRADA PELO GRUPO MITSUBISHI ELECTRIC

Aquisição objetiva fortalecer as ofertas de soluções com IoT, Edge e Cloud Computing.

A

Mitsubishi Electric Corporation anunciou a aquisição de 100% da Iconics Inc., companhia especializada em softwares de automação sediada em Massachusetts, EUA. A ação visa fortalecer o portfólio de soluções de tecnologia da informação da multinacional japonesa, como o e-F@ctory, em especial para o setor de manufatura. “Nosso plano é acelerar cada vez mais a oferta de soluções de Edge Computing com foco no desenvolvimento de novos produtos e recursos para a indústria”, afirmou Satoshi Takeda, gerente geral adjunto sênior da fábrica Nagoya Works, Mitsubishi Electric.

“Estamos muito satisfeitos com a aquisição da Iconics e acreditamos que essa é mais uma etapa para consolidar a estratégia global da companhia. Enxergamos cada vez mais a importância desse tipo de solução em diferentes setores e vamos continuar investindo nos próximos anos em IoT e

Russ Agrusa, CEO da Iconics, também tem perspectivas positivas acerca da parceria. “Acreditamos muito na nossa união com a Mitsubishi Electric, uma companhia líder em diferentes setores, para desenvolvermos de forma pioneira um novo Centro de Excelência em Software e acelerarmos o desenvolvimento de soluções voltadas à construção e automação industrial”, destacou. A aquisição está sujeita à aprovação regulamentar e outras condições habituais de fechamento, e deve ser concluída dentro do ano fiscal da Mitsubishi Electric, que termina em março de 2020.

MAIS INFORMAÇÕES

Atualmente, a Iconics desenvolve variados softwares para automação industrial e possui conhecimento sólido no desenvolvimento de soluções baseadas em SCADA, IoT, mobile, analytics e cloud.

software”, comentou Yoshikazu Miyata, diretor executivo e presidente da divisão de Automação Industrial da Mitsubishi Electric.

https://br.mitsubishielectric.com/pt/

18 | Automação | Junho 2019

21


E V E N TO

CÂMARA BRASIL-ALEMANHA APRESENTA EMO HANNOVER 2019 EM SÃO PAULO

A Câmara de Comércio e Indústria BrasilAlemanha promoveu, em 8 de maio – aproveitando o período da realização da Expomafe em São Paulo –, um encontro com a imprensa com o objetivo de apresentar os destaques da edição 2019 da EMO Hannover, uma das maiores feira metalúrgicas do mundo.

A

exposição é organizada pela Deutsche Messe AG (DMAG) e a Associação Alemã dos Fabricantes de Máquinas-Ferramenta (VDW). A Câmara BrasilAlemanha é a representante oficial da DMAG e uma das apoiadoras da EMO Hannover. “Em 2017, contamos com 400 visitantes especializados do Brasil. Para este ano, o mercado brasileiro está positivo e interessado em investir em tecnologia” afirmou o Dr. Schäfer, Diretor Administrativo da Associação Alemã dos Fabricantes de Máquinas-Ferramenta (VDW). A edição de 2019 acontecerá entre 16 a 21 de setembro em Hannover, e abrangerá diversos segmentos de produção de máquinas e ferramentas, desde sistemas para corte e modelagem até controles e sistemas para automação. Espera-se mais de 128.000 visitantes comerciais e 2.200 expositores, dos quais 65% sejam de fora da Alemanha.

MAIS INFORMAÇÕES

“As feiras internacionais são um instrumento de negócios muito efetivo para ampliar contatos. Na EMO Hannover temos a chance de apresentar nossos produtos, o que nos possibilita o contato com mais clientes, conhecer novas empresas e tecnologias. Além disso, ganhamos um reconhecimento valioso no mercado em que atuamos, uma vez que a exposição é referência internacional”, comentou Karl-Heinz Freund, da Hydrokomp GmbH, fabricante alemã de componentes hidráulicos, sistemas de acoplamento e tecnologia de fixação. 18 | Automação | Junho 2019

22

Sob o lema “Tecnologias inteligentes que impulsionam a produção de amanhã!”, a edição 2019 abordará um dos maiores desafios enfrentados pela indústria. “O fator crucial para a fábrica inteligente é a rede abrangente de pessoas, sistemas e processos de negócios ao longo de toda a cadeia de valor”, enfatizou o Diretor Administrativo da VDW. “Com a feira há a possibilidade de empresas terem um salto tecnológico, uma vez que investindo em inovação tecnológica garantem o seu posicionamento no mercado. A participação na EMO Hannover possibilita que os expositores entendam qual estratégia utilizar para continuar competitivo no mercado”, ressaltou Hartwig von Sass, Portavoz da Deutsche Messe AG, de Hannover. “A maioria dos expositores da EMO se preocupam principalmente com novas soluções criativas. Novos conceitos para a Indústria 4.0 estão surgindo em todas as áreas, máquinas, componentes, controles, sistemas de medição e fluxo de materiais. Estamos convencidos de que a EMO Hannover 2019 será um hotspot para novos produtos e soluções para a fábrica inteligente” concluiu o Dr. Schäfer. www.ahkbrasil.com www.emo-hannover.de


N OT Í C I A

ROCKWELL AUTOMATION PROMOVE ECONTRO SOBRE INDÚSTRIA 4.0

Inovação e profissional do futuro foram os destaques da “Jornada para a Indústria 4.0”.

C

Mauricio Affonso, Diretor de Marketing para a América Latina da Rockwell Automation, citou em sua palestra a pesquisa americana sobre Indústria 4.0, realizada entre executivos de companhias com mais de US$ 500 milhões de faturamento anual. Segundo ele, três pontos se destacaram no estudo como razões para implementar as soluções digitais: melhorar as margens operacionais, otimizar o processo de produção e integrar melhor a companhia. “Oferecemos soluções para aumentar a produtividade tanto para a indústria como para as pessoas”, disse Affonso.

Os temas abordados no período da manhã foram: “A indústria 4.0 na vida real”, “TI/TO: O impacto das transformações tecnológicas em sua carreira” e “Controle remoto e cibersecurity: A importância da infraestrutura na indústria 4.0”. À tarde o auditório foi dividido em três setores – farmacêutico, automobilístico e de alimentos, bebidas e bens de consumo – e cada um deles contou com palestras específicas para essas indústrias.

O destaque das apresentações e debates do encontro ficou por conta da importância das pessoas e da qualificação profissional em tempos de 4.ª Revolução Industrial. “A chave do sucesso é gente”, resumiu o Diretor de Marketing. MAIS INFORMAÇÕES

om a participação de mais de 400 profissionais e 15 empresas parceiras, a Rockwell Automation realizou, em abril, o seminário “Jornada para a Indústria 4.0”, em São Paulo, cujo objetivo foi discutir como o universo 4.0 pode melhorar a produtividade e aprimorar os recursos da indústria nos setores automotivo, farmacêutico, de bens de consumo e alimentos e bebidas. “É um tema focado em otimização, em como fazer as coisas de um jeito mais eficiente e produtivo”, disse em sua apresentação inicial Rodrigo Marangon, CEO no Brasil da Rockwell Automation.

www.rockwellautomation.com

18 | Automação | Junho 2019

23


NOVIDADE

NOVA GERAÇÃO DE COMPRESSORES SCROLL DSH DANFOSS

Linha dotada com tecnologia de Válvula Intermediária de Descarga (IDV) substitui os compressores SH.

O

pção popular para chillers comerciais e rooftops usando o R410A e dotados da tecnologia Intermediate Discharge Valve (IDV) para aumentar a eficiência de resfriamento de carga parcial sazonal, os compressores scroll DSH da Danfoss entram em uma nova geração, que substitui a linha SH, e agora suportam refrigerantes R454B e R452B. A opção de usar refrigerantes novos com baixo GWP foi motivada pela redução contínua do uso de refrigerantes de alto GWP pela União Europeia, limitando a disponibilidade e aumentando o preço do R410A.

A compatibilidade de múltiplos refrigerantes dos compressores, juntamente com desempenho de dropin similar ao R410A, é projetada para tornar a transição de refrigerante a mais fácil possível para os OEMs sem a necessidade de fazer alterações radicais no sistema, acelerando o tempo de lançamento do equipamento no mercado, tanto para resfriamento quanto sistemas completamente reversíveis. As alterações também permitem que os OEMs façam customizações na linha final e reduzam os estoques, o que aumenta a flexibilidade geral e facilita o gerenciamento de inventário.

MAIS INFORMAÇÕES

Os refrigerantes R454B e R452B são classificados como A2L (levemente inflamáveis) e são regulamentados pelas normas EN378 e IEC60335-2-40. Portanto, os OEMs precisam tomar as medidas de conformidade apropriadas em determinados aplicações. www.danfoss.com.br

18 | Automação | Junho 2019

24


NOVIDADE

ELIPSE SOFTWARE APRESENTA DRIVER SIGFOX

Tecnologia permite que as plataformas da Elipse recebam informações via rede Sigfox.

O

driver Sigfox integra aplicações dos principais softwares da Elipse com a rede Sigfox. O driver permite que os equipamentos IoT Sigfox Ready conectados à rede da operadora enviem seus dados aos softwares da Elipse. Importante verificar, antes de tudo, se os equipamentos e a aplicação que deseja conectar à nuvem estão localizados em uma das áreas de cobertura da operadora.

www.elipse.com.br

MAIS INFORMAÇÕES

Atualmente, a rede Sigfox é disponibilizada para um total de 58 países. Segundo a WND, empresa que está implementando a rede no Brasil, estima-se conectar mais de 20 milhões de dispositivos este ano, no país. Hoje, a rede está instalada em todas as capitais brasileiras e em 70% das cidades com mais de 200 mil habitantes, abrangendo cerca de 120 milhões de pessoas. O foco é atender a diversos setores da economia, como o agronegócio, segurança, logística, cidades conectadas, entre outros.

A Sigfox foi criada em 2009 e é uma operadora de rede global francesa, que utiliza uma rede sem fio de longo alcance e modems de baixo custo para conectar dispositivos de baixa potência, como medidores, alarmes, rastreadores e relógios, a uma nuvem na Internet. Dessa forma, permite que esses dispositivos enviem e recebam mensagens curtas através das suas de antenas.

18 | Automação | Junho 2019

25


NOVIDADE

NOVO INVERSOR DA SCHNEIDER ELECTRIC PARA ACIONAMENTO DE MÉDIA TENSÃO

O inversor de frequência melhora o desempenho de processos e as capacidades de gerenciamento de ativos.

A

Schneider Electric acaba de lançar o inversor de média tensão para acionamento de motores de 2,4kV até 13,8kV, Altivar Process ATV6000. Compatível com o EcoStruxure, é voltado ao setor industrial, e trabalha em topologia multinível, com células de baixa tensão.

MAIS INFORMAÇÕES

Um dos destaques do inversor é a função By-Pass de Célula de Potência por meio da qual é possível manter o equipamento em operação, mesmo se alguma das células apresentarem defeito – o que elimina as chances de parada da operação por falhas.

Conectando o novo inversor ao software EcoStruxure Asset Advisor, é possível monitorar a necessidade de manutenção dos ativos com base em avaliações em tempo real e análises preditivas. O sistema transforma os dados coletados em insights e ajuda na detecção e prevenção de falhas, aumentando o tempo de vida útil dos equipamentos e a produtividade e a segurança do usuário. Com estrutura flexível, o novo inversor pode ser personalizado de acordo com as necessidades de cada usuário. Seus recursos digitais e características mecânicas também garantem maior eficiência para o operador com fácil resolução de problemas, QR code dinâmico e praticidade de acesso à Interface Homem Máquina (IHM) Magellis de 10” e acesso frontal ao painel, permitindo uma manutenção mais rápida quando necessário. www.se.com/br/pt/

18 | Automação | Junho 2019

26


N OT Í C I A

SCHMERSAL DESTACA SOLUÇÕES DE SEGURANÇA E AUTOMAÇÃO NA FISPAL TECNOLOGIA

A empresa vai mostrar soluções para o segmento de alimentos e bebidas durante a 35ª Fispal Tecnologia, maior encontro do setor das indústrias de alimentos e bebidas, que acontece de 25 a 28 de junho, em São Paulo.

A

Schmersal aproveitará a Fispal Tecnologia para apresentar em primeira mão as novas Caixas Inox IP69, que serão lançadas no segundo semestre de 2019. Disponíveis com 1, 3 e 5 furos, as caixas têm design especialmente desenvolvido para ambientes limpos ou agressivos, nas indústrias de alimentos, bebidas, farmacêutico e química. Feita em aço Inox e com vedação em silicone, a caixa suporta jatos de alta pressão de água até 100 bar em 80ºC.

Outro lançamento será o Botão Triplo ergonômico, desenvolvido e fabricado no Brasil. O botão de pulso duplo com rearme central é ideal para otimizar o espaço nos painéis de comando e tem grau de proteção IP66. O produto é utilizado para ligar/desligar e rearmar uma máquina ou equipamento, isto é, tem três funções em um único frontal. Dotado de sistema Quick Fix System, o engate dos contatos no botão é feito por meio de flanges especiais de encaixe rápido. O novo sistema mecânico dos flanges permite sua remoção de uma maneira prática e rápida sem a utilização de ferramentas especiais. www.schmersal.com.br

MAIS INFORMAÇÕES 18 | Automação | Junho 2019

27


NOVIDADE

NOVO MOTOR SEM ESCOVAS ULTRA EC 35ECS

Velocidade ultraelevada em um pacote compacto.

A

Portescap anuncia a ampliação da linha Ultra EC™ de motores CC sem escovas e sem ranhuras apresentando o novo motor 35ECS. Esse motor de dois polos oferece torque e potência (máxima contínua) ultraelevados (até 330 W) sem comprometer o bom funcionamento e a durabilidade que se espera dos motores sem escovas e sem ranhuras da Portescap.

MAIS INFORMAÇÕES

O novo motor 35ECS está disponível em dois comprimentos: o 35ECS60 e o 35ECS80. Os motores 35ECS60 e 35ECS80 incluem a tecnologia de bobinas Ultra EC patenteada, que fornece torque inigualável e densidade de potência, com perdas de núcleo limitadas em uma ampla gama de velocidades de trabalho sem fricção e desgaste das escovas. Esses motores também apresentam o design de rotor de alta velocidade patenteado, para suportar velocidades de até 40.000 rpm. O 35ECS80 é único e abre novas possibilidades de aplicação de designs finos e longos com incríveis capacidades de atingir torques em velocidades muito altas, enquanto o 35ECS60 permite a capacidade de atingir altas velocidades em tensões muito baixas. Graças ao seu design robusto, o 35ECS pode sustentar torques máximos de até 1,1 Nm (35ECS60) e 2,0 Nm (35ECS80) durante 2 s. 18 | Automação | Junho 2019

28

Os motores 35ECS podem ser adaptados na maioria das aplicações, inclusive nas industriais, aumentando a durabilidade e a confiabilidade de um dispositivo sem comprometer a potência e a produtividade da máquina, além de economizar energia. Os novos motores 35ECS são a escolha perfeita para aplicações como ferramentas manuais movidas a bateria (dispositivos de aperto ou furadeiras industriais), equipamentos de automação industrial (ventiladores grandes ou bombas a vácuo), além de aplicações em que há restrições de diâmetro. Os novos motores 35ECS dispõem de um flange dianteiro soldado a laser que oferece a máxima proteção para suportar reações de alto torque. Um sensor de temperatura localizado no cabeçote da bobina garante um controle otimizado do desempenho dos motores em aplicações pesadas. Esses motores estão disponíveis com sensores de efeito Hall e um total de seis tipos diferentes de bobinas para atender às exigências de velocidade e de tensão. A Portescap pode, mediante solicitação, oferecer opções de personalização, incluindo caixas de redução, encoders, variações de bobinas e modificações de interfaces mecânicas.


NOVIDADE

1.5+ million articles from 500+ renowned manufacturers

Our services: n 75,000+ articles in stock in Munich, Germany n 500,000+ additional articles readily available n Delivery promise:

A Portescap possui a certificação global ISO 9001:2015, e a planta de produção na Índia também possui as certificações ISO 13485, ISO 14001:2015 e OHSAS 18001:2015. Portescap 35ECS60: diâmetro do chassi 35mm, comprimento do chassi 60mm, torque 120mNm, R/K2 * 0,900 103/Nms, velocidade máxima 40.000 rpm. Portescap 35ECS80: diâmetro do chassi 35mm, comprimento do chassi 80mm, torque 193mNm, R/K2 * 0,370 103/Nms, velocidade máxima 40.000 rpm. * Esta constante do motor fornece a perda de energia Pj em Joules a um determinado torque T; quanto menor, melhor: Pj=(R/K2) * T2 www.portescap.com.br

Same day shipping for all orders received by 6pm n Online Shop: buerklin.com n Industry-focus line cards of well-known and reliable

manufacturers n eProcurement solutions: OCI, API, electronic catalogs, EDI n Large teams of multilingual inside sales and field sales

in Germany n Sales representatives in Italy, France, United Kingdom,

Ireland, Scandinavia, Eastern Europe, Brazil and the Middle East

www.buerklin.com YEARS MAIS INFORMAÇÕES 18 | Automação | Junho 2019

29


NOVIDADE

PREPARADO PARA O FUTURO

Gateway PROFINET integra harmoniosamente dados de dispositivos e de processos.

C

om o novo gateway LB PROFINET, a Pepperl+Fuchs liga sistemas E/S LB remotos ao mundo PROFINET. A comunicação ponto a ponto também garante uma utilização ideal em campo das informações existentes, o que representa um passo essencial na direção de adequar as fábricas a requisitos futuros e à Indústria 4.0.

MAIS INFORMAÇÕES

O novo gateway LB PROFINET, proporcionará não só funcionalidade PROFINET convencional, mas também acesso total a todos os dispositivos HART conectados. Na prática, isto dará aos utilizadores acesso a variáveis HART auxiliares como segundo valor de medição além das variáveis dos processos. Adicionalmente, os dados de diagnóstico dos dispositivos de campo podem ser lidos através de IP HART, aumentando assim significativamente a transparência e a disponibilidade das fábricas. O novo gateway também oferece o máximo de flexibilidade uma vez que é possível executar diferentes protocolos através do mesmo conjunto de cabos (por ex., PROFINET e IP HART); evidentemente, representa ainda uma solução de elevado desempenho: é possível conectar até 80 dispositivos de campo a um sistema E/S remoto totalmente ocupado. Estes dispositivos comunicam sem latência. 18 | Automação | Junho 2019

30

Segurança máxima e utilização fácil Outro destaque deste gateway é o conceito de redundância inteligente. Um comutador integrado garante a funcionalidade constante da rede com base no protocolo de redundância média (MRP). Se uma linha falhar, a rede em anel está configurada para enviar os pacotes de dados através da rota alternativa. Uma vez que o potencial para a ocorrência de perigos aumenta em consequência da utilização de macrodados em conjunto com o aumento das redes em unidades industriais, o novo gateway PROFINET também respeita os requisitos de segurança aplicáveis. O visor amplo, o maior disponível no mercado para este tipo de dispositivo, é outro destaque que facilita a utilização do novo gateway da Pepperl+Fuchs. O estado do dispositivo e dados de diagnóstico adicionais podem ser lidos rapidamente através de LED RGB. www.pepperl-fuchs.com


N OT Í C I A

NORD NA FISPAL EM SÃO PAULO Soluções em acionamentos para a indústria alimentícia. Integração flexível no ambiente da instalação. Os inversores de frequência NORDAC FLEX podem ser adaptados a todas as aplicações dos clientes.

Com os motoredutores nsd tupH, a NORD DRIVESYSTEMS oferece acionamentos idealmente protegidos e resistentes à corrosão para a indústria alimentícia e outros segmentos exigentes.

D

e 25 a 28 de junho, na FISPAL Tecnologia em São Paulo, a feira da indústria alimentícia e de bebidas, embalagens, processos e logística, a NORD DRIVESYSTEMS apresentará as suas soluções para esse segmento, desde tratamento anticorrosivo para superficies até inversores de frequência. Na indústria alimentícia é importante proteger eficazmente máquinas e equipamentos, bem como os acionamentos utilizados contra a sujeira, umidade, respingos de água e produtos agressivos. O tratamento superficial nsd tupH da NORD DRIVESYSTEMS é uma alternativa econômica para prolongar a vida útil dos componentes instalados em ambientes severos. As carcaças de acionamentos da NORD com este tratamento atingem uma resistência semelhante à do aço inoxidável, o que já foi comprovado muitas vezes na prática.

Indústria alimentícia 4.0 Acionamentos inteligentes e modernos são a tecnologiachave para a indústria 4.0, cada vez mais solicitada na indústria alimentícia. As unidades de acionamentos descentralizados da NORD DRIVESYSTEMS são interligadas, autônomas e escalonáveis. Eles assumem importantes funções de interface nas redes de automação dos futuros sistemas ciber-físicos. A NORD DRIVESYSTEMS fornece uma grande escolha em acionamentos descentralizados. O inversor de frequência NORDAC FLEX SK 200E, através da sua funcionalidade escalonável, permite adaptação a todas as aplicações dos clientes, com integração flexível ao ambiente da instalação, na faixa de potências de até 22 kW. Ele forma uma unidade compacta com o motor e o redutor. A NORD DRIVESYSTEMS oferece duas versões básicas para aplicações com bombas ou tarefas de logística interna, as quais podem ser fornecidas totalmente pré-parametrizadas para o comissionamento. Opcionalmente também é possível a montagem na parede. O projeto modular garante máxima flexibilidade nos módulos opcionais.

MAIS INFORMAÇÕES

nsd tupH é especialmente homologado para aplicações na indústria alimentícia e está disponível para a maior parte do sistema modular de acionamentos de alumínio da NORD, abrangendo diversas linhas de redutores, motores lisos e eletrônica descentralizada para acionamentos. Devido à ampla gama de engrenagens modulares, a NORD é capaz de projetar cada redutor precisamente para os requisitos individuais de cada aplicação. Há muitas opções de soluções para atender aos requisitos da indústria alimentícia. Em caso de necessidade, tanto o redutor quanto a eletrônica de acionamento são adequados à aplicação em recintos

refrigerados, reduzindo-se, por exemplo, o calor dissipado para a área sob refrigeração.

www.nord.com

18 | Automação | Junho 2019

31


NOVIDADE

HMS NETWORKS APRESENTA ANÁLISE ANUAL DO MERCADO DE REDES INDUSTRIAIS

Anders Hansson, diretor de marketing da HMS Industrial Networks.

Ethernet industrial e tecnologias sem fio crescendo de maneira constante – Primeiro ano de declínio para buses de campo em termos de novos nodos - Participação no mercado das redes industriais em 2019 de acordo com a HMS.

A

HMS Networks apresenta sua análise anual do mercado de redes industriais, que se foca em novos nodos instalados no âmbito da automação de fábricas a nível global. Na qualidade de fornecedor independente de soluções para comunicação industrial e para a Internet das Coisas Industrial, a HMS tem um conhecimento considerável do mercado de redes industriais. A seguir apresentamos algumas das tendências previstas pela HMS para 2019 no setor da comunicação industrial..

MAIS INFORMAÇÕES

Crescimento constante para a Ethernet industrial No ano passado, a HMS chegou à conclusão de que a Ethernet industrial tinha ultrapassado pela primeira vez o bus de campo tradicional e esse desenvolvimento continua em 2019. Com uma taxa de crescimento constante de 20% (22), a Ethernet industrial representa atualmente 59% do mercado global (em comparação com 52% no ano passado). A EtherNet/IP é a maior rede Ethernet industrial, com 15% do mercado, mas a PROFINET quase eliminou a diferença e está atualmente nos 14%. As segundas classificadas a nível global depois da Ethernet são a EtherCAT, com 7%, a Ethernet POWERLINK, com 5%, e a Modbus-TCP, com 4%, todas apresentando um crescimento estável. 18 | Automação | Junho 2019

32

O bus de campo está em declínio Pela primeira vez o bus de campo está apresentando um declínio de -5% (em comparação com um crescimento de 6% no ano passado), representando atualmente 35% dos novos nodos instalados. A rede bus de campo dominante continua sendo a PROFIBUS, com 10% do total do mercado mundial, seguida pela CC-Link, com 6%, e pela ModbusRTU, com 5%. Reflexões sobre o crescimento da Ethernet industrial e o declínio do bus de campo "A transição para a Ethernet industrial continua e é promovida pela necessidade de alto desempenho e de integração entre instalações em fábricas e sistemas de TI/aplicações IdCI", declara Anders Hansson, diretor de marketing na HMS. "Pela primeira vez vemos que o bus de campo tradicional está efetivamente em declínio em termos de novos nodos instalados. No que diz respeito à Ethernet industrial, constatamos um crescimento considerável para muitas redes - para as estabelecidas Ethernet/IP, PROFINET, EtherCAT, POWERLINK e Modbus-TCP, bem como para as redes agrupadas na categoria de "outra Ethernet". Essa imagem fragmentada da Ethernet é muito interessante e


Participação no mercado em 2019 de acordo com a HMS - buses de campo, Ethernet industrial e tecnologias sem fio.

NOVIDADE

Cada vez mais equipamentos industriais estão sendo conectados a redes industriais. Em 2019, está previsto um crescimento de 10% no número de novos nodos conectados. A Ethernet industrial e as tecnologias sem fio continuam crescendo rapidamente, mas 2019 também fica marcado como o primeiro ano do declínio do bus de campo. Essas são as principais conclusões do estudo anual do mercado de redes industriais realizado pela HMS Networks. A Ethernet industrial representa atualmente 59% dos novos nodos instalados (52% no ano passado), enquanto os buses de campo estão nos 35% (42). A EtherNet/IP continua sendo a rede mais amplamente instalada, com 15%, mas a PROFINET está bem próxima, com 14%. As tecnologias sem fio continuam apresentando um sólido desenvolvimento e representam 6% do mercado (6).

comprova que a Ethernet industrial nunca se padronizou em uma rede, como muitos previram na década de 1990, quando as redes baseadas em Ethernet evoluíram pela primeira vez. Tal como os buses de campo, as várias redes Ethernet servem diferentes propósitos dependendo da aplicação industrial."

www.hms-networks.com O estudo inclui a estimativa da HMS para 2019 baseada no número de novos nodos instalados em 2018 no âmbito da Automação de Fábricas. Um nodo é definido como uma máquina ou dispositivo conectado a uma rede industrial. Os números apresentados representam a visão consolidada da HMS, levando em consideração análises de colegas desse setor industrial, nossas próprias estatísticas de vendas e a percepção geral do mercado.

MAIS INFORMAÇÕES

As soluções sem fio continuam com forte dinâmica As tecnologias sem fio também estão apresentando um crescimento sólido de 30% (32), representando 6% (6) do total do mercado. Dentro das tecnologias sem fio, a WLAN é a mais popular, seguida pelo Bluetooth. "As tecnologias sem fio são cada vez mais usadas por construtores de máquinas e integradores de sistemas para arquiteturas de automação novas e inovadoras. Os usuários podem reduzir o cabeamento necessário e criar novas soluções para conectividade e controle", diz Anders Hansson. "Também consideramos o aumento das atividades em torno de tecnologias celulares a nível global (por ex., redes LTE/5G privadas) como facilitador para Fabricação Inteligente e Flexível nas fábricas."

Variações regionais das redes Na Europa e no Oriente Médio, as redes EtherNet/IP e PROFINET estão liderando e a PROFIBUS continua sendo amplamente usada. Outras redes populares são a EtherCAT e a Ethernet POWERLINK. O mercado americano é dominado pelas redes CIP, com um impulso claro na direção da EtherNet/IP. A EtherCAT continua aumentando sua participação no mercado. Na Ásia, nenhuma rede se destaca como verdadeira líder de mercado, mas PROFINET, EtherNet/IP, PROFIBUS, EtherCAT, Modbus e CC-Link são amplamente usadas, com a CC-Link IE Field versão Ethernet também ganhando terreno.

18 | Automação | Junho 2019

33


NOVIDADE

NOVOS REDUTORES HELICOIDAIS NORDBLOC.1 DE 1 ESTÁGIO

O novo redutor helicoidal NORDBLOC.1 de 1 estágio da NORD DRIVESYSTEMS fornece torques de saída elevados e capacidade máxima de carga radial e axial.

A NORD DRIVESYSTEMS ampliou a sua linha de redutores helicoidais NORDBLOC.1 de 1 estágio para três tamanhos maiores. As novas unidades de acionamento fornecem altos torques de saída, bem como capacidade máxima de carga radial e axial.

C

om seus redutores helicoidais NORDBLOC.1 de 1 estágio, a linha NORD DRIVESYSTEMS inclui unidades de acionamento inovadoras com alta eficiência e longa vida útil. A especialista em acionamentos ampliou a sua série de sucesso com três tamanhos maiores.

MAIS INFORMAÇÕES

Os três novos produtos SK 871.1, SK 971.1 e SK 1071.1 têm potências de 0,12 a 45 kW e cobrem a faixa de torque de até 1.000 Nm. Graças aos rolamentos otimizados, eles podem operar de maneira confiável com grandes forças axiais e radiais. Os robustos redutores de ferro fundido são, portanto, ideal para aplicações em bombas e agitadores.

Os inovadores redutores helicoidais NORDBLOC.1 impressionam pela alta eficiência, design compacto e máxima confiabilidade. Eles não têm juntas de separação ou tampas de fechamento. Isso aumenta a estabilidade do produto e, ao mesmo tempo, proporciona uma superfície mais lisa, na qual nem líquidos nem materiais sólidos podem se acumular. A carcaça UNICASE otimizada para FEM garante máxima resistência e rigidez. O design modular oferece ampla flexibilidade de aplicação devido às inúmeras opções de configuração e montagem. Todas as variantes estão disponíveis nas versões montadas por flange (B5 ou B14) ou nas versões montadas por flange/ pé. Opções para montagem de motores IEC e NEMA, bem como uma extensa gama de variáveis, como tipos de eixos, rolamentos e lubrificação, podem ser implementadas com flexibilidade. www.nord.com

18 | Automação | Junho 2019

34


NOVIDADE

GESTÃO DE NÍVEIS DE ENCHIMENTO NA INTERNET DAS COISAS

A Pepperl+Fuchs apresenta um sensor de nível que transmite os seus dados para uma estação remota segura na Internet das Coisas Industrial. O sensor IdC WILSEN.sonic.level está incluído num pacote de iniciação com o WILSEN.service e uma plataforma de dados empresariais, o que facilita a familiarização com a tecnologia. Isto permite que os utilizadores determinem mais rapidamente valor do sistema IdC para as suas próprias empresas.

A

Internet das Coisas Industrial conecta o mundo virtual das tecnologias da informação ao mundo real da engenharia de máquinas e fábricas e abre novas possibilidades para a automação de processos. Com a ajuda de sensores de radiofrequência que transmitem os seus dados para a Internet, também é possível controlar ativos amplamente distribuídos ou que pareçam impossíveis de conectar devido à sua mobilidade.

A Pepperl+Fuchs compilou um kit de iniciação básico que inclui todos os componentes necessários para criar um sistema de IdC funcional. Este pacote de edição limitada e com um preço fixo permite que as partes interessadas comecem a trabalhar com a Internet das Coisas, mesmo sem conhecimentos prévios, e ganhem experiência nos ambientes dos seus próprios processos o mais rapidamente possível.

MAIS INFORMAÇÕES

Com o WILSEN.sonic.level, a Pepperl+Fuchs apresenta um sensor ultrassônico sem fios para a monitorização de níveis de enchimento em contentores, tanques e silos móveis. Adicionalmente, o dispositivo a pilhas determina a geolocalização dos recipientes e transmite os dados recolhidos através de uma ligação GSM ou LoRaWAN para um ponto de aquisição definido na Internet. O WILSEN.service não só garante trocas de dados seguras,

como também permite a gestão centralizada de todos os sensores IdCI em campo. Por sua vez, é possível ligar ao serviço sistemas de software e plataformas de dados para processamento de dados empresariais.

www.pepperl-fuchs.com

18 | Automação | Junho 2019

35


Encontre todas as novidades em: www.revista-automacao.com

A fonte de informação em automação industrial

Profile for Induportals Media Publishing

Automação | 18 - Junho 2019  

A Revista Automação é a fonte de informação em automação, fornecendo visões gerais de mercado, estudos de caso e lançamentos de novos produt...

Automação | 18 - Junho 2019  

A Revista Automação é a fonte de informação em automação, fornecendo visões gerais de mercado, estudos de caso e lançamentos de novos produt...

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded