Page 1

www.impactoevangelistico.net

A REVISTA QUE CONSTRÓI A SUA VIDA Fevereiro 2016 / Edição 745

evangélico TESTEMUNHO

La web

A voz salvadora

PUBLICAÇÃO OFICIALL

MOVIMENTO MISSIONÁRIO MUNDIAL

MÚSICA

Há uma pátria perfeita... EVENTOS

A gloriosa Convenção da Colômbia

O que há na Deep Web?

O LADO OBSCURO DA

INTERNET

Fevereiro 2016 / Impacto evangélico

1


Com o Rev. Gustavo De segunda a domingo 8h MISIONÁRIO MUNDIAL 2 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


EDITORIAL

FIÉIS PARA PROCLAMAR A MENSAGEM Rev. Gustavo Martínez Presidente Internacional do M.M.M.

“Veio sobre mim a mão do Senhor, e ele me fez sair no Espírito do Senhor…” Ezequiel 37:1.

V

eio sobre mim a mão

trevas tenha que fugir, porque a luz é

do

a que pode dissipar e fazer com que as

Senhor”

(Ezequiel

37:1). A verdadeira qua-

trevas fujam de nosso entorno.

lificação para o ministério do profeta

Porque se a mão de Deus não está,

Ezequiel foi que a mão do Senhor veio

não é Ele quem nos enviou; então não

sobre ele. Porque a qualificação para o

fomos chamados, o que vamos procurar

ministério não é que recebemos um tí-

é nossa comodidade e nosso próprio be-

tulo em um instituto bíblico ou em uma

nefício, e engrandecer nossa imagem e

universidade (em divindades o em teo-

fazer com que as pessoas nos admirem.

logia). Também não são as credenciais

Se nós estivermos convencidos e

ou a posição, ou qualquer outro título

conscientes de que Ele nos chamou,

que possamos exibir na parede de nos-

iremos até as últimas consequências.

sa casa. A verdadeira qualificação para

Deus é quem envia e também é quem

este ministério é que a mão de Deus es-

revela a mensagem a cada profeta ou a

teja sobre nós.

cada enviado.

Isso também significa caminhar sob

Muita da pregação de hoje é acadê-

a unção de Deus que é ouvir, seguir e

mica, com muita eloquência e retórica,

obedecer a sua voz. Significa que lhe

mas sem poder de Deus que possa mu-

entregamos nossa vida, permitindo

dar; pois carece do fogo e da presença

que o Senhor nos leve e nos coloque

do Espírito Santo. Só a pregação ungi-

em lugares difíceis, áridos, onde ou-

da pode mudar vidas e afetar nações,

tros fracassaram; porque não vamos

“porque a palavra de Deus é viva e efi-

em nosso nome, mas no nome do To-

caz, e mais penetrante do que espada

do-Poderoso. Então essa mão abrirá

alguma de dois gumes, e penetra até

as portas, essa mão fará com que haja

à divisão da alma… e é apta para dis-

vida onde não há, que chova onde não

cernir os pensamentos e intenções do

choveu; e que o ambiente de densas

coração” (Hebreus 4:12). Amén l Fevereiro 2016 / Impacto evangélico

3


www.impactoevangelistico.net

evangélico Diretor Fundador: Rev. Luis M. Ortiz Fevereiro 2016 / Edição N° 745 USPS 012-850) PUBLICAÇÃO OFICIAL DO MOVIMENTO MISSIONÁRIO MUNDIAL O World-Wide Missionary Movement, Inc. é uma igreja sem fins lucrativos, com uma visão para fundar novas igrejas nos Estados Unidos da América e seus territórios e também com uma visão missionária para fundar novas igrejas onde Deus abre novas portas em todo o Mundo. PUBLICAÇÃO MENSAL POR: Movimiento Misionero Mundial, Inc (Movimento Missionário Mundial, Inc.) San Juan, Porto Rico Washington, D.C. Postagem Periódica pagada a: San Juan, Porto Rico 00936

AGENTE DO CORREIO:

enviar variações de endereço a Impacto Evangélico P.O. BOX 363644 San Juan, Porto Rico 00936-3644 Telefono (787) 761-8806; 761-8805; 761-8903 OFICIAIS DO M.M.M. INC Rev. Gustavo Martínez Rev. José Soto Rev. Rubén Concepción Rev. Rodolfo González Rev. Álvaro Garavito Rev. Margaro Figueroa Rev. Rómulo Vergara Rev. Humberto Henao Rev. Luis Meza

Presidente Vice-presidente Secretario Tesoureiro Diretor Diretor Diretor Diretor Diretor

OBRAS ESTABELECIDAS EM: África do Sul Alemanha Argentina Aruba Austrália Áustria Bélgica Belize Bolívia Bonaire Brasil Camarões Canadá Chile Colômbia Congo Costa do Marfim Costa Rica Curaçao Dinamarca El Salvador Equador Espanha EUA Filipinas

Finlândia França Gabão Gana Guatemala Guiana Francesa Guiana Inglesa Guiné Equatorial Haiti Havaí (EUA) Holanda Honduras Ilha de San Andrés (Col.) Ilha Rodrigues Ilhas Canárias (Espanha) Índia Inglaterra Israel Itália Jamaica Japão Kuwait Madagáscar

Malásia Maurício México Mianmar Nicarágua Nigéria Oman Panamá Paraguai Peru Porto Rico Portugal República Dominicana Roménia Saint Martin Suécia Suíça Suriname Trinidad e Tobago Ucrânia Uruguai Venezuela

Depósito Legal na Biblioteca Nacional do Peru N ° 2011-02530 Igreja Cristã do Pentecostes do Movimento Missionário Mundial: Av. 28 de Julio 1781 - Lima 13 - Peru Impressão: Quad/Graphics Perú S.A. Av. Los Frutales 344 - Lima 03 - Perú MISIONÁRIO MUNDIAL 4 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

O Movimento Missionário Mundial é uma organização religiosa sem fins lucrativos, devidamente registrada em San Juan, Porto Rico, e na capital federal, Washington DC com sede nas duas cidades, bem como em todos os estados da União Americana e em outros países onde temos obras missionárias estabelecidas. Importante As ofertas e doações em dinheiro, computadores, imóveis, legados em testamento, para o benefício desta obra do Movimento Missionário Mundial, Inc. são dedutíveis do imposto de renda (Income Tax) e os recibos emitidos pelo Movimento Missionário Mundial são reconhecidos pela Diretoria das Rendas Internas (IRS), do Governo Federal dos Estados Unidos da América e do Estado Livre Associado de Porto Rico. n

Visite o nosso website Obtenha informação edificante da Obra de Deus e fique a par das últimas notícias. Um acesso personalizado a partir de qualquer lugar do mundo: www.impactoevangelistico.net n

Se você quiser Escreva-nos para o nosso endereço postal: Movimiento Misionero Mundial, Inc. P.O. Box 363644 San Juan, P.R. 00936-3644 n

Copyright © 2009 Impacto Evangélico Movimiento Misionero Mundial, Inc. (World-Wide Missionary Movement, Inc.) Todo o conteúdo da revista e cada edição subseqüente está devidamente registrada na Biblioteca do Congresso, Washington, DC EUA. Todos os direitos reservados. A reprodução parcial, completa ou em qualquer forma ou sua tradução para outros idiomas sem a autorização do Diretor é proibida. No âmbito dos acordos internacionais de direitos autorais é um crime punível por lei n

Declaração Doutrinária O Movimento Missionário Mundial adere às doutrinas fundamentais da Bíblia, tais como: n

• A inspiração das Escrituras Sagradas: 2 Timóteo 3:15-17, 2 Pedro 1:19-21. • A Divindade adorável em Três Pessoas, Pai, Filho e Espírito Santo: Mateus 3:16-17, 17: 1-5; 28:19 João 17: 5, 24, 26, 16:32, 14:16, 23, 18:05, 6, 2 Pedro 1:17,18; Apocalipse 5. • A salvação pela fé em Cristo: Lucas 24:47, João 3:16, Romanos 10:13, Tito 2:11, 3:5-7. • O Novo Nascimento: João 3:3, 1 Pedro 1:23, 1 João 3:9. • A Justificação pela Fé: Romanos 5:01, Tito 3:07. • O Batismo nas águas por imersão, segundo ordenado por Cristo: Mateus 28:19, Atos 8:36-39. • O Batismo no Espírito Santo, subseqüente à salvação, falando em outras línguas, segundo: Lucas 24:49, Atos 1:4, 8, 02:04. • A Cura Divina: Isaías 53:4, Mateus 08:16, 17, Marcos 16:18, Tiago 5:14, 15. • Os Dons do Espírito Santo: 1 Coríntios 12:1-11. • Os frutos do Espírito Santo: Gálatas 5:22-26. • A Santificação: 1 Tessalonicenses 4:03, 5:23, Hebreus 0:14, 1 Pedro 1:15, 16, 1 João 2:6. • O Ministério e a Evangelização: Marcos 16:15-20, Romanos 10:15. • O dízimo e a Sustentabilidade da Obra: Gênesis 14:20, 28:22, Levítico 27:30, Números 18:21-26, Malaquias 3:7-10, Mateus 10:10; 23:23. • A ascensão da Igreja: Romanos 8:23, 1 Coríntios 15:51 - 52, 1 Tessalonicenses 4:16-17. • A Segunda Vinda de Cristo: Zacarias 14:1-9, Mateus 24:30, 31, 2 Tessalonicenses 1:07, Tito 2:13, Judas 14, 15. • O Reino Milenar: Isaías 2:1-4, 11:5-10, Zacarias 9:10, Apocalipse 19:20, 20:3-10. • Novos Céus e Nova Terra: Isaías 65:17, 66:22, 2 Pedro 3:13, Apocalipse 21:1.


SOMMARIO

Encontrar-nos em:

www.facebook.com/impactoevangelistico

6. Nota de capa. A cara escondida da internet.

6

14. Infográfico. O que é a Deep Web? 16. Internacional. “A Europa deve voltar para Deus.” 18. Bem-estar. O consumo de carnes. 21. Fatos. O Pai Nosso de David Bowie. 22. Fatos. Fatos que você não conhecia sobre Charles Spurgeon. 24. Literatura. Josefo, os escritos essenciais. 28. Música. Há uma pátria perfeita...

34

44. Devocional. Buscando a bênção de Deus. 46. Devocional. O trabalho, uma bênção.

30. Heróis da fé. O “médico” que servia a Deus.

48. Evento. “Deus busca retidão no homem”.

34. Histórias de vida. A voz salvadora.

56. Evento. “Temos que ser retos, honestos íntegros”.

40. Entrevista. “Precisamos de um avivamento na Índia”. 42. Devocional. Bodas no céu

48

62. Evento. Deus manda a chuva. 64. Evento. Clama a mim e responder-te-ei.

64

Fevereiro 2016 / Impacto evangélico

5


A CARA ESCONDIDA DA INTERNET Os usuários comuns ignoram, em sua grande maioria, que a internet é como um iceberg e que só observam a parte visível. Existe uma grande porção escondida ou submergida que é conhecida como internet profunda ou internet invisível. Estas páginas pouco conhecidas representam quase 95% da internet.

MISIONÁRIO MUNDIAL 6 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


NOTA DE CAPA

Fevereiro 2016 / Impacto evangĂŠlico

7


Estimações baseadas na extrapolação de um estudo da Universidade da Califórnia em Berkeley presumem que atualmente a internet profunda teria uns 91 000 terabytes e que seria 500 vezes maior do que a internet superficial.

MISIONÁRIO MUNDIAL 8 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

oucas pessoas falam da Deep Web ou internet oculta e são menos as que sabem do que se trata. Muitos pensam que na internet pública podem encontrar todo graças ao Google, e alguns chegam a assegurar que “se algo não está no Google, não existe“. A verdade é que estão errados. Centenas de milhões de usuários veem diariamente “o lado bonito” da internet, mas o lado obscuro da rede de redes está muito além de sua visão ou, melhor dizendo, do conhecimento da maioria. Alguns especialistas tentam descrever a internet como um enorme iceberg cuja ponta é vista por todos, mas na qual a maior parte está submergida e só pode ser observada por quem sabe navegar com ferramentas especiais. Em consequência, a internet não é só o que conhecemos dela, mas também o que ignoramos. Existe muita informação que não podemos encontrar com as ferramentas de busca habituais e que costuma permanecer oculta ao público comum. Há muita informação útil, mas também está cheia de perigos que devemos evitar a todo custo. A Deep Web não é pequena. Pelo contrário. No ano 2000, representava 45 vezes mais informação do que a web superficial, apesar de que atualmente essa cifra variou ostensivamente a causa do crescimento de fenômenos como as redes sociais, os blogs e o próprio Google. Hoje em dia, o Google, a ferramenta de busca mais famosa do mundo, é um gigante que revela muito mais material do que em 2000, portanto esses dados estão muito desatualizados, mas, em qualquer caso é verdade que a Deep Web continua sendo uma enorme zona da internet que permanece oculta. Em 2010, estimou-se que a informação na internet profunda é de 7 500 terabytes, o que equivale a aproximadamente 550 bilhões de documentos individuais, e que existiam mais de 200 000 sítios. Estimações baseadas na extrapolação de um estudo da Universidade da Califórnia em Berkeley presumem que atualmente a internet profunda teria uns 91 000 terabytes e que seria 500 vezes maior do que a internet superficial. A Deep Web está formada por todas aquelas páginas web que as ferramentas de busca como o Google, Yahoo, Bing, etc., não são capazes de encontrar. Isso é possível já

FOTO: AFP

P

que muitas páginas ou documentos estão desenhados para que permaneçam ocultos para essas ferramentas de busca. Ou seja, as pessoas que criam esses sítios não querem que sejam públicas nem fáceis de encontrar. Muitas dessas páginas precisam de uma senha para ser vistas. A Deep Web usa uma série de ferramentas cuja finalidade é manter o anonimato. Certas partes são, tecnicamente, inaccessíveis através dos meios tradicionais, portanto se torna um lugar protegido e seguro para que cibercriminosos ou particulares realizem serviços legais e ilegais. A base é a utilização de códigos cifrados complexos


NOTA DE CAPA

que protegem o usuário da análise de tráfico, sendo o anonimato a principal inspiração das mesmas. O QUE HÁ ALI? O que há na Deep Web? O que podemos encontrar ali e por que seus criadores não querem que seja fácil encontrar essa informação? Uma grande parte da informação da Deep Web são bases de dados cujos criadores querem manter fora das ferramentas de busca. Apesar de que o uso da Deep Web não é exclusivamente ilegal, David Sancho, investigador de ameaças de Trend Micro, afirma que a Deep Web é incontrolável.

Os especialistas oferecem uma série de dados que levanta as suspeitas sobre o impacto das atividades ilegais neste tipo de sítios. Crê-se que 32% dos bens que se comercializam em grande parte das lojas estão relacionados à maconha e à venda de drogas. Há mesmo oportunidades para infringir as leis. Por 5 900 dólares qualquer pessoa pode obter a cidadania americana em um lugar da Deep Web especializado em proporcionar passaportes. Segundo os especialistas, muitos usuários aproveitam a cultura informática para cometer serviços de lavagem de dinheiro, compra-venda de senhas, venda de passa-

Continue lendo–– Fevereiro 2016 / Impacto evangélico

9


FOTO: AFP

Continue lendo––

portes ilegais e filtrações do governo como aconteceu com a famosa fuga do WikiLeaks. Um pequeno universo quase inexplorado. Outra parte importante é informação de organizações como, por exemplo, a NASA, o FBI ou a CIA. Também é possível encontrar infinidade de dados meteorológicos, econômicos, etc. Considerando as características da Deep Web, também há informação sobre atividaMISIONÁRIO MUNDIAL 10 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

des delitivas como: venda de drogas, pornografia, pedofilia, venda e fabricação de armas, etc. Esta informação constitui um sério perigo para os usuários. Vale salientar que as profundidades da rede estão cheias de ‘hackers’ que atacam os usuários desprevenidos com lamentáveis consequências, pois podem mesmo destruir o disco duro ou usar vírus ainda desconhecidos. Continue lendo––


NOTA DE CAPA

FOTO: AFP

A Deep Web usa uma série de ferramentas cuja finalidade é manter o anonimato. Certas partes são, tecnicamente, inaccessíveis através dos meios tradicionais, portanto se torna um lugar protegido e seguro para que cibercriminosos ou particulares realizem serviços legais e ilegais.

Fevereiro 2016 / Impacto evangélico

11


A internet é como um iceberg. A maioria das pessoas só observa a parte visível, mas há uma enorme porção que está submergida – por isso a denominação "Deep Web".

Continue lendo––

MISIONÁRIO MUNDIAL 12 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

AS CAMADAS DA INTERNET Diz-se que a internet está divida em sete camadas. Em linhas gerais, estas seriam suas características e conteúdos: Nível 0.- É a camada que todo o mundo conhece e onde há páginas que podem ser encontradas pelas ferramentas de busca como o Google, Yahoo e outros. Nível 1.- Aqui estão as páginas menos conhecidas, mas que podemos acessar com

certa facilidade. Diz-se que, em sua maioria, são foros e pequenos sítios independentes com conteúdo pouco usual. Nível 2.- Nesta camada há domínios ainda menos conhecidos. O material que podemos obter é de duvidosa moralidade. Nível 3.- São domínios mais obscuros e perigosos. Há coisas estranhas, perturbadoras e muitas cosas inúteis como webs abandonadas por anos.


NOTA DE CAPA

temas dos mais reservados. Alguns conhecem este nível como “Mariana’s”. Nível 6.- É um nível ao qual têm acesso apenas aqueles que têm altíssimos conhecimentos de informática. Toda a codificação muda e os códigos de acesso são tão extensos que é pouco menos que impossível decifrá-los. Nível 7.- Nesta camada tudo é preto e é dominado pelos códigos binários. O conteúdo é desconhecido, mas se supõe que existem segredos zelosamente guardados por décadas. Muito poucas pessoas no mundo têm acesso a esta camada.

Nível 4.- A partir deste nível, os hackers abundam e são verdadeiros piratas informáticos. Aqui estão as páginas criptografadas de numerosos governos, leis que pensam ser aprovadas e segredos de estados sobre experimentos científicos que datam das últimas quatro décadas. Nível 5.- Aqui estão os segredos militares mais recônditos. Nesta camada se troca informação absolutamente confidencial e outros

SEMPRE ALERTAS Afortunadamente, este tipo de páginas delitivas constitui uma baixa porcentagem da Deep Web, mas é importante estar alerta para evitar a todo custo que menores de idade acessem essa informação. Não é normal que um menor de idade possa acessar a Deep Web, já que é complicado configurar o computador para poder navegar ou, melhor dizendo, “mergulhar” por esta parte oculta da internet. Todo o material existente na Deep Web não é accessível facilmente, portanto há que acessar através de um servidor proxy. Para navegar pela Deep Web de maneira correta é necessário ter conhecimentos informáticos mais avançados dos habituais, por isso não há perigo de que uma criança a acesse. Mas pode despertar a curiosidade de adolescentes que queiram se adentrar no mundo escondido. Neste caso, é muito importante falar com eles e advertir os perigos que podem encontrar nestas páginas ocultas. É provável que um adolescente que deseja entrar na Deep Web consiga fazê-lo pelas costas de seus pais ou professores, mas se desde crianças estão acostumados a fazer uso responsável das TIC (Tecnologias da informação e da comunicação), estarão mais seguros. Neste sentido, a educação e a sensibilização sobre as possibilidades e riscos da internet são fundamentais. E é uma boa ideia falar com eles da Deep Web. Como tudo, a Deep Web pode ser útil em muitos casos, já que há uma grande quantidade de informação interessante impossível de encontrar na web habitual, mas antes de se adentrar nesta web oculta, é preciso que conheça as linhas vermelhas que jamais deve cruzar e como deve agir em situações de risco l

Para navegar pela Deep Web de maneira correta é necessário ter conhecimentos informáticos mais avançados dos habituais, por isso não há perigo de que uma criança a acesse. Mas pode despertar a curiosidade de adolescentes que queiram se adentrar no mundo escondido. Neste caso, é muito importante falar com eles e advertir os perigos que podem encontrar nestas páginas ocultas.

Fevereiro 2016 / Impacto evangélico

13


O QUE É A DEEP WEB?

Quando usamos qualquer uma das ferramentas de busca, só capturamos informação da superfície da WORLD WIDE WEB. A Deep Web é um espaço da internet que está oculto às ferramentas de busca habituais e onde podemos encontrar todo tipo de conteúdos, que quase em sua totalidade são ilegais.

Para produzir resultados, a maioria das ferramentas de busca percorre a web. Estas ferramentas de busca seguem links para indexar sites.

aliexpress.com apple.com aliexpress.com

movimientomisioneromundial.com

Essas redes capturam menos de 1% dos conteúdos da web. As ferramentas de busca passam por alto os grandes dados.

amazon.com samsung.com aliexpress.com

Também há sites e documentos independentes ocultos nas redes privadas, como artigos de revistas especializadas.

stanford.edu

91 000

terabytes*

é a quantidade aproximada de informação que se encontra na Deep Web.

Banco de dados

Na Deep Web

96% aproximadamente

dos sites do universo digital está protegido por senhas.

MISIONÁRIO MUNDIAL 14 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

Red TOR


São os navegadores ou ferramentas de busca mais populares da internet.

95% Estima-se que

de todo o conteúdo da Internet está na Deep Web.

5%

A Web pública sólo el

É como lançar uma rede e arrastá-la sobre a superfície do oceano para capturar informação.

Só 5 % do conteúdo da web está disponível para o público através das ferramentas de busca como o Google.

newyorktimes.com

youtube.com impactoevangelistico.net elpais.es harvard.edu

facebook.com

Bitcoin

A seção mais escondida na web é o TOR. Só é possível acessar essa rede com um software especial, que faz com que sua localização seja anónima.

lg.com

ebay.com

É uma moeda digital que é usada para realizar a maioria das transações na Deep Web e está fora do controle dos bancos.

Quando se faz uma pergunta ao banco de dados, este gera uma única página de resposta. Esta não aparece na superfície da web indexável.

Publicações acadêmicas.

(*) 1 TB = 1000 GB = 1000 000 MB = 1000 000 000 kB =1000 000 000 000 bytes.

Fevereiro 2016 / Impacto evangélico

15


“A EUROPA DEVE VOLTAR A DEUS” A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, é filha de um pastor e nunca ocultou sua fé. Em uma recente conferência na Universidade de Berna, Suíça, foi perguntada sobre o “perigo” que os imigrantes muçulmanos representam para a Europa e sua resposta surpreendeu a muitos.

A

chanceler da Alemanha, Angela Merkel, afirma oficialmente de forma surpreendente: “A Europa deve voltar a Deus e à Bíblia para superar a crise”. Disse que a Europa precisa voltar a suas raízes e conectar novamente com Deus e a Bíblia para vencer a crise atual da imigração, que tem características religiosas. “Os cristãos europeus devem ser corajosos, conhecer bem sua fé, ter sólidos princípios bíblicos e assistir à igreja ocasionalmente”, declarou a chanceler. Disse que a povoação não deve temer, nem mostrar atos de hostilidade contra os refugiados, em clara alusão a algumas reações “defensivas” que viu em seu país. “As culturas que estão marcadas pelo medo não vão conquistar seu futuro. O medo não é um bom conselheiro”, disse, segundo publica Evangelical Focus. Merkel fez estas declarações durante uma entrevista na Universidade de Berna na Suíça, quando foi perguntada se existia um perigo de islamização da Europa, após a chegada de milhares de refugiados sírios. Como se informou amplamente, a Alemanha é o principal destino de milhares de refugiados que fogem das guerras no Médio Oriente e na África. “Tragicamente, o terrorismo islâmico na Síria é uma realidade inegável, mas também é uma realidade que tem a ver conosco, porque muitos desses jovens que lutam, cresceram em nossos países”, afirmou. Merkel disse que a Europa deve resolver a crise de refugiados com “equidade e soli-

MISIONÁRIO MUNDIAL 16 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

dariedade” e que a Alemanha está disposta a receber mais solicitantes de asilo que seus sócios, dado seu tamanho e economia robusta. A chanceler da Alemanha falou também sobre a identidade cristã que ajudou a configurar os valores europeus. “Devo ser muito honesta. Todos temos a oportunidade e a liberdade de ter uma religião, praticá-la e crer nela. Gostaria de ver mais pessoas que tenham a coragem de dizer ‘sou um crente cristão’, e mais pessoas que tenham a coragem de entrar no diálogo”, disse a chanceler. Merkel aconselhou aqueles que se afastaram de sua fé a assistir novamente à igreja de vez em quando, e desenvolver princípios bíblicos. O governo alemão está muito envolvido na busca de uma solução para a crise dos imigrantes. Mas sua chanceler queria mostrar que não há nenhuma razão para ter medo do islã. Ela fez um chamamento para o diálogo e argumenta que “antes e necessariamente nos conheceremos e entenderemos”. A Alemanha deverá receber mais de 800.000 refugiados só neste ano, quatro vezes mais do que o total do ano 2014. O governo diz que pode receber até 500.000 refugiados por ano nos próximos anos. Entre as muitas campanhas contra a inclusão de todos os refugiados estrangeiros no país, o argumento principal é que muitos jihadistas e soldados dos grupos extremistas estão chegando disfarçados como imigrantes l


INTERNACIONAL

FOTO: AFP

Devo ser muito honesta. Todos temos a oportunidade e a liberdade de ter uma religião, praticá-la e crer nela. Gostaria de ver mais pessoas que tenham a coragem de dizer 'sou um crente cristão'.

Fevereiro 2016 / Impacto evangélico

17


O CONSUMO DE CARNES Recentemente uma comunicação da Organização Mundial da Saúde causou comoção no mundo. Trata-se do consumo de carnes vermelhas e de carnes processadas em sua relação com o câncer: dois produtos aparentemente similares, mas que em realidade são muito diferentes. Walter Menchola Vásquez (*)

MISIONÁRIO MUNDIAL 18 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

C

omecemos por conceitos básicos para poder compreender do que se trata. O que se considera carne vermelha? É toda aquela carne muscular dos mamíferos, incluindo a rês, vitela, porco, cordeiro, cabra e outros, empregada para o consumo humano, pelo grande aporte de proteínas animais de alta qualidade e ferro. Toma esse nome da cor vermelha característica da mioglobina; este tipo de carnes também tem um maior conteúdo de colesterol. Por outro lado, as carnes brancas são todas aquelas que não procedem dos mamíferos, como a carne das aves. Também têm alto conteúdo de proteínas de grande valor biológico. Seu conteúdo de gorduras é baixo. O que é uma carne processada? É toda


BEM-ESTAR

FOTO: AFP

sa em Câncer (AIPC) da Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Comunidade Econômica Europeia elaboram listas de substâncias cancerígenas, autógenas e teratogênicas. A AIPC classifica as substâncias em três grandes grupos: Grupo 1 são cancerígenas para o homem; Grupo 2 provavelmente cancerígenas (subdivididas em 2A –alta probabilidade– e 2B –baixa probabilidade–); Grupo 3 não são cancerígenas.

aquela que foi transformada pelo homem, através de diferentes processos: salga, cura, fermentação, defumação, entre outros, para melhorar seu sabor, bem como sua conservação. Geralmente, as carnes processadas contêm carne de porco ou carne de rês, exemplos delas são: salsichas, presuntos, toucinhos, carne seca, carne temperada, carne em lata, molhos à base de carne, etc. Determinar que uma substância é cancerígena para o ser humano, implica notáveis dificuldades, devido a que na aparição do câncer intervêm muitos fatores, bem como ao longo do transcurso da história natural dessa doença. Na atualidade existem provas que permitem determinar se uma substância é cancerígena ou não. A Agência Internacional de Pesqui-

O ESTUDO DA OMS Em 26 de outubro de 2015, a Organização Mundial da Saúde (OMS), principal agência de saúde das Nações Unidas, mediante sua Agência Internacional de Pesquisa em Câncer (AIPC), anunciou que o consumo das carnes processadas “pode” provocar câncer no ser humano, ou seja, são produtos cancerígenos, colocando-os no mesmo nível que o tabaco, entre outros produtos que podem causar câncer e que as carnes vermelhas também são provavelmente carcinogênicas. Essa notícia causou um grande impacto na povoação mundial, considerando o alto consumo desse tipo de produtos por grandes setores da povoação do mundo. O estudo se baseou em uma revisão exaustiva da literatura científica acumulada, mais de 800 estudos diferentes sobre câncer, mediante o trabalho de 22 cientistas de 10 países, convocados pela AIPC, que depois de análises e evidências, classificaram as carnes vermelhas como provavelmente carcinogênicas para o ser humano (Grupo 2A). Essa associação se observou principalmente com o câncer colorretal, também foi vista com o câncer de pâncreas e o câncer de próstata. Deve-se considerar que esta classificação se baseia em evidência limitada, quer dizer que é procedente de estudos epidemiológicos e não de fonte experimental que, como se compreenderá, está proibida em seres humanos. Deve-se considerar também que não é possível descartar outras explicações. No entanto, encontrou-se uma relação positiva entre o consumo de carnes vermelhas e o desenvolvimento de câncer colorretal. Por outro lado, no caso das carnes processadas, o estudo conclui que são carcinogênicas para as pessoas (Grupo 1), e que o consumo de carne processada causa câncer colorretal (AIPC) quando é consumida com Continue lendo––

(*) Médico Internista. Mg. Gestão e Políticas Públicas

Fevereiro 2016 / Impacto evangélico

19


frequência e em grande quantidade. Essa categoria implica que há suficiente evidência de carcinogenicidade, ou seja, há provas convincentes de que o agente causa câncer. Deve-se interpretar essa notícia com cautela, já que está nos indicando a evidência, mas não a relação direta de contrair a doença. Encontra-se uma relação positiva com o câncer colorretal. OS RISCOS O risco de sofrer câncer se encontra em relação à quantidade do consumo e frequência do consumo de carnes processadas. A análise dos dados de 10 estudos estima que cada porção de 50 g de carne processada consumida diariamente aumenta o risco de câncer colorretal em aproximadamente 18% (AIPC). O que quer dizer isso? Se eu comesse 50 g de uma carne processada uma vez em minha vida, teria câncer? Não, o estudo não diz isso. Se você comesse mais de 50 g de alguma carne processada com frequência por muitos anos e tivesse uma carga genética importante, seria provável que possa desenvolver câncer de cólon (18%). No caso do risco de câncer por consumo de carne vermelha é mais difícil de estimar devido a que a evidência de que este tipo de carne cause câncer não é tão sólida como no caso anterior. Tudo parece indicar que, no caso das carnes processadas, algo negativo acontece durante o processo de transformação que as carnes experimentam, o que gera substâncias químicas carcinogênicas, tais como o composto N-nitroso (NOC) ou o hidrocarboneto aromático policíclico (PAH). Cozinhar a altas temperaturas ou com a comida em contato direto com as chamas ou superfícies quentes, como a frigideira ou a grelha, produziria maior quantidade de certos tipos de químicos cancerígenos. O Projeto Carga Global de Doença estima que cerca de 34.000 mortes por câncer por ano são consequência de dietas ricas em carnes processadas, enquanto um milhão de mortes no mundo se devem ao câncer provocado pelo tabaco; 600.000 ao consumo de álcool e mais de 200.000 mortes à contaminação do ar. A Organização Mundial da Saúde assinala como principais causas de morte entre os anos 2000 e 2012 as doenças: isquêmicas cardíacas, acidentes vasculares cerebrais (infartos, hemorragias cerebrais), doença pulMISIONÁRIO MUNDIAL 20 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

monar obstrutiva crónica (DPOC), infecções respiratórias baixas, câncer de pulmão, sida, doença diarreica, diabetes mellitus, acidentes de trânsito, hipertensão arterial. Em resumo, as doenças não transmissíveis ou também denominadas doenças crônicas são responsáveis por quase 70% das mortes no mundo, nelas destacam: as doenças cardiovasculares, o câncer, a diabetes mellitus e as doenças pulmonares obstrutivas crónicas (DPOC). No ano 2012 (OMS), houve 14 milhões de novos casos de câncer em todo o mundo. Entre os homens, os cinco cânceres mais frequentes foram: pulmão, próstata, cólon-reto, estômago e fígado. Nas mulheres: mama, cólon-reto, pulmão, cérvix e estômago. Os fatores de risco associados mais frequentes (30%) foram: alto índice de massa corporal (sobrepeso e/o obesidade), baixo consumo de verduras e frutas, pouca atividade física, consumo de tabaco e/o álcool. Espera-se nos próximos anos que a incidência de câncer seja o dobro no mundo. Portanto, devemos especificar que o que foi demonstrado é o “risco” ou probabilidade de que uma pessoa sofra câncer a causa do consumo de carnes processadas. Esses riscos se expressam em forma relativa (porcentagens, taxas) não em forma absoluta (números: 450, etc.). A OMS afirmou que se uma pessoa come 50 g ou mais de carne processada tem um risco de 18% (cifra relativa) de sofrer câncer de cólon. Por essa razão, cada país deve estabelecer, de acordo ao número de casos de câncer de cólon, seu risco absoluto. Essa porcentagem não quer dizer que exista uma relação direta entre a ingestão de carne processada e o câncer de cólon, mas se incrementa 0,18 vezes, se 1 representa a possibilidade de desenvolver o câncer de cólon. As recomendações são então consumir em forma moderada e menos frequente as carnes processadas. No caso das carnes vermelhas, apesar de que não existe uma relação evidente positiva com o câncer, estas estão relacionadas a outras doenças, como as doenças cardiovasculares isquêmicas, primeira causa de morbimortalidade no mundo. Portanto, é recomendável limitar seu consumo periódico, variá-lo com carnes brancas, e consumi-las ou cozinhá-las em formas diversas, evitando abusar das grelhas e frituras. Lembre-se do velho provérbio: “Nada é veneno e tudo é veneno, depende da dose” l


REALIDAD FATOS

O PAI NOSSO DE DAVID BOWIE Uma coisa são as crenças ou as coisas que dizemos em algum momento de nossa vida, e outra muito diferente é se encontrar cara a cara com a morte. Isso muda tudo. Jaime Fernández

odo o mundo ficou maravilhado. Centenas de milhões de pessoas que assistiam ao show desde suas casas não acreditavam o que estavam escutando. Quase no final do espetáculo musical em memória de Freddie Mercury (o vocalista da banda de rock Queen), David Bowie começou a recitar o Pai Nosso no estádio e praticamente todos os assistentes compartilharam com ele cada uma das palavras. Mais tarde, David explicou que foi uma reação intuitiva, que essas foram as primeiras palavras que apareceram em sua mente ao lembrar a morte de seu amigo. Muitas vezes, a necessidade de Deus aparece nos momentos mais difíceis, e a Ele recorrem todos quando a morte chega. Não importa se algum é ateu, agnóstico, budista ou segue a meditação transcendental ou outra coisa, quando não sabe aonde ir, sempre acaba voltando sua vista a Deus. É como se tivéssemos escrito dentro de nós mesmos que Deus está ali, que nos escuta e que é o único que pode nos ajudar. Uma coisa são as crenças ou as coisas que dizemos em algum momento de nossa vida, e outra muito diferente é se encontrar cara a cara com a morte. Isso muda tudo. Você sabia que algumas pessoas mesmo se “incomodam” quando outros falam de seu Criador. Lembro que na cerimônia de entrega do Oscar 2005, todos os nominados receberam uma carta que ordenava que não mencionassem Deus… Se queremos “desaparecer” Deus de nossa existência, chegará o momento em que não saberemos o que fazer, em que não haverá nada que possa nos ajudar nem satisfazer. Momentos em que nos sentiremos completamente órfãos. Momentos em que a

eternidade parecerá uma carga grande demais para suportá-la. O mais curioso de tudo é que apesar do que muitos tentam, e do esforço de algum dos meios de comunicação, Deus sempre continua presente. De fato, a cada dia que passa, mais pessoas o procuram, mais pessoas sabem que Ele está ali e que é o único que pode dar um verdadeiro sentido à vida. Isso é exatamente o que aconteceria no futuro, Deus mesmo o anunciou há milhares de anos: “Eis que vêm dias, diz o Senhor Deus, em que enviarei fome sobre a terra; não fome de pão, nem sede de água, mas de ouvir as palavras do Senhor” l

FOTO: AFP

T

Fevereiro 2016 / Impacto evangélico

21


FOTO: AFP

FATOS QUE VOCÊ NÃO CONHECIA SOBRE CHARLES SPURGEON Em 31 de janeiro de 2016, o grande pregador Charles Haddon Spurgeon completou 124 anos de morte. Em sua memória apresentamos alguns episódios de sua vida que você provavelmente não conhecia. • Uma mulher se converteu através da leitura de uma página de um dos sermões de Spurgeon. O papel tinha sido usado para envolver um pouco de manteiga que tinha comprado. • Spurgeon leu “O Progresso do Peregrino” MISIONÁRIO MUNDIAL 22 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

aos 6 anos e chegou a lê-lo mais de 100 vezes. • “The New Park Street Pulpit” e “The Metropolitan Tabernacle Pulpit” —os sermões de Spurgeon colecionados durante seu ministério com essa congregação— estão divi-


REALIDAD FATOS

didos em 63 volumes. As 20-25 milhões de palavras de seus sermões são equivalentes aos 27 volumes da nona edição da Enciclopédia Britânica. A série continua sendo o maior conjunto de livros de um único autor na história do cristianismo. • A mãe de Spurgeon teve 17 filhos, nove dos quais morreram na infância. • Quando Charles Spurgeon tinha só 10 anos, um missionário visitante, Richard Knill, disse que o jovem Spurgeon algum dia pregaria o Evangelho a milhares de pessoas e seria pregador na capela de Rowland Hill, a maior Igreja dissidente em Londres. Suas palavras se cumpriram. • A biblioteca pessoal de Spurgeon continha 12.000 volumes —1.000 impressos antes de 1700—. A biblioteca, com 5.103 volumes no momento do leilão, agora se encontra no Midwestern Baptist Theological Seminary. • Antes de completar 20 anos, Spurgeon pregou mais de 600 vezes. • Spurgeon levou a seus serviços o Primeiro-Ministro William Ewart Gladstone, os membros da família real, membros do Parlamento, bem como o autor John Ruskin, Florence Nightingale e o general James Garfield, mais tarde presidente dos Estados Unidos. • Spurgeon normalmente lia 6 livros por semana, e podia lembrar o que tinha lido mais tarde, mesmo anos depois. • Em uma ocasião, Spurgeon dirigiu um sermão para 23.654 pessoas, sem um microfone ou alguma amplificação mecânica. • Spurgeon começou a universidade de pastores que capacitou cerca de 900 estudantes durante sua vida e que continua até hoje. • Em 1865, os sermões de Spurgeon venderam 25.000 exemplares por semana e foram traduzidos para mais de 20 línguas. • Ao menos 3 das obras de Spurgeon (entre elas a série de volumes “The Metropolitan Tabernacle Pulpit”) venderam mais de 1.000.000 exemplares. Um deles, “All of Grace”, foi o primeiro livro publicado pela Moody Press (anteriormente a Bible Institute Colportage Association) e continua sendo seu best-seller de todos os tempos. • Durante sua vida, estima-se que Spurgeon pregou para 10.000.000 pessoas. • Spurgeon disse em uma ocasião que contou 8 conjuntos de pensamentos que passavam por sua mente ao mesmo tempo que ele pre-

gava. • Enquanto analisava a acústica do vasto Agricultural Hall, Spurgeon gritou: “Eis o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo!”. Um trabalhador no alto das vigas do edifício o escutou e, como resultado, converteu-se ao cristianismo. • A esposa de Spurgeon, Susannah Thompson, ficou inválida aos 33 anos e raramente podia assistir aos serviços de seu marido depois disso. • Spurgeon insistiu em que a nova construção de sua congregação, o Tabernáculo Metropolitano, usasse a arquitetura grega devido a que o Novo Testamento foi escrito em grego. Essa decisão influiu muito na arquitetura da Igreja posterior em todo o mundo. • Para um sermão normal, Spurgeon tomava menos de uma página de notas no púlpito. No entanto, ele falava a uma velocidade de 140 palavras por minuto durante 40 minutos. • A única vez que Spurgeon usou vestimenta clerical foi quando visitou Genebra e pregou no púlpito de Calvino. • Spurgeon se reunia frequentemente com Hudson Taylor, um missionário muito conhecido na China, e com George Muller, fundador de orfanatos. • Spurgeon teve dois filhos –gêmeos– e os dois se tornaram pregadores. Thomas substituiu seu pai como pastor do Tabernáculo, e Charles Jr. se encarregou do orfanato que seu pai tinha fundado. • A esposa de Spurgeon, Susannah, chamava seu marido de Tirsata (um título usado pelo governador da Judeia sob o Império Persa), que significa “Sua Excelência”. • Spurgeon trabalhava 18 horas por dia. O famoso explorador e missionário, David Livingstone, em uma ocasião lhe perguntou: “Como você pode fazer o trabalho de dois homens em só um dia?” Spurgeon respondeu: “Vocês esqueceram que há dois em nós”. • Ocasionalmente, Spurgeon pedia aos membros de sua congregação que não assistissem ao serviço do próximo domingo, para que os recém-chegados pudessem encontrar um assento. Durante um serviço de 1879, a congregação regular abandonou o recinto para que os recém-chegados que esperavam fora pudessem entrar, e a igreja imediatamente se encheu novamente l

Para um sermão normal, Spurgeon tomava menos de uma página de notas no púlpito. No entanto, ele falava a uma velocidade de 140 palavras por minuto durante 40 minutos.

Fevereiro 2016 / Impacto evangélico

23


JOSEFO,

OS ESCRITOS ESSENCIAIS Adaptação de Paul Maier que condensa a história dos judeus, é uma luz significativa acerca do Antigo e Novo Testamento.

O

Em sua segunda parte, o volume de Maier aborda em 8 seções a porção fundamental de outra das grandes obras de Josefo: “A guerra dos judeus”. Impressa em grego entre os anos 77 e 78, esta publicação, escrita originalmente em arameu, aproximanos dos fatos acontecidos no período de tempo compreendido entre a sublevação dos macabeus e as últimas operações militares romanas na Judeia. MISIONÁRIO MUNDIAL 24 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

s que escrevem histórias estão motivados por várias razões. Esta obra foi empreendida não para exibir capacidade literária, nem para ganhar fama, nem para comprazer aos poderosos, mas, como participante em alguns dos acontecimentos, para contradizer aqueles cujos escritos estavam falseando a verdade e para beneficiar os que ignoram importantes acontecimentos. Esta narração cobrirá toda nossa história antiga: a origem dos judeus, os tormentos que sofreram, o grande legislador que lhes ensinou piedade e virtude, e todas suas guerras ao longo de extensas eras até seu conflito final com Roma. “Josefo, os escritos essenciais” é uma obra cujo principal atrativo é a imensa quantidade de dados que proporciona respeito a toda a era bíblica e em relação aos personagens do povo judeu mais destacados dentro das Santas Escrituras. Escrito pelo doutor Paul L. Maier, renomado historiador cristão, este libro é uma tradução completa dos textos básicos de Flávio Josefo, ilustre cronista judeu fariseu, que através de seus livros ajudou a revelar os passos iniciais da história de Israel. Depois da morte de José e de seus irmãos, os israelitas, como se chamavam agora seus descendentes, prosperaram no Egito. Os egípcios, entretanto, esquecendo os benefícios que tinham recebido de José, começaram a invejar a fortuna e felicidade dos filhos de Israel. O reino tinha passado a outra dinastia, e se tornaram muito cruéis com os israelitas, obrigando-os a abrir numerosos canais desde o rio, a edificar muralhas ao redor das cidades, e a erigir várias pirâmides. Passaram quatrocentos anos sofrendo estas aflições. Finalmente, sofreram uma crueldade ainda maior.

Edição ilustrada, que narra com 83 fotografias, 12 mapas, 5 tábuas genealógicas e de dinastias, datas marginais dos acontecimentos bíblicos significativos, um índice exaustivo e uma bibliografia seleta, o libro de Maier oferece uma condensação minuciosa das duas grandes obras de Josefo –“Antiguidades dos judeus” e “A guerra dos judeus”- em um conjunto cronológico e literário, bem como em uma unidade compreensível. As passagens mais centrais são apresentadas palavra por palavra. Os quarenta anos de peregrinação quase tinham acabado, e só faltavam trinta dias. Moisés sentiu –por sugestão de Deus– que tinha chegado seu momento de morrer. Por isso, designou Josué como seu sucessor, como general dos exércitos e como profeta para receber as mensagens de Deus. Deus tinha indicado a Moisés que este era o homem que Ele tinha escolhido. Então Moisés convocou a congregação perto do Jordão em Abila e lhes disse muitas sábias palavras, e lhes deu leis para seu governo. Em um dos dias seguintes recitou um poema que tinha composto em hexâmetros e que continha predições de acontecimentos futuros. Paul L. Maier, no princípio de sua obra que foi publicada nos Estados Unidos em 1988, assegura que: “se Josefo não tivesse existido, todos nossos dicionários bíblicos e comentários seriam substancialmente mais limitados. Seus escritos são simplesmente indispensáveis para qualquer estudioso das Escrituras”. Ele também afirma que: “além da própria Bíblia, Josefo é a fonte histórica mais importante para compreender toda a era bíblica, e, respeito a alguns personagens do Novo Testamento, é Continue lendo––


LITERATURA

Fevereiro 2016 / Impacto evangĂŠlico

25


Continue lendo––

MISIONÁRIO MUNDIAL 26 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

uma fonte ainda mais completa”. Davi chegou de volta a Ziclague no mesmo dia em que os filisteus conseguiram a vitória sobre Saul. Três dias depois da luta, o homem que tinha matado Saul chegou a Ziclague, com os vestidos rasgados e cinzas sobre sua cabeça. Ele disse a Davi que os hebreus tinham sido derrotados e que dezenas de milhares deles tinham sido mortos, entre eles Saul e seus filhos. Para demonstrá-lo, mostrou a coroa e o bracelete, e os entregou a Davi. Davi rasgou então suas vestes, lamentando-se e chorando o dia todo. Sua dor aumentou com a memória de Jônatas, seu mais querido amigo, que tinha salvado sua vida. Com precisão e rigor, “Josefo, os escri-

tos essenciais” expõe primeiro o resumo do libro “Antiguidades dos judeus” ao longo de 19 capítulos. Editada entre os anos 93 e 94 d.C., o relato de Josefo é uma história extremadamente ambiciosa dos judeus, desde a criação até o desencadeamento da guerra contra Roma. A este respeito, Maier indica que: “o texto demonstra a antiguidade, sublimidade e razoabilidade das crenças e da cultura do judaísmo”. Alexandre deixou o reino a sua mulher Alexandra, que era querida pelo povo, porque pensavam que ela rejeitava as cruéis medidas de seu marido. Teve dois filhos com Alexandre: Hircano, o mais velho, que fez sumo sacerdote porque era indolente e incompetente, e Aristóbulo, que limitou à


LITERATURA

vida privada porque era muito impulsivo. Alexandra favoreceu os fariseus, a seita judaica mais estrita na observância das leis. Eles se tornaram os verdadeiros governantes da nação, apesar de que Alexandra administrou com grande sabedoria, dobrando o número de soldados no exército e intimidando os governantes vizinhos. Em sua segunda parte, o volume de Maier aborda em 8 seções a porção fundamental de outra das grandes obras de Josefo: “A guerra dos judeus”. Impressa em grego entre os anos 77 e 78, esta publicação, escrita originalmente em arameu, aproxima-nos dos fatos acontecidos

no período de tempo compreendido entre a sublevação dos macabeus e as últimas operações militares romanas na Judeia. “Josefo, os escritos essenciais” oferece uma exposição substancial de uma das escassas fontes de conhecimento que existem acerca da Primeira Guerra Judaico-Romana. Agora reinava a fome na cidade, e os rebeldes tomavam todos os alimentos que podiam encontrar em todas as casas, enquanto os pobres morriam de fome por milhares. As pessoas entregavam suas riquezas por uma pequena quantidade de trigo, e a ocultavam rapidamente para que não fosse roubada. As mulheres tomavam a comida de seus maridos, os filhos dos pais, e as mães da própria boca dos bebês. Muitos dos ricos foram mortos por Simão e João, enquanto os sofrimentos da povoação eram tão horríveis que quase não podem ser relatados, e jamais nenhuma cidade sofreu tais misérias. Nascido em 31 de maio de 1931, Paul L. Maier, autor de 16 livros sobre a história do cristianismo, editou com “Josefo, os escritos essenciais” um material imprescindível que preserva o núcleo da obra de Josefo. Ex-professor de história antiga na Western Michigan University, Maier buscou com seu trabalho a difusão de uns escritos que em seu opinião não só são cruciais para a compreensão do primeiro século depois do nascimento de Jesus Cristo, mas também uma literatura religiosa cativante por direito próprio. César ordenou que toda a cidade e o templo fossem arrasados, deixando só as mais altas torres –Fasael, Hípico e Mariane– e uma parte da muralha ocidental, para mostrar para a posteridade as fortes defesas que tinham caído perante os romanos. Agora reuniu seu exército para condecorar as tropas por seus sucessos e para dar prêmios aos soldados destacados. Erigiu-se uma alta tribuna no centro do acampamento, e Tito subiu com seus principais oficiais. Agradeceu ao exército por seus magníficos esforços e por sua obediência e coragem l Fevereiro 2016 / Impacto evangélico

27


HÁ UMA PÁTRIA

PERFEITA...

Célebre canção cristã escrita por Sanford Fillmore Bennett e musicalizada por Joseph Philbrick Webster que oferece uma mensagem sobre a alegria que representa estar junto a Deus.

S

urgida de forma inesperada no século XIX, a canção “Há uma pátria perfeita...” é um estandarte do Evangelho com mais de 148 anos de história. Escrita, em 1867, pelo poeta cristão Sanford Fillmore Bennett, autor de mais de 100 hinos evangélicos, e musicalizada pelo compositor Joseph Philbrick Webster, ilustre personagem do canto congregacional norte-americano, esta melodia comoveu a humanidade profundamente graças a sua maravilhosa mensagem sobre o agradável que é estar ao lado do filho de Deus. O hino de Bennett, célebre mundialmente, foi criado depois que o compositor recebesse a visita de seu amigo Webster. A este respeito, o autor Ira David Sankey, em seu libro “Minha vida e a história dos hinos

HÁ UMA PÁTRIA PERFEITA... 1 Há uma pátria perfeita em beleza, Pátria eterna, sublime em amor, Nessa pátria de infinda riqueza, Tudo tem eternal esplendor. CORO É nos céus, é nos céus Essa pátria de vida e de amor, Nela está nosso Deus E Jesus, nosso amado Senhor 2 A Deus Pai o louvor tributemos E a Cristo, o Rei divinal; E um dia, ao céu subiremos; Viveremos na glória eternal. 3 Ao Cordeiro de Deus cantaremos Nessa pátria, divino louvor; Congregados ali estaremos Ante o trono de Deus, Criador. MISIONÁRIO MUNDIAL 28 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

evangélicos”, recolheu o testemunho de Bennett, que indicou que: “Joseph chegou triste a meu negócio. Então, a ideia do hino chegou como um raio de luz. Escrevi a letra o mais rápido que pude e a entreguei imediatamente a ele. Em seguida, Webster compôs a música. Posteriormente, pegou seu violino e interpretou a melodia”. Sanford Fillmore Bennett, nascido no povo estadunidense de Eden em 21 de junho de 1836, demonstrou desde pequeno sua fé no Senhor e sua destreza para a composição. Aos catorze anos publicou seus primeiros poemas em um jornal da cidade de Waukegan. Depois, tomou aulas na Academia de Waukegan e na Universidade de Michigan. Posteriormente, em 1860, Bennett se deslocou à cidade de Elkhorn, localizada no estado norte-americano de Wisconsin, onde tomou a liderança da edição do jornal “Elkhorn Independent”. Joseph Philbrick Webster, por sua parte, chegou ao mundo em 22 de fevereiro de 1819 e, ao igual que Bennett, evidenciou desde pequeno seu amor por Deus e seu interesse pela música cristã. Dotado de um grande talento, estudou com renomados compositores do século XIX como Lowell Mason e George James Webb. Depois, com os conhecimentos adquiridos, realizou uma extensa turnê por todo o leste dos Estados Unidos, na qual demostrou suas habilidades vocais. E em 1859 se estabeleceu na cidade de Elkhorn onde conheceu Bennett. Reproduzida em um sem-fim de hinários e traduzida para inumeráveis línguas, “Há uma pátria perfeita...” é uma das obras musicais evangélicas que mais versões tem na história do cristianismo. Entre os mais notáveis cantores seguidores do Senhor que a gravaram podemos mencionar Elvis Presley,


MÚSICA

Louis Armstrong, Johnny Cash, Dolly Parton, Willie Nelson e Loretta Lynn. Além disso, este hino foi incluído nos célebres filmes norteamericanos “Sargento York”, “Benny & Joon” e “Django Livre”. “Há uma pátria perfeita...”, intitulada originalmente em inglês “In the sweet by and by”, fez parte de uma coleção de canções elaboradas por Webster e Bennett que foi publicada nos Estados Unidos em 1868 sob o título de “O anel de selo”. Em sua versão em português, a ideia principal que transmite é a possibilidade de redenção que existe para a humanidade aos pés de Deus. Do mesmo modo oferece aos crentes uma mensagem de esperança sobre a misericórdia do Senhor l Fevereiro 2016 / Impacto evangélico

29


O “MÉDICO” QUE SERVIA A DEUS John Graham Lake pregou a Palavra do Senhor através de um ministério que se fundamentou em curas incríveis, abnegação, renúncia, sacrifício e uma fé de aço. Edgardo LLugdar

P

oucos evangelistas puderam demonstrar de maneira irrefutável seu dom de cura como John Graham Lake, que não precisava de grandes auditórios, nem horários específicos, nem luzes, nem shows. Em qualquer lugar, em qualquer momento, sem protocolos, na rua, na igreja, nos hospitais, na frente dos médicos, impunha as mãos sobre os doentes e realizava curas incríveis. Além disso, foi um dos poucos cristãos de testemunho irreprochável, de princípio a fim. Quanto ao dinheiro, foi rico e próspero em sua vida trabalhista, mas vendeu tudo e repartiu seu dinheiro entre os pobres para se tornar missionário, com menos de um dólar em seu bolso. Em 18 de março de 1870 na província canadense de Ontário, nasceu Lake em uma típica família numerosa, conformada por dezoito membros, que posteriormente se deslocaria ao estado norte-americano de Michigan. Seus pais foram pessoas sãs, vigorosas e fortes, mas ele e seus quinze irmãos sofreram diversos transtornos físicos. Além disso, antes de entregar sua vida ao Senhor, John perdeu oito integrantes de seu lar. Além do mais, durante trinta e dois anos sempre houve um membro dos Lake inválido. Médicos, enfermeiras, hospitais, carro fúnebres, funerais, cimenteiros e lápides e uma casa em permanente aflição foram parte importante de sua infância e adolescência. John conheceu a Palavra aos dezesseis MISIONÁRIO MUNDIAL 30 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


HERÓIS DA FÉ

anos em uma reunião realizada por um grupo evangélico. Imediatamente, entregou sua vida a Jesus Cristo e pouco depois começou a se congregar em uma igreja cristã. Desde esse momento, entregou a Deus toda sua carga e creu que só Ele poderia curá-lo; no entanto, continuou sofrendo várias doenças. Uma das doenças que mais o afetou em sua juventude foi o reumatismo. Então, com o corpo deforme pela doença, ouviu sobre o ministério de cura de John Alexander Dowie, um célebre cristão do século XIX, e decidiu viajar para a cidade de Chicago para que orassem por ele. Nesse serviço de oração, um velho homem de cabelo cinzento se aproximou de Lake e lhe impôs as mãos. Imediatamente, o poder de Deus atravessou o ser de John, endireitou suas pernas e pôde sair caminhando à rua. Após sua própria cura, levou um de seus irmãos inválido ao lar de Dowie onde foi curado. Posteriormente, retornou a Chicago com uma de suas irmãs que sofria de câncer de mama. No princípio, quando chegaram, ela tinha algumas dúvidas, mas uma vez que ouviu a Palavra do Senhor, pregada com tão grande poder, sua fé cresceu e foi curada. Sua dor desapareceu instantaneamente e a massa maior do câncer caiu em uns poucos dias. HOMEM DO SENHOR Em fevereiro de 1893, John Lake se casou com a irmã Jennie Stevens. A família seria abençoada com sete crianças. Mas depois de dois anos, Jennie foi diagnosticada com tuberculose e problemas cardíacos. Essas doenças continuaram se agravando até que em 1898 os médicos disseram a John que toda esperança estava perdida. Em 28 de abril de 1898, John se sentiu fortalecido depois de ler nas Escrituras como Jesus tinha curado os doentes. Então, ele e o pastor Dowie decidiram orar pela saúde de sua esposa. Foi nesse momento que a paralise de Stevens desapareceu e a batida de seu coração se tornou normal e Deus a curou completamente. Em 1901, Lake se mudou à cidade de Zion, no estado de Illinois, para estar mais perto de John Alexander Dowie. Pouco depois estava pregando pelas noites, estudando quando podia, e trabalhando como administrador do prédio de Dowie, a tempo completo, durante o dia. Mas em 1904, depois de adquirir várias propriedades em Zion, ele se Continue lendo–– Fevereiro 2016 / Impacto evangélico

31


Continue lendo––

Nesse serviço de oração, um velho homem de cabelo cinzento se aproximou de Lake e lhe impôs as mãos. Imediatamente, o poder de Deus atravessou o ser de John, endireitou suas pernas e pôde sair caminhando à rua. Após sua própria cura, levou um de seus irmãos inválido ao lar de Dowie onde foi curado.

Apoiado na Bíblia, John desenvolveu um frutífero ministério pastoral que se destacou por inumeráveis curas que realizou mediante a fé. Sob o amparo de Deus, e devido a um titânico trabalho diário, a Igreja que liderou desfrutou de um grande período de bênção espiritual que se estendeu cerca de quatro anos e meio.

MISIONÁRIO MUNDIAL 32 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

mudou a Chicago depois de ficar à beira da bancarrota. Ali entrou no mundo da bolsa de valores da cidade e durante o ano seguinte acumulou mais de cento e trinta mil dólares e adquiriu propriedades por noventa mil dólares. Além disso, em pouco tempo, John se tornou um experimentado consultor de negócios. No entanto, sua vida mudou de um momento para outro. No meio da prosperidade económica, John começou a sentir uma grande necessidade de Deus. E seu impulso irrefreável pelas coisas do Senhor foi tal que saía de seu escritório e se quebrantava e clamava. Então, um dia, a glória de Jesus Cristo chegou a sua vida através de uma poderosa manifestação de fé. Lake falou em línguas desconhecidas. Depois disso, pregou a palavra a milhares de pessoas noite após noite e dia após dia. Além disso, uma nova maravilha se manifestou nele. Sua natureza se tornou tão sensível que pôde impor suas mãos sobre qualquer pessoa doente e conseguir sua pronta recuperação. Posteriormente, em 1907, o anelo de Lake por servir ao Senhor cresceu ainda mais. Foi naquele tempo que, cheio do desejo de proclamar as boas novas, decidiu se desprender de todas suas propriedades e as doou para impulsionar o cristianismo. Depois disso, ele se entregou completamente a divulgar o evangelho e passou a depender totalmente de Deus. Também por aqueles dias conheceu o pastor William Seymour, líder do avivamento acontecido na rua Azusa, e se relacionou com o movimento pentecostal. Sua amizade com o reverendo Seymour foi estreita e mesmo opinou que: “não houve outro homem em tempos modernos tão cheio de Deus em sua vida como o Rev. William”. TRABALHO EVANGELIZADOR Um ano depois, enquanto pregava a Palavra do Senhor no norte de Illinois, John Graham Lake sentiu estas palavras em seu interior, de uma maneira clara: “Você irá para a África”. A ordem de Deus não tardou em se cumprir. Em 1 de abril de 1908, partiu dos Estados Unidos para Johannesburgo, a maior cidade da África do Sul, junto a sua esposa, seus sete

filhos e o missionário Thomas Hezmalhalch, com o objetivo de impulsionar o cristianismo. Com a ajuda de Hezmalhalch, Lake iniciou seu trabalho evangelizador em Doornfontein, um subúrbio de Johannesburgo, em 25 de maio de 1908. Rapidamente, conseguiu plantar a semente do Evangelho e transformou a vida de milhares de mundanos. Apoiado na Bíblia, John desenvolveu um frutífero ministério pastoral que se destacou por inumeráveis curas que realizou mediante a fé. Sob o amparo de Deus, e devido a um titânico trabalho diário, a Igreja que liderou desfrutou de um grande período de bênção espiritual que se estendeu cerca de quatro anos e meio. No entanto, em 1 de fevereiro de 1913, Lake retornou aos Estados Unidos depois de formar cerca de 1250 pregadores e de estabelecer 625 igrejas e de ganhar mais de 100 000 novos crentes que se somaram ao cristianismo depois que eles o ouviram compartilhar as Escrituras. De volta nos Estados Unidos, Lake se estabeleceu na cidade de Spokane, localizada no estado de Washington, onde fundou uma congregação que atraiu a atenção de pessoas


HERÓIS DA FÉ

de todo o mundo devido a que em seu interior Deus curou muitas pessoas doentes. Em maio de 1920, Lake se deslocou à cidade de Portland, a maior de Oregon, onde começou outra igreja evangélica e um ministério de sanidade. Em 1924, o trabalho de John a favor da causa de Deus o levou a se tornar um destacado homem de fé que, devido a seus incontáveis curas, era conhecido como o “doutor” Lake. Além disso, seu pastorado permitiu a apertura de 40 templos nos Estados Unidos e no Canadá. Debilitado, cansado e quase cego, John Graham Lake retornou a Spokane em 1931

aos 61 anos de idade. Nesse lugar, teve uma “conversa” com Deus na qual lhe disse que não queria perder sua visão, para continuar divulgando as verdades que as Sagradas Escrituras contêm. O Senhor lhe concedeu seu desejo. Quatro anos depois, no início do mês de setembro de 1935, sofreu uma apoplexia que o manteve inconsciente por duas semanas. Finalmente, depois de lutar contra a doença, em 16 de setembro partiu para o reino de Deus. Atualmente, mais de 80 anos depois de sua morte, sua história serve de guia para o mundo cristão l Fevereiro 2016 / Impacto evangélico

33


A VOZ SALVADORA Ele pensava que ninguém em sua família o amava por causa das constantes crises epilépticas. Por isso, ele estava prestes a se matar, até que uma voz poderosa o salvou e o levou para o caminho da salvação.

Marlo Pérez Foto: Allison Alcántara y archivo familiar

MISIONÁRIO MUNDIAL 34 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


HISTÓRIAS DE VIDA

Fevereiro 2016 / Impacto evangélico

35


A

silhueta de um homem surgiu na escuridão da noite. Ziguezagueava à beira de uma estrada com movimentos lentos e fracos, parecia que cairia a qualquer momento. Era um jovem atormentado pelo sofrimento constante e que tinha decidido pôr fim a sua vida se jogando na frente de um veículo. Era meia-noite naquela parte da rodovia Panamericana Norte, perto da cidade de Chiclayo, no Peru. Jimmy Coronel estava submerso no pântano de seus problemas intermináveis. Ele tinha 21 anos e pensava que a única maneira de acabar com seu sofrimento era a morte. Mas os minutos passaram e nenhum veículo aparecia, até que de repente ouviu uma voz potente, mas doce. - Não faça isso, Jimmy, não faça isso.

Tal foi o efeito dessa chamada providencial que imediatamente recuperou a lucidez e se afastou da estrada, enquanto seu corpo experimentava um tremor estranho. Ele sentiu que algo pesado e sombrio abandonava seu corpo liberado(...)

Tal foi o efeito dessa chamada providencial que imediatamente recuperou a lucidez e se afastou da estrada, enquanto seu corpo experimentava um tremor estranho. Ele sentiu que algo pesado e sombrio abandonava seu corpo liberado. Até esse momento não entendia o que estava acontecendo, só sabia que devia ficar longe daquele lugar escuro. Ele voltou para casa furtivamente para que ninguém pudesse vê-lo, porque tinha passado muito tempo desde a última vez que esteve ali. Ao entrar, ouviu as mesmas discussões acaloradas entre seus pais, mas uma frase de sua mãe fez que entendesse tudo. - Vamos encontrar Jimmy! Ele é meu filho! – disse desesperada. A frase mudou sua vida para sempre. Jimmy tinha acreditado durante vários anos que ninguém o amava, mas agora, de seu esconderijo, podia ver o erro. Sua mãe estava desesperada porque ele estava perdido fazia vários dias e, no meio de sua angústia, ela queria achá-lo. Ele foi para seu quarto e começou a chorar, pedindo perdão a Deus por tentar se matar e pensar mal de sua mãe. Até esse dia, ele tinha certeza de que ela o repudiava, sempre tinha tido essa impressão desde que alguém lhe disse que era filho ilegítimo.

MISIONÁRIO MUNDIAL 36 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

O INÍCIO DOS INFORTÚNIOS Em uma manhã de novembro de 1979, quando ele tinha 11 anos, começaram seus infortúnios. Ele caiu de repente no chão de sua sala de aula, tremendo, com espuma na boca e batendo a sua cabeça até sangrar. O professor e seus colegas o ajudaram rapidamente, antes que algo mais grave acontecesse. Alguns minutos depois, ele acordou no escritório do diretor da escola com sua mãe, que não deixava de chorar pelas lesões de seu filho. Vários dias depois, os médicos o diagnosticaram com epilepsia e foi condenado a viver com crises periódicas e lesões que deixaram cicatrizes em todo seu corpo. Após este infortúnio, as relações com os pais e os irmãos começaram a se deteriorar, especialmente quando o dinheiro se tornou escasso. A situação atingiu seu limite um ano depois, quando uma das vizinhas começou a comparar cada um dos filhos da família Coronel Rojas com os pais de pele clara. - O Jimmy é feio, não se parece com


HISTÓRIAS DE VIDA

ninguém! Parece adotado! – disse na frente da criança. Ao ouvir estas palavras, Jimmy estremeceu e começou a se comparar com toda

a família. As frases ficaram gravadas em seu cérebro. Ele nunca foi o mesmo e começou a odiar e insultar sem motivo seus irmãos e sua mãe. Os desentendimentos com a família se aprofundaram, porque os

Continue lendo–– Fevereiro 2016 / Impacto evangélico

37


Em 1994, cinco anos depois dessa experiência divina que o curou da epilepsia e da demência, Jimmy se entregou ao Evangelho e começou a dedicar sua vida a Deus. Desde essa data, ele refez sua vida nos caminhos do Senhor(...)

MISIONÁRIO MUNDIAL 38 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


HISTÓRIAS DE VIDA Continue lendo––

pais pareciam gostar de todas as crianças menos dele. REMÉDIOS DA RUA Quando Jimmy completou 15 anos, as epilepsias aumentaram a tal ponto que teve que abandonar a escola. Isso irritou muitos mais os pais e os irmãos, porque eles tinham que cuidar dele dia e noite. Sem estudar e sem outra opção que ingerir enormes quantidades de remédios, seus pais o submeteram a toda classe de soluções de rua que, de acordo com vizinhos e amigos, acabariam com o seu mal. Ele bebeu beberagens caseiras e ervas amargas, e se banhou com diversas especiarias, práticas comuns nesta área do Peru, para se limpar dos males que o afligiam. Seus pais o levaram para Túcume, cidade conhecida por seus feiticeiros e xamãs, para que o melhor deles o curasse de sua doença e suas reações violentas. Nenhum desses tratamentos reduziu seus ataques. De fato, aumentaram sua agressividade contra seus irmãos. Quando ele recuperou sua força, fugiu de casa para trabalhar em pequenos empregos que não exigiam maior esforço físico. Alguns dias depois, foi despedido quando sofreu uma convulsão súbita. - Vá para casa, garoto. Não serve para nada! – disseram. Um ano mais tarde, ele voltou para casa e seus pais lhe deram para beber sangue de touro, considerado um remédio infalível contra a epilepsia. Desde então, Jimmy estava sempre no matadouro da cidade, bebendo o sangue dos animais abatidos nesse lugar. Quando escolhia um touro, ele o perseguia até o matadouro. As coisas pioraram depois. Jimmy começou a sofrer de perturbações mentais e alucinações com personagens aterrorizantes que o visitaram dia e noite. Além disso, tinha intensas dores de cabeça e pontadas por todo o corpo. Nenhum dos especialistas podia encontrar a razão de seu mal. As discussões domésticas continuaram, até que um dia, depois de uma intensa briga com seus pais, o jovem pegou uma faca e correu para seu quarto com a decisão de se matar. No entanto, quando ele tentou fazê-lo, uma força estranha pegou a faca e a

lançou ao chão. - Acho que foi Deus que não queria que eu me matasse. – lembra ele. DORMINDO NO LIXO Em 1989, o comportamento de Jimmy, que já tinha 21 anos, ultrapassou os limites da convivência com os pais e os poucos irmãos que viviam ainda em casa. Foi assim que, em setembro do mesmo ano, fugiu de casa e vagou por parques, praças e várias áreas altamente perigosas, para terminar no lixão da cidade. Os pais e os irmãos foram buscá-lo, enquanto Jimmy começou a ser bombardeado por vozes infernais que lhe ordenavam pôr fim a sua vida. Um dia alucinou sua própria morte, jogando-se embaixo de um ônibus na rodovia. A ideia ficou em sua mente. Por isso, ele foi para a rodovia Panamericana Norte. Ele estava prestes a se jogar na frente de qualquer veículo, mas ouviu a voz de Deus que fez com que ele desista. - Desde o dia da minha liberação até

Em uma manhã de novembro de 1979, quando ele tinha 11 anos, começaram seus infortúnios. Ele caiu de repente no chão de sua sala de aula, tremendo, com espuma na boca e batendo a sua cabeça até sangrar. O professor e seus colegas o ajudaram rapidamente, antes que algo mais grave acontecesse. minha conversão, o diabo fez tudo para que eu olhasse para trás e me envolvesse em outras coisas – lembra Jimmy. NOVA VIDA Em 1994, cinco anos depois dessa experiência divina que o curou da epilepsia e da demência, Jimmy se entregou ao Evangelho e começou a dedicar sua vida a Deus. Desde essa data, ele refez sua vida nos caminhos do Senhor, com Diana Jimenez Berrú, com quem se casou em julho de 2014. Ela o acompanha em sua viagem pastoral nessa cidade peruana onde muitos ficam surpresos ao vê-lo recuperado e pregando a Palavra de Deus. - Muitos erram em achar que a leitura da Bíblia enlouquece. Eu não fiquei louco. De fato me tornei mais forte – afirma Jimmy l Fevereiro 2016 / Impacto evangélico

39


MISIONÁRIO MUNDIAL 40 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


ENTREVISTA

“PRECISAMOS DE UM AVIVAMENTO NA ÍNDIA” Acompanhado de um intérprete, o atual Supervisor da Índia Rev. Sam Jacob, narra como a Obra avança nesse país do Oriente Médio, apesar das enormes dificuldades.

O

Pastor Sam Jacob sabe que não é fácil avançar em um país com diferentes doutrinas. Mas está disposto a continuar trabalhando para difundir a Palavra na Índia. Há ataques de parte de certos grupos que professam outras crenças. Como avança a Obra na Índia? A Obra se iniciou em 2003 e quando começou as pessoas não quiseram nos receber porque viam o Movimento Missionário Mundial (MMM) de uma forma diferente, mas pouco a pouco nosso Deus foi ampliando seu território. Agora, o trabalho progrediu e recebemos chamadas de pessoas que perguntam pela obra. Atualmente estamos trabalhando em aproximadamente 11 estados do país. Nossa meta é que todos os estados sejam cobertos pelo trabalho do MMM. Como começou a Obra? Nossa primeira igreja começou em uma montanha, posteriormente vimos que por causa da distância não podíamos alcançar outras cidades. Agora, pela graça de nosso Senhor, chegamos a muitas cidades na Índia. Estamos trabalhando em Chennai, Bangalore, Bombaim, Nova Deli e proximamente em Calcutá. Queremos ver um avivamento na Índia, preparando o corpo de Cristo antes de sua vinda. Existem muitas diferenças doutrinais com outras igrejas cristãs? Há diversas igrejas pentecostais que seguem a Palavra de Deus na Índia, mas que não

aceitam nossa doutrina e não a consideram. Nós sabemos que Deus trouxe o Movimento Missionário Mundial à Índia neste tempo para declarar a verdade. A Obra é um modelo para outras igrejas, e o vemos com o apoio de outras congregações que já sintonizam Bethel Televisión. Sobre os últimos atentados na França, como são considerados os muçulmanos na Índia? Sabemos muito bem que não podemos incluir todos os muçulmanos em seu conjunto, porque há pessoas boas e más no islamismo. Por exemplo, eu viajei a países muçulmanos e percebi que são muito bons em sua forma de vida dentro do islã. Muitos deles são muito abertos ao Evangelho apesar de sua doutrina. Infelizmente, alguns a usam de uma forma muito má com esses ataques terroristas. O senhor também sofreu ataques por parte de extremistas hindus? Os hindus são pessoas muito boas, mesmo assim dentro de sua doutrina há muitos fanáticos religiosos. O que eles querem é que toda a Índia se una a eles e por isso lutam contra o cristianismo, porque temem que continue crescendo. Por um lado, temem o islã, mas também o cristianismo, porque sabem que nós temos a verdade, e nós sabemos, porque o Senhor está adicionando a sua igreja milhares e milhares de pessoas em toda a Índia l

Fevereiro 2016 / Impacto evangélico

41


BODAS NO CÉU “Regozijemo-nos, e alegremo-nos, e demos-lhe glória; porque vindas são as bodas do Cordeiro, e já a sua esposa se aprontou. E foi-lhe dado que se vestisse de linho fino, puro e resplandecente; porque o linho fino são as justiças dos santos”. Apocalipse 19:7-8. Rev. Luis M. Ortiz

L

úcifer veio ser o pai da mentira, governador das trevas (Isaías 14:12; Ezequiel 28:17; João 8:44; Efésios 6:12). Foi lançado do céu junto com todos os anjos que o seguiram em sua rebelião (Apocalipse 12:4). Sem dúvida, no céu ficou um vazio. O vazio seria preenchido por uma nova estirpe. Deus engendraria filhos e se produziria um novo nascimento e uma nova criatura, um novo homem, semelhantes a Ele para sentá-los em lugares celestiais, sentá-los no trono, como filhos herdeiros de Deus. MISIONÁRIO MUNDIAL 42 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

Deus criou o primeiro Adão a sua imagem e conforme sua semelhança. E estando o primeiro Adão só, “e disse o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele…” (Gênesis 2:18, 21-23). E Deus concluiu a primeira cerimônia nupcial na raça humana e a única na vida de Adão, dizendo: “Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne” (Gênesis 2:24). Ao criar e unir um homem e uma mulher,


DEVOCIONAL

Deus buscava descendência para si próprio (Malaquias 2:15); para, dessas criaturas em descendência, engendrar em filho todo aquele que cresse no último Adão vindouro (1 João 5:1); com direitos de filhos, herdeiros de Deus e coherdeiros com Cristo (Romanos 8:17). Veio a descendência e a raça se multiplicou. E “vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher” (Gálatas 4:4), o último Adão. Este último Adão tinha que ser homem para poder redimir o homem. Mas não podia vir diretamente do primeiro Adão, porque tivesse sido outro homem caído. Tinha que ser Deus para que fosse sem pecado, e assim salvar o homem de pecado. Mas não podia vir como Deus (Filipenses 2:5-7). Realizou-se o prodígio de concepção milagrosa no ventre da virgem Maria por obra do Espírito Santo e se produziu a encarnação do Verbo. Assim nasceu o Filho de Deus,

o Deus Homem, o último Adão. Satanás, consciente do que estava acontecendo, tentou matar o último Adão desde que nasceu, depois o tentou em tudo (Hebreus 4:15) esperando que falhasse em algo, como o primeiro Adão. Mas a serpente foi esmagada. O último Adão que vinha ser cabeça de uma nova raça, que vinha iniciar o processo espiritual e divino de engendrar filhos para Deus, para levar muitos filhos à glória (Hebreus 2:10), subiu a colina do calvário, sabendo que ali bem como o primeiro Adão estando dormido abriram seu costado para criar uma companheira, também seu costado como o último Adão estando já morto seria aberto, e desse costado aberto, e dessa fonte de sangue carmesim, pura, inocente, limpa, surgiria a desposada e depois a esposa do Cordeiro do último Adão. Decorreram mais de dois mil anos. Anos de provas e de padecimento para a desposada. Mas o mesmo Senhor descerá do céu e “com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor” (1 Tessalonicenses 4:16-17). O desfile nupcial continuará além das nuvens, e desde os palcos celestiais as hostes angelicais impressionadas exclamarão: “Quem é esta que sobe do deserto, como colunas de fumaça, perfumada de mirra, de incenso, e de todos os pós dos mercadores?” (Cantares 3:6). Mas o desfile nupcial continua subindo, e perguntam novamente: “Quem é esta que aparece como a alva do dia, formosa como a lua, brilhante como o sol, terrível como um exército com bandeiras?” (Cantares 6:10). A ascensão nupcial prossegue, e ainda exclamam: “Quem é esta que sobe do deserto, e vem encostada ao seu amado” (Cantares 8:5). Quando o Amado entra com a desposada, quer dizer com a Igreja, e se ouve no céu uma potente voz de grande multidão que dizia: “E foilhe dado que se vestisse de linho fino, puro e resplandecente; porque o linho fino são as justiças dos santos” (Apocalipse 19:8). Deus é muito zeloso com o casamento na raça humana, e muito especialmente entre os cristãos, porque o casamento ilustra e assinala as bodas de Cristo e a Igreja, a união mística, mas real e maravilhosa entre Cristo e os redimidos por toda a eternidade l Fevereiro 2016 / Impacto evangélico

43


BUSCANDO A BÊNÇÃO DE DEUS “Jesus dizia, pois, aos judeus que criam nele: Se vós permanecerdes na minha palavra, verdadeiramente sereis meus discípulos; e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. Responderam-lhe: Somos descendência de Abraão, e nunca servimos a ninguém; como dizes tu: Sereis livres? Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que todo aquele que comete pecado é servo do pecado. Ora o servo não fica para sempre em casa; o Filho fica para sempre. Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres. Bem sei que sois descendência de Abraão; contudo, procurais matar-me, porque a minha palavra não entra em vós. Eu falo do que vi junto de meu Pai, e vós fazeis o que também vistes junto de vosso pai.”. João 8:31- 38. Rev. Gustavo Martínez

O

Senhor está apresentando aos judeus a Palavra como a máxima fonte de liberdade. “E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. Responderam-lhe: Somos descendência de Abraão, e nunca servimos a ninguém... Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que todo aquele que comete pecado é servo do pecado” (João 8:32-34). Há uma escravidão maior que é a escravidão espiritual, e eles eram escravos do pecado. Jesus lhes diz: “Bem sei que sois descendência de Abraão; contudo, procurais matarme, porque a minha palavra não entra em vós” (João 8:37). A Palavra não tinha um espaço. Há espaço para a política, para a religião, para entretenimentos carnais, para reuniões sociais, para qualquer coisa, mas não havia espaço para receber a Palavra de Deus. Eles rejeitaram a bênção de Deus. As multidões estavam muito ansiosas e seguiam o Senhor, uns pelos peixes e pelos pães, outros pelos milagres, e outros para acusá-lo; mas a Palavra não achava lugar em seus corações. Porque se a Palavra achasse lugar, Jesus seria amado verdadeiramente. O Senhor lhes disse que seriam diferentes, mas o problema era que eles estavam cheios de mundo, de materialismo, de religiosidade, de vaidades. A Bíblia nos fala de dois cegos. “E eis que dois cegos, assentados junto do caminho, ouvindo que Jesus passava, clamaram, dizendo: Senhor, Filho de Davi, tem misericórdia de nós! E a multidão os repreendia, para que se calassem; eles, porém, cada vez clamavam mais, dizendo: Senhor, Filho de Davi, tem misericórdia de nós! E Jesus, parando, chamou-os, e disse: Que quereis que vos faça? Disseram-lhe eles: Senhor, MISIONÁRIO MUNDIAL 44 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

que os nossos olhos sejam abertos. Então Jesus, movido de íntima compaixão, tocou-lhes nos olhos, e logo seus olhos viram; e eles o seguiram” (Mateus 20:30-34). Os cegos queriam a bênção, eles queriam um toque de Deus, eles tinham certeza que algo ia acontecer, eles queriam ver. Deus quer ampliar sua visão, Deus quer que você cresça. Quanto você quer crescer? Onde você quer chegar? O quão alto você quer chegar? Existem aqueles que querem bênção, mas não têm espaço, porque há coisas em seu coração que não devem estar. É preciso eliminá-las se você quer bênção, se você quer crescer, se você quer o poder de Deus. A Bíblia também fala de uma viúva. “E uma mulher… clamou a Eliseu, dizendo: Meu marido, teu servo, morreu; e tu sabes que o teu servo temia ao Senhor; e veio o credor, para levar os meus dois filhos para serem servos. E Eliseu lhe disse: Que te hei de fazer? Dize-me que é o que tens em casa. E ela disse: Tua serva não tem nada em casa, senão uma botija de azeite. Então disse ele: Vai, pede emprestadas, de todos os teus vizinhos, vasilhas vazias, não poucas. Então entra, e fecha a porta sobre ti, e sobre teus filhos, e deita o azeite em todas aquelas vasilhas, e põe à parte a que estiver cheia” (2 Reis 4:1-7). Eliseu disse à viúva: “Que te hei de fazer? Dize-me que é o que tens em casa. E ela disse: Tua serva não tem nada em casa, senão uma botija de azeite”, e quer uma bênção grande. Você quer uma bênção grande? Primeiro, você tem que preparar o lugar, abrir espaço. Comece por seus vizinhos, vá por todas as casas e consiga vasilhas vazias, não poucas, não volte com escassez, não volte com limitações. Se você vai se


DEVOCIONAL

limitar, fique em casa. Você quer sair da pobreza, quer sair das dívidas? Então faça espaço onde armazenará a bênção, porque o que está pensando e anelando é grande e não tem onde guardá-lo. Nos dias de Eliseu, a Bíblia nos diz que houve necessidade de água para o exército de Judá, de Israel e de Edom; e Jeosafá rei de Judá disse: “Não há aqui algum profeta do Senhor, para que consultemos ao Senhor por ele?” (2 Reis 3:11), estamos em uma total crise na qual não

há nenhum profeta em quem podamos consultar a Jeová. E alguém disse: “Aqui está Eliseu” (v. 11). E Jeová, através de Eliseu, ordenou que fizessem covas, porque ia chover. Jeová enviará água, mas se não fizerem covas não terão água para beber, nem para seu gado, nem para seus animais. E começaram a fazer covas e, de repente, começou a chover, e se encheram as covas; e o exército, o gado, os cavalos e todos beberam. Que bênção! l Fevereiro 2016 / Impacto evangélico

45


O TRABALHO, UMA BÊNÇÃO “Seis dias trabalharás, e farás toda a tua obra, más o sétimo dia é o sábado do Senhor, teu Deus…” Êxodo 20:9-10.

Rev. Rubén Concepción

H

ouve uma época na história humana em que o trabalho era considerado uma maldição, exatamente nos tempos prévios à grande Reforma Protestante. Quanto a isso, dizia-se que o trabalho era como um açoite, castigo imposto ao homem para compensar seu pecado original. Era um meio de disciplina que controlava os vícios, considerava-se que o único trabalho digno era o que os religiosos faziam nos monastérios. Segundo a ordem divina, diz-se que o Eterno Criador não deixa de trabalhar. Jesus disse: “Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também” (João 5:17). A Sagrada Escritura apresenta Deus como criador do universo, como o grande gestor da vida, como o arquiteto, engenheiro e primeiro obreiro de sua criação. Deus mesmo é o primeiro obreiro de sua criação, e não só da criação, mas da preservação e da conservação. Portanto, o trabalho não pode ser considerado uma maldição. Quando o homem e a mulher foram criados, o Pai da família humana lhe deu um lugar, o melhor de toda a Terra. Ele lhe deu um trabalho, cuidar o jardim e lavrá-lo (“E tomou, o Senhor Deus o homem, e o pôs no jardim do Éden, para o lavrar e o guardar”, Gênesis 2:15). Também foi ordenado por Deus para velar pela criação animal, dando nome a cada espécie (“Havendo, pois, o Senhor Deus formado da terra todo o animal do campo, e toda a ave dos céus, os trouxe a Adão, para este ver como lhes chamaria; e tudo o que Adão chamou a toda alma vivente, isso foi o seu nome. E Adão pôs os nomes a todo o gado, e às aves dos céus, e a todo o animal do campo”, Gênesis 2:19-20). E lhe entregou autoridade sobre toda a criação terrena (“E Deus os abençoou, e Deus, lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos; e MISIONÁRIO MUNDIAL 46 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


DEVOCIONAL

enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra. E disse Deus: Eis que vos tenho dado toda a erva que dê semente, que está sobre a face de toda a terra; e toda a árvore, em que há fruto que dê semente; ser-vos-á para mantimento. E a todo o animal da terra, e a toda a ave dos céus, e a todo o réptil da terra, em que há alma vivente, toda a erva verde será para mantimento; e assim foi”, Gênesis 1:28-30). Cada humano tem uma ordem divina que deve cumprir em sua curta vida neste pequeno mundo. O termo trabalho abrange tudo o que fazemos com a prática de nossos talentos em atividades das quais obtemos lucros e as utilizamos para a sustentação própria e a de nossas famílias e da Obra de Deus. Bendito seja Deus que nos criou para trabalhar. Fomos feitos para ser frutíferos e produtivos (Gênesis 1:28). O povo de Deus é um povo trabalhador e da melhor qualidade. Toda a Bíblia nos mostra sua cultura do trabalho como uma bênção. Com o trabalho, a condição de vida do indivíduo, da família, da comunidade e da nação melhora. Duas grandes atividades foram praticadas pelos dois primeiros homens que nasceram nesta criação. A agricultura por Caim, filho mais velho de Adão e Eva, e a pecuária por Abel, o mais novo. Esses dois pioneiros do trabalho eram prósperos em suas tarefas. Seu trabalho também produzia para agradecer ao dono da empresa, a Deus, o Criador do universo. E traziam oferendas e sacrifícios como um ato de gratidão. Todo o Antigo Testamento mostra que o povo de Deus é trabalhador. Noé foi um grande construtor, agricultor e pecuarista. Abraão foi pecuarista, agricultor e comerciante. Os israelitas foram pecuaristas, agricultores, artesãos, construtores, engenheiros e grandes administradores. A cultura do trabalho está tão arraigada na descendência de Abraão que foi e é uma fortaleza econômica no mundo, em todas as nações e em toda a história. Jesus disse: “Convém que eu faça as obras daquele que me enviou, enquanto é dia; a noite vem, quando ninguém pode trabalhar. Enquanto estou no mundo, sou a luz do mundo” (João 9:4-5). Temos que trabalhar enquanto é dia, pois ao chegar a noite ninguém pode trabalhar. Trabalhemos pelo bem da Obra, das almas perdidas e do Senhor, receberemos a recompensa. Amém l Fevereiro 2016 / Impacto evangélico

47


Um relatório superficial do trabalho que a Obra do Movimento Missionário Mundial desenvolve pelos caminhos da América e ao redor do mundo. A Santa Bíblia diz: “E, perseverando unânimes todos os dias no templo… E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar.” Atos 2:46, 47.

“DEUS BUSCA RETIDÃO NO HOMEM” Durante nove dias, comemorou-se a Convenção Nacional do Movimento Missionário Mundial na Colômbia com uma grande assistência.

MISIONÁRIO MUNDIAL 48 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


EVENTO

Fevereiro 2016 / Impacto evangĂŠlico

49


A

retidão engendra detratores, engendra inveja, traz ataques, desprezos, vitupérios, mas a retidão também traz recompensa e impulsiona a misericórdia de Deus, disse o Rev. Gustavo Martínez na Convenção Nacional da Colômbia, realizada de 11 a 18 de janeiro deste ano na praça de touros La Macarena. Muitas pessoas têm defeitos, faltam com sua palavra, chegam tarde a seus encontros e não cumprem suas promessas, mas aquelas pessoas que foram tratadas por Deus e praticam a retidão se tornam uma moléstia para todos os hipócritas e aqueles que não MISIONÁRIO MUNDIAL 50 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


EVENTO

são retos, adicionou durante sua prédica perante milhares de pessoas do Movimento Missionário Mundial (MMM). Nesta primeira mensagem, o presidente do MMM falou sobre o lema de 2016: ‘Retidão, garantia de relação com Deus’, do qual extraiu seu discurso baseado no Salmo 25:11, que disse: “Deus pede retidão para esta obra, Deus pôs sua mão e aí está o coração com linhas retas, dizendo: Quero um coração reto, quero homens e mulheres retos, pessoas que não se corrompam e que se atrevam a dizer ao munContinue lendo–– Fevereiro 2016 / Impacto evangélico

51


Continue lendo––

do que podemos viver realmente em santidade”. Por outro lado, o Rev. José Soto, vice-presidente mundial da Obra, pregou o tema: “As varas e as balanças de Deus”, baseado no texto bíblico (Daniel 5: 17-31) onde o profeta Daniel enfrentou o rei Belsazar e lhe fez lembrar a prova à que seu pai o rei Nabucodonosor foi submetido, e do qual sua soberba o tornou uma besta MISIONÁRIO MUNDIAL 52 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


EVENTO

do campo, indicando o que houve em seu coração. “As balanças servem para pesar, mas quando se fala de peso espiritual, o que Deus busca é retidão no homem… O que quero dizer é que nós não sabemos o que há dentro do homem, mas Deus sabe, porque ele não pode ser enganado”, expressou. Para alimentar as esperanças do povo assistente, o Rev. Soto concluiu: “Se algo está desenquadrado, se falta

prumo, que Deus nos forneça esse prumo nestes dias de convenção em sua balança, e que nos meça com a régua da fé que é a linha reta, o que Deus usa para medir o que somos e o que fazemos”. LOUVORES PARA DEUS No segundo dia, vários grupos musicais como o coral Elohim, grupo Joram e a orquestra Joram se encarregaram de alegrar esta festa espiritual, com

cânticos e louvores que aproximar o Criador. Sua contribuição musical foi transcendental durante todo o tempo que o evento durou. Outra das mensagens notáveis nesta convenção colombiana foi dada pelo Oficial Internacional Rev. Rómulo Vergara, que falou acerca da firmeza e retidão de Mardoqueu, no livro de Ester cap. 4, onde demonstrou os desafios que enfrentou este homem de Continue lendo–– Fevereiro 2016 / Impacto evangélico

53


Continue lendo––

Deus, para consolidar sua fé. Posteriormente, o Supervisor Nacional do vizinho país da Venezuela, Rev. Ricardo Manrique, foi responsável por ministrar as sagradas escrituras (Mateus 9: 16-17) com sua mensagem: ‘Uma voz de alerta em um ano de retidão’. No quarto dia, o Rev. Rodolfo González subiu ao pódio e enviou sua mensagem intitulada: ‘Pergunte a seu pai e ele declarará’ (Deuteronômio 32: 3-7). NORTE E SUL DA COLÔMBIA Este evento foi dividido em duas partes (zona norte e sul da Colômbia). Assistiram os oficiais internacionais da Obra e delegações de vários países vizinhos como o Panamá, Peru, Venezuela, entre outros. O sinal internacional de Bethel Televisión em aliança com a equipe de MISIONÁRIO MUNDIAL 54 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


EVENTO

ÁGUA PARA O SEDENTO DENTRO das celebrações pela Convenção Nacional do MMM na República da Colômbia, a irmã Carmen Valencia aproveitou o momento para apresentar a segunda parte de seu livro: ‘Agua para el sediento’(Água para o sedento). É preciso lembrar que a primeira parte de sua publicação foi realizada no Congresso Mundial do Panamá em 2013.

“Volvamos a Dios” se encarregaram de transmitir ao vivo as incidências deste glorioso evento para a Obra de Deus. No penúltimo dia, toda a glória do Senhor foi exposta pelo Oficial Internacional Rubén Concepción, com o tema: ‘A norma de bondade de Deus e o compromisso dos crentes com Ele’ (Miqueias 6:8). Igualmente, ouviu-se a prédica do Supervisor dos Estados Unidos, Rev. Arturo Hernandez, com sua mensagem: ‘Homem reto, não fraqueje’ (João 1: 43-47), que avivou os corações de todos os presentes. No final deste evento internacional, o Presidente da obra, Rev. Gustavo Martínez outorgou a última mensagem intitulada: ‘Vigiemos nosso perfume espiritual’ (Eclesiastes 10:1), que encerrou o evento e marcou a vida dos milhares de irmãos colombianos e do mundo inteiro l Fevereiro 2016 / Impacto evangélico

55


“TEMOS QUE SER RETOS, HONESTOS ÍNTEGROS” Após a chegada do novo ano, o Movimento Missionário Mundial (MMM) celebrou sua primeira convenção em Porto Rico, onde se enfatizou o lema: ‘Retidão 2016’. MISIONÁRIO MUNDIAL 56 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


EVENTO

O

presidente do MMM, Gustavo Martínez alentou a seguir o caminho de Deus com retidão, transparência, honestidade e integridade durante sua prédica na primeira convenção da Obra em Porto Rico, onde se enfatizou o lema: ‘Retidão 2016’. “Muitos dão escusas para não ser retos nem íntegros, dizendo: Tentei de insistir no que era correto, mas vi que isso não funcionaria, por isso decidi me deixar levar pela corrente, fazendo o mesmo que os outros fazem… Pe-

rante Deus, temos que ser retos, transparentes, honestos, íntegros, tanto em público quanto em privado”, disse o Rev. Martínez. A prédica fez parte das mensagens dadas na Quadragésima Nona Convenção Nacional em Porto Rico, realizado de 4 a 7 de janeiro deste ano no centro de convenções La Iglesia de Dios na cidade de Caguas. Sua mensagem extraída de Salmo 25:11, foi um fiel reflexo do lema: ‘Retidão, garantia de relação com

Deus’, que foi anunciado no meio da expectativa do povo crente. O povo porto-riquenho exaltou as maravilhas do Senhor em todo o transcurso do devocional, e depois ouviram o Rev. Santos Gómez da República Dominicana, que expôs a Palavra de Deus. Sob o título: ‘A retidão garante a vida’, o Rev. Gómez instou a congregação a experimentar retidão espiritual através dos exemplos da história Continue lendo–– Fevereiro 2016 / Impacto evangélico

57


Continue lendo––

bíblica, onde a submissão e a vontade ao Criador trouxe mais de uma bênção para aqueles que a aceitaram. Pela noite, o oficial internacional Rev. Rubén Concepción salientou a frase: ‘Que bom é ser cristão’ (Filipenses 3:7-16), onde expressou: “A única maneira de alcançar a vitória é mantendo a retidão de coração… Eu quero prosseguir, caminhando em linha reta”. REUNIÕES No terceiro dia, a Oficialidade Internacional teve uma vasta reunião com todo o corpo ministerial da Obra no país caribenho. Entretanto, no centro de convenções, o líder nacional de jovens, José Luis Vásquez, presidiu o serviço, e também apresentou o Rev. Rodolfo Cabrera da República do MISIONÁRIO MUNDIAL 58 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


EVENTO

NOVA JUNTA NACIONAL NO FINAL do último discurso do evento, o Rev. Gustavo Martínez apresentou a nova Junta Nacional de Porto Rico, integrado pelo Supervisor Nacional Rev. Albert Rivera, que substitui o Rev. Luis Ayala, ex-supervisor da Obra nos últimos sete anos, e que ficará na Junta Nacional, junto com o Rev. Federico Cabrera Sandoval, Alberto Santana, Edgardo Santiago, Ángel Cruz e Edgar J. de Jesús. Além disso, realizou-se a nomeação de novos assistentes e presbíteros: Pastor Juan Díaz (Assistente da zona 1), Rev. Charlie González e Héctor de León (Presbítero e Assistente da zona 4), Rev. José Jiménez (Presbítero da zona 5), e o Rev. Oscar Martínez (Presbítero da zona 8) l

Fevereiro 2016 / Impacto evangélico

59


Continue lendo––

Equador na pregação da Palavra do Senhor. Sua mensagem intitulada: ‘A tomada de decisões’ (Atos 11:24), instou todos os jovens presentes a definirem suas decisões, expressando: “Os homens de fé tomaram boas decisões e os jovens de hoje se definem segundo as decisões que tomam…”. O dia também esteve marcado pela realização do esperado culto missionário, intitulado: ‘Avive sua obra, Senhor’. Posteriormente, foram apresenMISIONÁRIO MUNDIAL 60 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


EVENTO

“Muitos dão escusas para não ser retos nem íntegros, dizendo: Tentei de insistir no que era correto, mas vi que isso não funcionaria, por isso decidi me deixar levar pela corrente, fazendo o mesmo que os outros fazem… Perante Deus, temos que ser retos, transparentes, honestos, íntegros, tanto em público quanto em privado (…)”.

tados os líderes do Departamento de Missões Nacional, que conformarão grupos que trabalharão em cada um dos presbitérios do país. Minutos mais tarde, o Rev. Carlos Guerra falou acerca das ‘bênçãos da casa de Aarão’ (Salmo 115:9). A particularidade desta mensagem foi a tradução para o inglês pelo Rev. Albert Rivera, dirigida para os milhões de telespectadores anglofalantes que sintonizaram Bethel Televisión, através do qual foi transmitido o evento.

No último dia, o Rev. Manuel Zúñiga expôs o tema: ‘O Senhor te privou desta honra’ (Números 24:11). Depois se realizou a promoção de quatro novos obreiros a pregadores laicos, bem como a promoção de dois pregadores licenciados e seis ministros ordenados. Pela noite, o Vice-Presidente do Movimento Missionário Mundial, Rev. José Arturo Soto, deu a última mensagem do evento, intitulada: ‘Guarde seu coração’ (2 Crônicas 14: 1-7) l Fevereiro 2016 / Impacto evangélico

61


DEUS MANDA A CHUVA No departamento de Granada, realizou-se a XIII Convenção Nacional do Movimento Missionário Mundial (MMM) da Nicarágua, com o lema: “Deus manda a chuva”.

A

celebração espiritual se realizou de 19 a 22 de novembro de 2015. Além disso, esta festa espiritual marcou um início de novas metas e propósitos a atingir durante todo o ano 2016. O evento, realizado no Poliesportivo da Prefeitura de Granada, contou com a presença do Oficial Internacional do MMM, que também é Supervisor Missionário da América Central e Supervisor Nacional da Guatemala, MISIONÁRIO MUNDIAL 62 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

Rev. Álvaro Garavito. Participou, também, o Supervisor Nacional das Honduras Rev. Alejandro Funes, o Supervisor em El Salvador, Rev. Edwin Parada, e os pastores do Panamá Rev. Epifanio Asprilla e Andrés JeanFrançois. Na jornada inaugural, o Rev. Álvaro Garavito emitiu uma mensagem cujo tema girou em torno do princípio de “Dai, e dar-se-vos-á”, por tanto Deus nos

dará a bênção que precisamos. Posteriormente, no segundo dia da XIII Convenção Nacional do MMM da Nicarágua, o Rev. Epifanio Asprilla, pastor no Panamá, expôs a Palavra do Senhor. Mediante uma mensagem para fixar e cumprir metas para a edificação da Igreja, o pastor disse que: “Deus precisa de um povo que não pense no amanhã e que aja agora porque os dias são maus e amanhã pode ser tarde demais”.


EVENTO

No terceiro dia da reunião espiritual, que foi transmitido pelo sinal de Radio La Unción, o pastor Alejandro Barrios da Guatemala pronunciou um discurso denominado “A Função da Igreja”, inspirado no livro de Mateus 16:18. O pastor Barrios afirmou que: “devemos lembrar que nosso Deus não deu o privilégio de trabalhar em unidade, e que não devemos esquecer nossas responsabilidades na Igreja”. No último dia da XIII Convenção Nacional do Movimento Missionário Mundial da Nicarágua, obreiros da Obra de Deus foram promovidos em território nicaraguense. O Rev. Álvaro Garavito, Oficial Internacional e Supervisor da Guatemala, transmitiu a mensagem de Deus TodoPoderoso através da alocução “Sete Razões pelas quais a carne se opõe ao espírito”. O reverendo baseou sua exposição no fragmento bíblico contido em 2 Coríntios 5:1-10 l Fevereiro 2016 / Impacto evangélico

63


CLAMA A MIM E RESPONDER-TE-EI A Igreja central de Barcelona realizou três dias de jejum. Os irmãos estiveram nas mãos de Deus neste novo ano.

E

m 6 de janeiro se iniciou o jejum da Igreja do Movimento Missionário Mundial em Barcelona, Espanha. Um grupo de aproximadamente 300 irmãos assistiram para oferecer a Deus três dias em jejum e oração, em um ambiente de louvor e agradecimento. No primeiro dia de jejum, o serviço da manhã, o irmão José Miguel Cuevas, presidente de cavalheiros, expôs a Palavra de Deus. O título da mensagem foi “O resultado das más decisões”. Também se apresentou a irmã Suhe MISIONÁRIO MUNDIAL 64 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

Reenis, missionária na Ilha de Madagascar, que fez parte do discurso da Palavra de Deus no segundo serviço, cujo nome da mensagem foi “A segunda oportunidade”, baseada na história do filho pródigo de Lucas 15:11. No segundo dia de jejum se realizou um culto cheio da presença de Deus. Durante o serviço da manhã se fizeram ações de graças, testemunhos, clamores e louvores. O pregador foi o irmão Olman Reyes, colaborador na Igreja de Alicante, e falou sobre o tema “O valor da presença de Deus”, inspi-

rado em 1 Samuel 6:11-12. No serviço da noite, o responsável pela Palavra de Deus foi o Rev. Carlos Medina, Supervisor Nacional da Obra da Espanha, com a mensagem “Sairá vitorioso do forno de fogo”, baseado no livro de Daniel 3:21-30. No último dia de jejum houve batismos no Espírito Santo, ações de graças e experiências novas. Finalmente, o Rev. Carlos Medina expôs a Palavra de Deus com uma poderosa mensagem dirigida pelo Espírito Santo, intitulada “É a hora de clamar” l


Outros Eventos

EQUADOR BATISMO NAS ÁGUAS

Em 19 de dezembro de 2015, a igreja situada na Av. Gómez Rendón 3320 (entre os quarteirões 10 e 11) em Guayaquil, República do Equador, realizou-se o segundo Batismo nas Águas. Nesta cerimônia, 13 irmãos e 7 irmãs desceram às águas do batismo, unindo-se à Igreja de Cristo nessa cidade. O evento começou no templo com um culto e posteriormente os fiéis saíram em uma marcha, dando testemunho de seu verdadeiro arrependimento até que chegaram à piscina “Oconnor”, situada na rua 8va (entre Azuay e 4 de Noviembre). E foi neste lugar onde se realizou a cerimônia em companhia da congregação da Igreja e sob a direção de seu pastor Rev. Eugenio Masías, Supervisor Nacional da Obra no Equador l

URUGUAI RETIRO DE VARÕES MMM

Com grande gozo se realizou o primeiro retiro de varões, de 21 a 22 de novembro de 2015, organizado pela Zona 1 a cargo do pastor Carlos Magallanes. A reunião foi realizada na Granja Vida Abundante no departamento de Canelones. Foram dois dias de grande unidade e busca da presença de Deus. Na sexta-feira na noite, a mensagem da Palavra de Deus foi levada pelo pastor Fabio Mosquera (Bella Unión), que mencionou os varões que serviram a Deus e por isso ficaram destacados na Palavra de Deus; homens esforçados como Josué, corajosos como Moisés, e pacientes e submissos como o mesmo Senhor Jesus Cristo. No culto dominical, a Palavra de Deus foi exposta pelo Rev. Alfonso Martínez, Supervisor Nacional do MMM no Uruguai, sob o tema: “Homens escolhidos por Deus, atados com cadeias”, baseado na história de Sansão, que depois de ser aprisionado, foi atado a uma roda de moinho por seus inimigos l

PANAMÁ

PERU

CONVENÇÃO NACIONAL SERVIÇO DE AÇÃO DE DE DAMASS GRAÇAS A XIX Convenção Nacional de Damas do MMM começou em 25 de novembro de 2015 no Acampamento de Chilibre, onde milhares de irmãs de todo o território panamenho chegaram para louvar e abençoar o nome do Senhor. “As pessoas de meu povo sabem que é uma Mulher Virtuosa”, foi o lema desta atividade sob o texto bíblico Rute 3:11. Durante o culto inaugural desta convenção se realizou um desfile das delegações por presbitérios, onde as líderes das zonas desfilaram com trajes típicos em representação de suas províncias. Também estiveram presentes as irmãs María de Castillo e Sharon Campos Dixon, provenientes da Costa Rica. Neste primeiro serviço, a irmã Sharon Campos Dixon pregou sob o tema “Mulheres guerreiras” (Juízes 4:1). Durante o segundo serviço, o Rev. Eliseo Obando, Oficial Nacional, foi responsável pelo estudo bíblico “A sombra dos temores” (Números 27:1-11), na qual realizou uma representação dramática do texto. Durante o terceiro serviço da convenção, a irmã Sharon Campos Dixon levou a mensagem da Palavra sob o tema “Declare sua bênção” (Josué 10:1-14). No quarto serviço, a irmã Sheyla de Hernández, que trabalho na província de Bocas del Toro, pregou sob o tema “O quanto você é capaz de amar?” (Marcos 14:3-9) l

Com a participação dos campos brancos de Huancaro, San Jerónimo, Wimpillay, Independencia, Villa San Blas, El Cóndor, Picchu San Martín e El mirador, e das Sociedades de Damas, Cavalheiros e Jovens, Escola dominical e Doutrina, a Igreja do MMM na cidade do Cusco celebrou em 28 de dezembro de 2015 um serviço de Ação de Graças. Os crentes locais, mediante os testemunhos especiais e cânticos espirituais, agradeceram a Deus Todo-Poderoso pelas vitórias e fortaleza outorgadas. O Rev. Edgar Ccari Amanqui, Presbítero na “Cidade Imperial”, compartilhou a mensagem de Deus com os assistentes, baseado no livro de Jó Capitulo 1. Na exposição bíblica, instou os crentes a serem íntegros e adorar a Deus nos momentos de adversidade l

Fevereiro 2016 / Impacto evangélico

65


ESCREVEM-NOS... cartas@impactoevangelistico.net CARLOS ESPINOZA Deus os continue abençoando. As publicações da revista me serviram muito. Tenho pouco tempo nesta Obra e percebi o apoio que Deus deu a toda minha família. Continuem trabalhando no Senhor Jesus Cristo. De Monagas, Venezuela.

DIANA CAROLINA GUERRA O conteúdo da revista “Impacto Evangelístico” é muito comovedor. E por essa razão quis estar perto de Deus, para que Ele possa perdoar todos meus pecados e escrever meu nome no Livro da Vida. Além disso, deu graças a Deus também por conhecer as boas novas e deixar uma mensagem de paz e de alegria. Deus os abençoe hoje e sempre. De Porto Rico.

ADRIANA RICO Agradeço a Deus pela revista “Impacto Evangelístico”, pois realmente foi de grande bênção para minha vida. Conversava com meu pastor e lhe disse: “Cada vez que leio a revista, sinto uma corrente de água em abundância dentro de mim que sacia essa fome espiritual”. Que o Deus do céu derrame todos os dias sabedoria, discernimento, criatividade e todo o

JORGE CRUZ Deus os abençoe. Quero lhes agradecer pela informação tão edificante que fornecem através da revista. Continuem trabalhando porque estamos vivendo nos últimos tempos e é preciso colher o que já está semeado. Deus os continue abençoando. De Porto Rico.

JANEIRO 1-4 Convención Nacional en Puerto Rico 11-18 Convención Nacional en Colombia (Medellín) FEVEREIRO 5-7 Convención Paraguay (Itagua) 5-9 Convención Panamá 11-14 Convención Argentina

MARÇO 3-6 Convenção em Honduras - Comayagua (Chegada a San Pedro de Sula) 10-13 Convenção na Austrália (Sydney) 23-27 Convenção na Guatemala (Cidade da Guatemala) 30-3 (ABRIL) Convenção nas Guianas, Trindade e Martinica (Georgetown, Guiana)

CARLOS MARTÍNEZ Saudações irmãos e irmãs. Estava lendo, em uma edição passada, a mensagem do Rev. Luis M. Ortiz “O Cristo Imprescindível”. Lembro que ouvi essa mensagem quando só tinha 20 anos e realmente é uma mensagem para este tempo. Se nesta era do cristianismo houve um verdadeiro apóstolo, ele foi Luis M. Ortiz, um paladino, defensor da sã doutrina, um genuíno fundador de igrejas além de suas fronteiras; com prodígios, sinais e milagres; um verdadeiro pastor, um apaixonado evangelista e um formidável mestre. Da República Dominicana.

GLOBAL GLOBAL 2016

ABRIL

necessário para que esta Obra possa continuar. Da Colômbia.

BETSABÉ MARROQUÍN Esta revista é de grande bênção para todos nós. Obrigada por seu trabalho. Da Guatemala.

JOSÉ GUTIÉRREZ Deus os abençoe, irmãos. Obrigado por seu esforço em manter esta revista para bênção e edificação do povo de Deus. Dos Estados Unidos.

OSCAR SOLERA Deus os abençoe. A revista é muito inspiradora e nos informa sobre tantas benções. Continuem trabalhando, irmãos em Cristo. Da Costa Rica.

JOSÉ AGUILAR Deus os abençoe muito por este trabalho tão especial. A revista “Impacto Evangelístico” é de uma grande bênção, não só para os filhos de Deus, mas também para as vidas ímpias. Estou contente de saber que mediante esta revista, muitas vidas foram salvas e serão salvas. De Lima, Peru.

SERGE ITURRIAGA Graças a Deus pelo trabalho que estão fazendo. Deus os continue abençoando. Sou um dos membros da Igreja em Grenoble. Continuamos orando e perseverando na sã doutrina de nosso Senhor Jesus. De Grenoble, França.

MAIO 3-5 Convenção no Japão (Narita, Chiba Ken) 26-29 Convenção na Índia (Tamil Nadu, Índia do Sul) JUNHO 23-26 Convenção no Brasil (Manaus) 30-3 (JULHO) Convenção na Bolívia (La Paz) JULHO 6-9 Convenção na Costa Rica (San José) 6-9 Convenção nas Antilhas Holandesas (Bonaire) 12-15 Convenção nos Estados Unidos (Woodbridge, Virgínia) 19-24 Convenção no Peru (Lima) 21-24 Convenção no México (Puebla) AGOSTO 10-14 II Congresso Europeu (Madrid) 11-14 Convenção no Haiti (Porto Príncipe) 18-21 Convenção na África (Guiné Equatorial) 23-27 Convenção na Venezuela (Barquisimeto) 25-28 Convenção no Equador (Guayaquil) 25-28 Convenção em Belize SETEMBRO Sábado 24 Dia Mundial das Missões OUTUBRO 7-9 Confraternização Nacional no Canadá 13-15 Convenção na República Dominicana 14-16 Convenção nas Ilhas Maurício 17-19 Convenção em Madagascar 28-31 Campanha no Chile (Santiago) NOVEMBRO 3-6 Convenção em El Salvador 3-6 Convenção no Uruguai (Montevidéu) 24-27 Convenção na Nicarágua DEZEMBRO

Puede descargar el lector de códigos QR gratis desde estas plataformas: n Eventos realizados n Eventos a realizar

evangélico

MISIONÁRIO MUNDIAL 66 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

Diretor Fundador: Rev. Luis M. Ortiz. Conselho editorial: Rev. Luis Meza Bocanegra, Jacqueline Rovira, Samuel Martínez, Rev. Andrés Espejo. Coordenador editorial: Rev. Julián Morón. Editor geral: Víctor Tipe Sánchez. Editor: Jaime Tipe Sánchez Editor gráfico: Roberto Guerrero. Design gráfico: Adolfo Zubietta. Redação: Johan Pérez Landeo, Marlo Pérez. Diagramação: Lesly Sánchez, Jorge Cisneros. Webmaster e Infografia: Julio de la Cruz. Ilustrações: Pablo Vilca. Transcrição: Fanny Vidal. Community manager: Juan Becerra, Denisse Barrientos. Distribuição: Javier Arotinco.


Siga-nos

Sábados 10 h

Bethel Televisión, o canal do Movimento Missionário Mundial transmite a mensagem da Palavra de Deus mediante uma programação cultural e educativa de Lima-Peru através de 6 satélites e via internet a todo o mundo. Fevereiro 2016 / Impacto evangélico

67


Conm o Rev. Rodolfo González Cruz De segunda a sábado 13h MISIONÁRIO MUNDIAL 68 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

745_Portuguesa  

Revista Impacto Evangélico Edição Fevereiro 2016 Língua Portuguesa

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you