Page 1

www.impactoevangelistico.net

evangélico

A REVISTA QUE CONSTRÓI A SUA VIDA Setembro 2017 / Edição 764

ISIS sacrificou dezenas de crianças em seus atentados

SANGUE

INOCENTE PUBLICAÇÃO OFICIALL

MOVIMIENTO MISIONERO MUNDIAL

ANÁLISE

TESTEMUNHO

DEVOCIONAL

O senhor mudará o cenário

Un milagro en La vida de Marco

O sopro de Deus


Com o Rev. Gustavo Martínez De segunda-feira a domingo 8h00. MISIONÁRIO MUNDIAL 2 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


editorial

IDE E FAZEI

DISCÍPULOS Rev. Gustavo Martínez Presidente Internacional del M.M.M.

“Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém” Mateus 28:19-20.

E

stamos experimentando tempos muito difíceis, tempos de imoralidade, de agitação social, de falta da Palavra de Deus. Mas também notamos que é um tempo de grandes oportunidades, que é preciso aproveitá-lo ao máximo, entendê-lo e redimi-lo. Por isso, hoje, mais que nunca precisamos orar e cumprir o que o Senhor disse: “Então, disse aos seus discípulos: A seara é realmente grande, mas poucos os obreiros. Rogai, pois, ao Senhor da seara, que mande obreiros para a sua seara” (Mateus 9:37-38). Precisamos urgentemente obedecer a Palavra e clamar a Deus que levante homens e mulheres conforme com Seu coração, que sejam santos, consagrados, sensíveis, que sentam compaixão pela necessidade da sociedade atual. Quando Ele disse que comecemos a pregar o Evangelho, encarregou-nos explicitamente: “Ide, fazei discípulos” (Mateus 28:19). Isto significa que devemos ensinar muito mais a Palavra do Senhor, porque ela é a que

libera, a que capacita, que produz em nós esse desafio de servir com humildade e simpleza ao Senhor. Em Marcos 3:13-15, a Bíblia indica que o Senhor chamou um grupo de homens para que estivessem com Ele, isto é, os chamou para que transmitissem sua visão, compartilhassem sua capacidade e seu conhecimento; os chamou para que soubessem o que tinham que fazer, e como tinham que agir. Posteriormente, este grupo se encarregaria de enviar a mensagem do Senhor. Em 1 Timóteo 3:14-15, lemos: “Escrevo-te estas coisas, esperando ir ver-te bem depressa. Mas se tardar, para que saibas como convém andar na casa de Deus, que é a igreja do Deus vivo, a coluna e a firmeza da verdade”. Depois, em 2 Timóteo 2:2, lemos: “E o que de mim, entre muitas testemunhas, ouviste, confia-o a homens fieis, que sejam idôneos para também ensinarem os outros”. Essa é a tarefa que o Senhor nos deixou: Ide, fazei discípulos de todas as nações.

Setembro 2017 / Impacto evangélico

3


www.impactoevangelistico.net

evangélico Diretor Fundador: Rev. Luis M. Ortiz SETEMBRO 2017 / EDIÇÃO N° 764 USPS 012-850) PUBLICAÇÃO OFICIAL DO MOVIMENTO MISSIONÁRIO MUNDIAL O World-Wide Missionary Movement, Inc. é uma igreja sem fins lucrativos, com uma visão para fundar novas igrejas nos Estados Unidos da América e seus territórios e também com uma visão missionária para fundar novas igrejas onde Deus abre novas portas em todo o Mundo. PUBLICAÇÃO MENSAL POR: Movimiento Misionero Mundial, Inc (Movimento Missionário Mundial, Inc.) San Juan, Porto Rico Washington, D.C. Postagem Periódica pagada a: San Juan, Porto Rico 00936

AGENTE DO CORREIO:

enviar variações de endereço a Impacto Evangélico P.O. BOX 363644 San Juan, Porto Rico 00936-3644 Telefono (787) 761-8806; 761-8805; 761-8903 OFICIALES DEL M.M.M. INC. Rev. Gustavo MartÌnez Rev. JosÈ Soto Rev. RubÈn ConcepciÛn Rev. Rodolfo Gonz•lez Rev. ¡lvaro Garavito Rev. Margaro Figueroa Rev. RÛmulo Vergara Rev. Humberto Henao Rev. Luis Meza

Presidente Vice-presidente Secretario Tesoureiro Diretor Diretor Diretor Diretor Diretor

OBRAS ESTABLECIDAS EM: África do Sul Alemanha Argentina Aruba Austrália Áustria Bélgica Belize Bolívia Bonaire Brasil Camarões Canadá Chile Colômbia Congo Costa do Marfim Costa Rica Curaçao Dinamarca El Salvador Equador Espanha EUA Filipinas

Finlândia França Gabão Gana Guatemala Guiana Francesa Guiana Inglesa Guiné Equatorial Haiti Havaí (EUA) Holanda Honduras Ilha de San Andrés (Col.) Ilha Rodrigues Ilhas Canárias (Espanha) Índia Inglaterra Israel Itália Jamaica Japão Kuwait Madagáscar

Malásia Maurício México Mianm o valor da vida ar Nicarágua Nigéria Oman Panamá Paraguai Peru Porto Rico Portugal República Dominicana Roménia Saint Martin Suécia Suíça Suriname Trinidad e Tobago Ucrânia Uruguai Venezuela

O Movimento Missionário Mundial é uma organização religiosa sem fins lucrativos, devidamente registrada em San Juan, Porto Rico, e na capital federal, Washington DC com sede nas duas cidades, bem como em todos os estados da União Americana e em outros países onde temos obras missionárias estabelecidas. Importante As ofertas e doações em dinheiro, computadores, imóveis, legados em testamento, para o benefício desta obra do Movimento Missionário Mundial, Inc. são dedutíveis do imposto de renda (Income Tax) e os recibos emitidos pelo Movimento Missionário Mundial são reconhecidos pela Diretoria das Rendas Internas (IRS), do Governo Federal dos Estados Unidos da América e do Estado Livre Associado de Porto Rico. n

Visite o nosso website Obtenha informação edificante da Obra de Deus e fique a par das últimas notícias. Um acesso personalizado a partir de qualquer lugar do mundo: www.impactoevangelistico.net n

Se você quiser Escreva-nos para o nosso endereço postal: Movimiento Misionero Mundial, Inc. P.O. Box 363644 San Juan, P.R. 00936-3644 n

Copyright © 2009 Impacto Evangélico Movimiento Misionero Mundial, Inc. (World-Wide Missionary Movement, Inc.) Todo o conteúdo da revista e cada edição subseqüente está devidamente registrada na Biblioteca do Congresso, Washington, DC EUA. Todos os direitos reservados. A reprodução parcial, completa ou em qualquer forma ou sua tradução para outros idiomas sem a autorização do Diretor é proibida. No âmbito dos acordos internacionais de direitos autorais é um crime punível por lei n

Declaração Doutrinária O Movimento Missionário Mundial adere às doutrinas fundamentais da Bíblia, tais como: n

Depósito Legal na Biblioteca Nacional do Peru N ° 2011-02530 Igreja Cristã do Pentecostes do Movimento Missionário Mundial: Av. 28 de Julio 1781 - Lima 13 - Peru Impressão: Quad/Graphics Perú S.A. Av. Los Frutales 344 - Lima 03 - Perú MISIONÁRIO MUNDIAL 4 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

• A inspiração das Escrituras Sagradas: 2 Timóteo 3:15-17, 2 Pedro 1:19-21. • A Divindade adorável em Três Pessoas, Pai, Filho e Espírito Santo: Mateus 3:16-17, 17: 1-5; 28:19 João 17: 5, 24, 26, 16:32, 14:16, 23, 18:05, 6, 2 Pedro 1:17,18; Apocalipse 5. • A salvação pela fé em Cristo: Lucas 24:47, João 3:16, Romanos 10:13, Tito 2:11, 3:5-7. • O Novo Nascimento: João 3:3, 1 Pedro 1:23, 1 João 3:9. • A Justificação pela Fé: Romanos 5:01, Tito 3:07. • O Batismo nas águas por imersão, segundo ordenado por Cristo: Mateus 28:19, Atos 8:36-39. • O Batismo no Espírito Santo, subseqüente à salvação, falando em outras línguas, segundo: Lucas 24:49, Atos 1:4, 8, 02:04. • A Cura Divina: Isaías 53:4, Mateus 08:16, 17, Marcos 16:18, Tiago 5:14, 15. • Os Dons do Espírito Santo: 1 Coríntios 12:1-11. • Os frutos do Espírito Santo: Gálatas 5:22-26. • A Santificação: 1 Tessalonicenses 4:03, 5:23, Hebreus 0:14, 1 Pedro 1:15, 16, 1 João 2:6. • O Ministério e a Evangelização: Marcos 16:15-20, Romanos 10:15. • O dízimo e a Sustentabilidade da Obra: Gênesis 14:20, 28:22, Levítico 27:30, Números 18:21-26, Malaquias 3:7-10, Mateus 10:10; 23:23. • A ascensão da Igreja: Romanos 8:23, 1 Coríntios 15:51 - 52, 1 Tessalonicenses 4:16-17. • A Segunda Vinda de Cristo: Zacarias 14:1-9, Mateus 24:30, 31, 2 Tessalonicenses 1:07, Tito 2:13, Judas 14, 15. • O Reino Milenar: Isaías 2:1-4, 11:5-10, Zacarias 9:10, Apocalipse 19:20, 20:3-10. • Novos Céus e Nova Terra: Isaías 65:17, 66:22, 2 Pedro 3:13, Apocalipse 21:1.


SOMMARIO Encontrar-nos em

www.facebook.com/impactoevangelistico

24 / LITERATURA. A sós com Deus 28 / MÚSICA. Paz no vale DEVOCIONAIS 40 / O SOPRO DE DEUS. Rev. Luis M. Ortiz

As vítimas do terrorismo

42 / SÃO NECESSÁRIOS LÍDERES RESPONSÁVEIS E ÍNTEGROS. Rev. Gustavo Martínez

Intentos de ataques y ataques terroristas según un estudio realizado el 2016 por especialistas de la Universidad de Maryland

Asalto con arma

Bomba

Toma de rehenes

Asesinato

Desconocido/ otros

Víctimas

(excluidos los atacantes)

Estocolmo

200 300 Concentración de ataques:

una quincena de heridos en una calle peatonal

Vehículos empleados como armas

varios cientos de metros

22 de marzo, 2017 Londres Westminster Distancia recorrida 5 muertos, unos 350 m entre ellos un policía apuñalado Principales 3 de junio, 2017 London Bridge 8 muertos, al menos 50 heridos

Alta Baja

7 de abril, 2017

5 muertos,

100

unos 500 m

ataques en Europa en los últimos 2 años

17 de agosto, 2017 Barcelona Las Ramblas

600 m

13 muertos, más de 50 heridos*

14 / Infográfico.

Berlín 19 de dic., 2016 12 muertos en un 70 a 80 m mercado Navideño, entre ellos el conductor polaco por disparo

Niza 14 de julio, 2016

86 muertos, en el Paseo de los Ingleses 1,9 km

Fuente: National consortium for the study of terrorism and responses to terrorism, universidad de Maryland

Ataques Terroristas en el mundo

Fuente: National consortium for the study of terrorism and responses to terrorism, université du Maryland

6

O Senhor mudará o cenário

Testemunho

22 / BEM-ESTAR. A cobertura de saúde universal

Heróis da fé

Nota de capa Análise

16 / INTERNACIONAL. O retorno do terrível ISIS

Um dos sete de Cambridge

30 18

Um milagre na vida de Marcos

34

44 - 64 / EVENTOS INTERNACIONAIS. A soberania de Deus 65 / OUTROS EVENTOS. 66 / CARTAS - AGENDA.

Setembro 2017 / Impacto evangélico

5


E

m seu esforço por mostrar que tem uma geração mais radicalizada que continuará com seu legado de terror, o Estado Islâmico recruta centenas de menores para transformá-los em “criançassoldados” ou “filhotes de leão do califado”, como comumente são chamados. Antonio Martin (*)

O mundo ocidental parece ainda não ser consciente da gravidade e complexidade do que está acontecendo com as crianças doutrinadas no Oriente Médio pelo grupo terrorista Estado Islâmico (ISIS) e suas filiais. O objetivo final do ISIS é a implantação de um califado islâmico global, passando por cima e destruindo todo aquele e aquilo que intervenha em seu caminho. E Ocidente é claramente um grande muro de contenção nesse caminho. Há muito tempo que ninguém reage perante as manchetes como “Criança de 6 anos, militante de ISIS ajuda a decapitar vítimas”, “uma criança jihadista do Estado Islâmico decapitou um religioso” ou “crianças soldados de Daesh atiram contra prisioneiros”. Para esses menores, isso não é mais que o jogo da guerra estampada na mais pura realidade. Menores que cresceram doutrinados por um ódio injetado na veia contra Ocidente sem saber por que o fazem. Em toda guerra se pressupõe que há normas que diferentes bandos envolvidos devem cumprir. Mas o ISIS não as cumpre. Não é considerado um Estado, pois, não participa nos tratados internacionais assinados durante a história. Nesta terceira guerra mundial do ISIS contra o Ocidente se cometem imperdoáveis crimes de guerra que estão cobrando a vida de milhares de menores. Em maio de 2015, a revista One Magazine publicou alguns dos crimes e violações dos direitos humanos de menores MISIONÁRIO MUNDIAL 6 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

AS VÍTIMAS DO

TERRORISMO


nota de capa

Setembro 2017 / Impacto evangĂŠlico

7


MISIONÁRIO MUNDIAL 8 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


nota de capa

que são envolvidos com fins bélicos. São manipulados para cometer atentados com toda impunidade. Recrutar e utilizar menores para fins bélicos viola o Direito Internacional Humanitário e os Direitos Humanos. Fazer isso é considerado um crime de guerra. O segundo protocolo adicional às Convenções de Genebra, de aplicação em conflitos não internacionais, proíbe tanto aos grupos estatais quanto aos não estatais o recrutamento ou utilização de crianças menores de 15 anos em conflitos armados. A Síria não é assinante deste Protocolo II; porém, esta proibição é considerada já um direito internacional consuetudinário e, portanto, envolve todas as partes em conflito.

ORIENTE MÉDIO No Oriente Médio, esses pequenos infelizmente acabam fazendo parte deste

Setembro 2017 / Impacto evangélico

9


MISIONÁRIO MUNDIAL 10 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


nota de capa

grupo terrorista, voluntariamente ou por obrigação, só porque nasceram ou foram deslocados nesse território. Essas crianças que estão sendo doutrinadas para lutar nesta guerra são pequenos guerreiros mujahidins treinados na arte da guerra por verdadeiros fanáticos da causa. Para eles, esse doutrinamento supõe o curso escolar estabelecido pelo ISIS em todas as zonas que estão sob sua influência. A guerra não é um jogo. No entanto, as crianças são utilizadas para levar bombas, são guerreiros na primeira linha de batalha, infiltrados ou, com sorte, serventes de seus ídolos mujahidins adultos. Muitos deles já são adolescentes que continuam lutando com grande fervor contra a suposta invasão da coligação internacional. Alguns dos adolescentes que sobreviveram no campo de batalha se tornaram verdadeiras máquinas de matar. Continuam recebendo instrução militar em diferentes campos, como a fabricação de bombas, o uso de armas, tácticas de combate, e mesmo alguns já foram promovidos a chefe de pequena tropa. Não é importante o tempo que passou, esses menores convertidos em adolescentes e esses adolescentes convertidos já em adultos continuarão lutando, sem tremer, graças ao brutal doutrinamento sofrido em seu momento. Seu objetivo: um califado islâmico. Eles estão convencidos de que o perecimento no campo de batalha será motivo de recompensa com o Janna (paraíso), portanto, seria uma vitória para eles. Há dados alarmantes que falam da utilização de menores e adolescentes pelo ISIS e por outros grupos terroristas do Oriente Médio para cometer atentados e lutar por sua causa. A primeira detenção conhecida é de 2004, quando um menor de só 10 anos com um cinto explosivo desistiu de se imolar no último momento contra soldados israéis. O ISIS emprega crianças desde o verão de 2014.

OCIDENTE No Ocidente, cada vez mais, aparecem

Setembro 2017 / Impacto evangélico

11


MISIONÁRIO MUNDIAL 12 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


nota de capa

casos de menores ocidentais relacionados com o financiamento e o recrutamento para o ISIS. São menores de segunda e terceira geração que moram em cidades europeias, e supostamente estão bem estabelecidos com suas respectivas famílias, mas que, por alguma razão, não se sentem integrados ao mundo ocidental. Essa carência de firmeza é a origem de sua admiração pelo jihadismo. Uma boa porcentagem se une ao grupo terrorista crendo que é o caminho. Por isso partem para as zonas de conflito e se unem às forças do ISIS. É sabido que na Franca há 9300 fichados pela Polícia, 850 dos quais estão em centros de ensino. O Governo criou um centro de desradicalização para cada uma das 13 regiões do país, denominadas Centros de Cidadania e Reinserção.

Uma parte desses menores, seguindo estratégias militares, entram no Ocidente sigilosamente em qualquer cidade e esperarão na sombra sua ativação. Entretanto, têm a função de recopilar toda a informação táctica possível dos lugares onde se encontram. Essa ativação poderia ser amanhã, a semana que vem ou o próximo ano. A sociedade merece estar informada para prevenir qualquer ato que possa ser realizado por este grupo terrorista em território ocidental. As crianças são o futuro da sociedade atual. A missão hoje é lhes deixar um futuro pacífico e cheio de vida.

(*) Extraído de Triarius, uma publicação do Observatorio Hispanoamericano sobre Terrorismo Internacional.

Setembro 2017 / Impacto evangélico

13


Ataques terroristas no mundo Tentativas de ataques terroristas segundo um estudo realizado em 2016 pelos especialistas da Universidade de Maryland

Vítimas

(Excluindo os atacantes) 100 200 300 Concentração dos ataques:

Veículos empregados como armas 22 de março de 2017 Londres Westminster Distância percorrida: 5 mortos, 350 m entre eles, um policial apunhalado.

Alta 500 m

Baixa

3 de junho de 2017 London Bridge 8 mortos, ao menos 50 feridos

17 de agosto, 2017 Las Ramblas 600 m MISIONÁRIO MUNDIAL 14 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

Principais ataques na Europa nos últimos 2 anos

Barcelona

13 mortos, mais de 50 feridos*


Estocolmo

Tomada de reféns

Assassinato

7 de abril, 2017

5 mortos, Várias centenas uma quinzena de metros de feridos em uma rua de pedestre

Berlim 19 de dez., 2016 12 mortos em um mercado natalino, entre eles o motorista polonês que foi morto

70 a 80 m

Nice 14 de julho, 2016 86 mortos, na Promenade des Anglais 1,9 km

Desconhecido/ outros

Fonte: National consortium for the study of terrorism and responses to terrorism, Université du Maryland

Bomba

Fonte: National consortium for the study of terrorism and responses to terrorism, Université du Maryland

Assalto con arma

Setembro 2017 / Impacto evangélico

15


A

pós algumas semanas de relativa calma, o grupo terrorista ISIS atacou novamente uma cidade europeia. Como aconteceu outras vezes, o atentado foi contra a população civil, pessoas inocentes que não têm nada a ver com suas guerras. MISIONÁRIO MUNDIAL 16 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

O RETORNO

DO TERRÍVEL ISIS


Internacional

Barcelona foi esta vez o alvo do ataque do grupo terrorista. Um veículo atropelou dezenas de pessoas que passeavam tranquilamente em Las Ramblas, a avenida mais movimentada desta cidade espanhola, e causou treze mortos e dezenas de feridos. Como em casos anteriores, o atentado apanhou desprevenidos os sistemas de segurança e as próprias vítimas. O modus operandi destes ataques pro-

vocam o temor de que podam acontecer novos atentados em qualquer parte do mundo e contra qualquer população. Trata-se de ofensivas que não podem ser detectadas a tempo pelo serviço de inteligência. Aparentemente, o objetivo do ISIS é procurar alvos com grande impacto mediático, como os lugares turísticos onde se pode causar dano com poucos recursos. Segundo os especialistas, a ideia é semear o terror com mínimo esforço e conseguir repercussão mundial. “Barcelona é um lugar atrativo para os terroristas, como qualquer outra cidade turística. Como é uma cidade símbolo, o impacto é maior”, assinala Sebastián Bitar, professor associado da Escola de Governo da Universidade dos Andes. A natureza dos ataques revela um padrão comum e apresenta perspectivas alarmantes para todos os países do mundo ocidental. A primeira conclusão é que esses atentados não vão desaparecer rapidamente. A segunda é que isto pode acontecer em qualquer lugar, com a maior concentração de pessoas. As multidões onde não há fortes controles de segurança começarão a ser alvos, como em Barcelona. A causa dos ataques em Londres durante um concerto, bem como em Nice e Estocolmo, os serviços de inteligência dos países europeus reforçaram a vigilância, mas

não podem prevenir tudo. Materialmente é impossível. Os terroristas iniciaram um novo tipo de ofensiva, segundo os especialistas. As pessoas estão acostumadas aos ataques comuns de terrorismo, isto é, a bomba, os químicos, o sequestro de aviões; mas não estão preparadas para outro tipo de atentados, a de veículos que investem contra uma multidão. Barcelona tinha uma alerta antiterrorista de nível quatro, mas ela não evitou este tipo de ataque, já que não requeria maior preparação. Só são necessários decisão e um veículo. “Aqui não há compra de explosivos nem treinamento em técnicas muito avançadas para manipular artefatos, não é preciso viajar nem saber conduzir aviões, como no caso das Torres Gêmeas, não é preciso saber de química e outros temas. Por isso, tais ataques são realizados facilmente”, assinala Bitar. Esses ataques podem ser cometidos por qualquer pessoa com uma caminhonete, como aconteceu em 17 de agosto em um lugar emblemático de Barcelona. De acordo com a opinião dos analistas, o atacante pôde não ter sequer um vínculo muito próximo com o Estado Islâmico para preparar o atentado. A guerra contra o terrorismo internacional ainda está muito longe de acabar.

Setembro 2017 / Impacto evangélico

17


A

raça humana está experimentando tempos de perigo, de temor, de falta de segurança. Todos nós temos que existir no meio de muito conflito, dor e angústia, e ninguém está livre de experimentar tristeza, crise e preocupações, nem sequer o povo de Deus.

Carmen Valencia

O Senhor já o tinha advertido. Diz em João 16:33: “Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo”. Porém, Ele se apresenta como nosso Deus omnipotente; é o que pode mudar toda a situação difícil para nos ajudar e fortalecer nesses momentos de aflição. Nossa verdadeira segurança, fortaleza e confiança não residem no que nos rodeia, não se baseia nas situações, também não se apoia no que vemos nem ouvimos, mas se fundamenta no que está por cima das circunstâncias. “Quem é este Rei da Glória? O Senhor forte e poderoso, o Senhor poderoso na guerra”. Salmos 24:8. “Mas o Senhor nas alturas é mais poderoso do que o ruído das grandes águas e do que as grandes ondas do mar”. Salmos 93:4. O que o monte simboliza na palavra de Deus é figura de fortaleza, muro de contenção, alcácer, torreão. Para o mundo antigo, os montes eram símbolo de segurança, de proteção e de fortaleza. Os anjos que chegaram a Sodoma para destrui-la por ordem de Deus levaram Ló e sua família fora da cidade e lhe disseram: “Escapa-te por tua vida; não olhes para trás de ti, e não pares em toda esta campina; escapa lá para o monte, para que não pereças” (Gênesis 19:17). MISIONÁRIO MUNDIAL 18 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

O SENHOR MUDARÁ O CENÁRIO


análise

Os apóstolos de Jesus se aproximaram dele quando estava sentado no monte das Oliveiras e lhe perguntaram quando seria sua segunda vinda e o fim do século. Então, Jesus começou a dizer que veriam sinais antes do fim, ao mesmo tempo lhes aconselhava que ao ver essas coisas fugissem para os montes. Mateus 24:16: “Então, os que estiverem na Judéia, fujam

para os montes”. O monte, portanto, representa o que se considera firmeza, estabilidade. Para o povo de Deus, os montes deixaram de ser símbolo de fortificação. O Salmo 46 foi escrito em uma época muito difícil para o povo de Israel, durante uma grande crise, e afirma que apesar do tremor dos montes e a remoção da terra,

o Senhor foi, é e continuará sendo nosso amparo próximo, nossa alcáçova [refúgio fortificado]. O cenário vindouro é devastador. A linguagem sublime utilizada neste salmo descreve a magnitude da situação, a um ponto que aquilo que foi considerado o mais seguro, deixou de sê-lo. Achamos ali que isso que representava

Setembro 2017 / Impacto evangélico

19


sua fortaleza, símbolo de segurança e proteção, isso que parecia forte, apresenta-se como fraco. Aqui se compreende a dimensão, a gravidade, e o difícil da situação. Há momentos na vida em que aquilo que consideramos forte se desmorona perante nossos olhos. Tempos nos quais aquilo que representava solidez, firmeza, possivelmente segurança, aquilo apoiado na confiança se derruba, e por isso Deus faz com que entendamos que no meio da aflição, não há nada firme, por mais estável que se senta, por mais sólido ou por mais que algum homem queira dar sua ajuda. Chegará o momento em que se desmoronará perante nossos olhos, asseverando que o único forte é Deus; só Ele nos dará proteção, segurança e ajuda. Deus é nossa confiança No meio deste panorama de destruição, de circunstâncias muito difíceis, que parece não ter esperança nem saída nem segurança alguma, no meio dessa tormenta onde as ondas rugem, onde já nada está em seu lugar, onde a terra e os montes foram sacudidos, aparece uma exclamação do mais profundo do coração deste cantor, não de dúvida, não de temor nem queixa ou lamento, mas de fé e de confiança: Deus é nosso amparo! O autor de nossa confiança O primeiro que enfatiza é o autor dessa confiança, aquele que outorga segurança, ajuda, aquele que não se faz intimidar, ele o reafirma para que não tenha dúvida; por isso o repete dizendo: Deus, Deus, o indestrutível, o que nunca deixará de ser, o forte em batalha! Tendo a Deus, ele não precisa dos montes Eles podiam tremer, ser removidos, mas ele estaria seguro. Salmos 125:1: “Os que confiam no Senhor serão como o monte de Sião, que não se abala, mas permanece para sempre”. Salmos 118: 8: “É melhor confiar no Senhor do que confiar no homem”. Deus é nossa fonte de água Este salmo também nos fala de um rio. Salmos 46:4: “Há um rio cujas correntes alegram a cidade de Deus, o santuário das moradas do Altíssimo”. MISIONÁRIO MUNDIAL 20 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

O grande tremor de uma cidade oriental em tempo de guerra era sua provisão de água. Se está segura, a cidade pode resistir por um tempo indeterminado. Notamos maravilhosamente que Jerusalém, a cidade de Deus, tem água, fazendo entender que no meio desta situação que estavam experimentando, tinha uma provisão divina de graça e misericórdia que lhes faria resistir até o final. Deus está no meio da situação

Quem estava nesse rio que alegrava a cidade apesar de sua futura destruição que estava próxima, da escuridão e da aflição, e do tormento e das tribulações? Salmos 46:5: “Deus está no meio dela; não se abalará. Deus a ajudará, já ao romper da manhã”. Ele é a fonte de água viva Jeremias 2:13: “Porque o meu povo fez duas maldades: a mim me deixaram, o manancial de águas vivas, e cavaram


análise

cisternas, cisternas rotas, que não retêm águas”. 2 Coríntios 13:5: “Examinai-vos a vós mesmos, se permaneceis na fé; provai-vos a vós mesmos. Ou não sabeis quanto a vós mesmos, que Jesus Cristo está em vós? Se não é que já estais reprovados”. 2 Coríntios 13:11: “Quanto ao mais, irmãos, regozijai-vos, sede perfeitos, sede consolados, sede de um mesmo parecer, vivei em paz; e o Deus de amor e de paz

será convosco”. Se Ele estiver conosco, haverá provisão para aliviar a dor e para resolver os problemas, também gozo e alegria. João 7:38: “Quem crê em mim, como diz a Escritura, rios de água viva correrão do seu ventre”. João 4:14: “Mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede, porque a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que salte para a vida eterna.”

Você tem a fonte mais abundante e viva para suprir o necessário. Deus é nosso amparo Como esse rio estava no meio de Jerusalém, eles podiam exclamar com segurança: Deus é nosso amparo! Sinônimo de proteção, promessa de Deus. Isaias 31:5: “Como as aves voam, assim o Senhor dos Exércitos amparará a Jerusalém; ele a amparará, a livrará e, passando, a salvará”. Salmos 121:5: “O Senhor é quem te guarda; o Senhor é a tua sombra à tua direita”. Salmos 91:1-4: “Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, à sombra do Onipotente descansará. Direi do Senhor: Ele é o meu Deus, o meu refúgio, a minha fortaleza, e nele confiarei. Porque ele te livrará do laço do passarinheiro, e da peste perniciosa. Ele te cobrirá com as suas penas, e debaixo das suas asas te confiarás; a sua verdade será o teu escudo e broquel”. Salmos 57:1: “Tem misericórdia de mim, ó Deus, tem misericórdia de mim, porque a minha alma confia em ti; e à sombra das tuas asas me abrigo, até que passem as calamidades”. Deus é nossa fortaleza Deus se interessa por nossas cargas, nossas crises, nossa aflição. Ele conhece sua dor, isto é importante para Deus. Ele não o perde vista quando está no meio da tormenta. Isaías 26: 4: “Confiai no Senhor perpetuamente; porque o Senhor Deus é uma rocha eterna”. Efésios 6:10: “No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder”. Filipenses 4:13: “Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece”. Qual é sua preocupação? Sua família? Seu esposo? Suas dívidas? Perdeu um ente querido? Deus conhece cada uma delas. Isaías 32:2: “E será aquele homem como um esconderijo contra o vento, e um refúgio contra a tempestade, como ribeiros de águas em lugares secos, e como a sombra de uma grande rocha em terra sedenta”. Ele é seu amparo e sempre será sua fortaleza!

Setembro 2017 / Impacto evangélico

21


T

odas as pessoas de um país devem ter acesso aos serviços de saúde de forma oportuna, e receber deles uma atenção de qualidade, tomando como referência só suas necessidades e não suas rendas econômicas.

Wálter Menchola Vásquez (*)

A saúde é considerada atualmente um direito humano de segunda geração, similar à educação, à segurança social, e assim consagrada nas Constituições de muitos países no mundo. Não há debate sobre este aspecto, mas sobre como pôr em prática este compromisso entre o Estado e seus cidadãos. Se virmos a situação pelo aspecto econômico, sempre será complicado contar com os suficientes recursos para satisfazer todas as necessidades da população, mas se considerarmos a gestão da demanda e a priorizamos, notaremos que é possível sua satisfação e assegurar toda a população em um aspecto que é básico, moral e econômico. A Cobertura Universal de Saúde estabelece esta meta, e neste sentido, a Organização Mundial da Saúde (OMS) adota este objetivo e propugna sua implementação. Segundo a doutora Margaret Chan, em seu discurso na 65ª Assembleia Mundial da Saúde, em maio de 2012, “a cobertura universal é o conceito mais poderoso que a Saúde Pública tem para oferecer às famílias e à comunidade em geral”.

POR QUÊ? Em 2005, todos os estados-membros da OMS se comprometeram a alcançar a Cobertura Sanitária Universal. O compromisso foi uma expressão coletiva da convicção de que todas as pessoas devem ter acesso aos serviços de saúde que precisam, sem risco de ruína econômica ou empobrecimento. Trabalhar em prol da Cobertura Sanitária UniMISIONÁRIO MUNDIAL 22 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

A COBERTURA

DE SAÚDE UNIVERSAL


bem-estar

des for administrado, ao igual que os Sistemas de Saúde de forma eficiente e efetiva, será absolutamente possível que os mais vulneráveis possam aceder à cobertura sanitária, sem que isso implique dificuldades econômicas (OMS, 2013).

versal é um meio poderoso de melhorar as condições de saúde e bem-estar e de promover o desenvolvimento humano. Os países, em busca de um maior desenvolvimento social e econômico, incorporaram este direito em diversos modelos e sistemas de saúde; alguns baseados em Segurança Social, outros em Sistemas Nacionais de Saúde, a maioria

em forma mista, e a meta é conseguir que todos os cidadãos em geral tenham cobertura e acesso aos serviços de saúde e que a atenção recebida seja de qualidade em todo aspecto. Não há escusa para continuar postergando a realização deste direito básico. É hoje que se requer sua implementação. Se o requerimento das necessida-

PRINCIPAIS PRINCÍPIOS • Universalidade: todos os cidadãos de um país ou território devem ter cobertura e acesso aos serviços de saúde, sem nenhuma discriminação, em todas as etapas de sua vida. • Solidariedade: este mecanismo de financiamento funciona mediante a compensação de contribuições entre grupos, os que têm maiores rendas econômicas contribuirão mais do que aqueles com menores rendas. • Equidade: os serviços de saúde são fornecidos de acordo com as necessidades de cada pessoa e priorizando as populações mais vulneráveis e com menores recursos. • Qualidade: os serviços de saúde devem ser fornecidos com qualidade, e sem pôr em risco a segurança do usuário. • Disponibilidade: os serviços de saúde devem ser colocados estrategicamente e ao alcance dos cidadãos. É preciso lembrar que há três elementos essenciais no desenho e seguimento da Cobertura Universal de Saúde: a) Identificar plenamente as pessoas que contam com cobertura, b) Serviços de Saúde que devem estar incluídos, e c) Proporção de despensas que devem ser cobertas. É verdade que os três elementos são importantes, mas sem dúvida o primeiro deles constitui a base da Cobertura Universal de Saúde. Deve-se considerar, finalmente, que os Determinantes Sociais da Saúde são os fatores essenciais para que as pessoas, as famílias e a comunidade tenham um bom estado de saúde, e que os Sistemas de Saúde constituam um aspecto pequeno mas importante em manter ou melhorar a saúde das pessoas.

Setembro 2017 / Impacto evangélico

23


D

estinada a examinar o Pai Nosso, essência do capítulo 6 do Evangelho segundo Mateus, a publicação escrita pelo reverendo John MacArthur apresenta a atitude que todos os cristãos deveriam ter quanto a sua comunicação com o Senhor.

Para os cristãos, orar é como respirar. Você não tem de pensar em respirar porque a atmosfera exerce pressão sobre os seus pulmões e o força a fazer isso. É por isso que é mais difícil prender a respiração que do que respirar. Semelhantemente, quando você nasce na família de Deus, você entra em uma atmosfera espiritual onde a presença e a graça de Deus exercem pressão ou influência sobre a sua vida. A oração é a resposta normal a essa pressão. Como crentes, todos entramos na atmosfera divina para respirar o ar da oração. Somente dessa forma poderemos sobreviver nas trevas do mundo. Publicado em 2006, o livro “A sós com Deus”, obra do pastor estadunidense John MacArthur, expõe a atitude que todos os crentes deveriam ter quanto a sua comunicação com o Senhor. Baseada no livro “O modelo de oração de Jesus”, escrito por MacArthur em 1981, a publicação também propõe que os seguidores de Jesus Cristo contem com um coração centrado no Criador para que a união com Ele seja uma função natural e comum em suas existências. Os judeus do Antigo Testamento desejavam orar porque acreditavam que Deus queria que se aproximassem d’Ele. Não temiam a Deus como os pagãos temiam aos seus deuses. Na verdade, os rabinos diziam que Aquele que é Santo anseia pelas orações dos justos. Eles sem duvida extraíram essa verdade do Salmo 145:18, que diz: “Perto está o Senhor de todos os que o invocam”. Nenhum judeu verdadeiro, que tivesse um espirito correto, jamais duvidou da prioridade que Deus dava à oração. Os rabinos estavam certos em acreditar que a oração era não apenas uma comunicação com MISIONÁRIO MUNDIAL 24 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

A SÓS

COM DEUS Deus, mas também uma arma poderosa capaz de liberar o Seu poder. Quanto à oração, MacArthur, considerado na América do Norte como um dos pregadores mais influentes do século XX, na introdução de seu livro, diz que “a cada nova geração nos deparamos com a necessidade de redefinir e corrigir uma percepção errônea ou confusa acerca da oração. Para muitos, a oração foi substituída pela ação pragmática. A função põe de lado a comunhão com Deus; a atividade congestiona a comunicação. Para outros, falta à oração um senso de respeito e temor reverente”. A igreja tem uma única missão neste mundo: levar as pessoas destinadas a passar a eternidade no inferno a que tenham um conhecimento salvador de Jesus Cristo e uma eternidade no céu. Se as pessoas morrerem em um governo comunista ou uma democracia, sob um tirano ou um ditador benévolo, achando que a homossexualidade está bem ou mal, ou achando que o aborto é o direito fundamental de uma mulher ou simplesmente um assassinato massivo, isso não tem nada a ver com determinar onde passarão a eternidade. Se nunca conheceram a Cristo e nunca o receberam como Senhor e Salvador, passarão a eternidade no inferno.

O PAGANISMO Orientada a examinar o Pai Nosso, essência do capítulo 6 do Evangelho segundo Mateus, este livro inspeciona em sua parte central cada frase do modelo de oração que Jesus ofereceu a seus discípulos antes de ser crucificado. Nesse sentido, descobre-se perante os leitores que o Filho de Deus guiou a atenção da comunidade evangélica para o Senhor, em sua adoração, valor e glória por meio de uma comunicação com elementos essenciais concentrados no Todo-Poderoso. Nosso orgulho é o maior obstáculo que devemos vencer antes de poder orar

para que a vontade de Deus seja feita em nossa vida. O orgulho fez com que Satanás se rebelasse contra Deus e faz que os não crentes rejeitem a Deus. Ao aceitar e orar pela vontade de Deus com fé, você deve abandonar sua própria vontade pela de Deus. O apóstolo Paulo nos diz como fazer isso: “Rogovos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. Não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento”. Ouvido diariamente em “Grace to you” (Graça a vós), um programa transmitido pela rádio, o reverendo MacArthur, que editou mais de cento e cinquenta livros, manifesta que “A sós com Deus” ajuda a descobrir o poder e a paixão que pode oferecer passar o tempo em intimidade com o Todo-Poderoso. Além disso, assinala que a oração é tanto uma afirmação da soberania, justiça e magnificência de Deus, quanto um exercício para amoldar seus desejos e propósitos a sua vontade.


literatura

Setembro 2017 / Impacto evangĂŠlico

25


MISIONÁRIO MUNDIAL 26 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


literatura

Assim como o paganismo é a maior praga da Índia, África, e muitas outras partes do mundo, o cristianismo foi uma bênção. A Europa e os Estados Unidos da América, apesar de não serem nunca completamente cristãos no sentido bíblico, foram abençoados imensamente por causa da influência cristã na filosofia e normas políticas, sociais e econômicas. No entanto, o conceito degradado da vida humana, como é demonstrado na crescente aprovação legal e social do aborto, infanticídio e eutanásia de hoje, refletida tão amplamente no baixo conceito da família, enfraqueceu grandemente essa influência.

A PURIFICAÇÃO Dividida em três partes, a primeira define a necessidade vital de orar sem cessar, a segunda analisa do começo ao fim a oração criada por Jesus de Nazareth, e a última delineia as coisas corretas para orar. Esta obra redescobre o poder e a paixão da oração. Também possui um epílogo em forma de guia de estudo que permite a reflexão pessoal ou discussão em grupo sobre os temas abordados e ajuda a aplicar o aprendido diariamente. O ato de lavar os pés, realizado por Jesus, foi mais que um exemplo de humildade; foi também uma representação do perdão que Deus dá na contínua limpeza daqueles que já estão salvos. A sujeira dos pés simboliza a contaminação superficial diária do pecado que experimentamos ao passar pelas

coisas da vida. O pecado não nos contamina completamente, nem pode fazê-lo porque fomos limpos permanentemente. O expurgo judicial que acontece na regeneração não precisa ser repetido, mas a purificação prática é necessária todos os dias porque diariamente não atingimos a santidade perfeita de Deus. John MacArthur, que nasceu em 19 de junho de 1939, é reconhecido por sua forma de pregar o Evangelho de forma expositiva e dinâmica. “A sós com Deus” faz parte de seu amplo trabalho em prol da difusão da mensagem do Senhor. Também destaca com outras obras exitosas como “A Bíblia de estudo MacArthur”, que vendeu mais de um milhão de cópias; “Doze homens extraordinariamente comuns”, “Um cristianismo simples”,

A igreja tem uma única missão neste mundo: levar as pessoas destinadas a passar a eternidade no inferno para que tenham um conhecimento salvador de Jesus Cristo e uma eternidade no céu.

“Creio em Jesus” e sua série de comentários sobre o Novo Testamento. Quando você ora? Por que ora normalmente? Se hoje fôssemos fazer uma pesquisa em uma igreja evangélica sobre temas pelos quais mais se ora, descobriríamos que a maioria de orações com frequência estão dirigidas erroneamente, são míopes e egoístas. Normalmente oramos por saúde, felicidade e sucesso. Oramos pela comodidade pessoal. Oramos por soluções que curem todos os problemas físicos da vida, como: sanidade, um lugar onde morar, um trabalho, um automóvel, um esposo, uma esposa, filhos, uma promoção no trabalho, mais dinheiro, etc. Apesar da importância dessas coisas, de certa maneira, não têm muita prioridade na lista do reino de Deus.

Setembro 2017 / Impacto evangélico

27


E

scrita pelo compositor Thomas Andrew Dorsey em 1937, foi uma das primeiras gravações cristãs que vendeu um milhão de cópias. O hino foi muito famoso nos Estados Unidos durante a década de 50.

Estandarte do canto cristão, o louvor “Paz no vale”, lançada em 1937, foi uma das primeiras gravações evangélicas que conseguiu superar a surpreendente quantidade de um milhão de cópias e foi uma das composições sacras mais populares do século anterior. Obra do compositor estadunidense Thomas Andrew Dorsey, conhecido como “O pai da música gospel”, entesoura uma impressionante história que dá conta da tranquilidade que Jesus Cristo provê às pessoas que creem e confiam em sua Palavra. Escrito para a cantante Mahalia Jackson, uma das artistas cristãs mais influentes no mundo, o poema de Dorsey se originou enquanto o autor viajava pelo sul da Indiana. Nesse sentido, em alguma ocasião revelou que “estava em um trem e vi cavalos, vacas e ovelhas pastando em um pequeno vale. Tudo parecia tão tranquilo. Eu me perguntei: ‘O que acontece com a humanidade? Por que os homens não podem viver em paz?’. Desses pensamentos surgiu ‘Paz no vale’”. Popularizada pelo solista Red Foley, que fez um cover dela em 1951, a canção se fez muito famosa nos Estados Unidos durante a década dos anos 50 e depois seu sucesso se estendeu por todo o mundo. A este respeito, Dorsey, após ser consultado sobre a notoriedade alcançada por sua poesia, assinalou que “nunca esquecerei que escutei um jovem descalço, em uma estrada empoeirada da ilha de Andros, uma parte das Bahamas, cantando os versos que criei”. Nascido em 1 de julho de 1899 na Geórgia, o autor inventou um novo estilo criativo que combinou a glorificação a Deus com os ritmos do jazz e do blues. Suas canções, que abordam os nexos entre o crente e sua relação com a fé e o Senhor, foram conhecidas como “dorseys”. MISIONÁRIO MUNDIAL 28 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

PAZ NO

VALE


música

Paz no vale 1 Tão cansado estou, mas procuro o senhor Dele a voz eu almejo ouvir Na gloriosa manhã ou a noite ao dormir Haverá paz no vale pra mim Refrão Haverá paz no vale pra mim eu sei Haverá paz no vale pra mim, senhor eu sei Nem a sombra da noite ali verei Haverá paz no vale pra mim 2 Quando o sol surgir no horizonte além e mostrar todo vale em flor Eu ali quero estar, mui alegre a cantar Na presença do meu bom Jesus

Pianista excelso e seguidor do Criador desde sua infância, Dorsey destacou no ambiente artístico secular devido a uma prolífica carreira artística que se desenvolveu de 1918 a 1932. Depois de se afastar da música não religiosa, Thomas Andrew Dorsey, que faleceu

em 23 de janeiro de 1993, dedicou-se completamente às coisas do Todo-Poderoso e pôs seu talento ao serviço da Palavra. Impulsionador do termo “gospel”, que empregou para definir o canto evangélico, fundou a companhia “Dorsey House of Music”, primeiro selo

para afro-americanos, que revolucionou a indústria discográfica. Depois, com a passagem dos anos, Dorsey se tornou uma verdadeira celebridade. “Paz no vale”, uma das composições com mais sucesso de Dorsey, alcançou seu momento de maior transcendência em 6 de janeiro de 1957, quando foi interpretada por Elvis Presley, que dedicou o tema ao povo da Hungria, que dois meses antes tinha sido vítima da repressão comunista da União Soviética. Posteriormente, o hino foi cantado por outros artistas, como Little Richard, Connie Francis, George Jones, Johnny Cash, Loretta Lynn, Dolly Parton, Ronnie Milsap e Tom Brumley.

Setembro 2017 / Impacto evangélico

29


C

harles Thomas Studd foi um brilhante missionário inglês que entregou sua fortuna aos pobres e se pôs ao serviço de Jesus Cristo. Pregou a Palavra do Senhor em povos da África, Índia e China. Stephen Ross

Charles Thomas Studd foi um servidor de Jesus Cristo que pregou fielmente a Palavra de Deus na China, na Índia e na África. Sua vida é um signo de fé para a comunidade cristã, que pode ver nele o que significa seguir o Senhor sem levar em consideração o preço e sem olhar para trás. Nascido em 2 de dezembro de 1860, no seio de uma família aristocrática inglesa, deixou todas suas posses para entregálas aos pobres e seguir o Todo-Poderoso. Studd foi um diligente líder evangélico que desenvolveu várias campanhas missionárias com notável sucesso. Três destas campanhas, em particular, destacam pelas grandes colheitas de almas que alcançaram. A primeira se concretizou quando dirigiu, junto com o pregador Stanley Smith, os sete de Cambridge, um grupo de estudantes, que levou o Evangelho para a China em 1885. A segunda se produziu em 1896, quando percorreu diversas universidades estadunidenses levando uma mensagem de fé. E a terceira se realizou em 1910, quando iniciou um périplo pela maior zona não cristianizada da África nesse momento: a região entre o Nilo e o lago Chade.

VOCÊ É CRISTÃO? Charles foi um dos três filhos de um rico agricultor aposentado, Edward Studd, que tinha fato uma fortuna na Índia e tinha voltado para a Inglaterra para gastá-la. No entanto, depois de se entregar a Cristo, durante uma campanha dirigida por Ira Sankey e Dwight Lyman Moody na Inglaterra em 1877, ele se preocupou profundamente com o bem-estar espiritual MISIONÁRIO MUNDIAL 30 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

UM DOS SETE

DE CAMBRIDGE


heróis da fé

de seus três filhos e influiu neles para que abrasassem a causa de Deus antes de sua morte dois anos depois. Quando Studd tinha 16 anos se tornou um experimentado jogador de críquete e aos 19 anos se tornou capitão da equipe do Eton College. Posteriormente foi educado no Trinity College, onde foi reconhecido como um jogador de críquete excepcional. Em 1878, Charles foi salvo durante a visita de um pregador a sua casa, o que fez com que se entregasse ao Senhor. “Você é cristão?”, perguntou-lhe o servo. Sua resposta não foi o suficientemente convincente. Então, o convidado o pressionou até o

En China, mientras predicaba el Evangelio, se enteró de que heredaría una gran suma de dinero. Mediante la lectura de la Palabra y muchas oraciones, se sintió llevado a donar toda su fortuna para Cristo. Fue un testimonio público de su certeza en los designios del Señor.

ponto de fazer com que reconhecesse que Jesus era o salvador de sua vida. Tempo depois, a respeito de sua conversão, o evangelista revelaria: “Eu me ajoelhei e agradeci a Deus; nesse momento, a alegria e a paz entraram em minha alma e soube o que era nascer novamente, e a Bíblia, que antes tinha me sido tão seca, tonou-se tudo”. Depois de seu entrega ao Todo-Poderoso, Studd atravessou um período de seis anos no qual sua fé experimentou um grande retrocesso. Sobre este ponto, em alguma ocasião, afirmaria: “Em lugar de ir e falar a outros sobre o amor de Cristo, fui egoísta e guardei o conhecimento para mim. O resultado foi que gradualmente meu amor pelo cristianismo começou a esfriar e o amor pelo mundo começou a entrar”.

Setembro 2017 / Impacto evangélico

31


No meio de suas dúvidas e contradições, o Senhor, em sua bondade, trabalhou com a vida do missionário e, depois de uma grave doença de um de seus irmãos, foi levado a escutar o evangelista Moody. Foi nesse momento que Deus se reuniu novamente com ele e lhe devolveu o gozo de sua salvação. Após seu retorno ao cristianismo, o Criador continuou trabalhando em sua vida e o deslocou para a China para pregar sua Palavra. Charles foi um dos sete de Cambridge que se ofereceram ao missionário Hudson Taylor para ir e compartilhar as boas novas no território chinês e em fevereiro de 1885 partiu para a Ásia Oriental. Uma vez ali, ele e seus companheiros se compenetraram com a cultura local e aprenderam a língua chinesa. Na China, enquanto pregava o Evangelho, soube que herdaria uma grande quantidade de dinheiro. Mediante a leitura da Palavra e muitas orações, Studd se sentiu levado a doar toda sua fortuna para Cristo. Esta não foi uma decisão precipitada. Foi um testemunho público de sua confiança nos desígnios do Senhor. Antes de conhecer a quantidade exata de sua herança, Charles enviou 5000 libras a Moody, 5000 a George Müller (4000 para que fossem empregadas no trabalho missionário e 1000 para os órfãos) e 15 000 libras para apoiar outros ministérios cristãos. Em poucos meses, foi capaz de descobrir a quantidade exata de sua herança e deu alguns milhares adicionais; ficou só com cerca de 3400 libras. Após anos na China, Studd se casou com a jovem missionária irlandesa, Priscilla Livingstone Stewart. Justo antes do casamento, mostrou a sua noiva o dinheiro restante de sua herança. Ela, mostrando a mesma disposição que ele, perguntou- lhe: “O que disse o Senhor ao jovem rico?”. Ele respondeu: “Vende tudo quanto tens, reparte-o pelos pobres, e terás um tesouro no céu; vem, e segue-me”. Foi nesse momento que procederam a entregar o resto do dinheiro para a Obra do Senhor. MISIONÁRIO MUNDIAL 32 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

Ambos serviram ao Senhor durante dez anos no interior do território chinês e viveram um sem-fim de perigos e dificuldades em sua missão evangelizadora. Em 1894, devido a problemas de saúde, ambos se marcharam para a Inglate-

rra, onde entregaram suas propriedades à Missão do Interior da China. Posteriormente, entre 1896 e 1897, Charles Studd visitou universidades estadunidenses no nome do recém-formado Movimento de Voluntários Estudantis. Sobre este ponto,


heróis da fé

o pregador descreveu uma das reuniões no Bucknell College da Pensilvânia e afirmou: “Tivemos um esplêndido encontro com os estudantes. Depois de alguns hinos e uma oração, falei durante uns 30 minutos e depois todos se ajoelharam, e um

após outro se entregaram a Deus”.

A ÍNDIA E A ÁFRICA Em 1900, Studd foi para o sul da Índia, onde serviu como pastor de uma igreja evangélica, localizada na cidade de Udha-

gamandalam; ali permaneceu durante seis anos. Desde o momento de sua conversão, ele tinha sentido a responsabilidade de levar o Evangelho à Índia. Após seu retorno à Inglaterra, Charles foi agitado pela necessidade de evangelizar a África Central. No entanto, sem dinheiro e sem contar com a aprovação médica, deixou seus desejos nas mãos do Senhor e compareceu perante um comitê de homens de negócios que tinha concordado em apoiá-lo para ele cumprir sua missão. Perante este grupo, o pregador assinalou: “Deus me chamou para ir e eu irei, eu acenderei o sendeiro, apesar de que minha tumba só possa se tornar um degrau que os jovens possam seguir”. Depois de deixar sua esposa e seus quatro filhas na Inglaterra, Studd viajou, contra os conselhos médicos, para o coração da África em 1910, onde continuou trabalhando até sua morte em 1931. No continente africano, o missionário deu muito fruto para o Salvador enquanto suportou a doença. Pouco importou que perdesse a maior parte de seus dentes e sofresse vários ataques ao coração. Ele suportou a dureza como um bom soldado do Senhor. Em uma carta a seu família, o seguidor de Cristo deu um último olhar retrospectivo sobre os acontecimentos sobressalientes de sua vida. “Só tenho umas poucas coisas para me regozijar. Uma é que Deus me chamou para ir à China e eu fui apesar da oposição de todos meus entes queridos. Outra é que agi com alegria como Cristo disse ao jovem rico que agisse. Também que, quando me encontrava doente em 1910, respondi ao chamado de Deus para vir para a África e entreguei minha vida por esta obra que não foi só para o Sudão, mas também para todo o mundo não evangelizado. Além disso, minha única alegria é que quando Deus me deu um trabalho, não o rejeitei”, escreveu o servo. Pouco depois das 22h30 de 16 de julho de 1931, Charles Thomas Studd faleceu e se marchou para o céu para estar com o Senhor, a quem tinha servido fielmente e tinha amado com todo o coração. A última palavra que pronunciou foi Aleluia!

Setembro 2017 / Impacto evangélico

33


M

altratado em sua infância por um pai agressivo, bêbado e mulherengo, com o tempo se tornou um ser com os mesmos vícios. Quis abandonar sua família e seu lar, mas algo aconteceu em sua vida que mudou totalmente seu destino e lhe demonstrou que a fé no Senhor tem um enorme valor. Susan Amau Foto: Archivo Familiar

Madrugada de 15 de março de 2002. Buenos Aires, Argentina. Um homem chorava desconsoladamente nos corredores de um hospital. Acabava de nascer sua filha, mas uma notícia ingrata destruiu a alegria que deveria tê-lo feito feliz: a menina tinha nascido com paralise cerebral. Quando a pequena veio ao mundo, os médicos notaram a gravidade do mal e dispuseram seu deslocamento à unidade de emergência, onde a conectaram a um respirador mecânico. Os enfermeiros lhe brindaram todo tipo de atenções, mas a situação piorava e os esforços pareciam inúteis. Um murmulho percorria a sala. –Não viverá, não viverá –diziam as enfermeiras. Passaram várias horas, mas tudo parecia em vão. A recém-nascida só apresentava fracos sinais de vida. O pai, consumido pela mais profunda tristeza, escutou que o médico disse que sua filha faleceria a qualquer momento. “Faça os preparativos para o enterro”, disse-lhe. Com o coração destroçado e quase agonizando de dor, Marcos Cuéllar se sentiu completamente sozinho no momento mais duro de sua vida. Não podia dar a notícia a sua esposa. Ela também estava convalescente pela recente cesárea e a diabetes ameaçava dificultar a cicatrização. Por outro lado, sua filha mais velha –de 2 anos– permanecia em casa, ao cuidado de uma pessoa alheia à família. DesespeMISIONÁRIO MUNDIAL 34 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

UM MILAGRE NA VIDA DE

MARCOS


histĂłrias de vida

Setembro 2017 / Impacto evangĂŠlico

35


rado, chorou durante várias horas, perguntando-se o que fez para merecer tanto sofrimento. INFERNO NO LAR Marcos Cuéllar tinha atravessado dificuldades em sua adolescência e sua história não era nada feliz. Quando tinha 2 anos, seus pais decidiram deixar sua cidade natal, em Lanús, Buenos Aires, e se mudar a Formosa, ao norte do país. Era o terceiro filho de oito que crescia no seio de uma família de classe média bastante abastada. O pai, um empresário dono de uma cadeia de supermercados, dava-lhes uma felicidade aparente, cheia de luxos e dinheiMISIONÁRIO MUNDIAL 36 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

ro que lhes permitia ocupar uma posição importante na sociedade. No entanto, a família tinha problemas. No interior do lar, a convivência era insuportável. Parecia que as discussões nunca acabariam. Na intimidade familiar, o pai, Atanasio Cuéllar, tinha se tornado um homem detestável para sua família. Era capaz de bater em sua esposa perante o atônito olhar de seus filhos, que recebiam também constantes ameaças. O adultério e a embriaguez cegavam o homem completamente e faziam com que levasse uma vida dissipada. O esbanjamento de dinheiro fez com que a família ficasse na miséria. Aos 12

anos, em plena etapa escolar, Marcos teve que enfrentar uma grande responsabilidade em sua vida. Trabalhava durante o dia e pela noite estudava. Aos 14 anos pensou que era suficientemente homem para enfrentar seu pai. Não suportava que batesse em sua mãe, e tentou detê-lo; mas o pai enlouqueceu completamente, deu uma surra nele e o deixou no chão sangrando. No coração de Marcos nasceu um ódio profundo e decidiu nunca mais se aproximar de seu progenitor.

MUDANÇA RADICAL Um dia, na frente de sua casa, uma vizinha começou a chamar gritando todas as


histórias de vida

crianças do lugar. Era uma Escolinha Bíblica de Férias; seus irmãos pediram para ir, e sua mãe aceitou. Para surpresa da família, ao acabar a escolinha um deles ao chegar a casa disse uma frase que parecia mais uma sentença. –Um dia, todos vão acabar no inferno! Essas palavras sacudiram o lar, de tal maneira que, no dia seguinte, Ana, a mãe, foi averiguar o que tinham ensinado a seu filho na escola. Ali lhe explicaram que seus filhos tinham recebido ensino bíblico e lhe fizeram conhecer vários temas, e ela também sentiu uma transformação. Deixou que entrasse Cristo em seu coração e voltou para casa com uma nova

forma de ver a vida. Ana nunca mais foi a mesma, nunca mais respondeu mal a seu esposo, apesar de seus maus-tratos. Ele lhe falou de Deus e procurou uma igreja onde poder congregar. Tinha a coragem e a força suficientes para superar todo obstáculo em seu lar. Mais muitas vezes suportou a violência do cônjuge, não reagia com violência e unicamente invocava a Deus. O homem procurava alguma resposta agressiva e não conseguia, até que um dia pôs uma faca no pescoço de sua mulher e lhe exigiu: “A igreja ou eu”. Ana não se deixou intimidar e corajosamente respondeu:

“A igreja, com Cristo ficou eu!”. Seu esposo a soltou imediatamente e nunca mais a machucou novamente.

PELO MESMO CAMINHO Em 1994, ao acabar a secundária, Marcos não tinha recursos para estudar. Um tio da Gendarmaria Nacional da Argentina prometeu ajudá-lo para que ingressasse nesse instituto armado. Desse modo, se uniu à força de segurança e começou a estudar para ser suboficial. Depois de dois anos obteve sua graduação e foi visitar seu pai, que se encontrava doente em um hospital. Quando chegou, encontrou sua mãe saindo do quarto

Setembro 2017 / Impacto evangélico

37


junto com um de seus tios, que era pastor. “Seu pai aceitou a Cristo e recebeu o Senhor como seu Salvador”, disseram-lhe. Quando esteve a sós com seu pai, ao vê-lo em um estado crítico, chorou como um menino e lhe ensinou seu título de policial: “Pai, eu consegui!”, disse-lhe. O pai, que não podia falar, só acenou. Então, ele decidiu perdoá-lo e o abraçou fortemente. Após umas horas, o doente faleceu. Passaram-se os anos e Marcos se casou com Karina Alfonso em 2000. Foi enviado para Buenos Aires e em 9 de agosto do MISIONÁRIO MUNDIAL 38 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

mesmo ano nasceu sua primeira filha, mas os problemas domésticos começaram a aparecer. Devido ao pouco tempo que dedicava a sua família, a crise se apoderou de seu lar. Seus ciúmes o levaram ao ponto de manter presas sua esposa e sua filha; pouco a pouco foi se tornando o homem que jurou nunca ser. Marcos se tornou alcoólico, mulherengo e abusador. Apesar de tudo, sua esposa ficou grávida novamente, mas as brigas continuaram e a separação chegou. Pediu ajuda a sua mãe, que tinha

viajado em alguma oportunidade para ajudá-los e levá-los à igreja, mas as discussões eram maiores. “A menina nasce e me separo desta mulher, porque não a amo mais”, anunciou-lhe.

NASCE UM “MILAGRE” Essa era a decisão de Marcos, mas a menina nasceu com paralise cerebral e o afundou na tristeza. No meio da solidão, decidiu ligar para sua mãe desde o mesmo hospital e entre lágrimas lhe expressou: “Minha filha morre”. Ela lhe respondeu: “Hoje é o dia de


histórias de vida

“Foi duro vê-la sair da sala de cirurgia”, conta Marcos muitos anos depois. A metade do corpo da menina estava engessado e suas pernas estavam sustentadas no ar. Os dias passaram e ela foi evolucionando favoravelmente. Depois de 40 dias, o casal fez uma promessa ao Senhor: se Milagros saia recuperada do hospital, iriam à igreja. E assim foi. Na sexta-feira, 26 de abril de 2002, a menina recebeu alta e, no dia seguinte, toda a família visitou o templo do Movimento Missionário Mundial na capital federal da Argentina.

se entregar a Deus”. Ele aceitou e por telefone fizeram a oração de fé. Marcos criou naquele momento que Cristo faria um milagre. “Milagros será o nome de sua filha”, anunciou-lhe sua mãe. No dia seguinte, a menina começou a se alimentar mediante uma sonda e as palavras do médico foram: “Há esperança. É um milagre”. Nos dias seguintes, a pequena e sua esposa foram melhorando. O casal começou a ler a Bíblia, Deus foi obrando na saúde da bebê e restaurou o casamento. No entanto, a dúvida invadiu a mente da-

quele homem, que preferiu dar a glória aos médicos antes do que a Deus. Aos 15 dias, a ponto de receber alta, a menina caiu novamente em estado crítico devido a uma infecção na anca direita. Tiveram que intervi-la imediatamente e Marcos entendeu que ele tinha a culpa, que por sua incredulidade a bebê estava morrendo. Quando se fecharam as portas da sala de cirurgia, pegou a mão de sua esposa, ajoelhou-se e começou a pedir perdão: “Tenha misericórdia, Senhor”. As lágrimas, a culpa e a dor se apoderaram dele.

VERDADEIRA VITÓRIA Chegar à igreja da mão de sua esposa e suas meninas foi muito especial para Marcos. É inexplicável o amor do Senhor que sentiu naquele dia e o agradecido que estava por salvar sua família. Desde então, passaram15 anos e nunca se afastaram novamente d’Ele. Pouco tempo depois, ele e sua esposa se batizaram. Deus os abençoou com mais dois filhos, Elías e Ruth, e são uma grande família. Marcos aprendeu a depositar plenamente sua confiança no Senhor. Depois, eles se mudaram à cidade de Mendoza e Deus o chamou a sua Obra. Em 2014, deixou a Gendarmaria para se dedicar inteiramente ao Senhor. Não receber os ingressos de sempre foi duro para sua família. A Guarda Nacional dispôs não outorgar pensão, devido a sua renúncia, apesar de seus anos de serviço. Uma noite, no interior de seu auto, Marcos chorou amargamente por não ter recursos para sua família. Esperou a ajuda de algum amigo, pastor, familiar, mas ninguém chegou, parecia que todos tinham se esquecido dele; no entanto, ouviu uma voz que lhe disse: “Sou eu quem provê”. Chegou a casa pensando em queimar uma agenda velha e encontrou 600 pesos, ligou para sua esposa e então ouviu novamente a voz dizendo: “Não o desamparei”. Desde então, Deus unicamente faz coisas grandes em sua vida. Milagros agora tem 15 anos e, apesar de uma sequela de atraso na parte motriz, tem a vida de uma menina normal, toca o bumbo e ajuda sua irmã mais velha a cantar os louvores a Deus.

Setembro 2017 / Impacto evangélico

39


“E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente.” Gênesis 2:7. Rev. Luis M. Ortiz

A Bíblia nos exorta a evitar os argumentos especulativos, ou seja, as teorias da falsamente denominada ciência. O que é uma teoria? É uma presunção puramente especulativa que não foi provada nem comprovada, pelo qual não é científica. Toda Teoria é falsa ciência. Uma daquelas hipóteses humanas é que milhões de milhões de anos atrás se produziu uma grande explosão e assim se formaram as galáxias, as estrelas, os astros, constelações, o sistema solar e nossa Terra. No entanto, claramente, é muito mais fácil entender que o que uma explosão produz é caos, desastre, desordem, e nunca poderia produzir um universo e um sistema solar tão ordenado e balanceado como o nosso. Outra destas teorias é a de Darwin, sobre a evolução das espécies; de acordo com esta, o homem descende do macaco; esta teoria ou hipótese teve um auge incrível, mas cada vez é mais descartada. DEUS CRIOU O HOMEM. Eis o que a Bíblia diz: “E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente” (Gênesis 2:7). Em Gênesis 1:27 nos diz: “E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou…”. Deus pegou o pó da terra, e com suas mãos de artífice único modelou com o barro uma figura perfeita, o que seria o primeiro homem; agora era barro modelado, mas sempre barro, sem vida. Mas ali não acaba o processo, a Bíblia nos diz que Deus “soprou em suas narinas o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente”, uma alma vivente. DEUS DEU ENERGIA. Nas Escrituras lemos sobre o sopro de Deus, o fôlego, o vento do Espírito de Deus realizando grandes obras. Desde o início da criação, a Bíblia diz: “… e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas” (Gênesis 1:2). Aqui lemos sobre a ação do Espírito Santo, segundo uma tradução hebraica, dando energia; e através dessa intensidade produzindo as diMISIONÁRIO MUNDIAL 40 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

O SOPRO DE

DEUS

ferentes ondas (elétricas, eletromagnéticas, luminosas, sonoras e outras). A RAÇA RESSURGIU. No caso do dilúvio, quando as águas prevaleceram por mais de um ano, desde que Noé entrou na

arca até que saiu desta, Deus decidiu fazer descer e retirar as águas, a Bíblia diz que: “… Deus fez passar um vento sobre a terra, e aquietaram-se as águas… e foram as águas indo e minguando…” (Gênesis 8:1-5); e as


devocional

águas secaram sobre a terra. Pelo sopro do Espírito de Deus, a raça foi conservada. ISRAEL NASCEU. Em ocasião da separação das águas do mar Vermelho, para que o povo de Israel escapasse do cativeiro e a perseguição no Egito, a Bíblia nos diz: “… Senhor fez retirar o mar por um forte vento oriental… e o mar tornou-se em seco, e as águas foram partidas. E os filhos de Israel entraram...” (Êxodo 14:21-22). Depois o povo cantou a Deus dizendo: “E com o so-

pro de tuas narinas amontoaram-se as águas, as correntes pararam como montão… Sopraste com o teu vento… Tu, com a tua beneficência, guiaste a este povo, que salvaste…” (Êxodo 15:8, 10, 13). Pelo sopro do Espírito de Deus, a nação de Israel nasceu. RESTAUROU ISRAEL. Deus mostrou a Ezequiel a restauração do povo de Israel, e lhe deu a visão do vale dos ossos secos. Ezequiel profetizou que os ossos dispersos se juntariam. Continuou profetizando e surgiram tendões, carne e pele sobre os esqueletos, mas não tinha neles Espírito. Profetizou novamente, esta vez ao Espírito, dizendo: “…Vem dos quatro ventos, ó espírito, e assopra sobre estes mortos, para que vivam… então o espírito entrou neles, e viveram… Então me disse: Filho do homem, estes ossos são toda a casa de Israel…” (Ezequiel 37:9-11). Atualmente, Israel está restaurado em sua terra, mas está como um vale de cadáveres sem vida espiritual, pois, mesmo como nação, rejeita seu Messias, o Senhor Jesus Cristo. Mas o dia quando o Senhor tornar à Terra pela segunda vez está próximo, e então derramará sobre a casa de Davi e sobre os moradores de Jerusalém “… Espírito de graça e de súplicas…” (Zacarias 12:10). Uma nação morta é restaurada e revivida, por meio do sopro do Espírito de Deus.

O RENASCIMENTO, DEUS IMPLANTOU. Quando Nicodemos veio a Jesus, inquirindo sobre a pessoa do ministério do Senhor, este lhe falou da verdadeira necessidade daquele, e lhe disse: “Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus” (João 3:3). Bem como a estátua de barro recebeu vida pelo sopro do Espírito de Deus no jardim do Éden, assim o homem pecador morto em delitos e pecados recebe vida eterna, nasce novamente, é feito filho de Deus por meio do sopro do Espírito de Deus. A IGREJA NASCEU. “E, cumprindose o dia de Pentecostes… de repente veio do céu um som, como de um vento veemente e impetuoso, e encheu toda a casa em que estavam assentados … e todos foram cheios do Espírito Santo…” (Atos 2:1-4). Aqui vemos novamente o sopro do Espírito Santo, esta vez para o nascimento da Igreja de nosso Senhor Jesus Cristo. Este vento impetuoso do Espírito Santo era totalmente necessário, em primeiro lugar, para eliminar todas as ideias materialistas e temporais que ainda tinham os apóstolos e discípulos, acerca do estabelecimento de um reino terreno nesse tempo. Em segundo lugar, para que recebesse a virtude do Espírito. Santo e foram testemunhas de Jesus Cristo em toda a Terra (Atos 1:8). Efetivamente, a Igreja do Senhor nasceu com o vento impetuoso de Pentecostes. A Igreja apostólica conquistou com o sopro de Pentecostes. A Igreja perseguida sobreviveu à impetuosa perseguição com o vento impetuoso de Pentecostes. A Igreja imperial se mundanizou porque respirou os ares contaminados do palácio imperial e lhe faltou o fôlego, o ar puro do Espírito Santo. A igreja medieval ou papal se corrompeu moral, espiritual e doutrinalmente porque se estruturou seguindo as correntes dos ventos do férreo Império Romano e pagão, e resistiu e rejeitou o sopro vivificador e santificador do Espírito Santo; a Igreja da Reforma surgiu com asfixia, sem o fôlego, sem o ar, sem o sopro de Pentecostes; e nos princípios do século XX a igreja reviveu com o vento impetuoso de Pentecostes.

Setembro 2017 / Impacto evangélico

41


“…Então falou Moisés ao Senhor, dizendo: o Senhor, Deus dos espíritos de toda a carne, ponha um homem sobre esta congregação, que saia diante deles, e que entre diante deles, e que os faça sair, e que os faça entrar; para que a congregação do Senhor não seja como ovelhas que não têm pastor. Então disse o Senhor a Moisés: Toma a Josué, filho de Num, homem em quem há o Espírito, e impõe a tua mão sobre ele. E apresenta-o perante Eleazar, o sacerdote, e perante toda a congregação, e dá-lhe as tuas ordens na presença deles. E põe sobre ele da tua glória, para que lhe obedeça toda a congregação dos filhos de Israel… e fez Moisés como o Senhor lhe ordenara…” Números 27:15-23. Rev. Gustavo Martínez

Diariamente no mundo inteiro há uma grande ausência de líderes com paixão, com visão, com responsabilidade, com fidelidade e integridade. Precisamos de uma liderança influente e inclusiva. “Então, disse aos seus discípulos: A ceifa é realmente grande, mas poucos os obreiros. Rogai, pois, ao Senhor da ceifa, que mande obreiros para a sua colheita” (Mateus 9:37-38). Por isso, com urgência é preciso obedecer a Palavra e pedir a Deus que levante homens e mulheres conforme com seu coração. Estes líderes têm que destacar, têm que crescer, têm que avançar para poder impulsionar o trabalho que Deus lhes encomendou; a sociedade em geral precisa de nós, mas muito mais a Igreja do Senhor. Em um mundo que perdeu seu rumo é necessário que os líderes sejam capazes de influir para bem, que realizem o melhor trabalho, o mais difícil, e o maior desafio de todos. O que é um líder? O líder é a pessoa capaz de estabelecer uma meta e consegui-la; é a cabeça visível de um grupo, de uma equipe, etc. É uma pessoa com qualidades que destacam das do grupo que ela dirige, capaz de influir, de inspirar e de comunicar. É a pessoa que tem a capacidade de administrar, de tomar a iniciativa, de negociar, de convocar e de promover um projeto de maneira eficiente. Na vida cristã devemos manter um equilíbrio, entre o que Deus há em sua soberania, apesar de que o entendamos, MISIONÁRIO MUNDIAL 42 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

SÃO NECESSÁRIOS

LÍDERES

RESPONSÁVEIS E ÍNTEGROS e o que nós fazemos como parte de nossa responsabilidade. Encontramos esse equilíbrio ao longo de toda a conquista da terra prometida, na qual Josué e o povo de Israel obedeceram a Deus ( Josué 3). Hoje mais que nunca precisamos da direção de Deus, não mecanismos humanos, não pressões humanas, não manipulações; precisamos que Deus nos guie, que nosso obrar seja por direção divina. A respeito da autoridade, caminhamos sobre um fio muito fino, em uma situação na qual, se não tivermos cuidado, pode começar a operar a autoridade do homem. O homem pode manipular e dizer que Deus está falando ou ordenando, e na verdade é seu capricho, é seu caráter sem controle que se deixa levar pelo que ouve ou pela pressão que sente. Precisamos que se retire esse véu, que podamos sentir o temor de Deus, e saber que estamos perante um Deus que conhece o coração e a mente de cada pessoa. Devemos saber que Deus é quem faz maravilhas, não é Josué, não são os sacerdotes nem os oficiais nem as cabeças de família; Deus é quem engrandece, Deus levantou Josué ( Josué 4). Deus disse a Josué: “Hoje começarei a engrandecer-te perante os olhos de todo o Israel, para que saibam que, assim como fui com Moisés, assim serei contigo” ( Josué 3:7). Deveu ser muito emocionante para Josué, que tinha visto durante tantos anos a recusa, a rebeldia e a desobediência deste povo, que naquele dia ele desse uma ordem e o povo a executasse. Josué foi um dos homens mais influentes no povo, foi um dos líderes

mais fiéis ao texto da Palavra do Senhor. Deus tinha lhe dito: “Ninguém te poderá resistir, todos os dias da tua vida; como fui com Moisés, assim serei contigo; não te deixarei nem te desampararei… Esforça-te, e tem bom ânimo... Não se aparte da tua boca o livro desta lei; antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme a tudo quanto nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho, e serás bem-sucedido.” ( Josué 1:5-8). É importante que antes de ter um posto ou uma nomeação tenhamos sido primeiro homens de Deus, que ao chegar à Igreja tenhamos nos rendido perante o Senhor; como disse Cristo: “Se alguém quiser vir após mim, renunciese a si mesmo, tome sobre si a sua cruz, e siga-me” (Mateus 16:24). Às vezes a influência negativa de outros (líderes) que não foram os melhores crentes, que possivelmente foram os mais carnais, os mais apaixonados, os mais negociantes, que destacavam por sua ausência quando se convocava um jejum, uma vigília, um estudo da Bíblia; eles não estavam por nenhuma parte, não gostavam de estar sob autoridade, não estavam servindo sob os propósitos de Deus, mas conseguiram de uma ou outra maneira fazer parte do ministério. Josué era um servidor. “E levantouse Moisés com Josué seu servidor; e subiu Moisés ao monte de Deus. E disse aos anciãos: Esperai-nos aqui, até que tornemos a vós...” (Êxodo 24:13-14). O povo, depois de muitos dias, não tinha notícias de Moisés e começou a circular um rumor, pensaram que Moisés tinha morto, e isso os desestabilizou.


devocional

Há preocupações que desestabilizam, que fazem com que não esperemos em Deus, que não acatemos a Palavra de Deus, que não permaneçamos onde

devemos; esse rumor que circula afeta a mente, desmotiva, nubla a visão, elimina o interesse e o afeto pela Obra de Deus. Cuidado com esse rumor. Deve-

mos esperar em Deus. Quando o povo se aproximou de Aarão, este em lugar de se manter firme e com convicções plenas e profundas, agiu erradamente motivado pela pressão do momento, impulsionado pelos problemas. Estamos chamados a ser homens de convicções profundas da Palavra, da doutrina, a não agir pelos rumores, mas a permanecer firmes, como diz o Senhor: “Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus” (Salmos 46:10). Moisés estava no monte sob a nuvem, recebendo direção de Deus; mas Josué estava aos pés do monte. Josué como servidor de Moisés não podia revolver seus pensamentos; de qualquer maneira, ele permaneceria esperando Moisés, esperando receber direção de Deus. Josué, antes de ter sido selecionado por Deus para ser líder, tinha vivido quarenta anos sendo um servente. Ele sabia que não estava para criar seu caminho para a fama, não procurou nunca isso, sabia que esse lugar era para servir. Estamos chamados a servir. Os grandes líderes bíblicos foram pessoas que de alguma maneira aprenderam a se submeter, a servir a outros; foram pessoas que não tiveram problemas em reconhecer seus líderes e lhes servir. Isso foi o que ajudou a despejar o caminho de Josué: ter aprendido a se submeter e, sobretudo, ter conhecido o Dono desta Obra.

Setembro 2017 / Impacto evangélico

43


Um relatório superficial do trabalho que a Obra do Movimento Missionário Mundial desenvolve pelos caminhos da América e ao redor do mundo. A Santa Bíblia diz: “E, perseverando unânimes todos os dias no templo… E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar.” Atos 2:46, 47.

A SOBERANIA DE DEUS C

om a participação do reverendo Gustavo Martínez, líder mundial da Obra de Deus, o MMM dos Estados Unidos celebrou sua 28ª Convenção Nacional.

MISIONÁRIO MUNDIAL 44 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

Com a presença especial dos reverendos Gustavo Martínez, Presidente Internacional do Movimento Missionário Mundial, e Humberto Henao, Oficial Internacional da Obra de Deus, o Movimento Missionário Mundial dos Estados Unidos celebrou, de 11 a 14 de julho, sua 28ª Convenção Nacional na cidade de

Woodbridge, Virgínia. Durante a inauguração da Convenção Nacional do MMM dos Estados Unidos, realizada sob o lema “Responsabilidade 2017”, o reverendo Arturo Hernández, Supervisor Nacional da Obra estabelecida em solo estadunidense, clamou ao Senhor para que abençoe seus fiéis.


evento

Além disso, o ministro do TodoPoderoso informou como está se expandindo na América do Norte a igreja do Senhor, sob a Visão USA, e destacou o futuro plano de trabalho aplicado para espalhar o Evangelho nos cinquenta estados que formam o terceiro país mais povoado do mundo. Após a intervenção do Rev. Hernández, o pastor Martínez teve a honra de compartilhar os ensinamentos do Senhor aos participantes deste grande evento. Em sua mensagem, intitulada “A

Setembro 2017 / Impacto evangélico

45


MISIONÁRIO MUNDIAL 46 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


evento

soberania de Deus e a responsabilidade do homem”, o líder do MMM salientou que “de Deus é todo o poder e só Ele é o que levanta e não o homem”. A irmã Carmen Valencia, esposa do Rev. Martínez, foi outra das personalidades da Obra do Criador que teve a responsabilidade de compartilhar o Evangelho do Senhor. Baseada em Mateus 18:1-4 e Marco 10:44, a pregadora Valencia expôs o ensinamento bíblico “Sendo crianças e servos”. O pastor Hernández também teve a ocasião de pregar a Palavra de Jesus Cristo durante a 28ª Convenção Nacional do

MMM dos Estados Unidos. Em sua participação, intitulada “O desenho já está fato”, o servo comentou que o plano de Deus para nossas vidas já foi traçado e que só é necessário manter o desenhado pelo Senhor. Além das prédicas, o evento teve um espaço para a Reunião de Obreiros, na qual os servos de Jesus Cristo se juntaram para escutar o pastor Martínez, que os exortou a não deixar que Satanás entre em seus corações e lhes lembrou que devem estar cheios da presença de Deus. No início da jornada final do evento, na qual se realizou a Promoção de Obrei-

ros, o Rev. Henao, membro da Junta de Oficiais Internacionais do MMM, expôs o Evangelho por meio da mensagem que intitulou “Responsabilidade perante o compromisso”. Em sua alocução, o pastor disse que devemos seguir o exemplo do profeta Esdras, que conduziu uma parte dos judeus de volta a Jerusalém depois de seu cativeiro em Babilônia. Posteriormente, no serviço noturno, o reverendo Martínez foi o encarregado de compartilhar as boas novas. Sua prédica, “Mara, lugar de prova”, girou em torno das incontáveis lutas que a Igreja realizou.

Setembro 2017 / Impacto evangélico

47


RECONHECENDO E SENTINDO

A NECESSIDADE DE DEUS

A

s filiais do Movimento Missionário Mundial de Curaçao, Aruba e Bonaire realizaram a 14ª Convenção nas Antilhas Neerlandesas, na qual se comemoraram também os 35 anos de trabalho evangelístico do reverendo Clemente Vergara. Com o lema “Valor da responsabilidade, do compromisso e da obrigação”, os membros das filiais do Movimento Missionário Mundial de Curaçao, Aruba e Bonaire celebraram de 13 a 16 de julho a 14ª Convenção das Antilhas Neerlandesas e os 35 anos de trabalho missionário do reverendo ClemenMISIONÁRIO MUNDIAL 48 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

te Vergara, Supervisor das Antilhas e Supervisor Missionário na África da Obra de Deus, na ilha de Curaçao. No serviço inaugural do evento, o reverendo Álvaro Garavito, Oficial Internacional do MMM, compartilhou com os fiéis que chegaram a este encontro com o Senhor, por meio da mensagem “Cristãos sem compromisso e sem responsabilidade para com Deus”. Apoiado na passagem bíblica 1 Samuel 2:30, o servo do Senhor manifestou que “pelas palavras podemos ser justificados ou condenados”.

REUNIÃO DE FÉ Depois, na abertura da segunda data, o pastor Garavito pregou novamente a Palavra do Todo-Poderoso. Nesta ocasião, o Oficial Internacional do Movimento Missionário


evento

Mundial desenvolveu o tema “A senda reta que não admite desvio”, baseado em 2 Pedro 2:15-16. Em sua intervenção, o servo do Senhor advertiu: “Devemos lembrar que o diabo veio furtar e roubar. Ele quer eliminar a oração, o louvor, e mudar a pessoa”. Horas mais tarde, no serviço noturno do segundo dia, o reverendo Rómulo Vergara, Diretor Internacional da Obra do Senhor, foi o encarregado de compartilhar as boas novas de Deus. Sustentado em Lamentações 5:21-22, o pastor pronunciou a alocução “Reconhecendo e sentindo a necessidade de Deus”, na qual afirmou que “Deus quer que analise-

Setembro 2017 / Impacto evangélico

49


mos nossas vidas diariamente”. No serviço matutino da terceira data da 14ª Convenção se efetuou a Reunião de Obreiros, que teve como orador principal o pregador Rómulo Vergara. Além disso, nesta parte da festa do MMM, o Rev. Garavito realizou a exposição da mensagem do Altíssimo. Em seu ensinamento, “Falsa confiança que produz o descuido e ociosidade”, o ministro salientou: “Temos que responder por nós mesmos perante o Senhor”.

SENTIDA HOMENAGEM Depois, no culto noturno, realizou-se uma homenagem ao Rev. Clemente Vergara por seus 35 anos de trabalho missionário. A este MISIONÁRIO MUNDIAL 50 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


evento

respeito, emitiu-se um vídeo que mostrou detalhes de seu trabalho em Curaçao e no Caribe. A seguir, o pastor Garavito apresentou sua dissertação com a mensagem “Ser testemunha das maravilhas de Deus”. Apoiado em Mateus 17:1-3, o evangelista salientou que “o Senhor pode mudar muitas coisas em nossas vidas”. O encerramento da 14ª Convenção das Antilhas Neerlandesas chegou a seu fim com um serviço que teve o Rev. Rómulo Vergara como o responsável pela prédica. Baseado em Isaías 10:27 e Mateus11: 28, o pastor emitiu a mensagem “A unção que precisamos”. Em sua exposição, Vergara declarou que “a Palavra toca e abre os olhos e a mente”.

Setembro 2017 / Impacto evangélico

51


IDENTIDADE

A

À PROVA DE TUDO

Obra de Deus estabelecida em solo boliviano celebrou sua 13ª Convenção Nacional de Jovens e Adolescentes na cidade de Cochabamba com uma grande participação de fiéis. A cidade de Cochabamba, situada a 2.558 metros sobre o nível do mar, abrigou a 13ª Convenção Nacional de Jovens e Adolescentes do Movimento Missionário Mundial da Bolívia de 6 a 9 MISIONÁRIO MUNDIAL 52 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


evento

de julho. A festa espiritual, liderada pelo reverendo Mario Lima, Supervisor Nacional do MMM desse país, realizou-se nas instalações do estádio Don Bosco. Na abertura do acontecimento da Obra, contou-se com a participação especial do reverendo Walter Zambrano, Oficial Nacional do MMM da Colômbia, que teve a responsabilidade de pregar a Palavra de Deus. Baseado em Êxodo 35:6 e Hebreus 12:1, o servo do Criador compartilhou a mensagem “Despojemonos”, na qual falou acerca de conhecer os propósitos do Senhor. No dia seguinte, em um ambiente cheio de espiritualidade, o pastor Zambrano se dirigiu novamente aos crentes que chegaram a Cochabamba para participar da 13ª Convenção. Nesta ocasião, o ministro desenvolveu o tema “Identidade à prova e tudo”, sustentado em Daniel 1:1-8, e destacou que só Cristo pode

mudar os pecadores. Depois, na terceira jornada, o Rev. Zambrano compartilhou, mais uma vez, com os fiéis bolivianos que se alimentaram com a mensagem de Jesus Cristo. Com a Bíblia na mão, o pregador anunciou as boas novas por meio de um anúncio de Deus, denominado “O tempo do vaso e o tempo do chifre”, no qual

indicou que Cristo tornará em breve à Terra. A 13ª Convenção Nacional de Jovens e Adolescentes do MMM da Bolívia, que foi transmitida pelo sinal de Bethel Televisão e os diversos meios da Obra do Senhor, acabou com um serviço que teve como orador principal o reverendo Walter Zambrano.

Setembro 2017 / Impacto evangélico

53


CAMPANHA EVANGELÍSTICA EM

LOMAS DE ZAMORA

O

Movimento Missionário Mundial da Argentina efetuou uma jornada de fé na grande cidade Buenos Aires. Várias pessoas aceitaram o Senhor como seu Salvador. De 14 a 16 de abril, o Movimento Missionário Mundial da Argentina desenvolveu uma campanha evangelística em Lomas de Zamora, a 19 quilômetros de Buenos Aires, que serviu para levar a Palavra de Deus aos povoadores desta localidade, conhecida em suas origens como Povo da Paz. A atividade, que foi desenvolvida MISIONÁRIO MUNDIAL 54 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


evento

com o lema “Ninguém vem ao Pai, senão por mim”, teve um prelúdio no qual se ofereceram ensinamentos bíblicos às crianças do lugar. A tarefa evangelizadora esteve a cargo das encarregadas da escola dominical da Obra de Deus instituída em território argentino.

Na campanha, a missionária colombiana Martha Saavedra de Parrado, esposa do Supervisor Nacional do Movimento Missionário Mundial da Argentina, o reverendo Ismael Parrado, teve a responsabilidade de transmitir as boas novas do Todo-Poderoso.

A intervenção da pregadora Saavedra, baseada em Marcos 5:19 e denominada “Ferido por nossas rebeliões”, conseguiu que várias pessoas aceitassem o Senhor como seu Salvador e selou uma jornada na qual Jesus Cristo foi o centro de atenção.

Setembro 2017 / Impacto evangélico

55


MULHERES COM INFLUÊNCIA A

PARA ESTE TEMPO

Obra do Senhor estabelecida na Espanha desenvolveu um Retiro de Damas em Burgos, Lérida e Valdepeñas, que reuniu fiéis de diversas igrejas da península Ibérica.

Com o objetivo de reunir toda a comunidade feminina da Obra de Deus da península Ibérica, o Movimento Missionário Mundial da Espanha realizou em 24 e 25 de junho um Retiro de Damas nas cidades de Burgos, Lérida e Valdepeñas, que contou com a particiMISIONÁRIO MUNDIAL 56 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


evento

pação das igrejas do MMM em solo espanhol. Em Burgos, onde se concentraram cerca de 130 crentes da Zona Centro do Movimento Missionário Mundial da Espanha, a irmã Mylène Biteau, proveniente da Francia, foi a responsável por guiar as seguidoras de Jesus Cristo das igrejas de Arnedo, Segóvia, Zaragoza, Salamanca, Madrid Ciudad Lineal, Madrid Entrevías, Madrid Usera, Madrid Fuenlabrada e Burgos. Em Lérida, localidade na qual se congregaram cerca de 250 fiéis da Zona Centro do MMM da Espanha, o evento foi liderado pelas irmãs Marbellís Moya, Estela Britos e Sandra Vizcaíno, que pregaram às damas dos templos de Reus, Barcelona, Girona, Pamplona, Maiorca, Mollerussa, San Juan Despi e Zona Franca. Em Valdepeñas, localidade na qual se reuniu um grande grupo de irmãs da Zona Sul do Movimento Missionário Mundial da Espanha, as irmãs Esther Carrascal, Sara Moreno e Jenny Parra tiveram a responsabilidade de compartilhar as boas novas com as representantes das filiais de Valência, Elche, Alicante, Sevilha, Xaém, Martos, Granada e Valdepeñas.

Setembro 2017 / Impacto evangélico

57


A

4ª Confraternização Nacional de Crianças do MMM da Holanda se desenvolveu na cidade de Roterdã. Cada participante teve o privilégio de receber a Palavra de Jesus Cristo em seu coração. Realizada sob o lema “Uma viagem ao céu”, a 4ª Confraternização Nacional de Crianças do Movimento Missionário Mundial da Holanda, que se efetuou em 22 de julho na cidade de Roterdã, reuniu um grupo de pequenos crentes provenientes das igrejas de Tilburg e Den Hagg, os que glori-

MISIONÁRIO MUNDIAL 58 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

UMA VIAGEM

AO CÉU

ficaram a Deus em uma jornada cheia de fé. No oeste dos Países Baixos, as crianças da Obra do Senhor estabelecida em solo holandês foram partícipes de uma festa espiritual que lhes serviu para receber numerosos ensinamentos bíblicos e a sã doutrina que oferece o MMM no âmbito mundial. Além disso, o evento os preparou para os desafios

que envolvem o cristianismo na era atual. Durante a atividade, as crianças expressaram seu louvor e adoração ao Todo-Poderoso e participaram ativamente com muito ânimo e alegria. Cada participante teve o privilégio de receber a Palavra de Jesus Cristo em seu coração e se maravilhou com o poder do Evangelho.


evento

MMM DO PERU INAUGUROU

O

NOVO TEMPLO

Movimento Missionário Mundial prossegue sua expansão em território peruano com abertura de novo templo com capacidade para 1800 pessoas na selva central deste país. Com a assistência de cerca de dois mil fiéis, o Movimento Missionário Mundial do Peru estreou um novo templo na cidade de Satipo, na selva central, localizada no departamento de Junín. A inauguração, realizada no marco de diversas atividades desenvolvidas de 13 a 15 de julho, foi presidida pelos reverendos Rodolfo González, Tesoureiro da Junta de Oficiais Internacionais da Obra de Deus, e Luis Meza Bocanegra, Diretor Internacional do MMM e Supervisor Nacional do Peru. Também se contou com a Junta de Oficiais Nacionais do MMM do Peru. A nova casa de Deus e porta do céu, que se localiza no coração de Satipo, é um moderno templo com capacidade para 1800 pessoas e dispõe de duas sobrelojas. Aqui se realizaram três cultos multitudinários, nos quais os fiéis louvaram e glorificaram ao Senhor. No primeiro dia, a mensagem esteve a cargo do pastor González. Durante a segunda jornada, o servo Meza Bocanegra transmitiu as boas novas. Depois, no encerramento, o pregador Estrada foi quem compartilhou a Palavra de Deus.

Setembro 2017 / Impacto evangélico

59


RESPONSÁVEL PELO QUE DEUS

O

PÔS EM SUAS MÃOS

MMM de Porto Rico realizou seu Retiro Nacional de Damas, que teve como oradora principal a pregadora Carmen Valencia, esposa do reverendo Gustavo Martínez. Realizado com a presença dos reverendos Margaro Figueroa, Diretor Internacional do MMM; Rubén Concepción, Secretário Internacional da Obra de Deus, e Albert Rivera, Supervisor Nacional da filial porto-riquenha, o Retiro Nacional de Damas do Movimento Missionário Mundial de Porto Rico se efetuou no templo de Trujillo Alto. A festa espiritual, desenvolvida de 20 a 22 de julho sob o lema “Responsável pelo que Deus pôs em suas mãos”, teve a irmã Carmen Valencia, esposa do reverendo Gustavo Martínez, como a expositora principal da Palavra de Deus. A participação da pregadora começou na noite inaugural com uma mensagem denominada “O que há de Deus em sua vida que ainda não foi revelado”, sustentado em 2 Coríntios 4:7. Depois, no serviço matutino da segunda data, a irmã Myrna Abrams ofereceu uma conferência que intitulou “Vencendo os obstáculos que me impedem cumprir minhas responsabilidades como mulher”. Horas mais tarde, a serva Carmen Valencia compartilhou as boas novas e desenvolveu o tema “Convicções firmes”. Na terceira data do Retiro Nacional de Damas do MMM de Porto Rico, a irmã Carmen Valencia evangelizou novamente as seguidoras de Jesus Cristo e compartilhou a mensagem intitulada “A mulher conhecida não por seu nome, mas por suas obras”. Depois, no final do evento, o encontro acabou com a prédica intitulada “Quando Deus te visita”, que teve como base a passagem bíblica Salmo 80:14. MISIONÁRIO MUNDIAL 60 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


evento

Setembro 2017 / Impacto evangĂŠlico

61


NOVO TEMPLO NO JAPÃO O

Movimento Missionário Mundial do Japão abriu uma nova casa de Deus e porta do céu. A Obra do Senhor estreou igreja na cidade de Gyoda. Depois de um grande período de clamor por uma nova casa de Deus e porta do céu, o Senhor fez realidade, em 2 de

MISIONÁRIO MUNDIAL 62 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

julho, o pedido dos membros do Movimento Missionário Mundial do Japão e lhes concedeu a alegria de inaugurar outra sucursal da Obra do Todo-Poderoso na cidade de Gyoda, localizada na prefeitura de Saitama. Com o apoio do Criador, o MMM do Japão levou a cabo uma significativa cerimônia de inauguração liderada pelo reverendo David Veramendi, Supervisor Nacional da Obra estabelecida no país

do sol nascente, que teve seu momento de maior emotividade quando se abriram as portas da nova igreja do Movimento Missionário Mundial. Depois do ato protocolar, ao que assistiram os pastores Eraldo Hokama e Andrés Marchan, o reverendo Rildo Cueto tomou as rédeas do templo de Gyoda e o reverendo Veramendi compartilhou uma mensagem baseada no livro de Neemias 1:11.


evento

QUANDO VOCÊ CRÊ,

O

DEUS OPERA

MMM da República do Congo anunciou as boas novas em uma campanha evangelística realizada na cidade de Brazzaville. Levar o Evangelho a toda a terra é a grande tarefa da Obra do Senhor. O território africano não é a exceção. Sob o lema “Deus opera quando você crê”, o Movimento Missionário Mundial da República do Congo difundiu a Palavra do Senhor, de 7 a 9 de julho, em uma campanha evangelística efetuada na cidade de Brazzaville, capital desta nação da África Central. O evento, no qual se compartilharam as boas novas, chamou o interesse

de um grupo de fiéis congoleses que se reuniram para renovar seu compromisso com o Criador. Do mesmo modo, o ato do MMM da República do Congo atraiu um número importante de pessoas que escutaram a mensagem de salvação transmitida pelos pregadores da Obra. A campanha começou com uma jornada na qual o responsável por pregar a Palavra de Deus foi o irmão Ngafoula Eudes, líder dos jovens do Movimento Missionário Mundial da República do Congo, que testificou a favor do TodoPoderoso. Depois, no segundo dia de atividades, a pregação esteve a cargo do pastor Sylvain You Koula. Depois, na data final, o reverendo José Misimi foi o servo que pregou ao povo do Senhor.

Setembro 2017 / Impacto evangélico

63


JORNADA DE BATISMOS EM

CARTAGENA

A

Obra de Deus estabelecida em solo colombiano realizou um evento à beira do mar Caribe, no qual vinte crentes entregaram suas vidas ao Criador. Como parte da missão evangelizadora, o Movimento Missionário Mundial da Colômbia efetuou em 26 MISIONÁRIO MUNDIAL 64 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

de junho uma jornada de batismos no município de Turbaco, localizado a 22 quilômetros da cidade de Cartagena das Índias, onde vinte fiéis receberam o sacramento que os uniu à fé cristã. À beira do mar Caribe, na propriedade Casa Yoli deste povoado com mais de quinhentos anos de história, os novos membros da Obra de Deus desceram às águas batismais, cumpriram o estabelecido por Jesus Cristo nas

Sagradas Escrituras e deram um poderoso testemunho público. A atividade do Movimento Missionário Mundial foi liderada pelo reverendo Carlos Arango, presbítero da Zona 45 do MMM da Colômbia, e contou com a assistência de cerca de 350 crentes que louvaram e adoraram o Criador no meio de uma jornada que ampliou o número de seguidores de Cristo.


Outros Eventos

CHILE Confraternização na Zona Sul

O Movimento Missionário Mundial do Chile levou a cabo uma Confraternização que reuniu as igrejas da Zona Sul. O evento, que se realizou na cidade de Temuco em 26 e 27 de maio, efetuou-se sob o lema “Tempo de vencer”. Os temas abordados na Confraternização foram “A unidade com Deus”, “A união traz crescimento” e “A unidade leva ao sucesso”. Todos os assuntos abordados se enfocaram na importância de que a Igreja deva permanecer unida com o objetivo de conseguir vitórias para Deus. Durante o evento, o pastor Abel Cabeza, presbítero da Zona Sul do MMM do Chile, foi o responsável por pregar o Evangelho do Senhor. Em sua exposição, denominada “O perigo de se desviar da presença de Deus”, o servo exortou os fiéis a servir a Cristo sempre.

GUATEMALA Confraternização de Presbitérios 17 e 19

O Movimento Missionário Mundial da Guatemala realizou em 30 de julho uma festa espiritual no município de San Benito, no departamento de Petén, que reuniu os fiéis guatemaltecos dos presbitérios 17 e 19, que estão a cargo dos pastores Juan Chamalé e José Hernández. Além disso, no evento se levou a cabo uma cerimônia de batismos na qual dez crentes de Deus lhe entregaram suas almas e se uniram formalmente ao Movimento Missionário Mundial. Além disso, realizou-se um serviço no qual se salientou o descrito em Salmo 133:1-3.

evento

HAITI Convenção de Jovens

A cidade de Saint Medard, localizada na comuna de Arcahaie, abrigou de 14 a 16 de julho a Convenção de Jovens do Movimento Missionário Mundial do Haiti, que foi liderada pelos reverendos Jean Joseph Préval, Supervisor Nacional da Obra de Deus estabelecida em solo haitiano, e Alberto Ortega, Supervisor Missionário do Haiti. Durante a festa espiritual se deram conferências sobre temas diversos. Na data inaugural, o pregador Jonathan Saint Jean, da igreja do Movimento Missionário Mundial em Carrefour, foi o responsável por pregar a Palavra de Deus. Depois, nos seguintes dias, o pastor Ortega compartilhou as boas. Acompanhado por sua esposa, o Rev. Ortega narrou que teve um sonho durante seu trabalho missionário na França, no qual via uma congregação integrada por pessoas com características africanas, sonho que se transformou em realidade nas Antilhas. Os jovens participantes se hospedaram em várias escolas da localidade e um comitê de irmãos se encarregou de preparar as comidas graças às contribuições de cada igreja do MMM do Haiti.

PARAGUAI Retiro de lares

“Lares nas mãos de Deus” foi o lema que o Movimento Missionário Mundial do Paraguai empregou para realizar na cidade de Itá, de 21 a 23 de julho, um retiro de lares que contou com a participação especial do pastor colombiano Martín Escobar. No evento, os casais participantes aprenderam como ter seus lares nas mãos de Deus, puderam ver seus lares restaurados e manifestaram sua felicidade por encontros espirituais deste tipo. Finalmente, as famílias manifestaram seu agradecimento ao Senhor e à Obra de Deus por realizar o retiro de lares que lhes serviu muito.

Setembro 2017 / Impacto evangélico

65


ESCREVEM-NOS... cartas@impactoevangelistico.net

AGENDA GLOBAL 2017 JANEIRO 2-5 Convenção Nacional em Porto Rico 9-16 Convenção Nacional na Côlombia 26-29 Convenção Nacional na Bolívia (Cochabamba) FEVEREIRO 3-5 Convenção no Paraguai (Asunción) 9-12 Convenção na Argentina (Rosario) 25-28 Convenção no Panamá MARÇO 2-5 Convenção em Honduras (San Pedro de Sula) 9-12 Convenção na Austrália (Sidney) ABRIL 13-16 Convenção na Guatemala (Cidade da Guatemala) 13-16 Convenção nas Guianas, Trinidad e Martinica (Suriname)

CELIO ALMIRA BLANCO Queridos irmãos do Movimento Missionário Mundial, Deus os abençoe rica e abundantemente. A revista é de grande bênção e ajuda espiritual. Lemos todos os artigos em família, o que nos ajudou muitíssimo. A revista esclareceu muitas de nossas dúvidas. Agradecemos ao Senhor e ao MMM por ter permitido a edição de “Impacto Evangelístico”. De Havana, Cuba.

MARÍA SÁNCHEZ Amados irmãos, eu quero agradecer a todos pelo esplêndido trabalho. Que o Deus TodoPoderoso os continue abençoando de grande maneira. Da Pensilvânia, Estados Unidos da América.

GERARDO NARVÁEZ A revista com o desenho de agora é excelente; além disso, tem bons temas de atualidade e de história bíblica. O material com o que a elaboram também é fantástico, à altura das melhores edições. Sou cristão há sete anos e nosso Senhor Jesus Cristo fez muitos milagres em minha vida. Sou o homem mais feliz desde que conheci Cristo; 35 anos na droga não foram obstáculo para que Ele me curasse. Minha família vive atualmente em paz e harmonia graças a Cristo. De Cauca, Colômbia.

MARÍA JUÁREZ Os poucos meses durante os quais li a revista foram para mim uma experiência gratificante e cheia de bênçãos. Tive um grande alimento espiritual, li e aprendi coisas muito interessantes da obra missionária, e fui edificada com os

lindos testemunhos. A glória seja para Deus. De Jalisco, México.

JACQUELINE SOTO Deus abençoe os irmãos e irmãs que colaboram nesta revista, que chega a muitas nações. São de grande bênção para minha vida e também para as de muitas pessoas. Deus os continue iluminando, continuem trabalhando no Senhor. De Nova York, Estados Unidos da América.

RICARDO FLORES Irmãos, continuem difundindo essa maravilhosa mensagem de salvação e, sobretudo, enaltecendo a sã doutrina que sempre caracterizou a Obra e esta revista de grande bênção. Deus os encha de grandes e ricas bênçãos. Continuem trabalhando em Cristo, o Senhor. De Cali, Colômbia.

JOSÉ CÓRDOBA São de grande bênção para o mundo inteiro. Que Deus continue lhes dando sabedoria e entendimento para que esta mensagem continue chegando a muitas pessoas. Agradeço suas orações pelo povo venezuelano. De Caracas, Venezuela.

ANA MARÍA CARRASCO Deus os abençoe muito. Esta revista foi de edificação para minha vida e também para muitas pessoas. Deus abençoe o trabalho árduo dos que a elaboram; que o Senhor multiplique suas forças. De La Paz, Bolívia.

Você pode baixar o leitor de código QR livre nestas plataformas:

MAIO 4-7 Convenção no Japão (Hamamatsu, Shizuoka) 17-20 Convenção na Índia 26-28 Convenção na Holanda JUNHO 21-24 Convenção no Brasil (Manaos) JULHO 4-8 Convenção Centroamericano na Costa Rica (San José) 11-14 Convenção nos Estados Unidos (Woodbridge, Virginia) 13-16 Convenção nas Antillas Holandesas (Curacao) 16-18 Convenção Nacional no Canadá 27-30 Convenção no México (Puebla) AGOSTO 3-6 Convenção no Espanha e Bloco A Europa (Madrid) 8-11 Convenção na Venezuela (Barquisimeto) 10-13 Convenção na Itália (Milano) 16-19 Convenção na África (Guinea Ecuatorial) 24-27 Convenção no Haití (Porto Príncipe) 24-27 Convenção no Ecuador (Guayaquil) 24-27 Convenção em Belize SETEMBRO 17-19 Convenção no Perú (Lima) Sábado 30, Día Mundial das missões OUTUBRO 20-22 Confraternização no Madagascar 26-28 Convenção na República Dominicana 26-29 Convenção no Chile (Santiago) 27-29 Convenção nas Ilhas Maurício NOVEMBRO 9-12 Convenção em El Salvador 16-19 Convenção no Uruguai (Montevideo) 23-26 Convención na Nicaragua DEZEMBRO

n Eventos passados n Eventos futuros MISIONÁRIO MUNDIAL 66 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia


O TESOURO MAIS VALIOSO NA VIDA É PASSAR TEMPO EM FAMÍLIA

O CONSELHO QUE AS FAMÍLIAS PRECISAM QUARTA-FEIRA E SÁBADO

00

Bethel Televisión, o canal do Movimento Missionário Mundial transmite a mensagem da Palavra de Deus mediante uma programação cultural e educativa de Lima-Peru através de 7 satélites e via internet a todo o mundo.

Setembro 2017 / Impacto evangélico

67


Junto a

JOEL E RUTH viva

DIVERTIDAS EXPERIÊNCIAS

TERÇA-FEIRA 10h00 -16h00 SÁBADO 10h00

Bethel Televisión, o canal do Movimento Missionário Mundial transmite a mensagem da Palavra de Deus mediante uma programação cultural e educativa de Lima-Peru através de 7 satélites e via internet a todo o mundo.

MISIONÁRIO MUNDIAL 68 MOVIMENTO América • Europa • Oceanía • África • Asia

764_Portugues  

Revista Impacto Evangélico Edição Setembro 2017 Língua Portuguesa

764_Portugues  

Revista Impacto Evangélico Edição Setembro 2017 Língua Portuguesa

Advertisement