Page 1

Março de 2018 | 9ª Edição

Grand’olhar

Colaboração|Alexandra Costa, Carolina Batista, Carolina Chainho, Diogo Domingos, Maria Coelho, Sara Parreira Revisão|Professora Esperança Calado e Sara Moura Edição|Biblioteca Escolar E. B. D. Jorge de Lencastre


Editorial

Índice

Nesta edição do Grand’olhar, contamos com duas rúbricas novas. A Grand’Entrevista, que pretende dar a conhecer elementos da comunidade escolar (professores, funcionários, alunos…) e a rúbrica Animália, para divulgar curiosidades sobre animais que não são muito comuns.

Editorial…………………………..………….….2 Grand’Entrevista……………….………….…3 Curiosidades…………………..………….…...3 Grand’estaque…………...……...…..…….…..4 Destaques………………………...…..…….…..5 Animália…………………………...…….….......7 Escritas……………………………………...…..8 Crónicas do EPPC…...…………………...…..9 Estórias no Grand’olhar…………....…...10 Poemar………….…………...…..……..….…..11 Sugestões Relevantes…………….….…..12

Mais uma vez salientamos que este jornal pretende ser um projeto realizado pelos alunos e para os alunos. Daí a tua colaboração ser importante. Se quiseres também fazer parte da equipa aparece às quintas-feiras, entre as 14.30h e as 16.00h, na biblioteca da Escola Dom Jorge de Lencastre. Estamos sempre à espera de novas ideias para o jornal.

Porquê Grand’olhar? Segundo uma das lendas locais, D. Jorge de Lencastre, gostava de organizar aqui as suas caçadas. “Certo dia, no fim de uma caçada, enquanto cozinhavam um enorme javali, alguém terá exclamado: - Oh!!! Que grande olha! Daí em diante o lugar passou a chamar-se “Grandolha”, mais tarde “Grandolla”, até chegar à forma atual de Grândola.” A escolha do nome Grand’olhar faz referência à lenda e ao mesmo tempo brinca com as palavras “Grande” e “Olhar” fazendo ainda uma alusão ao andar por Grândola, à procura do que acontece por aqui. In: http://www.cm-grandola.pt/pages/553

2


Grand’Entrevista

Curiosidades

Por Diogo Domingos Boccia Este desporto teve origem no jogo tradicional que se chama petanca e tornou-se uma modalidade Paralímpica em 1984. O objetivo deste desporto é lançar as bolas azuis ou vermelhas, tentando aproximá-las de uma bola branca, chamada de “jack” ou bola alvo, que se encontra no centro. É permitido o uso das mãos, dos pés ou de instrumentos de auxílio para atletas com grande

Sr. Zé (Funcionário do bar)

comprometimento nos membros superiores

Cor favorita... Azul

e inferiores. Esta modalidade pode ser dispu-

Nos tempos livres prefiro fazer caminhadas e corridas. Se pudesse, que animal gostaria de ter em casa? Um cão.

tada de forma individual, pares ou por equipas. Fonte: http://www.fpdd.org/pt/boccia

O filme que me ficou para sempre foi Casablanca. Um prato que não resisto... Lasanha. Um livro? Território Apache. Lugar preferido? O que não pode ficar para trás? As responsabilidades A qualidade que mais valorizo? É a do ser Humano. Se não tivesse esta profissão o que estaria a fazer? Era jornalista. Para um futuro breve… viajar.

3


Grand’estaque Mês da Internet Segura

Os alunos dos 1º, 2º e 3º ciclos do Agrupamento de Escolas de Grândola comemoraram o mês da Internet Segura com sessões de esclarecimento sobre formas de utilização mais seguras da Internet, promovidas pela GNR. A Biblioteca Escolar também propôs aos diretores de turmas sessões para esclarecer dúvidas sobre o assunto, nomeadamente dando a conhecer sites como o SeguraNet ou o Internet Segura, ambos desenvolvidos pela Direção-Geral da Educação, que disponibilizam muita informação sobre tudo o que se refere a uma navegação mais segura na internet, descrição de conceitos como: vírus, phishing, cyberbullying, malware, spyware e outros, vários recursos para utilizar na sala de aula, atividades e jogos para os diferentes níveis de ensino. Depois de navegarem à descoberta dos sítios propostos, os alunos responderam a um quiz Podes também realizar os questionários dis(questionário) disponível no Internet Segu- poníveis e verificar os teus conhecimentos. ra. Aqui ficam os links para acederes e sempre que necessário, tirar dúvidas.

Por exemplo:  Sabias que podes receber um email com um assunto estranho, mesmo que conheças a pessoa que o enviou?  Sabias que depois de publicar uma foto na internet, não é possível garantir a sua eliminação permanente, mesmo que tu a retires? A resposta a esta e outras questões podes encontrar nos sites referidos. Boas navegações!

http://www.seguranet.pt/

http://www.internetsegura.pt/

4


Destaques Concerto de Reis

te a noite para Torrefresneda, em Espanha, com mais 11000 atletas. Do concelho de Grândola foram 100 participantes. Às 10h45m foi dada a partida de Torrefresneda. Às 13h56m chegou à nossa escola a pomba que foi a primeira do nosso conselho, dando-nos a vitória. Todos os atletas chegaram de boa saúde. Parabéns aos ASAS!

No dia 5 de Janeiro de 2018, realizou-se o concerto de Reis, nos pavilhões da feira, pelas 21:00h. Vários alunos do 5.º ano participaram nesta atividade e com as canções de Natal contaram a história «À procura de um Pinheiro.» Foi um momento de Natal e todas as famílias estavam lá a aplaudir os seus «pequenos artistas».

Encontro de Boccia Um grupo de alunos, do Desporto Escolar que pratica Boccia, participou num encontro regional no dia 24 de janeiro no PaviSemana da amizade lhão Municipal, em Santiago Cacém. De 19 a 23 de fevereiro decorreu na biblioteca da EB1 de Grândola , a semana da amizade, onde se desenvolveram trabalhos baseados no livro "A Baleia", de Benji Davies. Todos os alunos tiveram oportunidade de aprender algo mais sobre a baleia azul, através de vídeos, filmes e canções.

CAMPEONATO NACIONAL DE COLUMBOFILIA – 2018 Os Asas D. Jorge de Lencastre foram vencedores da primeira prova de velocidade do campeonato. O campeonato nacional de columbofilia de 2018 iniciou-se a 24 de fevereiro com uma prova de velocidade de 245 km. Os 15 atletas, que fazem parte do clube “Asas D. Jorge de Lencastre”, viajaram duran-

5


Destaques Concurso Literacia 3Di Os alunos dos 2º e 3º ciclos do Agrupamento de Escolas de Grândola participaram num desafio ao conhecimento, designado Concurso Literacia 3Di, promovido pela Porto Editora, que avaliou competências em três dimensões do saber: Matemática Ciência e Leitura. Os alunos Pedro Alves, do 5.º G; Guilherme O Inverno na Pintura Rosa do 6.º B e Maria Matilde Coelho do 7.º Inserido no projeto " Histórias com pintores C estiveram presentes na 2.ª fase deste condentro" as crianças do Jardim de Infância de curso, a representar o Agrupamento de EscoGrândola nº 2 retrataram o inverno após las de Grândola, no dia 27 de fevereiro, na a exploração de vários quadros de pintores. Escola Básica Barbosa du Bocage, em Setúbal. Os pintores escolhidos Mais uma vez puseram à prova os seus conhepara executar a sua cimentos e as suas competências nas áreas de recriação foram Paul Klee, literacia de Matemática, Ciência e Leitura, e Goustave Goubert. aguardando agora os resultados finais. Para a realização dos mesParabéns a todos pela participação! mos utilizaram-se materiais diversos desde tecido, algodão, tintas, etc .

Concurso de Quadras de Carnaval Decorreu na EB1 de Grândola um concurso de quadras de Carnaval, cujos destinatários foram os alunos dos 2º, 3º e 4º anos . Os participantes escreveram duas quadras em que deveriam aparecer as palavras, "Carnaval", "Alegria", e "Brincalhão". Os resultados foram muito criativos e originais!

Visita de Estudo a Lisboa No dia 28 de fevereiro a turma do 9º F, A e C, foram visitar o CCB, o Museu da Eletricidade e o Mosteiro dos Jerónimos onde assistiram à peça de teatro “O Auto da Barca do Inferno”.

6


Animália

por Maria Coelho e Sara Parreira Rolieiro-De-Peito-Lilás

balanço rápido acompanhado por altos gritos estridentes. Esperança de Vida: Aproximadamente 20 anos. Estado de Conservação: Está classificado atualmente pelo IUCN-International Union for Conservation of Nature (União Internacional para a Conservação da Natureza) como pouco preocupante. Curiosidades: O rolieiro, para limpar as asas, estende-as entre a poeira para as formigas subirem e lhe limparem as penas. Os Rolieiros de Peito Lilás não parecem perturbar-se muito com a presença humana, permitindo que se chegue muito perto e assim obter uma boa foto. Os rolieiros são atraídos a incêndios, mas tal não se deve ao facto de gostarem do calor, mas para comer os insetos que fogem.

Nome: Rolieiro-De-Peito-Lilás Nome Científico: Coracias caudatus Habitat: Bosques e savanas. Distribuição: África entre a Namíbia e Moçambique, indo até a Etiópia. Alimentação: Baseia-se em insetos, como gafanhotos, aracnídeos e pequenos vertebrados. Canto: Uma espécie de serra do tipo "rar, rar, rar", e geralmente é emitida em voo. Dimorfismo sexual: Não apresenta dimorfismo sexual, ambos os géneros possuem a plumagem muito colorida caracterizada pela face e peito roxo, o topo da cabeça verdeclaro, o seu dorso é castanho claro e a barriga azul vivo. Possui bico e olhos negros. Época de reprodução: Decorre entre Agosto e Dezembro. Dança Nupcial: Realiza um fantástico voo, com um mergulho rápido de muito alto no céu, rolando sobre si próprio (o que dá origem ao seu nome) ou com um movimento de

Fontes: “O Fascinante Mundo Animal”, Volume IV, Impresso na União Europeia; https://pt.wikipedia.org/wiki/Rolieiro-depeito-lilás;

7


Escritas Na Minha Escola

A Escola

Por Matilde Basílio dos Santos (4º ano) Na minha escola há muitas crianças felizes que fazem bastante barulho. Os meus colegas são bons amigos. Adoro brincar com a minha turma no recreio. Gosto muito de estar na sala de aula a aprender com a professora. A professora ensina muito bem. A escola é muito grande e tem muito espaço para brincar. Na escola há uma biblioteca onde se pode ler, ver filmes e muito mais. Eu adoro jogar xadrez na biblioteca com os meus amigos. Eu também ando no xadrez, onde o professor Jorge Neves me ensina a jogar. Atrás da escola há um pombal. Há algum tempo nasceram 2 pombos um macho e uma fêmea. Os alunos na escola votaram e ficaram a chamar-se Blue e Jóia. É assim, como se fosse a minha segunda casa!

Por Ricardo Afonso (4º ano) Na minha escola eu tenho muitos amigos e eu fico muito feliz a brincar com eles. A minha escola é um lugar muito giro! Às vezes ouve-se muito barulho nos corredores. Como a minha turma é muito boa eu aprendo e brinco todos os dias na escola. Esta escola tem lugares tão bons, onde eu adoro brincar e comer. O sítio onde eu compro a minha comidinha é no bar da escola e vou brincar em muitos lugares da escola. Nós aqui temos uma biblioteca cheia de livros e até podemos ver filmes lá e fazer muitas outras coisas divertidas, como: jogar xadrez, fazer pesquisas nos computadores e obviamente ler. Eu gosto de estar com todos os meus colegas porque são todos meus amigos.

8


Crónicas do EPPC

Vejo situações que me deixam muito triste, pois o que para nós é normal abrir a torneira e sair água, para algumas pessoas é algo que não existe, vivem numa realidade bem diferente da nossa. Por essa razão, tento sempre fazer a minha parte, não só para dar o exemplo, mas também para tentar sensibilizar os outros para que adotem as mesmas boas práticas. Poupar energia é valorizar o nosso planeta!

“80% do país em seca extrema” Por Wilson Jorge Brito Ferreira Desde há uns tempos para cá que tenho vindo a reparar que o clima tem vindo a aquecer. Mas, este ano, os fogos associados aos problemas climáticos ,que temos presenciado, fizeram com que não só o nosso país, mas toda a península ibérica entrasse em seca extrema. Já debati o tema da falta de água com alguns colegas, mas mesmo os mais (iluminados) não querem saber. Isso mostra que são pessoas egoístas, pois só querem saber da sua pessoa, não pensam no futuro nem em ninguém, mesmo os que têm filhos parecem não se preocupar com o assunto, o que para mim é muito preocupante. Eu, mesmo sem filhos, gostaria que um dia os filhos que possa vir a ter e não só, desfrutem do planeta, assim como eu desfruto.

9


Estórias no Grand’olhar por Alexandra Costa CHUNÉ No Mundo da Leitura estava o alfabeto a brincar, medrosear, muscular, chorar, maquilhar, dormir, pensar, distorcer os pensamentos ou mesmo, nada de nada. A dona das letras, a Alexandra, escrevia textos, textos, textos, até se fartar, sem erros ortográficos claro, até ao dia em que se enganou pela primeira vez… As letras não estavam preocupadas, mas quando ela começou a apagar as letras: S, O, N, O, no mundo da leitura, essas letras também se apagavam e de repente renasciam, com um novo sentimento DOR. A Alexandra começou a enganar-se frequentemente. Para todas as letras sentirem dor. Faltavam quatro letras: o K, o Y e o W. Assim, de dona sem erros ortográficos passa a dona detestável, que já só faz um texto por semana. As letras nunca pensaram chegar a esse ponto, mas nove letras arriscaram ir aos sonhos da Alexandra. Quando a detestável dona, cujo nome não pode ser pronunciado, adormeceu, as letras A, N, D, R e A foram à parte ortográfica do cérebro ver o que se passava. As letras A, L, E, e X foram ao sonho dela e formaram o nome ALEX, percebendo que esta tinha um bicho Chuné, tem esse nome porque faz com que as pessoas dêem erros. Para expulsar Chuné precisavam do alfabeto inteiro e mandaram as outras 5 letras saírem do sonho da dona cujo nome, esperem é preferível dizer só detestável. Quando estavam todas reu10

nidas tentaram três formas de tirar o Chuné de lá. Primeiro perguntar o porquê de ele fazer isso. - Porque é fixe, foi para isso que eu nasci. respondeu ele. Segunda forma, obrigaram-no a sair de lá, mas ele recusou-se. Terceira forma, pedir educadamente: - Por favor Sr. Chuné dá-nos a honra de sair do cérebro da dona detestável? - Não, sairei daqui quando tiver o processo de a fazer enganar cada vez que ela escrever uma palavra, terminado. Como nada resultou, tiveram de passar ao plano D, nomes horrorosos começados por A. Anti-amizade, bruto, durão. Como ia durar muito algumas letras formaram-se e fizeram as palavras: Bicho Estúpido. O Chuné saiu de lá a sete pés, a dona Alexandra explicou que tem a vacina Chuné atrasada e apanhou a doença, mas prometeu que nunca mais voltaria a atrasar alguma vacina. A dona Alexandra voltou a fazer textos, textos, textos, até se fartar, tal como a história que ela acaba de escrever. As letras viveram felizes para sempre. Sem erros, claro!


Poemar Por Carolina Batista Os dois lados do amor

Carnaval

Dizem que o amor é um perigoso sentimento, arrancado de uma página de dor, ódio, perdão e arrependimento.

Este é um dia dedicado, dedicado à imaginação, que aparece por todo o lado e que alegra o coração. Rostos sorridentes, máscaras coloridas, sorrisos radiantes e grandes alaridas.

É difícil de encontrar e fácil de perder. O amor é como um lar para nos braços de alguém se acolher.

Só se vê alegria no ar! O amor e a criatividade, bailarinas a dançar e fantasia de verdade.

O amor é como uma rosa! E todas as rosas murcham ou perdem a parte mais formosa, como o ferro, ganha ferrugem.

Dos livros saem as personagens, os cenários e as aventuras. Dos filmes as filmagens, as ações e loucuras.

Há sempre uma pétala que cai e outra que atrai. Há sempre um defeito e um acontecimento.

Adultos e crianças, uma verdadeira diversão. Todos têm esperanças que nunca acabe a animação. Princesas e fadas, príncipes e cavaleiros, reis e amadas, bruxas e feiticeiros.

O amor perfeito é coisa que não existe, mas que persiste! O amor é como um golo falhado. É raro, se acertado!

São personagens infinitas... Não se sabe por onde escolher! São feias e bonitas. Qual é que se deve fazer?

O amor é como um buraco, um buraco sem fundo. O amor é como vazio saco, o principio e o fim do mundo!

Chegam os carros festivos às belas localidades, são os mais criativos, que se vê naquelas cidades. Este é um grande invento! É o Carnaval! Que é um belo momento, um dia especial!

11


SugestĂľes Relevantes

12

Jornal 2018mar  
Jornal 2018mar  
Advertisement