Page 1

100

95

75

25

5

0

Capa sexta-feira, 28 de maio de 2010 17:24:29


100

95

75

25

5

0

Capa sexta-feira, 28 de maio de 2010 17:24:38


100

95

75

25

5

0

Capa sexta-feira, 28 de maio de 2010 17:24:47


100

95

75

25

5

0

Capa sexta-feira, 28 de maio de 2010 17:24:55


100

95

75

25

5

0

Capa sexta-feira, 28 de maio de 2010 17:25:09


100

95

75

25

5

0

Capa sexta-feira, 28 de maio de 2010 17:25:23


100

95

75

25

5

0

03 domingo, 16 de maio de 2010 19:51:33


Mensagem da Diretoria

JOSÉ DONATO DIAS FILHO Presidente

Tudo pronto para a MEGALEITE 2010, que acontecerá do dia 27 de junho a 5 de julho. Mais precisamente esta será a 7ª edição de uma iniciativa vitoriosa, que neste ano vem com conotações muito especiais. Conviveremos, neste mesmo período, com a Copa do Mundo, quando as seleções de 32 países estarão disputando a supremacia do futebol, e nós, brasileiros, buscando o hexacampeonato mundial. Em paralelo, reuniremos em Uberaba, as raças leiteiras e os parceiros do agronegócio, não competindo em busca de liderança, mas interagindo, mostrando a evolução do melhoramento genético das raças, o trabalho dos criadores, discutindo e buscando os caminhos e soluções que levem a uma pecuária leiteira mais sustentável, conhecendo os avanços tecnológicos da cadeia, alavancando novos negócios e, juntos realizaremos a maior Exposição Brasileira do Agronegócio do Leite. Toda atenção está sendo dispensada, para harmonizarmos os interesses, os horários e participarmos, com muito entusiasmo, do nosso encontro na Copa do Mundo do Leite. Da parte da Girolando realizaremos a 21ª Exposição Nacional, com a participação de expressivo número de criadores mostrando os seus melhores animais, além do tradicional e animado Torneio Leiteiro, que terá premiações interessantes. Lançaremos, também, com muita expectativa, o resultado do 6º Grupo do Teste de Progênie do Girolando, projeto que tem hoje a prioridade dos nossos trabalhos e cujos resultados vêm mudando a realidade da comercialização de sêmen no Brasil. O Gir Leiteiro fará sua 12ª Exposição Nacional em grande estilo, para comemorar o 30º Aniversário da ABCGIL e o sucesso que a raça vem conquistando de forma tão consistente nos últimos anos. A raça Holandesa fará a 2ª Exposição Interestadual de Gado Holandês; o Jersey promoverá a 5ª Exposição Ranqueada; a raça Sindi realizará a 4ª Mega Regional e mostra de cruzamentos; o Guzerá, o Indubrasil leiteiros, assim como os Bubalinos, estarão presentes com mostras especiais. Os leilões estão sendo cuidadosamente programados para repetir ou superar o sucesso dos anos anteriores. Já temos programados 14 leilões, somente com gado registrado livro fechado, no nosso caso com oferta do melhor da genética da raça Girolando, além da possibilidade de realização de shoppings. O tradicional Fórum de Debates acontecerá na segunda-feira, dia 28 de junho, logo após a abertura oficial da exposição. Como de costume, abordaremos questões políticas que possam contribuir efetivamente para o setor leiteiro. Neste ano faremos realizar, durante o Fórum, uma Audiência Publica da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, quando poderemos discutir os principais projetos que estão em tramitação na Câmara, expondo as nossas sugestões, pontos de vista e definindo as prioridades. Contaremos com a presença de inúmeros parlamentares, além da possível presença do ministro de Estado da Agricultura. Enfim, estamos trabalhando diuturnamente para que a MEGALEITE 2010 seja um sucesso. O cenário está sendo montado com muito carinho e temos nos esforçado em tomar as providências necessárias para oferecermos aos criadores, expositores e demais participantes da feira o melhor, e juntos realizarmos a maior e melhor mostra do agronegócio do leite do Brasil. Contamos com a participação e presença de todos no Parque Fernando Costa; entretanto, aqueles que não puderem estar presentes em Uberaba poderão acompanhar a transmissão pelo SBA, Canal do Boi, Agrocanal e Novo Canal. O importante é que estejamos juntos.

FERNANDO BRASILEIRO 1º Vice-Presidente

MAURÍCIO SILVEIRA COELHO 2º Vice-Presidente

NELSON ARIZA 3º Vice-Presidente

JONADAN HSUAN MIN MA 4º Vice-Presidente

MILTON ALMEIDA MAGALHÃES JÚNIOR 1º Diretor Administrativo

MARIA INEZ CRUVINEL REZENDE 2ª Diretora Administrativa

MARCELO MACHADO BORGES 1º Diretor Financeiro

100 EUGÊNIO DELIBERATO FILHO 2º Diretor Financeiro

Um abraço fraterno

95

75

CARLOS EDUARDO FERREIRA Diretor Relações Institucionais e Comerciais

25

5

04 04 segunda-feira, 17 de maio de 2010 13:56:41

0


100

95

75

25

5

0

05 s每每bado, 15 de maio de 2010 13:23:14


Artigo Ivan

ALÔ Girolando

revistagirolando@yahoo.com.br

Oi, meu nome é Gustavo, sou estudante de Medicina Veterinária, e gostaria de saber qual cruzamento Girolando se aproxima mais do gado Holandês: 3/4, 5/8 ou 7/8? Também gostaria de saber qual a melhor opção para uma pequena propriedade. Gustavo Vinicius Souza

Editorial

O gado Girolando é proveniente do cruzamento de animais das raças Holandês, Gir e seus cruzamentos. O objetivo é chegar ao Girolando PS (Puro Sintético), que é a raça propriamente dita. O Girolando PS tem a composição racial 5/8 Holandês + 3/8 Gir. O principal requisito para que um animal possa ser considerado PS é que seja fruto do cruzamento entre touro 5/8 e vaca 5/8. Quando se fala que um animal é 1/4, 1/2 sangue, 5/8, 3/4, 7/8, etc., significa que se está pronunciando a fração de sangue Holandês, a qual sempre deverá aparecer em primeiro na composição racial do animal. Sendo assim, o animal 1/4 possui 25% de sangue Holandês; o 1/2 sangue, 50%; o 5/8, 62,5%; o 3/4, 75%; e o 7/8, 87,5% de sangue Holandês. Para fazer o cálculo basta dividir o numerador pelo denominador da fração e multiplicar por 100; aí você chegará ao percentual de sangue da fração. A composição racial ou grau de sangue de melhor desempenho sempre será a que melhor se enquadrar no perfil e manejo de sua propriedade. Quanto mais sangue Holandês maior será a exigência do animal em relação a alimentação, manejo e clima. Vale ressaltar que o Girolando 5/8 é um dos animais que melhor se adapta a diferentes sistemas de produção. Gostaria de saber se é possível criar Girolando no Vale da Ribeira, cidade de Eldorado. César Augusto Leite de Oliveira Caro César, É possível sim. Não só é possível, como é realidade. O gado Girolando possui excelente desempenho produtivo em todas as regiões do país. É responsável por mais de 80% do leite produzido no Brasil. Existem vários associados da Girolando em sua região, produzindo leite com gado Girolando.

Expediente

Revista O Girolando - Órgão Oficial da Associação Brasileira dos Criadores de Girolando - Editora: Larissa Vieira - revistagirolando@yahoo.com.br - Depto. Comercial: Mundo

100

95

75

Rural (34) 3336-8888, Míriam Borges (34) 9972-0808 e Walkiria Souza (35) 9135-6360 - ogirolando@mundorural.org - Design gráfico: Rafael Segóbia Marinho rafaelse@mundorural.org - Revisão: Maria Rita Trindade Hoyler - Conselho editorial: Celso Ribeiro Angelo de Menezes, Fernando Brasileiro, Milton Magalhães, José Donato Dias Filho, Maria Inez Cruvinel, Mauricio Silveira Coelho, Miriam Borges - Impressão CTP: Gráfica 3 Pinti (34) 3321-6666 - Distribuição gratuita e dirigida aos associados da Girolando, Assogir, ABCGIL e órgãos de interesse ligados à cadeia produtiva de leite. - Redação: Rua Orlando Vieira do Nascimento, 74 - CEP: 38040-280 - Uberaba/MG -

25

Telefax: (34) 3331-6000 Assinaturas: ogirolando@mundorural.org - Telefax (34) 3336-8888 - Walkiria Souza

5

06

0

06 domingo, 16 de maio de 2010 17:45:42


100

95

75

25

5

0

07 s每每bado, 15 de maio de 2010 13:25:25


Índice Entrevista Presidente da Embrapa Gado de Leite Duarte Vilela

10

Genética Doenças Genéticas em Gado de Leite

20

Capa

32

MEGALEITE 2010

Produção Estrutura e Função da Glândula Mamária

94

Girolando Recordes do Controle Leiteiro

98

100

Av. Luiz Viana Filho, s/n Parque de Exposições Agropecuárias de Salvador 41635-570 - Salvador/BA girolando.bahia@ig.com.br girolando.bahia@hotmail.com

Fone: (71) 3285-1842

95

75

25

5

08 08 terÿÿa-feira, 18 de maio de 2010 13:55:50

0


100

95

75

25

5

0

09 s每每bado, 15 de maio de 2010 13:27:04


Entrevista

Produção impulsionada pela genética

Duarte Vilela

Divulgação

Presidente da Embrapa Gado de Leite

10 10 a 12 segunda-feira, 17 de maio de 2010 15:05:52

A evolução da raça Girolando é parte significativa da revolução alcançada pela pecuária de leite no Brasil e nos países de clima tropical. É o que garante o chefe geral da Embrapa Gado de Leite, Duarte Vilela. Segundo ele, o melhoramento genético do Girolando coincide com o aumento de mais de 100% na produção leiteira do país, nos últimos anos. Em entrevista à revista O Girolando, Vilela fala sobre a importância dos programas de melhoramento, sustentabilidade no campo, avanços nas pesquisas das tabelas nutricionais, e também sobre os projetos da entidade para este ano.

O Girolando- A pecuária leiteira vem crescendo no Brasil. Como promover o melhoramento genético do rebanho de forma sustentável? Duarte Vilela- O melhoramento genético dos rebanhos voltados para as condições tropicais tem sido um dos focos da Embrapa Gado de Leite e das associações de produtores. Prova disso é o Programa Nacional de Melhoramento do Gir Leiteiro, que completa 25 anos de existência lançando o seu 18º Grupo de Touros Gir. O Programa Nacional de Melhoramento do Gir Leiteiro é a afirmação do que o trabalho conjunto de instituições sólidas e comprometidas com o agronegócio pode alcançar. A conjugação de esforços da ABCGIL; ABCZ; Epamig e demais empresas estaduais de pesquisa; produtores; Embrapa e universidades permitiu que fosse realizado um dos mais bem estruturados trabalhos de melhoramento genético

100

95

75

25

5

0


bovino no mundo tropical. O Programa completa 25 anos colhendo resultados sequer imaginados há duas décadas e meia. Já o Programa de Melhoramento Genético do Girolando (PMGG), bem mais recente, completa, em 2010, treze anos de existência, colhendo excelentes resultados. A evolução das raças Gir e Girolando é parte significativa da revolução alcançada pela pecuária de leite no Brasil, que pode ser estendida aos demais países de clima tropical, promovendo uma pecuária de leite sustentável. O Girolando- Dentro desse novo cenário que vive a pecuária, o senhor acredita que raças como a Girolando terão demanda cada vez maior no Brasil e no exterior? Duarte Vilela- Evidente que sim. O melhoramento genético do Gir Leiteiro e do Girolando coincide com o sensível aumento da produção e da produtividade de leite pelos quais o país passou nos últimos anos. Em 1985, produzimos 12,5 bilhões de quilos de leite. Em 2010, estima-se que a produção fique em torno de 30 bilhões de quilos. Esta revolução pode ser verificada no mercado de sêmen, na expansão do número de criadores de Gir Leiteiro e Girolando, e no aumento da produtividade do rebanho

Brasileiro. Apenas no caso do Programa Nacional de Melhoramento do Gir Leiteiro, por exemplo, com a genética de touros provados, foram vendidas cerca de três milhões de doses de sêmen, cujo potencial médio é de 200 quilos de leite. Com isso, estima-se um aumento potencial na produção de mais de 120 milhões de quilos de leite, o suficiente para alimentar aproximadamente um milhão de crianças por ano. Com o melhoramento da raça Girolando poderemos chegar a um número ainda mais superlativo. Desde o início do PMGG, já foram comercializadas cerca de 1,1 milhão de doses de sêmen. Observe como as raças zebuínas e seus cruzamentos são significativos para o Brasil: quando foram publicados os resultados do primeiro grupo de touros Gir Leiteiro, em 1993, a venda de sêmen de touros da raça cresceu 35% em relação ao ano anterior. O Programa já possui cerca de 200 touros testados e outros 150 em teste, gerando importante repercussão econômica para a raça e seus criadores. Hoje, o aumento na comercialização de sêmen do gado Gir Leiteiro é de mais de 700% se comparado ao final dos anos 80 do século passado. Graças aos programas de melhoramento da Raça Gir Leiteiro e Girolando, o Brasil se transformou em exportador

100

95

75

25

5

0

10 a 12 segunda-feira, 17 de maio de 2010 15:05:56


de genética bovina para países com condições climáticas semelhantes às brasileiras. Somos para as raças zebuínas produtoras de leite o que os Estados Unidos e o Canadá são para a raça Holandesa. O Girolando- Quais foram os maiores avanços genéticos alcançados no rebanho leiteiro do Brasil com a popularização dos programas de melhoramento? Duarte Vilela- O maior avanço, sem dúvida, foi no aumento da produção, como já dissemos. Mas também obtivemos animais mais resistentes a endo e ectoparasitos, melhoria da qualidade do leite com maior quantidade de sólidos totais, bovinos mais resistentes ao estresse térmico, etc. O Girolando- Focando no futuro da pecuária leiteira, quais devem ser os rumos desses programas a partir de agora? Duarte Vilela- As biotecnologias, com os experimentos com marcadores genéticos e sequenciamento do genoma bovino já nem podem ser conceituados como ações futuras. São práticas presentes na pesquisa em bovinocultura de leite que trarão consequências muito positivas em um breve futuro. Do ponto de vista do sequenciamento genético, por exemplo, após um ano da divulgação do mapeamento do genoma bovino, realizado pela comunidade científica internacional, o Brasil iniciará os estudos para realizar o sequenciamento genético de animais das raças zebuínas. O lançamento do programa foi em Uberaba, durante a abertura da ExpoZebu. É importante lembrar que o sequenciamento do genoma bovino, realizado pela comunidade científica internacional, ocorreu com uma vaca Hereford, uma raça européia. A maioria do gado bovino no Brasil é formada pelo Zebu, raça de origem indiana - Nelore, Gir, Guzerá e Indubrasil e seus mestiços com raças européias como o Girolando. Este é um dos primeiros esforços mundiais para o sequenciamento do genoma de zebuínos leiteiros. O Girolando- De que forma ferramentas, como o Teste de Progênie, por exemplo, têm contribuído para o aumento da produtividade e da qualidade do leite? Duarte Vilela- A contribuição é plena, conforme já foi dito. Parcerias com instituições como a Girolando são a chave para alavancar a produção e produtividade de leite no Brasil e fazer deste país um grande exportador de produtos lácteos. A pesquisa agropecuária nacional só tem obtido êxito porque sabe trabalhar em rede com associações de produtores e outras instituições sérias que representam o setor.

O Girolando- O senhor afirmou ser inquietante o fato de a pecuária brasileira continuar refém das tabelas de exigência nutricional dos países de clima temperado. Houve algum avanço nessa área? Duarte Vilela- Estamos trabalhando neste sentido. A Embrapa Gado de Leite está construindo uma área de pesquisa que chamamos aqui de Complexo Multiuso. Este Complexo poderá ser utilizado por outras instituições de pesquisa e irá desenvolver várias ações. Entre elas estão as pesquisas para a formulação de uma tabela de exigência nutricional compatível com as condições nacionais. Com certeza não teremos essa tabela em um curto espaço de tempo, pois os resultados das pesquisas levam algum tempo. Mas posso garantir que os trabalhos serão iniciados o mais rápido possível. O Girolando- A Embrapa Gado de Leite tem desenvolvido pesquisas relacionando a bovinocultura de leite com o meio ambiente? Duarte Vilela- Uma das missões do Complexo Multiuso, do qual falamos anteriormente, é investigar os efeitos da produção de leite no meio ambiente e o seu papel no aquecimento global. A ciência está buscando repostas para essas questões. O Girolando- A entidade está investindo neste ano em ações voltadas para o mercado internacional, como, por exemplo, a China. Quais serão as ações nesta área? Duarte Vilela- A China é o maior mercado do mundo, além de ser o país que mais cresce economicamente. As instituições de pesquisa brasileiras devem se aproximar das instituições daquele país para buscar ações conjuntas que minimizem os efeitos negativos do crescimento econômico – entre eles o aumento de preço dos alimentos. Agora em maio, a Embrapa Gado de Leite participará de uma missão à China. O objetivo é iniciarmos os contatos com aquele país e buscarmos soluções conjuntas para os problemas do setor. O Girolando- Quais as perspectivas para o setor leiteiro nos próximos anos? Duarte Vilela- O Brasil tem condições de multiplicar por quatro a sua produção. Tecnologias para isso nós já possuímos. O país pode tornar-se, em breve, um grande exportador de lácteos. As perspectivas para o setor são as melhores possíveis.

100

95

75

25

5

12 10 a 12 segunda-feira, 17 de maio de 2010 15:05:56

0


O primeiro foi sucesso absoluto. O próximo tem tudo pra ser ainda melhor. Reserve na sua agenda.

2º Grande Leilão Anual

GIROLANDO Sábado, 29 de maio de 2010. A partir das 14h.

Sorteio de 1 trator New Holland entre os compradores. Trator 4x4 – 0 km – Modelo TT3840

Fazenda Pantanal Valentino Rizzioli Paraopeba (MG)

Fazenda do Riacho

Local: Restaurante Panela de Pedra Rodovia MG 424 – km 23 Pedro Leopoldo (MG)

Clemente de Faria Matozinhos (MG)

240 fêmeas criteriosamente selecionadas. Transmissão:

Patrocínio e Financiamento:

Realização:

Leilões Rurais

www.embral.com.br embral@embral.com.br (11) 3864-5533

Somente 65 lotes.

Apoio:

Eventos Rurais

www.embral.com.br ruralia@embral.com.br (11) 3864-5533

000073_NHAG_AD_II_GRANDE_LEILAO_21x28.indd 1

4/26/10 4:46:37 PM


Mercado

MERCADO AJUSTADO E PREÇOS DO LEITE EM ALTA A oferta e a demanda ajustadas mantêm o mercado do leite firme e os preços em alta. Segundo levantamento da Scot Consultoria, no pagamento de abril, referente à produção de março, o preço médio do leite pago ao produtor (média nacional ponderada) ficou em R$0,719/litro, alta de 7,2% em relação ao pagamento anterior. No acumulado do ano, o leite subiu 16,4% e, com isso, o produtor está recebendo 19,5% mais na comparação com o mesmo período do ano passado. As recentes altas têm aumentado os investimentos na atividade, o menor custo da dieta favorece para isso. Dessa forma, a produção parou de cair em algumas regiões. Em 40% dos laticínios pesquisados o volume captado, em março, ficou estável, e em 46% deles caiu. Para se ter ideia, em fevereiro a captação caiu em 75% das empresas consultadas. Essa situação repercutiu em menor movimentação no mercado “spot” (leite comercializado entre as indústrias). Em abril, considerando a média de São Paulo, Minas Gerais e Goiás, os negócios ocorreram em R$0,92/litro (preço bruto sem o ICMS), alta de 2,8% em relação a março (a menor alta do ano). LEITE EM SÃO PAULO E MINAS GERAIS Em abril o produtor mineiro recebeu, em média, R$0,752/litro, R$0,05/litro a mais em relação ao pagamento anterior. O clima mais favorável, somado aos investimentos do produtor, diminuiu as perdas na produção. Em metade dos laticínios pesquisados no Estado o volume captado ficou estável. Em São Paulo, o leite também subiu R$0,05/litro (6,85%). O preço médio no Estado segue como o maior no país (R$0,777/litro), 8% acima da média nacional. Nas regiões de Campinas, Vale do Paraíba, Sorocaba e Alta Mogiana os preços máximos (contando com as bonificações por qualidade) ultrapassaram R$0,90/litro. O QUE ESPERAR EM CURTO E MÉDIO PRAZOS Para o pagamento de maio, referente à produção de abril, 36% dos laticínios consultados apontam para manutenção dos preços, enquanto 64% falam em aumento. Neste caso, os aumentos serão em um ritmo abaixo do verificado até o momento. No Sul do país as pastagens de inverno já começaram a brotar. Este fato pode repercutir em uma retomada

14 14 domingo, 16 de maio de 2010 19:32:46

Rafael Ribeiro de Lima Filho Zootecnista Scot Consultoria

antecipada da produção, diminuindo a concorrência pela matéria prima entre os laticínios. De uma forma geral, o movimento de alta pode perder força no curto prazo, mas é descartada alguma pressão de baixa. Pelo menos até julho/agosto a expectativa é de mercado firme (entressafra). Do lado das exportações, os embarques seguem patinando em 2010. Uma boa noticia é que pelo menos as importações estão menores quando comparadas a 2009, ano em que tivemos a entrada maciça de leite e derivados provenientes, em especial, da Argentina e do Uruguai. A preços bem menores dos vigentes no mercado interno, esta prática contribui para a “frouxidão” do mercado, principalmente no segundo semestre, com a safra. Vale destacar, no entanto, que os preços no mercado internacional estão se recuperando. Na Europa (mercado de referência) o leite em pó está cotado, em média, em US$3.725,00/tonelada, alta de 12% em dez meses. Essa recuperação pode impulsionar as exportações brasileiras e colaborar para as cotações aos produtores no mercado brasileiro. Por enquanto, o dólar desvalorizado tem tornado o mercado externo pouco atraente. CONSUMIDOR ESTÁ PAGANDO MAIS PELOS PRODUTOS LÁCTEOS. ATÉ QUANDO? A diminuição na captação de leite tem afetado diretamente a formação dos preços no mercado de lácteos. Em abril, considerando a média de todos os produtos pesquisados, houve valorização de 2,6% no atacado. O leite longa vida (UHT) subiu 6,4%. Foi o quinto mês consecutivo de alta. Para o consumidor, a alta do leite longa vida em abril foi um pouco menos expressiva, 4,9% em relação a março. Em abril, em São Paulo, o produto foi vendido, em média, por R$2,12/litro, sendo os preços mínimo e máximo de R$1,75/litro e R$2,59/litro, respectivamente. Em 2009, ano de preços recordes para o produto no varejo (UHT alcançou a média de R$2,50/litro em junho), as cotações subiram 20% nos quatro primeiros meses. Em 2010, em igual período, a alta foi de 32%. É preciso considerar que ainda não estamos em plena entressafra. Dessa forma, os preços podem superar os patamares de 2009. Para os próximos meses, o comportamento da demanda deve limitar os reajustes nos preços dos lácteos.

100

95

75

25

5

0


100

95

75

25

5

0

15 s每每bado, 15 de maio de 2010 13:31:04


Gerenciamento Tatiane A. Drummond Tetzner Nanzer

CAPACITAÇÃO DA MÃO-DE-OBRA RURAL: INVESTIMENTO NECESSÁRIO A agropecuária nacional passa atualmente pelo maior boom tecnológico das últimas décadas, com revoluções amplas nas áreas de genética, reprodução, nutrição, sanidade e manejo. O campo foi invadido por softwares de gestão rural, comunicação e marketing, rastreabilidade, chips eletrônicos para identificação, biotecnologias reprodutivas: inseminação artificial a tempo fixo (IATF), sêmen sexado, transferência de embriões, produção in vitro de embriões, marcadores moleculares, pastagens e cercas elétricas, fertilizantes de última geração, sementes e cultivares mais resistentes e produtivas, máquinas e implementos agrícolas computadorizados, instalações sofisticadas e funcionais, ordenha mecânica computadorizada, e animais oriundos de seleção e melhoramento genético de ponta. No contexto do agronegócio observamos a consolidação do Brasil como um dos maiores produtores de alimento do mundo. Sendo assim, é enorme a importância do agronegócio quanto ao PIB nacional. A responsabilidade da atividade é também de se questionar, pois nossos índices de produtividade são considerados ainda baixos nos setores de produção de carne e leite, como taxa de lotação (Unidade Animal UA/ha), taxa de natalidade, produção @/ha/ano, produção Kg leite/ha/ano. Essa situação paradoxal é reflexo dos sistemas produtivos adotados pela maioria dos agropecuaristas, onde sistemas tipicamente extensivos de produção convivem, lado a lado, com ilhas tecnológicas de produção altamente intensiva, agricultura familiar versus propriedade rural sem tecnificação versus ainda modelos tecnológicos de ponta, com mão-de-obra altamente qualificada. O potencial de crescimento do nosso país em áreas de produção é, e será por um bom tempo, contínuo, pela

Médica Veterinária M.Sc. - Doutoranda UNESP Jurada Efetiva Girolando – Consultora Técnica

extensão territorial do Brasil. Dessa forma, as atividades rurais continuarão na próxima década acumulando superávits. Entretanto, esta era que estamos vivendo é o tempo de racionalização dos recursos existentes, como: eficiência nos controles da produção, proteção ambiental e sustentabilidade, bem-estar animal e, principalmente, QUALIFICAÇÃO E CAPACITAÇÃO DA MÃO-DE-OBRA. Atualmente existe uma contradição quando comparados os processos tecnológicos e a mão-de-obra que executa todo o processo. Esquecemos do HOMEM. Recursos humanos que trabalham diariamente com os animais, com as máquinas e equipamentos, com o solo, com o alimento produzido “dentro da porteira”. Todo ser humano possui potencial para o aprendizado; assim, é necessário o treinamento e capacitação adequados para cada atividade ou setor. Por exemplo, na atividade de produção de leite ou bovinocultura leiteira, existem setores de trabalho distintos, como funcionários responsáveis pela nutrição (seja na época para plantio, colheita e confecção de silagem, seja no armazenamento de grãos e confecção de rações, armazenamento adequado do sal mineral ou proteinado), responsáveis pelas etapas de cria e recria de bezerros (manejo, sanidade), responsáveis pela ordenha (higiene, equipamentos utilizados, armazenamento e resfriamento em tanques de expansão), responsáveis pela reprodução (inseminação artificial, controle e estoque de sêmen, hormônios, touro de repasse), responsáveis pelas áreas de pastagem, enfim, diversos setores e funções diferenciadas que requerem conhecimento, experiência e prática em cada um deles. Quando partimos para o gado de elite, ou seja, os animais que compreendem o topo da pirâmide, os quais são 100

95

75

25

Aleitamento artificial de bezerros exige mão-de-obra qualificada.

16 16 E 17 domingo, 16 de maio de 2010 19:28:39

5

0


geneticamente superiores e que diretamente influenciam na composição genética dos animais que compreendem a base da pirâmide, pois disseminam a genética ao longo da cadeia produtiva, da mesma forma é necessário capacitar e treinar os funcionários que trabalham nessa atividade. Os setores de beneficiamento e industrialização dos alimentos, estes, sim, capacitam e treinam, e ficam obviamente com grande fatia dos lucros da cadeia produtiva do leite. Infelizmente, a mão-de-obra rural, em comparação com a indústria e os serviços, é uma das mais despreparadas e desqualificadas que se conhece. Salvo algumas propriedades rurais que iniciaram capacitação e treinamento de funcionários e que já colhem os lucros dessa parceria. Ocorre, na maioria das vezes, uma desproporção entre o custo da tecnologia e a capacitação dos trabalhadores. Dessa forma, acontecem perdas gigantescas pelo mau uso das tecnologias implementadas. O produtor rural precisa entender que a FAZENDA ou PROPRIEDADE RURAL é uma empresa, e que a mão-de-obra precisa estar capacitada de acordo com a produção. Eficiência e dedicação são atributos essenciais para qualquer funcionário, mas o mesmo precisa ser capacitado para exercer sua função. Na verdade, as mudanças no campo aconteceram de forma brusca e desordenada. Por exemplo, os programas de qualidade do leite, envolvendo higiene e resfriamento do leite foram impostos rapidamente pelo setor, sem muito tempo para avaliação dos procedimentos a serem alterados e modificados. Partindo de uma visão macro, os pontos de maior importância, neste tempo de máxima eficiência são: 1) Desenvolvimento de pessoas, que é muito mais que simplesmente treinar e capacitar os funcionários: é estimular o envolvimento com o agronegócio, gerar motivação, criar mecanismos de avaliação individual, pagar por produtividade, ouvir sugestões; enfim, envolver o funcionário com o sucesso do negócio em questão; 2) Segurança alimentar, partindo do princípio de que a escolha de um defensivo ou de um medicamento não deve passar somente pelos critérios de preço e eficiência de ação, mas também de efeito residual e nível de toxicidade, pois estes são os aspectos que também são valorizados pelos consumidores finais; 3) Proteção ambiental, considerando a preservação dos recursos naturais como pauta no planejamento da

propriedade, pois além dos benefícios óbvios que esta ação traz, é de conhecimento hoje, que um ambiente mais equilibrado resulta em maior produtividade e menores incidências de pragas e doenças; 4) Controle financeiro, para permitir correta tomada de decisão de investimento, compra e venda, resultando em uma gestão mais profissional da empresa rural. O investimento, cada vez maior em conhecimento, tecnologia e consultoria, será o grande diferencial entre as empresas rurais. E, como o valor do produto final está muito relacionado ao custo de produção, resultando em pequenas margens de lucro em agropecuária, principalmente na atividade de bovinocultura leiteira, somente os produtores eficientes sobreviverão na atividade. O sucesso da atividade agropecuária depende exclusivamente das habilidades de gestão de cada empresário rural, tudo isso associado a uma bem construída visão de futuro, parceria de equipes de trabalho e profissionalismo. A capacitação, qualificação e treinamento dos funcionários é fator estratégico para que as empresas rurais adquiram vantagens competitivas em tempo de pequena margem de lucro e alto custo de produção.

100

95

75

25

5

0

16 E 17 domingo, 16 de maio de 2010 19:28:44


100

95

75

25

5

0

18 e 19 sexta-feira, 28 de maio de 2010 17:34:34


100

95

75

25

5

0

18 e 19 sexta-feira, 28 de maio de 2010 17:34:41


Genética

Marta Fonseca Martins Guimarães¹ Daisyléa de Souza Paiva² Isabella Silvestre Barreto Pinto³ Elizângela Guedes4 Wagner Antônio Arbex¹ Marcos Vinicius Gualberto Barbosa da Silva¹ ¹Pesquisadores da Embrapa Gado de Leite - Juiz de Fora - MG ²Estagiária da Embrapa Gado de Leite, estudante do curso de Farmácia pela Universidade Federal de Juiz de Fora ³Bolsista de Apoio Técnico à Pesquisa BAT II - Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - FAPEMIG 4Bolsista

de Pós-doutorado - CAPES

Doenças Genéticas em Gado de Leite Os recentes avanços no campo da biotecnologia permitiram a incorporação de informações de marcadores moleculares nos programas de seleção e acasalamento em gado de leite. O conhecimento das informações sobre o genótipo de bovinos tem grande importância estratégica e valor econômico, pois permite identificar os animais com maior potencial de produção de leite, gordura e proteína, bem como os animais portadores de alelos para doenças hereditárias. Sendo assim, é necessário entender as principais doenças genéticas para que o produtor possa planejar acasalamentos, buscando a melhoria genética do seu rebanho. A realização de testes genéticos em bovinos para doenças hereditárias é importante para identificar os animais normais que são portadores de alelos responsáveis por determinada doença, ou seja, são heterozigotos para aquele gene. As doenças genéticas identificadas até o momento, geralmente manifestam-se quando o indivíduo afetado apresenta os dois alelos para a característica em questão. Sendo assim, animais portadores, quando cruzados entre si, apresentam uma probabilidade de 25% de cada filho ser afetado pela doença. As informações acerca do genótipo de bovinos relativas às doenças hereditárias dentro do rebanho podem ser

20 20 a 22 domingo, 16 de maio de 2010 18:20:04

usadas no processo de seleção - seleção assistida por marcadores (SAM) - com o intuito de orientar descartes e acasalamentos dentro do rebanho. Das doenças hereditárias que merecem destaque, a Deficiência de Adesão Leucocitária Bovina, conhecida como BLAD (do inglês - Bovine Leucocyte Adhesion Deficiency) é causada por uma mutação recessiva letal no gene CD18. O touro Osborndale Ivanhoe, da raça Holandesa, foi identificado como o principal disseminador do alelo BLAD para vários rebanhos, já que seu sêmen era amplamente utilizado em programas de inseminação artificial em todo o mundo, devido ao seu elevado mérito genético para produção de leite. Animais homozigotos para BLAD apresentam crescimento retardado, perda de dentes, comprometimento do sistema imune e morrem ainda jovens, geralmente de pneumonia. Esses efeitos resultam de uma disfunção dos glóbulos brancos, que são células de defesa do sistema imunológico. Animais heterozigotos (portadores do alelo recessivo) apresentam desenvolvimento normal e podem transmitir o alelo BLAD para a progênie. Orienta-se que animais portadores do alelo BLAD, com alto mérito genético, devam ser acasalados com animais que não sejam portadores.

100

95

75

25

5

0


Outra doença hereditária recessiva importante é a Deficiência da Uridina Monofosfato Sintetase (DUMPS do inglês Deficiency of Uridine Monophosphate Synthase). Esta doença é caracterizada por uma mutação no gene da enzima uridina monofosfato sintetase (UMPS), resultando em uma total deficiência desta. Esta enzima é responsável pela conversão do ácido orótico para uridina monofosfato. A UMPS faz parte da via metabólica de síntese das pirimidinas, que são imprescindíveis para a síntese de DNA e RNA. Como no desenvolvimento embrionário são sintetizadas grandes quantidades de DNA e RNA, durante o processo de divisão celular e formação dos tecidos, embriões homozigotos para o alelo mutante morrem por volta do 40º dia. Animais heterozigotos são aparentemente normais, entretanto apresentam apenas metade da atividade normal da enzima UMPS, além de, durante a lactação, excretarem altos níveis de ácido orótico no leite e urina. Vacas portadoras inseminadas com touros portadores apresentam alta taxa de retorno. A doença do Complexo de Má Formação Vertebral, doença genética recessiva, conhecida como CVM (do inglês Complex Vertebral Malformation) também merece destaque. Esta doença provoca altas taxas de aborto devido à má formação do feto, e vacas portadoras podem ter suas características reprodutivas afetadas quando acasaladas com touros portadores. Embriões e fetos homozigotos para CVM raramente nascem, sendo sempre prematuros (uma a duas semanas), apresentando baixo peso ao nascimento, encurtamento da coluna cervical e torácica e má formação cardíaca em alguns casos. Uma análise genealógica permitiu traçar a origem do alelo causador da doença, chegando a dois ancestrais comuns: os touros Carlin-M Ivanhoe Bell e Penstate Ivanhoe Star que foram muito utilizados nos programas de inseminação artificial, mundialmente. Esses dois touros também são portadores do alelo BLAD e, dessa forma, ambos os alelos foram disseminados nos rebanhos.

100

95

75

A Citrulinemia, uma doença genética recessiva, ocorre em consequência da deficiência de uma enzima do ciclo da ureia que leva ao acúmulo de amônia no cérebro do embrião. Os bezerros afetados parecem normais logo após o nascimento, pois suas mães são capazes de eliminar a amônia que eles produzem

25

5

0

20 a 22 domingo, 16 de maio de 2010 18:20:12


enquanto estão no útero. Entretanto, no segundo dia de vida os bezerros são incapazes de degradar a amônia, tornandose deprimidos e, por consequência, não se alimentam normalmente. Além disso, apresentam cegueira aparente e marcha instável. Entre o terceiro e o quinto dias de vida, eles começam a demonstrar problemas neurológicos e pioram progressivamente até morrerem dentro de uma semana. A detecção de animais portadores dos alelos para esta doença dentro do rebanho auxilia na redução das perdas econômicas acarretadas pelo nascimento de bezerros afetados. A Mieloencefalopatia Degenerativa Progressiva (ou Síndrome de Weaver) foi descrita, pela primeira vez, em gado Pardo-Suíço, já tendo sido descrita, também, em animais Gir, no Brasil. Em animais afetados, a doença manifesta-se principalmente em bezerros de seis a oito meses de idade e os principais sinais clínicos estão relacionados ao sistema nervoso. Os animais apresentam ataxia, fraqueza progressiva dos membros posteriores, dificuldade de se manter em pé e movimentos descoordenados. Ocorre também diminuição da espermatogênese e das funções ovarianas. Apesar disso, o estado de consciência e todos os reflexos apresentam-se normais. Na maioria dos casos, não ocorre morte devido às injúrias da doença, mas depois de alguns meses de evolução é indicado que os animais afetados sejam descartados. Assim como para as outras doenças listadas acima, deve-se ter cuidado no acasalamento dos touros portadores desse alelo. Porém, vacas que são heterozigotas apresentam maior produção de gordura e leite e já foi estabelecido que o gene para a síndrome de Weaver localiza-se próximo a alguns genes para características quantitativas para a produção. A Sindactilia ou pé de mula é uma desordem genética encontrada em muitas raças de bovinos, que se caracteriza pela fusão das unhas em um ou mais cascos, sendo as patas dianteiras, geralmente, mais acometidas que as posteriores. Tal fato afeta a capacidade do animal se locomover e de se manter em pé. Assim como as outras doenças, ela ocorre em várias raças e já houve relatos em diversos países. A maior parte dos relatos é com gado da raça Holandesa, mas também há casos relatados em Simental, Angus e outras raças. O teste genético para todas as raças ainda não está disponível, mas há evidências de que diferentes mutações podem ocasionar este fenótipo em diferentes raças para esta doença. A Síndrome da Deficiência do Fator XI é um distúrbio

hemorrágico descrito, pela primeira vez, em bovinos da raça Holandesa, mas também relatado em muitas outras raças. O Fator XI participa da cascata de coagulação sanguínea e bovinos com deficiência desse fator podem ter menos partos e aumento da suscetibilidade a doenças infecciosas. Os animais portadores são normais, enquanto os animais afetados (homozigotos) têm hemofilia leve, apresentam sangramento prolongado e anemia. Os animais afetados podem sobreviver por anos sem sinais clínicos evidentes, embora tenham maior mortalidade. Em alguns países, como a Índia, é obrigatório genotipar os touros que participam de programas de inseminação artificial para esta deficiência, bem como para BLAD, DUMPS e Citrulinemia, a fim de se prevenir a propagação dessas doenças na população. A forma bovina da doença neurodegenerativa Atrofia Muscular Espinhal (SMA, do inglês Spinal Muscular Atrophy) possui grande semelhança com a forma humana. Sabe-se que a doença ocorre devido a uma falha na enzima que faz parte do metabolismo de glicoesfingolipídeos, levando à degeneração do neurônio motor. A SMA tem alta incidência na raça Pardo-Suíça, sendo que os bezerros afetados morrem poucas semanas após o nascimento. Devido à similaridade, estudos dessa doença em bovinos são usados como modelo para melhor entender a patologia em humanos. Em 2008, foi publicada, pela primeira vez, a genotipagem dos touros pertencentes ao Teste de Progênie da Raça Girolando para BLAD, com divulgação dos resultados dos touros do primeiro grupo até o quarto. Em 2009, foram divulgados os resultados de todos os grupos participantes (1º ao 10º). Em 2010, será publicado, além dos resultados para BLAD do 11º grupo, o resultado de testes para outras doenças, no Sumário de Touros. Assim, os produtores poderão identificar precocemente animais portadores de alelos para doenças hereditárias, com alto potencial genético, evitando o acasalamento de animais portadores e reduzindo os prejuízos causados. A realização de testes genéticos para doenças precocemente permite a identificação de bezerros portadores e, com isso, diminuir a frequência de alelos indesejáveis na raça. Além disso, o criador terá informações dos touros e das vacas que são portadores dos alelos identificados para determinada enfermidade e poderá tomar decisões de descarte e de manejo dos acasalamentos. Com isso, poderá optar pelo uso ou não de determinados touros com alto mérito genético para produção, porém que sejam portadores de alelos recessivos deletérios.

100

95

75

25

5

22 20 a 22 domingo, 16 de maio de 2010 18:20:16

0


100

95

75

25

5

0

23 s每每bado, 15 de maio de 2010 13:46:02


Sanidade Vânia Oliveira

Médica veterinária e pesquisadora da Embrapa Gado de Leite

Cuidados para evitar a papilomatose A papilomatose dos bovinos, figueira, verruga ou verrucose é uma doença causada por vírus que provocam na pele, mucosas, e em alguns órgãos dos bovinos e de outras espécies, lesões como tumores. São encontrados no Brasil pelo menos seis tipos diferentes de vírus como agentes desta enfermidade, que pode ter duração crônica (o animal permanece durante um longo período com lesões). Em outros casos as lesões desaparecem rapidamente, sem nenhuma interferência quanto ao controle e tratamento, uma vez que é uma enfermidade autolimitante (pode ocorrer a queda natural dos papilomas dos animais infectados dentro de um período que varia de 1 a 12 meses). Esta doença tem causado grande transtorno aos pecuaristas, tanto pelo aspecto repugnante de algumas lesões quanto pelos sérios prejuízos, uma vez que seu controle e tratamento não são fáceis. A papilomatose é uma doença infecto-contagiosa que atinge principalmente animais com baixa resistência. Muitas vezes ela se agrava no rebanho pelo fato de os produtores ignorarem alguns animais infectados – não dispensando a devida importância aos animais com poucos papilomas – ou comprarem animais contaminados. A enfermidade afeta principalmente animais mais jovens, até os dois anos de idade, mas pode ocorrer também em animais adultos. O manejo da fazenda interfere na ocorrência da enfermidade, como por exemplo, em locais onde os animais permanecem confinados por longo período, sendo, às vezes, a área de confinamento pequena. No caso, além de favorecer o estresse dos animais, a grande proximidade deles contribui para que novos casos aconteçam, uma vez que é uma enfermidade infectocontagiosa. Em situações assim são comuns lesões em várias partes do corpo, como na cabeça, pescoço, barbela, tetas e úbere, entre outras. Em animais adultos são também comuns lesões no úbere e nas tetas. A transmissão da doença Os bovinos doentes são os principais transmissores da papilomatose para outros bovinos, tanto da mesma

propriedade quanto de outra localizada nas proximidades. Quando animais doentes são transportados para outras fazendas e têm contato com animais sadios, estes podem adoecer, principalmente se o sistema de defesa deles estiver debilitado. A enfermidade é, em muitos casos, crônica, isto é, de longa duração, podendo se tornar incurável. A papilomatose é de fácil disseminação, sendo transmitida pelo contato direto de animais sadios com infectados, principalmente quando o animal apresenta ferimentos, picadas de insetos ou outro tipo de lesão na pele. Também quando os animais se coçam nos cochos, nas cercas, nos troncos e nas baias, ou se contaminam com agulhas e seringas de vacinação, ou com outros materiais contaminados. No caso de papilomas de úbere e de tetas a contaminação se dá através de teteiras de ordenhadeira mecânica ou das mãos dos retireiros. Quando se localizam nos órgãos genitais, devido ao contato físico durante a monta, pode iniciar tais infecções. É possível que as picadas de carrapatos ou de outros insetos hematófagos contribuam para que a doença se instale nos animais. A estabulação de animais jovens não é indicada em locais com infestação de papilomatose. Outros fatores que contribuem para aumentar a disseminação da doença são falhas de manejo, como o fato de os animais serem submetidos constantemente a alguma

100

95

75

25

5

24 24 e 25 terÿÿa-feira, 18 de maio de 2010 11:00:17

0


situação de estresse (permanecerem muito tempo em locais que apresentem altas temperaturas, alta lotação em pequeno espaço, maus tratos, falta de alimento em determinadas épocas do ano, como no período seco, entre outros). Tudo isso pode reduzir a capacidade de defesa do organismo dos animais e, assim, eles se tornam mais susceptíveis a vários tipos de doença. Sugestões de controle da papilomatose dos bovinos A primeira providência a ser tomada, quando se observa algum animal com a doença, é separá-lo do rebanho e tentar controlar os papilomas. O isolamento dos animais impede a transmissão da doença. Para evitar a disseminação da doença é importante desinfetar bem as instalações e áreas cimentadas (formaldeído 10%), como também o material empregado na vacinação (agulhas e seringas), na tuberculinização ou em outros procedimentos comuns a vários animais. A soda cáustica é recomendada para auxiliar na desinfecção do material citado acima. Aconselha-se, ainda, a desinfecção das mãos do retireiro, com soluções à base de cloro ou iodo, após a ordenha de alguma vaca com papilomas nas tetas. Controlar moscas e carrapatos que se alimentam de sangue dos bovinos é uma maneira importante de prevenir a doença. Porém, o controle destes deve ser com base em um programa bem estruturado, usando um produto eficiente, aplicando os banhos de forma correta individualmente nos animais e respeitando o intervalo entre eles. Além dessas medidas deve-se traçar um esquema organizado de manejo das pastagens da propriedade. Em ambos os casos deve-se procurar um profissional da área para melhores informações. Tratamento Por se tratar de uma virose, para o tratamento dos animais contaminados não existe receita milagrosa. Normalmente recomenda-se a remoção dos tumores, que é traumática, e o uso de vacinas autógenas, isto é,

preparadas com tecidos dos papilomas do próprio rebanho que receberá a vacina. Porém, em ambos os casos os resultados apresentam inúmeras variações, mesmo quando realizados em animais de um mesmo rebanho. Os produtos injetáveis à base de clorobutanol atuam sobre alguns tipos de papiloma e algumas vezes, quando associados com outros tratamentos, apresentam melhor resultado. O tratamento químico é muitas vezes empregado, mas deve haver escolha certa do produto para não queimar o couro dos animais. O medicamento deve ter contato apenas com os papilomas e, preferencialmente, com a raiz dos mesmos. Outro procedimento que vem sendo empregado para tentar controlar a doença é a auto-hemoterapia: retira-se em torno de 20 ml de sangue da veia jugular externa ou da veia caudal, sem anticoagulante e, em seguida, o sangue é aplicado por via intramuscular profunda. Esta técnica baseia-se na tentativa de desencadear um estímulo de defesa no organismo do animal quando absorve o sangue venoso; o sistema de defesa é ativado e passa a produzir anticorpos (células para combater os papilomas), levando à eliminação da enfermidade. É muito empregado em determinadas regiões, porém sua eficácia precisa ser mais bem comprovada cientificamente.

100

95

75

25

5

0

24 e 25 terÿÿa-feira, 18 de maio de 2010 11:00:19


100

95

75

25

5

0

26 e 27 segunda-feira, 17 de maio de 2010 13:33:45


100

95

75

25

5

0

26 e 27 segunda-feira, 17 de maio de 2010 13:33:45


Entrevista

Investimento na genética de ponta apenas na qualidade dos touros. Identificar o mérito genético das vacas é essencial para a formação de um plantel de alta produção. Segundo o médico veterinário e diretor Técnico das Raças Leiteiras da central de inseminação Semex, Claudio Aragon, é necessário identificar as matrizes que realmente são superiores

O Girolando- As vendas de doses de sêmen da raça Girolando registraram alta no ano passado. Como deve se comportar o mercado neste ano? Claudio Aragon- O mercado está forte para 2010. As circunstâncias no cenário do leite são positivas e estamos percebendo otimismo por parte dos produtores. O gado Girolando teve forte desempenho em 2009 e conquistou novos mercados. As ações desenvolvidas e executadas pela Associação tiveram efeitos muito positivos para o crescimento da raça ao longo do ano. Para 2010, uma série de novas ações está sendo executada pela Associação, com ótima aceitação por parte do mercado. Tudo leva a crer que veremos em 2010 mais um ano de crescimento. É inegável o forte valor desse rebanho para a pecuária de leite nos trópicos e, como toda e qualquer raça nova, é apenas uma questão de tempo ações corretamente planejadas para que a Girolando se firme como a raça de excelência para produção de leite em ambientes mais desafiadores. O Girolando- Quais fatores influenciam para uma alta nas vendas de sêmen de raças leiteiras? Claudio Aragon- A comercialização de genética, através da venda de sêmen, embriões e animais que se destinam à melhoria dos rebanhos é dependente da situação de mercado. Um mercado aquecido, em alta e com perspectivas positivas, leva o produtor a investir mais em melhoramento genético. Certamente, o ambiente atual é extremamente favorável para que a comercialização desse material genético esteja em um crescente. Quando enfrentamos situações desfavoráveis de preço e perspectiva, há uma tendência de uma parcela dos

geneticamente e que tenham a capacidade de transmitir essa superioridade para sua progênie. Em entrevista à revista O Girolando, Aragon analisa o mercado de genética e de touros provados, explica qual a melhor forma de medir o desempenho reprodutivo das fêmeas e dá dicas para otimizar os procedimentos de inseminação artificial do rebanho.

produtores reduzir seus investimentos e a genética é um dos primeiros fatores a ser afetado. O Girolando- A cada ano cresce o número de touros provados em decorrência da popularização do Teste de Progênie e outras ferramentas, e mesmo assim é grande a demanda do mercado por esse tipo de reprodutor. Como suprir essa demanda? Claudio Aragon- É importante entender que a raça Girolando está em fase de crescimento e obviamente ainda não atingiu a maturidade de outras mais antigas. Isso é natural e não há como pular etapas. A implantação dos programas de Teste de Progênie na raça foi um dos mais importantes passos para se atingir a maturidade necessária. No entanto, não podemos esquecer que a genética é uma ferramenta de longo prazo, ou seja, o intervalo entre as gerações no bovino de leite é longo. O fato de termos touros provados no rebanho sinaliza que estamos

100

95

75

Nononono Cláudio Aragon

Diretor Técnico Leite - Semex

28 28 e 29 segunda-feira, 17 de maio de 2010 13:57:30

Divulgação

A seleção nos rebanhos leiteiros não deve ficar focada

25

5

0


no caminho certo. O programa ainda é novo e também precisa amadurecer. Várias modificações foram feitas desde o primeiro resultado e inúmeros ajustes ainda necessitam ser implantados. Para que tenhamos maior número de touros provados necessitamos ter mais rebanhos em controle, maior disponibilidade de sêmen de touros em teste sendo distribuído e maior uso desse material por parte dos produtores. Creio que, com a introdução das provas de conformação, bem como as de saúde no Teste de Progênie, teremos maior popularização da raça. A partir do momento em que mais e mais produtores utilizarem o Girolando em seus programas genéticos será necessário aumentar o volume de touros entrando em teste. Esta demanda terá impacto imediato na cadeia responsável pelo gerenciamento do programa de Teste de Progênie, levando a um aumento no formato do programa e gerando mais touros provados para o mercado. O Girolando- No caso das fêmeas, qual a melhor forma de medir o desempenho reprodutivo e o valor genético do rebanho? Claudio Aragon- Falamos muito em touros, mas não podemos esquecer que, dentro dos rebanhos individuais, as fêmeas são as que fazem a grande diferença. É fundamental que tenhamos ferramentas para medir o valor genético das fêmeas dentro dos rebanhos. É imprescindível que tenhamos como identificar os melhores indivíduos dentro da população de vacas e que possamos explorar geneticamente esses indivíduos em prol do amadurecimento da raça. Não basta saber quais são as vacas que mais produzem dentro dos rebanhos. É necessário identificar as matrizes que realmente são superiores geneticamente e que têm a capacidade de transmitir essa superioridade para sua progênie. Um programa que indique o mérito genético das vacas é tão importante quanto o programa de Teste de Progênie para os touros. É identificando as matrizes de maior valor genético que teremos a garantia de estarmos usando o melhor material que a raça dispõe para produzir os touros que serão usados em massa pela população. Esta é a forma de amadurecer uma raça e torná-la competitiva no mercado. Vacas que atingem 15.000 kg de leite ou mais não são, necessariamente os animais de maior valor genético que a raça possui. As ferramentas para medir o valor genético das fêmeas existem e precisam ser pensadas como o próximo grande passo para a evolução e amadurecimento do Girolando.

O Girolando- Quais os erros mais comuns nos programas de inseminação das fazendas brasileiras e como evitá-los para se obter sucesso com a técnica? Claudio Aragon- A técnica da inseminação artificial é muito simples e, obviamente, o pilar do melhoramento genético. Não há segredo para a implantação da inseminação em uma propriedade. Diria, com toda segurança, que quem ainda não utiliza essa técnica está vários passos atrás do moderno conceito de exploração leiteira. Percebemos em muitas propriedades que utilizam a inseminação artificial a falta de objetivos claros e metas definidas nos programas genéticos. É necessário saber exatamente o que se quer do rebanho para o futuro imediato e para longo prazo. Somente com esses objetivos bem definidos é que poderemos realizar um completo e real programa de melhoramento genético. Como mencionado, a genética é uma ferramenta de longo prazo. No entanto, a inseminação artificial é a mais barata ferramenta de manejo que o produtor dispõe. O sucesso com a inseminação artificial passa pelo respeito aos detalhes que a técnica exige para ter bons resultados e a persistência em atingir as metas traçadas. O Girolando- Quais os principais projetos e programas da Semex Brasil para a pecuária leiteira? Claudio Aragon- A Semex Brasil está em pleno amadurecimento de seu programa de leite tropical. Estamos contratando reprodutores Girolando, respeitando nossa filosofia de excelência em qualidade. Os touros que estão em nossa bateria representam uma forte união entre pais modernos e atuais, e mães de comprovada excelência de transmissão dentro da raça. Nós queremos ter um grupo de touros Girolando que realmente faça grande diferença na raça. Para isso, acreditamos em pedigrees modernos, com confirmada capacidade de transmissão. Creio que o atual grupo de touros que temos em nossa bateria representa este conceito. Os investimentos que estamos fazendo no Girolando estão concentrados em garantir a qualidade do nosso produto. Atualmente, a Semex tem genética das principais fontes consagradas na raça. Estamos ampliando nosso grupo sem perder em qualidade e mantendo o foco em excelência de linhagens maternas comprovadas e pais atuais. A Semex pauta suas ações baseada em um foco muito forte em qualidade de pessoas, serviços e programas. Temos desenvolvido inúmeros programas e serviços para atender de forma diferenciada aos produtores e temos investido fortemente em pessoas mais capacitadas para realizar este atendimento.

100

95

75

25

5

29 28 e 29 segunda-feira, 17 de maio de 2010 13:57:30

0


Girolando

Novos touros para o Teste de Progênie Os criadores interessados em participar do Teste de Progênie da Girolando já podem fazer a inscrição de seus animais para o 12º grupo de touros. O prazo termina no dia 30 de junho deste ano. A ficha de inscrição está disponível no site da entidade (www.girolando.com.br), onde também é possível encontrar as normas e procedimentos do Teste. A relação dos touros pré-selecionados será divulgada em julho. O Teste de Progênie permite conhecer o valor genético dos reprodutores para produção de leite através da avaliação das filhas desses animais. O objetivo é identificar os indivíduos capazes de transmitir boas características aos seus descendentes, promovendo, assim, o melhoramento genético do rebanho. Na hora de definir a genética de qual touro vai usar em seu rebanho, o produtor quer o mínimo de garantia, e é exatamente através do Teste de Progênie que o reprodutor mostra sua verdadeira capacidade de transmitir e melhorar a produção leiteira de suas filhas. É o que comprovou o criador Guilherme Marquez de Rezende, que é gerente de Comunicação da Alta Genetics. Na Exposição de Araxá, realizada em abril, a fêmea de seu rebanho levou o título de Campeã, na categoria de 12 a 16 meses, ficando ainda com o troféu de Reservada Melhor Fêmea Jovem. “É com grande satisfação e avaliação financeira que sou criador e produtor de leite, utilizando a raça Girolando como base de meu rebanho. A raça realmente está crescendo, melhorando suas raízes e por

isso apresentando melhoramento genético impressionante”, diz Marquez. Segundo ele, há algum tempo seu rebanho está inscrito no Controle Leiteiro Oficial e como colaborador do Teste de Progênie da Girolando. Antes de decidir por inscrever seu rebanho como colaborador, ele buscou informações sobre o Teste, pois tinha receio de inseminar suas fêmeas com sêmen de touro cuja identificação não é revelada, conforme regra do Teste de Progênie. “Descobri que a Associação, através de seu Programa de Melhoramento Genético, faz um excelente trabalho na seleção dos touros que irão participar do Teste de Progênie da raça. Assim, começamos a inseminar nosso rebanho com cerca de 30% a 40% do sêmen do Teste. As vacas foram parindo, as bezerras e bezerros sendo criados da forma padrão de nossa fazenda. Dentre esses nascimentos, nasceu uma linda bezerra que vem nos proporcionando muita alegria. Fiquei muito feliz com a conquista de um campeonato por uma novilha, filha de um touro participante de um grupo do Teste de Progênie ainda não divulgado”, declara Marquez. Serviço: Inscrições para o 12º Grupo do Teste de Progênie de Girolando Informações: Departamento de Provas Zootécnicas lpaiva@girolando.com.br / ajunqueira@girolando.com.br Telefone: (34) 3331-6000 Site: http://www.girolando.com.br

100

95

75

25

5

30 30 segunda-feira, 17 de maio de 2010 13:35:11

0


100

95

75

25

5

0

31 s每每bado, 15 de maio de 2010 13:51:12


Maurício Farias

Capa

MEGALEITE 2010 reúne as principais raças leiteiras do Brasil A sétima edição da principal feira da pecuária leiteira do Brasil, a MEGALEITE, deve contar com mais de dois mil animais na disputa dos grandes campeonatos de várias raças bovinas. As inscrições estão abertas e vão até junho. Em clima de Copa do Mundo, as grandes estrelas da mostra estarão na pista do Parque Fernando Costa, em Uberaba (MG), do dia 27 de junho a 5 de julho. Duas novidades deste ano são a presença do Indubrasil leiteiro e dos búfalos. Também passarão pela pista as raças Girolando, Gir Leiteiro, Sindi, Guzerá, Holandês e Jersey. Como a MEGALEITE ocorrerá durante os jogos da Copa do Mundo, a Associação Brasileira dos Criadores de Girolando irá colocar telões próximos à arquibancada para que os visitantes possam assistir aos jogos. A MEGALEITE 2010 terá 12 leilões presenciais e dois virtuais, sendo sete de Girolando, seis de Gir e um de Holandês. Em 2009, a feira teve faturamento de quase R$10 milhões nos 14 leilões presenciais e 13 virtuais. A expectativa é de que a mostra tenha desempenho semelhante em 2010. Além de leilões, julgamentos e torneiro leiteiro, a exposição terá espaço para a capacitação. De 24 a 27 de junho, haverá o Curso de Capacitação em Girolando, cujas inscrições podem ser feitas na entidade. Já as inscrições para o projeto Giroleite, cujo objetivo é mostrar às crianças e aos adolescentes a importância do leite na alimentação e como funciona a produção do alimento, desde a fazenda até a indústria, poderão ser feitas no Museu do Zebu. No ano

32 32 terÿÿa-feira, 18 de maio de 2010 14:49:22

passado, mais de três mil estudantes participaram do Giroleite. A abertura oficial da MEGALEITE 2010 será no dia 28 de junho, às 8h, com a solenidade de Hasteamento das Bandeiras. Logo em seguida, ocorrerá o Fórum de Debates, no Centro de Eventos Rômulo Kardec de Camargos. Este ano, ocorrerá uma audiência pública da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural da Câmara dos Deputados durante o Fórum. O tema será o Agronegócio do Leite. Para debater o assunto, estarão no evento parlamentares e criadores. No dia 29, haverá a celebração de uma missa em Ação de Graças na Capela Ecumênica do Museu do Zebu, a partir das 19h. A MEGALEITE sediará as principais exposições do setor: 21ª Exposição Nacional de Girolando, 12ª Exposição Nacional do Gir Leiteiro, 2ª Exposição Interestadual de Gado Holandês, 5ª Exposição Ranqueada da Raça Jersey, 4ª Mega Regional da Raça Sindi e Mostra de Cruzamentos, Mostra Especial de Guzerá Leiteiro, 1ª Mostra Especial Indubrasil Leiteiro e Mostra Especial de Bubalinos. Segundo a Girolando, o objetivo é reunir toda a cadeia produtiva do leite em torno de um único evento, mostrando a potencialidade do setor. A feira deve receber a visita de criadores de todo o Brasil e de outras nações, principalmente de países da faixa tropical do mundo. Haverá ainda a tradicional Exposição de Carros Antigos e Exóticos. A seguir, você acompanha o que cada raça está preparando para a MEGALEITE e a programação geral da feira.

100

95

75

25

5

0


100

95

75

25

5

0

33 s每每bado, 15 de maio de 2010 13:53:40


Maurício Farias

Capa

Girolando prepara sua 21ª Exposição Nacional Com expectativa de superar o número de animais em pista da edição passada, a Associação Brasileira dos Criadores de Girolando deve levar para o Parque Fernando Costa cerca de mil bovinos. No ano passado, a feira teve a presença de 880 exemplares. As inscrições para a 21ª Exposição Nacional de Girolando começaram no dia 17 de maio e vão até 21 de junho. Quem optar pelo desconto no valor da inscrição tem até o dia 11 de junho para inscrever os animais. A definição das comissões de jurados que irão atuar no julgamento dos três graus de sangue será feita por sorteio, marcado para o dia 28 de junho, às 17h, no palanque do Parque Fernando Costa. Durante a MEGALEITE, a Associação ainda fará a divulgação do 6º Grupo do Teste de Progênie do Girolando. O evento será no dia 29, às 17h, na sede da ABCZ. A exposição acontecerá no momento em que a raça apresenta grande expansão em todo o país. Segundo a Associação, há crescimento expressivo em número de registros, de participação em exposições e médias nos leilões. Responsável por 80% do leite produzido no Brasil, a raça é ideal para produção desse alimento em regiões de

34 34 segunda-feira, 17 de maio de 2010 11:03:49

clima tropical, devido à sua rusticidade e grande capacidade de produção. Essas características, aliadas ao fato de proporcionar o desenvolvimento de uma pecuária de menor custo e a pasto, têm atraído a atenção de criadores de várias regiões brasileiras e também de outros países. Com o aumento do número de animais participantes do Programa de Melhoramento Genético de Girolando, a expectativa é de que a expansão da raça seja ainda maior nos próximos anos. “A raça Girolando, que vem de um excelente resultado na comercialização de sêmen de seus touros, com o crescimento de 18%, em 2009, num ano de resultado negativo para o segmento leiteiro nesta fatia do mercado, segue bem firme no comércio de animais e de material genético. Os animais, dentro da pluralidade que a raça oferece em seus vários graus de sangue, atendendo da pecuária familiar a empresarial, vêm alcançando bons preços e alguns recordes de valores têm sido superados. Os resultados de produção, tanto do 5/8 quanto do PS, já aparecem com destaque e o mercado reconhece sua qualidade e valoriza cada vez mais o trabalho desenvolvido”, afirma o presidente da Girolando, José Donato Dias Filho.

100

95

75

25

5

0


100

95

75

25

5

0

35 s每每bado, 15 de maio de 2010 13:54:45


Maurício Farias

Capa

30 anos de ABCGIL O ano de 2010 será de dupla comemoração para a Associação Brasileira dos Criadores de Gir Leiteiro (ABCGIL). A entidade está completando 30 anos de existência e 25 anos do Programa Nacional de Melhoramento do Gir Leiteiro. Para celebrar as datas, o presidente da Associação, Sílvio Queiroz, irá promover eventos comemorativos durante a MEGALEITE. Uma novidade programada para os 30 anos da ABCGIL é o lançamento de um livro sobre a entidade e sobre a raça. Também serão feitas homenagens aos pioneiros do Gir Leiteiro, aos fundadores da entidade e a vários selecionadores. Na pista da MEGALEITE, a raça deve mais uma vez bater o recorde de animais inscritos. No ano passado foram inscritos 553 exemplares. Para 2010, a expectativa é de chegar a mil inscrições na 12ª Exposição Nacional do Gir Leiteiro. A raça concorrerá tanto nos julgamentos quanto no Concurso Leiteiro. Já nos leilões, serão seis. Na edição passada da feira a movimentação financeira dos leilões de Gir Leiteiro foi alta e bateu o recorde dos anos anteriores. O lote mais caro comercializado na exposição foi uma prenhez

36 36 domingo, 16 de maio de 2010 18:50:25

vendida por R$ 100 mil. Importada da Índia, a raça trouxe fortuna para muitos criadores no início do século 20, quando era utilizada para produção de carne. Depois de ver seus tempos de glória ruir na metade do século, o Gir voltou a experimentar um novo apogeu graças ao trabalho de melhoramento genético iniciado há décadas pelos criadores que decidiram preservar as linhagens leiteiras da raça. Na visão do presidente da ABCGIL, Sílvio Queiroz, os pioneiros do Gir Leiteiro entenderam que somente com pesquisas poderiam acelerar o melhoramento genético da raça. “O Teste de Progênie da Associação foi o primeiro no mundo a ser desenvolvido para zebuínos de aptidão leiteira. As avaliações do primeiro grupo de touros da prova só foram possíveis porque os criadores participantes tiraram do próprio bolso o dinheiro para custear a prova”, diz Queiroz. O Gir Leiteiro é a raça nacional que mais vendeu sêmen em 2009, segundo relatório da Associação Brasileira de Inseminação Artificial, e lidera as exportações desse material genético. A genética do Gir Leiteiro é bastante procurada por países da África e Américas Central e do Sul.

100

95

75

25

5

0


100

95

75

25

5

0

37 s每每bado, 15 de maio de 2010 13:55:56


Capa

Guzerá em mostra especial Considerada raça de dupla aptidão, a zebuína Guzerá também estará participando da sétima edição da MEGALEITE. A Associação dos Criadores de Guzerá do Brasil fará a Mostra Especial e Concurso Leiteiro do Guzerá Leiteiro. A entidade, que estava sob a batuta de Renato Esteves, desde maio passou a ser comandada por Paulo Menicucci. A expectativa é de superar o número de animais inscritos no ano passado, quando 30 exemplares participaram da feira. De origem indiana, a raça Guzerá tem como características a rusticidade, a boa produção de leite, de carne, a fertilidade, a precocidade, longevidade, além de possuir excelente conversão alimentar. Ela ainda é considerada como a de maior pureza racial dentre todas as raças zebuínas. A Guzerá tem sido muito usada no Brasil em cruzamentos, devido à sua dupla aptidão. O trabalho de melhoramento genético realizado por criadores brasileiros desde a introdução do Guzerá no país fez com que o rebanho experimentasse grande avanço na produção de carne e de leite, o que colocou a raça entre as principais do Brasil.

Em rebanhos selecionados visando à produção leiteira, houve um significativo aumento da produção. Muitas fazendas selecionadoras de animais de aptidão leiteira têm cruzado Guzerá com Holandês, formando o Guzolando, para obter fêmeas de maior rusticidade e de melhor produção leiteira. O registro genealógico dos animais oriundos desse cruzamento está sendo feito pela Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ). De grande aceitação no mercado, a raça tem apresentado liquidez tanto em vendas nos leilões quanto nas fazendas. A maior procura é por animais precoces, férteis, com musculatura bem desenvolvida e, principalmente, com a característica de dupla aptidão, sendo esta o principal diferencial da raça Guzerá. Os animais provados ou avaliados por algum programa de melhoramento têm alcançado melhores preços no mercado. Isso tem ocorrido especialmente em relação à produção leiteira, onde animais de alta produção alcançam grandes valores.

100

95

75

25

5

38 38 segunda-feira, 17 de maio de 2010 16:27:53

0


100

95

75

25

5

0

39 s每每bado, 15 de maio de 2010 14:09:54


Capa

Holandês terá Interestadual concorrida Os

criadores de Holandês voltam agora as suas

atenções para a participação na mais importante exposição da pecuária leiteira da atualidade, que é a MEGALEITE. Durante a feira ocorrerá a 2ª Exposição Interestadual de Gado Holandês, que está sob a organização da Associação dos Criadores de Gado Holandês de Minas Gerais. Os animais inscritos irão participar dos julgamentos da MEGALEITE. No ano passado a raça contou com a participação de 170 animais. Segundo a Associação, a feira já se estabeleceu como evento de maior divulgação da raça e da pecuária leiteira nacional, propiciando aos expositores ótima estrutura e aos visitantes grandes oportunidades de realização de negócios. O gado Holandês está presente em todos os continentes do planeta, sendo, em razão disso, considerada a raça leiteira mais cosmopolita do mundo. Assim como em outros países, no Brasil o gado Holandês é a raça que obtém as maiores produções por lactação, com vários registros oficiais superiores a 20.000 kg de leite por lactação, e de dezenas de animais com produção vitalícia superior a 100.000 kg de leite acumulados. Atualmente, no Brasil o gado Holandês tem média de produção por lactação encerrada no controle leiteiro oficial superior a 9.000 kg de leite por animal controlado, o que faz com que os rebanhos brasileiros estejam bem próximos das melhores médias mundiais da raça, mormente no Canadá e Estados Unidos, onde a média é superior a 10.000 kg de leite

por lactação. De olho no potencial da raça, os criadores brasileiros estão promovendo um melhoramento massivo de seus rebanhos e, em razão disso, levam os criadores de raças zebuínas a utilizar a genética do gado Holandês para aumentar a capacidade de produção de leite de seus plantéis, fazendo com que esse gado seja, de longe, a raça leiteira mais utilizada nos cruzamentos absorventes, visando o aumento da produção. Importante também é o papel desempenhado pelas associações estaduais e regionais filiadas à Associação Brasileira de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa na condução dos trabalhos de orientação técnica e armazenamento de informações visando o melhoramento contínuo da raça. Além de organizar e manter o registro genealógico, controle leiteiro, registro seletivo, classificação para tipo e outras provas zootécnicas da raça, as associações também oferecem aos criadores orientações técnicas visando facilitar o gerenciamento da atividade pecuária, motivando e capacitando criadores e profissionais para o trabalho de melhoramento da raça. Acima de tudo, há que se destacar o relevante trabalho desenvolvido pelos criadores que investem no melhoramento da raça, e que apresentam o gado Holandês nos mais importantes eventos do país, divulgando a principal característica dele, como a raça que mais produz leite no mundo.

100

95

75

25

5

40 40 segunda-feira, 17 de maio de 2010 11:37:57

0


100

95

75

25

5

0

41 s每每bado, 15 de maio de 2010 17:24:26


Maurício Farias

Capa

Indubrasil estreia na pista da MEGALEITE Pela primeira vez, a raça zebuína Indubrasil fará parte do maior encontro da pecuária leiteira do Brasil. O presidente da Associação Nacional dos Criadores de Indubrasil, Roberto Fontes de Góes, que acaba de ser reeleito, garante que será uma participação marcante. “Será a primeira de uma nova fase da raça Indubrasil, no Brasil. Levaremos para a MEGALEITE animais de dupla aptidão, inclusive para participarem do concurso leiteiro. Teremos, a partir de 2010, uma programação voltada especialmente para divulgar e desenvolver o Indubrasil para sua verdadeira vocação, que é produzir leite e carne, como raça pura e principalmente nos cruzamentos com as demais raças leiteiras”, explica Góes. O Indubrasil é uma raça zebuína desenvolvida no Brasil, a partir do cruzamento entre as raças Guzerá, Nelore e Gir. Em 1938, depois de receber nomes variados, entre eles Induberaba e Indubahia, a Sociedade Rural do Triângulo Mineiro estabeleceu o padrão da raça, que passou a se chamar Indubrasil. Como a contribuição do Nelore no rebanho atual é muito pequena, o Indubrasil tem, assim

42 42 segunda-feira, 17 de maio de 2010 13:42:52

como Gir e Guzerá, forte vocação para produção tanto de carne quanto de leite. A entidade firmou parceria com a Universidade de Uberaba para desenvolver e pesquisar o Indubrasil leiteiro. Foi reunido um lote de grande qualidade genética, com a colaboração de dez criadores. A expectativa é de que o projeto fortaleça e prove a raça para leite, dando respaldo técnico e científico no melhoramento genético da mesma. Segundo o presidente, no exterior o mercado é muito consistente para o Indubrasil. “Vencemos um desafio que muitos não acreditavam que seria possível. Já teve época onde a conversa era de que o Indubrasil estava ultrapassado e não teria nenhuma possibilidade de sobreviver com a competição rigorosa da pecuária moderna. Vitória conquistada pelos abnegados colegas selecionadores, que nunca desistiram de caminhar na direção da evolução desse animal. Temos uma raça equilibrada e moderna, de dupla aptidão, fruto da seleção dos líderes da raça e da ajuda do Programa de Melhoramento Genético de Zebuínos da ABCZ”, informa Góes.

100

95

75

25

5

0


100

95

75

25

5

0

43 s每每bado, 15 de maio de 2010 14:21:09


Jersey terá ranqueada A Associação dos Criadores de Gado Jersey de Minas Gerais está preparando, para a sétima edição da MEGALEITE, mais uma exposição ranqueada da raça. No ano passado a feira contou com 110 animais inscritos. A expectativa para 2010 é de ter número semelhante na 5ª Exposição Ranqueada da Raça Jersey. A raça tem marcado presença em feiras de todo o Brasil, mostrando sua evolução genética e seu potencial para produção de leite. Os animais têm como característica precocidade, alto índice de conversibilidade e resistência, rusticidade e facilidade de adaptação. Com esse perfil, a vaca Jersey é capaz de produzir bem tanto em países de clima frio quanto naqueles de clima quente. A raça pode ser encontrada na Inglaterra, Estados Unidos, África do Sul,

Divulgação

Capa

Brasil, entre outros países. Uma das vantagens do gado Jersey é o fato de apresentar período de lactação maior e leite com maior teor de gordura, se comparado a outras raças leiteiras. Segundo a entidade, a raça não exige ser ordenhada com o bezerro ao pé e tem tido ótimo desempenho no Brasil Central, apesar das elevadas temperaturas da região. Dados divulgados pela Associação dos Criadores de Gado Jersey de Minas Gerais revelam que o leite produzido pelas fêmeas é um produto com 5,09 kg de gordura a cada 100 litros e 3,98 kg de proteína por 100 litros. Originária da Ilha de Jersey, no Canal da Mancha, entre a Inglaterra e a França, a raça está no Brasil desde o século 19.

100

95

75

25

5

44 44 segunda-feira, 17 de maio de 2010 14:21:51

0


100

95

75

25

5

0

45 s每每bado, 15 de maio de 2010 14:22:40


Maurício Farias

Capa

Sindi aposta na exposição para divulgação da raça Mais uma vez a raça zebuína Sindi estará presente na MEGALEITE. A Associação Brasileira dos Criadores de Sindi realizará a 4ª Mega Regional e Concurso Leiteiro da Raça Sindi, durante a mostra. No ano passado, 45 animais foram inscritos para a feira. “Esse extraordinário evento da pecuária leiteira tropicalista, que vem acontecendo em Uberaba, a cada ano representa para a raça Sindi um trampolim para sua rápida ascensão no elenco das raças zebuínas de aptidão leiteira no país”, afirma o presidente da entidade, Paulo Roberto de Miranda Leite. Segundo ele, a expectativa é de que a participação na feira promova a raça, provando o especial valor zootécnico da Sindi como produtora de leite e rara ferramenta genética, inclusive para ser usada em vários cruzamentos para a formação de sintéticos leiteiros para os trópicos. A raça, importada do Paquistão, consolidou-se no Brasil mesmo com pouca propaganda. Entre as características da Sindi estão: rusticidade, impressionante conversão alimentar, fertilidade, precocidade, adaptabilidade e potencialidade de produzir leite e carne quando lhe são

46 46 terÿÿa-feira, 18 de maio de 2010 15:52:54

oferecidas boas condições alimentares e de manejo. Para 2010, a entidade prepara o início do Teste de Progênie para touros Sindi, que será conduzido pela Embrapa/Gado de Leite, com o apoio financeiro do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e institucional da ABCSindi. Outro projeto é a realização de vários cursos para criadores e tratadores, em parceria com o Sebrae/Senar e Federação da Agricultura e Pecuária. Há ainda a expectativa de realizar um seminário internacional sobre a raça, em 2011. Na opinião do presidente da entidade, as exposições e leilões estão acelerando o crescimento do rebanho no país. “O Sindi do Brasil já foi exportado para Angola e Senegal. O Egito e a China, além de diversos países do Oriente Médio, África e da América do Sul e Central, devem adquirir brevemente animais, sêmen e embriões da raça Sindi. Hoje, a demanda por bovinos Sindi é maior que a oferta. Uma bezerra PO custa acima de R$ 3.000,00. Uma fêmea adulta especial chega a R$ 50.000,00 e um touro de maior valor genético alcança R$ 30.000,00”, diz Leite.

100

95

75

25

5

0


Capa

Búfalos: uma novidade nas competições Não serão apenas os bovinos as grandes estrelas da MEGALEITE. Neste ano, a feira terá a presença de raças bubalinas. A Associação Brasileira dos Criadores de Búfalos anunciou que irá realizar uma exposição ranqueada e um torneio leiteiro durante a MEGALEITE. Para os visitantes da feira será a oportunidade de conhecer melhor esses animais, cujo leite é bastante apreciado, principalmente para a fabricação de queijo mozarela. Os búfalos são animais domésticos da família dos bovídeos, de origem asiática, utilizados para produzir carne e leite. Os bubalinos têm temperamento dócil e adaptam-se bem às condições ambientais úmidas. Segundo a Associação, existem no Brasil quatro raças: Mediterrâneo, Murrah, Jafarabadi (búfalo-do-rio) e Carabao (búfalo-dopântano). Os animais da raça Mediterrâneo têm origem

italiana, possuem aptidão tanto para produção de carne quanto de leite, têm porte médio e são medianamente compactos. A raça Murrah, de origem indiana, apresenta animais com conformação média e compacta, cabeças leves e chifres curtos, espiralados, enrodilhando-se em anéis na altura do crânio. A raça Jafarabadi, também indiana, é a menos compacta e de maior porte, apresenta chifres longos e de espessura fina, com curvatura longa e harmônica. A raça Carabao é a única adaptada às regiões pantanosas, e está concentrada na ilha de Marajó, no Pará. Teve sua origem no norte das Filipinas. Apresenta pelagem mais clara, cabeça triangular, chifres grandes e pontiagudos, voltados para cima, porte médio e capacidade para produção de carne e leite, além de ser bastante utilizada como força motriz.

terÿÿa-feira, 18 de maio de 2010 15:52:06

95

75

25

5

47 47

100

0


Programação

PROGRAMAÇÃO PRELIMINAR 17/05/2010 – INÍCIO DAS INSCRIÇÕES GIROLANDO 24/05/2010 – INÍCIO DAS INSCRIÇÕES GIR LEITEIRO 07/06/2010 – ENCERRAMENTO DAS INSCRIÇÕES GIR LEITEIRO COM DESCONTO 11/06/2010 – ENCERRAMENTO DAS INSCRIÇÕES GIROLANDO COM DESCONTO 14/06/2010 – ENCERRAMENTO DAS INSCRIÇÕES GIR LEITEIRO 21/06/2010 – ENCERRAMENTO DAS INSCRIÇÕES GIROLANDO QUINTA-FEIRA: 24 DE JUNHO ENTRADA DOS ANIMAIS PARA TORNEIO LEITEIRO DE MAIS DE 500 QUILÔMETROS 14h – INÍCIO DO CURSO DE CAPACITAÇÃO EM GIROLANDO SEXTA-FEIRA: 25 DE JUNHO ENTRADA DOS ANIMAIS PARA TORNEIO LEITEIRO DAS RAÇAS: GIROLANDO, GIR LEITEIRO, GUZERÁ E SINDI 8h–10h30 – CONTINUAÇÃO DO CURSO DE CAPACITAÇÃO EM GIROLANDO SÁBADO: 26 DE JUNHO ENTRADA DOS ANIMAIS PARA TORNEIO LEITEIRO DAS RAÇAS: GIROLANDO, GIR LEITEIRO, GUZERÁ E SINDI 8h–18h – CONTINUAÇÃO CURSO DE CAPACITAÇÃO EM GIROLANDO DOMINGO: 27 DE JUNHO 8h – RECEPÇÃO E IDENTIFICAÇÃO DOS ANIMAIS PARA CONCURSO LEITEIRO GIROLANDO E GIR LEITEIRO 12h – TÉRMINO DO CURSO DE CAPACITAÇÃO EM GIROLANDO RECEPÇÃO E IDENTIFICAÇÃO DOS ANIMAIS PARA JULGAMENTO DAS RAÇAS: GIROLANDO, GIR LEITEIRO E SINDI SEGUNDA-FEIRA: 28 DE JUNHO DATA BASE PARA CÁLCULO DE IDADE, PARA JULGAMENTO DOS ANIMAIS GIR LEITEIRO RECEPÇÃO E IDENTIFICAÇÃO DOS ANIMAIS PARA JULGAMENTO DAS RAÇAS: GIROLANDO, GIR LEITEIRO, SINDI, HOLANDÊS E JERSEY RECEPÇÃO E IDENTIFICAÇÃO DOS ANIMAIS PARA MOSTRA ESPECIAL DE BUBALINOS LEITEIROS 17h – SORTEIO DOS JUÍZES DA RAÇA GIROLANDO POR GRAU DE SANGUE E FORMAÇÃO DAS COMISSÕES JULGAMENTO: 7h00 – INÍCIO DE JULGAMENTO DO GIR LEITEIRO TORNEIO LEITEIRO: 14h – 1ª ORDENHA DO CONCURSO LEITEIRO DO GIROLANDO E

48 48 E 49 segunda-feira, 17 de maio de 2010 14:50:04

DO GIR LEITEIRO 22h – 2ª ORDENHA DO GIROLANDO E DO GIR LEITEIRO LEILÃO: 20h – GIR LEITEIRO - GIR DO RIO - MODALIDADE VIRTUAL, TV: CANAL RURAL/LEILOEIRA: PROGRAMA PROGRAMAÇÃO ESPECIAL: 8h – HASTEAMENTO DAS BANDEIRAS E ABERTURA OFICIAL DA MEGALEITE 2010 9h30 – FÓRUM DE DEBATES MEGALEITE 2010 – Local: RKC TERÇA-FEIRA: 29 DE JUNHO RECEPÇÃO E IDENTIFICAÇÃO DOS ANIMAIS PARA JULGAMENTO DAS RAÇAS: HOLANDÊS E JERSEY RECEPÇÃO E IDENTIFICAÇÃO DOS ANIMAIS PARA O TORNEIO LEITEIRO DA RAÇA HOLANDESA PREPARAÇÃO DOS LAUDOS DE JULGAMENTO DA RAÇA GIROLANDO MENSURAÇÃO DOS MACHOS GIROLANDO E EXAME ANDROLÓGICO ACIMA DE 18 MESES DE IDADE PROGRAMAÇÃO ESPECIAL: 8h – INÍCIO DO PROJETO GIROLEITE 8h30 – 2º DESFILE DE TOUROS ESPECIAL DE LEITE CENTRAL ABS PECPLAN 17h – DIVULGAÇÃO DO RESULTADO DO 6º GRUPO DO TESTE DE PROGÊNIE DO GIROLANDO MISSA: 19h – MISSA EM AÇÃO DE GRAÇAS – CAPELA ECUMÊNICA DA ABCZ - PARQUE FERNANDO COSTA JULGAMENTO: 7h – CONTINUAÇÃO DE JULGAMENTO DO GIR LEITEIRO TORNEIO LEITEIRO: 6h – 3ª ORDENHA DO GIROLANDO E DO GIR LEITEIRO 14h – ESGOTA DO GUZERÁ LEITEIRO E QUARTA ORDENHA DO GIROLANDO E GIR LEITEIRO 22h – 1ª ORDENHA DO GUZERÁ LEITEIRO E QUINTA ORDENHA DO GIROLANDO E GIR LEITEIRO LEILÃO: 20h – GIR LEITEIRO - MONTE VERDE - LOCAL: RKCPRESENCIAL- TV: CANAL RURAL, LEILOEIRA: PROGRAMA QUARTA-FEIRA: 30 DE JUNHO DATA BASE PARA CÁLCULO DE IDADE, PARA JULGAMENTO DOS ANIMAIS DA RAÇA GIROLANDO ENCERRAMENTO DA ENTRADA DOS ANIMAIS DAS RAÇAS HOLANDESA E JERSEY

100

95

75

25

5

0


JULGAMENTO: 7h – INÍCIO DO JULGAMENTO DA RAÇA GIROLANDO: FÊMEAS JOVENS – 5/8 E ¾ 7h – CONTINUAÇÃO DE JULGAMENTO DO GIR LEITEIRO PROGRAMAÇÃO ESPECIAL: 8h – PROJETO GIROLEITE TORNEIO LEITEIRO: 6h – 2ª ORDENHA DO GUZERÁ LEITEIRO E 6ª ORDENHA DO GIROLANDO E GIR LEITEIRO 14h – 3ª ORDENHA DO GUZERÁ LEITEIRO E 7ª ORDENHA DO GIROLANDO E GIR LEITEIRO 22h – 4ª ORDENHA DO GUZERÁ LEITEIRO E 8ª ORDENHA DO GIROLANDO E GIR LEITEIRO MOSTRA ESPECIAL: MOSTRA ESPECIAL DE BUBALINOS LEITEIROS, INDUBRASIL E GUZERÁ LEITEIRO LEILÃO: 14h – GIROLANDO - 1º CENTENÁRIO GENETICS – LOCAL: TATERSAL ELITE - PRESENCIAL 14h – GIR LEITEIRO - LEILÃO ESTIVA – LOCAL: RKCPRESENCIAL – TV: CANAL RURAL, LEILOEIRA: PROGRAMA 20h – GIROLANDO/HPB - 3º MA SHOU TAO E AMIGOS LOCAL: RKC - PRESENCIAL – TV: NOVO CANAL, LEILOEIRA: EMBRAL QUINTA-FEIRA: 1º DE JULHO JULGAMENTO: 7h – CONTINUAÇÃO DE JULGAMENTO DO GIR LEITEIRO 7h – RAÇA GIROLANDO FÊMEAS JOVENS 1/2 SANGUE E MACHOS 5/8 TORNEIO LEITEIRO: 6h – 5ª ORDENHA DO GUZERÁ LEITEIRO 6h – 9ª ORDENHA DO CONCURSO LEITEIRO DO GIROLANDO E GIR LEITEIRO 14h – 6ª ORDENHA DO GUZERÁ LEITEIRO 14h – 10ª ORDENHA DO CONCURSO LEITEIRO DO GIROLANDO E GIR LEITEIRO 16h – RESULTADO DO CONCURSO LEITEIRO DO GIROLANDO E GIR LEITEIRO 22h – 7ª ORDENHA DO GUZERÁ LEITEIRO LEILÃO: 20h - GIROLANDO - GIROLANDO JOVEM - LOCAL: TAT. ELITE – PRESENCIAL - TV: NOVO CANAL, LEILOEIRA: EMBRAL · 20h - GIR LEITEIRO - 7º MATRIZES DO FUTURO – LOCAL: RKC – PRESENCIA L- TV: CANAL RURAL, LEILOEIRA: REMATE SEXTA-FEIRA: 2 DE JULHO JULGAMENTO: 7h - RAÇA GIROLANDO FÊMEAS ADULTAS – 1/2 E 3/4 7h - CONTINUAÇÃO DO JULGAMENTO DO GIR LEITEIRO 7h - INÍCIO DO JULGAMENTO DA RAÇA SINDI

TORNEIO LEITEIRO: 6h - 8ª ORDENHA DO GUZERÁ LEITEIRO 14h - 9ª ORDENHA DO GUZERÁ LEITEIRO PROGRAMAÇÃO ESPECIAL: 8º ENCONTRO REGIONAL DE VEÍCULOS ANTIGOS E EXÓTICOS DE UBERABA (8h ÀS 22h) LEILÃO: 21h - GIR LEITEIRO – MUTUM-VR – LOCAL: TAT. ELITE – PRESENCIAL – TV: CANAL RURAL, LEILOEIRA: PROGRAMA 20h - GIROLANDO - ÚBERE CHEIO – LOCAL: RKC - PRESENCIAL – TV: NOVO CANAL, LEILOEIRA: EMBRAL SÁBADO: 3 DE JULHO JULGAMENTO: 7h - RAÇA GIROLANDO FÊMEAS ADULTAS 5/8 E MACHOS 3/4 8h - RAÇA HOLANDESA - GADO JOVEM/ADULTO 7h - CONTINUAÇÃO DO JULGAMENTO DO GIR LEITEIRO 8h - RAÇA JERSEY - GADO JOVEM/GADO ADULTO 10h30 - GRANDES CAMPEONATOS DA RAÇA SINDI PROGRAMAÇÃO ESPECIAL: 8º ENCONTRO REGIONAL DE VEÍCULOS ANTIGOS E EXÓTICOS DE UBERABA (8h ÀS 22h) LEILÃO: 11h - GIROLANDO - TROPICAL GENÉTICA – LOCAL: RKC – PRESENCIAL – TV: NOVO CANAL, LEILOEIRA: EMBRAL 20h - GIROLANDO - 5/8 E PS – LOCAL: TAT. ELITE – PRESENCIAL – TV: NOVO CANAL, LEILOEIRA: EMBRAL 20h - GIR LEITEIRO - 3º NOBREZAS GIR – LOCAL: RKC – PRESENCIAL – TV: CANAL RURAL, LEILOEIRA: REMATE DOMINGO: 4 DE JULHO JULGAMENTO: 7h - RAÇA GIROLANDO PROGÊNIES – 1/2, 3/4 E 5/8 E ENCERRAMENTO DO JULGAMENTO 7h - CONTINUAÇÃO DO JULGAMENTO DO GIR LEITEIRO PROGRAMAÇÃO ESPECIAL: 13h - ALMOÇO DE CONFRATERNIZAÇÃO E SOLENIDADE DE PREMIAÇÃO DA MEGALEITE 2010 8º ENCONTRO REGIONAL DE VEÍCULOS ANTIGOS E EXÓTICOS DE UBERABA (8h ÀS 22h) 20h - FECHAMENTO DO RANKING GIR LEITEIRO E COMEMORAÇÃO DOS 30 ANOS DA ABCGIL MOSTRA ESPECIAL: MOSTRA ESPECIAL DE BUBALINOS LEITEIROS LEILÃO: 14h – GIROLANDO - MODALIDADE VIRTUAL – TV: SBA, LEILOEIRA: NOVASAT SAÍDA DOS ANIMAIS: A PARTIR DAS 18 HORAS SEGUNDA-FEIRA: 5 DE JULHO SAÍDA DOS ANIMAIS

100

95

75

25

5

49 48 E 49 segunda-feira, 17 de maio de 2010 14:50:04

0


45ª EMAPA

Exposição Municipal Agropecuária de Avaré / SP

de 27 de fevereiro à 14 de março

Raça Girolando Melhor Expositor: EUGENIO DELIBERATO FILHO Melhor Criador: JOSÉ ALBERTO PAIFFER MENCK Melhor Criador/Expositor: JOSÉ ALBERTO PAIFFER MENCK

RESULTADOS

½ Sangue Melhor Expositor: JOSÉ ALBERTO PAIFFER MENCK Melhor Criador: JOSÉ ALBERTO PAIFFER MENCK Melhor Criador/Expositor: JOSÉ ALBERTO PAIFFER MENCK Grande Campeã CINDERELA DUMAS SI - EUGENIO DELIBERATO FILHO Reservada Grande Campeã DELICADA MODELO DA MUMU - JOSÉ ALBERTO PAIFFER MENCK Melhor Fêmea Jovem ATUAL TEATRO ALIADA FIV - AGENOR AFONSO DO AMARAL ¾ Sangue Melhor Expositor: WALDIR JUNQUEIRA DE ANDRADE Melhor Criador: FERNANDO ANTONIO DE MACEDO Melhor Criador/Expositor: FERNANDO ANTONIO DE MACEDO

Grande Campeã SAPECA LINS - WALDIR JUNQUEIRA DE ANDRADE Reservada Grande Campeã CONDESSA 3 YPÊS - FERNANDO ANTONIO DE MACEDO Melhor Fêmea Jovem FOLHA DO RIO GRANDE - JOSÉ CARLOS DA MATA

Fonte: Matriz da Comunicação

A raça Girolando estreou este ano na Emapa com mais de 100 animais para julgamento. O juiz da raça, Euclides Prata dos Santos Neto, ressaltou que procura nos animais em pista força leiteira aliada ao equilíbrio, proporcionalidade e funcionalidade do animal. Sagraram-se campeões os animais a seguir, divididos por categorias:

5/8 Sangue Melhor Expositor: EUGENIO DELIBERATO FILHO Melhor Criador: EUGENIO DELIBERATO FILHO Melhor Criador/Expositor: EUGENIO DELIBERATO FILHO Grande Campeã DEZOITH DEDÉ DA MUMU - JOSÉ ALBERTO PAIFFER MENCK Reservada Grande Campeã CINDY DABLIU DELIB - EUGENIO DELIBERATO FILHO Melhor Fêmea Jovem MELODIA 2 JINTX 5 ESTRELA - AGENOR AFONSO DO AMARAL

100

95

75

25

5

0

50 terÿÿa-feira, 18 de maio de 2010 09:09:21


100

95

75

25

5

0

51 s每每bado, 15 de maio de 2010 14:27:24


Expogrande

S

2010

Com um aumento de 50 % nas inscrições e a presença de 107 animais em julgamento a raça Girolando brilhou na ExpoGrande 2010 de 18 a 28 de Março . Durante o evento ocorreu o 3º Torneio Leiteiro da raça nos dias 22 23 e 24 e o 8º Julgamento Ranqueado da raça nos dias 25 e 26 . Foram obtidos ótimos resultados na raça em produção. A Grande Campeã do Torneio Leiteiro foi a vaca ¼ Gil

São Marcos de propriedade de Rubens Belchior da Cunha Filho com produção média diária de 42,852 kg de leite ; tendo registrado 46 kg de leite em um dia . Com essa marca o animal passa a ter uma produção de destaque nacional no grau de sangue ¼ . O julgamento da raça foi comandado pela jurada Tatiane Tetzner .Estiveram presentes o superintendente técnico da Girolando Celso Menezes ,o diretor Milton Magalhães e o presidente da entidade José Donato.

Melhor Fêmea Jovem 5/8 - CHAMA ICICLE SÃO MARCOS – Rubens Belchior da Cunha Melhor Fêmea jovem 3/4 - BARBARA GOLDWYN DLS – Denilson Lima de Souza Melhor Fêmea Jovem 1/2 - INDIANA LAGOA SANTA – Ronnie Rodrigues Melhor Vaca Jovem 5/8 - MULECA CHOPP SÃO MARCOS – Rubens Belchior da Cunha Melhor Vaca Jovem 3/4 - PiNTADA ANDORINHA – Hugo Belchior da Cunha Melhor Vaca Jovem 1/2 - HELENA QSM – Agropec São Marcos

Resultados

Grande Campeã 5/8 - GARRIDA CAXI FAZENDAO - Hugo Belchior da Cunha Grande Campeã 3/4- BOEMIA SÃO MARCOS – Rubens Belchior da Cunha Grande Campeã 1/2 - HELENA QSM – Agropec São Marcos Melhor Úbere Adulto 5/8 - GARRIDA CAXI FAZENDAO - Hugo Belchior da Cunha Melhor Úbere Adulto 3/4 - BOEMIA SÃO MARCOS – Rubens Belchior da Cunha Melhor Ubere Adulto 1/2 - JAPONESA LACROSSE – Hugo Belchior da Cunha MELHOR CRIADOR GERAL – RUBENS BELCHIOR DA CUNHA

100

95

75

25

Grande Campeonato 3/4

Banho de Leite

Melhor Femea Jovem 5/8

5

0

52 terÿÿa-feira, 18 de maio de 2010 10:32:46


100

95

75

25

5

0

53 s每每bado, 15 de maio de 2010 14:28:43


a PAULO DA SECRETARIA DE AGRICULTURA DE FRANCA-SP ENTREGA PRÊMIO PARA ERNANI SILVEIRA BARROS

PRESIDENTE DO SINDICATO RURAL DE PASSOS LEONARDO MEDEIROS ENTREGANDO PRÊMIO PARA PAULO RICARDO MAXIMIANO

JOSÉ MARCIO DE SIMONI SILVEIRA RECEBENDO PRÊMIO

SR. ERNANI SILVEIRA BARROS LADEADO PELA FAMÍLIA E PELO PRESIDENTE LEONARDO MEDEIROS

MÁRIO ROBERTO EWBANK SEIXAS ENTREGA PRÊMIO AO CRIADOR CARLOS DE SIMONI SILVEIRA

100

95

75

25

5

0

54 terÿÿa-feira, 18 de maio de 2010 11:08:57


100

95

75

25

5

0

55 quinta-feira, 27 de maio de 2010 09:42:11


100

95

75

25

5

0

56 e 57 s每每bado, 15 de maio de 2010 18:59:39


100

95

75

25

5

0

59 s每每bado, 15 de maio de 2010 14:30:23


100

95

75

25

5

0

58 ter每每a-feira, 18 de maio de 2010 16:02:56


100

95

75

25

5

0

47 s每每bado, 15 de maio de 2010 14:25:45


100

95

75

25

5

0

60 ter每每a-feira, 18 de maio de 2010 16:03:30


100

95

75

25

5

0

61 quinta-feira, 27 de maio de 2010 09:48:33


100

95

75

25

5

0

52 e 53 quinta-feira, 27 de maio de 2010 09:52:22


100

95

75

25

5

0

52 e 53 quinta-feira, 27 de maio de 2010 09:52:27


COLOSTRO modalidades: o OFB (Oficial Bimestral, com intervalo entre pesagens de 45 a 75 dias), e o Oficial (com intervalo de 15 a 45 dias), sendo, em ambos os casos, realizado por técnicos credenciados pela Girolando. O criador associado poderá optar por uma dessas duas modalidades. Os rebanhos participantes continuarão a receber as auditorias (supervisões) e essas visitas serão feitas sem data previamente marcada com os criadores. Confira a versão 2010/2011 do Regulamento das Exposições Oficializadas pela Associação Brasileira dos Criadores de Girolando. As mundaças valem para o 9º ano do Ranking. Atenção, criadores que utilizam as técnicas de FIV e TE

REGULAMENTO EXPOSIÇÕES RANQUEADAS CAPÍTULO I - DA EXPOSIÇÃO E SEUS FINS

Uma das exigências para a realização das comunicações de cobertura e nascimento das técnicas de FIV e TE é a correta identificação das receptoras utilizadas nos procedimentos. O número de identificação da receptora deve ser informado tanto na comunicação de cobertura (CDC-FIV/TE) quanto na comunicação de nascimento (CDN), com o objetivo de identificar a receptora que gerou o produto comunicado e controlar o estoque de embriões utilizados. As dúvidas poderão ser esclarecidas junto ao Departamento de Controle Genealógico ou com a Superintendência Técnica da Girolando. A não informação da receptora, tanto na CDC quanto na CDN, impossibilita a liberação do material para controle genealógico dos produtos obtidos através de ambas as técnicas. Comunicação de parto gemelar Os produtos provenientes de parto gemelar, quando comunicados ao Departamento de Controle Genealógico, deverão ser informados sequencialmente na CDN, além de incluir a ocorrência no campo de observações. Pesagem passará a ser feita somente por técnico credenciado. Voltamos a lembrar que os criadores precisam adequarse à futura exigência de realização das pesagens por técnicos credenciados pela Girolando. Essa nova norma entrará em vigor no dia 01/01/2011. Após essa data, as pesagens feitas pelos criadores serão devolvidas e não terão valor para cálculo de lactação oficial. O serviço de Controle Leiteiro Oficial do Girolando terá somente duas

64 64 a 68 e 70 a 71 segunda-feira, 17 de maio de 2010 10:07:34

ART. 1º - As exposições de gado Girolando terão por finalidade: A) Verificar, pela apresentação de espécimes e produtos, os índices de desenvolvimento da pecuária nacional, comparando-os entre si, a fim de aquilatar o seu progresso e submetê-lo à apreciação do público. B) Proporcionar maior aproximação entre selecionadores, criadores e produtores rurais, para troca de informações e possibilitar oportunidades de negócios de compra e venda. C) Pelo espírito de competição, motivar os selecionadores e produtores a aprimorarem a qualidade dos seus produtos. D) Orientar criadores, técnicos e estudantes de escolas superiores de Agricultura, Veterinária e Zootecnia, nas práticas de julgamento de animais e outras atividades próprias desse certame. E) Despertar vocação para a empresa rural. F) Facultar ao comércio e à indústria, a exposição e demonstração de produtos e equipamentos destinados à agropecuária. G) Demonstrar os possíveis acasalamentos para formação da raça sintética Girolando (PS – Puro Sintético). H) Evidenciar, através dos animais expostos e do torneio leiteiro, o potencial de produção leiteira do Girolando. I) Fomentar a criação da raça Girolando.

100

95

ART. 2º - O presente regulamento tem por finalidade precípua a padronização dos critérios de avaliação de gado Girolando, submetidos a julgamento, tornando uniforme a regulamentação para todos os eventos oficializados pela Associação Brasileira dos Criadores de Girolando. Através

75

25

5

0


da adoção deste, serão estabelecidos padrões para o ranking nacional da raça, 9º ano do ranking versão 2010/2011, iniciando-se em 05 de julho de 2010 e encerrando-se no último dia da MEGALEITE 2011.

NO VO

§ SEXTO – Para que a exposição seja ranqueada é obrigatório que todas as fêmeas com menos de 48 meses de idade tenham a genealogia conhecida (Livro Fechado) comprovada através do Certificado de Registro emitido pela Girolando.

PARÁGRAFO ÚNICO – A comissão organizadora do evento se empenhará ao máximo para cumprir todas as cláusulas do presente regulamento, podendo, em casos especiais, fazer adaptações ao mesmo, para viabilizar o julgamento dos animais, desde que autorizadas previamente pela Superintendência Técnica da Girolando.

ART. 6º -Todos os animais inscritos, ao darem entrada no recinto, deverão ser inspecionados por uma comissão de admissão, nomeada exclusivamente para esse fim, com o intuito de averiguar e conferir os dados fornecidos pelo expositor dos animais apresentados.

CAPÍTULO II DAS INSCRIÇÕES

CAPÍTULO IV DAS DIVISÕES

ART. 3º - As inscrições ficarão sob a responsabilidade da comissão organizadora do evento, feitas através de formulários próprios e devidamente preenchidos. · Acompanharão a ficha de inscrição fotocópia do certificado de registro de nascimento ou definitivo que deverá estar em nome do expositor, e o RIL (Relatório Individual de Lactação), quando for o caso, para comprovação do controle leiteiro.

ART. 7º -Os animais participantes da exposição, deverão pertencer à categoria de Controle de Genealogia da raça Girolando. Serão divididos nas seguintes classes e campeonatos: 01. CLASSES: A)GIROLANDO - (1/2HOL + 1/2GIR); B)GIROLANDO - (3/4HOL + 1/4GIR); C)GIROLANDO - (5/8HOL + 3/8GIR) e PS (Puro Sintético).

CAPÍTULO III DO RECEBIMENTO DOS ANIMAIS ART. 4º -A entidade promotora do evento também se encarregará de receber os animais participantes, formando tantas comissões quantas forem necessárias para assegurar o bom andamento dos trabalhos de julgamento e enquadramento dos animais neste regulamento. ART. 5º -Os animais com idade acima de 24 (vinte e quatro) meses, somente serão admitidos no recinto da exposição se tiverem Registro Genealógico Definitivo. § PRIMEIRO – No julgamento e para contagem de pontos, cada expositor poderá concorrer com até 12 (doze) animais. § SEGUNDO - Fêmeas com idade superior a 36 meses só poderão participar do julgamento de pista, se tiverem, comprovadamente, no mínimo 01 (um) parto. § TERCEIRO - Será exigido atestado de prenhez para fêmeas secas acima de 24 meses. § QUARTO - Será exigido exame andrológico para machos acima de 18 (dezoito) meses. § QUINTO – Fêmeas paridas com menos de 24 meses de idade, passarão automaticamente a concorrer no Campeonato Novilha Júnior (de 24 a 30 meses).

100

95

75

25

5

0

64 a 68 e 70 a 71 segunda-feira, 17 de maio de 2010 10:07:35


02. CAMPEONATOS: Serão divididos com base no sexo, grau de sangue e idade declarada no certificado de registro, de modo a estabelecer critérios para comparação nos julgamentos, constantes deste regulamento. TÍTULO

1º 2º MELHOR 3º FÊMEA 4º JOVEM 5º 6º MELHOR VACA 7º JOVEM 8º 9º 10º 11º 12º 13º

GRANDE CAMPEÃ

MELHOR MACHO 14º JOVEM 15º 16º GRANDE 17º CAMPEÃO 18º

CAMPEONATO FAIXA ETÁRIA Bezerra Mirim De 06 até 09 meses De mais de 09 até 12 meses Bezerra Júnior De mais de 12 até 16 meses Bezerra Sênior Bezerra Intermediária De mais de 16 até 20 meses De mais de 20 até 24 meses Novilha Mirim De mais de 24 até 30 meses Novilha Júnior De mais de 30 até 36 meses ÚBERE Novilha Sênior De mais de 36 até 42 meses JOVEM Vaca 3 anos Júnior De mais de 42 até 48 meses Vaca 3 anos Sênior MELHOR VACA JOVEM Vaca 4 anos De mais de 48 até 60 meses Vaca 5 anos De mais de 60 até 72 meses ÚBERE Vaca Adulta De mais de 72 até 96 meses ADULTO Vaca Vitalícia Acima de 96 meses MACHOS De 10 até 14 meses Bezerro Mirim De mais de 14 até 18 meses Bezerro Júnior NO VO Júnior Menor De mais de 18 até 24 meses Júnior Maior De mais de 24 até 36 meses Touro Jovem De mais de 36 até 48 meses

ART. 8º -Será considerada a data do primeiro dia de julgamento (data base) para o cálculo da idade dos animais. PARÁGRAFO ÚNICO – Ficam excluídos de julgamento toda fêmea que tiver idade de 6 (seis) meses menos um dia e todos os machos que tiverem idade de 10 (dez) meses menos um dia ou idade superior aos limites máximos estipulados pelo presente regulamento. ART. 9º -Os machos, aprovados pela comissão de admissão, somente serão submetidos a julgamento, nos diversos campeonatos, observados os limites mínimos de peso, constantes na tabela de pesos mínimos inserida neste artigo. MACHOS IDADE (MESES)

PESO (KG)

IDADE (MESES)

PESO (KG)

IDADE (MESES)

PESO (KG)

10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22

210 225 240 255 270 295 310 325 340 355 370 395 410

23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35

425 440 455 470 495 510 525 540 550 560 570 580 590

36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48

600 610 620 630 640 650 660 670 680 690 700 710 720

ART. 10 - Para julgamento dos machos, independente da faixa etária, o expositor terá que apresentar o RIL (Relatório Individual de Lactação) das progenitoras (mães) emitido pelo Serviço de Controle Leiteiro Oficial da Girolando. § PRIMEIRO – As lactações deverão estar validadas com no mínimo 180 dias de duração, encerradas ou em andamento, conforme previsto no Regulamento do Serviço de Controle Leiteiro. § SEGUNDO – As mães com grau de sangue 1/4 Hol + 3/4 Gir, deverão ter sua produção leiteira com o mínimo de 2.500 kg (padronizada em 305 dias). As mães 1/2 Hol + 1/2 Gir, 3/4 Hol + 1/4 Gir e 5/8 Hol + 3/8 Gir, deverão ter sua produção leiteira com o mínimo de 3.750 kg, também padronizada em 305 dias. § TERCEIRO - Não participarão do julgamento de pista os machos com composição racial (1/2 Hol + 1/2 Gir). § QUARTO - Não participarão do julgamento de pista os machos filhos de reprodutores com prova negativa para produção de leite nos respectivos sumários das associações de raças ou dos países de origem, devendo sempre ser consultados os últimos resultados divulgados. Filhos de touros em fase de teste ou sem avaliação genética poderão participar do julgamento. CAPÍTULO V DA DEFESA SANITÁRIA ANIMAL ART. 11 - Nenhum animal poderá dar entrada no recinto da exposição se não vier acompanhado do atestado ou certificado mencionados nas letras A e B deste artigo, emitido por médico veterinário credenciado, de conformidade com as exigências em vigor, do Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento). ATESTADOS OU CERTIFICADOS 1) Prova de Tuberculose negativa, realizada no prazo máximo de 60 (sessenta) dias antes da admissão devida dos animais, para machos e fêmeas com idade a partir de 6 (seis) semanas. 2) Apresentação da GTA – Certificado de vacinação dos bovinos contra a Febre Aftosa, com vacina trivalente (OAC),

100

95

75

25

5

66 64 a 68 e 70 a 71 segunda-feira, 17 de maio de 2010 10:07:35

0


na origem, entre 7 (sete) e 90 (noventa) dias da entrada dos animais no recinto. 3) Apresentação de atestado de exame negativo de soroaglutinação, rápida ou lenta – exame de Brucelose, realizado, no máximo, até 60 (sessenta) dias antes da entrada dos animais no recinto, tanto para machos quanto para fêmeas. 3.1) – Para as fêmeas vacinadas entre 3 (três) e 8 (oito) meses de vida, e cuja idade esteja entre 9 (nove) e 24 (vinte e quatro) meses, o atestado de exame negativo poderá ser substituído pelo certificado de vacinação contra brucelose. 3.2) – Todas as fêmeas com idade de 3 (três) a 8 (oito) meses deverão estar acompanhadas, obrigatoriamente, do certificado de vacinação contra brucelose (Portaria IMA nº 243/97). GERAL 1) Não será permitida a entrada, no recinto, de animais que apresentarem sinais clínicos de doenças infectocontagiosas e/ou parasitas externos. 2) Os animais destinados à exposição, feira e leilões passarão, obrigatoriamente, na entrada do recinto, por pedilúvio e desinfecção, conforme normatização do IMA. 3) Os casos omissos serão resolvidos pelas autoridades sanitárias competentes, em perfeito entrosamento com a comissão organizadora do evento. CAPÍTULO VI DO JULGAMENTO ART. 12 - A definição da modalidade de julgamento a ser adotada para a exposição de Girolando compete à comissão organizadora do evento, sempre obedecendo a este regulamento e ao regulamento do SRGRG. ART. 13 - A escolha e o convite ao(s) juiz(es) que atuarão nos trabalhos de julgamento serão feitos pela comissão organizadora do evento ou, quando solicitado, por indicação do Departamento de Julgamento da Raça Girolando, sendo que o(s) mesmo(s) deverá(ão) ser obrigatoriamente jurado(s) efetivo(s) pertencente(s) ao Colégio de Jurados da Raça Girolando e estar em dia com suas obrigações. PARÁGRAFO ÚNICO – Para que a exposição seja ranqueada não poderá ocorrer repetição do jurado de um ano para o outro.

ART. 14 -Nenhum jurado poderá julgar animais de sua criação e/ou propriedade. ART. 15 - Os julgamentos serão públicos, não sendo permitido aos assistentes e expositores permanecerem na pista de julgamento, sob qualquer pretexto, bem como lhes é absolutamente vetado perturbar o andamento dos trabalhos. ART. 16 -O(s) juiz(es) tomarão em consideração as indicações da ficha de julgamento, sendo-lhes facultada a comprovação dos dados nela contidos. ART. 17 - O(s) juiz(es) não poderão criar outras categorias nem dividir as estabelecidas neste regulamento. ART. 18 - Após o julgamento de cada campeonato serão feitos comentários técnicos relativos à classificação, com terminologia zootécnica adequada, através de alto falante, com microfone instalado na pista. Dos oito animais classificados, comentar-se-á somente sobre os cinco primeiros colocados de cada campeonato. PARÁGRAFO ÚNICO – O VEREDICTUM dos jurados é inapelável. ART. 19 - O desacato ao jurado de pista ou às autoridades da exposição, por parte do expositor, seu preposto ou empregado, implicará na retirada imediata dos animais de sua propriedade, sem prejuízo de outras medidas que sejam julgadas necessárias pela comissão organizadora. CAPÍTULO VII DA PREMIAÇÃO ART. 20 - Em cada campeonato haverá um(a) campeão(a), um(a) reservado(a) campeão(a) e do terceiro ao oitavo prêmio, a critério do(s) juiz(es). ART. 21 - Os animais classificados em 1° e 2° lugares receberão respectivamente os títulos de Campeã(o) e Reservada(o) Campeã(o).

100

95

ART. 22 - O título de Melhor Fêmea Jovem será disputado pelas campeãs Bezerra Mirim, Bezerra Júnior, Bezerra Sênior, Bezerra Intermediária e Novilha Mirim.

75

25

PARÁGRAFO ÚNICO – Para disputa do título que é referido 5

67 64 a 68 e 70 a 71 segunda-feira, 17 de maio de 2010 10:07:35

0


neste artigo há a necessidade de pelo menos dois animais campeões em pista.

categorias: Melhor Vaca Jovem, Vaca 4 Anos, Vaca 5 Anos, Vaca Adulta e Vaca Vitalícia.

ART. 23 - Os títulos de Reservada Melhor Fêmea Jovem e Terceira Melhor Fêmea Jovem serão disputados pelas campeãs que não obtiveram o título anterior e a reservada campeã do campeonato de onde saiu a Melhor Fêmea Jovem. No caso em que a Melhor Fêmea Jovem e a Reservada Melhor Fêmea Jovem saírem da mesma categoria, participará também da disputa ao título de 3ª Melhor Fêmea Jovem a 3ª melhor colocada da categoria que deu origem à Melhor Fêmea Jovem e à Reservada Melhor Fêmea Jovem.

ART. 30 - Os títulos de Reservada(o) Grande Campeã(o) serão disputados pelas(os) campeãs(ões) que não obtiveram os títulos anteriores (arts. 28 e 29) e a(o) reservada(o) campeã(o) do campeonato de onde saiu a(o) Grande Campeã(o).

ART. 24 - Concorrerão ao título de Melhor Vaca Jovem as fêmeas que se sagraram campeãs: Novilha Júnior, Novilha Sênior, Vaca 3 anos Júnior e Vaca 3 anos Sênior. ART. 25 - O título de Reservada Melhor Vaca Jovem será disputado pelas campeãs que não obtiveram o título anterior (art. 23) e pela reservada campeã do campeonato de onde saiu a Melhor Vaca Jovem. ART. 26 - O título de 3ª Melhor Vaca Jovem será disputado pelas campeãs restantes que não obtiveram os títulos anteriores (arts. 23 e 24), pelas reservadas campeãs das categorias que deram origem à Melhor Vaca Jovem e Reservada Melhor Vaca Jovem e pela 3ª colocada, quando a Melhor Vaca Jovem e Reservada Melhor Vaca Jovem saírem da mesma categoria. ART. 27 - O título de Melhor e Reservado Melhor Macho Jovem será disputado pelos campeões: Bezerro Mirim e Bezerro Júnior. PARÁGRAFO ÚNICO – Para a disputa dos títulos que são referidos neste artigo há a necessidade de pelo menos dois animais campeões em pista. ART. 28 - O título de Grande Campeão será disputado pelos campeões: Júnior Menor, Júnior Maior e Touro Jovem. PARÁGRAFO ÚNICO – Para a disputa do título que é referido neste artigo há a necessidade de pelo menos dois animais campeões em pista. ART. 29 - Concorrerão ao título de Grande Campeã as fêmeas que se sagraram campeãs nas seguintes

68 64 a 68 e 70 a 71 segunda-feira, 17 de maio de 2010 10:07:36

ART. 31- O título de 3ª Melhor Vaca será disputado pelas campeãs restantes que não obtiveram os títulos anteriores (arts. 28 e 29), pelas reservadas campeãs das categorias que deram origem à Grande Campeã e Reservada Grande Campeã e pela 3ª colocada quando a Grande Campeã e Reservada Grande Campeã saírem da mesma categoria. ART. 32 - No julgamento de Melhor Úbere haverá um 1º, um 2º e um 3º prêmios. Será exclusivo para vacas em lactação, separadas por grau de sangue, e em dois campeonatos: Melhor Úbere Jovem – concorrerão os melhores úberes, eleitos pelo jurado de pista dos animais até 48 meses; e Melhor Úbere Adulto – concorrerão os melhores úberes, eleitos pelo jurado de pista das fêmeas acima de 48 meses. Poderá ser procedida a ordenha dos animais em pista, para avaliação do úbere vazio. ART. 33 - Para a disputa do Campeonato Vaca Vitalícia, além da idade acima de 96 meses, as vacas terão que ter, no mínimo, duas lactações oficiais encerradas e válidas, e no mínimo dois produtos controlados. Tais documentos deverão ser apresentados juntamente com a inscrição do animal ou conferidos no Serviço de Registro Genealógico da Girolando. ART. 34 - CONJUNTO PROGÊNIE DE PAI: Constituído de 03 animais, no mínimo, permitindo-se 01(um) macho. Filhos do mesmo reprodutor e de propriedade do mesmo expositor, comprovados através do Certificado de Registro. O julgamento será feito em separado, por grau de sangue da progênie. 100

A) Não podem fazer parte do mesmo conjunto de pai, irmãos próprios.

95

75

B) Os animais, para comporem os conjuntos de progênie deverão obrigatoriamente passar pela pista de julgamento em seus respectivos campeonatos, não tendo necessidade de ser premiados nos mesmos.

25

5

0


100

95

75

25

5

0

69 sexta-feira, 28 de maio de 2010 17:11:54


NO VO

C) O expositor não poderá dividir a progênie de pai em dois conjuntos. EXEMPLO: 06 (seis) produtos de mesmo grau de sangue, filhos do touro Millenium: poderiam ser feitos dois conjuntos de três animais cada, mas não pode. O expositor poderá inscrever somente um conjunto do Millenium, com no mínimo três animais. ART. 35 - CONJUNTO PROGÊNIE DE MÃE: Constituído de 02 (dois) animais no mínimo, permitindo-se 01(um) macho no conjunto, de propriedade do mesmo expositor, filhos de uma mesma reprodutora, comprovados através do Certificado de Registro. O julgamento será feito em separado, por grau de sangue da progênie. A) Não podem fazer parte do mesmo conjunto de mãe, irmãos próprios. B) Os animais, para comporem os conjuntos de progênie deverão obrigatoriamente passar pela pista de julgamento em seus respectivos campeonatos, não tendo necessidade de ser premiados nos mesmos. C) O expositor não poderá dividir a progênie de mãe em dois conjuntos. EXEMPLO: 04 (quatro) filhas de mesmo grau de sangue, filhas da vaca Rendeira: poderiam ser feitos dois conjuntos de dois animais cada, mas não pode. O expositor poderá inscrever somente um conjunto da Rendeira, com no mínimo dois animais. CAPÍTULO VIII DA CONTAGEM DE PONTOS ART. 36 -Objetivando determinar o Melhor Expositor e o Melhor Criador de cada grau de sangue e o Melhor Criador/Expositor Geral, será feita a contagem de pontos de acordo com a tabela apresentada abaixo, sendo estes valores multiplicados pelo fator proporcional ao número de

animais julgados por grau de sangue, separadamente § PRIMEIRO - Para a contagem de pontos dos animais com composição racial 5/8 Hol + 3/8 Gir e PS, será atribuído um bônus de 15% (quinze por cento) por premiação obtida. § SEGUNDO - Serão declarados “Melhor Criador, 2º Melhor Criador e 3º Melhor Criador” aqueles que alcançarem, respectivamente, o maior somatório de pontos, por grau de sangue separadamente, com os animais de sua criação. A criação do animal será devidamente comprovada através do Certificado de Controle de Genealogia, com origem conhecida. § TERCEIRO - Serão declarados “Melhor Expositor, 2º Melhor Expositor e 3º Melhor Expositor” aqueles que alcançarem, respectivamente, o maior somatório de pontos, por grau de sangue separadamente, com os animais de sua propriedade. A propriedade do animal será devidamente comprovada através do Certificado de Controle de Genealogia. § QUARTO – Será declarado “Melhor Criador / Expositor” aquele expositor que alcançar o maior somatório de pontos em todos os graus de sangue, com os animais de sua criação, e que, obrigatoriamente estejam inscritos no evento, em seu nome. § QUINTO – Gozarão de um bônus de 15% (quinze por cento) em sua pontuação os animais submetidos ao Controle Leiteiro Oficial, com lactação válida de no mínimo 180 dias de duração, dele próprio ou de sua mãe, comprovada através da apresentação do RIL (Relatório Individual de Lactação), no ato da inscrição, juntamente com os outros documentos.

TABELA DE PONTOS - JULGAMENTO DE PISTA - PARA CADA CAMPEONATO

70

GRANDE CAMPEÃ (O) 50 PONTOS CAMPEÃ(O) 20 PONTOS RESERVADA (O) GRANDE CAMPEÃ (O) 35 PONTOS RESERVADA(O) CAMPEÃ(O) 15 PONTOS 3ª MELHOR VACA 20 PONTOS MELHOR ÚBERE 20 PONTOS MELHOR VACA JOVEM 40 PONTOS 2º MELHOR ÚBERE 15 PONTOS RESERVADA MELHOR VACA JOVEM 25 PONTOS 3º MELHOR ÚBERE 10 PONTOS 3ª MELHOR VACA JOVEM 15 PONTOS 3º PRÊMIO 10 PONTOS MELHOR MACHO JOVEM 20 PONTOS 4º PRÊMIO 05 PONTOS RESERVADO MELHOR MACHO JOVEM 15 PONTOS 5º PRÊMIO 04 PONTOS MELHOR FÊMEA JOVEM 35 PONTOS 6º PRÊMIO 03 PONTOS RESERVADA MELHOR FÊMEA JOVEM 20 PONTOS 7º PRÊMIO 02 PONTOS 3ª MELHOR FÊMEA JOVEM 10 PONTOS 8º PRÊMIO 01 PONTO PARA CONTAGEM DE PONTOS DE PROGÊNIE, PONTOS DO CONJUNTO, INDEPENDENTEMENTE DO Nº DE ANIMAIS DO CONJUNTO 1ª. MELHOR PROGÊNIE DE PAI 45 PONTOS 30 PONTOS 2ª. MELHOR PROGÊNIE DE PAI 15 PONTOS 3ª. MELHOR PROGÊNIE DE PAI 40 PONTOS 1ª. MELHOR PROGÊNIE DE MÃE 30 PONTOS 2ª. MELHOR PROGÊNIE DE MÃE 20 PONTOS 3ª. MELHOR PROGÊNIE DE MÃE

64 a 68 e 70 a 71 segunda-feira, 17 de maio de 2010 10:07:36

100

95

75

25

5

0


§ SEXTO – As progênies (de pai ou de mãe) filhas de touros 5/8 Hol + 3/8 Gir e PS gozarão de mais um bônus de 15% (quinze por cento) em sua pontuação. CAPÍTULO IX DAS DISPOSIÇÕES GERAIS ART. 37 - Serão considerados expositores, e receberão credenciamento, aquelas pessoas ou entidades que tiverem animais expostos ou estandes estabelecidos. ART. 38 -Para distribuição aos expositores e visitantes serão impressos catálogos dos animais inscritos e de resultados dos julgamentos.

penalidades determinadas pela comissão organizadora. ART. 42 - No intuito de preparar todos os organizadores de evento, bem como os respectivos criadores de Girolando, alertamos que a partir do ranking 2011/2012, que terá início na MEGALEITE 2011, todos os animais, para participar das exposições ranqueadas, deverão possuir genealogia conhecida, ou seja, ser de Livro Fechado. ART. 43 -Os casos omissos neste regulamento serão resolvidos pela comissão organizadora do evento, obedecendo aos princípios do Serviço de Registro Genealógico do Girolando.

ART. 39 -São deveres e obrigações dos tratadores e apresentadores dos animais: A) Apresentarem-se bem trajados, com uniforme da Girolando ou da própria fazenda; B) Cuidar e zelar pela limpeza dos pavilhões e locais onde os animais estiverem expostos; C) Receber o volumoso e cama, nos locais e horários determinados pelo diretor da exposição; D) Conduzir os animais aos locais de inspeção, julgamento e desfile. PARÁGRAFO ÚNICO – Serão premiados os melhores tratadores/apresentadores, o pavilhão mais limpo e organizado, escolhidos por uma comissão designada pelos organizadores do evento. ART. 40 - Conforme decisão da Diretoria Executiva passou a vigorar para todas as Exposições Oficializadas de Gado Girolando, a partir da versão 2010/2011 - 9º Ano do ranking, o Código de Ética do Expositor, elaborado pelo Conselho Deliberativo Técnico, que está disponível no site da Girolando: www.girolando.com.br/site/downloads/cod_etica.pdf ou pelo fone: (34) 3331-6005, devendo ser aplicado em todos os eventos oficializados pela Girolando, por suas respectivas comissões organizadoras.

100

95

ART. 41 -Todas as pessoas presentes no recinto da exposição ficam sujeitas a este regulamento, qualquer que seja sua qualidade ou função, sendo que, qualquer transgressão às suas determinações, sujeita o infrator às

75

25

5

71 64 a 68 e 70 a 71 segunda-feira, 17 de maio de 2010 10:07:38

0


100

95

75

25

5

0

72 e 73 sexta-feira, 28 de maio de 2010 10:15:58


100

95

75

25

5

0

72 e 73 sexta-feira, 28 de maio de 2010 10:16:04


Girolando pelo Brasil

Volta Redonda O presidente da Girolando, José Donato Dias Filho, esteve em Volta Redonda (RJ) no dia 21 de abril, participando de reunião com produtores rurais da cidade. Durante o evento ele falou sobre os avanços da raça, ideal para a produção de leite em regiões de clima tropical. O presidente também falou sobre os trabalhos desenvolvidos pela entidade em prol do avanço genético da raça, que está em franca expansão no Brasil e no exterior. O encontro aconteceu no Sindicato Rural de Volta Redonda Pecuária Leiteira nos Trópicos Profissionais do setor leiteiro debateram vários temas ligados à atividade pecuária em países tropicais dentro do 1º Encontro da Pecuária Leiteira nos Trópicos, ocorrido entre os dias 22 e 23 de abril, no Center Convention, da cidade mineira de Uberlândia. O zootecnista Celso Menezes mostrou a evolução genética do rebanho nacional e as vantagens de se criar a raça em regiões tropicais devido à sua alta produção de leite e resistência ao calor. Frutal e Itaúna A evolução do rebanho Girolando também foi apresentada aos criadores mineiros da região de Itaúna. Técnicos da Associação ministraram, no dia 19 de março, palestras sobre a raça e sobre o Programa de Melhoramento Genético Girolando (PMGG), enfocando o Controle Leiteiro e o Teste de Progênie. O evento foi realizado no salão da Cooperativa dos Produtores Rurais de Itaúna. Os técnicos da associação

74 74 terÿÿa-feira, 18 de maio de 2010 10:47:16

também estiveram ministrando palestra em Frutal (MG) para criadores da região sobre melhoramento genético. O evento ocorreu no dia 13 de abril.

Palestras foram realizadas no salão da Cooperativa dos Produtores Rurais de Itaúna

Expogrande Durante a 72ª Expogrande (18 a 28 de março), o Núcleo de Criadores Girolando de Mato Grosso do Sul proferiu palestras técnicas com diversos temas. O zootecnista Celso Menezes ministrou, no dia 26, a palestra “Girolando – A Evolução da Raça e Perspectivas para o Futuro”. O ciclo de palestras teve encerramento no dia 27 de março, com o 14º Leilão Girolando Fazendão e Convidados, no tatersal 2 do Parque de Exposições Laucídio Coelho.

100

95

Crédito: Jairo Chagas

Recorde A fêmea Girolando, Marcela Lemmer Santa Luzia, é a mais nova recordista de preços da raça em leilões. Ela foi arrematada por R$ 80 mil durante o 9º Grande Leilão Anual Girolando, ocorrido no dia 24 de abril, na Fazenda Santa Luzia, em Passos (MG). O recorde anterior pertencia a Canoa LE, vendida no ano passado por R$ 73 mil, durante pregão na Megaleite 2009 pela Ma Shou Tao. Marcela Lemmer Santa Luzia, que era de propriedade do criador José Coelho Victor, foi adquirida por Eriberto de Queiroz Marques, proprietário da Fazenda Zombaria, em Pesqueira (PE). O evento contou com a presença de criadores de todo o Brasil, entre eles: Geraldo Marques, Celso Menezes, Tomaz Sérgio, Ricardo Oliveira e José Clemente.

75

25

5

0


100

95

75

25

5

0

75 s每每bado, 15 de maio de 2010 15:00:49


Leilões Herbert Siqueira da Silva Lair Dias da Silva

Mercado de leilões em alta Vislumbrando um mercado ainda mais amplo na venda

Fotos:

de animais da raça Girolando, a Centrogen prepara, para julho, seu primeiro leilão 100% FIV. Serão ofertadas prenhezes, bezerras, novilhas e vacas geneticamente superiores. A empresa disponibilizará todos os seus produtos Girolando FIV, 1/2, 3/4 e 5/8, incluindo as campeãs de pista, além de animais Girolando 1/4 e Gir Leiteiro, irmãs próprias das suas futuras doadoras. O leilão presencial e virtual será no dia 17 de julho, no Hotel Cegil, em Resende (RJ), com transmissão pelo AgroCanal. A leiloeira responsável é a Embral Leilões. A assessoria é de Agnaldo Léllis e da Ofensiva. O pregão contará, também, com a presença de importantes selecionadores da raça Girolando que, como convidados, ofertarão produtos de FIV de suas principais doadoras, destacadas campeãs nacionais e de produção. A grande maioria dos animais paridos irá com fêmea ao pé e os animais inseminados com sêmen sexado, com sexagem confirmada por ultrassom. De acordo com a Centrogen, todo esse criterioso trabalho de melhoramento genético será colocado à disposição dos criadores de Girolando e Gir Leiteiro, animais com grande possibilidade de se tornarem verdadeiras doadoras nas suas fazendas. A Centrogen, com sede em Resende, está no mercado desde 2001. Com larga experiência na área de Transferência de Embriões (TE), o médico veterinário e criador, Herbert Siqueira da Silva, fundou a empresa para atender a grande demanda por animais geneticamente superiores da raça Girolando. Em 2007, a empresa passou a oferecer, também, serviços de Fertilização In Vitro (FIV), com a entrada do empresário Lair Dias da Silva como sócio da Centrogen. Em 2009, a Centrogen recebeu o prêmio “Destaque empresarial” na área rural, concedido pela Associação Comercial, Industrial e Agropecuária de Resende (Aciar) e pela Prefeitura Municipal, em reconhecimento pelo importante trabalho desenvolvido na região.

100

95

75

25

5

76 76 segunda-feira, 17 de maio de 2010 14:18:15

0


100

95

75

25

5

0

78 e 79 sexta-feira, 28 de maio de 2010 11:23:48


100

95

75

25

5

0

78 e 79 sexta-feira, 28 de maio de 2010 11:23:57


Giro Lácteo

Míriam Borges ExpoZebu 2010 O leilão Top Girolando, realizado no dia 1º de maio, durante a ExpoZebu 2010, movimentou R$ 422.400,00, com a venda de 37 lotes. O evento, promovido pela Associação Brasileira Leite Europeu da ABS Pecplan. A publicação apresenta 26 dos Criadores de Girolando, teve média por animal de R$ novos touros e a bateria completa da empresa nas raças 4.641,76. A leiloeira responsável foi a Embral. A entidade Holandês, Jersey, Pardo-Suíço, Ayrshire, Frísio Inglês e também montou estande na feira para divulgar a raça, o Girolando. É a primeira vez que o Girolando integra o Programa de Melhoramento Genético da raça Girolando e a catálogo do leite europeu, com o objetivo de ajudar na MEGALEITE 2010. seleção genética da raça em todas as suas graduações de Homenagens sangue. O presidente da Girolando, José Donato Dias Filho, entregou Expansão placa de homenagem ao ex-ministro da Agricultura, Mais uma feira pecuária do Sul do Brasil deve contar com Reinhold Stephanes, durante a abertura oficial da ExpoZebu, uma exposição ranqueada da raça Girolando. Em 2011, a no dia 3 de maio. A homenagem foi concedida pelo apoio Expo Londrina poderá pela primeira vez contar em seu dado pelo ex-ministro para a abertura de novos mercados calendário com julgamentos de Girolando. A proposta foi internacionais para a genética das raças leiteiras. Donato feita durante visita do presidente da Girolando, José Donato representou a ABCZ, Girolando, Associação Brasileira de Dias Filho, à diretoria da Sociedade Rural do Paraná, Inseminação Artificial e Associação Brasileira dos Criadores entidade organizadora da Expo Londrina, feira ocorrida em de Gir Leiteiro. Já o diretor da Girolando, Maurício Silveira, abril. Será a segunda feira ranqueada da região. A Agroleite, entregou a Stephanes homenagem da entidade pelas ações realizada em Castro, sedia desde o ano passado uma feitas pelo ex-ministro em prol do crescimento da pecuária exposição integrante do ranking da raça. leiteira. Também participaram da homenagem os diretores Prêmio Jonadan Ma, Milton Magalhães e Carlos Eduardo Ferreira. Durante a Expo Londrina, no dia 8 de abril, o presidente da

A solenidade de abertura oficial da ExpoZebu 2010 contou com a presença de diversas autoridades, entre elas o vicepresidente da República, José Alencar; a primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva; o governador de Minas Gerais, Antônio Augusto Anastásia; o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Wagner Rossi; e os presidenciáveis Dilma Rousseff e José Serra. Catálogo Leite Europeu 2010 Desde março está circulando a nova edição do Catálogo

Girolando recebeu o prêmio THE BEST, conferido aos melhores criadores de 45 raças bovinas, bubalinas e eqüinas. Ele recebeu a homenagem, devido ao fato de ter ficado com a primeira colocação do ranking 2008/2009 da raça. O prêmio, promovido pela Revista AG Leilões, em parceria com a Sociedade Rural do Paraná, foi idealizado para homenagear, estimular e fortalecer o trabalho que os criadores vêm desenvolvendo na pecuária brasileira.

100

95

75

25

5

0

80 domingo, 16 de maio de 2010 20:24:12


100

95

75

25

5

0

81 ter每每a-feira, 18 de maio de 2010 10:49:51


Girolando

TV Girolando trará novidades da MEGALEITE A associação prepara estreia de sua WEB TV para junho e já está presente no twitter e na blogosfera

82 82 segunda-feira, 17 de maio de 2010 14:07:27

Girolando no Twitter e no blog Além da WEB TV, a Girolando também entrou no mundo das mídias sociais. O blog da Associação traz fotos, notícias e fatos curiosos sobre a entidade e a raça, permitindo uma interação maior com os criadores, já que as notícias podem ser comentadas. Por lá também é possível assistir a vídeos de reportagens sobre os trabalhos da Girolando produzidos pelos canais de televisão, como Canal Rural, Globo, entre outros. O blog já foi visitado por centenas de pessoas de várias partes do país. O endereço é http://ogirolando.blogspot.com/ Outra mídia social que já conta com a presença da Girolando é o twitter, uma ferramenta que se tornou febre em todo o mundo e permite aos usuários enviar e receber atualizações pessoais de outras pessoas ou empresas em textos de até 140 caracteres, conhecidos como tweets. As atualizações são exibidas em tempo real no perfil da Girolando e também enviadas aos usuários seguidores, que já chegam a quase 100. Para fazer parte dos seguidores da Girolando no twitter, cujo nome é @girolandoleite, basta entrar no endereço http://twitter.com/girolandoleite e clicar na opção Seguir.

100

95

75

Divulgação

A Girolando está estreando em novos meios de comunicação, com o intuito de levar aos criadores de todo o Brasil e do mundo os avanços da raça. Além da revista O Girolando e do site, a entidade passa a contar agora com uma Web TV. No dia 15 de junho, estreia a TV GIROLANDO, que entrará no ar trazendo todas as novidades da MEGALEITE 2010. Com isso, a Associação Brasileira dos Criadores de Girolando passa a ser pioneira, no segmento, da TV WEB (matérias jornalísticas, transmissão ao vivo e programação na web). O conteúdo desse novo veículo de comunicação da entidade terá diariamente reportagens inéditas sobre os acontecimentos da feira e transmissão ao vivo dos principais eventos da MEGALEITE. Um estúdio será montando no Parque Fernando Costa, onde acontecerão entrevistas com participantes da mostra sobre a pecuária leiteira, além de bate-papo com os criadores das raças em exposição. A TV GIROLANDO será produzida pelo Grupo Zambia de Comunicação, empresa sediada em Brasília e com filiais em São Paulo, Rio de Janeiro, Goiânia e Belo Horizonte. No segmento de TV WEB, é uma das mais conceituadas do país, com avançada tecnologia streaming. No dia 1º de maio, na sede da Girolando, o presidente da entidade, José Donato, e o diretor de Relacionamento e Negócios do Grupo Zambia, Alexandre Marcus, assinaram um contrato com duração até 2015, que prevê a produção e veiculação da TV nas próximas edições da MEGALEITE. Várias gravações alusivas à feira já estão em andamento. Alternativas de mídia foram criadas, permitindo que empresas de vários portes participem do projeto. O espaço publicitário propiciará evidência às empresas participantes e a expectativa é de que, durante o evento, sejam geradas cerca de 50 matérias com mais de 100 mil visualizações, visto que a TV GIROLANDO permanecerá no ar após finalizar a MEGALEITE 2010. Os valores relativos à contratação dos espaços publicitários serão pagos à Associação.

25

5

TV GIROLANDO TERÁ ENTREVISTAS VARIADAS 0


100

95

75

25

5

0

83 s每每bado, 15 de maio de 2010 15:24:55


100

95

75

25

5

0

84 e 85 sexta-feira, 28 de maio de 2010 11:28:48


100

95

75

25

5

0

84 e 85 sexta-feira, 28 de maio de 2010 11:28:57


Girolando

Girolando tem novo superintendente Técnico

Leandro e Celso Menezes

O zootecnista Leandro de Carvalho Paiva acaba de assumir a Superintendência Técnica da Associação Brasileira dos Criadores de Girolando. O cargo era ocupado por Celso Menezes, que trabalhou na entidade há mais de 20 anos e está deixando a função de superintendente para comandar empresa própria de assessoria pecuária. Ele continuará trabalhando com a Girolando, prestando consultoria. “Deixo o cargo com a sensação de dever cumprido, pois a Girolando está vivendo um momento de forte expansão e, com certeza, o amigo Leandro continuará, através de sua dedicação e potencial, colaborando com esse crescimento. A diretoria da entidade pode contar comigo para o que der e vier, para atingir todos os seus objetivos. Agora ainda mais forte, através da Beef Milk Brasil – Assessoria e Consultoria, empresa que estamos montando e que estará à disposição de todos os criadores de Girolando do país”, declara Menezes. A saída de Celso Menezes foi anunciada durante a reunião da diretoria da Associação, ocorrida no dia 16 de abril, e deixou todos os diretores e colaboradores emocionados. “A pecuária leiteira está ganhando um grande incentivador, um profissional que sempre lutou pelo melhoramento genético da raça Girolando. Vamos continuar trabalhando juntos pelo crescimento da raça”, garantiu o presidente da entidade, José Donato Dias Filho. O futuro superintendente, Leandro Paiva, atua na entidade desde 2006. Ele começou como técnico do Serviço de Controle Leiteiro e do Teste de Progênie. A partir de 2007,

86 86 segunda-feira, 17 de maio de 2010 16:40:24

assumiu a Coordenação Operacional do Programa de Melhoramento Genético da Raça Girolando (PMGG). Em 2008, Paiva também passou a atuar como superintendente Técnico Substituto e como membro do Conselho Deliberativo Técnico e da Comissão de Ética da Girolando. “Celso sempre foi, para mim, um grande incentivador, um professor, um excelente mestre. Com o apoio que estou recebendo dele e de toda a diretoria, sei que terei condições de realizar um excelente trabalho. Não tem como falar de Girolando sem falar de Celso Menezes; a Girolando corre em suas veias. Aprendi muito com ele e com toda a equipe técnica. Sou muito grato a todos”, diz Paiva. Ele assume o cargo em um período de grande ascensão da raça. Entre as leiteiras, é a que apresentou maior crescimento (19%) na venda de doses de sêmen, no país, em 2009. A quantidade de animais registrados pela entidade teve alta de 24%, colocando a Girolando na liderança dos registros genealógicos no Brasil entre as raças leiteiras. Outro serviço prestado pela Associação que apresentou crescimento foi o Controle Leiteiro Oficial da Girolando. O número de fazendas participantes subiu quase 100% em 2009, passando de 199 para 347 rebanhos inscritos.

100

95

75

25

5

0


100

95

75

25

5

0

87 sexta-feira, 28 de maio de 2010 11:30:52


Educação

Girolando e FAZU

a história de uma parceria vitalícia

Produzir leite na região tropical representa um grande desafio à pecuária brasileira devido às adversidades ambientais que muito dificultam o conforto térmico, a nutrição, a reprodução e a produtividade dos animais. Entidades de classe como a Associação Brasileira dos Criadores de Girolando e instituições de ensino, pesquisa e extensão como a FAZU (Faculdades Associadas de Uberaba), ao longo dos anos, desenvolvem pesquisas, coletam dados e propõem estratégias capazes de melhorar os índices zootécnicos e, por conseguinte, os resultados econômicos das diferentes atividades pecuárias praticadas. Ao longo da história da pecuária leiteira, a essência de profissionalismo se fez presente na Girolando, que desenvolve ações permanentes pelo trabalho de seus gestores administrativos, corpo técnico e de jurados, e a entidade pode ser considerada como corresponsável por 80% do leite produzido no Brasil. A FAZU tem papel importante na história da Girolando, seja pelos renomados profissionais zootecnistas que ali trabalham ou pelas atividades de qualificação profissional que oferecem conjuntamente à comunidade. Quem afirma é o coordenador de projetos do curso de Zootecnia, Alexandre Lúcio Bizinoto, ressaltando que a maioria absoluta dos profissionais da Associação é composta por zootecnistas formados na FAZU. As atividades realizadas no ambiente acadêmico são destacadas nos cursos de formação de jurados da raça ou na participação da FAZU no Programa de Melhoramento Genético de Girolando – PMGG. Bizinoto também considera que a parceria se amplia continuamente com o cumprimento do plano de ações conjuntas desenvolvido a quatro mãos, pela Girolando e Fazu. Recentemente, em fevereiro, foram realizados os encontros de profissionais envolvidos nos programas de revisão e atualização técnica do Colégio de Jurados e Técnicos da raça. “Vários foram os cursos de formação de novos jurados e tivemos também as participações nas diferentes versões do projeto de extensão Porteira Adentro e Jornada Científica”, diz. Para ele, as oportunidades de estágio permitem aos alunos de Zootecnia desenvolver

88 88 e 89 domingo, 16 de maio de 2010 19:36:07

conhecimentos sobre a raça, culminando em contratações profissionais, quando necessárias à Associação. De aluno a estagiário. De estagiário a profissional contratado Wewerton Bibiano Resende Rodrigues, recém contratado pela Girolando para atuar no Departamento de Provas Zootécnicas com o PMGG, formou-se na FAZU no fim de 2009. Dedicado, comprometido, recebeu a “Láurea Acadêmica” da instituição, como reconhecimento pela dedicação e destaque como melhor aluno do curso de Zootecnia no ano. Wewerton utilizou os conhecimentos adquiridos no curso para atuar como estagiário na Girolando, dedicandose, abraçando a oportunidade, pensando no futuro. Ele afirma que sempre quis ser zootecnista para atuar na área de bovinocultura e a FAZU não só ofereceu oportunidades teóricas e práticas para a realização dos estudos, como também estratégias para facilitar o acesso do futuro profissional ao mercado de trabalho. “Como o pessoal da Girolando conheceu o meu trabalho, quando surgiu a vaga eles me chamaram. A minha formação acadêmica na FAZU também contribuiu muito para eu estar lá”, relata. A parceria entre a FAZU e a Girolando se fortalece cada vez mais ao longo dos anos e proporciona não só resultados no campo, como também na formação de profissionais. O exemplo mais recente de sucesso profissional é Leandro de Carvalho Paiva, formado em Zootecnia na Fazu em 2005, quando já era associado da Girolando e desenvolvia um trabalho de seleção de gado na fazenda do pai, em Ibiá (MG). Aliando o conhecimento à prática, Leandro foi indicado pela FAZU para uma vaga de estágio na Girolando. Assim que terminou a faculdade, foi contratado como Técnico do Serviço de Controle Leiteiro e de Teste de Progênie da Girolando. O salto foi ainda maior no ano seguinte, quando Leandro assumiu a gerência operacional do Programa de Melhoramento Genético da Associação e, logo depois, foi promovido a Superintendente Técnico Substituto.

100

95

75

25

5

0


Já neste mês, indicado pelo ex-superintendente Celso Menezes, também formado na FAZU, e que foi um parceiro permanente durante toda sua atuação, Leandro assume a Superintendência Técnica da Girolando. “A parceria entre a FAZU e a Girolando foi muito importante para minha formação profissional, já que eu tinha um histórico com a raça. Mas a FAZU me deu oportunidade de mostrar o meu trabalho”, conta. Leandro explica que a FAZU mantém parceria com a Girolando na área de melhoramento genético, onde o rebanho da instituição é participante do Controle Leiteiro Oficial e como colaborador do Teste de Progênie da raça. Ele observa que este laço é importante para a formação de novos profissionais que irão atuar nessas atividades. A Zootecnia como ciência direcionada aos estudos animais, muito tem contribuído para a evolução da pecuária leiteira tropical por meio das diferentes linhas de trabalho em que atua, pois permite associar potencialidades genéticas às estratégias de nutrição, sanidade e manejo animal, a fim de consolidar a produtividade ao rebanho e qualidade ao produto final leite. E para firmar esta interação entre FAZU e Girolando, destaca-se o Centro de Capacitação Girolando (CCG), que

será construído junto as dependências da FAZU, com contrato de comodato com a Embrapa, pelo período de 30 anos. O terreno tem 12,6 ha e também será sede da Associação e do Instituto Brasileiro Científico Cultural Girolando. Dessa forma, a integração entre as atividades de ambas as instituições e do curso de Zootecnia da FAZU constituem-se como importante ferramenta para concretização do avanço e fortalecimento da pecuária leiteira no Brasil.

Vários cursos da Girolando ocorrem nas dependências da FAZU

100

95

75

25

5

00 88 e 89 domingo, 16 de maio de 2010 19:36:13

0


Nutrição

Subprodutos da indústria de cerveja na alimentação de vacas leiteiras O uso dos subprodutos da agroindústria na alimentação de bovinos leiteiros está em sintonia com os atuais conceitos de sustentabilidade e cuidado ambiental. A redução da deposição de montantes orgânicos provenientes das agroindústrias, no ambiente, e a agregação de valor nutricional a estes resíduos conferem à pecuária leiteira o status de atividade ambientalmente correta. Devido à quantidade produzida, cerca de 5.000 toneladas diárias no Brasil, o resíduo da indústria de cerveja tem despertado atenção principalmente dos pesquisadores e produtores. Caracteristicamente, o resíduo úmido de cervejaria (RUC) é gerado pela indústria após remoção do amido dos grãos de cereais para produção de álcool. Industrialmente, o malte de cevada é moído e pode ser misturado com milho, arroz, ou outros cereais, processo após o qual é feito o cozimento e separação das frações sólidas e líquidas. A fração líquida é fermentada para produzir cerveja, enquanto que a parte sólida é o resíduo de cervejaria. A proporção de malte de cevada, utilizada com arroz ou milho, varia entre as indústrias e a proporção exata faz parte do segredo industrial. Esta variação na proporção de grãos resulta nas diferentes composições químico-bromatológicas observadas neste subproduto. Apesar de variável, a composição química do resíduo úmido de cervejaria apresenta em média valores de 21,8% de matéria seca (MS); 28,4% de proteína bruta (PB); 14,9% de fibra bruta (FB); 45,3% de extrativos não-nitrogenados (ENN); 5,2% de extrato etéreo (EE); 23,1% de fibra em detergente ácido (FDA); 47,1% de fibra em detergente neutro (FDN); 24,1% de hemicelulose (HCEL); 17,8% de celulose (CEL); 10,6% de carboidratos não-fibrosos (CNF); 17,0% de nitrogênio insolúvel em detergente ácido (NIDA); 5,3% de lignina (LIG) e 71,6% de nutrientes digestíveis totais (NDT). De antemão, é interessante destacar a necessidade da análise do resíduo úmido de cervejaria por ocasião da aquisição do subproduto; a análise prévia do ingrediente é a garantia de uma ração corretamente formulada. O elevado teor de NDT é o que mais chama atenção na composição química do RUC e parece ser o principal

¹Adriano Henrique do Nascimento Rangel ²Dorgival Morais de Lima Júnior ³Emerson Moreira de Aguiar

responsável pelos excelentes resultados práticos da utilização desse ingrediente na alimentação de ruminantes. Todavia, merece destaque a fração fibrosa do material. Os teores de FDN e FDA, bem como de CEL e HCEL indicam que a taxa e a extensão de degradação da fibra podem ser medianas. Aproximadamente 50% da parede celular (FDN) são degradáveis no rúmen. Outrossim, somente 33% do FDN podem ser considerados como fibra efetiva e, portanto, o RUC não deve ser considerado um substituto para as forragens, embora ele contribua para a porção fibrosa da dieta. De acordo com CABRAL (1999), o RUC é classificado pelas indústrias como um concentrado de médio valor protéico e não um substituto forrageiro. Entretanto, indica que a adição do resíduo em dietas de vacas em produção contribui para o atendimento dos requerimentos de fibra, podendo ser incluído em taxas de 15 a 20% da matéria seca total da dieta. Outro nutriente de grande importância na nutrição de bovinos leiteiros é a proteína. Os processamentos pelos quais passam à maioria dos resíduos da agroindústria acabam por modificar a fração protéica desses alimentos. Em alguns casos, como no RUC, a extração dos componentes solúveis e o processamento por aquecimento ocasionam desnaturação da maioria das proteínas do RUC, passando a predominar a fração protéica insolúvel e de baixa degradabilidade ruminal. Segundo RANGEL & LIMA JÚNIOR (2009), o subproduto apresenta teor de proteína não degradável no rúmen (PNDR) de 65,59% da PB. Dessa forma, o RUC constitui-se em uma fonte protéica de origem vegetal protegida da degradação ruminal (proteína “by-pass”). Isso significa que ela é predominantemente digerida no abomaso e no intestino em detrimento do rúmen. Esta pode ser uma vantagem quando o RUC é utilizado em complementação às fontes de proteína mais comuns, como farelo de soja, que têm maior taxa de degradação ruminal, especialmente quando se consideram vacas de alta produção. Neste caso, o nitrogênio (proteína) que entra no organismo animal através do alimento não é transformado em amônia no rúmen, mas absorvido na forma de aminoácidos no intestino. Um processo muito mais

100

95

75

25

5

90 90 a 93 segunda-feira, 17 de maio de 2010 11:21:04

0


eficiente do ponto de vista do animal. Entretanto, apesar de suas qualidades nutricionais, o RUC apresenta problemas relacionados ao seu alto conteúdo em umidade, variando de 70 a 90%, o que influi negativamente no transporte e armazenamento. A conservação do produto por períodos prolongados fica prejudicada. O uso eficiente do RUC para alimentação animal depende de conservação adequada. Alterações na composição bromatológica causadas por degradação aeróbica afetam negativamente o valor nutritivo do produto. Os fungos e as leveduras são os principais microorganismos responsáveis pela degradação aeróbia do RUC. Alguns destes fungos eventualmente produzem toxinas, como a Zearalenona, que tem efeito estrogênico, interferindo negativamente no desempenho reprodutivo dos animais. Segundo PEDROSO et al. (2006), em regiões quentes o resíduo não deve ser estocado por mais de três dias sob condições ambiente. O que ocorre na prática é a estocagem em média por 7 dias, chegando até a casos extremos de mais de 15 dias. Nestas condições, no final do período é notória a deterioração, que pode ser facilmente identificada pelo aumento da temperatura e odor desagradável que o produto adquire. O menor consumo provavelmente está ligado a modificações na composição química do RUC.

100

95

75

25

5

0

90 a 93 segunda-feira, 17 de maio de 2010 11:21:10


O processo de degradação aeróbia aumenta a concentração de componentes da parede celular, reduzindo a digestibilidade do material e a concentração de carboidratos solúveis. Além disso, há uma intensa degradação de proteínas, o que leva à concentração de nitrogênio amoniacal, aminas e ácidos orgânicos, responsáveis pelo odor desagradável. As alternativas para a conservação do resíduo úmido de cervejaria seriam os processos de ensilagem ou de secagem, conforme propostos por POLAN et al. (1985). A secagem artificial do produto até níveis de umidade em torno de 10 a 12% resolveria o inconveniente do baixo teor de MS. Contudo, os custos decorrentes da energia empregada seriam elevados, e operações preliminares ao processo como a prensagem geram resíduos líquidos de grande potencial poluente. Como ingrediente de rações, o resíduo seco pode ser considerado um suplemento protéico de valor médio, com 92,25% MS; 96,02% de matéria orgânica (MO); 21,33% PB; 6,93% EE; 44,21% FDN; 23,98% FDA e 4,80% de matéria mineral (MM). No processo de fermentação ocorre a perda de boa parte das frações solúveis da proteína (fermentadas), o que associado ao aquecimento do produto para secagem vai resultar em um alimento com boa parte de sua fração protéica insolúvel (aumento nos teores de nitrogênio indisponível-NIDA) e de baixa degradabilidade. Estudos mostraram que a secagem do resíduo úmido aumentou o consumo de matéria seca de 2,8% para 3,1% do peso vivo, porém, reduziu a degradabilidade da matéria seca e da fração protéica. DAVIS et al. (1983), avaliando os efeitos da adição do resíduo úmido prensado (32% de MS) em até 40% da MS da dieta, verificaram que não houve redução na ingestão de matéria seca mesmo para os maiores níveis de resíduo. Porém, só recentemente a tecnologia de prensagem foi apreendida por algumas plantas industriais de cerveja do país. Uma alternativa interessante é a utilização do resíduo de cervejaria fermentado (RCF) (anaerobicamente) na alimentação de vacas leiteiras. Tanto como aditivo para ensilagem ou silagens de resíduo integral, é interessante do ponto de vista nutricional. Quanto à composição química média do RCF, valores de 24,55% MS; 97,64% MO; 33,34% PB; 8,04% EE; 56,26% de carboidratos totais; 13,48% CNF; 55,17% FDN; 24,45% FDA; 4,57% LIG; 37,13% de nitrogênio insolúvel em detergente neutro; 16,58% NIDA; 82,04% NDT são documentados na literatura. Estudo realizado por Geron et al. (2007), para avaliar a caracterização, degradabilidade e digestão in vitro do RCF, demonstrou alto teor de PNDR (54,3% na PB) e esta foi de alta digestibilidade intestinal (79,7%), além de perfil de aminoácidos semelhante ao farelo de soja. Avaliando os coeficientes de digestibilidade (CD) parcial e total dos nutrientes, o pH, a concentração de nitrogênio amoniacal (N-NH3) do líquido ruminal e a eficiência de síntese microbiana em bovinos alimentados com rações contendo 0; 8; 16 e 24% de resíduo de cervejaria fermentado (RCF) Geron et al. (2008) observaram que os coeficientes de digestibilidades total e ruminal dos nutrientes não diferiram entre os níveis de RCF utilizados nas rações. Os níveis de RCF nas rações tiveram efeito positivo

100

95

75

25

5

0

90 a 93 segunda-feira, 17 de maio de 2010 11:21:12


sobre o coeficiente de digestibilidade intestinal de matéria seca e carboidratos totais. Não houve efeito dos níveis de RCF nas rações sobre o pH e a concentração de N-NH3 do líquido ruminal. Os níveis de RCF nas rações não influenciaram a eficiência de síntese microbiana. Assim, a inclusão de até 24% do RCF na MS em rações para bovinos não altera os processos de fermentação ruminal e digestão dos nutrientes. Em estudo mais recente Geron et al. (2010) avaliaram a inclusão de 0, 5, 10 e 15% do resíduo de cervejaria fermentado (RCF) nas rações de vacas leiteiras sobre o consumo e coeficiente de digestibilidade total (CD) dos nutrientes, produção e qualidade do leite. Os teores de RCF nas rações não alteraram o consumo dos nutrientes. A digestibilidade da MO, CT, FDN e FDA não foram influenciados pelos teores de RCF; contudo, verificou-se aumento na digestibilidade da MS, PB e EE em função da inclusão do RCF nas rações. A inclusão do RCF nas rações não influenciou na produção e qualidade do leite. Conclui-se que o RCF pode ser incluído até 15% nas rações de vacas leiteiras sem alterar o consumo de nutrientes e a produção e qualidade do leite. A inclusão do resíduo de cervejaria (úmido, desidratado ou fermentado) está condicionada à qualidade da dieta oferecida aos animais, condição fisiológica e qualidade do resíduo. No entanto, de acordo com a pesquisa, teores de 15 a 20% da MS parecem seguros para vacas alimentadas com relação de volumoso: concentrado 60:40, com concentrado à base de milho e soja e volumoso de qualidade (silagem de milho).

100

95

75

25

5

0

90 a 93 segunda-feira, 17 de maio de 2010 11:21:18


Produção Poliana de Castro Melo

Jurada Efetiva Girolando Doutoranda em Medicina Veterinária Preventiva - UNESP

ESTRUTURA E FUNÇÃO DA GLÂNDULA MAMÁRIA Aspectos Importantes para Produção Leiteira O sistema mamário dos bovinos é um órgão complexo que foi desenvolvido para utilizar os nutrientes absorvidos no trato gastrointestinal, ou de reservas corporais, disponíveis na corrente sanguínea para a síntese de leite pela glândula mamária. O sistema mamário está preparado para desempenhar funções após o parto do primeiro bezerro, quando ocorre o início do período de lactação. Faz-se necessário o conhecimento básico da estrutura e função da glândula mamária para melhor conhecimento quanto à produção leiteira. É evidente que a capacidade de produção leiteira nos bovinos está diretamente relacionada com a anatomia e estrutura da glândula mamária, e são múltiplos fatores que interferem na produção láctea e podem ser divididos em três grandes grupos: fatores de natureza genética; fatores ambientais e de nutrição e fatores externos de produtividade, estes ligados às características morfológicas externas que possibilitam a palpação e inspeção. A importância da morfologia externa da glândula mamária que demonstra sinais de produtividade leiteira é notável, devendo sempre levar-se em consideração a idade do animal. Características Morfológicas da Glândula Mamária Ideais em uma Vaca Leiteira Pele A pele é o revestimento cutâneo da glândula mamária que dá sustentação e apoio para a glândula por meio das fibras colágenas e elásticas do tecido conjuntivo subcutâneo. A pele deve ter elasticidade suficiente e ao mesmo tempo resistência adequada para conter o peso da

94 94 a 96 domingo, 16 de maio de 2010 18:54:31

tensão de apoio exercida pelo peso glandular; os vasos mantêm a permeabilidade adequada e evitam problemas como hemorragias que podem acontecer quando a pele é muita fina e elástica e devido ao peso glandular. Estrutura do Úbere e Ligamentos O úbere é uma glândula secretora composta por quatro quartos funcionalmente separados. As duas metades do úbere bovino estão separadas pelo ligamento suspensório médio formado por duas lamelas de tecido conjuntivo elástico que se origina da túnica abdominal. A extremidade posterior desse ligamento está ligada ao tendão pré-púbico. Os ligamentos suspensórios laterais são compostos de tiras fibrosas, não-elásticas, formando numerosas lamelas que penetram a glândula e se tornam contínuas com o tecido intersticial do úbere. Eles estão unidos aos tendões pré-púbicos e sub-púbicos, que estão unidos à sínfise pélvica. Estes ligamentos (lateral e mediano) são as estruturas primárias de suporte ao úbere bovino. A pele oferece pequeno suporte mecânico, mas não protege o úbere. A elasticidade do ligamento medial permite absorver os impactos resultantes da movimentação do animal; contudo, esse ligamento pode sofrer certo relaxamento com o avançar da idade e com o aumento da produção de leite. Pode ocorrer rompimento ou distensão excessiva desse conjunto de tecidos, causando a formação do úbere pendular, o que acarreta dificuldade de ordenha, maior predisposição a lesão nos tetos e maior risco de infecções intramamárias. Umas das ferramentas para obter animais com ligamento medial mais resistente é a seleção genética.

100

95

75

25

5

0


do teto é extremamente importante na proteção do úbere contra a penetração de bactérias causadoras de mastite. Vacas que apresentam tetos com canal relaxado, fraco ou mesmo com diâmetro amplo apresentam ordenha mais rápida (2 a 3 minutos) e maior predisposição à mastite. Por outro lado, vacas com esfíncter mais resistente e canal do teto com diâmetro reduzido têm ordenha mais lenta (10 minutos) e são menos propensas a infecções mamárias. Inervação do sistema mamário´ O principal suprimento nervoso para a glândula mamária tem origem em ramos dos nervos lombares que passam através do canal inguinal e atingem o úbere. A pele dos tetos apresenta extenso suprimento de nervos sensoriais; no entanto, o parênquima glandular possui pouca ou nenhuma inervação e as estruturas alveolares são totalmente desprovidas de inervação. Normalmente, os quartos anteriores pesam cerca de dois terços dos quartos posteriores, sendo então a maior produção de leite nos quartos posteriores. As duas glândulas do mesmo lado apresentam intercomunicações de vasos sanguíneos e são separadas apenas por um delgado tecido conjuntivo, porém as glândulas de lados opostos são completamente separadas pelo ligamento suspensório medial, com suprimento sanguíneo, nervoso e ligamentos suspensórios totalmente distintos. Tetos A forma e a posição dos tetos são muito importantes para facilitar o processo de ordenha mecânica: tetos muito grandes ou pequenos ou que apresentam ângulo muito aberto entre si causam dificuldade de colocação e manutenção das teteiras durante a ordenha. O orifício do teto é mantido fechado entre as ordenhas por meio de um grupo de fibras musculares que formam o esfíncter do teto. A manutenção da integridade dos tecidos do canal e orifício

Suprimento sanguíneo A síntese de leite requer uma grande quantidade de nutrientes, os quais têm origem na corrente sanguínea. Para cada litro de leite produzido, estima-se que seja necessário o bombeamento de aproximadamente 500 litros de sangue para a glândula mamária. O suprimento sanguíneo dessa glândula aumenta rapidamente após o início da lactação, ocorrendo um aumento de 2-6 vezes no fluxo sanguíneo para a glândula mamária 2-3 dias após o parto. A redução da produção de leite, com o avanço da lactação, não se deve à diminuição do fluxo sanguíneo para a glândula mamária. O suprimento sanguíneo arterial tem origem na artéria ilíaca externa, assim como através da artéria abdominal subcutânea e da artéria perineal. Um grande número de pequenas veias se une para formar o sistema venoso que drena a glândula mamária para três troncos principais: a veia subcutânea abdominal, também conhecida como veia do leite ou veia mamária; a

100

95

75

25

5

0

94 a 96 domingo, 16 de maio de 2010 18:54:33


veia pudenda externa e a veia perineal. Ejeção do Leite As células secretoras de leite são os alvéolos que são constituídos por uma camada de células que produzem os componentes do leite e os secretam dentro do lúmen alveolar. A quantidade de leite produzido é proporcional ao número de células secretoras presentes na glândula mamária, as quais são especializadas para a síntese de componentes do leite. Com a secreção dos componentes sólidos do leite para dentro do lúmen alveolar, ocorre também a entrada de água para manter a pressão osmótica estável. Após a secagem da vaca, as células secretoras sofrem um processo chamado de involução, no qual estas retornam a um estado de dormência até que ocorra novo estímulo após o parto. As células mioepiteliais que envolvem o alvéolo estão sob controle hormonal. Quando estimuladas elas se contraem e causam a expulsão do leite para fora do alvéolo, que pode ser então removido pelo bezerro ou ordenhadeira. Sem a contração das células mioepiteliais, grande parte do leite contido nos alvéolos e pequenos ductos não são ordenhados, o que pode levar à redução na quantidade de leite extraído da glândula mamária. A contração das células mioepiteliais tem origem em estímulo nervoso e hormonal. O estímulo táctil no teto ativa receptores nervosos da pele, os quais enviam esse estímulo até a medula espinhal e de lá até o hipotálamo, causando a liberação de ocitocina da hipófise na corrente sanguínea e sendo levado até a glândula mamária em torno de 19 a 22 segundos, e se liga a receptores nas células mioepiteliais, estimulando sua contração e a expulsão do leite para grandes ductos e cisterna da glândula. O contato manual nos tetos antes do início da ordenha é muito importante para o estímulo da ejeção do leite. Sendo assim, é fundamental que as unidades de ordenha sejam colocadas nas vacas durante a ordenha em no máximo 3060 segundos após a estimulação dos tetos, a fim de se extrair o leite o mais completamente possível, uma vez que a ocitocina tem meia vida de 3,5 minutos, desaparecendo da corrente sanguínea por meio da eliminação pelo fígado e rins.

demonstra a existência de alguma patologia. Proporção Partindo da base de implantação da glândula mamária esta deve ser a mais ampla e mais alta possível. Forma A forma das glândulas mamárias deve ser discretamente arredondada, de maneira que os quartos anteriores apresentem uma suave curva até a sua base de inserção. De forma geral, um bom úbere deve: possuir quartos posteriores com inserção forte com amplitude em sua base; quartos anteriores com inserção forte e projetando sua base para frente; úbere profundo e com tamanhos e formas simétricas; não deve ultrapassar a altura dos jarretes; apresentar tetos bem colocados, simétricos de tamanhos médios e bons calibres; sistema venoso aparente e bem definido; textura, flexibilidade e boa consistência à palpação.

100

95

Características Externas de Produtividade

75

Simetria O úbere deve ser perfeitamente simétrico, sendo os quartos anteriores e posteriores bem conformados e com tamanho uniforme. Qualquer sinal de hipertrofia ou atrofia

96 94 a 96 domingo, 16 de maio de 2010 18:54:33

25

Úbere posterior, inserção, ligamento central e largura.

5

0


100

95

75

25

5

0

97 domingo, 16 de maio de 2010 19:39:08


Girolando

Mais um ano... mais LEITE.... muito LEITE!!!!!! Encerramos o ano de 2009 com muitas e boas surpresas. Lançados os recordes do Controle Leiteiro tivemos algumas modificações nas colocações e algumas novidades, pela primeira vez divulgamos a relação das Top 10, Categorias Vaca Jovem e Vaca Adulta, nesse Top 10 encontra-se a classificação dos principais graus de sangue ¼ Hol + ¾ Gir, ½ Hol + ½ Gir, 5/8 Hol + 3/8 Gir e ¾ Hol + ¼

Gir agrupados e em ordem decrescente. Vale salientar que o animal número 1 do Top 10 Vaca Jovem é um animal 5/8 Hol + 3/8 Gir e que na categoria Vaca Adulta a segunda colocada também é um animal 5/8 Hol + 3/8 Gir, ficando atrás somente da lendária Quartinha da Terra Vermelha. Veja as tabelas abaixo divididos por grau de sangue e categorias.

Serviço de Controle Leiteiro da Raça Girolando TOP 10 – dez maiores lactações encerradas do Girolando (classificadas por categoria de idade)

CATEGORIA – VACA JOVEM CLASS. NOME DO ANIMAL 1ª 2ª 3ª 4ª 5ª 6ª 7ª 8ª 9ª 10ª

REGISTRO COMPOSIÇÃO RACIAL

Felícia Ribeirão Grande TE A-7603 Germina Xis 467 AH-6204 Vitrine GF Emerson N. Sra do Carmo A-9265 Kayene TE Sadonana AI-2028 Ohana Fancy Paul Fundão V-5616 Madona Frederick Boas Novas A-3954 Fauna Ribeirão Grande TE A-7602 Iasmim Bandoli X-6358 Kavinha Kenyo A-7116 Maraia Leduc Fundão T-5565

5/8 Hol + 3/8 Gir 3/4 Hol + 1/4 Gir 5/8 Hol + 3/8 Gir 3/4 Hol + 1/4 Gir 1/2 Hol + 1/2 Gir 5/8 Hol + 3/8 Gir 5/8 Hol + 3/8 Gir 1/2 Hol + 1/2 Gir 5/8 Hol + 3/8 Gir 1/2 Hol + 1/2 Gir

NOME DO PAI

ORDEM DE DATA DO LACTAÇÃO PARTO

Stouder Morty-ET Regancrest Juror Bond-ET O.S.B. Perl Emerson 5675-TE 110 Billy Fancy Paul Y Utag Valiant Fancy Paul-ET Clinita Zack Frederick-ET Stouder Morty-ET Modelo TE de Brasília Ricecrest Lance-ET Lystel Leduc-ET

1 1 1 1 1 1 1 1 1 1

29/05/2008 08/04/2008 14/02/2009 18/05/2008 12/05/2005 08/12/2008 25/05/2008 17/12/2008 06/10/2008 08/07/2003

IDADE AO PARTO PROD. EM ATÉ 365 DIAS DURAÇÃO PLANO DE (ANOS/MESES) (DIAS) CONTROLE LEITEIRO (KG DE LEITE) 01/11 02/04 02/05 02/01 02/02 03/03 01/11 02/11 02/03 02/00

15.366 kg 15.033 kg 14.680 kg 14.502 kg 14.418 kg 13.721 kg 13.099 kg 12.899 kg 12.726 kg 12.682 kg

365 341 365 365 365 363 365 365 365 365

Oficial Prod. Supervisionado Oficial Oficial Oficial Prod. Supervisionado Oficial Oficial Prod. Supervisionado Oficial

PROPRIETÁRIO DO ANIMAL DURANTE A LACTAÇÃO

UF

José Márcio De Simoni Silveira Geraldo Antônio de Oliveira Marques Germano Novais Franco Sadonana Agropecuária Ltda José Ricardo Fiuza Horta Plácido B. Campos/Gelsomar R. de Almeida José Márcio De Simoni Silveira Luiz Carlos Bandoli Gomes Kenyti Okano José Ricardo Fiuza Horta

MG MG MG MG MG MG MG RJ SP MG

PROPRIETÁRIO DO ANIMAL DURANTE A LACTAÇÃO

UF

CATEGORIA – VACA ADULTA CLASS. NOME DO ANIMAL 1ª 2ª 3ª 4ª 5ª 6ª 7ª 8ª 9ª 10ª

Quartinha Terra Vermelha Diva WTF da Estiva Angola Bethânia Liz Luke TE Mutum FB Panca Bandana Macaca JJC Malandra Lins Lógica Luke TE F. Mutum Espadilha JJC Criola da Promissão

REGISTRO COMPOSIÇÃO RACIAL T-4733 A-6900 AD-0041 A-0844 O-1464 Y-7459 AA-7724 A-0820 Y-3186 Y-8911

1/2 Hol + 1/2 Gir 5/8 Hol + 3/8 Gir 3/4 Hol + 1/4 Gir 5/8 Hol + 3/8 Gir 3/4 Hol + 1/4 Gir 1/2 Hol + 1/2 Gir 3/4 Hol + 1/4 Gir 5/8 Hol + 3/8 Gir 1/2 Hol + 1/2 Gir 1/2 Hol + 1/2 Gir

NOME DO PAI

ORDEM DE DATA DO IDADE AO PARTO PROD. EM ATÉ 365 DIAS DURAÇÃO PLANO DE LACTAÇÃO PARTO (ANOS/MESES) (DIAS) CONTROLE LEITEIRO (KG DE LEITE)

Red-Fever Oakland-ET Horizon Black Gold-ET Lirr-Crest-View Jess Norrielake Cleitus Luke-TW Clover Mist Bandana-ET N/D* N/D* Norrielake Cleitus Luke-TW N/D* N/D*

3 8 5 4 4 6 6 3 7 5

01/04/2006 12/07/2008 16/06/2008 11/08/2007 26/08/2001 14/08/2008 29/03/2007 09/02/2007 29/04/2008 15/02/2008

05/08 10/10 07/04 06/04 06/01 08/10 08/02 05/10 09/11 07/09

22.785 kg 21.193 kg 20.855 kg 20.145 kg 19.981 kg 19.631 kg 19.447 kg 19.385 kg 18.534 kg 17.668 kg

365 365 365 365 365 365 365 365 365 365

Oficial Oficial Oficial Oficial Prod. Supervisionado Oficial Prod. Supervisionado Oficial Oficial Oficial

Marta de Azevedo Bernardes Saulo Reis Valle Leopoldo Morais Alves de Souza Léo Machado Ferreira Luis Mauro Frederico/Sidney Zampieri Jr. Isomério Ferreira dos Reis Waldir Junqueira de Andrade Léo Machado Ferreira Isomério Ferreira dos Reis Walter Alves de Queiroz

SP RJ MG GO SP MG SP GO MG GO

*N/D – informação não disponível Critério de classificação: Foram selecionadas as dez maiores lactações do Girolando entre os graus de sangue 1/4 Hol + 3/4 Gir, 1/2 Hol + 1/2 Gir, 5/8 Hol + 3/8 Gir e 3/4 Hol + 1/4 Gir, obedecendo a seguinte ordem: 1° ) categoria de idade, sendo vacas jovens animais de primeira ordem de lactação com idade no parto máxima de 48 meses e vacas adultas animais de segunda ordem de lactação acima; 2° ) Para a classificação das matrizes foram utilizadas apenas as lactações válidas e encerradas até fevereiro de 2010, padronizadas em até 365 dias de lactação. Fonte: Departamento de Provas Zooténicas – Programa de Melhoramento Genético da Raça Girolando (PMGG), atualizado em março/ 2010.

100

95

75

25

5

98 98 a 100 domingo, 16 de maio de 2010 18:44:40

0


Serviço de Controle Leiteiro da Raça Girolando TOP 5 – cinco maiores lactações encerradas (classificadas por grau de sangue e categoria de idade) 1/4 HOL + 3/4 GIR CATEGORIA – VACA JOVEM CLASS. NOME DO ANIMAL

REGISTRO NOME DO PAI

1ª 2ª 3ª 4ª 5ª

Lalila TE Terra Vermelha Esperança Barra da Cachoeira Azaléia Paladino Nossa Sra do Carmo Luana do Império ICH Dieta Paladino TE

A-2108 A-1455 B-6385 8423 5199

C.A. Sansão Papiro Bem Feitor da Cal C.A. Paladino In N/D* C.A. Paladino In

1º 2º 3º 4º 5º

Gamada Sabarú Zumira 982 WTF da Estiva Colônia Sansão OG Boneca Morada Corinthiana Mágica Rancho Alegre

5644 RF-0696 6600 RF-0033 0640

Vale Ouro de Brasília N/D* C.A. Sansão N/D* Beguaba Gil

ORDEM DE LACTAÇÃO 1 1 1 1 1

PROPRIETÁRIO DO ANIMAL DATA DO IDADE AO PARTO PROD. EM ATÉ 365 DIAS DURAÇÃO PLANO DE (DIAS) CONTROLE LEITEIRO DURANTE A LACTAÇÃO PARTO (ANOS/MESES) (KG DE LEITE)

30/01/2009 20/05/2007 08/02/2008 10/06/2007 23/07/2008

02/10 02/10 02/05 03/11 03/09

UF

9.975 kg 9.191 kg 8.533 kg 7.916 kg 7.408 kg

365 346 362 365 365

Oficial Prod. Supervisionado Oficial Oficial Oficial

Marta de Azevedo Bernardes Emília César Campos Germano Novais Franco João Eduardo Alvim Freitas José Renato Chiari

SP MG MG BA GO

17.283 kg 12.678 kg 11.209 kg 10.907 kg 10.457 kg

365 364 353 365 365

Prod. Supervisionado Oficial Oficial Prod. Supervisionado Oficial

Walter Alves de Queiroz Waldir Toledo Furtado Nelson Ariza Jerônimo Gomes Ferreira Hilton da Cunha Peixoto

GO MG SP MG MG

CATEGORIA – VACA ADULTA 2 4 2 7 6

10/08/2007 04/05/2007 23/09/2008 06/02/2009 26/05/1998

04/10 06/11 04/04 09/06 08/06

½ HOL + ½ GIR CATEGORIA – VACA JOVEM CLASS. NOME DO ANIMAL

REGISTRO NOME DO PAI

1ª 2ª 3ª 4ª 5ª

Ohana Fancy Paul Fundão Iasmim Bandoli Maraia Leduc Fundão Bárbara Teatro Pedra Labareda HPJ

V-5616 X-6358 T-5565 AA-0936 X-5661

Utag Valiant Fancy Paul-ET Modelo TE de Brasília Lystel Leduc-ET Teatro da Silvânia Ocidente Bem Feitor Cal

1º 2º 3º 4º 5º

Quartinha Terra Vermelha Macaca JJC Espadilha JJC Criola da Promissão Opala Três Ilhas

T-4733 Y-7459 Y-3186 Y-8911 AB-0371

Red-Fever Oakland-ET N/D* N/D* N/D* C.A. Gandy TE

ORDEM DE LACTAÇÃO 1 1 1 1 1

PROPRIETÁRIO DO ANIMAL DATA DO IDADE AO PARTO PROD. EM ATÉ 365 DIAS DURAÇÃO PLANO DE (DIAS) CONTROLE LEITEIRO DURANTE A LACTAÇÃO PARTO (ANOS/MESES) (KG DE LEITE)

UF

14.418 kg 12.899 kg 12.682 kg 12.182 kg 12.057 kg

365 365 365 334 365

Oficial Oficial Oficial Prod. Supervisionado Prod. Supervisionado

MG José Ricardo Fiuza Horta RJ Luiz Carlos Bandoli Gomes MG José Ricardo Fiuza Horta Geraldo Antônio de Oliveira Marques MG Geraldo Antônio de Oliveira Marques MG

22.785 kg 19.631 kg 18.534 kg 17.668 kg 17.393 kg

365 365 365 365 323

Oficial Oficial Oficial Oficial Oficial

Marta de Azevedo Bernardes Isomério Ferreira dos Reis Isomério Ferreira dos Reis Walter Alves de Queiroz Rubens Fonseca Santos

SP MG MG GO MG

PROPRIETÁRIO DO ANIMAL DATA DO IDADE AO PARTO PROD. EM ATÉ 365 DIAS DURAÇÃO PLANO DE (DIAS) CONTROLE LEITEIRO DURANTE A LACTAÇÃO PARTO (ANOS/MESES) (KG DE LEITE)

UF

12/05/2005 17/12/2008 08/07/2003 15/04/2008 09/05/2007

02/02 02/11 02/00 02/02 03/00

CATEGORIA – VACA ADULTA 3 6 7 5 9

01/04/2006 14/08/2008 29/04/2008 15/02/2008 02/05/2008

05/08 08/10 09/11 07/09 11/04

5/8 HOL + 3/8 GIR CATEGORIA – VACA JOVEM CLASS. NOME DO ANIMAL 1ª 2ª 3ª 4ª 5ª

REGISTRO NOME DO PAI

Felícia Ribeirão Grande TE Vitrine GF Emerson N. Sra do Carmo Madona Frederick Boas Novas Fauna Ribeirão Grande TE Kavinha Kenyo

A-7603 A-9265 A-3954 A-7602 A-7116

ORDEM DE LACTAÇÃO

Stouder Morty-ET O.S.B. Perl Emerson 5675-TE Clinita Zack Frederick-ET Stouder Morty-ET Ricecrest Lance-ET

1 1 1 1 1

29/05/2008 14/02/2009 08/12/2008 25/05/2008 06/10/2008

01/11 02/05 03/03 01/11 02/03

15.366 kg 14.680 kg 13.721 kg 13.099 kg 12.726 kg

365 365 363 365 365

Oficial Oficial Prod. Supervisionado Oficial Prod. Supervisionado

José Márcio De Simoni Silveira Germano Novais Franco Plácido B. Campos/Gelsomar R. de Almeida José Márcio De Simoni Silveira Kenyti Okano

MG MG MG MG SP

100

95

75

CATEGORIA – VACA ADULTA 1º 2º 3º 4º 5º

Diva WTF da Estiva Liz Luke TE Mutum Lógica Luke TE F. Mutum Bailarina das Arábias Distinta Damião 3E

A-6900 A-0844 A-0820 3890 5159

Horizon Black Gold-ET Norrielake Cleitus Luke-TW Norrielake Cleitus Luke-TW Peticote Boda-ET Damião Bellwood 3E

8 4 3 2 4

12/07/2008 11/08/2007 09/02/2007 10/05/1999 02/03/2008

10/10 06/04 05/10 04/00 07/10

21.193 kg 20.145 kg 19.385 kg 14.607 kg 13.994 kg

365 365 365 365 328

Oficial Oficial Oficial Oficial Prod. Supervisionado

Saulo Reis Valle Léo Machado Ferreira Léo Machado Ferreira Ricardo Miziara Jreige Ronan Rinaldi de Souza Salgueiro

RJ GO GO MG MS

99 98 a 100 domingo, 16 de maio de 2010 18:44:47

25

5

0


3/4 HOL + 1/4 GIR CATEGORIA – VACA JOVEM CLASS. NOME DO ANIMAL

REGISTRO NOME DO PAI

1ª 2ª 3ª 4ª 5ª

Germina Xis 467 Kayene TE Sadonana Ataláia Santa Luccia Kaylana TE Sadonana Goiabinha WTF da Estiva

AH-6204 AI-2028 Q-6663 AI-2027 AJ-1350

Regancrest Juror Bond-ET 110 Billy Fancy Paul Y N/D* 110 Billy Fancy Paul Y Likable

1º 2º 3º 4º 5º

Angola Bethânia FB Panca Bandana Malandra Lins Alfy Cayuaba Donieta Mexerica Santa Luzia

AD-0041 O-1464 AA-7724 AD-5067 AE-6109

Lirr-Crest-View Jess Clover Mist Bandana-ET N/D* N/D* Ked Jurist-ET

ORDEM DE LACTAÇÃO 1 1 1 1 1

PROPRIETÁRIO DO ANIMAL DATA DO IDADE AO PARTO PROD. EM ATÉ 365 DIAS DURAÇÃO PLANO DE (DIAS) CONTROLE LEITEIRO DURANTE A LACTAÇÃO PARTO (ANOS/MESES) (KG DE LEITE)

08/04/2008 18/05/2008 07/10/2000 18/05/2008 04/07/2005

02/04 02/01 02/05 02/01 02/08

UF

15.033 kg 14.502 kg 12.075 kg 11.781 kg 11.719 kg

341 365 365 365 365

Prod. Supervisionado Oficial Prod. Supervisionado Oficial Prod. Supervisionado

Geraldo Antônio de Oliveira Marques Sadonana Agropecuária Ltda Jorge Papazoglu Sadonana Agropecuária Ltda Waldir Toledo Furtado

MG MG MG MG MG

20.855 kg 19.981 kg 19.447 kg 16.685 kg 16.575 kg

365 365 365 365 365

Oficial Prod. Supervisionado Prod. Supervisionado Prod. Supervisionado Prod. Supervisionado

Leopoldo Morais Alves de Souza Luis Mauro Frederico/Sidney Zampieri Jr. Waldir Junqueira de Andrade Ely Bonini Garcia Mário Roberto Ewbank Seixas

MG SP SP MG SP

CATEGORIA – VACA ADULTA 5 4 6 2 3

16/06/2008 26/08/2001 29/03/2007 10/06/2007 12/05/2008

07/04 06/01 08/02 03/07 05/00

*N/D – informação não disponível Critério de classificação: Foram selecionadas as cinco maiores lactações do Girolando, divididas por sangue (1/4 Hol + 3/4 Gir, 1/2 Hol + 1/2 Gir, 5/8 Hol + 3/8 Gir e 3/4 Hol + 1/4 Gir), obedecendo a seguinte ordem: 1° ) Grupo sanguíneo (grau de sangue); 2° ) categoria de idade, sendo vacas jovens animais de primeira ordem de lactação com idade no parto máxima de 48 meses e vacas adultas animais de segunda ordem de lactação acima; 3° ) Para a classificação das matrizes, foram utilizadas apenas as lactações válidas e encerradas até fevereiro de 2010, padronizadas em até 365 dias de lactação. Fonte: Departamento de Provas Zooténicas – Programa de Melhoramento Genético da Raça Girolando (PMGG), atualizado em março/ 2010.

Serviço de Controle Leiteiro da Raça Girolando TOP 5 – cinco maiores produções vitalícias (classificadas por grau de sangue) 1/4 HOL + 3/4 GIR

CLASS. NOME DO ANIMAL

REGISTRODATA DE NASC. NOME DO PAI

Nº DE DIAS EM PROD. VITALÍCIA CRIADOR LACTAÇÕES LACTAÇÃO (KG DE LEITE)

1ª 2ª 3ª 4ª 5ª

Boneca Morada Corinthiana Roxa Dona Beja Zumira 982 WTF da Estiva Doutora Hussen Sonho Dourado Caiçara IT

RF-0033 RF-0189 RF-0696 1771 RF-0028

22/07/1999 15/10/1989 11/05/2000 04/12/2000 15/08/1997

N/D* N/D* N/D* Hussen dos Poções N/D*

1º 2º 3º 4º 5º

Legítima Ravena das Três Passagens Alfy Cayuaba Dalton Alma TE Hortência Boa Fé Maraia Leduc Fundão Mamona OG

L-1120 R-5806 1423 T-5565 O-3696

17/11/1994 14/05/2000 04/05/1987 21/06/2001 29/01/1996

Briarpatch-R Ravena Lite-ET Dalton TE Pati Cal N/D* Lystel Leduc-ET Caldas Valiant Victor VII-TE

1º 2º 3º 4º 5º

Capital das Três Passagens Grampola TE Mason Itaúna Disparada do Morro Sereia do Astro da Baixadinha Y Bailarina das Arábias

4285 6100 2825 4763 3890

19/08/1996 11/06/1997 12/09/1994 04/05/1998 05/05/1995

Bis-May Tradition Cleitus Shoremar Mason-ET Jardim Divino Astro Baixadinha Y Peticote Boda-ET

1º 2º 3º 4º 5º

Flora OG Maruja Lindbergh Y Beleza Haden CF Copa Polo OG Ninfeta Fancy Paul Y

H-0200 N-5972 L-5134 K-8878 V-1197

10/06/1992 28/08/1996 07/04/1995 13/07/1994 22/02/1998

H. Conductor Balthazar Lindbergh Achilles Oiapoque N/D* B-Hiddenhills Mark-O-Polo TL Utag Valiant Fancy Paul-ET

5 8 3 4 8

1.564 2.535 981 1.516 2.018

2.775 2.146 3.133 1.661 2.487

2.291 2.664 3.639 2.525 1.901

UF

N/D* N/D* N/D* Luiz Tarquínio Duarte Pontes N/D*

N/D* N/D* N/D* BA N/D*

Jerônimo Gomes Ferreira Marcos Amaral Teixeira Waldir Toledo Furtado Luiz Tarquínio Duarte Pontes Itamir Faria Valle

MG MG MG BA GO

62.003 kg 59.492 kg 59.077 kg 58.937 kg 56.948 kg

Carlos Eduardo Ferreira Ely Bonini Garcia N/D* José Ricardo Fiuza Horta Olavo Gonçalves

MG MG N/D* MG MG

Carlos Eduardo Ferreira Ely Bonini Garcia Agropecuária Boa Fé Ltda Condomínio JPZ – Jorge Papazoglu e outro Olavo Gonçalves

MG MG MG MG MG

53.704 kg 53.556 kg 53.246 kg 52.304 kg 51.686 kg

Carlos Eduardo Ferreira RYG Empreend. Part. Adm. S/A Olavo de Resende Barros Júnior Renato da Cunha Oliveira Ricardo Miziara Jreige

MG MG MG MG MG

Condomínio JPZ – Jorge Papazoglu e outro Valério Machado Guimarães Olavo de Resende Barros Júnior Renato da Cunha Oliveira Maria Beatriz Costa Gomes

MG MG MG MG MG

88.376 kg 76.268 kg 71.826 kg 71.623 kg 62.998 kg

Olavo Gonçalves Renato da Cunha Oliveira N/D* Olavo Gonçalves Renato da Cunha Oliveira

MG MG N/D* MG MG

Olavo Gonçalves Renato da Cunha Oliveira Renato da Cunha Oliveira Olavo Gonçalves Renato da Cunha Oliveira

MG MG MG MG MG

5/8 HOL + 3/8 GIR 9 8 12 8 6

PROPRIETÁRIO

36.954 kg 33.484 kg 31.014 kg 30.344 kg 29.257 kg

½ HOL + ½ GIR 11 6 8 4 9

UF

3/4 HOL + 1/4 GIR 13 8 8 6 9

3.439 2.909 2.704 2.152 2.693

100

95

75

*N/D – informação não disponível Critério de classificação: Foram selecionadas em ordem decrescente as cinco maiores produções vitalícias por grau de sangue. A produção vitalícia de cada animal corresponde à somatória de todas as lactações encerradas ou em andamento, válidas, levando em consideração a data de encerramento da última lactação ou data do último controle realizado até fevereiro de 2010. Fonte: Departamento de Provas Zooténicas – Programa de Melhoramento Genético da Raça Girolando (PMGG), atualizado em março/ 2010.

25

5

100 98 a 100 domingo, 16 de maio de 2010 18:44:51

0


100

95

75

25

5

0

101 segunda-feira, 17 de maio de 2010 15:52:48


DEPARTAMENTO DE PROVAS ZOOTÉCNICAS - SERVIÇO DE CONTROLE LEITEIRO LACTAÇÕES ENCERRADAS DEZEMBRO DE 2009 A MARÇO DE 2010

Média Geral neste Período Nº de lactações: 1.259 - Produção Média: 6.542,21 Kgs Média nesta categoria Nº de Lact: 31 Produção: 3.553,30 kgs

GS: 1/4 - Categoria 2x (2 ORDENHAS) - Divisão I (Até 305 dias) CLASSE

AS BJ

NOME DO ANIMAL

CLASSIF

NOME DO PAI

PLANO

PRODUÇÃO

RA

PROPRIETÁRIO

GAIVOTA DA VAZTA

B+ 81

N/D

PRS

3.551,54

2 MARCO ANTONIO TARIFA DE LIMA

ESPUMA DA MEDALHA MILAGROSA

MB 86

N/D

OFC

3.613,51

2 EIRE ENIO DE FREITAS

VERONA DA MEDALHA MILAGROSA

B+ 80

N/D

OFC

3.240,25

2 EIRE ENIO DE FREITAS

ITUMBIARA MORADA CORINTHIANA

N/D

DEBATE TE DA PECPLAN

OFC

2.684,57

2 JERONIMO GOMES FERREIRA

BS

JACA DA MEDALHA MILAGROSA

MB 87

N/D

OFC

3.326,72

2 EIRE ENIO DE FREITAS

CJ

RUIVA METEORO MORADA CORINTHIANA

B+ 80

METEORO DE BRASILIA

OFC

3.382,94

2 JERONIMO GOMES FERREIRA

JIQUETIBA FR RECREIO

MB 85

N/D

OFC

5.776,79

2 MILA DE CARVALHO LAURINDO E CAMPOS

CS

D

MG MG

PRATA

MG

UBERLANDIA

MG

SAO JOSE DE UBA

RJ MG

2 DANIEL DA SILVA

ARGENTINA NOBRE SERTAO

B+ 82

NOBRE TE DA CAL

PRS

3.661,75

2 NAZARETH DIAS PEREIRA

CARMO DE MINAS

MG

BOA IDEIA DO TIAGO

BM 79

N/D

PRS

6.091,24

2 TIAGO GUIMARAES DE ASSIS

CACU

GO

N/D

N/D

PRS

2.714,45

2 KENYTI OKANO

ITUVERAVA

SP

N/D

N/D

PRS

2.694,77

2 KENYTI OKANO

MITO TE DE BRASILIA

OFC

4.498,66

2 JOSE DONATO DIAS FILHO

N/D

PRS

3.300,93

2 KENYTI OKANO

HALURGIA KENYO

GUISA KENYO

BM 76 N/D BM 75

ITUVERAVA

SP

MIGUEL PEREIRA

RJ

ITUVERAVA

SP

ANDAKA DOS POCOES

PRS

2.526,81

2 OLAVO DE RESENDE BARROS JUNIOR

ALBOS EDELEINE

N/D

N/D

PRS

4.787,62

2 JULIO CESAR BRESCIA MURTA

FAISCA KENYO

N/D

N/D

PRS

2.843,36

2 KENYTI OKANO

BACANA CORUMBA

N/D

N/D

PRS

3.799,73

2 LEDIR RODRIGUES TEIXEIRA

MEMORIA VALENTE JJJ

N/D

N/D

OFC

3.301,48

2 JERONIMO GOMES FERREIRA

GEMADA OG

N/D

N/D

PRS

6.911,95

2 OLAVO GONCALVES

MOEDA STT

N/D

N/D

PRS

4.456,31

2 ANNA MARIA BORGES CUNHA CAMPOS

MB 87

N/D

PRS

3.426,43

2 MONICA BORGES DE SOUZA

PICARRA FB/ESCOLA DE BODOQUENA

N/D

N/D

PRS

3.295,70

2 FUNDACAO BRADESCO

MIRANDA

MS

ROBERTA HG

N/D

N/D

PRS

3.015,27

2 MONICA BORGES DE SOUZA

CARMO DA MATA

MG

0746 MARFIN HG

RE 74

MARFIM

PRS

2.902,45

2 MONICA BORGES DE SOUZA

CARMO DA MATA

MG

0834 MARFIN HG

BM 78

MARFIM

PRS

2.838,79

2 MONICA BORGES DE SOUZA

CARMO DA MATA

MG

N/D

PRS

2.828,32

2 MONICA BORGES DE SOUZA

CARMO DA MATA

MG

OLIVEIRA

MG

LEANDRO FERREIRA

MG

ITUVERAVA

SP

CARMO DA MATA

MG

PAINS

MG

UBERLANDIA

MG

CAMPO FLORIDO

MG

TAPIRA

MG

CARMO DA MATA

MG

DRACENA SALTO

B+ 83

MARAVILHA MABU NAIDU

PRS

2.777,12

2 MONICA BORGES DE SOUZA

HABANERA TE EVEREST ITAUNA

B+ 80

C.A.EVEREST

PRS

2.668,69

2 VALERIO MACHADO GUIMARAES

ITAUNA

MG

N/D

PRS

2.666,93

2 MONICA BORGES DE SOUZA

CARMO DA MATA

MG

TIRANTE OD TE LAGO

PRS

2.620,85

2 MONICA BORGES DE SOUZA

CARMO DA MATA

MG

RONILDA HG 1024 TIRANTE TE LAGO HG

N/D B+ 84

NOME DO ANIMAL

CLASSIF

NOME DO PAI

100

Média nesta categoria Nº de Lact: 23 Produção: 6.435,70 Kgs

GS: 1/4 - Categoria 2x (2 ORDENHAS) - Divisão II (Até 365 dias)

AS

PRATA UBERLANDIA

3.946,52

BRASILIA GP

CLASSE

MG

PRS

GAITA SALTO II

H

PRATA

N/D

MELODIA ANDAKA DO MORRO

G

SAO JOAO DA BOA VISTA SP

BM 77

TINA VALINHOS

ESPANHOLA MITO DOM NATO

F

UF

MONTE ALEGRE DE MINAS

HURRA KENYO

E

MUNICÍPIO

PLANO

PRODUÇÃO

RA

PROPRIETÁRIO

MUNICÍPIO

UF

VARGEM GRANDE DO SUL

SP

LALILA TE TERRA VERMELHA

MB 87

C.A.SANSAO

OFC

9.975,66

2 MARTA DE AZEVEDO BERNARDES

CHAVA DA VAZTA

BM 76

N/D

PRS

6.098,42

2 MARCO ANTONIO TARIFA DE LIMA

SAO JOAO DA BOA VISTA SP

EMBROMADA DA VAZTA

BM 77

N/D

PRS

5.872,30

2 MARCO ANTONIO TARIFA DE LIMA

SAO JOAO DA BOA VISTA SP

PALHA DA VAZTA

BM 76

N/D

PRS

5.196,14

2 MARCO ANTONIO TARIFA DE LIMA

SAO JOAO DA BOA VISTA SP

IMPERATRIZ DA VAZTA

BM 76

N/D

PRS

4.228,92

2 MARCO ANTONIO TARIFA DE LIMA

SAO JOAO DA BOA VISTA SP

95

75

25

5

102 102 A 133 domingo, 16 de maio de 2010 19:52:20

0


BJ CS D

JENOCA LH TE

B+ 80

METEORO DE BRASILIA

OFC

7.880,28

2 LAIR DIAS DA SILVA

RESENDE

RJ

GAMELA LH TE

BM 79

METEORO DE BRASILIA

OFC

7.860,76

2 LAIR DIAS DA SILVA

RESENDE

RJ

PLATINA LE

MB 88

VAMPIRO DA EPAMIG

PRS

5.109,89

2 FILIPE ALVES GOMES

RAPOSO - ITAPERUNA

RJ

JORDANIA FR RECREIO

B+ 82

N/D

OFC

9.120,81

2 MILA DE CARVALHO LAURINDO E CAMPOS

SAO JOSE DE UBA

RJ

AVA FR RECREIO

BM 78

N/D

OFC

8.052,55

2 MILA DE CARVALHO LAURINDO E CAMPOS

SAO JOSE DE UBA

RJ

N/D

N/D

PRS

6.117,42

2 ANNA MARIA BORGES CUNHA CAMPOS

TAPIRA

MG

BM 76

N/D

PRS

3.419,63

2 FERNANDO RODRIGUES FERREIRA LEITE

PADRE BERNARDO

GO

ROCHEDA B.FEITOR N.S.DO CARMO

N/D

N/D

OFC

9.938,02

2 GERMANO NOVAIS FRANCO

PRATA

MG

GARCA MORADA CORINTHIANA

N/D

N/D

OFC

9.145,96

2 JERONIMO GOMES FERREIRA

UBERLANDIA

MG

HOLANDA SHANGRILA

N/D

N/D

PRS

7.183,97

2 HELVIO QUEIROZ DOS SANTOS

ABADIA DE GOIAS

GO

C.A.SANSAO

PRS

5.834,37

2 RUBIO FERNAL FERREIRA E SOUSA

UNAI

MG

SERRANA STT SARA F

E F

SARA PEDREIRA

G

BONECA MORADA CORINTHIANA

N/D

N/D

OFC

10.907,47

2 JERONIMO GOMES FERREIRA

UBERLANDIA

MG

CASTANHOLA CORUMBA

N/D

N/D

PRS

4.759,74

2 LEDIR RODRIGUES TEIXEIRA

PAINS

MG

ALVORADA DE BRASILIA

MB 89

FABULOSO DE BRASILIA

PRS

5.769,01

2 RUBIO FERNAL FERREIRA E SOUSA

UNAI

MG

N/D

N/D

PRS

4.332,58

2 KENYTI OKANO

ITUVERAVA

SP

N/D

N/D

PRS

4.191,59

2 ANNA MARIA BORGES CUNHA CAMPOS

TAPIRA

MG

CADARSO C-054

PRS

3.519,17

2 ALVARO JOSE DO MONTE VASCONCELOS

MACEIO

AL

N/D

PRS

3.506,54

2 JUAREZ QUINTAO HOSKEN

CARANGOLA

MG

DOROTEIA KENYO

H

B+ 84

MALICIA STT ANTARTICA ALTO VERDE MARINA GENERAL

B+ 82 N/D

Média nesta categoria Nº de Lact: 02 Produção: 7.217,34 Kgs

GS: 1/4 - Categoria 3x (3 ORDENHAS) - Divisão I (Até 305 dias) CLASSE

G

NOME DO ANIMAL

PLANO

PRODUÇÃO

RA

MUNICÍPIO

UF

LAMPARINA NOSSA SRA DO CARMO

CLASSIF

N/D

NOME DO PAI

N/D

OFC

7.229,41

2 GERMANO NOVAIS FRANCO

PRATA

MG

DIADEMA NOSSA SRA DO CARMO

N/D

N/D

OFC

7.205,26

2 GERMANO NOVAIS FRANCO

PRATA

MG

MUNICÍPIO

UF

PRATA

MG

LUZ

MG

GUARANI

MG

Média nesta categoria Nº de Lact: 03 Produção: 8.562,51 Kgs

GS: 1/4 - Categoria 3x (3 ORDENHAS) - Divisão II (Até 365 dias) CLASSE

BS D

NOME DO ANIMAL

CLASSIF

NOME DO PAI

AZALEIA PALADINO NOSSA SRA DO CARMO

MB 89

GRAFITE VIANO RENASCER ARARA WTF DA ESTIVA

PLANO

PRODUÇÃO

RA

C.A.PALADINO

OFC

9.109,48

2 GERMANO NOVAIS FRANCO

B+ 80

N/D

PRS

8.571,02

2 JOAO DARIO RIBEIRO

B+ 81

N/D

OFC

8.007,04

2 WALDIR TOLEDO FURTADO

AS

BJ BS

CJ

NOME DO ANIMAL

CLASSIF

NOME DO PAI

KAMADA KENYO

BM 78

N/D

IZA BON.BELEM

RE 70

CORTINA DA MEDALHA MILAGROSA

B+ 80

PIAVA DA MEDALHA MILAGROSA UIARA BIFORME STT

PROPRIETÁRIO

Média nesta categoria Nº de Lact: 30 Produção: 4.378,50 Kgs

GS: 3/8 - Categoria 2x (2 ORDENHAS) - Divisão I (Até 305 dias) CLASSE

PROPRIETÁRIO

PLANO

PRODUÇÃO

RA

MUNICÍPIO

UF

PRS

2.913,73

2 KENYTI OKANO

PROPRIETÁRIO

ITUVERAVA

SP

N/D

PRS

2.570,44

2 BONANZA INDUSTRIAL E AGRICOLA LTDA

CACHOEIRA

BA

N/D

OFC

4.366,29

2 EIRE ENIO DE FREITAS

PRATA

MG

B+ 83

N/D

OFC

3.588,19

2 EIRE ENIO DE FREITAS

PRATA

MG

BM 79

BIFORME DA EPAMIG

PRS

3.105,99

2 ANNA MARIA BORGES CUNHA CAMPOS

TAPIRA

MG

CASSIA

MG

CACU

GO

JEQUITIBA

MG

RBC VIATURA

MB 86

C.A.PALADINO

PRS

5.192,48

ROBERTO ANTONIO PINTO DE MELO 2 CARVALHO

NATA DO TIAGO

BM 75

N/D

PRS

6.049,79

2 TIAGO GUIMARAES DE ASSIS

ICEIA DOS POCOES

BM 76

N/D

OFC

4.578,58

2 AGROPASTORIL DOS POCOES LTDA

RBC TRILHA

B+ 82

C.A.QUERO QUERO

PRS

4.061,46

2

ROBERTO ANTONIO PINTO DE MELO CARVALHO

CASSIA

MG

UABITA SINO 3R STT

B+ 81

SINO 3R BELO MONTE

PRS

3.964,26

2 ANNA MARIA BORGES CUNHA CAMPOS

TAPIRA

MG

PRATINHA ATLANTICO DO TIAGO

BM 77

N/D

PRS

5.719,42

2 TIAGO GUIMARAES DE ASSIS

CACU

GO

TIGELA SINO 3R STT

B+ 81

SINO 3R BELO MONTE

PRS

4.075,93

2 ANNA MARIA BORGES CUNHA CAMPOS

CEBOLINHA BON.BELEM

RE 71

N/D

OFC

3.673,70

2 RAFAEL OLIVEIRA OSORIO

LOIRA DO PERY

BM 77

N/D

PRS

3.031,92

2 FERNANDO RODRIGUES FERREIRA LEITE

100

95

75

CS

TAPIRA

MG

CACHOEIRA

BA

PADRE BERNARDO

GO

25

5

103 102 A 133 domingo, 16 de maio de 2010 19:52:20

0


D

E F G

JACOBINA FR RECREIO

MB 86

N/D

OFC

7.856,18

2 MILA DE CARVALHO LAURINDO E CAMPOS

SAO JOSE DE UBA

RJ

IGUANA FR RECREIO

BM 75

N/D

OFC

5.824,33

2 MILA DE CARVALHO LAURINDO E CAMPOS

SAO JOSE DE UBA

RJ

BARATINHA DO TIAGO

BM 79

N/D

PRS

5.813,60

2 TIAGO GUIMARAES DE ASSIS

CACU

GO

JACUTINGA ZOOKKO DO TIAGO

BM 79

N/D

PRS

5.388,17

2 TIAGO GUIMARAES DE ASSIS

CACU

GO

UMBELINA NOBRE RANCHARIA

N/D

NOBRE TE DA CAL

PRS

4.653,24

2 ALDIR HENRIQUE SILVA

LUZIANIA

GO

CASSIA

MG

TAPIRA

MG

MONTE ALEGRE DE MINAS

MG

PAINS

MG

JUIZ DE FORA

MG

LEANDRO FERREIRA

MG

RBC SUPREMA

MB 87

NOBRE TE DA CAL

PRS

4.199,28

ROBERTO ANTONIO PINTO DE MELO 2 CARVALHO

SUECIA VAFEIRO STT

B+ 82

VAFEIRO DA EPAMIG

PRS

4.063,23

2 ANNA MARIA BORGES CUNHA CAMPOS

FORTUNA VALINHOS

MB 87

URANIO TE DA SILVANIA

PRS

3.264,39

2 DANIEL DA SILVA/MAGNOLIA MARTINS SILVA

ESCOVA PODEROSO CORUMBA

MB 87

PODEROSO BEM FEITOR DA CAL

PRS

2.899,91

2 LEDIR RODRIGUES TEIXEIRA

TANGERINA NERA

BM 76

MARAVILHA AZ URUTU

PRS

2.834,66

2 NEWTON RABELLO DE CASTRO JUNIOR

CINELANDIA LEBLOU

B+ 80

N/D

PRS

2.596,69

2 JULIO CESAR BRESCIA MURTA

BAILARINA DO TIAGO

B+ 81

N/D

PRS

7.185,00

2 TIAGO GUIMARAES DE ASSIS

AJ AS

BJ

BS

CJ

D

MG

MIGUEL PEREIRA

RJ

MB 86

JARRO DE OURO DA CAL

PRS

4.303,88

2 DANIEL DA SILVA

CIGANA QUERO QUERO DOM NATO

BM 77

C.A.QUERO QUERO

OFC

3.360,71

2 JOSE DONATO DIAS FILHO

MAZUQUINHA DO CATOLE

B+ 81

N/D

PRS

2.912,49

2 WALDEMAR DE BRITO CAVALCANTI FILHO

PESQUEIRA

PE

UMIDADE MORADA CORINTHIANA

B+ 83

N/D

OFC

7.306,97

2 JERONIMO GOMES FERREIRA

UBERLANDIA

MG

MUNICÍPIO

UF

ABADIA DE GOIAS

GO

NOVA PONTE

MG

NOME DO ANIMAL

CLASSIF

NOME DO PAI

Média nesta categoria Nº de Lact: 29 Produção: 5.548,87 Kgs PLANO

PRODUÇÃO

RA

ROMA SHANGRILA

BM 76

N/D

PRS

4.137,68

2 HELVIO QUEIROZ DOS SANTOS

CODORNA 69

BM 77

N/D

PRS

7.190,74

2 HUMBERTO NAVES

MEO DA VAZTA

BM 76

N/D

PRS

6.028,87

2 MARCO ANTONIO TARIFA DE LIMA

ELETRICA MODELO VOLTA FRIA

MB 87

MODELO TE DE BRASILIA

PRS

5.210,57

2 FILIPE ALVES GOMES

PROPRIETÁRIO

JURVA DOS POCOES

B+ 81

N/D

OFC

8.076,40

2 AGROPASTORIL DOS POCOES LTDA

AIRUOCA RBR

B+ 80

N/D

PRS

7.873,23

2 AMELIA BRAGA REIS

NEOMA FR RECREIO

RE 74

N/D

OFC

5.628,66

CONDUTA F

N/D

VISON TE SILVANIA

PRS

PINTADA DA GARDEN S BUCK

B+ 80

N/D

OFS

JUBA KENYO

BM 78

N/D

ILHA

BM 75

LEGENDA FR RECREIO

SAO JOAO DA BOA VISTA SP RAPOSO - ITAPERUNA

RJ

JEQUITIBA

MG

MONSENHOR PAULO

MG

2 MILA DE CARVALHO LAURINDO E CAMPOS

SAO JOSE DE UBA

RJ

2.563,31

2 FERNANDO RODRIGUES FERREIRA LEITE

PADRE BERNARDO

GO

5.582,63

2 JOSE MASCARENHAS TORRES JUNIOR

ARAXA

MG

PRS

3.748,71

2 KENYTI OKANO

ITUVERAVA

SP

N/D

PRS

3.118,47

2 ANIZIO MANOEL DA SILVA

PARANAIBA

MS

N/D

N/D

OFC

7.640,91

2 MILA DE CARVALHO LAURINDO E CAMPOS

SAO JOSE DE UBA

RJ

ACEROLA NERA

RE 74

C.A.PALADINO

PRS

3.930,42

2 NEWTON RABELLO DE CASTRO JUNIOR

JUIZ DE FORA

MG

UACAI ATLAS STT

BM 78

ATLAS DA EPAMIG

PRS

3.885,03

2 ANNA MARIA BORGES CUNHA CAMPOS

TAPIRA

MG

ILUMINATA FR RECREIO

CS

GO

LAMA PRETA JOSELITA JARRO DE OURO

GS: 3/8 - Categoria 2x (2 ORDENHAS) - Divisão II (Até 365 dias) CLASSE

CACU MONTE ALEGRE DE MINAS

N/D

OFC

10.025,56

2 MILA DE CARVALHO LAURINDO E CAMPOS

PIPOCA NOSSA SRA DO CARMO

MB 86

N/D

NOBRE TE DA CAL

OFC

6.690,58

3 GERMANO NOVAIS FRANCO

SAO JOSE DE UBA

RJ

PRATA

MG

VALENTINA FAC

BM 78

N/D

OFC

6.671,91

2 JOAO LAZARO PEREIRA

ORIZONA

GO

LULUZINHA SAMPA

RE 74

N/D

PRS

4.999,17

2 JORGE LUIS MENDONCA SAMPAIO

ARAÇAS

BA

EDEIA PODEROSO CORUMBA

N/D

PODEROSO BEM FEITOR DA CAL

PRS

4.352,92

2 LEDIR RODRIGUES TEIXEIRA

PAINS

MG

GOTICA FR RECREIO

B+ 84

N/D

OFC

8.608,03

2 MILA DE CARVALHO LAURINDO E CAMPOS

SAO JOSE DE UBA

RJ

ARAXA

MG

ITUIUTABA

MG

PADRE BERNARDO

GO

JARAGUARI

MS

PADRE BERNARDO

GO

MENINA ECT

BM 79

GALAXI TE GAVIAO

PRS

7.078,12

FERNANDO H.F.CARVALHO/MARCELA 3 F.CARVALHO

SIRIEMA 875 ESPRAIADO

MB 87

875

OFC

4.271,27

2 BENEDITO DEODATO DE ARAUJO

LANCHONETE F

BM 76

N/D

PRS

4.118,48

2 FERNANDO RODRIGUES FERREIRA LEITE

MIMOSA DA CABECEIRA

BM 78

BEM FEITOR RAPOSO DA CAL

PRS

4.043,07

2 MARCEL CORTES MENDONCA

ALICIA F

BM 77

TEATRO DA SILVANIA

PRS

3.560,32

2 FERNANDO RODRIGUES FERREIRA LEITE

100

95

75

25

5

104 102 A 133 domingo, 16 de maio de 2010 19:52:20

0


E F

FLOR DE MAIO MORADA CORINTHIANA

MB 86

N/D

OFC

7.349,11

2 JERONIMO GOMES FERREIRA

UBERLANDIA

MG

ROCEIRA SINO 3R STT

B+ 81

SINO 3R BELO MONTE

PRS

5.019,66

2 ANNA MARIA BORGES CUNHA CAMPOS

TAPIRA

MG

SERENATA SINO 3R STT

B+ 81

SINO 3R BELO MONTE

PRS

4.656,31

2 ANNA MARIA BORGES CUNHA CAMPOS

TAPIRA

MG

4.856,97

ROBERTO ANTONIO PINTO DE MELO 2 CARVALHO

CASSIA

MG

RBC PRATA

MB 85

JARRO DE OURO DA CAL

PRS

Média nesta categoria Nº de Lact: 07 Produção: 7.862,85 Kgs

GS: 3/8 - Categoria 3x (3 ORDENHAS) - Divisão I (Até 305 dias) CLASSE

AS BJ CJ CS E

NOME DO ANIMAL

PLANO

PRODUÇÃO

ZIRCONIA BUZIOS WTF DA ESTIVA

CLASSIF

B+ 83

NOME DO PAI

BUZIOS TE DE KUBERA

OFC

7.344,93

RA

2 WALDIR TOLEDO FURTADO

MUNICÍPIO

UF

GUARANI

MG

MOREIRA GUARDIAO ONCA

B+ 84

GUARDIAO TE GAVIAO

OFC

8.845,93

2 JOSE HENRIQUE GUIMARAES

UBERLANDIA

MG

PASSARELA WTF DA ESTIVA

B+ 83

REFUGIO DA SILVANIA

OFC

6.145,47

2 WALDIR TOLEDO FURTADO

CEREJA DA MEDALHA MILAGROSA

B+ 80

N/D

OFC

8.957,51

2 EIRE ENIO DE FREITAS

GUARANI

MG

PRATA

MG

RACA BARRA DA CACHOEIRA

BM 77

N/D

PRS

6.009,02

3 EMILIA CESAR CAMPOS

CASSIA

MG

IMPERATRIZ BARRA DA CACHOEIRA

B+ 84

BARBANTE TE DE KUBERA

PRS

9.642,78

3 EMILIA CESAR CAMPOS

CASSIA

MG

BRASILIA TRIBUTO DA ONCA

MB 86

N/D

OFC

8.094,29

2 JOSE HENRIQUE GUIMARAES

UBERLANDIA

MG

Média nesta categoria Nº de Lact: 04 Produção: 6.390,58 Kgs

GS: 3/8 - Categoria 3x (3 ORDENHAS) - Divisão II (Até 365 dias) CLASSE

AS BJ G

NOME DO ANIMAL

CLASSIF

NOME DO PAI

PLANO

PRODUÇÃO

MARAVILHA UNIVERSO WTF DA ESTIVA

B+ 83

UNIVERSO DE BRASILIA

OFC

5.904,38

RA

2 WALDIR TOLEDO FURTADO

MUNICÍPIO

UF

GUARANI

MG

GISELE GUARDIAO ONCA

MB 85

GUARDIAO TE GAVIAO

OFC

7.241,74

2 JOSE HENRIQUE GUIMARAES

UBERLANDIA

MG

DECIMA TRIBUTO ONCA

MB 87

TRIBUTO DE BRASILIA

OFC

4.586,78

2 JOSE HENRIQUE GUIMARAES

UBERLANDIA

MG

MORCEGA SANTA CRUZ DA ONCA

B+ 84

N/D

OFC

7.829,42

2 JOSE HENRIQUE GUIMARAES

AA AJ

NOME DO ANIMAL

UBERLANDIA

MG

PLANO

PRODUÇÃO

MUNICÍPIO

UF

GUERREIRA MARKOWICZ

B+ 82

SANTA ESPERANCA JUROR CAROL JAMES-TE

PRS

3.589,32

2 FILIPE ALVES GOMES

RAPOSO - ITAPERUNA

RJ

DESEJADA JM MONTE ALVERNE

B+ 81

TEATRO DA SILVANIA

PRS

3.580,91

2 FILIPE ALVES GOMES

RAPOSO - ITAPERUNA

RJ

DELICIA JM MONTE ALVERNE

MB 85

TEATRO DA SILVANIA

PRS

3.396,00

2 FILIPE ALVES GOMES

RAPOSO - ITAPERUNA

RJ

FAFA BELA DONA CASTELO DA PHENIX

B+ 81

CASTELO DE KUBERA

PRS

5.942,46

2 JOSE FRANCISCO NOGUEIRA DE MELLO

MOGI DAS CRUZES

SP

SENHORITA METEORO SANTA LUZIA

BM 79

METEORO DE BRASILIA

PRS

5.669,00

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

MEDUSA CANOAS

MB 86

JUNGE BELLWOOD SNOOPY-ET

PRS

5.509,88

2 JOSE COELHO VICTOR

NOBRE TE DA CAL

PRS

5.416,22

2 JOSE GERALDO VAZ ALMEIDA

GRAVURA NOBRE JGVA

N/D

NOME DO PAI

RA

PROPRIETÁRIO

PASSOS

MG

AMARGOSA

BA

MAJORITARIA CANOAS

B+ 84

JUNGE BELLWOOD SNOOPY-ET

PRS

5.222,64

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

MAGICA CANOAS

MB 85

JUNGE BELLWOOD SNOOPY-ET

PRS

5.144,13

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

VANGUARDA AZ SANTA LUZIA

B+ 82

MARAVILHA AZ URUTU

PRS

5.026,97

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

GALENA LANDEMART

B+ 80

BEM NADO TE RIBEIRAO GRANDE

PRS

4.833,13

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

CARMO DE MINAS

MG

AKIRA WINDSTAR SERTAO

AS

CLASSIF

PROPRIETÁRIO

Média nesta categoria Nº de Lact: 208 Produção: 4.641,51 Kgs

GS: 1/2 - Categoria 2x (2 ORDENHAS) - Divisão I (Até 305 dias) CLASSE

PROPRIETÁRIO

DUPASQUIER WINDSTAR

PRS

4.691,35

2 NAZARETH DIAS PEREIRA

FUFU MARKOWICZ

OT 91

N/D

SANTA ESPERANCA JUROR CAROL JAMES-TE

PRS

4.597,85

2 FILIPE ALVES GOMES

RAPOSO - ITAPERUNA

RJ

SINDY MODELO SANTA LUZIA

B+ 82

MODELO TE DE BRASILIA

PRS

4.572,60

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

ARISTA RBR

BM 79

N/D

PRS

4.505,66

2 AMELIA BRAGA REIS

MONSENHOR PAULO

MG

ITALIA MADSON OG

BM 77

N/D

PRS

4.174,53

2 OLAVO GONCALVES

CAMPO FLORIDO

MG

SEPIA METEORO SANTA LUZIA

B+ 82

METEORO DE BRASILIA

PRS

3.859,60

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

SERRANIA METEORO SANTA LUZIA

B+ 82

METEORO DE BRASILIA

PRS

3.759,89

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

PROFECIA LE

B+ 81

O.S.B.N.RUSS WINCHESTER 1335-TE

PRS

3.741,22

2 FILIPE ALVES GOMES

RAPOSO - ITAPERUNA

RJ

GUATEMALA LE

BM 78

O.S.B.N.RUSS WINCHESTER 1335-TE

PRS

3.721,35

2 BEATRIZ AUGUSTA ISAAC LOBO

SENHOR DO BONFIM

BA

ALBOS GERLINDA BEM FEITOR TE

B+ 81

BEM FEITOR RAPOSO DA CAL

OFC

3.458,10

3

BETIM

MG

GARDENIA LANDEMART

B+ 81

BEM NADO TE RIBEIRAO GRANDE

PRS

3.434,03

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

PUPILA ESHOF SANTA LUZIA

B+ 81

ESHOF I

PRS

3.195,67

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

SOROCABA VI WINDSTAR DA ANGOLA

B+ 83

DUPASQUIER WINDSTAR

PRS

3.135,50

2 MARIO ROBERTO EWBANK SEIXAS

4583 SANTA LUZIA

B+ 84

N/D

PRS

2.848,58

2 JOSE COELHO VICTOR

100

95 ALBERTO OSWALDO CONTINENTINO DE ARAUJO

PATROCINIO PAULISTA

SP

PASSOS

MG

75

25

5

105 102 A 133 domingo, 16 de maio de 2010 19:52:20

0


BJ

BS

CJ

EFICACIA MAMJ

MB 86

G.D.R.CANADIAN STAR-TE

PRS

7.606,04

2 MARIO ROBERTO EWBANK SEIXAS

PATROCINIO PAULISTA

SP

PIONEIRA ESHOF SANTA LUZIA

B+ 83

ESHOF I

PRS

6.657,39

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

ANGAI RBR

BM 78

N/D

PRS

6.514,75

2 AMELIA BRAGA REIS

MONSENHOR PAULO

MG

POUPANCA DRAMATIC SANTA LUZIA

B+ 82

SHADOW-RIDGE DRAMATIC

PRS

5.378,80

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

AMAPA RBR

BM 77

N/D

PRS

5.179,24

2 AMELIA BRAGA REIS

MONSENHOR PAULO

MG

ARCA RBR

BM 78

N/D

PRS

5.024,32

2 AMELIA BRAGA REIS

MONSENHOR PAULO

MG

SANGRIA MODELO SANTA LUZIA

B+ 84

MODELO TE DE BRASILIA

PRS

4.991,05

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

SELARIA METEORO SANTA LUZIA

B+ 83

METEORO DE BRASILIA

PRS

4.907,93

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

ATREVIDA RBR

BM 79

N/D

PRS

4.852,09

2 AMELIA BRAGA REIS

MONSENHOR PAULO

MG

ZELIA DEMELLO

B+ 83

C.A.SANSAO

PRS

3.954,84

2 PAULO ROBERTO DE MELLO

MUTUM

MG

SERIEMA METEORO SANTA LUZIA

B+ 81

METEORO DE BRASILIA

PRS

3.841,08

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

POLENTA ESHOF SANTA LUZIA

MB 85

ESHOF I

PRS

3.525,64

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

ALAGOAS MARKET SERTAO

B+ 82

END-ROAD WADE MARKET-ET

PRS

2.980,03

2 NAZARETH DIAS PEREIRA

CARMO DE MINAS

MG

ANDYRA MODELO SANTA LUZIA

B+ 84

MODELO TE DE BRASILIA

PRS

5.527,78

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

ALICIA CAJU SANTA LUZIA

B+ 83

CAJU DE BRASILIA

PRS

5.335,49

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

OFENSIVA OSMOND SANTA LUCIA

B+ 83

EEMVELDER OSMOND

PRS

5.277,32

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

AERONAUTICA DF

MB 86

HARM MATHIE EMERSON 1338

PRS

5.128,27

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

EXOTICA BLOKE SANTA LUCIA

MB 86

DELTA BLOKE

PRS

4.901,96

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

ALINE RCG

BM 77

N/D

OFC

4.669,90

3 EIRE ENIO DE FREITAS

PRATA

MG

CAPOEIRA F

B+ 83

RICECREST BRETT-ET

PRS

4.422,36

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

OFICINA OSMOND SANTA LUCIA

B+ 82

EEMVELDER OSMOND

PRS

4.345,20

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

ECHADA MARKOWICZ

B+ 81

SANTA ESPERANCA JUROR CAROL JAMES-TE

PRS

4.330,41

2 FILIPE ALVES GOMES

RAPOSO - ITAPERUNA

RJ

ALCOVA DF

B+ 83

HARM MATHIE EMERSON 1338

PRS

4.098,45

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

PAROQUIA ESHOF SANTA LUCIA

B+ 82

ESHOF I

PRS

4.023,63

2 JOSE COELHO VICTOR

GAROTA JGC

B+ 84

RAJKOT DE BRASILIA

PRS

3.827,99

2 CARLINDO MEIRELES DA FONSECA

ASTECA DF

B+ 83

HARM MATHIE EMERSON 1338

PRS

3.657,30

2555 SANTA LUZIA

MB 86

N/D

PRS

3.301,49

2572 SANTA LUZIA

MB 85

N/D

PRS

3.242,12

2 JOSE COELHO VICTOR

PELEZINHA BON.BELEM

BM 78

OSCILANTE DA CINELANDIA

PRS

3.178,53

2 BONANZA INDUSTRIAL E AGRICOLA LTDA

OPERA FREDERICK SANTA LUCIA

B+ 84

CLINITA ZACK FREDERICK-ET

PRS

2.985,79

CELESTE F

B+ 84

RICECREST BRETT-ET

PRS

2524 SANTA LUZIA

B+ 82

N/D

PRS

PASSOS

MG

ITAMONTE

MG

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

PASSOS

MG

CACHOEIRA

BA

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

2.642,75

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

2.639,33

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

ALBOS FRAGIL MODELO TE

MB 86

MODELO TE DE BRASILIA

OFC

2.558,00

ALBERTO OSWALDO CONTINENTINO DE 3 ARAUJO

ARIRANHA HPS

B+ 84

C.A.VEREADOR

PRS

8.044,18

2 CARLINDO MEIRELES DA FONSECA

BEIJA FLOR RBR

B+ 83

N/D

PRS

7.083,06

NARINA MARKET SANTA LUCIA

MB 85

END-ROAD WADE MARKET-ET

PRS

6.220,18

ESTIMATIVA MODELO SANTA LUZIA

B+ 84

MODELO TE DE BRASILIA

PRS

2653 SANTA LUZIA

MB 86

N/D

PRS

ESTRELA MODELO SANTA LUZIA

BM 77

MODELO TE DE BRASILIA

BARGANHA PALMARES

BM 77

N/D

CACIFE MARKOWICZ

B+ 80

A.F.FORTALEZA BELL-TE

MORENA TOMAHAWK SANTA LUCIA

B+ 83

GUIDED-PATH TOMAHAWK

BRIZA RBR

B+ 84

2553 SANTA LUZIA

MB 85

DALILA FAC

BETIM

MG

ITAMONTE

MG

2 AMELIA BRAGA REIS

MONSENHOR PAULO

MG

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

6.190,76

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

5.925,30

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

PRS

5.267,33

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

OFC

5.220,55

2 EIRE ENIO DE FREITAS

PRATA

MG

PRS

4.974,22

2 FILIPE ALVES GOMES

RAPOSO - ITAPERUNA

RJ

PRS

4.969,25

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

N/D

PRS

4.916,96

2 AMELIA BRAGA REIS

MONSENHOR PAULO

MG

N/D

PRS

4.686,60

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

BM 78

N/D

OFC

4.276,91

2 JOAO LAZARO PEREIRA

ORIZONA

GO

1406 SANTA LUZIA

B+ 81

N/D

PRS

4.194,50

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

ESTRUTURA MARAMBAIA

B+ 80

N/D

PRS

3.874,32

2 MADISSON PEREIRA MACHADO

NATIVIDADE

RJ

ALCOBACA RCG

BM 77

N/D

OFC

3.590,69

2 EIRE ENIO DE FREITAS

PRATA

MG

2627 SANTA LUZIA

B+ 82

N/D

PRS

2.603,42

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

100

95

75

25

5

106 102 A 133 domingo, 16 de maio de 2010 19:52:21

0


CS

D

BALEIA PROFEET BETHANIA

B+ 82

ETAZON PROFFET-ET

PRS

6.988,22

2 MARIO ROBERTO EWBANK SEIXAS

FIA METEORO VARJAO TE

B+ 83

METEORO DE BRASILIA

PRS

6.593,44

2 GERCI LUIZ MADURO

RESENDE

RJ

1409 SANTA LUZIA

B+ 84

N/D

PRS

5.786,99

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

MARIA BEM FEITOR DUSTER VARJAO

MB 86

BEM FEITOR RAPOSO DA CAL

PRS

5.779,64

2 GERCI LUIZ MADURO

RESENDE

RJ

RBC TENDA

MB 87

C.A.QUERO QUERO

PRS

5.762,13

ROBERTO ANTONIO PINTO DE MELO 2 CARVALHO

CARMELO ISABELA IMPRESSOR

MB 89

N/D

PRS

5.398,05

2 CARLINDO MEIRELES DA FONSECA

4862 SANTA LUZIA

B+ 80

N/D

PRS

4.590,38

2598 SANTA LUZIA

MB 86

N/D

PRS

4.555,96

4879 SANTA LUZIA

B+ 83

N/D

PRS

4897 SANTA LUZIA

B+ 81

N/D

LEITOA TE METEORO VARJAO

B+ 82

METEORO DE BRASILIA

2587 SANTA LUZIA

MB 86

ENFERMEIRA LE

MB 85

LADAINHA MARLOW ESPRAIADO

PATROCINIO PAULISTA

SP

CASSIA

MG

ITAMONTE

MG

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

4.251,96

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

PRS

4.230,72

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

PRS

3.942,81

2 GERCI LUIZ MADURO

RESENDE

RJ

N/D

PRS

3.797,53

2 JOSE COELHO VICTOR

LUMAFRE AQUILES PASTORA JUROR

PRS

3.372,92

2 NELSON ARIZA

BM 75

DEERINGS FER LI MARLOW-ET

OFC

2.792,92

2 BENEDITO DEODATO DE ARAUJO

PANTANEIRA TARUMA TGA

B+ 80

N/D

PRS

7.812,85

2 TIAGO GUIMARAES DE ASSIS

CACU

GO

AVENTURA RBR

MB 85

N/D

PRS

7.788,40

2 AMELIA BRAGA REIS

MONSENHOR PAULO

MG

ALAMEDA RBR

B+ 84

N/D

PRS

7.595,35

2 AMELIA BRAGA REIS

MONSENHOR PAULO

MG

DULCE DEBATE BON.BELEM

MB 88

DEBATE TE DA PECPLAN

PRS

7.402,32

2 BONANZA INDUSTRIAL E AGRICOLA LTDA

CACHOEIRA

BA

AIRUOCA HPS

B+ 84

NOBRE TE DA CAL

PRS

6.904,18

2 FILIPE ALVES GOMES

RAPOSO - ITAPERUNA

RJ

BROMÉLIA RBR

MB 85

N/D

PRS

6.464,67

2 AMELIA BRAGA REIS

MONSENHOR PAULO

MG

CARMELO PAULA IMPRESSOR

B+ 80

IMPRESSOR DE BRASILIA

PRS

6.100,56

2 CARLINDO MEIRELES DA FONSECA

ITAMONTE

MG

FLAUTA SANTA LUZIA

B+ 83

N/D

PRS

5.970,88

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

CANA MARKOWICZ

MB 85

MINEIRAO INTEGRITY ESTADIO TE

PRS

5.917,76

2 FILIPE ALVES GOMES

RAPOSO - ITAPERUNA

RJ

MENUDA DAS ARABIAS

OT 90

LANGS-TWIM-ELM MATRIX-ET

PRS

5.157,13

3 MARIA BEATRIZ COSTA GOMES

UBERABA

MG

MADRI JJC

MB 87

N/D

PRS

5.098,70

2 FABIANO R.LOPES / MARCIA M.BATISTA

FRUTAL

MG

ELIENE BON BELEM

BM 78

N/D

PRS

4.847,85

2 BONANZA INDUSTRIAL E AGRICOLA LTDA

CACHOEIRA

BA

ITALIANA CAFALLONI

B+ 80

N/D

OFS

4.676,09

2 REGINALDO CAFALLONI DA ROSA

PINDAMONHANGABA

SP

TROVA DEMELLO

BM 76

STA RITA DE CASSIA LEMON BLACKSTAR-TE

PRS

4.635,10

2 PAULO ROBERTO DE MELLO

MUTUM

MG

4866 SANTA LUZIA

MB 85

N/D

PRS

4.545,30

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

IRADA OSMOND SANTA LUZIA

B+ 83

EEMVELDER OSMOND

PRS

4.490,78

2 JOSE COELHO VICTOR

ITALIA CAFALLONI

B+ 80

N/D

OFS

4.340,97

2 REGINALDO CAFALLONI DA ROSA

ADRIANA AMALISA

B+ 83

TEATRO DA SILVANIA

PRS

4.307,37

2 GERCI LUIZ MADURO

SARA BEM FEITOR VARJAO

BEM FEITOR RAPOSO DA CAL

PRS

4.256,38

2 GERCI LUIZ MADURO

GERMANA BON.BELEM

BM 79

N/D

N/D

PRS

4.125,94

2 BONANZA INDUSTRIAL E AGRICOLA LTDA

MANSINHA JEBR

MB 85

N/D

PRS

4.087,98

CARTOLA GM

B+ 84

KEIDEL DARKSTAR PLUTO-ET

OFC

0729 SANTA LUZIA

B+ 83

N/D

PRS

ALBOS FELICIDADE

BM 78

N/D

TAINHA JJC

BM 77

0740 SANTA LUZIA

PASSOS

MG

NOVA GRANADA

SP

ITUIUTABA

MG

PASSOS

MG

PINDAMONHANGABA

SP

RESENDE

RJ

RESENDE

RJ

CACHOEIRA

BA

3 JOAO EDUARDO BENINI REIS

SAO JOAQUIM DA BARRA

SP

3.919,23

2 SERGIO GOMES DUBOC

PATY DO ALFERES

RJ

3.858,36

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

OFC

3.789,32

3

ALBERTO OSWALDO CONTINENTINO DE ARAUJO

BETIM

MG

N/D

PRS

3.773,02

2 FABIANO R.LOPES / MARCIA M.BATISTA

FRUTAL

MG

B+ 82

N/D

PRS

3.686,70

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

IRENE OSMOND SANTA LUZIA

B+ 84

EEMVELDER OSMOND

PRS

3.559,73

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

TABERNA STT

B+ 82

N/D

PRS

3.477,48

2 ANNA MARIA BORGES CUNHA CAMPOS

TAPIRA

MG

IRIS BETA SANTA LUZIA

B+ 82

GLEN-TOCTIN JUROR BETA-ET

PRS

3.434,79

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

0715 SANTA LUZIA

B+ 84

N/D

PRS

3.179,44

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

AVICOLA TERRA ALEGRE

B+ 81

N/D

OFC

2.994,34

2 ERIK CARBONARI

DELICADA GENERAL

B+ 80

N/D

PRS

2.838,09

2 JUAREZ QUINTAO HOSKEN

CARANGOLA

MG

BISSETRIZ NERA

BM 79

NOBEL PATI DA CAL

PRS

2.783,39

2 NEWTON RABELLO DE CASTRO JUNIOR

JUIZ DE FORA

MG

100

95

75

BRASILANDIA DE MINAS MG

25

5

107 102 A 133 domingo, 16 de maio de 2010 19:52:21

0


E

F

LUA NOBRE VARJAO-TE

B+ 83

NOBRE TE DA CAL

PRS

9.165,38

2 GERCI LUIZ MADURO

RESENDE

RJ

TREMENDテグ NOSSA SRA DO CARMO

B+ 84

N/D

OFC

8.159,92

2 GERMANO NOVAIS FRANCO

PRATA

MG

GALERIA SANTA LUZIA

MB 85

528 ETAZON CELSIUS-ET

PRS

7.270,68

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

GUITARRA BN

RE 73

C.A.SANSAO

PRS

6.584,36

2 BONANZA INDUSTRIAL E AGRICOLA LTDA

CACHOEIRA

BA

BRISA DO TIAGO

RE 74

N/D

PRS

6.023,01

2 TIAGO GUIMARAES DE ASSIS

CACU

GO

MICA VARJAO TE

B+ 83

NOBRE TE DA CAL

PRS

5.846,55

2 GERCI LUIZ MADURO

RESENDE

RJ

SAVANA DO TIAGO

B+ 81

N/D

PRS

5.773,05

2 TIAGO GUIMARAES DE ASSIS

CACU

GO

DANIELA CAFALLONI

BM 78

N/D

OFS

5.708,01

2 REGINALDO CAFALLONI DA ROSA

PINDAMONHANGABA

SP

VALQUIRIA SANTA LUZIA

B+ 81

N/D

PRS

5.536,50

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

2550 SANTA LUZIA

MB 87

N/D

PRS

5.086,11

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

HISTERIA MARKER SANTA LUZIA

B+ 82

528 SOUTHLAND MARKER-ET

PRS

5.058,70

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

GAMELA SANTA LUZIA

B+ 84

ETAZON PALMA

PRS

4.392,32

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

JORDANA VARJAO

N/D

NOBRE TE DA CAL

PRS

4.191,11

2 GERCI LUIZ MADURO

RESENDE

RJ

FRAGANCIA SANTA LUZIA

B+ 82

N/D

PRS

4.122,94

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

MELODIA DA IPE-MORRO GRANDE

B+ 82

PODEROSO BEM FEITOR DA CAL

PRS

4.113,30

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

710 AAV

RE 74

SUMMERSHADE IMAX-ET

PRS

3.839,18

1 ALVARO JOSE DO MONTE VASCONCELOS

MACEIO

AL

0684 SANTA LUZIA

BM 77

N/D

PRS

3.574,86

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

CHUVA AL

B+ 84

N/D

PRS

3.447,30

2 SILVIO DE CASTRO CUNHA JUNIOR

CAMPO FLORIDO

MG

MONTE ALEGRE DE MINAS

MG

LULU VALINHOS

MB 88

GUARDIAO TE GAVIAO

PRS

3.349,53

2 DANIEL DA SILVA

GUARDIA GARDIAO JJJ

BM 75

GUARDIAO TE GAVIAO

PRS

3.132,55

2 JOSE JACINTO JUNIOR

ITUIUTABA

MG

REBARBA UNIVERSO ESPRAIADO

RE 73

N/D

OFC

3.009,85

2 BENEDITO DEODATO DE ARAUJO

ITUIUTABA

MG

GENARIA NERA

BM 76

N/D

PRS

2.850,37

2 NEWTON RABELLO DE CASTRO JUNIOR

JUIZ DE FORA

MG

0679 SANTA LUZIA

B+ 82

N/D

PRS

2.619,30

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

COREIA JOURNALIST CORUMBA

BM 77

RIDGE-STAR JOURNALIST-ET

PRS

2.546,60

2 LEDIR RODRIGUES TEIXEIRA

PAINS

MG

POMADA WINDSTAR SERTAO

MB 85

DUPASQUIER WINDSTAR

PRS

7.645,40

2 BONANZA INDUSTRIAL E AGRICOLA LTDA

CACHOEIRA

BA

FORRADA SANTA LUZIA

BM 77

DELTA PASJA

PRS

6.631,79

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

AUSTRALIA JM SANTA TEREZINHA

BM 77

N/D

PRS

6.133,10

2 JORGE MAMERI JUNIOR

RIO NOVO DO SUL

ES

FORTALEZA THIAGO TGA

BM 77

N/D

PRS

5.884,99

2 TIAGO GUIMARAES DE ASSIS

CACU

GO

FAXINEIRA SANTA LUZIA

BM 76

HOL-STIENS SMIT TM

PRS

5.330,66

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

RELIQUIA JM SANTA TEREZINHA

B+ 83

N/D

PRS

5.218,32

2 JORGE MAMERI JUNIOR

RIO NOVO DO SUL

ES

FUZARCA PASJA SANTA LUZIA

MB 85

DELTA PASJA

PRS

4.880,91

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

BAHIA STT

MB 85

N/D

PRS

4.784,57

2 ANNA MARIA BORGES CUNHA CAMPOS

TAPIRA

MG

LARA GM

B+ 84

COLDSPRINGS EMERY-ET

PRS

4.522,67

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

COLMEIA JJC

MB 85

N/D

PRS

4.254,09

2 FABIANO R.LOPES / MARCIA M.BATISTA

FRUTAL

MG

LIMA SALTO I

MB 85

HERDEIRO DE BRASILIA

PRS

4.186,38

2 RUBIO FERNAL FERREIRA E SOUSA

UNAI

MG

VALSA SAM JJJ

MB 86

O.S.B.BEAUTY SAM 614 TE

PRS

3.617,57

2 JOSE JACINTO JUNIOR

ITUIUTABA

MG

FILO SANTA LUZIA

B+ 81

ETAZON PALMA

PRS

3.526,86

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

VALENTE MONTBELLO

BM 76

N/D

PRS

3.339,39

2 BEATRIZ AUGUSTA ISAAC LOBO

SENHOR DO BONFIM

BA

ALFENAS MOCOCA

B+ 84

RIDGE-HEIGHTS WRANGLER-ET

PRS

3.163,09

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

XUXA VARJAO-TE

N/D

RICECREST LANTZ-ET

PRS

2.992,70

2 GERCI LUIZ MADURO

RESENDE

RJ

BILOCA DA FOZ DO CANEIRO

B+ 83

CAJU DE BRASILIA

PRS

2.883,30

2 GERCI LUIZ MADURO

RESENDE

RJ

0687 SANTA LUZIA

MB 87

N/D

PRS

2.713,70

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

SABRINA NERA

BM 78

N/D

PRS

2.633,89

2 NEWTON RABELLO DE CASTRO JUNIOR

JUIZ DE FORA

MG

100

95

75

25

5

108 102 A 133 domingo, 16 de maio de 2010 19:52:21

0


G

H

TANIA RBR

B+ 82

N/D

PRS

7.468,86

2 AMELIA BRAGA REIS

MONSENHOR PAULO

MG

PRESENTEADA JM SANTA TEREZINHA

BM 78

N/D

PRS

6.017,98

2 JORGE MAMERI JUNIOR

RIO NOVO DO SUL

ES

FORMOSA SANTA LUZIA

B+ 84

ETAZON PALMA

PRS

5.455,04

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

TINY EUCAFE

MB 89

C.A.SUPREMO TE

PRS

4.986,40

2 FABIANO R.LOPES / MARCIA M.BATISTA

FRUTAL

MG

FALABELA SANTA LUZIA

MB 85

ETAZON PALMA

PRS

4.853,01

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

FORTALEZA SANTA LUZIA

MB 87

LHAMA JUBAL FUNDAO

MB 87

N/D

PRS

4.704,09

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

KED BRASS JUBAL-ET

PRS

4.472,86

2 LEDIR RODRIGUES TEIXEIRA

PAINS

MG

FANFARRA SANTA LUZIA

MB 86

ETAZON PALMA

PRS

4.348,26

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

AIYRA WINDSTAR SERTAO

MB 88

DUPASQUIER WINDSTAR

PRS

4.311,03

2 NAZARETH DIAS PEREIRA

CARMO DE MINAS

MG

BOMBADA DOS POCOES

MB 85

N/D

OFC

3.706,67

2 AGROPASTORIL DOS POCOES LTDA

JEQUITIBA

MG

FIRMESA SANTA LUZIA

MB 85

ETAZON PALMA

PRS

3.675,01

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

GARDENIA MONTBELLO

MB 89

N/D

PRS

3.605,73

2 BEATRIZ AUGUSTA ISAAC LOBO

SENHOR DO BONFIM

BA

FRONTEIRA SANTA LUZIA

MB 85

JO-WAL MARK-BUTCH ET

PRS

3.556,92

2 JOSE COELHO VICTOR

MANGUEIRA NERA

B+ 82

N/D

PRS

3.254,60

2 NEWTON RABELLO DE CASTRO JUNIOR

FRANTESCA AAV

MB 88

CAVALCANTE ALTO VERDE

PRS

3.143,98

2 ALVARO JOSE DO MONTE VASCONCELOS

PRINCESA SURRAO DO TIAGO

MB 85

N/D

PRS

8.457,86

2 TIAGO GUIMARAES DE ASSIS

PRETINHA SANTA LUZIA

MB 87

N/D

PRS

6.813,84

2 JOSE COELHO VICTOR

ARAUNA JM SANTA TEREZINHA

B+ 80

N/D

PRS

6.723,20

PASSARELA JM SANTA TEREZINHA

MB 86

N/D

PRS

ARISCA RBR

MB 85

N/D

ESTRADA JM SANTA TEREZINHA

B+ 84

N/D

ARAPONGA SANTA LUZIA

B+ 83

CANTONEIRA SANTA LUZIA

MB 85

PASSOS

MG

JUIZ DE FORA

MG

MACEIO

AL

CACU

GO

PASSOS

MG

2 JORGE MAMERI JUNIOR

RIO NOVO DO SUL

ES

6.647,69

2 JORGE MAMERI JUNIOR

RIO NOVO DO SUL

ES

PRS

6.556,56

2 AMELIA BRAGA REIS

MONSENHOR PAULO

MG

PRS

6.346,03

2 JORGE MAMERI JUNIOR

RIO NOVO DO SUL

ES

N/D

PRS

5.945,62

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

PODONQUE MARK ARTHUR-ET

PRS

5.901,75

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

MONTE ALEGRE DE MINAS

MG

RIO NOVO DO SUL

ES

FALADA TOP

BM 78

N/D

PRS

5.694,81

PAULO M.S.GONCALVES/DANIELLA M.DA 2 SILVA

QUERIDA JM SANTA TEREZINHA

RE 74

N/D

PRS

5.056,98

2 JORGE MAMERI JUNIOR

MELANCIA PACSAM

MB 85

N/D

PRS

4.830,64

2 JORGE LUIS MENDONCA SAMPAIO

ARAÇAS

BA

COLOMBINA SANTA LUZIA

MB 88

N/D

PRS

4.746,38

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

BEJA SANTA LUZIA

MB 87

CLOVER MIST BANDANA-ET

PRS

4.734,86

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

CRIOULA XA

B+ 82

N/D

OFC

4.650,17

2 MARIA CRISTINA ALVES GARCIA

IGUATAMA

MG

CACAROLA SANTA LUZIA

MB 86

RICHLAWN SIMON DUSTIN

PRS

4.590,88

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

BRIOSA SANTA LUZIA

MB 87

RICHLAWN SIMON DUSTIN

PRS

4.493,39

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

BUBA SANTA LUZIA

MB 88

RICHLAWN SIMON DUSTIN

PRS

4.378,64

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

IPANEMA DO MORRO

B+ 81

N/D

PRS

4.094,19

2 OLAVO DE RESENDE BARROS JUNIOR

OLIVEIRA

MG

GARCA RIBEIRAO GRANDE

MB 87

N/D

OFC

4.068,17

2 SERGIO GOMES DUBOC

MEIA LUA NERA

MB 85

N/D

PRS

3.891,31

2 NEWTON RABELLO DE CASTRO JUNIOR

BEGONIA SANTA LUZIA

MB 87

CLOVER MIST BANDANA-ET

PRS

3.734,97

ESSENCIA SANTA LUZIA

MB 87

N/D

PRS

BAIA SANTA LUZIA

MB 88

LUTZ-MEADOWS E MANDEL-ET

BABA SANTA LUZIA

B+ 83

MORENA FAC

PATY DO ALFERES

RJ

JUIZ DE FORA

MG

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

3.664,30

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

PRS

3.585,31

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

RICHLAWN SIMON DUSTIN

PRS

3.414,59

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

BM 78

N/D

OFC

3.340,48

2 JOAO LAZARO PEREIRA

ORIZONA

GO

REVISTA QUEBRANGULO AAV

MB 88

N/D

PRS

3.196,29

1 ALVARO JOSE DO MONTE VASCONCELOS

MACEIO

AL

MATI F

RE 70

N/D

PRS

2.980,37

2 FERNANDO RODRIGUES FERREIRA LEITE

PADRE BERNARDO

GO

LAMPADA F

B+ 82

N/D

PRS

2.701,87

2 FERNANDO RODRIGUES FERREIRA LEITE

PADRE BERNARDO

GO

NEGRITUDE F

B+ 83

GOLDEN-OAKS BS CABO ET

PRS

2.652,08

2 FERNANDO RODRIGUES FERREIRA LEITE

PADRE BERNARDO

GO

100

95

75

25

5

109 102 A 133 domingo, 16 de maio de 2010 19:52:21

0


Média nesta categoria Nº de Lact: 183 Produção: 6.033,82 Kgs

GS: 1/2 - Categoria 2x (2 ORDENHAS) - Divisão II (Até 365 dias) CLASSE

AJ

AS

BJ

NOME DO ANIMAL

PLANO

PRODUÇÃO

RA

ALFY CAYUABA BRASIL GALENA

CLASSIF

B+ 80

NOME DO PAI

BRASIL TE DE BRASILIA

OFC

6.301,45

3 CAYUABA GENETICA E PECUARIA LTDA

PROPRIETÁRIO

MUNICÍPIO

UF

ENTRE RIOS DE MINAS

MG

AMERICA WIND MARAMBAIA

MB 85

N/D

PRS

5.490,40

2 MADISSON PEREIRA MACHADO

NATIVIDADE

RJ

ANITA WIND MARAMBAIA

BM 77

N/D

PRS

4.598,56

2 MADISSON PEREIRA MACHADO

NATIVIDADE

RJ

REALIDADE GRANDPRIX SANTA LUZIA

B+ 81

HIMSTER GRANDPRIX

PRS

3.732,40

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

RECEITA GRANDPRIX SANTA LUZIA

B+ 80

HIMSTER GRANDPRIX

PRS

2.705,62

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

NELIDA FR RECREIO

MB 89

BEACHLAWN GELPRO TOBEY-ET

OFC

7.952,60

2 MILA DE CARVALHO LAURINDO E CAMPOS

SAO JOSE DE UBA

RJ

MADONA CANOAS

MB 86

JUNGE BELLWOOD SNOOPY-ET

PRS

7.407,54

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

MALICIA CANOAS

MB 85

JUNGE BELLWOOD SNOOPY-ET

PRS

6.856,96

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

MARGARINA CANOAS

B+ 84

JUNGE BELLWOOD SNOOPY-ET

PRS

6.741,93

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

BETIM

MG

BETIM

MG

ALBERTO OSWALDO CONTINENTINO DE 3 ARAUJO ALBERTO OSWALDO CONTINENTINO DE 3 ARAUJO

ALBOS FALOPAS NOBRE

B+ 83

NOBRE TE DA CAL

OFC

6.688,73

ALBOS FORMULARIA SANSAO TE

B+ 83

C.A.SANSAO

OFC

6.629,84

SALVA MODELO SANTA LUZIA

MB 86

MODELO TE DE BRASILIA

PRS

6.497,39

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

QUARESMA SIERRA SANTA LUZIA

B+ 83

CAROUSEL SIERRA

PRS

5.830,69

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

OFERENDA TE QUERO QUERO JGVA

BM 75

C.A.QUERO QUERO

PRS

5.823,66

2 JORGE LUIS MENDONCA SAMPAIO

ARAÇAS

BA

MACIEIRA CANOAS

MB 85

JUNGE BELLWOOD SNOOPY-ET

PRS

5.550,16

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

FAHUNA MARKOWICZ

MB 87

A.F.FORTALEZA BELL-TE

PRS

5.395,65

2 FILIPE ALVES GOMES

RAPOSO - ITAPERUNA

RJ

GAIA LANDEMART

B+ 82

BEM NADO TE RIBEIRAO GRANDE

PRS

5.250,12

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

BETIM

MG

ALBOS GAMA SANSAO TE

B+ 82

C.A.SANSAO

OFC

5.183,26

ALBERTO OSWALDO CONTINENTINO DE 3 ARAUJO

PANTERA SANTA LUZIA

B+ 81

N/D

PRS

5.171,36

2 ANIZIO MANOEL DA SILVA

PARANAIBA

MS

CASTANHOLA SANTA LUZIA

BM 79

N/D

PRS

5.162,36

2 ANIZIO MANOEL DA SILVA

PARANAIBA

MS

SEMOLINA METEORO SANTA LUZIA

B+ 82

METEORO DE BRASILIA

PRS

5.078,41

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

4740 SANTA LUZIA

B+ 80

N/D

PRS

5.009,72

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

ZANGA BOA VISTA

MB 86

PARADISE-DND SYLVESTER-ET

PRS

4.741,96

2 RONAN AFONSO BORGES

PERDIZES

MG

ZENIA WINDSTAR SERTAO

B+ 81

DUPASQUIER WINDSTAR

PRS

4.663,01

2 NAZARETH DIAS PEREIRA

CARMO DE MINAS

MG

FAJUTA MARKOWICZ

MB 86

SANTA ESPERANCA JUROR CAROL JAMES-TE

PRS

4.559,13

2 FILIPE ALVES GOMES

RAPOSO - ITAPERUNA

RJ

FEFE MARKOWICZ

OT 92

A.F.FORTALEZA BRONZE-TE

PRS

4.074,49

2 FILIPE ALVES GOMES

RAPOSO - ITAPERUNA

RJ

MADRASTA CANOAS

B+ 83

JUNGE BELLWOOD SNOOPY-ET

PRS

3.139,98

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

RABADA ESHOF SANTA LUZIA

B+ 83

ESHOF I

PRS

3.097,86

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

ANGELICA JGC

B+ 84

RAJKOT DE BRASILIA

PRS

8.505,52

2 CARLINDO MEIRELES DA FONSECA

ITAMONTE

MG

BELA MODELO JM MONTE ALVERNE

OT 90

MODELO TE DE BRASILIA

PRS

7.224,56

2 FILIPE ALVES GOMES

RAPOSO - ITAPERUNA

RJ

PETUNIA SAMPA

B+ 84

N/D

PRS

6.454,85

2 JORGE LUIS MENDONCA SAMPAIO

ARAÇAS

BA

DUMA

RE 74

N/D

PRS

5.864,49

2 ANIZIO MANOEL DA SILVA

PARANAIBA

MS

VARANDA DEMELLO

RE 72

MODELO TE DE BRASILIA

PRS

5.784,09

2 PAULO ROBERTO DE MELLO

MUTUM

MG

ARAGUAIA RBR

BM 76

N/D

PRS

4.976,94

2 AMELIA BRAGA REIS

MONSENHOR PAULO

MG

BETIM

MG

ALBOS FONATA BEM FEITOR TE

B+ 82

BEM FEITOR RAPOSO DA CAL

OFC

4.904,54

ALBERTO OSWALDO CONTINENTINO DE 3 ARAUJO

ENJIOLA MARKOWICZ

MB 89

A.F.FORTALEZA BELL-TE

PRS

4.281,86

2 FILIPE ALVES GOMES

RAPOSO - ITAPERUNA

RJ

PIRACICABA ELLIPSIS SANTA LUZIA

MB 85

SPRINGHILL OH ELLIPSIS-ET

PRS

4.026,04

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

PERDIZES

MG

100

95

XILOSA MARSHALL BOA VISTA

N/D

RICECREST MARSHALL-ET

PRS

3.882,91

2 RONAN AFONSO BORGES

MACAROCA CANOAS

B+ 83

JUNGE BELLWOOD SNOOPY-ET

PRS

3.811,64

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

CAMPO ALEGRE FABULOSO DO MORRO

BM 77

FABULOSO DE BRASILIA

PRS

3.172,47

2 OLAVO DE RESENDE BARROS JUNIOR

OLIVEIRA

MG

75

25

5

110 102 A 133 domingo, 16 de maio de 2010 19:52:21

0


BS

CJ

ROBERTO ANTONIO PINTO DE MELO CARVALHO

RBC VESTAL

MB 88

C.A.PALADINO

PRS

8.193,21

2

ESGUIA TE ALEGRE

B+ 82

BEM FEITOR RAPOSO DA CAL

PRS

7.304,26

2 NELSON ARIZA

ARAPONGA AAO

MB 87

TEATRO DA SILVANIA

OFC

6.447,99

2 ROBERTO ALMEIDA OLIVEIRA E OUTROS

3272 SANTA LUZIA

BM 75

N/D

PRS

6.172,92

2 JOSE COELHO VICTOR

COCADA XA

B+ 81

EMERALD GW-CM BALU

OFC

6.036,69

2 MARIA CRISTINA ALVES GARCIA

CASSIA

MG

NOVA GRANADA

SP

GUAPIACU

SP

PASSOS

MG

IGUATAMA

MG

BETIM

MG

ALBOS FAETONA BEM FEITOR

B+ 84

BEM FEITOR RAPOSO DA CAL

OFC

5.909,08

ALBERTO OSWALDO CONTINENTINO DE 3 ARAUJO

1762 SANTA LUZIA

BM 78

N/D

PRS

5.702,15

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

OFERTA SAMPA

B+ 83

N/D

PRS

5.474,31

2 JORGE LUIS MENDONCA SAMPAIO

ARAÇAS

BA

COLINA XA

B+ 80

EMERALD GW-CM BALU

OFC

5.452,22

2 MARIA CRISTINA ALVES GARCIA

IGUATAMA

MG

2529 SANTA LUZIA

MB 85

N/D

PRS

5.380,76

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

CIGANA XA

B+ 81

LADYS-MANOR TGUN TERROR-ET

OFC

5.355,03

2 MARIA CRISTINA ALVES GARCIA

IGUATAMA

MG

TIETA AAO

B+ 84

NOBRE TE DA CAL

OFC

5.259,10

2 ROBERTO ALMEIDA OLIVEIRA E OUTROS

GUAPIACU

SP

ONDULANTE FREDERICK SANTA LUCIA

B+ 82

CLINITA ZACK FREDERICK-ET

PRS

5.193,12

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

OLEOSA FREDERICK SANTA LUCIA

B+ 84

CLINITA ZACK FREDERICK-ET

PRS

4.956,35

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

XAMATA MARSHALL BOA VISTA

N/D

RICECREST MARSHALL-ET

PRS

4.839,90

2 RONAN AFONSO BORGES

PERDIZES

MG

XIMBICA GLENN BOA VISTA

N/D

MIKLIN LUKE GLENN-ET

PRS

4.771,61

2 RONAN AFONSO BORGES

PERDIZES

MG

2599 SANTA LUZIA

B+ 83

N/D

PRS

4.244,20

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

LETICIA OSMOND SANTA LUCIA

B+ 80

EEMVELDER OSMOND

PRS

4.000,97

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

3280 SANTA LUZIA

BM 76

N/D

PRS

3.887,20

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

SUZI WINDSTAR HF

MB 87

DUPASQUIER WINDSTAR

PRS

3.681,31

1 SILVIO DE CASTRO CUNHA JUNIOR

CAMPO FLORIDO

MG

JUREMINHA KENYO

BM 79

N/D

PRS

3.591,61

2 KENYTI OKANO

ITUVERAVA

SP

2610 SANTA LUZIA

B+ 83

N/D

PRS

3.501,10

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

1761 SANTA LUZIA

BM 76

N/D

PRS

3.455,29

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

PEDRA DEBATE DA CENTROGEN TE

BM 79

DEBATE TE DA PECPLAN

PRS

12.253,83

2 HERBERT SIQUEIRA DA SILVA

RESENDE

RJ

AMORA ARQ

BM 76

N/D

OFC

10.168,99

2 JOSE ORLANDO BORDIN

CHARQUEADA

SP

SAFIRA

B+ 83

N/D

PRS

8.584,82

2 ANIZIO MANOEL DA SILVA

PARANAIBA

MS

BALADA XA

B+ 81

LADYS-MANOR TGUN TERROR-ET

OFC

7.726,53

2 MARIA CRISTINA ALVES GARCIA

IGUATAMA

MG

CALCITA MARKOWICZ

MB 87

PINHALZINHO ARARAS PATINHO M433

PRS

7.681,76

2 FILIPE ALVES GOMES

RAPOSO - ITAPERUNA

RJ

ALGEBRA RBR

B+ 82

N/D

PRS

7.154,65

2 AMELIA BRAGA REIS

MONSENHOR PAULO

MG

CARISMA MARKOWICZ

MB 87

A.F.FORTALEZA BELL-TE

PRS

7.134,78

2 FILIPE ALVES GOMES

RAPOSO - ITAPERUNA

RJ

CAPTURA MARKOWICZ

MB 85

PINHALZINHO ARARAS PATINHO M433

PRS

7.018,09

2 FILIPE ALVES GOMES

RAPOSO - ITAPERUNA

RJ

CALCEMIA MARKOWICZ

B+ 83

AFFRU S RANGER RUDOLPH

PRS

7.008,51

2 FILIPE ALVES GOMES

RAPOSO - ITAPERUNA

RJ

VERONA LE

MB 85

LUMAFRE AQUILES PASTORA JUROR

PRS

6.972,44

2 FILIPE ALVES GOMES

RAPOSO - ITAPERUNA

RJ

CALABRE MARKOWICZ

MB 85

A.F.FORTALEZA BELL-TE

PRS

6.114,87

2 FILIPE ALVES GOMES

RAPOSO - ITAPERUNA

RJ

BRIDA BON.BELEM

RE 74

N/D

PRS

6.052,82

2 BONANZA INDUSTRIAL E AGRICOLA LTDA

CACHOEIRA

BA

CASSIA

MG

PASSOS

MG

RBC TOCATA

MB 85

TEATRO DA SILVANIA

PRS

5.341,97

ROBERTO ANTONIO PINTO DE MELO 2 CARVALHO

NACAO MARKET SANTA LUZIA

B+ 84

END-ROAD WADE MARKET-ET

PRS

5.321,41

2 JOSE COELHO VICTOR

0479 URANDI AMANDA TRUE TYPE

BM 79

C.A.URANDI

PRS

4.612,80

2 BEATRIZ AUGUSTA ISAAC LOBO

SENHOR DO BONFIM

BA

ONDINA MONTBELLO

RE 71

BEM FEITOR RAPOSO DA CAL

PRS

4.588,51

2 BEATRIZ AUGUSTA ISAAC LOBO

SENHOR DO BONFIM

BA

GAUCHA GANDY GENERAL

N/D

C.A.GANDY TE

PRS

4.008,75

2 JUAREZ QUINTAO HOSKEN

CARANGOLA

MG

PADRE BERNARDO

GO

PASSOS

MG

100

95

CALMARIA F

MB 87

WIL-HART BW ANDRE

PRS

3.785,61

2 FERNANDO RODRIGUES FERREIRA LEITE

NEBLINA MARKET SANTA LUCIA

B+ 84

END-ROAD WADE MARKET-ET

PRS

3.530,11

2 JOSE COELHO VICTOR

75

25

5

111 102 A 133 domingo, 16 de maio de 2010 19:52:21

0


CS

D

IMAGEM DA CENTROGEN TE

B+ 83

DEBATE TE DA PECPLAN

OFC

8.882,43

2 JAIME CARVALHO DE OLIVEIRA

BANANAL

SP

EUFRANIA TE ALEGRE

MB 88

BEM FEITOR RAPOSO DA CAL

PRS

8.393,59

2 NELSON ARIZA

PRETA BEM FEITOR DUSTER VARJAO

B+ 82

BEM FEITOR RAPOSO DA CAL

PRS

6.634,79

2 GERCI LUIZ MADURO

NOVA GRANADA

SP

RESENDE

RJ

PALAFITA DAS ARABIAS

OT 90

FARNEAR EL ASHLY DIAMOND-ET

PRS

6.480,08

3 MARIA BEATRIZ COSTA GOMES

UBERABA

MG

BRAUNA RBR

B+ 84

N/D

PRS

6.298,00

GOIABA BEM FEITOR TE VARJAO

MB 86

BEM FEITOR RAPOSO DA CAL

PRS

5.677,61

2 AMELIA BRAGA REIS

MONSENHOR PAULO

MG

2 GERCI LUIZ MADURO

RESENDE

RJ

NOVIDADE NERA

B+ 80

N/D

PRS

5.409,00

2 NEWTON RABELLO DE CASTRO JUNIOR

0193 SANTA LUZIA

B+ 84

N/D

PRS

5.216,49

2 JOSE COELHO VICTOR

JUIZ DE FORA

MG

PASSOS

MG

FURTUNA AMS SANTA LUZIA

B+ 82

N/D

PRS

4.439,10

2 ANIZIO MANOEL DA SILVA

PARANAIBA

MS

MANDADA LENNY SANTA LUCIA

B+ 83

AR-JOY LENNY-ET

PRS

3.749,67

BIA TE VARJAO

MB 85

NOBRE TE DA CAL

PRS

9.398,31

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

2 GERCI LUIZ MADURO

RESENDE

RJ

VEDETE RBR

B+ 83

N/D

PRS

BANDEIRA RBR

B+ 82

N/D

PRS

8.849,37

2 AMELIA BRAGA REIS

MONSENHOR PAULO

MG

8.693,55

2 AMELIA BRAGA REIS

MONSENHOR PAULO

MG

MACAUBA DA VAZTA

B+ 80

N/D

PRS

8.605,93

2 MARCO ANTONIO TARIFA DE LIMA

HUMORISTA TE DOS POCOES

B+ 82

ENCANTADA AAO

MB 87

RADAR DOS POCOES

PRS

8.543,86

2 JOSE GERALDO VAZ ALMEIDA

AMARGOSA

BA

TEATRO DA SILVANIA

OFC

8.354,53

2 ROBERTO ALMEIDA OLIVEIRA E OUTROS

GUAPIACU

SP

CHINELA MARKOWICZ CARIOCA MAMJ

OT 91

LOUREIRO LEO WINDSTAR-TE

PRS

8.042,22

2 FILIPE ALVES GOMES

RAPOSO - ITAPERUNA

RJ

MB 88

G.D.R.CANADIAN STAR-TE

PRS

7.938,81

2 VALDEIR JOSE FARIAS

UBERLANDIA

MG

XAIANA VARJAO TE

B+ 82

NOBRE TE DA CAL

PRS

7.580,67

2 GERCI LUIZ MADURO

RESENDE

RJ

BARCA RBR

B+ 84

N/D

PRS

7.228,49

2 AMELIA BRAGA REIS

MONSENHOR PAULO

MG

HALINA ZORRO DO MATO PRETO

MB 86

N/D

PRS

7.156,22

2 FABIANO R.LOPES / MARCIA M.BATISTA

FRUTAL

MG

BOATE MAGNUM JGVA

BM 79

N/D

PRS

6.617,35

2 JOSE GERALDO VAZ ALMEIDA

AMARGOSA

BA

HIDRA TE DOS POCOES

B+ 80

RADAR DOS POCOES

PRS

6.187,40

2 JOSE GERALDO VAZ ALMEIDA

AMARGOSA

BA

851 POSSE VALDETE

BM 79

NITRITO DE BRASILIA

PRS

6.145,82

2 JOSE GERALDO VAZ ALMEIDA

AMARGOSA

BA

CASTANHA CANADIAN MAMJ

MB 85

G.D.R.CANADIAN STAR-TE

OFC

5.754,41

2 JOSE DONATO DIAS FILHO

CHALANA NOBRE JGVA

BM 77

NOBRE TE DA CAL

PRS

5.673,26

2 JOSE GERALDO VAZ ALMEIDA

SINHA MOCA DAS ARABIAS

MB 85

N/D

PRS

5.531,49

3 MARIA BEATRIZ COSTA GOMES

IDOLATRADA SWINGER SANTA LUZIA

B+ 83

DELTA SWINGER-ET

PRS

5.214,79

2 JOSE COELHO VICTOR

DUPASQUIER WINDSTAR

PRS

4.645,84

2 RONAN AFONSO BORGES

UMBANDA WINDSTAR BOA VISTA

E

N/D

LUCILIA AL

B+ 80

N/D

PRS

4.580,34

1 SILVIO DE CASTRO CUNHA JUNIOR

PAULISTA DA FAZU

BM 79

N/D

OFC

3.471,08

2

CARTHOM S AMETISTA

B+ 83

MARAVILHA AZ URUTU

PRS

8.404,70

KARINA BEM FEITOR TRAITUBA AJ

BM 76

N/D

PRS

7.699,30

815 POSSE SUCENA

MB 89

NETURNO DE BRASILIA

PRS

7.576,05

2 JOSE GERALDO VAZ ALMEIDA

NILZA JJC

MB 86

N/D

PRS

7.084,12

ACHA F

BM 76

LYNNCREST STAN EQUATOR

PRS

ZAZA FB/ESCOLA DE BODOQUENA

BM 78

N/D

PRS

810 POSSE SONATA

B+ 82

NITRITO DE BRASILIA

811 POSSE SACOLA-TE

BM 77

NITRITO DE BRASILIA

823 POSSE SELVA NETURNO

B+ 80

JUMA SANTA LUZIA

B+ 84

820 POSSE SOLISTA

N/D

FUNDAGRI-FUNDACAO EDUC.DES.C.AGRARIAS ROBERTO ANTONIO PINTO DE MELO 2 CARVALHO ROBERTO ANTONIO PINTO DE MELO 2 CARVALHO

SAO JOAO DA BOA VISTA SP

MIGUEL PEREIRA

RJ

AMARGOSA

BA

UBERABA

MG

PASSOS

MG

PERDIZES

MG

CAMPO FLORIDO

MG

UBERABA

MG

CASSIA

MG

CASSIA

MG

AMARGOSA

BA

2 FABIANO R.LOPES / MARCIA M.BATISTA

FRUTAL

MG

6.731,97

2 FERNANDO RODRIGUES FERREIRA LEITE

PADRE BERNARDO

GO

6.690,45

2 FUNDACAO BRADESCO

MIRANDA

MS

PRS

6.633,73

2 JOSE GERALDO VAZ ALMEIDA

AMARGOSA

BA

PRS

6.544,93

2 JOSE GERALDO VAZ ALMEIDA

AMARGOSA

BA

NETURNO DE BRASILIA

PRS

6.371,69

2 JOSE GERALDO VAZ ALMEIDA

AMARGOSA

BA

N/D

PRS

6.223,18

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

NITRITO DE BRASILIA

PRS

6.172,59

2 JOSE GERALDO VAZ ALMEIDA

AMARGOSA

BA

AMARGOSA

BA

BETIM

MG

100

827 POSSE SOROCABA

B+ 81

NETURNO DE BRASILIA

PRS

6.083,42

2 JOSE GERALDO VAZ ALMEIDA

ALBOS FULIA

BM 75

N/D

OFC

5.028,86

3

MOEDINHA AL

MB 85

N/D

PRS

4.783,46

1 SILVIO DE CASTRO CUNHA JUNIOR

CAMPO FLORIDO

MG

BONITA ALEXANDRIA

MB 86

N/D

PRS

4.678,78

2 SILVIO DE CASTRO CUNHA JUNIOR

CAMPO FLORIDO

MG

ALBOS FRAMA

BM 75

N/D

OFC

4.285,55

3

BETIM

MG

ALBERTO OSWALDO CONTINENTINO DE ARAUJO

ALBERTO OSWALDO CONTINENTINO DE ARAUJO

95

75

25

5

112 102 A 133 domingo, 16 de maio de 2010 19:52:22

0


F

G

ABELHA RBR

B+ 83

N/D

PRS

10.421,51

2 AMELIA BRAGA REIS

MONSENHOR PAULO

MG

INGRID LH

BM 76

N/D

OFC

9.485,31

2 LAIR DIAS DA SILVA

RESENDE

RJ

0198 SANTA LUZIA

MB 85

N/D

PRS

7.985,11

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

ALTRUISTA DOS POCOES

MB 87

RADAR DOS POCOES

OFC

7.875,74

2 AGROPASTORIL DOS POCOES LTDA

JEQUITIBA

MG

ALFENAS RBR

MB 85

N/D

PRS

7.498,88

2 AMELIA BRAGA REIS

MONSENHOR PAULO

MG

DANUBIA I DA ANGOLA

MB 87

LAGOS FANCY PAUL FEITICEIRO

PRS

7.493,45

2 FABIANO R.LOPES / MARCIA M.BATISTA

FRUTAL

MG

PIPOCA DO TIAGO

BM 79

N/D

PRS

7.145,54

2 TIAGO GUIMARAES DE ASSIS

CACU

GO

FLORESTA IA

RE 73

N/D

PRS

6.830,03

2 ITAMIR ANTONIO FERNANDES VALLE

ITARUMA

GO

QUARTINHA DA CAL

OT 91

EVERNOOK TARGET TANDY-ET

PRS

6.538,91

2 SILVIO DE CASTRO CUNHA JUNIOR

CAMPO FLORIDO

MG

SUELEM VARJAO

B+ 84

N/D

PRS

6.228,49

2 GERCI LUIZ MADURO

RESENDE

RJ

JOIA 5A

MB 85

N/D

PRS

5.980,06

2 MARIA ABADIA FERREIRA DA SILVA

PLANURA

MG

ZAGAIA FB/ESCOLA DE BODOQUENA

BM 79

N/D

PRS

5.801,48

2 FUNDACAO BRADESCO

MIRANDA

MS

REALEZA TANDY BOA VISTA

B+ 81

EVERNOOK TARGET TANDY-ET

PRS

5.452,65

2 RONAN AFONSO BORGES

PERDIZES

MG

JUMA II ALEXANDRIA

MB 87

N/D

PRS

5.301,73

1 SILVIO DE CASTRO CUNHA JUNIOR

CAMPO FLORIDO

MG

LIGIA WINDSTAR SERTAO

MB 86

DUPASQUIER WINDSTAR

PRS

5.045,36

2 SILVIO DE CASTRO CUNHA JUNIOR

CAMPO FLORIDO

MG

SERESTA TANDY BOA VISTA

RE 74

EVERNOOK TARGET TANDY-ET

PRS

4.797,71

2 RONAN AFONSO BORGES

PERDIZES

MG

MONTE ALEGRE DE MINAS

MG

CAMPO FLORIDO

MG

MACEIO

AL

MONSENHOR PAULO

MG

JANICE CAMBÃO

B+ 83

N/D

PRS

4.567,14

2 DANIEL DA SILVA/MAGNOLIA MARTINS SILVA

VAIDOSA KUBERA

B+ 82

N/D

PRS

3.783,01

2 SILVIO DE CASTRO CUNHA JUNIOR

554 AAV

N/D

LOCUST-HILL BARTHALEMEU-ET

PRS

3.744,81

1 ALVARO JOSE DO MONTE VASCONCELOS

ASIA RBR

B+ 82

N/D

PRS

12.003,33

2 AMELIA BRAGA REIS

CAMURCA QUERO QUERO JGVA

OT 92

C.A.QUERO QUERO

PRS

10.399,29

2 JOSE GERALDO VAZ ALMEIDA

AMARGOSA

BA

RAPARIGA QUERO QUERO JGVA

OT 90

C.A.QUERO QUERO

PRS

8.964,84

2 JOSE GERALDO VAZ ALMEIDA

AMARGOSA

BA

ARGOLA RBR

B+ 83

N/D

PRS

8.955,12

2 AMELIA BRAGA REIS

MONSENHOR PAULO

MG

FANTASIA INSPIRATION VALE LINDO

B+ 83

ALBERTINAS JANIO INSPIRATION-TE

PRS

8.137,14

2 VALDEIR JOSE FARIAS

UBERLANDIA

MG

DARA VALIANT VALE LINDO

B+ 82

ALBERTINA'S JAMBU VALIANT-TE

PRS

7.881,66

2 VALDEIR JOSE FARIAS

UBERLANDIA

MG

CASSIA

MG

OBLIQUA RETIRO DA BARRA

BM 76

N/D

PRS

7.075,31

ROBERTO ANTONIO PINTO DE MELO 2 CARVALHO

ITAPEVA LINS

BM 78

LINS VALIANT SCOTH TE

OFC

6.934,43

2 CHRISTINO AUREO DA SILVA

PIRAÍ

RJ

DANCARINA LINS

MB 85

N/D

OFC

5.935,95

2 CHRISTINO AUREO DA SILVA

PIRAÍ

RJ

QUINA DOMENIQUES BOA VISTA

MB 86

CONDESSA DOMENIQUES TELETYPE

PRS

5.907,40

2 RONAN AFONSO BORGES

PERDIZES

MG

LADA FANCY PAUL FUNDAO

B+ 84

UTAG VALIANT FANCY PAUL-ET

PRS

5.742,17

2 NELSON ARIZA

NOVA GRANADA

SP

DURUCA MARTY DO FAZENDAO

B+ 81

RICECREST MARTY-ET

PRS

5.085,49

2 RONAN RINALDI DE SOUZA SALGUEIRO

CAMPO GRANDE

MS

FRIGIDA SANTA LUZIA

MB 86

ETAZON PALMA

PRS

5.028,08

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

QUILHA WRANGLER BOA VISTA

MB 86

RIDGE-HEIGHTS WRANGLER-ET

PRS

4.827,90

2 RONAN AFONSO BORGES

PERDIZES

MG

NOITE

MB 86

N/D

PRS

4.794,57

2 SILVIO DE CASTRO CUNHA JUNIOR

CAMPO FLORIDO

MG

BATUCADA F

MB 87

LYNNCREST STAN EQUATOR

PRS

4.698,72

2 FERNANDO RODRIGUES FERREIRA LEITE

PADRE BERNARDO

GO

95

ETERNA KENYO

B+ 83

N/D

PRS

4.600,87

2 KENYTI OKANO

ITUVERAVA

SP

75

BATUIRA AAV

MB 85

N/D

PRS

3.829,24

2 ALVARO JOSE DO MONTE VASCONCELOS

MACEIO

AL

ENILDE SALTO I

B+ 81

N/D

PRS

3.443,91

2 RUBIO FERNAL FERREIRA E SOUSA

UNAI

MG

PAPELETA STT

B+ 80

N/D

PRS

3.230,63

2 ANNA MARIA BORGES CUNHA CAMPOS

TAPIRA

MG

100

25

5

113 102 A 133 domingo, 16 de maio de 2010 19:52:22

0


OPALA TRES ILHAS

H

BM 78

C.A.GANDY TE

OFC

17.393,17

2 RUBENS FONSECA SANTOS CONDOMINIO JPZ - JORGE PAPAZOGLU E 3 OUTRO FERNANDO H.F.CARVALHO/MARCELA 3 F.CARVALHO

ES

MUTUM

MG

PATY DO ALFERES

RJ

OT 91

G.D.R.CANADIAN STAR-TE

PRS

8.276,59

CHUVISCA JM SANTA TEREZINHA

B+ 82

N/D

PRS

7.295,13

2 JORGE MAMERI JUNIOR

MADRUGADA DEMELLO

MB 85

N/D

PRS

6.334,90

2 PAULO ROBERTO DE MELLO

AFRICANA RIBEIRAO GRANDE

MB 89

N/D

OFC

5.803,52

2 SERGIO GOMES DUBOC

ASHA TE DOS POCOES

MB 85

N/D

OFC

5.585,03

2 AGROPASTORIL DOS POCOES LTDA

JEQUITIBA

MG

PEROLA IA

BM 76

N/D

PRS

5.342,82

2 ITAMIR ANTONIO FERNANDES VALLE

ITARUMA

GO

MEXERICA STT

RE 74

N/D

PRS

5.192,81

2 ANNA MARIA BORGES CUNHA CAMPOS

TAPIRA

MG

QUADRILHA JOYSTAR BOA VISTA

MB 86

RUANN JOYSTAR-ET

PRS

4.515,01

2 RONAN AFONSO BORGES

PERDIZES

MG

SAIA BRANCA ALTO VERDE

B+ 81

N/D

PRS

4.096,98

1 ALVARO JOSE DO MONTE VASCONCELOS

MACEIO

AL

GUITARRA F

RE 70

N/D

PRS

3.991,46

2 FERNANDO RODRIGUES FERREIRA LEITE

PADRE BERNARDO

GO

MESTRA F

RE 74

N/D

PRS

3.736,99

2 FERNANDO RODRIGUES FERREIRA LEITE

PADRE BERNARDO

GO

MIUCHA F

BM 79

N/D

PRS

2.510,64

2 FERNANDO RODRIGUES FERREIRA LEITE

PADRE BERNARDO

GO

ARAXA F

B+ 80

N/D

PRS

2.439,72

2 FERNANDO RODRIGUES FERREIRA LEITE

PADRE BERNARDO

GO

Média nesta categoria Nº de Lact: 31 Produção: 7.405,77 Kgs PRODUÇÃO

RA

6.775,53

3 LUIZ CARLOS RODRIGUES

GEMADA 4417 BARAO NF IRMAOS

MB 85

MAAB BARAO SANSAO

OFC

6.746,87

3 LUIZ GUALBERTO RIBEIRO FERREIRA

AVENIDA NOSSA SRA DO CARMO

MB 89

FRISO JAM MANDINGO

OFC

6.262,44

2 AURORA TREFZGER CINATO REAL

CAROLINA 4433 TALENTO NF IRMAOS

B+ 84

TALENTO DA SILVANIA

OFC

6.057,87

AS

AMEIXA 4410 BARAO NF IRMAOS

MB 87

MAAB BARAO SANSAO

OFC

BJ

MANCADA BARRA DA CACHOEIRA

BM 77

N/D

E

RIO NOVO DO SUL

MARAVILHA FH DA SERRA GAMA

PRS

D

MG

9.737,11

PLANO

CS

ARAXA

OFC

CASTELO DE KUBERA

CJ

MG

UTAG VALIANT FANCY PAUL-ET

OT 90

BS

INHAUMA

MB 86

ENGENHO DA RAINHA BIXIA

AJ

MG

ELOA FUNDAO

GS: 1/2 - Categoria 3x (3 ORDENHAS) - Divisão I (Até 305 dias) CLASSE

BOCAINA

NOME DO ANIMAL

CLASSIF

NOME DO PAI

PROPRIETÁRIO

MUNICÍPIO

UF

UBERABA

MG

DELTA

MG

JARAGUARI

MS

3 LUIZ GUALBERTO RIBEIRO FERREIRA

DELTA

MG

3.366,53

3 LUIZ GUALBERTO RIBEIRO FERREIRA

DELTA

MG

PRS

6.206,02

3 EMILIA CESAR CAMPOS

CASSIA

MG

SERENATA BLOKE INDIANA

N/D

DELTA BLOKE

OFC

9.638,53

2 SALVADOR NUNES DA SILVA

PATROCINIO

MG

BRAUNA SWINGER INDIANA

N/D

DELTA SWINGER-ET

OFC

9.165,28

2 SALVADOR NUNES DA SILVA

PATROCINIO

MG

BARCELONA GURI 241 2L DA RESSACA

BM 77

N/D

OFC

7.732,49

2 EIRE ENIO DE FREITAS

PRATA

MG

MALHADA BARRA DA CACHOEIRA

BM 77

N/D

PRS

7.337,13

3 EMILIA CESAR CAMPOS

CASSIA

MG

TOALHA DA MEDALHA MILAGROSA

B+ 83

N/D

OFC

8.495,87

2 EIRE ENIO DE FREITAS

PRATA

MG

ALFORRA RCG

BM 77

N/D

OFC

7.744,39

2 EIRE ENIO DE FREITAS

PRATA

MG

BARONETA PALMARES

BM 77

N/D

OFC

6.726,02

2 EIRE ENIO DE FREITAS

PRATA

MG

ESMERALDA NOSSA SRA DO CARMO

BM 78

N/D

OFC

11.045,98

2 GERMANO NOVAIS FRANCO

PRATA

MG

DELTA BLOKE

OFC

6.910,54

2 SALVADOR NUNES DA SILVA

PATROCINIO

MG

CASSIA

MG

GAIVOTA BLOKE INDIANA

N/D

TININHA BARRA DA CACHOEIRA

BM 76

N/D

PRS

7.765,74

3 EMILIA CESAR CAMPOS

SOBERANA 3865 DEBATE NF IRMAOS

MB 89

DEBATE TE DA PECPLAN

OFC

6.802,65

3 LUIZ GUALBERTO RIBEIRO FERREIRA

DELTA

MG

ATA DA BARRA DA CACHOEIRA

B+ 84

N/D

PRS

6.546,02

3 EMILIA CESAR CAMPOS

CASSIA

MG

FRIDA INDIANA

N/D

528 BERNARD

OFC

6.303,27

2 SALVADOR NUNES DA SILVA

PATROCINIO

MG

BROMELIA WTF DA ESTIVA

B+ 84

N/D

OFC

8.591,90

2 WALDIR TOLEDO FURTADO

GUARANI

MG

SANTISTA BARRA DA CACHOEIRA

BM 75

N/D

PRS

8.392,87

3 EMILIA CESAR CAMPOS

CASSIA

MG

ADELAIDE INDIANA

N/D

528 BERNARD

OFC

8.031,87

2 SALVADOR NUNES DA SILVA

PATROCINIO

MG

BOLACHA PEROT INDIANA

N/D

ETAZON PEROT-ET

OFC

6.810,39

2 SALVADOR NUNES DA SILVA

PATROCINIO

MG

CURITIBA INDIANA

OT 90

528 BERNARD

OFC

6.424,19

2 SALVADOR NUNES DA SILVA

PATROCINIO

MG

ABELHA CLEITUS TOBATI

BM 77

EAFB ELLAN CLEITUS TE

PRS

4.598,56

2 PEDRO ANANIAS DE AGUIAR

IBIA

MG

100

95

75

25

5

114 102 A 133 domingo, 16 de maio de 2010 19:52:22

0


F

G

AGULHADA MAMJ

MB 85

G.D.R.CANADIAN STAR-TE

PRS

7.248,13

3 DELCIO VIEIRA TANNUS

UBERLANDIA

MG

RITA DA MEDALHA MILAGROSA

B+ 80

N/D

OFC

9.713,06

2 EIRE ENIO DE FREITAS

PRATA

MG

MARAVILHA DA MEDALHA MILAGROSA

MB 87

N/D

OFC

9.445,78

2 EIRE ENIO DE FREITAS

PRATA

MG

JUSSARAA DA MEDALHA MILAGROSA

B+ 84

N/D

OFC

8.334,93

2 EIRE ENIO DE FREITAS

PRATA

MG

COALHADA DA MEDALHA MILAGROSA

OT 90

N/D

OFC

7.827,58

2 EIRE ENIO DE FREITAS

PRATA

MG

MINEIRA DA MEDALHA MILAGROSA

MB 85

N/D

OFC

6.530,52

3 EIRE ENIO DE FREITAS

PRATA

MG

Média nesta categoria Nº de Lact: 25 Produção: 8.817,00 Kgs

GS: 1/2 - Categoria 3x (3 ORDENHAS) - Divisão II (Até 365 dias) CLASSE

AJ

AS

BS CJ CS

D

E G H

NOME DO ANIMAL

CLASSIF

NOME DO PAI

PLANO

PRODUÇÃO

RA

MUNICÍPIO

UF

DENGUICE DO PERY

BM 77

DUPASQUIER WINDSTAR

PRS

10.064,86

2 FERNANDO RODRIGUES FERREIRA LEITE

PADRE BERNARDO

GO

DEGOLA DO PERY

BM 77

DUPASQUIER WINDSTAR

PRS

9.985,06

2 FERNANDO RODRIGUES FERREIRA LEITE

PADRE BERNARDO

GO

PORTEIRA WTF DA ESTIVA

BM 79

N/D

OFC

7.714,90

2 WALDIR TOLEDO FURTADO

GUARANI

MG

ALFY CAYUABA TACO GAYNA

MB 85

FB TACO

OFC

6.441,38

3 CAYUABA GENETICA E PECUARIA LTDA

ESPOLETA 4441 TALENTO NF IRMAOS

B+ 83

TALENTO DA SILVANIA

OFC

5.476,58

3 LUIZ GUALBERTO RIBEIRO FERREIRA

IASMIM BANDOLI

B+ 82

MODELO TE DE BRASILIA

OFC

12.899,49

3 LUIZ CARLOS BANDOLI GOMES

ELEGANCIA 4365 GAMETA NF IRMAOS

OT 90

GAMETA TE DA CAL

OFC

8.216,12

3 LUIZ GUALBERTO RIBEIRO FERREIRA

FORMIGA BUZIOS WTF DA ESTIVA

B+ 83

BUZIOS TE DE KUBERA

OFC

7.501,97

2 WALDIR TOLEDO FURTADO

LARANJA 4411 BARAO NF IRMAOS

MB 88

MAAB BARAO SANSAO

OFC

5.930,36

3 LUIZ GUALBERTO RIBEIRO FERREIRA

AJ

ENTRE RIOS DE MINAS MG DELTA

MG

NATIVIDADE

RJ

DELTA

MG

GUARANI

MG

DELTA

MG

CAIANA SIERRA INDIANA

N/D

CAROUSEL SIERRA

OFC

8.606,46

2 SALVADOR NUNES DA SILVA

PATROCINIO

MG

GAZELA SWINGER INDIANA

N/D

DELTA SWINGER-ET

OFC

6.235,44

2 SALVADOR NUNES DA SILVA

PATROCINIO

MG

VITAMINA 4337 GAMETA NF IRMAOS

MB 88

GAMETA TE DA CAL

OFC

5.270,52

3 LUIZ GUALBERTO RIBEIRO FERREIRA

DELTA

MG

CABLOCA 4328 DEBATE NF IRMAOS

MB 85

DEBATE TE DA PECPLAN

OFC

7.236,29

3 LUIZ GUALBERTO RIBEIRO FERREIRA

DELTA

MG

ESPERTA WTF DA ESTIVA

BM 78

N/D

OFC

9.175,79

2 WALDIR TOLEDO FURTADO

GUARANI

MG

CORUJA WTF DA ESTIVA

B+ 84

N/D

OFC

8.897,69

2 WALDIR TOLEDO FURTADO

GUARANI

MG

SUECIA BERNARD INDIANA

N/D

528 BERNARD

OFC

6.778,84

2 SALVADOR NUNES DA SILVA

PATROCINIO

MG

KATIA BARRA DA CACHOEIRA

RE 74

N/D

PRS

12.515,67

3 EMILIA CESAR CAMPOS

CASSIA

MG

CODORNA BARRA DA CACHOEIRA

BM 76

N/D

PRS

11.278,19

3 EMILIA CESAR CAMPOS

CASSIA

MG

ARTISTA BARRA DA CACHOEIRA

BM 75

N/D

PRS

10.318,69

3 EMILIA CESAR CAMPOS

CASSIA

MG

LOUCA BARRA DA CACHOEIRA

BM 77

N/D

PRS

10.133,74

3 EMILIA CESAR CAMPOS

CASSIA

MG

REBECA INDIANA

N/D

ETAZON PEROT-ET

OFC

9.566,46

2 SALVADOR NUNES DA SILVA

PATROCINIO

MG

BAIANA INDIANA

B+ 83

ETAZON PEROT-ET

OFC

8.361,41

2 SALVADOR NUNES DA SILVA

PATROCINIO

MG

JAMANTA NOSSA SRA DO CARMO

MB 86

N/D

OFC

11.935,19

2 GERMANO NOVAIS FRANCO

PRATA

MG

EMPRESA GUARDIAN DA ONCA

B+ 83

N/D

OFC

7.301,14

2 JOSE HENRIQUE GUIMARAES

UBERLANDIA

MG

ACUAR F

B+ 82

N/D

PRS

12.582,86

2 FERNANDO RODRIGUES FERREIRA LEITE

PADRE BERNARDO

GO

NOME DO ANIMAL

CLASSIF

NOME DO PAI

ESPERANCA JADE SERTAO

MB 86

SAFRA CAXI JGVA

100

Média nesta categoria Nº de Lact: 103 Produção: 4.083,62 Kgs

GS: 5/8 - Categoria 2x (2 ORDENHAS) - Divisão I (Até 305 dias) CLASSE

PROPRIETÁRIO

PLANO

PRODUÇÃO

RA

PROPRIETÁRIO

SHOREMAR JADE

PRS

3.676,19

2 NAZARETH DIAS PEREIRA

B+ 83

CAXI OG

PRS

3.389,79

2 BONANZA INDUSTRIAL E AGRICOLA LTDA

CARLA PAT SERTAO

B+ 81

RICKLAND PATRON PAT-ET

PRS

3.346,53

IRANI DECEMBER SERTAO

B+ 83

DOOLHOF DECEMBER

PRS

3.177,03

95 MUNICÍPIO

UF

CARMO DE MINAS

MG

CACHOEIRA

BA

2 NAZARETH DIAS PEREIRA

CARMO DE MINAS

MG

2 NAZARETH DIAS PEREIRA

CARMO DE MINAS

MG

75

25

5

115 102 A 133 domingo, 16 de maio de 2010 19:52:22

0


AS

BJ

BS

CJ

PIPOCA VALINHOS

MB 87

DOUTOR BELLRINGER ITAUNA

PRS

4.357,88

2 DANIEL DA SILVA/MAGNOLIA MARTINS SILVA

MONTE ALEGRE DE MINAS

MG

ADA JADE SERTAO

MB 85

SHOREMAR JADE

PRS

4.011,53

2 NAZARETH DIAS PEREIRA

CARMO DE MINAS

MG

CASSIA

MG

CARMO DE MINAS

MG

TAPIRA

MG

RBC ARMENIA

B+ 82

EXECUTIVO BILLY BELEZA Y TE

PRS

3.350,73

ROBERTO ANTONIO PINTO DE MELO 2 CARVALHO

ZENAIDE JADE SERTAO

MB 85

SHOREMAR JADE

PRS

3.308,61

2 NAZARETH DIAS PEREIRA

VAPOROSA GORDON STT

B+ 80

DELLKA JUROR GORDON-TW

PRS

3.290,83

2 ANNA MARIA BORGES CUNHA CAMPOS

YVONE WINDSTAR SERTAO

MB 85

DUPASQUIER WINDSTAR

PRS

3.258,92

2 NAZARETH DIAS PEREIRA

CARMO DE MINAS

MG

ELMA JADE SERTAO

B+ 84

SHOREMAR JADE

PRS

3.169,77

2 NAZARETH DIAS PEREIRA

CARMO DE MINAS

MG

CINARA BOSS SERTAO

MB 85

BOSSIDE RUBEN-ET

PRS

3.154,84

2 NAZARETH DIAS PEREIRA

CARMO DE MINAS

MG

ISABEL WINDSTAR SERTAO

B+ 83

DUPASQUIER WINDSTAR

PRS

2.662,01

2 NAZARETH DIAS PEREIRA

CARMO DE MINAS

MG

RBC ALGEMA

B+ 83

RICECREST TOUCHDOWN-ET

PRS

7.704,35

2

CASSIA

MG

RBC VISEIRA

MB 85

OITAVO RETIRO DA BARRA

PRS

6.186,00

CASSIA

MG

RBC ADUELA

B+ 82

IMPERIO PAVILJON ITAUNA

PRS

4.985,16

CASSIA

MG

XAOMI QUANTUM RANCHARIA

N/D

QUANTUM LUKE RANCHARIA

PRS

4.791,84

2 ALDIR HENRIQUE SILVA

LUZIANIA

GO

MIRANDA

MS

TAPIRA

MG

NOVA PONTE

MG

CASSIA

MG

CASSIA

MG

ROBERTO ANTONIO PINTO DE MELO CARVALHO ROBERTO ANTONIO PINTO DE MELO 2 CARVALHO ROBERTO ANTONIO PINTO DE MELO 2 CARVALHO

MALOCA SENADOR FB/ESCOLA DE BODOQUENA

BM 75

SENADOR S.W.D. SANTA IZABEL

PRS

4.767,07

2 FUNDACAO BRADESCO

VANTAGEM FREDERICK STT

B+ 81

CLINITA ZACK FREDERICK-ET

PRS

4.608,67

2 ANNA MARIA BORGES CUNHA CAMPOS

POLAINA VERTUOSA 69

B+ 80

ODISEU VERTUOSA 69

PRS

4.319,35

2 HUMBERTO NAVES ROBERTO ANTONIO PINTO DE MELO 2 CARVALHO ROBERTO ANTONIO PINTO DE MELO 2 CARVALHO

RBC ALAMANDA

B+ 81

IMPERIO PAVILJON ITAUNA

PRS

3.949,04

RBC ALEGORIA

MB 86

COWBOY ADDISON TE RANCHO ALEGRE

PRS

3.742,03

YONE WINDSTAR SERTAO

B+ 84

DUPASQUIER WINDSTAR

PRS

3.136,93

2 NAZARETH DIAS PEREIRA

CARMO DE MINAS

MG

JABUTI LAUGAN DO FAZENDAO

BM 75

COMESTAR LAUGAN-ET

PRS

3.128,78

2 RONAN RINALDI DE SOUZA SALGUEIRO

CAMPO GRANDE

MS

GLOBELEZA INDIO SERTAO

B+ 83

INDIO WINDSTAR SERTAO

PRS

2.939,15

2 NAZARETH DIAS PEREIRA

CARMO DE MINAS

MG

JARDINEIRA XERIFE IT

N/D

XERIFE REVENUE IT

PRS

2.714,28

2 ITAMIR FARIA VALLE

ITARUMA

GO

NOIVA BOSS OG

MB 87

BOSSIDE RUBEN-ET

PRS

7.273,07

2 OLAVO GONCALVES

CAMPO FLORIDO

MG

FARTURA JEBR

MB 89

AGRINDUS CONVINCER IMPOSTOR-TE

PRS

6.122,87

3 JOAO EDUARDO BENINI REIS

SABIA VALINHOS

N/D

DOUTOR BELLRINGER ITAUNA

PRS

5.144,70

2 DANIEL DA SILVA

ELITE RUGGY JGVA

N/D

ROCK MAGUITO JGVA-TE

PRS

4.736,95

2 JOSE GERALDO VAZ ALMEIDA

LAIS ASTRE SERTAO

MB 85

DUREGAL ASTRE STARBUCK ET

PRS

4.670,49

2 NAZARETH DIAS PEREIRA

ZELANDIA BACO IT

B+ 82

BACO DAS ARABIAS

PRS

4.468,38

2 ITAMIR FARIA VALLE

MARINA WINDSTAR SERTAO

B+ 83

DUPASQUIER WINDSTAR

PRS

3.895,89

MAFALDA WINDSTAR SERTAO

B+ 84

DUPASQUIER WINDSTAR

PRS

VALSA DEMELLO

RE 72

SALEM DEMELLO

PILASTRA SALTO I

MB 88

INGLESA 20035/8025 DO FAZENDAO

RE 74

SAO JOAQUIM DA BARRA MONTE ALEGRE DE MINAS

SP MG

AMARGOSA

BA

CARMO DE MINAS

MG

ITARUMA

GO

2 NAZARETH DIAS PEREIRA

CARMO DE MINAS

MG

3.892,64

2 NAZARETH DIAS PEREIRA

CARMO DE MINAS

MG

PRS

3.550,42

2 PAULO ROBERTO DE MELLO

MUTUM

MG

FAROL SONHO

PRS

2.843,20

2 RUBIO FERNAL FERREIRA E SOUSA

PADRE BERNARDO

GO

RINCAO ITAIPU Y

PRS

2.649,08

2 RONAN RINALDI DE SOUZA SALGUEIRO

CAMPO GRANDE

MS

CASSIA

MG

CASSIA

MG

95

CASSIA

MG

75

CARMO DE MINAS

MG

ROBERTO ANTONIO PINTO DE MELO 2 CARVALHO ROBERTO ANTONIO PINTO DE MELO 2 CARVALHO ROBERTO ANTONIO PINTO DE MELO 2 CARVALHO

100

RBC VIOLA

B+ 80

RBC REPUBLICANO

PRS

2.525,70

RBC UVAIA

B+ 81

RINCAO ITAIPU Y

PRS

4.677,64

RBC TRIBUNA

B+ 80

COWBOY ADDISON TE RANCHO ALEGRE

PRS

4.428,06

HELOISA BOSS SERTAO

B+ 84

BOSSIDE RUBEN-ET

PRS

4.415,26

2 NAZARETH DIAS PEREIRA

IVANA BILLY Y

MB 87

110 BILLY FANCY PAUL Y

PRS

3.701,30

2 RENATO DA CUNHA OLIVEIRA

CONCEICAO DAS ALAGOAS

MG

GANDAIA DA KIKI

B+ 80

CURIMATA DAS TRES PASSAGENS

OFS

3.302,58

2 MAURICIO GUIMARAES PAIVA

ARAXA

MG

25

5

116 102 A 133 domingo, 16 de maio de 2010 19:52:22

0


CS

D

E

KARANHA GLENN M.CORINTHIANA

N/D

MIKLIN LUKE GLENN-ET

OFC

8.723,91

2 JERONIMO GOMES FERREIRA

FABIOLA CASANOVA DOM NATO

B+ 82

CASANOVA ASTRE DOM NATO

OFC

5.995,68

2 JOSE DONATO DIAS FILHO

UBERLANDIA

MG

MIGUEL PEREIRA

RJ

MONTE ALEGRE DE MINAS

MG

CACHOEIRA

BA

OLIVEIRA

MG

ARAXA

MG

PAINS

MG

NOVA PONTE

MG

TAPIRA

MG

CONCEICAO DAS ALAGOAS

MG

PAINS

MG

NOVA PONTE

MG

PAINS

MG

OLIVEIRA

MG

PAINS

MG

ELKE ALEGRE

MB 88

ASPIRANTE MAGUITO REATA

PRS

5.400,26

2 DANIEL DA SILVA

PINTURA ASTRE BOAS NOVAS

B+ 83

DUREGAL ASTRE STARBUCK ET

PRS

4.705,68

2 BONANZA INDUSTRIAL E AGRICOLA LTDA

ORQUIDEA DJ DO MORRO

BM 78

OITICICA DEJOTA CALYPSO LEE

PRS

3.992,62

2 OLAVO DE RESENDE BARROS JUNIOR

MOICANA WINDSTAR FH DA SERRA

MB 87

DUPASQUIER WINDSTAR

PRS

3.445,29

2

EPOCA GLEN CORUMBA

MB 87

GLEN-TOCTIN EM BULLOCK-ET

PRS

3.132,23

2 LEDIR RODRIGUES TEIXEIRA

MACEDONIA BRASAO 69

B+ 80

BRASAO JEWEL DAS ARABIAS

PRS

7.556,87

2 HUMBERTO NAVES

SOBERANA BELO LEADER STT

B+ 80

PARAISO BELO 11 LEADER

PRS

5.025,62

2 ANNA MARIA BORGES CUNHA CAMPOS

CIRANDA CURIMATA Y

MB 86

CURIMATA DAS TRES PASSAGENS

PRS

4.611,07

2 RENATO DA CUNHA OLIVEIRA

DOBRADINHA SCOTT CORUMBA

MB 88

LONG-HAVEN MANDEL SCOTT-ET

PRS

4.488,49

2 LEDIR RODRIGUES TEIXEIRA

MOEMA BRASAO 69

BM 79

BRASAO JEWEL DAS ARABIAS

PRS

4.289,52

2 HUMBERTO NAVES

ESTRELINHA SCOTT CORUMBA

MB 87

LONG-HAVEN MANDEL SCOTT-ET

PRS

4.258,72

2 LEDIR RODRIGUES TEIXEIRA

ORGIA DJ DO MORRO

BM 76

OITICICA DEJOTA CALYPSO LEE

PRS

4.114,21

2 OLAVO DE RESENDE BARROS JUNIOR

ESTRELA GLEN CORUMBA

MB 88

GLEN-TOCTIN EM BULLOCK-ET

PRS

3.618,97

2 LEDIR RODRIGUES TEIXEIRA

839 ALTO VERDE

B+ 81

MIKLIN LUKE GLENN-ET

PRS

3.577,14

1 ALVARO JOSE DO MONTE VASCONCELOS

MACEIO

AL

GAVEA CELSIUS DO FAZENDAO

B+ 80

528 ETAZON CELSIUS-ET

PRS

3.351,76

2 RONAN RINALDI DE SOUZA SALGUEIRO

CAMPO GRANDE

MS

NEVE SALTO I

BM 77

HEBRON FANCY PAUL SONHO

PRS

3.087,31

2 RUBIO FERNAL FERREIRA E SOUSA

UNAI

MG

ALVORADA CAMPEIRO MONTE ALTO

B+ 81

MAAB CAMPEIRO FEITICO

OFS

2.952,07

2 MAURICIO GUIMARAES PAIVA

ARAXA

MG

CORUJA BRASAO 69

MB 85

BRASAO JEWEL DAS ARABIAS

PRS

6.976,63

2 HUMBERTO NAVES

FERNANDO H.F.CARVALHO/MARCELA F.CARVALHO

NOVA PONTE

MG

CONCEICAO DAS ALAGOAS

MG

FOFURA BOEMIO Y

MB 89

BOEMIO NOBRE FANCY PAUL Y

PRS

4.605,35

2 RENATO DA CUNHA OLIVEIRA

CARETA ROB CORUMBA

MB 87

DIAMOND-W PRE ROB-ET

PRS

4.359,11

2 LEDIR RODRIGUES TEIXEIRA

PAINS

MG

COROA HERO CORUMBA

MB 85

TO-MAR BLACKSTAR HERO-ET

PRS

4.055,35

2 LEDIR RODRIGUES TEIXEIRA

PAINS

MG

NATA JURIST DO MORRO

BM 79

KED JURIST-ET

PRS

3.982,75

2 OLAVO DE RESENDE BARROS JUNIOR

OLIVEIRA

MG

MOURA JADE SERTAO IP

B+ 83

SHOREMAR JADE

PRS

3.949,16

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

AVENTURA WINDSTAR SERTAO

MB 86

DUPASQUIER WINDSTAR

PRS

3.792,85

2 NAZARETH DIAS PEREIRA

CARMO DE MINAS

MG

MAGOA SALTO I

BM 77

HEBRON FANCY PAUL SONHO

PRS

3.609,96

2 RUBIO FERNAL FERREIRA E SOUSA

UNAI

MG

MALDITA SALTO I

BM 77

HEBRON FANCY PAUL SONHO

PRS

3.448,07

2 RUBIO FERNAL FERREIRA E SOUSA

UNAI

MG

MANACA SALTO I

BM 77

FAROL SONHO

PRS

2.835,88

2 RUBIO FERNAL FERREIRA E SOUSA

UNAI

MG

NANA BACO DAS ARABIAS

MB 88

BACO DAS ARABIAS

PRS

5.364,42

3 MARIA BEATRIZ COSTA GOMES

UBERABA

MG

EVA ASTRE DO FAZENDAO

BM 77

CONSTETATION ITALO ASTRE

PRS

5.089,07

2 RONAN RINALDI DE SOUZA SALGUEIRO

CAMPO GRANDE

MS

BORBOLETA JACARANDA CORUMBA

MB 87

JACARANDA JEWEL FUNDAO

PRS

4.511,08

2 LEDIR RODRIGUES TEIXEIRA

PAINS

MG

BANDEIJA MANHATTAN CORUMBA

BM 77

MITHVA K-MANHATTAN-ET

PRS

4.224,73

2 LEDIR RODRIGUES TEIXEIRA

PAINS

MG

KABALA SALTO II

BM 77

COYNE-FARMS MARK TWAIN ET

PRS

3.973,87

2 RUBIO FERNAL FERREIRA E SOUSA

UNAI

MG

0580 ALTO VERDE

MB 87

KREGNOL TOP LUKE-ET

PRS

3.937,15

1 ALVARO JOSE DO MONTE VASCONCELOS

MACEIO

AL

CODORNA JACARANDA CORUMBA

MB 87

JACARANDA JEWEL FUNDAO

PRS

3.887,65

2 LEDIR RODRIGUES TEIXEIRA

PAINS

MG

CORTESIA JUBILEU JJJ

MB 88

JUBILEU MILESTONE JJJ

PRS

3.234,31

2 JOSE JACINTO JUNIOR

ITUIUTABA

MG

LIZAROLA SALTO I

BM 77

HEBRON FANCY PAUL SONHO

PRS

3.167,77

2 RUBIO FERNAL FERREIRA E SOUSA

UNAI

MG

MAGDA WINDSTAR SERTAO

MB 86

DUPASQUIER WINDSTAR

PRS

3.022,56

2 NAZARETH DIAS PEREIRA

CARMO DE MINAS

MG

SALETE NERA

B+ 82

528 DELTA LAVA

PRS

2.975,25

2 NEWTON RABELLO DE CASTRO JUNIOR

JUIZ DE FORA

MG

100

F

95

75

25

5

117 102 A 133 domingo, 16 de maio de 2010 19:52:23

0


G

H

LONTRA JUBAL FUNDAO

MB 89

KED BRASS JUBAL-ET

PRS

5.026,11

2 LEDIR RODRIGUES TEIXEIRA

PAINS

MG

LIA FANCY PAUL FUNDAO

MB 87

UTAG VALIANT FANCY PAUL-ET

PRS

4.814,62

2 LEDIR RODRIGUES TEIXEIRA

PAINS

MG MG

CIGANA BILLY Y 0228

MB 87

110 BILLY FANCY PAUL Y

PRS

4.784,90

2 RENATO DA CUNHA OLIVEIRA

CONCEICAO DAS ALAGOAS

ALGA MWF

B+ 84

110 BILLY FANCY PAUL Y

OFC

4.263,94

2 JOSE DONATO DIAS FILHO

MIGUEL PEREIRA

RJ

JAMANTA SONHO I

BM 77

ELMO GIN DO SONHO

PRS

3.936,18

2 RUBIO FERNAL FERREIRA E SOUSA

UNAI

MG

JERUSA SALTO II

B+ 83

LUSITANIA GALHARDO D.MILESTONE

PRS

3.858,69

2 RUBIO FERNAL FERREIRA E SOUSA

UNAI

MG

ARMINDA ZEKE SERTAO

MB 86

ROKLANE BLACKSTAR ZEKE

PRS

3.801,33

2 NAZARETH DIAS PEREIRA

CARMO DE MINAS

MG

BAVARIA COIOTE DOM NATO

B+ 84

COIOTE OLIVEIRA

OFC

3.309,07

2 JOSE DONATO DIAS FILHO

MIGUEL PEREIRA

RJ

BENGALA DILETO OG

B+ 84

DILETO BALTHAZAR SONHO

PRS

5.521,76

2 OLAVO GONCALVES

CAMPO FLORIDO

MG

NIGELA CUBBY CAL

OT 90

OSDEL-ENDEAVOR BOVA CUBBY

PRS

4.846,43

2 NELSON ARIZA

NOVA GRANADA

SP

EUA SONHO

B+ 84

LONSFARM K KINGMAN

PRS

4.682,21

2 RUBIO FERNAL FERREIRA E SOUSA

UNAI

MG

OSTRA SONHO I

MB 87

JATOBA ESPELHO STAR UBERLANDIA

PRS

3.938,26

2 RUBIO FERNAL FERREIRA E SOUSA

UNAI

MG

GAMA TE MASON ITAUNA

MB 87

SHOREMAR MASON-ET

PRS

3.431,45

2 VALERIO MACHADO GUIMARAES

ITAUNA

MG

AYESCA ZAPE DOM NATO

B+ 84

SANTA CRUZ ZAPE ELEVATION

OFC

3.292,18

2 JOSE DONATO DIAS FILHO

MIGUEL PEREIRA

RJ

INQUIETA MARITA

BM 76

JARDIM DIVINO

PRS

3.098,65

2 RUBIO FERNAL FERREIRA E SOUSA

UNAI

MG

IZILDA FAROL SALTO I

MB 86

FAROL SONHO

PRS

2.963,55

2 RUBIO FERNAL FERREIRA E SOUSA

UNAI

MG

DORIS FEITICO SALTO I

B+ 82

FEITICO DAS PRIMAVERAS

PRS

2.601,42

2 RUBIO FERNAL FERREIRA E SOUSA

UNAI

MG

ORION SONHO I

B+ 80

AFARM BOLIVAR ASTRE

PRS

2.592,20

2 RUBIO FERNAL FERREIRA E SOUSA

UNAI

MG

PONTE NOVA ASTRO SALTO I

BM 75

ASTRO DA SANTA IZABEL

PRS

2.548,47

2 RUBIO FERNAL FERREIRA E SOUSA

UNAI

MG

TIANA ASTRO SALTO I

RE 71

ASTRO DA SANTA IZABEL

PRS

2.545,09

2 RUBIO FERNAL FERREIRA E SOUSA

UNAI

MG

MUNICÍPIO

UF

PASSOS

MG

Média nesta categoria Nº de Lact: 82 Produção: 5.408,52 Kgs

GS: 5/8 - Categoria 2x (2 ORDENHAS) - Divisão II (Até 365 dias) CLASSE

AJ

AS

NOME DO ANIMAL

CLASSIF

NOME DO PAI

PLANO

PRODUÇÃO

CATITA DURHAM SANTA LUZIA

MB 87

ELIDE FIV ALEGRE MIRANDA SHADY IT

REGANCREST ELTON DURHAM-ET

PRS

3.977,39

2 JOSE COELHO VICTOR

MB 88

IRA URUTU DO MORRO

PRS

6.733,63

2 NELSON ARIZA

B+ 81

VAN-ACRES SHADY-WAY NIKE

PRS

6.114,48

2 ITAMIR FARIA VALLE

QUENTINHA FAMOSO DO MORRO

BM 79

FAMOSO DAS TRES PASSAGENS

PRS

5.117,67

2 OLAVO DE RESENDE BARROS JUNIOR

MARJORIE FOLIAO Y

MB 85

FOLIAO RINCAO Y

PRS

4.805,85

2 RENATO DA CUNHA OLIVEIRA

CINDERELA WINDSTAR SERTAO

B+ 83

DUPASQUIER WINDSTAR

PRS

4.420,50

2 NAZARETH DIAS PEREIRA

GINA OBU CORUMBA

OBU POWERLINE FUNDAO

PRS

4.402,28

2 LEDIR RODRIGUES TEIXEIRA

LION IMPERIO ITAUNA

PRS

4.400,08

2 VALERIO MACHADO GUIMARAES

ZENILDA BOSS SERTAO

B+ 84

BOSSIDE RUBEN-ET

PRS

4.238,31

2 NAZARETH DIAS PEREIRA

KAMELIA 3 KAIEN ITAUNA

MB 85

KAIEN CELSIUS ITAUNA

PRS

3.511,14

2 VALERIO MACHADO GUIMARAES

NOVA GRANADA

SP

ITARUMA

GO

OLIVEIRA

MG

CONCEICAO DAS ALAGOAS

MG

CARMO DE MINAS

MG

PAINS

MG

ITAUNA

MG

CARMO DE MINAS

MG

ITAUNA

MG

GELEIA OBU FUNDAO CORUMBA

N/D

OBU POWERLINE FUNDAO

PRS

3.159,73

2 LEDIR RODRIGUES TEIXEIRA

PAINS

MG

GOIABADA OBU CORUMBA

N/D

OBU POWERLINE FUNDAO

PRS

2.987,30

2 LEDIR RODRIGUES TEIXEIRA

PAINS

MG

BM 79

TURBANTE TOUCH DAS ARABIAS

PRS

10.105,70

3 MARIA BEATRIZ COSTA GOMES

UBERABA

MG

FOFA DUKE VJF

B+ 80

MISTER DUKE EL RANCHO

PRS

7.612,73

2 VALDEIR JOSE FARIAS

UBERLANDIA

MG

POLICIA CEDRO DO CAMPO

BM 77

CHICO MAGUITO DONA BEJA

PRS

5.703,61

2 MARIA INEZ CRUVINEL REZENDE

UBERABA

MG

INDEZ BONACHO

RE 72

110 BILLY FANCY PAUL Y

PRS

5.077,77

2 PAULO ROBERTO DE MELLO

ELMA ALEGRE

MB 85

MAGICAL MASCOT TE RANCHO ALEGRE

PRS

4.959,92

2 NELSON ARIZA

PEROBA CEDRO DO CAMPO

BM 77

CHICO MAGUITO DONA BEJA

PRS

4.741,17

2 MARIA INEZ CRUVINEL REZENDE

RBC AFEGA

MB 85

COWBOY ADDISON TE RANCHO ALEGRE

PRS

4.734,58

2

POESIA LONDON DO MORRO

BM 77

LONDONDALE LMAN MAGNUM-ET

PRS

4.587,44

2 OLAVO DE RESENDE BARROS JUNIOR

TINA MAIA CORREA

MB 85

ANANUA TURBANTE DAS ARABIAS

BJ

PROPRIETÁRIO

MB 87

ARGENTINA 6 LION ITAUNA

N/D

RA

ROBERTO ANTONIO PINTO DE MELO CARVALHO

MUTUM

MG

NOVA GRANADA

SP

UBERABA

MG

CASSIA

MG

OLIVEIRA

MG

PASSOS

MG

PAINS

MG

DUPASQUIER WINDSTAR

PRS

4.385,80

2 JOSE COELHO VICTOR

CAMELA OBU FUNDAO CORUMBA

N/D

OBU POWERLINE FUNDAO

PRS

3.629,24

2 LEDIR RODRIGUES TEIXEIRA

FELINA OBU FUNDAO CORUMBA

N/D

OBU POWERLINE FUNDAO

PRS

3.257,92

2 LEDIR RODRIGUES TEIXEIRA

PAINS

MG

HERANCA LINDY P.DOS SONHOS

N/D

PARAISO BILL LINDY

PRS

2.980,01

2 LEONARDO DIAS COELHO

CORUMBAIBA

GO

100

95

VANESSA WINDSTAR SERTAO

DUPASQUIER WINDSTAR

PRS

2.787,85

2 NAZARETH DIAS PEREIRA

CARMO DE MINAS

MG

GARAPA CORUMBA

MB 85 N/D

COWBOY ADDISON TE RANCHO ALEGRE

PRS

2.737,10

2 LEDIR RODRIGUES TEIXEIRA

PAINS

MG

GARANTIA OBU FUNDAO CORUMBA

N/D

OBU POWERLINE FUNDAO

PRS

2.579,73

2 LEDIR RODRIGUES TEIXEIRA

PAINS

MG

75

25

5

118 102 A 133 domingo, 16 de maio de 2010 19:52:23

0


BS

CJ

CS

D

E

YMBIARA BILLY Y

OT 94

110 BILLY FANCY PAUL Y

PRS

8.724,84

2 RENATO DA CUNHA OLIVEIRA

CONCEICAO DAS ALAGOAS

MG

LIBERDADE FR RECREIO

MB 89

FATAL

OFC

7.795,82

2 MILA DE CARVALHO LAURINDO E CAMPOS

SAO JOSE DE UBA

RJ

JUACEMA WINDSTAR SERTAO

B+ 84

DUPASQUIER WINDSTAR

PRS

6.790,02

2 NELSON ARIZA

NOVA GRANADA

SP

GLOBELEZA DECEMBER DOM NATO

MB 89

DOOLHOF DECEMBER

OFC

6.382,39

2 JOSE DONATO DIAS FILHO

MIGUEL PEREIRA

RJ

ESTRELA PELE BELLWOOD IT

BM 79

PELE BELLWOOD IT

PRS

5.566,95

2 ITAMIR FARIA VALLE

ITARUMA

GO

RICKLAND PATRON PAT-ET

PRS

5.520,93

2 ALDIR HENRIQUE SILVA

LUZIANIA

GO

528 DELTA LAVA

OFC

5.080,54

2 JOSE DONATO DIAS FILHO

MIGUEL PEREIRA

RJ

PAINS

MG

XENIA PAT RANCHARIA

N/D

GISELE LAVA DOM NATO

BM 78

FARMACIA OBU CORUMBA

N/D

OBU POWERLINE FUNDAO

PRS

4.820,48

2 LEDIR RODRIGUES TEIXEIRA

MIRNA BACO IT

N/D

BACO DAS ARABIAS

PRS

4.745,41

2 ITAMIR FARIA VALLE

ITARUMA

GO

OLIVEIRA

MG

PALESTINA WINDSTAR DO MORRO

BM 78

DUPASQUIER WINDSTAR

PRS

4.635,06

2 OLAVO DE RESENDE BARROS JUNIOR

RAIZA TERROR PORTO DOS SONHOS

B+ 80

LADYS-MANOR TGUN TERROR-ET

PRS

4.400,12

2 LEONARDO DIAS COELHO

CORUMBAIBA

GO

MEIA NOITE GELPRO GENERAL

N/D

BEACHLAWN GELPRO TOBEY-ET

PRS

3.869,07

2 JUAREZ QUINTAO HOSKEN

CARANGOLA

MG

PODEROSA DJ DO MORRO

BM 78

OITICICA DEJOTA CALYPSO LEE

PRS

3.748,45

2 OLAVO DE RESENDE BARROS JUNIOR

OLIVEIRA

MG

NIAGARA ELWAY GENERAL

N/D

KERNDTWAY ELWAY-ET

PRS

2.956,28

2 JUAREZ QUINTAO HOSKEN

CARANGOLA

MG

CASSIA

MG

SAO JOSE DE UBA

RJ

RBC TESOURA

B+ 83

COWBOY ADDISON TE RANCHO ALEGRE

PRS

9.456,85

ROBERTO ANTONIO PINTO DE MELO 2 CARVALHO

JAMAICA FR RECREIO

MB 89

BEACHLAWN GELPRO TOBEY-ET

OFC

7.521,63

2 MILA DE CARVALHO LAURINDO E CAMPOS

LADY DAY ITO DAS ARABIAS

B+ 83

BARBEE-M JUROR ITO-ET

PRS

6.956,41

2 MARIA BEATRIZ COSTA GOMES

UBERABA

MG

GUITARRA STEFANO IT

BM 78

TIDY-BROOK STEFANO-ET

PRS

5.735,14

2 ITAMIR FARIA VALLE

ITARUMA

GO

FANNY DABLIU DOM NATO

BM 78

DABLIU CURIMATA DOM NATO

OFC

4.661,12

2 JOSE DONATO DIAS FILHO

MIGUEL PEREIRA

RJ

ESFIRRA CHASE CORUMBA

MB 88

COWSMOPOLITON CHASE-ET

PRS

4.479,45

2 LEDIR RODRIGUES TEIXEIRA

PAINS

MG

OPERA GARWOOD DO MORRO

MB 85

PRINCE GLC GARWOOD ET

PRS

4.189,92

2 OLAVO DE RESENDE BARROS JUNIOR

OLIVEIRA

MG

OCARINA SALTO I

MB 87

HEBRON FANCY PAUL SONHO

PRS

3.298,39

2 RUBIO FERNAL FERREIRA E SOUSA

PADRE BERNARDO

GO

SIRENE BELWOOD RENASCER

MB 86

MAIZEFIELD BELLWOOD-ET

PRS

6.749,33

2 MADISSON PEREIRA MACHADO

NATIVIDADE

RJ

MOLDURA FAUSTO ITAUNA

N/D

FAUSTO POLO ITAUNA

PRS

4.814,08

2 VALERIO MACHADO GUIMARAES

ITAUNA

MG

UBERLANDIA

MG

MIGUEL PEREIRA

RJ

MARA BETA MORADA CORINTHIANA

MB 85

GLEN-TOCTIN JUROR BETA-ET

OFC

14.890,97

2 JERONIMO GOMES FERREIRA

EVELYN MAGICAL DOM NATO

B+ 80

MAGICAL MASCOT TE RANCHO ALEGRE

OFC

8.605,00

2 JOSE DONATO DIAS FILHO

CRISTAL DA OLARIA

MB 85

CAXI OG

PRS

8.293,66

2 EVALDO ALVES FERREIRA

GUADALUPE VALINHOS

MB 88

DOUTOR BELLRINGER ITAUNA

PRS

7.607,14

2 DANIEL DA SILVA

711 ALTO VERDE

OT 90

EVANGELICO ALTO VERDE

PRS

5.570,50

GAVINHA CELSIUS DO FAZENDAO

BM 77

528 ETAZON CELSIUS-ET

PRS

MOCOCA SALTO I I

BM 77

LOCUST-HILL BARTHALEMEU-ET

HINISTA KENYO

B+ 84

LUA DA CABECEIRA

SAO PEDRO DO SUACUI MG MONTE ALEGRE DE MINAS

MG

2 ALVARO JOSE DO MONTE VASCONCELOS

MACEIO

AL

5.069,01

2 RONAN RINALDI DE SOUZA SALGUEIRO

CAMPO GRANDE

MS

PRS

4.840,19

2 FERNANDO RODRIGUES FERREIRA LEITE

PADRE BERNARDO

GO

DIAMOND-W CB MICKEY-ET

PRS

4.795,95

2 KENYTI OKANO

ITUVERAVA

SP

RE 71

FAMOSO DAS TRES PASSAGENS

PRS

3.746,95

2 MARCEL CORTES MENDONCA

JARAGUARI

MS

DEUSA LIMO CORUMBA

B+ 84

LIMO JUROR FUNDAO

PRS

3.424,40

2 LEDIR RODRIGUES TEIXEIRA

PAINS

MG

AREA F

BM 76

WIL-HART BW ANDRE

PRS

2.516,79

2 FERNANDO RODRIGUES FERREIRA LEITE

PADRE BERNARDO

GO

MONTE ALEGRE DE MINAS

MG

ITARUMA

GO

PAINS

MG

CAMPO GRANDE

MS

ITUIUTABA

MG

UNAI

MG

ALVORADA DEROX ALVORADA

MB 85

MEADOW BRIDGE DEROY

PRS

9.935,86

PAULO M.S.GONCALVES/DANIELLA M.DA 2 SILVA

IMPERATRIZ IT

RE 74

ESTAND LUKE HB

PRS

6.808,84

2 ITAMIR FARIA VALLE

CIGANA MANHATTAN CORUMBA

MB 87

MITHVA K-MANHATTAN-ET

PRS

5.220,68

2 LEDIR RODRIGUES TEIXEIRA

GANDAIA DAMIAO DO FAZENDAO

BM 79

DAMIAO BELLWOOD 3E

PRS

5.210,73

2 RONAN RINALDI DE SOUZA SALGUEIRO

VITORIA DENGOSO JJJ

BM 77

DENGOSO SEBASTIAN JJJ

PRS

4.130,85

1 JOSE JACINTO JUNIOR

MAROCA SALTO I

BM 77

HEBRON FANCY PAUL SONHO

PRS

3.664,98

2 RUBIO FERNAL FERREIRA E SOUSA

100

95

75

25

5

119 102 A 133 domingo, 16 de maio de 2010 19:52:23

0


F

G

H

SAQUAREMA DENVER RANCHARIA

MB 85

SNOW-N DENVER-ET

PRS

6.527,66

2 ALDIR HENRIQUE SILVA

LUZIANIA

GO

LELECA SALTO I

BM 77

TWIST ASTRONAUT

PRS

4.443,94

2 RUBIO FERNAL FERREIRA E SOUSA

UNAI

MG

DISTINTA DAMIAO 3E

MB 86

DAMIAO BELLWOOD 3E

PRS

13.251,04

2 RONAN RINALDI DE SOUZA SALGUEIRO

CAMPO GRANDE

MS

PRETA JEWEL DAS ARABIAS

MB 86

LONTE BLACKSTAR JEWEL TL

PRS

8.973,22

3 MARIA BEATRIZ COSTA GOMES

UBERABA

MG

ROMEIRA ARLINDA IT

RE 73

ARLINDA AEROSTAR-ET

PRS

8.322,97

2 ITAMIR FARIA VALLE

ITARUMA

GO

EDITORA ARLINDA IT

RE 74

ARLINDA AEROSTAR-ET

PRS

7.515,90

2 ITAMIR FARIA VALLE

ITARUMA

GO

PALOMITA NERA

B+ 83

COIOTE OLIVEIRA

PRS

5.652,75

2 NEWTON RABELLO DE CASTRO JUNIOR

JUIZ DE FORA

MG

AUSTRIA CORUMBA

MB 85

VIOLAO PEDREIRA

PRS

4.474,26

2 LEDIR RODRIGUES TEIXEIRA

PAINS

MG

PIONEIRA SALTO II

BM 77

ODYSSEY 2010-ET

PRS

3.992,11

2 RUBIO FERNAL FERREIRA E SOUSA

UNAI

MG

JAPI SALTO I

BM 77

HINO JURIST SONHO

PRS

3.453,81

2 RUBIO FERNAL FERREIRA E SOUSA

UNAI

MG

HARMALA HARTLEY DO MORRO

MB 87

JAFRAL SECRET HARTLEY ET

PRS

5.893,59

2 OLAVO DE RESENDE BARROS JUNIOR

OLIVEIRA

MG

ENFERMEIRA DILETO SALTO I

B+ 82

DILETO BALTHAZAR SONHO

PRS

3.380,15

2 RUBIO FERNAL FERREIRA E SOUSA

UNAI

MG

ESTRADEIRA DILETO SALTO I

MB 87

DILETO BALTHAZAR SONHO

PRS

3.351,44

2 RUBIO FERNAL FERREIRA E SOUSA

UNAI

MG

CROACIA AZOTO SALTO I

BM 76

AZOTO DA OURO VERDE

PRS

3.285,75

2 RUBIO FERNAL FERREIRA E SOUSA

UNAI

MG

MUNICÍPIO

UF

Média nesta categoria Nº de Lact: 10 Produção: 6.498,79 Kgs

GS: 5/8 - Categoria 3x (3 ORDENHAS) - Divisão I (Até 305 dias) CLASSE

NOME DO ANIMAL

AA

ALFY CAYUABA CACIQUE HABANERA-TE

B+ 81

ALFY CAYUABA BEM FEITOR CACIQUE

POTENCIA LORD LILY TE WTF ESTIVA

B+ 84

528 ETAZON LORD LILY-ET

ESMERALDA SYLVESTER OG

MB 89

AJ AS BJ CJ D

CLASSIF

NOME DO PAI

PLANO

PRODUÇÃO

RA

5.347,37

3 CAYUABA GENETICA E PECUARIA LTDA

OFC

7.173,04

2 WALDIR TOLEDO FURTADO

PARADISE-DND SYLVESTER-ET

PRS

7.031,36

2 OLAVO GONCALVES

AS

MG

CAMPO FLORIDO

MG

PRATA

MG

UBERLANDIA

MG

PASSOS

MG

UBERLANDIA

MG

CAMPO FLORIDO

MG

DUPASQUIER WINDSTAR

OFC

4.193,61

2 GERMANO NOVAIS FRANCO

MAGALI CURIMATA TANNUS

B+ 80

CURIMATA DAS TRES PASSAGENS

PRS

6.898,59

3 DELCIO VIEIRA TANNUS

FORTALEZA RIBEIRÃO GRANDE TE

MB 85

STOUDER MORTY-ET

OFC

6.802,54

2 JOAO REIS SOARES

AMERICANA WINDSTAR QS

B+ 83

DUPASQUIER WINDSTAR

PRS

5.892,49

3 DELCIO VIEIRA TANNUS

ESPARTA WINDSTAR OG

MB 89

DUPASQUIER WINDSTAR

PRS

9.530,13

2 OLAVO GONCALVES

NATALINA FRISO NOSSA SRA DO CARMO

MB 86

FRISO JAM MANDINGO

OFC

7.443,54

2 GERMANO NOVAIS FRANCO

PRATA

MG

O.S.B.PERL EMERSON 5675-TE

OFC

4.675,18

2 GERMANO NOVAIS FRANCO

PRATA

MG

MUNICÍPIO

UF

N/D

Média nesta categoria Nº de Lact: 10 Produção: 10.041,23 Kgs

NOME DO ANIMAL

CLASSIF

NOME DO PAI

PLANO

PRODUÇÃO

RA

VITRINE GF EMERSON N.SRA DO CARMO

MB 86

PAULISTA PROGRESS WTF DA ESTIVA

O.S.B.PERL EMERSON 5675-TE

OFC

14.680,53

2 GERMANO NOVAIS FRANCO

PRATA

MG

MB 88

DEKKER EEXT PROGRESS

OFC

8.380,79

2 WALDIR TOLEDO FURTADO

GUARANI

MG

LINHAGEM LORD LILY TE WTF ESTIVA

MB 87

528 ETAZON LORD LILY-ET

OFC

8.267,84

2 WALDIR TOLEDO FURTADO

GUARANI

MG

FABULA RIBEIRÃO GRANDE TE

MB 88

STOUDER MORTY-ET

OFC

9.677,90

2 JOAO REIS SOARES

PASSOS

MG

COWBOY ADDISON TE RANCHO ALEGRE

OFC

9.159,60

2 SALVADOR NUNES DA SILVA

PATROCINIO

MG

CASSIA

MG

GUARANI

MG

UBERLANDIA

MG

PRATA

MG

CASSIA

MG

COBAIA COWBOY INDIANA

N/D

PROPRIETÁRIO

MADONA FREDERICK BOAS NOVAS

BM 77

CLINITA ZACK FREDERICK-ET

PRS

13.721,15

PLACIDO B.CAMPOS/GELSOMAR R.DE 3 ALMEIDA

DUNA WTF DA ESTIVA

MB 85

VISION-GEN OZZIE-ET

OFC

9.732,13

2 WALDIR TOLEDO FURTADO

PRINCESA CURIMATA TANNUS

B+ 84

CURIMATA DAS TRES PASSAGENS

PRS

6.498,42

3 DELCIO VIEIRA TANNUS

BS

ESPANHOLA NOSSA SRA DO CARMO

N/D

O.S.B.PERL EMERSON 5675-TE

OFC

7.523,34

2 GERMANO NOVAIS FRANCO

CJ

FOFOCA ELLIPSIS BOAS NOVAS

B+ 82

SPRINGHILL OH ELLIPSIS-ET

PRS

12.770,55

3

BJ

GUARANI

N/D

GS: 5/8 - Categoria 3x (3 ORDENHAS) - Divisão II (Até 365 dias)

AJ

ENTRE RIOS DE MINAS MG

JANGADA NOSSA SRA DO CARMO

GAROA NOSSA SRA DO CARMO

CLASSE

PROPRIETÁRIO

PLACIDO B.CAMPOS/GELSOMAR R.DE ALMEIDA

100

95

75

25

5

120 102 A 133 domingo, 16 de maio de 2010 19:52:23

0


Média nesta categoria Nº de Lact: 208 Produção: 4.632,99 Kgs

GS: 3/4 - Categoria 2x (2 ORDENHAS) - Divisão I (Até 305 dias) CLASSE

NOM E DO ANIM AL

BAIANA VRG ESCALADA DECEM BER DA KIKI

AJ

NOM E DO PAI

PRODUÇÃO

GGS DANTE LANTZ

PRS

6.939,51

RA

2 VALDOM IRO RUI GOM ES

PROPRIETÁRIO

N/D

M UNICÍPIO

UF

VARGEM GRANDE DO SUL

SP

DOOLHOF DECEM BER

PRS

6.277,61

2 ALEXANDRE HONORATO

ARAXA

MG

B+ 83

REGANCREST ELTON DURHAM -ET

PRS

5.274,33

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

BONADELA M ERLOT SANTA LUZIA

B+ 82

ETAZON M ERLOT-ET

PRS

4.641,82

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

ANEM IA LEM M ER SANTA LUZIA

B+ 83

DEN DOGGE LEM M ER-ET

PRS

3.846,24

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

CINEM A FIV DECEM BER BON.BELEM

BM 75

DOOLHOF DECEM BER

PRS

3.311,95

2 BONANZA INDUSTRIAL E AGRICOLA LTDA

CACHOEIRA

BA

BINDERW AY M ARVEL-ET

PRS

3.051,37

2 VALDOM IRO RUI GOM ES

B+ 80

W ELCOM E LUTHER-ET

PRS

6.765,35

TAPERA JURIST SANTA LUZIA

B+ 83

KED JURIST-ET

PRS

VARANDA DECEM BER SANTA LUZIA

M B 86

DOOLHOF DECEM BER

PRS

ROLDANA DECEM BER SANTA LUZIA

B+ 84

DOOLHOF DECEM BER

URTIGA LOCUST JGVA

B+ 82

NATIVIDADE FR RECREIO

VARGEM GRANDE DO SUL

SP

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

5.772,53

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

5.755,35

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

PRS

5.618,97

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

LOCUST-RIDGE EM ORY CALEB-ET

PRS

5.164,29

2 JOSE GERALDO VAZ ALM EIDA

AM ARGOSA

BA

BM 79

N/D

OFC

5.138,50

2 M ILA DE CARVALHO LAURINDO E CAM POS

PENHA DECEM BER JGVA

B+ 81

DOOLHOF DECEM BER

PRS

5.043,16

ALFENEIRA DECEM BER SANTA LUZIA

B+ 81

DOOLHOF DECEM BER

PRS

SUDARIA DECEM BER SANTA LUZIA

BM 79

DOOLHOF DECEM BER

RECOM PENSA DECEM BER SANTA LUZIA

B+ 82

DOOLHOF DECEM BER

SAFIRA DECEM BER SANTA LUZIA

B+ 83

ZODIACA DEM ELLO

RIQ UEZA LUTHER SANTA LUZIA

N/D

SAO JOSE DE UBA

RJ

2 JORGE LUIS M ENDONCA SAM PAIO

ARAÇAS

BA

5.032,61

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

PRS

4.939,18

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

PRS

4.865,01

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

DOOLHOF DECEM BER

PRS

4.447,48

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

BM 77

LEXVOLD LUKE HERSHEL-ET

PRS

4.369,74

2 PAULO ROBERTO DE M ELLO

M UTUM

MG

SOLEIRA DECEM BER SANTA LUZIA

B+ 81

DOOLHOF DECEM BER

PRS

4.337,38

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

AZEITONA FAC

B+ 80

N/D

OFC

3.982,23

2 JOAO LAZARO PEREIRA

ORIZONA

GO

SONECA DECEM BER SANTA LUZIA

B+ 84

DOOLHOF DECEM BER

PRS

3.953,84

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

ROM A GRANDPRIX SANTA LUZIA

B+ 82

HIM STER GRANDPRIX

PRS

3.934,46

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

ALBOS GELTA FELICIDADE LINEU

B+ 82

ALBOS LINEU Q UILUNA PROGRESS-TE

OFC

3.039,58

3

BETIM

MG

FAM INTA M ARIO ROBERTO

B+ 82

LONGCHAM P

PRS

2.850,02

2 M ARIO ROBERTO EW BANK SEIXAS

PATROCINIO PAULISTA

SP

IRAM AIA PEP JGVA

B+ 82

M ARYLINE FORM ATION PEP-ET

PRS

2.829,82

2 JORGE LUIS M ENDONCA SAM PAIO

ARAÇAS

BA

GATA M ARIO ROBERTO

BM 76

N/D

PRS

2.615,83

2 M ARIO ROBERTO EW BANK SEIXAS

PATROCINIO PAULISTA

SP

CAM ELIA TURNER SAM PA

RE 71

RICECREST TURNER-ET

PRS

2.500,39

2 JORGE LUIS M ENDONCA SAM PAIO

ARAÇAS

BA

NICE FR RECREIO

B+ 80

N/D

OFC

6.569,97

2 M ILA DE CARVALHO LAURINDO E CAM POS

SAO JOSE DE UBA

RJ

NELI FR RECREIO

RE 74

N/D

OFC

6.006,47

2 M ILA DE CARVALHO LAURINDO E CAM POS

SAO JOSE DE UBA

RJ

RESIDENCIA DECEM BER STA LUZIA

N/D

ALBERTO OSW ALDO CONTINENTINO DE ARAUJO

DOOLHOF DECEM BER

PRS

5.527,10

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

8670 SANTA LUZIA

B+ 82

N/D

PRS

5.098,25

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

8675 SANTA LUZIA

B+ 83

N/D

PRS

4.786,30

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

PRISCILA M ANDYM AN SANTA LUZIA

B+ 82

PARAISO M ANDYM AN 1062 ZEVIANA

PRS

4.772,99

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

Q UINZENA DECEM BER SANTA LUZIA

B+ 83

DOOLHOF DECEM BER

PRS

4.610,66

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

110 BILLY FANCY PAUL Y

PRS

4.432,94

2 ALEXANDRE PEREIRA DA COSTA

POTIRENDABA

SP

ITUIUTABA

MG

ALBITA 2K

BJ

PLANO

N/D

CANTINA DURHAM SANTA LUZIA

BAILARINA VRG

AS

CLASSIF

N/D

RETIFICA JAM ES ESPRAIADO

RE 74

G.D.R.JAM ES ASTRE-TE

OFC

4.392,59

2 BENEDITO DEODATO DE ARAUJO

IM PERIOSA DECEM BER SANTA LUZIA

B+ 81

DOOLHOF DECEM BER

PRS

4.155,24

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

UAIRA EXECUTIVO STT

B+ 83

EXECUTIVO BILLY BELEZA Y TE

PRS

4.060,68

2 ANNA M ARIA BORGES CUNHA CAM POS

TAPIRA

MG

ICOGNITA KIRBY SANTA LUZIA

B+ 83

KATSHAAR KIRBY

PRS

3.955,92

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

RENDEIRA DECEM BER SANTA LUZIA

B+ 81

DOOLHOF DECEM BER

PRS

3.938,60

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

INSIDIA KIRBY SANTA LUZIA

BM 79

KATSHAAR KIRBY

PRS

3.907,88

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

REALEZA GORDON SANTA LUZIA

B+ 81

DELLKA JUROR GORDON-TW

PRS

3.761,86

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

8635 SANTA LUZIA

BM 78

N/D

PRS

3.752,11

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

PROTEINA KIRBY SANTA LUZIA

B+ 83

KATSHAAR KIRBY

PRS

3.611,35

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

RAPOSA DECEM BER SANTA LUZIA

B+ 81

DOOLHOF DECEM BER

PRS

3.542,78

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

PURPURINA JURIST SANTA LUZIA

B+ 81

KED JURIST-ET

PRS

3.417,76

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

ARISTOTELES GRANDSLAM TE STA LUCCIA

PRS

3.221,38

2 ALEXANDRE PEREIRA DA COSTA

POTIRENDABA

SP

SAO JOAO DO M ANHUACU

MG SP

BONITA 2K

N/D

GEORGIA DO JEQ UERI

RE 74

DELTA SW INGER-ET

OFC

3.138,79

2 M AURO GARCIA CORREA

FRIOLA M ARIO ROBERTO

B+ 84

FATAL

PRS

2.642,33

2 M ARIO ROBERTO EW BANK SEIXAS

PATROCINIO PAULISTA

GALILEIA M ARIO ROBERTO

BM 75

N/D

PRS

2.550,98

2 M ARIO ROBERTO EW BANK SEIXAS

PATROCINIO PAULISTA

SP

RUINA DECEM BER SANTA LUZIA

B+ 82

DOOLHOF DECEM BER

PRS

2.538,03

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

100

95

75

25

5

121 102 A 133 domingo, 16 de maio de 2010 19:52:24

0


PARCERIASV

BS

MB88 N/D

CS

8.205,46

2 SERGIOREIS PEIXOTO

FARIALEMOS

MG

CONCEICAODAS ALAGOAS

MG

LAUDILENEY

MB85 N/D

PRS

6.136,54

2 RENATODACUNHAOLIVEIRA

FORNALHAPATSANTALUZIA

B+84

RICKLANDPATRONPAT-ET

PRS

6.078,79

2 JOSECOELHOVICTOR

PASSOS

MG

IGUANAKIRBYSANTALUZIA

B+80

KATSHAARKIRBY

PRS

5.824,43

2 JOSECOELHOVICTOR

PASSOS

MG

GANGORRAPATRONSANTALUZIA

RE74

RICKLANDPATRONPAT-ET

PRS

5.580,60

2 BONANZAINDUSTRIAL EAGRICOLALTDA

CACHOEIRA

BA

GRANADACHRISSYSANTALUZIA

BM79 DELTACHRISSY

PRS

5.447,79

2 JOSECOELHOVICTOR

PASSOS

MG

FEITICEIRABONDSANTALUZIA

B+81

PRS

5.355,48

2 JOSECOELHOVICTOR

PASSOS

MG

GARCAPATRONSANTALUZIA

MB85 RICKLANDPATRONPAT-ET

PRS

5.333,69

2 JOSECOELHOVICTOR

PASSOS

MG

GORJETACHRISSYSANTALUZIA

B+82

PRS

5.275,68

2 JOSECOELHOVICTOR

PASSOS

MG

FARDALOCUSTSANTALUZIA

BM77 LOCUST-RIDGEEMORYCALEB-ET

PRS

5.150,16

2 JOSECOELHOVICTOR

PASSOS

MG

GOIABEIRACHRISSYSANTALUZIA

B+84

DELTACHRISSY

PRS

4.960,13

2 JOSECOELHOVICTOR

PASSOS

MG

GANBARDINATOMAHAWKSANTALUZIA

B+82

GUIDED-PATHTOMAHAWK

PRS

4.827,52

2 JOSECOELHOVICTOR

PASSOS

MG

GOVERNANTAKIRBYSANTALUZIA

B+81

KATSHAARKIRBY

PRS

4.815,03

2 JOSECOELHOVICTOR

PASSOS

MG

HONRALAVAJGVA

N/D

528DELTALAVA

PRS

4.401,65

2 JOSEGERALDOVAZALMEIDA

AMARGOSA

BA

FERROVIABONDSANTALUZIA

B+84

REGANCRESTJURORBONDET

PRS

4.120,90

2 JOSECOELHOVICTOR

PASSOS

MG

CURIMATADAS TRES PASSAGENS

PRS

3.619,12

2 ALEXANDREPEREIRADACOSTA

POTIRENDABA

SP

ABELHA2K

CJ

PRS

REGANCRESTJURORBONDET

DELTACHRISSY

FLAMULABONDSANTALUZIA

BM75 REGANCRESTJURORBONDET

PRS

2.637,89

2 JOSECOELHOVICTOR

PASSOS

MG

DANCARINALORDLILYSANTALUZIA

B+82

528ETAZONLORDLILY-ET

PRS

7.512,04

2 JOSECOELHOVICTOR

PASSOS

MG

LIMEIRATUKINHA

B+80

N/D

PRS

6.240,66

2 RICARDOTERRATEIXEIRA

PIRAI

RJ

DESCRICAOLOUNGESANTALUZIA

B+81

LOUNGE

PRS

5.362,83

2 JOSECOELHOVICTOR

PASSOS

MG

CONCEICAODAS ALAGOAS

MG

JARDAEXECUTIVOY

MB88 EXECUTIVOBILLYBELEZAYTE

PRS

5.361,73

2 RENATODACUNHAOLIVEIRA

3194SANTALUZIA

B+84

N/D

PRS

4.895,19

2 JOSECOELHOVICTOR

PASSOS

MG

ELOUQUENTEMARKETSANTALUZIA

B+83

END-ROADWADEMARKET-ET

PRS

4.353,19

2 JOSECOELHOVICTOR

PASSOS

MG

FIVELAGRANDPRIXSANTALUZIA

BM77 HIMSTERGRANDPRIX

PRS

4.103,32

2 JOSECOELHOVICTOR

PASSOS

MG

ESTERGORDONSANTALUZIA

BM79 DELLKAJURORGORDON-TW

PRS

3.994,02

2 JOSECOELHOVICTOR

PASSOS

MG

JOANADOBOMDESTINO

BM79 N/D

PRS

3.734,58

2 CARLOS MAGALHAES DASILVEIRA

RIONOVO

MG

SARAARISTOTELES ESPRAIADO

B+83

ARISTOTELES GRANDSLAMTESTALUCCIA

OFC

3.626,75

2 BENEDITODEODATODEARAUJO

ITUIUTABA

MG

1053AAV

B+82

0463AAV

PRS

3.339,29

2 ALVAROJOSEDOMONTEVASCONCELOS

MACEIO

AL

1083AAV

RE71

DUPASQUIERWINDSTAR

PRS

3.192,26

2 ALVAROJOSEDOMONTEVASCONCELOS

MACEIO

AL

ESTRITAGORDONSANTALUZIA

B+80

DELLKAJURORGORDON-TW

PRS

3.081,52

2 JOSECOELHOVICTOR

PASSOS

MG

CARLINGALORDLILYSANTALUZIA

BM78 528ETAZONLORDLILY-ET

PRS

5.964,85

2 JOSECOELHOVICTOR

PASSOS

MG

HENRIQUETAREVENUESONHODOURADO

RE73

EASTVIEWNBOREVENUEMATTIE

PRS

5.790,57

2 LUIZTARQUINIODUARTEPONTES

SAOGONCALODOS CAMPOS

BA

100

CEARADRACULAJGVA

B+81

WORMONTDRACULA-ET

PRS

5.256,90

2 JOSEGERALDOVAZALMEIDA

AMARGOSA

BA

95

CARAVELAJOCKOBESNESANTALUZIA

B+83

JOCKOBESNE

PRS

3.697,76

2 JOSECOELHOVICTOR

PASSOS

MG

75

CHOUPANALORDLILYSANTALUZIA

MB85 528ETAZONLORDLILY-ET

PRS

3.564,26

2 JOSECOELHOVICTOR

PASSOS

MG

DESCIDIDATOMAHAWKSANTALUZIA

B+81

PRS

3.511,90

2 JOSECOELHOVICTOR

PASSOS

MG

DEPUTADA369LEBLOU

MB85 N/D

PRS

3.371,42

2 JULIOCESARBRESCIAMURTA

LEANDROFERREIRA

MG

GUIDED-PATHTOMAHAWK

25

5

122 102 A 133 domingo, 16 de maio de 2010 19:52:24

0


D

E

V A D IA JU R IS T JG V A

M B 85

K ED JU R IS T-ET

PRS

6 .9 9 4 ,4 5

2 JO S E G ER A LD O V A Z A LM EID A

7 2 7 7 S A N TA LU ZIA

B+ 83

N /D

PRS

6 .6 8 7 ,5 9

2 JO S E C O ELH O V IC TO R

AM ARG O SA

BA

PASSO S

MG

C A R M ELO F R A N C A S A N S A O

B+ 81

S A N TO S R EIS F O R M A TIO N S A N S A O

PRS

6 .6 5 6 ,1 4

ES B ELTA JU R IS T JG V A

B+ 84

K ED JU R IS T-ET

PRS

6 .5 3 4 ,0 2

2 C A R LIN D O M EIR ELES D A F O N S EC A

ITA M O N TE

MG

2 B O N A N ZA IN D U S TR IA L E A G R IC O LA LTD A

C A C H O EIR A

M ARO M BA 69

BM 79

N /D

PRS

6 .5 1 1 ,8 4

2 H U M B ER TO N A V ES

BA

N O V A P O N TE

MG

ED IM A R A R O S C O E S A N TA LU ZIA

B+ 80

R IC EC R ES T R O S C O E-ET

PRS

6 .3 1 0 ,3 1

7 3 2 7 S A N TA LU ZIA

B+ 82

N /D

PRS

6 .1 4 7 ,9 3

2 JO S E C O ELH O V IC TO R

PASSO S

MG

2 JO S E C O ELH O V IC TO R

PASSO S

G O IA N A LO R D LILY S A N TA LU ZIA

BM 79

5 2 8 ETA ZO N LO R D LILY-ET

PRS

MG

6 .0 7 9 ,6 8

2 JO S E C O ELH O V IC TO R

PASSO S

C A B R ITA S W IN G ER S A N TA LU ZIA

B+ 82

D ELTA S W IN G ER -ET

MG

PRS

6 .0 6 7 ,8 6

2 JO S E C O ELH O V IC TO R

PASSO S

6 2 3 2 S A N TA LU ZIA

BM 79

MG

N /D

PRS

5 .9 8 0 ,4 0

2 JO S E C O ELH O V IC TO R

PASSO S

6 8 6 7 S A N TA LU ZIA

MG

BM 79

N /D

PRS

5 .8 3 7 ,8 1

2 JO S E C O ELH O V IC TO R

PASSO S

MG

D IS C R ETA M IK LIN ES P R A IA D O

BM 77

M IK LIN G A LA X Y-ET

O FC

5 .6 8 3 ,2 1

2 B EN ED ITO D EO D A TO D E A R A U JO

ITU IU TA B A

MG

D O M AD A CH ASE CO RU M BA

M B 87

C O W S M O P O LITO N C H A S E-ET

PRS

5 .5 4 1 ,7 5

2 LED IR R O D R IG U ES TEIX EIR A

P A IN S

MG

C A C U LA F A TA L S A N TA LU ZIA

M B 87

F A TA L

PRS

5 .5 0 9 ,1 9

2 JO S E C O ELH O V IC TO R

PASSO S

MG

6 2 2 3 S A N TA LU ZIA

B+ 80

N /D

PRS

5 .4 7 8 ,5 6

2 JO S E C O ELH O V IC TO R

PASSO S

MG

C A N TA D A F A TA L S A N TA LU ZIA

B+ 80

F A TA L

PRS

5 .4 1 7 ,2 8

2 JO S E C O ELH O V IC TO R

PASSO S

MG

C A B EC EIR A S W IN G ER S A N TA LU ZIA

BM 78

D ELTA S W IN G ER -ET

PRS

5 .3 0 4 ,3 7

2 JO S E C O ELH O V IC TO R

PASSO S

MG

7 2 5 6 S A N TA LU ZIA

BM 77

N /D

PRS

5 .2 9 5 ,9 5

2 JO S E C O ELH O V IC TO R

PASSO S

MG

S EN A D O R A 7 7 0 7 1 5 LEB LO U

M B 85

N /D

PRS

4 .7 9 6 ,6 6

2 JU LIO C ES A R B R ES C IA M U R TA

LEA N D R O F ER R EIR A

MG

ES F ER A G LEN C O R U M B A

M B 87

G LEN -TO C TIN EM B U LLO C K -ET

PRS

4 .5 8 4 ,2 9

2 LED IR R O D R IG U ES TEIX EIR A

P A IN S

MG

LO N D R IN A LO N G C H A M P S A N TA LU ZIA

M B 85

LO N G C H A M P

PRS

4 .5 5 5 ,3 4

2 JO S E C O ELH O V IC TO R

PASSO S

MG

B O LIV IA JA C

RE 70

N /D

PRS

4 .5 4 0 ,7 2

2 JA IR / JO S E A LV ES C A M A R G O S

ITU IU TA B A

MG

P R A TA A LEG R E

M B 86

N A U TILU S B A N D IT R A N C H A R IA

PRS

4 .1 5 3 ,7 2

2 N ELS O N A R IZA

C A TU A B A LO N G C H A M P S A N TA LU ZIA

B+ 80

LO N G C H A M P

PRS

3 .8 2 1 ,0 3

2 JO S E C O ELH O V IC TO R

A LD A C IA W TF D A ES TIV A

B+ 81

R IC H LA W N S TEA D Y D A N C ER

O FC

3 .7 7 6 ,0 5

2 W A LD IR TO LED O F U R TA D O

P A TR IC IA A A V

M B 88

N /D

PRS

3 .4 8 9 ,2 7

1 A LV A R O JO S E D O M O N TE V A S C O N C ELO S

M A C EIO

AL

B U LG A R IA S W IN G ER S A N TA LU ZIA

BM 78

D ELTA S W IN G ER -ET

PRS

3 .3 6 0 ,9 4

2 JO S E C O ELH O V IC TO R

PASSO S

MG

D U P LIC A TA LIM O C O R U M B A

M B 87

LIM O JU R O R F U N D A O

PRS

3 .1 7 5 ,6 8

2 LED IR R O D R IG U ES TEIX EIR A

P A IN S

MG

5 9 0 5 R IN G A A TILA S A N TA LU C C IA

B+ 84

A TILA EM O R Y TE S A N TA LU C C IA

PRS

3 .1 6 0 ,0 4

2 B EA TR IZ A U G U S TA IS A A C LO B O

3 1 7 1 S A N TA LU ZIA

B+ 83

N /D

PRS

3 .0 8 3 ,0 5

2 JO S E C O ELH O V IC TO R

B EIJA D O R A N ER A

RE 74

N /D

PRS

3 .0 8 0 ,7 2

2 N EW TO N R A B ELLO D E C A S TR O JU N IO R

6 9 9 5 S A N TA LU ZIA

BM 78

N /D

PRS

2 .7 7 0 ,3 7

2 JO S E C O ELH O V IC TO R

P A LO M A M O N TE A LTO

BM 77

N /D

O FS

2 .5 9 8 ,9 9

2 M A U R IC IO G U IM A R A ES P A IV A

R B C R IM A

B+ 84

5 2 8 D ELTA LA V A

PRS

7 .1 2 3 ,1 4

2

A B U N D A N C IA M A N D EL S A N TA LU ZIA

B+ 83

R A G P O ETA II TH O R M A N D EL

PRS

7 .0 0 0 ,9 8

2 JO S E C O ELH O V IC TO R

M A R ITIM A M O N TB ELLO

B+ 80

R IC EC R ES T R O S C O E-ET

PRS

6 .1 4 3 ,7 1

2 B O N A N ZA IN D U S TR IA L E A G R IC O LA LTD A

P R EF ER ID A JEB R

BM 77

N /D

PRS

6 .1 0 5 ,6 8

3 JO A O ED U A R D O B EN IN I R EIS

A B R A C A D EIR A JU R IS T S A N TA LU ZIA

M B 85

K ED JU R IS T-ET

PRS

6 .0 9 5 ,7 8

7 0 3 0 S A N TA LU ZIA

B+ 84

N /D

PRS

B R A M A D ELTA B LO K E S A N TA LU ZIA

B+ 84

D ELTA B LO K E

PRS

S ER EN A M A R K ER S A N TA LU ZIA

M B 85

5 2 8 S O U TH LA N D M A R K ER -ET

R A V EN A JA D E S A N TA LU ZIA

B+ 83

A B ELH U D A JU R IS T S A N TA LU ZIA

R O B ER TO A N TO N IO P IN TO D E M ELO C A R V A LH O

NOVA GRANADA

SP

PASSO S

MG

GUARANI

MG

S EN H O R D O B O N F IM

BA

PASSO S

MG

JU IZ D E F O R A

MG

PASSO S

MG

ARAXA

MG

C A S S IA

MG

PASSO S

MG

C A C H O EIR A

BA

S A O JO A Q U IM D A BARRA

SP

2 JO S E C O ELH O V IC TO R

PASSO S

MG

6 .0 9 5 ,6 5

2 JO S E C O ELH O V IC TO R

PASSO S

MG

6 .0 3 1 ,5 6

2 JO S E C O ELH O V IC TO R

PASSO S

MG

PRS

5 .7 2 4 ,7 3

2 JO S E C O ELH O V IC TO R

PASSO S

MG

S H O R EM A R JA D E

PRS

5 .5 3 5 ,8 1

2 JO S E C O ELH O V IC TO R

PASSO S

MG

B+ 84

K ED JU R IS T-ET

PRS

5 .2 8 4 ,7 3

2 JO S E C O ELH O V IC TO R

PASSO S

MG

C A R O L B O N .B ELEM

BM 79

N /D

PRS

4 .9 2 6 ,5 5

2 B O N A N ZA IN D U S TR IA L E A G R IC O LA LTD A

B A LIZA D A G A R D EN S B U C K

B+ 81

N /D

O FS

4 .5 7 0 ,5 2

F O R TU N A W IN D S TA R S A N TA LU ZIA

BM 77

D U P A S Q U IER W IN D S TA R

PRS

M U R A LH A LO R D LILY S A N TA LU ZIA

B+ 81

5 2 8 ETA ZO N LO R D LILY-ET

PRS

M ER C ED ES JO C K O B ES N E S A N TA LU ZIA

B+ 84

JO C K O B ES N E

G U ITA R R A M A R K ER S A N TA LU ZIA

M B 86

C A N ELA C A ETA N O

B+ 83

C A C H O EIR A

BA

2 JO S E M A S C A R EN H A S TO R R ES JU N IO R

ARAXA

MG

4 .5 5 9 ,2 0

2 JO S E C O ELH O V IC TO R

PASSO S

MG

4 .4 0 9 ,1 8

2 JO S E C O ELH O V IC TO R

PASSO S

MG

PRS

4 .3 8 1 ,0 1

2 JO S E C O ELH O V IC TO R

PASSO S

MG

5 2 8 S O U TH LA N D M A R K ER -ET

PRS

4 .3 3 6 ,2 3

2 JO S E C O ELH O V IC TO R

PASSO S

MG

N /D

PRS

4 .3 0 0 ,4 6

2 R O D R IG O JO S E G O N Ç A LV ES M O N TEIR O

C A C H O EIR O D E ITA P EM IR IM

ES

B ETIM

MG

F R U TA L

MG

A LB O S F U TU R A M EN TE

BM 78

N /D

O FC

4 .2 1 4 ,0 7

A LB ER TO O S W A LD O C O N TIN EN TIN O D E 3 A R A U JO

A M IG A D O M A TO P R ETO

BM 77

R O C K A LLI B O V A L D A N -ET

PRS

4 .1 2 7 ,6 0

2 F A B IA N O R .LO P ES / M A R C IA M .B A TIS TA

S O F IA D O P ER Y

RE 74

N /D

PRS

3 .8 2 2 ,0 0

2 F ER N A N D O R O D R IG U ES F ER R EIR A LEITE

P A D R E B ER N A R D O

GO

ES P A D ILH A LEB LO U

B+ 83

N /D

PRS

3 .7 2 2 ,0 0

2 JU LIO C ES A R B R ES C IA M U R TA

LEA N D R O F ER R EIR A

MG

A B A LA D A JU R IS T S A N TA LU ZIA

BM 77

K ED JU R IS T-ET

PRS

3 .3 1 0 ,5 8

2 JO S E C O ELH O V IC TO R

PASSO S

MG

608 AAV

O T 90

R O K LA N E B LA C K S TA R ZEK E

PRS

3 .1 2 7 ,2 9

2 A LV A R O JO S E D O M O N TE V A S C O N C ELO S

M A C EIO

AL

A N C O R A B O V A LD A N D O M A TO P R ETO

BM 76

N /D

PRS

3 .0 8 8 ,8 3

2 F A B IA N O R .LO P ES / M A R C IA M .B A TIS TA

F R U TA L

MG

D A R A LIM O C O R U M B A

M B 87

LIM O JU R O R F U N D A O

PRS

2 .9 8 7 ,6 0

2 LED IR R O D R IG U ES TEIX EIR A

P A IN S

MG

100

95

75

25

5

123 102 A 133 domingo, 16 de maio de 2010 19:52:24

0


F

G

MANCHETE SANTA LUZIA

B+ 84

N/D

PRS

6.961,50

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

ALIANCA SANTA LUZIA

B+ 83

N/D

PRS

6.953,39

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

FANFARRA MARCONI SANTA LUZIA

MB 85

528 HAVEP MARCONI-ET

PRS

6.807,05

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

NOBRESA SANTA LUZIA

MB 85

N/D

PRS

6.620,36

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

MANUELA MARKER SANTA LUZIA

B+ 83

528 SOUTHLAND MARKER-ET

PRS

6.240,99

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

MONTE ALEGRE DE MINAS

MG

LUZIANIA

GO

NOBREZA VALINHOS

MB 87

528 BERNARD

PRS

5.892,37

2 DANIEL DA SILVA

RONDONIA NMJP

B+ 81

N/D

OFC

5.527,08

2 JOAO DOMINGOS GOMES DOS SANTOS

MENINA CELSIUS SANTA LUZIA

B+ 83

528 ETAZON CELSIUS-ET

PRS

5.441,14

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

CORINGA DANCER SANTA LUZIA

B+ 83

RICHLAWN STEADY DANCER

PRS

5.383,64

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

BICICLETA BON.BELEM

BM 77

N/D

PRS

4.784,27

2 BONANZA INDUSTRIAL E AGRICOLA LTDA

CACHOEIRA

BA

EDITORA JC DA SANTA ROSA

BM 76

N/D

OFC

4.583,73

2 JAIME CARVALHO DE OLIVEIRA

BANANAL

SP

ESTERLINA SANTA LUZIA

MB 85

N/D

PRS

4.465,25

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

CHUMBEIRA NMJP

B+ 80

N/D

OFC

4.319,72

2 JOAO DOMINGOS GOMES DOS SANTOS

LUZIANIA

GO

NATACHA SANTA LUZIA

B+ 83

N/D

PRS

4.000,69

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

GUATEMALA MONTBELLO

OT 91

SIR ROCKIE AARON-ET

PRS

3.942,62

2 BEATRIZ AUGUSTA ISAAC LOBO

SENHOR DO BONFIM

BA

CHALANA MONTE ALTO

BM 79

N/D

OFS

3.930,15

2 MAURICIO GUIMARAES PAIVA

ARAXA

MG

0579 AAV

MB 88

ROKLANE BLACKSTAR ZEKE

PRS

3.501,42

1 ALVARO JOSE DO MONTE VASCONCELOS

MACEIO

AL

FRANCA BON BELEM

B+ 83

N/D

PRS

3.435,47

2 BONANZA INDUSTRIAL E AGRICOLA LTDA

CACHOEIRA

BA

FLORENTINA

B+ 83

N/D

PRS

3.400,77

2 SILVIO DE CASTRO CUNHA JUNIOR

CAMPO FLORIDO

MG

CINDERELA AAV

MB 88

N/D

PRS

3.262,76

2 ALVARO JOSE DO MONTE VASCONCELOS

MACEIO

AL

BRAUNA JUBAL CORUMBA

MB 88

KED BRASS JUBAL-ET

PRS

2.913,25

2 LEDIR RODRIGUES TEIXEIRA

PAINS

MG

PIPOCA DA ESTANCIA AURORA

B+ 81

N/D

PRS

2.816,66

2 NILO ALVES FERRAZ

PARANAIBA

MS

RUBRA FB/ESCOLA DE BODOQUENA

BM 79

N/D

PRS

7.322,72

2 FUNDACAO BRADESCO

MIRANDA

MS

JOVANA AMOREIRA

MB 88

N/D

PRS

6.755,85

3 MARIA BEATRIZ COSTA GOMES

UBERABA

MG

LINDOIA ABE JGVA

OT 90

CONANT-ACRES-JY-CW ABE-ET

PRS

6.396,24

2 BONANZA INDUSTRIAL E AGRICOLA LTDA

CACHOEIRA

BA

6879 SANTA LUZIA

B+ 82

N/D

PRS

6.088,52

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

FIDALGA FAC

B+ 82

N/D

OFC

6.005,11

2 JOAO LAZARO PEREIRA

ORIZONA

GO

DANDARA BERNARD SANTA LUZIA

MB 85

528 BERNARD

PRS

5.862,10

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

AMERICA NMJP

B+ 80

N/D

OFC

5.751,82

2 JOAO DOMINGOS GOMES DOS SANTOS

LUZIANIA

GO

SULINA SANTA LUZIA

B+ 83

N/D

PRS

5.730,64

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

CANELA JM SANTA TEREZINHA

B+ 80

N/D

PRS

5.514,11

2 JORGE MAMERI JUNIOR

RIO NOVO DO SUL

ES

SECRETARIA BON BELEM

OT 91

N/D

PRS

5.204,96

2 BONANZA INDUSTRIAL E AGRICOLA LTDA

CACHOEIRA

BA

SAIUCA NERA

B+ 81

N/D

PRS

4.109,26

2 NEWTON RABELLO DE CASTRO JUNIOR

JUIZ DE FORA

MG

PATAGONIA NERA

B+ 80

N/D

PRS

3.937,85

2 NEWTON RABELLO DE CASTRO JUNIOR

JUIZ DE FORA

MG

ABOBOREIRA 2014 F

BM 77

N/D

PRS

3.874,28

2 FERNANDO RODRIGUES FERREIRA LEITE

PADRE BERNARDO

GO

GINCANA XA

BM 78

N/D

OFC

3.649,87

2 MARIA CRISTINA ALVES GARCIA

IGUATAMA

MG

BIANCA BON.BELEM

MB 87

N/D

PRS

3.604,94

2 BONANZA INDUSTRIAL E AGRICOLA LTDA

CACHOEIRA

BA

PRINCESA CAFALLONI

MB 87

N/D

OFS

3.586,38

2 REGINALDO CAFALLONI DA ROSA

PINDAMONHANGABA

SP

ROSEIRA DA LAGOA DO CASSIANO

B+ 82

N/D

PRS

3.395,01

2 RENIVALDO BRANDAO TENORIO

BOM CONSELHO

PE

CARRETA TERRA ALEGRE

B+ 82

N/D

OFC

3.254,76

2 ERIK CARBONARI

MIUDA MONTE ALTO

BM 77

N/D

OFS

3.195,25

2 MAURICIO GUIMARAES PAIVA

ARAXA

MG

SETE COPAS LEBLOU

BM 79

N/D

PRS

2.922,47

2 JULIO CESAR BRESCIA MURTA

LEANDRO FERREIRA

MG

BOLINHA MONTE ALTO

BM 79

N/D

OFS

2.812,09

2 MAURICIO GUIMARAES PAIVA

ARAXA

MG

BRASILANDIA DE MINAS MG

100

95

75

25

5

124 102 A 133 domingo, 16 de maio de 2010 19:52:24

0


H

MESTICA DO TIAGO

B+ 80

N/D

PRS

6.933,14

2 TIAGO GUIMARAES DE ASSIS

CACU

GO

VERRUGA NERA

MB 85

N/D

PRS

4.945,02

2 NEWTON RABELLO DE CASTRO JUNIOR

JUIZ DE FORA

MG

CAIXOTA NMJP

B+ 82

N/D

OFC

4.820,54

2 JOAO DOMINGOS GOMES DOS SANTOS

LUZIANIA

GO

DIANA ALTO VERDE

BM75

CHASIN-RAINBOWS SHAZAN TL

PRS

4.659,69

1 ALVARO JOSE DO MONTE VASCONCELOS

MACEIO

AL

PACOCA 367 F

B+ 83

N/D

PRS

4.317,04

2 FERNANDO RODRIGUES FERREIRA LEITE

PADRE BERNARDO

GO

AMETISTA FB/ESCOLA DE BODOQUENA

B+ 80

N/D

PRS

4.125,44

2 FUNDACAO BRADESCO

MIRANDA

MS

FUMACA CORUMBA

MB 86

N/D

PRS

4.054,79

2 LEDIR RODRIGUES TEIXEIRA

PAINS

MG

6923 SANTA LUZIA

BM79

N/D

PRS

3.850,98

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

BAIANA MONTBELLO

B+ 84

N/D

PRS

3.820,07

2 BEATRIZ AUGUSTA ISAAC LOBO

SENHOR DO BONFIM

BA

DIANA MORENA DO SOL

B+ 82

N/D

PRS

3.802,73

2 MORENA AGROPECUARIA LTDA

CATU

BA

FANTASIA RL SANTA TERESA

MB 87

N/D

PRS

3.658,32

2 RAUL DA LUZ

AGUA COMPRIDA

MG

GOIANA MONTE ALTO

B+ 84

N/D

OFS

3.640,47

2 MAURICIO GUIMARAES PAIVA

ARAXA

MG

PIRAPORA NERA

B+ 83

N/D

PRS

3.621,38

2 NEWTON RABELLO DE CASTRO JUNIOR

JUIZ DE FORA

MG

ALBINA MONTE ALTO

B+ 82

ERNLO 486 DE SELVAVERDE

OFS

3.614,77

2 MAURICIO GUIMARAES PAIVA

ARAXA

MG

COROLA SANTA LUZIA

B+ 84

N/D

PRS

3.591,61

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

YASMIN DAS ARABIAS

MB 88

LONTE BLACKSTAR JEWEL TL

PRS

3.455,45

3 MARIA BEATRIZ COSTA GOMES

UBERABA

MG

COCADA 2089 F

B+ 83

N/D

PRS

3.240,59

2 FERNANDO RODRIGUES FERREIRA LEITE

PADRE BERNARDO

GO

AQUARELA MONTE ALTO

MB 86

N/D

OFS

2.924,75

2 MAURICIO GUIMARAES PAIVA

ARAXA

MG

MUNICÍPIO

UF

GUAPIACU

SP

PATROCINIO PAULISTA

SP

Média nesta categoria Nº de Lact: 204 Produção: 6.243,58 Kgs

GS: 3/4 - Categoria 2x (2 ORDENHAS) - Divisão II (Até 365 dias) CLASSE NOME DO ANIMAL

CLASSIF

NOME DO PAI

AA

BIRIBA CHAPLIN RPMDA SANTO ANTONIO

MB 87

GIRADA MARIO ROBERTO

AJ

AS

PLANO

PRODUÇÃO

RA

PROPRIETÁRIO

CHAPLIN BILLY FANCY PAUL Y

OFC

5.643,66

2 ROBERTO ALMEIDA OLIVEIRA E OUTROS

B+ 84

KED JURIST-ET

PRS

7.210,67

2 MARIO ROBERTO EWBANK SEIXAS

CHITANA CHAPLIN RPMDA SANTO ANTONIO

MB 87

CHAPLIN BILLY FANCY PAUL Y

OFC

6.391,36

2 ROBERTO ALMEIDA OLIVEIRA E OUTROS

GUAPIACU

SP

FILANTROPIA FB/ESCOLA DE BODOQUENA

BM75

N/D

PRS

5.603,36

2 FUNDACAO BRADESCO

MIRANDA

MS

ALBOS GELINDA FATE LINEU

B+ 82

ALBOS LINEU QUILUNA PROGRESS-TE

OFC

5.043,80

3

BETIM

MG

ALBOS GELVIRA FULIANA LINEU

B+ 82

ALBOS LINEU QUILUNA PROGRESS-TE

OFC

4.701,44

BETIM

MG

AGONIA RAFAEL SANTA LUZIA

BM77

HOLIMRAFAEL

PRS

4.206,05

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

BRASILIA NOBREGA

BM79

N/D

OFC

3.683,50

2 JANDIRA ALVES DE SOUZA

BARRA MANSA

RJ

NOEMI FR RECREIO

RE 74

N/D

OFC

7.712,89

2 MILA DE CARVALHO LAURINDO E CAMPOS

SAO JOSE DE UBA

RJ

NATA FR RECREIO

B+ 80

N/D

OFC

7.407,83

2 MILA DE CARVALHO LAURINDO E CAMPOS

SAO JOSE DE UBA

RJ

FORMOSA BILLY ALEGRE

MB 86

110 BILLY FANCY PAUL Y

PRS

5.833,44

2 NELSON ARIZA

NOVA GRANADA

SP

BETIM

MG

ALBERTO OSWALDO CONTINENTINO DE ARAUJO ALBERTO OSWALDO CONTINENTINO DE 3 ARAUJO

ALBOS FIDELIDADE EDVIGE LINEU

B+ 83

ALBOS LINEU QUILUNA PROGRESS-TE

OFC

5.801,09

ALBERTO OSWALDO CONTINENTINO DE 3 ARAUJO

EROTICA FIV ALEGRE

MB 87

FOUR-OF-A-KIND ELAND-ET

PRS

5.586,68

2 NELSON ARIZA

NOVA GRANADA

SP

KASSANDRA 585 KARAT DO CERRADO

MB 85

ROYLANE KARAT-ET

PRS

5.580,66

2 NELSON ARIZA

NOVA GRANADA

SP

95

MOBILIA MARSHALL ESPRAIADO

MB 87

RICECREST MARSHALL-ET

OFC

5.289,29

2 BENEDITO DEODATO DE ARAUJO

ITUIUTABA

MG

75

BETIM

MG

AMARGOSA

BA

MONTE ALEGRE DE MINAS

MG

ALBOS FEMALE EDITE LINEU

B+ 83

ALBOS LINEU QUILUNA PROGRESS-TE

OFC

4.941,06

ALBERTO OSWALDO CONTINENTINO DE 3 ARAUJO

BOLACHA LAVA JGVA

N/D

528 DELTA LAVA

PRS

4.704,27

2 JOSE GERALDO VAZ ALMEIDA

ARARUTA VALINHOS

N/D

20043/4011

PRS

3.736,23

2 DANIEL DA SILVA

100

25

5

125 102 A 133 domingo, 16 de maio de 2010 19:52:25

0


BJ

BM 79

N/D

OFC

9.681,24

3

INHAUM A

MG

LILIA TERRA VERM ELHA

M B 88

REGANCREST ELTON DURHAM -ET

PRS

9.299,34

2 JOSE G ERALDO VAZ ALM EIDA

AM ARGOSA

BA

BONECA AAO

M B 86

ETAZON W ALLACE

OFC

7.909,39

2 ROBERTO ALM EIDA OLIVEIRA E OUTROS

GUAPIACU

SP

PRODIGIA JURIST SANTA LUZIA

B+ 81

KED JURIST-ET

PRS

6.689,54

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

8552 SANTA LUZIA

B+ 83

N/D

PRS

6.625,06

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

PROVINCIA G RANDPRIX SANTA LUZIA

B+ 81

HIM STER G RANDPRIX

PRS

6.616,32

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

JORDANA DA LAGOA SANTA

M B 86

N/D

PRS

6.458,75

2 RONIE RODRIGUES DE FREITAS

GUARITA CHRISSY SANTA LUZIA

BM 78

DELTA CHRISSY

PRS

6.375,32

2 JOSE COELHO VICTOR

ELIZABETE ALEGRE

M B 88

ARISTOTELES G RANDSLAM TE STA LUCCIA

PRS

6.367,79

2 NELSON ARIZA

ESQUINA LORD LILY SANTA LUZIA

B+ 83

528 ETAZON LORD LILY-ET

PRS

6.352,31

PROM ISE JURIST SANTA LUZIA

B+ 84

KED JURIST-ET

PRS

6.265,16

PROFECIA JURIST SANTA LUZIA

B+ 82

KED JURIST-ET

PRS

INGENUA NEGUNDO DO FAZENDAO

B+ 80

NEGUNDO

FINLANDIA SHANGRILA

B+ 82

GUABIROBA CHRISSY SANTA LUZIA

B+ 80

PARANAIBA

MS

PASSOS

MG

NOVA G RANADA

SP

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

5.813,17

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

PRS

5.798,94

2 RONAN RINALDI DE SOUZA SALGUEIRO

CAM PO G RANDE

MS

SIKKEM A STAR M AN G AINFUL-ET

PRS

5.596,67

2 HELVIO Q UEIROZ DOS SANTOS

ABADIA DE G OIAS

GO

PASSOS

MG

DELTA CHRISSY

PRS

5.556,60

2 JOSE COELHO VICTOR

N/D

VAN-ACRES SHADY-WAY NIKE

PRS

5.553,88

2 JOSE G ERALDO VAZ ALM EIDA

B+ 83

528 SOUTHLAND M ARKER-ET

PRS

5.364,62

2 JOSE COELHO VICTOR

FERNANDA TUICHY

B+ 81

N/D

PRS

5.293,12

1 SILVIO DE CASTRO CUNHA JUNIOR

CHIM BICA BILLY ESPRAIADO

BM 77

110 BILLY FANCY PAUL Y

OFC

5.267,64

2 BENEDITO DEODATO DE ARAUJO

CABANA SHADAY JGVA PURPURA M ARKER SANTA LUZIA

ALBOS FENIX ECOATEYM A LINEU

M B 86

ALBOS LINEU Q UILUNA PROGRESS-TE

OFC

4.980,99

ALBERTO OSWALDO CONTINENTINO DE 3 ARAUJO

GRACILIDADE CHRISSY SANTA LUZIA

M B 85

DELTA CHRISSY

PRS

4.553,99

2 JOSE COELHO VICTOR

ALBOS FABULA EDM EA LINEU

B+ 83

ALBOS LINEU Q UILUNA PROGRESS-TE

OFC

4.481,69

3

PROSAICA DECEM BER SANTA LUZIA

B+ 83

DOOLHOF DECEM BER

PRS

4.169,80

2 JOSE COELHO VICTOR

ALBERTO OSWALDO CONTINENTINO DE ARAUJO

ALBOS G AETANA ECLEA LINEU

B+ 82

ALBOS LINEU Q UILUNA PROGRESS-TE

OFC

3.803,15

ALBERTO OSWALDO CONTINENTINO DE 3 ARAUJO

AFRICANA DOUTOR ESPRAIADO

RE 73

DOUTOR BELLRINGER ITAUNA

OFC

2.896,82

2 BENEDITO DEODATO DE ARAUJO

GAFIERA G ORDON SANTA LUZIA

B+ 82

DELLKA JUROR G ORDON-TW

PRS

7.438,60

2 JOSE COELHO VICTOR

RAISSA M ARCONI JGVA

M B 87

528 HAVEP M ARCONI-ET

PRS

7.035,54

2 JOSE G ERALDO VAZ ALM EIDA

GRINALDA CHRISSY SANTA LUZIA

B+ 84

DELTA CHRISSY

PRS

7.018,84

2 JOSE COELHO VICTOR

FUTRIQUEIRA TOM AHAWK SANTA LUZIA

B+ 84

GUIDED-PATH TOM AHAWK

PRS

6.838,87

2 JOSE COELHO VICTOR

528 ETAZON CELSIUS-ET

PRS

6.766,04

2 JOSE G ERALDO VAZ ALM EIDA

RICKLAND PATRON PAT-ET

PRS

6.592,51

2 JOSE COELHO VICTOR

ETAZON W ALLACE

PRS

6.515,41

2 DANIEL DA SILVA

DELLKA JUROR G ORDON-TW

PRS

6.402,08

2 JOSE COELHO VICTOR

ORNADA CELSIUS JGVA FREQUENCIA PAT SANTA LUZIA M ETAFORA VALINHOS FRUTEIRA G ORDON SANTA LUZIA

N/D B+ 82 N/D B+ 84

AGENDA VALINHOS

M B 87

DOUTOR BELLRINGER ITAUNA

PRS

6.273,92

2 DANIEL DA SILVA/M AGNOLIA M ARTINS SILVA

FLANELA G RANDPRIX SANTA LUZIA

B+ 84

HIM STER G RANDPRIX

PRS

6.232,49

2 JOSE COELHO VICTOR

528 DELTA LAVA

PRS

6.209,90

2 JOSE G ERALDO VAZ ALM EIDA

QUINA LAVA JGVA

BS

CONDOM INIO JPZ - JORGE PAPAZOGLU E OUTRO

OLIVA DO TARIN G O

N/D

AM ARGOSA

BA

PASSOS

MG

CAM PO FLORIDO

MG

ITUIUTABA

MG

BETIM

MG

PASSOS

MG

BETIM

MG

PASSOS

MG

BETIM

MG

ITUIUTABA

MG

PASSOS

MG

AM ARGOSA

BA

PASSOS

MG

PASSOS

MG

AM ARGOSA

BA

PASSOS

MG

M ONTE ALEGRE DE M INAS

MG

PASSOS

MG

M ONTE ALEGRE DE M INAS

MG

PASSOS

MG

AM ARGOSA

BA

GARDENIA G RANDPRIX SANTA LUZIA

B+ 83

HIM STER G RANDPRIX

PRS

6.033,85

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

FORTUNA G RANDPRIX SANTA LUZIA

B+ 82

HIM STER G RANDPRIX

PRS

6.004,21

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

EUROPA ALEGRE

RE 72

110 BILLY FANCY PAUL Y

PRS

5.797,82

2 NELSON ARIZA

IM AGEM DOS POCOES

BM 77

N/D

OFC

5.781,99

2 AGROPASTORIL DOS POCOES LTDA

ESPORA G ORDON SANTA LUZIA

B+ 83

DELLKA JUROR G ORDON-TW

PRS

5.753,72

FASCINANTE BOND SANTA LUZIA

B+ 82

REGANCREST JUROR BOND ET

PRS

5.724,59

FOGUEIRA G RANDPRIX SANTA LUZIA

B+ 80

HIM STER G RANDPRIX

PRS

DOURADA II JM M A

RE 74

INGA M .CABANHEIRO20 HELIOT M AGNET TE

EXCELENCIA LORD LILY SANTA LUZIA

B+ 84

528 ETAZON LORD LILY-ET

BUROCRACIA DO PERY

BM 78

ESTRELINHA G ORDON SANTA LUZIA ESTREPADA BOND SANTA LUZIA

NOVA G RANADA

SP

JEQUITIBA

MG

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

5.615,01

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

OFC

5.602,22

2 JOSE M ARIO M IRANDA ABDO

ALEXANIA

GO

OFC

5.439,37

2 RAFAEL OLIVEIRA OSORIO

N/D

PRS

5.431,99

2 FERNANDO RODRIGUES FERREIRA LEITE

BM 78

DELLKA JUROR G ORDON-TW

PRS

5.418,23

B+ 83

REGANCREST JUROR BOND ET

PRS

5.337,57

7026 SANTA LUZIA

BM 77

N/D

PRS

JUJU DOS POCOES

B+ 80

LEXVOLD LUKE HERSHEL-ET

GABIROBA G ORDON SANTA LUZIA

B+ 82

DELLKA JUROR G ORDON-TW

CHADREZA M IKLIN ESPRAIADO

B+ 84

CURIM BA IT

RE 73

CACHOEIRA

BA

PADRE BERNARDO

GO

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

5.027,42

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

PRS

4.635,57

2 JOSE G ERALDO VAZ ALM EIDA

PRS

4.459,06

2 JOSE COELHO VICTOR

M IKLIN G ALAXY-ET

OFC

4.290,23

N/D

PRS

3.911,14

100

AM ARGOSA

BA

PASSOS

MG

2 BENEDITO DEODATO DE ARAUJO

ITUIUTABA

MG

2 ITAM IR FARIA VALLE

ITARUM A

GO

95

75

25

5

126 102 A 133 domingo, 16 de maio de 2010 19:52:25

0


CJ

B+ 84

MIKLIN LUKE GLENN-ET

OFC

10.680,98

3

SUZANA 2 NOSSA SRA DO CARMO

N/D

HARMROTATE VERTUOSA 639 TWIN

OFC

9.372,19

2 GERMANO NOVAIS FRANCO

MARGARIDA BOND JGVA

N/D

REGANCREST JUROR BOND ET

PRS

8.658,09

2 JOSE GERALDO VAZ ALMEIDA

ESBELTA VALINHOS

MB 87

WASHCO AERO FABIAN-ET

PRS

8.288,56

2 DANIEL DA SILVA/MAGNOLIA MARTINS SILVA

ESTEIRA LOCUST SANTA LUZIA

B+ 80

LOCUST-RIDGE EMORY CALEB-ET

PRS

7.985,91

2 JOSE COELHO VICTOR

JULIANA DA LAGOA SANTA

B+ 84

N/D

PRS

7.493,16

2 RONIE RODRIGUES DE FREITAS

HARPA VALINHOS

N/D

SANSAO VALINHOS

PRS

7.437,18

2 DANIEL DA SILVA

BIGORNA DANTE JGVA

N/D

LONG-NORRBOMLORD DANTE-ET

PRS

6.320,49

2 JOSE GERALDO VAZ ALMEIDA

INHAUMA

MG

PRATA

MG

AMARGOSA

BA

MONTE ALEGRE DE MINAS

MG

PASSOS

MG

PARANAIBA

MS

MONTE ALEGRE DE MINAS

MG

AMARGOSA

BA

CASSIA

MG

NAZARE DA MATA

PE

PASSOS

MG

NOVA GRANADA

SP

RBC TULIPA

B+ 84

RICECREST TOUCHDOWN-ET

PRS

6.129,30

ROBERTO ANTONIO PINTO DE MELO 2 CARVALHO

BONECA REVEIGA

B+ 83

RICECREST ROSCOE-ET

PRS

5.905,40

3 JOSE PESSOA VEIGA JUNIOR

6168 SANTA LUZIA

B+ 80

N/D

PRS

5.873,79

2 JOSE COELHO VICTOR

AGATA ALEGRE

MB 88

CAXI OG

PRS

5.757,96

2 NELSON ARIZA

CANDURA LORD LILY SANTA LUZIA

B+ 81

528 ETAZON LORD LILY-ET

PRS

5.740,16

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

ESPUMA LORD LILY SANTA LUZIA

B+ 81

528 ETAZON LORD LILY-ET

PRS

5.521,80

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

XSARA NAUTILUS RANCHARIA

BM78

NAUTILUS BANDIT RANCHARIA

PRS

5.211,26

2 ALDIR HENRIQUE SILVA

LUZIANIA

GO

3092 SANTA LUZIA

BM78

N/D

PRS

5.155,76

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

ITAIPAVA FR RECREIO

MB 85

N/D

OFC

10.947,47

2 MILA DE CARVALHO LAURINDO E CAMPOS

SAO JOSE DE UBA

RJ

AMIGA JC DA SANTA ROSA

BM78

N/D

OFC

9.945,28

2 JAIME CARVALHO DE OLIVEIRA

BANANAL

SP

WEAVERLINE BENCH EDDIE-ET

PRS

9.529,03

2 JOSE GERALDO VAZ ALMEIDA

AMARGOSA

BA

DITADURA EDDIE JGVA

CS

CONDOMINIO JPZ - JORGE PAPAZOGLU E OUTRO

0071 GLENN TATIANA SANTA LUCCIA

N/D

FAVELA JURIST JGVA

MB 86

KED JURIST-ET

PRS

9.389,62

2 JOSE GERALDO VAZ ALMEIDA

AMARGOSA

BA

MEL JC DA SANTA ROSA

B+ 82

N/D

OFC

8.161,79

2 JAIME CARVALHO DE OLIVEIRA

BANANAL

SP

ENCANTADA DO TIAGO

BM79

N/D

PRS

7.775,36

2 TIAGO GUIMARAES DE ASSIS

CACU

GO

AROEIRA LONDON JGVA

N/D

LONDONDALE LMAN MAGNUM-ET

PRS

7.768,66

2 JOSE GERALDO VAZ ALMEIDA

AMARGOSA

BA

ARACATUBA DO TIAGO

B+ 83

N/D

PRS

7.405,13

2 TIAGO GUIMARAES DE ASSIS

CACU

GO

6195 SANTA LUZIA

B+ 82

N/D

PRS

7.070,55

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

CANECA LOUNGE SANTA LUZIA

BM79

LOUNGE

PRS

6.984,02

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

DADA JC DA SANTA ROSA

B+ 82

N/D

OFC

6.860,70

2 JAIME CARVALHO DE OLIVEIRA

BANANAL

SP

CABLOCADA LORD LILY SANTA LUZIA

B+ 82

528 ETAZON LORD LILY-ET

PRS

6.792,91

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

CUBA SHANGRILA

BM76

N/D

PRS

6.569,05

2 HELVIO QUEIROZ DOS SANTOS

ABADIA DE GOIAS

GO

PIPOCA DAS ARABIAS

BM78

N/D

PRS

6.478,08

3 MARIA BEATRIZ COSTA GOMES

UBERABA

MG

PALOMA PELE IA

BM78

PELE BELLWOOD IT

PRS

6.440,99

2 ITAMIR ANTONIO FERNANDES VALLE

ITARUMA

GO

CAIPORA FATAL SANTA LUZIA

BM79

FATAL

PRS

6.118,69

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

REVISTA 5A

MB 88

RICECREST ROSCOE-ET

PRS

6.051,87

2 MARIA ABADIA FERREIRA DA SILVA

PLANURA

MG

CAMBRAIA LENNY SANTA LUZIA

B+ 82

AR-JOY LENNY-ET

PRS

5.637,56

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

95

CEVILHA OSMOND SANTA LUZIA

B+ 80

EEMVELDER OSMOND

PRS

5.339,62

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

75

BANDINHA DO PERY

BM78

N/D

PRS

5.108,58

2 FERNANDO RODRIGUES FERREIRA LEITE

PADRE BERNARDO

GO

SOMALIA DO PERY

BM76

N/D

PRS

4.142,14

2 FERNANDO RODRIGUES FERREIRA LEITE

PADRE BERNARDO

GO

910 AAV

MB 85

0463 AAV

PRS

3.990,60

1 ALVARO JOSE DO MONTE VASCONCELOS

MACEIO

AL

100

25

5

127 102 A 133 domingo, 16 de maio de 2010 19:52:25

0


HERM A KENYO UBERABA M ANDYM AN JGVA

E

N/D

N/D

PRS

10.840,51

2 KENYTI OKANO

ITUVERAVA

SP

CLOVER-VALLEY M ANDYM AN

PRS

10.759,38

2 JOSE G ERALDO VAZ ALM EIDA

AM ARGOSA

BA

CARM ELO BELGICA SANSAO

B+ 83

SANTOS REIS FORM ATION SANSAO

PRS

8.748,53

2 CARLINDO M EIRELES DA FONSECA

M ARA M ONJOLINHO

M B 86

VERA CRUZ M ADRIGAL

PRS

8.572,14

2 JOSE FRANCISCO NOGUEIRA DE M ELLO

CARM ELO NORA DURHAM

M B 85

REGANCREST ELTON DURHAM -ET

PRS

8.130,65

2 CARLINDO M EIRELES DA FONSECA

N/D

CURIM ATA DAS TRES PASSAGENS

PRS

8.041,37

2 DANIEL DA SILVA

GALAXIA VALINHOS

D

B+ 81

ITAM ONTE

MG

M OGI DAS CRUZES

SP

ITAM ONTE

MG

M ONTE ALEGRE DE M INAS

MG

BELEZA DA G ARDEN S BUCK

B+ 84

N/D

OFS

7.800,08

2 JOSE M ASCARENHAS TORRES JUNIOR

ARAXA

MG

LUANA JUROR SANTA LUZIA

M B 87

KED JUROR-ET

PRS

7.733,16

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

6861 SANTA LUZIA

BM 78

N/D

PRS

7.709,40

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

CHARM OSA FAC

BM 78

N/D

OFC

7.458,77

2 JOAO LAZARO PEREIRA

ORIZONA

GO

CABACA SWINGER SANTA LUZIA

BM 77

DELTA SWINGER-ET

PRS

7.424,20

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

7310 SANTA LUZIA

BM 75

N/D

PRS

7.030,31

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

KARINA JUROR IT

BM 78

KED JUROR-ET

PRS

6.802,42

2 ITAM IR FARIA VALLE

ITARUM A

GO

BABILONIA IT

BM 77

N/D

PRS

6.612,06

2 ITAM IR FARIA VALLE

ITARUM A

GO

ILINA DOS POCOES

BM 78

N/D

OFC

6.585,84

2 AGROPASTORIL DOS POCOES LTDA

JEQUITIBA

MG

BATIDA

BM 79

N/D

PRS

6.433,34

2 ANIZIO M ANOEL DA SILVA

6860 SANTA LUZIA

RE 74

N/D

PRS

6.431,21

2 JOSE COELHO VICTOR

GELATINA DA G ARDEN S BUCK

B+ 80

N/D

OFS

6.401,33

SENSACAO M ANDEL SANTA LUZIA

B+ 81

RAG POETA II THOR M ANDEL

PRS

6.397,66

BETINA SANTA LUZIA

B+ 80

N/D

PRS

6.383,04

2 JOSE COELHO VICTOR

M ORENA M ARTY DO CATOLE

B+ 83

RICECREST M ARTY-ET

PRS

6.267,49

2 WALDEM AR DE BRITO CAVALCANTI FILHO

M ULATA JURIST SANTA LUZIA

M B 85

KED JURIST-ET

PRS

6.170,06

8576 SANTA LUZIA

B+ 83

N/D

PRS

BELA VISTA

B+ 83

N/D

DINAM ARCA LORD LILY SANTA LUZIA

BM 78

528 ETAZON LORD LILY-ET

PANORAM A LORD LILY SANTA LUZIA

B+ 84

CHITA LORD LILY SANTA LUZIA

RE 72

FORTUNA DA G ARDEN S BUCK

PARANAIBA

MS

PASSOS

MG

2 JOSE M ASCARENHAS TORRES JUNIOR

ARAXA

MG

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

PASSOS

MG

PESQUEIRA

PE

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

5.909,76

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

PRS

5.869,87

2 ANIZIO M ANOEL DA SILVA

PARANAIBA

MS

PRS

5.794,59

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

528 ETAZON LORD LILY-ET

PRS

5.772,94

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

528 ETAZON LORD LILY-ET

PRS

5.727,10

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

B+ 84

N/D

OFS

5.656,22

2 JOSE M ASCARENHAS TORRES JUNIOR

ARAXA

MG

ESPERANCA DO M ATO PRETO

BM 77

WA-DEL EM ORY M INER-ET

PRS

5.501,18

2 FABIANO R.LOPES / M ARCIA M .BATISTA

FRUTAL

MG

ABRIGAI W INDSTAR SANTA LUZIA

B+ 81

DUPASQUIER W INDSTAR

PRS

5.431,33

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

6972 SANTA LUZIA

BM 77

N/D

PRS

5.044,18

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

BOLIVIA DELTA BLOCK SANTA LUZIA

BM 79

DELTA BLOKE

PRS

5.032,14

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

PATATIVA SANTA LUZIA

B+ 81

N/D

PRS

4.960,24

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

SARACURA DA G ARDEN S BUCK

B+ 81

N/D

OFS

4.860,14

2 JOSE M ASCARENHAS TORRES JUNIOR

ARAXA

MG

GARAGEM CELSIUS DO FAZENDAO

BM 79

528 ETAZON CELSIUS-ET

PRS

4.620,71

2 RONAN RINALDI DE SOUZA SALGUEIRO

SAM OA LORD LILY SANTA LUZIA

RE 74

528 ETAZON LORD LILY-ET

PRS

4.546,41

2 JOSE COELHO VICTOR

DIRETA CHASE CORUM BA

M B 88

COWSM OPOLITON CHASE-ET

PRS

4.199,83

2 LEDIR RODRIGUES TEIXEIRA

TESOURA DA ESTANCIA AURORA

BM 77

N/D

PRS

2.888,99

2 NILO ALVES FERRAZ

FARROPILHAS VRR

M B 89

N/D

PRS

12.358,06

BUZINA SWINGER SANTA LUZIA

B+ 83

DELTA SWINGER-ET

PRS

8.958,54

VIOLETA M ARKER SANTA LUZIA

B+ 83

528 SOUTHLAND M ARKER-ET

PRS

PODEROSA FAC

BM 78

N/D

VANERA FB/ESC.DE BODOQUENA

B+ 80

REDENCAO PICASSO STT CORINTIANA GAM A DOS POCOES

CAM PO G RANDE

MS

PASSOS

MG

PAINS

MG

PARANAIBA

MS

2 ALEXANDRE HONORATO

ARAXA

MG

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

8.696,81

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

OFC

6.697,95

2 JOAO LAZARO PEREIRA

ORIZONA

GO

N/D

PRS

6.555,59

2 FUNDACAO BRADESCO

M IRANDA

MS

B+ 82

M INEIRAO THAD PICASSO-TE

PRS

6.451,76

2 ANNA M ARIA BORGES CUNHA CAM POS

TAPIRA

MG

M B 85

N/D

PRS

6.375,76

2 ANIZIO M ANOEL DA SILVA

BM 76

N/D

OFC

6.086,83

2 AGROPASTORIL DOS POCOES LTDA

M EIA NOITE DA G ARDEN S BUCK

RE 73

N/D

OFS

5.497,90

BABALU SANTA LUZIA

B+ 82

N/D

PRS

5.405,84

VEDETE FB/ESCOLA DE BODOQUENA

RE 74

N/D

PRS

5.376,81

2 FUNDACAO BRADESCO

ADRENALINA PASJA SANTA LUZIA

B+ 81

DELTA PASJA

PRS

5.133,07

2 JOSE COELHO VICTOR

VAZANTE FB/ESCOLA DE BODOQUENA

RE 74

N/D

PRS

4.742,48

2 FUNDACAO BRADESCO

PLATAFORM A W ALLACE SANTA LUZIA

B+ 83

ETAZON W ALLACE

PRS

4.446,18

AUSTRALIANA M ONTE ALTO

B+ 83

N/D

OFS

3.481,72

PARANAIBA

MS

JEQUITIBA

MG

2 JOSE M ASCARENHAS TORRES JUNIOR

ARAXA

MG

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

M IRANDA

MS

PASSOS

MG

100

M IRANDA

MS

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

2 M AURICIO G UIM ARAES PAIVA

ARAXA

MG

95

75

25

5

128 102 A 133 domingo, 16 de maio de 2010 19:52:25

0


F

G

H

SEREIA JC DA SANTA ROSA

B+ 83

N/D

OFC

8.545,99

2 JAIME CARVALHO DE OLIVEIRA

BARBARELA BON.BELEM

OT 91

N/D

PRS

8.318,98

2 BONANZA INDUSTRIAL E AGRICOLA LTDA

PRETINHA LUKE IT

BM 75

NORRIELAKE CLEITUS LUKE-TW

PRS

7.094,08

2 ITAMIR FARIA VALLE

FLORIDA

B+ 81

N/D

OFS

6.776,95

2 JOSE MASCARENHAS TORRES JUNIOR

LUCRECIA CEDRO DO CAMPO

BM 77

PEN-COL ULTIMATE DREAM-ET

PRS

5.811,44

2 MARIA INEZ CRUVINEL REZENDE

CHINA SHANGRILA

BM 78

N/D

PRS

5.788,76

2 HELVIO QUEIROZ DOS SANTOS

556 AAV

MB 85

LOCUST-HILL BARTHALEMEU-ET

PRS

4.114,54

2 ALVARO JOSE DO MONTE VASCONCELOS

ATRIZ IMPERIO GENERAL

BM 79

CALDAS LUKE IMPERIO TE

PRS

4.039,86

2 JUAREZ QUINTAO HOSKEN

TACA DO PERY

B+ 82

N/D

PRS

3.797,22

2 FERNANDO RODRIGUES FERREIRA LEITE

NEGRINHA OSCAR DO TIAGO

MB 87

N/D

PRS

12.415,11

SUICA BROCK DO TIAGO

B+ 83

N/D

PRS

10.653,25

BANANAL

SP

CACHOEIRA

BA

ITARUMA

GO

ARAXA

MG

UBERABA

MG

ABADIA DE GOIAS

GO

MACEIO

AL

CARANGOLA

MG

PADRE BERNARDO

GO

2 TIAGO GUIMARAES DE ASSIS

CACU

GO

2 TIAGO GUIMARAES DE ASSIS

CACU

GO

CASSIA

MG

CACHOEIRA

BA

RBC PERGULA

MB 88

HIGH-SIGHTS DOE BOY

PRS

9.504,34

ROBERTO ANTONIO PINTO DE MELO 2 CARVALHO

BORBOLETA BON BELEM

OT 91

N/D

PRS

7.234,75

2 BONANZA INDUSTRIAL E AGRICOLA LTDA

PATROA RETIRO DA BARRA

MB 87

EXRANCO BRYCE-ET

PRS

7.157,60

ROBERTO ANTONIO PINTO DE MELO 2 CARVALHO

PAMPULHA DA NATY

B+ 83

N/D

OFC

6.927,92

2 ADOLF ARNO EDELHOFF FILHO

SERVIA TUKINHA

B+ 80

N/D

PRS

6.671,11

2 RICARDO TERRA TEIXEIRA

MANIA AERO JGVA

OT 92

LA PRESENTATION AERO

PRS

6.651,90

2 JOSE GERALDO VAZ ALMEIDA

ARAPONGA SAO JUDAS TADEU

OT 90

N/D

PRS

6.123,57

2 NELSON ARIZA

SERTANEJA NERA

B+ 82

N/D

PRS

6.017,26

2 NEWTON RABELLO DE CASTRO JUNIOR

LADAINHA DUSTER FUNDAO

MB 87

PEN-COL DUSTER-ET

PRS

5.897,39

2 LEDIR RODRIGUES TEIXEIRA

BAIXOTA MONTE ALTO

B+ 84

N/D

OFS

5.798,53

2 MAURICIO GUIMARAES PAIVA

SEVILHA FB/ESCOLA DE BODOQUENA

B+ 81

N/D

PRS

5.764,56

2 FUNDACAO BRADESCO

GRAMPOLA RL SANTA TERESA

B+ 84

N/D

PRS

5.461,99

2 RAUL DA LUZ

BARRANCA NERA

BM 76

N/D

PRS

5.365,71

2 NEWTON RABELLO DE CASTRO JUNIOR

ELEITA SANTA LUZIA

B+ 84

N/D

PRS

5.046,65

FICA AAV

B+ 84

CMV SW MARCUS-ET

PRS

4.653,07

ROMANA SANTA LUZIA

B+ 82

N/D

PRS

FAXINEIRA AAV

MB 85

ROKLANE BLACKSTAR ZEKE

FILO AAV

MB 89

PARAGUAIA MONTE ALTO

B+ 83

ALIANCA DO TIAGO

CASSIA

MG

RIO DAS FLORES

RJ

PIRAI

RJ

AMARGOSA

BA

NOVA GRANADA

SP

JUIZ DE FORA

MG

PAINS

MG

ARAXA

MG

MIRANDA

MS

AGUA COMPRIDA

MG

JUIZ DE FORA

MG

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

1 ALVARO JOSE DO MONTE VASCONCELOS

MACEIO

AL

4.437,96

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

PRS

4.106,46

1 ALVARO JOSE DO MONTE VASCONCELOS

MACEIO

AL

HEM-VIEW BELMAN JACK

PRS

3.484,00

2 ALVARO JOSE DO MONTE VASCONCELOS

MACEIO

AL

N/D

OFS

3.220,90

2 MAURICIO GUIMARAES PAIVA

ARAXA

MG

BM 77

N/D

PRS

11.127,06

2 TIAGO GUIMARAES DE ASSIS

CACU

GO

CINDERELA SANTA DO TIAGO

B+ 80

N/D

PRS

8.427,11

2 TIAGO GUIMARAES DE ASSIS

CACU

GO

6877 SANTA LUZIA

B+ 81

N/D

PRS

7.215,63

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

6901 SANTA LUZIA

BM 78

N/D

PRS

6.755,43

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

ESTRELA NERA

B+ 83

N/D

PRS

5.884,13

2 NEWTON RABELLO DE CASTRO JUNIOR

JUIZ DE FORA

MG

4868 SANTA LUZIA

B+ 80

N/D

PRS

5.664,13

2 JOSE COELHO VICTOR

PASSOS

MG

PAVUNA SALTO I

MB 86

N/D

PRS

4.347,54

2 RUBIO FERNAL FERREIRA E SOUSA

UNAI

MG

ARIRANHA 2081 F

MB 88

N/D

PRS

4.135,56

2 FERNANDO RODRIGUES FERREIRA LEITE

PADRE BERNARDO

GO

ANGOLA MONTE ALTO

BM 76

N/D

OFS

4.107,00

2 MAURICIO GUIMARAES PAIVA

ARAXA

MG

TRAMELA 2131 F

B+ 83

N/D

PRS

3.419,34

2 FERNANDO RODRIGUES FERREIRA LEITE

PADRE BERNARDO

GO

ARGENTINA II ITAUNA

BM 77

N/D

PRS

3.234,93

2 VALERIO MACHADO GUIMARAES

ITAUNA

MG

GANGORRA SALTO I

B+ 84

N/D

PRS

3.200,54

2 RUBIO FERNAL FERREIRA E SOUSA

UNAI

MG

100

95

GS: 3/4 - Categoria 3x (3 ORDENHAS) - Divisão I (Até 305 dias) CLASSE

NOME DO ANIMAL

CLASSIF

NOME DO PAI

75

Média nesta categoria Nº de Lact: 33 Produção: 7.776,63 Kgs PLANO

PRODUÇÃO

RA

PRS

8.934,39

3 DELCIO VIEIRA TANNUS

PROPRIETÁRIO

MUNICÍPIO

UF

UBERLANDIA

MG

25

AJ

DANUBIA WINDSTAR TANNUS

B+ 80

DUPASQUIER WINDSTAR

5

129 102 A 133 domingo, 16 de maio de 2010 19:52:26

0


AS

BJ

CJ

CS

D

E

F

G H

ARPA BILLY TANNUS

B+ 80

110 BILLY FANCY PAUL Y

PRS

8.270,34

3 DELCIO VIEIRA TANNUS FILHO

UBERLANDIA

MG

IMAGEM NOSSA SRA DO CARMO

N/D

END-ROAD WADE MARKET-ET

OFC

7.661,69

2 GERMANO NOVAIS FRANCO

PRATA

MG

GUANABARA LORD LILY WTF ESTIVA

B+ 81

528 ETAZON LORD LILY-ET

OFC

6.281,45

2 WALDIR TOLEDO FURTADO

GUARANI

MG

PEPITA NOSSA SRA DO CARMO

B+ 80

BOSSIDE RUBEN-ET

OFC

7.370,42

2 GERMANO NOVAIS FRANCO

PRATA

MG

PRESENCA LEDUC TANNUS

B+ 81

LYSTEL LEDUC-ET

PRS

5.089,05

3 DELCIO VIEIRA TANNUS

UBERLANDIA

MG

CAPOEIRA I BETHANIA

B+ 80

DOOLHOF DECEMBER

PRS

2.793,66

2 JOAO MIARELI

IBIRACI

MG

CHAMPANHA PEROT INDIANA

N/D

ETAZON PEROT-ET

PRS

10.131,91

2 MILTON OKANO

ITUVERAVA

SP

SURPRESA DA MEDALHA MILAGROSA

MB 86

N/D

OFC

8.828,84

2 EIRE ENIO DE FREITAS

PRATA

MG

AZEITONA BARRA DA CACHOEIRA

RE 74

N/D

PRS

6.674,10

3 EMILIA CESAR CAMPOS

CASSIA

MG

CHINA CROSBY INDIANA

N/D

KELSTEIN CROSBY

OFC

6.130,46

2 SALVADOR NUNES DA SILVA

PATROCINIO

MG

PRECIOSA CROSBY INDIANA

N/D

KELSTEIN CROSBY

OFC

10.251,53

2 SALVADOR NUNES DA SILVA

PATROCINIO

MG

TALITA CLASSIC TANNUS

B+ 81

COMESTAR CLASSIC

PRS

9.793,45

3 DELCIO VIEIRA TANNUS

UBERLANDIA

MG

ASA BRANCA 2 NOSSA SRA DO CARMO

B+ 81

MIKLIN LUKE GLENN-ET

OFC

7.998,22

2 GERMANO NOVAIS FRANCO

PRATA

MG

ESTRELA NOSSA SRA DO CARMO

B+ 83

O.S.B.PERL EMERSON 5675-TE

OFC

7.596,13

2 GERMANO NOVAIS FRANCO

PRATA

MG

MARMITA KREGNOL NOSSA SRA DO CARMO

MB 88

KREGNOL MANDEL CEVIS-ET

OFC

10.324,70

2 GERMANO NOVAIS FRANCO

PRATA

MG

SARDINHA DA MEDALHA MILAGROSA

MB 85

N/D

OFC

9.262,26

2 EIRE ENIO DE FREITAS

PRATA

MG

PAULA PRINCIPE DA ONCA

B+ 84

N/D

OFC

9.146,67

2 JOSE HENRIQUE GUIMARAES

UBERLANDIA

MG

LILICA INDIANA

N/D

ETAZON PEROT-ET

OFC

7.101,23

2 SALVADOR NUNES DA SILVA

PATROCINIO

MG

ALTEZA LIMEIRA

B+ 81

N/D

PRS

4.996,73

2 PEDRO ANANIAS DE AGUIAR

IBIA

MG

ENQUETE BETHANIA

MB 88

N/D

PRS

4.249,06

2 JOAO MIARELI

IBIRACI

MG

DONDOQUINHA NOSSA SRA DO CARMO

MB 87

N/D

OFC

9.898,76

2 GERMANO NOVAIS FRANCO

PRATA

MG

GAUCHA PYREX DA ONCA

MB 86

N/D

OFC

9.780,12

2 JOSE HENRIQUE GUIMARAES

UBERLANDIA

MG

MADONA NOSSA SRA DO CARMO

B+ 81

KREGNOL TOP LUKE-ET

OFC

9.043,24

2 GERMANO NOVAIS FRANCO

PRATA

MG

JANUARIA GARWOOD DA ONCA

MB 88

N/D

OFC

7.079,52

2 JOSE HENRIQUE GUIMARAES

UBERLANDIA

MG

LINDAUVA WTF DA ESTIVA

B+ 81

N/D

OFC

6.831,67

2 WALDIR TOLEDO FURTADO

GUARANI

MG

CANETA CEVIS NOSSA SRA DO CARMO

MB 86

N/D

OFC

6.534,41

2 GERMANO NOVAIS FRANCO

PRATA

MG

BICA GARWOOD DA ONCA

MB 87

N/D

OFC

5.197,08

2 JOSE HENRIQUE GUIMARAES

UBERLANDIA

MG

MOEDA SAILOR DA ONCA

MB 85

N/D

OFC

3.089,25

2 JOSE HENRIQUE GUIMARAES

UBERLANDIA

MG

ESPADILHA DA MEDALHA MILAGROSA

B+ 82

N/D

OFC

11.917,65

2 EIRE ENIO DE FREITAS

PRATA

MG

MULATA DA MEDALHA MILAGROSA

MB 87

N/D

OFC

11.021,51

2 EIRE ENIO DE FREITAS

PRATA

MG

NEVADA NOSSA SRA DO CARMO

MB 88

N/D

OFC

10.329,26

2 GERMANO NOVAIS FRANCO

PRATA

MG

NEGRONA DA MEDALHA MILAGROSA

B+ 84

N/D

OFC

7.019,92

2 EIRE ENIO DE FREITAS

PRATA

MG

MUNICÍPIO

UF

PATROCINIO PAULISTA

SP

Média nesta categoria Nº de Lact: 33 Produção: 9.311,23 Kgs

GS: 3/4 - Categoria 3x (3 ORDENHAS) - Divisão II (Até 365 dias) CLASSE

NOME DO ANIMAL

CLASSIF

NOME DO PAI

PLANO

PRODUÇÃO

RA

MEXERICA III MARIO ROBERTO FIV

MB 85

HELEN WINDSTAR TANNUS

PROPRIETÁRIO

110 BILLY FANCY PAUL Y

PRS

9.800,48

2 MARIO ROBERTO EWBANK SEIXAS

B+ 80

DUPASQUIER WINDSTAR

PRS

10.002,51

3 DELCIO VIEIRA TANNUS

UBERLANDIA

MG

ESPADA CROSBY INDIANA

N/D

KELSTEIN CROSBY

OFC

8.360,67

2 SALVADOR NUNES DA SILVA

PATROCINIO

MG

ROSA PRINCIPE DA ONCA

B+ 82

N/D

OFC

9.477,13

2 JOSE HENRIQUE GUIMARAES

UBERLANDIA

MG

MIMI PRINCIPE DA ONCA

BM 78

N/D

OFC

8.352,98

2 JOSE HENRIQUE GUIMARAES

UBERLANDIA

MG

FANTASIA WTF DA ESTIVA

B+ 83

N/D

OFC

7.942,03

2 WALDIR TOLEDO FURTADO

GUARANI

MG

100

AJ

95

AS

BJ

75

25

5

130 102 A 133 domingo, 16 de maio de 2010 19:52:26

0


GRANFA NOSSA SRA DO CARMO COLMEIA DA MEDALHA MILAGROSA

BS

CJ

CS

D

E

F

G

H

N/D MB 87

O.S.B.PERL EMERSON 5675-TE

OFC

10.467,38

2 GERMANO NOVAIS FRANCO

PRATA

MG

N/D

OFC

10.288,66

2 EIRE ENIO DE FREITAS

PRATA

MG

GENEBRA OSMOND INDIANA

N/D

EEMVELDER OSMOND

OFC

8.940,18

2 SALVADOR NUNES DA SILVA

PATROCINIO

MG

SUICA PRINCIPE DA ONCA

B+ 83

N/D

OFC

7.849,18

2 JOSE HENRIQUE GUIMARAES

UBERLANDIA

MG

LIMONADA ELLIPSIS ONCA

MB 85

SPRINGHILL OH ELLIPSIS-ET

OFC

6.747,48

2 JOSE HENRIQUE GUIMARAES

UBERLANDIA

MG

FLAUTISTA TANNUS

B+ 83

GLEN-TOCTIN JUROR BETA-ET

PRS

12.284,01

3 DELCIO VIEIRA TANNUS

UBERLANDIA

MG

GOIANA BERNARD INDIANA

N/D

528 BERNARD

OFC

10.483,14

2 SALVADOR NUNES DA SILVA

PATROCINIO

MG

DELICADA CROSBY INDIANA

N/D

KELSTEIN CROSBY

OFC

7.890,17

2 SALVADOR NUNES DA SILVA

PATROCINIO

MG

CANDEIA CROSBY INDIANA

N/D

KELSTEIN CROSBY

OFC

7.753,38

2 SALVADOR NUNES DA SILVA

PATROCINIO

MG

AZEITONA NOSSA SRA DO CARMO

B+ 83

DUPASQUIER WINDSTAR

OFC

11.541,44

2 GERMANO NOVAIS FRANCO

PRATA

MG

LILI WTF DA ESTIVA

B+ 80

528 ETAZON LORD LILY-ET

OFC

6.012,06

2 WALDIR TOLEDO FURTADO

GUARANI

MG

VIRNA ELLIPSIS ONCA

MB 86

SPRINGHILL OH ELLIPSIS-ET

OFC

18.111,02

2 JOSE HENRIQUE GUIMARAES

UBERLANDIA

MG

ELEGANCIA PYREX ONCA

B+ 83

N/D

OFC

12.910,96

2 JOSE HENRIQUE GUIMARAES

UBERLANDIA

MG

ROSINHA INDIANA

N/D

ETAZON PEROT-ET

OFC

10.540,32

2 SALVADOR NUNES DA SILVA

PATROCINIO

MG

KENIA INDIANA

N/D

DOWNALANE CELLO

OFC

6.269,17

2 SALVADOR NUNES DA SILVA

PATROCINIO

MG

DOURADA NOSSA SRA DO CARMO

B+ 80

N/D

OFC

11.045,08

2 GERMANO NOVAIS FRANCO

PRATA

MG

IVANIA NOSSA SRA DO CARMO

OT 91

HARM ROTATE VERTUOSA 639 TWIN

OFC

9.087,85

2 GERMANO NOVAIS FRANCO

PRATA

MG

COLA SAILOR DA ONCA

MB 88

N/D

OFC

8.496,96

2 JOSE HENRIQUE GUIMARAES

UBERLANDIA

MG

TURQUIA DA MEDALHA MILAGROSA

B+ 84

N/D

OFC

11.754,98

2 EIRE ENIO DE FREITAS

PRATA

MG

CHALANA WTF DA ESTIVA

MB 85

N/D

OFC

11.045,09

2 WALDIR TOLEDO FURTADO

GUARANI

MG

DANCARINA GARWOOD DA ONCA

MB 86

N/D

OFC

6.550,87

2 JOSE HENRIQUE GUIMARAES

UBERLANDIA

MG

BAFAROCA GARWOOD DA ONCA

MB 89

N/D

OFC

4.876,41

2 JOSE HENRIQUE GUIMARAES

UBERLANDIA

MG

MADRUGADA BROOK PRENDA

B+ 81

N/D

PRS

10.210,51

3 DELCIO VIEIRA TANNUS

UBERLANDIA

MG

LINDOIA F

B+ 82

LYNNCREST STAN EQUATOR

PRS

9.625,63

2 FERNANDO RODRIGUES FERREIRA LEITE

PADRE BERNARDO

GO

PITANGA MARLOW DA ONCA

MB 86

N/D

OFC

9.595,19

2 JOSE HENRIQUE GUIMARAES

UBERLANDIA

MG

FABULOSA PRINCIPE DA ONCA

MB 87

N/D

OFC

7.849,20

2 JOSE HENRIQUE GUIMARAES

UBERLANDIA

MG

BELEZA PICASSO DA ONCA

MB 87

N/D

OFC

5.108,54

2 JOSE HENRIQUE GUIMARAES

UBERLANDIA

MG

Número de lactações encerradas por grau de sangue no período: 1259 lactações Grau de sangue

Número de Lactações encerradas

1/4

59

3/8

70

1/2

447

5/8

205

3/4

478

Total

1259

100

95

75

Fonte: Departamento de Provas Zootécnicas, Girolando 2010. 25

5

131 102 A 133 domingo, 16 de maio de 2010 19:52:26

0


C o n t r o la d o r e s C r e d e n c ia d o s T é c n ic o C r e d e n c ia d o

M u n ic íp io

E s ta d o

T e le fo n e

IV A L D O M O R E IR A B O N F IM

SALVADO R

BA

(7 1 ) 3 1 1 5 2 7 9 1 / 9 2 5 2 6 2 9 0

J O Ã O P A U L O S IL V E IR A C H IA C C H IO

SALVADO R

BA

(7 1 ) 3 3 4 5 -6 8 5 7 / 8 8 0 8 -9 1 1 4

G E O R G E H E N R IQ U E L IM A M A R T IN S

B R A S ÍL IA

DF

(6 1 ) 3 3 8 6 -6 5 9 7 / 9 6 1 8 -3 6 5 1

L U IZ R IC A R D O D E C A S T R O

B R A S ÍL IA

DF

(6 1 ) 9 6 7 6 -7 2 0 7

GUAÇUÍ

ES

(2 8 ) 3 5 5 3 -3 2 0 8 / 9 8 8 5 -1 5 2 7

LEANDRO M ENDES FURTADO

D IV IN O D E S Ã O L O U R E N Ç O

ES

(2 8 ) 9 9 7 6 -4 5 6 1 / 9 9 4 8 -2 4 8 3

E D N IR A G L E ID A M A R Q U E S

G O IÂ N IA

GO

(6 2 ) 3 2 4 9 -2 0 2 5 / 9 6 1 3 -4 2 0 7

G IL M A R C O R D E IR O D E S O U S A

G O IÂ N IA

GO

(6 2 ) 3 2 5 5 -0 5 2 0 / 9 9 7 5 -0 5 2 0

R A IM U N D O N O N A T O T O R Q U A T O F IL H O

G O IÂ N IA

GO

(6 2 ) 3 2 6 1 -1 3 8 5 / 9 6 7 7 -4 8 2 5

A P A R E C ID A D E G O IÂ N IA

GO

(6 2 ) 3 5 4 8 -6 6 2 5 / 9 6 8 8 -0 2 0 1

UBERABA

MG

(3 7 ) 9 9 6 4 -8 8 7 2

MG

(3 7 ) 3 3 3 1 -2 4 4 1 / (3 7 ) 9 9 5 3 -3 0 4 5 / (3 7 ) 9 1 0 5 -3 8 2 4

W E W E R T O N B IB IA N O R E S E N D E R O D R IG U E S

R U S S É L R O C H A P A IV A A N D R É N O G U E IR A J U N Q U E IR A B R U N O A V E L A R V IA N A

O L IV E IR A UBERABA

MG

(3 4 ) 9 9 9 4 -1 7 0 1

U B E R L Â N D IA

MG

(3 4 ) 3 2 3 4 -6 1 5 2 / 9 9 9 3 -0 0 3 5

D A N IE L A P A R E C ID O D O P R A D O

ALTERO SA

MG

(3 5 ) 9 1 0 9 -9 0 8 7 / 3 2 9 4 -1 3 6 2

D A M IÃ O A R R IG H I C O N D É

R IO P O M B A

MG

(3 2 ) 9 9 5 1 -1 9 5 9

D O U G L A S D A N IE L D O S R E IS

PO USO ALEG RE

MG

(3 5 ) 3 4 2 3 -2 5 2 6 / (3 5 ) 9 1 2 6 -6 2 6 0

E D U A R D O M O R A IS D A S IL V A

C A R M O D O P A R A N A ÍB A

MG

(3 4 ) 9 9 1 1 -3 8 2 9

GUARANI

MG

(3 2 ) 3 5 7 5 -1 8 6 4 / 9 9 6 9 -1 8 6 4

B R A Z Ó P O L IS

MG

(3 5 ) 9 1 6 1 -4 9 8 2

P IR A Ú B A

MG

(3 2 ) 3 5 7 3 -1 4 1 9

C A P IN Ó P O L IS

MG

(3 4 ) 3 2 6 3 -2 6 0 0 / 9 9 6 2 -9 0 5 2

C A R L O S A L E X A N D R E J E R Ô N IM O V IE IR A C H R IS T IA N O R E Z E N D E R IB E IR O D E V A S C O N C E L O S

EVERALDO TO LEDO DE SO UZA H ID E L B R A N D O M A R C E L O C A M P O S L O P E S J O Ã O B A T IS T A D U A R T E A L V A R E Z V IE IR A J O Ã O B A T IS T A G O M E S

M U R IA É

MG

(2 8 ) 3 5 5 2 -1 3 7 8 / 9 2 5 2 -0 9 0 9

J Ú N IO R M A R T IN S D E O L IV E IR A

P R A T Á P O L IS

MG

(3 5 ) 9 9 2 4 -3 9 0 3 / 3 5 3 3 -1 2 3 4

L E A N D R O D E C A R V A L H O P A IV A

UBERABA

MG

(3 4 ) 3 3 1 6 -7 5 9 0 / 9 1 0 8 -1 9 2 5

NOVO MUNDO

MG

(6 6 ) 9 2 0 9 -7 8 9 8

FRUTAL

MG

(3 4 ) 3 4 2 3 -9 2 3 8 / 9 9 6 8 -5 5 7 3

J O S E A N T O N IO S A T IR O G O N Ç A L V E S

L U IZ C E S A R D IN IZ S O L A N O L U IZ H E N R IQ U E G O N Ç A L V E S T E IX E IR A

B E L O H O R IZ O N T E

MG

(3 1 ) 9 9 5 3 -8 4 0 8

M ARCELO HO SKEN ESTEVES SO UZA

CARANG O LA

MG

(3 2 ) 3 7 4 1 -5 0 3 0 / 9 1 0 8 -0 0 6 4

M A U R Y D O S R E IS R O C H A

P A T R O C ÍN IO

MG

(3 4 ) 3 8 3 2 -1 6 5 2 / 9 1 2 5 -8 6 6 1

UBERABA

MG

(3 4 ) 9 8 0 4 -0 0 5 7

PARACATU

MG

(3 8 ) 8 8 2 5 -4 1 9 7

UBERABA

MG

(3 4 ) 9 9 7 8 -1 4 2 5 / 7 8 1 1 -4 1 3 5

M ARCOS AM ARANTE

PAULO RO M PA R A N D E L S O A R E S S IL V E IR A R O D R IG O M A C E D O D E S O U Z A

ALTERO SA

MG

(3 5 ) 9 1 6 5 -1 3 8 9 / 3 2 9 4 -1 3 6 2

R O G É R IO L A G E D E O L IV E IR A

ABAETE

MG

(3 7 ) 3 5 4 1 -4 6 9 7 / 9 9 8 8 -3 6 3 0

R O G É R IO P IN H E IR O C A L D A S

B E L O H O R IZ O N T E

MG

(3 1 ) 3 4 9 9 -2 0 5 6

R O N A L D D IA S T R O C C O L I

GUARANI

MG

(3 2 ) 3 5 7 5 -1 8 2 2 / 9 9 2 3 -3 1 4 3

S A M U E L M IG U E L H Y L Á R IO

R IO P O M B A

MG

(3 2 ) 3 5 7 1 -2 7 0 0 / 3 5 3 2 -3 8 1 7

S A U L O A N D R A D E P E R E IR A

C Á S S IA

MG

(3 5 ) 3 5 4 1 -2 4 0 5 / 9 9 8 1 -3 1 4 6

UBERABA

MG

(3 4 ) 7 8 1 1 -7 4 3 2 / 9 1 0 6 -7 3 6 7

V A N D E R A F O N S O D E O L IV E IR A

R IO P O M B A

MG

(3 2 ) 3 5 7 1 -2 7 6 8

W A L C Y R M IR A N D A D E A R A Ú J O

R IO P O M B A

MG

(3 2 ) 9 1 2 2 -7 7 9 9 / 8 8 0 6 -4 0 1 0

J A N D A IA D O S U L

PR

(4 3 ) 3 4 3 2 -1 8 0 5 / 9 9 7 3 -7 9 2 1

P IN H E R A L

RJ

(2 4 ) 3 3 5 6 -2 2 6 6 / 9 9 7 9 -5 5 5 7

IT A P E R U N A

RJ

(22) 3847-2228 / 9855-1454

IT A O C A R A

RJ

(2 2 ) 3 8 6 1 -3 5 0 8 / 8 1 2 8 -8 8 2 4

N IT E R Ó I

RJ

(2 1 ) 2 7 1 4 -6 7 4 8 / 9 8 7 0 -3 7 7 2

R O G E R IO A P A R E C ID O D O P R A D O

T IA G O A L B U Q U E R Q U E

J Ú N IO R A U R E L IO V A L É R IO A M S T E R D Ã S IG M A R S IL V E IR A A N T E N O R N O V A R IN O B E Z E R R A C A R L O S E D U A R D O P IN T O L A N N E S C A R O L IN A C O N R A D O D E F A R IA S

C O R D E IR O

RJ

(2 2 ) 2 5 5 1 -1 4 8 3 / 8 1 2 6 -1 9 0 2

S E R O P É D IC A

RJ

(2 1 ) 2 6 8 2 -1 0 4 9 / 9 9 5 8 -7 5 4 7

P E D R O A L V E S B E Z E R R A J Ú N IO R

CACOAL

RO

(6 9 ) 9 2 2 5 -7 0 2 5

A N T O N IO C A R L O S D E G O D O Y

MOCOCA

SP

(1 9 ) 3 6 5 6 -0 9 0 0 / 8 1 8 2 -0 6 4 5

SÃO MANUEL

SP

(1 4 ) 3 8 4 1 -2 8 1 0 / 9 7 2 4 -5 1 9 3

TAUBATÉ

SP

(1 2 ) 3 6 4 3 -9 0 9 1 / 7 8 1 2 -0 5 4 6

L IN S

SP

(14) 8126-0370 / 3523-6663

G U IL H E R M E D U T R A M U N IZ D E O L IV E IR A J A C I D E A L M E ID A

L U C A S R A G O Z O C A R D O S O D E O L IV E IR A L U C IA N O C U P P A R I N E T O LUIZ CARLO S DESANTI

100

95

75

25

5

132 102 A 133 domingo, 16 de maio de 2010 19:52:27

0


100

95

75

25

5

0

102 A 133 domingo, 16 de maio de 2010 19:52:34


Gestão 2008-2010 Proposta do Portal MilkPoint A Diretoria está em fase final de tratativas, para a criação de páginas MyPoint Girolando, para os criadores da raça, com condições especiais para seus associados. Noticiaremos, no nosso site e nas próximas edições desta revista, os resultados das negociações.

Anuidades 2010 Boletos emitidos: 2.073

Contratações de Técnicos

Primeira parcela 1.096 boletos recebidos – 52,87% do total R$217.020,45 – vencida em 15/04/10

Considerando a crescente demanda por registros, a Girolando, após processo seletivo, contratou mais 5 novos técnicos, já em fase de treinamento. A previsão é que entrem em serviço efetivo a partir de meados de junho.

Segunda parcela 186 boletos recebidos – 8,97% do total R$36.828,00 – vencimento em 17/05/10

TV Web Girolando A Diretoria da Girolando aprovou a assinatura do contrato com o grupo Zambia Comunicação, visando a instalação de TV Web Girolando. Nos termos acordados, não haverá ônus para a Girolando e a TV será viabilizada desde que patrocínios sejam conseguidos. A intenção é que a TV já funcione na MEGALEITE 2010.

Total de recebimentos da anuidade 2010 R$253.848,45 Posição em 13/05/10 Número de registros – janeiro a março de 2010 Total: 21.989 RGD: 17.603 RGN: 3.984 RF:402 Dados dos associados Associados ativos em 31/12/2007 Novos associados no período Desligamento de associados Associados que retornaram ao quadro Associados ativos em 12/05/2010

1.423 884 133 29 2.203

Balancete em 30/04/2010 Receitas – R$1.248.254,31 Despesas – R$912.989,59 Resultado – R$335.264,72 Gastos com a Diretoria Executiva Os gastos com a Diretoria Executiva (10 diretores), de acordo com os balanços, representaram 4,15% do total das despesas em 2008 e 4,08% em 2009.

134 134 domingo, 16 de maio de 2010 19:56:27

Comunicado da Comissão de Ética da Girolando Após auditoria realizada pelo Departamento de Julgamento da Raça Girolando (DJRG), foi comprovado que o animal Eleita da Kiki (5/8 Hol + 3/8 Gir), do expositor Ismael Honorato da Silva Neto, participou de forma irregular do julgamento da raça Girolando da 35ª ExpoAraxá, realizada durante o mês de abril de 2009. A Comissão de Ética da Girolando, após análise do fato e dos esclarecimentos prestados pelo proprietário, desclassificou o animal e advertiu o expositor, conforme previsto no Código de Ética do Expositor de Girolando. Eleita da Kiki, durante o evento, sagrou-se Campeã Novilha Mirim e Melhor Fêmea Jovem 5/8. Com a desclassificação da mesma, os demais animais premiados nos respectivos campeonatos assumem uma posição acima na classificação. O fato ocorrido recomenda mais rigor e atenção quanto aos procedimentos de inscrição dos animais nas exposições oficiais, tanto pelos expositores quanto por parte das comissões organizadoras dos eventos. Ressaltamos ainda que elas somente serão oficializadas pelo DJRG após verificação prévia de toda a documentação de inscrição, laudos de julgamento e procedimentos adotados.

100

95

75

25

5

0


Novos Associados ESTES SÃO OS NOVOS CRIADORES, E ENTIDADES DE CLASSE QUE PASSARAM A INTEGRAR O QUADRO SOCIAL DA GIROLANDO NOS MESES DE FEVEREIRO, MARÇO E ABRIL DE 2010. 6026 6036 6028 6053 5969 5961 5966 6004 5958 5952 5977 5980 6042 6040 5956 5974 5970 6007 6016 5976 5991 5995 5933 6049 5960 5979 5981 5950 6037 6044 6051 5962 6041 5965 5967 5986 5983 5993 5999 6029 5971 5984 5985 6008 5978 6005 6027 6050 5949 5982 6014 5959 6022 6009 6043 6019 6020 6054 5945 6006 6024 5963 5973 6015 5951 5989 5987 5937 6045 5997 6013 5996 5975 5972 6003 5953 5954 5964 5955 6002 6048 5992 5968 5957 5994 5988 6031 6021 6010 6017 6046

Anipio Pires Batista Vicente Álvaro Roberto Mateus André Matheus P.Sanches / João Bosco Ardisson Amândio Baldi Tavares Adriano Camargo Antônio Celso Gentil Alexandre Carrijo de Andrade Augusto Landim de Macedo Júnior Agropecuária Iguatu Ltda Acácio Figueiredo Botelho Agrotec.Agricultura e Agropecuária Ltda Banminas Agro pecuária Ltda Carlos Eduardo Bueno Magano Carlos Eduardo Corrêa Sales Claudinei Marques Christina do Valle Teixeira Loth Carmen Suzana Santos Silva Clemente de Faria Cândido José Monteiro de Castro Neto Dione Márcio Campos Deair Maria Rezende Marques de Souza Denílson Lima de Souza / Rubens Belchior da C.Filho Elísio Capanema da Silva Eduardo Azevedo Pacheco Elaine Teixeira Martins Gonçalves Elaine Teixeira Eugênio Mendes Diniz Eugênia Leal da Fonseca Augusto Flávio Augusto Rodrigues Fernando Luiz Brant de Carvalho Fernando Afonso Machado Francisco Nonato de Queiroz Gerwald Decker Gustavo de Azevedo Melo Luvizotto Gilberto Natal Delfino Getúlio Martins de Lima Geraldo Alves Sobrinho Gilberto Francisco Ramos Filho Hemilson Rocha Pereira João Roberto Boleli João José Cardoso João José Rodrigues Jonadan Hsuan Min Ma Jarilson Arlindo Coelho Jefferson Barroso da Silva Netto / Outros Jorge Luís Pereira de Souza Joaquim Roberto Alves Maia José Adelino Lino da Silva José Vicente Coutinho Lopes José Maria de Azevedo José Luciano Alves de Castro José Afonso Mota Ronzani Luiz Antônio de Santana Barroso Liomar Alves Pereira Marcelo Gonçalves Barbosa Muriel Cruz Lima de Oliveira Maurício Miguel da Silva Mário Antônio da Silva Gomes Manoel Teodoro Pereira de C.Neto Mário Lauria Júnior Nagipe Viana Klem Nádia Sab Zacharias Osvaldo Dolce Otacílio Gonçalves Tomé Orlando José Rodrigues Pesagro-rio Paulo Massanori Yamamoto Paulo Roberto Sanchez Paulo Ernesto do Rego Pedro Paulo de Queiroz Pedro Jorge Bicalho Cordeiro Perivaldo Machado de Vasconcelos Plínio Bastos de Barros Netto Rodolfo Engel Cauhy Rodrigo Lopes Guarçoni Ramiz Moreira e Bretas Ricardo Rodrigues Boechat Ricardo Mendes Geraldo Roberto Youssef Rassi Roberto Antônio Guimarães Roberto Paulo Santin Rancho ING Ferradurinha Agro Industrial Ltda Ravisio Israel dos Santos Roselene Lopes Goulart Sebastião Lúcio Castite Suely de Fátima Marques Rocha Valcy dos Reis Mariano Valter Lopes Vieira Zuleica de Campos Machado Reis Wagner José Ferreira Campos Wanderle Fagundes

Itaperuna - RJ Rifaina - SP São Paulo - SP Juiz de Fora - MG Uberaba - MG Itaperuna - RJ Ibiraci - MG Uberaba - MG Baependi - MG Belo Horizonte - MG Manaus - AM Belo Horizonte - MG São Paulo - SP Alvares Florence - SP Caçu - GO Mar de Espanha - MG Araxá - MG Contagem - MG Muriaé - MG Passa Vinte - MG Aquidauana - MS Campo Grande - MS Maravilhas - MG Belo Horizonte - MG Muzambinho - MG Córrego Danta - MG Pará de Minas - MG Guaíra - SP Taparuba - MG Uberlândia - MG Pompeu - MG Alexânia - GO Uberlândia - MG Cássia - MG Cássia - MG Jataí - GO Nova Serrana - MG Vitória da Conquista - BA Baependi - MG Rifaina - SP Barra do Piraí - RJ Guarantã do Norte - MT Uberaba - MG Dores do Turvo - MG Porciúncula - RJ Fortaleza - CE Palmas - TO Pitangui - MG Presidente Prudente - SP Passos - MG Goiânia - GO Rio Pomba - MG São Sebastião - SP Perdizes - MG Guaratinguetá - SP Goiânia- GO São José dos Campos - SP Canas - SP Muriaé - MG Passos - MG Luisburgo - MG Botucatu - SP São Paulo - SP Piumhi - MG Belo Horizonte - MG Seropédica - RJ Pereira Barreto - SP Goiânia - GO Campina Grande - PB São Gonçalo - RJ Goiânia - GO Jequié - BA Niterói - RJ Uberlândia - MG Muriaé - MG João Monlevade - MG Governador Valadares - MG Cássia - MG Uberlândia - MG Itaperuna - RJ Dom Aquino - MT Manaus - AM Nova Andradina - MS Muzambinho - MG Monte Carmelo - MG Barra Mansa - RJ Paranaíba - MS Mercês - MG Pompeu - MG Muriaé - MG Uberlândia - MG

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS CRIADORES DE GIROLANDO TRIÊNIO 2008/2010 Presidente José Donato Dias Filho 1º Vice-Presidente Fernando Antonio Brasileiro Miranda 2º Vice-Presidente Maurício Silveira Coelho 3º Vice-Presidente Nelson Ariza 4º Vice-Presidente Jonadan Hsuan Min Ma 1º Diretor-Administrativo Milton de Almeida Magalhães Júnior 2º Diretor-Administrativo Maria Inêz Cruvinel Rezende 1º Diretor-Financeiro Marcelo Machado Borges 2º Diretor-Financeiro Eugênio Deliberato Filho Relações Institucionais e Comerciais Carlos Eduardo Ferreira

Conselho Fiscal Guilherme Marquez de Rezende Maria Delcira de Queiroz Alves Silvio de Castro Cunha Júnior Suplentes Conselho Fiscal Eduardo Jorge Milagre Francisco Isidro Dias Pereira Vitor Sérgio de Andrade Acêdo Conselho Consultivo Aldir Henrique Silva Antônio José Junqueira Villela Joaquim Luiz Lima Filho Mário Roberto Ewbank Seixas Roberto Antônio Pinto de Melo Carvalho Suplentes Conselho Consultivo Gabriel Donato de Andrade Inocêncio Gomes de Oliveira José Olavo Borges Mendes Leonardo Moura Vilela Rodrigo Sant'anna Alvim Membros Conselho Deliberativo Técnico 2008/2010 Miller Cresta de Melo Silva Euclides Prata dos Santos Neto Milton de Almeida Magalhães Neto Ivan Adhemar de Carvalho Filho José Jacinto Júnior Newton Pohl Ribas Leandro de Carvalho Paiva Valério Machado Guimarães Limírio Cezar Bizinotto

CONSELHO DE REPRESENTANTES ESTADUAIS: AL - José Almeida de Oliveira AL - Paulo Emílio Rodrigues do Amaral AM - Antônio de Pádua Carneiro AM - Raimundo Garcias de Souza BA - José Geraldo Vaz de Almeida BA - Luiz Tarquinio Duarte Pontes BA - Marco Antônio Silva Navarro CE - Cristiano Walter Moraes Rola CE - Francisco Feitosa Albuquerque Lima CE - Ronaldo Sérgio Costa Almeida DF - Dilson Cordeiro de Menezes DF - Erotides Alves de Castro DF - Rúbio Fernal Ferreira e Souza ES - Rodrigo José Gonçalves Monteiro GO - Agostinho Omar Guedes GO - Carlos Lania Araújo GO - Elmirio Monteiro Marques Júnior GO - Itamir Antônio Fernandes Vale GO - Leonardo Veloso do Prado MA - José Carlos Nobre Monteiro MA - Júlio Rodrigues dos Santos MG - Frederico de Toledo Sordo MG - Amauri Andrade Pereira MG - José Ricardo Fiuza Horta MG - Luciano Cândido Pereira Neto MG - Mário Valter Mamprim da Silva MG - Paulo Henrique Machado Porto MG - Rafael Tadeu Simões MG - Salvador Markowicz Neto MG - Taylor Dias de Castro MG - Valério Machado Guimarães MS - Orestes Prata Tibery Júnior MS - Ronan Rinaldi de Souza Salgueiro MS - Rubens Belchior da Cunha MT - João Batista de Souza PA - Álvaro Calilo Kzan Filho

PA - Zacarias Pereira de Almeida Neto PB - Antônio Dimas Cabral PB - Yvon Luiz Barreto Rabelo PB - Waerson José Souza PE - Cristiano Nobrega Malta PE - Eriberto de Queiroz Marques PE - Gustavo Alberto Cocentino de Miranda PE - Waldemar de Brito Cavalcanti Filho PI - Antônio José Melo E Silva PI - Merval Neres dos Santos Filho PI - Onofre Martins de Sousa PR - Antônio Francisco Chaves Neto PR - Bernardo Garcia de Araújo Jorge PR - Salvador Rico Filho RJ - Filipe Alves Gomes RJ - Herbert Siqueira da Silva RJ - Jaime Carvalho de Oliveira RJ - Luciano Ferreira Guimarães RN - Haroldo Abuana Osório RN - Marcelo Passos Sales RO - José Vidal Hilgert RO - Márcio Augusto das Neves Silva SE - Julius César Alves Rolemberg Mendonça SE - Lafayette Franco Sobral SE - Ricardo Andrade Dantas SP - Antônio Vilela Candal SP - Bráulio Conti Júnior SP - Eduardo Falcão de Carvalho SP - Fernando José Miranda SP - João Carlos de Andrade Barreto SP - José Alberto Paiffer Menk SP - Luis Roberto Fonseca Ferrão SP - Waldir Junqueira de Andrade TO - Eli José Araújo TO - Rejane Maria Amaral TO - Vandeir Sebastião Vieira

100

95

75

Geraldo Pinto Correia Fones: (73) 3212-3212 / 3212-3029 Itabuna-BA harasdoyoyo@hotmail.com

5

135 135 segunda-feira, 17 de maio de 2010 14:26:29

25

0


100

95

75

25

5

0

136 segunda-feira, 17 de maio de 2010 10:38:52


100

95

75

25

5

0

fim sexta-feira, 28 de maio de 2010 17:30:15


100

95

75

25

5

0

fim sexta-feira, 28 de maio de 2010 17:30:31

girolando_72_-_web  

A Revista do Girolando

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you