Issuu on Google+


3 ANOS


Três anos depois…

5

Meeting of Styles

72

Mostra Arte Urbana

136

Introdução

7

José e Pilar

76

Reciclar o Olhar Fase 03 Vidrões

140

2008

9

Pampero Public Art Fase 02

78

Crono Fase 04

150

Primeira Exposição

10

2011

81

APDES

152

Visual Street Performance

14

Crono Fase 03

82

MONTANA SHOP GALLERY

154

2009

17

Manifesto!

84

Ficha Técnica

156

Lisbon Safari

18

Connor Harrington

86

Agradecimentos

157

Pop Up

19

Contentores Fase 02

87

Mostra Arte Urbana Fase 01

20

The Walls

90

Mostra Arte Urbana Fase 02

24

Wine Talks

92

Visual Street Performance

28

Às 5 no Mercado!

94

2010

35

A Rua Continua

100

7.00 PM Deadly Sins

36

Reciclar o Olhar

104

Largo da Oliveirinha

42

Reciclar o Olhar Fase 01 Vidrões

106

Crono Fase 01

44

Write 4 Gold

112

Contentores Fase 01

50

Festival Pedras D’Água

116

Pampero Public Art Fase 01

54

Reciclar o Olhar Fase 02 Vidrões

118

Crono Fase 02

58

Go Arte Urbana

130

Mostra Arte Urbana

64

TV Globo

132

Pop Up

68

Por um Objectivo

134


Three years later... Within its competences, the Department of Cultural Heritage of Lisbon’s Municipality, has been stimulating and/or collaborating in several projects in the area of Urban Art. Such initiatives empower significantly, not just the implementation of artistic creations in the public space, but also the discussion of this theme in the artistic, academic and media circles, contributing also to the international projection of Lisbon as a creative multicultural city, and as place of freedom. For its importance, we must refer the Urban Art Gallery (GAU), under the City Council competence, which initiated its activity in October 2008, in 5 different panels located at Calçada da Glória, which were later joined by other two, at Largo da Oliveirinha, where several exhibitions took place. Space of sharing, experimenting and knowledge, the rotation between the exhibitions curated by GAU and the annual Urban Art Shows, allowed the establishment of bridges between the municipality and the artists community, and the development of many events. Many were the medium used and the worked out scales. Starting from the dimension of the Gallery panels, the goal was to arrive at wider walls, facades and gables presently seven floors high and five industrial buildings wide, walls of parking lots and schools, glass containers and garbage trucks, ultimately the surface the city has to offer. Many were the creators who participated, presently around 200. Portuguese as well as foreigners and from this last lot, Europeans and from other countries – like Brazil and the USA. Representing both the old school of graffiti creators, still today tutelary and inspiring figures, as well as writers from the younger generations and even those who are taking their first steps in the street; self-educated as well as creators coming from Arts School, also from illustration and graphic design; artists of 8 as well as artists of 80 years old; renowned creators as well as anonymous ones who had never done any kind of work in the urban space; and with the multiplicity of different languages, theories and practices, imagistic and visual mechanisms which authorial diversity brings on. Several areas of Lisbon were involved, starting at Calçada da Glória and Largo da Oliveirinha meant to come to the world with the international media impact that GAU has been enjoying. GAU’s work also took place in Lisbon’s social neighbourhoods, like the ones of Armador or Flamenga, both in Marvila, or others which also face the problem of vandalism, like the one of Telheiras. It also embodied in the intervention carried out at Avenidas Novas, namely in Avenida Fontes Pereira de Melo or Praça Duque de Saldanha or at the heart of the old town, like Mouraria. In historical locations related to the practice of graffiti in Lisbon as at the Amoreiras wall, on the side of Campo de Ourique or in places never before explored such as Avenida da Liberdade.

However, several other initiatives are not referred in this book, such as workshops, guided tours, lectures and communications, interviews and reports, the participation in international networks related with urban art. Trough the collection of pictures gathered in this book it is established the goal of creating awareness to the wealth and diversity of Lisbon’s artistic and cultural heritage and to the urgency of preserving it to the upcoming generations, having the Gallery as a double priority the vandalism prevention and the dissemination of Graffiti’s language and street art as Urban Art expressions. For us, to peruse through these pages involves a sense of mission accomplished, but at the same time the perspective that there is still much to do. In you, the reader, we hope that settles in a pleasure aroused by techniques, colours and expressions from creators who generously gave themselves up and became involved in a revitalization of the artistic intervention in urban space. In this time of balance, I would like to underline that all this work was made possible thanks to the commitment of a wonderful team and the unsurpassed cooperation of many of the municipality’s departments, many public and private partners and, above all, of authors of notable creations that punctuate the city streets. Also, a special word to Citroën and Torke agency, which made the print of this book possible. For those who in any way cooperated with the Urban Art Gallery, aiding in the pursuit of its strategy, our total and grateful thanks. This work is dedicated to all and to the city of Lisbon.

Jorge Ramos de Carvalho Head of the Cultural Heritage Department


Três anos depois... No âmbito das suas competências, o Departamento de Património Cultural da Câmara Municipal de Lisboa, tem vindo a dinamizar e/ou a colaborar em diversos projetos na área da arte urbana. Tais iniciativas potenciam de forma significativa não só a implementação de criações plásticas no espaço público, mas também a discussão desta temática nos meios artísticos, académicos e de comunicação social, contribuindo ainda para a projeção internacional de Lisboa como uma cidade criativa, multicultural e de liberdade. Pelo seu cariz estruturante, é de referir a Galeria de Arte Urbana (GAU) da Câmara Municipal de Lisboa, que iniciou a sua atividade em Outubro de 2008, num núcleo de cinco painéis instalados na Calçada da Glória aos quais rapidamente se juntaram outros dois. Foi na alternância entre exposições com curadoria da GAU e as anuais Mostras de Arte Urbana que, neste espaço de experimentação, conhecimento e partilha, se pode estabelecer as pontes entre o município e a comunidade de artistas para a realização dos muitos eventos, reunidos neste livro. E muitos foram os suportes intervencionados e as escalas trabalhadas. Se partimos da dimensão dos painéis da Galeria, a ambição era chegar a muros mais vastos, fachadas e empenas que atingem atualmente os sete pisos de altura e as cinco naves industriais de comprimento, paredes de parques de estacionamento e escolas, contentores, vidrões e camiões de recolha de resíduos urbanos, enfim, em superfícies que a cidade pode oferecer. Muitos foram também os criadores implicados, cerca de 200 até ao momento. Tanto nacionais, como internacionais e nestes, tanto europeus, como provindos de outros países - o caso do Brasil e dos EUA. Tanto os criadores da denominada old school do graffiti que ainda hoje se revelam figuras tutelares e inspiradoras, como os writers das mais recentes gerações e até com os que dão, agora, os primeiros passos nas suas incursões pela rua. Tanto autodidatas, como criadores provindos das escolas de Belas-Artes, da área da ilustração e do design gráfico. Tanto pequenos artistas de 8, como autores de 80 anos. Tanto criadores de renome, como anónimos que nunca antes haviam executado algo no espaço urbano. E com a multiplicidade de vocabulários, teorias e práticas, imagéticas e mecanismos visuais que essa diversidade autoral, frutuosamente acarreta. Muitas foram as zonas de Lisboa envolvidas. Partir da Calçada da Glória e do Largo da Oliveirinha, significou chegar ao mundo, com o impacto mediático internacional

que a GAU tem desfrutado. Manifestou-se igualmente no trabalho desenvolvido em bairros sociais de Lisboa, como o do Armador ou da Flamenga, ambos em Marvila, ou noutros que também enfrentam o problema das inscrições vandálicas, como o de Telheiras. Traduziu-se ainda na intervenção nas Avenidas Novas, nomeadamente na Fontes Pereira de Melo e no Saldanha, ou no coração do casco velho da cidade, como na Mouraria. Em lugares históricos das práticas do graffiti em Lisboa, como no muro das Amoreiras, do lado de Campo de Ourique, ou em lugares nunca antes explorados, como a Avenida da Liberdade. Todavia, muitas outras iniciativas não são referenciadas neste livro, como os workshops, as visitas guiadas, as palestras e comunicações, as entrevistas e reportagens, a participação em redes internacionais relacionadas com o domínio da arte urbana. Mas pela coletânea de imagens que aqui se reúne, firma-se novamente a finalidade da Galeria em sensibilizar para a riqueza e diversidade do património artístico e cultural de Lisboa e para a premência da sua salvaguarda enquanto herança a legar às gerações vindouras, traçando a Galeria como dupla prioridade, a prevenção ao vandalismo e a divulgação dos discursos do graffiti e da street art enquanto expressões de arte urbana. Para nós, folhear estas páginas, envolve um certo sentido de missão cumprida, mas simultaneamente a perspetiva de que muito está para fazer. Em vocês, esperamos que se instale o prazer de percorrer técnicas, cromias e expressões de criadores que generosamente se entregaram e envolveram numa revitalização da intervenção artística no espaço urbano. Nesta hora de balanço, quero sublinhar que todo este trabalho só foi possível graças à entrega de uma equipa magnífica e à colaboração inexcedível e empenhada de muitos serviços municipais, de muitos parceiros públicos e privados e, acima de tudo, dos autores das notáveis criações que pontuam as ruas da cidade. Com uma menção especial para a Citroën e para a agência Torke que viabilizaram a concretização deste livro. Aos que de algum modo colaboraram com a Galeria de Arte Urbana, auxiliando na prossecução da sua estratégia, o nosso total e reconhecido agradecimento. Esta obra é dedicada a todos vós e à cidade de Lisboa. Jorge Ramos de Carvalho Diretor do Departamento de Património Cultural


The contemporary city is a space of plurality and diversity, where different forms of expression coexist, both individual and collective, official and non-official, that range from the more vernacular and local to the more sophisticated and cosmopolitan. Like any other urban environment of a significant size, the city of Lisbon is today a repository of expressions of a graphic and visual nature which sometimes confront, and sometimes complement each other in the use of public space as a stage of communication and representation. In this public arena where a multiplicity of imprints and signs gain life and turn the walls and other surfaces into a huge palimpsest in constant transformation, expressing the variety of emotions and experiences which the city holds, the streets have been converted into a vast surface where a continuous visual dialogue unfolds between different proposals – from publicity to propaganda, from public art to graffiti and other non-sanctioned visual and graphic means of expression. IOver the last few decades, as a reflection of global contemporaneity, the streets of Lisbon have been taken over by visual expressions of an illegal nature, sometimes merely symbolic, sometimes manifestly artistic. Regardless of other interpretations which one could legitimately make, it is of interest to the city and its inhabitants to acknowledge the existence of such phenomena, to try and promote a distinction between them of a more practical order, and to validate and understand their nature, purposes and cultural interest. The challenge which Lisbon’s Urban Art Gallery (GAU) has been responsible for since 2008 is that of trying to promote an institutional framework for these fringe practices of greater aesthetic expression, as well as value and foster the creativity of individual actors who have been working in the city. The challenge hereby presented to the citizens is that of attracting their attention to the validity of both the proposals themselves and the visual universe and language of each author, national and foreigner alike, with whom GAU has been working, so they can enjoy the vitality with which Lisbon has ambraced the urban art phenomenon. Miguel Moore

A cidade contemporânea é um espaço de pluralidade e de diversidade, um espaço onde coexistem formas de expressão individuais e coletivas, oficiais e marginais que vão do mais vernacular e local ao mais sofisticado e cosmopolita. À semelhança de qualquer outro meio urbano de dimensões significativas, a cidade de Lisboa é hoje um repositório de expressões de natureza gráfica e visual que ora se confrontam, ora se complementam no uso do espaço público enquanto palco de comunicação e representação. Nesta arena pública onde uma multiplicidade de registos e signos ganha vida e transforma as paredes e outros suportes num enorme palimpsesto em permanente transformação, expressando a variedade de emoções e vivências que a cidade encerra, as ruas converteram-se num vasto suporte onde se desenrola um diálogo visual contínuo entre propostas extremas – da publicidade à propaganda, da arte pública ao graffiti e outros meios de expressão visual e gráfica não sancionados. Nas últimas décadas, num reflexo de contemporaneidade global, as ruas de Lisboa têm sido ocupadas por expressões visuais de natureza marginal, ora meramente simbólicas, ora manifestamente artísticas. Independentemente de outras leituras que será legítimo fazer-se, interessa à cidade e aos seus habitantes reconhecer a existência destes fenómenos, tentar promover uma distinção de ordem prática entre os mesmos, e validar e compreender a sua natureza, propósitos e interesse cultural. O desafio que desde 2008 tem cabido à GAU tem sido o de tentar promover um enquadramento institucional a estas práticas marginais com maior expressão estética, assim como valorizar e catalisar a criatividade de expoentes individuais que têm trabalhado na cidade de Lisboa. O desafio que aqui se lança ao cidadão é o de chamar a sua atenção para a validade tanto das propostas como do imaginário visual dos autores, nacionais e estrangeiros, com quem a GAU tem trabalhado, de modo a poderem usufruir e apreciar a vitalidade com que Lisboa tem abraçado o fenómeno da arte urbana. Miguel Moore


1) Autor desconhecido 10

2008


C A LÇ A D A D A G LÓ R I A

2) Dirty Cop

3) Obey, Que?, Paulo Arraiano, Lucas Almeida, Leonor Morais 2008

11


4) M., Mar, Maria Imaginรกrio e Ram 12

2008


C A LÇ A D A D A G LÓ R I A

5)

6 ) P e d ro S o a re s N e v e s , R a m , M a r , t i m e , f + n z p 2008

13


2) Hium

1) Mar 14

2008

6) Mar


R U A D O N O R T E , N ยบ 1 1 1 - B A I R R O A LTO 4) Vhils

3) Hiba Shira, Hium, Klit, Knek, Mar, Ram, Time, Vhils e Xenz

5) Time 2008

15


18

R U A D O N O R T E , N ยบ 1 1 1 - B A I R R O A LTO

2) Ram

1) Ram

2009 3 ) S m i le

4) Dirty Cop e Ram


RUA DA TRINDADE

1) MaisMenos

2) InĂŞs Madeira

5) Mar

4) Bruno Canas

3 ) T i a g o M a rq u e s 2009

19


2) Another

1) 20

5 ) M i g u e l N o ro n h a 2009


C A LÇ A D A D A G LÓ R I A

3) GAU

4) Ateme e Uhgo 2009

21


6) JosĂŠ Carvalho 22

2009


7) Nomen

C A LÇ A D A D A G LÓ R I A / L A R G O D A O L I V E I R I N H A

8) Christophe-Paul Sauvage

9 ) Te l m o A lc o b i a 2009

23


2) Sphiza

1) 24

6) Fรกbio Santos 2009


C A LÇ A D A D A G LÓ R I A

3) 4)

5) José Fictício 2009 25


7)

8)

1 2 ) S m i le 26

2009


9 ) R u i Ve n t u r a

C A LÇ A D A D A G LÓ R I A / L A R G O D A O L I V E I R I N H A

1 0 ) Va n e s s a Te o d o ro e K l i t

11) Skran 2009

27


1 ) V h i l s e P e d ro S o a re s N e v e s 28

2009


2) Monster 2009 29

E S C O L A D A S G A I V OTA S


3) Mosaik

8 ) D a v i d Wa l ke r 30

2009

5) Vhils

4)

7 ) D a v i d Wa l k e r


6) Vhils 2009 31

E S C O L A D A S G A I V OTA S


9) Time

1 7 ) I ’ m f ro m L i s b o n 32

2009

10) Hiba Shira

11) Hium

16) Hium


1 3 ) C h u re , M o n s t e r e S m i le

15) Mar

E S C O L A D A S G A I V OTA S

1 2 ) C h u re

1 4 ) T i m e , N u re a e G l a m 2009

33


2)

1 ) P a r i z O n e e M r. D h e o 36

4)


3)

2010 37

C A LÇ A D A D A G LÓ R I A


5 ) P a r i z O n e e M r. D h e o 38

2010


6)

2010 39

C A LÇ A D A D A G LÓ R I A


7 ) P a r i z O n e e M r. D h e o 40

2010

8)


2010

C A LÇ A D A D A G LÓ R I A / L A R G O D A O L I V E I R I N H A

9)

10) 41


2 ) L a rg o d a O l i v e i r i n h a

1) Jaguar 42

2010

3) ParizOne

7 ) S l a p , P e d ro S o a re s N e v e s e J a g u a r


LARGO DA OLIVEIRINHA 5) Lazer

4 ) L a z e r e E ko

6 ) C re y z 2010

43


44

2010


1) OsGémeos, Blu e Sam3 2010 45

AV. FO N T E S P E R E I R A D E M E LO


3) Os Gémeos

2) OsGémeos e Blu 46

2010

6)


2010

AV. FO N T E S P E R E I R A D E M E LO

4) Blu

5) 47


7) Sam3

48 2010 8)

AV. FO N T E S P E R E I R A D E M E LO


RUA JOSÉ FERREIRA GOMES

9) OsGémeos

12) Sen

11 ) J o s é C a r v a l h o

e

Mar

1 0 ) O s G é m e o s e S m i le 2010

49


1) R2 50

2010


D O C A D E S A N TO A M A R O

2) Luisa Cunha

4)

3) Susanne Themlitz 2010

51


5 ) J o s ĂŠ P e d ro C ro f t 52

2010

6)


D O C A D E S A N TO A M A R O

7)

8 ) P e d ro C a b r i t a R e i s 2010

53


54

2010


AV. I N FA N T E D . H E N R I Q U E 1 ) Va n e s s a Te o d o ro , Ta m a r a A lv e s , S m i le e J o s é C a r v a l h o 2010

55


2 ) S m i le 56

2010

6 ) Va n e s s a Te o d o ro


AV. I N FA N T E D . H E N R I Q U E

3 ) S m i le e J o s é C a r v a l h o

5 ) Va n e s s a Te o d o ro e Ta m a r a A lv e s

4) José Carvalho 2010

57


58

2010


AV. FO N T E S P E R E I R A D E M E LO 1) Sam3, EricaIlCane e Lucy McLauchlan 2010

59


3)

2) EricaIlCane 60

2010

5)


4) Lucy McLauchlan 2010 61

AV. FO N T E S P E R E I R A D E M E LO


7)

6 ) A r m C o l le c t i v e 62

2010

11)


8)

2010

AV. D A L I B E R D A D E / R U A C A I S D E A LC Â N TA R A

9)

1 0 ) B a s t a rd i l l a 63


2 ) C re y z

1) 64

7 ) Va n e s s a Te o d o ro e J o 達 o M a i o P i n t o 2010


4)

5)

C A LÇ A D A D A G LÓ R I A

3)

6 ) Yo u t h O n e 2010

65


8) JosĂŠ Carvalho 66

2010


9) Recan 2010

C A LÇ A D A D A G LÓ R I A / L A R G O D A O L I V E I R I N H A

10) Eime

11) Kebekua 67


1 ) Va n e s s a Te o d o ro e A d d Fu e l t o t h e F i re 68

2010


PA L Ă C I O D E S A N TA C ATA R I N A

2 ) M i c h e le L o u i s e S c h i o c c h e t

4) Antagonists

3 ) R u i P e re i r a 2010

69


5) Paulo Arraiano 70

2010

6 ) S m i le


7 ) Va s c o C o s t a 2010 71

PA L Á C I O D E S A N TA C ATA R I N A


1) 2Hands 72

2010

2) Zela e Atsok


BAIRRO DO ARMADOR 3) Slap e Parks 2010

73


5) Kebekua

4) Recan 74

2010

7) Odeith


BAIRRO DO ARMADOR 6) Recan e Ogli 2010

75


2)

1) 76

2010


3) Pariz One, Ayer, Nomen e Nark 2010 77

R U A D O I N S T I T U TO V I R G Ă? L I O F E R R E I R A


1) Leonor Morais 78

2010


PRAÇA DUQUE DE SALDANHA 2)

3) Paulo Arraiano 2010

79


2)

1) Momo 82

2011


3) Brad Downey 4) Vhils 2011 83

P R A Ç A J O Ã O D O R I O / R U A C A I S D E A LC Â N TA R A


1) MagnĂŠtica Magazine 84

2011

2)


B A I X A - C H I A D O / R U A C A I S D E A LC Â N TA R A / L A R G O D O C A L H A R I Z

3)

5) 4)

2011 85


1) Connor Harrington

86

R U A C A I S D E A LC Ă‚ N TA R A


PRAÇA DO IMPÉRIO 1 ) A n t ó n i o O le 2011

87


2) Fr a n c i s c o A i re s M a t e u s

5) Jorge Molder 88

3) S贸nia Boyce


PRAÇA DO IMPÉRIO 4) Inês Amado 2011

89


2 ) M a r , S m i le , A y e r e E m o t

1) Mar 90

2011

6)


BAIRRO DE TELHEIRAS

3)

5) ParizOne e Zoer

4) Klit e Hium 2011

91


2) Miguel Januรกrio

1) Maria Imaginรกrio 92

2011

6 ) A r m C o l le c t i v e

3 ) Ta m a r a A lv e s

5 ) A k a C o r le o n e


G A L E R I A D A B O AV I S TA 4 ) F i l i p e R e b e l o e I ’ m f ro m L i s b o n 2011

93


1) Ram 94

2011


2011

PA R Q U E D E E S TA C I O N A M E N TO D O C H Ã O D O LO U R E I R O

2)

3) 95


5)

4) Paulo Arraiano 96

2011

10)


7)

9) 2011

PA R Q U E D E E S TA C I O N A M E N TO D O C H Ã O D O LO U R E I R O

6) Nomen

8) 97


98

11)

12)

18) Miguel Januรกrio

17)

2011


13)

PA R Q U E D E E S TA C I O N A M E N TO D O C H Ã O D O LO U R E I R O

14)

16) 15) Mar 2011 99


2) Odeith

1) 100

5) Obey 2011


C A LÇ A D A D A G LÓ R I A

3 ) Yo u t h O n e

4) Mosaik 2011

101


6 ) P e d ro S o a re s N e v e s 102

2011


7) Nomen 2011

C A LÇ A D A D A G LÓ R I A / L A R G O D A O L I V E I R I N H A

8)

9 ) C re y z 103


2) Miguel Januรกrio

1) Mar 104

2011

5) Maria Imaginรกrio


3) Slap

4) Ram 2011

105


106

2011


1)

2)

3)

2011

107


4)

11)

108

2011

5)

10)

9)


6)

7)

8)

2011

109


12)

18)

110

2011

13)

14)

17)

16)


15)

1) Edis One - Rua Professor Francisco Gentil 2) Monster - Largo do Conde Barão 3) Glam - Rua da Mesiricórdia 4) Kebekua - Calçada Ribeiro dos Santos 5) Recan - Largo Santos 6) Dalaiama - Rua D. Pedro V 7) Chure - Av. Duque de Loulé 8) Dalaiama - Largo Martim Moniz 9) Pantonio - Rua do Telhal 10) Pantonio - Rua Barata Salgueiro 11) Travis - Avenida da Liberdade 12) Vanessa Teodoro - Av. D. Carlos I 13) Sue & Harpo - Rua 1º de Maio 14) Maria Imaginário - Largo Portas do Sol 15) Miguel Brum - Rua de Stª Apolónia 16) Add Fuel To The Fire - Rua de Cascais 17) Nurea - Largo de S. Martinho 18) Stu - Rua Camilo Castelo Branco

2011

111


2)

1) 112

5) Utopia 2011


E S TÁ D I O U N I V E R S I TÁ R I O 4) ParizOne, BabakOne e Utopia

3) 2011

113


6 ) C re w LG N

1 0 ) C re w C P K 114

2011

7)


E S TĂ D I O U N I V E R S I TĂ R I O

8 ) C re w V D S

9 ) C re w G V S 2011

115


2)

1) 116

5) 2011

3)


4) Calma 2011 117

B E C O D O C A S T E LO


118

2011


1)

4)

2)

3)

2011

119


5)

6)

7)

11)

120

2011


8)

9)

10)

2011

121


12)

13)

19)

122

2011

14)

18)


15)

16)

17)

2011

123


20)

21)

27)

124

2011

26)


22)

23)

24)

25)

2011

125


28)

126

2011

29)

30)


31)

32)

2011

127


33)

34)

36)

128

2011

35)


LEGENDA [vidrões - fase 02] 1) Constança Soromenho - Rua da Escola Politécnica

24) Thiago Arriaghi - Rua Ferreira Borges

2) AkaCorleone - Av. João XXI

25) Ricardo Metrogos e crianças - Rua do Forno do Tijolo

3) AkaCorleone - Av. João XXI

26) Emilia Mendes - Av. Praia da Vitória

4) Francisco Cabral, Diogo Gonçalves e Pedro Garcia - Rua Silva Carvalho

27) Ricardo Xavier - Rua D. Pedro V

5) Victor Afonso e Susana Martins - Largo do Rato 6) Kruella D´Enfer - Rua Tomás da Anunciação 7) João Gago - Avenida da Liberdade

28) Fátima Castaño - Rua da Junqueira 29) Ricardo Simone - Av. Roma | Av. E.U.A 30) Hugo Lucas - Largo D. Estefânia

8) Nina Pontes - Rua Luciano Cordeiro

31) João Varela e Francisco Lacerda - Av. Duque de Ávila

9) Ricardo Costa - Largo das Fontainhas

32) Bruno Baleiras - Rua de S. Tomé

10) João Gago - Campo Grande

33) Edis One - Rua Prof. Francisco Gentil

11) Manuel Vilas - Travessa da Praça

34) Nina Pontes - Rua Luciano Cordeiro

12) António Rodrigues e André Santos - Avenida de Berna

35) Filipe Figueira - Estrada de Benfica

13) José Carvalho - Rua Bartolomeu Dias

36) Pedro Henrique - Rua Rúben António Leitão

14) Fábio Cristo - Rua S. Filipe Neri 15) André Santos e Paulo Sales - Rua do Açúcar 16) José Carvalho - Rua da Alegria 17) André Santos e Paulo Sales - Rua do Açúcar 18) Diogo Curado e Gonçalo Dias - Rua D. Estefânia 19) Bruno Santos - Av. Guerra Junqueiro 20) Ricardo Simone - Rua do Meio à Lapa 21) Bruno Santos - Rua Castilho 22) Ricardo Costa - Rua João de Deus 23) Ricardo Costa - Av. do Restelo

2011

129


2 ) Va n e s s a Te o d o ro

1) ParizOne 130

2011


3) 2011

131


1 ) G l a m e Tr a v i s 132

2011


2)

2011 133

AV. FO N T E S P E R E I R A D E M E LO


1)

134

2011


3)

BAIRRO DE TELHEIRAS

2)

4 ) C re w D W S 2011

135


2) JosĂŠ Carvalho

1) 136

4) Eime 2011


3 ) U AT

2011 137

C A LÇ A D A D A G LÓ R I A


5) Jo達o Samina 138

2011


6) Bruno Santinho 2011

C A LÇ A D A D A G LÓ R I A / L A R G O D A O L I V E I R I N H A

7) Sphiza

8) Sushimoa 139


140

2011


1)

2)

3)

4)

2011

141


5)

6)

12)

142

2011

7)

11)


8)

9)

10)

2011

143


13)

144

2011

14)

15)

21)

20)


16)

19)

17)

18)

2011

145


22)

23)

30)

146

2011


24)

25)

26)

29)

28)

27)

2011

147


31)

32)

33)

38)

37)

148

2011

36)


34)

1) LaClew - Rua Gilberto Rola

23) António Garcia - Av. João Crisóstomo

2) Infantário Popular Ribeiro dos Santos - Rua de Angola

24) Miguel Nozolino - Avenida Almirante Reis

3) LaClew - Avenida Infante Santo

25) Bernardo Grade Rodolfo Coelho - Travessa da Tapada

4) NUUMstudio - Rua Saraiva Carvalho 5) António Luengo - Avenida de Berlim 6) Filipa Rosário e David Negrão - Rua Rodrigues de Faria 7) Cláudio Martins - Rua Tomás Ribeiro 8) Bárbara Pereira e João Bispo Romão - Av. Uruguai 9) Miguel Ayako - Praça de Goa

35)

26) Filipe Matias - Praça de Espanha 27) Afonso Freitas de Oliveira - Rua Frei Amador Arrais 28) Cristina Novo - Rua da Quintinha 29) Zana - Avenida João XXI

10) LaClew - Rua Prior do Crato

30) Astro e Opaca - Avenida Columbano Bordalo Pinheiro

11) Illegals - Avenida Almirante Reis

31) Célia Ribeiro - Av. Almirante Reis

12) Escola Secundária José Gomes Ferreira - Rua Joaquim Paço d’Arcos

32) Hugo Lucas - Rua Alexandre Herculano

13) Rui Ferreira - Alameda das Linhas de Torres 14) Pedro Baptista Diniz - Rua Fernando Namora 15) Dynker - Rua Luís de Camões 16) AFeel - Rua do Alto do Carvalhão 17) Renato Lopes - Rua das Amoreiras 18) Rafael Silva - Praça Francisco Sá Carneiro

33) Fátima Castaño - Rua da Junqueira 34) Hugo Lucas - Rua D. Filipa de Vilhena 35) Ivo Samuel - Rua Pedro Teixeira 36) Miguel Brum - Largo das Fontainhas 37) Manuel Vilas - Belém 38) Pariz One - Largo Museu da Artilharia

19) Maria Inês Andrade - Rua Francisco Conceição da Silva 20) Pedro Laureano Diniz - Avenida Rio de Janeiro 21) RiqRak - Rua Marquês Sá de Bandeira 22) Vasco Alves Coelho, Miguel Marques Coelho e João Maria Júlio Baptista - Avenida EUA

2011

149


1) Boris Hoppek 150

2011


4) 2011

R U A C A I S D E A LC Â N TA R A / C E N T R O H O S P I TA L A R P S I Q U I ÁT R I C O D E L I S B O A

2)

3) Akay 151


1)

2 ) S l a p e c r i a n รง a s re s i d e n t e s

5) Niga e Snoop 152

2011

4 ) S l a p e c r i a n รง a s re s i d e n t e s


3) 2Hands 2011 153

MALHA H - BAIRRO DA FLAMENGA


2)

1) 154

3) 2011


4) 5) Aryz

2011 155

R U A R O D R I G U E S S A M PA I O / R U A D E S A N TA M A R TA


Câmara Municipal de Lisboa

Edição

Tratamento de Mapas

Presidente António Costa

Câmara Municipal de Lisboa

Ana Mafalda Reis

Departamento de Património Cultural

Secretariado

Jorge Ramos de Carvalho Sílvia Câmara Paulo Sales Inês Machado

Gracinda Ribeiro

Vereadora do Pelouro da Cultura Catarina Vaz Pinto Diretor Municipal da Cultura Francisco Motta Veiga Diretor do Departamento de Património Cultural Jorge Ramos de Carvalho Galeria de Arte Urbana Sílvia Câmara Inês Machado Paulo Sales Miguel Carrelo José Vicente Estagiárias Melanie Branco Carmen Caldeira Ana Caldeira Pessoa Citroën Portugal Miguel Sá da Bandeira Fernando Ramos Torke Sérgio Gomes André Rabanéa Frederico Roberto Thais Sumida Joana Duarte Mike Tunna

Créditos Fotográficos Brad Downey P.83-3) Cátia Barbosa P.64-2), P.65-3) Cláudia Damas – Arquivo Municipal Fotográfico P.2), P.10-1), P.11-2)3), P.12-4), P.13-6), P.20-2)3)5), P.23-7), P.25-5), P.2612), P.27-9)10)11) Duarte Lourenço P.78-1), P.79-2)3), P.95-2)3), P.96-4)5)10), P.97-6)7)8)9). P.98-12)17)18) Departamento Marca e Comunicação P.64-1) Friday´s Project P.2, P.13-5) Gonçalo Villaverde P.92-1)2)3)5)6), P.93-4) José Gema José Azevedo P.36-4), P.39-5)6) Klit P.91-3)4)5) Lara Seixo Rodrigues P.154-4) Leonor Viegas P.14-1)2)6), P.15-3)4)5), P.29-2), P.30-3)4)5), P.32-11)16)17), P.33-12)13), P.44/45-1), P.48-8), P:58/59-1), P.150-1), P.151-2)3)4) Lisbon Safari P.18-1)2)3)4) Magnética Magazine P.84-1)2), P.85-3)4)5) P28 P50-1), P.51-2)3)4), P.52-5)6), P.53-7)8), P.87-1), P.882)3)5), P.89-4) PopUp City P.19-1)2)3)4)5), P.69-3)4) The Walls P.90-1)2) Torke P.130-1)2), P.131-3) Tradução Secretaria Geral – Divisão de Relações Internacionais

Conceção Gráfica Mike Tunna Tipografia Ondagrafe Maio 2012 ISBN 978-972-8543-26-6 Depósito Legal (…) Tiragem 500 unidades Contatos dmc.dpc@cm-lisboa.pt galeriaurbana.com.pt gau-lisboa.blogspot.pt facebook.com/galeriadearteurbana Nota: Atendendo à profusão de artistas, por vezes reunidos na execução das peças, poderemos eventualmente não ter mencionado algum desses participantes nos trabalhos representados nesta publicação, pelo que apresentamos as nossas desculpas.


CML Arquivo Municipal de Lisboa Arquivo Fotográfico Videoteca Municipal Divisão de Programação e Comunicação Cultural Divisão da Rede de Bibliotecas Galerias Municipais Departamento de Modernização de Sistemas de Informação Direção Municipal de Ambiente Urbano Direção Municipal de Planeamento, Reabilitação e Gestão Urbanística Direção Municipal de Projetos e Obras Polícia Municipal Secretaria Geral Unidade de Coordenação Territorial

PARCEIROS Adega Mayor AMI – Assistência Médica Internacional APDES - Agência Piaget para o Desenvolvimento APPM - Associação Portuguesa dos Profissionais de Marketing Associação de Residentes Telheiras Associação Diálogo e Acção Associação Espiral Associação Juvenil Transformers Azáfama Citadina Associação Bar da Velha Senhora Berlin Massive (DEU) Carpe Diem CARRIS Casa da América Latina CASSB – Centro de Apoio Social de S. Bento CEM – Centro em Movimento Centro de Estudos Interculturais (CEI) do ISCAP, Instituto Politécnico do Porto

Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (CIES-IUL), Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL) Citroën Dedicated Store Lisboa Delta Cafés Desperados DMC Portugal DocLisboa Don’t Panic Dyrup EDIT Escola Editora Caracter / Taschen EMEL EPUL Escola Restart Escola Secundária José Gomes Ferreira Estádio Universitário de Lisboa Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa Faute O’Graffe (FRA) Feira Arte Lisboa Fim de Século Editores FNAC Forum Istambul GENÇLIK Platformu (TUR) Friday’s Project Fundação Calouste Gulbenkian Fundação Mário Soares GCI GEBALIS GrafikWalls Ground Release (UK) Inward (ITA) JCDecaux Jeronymo Coffee Shop JumpCut Produtora Junta de Freguesia da Penha de França Junta de Freguesia da Reboleira Junta de Freguesia do Lumiar Laboratório de Antropologia Visual

do CEMRI da Universidade Aberta Lisbon & Estoril Film Festival Magnética Magazine Midas Filmes Molotow Montana Shop & Gallery Lisboa MTV Portugal Music Box P28 Associação Pampero Fundación Parafernália Associação PAUDO – Public Art Urban Design Observatory da Universidade de Barcelona Pensão Amor Plataforma Portuguesa das ONGD’s PopUp City Associação Povo Projecto Chão Red Bull Stichting Aight (NLD) Tagus The Wall Project (RUS) Torke Turismo de Portugal TV Globo Umbigo Magazine VSP – Visual Street Performance Walk & Talk Associação Cultural Dj Nesk Hugo Israel Leonor Viegas Lígia Ferro Miguel Moore Pedro Soares Neves Ricardo Campos Rui Ventura

E a todos os artistas que colaboraram com a GAU.



GAU 3 anos