Page 1


Sensibilidades

Eduardo Teixeira Pinto


Sensibilidades Exposição de Fotografia de Eduardo Teixeira Pinto A exposição itinerante quez se encontra patente no Museu da Fundação Dionísio Pinheiro e Alice Cardoso Pinheiro, em Águeda, consta de uma selecção de 38 fotografias, premiadas a nível nacional e internacional, numa escolha aleatória efectuada pela família do autor a partir do vasto e valioso espólio de Eduardo Teixeira Pinto e que teve a sua inauguração na Galeria dos Paços do Concelho da Câmara Municipal de Aveiro a 21 de maio de 2011. Nesta exposição é patente o apuramento da sensibilidade do seu olhar e da técnica com que o materializava, apresentada sem truques, sem subterfúgios ou habilidades e que esteve na origem do nome Sensibilidades. No plano artístico, Eduardo Teixeira Pinto nunca procura o acaso, pelo contrário, espera e deseja o momento, ignora as horas, excepto as que são próximas dos seus alvos. A alegria das aldeias calcorreadas, a beleza do rio a horas proibidas, a festa e o buliço das gentes; tudo isto, nestas fotografias é imortalizado. A divulgação desta exposição tem como objectivo mostrar ao País uma obra que, apesar de valorizada pelos maiores nomes e mestres da fotografia, permanece ainda desconhecida do grande público. São fotografias que revelam a paixão e o amor à arte a que Eduardo Teixeira Pinto dedicou mais de 50 anos da sua vida e que permitem, de certa forma, regressar a um passado ainda não muito distante de todos nós. Esta iniciativa não se resume a si mesma, tendo como propósito a realização de outros projectos que permitam um conhecimento aprofundado da magnífica obra de Eduardo Teixeira Pinto, para que todos possam desfrutar deste testemunho único de alguém que teve o raro dom de captar com inteligência e sensibilidade instantes irrepetíveis que, com todo o mérito, fazem parte do património histórico e cultural de Amarante. Associação para a Criação do Museu Eduardo Teixeira Pinto


Flashes de Quotidiano em Eduardo Teixeira Pinto As mãos levantam a câmara fotográfica à altura dos olhos e o mundo desaparece. Agora por trás do visor, o olho fará reaparecer, não o mundo, mas um fragmento dele. Por isso talvez seja correcto afirmar que o olho que vê a fotografia, juntamente por ser fotografia o que vê, não é o mesmo, ainda que o mesmo seja, que olhou e viu uma parte do mundo para fotografá-lo.

José Saramago

A Fotografia em Eduardo Teixeira Pinto, que há imenso tempo me apaixonou, transmite uma inquietude serena, uma nostalgia perto de uma inesgotável tristeza consciente: reiterando sempre instantes resgatados de um Passado: Viagem. O sentimento que nos desperta é da volta de uma viagem, numa forma sensitiva em que experienciamos esse Passado com flashes de Memórias: Património intangível, irrevogável no Tempo e na Acção. O que comove na Viagem do Tempo que somos e provando que somos um Intervalo na Vida do Mundo. De salientar a Arte presente neste intervalo que reinventaremos nesta retrospectiva de um Fotógrafo, de um Homem, de um Viajante, de um Intervalo com Instantes em si. Eduardo Teixeira Pinto nasceu a 29 de Abril de 1933, em Amarante. Terra que imortalizou em flashes num quotidiano que é o Seu, em Tempo e Espaço. Pessoas… Paisagens… Momentos… Romarias de uma sua gente que é a nossa. A influência da sua ascendência leva-o a uma experiência na Arte da Fotografia, com paixão, desde cedo, explorando a comunicação da paisagem alheia de gentes por entre reflexos, neblinas e uma mística quase permanente. Um caminho sempre com movimento e memórias que tocam uma autobiografia transcendente. A sua tarefa humanizadora por monocromias ou policromias semi-obscuras através da Fotografia, enredou por um psiquismo de autopromoção e de leituras íntimas para com tudo o que o rodeia: permissão de isolamento e de interiorizar o outro. Em Eduardo Teixeira Pinto ama-se o momento pelos seus olhos; o mundo fragmentado pelo seu olho atrás da máquina que controla; o mesmo reinterpretado pela liberdade – por si permitida – de um público que fecha um diálogo omnipresente do supremo que se distende e se eleva… por todos nós numa comunhão de sentidos. Obrigado Eduardo. J.M. Vieira Duque


MENÇÃO HONROSA

1962 - 7º Salon International D’Art Photografique - Photo

MEDALHA

1967 - 1º Salão Internacional de Arte Fotográfica do

MEDALHA DE MELHOR CONJUNTO

1968 - Exposição de Arte Fotográfica - Centro Académico

Club Nantais (Nantes, França)

Grupo Despotivo e Cultural da Secil (Luanda, Angola) Amarantino (Amarante, Portugal)

do

Ultramar


Reunião dos Patos | Anos 60 Rio Tâmega, Amarante 179x239


MENÇÃO HONROSA

1962 - 7º Salon International D’Art Photografique - Photo

1º PRÉMIO

1967 - 1º Salão Internacional de Arte Fotográfica do

MEDALHA DE MELHOR CONJUNTO

1968 - Exposição de Arte Fotográfica - Centro Académico

Club Nantais (Nantes, França)

Grupo Desportivo e Cultural da Secil do Ultramar (Luanda, Angola) Amarantino (Amarante, Portugal)


Vaidades da Natureza | Anos 60 Rio Tâmega, Amarante 299x396


3º PRÉMIO

1962 - X Salão Inter-Sócios da Associação Fotográfica do

MEDALHA

1967 - 1º Salão Internacional de Arte Fotográfica do

MEDALHA DE MELHOR CONJUNTO

1968 - Exposição de Arte Fotográfica - Centro Académico

Porto (Porto, Portugal)

Grupo Desportivo e Cultural da Secil do Ultramar (Luanda, Angola) Amarantino (Amarante, Portugal)


O Desfrutar | Anos 60 Amarante 239x179


3ª MEDALHA

1960 -V Centenário da Morte do Infante D. Henrique - II

DIPLOMA DE HONRA

1967 - 16º Salão de Arte Fotográfica (12º Internacional)

MEDALHA DE MELHOR CONJUNTO

1968 - Exposição de Arte Fotográfica - Centro Académico

MENÇÃO HONROSA

1985 - II Salão Arte Fotográfica - Câmara Municipal de

Salão de Fotografia (Praia, Cabo Verde)

do Grupo Desportivo da CUF (Barreiro, Portugal) Amarantino (Amarante, Portugal) Oeiras (Oeiras, Portugal)


Sentinela | Finais Anos 50 Amarante 387x273


4º PRÉMIO

1959 - IV Salón “”San Fermin”” - I Iberico Agrupación

MENÇÃO HONROSA

1962 - Concurso I Jogos Florais de Trabalho (Lisboa,

fotográfica y cinematográfica de Navarra (Pamplona, Espanha) Portugal)


Cantigas Amorosas | Finais Anos 50 Amarante 398x297


MENÇÃO HONROSA

1961 - 11º Salão de Arte Fotográfica (7º Internacional) do

1º PRÉMIO

1962 - Concurso I Jogos Florais de Trabalho (Lisboa,

Grupo Desportivo da CUF (Barreiro, Portugal) Portugal)


A Passagem | Finais Anos 50 Amarante 398x299


MENÇÃO HONROSA

1954 - Salão Fotográfico Festas da cidade de Aveiro

MENÇÃO HONROSA

1955 - II Salão de Arte Fotográfica de Montemor-O-Novo

(Aveiro, Portugal)

(Montemor-O-Novo, Portugal)


Entardecer de Inverno | Anos 50 Amarante 240x179


DIPLOMA DE HONRA

1962 - X Salão Inter-Sócios da Associação Fotográfica do

MEDALHA

1970 - I Salão Nacional de Fotografia de Braga - A.F.C.A.

Porto (Porto, Portugal) (Braga, Portugal)


Sem TĂ­tulo | Anos 60 Amarante 398x299


MEDALHA

1962 - VII Salon Hispano Português de Fotografia

MENÇÃO HONROSA

1964 - 6ª Exposição de Arte Fotográfica da Régua (Régua,

da Agrupacion Fotográfica Salamantina (Salamanca, Espanha) Portugal)


Encontro Diรกrio | Finais Anos 50 Amarante 397x299


DIPLOMA DE HONRA

1960 - V Centenário da Morte do Infante D. Henrique - II

MENÇÃO HONROSA

1960 - VIII Salon Internacional de Fotografia. Sociedad

Salão de Fotografia (Praia, Cabo Verde)

Fotográfica de Alicante (Alicante, Espanha)


Missa da Meia-Noite | Finais Anos 50 Igreja de S. Gonรงalo, Amarante 290x379


MENÇÃO HONROSA

1955 -Internationale Fotoausstellung Essen (Essen,

MENÇÃO HONROSA

1956 - I Salão Fotográfico de Viseu - Comissão Municipal

DIPLOMA DE HONRA

1960 - V Centenário da Morte do Infante D. Henrique - II

Alemanha)

de Turismo de Viseu (Viseu, Portugal)

Salão de Fotografia (Praia, Cabo Verde)


Alegria na Danรงa | Anos 50 Amarante 378x298


MENÇÃO HONROSA

1964 - XV Concurso Ibérico - Agrupacion Fotográfica de

MEDALHA DE MELHOR CONJUNTO

1968 - Exposição de Arte Fotográfica - Centro Académico

Igualada (Igualada, Espanha)

Amarantino (Amarante, Portugal)


Remendando o Globo | Anos 60 Amarante 300x240


MENÇÃO HONROSA

1964 - III Salão Nacional de Arte Fotográfica - Cine-Clube

MENÇÃO HONROSA

1965 - Exposição de Arte Fotográfica do Clube de

de Rio Maior (Rio Maior, Portugal)

Campismo de Lisboa (Lisboa, Portugal)


É da central? | Anos 60 Amarante 399x300


MENÇÃO HONROSA

1963 - 13º Salão de Arte Fotográfica (9º Internacional) do

DIPLOMA DE HONRA

1969 - Salão de arte fotografia da Nazaré (Nazaré,

MENÇÃO HONROSA

1969 - VII Bienal Internacional de Arte Fotográfica -

Grupo Desportivo da CUF (Barreiro, Portugal) Portugal)

Grupo Cultural e Desportivo da Companhia Nacional de Navegação (Lisboa, Portugal)


Na Curva da Estrada | Anos 60 Amarante 286x387


MENÇÃO HONROSA

1958 - 1º Salão de Arte Fotográfica de Vila Real (Vila

MEDALHA

1958 - IL Medunarodne Islozba Umjetnicke Fotografije

3º PRÉMIO

1958 - XIV Concurso Nacional (IX Ibérico) - Agrupacion

MENÇÃO HONROSA

1959 - VI Salão Internacional de Arte Fotográfica de

3º PRÉMIO - TAÇA

1959 - I Salão Corporativo de Arte Fotográfica - Junta

DIPLOMA DE HONRA

1960 - V Centenário da Morte do Infante D. Henrique - II

2º PRÉMIO - TAÇA

1964 - III Salão Nacional de Arte Fotográfica - Cine-Clube

MENÇÃO HONROSA

1973 - 2º Salão de Arte Fotográfica - Mensageiro de

MENÇÃO HONROSA

1979 - Salão Nacional de Fotografia “A Criança” -

MENÇÃO HONROSA

1984 - I Salão Arte Fotográfica - Câmara Municipal de

Real, Portugal)

“COUJEK I MORE” (Zadar, Jugoslávia)

Fotográfica de Igualada (Igualada, Espanha)

Moçambique (Lourenço Marques, Moçambique)

da Acção Social e Fundação para Alegria no Trabalho (Lisboa, Portugal) Salão de Fotografia (Praia, Cabo Verde) de Rio Maior (Rio Maior, Portugal) Bragança (Bragança, Portugal)

Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da Pampilhosa (Pampilhosa, Portugal) Oeiras (Oeiras, Portugal)


Logo pela ManhĂŁ | Finais Anos 50 Amarante 301x398


MENÇÃO HONROSA

1964 - I Salão Internacional de Arte Fotográfica - Clube de

DIPLOMA DE HONRA

1968 - Grande Concurso Fotográfico Sonipol (Lisboa,

Arte e Sport (Lisboa, Portugal) Portugal)


Labuta | Início Anos 60 Rio Tâmega, Amarante 300x397


MENÇÃO HONROSA

1965 - 14º Salão de Arte Fotográfica (10º Internacional) do

MEDALHA E MELHOR CONJUNTO

1979 - Salão Nacional Fotográfico de Amarante - Setembro

Grupo Desportivo da CUF (Barreiro, Portugal)

Cultural - Câmara Municipal de Amarante (Amarante, Portugal)


Rosário dum Fado | Anos 60 Rio Tâmega, Amarante 300x399


MENÇÃO HONROSA

1965 - 14º Salão de Arte Fotográfica (10º Internacional) do

2º PRÉMIO (TEMA LIVRE) - TAÇA

1975 - I Salão Nacional de Fotografia dos Bombeiros

Grupo Desportivo da CUF (Barreiro, Portugal)

Voluntários de Pampilhosa (Pampilhosa, Portugal)


Contrastes da Natureza | Anos 60 Rio Tâmega, Amarante 305x404


MENÇÃO HONROSA

1955 - 2º Salão Nacional de Fotografia de Aveiro (Aveiro,

MENÇÃO HONROSA

1955 - 5º Salão de Arte Fotográfica (1.º Internacional) do

MENÇÃO HONROSA

1962 - 1º Salão de Arte Fotográfica do Centro da Mocidade

3º PRÉMIO

1964 - II Salão Internacional de Arte Fotográfica - Sport

Portugal)

Grupo Desportivo da CUF (Barreiro, Portugal) Portuguesa da Régua (Régua, Portugal) Lisboa e Benfica (Lisboa, Portugal)


Entusiastas | Anos 50 Rio Tâmega, Amarante 215x374


3º PRÉMIO - MEDALHA

1960 - I Salão de Arte Fotográfica Ouriense - Casa de

MENÇÃO HONROSA

1960 - VIII Salão Inter-Sócios da Associação Fotográfica

Ourém (Lisboa, Portugal)

do Porto (Porto, Portugal)


Sem título | Finais Anos 50 Rio Tâmega, Amarante 299x398


MENÇÃO HONROSA

1956 - Midland Salon 56 (Midland, Inglaterra)

MENÇÃO HONROSA

1956 - I Salão Fotográfico de Viseu - Comissão Municipal

3º PRÉMIO

1956 - IV Salão Inter-Sócios - Associação Fotográfica do

2º PRÉMIO - MEDALHA DE BRONZE

1957 - I Salão de Fotografia da Póvoa de Varzim (Póvoa

MENÇÃO HONROSA

1958 - 1º Salão Nacional de Arte Fotografica da Cidade

MENÇÃO HONROSA

1959 - Sociedade Fluminense de Fotografia - 5ª Exposição

DIPLOMA DE HONRA

1960 - V Centenário da Morte do Infante D. Henrique - II

de Turismo de Viseu (Viseu, Portugal) Porto (Porto, Portugal) de Varzim, Portugal)

de Lobito - Rádio Clube do Sul de Angola (Lobito, Angola) Mundial de Arte Fotográfica (Niterói, Brasil) Salão de Fotografia (Praia, Cabo Verde)


Aguarela Branda | Anos 50 Rio Tâmega, Amarante 297x397


MENÇÃO HONROSA

1960 - VIII Salão Inter-Sócios da Associação Fotográfica

2º MELHOR EXPOSITOR PORTUGUÊS

1960 - 10º Salão de Arte Fotográfica (7º Internacional) do

do Porto (Porto, Portugal)

Grupo Desportivo da CUF (Barreiro, Portugal)


O Romper da Aurora | Finais Anos 50 Rio Tâmega, Amarante 299x400


DIPLOMA DE HONRA

1965 - I Salão Nacional de Arte Fotográfica de Queluz

DIPLOMA DE HONRA

1967 - 16º Salão de Arte Fotográfica (12º Internacional) do

(Queluz, Portugal)

Grupo Desportivo da CUF (Barreiro, Portugal)


Misto de Fascinios | Anos 60 Rio Tâmega, Amarante 300x398


DIPLOMA DE HONRA

1967 - 16º Salão de Arte Fotográfica (12º Internacional) do

MENÇÃO HONROSA

1966 - II Salão Nacional de Arte Fotográfica de Queluz

Grupo Desportivo da CUF (Barreiro, Portugal) (Queluz, Portugal)


Paisagem de Amarante | Anos 60 Rio Tâmega, Amarante 220x303


MENÇÃO HONROSA

1967 - 16º Salão de Arte Fotográfica (12º Internacional) do

MEDALHA

1979 - III Salão Nacional de Fotografia de Braga - A.F.C.A.

Grupo Desportivo da CUF (Barreiro, Portugal) (Braga, Portugal)


Lavadeiras | Anos 60 Rio Tâmega, Amarante 345x258


MENÇÃO HONROSA

1967 - 16º Salão de Arte Fotográfica (12º Internacional) do

MEDALHA DE PRATA

1966 - I Salão de Arte Fotográfica Lusitanismo no Mundo

Grupo Desportivo da CUF (Barreiro, Portugal) (Leiria, Portugal)


À Beira Rio | Anos 60 Rio Tâmega, Amarante 399x299


DIPLOMA DE HONRA

1969 - 2º Salão Internacional de Arte Fotográfica - Grupo

MENÇÃO HONROSA

1969 - 18º Salão de Arte Fotográfica (14º Internacional) do

Desportivo e Cultural da Secil do Ultramar (Luanda, Angola) Grupo Desportivo da CUF (Barreiro, Portugal)


Noite de Agosto | Anos 60 Rio Tâmega, Amarante 289x220


MENÇÃO HONROSA

1966 - I Salão de Arte Fotográfica Lusitanismo no Mundo

MENÇÃO HONROSA

1969 - 18º Salão de Arte Fotográfica (14º Internacional) do

(Leiria, Portugal)

Grupo Desportivo da CUF (Barreiro, Portugal)


Pescando no Tâmega | Anos 60 Rio Tâmega, Amarante 299x398


MENÇÃO HONROSA

1960 - VIII Salão Inter-Sócios da Associação Fotográfica

MEDALHA

1979 - III Salão Nacional de Fotografia de Braga - A.F.C.A.

do Porto (Porto, Portugal) (Braga, Portugal)


Sem Título | Finais Anos 50 Rio Tâmega, Amarante 398x299


MENÇÃO HONROSA

1959 - VII Exposição Fotográfica - Secção de Campismo

1º PRÉMIO - TAÇA

1960 - I Salão de Arte Fotográfica Ouriense - Casa de

do Ateneu Comercial de Lisboa (Lisboa, Portugal) Ourém (Lisboa, Portugal)


Intruso | Finais Anos 50 Rio Tâmega, Amarante 298x399


MEDALHA

1962 - VII Salon Hispano Português de Fotografia

1º PRÉMIO

1968 - III Concurso Fotográfico «O Minho» - Casa do

da Agrupacion Fotográfica Salamantina (Salamanca, Espanha) Minho (Lisboa, Portugal)


Sob Fogo | Anos 60 Rio Tâmega, Amarante 397x299


3º PRÉMIO

1963 - Exposição de Arte e Cor dos Profissionais Gráficos

2º PRÉMIO

1965 - Clube de Campismo - Exposição de Arte Fotográfica

DIPLOMA DE HONRA

1965 - I Salão Internacional de Fotografia de Portalegre

MENÇÃO HONROSA

1967 - 16º Salão de Arte Fotográfica (12º Internacional) do

Portugueses (Lisboa, Portugal) (Lisboa, Portugal)

- AMICITIA, Grupo Cultural de Portalegre (Portalegre, Portugal) Grupo Desportivo da CUF (Barreiro, Portugal)


Inverno ao Fim de Tarde | Anos 60 Amarante 373x278


MENÇÃO HONROSA

1973 - IX Bienal Internacional Arte Fotográfica

MEDALHA

1979 - III Salão Nacional de Fotografia de Braga - A.F.C.A.

(Lisboa-Portugal) (Braga, Portugal)


Fogo Preso | Anos 60 Amarante 403x304


MENÇÃO HONROSA

1957 - VI Exposição Internacional - Grupo Câmara

MENÇÃO HONROSA

1962 - Concurso I Jogos Florais de Trabalho (Lisboa,

Coimbra Portugal (Coimbra, Portugal) Portugal)


O Caseiro do 70 | Finais Anos 50 Amarante 398x300


MENÇÃO HONROSA

1959 - VII Salão Inter-Sócios da Associação Fotográfica

MENÇÃO HONROSA

1959 - I Salão Corporativo de Arte Fotográfica - Junta

do Porto (Porto, Portugal)

da Acção Social e Fundação para Alegria no Trabalho (Lisboa, Portugal)


Entardecer | Finais Anos 50 Amarante 398x299


MENÇÃO HONROSA

1959 - VII Salão Inter-Sócios da Associação Fotográfica

MENÇÃO HONROSA

1962 - Concurso I Jogos Florais de Trabalho (Lisboa,

do Porto (Porto, Portugal) Portugal)


Caminhada Solitรกria | Finais Anos 50 Amarante 398x300


4º PRÉMIO - TAÇA

1959 - I Salão Corporativo de Arte Fotográfica - Junta da

MEDALHA

1960 - VIII Salão Inter-Sócios da Associação Fotográfica

Acção Social e Fundação para Alegria no Trabalho (Lisboa, Portugal) do Porto (Porto, Portugal)


Degustação | Finais Anos 50 Amarante 399x297


MEDALHA

1959 - IV Salão Fotográfico - Sindicato Nacional dos

TAÇA

1960 - VIII Salão Inter-Sócios da Associação Fotográfica

Empregados de Escritório do Distrito do Lisboa (Lisboa, Portugal) do Porto (Porto, Portugal)


Contemplação | Finais Anos 50 São Gonçalo, Amarante 240x346


Biografia Eduardo da Costa Teixeira Pinto Nasceu na freguesia de S. Gonçalo, Amarante, a 29 de Abril de 1933. Filho de Joaquim Teixeira Pinto e Adelina da Costa Taveira. Irmão mais novo de José da Costa Teixeira Pinto e Aristides da Costa Teixeira Pinto. Herdou do seu pai o prazer de fotografar, tendo começado as suas primeiras fotografias profissionais em 1950, tornando-se expositor desde 1953 em vários salões de fotografia nos cinco continentes. Entre outros países expôs em Portugal, Espanha, Alemanha, Áustria, Inglaterra, Estados Unidos. Canadá, Jugoslávia, Angola, Brasil, Bélgica, Moçambique, Cabo Verde, França, Itália e Austrália. Dedicou toda a sua vida à Arte Fotográfica. A sua longa experiência de toda uma vida e o seu olhar poético sobre a realidade fizeram de si um dos melhores e mais galardoados fotógrafos portugueses do século XX. A sua obra aborda diversos temas, com destaque para a natureza e a figura humana que tão bem soube conciliar. Com fotografias como «Rodopio», «Igreja de S. Gonçalo», «De Regresso», «Tema de Pintores», «Matinal», «Quietude» e «Tranquilidade», entre outras, obteve inúmeros prémios (1os; 2os; 3os) em Portugal e no estrangeiro, ao longo dos mais de cinquenta anos dedicados à fotografia. Foram mais de 150 Menções Honrosas obtidas, além de imensos troféus e medalhas, nomeadamente o Grande Prémio Camões (1960) – uma das mais altas distinções a nível nacional. Falecido a dia 4 de Janeiro de 2009, Eduardo Teixeira Pinto era avesso a homenagens e distinções. Deixou um espólio fotográfico de valor incalculável. Por iniciativa da Câmara Municipal de Amarante, o Museu Municipal Amadeo de Souza-Cardozo, localizado nesta cidade, possui uma sala dedicada à obra de Eduardo Teixeira Pinto, aberta ao público desde Setembro de 2011.


Retrato de Eduardo Teixeira Pinto Rui Barreira Óleo s/ Tela 800x1000


Ficha Técnica Edição Fundação Dionísio Pinheiro e Alice Cardoso Pinheiro Curadoria Vieira Duque Associação para a Criação do Museu Eduardo Teixeira Pinto Design Sara Oliveira, Estagiária em Arte e Design, Escola Superior de Educação de Coimbra Fotografias Eduardo Teixeira Pinto Secretariado António Santos Apoio Técnico Catarina Martins Maio/2017


Praรงa Dr. Antรณnio Breda, nยบ4 3750-106 รgueda Telefones: (+351) 234 623 720 | (+351) 234 105 190 (+351) 913 333 000 Fax: (+351) 234 096 662 www.fundacaodionisiopinheiro.pt info@fundacaodionisiopinheiro.pt conservador.museu@fundacaodionisiopinheiro.pt http://www.facebook.com/fundacaodionisiopinheiro/

Sensibilidades  

Exposição temporária de fotografia de Eduardo Teixeira Pinto, no Espaço Underground, na Fundação Dionísio Pinheiro e Alice Cardoso Pinheiro,...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you