Page 1

Fórum do Campo Lacaniano • São Paulo Escola de Psicanálise dos Fóruns do Campo Lacaniano • Brasil

O Sintoma: sua política, sua clínica EPFCL – Brasil 2010

O Mistério do Corpo Falante IF-EPFCL – Roma 2010


Sumário Escola de Psicanálise dos Fóruns do Campo Lacaniano Internacional dos Fóruns - Escola de Psicanálise

5

EPFCL - Brasil

7

Cartel

8

Fórum do Campo Lacaniano - São Paulo Atividades do FCL - SP

12

Formações Clínicas do Campo Lacaniano Seminários de FCCL

18

Módulos de leitura e Módulo de Referências

20

Redes de Pesquisa

23

Rede Clínica

24

Agenda

25


Editorial • 1o semestre 2010 Caros colegas,

podem, a partir disso, dar sua contribuição e abrir ao

Mais um ano de trabalho se inicia para aqueles que

debate para dele apostar nas consequências, na co-

se engajam na proposta que realizamos no Fórum do

munidade analítica. Mais uma aposta.

Campo Lacaniano em São Paulo, privilegiando a for-

Em 2010, o tema nacional, que é também o nosso

mação do psicanalista. Isso tem efeitos no dia-a-dia

tema local, trata sobre O sintoma: sua política, sua

de nossa clínica. Isso também ecoa no que pretende

clínica. Com ele se evoca a questão do sofrimento e

ser o debate da psicanálise, na cidade. O fazer Escola

do ganho secundário da doença, portanto, do gozo.

nos permitiu construir, ao longo dos anos, diferen-

Com ele, abre-se a questão da direção do tratamento

tes dispositivos nos quais são privilegiados o traba-

focada na política da falta-a-ser, portanto, da ética da

lho em cartéis e os debates sobre o passe, assim como

coisa freudiana, sempre perdida. Os diferentes even-

as pesquisa da clínica, promovendo a transmissão da

tos organizados ao longo deste ano – a Jornada de

psicanálise.

Abertura do FCL-SP, a Diagonal Epistêmica do mês

Em 2010 inauguraremos os Debates com cartéis,

de maio, o Fórum no Interior, que acontecerá em

atividade que pretende reunir os estados de trabalhos

Riberão Preto, e as nossas Jornadas de Encerramento

a serem colocados a céu aberto, além de nosso caro

– estarão às voltas com essas elaborações sobre o sin-

Café cartel, no qual discutiremos questões sobre o

toma e a direção do tratamento. O XI Encontro da

funcionamento desse dispositivo fundamental numa

EPFCL/AFCL-Brasil, a ser realizado em Fortaleza, nos

Escola que se orienta pelo ensino de Lacan. Ambas

reunirá, após um ano de trabalho, para recolher os

as propostas convidam ao trabalho em cartel, no qual

ecos desse percurso na nossa comunidade analítica.

se assume o compromisso de um tema a ser debatido

O Seminário de Formações Clínicas do Campo

entre alguns para dele extrair o produto de cada um.

Lacaniano em São Paulo, o Módulo de Leitura de

A clínica e o passe têm convocado os psicanalis-

Freud e o Módulo de Leitura de Lacan trazem um

tas da Escola dos Fóruns do Campo Lacaniano, cada

programa exaustivo que possibilitará abordar, em fi-

vez mais, a fazer valer o dispositivo do Passe como

ligrana, as diferentes articulações que o conceito de

algo que se constrói em cada lance. Essa é a razão

sintoma promove na práxis analítica. Sem dúvida,

pela qual decidimos realizar este ano, no âmbito da

trata-se de um tema que as Redes de Pesquisa e o

“Diagonal Epistêmica”, uma jornada na qual conta-

Seminário da Rede Clínica privilegiarão nos seus de-

remos com as elaborações de diferentes colegas que

bates específicos.

estiveram ou estão participando dessa experiência.

De fato, essa chave do sintoma nos enlaça num de-

Lembramos: a questão do passe nos afeta em nos-

bate internacional, uma vez que aponta para o tema

sa clínica por tê-la no horizonte da Escola. Alguns

do VI Encontro da Internacional dos Fóruns – Escola

3


Editorial • 1o semestre 2010 de Psicanálise dos Fóruns do Campo Lacaniano: O

espaço privilegiado do Encontro com o autor, no qual

mistério do corpo falante, que acontecerá em julho,

a elaboração da escrita e seu litoral aparecem atra-

na cidade de Roma. Talvez, após o caminho deste

vés dos relatos dos convidados, autores da literatura

ano, possamos enlaçar o enigma do corpo falante e o

psicanalítica.

sintoma que insiste como cifra de gozo.

Lembramos que o Boletim continua a ser um dos

Os Seminários do Campo Lacaniano – nos quais o

meios de divulgação no qual informamos sobre as di-

psicanalista praticante assume, na palavra, os riscos

ferentes atividades e eventos. Temos também em fun-

do ato da transmissão – desenham também a varieda-

cionamento nosso site www.campolacanianosp.com.

de dos caminhos que cada um topa nesse empenho.

br, e nele pretendemos oferecer cada vez mais mate-

Ainda no Fórum São Paulo, continuaremos a promover nossa conversa com colegas de outras áre-

riais de leitura e informação. Boa leitura de nosso Programa e bom ano de

as seja na Conferência mensal, seja no Diálogo:

trabalho.

Literatura e Psicanálise no Cinema; assim como no

A Comissão de Gestão

Novo Site do Campo Lacaniano SP Desde setembro o Fórum do Campo Lacaniano em

sobre a formação de cartéis e os cartéis em funciona-

São Paulo conta com seu site. Nele você pode encon-

mento. Temos ainda a programação das FCCL-SP, seus

trar a programação completa do FCL-SP, os seminá-

seminários, módulos de leitura, redes de pesquisa e

rios de seus membros, as atividades da Biblioteca Luís

rede clínica, além de um espaço com textos seleciona-

Carlos Nogueira, o Fórum no interior, as Diagonais

dos por temas, nomes, datas e jornadas. O FCL-SP pre-

Epistêmicas e as Conferências Mensais. É possível

tende, com esse novo espaço, continuar seu empenho

também acompanhar a lógica das instâncias às quais

na interlocução e na transmissão da Psicanálise com

o FCL-SP está ligado, a IF-EPFCL e a EPFCL-Brasil,

mais agilidade, mantendo sua orientação. Acesse:

assim como as atividades por elas promovidas, seus encontros e suas jornadas. O site oferece informações

4

www.campolacanianosp.com.br


Internacional dos Fóruns Escola de Psicanálise dos Fóruns do Campo Lacaniano

A Internacional dos Fóruns do Campo Lacaniano

correlacionadas à IF-EPFCL. Elas organizam local-

– IF-EPFCL – confedera as atividades dos Fóruns

mente a experiência de ensino e pesquisa dedicada

do Campo Lacaniano. A origem dos Fóruns, cria-

à teoria da clínica analítica no intuito de interrogar

dos em 1998, encontra-se na dissolução da Escola

seus fundamentos e seu alcance prático.

de Lacan, a EFP, em 1980, e na contraexperiência

A Escola de Psicanálise dos Fóruns do Campo

que sucedeu. Eles constituem, portanto, o retorno

Lacaniano-EPFCL, criada em Paris, em 2001, é

à aposta de uma comunidade psicanalítica capaz

orientada pelo ensino de Freud e de Lacan. Ela tem

de dar sustentação a uma Escola orientada na pers-

por objetivo específico o retorno às finalidades da

pectiva dos princípios e nas finalidades inscritos

Escola de Lacan: apoiar a elaboração e a transmis-

na Ata de Fundação da Escola de Jacques Lacan.

são da psicanálise, a crítica de seus fundamentos,

Essa comunidade internacional é composta por

a formação dos analistas, a garantia de sua quali-

47 fóruns distribuídos em cinco zonas linguísti-

ficação e a qualidade de sua prática. Sua extensão

cas. Os fóruns não são escola, mas campo. O nome

é internacional; ela outorga uma garantia por meio

“campo lacaniano” remete à noção de “campo de

de dispositivos internacionais, concedendo títulos

gozo”, desenvolvida por Lacan, que evoca a regu-

de Analista Membro da Escola (A.M.E.) aos prati-

lação do gozo no laço social. Essa denominação

cantes e Analista da Escola (A.E.) àqueles que atra-

indica a sua finalidade principal: assegurar a re-

vessaram a prova do passe.

percussão e a incidência do discurso analítico no

A necessidade de uma Escola, em sua diferen-

nosso tempo, mantendo as conexões com os ou-

ça com os múltiplos grupos e associações, repou-

tros discursos, mais precisamente as instituições

sa sobre a aporia do ato analítico ele mesmo. Nem

de saúde, as práticas sociais e políticas que se de-

técnica de especialista nem savoir-faire de artesão,

frontam com os sintomas da nossa época, tecendo

não sem relação com o saber, o ato analítico só se

laços com outras práxis teóricas (ciências, filosofia,

aborda pelas condições que o tornam possível: a

arte, religião) que implicam o sujeito. Os Fóruns

produção na análise de um desejo específico, dito

não deixam de ser orientados rumo à Escola, de

desejo do analista, verificável apenas de uma ma-

onde tomam seu sentido.

neira indireta pelos seus efeitos nas próprias análi-

As Formações Clínicas do Campo Lacaniano são

ses. Portanto, numa Escola é o analista que está na

5


Internacional dos Fóruns

berlinda. Nem sábio nem artista, ele só se sustenta em seu desejo a partir da colocação em questão que

VI ENCONTRO INTERNACIONAL DA IF-EPFCL

uma escola proporciona, onde ele pode dar contas

o mistério do corpo falante

de sua experiência da psicanálise e como resiste

data

às rotinas da prática. Uma Escola de psicanálise

local

é o lugar de um laço social original. Os principais

Michele a Ripa Grande - Roma, Itália

de 10 a 13 de julho Complesso Monumentale de San

dispositivos a serviço de seus fins são o cartel e o procedimento do passe. O site da IF-EPFCL se propõe a informar sua opção no contexto da psicanálise de nosso tempo, que já não é o mesmo da época de Freud. Encontra-se neste site a história do movimento dos Fóruns, os

II ENCONTRO INTERNAC. DA ESCOLA - EPFCL data

9 de julho

local

Roma, Itália

princípios de sua vocação internacional, os textos que fundamentam a sua orientação, as instâncias

NOTA

da Escola e as publicações, em particular os sete

Os trabalhos e os debates apresentados no

números de Heteridade: www.champlacanien.net

I Encontro da Escola “Como a escola orienta a comunidade e a prática psicanalítica”, em agosto de 2009, em Buenos Aires, estarão disponíveis em breve no site.

6


EPFCL • Brasil

EPFCL-Brasil é o nome da Associação nacional

Diagonais da Opção Epistêmica

que integra os Fóruns brasileiros, de forma solidá-

As Diagonais da Opção Epistêmica da EPFCL-Brasil

ria com suas iniciativas. Cada Fórum conta com

favorecem o intercâmbio e o debate das elabora-

sua gestão e sua programação particular. Todos os

ções teóricas, clínicas e formativas que a prática

membros de Fórum são membros da Associação

da psicanálise exige dos psicanalistas (a “práxis da

EPFCL-Brasil, que, por sua vez, articula-se com

teoria”).

outros Fóruns da IF, com os quais mantém intercâmbio e partilha a mesma orientação. Ela é dirigida por uma Comissão de Gestão eleita pelos membros a cada dois anos, que coordena os Seminários da EPFCL em vários Fóruns no Brasil e promove Encontros anuais. A EPFCL-Brasil acolhe, em nosso país, os dispositivos de Escola de Psicanálise do Campo Lacaniano – que é internacional – , dando-lhe suporte jurídico. Aqueles que querem informações a respeito da Escola ou desejam nela se engajar devem entrar em contato com um dos membros da Comissão Local

DIAGONAL EPISTÊMICA – 1o SEMESTRE o sintoma e os discursos Sonia Alberti (A.M.E. da EPFCL-FCL-RJ) data

8/5

horário

das 9:00h às 17:00h

DIAGONAL EPISTÊMICA – 2o SEMESTRE o passe na clínica e na escola Antonio Quinet (A.M.E. da EPFCL-FCL-RJ) Marcelo Mazzuca (A.E. da EPFCL) Silvia Franco (A.E. da EPFCL) data

a confirmar

Epistêmica e de Garantia (CLEAG). A CLEAG cumpre também a função de Secretariado do Passe e cuida do dispositivo do cartel no Brasil. A EPFCL-Brasil possui uma publicação semestral indexada: Stylus – Revista de psicanálise (revistastylus@yahoo.com.br) e uma homepage: www.campolacanianosp.com.br

XI ENCONTRO DA EPFCL/AFCL-BRASIL o sintoma: sua política, sua clínica convidada

Colette Soler

Sonia Alberti, Consuelo Pereira de Almeida e Georgina Cerquise coordenação nacional

coordenação local

Andrea Rodrigues e Sandra Mara Nunes

Dourado local

Hotel Seara, Av. Beira Mar, 3080, Fortaleza (CE)

7


Cartel O Cartel faz Escola

Propor-se a uma formação em uma Escola de

Neste ano, o FCL-SP proporá alguns encontros

Psicanálise implica participar de um Cartel tal

“Debates com cartéis”, nos quais os cartéis em fun-

como Lacan sustenta desde a fundação da Escola

cionamento serão convidados a expor o estado em

Freudiana de Paris, em 1964. Cartéis são peque-

que se encontram seus trabalhos. Neste primeiro

nos grupos de trabalho em que três a cinco pes-

semestre as datas desses encontros serão 30/4 e

soas se escolhem a partir de um tema em comum.

25/6, sempre às 20h30. Aguardem, ainda no segun-

Depois, elegem mais-um, cuja função opera no sen-

do semestre, o VI Café Cartel.

tido de causar cada um no avanço de sua pesquisa e de barrar os efeitos de grupo, fazendo circular a palavra. A entrada na formação psicanalítica por essa via

Leia mais sobre o Cartel no site www.forumdocampolacanianosp.com.br Aqueles que desejarem engajar-se em um Cartel devem ligar na secretaria do FCL-SP.

faz trabalhar aquilo que causa um a um em sua escolha pela Psicanálise.

8

A Comissão de Cartéis


Cartéis em funcionamento no Fórum • São Paulo – 2010

A Clínica da Estrutura Perversa • Ana Lúcia F. Nóbile Girardi, Lauro José Siqueira Baldini, Cláudia Maria Nóbrega, Carla Gonçalves Bohmer, Maria Lucia Araújo (Mais Um) A direção do tratamento • Célia Bueno, Cláudia Carvalho, Mara Azevedo, Sílvia Franco, Maria Silvana Mantelatto (Mais Um) A ética da psicanálise: Estudo sobre o Seminário VII • Marcelo Checchia, Maurício Hermann, Ivan Estevão, Carla Gonçalves Bohmer, Ana Paula Gianese (Mais Um) Articulações do RSI - Livro 22 • Vanessa Muraca, Tatiana Carvalho Assadi, Sandra Tolentino da Cunha, Eliana Machado Figueiredo, Heloísa Helena Aragão e Ramirez (Mais Um) A Transferência • Ana Carina Landi, Ângela Cristina Lorenzetti E. Camelluse, Heloisa Vilela Bittar Gimenes, Renata Fuccio Dutra, Antônio Cezar Peron (Mais Um) Desejo e Gozo • Juliana Augusta Soares, Juliana Bartijotto, Ingrid Toti Machado, Carolina Machado Giatti Santos, Michele Candiani Santos (Mais Um) Da ética à ética da psicanálise • Fernando Silvério Alves, Alexandre de Souza Piné, Conceição Aparecida Guiselino Sperini, Gonçalo Moraes Galvão (Mais Um) Feminilidade de Freud a Lacan • Miriam Ximenes Pinho, Maria Fernanda Mascheretti, Débora Tabacof, Adriana Lovison de Oliveira, Maria Rita Kehl (Mais Um) Imagem e Olhar • Silvia Carvalho Henriques, Arnaldo Ignácio Junior, Rafael Rocha Daud, Ana Rusche., Silvana Pessoa (Mais Um)

9


Cartéis em funcionamento no Fórum • São Paulo – 2010

Lacan Leitor de Freud • Celina Giacomelli, Dulcemara Dedino, Berenice Neri Blanes., Glaucia Nagem de Souza (Mais Um) Literatura e Psicanálise • Cibele Lopes Bárbara, Juliana Vieira Meyer, Lívia Barbosa Burin, Marina Rachel Graminha, Claudia Costabile (Mais Um) O Gozo no Nó Borromeo • Adriana Lovison de Oliveira, Rafael Rocha Daud, Stella Guimarães Ferraretto, Vinícius de Azevedo Silva, Ana Paula Pires da Silva (Mais Um) O Sintoma • Silvia de Carvalho Machione, Rafael Bellizzi Zeri, Cláudia Comar, Fátima Cláudia Farah, Ana Paula Gianesi (Mais Um) Os quatro conceitos fundamentais da psicanálise • Ana Lúcia Girardi, Elissom Martins, Geni Maria Gentil, Karen Alves, Silmia Sobreira (Mais Um) Psicanálise e Nietzsche • Débora Lázaro de Almeida, Karen Cristina Martins Alves, Silvana Pessoa, Sérgio Prudente, Stélio de Carvalho Neto (Mais Um) Seminário XVI De um Outro ao outro • Conrado Ramos, Luis Guilherme Coelho Mola, Marcelo Checchia, Rafael Lima, Raul Pacheco Filho, Ana Laura Prates Pacheco (Mais Um) Seminário XXIII, o Sinthome • Ana Laura Prates Pacheco, Ana Paula Pires da Silva, Beatriz Silveira Alves de Oliveira, Conrado Ramos, Sandra Letícia Berta (Mais Um) Sobre o Seminário XI • Samantha Steinberg, Isabel Parreiras H. Napolitani, Juliana Vieira Meyer, Cibele Bárbara, Beatriz Silveira Alves de Oliveira (Mais Um)

10


Fórum do Campo Lacaniano O Fórum do Campo Lacaniano é uma comunida-

conexões ou por sua aplicação fora do dispositi-

de orientada de acordo com o ensino de Sigmund

vo analítico. Seus membros responsabilizam-se

Freud e Jacques Lacan. Inserido em um conjunto

pelos diferentes espaços de transmissão, os quais

internacional – Internacional dos Fóruns do Campo

não apresentam o formato de curso, mas de uma

Lacaniano – e nacional – Associação dos Fóruns

rede com diferentes possibilidades de entrada e

do Campo Lacaniano (EPFCL-Brasil) – desde 1999,

de amarração: Seminários do Campo Lacaniano,

tem como princípio a formação do psicanalista e

Seminário de Formações Clínicas, Módulos de lei-

a transmissão da psicanálise. Para isso, o FCL-SP

tura dos textos de Lacan, de Freud e de Referências

aposta no cartel enquanto via privilegiada de exe-

e Contextos, Redes de Pesquisa e a Rede Clínica. A

cução desse trabalho de formação e transmissão,

Conferência Mensal e as atividades da Biblioteca

tal como Lacan propõe em sua Escola.

Luiz Carlos Nogueira dedicam-se à interlocução da

O Fórum São Paulo acolhe todos aqueles que se

psicanálise com áreas que lhe colocam questões e

interessam pelo estudo da psicanálise, por suas

permitem sua extensão.

Membros do FCL • SP Ana Cláudia Fossen Ana Laura Prates Pacheco Ana Paula Lacorte Gianesi Ana Paula Pires da Silva Beatriz Helena Martins de Almeida Beatriz Silveira Alves Oliveira Carlos Eduardo Frazão Meirelles Carmen Sílvia Ávila Christian Ingo Lenz Dunker Cláudia Costábile Conrado Ramos Daniele Rosa Sanches David Wilson Dominique Madelaine Fingermann Elisabeth Saporiti

Glaucia Nagem de Souza Gonçalo Moraes Galvão Helena Maria Sampaio Bicalho Heloísa Helena Aragão Ramirez Leandro Alves Rodrigues dos Santos Marcelo Amorim Checchia Maria das Graças Ramos Del Corso Maria Lívia Tourinho Moretto Maria Lúcia Araújo Maruzânia Soares Dias Maurício Castejón Hermann Miriam Chicarelli Furini Patrícia Daher Huber Paulo Marcos Rona Raul Albino Pacheco Filho

Rita de Cássia Bícego Vogelaar Ronaldo Torres Sandra Aparecida Bossetto Sandra Aparecida Campos Galvão Sandra Letícia Berta Sérgio Luis Braghini Sérgio Marinho de Carvalho Sílmia Sobreira Silvana C. M. S. Mantelatto Silvana Pessoa Sílvia Maria Barile Alessandri Sílvia Regina R. F. Franco Stélio de Carvalho Neto Tatiana Carvalho Assadi

11


Atividades do FCL • SP

Jornada de abertura O sintoma: sua política, sua clínica

asexo (ualidade)

Jairo Gerbase (A.M.E. da EPFCL-FCL-Bahia)

Jairo Gerbase (A.M.E. da EPFCL-FCL-Bahia)

abertura

Sandra Berta (Diretora do FCL-SP), Silvana Pessoa

Evento da Formação Continuada

(Coordenadora de FCCL-SP), Rita Vogelaar (Tesoureira) e

(membros do FCL-SP)

Glaucia Nagem (Secretária)

data

debate data

Conrado Ramos

27/2, sábado

horário

9:00h

27/2, sábado

horário

14:00h

inscrições

(11) 3057-1743 ou 3063-3703

Conferência Mensal Coordenação: Raul Pacheco

Convidados de 2010 Edith Derdyk • José Reginaldo Prandi • Philippe Willemart • Paulo Silveira

12


Formação Continuada

Biblioteca Luís Carlos Nogueira

O Seminário de Formação Continuada,

Diálogo: Literatura e Psicanálise no Cinema

reservado aos membros do FCL-SP,

"As Horas" ("The Hours" - 2002)

inclui o Seminário Teórico, o Seminário

direção

Clínico e o Espaço Escola, três momentos

gênero

distintos nos quais são tratados conceitos

duração

fundamentais da psicanálise, sua ética e

data

sua política.

horário

data de início horário

Stephen Daldry Drama 1h54

10/4 9:00h

22/2 , semanalmente, às segundas-feiras

das 8:30h às 10:00h

"Ensaio sobre a cegueira" ("Blindness" - 2008) Fernando Meirelles

direção gênero

Fórum no Interior

Drama

duração data

2h

29/5

horário

9:00h

Fórum no Interior é uma atividade do FCL-SP que se organizou a partir da iniciativa de alguns de seus membros que

Encontro com o autor

praticam a psicanálise (atendimento a

coordenador

pacientes e ensino) em cidades do interior.

convidados

data local

Ronaldo Torres

6/11

Dominique Fingermann 23/4 , 20:30h

Ribeirão Preto

Mauro Mendes Dias 18/6 , 20:30h

13


Atividades do FCL • SP

Seminários do Campo Lacaniano Os Seminários do Fórum do Campo Lacaniano – São Paulo seguem a proposta de J. Lacan, em 1964: “que ele assuma por seu próprio risco”. Ele, o praticante da psicanálise. Isso será posto a prova na direção da análise, na supervisão, ou quando causado para tomar a palavra endereçada aos outros.

A construção do objeto na psicanálise: investidas

A prática da Psicanálise: o psicanalista

a partir do “Seminário IV” de Jacques Lacan

e a subjetividade de sua época

coordenação local

data de início horário

8/3

segundas-feiras, quinzenalmente, às 10:30h

informações taxa

Gonçalo Moraes Galvão

Sede FCL - SP

(11) 3057-1743 / 3567-7556

R$ 50,00 por encontro

coordenação local

data de início horário

4438-8148, com o coordenador, para agendamento

de entrevista individual R$ 150,00 por semestre

Rua Tupy, 153, sl. 02 - Taboão - Bragança Paulista

data de início horário

8/3

segundas-feiras, quinzenalmente, às 20h30

informações taxa

25/2

quintas-feiras, mensalmente, às 20:30h

informações

taxa local

Leandro Alves Rodrigues dos Santos

Santo André (SP), em endereço a ser definido

(11) 4034-1209 (Luciane)

R$ 50,00 por encontro

Angústia: tradução subjetiva do objeto coordenação

Sílmia Sobreira (membro EPFCL-SP) em parceria com

Alessandra Carreira e Michele Candiani (membros de Lalíngua – Espaço de Interlocução em Psicanálise – Ribeirão Preto)

A direção da cura psicanalítica (a partir dos Seminários de Jacques Lacan de 1967 até 1977 coordenação local

Dominique Fingermann

Sede FCL - SP

data de início horário

15/3

segundas-feiras, quinzenalmente, das 12:00h às 14:00h

inscrições

enviar carta de intenção e breve currículo para o

e-mail dfingermann@terra.com.br e marcar entrevista

14

local

Escola Bonjour Paris – Rua Garibaldi, 2345

data de início horário

27/3

sábados, mensalmente, às 16:00h

informações

com as coordenadoras Sílmia Sobreira (11 3151-4128

e 3826-2542), Alessandra Carreira e Michele Candiani (16 3625-6490)


Ato sexual e ato analítico: a política do sintoma

Sobre o último ensino de Lacan – A Terceira

além do princípio do prazer e mais, ainda.

coordenação

coordenação local

Ana Laura Prates Pacheco

Sede FCL - SP

data de início horário

1/3

segundas, quinzenalmente, das 10:30h às 12:00h

informações

enviar um mini currículo para

analauraprates@terra.com.br e solicitar a programação taxa

local

Conrado Ramos

Sede FCL-SP

data de início horário

8/3

segundas-feiras (duas por mês), das 16:00h às 17:30h

informações

3887-0781 ou pelo e-mail

conrado_ramos_br@yahoo.com.br Gratuito

R$120,00 mensais

O seminário Os quatro conceitos fundamentais Seminário Freud com Lacan: o grafo do desejo coordenação local

data de início horário

15/3

segundas-feiras, quinzenalmente, das 16:00h às 17:30h

informações taxa

Maurício Hermann

Sede do FCL - SP

8381-8178 / 4122-4032 (Maurício Hermann)

R$70,00 mensais

Seminário sobre a obra de Jacques Lacan – 2010 coordenação local

Christian Dunker

Instituto de Psicologia da USP, sala 12

data de início horário

25/3

das 12:30h às 14:00h

Aberto, público e gratuito

da psicanálise, de Lacan coordenação local

Silvia Barile Alessandri

Sede FCL - SP

data de início horário

4/3

quintas-feiras, quinzenalmente, das 10:30h às 12:00h

inscrição e entrevista individual taxa

3884-4702 (Silvia Barile Alessandri)

R$100,00 mensais

Os caminhos do sintoma na clínica psicanalítica coordenação local

Silvia Franco e Silvana Mantelatto

Av. Independência, 546 - sala 44 – Piracicaba (SP)

data de início horário

18/3

quintas-feiras, quinzenalmente, das 19:30h às 21:00h

informações

(19) 3434-4952

15


16


Formações Clínicas do Campo Lacaniano Formações Clínicas do Campo Lacaniano (FCCL) é

da psicanálise, acompanhando o recorte dos temas

uma instância de ensino, pesquisa e transmissão que

que nos propomos estudar a cada ano.

o Fórum do Campo Lacaniano – São Paulo (FCL-SP)

• Módulo de Referências e Contextos: espaço que

oferece à comunidade e que possibilita diversos ní-

pretende reconstruir as referências de Lacan à

veis de engajamento para quem quiser inscrever-se

Lógica, à Matemática e à Topologia. Na razão de um

num estudo e responsabilizar-se pela pesquisa que a

tema por encontro.

prática da psicanálise e as formações clínicas exigem.

• Redes de Pesquisa: proposta de estudo e debate

As questões cruciais da clínica psicanalítica que in-

das questões que a clínica psicanalítica apresenta,

quietam e orientam os psicanalistas estão acolhidas

de modo a pensar as intervenções específicas na di-

e distribuídas em diversos dispositivos, organizados

reção do tratamento.

a cada ano pela Coordenação Geral das FCCL e do

• Rede Clínica: dispositivo de formação, pesquisa e

FCL-SP, pelo Conselho do FCL-SP e pela Comissão

transmissão voltado à construção de um caso clíni-

de Gestão, após sugestões discutidas na Assembléia

co em psicanálise.

Geral Ordinária. Esses espaços de trabalho são: • Seminário: espaço onde são trabalhados, de modo

Espera-se, dos que decidem se engajar nessa propos-

abrangente, os temas que orientam os eventos na-

ta, um compromisso com as atividades escolhidas,

cionais e internacionais do Campo Lacaniano, bem

com as Conferências Mensais e com os eventos do

como as pesquisas do sujeito e da direção da análise.

Campo Lacaniano, além da responsabilidade com a

• Módulos de Leitura de Freud ou Lacan: proposta

pesquisa que a prática da psicanálise e as formações

de leitura “ao pé da letra” dos textos fundamentais

clínicas exigem.

valores entrevista

R$ 100,00 (deve ser realizada no período de 22/1 a 22/2)

possibilidades de engajamento nas atividades seminário de fccl

R$ 250,00 • seminário de fccl + um módulo de leitura R$ 320,00 • seminário de fccl + dois módulos de leitura R$ 430,00 R$ 140,00 • dois módulos de leitura R$ 220, 00 • módulo de referências e contextos R$ 70,00

cada módulo de leitura

informações e agendamento de entrevistas

para entrevista na secretaria do FCL-SP nos telefones (11) 3057-1743/3063-3703

Caso seja feita a opção do Módulo de Referências e Contextos em qualquer uma das três modalidades acima, ele será incluído pelo valor de R$ 50,00. Participantes das Redes de pesquisa que fazem parte de outra atividade de FCCL terão R$ 30,00 de desconto no boleto. Todas as atividades das FCCL-SP implicam um compromisso anual que deve ser pago em dez vezes. 17


Seminário de Formações Clínicas do Campo Lacaniano

Em 2010, as Formações Clínicas do Campo

os três registros – simbólico, real e imaginário – pre-

Lacaniano do Fórum São Paulo estudarão, nos diver-

sente na noção de sintoma nos seminários tardios de

sos dispositivos propostos – seminários e módulos de

Lacan.

leitura – , o sintoma, sua política e sua clínica.

18

Na tarefa de associação de pessoas numa comuni-

O sintoma não é um tema novo para a psicanálise.

dade, na procura pelo parceiro ideal ou na tentativa

Ele está na origem de sua invenção e, muito antes

de corresponder aos ideais da cultura, o falaser en-

dela, com Marx, responsável pela noção de mais-va-

contra o desencontro, a não-relação, a falta-a-ser. A

lia. Equivalente para a psicanálise ao termo mais-de-

política possível para a psicanálise – termo introduzi-

gozar, o sintoma adquire um valor de verdade, um

do por Lacan em seu texto “A direção do tratamento

meio dizer e que insiste, um modo de gozo, como diz

e os princípios do seu poder” – comporta essa dimen-

Lacan em diversas passagens de seu ensino.

são da falta. Por isso, podemos dizer que o incons-

Não podemos dizer que esse tema esteja ultra-

ciente é a política. Tratar o sintoma por essa política

passado e não precise mais ser estudado. “Sócrates,

aponta para a incompletude na direção do tratamen-

Descartes, Marx e Freud não podem ser superados,

to, e por mais paradoxal que isso possa parecer, esse

na medida em que conduziram suas investigações

é o seu poder.

com essa paixão de desvelar, a qual possui um objeto:

As armadilhas da contemporaneidade tentam ca-

a verdade”. Certamente, esse é um campo que ainda

muflar essa fragilidade e a impotência. O discurso do

precisa ser explorado pelos psicanalistas, pois apos-

capitalista, o único que não faz laço social, tenta to-

tamos que, a cada volta que se dá em torno de uma

mar a demanda pelo desejo. Engano neurótico que

questão ou de um tema, algo novo pode se inscrever.

faz do sujeito um usuário de seu produto e não exige

Sabemos que sintoma não tem em sua base – ou

a renúncia pulsional, mas, ao contrário, instiga a pul-

em seu âmago – o amor. Ele é um problema de amor

são, impondo ao sujeito determinadas relações com

ou, dizendo de outra forma, da realidade sexual do

a demanda. Sem se dar conta, sustenta, sobretudo,

inconsciente. Freud sabia disso, e jamais deixou de

a pulsão de morte. Essa tal máquina de gozo insta-

implicar Eros na tentativa de manter o sujeito no laço

lada por esse discurso na cultura está longe de ser

social. O sintoma traz essa marca de compromisso e

desejante.

da não renúncia da satisfação pulsional. O Eros freu-

Para essa ausência de saída do discurso capitalis-

diano não está longe da função de amarrar, enodar

ta, Lacan propõe o discurso do psicanalista como a


única saída possível. A clínica psicanalítica, que trata

falta-a-ser, seus sintomas, mais possibilidades de

do mistério do corpo falante, é uma prática de ba-

transformações neste modo de gozar do inconsciente.

vardage que pode ter efeitos sobre o corpo e sobre

Neste ano, examinemos isso em Freud, em Lacan e

os sintomas nos tempos atuais. Ela tenta restaurar o

na cultura. Cabe investigar e justificar – ainda neste

lugar do desejo, reinstaurar a verdade do sujeito, a

século – como os sintomas, que implicam diretamen-

castração, ou seja, o mal-estar na cultura, mas que

te o corpo, são tratados e muitas vezes modificados

“não constituirá num progresso se for somente para

por essa clínica da fala. O que ainda dizer da sexua-

alguns”. Como fazer com que esta clínica não seja

lidade na etiologia da neurose? O que de novo pode-

apenas para alguns?

rá se inscrever, ao fim deste ano, no nosso campo?

Essa política implica uma ética: a do bem-dizer. Essa é a aposta da psicanálise. Quanto mais e me-

Coordenação dos Seminários das FCCL-SP

lhor puder falar daquilo que causa o sujeito, sua [1] Lacan, J. Mais ainda. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1985. p.131. [2] Freud, S. “Mal estar na cultura” (1930) In. Obras Completas da Standard Edition. Rio de Janeiro: Imago 1974. p.121. [3] Lacan, J. “A direção do tratamento e os princípios do seu poder” (1958). In Escritos Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1998. [4] Lacan J., Televisão. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1993, p. 34.

Seminário “O sintoma: sua política, sua clínica” Coordenação: Silvana Pessoa 1. Sintoma analítico • Maria Lívia Tourinho | março 2. Intervenção sob transferência • Gonçalo Galvão | abril 3. Sintoma e angústia • Helena Bicalho | maio 4. Sintoma e fantasia • Silmia Sobreira | junho 5. Sintoma e repetição • Sandra Berta | agosto 6. Sintoma e discurso • Christian Dunker | setembro 7. Sintoma e gozos • Ana Laura Prates Pacheco | outubro 8. Identificação ao sintoma • Silvana Pessoa | novembro local

Sede do FCL-SP

data de início

1/3

horário

segundas-feiras, semanalmente, das 20:30h às 22:30h 19


Módulos de Leitura dos Textos Fundamentais e Módulo de Referências e Contextos

Os Módulos de Leitura das FCCL-SP fazem parte de

O Módulo de Referências e Contextos, na razão de um

uma leitura “ao pé da letra” dos textos fundamentais

tema por encontro, somando ao longo de todo o ano

da psicanálise, acompanhando semanalmente os re-

oito encontros, aborda as implicações epistemológicas

cortes dos temas que nos propomos a estudar a cada

do projeto lacaniano de formalização da psicanálise.

ano. Teremos, desta vez, dois módulos de leitura, a sa-

Pretende-se esclarecer, em cada caso, tão-somente a

ber: Módulo de leitura dos textos fundamentais de S.

natureza do uso e a dimensão original dos conceitos

Freud, com o tema “A política do sintoma”, e o Módulo

empregados por Lacan, segundo seus empréstimos

de leitura dos textos fundamentais de J. Lacan, intitu-

junto às ciências formais.

lado “O sintoma na direção da cura”, privilegiando os Escritos e Outros escritos.

Todos os módulos são independentes, exigem tempo e dedicação às leituras, mas a participação em mais de um não é excludente.

Módulo de leitura de Lacan • o sintoma na direção da cura Coordenação: Silvana Pessoa local

20

Sede do FCL-SP

data de início

1/3

horário

segunda-feira, semanalmente, das 18:00h às 20:00h

Março • abril

Maio • junho

Raul Pacheco e Mauricio Hermann

Marcelo Checchia e Maria Lúcia Araújo

Lacan, J. “A instância da letra no inconsciente ou a ra-

Lacan, J. "A direção do tratamento e os princípios de

zão desde Freud” (1957). In: Escritos. Rio de Janeiro:

seu poder" (1958). In: Escritos. Rio de Janeiro: Jorge

Jorge Zahar, 1998, p. 496-533.

Zahar, 1998, p. 591-652.

Agosto • setembro

Outubro • novembro

Beatriz Oliveira e Ana Paula Gianesi

Conrado Ramos e Rita Vogelaar

Lacan, J. “Posição do inconsciente” (1960, retomado

Lacan, J. “Conferência em Genebra sobre o sintoma”

em 1964). In: Escritos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar,

(1975). In: Opção Lacaniana: revista brasileira de psi-

1998, p. 843-864.

canálise. São Paulo: dez/1998, n. 23, p. 6-16.


Módulo de leitura de Freud • a política do sintoma Coordenação: Ana Paula Gianesi local

Sede do FCL-SP

data de início

4/3

horário

quinta-feira, semanalmente, das 17:30h às 19:30h

Março • abril

Maio • junho

Ana Paula Pires e Silvana Pessoa

Ana Paula Gianesi e Glaucia Nagem

Freud, S. “O sentido do sintoma” (1915-1917)

Freud, S. “Além do princípio do prazer” (1920). In:

(Conferência XVII). In: Edição Standard Brasileira

Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas

das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud.

Completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro:

Rio de Janeiro: Imago, vol. XVI, 1996, p. 305-322.

Imago, vol. XVIII, 1996, p. 13-85.

Freud, S. “Os caminhos da formação do sintoma” (1915-1917) (Conferência XXIII). In: Edição Standard

Outubro • novembro

Brasileira das Obras Psicológicas Completas de

Silvia Barile Alessandri e Paulo Rona

Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, vol. XVI,

Freud, S. “Análise terminável e interminável”

1996, p. 419-439.

(1937). In: Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Rio de

Agosto • setembro

Janeiro: Imago, vol. XXIII, 1996, p. 239-287.

Carlos Eduardo Meirelles e Ronaldo Torres Freud, S. “O mal-estar na civilização” (1930[1929]). In:

Edição

Standard

Brasileira

das

Obras

Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, vol. XXI, 1996, p. 75-171.

21


Módulos de Leitura dos Textos Fundamentais e Módulo de Referências e Contextos

Módulo de Referências e Contextos Coordenação: Christian Dunker, Paulo Rona e Ronaldo Torres local

Sede do FCL-SP

data de início

11/3

horário

quinta-feira, semanalmente, das 20:00h às 22:00h

11 de março Topologia Combinatória, Conceito de

8 de abril A Construção de Objetos Topológicos

Série e a Noção de Grafo

em O Seminário IX – A Identificação

Lacan, J. “O Seminário sobre a Carta Roubada” (1955). In:

Lacan, J. O Seminário Livro IX – A Identificação (1961-1962)

Escritos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1998.

(separata)

Lacan, J. O Seminário Livro V – Formações do Inconsciente (1957-1958). Jorge Zahar: Rio de Janeiro, 1999.

10 de junho Razão Áurea, as Leis de Morgan e o Grupo de Klein

6 de maio A Teoria dos Conjuntos em O Seminário

Lacan, J. O Seminário Livro XIV – A Lógica do Fantasma (1966-

XI–O Quatro Conceitos Fundamentais da Psicanálise

1967) (separata)

Lacan, J. O Seminário Livro XI – Os Quatro Conceitos Funda-

Lacan, J. O Seminário Livro XV – O Ato Psicanalítico (1967-

mentais da Psicanálise (1964). Jorge Zahar: Rio de Janeiro, 1988.

1968) (separata)

12 de agosto As séries de Fibonacci, o par

9 de setembro O Problema dos Quantificadores

ordenado de Kuratowski e o paradoxo de Russell

Universais e Existenciais no Seminário... Mais ainda

Lacan, J. O Seminário Livro XVI – De um Outro ao outro

Lacan, J. Seminário XX... Mais ainda. Rio de Janeiro: Jorge

(1968-1969). Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2008.

Zahar, 1988.

7 de outubro Topologia dos Nós no Seminário XXIII

11 de novembro Banda, Corte e Superfície em O

– O Sinthoma

Seminário XXV – O Momento de Concluir

Lacan, J. O Seminário Livro XXIII – O Sinthoma (1975-1976).

Lacan, J. O Momento de Concluir (1978) (separata)

Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2007.

22


Redes de Pesquisa do FCL-SP

Rede de Pesquisa Psicanálise e Infância Coordenação: Ana Laura Prates Pacheco e Beatriz Oliveira local

sede do FCL-SP

horário taxa

data de início

1/2

segundas-feiras, semanalmente, das 14:00h às 15:30h

R$ 70,00

informações

(11) 3057-1743 / 3063-3703

Rede de Pesquisa sobre Sintoma e Corporeidade ― Em São Paulo Coordenadores: Christian Dunker, Heloísa Ramirez e Tatiana Assadi Contando com a colaboração de: Daniele Sanches e Lola Andrade

(Secretaria do Fórum)

local

Sede do FCL – SP

horário

Rede de Pesquisa sobre as Psicoses

data de início

8/3

segundas-feiras, quinzenalmente, das 10:30h às 12:00h

informações

(11) 5539-6266 (Heloísa Ramirez)

Coordenação: Beatriz H. M. Almeida e Sandra Leticia Berta local

Sede do FCL – SP

horário taxa

data de início

1/3

segundas-feiras, quinzenalmente, das 10:30h às 12:00h

R$ 70,00

informações

(11) 3168-9476 (Beatriz Almeida) e

Rede de Pesquisa sobre Sintoma e Corporeidade ― Em Mogi das Cruzes Coordenadores: Tatiana Assadi e Heloísa Ramirez

(11) 3673-6851 (Sandra Berta)

Colaborador: Sandra Tolentino local

Sede do Circuito Ponto de Estofo – MC

Rede de Pesquisa de Neurose

horário

Coordenação: Maria Lúcia Araújo e Maurício Hermann

informações

local

Sede do FCL – SP

horário taxa

data de início

data de início

9/3

terças-feiras, quinzenalmente, das 19:30h às 21:00h (11) 4794-3535 (Tatiana Assadi)

8/3

Segundas-feiras, quinzenalmente, das 16:00h às 17:30h

R$ 70,00 mensais

informações

(11) 838-18178 (Maurício

Hermann), 3735-9919 e 9848-9334 (Maria Lucia Araújo)

23


Rede Clínica

Ao sustentar o valor ético, a importância crítica da

Entendida como um dispositivo de formação

construção do caso clínico em psicanálise e a polí-

continuada, a Rede Clínica volta-se fundamental-

tica que orienta a transmissão da experiência psica-

mente para a pesquisa e a formalização da direção

nalítica, o FCL-SP mantém, desde o início de 2009, o

do tratamento, buscando o sentido transmissível

dispositivo da Rede Clínica inserido nas FCCL-SP e

da experiência à qual a psicanálise convoca seus

norteado pelos princípios diretivos da EPFCL.

praticantes.

Nesse dispositivo, participantes das FCCL-SP e

Ao longo do segundo semestre de 2009 o

membros do FCL-SP que se declaram analistas pra-

Seminário da Rede Clínica foi um lugar de discus-

ticantes entram em contato com a construção de

são e formalização das entradas em análise dos ca-

um caso clínico sob a supervisão de membros da

sos apresentados. Neste primeiro semestre de 2010

EPFCL engajados na Rede Clínica. Além disso, a

pretendemos avançar nesse tema, em especial na

Rede Clínica sustenta mensalmente um Seminário,

pesquisa sobre as transformações do sintoma de

no qual os analistas praticantes participantes são es-

chegada ao atendimento e de entrada em uma aná-

timulados a “dar as provas” de sua práxis na trans-

lise, ou seja, interrogar como se dá a transformação

missão de suas construções de caso clínico e no de-

de uma queixa num sintoma analítico.

bate das construções apresentadas pelos colegas.

coordenação data

22/3

horário local

Conrado Ramos

segundas-feiras, mensalmente, das 12:00h às 14:00

Sede do FCL-SP

A freqüência no Seminário da rede Clínica é exclusiva aos participantes da Rede. Para participar, o candidato deverá, necessariamente, frequentar pelo menos uma das Redes de Pesquisa de FCCL-SP e mais outra atividade de FCCL, bem como participar do seminário da Rede Clínica. Observação: o engajamento na Rede Clínica implica um acréscimo de R$ 30,00 mensais às atividades já realizadas nas FCCL-SP.

24


Agenda Fevereiro

22 27

Maio

8

FCCL- Início da Formação Continuada

9:00h - Contraponto Jornada de abertura do FCL - SP 9:00h - Contraponto

29

9:00h - Sede do FCL Início das atividades do FCL-SP 10:30h-Sede do FCL

29

31

Abril

Junho

18 25

9:00h - Sede do FCL

FCL - Encontro com o Autor

Conferência Mensal 20:30h - Contraponto

30

Debate com cartéis 20:30h - Sede do FCL

28

20:30h - Sede do FCL

26

FCL - Encontro com o Autor 20:30h - Sede do FCL

Diálogo: Literatura e Psicanálise no Cinema Filme: As Horas (The Hours)

23

Conferência Mensal 20:30h - Contraponto

Conferência Mensal 20:30h - Contraponto

10

Diálogo: Literatura e Psicanálise no Cinema Filme: Ensaio sobre a cegueira (Blindness)

Março

1

Diagonal Epistêmica - Seminário O Sintoma e os discursos

Conferência Mensal 20:30h - Contraponto

Julho

9

II Encontro Internacional da Escola – EPFCL Complesso Monumentale de San Michele

Debate com Cartéis 20:30h

a Ripa Grande - Roma

10 a 13

VI Encontro Internacional da IF - EPFCL O mistério do corpo falante Complesso Monumentale de San Michele a Ripa Grande - Roma

Maiores informações no site: www.campolacanianosp.com.br

25


FCL • SP Comissão de Gestão Diretora: Sandra Letícia Berta Secretária: Glaucia Nagem Tesoureira: Rita de Cássia Bícego Vogelaar Coordenadora de FCCL: Silvana Pessoa Conselho FCL - SP 2010 Diretora 2008-2009: Beatriz Oliveira Diretora 2006-2007: Ana Laura Prates Pacheco Diretor 2005: Gonçalo Moraes Galvão Coordenadora de FCCL 2008-2009: Sandra Berta Coordenadora de FCCL 2006-2007: Dominique Fingermann Comissão de Acolhimento Coordenadora: Silvia Franco Beatriz Oliveira Silvana Mantelatto Ana Paula Pires Comissão de Cartéis – 2010 Coordenadora: Beatriz Oliveira

EPFCL • Brasil Comissão de Gestão Diretora: Sônia Alberti Secretária: Georgina Cerquise Tesoureira: Consuelo Pereira de Almeida Todos os membros de Fóruns são membros da AFCL/ EPFCL-Brasil. Os diretores dos Fóruns compõem, junto à CG da AFCL/ EPFCL-Brasil, a Comissão de Acolhimento e Intercâmbio (C.A.I.)

26

CLEAG - Comissão Local Epistêmica, de Acolhimento e Garantia Ana Laura Prates Pacheco Andrea Brunetto Ida Freitas Vera Pollo Publicações Stylus – Revista semestral Estilete – Boletim semestral Home-page – www.campolacaniano.com.br Publicações disponíveis para aquisição no FCL-SP IF – Internacional dos Fóruns Colegiado dos Representantes da IF (CRIF) do Brasil: Dominique Fingermann Zona francófona: Marc Strauss Espanha: Miquel Àngel Fabra e Lola Lopez Itália: Maria Teresa Maiocchi América Latina Sul: Cristina Toro América Latina Norte: Ricardo Rojas Zona anglófona: Esther Faye Delegados IF em São Paulo Silvia Franco Beatriz Oliveira

Pedidos de informações e acolhimentos devem ser dirigidos à secretaria do FCL-SP pelos telefones (11) 3057-1743 / 3063-3703

Capa: Concetto Spaziale, Attesa - Lucio Fontana


27


Fórum do Campo Lacaniano • São Paulo Escola de Psicanálise dos Fóruns do Campo Lacaniano • Brasil

Rua Lisboa 1163 Pinheiros - São Paulo - SP Tel.: 11 3063 3703 / 3057 1743 epfcl-forumsaopaulo@campolacaniano.com.br www.campolacaniano.com.br

Profile for Fórum do Campo Lacaniano de São Paulo

Boletim 2010 - Fórum do Campo Lacaniano SP  

Boletim 2010 - Fórum do Campo Lacaniano SP

Boletim 2010 - Fórum do Campo Lacaniano SP  

Boletim 2010 - Fórum do Campo Lacaniano SP