Page 1

REVISTA FECOOPACE ANO II - Nº 26 - FEVEREIRO, 2013 - FORTALEZA-CE

ENCONTRO

PÁGINA 04

FECOOPACE assume Conselho Nacional do Ramo Transporte da OCB

FECOOPACE reúne presidentes de Cooperativas

PÁGINA 05

PÁGINA VERDE

Confira entrevista com o Vereador de Maracanaú, Nilson Nogueira.

No dia 30 de janeiro, em Brasília, César Nobre, presidente da Fecoopace, assumiu cargo em defesa do cooperativismo. Convidado pelo Sindicato e Organização das Cooperativas Brasileiras no Estado do Ceará, o dirigente passou a integrar o Conselho Consultivo Nacional do Ramo Transporte. Pág: 03

PÁGINA 06

ETUFOR

Presidente da Etufor recebe a diretoria da Fecoopace


EDITORIAL

Por falar na excelência cearense em Transporte Complementar...

www.fecoopace.com.br

O

Revista FECOOPACE - No 25

2

reconhecimento ao esforço em prol do ramo de Transporte, na modalidade Complementar, resultou em uma vitória que reputamos de todos. E a certeza de que trilhamos caminho exitoso vem da instância mais alta do Cooperativismo Brasileiro. Uma vitória, portanto, do movimento complementar cearense, do Sistema Cooperativista estadual, vitória da Fecoopace. Integrar o Conselho Consultivo Nacional do Ramo Transporte da OCB Nacional é uma honra; mais que isso, um compromisso para que continuemos no bom caminho – a oferta de um transporte público de qualidade, nessa parceria que estabelecemos com a sociedade e os governos, resultando em qualidade de vida para a população. Toda a luta de superação das inúmeras situações adversas (da legalização aos processos licitatórios), de por alternativas para a garantia de transporte digno, de qualificação técnica capaz de permitir ao operador angariar o a confiança e carinho do passageiro, contribuíram para convite tão honroso. Humildes, lá chegamos. O processo foi paulatino. Aos poucos fomos ocupando espaços; com trabalho e senso de união, de integração, elevamos ao nível de excelência o trabalho desenvolvido no Estado. E repetimos: o momento feliz de agora não é coisa de um só, mas de um grupo, focado no objetivo de construir referência nacional. Estar em Brasília para discutir a problemática

nacional – e viabilizar soluções adequadas – a partir das vivência exitosas do Ceará é mesmo uma alegria. A gratidão dos que fazemos Federação, pois, ao Sistema OCB/SESCOOP-CE, na pessoa do presidente João Nicédio, em especial, por acreditar nos propósitos que temos. A Organização cearense, no papel dinamizador do cooperativismo local, é aliada de valor desde os primeiros passos do movimento complementar. O fato de sermos já representantes do Ramo Transporte na Organização facilitou-nos a condução à OCB Nacional. Assim sendo, ora de pensar e fazer do transporte complementar a ferramenta de desenvolvimento de largas possibilidades em âmbito nacional. Para finalizar, a nossa tristeza pela súbita partida do companheiro de lutas e ideais, Marceno dos Santos. A Coopatartac perdeu seu líder e criador, mas o céu, por certo, ganhou uma estrela reluzente. À família do valoroso amigo, a nossa solidariedade e afeto. Dedicamos, pois, as conquistas de agora e vindouras ao amigo inesquecível.

A DIREÇÃO

EXPEDIENTE A Revista FECOOPACE é uma publicação da Assessoria de Imprensa da FECOOPACE - Federação das Cooperativas de Transportes Autônomos de Passageiros do Estado do Ceará. Direção Administrativa Presidente: Marcos César Bezerra Nobre Primeiro Vice-presidente: Agostinho Clesson de Souza Lima Segundo Vice-presidente: Maceno dos Santos Diretor Financeiro: Ricardo Oliveira de Lima Diretor Secretário: Xilon de Souza Diretor Administrativo: Francisco Gutembergue Machado Diretor Social: Eduardo Figueiredo Carvalho Conselho Fiscal 2012/2013 Primeiro efetivo: Francisco Hélio Miranda Segundo efetivo: José Jucá de Queiroz Campos Terceiro efetivo: Cícero Antônio Bezerra Gomes Primeiro suplente: Francisco Magela de Souza Segundo suplente: Haroldo Cardoso Portela

Terceiro suplente: Edrauto Gonçalves Batista Endereço FECOOPACE Patio Maraponga Av. Godofredo Maciel, 2640 - Salas 15 e 16 Fone: (85) 3291.2100 - www.fecoopace.com.br Jornalista Responsável: Julyanna dos Santos Albuquerque (Mtb CE 2292) Reportagem e Revisão: Thaís Pereira, Jackson Pereira e Rafael Veras Uma publicação da assessoria de imprensa da FECOOPACE E-mail: redacao@simmetriacomunicacao.com.br Contatos: (85) 3055.8965 Colaboração: Xilon de Sousa. Consultorias: Saúde: Dra. Eliane Pinheiro; Contábil: Marcelo Falho e Jurídica: Arcelino Calado Fotos: Imprensa FECOOPACE E-mail: jornal@fecoopace.com.br Diagramação: Julyanna Albuquerque Impressão: Expressão Gráfica Editora. Aqui, sua marca aparece para quem interessa. Para anunciar entre em contato pelo (85) 3291.2100 e saiba mais.


REPRESENTATIVIDADE

César Nobre indicado para o Conselho Consultivo Nacional do Ramo Transporte

No dia 30 de janeiro, em Brasília, César Nobre, presidente da Fecoopace, mais uma vez assumiu cargo em defesa do cooperativismo. Convidado pelo Sindicato e Organização das Cooperativas Brasileiras no Estado do Ceará, o dirigente passou a integrar o Conselho Consultivo Nacional do Ramo Transporte.

www.fecoopace.com.br

César Nobre, Presidente da FECOOPACE, durante reunião do Conselho Consultivo Nacional do Ramo Transporte

O

Conselho do Ramo Transporte tem as funções de identificar os desafios ao pleno desenvolvimento das atividades cooperativistas, orientar os esforços do Sistema à superação de situações adversas, e apresentar as alternativas e os conhecimentos técnicos requeridos para as defesas dos Ramos junto ao Governo Federal e demais atores representativos. Adicionalmente, cabe aos Conselhos Consultivos a importante tarefa de apresentar planos anuais de ação à Diretoria.

3

Reuniões periódicas

Grande responsabilidade

Para César Nobre, fazer parte do Conselho Nacional do Ramo Transporte é uma honra e uma imensa responsabilidade. “Sinto-me muito feliz por ter a oportunidade de representar o Ceará e, ao mesmo tempo, muito ansioso para colaborar no progresso de nossas questões-chave”. O primeiro encontro

representantes para cada uma das duas câmaras, podendo ser técnicos de cooperativas ou das unidades estaduais do Sistema OCB. As prioridades do setor foram enumeradas, entre elas a criação de uma linha de crédito “Pró-caminhoneiro”, o avanço nas tratativas junto à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) sobre o registro de cooperativas; temas relacionados à arrecadação de INSS; a presença de pessoas jurídicas nas cooperativas e estudos para desoneração de PIS/ Cofins para o transporte de passageiro.

Definições

O analista de Ramos e Mercados da OCB, Gustavo Beduschi – responsável pelo acompanhamento de todas as ações que envolvem o ramo transporte –, afirmou que um dos pontos primordiais enfatizados por todos foi a necessidade de um trabalho conjunto para que as conquistas se multipliquem em 2013. “Ficou claro que o ramo não pertence à OCB, e que a contribuição de cada conselheiro, de forma mais atuante, participativa, será fundamental para o atendimento às demandas do setor.”

Na primeira reunião, estiveram em pauta a apresentação do novo regimento interno, para análise dos conselheiros, e a definição das prioridades para o setor neste novo período de gestão. Nicédio Nogueira destacou a importância da atuação sistêmica para o alcance dos objetivos. “Temos que determinar as principais demandas, priorizá-las e definir responsabilidades. Meu compromisso é levar as demandas à diretoria e buscar colocá-las em prática, ouvindo os municípios, regiões, ramos.” Uma das definições validadas pelos conselheiros nesta primeira reunião foi a criação de duas Câmaras Temáticas: Passageiros e Cargas. Os estados que possuem representação no Conselho foram convocados a indicar

Participação

Revista FECOOPACE - No 25

As atividades dos Conselhos são debatidas, usualmente, em reuniões específicas, conforme disposição dos respectivos regimentos internos. Todos os encontros do Conselho Consultivo do Ramo Transporte serão acompanhados pelo Diretor João Nicédio Alves Nogueira, Presidente do Sindicato e Organização das Cooperativas Brasileiras no Estado do Ceará (OCB/ CE), ou seu suplente, Diretor Haroldo Max, Presidente do Sindicato e Organização das Cooperativas Brasileiras no Estado de Goiás (OCB-GO).


ENCONTRO

www.fecoopace.com.br

FECOOPACE reúne presidentes de Cooperativas

Revista FECOOPACE - No 25

4

Presidentes de Cooperativas de todo o Estado prestam justa homenagem ao amigo Marceno dos Santos

U

ma bela homenagem ao 20 Vice-Presidente, Maceno dos Santos, falecido dia 24 janeiro, abriu a primeira reunião dos presidentes de Cooperativas filiadas em 2013. Realizado no Auditório do Sistema OCB/ SESCOOP no dia 4 de fevereiro, teve como pauta a viagem de César Nobre a Brasília, Isenção do IPVA, Fiscalização Detran e Contratação de despachante. Homenagem De início, imagens projetadas e um minuto de silêncio que emocionaram os dirigentes, que puderam manifestar seu pesar pela perda precoce do cooperativista do Cariri. O presidente da Federação destacou empenho do amigo em prol do Sistema de Transporte Complementar e da convivência alegre que com ele mantinha. DF e Isenção Depois foi a viagem de César Nobre a Brasília. Convidado pelo Sindicato e Organização das Cooperativas Brasileiras no Estado do Ceará, o dirigente passou a integrar o Conselho Consultivo Nacional do Ramo Transporte. Em seguida, o debate sobre a redução da alíquota de Pins e Cofins, que necessitará de estudos. IPVA A isenção do IPVA tomou parta das discussões. De acordo com Xilon de Souza, presidente da COOPTRATER, o benefício ainda não foi efetivado pela Secretaria da Fazenda. Ficou decidido que a Federação formularia um documento a ser enviado ao secretário Mauro Filho.

Carta do Governador Presidentes de várias partes do Estado relataram problemas com a fiscalização do Detran em seus municípios. Francisco Nizo, da COOPRECENSUL, não concorda com o tratamento dados pelos fiscais aos seus cooperados. A sugestão é a de remeter carta ao Governador Cid Gomes, relatando a situação e solicitando reunião para tratar a questão. Despachante Os cooperativistas deram ainda a sugestão da contratação de despachante para agilizar processos junto ao Detran, prontamente acatada por César Nobre.


PÁGINA VERDE ENTREVISTA: NILSON NOGUEIRA (DEM), VEREADOR DE MARACANAÚ

NILSON NOGUEIRA, AGORA CUIDANDO DAS PESSOAS E DE MARACANAÚ

A

os 45 anos, o sindicalista, cooperativista e presidente da Cootralin esbanja simpatia e realizações por onde passa. Precursor do transporte complementar em Maracanaú, Nilson Nogueira lutou pela meia passagem municipal e integrou, também, a Diretoria da Fecoopace.

www.fecoopace.com.br

Eleito vereador pelo partido Democratas (DEM) com 2.002 votos, foi o 10° vereador mais bem votado do município. Seu trabalho social é reconhecido e representa alento para a população mais carente. Entre as ações, ele realiza anualmente no Conjunto Timbó a maior festa das crianças do município, um evento que já é tradição na região. O que pensa e faz Nilson Nogueira, representante do transporte complementar na Câmara Municipal de Maracanaú. Minhas primeiras ações Desde o início de nosso mandato, já apresentamos requerimentos solicitando a criação de uma creche no bairro Conjunto Timbó; a construção de uma escola e de um posto de saúde no bairro Residencial; a criação de linhas para atender a quase 5 mil famílias dos bairros Alto Alegre I e II; a criação de uma linha de ônibus do transporte urbano que atenderá quase 5 mil funcionários de indústrias e empresas no distrito industrial - DIF-III, ligando os municípios de Pacatuba, Maracanaú e Fortaleza. Entre os requerimentos, estão ainda as solicitações de redutores de

velocidade em ruas e avenidas de Maracanaú e a construção de um calçadão para a prática de caminhadas e lazer. Expectativas A frase da minha campanha ‘Cuidar das pessoas, Cuidar de Maracanaú’ expressa a minha motivação e responsabilidade como vereador. Minhas expectativas estão pautadas em torno do cuidar da saúde de nossa população, com a criação de equipamentos de saúde, como postos e também políticas públicas que promovam a saúde. É minha preocupação cuidar da educação de nossas crianças e jovens, através da construção de novas escolas, creches e projetos que desenvolvam o setor. No transporte, pretendo conseguir a integração e qualidade no serviço, gerando comodidade e benefícios para os usuários.

Desafios Maracanaú cresce de forma acelerada, mas ainda precisa de avanços. Na Câmara, temos vereadores que representam todos os bairros do município e acredito que cada um terá o desafio de buscar melhorias e avanços para seus bairros e para todo o Maracanaú. Sabemos que para um projeto se concretizar, ele passa por muitas tramitações, mas, estamos dispostos a lutar e trabalhar para fazer um mandato de projetos a serem concretizados e ver, no dia a dia, o povo usufruir e ser beneficiado com ele. O transporte na Câmara Municipal O Transporte é uma das áreas que merecem mais atenção em Maracanaú; alguns bairros ainda não são totalmente beneficiados com linhas e rotas de ônibus, o que gera insatisfação e dificuldade para quem utiliza e é usuário do transporte urbano. Como presidente da Comissão de Transporte e Desenvolvimento Urbano, vou trabalhar incansavelmente para que a população de todos os bairros possa ser beneficiada com transporte de qualidade. Criação de novas linhas, capacitação de motoristas e cobradores, parcerias com empresários e apoio do poder executivo são fatores que tornarão possíveis os nossos sonhos, e o principal beneficiado será o povo, principalmente os que depositaram confiança em mim.

Revista FECOOPACE - No 25

“O Transporte é uma das áreas que merecem mais atenção em Maracanaú; alguns bairros ainda não são totalmente beneficiados com linhas e rotas de ônibus, o que gera insatisfação e dificuldade

5


INTERCOOPERAÇÃO

www.fecoopace.com.br

Presidente da Etufor recebe a diretoria da Fecoopace

Revista FECOOPACE - No 25

6

A diretoria esteve reunida em 16 de janeiro com o novo presidente Rogério Pinheiro para dar-lhe as boas-vindas e apresentar a Federação ao gestor, reforçando os votos de parceria e colaboração.

F

oram destacadas demandas de algumas Cooperativas filiadas à Federação e realizadas solicitações quanto à ampliação de rotas de coletivos e liberação de trajetos. Presentes o presidente César Nobre; o primeiro vicepresidente, Agostinho Clesson; o diretor financeiro, Ricardo Oliveira; o diretor administrativo, Francisco Gutemberg; o diretor social, Eduardo Figueiredo; e os vereadores de Maracanaú Nilson Nogueira e João Bodó. Para César Nobre, “a principal demanda é a integração entre os transportes complementar e regular, da forma que foi vislumbrada no Plano de Governo do prefeito Roberto Cláudio durante o período de campanha”. De acordo com ele, a Federação, dentro de suas atribuições, dará todo apoio para a concretização deste projeto. Rogério Pinheiro ratificou a implantação do bilhete único até julho deste ano e confirmou o processo de integração dos meios de transporte público da capital. Da capital à Região Metropolitana Inúmeros passageiros se deslocam, diariamente, do centro de Fortaleza para a Região Metropolitana, necessitando ter acesso a veículos do transporte regular e complementar da capital para chegar aos seus destinos. Muitos deles, ou quase todos, circulam e rompem a fronteira de diversas localidades. Um das solicitações realizadas por João Bodó durante a reunião foi a ampliação da rota do ônibus que atende ao

bairro Alto Alegre, em Maracanaú. Alertou para o fato de o transporte oferecido à população do bairro não chegar a circular por todas as ruas, dificultando o acesso e ampliando os riscos de segurança aos passageiros. Outras solicitação foram feitas. O presidente da Etufor entende que todas serão analisadas com atenção devida, tendo como objetivo principal “a melhoria no atendimento aos passageiros, que é umas das missões do Órgão, bem como das cooperativas de transporte complementar”. Rogério esclareceu ainda que, caso seja necessário, serão enviadas equipes da Etufor até as localidades citadas, com o objetivo de fazer um estudo de casos. O papel da FECOOPACE Hoje representando 25 cooperativas de transportes complementares no Ceará, a Federação atende todos os municípios do Estado por meio de 344 carros. Nessa perspectiva, mostra-se cada vez mais forte e decisiva no processo de construção de grandes projetos como o de integração dos transportes da capital cearense. Por isso, César Nobre lançou a sugestão de uma nova reunião para debate sobre o assunto e também a bilhetagem eletrônica, dispondo-se a quaisquer necessidades e demandas que possam existir quanto ao trabalho desempenhado pelas cooperativas filiadas.

PALAVRA DO PRESIDENTE

De conquistas e de perdas

U

m ano que começa promissor, com grandes perspectivas e conquistas, mas também marcado pela dor. É assim que se faz a vida, de encontros e despedidas, de perdas e conquistas. No dia 24 de janeiro, perdemos um grande cooperativista, um grande líder e, sobretudo, um grande amigo. Maceno dos Santos nos deixou precocemente; sua partida inesperada calou palavras não ditas, ainda guardadas em nossos corações, mas não se perdeu a demonstração que deu de fé em dias melhores, por meio do trabalho incansável e honrado. Amigo Marceno, que Deus o acolha em sua infinita bondade e que o seu exemplo de vida possa ecoar entre todos que o conheceram. Você foi fundamental para o transporte complementar do nosso estado, fez a diferença na vida de muitas pessoas. De trabalho foi feita a vida do nosso companheiro agora noutro plano. Fique com nossa eterna gratidão, enternamente. Nessa direção, cabe fortalecer a FECOOPACE de todos com projetos e iniciativas viáveis, celebrando conquistas em respeito aos que contribuíram e contribuem diariamente para o nosso crescimento. Falando em celebrar vitórias, gostaria de destacar uma em especial. No final de janeiro, fui acolhido com muita

alegria como membro do Conselho Consultivo do Ramo Transporte na sede da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), em Brasília. Minha participação no órgão é uma grande oportunidade de colocar em pauta e deliberar sobre questões de grande interesse para nós, que fazemos o transporte complementar cearense. Na nova função, o mesmo esforço e suor que já empenho todos os dias na presidência da Federação. Que Deus nos ilumine em nosso caminho e possamos seguir adiante em nossa missão de transportar, com carinho e cuidado, nossa querida gente.

César Nobre Presidente da FECOOPACE


HOMENAGEM

Marceno dos Santos: sempre estará presente em nossos corações

www.fecoopace.com.br

N

o dia 24 de janeiro de 2013, o transporte complementar perdeu uma de suas peças fundamentais, o querido amigo Marceno dos Santos, segundo vice-presidente da FECOOPACE, expresidente da Coopatarc e um dos fundadores da Federação. A dor da perda precoce nunca será apagada, mas a

lembrança de suas boas ações nos levará adiante, em nossa missão de oferecer um transporte de excelência ao nosso povo cearense. Seremos eternamente gratos. Confira a homenagem da FECOOPACE ao amigo Marceno dos Santos.

“O Marceno foi uma figura importante para o transporte. Foi um dos fundadores do Sistema de Transporte Complementar. Perdemos uma figura que engrandecia muito o sistema em todas as suas representações. Marceno era lutador mas era também um excelente piadista e sempre nos fazia rir nas viagens que faziamos. Um amigo querido. Vou sentir muitas saudades.” Ricardo Oliveira - Diretor da FECOOPACE “Maceno é um lutador e grande companheiro. Estamos de luto com sua partida precoce. Gostaria de me solidarizar com a sua famíia. Seria importante que nos uníssemos para cobrar do Estado a justiça nesse caso.” Francisco Nizo - Presidente da COOPRECENSUL “Nós estamos solidários a família e devemos nos unir para fortalecer e tomarmos como exemplo para que isso não aconteça novamente.” Agostinho Clesson - Presidente COOTACE “Eu perdi um grade amigo. Agora é o momento da união.” Robério

Lourenço – Diretor COOPATRASSE

“Eu perdi um grande amigo e o transporte complementar perdeu um líder. Nos resta a lembrança do homem digno e apaixonado pela vida, pelos costumes do nordeste e, principalmente, um lutador. Lembraremos para sempre do legado do seu trabalho.” César Nobre – Presidente da FECOOPACE

Revista FECOOPACE - No 25

“Ao amigo que partiu ao encontro do Pai Celestial, a certeza dos companheiros de luta que aqui deixou. Ao amigo que fez a Grande Viagem, o respeito de todos pelo homem de bem que plantou a semente boa do trabalho, da ética, da retidão. Ao amigo que exemplificou pela qualidade da obra construída, a saudade e a gratidão por tudo. À sua família e aos que fazem a Coopatarc, os nossos sentimentos e a nossa solidariedade. Decerto que o mundo ficará mais triste sem você, mas o Céu ganhará uma estrela reluzente. Você, Marceno. Onde estiver, o abraço fraterno dos que fazem o Sistema Complementar do Estado, dos que compõem a Federação que você ajudou a fundar.”

7


REPRESENTATIVIDADE

César Nobre novamente no Conselho Consultivo de O POVO

www.fecoopace.com.br

N

Revista FECOOPACE - No 25

8

ovo Conselho Consultivo de Leitores do O POVO foi empossado no dia 17 de janeiro, em cerimônia para convidados. Em 2013, o órgão completa 15 anos de existência e reforça sua importância, ao promover o debate plural – os participantes são pessoas escolhidas de diversas áreas do conhecimento (há engenheiros, médicos, professores universitários, empresários, estudantes etc.). Pelo segundo ano consecutivo, César Nobre, Presidente da FECOOPACE, foi escolhido para fazer parte do Conselho e expressou sua satisfação: “Sinto-me privilegiado por participar de um fórum tão diversificado e poder reforçar a voz do transporte complementar, nossas demandas e nossa visão de mundo”. Neste ano, uma nova metodologia de escolha foi empregada. Três dos conselheiros foram apontados pela participação constante na sugestão de temas para o jornal e questionamentos nas redes sociais. Essa foi uma maneira encontrada para tornar a equipe mais dinâmica e adequada às novas tendências. Atualmente, além de uma lista atualizada diariamente com discussões, são realizadas reuniões mensais para debater as edições. 15º Conselho Consultivo de Leitores

• Bruno Iughetti- Consultor na área de petróleo e combustível • Crisneive Silveira- Estudante de Jornalismo • Edwiges Araújo Moura - Médica • Juvêncio Santos Nobre - Professor universitário •Antônio Paulo de Hollanda - Professor do Departamento de Engenharia de Transportes da UFC • Ana Lúcia Bastos Mota - Empresária •Ademarzinho Ponte de Holanda - Engenheiro agrônomo • Rui Rodrigues Aguiar - Professor universitário • Carlos Eduardo Bezerra - Presidente do Sindicato dos

Bancários do Estado do Ceará (Fenaban) • Pablo Martiz Guterez - Engenheiro e publicitário • Rinivaldo Barbosa - Taxista • Benedito Lima - Cronista esportivo • Márcia Alcântara - Médica • Marcos César Bezerra Nobre - Presidente da Federação das Cooperativas de Transporte Autônomo de Passageiro do Estado do Ceará (Fecoopace) • Marcus Vinícius de Oliveira - Agrônomo


ARTIGO

Experiência de amor ao próximo Olga Maia – Presidente da Associação Peter Pan.

9

Revista FECOOPACE - No 25

no Programa Raio de Sol, que acontece nas enfermarias do Hospital que a Associação Peter Pan construiu com a ajuda de muitos. A jovem nos contou que era seu primeiro plantão e que não conhecia ninguém. Com surpresa, viu quando uma criança veio muito feliz, chegou pertinho dela e disse com inocência: ¬- Tia, eu estava justamente te esperando! Ela entendeu que o que a criança estava esperando era a visita que transforma a rotina hospitalar, a atitude de amor que representa a solidariedade, a alegria, remédios transcendentes e comprovadamente decisivos ao processo de cura! Outro lindo exemplo de amor ao próximo veio de uma voluntária de 25 anos. Jamais nos esqueceremos do carinho e do brilho nos olhos de uma mãe ao falar desta jovem, dizendo que era a única amiga que ela tinha nesta cidade grande. Vinda do interior, aquela mãezinha era muito tímida e por isto ficava horas sozinha a cuidar de seu filho adolescente, e fora de possibilidade de cura. A jovem voluntária a visitava duas vezes por semana e ficava apenas conversando, contudo, a sua presença representava a família que ficara distante e trazia para o momento tão difícil o consolo, a segurança de ter alguém, um sentimento puro de amor verdadeiro, que as uniu para sempre. Concluímos este pequeno artigo, trazendo as palavras do Mestre do Amor, contidas no Evangelho de Mateus: “Quando foi, senhor, que te vimos com fome e te demos de comer; nu e te vestimos; doente e te fomos visitar...?” A resposta veio sublime: “Todas as vezes que fizestes isto a um dos meus irmãos mais pequenino foi a mim mesmo a quem fizestes...”.

www.fecoopace.com.br

Q

uase todos já ouvimos falar na Parábola do Bom Samaritano. Nela, Jesus se refere a um assalto, a um homem que ficou ferido à beira da estrada, aos que passaram indiferentes e ao Bom Samaritano, que, cheio de misericórdia, ajudou seu próximo. Nas estradas do mundo moderno ainda encontramos as mesmas atitudes. Os noticiários estão sempre falando de bandidos que assaltam barbaramente; de loucos que atiram em crianças; de corruptos traidores da Pátria que, sem nenhuma vergonha, colocam dinheiro sujo na mala de suas consciências equivocadas; de mães que deveriam amar e de médicos que traem o juramento de salvar, praticando o aborto que mais tarde pesará, inevitavelmente, em suas consciências. Em pleno século XXI, a pergunta da Parábola ainda ecoa no ar: Quem será o meu Próximo? A resposta divina também chega até nós: O próximo sempre será aquele que souber usar de misericórdia! Se formos refletir, Jesus escolheu um homem simples como protótipo do Homem Bom. Isto nos mostra que não precisamos ter estudo, dinheiro ou poder para fazermos o Bem. Esta atitude só necessita da vontade de amar e de fazer para o outro o que se quer para si mesmo. Por falar de amor ao próximo, pedimos licença para falar da Associação Peter Pan, que nasceu da vontade de amar, do desejo de fazer o Bem sem olhar a quem e que conseguiu transformar a história do câncer infanto-juvenil em nosso Ceará. E, como o nosso tema é a Experiência de Amor ao Próximo, vamos contar duas experiências de amor vividas nos corredores do câncer. Certo dia, uma voluntária chegava para dar seu plantão


ANUNC

MODELO

www.fecoopace.com.br

Novo modelo de gestão moderniza administração da COOPTRATER

M

odernização e crescimento, fatores que caminham lado a lado. Assim pensando, a COOPTRATER iniciou o processo de qualificação do seu modelo de gestão, buscando evoluir e se destacar através da implementação de um formato de administração mais qualificado e atento a experiências bem sucedidas pelo País. Dentre as novidades, a criação de um Conselho Diretor composto por cinco membros efetivos, distribuídos entre as funções de presidente, vice-presidente, secretário, diretor

operacional e diretor financeiro. Devem ser contratados ainda administradores de carreira para gerir a instituição, formando o Conselho Executivo. A grande questão do novo modelo está na profissionalização administrativa da instituição que, até então, é gerenciada pelo Conselho Administrativo, eleito pelos cooperados e que detém o poder de gerir a Cooperativa. Com o novo formato, profissionais com capacitação técnica serão contratados para administração, enquanto o Conselho Diretor, ainda eleito pelos cooperados, terá função deliberativa e de fiscalização. Para o consultor contábil da COOPTRATER, Marcelo Fialho, “este processo de profissionalização gerencial vai possibilitar retorno, através de benefícios financeiros, ao trabalho de cada um dos cooperados”. A iniciativa, que deve ser implementada nos próximos meses, partiu da escolha da COOPTRATER pela Organização das Cooperativas Brasileiras no Ceará como marco inicial da reforma estatutária das cooperativas de transporte complementar do Ceará. As expectativas são as melhores, considerando que o Estado já tem o melhor sistema de transporte complementar do País, o que fortalece a categoria e a certeza de que a empreitada será um sucesso. Para o presidente da COOPTRATER, Xilon de Souza, “essa é uma grande vitória para a Cooperativa, que se sente reconhecida e toma como obrigação honrar a oportunidade de ser a pioneira no processo”. C

M

Y

10

CM

MY

CY

CMY

Revista FECOOPACE - No 25

K


ANUNCIO_FEECOPACE_01-2013.pdf

18/12/2012

10:25:04

www.fecoopace.com.br 11

Revista FECOOPACE - No 25


TEMPO DE ESTIO

Especialistas divulgam prognósticos para a quadra chuvosa

www.fecoopace.com.br

A

pós um ano muito difícil para a agricultura no estado e em todo o sertão nordestino, especialistas e profetas divulgam suas previsões para a quadra chuvosa, que abrange os meses de fevereiro, março e abril. O prognóstico oficial para a quadra chuvosa de 2013, projetado pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), foi divulgado no dia 25 de janeiro. Segundo os técnicos, nos próximos três meses (fevereiro, março e abril), o estado do Ceará terá 45% de chances de ficar abaixo da média histórica. Há 35% de chances das chuvas ficarem na média e 20% de probabilidade de chover uma quantidade acima da média nesse período. O prognóstico oficial foi obtido após reunião entre meteorologistas do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (CPTEC/INPE), da Funceme e dos núcleos de meteorologia dos estados no Nordeste.

LEI

Saiba mais sobre a nova lei seca, que entrou em vigor em dezembro se submeter ao bafômetro ou a exames de sangue para

demonstrar que não consumiu acima do limite permitido pela legislação. Ficam mantidas a suspensão do direito de dirigir por um ano para quem beber qualquer quantidade e o recolhimento da habilitação e do veículo.

12

Revista FECOOPACE - No 25

Após a divulgação do prognóstico, uma reunião foi realizada para avaliar os impactos que essa perspectiva de poucas chuvas pode provocar em setores essenciais, como agricultura e armazenamento de recursos hídricos.

A

presidente Dilma Rousseff sancionou em dezembro mudanças na lei seca, aumentando o rigor na fiscalização. A proposta torna válidos novos meios para identificar um condutor alcoolizado, além do bafômetro. Há, ainda, uma alteração no Código de Trânsito Brasileiro, que dobra a multa aplicada a quem for pego dirigindo embriagado: de R$ 957,70 para R$ 1.915,40, valor que pode dobrar em caso de reincidência em 12 meses. Entre os meios que passam a ser aceitos para comprovação da embriaguez estão o depoimento do policial, vídeos, testes clínicos e testemunhos. O agente de trânsito poderá ainda se valer de qualquer outro tipo de prova que puder ser admitida em tribunal. Com a nova regra, o limite de 6 dg/L se torna apenas um dos meios de comprovar a embriaguez do motorista. O crime passaria a ser dirigir “com a capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool ou outra substância psicoativa que determine dependência”. O condutor poderá realizar a contraprova, ou seja,


LANÇAMENTO

Um olhar sobre o cooperativismo cearense

D

Em opinião ao Jornal O Povo (edição de 11 de janeiro/2013), o presidente da Fecoopace, César Nobre, comentou o avanço das cooperativas de crédito e garantiu que “é uma grande oportunidade estar ligado a uma delas, já que os financiamentos têm juros baixos e facilitam o investimento. Ao final, o cooperado ainda recebe uma quantia do dinheiro investido, que terá fim definido em Assembleia a ser realizada pela Cooperativa investidora”.

www.fecoopace.com.br

e acordo com dados divulgados pelo Banco Central, até o mês de setembro do ano passado, as cooperativas de crédito cearenses movimentaram cerca de R$ 427,5 milhões, superando o montante total de 2011, que foi de R$ 382,5 milhões. Segundo o levantamento, elas receberam R$ 1,3 bilhão em depósitos e contabilizaram um patrimônio líquido de R$ 478 milhões, valor que destaca e eleva as instituições de cooperativismo de crédito no cenário econômico do País. Das 24 cooperativas de crédito do Ceará que são registradas pelo Sistema OCB, a Unicred – inicialmente destinada aos médicos e, atualmente, aberta, também, a empresas e outras cooperativas – possui mais de R$ 328 milhões de ativos. Como informa o gerente administrativo da Entidade, Josinewton Josino Junior, o sistema de cooperativas UNICRED possui 29 unidades na central Norte-Nordeste, das quais cinco estão no Ceará. A Fecoopace, atenta às oportunidades do mercado financeiro, é uma cooperada Unicred Fortaleza e usufrui de importantes benefícios que são oferecidos pela Cooperativa. Em 2012, a Federação ficou de olho e aproveitou as grandes oportunidades para financiamentos de veículos oferecidos pela instituição, com o intuito de ampliar e qualificar a frota de carros das cooperativas de transportes que atendem ao Estado do Ceará.

LANÇAMENTO

Um olhar sobre o cooperativismo cearense

13

presenciaram determinadas situações e o não dito, ou dito de outra forma: silenciando, chorando, rindo, contestando”. Registro em palavras e imagens

A

história do cooperativismo cearense ganhou, em dezembro, um importante registro. O livro “Cooperativismo no Ceará – Sociedade, História e Memória” é uma produção do sistema OCB/ Sescoop-CE em comemoração aos 40 anos da instituição. A obra foi lançada em noite especial, durante coquetel de encerramento do grande evento que contemplou a I Feira da Intercooperação, o I Fórum dos Presidentes das Cooperativas e o III Simpósio Cearense do Cooperativismo de Crédito, em 13 de dezembro. A emoção em foco

Segundo o autor (?) da obra, historiador Manoel Alves de Sousa, “a pretensão do livro é fazer um registro histórico, como caminho metodológico e enquanto instrumento de aquisição de dados, palavras, gestos, rastros captados entre as reticências, a emoção, o entusiasmo dos que

Iniciativa valiosa

Para Márcio Lopes de Freitas, presidente do sistema OCB nacional, a iniciativa é valiosa ao reconhecer o esforço dos que fizeram e fazem o cooperativismo cearense acontecer. “A transição do cooperativismo rural para o urbano, durante a fase de metropolização de Fortaleza e das demais cidades cearenses, é um dos marcos no desenvolvimento do cooperativismo local”, analisa. A força do afeto

Nicédio Alves Nogueira, presidente do sistema OCB/ Sescoop-CE, órgão idealizador e financiador do projeto, ressaltou que o afeto foi o elemento principal na criação do livro e que “a obra, elaborada por cooperativistas, será um marco para a história recente do estado e para a nossa base intelectual e educativa.”

Revista FECOOPACE - No 25

O livro traz contém uma explanação minuciosa sobre o modelo cooperativista e sua representação no mundo e no Brasil, para depois abordar, de forma emocionante, a história do cooperativismo cearense e sua relação com a formação da sociedade. São detalhadas as diversas fases experimentadas pelos cooperativistas locais. A terceira parte do livro trata do cooperativismo cearense contemporâneo e das perspectivas para o futuro. Nesta fase, espaço para o trabalho determinante da FECOOPACE. Em seção dedicada exclusivamente ao ramo Transporte, o autor discorre sobre a importância da organização das cooperativas do interior em busca de melhores condições de trabalho e fala, também, sobre a luta pela regulamentação do serviço de transporte complementar.


O CONTADOR

Novo Salário Mínimo será de R$ 678,00 em 2013

Dr. Marcelo Fialho

www.fecoopace.com.br

fialho@praxiscontabilidade.com.br

Revista FECOOPACE - No 25

14

N

a segunda feira dia 24 de dezembro, a ministrachefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann anunciou que o decreto corrigindo o valor do Salário Mínimo para R$ 678,00 foi assinado pela presidente Dilma Rousseff e será publicado no Diário Oficial da União nessa quarta-feira. O ganho real ao trabalhador brasileiro, segundo o governo, será de 9%. O novo valor passa a valer a partir do dia 1º de janeiro. O valor do salário mínimo é calculado com base no percentual de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do ano retrasado mais a reposição da inflação do ano anterior pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Em 2011, a variação do PIB foi de 2,73%, e a inflação de 2012 medida pelo INPC, de 6,1% neste ano. O Orçamento de 2013 - ainda não aprovado pelo Congresso - previa alta do mínimo para R$ 674,96. A proposta original do

governo era de aumento de R$ 622 para R$ 670,95, mas o cálculo da inflação foi reajustado, e isso elevou o valor. O pacote de bondades anunciado na véspera do Natal também atende a uma reivindicação das centrais sindicais: a isenção de Imposto de Renda sobre a Participação nos Lucros e Resultados (PLR) com valores de até R$ 6 mil. Hoje, o benefício concedido pelas empresas privadas sofre taxação de 27,5% sobre o valor total independentemente do valor recebido. Valores superiores a este valor serão tributados de forma gradual, por faixas de rendimento. Para ganhos na PLR entre R$ 6000,01 a R$ 9 mil, a alíquota cobrada será de 7,5%; na faixa de R$ 9000,01 a R$ 12 mil, 15% de imposto; entre R$ 12.000,01 e R$ 15 mil, o percentual cobrado será de 22,5%; e para valores superiores a R$ 15 mil, a alíquota do Imposto de Renda continuará em 27,5%. Nos cálculos do governo, com a isenção ou redução na cobrança de Imposto de Renda sobre o PLR, o governo deixará de arrecadar R$ 1,7 bilhão por ano. FONTE: práxis Contabilidade Empresarial


SAÚDE TOTAL

Ansiedade: é preciso controlar Dra. Eliane Pinheiro: 8885.4447 dra.elianepinheiro@uol.com.br

www.fecoopace.com.br

A

Efeitos Pessoas ansiosas dificilmente conseguem relaxar em momentos de lazer, o que é um agravante. A tensão e a sensação de medo frequente podem atrapalhar a vida do indivíduo, reduzindo a sua capacidade de concentração e reflexão, alterando o seu sono e causando fortes oscilações de humor. Além disso, o problema pode se estender ao condicionamento físico, propiciando falta de ar, aumento da pressão arterial, dores no corpo e até diarreia. Tratamento Antes de qualquer atitude, é preciso reflexão. A pessoa ansiosa deve construir uma percepção sobre os possíveis motivos de seu comportamento. O passo seguinte é tentar reverter a situação, buscando alterar a rotina, evitar momentos de estresse prolongado e qualquer outra situação que possa causar ou incentivar a ansiedade. A prioridade é prevenir. E, para evitar o problema, recomenda-se: a prática frequente de esportes e exercícios de relaxamento; evitar café, bebidas e produtos que contenham estimulante; usar dez minutos do dia para alongamento e meditação. Mas, caso não consiga ser evitado ou amenizado, a dica é buscar tratamento psicoterápico e, se necessário, o uso de ansiolíticos e antidepressivos, sempre com o acompanhamento de profissionais.

REVISTA FECOOPACE Aqui, sua marca aparece para quem interessa. Para anunciar entre em contato pelo telefone (85) 3291.2100 e saiba mais.

15

Revista FECOOPACE - No 25

ansiedade não chega a ser uma patologia, mas, caso não seja mantida sob controle, pode causar inúmeras doenças. Muitas vezes confundida com estresse, a sensação – melhor definida como um estado emocional – geralmente vem acompanhada de medo intenso, problemas no estômago, transpiração contínua e aumento considerável dos batimentos cardíacos. Com a correria do dia a dia e o excesso de tarefas cotidianas, é cada vez mais frequente estar e/ou conviver com pessoas ansiosas. O problema, portanto, pode e deve ser resolvido antes de ganhar maiores proporções. De acordo com pesquisadores do Laboratório de Neurociência Comportamental (Lanec) da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), cerca de 30% das pessoas ansiosas sofrem ou podem sofrer algum tipo de transtorno irreversível. Causas Fortes emoções e grandes problemas vividos durante a primeira infância, distúrbios psicológicos, alterações hormonais e rotina agitada podem gerar ansiedade em qualquer indivíduo. Acredita-se que o próprio estresse seja uma das principais causas da ansiedade entre as pessoas do mundo contemporâneo.


SERVIÇO

Portal oferece serviço de consultas personalizadas

www.fecoopace.com.br

Integração

Revista FECOOPACE - No 25

16

N

o ar desde agosto de 2011, Meu DETRAN é um portal de informações e serviços exclusivos aos cidadãos que se relacionam com o DETRANCE. Em um ambiente amigável e intuitivo, o usuário pode acessar um leque de funcionalidades que permitem um relacionamento mais eficiente com o órgão. O acesso é fácil e rápido, basta se cadastrar. Meu Detran agrega em um só local todos os seus dados, gerando avisos personalizados, enviando informações por e-mail e redes sociais e ampliando a experiência de se obter serviços personalizados através da integração com os módulos e-Habilitação e e-Veículo, que continuam disponíveis para quem não é cadastrado ao portal. Dados que podem ser acessados no portal Meu Detran • Habilitação: Tipo de Habilitação, Data de Validade, Pontos Acumulados e Resultados de bloqueios para a habilitação; • Veículo: Placa, Renavam, Chassi, Modelo, Cor, Tipo, Multas, Observações e Restrições; • DETRAN Expresso: entrega periódica de boletins informativos, notícias e informações personalizadas, como inclusão de multas, vencimento de CNH via e-mail, entre outras; • Acompanhamento da entrega de documentos do DETRAN via Correios.

Os módulos do e-Habilitação e e-Veículo são integrados ao Meu Detran, possibilitando acompanhar e agilizar alguns serviços do órgão. • e-Habilitação: para emitir taxas de Renovação, CNH Definitiva, Adição e/ou Mudança de Categoria, 2ª Via ou PID (Permissão Internacional). É possível, também, acompanhar o andamento de seu Processo e/ ou Reimprimir taxas ainda não pagas e emitir um Nada Consta; • e-Veículo: para acompanhar o andamento do seu processo de aquisição, caso esteja adquirindo um outro veículo novo ou usado, inclusive com a possibilidade de impressão da taxa. Nele você checará, por exemplo, se já existe informação do SNG, CECAF, Comunicação de Venda e Baixa do pagamento da taxa. No caso de veículo novo, é possível acompanhar se a documentação já foi entregue, se há alguma pendência, ou mesmo se o DUT já foi impresso. Perspectivas

Outras funcionalidades estão sendo desenvolvidas para o portal: • Visualização das fotos de infrações de fotossensores; • DETRAN Expresso: entrega periódica de boletins informativos, notícias e informações personalizadas, como inclusão de multas, vencimento de CNH, via SMS e redes sociais (Twitter, Facebook etc.); • Acompanhamento de processo de Defesa Prévia e JARI; • Acompanhamento de processo de inscrição na Dívida Ativa; •vVisualização dos comprovantes de pagamento dos últimos extratos pagos.

CARNAVAL

Feriado de Carnaval rende R$ 165 milhões para a economia cearense

C

onforme estimado pela Secretaria do Turismo do Ceará (Setur), os cinco dias do feriado prolongado de Carnaval geraram rendimentos na economia cearense de R$ 164,7 milhões. Os 93 mil turistas que vieram para o Estado via Fortaleza, deixaram nos estabelecimentos locais R$ 94,1 milhões entre a sexta-feira (8) e a quarta-feira (13). Tanto a receita direta quanto a renda gerada – como é denominado o impacto na economia - apresentaram um crescimento de 18,1% se comparado ao feriadão de 2012. No Carnaval de 2012, este números foram de R$ 139,4 milhões (renda gerada) e R$ 79,7 milhões (receita direta). Segundo o levantamento realizado pelo departamento de Estudos e Pesquisas da Setur, a elevação no fluxo foi de 11,6% em relação ao ano passado. Destes, 52.014 utilizaram a rede hoteleira da Capital (acréscimo na

demanda hoteleira de 13,7%), fazendo a ocupação chegar a 91,4%. A distribuição da ocupação foi maior em hotéis (94,4%), seguidos por flats (91,4%), Pousadas (75,3%) e albergues (66,3%). A pesquisa identificou, ainda, que em boa parte dos meios de hospedagem, as taxas de ocupação chegaram a 100% e devem permanecer assim no fim de semana seguinte ao feriadão. Jeri lidera preferência no Interior

A Praia de Jericoacoara lidera a preferência dos visitantes que não ficaram todos os dias na Capital, com 90,9% da preferência, seguida por Porto das Dunas (89,6%), Canoa Quebrada (88,1%), Cumbuco (84,8%) e Praia das Fontes/Morro Branco (84,0%). Fonte: Site do Governo do Estado


ENCONTRO EM BRASÍLIA

Dilma Rousseff assegura apoio para obras de mobilidade da capital

E

o prefeito de Fortaleza se reuniu com a presidente Dilma Rousseff no Palácio do Planalto, em Brasília, dia 22 de janeiro. Foi a primeira de uma série de reuniões da dirigente com os prefeitos das capitais nordestinas. A pauta incluía apoio às ações da prefeitura nas áreas de saneamento, tratamento a dependentes químicos e Guarda Municipal. Outro assunto mereceu destaque: a mobilidade urbana.

www.fecoopace.com.br

O atraso nas obras

Roberto Cláudio relatou as dificuldades e preocupações em relação às obras de mobilidade urbana na capital, sobretudo no entorno da Arena Castelão. Sobre o tema, relatou à presidente que apenas 2,5% das obras previstas para serem entregues em 15 de junho deste ano – às vésperas da Copa das Confederações – estão prontas. Dilma assegurou apoio e recursos para conclusão das obras e também para a recuperação da rede municipal de saúde. A reunião durou cerca de uma hora e teve a presença das ministras Gleisi Hoffman (Casa Civil) e Ideli Salvatti (Relações Institucionais). Compromisso reafirmado

Para César Nobre, a interlocução entre o prefeito

18

ANREV 21x15cm.pdf

1

27/12/12

de Fortaleza e a presidente é extremamente benéfica. “A postura de Roberto Cláudio na reunião reafirma o compromisso do prefeito com as obras de mobilidade urbana na cidade, que devem garantir mais conforto e economia de tempo para o fortalezense”.

16:45

Revista FECOOPACE - No 25

Sua conta com acesso simples, rápido e prático

Telesaldo

Internet Transacional

Aplicativo Mobile

Simples:

Rápido:

Prático:

Tenha acesso a sua conta com uma única ligação. O Telesaldo leva atendimento ao cooperado, através do celular ou telefone fixo.

Trata-se do Internet Banking com diferenciais exclusivos para o cooperado. Consulte e realize transações financeiras em tempo real, de forma rápida e segura, com muito mais comodidade.

Sua conta Unicred Fortaleza de forma interativa. O Aplicativo Mobile proporciona acesso as suas informações, com apenas alguns toques na tela do seu celular ou tablet.

Compareça a sua agência, cadastre sua senha e comece agora mesmo a aproveitar as vantagens do Acesso Fácil. O Acesso Fácil é desenvolvido em ambiente seguro.

Conheça nossa rede de atendimento no site www.unicredfortaleza.com.br Telefone: (85) 4012.1100


“Não pergunte o que seu país pode fazer por você, pergunte o que você pode fazer por seu país”. Retomo a célebre frase, que ecoou no discurso de posse do Jonh F. Kennedy em 1961, para refletir sobre o papel que nós, cidadãos, temos para a construção da Nação que queremos. Vemos propagados e defendidos os direitos que permitem ao cidadão se intitular um ser livre. Essenciais e indiscutíveis para um país justo, os direitos sociais do cidadão devem sempre ser respeitados. Mas o conceito e a verdadeira prática da cidadania reclamam, de igual forma, deveres. O questionamento é: estamos exercendo plenamente o nosso papel de cidadãos, no âmbito nacional, estadual ou municipal, no bairro ou em casa? Devemos assumir nosso papel pelo bem-estar da sociedade e praticar, no dia-a-dia, a ação cidadã. Não apenas os políticos e governantes são responsáveis por construir uma cidade, estado e país dignos de se viver. De ações individuais resulta o respeito ao interesse da coletividade.

Devemos repensar. Ao exigir ética e eficiência na política e na gestão pública, estamos agindo com o mesmo decoro no trato com o local em que vivemos? Não faz muito sentido requerermos o fim da corrupção na política brasileira ou a paz no trânsito, se colaboramos para a continuidade das “pequenas” corrupções cotidianas ou banalizamos infrações e desmandos quando na direção de um automóvel. Enquanto entidade jurídica que congrega as cooperativas de transporte do Ceará, a Fecoopace busca alicerçar suas ações na ética e no respeito ao nosso estado. Sabemos que também somos responsáveis pela construção do futuro do Ceará, de Fortaleza. Assim deverão agir todas as instituições que se pretendam cidadãs. OPINIÃO PUBLICADA NA EDIÇÃO DO DIA 9 DE FEVEREIRO/2013 DO JORNAL DIÁRIO DO NORDESTE.

CAMPANHA

FORTALEZA DE TODOS: O QUE A GENTE PODE FAZER PELA CIDADE. 19

D

d ragão

r o Ma

Revista FECOOPACE - No 25

l.

O papel do cidadão

www.fecoopace.com.br

suas do seu

ARTIGO

Teatro José de Alen

car

Praia d

e Iracem

a

Atendimento seguro, rápido e prático! 24 horas por dia! Informações: (85) 3269.4406 (85) 9199.0094 (85) 8664.7444 www.transpadua.com

Aceitamos cartões:


Revista Fecoopace Ed. 26  

Vigésima sexta edição da Revista Fecoopace.

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you