Page 1

Abril de 2012 — ano VII — n.º 74 — mensal

Distribuição gratuita — director: Acácio Soares

123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789 123456789

Um livro a não perder P_3

16.º aniversário da Quinta Pedagógica dos Olivais

P_7

Festival de acordeão em Moscavide P_8

Aurea no Convento do Beato

1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678901234567890

P_10

Novo Polidesportivo em S. João P_4 e 5

P_12

Dia da Terra na Penha de França P_13

Rotary Club Lisboa Parque das Nações P_16


OLIVAIS . PARQUE das NAÇÕES . PORTELA . MOSCAVIDE . MARVILA . BEATO . S. JOÃO . PENHA de FRANÇA

Águias solidárias

Os alunos do secundário não vão poder realizar exames ou provas de equivalência nas disciplinas em que tiverem excesso de faltas. A medida entra já em vigor na próxima época de exames, que tem início em Junho.

A Escola de Futebol Geração Benfica dos Olivais promoveu uma acção de solidariedade que teve como finalidade angariar dadores de medula óssea e também pretendia alertar os mais novos para importância da entreajuda.

À conversa com alunos da Portela

O regulamento publicado em Diário da República estipula que os estudantes do 3.º ciclo que tenham excesso de faltas fiquem automaticamente retidos, não podendo anular a matrícula para se candidatarem a exame e tentarem concluir o ano. O Ministério da Educação fez saber que esta portaria “publicada “alarga o leque de alunos” do 11.º ano que podem realizar tanto as provas de equivalência à frequência como os exames nacionais, permite também que sejam feitos para melhoria de nota e não só para efeitos de aprovação, tal como se encontra-

O atleta do Sport Lisboa e Benfica Luís Neves esteve à conversa com os alunos dos Curso Tecnológico e Profissional de Desporto da Escola Secundária da Portela. A jovem Débora Morais, aluna do 12.º ano, organizou a palestra no âmbito no plano anual da disciplina de Projecto Tecnológico (PT), tendo convidado o campeão nacional de velocidade, Luís Neves, para falar da sua experiência no mundo desportivo. Um atleta que já participou nos EYOF (Festival Olímpico da Juventude Europeia) e que é uma das promessas do atletismo português.

A campanha de recolha de amostras de sangue para possíveis dadores de medula óssea surgiu no seguimento do apelo do jogador Carlos Martins que está à procura de alguém compatível para ajudar o filho Gustavo a recuperar de uma doença grave. A Brigada CEDACE esteve na Escola de Futebol Geração Benfica dos Olivais, onde compareceram perto de 50 pessoas dispostas a ajudar a encontrar um dador para salvar o jovem Gustavo mas também outras crianças que estejam na mesma situação.

R

12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 ara o Dia do Trabalhador ser mais con12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 vincente, o Governo deveria dar o exem12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 plo e ir para o terreno mostrar que está ao 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 lado da classe trabalhadora que se esfor12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 ça por colocar em dia as contas do país. 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 Na festa, que a ter lugar deveria incluir 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 atracções à altura, participariam todos os eleitos 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 de modo a motivar os portugueses. 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 Mapa de Distribuição de Tarefas: 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 1.º Ministro – Vende couratos, bifanas e 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 entremeada na roulotte da Gina. Pode pedir ajuda 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 visto que a adesão de clientes será grande e pode 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 não conseguir suportar o esforço. 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 M. Finanças – Cobra as receitas da venda da 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 bejeca, do tintol e da sangria. Caso haja lugar a 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 tremoços, será cobrada uma taxa adicional de luxo 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 (TAL) visto ser um acompanhamento dispensável 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 em época de contenção financeira. 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 M. Negócios Estrangeiros – Procede ao preenchimento dos impressos de legali12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 zação das trabalhadoras da casa de diversão nocturna “Tromba Rija” já que se trata 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 de um requintado estabelecimento que necessita de apoio à sua actividade. 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 M. Defesa – Preside ao campeonato de batalha naval a decorrer nas instalações 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 de um dos submarinos, por ser um local simbólico e porque este equipamento deve 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 ser promovido pois está em vista um programa de aluguer do espaço para eventos 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 diversos, rentabilizando assim o material existente e proporcionando aos utentes 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 uma experiência diferente. 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 M. Administração Interna – Cuida do recinto e dirige as acções de limpeza. Para 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 esta acção prevê-se o patrocínio de uma conceituada marca de detergentes que 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 oferece o produto e também as vassouras e – pasme-se - sem qualquer contrapartida. 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 M. Justiça – Identifica os prevaricadores e aplica castigos na hora. O martelo vem 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 de uma empresa de ferramentas de uma cadeia franco/alemã e tem assinatura. 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 M. Assuntos Parlamentares – Oleia os corta-relva para manutenção dos espaços 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 verdes do recinto e dá formação a bombeiros iniciados. Prevê-se que aproveite para 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 divulgar uma nova marca de extintores nacionais e para promover a sua exportação. 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 M. Economia e Emprego – Procede à distribuição de porquinhos mealheiro, made 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 in portugal, e recolhe inscrições de trabalhadores interessados em emigrar. 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 M. Agricultura – Dá workshops de fertilização de solos e apresenta novos produ12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 tos para a erradicação de pragas, distribui canas de pesca aos interessados e aceita 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 candidatos para as próximas vindimas. 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 M. Saúde – Faz rastreios de pé-chato à população juvenil e de audição à popula12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 ção em geral. Passa cheques dentista para crianças dos seis aos dezoito meses e 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 distribui vales desconto para as consultas de planeamento familiar. 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 M. Educação e Ciência – Distribui lápis de carvão e dicionários com o novo 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 acordo ortográfico. 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 M. da Solidariedade – É solidário com os mais desfavorecidos – como não podia 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 deixar de ser - e faz a distribuição da roupa que os membros do Governo já não usam 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 e de sapatos com a sola praticamente nova, com tamanhos que vão do 36 ao 52. 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678 12345678901234567890123456789012123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345678

Governo trabalhador

Crónica ma s c u l i n a Raúl Amado

Exames nacionais

va estabelecido na redacção anterior deste diploma. Recorde-se que a 1.ª fase de exames nacionais passou a ser obrigatória e tem início a 18 de Junho até 26 de Junho. A segunda fase vai de 13 a 18 de Julho.

Ano . VII . n.º . 74 . Abril . 2012

raulamado@gmail.com

2

50 mil utentes conseguem médico de família O número de utentes com médico de família dos Centros de Saúde dos Olivais, Marvila, Penha de França, Graça e S. Paulo aumentou para mais de 50 mil.

Funerária dos Olivais Sede: Praça Cidade do Luso, 198, loja Drt.ª 1800-100 Lisboa (Largo do Ferrador) Telf.: 218 521 505

Loja Areeiro Central Logística Rua Barão de Sabrosa, 340 - A 1900-097 Lisboa Telf.: 218 598 043

Loja Marvila / Chelas Rua Actriz Palmira Bastos, 8 Loja 10 1950-004 Lisboa (Junto à Carris) Telf.: 218 598 043

Só nos três primeiros meses do ano, o projecto-piloto, que está a ser desenvolvido em Lisboa, já permitiu diminuir em 51 mil o número de pessoas que não tinham médico de família no Agrupamento de Centros de Saúde Grande Lisboa II - Lisboa Oriental. Nos Olivais os utentes sem médico de família passaram de 17.462 para 1355, enquanto no centro de Penha de França o número baixou de 8.722 para 67. Esta redução deve-se à criação de uma lista de utentes “adormecidos”, trata-se de pessoas que não foram ao médico nos últimos três anos, muitas porque mudaram de residência ou porque não tiveram necessidade de consulta médica, outras porque faleceram e a informação não foi transmitida aos centros de saúde.

Ano_VII_n.º_74_Abril_de 2012_ Mensário_Regional_de_Grande_Informação_DISTRIBUIÇÃO GRATUITA Director: Acácio Soares_acaciosoares111@gmail.com; Telf:_21 920 60 85_965 864 23_publicidade.expressodooriente@gmail.com e-mail: geralexpressodooriente@gmail.com_Site: www.expressodooriente.com Propriedade, sede e redacção e edição: Cometa Mágico - Av. Embaixador Aristides Sousa Mendes, 18 C - Escritório D 2725-537 Tapada das Mercês - Mem Martins Depósito Legal n.º 239216/06NIPC 502 353 562_Capital Social_25.000,00_euros_Título Registado no ERC. n.º 124910_ Periodicidade mensal_(Tiragem média/ano)_480.000 exemplares

www.funerariabelavista.com

O s textos publicados e assinados são independentes da linha editorial do EXPRESSO do Oriente e são da inteira responsabilidade dos seus autores. Por motivos de clareza ou de espaço, reservamo-nos o direito de seleccionar os mesmos e publicar só os trechos que considerarmos mais importantes.


Ano . VII . n.º . 74 . Abril . 2012

Um livro a não perder

OLIVAIS - PARQUE das NAÇÕES - PORTELA - MOSCAVIDE - MARVILA - BEATO - S. JOÃO - PENHA de FRANÇA

Os primeiros anos do Bairro da Encarnação e as antigas quintas dos Olivais estão agora em livro, numa compilação de Carlos Alberto Revez Inácio e Fernando Furtado Barreiros que retrata pequenas e grandes histórias que marcaram o bairro. A apresentação desta obra ao público foi feita na ADCEO.

Fernando Perfeito, um ilustre comerciante e participante activo em todo o desenvolvimento do Bairro da Encarnação, elogiou os autores do documento por terem resolvido transpor para um livro as memórias deste local, reunindo muitos factos “que eu próprio desconhecia” e desta forma “deixar algo para aqueles que nos vão suceder no Bairro da Encarnação.” Recordou os seus tempos de infância na Quinta da Panasqueira, na Quinta do Ferro, na Quinta de S. João e noutras que estão mencionadas nesta obra. O autor Fernando Barreiros foi viver para o bairro aos 10 anos de idade e lembra-se que quando lá chegou já encontrou “algumas facilidades, ao contrário dos que chegaram antes de mim, por exemplo a Carris

Uma salva de palmas foi dirigida a Álvaro Silva, o mais antigo morador do bairro ali presente

tinha iniciado a carreira que ligava Olivais a Moscavide, que passava no interior do bairro”. Mas acima de tudo recorda que foi “uma vivência muito rica, particularmente em amizades e em convívio com pessoas muito diferentes”.

Recordar outros tempos

Fernando Perfeito, Maria José Vallêra, José Manuel Rosa do Egipto, Fernando Barreiros e Carlos Inácio, foram algumas das individualidades presentes na cerimónia

O livro “Bairro da Encarnação e as Antigas Quintas dos Olivais” conta a história do bairro, ao longo de cerca de duzentos anos, levando os seus autores a procurar as memórias e relatos de acontecimentos que estiveram directamente relacionadas com a criação desta região. “No interior de uma vasta área rural, situada a nordeste de Lisboa, pertencente à Freguesia dos Olivais, encon-

tra-se o maior aglomerado de casas económicas do país com 1112 moradias: o Bairro da Encarnação.” O evento contou com a presença de Maria José Vallêra, famíliar da proprietária da quinta que deu origem à fundação e com José Manuel Rosa do Egipto, presidente da Junta de Freguesia, alguns elementos do seu executivo e muitos, muitos amigos do bairro.

ADVANCE CARE

Tudo começou pelo grande desejo e vontade de um grupo de moradores para reunir e confraternizar com amigos de uma outra geração e de épocas marcantes no Bairro da Encarnação, na Freguesia dos Olivais. Actualmente são mais de uma centena o número de jovens dos anos 50/60 que se reúne anualmente para um convívio onde são evocadas lembranças de vários amigos do bairro. Este ano o almoço é na Quinta do Bretão, em Caneças, no vizinho concelho de Odivelas. Pelo segundo ano consecutivo, a escolha recai num restaurante com excelente espaço para os convivas poderem mostrar os seus dotes de dançarinos e para reviverem as memórias que os acompanham ao longo dos tempos. Este ano, o almoço-convívio ficará também marcado por um evento especial: a reapresentação do livro “Bairro da Encarnação e as Antigas Quintas dos Olivais”, que contará com a presença do p r ó p r i o a u t o r, F e r n a n d o Barreiros,igualmente um frequentador assíduo destes convívios.

Por isso já sabe, marque na sua agenda pois no próximo dia 27 de Maio, pelas 11h30, tem encontro marcado para uma viagem inesquecível, onde de certo não irão faltar os momentos de alegria e muita animação e onde o seu EXPRESSO do Oriente vai estar presente para lhe dar a conhecer como convivem ainda os bons vizinhos.

3

123456789012345678901234567890 123456789012345678901234567890 123456789012345678901234567890 123456789012345678901234567890 Hospital Dona Estefânea 123456789012345678901234567890 123456789012345678901234567890 e Ajuda de Mãe recebem 123456789012345678901234567890 123456789012345678901234567890 123456789012345678901234567890 Fundo IKEA 123456789012345678901234567890 123456789012345678901234567890 As instituições Ajuda de Mãe e Hospital Dona 123456789012345678901234567890 123456789012345678901234567890 Estefânia são as vencedoras do “Fundo IKEA 123456789012345678901234567890 Colabora II”, promovido pela IKEA Portugal, 123456789012345678901234567890 123456789012345678901234567890 que irá apoiar monetariamente a concretização 123456789012345678901234567890 de projectos na área da renovação e decoração 123456789012345678901234567890 123456789012345678901234567890 dos espaços com o objectivo de melhorar 123456789012345678901234567890 123456789012345678901234567890 as condições para quem trabalha 123456789012345678901234567890 e a quem eles recorre. 123456789012345678901234567890 123456789012345678901234567890 123456789012345678901234567890 O Fundo IKEA Colabora foi criado em 2009 com o 123456789012345678901234567890 objectivo de beneficiar, através de um donativo, uma 123456789012345678901234567890 ou mais entidades sem fins lucrativos que se propo123456789012345678901234567890 123456789012345678901234567890 nham desenvolver um projecto social que incida sobre 123456789012345678901234567890 a saúde, educação, situação económica de risco ou 123456789012345678901234567890 exclusão de crianças em Portugal. 123456789012345678901234567890 Para a IKEA, “as crianças são as pessoas mais im123456789012345678901234567890 123456789012345678901234567890 portantes do mundo e, com esta atribuição do Fundo 123456789012345678901234567890 IKEA Colabora II a duas associações tão meritórias 123456789012345678901234567890 como a ‘Ajuda de Mãe’ e o Hospital Dona Estefânia, 123456789012345678901234567890 123456789012345678901234567890 sentimos que contribuímos para melhorar o trabalho 123456789012345678901234567890 que estas instituições desenvolvem em benefício das 123456789012345678901234567890 crianças mais carenciadas e em risco. Estamos muito 123456789012345678901234567890 123456789012345678901234567890 orgulhosos em poder ajudar, através deste fundo e do 123456789012345678901234567890 know how da IKEA, para a melhoria de vida das pes123456789012345678901234567890 soas que trabalham diariamente nestas instituições, 123456789012345678901234567890 tornando os seus espaços mais confortáveis, bonitos 123456789012345678901234567890 123456789012345678901234567890 e funcionais”, revela Kristina Johansson, representan123456789012345678901234567890 te da IKEA Portugal. 123456789012345678901234567890 Pela primeira vez foram escolhidos dois vencedores 123456789012345678901234567890 123456789012345678901234567890 para a doação de 50 mil euros no total, sendo que 123456789012345678901234567890 cada um recebe 25 mil euros, com a finalidade de 123456789012345678901234567890 contribuir para melhorar o dia-a-dia das crianças em 123456789012345678901234567890 tratamento e dos seus familiares, no caso do Hospital 123456789012345678901234567890 123456789012345678901234567890 Dona Estefânia, e o dia-a-dia de grávidas em situa123456789012345678901234567890 ção de risco, no caso da Ajuda de Mãe. 123456789012345678901234567890

ASSOCIAÇÃO DE EDUCAÇÃO CULTURAL E ARTÍSTICA 1.º DE MAIO DO CATUJAL/LOURES RUA ALEXANDRE HERCULANO, CATUJAL, LOURES NIPC 501 422 692 AVISO Exmos. Senhores Associados da ASSOCIAÇÃO DE EDUCAÇÃO CULTURAL E ARTÍSTICA 1.º DE MAIO DO CATUJAL/LOURES (doravante a “Associação”), considerando que existe desconhecimento generalizado de quem é, de facto, Associado da Associação, em virtude da falta de um registo fidedigno e, na sequência do que foi deliberado por meio de Assembleia Geral Extraordinária no dia 25 de Janeiro de 2012, vem a Direcção da Associação solicitar a todos os Associados activos que se identifiquem na sede da Associação sita na Rua Alexandre Herculano, Catujal, Loures, tendo em vista a criação de um registo centralizado e actualizado de Associados, denominado “Livro dos Associados”. Para a identificação, será necessário fazer prova da qualidade de Associado mediante qualquer documento que identifique tal qualidade, conforme consta do Regulamento Geral Interno da Associação, aprovado em 25 de Janeiro de 2012. No dia 30 de Abril, quem não se tiver identificado como Associado e, como tal, não se encontre registado no Livro de Associados, será tido como não sendo Associado, tornando-se necessário requerer novamente tal qualidade, conforme o disposto pelos Estatutos e pelo Regulamento Geral Interno da Associação. A Direcção da Associação está disponível para qualquer pedido de esclarecimento e todos os documentos aprovados por meio da Assembleia Geral Extraordinária de 25 de Janeiro de 2012, incluindo a acta dessa mesma deliberação, estão disponíveis para consulta na sede da Associação.

Loures, 30 de Janeiro de 2012 Elisabete Maria Santos Fernandes (A Presidente da Direcção)

Medicina Dentária Análises Clínicas Fisioterapia, Clínica Geral Implantes Dentários Cardiologia, Endocrinologia Ginecologia, Nutrição Ortopedia Otorrinolaringologia Endocrinologia, Podologia Psicologia, Psiquiatria Terapia da Fala

Junto ao Spacio Shopping e Metro Olivais Rua Cidade de Bolama, 3 r/c Esq.º Olivais Sul - 1800-077 Lisboa Telefone: 218 516 388


4

OLIVAIS . PARQUE das NAÇÕES . PORTELA . MOSCAVIDE . MARVILA . BEATO . S. JOÃO . PENHA de FRANÇA

Ano . VII . n.º . 74 . Abril . 2012

A tradição de utilizar o espantalho para afugentar as aves das hortas e plantações é relativamente antiga e está presente em diversas culturas. No entanto, por vezes, torna-se ineficaz porque, muitas vezes, parece que os animais acabam por se habituar à sua presença. O espantalho é um boneco, feito de roupas velhas e chapéu, podendo ou não ser recheado com trapos, palha, estopa ou outros materiais. É colocado no meio das plantações para simular a presença de um ser humano. Com muito empenho e dedicação, mas também com muito divertimento à mistura, dez alunos e alguns monitores do CAF da Escola Básica Sarah Afonso, criaram um mega espantalho composto por quatro personagens rurais: uma ceifeira, um padeiro, um pescador e um agricultor. A ousadia dos jovens encantou tudo e todos. O EXPRESSO do Oriente foi junto dos pequenos artistas vencedores do concurso saber os pormenores da sua aventura. tistas que Estes são os ar amente du ar trabalharam pa ra co nq uis ta r o lugar. Atrás, eir im o pr ra es da qu er da pa y a direita: Anthon Ca ba ço ; Dé bo ra Silva; Duarte e Rodrigo rolina Ca e: nt fre À Tavares; Gonçalo do Fe rre ira ; Be rn ar tela; ou M riz at Be a; Vieir Daniela Veiga; Jéssica Gouveia e M ar a Ga br iel .

Anthony Cabaço, 10 anos

sigo fazer com que venham aqui à Quinta Pedagógica.

Foi a primeira vez que fiz algo assim mas gostei. Primeiro ajudei a fazer o projecto do que iriam ser os espantalhos e depois é que comecei a coser e a colocar a palha nos bonecos. As profissões representadas são: o padeiro, o senhor que trata de fazer o pão; o pescador, que pesca os peixes; o agricultor que trata das flores e a ceifeira que corta o milho. Sabia que antigamente se fazia um trabalho de campo diferente mas não conhecia algumas destas profissões.

Gonçalo Ferreira, 6 anos

Beatriz Moutela, 7 anos Ajudei a construir os braços e as pernas e a pôr palha e papel no boneco. Gostei, foi muito divertido, agora só queria que os meus pais vissem o resultado, tenho que ver se con-

Antes de fazer estes trabalhos no ATL estivemos a brincar um bocadinho e depois é que ajudei a colar os sapatos e fiz um balão com jornal para fazer a cara dos bonecos. Também colocamos um bigode no padeiro e a menina tem uns collants roxos cheios de jornal e uns sapatos pretos. Os espantalhos servem para assustar os corvos da comida para não tirarem o milho e a alface, assim não ficamos sem comida. O meu tio já viu o nosso trabalho e gostou muito.

Débora Duarte, 6 anos Ajudei a construir o padeiro, o pescador e a menina que tinha uns collants a fazer de per-

nas. Também estive a ajudar a coser a cabeça e a pôr jornal e palha para fazer os braços e as pernas dos outros bonecos. Foi muito giro e divertido, gostava de voltar a repetir.

Jéssica Gouveia, 10 anos Já estava habituada a coser as minhas roupas e meias e as das bonecas também, aprendi com a minha mãe. Por isso, neste trabalho ajudei a coser e a meter os jornais para fazer os braços e as pernas dos espantalhos. Fiz ainda uma ou duas frases para colocar ao lado dos bonecos e ajudei a baptizá-los. O pescador chama-se Salvador, o agricultor é o Gervásio, o padeiro chama-se Saraiva e a ceifeira é a Maria Antonieta.

Rodrigo Silva, 8 anos Com já sabia coser, pois

aprendi com a minha avó, estive a ajudar a coser a cabeça, mas também fiz os sapatos. Os espantalhos que ajudei a fazer foram: a ceifeira, que é a senhora que trata dos frutos e dos vegetais e o agricultor, que também faz o mesmo. Os meus pais já vieram à Quinta ver o nosso trabalho e gostaram muito.

Carolina Tavares, 9 anos Gostei muito de fazer este trabalho porque gosto de fazer trabalhos manuais. Ajudei a fazer os peixinhos para colocar no saco do pescador para representar a sua profissão e a desenhar outras coisas. Os quatro espantalhos representam profissões diferentes, o pescador, a padeira, o agricultor e a ceifeira. Estes bonecos servem para espantar os pássaros para eles não comerem a nossa comida.

Mara Gabriel, 10 anos Costumo fazer trabalhos manuais em casa, como presentes para dar aos amigos e aos pais. Eu vejo na televisão como se faz e depois tento recriar sozinha. Os espantalhos foram fáceis de fazer e foi muito engraçado trabalharmos todos juntos. Para representar o pescador colocamos um senhor com uma cana de pesca; o padeiro tem uma coisa para pôr e para tirar o pão de dentro do forno, mas não sei o nome; a ceifeira não sei bem o que faz mas o instrumento que colocamos no boneco parecia algo utilizado para escavar e o agricultor tem um ancinho para arrancar a terra onde vai plantar.

Daniela Veiga, 9 anos Estou muito feliz por termos

ganho o 1.º prémio e por ter ajudado a criar os bonecos. Ajudei a meter o papel e a palha nas pernas dos quatro espantalhos. Todos eles são de profissões diferentes de antigamente, um é pescador, pessoa que pesca o peixe; o outro é agricultor, que trata das flores e plantas; a senhora não me recordo o que faz e o Saraiva é o homem que faz o pão.

Bernardo Vieira, 6 anos Gostei muito, muito, de criar os bonecos com os monitores que são muito simpáticos. A Maria é a miúda que varre e passa a ferro. O agricultor é o Gervásio que trata das flores e das plantas; o padeiro chama-se Saraiva e faz pão e o Salvador é o homem que pesca os peixinhos. Gostei do que fiz porque gosto muito de fazer desenhos e de escrever.


Ano . VII . n.º . 74 . Abril . 2012

OLIVAIS - PARQUE das NAÇÕES - PORTELA - MOSCAVIDE - MARVILA - BEATO - S. JOÃO - PENHA de FRANÇA

5

V Concurso de Espantalhos Nesta 5.ª edição a Quinta Pedagógica voltou a convidar todas as escolas e instituições do país a darem asas à sua imaginação e criatividade e elaborarem espantalhos, feitos a partir de material reciclado, que tenham como fonte de inspiração o mundo rural e as suas tradições. Apesar do concurso ter terminado os espantalhos continuam à espera da vossa visita, não se esqueça que tem até ao dia da Queima dos Espantalhos que será feita no início do Outono.

Aqui fica a classificação dos participantes 1.º - CAF Escola Básica Sarah Afonso 2.º - Creche Sempre em Flor 3.º - Jardim de Infância O Palhaço 4.º - E.B. 2,3 Fernando Pessoa 5.º - CAF Escola Básica Lisboa n.º 36 6.º - Elo Social 7.º - Escola Básica de Alfornelos 8.º - Colégio Eduardo Claparède e Creche Sempre em Flor 9.º - Escola Básica Alice Vieira 10.º - Colégio Académico 11.º - Jardim de Infância Manuel Teixeira Gomes 12.º - Jardim de Infância Santa Maria dos Olivais - sala azul

Muitas mais obras de arte como estas podem ser admiradas na Quinta Pedagógica dos Olivais

O 2.º lugar foi conquistado pelas crianças da Creche Sempre em Flor...

Oculista nos OLIVAIS, junto ao NICO GRILO e aos CTT

Siga-nos no FACEBOOK em: www.facebook.com/moptica.olivais R. Capitão Tenente Oliveira e Carmo, Lt. 144 - loja Esqª - 1800-050 Lisboa

moptica.olivais@gmail.com

Tel./Fax. 21 590 82 56 ou 91 590 89 98

Apoio

13.º - Centro de Bem Estar Social Padre Tobias 14.º - Jardim de Infância Santa Maria dos Olivais - sala encarnada 15.º - Inst. Crinabel e Escola Básica Mestre Louro de Almeida 16.º - Academia dos Peixinhos 17.º - Inst. Cercima e CAF Escola Básica Santa Maria dos Olivais 18.º - ATL Satisfaz Bastante e CAF Escola Básica Vasco da Gama 19.º - Travessuras Diárias 20.º - CAF Escola Básica Alice Vieira 21.º - Fundação “O Século”; CAF Escola Básica Paulino Montez e CAF Escola Básica Parque das Nações 22.º - Escola Básica dos Lóios 23.º - ABMAV- Ass. Benef. Manancial de Águas Vivas

...e o 3.º prémio foi para os pequenos artistas do Jardim de Infância O Palhaço


OLIVAIS . PARQUE das NAÇÕES . PORTELA . MOSCAVIDE . MARVILA . BEATO . S. JOÃO . PENHA de FRANÇA

Cristina Oliveira, 42 anos

O tempo das vacas gordas acabou A venda de frutas e legumes foi-se muito abaixo. Nota-se que os clientes levam cada vez em menor quantidade. Antes eram capazes de levar um ou dois quilos de fruta e agora só levam meio quilo e depois dizem que amanhã, se precisarem, vêm buscar mais e se puderem. O que os meus clientes mais se queixam é que o dinheiro tem que dar para a medicação. Outra coisa que se nota muito, ultimamente, é que as pessoas voltaram a regatear os preços, coisa que já não se fazia há muito tempo. Os jovens já começam a fazer compras nos mercados porque aqui podem comprar em pequenas quantidades e apenas aquilo que querem, ao contrário dos hipermercados onde vem tudo embalado em grandes quantidades. As pessoas também já não estragam tanto a comida como antigamente, já não vai tudo parar ao lixo. O tempo das vacas gordas acabou, nota-se em todo o lado, na peixaria, nos cafés, as pessoas estão a comprar cada vez menos e optam pelo mais barato. A Câmara Municipal bem que podia promover eventos aos Sábados para atrair mais clientela, por exemplo, alugar as bancas vazias aqui do mercado, que são muitas, a quem quisesse fazer uma feira de artesanato, de antiguidades, ou outra coisa. Se pelo menos fizessem isso já era muito bom para nós. Bijal Cantilal, 40 anos

Os clientes perguntam logo o preço Comparativamente a anos anteriores, noto que há uma quebra acentuada nas vendas na área da retrosaria. Deixei Moscavide há dois anos e agora que voltei, com uma loja mais moderna, noto que as pessoas apesar de gostarem do que vêem acabam por não levar porque não têm como comprar. Os artigos de croché são os mais vendidos porque está na moda outra vez e as pessoas gostam de fazer em casa, visto que o material é barato e até compensa, os botões já só vendemos para decoração e o resto vai saindo aos poucos. Já não temos as costureiras a comprar como antes e algumas das pessoas que cá vêm até coisas que custam cinco euros têm dificuldade em pagar. Agora também começo a reparar que as pessoas quando entram na loja perguntam quase sempre o preço dos artigos primeiro antes de decidirem comprar e da maneira como isto anda é normal que assim o façam. A minha clientela ronda a faixa dos 45 anos de idade e é muito raro ver os jovens a fazerem compras em Moscavide, preferem ir para os centros comerciais onde encontram de tudo um pouco e acima de tudo não têm que pagar pelo estacionamento como acontece aqui. Aliás, acho que era uma boa ajuda para os comerciantes se a autarquia retirasse os parquímetros, porque muitos dos clientes ou deixam de vir aqui ou quando vêm é a correr e nem perdem tempo para ver mais nada a não ser o artigo que querem comprar. Isto também piorou quando as Finanças se mudaram daqui para o Parque das Nações.

Ano . VII . n.º . 74 . Abril . 2012

A opinião do e leitor

Marvila

Isabel Borges, 41 anos

Acabaram-se os excessos

Santa Maria dos Olivais

Cliente é aquele que tem acesso a várias opções de qualquer produto. É toda e qualquer pessoa que visita ou apenas procura um estabelecimento comercial com interesse em adquirir produtos ou serviços no momento presente ou futuro. No entanto, o rendimento dos portugueses está a tornar-se cada vez mais apertado e gerir o dia-a-dia torna-se uma verdadeira aventura. De acordo com os comerciantes entrevistados pelo EXPRESSO do Oriente, para trás ficam os tempos de “consumismo desmedido”.

Moscavide

6

Lurdes Madeira, 62 anos

Os clientes foram desaparecendo Isto está muito mau. Cada vez mais as coisas aumentam de preço e as pessoas não têm poder de compra, pois estão sempre a cortar nos ordenados e nos subsídios. Antigamente as pessoas vinham aqui e compravam muito pão e não se preocupavam se acabava por se estragar, agora, ao invés de comprarem 15 carcaças só levam 10 ou menos e ao invés de comerem dois pães comem só um. Com os bolos ainda é pior, as pessoas já quase nem lhes tocam. A Câmara Municipal também não facilita em nada, as bancas aqui no mercado estão vazias, as rendas são caras e as pessoas vão cada vez mais aos centros comerciais, especialmente os jovens, pois têm lá tudo. Isto em tempos foi uma praça que era uma maravilha, cheia de gente, mas ao longo dos anos os clientes foram desaparecendo. Podiam alugar os espaços a preços mais acessíveis a pessoas que quisessem fazer feiras de artesanato, nem que fosse uma vez por semana como acontece no mercado 24 de Julho, ao menos sempre atraía mais clientela. As lojas estão a concurso para arranjar quem as queira explorar e eu bem que vejo as pessoas interessadas nos espaços, mas não percebo porque continuam vagos.

Rogério Correia, 71 anos

A situação é geral Nota-se que há menos poder de compra, a clientela anda sempre a contar os tostões e nem com as promoções que temos feito na sapataria, como por exemplo compre um par de botas e leve uma carteira grátis, ou dois pares de sapatos ao preço de um, faz com que as pessoas comprem mais. A casa está às moscas. A vaidade sempre existiu e as mulheres gostam de andar bem arranjadas e a maioria até gosta dos artigos que tenho na loja, mas quando vai a ver o preço desiste de comprar, o pouco dinheiro que têm é para o pão, dizem. Mas esta situação é geral para todos os comerciantes aqui em Moscavide. Acho que com tantos técnicos que temos no Governo deveria ser feita uma análise mais concreta e profunda para tentar resolver esta situação é que isto está tudo de rastos, pelo menos que não mexam nas pensões dos velhotes. Eu não tenho inveja dos que têm muito mas é triste quando a juventude não consegue arranjar emprego e os que o têm mal conseguem pagar as despesas da casa, não podem pensar em casamento e muito menos têm dinheiro para sustentar os seus filhos.

PRECISA-SE Vendedor/a de espaços publicitários para a zona oriental de Lisboa. Mais informações:

21 920 60 85 geral.cometamagico@gmail.com

A afluência das pessoas baixou um pouco e muitas também já só vêm ao cabeleireiro para dar um corte ao cabelo e pouco mais. Já não fazem o mesmo que antes, muitas já vêm de casa com o cabelo lavado para não terem que lavar aqui e assim não gastam nos amaciadores e champôs para cabelos de cor. Também são poucas as pessoas que ainda querem fazer madeixas, descolorar ou pintar o cabelo para não ter que gastar mais. A única coisa que ainda se vai fazendo são as unhas, mas agora optam pelas de gel porque duram mais tempo, não fazem a unha normal durante a semana e optam por unhas que duram um mês inteiro e assim não têm que vir tantas vezes ao cabeleireiro gastar dinheiro na manutenção. Cada vez mais dificultam a vida às pessoas com os cortes nos ordenados e nos subsídios o que leva a população a limitar-se a comprar o essencial e a descurar os excessos. Fátima Sousa, 49 anos

Não vejo nada de bom para o futuro Cada vez se nota mais que as pessoas já não fazem tantas compras. Quando vêm ao meu estabelecimento de bricolage é mesmo porque necessitam de compor algo em casa porque de outra forma não vinham cá. Aliás, por isso mesmo até estou para fechar as portas porque nem sequer estou a conseguir tirar para pagar a renda. Mudei-me para esta loja vai fazer dois anos porque a renda no outro sítio era muito elevada, mas aqui o preço também não é acessível e não vejo outra solução senão fechar de vez. Não vale a pena continuar porque as pessoas só procuram o essencial. Os clientes já se vêem aflitos para tirar dinheiro para medicamentos, pois não podem passar sem eles e comida, que é só uma panelinha de sopa. Estão a deixar tudo para a última, quando se estragar algo vai para o lixo, já nem vêm aqui comprar peças. Isto cada vez está pior e não vejo nada de bom para o futuro, parou a construção parou tudo. Beato

Hortênsio Alves, 55 anos

Voltei a usar o livro preto O cliente não está nem a comprar caro nem barato, está mesmo a evitar comprar. Só compra aquilo que pode porque não há hipóteses. Existem mais de 20 mil desempregados, outros tantos reformados que têm o poder de compra reduzido e poderia dizer que 95 por cento dos que fazem compras nesta zona do Beato é para sobreviverem. Eu até podia fazer os preços da carne mais acessíveis, mas é um pau de dois bicos, porque o produto acaba por perder a qualidade se o preço é reduzido. Ainda há pessoas a comprar cabrito mas nota-se que estão a virar-se mais para o frango, que tem um preço mais em conta, para as salsichas e para os frascos de feijão enlatado. Estou aqui nesta zona desde 1965 e o que mais noto é que os jovens deixaram de fazer compras no comércio de rua e vão para os supermercados, mesmo quando compram comida com menor qualidade. Como a minha clientela é quase toda de idade avançada tem menor poder de compra. Infelizmente tive que voltar a recorrer ao velho livro preto, porque tenho pena que as pessoas fiquem sem o que comer por não poder pagar.


Ano . VII . n.º . 74 . Abril . 2012

OLIVAIS - PARQUE das NAÇÕES - PORTELA - MOSCAVIDE - MARVILA - BEATO - S. JOÃO - PENHA de FRANÇA Beato

João Pereira, 56 anos

Cortam no que não é essencial No meu café noto que as pessoas agora procuram o mais barato possível, quando encomendam bolos pedem o mais simples possível, em menos quantidade e peso, e por isso também optamos por fazer coisas mais caseiras para que o preço se torne mais acessível. E agora os clientes já perguntam o preço do quilo antes de encomendar um bolo de aniversário e se virem que não lhes interessa acabam por desistir da encomenda. As pessoas também estão a deixar de beber café com tanta frequência especialmente porque as empresas agora têm máquinas que vendem o café muito mais barato. Até nas refeições que servimos diariamente tenho notado uma quebra nas vendas, com as pessoas a optarem por levar a lancheira de casa para o trabalho. Tínhamos muita gente que vinha aqui almoçar e agora já não o faz, por vezes basta que um na empresa comece a levar a comida que os outros vão por arrasto. Não tenho expectativas que este ano e o próximo sejam bons, é para esquecer. Os aumentos não ajudam e os cortes nos subsídios, sobretudo para as pessoas de mais idade, é que tornam tudo complicado. Acabam por cortar no que não é essencial, compram os medicamentos para terem o seu bem-estar diariamente e o resto vem por acréscimo, muito lentamente. S. João

Susana Monteiro, 25 anos

Temos promoções para atrair clientela Na peixaria de congelados temos vendido uma maior quantidade de produtos mais baratos, principalmente de produtos nacionais. Os produtos que têm IVA de 23 por cento tiveram uma quebra de 50 por cento ou mais, as pessoas deixaram de comprar os peixes mais caros como garoupas, pargo, pescada do Chile. Mantém-se a venda na pescada melhor de todas, no bacalhau e depois tivemos um aumento exponencial nos carapaus de todos os tamanhos, tem que ser bom em qualidade mas mais barato. O peixe está astronomicamente caro, a cavala em ano e meio aumentou 300 por cento, a sardinha do ano passado para este ano quase duplicou o preço, os carapaus também, mas mesmo assim continua a ser mais barato que o fresco. Muitas vezes as pessoas vêm aqui fazer compras e quando o produto chega à balança dizem que afinal não querem levar ou querem menos porque apercebem-se que não têm como pagar. Tentamos ver no mercado os mesmos produtos com a mesma qualidade mas mais barato, por isso optamos por ir a Peniche, para nos dar uma margem de manobra maior. As pessoas até já estão a optar por comprar mais carne por ser mais barato, mas não encontram algo com tão boa qualidade como aqui. A realidade é que as pessoas não têm dinheiro e têm que comer na mesma. Para atrair mais clientes temos vindo a promover, há algum tempo, produtos variados. Maria Oliveira, 61 anos

Não é como antes Desde os 18 anos que trabalho na área dos livros, aqui em S. João estou desde 2005 e tenho reparado que as pessoas estão a comprar aquilo que custa menos, levam apenas o estritamente necessário, não que elas não gostassem mas porque o poder de compra está cada vez mais em baixo. As pessoas ainda vêm mas não com a mesma disposição nem gastam o mesmo dinheiro que gastavam antes. Para ajudar nas vendas, uma vez por mês temos um dia em que fazemos descontos a livros da nossa editora e nesse dia o movimento aumenta porque as pessoas já sabem, aliás temos clientes que dizem mesmo que vão deixar o livro para

quando chegar ao dia da promoção. Sendo esta uma livraria religiosa os livros que mais vendemos são dessa área, mas também temos muita gente à procura de livros de auto-ajuda e como nesta zona a população é mais envelhecida temos as avozinhas que vêm comprar livros infantis para os seus netinhos. Como todos sabemos, o livro é o melhor amigo, é aquele amigo que a gente pode consultar sempre que quiser e recolher aquela mensagem que pode alimentar o espírito. Penha de França

Manojsinh Dolatessim, 44 anos

Isto não está fácil Aqui na Penha de França todos os dias se fecha uma loja, isto está complicado. Nos últimos dois anos tenho notado uma quebra mais acentuada na venda de mobiliário, as pessoas passam, olham mas acabam por não entrar. Praticamente nem visitas tenho, isto não está fácil. As poucas pessoas que ainda procuram por móveis para a casa entram aqui sempre com o pé atrás, procuram o mais barato e mesmo assim ainda vão pensar e depois acabam por não voltar. Alguns ainda tentam regatear o preço mas por isso já optamos por escolher um material mais em conta, do género low cost e até aí tentam negociar o preço. Já não compram aquilo que compravam antigamente. Por exemplo, para um quarto já só compram o estrado e o colchão, já nem se dão ao trabalho de comprar o resto da mobília, preferem remediar com o mínimo dos mínimos, para poder viver o dia-a-dia. As pessoas já só se preocupam com a alimentação e mesmo assim acho que esses sectores também estão com dificuldades em vender. Surendra Baulane, 56 anos

À procura dos melhores preços Tem havido uma menor procura. Quando tinha a roupa mais barata vendia tudo rapidamente, mas agora nem a roupa barata consigo vender e muito menos a cara. As pessoas continuam à procura do melhor preço porque não há mesmo dinheiro, está curto. Há uns meses para cá o que se está a vender melhor são as túnicas. As mulheres continuam a ser as que mais compram peças de vestuário, porque sempre foram mais vaidosas. Estou a tentar oferecer preços melhores mas torna-se complicado com esta situação. Eu vendo igual aos outros, o preço que tenho tem a loja chinesa aqui do lado, porque ela não consegue vender mais barato, de certeza absoluta. Quando viemos há 20/30 anos aqui para Portugal não havia estas lojas do chinês e nós, os indianos, éramos os que vendiam mais barato, agora essa fase já passou. As pessoas tentam fazer com que a roupa dure mais tempo para não terem de comprar novas peças. Este é um negócio familiar e tentamos reduzir ao máximo nas despesas e sinceramente não sei onde possamos cortar mais. O que também não facilita o negócio é o facto desta rua não ter um local para se estacionar, um cliente que queira vir aqui comprar e que venha de carro não sabe onde estacionar e os polícias não facilitam, nem por um minuto. Se uma pessoa quiser vir aqui comprar uma peça de 10 euros e acaba a pagar uma multa de 30, prefere nem vir.

Participa, comenta e partilha a informação que transportamos para ti no

Faz-te nosso amigo e traz um amigo também www.expressodooriente.com

7

1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 Mais de 700 crianças conviveram durante todo 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 o dia no aniversário da Quinta Pedagógica 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 Muita magia, alegria e animação foram 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 os ingredientes preciosos para uma 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 manhã especial na Quinta Pedagógica 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 dos Olivais, o dia do seu 16.º aniversário 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 que reuniu mais de sete centenas de 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 crianças da capital lisboeta. 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 Com 16 anos de existência a Quinta Pedagógica dos 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 Olivais continua a proporcionar experiências únicas aos seus 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 visitantes, sobretudo às crianças que têm a oportunidade de 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 conhecer de perto as tradições rurais do nosso país e ver 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 vários dos animais que habitam este espaço, como cabras, 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 ovelhas, cavalos, patos, porcos, entre outros. 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 Às cerca de 730 crianças que compareceram para cele1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 brar este aniversário juntaram-se ainda Manuel Brito, verea1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 dor da Educação, Simoneta Luz Afonso, presidente da As1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 sembleia-Municipal, José Manuel Rosa do Egipto, presiden1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 te da Junta de Freguesia de Santa Maria dos Olivais, Anabe1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 la Silva, vogal da Educação e Luísa Vicente, presidente da 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 Comissão de Educação da Assembleia Municipal. Esta grande 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 festa contou com uma programação especial com destaque 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 para a actuação dos alunos da escola Chapitô, de Monica 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 Savá e de Júnior Natureza. Os mais novos quiseram ainda 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 deixar uma mensagem de parabéns aos elementos da Quin1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 ta Pedagógica e deixaram o convite a toda a população para 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 que visitem este agradável espaço que traz um pouco da 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 vida do campo até à cidade. 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 No final foram entregues os prémios aos vencedores do 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 V Concurso dos Espantalhos que elegeu como vitorioso o 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 trabalho da Componente de Apoio à Família da E.B. 1 Sarah 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 Afonso, em segundo ficou a Creche Sempre em Flor e o J.I. 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 O Palhaço obteve a terceira classificação. 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 Em 1996, a Quinta Pedagógica abriu pela primeira vez as 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 suas portas ao público e desde então os lisboetas passaram 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 a dispor de um local único que concilia momentos de apren1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 dizagem sobre os ofícios e tarefas do mundo rural, com mui1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 ta alegria e diversão. 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 Vários membros da Assembleia Municipal, 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 da vereação da CML e do executivo da Junta 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 de Freguesia de Santa Maria dos Olivais estiveram 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 presentes nas comemorações 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789

16.º aniversário da Quinta Pedagógica dos Olivais

Mostrar o mundo rural à cidade


8

OLIVAIS . PARQUE das NAÇÕES . PORTELA . MOSCAVIDE . MARVILA . BEATO . S. JOÃO . PENHA de FRANÇA

25 de Abril

Ano . VII . n.º . 74 . Abril . 2012

No âmbito das comemorações do 25 de Abril, a Junta de Freguesia de Moscavide promoveu várias actividades para toda a população, com destaque para a 17.ª Milha Urbana e para o Festival de Acordeão, que teve como cabeça de cartaz a acordeonista Ana Sofia Campeã.

comemorado em Moscavide

Luís Raquel, Ana Matos, Luísa Raquel, Marlon Valente e Ângela Raquel estiveram em palco com Ana Sofia Campeã

A Junta de Freguesia de Moscavide organizou um Festival de Acordeão com uma vertente de solidariedade, visto que o bilhete da entrada para o evento foi pago através da doação de um bem alimentar que, posteriormente, foi entregue na Loja Social de Moscavide, que apoia as famílias mais carenciadas. Tocar acordeão pode ser considerada uma arte em extinção mas eis que somos surpreendidos com a presença em palco de jovens acordeonistas como Luís Raquel, Ana Matos, Luísa Raquel, Marlon Valente e Ângela Raquel, que com toda a garra fazem valer a tradição de outras gerações. A segunda surpresa do dia veio do público que compareceu em peso para assistir ao um espectáculo onde foi possível ouvir vários êxitos nacionais. No decorrer do evento foi feita uma homenagem a Ana Sofia Campeã pelos seus 20 anos de carreira. Aos 29 anos de idade é uma artista de renome nacional e internacional tendo sido distinguida com vários prémios e integrado vários projectos musicais. A 17.ª edição da Milha Urbana foi outro dos acontecimentos que marcaram estes dias na freguesia e que contou com a adesão de dezenas de atletas. No seguimento das comemorações do 25 de Abril ainda pode ver uma exposição que reúne os trabalhos dos alunos da freguesia e que está patente no Centro Cultural de Moscavide (antigo Cinema), até 30 de Abril.

Ana Sofia Campeã de nome e... do acordeão Quando muitas jovens passavam as suas tardes a brincar com bonecas, Ana Sofia Campeã estreava-se a nível televisivo no programa “A Filha da Cornélia” como acordeonista, um acontecimento que marcou a sua carreira artística. Chegou àquele lugar em pouco tempo. Tinha nove anos de idade quando tudo começou e não tinha ninguém na família na área da música. “O meu pai gostava do instrumento e como achava que eu devia fazer alguma actividade acabou por escolher a música e inscreveu-me no Instituto de Música Vitorino Matono.” Passados alguns meses estreou-se num festival de acordeão, no Sobreiro, em Mafra, ao lado de Eugénia Lima, “que foi uma grande influência na minha vida artística”. A sua performance e boa disposição começou a despertar a atenção das pessoas e logo vieram os convites para programas de rádio, televisão e, por fim, os espectáculos pelo mundo fora. A sua primeira apresentação a nível internacional foi na Suíça, aos 11 anos e ainda em 1994 obtém o 1.º lugar no Concurso Nacional de Acordeão em Lisboa. A partir daqui os prémios foram sempre a somar.

De pequenino se torce o pepino Apesar da tenra idade começou uma carreira de acordeonista profissional que lhe tem vindo a granjear vários sucessos, mas os estudos nunca foram descurados. Felizmente, teve a maior ajuda que alguém pode ter. “Os meus pais deram-me apoio e indicaram-me a direcção certa para não me perder numa altura em que mais precisava, como qualquer criança. A eles tudo devo.” E com muito trabalho e muita disciplina, conseguiu gerir o tempo e licenciar-se em Educação Musical e ao mesmo tempo terminar o 8.º grau no conservatório, tornando-se mestre. Poderia dizer-se que este foi um verdadeiro caso de sucesso relâmpago. “Tem vindo tudo um bocadinho por surpresa, mas são coisas que a vida me tem vindo a oferecer fruto de muito trabalho, muito respeito por quem já cá andava e por quem está a começar”. O momento que mais a marcou foi o dia em que pisou o palco do Eurovisão (2009), com o grupo Flor-de-Lis, “nunca na vida pensei vencer o festival e muito menos representar Portugal nesse evento.” Recorda igualmente com carinho a sua actuação no Coliseu dos Recreios, no Porto e em Lisboa, na Grande Noite do Fado. Hoje em dia é fácil ligar uma estação de rádio e ouvir-se um acordeão, como acontece quando se ouve os Amor Electro, “basta estar atento que ele está lá”. Para Ana Sofia Campeã não é estranho esta recente procura por acordeonistas, uma arte que está a ganhar uma nova vida. “Nota-se um procurar agora daquilo que entretanto caiu em desuso e está fora de moda, especialmente pelas gerações mais novas como é o caso do fado, não quer dizer que não se toque de uma forma popular ou que não se cante o fado tradicional mas de uma forma mais contemporânea”. Actualmente, para além das actuações a solo, integra o grupo The Godspeed Society, que mistura o rock, o jazz e os blues. “Tentamos trazer um pouco a vertente mais juvenil, inovar e, de certa forma, desmistificar o estereótipo que o acordeão é de outras gerações, pelo contrário, adapta-se a qualquer estilo”. Para breve está o lançamento de mais um disco com a banda.

Aprender a arte É também professora de música e de vários instrumentos, incluindo o acordeão que não considera ser um “bicho-de-setecabeças”, mas como qualquer instrumento dá algum trabalho. Para quem quiser aprender música o ideal é “começar quando se aprende a ler” e no caso do acordeão convém que a criança tenha alguma estrutura visto que o instrumento é pesado, depois só tem de “trabalhar o máximo possível porque as mãos são todas iguais, é preciso é trabalhá-las.” Existem várias escolas não oficiais que são muito boas para se começar e a

Ana Sofia Campeã é também professora de música e de vários instrumentos para além do acordeão

qualquer altura um aluno pode candidatar-se a um exame para ter a equivalência, “até porque muita gente vive longe do conservatório e não tem possibilidades monetárias para suportar um instituto oficial”. Como qualquer aprendizagem na vida é preciso dar tempo ao tempo e acima de tudo é preciso “consumir muita música e de vários géneros para se poder dar expressão, para não ficarmos fechados só naquele género e para podermos inovar também”. A música é para si uma paixão que pretende desfrutar o máximo de tempo possível “o meu desejo profundo é poder pisar o palco por muitos anos, com aplausos, sorrisos e com o carinho do público.” Está neste momento a concluir o mestrado de animação sócio-cultural e inclusão e ainda pretende tirar um mestrado em musicoterapia, para “abranger todas as áreas da música.”

Transporta até si toda a informação xpress EOrienteO www.expressodooriente.com Sempre consigo do


Ano . VII . n.º . 74 . Abril . 2012

OLIVAIS - PARQUE das NAÇÕES - PORTELA - MOSCAVIDE - MARVILA - BEATO - S. JOÃO - PENHA de FRANÇA

Limpa mais os Olivais Mais de uma centena de voluntários com uma atitude cívica notável, juntaram-se no dia 24 de Março à porta da Junta de Freguesia dos Olivais e, apetrechados de vassouras, pás, luvas e sacos de plástico gentilmente cedidos pela Câmara Municipal de Lisboa, ofereceram aos Olivais a mão-de-obra necessária para uma limpeza pormenorizada do seu bairro. A azáfama foi grande e a diversão ainda foi maior já que a preocupação não era muita porque, diga-se em abono da verdade, a freguesia até está muito limpinha, exceptuando uma ou outra zona em que se nota que é pura falta de cuidado por parte de alguns habitantes.

9

Lisboa, reencontros e festa “Lisboa, reencontros e festa”, da autoria de Helena de Fátima Chaves Andrade de Campos, uma estreante nesta competição, é a composição premiada do concurso para Autores e Compositores Grande Marcha de Lisboa 2012. Para este concurso, organizado pela EGEAC, foram apresentadas 19 propostas sendo que a canção vencedora será cantada por todas as marchas participantes. O EXPRESSO do Oriente dá-lhe a conhecer a letra para quando chegar ao grande momento, no Pavilhão Atlântico ou na Avenida, poder acompanhar os marchantes a cantar. “Lisboa, reencontro e festa” Letra e Música: Helena de Fátima Chaves Andrade de Campos

Olivalenses de todas as idades participaram na limpeza

No essencial, os Olivais estão bastante cuidados e o EXPRESSO do Oriente, que esteve lá, garante-lhe que se encontram cantinhos ajardinados que são um regalo para quem passa e observa o carinho com que são mantidos pelos moradores. A acção “Limpar os Olivais” é promovida pela autarquia local e conta sempre com a participação da população e com os funcionários e executivo da Junta de Freguesia que, num ambiente de grande

convívio laboral com os seus vizinhos, arregaçam as mangas e disputam entre si o lugar de “varredor do dia”. As associações de moradores, associações de pais e escolas da freguesia também deram o seu contributo na limpeza e na sensibilização dos mais novos para a importância dos cuidados com o meio em que vivemos. Se não conseguiu participar desta vez, não sabe o que perdeu mas preste atenção que brevemente haverá mais.

Fernando C. P. Perfeito VENDAS A PRESTAÇÕES

Sempre à disposição dos seus clientes

com uma vasta gama de Material de Som, Televisão e Electrodomésticos de consagradas marcas

TDT

Campanha Whirlpool Televisão Combinados Digital Máquinas de Lavar Roupa Terrestre Máquinas de Secar Roupa os Fazem o ã ç a a instal Máquinas de Lavar Loiça AGENTE ROBBIALAC

A ver navios Fica em Santa Catarina Povo simples a acenar El-Rei que parte Segue a rota de Cabral P’ra Porto Seguro achar Na grande terra Se instala corte europeia Com pompa imperial E nova era, Novo Brasil se inicia Com a presença real. Refrão A marcha desce a avenida E vê-la, há oitenta anos Deixa o povo a matutar Se é em Lisboa, Se no Rio ou na Bahia Qu’a marcha está a passar Se é com fandango, samba, vira ou com chorinho Qu’ assim marcham a rigor E se o santinho Sorridente e milagreiro É António ou Salvador. Sobem balões A marcha chega ao Terreiro Que outrora foi real Palco gigante Luzes, cores e sotaque Do português tropical Dos bairros chegam Cheiros a sardinha assada a picanha especial Enchem-se os copos Jorra o vinho e a caipirinha Há festa, há arraial. Refrão

Concessionário e distribuidor na Zona Oriental de Lisboa

Drogaria e Perfumaria Aeroporto Produtos químicos e material de limpeza Venda por grosso e a retalho

Rua das Escolas, 18-B, 20-B e C 1800-197 Lisboa Telfs: 21 852 01 57 - 21 851 11 85 Fax: 21 851 15 93

Os estabelecimentos mais antigos do Bairro da Encarnação

Rua Cidade de Lobito, Lote 268 - loja - Olivais Tel: 21 851 59 98 e 21 851 22 40

(Junto à Quinta Pedagógica)

Ao fundo o rio Tem navio iluminado A partir ou a chegar A outro Rio Aportará com as gentes Que ousarem arriscar E o Grande Cristo Abre os braços às cidades E envolve-as com amor E o povo simples Na procissão reza o Cristo Que é Rei e Redentor. Refrão

Colecção de Cor e Corte Verão 2012


10

OLIVAIS . PARQUE das NAÇÕES . PORTELA . MOSCAVIDE . MARVILA . BEATO . S. JOÃO . PENHA de FRANÇA

A saúde está primeiro

Ano . VII . n.º . 74 . Abril . 2012

Concerto solidário no Convento do Beato

A Junta de Freguesia do Beato tem à disposição de toda a população um Espaço de Saúde que oferece várias especialidades médicas a preços reduzidos, um projecto que pretende aproximar a população e apoiá-la nos momentos mais difíceis. Vítor Marques, membro do executivo, confirmou ao EXPRESSO do Oriente que a partir do mês de Maio haverá mais uma nova especialidade ao serviço dos fregueses: Fisioterapia.

Aurea, a artista revelação da música portuguesa, esteve no Convento do Beato para um concerto de solidariedade que pretende ajudar a financiar várias instituições de apoio a crianças e jovens, através da Associação Tudo por um Sorriso. Aurea é dona de uma voz inconfundível, poderosa e cativante é também sinónimo de sucesso, tal como foi este evento de beneficência que teve como finalidade angariar verbas para ajudar a realizar pequenas obras em várias instituições de apoio a crianças e jovens em risco, e colmatar necessidades médicas, tudo através da Associação Tudo por Um Sorriso. Este projecto surgiu em 2002, quando um grupo de amigos decidiu juntar-se para ajudar três casas de acolhimento

de crianças durante a época de Natal. De ano para ano esse grupo foi-se multiplicando e em 2008 apadrinharam 250 crianças de várias instituições, como a do Refúgio Aboim Ascensão, a Associação Crescer Ser, a Ajuda de Mãe, a Ajuda de Berço, entre outras. O movimento continuou a crescer e em 2011 decidiram transformar o projecto numa associação de forma a poder ajudar cada vez mais instituições, ganhando um contexto nacional.

Férias animadas 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 O Vitória Clube de Lisboa acolheu a primeira sessão 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 de fado no passado mês de Março e cabe agora ao G.R.C 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 Onze Unidos abrir as suas portas, no dia 5 de Maio, para 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 acolher este ritmo tradicional alfacinha. A actuação se123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 guinte tem lugar no dia 2 de Junho no S. M. União Beato e 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 depois é a vez do Ateneu da Madre de Deus acolher um 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 espectáculo de Fado no dia 30 de Junho. 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 O último concerto deste ciclo tem lugar no dia 28 de 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 Julho, no Adro da Igreja do Beato. 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345 123456789012345678901234567890121234567890123456789012345678901212345

Dar voz ao Fado

As sessões de “O Beato dá voz ao Fado” estão de regresso e ficam até ao dia 28 de Julho. A Junta de Freguesia pretende assim trazer à sua população o melhor da música nacional.

Férias da Páscoa inesquecíveis para as crianças da Componente de Apoio à Família (CAF), foram proporcionadas pela Junta de Freguesia do Beato. As actividades tiveram um programa rico e diversificado e no final até os encarregados de educação foram convidados a juntarem-se à festa. A pensar no melhor para a sua população, a Junta de Freguesia do Beato organizou um programa especial com um preço à medida dos rendimentos de cada um dos participantes, para que ninguém ficasse de fora. Ao longo de duas semanas cheias de actividades enriquecedoras, a diversão foi palavra de ordem para as crianças da CAF. Na Casa Museu Dr. Anastácio Gonçalves participaram num peddy-paper que os levou a conhecer as peças em exposição naquele espaço. Continuando a aliar a cultura ao divertimento passaram também pelo Museu Nacional do Azulejo onde ficaram a conhecer a história de algumas obras de arte. Os mais jovens puderam ainda extravasar

a energia contida no período de aulas dando uns valentes mergulhos na piscina do Vale Fundão, realizaram também uma caminhada pela capital enquanto participavam num jogo de pistas que os levava a diversos pontos de interesse como o Panteão Nacional, onde fizeram uma visita guiada. No decorrer das férias ainda houve tempo para entrarem em actividades de expressão plástica e corporal, jogaram futebol e andebol e participaram em aulas de culinária. No final teve lugar uma Festa da Páscoa com os encarregados de educação, com a particularidade de o lanche oferecido a todos os convidados ter sido confeccionado pelos próprios alunos e eram muitas as iguarias.

Veteranos reúnem-se em torneio de Futsal O Grupo Desportivo “Os De Bába” organizou, recentemente, o Quadrangular de Futsal Veteranos/Páscoa 2012, no Polidesportivo da Mata da Madre Deus, um evento que contou com o apoio das juntas de freguesia do Beato, São João e Odivelas e do Agrupamento de Escuteiros 760 – Beato. No final do torneio a vitória foi alcançada pelos Dragões de Lisboa, em 2.º lugar ficaram “Os De Bába”, na terceira posição ficou a Frasseti e em último, a Casa do Benfica da Quinta do Conde.

OLIVAIS

Agência Funerária MARVILA Matias & Ferreira, Lda. Gerência a cargo de João Ferreira e Maria da Luz Matias Funerais Trasladações Cremações Tel. 21 859 28 70 Serviço 24 Horas Tlm: 91 457 92 96 — 91 705 69 06 800 207 753 Associado N.º 138 ANEL Associação Nacional de Empresas Luteranas

Rua Cristino da Silva, 59-A - 1950-174 LISBOA Número Nacional (Junto ao Colégio Valsassina) Fax: 21 859 28 71 Dispomos de facilidades de pagamento que vão de encontro às necessidades de cada cliente.

www. funerariamatiaseferreira.com

e-mail: geral@funerariamatiaseferreira.com


Ano . VII . n.º . 74 . Abril . 2012

OLIVAIS - PARQUE das NAÇÕES - PORTELA - MOSCAVIDE - MARVILA - BEATO - S. JOÃO - PENHA de FRANÇA

Sede da AMI mais colorida

Foto ASF

Parte da fachada da sede da organização não-governamental Assistência Médica Internacional (AMI), situada na Freguesia de Marvila, está completamente coberta de grafites coloridos em resultado de um concurso de arte urbana promovido pela instituição.

Uma das fachadas da AMI ganhou mais cor e vida graças aos vários desenhos que compõem o mural com cerca de 70 metros. Este é o excelente resultado de um concurso de arte urbana “MarvilArte AMI”, que tem como objectivo incentivar a produção e formação artísticas, mas também divulgar junto da população local o trabalho desenvolvido pela organização. De entre as 13 propostas apresentadas foram eleitos quatro trabalhos que interpretaram na perfeição os conceitos base da AMI, que são a área internacional, nacional, a pobreza e catástrofes internacionais e o ambiente. Os artistas vencedores foram Marcos Granja, Nelson Ferreira, Oneart Crew e Zana Moraes & André Santos (IIMD). No final, não houve prémio monetário mas sim o reconhecimento de verem as suas obras expostas. Paralelamente a AMI realizou ainda o workshop Art’amiga, que teve como principais objectivos dar a conhecer à população residente nas freguesias de Marvila, Alto do Pina e Beato, o trabalho desenvolvido pela organização, incentivar o desenvolvimento e formação de jovens nas áreas artísticas e promover a criatividade da população jovem.

Quem não se dá a conhecer é como se não existisse

ANUNCIE O EXPRESSO do Oriente é lido mensalmente por mais de 100.000 pessoas

e-mail: publicidade.expressodooriente@gmail.com Tel: 96 586 42 35 - 21 920 60 85

A F M

AGÊNCIA FUNERÁRIA MATIAS Gerência de António Matias

Funerais * Cremações * Trasladações

MOSCAVIDE * OLIVAIS * PORTELA Nos momentos mais difíceis conte com a nossa ajuda www.funerariamatias.web.pt CONTACTOS 24 HORAS Loja de Moscavide: Rua Gonçalo Braga, 24 A – 219 444 677 Loja de Odivelas: Rua Dr. Sidónio Pais, 62 B – 219 340 724 Tlms. 917 648 982 – 916 144 835

11

Torneio de Futsal Orçamento

na E.B. 2,3 de Marvila Participativo 2012/13 No âmbito do projecto “Para ti Se não faltares!”, da Fundação Benfica, a E.B. 2,3 de Marvila acolheu recentemente um Torneio de Futsal inter-turmas que sagrou vencedores os alunos do 5.º ano.

Há já um ano que a E.B. 2,3 de Marvila integra o projecto “Para ti Se não faltares!”, da Fundação Benfica que tem como propósito combater o absentismo escolar, incentivando um melhor rendimento dos alunos envolvidos. Fruto desta parceria, realizaram um Torneio de Futsal onde os alunos que fazem parte do programa jogaram com os restantes alunos da escola, sendo que os do 5.º ano foram os campeões. Para Paula Aguiar “o objectivo é que eles continuem a trabalhar em equipa, a jogar em equipa, e que esse espírito exista dentro da escola, dentro do “Para ti Se não faltares!”, mas que também se alargue a toda a comunidade escolar, porque nós somos um conjunto: a escola e o “Para ti Se não faltares!”.

Já está a decorrer a nova edição do Orçamento Participativo (OP) de 2012/2013. Os cidadãos poderão apresentar, até ao dia 31 de Maio, as suas propostas para melhorar a cidade, a freguesia ou o seu bairro. O Orçamento Participativo (OP) visa contribuir para o exercício de uma intervenção informada, activa e responsável dos cidadãos nos processos de governação local, garantindo a participação de todos na decisão sobre a afectação de recursos às políticas públicas municipais e permitindo, assim, ao executivo municipal corresponder às reais carências e pretensões da população. Nesta 5.ª edição foram introduzidas algumas novidades, como o ajustamento do período de participação, sendo que a fase de reclamação e resposta tem lugar durante o mês de Setembro e o período de votação aumentou para 45 dias, em vez dos anteriores 30. O montante global do OP vai ser divido em dois grupos de projecto, sendo atribuído 1,5 milhões de euros para um primeiro conjunto de projectos de valor igual ou inferior a 150.000 euros, bem como o valor de 1 milhão de euros para um segundo naipe de projectos de valor igual ou inferior a 500.000 euros que não caibam no grupo anterior. Desse modo a forma de votar também foi alterada, sendo que cada cidadão tem direito a dois votos por cada conjunto de projectos. Os prazos de concretização foram encurtados, os projectos até 150.000 euros passam a ser executados em 12 meses e os orçamentados até 500.000 euros passam para 18 meses. Participe e poderá contribuir para melhorar a imagem da sua cidade, envie as suas propostas em http://www.lisboaparticipa.pt e lembre-se que o prazo de entrega termina a 31 de Maio.

Caminhar Ajuda É este o mote da CERCI Lisboa, sediada na Freguesia de Marvila, para a caminhada que está a promover, no dia 29 de Abril, na Serra de Sintra. Toda a população está convidada a participar neste evento e assim ajudar a instituição a continuar com a sua missão. A caminhada à Serra de Sintra irá possibilitar que os seus participantes apreciem a natureza de uma forma descontraída e lúdica, permitindo que fiquem a conhecer as suas particularidades e curiosidades. Este passeio terá um percurso fácil e curto, de quatro quilómetros e meio, pensado para crianças, jovens e adultos. Ao participar neste evento estará a apoiar a missão CERCI-Lisboa e a contribuir para a melhoria da qualidade de vida das pessoas com deficiência intelectual e multideficiência.

A 9 de Junho realiza-se mais uma caminhada, desta vez na Serra da Arrábida. Para mais informações e para se inscrever só tem que visitar a página oficial da instituição em: www.cercilisboa.org.pt.

Festival de Bandas Filarmónicas Marvila vai voltar a receber o Festival de Bandas das ACULMA, no dia 5 de Maio. Uma iniciativa que conta com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa e da Junta de Freguesia. A 14.ª edição vai ser marcada por um desfile pelas ruas, desde a sede da Junta de Freguesia até à E.B. 2,3 de Marvila, no Bairro dos Alfinetes, que terá início por volta das 15h30. Mais tarde tem início o festival que contará com a actuação da Sociedade Instrução Musical, Cultura e Recreio de A-dos-Francos (Caldas da Rainha); da Sociedade Filarmónica Democrática Timbre Seixalense (Seixal) e a terminar sobe ao palco a Banda Filarmónica da ACULMA (Marvila).


12

OLIVAIS . PARQUE das NAÇÕES . PORTELA . MOSCAVIDE . MARVILA . BEATO . S. JOÃO . PENHA de FRANÇA

Novo espaço

Ano . VII . n.º . 74 . Abril . 2012

O Presid José Ma ente da Junta de ria Bento , no acto Freguesia, de inau guração d

rto, de despo ais a e r á a v Uma no vívio vem dar m o, d n o c e r do Lavra laze a t n i u Q o. aà c o r e v i d guesia de S. Joã e r e t F s e na uração d marco A inaug m u i ortivo fo es polidesp ara os morador p l a i ma espec ontou co ento, c e o r r i do ba aria B e José M uia local. d a ç n e s q pre da autar e t n e d i s pre

sportivo

polidesportivo

O espaço polidesportivo da Quinta do Lavrado surge no âmbito da candidatura conjunta da Junta de Freguesia de S. João e da Fundação Aga Khan - Portugal ao programa BIP/ ZIP, da Câmara Municipal de Lisboa e teve como parceiros o Grupo Informal de Moradores da Quinta do Lavrado, a Santa Casa da Misericórdia e a Ecocidade.

Para José Maria Bento, presidente da Junta de Freguesia de S. João, este projecto surge “fruto de várias reuniões onde foram auscultados os moradores, bem como as várias entidades envolvidas” e visa “promover o sentimento de segurança e de pertença neste bairro de gestão municipal”. No fundo, “estamos a dignificar a Quinta do Lavrado e por conseguinte estamos a construir uma freguesia melhor.” Capitolina Marques, vogal com o pelouro da Habitação, afirma que a ideia é proporcionar um equipamento que “permita que os jovens possam usufruir da prática do desporto e ao mesmo tempo contribuir para melhorar a relação de vizinhança e para tal foi muito importante o apoio dos moradores”. Este polidesportivo teve um prazo de execução de um ano, está preparado para as modalidades de basquetebol, futebol e andebol e “foi muito bem recebido pela comunidade e tenho a

Alto da Parada mais bonito A Junta de Freguesia de S. João tem uma equipa de profissionais a executar uma intervenção no Jardim do Alto da Parada de S. João, no sentido de melhorar e recuperar este espaço de lazer, aumentando o sentimento de segurança na vizinhança.

A intervenção promovida pela Junta de Freguesia de S. João visa recuperar o mobiliário urbano existente, nomeadamente os bancos e as mesas, no Jardim do Alto da Parada de S. João. No decorrer dos trabalhos será também feita a recuperação do gradeamento envolvente, bem como a respectiva pintura e será instalado um sistema de rega. Manuel dos Santos Ferreira, secretário da Junta de Freguesia, garante que estão a ser feitos todos os esforços para “voltar a activar o bebedouro existente no local”.

AGÊNCIA FUNERÁRIA de SANTA MARIA DOS OLIVAIS Gerência de: Ivone Matias e Mara Pereira

Funerais Trasladações Flores

o polide

Segurança Social Gratuita

SERVIÇO PERMANENTE Telefs. 21 851 24 29 TM: 91 990 65 33 TM: 91 439 29 46 Rua Circular Norte, Bairro da Encarnação N.º 12 B - 1800-134 Lisboa

O vogal da Junta de Freguesia de S. João, Manuel Ferreira, observa a primeira fase dos trabalhos de recuperação do Jardim do Alto da Parada.

certeza que será bem cuidado pela sua população.” Aproveita para dizer que a Junta de Freguesia está a contar com todos para “tornar o bairro um sítio melhor para viver, onde se sintam melhor e que sintam que pertencem à Freguesia de S. João”. Este projecto contemplou ainda o embelezamento da área envolvente do campo, na Praceta dos Pequeninos, um trabalho realizado por um artista de grafites. Capitolina Marques aproveitou ainda para revelar ao EXPRESSO do Oriente que a Junta de Freguesia, através da Comissão Social de Freguesia, já apresentou uma nova candidatura ao programa BIP/ZIP desta vez para a criação de uma Loja Social, a ser construída também na Quinta do Lavrado e que irá apoiar cerca de 200 famílias necessitadas. Será um equipamento único no Distrito de Lisboa visto que irá abranger as várias carências sociais, “não se fica apenas por doar alimentos e vestuário, iremos ter também um gabinete de psicologia, de planeamento familiar, entre outros. Será de certo um equipamento muito importante para o bairro e para a comunidade.”


Ano . VII . n.º . 74 . Abril . 2012

O Dia da Terra foi assinalado na Freguesia da Penha de França com a plantação de uma gravílea no logradouro da Carlos Ribeiro e de uma aroeira no jardim da Praça António Sardinha.

OLIVAIS - PARQUE das NAÇÕES - PORTELA - MOSCAVIDE - MARVILA - BEATO - S. JOÃO - PENHA de FRANÇA

13

Alunos da Coopescola plantaram árvores

Dia da Terra

Numa iniciativa da Junta de Freguesia para assinalar o Dia da Árvore, alunos do 4.º ano do 1.º ciclo da Coopescola plantaram uma alfarrobeira e uma gravílea no logradouro da Carlos Ribeiro. O pelouro do Ambiente da Junta ofereceu ainda a cada criança um folheto de sensibilização e educação ambiental, onde se salienta a importância e os benefícios das árvores, designadamente no meio urbano. Nesta acção, realizada com o acompanhamento de um técnico especializado, foi explicado o processo de plantação, procedendo-se em seguida à plantação das duas árvores.

Uma iniciativa inserida ainda no quadro da política da Junta de requalificação dos espaços ajardinados da Freguesia e de sensibilização ambiental. O Dia da Terra nasceu a 22 de Abril de 1970, com uma manifestação liderada pelo senador norte-americano Gaylord Nelson, um activista ambiental preocupado com os efeitos da acção do Homem na destruição do planeta Terra. Mais de quatro décadas depois, este dia mantém-se mais actual do que nunca. Por isso, a Junta decidiu comemorar esta data com a plantação de mais duas árvores, um pequeno-grande gesto que é um contributo para um melhor ambiente.

Torneio Inter-escolas

Carnaval ecológico

As crianças da Componente de Apoio à Família (CAF), da escola Victor Palla, na Freguesia da Penha de França, festejaram o Carnaval com um desfile pelas ruas da Freguesia inspirado na história “Alice no País das Maravilhas”. Um Carnaval ecológico, com os fatos dos alunos feitos de material reciclado, e que terminou na sede da Junta, onde as crianças foram presenteadas com livros pela presidente Elisa Madureira.

No âmbito dos Jogos Aposta Jovem, a Junta de Freguesia da Penha de França organizou, no dia 24 de Março, o I Torneio Inter-escolas, nas modalidades de futsal e voleibol, que contou com a presença de 56 atletas. À tarde, no polidesportivo da mata da Madre de Deus disputou-se o torneio de futsal, em que participaram a Associação Juvenil Pedro Jorge Frassati, a Escola Vila Dias, a Escola de Futsal do Beato e a Associação Vila Chã do Barreiro. Antes, de manhã, tiveram lugar no pavilhão da Escola Nuno Gonçalves os jogos de voleibol, com a participação das escolas Gil Vicente e Nuno Gonçalves. No final dos jogos do torneio foram entregues taças às equipas vencedoras e medalhas e diplomas a todos os atletas. O I Torneio Inter-escolas insere-se no âmbito da política da Junta de fomento da prática desportiva, em particular nas camadas jovens.

AGÊNCIA FUNERÁRIA DE MOSCAVIDE Gerência: FERNANDO ALVES ROSA, Lda.

52

OLIVAIS PORTELA anos SACAVÉM 1960/2011 PARQUE DAS NAÇÕES CONTACTE-NOS: Para prevenir as despesas com o funeral, a partir de 10,10 / mês Para pessoas até aos 75 anos de idade Fax: 21 944 31 57 . 21 851 60 00 21 945 72 25 TM: 91 830 98 00 Sede: Rua Almirante Gago Coutinho, 15 A 1885-036 Moscavide (Frente ao Jardim) FILIAL: Rua José Augusto Braamcamp, 26 2685-071 Sacavém — afmoscavide@netcabo.pt

Passeio a Abrantes e Castelo de Almourol Cem seniores da Freguesia da Penha de França, com idades compreendidas entre os 55 e os 95 anos, foram no dia 22 de Março em passeio a Abrantes e ao Castelo de Almourol. Numa organização do pelouro de Acção Social da Junta de Freguesia, a excursão incluíu ainda visitas a Constância, Alferrarede - onde teve lugar um almoço na Quinta do Lago - e ao Centro Geodésico de Vila de Rei. Este passeio, que decorreu num clima de grande confraternização, permitiu a todos os participantes conhecer locais com uma forte componente histórica e cultural.


14

OLIVAIS . PARQUE das NAÇÕES . PORTELA . MOSCAVIDE . MARVILA . BEATO . S. JOÃO . PENHA de FRANÇA

Ano . VII . n.º . 74 . Abril . 2012

Regresso à infância no Casino Lisboa Linha de apoio a idosos

800 204 204

Carneiro: 21/03 a 20/04 Estás a preparar-te para o Verão e para os dias de praia e até já te inscreveste num ginásio mas até agora não perdeste um único quilo. Hum… acho que a coisa só funciona se realmente participares nas actividades. Touro: 21/04 a 21/05 Os astros ouviram dizer que tens a mania de que o mundo gira em torno de ti. De facto, tens toda a razão, isso acontece mesmo especialmente depois de beberes uns quatro ou cinco copos de vodka. Gémeos: 21/05 a 20/06 Tens que começar a perceber que as pessoas geralmente descobrem o que fazer após percebem aquilo que não devem fazer. E provavelmente aqueles que nunca cometeram um erro nunca fizeram uma descoberta. Caranguejo: 21/06 a 22/07 Estás numa maré de azar, tudo te corre mal e a tua vida mais parece uma tremenda tempestade. Os astros aconselham-te vivamente que vás para perto da tua sogra, pois não há raio que a parta. Leão: 23/07 a 22/08 Tens andado chateado porque pelos vistos algumas pessoas pensam que és um tremendo idiota. Os astros aconselham que te mantenhas calado pois se falares ainda és capaz de acabar com a dúvida. Virgem: 23/08 a 22/09 Se por ventura um dia na tua vida reparaste que perdeste o controlo, não te aflijas os astros têm uma solução simples para ti: só tens mesmo que te levantar e mudar de canal manualmente. Balança 23/09 a 22/ 10 És uma pessoa com pouca sorte na vida e toda a gente o sabe. Por isso, se um dia começares a ver uma luz ao fundo do túnel… corre e para bem longe porque provavelmente é um comboio. Escorpião: 23/10 a 21/11 Deixa de ser ganancioso e começa a conformar-te de que a felicidade está nas pequenas coisas da vida: um pequeno iate, um pequeno Rolex, uma pequena mansão, uma pequena fortuna… Sagitário: 22/11 a 21/12 Se um dia acordares e te sentires um pouco estranho, com a sensação de teres um vazio dentro de ti, respira fundo, relaxa e vai comer algo, provavelmente o que estás a sentir é fome. Capricórnio: 22/12 a 19/01 No teu dia-a-dia activo como uma abelha, forte como um touro, trabalhas que nem um cavalo e ao fim da tarde sentes-te cansado que nem um cão. O melhor mesmo é consultares um veterinário… é provável que sejas um grande burro. Aquário: 20/01 a 18/02 Passas a vida a dizer que as guloseimas e os doces engordam, mas, de acordo com os últimos estudos científicos publicados pela Universidade de Oxford, afinal quem engorda és mesmo tu. Peixes: 19/02 a 20/03 Não deixes que aquela pessoa mal-humorada te contamine, pelo contrário, sê tu próprio a contaminá-la com um belo sorriso e não te esqueças que a vida é um grande espectáculo de humor, o problema é que as vezes não entendemos a piada.

Atendimento Social Serviço de Acção Social da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa Praça José Queiroz, 1 Piso 3 - Edifício Entreposto Tel: 21 855 41 00 Espaço “LX Jovem” Tel: 21 831 41 83 Outros Atendimentos Correios do Aeroporto de Lisboa 21 843 50 50 Correios de Cabo Ruivo Tel: 21 831 84 71 Correios de Chelas Tel: 21 831 04 10 Farmácias Farmácia Almeida Vaz Rua Luís Cristino da Silva, Lt. 248 Lj. 92 - Tel: 21 859 56 73 Farmácia Barros Gouveia Rua Vale Formoso de Cima, 79 B Tel: 21 859 51 80 Farmácia Falcão Rua Rui de Sousa, Lt. 65 A Tel: 21 859 65 65 Farmácia Freitas Rua Vale Formoso, 23 A Tel: 21 868 11 36 Farmácia de Marvila B.º Marquês de Abrantes, Lt.s. 35 e 36 - Tel: 21 859 48 00 Farmácia Sacramento Rua Actriz Palmira Bastos, 42 Lj. Dt.ª - Tel: 21 859 09 04 Farmácia Santo António Avenida Paulo VI, 14 Lj.ª Tel: 21 839 43 14 Farmácia Santos Silva - Praça Raul Lino, Lt. 226 Loja 22 Tel: 21 859 12 65 Farmácia Serejo - Avenida João Paulo II, Lt. 531, Lj.ª B Tel: 21 859 26 11 Farmácia Pontes Leite / Serra Av. François Mitterrand, 39 B Tel: 21 859 37 20 Hospitais Hospital D. Estefânia Rua Jacinta Marto Tel: 21 312 66 00 Hospital Santo António dos Capuchos - Alameda Santo António dos Capuchos Tel: 21 313 63 00 Hospital de Santa Maria Av. Prof. Egas Moniz Tel: 21 780 50 00 / 21 780 56 10 Hospital São José Rua José António Serrano Tel: 21 884 10 00 Maternidade Alfredo da Costa Rua Viriato Tel: 21 318 40 00/29

Saúde Centro de Saúde de Marvila Rua Dr. Estevão de Vasconcelos, 56 Tel: 21 862 07 51 21 868 69 51 Centro de Saúde Dr. José Domingos Barreiros Beco da Mitra, 2 Tel: 21 861 86 00 Unidade de Saúde dos Lóios Tel: 21 836 60 75 Unidade Local de Saúde da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa do Bairro do Armador Av. Virgílio Ferreira, Lt. 770, R/C Bairro do Armador Tel: 21 831 07 90/5 Clínica de Chelas Av. Dr. Augusto Castro, Lt. 107. Lj. A e B - Tel: 21 859 30 40 Tel: 21 837 30 40 LPDM - Liga Portuguesa dos Deficientes Motores Tel: 21 859 14 61/ 21 859 22 70 Segurança PSP 14.ª Esquadra Amendoeiras Tel. 21 837 40 60 - 21 838 07 24 16.ª Esquadra Condado Tel. 21 837 48 82 - 21 838 07 21 38.ª Esquadra Flamenga Tel. 21 837 39 88 - 21 838 07 25 Comando de 2.ª Divisão Tel. 21 854 72 00 - 21 853 64 08 GNR Comando - Tel. 21 321 70 00 Polícia Judiciária Tel. 21 726 80 22 Polícia Municipal Tel. 21 782 52 00 Regimento de Sapadores Bombeiros Tel. 21 396 31 41 - 808 20 32 32 Serviços Públicos EPAL (Assistência Domiciliária) Tel: 800 201 101 EPAL (Roturas) Tel: 800 201 600 EDP (Fugas de gás) Tel: 21 868 53 09 Intoxicações - Tel: 21 795 01 43 Linha Vida - Tel: 1414 (gratuita) SOS Voz Amiga Tel: 21 354 45 45 B.S. Bombeiros Tel: 21 342 22 22 Transportes ANA - Aeroporto de Lisboa Tel: 21 840 20 60 21 841 35 00 CARRIS - Tel: 21 361 30 38 CP - Tel: 808 208 208 Metropolitano Tel: 21 355 84 57 Táxis Tels: 800 20 01 43 800 20 08 46 - 800 20 66 23

Funerária Palma dos Olivais

15% desconto a sócios e familiares dos Bombeiros Voluntários de Cabo Ruivo

José Abreu

Rua Cidade de Benguela, Lote 300 Loja J (Junto ao cemitério dos OLIVAIS)

1800-071 Lisboa Serviço Permanente Tels: 211 083 000 918 121 155 / 919 122 298

Imagine que pode voltar a acreditar que tudo o que o rodeia é mágico. Se não conseguir vá até ao Casino Lisboa para conhecer Slava, o melhor palhaço do Mundo e encante-se com o espectáculo Snowshow, que mistura o novo circo com o teatro, a dança-teatro e o absurdo. Em cena no Auditório dos Oceanos até 20 de Maio.

O melhor palhaço do planeta Terra, vencedor de dois Tony Awards, incluindo o galardão para Melhor Espectáculo de Entretenimento, regressa a Portugal para partilhar a felicidade com o público. Mesmo que o regresso à infância seja apenas por breves momentos, vale bem a pena assistir ao espectáculo Slava’s Snowshow. Em palco, acompanhado por uma trupe de palhaços, utiliza de forma brilhante e com grande mestria objectos simples como água, luzes, teias de aranha de algodão, bolhas, bolas e gelo seco que, fruto da sua habilidade, atingem efeitos de uma beleza e teatralidade extraordinárias em interacção directa com o público.

Revista Egoísta distinguida com mais dois prémios A revista Egoísta, publicação da Estoril Sol, foi distinguida com o prémio de Ouro nas categorias de “Criatividade e Inovação na Comunicação em Papel”, com a edição dedicada ao tema “Viagem”. A revista “Egoísta”, com periodicidade trimestral, recebeu já vários importantes galardões nacionais e internacionais, que marcaram o percurso da sua ímpar qualidade gráfica e de conteúdo. Na primeira edição dos “Prémios Criatividade M&P”, que teve lugar na FIL, no Parque das Nações, voltou a arrecadar mais dois galardões “Criatividade e Inovação” com a edição n.º 47, dedicada ao tema “Viagem”. Patrícia Reis, editora da Egoísta, agradeceu ao Grupo Estoril Sol por ter “acreditado há 12 anos neste projecto que promove a Língua e a Cultura Portuguesa, à equipa que, rotativamente, trabalha na execução da revista e, ainda, aos mais de 500 colaboradores que têm contribuído para o sucesso, nacional e internacional, deste projecto editorial que não tem par no mercado português.” A Estoril Sol já lançou a edição do mês de Março intitulada de “Cartas”, que pretende ser um “enorme armário de memórias, uma gaveta de cartas, de várias formas de amor e pedidos, de sentimentos e desgostos”.

82.ª Feira do Livro A Feira do Livro está de regresso ao Parque Eduardo VII, em Lisboa, trazendo consigo o melhor da literatura nacional e internacional a preços mais acessíveis. Esta 82.ª edição tem lugar entre 24 de Abril e 13 de Maio.


Ano . VII . n.º . 74 . Abril . 2012

OLIVAIS - PARQUE das NAÇÕES - PORTELA - MOSCAVIDE - MARVILA - BEATO - S. JOÃO - PENHA de FRANÇA

ex p r op r e s s a m e i b i nte do

Sobre alentejanos

Dois alentejanos acabam de assaltar um banco com sucesso. Param o carro uns quilómetros à frente: - Atão vamos contar o dinhêro??? - Nem pense nisso. Esperemos que digam no noticiário, cumpadre... Estavam dois agricultores, um americano e um alentejano : - Qual é o tamanho da sua quinta ? - pergunta o americano. - Para os padrões portugueses, a minha quinta tem um tamanho razoável, vinte alqueires, e a sua? - retruca o nobre lusitano. - Olha, eu saio de casa de manhã, ligo o meu jeep e ao meio dia ainda não percorri metade da minha propriedade. - Pois é - responde o Alentejano - já tive um carro desses. É uma merda... Estava a realizar-se um concurso de Tiro ao Alvo com três concorrentes. Um alentejano, um francês e um inglês. Coloca-se uma maçã em cima da cabeça de um homem e o Inglês atira a seta. Depois de acertar diz: I’m Robin Hood. O francês atira a seta e espeta-a na maçã do Inglês e diz: I’m Guilherme Tell. O Alentejano atira a seta acertando inevitavelmente na cabeça do homem, olha para o público e diz: I’m sorry.

Sobre Loiras P:-Como morre uma célula cerebral de uma loura? R:-Sozinha!!!

P:-Que se diz de uma loura com 2 células cinzentas? R:-Que está grávida!! P:-Que se diz de uma loura que pintou o cabelo? R:-Implantação de inteligência artificial!!! P: Como se nota que uma loura esta numa loja de Software? R: É a pessoa que está à procura de uma Versão do windows para Machintosh!! P: Que faz uma loura no depois de acordar? R: Levanta-se, vai para o espelho, apresenta-se, sai da casa e vai para a sua casa!!! P: Qual a diferença entre uma Louraburra e a escova de dentes??? R: A escova de dentes não se empresta aos amigos... P: Como você sabe que uma louraburra mexeu no seu computador??? R: Se tiver corretor no monitor... P: Como você sabe que ela voltou a mexer??? R: Se estiver escrito por cima do corretor... P: Se uma louraburra, uma loira inteligente e o Pai Natall encontrarem uma nota de 100 euros no chão, quem vai apanhar??? R: A louraburra, porque loura inteligente e Pai Natal não existem... P: Como você faz para que uma loira case com você? R: Diga a ela que ela está grávida. P: E o que ela te vai perguntar? R: “Voce tem certeza que é meu?” P: Como você confunde uma loira? R: Voce não faz isso! Elas já nasceram confundidas.

15


16

OLIVAIS . PARQUE das NAÇÕES . PORTELA . MOSCAVIDE . MARVILA . BEATO . S. JOÃO . PENHA de FRANÇA

Portugal não se pode dar ao lixo O Movimento Zero Desperdício foi formalmente apresentado com a campanha “Portugal não se pode dar ao lixo”, uma iniciativa da Associação Dar i Acordar que pretende acabar com o desperdício alimentar no país e que conta com o apoio das Câmaras Municipais de Lisboa e de Loures. Em breve, Santa Maria dos Olivais será uma das freguesias envolvidas.

Ano . VII . n.º . 74 . Abril . 2012

Parque das Nações já tem clube rotário A zona do Parque das Nações tem mais um marco na sua história com a criação do Rotary Clube Lisboa (RCL) - Parque das Nações que conta já com António Costa, presidente da Câmara de Lisboa, Almeida Santos, ex-presidente da Assembleia da República, Maria da Graça Carvalho, ex-ministra da Saúde, entre outras figuras de destaque no panorama nacional como sócios honorários.

A Associação Dar i Acordar pretende acabar com o desperdício alimentar e passar a aproveitar todos os bens alimentares que antes acabavam no lixo, como a comida que nunca saiu da cozinha ou que tem o prazo de validade a aproximar-se do fim, e ajudar quem está a passar fome. Em Campolide, esta acção já está a ser desenvolvida ajudando vários idosos que vivem em situação de isolamento, famílias carenciadas e algumas crianças de estabelecimentos de ensino da António Costa, presidente da Câmara Municipal de Lisboa e Carlos Teixeira, presidente da Câmara Municipal de Loures freguesia. Na Lapa a durante a assinatura do acordo com António Costa Pereira, situação é semelhante, presidente da Associação Dar i Acordar sendo que o projecto está a ser apoiado sobretudo pela Assembleia da a receber o projecto será Santa Maria dos Olivais. República, que tem doado entre 12 a 24 refeições No concelho vizinho, desde Janeiro que está a diárias. ser levado a cabo este projecto coordenado pela António Costa, presidente da Câmara MuniciCâmara Municipal e envolve o grupo Jerónimo pal de Lisboa e Carlos Teixeira, presidente da CâMartins e dez Instituições Particulares de Solidarimara Municipal de Loures, assinaram com Antóedade Social. nio Costa Pereira, presidente da Associação Dar i Para António Costa Pereira, Loures e Lisboa Acordar, um memorando de entendimento e um foram municípios piloto e o objectivo é alargar o protocolo de colaboração, na cerimónia de apreprojecto a outras autarquias portuguesas e “tornar sentação do Movimento Zero Desperdício. o nosso país um exemplo nesta matéria”. O presidente da autarquia de Lisboa considera Os interessados em contribuir para este moviessencial a parceria com as juntas de freguesia de mento e as instituições de solidariedade que neforma a assegurar que “a comida chega a quem cessitem de ajuda deverão consultar a página dela necessita” e adianta que a próxima freguesia www.zerodesperdicio.pt.

O Rotary é uma organização de líderes de negócios e profissionais, que prestam serviços humanitários, incentivam um elevado padrão de ética em todas as profissões e ajudam a estabelecer a paz e a boa vontade no mundo. Nesse sentido surge o Rotary Clube Lisboa (RCL) - Parque das Nações que tem como presidente Herondíno Isaías, economicista e consultor e como padrinhos Moisés Anes, presidente do RCL e António Felgueiras, do RCL Oeste. “O objectivo é promover as profissões dos associados através da troca de conhecimentos e tentarmos ser úteis dentro da sociedade em que estamos inseridos”. Herondino Isaías acredita que este grémio é uma mais-valia porque vem aproximar a comunidade e as instituições, escolas, associações de moradores, Parque Expo, CML e outros. “Trouxe uma aproximação da Cruz Vermelha Portuguesa, através do presidente António Felgueiras, das Juntas de Freguesia de Moscavide e da Portela e do próprio RC da Portela que tem sido prestativo na formação deste clube”. Apesar de existirem há poucos meses tem já mais de 30 associados “alguns dos quais estavam desligados do mundo dos rotários” e têm vários sócios honorários de renome “é bom que se comece com uma boa ligação com as mais variadas vertentes pois vem dar uma grande força a este movimen-

Presidente do Rotary Club Lisboa Parque das Nações, Herondino Isaías

to”. E os projectos são mais do que muitos, “acredito que se os levarmos a bom termo honraremos os fundadores deste clube”. Inicialmente participaram numa campanha pré-diabetes, de sensibilização para a doença e de rastreio, em conjunto com a Cruz Vermelha Portuguesa. Todos os meses, na sede do RCL-Parque das Nações, situado no Hotel Vip-Art, organizam uma palestra proferida por uma figura pública, cujo tema é variado, desde assuntos que dizem respeito à comunidade, ao país e ao mundo e que está aberta à participação de todos. Pretendem apoiar o empreendedorismo, especialmente direccionado “para os mais jovens que acabaram a faculdade e têm boas ideias mas não sabem como as pôr em prática”, poderão contar com um conjunto de profissionais que vai ajudar “a tomar as melhores decisões”, desde o financiamento até à fase de execução do empreendimento. Desejam ainda “constituir um fundo para apoiar os projectos dos jovens que, após análise prévia, se verifique serem viáveis economicamente e apoiar na sua implementação na sociedade”. Estão também a ponderar criar um projecto que visa apoiar jovens em risco,” aconselhando-os a seguir os caminhos mais correctos e dando apoio no que nos for possível”.

Dá forma ao pensamento

EXPRESSO do Oriente ed.74 Abril  
EXPRESSO do Oriente ed.74 Abril  

Conheça os vencedores do V Concurso de Espantalhos da Quinta Pedagógica dos Olivais e saiba mais sobre o novo clube de rotários do Parque da...

Advertisement