Page 1

Agosto de 2012 — ano VII — n.º 78 — mensal Distribuição gratuita — director: Acácio Soares

Hotel na Torre É já no próximo dia 22 de Setembro que o novo hotel do grupo Sana abre as suas portas na Torre Vasco da Gama, no Parque das Nações.

P_5

P_3

Olivais e Moscavide tem nova direcção P_6

Em Marvila

Juntos com as mãos P_7 na massa “ O Fado

P_10

P_9

diz-me tudo”

P_13


Rute Lima

Vamos dar as mãos

“Há um ciclo misterioso nas gerações humanas. A algumas, muito é dado. De outras, espera-se muito. Esta geração tem um encontro com o destino.” Franklin D. Roosevelt

Tendo em conta tudo o que se tem vindo a passar nas nossas vidas enquanto cidadãos Portugueses e analisando o que é noticiado diariamente relativamente ao estado de sitio das “coisas”, da falência das famílias, da falência das empresas, do galopar do desemprego, do abandono escolar, da falta de recursos na saúde, do aumento dos combustíveis e, surpreendentemente, do aumento até dos suicídios, não há dúvida que todos nós temos, enquanto cidadãos de plenos direitos, um verdadeiro encontro marcado com o destino… Mas, que destino? A incerteza sobre o “amanhã” alojou-se numa grande percentagem de famílias portuguesas. Palavras de esperança são necessárias e essenciais para acreditar que todo este panorama económico e financeiro será ultrapassado em breve mas, mais que isso, atitudes e acções são urgentes. É um excelente momento para se reflectir verdadeiramente sobre os valores democráticos, reflectir sobre formas reais de dar voz aos cidadãos ( não só através dos actos eleitorais ), ouvi-los, reflectir sobre formas organizadas que dêem expressão às sociedades civis. É urgente reinventar e reinaugurar a democracia, a bem desta geração e das que nos sucedem no futuro. Uma sociedade mais justa, mais próspera e solidária precisa-se. As comunidades devem organizar-se e fortalecer-se de forma decisiva, por forma e a tempo de calar “estas actuais” vozes cruéis e travar a imposição de caminhos que atentam contra a sua dignidade e contra os seus direitos. Em tempos de crise, a união, a solidariedade e a força têm de andar de mãos dadas.

Grupo

R

Ano . VII . n.º . 78 . Agosto . 2012

1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 ste ano vou passar as férias à 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 Praia da Manta Rôta, isto porque 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 aqui no jornal me pagaram, como sem1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 pre o fazem, graças a Deus, o subsídio 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 de férias e portanto marquei uma semana num 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 parque de campismo ali perto. Disseram-me que é uma zona muito agradá1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 vel, com uma vizinhança mais segura do que a de Massamá, para onde me 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 mudei recentemente porque o preço das rendas baixou substancialmente. 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 Parece que de há cerca de um ano para cá as pessoas começaram a abando1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 nar esta zona porque, dizem, passou a ser a mais mal frequentada da linha 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 de Sintra mas eu acho que é um exagero porque ladrões há em todo o lado e, 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 sinceramente, eu que ali vivo há oito meses ainda não fui assaltado, o que, 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 por si só, revela uma grande segurança quando comparado com a sorte da 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 minha mulher que, apesar de nunca ter visto uma arma na vida, sem saber 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 porquê ficou sem parte do ordenado e não consegue descobrir para onde 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 foi... Ora, visto que o rendimento familiar ficou menor porque a minha so1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 gra, que vive connosco, também foi assaltada e ficou sem subsídio de férias 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 da sua pensão, este ano tivémos de pensar muito bem e, ao que parece, 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 vamos conseguir fazer umas férias razoáveis, durante poucos dias é certo, 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 mas ao menos vamos com a recomendação de que a zona está segura na 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 semana que escolhemos: a primeira de Setembro. 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 Isto porque também nunca percebi porque é que tanta gente vai em Agos1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 to já que os preços praticados são, também eles, dignos de que lhes chamem 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 “assalto”. 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 Sim, eu sou daqueles que não vão de férias em pleno mês de Agosto, 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 primeiro porque é muito mais caro e segundo porque estar em Lisboa no 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 mês em que todos saem é maravilhoso. 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 Aliás, nem consigo perceber porque é que ainda há gente a ir para fora 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 no período em que as viagens, os hotéis e as refeições em zonas turísticas 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 triplicam de preço. 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 Mas, em respeito pelo facto de a minha mulher este ano ficar sem direito 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 a tomar o pequeno-almoço fora, como ela tanto gosta de fazer nas férias, já 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 avisei os miúdos que também eles têm de ajudar na contenção de despesas 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 e assim, ficam proibidos de pedir bolas de berlim na praia e gelados ao lan1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 che. Quanto às refeições vamos fazê-las à porta da tenda porque campismo 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 é assim mesmo, é o contacto com a natureza. A viagem, tanto para baixo 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 como para cima, volta a ser como quando eu era miúdo: pela estrada nacio1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 nal e fazemos a tradicional paragem em Canal Caveira, apenas com a dife1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 rença de que ao almoço em vez de pararmos para comer um delicioso cozi1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 do, paramos para comer as nossas sandes que também já devem vir cozidas 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 do calor... E assim, o que pouparmos em portagens fica já guardado para o 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 perú do Natal visto que estamos mesmo a contar que vamos novamente ser 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 assaltados, os ladrões têm o costume de arranjar dinheiro para as prendas 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 deles desta forma... a época dos subsídios é um deleite para os carteiristas. 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 Estou mesmo a ver que este ano, prenda só se for uma manta... e rôta. 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345 1234567890123456789012345678901212345678901234567890123456789012123456789012345

Férias Crónica na masculina tenda Raúl Amado

Opinião

OLIVAIS - PARQUE das NAÇÕES - PORTELA - MOSCAVIDE - MARVILA - BEATO - S. JOÃO - PENHA de FRANÇA

E

raulamado@gmail.com

2

Ano_VII_n.º_78_Agosto_de 2012 Mensário_Regional_de_Grande_Informação

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

Director: Acácio Soares_acaciosoares111@gmail.com Telf:_21 920 60 85_965 864 235_publicidade.expressodooriente@gmail.com e-mail: geralexpressodooriente@gmail.com Site: www.expressodooriente.com Propriedade, sede e redacção e edição: Cometa Mágico - Av. Embaixador Aristides Sousa Mendes, 18 C - Estúdio D 2725-537 Tapada das Mercês - Mem Martins Depósito Legal n.º 239216/06NIPC 502 353 562_Capital Social_25.000,00_euros_Título Registado no ERC. n.º 124910 Periodicidade mensal_(Tiragem média/ano)_480.000 exemplares Os textos publicados e assinados são independentes da linha editorial do EXPRESSO do Oriente e são da inteira responsabilidade dos seus autores. Por motivos de clareza ou de espaço, reservamo-nos o direito de seleccionar os mesmos e publicar só os trechos que considerarmos mais importantes.


Ano . VII . n.º . 78 . Agosto . 2012

3

OLIVAIS - PARQUE das NAÇÕES - PORTELA - MOSCAVIDE - MARVILA - BEATO - S. JOÃO - PENHA de FRANÇA

Hotel na Torre É já no próximo dia 22 de Setembro que o novo hotel do grupo Sana abre as suas portas na Torre Vasco da Gama, no Parque das Nações. O novo edifício tem 186 quartos e suites com decoração contemporânea, distribuídos por 21 andares e está construído sobre o Rio Tejo, na zona oriental de Lisboa. Equipado com dois restaurantes, um deles panorâmico e preparado para eventos, um bar, três salas de reunião com áreas entre os 65 e os 350 metros quadrados, um centro de eventos com 1500 m2, uma piscina interior, entre outros, este hotel oferece-nos uma vista soberba para o rio Tejo e ponte Vasco da Gama.

Férias em casa

Três em cada quatro portugueses fica em casa nestas férias de Verão e apenas um em cada 10 visita outros países. A principal razão apontada é a falta de dinheiro, no entanto, o turismo consegue funcionar em pleno devido aos turistas que visitam Portugal nesta altura, na maioria brasileiros, irlandeses, espanhóis e oriundos dos Países Baixos. A escolha da região para férias recai sobre a algarvia, tanto para os nacionais como para os estrangeiros que nos visitam. Segundo um estudo realizado pelo Instituto de Planeamento e Desenvolvimento do Turismo, entre Junho e Setembro, 47% dos portugueses abdicaram de viajar, denunciando assim que quase metade da população não faz as férias como desejaria.

Vodafone oferece trabalho A Vodafone Portugal vai alojar, no Atlantic Network Operations Center (NOC), localizado no seu edifício no Parque das Nações, em Lisboa, o centro de monitorização das redes nacionais, espanholas e de outros países onde a marca está representada. Portugal fica assim com um dos dois únicos centros deste tipo que a Vodafone detém na Europa.

A escolha de Portugal não foi mero acaso, a Vodafone Portugal tem competências reconhecidas na área, profissionais especializados com elevada experiência e com bons conhecimentos das linguas necessárias: inglês e espanhol. Para o funcionamento em pleno desta unidade laboral, a empresa está a recrutar cerca de 120 trabalhadores que se irão juntar a 30 colegas que já ali operam. A maioria das vagas será atribuida a engenheiros e a técnicos

Vão-se os anéis... Segundo o Instituto Nacional de Estatística, a exportação de ouro português aumentou 132 vezes desde que surgiu a crise económica.

Relativamente a dados de 2011, este ano as exportações de ouro aumentaram, só no primeiro semestre, 83,4 por cento. Os belgas são os nossos melhores clientes deste metal precioso, seguidos dos italianos e dos espanhóis e, em conjunto, compram 95% do ouro exportado pelo nosso país. O número de lojas de compra deste valor, aliado à necessidade de dinheiro por parte de quem vende, fez este

Medicina Dentária Análises Clínicas Fisioterapia, Clínica Geral Implantes Dentários Cardiologia, Endocrinologia Ginecologia, Nutrição Ortopedia Otorrinolaringologia Endocrinologia, Podologia Psicologia, Psiquiatria Terapia da Fala

Junto ao Spacio Shopping e Metro Olivais Rua Cidade de Bolama, 3 r/c Esq.º Olivais Sul - 1800-077 Lisboa Telefone: 218 516 388

especializados em telecomunicações mas existe outro tipo de ofertas disponíveis no site de recrutamento em www.vodafone.pt/main/A+Vodafone/PT/Recrutamento/ default. A Vodafone considera indispensável que os candidatos se diferenciem pelo valor que poderão acrescentar à organização e pede disponibilidade para trabalharem por turnos, isto porque o novo centro funcionará 24 horas por dia. Como características essenciais exige-se que o candidato tenha “um elevado sentido ético e de cidadania, espírito crítico, iniciativa, capacidade analítica, de adaptação, organização e trabalho em equipa, capacidade de comunicação oral e escrita, fluência em inglês e integração na cultura da empresa”, refere Luisa Pestana, a directora de recursos humanos da empresa. negócio prosperar. O reverso da medalha mostra-nos que Portugal está a ficar mais pobre com a saída sistemática do ouro que todos reconhecem ser de primeira qualidade em Portugal.

Quem não se dá a conhecer é como se não existisse

ANUNCIE 965864235

o EXPRESSO do Oriente é lido por mais de 100.000 pessoas

LENTES OFERTA DAS S DE COR A PROGRESSIV Siga-nos

no facebook

ADVANCE CARE ADM - GNR - CGD SAMS/QUADROS - PSP E OUTROS


4

OLIVAIS - PARQUE das NAÇÕES - PORTELA - MOSCAVIDE - MARVILA - BEATO - S. JOÃO - PENHA de FRANÇA

Belarmino Cardoso, taxista

Obra fantástica Esta estação é uma obra pública fantástica, que está bem decorada e parece um museu com aquelas caricaturas e figuras portuguesas. O país está a evoluir e estas coisas são necessárias para modernizar a cidade e para os turistas continuarem a vir para cá. Vejo isto como algo fabuloso e não me sinto afectado por esta abertura. João Gomes, taxista

Carris é desleal Se o Metro viesse directamente do centro da cidade para aqui era muito bom, mas gastaram 210 milhões de euros nisto, apenas para ligar o aeroporto à Gare do Oriente. Os clientes não entram para o Metro carregados de malas. Quem nos tira realmente os clientes é a Carris que permite que as pessoas levem as malas nos autocarros, mas só aos que entram aqui no aeroporto. Luís Costa, taxista

Timing errado Acredito que nos vai tirar serviço, embora ainda seja cedo para fazermos uma análise da situação porque é muito recente. Estamos na época alta do ano e o “timing” foi errado para a escolha da abertura do Metro, deveria ter-se esperado por Setembro ou Outubro.

Mais

Metro O Metropolitano de Lisboa inaugurou, recentemente, três novas estações, com destaque para a do Aeroporto. Esta nova acessibilidade surge como mais uma alternativa de transporte para os turistas e para os que partem para férias ou que delas regressam. O EXPRESSO do Oriente foi falar com os taxistas que trabalham na zona do Aeroporto para perceber em que medida é que o Metro lhes pode afectar o negócio. Quisemos ainda saber o que pensam os passageiros.

Rui Jurze, passageiro

Mais uma oferta Noto mais movimento, nomeadamente pessoal reformado com a curiosidade de descobrir estas novas estações e espreitar o aeroporto, que era uma tradição antiga, a de vir ver os aviões. A grande vantagem é a possibilidade das pessoas não gastarem tanto dinheiro em estacionamento, porque Lisboa é a cidade mais cara da Europa a esse nível. Para os turistas é mais uma oferta, mas os taxistas não vão sofrer absolutamente nada porque o cliente de Metro não é o cliente de táxi. Rui Roda, passageiro

Acredita no do negócio Penso que era algo que já devia ter sido feito há mais tempo. Eu sou taxista em Paris, que tem metro no aeroporto e não é por isso que os táxis têm menos afluência. Os utilizadores em vez de se chatearem com o andar das malas às costas, preferem a comodidade do táxi para se deslocarem. Existem táxis no mundo inteiro e nunca foi por abrir um Metro junto a um aeroporto que o negócio parou.

Pedro Alves, taxista

O centro da cidade é longe Não vejo grande vantagem nesta abertura, ainda se apanhassem o Figo Maduro... Para se ir para o centro da cidade têm que se mudar várias vezes de linha e demorase mais de meia hora. Penso que não vamos perder clientes, porque apanhamos sempre pessoas novas.

António Cabral, passageiro

Metro só para pouca bagagem

António Gomes, taxista

Quem viaja com pouca bagagem é normal que recorra ao Metro, quem viaja com muita terá sempre que utilizar o táxi porque é mais prático. Todos os grandes aeroportos, como o de Inglaterra têm o Metro à porta, portanto, isto trata-se apenas de evolução e aproximação com o que melhor se faz lá fora.

No Inverno poderá afectar Na época de inverno acredito que possa afectar porque os turistas são muito menos. São os governantes que têm os livros, não somos nós que mandamos. O negócio vai continuar mas certamente haverá menos gente.

Nuno Santos, taxista

Gasóleo profissional como solução A abertura do Metro não nos vem tirar grande serviço, talvez tire mais ao autocarro porque é um concorrente mais directo. Para nós, o que faz realmente diferença é que os nossos preços não têm aumentado. Mexem nos preços da Carris e do Metro mas os nossos mantêm-se e o dos combustíveis continua a subir. Fala-se na introdução do gasóleo profissional mas até se concretizar ainda vai uma grande distância.

Ano . VII . n.º . 78 . Agosto . 2012

João Santos, taxista

Não há diferença Depois de abrir o Metro continuo a ir cinco ou seis vezes por dia à Gare do Oriente levar pessoas, portanto para já não se nota a diferença. Há todo o tipo de passageiros, os que iam de autocarro optam pelo Metro e os que iam de táxi ainda continuam a utilizá-lo.

Maria Dulce Paixão, passageira

Atrair turistas É natural que os taxistas sintam a diferença, porque eles é que dominavam todo este território. Não estou a ver os taxistas a baixar os preços, porque o combustível também não vai baixar, por isso os clientes vão ser menos certamente. Lá fora a notícia da abertura do Metro pode atrair cada vez mais turistas e é nisso que acredito plenamente.

Quem não se dá a conhecer é como se não existisse

ANUNCIE O EXPRESSO do Oriente é lido por mais de 100.000 pessoas 21 920 60 85 96 586 42 35


Ano . VII . n.º . 78 . Agosto . 2012

OLIVAIS - PARQUE das NAÇÕES - PORTELA - MOSCAVIDE - MARVILA - BEATO - S. JOÃO - PENHA de FRANÇA

5

A opinião dos mais jovens O regresso às aulas, agendado para 15 de Setembro, é um encargo tão pesado no orçamento familiar quanto maior for o número de estudantes a cargo de cada família. A crise que Portugal a travessa, associada à elevada taxa de desemprego e consequente quebra de rendimentos familiares, faz com que estes gastos tenham um cada vez maior impacto nas economias domésticas. dos, em boas condições, datados a partir de 2009, para que sejam reutilizados por novos alunos. Quem entrega livros pode levar para casa outros de que necessite. Desta forma promove-se a solidariedade social, o equilíbrio financeiro das famílias e o respeito que todo e qualquer livro merece.

para levar livros para casa, tal deve-se, em parte, ao fecho de um ponto de recolha que no ano passado existia no Parque das Nações e à cada vez maior necessidade das populações, não apenas daquela zona como também de outras, como Sintra ou Cascais. Contudo, toda esta troca não pode ter custos, ou seja, os livros

Regresso às aulas

Se optar por adquirir livros online conseguirá manuais muito mais baratos, uma vez que certas livrarias oferecem descontos pelas encomendas feitas nestas lojas virtuais, muitas ainda oferecem os portes ou outros descontos. Uma conhecida plataforma de vendas online, a Amazon, dispõe de um serviço chamado Textbook Rental que permite o aluguer e acesso a 20 mil livros em versão e-book com 80% de poupança face aos seus preços. Na Bertrand o desconto para vendas online é de de 11%. Na Wook e na Porto Editora, os livros estão com desconto de 10%, na Leya 6%. O hipermercado Continente, por sua vez, está a vender manuais com 10% de desconto em cartãocliente. O Jumbo oferece dez + 5 por cento. Todos estes descontos aplicam-se às compras feitas online. Contudo, se não quiser mesmo gastar dinheiro, fique a saber que existem iniciativas, quer particulares quer públicas, que oferecem manuais escolares a custo zero. A reutilização e reciclagem nunca esteve tanto na moda como agora e é isto que o Movimento pela Reutilização dos Livros Escolares procura dar a saber. O projecto visa reduzir a despesa familiar com a aquisição dos manuais. Os bancos de recolha de livros escolares recebem e disponibilizam gratuitamente manuais usados. A recolha de livros é feita durante todo o ano e já conta com 80 pontos em todo o País. No fundo, é feita uma recolha de livros escolares usa-

obras de pintura da associação - é apresentador das sessões de fado que ali se realizam há cinco anos e confirmou-nos a enorme aderência das pessoas a esta iniciativa de dar e receber livros, tal como nos relatou: “As pessoas voltam várias vezes na mesma semana

com o objectivo de encontrar os manuais que procuram”. Na arrecadação da Associação acumulam-se provisoriamente os muitos livros possíveis de encontrar, todos devidamente divididos por anos escolares, de forma a facilitar a procura dos mesmos.

Para se informar onde se encontram os restantes pontos de recolha existentes no país consulte: https://sites.google.com/ site/reutilizarorg/ e www.facebook.com/ Movimentopelareutilizacao doslivrosescolares.

SO do Oriente foi falar com O EXPRES EXPRESSO os protagonistas do regresso às aulas: os estudantes. Distantes das preocupações dos pais no que diz respeito aos gastos que o novo ano lectivo traz, os mais jovens confessaram-nos a sua vontade (ou falta dela) de voltar à rotina escolar. Daniel Veiga

A Farmácia Reis Oliveira já recebeu várias dezenas de livros

Em Lisboa pode encontrar vários bancos de trocas de livros. Visitámos, nos Olivais, a Farmácia Reis Oliveira. Esta farmácia aderiu apenas há oito dias a este movimento, contudo, tem tido uma grande procura. Mafalda Aleixo, a responsável, mostrou-nos o seu contentamento relativamente à adesão que este projecto tem tido. Apesar de uma farmácia ser um sítio que, à primeira vista, nada tem a ver com livros escolares, não é isso que acontece junto das paredes do seu armazém, onde se encontram já várias dezenas de manuais e livros de exercícios que vão desde o primeiro ao 12º ano de escolaridade. Apesar da adesão ao projecto ser muito recente, Mafalda Aleixo contou-nos que a procura tem sido muita, tanto para dar como também

não podem ser enviados mas sim levantados nos locais para isso destinados. Como nem sempre os encarregados de educação encontram os livros que procuram, acabam por regressar uma e outra vez à Farmácia Reis Oliveira até conseguirem encontrar os manuais necessários. O maior reconhecimento que estes profissionais recebem por dispor do seu tempo em prol dos outros, é a gratidão da parte de quem necessita. Mafalda Aleixo jamais esquecerá um apertado abraço que recebeu de uma senhora como agradecimento por estar envolvida neste projecto.

Em Marvila visitámos outro ponto de recolha de livros, situado nas instalações da ACOF (Associação Cultural O Fado). Joaquim Claro - que se encontrava voluntariamente a proceder a

Passei para o 7.º ano e tenho 11 anos. Estou mais ou menos com vontade de regressar às aulas pois o 7.º ano já é mais complicado… mas gosto de andar na escola! João

Tenho 14 anos. Não me apetece muito voltar às aulas pois é muito bom estar de férias, ir à praia e não ter de estudar. Apetecia-me ter mais tempo de férias… mas, ao mesmo tempo, tenho saudades dos meus colegas e amigos. Por esta razão tenho vontade de começar o 8.º ano. Mariana Mendes

Vou este ano para o primeiro ano. Quero muito ir para a escola, para aprender a ler e a escrever. Vou ter saudades das minhas amigas da “pré” mas vou conhecer novas meninas. Os meus cadernos e canetas são muito bonitos. Quem me dera começar já amanhã… Cristina Garcia

Passei este ano para o terceiro ano, tenho oito anos. Não gosto muito de estudar, odeio matemática e gostava de ter mais férias para poder ter mais tempo para brincar. Ainda bem que no recreio posso brincar com as minhas colegas pois é muito “chato” andar na escola. Rafaela Rebelo

Infelizmente, não passei. Tenho 13 anos e vou ter de repetir o 7.º ano. Estou desejosa de voltar à escola para rever os meus amigos. Como não passei de ano sei que estou mais preparada pois já conheço a matéria toda! A mãe da Rafaela aproveita para acrescentar que a menina, apesar de possuir muita capacidade de aprendizagem, não a aproveitou pois é muito distraída e um bocadinho conversadora. Certamente que o próximo ano será melhor.

O EXPRESSO do Oriente Também a ACOF “não tem mãos a medir” na recolha de livros

oferece-lhe toda a informação da Zona Oriental de LISBOA


6

OLIVAIS - PARQUE das NAÇÕES - PORTELA - MOSCAVIDE - MARVILA - BEATO - S. JOÃO - PENHA de FRANÇA

Seniores de Moscavide Está aberta a VI edição do Projecto “Experiências Sénior e Actividades de Verão”, organizado pela Junta de Freguesia de Moscavide. Na época do calor, os seniores de Moscavide poderão desfrutar de uma série de actividades pensadas para que aproveitem a época de Verão de uma forma activa e saudável. Entre Julho e Setembro serão realizadas caminhadas, dinâmicas de grupo e jogos de estimulação de memória, bem como sessões de cinema.

Calendário 3.ªs Feiras: Caminhadas/Passeios Partidas às 9h00 da Casa da Cultura José Afonso. 4.ªs Feiras: Dinâmicas de Grupo e Jogos de Estimulação de Memória Local: Centro de Dia da JFM, às 10h00. 5.ªs Feiras: Sessões de Cinema Local: Centro Cultural de Moscavide, às 15h00.

Loja social pede azeite A Loja Social de Moscavide lançou uma campanha de angariação de Azeite para que consiga satisfazer as necessidades dos utentes daquele espaço de ajuda a pessoas carenciadas. O apelo é feito a particulares e empresas que estejam disponíveis para fazer a doação de garrafas, aos sábados das 9.30h às 13h00 na Loja Social, situada no mercado de Moscavide e durante a semana das 9h00 às 12h00 e das 14h00 às 17h30 nos serviços administrativos da Junta de Freguesia de Moscavide. Esta campanha de recolha irá estar em vigor durante todo o mês de Agosto.

A F M

AGÊNCIA FUNERÁRIA MATIAS Gerência de António Matias

Funerais * Cremações * Trasladações

MOSCAVIDE * OLIVAIS * PORTELA Nos momentos mais difíceis conte com a nossa ajuda www.funerariamatias.web.pt CONTACTOS 24 HORAS Loja de Moscavide: Rua Gonçalo Braga, 24 A – 219 444 677 Loja de Odivelas: Rua Dr. Sidónio Pais, 62 B – 219 340 724 Tlms. 917 648 982 – 916 144 835

Ano . VII . n.º . 78 . Agosto . 2012

Olivais e Moscavide

Nova direcção Depois de três anos a viver de uma gestão provisória, o Clube Desportivo dos Olivais e Moscavide elegeu uma nova direcção que pretende “devolver o clube aos sócios”. José Augusto Borralho é o rosto da mudança e pretende colocar o clube de novo no mapa das competições desportivas.

Fundado com o nome Rua Nova Futebol Clube, num local em que hoje está instalado o Parque das Nações, o Olivais e Moscavide é das mais antigas entidades desportivas de Lisboa e passa actualmente por um período difícil. “A situação actual do Desportivo é muito complicada, cabendo-nos como principal objectivo o equilíbrio financeiro para que consigamos pôr o clube no seu devido lugar”, afirmou o dirigente, de 47 anos, que agora comanda os destinos do clube juntamente com um corpo directivo e social composto por ex-jogadores do CDOM nas mais variadas modalidades. A acompanhar o renascer deste histórico clube de Lisboa, está também um antigo jogador de futebol, Joaquim Rodrigues, que fez parte da melhor equipa de Juniores do clube no início da década de 80. “Naquela altura jogávamos com amor à camisola, o ordenado era uma sandes de courato e um sumo”, afirmou “Quim” como assim é conhecido pelas pessoas do bairro. Para o antigo campeão distrital de Juniores, recuperar o clube ao nível “desportivo e financeiro” é a grande prioridade. O relvado tem sido outro dos problemas, mas com a ajuda de António Coelho está agora a ser recuperado. Este adepto e funcionário do clube sonha com a “abertura de portas aos adeptos” e de ver o novo manto verde em condições para a prática desportiva. Outra das novidades está no regresso às origens do símbolo do Olivais e Moscavide. “Durante anos pensou-se que no cimo do nosso emblema estava uma águia, mas depois de falarmos com o nosso sócio n.º 1, o Sr. Luís Rodrigues, e ele explicou-nos que era uma gaivota, por alusão ao local onde o clube nasceu, junto ao Tejo, onde temos gaivotas e não águias”, explicou José Borralho, que adiantou ainda que foi já aprovado o regresso do símbolo original em Assembleia-Geral. Mas o regresso às origens não se fica por aqui, estando

Funerária Palma dos Olivais

15% desconto a sócios e familiares dos Bombeiros Voluntários de Cabo Ruivo

José Augusto Borralho

também previsto voltar a uma das modalidades que tantas glórias deu ao clube: o Andebol. Para o novo presidente existem ainda outros campos a explorar, numa secção que englobará o Triatlo, BTT e outros desportos ligados aos velocípedes. Para já o clube vai avançar para a nova época com a continuidade dos escalões de formação, “que têm sido a âncora nos últimos dois anos”, e a projecção de uma nova equipa de Futebol Feminino, que irá jogar na 2ª Divisão Nacional. No total, o Olivais e Moscavide terá entre 180 e 200 atletas em competição, muitos deles com o objectivo de avançarem para a equipa Sénior de Futebol. “Esperamos uma prenda da Federação Portuguesa de Futebol em ano de centenário, uma vez que as divídas já estão a ser pagas pelas penhoras, gostávamos de poder voltar a competir é essa a nossa vontade”, afirmou José Borralho, que vê no regresso do Futebol Sénior uma oportunidade para manter no clube os atletas que saem das equipas de formação.

Joaquim Rodrigues, José Borralho e António Coelho

AGÊNCIA FUNERÁRIA de SANTA MARIA DOS OLIVAIS Gerência de: Ivone Matias e Mara Pereira

Funerais Trasladações Flores José Abreu

Rua Cidade de Benguela, Lote 300 Loja J (Junto ao cemitério dos OLIVAIS)

1800-071 Lisboa Serviço Permanente Tels: 211 983 000 918 121 155 / 919 122 298

Segurança Social Gratuita

SERVIÇO PERMANENTE Telefs. 21 851 24 29 TM: 91 990 65 33 TM: 91 439 29 46 Rua Circular Norte, Bairro da Encarnação N.º 12 B - 1800-134 Lisboa


Ano . VII . n.º . 78 . Agosto . 2012

OLIVAIS - PARQUE das NAÇÕES - PORTELA - MOSCAVIDE - MARVILA - BEATO - S. JOÃO - PENHA de FRANÇA

300 crianças brincaram na praia Perto de três centenas de crianças entre os seis e os 12 anos divididas por três turnos, 14 monitores, dois coordenadores e dois autocarros são os números deste ano da Acção Praia/Campo que Junta de Freguesia de Marvila promove, em conjunto com a Câmara Municipal de Lisboa, para oferecer aos mais novos marvilenses a oportunidade de passarem um Verão inesquecível.

As manhãs já se sabe, eram de praia. As tardes foram divididas entre parques e museus porque nas férias também se deve ter em conta o lado cultural e, para muitas crianças, esta é a única oportunidade de visitarem lugares como o Castelo de São Jorge, o Museu dos Bombeiros, o Museu da Electricidade, o Museu Militar ou o Pavilhão do Conhecimento, aqui, de salientar que as entradas foram oferecidas às crianças. A procura para a acção Praia/Campo é sempre muito grande por parte dos pais pois é fundamental ocupar as crianças durante as férias escolares e esta ajuda é preciosa até porque o valor de inscrição a pagar por criança é simbólico: cinco euros, sendo o transporte, as visitas, o lanche, o almoço e o reforço do lanche assegurados pela Junta e pela Câmara Municipal de Lisboa . Todos os anos há lista de espera e, caso existisse verba para isso, a Junta de Freguesia conseguiria encher o dobro dos autocarros, no entanto, tal não é possível por isso quem chega primeiro tem sempre a vantagem de assegurar o seu lugar.

Marvila é uma freguesia jovem, com muitos miúdos e por isso a Junta de Freguesia faz todos os anos um esforço no sentido de aumentar a oferta de vagas de modo a abranger o maior número possível de crianças. É para elas o programa Praia/Campo por isso observámos com atenção e podemos dizer que a animação é uma constante e os dotes artísticos estão bem presentes nos pequenos marvilenses pois cantoria e dança nunca faltaram nas passeatas.

“ Juntos...

com as mãos na massa” Jovens de sete países europeus visitaram Marvila ao abrigo do Encontro Internacional de Jovens “Jun-

tos... Com as mãos na massa”. Este é um protocolo realizado em parceria pela Associação Inter-Ajuda de Jovens Ecoestilistas, sediada em Marvila, e pela European Play Work Association que permitiu o intercâmbio de saberes e culturas entre jovens portugueses e os oriundos do Reino Unido, Espanha, Itália, Eslováquia, Alemanha e Eslovénia. A Junta de Freguesia de Marvila deu todo o apoio possível a este evento, nomeadamente no fornecimento de refeições e transportes bem como na organização das actividades. Os jovens foram recebidos pelos representantes da Junta de Freguesia, jorge Máximo e Vítor Simões, que ofereceram em nome da autarquia local as camisolas identificadoras aos participantes. O encontro decorreu no Polidesportivo do Vale Fundão e contou com o apoio dos elementos do programa "Férias no Bairro" que ajudaram na recepção aos novos amigos estrangeiros e à sua integração. Esta é mais uma acção com o apoio da Junta de Freguesia de Marvila que, certamente, os jovens de outros países europeus não irão esquecer até porque se divertiram muito a aprender as danças tradicionais portuguesas.

Com o apoio do EXPRESSO do Oriente

Marvila solidária

Já estão abertas as

candidaturas para o programa “Marvila, Fre guesia Solidária 2012”. Este progra ma é din am iza do no âm bito da acç ão soc ial e con sis te na cel ebr açã o de pro toc olo s com ins titu içõ es da freg ues ia no sen tido de que est as pro por cio nem apo io a pessoas em situaçã o de carência e com nec essidade de respostas urgentes. No ano pas sad o, a Jun ta de Fre gue sia de Ma rvil a apo iou cin co ent ida des : CE RC I, Nu clis ol Jea n Pia get , Ass oci açã o Tem po de Mu dar,Co ope rati va Na cio nal de Apoio a Deficientes projeto Confortec e AG IR XXI - projecto Costur’art. Este ano esperam-se as inscrições, até 17 de Setembro, para definir quais as instituições que ser ão apoiadas por esta iniciativa da Junta de Freguesia de Marvila. Para ma is informações, aceda

a www.jf-marvila.pt.

7


8

OLIVAIS - PARQUE das NAÇÕES - PORTELA - MOSCAVIDE - MARVILA - BEATO - S. JOÃO - PENHA de FRANÇA

Ano . VII . n.º . 78 . Agosto . 2012

Dia dos Avós

na Quinta Pedagógica

À pesca no Spacio

O Spacio Shopping organizou, pelo 4.º ano consecutivo, no Dia dos Avós, um piquenique na Quinta Pedagógica dos Olivais. Esta iniciativa contou com a participação de cerca de 500 pessoas.

No Spacio Shopping dos Olivais está instalada uma piscina insuflável que proporciona a crianças com mais de quatro anos brincadeiras aquáticas muito divertidas e refrescantes nestes dias quentes que se têm feito sentir.

Dentro desta piscina circulam uns barquinhos, baptizados de “Dynamicboats”, que navegam nas águas límpidas do pequeno lago insuflável sob o olhar atento do responsável pela segurança das actividades aquáticas que contou ao EXPRESSO do Oriente que a afluência a este equipamento de diversão tem sido enorme. Diariamente, recebem uma média de 150 crianças e ao fim-de-semana são mais de duas centenas em cada um dos dois dias. Fazem fila para esperar a sua vez mas isso não os incomoda nada porque quem espera sempre alcança e quem espera por gosto não cansa!... Falámos com a Iara, uma simpática menina de sete anos que nos confidenciou: “Eu moro longe mas como a minha mãe está a trabalhar e eu estou de férias da escola… passo muito tempo com a minha avó aqui nos Olivais”. Quando lhe perguntámos se quer repetir a brincadeira, de imediato, respondeu-nos: “Eu venho cá muitas vezes e a várias horas do dia. É só pedir à

A Iara “navegava” com entusiasmo

A água refrescante da piscina insuflável para os “passeios em barquinhos” foi muito apreciada

Esta brincadeira está no Spacio Shopping até ao próximo dia 31 de Agosto, de Segunda a Quinta-feira das 12 às 14.30h e das 15.15 às 20.00h. De Sexta-feira a Domingo o horário é alargado: das 11 às 14.30h e das 14.30 às 21.00h.

minha avó e enquanto ela vai às compras eu fico aqui a brincar. Sabe tão bem molhar os pezinhos… com este calor que está!”. O pequeno Gonçalo, com cinco aninhos, veio até este espaço comercial acompanhado pelo avô. “Adoro a piscina e pesquei muitos peixinhos”, contou-nos. Apesar de molhado, quer repetir a experiência pois gostou particularmente da pesca e não se cansou de usar a rede para apanhar os peixinhos que circulavam no fundo da piscina

O dia 26 de Julho foi comemorado alegremente pelos avós e netos olivalenses que se deslocaram à Quinta Pedagógica dos Olivais onde participaram num mega piquenique com muitas famílias vizinhas. Por entre as diversas actividades oferecidas, os “jovens” mais antigos puderam relembrar o tempo em que também eles eram netos, brincando com o jogo da malha ou com o jogo das latas. Para os netos do “agora” e avós do “amanhã” estavam reservadas actividades como saltos em trampolim, escorregas insufláveis e passeios em barquinhos numa piscina montada para ocasião. Sob um calor intenso, o refrescante lanche foi servido cerca das 17 horas e a tarde prosseguiu cheia de animação e repleta de carinho entre as diferentes gerações. Esta iniciativa do Spacio Shopping é totalmente gratuita e para a inscrição de uma família foi apenas necessário apresentar um talão de compras, em qualquer loja do centro comercial, com um valor superior a 10 euros. O EXPRESSO do Oriente esteve à conversa com Carolina Mesquita e Carmo, da administração do Spacio Shopping e percebeu que neste espaço olivalense o bem estar das famílias é a prioridade, tanto assim que a responsável enalteceu a afinidade existente entre o centro comercial e os vizinhos: “A intenção é criar laços ainda mais estreitos entre o shopping e a população do bairro dos Olivais e sobretudo potenciar as relações entre os membros mais velhos e os mais novos das famílias”, frisou. A provar isso mesmo a responsável recordou também a atracção que estará presente até ao final do mês de Agosto no piso 0 do Spacio, uma piscina insuflável, onde as famílias poderão levar as suas crianças a refrescarem-se do calor do verão. De futuro fica a promessa da continuidade do piquenique que tanto agradou a “míudos” como a “graúdos”.

Participa, comenta e partilha a informação que transportamos

Faz-te nosso amigo e fica bem informado www.expressodooriente.com

Carolina Mesquita (à direita) com uma das animadoras O Gonçalo “não cabia em si” de contente com tanta diversão


Ano . VII . n.º . 78 . Agosto . 2012

OLIVAIS - PARQUE das NAÇÕES - PORTELA - MOSCAVIDE - MARVILA - BEATO - S. JOÃO - PENHA de FRANÇA

9

Agosto é um mês marcado pelo descanso de grande parte dos portugueses que dedicam estes dias ao repouso, à família e a recarregar baterias para mais um ano de trabalho. Mas infelizmente o Verão não é apenas sinónimo de “coisas boas”. Os meses mais quentes do ano são exactamente aqueles em que se registam números mais elevados de abandonos e crimes contra os idosos, assim como os meses em que se celebram quadras festivas, tal como o Natal.

O outro lado

do Verão…

O aumento da esperança de vida faz com que o número de pessoas com mais de 60 anos duplique até 2025. Dados estatísticos revelam que o ritmo de crescimento da população idosa em Portugal é quatro vezes superior ao da população jovem. Segundo o INE (Instituto Nacional de Estatística) a população idosa aumentou quase um milhão de indivíduos. Este aumento, associa-

Distrital de Lisboa referentes ao Distrito Judicial de Lisboa, entre 1 de Janeiro e 30 de Março deste ano foram anotados 27 casos de violência contra idosos. No ano passado registaram-se 127 casos, 54 em Ponta Delgada, 19 em Vila Franca de Xira, 17 em Almada, dez em Torres Vedras, nove no Funchal, oito no Barreiro, cinco em Lisboa e quatro em Loures.

Rua Cidade de Lobito, Lote 268 - loja - Olivais Tel: 21 851 59 98 e 21 851 22 40

(Junto à Quinta Pedagógica)

Fernando C. P. Perfeito VENDAS A PRESTAÇÕES

Sempre à disposição dos seus clientes

com uma vasta gama de Material de Som, Televisão e Electrodomésticos de consagradas marcas

AR CONDICIONADO

Campanha Whirlpool Combinados Máquinas de Lavar Roupa Máquinas de Secar Roupa Máquinas de Lavar Loiça

AGENTE ROBBIALAC do à quebra de laços entre as gerações e o enfraquecimento dos sistemas de protecção social, tem vindo a agravar situações de violência, de vários géneros, contra os idosos.

Sem eles não existíamos No dia 26 de Julho, tal como o EXPRESSO do Oriente assinalou na edição n.º 77, celebrou-se mais um dia dos avós. Os avós, uma geração a quem também devemos a nossa existência. Infelizmente os elos entre pais/ filhos/netos estão cada vez mais fracos, o que gera graves problemas de ordem sociológica muitas vezes justificados pela crise, falta de tempo e pelos fracos recursos financeiros das famílias. Os menos novos são abandonados nos hospitais, depois de terem alta hospitalar, lá permanecendo até a Segurança Social os encaminhar para instituições apropriadas, que normalmente estão sobrelotadas. Actualmente os “mais crescidos” passaram a fazer parte das estatísticas no que diz respeito à violência. Esta choca-nos quando somos confrontados com as agressões das quais são vítimas como resultado, por exemplo, de assaltos e burlas feitas por desconhecidos. Pior ainda quando se trata de violência doméstica, pela desproporção de forças, idades e pelo desprezo mostrado pelos próprios familiares pelos princípios básicos de respeito para com quem tem tanto para ensinar. Segundo dados da Procuradoria-Geral

A APAV - (Associação Portuguesa de Apoio à Vítima) procura apoiar as vítimas de crime, as suas famílias e amigos, prestandolhes serviços gratuitos e confidenciais e contribuir para o aperfeiçoamento das políticas públicas, sociais e privadas centradas no estatuto da vítima. Esta associação aconselha os idosos, vítimas de violência (de qualquer tipo), a não se isolarem, a conversarem com alguém da sua confiança sobre o que aconteceu, a fazer queixa às autoridades competentes, tal como a Polícia, o Ministério Público, os Serviços de Saúde, a Segurança Social e à própria APAV. O idoso deve agir prudentemente e exigir que a sua vontade e as suas decisões sejam sempre respeitadas. No caso de conhecer alguém idoso que suspeita ser vítima de qualquer tipo de crime deve mostra-lhe que pode confiar em si, que pode contar com o seu apoio e que a culpa da violência não é do idoso. Deve também denunciar a situação às autoridades já mencionadas. Se não vê o seu vizinho idoso há algum tempo… bata à sua porta, quem sabe se não estará a precisar de si.

Concessionário e distribuidor na Zona Oriental de Lisboa

Drogaria e Perfumaria Aeroporto Produtos químicos e material de limpeza Venda por grosso e a retalho

Rua das Escolas, 18-B, 20-B e C 1800-197 Lisboa Telfs: 21 852 01 57 - 21 851 11 85 Fax: 21 851 15 93

Os estabelecimentos mais antigos do Bairro da Encarnação

Fontes: INE- instituto Nacional de Estatística; Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa; APAV - (Associação Portuguesa de Apoio à Vítima)

Linha de apoio a idosos

800 204 204

Quem não se dá a conhecer é como se não existisse ANUNCIE no EXPRESSO do Oriente Telf: 96 586 42 35 e-mail: publicidade.expressodooriente@gmail.com


10

OLIVAIS - PARQUE das NAÇÕES - PORTELA - MOSCAVIDE - MARVILA - BEATO - S. JOÃO - PENHA de FRANÇA

Ano . VII . n.º . 78 . Agosto . 2012

Guitarrista Joel Pina orgulha Beato

Ah! fadista... No Dia de Portugal, 10 de Junho, o Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, condecorou o Professor Joel Pina, guitarrista natural de Idanha-a-Nova e residente na freguesia do Beato há mais de 50 anos, com o grau de Comendador da Ordem de Mérito Civil, um título honorífico que se destina a galardoar actos ou serviços meritórios praticados no exercício de quaisquer funções, públicas ou privadas, que revelem abnegação em favor da colectividade. Por isso, e para além de todo o reconhecimento que sempre mereceu por parte da autarquia local, a Junta de Freguesia do Beato expressa o seu orgulho em ter o Professor Joel Pina como morador na Freguesia e vê assim reconhecido o mérito que levou, na III Gala Anual do Beato, em 2011, à atribuição do Prémio de Cidadania a este ilustre beatense.

No sábado, dia 28 de Julho, a Freguesia do Beato fez uma homenagem ao Fado - Património da Humanidade, com um espectáculo no adro da Igreja do Beato. A grande vencedora da noite foi a jovem Sara Coito que, com a sua bonita voz, encantou todos os presentes. Muita gente se deslocou ao adro da majestosa Igreja do Beato para assistir à final do concurso de fado amador: “O Beato Dá Voz ao Fado”. A animação foi muita entre os presentes. Terminou “em beleza” este ciclo de Fado, com a presença de vários convidados e a participação dos finalistas do concurso: Fernanda Silva, Paulo Cunha, Paula Carapeta, Joana Teixeira, Sónia da Silva, Bruno Igreja, Isabel da Mata e Sara Coito. Este último nome pertence a uma jovem com 17 anos, de Marvila. Começou a cantar há um ano e meio, por brincadeira pois nunca tinha cantado, nem tão pouco se interessava pelo Fado, contudo, na

sua casa esta música sempre se fez ouvir e o “bichinho” estava lá escondido. O avô paterno costumava “cantarolar umas coisas” e o pai, Rui Coito, sempre gostou e se interessou muito por este estilo musical caracteristicamente português, até que começou a organizar noites de fado na centenária Sociedade 3 de Agosto (em Marvila). Por brincadeira a Sara cantou numa dessas noites. O apresentador, encantado com o potencial da sua voz, aconselhou-a a desenvolvê-lo e a entrar para a escola de fado do CLAF, Clube de Amigos do Fado, em Chelas. E assim foi. Sara pretende continuar esta sua grande paixão, como diz: “quando se gosta daquilo que se faz, luta-se até o objectivo estar conquistado”. O Fado parece mesmo ser algo que naturalmente lhe corre no sangue. Primeiro o avô, depois o interesse do pai e agora também a sua irmã, Inês Coito, já lhe segue as pisadas, acompanhando-a em várias

actuações. Esta pequena menina, com apenas seis anos, encantou no programa televisivo “Portugal no Coração” (da RTP1, apresentado por João Baião e Tânia Ribas de Oliveira). Estas duas irmãs têm, desde sempre, sido incentivadas a cantar pelo CLAF e, claro, pelos pais que muito se orgulham das suas “cantadeiras”. Tal como a Inês, também a Sara participou no “Portugal no Coração”, no ano passado, no “Grande Prémio do Fado”, uma experiência que a fadista diz que a fez crescer e ver quanto é importante saber, desde o primeiro dia, que se tem valor. Muitas têm sido as iniciativas em que esta jovem tem participado, assim como em eventos de solidariedade. O primeiro concurso em que participou foi da ACOF (Associação Cultural o Fado, com sede em Marvila) em 2011, e no qual obteve um honroso 2.º lugar na categoria juvenil. Esta jovem escutista (pertencente ao Movimento Escutista

Canteiros Comunitários Junta de Freguesia Comunitários é o nome quer terrenos limpos daCanteiros iniciativa lançada em várias zonas A Junta de Freguesia do Beato solicitou urgência na intervenção da Câmara Municipal de Lisboa na resolução do problema dos terrenos abandonados na Rua de Cima de Chelas, na Quinta do Paló e na Picheleira.

Estes terrenos, privados, estão repletos de lixo de toda a espécie e representam, para muitos moradores, o local ideal para despejarem entulho o que constitui, no seu conjunto, uma verdadeira lixeira a céu aberto. Pelo perigo que podem causar à saúde pública, a Junta de Freguesia do Beato pretende que a CML intime os proprietários a limparem os espaços que lhes pertencem pois é deles essa responsabilidade e qualquer incidente que ali possa ocorrer devido aos estado de abandono e laxismo a que deixaram chegar os seus terrenos, é-lhes imputável.

da freguesia do Beato, nomeadamente no bairro Quinta do Ourives. O projecto consiste no seguinte: A Junta de Freguesia fornece os materiais necessários à manutenção dos canteiros e os moradores que aderirem ao serviço de voluntariado, tomam a responsabilidade de manter limpos e arranjados os canteiros mais próximos de si. Esta acção é resultado de um programa que prevê o apoio a projectos que se insiram numa de três tipologias: intervenções pontuais, serviços à comunidade e pequenos investimentos e acções integradas.

Sara Coito no “Portugal no Coração” (da RTP1, apresentado por João Baião e Tânia Ribas de Oliveira)

Católico português) corre atrás de um sonho, mesmo que para isso tenha de passar horas em filas para tentar a sua sorte. Assim se passou nos castings para o “Ídolos”, programa televisivo da Sic. Desta experiência, Sara Coito ganhou muitos amigos e recordações. O sonho desta jovem é ir mais longe, pois o fado para ela representa “sentimento, paixão e felicidade. O Fado não me diz muito, dizme tudo. Sou outra Sara quando o interpreto. Mais do que uma paixão é vida. Quando se canta não se explica, sente-se”. E isso verificou-se na final do concurso “O Beato Dá Voz ao Fado”. Sara consagrou-se a grande vencedora. “Considero esta vitória uma rampa de lançamento para o futuro. No fundo trata-se também de um reconhecimento por todo o trabalho e o muito empenho que tenho tido”, conta ao EXPRESSO do Oriente. Desta forma o seu sonho segue, esperamos que até muito longe. E agora... “silêncio, que se vai cantar o fado”.

Assim, com a boa vontade dos moradores e com o apoio da autarquia local, a freguesia do Beato pode manter os espaços públicos mais bonitos e confortáveis, para o agrado de todos.


Ano . VII . n.º . 78 . Agosto . 2012

OLIVAIS - PARQUE das NAÇÕES - PORTELA - MOSCAVIDE - MARVILA - BEATO - S. JOÃO - PENHA de FRANÇA

Férias de Verão Mais uma vez a Junta de Freguesia do Beato, através da Componente de Apoio à Família (CAF) dinamizou diversas actividades de Verão com o objectivo de manter ocupadas as suas crianças durante a pausa escolar.

Assim, os “beatinhos” tiveram diversas surpresas ao visitarem, por exemplo, a Quinta Pedagógica, situada na vizinha freguesia dos Olivais. Ali, puderam participar em algumas das actividades diárias de uma quinta, ficaram a saber como se desenvolvem algumas das tarefas tão importantes no dia-a-dia daquele espaço como sejam o tratamento dos animais que ali habitam, a sua alimentação, as horas em que se mantêm activos ou a que vão dormir, o que eles gostam e até os seus nomes, sim porque na Quinta Pedagógica cada animal tem um nome. Também viram como se trata dos campos e o que se tira da terra - desde que tenha sido semeado, claro está -, bem como o aproveitamento de cada produto da vida da quinta. Foram também passear ao Jardim Zoológico de Lisboa e tiveram oportunidade de observar outro tipo de animais. Os macacos fizeram sucesso entre os miúdos e gostaram de todos os outros animais mas os golfinhos são, pelas graças que fazem e pelo modo que obedecem ao treinador, os mais apreciados. Durante estas férias, as crianças do Beato visitaram ainda o Quartel de Bombeiros e o da GNR. Apesar de gostarem muito de todas as actividades desenvolvidas, porque aprenderam muito sobre o pequeno mundo que os rodeia, a verdade é que as idas à praia foram o ponto alto das férias. Ali, para além da constante brincadeira, aproveitavam ao máximo os refrescantes banhos que os faziam aguentar o calor durante todo o dia. Agora, vem o regresso às aulas mas na mira estão já as férias do próximo ano... Não pode falhar.

No Beato a praia é para todos... Fique a saber que quando se fala das acções Praia Campo, não se fala apenas de crianças, pelo menos no que diz respeito à freguesia do Beato. Aqui, os moradores podem inscrever-se na Acção Praia Campo Sénior, a única regra a cumprir é que tenha 55 anos ou mais. Também convém que seja dos primeiros a inscrever-se porque as vagas são limitadas. Este ano, a iniciativa decorreu entre 23 e 27 de Julho e levou diariamente à praia 50 pessoas, logo pela manhãzinha, seguindo-se, após o almoço, um passeio diferente todos os dias. Esta iniciativa da Junta de Freguesia do Beato pretende proporcionar momentos de convívio e distracção aos mais velhos e promover a sua participação activa na comunidade.

...Para todos mesmo Esta é mais uma acção da Junta de Freguesia do Beato e aqui as idas à praia são mesmo dos oito aos 80. De 30 de Julho a 10 de Agosto todos puderam ir até à praia Cabana do Pescador, na Costa de Caparica. E foram. Tanto os avós como os netos, os pais ou os filhos, daí resultando uma saudável convivência entre as diversas gerações e um agradável convívio com muita troca de experiências e muitos ensinamentos. Apesar da iniciativa ser para todos, a maior parte dos participantes foi na camada sénior. Afinal, são os avós que dispõem de mais tempo livre, por já terem cumprido as suas obrigações com a sociedade e porque agora é o tempo de eles se divertirem.

Se gosta de exercício físico e principalmente ao ar livre, tem agora a possibilidade de desfrutar da natureza enquanto mantém a boa forma física. É que a Câmara Municipal de Lisboa, em parceria com a Vodafone, instalou na Mata do Vale Fundão e no Parque da Bela Vista Sul, em Marvila, aparelhos de fitness para uso de todos os que ali se deslocam, sejam marvilenses ou lisboetas de outras freguesias. A ideia é desenvolver hábitos de vida saudável na população da cidade e promover o uso dos espaços públicos. Agora não há a velha desculpa da crise... Este ginásio é grátis, por isso, mexa-se!

11

Mexa-se

Fado para todos A Associação Cultural O Fado (ACOF) oferece aos apreciadores deste estilo musical a oportunidade de passar cinco noites muito agradáveis.

Aproveitando Setembro, que tem cinco fins-de-semana, esta escola de fado, logo no primeiro dia do mês apresenta um espectáculo solidário de angariação de fundos para uma jovem vítima de AVC. O evento realiza-se a partir das 16h00 no salão de festas do Vale Fundão, em Marvila, e conta com a participação especial da escola de dança de Sintra “Quadro Flamengo”. As noites animadas prosseguem todos os sábados do mês, dias 8, 15 e 22. Os espectáculos serão apresentados por Joaquim Claro. O dia 29 será marcado pela final do Concurso de Fado de Marvila. Sessões de Fado: Todos os sábados, das 21h às 02h00; Escola de Fado – Mediante inscrição na ACOF Todas as quartas-feiras, das 20h15 às 23h00. Morada: ACOF – Associação Cultural O Fado Via Principal de Peões loja 3 e 4 Bairro das Amendoeiras, Freguesia de Marvila, em Lisboa (junto à saída do Metro de Chelas).

Procissão no Tejo No dia 26 de Agosto realiza-se a Procissão Fluvial Nossa Senhora da Atalaia, no rio Tejo. A tradição desta procissão remonta a 1503. Todavia, só a 3 de Junho de 2007, passados mais de 500 anos, e por iniciativa da Marinha do Tejo, foi retomada.

O Círio da Fundação da Senhora da Atalaia deixa o seu oráculo no Santuário e atravessa o Tejo numa embarcação tradicional em procissão; desembarca em Lisboa, fica em vigília e regressa depois. O Santuário a Nossa Senhora da Atalaia, foi fundado em 1623 e reedificado no Séc. XVIII, onde concorriam os círios mais importantes dos arredores de Lisboa e alguns da margem sul do estuário. O Círio de Chelas, terá saída da Igreja do Convento de Chelas, um magnífico edifício monástico (maneirista e barroco) construído pelos visigodos para albergar as relíquias de São Félix no século VII. A sua reedificação foi feita por D. Afonso Henriques, sendo entregue posteriormente aos Templários. Passou depois a ser um convento feminino. A igreja foi reconstruída após o terramoto de 1755. Desde 1898, o edifício do convento funciona como Arquivo Geral do Exército e pelo Arquivo Histórico Militar. Antes desta data o convento sofreu muitas alterações para o adaptar a fábrica da pólvora, que ali funcionou. Convém lembrar que este Convento foi classificado como Monumento Nacional. Depois da saída do convento de Chelas, o Círio parte rumo à marina do Parque das Nações. Aqui está uma óptima oportunidade para ver e ficar a conhecer as belas embarcações características do Tejo, assim como os fantásticos monumentos de onde partem os Círios rumo ao magnífico rio Tejo.


12

OLIVAIS - PARQUE das NAÇÕES - PORTELA - MOSCAVIDE - MARVILA - BEATO - S. JOÃO - PENHA de FRANÇA

Jazz na Praça

As duas autarquias locais pretendem com esta ini-

Numa acção conjunta das Juntas de Freguesia da Penha de França e São João, será iniciada a segunda edição de Jazz na Praça, no próximo dia 7 de Setembro, com um concerto dos João Custódio Quarteto.

ciativa animar e revitalizar a Praça Paiva Couceiro, local onde decorrerão todos os concertos entre 7 de Setembro e 12 de Outubro. Os espectáculos realizam-se todas as sextas-feiras ao final da tarde entre as 18h00 e as 19h30, por isso os lisboetas têm agora mais um motivo para sair à rua e desfrutar de um cartaz de luxo a que assistem gratuitamente ao fim de uma semana de trabalho e merecido descanso. Assim, logo na semana a seguir à inauguração, no dia 14, relaxe ao som dos The Communion, o grupo internacional de João Lencastre e no dia 21 ouça os Rui Caetano Trio, no dia 28 a banda portuense Kiko & the Jazz Refugees e a iniciar o mês de Outubro, no dia 5, pode assistir ao espectáculo de Carlos Barretto e António Eustáquio, os Guitolão. A encerrar este ciclo de sextas-feiras inesquecíveis estarão os Budda Power Blues,uma banda de Braga que não deixará ninguém indiferente, no dia 12 de Outubro.

Ano . VII . n.º . 78 . Agosto . 2012

o ã ç i d II e

Em Setembro

Marvila continua Olímpica Em Marvila o mês de Setembro vai continuar a ser muito movimentado e divertido porque o Marvila Olímpica põe toda a população a mexer. Assim, se gosta de Tai-Chi, Yoga, Capoeira ou Danças Europeias fique a saber que, já no dia 8 e com o apoio do Grupo Comunitário do Bairro do Armador, pode participar em todas estas actividades, é só aparecer na Praça do Armador pelas 16h00. Mas se prefere uma boa caminhada, com participação “dos oito aos 80”, tem a oportunidade de a fazer na companhia das atletas olímpicas Dulce Félix e Sara Moreira. Em parceria com o Maratona Clube de Portugal, a Junta de Freguesia de Marvila recebe todos a partir das 08h30 no Polidesportivo Dr. Fernando Amado mas a partida faz-se pelas 10h30 junto da sede da Junta. Os caminhantes passam pelos bairros do Condado, Amendoeiras, Lóios e Flamenga e, chegados ao Parque da Bela Vista, terminam com exercícios de alongamentos para ajudar a descontrair seguindo-se, certamente, muita confraternização. Já no dia 29, pelas 10h00 vai decorrer a Festa Comunitária na Flamenga, promovida em conjunto com o grupo comunitário daquele bairro e haverá muita animação proporcionada pelas actividades marcadas para aquele dia: caminhada, piquenique, jogos tradicionais, gincana ambiental, torneio de futsal e aulas de dança. Em Marvila o desporto, o convívio e a animação são os patrocinadores do Verão.


Ano . VII . n.º . 78 . Agosto . 2012

OLIVAIS - PARQUE das NAÇÕES - PORTELA - MOSCAVIDE - MARVILA - BEATO - S. JOÃO - PENHA de FRANÇA

Penha de França dinamiza

Praia Campo Infância 2012

O melhor que se pode oferecer a qualquer criança nas suas férias de Verão é certamente umas idas à praia. Ciente disso, a Junta de Freguesia da Penha de França dinamizou, uma vez mais, a Acção Praia Campo Infância e, entre os dias 16 de Julho e 10 de Agosto, cerca de uma centena de crianças, divididas por dois turnos desfrutaram de umas apetecidas férias não só de praia mas também de muitos passeios pela cidade. Cerca meia centena de crianças faziam a festa todas as manhãs ao chegarem ao areal da Praia de Carcavelos sob o olhar atento dos monitores e da coordenadora. Brincavam, mergulhavam, brincavam e voltavam a mergulhar, faziam um pequeno lanche, brincavam e voltavam a mergulhar. Estas são as férias de sonho de qualquer criança e não precisa de “voar” para destinos paradisíacos já que a sua imaginação e o bem estar proporcionado por quem por eles olha é o suficiente para deixar ver a felicidade que os preenche. É assim todos os anos quando chegam as férias “grandes”. A Junta de Freguesia promove esta acção e todas as crianças que previamente estejam inscritas participam nas idas à praia e a locais de interesse e aprendizagem. Além de facilitar a vida às famílias que têm de continuar a trabalhar já que o período de férias lectivas é mais alargado do que o da maioria dos pais, também proporciona uma grande igualdade de oportunidades entre os mais pequenos pois é sabido que para muitas destas crianças, esta é a única oportunidade de fazerem umas férias inesquecíveis. Se as manhãs foram de banhos, as tardes foram de passei-

os por diversos parques, entres eles o da Serafina, do Alvito e Marechal Carmona (em Cascais), também andaram pela Quinta Pedagógica e pela Quinta das Conchas e a Piscina Municipal do Oriente fez novamente as delícias a quem prefere os banhos. No Aquário Vasco da Gama puderam observar as distintas espécies marinhas que a muitos provocaram um olhar incrédulo. Os museus também estiveram no centro das atenções destas crianças entre os seis e os doze anos e porque a idade já lhes desperta bastante curiosidade, a Junta de Freguesia levou-os ao Museu Berardo, ao Museu da Electricidade e ao Museu dos Sapadores Bombeiros onde, principalmente os rapazinhos mais pequenos, preenchem o imaginário de ser um dia um “soldado da paz”. No último dia desta edição da Praia Campo Infância 2012, realizou-se um jogo de pistas entre todas as crianças participantes (uma centena, nos dois turnos) e os pais, onde o convívio salutar entre as famílias foi uma constante. O dia terminou com um lanche e com os votos de que para o próximo ano a Junta de Freguesia da Penha de França os brinde com mais uma Acção Praia Campo Infância.

13

Excursão ao Luso

A Junta de Freguesia da Penha de França está a organizar uma excursão ao Luso-Buçaco de 24 a 27 de Setembro, para pessoas com idade igual ou superior a 55 anos. O Luso, situado no concelho da Mealhada, é conhecido pela pureza das suas fontes de águas termais, utilizadas no tratamento de problemas renais e males da pele. Já a Serra do Buçaco, tem algum do seu território na zona do Luso, e é conhecida pela sua exuberante paisagem. As inscrições são limitadas a residentes, sendo necessário apresentar o cartão de eleitor da Feguesia, bem como do Bilhete de identidade/ Cartão do Cidadão. O período de inscrições decorre de 6 de Agosto a 15 de Setembro na secretaria da JF da Penha de França.

Freguesia sem beatas A Junta de Freguesia da Penha de França colocou cinzeiros em diversas artérias e jardins da freguesia com a intenção de manter limpo o espaço público.

Muitos cidadãos esquecem-se que as pontas de cigarro também são lixo e, acumuladas aos milhares, ajudam a entupir as sargetas quando chove ou quando se procede à lavagem das ruas. Assim, qualquer cidadão que fume terá ao seu dispor um equipamento que lhe permite apagar o seu cigarro sem ter que o mandar para o chão sujando o espaço que é de todos e que a muitos incomoda quando se apresenta com pouca limpeza. A autarquia local agradece o esforço de todos os moradores no sentido de manter as ruas limpas e agradáveis de modo a proporcionar conforto tanto a quem vive na freguesia, como a quem a visita.


14

OLIVAIS - PARQUE das NAÇÕES - PORTELA - MOSCAVIDE - MARVILA - BEATO - S. JOÃO - PENHA de FRANÇA

Vamos todos dizer Não à Solidão

Meu querido Linha de apoio a idosos

No âmbito do Programa Integrado de Policiamento de Proximidade,

a 2.ª Divisão da Polícia de Segurança Pública - Esquadra dos Olivais, promove, no próximo dia 11 de Setembro, na Quinta Pedagógica dos Olivais a acção “Não à Solidão”, um evento que integra as comemorações do Ano Europeu do Envelhecimento Activo e da Solidariedade entre Gerações. Assim, entre as 10H00 e as 17H00 daquele dia, a Quinta Pedagógica recebe diversas actividades dinamizadas pelos agentes da PSP e dedicadas a toda a população. A entrada é livre e os visitantes podem usufruir de rastreios de saúde, participar em jogos tradicionais, fazer ginástica ao ar livre, assistir a demonstrações dos cães-polícia acompanhados pela equipa cinotécnica da PSP, observar exposições fotográficas, desfrutar do concerto que será oferecido pela banda da SFUCO, beber o Chá da Quinta, entre outras. Tudo isto num cenário rural único na cidade de Lisboa. A PSP conta com o apoio da Junta de Freguesia dos Olivais e com a colaboração de diversas instituições olivalenses. Não falte a este encontro, a animação é garantida.

AGÊNCIA FUNERÁRIA DE MOSCAVIDE Gerência: FERNANDO ALVES ROSA, Lda.

52

OLIVAIS PORTELA anos SACAVÉM 1960/2011 PARQUE DAS NAÇÕES CONTACTE-NOS: Para prevenir as despesas com o funeral, a partir de 10,10 / mês Para pessoas até aos 75 anos de idade Fax: 21 944 31 57 . 21 851 60 00 21 945 72 25 TM: 91 830 98 00 Sede: Rua Almirante Gago Coutinho, 15 A 1885-036 Moscavide (Frente ao Jardim) FILIAL: Rua José Augusto Braamcamp, 26 2685-071 Sacavém — afmoscavide@netcabo.pt

Ano . VII . n.º . 78 . Agosto . 2012

800 204 204 mês de Agosto Carneiro: 21/03 a 20/04 Dança, pula, canta ao som de qualquer artista popular português pois os bailaricos da aldeia a isso obrigam, ou então não vás. A escolha é tua. Touro: 21/04 a 21/05 As festas de Verão são um corropio para os taurinos. Mas nesta época, usares a cabeça não te traz nada de bom... pelo contrário! Gémeos: 21/05 a 20/06 O mês que se avizinha traz com ele um pouco de nublina... O clima é propenso a momentos em que sentes que a boa vida vai acabar. Não desesperes. Em menos de um fósforo estão aí as mini férias de Natal. Pode não haver subsídios mas férias só não há se não quiseres! Caranguejo: 21/06 a 22/07 Sentes a tua vida a andar para trás? Faltou-te dinheiro para gozares os ares do Algarve? Já não sabes o que fazer para pagar a renda? Não te preocupes que eles não costumam penhorar tendas de campismo... Aproveita, monta-a onde quiseres, goza a natureza e passa boas férias. Leão: 23/07 a 22/08 O sol no céu e o leão na terra. Dois reis por natureza, embora o espírito leonino, talvez anestesiado pela cerveja a que se obriga a beber para afastar o calor, ande um pouco adormecido... Acorda! Solta a fera que há em ti e mostra de que é feito um verdadeiro vencedor... Virgem: 23/08 a 22/09 O Verão para as virgens é um período complicado. Tens de ter paciência que o calor há-de passar. Uma banheirinha de água fria ajuda sempre. Experimenta! Balança 23/09 a 22/ 10 Tens sentido um pouco de pressão no trabalho mas isso há-de passar. O patrão vai de férias e a coisa compõe-se. Depois, no seu regresso vem feliz, pelo menos até ver o que tens feito. Por isso os astros aconselham a entrares de férias no dia em que ele volta. Escorpião: 23/10 a 21/11 O Verão é a sua época preferida. Prevêm-se muitos casamentos nesta altura. Recomenda-se prudência na escolha dos fatos que devem ser arejados e de bom tecido. A noiva quer-se com pouca roupinha... Sagitário: 22/11 a 21/12 Alguém espera um toque teu, um telefonema, uma mensagem. Deixa o teu coração fluir e das duas uma: Ou pagas as dívidas ou é melhor mudar de telemóvel. Capricórnio: 22/12 a 19/01 Os capricornianos que gostam de viajar têm aqui a sua oportunidade de ouro. Há as campanhas de última hora em muitas agências de viagens e conseguem poupar. Os que não gostam de viagens é porque não têm oportunidade nem tão pouco o ouro. Aquário: 20/01 a 18/02 Época de refrescadela na praia. Finalmente vais sentir o que é mergulhar sem limites. Sentirás o mar da liberdade com o fluir da água sem o cerco do vidro. Tens agora outro sentido de medida. Peixes: 19/02 a 20/03 Época má para o peixes que entrará em conflito na sua hierarquia laboral. A volta ao trabalho traz agora algumas preocupações e por muito que arranhes o assunto haverá sempre uma escama que teima em ficar.

Atendimento Social Serviço de Acção Social da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa Praça José Queiroz, 1 Piso 3 - Edifício Entreposto Tel: 21 855 41 00 Espaço “LX Jovem” - Tel: 21 831 41 83 Outros Atendimentos Correios do Aeroporto de Lisboa 21 843 50 50 Correios de Cabo Ruivo - Tel: 21 831 84 71 Correios de Chelas - Tel: 21 831 04 10 Farmácias Farmácia Almeida Vaz - Rua Luís Cristino da Silva, Lt. 248 Lj. 92 - Tel: 21 859 56 73 Farmácia Barros Gouveia - Rua Vale Formoso de Cima, 79 B - Tel: 21 859 51 80 Farmácia Falcão - Rua Rui de Sousa, Lt. 65 A Tel: 21 859 65 65 Farmácia Freitas - Rua Vale Formoso, 23 A Tel: 21 868 11 36 Farmácia de Marvila - B.º Marquês de Abrantes, Lt.s. 35 e 36 - Tel: 21 859 48 00 Farmácia Sacramento - Rua Actriz Palmira Bastos, 42 Lj. Dt.ª - Tel: 21 859 09 04 Farmácia Santo António - Avenida Paulo VI, 14 Lj.ª Tel: 21 839 43 14 Farmácia Santos Silva - Praça Raul Lino, Lt. 226 Loja 22 Tel: 21 859 12 65 Farmácia Serejo - Av. João Paulo II, Lt. 531, Lj.ª B Tel: 21 859 26 11 Farmácia Pontes Leite / Serra Av. François Mitterrand, 39 B Tel: 21 859 37 20 Hospitais Hospital D. Estefânia - Rua Jacinta Marto Tel: 21 312 66 00 Hospital Santo António dos Capuchos - Alameda Santo António dos Capuchos - Tel: 21 313 63 00 Hospital de Santa Maria - Av. Prof. Egas Moniz Tel: 21 780 50 00 / 21 780 56 10 Hospital São José - Rua José António Serrano Tel: 21 884 10 00 Maternidade Alfredo da Costa Rua Viriato Tel: 21 318 40 00/29 Saúde Centro de Saúde de Marvila - Rua Dr. Estevão de Vasconcelos, 56 - Tel: 21 862 07 51 - 21 868 69 51 Centro de Saúde - Dr. José Domingos Barreiros Beco da Mitra, 2 - Tel: 21 861 86 00 Unidade de Saúde dos Lóios - Tel: 21 836 60 75 Unidade Local de Saúde - da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa do Bairro do Armador Av. Virgílio Ferreira, Lt. 770, R/C Bairro do Armador - Tel: 21 831 07 90/5 Clínica de Chelas Av. Dr. Augusto Castro, Lt. 107. Lj. A e B Tel: 21 859 30 40 - Tel: 21 837 30 40 LPDM - Liga Portuguesa dos Deficientes Motores Tel: 21 859 14 61/ 21 859 22 70 Segurança - PSP 14.ª Esquadra Amendoeiras Tel. 21 837 40 60 - 21 838 07 24 16.ª Esquadra Condado Tel. 21 837 48 82 - 21 838 07 21 38.ª Esquadra Flamenga Tel. 21 837 39 88 - 21 838 07 25 Comando de 2.ª Divisão Tel. 21 854 72 00 - 21 853 64 08 GNR Comando - Tel. 21 321 70 00 Polícia Judiciária - Tel. 21 726 80 22 Polícia Municipal - Tel. 21 782 52 00 Regimento de Sapadores Bombeiros Tel. 21 396 31 41 - 808 20 32 32 Serviços Públicos EPAL (Assistência Domiciliária) Tel: 800 201 101 EPAL (Roturas) - Tel: 800 201 600 EDP (Fugas de gás) - Tel: 21 868 53 09 Intoxicações - Tel: 21 795 01 43 Linha Vida - Tel: 1414 (gratuita) SOS Voz Amiga - Tel: 21 354 45 45 B.S. Bombeiros - Tel: 21 342 22 22 Transportes ANA - Aeroporto de Lisboa Tel: 21 840 20 60 - 21 841 35 00 CARRIS - Tel: 21 361 30 38 CP - Tel: 808 208 208 Metropolitano - Tel: 21 355 84 57 Táxis Tels: 800 20 01 43 800 20 08 46 - 800 20 66 23


Ano . VII . n.º . 78 . Agosto . 2012

OLIVAIS - PARQUE das NAÇÕES - PORTELA - MOSCAVIDE - MARVILA - BEATO - S. JOÃO - PENHA de FRANÇA

Eu tenho uma vida fora do facebook, só não me lembro é da password!!! Padre, pequei...

Estou a ver meu filho!

ex p r op r e s s a m e i b i nte do

Proteja o património com mãos de ferro

B o a s fé ri a s s ó

Início do ano escolar

num SPA chinês

15


16

OLIVAIS - PARQUE das NAÇÕES - PORTELA - MOSCAVIDE - MARVILA - BEATO - S. JOÃO - PENHA de FRANÇA

Ano . VII . n.º . 78 . Agosto . 2012

O Marquês está a mudar

Já se iniciaram as obras para o período experimental denominado “Novo Conceito de Circulação para o eixo da Avenida da Liberdade / Marquês de Pombal” que decorrerá entre Setembro e Dezembro deste ano e que vem trazer à zona do Marquês de Pombal muitas alterações à circulação de trânsito, o que tem merecido por parte de várias entidades diversas críticas ao modelo escolhido, no entanto há também muitas opiniões positivas que apontam sobretudo a maior segurança na utilização de bicicletas e também na circulação de peões. Se pretende conhecer em pormenor o novo esquema de circulação na Avenida da Liberdade e rotunda do Marquês, aceda a www.cm-lisboa.pt.

WWW.

EXPRESSO do Oriente, Agosto de 2012  
EXPRESSO do Oriente, Agosto de 2012  

Saiba como as nossas crianças passam o Verão e o que elas pensam do regresso às aulas, quem é Sara Coito e o que faz, conheça a nova direcçã...

Advertisement