Page 1

Para a Comunidade Chegou ao fim mais um ano escolar. Merecido descanso para todos. Ao longo deste ano todos os docentes, auxiliares e técnicos da escola esforçaram-se para que tudo corresse dentro da maior normalidade e com o intuito de proporcionar aos nossos alunos um bom ambiente escolar. Por parte dos docentes existiu sempre uma grande preocupação no sentido de proporcionar excelentes momentos de aprendizagem. No que respeita ao pessoal auxiliar e técnicos, a escola sentiu sempre um grande empenho, dedicação e colaboração nas atividades e tarefas desenvolvidas. Todos juntos procuramos incutir nas nossas crianças educação e respeito. Sem estes dois alicerces ninguém conseguirá triunfar na vida, porque sem eles não vamos proporcionar nem receber o amor e o carinho daqueles que nos rodeiam. A escola esforçou-se, mesmo contra aqueles que não respeitam nem são educados. Para esses fica aqui o nosso agradecimento porque sem eles a vida e o trabalho eram fáceis, mas nós gostamos de desafios. A melhor maneira de comemorar mais uma etapa onde todos desempenharam papel de heróis, foi esta… Boas férias.


Pré: Sala Verde e Azul Dia da Família Este ano celebramos o Dia da Família na escola, no dia 15 de maio. Os/As professores/educadoras prepararam este dia com muito carinho e dedicação para recebermos os nossos papás e as nossas mamãs. Neste dia foram dinamizadas algumas atividades, nomeadamente, entoação de uma canção cuja letra foi elaborada pela nossa professora de música, a professora Nazaré, jogo da corrida de sacos, jogo do ganha num minuto “O Pendurado”, jogo das estátuas, jogo da corrida a três pés, mural das mensagens, painel da fotografia de família e outras. Foi muito bom ter a nossa família neste dia na escola e aqui ficam algumas fotos para recordar! A Educadora de Infância, Célia Sousa e Nisa Fonseca


Dia Mundial do Ambiente No dia 5 de junho, participámos numa iniciativa com o principal objetivo de homenagear a nossa praia, que concorre às “7 Maravilhas de Portugal”. Todas as crianças das escolas do Porto Santo juntaram-se e fizeram um cordão humano para simbolizar o seu apreço à nossa maravilha: a nossa praia! No final do dia, orgulharam-se das suas coroas de EcoAmigos/as. Também realizaram uma Eco-Mala, que mostrava os Ecopontos e a correta separação do lixo, nos mesmos.

A Educadora de Infância, Nisa Fonseca


Dia Mundial da Criança Para celebrar este dia muito especial, os amiguinhos da sala verde e sala azul realizaram um piquenique, no Posto Florestal do Porto Santo. Os nossos papás e as nossas mamãs colaboraram com os produtos alimentares para podermos realizar o mesmo. Obrigada! Foi muito divertido! É sempre bom sair um pouco da escola.

As Educadoras de Infância, Célia Sousa e Nisa Fonseca


Projeto Eco-escolas Para celebrar o Dia da Criança os nossos papás e as nossas mamãs construíram um catavento para brincarmos nesse dia e ao mesmo tempo podermos observar o funcionamento de um dos tipos de energias renováveis: a energia eólica. As Educadoras de Infância, Célia Sousa e Nisa Fonseca


Sessão de Cinema na Sala Este período realizamos na sala uma sessão de cinema. Vimos o filme “Up, altamente!” que a nossa amiga Joana trouxe. E tivemos direito a pipocas! Foi mais uma tarde muito bem passada na nossa escola. A Educadora de Infância, Célia Sousa


Show de Araras As crianças da nossa escola tiveram a oportunidade de assistir a um espetáculo de araras e papagaios. Algumas crianças tiraram uma fotografia temática com um papagaio, não mostrando qualquer receio. Mostraram-se muito atentas durante o espetáculo, ao verem as divertidas peripécias destes animais. Todos apreciaram muito esta iniciativa.

A Educadora de Infância, Nisa Fonseca


Encerramento Ano Letivo Apesar da educação préescolar terminar apenas no final do mês de julho, já foi realizada a atividade de encerramento do ano letivo, tendo em conta que os coleguinhas do 1º ciclo foram de férias no dia 26 de Junho. Assim sendo, neste dia o conselho escolar decidiu realizar uma ida à praia. O Sr. Diretor, sempre muito cauteloso, solicitou a presença de um nadador-salvador nesse dia para zelar pela segurança das nossas crianças. Foi uma manhã muito bem passada e divertida como é possível constatar nas fotografias.

As Educadoras de Infância, Célia Sousa e Nisa Fonseca


Turma 2.º ano Passatempo da “Árvore” No âmbito do passatempo:“ Sim, vamos criar uma árvore” integrado no tema “Proteção da floresta”, os alunos do 2.º ano de escolaridade construíram uma árvore Nesta atividade utilizaram-se várias embalagens da Tetra Pack e o resultado final foi este!


A Mascote A turma do 2.º ano, participou na primeira e segunda fase do projeto REEE e

nesta

terceira

etapa

os

alunos

estiveram envolvidos na construção de uma mascote. A

criação

desta

personagem

permitiu mais uma vez sensibilizar os alunos para a importância da existência de um recipiente próprio para os eletrodomésticos de pequeno porte. Com efeito, achou-se pertinente que a nossa mascote

representasse

eletrodomésticos,

um

optando-se

desses pela

torradeira.

Nesta atividade utilizaramse exclusivamente materiais de desperdício. A esta mascote foi-lhe atribuído o nome: “A Torrinhas”


Os nossos trabalhos

Tal como uma casa a família não nasce pronta, constrói-se aos poucos e é o melhor laboratório do amor. Em

casa, entre

pais e

filhos

aprende-se a amar, respeitar, cooperar… E foi com este espírito que os alunos do 2.º ano juntamente com os seus familiares elaboraram estes trabalhinhos.


Dia da Criança

SER CRIANÇA É SER FELIZ


Turma 3.º ano Aniversário da escola A nossa escola fez anos e para comemorar esta data a turma do 3.º ano participou em algumas atividades, nomeadamente com a PSP realizaram uma “Operação STOP”… Foi muito divertido!

Dia da Criança


Dia da FamĂ­lia


Chegou o Verão…

Aqui estão alguns dos nossos trabalhos sobre uma estação do ano muito bonita, cheia de cor, calor e praia, muita praia.


Turma 4.º ano ABC da Praia do Porto Santo

A praia do Porto Santo com Belíssima areia fina e dourada é Candidata às Sete Maravilhas Naturais de Portugal. Distingue-se das demais praias da Europa devido à composição da areia utilizada para Fins medicinais para curar muitas doenças Geralmente de foro reumático, ortopédico e fisiátrico. Há muitas dunas a proteger a praia desta Ilha magnífica e paradisíaca. Juntos vamos proteger a nossa praia e Levá-la ao topo das Sete Maravilhas Naturais de Portugal. Muitos veraneantes desfrutam desta ilha situada No Oceano Atlântico. Os nove quilómetros de areia fina e dourada e as suas Propriedades terapêuticas convidam a Quem quiser desfrutar de umas merecidas férias Relaxantes e inesquecíveis ao Sol debaixo dos chapéus feitos de folhas de palmeira. Também nestas belas areias as Uvas são plantadas e faz-se o famoso Vinho do Porto Santo. Xonar nesta areia fina sabe bem e Zarpar para outro lugar está fora de questão.


Visita de Estudo ao liceu No dia 13 de junho visitámos a Escola Básica e Secundária Prof. Dr. Francisco de Freitas Branco com a professora Licínia e o Sr. Orlando. A D. Joaquina que é funcionária da escola mostrou-nos os diversos espaços, tais como a secretaria, a reprografia, a cantina, as salas de aula, a papelaria… Gostámos muito de visitar a nossa futura escola onde ansiamos por aprender coisas novas, conhecer novos colegas e professores e vivermos muitas experiências.


Chegámos ao fim de mais uma etapa da nossa vida. Vivemos momentos que jamais esqueceremos, uns bons outros nem por isso. Mas uma coisa é certa: as recordações que temos da nossa escola guardaremos na nossa memória para toda a vida. Despedimo-nos da nossa escolinha ora com um misto de tristeza ora de alegria. Tristeza porque vamos deixar a nossa escola onde aprendemos a maior parte do que sabemos e não vamos conviver diariamente com os professores, os colegas das outras turmas e os funcionários. Alegria porque passámos para o 5.º ano e teremos novas experiências ao longo desta nova etapa da nossa vida. É tão bom ser finalista!


Almoรงo na Pizzaria Salinas

No dia 21 de junho fomos presenteados com um almoรงo de Finalistas (surpresa) na Pizaria Salinas. Cada um de nรณs escolheu os ingredientes para a sua piza. Ficaram deliciosas! Para sobremesa, um gelado num espaรงo muito especial, no parque infantil!


Volta à Ilha

Outra surpresa preparada para nós pela professora, o senhor diretor, o sr. Idalino e o sr. Jordão da Agência Dunas. No dia 22 de junho visitámos alguns lugares turísticos da nossa bela ilha: Calheta, Quinta das Palmeiras, Pico do Castelo, Serra de Dentro… Que dia espetacular!


Visita de estudo ao ilhéu do farol No dia 27 de junho visitámos o Ilhéu do Farol, juntamente com a professora Licínia, o sr. Orlando e os responsáveis do Parque Natural da Madeira e conhecemos a fauna e a flora lá existente, como também este belo ilhéu. Que manhã magnífica!

O Farol

Que linda paisagem! Ficámos cansados de subir o ilhéu mas valeu a pena!


FINALISTAS

Apresentação de canções a toda a comunidade escolar e da canção dos finalistas.

Entrega de diplomas com muita emoção e lágrimas de alegria, ao ritmo das quadras preparadas pela professora Margarida.


Entrega do Diploma de MĂŠrito ao aluno JoĂŁo Bernardo.


Ensino Recorrente ATIVIDADES DO 3.º TRIMESTRE 2011/2012 Um trimestre repleto de atividades fantásticas O nosso terceiro período letivo foi muito cativante, fantástico e lúdico pois estudámos vários temas, realizámos muitas pesquisas na internet e participámos em diversas atividades. No que concerne ao Projeto Eco-Escolas dinamizámos a horta pedagógica, pintámos o papelão, realizámos a triagem dos tinteiros e toners existentes na escola (Projeto: “Tinteiros com valor”), elaborámos o Eco-código e alguns trabalhos de expressão plástica para a Exposição relativa ao Projeto já mencionado. No dia quinze de maio, comemorámos o Dia da Família e no dia dezasseis comemorámos o quadragésimo aniversário da nossa escola e o Dia Eco-Escolas. Nestes dois dias, participámos em atividades muito interessantes e maravilhosas com toda a comunidade escolar. A nível da escola, as nossas colegas Ana Maria Souza e Susete Vasconcelos participaram na Final dos Concursos: “Ortografíadas 2012” e “Matematicando 2012”, que se revelaram um desafio muito interessante e maravilhoso para elas. A nossa colega Teresa Silva também está de parabéns pois conseguiu concluir o 1.º Ciclo do Ensino Básico Recorrente. O seu esforço e dedicação ao estudo foram recompensados. Para o XX Encontro Regional do 1.º CEB Recorrente elaborámos cartazes, escrevemos poemas e textos, pintámos quadros e realizámos trabalhos, recorrendo à técnica de Assemblage. Foram atividades do agrado de todos os alunos. No dia vinte e seis de junho, fizemos uma visita de estudo à Capela de São Pedro. Nas aulas, a nossa colega Ana Maria Souza já nos tinha contado que no Porto Santo, o apóstolo São Pedro, começou a ser venerado pelos portossantenses, mais especificamente pelos pescadores, barqueiros e lavradores, a partir, do séc. XVI. Julga-se que a sua imagem foi a primeira a surgir na Ilha e ainda hoje está envolvida numa lenda. A Capela fica situada no sopé do Pico Ana Ferreira mas é visível do mar. Em tempos de aflição, tempestade e seca a população fazia promessas ao santo para pedir a sua intercessão e ajuda. A chuva para as sementeiras era uma bênção e um milagre. Sobre a data e custos da construção da Capela não existem registos históricos. Mas agora, falemos da lenda sobre a imagem de São Pedro (esculpida em madeira e pintada a dourado). Esta história antiga é conhecida por todos os habitantes e contada de geração em geração. Assim, conta-se que há muito, muito tempo, um pastor que pastoreava as suas ovelhas nos arredores do Ribeiro da Quebrada, mesmo por cima da Capela de São Pedro, foi beber água, a uma nascente que ali existia e encontrou a imagem do Santo. Ficou deslumbrado com a beleza da imagem e foi logo dar a notícia a todos os habitantes. Estes levaram-na em procissão para a Igreja Matriz com muito louvor. Aconteceu, então, algo de inesperado. A imagem, como que por milagre, desaparecia da Igreja Matriz e aparecia no mesmo Ribeiro. Tantas vezes isto aconteceu que por fim, tomou-se a decisão de construir a Capela no local mais abaixo da aparição e colocar a imagem de São Pedro no altar, onde se encontra até hoje. A Capela não foi construída no lugar exato da aparição, devido à


instabilidade do terreno e à existência de ribeiros profundos. De realçar que a festa dedicada a São Pedro ocorre no dia vinte e nove de junho. Nesta festa participam os Irmãos da Confraria de São Pedro e muitas pessoas que vão pagar as suas promessas na procissão que começa junto à praia do Ribeiro Salgado e segue em direção à Capela de São Pedro. Nesta procissão, os pescadores transportam um cajado com peixes que serão leiloados durante a festa. É uma oferenda que os pescadores fazem ao seu Santo padroeiro. Esta festa é maravilhosa e repleta de muita devoção do povo. Para finalizar, salientamos que este foi um ano letivo repleto de muitas aprendizagens, atividades e sucessos. Despedimo-nos, desejando a todos umas excelentes férias com muita saúde e felicidades. Um abraço dos amigos da Ilha Dourada. Alunos do 1.º CEB Recorrente da EB1 com PE de Campo de Baixo- Porto Santo e Prof. Raimundo Vasconcelos

A nossa turma e o Professor Raimundo Vasconcelos

Dinamização da horta pedagógica


Pintura do papel達o da sala de aula

Triagem de tinteiros e toners


O nosso Eco-código

Dia da Família – painel de mensagens dos alunos

Trabalhos com a técnica de Assemblage


Dia Eco-escolas – visita à exposição da escola

Quadros pintados pelos alunos para a Galeria dos Prazeres XX Encontro Regional do 1.º CEB Recorrente

A aluna, Teresa de Abreu da Silva, exibe com orgulho o seu Certificado de conclusão do 1.º CEB Recorrente.


Capela de S達o Pedro

Interior da Capela de S達o Pedro

Imagem de S達o Pedro

Alunos junto ao altar da Capela de S達o Pedro


RECEITAS Capela de São João

Ingredientes: - 2 Kg de farinha de trigo - 600 g de açúcar - 9 ovos - 1 copo de leite - 1 limão (sumo e raspa) - 4 colheres de sopa de margarina - 1 colher de sopa de erva doce - ½ colher de chá de canela moída - ½ colher de chá de noz moscada - Sal grosso q.b.

Bolo do Caco

Ingredientes: - 1 kg de farinha de trigo - Cerca de 500 ml de água quente - 3 colheres de chá de fermento de padeiro - Sal grosso q.b.

Preparação: Numa tigela deite a água quente. Vá adicionando a farinha aos poucos e de seguida o fermento e o sal já dissolvidos. Amasse durante 5 a 10 minutos até obter uma massa homogénea. Deixe levedar a massa numa bacia polvilhada com farinha durante 40 minutos. Depois de levedar, disponha a massa numa bancada e Preparação: tenda os bolos em forma circular. Deixe levedar, Amassam-se todos os ingredientes e deixa-se levedar a massa novamente, durante 20 minutos. Depois, coloque o bolo para o dobro. numa frigideira e coza-o em lume brando durante 10 Depois, tendem-se bolos circulares e deixa-se a massa levedar minutos. Quando uma das faces do bolo estiver cozida, durante cerca de 20 minutos. É tradição fazer-se desenhos nas volte o bolo para cozer a outra face. capelas com uma conchinha da praia, na parte superior. Nas Bom apetite! bordas deve-se dentear com uma tesoura. Por fim, leva-se ao forno a cozer e aplica-se a técnica do palito Receita recolhida pela Sra. Susete Vasconcelos para verificar o tempo de cozedura (cerca de 30 minutos). 1.º CEBR da EB1 c/ PE de Campo de Baixo – Porto Santo Bom apetite! Receita recolhida pela Sra. Teresa de Abreu da Silva - 1.º CEBR da EB1 c/ PE de Campo de Baixo – Porto Santo


Bolo de figos

Bolo de amoras

Ingredientes: - 2 chávenas de figos cortados em pedacinhos - 2 chávenas de água - 250 g de manteiga ou margarina - 1 pacote de cacau - ½ Kg de açúcar - ½ Kg de farinha - 3 colheres de chá de fermento - canela a gosto Preparação:

Ingredientes: - 500g de amoras - 4 ovos - 250 g de açúcar - 1 colher de chá de fermento - 2 colheres sopa de leite - 5 colheres sopa de óleo - Óleo para untar - Farinha para polvilhar Preparação:

Leva-se ao lume num tacho, os figos, o açúcar, a manteiga a água, o cacau e a canela. Deixa-se levantar fervura e contam-se 5 minutos. Coloca-se num recipiente e deixa-se esfriar. Depois de frio, junta-se a farinha e o fermento, mexe-se bem e coloca-se em forma untada e forrada com papel vegetal. Leva-se ao forno a cozer. Verifica-se se está cozido com palito. Pode ser servido ainda quente ou frio.

Ligue o forno e aqueça-o a 180º. Unte uma forma com óleo e polvilhe-a com farinha. Bata os ovos com o açúcar até obter uma mistura homogénea. Junte a farinha, o fermento, o leite e o óleo e mexa a massa energicamente. Coloque a massa na forma e, por cima, coloque as amoras. Leve ao forno durante 30 minutos. Verifique a cozedura com um palito. Bom apetite! Receita recolhida pela Sra. Teresa de Abreu da Silva 1.º CEBR da EB1 c/ PE de Campo de Baixo – Porto Santo

Bom apetite! Receita recolhida pela Sra. Ana Maria Souza 1.º CEBR da EB1 c/ PE de Campo de Baixo – Porto Santo

ADIVINHAS 1 - Qual é coisa, qual é ela, que é redonda como o Sol, tem mais 4 - Qual é coisa, qual é ela, que põe o mundo a dançar, tem raios do que uma trovoada notas e não é dinheiro? e anda sempre aos pares? Solução: A música Solução: A roda da bicicleta 5 - Porque é que as rodas dos comboios são de ferro? 2 - Qual é coisa, qual é ela, que atravessa todas as portas sem Solução: Se fossem de borracha apagavam as linhas... nunca entrar nem por elas sair? Solução: A fechadura 3 - Qual é coisa, qual é ela, que respira sem pulmões e tem pés mas não anda? Solução: A planta Recolha das adivinhas pela Sra. Teresa Silva - 1.º CEBR da EB1 c/ PE de Campo de Baixo – Porto Santo

6 - Quanto mais quente, mais fresco. O que é? Solução: O pão Recolha das adivinhas pela Sra. Ana Maria Souza - 1.º CEBR da EB1 c/ PE de Campo de Baixo – Porto Santo


ACRÓSTICO DO VERÃO

Pintura coletiva dos alunos do 1.º CEB Recorrente Boas férias para todos Os que as puderem gozar A praia, o campo, a montanha e os museus São lugares a visitar. Finaliza a primavera e começa o verão É nesta época que festejamos o São João. Rimos, dançamos e convivemos, Indo ao encontro dos nossos familiares e amigos. Ao terminar o mês de junho, nova festa se comemora: São Pedro! Viva a Festa em honra de São Pedro!

Alunos do 1.º CEBR da EB1 c/ PE de Campo de Baixo – Porto Santo e Prof. Raimundo Vasconcelos


POEMA PALAVRA PUXA PALAVRA VERÃO

Estamos na estação do verão! Verão quente e convidativo a banhos Banhos na praia dourada do Porto Santo Porto Santo, ilha amena e tranquila Tranquila e inesquecível Inesquecível é a sua areia terapêutica Terapêutica e acariciadora da pele Pele bronzeada e protegida do sol Sol que envolve todas as pessoas Pessoas que visitam o Porto Santo Porto Santo, ilha que cativa todos os visitantes Visitantes que chegam no verão.

Alunos do 1.º CEBR da EB1 c/ PE de Campo de Baixo – Porto Santo e Prof. Raimundo Vasconcelos


CANÇÃO DE MAX

Porto Santo Oh ilha do Porto Santo Da uva tão saborosa O teu mar é um encanto Tua praia a mais formosa E até Zarco ao descobrir-te E ao pisar teu solo amigo Foi quase como a pedir-te Foi quase como a pedir-te Proteção e um abrigo.

Terra amiga Como tu não há igual És a joia mais antiga Das joias de Portugal Porto Santo Teu nome te fica bem Por isso te quero tanto Como quero à minha mãe. Canção disponível no YouTube : http://www.youtube.com/watch?v=gt19BA-bNdQ Pesquisa realizada pelos alunos do 1.º CEBR da EB1 c/ PE de Campo de Baixo – Porto Santo e Prof. Raimundo Vasconcelos


Nunca é tarde para aprender…

Nunca é tarde para aprender…

Onde houver um aluno Onde houver um professor Os livros também existem E a vida ganha fulgor.

Desde criança eu sonhei A escola frequentar. Foi um sonho adiado Mas agora pude concretizar.

Na vida há muitas oportunidades Todos temos de as colher. O estudo é um tempo fértil Que não se pode perder.

Matriculei-me no curso Do Ensino Recorrente. Aprendi muitas coisas E conheci muita gente.

Nunca é tarde para aprender… É uma verdade inquestionável. Quem estuda por gosto Tem um passatempo agradável.

Um conselho que a todos eu dou: Estudem e procurem o saber! Pois ao longo da nossa vida Nunca é tarde para aprender…

Susete Vasconcelos Aluna do 1.º CEBR

Manuel Vasconcelos (81 anos) Aluno do 1.º CEBR

Professora Margarida Vasconcelos No dia 24 de maio deste ano letivo, os alunos do terceiro e do quarto anos, no turno da manhã participaram numa sessão sobre a Energia. A sessão foi dirigida pela Sr.ª Engenheira Gorete Soares da AREAM. Os alunos estiveram atentos e aprenderam inúmeras formas de poupar energia e de utilizá-la de forma racional

Sessão sobre energia


CURSO DE OBSERVAÇÃO E IDENTIFICAÇÃO DE AVES No âmbito do Programa de Educação Ambiental 2011/2012 a Empresa Municipal Porto Santo Verde, Geoturismo e Gestão Ambiental e a Câmara Municipal do Porto Santo em parceria com a Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves dinamizaram, nos dias 10 e 11 de Maio, Cursos de Observação e Identificação de Aves para os alunos dos 3.º e 4.º anos. Esta atividade intitulada “Vamos descobrir as Aves do Porto Santo” teve como principal objetivo, divulgar a observação e identificação de aves, como uma atividade que privilegia o contacto com a natureza, despertando os mais jovens para o conhecimento de aves que vivem no estado selvagem no nosso arquipélago e particularmente no Porto Santo. Cada curso incluiu uma sessão teórica, onde os alunos aprenderam o significado da observação de aves, os comportamentos a ter no campo e ainda algumas das características de identificação de uma ave. Seguiu-se uma saída de campo onde se efetuou a observação de aves propriamente dita, no Campo de Golfe. Os alunos da EB1 com P.E. de Campo de Baixo foram acompanhados pela professora Margarida Vasconcelos.


EDUCAÇÃO RODOVIÁRIA

Durante este ano letivo, os alunos do terceiro e do quarto ano de escolaridade realizaram muitas atividades de Educação Rodoviária que foram propostas pelo Plano Regional de Educação Rodoviária. As fotos documentam alguns destes desafios…. A nossa escola ganhou a bandeira “ESCOLA MODELO NO TRÂNSITO”!


PROJETO “HISTÓRIAS DOS MEUS AVÓS” Como forma de fortalecer a ligação entre as gerações e valorizar os contributos da tradição oral e escrita, foi projetada este ano mais uma edição do Concurso Regional de Expressão Plástica. Este concurso pretende ser um contributo para as comemorações do Ano Europeu do Envelhecimento Ativo e da Solidariedade Intergeracional, celebrado em 2012. Este é um concurso que teve por objetivo principal a valorização da expressão plástica como meio privilegiado de experimentação lúdico didática e a exteriorização criativa da criança, através do desenho/pintura. A temática proposta visa uma aproximação de gerações e propõe a ilustração de histórias antigas, de lendas regionais, nacionais ou internacionais que tenham passado de boca em boca ao longo dos tempos As crianças do primeiro e do quarto ano desenharam o tema “HISTÓRIAS DOS MEUS AVÓS”, numa ótica de ilustração e não de banda desenhada. O convidado para divulgar estas histórias aos alunos foi o Sr. António Rodrigues, ilustre contador de histórias, ao qual a escola agradece a colaboração.


Dinamização da Horta Pedagógica

No terceiro trimestre, os alunos do terceiro e do quarto ano, continuaram a dinamizar a horta pedagógica no O.T.L de Educação Ambiental. Foi um trabalho que foi feito com muito gosto!


Visita ao parque eólico No mês de maio, mais precisamente no dia vinte e um, os alunos do 3.º ano realizaram uma visita de estudo ao Parque Eólico do Porto Santo para conhecerem o seu funcionamento. O técnico da empresa de eletricidade que nos recebeu – o Senhor Ivo Lourenço - explicou-nos muito bem, como tudo funcionava, estabeleceu a diferença entre energia renovável e não renovável e até nos alertou para a poupança de energia! Foi muito interessante!


Artes Plásticas As turmas do terceiro e quarto anos de escolaridade da EB1 com P.E. de Campo de Baixo participaram na 13.ª Exposição Regional, integrada na Semana das Artes, este ano intitulada “ESTEND’ARTE”. Esta exposição decorreu na Placa Central da Avenida Arriaga, de onze a dezassete de junho. A sorte ditou que a nossa escola trabalharia um artista chamado Jackson Pollock. Este trabalho envolveu muitas atividades, desde pesquisas na internet sobre a vida e as obras do artista, leitura e interpretação de textos sobre o mesmo, desenhos à maneira de Pollock, elaboração de questionários sobre a temática…E é claro a pintura do lençol e do saco que envolveu os alunos de um modo especial e motivador. Este ano, os trabalhos expostos foram sujeitos a votação pública. O trabalho da nossa escola ficou classificado em septuagésimo nono lugar, com 18 votos e foi vendido. A verba angariada reverterá para a escola sob a forma de materiais de expressão plástica.


Visita de estudo aos Bombeiros Voluntários de Porto Santo No dia 23 de junho, a turma do quarto ano da EB1 com P.E. de Campo de Baixo realizou uma visita de estudo ao Quartel dos Bombeiros Municipais de Porto Santo. Esta visita foi programada no âmbito do projeto “Alertinha”, a cargo da Proteção Civil Municipal. O Sr. Carlos Drumond e a professora Margarida Vasconcelos acompanharam os alunos. Os alunos adoraram esta experiência, durante a qual ficaram a conhecer o interior de uma ambulância, as instalações e os materiais usados pelos bombeiros nas mais diversas situações… Foi deveras emocionante, ver a cara de alegria das crianças quando entraram numa viatura de combate a fogos. Foi uma experiência enriquecedora e inesquecível!


Três anos em prol do Ambiente. Estamos de Parabéns! Quando há pouco mais de três anos nos inscrevemos pela primeira vez no programa Eco-Escolas experimentámos vários sentimentos. Se por um lado o entusiasmo era grande perante tal desafio, por outro lado existia apreensão perante a possibilidade de não conseguirmos atingir os objetivos propostos. Melhorar o desempenho ambiental da nossa escola e envolver toda a comunidade escolar parecia uma enorme e difícil tarefa. Esta tarefa foi passando por vários elementos da nossa comunidade educativa, sob a coordenação de outros docentes que tudo fizeram para que este projeto nos orgulhasse. O tempo foi passando e de etapa em etapa esta escola foi conseguindo superar as dificuldades e realizar muitos projetos. Alguns discretos, outros com maior visibilidade, alguns pequenos, outros de maior dimensão envolvendo toda a comunidade escolar. A participação nas várias campanhas levadas a cabo, nas comemorações de épocas festivas como o Natal, o Carnaval, Páscoa e outras, nos concursos e slogans sobre o ambiente, na horta pedagógica, entre muitos outros animaram a nossa escola durante estes três anos letivos que passaram e fizeram-nos sentir que todos podemos fazer um pouco mais pelo ambiente. O Programa ao longo destes três anos tem vindo a permitir que a Comunidade Educativa se envolva, e gerado assim um conjunto de sinergias positivas, levando a um movimento de sensibilização geral, que faz com que certos comportamentos sejam alterados. Como reconhecimento pelo trabalho desenvolvido, e efetivamente a nossa escola se empenha por um mundo melhor, no final de cada ano letivo fomos sendo premiados com a Bandeira Verde que certificou o nosso esforço, empenho e dedicação. Findo este ano letivo a coordenação do Projeto Eco-Escolas faz um balanço positivo do desenvolvimento do mesmo. Quando iniciámos a coordenação do Projeto estabelecemos metas: Desenvolver os 7 passos do Eco-Escolas; Melhorar o desempenho ambiental da Escola nos vários temas da Auditoria Ambiental; Integrar o Eco-Escolas no Projeto Educativo, no Regulamento Interno e nos Projetos Curriculares de Turma; Desenvolver um número significativo de atividades nos vários temas do Eco-Escolas; Envolver nas atividades um número significativo de membros da Escola e da Comunidade e Proceder à candidatura ao galardão Eco-Escolas - Bandeira Verde. Consideramos que grande parte destas metas foram atingidas, tendo em conta o elevado número de atividades realizadas e de participantes, pela diversidade de temas abordados, pela evolução positiva da maioria dos temas da Auditoria Ambiental e pela avaliação positiva de que a escola foi alvo. Não o teríamos conseguido se não tivéssemos trabalhado para este fim conjuntamente. Contámos com o apoio indiscutível de diversos membros e entidades da escola e externos a esta. É com agrado que vemos assim que este Projeto se tornou e representa um trabalho cooperativo entre as entidades da região e da maioria dos membros da comunidade escolar. O envolvimento dos alunos, professores e restante comunidade educativa traduziu-se no cumprimento das atividades definidas no Plano de Ação elaborado. Este ano tivemos a vistoria para supervisionar o trabalho que tem vindo a ser feito e foi-nos sugerido outras metas, outros trabalhos para a melhoria da nossa escola, da educação ambiental. Passamos na mesma graças ao envolvimento, participação e dedicação desta comunidade. Graças à disponibilidade e particularmente incansável ajuda da direção, à recetividade das entidades, cujo apoio logístico se revelou fundamental na concretização de algumas atividades, graças à colaboração dos professores que, tendo trabalhado temas ambientais com os seus alunos, nos fizeram chegar os seus produtos finais para que os pudéssemos divulgar e candidatar ao galardão e que se mostraram quase sempre disponíveis para participar nas atividades dinamizadas pelos discentes da escola, graças à presença constante dos pais, graças à vontade dos alunos que desenvolveram as ações/atividades, graças à prontidão do pessoal não docentes na ajuda inestimável para a realização de algumas atividades desenvolvidas, graças a todos que entendem que a educação ambiental deve de ser feita de forma persistente, mas não angustiante, a todos um bem haja… A Coordenação Eco-escolas Célia Sousa e Helena Pinto

Jornal Escolar n.º 27  

Jornal Escolar online da EB1/PE Campo de Baixo - Porto Santo

Advertisement