Page 1

JORNAL

ANO V . NÚMERO 57 . MAIO 2015 . SALVADOR-BA

Ei, Táxi JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

O jornal dos taxistas da Bahia

www.eitaxi.com.br

Maio 2015. Salvador - Bahia | ANO V - nº 57 | Edição mensal. Distribuição Gratuita. 10.000 exemplares

Várias cidades baianas promovem ações durante a 13ª Semana Nacional de Museus RMS Pág.03

Foto: DIMUS-BA

Prefeitura de Pojuca trabalha com os taxistas

SE LIGUE! Pág.05 Movimento Maio Amarelo

MERCADO Pág.06 Desenbahia aumenta juros do Protáxi

POLÍTICA Pág.13

A oficina Brinquedos com Material Reciclado, elaborada pela artista plástica Gabriela Joau, é um dos destaques da programação do Palacete das Artes durante o Evento Nacional.

Mês das M

ães

Divinas

Justiça de São Paulo proíbe o Uber no Brasil por apenas Pág.10 sete dias

Itapuã vista por dentro

Fotos: Foto: Ei,Táxi

Mãe palavra ditosa que se mais pronuncia companheira amorosa de todos os dias Mãe tão bela pura e formosa igual a ela outra não tem amor verdadeiro que nos quer sempre bem Mãe Braços fortes, firmes, Acalentadores nas noites de frio és o melhor cobertor. Mãe presente de Deus com ternura e amor alicerce da vida flor amiga mulher de valor. Autor: Acacio Vidal Almeida, o poeta taxista.

Amigos, crianças e familiares confraternizam na Praça do Jenipapeiro.

Pág.16


www.eitaxi.com.br 02

EDITORIAL

ANO V . NÚMERO 57. MAIO 2015 . SALVADOR-BA

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

Ei,Táxi “A UNIÃO FAZ A FORÇA”

A manifestação nacional dos taxistas, matéria de capa do Jornal Ei, Táxi na edição do mês passado, mostrou o poder que a categoria tem quando se propõe a unir forças. Milhares de taxistas saíram em carreata pelas ruas de várias capitais do país em protesto contra o transporte clandestino e os novos aplicativos de carona remunerada. O ato do dia oito de abril é um marco importante na história dos taxistas brasileiros e inaugura um novo momento de luta pelos direitos da categoria. Os protestos do dia 08/04 foram o estopim para as ações que levaram a suspensão temporária das atividades do UBER no Brasil. A liminar proferida pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo no dia 28 de abril suspendeu os serviços do maior aplicativo de carona remunerada do mundo no país, sob pena de multa diária no valor de 100 mil reais por dia. Apesar dessa grande conquista da categoria, a batalha para garantir o direito dos taxistas a exclusividade no transporte de até sete passageiros só está começando. O sabor da vitória dos taxistas contra o UBER durou apenas sete dias. No dia 04/05, a juíza Fernanda Gomes Camacho, da 19ª Vara Cível, reexaminou o pedido de liminar e derrubou a decisão de suspensão dos serviços do UBER no país. Mesmo que tenha sido por pouco tempo, a suspensão judicial momentânea dos serviços de carona remunerada oferecidos pelo UBER é uma demonstração clara do poder dos taxistas brasileiros. Agora é manter o foco nas batalhas judiciais que estão por vir, sabendo que todos esses desdobramentos provocados pela manifestação são fruto da união de forças da categoria. Maio é um mês simbólico para todos os trabalhadores. No 1º dia desse mês, comemoramos décadas de lutas e con-

quistas trabalhistas. O taxista é um trabalhador que adquiriu vários direitos ao longo dos anos e, por isso, o fato das manifestações ocorrerem numa época tão celebrada pelo trabalhador brasileiro tem um caráter ainda mais emblemático. É fundamental que os taxistas baianos percebam a importância de todos esses acontecimentos. A tímida participação dos profissionais do táxi de Salvador na manifestação nacional demonstra a fraqueza da categoria no estado. O transporte clandestino é um problema que prejudica a categoria há anos e os aplicativos de carona remunerada são uma ameaça ainda maior na proliferação dos motoristas ilegais. Os taxistas baianos precisam se unir para fortalecer ainda mais o movimento nacional e as lutas locais. É com esse espírito de união e força que a edição de maio do Ei, Táxi chega às ruas. Nós acreditamos que a melhor arma contra as injustiças é a informação. Um taxista bem informado é um taxista consciente dos seus direitos e deveres. É um profissional mais preparado para atender os seus passageiros, conquistando, fidelizando e ampliando a sua clientela. São por todos esses motivos que, além dos desdobramentos da Manifestação Nacional, vamos falar ainda nessa edição sobre: o mês dos Museus e o outro lado do bairro de Itapuã, nossas matérias de capa que destacam a importância das editorias de Cultura e Turismo; o aumento dos juros do Prótaxi, na nossa seção Taxista, Se Ligue; a ousadia dos clandestinos em Lauro de Freitas, na editoria RMS; a história do taxista Antônio Lima, o Camisa, na seção Taxista, Conte sua História; e muito mais. Um grande abraço e boa leitura!

Jordan Mendes jordanmendes@hotmail.com

Construa o Ei, Táxi conosco. Envie sua mensagem, entre em contato pelos canais: 71 3498-9731 | 71 8135-9002 jornalismo@eitaxi.com.br | www.eitaxi.com.br

Expediente

Diretor Executivo: Adriano Rios, Jornalista e Editor: Jordan Mendes, Revisão: Anariel Rios, Diagramação e charge: Abel Marcelino, Edição: mensal, Tiragem: 10.000 exemplares, Distribuição Gratuita: Salvador e Região Metropolitana de Salvador - RMS (Lauro de Freitas, Simões Filho, Camaçari, Mata de São João, Dias D’Ávila, Candeias e Pojuca), Impressão: Gráfica do Correio. O conteúdo das colunas, anúncios e informes publicitários são de responsabilidade dos autores e não, necessariamente, expressam a opinião do jornal. Anuncie: (71) 3498-9731 | 8135-9002 | comercial@eitaxi.com.br | Jornalismo: jornalismo@eitaxi.com.br

Adquira seu jornal direto da fonte Retire seu exemplar do Jornal Ei, Táxi em qualquer um dos postos credenciados. Quer um expositor no posto que você costuma abastecer? Ligue (71) 3498-9731 e fale com a gente! PONTOS DE APOIO COM EXPOSITORES EM SALVADOR ENDEREÇO

LOCAL

Paralela / Aeroporto Paralela / Aeroporto Av. Dorival Caymmi Paralela / Rodoviária Rodoviária Rodoviária Rodoviária Acesso Norte BR 324 Av. Barros Reis / Retiro BR 324 BR 324 Av. San Martin Av. Barros Reis / Rótula Via Expressa São Joaquim (Ferry boat)

Posto BR Alphaville Posto Coopmetro Posto Adota Posto Shell Narandiba Estoque da fila de Táxi Posto BR Rodoviária Posto Mataripe Posto Shell Tic Posto Shell Barros Reis Posto Shell Jaqueira Posto BR Porto Seco Posto Plus Brasil Posto Shell Sol Posto Ipiranga Gás Online Estoque da fila de Táxi

ENDEREÇO Largo da Madragoa Dois Leões Vila Laura - Ladeira do Capoteiro Vale do Ogunjá Bonocô / Iguatemi Av. ACM Iguatemi (Shopping da Bahia) Av. Tancredo Neves Costa Azul Jardim Armação Av. Manoel Dias Amaralina / Rio Vermelho Amaralina / Pituba Av. Octávio Mangabeira

LOCAL Posto BR Unicom Posto BR Dois Leões Posto Coopmetro Posto Shell Ogunjá Postos BR Mataripe Posto BR Nota 10 Estoque da fila de Táxi Posto BR Escola Posto BR Flamingo Posto Coopmetro Posto Shell Pituba Posto Shell Gás Online Posto Shell Gás Online Posto BR Camuripim

PONTOS DE APOIO COM EXPOSITORES NA REGIÃO METROPOLITANA CIDADE/ENDEREÇO Lauro de Freitas - Acesso Bambuzal Simões Filho - Rod. BA 093 Simões Filho - R. Rui Barbosa, box 1 e 2 Camaçari - Av. Radial B, 783

LOCAL Posto Coopmetro Posto Paraki 2 ATASF Posto Radial

CIDADE/ENDEREÇO Dias D'Ávila - Av. Raul Seixas Candeias - Rod. BA 552, KM 10 Pojuca - R. JJ Seabra, Centro

LOCAL Posto Casanova Posto Milênio ASTAP


ANO V . NÚMERO 57 . MAIO 2015 . SALVADOR-BA

RMS 03

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

POJUCA: Prefeitura trabalha em conjunto com taxistas na concessão de novas placas Situada a 67km da capital baiana, Pojuca é uma das cidades que compõem a Região Metropolitana de Salvador. Com cerca de 35 mil habitantes, o município vem dando exemplo quando os assuntos são concessão de novas placas de táxi e fiscalização de alvarás. Problema que prejudica muitos taxistas de várias cidades do estado, a concessão de alvarás de táxi, que é de responsabilidade das prefeituras, é feita de forma indiscriminada em vários municípios baianos. Em Pojuca, a his-

tória é diferente. Segundo Mário Eduardo da Silva, Presidente da Associação dos Taxistas de Pojuca (ATASP), “antigamente, qualquer pessoa conseguia alvará em Pojuca. Hoje, temos o apoio da prefeitura, através de forte fiscalização do Setor de Tributos, responsável pelo controle dos alvarás do município. Além disso, temos o suporte da Secretaria da Fazenda do município de Alagoinhas”. Mário Eduardo ainda afirmou que muitos permissionários tinham os alvarás apenas para ter os benefícios na compra de veícu-

Foto:Site de notícias Mais Região

los e que agora a situação mudou. “Quem não paga o alvará por cinco anos, não consegue renovar”, complementou Mário. A ATASP, que conta com 70 taxistas associados, vem buscando outras melhorias para os taxistas de Pojuca. “Hoje, os táxis da cidade já têm uma cor padrão, todos são brancos. Agora, estamos lutando para que possamos padronizar os táxis de Pojuca com faixas também”, finalizou o Presidente da ATASP.

Os taxistas de Pojuca estão satisfeito com o trabalho de fiscalização da Prefeitura.

Redação Ei,Táxi

A ATASF luta pelos direitos dos Taxistas em Simões Filho Fotos: ATASF

Taxistas associados a ATASF reunidos.

Uma das maiores cidades que compõem a Região Metropolitana de Salvador, com cerca de 130 mil habitantes, Simões Filho conta com uma frota de mais de

mil táxis. Com o objetivo de lutar pelos direitos e apoiar os taxistas do munícipio, a Associação de Taxistas de Simões Filho (ATASF) vem trabalhando em prol dos ta-

xistas da cidade há 16 anos. “Nossa associação tem mil e dez alvarás cadastrados. São várias ações e benefícios conquistados para os taxistas de Simões Filho nesses últimos 16 anos” afirma Zé Nilton, Presidente da ATASF há seis anos. Dentre as ações promovidas pela ATASF destacam-se: construções e reformas dos pontos de apoio dos taxistas; campanhas de saúde para os taxistas da cidade; cursos de formação em inglês e para 3ª idade; parcerias com concessionárias da região; reforma da sede da associa-

Ponto de Apoio reformado na Praça da Bandeira, Simões Filho.

ção; e festas de confraternização dos associados. A eleição para presidência da ATASF ocorrerá em

outubro deste ano e o Jornal Ei, Táxi estará fazendo a cobertura de todo o evento. Redação Ei,Táxi


04

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

ANO V . NÚMERO 57. MAIO 2015 . SALVADOR-BA


ANO V . NÚMERO 57 . MAIO 2015 . SALVADOR-BA

TAXISTA, SE LIGUE! 05

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

Movimento Maio Amarelo

site Uber Ação coordenada entre o Poder Público e a sociedadeFoto: civil chega ao seu segundo ano de atividades

Os acidentes de trânsitos são responsáveis por milhares de mortes todos os anos no país. Por mais que o Estado busque diminuir as ocorrências fatais no trânsito através do maior rigor nas leis e punições aos motoristas infratores, as imprudências ao volante continuam sendo as principais causas dessas tragédias. O Movimento Maio Amarelo é uma ação coordenada entre Poder Público e sociedade civil que tem o objetivo de colocar na pauta das discussões o tema acidentes de trânsito. No seu segundo ano consecutivo, mais do que chamar a atenção

Elevador Lacerda Em sinal de apoio ao Movimento, a Prefeitura de Salvador, através da Secretaria Municipal de Ordem Pública (SEMOB), vai utilizar a cor amarela na iluminação cênica do Elevador Lacerda entre os dias 05 e 31 de maio. Não é a primeira vez que um dos símbolos turísticos da capital baiana participa de campanhas de conscientização social. O Elevador Lacerda já foi iluminado com as cores rosa, em sinal de apoio ao Outubro Rosa, e verde, durante a Semana de Mobilização para o Controle da Hanseníase.

da sociedade sobre os altos índices de mortes, feridos e sequelados permanentes no trânsito do Brasil e do mundo, a intenção é mobilizar órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações, sociedade civil organizada para, efetivamente discutir o tema, engajar-se em ações e propagar o conhecimento, abordando toda a amplitude que o tema exige, nas mais diferentes esferas. Em 2014, primeiro ano do Movimento, os números alcançados foram significativos: mais de 700 mil pessoas visualizaram as postagens realizadas durante o mês na

página do Movimento no Facebook, que já conta com mais de 21 mil seguidores; e foram mais de 80 mil visitas no site do Movimento (www.maioamarelo.com). Além disso, mais de um milhão de pessoas assistiram ao filme publicitário do Movimento, nas redes de cinema Kinoplex e 80 milhões de veículos de mídia exterior (Elemídia) também exibiram o mesmo filme. Diante de tudo isso, a justificativa para esse grande alcance é o apelo do Movimento que, além gerar impactos na sociedade, sensibiliza que já viveu algum tipo de violência no trânsito. Foto: site Bahia Prime

Em apoio ao Movimento, o Elevador Lacerda terá iluminação na cor amarela durante o mês de maio.

Foto: site Zedudu

O laço amarelo é o símbolo do Movimento.

Por que Maio? Foi no dia 11 de maio de 2011 que a ONU (Organização das Nações Unidas) lançou a Década de Ação pela Segurança no Trânsito e pediu uma força tarefa junto aos seus países membros para convergirem esforços até 2020 ao tema multidisciplinar que é o transito e suas consequências, que engloba saúde, educação e transportes. Na carona no sucesso de outros movimentos, como o “Outubro Rosa” e “Novembro Azul”, os quais, respectivamente, tratam dos temas câncer de mama e próstata, o “MAIO AMARELO” deve promover atividades voltadas à conscientização, ao amplo debate das responsabilidades e avaliação de riscos sobre o comportamento

de cada cidadão, dentro de seus deslocamentos diários no trânsito. É por esse motivo que o seu símbolo não poderia ser diferente ao laço escolhido, na cor amarela, cuja simbologia em relação a conscientização no combate ao câncer de mama, de próstata (e a sua identificação precoce) e, até mesmo, ao vírus do HIV, pois está amplamente consolidada pela sociedade. A escolha propositada do laço como símbolo da campanha vai ao encontro com a necessidade da sociedade tratar os acidentes de trânsito como uma verdadeira epidemia e, consequentemente, acionar cada cidadão a adotar as cautelas e prudência hábeis a poupá-lo de ser uma vítima.

Fonte: Site do Movimento Maio Amarelo


06 MERCADO

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

Desenbahia aumentou os juros do Protáxi A Desenbahia aumentou os juros do Programa de Renovação da Frota de Táxis do Estado da Bahia (Protáxi). Agora, o taxista que buscar o crédito do Protáxi para trocar o seu veículo terá que pagar 13,2% de juros ao ano. Um aumento significativo, se compararmos à taxa de juros anterior que era de 10% ao ano. A conjuntura econômica atual no Brasil e no mundo é uma das razões para o aumento das taxas de juros. As linhas de crédito e

financiamento de agências de fomento, instituições e bancos públicos e privados sofreram reajustes nas mais diversas áreas do mercado. Dessa forma, é sempre importante que o taxista analise o momento econômico do país antes de fazer maiores investimentos, mesmo que esses sejam financiados por órgãos públicos de fomento.

Foto: Site da Faems

Taxistas pegos de surpresa

Muitos taxistas entraram em contato com a redação do Ei, Táxi reclamando

Taxistas foram pegos de surpresa pelo o aumento dos juros do Protáxi.

ANO V . NÚMERO 57. MAIO 2015 . SALVADOR-BA

por não terem sido comunicados oficialmente pela Desenbahia sobre o aumento da taxa de juros do Protáxi. “Nem os colegas taxistas que já têm carro financiado pelo Protáxi, nem as associações, cooperativas ou sindicato foram informados sobre esse aumento dos juros do programa. Esse é um programa de apoio ao taxista e, por isso, a Desenbahia deveria ter a obrigação de informar aos taxistas sobre o reajuste”, reclamou Reginald Cohim, taxista do aeroporto internacional

de Salvador que acabou de conseguir uma carta de crédito do Protáxi para a compra de um novo veículo. A redação do Ei, Táxi entrou em contato com a assessoria de comunicação da Desenbahia que informou (assim como várias outras instituições públicas) que o órgão normalmente não comunica oficialmente os aumentos das taxas de juros dos seus programas de financiamento, e que estes seguem os reajustes impostos pelo próprio governo. Redação Ei,Táxi

Imperial Honda promove café da manhã na sede da COMTAS A nova loja Imperial Honda Alphaville convida todos os taxistas para saborearem um delicioso café da manhã no dia 06 de junho na sede da COMTAS (Cooperativa Mista de Motoristas Autônomos de Salvador), que fica no KM 0 da Estrada do Côco, em frente ao Aeroporto Internacional de Salvador. No evento serão apresentados os veículos da marca que se enquadram no programa de isenção fiscal para taxistas.

Fotos: Ei,Táxi

Imprerial Honda abriu nova loja na Av. Paralela.


ANO V . NÚMERO 57 . MAIO 2015 . SALVADOR-BA

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

ASSOCIAÇÕES 07

Taxistas auxiliares protestam no dia do trabalho

Comemorações e protestos marcaram o feriado de 1º de maio desse ano em Salvador. O evento que celebrou o Dia do Trabalho mobilizou centenas de trabalhadores baianos que enfrentaram muita chuva para comemorar a importante data. Promovido conjuntamente por quatro centrais sindicais - CUT, CTB, UGT e Nova Central – o evento, que ocorreu no Terreiro de Jesus (Pelourinho), começou às 13h e contou com uma série de shows comemorativos. Além das celebrações, os líderes das centrais sindicais e de várias associações discursaram em protesto sobre diversas questões trabalhistas, concentrando as críticas, principalmente, ao Projeto de Lei 4330/2014 que implanta a terceirização das atividades em todos os setores da economia. Vários trabalhadores agitaram bandeiras e cartazes contra o Projeto que deixa de reconhecer vários direitos trabalhistas conquistados através de anos de luta dos trabalhadores brasileiros.

Fotos: Ei,Táxi

Vários trabalhadores marcaram presença no Terreiro de Jesus.

Os taxistas auxiliares estiveram presentes no evento.

A ATAS participou do evento A Associação de Taxistas Auxiliares de Salvador (ATAS), que vem buscando o reconhecimento da classe

profissional pela categoria e pelo poder público, também esteve presente durante o evento no Terreiro de Jesus. Apoiados pelas centrais sindicais, os taxistas

auxiliares participaram das manifestações com bandeiras da associação em punho e subiram ao palco para falar sobre os seus problemas e reivindicar os seus direi-

tos trabalhistas. “Hoje, estamos aqui nessa data histórica para lutar por nossos direitos trabalhistas. Nós queremos ser reconhecidos como trabalhadores pela classe patronal e pelo poder público, porque infelizmente ainda não somos”, afirmou o taxista auxiliar Paulo Roberto, Tesoureiro da ATAS. Os taxistas auxiliares estão se mobilizando desde março deste ano, realizando ações na Câmara Municipal de Salvador e no Ministério Público do Trabalho com o apoio do Vereador e Presidente da Comissão dos Direitos do Cidadão Everaldo Augusto (PCdoB), do Deputado Federal Davidson Magalhães (PCdoB) e das centrais sindicais. “A CUT dá todo apoio a luta dos taxistas auxiliares, trabalhadores que prestam um grande serviço à nossa população e muitas vezes são explorados. Então, nós não podíamos deixar de convidá-los no dia do trabalhador para esse evento tão importante aqui no Terreiro de Jesus”, disse Cedro Silva, Presidente da CUT-BA. Redação Ei,Táxi


08 TAXISTA, SE LIGUE!

ANO V . NÚMERO 57. MAIO 2015 . SALVADOR-BA

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

Aquecer o motor do carro evita problemas Usar o carro em trajetos curtos e intervalos pequenos pode causar problemas no motor do carro. Os motores foram projetados para trabalhar com temperatura de 90 graus. Nesse ponto, as peças dilatam e as folgas entre elas são as ideais. São milésimos de milímetros, imperceptível a olho nu, mas que em altas rotações garantem menos atrito e uma queima mais eficiente do combustível.

A questão é que o motor não é feito só de pistões e cilindros. Existem dezenas de outras peças metálicas que se movimentam, como bronzinas (anéis de bronze que tem por objetivo reduzir o atrito entre a biela e o virabrequim, outros itens do motor), eixos e válvulas, e que sofrem com o processo de dilatação térmica se desgastando mais do que deveriam. Veja as dicas de melhor uso do motor do carro:

1) Aqueça o motor

Nos carros mais modernos, esse processo de aquecimento é mais eficiente e ocorre mais rápido. Mas nos modelos mais antigos costuma levar 15 minutos. Se for fazer um trajeto curto (por exemplo, cerca de 3 km em até 20 minutos), o melhor é esperar o carro aquecer antes de sair de casa.

2) Cheque a temperatura Para saber se ele está na temperatura ideal de fun-

cionamento, verifique o ponteiro da temperatura. Na maioria dos modelos, os 90 graus fazem com que o ponteiro fique na metade do marcador.

3) Cuide do óleo

É importante manter o óleo do motor com a especificação correta e dentro do prazo de validade. É ele que aliviará o atrito quando o motor ainda não estiver aquecido.

4) Mantenha a válvula termostática

Ela tem como função manter a água do sistema de arrefecimento circulando apenas dentro do motor, para que a temperatura chegue de forma uniforme e rápida aos 90 graus. Quem retira essa válvula do sistema retarda o aquecimento do motor, ocasionando maior atrito e desgaste. Fonte: G1

Como é determinada a velocidade máxima das rodovias? No Brasil, a velocidade máxima de circulação dos veículos varia de acordo com estudos do órgão de trânsito com circunscrição sobre a via. Essa análise leva em conta características técnicas da via, as condições do tráfego, como por exemplo, se transitam muitos pedestres ou veículos lentos, além de outros fatores como tipo de pavimento, o volume de uso ou se a pista é simples ou dupla. Na prática, é calculada a velocidade de 85% dos veículos que transitam pelo local. Vias que contém escolas

e interseções, têm uma velocidade máxima definida menor. "O condutor deve se orientar sobre os limite de velocidade da via, através das placas de sinalização", explica Celso Alves Mariano, especialista em trânsito e diretor do Instituto Prevenir. Ainda segundo o especialista, o limite de velocidade determinado pela placa é válido desde onde o sinal é colocado até onde houver outra placa que modifique o limite, ou ainda enquanto a distância percorrida não for superior ao intervalo esta-

belecido em lei. O Manual Brasileiro de Sinalização de Trânsito diz que para velocidade inferior ou igual a 80 km/h, a distância máxima entre uma placa e outra é de 1 km nas vias urbanas e de 10 km estradas ou rodovias, e para velocidade superior a 80 km/h, é de 2 km e de 15 km, respectivamente. Porém, no Brasil, existem situações onde não há sinalização. Para este caso, o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) estabelece os seguintes limites:

Fonte: Site Infocors

Respeite a velocidade máxima das rodovias.

• nas vias urbanas: 80 km/h nas vias de trânsito rápido, 60 km/h nas vias arteriais, 40 km/h nas vias coletoras e 30 km/h nas vias locais.; • nas rodovias (que são as vias rurais asfaltadas): 110 km/h para automó-

veis, camionetas e motocicletas; 90/km/h para ônibus e microônibus e 80 km/h para os demais veículos; • em estradas (que são vias rurais não asfaltadas): 60 km/h para todos os veículos. Fonte: Site Infocors


ANO V . NÚMERO 57 . MAIO 2015 . SALVADOR-BA

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

09


10 CAPA

ANO V . NÚMERO 57. MAIO 2015 . SALVADOR-BA

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

13ª SEMANA NACIONAL DE MUSEUS

Evento celebra o Dia Internacional do Museu (18/05) com ações em mais de mil entidades de todo o país Fotos: Site da DIMUS

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO DE ALGUNS DOS MUSEUS DURANTE A 13ª SEMANA NACIONAL:

Museu a Céu Aberto das Tartarugas Marinhas O Museu desenvolve uma série de atividades com o tema da 13ª Semana, incluindo exibição de filme e exposição. Uma ação educativa intitulada Sustentabilidade no Prato, apresentações de grupos culturais locais e soltura de tartarugas também compõem a programação do espaço. Endereço:Projeto Tamar, Praia do Forte - Mata de São João Funcionamento: 18/5 a 24/5, 8h30 às 17h30 Informações: (71) 3676-1045 centrodevisitantes@tamar.org.br

Museu do Beiru

Museu de Artes da Bahia, Corredor da Vitória.

O museu não é a primeira opção de lazer do brasileiro. O boteco, a roda de samba e a cerveja gelada são muito mais populares no nosso país do que os quadros, esculturas e obras de arte que ocupam os espaços dos nossos museus. A arte nos leva a lugares inimagináveis, carregando aspectos culturais e históricos de povos de todas as partes do mundo. Celebrado no dia 18 de maio, o Dia Internacional

do Museu reverencia esse importante espaço das artes visuais criado pelo homem. É com a intenção de celebrar essa importante data que acontece, de 18 a 24 de maio, a 13ª Semana Nacional de Museus. O evento, que tem como tema da edição desse ano Museus Para Uma Sociedade Sustentável, conta com o empenho de 1.300 entidades de todo o país. A programação, que terá um total de 4.700 ações, apresenta ao

público brasileiro atrações especiais que pretendem estimular reflexões, diálogos e debates acerca da temática da sustentabilidade. O tema da 13ª edição tem como objetivo principal reforçar a importância dos museus na preservação do patrimônio cultural, visando estimular o desenvolvimento de uma sociedade mais consciente da relevância dos recursos naturais para o futuro da humanidade.

Ações no Estado Na Bahia, a 13ª Semana Nacional concentra atividades em museus e instituições de Alagoinhas, Boa Vista do Tupim, Cabaceiras do Paraguaçu, Caitité, Cachoeira, Canavieiras, Central, Feira de Santana, Guanambi, Ibicuí, Ibirataia, Ilhéus, Itabuna, Itauípe, Lauro de Freitas, Mata de São João, Mutuípe, Remanso, Salvador, Santo Amaro, Santo Estevão, Saubara, Valença e Vitória da Conquista.

Museu que surgiu da luta por manter viva a história e a cultura do homem negro no Brasil expõe acervo com orixás, fotografias antigas, livro com história da comunidade.

Museu da Cidade Durante a 13ª Semana Nacional, o Museu abriga uma exposição que retrata o projeto de resgate do artesanato e uma palestra que aborda o tema “Museus para uma sociedade sustentável” com o historiador e ambientalista Gildásio Freitas. Endereço: Lauro de Freitas Funcionamento: 18/5 a 24/5 9h30 às 11h Informações: (71) 3369-9210 secultlauro@gmail.com

Museu Abelardo Rodrigues Museu que fica nas dependências do Centro Cultural Solar Ferrão terá visita mediada à exposição com destaque para os oratórios datados do século XVII ao XIX e oficina de confecção de oratórios de caixinha de fósforos com decorações.

Endereço: Bairro de Tancredo Neves (Beiru), Salvador-BA

Endereço: Centro Cultural Solar Ferrão, Pelourinho, Salvador-BA

Funcionamento: 12/5 a 18/5 9h30 às 12h e 14h às 15h

Funcionamento: 19/5 a 22/5 10h às 17h

Informações: (71) 3230-1727 beirumundonegro@gmail.com

Informações: (71) 3116-6743 mar.ipac@ipac.ba.gov.br

Na Capital Baiana Em Salvador, 27 museus e espaços culturais desenvolvem programação especial durante o período. A Diretoria de Museus (DIMUS), vinculada ao Instituto do Patrimônio Histórico Cultural (IPAC), da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) é um dos órgãos públicos que está à frente

O Centro Cultural Solar Ferrão fica no Pelourinho.

das ações na capital. Um dos destaques da semana é o Museu de Arte da Bahia, localizado no Corredor da Vitória, que se agrega ao evento, com o projeto Diálogos Contemporâneos, desenvolvido nessa edição com palestra e apresentação de orquestra de alabês.

Redação Ei, Táxi com informações da Agenda Cultural Bahia (FUNCEB) Redação Ei, Táxi com informações da Agenda Cultural Bahia (FUNCEB)


ANO V . NÚMERO 57 . MAIO 2015 . SALVADOR-BA

CULTURA

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

11

DICAS CULTURAIS Auto da Barca no Inferno O Grupo Trapos e Cia apresenta espetáculo teatral de gênero cómico satírico na Casa 14, anexo do Teatro XVIII (Pelourinho). A montagem reflete a identidade e diversidade cultural do Nordeste, através da riqueza estética

Foto: Agenda Cultural Bahia (FUNCEB)

cênica musical do teatro popular, considerando o patrimônio cultural da região a partir de suas características históricas e de matrizes das manifestações de sua população. O espetáculo fica em cartaz do dia 9/5 ao dia 30/05. Ingressos a R$ 20,00 (inteira)

e R$ 10,00 (meia). Para mais informações acesse: www. autodabarca17.blogspot.com. Fonte: Agenda Cultural Bahia (FUNCEB)

A peça fica em cartaz até o dia 30/05.

Foto: Divulgação

Desastro

Municípios do interior da Bahia recebem o espetáculo de arte contemporânea Desastro nos dias 13, 15, 18 e 20 de maio. Misturando dança, teatro, rock’n roll e ficção científica, Desastro é voltado para pré-adolescentes e adolescentes. Através do personagem Major Tom, os espectadores são levados às suas visões espaciais, à sua empolgação com as descobertas e ao desastre de seu sumiço pelo espaço sideral. O espetáculo é gratuito e percorrerá as cidades de Cachoeira (13/05), Camaçari (15/05), Jequié (18/05) e Vitória da Conquista (20/05). Para mais informações acesse: http://zip.net/bxrfNS Fonte: Agenda Cultural Bahia (FUNCEB)

O espetáculo Desastro percorre quatro municípios baianos.

Tiganá Santana Primeiro compositor brasileiro a trabalhar com idiomas africanos em suas canções, Tiganá Santana é reconhecido, dentro e fora do país, por lutar pelo fortalecimento da cultura afrobrasileira no mundo. No próximo dia 21 de maio

Foto: José de Holanda

(quinta-feira), o artista baiano desembarca em Salvador, para lançar o seu terceiro trabalho autoral, em show inédito, no Teatro Castro Alves (TCA), às 21h. Gravado no Senegal, após uma residência artística promovida pela UNESCO, “Tempo e Magma”

marca uma nova fase na trajetória musical de Tiganá. Ingressos a preços populares: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia). Para mais informações acesse: http://www.tca.ba. gov.br/ Fonte: TCA

FIAT é melhor ver na

cresauto

traga seu ipi e icms para a gente e aproveite nossas ofertas especiais.

Tiganá canta em idiomas africanos.

32.333,

R$

á VISTA

Ar-condicionado Direção hidráulica Faróis de neblina Chave canivete com telecomando para abertura das portas, vidros e porta-malas HSD (High Safety Drive) Airbag duplo (motorista e passageiro) e ABS com EBD

GRAND SIENA ESSENCE 1.6 16V FLEX 4P 2o16

Para-choques, maçanetas externas e retrovisores na cor do veículo Rodas de liga leve 6.0 x 16" + Pneus 195/55 R16 (Baixa resistência a rolagem)

oferta exclusiva para taxista.

OFERTA VÁLIDA ATÉ 15/06/2015. COR: BRANCO BANCHISA. CARRO NÃO DISPONÍVEL NO ESTOQUE DA CONCESSIONÁRIA. VENDA SOB ENCOMENDA.

PEDESTRE, USE SUA FAIXA.


12

ANO V . NÚMERO 57. MAIO 2015 . SALVADOR-BA

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

O Bahia tem dono: o seu torcedor! Seja sócio e garanta uma série de vantagens Direito a Voto Participação em Assembleias Desconto com Parceiros (Futebol Melhor) Desconto e Prioridade na Compra de Ingressos (Jogos em Casa) Desconto em Produtos Oficiais nas Lojas Credenciadas Participação em Campanhas e Sorteios Promocionais Programa de Fidelidade

Associe-se agora mesmo! Taxista, faça parte das conquistas do Esquadrão!

www.sociodobahia.com.br Atendimento: (71) 3034-1001 | 3034-1006 | 3034-3006 Ei,Táxi


ANO V . NÚMERO 57 . MAIO 2015 . SALVADOR-BA

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

POLÍTICA

13

UBER é proibido no Brasil por apenas sete dias Os protestos realizados por milhares de taxistas em várias capitais do Brasil, durante a Manifestação Nacional que ocorreu no dia 08 de abril, surtiram efeito positivo para os profissionais da categoria. Após as manifestações, no dia 28/04 mais precisamente, o juiz Roberto Luiz Corcioli Filho decidiu, em caráter liminar, pela suspensão dos serviços do aplicativo de carona remunerada Uber no Brasil.

A decisão, publicada pelo Tribunal de Justiça de São Paulo, aconteceu a partir de uma ação proposta pelo Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores nas Empresas de Táxi do estado (Sintetaxi-SP). A liminar que suspendeu os serviços do Uber no país sob pena de multa diária de R$ 100 mil, também estabeleceu que Google, Apple, Microsoft e Samsung deveriam deixar de fornecer o aplicativo de carona remunerada em suas lojas virtuais.

Liminar derrubada A vitória dos taxistas contra o Uber durou apenas sete dias. No dia quatro de maio, a juíza Fernanda Gomes Camacho, da 19ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, reexaminou o pedido e decidiu a favor da manutenção dos serviços do Uber no país, derrubando a liminar concedida sete dias antes pelo juiz Roberto Luiz Corcioli Filho.

Segundo a juíza Fernanda Camacho, ação civil pública em si não pode determinar se o aplicativo é regular ou irregular. “Caberia ao sindicato de forma fundada representar ao Ministério Público para que este, se entender pertinente, instaure o competente inquérito civil para apuração da irregularidade do aplicativo”, afirmou a juíza.

MP abre inquérito Após liminar que suspendia os serviços do Uber no Brasil ser derrubada, o Ministério Público (MP) de São Paulo abriu inquérito

civil para investigar a regularidade dos serviços do aplicativo de carona remunerada. Instaurada em 27 de abril, a ação foi divulgada

Foto: ABRACOMTAXI

A luta continua

Taxistas se reuniram com Eduardo Cunha buscando apoio para luta contra o Uber.

pela Promotoria do órgão no dia 06 de maio. O inquérito foi aberto pela associação Boa Vista de Táxi que afirmou ao MP que o Uber estaria oferecendo transporte “sem licenciamento adequado dos órgãos municipais, não sendo o consumidor informado a respeito dos valores durante o trajeto, mormente porque inexiste taxímetro para a cobrança”. Entre as irregularidades apontadas na ação estão: inexistência de fiscalização do serviço prestado; condições abaixo dos padrões de segurança; e valores estimados para a corrida são informados em moeda estrangeira e não podem ser pagos em dinheiro.

UBER é proibido em Portugal O Uber, aplicativo de carona remunerada de maior popularidade no mundo, foi proibido em Portugal no dia 28 de abril. A decisão foi a resposta à providência cautelar interposta pela Associação Nacional dos Transportes Rodoviários em Automóveis Ligeiros (ANTRAL), que acusa a empresa norte-americana, a operar em Portugal desde o ano passado, violando as regras de acesso e exercício da atividade e de concorrência. O aplicativo, que opera em 295 cidades de 55 países e cujo valor de mercado está estimado em 41,2 bilhões de dólares, também foi banido na Espanha no final de 2014.

Apesar da suspensão do Uber no Brasil ter durado apenas sete dias, a proibição temporária dos serviços do aplicativo de carona remunerada no país demonstram a força que a união e mobilização da categoria pode ter. No dia 13 de maio, representantes dos taxistas se reuniram com o Presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, pedindo auxílio para coibir as operações do Uber no país. Eduardo Cunha sugeriu que os taxistas procurem o Ministério Público dos Estados para cobrarem a aplicação da legislação que regulamenta o serviço de táxi. O Ei, Táxi vai continuar acompanhando as ações dos taxistas e os desdobramentos do inquérito aberto no MP de São Paulo para informar os taxistas baianos sobre as novidades do caso. Redação Ei, Táxi com informações dos sites de notícias El País (Brasil), G1 e Público.


14

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

ANO V . NÚMERO 57. MAIO 2015 . SALVADOR-BA


ANO V . NÚMERO 57 . MAIO 2015 . SALVADOR-BA

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

15


16 TURISMO

ANO V . NÚMERO 57. MAIO 2015 . SALVADOR-BA

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

Passar uma tarde em Itapuã

Itapuã é um bairro de Salvador que ficou conhecido no Brasil e no mundo através das músicas dos poetas Vinicius de Moraes e Dorival Caymmi. Suas belas praias e coqueirais foram cantadas em verso e prosa

pelos dois artistas que foram moradores do bairro e, hoje, dão nome a duas praças da romântica e poética Itapuã. Conhecida por muitos dos seus moradores como “pedra que ronca”, Itapuã na

verdade significa “pedra de ponta” ou “pedra erguida”. Seu batismo é de origem tupi, formado pela junção dos vocábulos indígenas itá (pedra) e apuã (ponta ou erguida). Apesar das muitas histórias que envolvem o

Foto: Site Fotografia Digital

Foto:Site Viagem pelo Brasil

surgimento do bairro, o que se sabe é que as terras de Itapuã já foram chamadas por vários nomes, e eram arrendadas pela Irmandade de Nossa Senhora da Conceição até a década de 1950. Como é comum acontecer em Ita-

puã, a origem do bairro está relacionada às diferentes narrativas que se contradizem e se complementam, e que algumas vezes fazem parte dos muitos mistérios do lugar.

Os pontos turísticos São muitos os encantos de Itapuã, o que faz do bairro um lugar muito frequentado pelos soteropolitanos e muito visitado pelos turistas. Dentre os principais pontos turísticos de Itapuã destacam-se:

Praia de Itapuã

O famoso Farol de Itapuã é um dos atrativos de turísticos do bairro.

A Lagoa com seus mistérios e lendas.

Foto: Site 365salvador

Foto: Site Bahia Prime

A cerca de 35km do centro de Salvador, a Praia de Itapuã é conhecida por suas águas tranquilas, pois é cercada por uma barreira natural de recifes.

Farol de Itapuã

Quinto farol a ser erguido na Bahia, e quadragésimo segundo no Brasil, o Farol de Itapuã foi construído sobre a pedra de Piraboca, em 07 de dezembro de1873, e é considerado um patrimônio cultural do bairro.

Lagoa do Abaeté

A praia de Itapuã é conhecida por suas águas tranquilas.

O monumento foi construído pelo artista plástico Mario Cravo em homenagem aos pescadores de Itapuã.

Foto: Ei,Táxi

A Itapuã que pouca gente conhece Famosa por suas praias e belezas naturais, Itapuã também é conhecida por sua cultura boêmia com seus bares e restaurantes. Quem visita Itapuã pode comer o Acarajé da Cira, beber uma cerveja nos bares da orla ou comer em restaurantes requintados como o Mistura Fina e o Casa de Vina, espaço que funciona na antiga residência do poeta Vinicius de Moraes. Porém, Itapuã é um bairro populoso e de grandes dimensões que reserva boas surpresas para os visitantes mais audacioso. O Jornal Ei, Táxi foi conhecer um desses lugares especiais do bairro, onde é possível conhecer e conviver com os Itapuãzeiros (moradores do bairro) na singela Praça do Jenipapeiro que fica na Rua Manoel Lisboa, antiga Rua do Jenipapeiro. O industriário aposentado, pescador, ex-barraqueiro de praia e, hoje, dono do Bar da Chica, Manoel Paixão dos Santos, o popular Paixão, mora na antiga Rua do Jenipapeiro desde que nas-

ceu, há 70 anos. “Essa rua, que agora se chama Rua Manoel Lisboa, se chamava Jenipapeiro, porque tinha uma grande árvore de Jenipapeiro aqui. É por isso que até hoje a pracinha que os amigos e familiares se encontram se chama Praça do Jenipapeiro”, afirmou Paixão que acha que o mar é o maior encanto do bairro de Itapuã. Amigos jogando dominó, tomando uma cervejinha gelada, comendo o feijão de domingo da Aninha ou o delicioso acarajé da baiana Elaine confraternizam todos os finais de semana na Praça do Jenipapeiro. “Nós somos uma fração de Itapuã. Itapuã tem a Lagoa do Abaeté, o farol, a sereia, mas também tem esse lado magnífico que é a Praça do Jenipapeiro... Onde a gente consegue congratular com esse grupo, que se torna uma família na verdade”, disse o corretor de imóveis Dário Ferreira, convidando as pessoas a conhecerem a Itapuã de “dentro”. Além de todas essas coisas, a Itapuã de “dentro”

COMES & BEBES:

O BAR DA CHICA

A Lagoa do Abaeté é um dos ícones de Itapuã. Cercada por mitos e lendas, a lagoa foi, por muito tempo, uma das principais fontes de renda das pessoas do bairro, que a usavam para pescar e lavar roupas. Hoje, ela faz parte do Parque Metropolitano do Abaeté que está situado dentro de uma Área de Preservação Ambiental (APA) de cerca de 12.800km2, composta por dunas, lagoas e vegetação nativa.

A praça do Jenipapeiro é o ponto de encontro de crianças, jovens e velhos amigos.

ainda oferece muita música. Próximo à Rua do Jenipapeiro, o Água de Pote, bar de três amigos de infância que moram em Itapuã, oferece uma programação musical semanal repleta de MPB e muito samba. Aos domingos, quem passa o dia na rua e na Praça do Jenipapeiro pode curtir o samba de raiz que corre no sangue dos Itapuãzeiros. “Esse espaço onde

Localizado na antiga Rua do Jenipapeiro, o Bar da Chica é um daqueles lugares que quem visita Itapuã precisa conhecer. Famoso por sua cerveja gelada, ambiente simples e familiar e pratos afrodisíacos, o boteco do simpático pescador Paixão e de sua mulher Chica tem muitas iguarias com nomes bem irreverentes. Participante do Festival Gastronômico Comida di Buteco, o Bar da Chica concorre com o prato “Energético da Senzala” na edição deste ano. Quem visita a Itapuã de “dentro” não pode deixar de conhecer o lugar.

Foto: Divulgação

O samba ferve nos finais de tarde de sábado e domingo no Água de Pote.

existe o Água de Pote hoje era a casa da minha avó, que era uma pessoa muito alegre e que adorava música. Eu e meus dois sócios somos sambistas e aqui, no início, era o lugar onde nós fazíamos os ensaios da nossa banda. Itapuã é o que Caymmi e Vinicius cantaram, mas Itapuã é muito mais do que isso também... O Itapuãzeiro legítimo tem aquela es-

sência de ajudar o próximo, tem o sentimento de comunidade... Itapuã é show de bola... Eu digo aos meu pais e amigos que mesmo se eu ganhasse na loteria hoje, daqui de Itapuã eu não sairia”, disse um dos sócios do Água de Pote, Tarcísio Luiz, Itapuãzeiro legítimo. Redação Ei, Táxi com algumas informações do site Salvador Cultura Todo Dia (Fundação Gregório de Mattos). Fotos: Ei,Táxi

O Bar da Chica

O símpatico paixão, dono do bar.

Endereço: Rua Manoel Lisboa, 18 - Itapuã, Salvador-BA. Telefone: (71) 3286-1910 Funcionamento: Terça a sexta (18h às 22h) | sábado e domingo (12h às 22h). Valores: de 10 a 20 reais por pessoa (por prato).

Reza a lenda que o energético da senzala é afrodisíaco

Dica: Energético da Senzala (Caldo de fava, urucum e tendão suíno acompanhado com molho de pimenta Ribasaia e Biribiri).


ANO V . NÚMERO 57 . MAIO 2015 . SALVADOR-BA

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

RMS 17

Taxistas enfrentam problemas com clandestinos em Lauro de Freitas Os clandestinos já são uma grande dor de cabeça para os taxistas de Salvador há vários anos. No aeroporto, na rodoviária e em diversas partes da cidade eles sempre acham uma forma de aliciar os passageiros, oferecendo o serviço de transporte ilegal com carros particulares e sem alvarás. Em Lauro de Freitas, o problema dos motoristas clandestinos não é diferente. Na região do Supermercado Maxxi Atacado, localizado no Km 3,5 da Estrada do Cocô, a situação do transporte ilegal de passageiros é gritante. O que mais chama a atenção e provoca a indignação de um grupo de cerca de 35 taxistas que frequentam o ponto de táxi do Supermercado é a ousadia com

que os clandestinos agem. Além de persuadir os passageiros sem esboçar qualquer preocupação com a fiscalização, os clandestinos utilizam carros plotados e fazem filas próprias na parte de fora do estabelecimento comercial. “Os clandestinos que ficam aqui no Supermercado Maxxi não têm qualquer receio da fiscalização. A falta de preocupação é tão grande que eles usam carros particulares plotados com o nome Cooper e A gente faz. São verdadeiras organizações de transporte ilegal. Já denunciamos a Prefeitura e aos órgãos fiscalizadores, mas nada acontece. Sabemos que o transporte clandestino existe em Salvador, mas aqui em Lauro de Frei-

tas funcionam verdadeiras empresas de transporte clandestino. É um absurdo!”, afirmou indignado um dos cerca de 35 taxistas que trabalham no ponto do Supermercado Maxxi. Ele não quis se identificar com medo de represálias. O Jornal Ei, Táxi vem noticiando o problema do transporte clandestino há alguns anos, mas nunca foi constatada uma situação tão gritante quanto a que ocorre em Lauro de Freitas. A Prefeitura do município precisa combater essa situação o mais rápido possível, pois o transporte clandestino não é só uma ameaça para o taxista, ele pode se tornar um problema para o cidadão também. Redação: Ei,Táxi

Fotos: divulgação

Os clandestinos têm a ousadia de plotar carros particulares.

Os clandestinos têm filas de espera próprias.

Prefeitura de Lauro de Freitas muda tempo de troca da frota de táxis sem aviso prévio Os taxistas de Lauro de Freitas, que estão em fase de renovação dos seus alvarás, estão sendo pegos de surpresa no momento de realizar os trâmites na Prefeitura. Ao dar entrada no processo de renovação do alvará, que é feito na Secretaria de Trânsito Transporte e Ordem Pública do município (SETTOP), os taxistas que têm veículos com mais de cinco anos de uso são obrigados a assinar um termo circunstanciado que dá o prazo de 90 dias para o permissionário trocar de carro.

“Nós estamos sendo pegos de surpresa no momento de renovação dos nossos alvarás. A Prefeitura não teve nenhum diálogo com os taxistas da cidade e não houve qualquer comunicado sobre essa nova exigência. Isso é mais um absurdo que só prejudica o taxista. E quem não tiver condições de trocar o carro agora? O financiamento do meu carro só acaba daqui a um ano e meio ainda. E aí, como fica a nossa situação nesses casos?”, afirmou com preocupação o taxista Francisco

Antônio Cerqueira, que tem 20 anos de praça no munícipio. A redação do Ei, Táxi tentou fazer contato com a assessoria de comunicação da Prefeitura de Lauro de Freitas, mas por causa do pouco tempo antes do fechamento dessa edição, não conseguimos obter uma resposta oficial da Prefeitura. O Ei, Táxi vai continuar acompanhando o caso, buscando um esclarecimento oficial dos órgãos competentes sobre a situação. Redação: Ei,Táxi

Foto: Ei,Táxi

Os taxistas Lauro de Freitas foram pegos de surpresa pela mudança realizada pela Prefeitura.


18

Classificados

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

ANO V . NÚMERO 57. MAIO 2015 . SALVADOR-BA


ANO V . NÚMERO 57 . MAIO 2015 . SALVADOR-BA

TAXISTA, CONTE SUA HISTÓRIA! 19

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

Antônio Cruz de Melo, o camisa

O turista é um dos principais clientes do taxista. A necessidade de se locomover com segurança e conforto é um dos fatores que levam muitos viajantes a optarem pelo serviço de táxi para conhecerem os pontos turísticos de uma cidade. Além desse aspecto prático relacionado à mobilidade, o fato do taxista ter uma relação muito íntima com a cidade, por trabalhar rodando em suas ruas, é uma outra vantagem para uma pessoa que está conhecendo um lugar pela primeira vez. “Eu e minha esposa somos de Ribeirão Preto e estamos encantados com Salvador. Além da cidade ser linda, realmente o calor humano do povo baiano é único. Eles são realmente acolhedores, bem diferente de onde nós viemos. Nesses dias que estamos passando aqui, utilizamos o táxi para conhecer alguns pontos turísticos da cidade e todos os taxistas que conhecemos

Foto: Ei,Táxi

Antônio é taxista há 40 anos.

até agora foram muito atenciosos, cuidadosos e educados. Isso faz muita diferença para o turista”, disse Carlos, 60 anos, que estava conhecendo Salvador pela primeira vez. Esses são alguns dos motivos que fazem com que muitos turistas optem pelo

Por que Camisa? Diretor do Sindicato dos Taxistas de Salvador (SINDITAXI), Antônio sempre esteve presente nas lutas pelos direitos da categoria. Foi inclusive uma dessas batalhas sindicais que deu origem ao apelido Camisa. “Antigamente, os taxistas eram obrigados a usar farda e nós, através do Sindicato, conseguimos derrubar essa obrigatoriedade. O problema foi que eu tinha encomendado cinco camisas e cinco calças uma semana antes de conseguirmos essa vitória. Aí, como eu já tinha mandado fazer as fardas, eu acabei tendo que ficar usando mesmo depois de não ser mais obrigatório. Com isso,

táxi e que muitos taxistas busquem clientes em pontos de táxi que ficam em lugares turísticos da cidade. Natural de Cruz das Almas, interior da Bahia, Antônio Cruz de Melo, o Camisa, é taxista em Salvador há 40 anos e sempre apostou nessa estratégia turística para conquistar os

seus clientes. Camisa começou sua trajetória como taxista nos pontos de táxi do Mercado Modelo e do Porto da Barra, e até hoje mantém a estratégia de conquistar clientes nos pontos turísticos da capital baiana. “Meu primeiro táxi foi um fusca e eu comecei aqui

no Porto da Barra e lá no Mercado Modelo. O Porto da Barra é muito bonito, a praia é muito boa, pra mim é até uma praia espiritual, muito forte... Essa é uma área turística, uma área boa e importante para o taxista”, disse Camisa, que até hoje trabalha no Porto da Barra. Segundo ele, muita coisa mudou no Porto da Barra durante esses anos. Para ele, as mudanças realizadas pela Prefeitura nos últimos anos foram muito positivas para o turista que visita o local. “Hoje, para o turista que está visitando o Porto da Barra, caminhar na Orla está muito melhor. Agora, tem algumas ruas da Orla que o Táxi não pode entrar... Isso dificulta um pouco o nosso trabalho e nós estamos ainda nos acostumando com isso, mas é algo que está em análise e pode ser que alguns ajustes ainda possam ser feitos pra que fique bom pra todos”, analisou Camisa.

Foto: Ei,Táxi

os colegas começaram a me chamar de Camisa, Camisa e aí pegou... Não teve jeito”, contou a inusitada história, o sorridente Camisa. Camisa disse que se considera um bom profissional e que tanto o trabalho como taxista, quanto como um dos Diretores do SINDITAXI, é feito com muito respeito, honestidade e seriedade. “Quem tem o poder da decisão final é o nosso Presidente... Mas a gente busca fazer o nosso trabalho da melhor forma pra continuar contribuindo na defesa aos direitos da categoria”, afirmou orgulhosamente Antônio, o Camisa.

Antônio acha que o Porto da Barra é uma praia espiritual. Foto: Guilherme Gaensly

Fotos: Ei,Táxi

Porto da Barra hoje.

O calçadão do Porto da Barra foi completamente modificado.

O amor pela profissão Camisa diz que para trabalhar com táxi tem que ter amor à profissão. Segundo ele, tudo na vida tem seu lado bom e ruim, porém o mais importante é você fazer aquilo que gosta. “Eu estou prestes a completar 70 anos e tenho 40 anos de profissão. Conquistei minha casa e criei todos os meus seis filhos através do táxi. Eu me sinto bem no táxi. Trabalho como taxista, porque amo a profissão. Não penso em parar”, concluiu com alegria o taxista baiano Antônio Cruz de Melo, o Camisa. Redação Ei,Táxi

Foto: Ei,Táxi

Antônio tem amor pela profissão.

Porto da Barra em 1870.


20

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

ANO V . NÚMERO 57. MAIO 2015 . SALVADOR-BA

Jornal Ei, Táxi n° - 57 Maio de 2015  
Jornal Ei, Táxi n° - 57 Maio de 2015  
Advertisement