Page 1

ANO VI . NÚMERO 67 . ABRIL 2016 . SALVADOR-BA

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

Rode

OPINIÃO 03

TECNOLOGIA AVANÇADA EM GNV

O jornal dos taxistas da Bahia Abril de 2016 | Salvador - Bahia | ANO VI - nº 67 |

www.eitaxi.com.br

Edição mensal - Distribuição Gratuita - 10.000 exemplares

OTB propõe mudanças no sistema de táxi do país Muito se tem discutido nos últimos anos sobre o processo de distribuição de alvarás pelas prefeituras. O Ministério Público já se manifestou em algumas cidades sendo favorável a que o modelo adotado seja o licitatório. Entretanto, eis que surge uma voz divergente, não só do atual modelo de distribuição, como, inclusive, do proposto pelo Ministério Público. Essa nova visão parte da Ordem dos Taxistas do Brasil (OTB). O Ei, Táxi conversou com Paulo Silva, taxista e fundador da OTB, não só para entender o que propõe essa nova visão a respeito da distribuição de alvarás, mas também o que a Ordem tem a dizer sobre a profissão de taxista.  PÁGINAS10 e 11 Foto: Max Haack_Ag Haack

Foto: Ei, Táxi

Carreata contra Uber: mobilização verdadeira ou interesse político? A Associação Metropolitana de Taxistas (AMT) organizou uma carreata de táxis em protesto à chegada do aplicativo Uber, no último dia 13, em Salvador. Será que o objetivo foi esse mesmo ou tudo não passou de cena política?  PÁGINA 07

AGT: Surge uma nova associação de taxistas

RMS: Lauro de Freitas reajusta a tarifa de táxi

Como obter as suas isenções fiscais

 PÁGINA 04

 PÁGINA 08

 PÁGINA 14

Para quem o carro é mais que um meio de locomoção

Seguro de verdade!!! - Indenização Integral - Atendimento rápido - Assistência 24 horas - Diárias por acidente - Seguros para passageiros

Contato: (71) 3351-7278 www.hitnerseguros.com.br


02

EDITORIAL

Ei,Táxi

ENDEREÇO ENDEREÇO

É possível quebrar paradigmas que envolvem milhares de interesses?

S

e esta pergunta for feita a Paulo Silva, taxista, carioca, fundador da Ordem dos Taxistas do Brasil, a resposta será um sonoro sim. Paulo não só acredita na quebra de padrões como enxerga o modelo proposto pela OTB como o ideal para o segmento de táxi. Obviamente que ele sabe o tamanho da luta que tem pela frente, afinal de contas estamos falando em mexer com o interesse de milhares de permissionários de táxis, Brasil afora. Sem falar que o serviço de táxi está ligado ao poder municipal, daí imagina-se o interesse político nesse tema. O Ei, Táxi abriu as páginas para que a Ordem dos Taxistas do Brasil pudesse colocar pra fora as suas ideias. Conversamos com Paulo Silva, um taxista que conhece muito sobre a sua profissão e vive, diariamente, expondo suas reflexões pelos grupos de WhatsApp. É possível acabar com o controle de alvarás por parte da prefeitura? Como superar as barreiras empresariais que estão por trás de milhares de alvarás, pelo país? Como fazer pra conscientizar o taxista sobre os seus direitos e deveres? São perguntas como estas que ele tenta esclarecer ao leitor. Como o Ei, Táxi é o jornal dos taxistas, nada mais apropriado que trazer esse assunto para ser discutido com a categoria. Mudando de assunto, vamos falar sobre a carreata de táxis convocada pela Associação Metropolitana dos Taxistas (AMT), no último dia 13, que levou dezenas de táxis às ruas e, como se imaginava, engarrafamento e descontentamento das pessoas que viram o seu dia sendo atrapalhado. O presidente da associação creditou a manifestação como apoio à prefeitura. Fez polí-

ANO VI. NÚMERO 67. ABRIL 2016 . SALVADOR-BA

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

tica, tentou sair bem na foto, mas se esqueceu do cidadão e castigou-o, deixando o trânsito engarrafado. Não precisamos fazer muita força na memória para lembrar que, nas eleições municipais de 2012, o presidente da AMT defendia a legenda do PCdoB e escrachava o prefeito de Salvador, ACM Neto. Hoje, levado ao PMDB, pelo secretário de mobilidade da capital, Fábio Mota, o senhor Valdeilson Miguel transformou-se num verdadeiro cabo eleitoral do prefeito. O rapaz não só rasga elogios ao executivo municipal como também virou o mascote da Semob, quando se trata de divulgar algo para os taxistas. A articulação tem sido tão grande que a mídia não especializada tem sido induzida a propagar o presidente da AMT como o principal representante da categoria, o que sabemos não ser. O que a política não faz, hein? Nesta edição, apresentamos também a Associação Geral dos Taxistas (AGT), recentemente fundada com o objetivo de tornar-se mais uma voz ativa da categoria. Isenções fiscais, você sabe como conseguir as suas? Pois é, trouxemos todas as informações de como o taxista deve proceder para obter as isenções de IPI, IOF, ICMS e IPVA. Um verdadeiro passo a passo. Sobre a Região Metropolitana, Lauro de Freitas finaliza o seu processo de recadastramento de permissionários de táxis bem como anuncia reajuste ainda para 2016. Ficaremos atentos às promessas do prefeito, Márcio Paiva (PP), na expectativa de que sejam concretizadas. Boa leitura!

PONTOS DE RETIRADA COM EXPOSITORES EM SALVADOR LOCAL

Vale dos Lagos Paralela sentido Rodoviária Paralela sentido Rodoviária Paralela sentido Rodoviária Rodoviária Rodoviária Rodoviária Pernambués Pernambués Acesso Norte BR 324 Baixa do Santo Antônio Av. Barros Reis sentido Retiro BR 324 BR 324 Av. San Martin Av. San Martin R. Conde de Porto Alegre - IAPI R. Conde de Porto Alegre - IAPI Pero Vaz Av. Barros Reis sentido Rótula Via Expressa São Joaquim (Ferry boat) Largo da Madragoa Rua Chile - Centro

Sede da Táxi Paralela Posto Narandiba - Shell Banco Desenbahia Posto Ponto Novo - BR Estoque da fila de Táxi Posto Rodoviária - BR Posto Mataripe Sede da Elitte Táxi Sede da Bahia Táxi Posto Tic - Shell Sede da Coastaxi Posto Barros Reis - Shell Posto Jaqueira - Shell Posto Porto Seco - BR Posto Plus Brasil Sede do Ceat Sede da Rodotáxi Sede da Alô Táxi Sede da Use Táxi Posto Sol - Shell Posto Gás Online - Ipiranga Estoque da fila de Táxi Posto Unicom - BR Sede da Chame Táxi

ENDEREÇO ENDEREÇO

Largo Dois Leões Ladeira do Capoteiro - Vila Laura Vale do Ogunjá Vale do Ogunjá Bonocô sentido Iguatemi Av. Dom João VI - Brotas R. das Pitangueiras - Brotas Av. ACM Iguatemi (Shopping da Bahia) Av. Tancredo Neves Av. Tancredo Neves Costa Azul Jardim Armação Av. Manoel Dias - Pituba Amaralina sentido Rio Vermelho Amaralina sentido Pituba Av. Octávio Mangabeira Av. Jorge Amado Paralela sentido Aeroporto Paralela sentido Aeroporto Av. Dorival Caymmi Aeroporto - Graer Aeroporto - Acesso Bambuzal

LOCAL Posto Dois Leões - BR Posto Coopmetro Posto Ogunjá - Shell Sede do Sinditaxi Postos Mataripe - BR Sede da Ligue Táxi Sede da Coopteletaxi Posto Nota 10 - BR Estoque da fila de Táxi Posto Escola - BR Sede da Teletaxi Posto Flamingo - BR Posto Coopmetro Posto Pituba - Shell Posto Gás Online - Shell Posto Gás Online - Shell Posto Camuripim - BR Sede da Top Táxi Posto Alphaville - BR Posto Coopmetro Posto Adota Ponto da Coometas Sede da Atalema

PONTOS DE RETIRADA COM EXPOSITORES NA REGIÃO METROPOLITANA CIDADE/ENDEREÇO

Lauro de Freitas - Acesso Bambuzal Lauro de Freitas - Itinga Simões Filho - Rod. BA 093 Simões Filho - Av. Washington Luiz

LOCAL Posto Coopmetro Sede da Comtas Posto Paraki 2 Sede da Atasf

CIDADE/ENDEREÇO

Camaçari - Av. Radial B, 783 Dias D'Ávila - Av. Raul Seixas Candeias - Rod. BA 552, KM 10 Pojuca - R. JJ Seabra, Centro

LOCAL Posto Radial Posto Casanova Posto Milênio Sede da Astap

Taxista repórter - WhatsApp: (71) 9693-7852

Clandestino apreendido pela PM no Aeroporto

Carro clandestino fazendo ponto na Av. Dorival Caymmi, em Itapuã.

Informações do novo Setax ainda não estão disponíveis para o passageiro.

Radar camuflado da Transalvador vira polêmica nas redes sociais

Motorista da Uber flagrado deixando passageiro em hotel no Itaigara.

Construa o Ei, Táxi conosco. Envie sua mensagem, entre em contato pelos canais: 71 3498-9731 | 99729-6464 jornalismo@eitaxi.com.br | www.eitaxi.com.br

Expediente Diretor Executivo e Editor: Adriano Rios, Revisão: Anariel Rios, Diagramação: Helton Carlucho, Edição: mensal, Tiragem: 10.000 exemplares, Distribuição Gratuita: Salvador e Região Metropolitana de Salvador - RMS (Lauro de Freitas, Simões Filho, Camaçari, Mata de São João, Dias D’Ávila, Candeias e Pojuca), Impressão: Gráfica do Correio. O conteúdo das colunas, anúncios e informes publicitários são de responsabilidade dos autores e não, necessariamente, expressam a opinião do jornal. Anuncie: (71) 34989731 | 99729-6464 | comercial@eitaxi.com.br | Jornalismo: jornalismo@eitaxi.com.br


ANO VI . NÚMERO 67 . ABRIL 2016 . SALVADOR-BA

03

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

É MUITO

M A MAIS I S RENAULT


04

ASSOCIAÇÕES

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

ANO VI. NÚMERO 67. ABRIL 2016 . SALVADOR-BA

Surge uma nova associação de taxistas

S

alva Os taxistas de Salvador acabam de ganhar mais uma instituição que buscará representar a categoria. Trata-se da Associação Geral dos Taxistas (AGT) que foi criada logo após o Carnaval 2016 por um grupo de taxistas que identificou a necessidade de unir todas as associações e suas lideranças numa única instituição. A Associação Geral dos Taxistas buscará exercer um papel estratégico a favor da categoria, agregando não só os taxistas permissionários como também os auxiliares. “O objetivo da AGT é organizar-se para que possa representar o taxista em assuntos importantes, especialmente aqueles que envolvam outras esferas como a prefeitura”, é o que garante Ademilton Paim, alvará (A2773), um dos fundadores da AGT.

Foto: Ei, Táxi

As reuniões têm acontecido para a definição do estatuto

Dentre outros objetivos, a AGT pretende abrir um canal de comunicação, mais estreito, com o poder público: propor a criação de zonas rápidas de embarque e desembarque de passageiros, bem como o restabelecimento de pontos de táxis, especialmente em bairros estratégicos como Rio Vermelho e Barra; reavaliar os

corredores exclusivos que não permitam a passagem de táxis, a exemplo da Av. Paulo VI; e buscar viabilidade para a criação de infraestruturas em regiões da cidade que deem mais qualidade de vida ao taxista. A associação pretende também trabalhar em temas internos como a qualificação profissional e o fornecimento

de um suporte jurídico para o taxista. Além disso, desenvolver parcerias com órgãos públicos e empresas privadas e oferecer cursos, através de instituiçõescomo o Sebrae e o SestSenat, estão na mira da AGT. Para o taxista Gustavo Tavares, alvará (A-4049), a participação da classe será crucial para o sucesso do projeto. “Qualquer taxista, de qualquer bairro será bem-vindo. Queremos disseminar a ideia da AGT e fazer o taxista entender que ela pertencerá a todos e não a um determinado grupo. Só com a participação de todos teremos condições de conhecer a realidade de cada bairro e os problemas que cada um enfrenta em sua localidade”, explica. A AGT conta com o apoio do ex-deputado, Capitão Tadeu, no que tange a estrutu-

ração da associação e organização social de fato. Para o Capitão Tadeu, a Associação Geral dos Taxistas é a evolução do Núcleo de Apoio ao Taxista que ele criou em 2015 com o objetivo de ajudar as famílias dos taxistas. “Iremos eleger diretores especiais espalhados pela cidade para dar agilidade às pautas e a busca de soluções. Não iremos excluir ninguém, a ideia é incluir todos que queiram participar, independentemente de opção político-partidária.”, ressaltou Tadeu. Para participar, o taxista não precisará pagar nenhuma taxa de inscrição, muito menos mensalidade. Ele poderá ingressar ou se desligar no momento que preferir. Para obter maiores informações, basta entrar em contato pelos números 3351-1689, 9 86527906 ou 9 9977-8909.

Sem informação nos táxis, mudanças no regulamento têm gerado desconforto

A

prefeitura de Salvador decretou o novo regulamento de táxi da cidade, mas esqueceu-se de um detalhe importantíssimo, comunicar as mudanças ao passageiro quando este estiver dentro do veículo. Especificamente falando, trata-se do adesivo que informa os valores

das bandeiras 1 e 2 e o período permitido, por exemplo. Este adesivo fica colado internamente, no vidro traseiro da direita. Essa observação foi feita pela Associação Geral dos Taxistas (AGT) que informou que muitos taxistas estão tendo problemas para explicar ao

passageiro as mudanças, como a utilização da bandeira 2 durante todo o sábado. “Estamos tendo que imprimir o novo regulamento e apresentá-lo ao passageiro durante a corrida. Tornou-se algo surreal, porque puxamos um monte de papel e tentamos mostrar ao passageiro, o qual muitas

vezes nem quer ver. Tem passageiro que acha que estamos de má fé”, relata Gustavo Tavares, alvará (A-4049), diretor da AGT. Segundo o próprio taxista, Fábio Mota, titular da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), declarou à Rádio Metrópole que seriam distri-

buídas, à classe, cartilhas informativas sobre as mudanças no Regulamento do Serviço de Táxi-Setax. Até o momento, não se viu a prometida cartilha nas mãos da categoria. O Ei, Táxi entrou em contato com a assessoria da Semob, mas até o fechamento desta edição não obteve retorno.


ANO VI . NÚMERO 67 . ABRIL 2016 . SALVADOR-BA

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

05


06 SE LIGUE, TAXISTA!

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

ANO VI. NÚMERO 67. ABRIL 2016 . SALVADOR-BA

Categoria cobra cerca eletrônica dos Aplicativos

M

uitos taxistas de Salvador têm entrado em contato com o Ei, Táxi para reclamar dos aplicativos 99Taxis e Easy Taxi a respeito da inexistência de bloqueio para táxis de outras cidades visualizarem corridas na capital. Os taxistas soteropolitanos alegam que seus colegas de outros municípios têm aceitado corridas pelos Apps, quando estão em Salvador. Para eles, as empresas deveriam criar uma cerca eletrônica que impossibilitassem táxis de outros municípios terem acesso às chamadas de corridas via aplicativo. O Ei, Táxi entrou em con-

Foto: Google

Aplicativos prometem cerca eletrônica para breve

tato com as duas empresas e ouviu o seguinte delas: Easy Taxi - A Easy Taxi informou que vem fazendo teste com cerca eletrônica na cidade de Vitória-ES, desde dezembro de 2015. A empresa reconhece que a implementação da cerca eletrônica

tem sido um processo complexo e demorado. Ela lembra que, embora não pareça, o percentual de corridas através do App, em Salvador, ainda é muito baixo, cerca de 10%. Daí, a Easy Taxi entende que esse problema de táxis pegarem passageiros de outras ci-

dades deva ocorrer mais através das solicitações de rua e também pelas chamadas telefônicas do que pelo aplicativo.

99Taxis - A 99Taxis informa que, quando os taxistas são cadastrados no aplicativo da 99, a permissão é para que eles atendam chamadas apenas em suas cidades de origem, ou seja, onde consta o documento de registro do seu alvará e do veículo, de acordo com as regulamentações locais. Portanto, em casos de irregularidade, qualquer pessoa poderá entrar em contato com a 99 para reportar o ocorrido pelo telefone 0300 3131 739 ou pelo e-mail mo-

toristas@99taxis.com. A empresa lembra que qualquer motorista que não tenha umaconduta condizente com os valores da empresa, será identificado, bloqueado e não fará mais parte do sistema. Sobre a cerca eletrônica, a empresa explica que já possui, em algumas cidades, essa tecnologia que impossibilita que os taxistas prestem serviço fora da cidade na qual é cadastrado. Essa solução ainda não está disponível para todas as cidades onde o aplicativo está presente como é o caso de Salvador. Porém, garante queestá trabalhando para estender a cerca eletrônica para as demais cidades o quanto antes.

Obrigatoriedade do simulador de direção começa a valer em maio

A

partir do dia 1º de maio, os candidatos à primeira carteira de habilitação na categoria B (carros) vão ter que passar pelo teste no simulador de direção. A medida vale também para quem tem categoria A (motos) e pretende adicionar

a B. O uso obrigatório do equipamento nas autoescolas é uma determinação do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e segue as regras estabelecidas na portaria 2302 do Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-BA). No estado, 328 Centros de

Formação de Condutores (CFCs) já estão cadastrados para adquirir o simulador. No processo para tirar a primeira carteira de motorista, o candidato terá que fazer vinte e cinco horas de exames práticos, sendo vinte em veículo de aprendizagem e cinco no

simulador. Para adição de categoria, são exigidas vinte horas de aulas práticas, distribuídas em quinze no carro e cinco no equipamento. A portaria do Detran estabelece que os CFCs devem dispor de espaço adequado para a instalação do simula-

dor, que garanta a reprodução de cenários e ambientes idênticos ao dia a dia no trânsito. A autoescola que não preencher os requisitos pode compartilhar o equipamento com outro centro preparatório. Fonte: DETRAN-BA

Imperial Honda: café da manhã nas cooperativas

A

concessionária Imperial Honda promoveu mais um momento de confrater-

nização para os taxistas, no mês passado, dia 18. O evento aconteceu na base de apoio das cooperativas

Coometas e Comtas, que fica na GRAER - Grupamento Aéreo da Polícia Militar da Bahia, no ae-

roporto de Salvador. Na oportunidade foi servido um delicioso café. Os taxistas aproveitaram e fizeram

test driver no Honda HRV e no Honda City. O Ei, Táxi esteve presente e registrou alguns momentos. Fotos: Ei, Táxi


ANO VI . NÚMERO 67 . ABRIL 2016 . SALVADOR-BA

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

UBER 07

Carreata contra Uber: mobilização verdadeira ou interesse político?

A

Associação Metropolitana de Taxistas (AMT) organizou uma carreata de táxis em protesto à chegada do aplicativo Uber, no último dia 13, em Salvador. A carreata saiu da Av. Mário Leal Ferreira, às 9h40, sentido à prefeitura de Salvador, no Centro da cidade. A justificativa da associação sobre a carreata foi de apoiar as apreensões realizadas pela prefeitura, bem como alertar à população dos riscos que os passageiros correm ao usar o transporte irregular e da concorrência desleal que o aplicativo oferece aos taxistas. Essa atitude de organizar-se contra a chegada do aplicativo realmente é salutar, ainda que tardia. A categoria precisa estar unida e preparada para os próximos dias, pois o aplicativo tem atuado de forma marginal à Lei e aos regulamentos municipais, o que afeta diretamente a vida

Foto: Natally Acioli_G1 BA

Trânsito ficou lento na Bonocô

do taxista. O fato da organização em prol da categoria não se questiona. O que não se entende é a escolha da manifestação para o assunto. Convocar uma carreata, movimentando dezenas de táxis pelas ruas do Centro de Salvador, não parece ser a estratégia mais adequada. Como era de se imaginar, o trânsito ficou lento na região, o que

gerou transtorno à cidade e às pessoas. Não bastasse todo o contratempo provocado, a carreata promoveu ainda mais o aplicativo, gratuitamente. A redação do Ei, Táxi acompanhou as FMs da capital e ouviu não só reclamações da população quanto ao engarrafamento como também percebeu o quanto se falou em Uber naquele dia.

A prefeitura, através de Marcelo Tavares, coordenador da Cotae – Coordenação de Táxi e Transportes Especiais – confirmou que recebeu a solicitação para ordenar o trânsito nos locais por onde passaram a manifestação. E aí, vêm os questionamentos: É inteligente fazer uma carreata e atrair com ela a insatisfação da população que se vê prejudicada? Alguém parou pra avaliar a mídia que foi gerada espontaneamente em benefício do aplicativo? Se a carreata era de apoio à prefeitura, por que então o cidadão merecer ser punido com lentidão no trânsito? Se a prefeitura preza pela fluidez do trânsito, por que então apoiar um movimento que vá causar engarrafamento nas vias? Se a Uber chegaria a Salvador, como chegou, por que o líder do movimento não reconheceu isso no passado em reuniões da própria categoria e,

só agora, resolveu mais uma vez aparecer como o “salvador da pátria”? Será que o objetivo foi esse mesmo ou tudo não passou de cena política? Realmente, fica difícil acreditar nesses movimentos que supostamente pregam o bem do taxista, mas vêm carregados de dúvidas sobre as reais intenções. Não se pretende, aqui, diminuir o problema que esse aplicativo irá causar, até porque o Ei, Táxi vem noticiando o que líderes como Vicente Barreto, presidente da Coometas, e Gilberto Silva, presidente da Coastáxi, vêm fazendo há bastante tempo na luta contra a Uber. Claro, o Ei, Táxi jamais deixaria de estar ao lado do taxista, ainda mais agora no momento em que a classe começará a enfrentar mais essa concorrência ilegal que é o serviço prestado pelos motoristas da Uber. Porém não se deve fechar os olhos para essas indagações, até porque 2016 é ano eleitoral e nesses anos todos viram anjinhos.


08 REGIÃO METROPOLITANA

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

ANO VI. NÚMERO 67. ABRIL 2016 . SALVADOR-BA

Vereador Rosalvo defende Ligeirinho, em Lauro de Freitas O vereador Antônio Rosalvo (Rede) defende que o transporte conhecido como Ligeirinho seja regulamentado em Lauro de Freitas. O Ligeirinho é um serviço realizado por carros particulares que fazem o transporte coletivo de passageiros, dentro do município. Para Rosalvo, o poder público precisa definir de uma vez essa situação do Ligeirinho, porque, embora esse transporte ainda não seja respaldado pela Lei, já existe há cerca de dez anos na cidade. “Temos ouvido a população que utiliza esse e outros meios de transporte como o complementar. Em sua grande maioria vemos um posicionamento favorável à regulamentação do Ligeirinho. A população alega que enquanto o transporte complementar faz uma viagem em cerca de 1h, o Ligeirinho faz o mesmo percurso

Foto: Arquivo pessoal

Para o vereador, Ligeirinho não compete com os táxis

em 15 minutos. Além disso, não podemos conviver com pais de família sendo presos como marginais.”, explica o vereador. No mês passado, a Polícia Civil realizou duas operações de combate a este transporte, apreendendo vários carros. Constantemente, taxistas entram em contato com a redação do Ei, Táxi para denunciar o transporte Ligeirinho. “Essa concorrência é ilegal e nos prejudica demais.

A cidade já não tem tanto ponto de táxi e eles ainda fazem fila em supermercados, aliciando os passageiros. Onde está o poder público que não faz nada para prender esses clandestinos?”, reclama um taxista que preferiu não se identificar. Rosalvo, que preside a Câmara Municipal, revela que conta com o apoio de alguns colegas para a aprovação do Projeto. Os vereadores Lula Maciel (PT), Maria

Lauro de Freitas finaliza seleção de táxis

O

Processo Seletivo Simplificado para a concessão da exploração do serviço de táxi no município de Lauro de Freitas chegou à sua fase final. Da inscrição que ocorreu dia 04/11/2015 ao resultado final, publicado no Diário Oficial do Município, no dia 18/03/2016, dos 337 candidatos cadastrados inicialmente, 318 tiveram a sua inscrição deferida. Todos os aprovados tiveram que efetuar o pagamento

do DAM até o dia 29/03. Os veículos, agora, serão vistoriados, receberão os selos que comprovam o bom estado do veículo, a sua aptidão para a prestação do serviço e a concordância com as características exigidas pela prefeitura para o serviço táxi. A entrega oficial dos alvarás acontecerá na Associação dos Funcionários Públicos da Bahia (AFPEB), em Lauro de Freitas, no dia 24 de abril, a partir das 9h.

A

prefeitura de Lauro de Freitas decretou o reajuste da tarifa de táxi. Publicado no Diário Oficial do Município, no último dia 08, os novos valores vieram acompanhados das normas de utilização dasBandeiras1 e 2. ABandeirada passa a custar R$ 4,81, a Bandeira 1R$ 2,74, a Bandeira 2 R$ 3,38 e a hora parada R$ 27,54. A Bandeira 1 deve ser utilizada nos dias úteis das 6h às 20h. Já a Bandeira 2, poderá ser utilizada

O Presidente da COOPERCAM - Cooperativa de Prestação de Serviços de Transportes de Camaçari LTDA, CNPJ 03.253.578/0001-48, no uso de suas atribuições que lhe conferem o Estatuto Social, convoca todos os associados para Assembleia Geral Extraordinária a ser realizada no próximo dia 08 de Maio de 2016, em sua sede social à Estrada da Cascalheira s/n, Cascalheira – na cidade de Camaçari estado da Bahia, em primeira convocação às 8h (Oito horas), segunda convocação às 9h (Nove horas) e em terceira e última convocação às 10h (Dez horas), para tratar da seguinte ordem do dia: - Eleição para membros da Diretoria Executiva; - Eleição para membros do Conselho Fiscal; - Admissão e Demissão de Cooperados; -Prestação de Contas do Exercício 2015; - Outros assuntos de interesse social. Alberto Araújo Pimentel - Diretor Presidente Edital de Convocação Cooperativa de Transportes de Táxi Especial de Camaçari – Disk-Táxi Assembleia Geral Extraordinária, CNPJ 09.492.509/0001-73 A Diretoria da Cooperativa de Táxi Especial de Camaçari –Disk-táxi, através do seu Presidente, Sr. Manoel Francisco de Oliveira Neto, no uso das suas atribuições estatutárias, convoca os Srs. Associados para uma Assembleia Geral Extraordinária a realizar-se na sua sede social, na Rua Alameda de Humaitá nº 08, Ala C, Guarajuba, Camaçari, Bahia, CEP 42.827-000, no dia 01 de maio de 2016, em primeira convocação às 7h30 (sete horas e trinta minutos), com 2/3 dos associados, segunda convocação às 8h (oito horas), com metade e mais um dos associados, e em terceira e última convocação às 8h30 (oito horas e trinta minutos), com no mínimo oito associados, para tratar da Seguinte Ordem do dia: Prestação de Contas do ano de 2015; Eleição e posse da nova diretoria até 31 de março de 2020; Eleição e posse do Conselho Fiscal até 31 de março de 2017; Inclusão de Associado. Manoel Francisco de Oliveira Neto - Presidente

debatido e caso seja a vontade da população, nós iremos apoiar. Lembrando que qualquer transporte deverá estar em conformidade com o que rege a lei municipal.”, comentou Paiva. O que o vereador não conseguiu explicar foi quando perguntado sobre o conflito do seu Projeto com a Lei Nº 12.468/11, mais conhecida como Lei do Taxista. Essa Lei Federal determina que “É atividade privativa dos profissionais taxistas a utilização de veículo automotor, próprio ou de terceiros, para o transporte público individual remunerado de passageiros, cuja capacidade será de, no máximo, 7 (sete) passageiros”. Portanto, o vereador até poderá conseguir aprovar o PL, porém difícil será imaginar que uma Lei Municipal se sobreponha a uma Lei Federal.

Tarifa de táxi é reajustada em Lauro

ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

1) 2) 3) 4)

Augusta (PR), Mateus Reis, Carlucho (PSB) e Paulo de Aquino (PSB). O presidente da casa acredita que os taxistas estão sendo usados como massa de manobra para dificultar a aprovação do PL. Ele argumenta que o Ligeirinho não compete com o táxi, pois o usuário não tem o poder aquisitivo para pegar táxi. Ele coloca que se não houvesse o Ligeirinho, certamente essas pessoas pegariam as vans do transporte complementar, a qual, segundo Rosalvo, não atende a contento a população que utiliza o serviço. O Ei, Táxi também ouviu o prefeito de Lauro de Freitas, Márcio Paiva (PP), sobre essa questão do Ligeirinho. De acordo com o prefeito, o vereador está fazendo o papel dele que é ouvir a sociedade e discutir aquilo que for melhor para ela e para o município. “Eu acho que existe vício nesse Projeto de Lei, mas defendo que seja

pelo taxista nas seguintes situações: nos dias úteis das 20h às 6h; durante todo o dia aos sábados, domingos e feriados; em deslocamento fora dos limites do município; em deslocamento conduzindo mais de três passageiros com idade acima de 7 anos; e durante todo o mês de dezembro. Antes da cobrança, os taxistas da cidade precisarão passar pela aferição do taxímetro. Segundo Bira Taxímetro, a data prevista para aferir os equipamentos será o dia 09 de maio. Com esse reajuste, pelo menos, a categoria irá diminuir as perdas diante da inflação que está corroendo o po-

der de compra do brasileiro. Em conversa com o Ei, Táxi, o chefe do executivo, prefeito Márcio Paiva (PP), prometeu que irá anunciar também a data-base da categoria, criando assim o calendário de reajuste da tarifa. “Tudo que o taxista pediu, eu atendi. Fizemos um processo seletivo em que todos os candidatos regulares foram contemplados com o alvará. Decretamos o regulamento da categoria e reajustei a tarifa. O que resta ao taxista é a data-base. Estou adiantando, em primeira mão, que iremos decretar a data-base da classe, que será no mês de janeiro e já valerá para 2017.”, revela o prefeito.

EDITAL DE CONVOCAÇÃO ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA DA COOPERATIVA DOS MOTORISTAS AUTÔNOMOS DE DIAS D’ÁVILA E REGIÃO METROPOLITANA DE SALVADOR, CNPJ Nº 01.736.245/0001- 44 Nire -29400023274. O Presidente no uso das suas atribuições convoca todos os cooperados para comparecerem a Assembleia Geral Ordinária que será realizada em 30 de Abril de 2016, na sede da cooperativa, situada à Rua Europa, 102, Imbassay, Dias D’Ávila-BA, às 9h (nove horas), em primeira convocação, com a presença de 2/3 (dois terços) dos seus cooperados, em segunda convocação, às 10h (dez horas), com metade mais um dos seus cooperados, e em terceira convocação, às 11h (onze horas), com no mínimo 10 (dez) cooperados, para deliberarem sobre a seguinte Ordem do Dia: 1. Referendar admissão e demissão de cooperados; 2. Discussão e aprovação da prestação de conta do exercício 2015 conforme Art. 44 inciso I e II da lei 5764/71; 3. Eleição e posse dos componentes do Conselho Fiscal para o exercício de 2016; 4. Implantação de modelo de atendimento ao cliente pelos sócios e pela central; 5. Alteração do estatuto social. NOTA (*)Para cálculo do “quorum” de instalação, esta cooperativa conta hoje com 73 cooperados. Dias D’ Ávila, (BA), 14 de Abril de 2016 Márcio Estrela de Brito - Presidente


ANO VI . NÚMERO 67 . ABRIL 2016 . SALVADOR-BA

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

EDUCAÇÃO FINANCIEIRA 09

A Economia da Felicidade, ela existe?

É

bem verdade que ouvir a palavra dinheiro já fascina muita gente, agora, imagine ter dinheiro sobrando para viver com qualidade de vida. Desde que não viva numa situação de pobreza, na qual, suas necessidades básicas são ignoradas e não satisfeitas, acredito fielmente que a FELICIDADE não dependerá do tamanho da sua conta bancária, mas como você empregará seus recursos para lhe proporcionar “bem estar”, seja físico, mental, social ou financeiro. Acontece que cada indivíduo por ser único e possuir suas próprias convicções terá uma definição específica para classificar seu estado de plena satisfação. Sendo assim, percebo que “bem estar” é uma questão de perspectiva do sujeito com o meio o qual se relaciona e de sua busca pela realização pessoal.

Foto: Wikipedia

Observando e estudando os hábitos das pessoas, entendo a complexidade desse tema e suas fascinantes definições sobre como conseguir “bem estar” na nossa sociedade. Em geral, os indivíduos definem que serão felizes quando tiverem muito dinheiro para comprarem e/ ou fizerem o que desejarem com suas vidas, e nessa busca futura esquecem que FELI-

CIDADE é um estado momentâneo e deve ser vivenciado na sua plenitude. Uma pessoa pode priorizar uma categoria em detrimento de outra para se sentir bem. Por exemplo, ao exercitar o corpo buscando um desempenho para atingir uma condição física desejável, o sujeito poderá abrir mão de horas de trabalho para ter mais tempo na academia, nesse momen-

to, não pensará no dinheiro que deixará de ganhar por reduzir sua atividade laboral, e sim, no resultado que terá fisicamente por estender seu treinamento. O atingimento dessa meta produzirá uma sensação emocional de “bem estar”; uma FELICIDADE individual que não tem preço. O propósito pessoal deverá ser a maximização da FELICIDADE, e, para isso, esquecer-se da vida do outro é essencial. Viver exclusivamente para sua própria satisfação ao invés de desejar impressionar seus vizinhos ou colegas de trabalho. Se o objetivo é ter uma vida confortável e/ou realizando sonhos genuínos, independentemente do mesmo ser material, social ou financeiro, faça como os “sapinhos surdos”, não escute nada ao seu redor, apenas estabele-

ça suas metas, planeje suas ações e as execute-as para alcançar esse maravilhoso estado de “bem estar” que todos nós buscamos. Portanto, é hora de arregaçar as mangas e realizar seus projetos porque dinheiro pode até não trazer FELICIDADE, no entanto, FELICIDADE traz paz de espírito. Até o nosso próximo artigo.

*Edval Landulfo é Economista, Palestrante e Educador Financeiro. www.landulfofinancas.com.br


10 CAPA

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

ANO VI. NÚMERO 67. ABRIL 2016 . SALVADOR-BA

Ordem dosTaxistas do Brasil propõe mudanças no sistema de táxi nacional

M

uito se tem discutido nos últimos anos sobre o processo de distribuição de alvarás pelas prefeituras. O Ministério Público já se manifestou em algumas cidades sendo favorável a que a forma adotada seja a licitatória. Entretanto, eis que surge uma voz divergente, não só do atual modelo de distribuição, como, inclusive, do proposto pelo Ministério Público. Essa nova visão parte da Ordem dos Taxistas do Brasil (OTB). O Ei, Táxi conversou com Paulo Silva, taxista e fundador da OTB, não só para entender o que propõe essa nova visão a respeito da distribuição de alvarás, mas também o que a Ordem tem a dizer sobre a profissão de taxista. Paulo Silva tem 47 anos, é natural do Rio de Janeiro e taxista há 19 anos. Antes de se tornar taxista, Silva foi auditor júnior de uma grande rede de lojas do país, em seguida trabalhou no setor de câmbio e foi militar do exército brasileiro.

Ei, Táxi: O que é a Ordem dos Taxistas do Brasil-OTB e quando foi fundada? Paulo Silva: Trata-se de uma associação brasileira de taxistas, fundada em 13/05/2011. E.T.: O que a OTB defende e por quê? P.S.: A OTB defende a mudança do sistema mercantil escravocrata de táxi, aplicado nosegmento há mais de 40 anos no país, que é baseado no capital e para favorecer o capital. A ideia

Foto: Arquivo pessoal

Da esq. pra dir.: Paulo Silva, fundador da OTB, e César Bastos, taxista de Salvador e membro da Ordem.

é que o sistema de táxi seja baseado na educação, controlado pelo próprio taxista. E.T.: Quais são as propostas da OTB? P.S.: Criar o Conselho Federal do Taxista do Brasil e seus respectivos conselhos estaduais; criar o curso tecnólogo ou técnico, presencial, de formação dos novos taxistas, através de instituições autorizadas pelo Ministério da Educação-MEC; desenvolver e administrar um aplicativo de chamada de corridas oficial da categoria, além de um aplicativo taxímetro para orçar o valor das corridas com valores únicos nas bandeiras 1 e 2 em todo o país, sendo regulado pelo mercado; e criar um fundo de pensão para os taxistas. E.T.: Para a Ordem, qual seria o processo ideal para a distribuição de placas de táxis? P.S.: Somos contra a licitação porque esse processo faz parte do sistema mercantil escravocrata. Para que

uma pessoa exerça uma atividade privada, ela não precisa participar de licitação, mas preencher os pré-requisitos exigidos. Para ser taxista, seria necessário, apenas, que o interessado buscasse a sua formação acadêmica como todas as profissões. Isso poderia ser através de cursos técnicos ou tecnólogos. E.T.: O IBGE propõe 1 táxi para cada 500 habitantes. E Como ficaria esse controle? P.S.: Esse método implantado no país é uma alienação articulada por quem tem táxi como negócio e não como ferramenta de trabalho. Isso só proporciona a exploração do trabalho do taxista. Nenhum outro veículo, no Brasil, é limitado por habitantes, isso só ocorre com o táxi e viola o direito constitucional da dignidade humana e da livre iniciativa, visto que o táxi é uma ferramenta de trabalho. Esse dispositivo do IBGE não poderia existir.

"Há muito tempo se vê um mercado paralelo de placa de táxi que só existe por conta do sistema estar nas mãos das prefeituras"

E.T.: Mas o transporte municipal deve ser regulado pelos municípios. E aí, não conflitaria? P.S.: Não. O transporte e o trânsito poderiam continuar nas mãos do município, normalmente. Mas a profissão, não. Essa seria regulada pelo Conselho Federal e conselhos estaduais como em todas as outras profissões. Há muito tempo se vê um mercado paralelo de placa de táxi que só existe por conta do sistema estar nas

mãos das prefeituras. Isso tem gerado a exploração humana através de locadoras de táxis e permissionários que oprimem o taxista auxiliar. Existem prefeituras que usam o alvará como moeda de troca, e no projeto da OTB, isso acabaria de vez. E.T.: Quem fiscalizaria a categoria? P.S.: Seria fiscalizada pelos Conselhos que teriam fiscais à disposição em todo o território nacional com a infraestrutura necessária, como acontece em diversas profissões. Quem exercesse a profissão sem a competência legal teria que se entender com a justiça. E.T.: A OTB propõe que o taxista tenha a formação tecnológica, através de instituições autorizadas pelo MEC. Numa pesquisa recente, divulgada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), identificou-se que a média de idade da categoria é de 47,2 anos e que 41% dos taxistas não concluíram o ensino médio. Levando em conta esses dados, como a OTB pretende estimular o taxista a retornar à sala de aula e como formar esses profissionais que sequer concluíram o ensino médio? P.S.: Em nosso projeto, o nível intelectual se distingue do curso de formação profissional, ou seja, cada um já vem com o seu histórico escolar. Quero dizer com isso que aqueles que não concluíram o ensino médio e não quiserem concluir, poderão fazer o curso técnico; enquanto que, os taxistas que concluíram, poderão fazer o


ANO VI . NÚMERO 67 . ABRIL 2016 . SALVADOR-BA

Foto:Arquivo pessoal

curso tecnológico. O nosso desafio em fomentar a qualificação desse profissional será grande, mas possível. Quem não se atualizar ficará para trás; e aqueles que se atualizarem se desenvolverão na profissão. Claro, que buscaremos oferecer cursos pra essa qualificação. E.T.: A OTB fala em fundo de pensão para os taxistas. Como seria? P.S.: Todos os taxistas que quisessem participar do fundo de pensão, poderiam se aposentar após 20 anos de atividade e contribuição comprovadas. O fundo de pensão seria controlado pelo Conselho Federal dos Taxistas. E.T.: O que a OTB pensa a respeito da Uber? P.S.: A Uber é uma empresa de tecnologia legal que intermedia um serviço de transporte ilegal, já que não é oferecido por taxistas. Portanto, dessa forma, não poderia operar no país. E.T.: A OTB promete criar um aplicativo para que os usuários possam

CAPA

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

Paulo Silva acredita que o taxista pode mudar essa realidade

utilizar o serviço.Quem pagaria essa conta? P.S.: O Conselho Federal dos Taxistas do Brasil que disponibilizaria um aplicativo, de forma gratuita, para o taxista e para o usuário. Seria mantido através da anuidade recolhida dos trabalhadores. E.T.: Quais são as maiores barreiras que a OTB enfrenta, hoje? Como a instituição semantém?Quantos taxistas pertencem, hoje, à OTB? P.S.: A barreira finan-

ceira é uma realidade e por conta disso ainda não temos a estrutura da OTB funcionando por completo. Porém, a maior dificuldade é conseguir esclarecer os ideais da OTB para o taxista, uma

"Para que uma pessoa exerça uma atividade privada, ela não precisa participar de licitação, mas preencher os prérequisitos"

vez que a categoria tem, em sua grande maioria, pessoas com baixo nível de escolaridade e uma consciência política limitada. Por isso, será necessário um grande esforço para esclarecer tudo sobre a OTB. A instituição ainda não tem contribuição mensal do associado.Temos 600 taxistas inscritos em todo o país. E.T.: Podemos dizer que o senhor seja o presidente da OTB? P.S.: Não sou presidente, pois ainda não houve uma

GRAND SIENA ESSENCE 1.6 16V FLEX 4P 2O16

Ar-condicionado | Chave canivete com telecomando para abertura das portas, vidros e porta-malas Computador de Bordo (distância, consumo médio, consumo instantâneo, autonomia, velocidade média e tempo de percurso) | Direção hidráulica | Faróis de neblina | HSD (High Safety Drive) - Airbag duplo (motorista e passageiro) e ABS com EBD | Logo Push ( Sistema de abertura elétrica do porta-malas) | Relógio digital | Rodas de aço estampado 6.0 x 15" + Pneus 185/60 R15 (Baixa resistência a rolagem) | Vidros elétricos dianteiros com one touch e antiesmagamento.

À vista

R$

34.300,

Oferta Válida de 16/04/2016 até 16/05/2016. Cor: Branco Banchisa. Carro não disponível no estoque da concessionária. Venda sob encomenda.

11

" Nenhum outro veículo, no Brasil, é limitado por habitantes, isso só ocorre com o táxi e viola o direito constitucional da dignidade humana e da livre iniciativa" eleição propriamente dita. Atualmente, sou o responsável pela organização da OTB, no país. O processo eleitoral deverá ocorrer em breve, tanto a nível federal, quanto a níveis estaduais, a cada quatro anos. E.T.: Como o taxista pode se associar a Ordem dos Taxistas do Brasil? P.S.: Qualquer taxista poderá solicitar a inscrição através dos nossos canais de comunicação, que são: www. ordemdostaxistasdobrasil. org; nossa página no Facebook; nosso emailmovimentotaxistaslivres@gmail.com ou ainda pelo (21) 986038605 (operadora Tim).


12

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

ANO VI. NÚMERO 67. ABRIL 2016 . SALVADOR-BA

´ NINGUEM NOS VENCE ~

EM INFORMACAO ´ SEGUNDA A SEXTA

PROGRAMA DO

ESQUADRÃO

18H ÀS 19H

RÁDIO SOCIEDADE FM (102,5)

Notícias e escalações em primeira mão. Informações oficiais. Bastidores. Participação da Nação Tricolor. O Bahia em campo e fora dele. Saiba tudo, antes, aqui! COM APRESENTAÇÃO DE

ANDRÉ FREIRE E FELIPE SANTANA PARTICIPAÇÃO DA TORCIDA PELO WHATSAPP:

(71) 99400-5988

OU PELAS REDES SOCIAIS DO ESPORTE CLUBE BAHIA


ANO VI . NÚMERO 67 . ABRIL 2016 . SALVADOR-BA

SE LIGUE, TAXISTA! 13

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

UM CARRO QUE AGRADA A TODO MUNDO. PRINCIPALMENTE SEUS PASSAGEIROS.

SPIN LT 1.8 2016 a partir de

R$ 39.230 com isenção de IPI + ICMS

• 710 LITROS NO

MAIOR PORTA-MALAS DA CATEGORIA DIREÇÃO HIDRÁULICA AR-CONDICIONADO AIRBAG DUPLO FRONTAL FREIOS ABS COM EBD ALARME, VIDROS E TRAVAS ELÉTRICAS RACK DE TETO RÁDIO AM/FM COM MP3 PLAYER, BLUETOOTH, ENTRADA USB E ENTRADA AUXILIAR, 4 ALTO-FALANTES

TODO O ESPAÇO QUE VOCÊ E SEUS PASSAGEIROS PRECISAM. Promoção válida para o veículo Chevrolet Spin LT 1.8 (conf. 5B75EG), 0 km, pacote R9B, ano/modelo 2016/2016, pintura branco Summit, com preço público de R$ 59.850,00 – R$ 20.620,00 (isenção de IPI e ICMS concedida pelo Governo e desconto montadora) = R$ 39.230,00 à vista, para taxistas que possuam a isenção de impostos. Os descontos acima anunciados foram calculados para vendas diretas a taxistas com base na tabela de preço público vigente nesta data. A tabela de preço público está sujeita a alterações a qualquer momento, sem aviso prévio. O faturamento só será realizado diretamente no CPF do taxista, mediante apresentação da documentação completa e regular exigida pela legislação vigente (autorizações de isenção de IPI e ICMS) e montadora (documentos pessoais, alvará de táxi e comprovante de endereço). Os descontos mencionados não são acumulativos com qualquer outro tipo de condição e/ou promoção especial anunciados. Por se tratar de venda direta, o proprietário deverá respeitar as regras de permanência mínima com o veículo, não podendo ser transferido a terceiro pelo prazo informado no momento de seu faturamento. Faturamento sujeito a disponibilidade em estoque. Esta promoção é válida para faturamentos até 29/04/2016. Consulte condições especiais de financiamento na Chevrolet Serviços Financeiros. Imagens relativas às versões de veículos disponíveis na data de envio deste material (11/04/2016). Os veículos Chevrolet estão em conformidade com o PROCONVE – Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores. Preserve a vida. Use o cinto de segurança. www.chevrolet.com.br - SAC: 0800 702 4200.

Todos juntos fazem um trânsito melhor.


14 ISENÇÕES

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

ANO VI. NÚMERO 67. ABRIL 2016 . SALVADOR-BA

Como obter as suas isenções fiscais ISENÇÃO DO IPI

T

erão direito à isenção do IPI, automóvel de fabricação nacional, equipado com motor de até dois mil centímetros cúbicos, de no mínimo quatro portas, inclusive a de acesso ao bagageiro, movido a combustível de origem renovável, ou sistema reversível de combustão. Esse direito poderá ser exercido pelo interessado, apenas uma vez a cada dois anos, sem limite do número de aquisições, observada a vigência da Lei 8.989/95, atualmente prorrogada até 31 de

dezembro de 2021 pela Lei 13.146/2015. Independentemente, o prazo de dois anos deverá ser obedecido para uma nova aquisição de veículo com isenção do IPI, ainda que tenha ocorrido, nesse prazo, destruição completa, furto ou roubo do veículo, tendo como termo inicial a data de emissão da nota fiscal da aquisição anterior com isenção do IPI. Somente o delegado da Delegacia da Receita Federal do Brasil (DRF) ou da Delegacia Especial da Receita Federal do Brasil de Administração Tributária

(Derat) poderá conceder a isenção antes deste prazo. É importante ressaltar que o interessado precisará provar através daCarteira Nacional de Habilitação (CNH) que é motorista profissionaloudemonstrarser o titular da concessão ou permissão do poder público bem como comprovar também a contribuição para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) como taxista, por pelo menos oito meses. Em se tratando de cooperativa, a entidade deverá ser permissionária ou concessionária de transporte público de

passageiros, na categoria de aluguel (táxi). Em caso de falecimento ou incapacitação do interessado depois de concedida a autorização sem, entretanto, ter adquirido o veículo com isenção, o direito ao benefício poderá ser transferido ao cônjuge, ao companheiro ou ao herdeiro designado pelo próprio ou pelo juízo, desde que o beneficiário da transferência atenda as condições estabelecidas pela Receita Federal. O prazo de validade da autorização será de 270 (duzentos e setenta) dias conta-

dos de sua emissão. Caso a autorização não seja utilizada no prazo estipulado, poderá ser formalizado um novo pedido pelo interessado. O tempo médio para se obter a carta de isenção federal é de 30 dias, estando a documentação sem nenhuma pendência, de acordo com o auditor fiscal da Receita Federal, Maurício Argolo. Em casos que haja alguma pendência, o interessado terá a resposta da Receita após 15 dias da apresentação da documentação pendente.

para a aquisição de automóveis de passageiros de fabricação nacional de até 127 HP de potência bruta

(SAE), quando adquiridos por interessados que atendam as exigências citadas anteriormente, seja taxista,

permissionário ou cooperativa. O benefício só poderá ser utilizado uma única vez e

em transações que envolvam financiamento do bem, já que não há IOF para compras à vista.

ISENÇÃO DE IOF

S

egundo o art. 72 da Lei 8.383/91, estão isentas do IOF as operações de financiamento

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA ÀS COOPERATIVAS

1. Requerimento de Isenção de IPI para Táxi; 2. Declaração de Disponibilidade Financeira ou Patrimonial, compatível com o valor do veículo a ser adquirido; 3. Cópia da CNH em que conste a informação de que exerce atividade remunerada; 4. Declaração fornecida pelo órgão do poder público que concede o alvará, comprovando que: é taxista e exerce a função em veículo de sua propriedade; ou, seja o titular da autorização, permissão ou concessão; 5. Requerimento para isenção de IOF, se for o caso; 6. Caso possua aquisição anterior, cópia da nota fiscal. Todos os formulários da Receita Federal podem ser baixados pelo endereço receita.fazenda.gov.br/formulários.

1. Declaração fornecida pelo órgão do poder público concedente de que é permissionária ou concessionária de transporte público de passageiros, na categoria de aluguel (táxi); 2. Documento que identifique os associados aos quais se destinarão os veículos a serem adquiridos, por intermédio do nome, carteira de identidade, CNH profissional, número do CPF, placas, número de permissões e números dos chassis dos atuais veículos, adquiridos há mais de dois anos, certificando que os associados exercem a atividade de condutor autônomo de passageiros; 3. Ato constitutivo da cooperativa e das respectivas alterações, se houver; 4. Certificado de Regularidade do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (CRF); 5. Declaração de Disponibilidade Financeira ou Patrimonial, compatível com o valor dos veículos a serem adquiridos; 6. Requerimento para isenção de IOF, se for o caso.

ISENÇÃO DE ICMS E IPVA

P

ara obter a isenção do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) o interessado precisará dirigir-se a um posto do SAC (Serviço de Atendimento ao Cidadão), já com a isenção do IPI, e

apresentar à Secretaria da Fazenda Estadual (SEFAZ), além da documentação de concessão do IPI, o documento comprobatório, ou seja, a autorização, permissão ou concessão para exploração do serviço de táxi, fornecido pelo órgão do po-

der público concedente, no caso a prefeitura. Essa concessão ficará ligada ao CPF e o beneficiário só poderá pedir uma nova isenção após dois anos da solicitação vigente. Já para a isenção do IPVA (Imposto sobre a Pro-

priedade de Veículos Automotores), o pretendente deverá retornar ao SAC com os dados do veículo, após tiver concretizado a compra, e solicitar a isenção do IPVA. Essa exigência acontecerá apenas uma veze terá validade enquanto o veícu-

lo permanecer sob a propriedade do beneficiário, atendendo as exigências previstas por Lei. A isenção estadual é concedida no próprio SAC, após a conferência e aprovação de toda a documentação apresentada.

DOCUMENTOS NECESSÁROS RG, CPF, Alvará, CNH profissional, comprovante de endereço e certidão de casamento (se for o caso). Se o interessado já possui um veículo cadastrado à autorização do poder concedente, também serão necessárias as notas fiscais de compra da concessionária e da montadora, mais o Certificado de Registro de Veículo – CRV e o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos – CRLV.Além disso, em Salvador, ele precisará pagar uma taxa municipal no valor de R$ 7,50, para emitir a Declaração de Isenção de IPI e ICMS, a qual é concedida pela Coordenação de Táxi e Transportes Especiais – Cotae. Fontes: www.receita.fazenda.gov.br e www.sefaz.ba.gov.br


ANO VI . NÚMERO 67 . ABRIL 2016 . SALVADOR-BA

15

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

PESSOAS REAIS

OPINIÕES VERDADEIRAS

Roberto Curan

Revisão sem surpresa no orçamento. Não é que isso existe? 63

87

71

SERVIÇO CHEVROLET. ATÉ QUEM CRITICA VAI SE APAIXONAR. ORÇAMENTO NA HORA AGENDAMENTO DE HORÁRIO ACOMPANHAMENTO DO SERVIÇO ATENDIMENTO DIRETO COM O MECÂNICO REVISÃO COM PREÇO FIXO

Troca de cabos e jogo de velas INSTALADO A partir de

3X de R$

59,00

A partir de

6X de R$

sem juros

Para Onix, Prisma, Cobalt e Spin.

Troca de pastilhas de freios INSTALADO A partir de

3X de R$

55,00

Para Onix, Prisma, Cobalt e Spin.

SERVIÇO CHEVROLET É GARANTIA DE QUALIDADE.

Pneus

AGENDE. ACOMPANHE. COMPROVE. AGENDAMENTOCHEVROLET.COM.BR

sem juros

39,00 cada

Mão de obra inclusa.

Exemplo:

Revisão 40.000 km

A partir de

6X de R$

75,00

sem juros

Para Onix e Prisma - ano/modelo 2013 a 2015.

• CODISMAN (71) 3616-8000 • FRUTOSDIAS - IGUATEMI (71) 3333-8888 • FRUTOSDIAS - CIDADE BAIXA (71) 3797-8700 • GRANDE BAHIA - PARALELA (71) 3206-4000 • GRANDE BAHIA - LUCAIA (71) 3205-6000 • RETIRAUTO (71) 3082-9999 CABOS E JOGO DE VELAS, troca de Velas de Ignição, código: 93363296 ou 93206675 + Cabos de velas, código: 24582570, para Onix, Cobalt, Prisma e Spin com mão de obra inclusa, a partir de R$ 177,00 à vista ou em 3 parcelas de R$ 59,00. PASTILHAS DE FREIOS para Celta e Classic de 2009 a 2016, referência: 19PF1014. Valor total, com mão de obra inclusa, a partir de R$ 165,00 à vista ou em 3 parcelas mensais de R$ 55,00. Estão inclusas em todas as ofertas, o check-up grátis de 30 itens. PNEUS: oferta válida para a compra de 1 pneu Ref.: KPA00807 - 175/70 R13, tipo: MULTIHAW, marca Firestone ou compra de 1 pneu Ref.: KPA00216 - 175/70 R13, tipo: CONTI POWER CONTACT, marca Continental, no valor total, com mão de obra inclusa, a partir de R$ 234,00 à vista ou em 6 parcelas mensais de R$ 39,00. REVISÃO de 40.000 km válida para os veículos Onix e Prisma em 6 (seis) parcelas mensais de R$ 75,00 ou R$ 450,00 à vista, nos cartões Visa ou MasterCard. Estão incluídos no preço os itens indicados para a revisão de 40.000 km e a respectiva mão de obra, conforme discriminado no Manual do Proprietário. O serviço de mão de obra é gratuito apenas para as revisões de 10.000 km nos modelos Onix e Prisma. Para demais modelos não anunciados e outros serviços não especificados, consulte uma concessionária Chevrolet de sua preferência. Peças e serviços adicionais poderão ser identificados pelo técnico por meio do check-list padrão durante a entrevista consultiva, os quais serão oferecidos por meio de um orçamento prévio sujeito à aprovação do cliente antes da execução do serviço. Condições e valores válidos para os estados Pernambuco e Bahia, de 01/04/2016 até 30/04/2016, ou podendo serem alterados os valores a qualquer momento sem prévio aviso. Manutenção indicada para os veículos que preservam as características originais de fábrica. www.chevrolet.com.br/servicos - SAC: 0800 702 4200. Os veículos Chevrolet estão em conformidade com o Programa de Controle de Poluição do Ar por Veículos Automotores - Proconve.

Todos juntos fazem um trânsito melhor.


16 COMPORTAMENTO

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

ANO VI. NÚMERO 67. ABRIL 2016 . SALVADOR-BA

Os sonhos vêm da alma

U

Foto: Wikipedia

m sonho pode nos revelar algo que extravasa do nosso ín-

timo. Os sonhos trazem semelhanças da nossa vida, de como se encontra as nossas emoções. O sonho mostra a estrada que nos levam a entender como está a nossa alma, ou seja, o nosso Eu interior. Quando sonhamos, descobrimos coisas, lembramos de fatos passados, de histórias de infância, dos recalques, ou do que nos reprimiu e nos maltratou. Para lembrar-nos dos sonhos, basta que nos sintamos mais seguros. Às vezes, esquecemos dos sonhos, das peças que se manifestam em seu conteúdo latente e manifesto. Dormimos, e no outro dia não nos lembramos do conteúdo dos

nossos sonhos que se arraigam no nosso inconsciente. Têm sonhos que são frustrantes, e acordamos assustados, no meio da noite ou de madrugada, e levamos horas para dormir. Pensamos, buscamos explicações, e não conseguimos descobrir as razões de ter ocorrido tal sonho assustador. Pensamos em várias coisas para buscar explicações, na perseguição, numa traição de alguém,

numa vitória que estar vindo por aí, num sinal de que algo não está bem, mas dificilmente pensamos nos desejos e na insegurança. Os sonhos lançam suas iscas, para que pescamos lembranças, e poucos sabem dessa grandeza profunda que existem nos sonhos. Sonhos são investigativos, associativos e interpretativos, e poucas pessoas se aproveitam da sabedoria que existe em seus

sonhos e largam de lado, como se fossem meras coisinhas mal inventadas, mentirosas e maliciosas. Sonhos trazem algo de verdade, nos aponta uma dor passada que se manifesta através de objetos simbólicos. Nem todos os sonhos prestam, mas alguns são peças chaves que podem ser o suficiente para nos revelar muitas coisas. Sonhos são preciosos e é onde dorme a nossa alma que, quando condenada, clama por socorro. Um sonhador nem sempre deve ser considerado como um bom revelador. Os sonhos têm seus mistérios e alguns não dizem muita coisa. Talvez o que nos chamou mais atenção possa ser o que nos traz o melhor conteúdo e, geralmente, pode ser o mais ameaçador dos sonhos, ou os que nos levam a nos

deparar com os anjos, ondas do mar e lindos jardins. Sonhos, repito, têm os seus mistérios; e para entendê-los melhor devemos associá-los a algo ou um fato que nos lembram alguma coisa, para daí lançarmos a isca nas profundezas da nossa alma, para depois interpretá-lo.

Conrado Matos é Psicanalista, Licenciado em Filosofia e Bacharel em Teologia. Pós-graduado em Teoria Psicanalítica. E-mail: psicanaliseconrado@hotmail.com

Detran consegue liminar que suspende exame toxicológico para motoristas na Bahia

A

Justiça Federal da Bahia concedeu liminar ao Departamento Estadual de Trânsito (Detran-BA), no último dia 8, assinada pelo juiz ÁvioMozar José Ferraz de Novaes, que desobriga o órgão a cumprir a resolução do Conselho Nacional de Trân-

sito (Contran), que tornou obrigatório o exame toxicológico para a obtenção e renovação de habilitação nas categorias C, D e E. Com a decisão, o chamado "teste do cabelo" está suspenso no estado para os condutores dessas categorias. O taxista Josias de Jesus San-

tos, alvará (A-2881), era um desses motoristas que estavam sendo afetados pela situação. O órgão recorreu à Justiça por entender que a resolução não tem aplicabilidade técnica e gera um alto custo para os condutores. Em reunião com o Sindicato dos

Trabalhadores em Transporte Rodoviário do Estado da Bahia (STTROBA), o diretor-geral do Detran, Lúcio Gomes, disse que o próximo passo é a liberação das habilitações da Bahia, que estão bloqueadas no sistema do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). "A li-

minar é importante porque tranquiliza os motoristas, que estavam sendo prejudicados no trabalho. Agora, o Denatran está obrigado a desbloquear quase sete mil carteiras dos processos que exigiam o exame toxicológico", afirmou.


ANO VI . NÚMERO 67 . ABRIL 2016 . SALVADOR-BA

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

17


18

Classificados

(71) 9 8268-1736

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

ANO VI. NÚMERO 67. ABRIL 2016 . SALVADOR-BA


ANO VI . NÚMERO 67 . ABRIL 2016 . SALVADOR-BA

CLANDESTINOS 19

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

Prefeitura apreende primeiro veículo clandestino da Uber

A

Secretaria de Mobilidade (Semob), através da Coordenadoria de Táxi e Transportes Especiais (Cotae), apreendeu, no último dia 8, um veículo que fazia transporte clandestino através do aplicativo Uber. O veículo, um HB20 Sedan, foi detido pelos fiscais em operação contra os clandestinos, montada na região do Dique do Tororó. O veículo foi encaminhado ao pátio da Transalvador, na Barros Reis, após liberação do passageiro. A multa pela atuação de transporte clandestino é de R$ 240,50, o que equivale a 50 bandeiradas do táxi. Além disso, o motorista paga multa pela remoção do veículo, que varia de R$ 309,27 a R$ 804,09 (a depender do porVeículo foi levado para o pátio da Transalvador te), e diária no pátio da Transalvador, que vai de R$ 49,48 a R$ 841,21. tura, uma série de operações dade, desde o início de 2016 De acordo com a prefei- vem sendo realizadas na ci- e já foram apreendidos cerca

LOGAN DYNAMIQUE 1.6 16/17 R$

34.597,

FLUENCE DYNAMIQUE 1.6 16/16 R$

54.695,

Foto: Jefferson Peixoto_Agecom

de 80 veículos, que realizam transporte ilegal até o início

deste mês. Durante todo o ano de 2015 foram levados para o pátio da Transalvador 50 carros clandestinos. As ações ganharam força, pois passaram a contar com o apoio da Polícia Militar, Agerba, Polícia Rodoviária Federal (nas áreas de competência) e Detran, juntamente com agentes da Semob e da Transalvador. O titular da Semob, Fábio Mota, afirma, ainda, que as operações vão continuar intensas. "As ações são imprescindíveis para a segurança da mobilidade dos usuários do transporte público de Salvador. Transporte clandestino não segue lei, não passa por fiscalização nem vistoria; é um risco para a população. Nossas operações estão cada vez mais eficientes e agora temos um aparato legal ainda mais rígido, que é o novo regulamento do Setax.", comentou.

DUSTER DYNAMIQUE 1.6

16/16

R$

43.736,

3277-8900 AVENIDA BONOCÔ AO LADO DA SANAVE WWW.NOVABAHIAVEICULOS.COM.BR


20

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

ANO VI. NÚMERO 67. ABRIL 2016 . SALVADOR-BA

Jornal Ei, Táxi - Abril de 2016  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you