Page 1

JORNAL

ANO V . NÚMERO 56 . ABRIL 2015 . SALVADOR-BA

Ei, Táxi JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

O jornal dos taxistas da Bahia

www.eitaxi.com.br

Abril 2015. Salvador - Bahia | ANO V - nº 56 | Edição mensal. Distribuição Gratuita. 10.000 exemplares

MANIFESTAÇÃO NACIONAL

Taxistas de várias cidades do país se manifestaram contra o UBER, aplicativo de carona remunerada AXI Foto: ABRACOMT

Foto: ABRACOMTAXI

Foto: ABRACOMTAXI Foto: Ei,Táxi

Págs.10 e 11

TURISMO Pág.05

Conheça o bairro do Santo Antônio

TECNOLOGIA Pág.13

ASSOCIAÇÕES Pág.17

SUA HISTÓRIA Pág.19

Os aplicativos que estão tirando o sono dos taxistas no mundo

Taxistas Auxiliares planejam ato para o Dia do Trabalho

Conheça a história do taxista Ronaldo Silva, o Bronson EM BREVE NO

TV A web TV dos taxistas Curta nossa página no Facebook e fique por dentro desta e de outras novidades do Ei, Táxi.

WWW.EITAXI.COM.BR


www.eitaxi.com.br 02

EDITORIAL

ANO V . NÚMERO 56. ABRIL 2015 . SALVADOR-BA

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

Ei,Táxi “NOVA FASE, NOVOS RUMOS” A vida é uma estrada com muitos caminhos possíveis. Algumas vezes, conseguimos visualizar mentalmente o melhor percurso para chegarmos ao nosso destino. Evitamos uma rua mais engarrafada, estreita, com muitas sinaleiras... Os taxistas são experts em visualizar os caminhos antecipadamente. Em outros momentos dessa estrada, somos levados a caminhos surpreendentes que nos movem em direção a destinos inesperados. Por mais que visualizemos o percurso antecipadamente encontramos surpresas e obstáculos no trajeto para a conquista dos nossos objetivos. De uma maneira ou de outra, prevendo ou não os caminhos, sempre aprendemos algo novo nessa estrada da vida. O Ei, Táxi, é uma dessas surpresas que encontrei no meu caminho. Uma surpresa boa, claro, que vai me ensinar muita coisa, vai agregar bastante à minha vida. Nesses encontros que ocorrem durante os nossos percursos, nos transformamos e transformamos o outro também. Sendo assim, podemos dizer que a edição de número 56 do Ei, Táxi marca uma nova fase na minha vida e na história do jornal também. E como disse Vicente Barreto, um dos primeiros taxistas que entrevistei como jornalista do Ei,Táxi, “Nova fase, novos rumos”. É com base no lema usado por Vicente que escrevo o meu primeiro editorial para o jornal, saudando todos os taxistas e leitores do Ei, Táxi. O meu compromisso será informar a categoria, seus passageiros e todos os cidadãos com a ética que o jornalismo exige, dando continuidade ao trabalho sério e responsável que o Jornal Ei, Táxi vem fazendo nesses quase cinco anos de história. Nessa nova fase do Ei, Táxi, vamos dar novos rumos ao nosso jornal impresso e à nossa atuação na

Internet. A partir da reformulação do nosso site, vamos ampliar as nossas ações nas redes sociais (Facebook e Twitter), lançando no Youtube a Ei, Táxi TV, a Web TV dos Taxistas que terá semanalmente vídeos exclusivos para os taxistas e seus clientes. Com essas mudanças, vamos agregar novas seções ao nosso jornal, trazendo, além das notícias de interesse político, econômico e profissional da categoria, matérias sobre história, turismo, cultura, esportes e lazer. Nessa edição, por exemplo, além da matéria de capa sobre a Manifestação Nacional dos Taxistas promovida pela Associação Brasileira das Associações Civis e Cooperativas de Motoristas de Táxi (ABRACOMTAXI), temos matérias sobre: os aplicativos de carona remunerada (UBER e ZAZNU); o bairro do Santo Antônio Além do Carmo; o Bar do Ulisses, inaugurando nossa seção “Comes & Bebes”; a história do taxista Bronson, na nova seção “Taxista, conte sua história”; dentre outras. Como toda nova fase, temos muito trabalho pela frente. Por isso, a colaboração do amigo taxista é fundamental para que possamos fazer um jornal que fale cada vez mais a sua língua, contribuindo para o fortalecimento da categoria e ajudando o profissional do táxi na sua batalha diária. Um taxista bem informado, além de ter uma consciência maior sobre os seus direitos e deveres, consegue atender melhor as necessidades do seu cliente, conquistando o passageiro e fazendo da corrida de táxi um momento de encontro e aprendizado únicos. Portanto, pedimos a todos os taxistas que nos ajudem a construir o Ei, Táxi, que nos deem as mãos nos rumos desse novo caminho, até porque esse jornal é de vocês. Taxista, prazer! Meu nome é Jordan Mendes! Um grande abraço e boa leitura!

Jordan Mendes jordanmendes@hotmail.com

Construa o Ei, Táxi conosco. Envie sua mensagem, entre em contato pelos canais: 71 3498-9731 | 71 8135-9002 jornalismo@eitaxi.com.br | www.eitaxi.com.br

Expediente

Diretor Executivo: Adriano Rios, Jornalista e Editor: Jordan Mendes, Revisão: Anariel Rios, Diagramação e charge: Abel Marcelino, Edição: mensal, Tiragem: 10.000 exemplares, Distribuição Gratuita: Salvador e Região Metropolitana de Salvador - RMS (Lauro de Freitas, Simões Filho, Camaçari, Mata de São João, Dias D’Ávila, Candeias e Pojuca), Impressão: Gráfica do Correio. O conteúdo das colunas, anúncios e informes publicitários são de responsabilidade dos autores e não, necessariamente, expressam a opinião do jornal. Comercial: (71) 3498-9731 | 8135-9002 | comercial@eitaxi.com.br | Jornalismo: jornalismo@eitaxi.com.br

Adquira seu jornal direto da fonte Retire seu exemplar do Jornal Ei, Táxi em qualquer um dos postos credenciados. Quer um expositor no posto que você costuma abastecer? Ligue (71) 3498-9731 e fale com a gente! PONTOS DE APOIO COM EXPOSITORES EM SALVADOR ENDEREÇO

LOCAL

Paralela / Aeroporto Paralela / Aeroporto Av. Dorival Caymmi Paralela / Rodoviária Rodoviária Rodoviária Rodoviária Acesso Norte BR 324 Av. Barros Reis / Retiro BR 324 BR 324 Av. San Martin Av. Barros Reis / Rótula Via Expressa São Joaquim (Ferry boat)

Posto BR Alphaville Posto Coopmetro Posto Adota Posto Shell Narandiba Estoque da fila de Táxi Posto BR Rodoviária Posto Mataripe Posto Shell Tic Posto Shell Barros Reis Posto Shell Jaqueira Posto BR Porto Seco Posto Plus Brasil Posto Shell Sol Posto Ipiranga Gás Online Estoque da fila de Táxi

ENDEREÇO Largo da Madragoa Dois Leões Vila Laura - Ladeira do Capoteiro Vale do Ogunjá Bonocô / Iguatemi Av. ACM Iguatemi (Shopping da Bahia) Av. Tancredo Neves Costa Azul Jardim Armação Av. Manoel Dias Amaralina / Rio Vermelho Amaralina / Pituba Av. Octávio Mangabeira

LOCAL Posto BR Unicom Posto BR Dois Leões Posto Coopmetro Posto Shell Ogunjá Postos BR Mataripe Posto BR Nota 10 Estoque da fila de Táxi Posto BR Escola Posto BR Flamingo Posto Coopmetro Posto Shell Pituba Posto Shell Gás Online Posto Shell Gás Online Posto BR Camuripim

PONTOS DE APOIO COM EXPOSITORES NA REGIÃO METROPOLITANA CIDADE/ENDEREÇO Lauro de Freitas - Acesso Bambuzal Simões Filho - Rod. BA 093 Simões Filho - R. Rui Barbosa, box 1 e 2 Camaçari - Av. Radial B, 783

LOCAL Posto Coopmetro Posto Paraki 2 ATASF Posto Radial

CIDADE/ENDEREÇO Dias D'Ávila - Av. Raul Seixas Candeias - Rod. BA 552, KM 10 Pojuca - R. JJ Seabra, Centro

LOCAL Posto Casanova Posto Milênio ASTAP


ANO V . NÚMERO 56 . ABRIL 2015 . SALVADOR-BA

TAXISTA, SE LIGUE! 03

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

Veículos com cinco anos deverão fazer vistoria Diretor-presidente A partir deste ano, todos os veículos com cinco anos de uso, ou mais, deverão passar pela vistoria anual do Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (DETRAN). De acordo com a Portaria nº 2045 do órgão, o serviço visa garantir condições de circulação e o documento de licenciamento anual do veículo, de porte obrigatório. De acordo com o perito do DETRAN-BA, Domingos Lemos, além de garantir o CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos), a vistoria visa "verificar características estruturais,

autenticidade da identificação do veículo e se os equipamentos obrigatórios estão em perfeitas condições de funcionamento, garantindo assim, a segurança e a preservação da vida" - alerta. A vistoria pode ser realizada no DETRAN, nos SACs Paralela ou Salvador Shopping com hora marcada (0800-0715353) ou em empresas credenciadas. O valor da taxa é de R$ 35,10. O proprietário que tiver o veículo reprovado deverá regularizar a situação e retornar ao órgão para uma nova verificação.

Os proprietários devem ficar atentos à data de vencimento do licenciamento do veículo (consultar calendário em www.detran. ba.gov.br); e agendar previamente a vistoria para que a documentação seja emitida no prazo, porque se um condutor com um veículo não licenciado for parado em uma blitz levará uma multa de caráter gravíssima, no valor de R$ 191,54, inclusão de sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH), além do recolhimento do veículo. Fonte: Site do DETRAN-BA.

Eleições definem novo diretor-presidente da COMTAS No dia 21 de março ocorreu a eleição do novo Diretor-Presidente da COMTAS (Cooperativa Mista de Motoristas Autônomos de Salvador). Com a presença de 110 dos 149 cooperados, as votações se iniciaram às oito horas da manhã de sábado e Flávio Cerqueira foi eleito o novo Diretor-Presidente da Cooperativa pela maioria dos votos. Flávio substitui Heleniel Fernades e terá dois anos de mandato à frente da COMTAS, tendo Ivanildo Ferreira como Diretor-Operacional e Eduardo Macedo como Diretor-Administrativo Financeiro. “Dar ainda mais condições aos nossos cooperados de fazerem o seu trabalho da melhor maneira possível, levando mais qualidade, conforto e bom atendimento aos nossos clientes. Vamos buscar também fazer com que as pessoas conheçam a COMTAS, conheçam o nosso serviço, através de uma publicidade maior. Essas são as prioridades da nossa gestão”, disse o novo Diretor-Presidente Flávio Cerqueira.

Foto: Ei,Táxi

Nova diretoria, da esquerda pra direita: Eduardo Macedo, Flávio Cerqueira e Ivanildo Ferreira.

da COOMETAS é reeleito

Foto: Ei,Táxi

Vicente Barreto, diretor-presidente reeleito.

Os 121 taxistas cooperados da COOMETAS (Cooperativa Metropolitana de Táxis Especiais do Salvador) terão o Diretor-Presidente Vicente Barreto à frente da cooperativa por mais dois anos. Eleito em 28 de fevereiro, Vicente, que está em seu quarto mandato, acredita que pode contribuir ainda mais para o fortalecimento e crescimento da COOMETAS e dos taxistas cooperados. Mantendo o lema da sua primeira gestão “Nova fase, novos rumos”, Vicente tem ações prioritárias para o novo mandato. “Nossa prioridade será a compra de um terreno para construção do nosso estacionamento e área de descanso dos nossos taxistas. Temos um espaço aqui no aeroporto, mas acreditamos que precisamos ter um local de descanso próprio, no qual nossos cooperados possam esperar o seu lugar na fila com conforto e tranquilidade”, frisou o Diretor-Presidente.


04

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

ANO V . NÚMERO 56. ABRIL 2015 . SALVADOR-BA


ANO V . NÚMERO 56 . ABRIL 2015 . SALVADOR-BA

TURISMO 05

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

Os cantos e encantos do Santo Antônio

Fotos: Ei,Táxi

Rua Direita do Santo Antônio

Largo do Santo Antônio

O Santo Antônio Além do Carro é um dos bairros que fazem parte do Centro Histórico da cidade de Salvador. Localizado entre os bairros do Barbalho e do Carmo, o Santo Antônio é repleto de casarões e sobrados em estilo colonial e seus primeiros registros datam do século XVII. Suas ruas estreitas e belas igrejas complementam a sua arquitetura, dando um ar bucólico, e ao mesmo tempo histórico, ao bairro que encanta moradores de outras partes da cidade e turistas que visitam a capital baiana. O nome é uma homenagem ao santo católico, conhecido pelos fiéis como o santo casamenteiro. Todos os anos, durante o mês de junho, ocorrem os festejos de Santo Antônio, no bairro, com seus momentos sagrado e profano, típicos das celebrações da cidade que tem misticamente 365 igrejas católicas, uma para cada dia do ano. O “Além do Carmo”, também presente no nome do bairro, é uma referência às portas da cidade do Salvador que, no primeiro século de sua existência, tinha uma entrada no antigo Convento do Carmo, hoje, um dos hotéis mais caros e luxuosos da cidade, o Hotel Pestana Convento do Carmo. Por ser um bairro tradicional de Salvador, o Santo Antônio Além do Carmo mistura a característica de atração turística com a cultura da boa vizinhança. Por ter muitos moradores antigos, famílias que moram há várias gerações no bairro, as pessoas se conhecem e frequentam umas as casas das outras, dando ao bairro uma cara de cidade do interior. “Além da arquitetura extraordinária... a harmonia, a paz que esse bairro dá... É um bairro tranquilo. É um bairro que as pessoas procuram se ajudar. Isso tudo favorece e faz com que o Santo Antônio seja um lugar que as pessoas gostem de conhecer e estar”, disse Jorge Lopes, dono do Bar do Ulisses que tem mais de 40 anos de história no bairro.

O Sagrado Como disse Jorge, o bairro do Santo Antônio tem uma arquitetura privilegiada, singular. As Igrejas do bairro contribuem muito para essa beleza arquitetônica do Santo Antônio. Dentre elas destaca-se a Igreja Matriz de Santo Antônio Além do Carmo, originária de uma capela do final do século XVI; foi reconstruída e reinaugurada em 1813. O templo fica em frete ao Largo do Barão do Triunfo, conhecido popularmente como Largo do Santo Antônio. Além da Igreja Matriz, é importante destacar também a Igreja Nossa Senhora do Carmo; a Igreja da Ordem Terceira do Carmo; a Igreja do Santíssimo Sacramento da Rua do Passo e a Igreja da Ordem Terceira de Nossa Senhora do Boqueirão.

O Profano

Mesmo com toda essa presença da religião, o bairro do Santo Antônio também tem o seu lado profano. Tanto nos seus becos e vielas, quanto na Rua Direita, principal rua do bairro, é possível ver bares, restaurantes e espaços culturais de todos os tipos e gostos. “Tem os botequins, né? Os velhos e bons botecos que não podem deixar de ter num bairro”, afirma, com irreverência, o músico e morador do Santo Antônio, Enio Bernardes. O potencial turístico colabora bastante para esse crescimento boêmio do Santo Antônio. Por estar na parte alta da cidade, muitos bares e restaurantes têm uma bela vista para a cidade baixa e o mar da Baía de Todos os Santos. Esse é o caso dos Bares da Cruz do Pascoal e do Ulisses, e de restaurantes e cafés como o Al Carmo e Cafélier. Além dessas opções com vista para o mar, o Santo Antônio oferece lugares bem peculiares e que valem a pena de serem conhecidos, como o Bar Oliveira’s, com sua típica mesa de sinuca, e o Espaço Cultural D’Venetta, com seu ambiente rústico, cheio de antiguidades.

Igreja da Matriz

Os estrangeiros

Natali Avila, argentina que mora no bairro

COMES & BEBES:

Por todos os motivos descritos até aqui, o bairro do Santo Antônio é um ponto turístico de Salvador muito visitado. Turistas de todas as idades e nacionalidades se encantam com o bairro e muitos deles retornam para morar no Santo Antônio. Boa parte das pousadas e hotéis do bairro são de propriedade de estrangeiros, muitos jovens de outros países também moram no bairro em albergues e casas alugadas e compartilhadas. Natali Avila é uma dessas pessoas que se encantaram pelo bairro. Argentina, ela fala sorrindo o que fez com que optasse por morar lá e disse o que mais a fascina no Santo Antônio: “a energia”.

Redação Ei, Táxi com algumas informações do Site da Fundação Gregório de Mattos (Salvador Cultura Todo Dia).

O BAR DO ULISSES

Seu Ulisses era um sapateiro que decidiu vender alimentos à noite e nos finais de semana para aumentar a renda da sua família. Foi assim que tudo começou e o Bar do Ulisses surgiu, há mais de 40 anos no bairro do Santo Antônio. Dona Edith, esposa de Ulisses, era a responsável pela culinária que atraía e conquistava a clientela. Após 20 anos de muito trabalho, Seu Ulisses precisou se afastar do bar por questões de saúde e os seus filhos assumiram a tradição iniciada pelos pais. Hoje, o Bar do Ulisses é gerido por Jorge Lopes, filho de Ulisses, que desde os 19 anos abraçou a causa do Bar, com o apoio da mãe e de toda família. “Nós buscamos sempre fazer o nosso melhor para os nossos clientes. Trabalhamos com alimentos há muito tempo, mas estamos sempre tentando trazer coisas novas para as pessoas”, disse Jorge Lopes, orgulhoso por manter a tradição familiar. Participante de festivais gastronômicos, como o Comida di Boteco, o Bar do Ulisses funciona, há cinco anos, num belo casarão colonial azul na Rua Direita do Santo Antônio. O bar continua firme e forte, sempre ousando e inovando nos pratos e petiscos. O excelente atendimento, a variedade e o sabor das comidas e as caipiroscas de frutas são marcas registradas do bar. Quem visita o Santo Antônio não pode deixar de tomar uma cerveja gelada, comendo o delicioso escondidinho de camarão e apreciando o pôr do sol e a bela vista da Baía de Todos os Santos, à sombra da mangueira do Bar do Ulisses.

Bar do Ulisses

Vista do bar

Endereço: Rua Direita de Santo Antonio, 541 - Santo Antônio Além do Carmo, Salvador-BA, 40301-280. Telefone: (71) 3014-0130. Funcionamento: Terça (a partir das 17h) a domingo (até às 17h). Fecha às segundas-feiras. Valores: de 10 a 30 reais por pessoa (por prato). Dicas: Escondidinho de Camarão (R$ 35,00 , serve 2 pessoas) e Roskas de frutas (R$ 8,00 cada) Batata Imperial


06

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

ANO V . NÚMERO 56. ABRIL 2015 . SALVADOR-BA

Cidade limpa, povo civilizado. Não jogue este impres


ANO V . NÚMERO 56 . ABRIL 2015 . SALVADOR-BA

ECONOMIA 07

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

Educação Financeira Será que vale a pena manter o carro ou seria melhor andar de táxi? Nas grandes cidades brasileiras o meio de transporte preferido é o carro de passeio, mesmo com o extraordinário avanço das motocicletas. Caso o transporte coletivo oferecesse um serviço de qualidade, principalmente nas grandes metrópoles, facilitando a mobilidade do cidadão e contribuindo para uma melhor qualidade de vida, já que nossas vias andam “engarrafadas” com tantos veículos circulando, o transporte preferido ou mais utilizado poderia ser outro. Mesmo com toda situação financeira desfavorável no Brasil, o brasileiro ainda sonha em adquirir seu meio de transporte individual, seja o carro ou a moto. Porém, infelizmente, sem um planejamento adequado, o cidadão acabará pagando juros altíssimos ao recorrer aos financiamentos bancários para realizar esse projeto de vida, impactando negativamente na sua saúde financeira, além de dificultar o ir e vir nas nossas vias urbanas. A nossa cidade de Salvador, já possui um frota estimada de 800 mil veículos, com uma representatividade de automóveis e de

motocicletas. Mesmo com a renovação da frota de ônibus na primeira capital do Brasil, e o funcionamento da primeira etapa do metrô, e suas ampliações que estão por vir; o soteropolitano, ainda por uma questão de status, prefere investir na dobradinha motorizada de uso individual, a utilizar táxis ou transportes coletivos, ou a exigir melhores serviços, como fazem outros povos em diversas capitais do mundo. Não que seja ruim ter um carro, mas muitas vezes o custo para manter esse bem pode gerar um desequilíbrio financeiro que poderá atrapalhar os reais objetivos na busca por uma vida saudável e plena. E você? Sabe qual é o custo para ter um carro em nossa cidade? Você acha que é somente pagar as parcelas e o combustível que não para de aumentar, ou é consciente que existem outras despesas para se preocupar? Para ajudá-lo nesse cálculo, irei utilizar como exemplo um “carro popular”, no valor de R$ 30.000,00 (trinta mil reais), para detalhar todas as despesas para manter o “possante” mensalmente:

GASTO COM O AUTOMÓVEL DE PASSEIO

POR MÊS

POR ANO

Financiamento

R$

600,00 R$ 7.200,00

Seguro (5% do valor do carro)

R$

125,00 R$ 1.500,00

IPVA (3% do valor do carro)

R$

75,00 R$

900,00

DPVAT

R$

8,80 R$

105,65

CRLV (Licenciamento)

R$

7,29 R$

87,50

Combustível

R$

360,00 R$

4.320,00

Manutenção

R$

40,00 R$

480,00

Lavagem

R$

60,00 R$

720,00

Estacionamento

R$

90,00 R$

1.080,00

Depreciação do carro (10%)

R$

250,00 R$

3.000,00

Total

R$ 1.616,09 R$ 19.393,15

Esse custo por mês, de R$ 1.616,09, que corresponde a 5,39% do valor total do bem é muito alto para manter um veículo. Levando em consideração o perfil do cidadão soteropolitano, esse exemplo mostra um dos motivos que o carro não deve ser considerado um investimento, uma vez que não dá retorno ao investidor; pelo contrário, as despesas para manter e o financiamento bancário podem desequilibrar o orçamento. Seria muito mais viável andar de táxi para economizar durante o mês. Esse cálculo serve como parâmetro tanto para aqueles que já têm um carro

como para os que pensam em adquirir um segundo veículo familiar. Suponhamos que a pessoa gaste por dia para trabalhar R$ 45,00 de táxi para fazer o trajeto casa/trabalho/casa. Em média são 22 dias úteis no mês (R$ 45 reais x 22 dias úteis = R$ 990,00). Nesse caso, o cidadão estaria economizando R$ 626,09 no mês, um valor considerável. Muitas vezes um segundo carro tem um custo desnecessário no orçamento familiar. Além do mais, se a pessoa gosta de frequentar as baladas e beber, é muito melhor, ir de táxi para evitar infrações de trânsito ou pior, uma tragé-

dia que poderá vitimar ou deixar pessoas com sérias sequelas. É importante não pegar carros clandestinos em qualquer cidade baiana ou brasileira para sua própria segurança. No táxi regulamentado você terá todos os benefícios e garantias de um profissional habilitado e registrado junto aos órgãos competentes. Inclusive, os taxistas que já possuem o seguro auto da categoria (depende da seguradora) têm coberturas para passageiros em caso de acidentes. Toda oportunidade que gere economia para investir com sabedoria será sempre bem vinda. O importante é continuar aprendendo para tomar suas decisões e realizar seus sonhos! Até o nosso próximo encontro.

Edval Landulfo, Economista, Coach e Educador Financeiro. edval.landulfo@landulfofinancas.com.br www.landulfofinancas.com.br


08 CULTURA

ANO V . NÚMERO 56. ABRIL 2015 . SALVADOR-BA

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

Festival da Cidade celebrou os 466 de Salvador em oito dias de festa Para o presidente da Saltur, Issac Edington, o Festival da Cidade Cerca de 150 mil pessoas curtiram as mais de 100 atrações que fizeram parte dos oito dias do Festival da Cidade 2015. A programação cultural comemorativa pelos 466 anos de Salvador foi promovida pela Prefeitura, sob coordenação da Secretaria Municipal de Turismo e Cultura (Sedes) e Empresa Salvador Turismo (Saltur), entre 22 e 29 de março. O encerramento aconteceu numa noite de domingo (29) com o show do padre Fábio de Mello, na Praça Castro Alves. O ponto alto dos festejos aconteceu no sábado (28). A cidade viveu um dos momentos mais emocionantes com o show da cantora Maria Bethânia, no Largo do Farol da Barra, que reuniu 50 mil pessoas para celebrar os 50 anos de carreira da artista e o aniversário da primeira capital do Brasil. “Estou muito feliz de poder comemorar esses 50 anos de um trabalho muito dedicado, amoroso, responsável nessa cidade e acho que por isso aconteceu essa resposta tão linda do público. Já havia sido convidada pelo Prefeito para apresen-

Fotos:Valter Pontes - AGECOM

Foto:Marcelo Granda - AGECOM

Folclórico da Bahia no Festival da Cidade – Boca do Rio (27/03)

tar esse show no Réveillon, mas como pra mim é uma data difícil por ser próxima à data de morte de minha mãe, fiquei muito contente em ter recebido novamente o convite e em um momento tão especial que é o aniversário desta cidade pela qual tenho um carinho muito grande”, ressaltou Bethânia. Diversos artistas também elogiaram a iniciativa da Prefeitura em promover uma verdadeira maratona cultural. “A coisa mais importante é não fazer uma comemoração isolada. Além de oferecer entretenimento musical, é importante oferecer um pouco mais de cul-

DICAS CULTURAIS Mês da Dança

Fotos:Agenda Cultural Bahia (FUNCEB)

O Grupo de Dança Contemporânea da UFBA é uma das atrações do mês da dança.

Em abril, comemora-se o Dia Internacional da Dança (29/04). Para celebrar essa data importante, a Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB) promove a 9ª edição da AgenDANÇAbril, uma agenda especial que apresenta uma programação de atividades e espetáculos de dança que se realiza nas cidades baianas neste período. Para mais informações sobre os espetáculos acesse: http://www.agendacultural.ba.gov.br/. Fonte: Agenda Cultural Bahia (FUNCEB)

Maria Bethânia no Festival da Cidade - Barra (28/03)

tura, peças de teatro, centros culturais; é fazer as pessoas entenderem que isso é uma ferramenta de revolução”, avaliou o ator Luiz Miranda, que se apresentou com a peça "7 Conto" no bairro de Cajazeiras. A diversidade foi o grande mote do Festival da Cidade. As atrações gratuitas foram disponibilizadas em 36 localidades espalhadas por Salvador e teve de tudo: teatro, música, cinema, feiras de gastronomia e artesanato, grafite, humor, distribuição de livros, exposição e oficinas culturais, dentre outras atividades. Para muitos cidadãos,

Luiz Miranda no Festival da Cidade - Cajazeiras – Boca do Rio (27/03)

como o cobrador de ônibus Josenaldo Freitas, foi a possibilidade de ter acesso à cultura perto de casa. "É interessante este projeto porque dá oportunidade dos moradores curtirem um lazer diferente. Muitas pessoas daqui do bairro nunca foram ao cinema por falta de dinheiro e o cinema ao ar livre possibilita este momento único", afirmou ao conferir o Cinema na Praça, em Tubarão. "Eu estou muito feliz por causa de Tatiana, que teve paralisia com dois anos e hoje não anda. Com evento aqui na porta de casa ela pode se divertir”, afirmou a dona de casa Ira-

Mostra Pierre Verger

cema Costa, ao lado da filha durante a apresentação de Fred Menendez e Rixô Elétrico, na Ponta de Humaitá. O prefeito ACM Neto avaliou o Festival da Cidade como um sucesso, este ano e ressaltou que, desde o início da gestão, houve uma preocupação muito grande em promover eventos na rua e com ampla participação popular, garantindo a multiplicidade de atrações culturais e artísticas que fazem parte da característica de Salvador. “É necessário que as pessoas aproveitem e vivam intensamente a nossa cidade, e nada melhor do que fazer esses eventos para celebrar Salvador”, apontou. cumpriu o objetivo de oferecer programação de qualidade para diversas plateias, em diferentes pontos de Salvador. “Procuramos beneficiar os espaços públicos e oferecer um leque diversificado de atrações, de teatro e música a competições esportivas, ressaltando as características físicas e culturais da capital baiana. Com certeza, foi um festival com a cara de Salvador”, finalizou. Fonte: AGECOM.

Samba do Santo Antônio

Foto: Ei,Táxi

A mostra acontece até 31/05.

A Exposição As Aventuras de Pierre Verger que conta a trajetória do fotógrafo francês, radicado na Bahia, desde a sua infância na França passando pelas diversas viagens que realizou pelo mundo. A mostra é gratuita e acontece no Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM) até o dia 31 de maio, de terça à sexta das 13h às 19h e sábados, domingos e feriados das 13h às 18h. Fonte: Agenda Cultural Bahia (FUNCEB)

O samba acontece sempre na última sexta-feira do mês.

Toda última sexta-feira do mês, acontece a roda de samba do Grupo Botequim no bairro do Santo Antônio Além do Carmo. Tradição no bairro, o evento é gratuito e ocorre no Largo do Santo Antônio, às 21h, sempre na última sexta-feira de cada mês. Para mais informações acesse: https:// www.facebook.com/rodadesamba.botequim


ANO V . NÚMERO 56 . ABRIL 2015 . SALVADOR-BA

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

09


10 CAPA

ANO V . NÚMERO 56. ABRIL 2015 . SALVADOR-BA

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

Manifestação nacional contra o aplicativo UBER

Taxistas de várias cidades do país se manifestaram contra o UBER, aplicativo de carona remunerada No dia 08 de abril, milhares de taxistas de todo o Brasil protestaram contra o transporte ilegal e o aplicativo de “carona” remunerada UBER. A manifestação, promovida pela Associação Brasileira das Associações Civis e Cooperativas de Motoristas de Táxi (ABRACOMTAXI), ocorreu simultaneamente, às 10h da manhã,

em São Paulo (na capital e em Campinas), Rio de Janeiro, Salvador, Fortaleza, Belo Horizonte, Curitiba e Brasília. Os protestos foram pacíficos e tiveram o objetivo principal de chamar a atenção das autoridades públicas para a ameaça que o aplicativo de “carona” remunerada UBER oferece

aos profissionais do táxi. Como já frisamos nessa edição do Ei, Táxi, na matéria sobre esses aplicativos (pág. 13), o UBER vem trazendo prejuízos reais para taxistas de várias cidades do mundo e é uma ferramenta de grande eficiência na atuação do motorista ilegal, contribuindo diretamente para a expansão do trans-

porte clandestino. Em resposta às manifestações, a UBER se pronunciou oficialmente através de sua assessoria, destacando que os brasileiros devem ter seu direito de escolha para se locomover nas cidades. "A Uber ressalta, ainda, que não é uma empresa de táxi, muito menos fornece este tipo de serviço, mas

São Paulo Na capital paulista, os taxistas se concentraram na Praça Charles Miller, próximo ao Estádio do Pacaembu. Segundo informações da Polícia Militar, cerca de 2.500 taxistas saíram do local às 11h30 em carreata pelas ruas do Centro da cidade até chegarem à Câmara Municipal, onde ficaram até às 14h40. Na Câmara Municipal, os taxistas foram recepcionados por uma comissão que teve a presença do Presidente da Casa Antonio Donato. Os manifestantes protestaram contra o uso do UBER, ressaltando que o aplicativo tem prejudicado os taxistas da cidade, fortalecendo o transporte clandestino. Robson de Jesus Xavier, Presidente do Sindicato dos Taxistas de Guarulhos, disse que os motoristas do UBER não pagam impostos, nem têm autorização para fazer o transporte de passageiros, colocando a segurança do cidadão em risco. Além dos taxistas da capital paulista, os profissionais do táxi de Campinas também participaram da manifestação.

Rio de Janeiro

sim uma empresa de tecnologia que criou uma plataforma tecnológica que conecta motoristas parceiros particulares a usuários que buscam viagens seguras e eficientes, em mais de 300 cidades de 56 países", declarou a UBER em nota à imprensa.

Foto: ABRACOMTAXI

Taxistas se concentrando em São Paulo

Foto: ABRACOMTAXI

Curitiba

Foto: ABRACOMTAXI

Taxistas protestam no Rio

No Rio, centenas de taxistas também aderiram à manifestação. Por volta das 11h22, os profissionais da categoria partiram em carreata ao centro da capital fluminense até chegarem à sede da Prefeitura. Durante o percurso, os manifestantes passaram pelo Palácio Guanabara, tomando toda extensão da Avenida Pinheiro Machado, no bairro de Laranjeiras, sentido Zona Norte da cidade. O grupo de taxistas chegou à Prefeitura no início da tarde e promoveu um ato no local.

Distrito Federal De acordo com o sindicato da categoria, cerca de 150 táxis participaram da manifestação no Distrito Federal. Os manifestantes deixaram a concentração no estacionamento em frente ao Estádio Mané Garrincha às 11h05 e seguiram em carreata rumo ao Palácio do Buruti, com o objetivo de entregar ao secretário de Mobilidade Urbana, Carlos Tomé, um documento com reivindicações da categoria contra o transporte clandestino. Segundo informações do Sindicato da categoria, a capital federal conta com uma frota de 3.400 táxis e 5.000 taxistas.

Manifestantes em Curitiba

Em Curitiba, a manifestação mobilizou, aproximadamente, 500 taxistas na manhã do dia 08. Os manifestantes se concentraram na Rua Manoel Eufrásio e tinham a intenção de fazerem um ato em frente à Prefeitura, no Centro Cívico da Capital Paranaense, bloqueando as pistas centrais da Avenida Cândido de Abreu. Devido ao grande número de taxistas, a categoria decidiu por fazer a carreata pelas ruas centrais, com destino à rodoviária da cidade. Curitiba conta oficialmente com cerca de três mil táxis. Continua na próxima página


ANO V . NÚMERO 56 . ABRIL 2015 . SALVADOR-BA

Protesto tímido em Salvador

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

A mobilização inicial para a manifestação dos taxistas em Salvador ocorreu na manhã do dia 31 de março na sede do SINDITAXI, que fica no Ogunjá. A reunião contou com a presença do Delegado Regional da ABRACOMTAXI e Diretor-Presidente da COOMETAS, Vicente Barreto, e de alguns líderes da categoria. De acordo com Vicente, o objetivo desse primeiro encontro foi alinhar a pauta de reivindicações da manifestação, chamando a atenção dos taxistas para a particularidade e importância do ato. Durante a reunião ficou decidido que a concentração para a manifestação ocorreria na sede do SINDITAXI às 10h. A equipe de reportagem do Ei, Táxi cobriu com exclusividade a manifestação dos taxistas em Salvador. Na manhã chuvosa do dia 08 de abril chegamos à sede do SINDITAXI, por volta das 9h40, e encontramos um número pequeno de taxistas na sala de reunião do sindicato. Às 10h, cerca de 20 taxistas se dirigiram para a área em frente ao sindicato, munidos de faixas com mensagens contra o transporte clandestino. Além de Vicente Barreto, estavam presentes outros líderes da categoria como o Presidente Carlos Augusto Dias, o Vice-Presidente Luiz Alves e o Diretor do SINDITAXI Antônio Melo, o Diretor-Presidente da COMTAS, Flávio Cerqueira, Antônio José Brandão da Use Táxi, Jorge Freitas da Teletáxi, dentre outros representantes de associações, cooperativas e empresas de rádio-táxi da cidade. “Eu acredito que o UBER ainda não está bem segmentado aqui em Salvador, mas isso aí vai chegar e a gente tem que se unir e lutar contra isso”, afirmou com preocupação o representante da Teletáxi Jorge Freitas. Depois de uma hora, aproximadamente, o protesto se encerrou e os taxistas presentes se dispersaram. Foto: Ei,Táxi

A tímida manifestação em Salvador

CAPA

11

Já passou da hora dos taxistas de Salvador se unirem Foto: Ei,Táxi

Os taxistas de Salvador precisam se unir

A frota de táxi de Salvador conta com cerca de 7.200 veículos, segundo informações oficiais do SINDITAXI. Por isso, a tímida participação dos taxistas na manifestação na capital baiana liga o alerta da categoria e demonstra a desunião dos profissionais do táxi de Salvador. A situação é preocupante principalmente se compararmos os dados referentes à participação dos taxistas na manifestação em cidades como Brasília e Curitiba, que sequer têm metade do número de táxis de Salvador. Brasília teve 150 táxis nas ruas e 500 taxistas pararam o trânsito em Curitiba durante a manifestação do dia 08. Portanto, os cerca de 20 taxistas que protestaram em Salvador é um dado vergonhoso e alarmante para a categoria da terceira maior cidade do país em número de habitantes. O transporte clandestino é um problema que se agrava a cada ano em Salvador e os aplicativos de carona remunerada como o UBER, apesar de ainda não terem chegado com força por aqui, são uma ameaça ainda maior ao fantasma do clandestino. Já passou da hora dos taxistas de Salvador entenderem que uma categoria, que conta com 7.200 táxis oficiais, pode ter muita força. A força está ao alcance da categoria, só está faltando união. Redação Ei, Táxi com algumas informações dos sites G1 e Folha Online.


12

ANO V . NÚMERO 56. ABRIL 2015 . SALVADOR-BA

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

O Bahia tem dono: o seu torcedor! Seja sócio e garanta uma série de vantagens Direito a Voto Participação em Assembleias Desconto com Parceiros (Futebol Melhor) Desconto e Prioridade na Compra de Ingressos (Jogos em Casa) Desconto em Produtos Oficiais nas Lojas Credenciadas Participação em Campanhas e Sorteios Promocionais Programa de Fidelidade

Associe-se agora mesmo! Taxista, faça parte das conquistas do Esquadrão!

www.sociodobahia.com.br Atendimento: (71) 3034-1001 | 3034-1006 | 3034-3006 Ei,Táxi


ANO V . NÚMERO 56 . ABRIL 2015 . SALVADOR-BA

TECNOLOGIA

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

13

Aplicativos de carona remunerada: a nova ameaça aos taxistas

Você já ouviu falar em carona remunerada? Conhece o Uber e o Zaznu? Pois é, os aplicativos de carona remunerada já são uma realidade que ameaça os taxistas de várias cidades do mundo. Uber e Zaznu são aplicativos para computadores e smartphones que conectam motoristas comuns a pessoas que querem uma “carona”. Em Nova Iorque, segundo a Comissão de Táxi e Limousine (TLC, em inglês) da cidade, o número de usuários do UBER (14.088) já ultrapassou a quantidade de táxis (13.587) da metrópole americana. Esses aplicativos, que vêm tirando o sono dos taxistas de grandes cidades do mundo,

estão começando a ficar mais populares aqui no Brasil, ligando o alerta dos profissionais de capitais como Rio de Janeiro e São Paulo. Apesar de não serem tão conhecidos por taxistas baianos, o Uber e o Zaznu são ameaças reais ao serviço de táxi de todo o Brasil e, inclusive, a retirada do ar das versões brasileiras dos aplicativos foi uma das reivindicações da manifestação nacional dos taxistas promovida pela ABRACOMTAXI no dia 08 de abril. Segundo Vicente Barreto, Diretor-Presidente da COOMETAS e Presidente da ABRACOMTAXI na Bahia, todos os taxistas serão prejudicados com a chegada desses

Foto: site Uber

O Uber vem tirando o sono dos taxistas das grandes cidades do mundo

aplicativos. “O taxista está sendo roubado. Essa é a palavra certa para definir essa situação. Esses aplicativos são desleais. Se você entrar no site, está dizendo lá: táxi descomplicado. E você vai ver que não é um táxi. É um carro comum”, afirmou Vicente.

Foto: site Zaznu

O Zaznu é menos conhecido, mas também é um aplicativo de carona remunerada

Uma ferramenta eficaz para os motoristas clandestinos

O transporte clandestino é um dos grandes problemas enfrentados pela categoria em todo país. Motoristas comuns não podem ser remunerados ao transportar passageiros, eles não têm autorização para isso, nem têm o direito adquirido

pelos taxistas que são licenciados e pagam impostos para prestar esse serviço. Esses aplicativos só beneficiam os motoristas clandestinos e são uma grande ameaça à categoria, que tem mais de 600 mil profissionais em todo o Brasil. O novo Diretor Presidente da Cooperativa COMTAS, Flávio Cerqueira, disse que “esses aplicativos são ferramentas que organizam o transporte clandestino, beneficiando os motoristas ilegais e impactando diretamente na renda do taxista”. Qualquer motorista pode se cadastrar nesses aplicativos e isso, além de prejudicar diretamente os profissionais do táxi, é uma ameaça à segurança do passageiro que paga por uma “carona” para se locomover na cidade.

Redação Ei, Táxi com algumas informações do Site G1.

Áudio para cegos em táxi pode se tornar obrigatório O taxista presta um serviço que visa facilitar a locomoção dos cidadãos na cidade. Quando o cidadão em questão é um portador de necessidades especiais, o táxi pode se tornar ainda mais fundamental no dia a dia dessas pessoas. Porém, para atender os portadores de necessidades especiais, os taxistas precisam, muitas vezes, fazer adaptações nos seus veículos, facilitando, assim, o acesso dessas pessoas ao táxi. Os deficientes visuais

Foto: Site da FIP

O equipamento de áudio vai informar os dados e valores gerados pelo taxímetro.

são um dos casos de portadores de necessidades especiais que precisam que os serviços básicos públicos se adaptem à sua realidade. Dessa forma, é necessário também que os cegos possam ter uma boa experiência ao pegar um táxi. É pensando na acessibilidade dos deficientes visuais que a Câmara dos Deputados de Brasília está analisando o projeto de lei que obriga os taxistas a terem um equipamento de áudio que informe os dados sobre a tarifa e os

quilômetros rodados, aos passageiros com deficiência visual. O objetivo é fazer com que o projeto, que ainda está em tramitação, seja incluído na Lei de Acessibilidade (10.098/00). Conforme o texto, os taxistas terão 12 meses, a contar da data de publicação da lei, para adequarem os seus veículos à nova regra.

Redação Ei, Táxi com informações do site Pessoas com deficiência.


14

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

ANO V . NÚMERO 56. ABRIL 2015 . SALVADOR-BA


ANO V . NÚMERO 56 . ABRIL 2015 . SALVADOR-BA

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

15


16 TAXISTA, SE LIGUE!

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

ANO V . NÚMERO 56. ABRIL 2015 . SALVADOR-BA

Taxistas poderão agendar serviço de vistoria no DETRAN-BA

Foto: Assessoria de Comunicação do DETRAN-BA

Na manhã do dia 30 de março, o presidente Carlos Dias, o vice-presidente Luiz Alves e o diretor do SINDITAXI Antônio Melo, juntamente com representantes de associações e cooperativas de taxistas se reuniram com o diretor de veículos do Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (DETRAN-BA), Élvio Brandão, para solicitar melhorias no atendimento do serviço de vistoria realizado no órgão. Ficou acordado que, a partir desse mês de abril, o Detran vai disponibilizar dois guichês para atender a categoria, com dia e horário pré-estabelecidos através de agendamento. O objetivo é dar celeridade ao atendimento, evitando, assim, longas filas e reduzindo o tempo de espera. “Estamos abertos a receber propostas dos usuários, porque o nossa meta é oferecer serviços de qualidade à população. O diálogo com os taxistas foi um bom exemplo disso”, reforçou o diretor do DETRAN-BA. Fonte: Assessoria de Comunicação do DETRAN-BA.

Reunião dos representantes dos taxistas com Élvio Brandão, diretor do DETRAN-BA

Deputado estadual Herzem Gusmão vai à justiça contra cobrança de vistoria pelo DETRAN Foto: Assessoria do Deputado Herzem Gusmão

PT conseguiu vetar taxa com decreto legislativo no Mato Grosso do Sul O deputado estadual Herzem Gusmão (PMDB) defende que a cobrança da vistoria veicular pelo Detran é inconstitucional. Em reunião com o líder da bancada de oposição, deputado Sandro Régis (DEM), o deputado mostrou um decreto legislativo, de autoria dos parlamentares do PT na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, que impediu a cobrança da taxa no estado. "Não podem haver dois entendimentos sobre essa matéria. Quem pode legislar sobre isso é a União. O PT no Mato Grosso do Sul entendeu dessa forma. O PT da Bahia quer ir contra a Constituição? Espero que o governo volte atrás nessa cobrança", salientou Herzem Gusmão. O deputado afirmou ainda que a bancada de oposição na Assembleia da Bahia vai entrar na Justiça contra a cobrança, alegando sua inconstitucionalidade. "Agora querem elevar em quase 130% o valor da taxa, que não é legal. Vamos lutar na Justiça para impedir que o cidadão seja lesado dessa maneira", ressaltou o deputado estadual.

Deputado Herzem Gusmão (PMDB) em reunião com o Deputado Sandro Régis (DEM)

Fonte: Assessoria do Deputado Herzem Gusmão (PMDB).

Euvaldo Jorge é mantido na presidência da comissão de transporte, trânsito e serviços municipais A Comissão de Transporte, Trânsito e Serviços Municipais da Câmara de Salvador foi instalada na tarde do dia dois de abril na Sala das Comissões da Casa Legislativa. O vereador Euvaldo Jorge (PP), eleito por unanimidade, continua como presidente do colegiado permanente para o biênio 2015-2016. “É uma honra continuar presidindo uma comissão de extrema importância para nossa cidade. Nossos trabalhos tiveram relevante atuação nos últimos dois anos, participando de importantes debates como a licitação do transporte público, a realização de obras estruturantes como a Via Expressa, o complexo de viadutos do Imbuí e a instalação da Linha Verde Viva, e a reestruturação da Estação da Lapa, dentre outros temas. Tenham certeza de que continuarei empenhado em contribuir para solucionar um dos problemas mais críticos de Salvador, que é a mobilidade, colaborando com os governos estadual e municipal, bem como com a sociedade“, afirmou o vereador Euvaldo ao comemorar a permanência na liderança do colegiado. O vice-presidente da comissão será o vereador Pedrinho Pepê (PMDB). Ainda integram o colegiado os vereadores Armando Lessa (PT), Alberto Braga (PSC), Henrique Carballal, Odiosvaldo Vigas (PDT) e Toinho Carolino (PTN). Os vereadores, Alemão (PRP) e Kátia Alves (DEM) integram a suplência da Comissão de Transporte, Trânsito e Serviços Municipais. Fonte: Assessoria do Vereador Euvaldo Jorge.

Foto: Fanpage oficial do Vereador no Facebook.

Vereador Euvaldo Jorge (PP) é mantido na Comissão de Transporte, Trânsito e Serviços Municipais


ANO V . NÚMERO 56 . ABRIL 2015 . SALVADOR-BA

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

ASSOCIAÇÕES 17

A luta dos taxistas auxiliares continua Reunião com o Prefeito

Foto: ATAS

Reunião dos taxistas auxiliares com o Vereador Everaldo Augusto (PcdoB)

No mês passado, mais precisamente no dia 06 de março, o Jornal Ei, Táxi fez a cobertura da manifestação, realizada pelos taxistas auxiliares, que culminou na sessão que ocorreu na Câmara Municipal de Salvador. Promovida pelo Vereador e Presidente da Comissão dos Direitos do Cidadão Everaldo Augusto (PCdoB), atendendo às solicitações da Associação de Taxistas Auxiliares de Salvador (ATAS) e da Cooperativa dos Taxistas Auxiliares (COASTAXI), a

sessão teve entre as reivindicações: a garantia dos direitos trabalhistas; alteração do estatuto do SINDITAXI; e maior transparência nas licitações e transferências de alvarás. O Deputado Federal Davidson Magalhães (PCdoB), o Vereador Luis Carlos Suíca (PT), Genival Melo (COTAE), Gilberto Silva (COASTAXI), Jairo Conceição (ATAS), um representante de locadora e empresários do ramo de rádio-taxi também estiveram presentes na sessão.

A sessão na Câmara Municipal de Salvador gerou desdobramentos positivos para a luta dos taxistas auxiliares. No final do mês passado, dia 30 de março, Jairo Conceição, Presidente da ATAS, e outros líderes dos taxistas auxiliares se reuniram com vereador Everaldo Augusto (PCdoB) às 11h na Sala de oposição da Câmara Municipal. Durante a reunião foram discuti-

dos os pontos principais da proposta dos auxiliares ao Ministério Público Federal do Trabalho (MPT), com destaque às reivindicações de regulamentação das diárias dos taxistas auxiliares e a transferência dos auxiliares para permissionários. No mesmo dia, a tarde, o presidente da ATAS encaminhou a proposta ao Ministério Público do Trabalho.

ATAS encaminha proposta ao MPT

Além do encaminhamento da proposta ao MPT, a ATAS também protocolou, na prefeitura de Salvador, o abaixo-assinado com 400 assinaturas de taxistas permissionários e auxiliares, solicitando uma reunião com o Prefeito, ACM Neto. “Já fizemos reuniões com o

Secretaria de Segurança Pública, com a diretoria do DETRAN e com representantes de outros órgãos públicos, mas nada é resolvido. Agora, queremos falar diretamente com o Prefeito, queremos uma solução para a nossa situação”, afirmou Jairo Conceição, presidente da ATAS.

Reunião com o Deputado Davidson Magalhães (PCdoB) No dia 16 de abril, os auxiliares vão se reunir com o Deputado Federal, Davidson Magalhães (PCdoB), para discutir alguns pontos da Lei Federal 12.468/11, conhecida como Lei dos Taxistas. A intenção é estudar as estratégias para inclusão dos taxistas auxiliares como profissionais que fazem parte da categoria, buscando garantir os direitos e deveres dos auxiliares e o reconhecimento legal desses profissionais.

Ato no dia 1º de maio

Os líderes dos taxistas auxiliares já estão se mobilizando junto à Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) e Central Única dos Trabalhadores (CUT) para planejar um ato no dia 1ª de maio, Dia do Trabalho. O objetivo é continuar a luta pelo reconhecimento dos auxiliares como profissionais do táxi, fazendo com que a sociedade e as autoridades públicas conheçam os problemas dos taxistas auxiliares. O Jornal Ei, Táxi vai continuar acompanhando os desdobramentos das ações dos taxistas auxiliares na busca por seus diretiros.

REIVINDICAÇÕES DOS AUXILIARES > Regulamentação das diárias > Lei Complementar reconhecendo o auxiliar como taxista > Intervenção do poder público nas relações entre permissionários e auxiliares > Garantia dos direitos trabalhistas > Alteração do estatuto do Sindtaxi, reconhecendo o auxiliar como taxista > Transparência nas licitações e transferências de alvarás > Fiscalização do transporte clandestino > Aplicação da lei que prevê táxis com acessibilidade >Reunião com o prefeito ACM Neto


18

Classificados

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

ANO V . NÚMERO 56. ABRIL 2015 . SALVADOR-BA


ANO V . NÚMERO 56 . ABRIL 2015 . SALVADOR-BA

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

TAXISTA, CONTE SUA HISTÓRIA! 19

Bronson, o Rei do Asfalto

O serviço de transporte de passageiros é quase tão antigo quanto a civilização. O “riquexó”, carro de duas rodas puxado por uma pessoa, foi a primeira invenção que deu início à tradição de transportar cidadãos. Os primeiros táxis motorizados começaram a circular na cidade alemã de Estugarda, em 1896. No ano seguinte, o taxímetro – inventado pelo alemão Wilhelm Bruhn, em 1891 – foi comprado pelo empresário Friedrich Greiner, que equipou os seus veículos com esse sistema de cobrança inovador, criando a primeira empresa de táxi motorizado do mundo. É amigo, o táxi moderno tem mais de um século de história e é um dos símbolos das grandes metrópoles. Os taxistas passam o dia transportando e conhecendo pessoas; ouvindo e con-

Bronson com o seu táxi Kia Cerato, o único de Salvador.

Tudo começou na Rua Chile

Hoje, quem entra no Kia Cerato de Bronson, não imagina que a vida de taxista dele começou num Fusquinha, há quase 34 anos. Antes de dirigir táxi, Ronaldo tinha um caminhão e trabalhava fazendo mudanças. Cansado da vida de carregar o peso dos móveis dos seus clientes, ele resolveu vender o seu caminhão e comprar um táxi. “Eu já tive vários táxis. Além do Fusca, eu tive um Chevette, dois Santanas, um Siena e hoje tenho um Cerato. Eu sempre fui um coroa meio ousado a respeito de conforto”, disse Bronson orgulhoso de ter o único Kia Cerato táxi de Salvador. Desde que vendeu o seu caminhão, Bronson não conseguiu mais largar a rotina de taxista, e, aos 61 anos, recentemente completados, fala com orgulho das

tando histórias. É por isso que o Jornal Ei, Táxi criou essa nova seção, para que os taxistas possam contar um pouco das suas histórias de vida, relatando as curiosidades da profissão e o sentimento de ser taxista. Para inaugurarmos essa nova editoria do Ei, Táxi, vamos contar a história do baiano de Entre Rios, Ronaldo Silva, taxista de Salvador com 33 anos de profissão e muitas histórias. Bronson, como é chamado por colegas e clientes por causa da semelhança com o já falecido ator americano Charles Bronson, é um sujeito tranquilo, sério, mas, ao mesmo tempo, muito divertido. Nós demos uma volta no táxi de Bronson pelo centro de Salvador, registrando todos os detalhes do bate-papo que tivemos ao longo da viagem.

Foto: Ei,Táxi

realizações conquistadas ao volante do táxi e da bela família que construiu ao lado da esposa Ana Maria, com quem é casado há quase 40 anos. “Tudo se iniciou aqui nesse ponto da Rua Chile, em frente ao Hotel Palace e à antiga loja de roupas Sloper. Foi aqui que comecei a minha vida de taxista. Hoje em dia não é mais aquela Rua Chile, não é? Onde desfilavam mulheres bonitas, mulheres da alta sociedade”, relembra Bronson, com saudade. Atualmente, no prédio onde funcionava a Sloper, existe uma unidade do SENAC, e o imponente Hotel Palace está irreconhecível, atrás das cortinas da obra de revitalização. Bronson, que continua sintonizado orgulhosamente à Teletáxi, desde que co-

Foto: Site Salvador-Antiga

Antiga Rua Chile

Rua Chile hoje

Foto: Correio

Foto: Site Salvador-Antiga

Antigo Hotel Palace

Hotel Palace hoje

meçou na profissão, vem seguindo as tendências tecnológicas dos aplicativos de táxi, como o 99taxis e o Easy Taxi, conquistando clientes através do seu ta-

blet que fica no “para-sol” do seu carro. Hoje, Bronson, às vezes espera por clientes nos pontos de táxi do Salvador Shopping e do Shopping da Bahia (antigo Iguatemi),

mas, por utilizar esses novos dispositivos tecnológicos e ter muitos clientes, ele normalmente está sempre rodando nas ruas da cidade.

Sobrevivendo aos perigos das ruas

Foto: Ei,Táxi

Depois de conversar com Bronson, podemos perceber que o seu apelido não foi conquistado meramente pela semelhança com o ator americano. Assim como nos filmes de ação que Charles Bronson participou durante a sua carreira, o taxista Bronson também passou por vários perigos nas ruas de Salvador. “Eu fui assaltado 13 vezes. Não é três, é 13”, enfatizou ele. “Inclusive já fui colocado em mala de carro, passei seis horas e 15 minutos dentro da mala. Mas faz parte do trabalho, a vida de taxista é essa aí. A gente trabalha na rua, com todo tipo de gente. Por isso, nós podemos transportar tanto um doutor, um juiz, como um marginal”, complementou ele.

Mesmo depois de 33 anos de profissão, Bronson não deixa de acompanhar a evolução do táxi.

O rei do asfalto

Foto: Tribuna da Bahia

Foto: Ei,Táxi

Ao final da entrevista, após ser perguntado sobre a importância do táxi na vida dele, Bronson disse que “tem tudo que queria ter: uma casa boa,um filho maravilhoso,netos,uma mulher maravilhosa.E tudo foi conquistado no táxi”. “Não consegui me formar em algo... Mas me formei... Sou Rei do Asfalto. Roberto Carlos é o Rei da Música e eu sou o Rei do Asfalto”, concluiu o orgulhoso taxista Ronaldo Silva, o verdadeiro Bronson.

RedaçãoEi,TáxicomalgumasinformaçõesdossitesWikipédiaesactaxiservice.com. Bronson tem orgulho de ser taxista.


20

JORNAL EI,TAXI - WWW.EITAXI.COM.BR

ANO V . NÚMERO 56. ABRIL 2015 . SALVADOR-BA

Jornal Ei, Táxi n° - 56 Abril de 2015  
Jornal Ei, Táxi n° - 56 Abril de 2015  
Advertisement