a product message image
{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade

Page 1

ISBN 978-85-96-01701-5

9

7 8 8 5 9 6

0 1 7 0 1 5

PDF_LIT_7186_02_F1_VU_CP_M19.indd 1-4

13300157

O PINGUIM QUE ANDOU DE BONDE MONTEIRO LOBATO

Passeando em São Vicente, litoral de São Paulo, o escritor Monteiro Lobato encontra um pinguim de asa quebrada. Quer levá-lo para a casa de um amigo... Essa é uma história verdadeira, que foi contada por Lobato em duas cartas. A coleção Meu Primeiro Lobato apresenta ao pequeno leitor a obra do mais importante autor de literatura infantil brasileira por meio de histórias curtas, fáceis de ler e ricamente ilustradas. Narizinho, Pedrinho, Emília, Visconde de Sabugosa, Dona Benta e Tia Nastácia acompanham os leitores iniciantes em uma viagem pelo fantástico imaginário da turma do Picapau Amarelo.

O PINGUIM QUE ANDOU DE BONDE MONTEIRO LOBATO Ilustrações NELSON CRUZ

6/27/18 9:45 AM


PDF_LIT_7186_02_F1_VU_M19.indd 1

6/27/18 2:42 PM


1ª. edição

São Paulo – 2019

PDF_LIT_7186_02_F1_VU_M19.indd 2

6/27/18 2:42 PM


O PINGUIM QUE ANDOU DE BONDE MONTEIRO LOBATO Ilustrações NELSON CRUZ

PDF_LIT_7186_02_F1_VU_M19.indd 3

6/27/18 2:43 PM


Copyright © Editora FTD, 2019  Todos os direitos reservados à EDITORA FTD S.A. Matriz: Rua Rui Barbosa, 156 – Bela Vista – São Paulo – SP CEP 01326-010 – Tel. (0-XX-11) 3598-6000 Caixa Postal 65149 – CEP da Caixa Postal 01390-970 Internet: www.ftd.com.br E-mail: projetos@ftd.com.br Diretora editorial Ceciliany Alves Gerente editorial Isabel Lopes Coelho Editor Estevão Azevedo Editor especialista Luís Camargo Consultoria geral João Luís Ceccantini Consultoria técnica Emerson Tin, Hélio Guimarães e Milena Ribeiro Martins Coordenadora de produção editorial Letícia Mendes de Souza Preparação Aline Araújo Revisão Fernanda Alvares Editor de arte Daniel Justi Editoração eletrônica Heidy Clemente Projeto gráfico e diagramação Bloco Gráfico Diretor de operações e produção gráfica Reginaldo Soares Damasceno

Esta edição tem como base a obra A barca de Gleyre, volume 11 das Obras Completas de Monteiro Lobato, Literatura Geral, publicada pela Editora Brasiliense, em 1946, edição esta revista pelo autor. O texto da presente edição está em conformidade com o Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa e também com a padronização da editora.

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara Brasileira do Livro, SP, Brasil) Lobato, Monteiro, 1882-1948. O pinguim que andou de bonde / Monteiro Lobato; ilustrações Nelson Cruz. – 1. ed. – São Paulo: FTD, 2019. ISBN 978-85-96-01701-5 1. Contos - Literatura infantojuvenil 2. Literatura infantojuvenil I. Cruz, Nelson. II. Título. 18-17648

CDD-028.5

Índices para catálogo sistemático: 1. Contos: Literatura infantil 028.5 2. Contos: Literatura infantojuvenil 028.5 Maria Alice Ferreira - Bibliotecária - CRB-8/7964

PDF_LIT_7186_02_F1_VU_M19.indd 4

6/27/18 2:43 PM


PDF_LIT_7186_02_F1_VU_M19.indd 5

6/27/18 2:43 PM


PDF_LIT_7186_02_F1_VU_M19.indd 6

6/27/18 2:43 PM


A história que você vai ler tem como personagem principal o próprio Monteiro Lobato. Ela aconteceu há mais de cem anos e foi contada por ele em duas cartas ao seu amigo e escritor mineiro Godofredo Rangel, em julho de 1915. Os amigos trocaram cartas durante cerca de 40 anos. A correspondência de Lobato para Rangel foi publicada no livro A barca de Gleyre. Segundo o crítico Antonio Candido, essa é sua obra-prima para adultos. Foi desse livro que extraímos essa deliciosa história, aqui transformada em livro infantil. Os editores

PDF_LIT_7186_02_F1_VU_M19.indd 7

6/27/18 2:43 PM


8

PDF_LIT_7186_02_F1_VU_M19.indd 8

6/27/18 2:43 PM


O

ntem passamos o dia em ItanhaĂŠm. Fomos de automĂłvel, beirando as ondas. 9

PDF_LIT_7186_02_F1_VU_M19.indd 9

6/27/18 2:43 PM


Encontramos vรกrios pinguins arremessados por algum temporal. 10

PDF_LIT_7186_02_F1_VU_M19.indd 10

6/27/18 2:43 PM


11

PDF_LIT_7186_02_F1_VU_M19.indd 11

6/27/18 2:43 PM


12

PDF_LIT_7186_02_F1_VU_M19.indd 12

6/27/18 2:44 PM


Havia um vivo que levei para casa. Morreu, coitadinho, no dia seguinte. 13

PDF_LIT_7186_02_F1_VU_M19.indd 13

6/27/18 2:44 PM


Nas pedras de SĂŁo Vicente, peguei outro pinguim, de asinha machucada. E por causa desse coitadinho tive de brigar no bonde. Eu o trazia ao colo. O condutor, um portuguĂŞs, implicou: 14

PDF_LIT_7186_02_F1_VU_M19.indd 14

6/27/18 2:44 PM


15

PDF_LIT_7186_02_F1_VU_M19.indd 15

6/27/18 2:44 PM


PDF_LIT_7186_02_F1_VU_M19.indd 16

6/27/18 2:44 PM


— O regulamento pruive conduzir aves nos bondes. Eu quis discutir calmamente: — Ave tem penas, meu senhor, e onde estão as penas deste vivente? 17

PDF_LIT_7186_02_F1_VU_M19.indd 17

6/27/18 2:44 PM


Ele teimou que era ave. Eu jurei que pinguim era filhote de foca, segundo a opinião de todos os cientistas que estudam os animais — uma coisa comprida. 18

PDF_LIT_7186_02_F1_VU_M19.indd 18

6/27/18 2:45 PM


19

PDF_LIT_7186_02_F1_VU_M19.indd 19

6/27/18 2:45 PM


PDF_LIT_7186_02_F1_VU_M19.indd 20

6/27/18 2:45 PM


Minha ideia era manter a discussĂŁo atĂŠ que me aproximasse da casa de um amigo, mas o raio do condutor teve uma ideia luminosa. Fazer parar o bonde. 21

PDF_LIT_7186_02_F1_VU_M19.indd 21

6/27/18 2:45 PM


— Com ave o bonde nan segue! Parou o bonde e foi a um telefone “falar à Companhia e pedir pruvidencias”. 22

PDF_LIT_7186_02_F1_VU_M19.indd 22

6/27/18 2:45 PM


23

PDF_LIT_7186_02_F1_VU_M19.indd 23

6/27/18 2:46 PM


24

PDF_LIT_7186_02_F1_VU_M19.indd 24

6/27/18 2:46 PM


Voltou. Continuou o estĂşpido bate-boca. O bonde estava se atrasando. Havia mais gente dentro. Tive de ceder. Insultei-o e desci. 25

PDF_LIT_7186_02_F1_VU_M19.indd 25

6/27/18 2:46 PM


A casa do meu amigo nรฃo estava longe. Depois de exibido lรก o meu pinguim, soltei-o de novo no mar. 26

PDF_LIT_7186_02_F1_VU_M19.indd 26

6/27/18 2:46 PM


27

PDF_LIT_7186_02_F1_VU_M19.indd 27

6/27/18 2:46 PM


PDF_LIT_7186_02_F1_VU_M19.indd 28

6/27/18 2:46 PM


Com que gosto se meteu a nado! Quando vinha uma onda, avançava o bico e furava-a. E lá foi nadando e sumiu-se ao longe. Talvez tenha sido o único pinguim do mundo que andou de bonde. 29

PDF_LIT_7186_02_F1_VU_M19.indd 29

6/27/18 2:46 PM


Monteiro Lobato

Monteiro Lobato é reconhecido como um dos mais importantes escritores de livros para crianças no Brasil. Nasceu na cidade de Taubaté, no estado de São Paulo, em 1882. Em 18 de abril, data de seu nascimento, comemora-se o Dia Nacional do Livro Infantil. Lobato morreu em 1948, aos 66 anos, na cidade de São Paulo. Seu primeiro livro infantil, A menina do narizinho arrebitado, foi publicado em 1920. Muitos outros vieram a seguir, entre eles, Reinações de Narizinho, O saci, Fábulas, Caçadas de Pedrinho, Viagem ao céu, A reforma da natureza, O Picapau Amarelo, A chave do tamanho e Os doze trabalhos de Hércules. Além de escritor de livros infantis e adultos, Lobato foi também editor de livros, crítico de arte e jornalista.

PDF_LIT_7186_02_F1_VU_M19.indd 30

6/27/18 2:46 PM


Nelson Cruz

O escritor Monteiro Lobato num bonde, socorrendo um pinguim ferido, é algo tão surreal quanto um sabugo de milho que fala como gente. Lobato inventou muitas histórias. Menos esta, que aconteceu de verdade quando ele tinha pouco mais de 30 anos. Ao desenhar os passageiros, os pinguins e a reação de Lobato, senti revelar um pouco da personalidade do escritor. Ele é humano e sente piedade do animal. Logo em seguida, no bonde, fica furioso com o motorneiro. Monteiro Lobato se revela, assim, capaz de atitudes boas e ruins — como todo ser humano. Desenhar essa contradição foi desafiador e prazeroso. Falando um pouco de mim, ilustro e crio histórias há 30 anos. Nesse tempo, ganhei 5 Prêmios Jabuti, o Prêmio Glória Pondé, da Biblioteca Nacional, o Prêmio de Literatura Infantojuvenil da Academia Brasileira de Letras, o FNLIJ e o Troféu Monteiro Lobato, da revista Crescer. Atualmente moro em Santa Luzia (MG), a 30 quilômetros de Belo Horizonte, onde nasci.

PDF_LIT_7186_02_F1_VU_M19.indd 31

6/27/18 2:46 PM


Produção gráfica

Avenida Antônio Bardella, 300 - 07220-020 GUARULHOS (SP) Fone: (11) 3545-8600 e Fax: (11) 2412-5375

PDF_LIT_7186_02_F1_VU_M19.indd 32

6/27/18 2:46 PM

Profile for Editora FTD

O pinguim que andou de bonde, Monteiro Lobato  

O pinguim que andou de bonde, Monteiro Lobato