Page 1

www.informationmanagement.com.br

A revista dos profissionais da informação Ano 13 - Número 84 - 2019

LGPD:

Como se preparar para as novas regras Por Antonio Cipriano - Vice-presidente da Cosin Consulting

Opinião - Tadeu Cruz: Rodízio funcional: recomendável, mas...


Os associados da ABEINFO te soluções para o gerenci

A mais importante associação para quem precisa entende A ABEINFO é um núcleo associativo do Instituto Information Management com o propósito de reunir Usuários e Fornecedores de Tecnologias para o Gerenciamento de Informações com o objetivo de Promover o Desenvolvi-

mento do Mercado, a Capacitação de sua Força de Trabalho e principalmente as Novas Tecnologias para a Gestão de Informações que estão possibilitando Melhoria de Produtividade, Otimização de Recursos e Governança.


em as melhores tecnologias e iamento de informações www.acesscorp.com.br

www.agmlogistica.com.br

www.armazemdedados.com.br

www.arktec.com.br

www.arquivar.com.br

www.asg.com

www.automate.com.br

www.cassdoc.com.br/

www.centralinf.com.br/

www.cogra.com.br

www.docsysnet.com.br

www.docteka.com/

www.dootax.com.br

www.easydrive.com.br

www.edocs.com.br

www.guardwell.com.br

www.hdbsystems.com.br

www.ibsdocs.com.br

www.icapt.io

www.infox.com.br

www.interfy.io

www.ltigroup.com.br

www.metrofile.com.br

www.memovip.com.br

www.mycroarq.com.br/

www.navisystem.com.br

www.osas.com.br

www.paarquivos.com.br

www.renova.net.br

www.rnp.br

www.rrdoc.com.br

www.scansystem.com.br

www.sicolos.com.br

www.smlbrasil.com.br

www.stoque.com.br

www.tecmach.com.br

www.validcertificadora.com.br

www.workprint.com.br

www.3adigitall.com.br

er a importância da Gestão de Informações nos negócios

Associe sua empresa Conheça os benefícios: http://bit.ly/2GMYKgJ ABEINFO – Associação das Empresas e Profissionais da Informação. Rua Anhanguera, 627 – Barra Funda – 01135-000 – São Paulo / SP –Tel : (11) 3392-4111 - Email: contato@iima.com.br


Conheça o Calendário de Eventos 2019

PUBLISHER

Eduardo David eduardo@iima.com.br REDAÇÃO

Thiago Lincolins

Evento

Bancos & Seguradoras

Data

Local

02 - AGO

TRYP PAULISTA HOTEL Rua Haddock Lobo, 294 São Paulo / SP

13 e 14 - AGO São Paulo

Centro de Covenções ROOFTOP 5 Av Brig Faria Lima, 200 São Paulo/ SP

redacao@iima.com.br

CONSELHO EDITORIAL

Walter Koch - Wilton Tamane - José Guilherme Junqueira Dias Angelo Volpi - Cinthia Freitas - Luiz Alfredo Santoyo - Christian Ribas Marcio Teschima - Carlos Bassi ATENDIMENTO AO CLIENTE

Gicelia Azevedo

gicelia@iima.com.br

PRODUÇÃO GRÁFICA

Halan Santos

marketing@iima.com.br WEB DESIGNER

Igor de Freitas

igor@iima.com.br

ADMINISTRAÇÃO

10 - SET

Matsubara Hotel Rua Coronel Oscar Porto, 836 – Paraíso, São Paulo – SP

26 - SET

IESB - Instituto de Educação Superior de Brasília Sgan 609, S/N cjD L2, Brasília, DF

27 - SET

IESB - Instituto de Educação Superior de Brasília Sgan 609, S/N cjD L2, Brasília, DF

03 - OUT

Matsubara Hotel Rua Coronel Oscar Porto, 836 – Paraíso, São Paulo – SP

03 - OUT

Matsubara Hotel Rua Coronel Oscar Porto, 836 – Paraíso, São Paulo – SP

15 - OUT Hospitais & Farma

Matsubara Hotel Rua Coronel Oscar Porto, 836 – Paraíso, São Paulo – SP

15 - OUT Administração & Finanças

Matsubara Hotel Rua Coronel Oscar Porto, 836 – Paraíso, São Paulo – SP

Brasília

Brasília

CSC - Centro de Serviços Compartilhados

Distribuição & Varejo

Tadeu Nunes tadeu@iima.com.br Mariana Dantas mariana@iima.com.br CENTRAL DE ATENDIMENTO - (11) 3392-4111 INFORMATION MANAGEMENT – Revista especializada no tema Gerenciamento de Informações, Documentos e Digital Business. Distribuição Nacional. Publicação oficial do INSTITUTO INFORMATION MANAGEMENT – IIMA - Rua Anhanguera, 627 Barra Funda - 01135-000 - São Paulo - SP

O INSTITUTO INFORMATION MANAGEMENT - IIMA é uma organização que reúne profissionais e empresas que trabalham com processos envolvendo o gerenciamento de documentos e informações. Sua missão é promover a capacitação profissional e o desenvolvimento do mercado por meio um amplo portfólio de serviços como Cursos, Congressos, Consultoria, Livros e Publicações, Certificações, Workshops, Programas Educacionais ao vivo, entre outros. Um corpo multidisciplinar composto por Consultores, Analistas, Professores, Jornalistas e Pesquisadores está na base da produção do conhecimento gerado diariamente pelo INSTITUTO com o objetivo de ajudar os profissionais e empresas a lidarem com o Caos da Informação e a constante evolução tecnológica. O IIMA conta hoje com 40 mil profissionais participantes. DIREÇÃO

Eduardo David eduardo@iima.com.br Tadeu Nunes tadeu@iima.com.br CONSULTORIA E CURSOS

Wilton Tamane consultoria@iima.com.br ATENDIMENTO AO ASSOCIADO

Gicelia Azevedo

Belo Horizonte

24 - OUT

TRYP PAULISTA HOTEL Rua Haddock Lobo, 294 São Paulo / SP

05 - NOV

TRYP PAULISTA HOTEL Rua Haddock Lobo, 294 São Paulo / SP

21 - NOV

A definir

22 - NOV

A definir

03 - DEZ

TRYP PAULISTA HOTEL Rua Haddock Lobo, 294 São Paulo / SP

gicelia@iima.com.br

CONSELHO TÉCNICO:

Walter Kock consultor, autor, palestrante Wilton Tamane consultor, professor e palestrante Márcio Teschima empresário, palestrante Tadeu Cruz professor, autor , palestrante Angelo Volpi notário, professor, autor e palestrante Carlos Bassi consultor, professor e palestrante José Guilherme J. Dias professor, consultor e palestrante Cínthia Freitas professora, autora consultora e palestrante PARA SE ASSOCIAR LIGUE: (11) 3392-4111 ramal 29 ou acesse: www.abeinfobrasil.com.br INSTITUTO INFORMATION MANAGEMENT - IIMA Rua Anhanguera, 627 - Barra Funda 01135-000 - São Paulo - SP Tel: (11) 3392-4111

Belo Horizonte Indústria 4.0

Associação das Empresas e Profissionais da Informação

www.abeinfobrasil.com.br

Participe: contato@iima.com.br

www.informationmanagement.com.br www.informationmanagement.com.br


NESTA NESTAEDIÇÃO EDIÇÃO

NÚMERO 84 2019 NÚMERO 79 | FEVEREIRO DE |2019

Entrevista com Peggy Winton, CEO da AIIM Ipsa volupta ecerem velibustis etusdae volorro id quodit doluptae volorior re doloribus cullo tenda ipsum, occusandisci conestem iniet et odia COMO SEadPREPARAR voluptatus quas quam,

LGPD:

PARA AS NOVAS REGRAS Por Antonio Cipriano

INSIGHTS

CEO da Kakau participa de painel no festival Whow!

12

Gestão de documentos: a base para a transformação digital e redução de custos

16

A educação médica está entrando em uma nova era e a tecnologia desempenha um papel vital

18

Novos financiamentos públicos trazem novo fôlego ao mercado brasileiro

24

Varejo de Mato Grosso do Sul tem planejamento para emissão de NFC-e: escolha seu software

28 36

WEBNEWS

06 06

Varejista: entenda a nova Lei de dados sob a ótica do e-commerce Tecnologia, informação em rede: elas estão nos privando da liberdade

www.informationmanagement.com.br

Juliana Ribeiro está à frente do programa INOVAÇÃO NO AR

58

Você vai bater ponto no celular O mercado de informações veiculares brasileiro e as projeções para os próximos anos

Parceria entre Assespro e ROIT é ampliada

Especialistas acreditam que o eSocial não será extinto

Carrefour personaliza ofertas A sua empresa está pronta para a LGPD? Veja o que dizem os especialistas

TOKIO MARINE aposta em inovação

OPINIÃO

76

Tadeu Cruz

Rodízio funcional: recomendável, mas... 2019 | INFORMATION MANAGEMENT

5


Antonio Cipriano é Vice-presidente da Cosin Consulting

LGPD: como se preparar para as novas regras Por: Antonio Cipriano

Em pouco mais de um ano, a nova Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) entrará em vigor no Brasil com efeitos imediatos nos bolsos de quem não estiver em conformidade. As conversas, de forma geral, bem como os preparativos, porém, ainda estão muito superficiais, não identificando os reflexos profundos e difusos que a nova legislação trará para as empresas.

6

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

Setores como financeiro e, em níveis de prontidão, mesmo o de varejo, caminham bem, mas áreas como a da saúde, por exemplo, ainda engatinham. Imagine que você vá fazer um simples exame e daí o médico da clínica pede para que você encaminhe os resultados para um e-mail genérico como “atendimento@”. Quantas pessoas não terão acesso ao mesmo? Onde e de que forma esses dados serão armazenados e usados?

A situação descrita acima deixa claro que uma análise simples de “conforme / não conforme” não é suficiente ou pelo menos não resolve todas as implicações envolvidas. Para ir mais a fundo, é preciso reconhecer que o atendimento integral à nova Lei tem um caráter multidisciplinar que abrange estratégias de negócios, processos, tecnologias, políticas de relacionamento e atendimento ao con-

www.informationmanagement.com.br


ACELERE A TRANSFORMAÇÃO DIGITAL DO SEU NEGÓCIO COM A PLATAFORMA INTERFY

Uma única plataforma com tudo o que seu negócio precisa para entrar no mundo digital 7 produtos totalmente integrados para facilitar a gestão das empresas

ECM

BPM

CRM

SWC

ERP

DSS

BI

Gestão de Conteúdo Empresarial

Gestão de Processos de Negócios

Gestão de Relacionamentos com Cliente

Captura Web Inteligente

Software de Gestão Empresarial

Sistema de Assinatura Digital

Inteligência de Negócios

to Go e Sit

Conceito One-Stop Shop, que permite que qualquer empresa contrate os produtos diretamente pelo site, de forma fácil e sem burocracia, e passe a usar a tecnologia de imediato, na modalidade (SaaS - Software as a Service), sem fidelização.

interfycorp.com

USA

BRASIL

1500 Parl Center Drive The Office - Metrowest Orlando - FL

Av. Dr. Chucri Zai Conjutos 311 a 314 - Berrini São Paulo - SP

+1 786 353-5568

+55 11 5929-8900


sumidor, práticas de RH, postura dos colaboradores e até questões de cultura corporativa. Com este cenário, uma opção consistente de preparação é, à semelhança da área de Administração e Contábil, realizar um Assessment LGPD na empresa para compreender suas práticas atuais de proteção de dados, o que a nova legislação está requerendo e qual é este “gap” entre as duas dimensões. Nesta análise, focamos em três aspectos principais: negócios, jurídico e TI, levando-se em consideração não somente a própria LGPD, como também os códigos internacionalmente reconhecidos para a segurança da informação e o gerenciamento de riscos. Neste trabalho, o primeiro passo é identificar claramente quais dados de pessoas físicas a empresa armazena, ou tem contato. A natureza deles também é algo a ser estudado, pois quanto mais sensível a informação, maior o potencial de dano e nível de segurança exigido. Passamos então à análise do lugar ou maneira como estes dados são armazenados, ou seja, em sistemas, e-mails, planilhas, contratos, notas, recibos etc. Chegamos então a uma das principais novidades da LGPD, a avaliação ou mesmo desenho dos procedimentos de obtenção de consentimento das pessoas para

utilização de dados. Aqui, a situação começa a complicar mais, pois não basta ter o procedimento para permitir a utilização, a lei exige que a empresa possa rastrear posteriormente como os dados das pessoas são utilizados, quem os utiliza, para qual propósito e por quanto tempo. Logo, algo complexo que demanda tanto sistemas de TI, como processos, treinamento de equipe e até a criação de métodos de auditoria. Há também uma situação inteiramente nova que precisa ser endereçada: procedimentos efetivos para garantir o direito de remoção dos dados pessoais quando assim solicitado. Em um olhar superficial, pode parecer algo simples. Mas não é! Imagine o desafio de remover um dado de empresas de porte nacional, com vários canais de venda, bancos de dados, integração com fornecedores e subsidiárias de um mesmo grupo. Sem contar os itens mais práticos: quem vai receber este pedido? De que forma? Qual é o prazo de exclusão? Como o cliente ‘proprietário’ é avisado? Ou seja, é toda uma nova atividade dentro da empresa que precisa ser desenvolvida. A empresa precisa se preparar para um eventual vazamento de informações. Além das multas, a Lei prevê que este fato deve ser comunicado publicamente. Logo, as empresas devem ter bem claro: quem cuida das informações, como são monitorados vazamen-

tos, quem compõe o time de crise para tomar as decisões de forma rápida, dentre outros. Em paralelo a tudo isso, as empresas devem reavaliar contratos, tanto com fornecedores quanto para o time interno, engajar a equipe e comunicar adequadamente as mudanças aos públicos envolvidos, definindo quais pontos devem ser tratados, por quem e em qual prazo. Todas essas questões demandam tempo, não somente para as adequações, mas para que as partes envolvidas concordem acerca das mudanças necessárias. Essa é a principal razão para que se estabeleça um senso de urgência para as ações rumo à LGPD. Quanto mais tempo a empresa demorar para começar, menos tempo terá para ajustar o que for preciso e ter confiança nessa curva de aprendizado, necessária e inevitável. As sanções administrativas e multas são pesadas e passam a valer a partir de agosto de 2020. Dependendo da maturidade da empresa e do ramo de atuação, as mudanças e a transformação podem ser gigantescas. A LGPD pode enterrar estratégias/ações de captação de clientes para venda de produtos e serviços e até mesmo inviabilizar negócios inteiros. Por isso, recomendo que este assunto esteja o quanto antes na pauta principal das lideranças e não perca seu senso de urgência.


REUNIMOS pessoas IMPORTANTES para sua EMPRESA fazer NEGÓCIOS IMPORTANTES

Há mais de dez anos o Instituto Information Management – IIMA vem realizando importantes encontros de atualização de conhecimento e capacitação, reunindo a elite dos profissionais que trabalham com processos de Informação. Foram mais de 50 encontros em sete capitais do Brasil com participação de mais de 12 mil profissionais. Quer fazer bons negócios em 2019? Venha mostrar as soluções de sua empresa em nossos encontros.

EM

2019 REALIZAREMOS 21 IMPORTANTES REUNIÕES ORGANIZAÇÃO & GESTÃO de

CONHEÇA AS CONDIÇÕES PARA PARTICIPAR Contatos: Tel.: (11) 3392-4111 Email: contato@iima.com.br www.iima.com.br

Realização:

Promoção: +


SUAS MELHORES CONEXÕES

A

o longo dos últimos treze anos, o IIMA Instituto Information Ma-

de São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Recife e Porto Alegre. Este ano o RPA

nagement vem se posicionando como referência na produção e

CONGRESS será realizado também em Brasília e Belo Horizonte.

distribuição de conteúdos sobre o tema Gerenciamento de Infor-

Completando o portfólio de produtos sobre a tecnologia RPA,temos os

mações Corporativas. Hoje somos reconhecidos como a principal fonte de

eventos RPA MEETING para mercados segmentados, o Anuário BOOK RPA

consultas sobre as Tecnologias que estão promovendo a Transformação

BRASIL 2019, a Pesquisa “ Mercado Brasileiro de RPA “ e agora a Comu-

Digital nas organizações, em especial sobre RPA - Robotic Process Auto-

nidade RPA GROUP - Grupo de Profissionais de RPA.

mation onde desde 2017 realizamos o Evento RPA CONGRESS, reunindo

Para sua empresa “ falar “ com os decisores e influenciadores da tecnolo-

mais de 1.500 participantes em suas sete edições realizadas nas cidades

gia RPA no Brasil, fale com a gente.

Maior evento no Brasil sobre a tecnologia RPA para multi mercados. Em suas seis edições realizadas nas cidades de São Paulo, Rio de janeiro, Curitiba e Recife, já reuniu mais de 900 participantes e contou com o patrocínio das principais empresas fornecedores do mercado global.

São Paulo

Dias 14 e 15 de Maio

Rio de Janeiro

Dia 11 de Junho

Belo Horizonte

Brasília

Dia 21 de Novembro

Dia 26 de Setembro

Evento especializado em difundir conceitos e Cases de sucesso na aplicação da Tecnologia RPA em Segmentos de Mercado. Especialistas convidados apresentarão Conceitos e Cases de aplicações específicas de RPA nos principais setores e segmentos de mercado.

1

Bancos & Seguradoras

2

Bancos Seguradoras CSC - Centro Compartilhados CSC - Centrode& deServiços Serviços Compartilhados Dia 03 de Outubro

Dia 02 de Agosto

4

Administração & Finanças Dia 15 de Outubro

3

Bancos & Seguradoras Distribuição & Varejo Dia 03 de Outubro

5

Bancos &&Seguradoras Hospitais & Farma Hospitais Laboratórios Dia 15 de Outubro


COM A TECNOLOGIA RPA ANUÁRIO O Anuário BOOK RPA BRASIL 2019 é o 1º Guia Nacional de Fornecedores de RPA – Robotic Process Automation. Trata-se da Publicação Referência sobre Mercado Brasileiro de RPA, apresentando um amplo trabalho de mapeamento das Empresas Fornecedoras ( Softwares, Integradores, Consultorias , etc ) que servirá como fonte de consulta para as Empresas Usuárias que estão em fase de implantação da Tecnologia RPA. Lançamento Setembro de 2019.

Para participar: contato@iima.com.br

PESQUISA “MERCADO BRASILEIRO DE RPA 2019“ 1a Pesquisa Nacional do Nível de Maturidade na Aplicação da Tecnologia RPA - Robotic Process Automation, objetiva conhecer o nível de adoção e implementação desta tecnologia pelas organizações, visando oferecer a todo ecosistema que o envolve, o real potencial de oportunidades que o RPA oferece. Esta pesquisa resultará num documento de estudo que será disponibilizado ao mercado em Outubro durante o Evento RPA MEETING – Especial CSC – Centros de Serviços Compartilhados.

Circulação: Setembro/2019 Para participar: http://bit.ly/pesquisarpa

RPA GROUP O Grupo de Profissionais de RPA é maior comunidade de Profissionais e Especialistas que trabalham com processos utilizando a tecnologia RPA em suas organizações. São muitos os seus objetivos: Os principais são: Promover Interações e Aprendizado, Troca de Experiências, Qualificação e Capacitação Profissional, Promoção e Valorização da Carreira de CROs- Chef Robotic Office e desenvolvimento do Mercado de Trabalho de uma forma geral.

Para participar FREE, basta acessar: http://bit.ly/rpagroup

Contatos: Tel.: (11) 3392-4111 Email: contato@iima.com.br www.iima.com.br

Realização:

Promoção: + Associação das Empresas e Profissionais da Informação


INSIGHTS

Os insights reproduzidos na Information Management são de total responsabilidade dos seus autores

Rodrigo Reis Diretor comercial e sócio da Reis Office

Gestão de documentos: a base para a transformação digital e redução de custos

É o assunto da moda no ambiente corporativo, mas ainda assim muitos empresários desconhecem o seu real significado. A transformação digital deixou de ser uma tendência para se tornar uma estratégia essencial para empresas que desejam crescer nos próximos anos, mesmo aquelas que lidam especificamente com o ambiente offline. A grande pergunta que ronda é: como fazer isso? Enquanto algumas corpo-

12

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

rações pensam que é suficiente encher o escritório de equipamentos tecnológicos para surfar essa onda, o primeiro passo começa justamente com uma mudança nos procedimentos e tarefas já existentes no dia a dia do colaborador, como a gestão dos documentos. É um assunto que realmente não pode mais ser ignorado pelos empreendedores. Pesquisa realiza-

da pela CI&T, em parceria com o Opinion Box, mostra que 80% dos executivos já percebem a transformação digital como um fator que impacta diretamente o seu mercado. Além disso, 84% deles consideram que estão prontos para essas mudanças e 71% acreditam que trabalham em ambientes receptivos a este novo modelo. O levantamento ainda mostrou uma sinergia cada vez maior entre os profissionais e a

www.informationmanagement.com.br


to Go e Sit


INSIGHTS

proposta do conceito, uma vez que três quartos deles (75%) apontaram a mudança cultural como o principal meio para alavancar as ações de transformação digital.

compartilhamento e a comunicação entre todos os departamentos.

Pense na seguinte situação: um colaborador precisa encontrar um determinado documento, mas não faz ideia de onde está guardado De forma bem resumida, o cone nem como deve procurá-lo nos ceito explica a necessidade cada arquivos. É um exemplo corriqueiro vez maior das organizações de em qualquer organização, mas esutilizarem soluções digitais para timativas do mercado mostram que otimizarem processos e potencializarem seus negócios. Logo, envolve uma pessoa chega a perder 25% do seu dia apenas na busca por esses mais do que a “simples” utilização dados. Tempo e dinheiro desperdide recursos e softwares que auçados em um momento em que a tomatizam tarefas. Para que essa mudança aconteça de fato, é preciso competitividade entre as empresas acirra-se cada vez mais em todos os mudar a cultura organizacional e a setores. própria visão dos colaboradores, já acostumados com velhos hábitos e rotinas. Para começar, contudo, não Com a gestão de documentos na base da transformação digital, a precisa fazer um longo e complexo planejamento de ação. Basta adotar empresa pode apostar em soluções simples, mas totalmente eficieno gerenciamento eletrônico de documentos para otimizar o acesso tes, que ajudam a potencializar o negócio ao mesmo tempo em aos dados e às informações conque reduzem os custos – a velha sideradas importantes e facilitar o

14

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

máxima corporativa de conseguir fazer mais, com menos. Há recursos, por exemplo, que conseguem armazenar documentos na nuvem e, em caso de impressão, dispensa a necessidade de envio para um computador executar a tarefa. Além disso, sistemas de digitalização facilitam a indexação dos documentos, facilitando ainda mais a procura nos sistemas de busca corporativos. O avanço da tecnologia nas últimas décadas fez com que as soluções digitais passassem de novidade para realidade em pouco tempo. Hoje, é inevitável encontrar corporações, até mesmo aquelas que não lidam com o ambiente online, que utilizem esses recursos para otimizar seus processos. Portanto, preparadas ou não, as organizações não têm mais como escaparem da profunda e indispensável transformação que já começou e vai alterar ainda mais os setores nos próximos anos.

www.informationmanagement.com.br


Vamos te guiar na jornada para a transformação digital Soluções transformadoras, experiência e tecnologia para tornar as organizações mais eficientes, ajudando-as a gerenciarem suas informações críticas.

Soluções Access, para empresas que precisam fazer a gestão de documentos físicos ou digitais, com segurança e eficiência. to Go e Sit

SÃO PAULO RIO DE JANEIRO ITUPEVA 11 3612-6070 | 21 3541.0440 | accesscorp.com.br


INSIGHTS

David Game Diretor de gerenciamento de produtos da Elsevier

A educação médica está entrando em uma nova era e a tecnologia desempenha um papel vital Quando pensamos em educação médica, é importante focar em seu propósito real, que não é passar em exames ou ser o primeiro da classe ou obter um A em microbiologia... O propósito da educação médica é fazer do estudante um praticante hábil, capaz de trabalhar com todos os seus colegas e outros profissionais multidisciplinares para garantir a melhora dos pacientes. Esse é o objetivo de toda a educação médica e é isso que precisamos ter em mente. O dever da medicina em si permanece constante ao longo dos anos: a saúde e o bem-estar do paciente são de suma importância. A tecnologia fornece novas maneiras de fazer isso, mas não é um substituto para o cuidado do paciente e o mesmo acontece com a educação médica. Agora há avanços tecnológicos que apoiam r os estudantes de medicina a se tornarem melhores médicos.

o que os futuros médicos farão, e quais habilidades eles precisarão, serão muito diferentes do que eles fazem e precisam atualmente. Em linhas gerais, essas habilidades e necessidades podem ser descritas por intermédio de três temas-chave na medicina: Os pacientes estão mudando: estão envelhecendo e têm múltiplas doenças e preocupações sobrepostas. Os pacientes estão se tornando participantes ativos no cuidado: não são mais objetos de prática médica e sim parceiros no processo ao lado da equipe médica. Há novas disciplinas que nunca fizeram parte do esforço médico: pense em big data, biologia de sistemas ou genômica…

O surgimento dessas novas áreas adicionais à da saúde coloca mais Enquanto o propósito é o mesmo, a pressão sobre os alunos de hoje, prática da medicina está mudando: que serão obrigados a entender e

16

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

se adaptar como médicos de amanhã. Para amadurecer, terão que se comportar de maneira diferente das usadas por seus antecessores. As novas tecnologias precisam permitir que o papel de um médico evolua de acordo com essas pressões variáveis. Isso pode significar a mudança de um especialista em um assunto para alguém que possa resolver problemas não apenas usando o conhecimento de sua área, mas também aplicando as mais recentes evidências e insumos de equipes multidisciplinares. Como desafio de ser um médico do futuro evolui, o mesmo deveria acontecer com a educação médica. Fundamentalmente, o propósito da educação médica ainda é criar grandes médicos, mas nosso novo papel é identificar os avanços tecnológicos que criarão melhorias substanciais, mensuráveis ​​e significativas na educação que os estudantes de medicina precisam obter para se beneficiarem e se tornarem melhores médicos.

www.informationmanagement.com.br


VEJA MAIS

economia PARA QUEM TEM COMO META,

O F E R E C E M O S C O M O R E S U LTA D O . • Guarda de documentos • Digitalização de documentos • Gestão de Contratos • Validação de créditos • Check-list de Contratos

to Go e Sit

• Dossiês de Funcionários • Secure Dataroom • Fornecimento de mão de obra especializada • Gerenciamento do projeto junto ao cliente • Formalização física e sistêmica de documentos • Apoio logístico para movimentação de documentos

Escolher a Memovip como parceira do seu banco é contar com serviços especiais, de alta qualidade, capazes de minimizar custos e economizar um tempo valioso. Temos soluções do tamanho exato da sua necessidade, infraestrutura física incomparável para armazenagem de documentos, o melhor custo benefício do mercado e disponibilidade de atuação em todo o território nacional.

31

3419 7200

MEMOVIP.COM.BR


INSIGHTS

Andressa Melo Especialista de Produtos da F. Iniciativas

Novos financiamentos públicos trazem novo fôlego ao mercado brasileiro

Não é segredo que os financiamentos públicos são fundamentais para promover a competitividade das empresas brasileiras. Por meio de organismos federais ou estaduais, o financiamento tornou-se a principal ferramenta das instituições públicas para incentivar os projetos de P&D e inovação tecnológica. No mês de junho foram anunciadas duas grandes novidades em financiamento público, com o intuito de

18

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

estimular o esforço inovador das pequenas e médias empresas. O Finep Inovacred 4.0 foi desenvolvido para oferecer financiamento para os projetos de digitalização que abarquem a utilização em linhas de produção, de serviços de implantação de tecnologias habilitadoras da Indústria 4.0. As tecnologias habilitadoras apoiadas por esse programa estão alinhadas a temas como Internet das Coisas (IoT), computação em nuvem,

Big Data, segurança digital, manufatura aditiva, manufatura digital, integração de sistemas, digitalização, sistema de simulação, robótica avançada e inteligência artificial. Esta linha é aplicada para empresas de receita operacional bruta anual de até R$300 milhões com atividades econômicas em setores da Indústria da Transformação e da Agricultura. Além disso, o apoio será de maneira descentralizada, ou seja, será feito

www.informationmanagement.com.br


Gestão da Informação na prática, ao vivo 2010

2012

2011 2015

2013

2014 2016 2018

2019

13 e 14 de Agosto Reserve estas datas!

2017

Venha fazer parte desta história Participe do

13 e 14 de Agosto - Rooftop 5 - São Paulo/SP Informações: Tel (11)3392-4111 - contato@iima.com.br

Realização: Associação das Empresas e Profissionais da Informação

www.abeinfobrasil.com.br

Promoção:


INSIGHTS

por bancos regionais, como o BRDE - um dos principais bancos regionais, que atende toda a região sul do Brasil, Desenbahia, BDMG, entre outros. O valor máximo de financiamento do FINEP Inovacred 4.0 será de R$ 5 milhões, e a sua taxa irá variar entre TJLP e TJLP + 1% a.a. Sendo assim, a taxa de juros total do programa será impactada positivamente pela redução da TJLP, que hoje está em 5,95% a.a.. É importante ressaltar que faz aproximadamente quatro anos que o Brasil não tinha um TJLP tão reduzida. Já o BNDES Direto 10 financiará investimentos entre R$ 1 milhão e R$ 10 milhões. O foco do programa é apoiar os projetos realizados pelas pequenas e médias empresas dos setores de Inovação, Educação, Economia Criativa, Eficiência Energética, Equipamentos de Saúde, Autopeças, Defesa, TIC e BK. O BNDES Direto 10 propõe um prazo de contratação reduzido, de cerca de três meses, e possibilita a utilização do fundo garantidor do investimento (FGI) como opção de garantia. Vantagens dos novos financiamentos para as empresas. O lançamento dos novos programas é de suma importância para o mercado nacional, uma vez que facilita o acesso de pequenas e médias empresas a créditos para a execução de projetos inovadores. O Inovacred 4.0 chega para facilitar a obtenção de financiamento para

20

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

iniciativas relacionadas à indústria 4.0, oferecendo simplificação dos processos de análise e de acompanhamento do projeto. O BNDES Direto 10 surge para atender outros setores da economia, possibilitando a realização das operações de maneira direta junto com o BNDES. O novo financiamento dispõe de linhas personalizadas para cada setor, com prazos de carência e de amortização maiores dos que os oferecidos por bancos privados. Atualmente, milhares de empresas já utilizam outros financiamentos do governo. Em operações diretas com a Finep, desde 2002, foram mais de 9.077 contratos assinados onde já foram beneficiadas aproximadamente 2.933 empresas. Em operações indiretas com a Finep (inovacred), desde 2013, foram mais de 552 contratos assinados, beneficiando cerca de 525 empresas. Já em operações do BNDES não automáticas, desde 2002, foram mais de 18.874 contratos assinados que beneficiaram mais de 3.578 empresas. Desafio para tornar os financiamentos melhor utilizados Atualmente existem dois grandes desafios relacionados aos financiamentos públicos. O primeiro deles é em relação ao prazo de contratação, já que um projeto de financiamento pode levar de quatro a 12 meses para ser viabilizado. Pensando neste contexto, o lançamento dos novos financiamentos ganha ainda mais importância, pois em ambos os

programas, os organismos responsáveis prometem reduzir consideravelmente o tempo de espera. Além das ações do governo para reduzir esse prazo, também é imperativo que as empresas detalhem seus projetos e orçamentos e escolham as linhas de financiamento mais adequadas, facilitando assim o processo de análise técnica e a viabilização das iniciativas. Outro desafio está relacionado às garantias. As garantias são solicitadas em todos os tipos de financiamento, no entanto, infelizmente algumas empresas não conseguem negociar ou obter garantias específicas de alguns programas, como certas linhas voltadas às pequenas e médias empresas, que solicitam obrigatoriamente a apresentação de garantias reais (hipoteca, entre outros). Agora, os novos financiamentos públicos visam a alteração dessa cultura, permitindo a apresentação de garantias financeiras e até mesmo a utilização do Fundo Garantidor do BNDES. A chegada dos novos financiamentos traz um novo fôlego ao mercado brasileiro, especialmente paras as MPMEs, que agora podem realizar investimentos sem que haja grande impacto em seus fluxos de caixa, com maior prazo de carência e de amortização. Esse tipo de incentivo possibilita que as empresas realizem investimentos que vão impactar a produtividade e a geração de valor agregado para a economia.

www.informationmanagement.com.br


to Go e Sit


INSIGHTS

Luiz Alexandre Castanha Diretor geral da Telefônica Educação Digital – Brasil e especialista em Gestão de Conhecimento e Tecnologias Educacionais.

A rica experiência de participar de um Comitê da ATD nos EUA Recentemente, as maiores lideranças no setor de treinamento e desenvolvimento de talentos dentro das empresas se reuniram para trocar conhecimento e experiências sobre o setor em um contexto global.

reconhecimento da ATD do trabalho que estamos fazendo em treinamento educacional e desenvolvimento de pessoas, já que fui o único representante latino-americano nos últimos 10 anos a estar nessa posição.

A International Conference & Exposition, da Association for Talent Development (ATD), realizada recentemente em Washington, nos Estados Unidos, contou com mais de 13 mil pessoas, de aproximadamente 90 países, e como participante assíduo dos eventos da ATD nos últimos oito anos, posso afirmar: o Brasil tem um potencial gigantesco neste cenário mundial, que está sedento por troca de boas práticas na formação de gestores e consultores e de ferramentas de aprendizagem que tragam resultados reais para as organizações.

No Comitê, que fiz parte ao lado de um chinês, foram apresentados diversos cases de tecnologias de aprendizagem, soluções de comunicação, fluência digital e até de desafios de implantação de machine learning, inteligência artificial e realidade virtual no treinamento educacional. Tivemos que avaliar a profundidade, a relevância de cada um, o que traziam de ideais concretas e com referenciais teóricos para apresentar ao público.

Digo isso por dois motivos. Nesta edição, eu fui gentilmente convidado para fazer parte do Comitê de “Global Perspectives Track”, onde pude avaliar as tendências em cases que influenciam na comunidade de profissionais do mundo todo, cada um se apresentando como um caminho possível de desenvolvimento de talentos globais. Penso que minha participação, da qual me senti muito honrado, é um

22

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

Nessa experiência enriquecedora, pude assistir à exposição de trabalhos do Brasil e concluir que estamos em consonância às melhores práticas do segmento, apesar dos desafios de alcançar a mesma capacidade de produzir soluções em grande volume como acontece nos Estados Unidos. A Conferência ainda teve apresentações e painéis em outros assuntos, como Talent Management, Training Delivery, Instructional Design e Learning Measurement & Analytics, com falas curiosas, instigantes e que

levaram as tendências que organizações de várias partes do mundo estão reproduzindo. Essa é a principal bagagem que trago todas as vezes que participo de eventos da ATD, e fico imensamente satisfeito em perceber nossa presença em um evento tão fundamental para quem atua na indústria, no governo, em posições de liderança. Também muito me anima saber que o Brasil foi o quinto país em número de participantes, atrás de Coréia, Canadá, Japão e China. Países que são reconhecidos historicamente como polos de desenvolvimento tecnológico, e o Brasil se colocando na lista de forma interessada e propositiva. São esses fatos que me fazem agradecer por estar construindo novos paradigmas de aprendizado e inovação ao lado de profissionais tão conscientes, capacitados e que traduzem a cultura de cada lugar de onde vieram. Isso porque apenas focados na criação de redes de conhecimento e de novas tendências em soluções é que conseguiremos ultrapassar os desafios que a área da educação deve superar na era da transformação digital de maneira globalizada.

www.informationmanagement.com.br


to Go e Sit


INSIGHTS

Robinson Idalgo Criador do Sistema Grátis

Varejo de Mato Grosso do Sul tem planejamento para emissão de NFC-e: escolha seu software* Estar atualizado as exigências fiscais do governo é importante para qualquer empresa. Seguindo essa diretriz, as empresas do Mato Grosso do Sul (MS) devem observar as novas regras. O governo lançou um comunicado avisando que, a partir de 1º de outubro, todos os varejistas precisarão emitir NFC-e (modelo 65) ou, como escolha facultativa, a NF-e (modelo 55), excetuando-se apenas o Microempreendedor Individual.

24

que devem estar de acordo com as obrigatoriedades previstas pela Secretaria Estadual de Fazenda.

mo de as novas regras começarem a valer é uma das preocupações que o varejista deve ter agora.

Um ERP, nesses casos, pode ser um recurso de emissão e transmissão das notas em conformidade com o Fisco. Isso porque uma das maiores vantagens é a de fazer o serviço automatizado, com menos chances de erros e com integração total – por meio de documentos no formato XML – ao ambiente da Secretaria.

Tenho acompanhado essa implantação da NFC-e programada em vários estados do Brasil. Particularmente, observo como um movimento que facilita o dia a dia do varejista, qualquer que seja seu fluxo de vendas, além de padronizar os processos fiscais dos empreendimentos nos âmbitos municipal, estadual e federal e promover, ainda, o envio detalhado da DANFE NFC-e ao consumidor, até mesmo por e-mail.

É muito importante se atentar às datas, já que um decreto publicado no Diário Oficial do Estado, de 11 de junho, definiu que os equipamentos de Emissor de Cupom Fiscal (ECF) sejam utilizados até 30 de setembro. Mas, não é só a precisão do cronograma que merece a atenção do comerciante.

Assim, varejistas sul-mato-grossenses se adequam à nova modalidade na documentação das operações comerciais que realizarem, em venda física ou delivery, de bens e de prestação de serviço, trocando o Cupom Fiscal Eletrônico e gerando a NFC-e dentro de um sistema confiável à sua escolha.

O uso de softwares para a emissão da NFC-e também se torna uma recomendação para esse momento, já que o preenchimento do documento eletrônico se torna mais seguro com um sistema de gestão empresarial para aqueles

É com o sistema emissor que o contribuinte terá a tranquilidade de preencher as lacunas na ambiente de homologação e de produção de forma válida e ajustada com as versões pedidas pelo Fisco. Por isso, decidir o ERP antes mes-

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

O sistema de gestão tem sua validade por descomplicar o cotidiano e resolver demandas que deixam o controle da emissão das notas muito mais centralizado, com capacidade de envio de dados precisos. E é isso que o varejo do estado do Mato Grosso do Sul ganha com essa novidade na área de emissão de documentos fiscais em versão eletrônica.

www.informationmanagement.com.br


AINDA DÁ TEMPO DE GARANTIR SEU CRACHÁ NO MAIS ESPERADO EVENTO SOBRE A TECNOLOGIA RPA APLICADA NOS SEGMENTOS DE BANCOS E SEGURADORAS

DIA 02/08 • O que é Robotic Process Automation; • Que processos Automatizar; • Por onde começar e quais os pré requisitos; • Como Implantar um Projeto bem sucedido; • Quem deve se envolver na Implantação de um Projeto de RPA; • Como Mensurar o ROI; • Saindo da Teoria para a Prática, Experiência de quem já Implantou;

TRYP Paulista Hotel Rua Haddock Lobo, 294 - São Paulo SP

RESERVE HOJE MESMO SUA INSCRIÇÃO Ligue: (11) 3392-4111 ou contato@iima.com.br

Promoção

Realização


INSIGHTS

Thomas Lanz Fundador da Thomas Lanz Consultores Associados

A nossa empresa já é madura? Pouco se fala sobre a evolução das empresas, fora dos centros acadêmicos. Raras vezes os donos de negócios refletem sobre o estágio evolutivo em que se encontram as suas próprias organizações. Existem muitas teorias a respeito, mas em geral os teóricos dividem a evolução das empresas em três fases, ou seja: a primeira que é a do pioneirismo, a segunda fase que é da racionalização e uma terceira fase que é a do amadurecimento. Mas o que significa ser uma empresa madura? Quero iniciar pela fase do pioneirismo. Os processos administrativos ainda não estão bem introduzidos, impera a gestão informal, cada um faz um pouco de tudo e a estrutura organizacional ainda carece de uma boa definição. Aos poucos, a empresa vai crescendo e se desenvolvendo. Para estruturar este crescimento ela é obrigada a se organizar. Consultorias externas são chamadas para implantar sistemas de informações adequados, sistemas de custos, estrutura organizacional mais formal e, neste estágio, a empresa pode crescer muito e se tornar grande. Em geral, a gestão ainda é muito centralizada e depende muito de seus

26

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

sócios majoritários. Na falta repentina deles muitas empresas são levadas a fechar suas portas pois a fase seguinte sequer foi pensada. Esta terceira fase, a do amadurecimento, deve levar em consideração diversos aspectos em nível de governança corporativa. Uma empresa madura é aquela que, entre outros, já tem a sua governança bem desenvolvida e implantada. Não se chega a uma fase madura de uma hora para outra. Ao contrário. É um processo que leva bastante tempo para amadurecer. Por exemplo, a formação de Conselhos. Numa empresa familiar provavelmente é preciso pensar na formação de um Conselho familiar e na profissionalização da família empresária. Uma segunda etapa deste processo seria a formação de um Conselho Consultivo com a participação de conselheiros externos ou independentes. Em paralelo, seria importante pensar no relacionamento entre a família, empresa e a propriedade. Para isso existem os protocolos familiares. Estes irão estabelecer uma série de regras a partir de compromissos morais formados entre os sócios da

empresa em relação a assuntos como a entrada de herdeiros na gestão dos negócios; distribuição de lucros entre os familiares: remuneração de familiares; venda de participação societária em âmbito da família e assim por diante. Protocolos bem montados são um excelente alicerce para a longevidade e perpetuação dos negócios familiares, pois evitam e eclosão de conflitos por divergências de opiniões. Neste caso os assuntos já estão discutidos e definidos. Ainda cabe destacar a importância do “compliance” ou a conformidade. A conduta moral e ética deve permear as nossas organizações, mais do que nunca. Não importa o tamanho do negócio. Todos deveriam se preocupar com esta questão. Para tanto, toda a equipe de funcionários deveria estar ciente e consciente de como a empresa na qual trabalham lida com os problemas morais e éticos. Por fim, a questão de sustentabilidade, ou seja, a proteção social e ambiental também deveria fazer parte das preocupações e ações de uma empresa madura. A responsabilidade e a contribuição social das organizações se torna cada vez mais necessária nos dias atuais.

www.informationmanagement.com.br


to Go e Sit

Unidades em todas as regiões do Brasil: RS: Caxias do Sul e Passo Fundo. SC: Chapecó e Florianópolis. PR: Cascavel, Curitiba e Londrina. SP: Campinas, São José dos Campos, São Carlos e São Paulo. MG: Belo Horizonte (M), Ipatinga, Montes Claros, Porteirinha e São Lourenço. RJ: Duque de Caxias, Macaé e Rio de Janeiro. ES: Vitória. BA: Salvador e Feira de Santana. SE: Aracaju. AL: Maceió. PE: Recife. PB: João Pessoa. RN: Natal e Mossoró. CE: Fortaleza. MA: São Luis. PI: Teresina. PA: Belém. AP: Macapá. AM: Manaus. MT: Cuiabá. MS: Campo Grande. Bolívia: Santa Cruz de la Sierra.


INSIGHTS

Rafael Martins CEO da LifeApps, empresa do Grupo Máxima responsável por plataformas de e-commerce.

Varejista: entenda a nova Lei de dados sob a ótica do e-commerce Os bons ventos de 2019 não trazem aos brasileiros apenas a expectativa de melhora no cenário econômico. O crescimento vem projetado, principalmente, pelo setor de comércio eletrônico, que deve atingir um volume de vendas de R$ 79,9 bilhões, segundo a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm). Inevitavelmente, não é apenas este desenvolvimento da economia que norteia os pensamentos e a consequente tomada de decisão dos empresários. Neste ano, o sentimento também é de preparação. Afinal, é o momento de se adequar à Lei Geral de Proteção de Dados (LGDP).

site para ganhar desconto na sua loja preferida. A nova regulamentação de dados apenas determina que as empresas precisarão informar de maneira clara e detalhada o uso das suas informações cadastradas e qual a finalidade da atividade que as envolve. Mas o poder do consumidor não para por aí. Ele precisa aceitar ou não a utilização dos seus dados e, após o consentimento, pode voltar atrás e exigir que as empresas os deletem. Por isso, a nova Lei de dados certamente fará com que as ‘políticas de privacidade’ de muitas plataformas, inclusive as de e-commerce, sejam modificadas.

A nova Lei, que entrará em vigência a partir do mês de agosto de 2020, regulamenta o tratamento de dados pessoais dos consumidores que estão em poder das empresas. Em outras palavras, as companhias que coletarem informações dos clientes em ambientes físicos ou online, como redes sociais e plataformas e-commerce, se tornarão diretamente responsáveis pela guarda, processamento e utilização dos dados. Sendo assim, a LGDP exigirá que adequem seus sistemas de captação, armazenamento e compartilhamento em uma dinâmica que garanta segurança e transparência aos clientes.

Aliás, obrigará as companhias a reverem todas as suas estratégias de atuação, principalmente digitais, para agir de acordo com a conformidade. Isso trará desafios para as empresas de todos os setores da economia, mas em especial, para o setor varejista, especialmente no comércio eletrônico que trabalha com enormes quantidades de dados dos consumidores como nome, endereço, dados de cartão de crédito entre outros. E a partir da nova Lei, para recolher essas informações usando cookies e outras ferramentas, por exemplo, será necessária uma autorização por parte dos consumidores. Isso consequentemente dificultará o oferecimento de produtos de acordo com o perfil dos internautas. Mas, varejistas: não se desesperem! O desafio rumo à adequação será grande,

Aos consumidores: calma, isso não significa que você não poderá mais preencher seus dados no shopping para participar do sorteio do carro ou se cadastrar no

28

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

mas o ano de 2019 não precisa ser um episódio da Corrida Maluca. Para isso não acontecer, foquem na governança de dados. Neste primeiro momento, é necessário entender o caminho dos dados na sua empresa. Compreendendo como funcionam as tratativas atuais das informações na sua companhia, é possível identificar qual a parte do processo que precisa de modificação e, ou, adequação. Por isso, mapeiem os dados que possuem e as fontes de informações que utilizam. Visando a rápida adaptação às normas, a saída mais inteligente é investir em tecnologias e em profissionais que tenham o conhecimento necessário para amparar essas novas regulamentações. O importante é que durante o processo, não enxerguem a nova Lei de dados como inimiga. Essa regulamentação traz mudanças que podem ser trabalhosas para as empresas, mas será benéfica para a sociedade como um todo, pois fornece transparência aos titulares dos dados e segurança jurídica para as companhias que coletam e utilizam essas informações. Afinal, quem não se adequar está sujeito a multas de até R$ 50 milhões. Por isso, esteja sempre em dia com a Lei, só assim é possível obter resultados positivos. Na hora de coletar os dados, jogue limpo com o consumidor. Estamos todos no mesmo barco e lembre-se, amanhã o cliente pode ser você.

www.informationmanagement.com.br


to Go e Sit


INSIGHTS

Fabio Reginaldo Diretor de Serviços da NICE

Management 3.0 e o futuro da gestão de pessoas

A sociedade está em constante evolução. Da mesma maneira também o mercado consumidor e de trabalho devem acompanhar as mudanças do mundo. Não há como seguir modelos ultrapassados e almejar novos resultados. Devemos olhar sempre para frente e adaptar nossas práticas aos novos tempos. Nas empresas não é diferente. Os modelos de gestão baseados em hierarquias estanques, com ordens vindas de cima para baixo não funcionam muito bem com as novas

30

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

gerações. São pessoas acostumadas a compartilhar ideias e almejam ter suas capacidades e talentos reconhecidos e estimulados. Há poucos anos, o holandês Jürgen Appelo criou o “Management 3.0”, um modelo de gestão baseado em inovação que redefine liderança como uma responsabilidade de todos os indivíduos que fazem parte de uma organização. Isso porque, de acordo com Appelo, as empresas não são organogramas e sistemas estanques, mas redes sociais complexas, em que

todos podem participar oferecendo o que há de melhor em suas habilidades. A satisfação do funcionário é uma das premissas desse sistema de gestão. Para alcançar esse objetivo, desenvolve-se competências entre colaboradores e implementa-se diferentes estruturas, que liberam as pessoas de atividades mecânicas. Ao incorporar o método Management 3.0, as empresas promovem ambientes mais ágeis e funcionários mais produtivos.

www.informationmanagement.com.br


to Go e i St


INSIGHTS

O sistema de Jürgen Appelo possui 6 visões para alcançar esse objetivo:

se realize o Management 3.0 e a automação é uma grande aliada.

- Energizar pessoas para que sejam mais ativas e criativas

Diferente do que se pensa, os colaboradores das empresas de atendimento ao cliente estão cada vez mais cientes da importância dos mecanismos de automação para que possam ser liberados de atividades repetitivas e de pouca estimulação de capacidades.

- Empoderar times para que os colaboradores sejam mais confiantes - Alinhas restrições para criar propósitos e metas bem definidas - Desenvolver competências, já que evoluir pessoas deve ser prioridade - Crescer a estrutura de maneira consciente e com foco na qualidade do ambiente - Melhorar em tudo. A receita do sucesso é aprender com os erros Esse novo universo é muito possível nas estruturas no geral e podemos citar diversas áreas que são afins a esse modelo. No mercado de contact center, por exemplo, há um grande universo de possibilidades para que

32

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

De acordo com estudo realizado pela NICE, funcionários já entendem os benefícios das soluções de Robotic Process Automation (RPA), por exemplo, e estão dispostos a empregar esses sistemas para oferecer melhores experiências de atendimento. A pesquisa ouviu cerca de 2.000 colaboradores dos Estados Unidos e do Reino Unido e observou que existe um grande desejo de automação em torno de tarefas relacionadas a dados, por exemplo: 40% dos funcionários de backoffice dos EUA e 42% dos funcionários de back office

do Reino Unido afirmaram que a automação robótica seria mais benéfica para o processamento exato de dados, tarefas, formulários e relatórios. Dessa forma, ficam livres para realizar tarefas mais criativas e que trazem a evolução de seus talentos. Com isso, todo mundo ganha: os funcionários se tornam mais satisfeitos em seu ambiente de trabalho e a empresa ganha em produtividade. Cada dia mais temos a certeza de que a automação é uma ferramenta alinhada aos desejos e necessidades da sociedade no geral. De um lado, cria mecanismos que acarretam benefícios para as organizações e, de outro, motiva a força de trabalho a realizar suas atividades de maneira mais positiva. São pontos importantíssimos da mesma balança, já que a maneira como as instituições tratam seus colaboradores também é um diferencial competitivo.

www.informationmanagement.com.br


to Go e i St


INSIGHTS

Laís Junqueira Gerente de desenvolvimento em Qualidade e Segurança da Elsevier

Processos e decisões seguras em saúde precisam de ações eficientes e de alta qualidade Em novembro de 2019 comemoramos os vinte anos do relatório “Errar é humano” do Institute of Medicine. A publicação divulgou dados impressionantes sobre o impacto de erros preveníveis na saúde e foi catalisador de mudanças importantes em prol de um sistema mais seguro para os pacientes. Fizemos progressos reais, mas estamos satisfeitos com os avanços conquistados?

a instituição e a adesão dos profissionais. Devem ser criadas e atualizadas com base em evidências para agregar valor à prática do cuidado. Já existem plataformas que ajudam a criar, revisar, aprovar e compartilhar as P&P. Elas ajudam, por exemplo, a registrar e rastrear mudanças e conexão das políticas à prática assistencial e a inserir as P&P no fluxo de trabalho dos profissionais, trazendo-as para a prática.

“Errar é humano” sugere que erros preveníveis e os custos associados poderiam ser mitigados pela criação e implantação de “sistemas seguros” capazes de reconhecer e minimizar fontes de erro humano e assegurar ao paciente uma jornada de qualidade e segurança. O conceito de sistemas seguros em saúde inclui processos e decisões seguras para a entrega do cuidado seguro, eficiente e de alta qualidade.

Educação de profissionais: ou educação continuada, mantem os profissionais sempre atualizados e treinados. Conteúdos e cursos on-line são integrados nas plataformas de políticas e procedimentos e nos prontuários eletrônicos para uso na beira-leito, consultório ou em mesa gerencial. Conteúdos práticos ajudam no onboarding, na avaliação recorrente ou na preparação rápida urgente de um profissional para um outro setor.

A informação relevante e baseada em evidências embarcada em tecnologia é chave para esta equação. A Jornada de Qualidade e Segurança do Paciente traduz este conceito na prática através de cinco pilares: Políticas e Procedimentos, Educação dos Profissionais, Cuidado ao Paciente, Educação do Paciente e Melhoria Contínua.

Cuidado ao paciente: é aplicar as evidências na prática profissional. Com o conhecimento médico disponivel no mundo dobrando a cada 73 dias a partir de 2020, manter-se atualizado é um desafio real. Plataformas de protocolos e planos de cuidados constantemente atualizados e baseados em evidência estão prontos para uso e integrados no prontuário eletrônico, permitindo que os profissionais tenham à mão a informação que precisam no ato do cuidado.

Políticas e procedimentos: é o desafio contínuo da criação e atualização de políticas e procedimentos relevantes para

34

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

Educação do paciente: engajar o paciente para o sucesso do tratamento. Sem informações confiáveis e sem clareza sobre o tratamento, o paciente não consegue dar a sequencia correta ao tratamento e incorre em reinternação. Para profissionais é chave educar o paciente no momento certo com as palavras certas. Plataformas com conteúdos baseados em evidências, mas em linguagem que o paciente entenda, podem ser usadas pelos profissionais em apps ou integradas ao prontuário eletrônico, bem como em casa pelo paciente. Melhoria contínua: o engajamento para identificar oportunidades de melhoria reativas e proativas e a capilarização das melhorias até a ponta são fatores críticos de sucesso. Tecnologias como machine learning e inteligência artificial permitem a análise dos dados produzidos na assistência e criam evidências baseadas no mundo real. Neste ciclo virtuoso, a prática gera evidências que aprimoram a prática. Tendo como objetivo central a entrega do cuidado de alta qualidade, seguro e custo-eficente, a Jornada de Qualidade e Segurança do Paciente apresenta um caminho para sistemas seguros e o uso da informação baseada em evidência incorporada à tecnologia viabiliza a criação de processos seguros e decisões seguras para uma cultura de segurança sustentável que beneficia pacientes e profissionais.

www.informationmanagement.com.br


Automação para emissão e pagamento de Tributos

to Go e Sit

RPA Fiscal

Integração com ERP

Automação de GNRE

Compliance Fiscal

Segurança

Cobertura Nacional

Se interessou? Vamos conversar.

E-mail: contato@dootax.com.br Telefone: 11 4210.2040 www.dootax.com.br/pagamento-de-tributos


INSIGHTS

Luiz Alexandre Castanha Diretor geral da Telefônica Educação Digital – Brasil e especialista em Gestão de Conhecimento e Tecnologias Educacionais.

Tecnologia, informação em rede: elas estão nos privando da liberdade É difícil imaginar como seria nossa vida sem a internet e as tecnologias e soluções que ela proporciona. Acontece que, junto com mudanças de paradigmas, surgem novas problematizações e o ser humano precisa reavaliar suas formas de se conectar e viver em sociedade. Estar trabalhando no setor do conhecimento e das tecnologias educacionais me traz uma questão que se coloca além do “ser prático ou não”, “melhorar nossa vida ou não” frente às novidades e evoluções: elas podem estar nos privando de nossa liberdade? Certa vez, assisti a uma palestra do futurista Gerd Leonhard (https:// www.futuristgerd.com/), em que ele comentou que, ao analisar os progressos que têm sido feitos, 90% deles é bom e 10%, ruim. Aí está dada a reflexão sobre a tecnologia ser uma ferramenta que amplia nosso alcance (de comunicação, especialmente), mas que tem seu lado positivo e seu lado negativo. Estamos todos aprendendo juntos a lidar com essa dualidade. É fato que as novidades, de várias magnitudes e com impactos maiores ou menores, como aplicativos, robôs e assistentes virtuais podem parecer assustadoras. Há máquinas que aten-

36

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

dem desde necessidades cotidianas, como marcar horário para cortar o cabelo e ajustar a iluminação e a temperatura perfeita do ar-condicionado de sua casa, até equipamentos, como um helicóptero elétrico, que representa uma transformação na mobilidade, ao prometer realizar viagens de curtas distâncias pelo valor de um táxi até 2022. O que me interessa em tudo isso é perceber os aspectos preocupantes que podem surgir dessas novas formas de viver a que indivíduos, corporações e nações estão descobrindo como manter. Isso porque, com a evolução dos recursos tecnológicos, a “faixa dos 10%”, a que se referiu Leonhard, corresponde aos ataques cibernéticos que temos acompanhado, que tiram as empresas do ar e pedem resgates de seus dados (como o WannaCry, de 2017 e que teve alcance global), às fake news, às acusações de manipulações de eleições em diversas partes do mundo e até invasões de celulares de chefes de estado divulgando informações pessoais. Como qualquer ferramenta, e aliada à aceleração que se transmitem os dados de milhões de usuários todos

os dias, a tecnologia também pode ser usada para fins ilícitos. Penso que o problema disso está em nós mesmos. Há alguns fatores que são tão avassaladores em nossas vidas que sequer damos conta dos impactos que eles podem causar, e falo isso em relação à nossa segurança. Os limites entre a exposição virtual e a real estão cada vez mais borrados. Imagine saber que cada interação e micropasso de sua vida esta sendo vigiado? Likes, compras, conversas íntimas, gostos, relacionamentos, tudo pode estar registrado e vir à tona em segundos. Como disse Tim Cook, CEO da Apple, em seu discurso para os formandos de Stanford deste ano ao falar de privacidade na rede: “Wedeservebetter, youdeservebetter” (Nós merecemos o melhor, você merece o melhor). A fala é um convite a pensarmos sobre como trocamos nossa liberdade ao permitir que muito de nossa vida seja agregado, vendido e vazado por hackers e sistemas desconhecidos. Temos que mudar essa situação se não quisermos virar escravos dela e presos a uma vigilância digital sem fronteiras.

www.informationmanagement.com.br


to Go e i St


INSIGHTS

Fernando Oliveira Fundador e CTO da SEC4YOU

Eu vejo API’s, o tempo todo!

Com base em minha jornada de mais de 20 anos em tecnologia, afirmo com convicção que estamos vivendo o melhor momento em termos de API’s. As Application Programming Interfaces existem desde os primórdios da Computação, e, naquela época, os profissionais que faziam uso

38

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

dessas API’s contidas em SDK (“Software Development Kit”) eram considerados os desenvolvedores mais especializados. Um dos principais objetivos de API’s, de maneira bem simplista, é fornecer mecanismos de interação entre sistemas e promover

facilidade no intercâmbio de dados, seja para obter informações ou mesmo estender a capacidade daquele determinado sistema. Porém, nos anos 2000, nasceu a primeira Web API Moderna e de lá para cá tivemos uma avalanche de API’s.

www.informationmanagement.com.br


to Go e Sit


INSIGHTS

Mencionei que vivemos o melhor momento em termos de API’s, pois chegamos num nível de sofisticação e abstração na qual processos complexos podem ser expostos por meio de API’s simples, não ficando mais restrito somente à um especialista. Dificilmente nos dias atuais haverá um sistema que não expõe API’s e, caso haja um que ainda não exponha, com certeza está trabalhando para isso. Vejo API’s em todo sistema que utilizo e enxergo essas API’s como peças de um Lego, ou seja, é possível montar o que quisermos e como quisermos, estando limitados apenas pela nossa criatividade. Vamos exemplificar com as nossas peças de lego! Imagine que ao aproximar-se da portaria do seu condomínio, você recebe uma mensagem indicando que sua compra de supermercado - feita pelo aplicativo - já foi entregue e basta retirá-la no almoxarifado do condomínio. Incrivelmente prático, não é mesmo? Mas como isso tudo aconteceu? Umas das maravilhas do nosso mundo tecnológico é que podemos chegar ao mesmo resultado

40

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

com diversas abordagens. Vamos esmiuçar o nosso cenário: 1. Através da monitoração do ciclo de compras de produtos e dos dados obtidos por meio de API’s, podemos utilizar Inteligência Artificial e identificar quando será o próximo ciclo de compras; 2. Após descobrirmos essa periodicidade do ciclo de compras, a aplicação (por meio de API’s) aciona os microsserviços responsáveis por montar a lista de compras já com todos os produtos costumeiramente adquiridos;

Como sempre teremos os dois lados da força! Certamente, vocês já leram notícias sobre ataques cibernéticos feitos através de vulnerabilidades em API’s. Em meio a esse cenário, as organizações capitaneadas pelos seus CISO’s (Chief Information Security Officer) passam pelos desafios: - Manter os sistemas atualizados; - Estabelecer uma arquitetura de segurança para API’s;

- Garantir que as API’s são 3. O próximo passo é, por meio monitoradas e estão atendendo de API’s, notificar o aplicativo aos “baselines” de segurança sobre a aprovação da compra e a estabelecidos; entrega dos produtos; - Monitorar tentativas de ata4. Por meio de API’s de Geoloques cibernéticos; calização (“GPS”), o aplicativo identifica a aproximação do - Testar constantemente essas comprador no condomínio, API’s com foco em seguranverifica nos microsserviços do ça, buscando vulnerabilidades supermercado se os produtos já através de erros de lógicas, entre foram entregues e notifica por outros. mensageria. Realmente, não é um desafio fáDessa forma, automatizamos e cil, pois os controles de Seguranmelhoramos a experiência do ça não podem travar a busca por consumidor além de otimizarmos conveniência no uso das API’s, o tempo dele dedicado à essa afinal, quanto mais simples e efitarefa. Assim, a mensagem prin- cazes elas forem, proporcionarão cipal é que em todos os passos maior uso e engajamento. Por precisamos de API’s para atingir isso, quando falamos de seguos goals. rança versus conveniência não é uma equação simples tampouco

www.informationmanagement.com.br


SUA EMPRESA ESTÁ PRECISANDO DE SCANNERS PARA DIGITALIZAR SEU ARQUIVO? QUALQUER QUE SEJA A SUA NECESSIDADE, TEMOS O SCANNER ADEQUADO PARA SEUS DOCUMENTOS ▪ SCANNERS DE DOCUMENTOS (A4 E A3) ▪ SCANNERS DE MAPAS E PLANTAS ▪ SCANNERS DE MICROFILMES (ON DEMAND E PRODUÇÃO)

▪ SCANNER DE LIVROS (BAIXO E ALTO VOLUME)

▪ SCANNER DE CHEQUES ▪ SCANNER DE SLIDES E NEGATIVOS ▪ SCANNERS PARA JORNAIS ▪ SCANNERS PORTÁTEIS ▪ MICROFILMADORA ELETRÔNICA ALÉM DE SUPRIMENTOS PARA MICROFILMAGEM (FILMES ORIGINAIS,

www.navisystem.com.br brasil@navisystem.com.br

Tel 011 3266 4530

to Go e Sit

Imagem: Freepik

DIAZO, QUÍMICOS, ETC..)


INSIGHTS

excludente! As soluções que buscam embarcar a segurança como um mecanismo transparente são uma tendência! Com a Lei de Proteção Geral de Dados (LGPD), a segurança passa a ser um ponto muito importante, pois normalmente as API’s estão expondo dados pessoais, os famosos PII’s (Personally Identifiable Information), informações que podem ser usadas para identificar, localizar e conectar uma pessoa. A LGPD, baseada na lei Europeia GDPR (Regulamento Geral sobre

42

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

a Proteção de Dados) e que entrará em vigor em agosto de 2020, visa proteger e fornecer total controle dos usuários sobre os seus dados pessoais. Além disso, a lei estabelece regras claras sobre o processo de coleta, compartilhamento e armazenamento de informações pessoais. As empresas que não cumprirem as boas práticas poderão sofrer advertências, multas e proibição total ou parcial das atividades relacionadas ao tratamento de dados. Com tudo isso, os escân-

dalos de vazamento e compartilhamento de dados sem consentimento realizado por empresas tornam-se espetáculos da falta de segurança dos dados pessoais de usuários, e as leis que regulamentam tais processos tornam-se essenciais! Porém, quando temos uma API segura, com dados relevantes e exposta podemos criar interações eficazes, mudar e originar negócios. Sua empresa está preparada para proporcionar segurança e elevar a experiência dos usuários?

www.informationmanagement.com.br


to Go e Sit


INSIGHTS

João Roncati Diretor geral da People+Strategy

Mudança cultural em empresas requer revisão de processos e movimento de liderança

A revolução 4.0 tem motivado empresas a buscarem movimentos de transformação cultural, a fim de acompanhar as novas tecnologias e sua inserção, ou pelo menos sua capacidade competitiva, em diversos setores da economia mundial. Apesar da euforia que a transformação digital pode inspirar, especialistas da área apontam que a mudança precisa ser cuidadosa e levar em conta três elementos associados:

44

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

cultura, liderança e sociedade. Essa é uma avaliação feita por Peter Schein, executivo de estratégia em empresas do Vale do Silício.

subculturas ocupacionais e sociais, e as mais antigas se concentram em como aplicar uma “cultura de inovação”.

Ele explica ainda que essas preocupações (ou elementos, como ele chamou) são diferentes de acordo com os ambientes em que acontecem. Isto é, enquanto uma startup se preocupa em construir a cultura certa, as empresas de “meia-idade” estão em processo de integração de

A ideia de debater cultura num ambiente de transformação digital e inovação não deve estar baseada ou reduzida à proposta de fazer as coisas de forma diferente, como explica o diretor geral da People+Strategy, João Roncati. E muito menos circunscrita a comportamentos.

www.informationmanagement.com.br


to Go e Sit


INSIGHTS

46

“Não estamos falando só de atitude, estamos falando de olhar novamente os processos de uma organização. A reorganização e conexão entre competências e processos vitais. É necessário, para que as competências novas ou reforçadas possam funcionar da forma que você imagina, estar atendo aos processos que as regem ou influenciam. Não adianta mudar atitude, se os processos não permitem com que as coisas mudem de fato”, pontua.

Mudança cultural, indústria 4.0: estratégi. Passa por essa avaliação o reconhecimento de talentos que podem contribuir para a cultura organizacional. Uma pesquisa da Deloitte em que foram ouvidos 2.042 executivos, sendo 125 brasileiros (6% da amostra global), avaliou esse e outros fatores que definem as transformações digitais, uma das principais questões que interferem na mudança cultural recente das empresas.

Para o Roncati, o líder, o empreendedor ou mesmo o profissional e a empresa que está reavaliando sua carreira precisa estar comprometido com seriedade e profundidade na mudança. Em geral a mudança requer esforços extras, seja qual for a motivação: como posicionamento frente à concorrência, se antecipar às tendências do mercado ou atender a novas exigências dos clientes.

Entre os brasileiros ouvidos no estudo, 54% afirmaram ter a dificuldade de atrair talentos com as competências necessárias como principal desafio para compor a força de trabalho em um mundo 4.0. Ao mesmo tempo, um dado já aponta um panorama positivo: 74% reconhecem quais são essas deficiências.

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

Roncati destaca que a mudança cultural é indissociável da estratégia organizacional. A cultura representa o jeito de ser, para uma estratégia, que representa o posicionamento no macroambiente. Assim, um jeito de ser desalinhado com o posicionamento seria, no mínimo, esquizofrênico”, na verdade um enorme incômodo para uma organização. “Mudança cultural sempre ocorreu ao longo da história e ocorrerá. A questão é que estamos, ao que tudo indica, num período de mudanças profundas em várias perspectivas do macroambiente. Os ciclos de mudança estão mais curtos, consequentemente, a pressão sobre as organizações vem sendo maior e mais frequente. Encará-la é olhar para mudanças que estão ao nosso redor, na sociedade, nos nossos clientes e concorrentes. Por isto, requer cuidado e profundidade”, finaliza.

www.informationmanagement.com.br


to Go e Sit


INSIGHTS

Gustavo Baumgarten General Manager da Pollux Vision

A Inteligência Artificial já chegou na indústria Robôs que se movem de maneira autônoma e inteligente tomando decisões e prevendo cenários estão mais próximos do que se imagina. De acordo com previsões do Gartner, até o final de 2019, a Inteligência Artificial irá criar mais empregos no mundo do que extingui-los. O instituto aponta que a IA vai gerar 2,3 milhões de postos de trabalho até 2020, enquanto 1,8 milhão de empregos serão substituídos pela automação. Embora o uso de IA ainda esteja longe de ser comum aqui no Brasil, já existem aplicações na indústria que estão ao alcance de todos. Segundo dados da consultoria IDC, os gastos globais com IA chegarão à R$ 140 bilhões este ano. Isso significa que, para além dos estudos acadêmicos, essas novas tecnologias já estão em fase de implementação. E existem diversas maneiras de se aplicar a Inteligência Artificial em equipamentos industriais. Uma delas, e talvez a mais avançada de todas, explora o ramo do aprendizado de máquinas que utiliza códigos e algoritmos computacionais para tornar um sistema capaz de tomar decisões com base em análises

48

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

complexas, que aumentam a acuracidade de inspeções de qualidade, por exemplo. Com isso, podemos ter equipamentos de visão com o uso de Inteligência Artificial que permite inspecionar 100% dos produtos e embalagens produzidos. Além dos sistemas de visão, a IA pode ser integrada à robôs móveis e colaborativos, que fazem o transporte de peças e equipamentos dentro da fábrica. Esses robôs são geralmente desenvolvidos para substituir os humanos em tarefas consideradas insalubres ou com riscos ergonômicos, seja pela repetição com que são executadas ou pelo peso excessivo envolvido no transporte dessas cargas. Os robôs podem circular de maneira autônoma por uma planta fabril e integrados à IA e são capazes de prever a necessidade de reposição de peças, entre outras atividades. Seja qual for a finalidade da aplicação, a Inteligência Artificial representa um salto na transformação digital que caminha para uma realidade na qual a interconectividade dos equipamentos e as análises de dados tomam cada vez mais espaço

em decisões estratégicas do negócio. Embora esses investimentos em novas tecnologias aliadas à IA ainda estejam ganhando popularidade no mercado brasileiro, já temos exemplos de grandes montadoras, indústrias de bens de consumo e farmacêuticas com projetos implementados ou em fase de implementação. Os ganhos que os investimentos em tecnologias de ponta trazem vão além do aumento de performance e competitividade. Investir em robotização também está atrelado ao aumento da qualidade nos produtos e serviços e precisão nas atividades executadas por esses equipamentos inteligentes. Na prática, a transformação digital impacta positivamente todos os elos da cadeia produtiva de um setor e traz benefícios para o desenvolvimento do País. E as possibilidades são infinitas, seja por meio de processos mais inteligentes, robotizados ou automatizados, o importante é entrar no cenário digital e estar realmente preparado para acompanhar as mudanças que ainda estão por vir.

www.informationmanagement.com.br


anúncio ANÚNCIO

to Go e Sit


INSIGHTS

Eduardo Tardelli CEO da upLexis

Marketing e Dados: uma combinação a favor do negócio Com o intuito de conhecer melhor o consumidor para se comunicar da maneira mais assertiva possível, o marketing e a comunicação sempre tentaram se beneficiar de insights vindos dos dados; seja a partir de estudos prévios, como no passado, que diziam quais eram os locais em que seriam mais vistos ou teriam mais destaque, seja como é atualmente, com insumos colhidos em tempo real, mostrando quais são os usuários que consomem determinada ação, a taxa de conversão, interesse, informações básicas, entre outras. A utilização de dados oriundos do ambiente digital é uma tendência rápida e efetiva em favor das empresas, uma vez que de acordo com informações da última pesquisa de lares brasileiros do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 70,5% dos brasileiros possuem acesso à internet, ou seja, 49,2 milhões de domicílios estavam conectados em 2017. Em linhas gerais, as ações com foco nesse mundo online tam-

50

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

bém crescem. Hoje, segundo o Panorama Agências Digitais 2019 da Rock Content, empresa de marketing de conteúdo, mais de 80% das agências oferecem os serviços de compra de mídia digital e de gerenciamento redes sociais (82% e 81,7%, respectivamente), crescendo também criação de campanhas de e-mail marketing (74,4%), marketing de conteúdo (73,7%) e criação de landing pages (72,1%).

entender o porte da empresa, saber mais sobre a persona (público-alvo), conversar no tom que seu cliente espera. As empresas de varejo e e-commerce, por essa dependência direta e rápida com consumidor, entenderam isso mais rapidamente que o restante do mercado, saindo à frente com funções que se misturam, como, por exemplo, o caso da grande varejista Magazine Luiza, com a personagem Magalu.

Porém, mais do que aplicar ações online, as estratégias precisam ser desenvolvidas com base na conectividade com o cliente - como ele se comporta e quais experiências são mais relevantes para sua fidelização. Os dados, para tanto, explicam e garantem uma fonte inesgotável de insights e insumos valiosos, propondo pesquisas e otimizações contínuas.

Vivendo a época preparatória para uso da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), é clara a posição central e de extrema importância que os dados estão tomando! Imagine quanto será vantajoso e lucrativo ao empresariado ter a possibilidade de montar uma base que quer estar ali, sendo parte da sua rede de relacionamento por opção. Por muito tempo, a situação na internet passou despercebida e quebras em sistemas, expunham os clientes e usuários, hoje é direito de este ser informado do uso (ou mal-uso) dessas informações.

Realizar um estudo de mercado é uma das maiores aplicações da inteligência nesse campo, podendo ser realizado rapidamente com plataformas que unam dados de empresa para gerar insumo para sua decisão, no quais é possível

www.informationmanagement.com.br


to Go e Sit


INSIGHTS

Marco Aurélio Peres Head de AI & Analytics da Stefanini Brasil

Autoridade Nacional de Proteção de Dados Pessoais e a nova dinâmica da LGPD Nos últimos dias, a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que regulamenta o uso, a proteção e a transparência de dados pessoais no Brasil, tornou-se ainda mais proeminente ao ser sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro – ainda que com alguns vetos – e ao incorporar a criação da Autoridade Nacional de Proteção de Dados Pessoais (ANPD), principal guardiã da LGPD e que estará vinculada à Presidência da República. Entendo que o veto relacionado à revisão obrigatória por uma pessoa natural a decisões automatizadas é o mais importante. A justificativa do governo para o veto é de que “tal exigência inviabilizará os modelos atuais de planos de negócios de muitas empresas, notadamente das startups, bem como impacta na análise de risco de crédito e de novos modelos de negócios de instituições financeiras, gerando efeito negativo na oferta de crédito aos consumidores”. A meu ver, o argumento faz sentido e está aderente com a realidade e tendência de inovação global, ao mesmo em que o 1º e o 2º parágrafo do 20º artigo garantem o direito ao titular de dados de solicitar informações claras a respeito dos critérios e dos procedimentos utilizados na decisão automatizada. No caso de o controlador (empresa) não abrir essa informação, a ANPD poderá realizar a fiscalização. Além disso, há um movimento crescente no cenário da inte-

52

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

ligência artificial para fornecer soluções e algoritmos que tenham capacidade de explicar o racional de suas decisões. Portanto, não vejo tamanho impacto. De forma geral e simplificada, os vetos não alteram a dinâmica da lei. O propósito original da LGPD é aplicar mais organização e seriedade à utilização de dados de pessoas naturais pelas empresas de direito público ou privada, trazendo a estas companhias uma série de exigências de governança, transparência, segurança, entre outras. Este propósito está mantido mesmo com os vetos. Um dos vetos diz que a Autoridade Nacional de Proteção de Dados deve ser financiada com recursos próprios pelo Orçamento Geral da União e, para isso, será necessário realizar alguns remanejamentos na própria estrutura de custos do governo. Considero positivo esse ponto, uma vez que vai levar a uma maior eficácia com o mesmo orçamento. Precisamos de um governo cada vez mais eficiente e que gere menos peso tributário nos cidadãos e nas empresas. Já o veto sobre as decisões automatizadas de empresas referentes aos dados pessoais, como por exemplo em análises de risco de crédito, a lei original diz que o titular de dados pode solicitar revisão e que esta deve ser, obrigatoriamente, realizada por pessoa natural, ou seja, por uma pessoa. Desta forma, o veto

remove a obrigatoriedade de que todas as solicitações de revisão de decisões sejam feitas por pessoas. Também foi removida a possível sanção de bloqueio de utilização da base de dados das empresas, porém, foram mantidas outras sanções como advertência com prazo para regularização, multas, publicização, bloqueio e/ou eliminação dos dados pessoais relacionados à infração e não à base de dados inteira. Trata-se de um conjunto eficaz para buscar a aplicação da LGPD pelas empresas. O bloqueio de toda base de dados praticamente inviabiliza que uma empresa continue operante. Com a decisão presidencial, as empresas podem escolher o(a) Encarregado(a) de Dados que considerar apto(a) e não necessariamente alguém puramente técnico da questão jurídica. Certamente, as empresas sérias farão suas escolhas por uma pessoa que precisará passar por algum treinamento ou até mesmo terceirizar essa questão para outras companhias. O fato é que a lei não é apenas sobre matéria jurídica, mas também de tecnologia, cultura, marketing e outros temas. É inviável pensar em um encarregado de dados que domine todas estas matérias. Defendo que seja um profissional que tenha um bom conhecimento geral sobre a lei e que tenha a capacidade de engajar e coordenar outras pessoas ou empresas rumo à adequação à LGPD, que tem data prevista para entrar em vigor em agosto de 2020.

www.informationmanagement.com.br


to Go e Sit

Desenvolver

Orquestrar

Governanรงa


INSIGHTS

Fernando Oliveira Fundador e CTO da SEC4YOU

Computação Quântica, ficção ou realidade Ao longo dos mais de 20 anos atuando com tecnologia e segurança da informação, sempre fui impulsionado ao novo e, por isso, gostaria de compartilhar com vocês alguns pensamentos sobre a nova buzzword Computação Quântica. Em resumo, uma ciência que estuda as aplicações da teoria quântica na Ciência da Computação e tem por objetivo o desenvolvimento do computador quântico! Esses computadores despertam interesse em todos os mercados, pois prometem ser máquinas milhões de vezes superiores em termos de capacidade de trabalho do que um computador tradicional. De acordo com a consultoria Gartner, 20% das companhias incluirão projetos de computação quântica no orçamento em 2023, contra 1% atualmente. Outra projeção em relação a esse cenário foi publicada no relatório da Allied Market Research, e apresenta que o mercado global de computação quântica contribuiu com US$ 650 milhões em 2017 e a projeção é angariar US$ 5,85 bilhões até 2025. Ainda, o mesmo relatório aponta que o segmento de nuvem dominou o mercado global de computação

54

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

quântica corporativa em 2017 e espera-se que o quadro permaneça nos próximos anos, já que os usuários podem desenvolver, testar e executar seus programas nos dispositivos quânticos sem a necessidade de um computador quântico físico. Ok, quais são os benefícios práticos? Uma das maiores companhias japonesas de TI, realizou uma transformação em seus armazéns de mais de 1000m² e cerca de 3.000 produtos armazenados. Anteriormente, sem uma ordem de estoque e com funcionários coletando peças freneticamente, a empresa demorava para localizar os produtos. Mas, com a implementação da computação quântica neste processo, as rotas até as peças, o layout de estantes e a disposição das peças foram otimizados reduzindo em 45% o tempo da distância total percorrida pelos funcionários. A utilização da computação quântica vem se ampliando também na área da saúde. Uma empresa de bioquímica americana, por exemplo, comprovou que a computação quântica auxilia na descoberta de medicamentos para doenças como esclerose múltipla, Alzheimer e Parkinson.

Os métodos quânticos permitiram a comparação mais específica das estruturas moleculares, fornecendo assim, mais informações sobre as comparações do que qualquer outro método. Além de, reduzir a quantidade de tentativas, erros e custos no desenvolvimento de medicamentos no laboratório. Concluindo... Como toda tecnologia possui os dois lados da força, a ameaça dos computadores quânticos está no fato de colocar em xeque toda a arquitetura de segurança criptográfica para proteger sistemas, principalmente no segmento financeiro. Isso porque os algoritmos poderão ser facilmente quebrados quando as máquinas quânticas chegarem a milhares de qubits de processamento. Além disso, a expectativa do segmento também está nos grandes avanços nas atividades de otimização de cenários e cálculo de risco, mas não se enganem, não parará por aí! Preparem-se, alguns aspectos de computação quântica não estão tão distantes quanto vocês imaginam! Vocês estão prontos para colher os benefícios da computação quântica?

www.informationmanagement.com.br


to Go e Sit


Plataforma inova

o mercado das fintechs Praticidade para captar clientes e prevenir fraudes atrai empresas de serviços financeiros As fintechs, empresas que estão facilitando o mercado de serviços financeiros, proporcionando maior comodidade aos clientes, estão otimizando seus sistemas com a implementação de uma plataforma que está presente em diversos projetos de âmbito nacional e internacional. Por si só, os serviços oferecidos pelas fintechs são revolucionários para consumidores que desejam ter acesso de maneira desburocratizada às funcionalidades que, normalmente, nas instituições financeiras tradicionais, possuem alguns empecilhos. Desse modo, a procura por serviços financeiros que propiciam transações online, via dispositivos móveis, por exemplo, cresce de forma significativa, fazendo com que as empresas que ofertam essas facilidades aperfeiçoem e garantam total segurança em seus sistemas.

Nesse contexto, a OSAS, plataforma digital que otimiza os processos de gestão eletrônica de documentos, personaliza fluxos e realiza integração com outros sistemas, vem ganhando espaço no mercado com participação em grandes projetos do setor público e privado, sobretudo no segmento das fintechs. Com um sistema seguro e simplificado, as empresas que disponibilizam serviços financeiros, conseguem implantar em seus portais a inteligência tecnológica da OSAS, que descomplica os cadastros dos consumidores com: Validação de Dados, Verificações Antifraude, Autopreenchimento, envio de documentos online, entre outras funções customizáveis e parametrizáveis.

Abel Arrivabene, diretor comercial da plataforma, destaca o sucesso da implementação da tecnologia em grandes negócios, como, por exemplo, em um fundo de investimentos de uma notória gestora digital, que foi criado por empresários renomados no mercado: “Nossa parceria com a Vitreo foi triunfante: Eles, com um serviço acessível de fundos de investimento que outrora era restrito a determinados públicos. Nós, com um sistema inteligente e seguro onde o cliente se cadastra pelo site ou APP, em seguida há um quiz para confirmação de identidade a fim de evitar fraudes, por fim, o preenchimento automático do formulário cadastral acelera o processo e assim o consumidor consegue, com facilidade e segurança, desfrutar dos produtos financeiros da Vitreo”, explica.

O diretor ainda destaca que a tecnologia OSAS nasceu com intuito de trazer aos usuários uma experiência renovadora e reduzir os custos operacionais por parte das contratantes. “Além de garantir experiência digital ao cliente, a nossa tecnologia minimiza operações manuais, reduz custos e riscos e garante uma gestão integral e eficiente. É a verdadeira Transformação Digital, tanto da porta para fora, como para dentro das organizações”, diz Arrivabene. Em um mercado sensível a transações financeiras no âmbito virtual, é de suma importância sistemas sólidos e confiáveis que garantam credibilidade e, sobretudo, praticidade aos consumidores.


informe publicitário

Wallace Teixeira, diretor de tecnologia da OSAS, vê com bons olhos a ascensão de “startups” e empresas de serviços financeiros, no entanto, acredita que os artefatos tecnológicos devem ser cada vez mais otimizados para atender com maestria esses serviços: “O segmento das fintechs veio para democratizar o acesso ao consumo, girar a economia e gerar novos empregos. Nessa perspectiva, a OSAS ganha mais espaço no mercado ofertando tecnologias inovadoras. Ao mesmo tempo, nos esforçamos para acompanhar a expansão do setor, aprimorando as funcionalidades de nossa plataforma”, explica. A OSAS utiliza em sua comunicação a temática “revolução digital”. E essa “revolução”, está agradando não só às empresas do mercado financeiro, mas também setores do governo nas esferas municipais, estaduais e federais. De prefeituras de pequenos municípios até Ministérios da União, a plataforma está por trás de projetos que facilitam o dia a dia da população com desburocratização e garantem uma gestão digital e interativa ao governo com relatórios robustos que geram informações de suma relevância. O segredo do sucesso da OSAS, segundo Wallace, está no bom relacionamento de seus sócios com o mercado, equipe interna, estrutura e criatividade corporativa.

“Estamos imersos no mercado, entretanto, o que está gerando o nosso crescimento é o comprometimento interno diante desta nova realidade, através de nossos profissionais que são especialistas em tecnologia. Os novos negócios dos últimos dois anos ampliaram nosso quadro de funcionários e estrutura corporativa. Com outros negócios em curso, principalmente relacionados às fintechs, almejamos alavancar ainda mais”, afirma o diretor de tecnologia. Em parceria inédita com a francesa id3 Technologies, empresa especializada em soluções biométricas de alta tecnologia, que estará presente no CIAB Febraban 2019, congresso de tecnologia da informação do segmento financeiro, a OSAS pretende lançar novos projetos transformadores. O intento da parceria é potencializar a oferta de serviços da OSAS, associando em suas operações digitais novos componentes de identificação, autenticação pessoal e antifraude. Isto será garantido em uma única plataforma de workflow digital, onde os clientes serão beneficiados com diversas funcionalidades de automação, tais como: Automatização de OCR, Certificado Digital ICP Brasil, Reconhecimento Facial, Assinatura por Dispositivos Móveis, Biometria Criptografada, RPA, entre outros.

“A demanda por soluções inovadoras de autenticação digital no Brasil é crescente e a convergência entre as marcas possibilitará a ampliação comercial da id3 Technologies em território nacional e América Latina, além de expandir negócios no mercado europeu.”, afirma o engenheiro Newton Galvan, idealizador da parceria e atuante em integração de sistemas TI, Telecom e Segurança Digital.

SOBRE A OSAS

A OSAS é integralmente nacional. Desenvolve soluções para otimização de processos, gestão eletrônica de documentos e informações, garantindo eficiência, eficácia e redução de custos a seus clientes. A sua plataforma robusta de Workflow pode ser customizada por negócio, sendo básica à implantação do conceito “Paperless Office” (escritório sem papel) e para a verdadeira Transformação Digital, em curso, em várias organizações. Acesse nosso site e saiba mais: www.osas.com.br

SOBRE A ID3

Empresa Francesa sediada em Grenoble, há 30 anos. Destaca-se em produtos e serviços multi-biométricos inovadores como face, íris e “finger print”. É criadora do mecanismo “Match on Card” (finger Print) o qual é fornecido mundialmente há 20 anos, aos principais fabricantes de sistemas biométricos, tais como: Idemia, NXP, SELP, etc. Recentemente, apresentou ao mercado o “Match on Card” Facial e também o “ Match o Card” Facial e Finger Print (duas biometrias) num único smartcard. Com subsidiária na Colômbia é sucesso na operação de autenticação biométrica “Finger Print” no sistema cartorial nacional. Conheça acessando nosso site: id3.eu


WEB NEWS Assespro-PR e Prefeitura retomam negociações sobre redução do ISS para o setor de TI em Curitiba A Assespro – PR e a Secretaria de Planejamento, Finanças e Orçamento, da Prefeitura Municipal de Curitiba, avançaram na discussão sobre o ISS (Imposto Sobre Serviços) na capital paranaense. Atualmente, a cidade possui uma alíquota de 5%, mas os empresários pedem a redução para 2%.

Juliana Ribeiro está à frente do programa INOVAÇÃO NO AR, na Rádio Federal Se informar sobre uma das principais tendências do mercado e do empreendedorismo é essencial para se diferenciar da concorrência e também para criar diferenciais competitivos em novos negócios.

CorpFlex conquista alto desempenho e reduz custos operacionais com solução Red Hat Por meio da adoção do Red Hat Virtualization (KVM) e Red Hat CloudForms, empresa fornece suporte robusto e confiável, atendendo a demanda por novos serviços

1º Summit Experience Lead Force reúne grandes nomes do marketing digital e CRM ligados ao setor automotivo O setor automotivo teve a maior taxa de crescimento dos últimos 11 anos, segundo dados recentes divulgados pelo IBGE.

58

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

www.informationmanagement.com.br


SUA EMPRESA NECESSITA DIGITALIZAR ALTOS VOLUMES DE DOCUMENTOS E GERAR ARQUIVOS COLORIDOS E COMPACTOS COM OCR? Único scanner que funciona sem régua de vidro; Sistema de Transporte dos documentos através de correias precisas; Alimentador Automático para 500 folhas com sensor de papel; Possibilidade de upgrade entre as várias versões ( 90 a 170 ppm); Possibilidade de locação por curto ou longo prazo.

Conversão de imagens coloridas TIFF, JPEG para PDF-A; PDF´s com tamanho equivalente a imagem P&B; PDF´s sem perda de qualidade; Instalado no Servidor com criação de “hot folders”, para Conversão automática; Possibilidade para funcionar 24 horas/dias; Licenciamento por quantidade de imagens ou anual.

Contate-nos ainda hoje e peça uma demonstração do scanner e/ou do software.

to Go e i St


WEB NEWS

Facebook VS Instagram: qual a melhor rede social para as empresas? De acordo com o Sebrae, o Instagram é a rede social que mais cresce no mundo, contando atualmente com mais de 500 milhões de contas. A rede social de fotos tem em média 1,5 bilhão de curtidas por dia, além de ser 15 vezes mais interativa do que o Facebook e contar com o perfil de mais de 1.400 grandes marcas.

HyperIntelligence™ ganha o Prêmio Mundial de Inovação Digital de 2019 da Ventana Research A MicroStrategy, líder mundial de software de análise e mobilidade empresarial, acaba de anunciar que a Ventana Research escolheu o HyperIntelligence como a tecnologia vencedora do “Prêmio Mundial de Inovação Digital de 2019”.

Empresa global de manufatura transforma a experiência do cliente com a plataforma NICE inContact CXone Listada no Fortune 100, companhia implantou a plataforma NICE inContact CXone para mais de 3.000 agentes em 48 países, para suportar diversos ambientes globais de Contact Center

IHM Stefanini participa da Jornada Digital, promovida pelo Sistema Fiep Em parceria com a Adobe, venture do Grupo Stefanini apresenta suas soluções para o segmento industrial. Com o propósito de conectar pessoas, máquinas e insights, a Jornada Digital acontece em Curitiba (PR), dias 16 e 17 de julho, e mostra soluções, oportunidades e modelos de negócios de tecnologias da era 4.0.

60

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

www.informationmanagement.com.br


Robotic Process Automation

RPA ESTÁ NO NOSSO DNA FULL RPA SERVICES

Alocação de Profissionais Suporte & Monitoramento

Execução de Projetos Robot-As-A-Service

Treinamentos

Licenciamento de Software

Implantação de CoE

Mentoring FALE CONOSCO SICOLOS@SI COLOS .COM . BR

(1 1 ) 352 2 -1 099

AV. PAULI STA , 575 – 19 ANDAR SÃO PAULO – SP

WWW. S I COLOS .COM. BR

to Go e Sit


WEB NEWS

Sistema que substituirá eSocial vai desburocratizar e personalizar o acesso conforme o porte da empresa Com a aprovação do relatório da MP da liberdade econômica pela Comissão do Congresso, que extinguiu o eSocial, os empregadores brasileiros terão mais facilidade e economizarão tempo na hora de enviar as informações dos funcionários para o governo.

CEO da Kakau participa de painel no festival Whow! O festival Whow!, principal evento de inovação que acontece anualmente em São Paulo e está em sua terceira edição, contará com a presença em um painel do CEO da insurtech Kakau Seguros – plataforma digital de seguros por assinatura –, Henrique Volpi.

Confira as descobertas do relatório da Verizon sobre ransomware, engenharia social, phishing e falha humana O novo relatório da Verizon sobre Data Breaches (DBIR) reforça aspectos e pontos-chaves importantes que precisam ser continuamente discutidos por empresas e seus gestores e líderes.

SM22 Tech fecha parceria com a Softline para projetos de analytics e inteligência artificial Perder clientes devido à falta de agilidade e não ter as melhores informações disponíveis à mão é um problema que pode causar prejuízos e interromper o ciclo de crescimento de qualquer empresa.

62

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

www.informationmanagement.com.br


to Go e Sit


WEB NEWS

Unimed discute a incorporação tecnológica e o uso de dados para a gestão inteligente em saúde A área da Saúde não é mais a mesma. A entrada cada vez mais frequente de inovações tecnológicas neste segmento traz óbvios benefícios em recursos e em acessibilidade, mas aponta desafios com os quais gestores do setor se esforçam para lidar.

Microsoft investe US$ 1 bilhão em laboratório de inteligência artificial A Microsoft está investindo US$ 1 bilhão no OpenAI, um laboratório de pesquisa sobre inteligência artificial sediado em San Francisco, fundado por Elon Musk, Sam Altman, Ilya Sutskever e Greg Brockman.

A sua empresa está pronta para a LGPD? Veja o que dizem os especialistas Em cerca de um ano a partir daqui, a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) entrará em completo vigor por todo o território nacional. No nível do consumidor comum, esse parece ser mais um assunto empresarial que não gera grande interesse e acaba passando despercebido, mas sabia que até mesmo a pessoa física pode ser enquadrada pela nova legislação?

Hospital das Clínicas terá centro de inovação para startups Em setembro, o Hospital das Clínicas (HC), maior complexo hospitalar da América Latina, terá um espaço voltado à inovação e transformação na área de saúde. O Distrito InovaHC será um ambiente de coworking e empreendedorismo focado em startups da área de saúde.

64

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

www.informationmanagement.com.br


to Go e Sit


WEB NEWS

Tecnologia GPON é o futuro da conectividade A era da conectividade avança a passos largos! A Casa Conectada é cada dia mais real no Brasil e não é incomum uma residência com múltiplos dispositivos que precisam de uma internet mais robusta: smartfones, games, TVs streaming, notebooks, tablets e tantos mais.

NICE é nomeada líder em autenticação em tempo real e prevenção contra fraudes pela Opus Research NICE é reconhecida pela importante empresa de análise por fornecer recursos revolucionários de detecção proativa de fraudes e uso de um único padrão de voz em todos os canais de interação

Gartner: você vai bater ponto no celular O controle dos horários de acesso a empresas deve mudar muito nos próximos anos. Segundo uma previsão do Gartner, 70% das organizações que usam autenticação biométrica para acesso de suas operações implementarão ferramentas de controle por meio de aplicativos para smartphones até 2022.

Scansystem apresenta scanner de autoatendimento na 8ª edição da Expo Facility Management Edifícios comerciais com scanners de autoatendimento em cada andar para que os profissionais possam digitalizar documentos importantes a qualquer momento. Parece sonho?

66

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

www.informationmanagement.com.br


to Go e Sit


WEB NEWS

DINAMO Networks participa de evento gratuito Dia D Conta Azul em São Paulo A Dinamo Networks, empresa especializada em segurança para identidade digital e criptografia, confirma participação no evento gratuito, Dia D Conta Azul, momento em que serão discutidos os desafios e oportunidades para o setor contábil.

Perda de dados é principal preocupação dos gerentes de TI no Brasil Segundo pesquisa da Sophos, opção foi citada como preocupação número 1 por 77,5% dos entrevistados no país quando o assunto são ciberataques

VMware anuncia compra de startup de Inteligência Artificial Empresa pretende implementar tecnologia da Bitfusion em sua plataforma de virtualização vSphere; valor da compra não foi divulgado. A VMware anunciou nesta semana a compra de uma startup de Inteligência Artificial (IA) focada em processadores gráficos e arranjo de portas programáveis em campo (FPGAs), a Bitfusion.

Inteligência artificial blefa e vence os melhores no pôquer Desenvolvido por pesquisadores em parceria com o Facebook, o Pluribus apresenta técnicas que podem ser utilizadas em transações de Wall Street. Em seus 14 anos de atuação no circuito do pôquer profissional, Darren Elias nunca havia enfrentado alguém que jogasse sem ter medo algum.

68

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

www.informationmanagement.com.br


to Go e i St


WEB NEWS

Robô da Equipe Nautilus representa Brasil na Robosub 2019 A equipe de automação naval e submarina Nautilus, formada em sua maioria por alunos de engenharia da Escola Politécnica da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Poli-UFRJ), viaja no próximo dia 23 para os Estados Unidos, onde vai representar o Brasil na Robosub 2019.

Carrefour personaliza ofertas com Propz A startup atua com soluções que combinam CRM, inteligência analítica e big data. O Grupo Carrefour Brasil firmou um acordo com a startup Propz com o objetivo de oferecer interações personalizadas para os clientes. A empresa atua com soluções que combinam CRM, inteligência analítica e big data para fazer a leitura automática e sistemática do comportamento do consumidor.

Hi Platform anuncia compra da Yourviews A Hi Platform, principal plataforma de Relacionamento e Experiência do Consumidor, anuncia a aquisição daYourviews, companhia líder em reviews de produtos e lojas do Brasil. Trata-se da segunda aquisição da Hi Platform em menos de um ano– recentemente adquiriu a Samchat – que planeja outras incorporações até 2022, com a expectativa de alcançar um faturamento de R$ 100 milhões, além de cinco mil empresas operando sob sua plataforma nos próximos três anos.

Imagem/Esri apresenta tecnologia GeoAI no Smart City Business Brazil Congress & Expo 2019 Em um evento em que especialistas e líderes de iniciativas inovadoras e transformadoras terão a oportunidade de conhecer o que há de mais avançado mundialmente em tecnologias voltadas a cidades inteligentes, a Imagem, Distribuidora Oficial Esri Brasil, se uniu à Microsoft para apresentar a tecnologia GeoIA

70

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

www.informationmanagement.com.br


to Go e Sit


WEB NEWS

Stefanini anuncia infraestrutura robusta de Cloud O mercado de cloud está em franca expansão. De acordo com a International Data Corporation (IDC), em 2018 cerca de metade dos gastos com TI foi baseada em nuvem, com a previsão de atingir 60% de toda a infraestrutura de TI e 60-70% de todos os gastos com software, serviços e tecnologia até 2020.

Parceria entre Assespro e ROIT é ampliada A Assespro (Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação) amplia a parceria com a ROIT Consultoria e Contabilidade para atendimento de seus associados em Brasília, Curitiba e São Paulo. “Mais da metade de nossos clientes são empresas de tecnologia, por isso conhecemos muito esse setor e sabemos como alcançar economia tributária para elas e reduzir processos burocráticos.

Especialistas acreditam que o eSocial não será extinto Apesar das forças que querem dar liberdade econômica através do fim da burocracia, especialistas em contabilidade acreditam que o eSocial, instituído pelo Decreto nº 8373/2014, não será extinto, apenas modernizado. Pois, além do alto investimento feito por muitas empresas, a ferramenta foi criada justamente com o intuito de simplificar e desburocratizar as atividades contábeis.

O mercado de informações veiculares brasileiro e as projeções para os próximos anos Segundo dados da Fenabrave, entidade que representa o setor de concessionários no Brasil, em janeiro de 2019, o setor deve ter um crescimento de 11% na venda de carros e comerciais leves e 15,9% na venda de caminhões e ônibus. Esses números nos mostram um caminho positivo no setor automotivo, mas ainda tímido.

72

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

www.informationmanagement.com.br


A primeira plataforma de captura inteligente baseada em Microserviços Clients

to Go e Sit

Core Services

Request

BPM JSON

Mobile devices

Recognize

ECM Studio

MFPs

Response

Classify

JSON

Extract

RPA

Workstations CRM

Web Console

ERP

Servers Renditions Base64

Extraction Fields

Classification Results

Process

O iCaptServices Cloud é primeira plataforma de captura inteligente como serviço disponibilizada através de uma API RESTful, que visa viabilizar a rápida integração de sistemas e aplicações de mercado que precisem incorporar métodos inteligentes para captura, conversão, classificação e extração de metadados. Principais Funcionalidades: ‣ Motor de OCR com suporte em mais de 100 línguas, incluindo Português, Espanhol e Inglês ‣ Suporte aos principais formatos de imagem, incluindo TIFF e PDF multi página ‣ Reconhecimento de códigos de barras 1D e 2D ‣ Extração Free-Form (não requer o uso de templates) ‣ Classificação baseada em regras, layout e conteúdo ‣ Conversão para formatos editáveis MS Office ‣ Geração de PDF Pesquisável (PDF, PDF/A) ‣ Detecção dinâmica de assinatura por pixels Gostaria de ver seu documento configurado em menos de uma hora? Registre-se gratuitamente e agende seu teste em https://icaptservices.com/register

11 3845-0566 INTELLIGENT CAPTURE SOLUTIONS

www.icaptservices.com

info@icapt.io


WEB NEWS

TOKIO MARINE aposta em inovação Em evento realizado em comemoração aos 60 anos da Tokio Marine no Brasil, Adilson Lavrador, Diretor Executivo de Operações Tecnologia e Sinistros, salientou os investimento em tecnologia e inovação que a companhia tem realizado. “A Tokio Marine investe para que os corretores e assessorias possam concentrar os seus esforços em novos negócios.”, disse.

Chatbot pode auxiliar no aumento de vendas online e retenção de clientes Uma pesquisa publicada pela consultoria estadunidense Gartner e publicada pela Forbes mostrou que, até 2020, 85% das interações das empresas com os seus clientes serão feitas por meio de chatbots. Ainda segundo as estimativas, até o ano que vem, uma pessoa vai ter, em média, mais diálogos com robôs do que com seres humanos na solução de seus problemas.

NICE Robotic Process Automation é nomeada líder na PEAK Matrix do Grupo Everest pelo segundo ano consecutivo NICE obtém pontuações elevadas nos eixos de ‘Visão e Capacidade’ e ‘Impacto de Mercado’ em relatório de Avaliação de Fornecedores de Tecnologia RPA em 2019 (RPA Technology Vendor Assessment 2019) de empresa de análise líder de mercado.

LGPD: vetos devem facilitar implementação, mas empresas ainda têm longo trabalho pela frente Na última semana, os vetos do presidente Jair Bolsonaro ao sancionar a Lei 13.853 de 2019, a nossa Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), provocaram alterações significativas no texto aprovado pelo congresso – as principais tendo como motivos a necessidade de preservar modelos de negócios e dar segurança aos responsáveis pelos dados.

74

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

www.informationmanagement.com.br


to Go e i St


OPINIÃO Rodízio funcional: recomendável, mas... Algumas organizações têm o saudável hábito de fazer com que seus estagiários e trainees façam um rodízio por diversas áreas antes de serem efetivados em alguma função. Eu mesmo, quando comecei minha vida profissional, há 47 anos, tive oportunidade de participar de um programa semelhante. Algumas organizações, inclusive, estendem essa prática salutar aos funcionários efetivados, para possibilitar não somente o desenvolvimento profissional e funcional de cada um mas, principalmente, a ampliação do conhecimento sobre a organização, seus processos, os porquês de cada um deles para as demais áreas e, não menos importante, para permear na empresa a integração funcional Em resumo, o rodízio funcional tem os seguintes aspectos positivos: 1. Possibilita que os funcionários se desenvolvam profissionalmente ao conhecerem algo além de suas atribuições 2. Constrói uma base de conhecimento seguro sobre as operações da organização, sobre a razão de ser de cada processo e a interligação entre eles 3. Cria segurança operacional contra possíveis soluções de continuidade das suas operações: várias pessoas sabem o que fazer quando algo contingencial ocorre 4. Reforça a melhoria contínua da qualidade por conta dos novos olhares sobre velhas práticas 5. Constrói relacionamentos funcionais seguros, baseados no conhecimento e na confiança operacional.

76

INFORMATION MANAGEMENT | 2019

Mas e o que pode dar errado? Embora estes programas sejam construídos com as melhores intenções, nem sempre o resultado obtido é o desejado. A falha não está nas premissas do programa e nem na disposição das pessoas que nele se engajam, mas na falta de conhecimento formal sobre processos. Quando os processos de uma organização não são formalmente conhecidos, o custo do aprendizado sobre eles é muito alto. Perde-se tempo explicando, muitas vezes sem suficientes detalhes, o porquês de cada processo e como ele funciona, e isto atrasa a absorção e o desenvolvimento do conhecimento sobre o dia a dia da organização. A documentação formal dos processos é, portanto, fundamental para que as operações da organização sejam igualmente conhecidas por todos os funcionários e torne o rodízio funcional realmente útil. Eu costumo fazer um paralelo entre o que se pratica nas organizações com o que atores, profissionais ou não, desempenham no teatro. Neste, nenhum ator entra em cena sem saber exatamente o que seu personagem é, como deve se comportar, o que deve falar e, principalmente, o resultado que o diretor e a plateia esperam que “produzam”. Toda peça é exaustivamente ensaiada para que, no palco, não haja improvisos e possíveis erros que comprometam o espetáculo. Ora, nas organizações praticamos o que eu chamo de teatro organizacional. Afinal, todos nós somos atores que devem reali-

Tadeu Cruz tadeuj.cruz@gmail.

zar um ou mais “produtos” durante nossa jornada diária. Entretanto, salvo raras exceções, muitos de nós não fazem a menor ideia do que deve e como deve representar seu papel neste teatro. Isto ocorre, simplesmente, porque a “peça teatral”, o processo no qual ele irá representar seu papel funcional, não foi escrita, isto é, não há qualquer documentação sobre o que (what), porque (why), quem (who), quando (when), onde (where) e muito menos como (how) e quanto (how much) devem produzir. Explicando de outra maneira: as pessoas não sabem, com a necessária certeza, propiciada por uma documentação verdadeira, real, o que se espera que elas produzam, as suas metas, porque devem produzir, o cronograma, como devem produzir, por quais procedimentos e por quanto deverão produzir, os custos. Então, se já é difícil para funcionários efetivados, que já estão na organização há algum tempo, saberem responder a todos os porquês listados acima, imagine-se o que seria para qualquer trainee, ávido por acertar e cumprir suas responsabilidades sem erros, de olho na efetivação ao final do programa. O rodízio funcional -- ou mesmo as visitações de funcionários de um setor a outro – é sem dúvida uma prática recomendada, mas ela é de fato produtivo, eficaz e flui com mais rapidez se os processos estiverem formalmente documentados, para que todos saibam, com um mínimo de esforço, perda de tempo e estresse, o papel que cada um tem a representar na organização. ⏹

www.informationmanagement.com.br


to Go e i St


to Go e Sit

Profile for Editora Guia

Revista IIMA 84  

Revista IIMA 84