Issuu on Google+

www.informationmanagement.com.br

Cases e melhores práticas sobre Gestão de Documentos, Informações e Digital Business Ano 10 - Número 56 Dezembro - 2016

R$ 25,00

Previsões para

Além de 2017

O que esperar da Tecnologia para os próximos anos Veja a cobertura dos ECMMeeting Seguradoras e Educação


Avision AD215 | Scanner de Documentos A vision of your office

600

20 40 ppm

A4

DPI

i pm

Velocidade

Fabio

Documentos Longos

Cartões Rígidos

3 metros

1

Até

20 Folhas

Sensor Ultrassônico

Wi-Fi

Sua solução ideal para digitalização de documentos Digitalização através de dispositivos móveis

Dois caminhos para saída do papel

Com o módulo Wi-Fi integrado, o scanner Avision AD215 permite que você se conecte sem fio ao seu dispositivo móvel. Quando o aplicativo Avision MB é instalado no dispositivo móvel, o scanner permite iniciar uma digitalização e receber a imagem digitalizada diretamente em seu tablet ou smartphone.

1

Quando um documento ou cartão é inserido no alimentador frontal ou traseiro, o scanner fornece dois caminhos de saída. O documento pode ser ejetado para o lado oposto ou para o mesmo lado do alimentador. De acordo com sua necessidade, configure o modo no driver TWAIN.

2 Scan

XXX

1.3 192.168. jd hfg jga fuya kurj kd gfkz sh jfh kjhgk gksj lkg yghi grk ugdfjtf

300

AUTO SIZE

PDF

Duplex

Color

DPI

No files

Start scan

Two Eject Paths de saída Dois caminhos Cartões de até 1.25mm

Scan

K

Digitalize cartões de visita e documentos A3!

Veloz e Confiável Basta inserir seus documentos na bandeja do ADF do scanner, pressionar o botão "Scan" e o

O uso de uma folha de transporte permite aos usuários do AD215 digitalizar documentos até

AD215 começa a digitalizar imediatamente. Além disso, o AD215 é capaz de digitalizar a uma

o tamanho A3, bem como recortes de jornais, revistas e fotografias. O documento pode ser

impressionante velocidade de até 20 folhas por minuto no modo frente e verso.

digitalizado, simplesmente dobrando-o ao meio, inserindo-o na folha de transporte e digitalizando no modo duplex.

O Avision Button Manager V2 possui 9 intuitivos destinos predefinidos - Envie sua imagem digitalizada para as nuvens Com um simples toque, o Button Manager V2 torna mais fácil a digitalização e envio da imagem para seus destinos favoritos. Agora, a nova versão permite digitalizar diretamente para repositórios populares na nuvem, como o Google Drive ™, Evernote®, Facebook, OneDrive ™, Microsoft SharePoint® ou o FTP. O que é melhor, o recurso iScan permite inserir a imagem digitalizada ou o texto reconhecido após o processo OCR (Reconhecimento Óptico de Caracteres) diretamente para um aplicativo aberto, como o Microsoft Word, Excel, Bloco de notas e o PowerPoint para fazer seu trabalho com facilidade e rapidez. Até 15 destinos podem ser selecionados:

iScan (Image)

iScan (OCR)

App

E-Mail

Evernote

Impressora

Pasta Compartilhada

FTP

SharePoint

EasyMail

Avision Brasil | Avision Brassil

Dropbox

One Drive

e

Facebook

f

Office 365

Google Drive

Tel: (11) | www.avision.com.br Tel: (11)2737-2005 2737-2005 | www.avision.com.br


NESTA EDIÇÃO

20

NÚMERO 56 | DEZEMBRO DE 2016

Previsões para Além de 2017

Saiba como a e evolução da conectividade moderna é muitas vezes resumida como: Internet entre outras facilidades está impactando as empresas, os negócios e principalmente a relação entre as pessoas e o mundo.

06

Entrevista Nesta edição, Vice-Presidente de Pesquisas do Gartner Álvaro Mello, fala sobre a recente pesquisa realizada pela empresa globalmente em todas as grandes indústrias e mostra o exponencial crescimento do ecossistema digital.

26 Cobertura do ECMMeeting Veja como foi o encontro com os líderes do segmento de gestão de informações na área de Seguros e Educação.

34 Este ano foi demais!! Walter Koch

36 Digitização. Você sabe o que é? Wilton Tamane

10

UP Front

16

Carreira

32

Case

50

Artigos

38 Informação e Emoção Angelo Volpi e Cínthia Freitas

40 Blockchain:

o começo do fim do mistério! Cezar Taurion

Crônica

www.informationmanagement.com.br

2016 NOV / DEZ | INFORMATION MANAGEMENT

3


CARTA AO LEITOR PUBLISHER

Eduardo David eduardo@guiabusinessmedia.com.br EDITORA

Na busca do paperless? O simples

Susana Batimarchi – MTB 16022 susana@guiabusinessmedia.com.br CONSELHO EDITORIAL

Walter Kock - Wilton Tamane - José Guilherme Junqueira Dias Angelo Volpi - Cinthia Freitas - Luiz Alfredo Santoyo - Christian Ribas Marcio Teschima - Carlos Bassi COMERCIAL

Sandra Mletchol sandra@guiabusinessmedia.com.br ATENDIMENTO AO CLIENTE

N

a busca de se tornarem empresas paperless é muitas vezes fácil perder no caminho, como diz o Chief Evangelist da AIIM John Mancini. Ao iniciarem-se os projetos, meses se passam e ROI está longe no horizonte, e todo o papel continua inundando os processos como pragas. O papel oprime a empresa, e a tarefa difícil de remover tudo isso pode causar uma crise de motivação. No centro desse redomoinho para nos movermos rumo a construir um local de trabalho livre de papel , está só uma coisa: a simplicidade. Processos empresariais, tarefas críticas de negócios e a forma como manipulamos e utilizamos as informações são mais eficazes e fáceis de usar quando o papel físico é substituído por um formato digital. O mais difícil nesse processo são e serão sempre as pessoas. A capacidade de direcionar informações de maneira inteligente, para onde ela precisa ir e quando ela precisa estar, deve ser sempre sua primeira e única escolha. Seja simples! Veja nas próximas páginas quais são as tendências da tecnologia para tornar o mundo mais simples e como os negócios estão caminhando rumo a este fim. A todos uma boa leitura!

Jéssica Alves jessica@guiabusinessmedia.com.br Gicelia Azevedo gicelia@guiabusinessmedia.com.br Graciela Nascimento graciela@guiabusinessmedia.com.br PRODUÇÃO GRÁFICA

Kevin Habara kevin@guiabusinessmedia.com.br WEB DESIGNER

Igor de Freitas

igor@guiabusinessmedia.com.br ADMINISTRAÇÃO

Tadeu Nunes tadeu@guiabusinessmedia.com.br Mariana Dantas mariana@guiabusinessmedia.com.br CENTRAL DE ATENDIMENTO - 11-3392-4111

INFORMATION MANAGEMENT – Revista especializada no tema Gerenciamento de Informações, Documentos e Digital Business. Distribuição Nacional. Publicação oficial do INSTITUTO INFORMATION MANAGEMENT – IIMA - Rua Anhanguera, 627 - 01135-000 Barra Funda – São Paulo – SP C

M

Y

CM

O INSTITUTO INFORMATION MANAGEMENT - IIMA é uma organização que reúne profissionais e empresas que trabalham com processos envolvendo o gerenciamentoMY de documentos e informações. Sua missão é promover a capacitação profissional e o desenvolvimento do mercado por meio um amplo portfólio de serviços comoCY Cursos, Congressos, Consultoria, Livros e Publicações, Certificações, Workshops, CMY Programas Educacionais ao vivo, entre outros. Um corpo multidisciplinar composto por Consultores, Analistas, Professores, Jornalistas e Pesquisadores está na base da produção do conhecimento gerado diariamente pelo INSTITUTO com o objetivo deK ajudar os profissionais e empresas a lidarem com o Caos da Informação e a constante evolução tecnológica. O IIMA conta hoje com 40 mil profissionais participantes. DIREÇÃO

Eduardo David eduardo@guiabusinessmedia.com.br Tadeu Nunes tadeu@guiabusinessmedia.com.br CONSULTORIA E CURSOS

Wilton Tamane consultoria@guiabusinessmedia.com.br ATENDIMENTO AO ASSOCIADO

Gicelia Azevedo gicelia@guiabusinessmedia.com.br Graciela Nascimento graciela@guiabusinessmedia.com.br CONSELHO TÉCNICO:

Susana Batimarchi EDITORA

Walter Kock Wilton Tamane Márcio Teschima Tadeu Cruz Angelo Volpi Carlos Bassi José Guilherme J. Dias Cínthia Freitas

consultor, autor, palestrante consultor, professor e palestrante empresário, palestrante professor, autor , palestrante notário, professor, autor e palestrante consultor, professor e palestrante professor, consultor e palestrante professora, autora consultora e palestrante

PARA SE ASSOCIAR LIGUE: 11-3392-4111 ramal 16 ou acesse: www.informationmnagement.com.br INSTITUTO INFORMATION MANAGEMENT - IIMA Rua Anhanguera, 627 01135-000 Barra Funda – São Paulo – SP Tel: 011-3392-4111

4

INFORMATION MANAGEMENT | NOV / DEZ 2016

www.informationmanagement.com.br


outsourcing de impressão Soluções e Gestão de Informação para os segmentos: n Contábil n Seguradoras e bancos n Júridico n Recursos humanos n Educação n Saúde n Transporte e logística

contato@tecmach.com.br www.tecmach.com.br

Comunicação Visual

Projetor de Ultra Curta Distância

n Projetores n Videoconferência n Tela Interativa Soluções Para n Salas de aula inteligente n Recepção n Sala de treinamento corporativo n Recursos Humanos n Hospitais n Centros de conveções n Conselhos


ENTREVISTA Por Susana Batimarchi

O aumento do ecossistema digital Álvaro Mello, Vice-Presidente de Pesquisas do Gartner fala sobre a recente pesquisa realizada pela empresa com 2.598 CIOs entrevistados em 93 países e em todas as grandes indústrias sobre o aumento do ecossistema digital. Na América Latina, participaram 18 países, com o Brasil representando 51% do total de entrevistados. O Gartner como empresa mundial em pesquisa e aconselhamento em tecnologia, divulgou recentemente durante o Symposium/ITxpo que aconteceu em São Paulo, alerta que, assim como a digitalização amadurece, as organizações se sentem cada vez mais como parte de um ecossistema digital — um grupo de empresas, competidores, clientes, reguladores e demais públicos-alvo que trocam informações e interagem eletronicamente. Os dados da pesquisa de 2017 mostram que os CIOs estão mudando o padrão de

6

INFORMATION MANAGEMENT | NOV / DEZ 2016

investimento relacionado a negócio digital. Information Management O que a pesquisa aponta em relação ao orçamento das empress no que tange a investimentos em tecnologia? Álvaro Mello – A pesquisa relata que uma média de 19% de orçamento de TI será dirigido a gastos em digitalização, sendo 16% do total na América Latina, um valor que aumentará para 28% até 2018. Empresas com desempenho superior (em que a digitalização é totalmente explorada nos seus

processos de planejamento e modelo de negócios) já estão gastando uma média de 33% de seu orçamento em TI em digitalização e espera-se que esse número aumente para 43% até 2018. IM - A maioria das empresas, em todo o mundo, está aderindo cada vez mais à automatização de processos ou ao ecossistema digital como nominado pelo Gartner? AM - As respostas da pesquisa também apontam para o fato de que a adesão ao ecossistema digital aumenta junto com a

www.informationmanagement.com.br


maturidade. Um dos diferenciais de um negócio digital de alta performance é a criação e/ou a participação em um ecossistema digital. O uso deliberado e abrangente de um ecossistema para cocriar soluções e obter vantagens de capacidades distribuídas separa a categoria top do resto do grupo. Na pesquisa, 79% dos integrantes desse grupo líder indicam a sua participação nos ecossistemas digitais em comparação a 49% e 24% para as categorias de executivos de empresas típicas e iniciantes, respectivamente. IM - O que isso significa praticamente? AM - Um ecossistema digital melhora o alcance das empresas. Ele permite conexões escaláveis entre os parceiros conhecidos e os clientes, mas também oferece uma plataforma para que as partes

www.informationmanagement.com.br

desconhecidas se conectem uma a outra. Exemplificando , os ecossistemas diminuem os limites da indústria e ajudam a alavancar tipos de empresas, produtos e serviços completamente novos. Na América Latina, 45% das companhias pesquisadas disseram participar de ecossistemas. IM - O que é importante para os gestores nesse processo? AM - Para fazer parte de um ecossistema digital, os CIOs precisarão focar em três domínios principais: sua base de tecnologia, sua capacidade organizacional e sua liderança empresarial. Eles devem entender a base da tecnologia para estarem prontos para o ecossistema digital. Uma combinação entre as tecnologias digitais em evolução e de base sustenta a transição para a participação no ecossistema digital. Segundo os entrevistados,

as principais tecnologias com investimentos já planejados incluem os serviços de Nuvem, Analytics, a gestão do mercado digital e segurança. Business Intelligence (BI) e Analytics continuam a ser prioridades nos principais investimentos em todos os tipos de organizações com uma média de 38% dos entrevistados no mundo todo citando-os como suas três prioridades. Os participantes da América Latina também mencionaram BI e Analytics como prioridades (36%), seguida por infraestrutura & Data Center (32%), que tradicionalmente consomem altos volumes de financiamento de TI na região. IM - Como fica o planejamento para as demais empresas que não estão nestas categorias Top? AM - Para todos, menos para as empresas da categoria top, o planejamento de recursos da empresa (ERP) permanece como um investimento significativo com 22% das companhias típicas (25% dos participantes na América Latina) e 30% dos iniciantes colocando-o como uma das três prioridades tecnológicas. Somente 8% da categoria top classificaram o ERP entre suas três prioridades, tendo investido o suficiente para modernizá-lo e mudando agora esse investimento para atividades que gerem maior retorno. De outro lado, os iniciantes estão investindo fortemente em atividades não diferenciadoras. Isso parece indicar que eles precisarão trabalhar para modernizar a base de sua

2016 NOV / DEZ | INFORMATION MANAGEMENT

7


ENTREVISTA

tecnologia antes de poderem até mesmo considerar um investimento de negócios no modelo digital. IM – O que a pesquisa mostra como principal causa para as falhas em relação a TI? AM- Os CIOs identificam as falhas no conhecimento de TI como a principal barreira que os impede de alcançar os objetivos de sua função no mundo. Por outro lado, os CIOs da América Latina indicaram o financiamento como sendo a principal barreira porque reflete os momentos difíceis da economia e as incertezas políticas. Uma média de 33% dos participantes da pesquisa informa que as habilidades relacionadas à informação representam a maior ausência de talento, especialmente aquelas habilidades necessárias para os ambientes de análise mais recentes e avançados. As competências que já foram aplicadas nas análises de diagnóstico pré-digitais não são suficientes para os cenários de dados em tempo real apresentados pela Internet das Coisas (IoT), análise pessoal, tecnologia operacional e ecossistemas de informação. Como resultado, as habilidades mais recentes estão em falta e são caras. A adoção do TI bimodal é a chave para a criação de uma empresa pronta a receber um ecossistema digital e essa é uma área na qual as companhias estão fazendo progresso.

8

INFORMATION MANAGEMENT | NOV / DEZ 2016

“O Negócio Digital é uma prioridade comercial estratégica” As descobertas da pesquisa indicam que, em média, 43% dos participantes dizem que suas organizações são bimodais (47% na América Latina). No entanto, a categoria top supera em muito as empresas típicas e iniciantes em seu uso do bimodal com 68% de todas as companhias líderes tendo adotado o bimodal em comparação com somente 17% das empresas iniciantes. IM - Como as empresas estão enxergando a gestão da TI hoje? AM - O negócio digital é uma prioridade comercial altamente estratégica entre a categoria top e a de companhias típicas (28 e 20%, respectivamente), porém, foi citado somente por 6% das organizações iniciantes no mundo. Em contraste, somente 15% dos CIOs da América Latina

mencionam o crescimento como uma das três prioridades para eles e 20% dos CIOs brasileiros citaram a otimização do custo como uma de suas maiores prioridades (em comparação com 12% no resto do mundo), indicando que se aproximam tempos difíceis. Para criar uma liderança pronta para receber o ecossistema digital. Os líderes de negócios devem reavaliar as prioridades da liderança, engajar os públicos-alvo e envolvê-los nas iniciativas digitais. Os líderes que já estão prontos para receber o ecossistema digital são pensadores panorâmicos, ou seja, eles procuram oportunidades em todas as direções, cultivam diversas parcerias e questionam as propostas de valor e os modelos de negócios do passado.

www.informationmanagement.com.br


Conformidade e Excelência

na

Gestão do

Conteúdo O SoftExpert ECM é um software corporativo que possui todos os principais recursos de gestão necessários para criar, capturar, gerenciar, armazenar, preservar e distribuir conteúdos relacionados aos processos organizacionais. É a solução perfeita para administrar conteúdo não estruturado e gerenciar o ciclo de vida das informações por completo. Ao combinar os recursos de ECM com uma poderosa solução de gerenciamento de processos de negócios (BPM), segurança e auditoria, o SoftExpert ECM fornece uma sólida infraestrutura tecnológica para gerenciar o conteúdo organizacional, independentemente do tipo (físico ou digital), de forma integrada com as práticas de governança existentes, oferecendo flexibilidade para personalizar painéis (dashboards), relatórios e fluxos de trabalho (workflows).

Todas as áreas e funcionários da Midea Carrier são atendidos pela solução SoftExpert. Com a automação dos processos, ganhamos produtividade e aprimoramos o controle dos documentos, normas e procedimentos. Solange Pereira Amaral - Especialista em Qualidade e Melhoria Contínua da Midea Carrier

Faça contato conosco e surpreenda-se!

www.softexpert.com.br | vendas@softexpert.com | 0800 723 9901

Gestão de documentos

Gestão de digitalização e indexação

Gestão de trâmites

Excelência nos processos

Gestão de formulários

Automação de workflows

Gestão de solicitações de serviços

Business Intelligence


UPFRONT

MFP

OKI Data amplia portfólio A OKI Data, uma das principais marcas de soluções de impressão do mundo, traz sempre o que há de mais avançado e inovador para seu portfólio. Prova disso, é o lançamento da Multifuncional Monocromática ES5162LP MFP - um equipamento 4 em 1 de fácil utilização, que combina cópia, impressão, fax e digitalização. Com uma tela touch colorida de 7”, sistema de menu intuitivo e botões de acesso rápido, os trabalhos de impressão da ES5162LP MFP ficam mais ágeis. Os usuários podem optar também pelo modo “Criptografia Avançada”, garantindo a confidencialidade das informações. Outro ponto de destaque do modelo é o controle de acesso dos

usuários e a restrição individualizada. Com eles, o departamento de TI consegue fazer uma gestão mais eficiente e pró-ativa dos equipamentos, reduzindo o desperdício e custos extras. Além disso, no modo digitalização, o equipamento processa até 30 folhas por minuto. Há ainda a opção de compartilhamento para e-mail, pasta de rede ou FTP e impressão em nuvem com o Google® Cloud Print e o AirPrint. A ES5162LP MFP traz como opcional o módulo Wi-Fi para redes sem fios e a impressão pode ser feita usando o próprio recurso AirPrint para dispositivos Apple e o OKI mobile Print para smartphones Android®. Pensando no dinamismo dos escritórios, a ES5162LP MFP incorpora a

plataforma OKI sXP2, que possibilita a criação de aplicativos e formulários personalizados, tornando a Multifuncional a porta de entrada para processos mais simplificados, com documentos seguros e indexados digitalmente.

SOFTWARE

AccuRead Automate 2.0 para impressoras MFP A Lexmark anunciou uma nova versão da aplicação AccuRead Automate para impressoras multifuncionais (MFPs), que permite reconhecimento automático de documentos com múltiplas páginas e tem melhor desempenho. O software reconhece e classifica os documentos como páginas digitalizadas e extrai suas principais informações. Simultaneamente, identifica e indexa de forma automática os ficheiros, orienta os dados capturados para destinos predefinidos

e os disponibiliza para aplicações de negócios. De imediato, a nova solução está disponível para impressoras Lexmark CX7 e CX8. Em breve, serão disponibilizadas para outras MFPs as versões com os mesmos melhoramentos. Este novo software reconhece agora automaticamente documentos com múltiplas páginas e conta com métodos de classificação mais precisos, o que garante maior a eficiência para as empresas. Há também mais funcionalidades automatizadas que ampliam a precisão em termos de captura, processamento, classificação e armazenamento dos documentos. Uma das novidades em termos de classificação é que agora é realizada com base em todo o

texto apresentado e não apenas no layout do documento. “Os negócios no Brasil e na América Latina se focam na questão da captura e processamento de informação impressa, de forma a ter tudo disponível quando necessário”, afirma Carlos Eduardo Bretos, vice-presidente e gerente geral da Lexmark para a America Latina”. Ele completa afirmando que muitas vezes, são necessários passos manuais pré e pós-processo de digitalização devido à grande variedade de tipos de documentos disponíveis. Outro desafio encontrado na extração de dados a partir de documentos impressos é a insuficiente formação dos trabalhadores e largura de banda limitada em locais remotos.

Carlos Eduardo Bretos, da Lexmark

10

INFORMATION MANAGEMENT | NOV / DEZ 2016

www.informationmanagement.com.br


ANALYTICS

Uso de ‘Analytics as a Service’

MUITO MAIS QUE UMA IMPRESSORA

simplifica a gestão Mark Loucks, cientista de dados sênior da Unisys, indica as inúmeras possibilidades para as empresas aumentarem suas receitas com o uso de soluções de ‘Analytics as a Service’. Baseadas em nuvem, essas ferramentas permitem não apenas a análise de grandes volumes de dados em milissegundos, mas também por meio de algoritmos de Machine Learning fazer com que o sistema aprenda e gere resultados cada vez mais assertivos. “O crescente uso de dispositivos móveis e a ampla difusão da Internet das Coisas (IoT) alavancou a geração de informações, que podem ser avaliadas de forma cada vez mais qualitativa para que se transformem em insights para apoiar a tomada de decisão. Estes dados permitem às organizações entenderem as preferências de seus consumidores e são uma verdadeira mina de ouro para as companhias. Trata-se de uma questão essencial para a promoção da transformação digital”, comenta Loucks. Machine Learning é um tipo de inteligência artificial que fornece aos computadores a capacidade de aprender por meio de padrões e regras pré-estabelecidas, sem a necessidade de que sejam programados para tal. A análise dos dados coletados por quaisquer dispositivos conectados permite a criação de padrões preditivos com base nas preferências e no comportamento dos usuários.

www.informationmanagement.com.br

Sobretudo para as indústrias que trabalham com risco, como finanças e varejo, a aplicação de variáveis de probabilidade, com o uso da análise de ambiente e padrões comportamentais, pode gerar resultados com índices acima de 90% no pagamento integral de empréstimos, por meio da promoção de ações assertivas direcionadas a estes clientes. A Unisys oferece soluções de data analytics para diferentes setores econômicos, utilizando metodologias de mercado e modelos preditivos desenvolvidos por seu grupo de cientistas de dados. Entre elas se destaca a plataforma de cyber analytics, que identifica anomalias na rede e antevê possíveis ameaças à segurança com base na utilização de algoritmos de Machine Learning. Além desta, está o uso de beacons, pequenos sensores que permitem a captura de informações em tempo real, para análise da atividade em um fluxo de pessoas. Sua aplicação é bem ampla e pode cobrir diferentes localidades, desde aeroportos até supermercados, shoppings centers ou agências governamentais que prestam atendimento a cidadãos. A nova realidade da TI mostra que as soluções de Analytics e Big Data já desempenham um papel de destaque. De acordo com a IDC, esse mercado movimentou mundialmente US$ 122 bilhões em 2015 e atingirá a cifra de US$ 187 bilhões em 2019.

Com as soluções embarcadas Stoque, seu equipamento se integra a ferramentas de ECM/BPM com captura, armazenamento, gestão, preservação e acesso ágil ao conteúdo corporativo.

venda e locação

(31)3465-3600

stoque.com.br


UPFRONT

LANÇAMENTO

Novos scanners Kodak Alaris Para operações de digitalização de alto volume como terceirizadores de processos de negócios (BPOs) e backoffices corporativos, a Kodak Alaris está lançando duas novas adições à sua família de scanners de produção da série i5000. Os scanners Kodak i5650S e i5850S oferecem classificação em três bandejas, projetado para exigências de digitalização extremas de bureaus de serviço, BPOs e backoffices corporativos. Combinando a classificação inteligente com taxa de transferência de alta velocidade e qualidade de imagem superior, o scanner eleva o aumento da

produtividade e reduz custos de captura de documentos significativamente mais baixos. “Outros scanners com classificação de alto volume no mercado atual, só podem classificar usando software proprietário específico do fornecedor” disse Susheel John, diretor de categoria mundial, Scanners & Serviços, Kodak Alaris Information Management. “Com isto em mente, projetamos os scanners i5650S e i5850S para permitir a maioria dos trabalhos de classificação através de drivers padrão, tais como TWAIN e ISIS.

NÓS ACOMPANHAMOS TUDO O QUE ACONTECE NO MERCADO DE GESTÃO DA INFORMAÇÃO (GED/CM/EIM)

Para anunciar (11) 3392-4111 - ramal 17 jessica@guiabusinessmedia.com.br

Para receber (11) 3392-4111 - ramal 27 mariana@guiabusinessmedia.com.br

Isso ajuda os nossos clientes a chegar ao próximo nível de produtividade sem ter que aprender um sistema completamente novo.”

PARA VOCÊ FICAR BEM INFORMADO

Para enviar notícias (11) 3392-4111 - ramal 18 susana@guiabusinessmedia.com.br


CLOUD

Tráfego da nuvem deve quadruplicar até 2020 O tráfego da nuvem deve sofrer um aumento de 3,7 vezes - de 3,9 zetabytes (ZB) - ao ano em 2015 para 14,1 ZB, ao ano, até 2020. O dado foi apresentado durante a sexta edição anual do Cisco Global Cloud Index (2015-2020), realizada em San Jose, nos Estados Unidos. Esse rápido crescimento, segundo análise, é atribuído ao aumento da migração para arquiteturas de nuvem por conta da capacidade de se expandir rápida e eficientemente e suportar mais cargas de trabalho do que os data Centers tradicionais. Com a maior taxa de virtualização dos

Data Centers, os operadores de nuvem poderão oferecer maior variedade de serviços para empresas e consumidores com um desempenho ideal.

Seja um Profissional Certificado Nos dias de hoje, com o mercado de trabalho cada vez mais competitivo, você precisa de um diferencial de valor para conquistar as melhores oportunidades. Venha certificar-se com quem é especialista e já certificou mais de 550 profissionais.

ECM PRATICIONER

ECM SPECIALIST

ECM MASTER

CDIA+

Tem o objetivo de fornecer uma sólida formação sobre estratégias, métodos e ferramentas para a gestão de informação. Isto inclui tecnologias e as melhores práticas globais para arquitetar informação, digitalização de imagens, metadados, taxonomias, segurança, gestão de processos e automação, localização, entrega e apresentação de conteúdo.

Cobre as melhores práticas globais para implementação de ECM utilizando a metodologia aberta MIKE 2.0. O treinamento aborda como desenvolver uma estratégia de ECM, como identificar e priorizar os requisitos de negócios, como desenvolver e definir os requisitos de tecnologia, como construir um plano de implementação de ECM e priorizar projetos, como desenvolver, testar, treinar, implantar e operar uma implementação de ECM.

O programa AIIM ECM Master visa consolidar o entendimento sobre ECM, combinando o conhecimento acumulado sobre o que é ECM no módulo ECM Practitioner com os métodos sobre como implementar ECM do ECM Specialist através de um estudo de caso.

Treinamento oficial no Brasil . Apresenta as melhores práticas. Para implantação de projetos de gestão de documentos.

Duração : 03 dias Próximas turmas: Em breve

Duração : 02 dias Próximas turmas: Em breve

Duração : 04 dias Próximas turmas: Em breve

Duração : 03 dias Próximas turmas: Em breve

Instrutor – Walter W. Koch, CDIA+, MIT e LIT-AIIM, MsC Mestre em Sistemas de Informação - Engenharia de Produção pela UNIP. Recebeu as certificações Master of Information Technologies e Laureate in Information Technologies da AIIM - Association for Information and Image Management. Professor dos cursos de pós–graduação em Biblioteconomia e Arquivística da FESP-SP. Com mais de 30 anos de experiência em TI, desenvolveu alguns dos maiores projetos de gestão de documentos do País, tais como os da Andrade Gutierrez, ANP, BOVESPA, CSN, Itaú Seguros, Sistel e Tozzini, Freire, Teixeira e Silva Advogados. Deu suporte à FEBRABAN na definição da compensação por imagem de cheques. Como instrutor internacional em tecnologias do ECM, já ministrou treinamentos para cerca de 3000 alunos em 15 países.

Para inscrições e mais informações (11) 3392-4111

Certificações

www.guiatraining.com.br Promoção

Realização


UPFRONT

IOT

Software AG: Internet das coisas revoluciona a indústria A Internet das Coisas (IoT) está trazendo constantes transformações para o mercado. Algumas mudanças como a produtividade estão sendo observadas por parte das indústrias. Segundo Márcia Maciel, Business Solution Architect da Software AG, “o uso da Internet das Coisas

impulsionou uma verdadeira revolução nas indústrias, que em longo prazo impactará diretamente nos ciclos e formas de produção”. Hoje, pode‐se obter a tangibilidade e detalhamento de dados que antes não era possível, tornando a Internet das Coisas uma ferramenta que proporciona melhores resultados. “O uso da IoT nas indústrias impulsionará o aumento da automação nos processos, ajudando

os fabricantes a criarem novos fluxos e, consequentemente, reduzir seus custos. Além disso, os sensores também impulsionam os serviços de manutenção preditiva, que hoje melhoram não somente os processos entre empresas e fornecedores, como também contribui para uma otimização dos serviços. Podemos considerar isso um grande diferencial, ainda mais em um mercado tão competitivo como o que estamos vivenciando”, afirma a executiva.

Márcia Maciel, da Software AG

COMPART


DATA

Soluções em nuvem seguras A EMC anunciou uma série de novos produtos que permitem a integração em nuvem em todo o datacenter. As soluções desenvolvidas proporcionarão as empresas maior controle e segurança na nuvem privada, além de agilidade e escalabilidade ilimitada na nuvem pública. “Muitas empresas obtiveram grandes benefícios ao transferirem estrategicamente seus dados e cargas de trabalho para a nuvem. No entanto,

geralmente isso significa certa perda de controle sobre os dados. Você pode transferir seus dados entre nuvens públicas? Você consegue gerenciar seus dados de maneira inteligente por todo o ciclo de vida, do flash para o disco e para a nuvem e depois recuperá-.‐los quando necessário? E como você os mantém seguros? A EMC tem um portfólio amplo o suficiente que permita aos clientes assumirem o controle de seus dados e

alcançarem os melhores desempenhos”, afirma Guy Churchward,presidente de Core Technologies da EMC. As soluções de proteção de dados e armazenamento preparadas para a nuvem, da EMC, disponibiliza aos usuários uma atmosfera de arquivamento segura, na qual os dados podem ser automaticamente classificados. Guy Churchward, da EMC

BPM

Pesquisa identifica fraudes de bilhões de dólares em golpes via e-mail Uma pesquisa realizada pela Symantec revela que empresas de pequeno e médio porte tem mais tendências a serem vítimas de golpes, mostrando um número de 40%. Em seguida, o setor financeiro, com 14%. O estudo indica que mais de 400 empresas são atingidas por golpes diariamente e pelo menos dois indivíduos, na maioria das vezes da área financeira, receberão e-mails falsos. Só nos Estados Unidos, as empresas perderam mais de US$ 3 bilhões nos últimos 3 anos. Em geral, essas fraudes utilizam o envio de e-mails de CEO falsificados para as equipes financeiras das empresas, solicitando transferências de dinheiro. Há diversos grupos por trás do golpe, mas existe um predominante que é responsável por pelo menos 12% dos e-mails falsos indicados na pesquisa. A pesquisa da Symantec revela que a atuação dos cybercriminosos acontece em horário comercial e que, na linha do assunto, o conteúdo usado é bastante simples para evitar que sejam filtrados, como por exemplo: pedido, pagamento, transferência, pergunta.

www.informationmanagement.com.br

2016 NOV / DEZ | INFORMATION MANAGEMENT

15


UPFRONT

CARREIRAS

EDI

EDI para varejo Com a necessidade de otimizar os processos financeiros, a Camisaria Colombo implantou o sistema EDI Electronic Data Interchange), da Finnet, responsável pela padronização de documentos e estreitamento do relacionamento da empresa com o setor bancário. O EDI visa o ganho operacional a partir do equilíbrio dos processos, aprimorando a produtividade. “Com um cenário ainda difícil para a

economia, as empresas focam seus esforços em equilibrar processos e produtividade. Nós da Finnet enxergamos a oportunidade de intensificar as soluções e sistemas como o EDI para otimizar documentos no universo corporativo, como é o case que temos com a Camisaria Colombo. Até o momento temos ótimos resultados e a projeção é evoluir para toda a rede”, diz Yoshimiti Matsusaki, diretor geral da Finnet.

IOT

Acelerar a transformação digital A Internet das Coisas (IoT) está trazendo constantes transformações para o mercado. Algumas mudanças como a produtividade estão sendo observadas por parte das indústrias. Segundo Márcia Maciel, Business Solution Architect da Software AG, “o uso da Internet das Coisas impulsionou uma verdadeira revolução nas indústrias, que em longo prazo impactará diretamente nos ciclos e formas de produção”. Hoje, pode‐se obter a tangibilidade e detalhamento de dados que antes não era possível, tornando a Internet das Coisas uma ferramenta que

proporciona melhores resultados. “O uso da IoT nas indústrias impulsionará o aumento da automação nos processos, ajudando os fabricantes a criarem novos fluxos e, consequentemente, reduzir seus custos. Além disso, os sensores também impulsionam os serviços de manutenção preditiva, que hoje melhoram não somente os processos entre empresas e fornecedores, como também contribui para uma otimização dos serviços. Podemos considerar isso um grande diferencial, ainda mais em um mercado tão competitivo como o que estamos vivenciando”, afirma a executiva.

Alberto Oppenheimer, da da SAP

16

INFORMATION MANAGEMENT | NOV / DEZ 2016

LUIZ GANDIA Assume Diretoria Executiva da Provider IT. O executivo reforça a atuação da consultoria em São Paulo com o desafio de desenvolver a unidade de negócios nos mercados de varejo, manufatura, utilities, logística e indústria farmacêutica. ROBERTO ARRUDA Assume diretoria de Vendas da Agility Networks. O executivo reúne 20 anos de experiência tendo passado por empresas como Cisco, Juniper e Brocade JOÃO ROTTA Assume como Executivo de Inovação da M2sys. O Engenheiro de software, estatístico e especialista em documentação digital, será responsável pelo Núcleo de Inovação em Processamento por Imagem, na nova estrutura da empresa. MICHAEL DELL Assume presidência do conselho de diretores da VMware e Egon Durban se torna diretor do conselho. As duas indicações são consequência da finalização da aquisição da EMC Corporation a fim de criar uma família unificada de empresas que fornecem infraestruturas essenciais para organizações com o objetivo de criar seus futuros digitais, transformar suas TIs e proteger seus mais importantes ativos e informações. MAURIZIO MONDANI é nomeado Head da Capgemini no Brasil, empresa global em serviços de consultoria, tecnologia e terceirização. Ele sucede Paulo Marcelo, que está deixando a empresa para assumir novos desafios. Maurizio reportará a Walter Cappilati, Head da Capgemini na América Latina.

www.informationmanagement.com.br


UPFRONT

VAREJO

Picos de tráfego na web elevam os ataques Canais de notícias, varejistas ou relacionados a grandes eventos, cujo o foco é atrair cada vez público, geram um aumento exponencial de tráfego na web. O nível elevado da demanda por acesso de internautas exige que as empresas tenham um suporte tecnológico preparado para esta situação. O executivo da Akamai no Brasil, Alex Felipelli, acredita que a falta de uma infraestrutura tecnológica que suporte picos de tráfego tem mais predisposição para sofrer ataques de hackers, de negação de serviço, invasão e flash crowds. “A melhor forma de garantir altíssima escalabilidade é usar infraestruturas disponíveis na nuvem, ao invés de depender

de investimentos constantes na própria infraestrutura de centro de dados”. Apesar da necessidade de suportar grandes eventos na web, há uma dificuldade para as empresas fazerem altos investimentos na adaptação dos seus canais. Para o executivo, uma solução viável é “a computação em nuvem, que por ter capacidade ilimitada, ou escalável, a infraestrutura pode ser aumentada conforme a necessidade”. Segundo o especialista, o suporte tecnológico é tão importante quando a experiência do cliente. Com o aumento do tráfego na web, “o acesso mais rápido ao conteúdo permite menor taxa de desistência e maior engajamento da audiência e, portanto, mais receitas com propagandas e assinaturas”, finaliza.

Alex Felipelli, da Akamai Brasil

BPM

Pesquisa: automação de processos pode ser diferencial na produtividade Em um momento em que se discute muito a competitividade brasileira no mercado global e possibilidade de retomada da economia, para as empresas, a questão da produtividade é um fator importante, quase fundamental. Entretanto, levantamento conduzido pela Iteris Consultoria & Software identificou que os gestores e funcionários enxergam muitas oportunidades de ganho de produtividade com a implantação de automação de processos. Entre as empresas pesquisadas, 85% fazem a gestão de processos principalmente via e-mail. Esta realidade gera dificuldades como não atendimento de solicitações (57%), solicitações não atendidas no prazo (57%), as etapas dos processos não são claras/conhecidas (54%) e problema na comunicação entre áreas (45%), entre outras. E 87% dos entrevistados acreditam fortemente que a automatização de processos produziria ganhos de produtividade e os colaboradores teriam mais tempo para focar em atividades de maior valor agregado ao negócio. Um aspecto positivo é que a maioria das empresas (64%)

18

INFORMATION MANAGEMENT | NOV / DEZ 2016

dá autonomia às áreas para mudarem ou aprimorarem seus processos. Entretanto, 71% dos entrevistados entende que o grau de dificuldade para implantar um sistema simples ou um fluxo de trabalho seja o grande motivo da automação ser negligenciada. Para parte das empresas, a questão da automação de processo torna-se mais crítica em função de SLA – Service Level Agreement e controles rígidos estabelecidos (67%), ou ainda, em função de riscos de sofrer penalidades legais devido ao não atendimento destes requisitos (77%). Marcelo Santos, diretor e sócio-fundador da Iteris Consultoria & Software, destaca algumas das vantagens que as empresas podem ter ao fazer a automação de processos: aumentar a eficácia de seus negócios, aumentar a produtividade e a satisfação da equipe, reduzir custos, potencializar as saídas de seus processos e minimizar drasticamente erros humanos e operacionais. “A existência de procedimentos eletrônicos é um fator que profissionaliza e simplifica a gestão”, completa o executivo.

www.informationmanagement.com.br


Dra. Ruja Ignatova, Fundadora e Visionária da OneCoin

ENTREVISTA

Blockchain: a próxima revolução Você sabe o que é Blockchain? Essa tecnologia nada mais é do que uma base de dados de transações distribuídas e criadas para dar segurança ao uso de moedas digitais. O blockchain é a primeira tentativa da internet das finanças e chegou para revolucionar a indústria, visto que, para garantir a segurança e transparência das transações, ele impossibilita o uso da mesma moeda em mais de uma transação. Os dados, ao invés de serem guardados em um único computador, são distribuídos por toda a internet. A OneCoin, que compreende um novo sistema de criptomoedas, conta com um blockchain próprio para mineração de moedas digitais e explica por que a tecnologia é um dos bancos de dados mais seguros da atualidade. Veja nesta entrevista o que a fundadora e CEO da empresa, Dra. Ruja Ignatova, conta sobre o tema. 1) O que é o BlockChain? À medida que a internet foi criada para permitir que os computadores se comuniquem através de diferentes locais e, seus usuários, possam comunicar com pessoas, o blockchain foi originalmente criado para permitir que a moeda seja trocada entre diferentes locais e pessoas. O blockchain é a razão de todas as operações, agrupadas em blocos, feito com um regime de moeda (descentralizado) virtual. O blockchain permite a troca de informações, de forma síncrona e até mesmo, permite que duas partes em uma rede possam concluir transações sem que se conheçam. Ele efetivamente permite que um sistema mantenha registos contabilísticos coletivo na internet, que atualiza constantemente e, com o auxílio de uma função matemática, permite que os participantes cheguem a um acordo sobre a aprovação das transações. Neste sistema, as transações são feitas entre os membros de uma rede e as informações relativas às transações são reunidas em “blocos”. Esses blocos são analisados e verificados pela rede e acrescentado em

www.informationmanagement.com.br

uma ordem cronológica (a criação da cadeia de blocos) nos computadores de todos os participantes da rede. O blockchain é, então, o registo público de transações e é, de fato, de propriedade de cada participante da rede. Assim, todos os movimentos de informações que tenham sido trocadas na rede podem ser rastreados, permitindo que a transparência do sistema, parta do princípio que o IP do computador não é mascarado. 2) Como funciona? O novo blockchain OneCoin é muito poderoso, capaz de processar mais transações do que fornecedores de cartão de crédito. Ele é executado a cada minuto, o que torna a escolha ideal para os comerciantes porque armazena documentos KYC dos usuários estabelecendo um novo padrão na indústria de criptomoeda. Consiste em cada transação já realizada no OneCoin, uma vez que transações anônimas não são permitidas e a empresa segue estritamente as políticas de combate à lavagem de dinheiro, a realização de procedimentos de CSC em diferentes aspectos de suas atividades. Devido ao seu sistema centralizado, o blockchain OneCoin não se assemelha a um blockchain público de criptomoedas descentralizadas. Estamos orgulhosos de ser a primeira empresa de criptomoeda na indústria que introduziu uma auditoria mensal de seu blockchain. Todos os relatórios de auditoria blockchain OneCoin provaram que o blockchain OneCoin é consistente e que o número de moedas mineradas é genuína. 3) Existe um processo de gestão de dados e informações constantes para que haja as transações da moeda digital? Sim, a partir do momento que há um registro no blockchain, esses dados não podem ser apagados ou alterados e tal prática facilita na hora de registrar ativos, mantê-los atualizados. A tecnologia preza por fazer transações muito seguras e isso se dá pela gestão de dados e

informações atribuídas ao blockchain. No caso da OneCoin, ainda há uma camada a mais de segurança pois somos a única moeda que trabalha com o KYC (Know Your Customer) , ou seja, todos os nossos usuários são obrigados a comprovar seus dados de identidade, endereço e bancários. Isso evita fraudes, já que em um sistema de moedas virtuais convencional, essas informações não são requisitadas. Logo, se o usuário perde sua senha ou wallet de uma moeda como a BitCoin por exemplo não tem como recuperar seus investimentos. 4) Como na sua opinião o mercado está respondendo a esta nova modalidade financeira? O mercado ainda está descobrindo as vantagens do blockchain e do universo das moedas digitais. A OneCoin, que compreende um novo sistema de criptomoedas, conta com um blockchain próprio para mineração de moedas virtuais, o que possibilita que o usuário tenha mais segurança nas transações com as moedas mineradas, sendo assim possível leválas a mais pessoas e lugares. 5) As empresas brasileiras estão preparadas para absorção dessa modalidade? Isso não fica restrito a um grupo mais economicamente ativo? As empresas ainda não estão preparadas, pois essa revolução está apenas começando, mas o potencial é enorme. É restrito ao conhecimento de como operar no mercado financeiro, como se fosse um processo de lançamento de ordens de compras e vendas de ações via broker. Justamente por saber que as pessoas precisam desse conhecimento que temos os cursos didáticos comercializados pela OneLife que podem ser baixados na OneAcademy. Vale ressaltar que a OneLife e a OneCoin são empresas distintas. A OneLife é uma rede global financeira que compreende a venda do curso OneAcademy. Por outro lado a OneCoin é uma empresa que desenvolve a criptomoeda.

2016 NOV / DEZ | INFORMATION MANAGEMENT

19


TECNOLOGIA Por Susana Batimarchi

Previsões para

Além de 2017

20

INFORMATION MANAGEMENT | NOV / DEZ 2016

www.informationmanagement.com.br


A evolução da conectividade moderna é muitas vezes resumida como: Internet (WWW); Dispositivos móveis (BYOD); Big Data (BD), a nuvem (cloud); internet das coisas (IoT). Para a próxima etapa, parece inevitável que a TI como a conhecemos será cada vez mais personalizada, mais próxima do usuário e ele sem dúvida será um fator determinante para os negócios.

M

uito provavelmente, conforme os analistas e Head´s of Technology das grandes empresas do mercado, o que chamamos de internet das coisas será indispensável para os novos modelos de business. No entanto, mais do que simplesmente conectar seres humanos com dispositivos, o próximo estágio de conectividade incluirá interfaces “humanizadas” que evoluem constantemente para entender os padrões e necessidades do usuário e, em certo sentido, auto otimizar. Isso inclui as funções e recursos em nossos dispositivos, bem como a seleção / curadoria de informações que recebemos. Pode não ser o tipo de inteligência artificial encontrada na ficção científica, mas esta injeção de personalização trará mudanças monumentais. Previsões estratégicas para os próximos apontam os três efeitos fundamentais do que estes especialistas chamam de inovação digital continuada: experiência e engajamento, inovação nos negócios e efeitos secundários resultantes de capacidades digitais aumentadas.Veja as principais predições feitas pelo Gartner, IDC, e empresas do setor de tecnologia (para 2017 e os próximos anos) a seguir:

www.informationmanagement.com.br

2016 NOV / DEZ | INFORMATION MANAGEMENT

21


TECNOLOGIA

REALIDADE AUMENTADA: Até 2020, 100 milhões de consumidores farão compras por meio da AR A popularidade dos aplicativos de realidade aumentada (do inglês Augmented Reality - AR), como é o caso do Pokémon GO, ajudará a popularizar a AR, motivando os varejistas a incorporá-la em sua experiência de compras. À medida que o uso de dispositivos móveis se torna um comportamento arraigado e diminuem a distância entre os mundos físico e digital, as marcas e seus parceiros varejistas precisarão desenvolver mecanismos que impulsionem esse comportamento para melhorar a experiência de compras. Utilizar aplicativos de realidade aumentada para elevar o nível das informações digitais como textos, imagens, vídeos e áudios para o topo de importância do mundo físico representa um grande passo em direção a um engajamento mais profundo, tanto em lojas físicas quanto online. Um exemplo seria um consumidor que apontasse o aplicativo de catálogo da IKEA para um cômodo em sua casa e conseguisse visualizar os móveis onde gostaria de instalá-los. Esse elemento do mundo real diferencia os aplicativos de AR dos de realidade virtual(do inglês Virtual Reality - VR). WEARABLES: 1) Até 2020, 30% da navegação na internet serão feitas sem o uso de telas. As novas tecnologias centradas em áudio, como Google Home e Echo, da Amazon, acessam informações baseadas em diálogos onipresentes, criando

22

INFORMATION MANAGEMENT | NOV / DEZ 2016

novas plataformas com base em “interações por voz” (do inglês Voice-First Interactions). Ao eliminar a necessidade de uso de mãos e olhos para navegação, as interações vocais aumentam a utilidade dos acessos à internet em contextos como dirigir, cozinhar, caminhar, socializar, se exercitar e operar máquinas. Como resultado, o tempo passado sem acesso instantâneo a recursos online será próximo à zero. 2) 40% dos funcionários poderão cortar seus custos com saúde usando um monitorador de preparo físico. As empresas irão cada vez mais nomear líderes de programas de condicionamento físico para trabalharem de perto com gestores de recursos humanos para incluírem monitoradores de preparo físico nos programas de bem-estar como parte de uma iniciativa mais ampla de compromisso do funcionário. Os prestadores de serviços de saúde podem salvar vidas e diminuir custos atuando com base nos dados obtidos pelo dispositivo que mostra os riscos para a saúde do usuário. Os dispositivos vestíveis fornecem uma rica quantidade de informações para serem analisadas em tempo real ou em retrospecto com o potencial para médicos e demais profissionais da saúde terem acesso aos dados atuais e históricas, caso o paciente concorde em compartilhá-las. MOBILE: Até 2019, 20% das marcas abandonarão seus aplicativos móveis. Muitas marcas estão descobrindo que o nível de adoção, engajamento do cliente e retorno sobre investimento (do inglês

www.informationmanagement.com.br


Return on Investment - ROI) entregues pelos aplicativos móveis são significativamente menores do que as expectativas que baseavam seu investimento. Novas abordagens estão surgindo, com barreiras menores para descoberta e instalação e que oferecem praticamente o mesmo nível de engajamento com o cliente com um custo de investimento, suporte e marketing muito menor. Muitas empresas avaliarão negativamente essas experiências com seus aplicativos de baixo desempenho e decidirão reduzir suas perdas permitindo que seus Apps expirem.

ALGORÍTMOS: Até 2020, os algoritmos alterarão positivamente o comportamento de mais de um bilhão de trabalhadores no mundo inteiro. A contextualização dos algoritmos tem avançado exponencialmente para incluir uma variedade de intervenções comportamentais como a psicologia, a neurociência social e a ciência cognitiva. Os seres humanos tendem a ser mais emocionais do que factuais, o que provoca comportamentos irracionais.

www.informationmanagement.com.br

Os algoritmos podem alterar positivamente esse comportamento pelo aumento de sua inteligência por causa do uso do grande banco de memória coletiva que contém conhecimento que já foi socializado e testado. Isso ajudará os trabalhadores a lembrarem de qualquer coisa ou a serem informados em tempo real sobre assuntos sobre os quais nunca ouviram anteriormente, permitindo que completem suas tarefas de forma objetiva, porém, também aumentando o nível de apreciação da vida à medida que ela se desenvolve. O uso de algoritmos pode assustar, no entanto, quando utilizados para gerar resultados positivos, podem provocar mudanças em diversas indústrias. BLOCKCHAIN: Até 2022, um negócio baseado em Blockchain valerá US$ 10 bilhões O Blockchain foi criado como a próxima revolução no histórico de transações. Registros desse tipo fornecem uma visão compartilhada e imutável de todas as transações entre as partes envolvidas, que podem, portanto, atuar imediatamente em registros confiáveis de Blockchain e assegurar-se de que eles não poderão ser modificados. Qualquer tipo de troca de valores pode acontecer em minutos, não em dias. Aplicações de Blockchain podem liberar dinheiro, reduzir custos de transações e acelerar processos de negócios. Mesmo que o desenvolvimento do Blockchain ainda esteja no início, ele já atrai o investimento em produtos e em capital.

2016 NOV / DEZ | INFORMATION MANAGEMENT

23


TECNOLOGIA

IOT: 1) Ao longo de 2020, a IoT aumentará a demanda de armazenamento de Data Centers em menos de 3%. A Internet das Coisas (IoT) tem um potencial enorme para a geração de dados por meio dos quase 21 bilhões de pontos que deverão estar em uso em 2020. Dos quase 900 exabytes de capacidade dos discos rígidos (HDD) e unidades de estado sólido (SSD) de Data Centers previstos para serem enviados em 2020, o armazenamento de sensores discretos da IoT representará somente 0,4% e o armazenamento dos sensores de multimídia outros 2%, com um total arredondado de 2,3%. Isso indica que a Internet das Coisas pode aumentar e entregar valores e visão de negócios importantes com base em dados, enquanto permanece gerenciável do ponto de vista de infraestrutura de armazenamento. 2) a IoT economizará US$1 trilhão por ano dos consumidores e dos negócios em manutenção, serviços e bens de consumo Uma das promessas da IoT é reduzir o custo com manutenção e bens de consumo. O desafio está em oferecer uma implementação segura e robusta que possa fornecer uma economia em uma ou duas décadas, sem custos administrativos que absorvam

24

INFORMATION MANAGEMENT | NOV / DEZ 2016

qualquer economia feita. Isso poderia ser um sistema de monitoramento de baixo custo baseado em sensores simples que reportam características definidas aos servidores analíticos. O Analytics é usado para encontrar padrões nos dados brutos e recomendar a manutenção baseada no uso e nas condições reais, e não no tempo transcorrido ou nas condições estimadas. Na outra ponta, existe o surgimento do gêmeo digital, que captura dados quase em tempo real de seu gêmeo do mundo real com melhores sensores, e usa isso junto com outras fontes de dados, como clima, dados históricos, algoritmos e análise de máquinas inteligentes, para atualizar a sua simulação para refletir o estado físico de seu gêmeo.

DADOS: Em 2017, abordagem moderna de BI é o novo padrão, análises colaborativas e dados. Muitas organizações já adotaram a abordagem moderna para o business intelligence, democratizando a análise de dados. Já passamos do ponto de inflexão para o BI moderno e continuaremos a ver organizações de todos os tamanhos usando

www.informationmanagement.com.br


plataformas confiáveis e escaláveis para encorajar as pessoas a ter insights com seus dados. Graças ao fácil acesso aos dados confiáveis e ao compartilhamento simples por meio da tecnologia em nuvem, a informação não flui mais em apenas uma direção. Os dias de compartilhamento de dados via PDFs ou PowerPoints acabaram. Em 2017, as pessoas compartilharão livros e fontes de dados interativos e em tempo real. Elas ficarão conectadas via alertas e e-mail e irão compartilhar descobertas, colaborar com o trabalho umas das outras e impulsionar os negócios. Em 2017, o valor dos dados não estará mais relacionado ao seu tamanho ou classificação. Não importará se estamos falando de Big Data ou de uma simples planilha do Excel. O que contará mesmo é que as pessoas possam acessar os dados com rapidez e facilidade para responder a perguntas e melhorar resultados. Os usuários empresariais não terão que se preocupar se seus dados estão armazenados em Hadoop, Redshift ou um arquivo do Excel. Eles terão uma visão completa de suas análises, não importa quantas fontes de dados diferentes elas tenham. SEGURANÇA: Até 2020, atenção redobrada aos ataques e privacidade. Comando Compartilhado e Plataformas de Inteligência Artificial (IA) Baseadas em Voz terão um nível Inédito em Convergência Humana e Tecnológica. A crescente adoção de IA ativada por voz para acessar a Web, dados e aplicativos irá abrir novos vetores criativos e aumentar as preocupações sobre a privacidade de dados. Além disso o aumento de Ameaças Internas com

www.informationmanagement.com.br

Incentivo Corporativo - “Expansão do Abuso Corporativo de PII” Uma nova ameaça interna incentivada por corporações pode afetar dados de clientes, rentabilidade e outras metas de desempenho, forçando as companhias a reavaliar seus ambientes corporativos e estratégias de crescimento. A Nuvem como um Vetor de Expansão de Ataques “Os Desafios para Proteger Infraestruturas na Nuvem”. As organizações que estão migrando seus ambientes vulneráveis para a nuvem sem a preparação necessária terão benefícios limitados em termos de segurança, uma vez que as plataformas usadas para executar máquinas virtuais serão um alvo cada vez mais comum de ataques. E finalmente a convergência de Compliance e Proteção de Dados - “Harmonização da Proteção de Dados Torna-se Lei”- Depois de 2017, o Regulamento Geral de Proteção de Dados (do inglês, GDPR) da União Europeia (UE) será uma exigência legal. As demandas do GDPR podem elevar os custos para organizações com a adoção de novos controles de proteção de dados e múltiplas partes interessadas debatem com “quem, quando e como” das novas regras sobre acessibilidade de dados.

2016 NOV / DEZ | INFORMATION MANAGEMENT

25


2016 Seguradoras

ECMMeeting 2016: A Informação é o novo Petróleo Nesta nova era, onde já não se fala mais somente de dados, informações e conhecimento. Sabedoria que será exigida dos novos líderes, que terão como principal objetivo a implementação das melhores práticas na gestão de informação. Assim pode-se resumir as principais apresentações dos ECM Meetings Seguradoras e educação, que reuniu gestores das áreas de seguros e gestores da informação em São Paulo nos meses de Outubro e Novembro. SEGURADORAS : O DESAFIO DA INFORMAÇÃO A Otimização de processos, inovação, crescimento e retenção são os objetivos de negócio mais importantes no desenvolvimento de planos de TI e onde é colocado o foco. Segundo dados recentes a maioria das seguradoras irá investir entre 2 e 4% do seu orçamento para responder a estas iniciativas e manter o negócio. A média é de 3,15% bem maior que muitos outros segmentos do mercado comparativamente. Essa foi a tônica do ECM Meeting Seguradoras que aconteceu dia 27 de Outubro, em São Paulo, no Hotel Tulip, onde os experts do mercado mostraram aos participantes as melhores práticas para conduzi-los rumo ao sucesso. A primeira apresentação a Extinção de Apólices em Papel: Benefícios e Comodidade para os Clientes, Eficiência de Processos e Redução Significativa de Custos teve como apresentador o CEO da Brasil Insurance Lasry, Samuel Lasry Sitnoveter que mostrou como sua organização reduziu de forma significativa os custos com papel com a digitalização de apólices e como todos os demais processos foram digitalizados 26

INFORMATION MANAGEMENT | NOV / DEZ 2016

em atendimento à legislação do mercado. O CEO da Finch Soluções mostrou o Estudo de Caso: Iniciativa Inédita no Mundo Conheça a primeira experiência de aplicação de Inteligência Artificial em uma Resseguradora no Brasil . “ Minha intenção foi mostrar a problema que esta empresa tinha quais eram seus desafios e depois como a aplicação da plataforma de inteligência artificial veio ajudar o para analisar tendências jurisprudenciais e as vantagens do uso da Inteligência artificial no setor de seguros”, comentou Buchina. Destaque para o estudo de Caso – A Evolução da Gestão de Documentos – Sinistro Auto apresentado pela gerente de Sinistros da Sul America Segiuros , Patrícia Rosas. O encontro contou ainda com três Mesas Redondas: a primeira sobre Inovação, Transformação Digital e Otimização de Processos: Como Superar os Desafios Regulatórios Organizacionais e de Negócios e a segunda sobre Legalidade dos Documentos Digitais foi comandada por Roberto Ciccone da Everis e teve a participação de Helton Moreno da ASSURANT e Paulo Correa Pinheiro. Na segunda Mesa do dia, o tema proposto foi

: A Legalidade de Documentos Digitais que teve a participação dos especialistas em certificação e Direito digital, Alexandre Maiali e dos especialistas Christian Ribas e Dr. Victor Auilo Haikal. A última Mesa redonda do evento abordou O Modelo de Seguros para uma Transformação Digital: Quais são os grandes desafios que precisam ser superados? E foi comandada pelo Diretor executivo da Intelligence Hub , Nicolas Yamagata e contou com a participação dos palestrantes Armando Buchina e Helton Moreno. Além das palestras dos especialistas o evento contou também com apresentações técnicas dos patrocinadores. A SML falou sobre - Como implantar processos digitais no Brasil apresentado pelo Diiretor de TI & Projetos da SML Brasil, David Freitas. A CompLine levou a apresentação Acelerando a sua transformação digital, feita pelo Diretor de Tecnologia da empresa, Luiz Gonzaga Filho. E a Kodak Alaris apresentou a Era do Caos de Dados com o palestrante Paulo Renato Fernandes, Product & Solution Regional manager – Latin America. www.informationmanagement.com.br


Armando Buchin

a

doras Meeting Segura

te no ECM

Público presen

Samuel Lasry

Cezar Taurion

Sitnoveter

John Pellizzetti

- Wacom

ue

Equipe Stoq

to

David Freitas Ne

Equipe Casa das Fragmentadora s k

Equipe Koda

Equipe Comp Lin

e

Giorgio Cavalie

ri - Ricoh Luiz Gonzaga Fi

lho

www.informationmanagement.com.br

Equipe Arktec

2016 NOV / DEZ | INFORMATION MANAGEMENT

27


2016 2016 Seguradoras Seguradoras

exposição Vista da área da

g Seguradoras

Alexandre Maial

do ECMMeetin

i

Thiago Soares

Equipe Tecmach

Patrícia Rosas Equipe SML

Equipe IBML

Victor Auilo Haik

al

Paulo Renato R.

Fernandes

Christian Ribas

ata

Nícolas Yamag

Da dir. para a esq. : Paulo Corrêa Pinh e Helton Moreno eiro, Roberto Cicc one

28

INFORMATION MANAGEMENT | NOV / DEZ 2016

Sorteio e encerra

mento

www.informationmanagement.com.br


2016 Educação EDUCAÇÃO Não há empresa ou instituição de ensino hoje que não tenha já aderido aos meios digitais como forma de melhor gerir seus negócios. Hoje a transformação de um mundo analógico para práticas e processos digitais já é uma realidade para a maioria das escolas sejam públicas ou privadas. Como anda a interação da escola e alunos no Mundo Digital? O evento iniciou com a apresentação “O Impacto da transformação digital no business e na carreira dos profissionais de educação” tema de abertura de Cezar Taurion, Consultor e Evangelista de Tecnologia. Na sequencia os congressistas tiveram um Estudo de Caso: apresentado por Paulo Roberto La Selva, Gerente de Administração Acadêmica – FAAP, que falou sobre: O Workflow de Processos Acadêmicos em Meios Automatizados. O professor mostrou como a implementação do gerenciamento eletrônico de documentos nos processos acadêmicos levou a automatização de processos como aproveitamento de estudos, emissão de diplomas de forma integrada com o sistema de Gestão acadêmica e demais banco de dados. Além disso, La selva mostrou como o atendimento à legislação vigente portaria 1.224 de 18/12/2013 Manutenção e guarda de acervo acadêmico foi possível com a digitalização gradativa do prontuário inativo de forma a automatizar os processos e reduzir custos. A apresentação da Experiência da FIPECAFI: As Diferentes Iniciativas que Estão Sendo Conduzidas na Instituição em Aplicações Digitais, Digitalização de Documentos e Acesso à Informaçã feita pelo gerente de TI da Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras Dalton Quadros mostrou como as tendências em aplicações digitais que estão sendo implementadas no instituto e os benefícios obtidos com digitalização de documentos: facilidade na busca de informações; redução de custos, economia de tempo e organização das informações. O consultor de ECM da IBM aprewww.informationmanagement.com.br

sentou o tema A Mudança do Ensino Superior para a Nuvem. Hélio Caetano falou sobre como: A nova geração de estudantes é mais avançada tecnologicamente, e as instituições mais antigas ainda devem descobrir a melhor forma de servir as suas necessidades. O especialista mostrou o IBM BOX para a Educação, que traz soluções e parcerias para esse setor, além da importância do ‘armazenamento ilimitado’ cresce à medida que as instituições de ensino tornam-se cada vez mais “Content-Driven” , abordando grandes volumes de dados gerados e armazenados nas relações entre universidades, alunos e acadêmicos. O professor Wilton tamne falou sobe O Impacto da Tecnologia Digital, mostrando como a legalidade dos documentos digitais e as melhores práticas para os negócios que visam sua transformação digital por meio de documentos natos digitais. Na Mesa redonda a Aplicação de ECM em Compliance com a Portaria 1224/2013 do MEC sobre Guarda de Documentos Acadêmicos, o moderador José Guilherme Dias de Souza superintendente comercial da SBK BPO recebeu as especialistas Claudete Aurora - Diretora da Soluarq responsável por desenvolver e terceirizar mão de obra especializada em Gestão Documental, Ivani Delamare Bibliotecária e Arquivista e Regiane A. Pontes - Secretária Geral da Universidade Anhembi Morumbi.

Após a instituição da Portaria 1224, as Universidades Federais aderiram a guarda de documentos acadêmicos. Recentemente as IES começaram a adotar esta norma pois a gestão de acervos acadêmicos e a guarda de documentos passou a ser um item de avaliação das instituições. - Quais são os pontos de atenção na organização e guarda de documentos O consultor de TI na área educacional , apresentou o Projeto Intelligére um a projeto prático sobre o uso da inteligência analítica em uma instituição de ensino superior com aplicação do Big Data na educação e também de Inteligência Artificial a partir do ECM. Como última apresentação do dia - O Uso de Dispositivos Móveis e a Comunicação Digital no Setor de Educação – A interação dos Alunos e Instituições no mundo Digital – foi o tema principal da mesa Redonda moderada pelo especialista da Stoque - Leonardo Carvalho a È possível alcançar pais e alunos de uma forma muito mais direta com ajuda da tecnologia. é o tema da mesa redonda que encerra o ECMMeeting Educação Mesa Redonda: O Uso de Dispositivos Móveis e a Comunicação Digital no Setor de Educação – A interação dos Alunos e Instituições no mundo Digital que teve como convidados: André Belchior - Diretor Executivo KROTON, Prof. Jesuíno Argentino Junior - Diretor de Pós-graduação da UNIP e Leandro Scalabrin - Sócio Fundador SWA Sistemas Acadêmicos.

2016 NOV / DEZ | INFORMATION MANAGEMENT

29


2016 Educação

ão

Meeting Educaç

te no ECM Público presen

Wilton Tamane tts

Daví Nelson Be

Equipe Stoque

Cezar Taurion Daniel Mazzeu

ani Delamare, ane A Pontes, Iv gi Re : q. es a ra Da dir. pa Claudete Aurora Dias de Souza e José Guilherme 30

INFORMATION MANAGEMENT | NOV / DEZ 2016

- DMZ

Fernanda Ribeiro

- Arktec

www.informationmanagement.com.br


Vista da área da

exposição do EC

MMeeting Educ

Anselmo Vieira - Casa das Fragmentadora s

Equipe Tecmach

Hélio Caetano

Paulo Roberto

ação

s

Dalton Quadro

La Selva

Da dir. para a esq. : Re José Guilherme Di giane A Pontes, Ivani Delamare, as de Souza e Clau dete Aurora www.informationmanagement.com.br

gócios

cionamento e ne

Espaço de rela

amento Sorteio e encerr

2016 NOV / DEZ | INFORMATION MANAGEMENT

31


CASE

SEGURADORA ONEBEACON: O VELHO E O NOVO

P Adobestock

O novo Software da Compart DocBridge foi implementado para auxiliar na gestão de arquivos e documentos

FICHA TÉCNICA: Empresa

rentes. Sabíamos que um dos nossos parceiros de serviço Compart usados de forma semelhante, por isso, trouxe o software in-house e começou a reformatar os nossos documentos”. A Compart possibilitou ao OneBeacon a capacidade de alterar as quebras de página e adicionar mais flexibilidade para os PDFs. Por exemplo, DocBridge Moinho Além disso, permitiu à empresa adicionar anotações aos arquivos PDF que iria manter o controle da informação da página a partir dos arquivos Metacode. Eles tinham um enorme inventário de documentos que refletem décadas de conteúdos que precisava ser convertido e modificado. Logo eles estavam convertendo 80.000 documentos por dia, e, finalmente, de atualizar todo o arquivo. Quando era necessário uma cópia impressa do documento arquivado, o conjunto de ferramentas deu-lhes a capacidade de imprimir documentos de diferentes caixas para torná-los em vários tipos de papel e na próxima impressora disponível. Hoje, OneBeacon ajuda com Compart de conversões de arquivos Metacode para PDF e composição de documentos com o seu processo em curso de PDF para AFP. E a única coisa que Barry Dillon sabe ao certo é que a tecnologia vai mudar de novo para acompanhar essa demanda. Por exemplo, documentos de acesso universal podem ser vistos em que os telefones celulares, em tablets e laptops ou em papel, são cada vez mais necessários.

Insurance Group OneBeacon

Resultados Obtidos:

Responável pelo envio

Conversão de mais de 80.000 documentos por dia;

Ioanis Terzopoulos

Fornecedor Compart

Site

www.compart.com.br

32

reencher as lacunas entre tecnologia antiga e nova tecnologia é uma obsessão entre líderes empresariais, que entendem que a tecnologia “nova” proporciona uma vantagem competitiva. Mas mesmo que as empresas terminem substituindo um sistema mais antigo, uma nova tecnologia aparece. A pressão para manter-se competitiva e atualizada pode ser enorme. Mas enquanto a nova tecnologia melhora o negócio, a implementação, raramente é indolor. De alguma forma, você tem que construir uma ponte entre os métodos antigos e os novos métodos. Poucas indústrias tem documentos tão intensos como a indústria de seguros: qualquer contrato leva à criação de mais um documento, tradicionalmente enviada para o cliente e o produtor e arquivado digitalmente no escritório da transportadora. Pode haver centenas de milhões de documentos arquivados, com dezenas de milhares de novos documentos criados a cada dia, com destino a loja de impressão e arquivo. Essa é a situação Barry Dillon, gerente de TI sênior para o Insurance Group OneBeacon, se deparou. Com uma empresa líder de seguros especiais, OneBeacon tinha um enorme arquivo para converter o fluxo legado de impressão para PDF. E assim, foi Dillon para encontrar uma maneira. “Precisávamos de converter dezenas de milhões de documentos a partir de Metacode”, disse Dillon. “Então, nós olhamos um número de soluções dife-

INFORMATION MANAGEMENT | NOV / DEZ 2016

Atualização de arquivos com capacidade para impressão; Controle da Informação; Documentos convertidos em PDF; Geração de metadados e vários formatos de imagens;

www.informationmanagement.com.br


ECM

Este ano foi demais!!

Josetti Capusso

C

*WALTER W. KOCH é diretor da ImageWare, consultor internacional em Gestão Documental e TI e professor dos cursos de pós-graduação da Fesp e da Unip. Implementou alguns dos maiores projetos do País. Ministra cursos em diversos países da Europa, África e Oriente Médio. Autor do Livro Electronic Document Management – Concepts and Technologies, publicado em Dubai, em 2001. Responsável pelo treinamento da AIIM no Brasil.

34

reio que o ano de 2016 ficará armazenado em partição WORM (Write Once Read Many) da memória da maioria de nós! Tantos fatos e eventos que merecem ser guardados para sempre. A Olimpíada digital – não só o Brasil mostrou que tem competência, como encantou o mundo mostrando através dos mais diversos canais digitais a hospitalidade do povo, a beleza do País e o fascínio da cultura. Não esqueço da noite que estava no Boulevard Olímpico e uma alemã que estava acompanhando me disse que não sabia como agradecer aqueles momentos que nunca iria esquecer. Detalhe: algumas horas antes os seus pais a haviam visto torcendo na arquibancada, on-line, sentadinhos no sofá perto de Hamburg. E a avisaram via WhatsApp que ela estava na TV na Alemanha. Salão do Automóvel – acho que é questão de tempo para o nome do evento mudar. Não sei se a conectividade com as tecnologias embutidas, as novas formas de tração ou a adoção da economia compartilhada pelas montadoras que mais chamou a atenção. Apresentada como uma feira com foco em “tecnologia e da conectividade” permitiu identificar claramente como o automóvel se torna cada vez mais um dispositivo digital. E o aroma da gasolina vai desaparecendo para ficarem os motores elétricos. E o uso deste dispositivo digital (o veículo) passa a estar inserido no contexto da economia compartilhada com novos modelos de uso. O Audi Share já é um passo neste sentido no Brasil. “No futuro, todos os veículos vão ser elétricos – e compartilhados”, disse Wozniak. Normatização – ABNT e BACEN - Este ano termina com um amadurecimento da indústria brasileira de gestão documental via a definição de normas. A ABNT publicou as duas primeiras NBR para a gestão de documentos de arquivo (e tem mais algumas já em andamento) e o BACEN define regras para a digitalização de documentos de processos

INFORMATION MANAGEMENT | NOV / DEZ 2016

financeiros de bancos, com padrões de arquivo, resoluções. Em 2017 vamos começar a assistir as organizações se preocupar com conformidade em gestão documental. Nova certificação – a AIIM revisou a certificação AIIM ECM e atualizou inclusive o nome à luz das evoluções tecnológicas. Em 2017 teremos a nova certificação AIIM ECM Implementation Specialist e a atualização do módulo AIIM ECM Specialist. O programa foi traduzido este ano e será ministrado em São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre. Mudança dos requisitos do eleitor – na cidade onde durmo, havia entre os candidatos a prefeito, a esposa de um ex-prefeito (ela é deputada), um prefeito, um ex-prefeito e um dentista. Nas ruas todos afirmavam que a deputada iria ganhar. Mas nas conversas íntimas diziam que iriam votar no dentista, apesar de ele não ter chance. Pois ganhou o dentista e a deputada ficou em quarto lugar. Quantas vezes vimos isto acontecer neste ano? Candidatos que não eram políticos e que tinham 18% de chance segundo a imprensa, vencendo as eleições? Isto é uma forte demonstração de desejo de mudança! Tanto das pessoas quanto sobre a forma de fazer! Acabamos de ver como 2016 foi rico, seja com novos modelos de gestão pública a partir de 2017, seja na incorporação de novas tecnologias na nossa vida e na forma de se fazer as coisas. Que neste novo ano todos sejamos mais felizes e que tenhamos mais sucesso nesta nova Era que estamos vivendo. Afinal, segundo Charles Darwin, “Não é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente. Quem sobrevive é o mais disposto à mudança”. E, segundo Tim Cook (president da Apple) apud Martin Luther King, “If you can’t fly, then run. If you can’t run, then walk. If you can’t walk, then crawl, but whatever you do you have to keep moving forward.” Esta dica nos lembra que só iremos melhorar o mundo nos movendo para a frente.

www.informationmanagement.com.br


O Novo Ponto de Encontro dos Profissionais da Informação ECM MEETING tem como objetivo reunir a industria fornecedora e os consumidores de serviços e soluções de segmentos específicos. É uma oportunidade para a industria fornecedora expor e apresentar suas Soluções, Cases de Sucesso e Melhores Práticas; e proporcionar ao usuário um conteúdo de grande valor. É um ponto de encontro de público certo. A estimativa de público de cada evento corresponde a 80/100 participantes. Venha Mostrar suas Soluções para o Público Certo

Cronograma 2017 09/Fev

16/Mar

27/Abr

10/Mai

Transporte e Logística

Banco - Contrato de Câmbio

Saúde

Governo & Órgãos Públicos

08/Jun

06/Jul

27/Jul

05/Set

Varejo

Contábil

Manufatura

RH

27/Set

19/Out

23/Nov

07/Dez

Engenharia

Seguradoras

CSC

Jurídico

Patrocinadores

Local:

Para Patrocinar:

Hotel Golden Tulip Plaza Paulista Alameda Santos, 85 - São Paulo / SP

(11) 3392 - 4111 Ramal 17

Promoção

Realização


CAPTURE

Digitização. Você sabe o que é?

Josetti Capusso Divulgação

R

Divulgação

WILTON TAMANE é administrador de empresas especializado em sistema e técnico em Eletrônica Industrial. Consultor na área de scanners e gerenciamento de documentos wiltontamane@gmail.com

36

ecentemente, assisti uma entrevista do presidente do Banco do Brasil e este mencionou por diversas vezes o termo “digitização” e em alguns momentos também o termo “digitalização”. Já conhecia o termo em inglês “digitization” em eventos da AIIM, mas era a primeira vez que ouvia o termo em português. Segundo o dicionário Oxford, digitization é “a conversão de texto, imagens ou som em um formato digital que pode ser processado por um computador“. Pesquisando em alguns sites, me chamou a atenção uma publicação da PricewaterhouseCoopers Brasil Ltda – PwC: “Indústria 4.0: Digitização como vantagem competitiva no Brasil”. https://www. pwc.com.br/pt/publicacoes/servicos/assets/consultoria-negocios/2016/pwc-industry-4-survey-16.pdf. Neste relatório, “Digitização é o termo utilizado pela PwC para representar a transformação das empresas por meio das ferramentas digitais”. Este tema é especialmente relevante num momento de instabilidade, incertezas e volatilidade que estamos passando. Muitas decisões estratégicas devem ser tomadas e sem margem para erros ou equívocos. E para tanto, uma base de conhecimento e informações precisas e confiáveis são fundamentais. A transformação digital ou a ruptura provocada pelo nem tão novo mundo digital nos traz um paradoxo: temos muita informação, porém pouca capacidade de decisão em função justamente da quantidade exorbitante de dados e informações. Saber aplicar os devidos filtros, analisar de forma correta números e tendências já não é um luxo que possamos relevar. Para sobreviver neste mundo altamente conectado, com pessoas cada vez mais usando

INFORMATION MANAGEMENT | NOV / DEZ 2016

plataformas digitais para praticamente qualquer atividade corriqueira na vida pessoal, sem dúvida alguma, as empresas precisam reavaliar seu grau de maturidade e adaptabilidade neste novo ambiente. Diferentemente de outras revoluções e transformações, a digital caminha de forma muito rápida, e a passos largos provoca mudanças onde líderes se tornam coadjuvantes e pequenos se agigantam, ao mesmo tempo em que surgem novos segmentos e formas de atuação. Quem não estiver preparado, com certeza não sobreviverá. Segundo o relatório da PwC, “No Brasil, apenas 9% das empresas brasileiras se classificam como avançadas em níveis de digitização, mas elas apostam em um avanço acelerado nessa área nos próximos anos. Em 2020, a expectativa é que o percentual salte para 72%”. O mesmo podemos dizer em relação aos profissionais, de qualquer área, nível ou especialização. A grande maioria já usa a digitização como clientes, porém agora o desafio é como interagir de forma eficiente com a digitização dentro das empresas onde atuam como fornecedores, qualquer que seja sua função ou posição. Estar preparado, capacitado, treinado para lidar com novos processos digitais, interagir de forma mais intensa com tecnologia é o novo desafio. Ainda segundo a PwC, “As empresas estão investindo também em treinamento e em mudanças organizacionais necessárias à digitização”. E o inicio ou o cominho para a digitização passa pela digitalização de acervos físicos visando a otimização/automação de processos e também adição ao acervo digital existente. Que em 2017 tenhamos um ano cada vez mais digitizado!

www.informationmanagement.com.br


TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER PARA MANTER-SE INFORMADO O ANO TODO Assista o INFORMATIONShow na WEB

NA WEB

O GRATUIT T N R E NA INTE

Agora você poderá manter-se informado o ano todo diretamente na tela de seu computador sobre as Novas Soluções, Tecnologias e Novos Processos que estão ajudando as empresas a fazerem uma melhor gestão de suas Informações e Documentos. Estamos lançando o INFORMATIONShow na WEB. São programas de 45 minutos de duração, gratuitos, ao vivo na internet com o melhor conteúdo para você que trabalha com gestão de documental. Ao final de cada programa, você poderá fazer perguntas e tirar suas dúvidas ao vivo com o palestrante. O INFORMATIONShow na WEB é um prolongamento do tradicional evento INFORMATIONShow.

Veja a programação: Data

Tema

Palestrante

13/Jan -14h00

Otimizando a Formalização de Processos na era Digital

Bruno Zampaglione

Os buracos negros Digitais:

20/Jan - 14h00 03/Fev -14h00

Gestão Eletrônica de Documentos

FORMALIZAÇÃO DIGITAL:

importância e vantagens da assinatura com certificado digital.

Camila Vila Verde Ricardo Theil

* Grade sujeita a alterações

Para mais informações acesse: http://informationshownaweb.com.br/ Promoção

Realização


INFORMAÇÃO

INFORMAÇÃO E EMOÇÃO

Anúncio_Information Management.pdf 1 14/09/2015 14:36:44

a e e e

m o ,

a , e , ? o . o e r o s s :

Divulgação Divulgação

Divulgação

e O. Freitas nso Decarli)

Divulgação

ANGELO VOLPI é tabelião em Curitiba, escritor, articulista e consultor. entendimento afeta a orgaangelo@volpi.not.br

J

á falamos aqui sobre análise textual e mineração de dados. Devemos elucidar que tais temas não foram escolhidos ao acaso. Quando o Facebook comprou o WhatsApp, todos se perguntavam o que motivava uma avaliação de um valor tão alto de mercado em um aplicativo de mensagens instantâneas. Para os leigos, uma questão de visão de futuro. Para os economistas, uma questão de saber quanto vale e quanto pesa a tecnologia. Para os pesquisadores e estudiosos, uma questão de algoritmo. Sim, nesta época propagava-se que ambos os softwares mineravam as postagens e conversas de seus usuários, a ponto de o Facebook saber quando alguém vai iniciar um namoro e, uma vez em namoro, saber que a presença de palavras positivas como “feliz” e “amor” aumenta consideravelmente. Eis o estudo das emoções associadas aos textos, denominada de Sentiment Analysis. Estudos mostram que “as pessoas solteiras são mais negativas e reclamonas”. Há quem diga também que foi o caso da Target e a apresentação de propaganda direcionada que iniciou toda esta discussão. Nascia a era do uso dos dados para identificar padrões e prever acontecimentos. Isto não é magia, é ciência. Agora o Facebbok anuncia que irá reconhecer as emoções nas imagens e vídeos digitais por meio da aquisição da FacioMetrics. O software capaz de reconhecer emoções reúne técnicas de Visão Computacional, Processamento Digital de Imagens e Sentiment Analysis. O sistema pode reconhecer as sete emoções preponderantes, tais como nojo, raiva, tristeza e medo no rosto das pessoas. Mas, o estudo das emoções é

como esse nização e a operação do sistema de recuperação. CINTHIA A. FREITAS Aliam-se à área de RI as técnicas de Professora Titlar da PUCPR descoberta do conhecimento e minerae Doutora em Informática. ção de dados. As técnicas de descoberta almendracinthia@gmail.com do conhecimento visam a conversão de dados brutos em informações úteis. Já as técnicas de mineração compreendem os processos de obtenção de informação de qualidade a partir de grandes volumes de dados estruturados ou não, com ênfase em textos em linguagem natural. Todas estas técnicas visam descobrir padrões e regras significativas por meio da exploração e análise automáticas ou semiautomáticas em grandes quantidades de dados. São muitos os algoritmos utilizados que têm se mostrado eficientes, um exemplo é o Facebook que, antes mesmo do usuário, prevê se ele vai iniciar um relacionamento ou terminar um relacionamento. A Upstart, uma companhia do Vale do Silício, está usando com sucesso – já emprestou mais de U$ 135 milhões – a garimpagem de dados para medir o “caráter” e a personalidade de seus potenciais clientes que sob o critério “racional” dos bancos estavam sem crédito. Você muito MANAGEMENT de número de ce-/ DEZ 2016 38 muda INFORMATION | NOV lular? Tem costume de ler biografias de

muito mais complexo do que se possa imaginar. Inicialmente, deve-se entender que existem dois tipos de emoções, as positivas e as negativas. E, ainda, que a cada emoção corresponde uma parcela dita primária e outra secundária. A emoção primária é aquela que surge em resposta a um determinado evento. Já a emoção secundária é aquela decorrente da emoção primária. Por exemplo, se em uma determinada situação você sentir medo, pode ser que a sua emoção secundária seja raiva. Fazem parte do rol das emoções positivas: amor, apreciação, felicidade, esperança, entusiasmo, vitalidade, confiança, gratidão, paciência, confiança, otimismo, alegria, fascinação. E, das emoções negativas: medo, raiva, culpa, depressão, orgulho, ciúmes, auto piedade, ansiedade, ressentimento, inveja, frustração, vergonha, negação, ofensa, arrependimento, ressentimento, tristeza, preocupação e sofrimento. Desde a criação dos computadores, Alan Turing já lançara o desafio de uma máquina se fazer passar por humano. O caminho para isso é o chamado aprendizado de máquina, e a última fronteira é o que se chama “relaxamento da realidade”. Para que os computadores possam entender a malícia a criatividade do homem, precisam entender seus sentimentos. Portanto, caros leitores, não se assustem se ao lado de cada rosto nas imagens das confraternizações de final de ano aparecer as seguintes legendas: “Que festa mais sem graça!” Ou “Estou confiante para 2017!” Ou “Adoro trabalhar nesta empresa, eles fazem festas lindas!” Ou “Nossa! Sinto-me culpado de estar aqui e não ter finalizado os relatórios...”.

Simplicidade nos

Foco em Resultados, Re

Trabalhe seus processos e org

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

de sua empresa de forma ef

www.informationmanagement.com.br


INFORMAÇÃO É TUDO www.informationmanagement.com.br

Cases e melhores práticas sobre Gestão de Documentos, Informações e Digital Business Ano 10 - Número 55 Outubro - 2016

R$ 25,00

CONGRESSO

Reúne público especializado em Gestão de Informações Sucesso entre gestores mostra as novas fronteiras da informação.

Veja também o que aconteceu no ECMMeeting RH, página 20. Diagramação-55.indd 1

21/10/16 16:50

www.informationmanagement.com.br

www.informationmanagement.com.br

www.informationmanagement.com.br

Cases e melhores práticas sobre Gestão de Informações e Digital Business.

Cases e melhores práticas sobre Gestão de Informações e Digital Business.

Cases e melhores práticas sobre Gestão de Informações e Digital Business. 10- -Número Número50 51 Ano 9 Junho de 2015 Novembro de 2015 R$ 25,00

CASES

Ano 11 - Número 53 Maio de 2016 R$ 25,00

Veja nesta edição: Cases de Gestão de Informações e Transformação Digital

Ano 9 - Número 50 Novembro de 2015 R$ 25,00

Veja nesta edição os melhores cases escolhidos sobre processos e transformação digital

O futuro dos negócios da informação na era do Digital Business

Confira a entrevista com o presidente de Conselho Federal de Contabilidade José Martonio Alves Coelho

CASES

O futuro dos negócios da informação na era do Digital Business

Adeus ao legado e

Banco 100% Digital A Jornada Digital dos Bancos

Boas Vindas ao Compartilhamento MBA eaí Pós A gestão da carreira facilita o caminho para o mercado corporati vo Vem a -1ª SEMANA DA INFORMAÇÃO 2016 - São Paulo - SP

ECMMeeting Saúde 2016 - Gestão de Documentos e Governança Digital IM_50.indb 1

MBA e Pós - A gestão da carreira facilita o caminho para o mercado corporativo

09/11/15 17:07

Para liderar na Era Digital, você precisa estar sempre bem informado sobre os fatos e tendências das tecnologias que estão impactando o futuro dos negócios. A revista INFORMATION MANAGEMENT há nove anos vem colaborando com os profissionais da informação, levando um conteúdo relevante para o dia a dia profissional. São artigos, reportagens, análises, cobrindo tudo o que de mais importante acontece no mundo da Gestão de Documentos e Informações Corporativas rumo a TRANSFORMAÇÃO DIGITAL. Afinal, informação é tudo!

O CONHECIMENTO QUE VOCÊ PRECISA PARA LIDERAR NA ERA DIGITAL Uma publicação do

Assine: (11) 3392 - 4111

O SOLICITE IT K IA MID

Anuncie: (11) 3392 - 4111 Ramal 17


BLOCKCHAIN

Blockchain: o começo do fim do mistério!

Divulgação

V

* CEZAR TAURION CEO DA LITTERIS CONSULTING

40

enho pesquisando e estudando o assunto blockchain já algum tempo. Para mim está claro que o mais importante é pensar no potencial disruptivo que ele oferece, que se concentrar na tecnologia em si. Blockchain não é um produto que você simplesmente liga e ele começa a funcionar. Seu potencial está no que ele pode oferecer para que novos e inovadores produtos e serviços sejam construídos. Hoje já exploramos o potencial dos apps e das inúmeras inovações possibilitadas por eles, sem nos preocuparmos com a complexidade do que é necessário para um app funcionar no seu smartphone. A mesma coisa vale para blockchain. Os meandros e desafios de navegar na sua tecnologia, ainda incipiente, é uma tarefa para os desenvolvedores, mas os CEOs e CIOs devem se concentrar nas possibilidades potenciais que o blockchain pode gerar. Para perceber seu potencial, é preciso compreender seus conceitos, filosofia e princípios. Blockchain nos fornece uma nova maneira de estabelecer confiança entre transações no mundo digital, uma vez que, com ele, é possível assegurar que alguma coisa é a cópia original de algo na Internet. Uma vez que a informação é gravada em um blockchain, para todos os efeitos, é impossível voltar e mudá-la retroativamente. Ao registrar as transações como uma atividade automatizada confiável entre os pares em uma rede, blockchain tem potencial para simplificar e acelerar os processos de negócios, reduzindo ou eliminando intermediários como autoridades centralizadas. É um novo pensar, que rompe com

INFORMATION MANAGEMENT | NOV / DEZ 2016

os paradigmas atuais que demandaram a criação e negócios como tabeliões, bancos e entidades certificadoras. Desafia muitos dos atuais modelos de negócio. A convergência de tecnologias como blockchain e a criatividade podem nos levar a mudanças radicais nos nossos modelos de negócios e estruturas organizacionais. Estamos ainda no início da curva de aprendizado de blockchain e temos muitos desafios pela frente, que vão desde tecnologias imaturas a falta de provas concretas que tais transformações possam realmente funcionar. O impacto potencial do blockchain será profundo, afetando não apenas empresas, mas governos. Blockchain, por permitir mais transparência nos contratos, novas formas de engajamento da sociedade com seus governos, pode contribuir para, entre outras coisas, diminuir significativamente a corrupção. Um estudo do World Economic Forum estima que o custo da corrupção global esteja na casa dos US$ 2,6 trilhões. Isso é mais que 5% do PIB global! Portanto, blockchain nos abre um potencial novo cenário que não deve ser minimizado ou ignorado. É verdade que blockchain ainda permanecerá meio misterioso, meio incompreensível ainda por uns 2 a 3 anos, mas vai achar seu espaço e provocar disrupções. Por isso, sugiro olhá-lo mais que apenas uma tecnologia inovadora, mas como uma estratégia. E, não consideralo, em absoluto, um projeto de TI, mas um projeto que vai afetar o futuro dos seus negócios. Deve ser um assunto a ser tratado pelos executivos C-level das organizações.

www.informationmanagement.com.br


GESTÃO DE INFORMAÇÕES E PROCESSOS DE NEGÓCIOS Todas as vantagens a seu favor: uma plataforma de soluções integradas para gestão e análise de informações e dados estratégicos. FORMALIZAÇÃO DE EMPRÉSTIMOS E FINANCIAMENTOS GESTÃO DE PRONTUÁRIOS DE RECURSOS HUMANOS ANÁLISE E PROCESSAMENTO DE OFÍCIOS JUDICIAIS – BACK OFFICE DE APOIO A SERVIÇOS JURÍDICOS DIGITALIZAÇÃO, GUARDA E GERENCIAMENTO DE DOCUMENTOS

PRODUTIVIDADE Prazos menores nos processamentos de informações.

RACIONALIZAÇÃO Redução de custos diretos e indiretos com racionalização de processos de negócios.

BUSINESS INTELIGENCE Informações estratégicas para o processo de tomada de decisão.

PROCESSOS Automatização, padronização e gerenciamento dos processos.

AGILIDADE Maior agilidade e precisão na localização de documentos e informações.

TELECOMUNICAÇÕES • INDÚSTRIA • AGRONEGÓCIO

www.sbkbpo.com.br

VAREJO • INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS • SERVIÇOS

comercial@sbkbpo.com.br


CRÔNICA Ângelo Volpi Neto

A PÓS MENTIRA!

42

INFORMATION MANAGEMENT | NOV / DEZ 2016

Adobe Stock.

Depois de “selfie” e “emoji”, “pósverdade” foi escolhida como a palavra do ano pela Universidade de Oxford. A escolha reflete seu uso nas redes sociais e certamente, a deste ano, também as surpresas das escolhas dos eleitores. Seu significado reverbera a proliferação de notícias falsas e sua aceitação pelos internautas (e eleitores). Pesquisa da universidade de Stanford demonstra que 60% dos mais de 7 mil estudantes não sabe distinguir uma notícia falsa de uma verdadeira. Imaginem então, caros leitores, com os demais internautas, aqueles “não nativos digitais”. Os fatos sucumbem à era da “superficialidade” da informação, da “fofoca” digital disseminada em todos os ambientes. Seria hilário, não fossem as consequências em processos eleitorais que definem os rumos do planeta. “Pós-verdade”, na verdade, é pós-mentira! São tempos em que, o que importa é o “tempo real” (outro adjetivo criado pela era da desinformação), depois, que venha o “pós-real”, mas a eleição já está no papo. Assim, também já não sabemos bem o que significa “real”, pois a “realidade virtual” vilipendiou a realidade, que agora é “virtual”. O “Lajanja”, trumpeteia que vai construir a nova muralha do planeta e seus seguidores afirmam que a Hilária é matadora de fetos... e por aí caminha a (des) humanidade. É a informação digital parindo mentalidade binária, zeros e uns no deserto da estupidez, da ignorância e do preconceito. Aqui em Pindorama a coisa é mais séria ainda, com a lentidão do judiciário prega-se a “pós-verdade”, ganha-se a eleição e ao fim (do segundo mandato) sai a decisão contra aquele que

se beneficiou, que já governou o que pode. Aliás, por aqui isso é coisa antiga, faça-se justiça: os estrangeiros é que estão nos plagiando, neste campo o Brasil é sempre imbatível. Oxford acusou aumento de 2000% do uso da “pós-verdade” com o Brexit e a eleição de Trump, mas incrível mesmo é a definição do jornal britânico The Guardian: “relativo ou denotando circunstâncias em que fatos objetivos são menos influentes na formação da opinião pública do que que apelos à emoção e à crença pessoal”. Gente! Eles “tucanaram”* o pós-verdade! O PSDB há de acioná-los na justiça! Pensando bem, talvez aí esteja a “grande viagem” desta nova era! Seria a da “maionese”? *A propósito, segundo o grande filósofo Jose Simão, tucanar significa: “Formular declarações fazendo com que o sentido das mesmas se tornem inócuas, utilizando recursos dialéticos que vão do barroco mineiro ao rococó francês. ”

www.informationmanagement.com.br


Ricoh. Fazendo Diferente. Ajudamos nossos clientes a reduzir os custos e superar a crise.

RICOH

Quer se destacar no mercado? Saiba como, conosco! www.ricoh.com.br


Im56