Page 1

QUANDO RECUAR FAZ PARTE Questionar a atitude é comum e importante

7 DICAS PARA CORRER EM OUTRO PAÍS E conciliando o turismo com o esporte

1

Edição 55 Novembro/2019


2


3


RICARDO ZIEHLSDORFF

EXPEDIENTE:

Diretor - Corre Brasil

“Somos reconhecidos pela excelência em organização, segurança e atendimento em nossas provas de corrida de rua, por isso queremos proporcionar o momento ideal para você correr atrás dos seus objetivos. Entre nesse movimento e #vemcorrercomagente”

DIRETOR: Ricardo Ziehlsdorff ATENDIMENTO: Kenya Barossi atendimento@correbrasil.com.br MARKETING e COMUNICAÇÃO: Juliane Dal’Maso Bogo

COLUNISTAS Conheça os profissionais que colaboraram com a Revista Corre Brasil.

marketing@correbrasil.com.br Ronaldo Brites comunicacao@correbrasil.com.br PARCERIAS E NOVOS PROJETOS Mariana Neves

GUSTAVO MELEGASSI CRN 10-4439

projeto@correbrasil.com.br

Colaborador da coluna Corra Leve, Gustavo é nutricionista, especialista em Fisiologia do Exercício e Bodybuilding Coach.

ASSESSORIA DE IMPRENSA:

www.gustavomelegassi.com

Lucas Machado imprensa@correbrasil.com.br COMERCIAL:

GUSTAVO MAIA Jornalista e corredor, Gustavo também é apresentador do Programa Fôlego, viajando e exibindo os eventos mais importantes da corrida de rua do mundo! www.programafolego.com.br

Álvaro Stradioto comercial@correbrasil.com.br ADMINISTRATIVO Marcia Costa adm@correbrasil.com.br

POR FALAR EM CORRER Enio Augusto possui o portal Por Falar em Correr, abordando diversos assuntos sobre o mundo da corrida de forma informativa e divertida! www.porfalaremcorrida.com

FINANCEIRO: Luciane Soares financeiro@correbrasil.com.br ESTRUTURA E LOGÍSTICA Maurício Costa Jocimar Jaci da Silva Filho

ROBERTO VILELA CREA 42514-1

Roberto é especialista nas áreas de gestão e estratégias comerciais e autor do livro Em Busca do Ritmo Perfeito, em que traça um paralelo entre Trabalho X Esporte. www.megaempresarial.com.br

FOTO CAPA Foco Radical - Heitor Pergher CIRCULAÇÃO Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul e São Paulo

SAID ALI

Corredor desde 2013, Said Ali conta suas experiências através do blog Colecionador de Corridas e assim divide suas técnicas e sua rotina para que sirva de inspiração a outros atletas.

www.correbrasil.com.br facebook.com/correbrasil instagram.com/correbrasil youtube.com/vemcorrercomagente

www.colecionadordecorridas.com.br Aqui você encontra o calendário com todas as corridas de Santa Catarina. www.corridassc.com.br


5

*o calendรกrio pode sofrer ajustes. Mantenha-se atualizado pelas nossas redes sociais.


6

EMBRACE 2020


SOMOS APAIXONADOS POR MODA, SAÚDE E BEM-ESTAR. LIVE! É UM ESTILO DE VIDA. JUNTE-SE A NÓS!

LIVE! FLORIPA

LIVEFLORIPA

SHOPPING IGUATEMI - PISO L2 LIVEOFICIAL.COM.BR 7


TRABALHO X ESPORTE Por Roberto Vilela

Roberto Vilela é especialista nas áreas de gestão e estratégias comerciais. Atua em todo o Brasil com clientes de médio e grande porte, realizando palestras, consultoria comercial e treinamentos vivenciais e palestras. É autor dos livros Em Busca do Ritmo Perfeito, em que traça um paralelo entre as lições do universo das corridas para a rotina de trabalho, e Caçador de Negócios, com dicas para performances de excelência profissional. Produz ainda séries de podcasts sobre estes assuntos, disponíveis nas plataformas Soptify e Itunes. E-books, artigos, áudios e vídeos disponíveis em orobertovilela.com.br 8


Quando precisamos dar um passo atrás nem sempre nos conformamos e questionar é uma atitude comum neste momento.

Eu sei que a decisão que tomei foi fundamental para uma boa recuperação e que vai resultar em bons resultados nas próximas provas que realizar. Também sei que respeitar a decisão de um profissional em quem confio é importante para melhorar meu desempenho. Não é diferente no ambiente profissional: não aceite tudo o que parece ser um degrau a mais na carreira, porque nem todas as oportunidades de fato vão te levar ao melhor resultado. Uma promoção em um cargo com o qual você não tem afinidade, uma proposta que exige uma grande mudança na sua vida pessoal, podem prejudicar muito mais do que somar.

Uma das provas da Corre Brasil que mais curto fazer é a Meia Maratona de Pomerode. Na edição deste ano, além de me preparar para os 21 k, também fui convidado para realizar uma breve palestra, a Corrida Pelo Sucesso, na véspera da prova. Falamos sobre desafios, planejamento e diversas outras questões imprescindíveis para quem busca bons resultados. Mas o que pouca gente sabe é que, quando a data dessa prova foi se aproximando, uma lesão acabou atrapalhando meus treinos e na reta final, junto com meu treinador, decidi que não participaria da corrida. Não foi uma decisão fácil – nunca é – e essa sempre vai ser minha última opção. Já realizei provas sentindo desconforto de alguma lesão, sempre com a cautela necessária, observando os limites do corpo, que dessa vez deram sinais de que deixar de correr seria a melhor estratégia.

Quando tenho que recuar só faço isso estrategicamente. Sei que fiz tudo o que deveria ter feito e que essa ação é a mais acertada para bons resultados no futuro. Levo isso para as pistas e para a vida profissional. Indico essa atitude para quem corre e para quem me contrata para consultorias e palestras. Porque estratégia não é feita apenas de subidas, mas também de atitudes de ajuste para uma performance de excelência.

E sim, recuar muitas vezes vai ser a sua melhor decisão. Quando precisamos dar um passo atrás nem sempre nos conformamos e nos questionar é sempre uma atitude comum neste momento. Aquele treino que tivemos que deixar de fazer, a prova que não corremos, a oportunidade profissional que não aceitamos, o curso ou especialização do qual abrimos mão. A sensação de fracasso é inerente nestes momentos, mas não se esqueça: agir estrategicamente para colher melhores frutos no futuro muitas vezes exige recuar.

Depois de recuar e de retomar os treinos na intensidade ideal para minha recuperação, já venho colhendo bons resultados – aqueles pelos quais trabalho diariamente, seja intensificando o ritmo ou reduzindo para melhorar lá na frente. Nos vemos nas pistas!

9


#EUCORROPORAQUI Essas são as fotos selecionadas através das nossas redes sociais da Campanha Por Onde Você Corre. Participe você também com a #eucorroporaqui + #correbrasil. A cada edição uma nova seleção! Sabine Weiler | @sabineweilerjornalista

Helio Baptista | @heliobaptista

Percurso: 21Km na Meia Maratona de Pomerode/SC

Percurso: 5Km e seu filho 100m Kids na Meia Maratona de Pomerode/SC

Rodrigo Dacol | @rpdacol

Manuella Busatto | @manuellabusatto

Percurso: 21Km na Meia Maratona de Pomerode/SC

Percurso: 6Km na Meia Maratona de Pomerode/SC

Acompanhe nossas redes sociais e fique ligado nas novidades. @correbrasil

/correbrasil

10

/vemcorrercomagente


OUÇA A MÚSICA “HOJE É DIA DE CORRER”

DISPONÍVEL NAS PLATAFORMAS DIGITAIS

DEIXE SEUS TREINOS MAIS DIVERTIDOS! Acesse a playlist Vem Correr com a Gente, com seu celular e escute em qualquer lugar. Abra o aplicativo Spotify, toque em “buscar” e em seguida acesse a câmera pelo ícone Feito isso, toque em “escanear”e aponte para o Spotify Code abaixo.

11

.


HISTÓRIA DE CORREDORES

ROSAN FELIPE @corre_r10

Mais de 150 corridas no currículo, entre elas, 12 maratonas e 9 ultramaratonas. O nosso atleta dessa edição é o paulista Rosan Felipe, do instablog @corre_r10 Rosan conta que a atividade física sempre fez parte de sua rotina, começando pelo futebol, até que um dia, no ano de 2014, surgiu o convite de um amigo. “Ele insistiu pra que eu participasse de uma corrida, uma Night Run no sambódromo do Anhembi. O argumento mais convincente era que teria cerveja no final rsrs. Fiz 5km em 27 minutos e nada da cerveja vir”, conta rindo. Hoje, ele é mais do Trail Run, e conta com orgulho que o contato direto com a natureza, as inúmeras paisagens, e a técnica peculiar, o atraem. “Gosto do asfalto, mas na montanha o “bicho” pega, rsrs”, revela Rosan.

CORREDOR RAIZ X CORREDOR NUTELLA No mundo da corrida, temos um meme comparando o corredor “raíz” com o corredor “nutella”, ou seja, o atleta que mantém costumes mais antigos e o atleta que corre todo equipado e moderno. Mas, apesar da brincadeira, o Rosan ressalta que, na realidade, esse rótulo não existe. “Acho que algumas pessoas têm opções (e condições) de ter alguns acessórios e participar de algumas provas mais que outras, e isso acaba sendo rotulado para fazer essa diferenciação.

12


Correr na montanha, ou no asfalto sem nenhum tipo de hidratação ou suplementação não te faz “raíz”, assim como você fazer 5km com fone de ouvido, tomando whey ou gel de carboidrato, com um relógio e um tênis do momento não te faz um nutella”, opina o atleta. Para o corredor de Santo André, o mais importante nos treinos é não descuidar da hidratação, e sempre levar mais água do que o previsto. Ele divide sua experiência contando que, se for um treino na rua, independente da distância, leva sua garrafinha, um gel ou uma outra fonte de energia, como rapadura, ciente de que poderá parar em algum lugar para repor. Agora, se for na montanha, tem que ser autossuficiente, com água no reservatório, uma garrafa de isotônico, comidas rápidas, como salamito ou algum salgadinho, além de remédios para dores, e o celular sempre carregado para alguma emergência. Anotou tudo direitinho?

A PREPARAÇÃO PARA UMA ULTRAMARATONA INFLUÊNCIA E ÔNUS Ser um ultramaratonista (completar uma distância acima de 42km) não é uma tarefa das mais fáceis. Por isso, questionamos o Rosan sobre a preparação, e ele foi enfático. “O principal é as pessoas em sua volta quererem viver esse sonho com você. Terá dias que você irá treinar, e no outro, só vai querer ficar deitado, descansando, mas, ao mesmo tempo temos nossa rotina, trabalho, filhos, e isso tem que ser muito bem conciliado, ou seja, além de toda a preparação física/psicológica, o apoio dos familiares e as coisas que você tem que abdicar é o maior obstáculo.

Com toda essa garra e determinação raríssimas, o corredor acaba influenciando outros atletas a seguir seu caminho, mas conta que junto, atrai olhares indesejados. “Excesso de ego e falta de altruísmo infelizmente são características presente no nosso mundo, Pessoas sempre preocupadas em questionar a conquista alheia, e não se alegrar com o que a pessoa batalhou pra conseguir. Se eu posso dar uma dica valiosa, é nunca julgar o esforço do seu colega. Cada um sabe do seu esforço e o valor da sua recompensa”.

Tem uma história bacana? Conta pra gente! Envie um email para colecionadordecorridas@ gmail.com com seu nome e contato telefônico.

Falando em ultramaratona, sua maior ambição como atleta era poder fazer uma prova acima de 100kms, feito que conseguiu esse ano nas 24 horas de Campinas, conseguindo bater uma incrível meta de 155km. De quebra, Rosan alcançou o índice para a maior ultramaratona Sulamericana, que é o Desafio 1000kms, prova organizada pelo atleta Marcio Villar, onde os atletas possuem 10 dias para completar 1000kms. Cansou só de ler né? Rsrs.

Até o próximo “Histórias de Corredor”!

13


SUPERE SEUS LIMITES COM AS MALHAS TECNOLÓGICAS DA RVB A RVB É A PRIMEIRA MALHARIA COM CERTIFICADO EM SUAS MALHAS TÉRMICAS.

www.rvbmalhas.com.br

14


15


CORRA LEVE Por Gustavo Melegassi

Creatina X Corrida Apesar dos efeitos da creatina já estarem bem elucidados na literatura, ela ainda traz muitas dúvidas aos praticantes de atividade física. A creatina aumenta a ressíntese de ATP rapidamente, pela via ATPCP (anaeróbia alática), a via metabólica que gera menos ATP, porém é a mais rápida entre as 3 vias metabólicas, por isso, o efeito da creatina é de explosão e curta duração. No exercício ela consegue agir instantaneamente, mas não resiste por muito tempo. É comprovado o efeito ergogênico da creatina no aumenta da força, resistência à fadiga, recuperação muscular, atividade antioxidante e auxilia na prevenção de lesões em esportes de alta intensidade e curta duração (musculação, lutas, atletismo de potência). Mas será que o suplemento mais estudado de todos os tempos tem eficácia nos atletas que praticam corrida de rua ou endurance?

E SOBRE A RETENÇÃO DE LÍQUIDOS CAUSADA PELA CREATINA?

A RESPOSTA É SIM! Qualquer tipo de exercício físico de alta intensidade ativa as 3 vias metabólicas (aeróbia, anaeróbia lática e anaeróbia alática) simultaneamente, contudo, com predominância de apenas uma delas.

A retenção hídrica de fato acontece, porém, diferente do que é entendido popularmente, não é para a camada subcutânea (entre a pele e o músculo) que criaria o aspecto físico de retenção de líquido, e sim, retendo água para dentro da célula muscular, através do aumento da osmolaridade, levando hidratação para o meio intracelular, favorecendo a síntese proteica, e melhorando a recuperação muscular.

Na corrida não é diferente, a via mais presente é a aeróbia, entretanto, conseguimos usufruir dos outros mecanismos, afim de elevar o desempenho durante a competição, como nos momentos de sprint.

DEVO FAZER PAUSAS NO USO DE CREATINA?

Quando executamos um sprint, elevamos nossa frequência cardíaca chegando próximo do VO2 máximo, alavancando as vias anaeróbicas lática e alática. Nesse instante a via da creatina/ATP-CP entra em ação, e o corredor com suas reservas cheias conseguirá performar com mais explosão, velocidade e atraso da fadiga.

Não há necessidade de “ciclar” ou pausar a creatina como era disseminado anos atrás. A suplementação da creatina pode ser contínuo, apresentando benefícios sem elevar riscos de efeitos colaterais ou danos à saúde renal.

16


QUAL A DOSE CORRETA? A dosagem de 3-5g/dia garante o aumento dos estoques de creatina fosfato ao longo das semanas sem trazer prejuízos à saúde, devendo ser obrigatoriamente tomado todos os dias - inclusive nos dias sem treino - pois o efeito do seu uso é crônico, e não agudo, ou seja, a creatina só funciona quando sua utilização é prolongada e não de maneira imediata logo após sua ingestão. QUAL O MELHOR HORÁRIO? A suplementação pode ser realizada a qualquer momento do dia, mas preferencialmente junto de refeições contendo carboidratos, pois a creatina se torna melhor absorvida e armazenada no músculo quando há ação da insulina envolvida. Entretanto fique atento quanto a matéria prima e o processo de fabricação do produto. A creatina monohidratada apresenta ainda a maior qualidade e segurança entre os outros tipos de creatina presente no mercado, além de ter sido a forma mais estudada. Agora que a creatina foi desmistificada podemos nos assegurar que: A creatina é um suplemento útil e clinicamente seguro. Todavia, o auxílio da creatina vai muito além de aumentar o desempenho muscular, inclusive sendo estudada para melhora de quadros de doenças neurodegenerativas, miopatias e distrofia musculares, sendo direcionado não somente para o esporte, mas também para o meio clínico.

Escrito por: Nutricionista Gustavo Melegassi - CRN10 4439 Estagiário em nutrição: João Pedro da Silva Pereira

17


18


FÔLEGO Por Gustavo Maia

BIG APPLE vai virar cinquentona

Agora imagine o que nos espera em 2020, quando a rainha das maratonas vai se tornar cinquentona. Desde que foi criada em 1970 pelo visionário Fred Lebow (que tem sua estátua na linha de chegada) a prova ganhou os corações dos corredores dos cinco continentes. A primeira edição teve pouco mais de 150 atletas e o trajeto dava voltas em torno do Central Park. Desde então passou a atrair mais e mais corredores e hoje atravessa, num percurso linear, os 5 bairros da Big Apple. Em todos eles, os mais de cinquenta mil corredores são recebidos com palavras de apoio e gritos de incentivo nos mais altos decibéis! Para quem grava a prova como eu, há momentos em que é difícil escutar o que digo à câmera, de tão sonora a multidão.

Neste final de semana tive o prazer de correr a Maratona de Nova York pela quarta vez na vida. A cidade mais pulsante e cosmopolita do planeta tem a maior maratona do mundo, com números astronômicos e mais de 3 milhões de pessoas nas ruas a fim de celebrar os 52 mil corredores. Mas meu amor por essa prova vai além destas cifras gigantescas. Corri nas ruas de NY a minha primeira maratona, a minha trigésima, a sexagésima e neste domingo a minha maratona número 77. Cada uma delas com seu atrativo especial e em nenhuma delas terminei os 42kms com a sensação de ter vivido algo repetido. NY te surpreende sempre. São as atrações nas ruas, as pessoas fantasiadas, um dia ensolarado que arrasta mais gente para as ruas e evidencia mais sorrisos nos espectadores. Nova York é simplesmente Nova York. Mais do que qualquer outra major. Mais do que qualquer uma maratona neste mundo.

Para 2020, o NYRR, que organiza a prova anulamente já anunciou que haverá celebrações especiais. Será uma festa única que muita gente já se prepara para participar. Os brasileiros interessados em correr a maior do mundo no aniversário de 50 anos devem se apressar: agências já trabalham com os pacotes para o ano que vem. E as vagas não vao aumentar pela celebração especial! Então as inscrições devem durar pouco.

19


20


DESTAQUE

21


PROGRAMAÇÃO Percurso 21km, 10km e 5km

Entrega de Kits

Data: 24 de Novembro de 2019 - Domingo Largada: Trapiche Beira Mar Norte, Florianópolis/SC 6h: Largada 21km ELITE 6h02: Largada 21km Pelotão Geral 6h20: Largada 5km e 10km 9h: Início da Cerimônia de Premiação

Data: 22 de Novembro - Sexta-feira - 14h às 20h Data: 23 de Novembro - Sábado - 9h às 20h Local: Shopping Iguatemi - Piso G3 Av. Me. Benvenuta, 687 - Florianópolis/SC * Obrigatório levar 1 kg de alimento não perecível + Voucher/comprovante de inscrição.

PREMIAÇÃO Geral Individual Masc/Fem 21km 1º Troféu + R$ 2.000 2º Troféu + R$ 1.500 3º Troféu + R$ 1.000 4º Troféu + R$ 500 5º Troféu + R$ 300

Geral Individual Masc/Fem 10Km 1º Troféu 2º Troféu 3º Troféu 4º Troféu 5º Troféu

Geral Comunidade Masc/Fem 5Km 1º Troféu 2º Troféu 3º Troféu 4º Troféu 5º Troféu

Categorias Fx Etária Masc/Fem 21Km 18 a 24 anos 25 a 29 anos 30 a 34 anos 35 a 39 anos

40 a 44 anos 45 a 49 anos 50 a 54 anos 55 a 59 anos

60 a 64 anos 65 a 69 anos 70 em diante

* Haverá premiação para os 3 (três) primeiros colocados de cada uma das faixas etárias denominadas acima (5 em 5 anos), no masculino e no feminino apenas no percurso de 21km Individual com troféu.

22


PERCURSOS

23


24


A AACESC - Associação de Apoio a Cultura e Esporte de Santa Catarina realiza diversas parcerias a fim de promover o esporte e a cultura como potencializador no desenvolvimento social da comunidade e acredita que através dos eventos realizados promove mais qualidade de vida, saúde e bem - estar

:: CONFIRA ALGUNS EVENTOS JÁ ORGANIZADOS ::

1º CORRIDA DE PRAIA DE NAVEGANTES

CORRIDA E CAMINHADA CERENE

EM PROL DA AMA

PARA UMA VIDA SEM DROGAS

MEIA MARATONA HAVAN DE BRUSQUE

CORRIDA DE PRAIA DE NAVEGANTES - PORTONAVE

Saiba mais em: www.aacesc.org 25


26


PATROCINADORES:

27


VIDA DE CORREDOR Por Falar em Correr

CORRENDO PRA Neste texto, faremos uma apresentação. Desde maio, temos um integrante novo no Por Falar em Correr. Falo do Garmin, um galgo italiano que entrou entrou na família PFC e agora traz alegrias para os nossos dias. Os galgos, para quem não sabe, podem ser chamados também de cães lebréis, conhecidos por sua velocidade. Os galguinhos italianos são a versão menor dos galgos, que possuem também os Whippets e os Greyhounds. Deu essa coincidência que parece justa: um casal de corredores só poderia ter um cachorro que corre muito. Por influência da corrida, este cachorrinho ganhou o nome de Garmin, relógio GPS que utilizamos quando corremos. Desde os primeiros passos, pudemos perceber realmente que o Garmin (o cachorro) é rápido, muito mais rápido do que nós imaginávamos. Logo que chegou, participamos da Tribuna em Santos, prova de 10 km no estado de São Paulo. Ele ainda era novinho e foi só passear, mas fez muito sucesso. Principalmente quando falamos o seu nome. Em treinos ou provas, sempre vemos uma reação das pessoas com isso. Garmin (o cachorro) é um serzinho com muita energia. Eventualmente, levamos para os nossos treinos. Preferimos levar mais para passear. Embora seja um cachorro com característica voltada para corrida, não achamos que seja adequado correr muito tempo sem parar. Não que tenha dado sinais de cansaço. Nosso ritmo é um trote lentíssimo para ele. Acompanha sem problemas, sem botar a língua para fora.

28


CACHORRO Nossos dias ficaram mais animados com ele. Nossos treinos, principalmente os intervalados, ficaram mais intensos. Descobrimos que podemos conciliar vida canina com corrida. Em breve, deve participar de mais provas. Como ainda não tem nem um ano, queremos dar mais tempo para se desenvolver. Você tem um cachorro? Treina com ele? Ele corre? Conta para nós como é. Vai ser muito legal trocar essas experiências. Um bom fim de ano para todos vocês. É um desejo do PFC e do Garmin, que agora vocês todos ficam conhecendo.

No entanto, não queremos abusar. O máximo que correu foram 10 km em 55 minutos. Acredito que deve ser horrível para ele correr tão devagar. Geralmente, Garmin (o cachorro) quer ir lá na frente. Quando tentamos acompanhar, o Garmin (o relógio) marca pace de 3 min/km. É muito difícil para amadores como nós manter esse ritmo. Garmin (o cachorro) ainda foi em mais uma corrida conosco, a New Balance 15K. Novamente, ficou só na torcida. Deve ter pensado: “nossa, como esses humanos conseguem correr tão lento?”. Não tardou e chegou o dia dele correr. Fomos em uma CÃORRIDA de 1,3 km. A Andressa foi a sua dupla. Distância curta pede velocidade. Nosso doguinho tem de sobra, nós sofremos um pouco.

www.instagram.com/andressafrs/ www.instagram.com/porfalaremcorrer/ www.youtube.com/porfalaremcorrer

Os galguinhos italianos são pequenos. Em comparação com os outros cachorros no dia da cãorrida, era muito menor. Isso dá desvantagem em relação à largada. Ainda assim, Garmin (o cachorro) e Andressa imprimiram um ritmo bom e terminaram a prova no 5º lugar geral. Ganhou medalha e tudo. Foram poucos minutos que obviamente não foram suficientes para cansar nosso cachorrinho incansável. Vez ou outra, vai conosco nos treinos. E, vivendo nesse mundo canino, descobrimos grupos de corrida de cachorro. Quase todo fim de semana se reúnem nos parques para correr. Geralmente, a distância fica entre 5 e 6 km, mas com várias paradas. Garminzinho é sempre o destaque, pois não cansa e sempre quer mais.

29


30


VOCÊ MERECE DESCANSAR EM ROUPAS LIMPAS E CHEIROSAS. EM SEU HOTEL, SOLICITE O MELHOR! LAVANDERIA ESPECIALIZADA EM HOTÉIS

WWW.LAVASUL.COM.BR

Fones: 47 4054 9008 | 47 3369 1212 Rua Saturnino Antônio Gaspar 883 Sertão da Santa Luzia – Porto Belo SC | CEP 88.210-000 31


a c i g รณ ecol

MARATONINHA KIDS

47 99762-6649 47 99116-6300

www.ativo.com Apoio:

32


A corrida é meu Plano de Saúde Por Fabiano Braun

É cada vez maior o número de pessoas que começam a correr com frequência em busca de mais qualidade de vida. Diferentes pesquisas demonstram os benefícios da corrida. É um esporte democrático que auxilia na perda e manutenção do peso e ainda melhora o humor. O estímulo à prática interfere positivamente no resultado dos programas de medicina preventiva. Se ainda assim você procura motivos para ter a corrida como seu plano de saúde, eis alguns motivos. A corrida melhora a memória e a capacidade de concentração. A prática de pelo menos três vezes na semana, além da produção de neurotransmissores que regulam os níveis de estresse, promove a produção de endorfina e dopamina, hormônios que responsáveis por sensações de felicidade, bem-estar e tranquilidade. Eles turbinam o humor e reduzem os sintomas de depressão e ansiedade.  Clinicamente, a prática regular da corrida ajuda na melhora do funcionamento do coração e na redução da pressão arterial. Além disso, contribuiu para a redução do LDL (colesterol ruim) e melhora do HDL (colesterol bom) - marcadores de risco para eventos arteroscleróticos. A corrida de forma orientada por profissionais de educação física é capaz de reduzir em até 50% a chance de praticante ser vítima de uma morte precoce e previne doenças como diabetes, hipertensão arterial ou infarto agudo do miocárido. Ainda, as articulações tendões, ossos e ligamentos ficam mais fortes. Assim, há menor risco de torções, fraturas e problemas como osteoporose. A modalidade auxilia no processo de aumento da densidade óssea. Outro ponto de destaque são as baixas incidências de infecções de vias aéreas em corredores. Também ajuda a aumentar o nível de testosterona, hormônio ligado ao vigor e à disposição física.  Contar com uma assessoria esportiva especializada na modalidade ou academia que lhe proporcione uma prescrição do exercício com profissionais habilitados pode fazer da corrida seu melhor plano de saúde, e ainda gerar novo estilo de vida.

*Fabiano Braun é diretor técnico da assessoria esportiva Floripa Runners e vicepresidente da Associação dos Treinadores de Corrida de Santa Catarina (ATC-SC).

33


34


35


COLECIONADOR DE CORRIDAS Por Said Ali

7 Dicas para correr uma prova fora do país Olá amigos! No começo desse mês, participei pela primeira vez de uma prova longe do Brasil. Escolhi Portugal para ser o palco dessa minha “aventura”, e posso dizer que foi uma das melhores da minha vida de atleta. A corrida escolhida foi a Maratona do Porto, mas por já ter participado de uma maratona esse ano, optei por me inscrever na distância alternativa, de 15km. Parafraseando Júlio Cesar, “Fui, Vi e Venci”. Encarar um evento desse, fora do país, é maravilhoso e recomendo que o façam pelo menos uma vez na vida. Entretanto, deve-se tomar alguns cuidados para que, assim como a minha, sua experiência também seja a melhor possível.

1. CONHEÇA A EXPERIÊNCIA DE OUTROS ATLETAS

2. SE FOR PRA TURISTAR ANTES DA CORRIDA, RESERVE UM TEMPO DE DESCANSO

Não é porque a prova é em outro país, que isso é garantia de que ela seja boa. Assim como no Brasil, há corridas de excelente qualidade (a maioria!), como também eventos medianos. Se é pra fazer uma viagem internacional, que seja a primeira opção não é mesmo? Procure informações em blogs, assista vlogs no YouTube, pergunte a amigos que já foram, e só então confirme sua escolha. Ah! Na era dos influenciadores digitais, todo cuidado é pouco. Não confie somente em uma opinião.

Quem vai para uma prova em outro país, normalmente aproveita para também conhecer o local. E eu super recomendo! É unir o útil ao agradável. Mas, não esqueça que isso significa andar bastante, o famoso “bater perna” que a gente conhece. Se for acompanhado de alguém que não irá correr, tenha ainda mais atenção. Planeje seu roteiro com um bom tempo de descanso a fim de não prejudicar seu desempenho no dia da corrida.


6. APROVEITE O PRÉ-PROVA As maiores provas fora do Brasil também contam com um momento de imersão na corrida, realizando exposições, palestras, jantares especiais, entre outros atrativos. Viva o evento como um todo, e não apenas na hora da largada. Sua experiência há de ser ainda mais gratificante se você levar momentos como esse na bagagem de volta. 7. DIVIRTA-SE

3. TENHA PELO MENOS 3 DIAS PARA SE ADAPTAR AO FUSO-HORÁRIO

Não corra como se estivesse na pista de corrida da sua cidade. Sorria, interaja com o público que assiste a prova, olhe bem o percurso a sua volta, converse com outros atletas e preste atenção nas peculiaridades que a cultura esportiva local apresenta. A menos que você esteja indo para competir profissionalmente, deixe de lado a pressão por tempo e colocação. Fique leve e aproveite ao máximo cada detalhe.

Em Portugal, onde corri, são 3 horas a frente do Brasil. Pode parecer pouco, mas pense no seu organismo acordando às 7h, quando na verdade, são 4h da manhã. Seu corpo não entende que você está em outro país e você sentirá os efeitos dessa mudança. Portanto, planeje na sua viagem chegar no mínimo 3 dias antes da prova. Assim, você acostumará sua rotina no horário local.

E aí, tem vontade de participar de uma corrida fora do país? Me escreva! Terei o maior prazer em dividir com você a minha experiência. Um abraço e até 2020!

4. CONVERSE COM SEU NUTRICIONISTA SOBRE A ALIMENTAÇÃO DO PAÍS ESCOLHIDO Nem sempre você irá encontrar alimentos iguais aos que consumimos no Brasil. A base da alimentação em alguns países é proteína, enquanto que em outros é carboidrato. Nesse sentido, tente tomar o máximo de conhecimento sobre o local que você vai, e passe para sua nutricionista. Ela irá te auxiliar na substituição de alimentos, se necessário.

Said Ali - @colecionadordecorridas colecionadordecorridas@gmail.com

5. CONHEÇA O PERCURSO E O CLIMA Mudanças abruptas de terreno e temperatura não são nada agradáveis pro seu corpo. Todos queremos ter um bom desempenho na competição, ainda mais em um momento único como uma prova internacional. Pra isso, não existe fórmula mágica, você deve treinar em condições semelhantes ao local da prova. No meu caso, saí de Itajaí, com 26 a 30°c e na altimetria plana, para correr em Portugal com 15 a 20°c, na altimetria elevada. Converse com seu treinador e faça treinos simulando as condições ideais.

37


38


39


CORRE PERFIL

VALQUIRIA

WEIRICH

A primeira mulher a cruzar a linha de chegada na Meia Maratona de Pomerode 2019 Diretamente de São José dos Pinhais (PR) e aos 38 anos, Valquíria de Oliveira Weirich subiu ao pódio da Meia Maratona de Pomerode 2019, realizada no dia 27 de outubro, para receber o prêmio de 1º lugar na categoria feminina dos 21k. A atleta, que além de trabalhar como cozinheira, pratica corrida de rua há aproximadamente sete anos, ingressou no esporte por incentivo do próprio irmão e hoje faz parte da assessoria esportiva Dione Performance (Curitiba – PR). “Ele (o irmão) me convidou para uma prova de 6km, e partir daí não parei mais. Continuei correndo em provas de 5km e 6km. Antes disso, eu praticava outros esportes, como o vôlei, mas foi na corrida que me tornei uma esportista de fato”, conta Valquiria, que realizou os 21k de Pomerode em1 hora e 24 minutos. “Eu vi que de fato, a paixão pela corrida está no sangue”, brinca. Depois de se apaixonar pelo esporte, a paranaense percebeu que algumas coisas mudaram gradativamente a partir do ano de 2012. “Em relação a qualidade de vida, mudou da água para o vinho. Correr pra mim é prazeroso. Quando eu não corro, parece que nada rende, inclusive o trabalho. Passei a me sentir mais disposta com um ‘bem-estar’ incrível”, revela.

40


ter saído satisfeita com o resultado, o evento em si foi bem divertido! A Corre Brasil nunca decepciona em questão de hidratação, entrega de kit e suporte ao atleta”, relata.

COLECIONANDO PROVAS Além da Meia Maratona de Pomerode, Valquíria guarda medalhas e alegrias de outras provas de corrida que agregam em seu currículo. No ano de 2015, Weirich estreou na capital do Paraná se tornando a 6ª colocada geral da Maratona de Curitiba, completando o percurso em 3 horas e 15 minutos, o que lhe deu força e garra para encarar o próximo desafio da sua jornada de atleta: a maratona em Porto Alegre (RS), com um resultado que foi surpreendente até pra ela. “Jamais pensei em vitória, fui lá mais para curtir e acabei vencendo a competição, fazendo em 2h e 56 minutos. Pra mim foi inesquecível! Ganhar uma maratona quando você não espera é emocionante!”, relembra.

SUPERANDO BARREIRAS Mesmo que sempre estivesse se sentindo motivada através de seus amigos e familiares, Valquíria conta que a maior dificuldade que sentiu quando ingressou no mundo da corrida, foi o preconceito de uma pessoa em específico. “Quando comecei a preparar para correr, houve um treinador que mais me desmotivava, do que me motivava. Ele afirmava ‘o seu tempo é esse’, ‘você não vai conseguir fazer em menor tempo, esqueça’, coisas desse tipo que me deixavam para baixo”.

Tamanha foi a emoção da corredora que o Brasil chegou a ficar pequeno e ela sentiu vontade de alçar novos voos - literalmente. O destino? A cidade de Punta Del Leste, no Uruguai. “Foi minha primeira maratona internacional, a qual também acabei vencendo”. A corredora completou o percurso em 2 horas e 58 minutos, com o 1º lugar mais uma competição.

Hoje, Weirich sente que só o fato de conseguir treinar, conciliar com a rotina de trabalhar em restaurante e na hora da prova, subir ao pódio, prova que aquele treinador estava completamente enganado a seu respeito. “Isso já é a maior vitória”, comemora. Quando questionada sobre o grande número de atletas femininas nas provas de corrida, a corredora comemora e afirma que o esporte é democrático e não sente resistência de gêneros. “Por parte de meus colegas de treino e outros treinadores do sexo masculino nunca senti nenhum tipo de machismo por parte deles. A mulheres estão com um espaço muito bem conquistado na corrida de rua e é importante termos essa igualdade de gêneros nas provas. Isso só enriquece a competição”, finaliza.

Outros países em que visitou para correr em provas de corrida foram o Chile e a Holanda. “A partir daí só passei a focar em provas de longa distância, virou meu vício!”. Valquíria coleciona outras títulos em Pomerode e Florianópolis, em meia maratonas. Sobre Pomerode 2019 – a prova de corrida “mais alemã do país” organizada pela Corre Brasil - a atleta só guarda bons sentimentos. “Foi tudo surpreendente perfeito! Além de

41


Praia Brava

- EXCLUSIVO PARA GRUPOS E ASSESSORIAS -

PROGRAMAÇÃO DO EVENTO 8H30

CREDENCIAMENTO + COFFEE

8H45 9H

BATE PAPO BOAS-VINDAS - Ricardo Ziehlsdorff, diretor Corre Brasil WORKSHOP MÍDIAS DIGITAIS

Como obter melhores resultados através das redes sociais com Luana Buzzi da Abuzzi Digital

10H

PALESTRA INSPIRACIONAL

11H

CASE MPR

12H

CALENDÁRIO CORRE BRASIL + CLUBE DE VANTAGENS ASSESSORIAS

dicas para motivar as pessoas dentro do seu propósito com Julião Oliveira Como atua a maior assessoria esportiva do Brasil com Marcos Paulo Reis com Mariana Neves - coordenadora de projetos Corre Brasil

12H30

BRUNCH E POCKET SHOW

13H30

ENCERRAMENTO

com Phill Bittencourt

Inscreva-se até dia 28/11 pelo site www.vemcorrer.com Local: Hotel Hilton - Sala Riviera 2 Av. Osvaldo Reis, 3281 - Praia Brava - Itajaí/SC 42


Corredor de 94 anos vai realizar a Meia Maratona Intern. de Florianópolis Um exemplo para todos, assim pode ser definido o Sr. Katumi Ito, atleta paulista de 94 anos, que está confirmado na Meia Maratona de Florianópolis em 2019. Quando se trata de disposição e saúde, ele é mesmo uma referência para todos. Já realizou diversas provas de corrida de rua, inclusive a famosa São Silvestre, há poucos anos atrás. Sr. Katumi é atleta desde os tempos que esteve no exército brasileiro, em 1945. “Já corria 10Km naquela época, com outros dois campeões de corrida”, conta. Amante do esporte, ele diz que a corrida é essencial para sua saúde, pois melhora o sono, o apetite, a energia e até o faz se sentir mais jovem. Será a primeira vez que Sr. Katumi vai correr em Florianópolis e, junto dele, uma equipe inteira de corrida da cidade de Mogi das Cruzes (SP) também vai vir para a capital catarinense realizar a Meia Maratona no dia 24 de novembro. Entre os atletas visitantes, 7 deles são da melhor idade. “Ano passado nossa equipe foi pela primeira vez para Floripa na Meia Maratona Internacional. Levamos 16 pessoas e esse ano ficamos tão empolgados, com a viagem e o aumento de integrantes do grupo, que já estamos com 37 pessoas confirmadas, incluindo o Sr. Katumi, que conhecemos há uns 4 meses em atividades esportivas elaboradas pela Prefeitura de Mogi das Cruzes por meio das Secretarias da Assistência Social e Esportes”,conta o responsável pela equipe, Cláudio José dos Santos.

43


www.vemcorrer .com

SEU PRÓXIMO DESAFIO ESTÁ AQUI. Sua vida é movida a desafios. Todos os dias você é colocado a prova e pode melhorar suas habilidades, escolhendo aonde quer chegar. Nós sabemos que você sempre pode ir além, mais longe. Mas para isso, é preciso dar o primeiro passo.

Conheça seu novo portal de inscrições online e prepare-se para seu próximo desafio.

@vemcorrercom

/vemcorrercom

VOCÊ ESCOLHE SEUS DESAFIOS. 44

Profile for Corre Brasil

Revista Corre Brasil #55 - Meia Maratona Internacional de Florianópolis  

Meia Maratona Internacional de Florianópolis: • Trabalho X Esporte: Quando recuar faz parte da estratégia • Corra Leve: Creatina X Corrida •...

Revista Corre Brasil #55 - Meia Maratona Internacional de Florianópolis  

Meia Maratona Internacional de Florianópolis: • Trabalho X Esporte: Quando recuar faz parte da estratégia • Corra Leve: Creatina X Corrida •...

Advertisement