Page 1

18 20 O IR RE VE FE / RO

NO AUGE DA CARREIRA, ATRIZ SE PREPARA PARA NOVOS DESAFIOS

EI

Dandara Mariana

Um passeio incrível por Pompeia: a cidade imor talizada pelas cinzas

N

EM QUALQUER IDADE

Raphael Sander

JA

PELE PERFEITA

OS ENCANTOS DE


Foto: Marcelo Paez e Marcos Strassman

EDITORIAL Quem viu a Marilda, personagem interpretada por Dandara Mariana na novela “A Força

do Querer”, ser chamada de pomba-lesa não

imagina o quanto a atriz aprendeu com o jeito descontraído da ribeirinha. Nesta edição, a

atriz fala sobre os seus planos para o futuro, sua paixão pela arte e o processo de prepa-

ração para viver Dona Ivone Lara nos palcos.

Na sessão Perfil, quem conversou conosco foi o ator Raphael Sander. Depois de dar vida a

Noah, em “Apocalipse”, na Record TV, ele tam-

bém se destacou como o anjo Gabriel na nove-

la bíblica “Jesus” da mesma emissora. Por falar

em televisão, quem não gosta de comer pipoca assistindo aos seus programas preferidos? A

guloseima tem fama de vilã da boa alimentação, mas se preparada da forma correta pode fazer bem para nossa saúde. Nós contamos tudo para você e ainda separamos receitas

com pipoca de dar água na boca. Selecionamos também algumas dicas de beleza para mulhe-

NESTA EDIÇÃO EDUARDO SHINYASHIKI Perca o medo de mudar | BEAUTY

AND TRENDS A moda da cabeça aos pés | DANDARA MARIANA

Após sucesso na TV, atriz estreia no cinema e no teatro | CÉREBRO ATIVO Como torná-lo mais criativo | NOS PASSOS DA DANÇA Ballet fitness proporciona alta queima de calorias | DISTÚRBIOS ALIMENTARES Quando a preocupação com o corpo torna-se

obsessão | CONVIVENDO COM DIABETES Saiba como controlar a doença |O talentoso RAPHAEL SANDER | PELE LINDA

Tratamentos para mulheres na melhor idade | O PODER DA

PIPOCA Preparada adequadamente, ela traz muitos benefícios para a saúde | TURISMO Pompeia: a cidade imortalizada pelas cinzas | SEMPRE QUIS SABER Curiosidades e informações

res e montamos uma rotina de cuidados com

a pele do rosto e com os cabelos. A idade não é desculpa para não se sentir linda!

Você sabia que a preocupação excessiva com a aparência pode levar ao surgimento de diversos tipos de transtornos alimentares? A ano-

rexia e a bulimia são apenas alguns exemplos dessas doenças que afetam a saúde, princi-

palmente, de mulheres jovens e adolescentes. Confira como identificar estes transtornos.

Além disso, convidamos você para um passeio imperdível pelas ruínas de Pompeia, a cidade imortalidade pelas cinzas.

Uma ótima leitura!

DIREÇÃO EXECUTIVA: Alexandre Serpentino, Tiago Serpentino DIREÇÃO EDITORIAL: Tiago Serpentino EDIÇÃO E JORNALISTA RESPONSÁVEL: Monise Centurion - MTB 39.763/SP REDAÇÃO: Michelle de Geus DIREÇÃO DE ARTE: Raphael Freire REVISÃO: Diogo Coelho ADMINISTRAÇÃO: Fabiana Cruz e Julia Cassia COLABORADOR: Eduardo Shinyashiki COMERCIAL: Tiago Serpentino (19) 971177435 - tiago.serpentino@editoracmn.com.br IMPRESSÃO: Quatrocor Gráfica e Editora. Plena Magazine não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nos artigos assinados, bem como pelas informações ou conteúdo dos anúncios publicados. A reprodução total ou parcial do conteúdo desta obra é expressamente proibida sem prévia autorização. Plena Magazine é uma publicação da Editora CMN - (19) 3583-1251, www.editoracmn.com.br RELAÇÕES COM A IMPRENSA: redacao@cmnrevistascustomizadas.com.br


Eduardo Shinyashiki

Perca o medo de mudar I

ncerteza, insegurança, processos de readaptação, risco, complexidade e o sentimento de que “isso não vai dar certo”, são algumas das tantas sensações que percorrem a mente quando se fala em mudanças. Quantas pessoas brilhantes, inteligentes, com habilidades incríveis não alcançam seus sonhos, suas metas e objetivos simplesmente por medo de mudar, inovar, ousar ou fazer algo diferente? Quantos profissionais fantásticos nem tentam ir além por medo de errar, de não serem aceitos ou por simplesmente terem receio de não dar certo? O sentimento é de que há um grande abismo entre onde se está e o lugar que se quer chegar. Parece que sempre há mais problemas do que soluções e que surgirão mais obstáculos do que oportunidades. Daí então, as pessoas deixam o medo tomar as rédeas da vida, abandonando seus sonhos e objetivos. Ao invés de enfrentar as mudanças como oportunidades de crescimento, passam a resistir, criando conflitos, dor, sofrimento e uma sensação de impotência frente aos novos desafios. Para não perder mais oportunidades por medo do novo, deixo três dicas

de como se preparar para mudanças. Se fortalecidas e colocadas em prática, essas atitudes ajudam a tornar o “novo” um momento único e brilhante.

1 - Desapegar daquilo que está obsoleto

Para alcançar metas é preciso deixar de lado tudo aquilo que não nos serve mais, sendo necessário desmascarar as falsas seguranças que os hábitos nos propiciam. Metaforicamente, para encarar uma mudança precisamos “morrer” para o que já não faz sentido no momento.

2 - Desenvolver a flexibilidade

É por meio dela que podemos imaginar soluções diferentes e inovadoras e experimentá-las agindo. Entre erros e acertos aprendemos que a mudança não é algo linear, definido, mas um processo de adaptação, flexibilidade e aprendizagem contínua, onde as crenças são questionadas e as situações conhecidas são continuamente transformadas, desequilibrando a sensação ilusória de estabilidade e segurança.

competências, clareza dos próprios objetivos e condução da própria vida de forma ética e coerente com os valores pessoais. Com a autoconfiança fortalecida, as mudanças não são mais ameaças, mas fonte de crescimento, amadurecimento e evolução. Todos os dias a vida nos dá uma grande oportunidade de fazermos algo diferente. A mudança já veio conosco desde o nascimento. Mudança é evolução. Se as transformações da vida nos confirmam que tudo tem um tempo finito, frente às mudanças precisamos ter uma postura aberta a acolhê-las, pois só assim poderemos enxergar as novas possibilidades e oportunidades de se reinventar, rever as decisões tomadas em algum momento da trajetória, mudar a rota e ir em direção aos nossos objetivos. Perca o medo de mudar, prepare-se e colha os melhores resultados sempre!

3 - Fortalecer a autoconfiança

Esse é um processo de evolução pessoal, em que três pilares se conectam: reconhecimento dos próprios talentos e

EDUARDO SHINYASHIKI É AUTOR, PALESTRANTE E CONSULTOR ORGANIZACIONAL | WWW.EDUSHIN.COM.BR


POR MICHELLE DE GEUS

Em dia com seus lábios

Beauty & Trends

O

hidratante labial chegou para completar a linha Cuide-se Bem de O Boticário. Além de ser mais sensível e delicada, a pele da boca é exposta aos climas secos, ao frio, ao vento e aos raios solares. Para combater o ressecamento e a desidratação dos lábios, o balm foi formulado com 10% de manteiga de Karité e hidrata por até oito horas. Ele possui FPS 15, que torna o produto perfeito também para as estações mais quentes. O lançamento está disponível nas três fragrâncias mais amadas da linha Cuide-se Bem: morango e leite, caramelito e leite e mel. Ah, o balm ainda possui embalagens superfofas para colecionar.

Cheia de estilo na academia

Na pegada da moda

exóticas com toque de neon. O melhor é que as peças ainda são perfeitas para serem usadas no dia a dia para compor um look confortável e versátil.

O

s lançamentos da Beira Rio Conforto trazem as tendências do mundo da moda diretamente para os seus pés e a versatilidade é a palavra-chave. Como a Primavera pede sapatos mais abertos e fresquinhos, os modelos chegam em mules e scarpins de salto baixo com slingback. O salto estruturado garante o máximo conforto para acompanhar seus compromissos no dia a dia. Os calçados esportivos são ideais para um visual mais despojado e confortável. Predominam os tons pastel, em especial o lilás, que é a cara da nova estação.

P

Primavera Verão 2018 da Malwee Liberta está repleta de lançamentos, unindo moda, conforto e bem-estar. As novidades são as peças que trazem em sua composição tecnologia com proteção contra os raios solares (UV 50+). A marca também investe no cós anatômico, que é mais alto e proporciona maior bem-estar para praticar atividades físicas. As estampas são as apostas da temporada, como o

Romântica e delicada

A

nova coleção Risqué Minnie Mouse possui seis esmaltes inspirados na personalidade fashion e feminina da personagem, perfeitos para reproduzir nas unhas a tendências dos póas. As bolinhas podem ser usadas de maneira mais sutil, aplicando apenas um tom sobre outro, por exemplo, ou de forma mais ousada com diferentes cores e contrastes na mesma unha. Você também pode combinar o estilo polka dots com outras formas geométricas. Não tem erro!


Capa

M

DA ASSESSORIA

Dandara Mariana

úsica, dança e interpretação se entrelaçam na carreira de Dandara Mariana, atriz nascida no Rio de Janeiro (RJ) em 1988. Filha de um ator (Romeu Evaristo) com uma consultora internacional (Elizabeth Correa Nahas), desde menina já mostrava interesse em seguir a carreira artística. Na adolescência montou com as amigas um grupo cover das Spice Girls. Era a Melanie Brown. Seu pai a incentivava tanto que acompanhava o grupo como iluminador das apresentações. “Sempre fui espontânea. Quando criança amava creche, coisa que as outras não costumam gostar. A arte foi o caminho natural que eu segui

como forma de extravasar esse meu lado inquieto”, avalia. Foi aos 17 anos que tomou a decisão de estudar teatro e dar vida à Marilda de A Força do Querer (2017), sua personagem de maior destaque na TV até agora, Dandara se prepara mais detalhes nesta entrevista exclusiva. Um dos seus trabalhos mais marcantes foi a personagem Marilda em “A Força do Querer” (2017). Que lições você leva desta novela? Dandara Mariana: Foi uma experiência incrível! Fazer novela requer muita dedicação, foco e disciplina. Novela dá, a nós

atores, sagacidade. Como temos muitas cenas para gravar num dia, num tempo curto, temos que estar muito atentos, antenados, abertos à troca e à criação. A Marilda, apesar de “pomba-lesa”, me trouxe essa expertise. Em 2019, você vai estar no elenco da novela “Verão 90 Graus”, que contará a história de várias pessoas que tiveram a ex-presidente Fernando Collor. O que você pode adiantar sobre o seu personagem? Dandara: Ainda não posso adiantar muita coisa, mas será uma novela bem interessante porque falaremos de um


APÓS O SUCESSO NA TELINHA, ATRIZ SE PREPARA PARA MAIS DESAFIOS NO TEATRO E NO CINEMA violência e intolerância. Acho que “Intervenção” é um convite para nos depararmos com a realidade caótica que vivemos e também uma oportunidade de pensarmos sobre todos os lados da moeda. Você também integrou o curta “Injúria” do cineasta Ernani Nunes, sobre a jovem da Pavuna acusada injustamente de furtar um casaco que era seu, pelo simples fato de ser negra. Como você enxerga o papel da arte para discutir temas importantes como o racismo? Dandara: A arte tem o poder de mexer com o status quo, de denunciar, de fazer pensar e levar o outro a reflexões transformadoras. “Injúria” é uma história real que infelizmente se repete constantemente em nosso país, por isso tão necessária. Precisamos expor essa ferida para que a dor nos traga humanidade e desejo de transformação.

período político muito difícil e marcante para o povo brasileiro. E vamos trazer à tona também a musicalidade e o gingado da época.

da figura dela como artista. Estou em processo de construção e total dedicação. Estreamos em setembro no Teatro Carlos Gomes.

Além disso, você está cotada para viver a grande dama do samba na primeira fase do musical “Dona Ivone Lara — um sorriso negro”. Como está o processo de preparação para interpretar uma figura tão especial? Dandara: Tem sido intenso. Ensaios diários, muito trabalho de corpo, voz e interpretação. Faço uma passagem da vida de dona Ivone em uma época em que não tínhamos conhecimento

Em novembro, estreia o filme “Intervenção” dirigido por Caio Cobra, que fala sobre a entrada do exército nas favelas do Rio de Janeiro. Como é estar no elenco de um filme que discute problemas tão recentes e delicados do nosso país? Dandara: É maravilhoso poder, com a arte, contribuir para uma reflexão política. Espero que o filme gere bastante debates sobre o assunto, pois estamos vivendo um período difícil, de muita

Além de atriz você está cursando dança pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Como surgiu esta paixão na sua vida? Dandara: Essa é uma paixão antiga, sempre amei dançar. Desde criança faço diferentes aulas de dança. Minha diversão quando menina era dançar para as pessoas. Minha avó foi minha primeira plateia, passava horas dançando para ela! Uma paciência que ela tinha, viu? Assim que terminei a faculdade de Artes Cênicas resolvi cursar dança pela UFRJ já que essa paixão nunca deixou de existir. Você também está sempre cantando e estudando música, não é mesmo? Dandara: Sempre, sou passarinha! Ando a cantarolar. Mora no meu prédio para você ver! Estudo canto desde os meus 12 anos de idade, mais ou menos. Minha mãe me achava afinada e com uma voz melodiosa, sempre me incentivou. Desde então, nunca parei.


bem POR estar

MICHELLE DE GEUS

Inspirado na dança clássica, o ballet fitness alia dança e exercícios com alta queima de calorias

O poder da

DANÇA U

ma aula diferente, que mescla passos técnicos do ballet clássico com exercícios de agachamento, abdominais e flexões. Assim é o ballet fitness, queridinho nas academias de ginástica do mundo todo, inclusive entre as celebridades. Grazi Massafera, Sheron Menezzes, Juliana Paiva, Sthefany Brito e Taís Araújo são algumas das famosas que aderiram à modalidade. A técnica mistura a graça e suavidade do ballet clássico com exercícios aeróbicos que tonificam e modelam o corpo. Para fazer ballet fitness não é preciso

ter conhecimento das técnicas do ballet clássico ou qualquer outro estilo de dança. Os movimentos são simples e a repetição durante as aulas ajuda a similar as posturas. Mas não se engane: elas exigem bastante do corpo. O gasto calórico é alto, pode chegar a 750 calorias em uma hora de aula. Além de trabalhar a flexibilidade, a postura e o tônus muscular, a atividade é uma excelente opção para quem precisa emagrecer. Uma das vantagens do ballet fitness é que ele respeita os limites de cada corpo. Os movimentos não produzem impactos

e, por isso, não prejudicam as articulações, principalmente as dos joelhos. Isso permite que a técnica seja acessível a qualquer pessoa e possa ser adaptada para todas as idades e necessidades diferentes. Crianças, idosos e mulheres grávidas podem realizar os exercícios sem restrições. Pessoas que possuem problemas nas articulações ou na coluna devem passar por uma avaliação médica antes de começar a praticar a modalidade. A aula tradicional de ballet fitness é dividida entre movimentos realizados na barra e no centro, com e sem apoio,


Como surgiu a modalidade?

Na década de 60, a bailarina alemã Lotte Berk sofreu uma lesão nas costas e decidiu combinar os movimentos do ballet clássico com os exercícios de sua reabilitação. A nova atividade física foi bem aceita pelos seus alunos e se difundiu pelo mundo. Desde então, foram criadas novas técnicas, com exercícios e séries diferentes, até surgir o ballet fitness que conhecemos hoje.

muito semelhante aos da dança clássica. Entre as características marcantes do treino estão o número de repetições, os exercícios localizados inspirados nos treinos funcionais e a isometria, ou seja, o tempo que o corpo permanece na mesma posição. A proposta é usar apenas o peso do próprio corpo, dispensando as caneleiras e halteres tão comuns nas academias. As séries foram pensadas para trabalhar abdômen, panturrilhas, braços, glúteos, coxas e costas. A calma e a suavidade dos movimentos do ballet agradam àqueles que procuram ati-

Benefícios para corpo e a mente vidades mais introspectivas e que permitem se conectar com o próprio corpo. Por outro lado, os exercícios intensos atendem à necessidade de quem quer melhorar a força, a flexibilidade e o equilíbrio.

POSTURA ALINHADA

O ballet exige muita postura e a versão fitness, também. Ao longo da aula, você percebe que precisa manter as costas retas para fazer os exercícios. Além disso, a concentração, coordenação dos movimentos e o equilíbrio são muito exigidos das praticantes.

• Ganho de tônus muscular e massa magra • Melhora a resistência • Aumenta a flexibilidade • Corrige a postura • Proporciona equilíbrio • Auxilia na respiração • Ativa a memória • Melhora a coordenação motora • Ajuda na perda de peso • Acelera o metabolismo • Modela o corpo


bem POR estar

MICHELLE DE GEUS

Pensando fora da Assim com os músculos devem ser exercitados, é possível treinar o cérebro para se tornar mais criativo

A

s crianças são conhecidas por serem extremamente criativas. Quando menos se espera, elas surgem com respostas inusitadas e ideias originais. À medida que envelhecemos, vamos dando menos liberdade para o nosso cérebro criar e fazer associações. Dessa forma, as boas ideias vão se tornando cada vez mais raras. Mas é possível treinar o cérebro para que isso não ocorra. O grande responsável pelo processamento das informações e resolução de problemas é uma parte do nosso cérebro chamada lobo frontal. Durante anos, acreditou-se que era ali que a criatividade nascia. Recentemente, os cientistas descobriram que as respostas inovadoras surgem quando o lobo temporal direito - estrutura que gerencia a nossa memória - entra em atividade. Literalmente, o cérebro vasculha tudo o que vemos, ouvimos, lemos, vivemos, sentimos e aprendemos em

Criando soluções inovadoras

• Não se sinta culpado por dedicar parte do seu tempo às coisas que você gosta. • Elas fazem parte do seu acervo mental; • Dê liberdade para o cérebro criar associações inusitadas entre tudo o que ouviu, leu, viu, viveu e aprendeu; • Aceite que você vai precisar dedicar tempo e esforço até ser realmente bom no que faz; • Lembre-se: criatividade também é persistência.


Bloqueio criativo: ele existe?

O bloqueio criativo não é uma lenda criada por artistas. Em certos momentos, o cérebro trava e se recusa a ter boas ideias. Quando isso acontece, o primeiro passo é não entrar em pânico. Dê um tempo para você mesmo e se permita relaxar um pouco fazendo algo que gosta. Procure atividades que não estão relacionadas ao seu ambiente de trabalho e busque inspiração em músicas, livros, filmes ou séries. Sair para dar um passeio, arrumar a sua mesa ou até mesmo tirar um cochilo podem dar asas à sua imaginação. Só não vale usar o bloqueio criativo como desculpa para procrastinar.

busca de associações para solucionar o problema. É por isso quanto maior for o acervo mental de filmes, músicas, livros e experiências pessoais, maior a criatividade. Isso também explica porque temos boas ideias enquanto caminhamos ou cantarolamos no chuveiro. Em outras palavras, é preciso relaxar para o cérebro tirar o foco do problema e encontrar a resposta que precisamos.

ANOTE TUDO!

Não adianta nada ser a pessoa que mais pensa fora da caixa e uma máquina de ideias se você não as anota. A nossa memória é um recurso muito falho, não dependa dela, você pode se arrepender amargamente quando não conseguir lembrar aquela ideia genial que teve antes de dormir!

AFINAL, O QUE É CRIATIVIDADE?

O que é ócio criativo?

Ao contrário do que muitos pensam, ócio criativo não é ficar sem fazer nada e esperar ideias brilhantes surgirem milagrosamente. De acordo com o sociólogo Domenico de Masi, o primeiro a falar sobre o assunto no final da década de 90, o ócio criativo acontece quando unimos trabalho, estudo e lazer. A ideia foi considerada inovadora na época, pois reconhece a importância do tempo livre e da diversão para tornar o trabalho mais produtivo e o estudo mais prazeroso.

Ela é a capacidade de criar, produzir ou inventar coisas novas. Significa pensar de forma original e buscar novas associações de ideias. Na Grécia Antiga, ela estava associada à inspiração divina. Dessa forma surgiram as musas, entidades que inspiravam a criação artística ou científica. Elas escolhiam a dedo quem seriam os sortudos que receberiam as mensagens passadas pelos deuses. Hoje, sabemos que todas as pessoas têm esta capacidade e que é possível treiná-la. Além disso, a criatividade se manifesta de várias formas e não necessariamente está ligada ao desenvolvimento de produtos inovadores ou talento artístico. Para a neurociência, a criatividade é fruto de processos cognitivos e emoções, mas também de experiências sociais, vivências pessoais e até de hábitos. Ou seja: não existe um lugar especial no cérebro onde a criatividade se esconde. Para aparecer e nos presentear com uma grande ideia, ela precisa ser trabalhada todos os dias e estimulada.


saúde

POR MICHELLE DE GEUS

Valorizar os hábitos saudáveis favorece o controle da doença

Vivendo com D

e acordo com estimativas da Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), mais de 13 milhões de brasileiros convivem com a doença. O diabetes é uma doença crônica caracterizada pela incapacidade de produzir ou utilizar adequadamente a insulina, hormônio que controla a quantidade de glicose no sangue. A glicose é uma das principais fontes de energia do organismo, porém, em quantidade exagerada, prejudica órgãos, vasos sanguíneos e nervos. A doença assusta, mas se for tratada adequadamente é possível ter uma vida longa e plena. O diabetes é uma doença tão silenciosa quanto perigosa. Embora um exame de sangue simples já consiga identificar alterações no índice glicêmico, algumas pessoas levam anos até descobrir que têm a doença. Segundo a SBD, metade dos diabéticos não conhecem a sua condição. Isso acontece porque os primeiros sintomas só aparecem quando os níveis de glicose já estão altos há muito tempo. É justamente essa demo-

ra no diagnóstico médico que favorece o aparecimento de complicações. O primeiro passo é controlar o nível de glicose no sangue. Para isso, é preciso fazer as medições nos horários, situações e frequência indicadas pelo médico. Além do medidor de glicose, vale a pena instalar um aplicativo no aparelho de celular para registrar esses dados. Ao contrário do que muitos pensam, o diabético não precisa controlar apenas a quantidade de açúcar que come, mas também de carboidratos, que devem ser ingeridos em pequenas quantidades. A prática de exercícios físicos também é fundamental para baixar a glicemia. Afinal, quanto mais energia você gasta, mais rápido o organismo consome o açúcar presente no sangue.

Em muitos casos, a medicação é suficiente para controlar as taxas de glicose. Além de diminuir a absorção de carboidratos, os remédios ajudam o pâncreas a produzir mais insulina e tornam o organismo mais sensível à substância. A terapia com insulina pode assustar, mas não há motivo para preocupação.

Sinais de alerta Sede excessiva, aumento do apetite, perda de peso, visão embaçada e cansaço são sinais de que você pode estar com diabetes.


As agulhas estão cada vez menores e praticamente indolores, as canetas de insulina deixaram a aplicação muito mais simples e confortável. Atualmente, existem diversos tipos de insulina e o médico irá indicar a mais adequada para cada paciente, levando em conta a necessidade e estilo de vida.

AS VÁRIAS FORMAS DA DOENÇA

O diabetes tipo 1 acontece quando o próprio sistema imunológico ataca as células que produzem insulina, consequentemente a glicose não é utilizada como fonte de energia e fica no sangue. Estima-se que entre 5 e 10% das pessoas tenham esta variação da doença que, geralmente, aparece ainda na infância. Ela é tratada com insulina, medicamentos,

Complicações

Os problemas cardiovasculares são a principal causa de morte entre diabéticos. Quando não tratada de maneira adequada, a doença também pode causar cegueira e amputações.

planejamento alimentar e atividade física. Quando o organismo não consegue utilizar corretamente a insulina que produz surge o diabetes do tipo 2. Mais de 90% dos diabéticos convivem com esta variação da doença, principalmente os adultos. Dependendo da gravidade, pra-

ticar exercícios, manter uma alimentação balanceada e um estilo de vida saudável já são suficientes para controlar a glicemia. Existe uma variação da doença que aparece em um curto período de tempo: o diabetes gestacional, que está ligado ao desequilíbrio hormonal provocado pela gravidez. Esses hormônios reduzem a ação da insulina e o pâncreas naturalmente aumenta a produção da substância, porém em algumas mulheres isso não acontece. O pré-diabetes acontece quando os níveis de glicose estão altos, mas a pessoa ainda não desenvolveu a doença propriamente dita. É a oportunidade ideal para mudar os hábitos de vida e reverter este quadro. O grupo de risco inclui obesos e hipertensos.


saúde

POR MICHELLE DE GEUS

PELO CORPO PERFEITO

Anorexia e bulimia são transtornos alimentares que afetam a saúde; saiba como reconhecer os sintomas

A

preocupação excessiva com a aparência física para se enquadrar em um padrão de beleza é responsável por diversos tipos de transtornos alimentares. A visão distorcida do próprio corpo interfere nas relações pessoais e profissionais, deterioram a saúde física e mental, podendo levar até a morte. Esses distúrbios atingem cerca de 70 milhões de pessoas no mundo, mais de 90% são mulheres jovens e adolescentes. Anorexia e bulimia são os transtornos alimentares mais conhecidos e os únicos que recebem essa denominação pela Organização Mundial da Saúde (OMS). As principais características da anorexia são a distorção da imagem e a dificuldade para se alimentar. A pessoa se olha no espelho e se vê gorda, mesmo estando

muito abaixo do peso saudável e, por isso, acredita que precisa continuar emagrecendo. Quem sofre com a bulimia possui um peso dentro do normal, o que chama a atenção são os episódios de compulsão alimentar. De uma hora para outra, a pessoa ingere grandes quantidades de comida e depois provoca o vômito. A obsessão por alimentos saudáveis também é uma doença, a ortorexia. O paciente não ingere nada com conservantes e analisa detalhadamente o valor calórico de cada produto. Os ortoréxicos costumam se afastar do convívio social, pois se recusam a consumir alimentos que não saibam a procedência ou que tenham sido preparados por outras pessoas. Entre os homens é cada vez mais comum a vigorexia, também um tipo de distúrbio de imagem. Apesar

de fortes e musculosos, eles se enxergam fracos e franzinos, o que leva à prática exagerada de exercícios físicos. É fundamental que familiares e amigos estejam atentos, pois quem sofre de transtornos alimentares dificilmente reconhece o problema e procura ajuda médica por iniciativa própria. Vale lembrar que esses distúrbios também estão associados com problemas psicológicos, como ansiedade, depressão, síndrome do pânico e comportamento obsessivo. Essas doenças podem ser fatais se não forem tratadas a tempo por meio de uma abordagem multidisciplinar. A mortalidade por anorexia, por exemplo, chega a 20%. A busca pelo corpo perfeito tem um preço alto e pode custar a vida.


Perfil Crédito: Fábio Wanderley

DA ASSESSORIA

Após sua estreia em novelas, o ator

Raphael Sander

coleciona papéis na telinha

Pa i

Eu amo ser ator. Sou feliz e rico espiritualmente porque sou apaixonado pelo que faço”, garante o ator Raphael Sander. Ex-modelo descoberto aos 18 anos quando trabalhava como sushiman, ele vive uma ótima fase na TV ao emendar um trabalho ao outro. Após estrear na TV Record como Noah, em “Apocalipse”, o ator se destacou na novela “Jesus” da mesma emissora, onde brilhou como o anjo Gabriel.

o

pela

paração de Raphael para interpretar os personagens nesta entrevista. Como foi viver o Noah em Apocalipse? A preparação me exigiu bastante por se tratar de um universo do qual nunca havia estudado ou vivido, diferente das minhas duas primeiras novelas. Comecei pela pesquisa e li livros ligados ao Judatambém. Falei com judeus que moram no Rio de Janeiro, como o rabino Stauber, da Sinagoga do bairro Peixoto, em Copacabana. Fui a eventos judaicos como o Yom Kipur da sinagoga da Barra da Tijuca. Depois, comecei a estudar o texto, fazer leituras com o núcleo e a preparação usual de qualquer trabalho de ator.

Como você avalia sua participação no Dancing Brasil? extremamente difícil fazer o que os participantes fazem. Foi muito engrato à Record pela oportunidade. O que faz para manter a forma? Eu malho e procuro comer bem. Não vivo fazendo dieta, mas gosto de comer coisas boas e de três em três horas. Além disso, faço musculação há mais de dez anos. Fico satisfeito quando malho quatro vezes por semana ou mais.

Carreira Dos 16 aos 18 anos, antes de ser modelo e quando ainda nem pensava em ser ator, Raphael Sander trabalhou como garçom, barman, promoter, vendedor de loja, recepcionista. Um dia, estava atrás do balcão de sushi cortando peixe quando um olheiro perguntou se ele tinha interesse em ser modelo. Foi tudo muito rápido e quatro meses depois Raphael estava com as malas prontas para ir morar em Milão, na Itália. “Eu amo ser ator, é algo que me dá muito prazer. Posso dizer que trabalhar é meu hobby. Sou um cara feliz e rico espiritualmente porque amo o que faço”, revela.


be le za

POR MICHELLE DE GEUS

Vaidade

tem

É possível se sentir linda em todas as fases da vida

B

eleza não é mais sinônimo de juventude. As mulheres chegam à terceira idade com muita energia e disposição. Além da preocupação com a saúde e o bem-estar, elas mantêm uma enorme vontade de continuar cuidando da aparência durante a velhice. As melhores condições de vida, os avanços da medicina e a imensa variedade de tratamentos estéticos são aliados que ajudam as mulheres a aparentar menos idade. A pele do rosto merece atenção especial e os cuidados devem começar ainda na juventude. Manter uma alimentação balanceada, usar filtro solar diariamente e não abusar do álcool e tabaco são hábitos que devem ser adquiridos desde cedo e podem ser decisivos para a boa aparência na terceira idade. As substâncias tóxicas do cigarro, por exemplo, destroem as fibras de colágeno e elastina, responsáveis

pela elasticidade e firmeza da pele. Os raios ultravioleta são famosos por causar o envelhecimento precoce e deixar o rosto cheio de manchas, rugas e marcas de expressão. Uma dieta rica em frutas, legumes e verduras ajudam a manter um peso saudável e proporcionam nutrientes e antioxidantes que ajudam a amenizar os efeitos da passagem do tempo. Para reverter os sinais do envelhecimento, existem produtos que atendem às necessidades de diferentes tipos de pele e são específicos para cada faixa etária. A primeira dica é fazer a limpeza do rosto com produtos que hidratem e não retirem a oleosidade natural da pele. A água micelar e os sabonetes em gel possuem fórmulas mais leves, texturas suaves e são ótimas opções. Aposte em cremes hidratantes para o dia que estimulem a produção de colágeno e elastina para


Para rever ter os sinais do

envelhecimento, existem produtos que atendem às necessidades de diferentes tipos de pele e são

específicos para cada faixa etária

atenuar linhas de expressão e rejuvenescer a pele. A vantagem é que esses cosméticos já costumam vir com filtro solar. A região dos olhos possui uma pele muito fina e delicada, por isso use produtos especiais para atenuar rugas e olheiras. Durante a noite, invista em cremes que funcionam como uma máscara de tratamento. Escolha os enriquecidos com retinol, ácido hialurônico e vitamina C.

CABELOS

Se você sempre teve cabelos longos, talvez seja hora de dar uma chance aos fios mais curtos. Eles estão na moda, são muito charmosos e práticos. Além disso, são ótimos para disfarçar quando o cabelo fica mais ralo - as mulheres também perdem boa parte dos fios quando envelhecem. Na terceira idade, os cabelos perdem melanina e ficam grisalhos, rebeldes e ressecados. Fazer hidratação é fundamental para repor nutrientes e devolver a elasticidade aos fios. Produtos à base de queratina, aminoácidos e arginina são excelentes opções. Na hora de colorir os fios, prefira tons mais claros para suavizar as marcas de expressão e trazer luminosidade para o rosto. Que tal assumir de vez o cabelo grisalho? Acredite, o visual fica supermoderno e elegante. Se esta for a sua opção, não esqueça de investir em produtos desamareladores, aqueles shampoos de cor cinza ou roxa. Eles foram desenvolvidos para neutralizar o tom amarelo, resultado da ação do sol e do cloro, e devolver o brilho prateado dos fios.

MAQUIAGEM

Para esconder rugas e marcas de expressão, o ideal é que rosto esteja bem hidratado. Aposte em primers ou blurs para obter uma pele lisinha e aveludada. Escolha bases e corretivos líquidos ou cremosos e de textura mais leve para não deixar os sinais da idade em evidência. Opte por uma maquiagem mais discreta, com sombra em tons pastel e dispense o delineador e o lápis de olho. A tendência é que os lábios fiquem mais finos com a idade e os batons de cor clara (rosa ou nude) passam a ilusão de que eles são maiores.


nu tri ção

POR MICHELLE DE GEUS

A pipoca preparada com pouco sal, açúcar ou gordura traz muitos benefícios para o organismo

de saúde P

ipoca e filme são dois amigos inseparáveis. O cheiro característico da pipoca vendida nos cinemas dá água na boca, mas denuncia que a guloseima está carregada com muita manteiga. É por isso ela entrou na lista de alimentos que não fazem bem para o nosso organismo e devem ser consumidos com moderação. A verdade é que este saboroso petisco pode ser um grande aliado da nossa saúde, desde que seja preparado sem excesso de sal, açúcar ou gordura. Os benefícios da pipoca vêm do fato que ela é rica em fibras, antioxidantes, vitaminas do complexo B, manganês e magnésio, presentes principalmente

na casca. Uma porção de duas colheres de sopa contém quase 10% das fibras necessárias para o dia inteiro. Além disso, ela possui mais antioxidantes do que muitas frutas e hortaliças, embora não substitua o consumo destes alimentos. O petisco também possui tiamina e niacina, substâncias que ajudam a converter os alimentos em energia para o nosso corpo. A primeira vantagem da guloseima para a nossa saúde é que os antioxidantes inibem a ação dos radicais livres no organismo, diminuindo o envelhecimento precoce. Isso vai muito além das rugas de expressão e flacidez da pele, pois inclui fraqueza muscular, osteoporose,

cegueira, queda de cabelo e demência. Os antioxidantes também ajudam a prevenir diversos problemas no coração e doenças degenerativas como o câncer e o diabetes. A pipoca é rica em fibras, o que regula a atividade do intestino e melhora o sistema digestivo. Ela também ajuda a estabilizar o nível de açúcar no sangue e estimula a produção de insulina, uma ótima notícia para os diabéticos. A guloseima ainda atua na retirada do excesso de colesterol dos vasos sanguíneos e artérias, prevenindo ataques cardíacos e AVCs. Por fim, a pipoca é aliada de quem precisa perder peso, pois é rica em fibras e pobre em calorias. Quando


De olho no rótulo

É preciso ter cuidado com a pipoca para estourar no micro-ondas seja a industrializada vendida nos supermercados ou a do cinema. Geralmente elas são ricas em sódio, açúcares e gorduras e se transformam em um petisco extremamente calórico.

O preparo correto

Além de saborosa, a pipoca pode ser um alimento saudável e nutritivo. A principal dica é não abusar do sal, açúcar, manteiga ou outros condimentos. Quando for estourar, procure adicionar pouco óleo ou usar apenas água. Além de eliminar as propriedades antioxidantes, a gordura deixa a pipoca mais calórica. Se você quiser acrescentar sabor, coloque um pouquinho de azeite de oliva e orégano.

é preparada da maneira correta, não tem desculpa para não saborear a guloseima enquanto assiste a um bom filme.

O MILHO VIROU PIPOCA

O milho foi um alimento muito importante na dieta das civilizações maia, inca e asteca e até hoje é um dos cereais mais consumidos do mundo. Existem evidências de que a pipoca já era apreciada por estes povos 5 mil anos atrás. Acredita-se que ela tenha sido descoberta por acaso, quando as pessoas acidentalmente derrubaram os grãos no fogo ou na areia quente. Só depois é que surgiram formas mais elaboradas e controladas para estourar pipoca. Existem cinco

tipos diferentes de milho na América Latina, mas só um deles se transforma na guloseima. A diferença é que ele possui menos água (menos de 15%) e uma casca quatro vezes mais dura. Quando o grão é aquecido, a água se transforma em vapor fazendo com que a pressão interna aumente e a casca estoure. A pressão é tão grande que chega a 10 kg/cm², cinco vezes maior do que a de um pneu de carro. O amido que tinha virado uma espécie de gelatina com o calor entra em contato com o ar frio e se solidifica novamente, assim nasce a pipoca que conhecemos. Quando a casca não está muito dura ou possui rachaduras, o vapor d’água escapa e surge o piruá.

Seus benefícios

• Regula o nível de açúcar no sangue • Controla o colesterol • Melhora o processo digestivo • Protege contra osteoporose • Previne o câncer • Melhora a memória, raciocínio e percepção • Previne o envelhecimento precoce • Auxilia na perda de peso


Culinária

Explosão Crédito: Divulgação/Yoki

Crédito: Cozinha Nestlé/Marcelo Resende

Conheça formas criativas de saborear a pipoca BARRINHA DE PIPOCA

Rendimento: 9 porções Tempo de preparo: 30 minutos Ingredientes:

• 2 xícaras (chá) de açúcar • 1 xícara (chá) de água • 2 colheres (sopa) de Glicose Yoki • 2 colheres (sopa) de Amendoim Yoki • 120g Pipoca Natural Yoki estourada

MAÇÃ DO AMOR DE PIPOCA

Modo de preparo:

PIPOCA COM MANTEIGA DE ERVAS E QUEIJO Rendimento: 8 porções Tempo de preparo: 25 minutos Ingredientes:

• 4 colheres (sopa) de manteiga derretida • 2 sachês de Maggi Natusabor Salsinha • Orégano e Cebolinha • 4 colheres (sopa) de óleo • 1 xícara (chá) de milho de pipoca • 4 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado grosso

Leve o amendoim ao forno preaquecido a 180°C por 30 minutos, até torrar. Após esfriar, para descascar o amendoim, esfregue-o com as mãos até soltar a pele. Reserve. Em uma panela, misture a água, o açúcar e a glicose e leve ao fogo até que forme uma calda em ponto o amendoim reservado e a pipoca. Misture até que a pipoca e o amendoim em uma forma 28 x 18 cm, espalhe a pipoca e pressione com um rolo de macarrão. Deixe esfriar e corte em barrinhas ou em quadrados sua receita de pipoca gourmet com amendoim.

Ingredientes:

• 1 Popcorn Cobertura sabor Caramelo Yoki • 400g de chocolate em barra meio amargo para cobertura • 10 palitos de sorvete • 1/2 xícara (de chá) de açúcar • 2 colheres de sopa de água • 3 colheres de sopa de creme de leite • 20g de manteiga sem sal

Modo de preparo:

Crédito: Divulgação/Yoki

Modo de preparo:

Em um recipiente, misture a manteiga derretida com o Maggi Natusabor. Reserve. Em uma panela, aqueça bem o óleo, junte o milho de pipoca, tampe a panela e agite-a algumas vezes até começar a estourar. Abaixe o fogo e continue agitando de vez em quando até que o milho termine de estourar. Acrescente a manteiga temperada reservada, o queijo parmesão e misture bem. Sirva.

Rendimento: 10 porções Tempo de preparo: 20 minutos

Estoure a pipoca conforme as instruções da embalagem. Retire os milhos não estourados e reserve a pipoca. Coloque na panela o conteúdo do sachê de caramelo, o açúcar, a água, o creme de leite e a manteiga sem sal e leve ao fogo. Mexa tudo até do conteúdo da imagem no sachê. Deixe esfriar por alguns segundos, molde as bolinhas diretamente no palito de sorvete e reserve. Derreta o chocolate conforme as instruções do fabricante e mergulhe as bolinhas de pipoca na calda de chocolate bolinhas no amendoim triturado antes que o chocolate endureça. Deixe a maçã do amor decorada secar sobre papel-manteiga.


Almanaque da casa

POR MICHELLE DE GEUS

Infinitas possibilidades A

Karsten apresenta uma coleção de cama, mesa e banho com 47 novos produtos, que enfatizam cores e traços. O destaque da linha cama fica por conta da renovação de estampas e peças coringas da marca, que permitem inúmeras possibilidades de combinação para agradar a todos os estilos. São dez modelos estampados em todos os tamanhos (king, queen, casal e solteiro), quatro na linha infantil e oito novas cores para jogos de cama lisos. A linha Casual combina cores e estampas de forma equilibrada, enquanto a Cosmopolita apresenta linhas puras, com ênfase na geometria. A linha banho apresenta 17 lançamentos que trazem a renovação da cartela de cores. No tradicional segmento de toalhas de mesa, entre as novidades está uma nova linha, a Dia a Dia, com estampas temáticas e diversificadas.

Longe do atchim!

O

inverno e a primavera são as piores épocas do ano para quem sofre de doenças respiratórias. O aumento da umidade do ar, somado à falta de incidência de luz, torna o ambiente propício para a proliferação de ácaros e mofo, grandes causadores das crises de asma, rinite e sinusite. O especialista João Pedro Lúcio, coordenador técnico da Rede Maria Brasileira, empresa que presta serviços de limpeza e cuidados domésticos em todo o país, dá algumas dicas que podem ajudar a prevenir muitas dessas doenças:

A

Na onda vintage

Imaginarium lançou uma linha de amplificadores divertidos, com alta potência e essenciais para aquelas pessoas que são movidas pela música. Inspirados na moda vintage, a marca possui rádios, vitrolas e caixas de música cheias de estilo. Alguns dos amplificadores também funcionam como rádio AM/FM com entrada USB, outros possuem conexão Bluetooth e podem ser levados para a sala, quarto ou cozinha. Enquanto estiver conectado, você pode atender as ligações recebidas no seu celular pelo amplificador por meio do sistema viva-voz. É o casamento perfeito entre o moderno e o retrô.

• Mantenha os ambientes abertos para receber luz solar; • Proteja o colchão e travesseiros com capa para evitar ácaros; • As cortinas devem ser lavadas com frequência e, no caso de persianas, devem ser limpas com um pano úmido diariamente; • A limpeza de sofás deve ser feita a seco; • Limpe também ventiladores e filtros de ar-condicionado. Nesse período e nesse caso, também é recomendado o uso do aspirador, para que a poeira não se espalhe;


on the road

POR MICHELLE DE GEUS

Imortalizada pelas

Para terminar em pizza Se ainda sobrar energia e disposição, visite o Museu Arqueológico Nacional quando voltar para Nápoles. Lá estão expostas mosaicos, afrescos, esculturas originais retiradas de Pompeia e até mesmo as obras de arte erótica que deram fama de devassa à cidade. O museu fecha às terças-feiras e a entrada custa € 8. Para fechar a noite, dê uma paradinha na Da Michele para experimentar a verdadeira pizza napolitana. Esta é uma das mais tradicionais pizzarias da cidade e só oferece duas opções: marinara ou margherita. Duas pizzas e duas cervejas não custam mais do que € 15.

A cidade romana de Pompeia foi destruída durante a erupção do vulcão Vesúvio no ano 79 d.C. e, atualmente, suas ruínas atraem 2,5 milhões de turistas todos os anos

O

ano era 79 d.C e aquele era apenas mais um dia comum em Pompeia. Localizada na Baía de Nápoles, a cidade contava com 20 mil habitantes e era uma das mais prósperas do Império Romano. Por volta das 10 horas da manhã, ouviu-se um forte estrondo e uma nuvem preta se ergueu sobre a cidade. Os moradores de Pompeia não sabiam, mas a cidade estava situada aos pés de um vulcão e ele estava prestes a mostrar toda a sua força.

A fumaça e as cinzas expelidas pelo Vesúvio transformaram o dia em noite em poucos minutos. Junto à nuvem preta, o vulcão também bombardeou Pompeia com toneladas de rochas. Os arqueólogos acreditam que as primeiras vítimas foram atingidas pela chuva de pedras ou soterradas pelos telhados que cederam. Boa parte da população correu para casa esperando o pior passar e pedindo a proteção dos deuses. Nas -


xiados pelos gases tóxicos expelidos pelo vulcão. Quando as pessoas se convenceram que precisavam deixar a cidade, já era tarde demais. Quem tentou escapar pela principal passagem na muralha que cercava Pompeia encontrou a saída soterrada pelos escombros. Ondas de até oito metros destruíram barcos e tornaram a fuga pelo mar impossível. Pompeia estava sendo castigada há pelo menos 12 horas, mas o pior ainda estava por vir. Viajando a mais de 120 quilômetros por hora, uma avalanche de cinzas e rochas superquentes, com temperaturas superiores a 500°C, cobriu a cidade. Estudos comprovaram que o calor foi a principal causa de morte durante a erupção do Vesúvio e mesmo aqueles que estavam abrigados em construções morreram na hora. Antes das 7 horas da manhã do dia seguinte, uma nova onda de altas temperaturas atingiria a cidade, selando para sempre o seu destino.

CONGELADA NO TEMPO

Se Roma é a cidade eterna, Pompeia é a cidade eternizada. Suas ruínas permaneceram soterradas embaixo de cinzas e pedras durante séculos até serem redescobertas em 1748. Hoje, as escavações de Pompeia são um dos principais sítios arqueológicos do mundo e atraem 2,5 milhões de turistas todos os anos. Tanto

Como visitar?

Os ingressos para conhecer as escavações de Pompeia custam € 15, aproximadamente R$ 69, e podem ser comprados diretamente na bilheteria da atração. A visitação está aberta diariamente das 8h30 às 19h30. Não se esqueça de pegar os mapas que são fornecidos na própria bilheteria para se localizar durante a visita e escolher o melhor percurso. Se estiver com bolsas ou mochilas pesadas, você pode deixá-las no guarda-volumes logo na entrada. Lembre-se de levar uma garrafinha de água, pois as ruínas são bem espalhadas e você vai levar umas três horas para ver o essencial.

Como chegar?

Ao chegar na Estação Central de Nápoles, siga as setas que indicam onde fica a ferrovia regional EAV (antiga Circumvesuviana), é de lá que partem os trens para Pompeia. Você deve comprar um bilhete de ida e volta (custa € 2,80 por trecho) e pegar o trem em direção à Sorrento. O trajeto leva cerca de 40 minutos e, como você já deve ter imaginado, contorna o Vesúvio. Existem quatro estações chamadas Pompei, a mais próxima da entrada das escavações é Pompei Scavi – Villa dei Misteri.


Testemunha ocular

Expressão de rostos

Quando as escavações em Pompeia começaram, os arqueólogos perceberam que existiam espaços vazios entre as cinzas e que eles correspondiam aos corpos decompostos das vítimas. Eles foram recriados injetando gesso nesses espaços, revelando até mesmo a expressão de sofrimento nos últimos minutos de vida. Uma curiosidade é que, em alguns casos, os ossos ainda estavam preservados e foram envolvidos pelo gesso.

interesse por Pompeia não é por acaso. As escavações revelaram que a cidade estava incrivelmente bem preservada e parece ter sido congelada no tempo. Passeando por suas ruínas é possível conhecer em detalhes como era a vida durante o Império Romano. Curiosamente, a mesma tragédia que devastou Pompeia permitiu que a cidade vivesse para sempre.

O principal relato da tragédia de Pompeia foi escrito por Plínio. Ele pode observar tudo do outro lado do golfo de Nápoles e descreveu em detalhes a fúria do Vesúvio. De acordo com seus registros, a erupção teria começado no dia 24 de agosto e a data foi aceita pela maior parte dos historiadores durante muitos anos. Entretanto, estudos arqueológicos mais recentes sugerem que ela teria acontecido, pelo menos, dois meses mais tarde. Essa versão é sustentada pelos vestígios de tecidos mais grossos e roupas mais quentes, frutas e vegetais típicos de outono nas bancas e também pelas jarras de fermentação de vinho estarem seladas, o que costumava acontecer em outubro.

CASA DO FAUNO

Não deixe de visitar a Casa do Fauno, a maior residência particular de Pompeia com quase 3 mil metros quadrados. Você vai observar o incrível jardim interno e o engenhoso sistema de coleta de água da chuva. Outro lugar que vale a visita é a Casa dos Vettii, uma das mais luxuosas residências da cidade. Ela chama a aten-

ção pelos afrescos preservados em suas paredes e pelas pichações de cunho eleitoral feitas na frente da casa. Na Vila dos Mistérios estão pinturas que mostram o ritual de iniciação de uma uma mulher nos mistérios dos deuses romanos. O Fórum era o coração da cidade, localizado na esquina das duas principais ruas de Pompeia. Rodeado por templos e prédios públicos. Era lá que a vida social, política e econômica acontecia. As Termas, o Teatro Grande e o Anfiteatro também impressionam pela grandiosidade e estado de preservação. No Jardim dos Fugitivos é possível ver o corpo de 13 pessoas que tentaram, em vão, escapar da erupção.


Mural POR MICHELLE DE GEUS

O

Xô, mau hálito!

mau hálito é um problema que afeta boa parte da população brasileira. De acordo com a Associação Brasileira de Pesquisas dos Odores Bucais, quatro em cada dez pessoas sofrem desse mal. Muitas vezes não percebemos como anda o nosso hálito e quem está próximo pode não se sentir à vontade para nos alertar. Quase sempre o cheiro ruim é causado pela falta de higiene bucal adequada, mas a diminuição da saliva, doenças na gengiva, rinite ou sinusite, diabete, problemas renais ou hepáticos, prisão de ventre acentuada, fumo, uso de drogas ou bebidas alcoólicas também podem causar o mau hálito.

Gripado, de novo?

R

esfriados, gripes e crises de rinite são muito comuns durante o ano, no entanto, segundo o médico Carlos Henrique Teixeira, oncologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, é necessário consultar um profissional se os sintomas persistirem. “Tosse, espirros, falta de ar, chiado, dificuldade para respirar e dor no peito são frequentes nesses casos, mas se forem persistentes o ideal é investigar o que está acontecendo”, afirma. Os sintomas podem significar algo mais grave, como câncer de pulmão. Os primeiros sinais da doença são facilmente confundidos com quadros mais leves de gripes e resfriados, o que atrasa o diagnóstico e prejudica o tratamento.

Evitando o odor

O

dentista Marco Antônio Guedes, especialista em prótese dental e implantodontia, dá algumas dicas para evitar o problema e conquistar um hálito perfeito: • Faça pequenas refeições a cada três horas, pois jejum prolongado pode comprometer o hálito; • Faça uma dieta balanceada, incluindo o uso de alimentos duros e fibrosos; • Evite álcool e fumo; • Beba bastante líquido com preferência para água; • Realize adequada higiene bucal (incluindo limpeza da língua) evitando o uso de soluções para o bochecho com álcool; • Visite o dentista periodicamente e realize exames de saúde geral (check-up) anualmente.


Sempre quis saber

POR MICHELLE DE GEUS

Quando surgiu o pão?

O

pão é um dos alimentos mais consumidos do mundo e um dos mais antigos também. Recentemente, os cientistas descobriram evidências de que os pães já eram produzidos na região da Jordânia há mais de 14 mil anos. Eles eram feitos com trigo e cevada, os primeiros cereais cultivados pelo homem, e eram secos e duros. Quem descobriu uma maneira de torná-los mais saborosos foram os egípcios em 1.800 a.C. O segredo está na fermentação. Isso acontece porque os micro-organismos presentes no ar se alimentam da farinha e transformam o amido em gás carbônico. Como ele não consegue escapar, faz a massa crescer e ficar fofa. Os egípcios aprenderam a controlar este processo para obter pães macios e deliciosos.

Por que temos sotaque? Quem inventou a tinta para cabelos? A

vontade das mulheres de mudar a cor natural dos fios é não é algo recente. No Egito Antigo, a referência de beleza eram os cabelos pretos da rainha Cleópatra e as mulheres costumavam usar henna, um produto natural, para mudar a coloração. A primeira tintura artificial segura só surgiu no início do século XIX, desenvolvida pelo pelo químico francês Eugène Schueller, fundador do grupo L’Oréal. A fórmula era baseada em um componente chamado parafenilenediamina, presente até hoje nas colorações, que tem como principal característica não danificar os fios. Eugène causou uma verdadeira revolução ao comercializar tinturas capazes de clarear o tom natural dos cabelos e permitir que morenas se tornassem loiras.

G

aúchos, cariocas, baianos, mineiros, paulistas. Todos falam a mesma a língua, mas de maneiras bem distintas. O ritmo, melodia, força, intensidade e a maneira de pronunciar as palavras variam de uma região para outra e esse conjunto de características recebe o nome de sotaque. As diferenças são tão grandes que é possível saber de onde uma pessoa é apenas pelo modo como ela fala. Foi o isolamento entre as comunidades que fez surgir as diversas formas de emitir o som das palavras. Os sotaques também variam bastante em relação a outros países que falam português, como Angola, Moçambique e Guiné-Bissau.


Profile for Editora CMN

Revista Rosário 68  

Revista Rosário 68  

Advertisement