Page 1

A revista do seguro de transporte

N° 07 - Novembro / Dezembro 2014

Edição Especial de Cobertura do

II Simpósio & Expo CIST O mercado de seguros de transportes vem com tudo em seu maior evento


Palavra do Presidente Expediente

Cobertura especial para um evento mais que especial

N° 07 - Novembro/ Dezembro 2014

CIST - Clube Internacional de Seguros de Transportes Composição Inicial Presidente: JOSÉ GERALDO DA SILVA | Gerabel / Transportes Brasil 1º Vice-Presidente: SALVATORE LOMBARDI JUNIOR | Argo 2º Vice-Presidente: APARECIDO MENDES ROCHA | Lógica 3º Vice-Presidente: ODAIR NEGRETTI | BC Business 1º Secretário: CARLOS SUPPI ZANINI | Zanini-Saiza 2º Secretário: CARLOS JOSÉ DE PAIVA (Paiva I) | Paiva 1º Tesoureiro: FRANCISCO CARLOS GABRIEL | Advance 2º Tesoureiro: WALTER VENTURI | Venturi

Nosso Simpósio & Expo é hoje o maior evento do mercado de seguros de transporte. Conseguimos, c o m o C I S T, r e u n i r especializado grupo de profissionais da área, vimos realizando eventos ao longo do ano e já é tradição para as empresas e profissionais se prepararem para o grande evento, que acontece em novembro.

Conselho Fiscal Presidente: CEL. RICARDO JACOB | PMSP Membros Efetivos: JOSÉ SEVERIANO DE ALMEIDA NETO | HDIGerling, ALFREDO CHAIA | AIG Membros Suplentes: RICARDO GUIRAO | AON , ANIBAL DE EUGÊNIO FILHO | Bússola, JOSÉ CARLOS SERRA | Serra & Company Conselho Consultivo Presidente: JOAO BATISTA DE OLIVEIRA Membros Efetivos: ADAILTON DIAS | RSA, PAULO ROBSON ALVES | Zurich Membros Suplentes: SERGIO CARON | Marsh , MAURO ANTONIO CAMILO | AON, RICARDO CESTENARIO | Generali Diretor Técnico Internacional: PAULO ROBSON ALVES | Zurich Dir. de Segurança: ARTUR BORTOLETTI| SL Seguranca Dir. Técnico Nacional: HELIO DE ALMEIDA | Fairfax Dir. de Sindicância: PAULO ROGERIO HAUPTLI | FOX Audit Dir. Comércio Exterior: SAMIR KEEDI | Multieditoras Dir. de Rel. com o Mercado: CARLOS ALBERTO BATISTA DE LIMA | Serv Assist Dir. Jurídico & Assuntos Internacionais: NÉLSON FARIA DE OLIVEIRA | Faria de Oliveira Advogados Dir. de Logística: PAULO ROBERTO GUEDES | Veloce Dir. de Resseguro: RENATO MARQUES CUNHA BUENO | ARX Re Dir. de Gerenciamento de Riscos: RENE ELLIS | Total Planning Dir. Social & Eventos: PAULO CRISTIANO DOS SANTOS - Allianz Dir. de Meio Ambiente: MARIO CANAZZA | Consultor Dir. de Tecnologia: RONALDO MEGDA | Tracker do Brasil Dir. de Marketing: FELIX RYU | Teckel Design Dir. de Cursos: GUILHERME ARMANDO CONTRUCCI | Webseguros TV Dir. de Benefícios: DAVID DO NASCIMENTO | Univida Dir. da Área de Perícias: MÁRCIO MONTESANI | Núcleo de Perícias. Dir. de Sinistros: MARCELO ANACLETO | Liberty Sócios fundadores: MAIRTON MACHADO DE SOUZA | ACE, ARLINDO SIMOES | Allianz, JOÃO JOSÉ DE PAIVA (PAIVA II) | Paiva / JOSÉ CARLOS SIQUEIRA | Professor, JOSÉ CARLOS V. RABELO | Rabel Trans, AUGUSTO NASCIMENTO | Macedosul, OSVALDO F. GOMES | Interworks

A revista CIST News já completou um ano. A primeira edição foi planejada justamente para divulgar ao mercado a grandeza do nosso primeiro simpósio, que estava sendo desenvolvido, e a segunda edição trouxe a cobertura especial. Nos vemos agora com mais uma cobertura especial. Os mais de 400 profissionais que estiveram no II Simpósio poderão rever e guardar o que foi dito nas palestras e apresentado nos estandes. Quem não participou, poderá ter um pouco das informações transmitidas e espiar as fotos que trazem pessoas e momentos que construíram o sucesso deste dia. Agradeço a participação de todos os patrocinadores, palestrantes, debatedores, convidados, congressistas, lideranças de mercado. Agradeço cada observação, seja de elogio ou de sugestão de melhora. Afinal, esse é o nosso grande evento, do nosso Clube Internacional de Seguros de Transporte. Meu sincero desejo é aprimorar para, ainda mais do que satisfazer à maioria, contribuir de forma significativa para a evolução do nosso setor, que apresenta tantas oportunidades, que certamente serão alcançadas por meio de nossa união e representatividade. Inclusive, a terceira edição do Simpósio vem aí! Já começamos a desenvolvê-la, e neste ano terá representatividade ainda maior: vamos fazer valer o papel de internacional do nosso clube e, em uma parceria com a ALSUM (Associação Latino-americana dos Subscritores Marítimos), trazer colegas de outros países para conhecerem nosso evento e fazer negócios ainda maiores!

Comunicação: Jornalista Responsável: THAÍS RUCO (MTb 49.455)| Thaís Ruco Comunicação e Conteúdo Diagramação: FELIX RYU | Teckel Design Fotografia: DOUGLAS ASARIAN | Antranik Photo Comercial: MAURICIO RODRIGUES | MRS Servicos Publicitários mrs.serv.public@gmail.com Regulamentação Constituição Federal, art. 5º, IX e art. 220, § 6º - "Art. 5º (...) IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença". "Art. 220. A manifestação do pensamento, a criação, a expressão, e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo, não sofrerão qualquer restrição, observando o dispositivo nesta Constituição. (...) § 6º - A publicação de veículo impresso de comunicação independe de licença de autoridade."

Vem conosco! Grande abraço, José Geraldo da Silva 03


Sumário Palavra do Presidente Cobertura especial para um evento mais que especial . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 03

RSA apresenta novo sistema para atender a demanda de DDR . . . . . . . . . . . . . . . 24

Abertura II Simpósio & Expo CIST reúne mais de 400 profissionais de seguros de transporte. . . . . . . . . 06

Sascar apresenta Cargo Tracck como nova solução para rastreamento de cargas . . . . . . . . . 26

Palestras Responsabilidades ambientais nos transportes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 08

Serra e Company apresenta seu clube de campo e oferece foto de lembrança do evento . . . 28

Problemas de embalagem e acondicionamento logístico . . . . . . . . . . . . . . 09

STI apresenta suas soluções em rastreamento de veículos a público-alvo. . . . . . . . . . . . . . . . . 30

Avaria grossa: quando de fato ela ocorre? . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10

Berkley participa como seguradora oficial do evento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 32

A segurança está em suas mãos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11

MSCB leva equipe de advogados e oferece palestra sobre sustentabilidade . . . . . . 32

Expo Empresas do seguro transporte e parceiras apresentam seus serviços . . . . . . . . . 14

Tracker participa de painel sobre segurança e expõe suas soluções . . . . . . . . . . . . 33

Advance apresenta suas soluções em segurança . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15

SL exibe seus serviços na prática como responsável pela segurança do evento. . . . 34

Argo apresenta seus produtos e debate acondicionamento logístico . . . . . . . . . 16

Tokio Marine prestigia palestras e feira de exposição . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 34

AT&M expõe sistema de averbação de cargas e novidades . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18

SulAmérica se destaca em estande e debate sobre sustentabilidade. . . . . . . . . . . . . 36

Fox apresenta sua história de 20 anos e seus serviços . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 20

Yasuda Marítima prioriza o ramo de transportes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 37

Moraes Velleda apresenta serviços para a prevenção de perdas no transporte . . . . . . . . . 22

Zurich Seguros participa com debate de diretor e profissionais na plateia . . . . . . . . . . 37

04


II Simp贸sio & Expo CIST Antranik Photos

FLASHES


II Simpósio & Expo CIST ABERTURA

Grande evento do CIST reúne mais de 400 profissionais de seguros de transporte

Consolidado como o maior evento do mercado de seguros de transporte brasileiro, o Simpósio & Expo CIST reuniu em sua segunda edição, no dia 18 de novembro, mais de 400 profissionais. O Clube Internacional de Seguros de Transportes (CIST), criado em 2012, promove informação especializada por meio de diversas palestras, eventos e cursos, e no Simpósio, grande evento anual, recebe toda a cadeia logística de profissionais envolvidos no ramo: corretores, seguradores, resseguradores e prestadores de serviço diversos.   Em seu discurso na cerimônia de abertura, o presidente do CIST, José Geraldo da Silva, destacou a preocupação da entidade em disseminar conhecimento e o sucesso que vem alcançando neste propósito. “Quero registrar o avanço da nossa entidade, pois estamos crescendo e cada vez entregando mais ao mercado. Nos últimos 12 meses nós realizamos oito almoços-palestras, seis treinamentos/ cursos, três workshops e

agora este simpósio, todos focados em conteúdo de qualidade da área de seguros de transportes de cargas”. Geraldo complementou que o objetivo do CIST não é apenas oferecer informação, mas reunir os profissionais em representatividade. “Queremos preparar os profissionais e mostrar as oportunidades de negócios em nossa área. Mas também utilizamos nossos eventos de discussão e aglutinação para que possamos contribuir junto às lideranças do setor e do governo com a criação de normas que atendam aos a n s e i o s d o mercado, inclusive corrigindo algumas divergências que nós, que atuamos n a á r e a , encontramos no d i a a d i a , sobretudo no aspecto legal. Este é o nosso papel”. 06

A cerimônia de abertura contou com a presença do presidente do Sincor-SP (Sindicato dos Corretores de Seguros no Estado de São Paulo), Alexandre Camillo, e do presidente do SETCESP (Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas de São Paulo e Região), Manoel Sousa Lima Jr, além do diretor de autorizações da Susep, Nelson Victor Le Cocq D’Oliveira. Alexandre Camillo destacou que lamentavelmente poucos corretores de seguros dominam o ramo transporte, e por


Antranik Photos

Manoel Sousa Lima Jr também cumprimentou o CIST pela realização do evento. “Nós, transportadores,

registramos a importância de fazer o seguro de transportes, fundamental para transportar com segurança as mercadorias que interligam a indústria e o comércio. Assim vejo como muito importante o papel do corretor de seguros, profissional que vai nos orientar sobre qual seguro melhor se adequa à nossa atividade sem onerar em demasia o segurado”. Defendeu que algumas práticas têm preocupado o setor e precisam ser discutidas. “Roubo de carga no Brasil é crescente, em 2013 foram 15 mil roubos, metade no estado de São Paulo, e o valor total passa de R$ 1 milhão. Com os sinistros, os transportadores encontram dificuldade para fazer seguro e nesse momento deixa-se de ter uma empresa de transporte, pois não dá para ficar sem a proteção. É assunto muito sério, pontos

07

Antranik Photos

isso a validade de encontros como este. “O Sincor-SP é parceiro do CIST para qualificar o corretor de seguros, bem como mostrar as oportunidades do mercado de transporte, estimulando o profissional a investir neste que pode ser um ótimo ramo, até porque a concorrência é muito menor”. Ele afirmou que os corretores de seguros desconhecem um mercado privilegiado. “Temos a quinta maior malha rodoviária do mundo, com mais de 1,7 milhão de quilômetros, a carteira de transportes tem sido aprimorada constantemente com o avanço nos sistemas de gerenciamento de risco das empresas, mas com tudo isso ainda são poucos corretores de seguros e seguradoras que atuam no ramo de transportes. Cabe a nós difundir mais o ramo, não para tornar todos experts no assunto, mas, se tiverem conhecimento básico, podem identificar oportunidades e buscar informação ou fazer parcerias com especialistas”.

que têm preocupado como as cláusulas DDR e as políticas de gerenciamento de riscos precisam ser estudados”. Para Nelson Victor Le Cocq D’Oliveira, o Brasil apresenta nível crescente e o seguro de transporte é um elemento fundamental que oferece as adequadas coberturas de risco para que a atividade de seguros possa crescer e se desenvolver. “Tenho a percepção dos esforços nestes sentidos que vêm sendo desenvolvidos para dar melhores condições à prática da oferta do seguro de transporte”, disse.


II Simpósio & Expo CIST PALESTRA

Antranik Photos

Responsabilidades ambientais nos transportes poluidor obrigado, independentemente da existência de culpa, a indenizar ou reparar os danos causados ao meio ambiente e a terceiros, afetados por sua atividade (...)”. Hoje tem se falado muito em impacto ambiental, que significa qualquer modificação do meio ambiente, adversa ou benéfica, que resulte, no todo ou em parte, das atividades, produtos ou serviços de uma organização.

Vivemos constante mudança de comportamentos e ações no planeta e, por isso, hoje o ramo de transporte precisa se preocupar com novas responsabilidades. “A novidade em matéria de nossas responsabilidades é que nos tornamos coletivamente responsáveis pela perpetuação da humanidade. O futuro da humanidade é a primeira obrigação do comportamento coletivo humano na era da civilização técnica, e esta primeira obrigação em face da natureza encontrase em nossas mãos”, explicou o advogado especializado em Direito Ambiental e Logística de Transportes, Dr. Marco Antonio Gallão, no painel “Responsabilidades ambientais nos transportes”, apresentado no II Simpósio CIST. “Desenvolvimento sustentável propõe a conciliação entre desenvolvimento socioeconômico, gerando riquezas, conforto, emprego, mas aliado conjuntamente ao conservacionismo. Essa proposta leva em consideração o uso racional dos recursos naturais, pois afinal de contas não seremos a última geração da Terra, então se faz necessário a preservação para as futuras gerações”. A

declaração está baseada no artigo 225 da Constituição Federal: “Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações”. Para o palestrante, a legislação ambiental brasileira está evoluindo muito. “Até 1981 tínhamos a Responsabilidade Aquiliana, com o princípio básico que toda atividade produtiva seria necessariamente poluente (grau tolerável de poluição)”. Hoje temos o princípio do poluidor pagador, no qual quem polui deve pagar e, assim, as despesas resultantes das medidas de prevenção, de redução da poluição e da luta contra a mesma devem ser suportadas pelo poluidor (pessoa física ou jurídica, de direito público ou privado, responsável, direta ou indiretamente, por atividade causadora de degradação ambiental). Vemos a Responsabilidade Civil Objetiva, de acordo com o artigo 14, § 1º, da Lei 6938/81: “Sem obstar a aplicação das penalidades previstas neste artigo, é o 08

Dr. Marco Antonio Gallão listou as sanções administrativas, de acordo com o Decreto nº 6514 de 22/07/2008, em decorrência dos crimes ambientais. Vão de multas, a apreensão de animais, equipamentos ou veículos utilizados na infração, até suspensão de comércio de mercadorias, embargo ou destruição de obra etc. Portanto, no transporte de cargas e demais operações com produtos perigosos, há sempre a necessidade de profissionais qualificados, conhecimento dos riscos, equipamentos adequados e ações planejadas. “Essas atitudes podem fazer a diferença para o meio ambiente”, concluiu o palestrante. O painel contou ainda com comentários de Adriana Boscov, superintendente de Sustentabilidade da SulAmérica; Katia Papaioannou, subscritora sênior de Responsabilidade Civil Geral da Argo Seguros, e Mauro Camilo, diretor de Transportes da Aon.


PALESTRA

Antranik Photos

Problemas de embalagem e acondicionamento logístico Com atenção à carga e ao veículo é possível minimizar perdas e danos na distribuição física por meio da embalagem e acondicionamento logístico. O engenheiro naval e consultor especializado em embalagens Ernesto Freire Pichler apresentou ilustrações de diversos prejuízos que poderiam ser facilmente evitados, orientando sobre as melhores práticas. Muitas vezes o transportador/ motorista deixa de verificar a resistência da embalagem ao empilhamento, ou não segue a orientação na caixa sobre a posição de armazenamento, destruindo toda a mercadoria. Também é comum encontrar produto com componentes mal fixados, por conta de parafusos que se afrouxaram com a vibração no transporte. Foram exibidas imagens com resultado surpreendente do impacto repetitivo, causando até mesmo buracos no revestimento do transporte. “É preciso ter cuidado na fixação da embalagem ao equipamento de transporte. A falta de fixação adequada da carga junto à porta do contêiner pode fazer a carga despencar ao abrir a porta. Carga bem fixada ao contêiner ou equipamento de transporte chega em perfeitas condições ao seu destino”. Ernesto Freire Pichler explicou, por meio da física, porque a carga “pula”

se não estiver no local correto ao seu peso e bem fixada no transporte.

piso com furos por onde pode entrar água da chuva”.

Uma embalagem longa, de produto sensível à flexão, pode ficar mal apoiada em carretas longas, e o uso de carreta inadequada à altura do centro de gravidade da carga pode ocasionar tombamentos. Outros problemas mostrados pelo palestrante foram rachaduras no navio e no contêiner tanque, que podem ser causadas por vazamento de produto criogênico; bobinas com cintamento frouxo e que por isso não têm estabilidade de forma; contentor com área de apoio muito pequena que concentra grandes esforços no piso da carreta.

O palestrante exibiu ainda materiais de baixa qualidade, como fita adesiva atraente a insetos, palete perfurante com embalagem perfurável, paletes com resistência insuficiente ao impacto repetitivo, palete de madeira com alto teor de umidade etc.

A entrada de água, sem dúvida, pode destruir muitos produtos transportados – o simples estrago à embalagem já o torna inaceitável para entrega ao consumidor final. Muitas vezes, é a cobertura inadequada da caixa de produtos que permite a entrada de água da chuva. E, para piorar, com a água os produtos ficam ainda sensíveis ao ataque de fungos. “Um teste de luz em caminhão identifica 09

Po r f i m , a l e r t o u q u e o m a u acondicionamento das mercadorias pode facilitar a ação de criminosos no roubo de cargas. Às vezes a identificação do produto é atraente ao roubo, tendo estampados os nomes da empresa ou dos produtos de alto valor. Ou mesmo, na caixa indevidamente embalada, há a exposição do produto caro, chamando atenção dos meliantes. O painel contou ainda com os debates de Ailton Alves, diretor da Maggi Corretora de Seguros; Pa u l o R o b s o n  A l v e s , d i r e t o r d e Transportes da Zurich Seguros; e S a l v a t o r e  J u n i o r, d i r e t o r d e Transportes da Argo Seguros.


II Simpósio & Expo CIST PALESTRA

Antranik Photos

Avaria grossa: quando de fato ela ocorre? provocado pelo próprio navio, será uma avaria grossa, mas se ocorreu por uma falha operacional do comandante não há avaria grossa”.

Utilizando uma série de exemplos, Dr. Paulo Henrique Cremoneze, advogado associado ao escritório Machado, Cremoneze, Lima e Gotas, definiu o que é analisado em um sinistro para identificar avaria grossa. “Quando se fala em avaria grossa, a ideia comum é que se trata de uma avaria séria, o que não necessariamente é. O que faz com que uma avaria em transporte de cargas seja rotulada como grossa é a presença da voluntariedade, ou seja, quando acontece uma avaria grossa houve por parte do comandante do navio uma conduta omissiva, uma interação nos fatos, no sentido de causar a avaria. Mas para que a conduta seja considerada lícita e não dolosa existe um outro elemento, que é o fato de a avaria acontecer para evitar um problema maior. É aquela causada pelo comandante com o objetivo de proteger o navio, a maior parte das cargas ou mesmo, e principalmente, a tripulação”, explicou. Por isso o custo dessa avaria grossa é repartido entre todos os interessados na expedição marítima. E quando é preciso identificar responsáveis por custo, sempre

haverá problemas. “Seria muito fácil se o mundo dos fatos fosse harmonioso como é o mundo dos livros de Direito. Na verdade, nós temos várias nuances entre a avaria grossa verdadeira e as avarias simples que são travestidas de grossas. É preciso analisar o caso com cuidado para entender de fato. A diferença na responsabilização dos pagamentos é brutal: na avaria grossa todos os interessados (dono da carga, segurador) contribuirão com as despesas decorrentes de sua ocorrência e não terão ressarcimento em sua plenitude, porque se houve avaria grossa não há responsabilidade por parte do transportador marítimo”. O grande elemento de convicção para definir se é ou não avaria grossa é a causa antecedente. “Para que um fenômeno seja efetivamente considerado avaria grossa, a causa determinante de sua ocorrência não pode estar amparada pelo conceito de culpa. Por exemplo, num caso de um incêndio no navio, no qual o comandante ocasiona uma avaria para que a água do mar apague o fogo, a decisão sobre ser ou não avaria grossa será a causa do incêndio. Caso ele não tenha sido 10

O palestrante expôs ainda os dispositivos legais que regulam a matéria de avaria grossa no Brasil. O Código Comercial (Lei 556 de 1850), em seu artigo 765, diz que “não serão reputadas avarias grossas, posto que feitas voluntariamente e por deliberações motivadas para o bem do navio e carga, as despesas causadas por vício interno do navio, ou por falta ou negligência do capitão ou da gente da tripulação. Todas estas despesas são a cargo do capitão ou do navio (Art. 565)”. Nos estudos sobre a avaria, são consideradas as principais leis e diplomas legais que regulamentam a atividade de transporte, como: Lei 5869/73 – Código de Processo Civil; Lei 8078/90 – Código de Proteção e Defesa do Consumidor; Lei 9611/98 – Lei do transporte Multimodal de Cargas; e Lei 10406/02 – Código Civil. A Lei 556/1850 – Código Comercial Brasileiro – só está vigendo parcialmente, tendo sido a outra e maior parte revogada pelo Código Civil Brasileiro de 2002. O painel contou com os debates de Aparecido Mendes Rocha, diretor da Lógica Corretora de Seguros, Adailton Dias, diretor de Transportes e Vida da RSA Seguros e Leonardo Umaña, secretário geral da ALSUM (Associação LatinoAmericana de Subscritores Marítimos).


PALESTRA

Antranik Photos

A segurança está em suas mãos Luciano Burti, que foi piloto da Fórmula 1, Stock Car e comentarista da Rede Globo das transmissões dos GPs, iniciou sua palestra dizendo que o ser humano em geral aprende da maneira mais dura, com o erro e com a dor, e esse foi seu caso. Ele sofreu um gravíssimo acidente em SpaFrancorchamps, em 2001, quando entrou com sua Prost embaixo de uma proteção de pneus a quase 300km/h. O capacete salvou a vida do paulista na batida que acabou encerrando precocemente sua passagem na categoria. Depois do acidente, Luciano Burti criou uma empresa especializada em treinar motoristas para a direção segura, a Navig. A empresa foca em segurança, tecnologia, formação e capacitação dos profissionais. Os números de acidentes no país são cada vez maiores e o palestrante atribui boa parte ao erro de motoristas, que não são devidamente treinados e qualificados para a profissão. “No Brasil, muitos acidentes acontecem com motoristas em treinamento, enquanto no exterior há simuladores para que treinem bastante e saibam lidar com os problemas antes de pegar o caminhão de verdade”. Algumas montadoras têm simuladores próprios, mas se torna muito caro. Luciano buscou novidades no exterior para oferecer às empresas brasileiras e

garante disponibilizar simuladores de última geração acessíveis para treinamento, formação e qualificação. Para ele, o treinamento teórico é visto como punitivo por parte dos motoristas, tendo como consequência baixo aprendizado, e o treinamento prático, usando o simulador, é visto como motivacional por 100% dos motoristas treinados pela empresa.

tombamento (Direção antecipatória – redução de acidentes de tombamento), Avaliação (Contratação, RX ou reciclagem) e Manobra de carreta. Luciano Burti criticou a alegação de empresas ao confiarem que seus motoristas são experientes, defendendo que os pilotos profissionais frequentemente passam pelos simuladores para novos preparos e orientações.

“O t r e i n a m e n t o d e m o t o r i s t a s profissionais com simuladores já é uma realidade em muitas cidades americanas. Grandes cidades como Nova Iorque aderiram aos treinamentos com simuladores, visando a diminuição de acidentes. Em S ã o Pa u l o , a C P T M f a z u s o d e simuladores de trem para formar novos condutores e qualificar os mais experientes”, contou.

Em sua opinião, a prevenção tem múltiplos ganhos. Para o motorista, qualificação, bem-estar e reconhecimento; para a empresa, economia (combustível/ manutenção), reputação e redução de sinistros; e para a sociedade, redução de impacto ao meio ambiente e de morte nas estradas.

Ele apresentou estudos que afirmam que motoristas treinados podem zerar índices de acidentes com veículos pesados. “Um motorista eficiente gera redução de sinistralidade, economia de combustível e de manutenção”. Entre os cursos oferecidos, estão: Anti-

Participaram como debatedores do assunto os representantes de empresas de gerenciamento de riscos e monitoramento: Francisco Carlos Gabriel, diretor da Advance, Rene Ellis, diretor da Sistema 3, e Ronaldo Megda, vice-presidente da Tracker.

11


II Simp贸sio & Expo CIST

Antranik Photos

FLASHES

12


II Simpósio & Expo CIST EXPO

Na proposta do Clube Internacional de Seguro de Transportes de trazer especialistas do mercado para apresentar os conhecimentos nos temas ligados ao ramo, paralelamente ao II Simpósio aconteceu a II Expo CIST. A feira de exposições permitiu o relacionamento entre os participantes do evento, que durante os intervalos das palestras puderam conhecer os serviços e as novidades expostas por patrocinadores. Mesmo quem não optou por montar estande na feira de exposições também se beneficiou do especializado público para fazer networking. Nas páginas a seguir, confira as principais empresas que participaram do evento.

"A GRANDE JORNADA PELO MUNDO DO SEGURO" Produção e Apresentação: PEDRO BARBATO FILHO Rádio Imprensa FM 102,5 MHZ

Às segundas-feiras, das 07h às 08 h Entrevistas com Autoridades, Personalidades e Profissionais do Setor de Seguros.

Antranik Photos

Empresas do seguro transporte e parceiras apresentam seus serviços


EXPO

Antranik Photos

Advance apresenta suas soluções em segurança Em estande no II Simpósio & Expo, a Advance Sistemas de Segurança, que há 17 anos atua no mercado de gerenciamento de riscos para o transporte rodoviário de cargas e na segurança eletrônica patrimonial, apresentou seus serviços de averiguações, investigações, proteção e treinamentos. No transporte de carga, a empresa oferece logística, armazenagem, transporte e mão de obra; no monitoramento de armazéns, depósitos e outros, disponibiliza equipamentos eletrônicos de segurança, análises das operações de carga e descarga e análises gerais dos aspectos de segurança patrimonial e do corpo de segurança. Realiza também o atendimento de sinistros de assalto e outros delitos no ramo de transporte em todo o território nacional. O prédio da Advance encontra-se na Zona Norte de São Paulo, próximo ao terminal de Cargas Fernão Dias e ao Palácio do Transporte da SETCESP/NTC, local onde estão sediadas muitas transportadoras.

Francisco Carlos Gabriel, diretor da empresa, é também diretor do CIST e integrante da comissão organizadora do evento, e por isso precisou se dividir entre a supervisão geral e a movimentação no estande. "Nossa participação como patrocinadores atendeu ao nosso objetivo, que era marcar presença num evento de grande porte do mercado segurador de transportes", afirmou. "Esta edição superou as nossas expectativas, pela quantidade de público presente e também pelo nível dos palestrantes". Gabriel esteve acompanhado de executivos da área comercial da empresa: Barbara S. Gabriel, Adilson Senna, Aline Brito e Arthur Gabriel. Dividindo-se entre o auditório e a feira, o diretor conferiu um pouco de cada apresentação, mas na última, sobre segurança na direção, assistiu de camarote, participando como debatedor. Do evento como um todo, Gabriel anotou pontos que podem ser 15

melhorados, como arejar o espaço da feira para favorecer a circulação dos visitantes, e com eles já começa a trabalhar na organização da terceira edição.


II Simpósio & Expo CIST EXPO

Antranik Photos

Argo apresenta seus produtos e debate acondicionamento logístico

profissional, transportes, riscos de engenharia, patrimonial e seguro garantia. Com classificação "A" (excelente) pela A.M Best e "A-" (forte) pela Standard and Poors (S&P), oferece produtos e serviços de alta qualidade, customizados para atender as necessidades de cobertura e atendimento dos sinistros dos segurados. A multinacional presente em diversos países, Argo Seguros, esteve presente no II Simpósio & Expo CIST apresentando as vantagens e benefícios que seus serviços oferecem ao setor de transportes (Transporte Nacional, Transportes Internacional importação e exportação e Transportadores), segmento este extremamente competitivo. "Para nós a participação no evento é muito importante. O seguro de transporte é uma das principais vertentes da Argo Seguros e é crescente a busca por esse serviço", explicou Salvatore Jr., diretor de Transportes da Argo Seguros no Brasil.

"O evento reuniu os principais corretores, seguradores, resseguradores e prestadores de serviço do ramo – e ainda grandes empresas que buscam contato com esse mercado especializado. Contou ainda com feira de exposições com todas as novidades sobre os produtos e serviços e palestras com espaço para debates com respeitados profissionais do segmento, criando o ambiente propício para networking dos principais players do segmento nacional. Por tudo isso, o Simpósio já é considerado o maior evento do mercado de seguros de transporte brasileiro". Salvatore Jr. participou ainda como debatedor do painel "Problemas de embalagem e acondicionamento logístico" e elogiou a qualidade das discussões. A Argo Seguros é uma subsidiária do Argo Group Internacional. Sediada em São Paulo, oferece ampla gama de seguros especiais, bens patrimoniais e responsabilidade incluindo seguro 16

No seguro de Transportes, a Argo oferece apólices tanto para o embarcador quanto ao transportador, sempre observando: alta capacidade de subscrever grandes riscos, disciplina em subscrição, autoridade local para aceitação dos riscos, agilidade na resposta, com transparência e flexibilidade. Para a empresa, um diferencial de suas coberturas é o conceito próprio de Gerenciamento de Risco, com planejamento de acordo com a necessidade de cada cliente, tanto na prevenção quanto no controle de perdas.


II Simpósio & Expo CIST EXPO

Antranik Photos

AT&M expõe sistema de averbação de cargas e novidades

Para o diretor Comercial, o evento foi muito produtivo. Ele esteve acompanhado de executivos também da área comercial como Erica Queiroz e Plínio Barros. "Já é nossa segunda participação no Simpósio & Expo CIST, porque a primeira experiência foi muito boa. Agora estamos nos preparando para a terceira, que acontecerá agora em 2015".

Em seu estande no II Simpósio & Expo CIST, a AT&M apresentou sua linha de produtos e algumas novidades. A empresa é especialista no mercado de transmissão de dados, reconhecida principalmente por seu sistema de averbação de cargas utilizado por muitos corretores de seguros e seguradores no país. "Nossa averbação empresarial é um sucesso, pois atende a requisições do mercado", disse o sócio e diretor Comercial Flademir L. de Almeida. Também foram apresentados novos produtos, como o Post On Line, sistema para as corretoras e seguradoras desenvolvido para extrair relatórios, realizar consultas e parametrizar

sistemas de alertas. Essa ferramenta conta ainda com Dashboard, recurso que possibilita acompanhar e identificar, em tempo real, instalações em andamento e encerradas, documentos averbados, cancelados e faltantes, apólices e DDRs vencidas e a vencer, última averbação. Outra novidade apresentada foi o EDI On Demand, serviço de desenvolvimento de produtos customizados, de acordo com a necessidade do cliente. "As companhias de seguros se interessaram bastante pelo novo sistema de cálculo, exposto no estande", completou Flademir.

18

Ele afirmou que nesta segunda edição não conseguiu participar de nenhuma palestra, por ter se dedicado integralmente ao estande, "mas algumas pessoas da empresa estiveram no auditório e elogiaram". "Pudemos fazer bastante relacionamento. Trabalhamos com companhias de seguros, corretoras e empresas em geral, já que também desenvolvemos softwares específicos. Havia muitos profissionais do mercado que nós já conhecíamos, mas apareceram umas duas novas companhias de seguros que estão entrando agora no mercado, e uns três novos corretores que estabeleceram importante contato", contou.


II Simpósio & Expo CIST EXPO

Antranik Photos

Fox apresenta sua história de 20 anos e seus serviços conquistamos a conta da Axa Seguradora, importante multinacional com a qual acabamos de fechar contrato, e também acertamos com a International Seguros, da qual veio um representante do Rio Grande do Sul e já começamos a atendê-los em São Paulo". A equipe da Fox esteve representada também pelo sócio Alexandre Massao, pelo gestor Geral Marcelo Félix, pela gestora de Proprierty Monica Agnello, pelo gestor do serviço SOS Avarias Luiz Fernando, e pela consultora Camila Cantuário. "Participamos do Simpósio pela segunda vez e já estamos acertando nossa participação na terceira edição", declarou.

A Fox Reguladora de Sinistros está completando 20 anos de atuação e expôs em seu estande no II Simpósio do CIST um vídeo contando toda sua história. Hoje, o Grupo Fox é uma empresa de sindicância que faz as investigações de todos os ramos de seguros, e também faz a parte de SOS, de atendimento nas estradas para caminhoneiros em tombamentos de cargas. Tem ainda um departamento jurídico que atua nas recuperações de bens, ações de fiança locatícia, reintegrações de posse, em todos os ramos de seguros, e, além disso, tem uma empresa de vistoria de property,

que verifica o estabelecimento, risco de incêndio, faz a vistoria do local com especialistas e os profissionais que irão legislar e regular o sinistro. Quem visitou o estande pôde conferir todos os serviços realizados pela empresa, inclusive a novidade que são cursos que estão sendo ministrados in company para seguradoras. O vídeo institucional também apresentou a revista Fox News, que é feita pelos clientes e parceiros e para eles, com as três edições já lançadas. A mais recente foi entregue aos participantes, junto a outros brindes. Para Paulo Rogério Haüptli, sócio da Fox, esta edição do evento foi ainda melhor que a primeira. "O conteúdo foi ótimo, mais leve e descontraído do que no ano anterior". Mas a maior parte do tempo Paulo passou na feira de exposições, fazendo grandes negócios. "Comercialmente o II Simpósio & Expo foi muito bom para a Fox. Foi lá que nós 20

A Fox dividiu seu espaço na feira com a Berkley Seguros. "Acabamos de fechar uma grande parceria e, agora, 70% do sinistro deles é cuidado pela Fox. O estande conjunto foi notícia no jornal interno da seguradora, que circula em filiais do mundo inteiro", contou Paulo Haüptli.


II Simpósio & Expo CIST EXPO

Antranik Photos

Moraes Velleda apresenta serviços e novidades para a prevenção de perdas no transporte

Especializada na consultoria em Prevenção de Perdas, com mais de uma década de atuação, a Moraes Velleda tem como premissa a "Gestão de Riscos nas operações logísticas, objetivando a redução de perdas financeiras e operacionais, bem como evitar a exposição negativa da marca. Conta com um time de consultores especializados nos diversos segmentos de Gestão de Riscos e Segurança Logística, com o qual pode desenvolver com as companhias um trabalho personalizado a cada risco, baseado a regras de confidencialidade, sustentabilidade e resultados.

Assim, a empresa consegue atender as necessidades das seguradoras, corretores de seguros, embarcadores, operadores logísticos, transportadores e fornecedores de soluções de gerenciamento de riscos (gerenciadoras e tecnologias), sendo força motriz das engrenagens de gestão de riscos da cadeia logística e a segurança do processo. Oferece serviços diversos, em trabalho personalizado e moldado às necessidades do cliente, como: Análise Situacional (diagnóstico da operação logística); Análise de Sinistros; Consultoria na elaboração de Plano de Gerenciamento de Riscos (roubo, acidentes e faltas/avarias); Avaliações de Gerenciadora de Riscos e Tecnologias de Rastreamento; Avaliações de Transportadores, Centro de Distribuições e Terminais; Auditoria do Processo de Gerenciamento de Riscos e sua execução de todos os players; Consultoria na adequação do risco ao seguro e vice-versa; Redução da Sinistralidade; Otimização de Custos/ Investimentos; e Sistema de Gestão e Integração. 22

Durante o II Simpósio & Expo CIST, a Moraes Velleda apresentou ao mercado todos seus serviços e diversas novidades em termos de tecnologia e sistemas. "A participação de nossos consultores em nosso estande e nas palestras promoveu bastante relacionamento com os presentes. O evento foi uma excelente oportunidade para troca de informações e relacionamento com o mercado de seguro de transportes", afirmou Fernando Pacheco, consultor da empresa Apesar de aprovar o evento, Fernando Pacheco tem sugestões de aprimoramento: "Acreditamos que as palestras poderiam ter uma dinâmica maior, talvez com uma maior participação do público através de debates e estudos de caso. Como participantes patrocinadores, sugerimos que exista uma maior participação da organização do próprio evento no auxílio à montagem e estruturação dos estandes". A direção da empresa esteve representada também pelo gerente de Operações André Velleda e pelo gerente Comercial Paulo Noboa.


II Simpósio & Expo CIST EXPO

Antranik Photos

RSA apresenta novo sistema para atender a demanda de DDR Costa. "Gostamos bastante do evento, foi bem interessante p a r t i c i p a r. S e m d ú v i d a s o s conhecimentos passados ao público nos enriqueceram muito", declarou Márcio Santos. O diretor Adailton Dias também teve participação de destaque como debatedor no painel que explicava o que é analisado em um sinistro para identificar avaria grossa.

As ferramentas de tecnologia desenvolvidas pela RSA Seguros para auxiliar o corretor foram apresentadas no estande da empresa no II Simpósio & Expo CIST.

emissão de apólice de seguro obrigatório e averbação, de acordo com a Circular 247 da Susep", declarou o gerente de Transportes, Márcio Santos.

A grande novidade, que ganhou destaque, foi a solução para atender à demanda de DDR – carta de dispensa do direito de regresso contra transportadores. "A apresentação foi um grande sucesso, pois o mercado aguardava essa ferramenta. Trata-se de um sistema de embarcador que atende à legislação atual, com a DDR, para a

Outras soluções apresentadas no estande foram o sistema SIREDA®, que recupera dados de importação diretamente do Siscomerx, e tem auxiliado muito o mercado; e o sistema Apólice Avulsa, para clientes que não têm embarques com frequência, mas quando eventualmente precisam, a seguradora deve emitir com agilidade. "As seguradoras demoravam um mês para emitir uma apólice avulsa e hoje, na RSA, emitimos em menos de 24 horas". A RSA esteve representada por membros da equipe de Transportes: o diretor Adailton Dias, o superintendente Adriano Yonamine, e os gerentes Márcio Santos, Rodrigo Fugishima, Janeide Souza e Claudinei 24

A RSA Seguros é a primeira seguradora no ranking da Susep de seguros de transporte para embarcadores (internacional e nacional), considerando o prêmio ganho. A empresa também é líder no transporte de alguns segmentos, inclusive de alto risco, como eletroeletrônico e automotivo. Para viabilizar essas operações, investe em bons parceiros gerenciadores de risco. O segredo do sucesso, para o diretor Adailton Dias, é trabalhar com pessoas engajadas e fazer parcerias estratégicas. "Quando elaboramos uma proposta, os prestadores selecionados para trabalhar são chaves no processo, porque são os nossos olhos lá na ponta. Tudo muito bem pensado para entender as necessidades do cliente, minimizar perdas, manter nossa boa imagem e atendimento ao cliente, além de gerar resultados para todos."


II Simpósio & Expo CIST EXPO

Antranik Photos

Sascar apresenta Cargo Tracck como nova solução para rastreamento de cargas camuflagem estratégica, o que proporciona altos índices de recuperação. A solução oferece uma série de vantagens exclusivas, como cobertura nacional via rádio frequência, funcionamento em locais fechados, sigilo absoluto da operação, por isso é muito utilizada por empresas dos setores de eletro eletrônico e farmacêutico".

Especialista em gestão de frotas e monitoramento de veículos e cargas, a Sascar complementou seu portfólio de produtos com a Cargo Tracck, tecnologia voltada para rastreamento de cargas. Para o diretor da Unidade Cargo Tracck, Fernando Nogueira, "o sucesso da solução está em combinar as tecnologias de rastreamento de veículo e cargas, que representam o futuro deste mercado, aumentando exponencialmente a eficiência do combate ao roubo, chegando a um alto índice de recuperação". Além disso, o Cargo Tracck contribui para a redução de perdas e na

recuperação de cargas. "Ideal para clientes cargas com histórico de sinistralidade, pois diminui consideravelmente os custos operacionais, uma vez que a necessidade de escolta fica minimizada", afirmou. A empresa decidiu participar do II Simpósio & Expo CIST por apostar no potencial do evento como um ambiente de negócios tanto para atrair novos parceiros e clientes como para manter a proximidade com os atuais. "Os visitantes que passaram pelo estande da Cargo Tracck puderam conhecer os rastreadores conhecidos como iscas, que são instalados nos produtos transportados e podem ser customizados para uma 26

A participação foi gratificante. "Foi um evento muito bem organizado, com público altamente qualificado, em um local de fácil acesso e ótima estrutura. Acho que para próxima edição, podem pensar na possibilidade de expandir um pouco mais o espaço dos estandes. Tivemos oportunidade de divulgar os nossos produtos, que contribuem para a minimização de perdas no transporte de cargas, para um público que vivencia este problema diariamente com os seus clientes. Sem dúvida, superou as nossas expectativas e esperamos participar da próxima edição", disse Fernado Nogueira. E deixou sugestões para as palestras da próxima edição. "Os temas debatidos foram interessantes, mas para o serviço de recuperação de cargas que a Cargo Tracck oferece sugerimos pelo menos uma palestra com algum tema voltado para o roubo de cargas". O diretor participou do evento acompanhado de membros do Canal Relacionamento da Cargo Tracck: Marcio Fugisava (coordenador), Luciana Naldi e Evandro Rodrigues.


II Simpósio & Expo CIST EXPO

Antranik Photos

Serra e Company apresenta seu clube de campo e oferece foto de lembrança do evento

Serra e Company Rural, para plantio e venda de plantas ornamentais, com suporte de técnicos especialistas, na qual todos os funcionários da Serra e Company são sócios. "Minha visão sempre foi uma sociedade participativa, quero ter muitos sócios. A intenção é dar responsabilidade a todo mundo mas agregar um valor financeiro, distribuir o que ganhamos e todos terem seriedade maior com os clientes, com a empresa", declarou José Carlos Serra. Empresa que atua na vistoria, regulação e liquidação de sinistros de Transportes (Nacional, Internacional e RCF-DC) e Property (Seguros Corporativos, Riscos Operacionais/ Nomeados e Responsabilidade Civil), a Serra e Company teve participação de destaque no II Simpósio & Expo CIST.

No evento estiveram presentes os outros dois sócios da empresa, Cristiano Braz do Nascimento e Iris Christina Brito Benedicto. "Tudo foi muito bem organizado e a cada ano o público cresce", analisou a sócia Iris. "O Simpósio do CIST agrega conhecimento através das palestras, e é ótimo para networking".

Ofereceu diversos brindes e, como na edição anterior, realizou uma ação especial: fotos de cada participante eram registradas e entregues impressas ao final do evento. "Esta foi uma forma de nos relacionarmos com os participantes", declarou o sócio fundador José Carlos Serra.

Como sua grande novidade, a Serra e Company apresentou aos congressistas o Clube Serra e Company, criado com o objetivo de beneficiar e fidelizar parceiros e funcionários, disponibilizando qualidade de vida e novos rendimentos, um projeto há muito sonhado pelos sócios da empresa. Construído em um sítio em Itariri (cidade entre o Vale do Ribeira e o litoral paulista, em plena Serra do Mar), o clube de campo conta com área de lazer e 10 chalés de alvenaria, com suítes para seis a 10 pessoas e está aberto a visitas de todos os funcionários ou mesmo utilização durante período de férias, bastando agendamento. No sítio funciona ainda a nova empresa 28

Atualmente, a empresa tem 60 funcionários e faturamento anual de R$ 10 milhões. A matriz fica em São Paulo, mas conta com parceiros em todo o Brasil.


II Simpósio & Expo CIST EXPO

Antranik Photos

STI apresenta suas soluções em rastreamento de veículos a público-alvo

Simpósio CIST foi mais do que aprovada. “Achamos o evento muito bem organizado e direcionado ao nosso público (cadeia de seguros de transportes). Foi muito produtivo para termos abertura a novos negócios ou mesmo para fortalecer parcerias já existentes. Podemos dizer que todos os contatos feitos foram de alto nível e sempre muito direcionados ao nosso segmento, sempre com possibilidade de concretizar negócios”. A participação da STI Rastreamento (Segurança, Logística e Telemetria) foi expressiva no evento. Além de comandar um movimentado estande na feira, a empresa deslocou seus principais executivos, e pôde realizar muitos contatos de negócios e de parcerias. “O nosso estande foi muito procurado e sempre permaneceu com grande número de visitantes. Por ser um evento tão focado em transportes, os profissionais eram exatamente nosso público-alvo”, declarou Alberto Fusco, proprietário e diretor Técnico.

A STI atua há 14 anos no mercado de transportes, protegendo veículos e frotas contra roubo e furto por meio do rastreamento de veículos. Está homologada nas mais diversas companhias de seguros e gerenciadoras de risco, com atuação nacional. As principais novidades apresentadas, além dos produtos já tradicionais e consagrados de Carga e Telemetria, foram o Localizador Satelital e a Isca Satelital. “O Localizador é 100% Satelital, a STI é a única que tem este produto/serviço.  Este localizador rastreia mesmo em áreas totalmente sem sinal GSM, pois é 100% satelital, exemplo mineradoras, fazendas, tratores, barcos, aeronaves e veículos em geral. Tem roaming internacional gratuito para transportes no Mercosul e é imune ao Jammer (por ser satelital). É pequeno e esconde facilmente na lanterna do veículo, por exemplo. A mensalidade é a mesma de um GSM, mas sendo 100% satelital de 10/10 ou 5/5 ou 2,5/2,5 minutos”, comentou Fusco. A primeira participação da empresa em um 30

As palestras foram interessantes, em sua opinião. “Foram abordados temas pertinentes ao contexto do mercado, e que ajudaram a completar toda a temática do evento”. A feira de exposições também compensou. “A Expo foi bem elaborada e foi muito prestigiada por todos os que assistiram as palestras, sendo uma oportunidade única aos patrocinadores de aprofundar e apresentar em maiores detalhes as suas ofertas de produtos e/ou serviços. Foi um espaço que valeu muito a pena”. Alberto Fusco esteve acompanhado de Germano Guidi, diretor Comercial, e Fernando Souza, gerente de Operações.


II Simpósio & Expo CIST EXPO Berkley participa como seguradora oficial do evento

Nesta edição, a Berkley também aceitou convite da parceira Fox Reguladora de Sinistros para estruturar estande em conjunto. "Ter o estande foi uma boa oportunidade de divulgar a atuação da Berkley na

área de transportes", disse. Entre os diferenciais, a companhia conta com um moderno sistema eletrônico de averbação; atendimento nos principais portos e aeroportos no Brasil e exterior; assistência 24 horas em estrada em todo território nacional, assim como agilidade na contratação, emissão e liquidação de sinistros.

Também participaram do evento: Sidney Cesare, diretor de Transportes; Frank Bozic, diretor de Sinistros; e Suzana Kayo, gerente Comercial de Transportes. Antranik Photos

Pelo segundo ano consecutivo, a Berkley foi a seguradora oficial do Simpósio & Expo CIST. "Tendo em vista que o evento é de muita importância para o mercado segurador e principalmente para o seguro de transportes, a participação foi bem aceita pela diretoria da Berkley. Nas duas edições tivemos resultados positivos ao participar", declarou a gerente de Marketing Gisele Seribelli.

"O Simpósio é um grande orgulho para a Berkley, pois se trata de um evento de excelente organização e de profissionais altamente qualificados. Mais um ano a equipe do CIST nos surpreende", declarou a gerente de Marketing.

EXPO MSCB leva equipe de advogados e oferece palestra sobre sustentabilidade A MSCB Advogados Associados participou com a presença de seus advogados, bem como na palestra sobre "As responsabilidades ambientais no transporte", que foi ministrada pelo Dr. Marco Antonio Gallão. Com a palestra do Dr. Marco, a MSCB elucidou a complexidade da cadeia da responsabilidade civil e penal dos atores que operam nesta área, com destaque para a responsabilidade objetiva. Na opinião do Dr. Felippe Moreira Paes Barretto, sócio da MSCB, o CIST, através da sua Diretoria, vem colaborando de forma significativa no desenvolvimento do seguro de transportes, e de forma corajosa, enfrentando discussões polêmicas, a exemplo da DDR.

Destacou o aproveitamento das palestras e, para ele, a Expo foi muito importante para integrar cada vez mais as empresas, seguradoras, corretores de seguros, transportadoras e todo o mercado de seguros e transportes. Diversos profissionais da empresa participaram do evento: Dr. Anderson de Andrade Caldas (sócio), Dr. Antonio Carlos Marques Mendes (sócio), Dr. Carlos Eduardo de Oliveira Marques (advogado associado), Dr. Danilo Augusto Pereira Raymundi (advogado associado), Dr. Eduardo Chaves de Sousa (advogado associado), Dr. Felippe Moreira Paes Barretto (sócio), Helder Ribeiro (Comunicação), Dra. Lígia Tatiana Ro m ã o d e C a r v a l h o ( a d v o g a d a associada) e Dr. Marco Antonio Gallão 32

(advogado consultor). A MSCB atua há mais de 20 anos nos s e g m e n t o s d e Tr a n s p o r t e s , Responsabilidade Civil Profissional e Seguros. Outro segmento de destaque é na área da responsabilidade civil profissional dos estabelecimentos e profissionais da saúde.


EXPO

Antranik Photos

Tracker participa de painel sobre segurança e expõe suas soluções Durante a feira de exposições, o Grupo Tracker apresentou seu produto destinado para o rastreamento de cargas baseado na tecnologia de radiofrequência. Conhecido no mercado com "Isca de Carga", o produto foi exibido em suas diversas customizações (maço de cigarros, camuflagem para pneu, tubo para rolo de tecido), além dos seus principais diferenciais: possibilita a localização da carga em lugares fechados, imune a ação dos inibidores de sinais (Jammers ou Capetinhas), e o serviço de pronta resposta 24 horas que já vem incluso no produto. Para Ronaldo Megda, vice-presidente do Grupo Tracker, o evento foi muito bem organizado, e todas as expectativas e necessidades, antes e durante, foram muito bem atendidas. "Público muito qualificado", opinou. "O Grupo Tracker participou em 2013 do I Simpósio & Expo CIST por reconhecer neste uma excelente oportunidade para estar em contato com os principais tomadores de decisão do seguro de transporte. Dado o sucesso do primeiro evento, não houve dúvida sobre a nossa participação no II Simpósio & Expo CIST em 2014". Em ambas as oportunidades, a empresa apresentou seus produtos baseados na tecnologia de radiofrequência, recomendados para a recuperação de caminhões e cargas em casos de roubo ou furto. Exibiu também as soluções GPS/GPRS destinadas ao monitoramento e gerenciamento logístico, utilizando uma miniatura de caminhão exposta durante o evento. Por meio dela foi possível

d e m o n s t r a r, e m t e m p o r e a l , o funcionamento dos sensores e atuadores disponíveis para comercialização. Megda participou ainda como debatedor na palestra com o Luciano Burti a respeito de segurança. "Todas as palestras foram proveitosas, em especial esta, dada a importância do assunto". "A Expo nos atendeu muito bem, dando a oportunidade de estarmos em contato com público bem qualificado. Porém, os participantes deveriam ter mais tempo entre as palestras para circular na feira, isso porque um concorre com o outro. Uma solução para isso, talvez, seria o aumento de dias para o evento", sugere. Além do vice-presidente, participaram do evento outros profissionais da Tracker: Caio Ramicelli, executivo de Contas para o mercado Segurador; Fabriciana Espigatto, executiva de Contas para o produto carga; Germán Cortes, diretor de Planejamento; e Marcelo Orsi, gerente de Marketing e Produtos. 33

Em 14 anos de atividade, o Grupo Tracker já recuperou mais de 32 mil veículos, evitando um prejuízo de cerca de R$ 2,9 bilhões. A tecnologia utilizada nos r a s t r e a d o r e s d a Tr a c k e r é a radiofrequência, considerada a melhor solução para roubo e furto e imune à ação de inibidores de sinais - jammers. Também oferece produtos baseados no GPS/GPRS indicados para monitoramento e gestão de frotas. No Brasil, foi a primeira empresa do setor a obter a Certificação da ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas, além de certificada pela ANATEL, ANAC e CESVI. Recentemente obteve a ISO 9001:2008.


II Simpósio & Expo CIST EXPO SL exibe seus serviços na prática como responsável pela segurança do evento na frota de veículos para Escolta Armada. Marcelo Faim, coordenador Comercial da SL , considerou o evento "muito bem organizado e estruturado, consolidando-o como o principal do mercado de seguros de transportes de carga".

A SL se orgulha de ser uma empresa de segurança privada com mais de 15 anos de experiência no segmento, agregando equipamentos de alta qualidade e utilizando armamento pesado com tecnologia de ponta.

Para ele, as palestras foram muito bem ministradas, por profissionais extremamente qualificados em suas respectivas áreas. Somandose à feira de exposições, o resultado não poderia ser melhor: "um grande evento do mercado de seguros de transporte de cargas, reunindo os principais profissionais da área, apresentando novas tecnologias e

A SL apresentou os investimentos para 2015 nos sistemas de monitoramento, rastreamento, e

possibilitando novos negócios e parcerias". Participaram também do evento o CEO da empresa, Artur Bortoletti, e a consultora Comercial, Cássia Macedo. Antranik Photos

Além de uma das empresas patrocinadoras do II Simpósio & E x p o C I S T, a S L S e g u r a n ç a aproveitou para exibir na prática seus serviços e foi também responsável pela recepção dos convidados e pela segurança do evento.

EXPO Tokio Marine prestigia palestras e feira de exposição Uma das patrocinadoras do II Simpósio & Expo CIST, a Tokio Marine é líder no ramo de seguro de transporte nacional e já teve sua performance reconhecida pelo Prêmio Cobertura por dois anos consecutivos (2013 e 2014).

suporte em Gestão de Risco feito por uma equipe especializada nos mais variados tipos de mercadorias e processos de transportes de cargas, Assistência em Portos e Aeroportos e Sistemas Eletrônicos de Averbação.

Pa r a o s u p e r i n t e n d e n t e d e Transportes, Valdo Alves da Silva, o bom desempenho no segmento é atribuído a um conjunto de coberturas e serviços que a Tokio Marine oferece aos seus corretores e segurados, adequadas para os mais diversos tipos de operações logísticas, tais como “Salva Carga” (Assistência 24h na estrada), assistência em portos e aeroportos,

Valdo prestigiou o evento e pôde conferir as palestras e a feira de exposições. “Estava tudo bem organizado e com uma participação/presença muito boa d o m e r c a d o . A s p a l e s t r a s  f o r a m  m u i t o proveitosas e contribuíram para o desenvolvimento e aprimoramento técnico dos profissionais do setor. J á a e x p o f o i  u m a e x c e l e n t e 34

oportunidade de encontro entre o s p r o f i s s i o n a i s d o m e r c a d o , expor sugestões, discutir ideias e propor soluções para problemas comuns a todo o setor”.


II Simpósio & Expo CIST EXPO

Antranik Photos

SulAmérica se destaca em estande e debate sobre sustentabilidade

Uma das grandes atrações da feira, a SulAmérica preparou um estande exclusivo direcionado ao setor de transportes, no qual atendeu o público em abordagens consultivas e apresentou os produtos da companhia desenvolvidos especificamente para o segmento. Em outra participação de destaque, a superintendente de Sustentabilidade Empresarial da SulAmérica, Adriana Boscov, foi uma das debatedoras na palestra "Responsabilidades ambientais nos transportes". "Acredito que o mais interesse entre as palestras tenha sido o olhar para as questões socioambientais sob a

perspectiva jurídica e o impacto operacional nas seguradoras", afirmou Adriana Boscov. Para o diretor de Vendas Corporativas da SulAmérica, Fernando Conforto, é importante a participação da empresa em eventos como este. "Reafirmarmos nossa atuação no mercado de seguros e nos aproximarmos ainda mais de parceiros e clientes. É uma oportunidade de aprendizado mútuo. Não tenho dúvidas de que a segunda edição do Simpósio & Expo CIST foi um grande sucesso", disse. Uma equipe de peso foi designada pela seguradora para o evento: Adriana B o s c o v, s u p e r i n t e n d e n t e d e Sustentabilidade Empresarial; Fernando Conforto, diretor de Vendas Corporativas; Wilson Dedonio, superintendente Comercial e Artur Mitke, superintendente de Riscos Industrias e Comerciais. A SulAmérica é a maior seguradora independente do País. Desde outubro de 2007, é listada na BM&FBOVESPA 36

no nível 2 de Governança Corporativa. Nos primeiros nove meses de 2014, a companhia registrou receitas totais de R$ 12,6 bilhões e lucro líquido de R$ 254,1 milhões. Em todo o ano de 2013, as receitas atingiram R$ 14,7 bilhões e lucro líquido recorrente foi de R$ 480,4 m i l h õ e s . Fu n d a d a e m 1 8 9 5 , a companhia tem mais de sete milhões de clientes e atua em várias linhas de seguros. Na área de transportes, a SulAmérica oferece programas de incentivo àqueles que trabalham especificamente com esse seguro. O P.R.A. Transportes é o programa de reconhecimento ao corretor criado para incentivar a comercialização dos seguros de Transporte Nacional e Internacional da companhia. Corretores podem participar e receber até 5% de comissionamento adicional. Cada edição do P.R.A. Transportes tem seis meses de duração e utiliza como critérios para definição dos vencedores a produção média no período de apuração e o resultado da carteira.


EXPO Yasuda Marítima prioriza o ramo de transportes

A principal novidade da Yasuda Marítima Seguros no ano de 2014 foi a aprovação definitiva da Susep para o processo de incorporação da

Yasuda Seguros pela Marítima Seguros e a integração das operações das seguradoras. O primeiro produto unificado foi justamente o seguro de transportes, devido à sua grande importância para a companhia.

participaram: Willians Carlos da Cruz, gestor de Sinistro Transportes; Régis Galdino, subscritor de Transportes; C e s a r A u g u s t o Po l i z e l , g e s t o r Comercial; Rodrigo Medeiros Laurito, executivo de Contas; e André Ricardo Pereira, gestor de Riscos.

Eduardo Garcia aprovou o evento, “desde a sua organização até os temas abordados nos ciclos de palestras, de fundamental importância para o segmento de seguros de transportes e o mercado segurador em geral”. “As palestras foram excelentes, com ótimo material de apresentação, e os estandes estavam muito bem organizados”.

Antranik Photos

Com reconhecida expertise no ramo de seguros de transportes, a Yasuda Marítima Seguros não poderia deixar de marcar presença no II Simpósio & Expo CIST, “um dos eventos mais importantes do mercado segurador”, na opinião do diretor Comercial da Eduardo Garcia. “Participar como patrocinador do evento é uma excelente oportunidade para incentivar a disseminação de conhecimentos sobre o segmento de transportes e estar ainda mais próximo dos corretores e clientes”, afirmou.

Além do diretor comercial,

EXPO Zurich Seguros participa com debate de diretor e profissionais na plateia A Zurich Seguros também teve participação de destaque no II Simpósio & Expo CIST. O diretor de Transportes da seguradora, Paulo Robson Alves, foi debatedor no painel que discutiu os "Problemas de embalagem e acondicionamento logístico", um tema de interesse dos seguradores para evitar perdas e problemas com as cargas e sobre o qual ainda há muita desinformação e falhas por parte dos motoristas. Para o executivo, este é "o melhor evento de seguro de transportes". "O mercado realmente precisava de um evento que já tomou corpo de evento internacional onde tivemos a oportunidade de discutir práticas, modelos, leis, e todas as rotinas que lastreiam o seguro de transportes", declarou.

Paulo Alves afirmou que as palestras foram proveitosas "por serem extremamente técnicas, de elevado nível e com assuntos que espelham a atualidade do mundo de transportes". A Expo, para ele, "foi de extrema importância para conhecer os produtos e serviços e fortalecer o networking no mercado". Outros profissionais da Zurich participaram do evento como congressistas, todos representantes das áreas de subscrição e loss control: Claudiney Bramante, Flavia Zuim, Julio Lemos, Leonídia Souza e Luis Vitiritti. A Zurich atua no segmento de Transportes com seguro de cargas para empresas tanto de âmbito 37

nacional, quanto internacional. Para garantir segurança nas suas importações e exportações, conta com uma estrutura estabelecida em dezenas de países, utilizando os mais modernos sistemas de informação disponíveis em qualquer parte do planeta.


II Simp贸sio & Expo CIST Antranik Photos

FLASHES

38


Revista CIST News 07  

Revista CIST News 07 Edição Especial de Cobertura do II Simpósio & Expo CIST O mercado de seguros de transportes vem com tudo em seu maior...

Revista CIST News 07  

Revista CIST News 07 Edição Especial de Cobertura do II Simpósio & Expo CIST O mercado de seguros de transportes vem com tudo em seu maior...

Advertisement