IV Poesia a Sul - Olhão 2018

Page 1

IV Encontro Internacional

POESIA A SUL OLHÃO 2018 19 A 28 OUTUBRO

MEDIA PARTNER

ORGANIZAÇÃO

APOIO

PARCERIAS COM


IV ENCONTRO INTERNACIONAL POESIA A SUL

| OLHÃO 2018 | 19 A 28 DE OUTUBRO

COMO O MUNDO VÊ O POESIA A SUL 02


IV ENCONTRO INTERNACIONAL POESIA A SUL

| OLHÃO 2018 | 19 A 28 DE OUTUBRO

APRESENTAÇÃO 03

António Miguel Pina Presidente da Câmara Municipal de Olhão

Fernando Cabrita Organizador do Poesia a Sul


IV ENCONTRO INTERNACIONAL POESIA A SUL

| OLHÃO 2018 | 19 A 28 DE OUTUBRO

PARTICIPANTES 04

2002, e Ópera Prima da crítica andaluza

pela crítica com excelente aceitação, estará

2003); Por el sueño afuera (Prémio Interna-

no Poesia a Sul, no Dia da Prosa, a falar-nos

cional de Letras Hispânicas de la Universi-

desta sua obra.

ADRIAN

dad Hispalense 2012); e Blanco en lo blan-

ANA

GONZALEZ

co. Sonetos (Prémio Gerardo Diego da co-

CRISTINA

DA COSTA

munidade de Cantábria 2015). Duas vezes

LEONARDO

(Angola/Espanha).

finalista da crítica andaluza. Figura em vá-

(Portugal)

rias antologias. Como tradutor, verteu para espanhol, entre outros, os livros Helena De mãe angolana e pai espanhol. Licenciado

Almeida habla con Isabel de Carlos (2017) e

Escritora, novelista, colunista do Expresso,

em Filologia Hispânica e doutorando em

Jorge Molder habla con Jose Augusto Bra-

cronista, crítica literária, autora do muito

Literatura Espanhola. Publicou 3 livros de

gança de Miranda (2018).

recente O Centro do Mundo (Ed. Quetzal,

poesia que lhe valeram 4 prémios literá-

2018), que toma Olhão por cenário e motivo,

rios: Rua dos douradores (Prémio Adonáis

e que tem sido recebido pelo público leitor e

La Poesia, como convidada do MC- Delega-

histórico e social do poeta João Lúcio,

ção de Faro , da CMF e da Galeria Almar-

aguardando-se para breve a publicação do

gem; colaborou com a AJEA; colaborou na

resultado dessa sua investigação, recolhida

Revista Sizígia, da Canal Sonora; colaborou

em foto-biografia desenvolvida acerca do

ANA P.

na Antologia Universal Lusófona , Rio dos

ANDREIA

DE MADUREIRA

Bons Sinais, no 7°Festival Internacional de

ARRAIS

(Portugal, Olhão)

Poesia e Arte Grito de Mulher e nos Cader-

(Portugal)

poeta.

nos de Poesia a Sul, nº 4, a saírem. Poeta. Formada em Design de Interiores e

Estudou Design de Comunicação na Escola

Equipamento Geral, pelo IADE e professora

Superior de Educação e Comunicação da

de Artes Visuais. Autora do livro de poesia,

Universidade do Algarve, e nessa área tem

Antes Ser Vento; participou no IV Encontro

desenvolvido um profundo trabalho de inves-

Hispano-Luso de Poesia: Punta Umbria En

tigação sobre a vida, a obra e o contexto

(1981) e Mestre em Literaturas Brasileira e

2012 de Quarenta Poemas) foi galardoado

Africanas de Expressão Portuguesa (1988)

em 1987 com o Prémio Literário Emiliano da

pela Faculdade de Letras da Universidade

Costa. Aguarda para breve a edição da sua

ANTÓNIO

de Lisboa,

ANTONIO

obra completa, pela editora SOL, SUL e

CÂNDIDO

Évora em 1997. Tem diversos títulos, estan-

JOSÉ

SAL.

FRANCO

do a sua poesia coligida em Estâncias Reu-

VENTURA

(Portuga)

nidas: 1977-2002, das Quasi Edições. É

(Portugal)

doutor pela Universidade de

autor de romances históricos, de uma colossal biografia/ estudo sobre Agostinho da Nome destacado da cultura e da literatura

Silva e é o responsável pela edição da Obra

Poeta português, os seus poemas encon-

portuguesas contemporâneas. Poeta, ro-

Completa de João Lúcio pela Imprensa Naci-

tram-se repartidos por 5 recolhas de poesia

mancista, biógrafo, historiador e publicista.

onal / Casa da Moeda.

entre 1985 e 2017. O seu livro de estreia

Professor catedrático da Universidade de

Visões de Marim (em co-autoria com Fer-

Évora. Licenciado em Filologia Românica

nando Cabrita, também com ele co-autor em

É uma das vozes mais ricas e mais marcantes da

a cabo iniciativas em bibliotecas e locais de

contemporaneidade de Espanha, e conta já para

ensino de um e de outro país, Espanha e

cima de 50 títulos entre poesia, investigação, crítica

Portugal. No Poesia a Sul 2018, apresentará

e análise, num permanente reflexão sobre a reali-

ao público o tema A poesia de José Sarama-

ANTONIO

dade do mundo actual, a injustiça e a desigualda-

go, por DIEGO MESA, estudioso e divulga-

ORIHUELA

de. Escreve uma poesia livre de convencionalis-

dor da obra de José Saramago, autor de

(Espanha, Moguer, 1965)

mos e de esteticismos. Organizou e participou em

Viagem ao Algarve, baseado no livro Viagem

diversos Festivais Literários. Desde 1999, organiza

a Portugal de José Saramago; e por MÁRIO

e coordena os Encontros anuais Voces del Extre-

AULA JOSÉ SARAMAGO

SOUSA (Portugal), professor aposentado, estudioso e divulgador da obra de Saramago

Poeta, ensaista, articulista e activista literário e

mo, em Moguer, com o apoio da Fundación Juan

cultural, é voz maior do movimento colectivo

Ramón Jiménez. Consta em várias antologias e

Projeto transfronteiriço de âmbito cultural e

e da sua poesia, desde os anos 60, membro

La poesía de la conciencia, que desde a década

está traduzido em diversas línguas.

didáctico, sobre a obra de José Saramago. A

activo da “Aula”.

de 90 marca e agita a vida literária espanhola.

Aula José Saramago, na sua actividade, tem

Doutor em História pela Universidad de Sevilla.

o apoio da Fundação José Saramago, e leva


IV ENCONTRO INTERNACIONAL POESIA A SUL

| OLHÃO 2018 | 19 A 28 DE OUTUBRO

PARTICIPANTES 05

ção em revistas literárias e universitárias como Aljamía

onais e internacionais (por exemplo, o Prémio

(Consejería de Educación de la Embajada de España en

Imprensa Cultural Portuguesa; o Prémio Internaci-

Rabat), Marcapasos (Universidad de Salamanca) ou La

onal Versilia-Viareggio, ou o Prémio Poesia APE e da SEC. Fundou, com Ramos Rosa, os Cadernos

Mañana (Casablanca); integra a obra colectiva Calle del AZIZ

agua: Antología contemporánea de la literatura hispano-

CASIMIRO

do Meio-Dia, e ainda Poesia 61, com nomes como

TAZI

magrebí, e antologia Estrecheños, publicada pela editorial

DE BRITO

Fiama Hasse Pais Brandão, Gastão Cruz, Luiza

(Marrocos)

Lápices de Luna (Granada) en 2015.

(Portugal)

Neto Jorge e Maria Teresa Horta. Mantém em

Publicou Último aviso, (Málaga, 2007) e Polvo de estrellas,

toda a plenitude a sua produção poética, admirada

Poeta, tradutor, catedrático, doutor em Filosofia e Letras,

bilingüe espanhol- árabe (Fez, 2015). Recebeu o Premio

Grande poeta de Portugal, com extensa obra

pelo mundo. Voz maior da poesia portuguesa e

(Fez, 1961) . É O Director do Departamento de Hispánicas

Rafael Alberti de Poesía de la Consejería de Educación de

literária, reconhecida internacionalmente. Perten-

internacional actual, traduzida em diversas línguas,

de la Faculdade de Letras e Ciencias Humanas Dhar El

la Embajada de España en Rabat, em 2001. Colaborador

ceu à Direcção da APE, cuja revista Loreto 13

renovador da linguagem poética, este vulto persis-

Mahraz da Universidade Sidi Mohamed Ben Abdellah de

habitual de la Revista Dos Orillas, é um dos mais destaca-

dirigiu. Presidiu à Association Européenne pour la

tente e incontornável da poesia europeia será

Fez, onde é responsável pelo mestrado Comunica-

dos nomes da poesia contemporânea marroquina e um

Promotion de la Poésie e ao PEN Clube Portugal.

homenageado no Poesia a Sul 2018 pela sua

ción,Discursos especializados y Traducción. com colabora-

nome cimeiro na literatura hispano-magrebi.

Foi distinguido com vários Prémios Literários naci-

densa e persistente carreira literária.

e Personagens (Campo das Letras, 2001).

to em breve para português. Chi TRung é

Interessa-se em especial no cruzamento das

uma das vozes grandes da poesia internaci-

escritas do íntimo e do discurso poético, nas

onal contemporânea, presença efectiva em

questões de género, no diálogo inter-artes e

CHI

diversos festivais literários europeus e inter-

CATHERINE

no diálogo entre os textos literários e a filo-

TRUNG

continentais, e autor que a imprensa literária

DUMAS

sofia no âmbito da literatura-mundo. Publi-

NGUYEN

italiana classifica como "il massimo autore

(França)

cou numerosos livros colectivos e artigos

(Vietnam)

vietnamita vivente". Regressa ao contacto

sobre a ficção contemporânea e a poesia de

com o público olhanense e português no

Professora emérita de língua e literatura

língua portuguesa. Traduziu do português

Poesia a Sul 2018, depois de aqui haver

portuguesas na universidade da Sorbonne

para o francês poesia, ficção, teatro e diá-

Poeta do Vietnam, actualmente vivendo na

Nouvelle Paris 3. É autora da primeira tese

rios. É membro de vários centros de pesqui-

Alemanha, autor de uma poesia profunda e

de doutoramento em França sobre a obra da

sa nas universidades francesas, portugue-

grave, de grande dimensão literária. A sua

romancista portuguesa Agustina Bessa-Luís

sas e brasileiras. Colabora, entre outras, na

obra poética capital, Vents, está traduzida

e dum livro sobre a mesma autora, Estética

revista portuguesa Colóquio Letras.

em francês, inglês, italiano e alemão, e mui-

recitais poéticos e espectáculos de polipoesía e performan-

CLUBE DE CINEMA DE OLHÃO

ce a solo ou com o grupo POETIKS ou os poetas Ed-

(Portugal)

die (J. Bermúdez) y Pedro Verdejo. Actualmente apresenta o recital spoken word “Trashumanando”.Colabora

Clube que preserva a matriz do anterior Cineclube de Olhão, mantem de há anos uma programação regular com sessões todas as quartas-feiras, pelas 21h30, na Sociedade Recreativa Progresso Olhanense, numa oferta complementar de filmes do chamado circuito alternativo.Sempre com entrada livre, O Clube de Cionema tem sido participante e parceiro de todas as edições do Poesia a Sul desde o seu início.

estado em 2016.

DAVID

no Laboratorio de Creación Poética Bibliocafé (Valencia);

TRASHUMANTE

co-coordena el SLAM VLC e el seminario: ¿Nuevas

(Espanha)

Prácticas Poéticas? na Universidad de Valencia. Coordenador de poesia do Festival Internacional de Arte Intra-

David Moreno Hernández (Logroño,1978). Poeta e perfor-

murs e codirector do Festival de Poesía Oral y Escénica

mer. Obras: Parole, parole y otras palabras (2006), El Amor

Vociferio. Dirige a colecção de poesia oral Palabreadorxs

de los Peces (2014, 2ª edición 2018), Tacto de Tex-

de El Petit Editor. É membro do corpo editorial da revista

to (2014), A

online cajaderesistencia.cc.

Viva

Muerte (2015,

edición

2016), Tópo (2016), NoFear/ofiera (2017), Tócame (2017) y Apenas (2018). Realiza experiências cénicas, concertos,

Tem várias obras de poesia distinguidas

(1987); Prémio Oliva Guerra (1998); Prémio João de Deus(1995); Prémio Nacional João de Deus

com prémios literários, entre eles o Prémio

(1997); Prémio Nacional de Poesia Mario Viegas

Agostinho Neto (1999); Prémio de Poesia Cidade de Moura (1999), Prémio Literário

(2008); Prémio Internacional de Poesia Palabra FERNANDO

Ibérica (2011). Está publicado em antologias e

FERNANDO

Raul de Carvalho (2000); Prémio de Poesia

CABRITA

revistas literárias em Portugal, Moçambique, Suiça,

FITAS

e Ficção de Almada (2003 e 2014) e Prémio

(Portugal)

Espanha e França; e poesia sua é cantada por

(Portugal)

de Poesia Cidade Ourense (Galiza), 2017. A sua escrita vai da reportagem à ficção, e à

Viviane, pelos Entre Aspas e pelo Projecto CamaJornalista e poeta português (Campo Maior,

investigação histórica e recolha oral. Foi

nais sobre história sefardita e literatura, represen-

Novembro de 1957), trabalhou em vários

também companheiro dos cantadores da

tou a Poesia portuguesa contemporânea em Coló-

jornais de âmbito nacional, e na imprensa

resistência, José Afonso, Francisco Fanhais

duzido para castelhano, francês e turco, a sua obra

quios, Encontros e Festivais em Espanha, França,

regional e rádios locais. do Concelho do

e Vitorino na Cooperativa Cultural Era Nova.

recolheu já o Prémio Nacional Sílex (1980); Prémio

Irlanda, Porto Rico, Marrocos e Turquia. Organiza-

Seixal, na emissão de programas culturais

Poemas seus são cantados por Luisa Bravo

Cidade de Olhão e Prémio Emiliano da Costa

dor do Festival Internacional Poesia a Sul.

durante vários anos.

e por Chiquita.

Poeta e advogado.(Olhão, 1954). 30 títulos publi-

leão Azul. Conferencista em colóquios internacio-

cados em Portugal, Espanha, França, Porto Rico e Marrocos, de poesia, crítica literária e ensaio. Tra-


IV ENCONTRO INTERNACIONAL POESIA A SUL

| OLHÃO 2018 | 19 A 28 DE OUTUBRO

PARTICIPANTES 06

prosa e ensaio, tendo coordenado os livros

Filología Hispánica, licenciado em Direito e

“Cabo Verde: 30 anos de cultura”, “Cartas

ainda licenciado em Filosofía y Letras pela

de Amílcar Cabral a Maria Helena: a outra

Universidad de Granada. Profesor Titular de

face do Homem”, “Claridosidade: Edição

FRANCISCO

la Universidad de Málaga é Presidente de la

FILINTO

Crítica” e “Itinerários de Amílcar Cabral”.

MORALES

Asociación Andaluza de Escritores y Críticos

ELÍSIO

Colunista de jornais em Cabo Verde e Portu-

LOMAS

Literarios (AAEC) e igualmente presidente

(Cabo Verde)

gal, Filinto Elísio é ainda membro-fundador

(Espanha)

de la Asociación Internacional Humanismo

da Academia Cabo-verdiana de Letras,

Solidario (AIHS). Na sua obra literária, de

Poeta de Cabo Verde, escritor e editor da

membro-correspondente de três Academias

Professor, poeta, investigador e crítico literá-

investigação e de crítica conta com mais de

Rosa de Porcelana. Exerceu funções profis-

de Letras no Brasil, e membro-fundador da

rio, é Académico da Academia de Buenas

setenta títulos de diferentes géneros. Partici-

sionais em Cabo Verde, Estados Unidos e

Amílcar Cabral - Martin Luther King Jr. An-

Letras de Granada, da Academia de las

pará no debate em Olhão, no âmbito do

Portugal, nomeadamente em áreas do ensi-

nual Conference (Africana Studes Depart-

Artes Escénicas de España, e também da

Poesia a Sul 2018, sobre Poesia e Ensino

no, aconselhamento cultural e político, e de

ment, da universidade de Massachusetts em

Real Academia de Córdoba. Catedrático de

Universitário.

edição. Autor de várias obras, entre poesia,

Boston).

Lengua Castellana y Literatura, é Doutor em

Compagina o trabalho de professora com a cria-

o é completamente. Aliás, a falta de defini-

ção poética, a crítica, a tradução literária e a activi-

ção é algo que a define.

dade editorial. Foi leitora nas Ediciones Paralelo.

E diz: no meio é que está a virtude, quando

Poemas seus e traduções suas de poetas ale-

é capaz de se encontrar completamente

GEMA

mães estão em revistas como Voladas, Almiar,

GENOVEVA

descentrada de tudo. E também diz: "a nor-

ESTUDILLO

Eñe, La Otra, La Galla Ciencia, El Ático de los

FAÍSCA

ma sou eu, seja eu quem for", o que alivia

(Espanha)

Gatos ou Culturamas. Codirige a revista de poe-

(Portugal)

imenso a consciência de qualquer cromo,

sia Alameda 39 e os livros desdobráveis Las hojas

seja qual for o seu grau de incongruência.

Poeta, editora, tradutora e professora (Cádiz 1972),

del baobab. Publicou a plaquette Estudio de la

Poeta, actriz, instrumentista e cantora. Tem

licenciada em Filosofía e Letras por la Universida-

materia (Emegé 2016) e muito recentemente o

um alter ego de contadora -- A Cantadora de

"diz coisas!...". Ouvi-la(s)-emos -- a todas:

de de Cádiz. Foi Leitora de Língua espanhola no

livro de poemas Complementos circunstanci-

Contos -- e outro ainda de escritora-sem-

cantoras, poeta, contadora, nesta edição do

Lycée Victor Hugo de Besançon, França, e mestra

ales (Tigres de papel 2017), que apresentará no

nenhum-livro-editado -- La Donna Ignobile.

Poesia a Sul 2018.

de espanhol em Bonn, Colonia e Leverkusen,

Poesia a Sul 2018, em Olhão .

De gostos ecléticos, pode ser confundida

Alemanha, onde trabalhou na editorial Könemann.

Tem em La Donna Ignobile um alterego que

com uma cantora de jazz, mas se calhar não

ca da Maestrina Ivelina Kavrakova-Pereira e

Primário. Em 1983 muda-se para o Algarve,

com acompanhamento ao piano pela pianis-

Olhão, cidade que a adoptou e onde cimentou laços profissionais e de amizade.

GRUPO

ta Professora Raquel Correia. O Grupo Coral

Tem dois livros de poesia publicados,

CORAL DA

conta com cerca de 20 coralistas e actuará

GRAÇA

«Pérolas do meu Colar» e «Luz do meu

UNIVERSIDADE

na cerimónia de abertura do Poesia a Sul

DIMAS

Silêncio». Participou ainda na colectânea de

DO ALGARVE

2018.

(Portugal)

Poetas Algarvios «TerraLuz» e na colectâ-

(Portugal)

nea «Apenas Saudade»; e recentemente no Cadernos Poesia a Sul nº 3. Escritora e professora aposentada (freguesia

O Grupo Coral da Universidade do Algarve

de Sta Isabel, Lisboa,18 de janeiro de

empresta regularmente a sua colaboração a

1957) .Vive toda a sua infância na Fronteira-

eventos de natureza cultural e artística. Foi

do Caia-Elvas. Aos 17 anos vai estudar para

criado por Despacho Reitoral, de 12 de outu-

Portalegre, onde se forma no Magistério

bro de 2012, actuando sob a direção artísti-

(Escola Internacional Marcel Marceau), e no Cine-

dos em três títulos: Con fuego en la sangre,

ma Teatro Franco-americano, no BAW (Paris), nos

Aromas de violetas e no mais recente ¡Que no callen mi voz!. Em 2016 foi-lhe outorga-

Acting Studio e John Strasberg’ Studio em New York. Cria o Laboratório de Arte Dramático Ortzai

IRIS

do o 2ª lugar no 11º Certame de Poesia José

IKER

de Vitoria-Gasteiz (2005). Coopera com diversos

VIOLETA

Gautier Benítez. Participou em varios

ORTIZ DE ZARATE

institutos internacionais de Educação e Arte, na

PUJOL

contros e Festivais Literários Internacionais,

(Espanha)

divulgação de cursos de arte dramática e cénica,

(Porto Rico)

na Nicarágua, El Salvador, Equuador, Hon-

En-

duras, México, Argentina, Chile, Cuba, EUA

em Bruxelas, Veneza, Porto Rico, Nova York e outros locais. Desde 1993 que a sua carreira de

Poeta e contista, é membro da Junta do

(Chicago e na Academia Hispana de la Uni-

Licenciado em Arte Dramática pela Universidade

actor e intérprete se afirma no Teatro, na Televisão

Festival Internacional de Poesía de Puerto

versidad Fordham, en Nueva York) e Puerto

de Kent e formado no Laboratorio Layton em

e no Cinema, nacional e internacionalmente, como

Rico. Tem publicações dispersas dos seus

Rico. Nest final de 2018 participará no Poe-

estudos de interpretação e ainda no Estudio Juan

um dos actores jovens espanhóis de reconheci-

contos e poemas por diversas antologias,

sia a Sul em Olhão e de seguida em Tetuan,

Carlos Corazza (Madrid) e no Taller de Artes

mento internacional.

revistas e jornais de língua hispânica. Os

Marrocos, no Encontro de Poesia escrita por

seus poemas em livro encontram-se recolhi-

Mulheres.

Escénicas (TAI). Teve ainda formação em Paris,


IV ENCONTRO INTERNACIONAL POESIA A SUL

| OLHÃO 2018 | 19 A 28 DE OUTUBRO

PARTICIPANTES 07

de sal. Investigador, divulgador e defensor

associado no blog de viagens e cultura La

das artes, cultura, história e das tradições do

Línea

Sul, é um conhecedor exímio dos aspectos

www.lalineadelhorizonte.com. Crítico literá-

del

Horizonte,

JACINTO

arquitectónicos e simbólicos da casa Chalet

JAIME-AXEL

rio, também colabora em Crónica Popular.

PALMA

João Lúcio, tema sobre o qual produziu já

RUIZ

www.cronicapopular.es, e na revista literaria

DIAS

palestras e conferências. Diz de si próprio,

BAUDRIHAYE

Entreletras, www.entreletras.eu. É autor e co

(Portugal)

como biografia: sou uma árvore de cresci-

(Espanha)

-autor dos seguintes livros: “Lisboas’, (com

mento lento. Por isso só floresci aos 70

Ignacio Vázquez Moliní, sob heterónimo Rui Nasce em Bruxelas a3 de Setembro de

Vaz de Cunha) Huelva, 2012; Vazquez Díaz,

Escritor e conferencista, Jacinto Palma Dias,

1950. Licenciado em Direito, foi funcionário

pintor de retratos, (com Ignacio Vázquez

natural de Castro Marim, é licenciado em

do Estado espanhol em Rabat, Lisboa, Bru-

Moliní). Como Jaime-Axel Ruiz publicou:

História pela Universidade de Paris VIII, mas

xelas e Paris, além de Madrid. Trabalhou

‘Comunistas y pilaristas’, 2017; ‘La búsque-

também conhecido como pioneiro da agricul-

como advogado na área de Direito do Traba-

da del coche perdido’, 2017; e ainda Decla-

tura biológica no Algarve e produtor de flor

lho em Madrid até 1979. Foi conselheiro e

ración de ausencia, romance, 2015.

anos”.

pre a sua ligação à música, tendo tido aulas

humorista e um promotor do livro e da leitu-

com alguns mestres do Jazz tais como Zé

ra, actividades que desempenha de forma

Eduardo e Aires Ramos. Para além de ins-

entusiasmante e sempre com grande apreço

trumentista teve sempre activa a sua verten-

do público em Portugal e no Mundo em Fes-

JOÃO

te criadora, tendo compondo um vasto nú-

JORGE

tivais, feiras do livro, eventos culturais, ac-

ARAÚJO

mero de temas para projectos musicais, tais

SERAFIM

ções cénicas e de teatro e em diversos pro-

(Portugal)

como Jazztaparta, Low Tech Groove e Zeus

(Portugal)

gramas televisivos. Como escritor, conta na

Faber.

sua produção diversas obras de poesia, de teatro e de literatura infantil.

Músico e biólogo.Iniciou o estudo de música

Natural de Beja, exerceu funções na área da

e piano aos 10 anos, e completou o curso de

promoção do livro e da leitura na Biblioteca

piano nas Escola de Música da Valentim de

Municipal de Beja, junto do público infanto-

Carvalho, em Lisboa. Paralelamente à activi-

juvenil.; mas é essencialmente um actor e

dade científica como biólogo, manteve sem-

um contador de histórias tradicionais, um

luzia da Crítica em 2018. É o mais jovem

el verano (1993), Inventario de poemas crónicos y

autor a ser distinguido com esse honroso

metafísicos (1999), Antología de la sospecha.

Prémio. Também um outro seu livro El des-

(2002). Cruzando Kazmadán. (2013), EME, diario JUAN

de un transformista (El Toro Celeste). Como escri-

JORGE

Hiperión (2018), Como poeta está presente

CEYLES

tor tem ainda publicado relatos, tais como: La Isla

VILLALOBOS

e publicado em várias em antologias e estu-

DOMÍNGUEZ

Emergida. (CEDMA); La mirada cardinal (CEDMA.

(Espanha)

dos.

(Espanha)

Dip. Málaga) Cuidado con los gráficos. (Extoikos).

garro ganhou

o XXXIII Premio de Poesía

El despliegue de la gravedad. (Extoikos. I. Econospérides). É ainda autor dos textos La elipse del Poeta (Marbella, 1995), estuda Direito em

Poeta e editor, (Málaga, Outubro de 1949). Licenci-

grito, libreto para a obra musical “Málaga-

Málaga. Recebeu já vários prémios, o mais

ado em Filología Hispánica, Estudios de Derecho,

Gernikaco”, de Rafael Díaz; y Etimología del cuer-

recente dos quais a galardoar o seu livro La

BBAA, Diseño y Comunicación. Conta vários

po, para a obra musical de Manuel Molina. Tem

ceniza de tu nombre (Valparaíso Ediciones,

títulos de poesia: Cartas a Elvira y a Iska (1970),

por publicar inéditos na área do novelismo e outros

2017) com o Opera Prima do Prémio Anda-

Paisaje de lumiagos (1987), Versos para enterrar

textos.

de Musica de Zürich. Para além dos estudos musi-

no Grupo Cénico de Direito e na Associação de

cais, é licenciado em Psicologia pela Universidade

Estudantes da Faculdade de Direito de Lisboa, de cuja direcção foi vice-presidente. Foi durante vários

do Algarve em 2005. O seu projeto de Bacharelato (Meersalz) é nomeado Best of Swiss Jazz Bache-

MANUEL

anos jornalista, tendo depois enveredado pela

LEON

lor em 2012. Tocou e trabalhou com grandes

ALBERTO

actividade editorial – foi director editorial das Publi-

BALDESBERGER

nomes da música e do jazz. Para além da sua

VALENTE

cações Dom Quixote, director editorial e depois

(Portugal/Suiça)

actividade performativa, foi professor de trompete,

(Portugal)

director-geral das Edições Asa e é, desde 2008,

teoria e combo Jazz em diversas escolas de músi-

director editorial da Porto Editora. Autor de vários

ca na Suíça. Desde meados de 2016 volta a viver

livros de poesia, a sua obra poética foi recente-

Músico, nasceu em 1982 em Faro, filho de um

em Portugal, onde refez o seu Quinteto „Meersalz“.

Vila Nova de Gaia, Novembro de 1945. Fez os

mente compilada em “Poesia Reunida – O pouco

casal suíço. Começa a tocar o trompete aos 9

.

estudos liceais no Porto, frequentou depois a Un-

que sobrou de quase nada” (Quetzal, 2015). Em

anos na Banda Filarmónica de Moncarapacho.

versidade de Coimbra, e licenciou-se em Direito

2008, foi condecorado pelo Governo francês com

Cursa o Conservatório Regional do Algarve aos 12

em Lisboa. No período universitário, foi dirigente

o título de Cavaleiro das Artes e das Letras.

anos, Estuda Trompete Jazz na Escola Superior

associativo, nomeadamente no CITAC (Coimbra),


IV ENCONTRO INTERNACIONAL POESIA A SUL

| OLHÃO 2018 | 19 A 28 DE OUTUBRO

PARTICIPANTES 08

Cinzas de Abril, sobre o 25 de Abril portu-

de e editora-responsável da Rosa de Porce-

guês e que recebeu o importantíssimo Pré-

lana. É licenciada em Letras e Mestre em

mio Fernando Quiñones --, tradução e en-

Literaturas de Língua Portuguesa. Autora de

saio. Figura em várias antologias de poesia.

“Fenestra” (reunião de crónicas publicadas

MANUEL

Está publicado em Espanha, Portugal e

MÁRCIA

em jornal cabo-verdiano). Coordenadora/

MOYA

França. Traduziu para castelhano a obra de

SOUTO

editora e organizadora dos livros “Cartas de

(Espanha)

diversos autores portugueses, como Fernan-

(Brasil/Cabo Verde)

Amílcar Cabral a Maria Helena: a outra face

do Pessoa, Lídia Jorge, José Saramago,

do Homem”, “Claridosidade: Edição Crítica”

Dos mais premiados poetas do sul, ganha-

Miguel Torga, Mia Couto ou Fernando Cabri-

dor do Prémio Ciudad de Córdoba, Prémio

ta. É o grande estudioso e divulgador de

Professora e editora brasileira. Exerceu

e “Itinerários de Amílcar Cabral”.

Ciudad de Las Palmas ou Prémio Fray Luis

Fernando Pessoa em Espanha. Regressa a

funções profissionais no Brasil, em Cabo

de León, entre outros. Autor de uma vasta e

Olhão para, no Poesia a Sul 2018, nos dar

Verde e em Portugal, respectivamente como

poderosa obra literária que abarca poesia,

conhecimento dos seus mais recentes traba-

professora, directora dos serviços de edição

conto, novela, romance – onde se destaca

lhos literários.

e bibliotecas da Universidade de Cabo Ver-

Michigan, e em 1994 o seu PhD por essa Universi-

tura portuguesa, e lança em primeira mão os mais relevan-

dade. Conferencista sobre narrativa oral e memó-

tes novos autores portugueses. Na sua obra contam-se a

ria histórica, o teatro de marionetas de Federico

literatura juvenil, romance contos e, essencialmente, poe-

García Lorca ou os contos de fadas nos romances

MARIA

sia: A Casa e o Cheiro dos Livros, 1996, que venceu o

MARGARET

de Carmen Martín Gaite, tem artigos publicados

DO ROSÁRIO

Prémio Poême e o Prémio Maria Amália Vaz de Carvalho;

VAN EPP

em revistas literárias espanholas, americanas e de

PEDREIRA

O Canto do Vento nos Ciprestes, em 2001; Nenhum

(EUA)

outros países. Co-participante em 2 livros de ensi-

(Portugal)

Nome Depois, em 2004; e A Ideia do Fim, em 2012, ano

no, um deles, Narrativa pessoal: uma ponte no

em que publica sua Poesia Reunida, distinguida com o

Natural de Ohio, apaixonou-se pela história e pela

tempo, sobre o método de ensino da História da

Poeta, editora e escritora (Lisboa,1959). Licenciada em

Prémio da Fundação Inês de Castro. Traduzida em várias

sociedade espanhola desde jovem. Em 1975

Guerra Civil espanhola, Reformada, volta a Espa-

Línguas e Literaturas Modernas, foi aluna no Instituto de

línguas e publicada em volumes independentes, revistas e

estabelece-se em Sevilha e aí lecciona Inglês e

nha,. Em Olhão apresentará o seu livro de prosa

Cultura, em Portugal, no Goethe Institut e bolseira do

antologias em diversos países, é ainda autora de letras,

regeu uma academia na Huerta de la Salud. Re-

"Si yo te dijera...", testemunhos orais de uma Espa-

governo italiano. Como editora foi assistente editorial na

cantadas por grandes nomes do fado contemporâneo.

gressa aos EUA em 1989, obtém o seu doutora-

nha dos tempos duros, cinzentos e difíceis.

Gradiva, directora de publicações da Sociedade Portugal-

Tem um blogue sobre livros e edição, Horas Extraordiná-

Frankfurt/97, e ainda na Expo’98. Especialiou-se em litera-

rias, desde 2010.

mento em literatura espanhola na Universidade de

da Medicina da Ordem dos Médicos. Poeta com

suapoesia, renovadoraefrescanopanoramaliterárionacional,

larga obra publicada e premiada, eis alguns dos

entre 1960 a 2017, por cerca de 3 dezenas de títulos; a que se

seus títulos: O Rubro das Papoilas, (1987); Mne-

soma outra dezena em prosa, entre os quais o livroNovas

MARIA

mósine (1997), Jardins Imperfeitos (1999), Mean-

MARIA

Cartas Portuguesas, de 1972, escrito comMaria Isabel Barre-

DO SAMEIRO

dros Translúcidos (2006) ou Poemas da noite

TERESA

noeMaria Velho da Costa, obra que agitou e perturbou a

BARROSO

incompleta ( 2010), entre outros; e alguns dos seus

HORTA

sociedadeconservadoraportuguesadaépoca, equevaleuàs

(Portugal)

Prémios Literários: Prémio António Patrício, 1999,

(Portugal)

autoras o processo judicial então conhecido como o dasTrês Marias. Em2004recebe a distinção de Grande-Oficial

e de novo em 2008, Prémio Internacional de PoePoeta e médica, licenciada em Filologia Germâni-

sia Palavra Ibérica em 2009, pelo livro Uma ânfora

Poeta, novelista e jornalista, sempre figura destacada na luta

daOrdem do Infante D. Henrique. Foi galardoada com

ca, em Medicina e Cirurgia, doutoranda da Facul-

no horizonte. Recebeu ainda em 2006 o Prémio de

pelos direitos da mulher em Portugal. Como jornalista publicou

oPrémio D. Dinis2011 daFundação Casa de Mateuspela

dade de Ciências Sociais e Humanas da Univ.

História da Medicina, pelo trabalho Médicas na

nos grandes jornais de referência portugueses. Foi uma das

suaobra"As Luzes deLeonor"; mas emboratenhaaceitadoo

Nova

do Pen

Antiguidade Clássica – Um rosto reencontrado.

participantes, com Casimiro de Brito, Gastão Cruz e Ramos

Prémio, recusou recebê-lo das mãos do Primeiro-

Club Português, do Grupo de Amigos do Museu

Tradutora e investigadora, é ainda a responsável

Rosa noPoesia 61, projecto poético renovador em Portugal

MinistroPedro Passos Coelho por entender que este estava,

Nacional de Arqueologia e do Núcleo de História

pela revista literária Espaço do Ser .

nos anos 60. A questão do feminino está sempre presente na

"adestruiropaís"

de

Lisboa.

Foi

dirigente

Aracena (1996). Colaborou em "La Gruta de las

ensaio literário, escreve sobre teoria da poética e

Maravillas" e "Cuenca Minera". É entre 1999 e

sobre os problemas e as dificuldades da poesia,

2018 autor de 10 livros de poesia; e organizador e

em vários dos mais proeminentes jornais literários turcos, como Hurriyet Gösteri, VarliK ou Yon. É

MARIO

colaborador de revistas e colecções poéticas.

RODRIGUEZ

Autor do romance em cem histórias "A cor do

METIN

figura destacada da União dos Escritores da Tur-

GARCIA

esquecimento" (2005) e do livro de relatos "Omnes

CENGIZ

quia, da Associação de Autores e do PEN clube da

(Espanha)

vulnerant” (2008). Conferencista, abarca temas

(Turquia)

Turquia. Recebeu entre 1996 e 2014 diversos prémios literários, incluindo em 2014 o Mersin City

como a Guerra Civil na Serra de Aracena, o património, a Gruta de las Maravillas e outros. É o

Poeta, escritor, jornalista, editor e tradutor, voz

Award para a Literatura, prestigioso prémio literário

Poeta e escritor (Aracena, 1964), publicou vários

Director do Festival Literário Vero Adentro, da

maior da actual poesia turca. Combativo e crítico,

da Turquia. A sua obra poética, que leva já mais de

artigos sobre a Guerra Civil, as Cantigas de Alfon-

Cidade de Aracena.

foi por diversas vezes preso, ao longo dos anos,

13 títulos, dos cerca de 30 que publicou entre

so X o Sábio e sobre a situação social na Serra de

por virtude das opiniões políticas e sociais expres-

poesia, ensaio e crítica, está traduzida em 17 idio-

Aracena no início do século XX. É co-autor com

sas na sua obra. Sofreu igualmente exílio interno e

mas, e publicada e traduzida em diversos países,

Paco Brioso do documentário A Guerra Civil em

censuras e proibição dos seus escritos. A nível do

incluindo Portugal.


IV ENCONTRO INTERNACIONAL POESIA A SUL

| OLHÃO 2018 | 19 A 28 DE OUTUBRO

PARTICIPANTES 09

Turquia, e com traduções e publicação em

cultural que convoca suficiente material poético à

diversos países, entre os quais os EUA, a

sua alma e inspiração. A sua poesia trata de identi-

Hungria, França, Índia, Colômbia, Espanha e

dade, pertença, diversidade l, amor e perda. Vários

Vietnam.

poemas seus foram publicados por editoras indie

É editora da revista de poesia

MÜESSER

Siirden; e cursa um doutoramento em Litera-

MYHUE

no Reino Unido, Austrália e Nova Zelândia. Preten-

YENIAY

tura Turca na Universidade Bilkent de Ankara.

MCGROWN

de agora, publicar a sua poesia com editoras de

(Vietnam/Australia)

maior renome. Poeta e violinista, com colaboração

(Turquia)

nos Cadernos Poesia a Sul, nº 3, em Julho de 2018, artista de dupla nacionalidade, representará Poeta e editora turca (Izmir, 1984), e uma

Nascida no Vietnam, criada na Austrália, viveu por

o Vietnam e a Austrália em Olhão, no Poesia a Sul,

das vozes poéticas emergentes na literatura

mais de duas décadas em Viena, Áustria. A sua

pelo segundo ano consecutivo, através dessas

turca contemporânea, viu a sua obra poética

personalidade, baseada em três continentes,

duas linguagens universais, a da música e a da

e literária, que consta já de 7 títulos, reco-

forma-se com diversidade e uma estrita e rigorosa

poesia.

nhecida com diversos prémios literários na

educação musical como violinista; vivência multi-

feminino (cadetes).

façonner le monde avec sensibilité et beau-

Foi aluna do colégio Bernardete Romeira

té. A sua obra, composta de vários títulos e

em 2014/2018, com prémio de distinção de

publicada em língua francesa, foi premiada

NATACHA

mérito e valor. Teve ainda os seguintes reco-

COSTA

nhecimentos locais e nacionais:

NINA

2011, e ela aí reconhecida como « poétesse

FERNANDES

- 2°lugar no Prémio Literário João Lúcio,

LYS AFFANE

d'honneur ». Participa com regularidade,

(Portugal)

integrado no Festival Internacional “ Poesia

(Argélia)

como convidada, em diversos Encontros e

no Festival de Poésie de Constantine, em

a Sul “ 2016

Festivais Literários, quer na Argélia, que em

- 1° lugar no VII Campeonato concelho de

outros países.

Jovem poeta, nasceu em Faro em Julho de

leitura expressiva e leitura rápida 2017

Poeta e jornalista (Jijel, Argélia), é professo-

2003. Vive em Olhão. Estudante na Área

- 1°lugar no concurso nacional de leitura 12°

ra e colaboradora em diversos jornais, e

de Ciências e Tecnologia, é praticante de

Edição 2018

paralelamente

Karate desde os 4 anos sendo atleta de alta

- 1° lugar no IX campeonato de leitura ex-

simplicidade e profundidade se unem para

competição e Campeã nacional de Karate

pressiva e leitura rápida 2018.

um resultado que, diz a autora, pretende

escreve uma poesia

onde

Portugueses, especialidade de História do

mensalmente no ‘Cultura.Sul’ (Postal do Algarve) a

Livro

FCSH-

colectânea «Contos na Ria Formosa». Em 2013

Universidade Nova de Lisboa, e Mestre em

saiu com o seu livro «Postais da Costa Sul», que

e

Crítica

Textual,

da

PATRÍCIA

Estudos Portugueses - Literatura Portuguesa

DE JESUS

Contemporânea. Foi organizadora do FLIQ,

PEDRO

ra CanalSonora - uma pequena estrutura indepen-

PALMA

Festival Literário Internacional de Querença,

JUBILOT

dente, sem fins lucrativos, que se centra na divul-

e desenvolve projectos de estudo e acção

(Portugal)

gação artística, essencialmente na escrita e na

(Portugal)

serviu de mote para a seguir criar a edito-

imagem, e que tem marcado de forma indelével o

junto de comunidades periféricas. Foi co-

cenário cultural, literário e editorial do Sul de Portu-

autora de diversas publicações de carácter Investigadora, publicista ,interventora e orga-

histórico sobre a cultura literária no Algarve

Poeta e editor, é uma das mais destacadas vozes

gal e se tornou uma referência para poetas, escri-

nizadora cultural, Patrícia De Jesus Palma

e sobre a circulação transatlântica

e os

da nobva poesia portuguesa. Editou fanzines,

tores e público leitor. O seu último livro de poemas,

foi Bolseira de Investigação na CHAM e na

intercâmbios literário, editorial e cultural

webzines e outras folhas volantes. Em 2001 foi

Telegramas do Mediterrâneo, é um exemplo claro

Fundação para a Ciência e Tecnologia

entre Portugal e o Brasil.

vencedor do concurso ‘Micro-contos de Natal’ do

da sua escrita, sempre original e peculiar.

jornal ‘Público’ com «Visita». Em 2012-13, publicou

(FCT). É doutoranda no curso de Estudos

crítica literária, entre eles: "O contraci-

dade Complutense de Madrid. Expôs em

fras" (1969), "Turpa" (1972), "Hyacinth", (em

Madrid, León, Ourense, Salamanca, Teruel,

quatro volumes, 1983, 1997, 1999, 2002),

Lisboa, Olhão e outras cidades, e participou em feiras de Arte como Artmadrid, Arcale ou

"Numeraria" (1986), "Testamenta" (1992), RAFAEL

"Os domínios da emoção" (2003) com edi-

RICARDO

Estampa (Castilla y León), Estampa (Feria

BALLESTEROS

ção e introdução de JJ. Lanz, "Poesia 1990-

RANZ

Nacional de Gravura). Actualmente colabora

(Espanha)

2010" (etc/livros, 2015). Em 2009 e pela

(Espanha)

com a sua editora Karima na coleção Tabacaria, onde a figura de Fernando Pessoa é

RDEditores publicou "a morte tem a cara de Nasceu em Málaga em Outubro de 1938.

azul," um ciclo narrativa de 5 novelas, obra

Pintor e aguarelista espanhol, nascido em

um dos temas centrais. Alia a técnica, o

Estudou filosofia e letras na Universidade de

pela qual em 2010 recebe o Prémio Andalu-

Ponferrada, León. Licenciado em Belas Ar-

talento, a rara expressividade, a fina ironia e

Granada e é Professor de Instituto. Foi de-

cía de la Crítica. É igualmente editor e um

tes pela Universidade de Salamanca, com

a fantasia da mais pura excelência. Cada

putado da Legislatura Constituinte em Espa-

dos responsáveis pela Revista literária El

especialização em pintura, doutorado pela

quadro de Ranz, que volta a expor no Poe-

nha. Como poeta, investigador e crítico pu-

Toro Celeste, que será apresentada em

mesma

sia a Sul, transporta a alma pessoana mati-

blicou vários livros de poesia e artigos de

Olhão.

‘Museografía y Exposiciones’ pela Universi-

Universidade

e

Mestre

em

zada pela imaginação do pintor.


IV ENCONTRO INTERNACIONAL POESIA A SUL

| OLHÃO 2018 | 19 A 28 DE OUTUBRO

PARTICIPANTES 10

jecto CaoAragão. Foi funcionário da Orques-

nos anos 60 por perseguição ditadura salazarista,

tra Clássica do Sul, do Teatro das Figuras,

só regressando a Portugal em 1976. Catedrática

da Puro Audio e da margemprod.com e par-

da Universidade Nova de Lisboa. Autora de uma brilhante obra poética de onde se destacam títulos

ticipou desde a 1ª edição no Festival Poesia ROGÉRIO

a Sul. Como poeta tem em apresentação o

TERESA

como Cicatriz, o Sul dos Meus Sonhos ou A Fím-

CÃO

seu primeiro livro A Gaveta da Pedra. Natu-

RITA

bria da Fala. Como dramaturga, escreveu cinco

(Portugal)

ral de Fradelos, Braga.

LOPES

volumes de teatro, um dos quais, Esse Tal Al-

(Portugal)

guém, recebeu o Grande Prémio de Teatro da Associação Portuguesa de Escritores e foi repre-

Poeta, declamador e actor, é uma das vozes

Poeta portuguesa, uma enorme voz poética femini-

sentado em palcos de Portugal e em Paris, Milão e

emergentes na dicção e leitura de textos

na da actualidade em Portugal, professora, confe-

Madrid. Volta a Olhão e ao Poesia a Sul para nos

literários e teatrais. Colaborou com Luis Ene

rencista, a maior autoridade em estudos pessoa-

falar do Livro do Desassossego de Pessoa e ainda

em diversos recitais em bares, clubes e

nos e a grande estudiosa, divulgadora e intérprete

par nos falar da sua própria poesia.

associações culturais, e participou no Pro-

da obra de Fernando Pessoa, exilou-se em Paris

ou Malvarrosa , os Manifiesto Impulsionista , o

breve a publicação dessa sua tese, que se

café-galeria-livraria Cavallers de Neu, a Tertulia e

debruça sobre a poética de João Lúcio

Ediciones del 1900, e as Edições Aullido, os encontros Edita e Palabra Ibérica ou a revista Literária UBERTO

Alameda 39, onde congrega escritores, poetas e

VASCO

STABILE

pensadores de diferentes nacionalidades. Traduziu

PRUDÊNCIO

(Espanha)

obras e poemas de distintos autores, como Gins-

(Portugal)

berg, Pasolini, Kerouac, Ferlinguetti, Maria Teresa Horta e outros. A sua poesia reparte-se por mais Poeta, tradutor e editor (Valencia 1959), nome alto

de 20 títulos, a que se acrescentam outros títulos

Estudioso e investigador da obra de João

da actual poesia espanhola. Agitador e organiza-

de crítica e investigação. Recebeu diversos pré-

Lúcio, sobre cuja poesia apresentou a sua

dor cultural, ao longo de décadas criador de pontes

mios literários e está traduzida para italiano, búlga-

tese de doutouramento, será um dos partici-

literárias e culturais entre países, povos e continen-

ro, português, francês e catalão, e figura em nume-

pantes no Colóquio comemorativo do Cen-

tes, em iniciativas como Cuadernos del Mar,

rosas antologias espanholas e internacionais.

tenário da morte do poeta. Prevê-se para

Grécia e Espanha e realizou exposições individuais nestes

Teresa Rita Lopes; é autor de vários ensaios so-

dois últimos países. Obras suas encontram-se em colec-

bre ; «Futurismo algarvio» e, «"Heteronimismo"

ções privadas de França, Espanha, Grécia, Suécia e

Pessoano»; A presentou a palestra «A “Arte Futura” no Algarve» eindaga por Lisboa, no «100

Nova Zelândia; assim como em entidades públicas como VIRGÍNIA

a Fundação Três Culturas do Mediterrâneo de Sevilha ou

VITOR

Congresso do Futurismo», a importância do "Poeta

CHORMOVITI

o Arquivo de Arte Neo-hélenica de Atenas. Estudou Filolo-

CANTINHO

místico" no panorama da «Poesia Futurista Portu-

(Grécia)

gia Italiana na Universidade Aristóteles de Tessalónica e

(Portugal)

guesa». Com a recente publicação local e, com o título : «João Lúcio», apresenta o Poeta de Olhão

Filologia Hispânica na Universidade Jónica de Corfú.

como o fundador do "Luminismo" modernista,

Estudou em Siena e com uma bolsa en Salerno. É Mestre Fotógrafa grega a cujo trabalho foram outorgados onze

em Tradução Literária por Málaga (Espanha) com uma

Arquitecto e conferencista, desenvolve a tese

sobretudo pela mesma temática "Futurista" plas-

prémios internacionais de fotografia, entre os quais a Meda-

tese sobre poesia. Ensinou Língua Italiana e Literatura

sobre «O Futurismo», Movimento estético nascido

mada depois em «O Heraldo» de Faro e, nas

lha de Ouro do Certame Helénico, e o Award of Excellen-

Espanhola em várias universidades da Grécia.

no Algarve e na terra de Álvaro de Campos; partici-

colunas dos "novos”. Participará no Poesia a Sul

ce, em Chipre, ambos en 2011. Participou em exposições

pa no I Congresso do heterónimo de Fernando

2018 no Colóquio sobre João Lúcio, no dia do

colectivas, festivais e bienais em Inglaterra, Chipre, Portugal,

Pessoa, em Tavira, encontro coordenado por

Centenário da sua Morte.

dade portuguesa, canta letras suas e de outros

humana. Apaixonado por literaturas desde

poetas como José Luís Peixoto, Tiago Torres da

muito jovem, estudou filosofia e literatura

Silva, Pierre Aderne, Hugo Costa, Fernando Cabri-

latino-americana na Universidade de Genebra. Bolseira do Fundo Nacional Suíço de

ta ,Vasco Graça Moura, Eugénio de Andrade, Ana Luisa Amaral ou Fernando Pessoa. Em 2005

YASMINA

Pesquisa Científica (FNSRS) durante um

VIVIANE

enceta a experiência de canção a solo, que man-

TIPPENHAUER

ano na Universidade de Princeton. em 2002,

(Portugal)

tem, desde o seu álbum "Amores Imperfeitos" co-

(Colômbia)

obtém o doutoramento em letras na Universidade de Genebra ("Negros, negrismos,

produzido com Tó Viegas. Na sua música e interPoeta, cantora e música, nasce em Nice, França.

pretação mesclam-se o fado, o tango, la musette,

Investigadora, tradutora e publicista, de pai

poesia na literatura latino-americana e anti-

Antes de lançar uma carreira a solo, foi vocalista

e a canção francesa. Conhecida e admirada inter-

haitiano e mãe suíça, viveu ao longo de sua

lhana das vanguardas"). Ensinou literatura

dos Entre Aspas, do Projecto, Camaleão Azul, e

nacionalmente, recentemente divulga o seu albúm

adolescência no Peru e depois na Suazilân-

latino-americana na Universidade de Gene-

participante nos projectos colectivos

Linha da

”Viviane canta Piaf", de 2017, que tem sido recebi-

dia, Moçambique, Itália, Síria, Estados Uni-

bra; e aí criou e dirigiu o centro de cultural

Frente ou Rua da Saudade. Voz forte e singular, e

do muito favoravelmente pelo publico em diversos

dos e Portugal, o que lhe fez abrir a sua

latino-americano.É consultora e dedica-se

uma das cantoras mais representativas da actuali-

países.

sensibilidade à diversidade e riqueza cultural

ao desenvolvimento holístico e à tradução.


IV ENCONTRO INTERNACIONAL POESIA A SUL

| OLHÃO 2018 | 19 A 28 DE OUTUBRO

EDIÇÕES ANTERIORES 11

EM 2015 FOI ASSIM...

EM 2016 FOI ASSIM...


IV ENCONTRO INTERNACIONAL POESIA A SUL

| OLHÃO 2018 | 19 A 28 DE OUTUBRO

EDIÇÕES ANTERIORES 12

EM 2017 FOI ASSIM...


IV ENCONTRO INTERNACIONAL POESIA A SUL

| OLHÃO 2018 | 19 A 28 DE OUTUBRO

LOCAIS DE POESIA 13

ALGARVE E ESPANHA

CASTRO MARIM

LAGOS

SAGRES

OLHÃO

POR TODO O CONCELHO DE OLHÃO

AYAMONTE


IV ENCONTRO INTERNACIONAL POESIA A SUL

| OLHÃO 2018 | 19 A 28 DE OUTUBRO

PROGRAMA 14 IV POESIA A SUL

17:30 | Museu Municipal

Sexta, 19

19 a 28 de Outubro de 2018

» Apresentação das revistas literárias Alameda 39, Entreletras e

17:00 | Abertura Musical Junto à Estátua de João Lúcio Nesta 4ª edição, consolidado como importante Festival literário, o Poesia a Sul, de Olhão, alarga os seus horizontes e as suas parcerias, congregando um conjunto de notáveis participantes: » ADRIÁN GONZÁLEZ DA COSTA (Angola/ Espanha) » ANA CRISTINA LEONARDO (Portugal) » ANA ISABEL SOARES (Portugal) » ANA P. DE MADUREIRA (Portugal) » ANDREIA ARRAIS (Portugal) » ANTÓNIO CÂNDIDO FRANCO (Portugal) » ANTONIO JOSÉ VENTURA (Portugal) » ANTONIO ORIHUELA (Espanha) » AZIZ TAZI (Marrocos) » CASIMIRO DE BRITO (Portugal) » CATHERINE DUMAS, (França) » CHI TRUNG (Vietnam) » CLUBE DE CINEMA DE OLHÃO ( Portugal) » DAVID TRASHUMANTE (Espanha) » DIEGO MESA (Espanha) » MARIO SOUSA (Portugal) » FERNANDO CABRITA (Portugal) » FERNANDO FITAS (Portugal) » FILINTO ELÍSIO (Cabo Verde) » FRANCISCO MORALES LOMAS, (Espanha) » GEMA ESTUDILLO (Espanha) » GENOVEVA FAÍSCA ( Portugal) » GRAÇA DIMAS (Portugal) » GRUPO CORAL DA UALG ( Portugal) » IKER ORTIZ DE ZARATE (Espanha) » IRIS VIOLETA PUJOL (Porto Rico) » JACINTO PALMA DIAS (Portugal) » JAIME-AXEL RUIZ BAUDRIHAYE (Espanha) » JOÃO ARAÚJO ( Portugal) » JORGE SERAFIM ( Portugal) » JORGE VILLALOBOS (Espanha) » JUAN CEYLES DOMÍNGUEZ (Espanha) » LEON BALDESBERGER ( Portugal/Suiça) » MANUEL ALBERTO VALENTE (Portugal) » MANUEL MOYA (Espanha) » MÁRCIA SOUTO (Brasil/Cabo Verde) » MARGARET VAN EPPS (E.U.A.) » MARIA DO ROSÁRIO PEDREIRA (Portugal) » MARIA DO SAMEIRO BARROSO (Portugal) » MARIA TERESA HORTA (Portugal) » MARIO RODRIGUEZ GARCIA (Espanha) » METIN CENGIZ (Turquia) » MÜESSER YENIAY - (Turquia) » MÝ HUÊ McGOWRAN (Vietname/Austrália) » NATACHA FERNANDES (Portugal) » NINA LYS AFFANE (Argélia) » OS POETAS DE MARRAQUEXE (Marrocos) » OS POETAS DO GUADIANA (Portugal/ Espanha) » OS POETAS IRLANDESES (Irlanda) » PATRÍCIA DE JESUS PALMA (Portugal) » PEDRO JUBILOT (Portugal) » POETAS DAS VILAS DE MONCARAPACHO E FUZETA (Portugal) » POETAS do BARLAVENTO (Portugal) » POETAS DO PAÍS BASCO (Espanha) » RAFAEL BALLESTEROS (Espanha) » RICARDO RANZ (Espanha) » ROGÉRIO CÃO (Portugal) » TERESA RITA LOPES (Portugal) » UBERTO STABILE (Espanha) » VASCO PRUDÊNCIO (Portugal) » VIRGÍNIA CHORMOVITI (Grécia) » VITOR CANTINHO (Portugal) » VIVIANE (Portugal) » YASMINA TIPPENHAUER (Colômbia) » Revistas: Espaço do Ser (Portugal), Garanta (Portugal) Alameda 39 (Espanha), Entreletras (Espanha) Cadernos Poesia a Sul (Portugal) El Toro Celeste (Espanha); e as editoras Canal Sonora (Portugal), Rosa de Porcelana (Brasil/Cabo Verde) e Stabile & studillo editores

» Animação na rua com os músicos GENOVEVA FAÍSCA, JOÃO ARAÚJO e LEON BALDESBERGER

Cadernos Poesia a Sul nº4 – UBERTO STABILE (Espanha), GEMA

ESTUDILLO (Espanha),

FERNANDO

CABRITA

(Portugal) e JAIME-AXEL RUIZ BAUDRIHAYE (Espanha)

18:00 | Re-Criativa / República 14 » Abertura com a presença de entidades oficiais, poetas e

18:15 | Museu Municipal Palestra de TERESA RITA LOPES sobre O Livro do

artistas convidados » Actuação do GRUPO CORAL DA UNIVERSIDADE DO

Desassossego

ALGARVE » Inauguração da Exposição Desenhos de RICARDO

19:30 | Restaurante Tacho à Mesa

RANZ (Espanha) sobre Fernando Pessoa

» A poesia de FERNANDO FITAS; e apresentação de Las Hojas del Baobab.

19:15 | Galeria Sul, Sol e Sal » Inauguração da Exposição de fotografia de VIRGINIA

21:30 | Auditório Municipal de Olhão

CHORMOVITI, (Grécia)

» Espectáculo Buenas Noches Sosiego, de IKER ORTIZ DE ZARATE (País Basco, Espanha) – Homenagem a Fernando Pessoa

20:30 | Restaurante O FRANGUINHO (Olhão) » Jantar de Poesia, Literatura e Humor (Mediante marcação: 289 700 159).

23:30 | Bares Catita e Cais Club

» Brinde poético a MARIA TERESA HORTA (Portugal) e a

» Noite de Poesia e Música com os poetas convidados

TERESA RITA LOPES (Portugal) » Participação do humorista e contador de histórias

Domingo, 21

JORGE SERAFIM (Portugal)

11:00 | Bar Cantaloupe 23:30 | Bares Catita e Cais Club

» Poesia com vista para o mar – Leitura do poema “O

» Noite de Poesia e Música com os poetas convidados

Meu Algarve”, de João Lúcio » Recital com a poeta e violinista MÝ HUÊ McGOWRAN (Vietname/Austrália)

Sábado, 20 10:30 | Galeria Sul, Sol e Sal

12:00 | Bar Cantaloupe » Leituras e apresentações com a presença de MARIA TERESA

HORTA

(Portugal),

MANUEL

MOYA

(Espanha), MANUEL ALBERTO VALENTE (Portugal)

» OS POETAS DE MARRAQUEXE - Em cooperação com o Festival International de Poesie de Marrakesh.

UBERTO STABILE (Espanha), CHI TRUNG (Vietnam), GEMA ESTUDILLO (Espanha), TERESA RITA LOPES

15:45 | Re-Criativa / República 14

(Portugal), IRIS VIOLETA PUJOL (Porto Rico), NINA LYS

» Homenagem a João Lúcio. Leitura de poemas do autor

AFFANE (Argélia), ANTONIO ORIHUELA (Espanha) e MARIA DO ROSÁRIO PEDREIRA (Portugal) 16:15 | Re-Criativa / República 14 » Apresentação do livro de prosa de MARGARET VAN

13:00 | Restaurante À da Carla

EPPS (E.U.A.) » Poesia de ADRIÁN GONZÁLEZ DA COSTA (Angola/ Espanha) e de ROGÉRIO CÃO (Portugal) 17:15 | Re-Criativa / República 14 » OS POETAS IRLANDESES - Ligação via skype a

15:30 | Museu Municipal Conversas de Museu - A Poesia da Consciência,

por

Strokestown, com leituras dos poetas do Festival

ANTONIO ORIHUELA

Internacional de Poesia de Strokestown

16:30 | Museu Municipal

18:15 | Re-Criativa / República 14

Quatro Leituras Portuguesas - FERNANDO CABRITA

» Leituras para estrangeiros com CHI TRUNG, IRIS VIO-

(Portugal), MARIA DO ROSÁRIO PEDREIRA (Portugal),

LETA

MARIA

HUÊ McGOWRAN, ADRIÁN GONZÁLEZ DA COSTA

TERESA

HORTA

(Portugal)

ALBERTO VALENTE (Portugal).

e

MANUEL

PUJOL,

NINA

LYS

AFFANE,


IV ENCONTRO INTERNACIONAL POESIA A SUL

| OLHÃO 2018 | 19 A 28 DE OUTUBRO

PROGRAMA 15 Segunda, 22 10:00 | A bordo do Caíque Bom Sucesso

23:00 | Bares Catita e Cais Club

Sábado, 27

» Leituras e apresentações pelos poetas estrangeiros

» Poesia na Ria (Mediante marcação: 289 700 159 | Limitada à lotação da embarcação)

11:00 | Galeria Sul, Sol e Sal » O Poesia a Sul viaja até ao País Basco: Ligação via

Quinta, 25 10:00

|

skype a Vitoria, com leituras dos POETAS BASCOS do

Escolas

António

João

Eusébio

Festival Internacional Poetas En Mayo

10:00 | Escolas Alberto Iria, João da Rosa e Paula Nogueira

(Moncarapacho) e Escola João Lúcio (Fuzeta)

» Poesia nas Escolas

»A União de Freguesias de Moncarapacho e Fuzeta e a

11:30 | Galeria Sul, Sol e Sal

Escola João Lúcio convidam: Poetas e Poemas do

» Apresentação da poesia de FILINTO ELÍSIO (Cabo

Mundo

Verde);

17:00 (18h de Espanha) | Isla Canela

» A Poesia de JORGE VILLALOBOS (Espanha)

» Poesia a Sul visita Ayamonte - Café poético. POETAS DO GUADIANA convidam Poesia a Sul e POETAS DO

11:30 | Casa do Povo do Concelho de Olhão,

» ANDREIA ARRAIS e VASCO PRUDÊNCIO (Portugal),

MUNDO

em Moncarapacho

sobre João Lúcio.

» Encontro entre POETAS DO MUNDO e POETAS DAS

» Apresentação das revistas Espaço do Ser e Garanta e

19:45 | Castro Marim

VILAS DE MONCARAPACHO E FUZETA

da editora Canal Sonora » Apresentação da editora Rosa de Porcelana por

» Poesia a Sul visita Castro Marim. Declamação de Tabacaria, de Fernando Pessoa.

MÁRCIA SOUTO (Brasil/Cabo Verde)

16:00 | Sagres » Poetas visitam Sagres

16:00 | Re-Criativa / República 14

21:00 | Casa do Sal – Castro Marim » Encontro entre POETAS DO GUADIANA e POETAS

» A Poesia de José Saramago, pela

21:00 | Biblioteca de Lagos

DO MUNDO

» POETAS do BARLAVENTO convidam Poesia a Sul

Terça, 23

Sexta, 26

10:00 | Escolas José Carlos da Maia, Francisco

09:30 | A bordo do Caíque Bom Sucesso

Fernandes Lopes e Colégio Bernardette Romeira » Poesia nas Escolas

AULA JOSÉ

SARAMAGO (DIEGO MESA e MÁRIO SOUSA)

17:15 | Re-Criativa / República 14 » Colóquio de Homenagem a JOÃO LÚCIO, no Centenário da sua morte, com a presença e intervenção

» Poesia na Ria

de

(Mediante marcação: 289 700 159 | Limitada à lotação da embarcação)

ANTÓNIO CÂNDIDO FRANCO, JACINTO PALMA

DIAS, FERNANDO CABRITA, VASCO PRUDÊNCIO e VITOR CANTINHO

18:00 | Junta da Freguesia de Quelfes

17:45 | Re-Criativa / República 14

» A Freguesia de Quelfes Convida, com a participação

» À CONVERSA - “O ensino de poesia portuguesa nas

19:30 | Re-Criativa / República 14

de GRAÇA DIMAS e POETAS DO MUNDO

Universidades em França, Espanha e Portugal” com

» A Poesia de Cabo Verde, com FILINTO ELÍSIO

CATHERINE DUMAS, (França) professora emérita da 22:30 | Bar Catita & Companhia » A Nova Poesia de DAVID TRASHUMANTE (Espanha)

Sorbonne

Nouvelle-Paris3;

FRANCISCO

MORALES

10:00 | Lares

MARIA DO SAMEIRO BARROSO (Portugal)

LOMAS (Espanha) catedrático de Lengua Castellana y Literatura, doutor em Filologia Hispânica, professor titular da Universidade de Málaga; e ANA ISABEL

Quarta, 24

» A Poesia de RAFAEL BALLESTEROS (Espanha) e de

» A POESIA TURCA - Com METIN CENGIZ e MÜESSER YENIAY

SOARES (Portugal) professora da Universidade do Algarve, responsável pelo Departamento de Artes e Humanidades da FCHS

Domingo, 28 10:00 | A bordo do Caíque Bom Sucesso

» Poesia nos Lares de Idosos

» Poesia na Ria 19:00 | Re-Criativa / República 14 17:30 | Junta de Freguesia de Olhão » A Freguesia de Olhão convida poesia a Sul, com a

(Mediante marcação: 289 700 159 | Limitada à lotação da embarcação)

» A Hora da Prosa, com ANA CRISTINA LEONARDO (Portugal)

13.00 | Restaurante Tacho à Mesa

participação de ANA PAULA MADUREIRA, ANTÓNIO JOSÉ VENTURA e NATACHA FERNANDES » Apresentação do livro de YASMINA TIPPENHAUER (Colômbia) e leituras dos POETAS DO MUNDO » Apresentação do livro de CARLOS DA SENA

Almoço de Homenagem e brinde Poético a CASIMIRO 21:30 | Mercados de Olhão

DE BRITO (Portugal)

Música e Poesia multilingue nos Mercados com: RAFAEL

(Mediante marcação: 289 700 159)

BALLESTEROS, FRANCISCO MORALES LOMAS, CHI TRUNG, AZIZ TAZI, METIN CENGIZ, MÜESSER YENIAY, MARIA TERESA HORTA, FERNANDO FITAS,

15:30 | Cantaloupe e Cais Club

21:30 | Sociedade Recreativa Progresso Olhanense

FERNANDO CABRITA, JUAN CEYLES DOMÍNGUEZ,

» Encerramento

» Cinema e Poesia pelo CLUBE DE CINEMA DE OLHÃO

ANTÓNIO JOSÉ VENTURA, MARIO RODRÍGUEZ,

Poesia com Vista para o Mar, com todos os poetas

Exibição do filme PATERSON, um filme comovente

MARIA

NATACHA

convidados e a participação de GENOVEVA FAÍSCA,

sobre a vida e a poesia

FERNANDES,

VIVIANE e PATRÍCIA DE JESUS PALMA

DO

SAMEIRO GENOVEVA

BARROSO, FAÍSCA,

McGOWRAN, PEDRO JUBILOT e VIVIANE

HUÊ


IV ENCONTRO INTERNACIONAL POESIA A SUL

| OLHÃO 2018 | 19 A 28 DE OUTUBRO

LOCAIS DE POESIA 16

Recreativa Progresso

Arquivo António Rosa Mendes

Auditório Municipal de Olhão

Jardim João Lúcio

Re-Criativa República 14

Museu Compromisso Marítimo

Galeria Sul, Sol e Sal

Câmara Municipal de Olhão

Mercados Municipais Catita | Cantaloupe | Cais Club Caíque Bom Sucesso