Page 1

Publicação com informação e análise das realidades e aspirações comunitárias

Campinarte Dicas & Fatos JJULHO / 2017 2017 ULHO/

DISTRIBUIÇÃO DISTRIBUIÇÃO GRATUITA GRATUITA

Um Informativo Digno de Você! MENSAL

Ano XX - N.º 239 - Duque de Caxias - RJ - Fundado em 27/09/1996 / E-mail - campinarte@gmail.com - Tel.: - Claro (9)9116-5147 (WhatsApp)

Museu Ciência e Vida interatividade é um conceito que norteia todo o museu. Com variedade de recursos de tecnologia de ponta e cercado pelos ambientes modernos, dinâmicos e lúdicos das exposições, o visitante é convidado a ser agente principal do próprio museu. Experimentando, explorando, sentindo, tocando e observando, o público é envolvido pelo conhecimento científico, possibilitando maior aproximação entre o mundo científico e o cotidiano das pessoas. Como museu interativo de última geração, permite a inserção do Brasil em um novo panorama mundial de museus temáticos.

A

Rua Aílton da Costa, s/nº - Jardim 25 de Agosto / Rede / Holding: Secretaria de Ciência e Tecnologia do Estado RJ / Fundação Cecierj

Facilidades para pessoas com deficiência: adequação da altura do mobiliário, condições de acesso para cadeiras de rodas, espaços reservados para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, locais de acesso sinalizado e em nível, rampas de acesso, rebaixamento de balcões de atendimento, sanitários com barras de apoio, acesso e giro para cadeiras de roda. Objetivos: • Contribuir para despertar junto aos jovens vocações científicas e técnicas; • Apoiar o processo de ensino-aprendizagem de forma prazerosa e divertida, através de ações inovadoras; • Estimular a experimentação, a observação, a descoberta e o pensamento científico nas diversas áreas do conhecimento; • Contribuir para elevar o nível da cultura científica do cidadão, possibilitando uma participação social consciente e informada; • Contribuir para a ampliação da consciência pública sobre a estreita relação existente entre meio ambiente e qualidade de vida; • Promover a melhoria do ensino de Ciências.


Página 02

Dicas & Fatos

Campinarte Dicas & Fatos

Campinarte

Escritores Brasileiros / Resumos e Contos

HISTÓRIA, ARTE E CULTURA

José Carlos Mendes Linhares

ESTILOS MUSICAIS

Compositor popular, poeta, operário, nascido em Vigário Geral (Rua Gregório de Matos, 423 / 429), em 28 / 07 / 1946.

pagode é mais uma forma sob a qual "reaparece" o samba no final desta década de 1970. Tem andamento mais ligeiro, agressivo. Redescobriu o tantã, reintroduziu o banjo (muito popular entre nós nas "jazz-bands" dos anos de 1940), fez surgir o repique de anel e o tantã (criação do músico e compositor Sereno, do grupo Fundo de Quintal) e assimilou muito bem outra criação de instrumento, o banjo com braço de cavaquinho, criado por Almir Guineto, que chamava a atenção pela sonoridade que conseguia tirar do instrumento. Esse tipo de instrumento híbrido foi logo adotado por vários grupos de samba. O pagode é uma reação popular à maciça ocupação dos principais meios de difusão, emissoras de rádio e TV, por ritmos alheios à cultura nacional. Ganhou corpo, forma e sucesso nacional nas festas em casas e quadras dos subúrbios cariocas, nos calçadões de bares do Centro do Rio e da periferia. No final da década de 1970 e início da década seguinte, no Rio de Janeiro foi surgindo um tipo de manisfestação espontânea de aglutinação de sambistas em vários pontos dos subúrbios: Quadra do bloco carnavalesco Cacique de Ramos (em Ramos), Clube Sambola (Abolição), Clube Helênico, O Pagode do Arlindo (Cruz) em Cascadura, O pagode da Tia Doca (em Madureira), O pagode da Beira do Rio (em Oswaldo Cruz), O pagode do Cláudio Camunguelo (em Vista Alegre), entre outros. Na "linha de frente" desse movimento (ainda que inconsciente) destacavam-se Almir Guinéto, Zeca Pagodinho, Caprí, Deni de Lima, grupo Fundo de Quintal, Jovelina Pérola Negra, Jorge Aragão, Mauro Diniz e Nei Lopes. Um dos disco mais emblemáticos no início do pagode carioca é o LP "Raça brasileira", produzido por Milton Manhães em 1985 para a gravadora RGE. Do disco fizeram parte Mauro Diniz, Jovelina Pérola Negra, Zeca Pagodinho, Pedrinho da Flor e Elaine Machado. No ano seguinte, vários destes artistas foram lançados em carreira solo, destacando-se Zeca Pagodinho com vendas expressivas do primeiro disco solo em 1986. Com o passar dos anos, o próprio som deste grupo também foi sofrendo influência e assimilando outros instrumentos, como o teclado, usado pela primeira vez pelo grupo Fundo de Quintal no samba "Parabéns pra você" (Mauro Diniz e Ratinho), o que causou certa estranheza, não menos que a orquestração, introduzida por Rildo Hora nos discos do grupo, assim como nos de outros artistas, como Martinho da Vila, Zeca Pagodinho e Beth Carvalho, com quem o produtor e arranjador também trabalhou.

O

Publicação com informação e análise das realidades e aspirações comunitárias Nova Campinas / Cep: 25040250 - Duque de Caxias - RJ Telefone - Claro (9)9116-5147 - WatssApp BLOG / CAMPINARTEDICASEFATOS.BLOGSPOT.COM e-mail: campinarte@gmail.com Fundado em 27/09/1996 por Huayrãn Ribeiro Fotos: Arquivo Campinarte Diagramação, Arte Final e Pesquisa: Equipe Campinarte Relações Públicas: Huayrãn Ribeiro Colaboram: Dra. Sandra Borges (Cirurgiã Dentista), Dr. Máximo G. Costa (Direito), AVLADUC - (Associação de Vôo Livre e Amigos de Duque de Caxias - Instrutor: Jaú - Transporte), Carlito do Sal (Radialista Comunitário), Marcos Valério (Espiritismo). O S ARTIGOS ASSINADOS SÃO D E EXCLUSIVA RESPONSABILIDADE D E SEUS AU TORES , ONDE NEM SEMPRE REFLETEM O PENSAMENTO D O C AMPINARTE D ICAS E F ATOS , O I NFORMATIVO . Tiragem: 2.000 exemplares.

ESCRITÓRIO VIRTUAL Para Enviar TEXTOS, CONTOS, CRÔNICAS, POESIAS, PESQUISAS... GOSTARIA DE SER UMA ESPÉCIE DE CORRESPONDENTE DO CAMPINARTE DICAS E FATOS? Você deverá se utilizar do e-mail campinarte@gmail.com No cabeçalho escreva o seu nome / idade / formação / bairro, cidade e país... Nos casos (por exemplo), de pesquisas, crônicas ou qualquer outro artigo – não deixe de citar as fontes... Caso o material seja de terceiros, exija (por escrito) a autorização dos mesmos...

Fotos e vídeos... No cabeçalho escreva o seu nome / idade / formação / bairro, cidade e país... Os mesmo cuidados em relação aos direitos autorais devem ser tomados no que diz respeito ao envio de vídeos e/ou fotos... Não se esqueça de dar os devidos créditos e/ou citar as respectivas fontes... Obs.: caso os vídeos estejam no You Tube, etc., basta enviar apenas o link...

Compositor em blocos carnavalescos e escolas de samba até o Carnaval de 1988.

Convertido ao Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo em 13 / 11 / 1988, aos 42 anos de idade. Carlinhos Linhares apresenta a sua obra literária: FLORES DO MEU CAMINHO (poesias) e FLORES DO MEU CAMINHO II (trovas, frases e pensamentos).

CONTATO Telefone 2675-2125

A Rainha Vermelha Autora: Victoria Aveyard. ESTE YA DE FANTASIA É O LIVRO DE ESTREIA DESTA AUTORA, QUE CONQUISTOU UM GRANDE HYPE EM 2015, QUANDO FOI LANÇADO. Em A Rainha Vermelha o mundo é dividido em dois grupos: as pessoas com sangue vermelho e com sangue prateado, sendo este último é formado por portadores de poderes sobrenaturais, que são considerados quase deuses. No entanto, toda esta hierarquia corre o risco de ser afetada quando se descobre que uma pessoa de sangue vermelho (Mare Barrow) é dona de um poder bastante misterioso. Mas ela não tem sangue prateado, então como isso é possível?

A Rainha Vermelha é uma trilogia, que também é formada por Espada de Vidro e A Prisão do Rei.


Campinarte

Dicas Dicas && Fatos Fatos

Editorial

Campinarte Animal

Eleição é farsa – e qualquer um que a defenda pode ser considerado no mínimo mal-intencionado!

DICAS, FATOS E FOTOS / LEIA, COMENTE E EECOMENDE

sse sistema eleitoral está falido e qualquer um que o defenda pode ser considerado no mínimo mal-intencionado. Qualquer um que venha com aquele velho discurso de que “o povo precisa aprender a escolher seus candidatos” pode ser considerado no mínimo malintencionado. Esse sistema político está falido e bota tempo nisso, portanto, qualquer um que o defenda pode ser considerado no mínimo mal-intencionado. As urnas eletrônicas não são confiáveis, qualquer um que as defenda pode ser considerado no mínimo mal-intencionado. No atual sistema o voto só serve para o eleito, quando que para o eleitor vem tudo na base do contagotas (quando vem) e qualquer um que o defenda pode ser considerado no mínimo mal-intencionado. Todo aquele que vive criticando o atual sistema e continua votando, apoiando candidaturas ou até mesmo se candidatando, pode, sim, ser considerado, no mínimo, mal-intencionado! Se não é boa a atual situação na educação, saúde, economia, segurança, etc., precisamos entender que tudo isso são os efeitos de uma crise moral e qualquer um que negue tal fato pode, sim, ser considerado no mínimo, mal-intencionado!

E

Huayrãn Ribeiro

Página 03

TENHO CARA DE PALHAÇO?

Os animais, nossos irmãos uando nascem, despertam a atenção e o carinho dos humanos. São engraçadinhos, frágeis, tão pequenos. Cãezinhos de raças diversas são requisitados pelas crianças que desejam fazer deles seu brinquedo. E assim, eles são levados para casa. Por vezes, adquiridos a alto preço, pelo pedigree, pela pureza da raça. Enquanto pequenos, tudo é levado à conta de peraltices próprias de quem está descobrindo o mundo ao seu redor. A criança o leva para todo lugar, e o cãozinho a segue, sempre fiel. Não é raro que durmam juntos e, à mesa, o animalzinho fica ao lado, aguardando os bocados que o pequerrucho lhe passa à boca. Brincam juntos no jardim, no interior da casa, nas piscinas. A criança nem sempre é suficientemente cuidadosa e por vezes, pisa na cauda do cão, puxa-lhe as orelhas, aperta-o em demasia. O animal solta um latido meio sufocado, dizendo da dor que sentiu, mas continua fiel, nem pensando em revidar a agressão, mesmo involuntária. Pulam, saltam, correm um atrás do outro, enquanto as horas vão somando os dias... Cresce o animal. Agora, já não é tão engraçadinho assim. Ele solta pêlo por todo lugar e, porque ninguém lhe ensinou o que ele podia e o que não podia fazer, é castigado porque arranhou o sofá da sala. Porque mordeu o chinelo recém comprado. Porque rasgou a bola, com os dentes. E, até mesmo, porque as suas necessidades fisiológicas foram feitas em lugares inapropriados. A criança também cresce. Os interesses mudam. E, um dia, o animal que vivia em uma família, rodeado por todos, dentro de casa, gozando da confiança doméstica, se vê colocado no quintal. Mas, como faz buracos, traz terra para o piso da garagem, ele é preso a uma coleira e uma corda. Ao menos fosse em lugar confortável. Contudo, por vezes, fica exposto ao sol, à chuva, ao vento. Preso. Suas pernas desejam correr, pular. Sua cauda abana a cada barulho significativo, seu bem conhecido, que os ouvidos registram: o carro chegando; a algazarra das crianças vindo da escola; o barulho da bola quicando no muro, no chão, na mão, no muro... Quando as luzes se acendem na casa, ele olha e fica aguardando que alguém se lembre dele, outra vez. Finalmente, chega um dia em que ele é colocado no carro da família. Vai alegre. A viagem é longa, por estradas que não acabam nunca. Então, o veículo estaciona. Ele corre para fora, esperando que alguém o chame, que corra atrás dele. Mas, logo percebe que o carro fecha as portas de novo e arranca, perdendo-se na poeira da estrada. Ele corre, tenta alcançar. Por que eles não param? Por que o esqueceram? Indesejável, foi abandonado. A partir daí, sua vida será um peregrinar pelas estradas, pelas ruas, à cata de comida, água, um lugar para morar. Cachorro sem dono. Não chegue perto. Ele pode morder. Não toque nele. Deve estar doente. Veja como está magro. Cachorro de ninguém. Seus dias acabarão logo mais, sob as rodas de um automóvel, ou por enfermidade ou tristeza. * * * Pensemos, olhando nossos animais de estimação, como os estamos tratando. São seres vivos: têm fome, sede. Sentem cansaço, calor, frio. Sobretudo precisam de afeto, de atenção. Os animais estão sob a guarda e proteção dos homens. Assim dispôs a Lei Divina: que servissem ao homem e o homem, de sua vez, os protegesse e amparasse. Não percamos de vista este dever para com nossos irmãos inferiores, os animais. Redação do Momento Espírita. Em 20.05.2008. ..:: Momento Espírita ::..

Q

Um velho transtorno de Volta à Sta. Cruz da Serra ponto de ôni bus que fica enfrente ao Shopping Família em Santa Cruz da Serra tem servido (principalmente nos finais de semana e feriados) de estacionamento, prejudicando usuários do transporte coletivo. Os coletivos são obrigados a parar fora da baia (à vezes em fila dupla) causando uma série de transtornos naquela localidade. Era a mesma coisa no passado, até que um belo dia, o governo anterior resolveu fazer uma alteração: o ponto de ônibus ficaria mais adiante enfrente a um supermercado próximo ao sinal. Muito bem, o atual governo alterou novamente a localização do tal ponto de ônibus trazendo-o de volta a sua antiga localização, enfrente ao Shopping Família, só que junto com o ponto de ônibus vieram também velhos transtornos que sempre aporrinharam a população de Santa Cruz da Serra e bairros vizinhos. Resumo: muda pra lá, muda pra cá e continua tudo como antes, o povo que se dane!

O

Será que eles pensam realmente que todo mundo tem cara de palhaço, assim como eu?

Huayrãn Ribeiro


Página 04

Dicas & Fatos

Campinarte

Élton Antônio Medeiros / 22/7/1930 Rio de Janeiro, RJ / Compositor. Cantor. Produtor. Radialista. Nasceu no bairro da Glória e aos sete anos mudou-se com a família para o subúrbio de Brás de Pina. O pai, Luís Antônio de Medeiros, funcionário do Arsenal da Marinha, participava de ranchos - como o Flor do Abacate e Mimosas Cravinas - e costumava fazer festas em sua casa, freqüentada por (...) Aos 17 anos tocava de dia na Orquestra Juvenil de Estudantes, que se apresentava na Rádio Roquete Pinto, e à noite tocava trombone na gafieira Fogão, do compositor Uriel Azevedo. Em 1959 o cantor Jamelão, acompanhado da Orquestra Tabajara, gravou de sua autoria "Falta de queda". No início da década de 1960, juntamente com Cartola, Nelson Cavaquinho, (...) Nelson Mattos / 25/7/1924 Rio de Janeiro, RJ / Compositor. Cantor. Escritor. Pintor. Nasceu na Santa Casa de Misericórdia, na Praça XV. Filho de Maria Rosa da Conceição. Aos oito anos, morava no Morro do Salgueiro, onde desfilava na Escola de Samba Azul e Branco. Aos 12 anos, mudou-se para o Morro da Mangueira, sendo adotado por Alfredo Lourenço, pintor de paredes nascido em Portugal.

DAISY LÚCIDI (BIOGRAFIA PARA O MUSEU VIRTUAL DA TELEVISÃO BRASILEIRA)

aisy Lúcidi nasceu na cidade do Rio de Janeiro, em 10 de agosto de 1929. Ela é radialista e atriz brasileira. Casada com o jornalistga esportivo Luiz Mendes. Tem filhos e netos. Um dos seus netos foi casado com a atriz e apresentadora Babi Xavier, mas se separaram. Por um tempo, Daisy Lúcidi ficou fora da televisão, mas então entrou na política e foi muito bem aceita. Foi vereadora e deputada estadual pelo Rio de janeiro. Em rádio fez sempre sucesso, mas nada se compara ao fato de ter, sob seu comando, o programa: "Alô, Daisy", que está no ar, pela Rádio Nacional, que por muitos anos foi considerada a melhor e maior emissora do Brasil, desde 1971. Em televisão, Daisy Lúcidi começou em 1962, fazendo novelas na TV Tupi, do Rio de Janeiro. Nesse ano fez: "Nuvem de Fogo". Em 69, fez: "Enquanto Houver Estrelas". Em 73: "João da Silva". Passou depois para a TV Globo e fez em 74: "Supermanoela". Em 75 participou de: "Bravo". Em 76, fez: "O Casarão". Em 2007, fez: "Paraíso Tropical". Em 2008 esteve em: "Esta História dava um Show", no Multishow. Em 2010, fez a novela "Passione". E depois, em 2014, outra novela: "Geração Brasil". Em cinema, Daisy Lúcidi fez os filmes; "Quatro Contra o Mundo", "Eu Transo, Ela Transa", "Dentro da Vida", e "Folias Cariocas", que foi seu primeiro filme em 1948.

D


Campinarte

Dicas Dicas && Fatos Fatos

Página 05

Perda ou roubo da carteira de trabalho: qual a primeira coisa que devo fazer? m caso de perda ou roubo da carteira de trabalho, a primeira coisa que você deve fazer é se dirigir a delega cia mais próxima e fazer um Boletim de Ocorrência. Pois, nesses casos, este documento é exigido pelo Ministério do Trabalho. Este é um procedimento básico que pode ser adotado em relação à perda de praticamente todos os documentos oficiais. Em seguida você precisa providenciar uma segunda via do documento. Isto pode ser feito na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego da cidade ou em pontos de atendimento ao trabalhador, que geralmente estão instalados nas Regiões Administrativas dos bairros ou em sindicatos.

E

Retirando uma segunda via Para retirar uma segunda via de sua carteira de trabalho, além do Boletim de Ocorrência você necessitará dos seguintes documentos: Certidão de nascimento, de casamento ou identidade; Uma foto 3×4 recente (com fundo branco); Um documento que confirme o número da carteira de trabalho anterior, perdida (o extrato do FGTS, uma cópia da ficha de registro de empregado com carimbo do CGC da empresa ou o termo de rescisão do contrato de trabalho homologado pelo sindicato de classe, pelo Ministério do Trabalho e Emprego, pelo Ministério Público, pela Defensoria Pública ou por um juiz de paz). Não perdi minha carteira de trabalho, ela foi danificada Caso sua carteira de trabalho tenha sido danificada, você também pode pedir uma segunda via. Basta ir à superintendência (ou aos pontos alternativos listados anteriormente), levando os mesmos documentos pedidos no caso da perda ou do roubo. Lembrando, que uma danificação é caracterizada por rasura, falta da fotografia, página faltando, ou qualquer situação que impossibilite a utilização normal do documento.

Primeiro bailarino do Theatro Municipal do Rio dirige Uber para garantir salário om dois salários e o décimo terceiro de 2016 atrasados, o primeiro bailarino do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, Felipe Moreira, se viu obrigado a recorrer a uma nova atividade para poder quitar dívidas e garantir o sustento de sua família, formada pela também bailarina Élida Brum e o filho Heitor Moreira, de 6 anos. Para garantir o sustento da casa, ele usa o carro emprestado pela mãe e atua como motorista do aplicativo Uber. A crise financeira do estado do Rio de Janeiro começou a ser sentida pelos funcionários do Theatro Municipal do Rio em meados do ano passado, quando o pagamento dos salários passou a sofrer atrasos de 10 a 20 dias. “Em janeiro, fevereiro deste ano, nós já tínhamos três meses de atraso. Foi o momento mais grave dessa crise para os funcionários do Theatro Municipal”, disse Felipe Moreira à Agência Brasil. O corpo de baile do Theatro Municipal do Rio tem 105 bailarinos. Felipe Moreira disse que o seu caso é ainda mais grave porque duas pessoas da mesma família estão sem salários. “A gente não tinha de onde tirar dinheiro. O dinheiro não entrava de nenhuma maneira.” Na impossibilidade de pagar as contas, o aluguel, o plano de saúde do filho, além de “fazer cortes”, Moreira começou a procurar outro trabalho para poder sobreviver. Ele tentou dar aulas de balé clássico, de dança e trabalhar em outros lugares como bailarino, mas a crise financeira chegou a todo o Rio de Janeiro, o que limitou o mercado de trabalho. “Não tinha o que fazer. Minha última alternativa foi dirigir Uber.” Ele afirma que, apesar de ser um trabalho digno e muito bom, não é a sua profissão. Segundo ele, o balé exige dedicação exclusiva e um tempo de oito a dez anos para formação profissional. “Você sair daquilo que trabalhou durante muito tempo, estudou, prestou prova pública de cinco dias, trabalhou com afinco para poder crescer dentro de sua carreira e depois abdicar de tudo isso e fazer um trabalho paralelo que você não nasceu para aquilo, é muito difícil”, comentou. A esposa de Moreira, Élida Brum, sobrevive graças a um brechó on line. Segundo o primeiro bailarino do Theatro Municipal, os salários da categoria estão defasados. Por isso, os bailarinos mantêm atividades dentro da profissão, como complementação ao salário. Alguns dão aulas ou são convidados para dançar em outras companhias de balé. (Agência Brasil)

C

Como recupero o registro de minhas experiências profissionais anteriores? Você já deve estar de posse de sua nova carteira de trabalho. E então solicitar à Superintendência Regional de Trabalho o histórico que os antigos empregadores lançaram no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS). Caso não consiga estas informações na Superintendência, você deve procurar as empresas em que trabalhou e pedir ao RH para repassar os dados à sua nova carteira de trabalho.

Quem não gosta de samba

m dos expoentes do cinema novo, Leon Hirszman, filmou o samba que vive em Nelson Cavaquinho dias após a promulgação do AI-5 no Brasil. Captado em 35mm, o filme é a estreia da vez no Porta Curtas e reflete o samba, a melancolia e a resistência da cidade. O cineasta abre novos caminhos para a forma de se pensar o documentário no Brasil à medida em que a câmera acompanha com intimidade a vida da periferia em um período em que a ditadura atingiu o ápice de sua crueldade. Os planos do filme mostram a forma como as ruas cariocas sentiam no ano de 1969 - a simplicidade da poesia no olhar dos sambistas e os contrastes que por lá rondavam. Os muros das casas se abrem para encontros de samba, cerveja e conversa fora. Ali, quem faz a cidade são os moradores, a vizinhança, as crianças. O samba, a boemia e resistência tomam conta do Porta Curtas. Em destaque, Pixinguinha e a Velha Guarda do Samba, Moreira da Silva, Heitor dos Prazeres e Coruja. (portacurtas.org.br)

U


Página 08

Dicas & Fatos

Estação Saracuruna

E m 1888 quando houve a união entre a "linha do norte" e a "linha Mauá-Petrópolis" foi inaugurada como uma "parada de trens" com o nome de "Rosário", mesmo nome da fazenda onde estava sendo instalada. Em 1928 foi elevada ao status de "estação" e passou a fazer a ligação entre "Rosário" e a estação de Trem da Leopoldina (39Km), no fundo da Baía da Guanabara, passando por Porto das Caixas, Magé e Visconde de Itaboraí, possibilitando ainda a ligação entre o Rio de Janeiro e Vitória. Em 1940 recebeu o nome atual e com o fim do trecho "InhomerimTrês Rios". Em 1965, a estação de Saracuruna passou a atender apenas as composições de subúrbio. A estação de Saracuruna atual, foi reformada em 2000, e é considerada uma das mais importantes de Duque de Caxias em fluxo de passageiros.

Campinarte


Campinarte

Dicas & Fatos

História e Natureza na Taquara

A localidade da Taquara em Duque de Caxias, oferece aos visitantes e turistas uma boa variedade de atrativos naturais e culturais. Em um dia, com a orientação correta, diversos locais podem ser visitados e além de conhecer parte da fauna e da flora de Duque de Caxias, os interessados ganham verdadeiras aulas sobre a história do município. Prédio da Igreja Nossa Senhora da Imaculada Conceição - Construída em 1742, abrigava também um cemitério onde eram enterrados os escravos que trabalhavam na fazenda Santiago. Essa capela não era frequentada pelos poucos colonos que moravam na fazenda. As pessoas religiosas rezavam em sua próprias casas. As missas eram celebradas uma vez por mês. A Capela foi reformada em 1952. Prédio da antiga Fábrica da Nova América - Em 1925, era inaugurada a Companhia de Tecidos Nova América. A economia se diversificava e as cidades cresciam. O Rio de Janeiro passava por uma completa remodelação e os bondes davam o toque de modernidade àquilo que hoje chamamos de Rio Antigo. Foi neste ambiente de progresso que a Nova América Tecidos cresceu e se transformou numa das maiores e mais tradicionais fábricas do país. Até que, em 1991, suas instalações foram desativadas e a fábrica transferida para a unidade de Fonte Limpa em Duque de Caxias, RJ. Parque Natural Municipal da Taquara - O parque é uma unidade de Mata Atlântica preservada. No seu interior encontramos as cachoeiras trilhas e muita natureza. O parque reúne muitos lagos, córregos e corredores ecológicos. Em suas florestas, encontramos uma grande diversidade de flora e fauna, com espécies nativas de árvores e flores de raríssima beleza, além de centenas de tipos de animais silvestres. Casa de Refugio de Luiz Carlos Prestes - Luís Carlos Prestes é considerado um dos maiores símbolos da Revolução Socialista no país. Em 1924, comandou um grupo de 1.500 rebeldes da Coluna Miguel CostaPrestes, no Rio Grande do Sul. Foi militar, senador, cassado, exilado e anistiado. Morreu em 1990, aos 92 anos. Durante um período de sua empreitada militar, Prestes precisou se esconder e para isso, usou essa casa simples, localizada no terreno que hoje forma o parque Municipal da taquara. Museu Histórico de Duque de Caxias e da Taquara - O espaço ocupado pelo Museu Duque de Caxias, no século XIX, pertencia à Fazenda São Paulo, localizada na Vila de Estrela.Desde 1994 o Museu passou a ser administrado pela Secretaria Municipal de Cultura e recebeu uma nova denominação, "Museu da Taquara", nome do atual bairro. No seu acervo original e de posteriores doações destacam-se algumas fotos da região, que se remetem ao século XIX e XX, uma replica do espadim do Duque, medalhas e outros materiais referentes às batalhas que possivelmente participou e vários objetos de uso cotidiano da casa, da fazenda e dos escravos. Informações e contratação: Associação de Professores Pesquisadores em História.

Página 07


Página 08

Dicas & Fatos

Saúde é Vital

Dra. Dra. Sandra Sandra Borges Borges

Campinarte

Saúde

É crime amamentar em público?

Cirurgiã Dentista, Odontopediatra, Homeopata

Dr. Sabe tudo O cara só é sinceramente ateu quando está muito bem de saúde. (Millôr Fernandes)

ão, não é crime amamentar em público. Em nenhum local do Brasil, a prática pode ser considerada crimi nosa ou ilegal. Não há regulamentações em esfera nacional que tratem do problema, o que garante que lactantes amamentem sem nenhum tipo de constrangimento.

N

O que diz a lei? Não há nenhuma lei federal que trate do assunto. Na prática, há algumas leis em esfera municipal e estadual que tratam da questão. No entanto, no ordenamento jurídico brasileiro, a amamentação não é regulamentada. De acordo com o princípio da legalidade, isso significa algo bastante categórico. Para o cidadão, tudo aquilo que não é proibido pela lei é lícito. Em outras palavras, se não há proibição de se amamentar em público, isso pode ser realizado sem nenhum tipo de recriminação.

Leis municipais e estaduais que tratam da amamentação pública Atualmente, existem algumas leis ordinárias locais no Brasil. Elas não tem abrangência nacional, mas indicam uma tendência jurídica a respeito do assunto. Nenhuma delas busca tornar um crime amamentar em público. Pelo contrário: há leis em São Paulo, Rio de Janeiro e Santa Catarina – e todas punem quem gera algum constrangimento para a mãe lactante. Isso quer dizer que, nestes locais, não apenas é permitido amamentar em público, como causar algum problema para quem o faça é passível de punição.

E as notícias recentes a respeito da aprovação de uma lei que tornava a amamentação pública um crime? No final de 2015, uma série de notícias passaram a anunciar a aprovação de uma lei que tornava crime amamentar em público. Por algum motivo, as fontes desta notícia não foram conferidas, permitindo que ela se espalhasse rapidamente. Na prática, nem mesmo os deputados supostamente envolvidos no projeto de lei divulgado eram parte da câmara brasileira. Além disso, todas as leis que atualmente estão em vigor sobre o assunto (todas em âmbitos municipais e estaduais) indicam exatamente a tendência oposta. Como demonstrado no tópico anterior, multa-se o constrangimento praticado contra uma mãe que amamenta. Por isso, a ideia de multar essa mãe vai contra os principais aspectos doutrinários atualmente desenvolvidos.

A verdadeira amizade é como a saúde: o seu valor só é reconhecido quando a perdemos. (Charles Colton) A felicidade e a saúde são incompatíveis com a ociosidade. (Aristóteles) O maior erro que um homem pode cometer é sacrificar a sua saúde a qualquer outra vantagem. (Arthur Schopenhauer) A verdadeira felicidade é impossível sem verdadeira saúde, e a verdadeira saúde é impossível sem um rigoroso controle da gula. (Mahatma Gandhi) O dinheiro é a coisa mais importante do mundo. Representa: saúde, força, honra, generosidade e beleza, do mesmo modo que a falta dele representa: doença, fraqueza, desgraça, maldade e fealdade. (Arthur Schopenhauer) A única diferença entre a loucura e a saúde mental é que a primeira é muito mais comum. (Millôr Fernandes) Se alguém procura a saúde, pergunta-lhe primeiro se está disposto a evitar no futuro as causas da doença; em caso contrário, abstém-te de o ajudar. (Sócrates) O primeiro dos bens, depois da saúde, é a paz interior. (François La Rochefoucauld) A felicidade é como a saúde: se não sentes a falta dela, significa que ela existe. (Ivan Turgueniev)

Seria possível existir uma lei deste tipo? Na prática, uma lei que tornasse crime amamentar em público seria muito improvável. É possível que a lei fosse considerada inconstitucional antes mesmo de ser aprovada, considerando que é uma afronta a diversas garantias fundamentais. No entanto, formalmente, para que uma lei deste tipo passasse a vigorar, seria necessária uma aprovação da lei. Para isso, ela deveria ser proposta nas casas legislativas federais. Após a proposta, seria necessário que uma votação fosse positiva tanto na Câmara dos Deputados, quanto no Senado Federal. Além de todo este processo, a lei ainda passaria pela Presidência da República, onde poderia ser de vetada. Se ela sobrevivesse a todo este longo processo sem ser barrada por alguma inconformidade com preceitos judiciais, ela passaria a valer. (Fonte / direitosbrasil.com/amamentar-em-publico)

A cólera prejudica o sossego da vida e a saúde do corpo, ofusca o julgamento e cega a razão. (Denis Diderot) Os velhos invejam a saúde e vigor dos moços, estes não invejam o juízo e a prudência dos velhos: uns conhecem o que perderam, os outros desconhecem o que lhes falta. (Marquês de Maricá) A alma que abriga a filosofia deve, para a sua saúde, tornar o corpo são. (Michel de Montaigne)


Campinarte

Dicas Dicas && Fatos Fatos

Página 09

Universidade do Rio desenvolve livro digital para pessoas com deficiência adaptação de li vros didáticos tra dicionais para estudantes cegos, surdos, com deficiência intelectual e autismo vem sendo desenvolvida pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) a partir de um projeto do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e da organização não governamental (ONG) Movimento Down, iniciada em 2014. O livro vem sendo desenvolvido no Brasil por pesquisadores do Observatório de Educação Especial e Inclusão Escolar (ObEE) da UFRRJ. A universidade conta com uma equipe interdisciplinar, formada por pesquisadores de diferentes instituições do estado, como a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), o Colégio Pedro II, a Pontifícia Universidade Católica (PUC-Rio), envolvendo as áreas de educação e tecnológica. “Estamos com o protocolo pronto. e já em fase de compra de materiais. O dinheiro foi liberado só agora. Estamos adquirindo os tablets, informou hoje (19) à Agência Brasil a coordenadora do grupo de pesquisa do departamento, Márcia Pletsch. O observatório está formando, 200 professores de educação especial nas redes de ensino de oito municípios da Baixada Fluminense (Belford Roxo, Duque de Caxias, Nova Iguaçu, Nilópolis, Mesquita, Japeri, Queimados e São João de Meriti). Eles participam do curso de extensão Ensino e Aprendizagem para Estudantes com Deficiência: Estratégias Curriculares e Recursos Tecnológicos, iniciado em fevereiro, que aborda tecnologia, desenho universal, acessibilidade, inclusão, desenvolvimento humano. O livro didático digital vem sendo desenvolvido na perspectiva da metodologia do Desenho Universal para a Aprendizagem (DUA). A ideia é começar a aplicação do projeto-piloto em

A

Piadas & Piadas

agosto. Alguns dos professores serão selecionados para turmas de alunos cegos, surdos, com autismo e deficiência intelectual. “Temos que ir para as escolas, no contexto real das salas de aula, para validar o protocolo”, disse Márcia. Escolas de 16 municípios que já haviam estabelecido parceria anterior em projeto sobre deficiência intelectual tiveram prioridade. De acordo com Márcia, serão estudados quatro casos de cada deficiência. Um protocolo ético e metodológico na área de humanas será seguido, incluindo autorização das famíliaspara filmagens. A equipe de pesquisadores da UFRRJ e da Uerj vai atuar junto aos professores, acompanhando a aplicação do livro digital nas salas de aulas. Márcia Pletsch lembrou que. para garantir acessibilidade a todos, o projeto observa especificidades teóricas de linguagem e construção do desenvolvimento cognitivo dos diferentes tipos de deficiência. O projeto é pioneiro e inédito, “inclusive internacionalmente”, ressaltou a coordenadora. “Se conseguirmos acessibilidade para um livro didático digital na Baixada Fluminense, conseguiremos em qualquer lugar do planeta”. Caso o projeto seja validado, poderá ser replicado em qualquer lugar do mundo. “A proposta é validar o projeto do Unicef e fazer uma devolutiva para o órgão das Nações Unidas”. O Unicef Brasil está acompanhando a aplicação.

COLOCAMOS AO SEU CISA SABER , E QUANDO

DISPOR TUDO O QUE VOCÊ

[ MULHER ]

PRE -

FALAMOS TUDO É PORQUE ESTAMOS LITE -

RALMENTE COLOCANDO OS ARTIGOS MAIS INTERESSANTES !

C ONTA -

MOS COM GRANDES COLABORADORES E PARCEIROS PARA TORNAR ESTA SEÇÃO UMA SEÇÃO NO MÍNIMO ÚTIL .

Campinarte só para Mulheres Programa Saúde da Mulher em Nova Campinas Ação realizada pela Secretaria de Saúde de Duque de Caxias três vezes por ano na Associação de Moradores de Nova Campinas, Terceiro Distrito do Município. Antonio de Jesus (foto), Diretor de Saúde da entidade, informou que o total de atendimentos para exames de Papanicolau em 29/06/17 foi de 25 mulheres.

A saúde da mulher e a importância do exame Papanicolau / O Papanicolau é um exame que deve ser prioridade de todas as mulheres sexualmente ativas. Mulheres que já tiveram atividade sexual e têm entre 25 e 64 anos devem fazer o exame periodicamente. Mulheres grávidas também podem fazer o exame a não ser que tenham restrições médicas. O ideal é realizá-lo uma vez por ano.

O Campinarte adverte: Nossas piadas são muito engraçadas, se você não conseguir parar de rir, procure imediatamente um médico (psiquiatra)! A máfia estava com problemas de caixa, porque a polícia estava prendendo todos os cobradores e confiscava o dinheiro. Os chefões resolveram então contratar um cobrador surdo-mudo. Se o cara fosse preso, não diria nada. Na primeira semana, o cobrador consegue recolher 40.000 dólares. Dá uma coceira na mão, e ele decide ficar com a grana e colocá-la em lugar seguro. Uns dias depois, a máfia percebe que está acontecendo algo e manda um pessoal para 'conversar' com o cobrador. Os capangas encontram o surdo-mudo e perguntam-lhe onde está o dinheiro. O cobrador não consegue se comunicar, e a máfia manda buscar um intérprete. - Pergunte-lhe onde está a grana! ? diz um dos capangas. Por gestos, o interprete faz a pergunta ao surdomudo. O homem responde, também por gestos: - Não sei do que vocês estão falando... O interprete traduz aos capangas: Ele disse que não sabe do que vocês estão falando... Um bandido puxa um 38, aponta-o para a cabeça do cobrador e diz, dirigindo-se ao intérprete: - Pergunte-lhe novamente onde o dinheiro está! O interprete faz a pergunta. Assustado, o surdomudo responde por gestos: Desculpem, foi um momento de fraqueza. Os 40.000 dólares estão numa cavidade da terceira árvore em frente ao Museu Metropolitano de Arte, no Central Park. O intérprete vira pros bandidos: - Ele continua insistindo que não sabe do que vocês estão falando, diz que vocês são um bando de bichas e que ninguém aqui é homem pra puxar o gatilho...


Página 10

Dicas & Fatos

Minha Pátria é Minha Língua

Todo Dia é Dia de Índio

A Casa Grande de Romarigães

Penalidades entre os índios brasileiros

Aquilino Ribeiro

ntre os índios brasileiros existia uma lista de crimes cuja punição era algo bastante severo, estando no mesmo pa tamar o homicídio, furto, adultério por parte da mulher, o rapto, lesões corporais e a deserção.

abias que a Casa Grande de Romarigães é real e que aí moraram o ex-Presidente da República Bernardino Machado e o próprio Aquilino Ribeiro (1885-1963)? O escritor beirão sobre quem Fernando Namora disse ser “aquele jovem que trouxera a província para a cidade” conta nesta obra, publicada pela primeira vez em 1957, a história de Portugal através desta casa parcialmente em ruínas. Aquilino Ribeiro encontrou correspondências entre antigos habitantes da casa, datadas entre 1680 e 1828, e decidiu continuar a história. No prefácio, o autor diz que as últimas páginas do livro são “da sua lavra”: “Às outras, sacudi o bolor do tempo e reatei o fio de Ariadna, interrompido aqui e além.” A PRIMEIRA FRASE “Do pinhão, que um pé-de-vento arrancou ao dormitório da pinha-mãe, e da bolota, que a ave deixou cair no solo, repetido o acto mil vezes gerou-se a floresta.” SOBRE O AUTOR “É um inimigo político, mas é um grande escritor!” António Oliveira Salazar

S

Diamantino’s Bar Chopp / Porções / Frango Assado Tradição de Qualidade No Coração de Sta. Cruz da Serra

Minha Pátria é Minha Língua

CHÓ DO GURI Maria de Fátima (Chó do Guri) nasceu no Kwanza Sul no dia 24 de janeiro de 1959. Obras publicadas: “Vivências” (1996), “Bairro Operário” (1998) e “Morfeu” (2000).

Inocência Já venerei dias de miséria nos ponteiros trilhados de um relógio sem tempo onde cresce o meu tormento o mesmo flash se repete Com miúdos sem nome a abraçar desgraças nas ruas ... andam aos milhares soltando as malícias do ventre as vozes de fome no e mesmo instante em cada flash brilham as barrigas destes miúdos que esperam (sem tempo) a abraçar desgraças contrastam com as barrigas eminentes da gente que passa e se escapa a escarrar luxúria regresso odiosamente à minha infância com impulsos incontrolados do coração onde se encontra a muda revolta da minha aflição vejo-me revejo-me nestes retratos na rua onde o flash se repete em cada esquina como um pedaço de mim escondendo-me dos bocejos da noite mas essa graça da inocência ... eu já perdi.

Campinarte

Curiosidades

E

No que diz respeito à virgindade feminina, geralmente não era respeitada. É bem verdade que haviam tribos em que se defendia a preservação, em outras não, onde nem mesmo o direito consuetudinário se preocupava, fazendo com que nesses grupos, raramente a mulher se casava virgem. Sendo outra modalidade de crime, o rapto, quando acontecia entre as tribos, era visto como algo de extrema gravidade, produzindo guerras sangrentas entre eles, pois entendiam que o fato era uma ofensa não contra a família da vítima, mas a tribo. Quando o rapto era praticado por algum membro da própria tribo, o agente era punido com a pena capital. Outro crime considerado gravíssimo, era o adultério. Quando praticado pela mulher, podia ser morta pelo próprio marido. Porém, na tribo dos tupinambás, o adultério fazia com que o esposo espancasse sua esposa. Havia também tribos em que o adultério não provocava “grande punição”. “O direito penal indígena”, protegia de maneira tenaz o índio contra o homicídio e as lesões corporais. Quem praticasse homicídio recebia o mesmo tipo de punição, quando o autor e vítima fossem da mesma tribo. Entretanto, se pertencessem a tribos diversas, geralmente era o estopim para início de guerra. As lesões, eram praticadas por familiares do ofendido, proporcionalmente ao dano causado, atingindo a mesma parte do corpo do agente. Entre os índios, a prática do aborto era algo realizado de maneira tranquila. O infanticídio era não fazia parte do “direito penal indígena”. Sendo a criança fruto de adultério, ao nascer era imediatamente enterrada, já que era considerada alguém que foi gerada de maneira mestiça. Possuidora de duas sementes. Da mesma forma quando se tratava de gêmeos, era considerado infidelidade da esposa, sendo impossível gerar duas crianças com o mesmo marido. (Texto / Hely Ferreira - cientista político e escreve no Blog da Folha nas quintas-feiras)

inguém que tenha dado o melhor de si arrependeu-se. / Seja como o selo de uma carta, grudado até chegar ao seu destino. / Entreguese a tudo quanto fizer. É divertido ser sério. / O esforço faz ranger os ossos, mas ilumina o rosto. / O que bem começa bem acaba. / Não confundir o simples com o simplificado. / Comprometa-se com a qualidade desde o primeiro dia... É melhor não fazer nada do que fazer algo mal feito. / Um ser humano só cumpre seu mais nobre dever quando tenta aperfeiçoar os dotes que a natureza lhe deu. / O que é digno de fazer, merece que seja bem feito. / Somos aquilo que fizemos repetidamente. A excelência não é fazer, mas o hábito de fazer. / Faça no mínimo o máximo. / Conheço pessoas de ação, que sempre serão de ação, porque sempre terminam aquilo que começam. / As pessoas esquecerão quão rápido você fez um trabalho, mas sempre lembrarão quão bem você o fez.

N

azer alguma coisa pe los outros é um fortíssimo elemento de saúde e longa vida. / Queres um segredo para ser feliz? Dá-te e serve aos outros, sem esperança que te agradeçam. / A marca de uma boa ação é que ela parece inevitável na retrospectiva. / Você precisa saber com firmeza e sentir com profundidade que deve dedicar todo dia ao bem de seus semelhantes, fazendo tudo o que lhe for possível por eles. Você deve fazê-lo, mas não falar nisso. / Os grandes atos têm conseqüências de muito longo alcance. / Ninguém avança na vida se não começa a fazer alguma coisa pelo próximo. / Se você não tiver nenhuma caridade no seu coração, você tem o pior tipo de problema cardíaco. / Se possuis grandes riquezas e teu irmão passa fome és ladrão; e se o necessitado morre, és assassino. / Neste mundo você deve ser um pouco mais bondoso para ser bondoso o suficiente. / Generosidade verdadeira é fazer algo de bom para alguém que jamais saberá. / O único presente verdadeiro é uma doação de si mesmo. / Na medida que envelhecemos, percebemos que a única coisa que enche nossas mãos não é aquilo que tomamos, mas que damos. / A generosidade consiste em dar antes de ser solicitado.

F


Campinarte

Dicas Dicas && Fatos Fatos

À LUZ DO ESPIRITISMO Medicina da USP se mobiliza após tentativas de suicídio

Página 11

COMUNIDADE

No Caminho da Verdade

Projeto Samurai Judô

São Raimundo Nonato

Muita paz para todos / Marcos Valerio

ão Raimundo Nonato en controu dificuldades para vir à luz, foi invocado como patrono e protetor das parturientes e das parteiras (seu nome significa “não nascido” porque foi extraído vivo das entranhas da mãe já morta). Nasceu na Espanha, em Portel, na diocese de Solsona (próximo a Barcelona) no ano de 1200. Ainda menino, teve de guardar o gado e, durante seus anos de pastor, visitava constantemente uma ermida de São Nicolau, onde se venerava uma imagem de Nossa Senhora de quem era devotíssimo. Conta-se que, durante as horas que passava aos pés de Maria, um anjo lhe guardava o rebanho. Desde jovem, Raimundo Nonato percebeu sua inclinação à vida religiosa. Seu pai buscou, sem êxito, impedi-lo de corresponder ao chamado vocacional. Ao entrar para a Ordem de Nossa Senhora das Mercês, pôde receber do fundador: São Pedro Nolasco, o hábito. Assim, tornouse exemplo de ardor na missão de resgatar das mãos dos mouros, os cristãos feito escravos. Certa vez, São Raimundo conseguiu liderar uma missão que libertou 150 cristãos, porém, quando na Argélia acabaram-se os recursos para o salvamento daqueles que corriam o risco de perderem a vida e a fé, o Missionário e Sacerdote Raimundo, entregou-se no lugar de um dos cristãos. Na prisão, Raimundo pregava para os muçulmanos e cristãos, com tanta Unção que começou a convertê-los e desse modo sofreu muito, pois chegaram ao extremo de perfurarem os seus lábios com um ferro quente, fechando-os com um cadeado. Foi mais tarde libertado da prisão e retornou à Espanha. São Raimundo Nonato, morreu em Cardona no ano de 1240 gravemente doente. Não aguentou atingir Roma onde o Papa Gregório IX queria São Raimundo como Cardeal e conselheiro. O seu corpo foi descansar na mesma ermida de São Nicolau em que orava nos seus anos de pastor. São Raimundo Nonato, rogai por nós!

S

U

Uma série de tentativas de suicídio entre alunos do quarto ano de medicina da USP tem mobilizado estudantes e professores de uma das melhores faculdades do país. Ao menos seis casos foram registrados neste ano - três nas últimas semanas. O clima de tensão aparece em páginas do Face book dos estudantes que citam "surto de suicídios"– e em textos de professores aos alunos. Pleno sec. 21, evoluímos tecnologicamente alcançamos patamares inimagináveis em todos os segmentos da comunicação, descobrimos que o nosso mundo não esta sozinho na galáxia, outras formas de vida são descobertas, temos todas as facilidades do mundo moderno, mas, nem tudo é suficiente para aquele que padece deste mal que aflige tantas pessoas de diversas classes, não importa idade, sexo, religião ou o que quer que seja. Lendo uma matéria vi uma reportagem de um homem que por ter sofrido uma depressão pós-parto, isso mesmo, fui pesquisar e vi que é bem comum, porem os que sofrem padecem calado, no relato o homem disse que só tinha pensamentos suicidas, os motivos são os mais variados vão desde a depressão, angustias, magoas raiva, sentimento de inferioridade e outros que se agrupam e formam um laço difícil de desatar quando feito. O sexto mandamento diz: Não mataras, isso significa que não temos o direito de tirar a vida, a vida é uma benção nos dada por DEUS, em toda literatura espírita séria, ela nos mostra o que acarreta a aquele que tira a própria vida, por motivo fútil. Sabemos também que o suicida e também um espírito vicioso e se pensa no suicídio nesta existência é porque em suma já foi em outras, fica o pensamento que nem toda evolução tecnológica que nos vem para o auxilio para se ter uma vida melhor é capaz de completar, por assim dizer, os vazios que ainda existem nesta lacuna que é a evolução humana, a nossa maquina ainda esta lá de longe ainda nos primórdios da criação.

(31 de agosto)

Equipe “Samurai” foi criada em 2016, em um projeto soci al no clube ‘Caixa D’água'. Desde então já participou de 4 competições e em todas com muitas medalhas. O mestre da equipe “Samurai” professor Mario Cezar, vem desenvolvendo um ótimo trabalho ... Mas ainda falta muito para essa galera realizar um sonho, que é participar do Brasileiro de Judô em São Jose de Ubá-RJ. Se era difícil em um pais olímpico, imagina agora que não teremos olimpíadas. Mas essa galera é guerreira e vai chegar ao seu sonho. Ketellen Kelly: Medalha Ouro/Sub 12 Centro de treinamento (Casarão, Parque Equitativa- N:730 ) “Projeto Aqui tem esporte”, Professor faixa preta de judô: Mario Cezar/Coordenador: Emiliano Fragoso

A

Classificados para o brasileiro de judô Resultado da etapa em “Mato Alto” Alessandro Pereira: Medalha Prata/Sub 13 Emely Garcês: Medalha Prata: Sub 18 Matheus Guimarães: Medalha Prata/Sub 18 Luiz Felipe: Medalha Bronze/Sub 18 Júlio César: Medalha Prata/Sub 13 Mariana Braz: Medalha Bronze/Sub 12 Daniel Henrique: Medalha Bronze/Sub 13 Bruno Augusto: Medalha Bronze/Sub 15 Keven de Souza: Medalha Bronze/Sub 13 Alexsander Carvalho: Medalha Bronze/Sub 18 Yasmim Vitória: Medalha Ouro/Sub 13 Erick Henrique: Medalha Bronze/Sub12 Matheus Lima: Medalha Bronze/Sub 15 Rickelme Herique: Medalha Prata/Sub 13 Nicole Marinho: Medalha Bronze/Sub 13 Riyshard Gabriel: Medalha Bronze/Sub 13 Diogo Roberto: Medalha Ouro/Sub 13 Gabriel Ribeiro: Medalha Bronze/Sub 15 Marcos Monteiro: Medalha Bronze/Sub 18 Vitor Hugo: Medalha Prata/Sub 15 Moisés Cavalcante: Medalha Prata/Sub 18


Página 12

Dicas & Fatos

Igreja de Nossa Senhora das Graças

A Igreja foi construída em 1949 em uma área doada pela FNM (Fábrica Nacional de Motores) tornando-se em pouco tempo o espaço central para eventos, festas e celebrações. No final dos anos de 1970, voltada para as causas sociais, criou as Pastorais da Terra, Operária, a Pastoral do Menor, a da Família, entre outras. A partir de sua atuação, surgiram diversos movimentos sociais em defesa dos trabalhadores e das populações menos favorecidas de Xerém. Acervo composto por: esculturas, pinturas, azulejaria, painéis, arte sacra, documentos, murais, vitrais, objetos de porcelana, utensílios A localização privilegiada oferece aos visitantes além da contemplação religiosa, também possibilida-

de de observação das belezas panorâmicas que a natureza de Xerém oferece. Na subida da ladeira existe uma área para estacionamento de ônibus e vans, possibilitando o acesso à grupos de romeiros ou visitantes. Fonte: Acervo do Instituto Histórico da Câmara Municipal de Duque de Caxias, Texto da Profª Marlucia Santos de Souza.

Campinarte

Campinarte Dicas e Fatos - Edição - 239 - Jul / 2017  

Informação e análise das realidades e aspirações comunitárias

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you