Page 1

RIO DE JANEIRO Ano 6

edição 286

11 a 17 de outubro de 2018

distribuição gratuita

brasildefato.com.br

/brasildefatorj

@Brasil_de_Fato

RJ

O QUE VOCÊ QUER PARA O BRASIL? O Brasil viverá, no próximo dia 28, a segunda etapa da corrida eleitoral rumo ao Palácio do Planalto, com a realização do segundo turno. A escolha dos eleitores terá que ser feita entre o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) e o candidato Jair Bolsonaro (PSL), que atualmente tem mandato de deputado federal. Saiba quem eles são, o que já fizeram enquanto ocuparam cargos públicos e quais as suas principais propostas de governo para as áreas da segurança pública, economia, educação e saúde. GERAL, PÁGs 4 E 5.

Ilustração: Gustavo Moore

JÁ SABE O QUE FAZER NO FERIADO?

Dá uma olhada na programação cultural do Rio e região metropolitana. CULTURA E LAZER, PÁG 8.

A FORÇA DAS MULHERES NAS URNAS

Candidatas de esquerda conquistam vagas nas câmaras estadual e federal para representar o estado do Rio. GERAL, PÁG 7.

QUEM É WILSON WITZEL?

Confira o perfil do candidato ao governo do Rio que disparou na liderança e chegou ao segundo turno. GERAL, PÁG 3.

Gilvan de Souza/Flamengo

LUCAS PAQUETÁ É MAIS UM JOGADOR QUE VAI EMBORA DO PAÍS

Negociação do camisa 11 vai aliviar cofres rubronegros em R$ 100 milhões. ESPORTES, PÁG 12.


2

GERAL

RJ

RIO DE JANEIRO, 11 A 17 DE OUTUBRO DE 2018

OUTUBRO ROSA É CRITICADA PELA INEFICÁCIA E TEOR COMERCIAL NADINE NASCIMENTO

SÃO PAULO (SP)

C 

riado nos EUA na década de 1990, o movimento Outubro Rosa faz anualmente uma intensa campanha de prevenção contra o câncer de mama. Por todo o país, entidades realizam mutirões de conscientização e exames para alertar sobre a importância do diagnóstico precoce. A iniciativa de promover a prevenção é inquestionável. A detecção precoce do câncer de mama aumenta as chances de cura da doença, que em 2016, matou 16 mil mulheres no pa-

ís, segundo levantamento do Ministério da Saúde. O problema é que algumas das recomendações contrariam as evidências científicas sobre a doença e vem levantando questionamento sobre a necessidade de pessoas saudáveis serem submetidas à rotina desses exames. Em 2017, de acordo com o governo Federal, foram realizados no SUS 4,04 milhões de mamografias de rastreamento, sendo 2,6 milhões na faixa etária prioritária preconizada pela (OMS) - 50 a 69 anos. Até o mês de julho de 2018, foram mais de 2,1 milhões de mamografias, 800

mil delas em faixas etárias distintas da preconizada. Para a enfermeira obstétrica Waglânia Freitas, doutora em saúde pública pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), o Outubro Rosa não deveria estar com associação restrita à mamografia. “Acredito que a campanha poderia ter um impacto melhor na saúde das mulheres se ela de fato promovesse a saúde e não o rastreio aleatório do câncer de mama. O Outubro Rosa deveria ser uma campanha para que as mulheres tomassem consciência de seu corpo, e do cuidado com sua saúde”, afirma.

MANDOU BEM

MANDOU MAL

»Derrotado na eleição presidencial, o terceiro colocado Ciro Gomes (PDT) declarou, logo após saírem os resultados, que de forma alguma apoiaria Jair Bolsonaro (PSL) no segundo turno. "Uma coisa eu posso adiantar logo, como vocês já viram: minha história de vida é uma história de defesa da democracia e contra o fascismo”, disse a jornalistas.

»O candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL) desistiu de participar dos quatro primeiros debates do segundo turno. Ele justificou a ausência por recomendação médica, mesmo após conceder entrevista de mais de 30 minutos à Record, no final do primeiro turno.

CHARGE | Latuff

www.brasildefato.com.br redacaorj@brasildefato.com.br /brasildefatorj @Brasil_de_Fato

(21) 99373 4327

(21) 4062 7105

CONSELHO EDITORIAL Alexania Rossato, Antonio Neiva (in memoriam), Carolina Dias, Joaquín Piñero, Mario Augusto Jakobskind (in memoriam), Rodrigo Marcelino, Vito Giannotti (in memoriam) | EDIÇÃO Mariana Pitasse | SUBEDIÇÃO Eduardo Miranda | ADMINISTRAÇÃO Angela Bernardino e Erivan Silva | DISTRIBUIÇÃO Carolina Dias | REDAÇÃO Denise Viola, Filipe Cabral, Flora Castro, Luiz Ferreira, Jaqueline Deister e Raquel Júnia.

RJ


RJ

GERAL

RIO DE JANEIRO, 11 A 17 DE OUTUBRO DE 2018

3

Quem é Wilson Witzel, candidato ao governo do Rio de Janeiro? Reprodução Facebook

Candidato já declarou que vai acabar secretaria de Segurança Pública, não vai tratar como prioridade o assassinato de Marielle Franco e que daria voz de prisão a seu opositor Eduardo Paes

PROPOSTA DE ACABAR COM SECRETARIA DE SEGURANÇA PROVOCA POLÊMICA

EDUARDO MIRANDA

RIO DE JANEIRO (RJ)

C

andidato que vai enfrentar o ex-prefeito Eduardo Paes (MDB) no segundo turno na disputa pelo governo do estado do Rio, Wilson Witzel (PSC) coleciona polêmicas. Logo após obter 41% dos votos válidos no primeiro turno, anunciou que daria voz de prisão a Paes, sob alegação de que o ex-prefeito da capital estaria espalhando “fake news” sobre ele. Dar voz de prisão em crime flagrante é um direito de qualquer cidadão, conforme estabelece o Código Penal do Brasil. Mas o anúncio do juiz e candidato foi criticado nas redes sociais. E o próprio Eduardo Paes respondeu que Witzel, não aceita críticas e que governar não é o mesmo que ser juiz. Com a visibilidade que surpreendeu muitos eleitores do estado, já que só começou a crescer nas pesquisas de intenção de voto na última semana de campanha, Witzel passou de crítico a criticado. Na última segunda-feira (8), advogados e estudantes de Direito da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) denunciaram práticas de Witzel como professor substituto na instituição. Integrante do Partido Social Cristão e aliado do candidato do PSL à presidência da República, Jair Bolsonaro, Witzel é criticado pelos advogados e estudantes de Direito por estar associado ao “obscurantismo funda-

mentalista” do Pastor Everaldo, presidente do PSC, e ao “fascismo sem pudor, sem humanidade, sem compromisso democrático” de Bolsonaro. “As deficiências técnicas e a falta de comprometimento com o magistério não são, contudo, a principal razão que nos move a assinar este manifesto. Como advogados e estudantes de Direito, juramos solenemente ‘defender a Constituição, a ordem jurídica do Estado Democrático, os direitos humanos e a justiça social’. Nesse sentido, alertamos à sociedade que a candidatura do ex-magistrado está profundamente associada a duas graves ameaças que se confundem e se retroalimentam”, diz o documento, assinado por mais de 200 profissionais da área. Nas redes sociais, mais dúvidas foram lançadas sobre o candidato, desta vez por seu filho mais velho, Erick Witzel, de 24 anos. No Instagram, o rapaz comentou o resultado das eleições que levaram seu pai ao segundo turno. “Seguimos rindo para não chorar, porque a vontade é sumir. Um dia triste para a história do nosso estado e do nosso país”.

VOCÊ SABIA

?

No domingo anterior ao primeiro turno da eleição, Witzel participou de um ato de campanha em Petrópolis (RJ) em que candidatos do PSL, partido aliado, destruíram uma placa com o nome da vereadora Marielle Franco (Psol), assassinada em março deste ano. A placa foi arrancada de uma rua da Cinelândia, no Centro do Rio, e quebrada diante de eleitores. O candidato do PSC disse ainda que a investigação, caso vença a eleição, não será prioridade. A declaração contraria até mesmo a ONU, que julgou prioritária a solução do crime, já que Marielle combatia os abusos da polícia e a violação de direitos da população moradora das comunidades do Rio.

»Enquanto a população sofre com os governos de Michel Temer (MDB) e de Luiz Fernando Pezão (MDB) no Rio de Janeiro e a intervenção federal das Forças Armadas só piora os índices de violência, o candidato do PSC ao governo do estado, Wilson Witzel, declara que vai acabar com a Secretaria de Segurança Pública. A proposta provocou preocupação entre especialistas. “A Secretaria não envolve apenas a Polícia Militar, mas também a Polícia Civil, que constrói informações para o Judiciário. O candidato ignora isso e essa ignorância revela uma concepção em que o Poder Executivo é imaginado absolutamente desintegrado de uma articulação com o Judiciário, já que uma delegacia de polícia deve construir informações e dados voltados para a produção sistêmica da ordem”, aponta Lenin Pires, professor do Departamento de Segurança Pública da Universidade Federal Fluminense (UFF). Segundo o pesquisador do tema, a declaração de Witzel, que foi dada em um vídeo publicado no Facebook, espanta por se tratar de um juiz federal que deveria ter conhecimento das consequências dessa proposta de desarticulação das polícias. “Essa declaração é extremamente perigosa, porque pode inclusive sucatear as potencialidades das polícias e apontar na direção de uma maior desintegração do sistema", avalia Lenin Pires.


4

GERAL

RJ

RIO DE JANEIRO, 11 A 17 DE OUTUBRO DE 2018

BOLSONARO: O CANDIDATO DO SISTEMA O candidato de extrema-direita votou contra a PEC das Domésticas e não propôs nenhuma medida para área da segurança pública como deputado PEDRO RAFAEL VILELA

BRASÍLIA (DF)

O 

candidato à presidência da República de extrema-direita Jair Messias Bolsonaro (PSL) foi alçado à fama nacional durante o golpe parlamentar contra a presidente Dilma Rousseff, em 2016. Bolsonaro é capitão reformado do Exército, tem 26 anos de atuação como deputado federal, mas apenas dois projetos de lei aprovados. Sua carreira foi construída com base discursos agressivos contra pobres, negros, mulheres e população LGBT. São inúmeros os ataques proferidos. Chegou a defender, por exemplo, uma legislação que proibisse fa-

mílias de baixa renda de ter filhos e falou que daria “porrada” se visse um casal de homens gays na rua. Apesar de se afirmar como candidato contra a corrupção e anti-sistema, o presidenciável é hoje o que tem apoio de grandes setores da elite econômica do país, como empresários do ramo de serviços e do mercado financeiro. Também recebeu na última semana apoio de duas das maiores bancadas do Congresso Nacional: a ruralista e a evangélica, as mesmas que atualmente formam a base de sustentação do governo de Michel Temer (MDB). Boa parte dos integrantes dessas bancadas parlamentares respondem por crimes de corrupção.

Contra os pobres: Veja o que Bolsonaro já fez como deputado »Apoiador das principais medi-

das do governo Temer, Bolsonaro votou a favor da reforma trabalhista, que permitiu a flexibilização de direitos como jornada de trabalho, horário de descanso e férias. Em declarações à imprensa, tem defendido que é preciso retirar ainda mais direitos e que o trabalhador deve escolher entre “mais direto e menos emprego” ou “menos direitos e mais emprego”. O presidenciável também votou contra a PEC das Domésticas, que garantiu

direitos trabalhistas a essa categoria. Também votou contra a criação do fundo de combate à pobreza, que beneficiaria os mais pobres. Foi contra o fim das aposentadorias especiais para deputados e senadores. Ainda votou pelo aumento do salário de parlamentares. Durante 27 anos como deputado só conseguiu a aprovação de três projetos de lei. Nenhum deles voltado para a segurança pública, um dos seus principais temas de campanha à presidência.

PROPOSTAS DE GOVERNO

SEGURANÇA

Bolsonaro propõe medidas extremistas para segurança mas não apresenta um plano de governo pensado para a área. Ele propõe a reformulação do Estatuto do Desarmamento para que todos passem a ter o direito a posse e porte de armas. Também defende a redução da maioridade penal para 16 anos; e tipificação de “invasões de propriedades rurais e urbanas” como terrorismo.

SAÚDE

»Apesar de ter sido sal-

vo pelo SUS, Bolsonaro não defende mais recursos para a saúde pública em seu plano de governo. O documento não explica como fará para fazer mais com recursos que hoje já são insuficientes. Enquanto deputado, Bolsonaro se aliou ao movimento de aprovação da chamada pílula do câncer, substância fraudulenta que comprovamente não faz efeito e foi proibida pelo STF.

IMPOSTO DE RENDA

»O assessor econômi-

co de Bolsonaro, Paulo Guedes anunciou a intenção de aumentar a alíquota do Imposto de Renda (IR), criando uma taxa única de 20% para pessoas físicas e jurídicas.

Ilustração: Gustavo Moore

ECONOMIA

»O programa econômico de Bolso-

naro prevê a redução da máquina do Estado e faz acenos ao mercado com propostas como: reforma da Previdência; independência do Banco Central; privatização da maioria das estatais, concessões e venda imóveis da União. Para o mercado de trabalho, Bolsonaro propõe a criação de uma nova carteira de trabalho, que também terá o contrato individual prevalecendo sobre as normas da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Para sindicatos e outros setores populares, a medida fragiliza ainda mais os direitos da classe trabalhadora.

EMPREGO

»O

candidato a vice-presidente em sua chapa, o general do Exército Hamilton Mourão, chegou a dizer em duas ocasiões recentes que o 13º salário é um peso para os empresários, que portanto deveria deixar de existir. Um documento elaborado por militares que apoiam Bolsonaro sugere ainda a redução da licença-maternidade de quatro meses para apenas um mês.


RJ

GERAL

RIO DE JANEIRO, 11 A 17 DE OUTUBRO DE 2018

5

HADDAD PROMETE MAIS EMPREGOS E DÍVIDA ZERO PROPOSTAS DE GOVERNO

SEGURANÇA

»O plano de governo de

Haddad cita propostas de segurança pública 40 vezes, enquanto o de Bolsonaro apenas 10. Haddad defende mudanças na atual política de drogas, com observação das experiências internacionais de aprimoramento da política de controle de armas; e integração dos serviços de inteligência, transferindo para a Polícia Federal o combate ao crime organizado no país e retomando investimentos nas formas armadas.

EMPREGO E RENDA

»Haddad propõe a cria-

SAÚDE

»No setor de saúde, o

programa de Haddad fala em consolidar o Mais Médicos, que levou atendimento de saúde primária a cerca de 60 milhões de pessoas e a implantação de clínicas de média compælexidade, para exames e atendimentos mais especializados. Haddad promete ainda aumentar os investimentos na área e também valorizar os trabalhadores da saúde.

ECONOMIA

»Haddad

promete isentar quem ganha até 5 salários mínimos do pagamento do Imposto de Renda e disse que o governo deve taxar lucros e dividendos e grandes bancos e empresas, para poder reduzir impostos sobre o consumo, que pesa sobre a população mais pobre. A proposta vai na linha contrária do que tem sugerido o principal assessor econômico de Bolsonaro, o economista Paulo Guedes, cotado para ministro da Fazenda, que fala em manter uma faixa única do Imposto de Renda, o que beneficiaria quem ganha salários e rendimentos maiores.

ção de novos postos por meio do programa Meu Emprego Novo; o retorno imediato de 2.800 grandes obras que estão paradas em todo o país; e a retomada do programa Minha Casa, Minha Vida. O petista também defende o fortalecimento da Petrobras.

DÍVIDA ZERO

»Criação

do programa Dívida Zero, que prevê a instituição de linha de crédito em banco público com juros e prazo acessíveis, para atender às pessoas que hoje se encontram no cadastro negativo do SPC e SERASA.

Candidato do PT fala em retomar política de valorização real do salário mínimo e priorizar educação e segurança pública EDUARDO MIRANDA

RIO DE JANEIRO (RJ)

E 

leito o melhor prefeito da América Latina pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 2016, Fernando Haddad esteve no comando de São Paulo entre 2013 e 2016. O prêmio de 5 milhões de dólares dado ao governo da capital foi pelo projeto de Haddad de conectar produtores ru-

rais de alimentos orgânicos à população e aos restaurantes da cidade. Na Prefeitura de São Paulo, Haddad também pensou no transporte público e na mobilidade urbana para melhorar a vida da população. Construiu mais de 400 quilômetros de corredores, faixas exclusivas de ônibus e ciclovias. Com essas e outras medidas, o petista também reduziu as mortes no trânsito.

Mais educação e combate à corrupção: Veja o que Haddad já fez como prefeito e ministro »O petista, que é ficha limpa, combateu a corrupção e recuperou mais de R$ 278 milhões que haviam sido desviados dos cofres públicos da cidade. Ainda nas contas, Haddad reduziu a dívida do município para menos da metade, sendo o primeiro prefeito da história da cidade a entregar uma dívida menor do que recebeu. Em entrevista a Fábio Porchat, João Doria (PSDB), que herdou a prefeitura de São Paulo no início de 2017 elogiou a gestão de Haddad: “Ele foi correto, fez uma gestão honesta. Honestidade e transparência são fatores importantes na política. Esse é o Haddad, ele tem uma postura que deveria ser uma referência”. Na Saúde, Haddad construiu UPAs (Unidade de Pronto-Atendimento), que existiam

no Brasil, mas não em São Paulo. E ainda criou a Rede Hora Certa com 33 hospitais. Na Educação, construiu 400 creches, deu passe livre a 700 mil estudantes e levou uma universidade pública a cada um dos 46 CEUs (Centros Educacionais Unificados) nos bairros afastados da cidade. Professor de Ciência Política da USP (Universidade de São Paulo), mestre em Economia e doutor em Filosofia, Haddad foi Ministro da Educação nos governos de Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff entre os anos de 2005 e 2012. A criação de novas universidades públicas e a criação e reformulação de programas internacionalmente reconhecidos, como ProUni, Fies e Enem, aconteceram na gestão de Haddad.


6

GERAL

RIO DE JANEIRO, 11 A 17 DE OUTUBRO DE 2018

PROFESSORES DENUNCIAM TENTATIVA DE DESMONTE DA FORMAÇÃO TÉCNICA INTEGRADA

P 

rofessores de Institutos Federais (IFs) estão denunciando uma tentativa de desmonte da formação técnica integrada no ensino médio, durante as reuniões de aprovação da Base Nacional Comum Curricular e a revisão das Diretrizes Curriculares

Nacionais para o Ensino Médio (DCNEMs) no Conselho Nacional da Educação (CNE). De acordo com eles, há um interesse de entidades privadas de educação, como as que formam o Sistema S, em construir as diretrizes de forma que facilite sua inserção em parcerias

público-privadas de ensino. Isso porque, apesar de a Lei 13.415/2017, conhecida como Reforma do Ensino Médio, possibilitar itinerários formativos integrados, a minuta sobre as Diretrizes Curriculares para a Educação Técnica e Tecnológica, apresentada pelo CNE, sob a relatoria

do conselheiro Rafael Lucchesi, propõe separar necessariamente a formação nos cinco eixos: linguagens; matemática; ciências da natureza; ciências humanas e sociais aplicadas; e ensino técnico e profissional. Dessa forma, o aluno optaria por apenas um eixo de aprendizado, e as escolas e institutos seriam divididos de acordo com o eixo que ofertam. Hoje, o ensino técnico é ofertado principal-

RJ

mente pelos IFs e pelas ETECs. "Os IFs foram criados com uma outra proposta de formação humana, para além da preparação da juventude como mão de obra de trabalho. Com esse desmembramento morreria completamente a possibilidade de um ensino integrado", explica o professor de filosofia do Instituto Federal do Rio de Janeiro, Marlon Tomacella.. (Júlia Dolce)

Onda de notícias falsas tumultua fim do primeiro turno CRISTIANE SAMPAIO

BRASÍLIA (DF)

»A onda de fake news – "notícias falsas", em inglês, termo que se refere especialmente às mentiras que circulam as redes sociais disfarçadas de jornalismo – que se alastra pelo país durante a semana anterior ao primeiro turno das eleições vem deixando partidos, candidatos e especialistas em estado de alerta. Haddad tem sido alvo frequente de correntes virtuais que proliferam, pelas redes sociais, as mais diferentes mentiras. De modo geral, as falsas informações miram não somente o presidenciável, mas também sua candidata a vice-presidente, Manuela d’Ávila (PCdoB), o PT e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), além da família de Haddad. Entre as fake news que se destacaram nos últimos dias, estão o suposto plano do PT para confiscar poupanças bancárias, uma imaginária perseguição petista contra a comunidade evangélica, e a divulgação de falsas estatísticas pelas redes com o interesse de enfraquecer a candidatura PT/PCdoB. Essas e diversas outras mensagens tiveram o conteúdo desmentido por diferentes pla-

taformas que trabalham com checagem de dados no país. Apesar disso e da aparente desconfiança que as mensagens despertam, não são poucos os internautas que seguem compartilhando fake news. INTERESSE DO PÚBLICO A advogada Flavia Lefreve, especialista em direitos digitais e integrante do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br), destaca que esse fenômeno é agravado não só pelo período de eleições, mas também pelo cenário polarizado que o país vive em torno da corrida rumo ao Planalto. “Quando chega uma notícia que reforça esse sentimento, num cenário de polarização e baixo nível de cultura e educação, como infelizmente a gente tem, a tendência é que isso seja consumido e passado pra frente”, afirma. Ela também ressalta como elemento de força nesse cenário o fato de algumas plataformas dominarem a informação e a desinformação que chegam às pessoas, como é o caso do Facebook e do WhatsApp. Os dois têm, respectivamente, 130 milhões e 120 milhões de usuários ativos no Brasil, segundo dados das próprias companhias.


RJ

GERAL

RIO DE JANEIRO, 11 A 17 DE OUTUBRO DE 2018

7

Morte, ameaças e intimidação: eleitores de Bolsonaro praticam violência contra opositores

Mulheres ampliam participação no parlamento, mas seguem como minoria No Rio, 12 candidatas foram eleitas para câmara estadual e 10 para a federal JAQUELINE DEISTER

RIO DE JANEIRO (RJ)

O

resultado do primeiro turno das eleições no estado do Rio de Janeiro seguiu a “onda conservadora” de boa parte dos estados brasileiros e confirmou o flerte com a extrema-direita que estava em curso há alguns anos. No entanto, uma parcela da população do Rio de Janeiro demonstrou no último domingo (7) que é necessário pensar em representatividade, gênero e classe social no momento de votar. Uma novidade foi o crescimento da participação das mulheres na Alerj, que, apesar de ocuparem mais vagas, continuam sendo minoria nas 70 cadeiras da Assembleia Legislativa. Ao todo, 12 deputadas atuarão na Casa, um aumento de 33% em relação ao atual período. Entre os destaques estão três mulheres que trabalharam no gabinete da vereadora assassinada Marielle Franco: Mônica Francisco, Renata Souza e Dani Monteiro, todas negras e do Psol. “É o tempo em que nós, mulhe-

res negras, somos a vanguarda da revolução, não farão mais política sem nós. Estamos no centro de todas as opressões, do machismo, do racismo, do sexismo, da desumanização e nós temos a capacidade, a competência e a ousadia para enfrentar esses tempos. Nos tiraram tanto, que perdemos o medo”, destacou Mônica Francisco em seu discurso após o resultado das eleições. Outra mulher reeleita para assumir o seu segundo mandato é a deputada Zeidan (PT). A parlamentar que se destacou entre os quatro primeiros deputados que mais apresentaram propostas aprovadas afirmou que a união será fundamental em 2019 para evitar o avanço do conservadorismo. “Essa tragédia que se abateu sobre o Rio, com prisões de lideranças do PMDB deixou um vácuo de poder, nesse setor conservador, e o PSL vai tentar ocupar. A disputa maior será entre eles. E nós, do campo democrático temos que nos unir e constituir um bloco com partidos e deputados que queiram estar com a gente, nas pautas progressistas”, disse.

CÂMARA FEDERAL »Já na esfera federal, o estado

do Rio de Janeiro elegeu apenas 10 mulheres para compor as 46 cadeiras do Rio na Câmara dos Deputados. Entre as eleitas está Talíria Petrone (Psol). Estreante na Casa, a então vereadora do município de Niterói obteve mais de 107 mil votos. “Nem todo mundo que defende Bolsonaro é fascista. As pessoas estão com as suas vidas precarizadas, fazem parte de uma política velha que as afasta do território, precisamos voltar com os trabalhos de base e também convencer o povo brasileiro que aquele que diz que ‘bandido bom é bandido morto’ é o mesmo que vota na reforma trabalhista e tira direito do trabalhador, que vota contra a PEC das Domésticas”, explicou Talíria. Com trajetórias de luta social e representatividade, a deputada federal Benedita da Silva (PT) e a deputada Jandira Feghali (PCdoB) também foram reeleitas.

Pablo Vergara

»»O

ódio que se encrustou na disputa eleitoral fez ao menos uma morte algumas horas depois do primeiro turno. O mestre de capoeira e ativista cultural Moa do Katendê, de 63 anos, foi assassinado [saiba mais sobre sua história na página 9] com 12 facadas na madrugada da segunda-feira (8), em um bar de Salvador, depois de dizer que votou no candidato petista Fernando Haddad. Agressões motivadas por um ambiente de ódio na política já haviam aparecido na campanha ao longo do primeiro turno. O próprio candidato Jair Bolsonaro (PSB) foi vítima de uma facada no dia 6 de setembro durante um ato de campanha. O candidato passou para o segundo turno com quase 50 milhões de votos adotando um discurso de violência que parece influenciar os atos de uma parcela mais radical de seus eleitores. Na noite desta terça-feira (9), um estudante recém-formado, cuja identidade foi preservada, foi agredido na Universidade Federal do Paraná (UFPR), em Curitiba, por usar um boné do MST. A vítima, que estava reunida com amigos em uma praça do campus, foi espancada por membros de uma torcida organizada local sob gritos de “Aqui é Bolsonaro”, segundo testemunhas. Os agressores também teriam depredado a Casa do Estudante da universidade, cujas janelas foram quebradas. A polícia foi acionada, mas os homens fugiram do local. A vítima foi atendida por uma ambulância e passa bem. Ainda não há estatísticas sobre o número de ocorrências, que já chamam a atenção de organizações. Nas redes sociais, há inúmeros relatos de agressões verbais e físicas sofridas por pessoas que se manifestam a favor de Haddad ou de forma contrária à Bolsonaro, por meio de camisetas e adesivos. Bolsonaro disse não ser responsável pelos ataques e ainda não se pronunciou no sentido de tentar conter seus eleitores.


8

CULTURA & LAZER

RIO DE JANEIRO, 11 A 17 DE OUTUBRO DE 2018

RJ

DE TORTURADO E REFÉM A PRESIDENTE, MUJICA ESTÁ EM FILME SOBRE DITADURA NO URUGUAI

Divulgação

Filme conta história de três reféns durante toda a ditadura militar no Uruguai

D 

e preso político a refém da ditadura militar no Uruguai durante 12 anos, o ex-presidente José Pepe Mujica tem sua história contada no filme “Uma noite de 12 anos”, em cartaz em salas de cinema do Rio de Janeiro. Elogiado pelo público e por festivais em todos os países por onde passa, a produção vai representar o Uruguai no Oscar 2019. Nas estreias pelo mundo, Mujica,

que tem 83 anos e deixou recentemente o cargo de senador, costuma contar aos jornalistas que sua resistência para enfrentar a solidão e as torturas da ditadura (1973 – 1985) veio da coragem que a mãe disse que ele precisava ter em uma das visitas que ela fez nas dezenas de prisões pelos quais ele passou. “Ninguém nunca vai te tirar o que você carrega dentro de você”, diz a mãe daquele que viria a ser o presi-

dente mais elogiado na história do Uruguai e que na juventude participou do Movimento de Liberação Nacional-Tupamaros para libertar o país do banho de sangue que os militares impuseram ao povo. “Vocês não são presos, são reféns do governo militar. Vamos deixá-los loucos, perderam a guerra e agora são uns condenados”, diz um militar na história, que é inspirada no livro “Memórias do calabouço”,

de Mauricio Rosencof e Eleuterio Fernández Huidobro. Junto com Mujica, os dois autores estão representados no filme dirigido por Alvaro Brechner. Muito elogiado pela estética das imagens, “Uma noite de 12 anos” também vem sendo discutido politicamente como um alerta sobre a volta de regimes militares que podem lançar uma nova era de opressão sobre a América Latina. Divulgação

AGENDA CULTURAL »ARTES VISUAIS Vista por mais

de 500 mil pessoas em São Paulo, Brasília e Belo Horizonte, a exposição retrospectiva de Basquiat (1960 – 1988) chega nesta sexta-feira (12) ao Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB), no Centro. Basquiat é um dos mais importantes nomes da cena do grafiti e das artes nos anos 70 e 80 em Nova Iorque.

»CINEMA A Caixa Cultural, no

Centro do Rio, apresenta até o dia 20 clássicos da literatura fantástica adaptados para o cinema. “Dona Flor e seus dois maridos” e “O Médico e o monstro” estão entre os diver-

sos filmes. A mostra também terá debates. Ingressos a R$ 6 (inteira) e R$ 3 (meia).

»TEATRO O Teatro da UFF, em Niterói, apresenta até o dia 20, às sextas e sábados (20h) e domingos (19h), a peça “Carolina Maria de Jesus – Diário de Bitita” abordando a vida da escritora mineira a partir dos livros de memórias “Quarto de despejo” e “Diário de Bitita”. Ingressos a R$ 20 (meia).

»MÚSICA Domingo tem feijoada

e roda de choro no Imperator, no Méier, com o grupo Choro do Pimenta, que apresenta também versões de sambas e forrós. In-

Exposição sobre ícone do grafite foi vista por 500 mil pessoas e chega ao CCBB neste feriado gressos a R$ 25 (valor não inclui bebidas).

»LITERATURA

O clube de leitura LGBT Escritas Diver-

sas debate o livro “BR-Trans”, de Silvero Pereira. O livro surgiu da pesquisa de Silvero, que também é ator, para a peça em que encena histórias

de travestis e transexuais. O debate é gratuito e será no dia 25, às 18h, na Livraria da Travessa, na Rua Sete de Setembro, no Centro.


RJ

CULTURA & LAZER

RIO DE JANEIRO, 11 A 17 DE OUTUBRO DE 2018

Referência da capoeira e da cultura afro é morto por eleitor de Bolsonaro Mestre Moa do Katendê foi assassinado a facadas após declarar voto no PT, em Salvador (BA) RUTE PINA

SÃO PAULO (SP)

O 

mestre de capoeira Moa do Katendê, de 63 anos, foi assassinado com 12 facadas nas costas em um bar em Salvador (BA). O assassinato foi cometido por um apoiador do candidato de extrema-direita Jair Bolsonaro (PSL) na madrugada da última segunda-feira (8), após uma discussão sobre as eleições. Educador, compositor, artesão e liderança do movimento negro e da cultura no estado da Bahia, Mestre Moa declarou seu apoio a Fernando Haddad (PT) no primeiro turno das eleições e defendia o voto no petista. A Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) informou que o homem que cometeu o assassinato foi preso em flagrante. O autor do crime admitiu que, após uma discussão de caráter político, voltou a sua casa e buscou a faca que utilizou no homicídio.

BIBLIOTECA VIVA Nascido em Salvador, Romualdo Rosário da Costa é um dos principais nomes da cultura popular afro baiana. Iniciou-se ainda menino, na década de 1960, na Academia de Capoeira Angola Cinco Estrelas. Era compositor e, em 1977, consagrou-se campeão do Festival da Canção Ilê Aiyê, o primeiro bloco afro do Brasil.

Também participou do grupo Erê Gegê e, fundou, em maio de 1978, o Afoxé Badauê – cantado por Caetano Veloso, Gilberto Gil e Moraes Moreira. No final da década de 1980, ministrou aulas de capoeira e percussão para crianças em projetos na Fundação Nacional de Assistência Social, na antiga Febem e SOS Criança. Na época, também participou do Movimento de Artistas Negros de São Paulo com projetos musicais Negra Música (1988) e Venha ao Vale (1989), ao lado de Jorge Ben Jor. Na capital paulista, fundou o Afoxé Amigos de Katendê. Mestre Moa membro da Associação Brasileira de Capoeira Angola, discípulo de mestre Bobó de Pastinha e era descrito por capoeiristas como "uma biblioteca viva, um museu vivo da história da arte afro brasileira". Ele era um defensor da reafricanização da juventude e do Carnaval da Bahia.  Uma pessoa de muita delicadeza é como a professora da Universidade Federal da Bahia e mestra de capoeira do Grupo Nzinga, Paula Barreto, se lembra de Mestre Moa. "Machuca mais justamente por ser essa figura, uma pessoa que agiu e defendeu seus ideais e a cultura negra de maneira pacífica", pontua.  Mestra Paulinha conta que o crime sensibilizou comunidades da capoeira, do afoxé e da militância negra em Salvador: "Há muita revolta e pouco de temor de

que esse seja um caminho, o crime de ódio. Não tem como se referir a esse crime que não a essa maneira". A cantora Karina Buhr se pronunciou nas redes sociais: "O Brasil segue sangrando na estupidez". Moa do Katendê era uma das principais referências da cultura afrobrasileira

9 Divulgação


10 CULTURA & LAZER

HORÓSCOPO DA SEMANA Divulgação

DICAS MASTIGADAS ÁRIES

LIBRA

Tenha controle de suas ações, pois há certa impulsividade no ar. Você será assertivo(a) se conseguir imprimir com palavras e atitudes sentimentos revolucionários.

TOURO As pessoas que se relacionam com você te veem como um alicerce. É seu papel posicionar-se com firmeza em favor da democracia.

Sua comunicação está potencializada. Sua mente precisa trabalhar como um filtro, assim, neste exercício, você poderá ajudar o povo a encontrar a verdade.

CÂNCER

(OU PÃO DE CRISTO) Ingredientes:

•  - Uma medida de fermento caseiro (500ml) •  - 3 ovos •  - 12 colheres ( de sopa) de açúcar •  - Um copo (americano) de óleo •  - Uma pitada de sal •  - 1 kg e 1/2 de farinha de trigo.

Modo de preparo:

Em uma bacia grande adicione os ovos, o açúcar, o óleo, o sal e o fermento. Misture com uma colher, vá acrescentando a farinha de trigo aos poucos e misturando bem com as mãos. Sove bem a massa dentro da bacia até soltar completamente das mãos. Cubra com um pano de prato e deixe crescer até dobrar de tamanho (aproximadamente 13 horas). Após crescer bem enfarinhe uma mesa firme e vire toda a massa e divida-a em três ou quatro partes. Sove bem cada parte. Unte uma forma grande com óleo de soja ou manteiga e coloque a massa. Para cada pão utilize uma forma. Cubra as formas com panos de pratos e deixe os pães crescerem novamente: eles irão dobrar de tamanho. Quando atingir um tamanho bom asse os pães em fogo médio.

Rendimento:

Cada receita rende aproximadamente 4 pães grandes ou 20 pães pequenos. *Receita enviada pelo Armazém do Campo. (Conheça o Armazém: www.facebook.com/amazemdocamporj/)

Com o Sol ainda em seu signo, tudo fica mais fácil de acontecer. Ótimo momento de dialogar sobre os planos de governo para o Brasil.

ESCORPIÃO Resiliência é a palavra de ordem. Não estamos sozinhos e que a luta não terminara tão cedo. Sua força está na sutileza de seus relacionamentos.

SAGITÁRIO

GÊMEOS

PÃO ARTESANAL

RJ

RIO DE JANEIRO, 11 A 17 DE OUTUBRO DE 2018

O mais entusiasmado dos signos deve tomar cuidado para não se contaminar com o fascismo que rasteja por aí. Preserve sua saúde emocional, o momento pede cautela.

CAPRICÓRNIO

Criatividade em alta. É importante utilizar seu poder criador para apresentar alternativa à narrativa fascista que tudo limita. É na diferença que nos movimentamos.

LEÃO Momento de ajuste nos ponteiros. Somente com auto-organização você conseguirá ampliar sua ajuda às questões populares.

Seus relacionamentos políticos serão celebrados no próximo período. Ótimo momento para renovar o que é preciso, você estará mais ciente do que fazer.

AQUÁRIO Hora de por a mão na massa, ou na base. O potencial energético que você recebe é ideal para o diálogo com o povo, hora de fazer acontecer o projeto que defendemos. Avante!

PEIXES

VIRGEM Momento de desapego do que não serve mais, principalmente as amizades. Novas pessoas surgirão. Sua militância será mais bem aproveitada se junto ao povo.

Grite: #elenão. E para que as pessoas entendam isto, é necessário você utilizar seu lado mais lúdico, apresentando as consequências nocivas que o coiso trará para o país.

*Mateus Quevedo é pisciano, comunicador popular e militante do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA).

TIRINHA | André Dahmer http://www.andredahmer.com.br/


RJ

ESPORTES

RIO DE JANEIRO, 11 A 17 DE OUTUBRO DE 2018

Quatro brasileiros concorrem ao prêmio Bola de Ouro Edição também entregará prêmio em futebol feminino

Reprodução Fifa

C

om quatro brasileiros, a revista “France Football” anunciou os 30 indicados à Bola de Ouro de 2018, que premiará o melhor jogador do mundo. Entre os brasileiros estão o atacante Neymar, do Paris Saint-Germain (PSG), o goleiro Alisson e o centroavante Roberto Firmino, ambos do Liverpool, e o lateral Marcelo, do Real Madrid. O prêmio será entregue no dia 3 de dezembro e o vencedor será escolhido por um júri composto por jornalistas especializados do mundo tu- Marta e Modric venceram no mês passado do. Os três principais critérios analisados por eles serão: performances individual e coletiva, classe do jogador e carreira. Mas os favoritos são o atual detentor do prêmio, Cristiano Ronaldo; o croata Luka Modric, vencedor do prêmio The Best, da Fifa; o argentino Lionel Messi; o egípcio Mohammed Salah; e o francês Kylian Mbappé. Nesta edição, a revista também irá entregará a Bola de Ouro para uma jogadora do futebol feminino, e na disputa está a brasileira Marta, recém-eleita a melhor do mundo pela Fifa.

FIFA lança plano de estratégia para promover futebol feminino

Fifa / Divulgação

»»A Fifa (Federação Inter-

nacional de Futebol) lançou na última terça-feira (9) sua primeira estratégia global para agir de maneira mais efetiva na promoção do futebol feminino. Segundo a secretária geral da entidade máxima do futebol, Fatma Samoura, o trabalho será feito em Empoderamento feminino é mais importante do que nunca, diz conjunto com as 211 federações em todo o mundo. A Fifa informou que pretende aumentar a participação popular no esporte, aumentar o valor comercial do futebol feminino e fortalecer as estruturas que cercam a modalidade com o objetivo de garantir que suas ações sejam sustentáveis e apresentem resultados fortes. “O mais importante é tornar o futebol mais acessível às meninas e mulheres e incentivar também o empoderamento feminino, um tema de grande importância agora mais do que nunca”, disse a executiva da Fifa, garantindo que a estratégia está “no topo das prioridades” da federação.

11 Divulgação

NIKE AMEAÇA ROMPER CONTRATO COM CRISTIANO RONALDO APÓS ACUSAÇÃO DE ESTUPRO

Jogador é acusado de ter cometido estupro em 2003

»»Um dos jogadores mais ricos e famosos internacionalmen-

te no mundo do futebol, o português Cristiano Ronaldo, que atua no Juventus, corre o risco de não ter seu contrato bilionário com a Nike renovado. A informação foi dada por meio de um comunicado enviado pela própria marca depois que a polícia de Las Vegas, nos Estados Unidos, reabriu uma investigação de 2009 sobre uma acusação de estupro cometido pelo jogador. “Estamos extremamente preocupados com as acusações perturbadoras e continuaremos monitorando a situação de perto”, informou a Nike em comunicado enviado à agência de notícias The Associated Press. O contrato da Nike com CR7 foi assinado em 2003 e no último acordo assinado, em 2016, o valor chegava a 1 bilhão de dólares (quase R$ 4 bilhões). O jogador ainda tem patrocínio da EA Sports, que também demonstrou preocupação com as acusações. Diversos documentos fornecidos pelos advogados de Kathryn Mayorga, que acusa o português, foram publicados no início do mês pelo jornal alemão “Der Spiegel”. O jogador nega. Kathryn afirma que foi estimulada a quebrar o silêncio pelo movimento #MeToo.

A 4K Produções e Eventos é uma empresa especializada em em feiras de produtos orgânicos, seminários e congressos nos mais diversificados ramos e atividades. Telefone: (61) 3329-6381   email: produtora4k@gmail.com

4K Produções e Eventos LTDA CNPJ: 21.159.754/0001-69 SCN Qd 02 Bl A nº 190 Sala 504 Parte T-1 Edifício Corporate Financial Center, Asa Norte, Brasília – DF


12 ESPORTES PAPO ESPORTIVO

PAQUETÁ É MAIS UM QUE VAI EMBORA

LUIZ FERREIRA Gilvan de Souza/Flamengo

29ª RODADA

x

FLU

SÁB 13/10/2018 MARACANÃ 17:00

SAN

x

COR

x

PAR

x

VIT

x

CRU

x

GRE

x

SAO

x

AME

x

SPO

x

BOT

SÁB 13/10/2018 PACAEMBU 19:00

BAH

O

»O empate entre Botafogo e Vasco na última terça-feira (9) não foi bom para nenhuma das duas equipes. Menos mal que a zona do rebaixamento ficou mais longe de alvinegros e cruzmaltinos. Mesmo assim, os dois times precisam melhorar muito se quiserem encerrar 2018 na Série A. Principalmente o Vasco, que sofre também com o clima quente nos bastidores.

BRASILEIRÃO FLA

SÁB 13/10/2018 PITUAÇU 21:00

meia Lucas Paquetá é mais uma joia que vai-se embora para o exterior. O Flamengo acertou a venda do seu camisa 11 para o tradicional Milan por 35 milhões de euros, cerca de R$ 100 milhões na cotação atual e deve partir rumo à Itália no mês de janeiro de 2019. No papel, a venda do jovem de 21 anos foi excelente para os cofres rubro-negros. O valor obtido com a negociação deve servir para que Eduardo Bandeira de Mello feche seu mandato no azul e ainda com uma esperança de título brasileiro nesses últimos meses. Mas esse nem é o problema. Lucas Paquetá é mais um jovem a deixar o Brasil sem sequer acontecer de verdade. O camisa 11 do Fla ainda tem até o final do ano pra fechar sua passagem pelo Flamengo com um título de expressão e mostrar que tem sim condições de ser o craque que a torcida tanto pede. Não vai para o futebol italiano "pronto", é verdade. Paquetá ainda peca demais na tomada de decisões dentro de campo, abusando dos dribles e mostrando uma certa dificuldade para ocupar os espaços de maneira correta. Natural da idade. Ainda precisa Camisa 11 do Flamengo foi vendido por R$ 100 milhões de rodagem. A questão aqui é ver mais um jovem promissor deixar o futebol brasileiro. Antes foram Vinícius Júnior, Rodrygo, Gabriel Jesus e Gabigol. Todos sem "acontecerem" de verdade nessas terras. Esse processo não começou hoje e nem no ano passado. Já vem de pelo menos 25 anos com nossos grandes jogadores partindo para "realizar o sonho de jogar na Europa". E se acontece com os homens, imagine como é com as mulheres. Marta teve que sair do Brasil ainda jovem para brilhar no exterior. Ela e muitas outras. Difícil saber quando esse processo vai acabar. Falta tudo. União dos clubes e seriedade por parte de quem comanda o futebol brasileiro só pra começar. Até porque eu não devo ser o único que deseja pela volta daquele tempo em que nossos grandes jogadores estavam por aqui.

Botafogo e Vasco sobem na tabela (mas nem tanto)

RJ

RIO DE JANEIRO, 11 A 17 DE OUTUBRO DE 2018

Fluminense pode chegar mais longe do que muita gente pensa

»A vitória sobre o Paraná deixou o Fluminense na oitava posição na tabela do Campeonato Brasileiro. Essa é mais uma prova de que os comandados de Marcelo Oliveira podem chegar mais longe do que muita gente pensa nessa temporada. Além de uma vaga na Libertadores de 2019, o Fluzão ainda pode sonhar com a Copa Sul-Americana. Por que não?

CHA

DOM 14/10/2018 ARENA CONDÁ 11:00

VAS

DOM 14/10/2018 SÃO JANUÁRIO 16:00

PAL

DOM 14/10/2018 PACAEMBU 16:00

INT

DOM 14/10/2018 BEIRA-RIO 16:00

CAM

DOM 14/10/2018 INDEPENDÊNCIA 19:00

CAP

DOM 14/10/2018 ARENA DA BAIXADA 19:00

CEA

SEG 15/10/2018 CASTELÃO (CE) 20:00 TABELA CLASSIFICAÇÃO P 1 Palmeiras 56 2 Internacional 53 3 Flamengo 52 4 São Paulo 52 5 Grêmio 51 6 Atlético-MG 45 7 Santos 39 8 Fluminense 37 9 Cruzeiro 37 36 10 Atlético-PR 35 11 Corinthians 34 12 Botafogo 32 13 América-MG 31 14 Bahia 31 15 Vasco 31 16 Chapecoense 30 17 Ceará 29 18 Vitória 27 19 Sport 17 20 Paraná

V 28 28 28 28 28 28 28 28 27 28 28 28 28 28 28 28 27 28 28 28

J 16 15 15 14 14 13 10 10 9 10 9 8 8 7 7 7 7 8 7 3

SG 25 17 19 15 21 13 6 -2 -1 8 2 -10 -9 -6 -8 -12 -7 -22 -20 -29

Brasil de Fato RJ - 286  
Brasil de Fato RJ - 286  
Advertisement