Page 1

ANO 10 - ED 66 - R$20,00

Cimitarra 760 Customização e muito espaço a bordo

Heliponto Brincadeira de gente grande

Princess 40M

A joia da coroa Um trideck de tirar o fôlego bs66-capa-v1.indd 1

12/04/17 17:02


sumário

boat teste

CIMITARRA 760 Customização! Essa é a palavra que a define 60

PANGA 22 TRADITION Um barco para diversos usos 48

sempre aqui Editorial 18 Boat Online 20

OKEAN 50 Novo estaleiro no mercado nacional 30

Top 5 Site 22 Barcos da Edição 24 Planeta Água 146

pelos mares Notícias 26 LANÇAMENTOS

Okean Yachts 30 DESIGN

Os barcos do futuro 32 Vitrine 34

tec boat TECNOLOGIA

CIGARETTE 50 AMG Cigarette Racing e Mercedes-AMG celebram 10 anos de parceria 86

Especial Miami International Boat Show 38 Limpeza 44 MERCADO GLOBAL

Inteligência de mercado 46

16

bs66_Inicio_V3.indd 16

12/04/17 17:07


PRINCESS 40M O trideck de tirar o fôlego 74

terra firme MIAMI INTERNATIONAL BOAT SHOW

Nova estrutura com maior espaço de exibição 120 DESTINO

Seis destinos no Brasil que valem a pena conhecer 126 CHARTER

Ilhas Toscanas - Muito além de colinas e vinhedos 128

a bordo Notícias 132

colunas Nasseh 136

SESSA GULLWING Um desafio Revolucionário 92

Um Homem do Mar 140 Capitão 142

www.boatshopping.com.br BOATSHOPPING

bs66_Inicio_V3.indd 17

17

12/04/17 17:08


editorial

Publisher Caio Marcio Lopes Ambrosio Diretor de Redação Caio Ambrosio

caioambrosio@boatshopping.com.br

O PRIMEIRO TRIMESTRE MOSTROU QUE o mercado como um todo, ainda caminha para buscar uma retomada nas vendas de barcos novos. Por outro lado, os seminovos estão mostrando sua força e valor, as vendas continuam de vento em popa, com ótimas oportunidades disponíveis no mercado. Muitos lançamentos aconteceram no mês de Abril e a grande novidade entre todos é a Okean Yachts. O primeiro modelo é um barco de 50 pés que está chamando muita atenção por onde tem passado. Navegando entre Guarujá, local aonde está sendo construído, e Ilhabela, o fast trawler mostra que o Brasil também pode ser referência neste tipo de casco. As novidades desta edição estão bem diversificadas e abordamos diferentes assuntos. Em um giro por Miami, os melhores lançamentos tecnológicos e um panorama geral do evento que leva muitos brasileiros a Flórida no final de fevereiro. O Boat Teste desta edição mostra um guerreiro 4x4 dos mares, a Panga 22, com conceito multiuso. Outros dois grandes destaques são a Cimitarra 760, o maior barco já produzido pelo estaleiro gaúcho, que inclusive já anunciou a construção de um 98 pés e a Princess 40 M, a verdadeira joia da coroa inglesa. Ele é o maior barco construído pelo estaleiro inglês em fibra de vidro. E tem muito mais. Boa Leitura! Caio Ambrosio Diretor de redação caioambrosio@boatshopping.com.br

Editora de arte Mayra Carvalho Assistente de arte Paloma Mendonça Colunistas Jorge Nasseh, Marco A. Ferrari Carneiro e Ricardo Machion Assistente de produção Kadu Abreu Cristiane Bartel Para anunciar ou assinar Tel. (11) 3846-2364 contato@boatshopping.com.br www.boatshopping.com.br Boat Shopping é uma publicação do Boat Brasil Grupo de Mídia (edição 66 abril/maio). Os artigos assinados não representam necessariamente a opinião da revista. É expressamente proibida a reprodução ou cópia, de parte ou do todo, de textos e fotos publicados na Boat Shopping sem autorização prévia. Redação e publicidade Rua Helena, 280, Vila Olímpia, CEP 04552-050, São Paulo, SP

18

bs66_Inicio_V3.indd 18

12/04/17 17:08


online

[facebook] /boatshopping

[Instagram] @boatshopping

1 - Destaque nas páginas da Boat Shopping, o superiate 11-11 brilha mais uma vez no Miami Boat Show!

2 - Galactica Super Nova desfilando sua beleza no mediterrâneo. @guillaume_plisson

3 - Os detalhes finais de um dos maiores eventos do mundo. Setup is well underway #yachtsmiamibeach 2017

[twitter] @boatshopping

Brunswick encerra fabricação de lanchas Sea Ray e Bayliner no Brasil http://bit.ly/2mYNIZ3

Yacht Collection lança aplicativo com loja online http://bit.ly/2nsoWUt

Feadship lança quinto casco de alumínio com 114 pés http://bit.ly/2ndP3i1

20

bs66_Inicio_V3.indd 20

12/04/17 17:08


top 5 site

As mais acessadas do site Boat Shopping Confira as postagens mais vistas no último mês no www.boatshopping.com.br 1

ALFA NERO: CONFIRA IMAGENS DO SUPERIATE DE 270 PÉS Este impressionante superiate de 82 metros é uma obra-prima única, construída para inspirar. Entre as suas principais características está uma piscina inovadora que se transforma em um heliponto, além de amplas e http://bit.ly/2nsoWUt acolhedoras áreas de convés e interiores.

EXCLUSIVO: EVOLVE BOATS LANÇA NOVA EVOLVE 350 HT

2

A Evolve 350 HT foi pensada para surpreender o mercado náutico nacional dentro de sua categoria. Com estilo moderno, arrojado e muito esportivo, além da tradicional combinação de cores, que é um padrão Evolve na construção de seus barcos, esta lancha navega firme e tem http://bit.ly/2nsvSRR ótimo aproveitamento de espaço.

3

OCEANCO LANÇA O PROJETO JUBILEE, O MAIOR IATE HOLANDÊS O estaleiro holandês Oceanco lançou o maior iate da Holanda. O Projeto Jubilee possui 110 metros, seis decks e pesa mais de 4.500 toneladas. Algumas das principais características desse superiate são o heliponto, a piscina na popa e o beach club. http://bit.ly/2nKvYl3

WIDER 150 SE DESTACA NO SHOWBOATS DESIGN AWARDS 2017

4

Entre os destaques da edição passada da Boat Shopping, o Wider 150 foi vencedor em duas categorias do ShowBoats Design Awards 2017. Na ocasião, o superiate Genesi foi premiado na categoria Melhor Design Interior e Estilo em http://bit.ly/2n10ffn iates abaixo de 48 metros.

5

RIOSTAR 160: O MAIOR IATE BRASILEIRO EM CONSTRUÇÃO O novo Riostar 160 é o maior iate em construção no Brasil até hoje e já está tomando forma no estaleiro carioca. O iate de 45,3 metros apresenta arquitetura naval por Donald L. Blount, e projeto interior e exterior por Fernando de http://bit.ly/2nWEnAZ Almeida.

22

bs66_Inicio_V3.indd 22

12/04/17 17:08


barcos da edição

Barcos da edição Sessa 21

Velocidade (nós)

Estaleiro Sessa Marine

-

-

CRUZEIRO

MÁXIMA

Peso 30 T Pessoas 14

Boca 5,07 m

Comprimento

Cigarette AMG Estaleiro Cigarette

21,04 m

Velocidade (nós)

-

CRUZEIRO

MÁXIMA

Peso 8T Boca 2,43 m

Pessoas 5 Comprimento

15,75 m

Cimitarra 760 Estaleiro Cimitarra Yachts

Velocidade (nós)

22,8

27,85

CRUZEIRO

MÁXIMA

Peso 42 T Boca 4,95 m

Pessoas 20 + 2 Comprimento

23,6 m

Princess 40 M

Velocidade (nós)

16

23

CRUZEIRO

MÁXIMA

Boca 8,02 m Estaleiro Princess Yachts Peso 235 T Comprimento

Pessoas 12 pernoite 40,16 m

24

bs66_Inicio_V3.indd 24

12/04/17 17:08


pelos mares

Notícias e lançamentos em um giro pelo mundo náutico

FERRETTI ANUNCIA CONSTRUÇÃO DA NOVA FERRETTI 920 O grupo Ferretti revelou sua mais nova criação: a Ferretti 920. A maxi flybridge já está em construção no estaleiro de Cattolica, em Rimini, na Itália, e deve ser lançada oficialmente em setembro 2017. Medindo 92 pés, cerca de 24 metros, a Ferretti 920 conta com uma área externa ampla e luxuosa. O solário de proa, por exemplo, é um dos maiores já feitos pela Ferretti em barcos dessa magnitude. A plataforma submersível na popa facilita o manuseio do tender, mas também pode ser transformada em um espaçoso beach club. Já no flybridge, o estaleiro oferece quatro opções para a parte dianteira do hard top, sendo elas a tradicional cobertura de fibra de vidro cinza, uma cobertura blackout, uma tenda ou uma claraboia que permite a entrada de bastante de luz natural. O deck principal chama a atenção pela quantidade de luz natural que ilumina o espaço, devido às janelas panorâmicas, e pela decoração luxuosa, que segue o mesmo estilo já utilizado na Ferretti 850. A cabine principal também está localizada no deck

principal e possui uma decoração moderna, um banheiro amplo e um walk-in closet. O deck inferior possui duas opções de layout. A versão da primeira unidade inclui três grandes suítes, todas equipadas com uma área de guardaroupas separada. Este layout exclusivo oferece aos hóspedes uma suíte completa, a meia-nau, com cama de casal, e uma segunda suíte VIP com o mesmo estilo. Já a terceira suíte conta com duas camas de solteiro. A opção de layout com quatro cabines conta com duas suítes com camas de casal e duas cabines com camas de solteiro. A Ferretti 920 poderá ser equipada com três opções de motores MTU. O modelo padrão será com uma dupla de motores 12V 2000 M96L de 1948 HP. Mas podem ser trocados por uma dupla de 16V tanto de 2000 M86, gerando 2217 HP, ou 2000 M96 de 2435 HP. Ela deve chegar a uma velocidade máxima estimada em 26,5, 28 e 30 nós, respectivamente, e a uma velocidade de cruzeiro estimada em 23, 24 e 26 nós, respectivamente.

26

bs66_pelosmares_v3.indd 26

12/04/17 17:10


CIMITARRA ANUNCIA CONSTRUÇÃO DE MODELO DE 98 PÉS Com previsão de entrega da primeira unidade em outubro de 2018, a embarcação terá 32m de comprimento, 7m de boca, além de contar com 5 cabines, sendo 3 suítes, pé direto médio de 2,70m e projeto assinado na Itália. O barco terá dois motores MAN de 1.900 HP cada, que deverão levá-lo a 25 nós de velocidade máxima.

KAWASAKI SX-R STAND-UP JET A Kawasaki lançou o novo o SX-R stand-up Jet Ski 2017, que segundo a fabricante é o modelo mais rápido de stand-up Jet Ski em produção. O novo modelo também apresenta o que há de mais recente em tecnologia de motor e casco visando redefinir os padrões de manobrabilidade e potência. A maior mudança está no motor, com 160hp e 1.498 cm³ de quatro tempos, quatro cilindros, substituindo o motor de dois cilindros, 80 HP, dois tempos usado no Jet Ski 800 SX-R. A potência adicional é aproveitada em um casco recentemente projetado que permitirá seus pilotos usarem todo o corpo para controlar o novo modelo.

PRESTIGE 460 A Prestige Yachts lançou durante o Yachts Miami Beach 2017 a Prestige 460, a mais nova embarcação da linha flybridge. Esta oferece um design contemporâneo e atemporal, já encontrado nas Prestige 630 e 680. O deck e os espaços internos foram otimizados para oferecer mais conforto. O novo cockpit em “L”, amplo e aberto, tem acesso para a cabine do capitão. As principais características do deck principal são a cozinha central, a visão panorâmica e a quantidade de luz natural de ilumina o ambiente. A Prestige 460 poderá ser impulsionada por uma dupla de motores Volvo IPS 500 ou IPS 600.

www.boatshopping.com.br BOATSHOPPING

bs66_pelosmares_v3.indd 27

27

12/04/17 17:10


pelos mares

JET TENDER DA PRINCESS YACHTS EM PARCERIA COM A WILLIAMS A Princess Yachts acaba de lançar um jet tender em parceria com Williams Jet Tenders. Disponível em toda a linha Turbojet, o esquema de cores distintivo foi concebido para complementar os modelos da Princess Yachts e oferecer aos clientes uma embarcação de estilo único. Os Princess Williams Jet Tenders são feitos sob encomenda através dos distribuidores Princess e disponibilizados pela Williams.

ARMATTI 480 SPORT FLY A nova Armatti 480 Sport Fly é uma das lanchas do Triton Group que será lançada em abril e possui 14,65m de comprimento e 4,20m de boca. Uma de suas principais características é a otimização do espaço interno e externo. Ela possui três cabines, sendo uma com cama de casal e as outras duas com duas camas de solteiro cada, acomodando seis pessoas em pernoite. O estaleiro oferece duas opções de motorização, primeira com dois motores de 370 HP, ou dois motores IPS 600.

BARRACUDA COMPOSITES DISTRIBUI PREPREGS DA GURIT NO BRASIL A Barracuda recentemente fechou uma parceria com a empresa suíça Gurit AG para a distribuição da linha de prepregs de baixa temperatura no Brasil. Os prepregs são tecidos impregnados com resina epoxy em uma proporção exata que possibilita a construção de peças com até 70% de teores de fibra e são usados em larga escala em construções nas áreas de náutica, industrial, medicinal, agropecuária e de aviação. Esta linha de prepregs, além de produzir peças com alto grau de resistência, é fácil de manusear e pode ser curada em baixa temperatura.

28

bs66_pelosmares_v3.indd 28

12/04/17 17:10


pelos mares

OKEAN 50 PRIMEIRO LANÇAMENTO DO NOVO ESTALEIRO QUE INTEGRA O MERCADO NÁUTICO BRASILEIRO Em abril, foi anunciada a abertura da Okean Yachts, novo estaleiro criado por Nércio Fernandes, Amilton Gutierrez e Katia Fernandes em parceria com o projetista italiano Paolo Ferragni. A princípio foi lançado um modelo de 50 pés, mas a Okean já possui um modelo de 80 pés em produção, que deve ficar pronto até o final deste ano. O Okean 50 conta com um design diferenciado, com um conceito singular que já chamou a atenção do mercado internacional. As duas novidades que se destacam são o deck sobre o mar e casco Duo Mode. O deck sobre o mar é criado através de aberturas laterais no costado e portas amplas na lateral do living, resultando em uma embarcação onde o salão e a popa são integrados com as laterais, criando um ambiente mais amplo e com uma vista panorâmica. Já o casco Duo Mode tem duas funções de navegação. É possível navegar em deslocamento a baixas velocidades com baixo consumo ou acelerar a velocidade de planeio como uma lancha, criando grande versatilidade e conforto durante a travessia. O interior do Okean 50 é composto por um

amplo e aconchegante salão principal, uma cozinha americana. Os dois ambientes possuem uma visão panorâmica proporcionada pelas janelas e portas de vidro, que quando abertas, formam um amplo salão com a área externa e um bar na lateral. Outro detalhe que chama a atenção é o cockpit que é unificado com o salão principal o que possibilita uma navegação com grande visibilidade mesmo no interior da embarcação. No deck inferior há três cabines, sendo uma delas a meia-nau, com pé direito alto, e banheiros com acabamento elegante. A Okean Yachts oferece uma série de opções de motorização para esta 50 pés, viabilizando o uso de diferentes tipos de propulsão, como o pé de galinha ou IPS. O estaleiro, localizado no Guarujá, utiliza métodos avançados de infusão e materiais como fibra de carbono, kevlar, sanduíches de espumas de PVC e resina éster vinílica. Com esta composição, o peso do barco é reduzido de forma significante, o que permite uma melhor performance do motor e uma maior resistência.

30

bs66_pelosmares_v3.indd 30

12/04/17 17:10


Dados técnicos da Okean 50 Comprimento total:

15,12m Boca normal/estendida:

4,50/6,30m Deslocamento leve (aprox.):

17T Calado com hélice - IPS:

1,12m Capacidade de combustível:

1.800L Capacidade de água doce:

700L Motorização (entre várias opções)

2x 600 IPS Velocidade (aprox.) 2 x 600 IPS:

Top 27 nós/cruzeiro 21 nós Gerador Ona 13 kwa:

1 uni. Ar condicionado:

5 uni.-58000 Btus www.boatshopping.com.br BOATSHOPPING

bs66_pelosmares_v3.indd 31

31

12/04/17 17:10


pelos mares design

Como serão os barcos do futuro Eles são grandes, imponentes, tem as maiores bocas do mercado e encaram os mais adversos mares. Os dois catamarãs apresentados nessa edição unem sustentabilidade e muita tecnologia embarcada.

SOLAR DREAM A energia solar é um tema chave no trabalho de Dennis Ingemansson e os 42 metros do Solar Dream não são uma exceção. Projetado para o estaleiro turco Nedship, este conceito de catamarã utiliza 360 metros quadrados de painéis solares elevando o patamar de ecologicamente correto. Uma motorização híbrida permitirá ao catamarã atingir uma velocidade máxima de 22 nós, enquanto o interior fornece luxuosas acomodações para oito convidados e até cinco tripulantes. A garagem pode acomodar dois botes e até quatro motos aquáticas, enquanto o flybridge oferece uma jacuzzi e muitos lugares para apreciar a paisagem ao redor.

PROJETO EGO Inspirado por uma tendência crescente para a vida de luxo informal, Project Ego é um novo superiate conceito de 36 metros do designer italiano Mauro Giamboi, que sabe uma coisa ou duas sobre cascos catamarãs após a concepção do premiado barco de 33 metros Quaranta. O Projeto Ego faz bom uso de uma enorme boca de 12,8 metros com um layout que inclui um salão amplo e duas cabines de convidado no convés principal. Mas a estrela do show é a popa transformável, que permite aos convidados relaxarem próximos ao mar.

32

bs66_pelosmares_v3.indd 32

12/04/17 17:10


pelos mares vitrine

PANERAI 35ª AMERICA’S CUP REGATTA ORACLE TEAM USA Este é um dos três modelos do Luminor 1950 Edição Especial 35ª America’s Cup, uma das regatas mais prestigiadas do mundo, criado pela Panerai para Oracle Team USA. Ele tem seu design inspirado pelas cores da equipe: preto, vermelho, branco e azul. Entre suas funções básicas como marcador de hora, minutos e segundos, o Luminor Regatta também possui contagem decrescente regatta e escala de nós para o cálculo da velocidade média de uma embarcação. Ele também resiste à uma profundidade de cerca de 100m.

PANERAI 35ª AMERICA’S CUP FLYBACK ORACLE TEAM USA Feito a partir de uma cerâmica sintética obtida a partir de óxido de zircónio, a caixa do Luminor Flyback é leve e resistente, com uma aparência preta mate uniforme e um look de relógio desportivo. Também feito de cerâmica, o dispositivo de ponte protege a coroa contra choques acidentais ao exercer uma leve pressão sobre ela. Assim como o Luminor Regatta, ele resiste à uma profundidade de cerca de 100m. Vem com uma pulsera em pele natural não tratada e personalizada com a logo da America’s Cup.

Especial relógios PANERAI EDIÇÃO ESPECIAL POLE2POLE A Panerai lançou um relógio para homenagear o explorador Mike Horn, que historicamente fez a circunavegação do planeta através dos dois pólos, por isso o relógio foi batizado de POLE2POLE, isto é, Polo a Polo. Este faz parte da linha Luminor Sumersible 1950 3 Days GMT Automatic Titanio, porém esta é uma edição especial onde foram produzidas apenas 500 peças, que foram testadas para resistir a qualquer situação ambiental possível, mesmo que adversa.

PANERAI 35ª AMERICA’S CUP MARINA ORACLE TEAM USA Também parte da Luminor 1950 Edição Especial 35ª America’s Cup, a linha Luminor Marina possui apenas 200 unidades e é um dos modelos que melhor expressa o design da Panerai, uma aparência minimalista que reflete a qualidade funcional de cada detalhe. A caixa é feita em aço inoxidável equipado com um dispositivo de proteção da coroa, o tornando resistente a uma profundidade de 30 bares, ou cerca de 300 metros.

34

bs66_pelosmares_v3.indd 34

12/04/17 17:10


PIAGET ALTIPLANO ESPECIAL 60 ANOS Na década de 50, a Piaget revolucionou o mundo da alta relojoaria ao lançar um relógio que marcaria sua história, o Altiplano Ultrafino, equipado com o calibre ultrafino 9P com espessura de 2 mm. Para marcar os 60 anos do lançamento, a Piaget apresentou uma edição especial e limitada para o Salão Internacional da Alta Relojoaria de Genebra, o SIHH 2017. Existem apenas 360 peças produzidas.

JAEGER-LECOULTRE GEOPHYSIC TOURBILLON UNIVERSAL TIME O modelo Geophysic Tourbillon Universal Time é o primeiro da Jaeger-LeCoultre que combina um turbilhão voador, dispositivo que melhora a precisão do relógio, com a função de horário mundial. Foram criadas apenas 100 peças deste modelo sofisticado, que possui um cristal de safira e um rubi no verso da caixa, e pulseiras de crocodilo azul.

HUBLOT BIG BANG FERRARI TITANIUM

GIRARD-PERREGAUX 1966 WW.TC

O novo design do Big Bang combina as ideias inovadoras da Hublot e a linguagem do design da Ferrari. O logo do Cavalo Rampante está discretamente gravado às 6h. Os ponteiros das horas e minutos, com design completamente atualizado, facilitam a leitura. Ao invés de posicionados horizontalmente, os números agora estão alinhados com os ponteiros, que parecem flutuar no mostrador, o que rende à peça um aspecto 3D. O Big Bang Ferrari Titanium possui a caixa de titânio e foram produzidos 1000 peças.

O Girard-Perregaux 1966 WW.TC é a primeira versão do modelo a ser lançado na coleção 1966. Ele possui traços vintage e é um dos poucos relógios a ter a função de hora mundial combinada com um cronógrafo, que nada mais é do que um cronômentro. O 1966 WW.TC possui três opções de caixas: ouro rosê, aço inoxidável e aço. Os três modelos tem pulseira da couro preto.

HUBLOT CLASSIC FUSION BRACELET BLUE Classic Fusion Bracelet Blue é um relógio que foi criado pela Hublot para agradar tanto o público feminino, quanto o masculino. Os cinco modelos da linha oferecem três diâmetros diferentes de caixa - 33, 38 e 42 mm. Da caixa à pulseira, este elegante relógio apresenta as nuances exclusivas de ouro avermelhado chamado de King Gold. O titânio de grau 5 conserva sua extrema leveza e é resistente a corrosão, o que o torna mais resistente.

www.boatshopping.com.br BOATSHOPPING

bs66_pelosmares_v3.indd 35

35

12/04/17 17:10


tec boat O raio-X do seu barco

LANÇAMENTOS ELETRÔNICOS NO

MIAMI BOAT SHOW 2017

Miami é o cenário ideal para as grandes empresas do setor lançarem novidades e produtos de todos os tipos para o mercado mundial. Escolhemos os motores e eletrônicos mais relevantes para o mercado nacional

38

bs66_TEC BOAT V3.indd 38

12/04/17 18:12


SIMRAD NSS EVO 3 Os novos displays NSS Evo 3, da Simrad, contam com a tecnologia de exibição SolarMAX HD, que oferece excepcional clareza e ângulos de visão ultra-amplos, combinados com um touchscreen operacional em todas as condições climáticas e teclado expandido para controle total em todas as condições. O sonar ForwardScan já vem integrado, assim como a tecnologia de imagens HD da StructureScan e de Broadband Sounder, que facilitam na hora da pesca. O Wi-Fi incorporado permite o acesso aos serviços online GoFree e oferece monitoramento via smartphones e tablets. Os displays estão disponíveis em tamanhos: 7, 9, 12 e 16 polegadas.

RAYMARINE AXIOM O AXIOM é o novo sistema de navegação multifunções da Raymarine. Com o sonar RealVision 3D incorporado, o novo sistema operacional LightHouse 3 e o desempenho quad core, ele transformará seu tempo na água. Disponível em opções de exibição de 7 “, 9” ou 12.1“, o Axiom é expansível, portanto, suas capacidades podem crescer, conforme necessário. Ele suporta a gama completa de acessórios Raymarine, incluindo radar Quantum, sonar CHIRP, câmeras térmicas FLIR, integração de áudio, instrumentos, câmeras e piloto automático Evolution. O Axiom também possui conectividade via Wi-Fi e Bluetooth com os aplicativos da Raymarine para smartphones e tablets. Além disso, estão inclusos kits de montagem de superfície e de munhão, hardware de montagem, cabo de alimentação e dados, e instruções de instalação.

NOVOS ALTO-FALANTES FUSION SIGNATURE SERIES 8.8 POLEGADAS. Construídos com os mesmos materiais premium do resto da linha, os novos altofalantes de 8,8 polegadas oferecem uma qualidade de som comprovada. Com uma grade redesenhada, os alto-falantes estão disponíveis nas cores branco e cromado. Eles também vem com uma opção de iluminação LED em azul ou branco com base na polaridade da fiação. Assim como toda a linha marítima da Fusion, os altofalantes Signature Series também são à prova d’água e resistentes a poeira.

www.boatshopping.com.br BOATSHOPPING

bs66_TEC BOAT V3.indd 39

39

12/04/17 18:12


tec boat news

CÂMERAS DE SEGURANÇA FLIR M100 E M200 A FLIR lançou dois novos modelos de câmeras térmicas de segurança para barcos de recreio. A FLIR M100 e M200 são compatíveis com os novos displays Axiom, também lançados durante o MIBS 2017. A M100 se move apenas para cima e para baixo, quando a M200 se move para os lados também, cobrindo um campo de visão maior. Ambas possuem um novo sistema chamado Clear Cruise, que emite alertas sonoros e visuais em caso de possíveis perigos.

CONCEITO DE MOTOR DE POPA DA HONDA O novo conceito de motor de popa da Honda mais alto do que os motores de popa convencionais e, apesar das linhas fornecerem um olhar moderno, ele conta com toda a funcionalidade tradicional desse tipo de motor. O canal central cinzelado, que tem uma incrustação de malha de “favo de mel”, foi adicionado para melhorar a aerodinâmica. Os dutos de calor também apresentam um design entrelaçado com uma malha de “favo de mel” preto inspirada nas entradas do esportivo Honda Acura NSX 2017. No entanto a Honda não tem planos de colocar o projeto em produção. De acordo com a empresa, eles deram aos designers uma folha de papel limpa e pediram que eles criassem um design de motor de popa do futuro que poderia ser usado em uma variedade de tamanhos de motor. O Blue Sky Vision fez sua primeira aparição no Miami International Boat Show, que aconteceu entre os dias 16 e 20 de fevereiro.

MOTORES VOLVO PENTA V8 6.2L O novo motor V8 à gasolina é feito em alumínio e é oferecido em dois modelos, de 380 HP e de 430 HP. Algumas de suas principais características são injeção direta de combustível, proporcionando melhor torque de baixa potência e eficiência de combustível, circuito fechado de resfriamento com água doce, para que nenhuma parte entre em contato com água salgada, e sensores de oxigênio para otimizar o motor de acordo com a variação da qualidade do combustível, buscando reduzir as emissões de monóxido de carbono em 95%. O novo V8 380 tem aceleração 24% mais rápido e é 11% mais eficiente do que o motor que substitui na linha Volvo Penta. Já o novo V8 430 é o modelo mais potente da linha de motores à gasolina da Volvo e possui uma aceleração de 14% mais rápida e proporciona 10% de economia de combustível melhor do que o seu antecessor.

40

bs66_TEC BOAT V3.indd 40

12/04/17 18:12


SKYHOOK DA MERCURY MARINE O novo Skyhook possui características avançadas e é um aprimoramento para embarcações equipadas com o joystick da Mercury. Projetado para ser conveniente e com conteúdo para download (DLC) na loja GoFree da Mercury, as funcionalidades avançadas do Skyhook proporcionam às embarcações um controle de posicionamento ainda melhor em situações específicas. Os navegantes que gostam da forma como o GPS Skyhook, da Mercury, permite que a embarcação mantenha uma posição estável enquanto espera, certamente apreciarão os recursos avançados do novo Skyhook. Graças à versatilidade desta nova oferta, os usuários podem adquirir os recursos exatos que eles querem ou agrupá-los para ter uma experiência completa de controle da embarcação. Os novos recursos avançados do Skyhook incluem o Heading Adjust, que proporciona ao operador do joystick, a capacidade de ajustar o rumo em incrementos de 1 e 10 graus enquanto o SkyHook está ativo; o BowHook, que pode ser usado para desbloquear o rumo e apenas manter a posição, permitindo que o barco aponte e navegue em qualquer direção. E o DriftHook, que permite que o operador mantenha o rumo e desbloqueie a posição do barco permitindo que ventos e correntes interfiram no rumo. Os ajustes de 1 e 10 graus podem ser feitos enquanto o barco navega na posição Heading Adjust.

CONTROLADOR JOYSTICK MERCURY PARA BARCOS COM UM OU DOIS MOTORES O controlador joystick para embarcações com um ou dois motores de centro é mais uma das novidades da Mercury Marine apresentadas no MIBS 2017. A tecnologia do joystick permite que o motor trabalhe com propulsores de proa e popa, dando mais controle sob a embarcação. Este sistema foi projetado para funcionar junto à linha completa de motores da Mercury. Além disso, a Mercury atualizou seu Smart Tow para se adequar a velocidades mais baixas, requeridas pelos wake surfers.

MOTOR MERCURY DIESEL 6.7L Os novos motores eletrônicos Mercury Diesel 6.7L, com common-rail serão oferecidos com três níveis de potência: 480 HP, 500 HP e 550 HP. Eles estarão disponíveis de forma individual ou em pacotes com o Mercury Zeus. O novo motor Mercury Diesel é compatível com o conjunto completo de controles e componentes eletrônicos da Mercury, incluindo o controle opcional do joystick para motores de centro e o controle do joystick para os pods (Zeus). A nova linha de motores a diesel de porte médio da Mercury oferece excepcional aceleração e desempenho em alta velocidade, combinados com uma operação silenciosa e suave. O sistema de controle do motor e a tecnologia de injeção de combustível (common-rail) eletrônico, também fornece baixo consumo de combustível, resultando em custos operacionais acessíveis.

www.boatshopping.com.br BOATSHOPPING

bs66_TEC BOAT V3.indd 41

41

12/04/17 18:12


tec boat news

MOTOR YAMAHA F25 . Uma das principais características no novo motor de popa Yamaha F25 é o seu peso. Ele é 25% mais leve que o seu antecessor e vem com uma série de benefícios. O F25 tem uma ótima relação potência/peso e possui uma injeção eletrônica que dispensa o uso de baterias.

SIMRAD S5100 HIGH-PERFORMANCE CHIRP SONAR MODULE A Simrad lançou o primeiro CHIRP Sonar Module que fornecerá imagens em alta resolução em várias faixas de profundidade, tornando-o perfeito para pesca esportiva em alto mar. O S5100 High-Performance CHIRP Sonar Module oferece cobertura simultânea de até três faixas de profundidade. Isso acontece conectando a unidade a três transdutores de um canal ou um transdutor de dois canais e um de um canal. Também significa que o usuário agora pode misturar e combinar a cobertura de transdução favorita e, simultaneamente, usar larguras de feixe mais abertas e mais fechadas, o que o ajudará a identificar mais peixes, detectar pequenos cardumes e identificar termoclinas (variação brusca de temperatura em uma determinada profundidade). As frequências deste sonar podem ser ajustadas entre 28 e 250kHz com um alcance de 300W até 3kW, atingindo profundidades específicas e produzindo imagens nítidas com clara separação de alvo.

MOTORES YAMAHA F90 E F75 O novo motor de popa F90 de quatro tempos da Yamaha é mais leve e mais rápido do que o seu antecessor, e está entre os melhores da classe quando se fala em torque e aceleração. A Yamaha também apresentou o F75, que faz parte da mesma linha de motores. Assim como no F70, o F90 e F75 possuem apenas um comando de vávula com o eixo sobre o cabeçote para controlar quatro válvulas por o cilindro, poupando assim o peso ao aumentar a eficiência volumétrica. Além de ser cerca de 6 kg mais leve que seu antecessor, o F90 ainda é mais econômico.

42

bs66_TEC BOAT V3.indd 42

12/04/17 18:12


MOTORES YAMAHA F150 E F175 Os novos motores de popa F150 e F175 de quatro tempos da Yamaha vem com controle eletrônico digital e possuem ainda mais comodidade e controle com facilidades de manipulação. Eles podem ser usados com os hélices Reliance SDS da Yamaha. O F150 também possui a opção de comando mecânico, o que o torna mais acessível.

YAMAHA V MAX SHO 115 E 175 COM EIXOS DE 25 POLEGADAS A Yamaha acrescentou mais dois modelos à linha V Max Sho. O V Max Sho 115 X-Shaft e o V Max Sho 175 X-Shaft com eixos de 25 polegadas dão a chance de navegadores e pescadores, que usam barcos de alumínio principalmente, usufruírem da linha V Max Sho da Yamaha. O V Max Sho 115 X-Shaft 1.8L conta com um sistema avançado de quatro cilindros de 16 válvulas, que dá mais potência e torque. Já o V Max Sho 175 X-Shaft é um ótima opção para barcos de alumínio de V profundo, por exemplo. Ele também fornece os benefícios à potência de um motor de quatro tempos, incluindo economia de combustível.

EVINRUDE E-TEC G2 O Evinrude E-TEC G2 é o primeiro motor de popa completamente projetado e fabricado pela BRP. Este novo motor promete produzir até 30% a mais de potência em relação a outros da mesma categoria. O design do pistão/cilindro é ainda mais eficiente, visando a otimização do processo de combustão no motor. A câmara de combustão foi criada em parceria com a Universidade de Wisconsin-Madison, em Madison, nos Estados Unidos buscando maximizar a dinâmica dos fluidos que ocorrem antes e depois da combustão, gerando mais torque, melhor limpeza, maior economia de combustível e menores emissões. Outra característica que chama atenção é o design starboard-starboard, ou boreste-boreste, criado pelos engenheiros da Evinrude, que faz com que as portas de escape dos dois blocos de cilindros estejam à boreste. A Evinrude ainda disponibiliza opções de customização dos painéis e dos frisos.

www.boatshopping.com.br BOATSHOPPING

bs66_TEC BOAT V3.indd 43

43

12/04/17 18:12


tec boat limpeza

Como fazer uma limpeza relâmpago antes dos convidados chegarem Em duas etapas rápidas e simples de serem feitas, você deixa seu barco limpo e cheiroso para receber seus convidados que podem aparecer de surpresa ETAPA 1 – INTERIOR CABINE 1. No interior, com auxílio de um aspirador de pó aspire todo o chão frestas e cantos;

1.1

2. Usando o Limpador Multiuso com um pano de microfibra passe por todos os armários, teto e paredes dos camarotes, sala e banheiros; 3. Para os tecidos use o Limpa Estofado com um pano de microfibra, pois ele já é germicida e bactericida, além de ser 100% neutro; 4. Locais aonde tem revestimento de couro utilize o Limpa Couro, pois ele é dois em um, limpa e hidrata o couro, evitando seu ressecamento.

1.2

1.3

1.4

2.1

ETAPA 2 – ÁREA EXTERNA 1. No casco e costado aplique o Brilho Rápido, pois ele é um dois em um e remove levemente a sujidade e em seguida impermeabiliza o casco, tanto da maresia como dos raios solares. Ele tem em sua fórmula um protetor solar temporário; 2. Já na área envidraçada e espelhada, use o Limpa Vidros e pano de microfibra e em seguida aplique o Glass Protector. Ele além de evitar manchas de escorrido e escamas esbranquiçadas, aumenta a visibilidade, pois evita que a água se deposite no vidro. E está pronta sua embarcação! Com isso todos os convidados vão elogiar a embarcação e o bem estar a bordo será muito mais prazeroso. BOM PASSEIO!

2.2

46

bs66_TEC BOAT V3.indd 46

12/04/17 18:12


tec boat mercado global

Inteligência de mercado ENTREGAR EM OUTUBRO/ 2016 TIPO

TAMANHO ESTALEIRO

PAÍS

Jetsetter

38,60m

Dynamiq

ITA

Kathleen

33,65m

Sanlorenzo

ITA

Missy

88,50m

Vitters

HOL

OA 100

31,10m

Ocean Alexander

TWN

Sunny

30,48m

Hargrave Yachts

EUA

OA 85

26,14m

Ocean Alexander

TWN

F850

26,00m

Ferretti Yachts

ITA

Tamanho

0

10

20

30

40

9

24-30m

0 a 6 meses

NOME

TEMPO NO MERCADO ANTES DA VENDA  DE JAN A NOV DE 2016

12

30-40m

8

40-50m

4

50-70m

2

70m+

42

TIPO

TAMANHO ESTALEIRO

PAÍS

Jupiter

123,00m

Ferretti Yachts

ALE

Y715

30,50m

Arcadia Yachts

HOL

Razan

29,60m

Permare

TUR

Crescent 145

44,20m

Crescent Yachts

CAN

131 Yacht

40,05m

Sunseeker

GBR

OA 112

34,10m

Ocean Alexander

TWN

OA 100

31,10m

Ocean Alexander

TWN

Corsaro 100

29,90m

Riva

ITA

95 Yacht

28,96m

Sunseeker

GBR

92114

28,42m

Viking

EUA

Acadia

27,50m

Claasen

HOL

86 Yacht

26,30m

Sunseeker

GBR

SL 86

26,21m

Sanlorenzo

ITA

28

30-40m

4

40-50m

6

50-70m 70m+

12 a 24 meses

NOME

24 a 36 meses

LANÇAMENTOS EM OUTUBRO/2016

6 a 12 meses

24-30m

0 39

24-30m

35

30-40m

9

40-50m

6

50-70m

3

70m+

14

24-30m

12

30-40m

3

40-50m

7

50-70m 70m+

0

TIPO

TAMANHO ENTREGA

PAÍS

Bilgin Yachts

80,20m

2020

TUR

Nobiskrug

80,00m

2019

ALE

Turquoise Yachts

66,00m

2019

TUR

ISA

66,00m

2019

ITA

Turquoise Yachts

55,00m

2019

ITA

Delta Marina

53,00m

2018

EUA

Wider Yachts

38,20

2019

ITA

ISA

36,45m

2017

ITA

Italian Sea Group

35,00m

2018

ITA

MCP Yachts

28,64m

2018

BRA

48 meses +

ESTALEIRO

36 a 48 meses

PEDIDOS EM OUTUBRO/2016

2

24-30m

10

30-40m

5

40-50m 50-70m 70m+

2 0

24-30m

9

30-40m

9 6

40-50m 50-70m

1

70m+

1

44

bs66_TEC BOAT V3.indd 44

12/04/17 18:12


boat teste Panga 22 Tradition

Panga 22 Tradition

Um barco para diversos usos

48

bs66-teste-panga.indd 48

12/04/17 17:27


PANGA 22

A PANGA 22 TRADITION TEM UM CASCO MUITO VERSÁTIL, PODE SER MUITO CUSTOMIZADA, SER CONFIGURADA PARA TRANSPORTE DE PASSAGEIROS, LAZER, MERGULHO E ATÉ PARA TRABALHO. MUDANDO A POSIÇÃO DO COMANDO, DEIXANDO MAIS AVANÇADO NA PROA, OU BEM PARA TRÁS NA POPA, ALÉM DA TRADICIONAL VERSÃO, QUE VOCÊ PILOTA DE FORMA MANUAL O MOTOR DE POPA, É UM BARCO MULTIUSO PARA QUALQUER SITUAÇÃO Por: Caio Ambrosio / Fotos: Kadu Abreu

www.boatshopping.com.br BOATSHOPPING

bs66-teste-panga.indd 49

49

12/04/17 17:27


boat teste Panga 22 Tradition

A

Ela tem bastante versatilidade e muita customização em apenas 22 pés

Panga é um produto desenvolvido pela Yamaha nos anos 60/70 no Japão para atender a demanda das populações ribeiras, que viviam próximo ao mar ou rios, que precisavam de um barco com espaço e que utilizasse pouco motor. A Panga 22 tem a versatilidade de ser equipada com um motor de 40 hp até um de 115 hp. Se você visitar qualquer cais de pescaria ao redor do mundo ou uma praia na Austrália, África, América Central, América do Sul, notará uma coisa: Pangas por todos os lados. Aqui no Brasil, o projeto está sendo caracterizado para ser um barco mesmo, produzido com gelcoat de qualidade superior, o mesmo usado em barcos de grande porte, deixando-o mais leve e resistente. Todas as peças são em aço inox 316, ou seja, é muita qualidade em

50

bs66-teste-panga.indd 50

12/04/17 17:27


É ideal para lazer, pesca, mergulho e trabalho. Um verdadeiro 4x4 dos mares

um barco pensado para trabalho ou pesca, transformando-o em um verdadeiro utilitário. Pela versatilidade já mencionada, equipada com um motor de 90 hp, pode navegar com 11 pessoas a bordo e isso para um barco de 22 pés é realmente impressionante. De acordo com o estaleiro, muitas pessoas estão aceitando bem o conceito da Panga, pois é um barco fácil de cuidar, não ocupa espaço na marina e é um verdadeiro pau para toda obra, se é que podemos classificar um barco desta maneira, mas o que ficou provado, que sim, ele tem infinitas possibilidades e navega bem com pouco motor. Por outro lado, dá para instalar um T-top de inox, deixando o barco com a cara de um verdadeiro barco de pesca. Ainda existe a possibi-

www.boatshopping.com.br BOATSHOPPING

bs66-teste-panga.indd 51

51

12/04/17 17:27


boat teste Panga 22 Tradition

lidade de instalar um cavalete na popa para ter uma parelha de motores de 40 hp. Isso é para aqueles que pretendem se aventurar no mar aberto com a Panga, deixando o barco mais seguro em uma ocasião como essa. O estaleiro está preparando uma versão com motor de centro, parecido com as tradicionais baleeiras, foi instalado um motor Yanmar B22 a diesel. Apesar de ocupar um bom espaço do cockpit, ele ainda trás mais vantagens para quem quiser a segurança de um conjunto com eixo e hélice. A popa fica aberta e para quem quiser mais tranquilidade, pode instalar um motor de popa auxiliar. Esse barco é uma versão tradicional utilizada por pescadores e tem uma expectativa de atingir 12 nós consumindo pouquíssimo diesel.

52

bs66-teste-panga.indd 52

12/04/17 17:27


Testada no ambiente onde realmente será mais utilizada, a Panga 22 mostrou porque é tão requisitada pelo mundo

www.boatshopping.com.br BOATSHOPPING

bs66-teste-panga.indd 53

53

12/04/17 17:27


boat teste Panga 22 Tradition

DESEMPENHO NA PRÁTICA: A Panga 22 Tradition cumpre o que promete? A navegação a bordo da Panga foi relativamente tranquila no canal de Bertioga. Colocamos ela na condição que ela deve ser realmente usada, mas também saímos em direção ao mar para ver como o conjunto se comportaria. Em ambas situações não houve nenhuma surpresa e o casco mostrou porque ele tem tantas unidades construídas ao longo dos anos. Analisando

bem o conjunto como um todo e depois de passar algum tempo com o barco, a sensação de estar a bordo de uma Panga, foi ficando cada vez mais prazerosa. Claro, não esqueça que é um barco sem confortos ou frescuras, mas no geral foi muito agradável durante o teste. Falando em navegação, o barco cumpriu bem tudo o que foi proposto. Sozinho durante o teste e com o tanque cheio, a Panga comprovou o que o estaleiro fala, gastando muito pouco e navegando bem, a única coisa em virtude do vento, foram alguns respingos que voltaram para o barco, mas com mais pessoas ou mais peso e o barco bem trimado, isso não deve acontecer.

54

bs66-teste-panga.indd 54

12/04/17 17:28


NÚMEROS DA NAVEGAÇÃO:

CONDIÇÕES DO TESTE Tempo: 30 graus

Boa velocidade atrelada a muitas milhas de navegação. Aqui também não podemos deixar de falar do consumo do barco. A Panga impressiona nesse quesito.

Eficiência de navegação. É assim que podemos definir a velocidade econômica do barco. Gastar apenas 8,25 L/h é uma marca muito boa para 22 pés

Vento: 20 km/h Ondulação: Sem ondas. Teste realizado no canal de Bertioga e Porto de Santos

ECONÔMICA

Velocidade também pode ser uma das características da Panga. Mesmo com “pouco” motor, ela mostra que se precisar também pode navegar mais rápido.

CRUZEIRO

MÁXIMA

RPM

3575

4400

5500

Velocidade (nós)

17,38

21,72

25,2

Consumo (litros)

8,25

10,9

12,8

Milhas/Litro

2,11

1,99

1,97

Litros/Milha

0,47

0,50

0,51

Autonomia (MN)

211

199

197

Autonomia (horas)

12

9

8

10

5

Ficha técnica Comprimento 6,65 m

15

Largura 1,80 m

4,3”

Calado 4.000 Peso 470 kg Motorização 40 - 150 hp

0

20

Tanque de combustível 100 L Tanque de água 50 L

Aceleração O tempo de planeio é muito curto. Com mais motor do que o barco precisa, a Panga planou em 4,3 segundos, mas transmite a sensação de não existir esse tempo de planeio.

Velocidade de cruzeiro 21,72 nós Velocidade máxima 25,2 nós Passageiros 1+8

www.panga.com.br

www.boatshopping.com.br BOATSHOPPING

bs66-teste-panga.indd 55

55

12/04/17 17:28


boat teste Panga 22 Tradition

DETALHES DO BARCO:

Espaço é uma característica da Panga 22. A versão Tradition tem detalhes e cuidados elevando o conforto a bordo

Com 100 L, o tanque gera muita autonomia. O barco consome muito pouco combustível

O novo comando da Mercury é anatômico e fácil de usar

Embaixo do banco, a frente do posto de comando, tem uma caixa para guardar objetos pessoais

O posto de comando é simples e funcional, tem espaço para os mostradores e comando do motor

A versão tradicional com um motor de popa, permite criar dois bancos para passageiros

No geral, o espaço a bordo da Panga 22 é bem aproveitado e conta com certo conforto para passar o dia a bordo

56

bs66-teste-panga.indd 56

12/04/17 17:28


IMPRESSÕES AO NAVEGAR:

CONSTRUÇÃO: Laminação manual, com manta, tecido, gel coat superior, utilizando pouca resina para deixar o barco leve e resistente. Ainda no molde são instaladas as cavernas.

CONFORTO: Esse ponto pode parecer que não existe na Panga, mas na verdade o barco tem um belo solário de proa, um banco na frente do posto de comando e mais dois banquinhos na popa. Sim, ela tem conforto para passar um belo dia a bordo.

PILOTAGEM:

ACABAMENTO:

Em sua função plena de uso, águas abrigadas e também colocada em mar aberto, nenhuma surpresa na navegação desse casco. Muito tradicional, ele pode ser colocado a prova em diversas situações.

O proprietário do estaleiro se preocupa com esse detalhe desde quando começou a construir barcos e isso pode ser percebido analisando o estofado do barco, os pequenos detalhes que foi incorporado ao projeto.

SEGURANÇA:

INOVAÇÃO:

Itens de segurança não são o forte do barco. Além daqueles que a Marinha do Brasil solicita como item obrigatório a bordo, a Panga 22 é um barco sem frescura, casco e motor. Mas em outros modelos, inclusive no novo modelo de 23 pés, o casco pode ser insubmergível.

Esse quesito deve ir para o consumo de combustível, pois o próprio estaleiro alega que a Panga é multiuso e isso fica mais legal quando o barco não consome muito.

DESEMPENHO: Aqui é que a Panga mostra todo seu valor. Bom desempenho com baixo consumo. Em tudo que foi proposto durante o teste, ela se saiu bem para o projeto do barco. Esse item não deve ser uma preocupação ao escolher uma Panga.

SEU BOLSO: A Panga é um barco multiuso e ideal para qualquer tipo de finalidade. De barco de apoio, a lancha, a barco de mergulho, de trabalho e o que mais sua cabeça puder imaginar, ela está lá para ser utilizada. O barco testado com motor de 60 HP custa R$ 67.800,00 mas oferece versões a partir de R$ 29.800, só o casco.

www.boatshopping.com.br BOATSHOPPING

bs66-teste-panga.indd 57

57

12/04/17 17:28


boat teste Panga 22 Tradition

O MELHOR USO A Panga 22 Tradition é um barco na medida pra você? Como o estaleiro gosta de chamar o modelo de 22 pés, um barco que é pau para toda obra, vou concluir esse texto. Ele realmente é um barco multiuso muito bem feito e bem-acabado. Por onde se olha, da para perceber que o estaleiro está colocando mais qualidade do que o projeto original sugere e isso é muito bom para o usuário final. Ao longo do dia, o encanto com o modelo foi au-

mentando e vendo toda a versatilidade que pode ser atribuída a um exemplar tão simples, ele ganhou ainda mais pontos na avaliação. O quesito multi–função em apenas 22 pés foi muito bem executado pela equipe da Panga. E que uma coisa fique bem clara nessa avaliação, é difícil encontrar modelos concorrentes para fazer uma análise mais justa do barco e isso as vezes pode ser uma coisa não muito boa, mas tratando-se de uma Panga e toda a tradição que ela tem ao redor do mundo, esse modelo tem tudo deslanchar em diversos meios náuticos.

58

bs66-teste-panga.indd 58

12/04/17 17:28


74

bs66-materia-Cimitarra-760-v3-issuu.indd 74

17/04/17 14:31


CIMITARRA 760

Customização! Essa é a palavra que a define MUITO ESPAÇO E UM LAYOUT EM BRANCO É A ASSINATURA DESTE BARCO PRODUZIDO PELO ESTALEIRO GAÚCHO CIMITARRA YACHTS. DAS QUATRO UNIDADES QUE O ESTALEIRO ENTREGOU, NENHUMA FOI IGUAL A OUTRA E ISSO DEMONSTRA A OPORTUNIDADE QUE O PROPRIETÁRIO TEM EM CONSTRUIU UM BARCO PARA CHAMAR DE SEU Fotos: Kadu Abreu

www.boatshopping.com.br BOATSHOPPING

bs66-materia-Cimitarra-760-v3-issuu.indd 75

75

17/04/17 14:31


cimitarra 760

F

alar da Cimitarra Yachts é falar de evolução. Sim, essa é a palavra que melhor descreve esse estaleiro gaúcho. Com muita experiência no mercado náutico nacional e com centenas de unidades navegando por todo o Brasil, os barcos da empresa foram evoluindo ano a ano e alguns modelos saíram de linha para a entrada de outros, com novo layout, novo acabamento e muitas opções no mesmo produto. O barco de entrada ao universo Cimitarra, a 360, tem três versões e diversas possibilidades de construção, pode ter cockpit aberto, salão fechado com porta, única com plataforma hidráulica, nessa faixa de tamanho e por aí segue a lista que o estaleiro oferece. Se é assim no barco de entrada, vamos então conhecer o maior modelo construído pela Cimitarra até hoje. O barco tem plataforma hidráulica, que suporta até 1500 kg ou uma moto aquática de três lugares e um grande paiol hidráulico em-

baixo do banco na praça de popa, ideal para guardar o bote inflável. O acesso é feito por bombordo e boreste, contando com uma ampla praça de popa. A praça de popa pode ser configurada de algumas maneiras, uma dela é o acesso, que pode ser feito por apenas um dos bordos e no local original, onde ficava a escada, fica a entrada para a cabine do marinheiro, mas na embarcação testada, o acesso é a cabine de marinheiro é feito pela praça de popa. O sofá do lado de bombordo é uma peça modular, não é uma coisa padrão, pode ser configurada de várias maneiras, como um espaço gourmet, um bar, uma ilha de apoio, ou seja, a melhor opção para o cliente. Já no lado de boreste também é possível mudar o móvel que é instalado nessa área. O acesso ao fly é feito sempre pela escada do lado de boreste. Como tudo no barco, a palavra customização é o ponto alto nesse projeto, sendo pouco provável uma Cimitarra

76

bs66-materia-Cimitarra-760-v3-issuu.indd 76

17/04/17 14:31


760 sair como a outra. O espaço gourmet no flybridge foi uma opção do cliente, mas o estaleiro pode ajustar o espaço, pois na verdade trata-se de um vão livre, ou seja, as peças são modulares e encaixadas como o cliente determinar no processo inicial de layout do barco. Mais uma vez, o projeto é único e exclusivo para cada um. Um ponto interessante dessa customização é o valor final do barco, ele não sofre alteração e todas as mudanças já estão previstas pelo estaleiro. O Hard Top do Fly é opcional, por padrão é feito em lona. A proa é um dos grandes diferenciais do projeto como um todo, é possível colocar uma capota em lona tradicional ou instalar quatro pontos de fixação e colocar barras de carbono criando uma cobertura com tecidos, conceito muito usado fora do país. Esse sistema e a dimensão da proa, deixam tudo proporcional ao

tamanho do barco. Um grande diferencial que a Cimitarra está oferecendo num barco desse porte é a customização e até hoje nenhum barco saiu parecido com o outro. Essa unidade é a número dois e a número três e quatro já foram entregues, com um layout nada parecido com o das duas primeiras unidades. O salão é mais uma vez uma folha em branco, onde cliente e estaleiro sentam juntos para definir o rumo do projeto. As duas primeiras unidades saíram bem abertas, sem nada de muito especial na parte de cima, pois os proprietários optaram por realmente usar o barco e não ter nenhum tipo de frescura com os convidados a bordo. E isso é uma percepção inclusive do estaleiro, onde o cliente aproveita muito mais a parte externa do barco e acaba não tendo muita preocupação com a manutenção interna e demais cuidados. Para o conforto dele e da família, no piso inferior, tem uma sala muito grande com uma TV de até 50 polegadas. O espaço garante esse conforto, que pode parecer inexistente no piso superior.

www.boatshopping.com.br BOATSHOPPING

bs66-materia-Cimitarra-760-v3-issuu.indd 77

77

17/04/17 14:31


cimitarra 760

O comando tem muito espaço para instalar qualquer tipo de eletrônico disponível no mercado nacional, bem como no internacional. A Cimitarra deu nome do comando de “flutuante”, devido ao fato de que tudo fica escondido e vai em direção a caixa de disjuntores que fica ao lado do banco. Ele é sustentado por dois pés em inox e fica um grande vão livre embaixo. Esse simples detalhe deixou o ambiente muito mais bonito e com uma cara bem moderna. O quadro elétrico fica ao lado do posto de comando, na parte inferior, mas é tudo bem acessível. Os bancos do piloto e co-piloto podem ser manuais ou elétricos.

O salão é um grande retângulo que é definido por escolhas pessoais de cada cliente, e isso permite que a imaginação trabalhe para alcançar o melhor uso específico de cada família

78

bs66-materia-Cimitarra-760-v3-issuu.indd 78

17/04/17 14:32


A Cimitarra estรก mudando muito o acabamento interno dos barcos e isso pode ser notado em todos os ambientes

www.boatshopping.com.br BOATSHOPPING

bs66-materia-Cimitarra-760-v3-issuu.indd 79

79

17/04/17 14:32


cimitarra 760

80

bs66-materia-Cimitarra-760-v3-issuu.indd 80

17/04/17 14:32


A linha de barcos serรก reestilizada e todos os modelos irรฃo crescer, inclusive a 760 passarรก a ser 780

www.boatshopping.com.br BOATSHOPPING

bs66-materia-Cimitarra-760-v3-issuu.indd 81

81

17/04/17 14:32


cimitarra 760

A amplitude que o vidro do para-brisas cria na sala é uma sensação não vista em modelos do mesmo porte

82

bs66-materia-Cimitarra-760-v3-issuu.indd 82

17/04/17 14:32


Um detalhe muito especial é a altura do pé direito na sala do andar inferior. Ele fica embaixo do para-brisas e aumenta a sensação de espaço nesta área. Uma opção que o estaleiro oferece é a possibilidade de diminuir o espaço e construir mais um quarto, mas nas primeiras unidades, ainda não foi feito nenhum pedido como esse, todos optaram por deixar a sala aberta e ampla. Isso não é uma novidade, a Cimitarra 760 tem quatro cabines como padrão e perder uma sala para adicionar mais um quarto, não tem a mínima necessidade. Ainda na sala, o estaleiro optou por um ba-

nheiro social e não um lavado. Ele serve para o uso diurno do barco, mas também é um banheiro para a cabine de solteiro. A entrada é um pouco acanhada, mas ao abrir a porta, você literalmente ficará impressionado com o tamanho do pé direito. A cabine VIP fica na proa e a Cimitarra chama ela de suíte canadense, pois divide o banheiro com a outra cabine de casal. A diferença entre uma e outra é o tamanho do espaço interno da própria cabine. O banheiro é completo e usa o sistema de cascata, que fica

www.boatshopping.com.br BOATSHOPPING

bs66-materia-Cimitarra-760-v3-issuu.indd 83

83

17/04/17 14:32


cimitarra 760

bem concentrado em um ponto só. Aqui o pé direito também impressiona. Com a proposta de ter um banheiro no local do lavabo, você pode dividir bem o uso, são quatro cabines e três banheiros. A suíte de casal, pode utilizar o banheiro da sala, transformando a cabine VIP em uma suíte, mas isso vai do gosto de cada proprietário. A cabine de casal tem o pé direito alto e tem realmente uma cama de casal, igual a que temos em casa, com 1,38 de largura. O espaço é muito bom, com muitos armários, todos com boa profundidade. A cabine de solteiro tem duas camas (beliche) com TVs individuais.

Ela é uma lancha bem espaçosa, com muito espaço interno

84

bs66-materia-Cimitarra-760-v3-issuu.indd 84

17/04/17 14:32


A cabine máster é outro local que também impressiona pelo tamanho. Tem uma cama king-size, muitos armários, de ambos os lados, que permite o casal dividir bem o espaço. Mesmo que sua mulher leve muita coisa a bordo, espaço não é um problema nesta cabine. O lado romântico do proprietário falou mais alto nesta cabine, pediu para instalar uma adega climatizada e um frigobar para aproveitar as noites a dois com sua esposa. Um vão entre elas, transforma a mesa em escritório para ele, ou penteadeira para ela. No lado de bombordo tem um sofá que fica na altura da água e a janela bem posicionada, garante uma vista única a qualquer momento do dia. O banheiro ocupa toda a boca do barco. É construído com o conceito para ele e para ela, onde duas portas levam a lados opostos do ba-

bs66-materia-Cimitarra-760-v3-issuu.indd 85

17/04/17 14:32


cimitarra 760

nheiro, com pia e privada elétrica individuais, conectadas por um box muito grande e ducha estilo cascata ao centro. Mas se achar que o tamanho dos armários na cabine não são suficientes, um dos lados pode ser convertido em um closet, mas essa opção também ainda não foi solicitada por nenhum dos quatro modelos já prontos. A Cimitarra 760 mostra a evolução da marca como um todo. Em uma entrevista feita com o proprietário do estaleiro durante o Miami Boat Show, confirma exatamente isso, ele não tem medo de crescer, mudar e evoluir. Isso realmente pode ser visto nos últimos modelos feitos pelo estaleiro. Ainda foi revelado um novo modelo de 98 pés que já conta com três unidades vendidas. O barco tem um conceito muito tropicalizado, com ótimo aproveitamento da área externa e ao mesmo tempo ela não deixou de manter as características da marca como o pé direito alto, mantendo o DNA da Cimitarra, transmitindo uma sensação muito agradável e uma área externa muito bem construída, ideal para desfrutar um dia perfeito a bordo.

86

bs66-materia-Cimitarra-760-v3-issuu.indd 86

17/04/17 14:32


“M/Y ANKA”

PRINCESS 40 M O trideck de tirar o fôlego

A série 40 M é a tradução perfeita das habilidades do estaleiro em criar, elaborar e construir barcos com um design único.

74

bs66_Princess_final_v2.indd 74

12/04/17 17:35


75

bs66_Princess_final_v2.indd 75

12/04/17 17:35


Princess 40M

A

M Class personifica a Princess Yachts. 50 anos de habilidades artesanais inspirados em uma experiência pioneira de nível mundial. Com proporções de ponta a ponta e detalhes personalizados em seu interior, transformam esse iate em um paraíso de diversão e satisfação. Como líderes na construção de materiais compostos e parceiros ativos dos setores aeronáuticos, de energia e da Fórmula 1, tal parceria resultou na criação da 40 M, um dos maiores cascos do mundo produzido pelo método de infusão de resina em fibra de vidro, com impressionantes 395 toneladas de volume bruto. E mesmo em tais escalas, seu tamanho está perfeitamente equilibrado com performance, eficiência hidrodinâmica e excepcional autonomia de cruzeiro. Ao longo do processo de construção, o

estúdio de design trabalha perto do cliente, assegurando que todas as partes e layouts internos, saiam da maneira que ele solicitou. Isso pode ser feito pela própria equipe de design do estaleiro ou por seu especialista. Combinando uma impressionante capacidade de volume, com um perfil elegante, o 40M oferece quartos seis estrelas para até 12 convidados, com cabines bem equipadas para até sete tripulantes e o maior volume interno da sua categoria. Tudo sobre este impressionante iate é medido em superlativos, a partir de suas enormes âncoras de 230kg na proa à volumosa garagem na popa, que tem espaço não apenas para um bote de 6,2 metros, mas também para duas motos aquáticas. Dentro dos elegantes parâmetros do casco e da superestrutura, os proprietários

76

bs66_Princess_final_v2.indd 76

12/04/17 17:36


A cor ousada ficou perfeita no barco flagship do grupo

www.boatshopping.com.br BOATSHOPPING

bs66_Princess_final_v2.indd 77

77

12/04/17 17:36


Princess 40M

têm, naturalmente, quase carta branca para criar o iate dos seus sonhos - nenhum nunca será igual ao outro. Há uma variedade impressionante de opções de layout para escolher entre quatro ou cinco cabines de convidados no convés inferior, por exemplo, e você pode optar por ter um cinema em vez de uma cabine a meia nau e uma academia no lugar do outro quarto. O ponto principal do iate será, sem dúvida, o magnífico deck principal com um salão lindamente decorado e área de jantar formal cercada por janelas e varandas hidráulicas dobráveis em ambos os lados do salão, que estão equipados como padrão neste iate. À frente do convés principal fica a suíte do proprietário, ocupando toda a boca do barco. A suíte é acessada através de uma antessala, muito versátil, que pode ser utilizada como um escritório, sala de TV privada, uma sala

de leitura ou para atender às necessidades pessoais do proprietário. Para a frente, o banheiro é único e muito luxuoso, como tudo neste barco. Está cercado por dois closets com portas curvas que acompanham o design da cabine. O quarto inteiro foi concebido de forma circular em função do tapete da Fendi, empresa que faz parte do mesmo grupo da Princess Yachts. No deck superior há um elegante ‘sky lounge’, uma área de jantar externa para jantares privados e uma escadaria curva leva até o flybridge. Suntuoso, mas muito imponente, ele é completo com bar, sofás, espreguiçadeiras e uma enorme banheira de hidromassagem. Uma área muito bem desenvolvida e muito utilizada pelo proprietário e sua família. A enorme cozinha profissional foi projetada por um exigente Chef e é equipada com dois refrigeradores-freezers, utensílios

78

bs66_Princess_final_v2.indd 78

12/04/17 17:36


A área externa tem algumas características de design maravilhosas, verdadeiras características de um superiate

www.boatshopping.com.br BOATSHOPPING

bs66_Princess_final_v2.indd 79

79

12/04/17 17:36


Princess 40M

modernos e uma despensa enorme. Para garantir que tudo seja servido rapidamente e facilmente, há algumas passagens para a tripulação trabalhar sem ser vista. O posto de comando é impressionante, com uma vasta utilização de telas de vidro incorporando o sistema de controle e monitoramento em um console deslumbrante e a cabine do capitão também está situada próxima ao leme. A força vem de um par de motores MTU 12V diesel, atingindo até 22 nós de velocidade máxima. Dois geradores de 80kW compartilham o espaço na casa de máquinas, onde o sistema de manuseio automático de combustível é sensível às necessidades do motor e dos geradores.

80

bs66_Princess_final_v2.indd 80

12/04/17 17:37


O interior inspira modernidade e luxo feito a mรฃo pela prรณpria Princess Yachts

www.boatshopping.com.br BOATSHOPPING

bs66_Princess_final_v2.indd 81

81

12/04/17 17:37


Princess 40M

A 40M foi projetada e construída usando algumas das tecnologias e das técnicas mais avançadas vistas na construção de um barco hoje em dia. Programas de computador garantem a dinâmica e eficiência a cada detalhe, o mesmo acontece ao processo altamente desenvolvido da infusão da resina para produzir o casco e a superestrutura inteira, que fornece benefícios significativos ao peso e à rigidez do barco, melhorando o desempenho final do produto. Com os níveis de liderança em sua classe, este magnífico tri-deck semi-personalizado, representa a habilidade e paixão de um dos estaleiros mais experientes e renomados da Europa. É um marco, não apenas para a Princess Yachts, mas para a construção de iates britânicos.

82

bs66_Princess_final_v2.indd 82

12/04/17 17:37


www.boatshopping.com.br BOATSHOPPING

bs66_Princess_final_v2.indd 83

83

12/04/17 17:38


Princess 40M

Ficha técnica Tamanho:

40,16 m – 131’9” Boca:

8,02 m Calado:

Opção de layout com o banheiro da suíte da cabine principal dividido

2,29 m Combustível:

29,345 L Água:

5.000 L Águas negras:

2.000 L Pernoite:

12 pessoas

No deck principal, a sala tem duas varandas que se abrem sobre o mar

Tripulação:

07 pessoas Motorização:

MTU 12V 4000 M93L – MTU 12 V 4000 M73L Velocidade máxima:

23 nós

O layout do deck superior é amplo e ideal para receber os convidados

Autonomia:

2.100 MN Arquiteto Naval:

Bernard Olesinski Design Interior:

Princess Yachts International

É possível cruzar o Atlântico com um barco deste tamanho

Layout do deck inferior com opção de quatro cabines

Layout do deck inferior com opção de cinco cabines

Visão do flybridge com a jacuzzi

Opção de layout do flybridge sem o posto de comando

84

bs66_Princess_final_v2.indd 84

12/04/17 17:38


bs66_mercedes_V2.indd 86

12/04/17 17:49


CIGARETTE RACING TEAM

MARAUDER 50 AMG Desempenho de pilotagem em terra e na água: Mercedes-AMG e Cigarette Racing celebram 10 anos de colaboração revelando a nova Marauder 50 AMG 2017 inspirada na Mercedes-AMG GT R

bs66_mercedes_V2.indd 87

12/04/17 17:49


Marauder 50 AMG

A

Mercedes-AMG e a Cigarette Racing juntaram-se novamente este ano para continuar definindo novos pontos de referência e superar os limites de desempenho, apresentando a Cigarette Racing Team Marauder 50 AMG, barco inspirado na Mercedes-AMG GT R. As duas marcas de alta performance estão orgulhosas por comemorar 10 anos de colaboração com este incrível barco, revelado no Miami International Boat Show. Desde a leve e inteligente construção até à riqueza de inovações, a Mercedes-AMG GT R e a Marauder 50 AMG 2017 são verdadeiras pioneiras em seus respectivos segmentos, exemplificando perfeitamente a filosofia do núcleo Mercedes-AMG em oferecer alto desempenho. Projetada para alta velocidade e com dinâmica aprimorada, a fibra de carbono foi extensivamente utilizada na concepção da Marauder 50 AMG 2017, ajudando a economizar mais de 590 quilos de peso bruto. Além disso, o deck, o cockpit e

os consoles foram desenvolvidos usando avançadas técnicas de análise de laminação e todas são construídas em fibra de carbono com núcleo de espuma. A tampa do motor também é em fibra do carbono, empregando a tecnologia da infusão a vácuo para sua construção. O esportivo layout da cabine é em estilo de corrida, e até mesmo o sistema elétrico conseguiu economizar em peso visando maximizar o desempenho. “Desempenho, perfeição e paixão são os valores que unem a Mercedes-AMG e a Cigarette Racing. Com base nesses valores, oito edições especiais foram criadas durante os nossos dez anos de bem-sucedida colaboração mútua, e o Marauder 50 AMG 2017 apresentado aqui é um destaque especial entre estes. A nova edição é um símbolo para a parceria de dez anos com a Cigarette Racing, bem como para o 50º aniversário da Mercedes-AMG “, diz Tobias Moers, Presidente do Conselho de Administração da Mercedes AMG.

São 3.100 HPs despejados nos hélices

88

bs66_mercedes_V2.indd 88

12/04/17 17:49


A Marauder 50 é o barco de comemoração dos 10 anos de parceria entre Cigarette e Mercedes-Benz

“A Marauder AMG 2017 é um resultado particularmente impressionante da nossa colaboração contínua com a Cigarette Racing Team, e um tributo apropriado para honrar 10 anos de trabalho em conjunto”, disse Gorden Wagener, Chief Design Officer da Daimler AG. “Um ícone de corrida inspirou outro, e estamos orgulhosos de continuar a definir o ponto de referência e combinar perfeitamente design e desempenho, tanto em terra como no mar”. “Desde o início, estávamos confiantes de que a Mercedes-AMG seria a parceira perfeita, já que nossas empresas se orgulham muito de nossa herança vitoriosa de corrida e mantêm firme o foco em superar os limites de desempenho”, disse Skip Braver, CEO da Cigarette Racing. “Agora estamos muito orgulhosos de comemorar 10 anos de trabalho em conjunto e demonstrar a força de nossa colaboração com a Mercedes-AMG, revelando o nosso mais impressionante barco de

alto desempenho até o momento.” A Marauder AMG 2017 Cigarette Racing Team é motorizada por um par de Mercury Racing 1550/1350 QC4v (Quad Cam 4 Válvulas) e rabeta M8, entregando até 3.100 HPs nos hélices. Esses sofisticados motores são de calibração dupla, que permitem ao piloto mudar os níveis de potência do motor através de chaves eletrônicas. A chave “Race” destrava até 1550 HPs, exigindo o combustível de corrida. A chave “Pleasure” é usada para operar em 1.350 HPS com combustível de alta qualidade. Estilisticamente, a Cigarette Racing Team recrutou Gorden Wagener, diretor de design da Daimler AG, para projetar a pintura e os detalhes. A instalação dos assentos foi criada pelo AMG Performance Studio utilizando um padrão geométrico único e impressionante. Para marcar o 50º aniversário da Mercedes-AMG e comemorar a parceria de 10 anos com a Cigarette Racing Team, um logotipo

www.boatshopping.com.br BOATSHOPPING

bs66_mercedes_V2.indd 89

89

12/04/17 17:49


Marauder 50 AMG

especial foi desenvolvido e é proeminentemente exibido na proa do barco. Os distintos detalhes da pintura Green Hell Magno no barco criam uma conexão instantânea com a Mercedes-AMG GT R e o famoso “North Loop” da pista de corridas de Nurburgring, onde o GT R alcançou o incrível tempo de volta de 7:10:92. Nunca antes a Mercedes-AMG reuniu tanta tecnologia de automobilismo em um veículo de produção. O motor biturbo AMG 4.0l V8 artesanal de 577 HPs, a suspensão modificada, a nova aerodinâmica e a construção leve estabeleceram as bases para uma dinâmica experiência de pilotagem. Além disso, a inconfundível grade AMG Panamericana comemorou sua estreia de produção padrão na Mercedes-AMG GT R, com suas 15 aletas cromadas verticais inspiradas no visual do novo carro de corrida AMG GT3 e do Mercedes-Benz 300 SL que ganhou a famosa corrida de estrada mexicana, Carrera Panamericana em 1952. A Mercedes-AMG e a Cigarette Racing iniciaram a parceria em 2007, principalmente para a organização de atividades de clientes e marketing. Seja na terra ou na água, a Mercedes-AMG e a Cigarette Racing estão unidas pelo foco em produzir o máximo em desempenho. Estes barcos apresentam qua-

lidade artesanal e customizada para os entusiastas e são testados sob as condições mais extremas. A Mercedes-AMG e a Cigarette Racing compartilham DNAs semelhantes: ambas têm raízes vitoriosas de corrida e ainda estão dedicadas a essa paixão. O preço deste barco único da Cigarette Racing Team está disponível mediante solicitação. Para obter mais informações sobre a Cigarette Racing Team, visite: www.cigaretteracing.com

90

bs66_mercedes_V2.indd 90

12/04/17 17:49


Fly 21 Gullwing

SESSA FLY 21

GULLWING

um desafio revolucionรกrio Uma lancha de 21 metros com estilo esportivo e espaรงo interno aproveitado de maneira inteligente e elegante

92

bs66_Gullwing_V3.indd 92

12/04/17 17:56


O

novo Fly 21 Gullwing da Sessa Marine foi apresentado em setembro de 2016, durante o Genoa International Boat Show, e está previsto para ser lançado oficialmente na metade deste ano. Esta é uma embarcação que chama atenção por de seu design e estilo único. Com 21 metros, esta lancha é fruto de uma parceria do estaleiro italiano com o estúdio de design Arnaboldi Studio, com quem trabalhou no C68, e com o CentrostileDesign. Uma de suas características é o ótimo aproveitamento de espaço interno e externo, sem perder seu estilo esportivo. O uso de materiais leves, como carbono, também é um ponto a ser destacado, pois ele influencia na leveza da embarcação.

Os mais de 40m² de janelas de vidro proporcionam aos navegantes uma vista panorâmica do mar e o deck principal conta com uma decoração clara e elegante. O Fly 21 Gullwing possui acomodações para oito pessoas em quatro cabines, sendo duas com camas de casal e duas com duas camas de solteiro cada; há também três banheiros. Já o flybridge pode ser decorado com duas espreguiçadeiras e um bar, ou é possível montar uma pequena academia de ginástica. O elemento mais distintivo deste projeto são as duas portas “asa de gaivota”, com acionamento elétrico, nas laterais, que facilitam o acesso lateral e permitem mais entrada de luz e ar fresco na cabi-

www.boatshopping.com.br BOATSHOPPING

bs66_Gullwing_V3.indd 93

93

12/04/17 17:56


Fly 21 Gullwing

ne. O conceito utilizado nesta lancha tem como referência o setor automotivo, que está sempre inovando em termos de tecnologia e design. A Sessa Marine oferece uma série de opções de customização para o Fly 21 Gullwing, buscando sempre agradar o proprietário. É possível cobrir tanto o flybridge quanto o sundeck com uma tenda, para dar mais privacidade.

O estaleiro oferece diversas opções de customização para o Fly 21 Gullwing

94

bs66_Gullwing_V3.indd 94

12/04/17 17:56


Também há a opção de colocar um elegante T-Top de carbono, já visando o mercado internacional, que costuma preferir o fly totalmente coberto. Uma versão mais voltada para o mercado asiático oferece um conceito interno mais amplo, com menos divisões entre os ambientes. O Fly 21 Gullwing pode vir em duas configurações diferentes, de acordo com a necessidade do proprietário, sendo elas com três cabines e uma cozinha no deck inferior, ou com quatro cabines e a cozinha no deck principal. O estaleiro italiano também oferece três opções de motorização. Ele pode ser equipado com dois de motores Volvo Penta IPS 1200 D13, com um total de 2.400 HP, dois motores MAN V12, totalizando 2.800 HP, ou com dois motores Caterpillar C18A, com 2.300 HP.

Ficha técnica

O Fly 21 Gullwing possui mais de 40m² de área envidraçada.

No flybridge podem ser colocadas duas espreguiçadeiras ou também pode ser montada uma pequena academia.

Comprimento total:

21,04m Boca:

5,07m Motores:

2x VP IPS 1200 D13 (2400) | 2x MAN V12 (2800 HP) | 2x Caterpillar C18A (2300 HP)

O estaleiro oferece uma série de opções de cobertura para o flybridge.

Passageiros:

14 Acomodação:

6+1 Deslocamento:

30t Tanque de combustível:

3200L

O deck principal é amplo e bem iluminado com bastante luz natural, graças as portas “asa de gaivota” nas laterais.

Tanque de água:

1000L Tanque de águas negras:

400L Categoria:

A O deck inferior tem duas opções de layout, Uma com três cabines e outra com quatro.

www.boatshopping.com.br BOATSHOPPING

bs66_Gullwing_V3.indd 95

95

12/04/17 17:56


Carros x Barcos

OS 8 MELHORES BARCOS PROJETADOS

por fabricantes de carros

98

bs66-materia-barcoxcarro.indd 98

12/04/17 17:58


As indústrias automobilística e náutica estão mais próximas de se unirem do que se imagina. Algumas das mais conhecidas marcas de carros de luxo estão usando seus conhecimentos para desenvolver embarcações de luxo com algumas das principais características de seus carros como designs arrojados, tecnologia avançada, conforto e, principalmente, velocidade. Confira os 8 melhores designs. www.boatshopping.com.br BOATSHOPPING

bs66-materia-barcoxcarro.indd 99

99

12/04/17 17:58


Carros x Barcos

Lexus Sport Yacht Lexus

Em comparação à outras empresas, a Lexus tem vantagem no meio náutico, considerando que a Toyota, sua empresa-mãe, já é um membro importante neste mercado, no Japão. O Lexus Sport Yacht, de 12,7 metros, tem o estilo, o luxo e a potência que você esperaria de um dos carros da marca, com detalhes que lembram o Lexus LFA. Ele seria impulsionado por dois de motores Lexus V8 de 440 HP, cada, chegando a uma velocidade máxima de 43 nós, com lugar para oito pessoas curtirem o passeio. O Lexus Sport Yacht foi desenvolvido em parceria com o Marquis-Carver Yacht Group, em Wisconsin, mas, infelizmente, a Lexus anunciou que não tem planos de lançar o modelo no mercado.

100

bs66-materia-barcoxcarro.indd 100

12/04/17 17:58


Benetti Fisker 50 Henrik Fisker

A Benetti Yachts se uniu a Henrik Fisker, o nome por trás da marca de carros híbridos de luxo Fisker Automotive, para criar um iate-conceito de 50 metros em que sua principal característica é a inovação. O design arrojado do Benetti Fisker 50 foi apresentado ao mercado no início de 2016. Um dos detalhes que chama a atenção são as linhas nos três decks, que têm a forma de uma onda regredindo. A inovação continua na parte interna deste superiate, que possui uma lareira na cabine principal e uma sala de cinema que pode ser facilmente transformada em uma academia de ginástica.

www.boatshopping.com.br BOATSHOPPING

bs66-materia-barcoxcarro.indd 101

101

12/04/17 17:58


Carros x Barcos

Arrow 460 Granturismo Mercedes-Benz

O Arrow 460 Granturismo, de 14 metros, foi criado a partir dos clássicos da Mercedes-Benz, os carros de corrida Silver Arrow, que dominaram as pistas nos anos 30. Junto à Silver Arrows Marine, a equipe da Mercedes-Benz Style trabalhou para criar este barco único que chegou aos mares no primeiro semestre de 2016. Como ele provou ser um sucesso, a Baltic Yachts, especialista em fibra de carbono finlandesa, foi contratada pela Mercedes para produzir novas unidades da lancha. Ele pode ser impulsionado por dois motores Yanmar 6LY3-ETP, de 480 HP, cada, e comporta até 10 passageiros.

102

bs66-materia-barcoxcarro.indd 102

12/04/17 17:58


A Jaguar se uniu ao designer de iates canadense Ivan Erdevicki para criar este conceito de speedboat, que foi projetado para complementar o Jaguar XF Sportbrake. De acordo com o diretor de design da Jaguar Ian Callum, o “Concept Speedboat é poderoso” e segue as ideias tradicionais de uma lancha deste estilo, mas conta com o luxo e a velocidade que se espera de um carro da Jaguar. Esta lancha está sendo construída em fibra de vidro, mas possui um leme de fibra de carbono, inspirado no icônico Jaguar D-Type.

The Concept Speedboat Jaguar

www.boatshopping.com.br BOATSHOPPING

bs66-materia-barcoxcarro.indd 103

103

12/04/17 17:58


Carros x Barcos

Quintessence AM37 Aston Martin

O Aston Martin AM 37, de 11,28 metros, foi criado em parceria com a Quintessence Yachts. Depois de anos de pesquisa e desenvolvimento, esta é a primeira lancha a carregar as famosas asas da Aston Martin e foi apresentada ao público no Mônaco Yacht Show, em setembro de 2016. Para uma empresa que forneceu carros para James Bond, é mais do que apropriado que o AM 37 seja considerado uma obra de arte, além de ser super veloz. Com dois motores Mercury de 520 HP, cada, ele é capaz de chegar a uma velocidade máxima de 50 nós. Além disso o speedboat da Aston Martin é muito bem equipado com computadores de bordo que podem controlar não só a navegação mas outros elementos como ar condicionado, frigobar e até mesmo uma máquina de café expresso.

104

bs66-materia-barcoxcarro.indd 104

12/04/17 17:59


Lancia di Lancia Lancia and Fiat

O Lancia di Lancia possui 13,1 metros e é resultado de uma parceria entre quatro empresas italianas: Sacs, Fiat Powertrain Technologies, Martini e Lancia. Ele foi projetado para oferecer o conforto e o estilo de um coupê esportivo em um barco. Tem capacidade para onze pessoas, incluindo uma cabine para um casal, com ar condicionado. O casco em fibra de vidro é feito a partir de um molde, mas depois é montado a mão para que cada barco seja personalizado de acordo com as especificações do cliente. A capota dobrável é elétrica e pode ser levantada para proteger os convidados. O Lancia di Lancia é equipado com dois motores Fiat FPT N67560, chegando a uma velocidade de 55 nós.

www.boatshopping.com.br BOATSHOPPING

bs66-materia-barcoxcarro.indd 105

105

12/04/17 17:59


Carros x Barcos

Palmer Johnson Niniette Bugatti

o ção

A Bugatti é conhecida por fabricar o carro esportivo mais veloz do mundo, mas a fabricante italiana agora se uniu com a construtora de iates Palmer Johnson para apresentar a série de barcos de passeio em fibra de carbono. A PJ42 Niniette, de 12,8 metros, a PJ63 Niniette, de 19,2 metros, e a PJ88 Niniette, de 26,8 metros, são todas nomeadas em homenagem a filha do fundador da Bugatti, Ettore Bugatti. De acordo com Berkley March, chefe de design da Palmer Johnson, a ideia por trás do projeto é “trazer o know-how e a qualidade dos iates maiores para uma embarcação mais acessível às pessoas, dando-lhes a oportunidade de possuir um Palmer Johnson”.

106

bs66-materia-barcoxcarro.indd 106

12/04/17 17:59


O Royal Falcon Fleet 135, de 41,4 metros, é fruto de uma parceria entre a Porsche Design e o Royal Falcon Fleet, estaleiro de Singapura. Este projeto foi desenvolvido como um catamarã, pois o presidente da RFF queria que se parecesse com uma “nave espacial na água”. Segundo a Porsche Design, “os dois cascos dão uma impressão completamente diferente, quase parecida com uma pista de carro esportivo”. Este iate tem capacidade para 10 pessoas e seria impulsionado por dois motores MTU de 4.600 HP e dois water jets, chegando a cerca de 30 nós. Apesar da embarcação estar em construção há vários anos, ainda não se sabe quando será lançado.

Royal Falcon Fleet 135 Porsche Design

bs66-materia-barcoxcarro.indd 107

12/04/17 17:59


BRINQUEDO DE

GENTE GRANDE O design de superiates está em constante mudança, não apenas com a introdução de novos modelos de cascos, mas levando-se em conta também a possibilidade de ter um espaço reservado para um item especial: o helicóptero Por: Dudley Dawson | Adaptação: Cristiane Bartel

110

bs66-materia-helipad.indd 110

12/04/17 18:00


www.boatshopping.com.br BOATSHOPPING

bs66-materia-helipad.indd 111

111

12/04/17 18:00


helipontos

ร‰ cada vez mais comum os superiates terem um espaรงo reservado para um helicรณptero a bordo

112

bs66-materia-helipad.indd 112

12/04/17 18:00


www.boatshopping.com.br BOATSHOPPING

bs66-materia-helipad.indd 113

113

12/04/17 18:00


helipontos

O

helicóptero realmente abre uma nova porta para a experiência em um iate. Não se trata apenas do fator “diversão”, mas também envolve conveniência, segurança e, em alguns casos, a possibilidade de salvar uma vida, em caso de transferência rápida de uma pessoa. A primeira vez que pude ver um heliponto em um iate foi no ano de 1985, com o modelo Buckpasser de 121 pés projetado por Hitachi Zosen e construído pelo estaleiro japonês Kanagawa, para um esportista americano. Ele foi um dos primeiros iates com uma área totalmente funcional para pousos e decolagens de helicóptero. Ainda hoje, o Buckpasser continua sendo um dos menores iates com heliponto e atualmente é utilizado para charters. A razão é simples: para se construir uma área para a aeronave é preciso ter bastante planejamento, espaço e dinheiro. Os sacrifícios, muitas vezes, não valem a pena para um barco menor, onde as trocas são proporcionalmente maiores. Para isso, há consultores que esclarecerão as dúvidas dos proprietários de supe-

riates sobre a possibilidade de ter um heliponto no deck da embarcação. Um bom consultor fará o dono do barco economizar tempo e dinheiro, além de reduzir o risco e melhorar a funcionalidade do projeto. Existem dois tipos de helipontos para iates. O primeiro, conhecido popularmente como “touch-and-go” ou pista de pouso de emergência, é um local para o helicóptero particular pousar brevemente (nunca desligar o motor) e decolar novamente, logo que os passageiros ou carga embarcarem ou desembarcarem. É o tipo mais comum existentes nos iates de luxo. Não há padrões estabelecidos para essas operações e os detalhes do heliponto variam de caso a caso entre designers, construtores e órgãos reguladores da aviação civil e seguradora (este exemplo é apenas para a operação não comercial). “A chamada touch-and-go não tem nenhuma referência real”, afirma David Nelson, consultor de aviação da Helidecks Training Solutions, uma consultoria britânica de design de helipontos para iates. “No entanto, seria tolice o proprietário de um iate com he-

114

bs66-materia-helipad.indd 114

12/04/17 18:00


Nos superiates, o helideck está geralmente situado a popa. Em embarcações menores, ficam no flybridge ou em áreas próximas

www.boatshopping.com.br BOATSHOPPING

bs66-materia-helipad.indd 115

115

12/04/17 18:01


helipontos

liponto privado não seguir as normas”. O segundo modelo de heliponto em iates é chamado de “totalmente certificado” ou “certificado comercialmente”, e é consideravelmente mais abrangente. Há inúmeras regras a cumprir e o regulamento que rege a sua concepção, construção e operação pode ser encontrado no Código da Agência Marítima e Guarda Costeira para Grandes Iates Comerciais Yacht (LY3). Entre helipontos “touch-and-go” e “totalmente certificado” encontra-se uma série de compromissos para o uso privativo que alguns designers e construtores relutam em discutir. “Regras internacionais de aviação mandam que todos os helicópteros envolvidos no transporte aéreo comercial operem com um certificado de heliporto ou, neste caso, heliponto, que deve ter sido construído com os padrões e características definidas”, afirmou Nelson. “O proprietário de um

Para instalar um heliponto no deck do iate, é preciso reforçar toda a estrutura da embarcação em torno da área que irá receber a aeronave iate e um helicóptero não precisa construir o seu heliponto com os mesmos padrões, nem obter a certificação, caso o uso seja exclusivamente não-comercial”, completou. “O comprimento livre de obstáculos é 1,25 vezes a distância entre o rotor da cauda do helicóptero e o do eixo principal (das asas rotativas). Se essa distância for de treze metros,

116

bs66-materia-helipad.indd 116

12/04/17 18:01


por exemplo, então é necessário um espaço de dezesseis metros livre de obstáculos. Esta é uma área considerável, especialmente em iates inferiores a setenta metros”, detalhou Ronno Schouten, designer-chefe do escritório holandês de arquitetura naval, De Voogt. Alguns construtores desenvolveram métodos inteligentes para lidar com esse empecilho, assim como a turbulência gerada com a aproximação de um helicóptero: trilhos dobráveis são empregados em muitos casos, assim como redes de segurança removíveis. Em outros casos, a própria estrutura do barco se converte durante as operações de helicóptero. Por exemplo, o hardtop do iate de 164 metros Westport Vango é capaz de atingir até 90 graus, não só para criar um espaço adicional, mas também para bloquear o fluxo de ar gerado pelos hélices do helicóptero. “Existem várias maneiras de criar recursos que minimizam o fluxo de ar e a turbulência. Para isso, basta olhar para a aerodinâmica de qualquer carro moderno. Se estivermos envolvidos com um iate desde a fase de concepção, sempre incentivamos tais ideias”, disse Nelson. Geralmente, o que é mais levado em conta na hora de implantar um heliponto é a estética que ele criará no iate, ao invés de analisar os possíveis riscos de turbulência e movimento. Nesse caso, um heliponto no convés superior é o mais comum. “A escolha do proprietário entre o pouso na proa ou na popa tem grandes implica-

ções sobre o projeto”, diz Schouten. “Um ponto na proa tem menos impacto e permite o pouso quando o convés de popa está em uso para o jantar ou aproveitar o sol. No entanto, o desembarque nesse local não é possível quando o barco está em movimento”, completou. PREPARAÇÃO DO IATE Todos os helipontos são projetados para suportar uma carga de 2,5 vezes maior do que o peso do helicóptero. Normalmente, os decks de iates são projetados apenas para carga humana e marítima e, ocasionalmente, para o embarque e desembarque de tenders. Mas quando cria-se um heliponto, é preciso reforçar toda a estrutura, em certos casos, desde o heliponto até à quilha. Consequentemente, aumenta-se o peso, o deslocamento total, impacta na velocidade máxima e no consumo de combustível. Exceto nos iates maiores, os helipontos estão localizadas no topo do barco ou em área próxima. Este peso adicional, colocado a uma distância tão considerável acima da quilha, também terá um efeito negativo na estabilidade do barco, sendo necessário a instalação de um sistema para compensar. É extremamente importante que os designers e construtores de barcos obtenham con-

Todos os helipontos são projetados para suportar uma carga 2,5 vezes maior do que o peso do helicóptero

www.boatshopping.com.br BOATSHOPPING

bs66-materia-helipad.indd 117

117

12/04/17 18:01


helipontos

selho de aviação mais cedo possível para evitar dificuldades ou alterações futuras que custem muito dinheiro. O objetivo principal é estabelecer desde o início qual o uso que o dono fará do seu heliponto para, a partir daí, decidir o design e a estrutura utilizada. “Se o proprietário quer fazer deslocamentos pelo mar com a aeronave estacionada no deck, talvez seja necessário construir um pequeno hangar. Caso ele precise voar à noite, o heliponto necessitará de iluminação”, disse Nelson. Construtores e designers afirmam que a maioria dos iates acima dos 164 pés têm capacidade para receber, pelo menos, o heliponto do tipo “touch-and-go”. Já há planos para se criar helipontos maiores que recebam aeronaves do tipo tiltrotor. Uma empresa de design do Reino Unido iniciou um projeto de iate que possa receber um modelo AW609. Claro que isso ainda é uma pretensão futura, no entanto, a certificação para que seja permitido está

prevista para mudar ainda este ano. E para um proprietário que deseja um helicóptero que tenha autonomia para voar por 852 milhas, transportar nove passageiros e pousar em sua própria plataforma, esse é um prazo aceitável. Mas há, também, outro aspecto igualmente importante nesse mundo que mistura aviação e náutica: o homem. Não somente o piloto, mas a pessoa que estiver no heliponto ajudando tanto no pouso quanto na decolagem, precisam ter um treinamento correto e qualificado. As opções de configuração em heliponto, ao que parece, são limitadas apenas pelo tamanho do iate e pelo alcance da imaginação do designer em atender às exigências das normas. Com as escolhas certas, o helicóptero torna-se parte integrante de um iate a tal ponto que o proprietário poderá se sentir incompleto sem esse brinquedo de gente grande.

Piloto e tripulação precisam de um treinamento correto e qualificado para realizarem pousos e decolagens com segurança

118

bs66-materia-helipad.indd 118

12/04/17 18:01


terra firme

Eventos, acontecimentos, turismo & gastronomia no mundo náutico

MIAMI INTERNATIONAL

BOAT SHOW

NOVA ESTRUTURA COM MAIS ESPAÇO DE EXIBIÇÃO IMPULSIONAM O CRESCIMENTO DO MIAMI INTERNATIONAL BOAT SHOW 2017

2017

120

bs65-TerraFirme-Miami.indd 120

12/04/17 18:03


COM O DOBRO DE TÁXIS AQUÁTICOS e mais tes demonstraram uma vontade de comprar tudo, desônibus transportando as pessoas, o fluxo de veículos de equipamentos de pesca até barcos novos. Os dados foi tranquilo na Rickenbacker Causeway, o que asse- iniciais indicam que o Boat Show excedeu seu impacto gurou um excelente espetáculo, impulsionando o tu- econômico de quase US$ 600 milhões, em relação ao rismo e a economia local. ano anterior, e novamente apoiaram diretamente mais No segundo ano da nova localização, no Miami de 6.500 empregos em tempo integral. “Com os aprendizados de 2016, que foi o primeiro Marine Stadium Park & Basin, o Miami International Boat Show realizou cinco dias de evento que foram ano da nova localização, no Miami Marine Stadium Park & Basin, a edição de 2017 foi um verum verdadeiro sucesso, recebendo os vidadeiro sucesso para os expositores, visitantes com novidades, mais espaço de O evento indústria local e para o turismo. exposição e mais opções de transporte. pode ter sido sitantes, Neste ano, investimos em novidades, mais Totalmente adaptado ao novo local, o Boat Show brilhou mais uma vez duran- dividido, mas transporte e tamanho da exposição e os te o feriado do Presidents Day, nos EUA. sempre será mais de 100.000 visitantes puderam notar Como esperado, cerca de 100.000 particiesses implementos”, disse Thom DammriMiami Boat ch, presidente da NMMA, associação que pantes, de um número estimado de 30-35 Show organiza a feira. “Nossos convidados e expaíses em todo o mundo, saíram para experimentar o que o evento tinha, proporpositores ficaram encantados com o novo cionando um impulso direto na indústria e turismo modelo na água, e nós também. É claro que é o cenário local. Depois de um forte desempenho em 2016, com ideal para o evento e já começamos a trabalhar na feira um total estimado de US$ 3 bilhões em produtos em do próximo ano. Os implementos vão desde o transporte terrestre, exibição, este ano, os expositores mais uma vez, experimentaram vendas rápidas, bem como os participan- indo ou vindo para Virginia Key, mantendo o trânsito

www.boatshopping.com.br BOATSHOPPING

bs65-TerraFirme-Miami.indd 121

121

12/04/17 18:03


terra firme

Com 550 barcos localizados na marina 100% temporária e ecológica, que garante ao evento, a maior marina temporária do mundo fluindo sem o caos do ano passado, criando uma experiência completa para todos. O número de táxis aquáticos aumentou mais de 47% em relação a 2016, bem como a capacidade de transporte de pessoas neles. Ao mesmo tempo, o número de pontos de partida e chegada do táxi aquático foi simplificado de sete para quatro, para atender ainda mais a alta demanda pelo transporte de água. Os ônibus também sofreram uma realocação e passaram de seis para cinco pontos, com um local de partida a menos do que em 2016, aumentando a frequência de viagens em todos os cinco locais de saída. O resultado das mudanças diminuiu as viagens de carro na Causeway Rickenbacker que conecta Virginia Key com o continente. Em geral, as pessoas que foram a Miami, abraçaram novamente o modelo de estacionar o carro e pegar um transporte oficial do evento em 2017. O show contou quase 90.000 transportes realizados por táxis aquáticos e ônibus, de participantes que

foram para o show de locais designados fora da ilha. Ao chegar ao Miami Marine Stadium Park & Basin, os participantes do evento experimentaram vários upgrades: • Uma exposição de barco maior na água, com 550 barcos localizados na marina 100% temporária e ecológica, que garante ao evento, a maior marina temporária do mundo; • Uma área VIP na água a bordo de um iate de luxo de 111 pés com um deck exclusivo com vista para a marina e para o horizonte de Miami, e; • Uma experiência de jantar completamente renovada por Great Performances, que opera programas de concessões em eventos de classe mundial, como o Miami Open, apresentando os favoritos locais, como The Kni-

122

bs65-TerraFirme-Miami.indd 122

12/04/17 18:03


toraram o tráfego de barco na água durante todo o show. fe Steakhouse, Café Latino e Sushi Maki. O Miami Boat Show de 2018 será realizado no Mia"Aprendemos lições importantes relacionadas ao transporte durante o show do ano passado, e os ajus- mi Marine Stadium Park & Basin, de 15 a 19 de fevetes que fizemos, resultaram para o evento de 2017 não reiro de 2018. apenas facilitar o acesso dos nossos clientes ao show, mas também asseguraram que o tráfego continuasse YACHTS MIAMI BEACH fluindo sem problemas na Virginia Key ", disse Ben O 29º Yachts Miami Beach, luxuoso evento de barWold, gerente do Miami International Boat Show. "A cos realizado na Flórida, EUA, agitou Miami durante o grande maioria dos espectadores aproveitou o nosso feriado de Presidents Day. A feira introduziu novas casistema de park & ride, e estamos particularmente sa- racterísticas ao espetáculo, uma aparência nova e uma tisfeitos com o quão bem o sistema de táxi aquático disposição diferente este ano, projetada para entregar funcionou este ano. Numa altura em que o Condado de experiências superiores ao convidado e ao expositor. O Miami-Dade está à procura de soluções de transporte evento aconteceu entre os dias 16 e 20 de fevereiro na em massa, o Boat Show deu um grande exemplo para o Collins Avenue, em frente aos lendários hotéis Fontainebleau e Eden Roc. que pode ser feito”, finaliza Wold. "Estamos extremamente satisfeitos com os resultaO Show de Barcos de 2017 também continuou seu histórico de décadas de proteção e respeito ao meio dos do evento deste ano", disse Efrem "Skip" Zimbalist ambiente, usando docas 100% EPA-aproIII, presidente da Show Management, a vadas e totalmente encapsuladas temempresa que produz e é co-proprietária do Novas porariamente, que mantiveram as águas Yachts Miami Beach. "O comparecimento da bacia limpas. Mais uma vez, nenhum características, ao show excedeu nossas expectativas em e quantidade. Os expositores problema ambiental negativo ou incidenaparência e qualidade relataram vendas e leads de qualidade. tes no local foram relatados durante o disposição Em termos de mix de produtos, vimos um evento, com o apoio de quatro patrulhas aumento na proporção de iates na faixa da polícia da cidade de Miami, que monimarcaram

o evento na Collins

bs65-TerraFirme-Miami.indd 123

12/04/17 18:03


terra firme

dos 50 pés e os expositores aproveitaram melhor a at- edição para quinta-feira, sexta-feira e sábado, que incluiu o acesso a um salão VIP flutuante climatizado, mosfera sofisticada do evento". Abrangendo mais de uma milha ao longo Collins com um bar premium, comida gourmet, um spa e um Avenue, entre a 41st Street até a 54th Street, o novo concierge dedicado a organizar encontros a bordo layout do show destacou sua localização pitoresca, dos barcos diretamente com os expositores. à beira-mar ao longo da Indian Creek Waterway. Os Todos os novos recursos foram projetados para participantes entraram através de sete criar um ambiente de vendas interativo acessos diferentes e esta foi a primeira e convidativo para expositores e comNo segundo pradores. Com os barcos parados nas vez que o evento foi cobrado em quase 30 anos de história. O novo sistema pronovas seções dedicadas a brokeragem, ano vou ser eficazes para atrair compradores mais fácil do que nunca enconsecutivo, tornaram qualificados ao longo dos cinco dias de contrar, barcos específicos para serem evento, mas acabou na verdade, reduzin- Watson Island visitados. do o número de expectadores que lotaEste também, foi o segundo ano que recebeu 28 vam os píeres do evento. o Yachts Miami Beach teve a exibição mega iates de superyachts em Island Gardens Deep Pela primeira vez, os convidados cheHarbour, na Watson Island, local separagaram ao show a bordo de táxis aquáticos, conectados a novos e convenientes locais de es- do do evento principal, acomodando iates de até 500 tacionamento. O tráfego a pé foi redirecionado para pés. É um show dentro do show como os americanos calçada da Collins Avenue dando espaço para as novas gostam de falar. A área restrita aos mega iates recedocas flutuantes. Um bilhete VIP foi adicionado a esta beu 28 barcos esse ano.

124

bs65-TerraFirme-Miami.indd 124

12/04/17 18:03


terra firme destino

Seis destinos no Brasil que valem a pena conhecer O FERIADO É A OPORTUNIDADE IDEAL PARA COLOCAR O PÉ NA ESTRADA E VIAJAR PARA UM LUGAR INCRÍVEL. PENSANDO NISSO, A MOMONDO, BUSCADOR DE PASSAGENS AÉREAS E RESERVAS DE HOTÉIS, SELECIONOU SEIS LOCAIS NO BRASIL QUE SÃO PERFEITOS PARA APROVEITAR OS FERIADOS PROLONGADOS DESTE ANO. SÃO LOCAIS QUE OFERECEM CENÁRIOS PERFEITOS PARA RECARREGAR AS ENERGIAS. CONFIRA: Praia do Sono (Rio de Janeiro) Com uma das mais belas paisagens de Paraty, o lugar é perfeito para quem busca tranquilidade. Apesar de oferecer uma infra-estrutura turística bastante tímida, essa charmosa vila de pescadores deslumbra por outros motivos. Acessível apenas por trilha, após uma caminhada de duas horas, a Praia do Sono é um verdadeiro paraíso. Mesclando areias finas e águas transparentes, fica bastante perto da mata atlântica preservada da Reserva Ecológica da Juatinga, unidade de conservação de proteção integral do estado do Rio de Janeiro.

Serra da Canastra (Minas Gerais) Você pode aproveitar o feriado para entrar em contato com a natureza? O Parque Nacional da Serra da Canastra proporciona essa experiência. Os passeios aqui são praticamente infinitos: cachoeiras, trilhas, lagos e grutas, além de flora e fauna de cair o queixo. Uma das atrações mais bacanas é um safari fotográfico que permite ver animais locais, como o tamanduá-bandeira e o lobo-guará, bem de perto. São Roque de Minas é conhecida como a "capital" da serra, cidade mais próxima da maioria das atrações e com boa oferta de pousadas e serviços.

126

bs65-TerraFirme-destinos.indd 126

12/04/17 18:09


Jalapão (Tocantins)

Domingos Martins (Espírito Santo)

Para se desligar da rotina, nada como fugir para o Parque Estadual do Jalapão. Esse verdadeiro paraíso natural está fora da rota turística tradicional, sendo o melhor lugar para quem não quer muita agitação. A emblemática paisagem da região mistura imensas dunas de areia alaranjada, rios, riachos, cachoeiras e lagoas de água super cristalina, além dos característicos chapadões de até 800 metros de altura que o cercam. Destino quase intocado, surpreende ainda por sua fauna, que conta com tamanduás-bandeira, capivaras e raposas.

A pouco mais de 40km da capital Vitória, Domingos Martins é destaque entre as cidades da serra capixaba. Agradável, com belíssimas paisagens naturais e boa infraestrutura de pousadas e restaurantes, aqui o sossego é a palavra de ordem. Para relaxar, a dica é mergulhar em uma das lindas piscinas naturais da Cascata do Galo ou observar a imponência da Pedra Azul, principal cartão-postal local. Outro passeio imperdível é a charmosa Casa da Cultura, excelente para conhecer um pouco mais da história do município e da colonização alemã que permanece bastante enraizada na região.

Guarda do embaú (Santa Catarina) Nessa área, preservação é a palavra chave. Mesmo depois de ter ganhado fama, o destino mantém um charme bastante alternativo. Conhecido por boas ondas, praias bacanas e pousadas espalhadas em ruas de terra, a Guarda conta ainda com cachoeiras, rios e animais silvestres. Na região, não deixe de visitar a Prainha e a pedra do Urubu, ambos acessíveis por trilhas simples e com cenários verdadeiramente paradisíacos.

Chapada Imperial (Distrito Federal) Este verdadeiro santuário ecológico pode ser considerado desafiador para alguns turistas. Afinal, seu acesso não é dos mais simples e a maioria de suas atrações não aceita cartões de débito e crédito. Entretanto, o esforço vale a pena. Suas trilhas, de curtas as mais longas, são de rica beleza e transmitem verdadeira tranquilidade. Na região, não esqueça de praticar arvorismo, tirolesa e acampar em grupo, um dos ritos mais clássicos da área.

www.boatshopping.com.br BOATSHOPPING

bs65-TerraFirme-destinos.indd 127

127

12/04/17 18:09


terra firme charter

ILHAS TOSCANAS

ALÉM DAS COLINAS COBERTAS DE VINHEDOS, VILAS E CASAS perfeitamente belas e românticas, há uma outra parte da Toscana que é menos conhecida. A área toscana à beira-mar é um lugar que pede para ser explorado e nada melhor do que fazê-lo a bordo de um luxuoso iate. Indo em direção do Mar Tirreno, entre a parte continental da Itália e Córsega, a costa da Toscana e as montanhosas ilhas toscanas oferecem um ótimo lugar para ancorar o iate e aproveitar um mergulho, além de explorar as ilhas desabitadas. Acha que já conheceu a Itália? Então prepare-se para experimentar algo maravilhosamente familiar, mas comple-

tamente difererente em um delicioso charter pelas Ilhas Toscanas acompanhando sua orla. Lendas contam que as sete ilhas do arquipélago toscano – Gorgona, Capraia, Elba, Pianosa, Montecristo, Giglio e Giannutri – eram as pérolas de um colar que pertenceu a deusa Vênus. Quando elas caíram no mar, se transformaram nestas belas ilhas. Para os apaixonados por cultura, não há muitos outros lugares tão ricos em história, arquitetura e arte, e tudo isso pode ser regado com visitas à alguns dos melhores produtores de vinhos da Toscana. Essas vinícolas estão à poucos minutos de distância do seu iate, seja de carro ou de helicóptero.

128

bs65-TerraFirme-ilhastoscanas.indd 128

12/04/17 18:04


Um charter pela Toscana é a ideia de paraíso de todo amante de gastronomia, história e natureza, e também daqueles que amam aventuras, que podem explorar as ilhas e mergulhar em águas cristalinas. ROTEIRO DIA 1

Viareggio Você irá embarcar no seu iate em Viareggio no continente; o aeroporto mais próximo é o de Pisa, que fica à apenas 24 km de distância. Você pode encontrar sua tripulação equanto estiver à sua espera, mas é compreensível, já que este é o lugar onde nasceu o criador de Madame Butterfly, La Bohème and Tosca. Giacomo Puccini viveu e trabalhou próximo a Torre del Lago, e sua casa é aberta ao público. Dirija-se à cidade, um resort à beira-mar desde o início do século XX, com edifícios em art nouveau e quase dez quilômetros de praia. DIA 2

Viareggio para La Spezia Antes de ir para as ilhas, desfrute das cores e da cultura da Toscana,

lugar onde nasceu a língua italiana como é falada hoje em dia. Lucca é a única cidade na Itália completamente rodeada por mulharas do século XVI, cercando sua impressionante arquitetura medieval e renascentista, mercados de antiguidade e ótimos lugares para jantar. Em seguida, parta para La Spezia para passar a noite no Porto Lotti Marina.

DIA 3

La Spezia para Cinque Terre e Porto Venere La Spezia está no bem meio de um trecho encantador da Riviera da Ligúria e é a base ideal para visitas a Cinque Terre - cinco pequenas aldeias que ficam nos penhascos sobre o mar e que só podem ser acessadas de barco ou por um pequeno trem que circula entre elas. Caminhe pelo costeiro conhecido como Lover’s Walk, ou Caminhada do Amante, que liga Riomaggiore a Manarola. Em Porto Venere, o porto está alinhado às casas do século XII que chamam atenção por suas cores vibrantes e que dão acesso a becos estreitos que levam ao castelo. Durante a noite, atravesse para Elba para chegar a tempo do café da manhã. DIA 4

Elba para Isola del Giglio Esta é a infame ilha para qual Napoleão Bonaparte foi exilado em maio de 1814, mas com

www.boatshopping.com.br BOATSHOPPING

bs65-TerraFirme-ilhastoscanas.indd 129

129

12/04/17 18:04


terra firme charter

águas cristalinas e uma costa de penhascos, parece um lugar um bom lugar para se estar abandonado. Cerca de seis quilômetros para dentro da ilha, você chegará a Villa San Martino, a residência de Napoleão. Elba já é um destino em si, com alguns restaurantes e hotéis encantadores. Explore uma das belas baías antes do iate partir para Isola del Giglio. DIA 5

Giglio para Montecristo Àqueles que desejam relaxar em uma praia deliciosa poderão desfrutar das praias intocadas de Isola del Giglio. A cidade é dominada por uma torre de pedra construída pelos Médicis. Mais a oeste está a pequena

ilha de Montecristo, que chama atenção por sua forma de pirâmide e pelo granito rosa acinzentado. A partir daqui, é um pequeno salto para Porto Ercole na península Argentario. DIA 6

Porto Ercole Porto Ercole é uma pequena jóia de uma cidade rodeada por um cobertor de belas praias de areia e pedra. É uma excelente localização para se divertir com brinquedos do iate ou passar pelas proximidades de Siena. Faça um piquenique na praia na hora do almoço e, à tarde, você irá ancorar na pequena ilha de Giannutri, mais ao sul do arquipélago, parando a noite antes de navegar para o seu último porto, Roma.

DIA 7

Roma Pare na Roma Marina Yachting a nova marina no histórico porto de Civitavecchia, que fica junto ao fundo de um antigo forte. Entre em Roma para conhecer a cidade e aproveitar o melhor lugar da Itália para fazer compras. Passeie pelas ruas arborizadas, com cafés e fontes ao ar livre antes de pegar o vôo para casa.

Quem leva: www.premiumcharters.com.br

130

bs65-TerraFirme-ilhastoscanas.indd 130

12/04/17 18:04


a bordo

As principais competições e estrelas do cenário náutico

PANERAI CLASSIC YACHTS CHALLENGE 2017 No dia 19 de abril começa a 13ª edição de um maiores circuitos de velas clássicas do mundo, o Panerai Classic Yachts Challenge 2017. A primeira etapa do circuito acontece em Antígua, no Caribe, e vai até o dia 25 do mesmo mês. A relojoaria de luxo Officine Panerai tem uma relação histórica com o mar, fornecendo há anos instrumentos de precisão, como os relógios Radiomir e Luminor para a Marinha Real Italiana.

CONFIRA O CALENDÁRIO COMPLETO DAS ETAPAS. Antigua Classic Yacht Regatta: 19 – 25 de Abril Les Voiles d’Antibes: 31 de Maio - 4 de Junho Argentario Sailing Week: 15 – 18 de Junho Panerai British Classic Week: 08 – 15 de Julho Marblehead Corinthian Classic Yacht Regatta: 11 – 13 de Agosto Nantucket Regatta: 18 – 19 de Agosto Nantucket Opera House Cup: 20 de Agosto Mahon, XIV Copa del Rey de Barcos de Epoca: 29 de Agosto a 02 de Setembro Newport Classic Yacht Regatta: 01 - 03 de Setembro

132

bs66-Abordo-v1.indd 132

12/04/17 18:13


SALVADOR SERÁ DESTINO DA REGATA INTERNACIONAL TRANSAT JACQUES VABRE 2017 Dez anos desde a última edição na Bahia, a Transat Jacques Vabre, maior regata transatlântica do mundo, terá Salvador como chegada na edição de 2017. A cidade brasileira disputou a candidatura para sediar o evento, que ocorre em novembro, com a colombiana Cartagena. A cidade recebeu a competição de 2001 a 2007 (a cada dois anos) e, ao lado de Itajaí (SC), são as únicas duas cidades brasileiras a serem ponto de che-

gada da travessia. A largada oficial para a 13ª edição será dada no dia 5 de novembro, em Le Havre, e a previsão é de que os primeiros veleiros cheguem a Salvador no fim do mesmo mês. O trajeto terá ao todo 4.350 milhas náuticas – 8.056 quilômetros até a chegada na Baía de Todos os Santos. No ano em que a cidade de Salvador festeja seus 468 anos e a cidade de Le Havre completa meio milênio, a escolha da capital baiana marca também uma parceria entre as duas cidades, ambas consideradas patrimônio da humanidade pela Unesco.

www.boatshopping.com.br BOATSHOPPING

bs66-Abordo-v1.indd 133

133

12/04/17 18:13


a bordo

LEGENDS RACE IRÁ CELEBRAR 45 ANOS DE VOLVO OCEAN RACE A Volvo Ocean Race irá comemorar 45 anos com uma regata especial, a Legends Race. Esta irá acontecer na última etapa da regata, que vai de Gothenburg a The Hague. Qualquer iate que tenha participado na Whitbread Round the World Race ou Volvo Ocean Race, na edição de 1973-74, será bem vindo a se juntar a Legends Race 2018. A regata acontecerá no mesmo trajeto e mais ou menos no mesmo horário da última etapa da Volvo Ocean Race 2017-18, que começará em Gothenburg, no dia 21 de junho.

O anúncio foi feito durante um seminário sobre regatas, em Gothenburg, e entre os palestrantes estava Tracy Edwards MBE, que comandou a equipe Maiden, formada somente por mulheres, e ganhou duas etapas na sua classe na regata de 1989-90. Ela pretende reunir sua antiga equipe e sua embarcação para a corrida de 2018. O plano para a Legends Race é incluir as classes Maxi, Volvo Ocean 60 e Open. Tanto a Suécia quanto a Holanda têm uma história de dar orgulho na Volvo Ocean Race, e um grande número de fãs que tem acompanhado o evento ao longo dos anos.

EQUIPE BRASILEIRA DE VELA É APRESENTADA AO FIM DA COPA BRASIL Entre nomes consagrados e caras novas, já está decidido quem fará parte da Equipe Brasileira de Vela para a temporada 2017, a primeira do ciclo olímpico dos Jogos de Tóquio 2020. A decisão saiu no dia 11 de março, último dia de regatas da IV Copa Brasil de Vela com a decisão dos campeões de cada classe olímpica, em Porto Alegre. São eles: Carlos Robles e Marco Grael (49er), Jorge Zarif (Finn), Fernanda Oliveira e Ana Barbachan (470 feminino), Geison Mendes e Gustavo Thiesen (470 masculino), Patrícia Freitas (RS:X feminino), Albert de Carvalho (RS:X masculino), João Pedro Oliveira (Laser), Gabriella Kidd (Laser Radial) e Isabel Swan e Samuel Albrecht (Nacra 17). As campeãs olímpicas Martine Grael e Kahena Kunze, serão a dupla da classe 49er FX.

134

bs66-Abordo-v1.indd 134

12/04/17 18:13


coluna nasseh

A CONSTRUÇÃO MODERNA

DE BARCOS Um reflexão sobre a evolução da construção de barcos em fiberglass após 75 anos

E

ste ano se comemora o 75º ano da construção do primeiro barco em fiberglass embora o sistema produtivo só tenha se iniciado 10 anos mais tarde. O autor da façanha foi um obscuro estudante, nascido no Brooklin (Nova York), que cursou a Universidade em Ohio e tinha a perseverança como sua maior qualidade. Contando com o tempo que ele levou para desenvolver as fibras e as resinas, que ainda não existiam comercialmente naquela época, ele demorou 4 anos para terminar um barquinho de 12 pés (3.6 metros). Naquela época a madeira era o material que todo mundo tinha como aceitável para se construir um barco, mas o estudante Ray Greene era partidário da teoria de Newton que: “Se alguém diz que algo deve ser assim não quer dizer que ela não pode ser provada de outra forma! ” O primeiro tipo de

fibra de vidro apareceu em 1936 e a resina, que mais parecia um melado viscoso, somente dois anos depois. As resinas só começaram a ficar mais liquidas em 1949 com a adição de estireno e só puderam ser catalisadas no ano seguinte. Gelcoat só ficou comercialmente disponível em 1955. Finalmente em 1957 o primeiro barco parecido com os que existem hoje em dia entrou no Salão Náutico de Nova York e a fabricação de barcos se espalhou pelo mundo. Os estaleiros eram localizados na beira da água e a tradição de construtor passava de pai para filho. Hoje em dia um estaleiro moderno não se parece em nada com isto. Ao contrário, as fábricas de hoje são instaladas em locais industriais, apertadas entre paredes de concreto e telhas de metal corrugado. O lugar é sempre escuro. As instalações são sempre simples. As margens de lu-

Jorge Nasseh é engenheiro naval, mestre em ciências em engenharia oceânica e CEO da Barracuda Advanced Composites

136

bs66_Colunas_V3.indd 136

12/04/17 18:07


cro são quase sempre baixas. Poucos de nós podem almejar trabalhar em uma fábrica de barcos de frente para o mar. Nas últimas décadas os barcos se tornaram populares com o advento do uso do fiberglass e sua produção em escala semi-industrial, nas décadas seguintes, passou a ser menos personalizada. Como todos nós podemos imaginar a escala de fabricação trouxe vários aspectos da impessoalidade nas relações entre construtor e proprietário de barco, mas ainda assim, muitos dos aspectos da construção de barcos não mudaram ao longo dos tempos. Até hoje, para todo e qualquer tipo de barco, é necessário conseguir algum bom desenhista que saiba com precisão gerar linhas hidrodinâmicas e aerodinâmicas do casco. Embora o advento da computação gráfica tenha proporcionado uma grande facilidade ao trabalho de projetar um barco nada ainda substitui a intuição científica de um bom Nathanael Herreshoff.

Com um bom projeto e um bom molde cada construtor pode laminar e montar quantos barcos quiser, e quantos ele puder vender. Um estaleiro de hoje não é (ainda) como uma fábrica de biscoitos, até mesmo porque barcos ainda requerem muitos detalhes artesanais, mas a ideia é chegar lá. Muitos dos conceitos de construção do século passado ainda são utilizados hoje, mas em um estaleiro moderno, vários detalhes são bem diferentes.

Hoje em dia a fabricação de barcos precisa de engenheiros treinados como em uma linha de montagem de automóveis. Todas as etapas são gerenciadas por computadores. Não se utilizam mais técnicas do passado e raramente alguém consegue desenhar hoje a mão livre. Quase tudo em um estaleiro moderno, como os moldes e mobília, são cortados através de programas de computador com softwares do tipo CNC. Os laminados são calcu-

www.boatshopping.com.br BOATSHOPPING

bs66_Colunas_V3.indd 137

137

12/04/17 18:07


coluna nasseh

lados e testados para ter o melhor rendimento mecânico com o menor peso. As fibras são orientadas para garantir a melhor direção das tensões no casco. Excesso de peso é considerado desperdício de dinheiro. A quantidade de opções de resinas e fibras para laminação é quase infinita. Umas são mais rígidas, outras mais flexíveis, outras suportam mais temperatura, outras são verdes e assim por diante. A variedade de produtos é tão extensa que quase sempre confunde o iniciante. Ao contrário das construções do passado, onde o conhecimento de construção e do tamanho de cada peça de madeira bruta de uma escuna era quase que hereditário, hoje em dia você não consegue um bom emprego se não tiver um treinamento formal ou algum curso de construtor.

Toda fábrica precisa de um engenheiro para calcular a espessura de qualquer laminado e um químico para misturar a resina. Tudo é planejado para se ter o melhor e maior rendimento possível. Toda fábrica, e todo funcionário, trabalha como um relógio. Não tem tempo a perder. O objetivo é construir melhor e mais rápido do que a fábrica ao lado. É essencial projetar e construir um barco que navegue rápido. Isto é a regra número um. Para aumentar a velocidade você pode aumentar a potência ou diminuir o peso. Em geral um bom estaleiro faz os dois ao mesmo tempo. Motores maiores. Mais fibra e menos resi-

na. Fibras de carbono substituindo metal. Kevlar substituindo a fibra de vidro. Espuma substituindo a madeira. Mesmo com toda esta pressa existem flutuando milhares de barcos construídos nas décadas passadas, que usavam produtos simples e funcionários com baixa ou mesmo sem qualificação, que são quase impossíveis de serem destruídos devido à forma tão robusta que eles foram construídos. A história da construção de barcos e seus pioneiros é um capítulo interessante para quem lê hoje sobre a modernidade das construções náuticas e certamente ainda haverá muitas histórias para contar.

138

bs66_Colunas_V3.indd 138

12/04/17 18:07


coluna capitão nasseh

ANIMAIS A BORDO Eles são nossos melhores amigos e estão prontos para diversão. Aprenda como cuidar de seu pet a bordo

S

audações navegadores, vamos conversar sobre animais em nossos barcos, principalmente os de estimação que hoje já fazem parte de muitas famílias em presença constante nas embarcações. Sempre procuro correlacionar as relações antigas dos homens com os fatos e o momento atual. E como era essa relação com navegadores e animais em embarcações? Vai desde companhia, necessidades alimentares, transporte e até proteção contra pragas e ladrões a bordo. Claro o primeiro grande barco com animais, de forma figurativa e religiosa, sem sombra de dúvida foi a Arca de Noé, que na fuga de uma inundação em sua região colocou

seus animais em uma embarcação e aguardou o dilúvio, mas antes disso já se transportava animais. Nas viagens pelo mediterrâneo era intenso o comercio de animais, nas grandes navegações as aves e animais de pequeno e médio porte eram presentes para suprir de proteína animal os navegadores. No período das conquistas estavam presentes cavalos e bovinos nas novas terras além mar. Os vikings tinham seus cães guerreiros nas conquistas de terras. No retorno aos seus portos, marinheiros traziam animais como souvenir, e os comandantes levavam presentes como símbolo de visitas a terras desconhecidas grandes felinos, aves e macacos,

Motivos não faltam para levar seu pet junto ao passeio, mas todo cuidado é pouco, eles precisam se adaptar a esse ambiente

Marco Antonio Ferrari Carneiro é skipper de veleiros, lanchas e trawlers, instrutor de cursos teóricos e práticos de navegação e segurança marítima

140

bs66_Colunas_V3.indd 140

12/04/17 18:07


principalmente. Alguns comandantes tinham animais a bordo como companhia, hoje muitos navegadores solitários tem seus cães e gatos, outros tinham para utilizar como alerta pequenos cães, ou gatos para controle de roedores e baratas a bordo, enfim, motivos não faltavam para ter animais a bordo. Nos dias de hoje, como falei, já fazem parte de muitas famílias diversas espécies de animais, chamados atualmente de pets, quando não de meu “filhinho” ou “meu amigão”; com direito a todas regalias de um tripulante de honra; cama, hora do passeio, banho e utensílios de alimentação e recreação. Tudo bem, mas estamos tomando os devidos cuidados de segurança com eles, conosco e com as pessoas que irão ter contatos com esses pets? Vamos à reflexão! Animais silvestres, como papagaios, o famoso do pirata, ou Louro

José, só podem ser de criadouros oficiais, caso importados, e sempre com vias de importação e devidas guias de saúde, se for pego sem documentação na embarcação, o bichinho e proprietário estarão com grandes problemas. Não adianta dizer que comprou na feira de uma cidadezinha na costa brasileira, ou qualquer outro país, “porque o animalzinho estava sofrendo”, é cadeia por tráfico de animais. Mas vamos aos nossos pets, especificamente cães e gatos. Esses animais quando saem de suas casas para a embarcação, não parece, mas sofrem estresse de adaptação, que claro com o tempo diminui para a maioria dos animais. Tentam sair da embarcação, emitindo sons, gatos pulam do barco na primeira abertura da caixa de viagem, alguns caem na água, estou falando aqui animais ainda não ambientados. Também temos o risco de ad-

quirirem e transmitirem doenças, tanto aos seres humanos (zoonoses) como de, ou para, outros animais. Destaco aqui doenças que os cães podem adquirir, como verminoses, diriofilarioses, estão sendo umas das mais perigosas (um verme que da no coração que pode transmitir aos humanos

Os riscos a bordo são muitos e o primeiro deles é o afogamento. Existem coletes específicos para animais, inclusive com cabo guia através de pernilongos), carrapatos, berne, pulgas, sarnas, vírus da raiva, parasitas de sangue (leishimanisose), bactéria como a leptospirose e outras. Através das fezes na areia podem contaminar o ser humano com o famoso bicho geográfico, quando não estão corretamente vermifugados. Lembro que em muitas praias é proibido por lei levar animais à areia. E para eles (pets)? Os riscos nas embarcações são muitos, vamos destacar alguns. Claro que o primeiro é o afogamento, para isso temos coletes específicos para animais, inclusive com cabo guia. Assim como com crianças, devemos sempre estar atento a eles. Nos píeres ocorre o risco de queimaduras das patas. Observo sempre proprietários colocarem os chinelos para não queimarem os pés e saem andando com seus cães torrando as patas. Nas praias cuidados com restos de animais e espinhos, além de plantas e animais que podem provocar perfurações e reações alérgicas. O excesso de água na pelagem, principalmente salgada pode provocar micoses e alergias de pele, além de infecção de ouvidos (otite).

www.boatshopping.com.br BOATSHOPPING

bs66_Colunas_V3.indd 141

141

12/04/17 18:07


coluna capitão

VAMOS ÀS DICAS: 1. Cuidado ao chegar no barco no primeiro dia. O maior risco é dele tentar fugir e se acidentar. Acompanhe o reconhecimento do novo ambiente. 3. Hidrate muito. Eles

2. Tenha coletes para animais com cabo guia. Caso não possuam, utilizar coleira peitoral com cabo guia.

sofrem mais com o calor que os humanos por terem temperatura corporal maior, principalmente animais de focinho curto. Dê-lhes uma ducha fresca em seus corpos evitando a cabeça e tose ou animal.

4. Cuidado com píer, chão e areias quente. Coloque sempre as mãos e veja se você aguenta o calor e por quanto tempo, preferível sair cedinho para dar uma volta com ele.

5. Tenha caixas ou toalhas higiênicas para necessidades naturais. Durante a viagem ou ancoragem. Descarte corretamente.

6. Evite mudar horários e alimentação do animal. 7. Use filtro solar nas orelhas de animais de pele clara, e focinhos longos ou despigmentados, pode evitar um futuro câncer de pele. Sim, eles tem também.

8. Não os

Todas essas dicas escrevo porque, além de skipper, sou Médico Veterinário, claro que hoje somente nas horas vagas quando o pessoal descobre.

levem à areia sem saber se é permitido, caso seja, leve o famoso saquinho para coletar as fezes e não contaminar os humanos.

9. Evite contato com outros animais da região, podem estar portando doenças regionais. 10. Animais enjoam também, mantenha-os no meio do barco na parte mais central perto da 12. Dê as vaágua e cinas necessárias arejado. da espécie, não só contra raiva. 11. Faça medicação preventiva para parasitas externos e internos.

13. Porte toda documentação: dentro do estado, atestado médico veterinário e carteira de vacinação atualizada. Para viagens a outro estados, além dos documentos já citados, guia de transporte de animais em mãos, pode ser bloqueado em barreiras sanitárias e ir para quarentena. Viagens para outros países, guias internacionais de viagem, e ver a legislação local, alguns não deixam desembarcar, outros confiscam os animais, na maioria permitem, se tiverem tudo em ordem, circular no país. 14. Consulte sempre o médico veterinário do bichinho, para saber sobre doenças, medicamentos, vacinas, cuidados, atestados etc.

BOAS NAVEGADAS PARA VOCÊS E SEUS BICHINHOS DE ESTIMAÇÃO. 142

bs66_Colunas_V3.indd 142

12/04/17 18:08


coluna um homem do mar

O MAR DE DENTRO Navegação pelo Guaíba requer habilidades refinadas para lidar com os fortes ventos e ondulações de superfície, que podem tornar sua navegação um verdadeiro pesadelo.

A

inda era um adolescente enquanto lia revistas com relatos de viajantes brasileiros e viajava de dentro do meu quarto por esse mundão. Claro que não imaginava o quão grande era o meu Brasil, mas entre uma viagem e outra e de página em página encontrei uma imagem que me marcou profundamente. Era belíssima, mas me causava certo estranhamento, pois ainda não conseguia ligar o pôr do sol com o uso de uma grossa blusa de frio. Era tão jovem que só conhecia as tardes do verão paulistano e por consequência calorosas como os doces versos de Dorival Caymmi... Mas por algum motivo aquela matéria com suas imagens esteve presente durante muito tempo na minha memória. Naquela época nossas fontes de pesquisa eram os livros escolares ou a enciclopédia

Barsa, mas mesmo pesquisando nos livros de geografia não era possível imaginar sua dimensão. Aquela imagem do pescador embarcado num encantador final de tarde de inverno coberto de pesadas malhas mais adiante faria todo sentido nas minhas experiências como navegador. Após concluir o estudo superior, mudei-me para Porto Alegre, mas em meio a tantas mudanças já não me lembrava mais que aquela matéria que tanto me fascinava na adolescência era exatamente o local onde agora era a minha casa e por incrível que pareça demorou para ligar uma coisa a outra, mas cresci na água e não demorou muito para que eu encontrasse um caminho que me levasse para perto dela. Olhando o Guaíba da Usina do Gasômetro você tem uma dimen-

Ricardo Machion é navegador oceânico, palestrante sobre segurança de navegação aplicada a atividades esportivas e fundador da “Um Homem do Mar”, marketing náutico.

144

bs66_Colunas_V3.indd 144

12/04/17 18:08


são, navegando a partir dos clubes náuticos da zona sul, outra, mas deixando o farol de Itapuã lagoa adentro todas as dimensões são desproporcionais ao que comumente conhecemos no Brasil, não é a toa que muitos a chamam de Mar de Dentro. Mesmo no trecho compreendido entre Porto Alegre e Itapuã suas dimensões são impressionantes e de navegação complexa, pois além das grandes áreas de pouco calado (baixa profundidade) ainda são necessárias habilidades refinadas para lidar com os fortes ventos e ondulações de superfície, que podem tornar sua navegação um verdadeiro pesadelo. Já naveguei por várias partes do mundo, mas um dos lugares mais complexos onde qualquer descuido por conta da soma de fatores durante a navegação pode culminar num fatídico naufrágio sem sombra de dúvidas é no Mar de Dentro. Partindo de Porto Alegre rumo à Rio Grande são aproximadamente 150 milhas náuticas, ou seja, pouco mais de 250 km que podem levar de 24 a 36 horas ou mais de acordo com as dezenas de variáveis que podem se somar a uma travessia como essa, pois esse é o único caminho para se chegar ou sair de Porto Alegre por água. A Lagoa dos Patos é um mar e como tal pode enganar os mais experientes navegadores, os ventos naquela região são intensos e dependendo do tipo de embarcação e experiência da tripulação pode tornar as coisas bastante difíceis, por isso um profundo estudo da região e uma boa conversa com navegadores locais pode facilitar e muito a navegada. Além disso, conhecer cada abrigado também tem seus segredos, o que é identificável nos instrumentos não é igual na área de navegação, é muito fácil encalhar e dependendo da condição de vento isso pode causar

danos sérios à sua embarcação, o que torna tudo mais complicado dadas as grandes distâncias para um rápido socorro e dependendo de onde estiver navegando poderá passar em minutos de mais de 4 metros de profundidade para pouquíssimos centímetros. Entrando na Lagoa o navegador encontrará ilhas, áreas de fundeio, faróis e um oásis chamado Bojuru onde indico uma parada, pois o lugar é incrível com dunas de areia branca sendo também um ponto de espera para os que pretendem cruzar o Canal da Feitoria, pois por ser muito sinuoso, mesmo os mais experientes optam por navegá-lo somente durante o dia. Nesse trecho compreendido entre São Lourenço do Sul e Rio Grande é possível encontrar muitas das embarcações artesanais de pesca que alimentaram minha imaginação durante tanto tempo, onde o frio e a beleza de um incrível pôr do sol convivem em perfeita harmonia. Até a próxima!

www.boatshopping.com.br BOATSHOPPING

bs66_Colunas_V3.indd 145

145

12/04/17 18:08


planeta água

MYSTÈRE SHADOW Apresentar o Mystère Shadow é um pouco difícil. Ele é um iate branquinho com faixa azul, flores, mobiliário requintado e acabamento impecável. E tampouco é um“shadow yacht” (iate sombra), barcos conhecidos por servirem de suporte aos grandes iates, carregando suprimentos, tripulação de apoio, tenders, helicóptero e um monte de brinquedos de água. Possivelmente a descrição mais exata é que ele é um barco de 50 m de entretenimento flutuante, inteiramente dedicado ao iatismo-diversão.

146

bs66_Colunas_V3.indd 146

12/04/17 18:08


Revista Boat Shopping #66  
Revista Boat Shopping #66  
Advertisement