Page 1

www.avianca.com.br

e m

r e v i s t a

fernando

torquatto

o doM do MaquIador que realÇa a beleza daS MulhereS MaIS lIndaS do braSIl InternaCIonal ExPEriência hotElEira dE luxo Em BuEnos airEs naCIonal na carioca sErra das araras, Piraí é dEstino gourmEt eSPeCIal dicas Para mãEs, noivas E noivos


Mais opções

Maior espaço

avianca.com.br

Mais vantagens

Mais diversão*

Siga a Avianca Brasil

SAC: 0800 286 6543

Consulte seu agente de viagens ou nossa Central de Vendas:

4004 4040

0300 789 8160

(capitais)

(demais localidades)


*Equipamento individual disponĂ­vel nas aeronaves A319 e A320.


presidente

Love that moves all All you need is love... Who hasn’t heard or sung along with that Beatles song? Perhaps it was such a success because it so clearly summarizes the most complex, deep and diverse concept of human culture. Each one of us may have a different idea about what love is, but it is impossible to ignore it. Everyone needs it, from the leaders of the most powerful nations on earth to the humblest of citizens. The arrival of May – the month of mothers, brides and workers – inspires us to touch on this theme. Coincidentally, May is also the anniversary of the Amigo Program, which has already reached 2 million members. Our loyalty program is a way for us to treat our customers with love by appreciating them for their preference and trust with continually growing benefits. So, if you have not enrolled yet, join the Amigo Program now and enjoy its advantages immediately. To arouse or strengthen love, there is nothing like breathtaking backdrops. Since last April Avianca has been offering two additional times for its daily flights to Fortaleza and Recife, providing ever more options for our customers. Despite being blessed with many beautiful beaches, these cities also have several other tourist and leisure attractions around them. Even with the arrival of autumn and winter, Fortaleza and Recife still offer a pleasant and inviting climate. Avianca dedicates love to everything it does in a corporate, family and respectful environment for its employees. By adding love to our activities we always make them better. When there is love between two people the world is better and it heads in the right direction. Above all, as defined by the great poet Dante Alighieri, “love moves the Sun and the other stars”. Enjoy your reading and have a great trip! José Efromovich CEO Avianca Brazil


O amor que move tudo Tudo o que você precisa é amor... Quem já não ouviu ou cantarolou essa canção dos Beatles? Seu grande sucesso, talvez, se deva ao fato de resumir, de forma tão clara, o conceito mais complexo, mais profundo e mais diverso da cultura humana. Cada um de nós, talvez, tenha uma ideia diferente do que seja o amor, mas é impossível ignorá-lo. Todos precisam dele, dos comandantes das nações mais poderosas aos mais humildes cidadãos. A chegada de maio – o mês das mães, das noivas e dos trabalhadores – inspira-nos a tratar desse tema. Porque maio, também, marca o aniversário do Programa Amigo, que já atingiu a marca de 2 milhões de associados. Nosso programa de fidelidade é uma forma de tratar com amor nossos clientes, retribuindo sua preferência e sua confiança com benefícios sempre crescentes. Por isso, se você ainda não se inscreveu, junte-se agora ao Programa Amigo e desfrute já das suas vantagens. Para despertar ou fortalecer o amor, nada como cenários deslumbrantes. A Avianca oferece, desde abril passado, duas novas frequências para seus voos diários a Fortaleza e Recife, proporcionando mais opções de horários para nossos clientes. Banhadas por lindas praias, essas cidades ainda têm em seu entorno muitas outras atrações de turismo e lazer. Mesmo com a chegada do outono e do inverno, Fortaleza e Recife continuam a oferecer um clima agradável e convidativo. A Avianca dedica amor a tudo o que faz, num ambiente corporativo, familiar e respeitoso para seus colaboradores. Ao colocarmos amor em nossas atividades, sempre, as fazemos melhor. Havendo amor entre as pessoas, o mundo fica melhor e caminha no rumo certo. Afinal, como exaltou o grande poeta Dante Alighieri, é “o amor que move o Sol e as outras estrelas”. Boa leitura e boa viagem!

José Efromovich Presidente da Avianca Brasil


SLIDE

CATARATAS DO IGUAÇU PR

Foto: Graziela Ventura


#34

F

ernando Torquatto é o maquiador responsável pela beleza de muitas das celebridades que estão na mídia. Se antes era um profissional exclusivo de bastidores, Torquatto deu voz à profissão e hoje apresenta dois programas de TV: Superbonita e Desafio da Beleza, ambos da GNT. Para esta capa, o artista de rímeis, sombras e pincéis convidou duas amigas e atrizes que estão começando a brilhar ainda mais na carreira. Torquatto é um gentleman que se emociona com a gentileza. E esse foi o valor considerado para escolher as mulheres que posariam ao seu lado nesta capa. A viagem internacional deste mês foi para Buenos Aires, um destino de brasileiros que pode ser aproveitado em um final de semana. Mas não fomos lá ver o Puerto Madero, a Casa Rosada ou a feirinha da Recoleta. Desvendamos diferentes opções hoteleiras de luxo e as experiências que podem ser vividas nos hotéis mesmo por quem não é hóspede. Cada empreendimento está em um bairro e tem um perfil diferente: clássico, descolado, extravagante, prático ou exclusivo. Descubra qual é o seu perfil porteño. Em terras brasileiras, subimos as montanhas da Serra das Araras, no Vale do Paraíba, para conhecer a carioca Piraí. Com 25 mil habitantes, a cidade é um dos maiores polos de produtores de tilápia do Rio de Janeiro e de noz macadâmia do país. Com clima ameno e dias ensolarados, a infraestrutura conta com pequenos hotéis, pousadas e restaurantes que transformam a região em um belo refúgio romântico. Piraí está a apenas 73 km da capital fluminense, sendo mais uma opção de viagem curta para o fim de semana. Ainda temos outro gentleman nesta edição. O empresário Carlos Ferreirinha, exvice-presidente da Louis Vuitton Brasil e há 12 anos presidente da MCF Consultoria e Conhecimento, é referência no mercado de luxo. Ferreirinha revela detalhes inéditos de sua trajetória e mostra o que é preciso para chegar onde ele chegou. Para a seção Sabores, o chef Sergio Arno compartilha uma de suas receitas da culinária italiana e conta sobre a expansão de seus negócios gastronômicos. E além de todas as personalidades presentes nas próximas páginas, claro que não esquecemos das duas mais especiais para o mês de maio: mães e noivas. Confira nas próximas páginas reportagens pensadas e criadas para elas. E uma exclusiva para eles, os noivos. Espero que gostem. @FredyCampos redacao@aviancaemrevista.com.br

www.avianca.com.br

e m

r e v i s t a

FERNANDO

TORQUATTO

O DOM DO MAQUIADOR QUE REALÇA A BELEZA DAS MULHERES MAIS LINDAS DO BRASIL INTERNACIONAL EXPERIÊNCIA HOTELEIRA DE LUXO EM BUENOS AIRES NACIONAL NA CARIOCA SERRA DAS ARARAS, PIRAÍ É DESTINO GOURMET ESPECIAL DICAS PARA MÃES, NOIVAS E NOIVOS

Paloma Bernardi, Fernando Torquatto e Ildi Silva Foto: Priscila Prade Stylist: Paulo Zelenka Make: Paulo Guerra Hair: Kassio Lucas

Hallway Faena Hotel avianca.com.br


52

SUMÁRIO MAIO DE 2013 • EDIÇÃO 34

FRONT

FERNANDO TORQUATTO A história do maquiador de celebridades que é tão famoso quanto elas

28

MUNDO DIGITAL

44

PIRAÍ

60

SERGIO ARNO

84

PRIMOGÊNITO

92

JIU-JITSU

A polêmica indústria da pirataria fonográfica

A tranquila cidade carioca do Vale da Paraíba atrai pelo potencial gourmet

O chef brasileiro de coração italiano compartilha uma de suas melhores receitas.

A expectativa de mães e avós para a primeira criança na família

A prática do esporte traz saúde e disciplina

34

40

68

LINO VILLAVENTURA

NOIVOS

CARLOS FERREIRINHA BUENOS AIRES

Aos 35 anos de carreira, o estilista revela os bastidores da moda

Eles também querem – e sonham – com o casamento

FASHION

ESPECIAL

BIOGRAFIA

Os detalhes inéditos da trajetória do empresário referência no mercado de luxo

72

TURISMO INTERNACIONAL Cinco hotéis, cinco bairros e cinco estilos para conhecer a capital porteña


TRILHAS ÚNICAS

DUBLIN IRL

C

om atmosfera de cidade pequena e uma enorme variedade de atrações, Dublin é o destino de turistas do mundo todo. Seja no rigoroso inverno ou na colorida primavera, é impossível andar pelas ruas do centro sem ouvir pessoas falando em diferentes idiomas. Terra dos vikings, lar de grandes nomes da literatura e palco de incontáveis lendas e mitos, a Irlanda é um prato cheio para quem procura por passeios culturais, com direito a galerias de arte, museus interativos e passeios históricos. Já os apaixonados por cerveja podem escolher entre uma infinidade de tradicionais pubs irlandeses, como o Temple Bar Pub, que leva o nome da região na qual é localizado, ou o Church Bar, construído em uma antiga igreja, mantendo a arquitetura original. Já na fábrica da Guinness, o visitante aprende sobre o 14 · MAI.13

AVIANCA EM REVISTA

processo de produção da famosa black stuff (a cerveja preta), além de aprender a servir e a apreciar um tradicional pint. Os parques, espalhados por toda a cidade, são ótimos passeios para casais, famílias com crianças e qualquer um que goste de estar em contato com a natureza. O St. Stephen’s Green Park e o Merrion Square, no centro, são de fácil acesso e próximos a lojas e restaurantes. O Phoenix Park, com mais de 700 hectares, abriga o Dublin Zoo e a casa do Presidente da Irlanda, além de ter algumas das paisagens mais bonitas da cidade. Visitar o país mais sortudo do mundo é uma viagem que vale a pena, quer você encontre um pote de ouro no fim do arco-íris ou não. Natália Carvalho é professora de inglês por formação e escritora por paixão.

AVIANCA.COM.BR


solution

Uma das coisas mais importantes da sua viagem: com quem você vai.

Conte com quem mais entende de aluguel de carros no Brasil para viajar com mais conforto e tranquilidade. Tarifas de acordo com a sua necessidade, em até 10X sem juros*.

RESERVAS 24H: 0800 979 2000 www.localiza.com

*Pagamento à vista ou em até 10x sem juros nos cartões de crédito American Express, Visa, Mastercard, Diners Club International e Elo emitidos no Brasil, exceto cartões Corporate. O preço do quilômetro excedente é o mesmo da tarifa de quilômetro controlado.


FIQUE AQUI

• Piscina • Spa • Free Wi-Fi• Academia • Quadra de tênis 12 minutos de van do hotel até a entrada do parque + R$ 45,00 de táxi tabelado para ir ao centro da cidade. Diárias partir de R$ 732 (casal) hoteldascataratas.com.br

HOTEL COM VISTA PARA AS CATARATAS POR CAMILA BALTHAZAR FOTO MARCOS TRINCA

É

difícil imaginar uma forma mais intensa de viver a grandiosidade das Cataratas do Iguaçu do que hospedado neste hotel. Por ser o único localizado dentro do Parque Nacional do Iguaçu, os hóspedes têm acesso exclusivo às cataratas antes das 9h e depois das 17h – horário de visitação dos turistas. Inaugurado em 1958, desde 2009 é administrado pela Orient-Express, grupo focado em hotelaria e experiências de luxo. O conceito lembra o Machu Picchu Santuary Lodge, no Peru, também pertencente à Orient-Express e o único dentro da cidade dos incas. No Brasil, há dois empreendimentos do grupo: o Hotel das Cataratas e o Copacabana Palace. Além de acordar com a vista das enormes cachoeiras, os hóspedes podem caminhar pelas cataratas todos os dias, conhecer o parque com calma e programar os passeios sem pressa. Para impactar-se com a imensidão do conjunto das 275 cachoeiras ao longo de quase 3 km, o passeio de helicóptero é a melhor escolha. O voo de 10 minutos custa R$ 225,00 por pessoa e mostra o

16 · MAI.13

AVIANCA EM REVISTA

enorme cânion no Rio Iguaçu. A impressão é a de que um grande buraco formou-se no rio e na mata, forçando a queda das águas para o centro da terra. Caminhar pelas trilhas do parque depois da experiência aérea ganha um sentido ainda mais intenso. Outro passeio bastante procurado é o Macuco Safari (R$ 140,00), a bordo de um barco bimotor que chega bem perto das cataratas, sendo possível sentir o estrondo das quedas que levantam uma névoa e formam um arco-íris. Todos saem encharcados. Logo na frente do hotel também tem rapel de 55 metros de altura (R$ 70,00), arvorismo e parede de escalada (R$ 70,00), rafting (R$ 210,00) e vários outros passeios que facilmente preenchem uma semana inteira no parque – sem sequer sair do hotel. Os quartos são decorados em estilo português e possuem entre 24 e 94 m2. O hotel ainda conta com uma piscina adulta e outra infantil, quadra de tênis, spa, sauna e fitness center. A título de curiosidade, apenas 5% dos hóspedes são brasileiros.

AVIANCA.COM.BR


ANÁLISE

MUITO ALÉM DO SALÁRIO POR CRIS MORAES

O BRASIL VIVE UMA FASE DE PLENO EMPREGO E ESSA É A NOTÍCIA BOA, AFINAL SÃO MAIS OPORTUNIDADES. PORÉM, A TROCA DE EMPRESA PRECISA SER BEM CALCULADA E OS BENEFÍCIOS COMPUTADOS PARA VOCÊ NÃO SAIR NO PREJUÍZO E, PIOR, SÓ DESCOBRIR TARDE DEMAIS

V

ocê recebeu uma proposta tentadora e não pensou duas vezes antes de aceitar, afinal de contas ganharia muito mais e andava desmotivado no atual trabalho. Acontece que quando foi assinar o novo contrato descobriu que os benefícios da empresa não eram nada atrativos e quando chegou em casa fez as contas e percebeu que os 30% a mais de salário não representam um negócio tão bom assim. Essa situação é cada vez mais comum. A verdade é que poucos brasileiros sabem ou computam os benefícios no salário, mas muitas vezes são eles que fazem a grande diferença, por exemplo, entre ser funcionário e profissional liberal. Para o consultor financeiro do Vida Investe, programa de educação financeira e previdenciária da Fundação CESP, Wilson Muller, é importante deixar a euforia de lado e avaliar os fatos com cautela. “O grande erro que algumas pessoas cometem é olhar apenas para o salário e esquecer os benefícios e custos adicionais que a troca de emprego pode trazer”, destaca Muller. A busca pela estabilidade do registro em carteira é também uma segurança de ter um bom plano de saúde, uma previdência privada, alimentação e seguro de vida. Se a mudança for mais radical, deixar um trabalho CLT para atuar como profissional liberal ou com a própria empresa, a conta deve ser ainda mais detalhada, com impostos, contador e salários. Como funcionário você trabalha 11

18 · MAI.13

AVIANCA EM REVISTA

meses e ganha 13 meses. Como autônomo você só ganha os meses que trabalha. “Na consultoria do Vida Investe já vi exemplos de pessoas que estavam motivadas a trocar de emprego, mas quando colocaram na ponta do lápis, perceberam que a troca não faria diferença porque teriam mais custos de moradia e deslocamento, e menos vantagens de previdência”, explica. Por conta disso, é preciso conhecer a política de benefícios da empresa, os produtos e diferenciais dela e não focar apenas no ganho de curto prazo ou de salário bruto. “Essa é uma decisão importante e que vai refletir sobre toda a família, então deve ser muito bem avaliada”, acrescenta. Antes de alçar novos voos é importante saber se a conta fecha e se realmente os ganhos no curto prazo serão tão interessantes como parecem. Outro aspecto importante que deve ser apontado é o tempo livre. “Talvez com a mudança você perca mais tempo no trânsito, viaje mais e passe menos tempo com a família ou não consiga mais espaço na agenda para jogar tênis, que você adora. Vai valer a pena?”. Outra dica é fazer uma reflexão se realmente está desmotivado na empresa atual ou se é apenas uma insatisfação com o gestor ou algum outro problema pessoal. “Será que você não está trocando seis por meia dúzia”?

AVIANCA.COM.BR


MÚSICA

PLAYLIST POR TATIANE GRECO

BRUNO PACHECO 1 Lorren - My Heart is Refusing Me (Benny Benassi Remix) 2 Nicky Romero, Avicci - I Could Be The One (Ben Collective Remix)

3 Nause - Made Of (Chuckie Remix) 4 Dario Nunez & Carlos Inc - Rainbow 5 Bingo Players - Rattle 6 Regi, Dimitri Vegas, Like Mike - Momentum (Michael Calfan) 7 Lykke Li - I Follow Rivers

(Lucas Gravell & Ben Bastion Bootleg) 8 Mitoko, Music Feat Shurakano (Norman Doray Edit Mix) 9 Swedish House Mafia - Don’t Worry Child (Tom Star & Kryder Remix) 10 Nicky Bertossi - Mind Yo Business (Chez Remix)

NICKY VALENTINE 1 Nicky Valentine & Tommy Love - Kiss Kiss Goodbye 2 Loreen - Euphoria 3 Nervo & Nicky Romero - Like Home 4 Nicky Valentine - Deep In my Heart 5 Sweedish House Mafia - Don’t You Worry Child 6 Bruno Mars - Locked Out of Heaven 7 Avicci vs Nicky Romero - I Could Be The One 8 Nicky Valentine - Call me Bitch 9 Rihanna - Stay 10 Nicky Valentine - Sometimes

20 · MAI.13

AVIANCA EM REVISTA

HOMENAGEMPÓSTUMA

POR PEDRO HENRIQUE ARAÚJO

Dois grandes cantores, dois grandes álbuns gravados na década de 1970 e duas perdas inenarráveis para a música brasileira em 2013. Conheça, aprecie, deguste, se esbalde e, quando desembarcar desta aeronave, procure saber um pouco mais sobre Emílio Santiago (que vai muito além de Saygon) e o talentosíssimo Marku Ribas. Ouça suas pérolas escondidas. Você não vai se arrepender.

EMÍLIO SANTIAGO - EMÍLIO SANTIAGO (1975) Este é o primeiro disco gravado pelo cantor. Cheio de balanço, suingue e muito groove, Emílio Santiago estreou com uma joia rara. Conseguiu traduzir com muitíssima perspicácia, clássicos como “Bananeira”, de João Donato, e “Brother”, de Jorge Ben (ainda antes do Jor). Deu charme aos samba “Batendo a Porta”, de João Nogueira, e Paulo Cesar Pinheiro e “Nega Dina”, de Zé Ketti, caiu para a cumbia em “La Mulata”, de Marcos Valle e soltou a bela voz em “Doa a Quem Doer”, de Ivan Lins. É um disco inspiração ímpar. Na contracapa, Ronaldo Boscoli começava a dar a tônica da carreira de sucesso do cantor. “Emilio Santiago, como o Rio de Janeiro, começou pronto. Pronto e total”. A única pena é que muita gente só conheceu a fase mais romântica e tida como brega do cantor, que faleceu em março deste ano.

MARKU RIBAS - UNDERGROUND (1973) Cantor, compositor, percussionista, violonista, ator e figura simbólica da música brasileira. Tocou samba, jazz, funk, soul, samba rock e, no início da década de 1970, decidiu fazer uma obra de arte em seu primeiro disco. Com arranjos de Erlon Chaves, guarda grandes canções como “Zamba Bem”, uma batida quase caribenha, quase samba rock, quase soul cheia de neologismos que cai muito bem em qualquer pista ou headphone. Outros balanços dos bons são “Maridina” e “Orange Lady”, com o violão carregado e uma interpretação inspirada. O bolero “Porto Seguro” remete aos cantores da Era do Rádio como Orlando Silva e Francisco Alves. Com voz privilegiada, Marku dá valor a canções mais lentas como a emocionante “O Adeus, segundo Maria”. É um disco rebuscado, profundo e muito experimental. Marku Ribas faleceu no mês de abril deste ano.

AVIANCA.COM.BR


GARIMPO NO CENTRO DE SÃO PAULO POR PEDRO HENRIQUE ARAÚJO

ELEGEMOS DUAS LOJAS DE VINIS NA GALERIA BOULEVARD DO CENTRO PARA VOCÊ ENCONTRAR ALGUMAS PRECIOSIDADES E GASTAR LONGAS HORAS OUVINDO E PESQUISANDO NOVAS MÚSICAS ANTIGAS

“O vinil está voltando”. Esta frase já ecoa por aí há alguns anos. Artistas novos têm lançado seus trabalhos mais recentes neste formato. Entre eles, vários clássicos, como o “Tábua de Esmeralda”, de Jorge Ben Jor e “Todos os Olhos”, de Tom Zé estão sendo relançados. Mas o vinil nunca foi, ele sempre esteve por aí na mão de colecionadores e músicos. No Centro da cidade de São Paulo alguns esconderijos mantém viva a tradição, e muitas raridades. Celsom Em toda a loja são cerca de 20 mil exemplares entre LPs e compactos. Grande parte de música brasileira e a absoluta maioria em ótimo estado. Mas além da qualidade dos vinis, o que chama a atenção, e os clientes, é a simpatia do dono da loja. Celso Marcilio, o Celsom, é um bom comerciante. Atento e paciente, conhece muito de música e não se incomoda em compartilhar sua sabedoria. É comum vê-lo explicando ou contando detalhes sobre um determinado álbum ou artista a quem frequenta o seu espaço. Uma raridade: Quem é Quem, de João Donato. O disco de 1973 tem clássicos como “Chorou, chorou” e “Cala Boca, Menino”, uma música até então inédita de Dorival Caymmi. O disco, em excelente estado, custa R$ 450. Galeria Boulevard do Centro: Rua 24 de Maio, 188 - loja 116/118, República Segunda a sexta das 10h às 19h, sábado das 10h às 16h. Domingo não abre. Aceita cartões.

Tony Hits Discos Nomeado o Rei do Samba Rock, o comerciante e DJ da mais excelente qualidade, Tony Hits é um grande conhecedor de música, desses que lembram o ano, compositor e outros detalhes dos discos que tem em sua loja. Uma raridade: Produzido em Belém no início da década de 1970 por uma pequena gravadora independente, “Curtição”, de Guilherme Coutinho, é um clássico disco raro. Já no final da década, a música que dá nome ao álbum ficou famosa nos bailes blacks de São Paulo e do Rio de Janeiro. O disco custa R$ 200. Galeria Boulevard do Centro: Rua 24 de Maio, 188 - loja 109, República Segunda a sexta das 11h às 19h, sábado das 11h às 17h. Domingo não abre. Aceita cartões . AVIANCA EM REVISTA

MAI.13

· 21


RADAR

NA LIVRARIA

POR TATIANE GRECO

A FELICIDADE AUTOR: RICHARD PAUL EVANS

O romance de Richard Paul Evans, continuação do livro “O Caminho”, inspira o leitor a uma reflexão sobre esperança, cura, graça divina e o significado da vida. O protagonista Allan Christoffersen, após perder tudo, sai em uma extraordinária viagem de Seattle em direção a Key West. Ao longo do caminho, ele acaba conhecendo pessoas que dão verdadeiro sentido a sua jornada: uma mulher misteriosa que segue Alan por quase dois quilômetros, o caçador de fantasmas que percorre túmulos à procura da esposa, o idoso polonês que lhe dá carona e compartilha uma história que Alan jamais esquecerá.

CONVERSANDO COM CASAIS GRÁVIDOS

GRANDES ESPERANÇAS

O ENIGMA DA BORBOLETA

AUTORA: TERESA GARBAYO DOS SANTOS

AUTOR: CHARLES DICKENS

AUTORA: KATE ELLISON

Um diálogo sobre as inseguranças, ansiedades e interrogações que caminham lado a lado com as alegrias da maternidade e paternidade. Na obra, a autora propõe que o conceito de gravidez seja ampliado para incluir o homem, subvertendo a visão tradicional sobre a gestação e analisando os aspectos da relação homem-mulher do momento em que se apaixonam até a formação e o crescimento da família.

O romance de Charles Dickens, considerado um dos melhores escritores ingleses, narra a história de Pip, órfão criado pela irmã mais velha em um ambiente de pobreza. Aos seis anos, ele ajuda Abel Magwitch, fugitivo da prisão, a escapar da polícia, fato que marcaria seu futuro. Envolvendo questões de justiça, racismo, escravidão, o alcance do Império Britânico e as questões coloniais, o livro retrata os perigos de uma ascensão social rápida.

Um suspense brilhante sobre uma garota cujo transtorno obsessivocompulsivo a conduz por um caminho perigoso de segredos, mistério e assassinato. Desde a morte de seu irmão mais velho, Penelope Lo Martin tem a mania de colecionar objetos bonitos. Porém, esse hábito a colocou na cena de um crime. Com a ajuda de um artista de rua chamado Flynt, Lo se vê envolvida em um submundo sórdido e violento, mais próximo de seu lar do que ela jamais poderia ter imaginado.

22 · MAI.13

AVIANCA EM REVISTA

AVIANCA.COM.BR


NA AGENDA Uma das épocas mais gostosas do ano se aproxima: as festividades juninas. Quermesse, comidas típicas e quadrilha, tudo para homenagear São João e os outros santos populares. Se você gosta de um bom “arraiá”, confira algumas das melhores festas de São João do Brasil. São João de Campina Grande (Paraíba) De 7 de junho a 7 de julho Local: Parque do Povo saojoaodecampina.com.br São João de Caruaru (Pernambuco) De 1 a 29 de junho Locais: Parque de Eventos Luiz Gonzaga Pátio da Estação Ferroviária Alto do Moura caruarumaiscriativa.com.br São João de Salvador (Bahia) De 13 a 29 de junho Local: Pelourinho saojoaobahia.com.br

SHOW ROBERTO CARLOS O rei Roberto Carlos faz temporada de shows inédita em São Paulo. Dias 1, 3, 4, 7, 10, 11 e 12 de maio Espaço das Américas - Rua Tagipurú, 795 Barra Funda ticket360.com.br

PET SHOP BOYS O duo britânico Pet Shop Boys se apresenta este mês em São Paulo. Dia 22 de maio Credicard Hall - Av. das Nações Unidas, 17955 ticketsforfun.com.br

BILLABONG RIO PRO 2013 O Rio de Janeiro recebe os melhores surfistas do mundo para o terceiro desafio da corrida ao título mundial do ASP World Championship Tour 2013. De 8 a 19 de maio Postinho (início da Barra da Tijuca) e Praia do Arpoador wctbrasil.com AVIANCA EM REVISTA

MAI.13

· 23


POR VITOR CARDOSO

TEATRO

CULT

SÃO PAULO

THRILLER LIVE Em cartaz desde 2007 em Londres, o espetáculo em homenagem aos 40 anos de carreira de Michael Jackson chega a São Paulo após temporada no Rio de Janeiro e Brasília. Pela primeira vez na América Latina, a montagem traz 16 artistas brasileiros interpretando os maiores sucessos do Rei do Pop, como ABC, Beat It, Billie Jean, Bad e Black and White em performances vocais únicas, efeitos visuais e coreografias brilhantes. Show Musical De: Paul Walden e Adrian Grant. Com: Leilah Moreno e grande elenco. Credicard Hall – Avenida das Nações Unidas, 17955 - Santo Amaro – São Paulo/ SP – Sexta 21h, sábado 17h30 e 21h30; quinta e domingo – Consultar site. thrillerlivebrasil.uol.com.br

SÃO PAULO

RIO DE JANEIRO

COMO VENCER NA VIDA SEM FAZER FORÇA Musical Direção: Charles Moeller; Versão das Músicas: Cláudio Botelho; Com: Luiz Fernando Guimarães, Gregório Duvivier, Adriana Garambone e grande elenco. Teatro Oi Casa Grande – Afrânio de Melo Franco, 290 - Leblon – Rio de Janeiro/RJ – Quinta e sexta 21h, sábado 17h e 21h, domingo 19h oicasagrande.com.br

A PRINCESINHA Musical Direção: Thiago Gimenes e Keila Fuke. Com Kiara Sasso, Leonardo Miggiorin, Juan Alba, Mara Carvalho e grande elenco. Teatro Ahembi Morumbi – Rua Dr. Almeida Lima, 1176 - Brás – São Paulo/SP – Sábado e domingo 16h teatroahembimorumbi.com.br

MILTON NASCIMENTO NADA SERÁ COMO ANTES Musical Direção: Charles Moeller e Cladio Botelho. Com Claudio Lins, Marya Bravo e grande elenco. Teatro Geo – Rua Coropés, 88, Pinheiros – São Paulo/SP – Sexta 21h30, sábado 18h e 21h30, domingo 18h. Até 26 de maio site.teatrogeo.com.br

ALÔ, DOLLY! Comédia Musical Direção: Miguel Falabella. Com Marília Pêra, Miguel Falabella e grande elenco. Teatro Bradesco – Shopping Bourbon, Rua Turiassú, 2100, Piso Perdizes Perdizes – São Paulo/SP - Quinta 21h, sexta 21h30, sábado 18h e 21h30, domingo 18h teatrobradesco.com.br

24 · MAI.13

AVIANCA EM REVISTA

TIM MAIA VALE TUDO, O MUSICAL Musical De: Nelson Motta; Direção: João Fonseca; Com: Tiago Abravanel ou Danilo Moura e grande elenco. Theatro Net Rio – Rua Siqueira Campos, 143, 2º Piso, Copacabana – Rio de Janeiro/RJ – Quinta a sábado 20h30 e domingo 20h theatronetrio.com.br

AVIANCA.COM.BR


DICAS DE VIAGEM

15 DICAS PARA UM

VOO AINDA MELHOR POR JOAQUIM ANDRADE

VIAJAR DE AVIÃO DEIXOU DE SER UMA ATIVIDADE GLAMOROSA HÁ MUITO TEMPO. ANTIGAMENTE CONSIDERADO ARTIGO DE LUXO E PARA POUCOS, HOJE EM DIA O TRANSPORTE AÉREO É UMA NECESSIDADE E, SE BEM PLANEJADA, ACESSÍVEL A MUITOS. ALGUMAS DICAS PODEM AUMENTAR O CONFORTO A BORDO TANTO DE ESTREANTES QUANTO DE PASSAGEIROS FREQUENTES. CONFIRA 15 “MANDAMENTOS” PARA VIAJAR AINDA MELHOR.

26 · MAI.13

AVIANCA EM REVISTA

AVIANCA.COM.BR


1 – Leve apenas o que consegue carregar. Evite o

suéter de outra cor que geralmente levamos para aquelas situações de “vai que...”.

2 – Invista em uma boa mala, sólida, resistente

e durável. Malas baratas duram o tempo que o dinheiro gasto por elas dura, ou seja, pouco. O trajeto de uma mala após o check-in envolve rampas, esteiras automáticas, carrinhos de mãos. Resista à tentação e compre uma mala resistente. Pode parecer muito dinheiro para nada, mas, com certeza, vale a pena.

3 – Pack light. Você já ouviu esta expressão, que significa “leve pouco”. Ao arrumar as malas, coloque poucos itens. Malas pesadas tiram o bom humor da maioria dos viajantes. 4 – Jamais leve o que você jamais usou. É uma regra real. Se você não usou tal peça até hoje, será que usará durante a viagem?

5 – Ninguém precisa de mais do que duas calças

jeans. Uma no corpo, a bordo do avião, e outra despachada, dentro da mala.

6 – Embarque usando os sapatos mais pesados

que estiver levando. Botas, sapatos de couro ou detalhes pesados etc. Isto economizará espaço e peso nas malas.

7 – Jamais despache nas malas itens que você não gostaria que fossem perdidos, danificados ou furtados. Joias, iPads, relógios, documentos importantes, laptops e tudo o que for de valor sentimental vão na bagagem de mão. 8–

Faça o check-in sempre com antecedência. Isso evitará filas e você ainda conseguirá lugares melhores.

de avião. A pressurização, que mantém a cabine confortável mesmo a 11 mil metros, é muito forte para o ser humano e é natural o corpo demonstrar um certo desconforto. Imagine isso somado a um estômago cheio de comida? Melhor evitar.

10 – Respeite o bin. Bin? Sim, o compartimento

de bagagens acima de seu assento. Ele chamase BIN. Use apenas o que for referente ao seu assento.

11 – Acerte o relógio com o horário do destino final no momento da decolagem. Este é o erro mais comum da maioria dos viajantes: não ajustar o corpo ao fuso-horário antes da chegada. Como aviões são ambientes fechados, já “sabote” seu cérebro colocando a hora como se já fosse a hora do destino. Assim, seu corpo sentirá menos os efeitos do famoso jetlag. 12

– Se tiver em um voo longo no qual seja servido bebidas alcoólicas, evite ou controle-se. Uma cerveja, quando ingerida em uma cabine pressurizada, tem o efeito de três no corpo humano. Ou seja, a chance de uma embriaguez e uma desagradável ressaca pode vir tão rápido quanto o avião voando. O mesmo serve para a noite anterior à viagem.

13

– Descanse. Leia a revista de bordo ou tente dormir. É bom para você e a viagem torna-se mais agradável.

14 –

Após o pouso, não corra. Não adianta. A bagagem despachada não é retirada do avião com tanta pressa quanto a sua vontade de desembarcar. Este procedimento envolve caminhões, malotes e funcionários. Desembarque com calma.

15 – Aproveite sua próxima viagem. Após estas dicas, com certeza será ainda melhor.

9

– Comidas condimentadas e cabines pressurizadas não combinam. Evite brócolis, feijão ou comidas prontas sempre que for viajar

AVIANCA EM REVISTA

MAI.13

· 27


MUNDO DIGITAL

PIRATAS DO BEM OU DO MAL?

M

uita música já passou pela rede desde que o Napster (programa de compartilhamento de música na web) foi lançado em 1999. Janeiro de 2001 foi seu auge, atingindo oito milhões de usuários conectados trocando diariamente um volume estimado de 20 milhões de canções. Porém, no início de 2001, seus servidores foram literalmente tirados da tomada por uma batalha judicial movida por diversos gigantes da indústria fonográfica. Outros tentaram ocupar o seu lugar, mas também não tiveram vida longa graças à fúria da indústria. Recentemente, um estudo do IPTS (Instituto de Prospecção de Estudos Tecnológicos da União Europeia), publicado em março deste ano, repercutiu em todo o mundo. O estudo baseado em dados coletados pela Nielsen, empresa global de informação e mensuração, junto a 16 mil usuários em toda a Europa, afirma que pirataria de música na web não prejudica as vendas digitais. O estudo vai além, afirmando que download e streaming ilegais não roubam clientes de lojas virtuais. “Nossas descobertas sugerem que a pirataria de música digital não deveria ser vista como uma preocupação crescente para os detentores de direitos autorais na era digital”, escreveram os pesquisadores Luis Aguiar e Bertin Martens. Para os realizadores do estudo, os dados não mostram correlação

28 · MAI.13

AVIANCA EM REVISTA

entre o aumento da pirataria e o esvaziamento na atividade de sites legais de venda de música online. Segundo o estudo, um aumento em 10% na quantidade de cliques em sites piratas eleva em 0,2% o número de cliques em páginas legais. Para serviços de streaming, um crescimento similar eleva os cliques em 0,7% nas lojas virtuais. Apesar de culpar os downloads ilegais pela perda de receita, segundo a pesquisa da UE, a indústria fonográfica aposta na digitalização: o faturamento com música digital cresceu mais de 1.000% entre 2004 e 2010. Em 2011, subiu 8% no mundo, chegando a cifra de US$ 5,2 bilhões. A conclusão a que os pesquisadores chegaram parece óbvia, mas é plausível: o consumo de música na web é movido pela preferência das pessoas. “Gosto é um importante determinante no consumo de música digital, independente da origem. Em outras palavras, pessoas que gostam de música consomem mais, independentemente se são downloads legais, ilegais ou por streaming”, afirmam. Só para clarear, streaming é quando você ouve a uma música ou assiste a um vídeo sem “deter” aquele arquivo, um bom exemplo são as rádios digitais e até mesmo o Youtube. Aliás, as rádios digitais são uma ótima forma de consumir música de forma legal. Geralmente paga-se uma pequena mensalidade e você vai

POR SILVIA CAMARGO

criando a sua programação, conforme o seu gosto musical. A repercussão foi tamanha que o IFPI (Federação Internacional da Indústria Fonográfica), na mesma semana soltou um comunicado oficial afirmando que o estudo do IPTS é falho, enganoso e desconectado da realidade comercial. A organização questiona a metodologia utilizada e acusa o estudo de estar distorcendo a realidade. A bandeira deles é a infração aos direitos autorais no âmbito digital, assunto de tamanha complexidade que vale uma coluna por si só. O fato é que em plena era digital, com iTunes, iPods e Google Plays, a venda de CDs físicos ainda responde pela maioria da receita da indústria em todo o mundo. A discussão sobre o valor dos fonogramas, independente das facilidades ou controles que o mundo digital nos trouxe, é bem antiga. Que os nascidos até o final da década de 1970 atirem a primeira fita K7, se nunca piratearam discos e fitas de um amigo ou mesmo das rádios por mais que estas inserissem as suas vinhetas bem no meio da música só pra deixar claro a sua origem. Não tem nada tão bom como ouvir música, seja qual for o seu estilo. Mas na minha sincera opinião, respeitando os direitos dos seus artistas favoritos. Silvia Camargo é CMO da Predicta, empresa de inteligência digital que aproxima marcas de seus consumidores no ambiente digital

AVIANCA.COM.BR


ECONOMIA

JAPÃO E BRASIL NO REVERSO DO ESPELHO

POR FABIO KANCZUK

NA BUSCA DE UMA TEMPERATURA CORRETA, AS MAZELAS DE UMA ECONOMIA SÃO VISTAS COMO VIRTUDES PELA OUTRA. SERÁ QUE UM MEIO TERMO É O CAMINHO CORRETO? Muito frio do lado de lá Depois de duas décadas de mediocridade econômica, de muita inércia na condução de política, de uma sociedade clamando por mudança, parece que o momento chegou. O primeiro ministro eleito, Shinzo Abe, prepara uma reviravolta histórica, reformulando o Banco Central japonês, reescrevendo seu mandato e nomeando alguém surpreendentemente enérgico para sua direção. O principal ponto da nova plataforma de política é aumentar a inflação, que esteve em torno de zero nos últimos anos. Para tal, é estabelecida uma meta de 2% ao ano, que deve ser alcançada o mais breve possível. E, para cumpri-la vale tudo, ao menos em princípio. O Banco Central poderá comprar imensas quantidades de ativos no mercado, não só títulos de longo prazo, mas ações de empresas na bolsa de valores. Papéis ligados a recebíveis do setor imobiliário também são alvos legítimos. Não é hora de se lembrar da imensa bolha que assombrou o passado. A motivação para a agressividade monetária está baseada na ideia de que o japonês consome muito pouco, e poupa muito, devido à falta de inflação. O susto monetário e associado a uma expansão fiscal acordaria os ânimos consumistas, gerando demanda e crescimento. Muito calor por aqui Enquanto isso, na Terra Brasilis, vivenciamos o momento oposto. O governo Dilma iniciou-se com vários experimentos que visavam estimular a indústria nacional, tais como a redução dos juros, depreciação cambial, redução dos custos da energia. Mas os investimentos não apareceram, para surpresa

30 · MAI.13

AVIANCA EM REVISTA

do governo, que seguira muito do que os empresários haviam sugerido. Agora, com a inflação mais alta e com o crescimento desapontando, o governo decidiu por dar um choque de ortodoxia na economia. Para tal, a elevação dos juros e um câmbio mais apreciado são componentes do pacote para reduzir a inflação. A racionalidade do governo não me é muito clara, mas seu desejo sim. A equipe econômica gostaria de ver o Brasil crescendo bem mais, o brasileiro poupando bastante para financiar os muitos projetos de investimento. Supostamente, a redução de inflação aumentaria a credibilidade da política econômica e animaria os empresários. Nenhum dos dois, mas muito pelo contrário Não há nada de errado em fazer política monetária para obter uma inflação amena. Inflações muito altas ou muito negativas podem, de fato, prejudicar a economia, devido à desorganização nos preços e à rigidez de contratos. Mas pensar que a solução para o crescimento econômico se resume a um pequeno ajuste monetário é fantasia. Baixa distorção tributária, flexibilização do mercado de trabalho, pouca intervenção governamental no processo produtivo aumentariam, de forma sustentada, o crescimento econômico de ambos os países. Independentemente do lado do planeta e a temperatura em que se encontrem.

Fabio Kanczuk é engenheiro pelo ITA, PhD em Economia pela UCLA com pós-doutorado em Harvard, além de professor titular do departamento de Economia da USP

AVIANCA.COM.BR


red

think

Fotografe o vermelho do seu dia a dia e publique nas redes sociais com #thinkredavianca e fique atento à próxima edição Ou envie sua foto para redacao@aviancaemrevista.com.br

Paulinho Henrique

Foto: Estêvão Delgado (São Paulo) Câmera: iPhone 5

Yacht Clube da Bahia

Foto: Carlos Corrêa Ribeiro Luz

Foto: Dionatam Souza e Bruna Constantino

buenos aires

Foto: Chico Barbará Câmera: iPhone 5 avianca.com.br


NA LEMANS ELES JÁ ESTÃO

EM CAMPO.

MODELOS

AEROPORTO DE BRASÍLIA

Foto: Liliane Aoyama

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

INGLATERRA (WEDDING BUS)

Foto: Luciane Guerreiro

JUAZEIRO DO NORTE - CE

Foto: João Carlos de Menezes

1

R$ ,00 EM ATÉ

*

SEM JUROS

NOS CARTÕES

0800 970 5100 www.lemansbrasil.com.br

BOA VISTA/RR • CAMPINAS/SP • CAXIAS DO SUL/RS • CUIABÁ/MT CURITIBA/PR • MACAPÁ/AP • MANAUS/AM • NITERÓI/RJ • PETROLINA/PE • PORTO VELHO/RO • RIBEIRÃO PRETO/SP • VÁRZEA GRANDE/MT • VITÓRIA/ES • TEREZINA/PI

Respeite a sinalização de trânsito. *Ao alugar um veículo pela primeira vez na Le Mans, no pacote de 3 dias, você só paga R$ 1,00 pelo terceiro dia de locação. Promoção válida para todos os veículos com base na categoria 100 km livres do tarifário (não incluso proteção e taxas de serviço). Consulte condições de locação nos balcões da companhia. Cadastro sujeito a aprovação.


FASHION

“EU SOU LINO VILLAVENTURA” POR ROZZE ANGEL FOTO DIVULGAÇÃO

34 · MAI.13

AVIANCA EM REVISTA

AVIANCA.COM.BR


“N

ão preciso falar que sou brasileiro”, explica o estilista que, ao completar 35 anos de carreira, se permite exclamar: “é Lino Villaventura e ponto”. Quem acompanha sua carreira sabe que ele é reconhecido como o criador de vestidos únicos, que misturam elegantemente o feito à mão ao luxo da festa. Com o passar dos anos, Lino conseguiu estabelecer seu estilo autoral, mesmo em um mercado que não valoriza tanto a moda-arte. Lino é Lino. Ele nos recebeu em sua charmosa loja em Fortaleza, no Ceará. Pensando sobre o momento atual, abriu o coração, falou de vida, de desafios e desabafou: “todo mundo quer demonstrar que está ótimo, que está tudo maravilhoso e não é bem assim... Está difícil, e muito”.

O que torna o seu trabalho tão original? Meu trabalho é feito de uma maneira muito pessoal. Faço aquilo que tenho vontade de fazer. Obviamente não sou um ensandecido que vai fazer alguma coisa que não dê para vestir. Mesmo porque meu trabalho só vai existir quando for vestido. Uma roupa minha pendurada em cabide é apenas uma roupa. Vestida, ela toma vida com a interpretação de quem a veste. Como você direciona o seu desfile? Antes das modelos entrarem eu sempre falo: agora é com vocês. E, na verdade, não é nada ensaiado. Só digo para elas que sejam verdadeiras, responsáveis com o trabalho e que não quero bonecas duras e sem vida. Quero mulheres de verdade na passarela. E o clima mais teatral? É uma luz bonita, uma trilha maravilhosa que o Felipe Venâncio sempre faz, é a beleza de Marcos Costa, às vezes uso uns apelos cênicos, como máscaras, unhas enormes. Isso é superimportante e dá uma característica muito própria para cada desfile. O Brasil tem originalidade? Brasileiro acha que aqui é um mundo esquecido e não é. É um lugar que todo mundo está de olho porque Europa e Estados Unidos, em matéria de criatividade, estão muito fracos. Você até já usou materiais alternativos, como um paetê feito de escamas de peixe. Aquilo é de uma sofisticação! Levei para o Japão e eles ficaram de queixo caído. Escama de peixe se jogava no lixo e nós usamos em roupas deslumbrantes, fica meio futurista, um plástico orgânico. É estranho e maravilhoso. Como surge cada coleção? Hoje, criar é muito natural em mim. Estou fazendo 35 anos de carreira. Já me dou ao luxo de olhar o meu próprio trabalho e me inspirar nele. Pegar ideias minhas de 15 anos atrás e refazer algumas coisas que já fiz e nunca saem muito iguais.

Onde se pode comprar Lino Villaventura hoje? Vendo nas minhas lojas, vendo em poucas lojas no Brasil, vendemos na Arábia Saudita, na Rússia, nos Emirados Árabes e estamos com um ponto de venda em Paris, que está vendendo a marca Villaventura mais casual. Também estamos em negociação com a Itália para atender o mercado internacional. Eles é quem estão pedindo porque estão precisando de uma roupa diferente, para atrair esse mercado que estou atingindo para lá. Com esse discurso todo sobre moda brasileira, você acha que é um representante disso? Eu não sou um representante. Sou quem começou tudo isso. Abri a trilha para quem tenta, ou faz, ou quer fazer isso. Quando comecei meu trabalho, no início da década de 1980, não existia nenhuma moda autoral brasileira. Você faz muitas roupas para celebridades, certo? Faço muitas, mas não uso isso para fazer publicidade. Tenho um grande respeito pelas minhas clientes. Por todas. Se as pessoas mais conhecidas falam do meu trabalho, acho maravilhoso. Mas não fico falando porque se eu fizer marketing não vou vender a roupa para ela. Ela é uma cliente. Não é difícil manter essa identidade autoral, criativa em equilíbrio com o lado comercial do negócio? A grande dificuldade é a falta de apoio de Governo Federal para a indústria da moda brasileira. É muito sacrificante. Nós somos taxados com impostos. Não tem apoio para nada. Se não houver uma providência isso vai acabar. Não temos mais costureiras. Quem quer ser costureira hoje em dia? Nem a filha da costureira. E falam tanto do mercado de luxo e ficam abrindo as portas para as marcas internacionais entrarem neste país de qualquer maneira. E brasileiro é deslumbrado. Tudo o que vem de fora é mais bonito.

Isso afeta a todo o mercado da moda? Tivemos, como exemplo, uma morte emblemática agora: Clô Orozco. Ela não era deprimida. Ela estava deprimida por conta de uma situação. Ela fez um trabalho bonito, particular e deve ter-se visto num momento muito difícil. E ela teve uma coragem que talvez eu não tivesse de tomar uma decisão tão forte. Todo mundo vê a moda de uma forma glamorosa demais. Todo mundo quer demonstrar que está ótimo, maravilhoso, que está tudo bem. E não é bem assim... Está difícil e muito. Qual é o rumo para sairmos disso? O Ministério da Cultura está tentando fazer a lei Rounet para desfiles. Pode ser que isso facilite para conseguir patrocínio, como em qualquer espetáculo. Moda é uma manifestação artística e de negócio, muito negócio. Temos que ter facilidades para exportar. Um país que quer ser acreditado tem que ter educação, saúde e menos impostos. Lino Villaventura pertence ao mercado de luxo? Nunca quis na minha vida ser uma loja só de festa. Sempre lutei muito contra isso. Mas tenho uma fama de fazer roupa de festa. Por isso, dividi a marca: Lino Villaventura é uma roupa mais exuberante e Villaventura, mais casual. Tenho prêt-a-porter e tenho peças únicas, principalmente as de desfile. Mas se querem sob medida, eu faço, mas é uma roupa exclusiva, para aquela pessoa para determinada ocasião, como as noivas. Lino Villaventura só veste Villaventura? Sim, claro. O tempo todo.

Lino

Esta entrevista foi realizada durante o Dragão Fashion Brasil 2013, em Fortaleza. Confira o desfile: bit.ly/lino-villaventura-dfhouse

AVIANCA EM REVISTA

MAI.13

· 35


WISH - ADVENTURE

ARE YOU

RED?

Toda hora é hora para a aventura. Seja com velocidade, na água ou mesmo no ar, a emoção é garantida. Acessórios e equipamentos na cor vermelha dão o clima da paixão pelos esportes. Escolha apenas o seu estilo: esportista amador ou profissional e divirta-se.

POR ROZZE ANGEL FOTOS DIVULGAÇÃO

STAND UP PADDLE INFLÁVEL SUPFLEX (supflex.com.br) R$ 3.590,00

PATINS IN LINE CONTHEY BOY (pontofrio.com.br) R$ 104,90 SKATE BANTAM GLOBE STAR POINT (starpoint.com.br) R$ 449,00

BICICLETA DOBRÁVEL BOAT BIKE (regatta.com.br) R$ 1.837,00

SKANE MODELO 3 CURTIR A VIDA (compraslegais.com) R$ 179,99

WETSUIT XERO PRO BILLABONG (billabong.com.br) R$ 899,00

36 · MAI.13

AVIANCA EM REVISTA

AVIANCA.COM.BR


Brasília tem tudo. Só falta você. Conhecida como Flor do Cerrado, a nova torre sintetiza o melhor da arquitetura de Niemeyer na cidade. E, além dos monumentos modernistas, Brasília também tem um dos maiores polos gastronômicos do Brasil, uma agitada vida cultural e é perfeita para o turismo de natureza. Não importa qual é o seu roteiro de viagem, Brasília foi planejada para você.


SHOPPING

DIGA SIM! POR DANIEL AMARAL FOTOS DIVULGAÇÃO

COM BASE EM UMA TRADIÇÃO DO HEMISFÉRIO NORTE, MAIO É CONSIDERADO O MÊS DAS NOIVAS. PENSANDO NISSO, FIZEMOS UMA SELEÇÃO DO QUE HÁ DE MAIS REFINADO PARA OS CASAMENTOS ATUAIS.

COLAR LUAR ANTONIO BERNARDO antoniobernardo.com.br

BRINCOS DE OURO BRANCO, MARIANA VITAL BRAZIL marianavitalbrazil.com COLEÇÃO LAÇOS, MIGUEL ALCADE miguelalcade.com.br

SANDÁLIA, ALEXANDRE BIRMAN alexandrebirman.com.br

BUQUÊ, EMANUELLE JUNQUEIRA emannuellejunqueira.com.br

ANEL, CARTIER cartier.com.br

38 · MAI.13

AVIANCA EM REVISTA

AVIANCA.COM.BR


CINTO, BASKO basko.com.br

ALIANÇAS, H.STERN hstern.com.br

CAMISA, SIBERIAN siberian.com.br

BEM CASADO, CONCEIÇÃO AMARAL conceicaobemcasados.com.br

TERNO, VR MENSWEAR vrsaopaulo.com.br

GRAVATA, CRAWFORD crawford.com.br

ABOTOADURAS, OMEGA omegawatches.com.br

CALÇA, VR MENSWEAR vrsaopaulo.com.br

AVIANCA EM REVISTA

MAI.13

· 39


ESPECIAL NOIVOS

Casamento de Claudio Dallacqua e Márcia Artacho

ELES TAMBÉM QUEREM CASAR POR FLÁVIA RAGAZZO FOTO ACERVO PESSOAL

MAIO É O MÊS DAS NOIVAS, MAS OS NOIVOS ESTÃO CADA VEZ MAIS PRESENTES E TÊM DIVIDIDO COM AS MULHERES O PLANEJAMENTO DA FESTA

A

cena é clássica: a mocinha é pedida em casamento e imediatamente começa a pensar no que sonhou para seu grande dia, dando início a uma maratona que inclui inúmeras conversas com as amigas, frequentes visitas a profissionais da área e consultas a centenas de livros, revistas, sites e blogs, tudo em busca da festa perfeita.

40 · MAI.13

AVIANCA EM REVISTA

Vestido, decoração, comida, lembrancinhas, música e convidados ocupam sua rotina – e, em alguns casos, a deixam à beira de um ataque de nervos – por meses a fio, enquanto o futuro marido apenas lamenta os gastos com a festa, que não param de crescer. Corta para o presente: na era da festa de casamento personalizada, em que noivos

AVIANCA.COM.BR


e noivas pensam mais em oferecer uma grande celebração do que em seguir as tradições familiares à risca, os homens passaram a curtir mais esse momento e até a ajudar nas decisões. Dados da feira Expo Noivas & Festas, a maior do setor no Brasil, mostram que os visitantes do sexo masculino já representam 32% do total. “Antigamente eles não participavam de quase nada, mas hoje o casal está dividindo bastante o momento”, aponta a assessora de eventos Lizie Chermann Brito. “Antes os pais arcavam com os custos e acabavam dando a cara da família à festa. Com os noivos e noivas bancando quase tudo na maioria das vezes, os homens se tornaram mais presentes”, conta. O engenheiro Claudio Dallacqua, que se casou no último mês de agosto, é um exemplo dos novos tempos. Ele passou longe de se ocupar da festa tanto quanto sua agora esposa, a relações públicas Márcia Artacho, mas acabou se envolvendo com o processo e até gostando. “Antes de conhecer a Márcia, pensava em um casamento mais simples, mas acabei embarcando no sonho dela. No fim, foram bem divertidos os preparativos”, conta. Como a maioria dos homens, suas maiores preocupações foram a bebida e a música. “Não me importei muito com detalhes. Sabia que ela tinha bom gosto e participei de algumas decisões e de outras não”, afirma. Camila Relva, da assessoria de eventos Compagnie, diz que as reuniões de planejamento têm cada vez mais a participação do casal. “Os noivos dão sugestões na decoração, adoram participar das degustações de doces e se empolgam muito na definição do repertório musical da festa. Também se preocupam muito com quem irá vesti-los”, diz. Segundo Jamine Tinoco, da assessoria de eventos Dreams by Lead, eles não têm paciência de se aprofundar nos detalhes, apesar de gostarem de opinar. “Mas já trabalhei com noivos que cuidaram de tudo e posso dizer que, quando eles tomam a frente, são ainda mais observadores do que as noivas”, afirma. Jamine conta que já fez um casamento em que o noivo cuidou de todos os detalhes, inclusive do vestido: ele foi pessoalmente ao ateliê do estilista e disse o que gostava e imaginava para a noiva. “Outro que me marcou foi um noivo que organizou uma superprodução coreográfica com a música Thriller, do Michael Jackson, que a noiva adorava. Ela não acreditou quando viu a surpresa e o noivo dançando!”, diz. Camila também organizou casamentos em que o noivo tomou a frente. “Ele escolheu todos os detalhes: foi às reuniões de decoração e definiu a paleta de cores, os objetos que seriam usados e até o bordado do guardanapo. Foi ele quem mandou os e-mails, fez o check list, contou os dias... Pra dizer a verdade, lidar com esse noivo foi bem estressante!”, diverte-se. O administrador de empresas Bruno Vianna e a dentista Luciana Coelho se casaram no último mês de março após cinco anos de namoro à distância – ele é

do Rio de Janeiro e ela morava em Florianópolis. Ele sempre quis uma festa de casamento e, assim que o orçamento permitiu, resolveu concretizar o plano. “O sonho era mais dela, mas acho que esse é um momento importante, que deve ser celebrado”, diz. Como a festa aconteceu na capital catarinense, ela acabou tocando a maior parte dos preparativos. Mesmo assim, Bruno fez questão de ir a Florianópolis todos os finais de semana do mês que antecedeu o casamento para acertar os detalhes e tirar suas dúvidas. “Ela dividia comigo tudo o que ia acontecendo, e no final valeu muito a pena o processo todo”, diz. A principal divergência é quase sempre o orçamento. “A decoração é um dos itens mais caros da festa, e para a noiva são reuniões e reuniões escolhendo da cor das flores ao modelo da forminha. Quando os orçamentos chegam, os noivos acham tudo um absurdo e começam as divergências”, aponta Camila Relva. “Mas as noivas sempre ganham!”, destaca. Se ainda assim vale a pena para eles? Os noivos ouvidos para essa matéria garantem que sim. “Teria feito tudo de novo. O dia foi muito especial, dava pra sentir todo mundo feliz, mandando vibrações positivas”, diz Claudio. “É uma decisão emocional, não dá pra ficar pensando no dinheiro. Esse é um momento histórico, e é muito bom celebrar com todo mundo que ficou na torcida para que o casamento desse certo”, finaliza Bruno.

O QUE NÃO PODE FALTAR PARA ELES • Música animada o tempo todo. • Bebida bem gelada e servida a rodo. • Muita comida para ninguém sair com fome. • Sala dos noivos com banheiro.

NOIVOS vs. NOIVAS PRINCIPAIS DISCUSSÕES

• O orçamento. • O orçamento. • O orçamento. • A decoração, um dos itens mais caros do casamento. • Os mimos e lembrancinhas para os convidados. • Os protocolos em geral, principalmente a hora de posar para foto.

AVIANCA EM REVISTA

MAI.13

· 41


SONHAR ALTO

NOIVO SOB MEDIDA POR RICARDO OLIVEROS

É

verdade que o casamento é uma ocasião muito íntima e pessoal, em que deve prevalecer, acima de modismos e imposições, a vontade dos noivos. Mesmo que tudo gire em torno da noiva, os homens também devem se preocupar com o que usar. Então, se ela insiste que você vista um terno branco como o do jogador Alexandre Pato, é bom saber o que os alfaiates têm a dizer sobre o assunto e quais as dicas para que tudo fique perfeito na hora do sim. “Um bom terno passa por aproximadamente 250 fases em sua construção, levando em média três a cinco dias inteiros para ser finalizado em uma linha de produção. Porém, para ser feito sob medida, devemos levar em consideração as fases de provas e de ajustes, passando então para mais de 300 operações e podendo levar até um mês para ser confeccionado”, revela Ivan Aguilar, estilista de moda masculina, especializado em alta alfaiataria. Saiba que existem três tipos de ternos: pronto, semipronto e sob medida. O primeiro é feito de forma industrial e é o que encontramos na maioria das lojas. A diferença entre o segundo e o terceiro é que, no semi-pronto, você experimenta uma base existente feita com corte industrial e os ajustes são manuais. Podem variar o tecido, o tamanho da lapela, o comprimento geral, o comprimento da manga. Já no sob medida você escolhe como quer e tudo é feito conforme a sua altura e o seu peso, além de ter consultoria de um alfaiate. Para o casamento, uma ocasião especial, considere a possibilidade de ter um feito só para você. Veja as dicas para acertar na escolha. 1. O traje do noivo depende de vários fatores “Costumo deixar meus clientes muito à vontade. Quanto mais ele se abrir, mais tenho liberdade e possibilidade de criar o melhor traje, pois independente das referências, temos que pensar no conjunto da obra: lugar, hora e estilo dos noivos”, explica João Carlos Camargo, que além de alfaiate, presta consultoria completa para homens que vão casar. “Como o noivo deve se comportar no altar e nas fotografias, que horas ele deve desabotoar o paletó? Não adianta o fraque estar impecável e o conteúdo não estar preparado”, completa Camargo. De uma maneira geral, cerimônias realizadas de manhã pedem costumes claros, como beges e cinzas claros. A


gravata de preferência fosca, sem brilhos, podendo ser lisa ou de duas cores no máximo. No caso do terno cinza, o sapato pode ser preto ou marrom escuro, e as meias no tom do sapato. No caso do terno bege, melhor usar calçados nos tons de marrons. Depois das 18h, as cores são obrigatoriamente escuras. Neste caso, um terno com colete no mesmo tom é a opção elegante. Azul-marinho profundo, cinza grafite ou risca-de-giz são as escolhas sem erro. Os detalhes também são importantes: use uma camisa branca com abotoaduras, que fazem a diferença. Sapatos pretos de amarrar, usados com meias pretas, são os complementos ideais. 2. Tecido é o que mais influi no valor de um terno Além da confecção e do tipo de modelo escolhido, o tecido é o que mais influencia no preço final do terno. “É como escolher um vinho: tem para todos os gostos e bolsos”, comenta Camargo. “Os tecidos serão escolhidos de acordo com o modelo desejado. Se o noivo optar por um terno em lã fria, por exemplo, ele poderá escolher um tecido Loro Piana, Reda ou até mesmo um tecido Zegna – todos com altíssima performance de caimento e durabilidade, além da beleza natural e do acabamento nas costuras”, explica Aguilar. A maioria dos tecidos para alfaiataria são importados, todavia João Camargo fez uma parceria com a tradicional tecelagem francesa Dormeuil, criada em 1842. “Camargo pediu que desenvolvêssemos um tecido específico para o clima brasileiro. Criamos o Amadeus 365 (número que é uma referência aos dias do ano), uma lã desenvolvida para manter a temperatura do corpo tanto no inverno quanto no verão. Nós tínhamos uma lã mais pesada de 280 gramas, mas com o alfaiate brasileiro veio a ideia de fazer esta versão mais leve de 260 gramas, que é ideal para o clima brasileiro”, conta Dominic Dormeuil, presidente da tecelagem que leva no nome da sua família. 3. Tempo de antecedência é fundamental para encomendas sob medida Lembre-se que encomendar um terno é bem diferente do que comprar um na loja. Entre tirar suas medidas, a entrevista que é feita para entender seu estilo e as necessidades da cerimônia de casamento, até que o traje fique pronto, são necessárias quatro provas. Prova é o momento no qual são feitos os ajustes da roupa até que ela fique perfeita. Isto tudo pode levar pelo menos um mês. A camisa também deve ser levada em consideração. Se escolher uma feita em camiseiro, o tempo mínimo é de 15 dias. Em compensação, terá todos os detalhes como colarinho, punho, comprimento e silhueta feitos especialmente para o seu corpo. Ao contrário do vestido da noiva, tanto o terno, quanto a camisa e seus complementos, como gravata e abotoaduras, poderão ser usados muitas vezes em outras ocasiões, já que são clássicos que nunca saem de moda.

Para completar seu figurino, a camisa branca é a escolha ideal. O alfaiate e camiseiro Christiano D’Carlos dá dicas para você não errar na escolha. 1 – Colarinho Opte pelo colarinho adequado ao seu rosto e na medida certa do seu pescoço. O ideal é que esteja com um dedo de folga para não apertar muito e nem deixar muita sobra caso use com gravata. A regra é simples: se você tem rosto redondo, opte por colarinhos mais pontudos. Rosto fino pede colarinhos mais abertos. Para o formato quadrado, um colarinho tradicional tipo inglês é o ideal. O colarinho também define o tipo de nó da gravata: quanto mais aberto o colarinho, maior o nó e vice-versa. 2 – Punho O punho da camisa ideal deve ter 5 cm a mais que a medida exata do seu punho. Existem vários modelos, desde o simples (com um botão), simples com botão extra de ajuste, simples com dois botões, assim como os duplos com botão ou com caseado para abotoaduras. 3 – Ombros Olhe no espelho e repare se os ombros da camisa estão proporcionais ao seu corpo. 4 – Tórax O ideal é que não sobre nem falte tecido nesta região do corpo. Do contrário, ou você vai ficar desconfortável usando uma camisa apertada, ou poderão aparecer algumas pregas quando estiver com paletó ou casaco. 5 – Manga Solte o botão do punho da camisa, estique o braço e repare no comprimento da manga da sua camisa. O ideal é que o punho esteja uns 2 ou 3 cm abaixo do seu pulso (com as mãos fechadas). 6 – Corpo Sem seguir modismos ou tendências que ultimamente sugerem camisas mais justas, o ideal é que o corte da camisa esteja próximo ao seu corpo. Desta forma, você pode se movimentar sem perder a elegância.

Ricardo Oliveros é jornalista, arquiteto e urbanista, com mestrado na área de História da Arquitetura Brasileira e especialização em Meio Ambiente


AROUND

44 路 MAI.13

AVIANCA EM REVISTA

AVIANCA.COM.BR


PIRAÍ RJ POR CARLA PALMIERI FOTOS ROBERTO SALGADO

COM CLIMA AMENO E DIAS ENSOLARADOS, A PEQUENA PIRAÍ DESTACA-SE COMO UM DOS MAIORES POLOS DE PRODUTORES DE TILÁPIA DO RIO DE JANEIRO E DE NOZ MACADÂMIA DO PAÍS. UM REFÚGIO ROMÂNTICO E GOURMET NA CARIOCA SERRA DAS ARARAS.

AVIANCA EM REVISTA

MAI.13

· 45


AROUND

L

ocalizada a 73 km da capital fluminense, entre as montanhas da Serra das Araras, a pacata cidade de Piraí vem se tornando um destino gourmet para os gastroturistas de toda região sudeste. Além de ser um dos maiores polos de produtores de tilápia do Rio de Janeiro, em Piraí atualmente está instalada uma das maiores produções de noz macadâmia do país, devido às condições de solo e clima favoráveis. Para propagar estas duas especiarias de grande valor para a gastronomia brasileira, há 11 anos a prefeitura criou um festival gastronômico, o Piraí Fest. Durante os três dias de festival realizado no mês de outubro, são oferecidos aos cerca de 100 mil turistas que visitam a cidade, além da gastronomia local, shows musicais e outras atrações artísticas e culturais, oficinas, exposições, feira de artesanato, concursos, cursos e workshops com chefs renomados do Brasil e do exterior. Este evento já é considerado

46 · MAI.13

AVIANCA EM REVISTA

AVIANCA.COM.BR


o maior festival de gastronomia do estado do Rio de Janeiro. O lugar possui outras atrações turísticas para quem estiver visitando o Vale do Paraíba. Passeios em pequenas embarcações no Lago Kopp, banhos nas águas claras da Cachoeira dos Três Saltos e o Casarão de Arrozal, considerado um marco na região por ter hospedado diversas vezes D. Pedro II e sua comitiva imperial. A cidade também é um belo refúgio romântico para os casais que buscam tranquilidade e descanso, por possuir um clima ameno com dias ensolarados e mornos. Piraí oferece boa infraestrutura com pequenos hotéis, pousadas e alguns restaurantes. Durante a nossa visita, tivemos a oportunidade de conhecer a Reserva Aroeira (reservaaroeira.com.br), uma das mais sofisticadas pousadas da região. Um reduto privativo, rodeado por inúmeras belezas naturais, que oferece aos visitantes uma nova concepção em hotelaria com ambientação rústica charmosa

AVIANCA EM REVISTA

MAI.13

· 47


AROUND

e requintada, atendimento personalizado e atividades ecológicas. A Reserva Aroeira também é referência em alta gastronomia, portanto é indispensável a visita ao restaurante comandado pela chef e sócia Ana Catharina Marques Lisboa. Aberto a não hospedes, seu menu é composto por uma gastronomia contemporânea elaborada com ingredientes locais. Vale ressaltar que quase todas as ervas e hortaliças utilizadas no preparo dos pratos são da horta local. Estando no Rio de Janeiro, vale a visita a esta simpática cidadezinha perdida entre as montanhas que a cada ano vem sendo descoberta por cada vez mais amantes da boa mesa. Acesso: Rodovia Presidente Dutra sentido Rio de Janeiro, km 237.


O Brasil inteiro ao seu alcance

Cristo Redentor | Rio de Janeiro | RJ

Jardim Botânico | Curitiba | PR

5 hotéis no Rio de Janeiro

5 hotéis no Paraná

Angra dos Reis, Brasília, Belém, Campo Largo, Cuiabá, Curitiba, Fortaleza, Foz do Iguaçu, Goiânia, Itacaré, Lençóis Maranhenses, Maceió, Natal, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, São José dos Pinhais, São Paulo, São Luís, Uberlândia, Vitória e mais

21 hotéis em desenvolvimento.

48

hotéis

por todo

Brasil

www.bhg.net/hoteis | www.goldentulip.com


FRONT

52 路 MAI.13

AVIANCA EM REVISTA

AVIANCA.COM.BR


FERNANDO

TORQUATTO O MESTRE DA IMAGEM POR CAMILA BALTHAZAR FOTOS PRISCILA PRADE

QUANDO CRIANÇA, FERNANDO TORQUATTO DESENHAVA A CAPA DA VOGUE EM UMA FOLHA EM BRANCO, UTILIZANDO LÁPIS DE COR E MAQUIAGENS DA MÃE. MAIS DO QUE UMA PINTURA, A MODELO NO PAPEL ERA MAQUIADA COM O REALISMO DO BLUSH E DA SOMBRA. O FOTÓGRAFO, MAQUIADOR E CONSULTOR DE ESTILO É APRESENTADOR DO SUPERBONITA E DO REALITY SHOW DESAFIO DA BELEZA, AMBOS DO CANAL GNT, E RESPONSÁVEL PELAS CARACTERIZAÇÕES DAS PERSONAGENS DE NOVELAS E MINISSÉRIES DA REDE GLOBO HÁ DEZ ANOS. ELE AINDA MANTÉM UMA COLUNA SEMANAL DA REVISTA QUEM, É CONSULTOR ESTRATÉGICO DE UMA LINHA DE MAQUIAGENS DE O BOTICÁRIO, E LEADERSHIP DA AMFAR, ONG FUNDADA PELA ELIZABETH TAYLOR. TORQUATTO MUDOU O CENÁRIO DA IMAGEM NO BRASIL E CELEBRA A CONQUISTA DE EXPANDIR SUA ATUAÇÃO PARA O UNIVERSO DA BELEZA INTERNACIONAL, MAQUIANDO KATE MOSS E SHARON STONE. AS AMIGAS E ATRIZES PALOMA BERNARDI E ILDI SILVA POSAM AO SEU LADO E ENTREGAM-SE AO MAQUIADOR COMO UMA FOLHA EM BRANCO.

AVIANCA EM REVISTA

MAI.13

· 53


FRONT

Fernando Torquatto veste: Camisa e Blazer: Emp贸rio Armani, Cal莽a: Seven, Bota: Ellus, Joias: Carlos Rodeiro

54 路 MAI.13

AVIANCA EM REVISTA

AVIANCA.COM.BR


Como me acostumei a fazer as pessoas ficarem bonitas por fora, admiro muito a beleza interna.

FERNANDO TORQUATTO

N

o início dos anos de 1990, Fernando Torquatto estudava Programação Visual no Rio de Janeiro quando começou a disciplina de Fotografia. Em vez de seguir os passos de seus colegas e fotografar garrafas de vinho e saxofones estáticos, o aluno natural de Santos convidava os mais bonitos da faculdade para posar em um fundo branco vestindo apenas roupas íntimas. “O pessoal adorava. Eram os mais bonitos e ficavam ainda mais populares. E eu ainda tinha uma desculpa pra falar com eles”, lembra. Mas, para fotografar as meninas, era preciso maquiar. “Comecei a ler em revistas que primeiro vinha o corretivo, depois a base. Achava esquisito e instintivamente mudava a ordem”, conta. Lembrando da infância em que a mãe contava as histórias das atrizes de Hollywood e, juntos, assistiam aos clássicos do cinema, Torquatto inspirava-se nas divas da televisão para maquiar e fazer os penteados nas colegas. Na hora de expor os trabalhos dos alunos, as fotos com a garrafa de vinho, o saxofone e as 30 pessoas lindas – todas juntas – de calcinha, sutiã e cueca ficavam à mostra no mesmo ambiente. “Não tinha pra ninguém. Foi um sucesso. E nesse momento vi que possuía habilidade para maquiar. Nunca tinha pensado em ser maquiador”, diz. O primeiro convite profissional não demorou a aparecer. Uma amiga da faculdade que estagiava em uma agência de publicidade chamou: “Fernando, vai

ter uma publicidade semana que vem. Uma modelo só. Não quer fazer?”. Com as maquiagens da mãe embaixo do braço, Torquatto topou. O fotógrafo gostou e outras propostas foram aparecendo: comercial da Coca-Cola com 40 modelos, desfile de cinco modelos em um restaurante japonês e até mesmo o desfile de encerramento da semana de moda do Rio. “Depois de dez meses do primeiro trabalho, fui capa da revista Veja Rio como profissional do novo milênio. Fiquei muito conhecido e muito rápido. De repente, eu já era o ‘Fernando Torquatto’”, relata. Este foi o transformador ano de 1994. Dentre as mil coisas que o jovem de 23 anos queria ser – ator de teatro ou cantor de musicais – Torquatto começou a ganhar a vida carioca como maquiador. A fotografia seguiu como profissão paralela. Nestes quase 20 anos de carreira, as mulheres mais lindas do Brasil e do mundo já passaram por suas mãos. Mas em nenhum momento o sucesso mudou sua atitude com as pessoas ou com a vida. “Não entendo como alguém muda a atitude por conta de um cargo ou devido a uma circunstância positiva que acontece na vida. Gentileza só traz benefício e causa um enorme bem-estar. Este é o meu maior valor e é também o que me emociona”, revela Torquatto. Ao ver alguém sendo gentil com o outro, ele sente esperança de que o mundo ainda tem salvação. Foi justamente este atributo que motivou o convite às atrizes Ildi Silva e Paloma Bernardi

AVIANCA EM REVISTA

MAI.13

· 55


FRONT

Ildi Silva veste: Vestido: Lethicia Bronstein, J贸ias: Sophia Olbrich, Sand谩lia: Bruberg

56 路 MAI.13

AVIANCA EM REVISTA

AVIANCA.COM.BR


Torquatto é uma das pessoas mais generosas do mundo. Ele não mede esforços pra ajudar. É uma grande dádiva ILDI SILVA

para fotografarem ao seu lado para a capa desta edição. “Como me acostumei a fazer as pessoas ficarem bonitas por fora, admiro muito a beleza interna. Além de lindas, admiro as duas também como mulheres. É uma combinação explosiva de beleza e caráter”, afirma. Ildi Silva, cujo último papel na televisão foi a personagem Quitéria na novela “Gabriela”, transmitida em 2012 pela TV Globo, e Paloma Bernardi, que atualmente vive a vilã Rosângela da novela “Salve Jorge”, não economizam elogios ao maquiador, fotógrafo e amigo pessoal. Para Ildi, que o conhece há mais de 10 anos, Torquatto é uma das pessoas mais generosas do mundo. “Ele não mede esforços pra ajudar. É uma grande dádiva”, derrete-se. Paloma concorda em gênero, número e grau. “Quando o conhecemos pessoalmente o admiramos mais ainda pelo coração e carisma. O talento é uma arte e fez que com ele fosse reconhecido em todo lugar que vai”, diz Paloma. Apresentador do Superbonita e do reality show Desafio da Beleza, ambos do canal GNT, e responsável pelas caracterizações das personagens de novelas e minisséries da Rede Globo há dez anos, Torquatto consegue tumultuar os ambientes por onde passa. É o que diz seu assessor, Luciéllio Guimarães, ilustrando a afirmação com um episódio ocorrido em uma feira de beleza em São Paulo. “Ele parou para fotografar com uma fã e logo virou uma fila quilométrica. Eram umas 500 pessoas. Eu falava ‘não, Torquatto, vamos’, mas ele disse que não sairia dali enquanto não tirasse fotos com todas”, lembra Luciéllio. São as gentilezas de Torquatto às mulheres que sonham com o dia em que serão maquiadas por ele. “A maquiagem é muito mais do que colocar cores no rosto das pessoas. Tem a ver com conseguir tirar alguma coisa de dentro. Parece engraçado falar assim de algo externo, mas é impressionante como em alguns casos, a maquiagem resgata a feminilidade, por exemplo. Além disso, você fica

AVIANCA EM REVISTA

MAI.13

· 57


FRONT

bonita quando parece confortável com o jeito de ser e se vestir”, explica Torquatto, que acompanha de perto o crescimento do mercado brasileiro de maquiagem. Atualmente, o Brasil está em terceiro lugar na categoria maquiagem do ranking da Euromonitor, porém, cresce a um ritmo mais acelerado do que os primeiros colocados, Japão e Estados Unidos. Há cinco anos trabalhando como consultor estratégico da linha Make B de maquiagens de O Boticário, o profissional tem carta branca para sugerir o desenvolvimento de novos produtos. “Até entrar n’O Boticário já tinha feito tudo que podia fazer. Foi uma oportunidade incrível. Eles falaram: ‘queremos que você diga tudo o que está errado e mostre como tem que ser’”, conta. A rotina de Torquatto é agitada. Entre gravações dos programas da GNT, reuniões, seções de foto para a coluna semanal na revista Quem, e outros tantos compromissos que surgem ao longo da semana, ele não perde o bom humor. Antes de dormir, já faz um pacto consigo mesmo para combinar como será a energia do dia seguinte e garantir a positividade. E se tudo está muito “certinho” e sem ar de novos desafios, o próprio Torquatto desajusta seu destino. “Às vezes estou pronto, mas quero atrasar 15 minutos. Maluquice minha. Gosto da adrenalina. Nada que comprometa o resultado do trabalho, mas o problema da experiência é a segurança, que pode ser chata. Se eu desajustar preciso descobrir um jeito novo de fazer aquilo. Hoje o que eu quero é isso: continuar com emoção o que eu faço”, expõe. E todos os desafios que ainda estão por vir. Torquatto já gravou um CD demo nunca lançado – e ainda planeja gravar outro. “Nem que seja para ouvir em casa. Estar no estúdio com o fone foi a melhor experiência solitária da minha vida. Foi uma terapia”, diz. Como cantor, ainda sonha em participar de um musical. Divorciado há três anos, Torquatto está reaprendendo a chamar os amigos para ir à sua casa e falar da vida. “Estou me permitindo ter papo de adolescente com amigos em casa. E é bem adolescente mesmo. Mas isso é vida. Ser leve. Quero leveza. Quero fazer com seriedade tudo o que eu faço, mas sempre com leveza”, conclui. AGRADECIMENTOS ESPECIAIS ROBERTA LEAL (PINY MONTORO) BRUNA BRANDÃO (DESTAQUE) LUCIÉLLIO GUIMARÃES (80 COMUNICAÇÃO) STUDIO PRISCILA PRADE DORIVAL NETO BLUE TREE HOTELS MORUMBI

MAKE PAULO GUERRA ASSISTENTE RICARDO VIEIRA

STYLIST PAULO ZELENKA

ASSISTENTE DE FOTOGRAFIA FELIPE MARQUES ESCOBAR

58 · MAI.13

AVIANCA EM REVISTA

O talento é uma arte e fez que com o Fernando fosse reconhecido em todo lugar que vai

PALOMA BERNARDI

HAIR KASSIO LUCAS

AVIANCA.COM.BR


Paloma veste: Vestido: Lethicia Bronstein, J贸ias: Sophia Olbrich, Sapato: Brix AVIANCA EM REVISTA

MAI.13

路 59


SABORES

SERGIO ARNO

O CHEF BRASILEIRO TÃO ITALIANO QUANTO A ITÁLIA POR CARLA PALMIERI

C

riar receitas inusitadas e realizar bons negócios têm sido uma constante na vida do chef paulista Sergio Arno nos últimos 26 anos. Ao longo de sua carreira, foi um dos responsáveis por trazer da Itália o sabor único de sua gastronomia. “A Itália é um país cheio de gastronomia, regiões diferenciadas e ricas em produtos. Gosto muito do modo e da técnica italiana de cozinhar”, afirma. Em 1987, ele inaugurou seu primeiro restaurante, o La Vecchia Cucina, hoje referência no meio gastronômico. Desde então, nunca mais parou. Além dele, o chef abriu o La Pasta Gialla, uma rede de franquias que marca presença em todo o Brasil com mais de 20 lojas. Além dessa rede, Sergio conta com mais quatro empresas no segmento gourmet, e recentemente inaugurou em São Paulo o La Quottidiana, uma trattoria localizada em um dos novos eixos gastronômicos da cidade, o Campo Belo. “Minha intenção é montar uma rede de La Quottidianas em outros bairros ainda não explorados em São Paulo”, revela. Entre um novo restaurante e uma nova empreitada, Sergio Arno ainda reserva um tempo para elaborar novas receitas e compartilhá-las com os amigos e clientes, como assados, massas e outras delícias que somente um alquimista de gastronomia pode criar. “O processo de criação acontece pela leitura de livros, revistas e viagens. Imagino aquilo que eu gostaria de comer, aliado a informações gerais daquilo que conheço e vivencio. A inspiração vem em qualquer lugar, inclusive dentro e fora do Brasil. Sempre costumo visitar muitos mercados, onde gosto de ter o contato direto com produtos regionais”. Além da gastronomia italiana, é também um grande apreciador da nossa culinária, e

60 · MAI.13

AVIANCA EM REVISTA

acredita que a gastronomia brasileira tem crescido muito e é bastante rica em produtos e sabores mais requintados. “A cada dia descobrimos novos produtos, seja no Serrado ou no Amazonas. O Brasil tem conseguido ganhar destaque mundial tanto pela matériaprima como pelos nossos chefs. A tendência é crescer e muito no cenário mundial”, diz. Arno expande seus negócios por outras regiões brasileiras, além de São Paulo, por acreditar em seu potencial: “Não diria que só São Paulo tem potencial, mas também Rio de Janeiro, Curitiba, Porto Alegre, Recife, Salvador, enfim, o Brasil inteiro é um mercado gourmet. A diferença é que os paulistanos têm acesso a uma maior oferta de produtos importados, além de aventureiros que viajam o mundo afora. Acredito que o Brasil inteiro sabe comer muito bem hoje em dia”. E se engana quem pensa que este renomado chef se esbalda na alta gastronomia em suas horas vagas. Quando está de folga em sua casa prefere que a simplicidade reine em sua cozinha. “Em casa gosto de comer ‘Miojo’, mas com ingredientes nobres. Gosto também de sanduíche de churrasco com queijo. Para comer fora, gosto de churrascaria e comida mineira”, confessa. Outra grande revelação durante a entrevista foi a sua paixão por aeronaves. Além de cozinheiro, Sergio é um exímio piloto de avião. “Piloto não só avião, como também helicóptero, por paixão. E após 10 anos, passei a pilotar multimotor. Pretendo ainda voar por muito tempo, e se não fosse chef de cozinha, teria sido piloto de avião sem dúvida alguma”, conta o chef, finalizando a entrevista com sua receita de sucesso: “Trabalhar. Trabalhar. Trabalhar. Minha receita vai em quatro palavras: amor, dedicação, criatividade e suor”.

AVIANCA.COM.BR


AVIANCA EM REVISTA

MAI.13

路 61

FOTO GLADSTONE CAMPOS / REALPHOTOS


FOTO GLADSTONE CAMPOS / REALPHOTOS

SABORES

NOVO POLPETTONE LA PASTA GIALLA Ingredientes

Modo de preparo

1,2 kg acém bovino 300 g de lombo suíno 100 g de mortadela 500 ml leite integral 80 g de queijo parmesão 14 fatias de pão de forma 2 colheres de sopa de alho 200 g de cebola 6 ovos Quanto baste de noz moscada em pó 6 colheres de sopa de azeite de oliva extravirgem Quanto baste de pimenta do reino Quanto baste de sal 400 g de queijo mozzarella

Retirar a casca dos pães, picar grosseiramente e colocar no leite para amolecer. Reservar. Picar a cebola, refogar com o azeite ligeiramente. Reservar. Moer as carnes separadamente. Retirar o pão do leite, apertando os pedaços para retirar o excesso de leite. Em um bowl, juntar as carnes e misturar bem. Acrescentar a cebola refogada e o alho picado, em seguida juntar o pão amolecido. Acrescentar os ovos um a um, mexendo bem e observando a consistência para que não fique muito mole. Juntar o parmesão ralado fino, e temperar com noz moscada, pimenta-do-reino e sal. Com ajuda de algum utensílio de aro redondo, vamos dar forma ao polpettone. Colocar metade da massa dentro do aro e apertar para ficar compacto. Em seguida, dispor a mozzarella fatiada no centro, usar uma fatia por unidade (aprox. 20 g). Depois completar com a outra metade da massa apertando de forma que as laterais fiquem fechadas. Dispor numa assadeira coberta com plástico, repetir o processo até finalizar com a massa.

62 · MAI.13

AVIANCA EM REVISTA

Atenção: A quantidade de ovos pode ser menor do que pede a receita, isso por causa da quantidade de leite que o pão vai absorver.

AVIANCA.COM.BR


MAPA GASTRONÔMICO

CHARMOSOS E IRRESISTÍVEIS POR PAULO GRECA

APRIMORE SEU PALADAR E APROVEITE TRÊS VARIEDADES DA GASTRONOMIA QUE SELECIONAMOS PARA VOCÊ NESTA EDIÇÃO

ESCOLA DO PÃO CAFÉ E BISTRÔ ­RJ‚ Localizada em um casarão dos anos 1930 decorado no melhor estilo dos bistrôs franceses e em meio a um dos locais mais charmosos do Rio de Janeiro – entre a Lagoa Rodrigo de Freitas e o Jardim Botânico –, a Escola do Pão Café e Bistrô oferece diversas delícias criadas pelas chefs Clecia e Elen Casagrande. É lá que mãe e filha colocam a mão na massa e executam com maestria suas receitas tradicionais para o deleite dos clientes. Experimente o Filé Mignon de Porco Temperado com Flor de Sal e Raspas de Limão Regado ao Molho de Moutarde à Làncienne, servido com Batata à Meunière.

KOOKIES CASEIROS ­SP‚ Que tal experimentar deliciosos cookies de sabores variados, tais como paçoca, doce de leite, nutella, brigadeiro, marshmallow, chocolate branco com amêndoas, ou chocolate e baunilha com pedaços de chocolate meio amargo? Os Kookies Caseiros têm produção limitada e são feitos de maneira personalizada por encomenda. Essas são algumas das criações da chef Renata Koraicho, desenvolvidas de forma artesanal e exaustivamente testadas para agradar aos paladares mais exigentes. kookies.rk@gmail.com

escoladopao.com.br

64 · MAI.13

AVIANCA EM REVISTA

AVIANCA.COM.BR


MAPA GASTRONÔMICO

PARATY BUNGALOWS: CAFÉ DA MANHÃ E HOLYWOOD STYLE Para os saudosistas da música e cinema hollywoodianos da década de 1960, uma boa pedida é visitar o acervo do Paraty Bungalows: um pequeno e charmoso hotel com oito chalés, localizado na praia do Jabaquara, em Paraty (RJ). Matthias Prill, cinéfilo incondicional, produtor internacional de bandas de rock e proprietário do local, coleciona fotos, pôsteres e LPs autografados pelos ícones da época, expostos num charmosíssimo bar com decoração retrô. Vale conhecer o café da manhã e as delícias do lugar. paratybungalows.com

DRINKS BEBIDAS NÃO ALCOÓLICAS, PRODUZIDAS ARTESANALMENTE POR DUAS VINÍCOLAS LOCALIZADAS FORA DO EIXO TRADICIONAL. DELICIE-SE COM AS NOVIDADES DAS VINÍCOLAS SIMONETTO E KRANZ

MIX DE SABORES Focada na qualidade e descoberta de novas combinações, a Vinícola Kranz usa e abusa da criatividade na elaboração de sucos com mix de diversas frutas. O resultado é a descoberta de sabores exóticos provenientes da ideia arrojada de sua proprietária Denise Kranz diretamente da cidade de Treze Tílias (SC). Experimente a combinação de maçã com limão, maçã com uva ou maçã e morango. mondovinoweb.com.br

SUCOS DE QUALIDADE NA TERRA DA LONGEVIDADE Localizada em Monte Bérico - Veranópolis (RS), também conhecida como “Terra da Longevidade”, a minúscula e charmosa vinícola boutique de propriedade do hospitaleiro casal Claudionor e Dilvana Simonetto é conhecida na região por elaborar vinhos, geleias artesanais e sucos naturais de tirar o fôlego. Entre eles, o suco de uva proveniente de parreiras centenárias, sem aditivos ou adição de açúcar. Uma preciosidade de produção limitadíssima. vinicolasimonetto.com.br

66 · MAI.13

AVIANCA EM REVISTA

AVIANCA.COM.BR


BIOGRAFIA

Carlos Ferreirinha,

EMPRESÁRIO DO

LUXO POR CAMILA BALTHAZAR FOTO DIVULGAÇÃO

O FUNDADOR E PRESIDENTE DA MCF CONSULTORIA E CONHECIMENTO, CARLOS FERREIRINHA, É REFERÊNCIA SOBRE O MERCADO DE LUXO NA AMÉRICA LATINA. EX-PRESIDENTE DA LOUIS VUITTON BRASIL, CARGO QUE ASSUMIU COM APENAS 30 ANOS, E EX-DIRETOR DE MARKETING & COMUNICAÇÃO BRASIL DA EDS, SUA TRAJETÓRIA PROFISSIONAL FOI DESENHANDO-SE AOS POUCOS. FILHO DE PORTUGUESES E NASCIDO EM SÃO GONÇALO (RJ), COMEÇOU A VIDA PROFISSIONAL AOS NOVE ANOS NO BOTEQUIM DO PAI. PASSOU POR OFFICE-BOY E RECEPCIONISTA BILÍNGUE DO PRIMEIRO FLAT SERVICE DO RIO DE JANEIRO, ATÉ ENTRAR COM OS DOIS PÉS NA EDS, A MAIOR EMPRESA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO DO PLANETA NOS ANOS 1980. ERA A APPLE DOS DIAS ATUAIS. E UM OUSADO FERREIRINHA DE 19 ANOS RECÉM-SAÍDO DA ADOLESCÊNCIA.

68 · MAI.13

AVIANCA EM REVISTA

AVIANCA.COM.BR


AVIANCA EM REVISTA

MAI.13

路 69


BIOGRAFIA

N

o centro de São Gonçalo, município do Rio de Janeiro que fica logo depois da ponte Rio-Niterói, o botequim do pai de Carlos Ferreirinha era frequentado pela alta – e nem tão alta – sociedade das redondezas. O pai, Seu Custódio Ferreirinha, era um português de pouca instrução, mas muita informação. Lia quatro jornais por dia e dialogava da mesma forma com o prefeito da cidade que vinha para um café e com o mendigo que buscava consolo na pinga. A oratória era um dos dons de Seu Ferreirinha, famoso na cidade pelo frango assado mais procurado nas épocas festivas. “Meu pai dava folga aos funcionários nos feriados e eu ficava com ele. Desde os nove anos ia pro botequim. Embrulhava o frango, colocava no saquinho. Com 12 anos fazia o caixa e dava troco, enchia a geladeira. Fui crescendo e aí também servia cachaça. Esse trabalho me deu muito do que sou hoje”, conta Ferreirinha. A educação na família era rígida. A mãe Idalina costurava pra fora, mas largou o ofício para cuidar dos quatro filhos e da casa. Com o pai e a mãe vindos de Portugal, Ferreirinha e as três irmãs nasceram em solo brasileiro, porém cresceram pautados nos valores portugueses. “A família portuguesa é simples, mas de trabalho. Minha mãe era de uma disciplina fortíssima e batia muito em mim e nas minhas irmãs. As pessoas hoje sofrem com o processo de educação, mas essa postura não nos deixou traumas”, lembra. A mão forte era peça fundamental no investimento em educação. Se de um lado as crianças não tinham acesso à bicicleta de última geração, o recurso financeiro era direcionado à assinatura da enciclopédia Barsa e às matrículas em cursos de inglês e datilografia. Quando não estava nas aulas do final do ensino médio pela manhã ou nos cursos extracurriculares à tarde, Ferreirinha podia ser encontrado no botequim. Era lá que ele trabalhava para garantir os trocados do fim do mês. Nenhum filho ganhava mesada. Era o famoso “fazer por merecer”. Mas, aos 14 anos, Ferreirinha quis mais – e começou a tirar dinheiro do caixa escondido. Os cruzeiros eram gastos com gibis, revistinhas e presentes para mãe e irmãs. Até o dia em que o pai viu a cena toda. “Em vez de levar uma surra descomunal, o que seria mais lógico, meu pai me colocou dentro da Brasília, chamou minha mãe, e dirigiu por toda a cidade durante horas em colapso de choro. O ato de tirar dinheiro acabou com a vida deles, pois colocava em jogo tudo o que tinham planejado. Aquele momento definiu todo o meu princípio moral e ético. Posso ter muitos defeitos e falhas, mas nunca mais na vida cometi um delito. Nunca tive um processo trabalhista”, revela Ferreirinha. A vida seguia simples em São Gonçalo, quando Ferreirinha decidiu que buscaria emprego no Rio de Janeiro – aos 16 anos e cursando o segundo grau. O aluno mediano de notas 6 e 7, líder de sala de aula, olimpíada e do grupo de jovens da igreja, começou

70 · MAI.13

AVIANCA EM REVISTA

a ler sobre todas as vagas que surgiam. E as negativas viraram uma constante. A oportunidade veio de um “tio de consideração”, que ofereceu uma vaga de office boy na empresa de engenharia em que trabalhava. “Fui office boy por uma questão muito clara: queria trabalhar no Rio e não tive chances nos outros lugares onde tentei. Acho que nunca passei nos testes psicotécnicos. Nunca fui lógico”, diverte-se. Foi um ano cheio de envelopes sendo carregados de um lado para o outro. Ferreirinha até chegou a analisar contratos, mas ainda assim era “o office boy que analisava contratos”. O passo seguinte veio com a ajuda do cunhado da irmã. Aos 17 anos e calouro de Administração de Empresas na Universidade Cândido Mendes, Ferreirinha assumiu a posição de recepcionista no primeiro flat service do Rio. Por ter estudado inglês durante nove anos consecutivos, dialogava fluentemente com os hóspedes gringos – exceto quando dormia durante o expediente. Apaixonado por baladas, Ferreirinha virava as noites de sábado nas festas e ia direto para o flat. “Comecei a perceber que alguns hóspedes estavam voltando da rua, porém eu sequer os tinha visto saindo. Ou seja, estava dormindo. Mas eu não ia parar de sair pra dançar. Então olha a loucura: criei um falso projeto de desenvolvimento dos mensageiros”, relata. Segundo ele, o sonho de ascensão de um mensageiro de hotel é trabalhar na recepção. Ferreirinha proporcionaria isso todos os domingos. Sem dormir na noite anterior, ele ia pra sala da gerência com o pretexto de que observaria o desempenho dos mensageiros pelo circuito interno de câmeras. E assim dormia tranquilamente no sofá da gerência. Apesar de a artimanha não ter realmente promovido os mensageiros, desde que entrou no mundo corporativo, a carreira de Ferreirinha foi fortemente marcada pelo traço de desenvolvimento de pessoas. “Gosto de orientar, ensinar, testar os limites das pessoas. Trabalhar comigo é uma opção. Sou muito exigente. Mas nunca perdi um funcionário pra empresa concorrente”, explica. Na família o padrão se repete. As irmãs e a família viajaram juntos para fora do país a primeira vez com ele, e o sobrinho está indo fazer a graduação nos Estados Unidos por influência direta do tio. “Como fui executivo muito cedo, levei o mundo pra casa deles através de brinquedos, filmes e tantas outras possibilidades. Isso faz parte da minha trajetória profissional e pessoal”, conta. No flat service do Rio, surgiu a primeira grande oportunidade de sua carreira – um daqueles casos corriqueiros que desenham o destino. Cris McGarry era um hóspede gringo complicado. Descia à noite até a recepção, vestindo apenas cueca, para reclamar em alto e bom tom da antena parabólica. Ferreirinha foi transferido durante uma semana para o turno noturno com a missão de resolver o imbróglio. Passados sete dias, Cris McGarry deixara de ser um problema. O ousado recepcionista bilíngue havia expulso o hóspede do hotel. A atitude impressionou até mesmo o próprio Cris McGarry, diretor da Eletronic Data Systems (EDS) no Rio de Janeiro, que passou

AVIANCA.COM.BR


a solicitar insistentemente o currículo de Ferreirinha. “Eu achava aquilo um absurdo. O expulsei do hotel e agora ele quer meu currículo? Quer me comprar?”, lembra, agora rindo da situação. Com um ano e meio de recepção, Ferreirinha ignorava o pedido sem dó. Até que foi chamado para uma entrevista e, ao chegar lá, descobriu que era a mesma empresa de Cris McGarry. “Eu era o apadrinhado. Estavam falando com uma carta marcada. Não quis ficar. Voltei pro meu hotel”, afirma. A diretora de Administração do Rio ligou várias vezes até ele aceitar uma nova conversa. Mas isso não incluía aceitar receber pelo valor da corrida do táxi até a sede da empresa. A oferta da corporação foi vista pelo garoto de 19 anos como mais uma artimanha abusada. Ferreirinha pegou o ônibus e a balsa, percorreu 40 km e chegou à EDS, onde trabalhou pelos oito anos seguintes. Logo os traços de liderança começaram a aparecer no novo ambiente também. Naquela época, a EDS mantinha um pavilhão de Marketing em Dallas, no Texas, onde as tendências eram apresentadas aos futuros clientes mundiais. A experiência era conduzida pelos embaixadores da empresa dentro de uma cidade futurística projetada por um antigo executivo da Disney World. Claro que Ferreirinha quis fazer parte deste seleto time, que até então nunca tinha contado com um integrante latino-americano. Ouviu muitos nãos, pois não se enquadrava em nenhum prérequisito. No entanto, depois de três anos de EDS, a Shell, um dos principais clientes, não renovou o contrato com a EDS e 300 colaboradores seriam demitidos. Ferreirinha fechou um novo contrato, realocando 260 funcionários. “Ali meu nome começou a surgir. Aproveitei a oportunidade para pedir a vaga de embaixador mais uma vez. Afinal, eu tinha tirado um problema gigante do colo deles”, explica. Depois de 12 entrevistas via conference call e aos 22 anos, Ferreirinha embarcava em seu primeiro avião e sua primeira experiência internacional, que duraria um ano e meio. O sonho americano chegou ao fim no dia em que a vicepresidente do Brasil da EDS, Tânia Paris, voou até Dallas para convidá-lo a voltar para o Brasil como diretor de Marketing, cargo que exerceu por dois anos. Após esse período, seu nome começou a ser cogitado para assumir a vice-presidência. Ferreirinha deu um passo atrás. “Não me enxergava naquela posição. Ainda queria fazer muitas coisas”, lembra. Tirou um ano sabático, viajou por toda a Europa, e voltou renovado para o mercado brasileiro. Foi procurado por um grupo francês de head hunter que buscava um diretor de Marketing e Comunicação para a Louis Vuitton na América do Sul, divisão que integrava Argentina, Chile e Brasil. A segunda opção era assumir a presidência do Rio Quente Resorts, mas Ferreirinha embarcou para Paris, onde participou de 18 entrevistas, sendo que a primeira e a última foram com Yves Carcelle, presidente mundial da Louis Vuitton. “Ele era muito visionário. Via o mundo do luxo de uma forma incrível. Me fez querer entrar para a empresa”,

comenta. Na época, a Louis Vuitton contava com um escritório improvisado na Rua Augusta, em São Paulo, e um estoque ao relento. Nada era profissional. O braço latino era dirigido por Pierre Crouzillard desde Buenos Aires. Foi para lá que Ferreirinha mudou-se com a responsabilidade de fazer a marca acontecer nos três países. Depois de 22 dias, Pierre voltou para Paris, acometido por um câncer. “Fiquei os primeiros seis meses sozinho, sem entender nada. A França não atendia meu telefone. Eu terminava o dia sem saber o que estava fazendo ali. Chorei muito”, lembra. Mas sua grande adversidade foi também a grande oportunidade. O executivo lutou por seu espaço e elevou a região a outro patamar. A América do Sul aconteceu e, um ano e meio depois, o grupo criou a divisão América Latina e Caribe. “Naturalmente eu assumiria a presidência da América Latina, mas não queria. Viajava demais, cuidava de 12 mercados. Então criaram a divisão Brasil para me ter como presidente. Eu disse não. Nunca busquei o título nem o dinheiro, gosto de desafios”, conta. Nesse momento, uma cena do passado repetiu-se. O presidente das Américas, Tom O’Neil, voou de Nova York até São Paulo para uma conversa. Ferreirinha teria uma reunião no Rio de Janeiro na parte da tarde, por isso os dois embarcaram na ponte aérea juntos. “Eu tinha certeza que seria demitido. Quando entramos no avião, ele disse: ‘você tem 40 minutos para me convencer porque não vai assumir a presidência do Brasil’”, narra. O convencido da história foi Ferreirinha, que, aos 30 anos, tornou-se o presidente mais jovem da LVMH (Möet Hennessy-Louis Vuitton). “Muita gente acha que aprendi luxo na Vuitton, mas lá foi meu MBA. Aprendi luxo e estratégias emocionais na EDS, empresa racional e matemática que tinha um pavilhão lúdico de experiência. A EDS era um objeto de desejo. Passar a vender bolsa foi apenas uma consequência”, explica. Ferreirinha saiu da Vuitton depois de um ano e meio na presidência, no momento em que percebeu que todo o seu futuro na corporação já estava traçado. Um ciclo de desafios havia se encerrado. Há 12 anos, em 2001, Ferreirinha deixou o universo corporativo para empreender. Fundou a MCF Consultoria e Conhecimento, que traduz e aplica ferramentas de gestão de luxo. Atualmente, são 35 funcionários e clientes como Embraer, O Boticário, Ferrari, Fashion Mall e Nextel. “Somos uma empresa pequena que se projeta grande. Estamos faturando R$ 6 milhões, indo para R$ 7 milhões. Para uma empresa de serviço de nicho é uma conquista muito grande, mas todos os anos, sofro para não fechar a empresa. É uma luta”, afirma Ferreirinha, o guru do mercado de luxo na América Latina. Para os próximos anos, três sonhos o mantém motivado para acordar todos os dias às 5h30 da manhã: manter a empresa aberta, alcançar o faturamento de R$ 9 milhões e levar todos os colaboradores – sem exceção – para a Disney.

avianca em revista

mai.13

· 71


AROUND

72 路 MAI.13

AVIANCA EM REVISTA

AVIANCA.COM.BR


M E O L I T S E SEU

? S O E É L R I A U A Q S O N E BU CA TRIN RCOS A M OS R FOT HAZA T L A AB AMIL POR C

AVIANCA EM REVISTA

MAI.13

· 73


AROUND

B

uenos Aires é um dos destinos internacionais mais explorados pelos brasileiros. Depois de percorrer o tradicional roteiro turístico Puerto Madero-Casa RosadaObelisco, as próximas visitas à cidade começam a moldar-se de acordo com os gostos e particularidades de cada viajante. É nesse ponto que a escolha do bairro que será a sua vizinhança porteña ganha ainda mais importância. Da elegante Recoleta e suas construções no estilo belle époque rodeadas de avenidas arborizadas ao bairro Palermo, região mais descolada do momento, que reúne lojas de designers argentinos, boutiques, restaurantes e bares, a escolha do hotel influencia muito na forma como a cidade de Buenos Aires será vivenciada. Um hotel rock star de luxo no moderno bairro Puerto Madero; um hotel boutique com ares de “minha própria casa” no burburinho de Palermo; um hotel moderno e confortável em plena Avenida 9 de Julio, no Centro; uma exclusiva casa com 11 suítes e um concierge personalizado, e um palácio francês com todo o luxo clássico, ambos na Recoleta. Cada um oferece uma experiência diferente – e todos estão com as portas abertas para receber “não-hóspedes” para um café da tarde, uma partida de golf virtual ou um banquete de café da manhã servido até as 11h da manhã em um restaurante vintage. Descubra qual é a sua casa em Buenos Aires e aproveite um pouco do que cada hotel tem a oferecer.

O aconchego do jardim do Home Hotel, com uma enorme árvore envolta em crochê, faz o contraponto com a ousadia arquitetônica do Faena Hotel

74 · MAI.13

AVIANCA EM REVISTA


FAENA HOTEL, O EXTRAVAGANTE O empresário argentino Alan Faena contou com o designer francês Philippe Starck para transformar um antigo armazém de cereais em Puerto Madero em hotel cinco estrelas. O edifício data de 1902 e muito da sua arquitetura foi preservada para abrigar o ousado projeto do Hotel Faena + Universe, que recria o espírito da belle époque com decoração exótica, extravagante e vintage – uma mescla exibida nos diferentes ambientes. Inaugurado em abril de 2004, o hotel impacta. Logo na entrada, um extenso corredor intimista com tapete vermelho e acesso a diversos espaços, como os restaurantes El Mercado e El Bistro, a biblioteca-lounge, a piscina, e a recepção/conciergerie. Se de um lado o restaurante El Mercado inspira-se nos velhos mercados europeus com cadeiras de estilo imperial, decoração vintage e louças compradas na feirinha de San Telmo, do outro o El Bistro é de um branco tão moderno que brilha. Cabeças de unicórnios brancos presas às paredes, enormes lustres, cristais Baccarat e pequenos detalhes em vermelho e dourado. Na piscina, um chafariz em forma de uma enorme coroa compõe o cenário com espreguiçadeiras vermelhas e pool bar. Luxo ou kitsch, a coroa rouba a cena. No ambiente ao lado, a biblioteca lembra uma grande sala de estar, com piano de cauda, candelabros, cortinas vermelhas e sofás de

couro. É nesse espaço que a noite invade a madrugada. Conhecido informalmente como “Faena night”, de quarta a sábado o fim de tarde começa com um pianista, segue para a música ao vivo e entra com DJ até as 4h da manhã. Outra opção para começar a noite é o El Cabaret, com um sensual show de tango de vanguarda que foge do repeteco das apresentações “enlatadas” para turistas. As suítes vão de 30 a 250m2 e já hospedaram celebridades como Lady Gaga, Justin Bieber, Paul McCartney e os integrantes da banda The Cure. O hotel rock star é para viver uma Buenos Aires intensa em um dos bairros mais nobres, com o metro quadrado mais caro. Para quem não pretende se hospedar aqui, porém quer conhecer o famoso mundo de Faena, algumas opções abertas ao público são o café da manhã servido das 7h às 11h no El Mercado por $190 pesos; e o tradicional “asado” de domingo por $250 pesos com todas os cortes argentinos, provoleta de cabra e salada de entrada, e uma taça de vinho. A mãe de Alan Faena é frequentadora assídua. Diárias a partir de US$ 439 faenahotelanduniverse.com Martha Salotti 445, Puerto Madero


AROUND

HOME HOTEL, O DESCOLADO Como o nome já diz, o hotel tem a proposta de ser a sua casa cool e chic em Buenos Aires. Com 18 apartamentos e dois lofts, o clima é descontraído e o staff é informal. A piscina climatizada e o jardim com jeitinho de minifloresta são os destaques do estabelecimento. Árvores nativas, jasmins e samambaias fazem do espaço um refúgio natural. No restaurante-bar, alimentos frescos e caseiros (o pão é dos deuses) são oferecidos no café da manhã, almoço, chá e brunch. É aí que os não-hóspedes podem dar uma passada para curtir o ambiente e degustar os sabores do Home. O hotel abriu as portas em 2002, quando a argentina Patricia O’Shea planejava os detalhes do casamento com o inglês Tom Rixton. Mas a história começa um pouco antes. Apesar de ter crescido em Palermo Viejo, Patricia morou 16 anos na Irlanda. Lá estudou, trabalhou, abriu sua empresa de relações públicas e conheceu o DJ e produtor musical Tom. Durante os preparativos do casamento, o casal percebeu que faltava em Palermo Viejo um lugar que fosse a cara deles e que todos os amigos de diferentes lugares do mundo pudessem se hospedar. Aí surgiu o Home. O bairro Palermo Viejo foi subdividido e rebatizado de Palermo Soho e Palermo Hollywood. O novo apelido da área em que o Home está situado deve-se às várias produtoras de cinema e canais de TV e rádio instalados na região. Um pouco mais longe do burburinho turístico do Centro, Recoleta e Puerto Madero, a vizinhança é um polo gastronômico com bares descolados. O clima das ruas leva o turista a andar sem rumo, apenas descobrindo boutiques, lojas independentes e cantinhos deliciosos. Diárias a partir de US$ 198 homebuenosaires.com Honduras 5860, Palermo Hollywood


AROUND

ALVEAR, O CLÁSSICO Os 197 quartos, o lobby e as áreas públicas do hotel refletem a suntuosidade dos estilos Luís XIV e XV. Castiçais de cristal, paredes decoradas com lâminas de ouro e obras de arte de renomados artistas compõem este verdadeiro palácio francês, referência em luxo no mundo. Inaugurado em 1932, uma das melhores palavras para definir o Alvear é majestoso. O serviço elegante é digno de ladies e lords. A experiência mais tradicional e famosa do hotel é o chá da tarde, servido há 80 anos no salão L’Orangerie, um jardim de inverno, sempre a partir das 16h. O menu completo custa $260 pesos e inclui minipâtisserie, finger sandwiches, tarteletas de frutas frescas, geleias, doces sofisticados, uma bebida (chá, café, leite ou chocolate quente) e uma taça de champagne ou Kir Royal. A seleção de chás é enorme. O “Alvear blend” é o mais pedido e combina chá preto com folhas nobres de amêndoas, cítricos do Mediterrâneo e pétalas de rosa. Os garçons vestem as tradicionais luvas brancas e vertem delicadamente o chá do bule de prata à xícara de porcelana timbrada com o monograma do hotel. O

afternoon tea é aberto ao público e vale principalmente pela experiência em um palácio francês de reis e rainhas em terras porteñas. Diárias a partir de US$ 400 alvearpalace.com Avenida Alvear 1891, Recoleta


AROUND

HUB PORTEÑO, O EXCLUSIVO Aberto há menos de um ano, os proprietários do Hub acabaram de receber a notícia de que o hotel entrou para a Hot List da Condé Nast Traveler, o desejo dos hoteleiros de todo o mundo. Entre os 154 novos hotéis escolhidos pela publicação para 2013, estreou na 21ª posição, além de ser o único argentino. O motivo da badalação em torno do Hub é fácil de entender. Na fachada, nenhuma logomarca ou sinal. Construído em uma grande casa de uma tradicional família porteña da Recoleta, são apenas 11 espaçosas suítes de no mínimo 55 m2. Os banheiros de mármore são equipados com hidromassagem e duchas que também fazem uma boa massagem. Uma inovação do hotel é um serviço quase all inclusive. Ou seja, além do café da manhã incluído na diária, todo o consumo de frigobar (exceto bebidas alcoólicas) não é cobrado. Até mesmo os cafés da máquina Nespresso presente em todos os quartos entram nesse pacote. As chamadas internacionais também são cortesia do Hub. Os quartos têm frente para o jardim de inverno, cuja protagonista é a grande figueira que nasce de dentro do restaurante Tarquino. O chef Dante Liporace utiliza técnicas de vanguarda para recriar receitas típicas da nova cozinha argentina. No terraço, uma área para descanso, academia bem equipada e sauna para deleite dos hóspedes. Mas a cereja do bolo do Hub não é nenhuma dessas coisas. O diferente e inusitado é o serviço de “24 horas de experiências”. De acordo com os interesses pessoais de cada hóspede, o concierge elabora um roteiro único que mergulha na essência daquele tema, seja tango, arte ou cultura. Qualquer tópico é válido. Entre as

80 · MAI.13

AVIANCA EM REVISTA

experiências que fogem do comum, o hotel já elaborou 24 horas voltadas para uma amante de sapatos. Durante o período, o turista entra em contato com uma realidade porteña que muitos argentinos desconhecem. Todo o networking dos proprietários é utilizado, podendo levar o hóspede até o camarim do Teatro Colón para uma entrevista exclusiva com o diretor da casa. Diárias a partir de US$ 320 hubporteno.com Rodríguez Peña 1967, Recoleta

AVIANCA.COM.BR


PANAMERICANO, O PRÁTICO Na frente do teatro Colón e quase do lado do Obelisco. O Panamericano fica em plena Avenida 9 de Julio, a poucos passos dos principais pontos turísticos de Buenos Aires. Inaugurado em 1981, o hotel vive constantes renovações para manter o ar moderno e clássico. Os quartos são amplos e contam com mobiliário de design italiano e elementos de luxo na decoração. A janela dos quartos com vista para o a avenida principal têm isolamento acústico, para que se admire apenas a beleza da cidade, sem os ruídos do caos urbano. Dois itens destacam-se no

Panamericano. O famoso 23º andar acolhe o spa, aberto ao público, o fitness center e a enorme piscina aquecida rodeada de paredes de vidro que privilegiam o ambiente com um dos melhores skylines da cidade. Já no subsolo, o Indoor Golf Center é o primeiro centro de golf virtual da América Latina, com os simuladores da PGA Tour (informação importante para quem curte o hobby). Ao todo, são 40 campos de golf, sendo que 30 realmente existem em algum lugar do mundo e dez são fictícios. Quem nunca tentou, é possível contar com um professor. O espaço também é aberto a visitantes e os

preços vão de $120 a $190 pesos por hora. A grande novidade do Panamericano é o que está sendo chamado de “hotel dentro de um hotel”. Dois pavimentos estão sendo reformados para disponibilizar apenas suítes luxuosas. Do mais básico ao luxo, o Panamericano é uma opção de hospedagem prática no miolo efervescente da capital europeia latinoamericana. Diárias a partir de US$ 140 panamericano.us Carlos Pellegrini 551, Centro

AVIANCA EM REVISTA

MAI.13

· 81


AROUND

BUENOS AIRES EM BICI A cidade plana e o investimento da prefeitura nas ciclovias, ou bicisendas – como os argentinos chamam – faz com que passeios de bicicletas sejam uma boa forma de explorar a cidade com uma visão diferente. Já são mais de 100 km de ciclofaixas e o objetivo é chegar a 130 km até o fim do ano. Buenos Aires ainda não oferece a possibilidade de retirar a bike em um ponto e devolver em outro, como já acontece em algumas cidades brasileiras, mas há duas opções bastante utilizadas por lá. A primeira é a “Mejor en bici”, iniciativa gratuita da própria prefeitura. Para retirar a bicicleta, é um pouco burocrático. Eles pedem uma cópia do passaporte com o carimbo de entrada no país ou da carteira de identidade mais o papel com o carimbo que se recebe na imigração. E a cópia precisa ser levada em papel. A segunda opção é a “La Bicicleta Naranja”. O aluguel custa $25 pesos por hora ou $125 por dia. No site das duas iniciativas, é possível consultar o endereço dos pontos de retirada: mejorenbici.buenosaires.gov.ar labicicletanaranja.com.ar

ONDE COMER

Cabernet

Tegui

Osaka

Há dez anos, uma antiga casa de família em Palermo abriga um restaurante de cozinha argentina eclética e artesanal com uma extensa carta de vinhos. As mesas ao ar livre no pátio são dispostas ao redor de árvores de mais de 60 anos, criando um ambiente mais descontraído. No interior, chão de carvalho e vitrô dão o tom intimista. De entrada, uma das melhores opções é a Mar y Bosque, que traz champignon, salmão e camarão. O carrochefe é o Lomo Cabernet e, para sobremesa, o crème brulée é quase melhor que o parisiense. Um detalhe importante: a música é selecionada manualmente todos os dias. cabernet-restaurant.com

Contrariando a regra da maioria dos restaurantes, o chef Germán Martitegui não quer ser visto tão facilmente. Nenhum letreiro chamativo na fachada. A casa é coberta de graffiti e stencils coloridos feitos pelo artista argentino Cabaio e a palavra Tegui está escrita com letras bem pequenas em uma enorme porta preta, que lembra a entrada de serviço. No interior, o menu fechado é minimalista e focado na culinária mediterrânea. A cozinha é aberta e a decoração elegante. tegui.com.ar

Um dos melhores restaurantes de comida japonesa de Buenos Aires do momento. O menu é baseado na fusão da culinária peruana com a asiática – forte tendência na cidade porteña. A casa é bastante movimentada, por isso é recomendável fazer reserva. De qualquer forma, o cocktail bar faz com que a espera não seja um massacre. O Tiraditos é um dos pratos mais famosos, misturando sushi e ceviche. osaka.com.pe

82 · MAI.13

AVIANCA EM REVISTA

Agradecimentos Juliana Estévez, Luciana Bieler, Jaime Rios, Destino Argentina (destinoargentina.com) e Instituto Nacional de Promoción Turística de Argentina (argentina.travel) AVIANCA.COM.BR


ESPECIAL DIA DAS MÃES

À ESPERA DE SER MÃE

O

exame de hCG é definitivo, categórico. A resposta é sim. A gravidez chegou pela primeira vez e, nos próximos meses, além de transformar vidas ao seu arredor, também trará com ela o despertar de diferentes sentimentos, como o medo, a alegria, a insegurança. No entanto, com o passar do tempo, entre as novas curvas do corpo e os pés inchados, apenas um detalhe se mantém intacto: a espera. Estão previstos 270 dias de expectativas para mães, avós e tios de primeira viagem, com

84 · MAI.13

AVIANCA EM REVISTA

POR FLÁVIA LELIS FOTO GRAZIELA VENTURA

infindáveis questionamentos e curiosidades e, como diria Lenine em sua poética canção Paciência, é quando “o mundo espera de nós, um pouco mais de paciência”. A pergunta é: como? “Mesmo sendo uma gravidez bem planejada, a notícia oficial provocou muito frio na barriga. Muita curiosidade em saber como o corpo vai se comportar com tantas mudanças. Haja equilíbrio. Estou tentando me concentrar em coisas como chá de bebê, quarto e enxoval. Nem penso na hora do parto,

AVIANCA.COM.BR


senão a espera fica bem mais complicada”, diz a designer gráfica Tássia Alves, grávida de dois meses. Se tornar-se mãe altera os hormônios de Tássia, não está sendo diferente para sua mãe, Valdelice Leite, que se prepara para desempenhar o papel de avó pela primeira vez. Depois de passada a alegria, frente a notícia de uma nova vida que chegará à família, ela lida com outras emoções, como, por exemplo, ver a barriga crescer e o movimento do bebê. “Pode parecer brincadeira, mas esta semana eu enjoei com o cheiro de um aromatizador de ambientes. Isto é raríssimo”, diverte-se. Para que o período de gestação não cause transtornos indevidos, a psicóloga clínica e supervisora do curso de Psicologia da Universidade Presbiteriana Mackenzie, Izabella Paiva Monteiro de Barros, salienta que é fundamental o compartilhamento deste momento particular por toda a família. “Quanto mais suporte emocional mães e avós de primeira viagem receberem, seja por meio dos familiares, cônjuge, amigos, e quando necessário, de um profissional, mais tranquilidade na espera do bebê elas terão, o que é muito importante”, diz. Na família da administradora Ana Cláudia Corrêa Pinto, grávida de quatro meses, é a sogra Odete Firmino dos Santos Corrêa Pinto, que além da continuidade da família, vibra pelo prazer de se tornar avó pela primeira vez. Com a experiência de duas gestações, Odete confessa que já imagina o rosto do neto – ou neta –, mas atenta para a sabedoria que espera dos pais na condução da vida deste novo ser. “O bebê já está pronto e deverá ser aceito com tudo que trouxer, podendo apenas ser encaminhado, instruído, ajudado no que faltar e estimulado no que tiver de melhor”. Após os nove meses de espera, mamães e vovós entram em um novo processo, posto que depois do nascimento, a curiosidade passa a ser sobre quando será o primeiro passo, quando o bebê dará o primeiro sorriso, ou em que momento o coração explodirá de alegria com as primeiras palavras. Para a jornalista e professora Cris Abreu, grávida de seu segundo filho, a espera ganhou novos traços, contornada de desafios ainda maiores. “Daqui há alguns meses, serão duas crianças pequenas que exigirão o máximo de atenção, carinho e disposição. Então é de causar frio na espinha. Acho que independente de quantos filhos tenha, sempre vou sentir como se estivesse vivendo um milagre”, finaliza.

DICA DA VOVÓ Ainda que esteja ansiosa para ser avó, Valdelice Leite recomenda à filha Tássia Alves que tenha calma durante este processo, indicando que ela ouça boa música, assista a filmes e mantenha a vigilância de pensamentos, palavras e atitudes. “Acreditamos que o bebê sente tudo”, diz.

GRAVIDEZ SEM RISCOS De acordo com a psicóloga Izabella Paiva Monteiro de Barros, a ansiedade pode ser perigosa e desencadear quadros emocionais mais complicados, como depressão, fobias, síndrome do pânico. “E, no âmbito físico, pode ser convertida em sintomas como, por exemplo, hipertensão, mal-estar atípico após o primeiro trimestre e/ou último trimestre (enjoos prolongados, azias intensas), parto prematuro etc.”, pontua. Para que isto seja evitado, ela recomenda que mães e avós se distraiam com a rotina de trabalho, com os cuidados, com a saúde ou mesmo com o preparo dos espaços físicos que serão reservados ao bebê.

AVIANCA EM REVISTA

MAI.13

· 85


OPINIÃO

O QUE VOCÊ TEM PASSADO ADIANTE?

POR ANGÉLICA RODRIGUES SANTOS

O

desafio da mulher moderna é conciliar sua capacidade de produzir rendimentos sem perder sua feminilidade e sua habilidade de aconchegar e nutrir emocionalmente sua prole. É possível integrar esses papéis desde que tenhamos clareza de nossos limites e possamos cuidar de nossas necessidades. Nós, mulheres, antes de sermos mães, somos pessoas e fomos filhas. Por isso, antes de educarmos nossos filhos é importante refletir sobre o que nos foi ensinado sobre dinheiro. O dinheiro tem um significado simbólico que precisa ser entendido para poder ser bem manejado. Em nossa sociedade, ele é símbolo de status, poder, segurança e liberdade. E também está associado, equivocadamente, a afeto. O sistema nos ensina a materializar as relações afetivas e, por conta disso, crescemos misturando dinheiro com amor. Você já se percebeu querendo demonstrar seu profundo bem querer por alguém especialmente aos filhos - comprando presentes caros que, muitas vezes, não cabiam no seu orçamento? As mães que têm uma atividade profissional intensa e por isso necessitam se ausentar de casa, precisam trabalhar sua culpa por não estarem por perto como gostariam. O consumo de bens materiais pode criar uma ilusão de alívio momentâneo desse mal-estar, porém, esse mecanismo pode detonar o orçamento. Sabemos que filhos trazem muita alegria, mas também despesas. Se os pais não puderam fazer um planejamento e uma preparação para a chegada deles, é importante organizar as finanças o mais breve possível. Será que os filhos pesam no orçamento? Ou o que pesa é a má gestão financeira do filho, que é responsabilidade dos pais? Ser mãe também é saber inovar. Podemos ensinar nossos filhos a reciclar. Quantas crianças desprezam brinquedos sofisticados? Precisamos estimular nossa prole, desde cedo, a reaproveitar objetos e transformar seus brinquedos e outros utensílios em coisas

86 · MAI.13

AVIANCA EM REVISTA

divertidas. Uma boa dica é fazer um círculo de trocas entre amigos e parentes. Aproveitar cada oportunidade para ensinar e evitar o desperdício também é muito legal. Isso ajuda as crianças a valorizarem o que têm. Para toda e qualquer mulher é importante assumir a responsabilidade de planejar e realizar seu futuro financeiro. Construa uma boa carteira de investimentos para sua aposentadoria e crie condições para o seu filho também poder fazer a dele um dia. É muito triste vermos idosos sem condições de se manter financeiramente, tendo que viver às custas dos filhos. Para as finanças, vale a mesma regra dos aviões: “primeiro coloque a máscara de oxigênio em você, depois na criança que estiver ao seu lado”. Se você cuidar da criança primeiro e, com isso, faltar oxigênio pra você, como a criança poderá lhe socorrer depois? Uma criança não tem condições de cuidar de ninguém. Essa é uma inversão de papéis injusta. É delicado falar sobre o que é melhor a ser deixado para os filhos. Isso depende dos valores de cada indivíduo e família. Bons presentes podem ser nosso profundo amor e apoio incondicional, bem como uma educação consistente, capaz de prepará-los para a vida, além da ousadia de criarem seu próprio caminho. Se nossos filhos forem donos de uma boa autoestima, regada de bons valores e boa cultura, crescer e conseguir gerar fortuna é apenas uma questão de tempo. Se pudermos educar nossos filhos em todos os aspectos, inclusive financeiramente, estaremos não só contribuindo para que tenham um futuro promissor e uma vida provavelmente melhor do que a nossa, mas também estaremos colaborando para a evolução da humanidade, em que as pessoas estarão praticando o consumo consciente, com boas escolhas e engajamento social na melhoria do planeta. Angélica Rodrigues Santos é psicóloga (CRP-DF 01/3978), coautora do livro Família, Afeto e Finanças (Gente) e consultora da Libratta Finanças Pessoais

AVIANCA.COM.BR


MEDICINA

ESTÁ NA HORA DE CUIDAR DA SUA VISÃO POR CAMILA CIBERI FOTO SHUTTERSTOCK

DESDE CEDO, OS CUIDADOS COM OS OLHOS DEVEM FAZER PARTE DA SUA ROTINA E A PREVENÇÃO É ESSENCIAL PARA EVITAR O SURGIMENTO DE DOENÇAS COM O PASSAR DA IDADE

88 · MAI.13

AVIANCA EM REVISTA

AVIANCA.COM.BR


V

isão embaçada, cansaço nos olhos, pálpebras pesadas e vermelhidão são as reclamações mais frequentes dos pacientes que chegam ao Dr. Pedro Carlos Carricondo, diretor do Pronto-Socorro de Oftalmologia do Hospital das Clínicas de São Paulo. As causas desses sintomas são muito simples. No entanto, o problema é que elas estão, a cada dia, mais difíceis de serem evitadas. “Aquelas oito horas que a pessoa passa concentrada direto em frente ao computador estimulam demais a visão de perto, resultando nesses sintomas”, afirma Carricondo. O ideal seria descansarmos dez minutos a cada duas ou três horas, porém, esse descanso deve ser longe do celular, do tablet ou até mesmo de um livro. É necessário evitar atividades em que se use a visão de perto. Mas, na prática, não é assim. Mesmo quando longe do computador do escritório, as mãos aflitas já correm para os smartphones, tablets e todas as novas tecnologias que estão ao alcance. “O olho-seco é uma queixa muito comum em pessoas que passam o dia trabalhando no computador em ambientes fechados que tenham ar-condicionado”, explica Carricondo. A Síndrome da Visão do Computador, como é chamada, causa esse desconforto na visão ao final do dia e pode ser tratada com um colírio lubrificante receitado adequadamente por um oftalmologista. Além disso, graus pequenos de hipermetropia e astigmatismo podem se agravar devido ao constante uso de visão de perto nessas circunstâncias. Juntamente com as horas gastas em frente ao computador, vem o estresse, que também influencia na visão. “Aquele tremor que sentimos na pálpebra, é o exemplo típico de que a pessoa está passando por uma situação estressante”, conta Carricondo, acrescentando que esse tremor, chamado de mioquimia, não passa de um espasmo involuntário e que não é preciso tratá-lo, ele será eliminado quando a situação de estresse passar. Cuidados de acordo com a idade Já alguns desses sintomas podem se agravar com a idade, como é o caso da vista embaçada e a perda da visão de perto. Segundo Carricondo, por volta dos quarenta anos, os pacientes devem fazer exames de rotina oftalmológicos, como verificar a visão (aumento do grau ou aparecimento de outro distúrbio), medir a pressão intraocular e examinar o

fundo do olho. Esses cuidados simples podem evitar doenças complicadas que requerem um tratamento especializado e que, muitas vezes, não têm cura. O glaucoma, doença causada pelo aumento da pressão intraocular, lesiona o nervo ótico e pode causar até a perda da visão. “Com a pressão do olho controlada por exames periódicos, o paciente consegue prevenir o surgimento do glaucoma. O ideal é não deixar chegar ao ponto que não há mais cura”, completa o oftalmologista. Quando lesionado, o nervo ótico não se regenera, assim, não é possível curar a doença, apenas estagná-la, impedindo sua evolução e a perda completa da visão. Outra doença muito comum de pessoas idosas é a catarata, que consiste na opacidade parcial ou total do cristalino do olho e pode também ser desencadeada por doenças metabólicas ou por machucados. O tratamento recomendado é a cirurgia. Eficaz e segura, ela é indicada aos pacientes que já possuem perda de uma parte significativa da visão. A Degeneração da Mácula Relacionada com a Idade (DMRI) aparece por volta dos 65 anos e é presente em 20% dos pacientes em torno dos 80. A DMRI acomete a região central da retina, causando a perda de detalhes e cores enxergados. Além de evitar a exposição direta ao sol, sua prevenção é simples e comum às principais doenças do organismo: manter uma alimentação saudável com legumes e folhas escuras, rica em vitamina A e C e antioxidantes; comer peixe; não fumar e evitar o sobrepeso. “Seguindo um estilo de vida mais saudável, fazendo exames periódicos e lembrando sempre que a prevenção é melhor do que um tratamento, a pessoa diminuirá a chance de ter problemas futuros com os olhos”, afirma Carricondo. Ele também alerta que os cuidados devem começar desde criança, com a proteção contra a luz do sol direta nos olhos do bebê, seja com um paninho ou mesmo com óculos infantis, para os maiores. Porém, é aí que o cuidado deve ser redobrado. “Caso os óculos, de criança ou de adulto, não tenha a proteção necessária contra raios UVA e UVB, corre-se um grande risco de expor ainda mais os olhos à luz solar do que se estivesse sem o acessório”, enfatiza. O problema é que com qualquer lente escura, a pupila tende a dilatar e, se não houver proteção, a dilatação permite mais entradas de raios ultravioletas, prejudicando ainda mais a visão.

AVIANCA EM REVISTA

MAI.13

· 89


LONGEVIDADE

APOSENTADORIA CHEGOU. NOVOS PROJETOS DE VIDA TAMBÉM POR CRISTIANA SCHÜLER

A SEDE DE VIVER E DE CONQUISTAR NOVOS OBJETIVOS TRAZ MAIS ÂNIMO ÀQUELES QUE ENXERGAM NA TERCEIRA IDADE UM MOMENTO DE RECOMEÇO E INOVAÇÃO

N

unca é tarde para começar, já diz o velho ditado. E se tem etapa da vida que combina bem com esta frase, certamente é a aposentadoria. Enquanto alguns associam o fim, o parar, outros encontram aí uma oportunidade para fazer uma nova história. Quem bem sabe disso é a administradora de empresas aposentada há três anos, Berenice Gonçalves, moradora de Campinas, interior de São Paulo. Cheia de garra, ela faz planos para uma vida longa e está sempre a procura de novos desafios. Marasmo e vida sem entusiasmo são palavras que não entram em seu vocabulário. Mesmo antes da aposentadoria chegar, Berenice, que trabalhou por 34 anos na administração de uma empresa do ramo hoteleiro, já traçava novos sonhos e conquistas a serem realizados na terceira idade. Sem deixar o tempo passar em branco, Berenice apostou suas fichas no curso técnico de Guia de Turismo. A conquista deste certificado, para ela, significa ter uma opção diferenciada para buscar novas oportunidades no mercado de trabalho. “Fiz o curso com a intenção de ter mais uma qualificação”, explica ela. Atenta aos detalhes e preocupada em fazer a diferença, Berê, como é chamada pelos amigos, não se conteve apenas com o novo título e buscou aprimorar outro detalhe: sua carta de habilitação. No ponto de vista da aposentada que vai

90 · MAI.13

AVIANCA EM REVISTA

completar 62 anos, é importante saber como dirigir um ônibus, pois em caso de emergência, ela está apta a dominar o volante do veículo. “Se acontecer algum imprevisto com o motorista, eu sei como entrar em ação. Assim, ao invés de ter um problema, eu terei uma solução,” destaca ela orgulhosa de ter uma carta de habilitação categoria D depois dos 60. Engana-se quem pensa que o fôlego dela parou por aí. Recentemente, deu início a um curso de quase dois anos para a formação de Bioterapeuta. Entre livros e muito estudo, ela se programa para também atuar na área de terapias alternativas. “Sempre gostei de assuntos relacionados ao universo holístico, então achei que era o momento certo para aprofundar meus conhecimentos no ramo”, salienta ela que, além de estudar, tem aulas de ioga, faz caminhadas, aulas de inglês e de matemática.

focada em família e casais. Sem vontade de parar, Myrna, que divide parte do seu tempo com seus cinco filhos e sete netos, encarou um desafio um pouco maior. Em 2012, iniciou o mestrado de três anos em terapia familiar. Hoje, além dos estudos, Myrna, aos 62 anos, coordena projetos na área de terapia familiar em grupo e chega a atender aproximadamente dez grupos por dia. Tanto fôlego assim tem receita. “Amo viver. Sou daquelas pessoas que sempre olham o lado positivo de tudo. A vida é muito bonita. Se depender de mim, não paro nunca”, salienta.

Mestrado aos 60, que tal? Para a gaúcha Myrna Flores Soares, que foi professora de Biologia da rede pública de ensino de São Leopoldo, no Rio Grande do Sul, por cerca de 31 anos, encarar a aposentadoria não foi simples. Ao se deparar com uma rotina diferente, sentiu um verdadeiro vazio. Retomar os estudos foi a alternativa para preencher o tempo. De imediato, realizou uma pós-graduação com especialização em família. Posteriormente, prosseguiu para outra especialização,

AVIANCA.COM.BR


ARTE DE FAZER CHURRASCO Av e n i d a R E b o u รง a s , 1 0 0 1 - J a r d i m P a u l i s t a - S รฃ o P A u l o - S P - T E l . ( 1 1 ) 3 0 8 3 - 4 2 6 5 - w w w. v e n t o h a r a g a n o . c o m . b r


PERFORMANCE

POR ERIC POMI SOUSA

JIU-JITSU A FOTO TATI BRANDÃO

história do jiu-jitsu começa na Índia, onde os monges budistas desenvolveram uma técnica de auto defesa baseada no equilíbrio, sistema de alavancas e conhecimento das articulações do corpo. O termo jiu-jitsu significa “arte suave” e chegou ao Brasil em 1915. Esai Maeda Koma transmite seus conhecimentos para Gastão Gracie, que se torna entusiasta da arte e dá início à era Gracie, transformando o jiu-jitsu brasileiro num exemplo de disciplina, alimentação natural e saúde. Os lutadores da família Gracie ficaram conhecidos no mundo através de memoráveis lutas ganhas em competições de MMA (Mixed Martial Aarts ou, no linguajar popular, “vale tudo”). Esse sucesso gerou uma grande procura pela prática, visando as competições, defesa pessoal ou atividade física, na qual se pode conseguir variados benefícios. Com isso tudo, não é difícil achar um local de prática dessa modalidade. Convidamos o professor Marcio Catenacci da academia Bodytech

(catenaccibjj.com) para nos ensinar um pouco e falar sobre os benefícios do jiujitsu, que pode atingir o gasto calórico de 750 kcal/h em praticantes com alguma experiência. O tempo médio para sentir diferença significativa nas condições de luta e no próprio corpo é de quatro a seis meses, treinando três vezes por semana. O jiu-jitsu trabalha simultaneamente o físico e a mente, sendo indicado para aqueles que procuram aumentar a capacidade cardiovascular, evitando limitações ou doenças futuras. Crianças com idades entre cinco e oito anos devem respeitar seus estágios de desenvolvimento físico e cognitivo. O esporte ensina disciplina, afastando maus hábitos como drogas, cigarros e bebidas, e valorizando a boa alimentação e o descanso. Comece com calma, aprendendo a conhecer seu limite. O trabalho de força (musculação) aliado a boas noites de sono previne lesões e aumenta a performance.

BENEFÍCIOS: - Diminui o estresse. - Defesa pessoal para homens e mulheres. - Desinibe os tímidos e acalma os agitados e ansiosos. - Aumenta a autoestima, autoconfiança e desenvolve o caráter. - Trabalha e define o corpo, braços, abdômen e quadril. - Aumenta a resistência do organismo. - Acelera o metabolismo. - Melhora a capacidade cardiovascular e respiratória. - Aumenta a flexibilidade. - Aumenta a coordenação motora. - Aumenta os reflexos.

Faça exames médicos e consulte um profissional de educação física antes de iniciar qualquer atividade física.

Eric Pomi Sousa é graduado pela USP, faz parte do Asics Personal Team e é voluntário da ONG TETO


EZ ACLIMAÇÃO HOTEL COM CONFORTO • REQUINTE • LOCALIZAÇÃO PRIVILEGIADA A MENOS DE 5 MINUTOS DA AVENIDA PAULISTA

FOTO ILUSTRATIVA

INCLUSO NA DIÁRIA O MELHOR FITNESS HOTELEIRO DE SP. • MENSAGEIROS • RESTAURANTE 24 HORAS • FRIGOBAR • AR-CONDICIONADO • TRANSFERS PARA O SHOPPING PAULISTA E ESTAÇÃO PARAÍSO • PISCINAS / SAUNAS

R$ 170,00 Diária a partir de

*

FOTO DO LOCAL

FOTO DO LOCAL

FOTO DO LOCAL

FOTO DO LOCAL

com serviços + taxa para até 2 pessoas Tarifa em apto. luxo 1 dormitório sujeito a disponibilidade. (Consulte a central de reservas)

Eventos e convenções a partir de

R$ 67,00

6 salas com capacidade de até 250 pessoas em auditório. Estrutura completa em restaurantes, equipamentos e business center. por pessoa - incluso diária da sala, 2 coffee breaks e almoço (mínimo 50 pessoas).

Av. Armando Ferrentini, 668 www.ezhoteis.com.br reservas@ezhoteis.com.br

RESERVAS (11) 3346-7799

*Tarifas promocionais sujeitas a alteração sem prévio aviso. Não incluso café da manhã, estacionamento e taxa administrativa.


Programa Amigo Aqui todo mundo oa bem.

Mais espaço

Mais diversão*

Mais opções

Mais conforto

Mais vantagens

programaamigo.com.br Siga a Avianca Brasil

Consulte seu agente de viagens ou nossa Central de Vendas:

4004 4040 (capitais) 0300 789 8160 (demais localidades)

Importante: não elegível ao acúmulo de pontos. 1. Considera-se Normal o período do ano excetuando-se a Alta Estação e os Feriados Nacionais (exemplos: Natal, Ano-novo, Carnaval e Páscoa). 2. Considera-se Alta Estação os meses de janeiro, junho, julho, agosto e dezembro. 3. Consideram-se Datas Especiais todos os Feriados Nacionais. Tabelas sujeitas a alteração sem prévio aviso. Em caso de dúvidas, contatar a Central de Atendimento. A pontuação necessária para adquirir bilhetes-prêmio para viagens nacionais varia de acordo com a origem, o destino e a temporada (Normal, Alta Estação, Datas Especiais). Alteração de data, horário e/ou itinerário não são permitidos. Em caso de alteração, deve-se solicitar o reembolso do prêmio dentro da validade do bilhete. Somente os pontos válidos retornarão para a Conta-Amigo do associado para emiti-los em nova premiação. Em todos os casos, poderão ser cobradas taxas administrativas.


Quer viajar ainda mais? Com o Programa Amigo você pode. Quanto mais você viaja, mais pontos acumula para trocar por passagens.

Prêmio Amigos & Money Prêmio ideal para você combinar pontos e tarifas promocionais em um único bilhete. • Período Normal : 5.000 ou 6.000 pontos + tarifa promocional • Alta Estação : 10.000 ou 12.000 pontos + tarifa promocional • Datas Especiais : 25.000 ou 30.000 pontos + tarifa promocional

*Equipamento disponível nas aeronaves A319 e A320.

e ganhe


GEEK

PORGABRIELDEMELLO

A EVOLUÇÃO DO CARRINHO DE CONTROLE REMOTO POR GABRIEL DE MELLO FOTO DIVULGAÇÃO

D

urante um intercâmbio de estudo nos Estados Unidos, participei de uma competição para desenvolver aplicativos de celular. Trabalho com o código Java C++ e constantemente busco inovações tecnológicas e plataformas pra desenvolver jogos e aplicativo. Papo nerd mesmo. Nessa competição, várias empresas patrocinadoras estavam lá fazendo demonstrações de seus produtos. Uma delas apresentou o Sphero, uma bola com um robô dentro que se move por um aplicativo baixado de graça na Apple Store ou Google Play (para Android). Um vídeo disponível no website gosphero.com mostra todas as capacidades do Sphero e com base nisso foi lançado um campeonato paralelo: o desenvolvimento de um aplicativo compatível com essa bola com robô. Qualquer pessoa com conhecimentos de código java C++ pode ver todo o código no site e tentar desenvolver um aplicativo para eles. Quando vi isso pela primeira vez, fiquei louco. Pensei

96 · MAI.13

AVIANCA EM REVISTA

no quanto aquilo poderia fazer sucesso e até comprei o meu, uma bola totalmente controlável pelo seu celular, à prova d’agua, resistente até mesmo a um tiro de uma arma de fogo. Seus diferentes aplicativos já disponíveis são muito bem feitos e ao ver toda a diversão que aquilo poderia proporcionar aliado à facilidade de criar meu próprio aplicativo decidi comprar o Sphero sem pensar duas vezes. Quando o pacote chegou, a primeira coisa que me chamou a atenção foi o número de aplicativos diferentes com modos de usá-lo. Controlar o Sphero com o celular é muito fácil. Há vários tipos de personalização e, inclusive, é possível dividir informações com outros usuários de Sphero pelo site deles. É um mundo “Sphero”, mas um mundo ainda pouco conhecido.

Gabriel de Mello é intercambista em Longmont High School Colorado, e desenvolvedor de software.

AVIANCA.COM.BR


SOCIAL

RIO DE JANEIRO

OPENING CELEBRATE BURBERRY FOTOS DIVULGAÇÃO

A Burberry promoveu um coquetel noturno para celebrar a chegada da marca ao Rio de Janeiro. O evento, que aconteceu no terraço do Hotel Fasano no Rio, recebeu cerca de 80 convidados entre celebridades e membros da sociedade.

CONSTANCIA BASTOS E LUCIO SANTORO

LETICIA BIRKHEUER

ALINE MORAES E MAURO LIMA

MARY ZANDER

CONCEPICION COCHRANE BLAQUIER

MICHEL ROBERTS E LENNY NIEMEYER

ROO PANES

TEOTONIO SCHERMAN E PAULA BEZERA MELLO

FLORIANÓPOLIS

MARK RONSON NA POSH FLORIPA FOTOS CASSIANO DE SOUZA E FELIPE CARNEIRO

O produtor musical e DJ Mark Ronson esteve no Brasil a convite da Fendi, para tocar na Posh Club, em Jurerê Internacional. Na festa pré-feriado, o que não faltou foi gente bonita e animação.

GABRIELA MARKUS

98 · MAI.13

AVIANCA EM REVISTA

SELTON MELLO

BETO CURY

MARK RONSON

MARINHO MARCONDES

AVIANCA.COM.BR


MILÃO

VEUVE CLICQUOT EM MILÃO

FOTOS LYLE ROBLIN

A Veuve Clicquot e a Index ofereceram um brunch para convidados durante o Salone Del Mobile de Milano. A ocasião foi marcada pela pré-estreia global da Naturally Clicquot by Cédric Ragot, nova embalagem isotérmica e sustentável da marca.

DEBORA AGUIAR

MARCELO LIMA

CAMILA KLEIN

LEO SHEHTMAN

PAOLA PICCIOTTO E FLÁVIA TERPINS

PEDRO FRANCO, PAOLO PININFARINA E MARCELO LIMA

LÉO JUNQUEIRA E CAMILA KLEIN

ARTUR ANDRADE

RAUL PENTEADO

SILVIA VIDIGAL RAMOS E CAMILA AVESANI

AVIANCA EM REVISTA

MAI.13

· 99


SOCIAL

SÃO PAULO

COLCCI PARTY FOTOS CASSIANO SOUZA

Depois do desfile na São Paulo Fashion Week, a Colcci armou uma superfesta na Provocateur Club, com discotecagem de Rico Mansur. Entre os convidados estavam Paul Walker, Erin Heatherton e Izabel Goulart, que desfilaram para a marca.

DJ RICO MANSUR

ALICINHA CAVALCANTI

ERIN HEATHERTON E PAUL WALKER

CRIS PROENÇA

IZABEL GOULART

VICTOR SAHYOUN

STEPHANIE PROMISE JUNIOR LOPES E LUISA GRANATTO

WESLEY LUIS E PAMELA ROSAS

100 · MAI.13

AVIANCA EM REVISTA

LUCIANA SALLES,MARTHINA BRANDT E LETICIA CASTILHO

LEONARDO SENNA

AVIANCA.COM.BR


JOHN JOHN RECEBE LINDSAY LOHAN FOTOS RODRIGO ZORZI

A John John da rua Oscar Freire ofereceu um coquetel para a atriz Lindsay Lohan. Ela veio ao Brasil de férias e aproveitou o convite da marca para conhecer as lojas e garimpar peças da nova coleção.

LINDSAY LOHAN

MANU CARVALHO

VICTOR E NICOLAS ALIPERTI

MARIÁ VERNAGLIA

SOPHIA ABRAÃO

FABIO NOVAES E FRANCINE BALARINI

THAILA AYALA

NAYANA RODRIGUES

AVIANCA EM REVISTA

MAI.13

· 101


SOCIAL

BAILE DA FAVORITA FOTOS FERNANDO GODOY

A agência Haute armou a 3ª edição do Baile da Favorita em São Paulo. As atrações do baile, conhecido no Rio de Janeiro pelo funk comportado e queridinho das celebridades, ficaram por conta de MC Sapão e Buchecha.

ADRIANA VIEIRA

CAMILLA CASTELIANO, MARIANA LIMA E GIOVANNA MARCONDES

MC BUCHECHA

ALINE MARCONDES

BRUNO DIAS E KAKO PERROY

RAFAEL MILAN

PINY MONTORO

THAIS SALLA

SERGIO REITER E RENATA CARDOSO DE MELLO

REINALDO LOURENÇO PARA DASLU HOMEM FOTOS FRÂNCIO DE HOLANDA

O estilista Reinaldo Lourenço recebeu convidados para o lançamento de sua coleção para a Daslu Homem, na loja da grife no Shopping Cidade Jardim, em São Paulo.

REINALDO LOURENÇO

ANDRE FURINI

LORENZO MERLINO

SONINHA GONÇALVES

ANA PAULA SOUZA

FLAVIA LAFER

GIOVANI BIANCO

GISELE VICTORIA

MARCELO QUADROS

102 · MAI.13

AVIANCA EM REVISTA

AVIANCA.COM.BR


EU SOU AVIANCA

SUPERMÃE

M

onika Dansiger tem 43 anos e, como ela mesma diz, sua história de vida daria um livro. Mãe de cinco filhos, ela é o tipo de mulher que transforma 24 horas em 48. A maior parte desse tempo é dedicada ao trabalho. Integrante da equipe da Avianca há 10 anos, Monika começou como representante e participou da montagem da empresa em Salvador, onde reside desde criança. Hoje, gerente regional do Nordeste, organiza processos internos junto aos gerentes de bases, além de todos os assuntos relacionados às operações de aeroportos, tais como embarque e desembarque de passageiros. “Quando aceitei o cargo de

104 · MAI.13

AVIANCA EM REVISTA

POR DANIEL AMARAL FOTO ACERVO PESSOAL

gestora, sabia que seria um grande desafio. Afinal, lidero uma equipe de nove gerentes, um coordenador de aeroportos e mais de 350 funcionários. Trabalho de 12 a 14 horas por dia e viajo muito, praticamente toda semana. Vou conciliando a agenda com o que é preciso fazer”, emociona-se, com o habitual sotaque de quem não nasceu em Salvador, mas já é parte da cidade. Natural de Dourados, filha de pais paulistas e com sobrenome de origem alemã, Monika é uma mulher reveladora, mas se diz metódica como uma boa virginiana. Foi rígida na educação dos filhos e, como boa protetora, os quer por perto. “Minha casa é uma comunidade, vive cheia. Além de meus cinco filhos, Felipe, de

23 anos, Mariana, de 19, os gêmeos Rodrigo e Vanessa, de 18, e Matheus, meu caçula de 11, tenho dois poodles, Nina e Peter. Isso sem contar que os dois ex-maridos sempre vêm nos visitar”. Para desestressar e desligar-se completamente de sua rotina, ela monta quebra-cabeças e revela que este é o único passatempo que a faz perder a noção das horas. Afinal, encontrar o equilíbrio entre o lado pessoal e profissional, sendo este tão intenso, é mérito somente de quem aprendeu que a vida só vale a pena com muito esforço. Parabéns, Monika, você representa muito das brasileiras: mãe, trabalhadora e mulher! AVIANCA.COM.BR


I

N

F

O

INSTITUCIONAL C

O

R

P

O

R

A

T

E

Siga a Avianca no Brasil:

AVIANCA EM REVISTA

MAI.13

路 105


a

v

i

õ

E

s

a

i

r

c

r

a

f

t

Frota f

l

E

E

t

a i r B u s

A320

a i r B u s

A319

Comprimento / Lenght (M): 33,84 envergadura / Wingspan (M): 34,00 altura / Height (M): 11,80 motores / empuxo / Engines / Thrust: 2 CFm 56-5B7 (27.000 lB) peso max decolagem / Max Weight At Take-Off (kg): 75.500 velocidade de Cruzeiro / Crusing Speed: 875 km/h alcance / Range (km): 6.850 altitude de Cruzeiro / Crusing Altitude: 39.000 Ft tripulação técnica / Technical Crew: 2 tripulação Comercial / Commercial Crew: 4 passageiros / Passengers: 132

Comprimento / Lenght (M): 37,57 envergadura / Wingspan (M): 34,00 altura / Height (M): 11,75 motores / empuxo / Engines / Thrust: 2 CFm 56-5B4 (27.000 lB) peso max decolagem / Max Weight At Take-Off (kg): 77.000lB velocidade de Cruzeiro / Crusing Speed: 875 km/h alcance / Range (km): 6.110 altitude de Cruzeiro / Crusing Altitude: 39.000 Ft tripulação técnica / Technical Crew: 2 tripulação Comercial / Commercial Crew: 4 passageiros / Passengers: 162

a i r B u s

A318

m k 2 8 Comprimento / Lenght (M): 35,53 envergadura / Wingspan (M): 28,08 altura / Height (M): 8,49 motores / empuxo / Engines / Thrust: 2 rr taY650 (15.100 lB) peso max decolagem / Max Weight At Take-Off (kg): 44.450 velocidade de Cruzeiro / Crusing Speed: 821 km/h alcance / Range (km): 3.167 altitude de Cruzeiro / Crusing Altitude: 35.000 Ft tripulação técnica / Technical Crew: 2 tripulação Comercial / Commercial Crew: 3 passageiros / Passengers: 100

Comprimento / Lenght (M): 31,45 envergadura / Wingspan (M): 34,00 altura / Height (M): 12,88 motores / empuxo / Engines / Thrust: 2 pW6124a(24.000 lB) peso max decolagem / Max Weight At Take-Off (kg): 68.000 velocidade de Cruzeiro / Crusing Speed: 875 km/h alcance / Range (km): 5.800 altitude de Cruzeiro / Crusing Altitude: 39.000 Ft tripulação técnica / Technical Crew: 2 tripulação Comercial / Commercial Crew: 4 passageiros / Passengers: 120


r o t a s

n a c i o n a i s

n a t i o n a l

r o u t E s


R

O

T

A

S

I

N

T

E

R

CANADÁ

Vancouver S ttl Seattle

N

A

C

I

O

N

A

I

S

Columbus Cincinnati Montreal Toronto

ESTADOS UNIDOS San Francisco

Detroid Chicago

Kansas

Denver

Was g Washington

Indianapolis

Dallas / FT. Worth

Los Angeles

Raleigh-Durham Charlotte

Phoenix Tijuana

Tampa

New Orleans

Houston

San Antonio

Fort Lauderdale

MÉXICO

Villahermosa

San Andrés

Santa Marta Barranquilla Cartagena

Montería

Panamá

Buenaventura

Cali

Guapi Tumaco Baltra San Cristobal Galápagos

QUITO Manta

Aruba

PANAMÁ

Santa Marta

Medellín

Barrancabermeja

Puerto Carreño

Ibagué

Neiva Popayán

EQUADOR Guayaquil

Yopal

BOGOTÁ Villavicencio

Puerto Inírida

PERU

Colombia San José del Guaviare

Lima

B

Florencia

Colombia

Ecuador

Piura Chiclayo Cuenca

VENEZUELA

Quito

Arauca

La Paz

Ecuador

Guayaquil

Caracas Valencia

Cali Cúcuta

Medellín

Pasto

Tegucigalpa

Valledupar

Bucaramanga

Manizales Pereira Armenia

Punta Cana

Roatán Santo Domingo

Corozal

Apartadó

Quibdó

Managua

Liberia

Riohacha

CUBA

Cancún

San Pedro de Sula

GUATEMALA San Salvador

REPÚBLICA DOMINICANA

Havana

Vera Cruz Mérida León Puerto Vallarta A Acapulco Ciudad d de Guatemala G atem

Mar Caribe

Miami

Monterrey

Oceano Pacífico

Newark New York - JFK Philadelphia

Cleveland

Iquiqe Tarapoto

BOLÍVIA

Brasil

Trujillo

Antofagasta

Perú LIMA Cusco

Puerto Maldonado BrasilJuliaca Bolivia LA PAZ Santa Cruz de la Sierra Arequipa

Calama

CHILE

PARAGUAY

Copiapó

Asunción

ARGENTINA Santiago Buenos Aires

Paraguay

Concepción Temuco Puerto Montt

URUGUA

Montevid


I

N

T

E

R

N

A

T

I

O

N

A

L

R

O

U

T

E

S

Frankfurt

ALEMANHA MANHA Paris

ESPANHA

Barcelona

Madrid

Oceano Atlântico

Santiago de Compostela

La Coruña

Oviedo

Bilbao

San Sebastián Pamplona

Vigo Valladolid

Zaragoza Barcelona

MADRID

ESPANHA Valencia

Alicante Córdoba Sevilla Jerez Cádiz Tenerife

BRASIL

Brasília

(BSB)

Rio de Janeiro São Paulo

AY

deo

(GRU)

Porto Alegre

(GIG)

Las Palmas

Málaga

Palma de Mallorca


CENTRAL

DE

RESERVAS

RESERVATIONS

DESK

SAC AVIANCA

0800 286 6543

TRECHOS NACIONAIS NO BRASIL

DOMESTIC LEGS IN BRAZIL

As passagens Avianca podem ser compradas pelos telefones: To purchase Avianca flight tickets via phone, dial:

CAPITAIS State capitals

4004.4040

DEMAIS LOCALIDADES Other cities

0300 789 8160

ou pelo SITE or access our website

www.avianca.com.br

TRECHOS INTERNACIONAIS

INTERNATIONAL LEGS

Para comprar passagens Avianca, basta entrar em contato com a Central de reservas pelos telefones: To purchase Avianca flight tickets, call our reservations desk, dial:

0800 891 8668 DEFICIENTES AUDITIVOS Hearing impaired

0800 891 1684

ou pelo SITE or access our website

www.avianca.com.br


L o j a s A v i a n c a n o B r a s i l A v i a n c a S a l e s De s k s i n B r a z i l

ARACAJU

Aeroporto Santa Maria Av. Senador Júlio C. Leite, s/nºCEP: 49037-580 - Aracaju - SE Tel.: (79) 3243-1041

BRASÍLIA

Aeroporto Int. Juscelino Kubitschek Lago Sul, s/nºCEP: 71608-900 - Brasília - DF Tel.: (61) 3364-9358 Câmara dos Deputados Esplanada dos Ministérios Câmara dos Deputados - Anexo IV - Térreo - Centro CEP: 70160-900 - Brasília - DF Tel.: (61) 3216-9946

BELO HORIZONTE - CONFINS

Aeroporto Internacional Tancredo Neves LMG 800 - km 7,9 - s/nºCEP: 33500-900 - Belo Horizonte - MG Tel.: (31) 3689-2685

CAMPO GRANDE

Aeroporto Internacional de Campo Grande Av. Duque de Caxias, s/nº- - Vila Serradinho CEP: 79101-901 - Campo Grande - MS Tel.: (67) 3368-6171

CHAPECÓ

Aeroporto Serafim Enoss Bertaso Acesso Florestal Ribeiro, 4.535 Quedas do Palmital CEP: 89805-720 - Chapecó - SC Tel.: (49) 3323-0444

CUIABÁ

FORTALEZA

PORTO VELHO

ilhéus

RECIFE

Aeroporto Internacional Pinto Martins Av. Senador Carlos Jereissatti, 3.000 Serrinha - CEP: 60741-900 - Fortaleza - CE Tel.: (85) 3392-1525 Aeroporto de Ilhéus R. Brigadeiro Eduardo Gomes, s/nºPonta Ilhéus - CEP: 45654-070 (Nova Base 1º- Setembro) - Ilhéus - BA (73) 3231-7957

João pessoa

Aeroporto Int. Pres. Castro Pinto, s/nºBayeux - CEP: 58308-901 - João Pessoa PB Tel.: (83) 3232-721

JUAZEIRO DO NORTE

Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes Av. Virgílio Távora, 4.000 - Aeroporto CEP: 63020-470 - Juazeiro do Norte - CE Tel.: (88) 3572-1050

MACEIÓ

Aeroporto Internacional de Maceió Zumbi dos Palmares Rodovia BR 104 Km 91. CEP: 57110-100 - Tabuleiro Maceió - AL Tel.: (82) 3036 5409

natal

Aeroporto Internacional Augusto Severo R. Rio Xingú, s/nº- - Emaús CEP: 59148-902 - Natal - RN Tels.: (84) 3087-1395 / 1302

Aeroporto Internacional Marechal Rondon Av. Governador João Ponce de Arruda, s/nºJardim Aeroporto CEP: 78110-900 - Várzea Grande - MT Tel.: (65) 3614-2550

PASSO FUNDO

CURITIBA

PETROLINA

Aeroporto Lauro Kourtz BR 285 - km 287 - Zona Rural CEP: 99050-970 - Passo Fundo - RS Tel.: (54) 3045-3008

Aeroporto Internacional Afonso Pena Saguão Principal Av. Rocha Pombo, s/nº- - Águas Belas CEP: 83010-900 - São José dos Pinhais - PR Tel.: (41) 3381-1354

Aeroporto Senador Nilo Coelho BR 235 - km 11 - Zona Rural CEP: 56313-900 - Caixa Postal 403 Petrolina - PE Tel.: (87) 3863-0808

FLORIANÓPOLIS

PORTO ALEGRE

Aeroporto Internacional Hercilio Luz Av. Diomício Freitas, 3.393 - Carianos CEP: 88047-900 - Florianópolis - SC Tel.: (48) 3331-4233

Aeroporto Internacional Salgado Filho Saguão Principal Av. Severo Dullius, 90.010 - Anchieta CEP: 90200-310 - Porto Alegre - RS Tel.: (51) 3358-2393

Aeroporto Gov. Jorge Teixeira de Oliveira Av. Gov. Jorge Teixeira, s/nº- - Belmont CEP: 76803-250 - Porto Velho - RO Tel.: (69) 3219-7472

Aeroporto Internacional de Guararapes Gilberto Freyre - Praça Salgado Filho, s/nºImbiribeira - CEP: 51210-902 - Recife - PE Tel.: (81) 3322-4841

RIO DE JANEIRO - GALEÃO

Aeroporto Internacional Antonio Carlos Jobim Av. 20 de Janeiro, s/nºTerminal I - Setor B - 2º- Andar CEP: 21941-570 - Ilha do Governador Rio de Janeiro - RJ Tel.: (21) 3398-4648

RIO DE JANEIRO - SANTOS DUMONT Aeroporto Santos Dumont Praça Senador Salgado Filho, s/nºCEP: 20021-340 - Rio de Janeiro - RJ Tel.: (21) 3814-7329

SALVADOR

Aeroporto Internacional Deputado Luiz Eduardo Magalhães Praça Gago Coutinho, s/nºSão Cristovão - CEP: 41510-045 Salvador - BA - Tel.: (71) 3204-1586

SÃO PAULO

Av. Washington Luis, 7.059 CEP: 04627-006 - Campo Belo - São Paulo - SP Tels.: (11) 2176-1111 / 1110

SÃO PAULO - CONGONHAS

Aeroporto Internacional de Congonhas Praça Comandante Lineu Gomes, s/nºSaguão Principal (Embarque) CEP: 04626-911 - São Paulo - SP Tel.: (11) 5090-9728

SÃO PAULO - GUARULHOS

Aeroporto Internacional Governador André Franco Montoro Rodovia Hélio Smidt, s/nº- - Ed. Interligação Balcão Avianca - Terminal I - ASA A CEP: 07143-970 - Guarulhos - SP Tels.: (11) 2445-3576 / 3759


www.aviancacargo.com.br

O serviço de cargas nacional da Avianca se consolida como alternativa de transporte para sua carga ou encomenda, proporcionando uma ampliação na sua rede de atendimento a seus clientes. Avianca’s domestic freight service has become a reliable transportation alternative for your freight or small parcels, ensuring the expansion of its client checking desk network. • Utilização de voos comerciais da Avianca.• Utilização de voos regionais exclusivos. • Rastreamento da encomenda online. • Opção de seguro para transporte. • Sistema simplificado de tarifas. • Flexibilidade no atendimento. • Atendimento nas principais capitais, com coleta e entrega. • Use of Avianca commercial flights. • Use of exclusive regional flights. • On-line tracking of all orders. • Transportation insurance options. • Simplified airfare system. • Flexible services. • Pick-up and delivery services in the main capital cities. ARACAJU - AJU Rua Heraclito Rolemberg, nº 325 - Orlando Dantas CEP: 49042-250 - Aracaju - SE Tel: (79) 3259 3505 Email: ops.aju@aviancacargo.com.br BRASÍLIA – BSB Aeroporto Internacional de Brasília Terminal de Logística de Carga Nacional, salas 06 e 08 - Térreo CEP: 71608-900 – Brasília - DF Tel.: (61) 3364-9674 / 3364-9673 E-mail: ops.bsb@aviancacargo.com.br CAMPO GRANDE – CGR Aeroporto de Campo Grande Hangar Infraero Cargo - Entrada lateral, fundos Jardim Aeroporto CEP: 79101-901 - Campo Grande - MS Tel.: (67) 3363-0444 E-mail: ops.cgr@aviancacargo.com.br CHAPECÓ - XAP Acesso Florenal Ribeiro, nº 4535 – Aeroporto CEP: 89800-000 – Chapecó - SC Tel.: (49) 3328-3747 E-mail: ops.xap@aviancacargo.com.br CONFINS - CNF Aeroporto Internacional Tancredo Neves Terminal de Cargas Rodovia MG 10 – Km 39 CEP: 33400-000 - Confins - MG Tel.: (31) 3689-2683 E-mail: ops.cnf@aviancacargo.com.br CUIABÁ - CGB Aeroporto Internacional Marechal Rondon Av. Gov. João Ponce Arruda, s/nº - Jardim Aeroporto CEP: 78110-100 - Várzea Grande - MT Tel.: (65) 3029-7001 E-mail: ops.cgb@aviancacargo.com.br CURITIBA – CWB Aeroporto Internacional Afonso Pena Teca Infraero – Carga Doméstica Av. Rocha Pombo, s/nº CEP: 83010-900 – Curitiba - PR Tel.: (41) 3381-1350 / 3381-1364 E-mail: ops.cwb@aviancacargo.com.br

FLORIANÓPOLIS - FLN Av. Deputado Diomício de Freitas, nº3393 CEP: 88047-400 - Florianópolis - SC Tel.: (48) 3331-4201 E-mail: ops.fln@aviancacargo.com.br

PORTO VELHO - PVH Rua Rafael Vaz e Silva, 2645 - Liberdade CEP: 78902-700 - Porto Velho - RO Tel.: (69) 3223-8421 E-mail: ops.pvh@aviancacargo.com.br

FORTALEZA – FOR Av. Senador Carlos Jereissatti, nº 3000 - Serrinha CEP: 60740-900 – Fortaleza - CE Tel.: (85) 3392-1717 E-mail: ops.for@aviancacargo.com.br

RECIFE – REC Aeroporto Internacional de Guararapes Teca da Infraero, Espaço OceanAir - Imbiribeira CEP: 51210-010 – Recife - PE Tel.: (81) 3322-4724 E-mail: ops.rec@aviancacargo.com.br

JOÃO PESSOA - JPA Aeroporto Internacional de João Pessoa Terminal de Cargas Nacional - Rio do Meio CEP: 58308-000 - Bayeux - PB Tel.: (83) 3232 7674 Tel.: (83) 3232 1637 E-mail: ops.jpa@aviancacargo.com.br JUAZEIRO - JDO Rua: Santa Luzia, nº 236 - Centro CEP: 63010-230 - Juazeiro do Norte - CE Tel.: (88) 3512-2648 E-mail: ops.jdo@aviancacargo.com.br NATAL - NAT Rua Silva Jardim, nº 02 sala 04, Ed. Mirmão, Ribeira CEP: 59012-180 - Natal - RN Tel.: (84) 3201 1439 E-mail: ops.nat@aviancacargo.com.br PASSO FUNDO - PFB Aeroporto Regional de Passo Fundo BR 285 - KM 287 – Zona Rural de Passo Fundo CEP: 99700-000 – Passo Fundo - RS Tel.: (54) 3327-0207 E-mail: ops.pfb@aviancacargo.com.br PETROLINA - PNZ Rua Ana Nery, 40 - Vila Mocó CEP: 56304-500 - Petrolina - PE Tel.: (87) 3031-6585 E-mail: ops.pnz@aviancacargo.com.br PORTO ALEGRE - POA Av. Severo Dullius, s/nº, Portão 06 Infraero – São João CEP: 90200-310 – Porto Alegre - RS Tel.: (51) 3358 2399 E-mail: ops.poa@aviancacargo.com.br

RIO DE JANEIRO - SANTOS DUMONT - SDU Aeroporto Santos Dumont Av. Almirante Sílvio de Noronha, nº 399, Cabeceira Sul CEP: 20231-030 – Rio de Janeiro - RJ Tel.: (21) 3814-7577 E-mail: ops.sdu@aviancacargo.com.br RIO DE JANEIRO - GALEÃO - GIG Estrada do Galeão, s/nº Terminal de Cargas - Aeroporto Velho do Galeão CEP: 21941-510 - Rio de Janeiro - RJ Tel: (21) 3398 7264 Email: ops.gig@aviancacargo.com.br SALVADOR – SSA Praça Gago Coutinho, nº 15 A – Área Industrial Aeroporto CEP: 41500-570 – Salvador - BA Tel.: (71) 3204-1129 / 3204-1041 E-mail: ops.ssa@aviancacargo.com.br SÃO PAULO - CONGONHAS - CGH Av. Pedro Bueno, 1382 - Jardim Aeroporto CEP: 04342-001 – São Paulo - SP Tel.: (11) 4020 2021 / 0300 313 2021 E-mail: cerca@aviancacargo.com.br SÃO PAULO - GUARULHOS - GRU Aeroporto Internacional de Guarulhos Rodovia Helio Smidt, s/n – Terminal de Cargas Nacional CEP: 07141-970 – Guarulhos - SP Tel.: (11) 4020 2021 / 0300 313 2021 E-mail: cerca@aviancacargo.com.br


S E G U R A N Ç A O P E R A C I O N A L O P E R AT I O N A L S A F E T Y O VOO E A SAÚDE DO PASSAGEIRO

THE FLIGHT AND PASSENGER HEALTH

Quando planejamos a nossa viagem de avião, seja a negócios ou a turismo, seja para uma longa viagem de férias ou um breve bate-e-volta pela ponte aérea, um check-up da nossa saúde não costuma fazer parte da nossa preparação, não é mesmo? Isso ocorre porque, em geral, o ambiente pressurizado da aeronave não deve nos causar nenhum desconforto médico, sobretudo em viagens de curta duração. No entanto, na presença de certas condições de saúde preexistentes, o estado geral do organismo pode ser agravado devido às características do ambiente de cabine. Você sabe dizer em que casos não deve viajar de avião quando se está doente? Conhece os efeitos da viagem sobre o indivíduo resfriado, sobre a mulher grávida ou sobre o idoso com doença crônica? Com essa preocupação em mente, o Conselho Federal de Medicina publicou em 2011 uma cartilha intitulada “Doutor, posso viajar de avião?”. Esse documento visa a orientar passageiros e tripulantes sobre algumas das condições médicas mais comuns em situações de voo, a fim de orientar quanto ao melhor momento para realizar a viagem em segurança. Seguem algumas das orientações emitidas pelo CFM (disponível na íntegra em: http://portal.cfm.org.br/images/stories/pdf/ cartilha_medicina_aeroespacialfinal2.pdf).

When we plan our trip by plane, whether on business or tourism, whether for a long vacation or a short shuttle flight, a health check-up is normally not part of our preparation, is it? This happens because, in general, the pressurized environment of the aircraft should not cause any medical discomfort, especially on short trips. However, in the presence of certain preexisting health conditions, the general state of the organism can be worsened due to the characteristics of the cabin environment. Do you know in which cases you should not travel by plane when you are ill? Do you know the effects of travel on individuals with colds, on pregnant women or on the elderly with a chronic disease? With these concerns in mind, the Federal Council on Medicine published a pamphlet titled “Doctor, may I travel by plane?” in 2011. This document aims at instructing the passengers and crew about some of the most common medical conditions in flight situations, in order to guide them as to the best moment for traveling safely. Check out some of the instructions issued by the CFM (available in their entirety at: http://portal.cfm.org.br/images/stories/pdf/ cartilha_medicina_aeroespacialfinal2.pdf).

O contexto da viagem aérea, envolvendo tanto o ambiente de voo em si quanto os procedimentos no aeroporto, pode resultar em estresse e, com isso, desregular a pressão arterial. Para passageiros com hipertensão, alguns cuidados são fundamentais, como manter o uso e o horário das medicações, não ingerir bebida alcoólica ou café antes e durante o voo, chegar cedo ao local de embarque para evitar rush, e voar no mínimo quatro dias após uma crise hipertensiva. Passageiros com pneumonia não devem viajar, pois o quadro é agravado com piora dos sintomas, além de haver possibilidade de contaminação dos demais passageiros. Para aqueles que têm histórico de enjoos em outros meios de transporte (ônibus ou navio, por exemplo), deve-se evitar ingerir líquidos em excesso ou consumir alimentos gordurosos. Não é recomendado o voo para passageiros com transtornos psiquiátricos que se reflitam em comportamentos imprevisíveis, agressivos ou não seguros. Passageiros com distúrbios psicóticos podem viajar, desde que estáveis, sob uso de medicação e acompanhados. Epiléticos medicados costumam poder voar, mas com precaução – alguns fatores relacionados ao voo, como fadiga, hipóxia e alteração do ciclo circadiano, podem atuar como desencadeadores de uma crise. Mulheres grávidas devem evitar o voo caso apresentem dores ou sangramento prévios à viagem. A partir da 36ª semana de gestação, a passageira deve ter autorização do seu médico para embarcar e, a partir da 38ª, o seu médico deve acompanhá-la a bordo*. Já recémnascidos devem ter ao menos uma semana de vida antes de viajar. Por fim, independente do destino ou da condição de saúde, todos os passageiros devem ter suas vacinações em dia, sobretudo as vacinas contra tétano, difteria, sarampo, caxumba, rubéola, poliomielite e hepatite B. Esses são alguns dos importantes cuidados que os passageiros podem ter para realizar a sua viagem em plena segurança. * Visando resguardar a saúde e a segurança dos nossos clientes, a política da Avianca Brasil quanto ao embarque de gestantes é mais restritiva, devendo ser consultada em: http://www.avianca.com.br/ecommerce/Institutional/Informacoes_ viagens_gestantes.aspx. Coordenação de Fatores Humanos Diretoria de Segurança Operacional

The context of air travel, involving the flight environment itself as well as the procedures at airports, can result in stress and, therefore, deregulate your blood pressure. For passengers already suffering from high blood pressure, some actions are fundamental, such as maintaining the use and time schedule for medications; not drinking alcoholic beverages or coffee before and during the flight; arriving early at the check-in counter to avoid the rush; and flying at least four days after a blood pressure crisis. Passengers with pneumonia should not travel, because the condition is worsened, and there is also the possibility of contaminating the other passengers. For those who have a history of nausea on other means of transportation (bus or ship, for example), avoid drinking excess liquids or eating fatty foods. Flying is not recommended for passengers with psychiatric disorders that result in unpredictable, aggressive or unsafe behavior. Passengers with psychotic disorders can travel, as long as they are stable, under medication and accompanied. Medicated epileptics can normally travel, but with a precaution – some flight-related factors, such as fatigue, hypoxia and changes in the circadian cycle cold trigger a crisis. Pregnant women should avoid flying if they have pain or bleeding prior to travel. After the 36th week, the pregnant passenger should get authorization from her doctor to board, and after the 38th week, her doctor should accompany her on board.* New born babies should be at least one week old to travel. Finally, regardless of the destination or health condition, all passengers should have their vaccinations up to date, especially those for tetanus, diphtheria, measles, mumps, German measles, polio and hepatitis B. These are some of the important cares passengers should take in order to travel in utmost safety. *In order to safeguard the health and safety of our customers, Avianca Brasil’s policy for the boarding of pregnant women is even more restrictive and may be consulted at: http://www.avianca.com.br/ecommerce/Institutional/ Informacoes_viagens_gestantes.aspx. Human Factors Coordination Committee Board of Directors of Operational Safety


EXPEDIENTE

COLABORADORES Pedro Henrique Araújo Jornalista, DJ e pesquisador de música brasileira

Presidente: José Efromovich Presidente Executivo: Santiago Diago Vice-presidente de Marketing e Comercial: Tarcisio Gargioni Conselho Editorial: Flavia Zulzke – Gerente de Marketing Fernanda Coelho – Analista de Marketing Felipe Coutinho – Assistente de Marketing Marketing Avianca: Gabriel Lago - Supervisor

Cris Moraes Jornalista e professora de Comunicação da Business School São Paulo

Joaquim Andrade Mestre em jornalismo pela New York University, rodou o mundo como comissário de bordo por mais de 10 anos. Trabalhou para a NBC e NY Daily News

Carla Palmieri Jornalista e crítica de moda, gastromia, cinema e outros assuntos que vivencia em seu blog myfashionlife.com.br

Fundada em 1998 avianca.com.br AviancaBrasil AviancaBrasil AviancaBrasil Avianca

blog.avianca.com.br AviancaBr

central de reserva 4004-4040 outras cidades 0300-7898160 SAC – Serviço de Atendimento ao Consumidor SAC 0800-286-6543 Atendimento ao deficiente auditivo: 0800-286-5445

SELO

Diretor Executivo Carlos Koga - c.koga@midiaonboard.com.br Editor Fredy Campos - redacao@aviancaemrevista.com.br Jornalista Responsável Camila Balthazar - camila.balthazar@aviancaemrevista.com.br Marketing Priscila Soares - priscila@midiaonboard.com.br Flavia Cunha - flavia@midiaonboard.com.br Publicidade Marcelo Simões - marcelo@aviancaemrevista.com.br Rio de Janeiro: Zeiry Dias - zeirydias@xaoquadrado.com.br Departamento Financeiro Jane Elaine - jane@midiaonboard.com.br Produção Salvador Nazarre e Otávio Yamasaki Projeto Gráfico Ari Maia Rodrigo Figueiredo Design / Diagramação Leonardo Bussolo - Agência Sampling Edição de Imagem Graziela Ventura Revisão Just Layout PARA ANUNCIAR comercial@aviancaemrevista.com.br (55 11) 5505-0078 Colaboraram nesta edição Priscila Prade, Davi Dantas, Marcos Trinca, Cristiane Moraes, Tatiane Greco, Pedro Henrique Araújo, Joaquim Andrade, Vitor Cardoso, Silvia Camargo, Fabio Kanczuk, Rozze Angel, Daniel Amaral, Flávia Ragazzo, Ricardo Oliveros, Carla Palmieri, Roberto Salgado, Paulo Greca, Flávia Lellis, Angélica Rodrigues Santos, Camila Ciberi, Cristiana Schüler, Tati Brandão, Eric Pomi Souza, Gabriel de Mello. Agradecimentos Paulo Guerra, Kassio Lucas, Natália Carvalho, Bruno Pacheco, Nicky Valentine, Roberta Leal, Bruna Brandão, Luciéllio Guimarães, Dorival Neto, Paulo Zelenka, Ricardo Vieira, Felipe Marques Escobar, Lethicia Bronstein, Juliana Estévez, Luciana Bieler, Jaime Rios.

www.avianca.com.br

e m

r e v i s t a

MAX

FERCONDINI APAIXONADO PELA AVIAÇÃO NA VIDA REAL, O ATOR ESTREIA NA TV COMO PILOTO DA FORÇA AÉREA BRASILEIRA INTERNACIONAL O PERU DA ALTA GASTRONOMIA LIMENHA ÀS TRADIÇÕES ANDINAS DO VALE SAGRADO DOS INCAS BAHIA LÍCIA FÁBIO, PROMOTER MAIS DESCOLADA DE SALVADOR, REVELA SEUS AMORES PELA CAPITAL ENTREVISTA O CINEASTA MARCELO GALVÃO CONTA OS BASTIDORES DO FILME COLEGAS

A Avianca em Revista é uma publicação da Editora Drops, sob a licença da empresa aérea Avianca, distribuida exclusivamente a bordo das aeronaves nos voos nacionais. As pessoas que não constam do expediente da revista não tem autorização para falar em nome da revista. É necessário uma carta de autorização, atualizada e datada em papel timbrado assinada pelos editores. Os artigos assinados são de exclusiva responsabilidade dos autores e fica expressamente proibido a reprodução total ou parcial sem autorização prévia.

Editora Drops (55 11)5505-0078 aviancaemrevista.com.br Impressão IBEP Gráfica

Tiragem: 30.000 exemplares. Todos os direitos reservados. Auditado pela


MAZARS: A ALTERNATIVA CAPAZ DE DIRECIONAR SEU NEGÓCIO AO SUCESSO. São Paulo + 55 11 3524-4500

A MAZARS é uma organização internacional, integrada e independente, especializada em Auditoria, Financial Advisory Services, Consultoria Empresarial, Consultoria Tributária e Terceirização de Processos e Serviços Contábeis.

Rio de Janeiro +55 21 2262-3900

Nosso modelo de integração é dedicado para garantir agilidade e consistência na qualidade de nossos serviços. Somos uma empresa global que compartilha os

Campinas +55 19 3368-7811

www.mazars.com.br

mesmos valores. Uma cultura corporativa moldada pela diversidade, pensamento independente e forte compromisso com nossos clientes.

relacionamento@mazars.com.br


#34 - Fernando Torquatto Avianca  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you