Page 1

www.avianca.com.br

e m

r e v i s t a

robErt scheidt o veleJAdoR bRAsileiRo com cinco tÍtulos olÍmPicos e onZe veZes cAmPeÃo mundiAl contA A histÓRiA de umA dAs mAis Recentes conQuistAs: A FAmÍliA

inteRnAcionAl o mElhor rotEiro para curtir a patagônia AniveRsÁRio 40 horas Em são paulo para cElEbrar os 459 anos da cidadE entRevistAs a moda dE waltEr rodriguEs E o tEatro dE sandro chaim


Mais opções

Maior espaço

avianca.com.br

Mais conforto

Mais diversão*

Siga a Avianca Brasil

SAC: 0800 286 6543

Consulte seu agente de viagens ou nossa Central de Vendas:

4004 4040

0300 789 8160

(capitais)

(demais localidades)


*Equipamento individual disponĂ­vel nas aeronaves A319 e A320.


presidente - President

We live the spirit of hope If the end of the year urges for an overall analysis to be made, the start of a new year is the moment to look forward, to elaborate plans and to act to achieve dreams. And a certain feeling is essential for this success: hope. That is why it is necessary to always maintain hope. To trust. For one not to be shaken by uncertainties. That is the spirit with which Avianca begins 2013: with a lot of hope. With the difficulties of last year already resolved, we see a very encouraging perspective for 2013. The majority of the economy analysts project a bigger growth of the Brazilian gross domestic product in comparison to 2012, although it is very difficult to predict what the specific rate is going to be. In the Brazilian economy, with its dimension, this growth means heating up the economic activity, more jobs, a higher income rate and more people affording to fly. More and more, the airplane is becoming the transport of choice of the Brazilian traveler. The heating up of the economy certainly will mean a rise in the demand for air travel. Thus, Avianca will keep on investing in the expansion and improvement of its fleet: five new Airbus jets will arrive in 2013 to expand our flight offering to our clients. With hope, we project a growth of 30% to our company, and the reason is because we trust our strategy – we offer the best product in the domestic airlines market, with comfort, security, punctuality and high-quality in-flight services. In 2013, the structure of Brazilian airports will go through a series of constructions and reforms. This is also a factor that will provide everyone with hope for better days for the airline sector. Érico Veríssimo, one of the most popular Brazilian writers of the 20th century, said: “Look at our stars. As long as they shine, there will be hope in life”. Our activity brings us the privilege of working near the stars, flying through the Brazilian skies, and their brightness is one more reason for us to have hope. Happy 2013 and have a nice trip!

José Efromovich CEO Avianca Brazil


Vivemos o ar da esperança Se o final do ano estimula que um balanço seja feito, o início do novo ano é o momento de olhar para frente, traçar planos e agir para conquistar os sonhos. E um sentimento é fundamental para o sucesso: a esperança. Por isso, é necessário ter esperança, sempre. Confiar. Não se abalar pelas incertezas. É assim que a Avianca entra em 2013: com muita esperança. Superadas as dificuldades do ano que passou, vemos perspectivas muito animadoras para 2013. A maioria dos analistas econômicos projeta um crescimento maior do Produto Interno Bruto brasileiro em relação a 2012, embora seja muito difícil arriscar qual será o índice. Numa economia com a dimensão da brasileira, esse crescimento significa aquecimento da atividade econômica, mais empregos, mais renda para a população e mais pessoas podendo voar. O avião vem se tornando uma opção de transporte cada vez mais utilizada pelo viajante brasileiro. O aquecimento na economia certamente significará um aumento na demanda por viagens aéreas. Assim, a Avianca continuará investindo na ampliação e melhoria de sua frota: cinco novos aviões Airbus chegarão em 2013 para ampliar a oferta de voos aos nossos clientes. Com esperança, projetamos um crescimento de 30% para nossa empresa, porque confiamos em nossa estratégia – oferecemos o melhor produto do mercado aéreo nacional, com conforto, segurança, pontualidade e serviço de bordo diferenciado. A estrutura de aeroportos no Brasil passará, em 2013, por uma série de obras e reformas. Isso também propiciará a todos a esperança de dias melhores no setor aéreo. Érico Veríssimo, um dos mais populares escritores brasileiros do século XX, observou: “Olha as estrelas. Enquanto elas brilharem haverá esperança na vida”. Nossa atividade nos dá o privilégio de trabalhar mais perto das estrelas, voando pelos céus do Brasil, e seu brilho é um motivo a mais para termos esperança. Feliz 2013 e uma ótima viagem!

José Efromovich Presidente da Avianca Brasil


Slide

av. 23 de maio, S達o paulo sp

Foto: Sendi Morais sendimorais.com.br


#30 ano novo O ano já começa forte. Com cinco medalhas olímpicas e onze títulos mundiais, Robert Scheidt veio com toda a família para o ensaio fotográfico da capa. Simpático e educado, trouxe inspiração para toda a equipe: concentração e determinação levam à conquista de qualquer sonho. É com essa filosofia que entramos em 2013. Para a seção internacional, nossa equipe foi à Patagônia conferir a organização do turismo naquela fria e impressionante região do planeta. Nesse instante percebemos como somos pequenos diante das geleiras e da natureza ao redor. E descobrimos que há opções para todas as idades e perfis atléticos, podendo facilmente ser uma viagem para a família. Já no Brasil, preparamos um roteiro de 40 horas na cidade de São Paulo, que comemora seu aniversário no dia 25 de janeiro. Durante um fim de semana, descobrimos o que está fervendo na capital paulista. Relaxe, vire a página e aproveite a leitura. Um ótimo ano a todos! Fredy Campos redacao@aviancaemrevista.com.br

Eric aguarda o pai Robert Scheidt durante treino no Yacht Club Santo Amaro

avianca.com.br


sumário 34

14

56 entrevista

sandro chaim

O trabalho por trás das grandes produções teatrais

especial

patagônia

De Punta Arenas ao Ushuaia, explore a região gelada do planeta

ponto de vista

Homens são de Marte, mulheres são de Vênus – até no avião

46

Por Renata Maranhão

20

sabores

O chef Fogaça é das panelas, do rock ‘n roll e da família

84

design

Elisa sassi

front

A história da ilustradora que tem seus desenhos estampados no mundo todo

22

samba Ensaios das escolas do Rio e São Paulo

robert scheidt

O campeão olímpico prepara-se para a despedida nos jogos do Rio em 2016

24 health A cultura da bicicleta

54 economia

58 teatro

Opiniões sobre a crise do euro

Shrek e A primeira vez


we

Avianca

Flávia Rodrigues - Marketing São Paulo para Campo Grande

Juliana Martins - Atriz São Paulo para Florianópolis

Marina Ruy Barbosa - Atriz Rio de Janeiro para São Paulo

Vanessa Ligia Machado - Advogada Rio de Janeiro para São Paulo

Regiane Vilimas - Cantora Rio de Janeiro para Bahia

Helena Venera Mazzoni Curitiba para Fortaleza

Paulo Haran - Médico Petrolina para Belo Horizonte

12 · jan.13

avianca em revista

avianca.com.br


cartas Há cerca de três anos, voei Avianca pela primeira vez por acaso. Tive que ir ao Rio de Janeiro por motivo de falecimento de minha mãe. Estava bastante aflita e o primeiro voo que partiria era da Avianca. O atendimento da companhia me chamou atenção. Foram eficientes, gentis e acolhedores. O serviço de bordo foi muito bom e havia mais espaço entre as poltronas. O voo chegou ao Santos Dumont pontualmente. Desde então, vou ao Rio no mínimo uma vez por mês, sempre de Avianca. Venho observando o crescimento visível da companhia. Os voos estão quase sempre lotados. Como gosto de viajar pelo Brasil, quando possível, voo pela Avianca. Por motivos profissionais, também fui à Colômbia e fui muito bem atendida. Ave Avianca, Que vocês mantenham o padrão de qualidade, apesar do crescimento. Que vocês voem mais nos céus do Brasil, levando cuidadosamente pessoas, sonhos e sentimentos.

Leila Messina São Paulo

leitor Viajo por todo o Brasil como representante de uma causa nacional. Nessas viagens, tenho me encantado com a Avianca. Vejo a preocupação da Avianca com o cliente, desde o balcão de check in até a poltrona do avião, que tem mais espaço. Os funcionários são preocupados com o bem-estar dos passageiros. Tenho prestado atenção na pontualidade da Avianca em seus voos. E me delicio com a refeição servida. Continue assim. Parabéns, Avianca! Marcelo L. Costa

Gostaria de compartilhar com o leitor minha primeira experiência a bordo da Avianca, ao voltar de uma viagem a trabalho de Brasília a Aracaju. Não dá para descansar muito viajando a trabalho, mas o voo foi relaxante e descansei a bordo. A começar pela cortesia da equipe, pontualidade do voo, cardápio com sanduíche quente, suco e bombom, além do conforto do assento. Curti a revista de bordo e levei para meus clientes verem no escritório.Recomendo a todos. Boa viagem! Lissa Andrade Tavares Lobão Aracaju

eu na avianca Envie fotos com a história da sua viagem pela Avianca para publicarmos na próxima edição: redacao@aviancaemrevista.com.br

Estava revendo minhas fotos quando estive em Porto Alegre para conhecer a cidade e prestigiar o show da Madonna no dia 9/12/12. Fiz boas amizades durante os seis dias que passei em POA e ainda encontrei minha prima no mesmo voo de ida. O show foi dez. Como vi que vocês postam fotos dos amigos da Avianca na revista, estou enviando a minha e se eu aparecer em uma edição agradeço de bom coração. Já tinha viajado por outra empresa, mas a Avianca esta de parabéns. Continuem assim e cada vez melhor, tratando o passageiro como mais um amigo. Só temos a ganhar. Um forte abraço a todos. Pablo Henrique Dias Brasília

avianca em revista

jan.13

· 13


ponto de vista

Homens são de Marte, mulheres são de Vênus - até no avião. por Renata Maranhão

As férias chegaram e nada melhor do que viajar, respirar outros ares, conhecer outras paisagens e culturas. Uma viagem abre sua mente e olhos para um novo mundo. Lhe dá a própria percepção de visão do mundo e não o conhecimento sob o ponto de vista do outro. Te leva a lugares que você sonhou, faz histórias de livro ou televisão se tornarem reais e te ensina a experimentar coisas novas. Mas até você chegar neste novo mundo, existe um longo caminho a ser percorrido de avião e é aí que fica escancarado que homens e mulheres vêm mesmo de planetas diferentes. Uma pesquisa feita com dados de companhias aéreas, equipes de voo e viajantes frequentes, divulgada no “The Wall Street Journal”, mostra que os viajantes homens e mulheres estão razoavelmente equilibrados em número, apesar dos homens ainda viajarem mais do que elas. Que homens sempre aderiram mais aos programas de fidelidade de companhias aéreas, mas que hoje as mulheres com menos de 30 anos já ultrapassaram o número de homens dessa idade neste grupo. E, à medida que o número de mulheres cresce no ranking, mais as diferenças se fazem notáveis. Ela gosta de sentar na janela, ele gosta do corredor e ninguém gosta de sentar no meio (ah, vá!). Mulheres sentem mais frio no avião. Quando é possível assistir a algo, homens preferem programas de esporte a um filme. Ela despacha a mala, ele carrega consigo, pois odeia despachar. Quando sentada, ela se encolhe, evitando o contato com as pessoas; ele se espalha apoiando os cotovelos e esticando as pernas para o lado. Esses estudos têm uma finalidade no fim das contas. A longo prazo, tudo pode melhorar e facilitar a vida do viajante. As regras contra carregar líquido em bagagem de voo colocam em desvantagem as mulheres, obrigando-as a despachar a mala, pois sua nécessaire carrega perfumes, shampoos, cremes e outras coisas de toillete, mas muitos hotéis já enxergam isso e investem em melhorias neste tipo de produto. Pela disputa de espaço físico, não há muito a se fazer, a não ser ensinar um truque para as mulheres, como derrubar algo no chão. Quando se abaixar, o homem vai ter que se recolher para abrir espaço. Aí ela terá que ser rápida para defender seu território na volta. E não se pode levar a mal, eles simplesmente são maiores e não notam o quanto vai ficando difícil para a mulher se encolher mais e mais para evitar o contato. Uma coisa não muda entre homens e mulheres no avião. Uma vez a bordo, vários “clicks” se ouvem dos cintos de segurança serem desabotoados, antes mesmo do aviso de permitido. Em qualquer lugar do mundo. Bom, mas isso não é conclusão de cientista. Renata Maranhão é jornalista e apresentadora da RedeTv!


trilhas Únicas

rio de janeiroRJ Uma das melhores opções para saborear frutos do mar é o restaurante Azul Marinho, point secreto localizado na belíssima Praia do Arpoador, mais precisamente no andar térreo do Hotel Arpoador Inn. A pedida é aproveitar a praia, caminhar até o local, deixar o nome na lista de espera e apreciar a belíssima vista da orla enquanto se espera. Sugiro o camarão na moranga, que serve bem até três pessoas; ou o camarão com catupiry. Garçons atenciosos e decoração temática complementam a pedida e garantem um almoço tipicamente carioca. As mesas do lado de fora, com guarda-sol a postos, valem mais a pena. Outra alternativa é a Marius Frutos do Mar, localizada na própria Avenida Atlântica, na Praia do Leme. O ambiente tem decoração inspirada em navios. A comida é uma atração a parte: uma enorme variedade de frutos do mar sempre fresca, o buffet é renovado constantemente e o atendimento é padrão turístico – garçons arranham outros idiomas e estão sempre prontos a sugerir alguma novidade. Vieiras, cavaquinha, lagostas enormes

16 · JAN.13

AViANCA EM REVISTA

e outros, preparados com bases de influência mediterrânea e um atendente sempre pronto a orientar sobre as propriedade rejuvenescedoras ou mesmo afrodisíacas de cada item. Para os paladares mais apurados, um almoço mais sofisticado em ambience discreto e serviço elegante. O Satyricon é uma tradicional casa de frutos do mar localizado em Ipanema, na Rua Barão da Torre. Os produtos são frescos e selecionados, e logo na entrada nos deparamos com um balcão de frutos do mar mergulhados em gelo, excelente para abrir o apetite! A música é suave, o bar é criativo e os drinks são bem preparados. Algumas especiarias mais raras podem ser ali encontradas, como o camarão de águas profundas e o caranguejo do Alaska. Viviane Pessoa, executiva de Marketing, jornalista, pós-graduada em Comunicação Corporativa e mestre em Relações Públicas Internacionais

avianca.com.br


miamifl Este é um dos poucos lugares onde me sinto mais tranquilo e seguro no mundo. As férias este ano foram planejadas para curtir a cidade suas praias e restaurantes além de um cruzeiro fantástico pelo Caribe a bordo do maior navio do mundo o Allure of the Seas. Em Miami beach recomendo jantar no Sushi Samba que fica na Lincol road, aceite a indicação do chef e experimente o menu degustação. A cidade oferece muitas opções de hotel para se hospedar, porém se gostar de design e luxo o Delano tem um conceito clean com assinatura do design Philippe Starck além da fantástica piscina (foto) o staff é de tirar o folego além de muito atencioso. delano-hotel.com

Luciano Freire, estilista e criador da marca lf Sport


playlist

radar

nalivraria por tatianE grEco FoToS divulgação

essA TAl De bOssA NOVA AUtOres: rOBertO MenesCAL e BrUnA FOnte

Os bastidores do histórico show no Carnegie Hall, histórias desconhecidas do público e os primeiros encontros dos artistas que viriam a ser os protagonistas de um dos mais importantes movimentos da música mundial, a bossa nova. Estas são algumas das curiosidades retratadas neste livro por um dos criadores do movimento, Roberto Menescal, e pela jornalista Bruna Fonte. A obra também traz relatos dos bastidores das gravações, relembrando episódios inéditos protagonizados por nomes como Chico Buarque, Gal Costa, Caetano Veloso, Tim Maia, Raul Seixas, entre outros.

gra ferreira

1 the girl from ipanema - debora cox (dJ ana paula remix)

2 euphoria - loreen (dJ flavio lima mix) 3 somebody that used to Know - gotye (peter rauhofer reconstruction mix) 4 fuck u beta - danny verde remix 5 if it Wasnt for love - debora cox (dJ flavio lima remix) 6 ost & Kjex - continental lover 7 skin - george m. feat c´damore (mauro mozart remix) 8 reach - lil mo Yin Yang (tv rock mix) 9 Where have You been - rihanna (tannuri & dJ aron remix) 10 addicted tW - tannuri & ad aron remix

MeDO De AMAR AUtOr: MArCeLO CeZAr

Amor, aceitação e respeito. Essas são as lições deste romance que se passa na década de 70, em São Paulo. Maria Lúcia e Marinês são irmãs e possuem metas diferentes para o futuro. Visando luxo, poder e riqueza, Maria Lúcia rompe o relacionamento com Gaspar e reata a amizade com a inocente e rica Sônia, envolvendo-se, então, com Eduardo, o irmão da moça. Marinês, filha e aluna exemplar e religiosa, é surpreendida no jantar de noivado da irmã ao perceber que seu coração bate mais forte pelo noivo, que também se encanta por ela.

seTeNTA e CiNCO AUtOr: BOB WOLFensOn

O livro “Setenta e Cinco” foi lançado em comemoração aos 75 anos da marca de óculos Ray Ban. Uma galeria com 75 fotos feitas por ninguém menos que o top fotógrafo Bob Wolfenson. São retratos de personalidades lendárias nascidas entre 1937 e 2012, incluindo um autorretrato de Wolfenson, além de Angela Ro Ro, Laura Neiva, Zé Celso Martinez Corrêa, Maneco Quinderé e Lourenço Mutarelli.

MARes TROPiCAis

djgraferreira.com.br

dJ thiago mansur

1 deniz Koyu - tung 2 nicky romero - toulouse 3 Keane - silenced by the night 4 dada life - Kick out the epic mother fucker 5 arty vs. matisse & sadko - trio (original mix) 6 arty - around the World 7 alesso - nillionaire (original) 8 nari & milani - atom (original mix) 9 ivan gough & feenixpawl feat. georgi Kay - in my mind (axwell remix) 10 eyedirty south & thomas gold feat Kate elsworth - eyes Wide open (original mix)

AUtOr: MArCeLO CeZAr

Apaixonado por mergulho, o fotógrafo Marcelo Krause traz imagens de beleza rara do fundo do mar. Em seu segundo livro, Marcelo retrata as mais diversas cores e belezas dos animais e as profundezas do oceano, em locais como Indonésia, Brasil, Papua-Nova Guiné e arquipélagos de Galápagos e Caribe.

thiagomansur.com.br


design

as criações de elisa sassi Por eliane peres FOTOS divulgação

Fico imaginando que o mundo seria um lugar muito mais feliz se todos pudessem exercer seus talentos e viver fazendo o que gostam. Muitos podem dizer que isso é utopia e eu teria que concordar – são tantas as variáveis que nos impedem. Às vezes, somos nós mesmos. Elisa Sassi, 35 anos, é privilegiada. Dona de um talento incrível, seu trabalho é conhecido tanto no Brasil quanto no exterior. Brasileira de nascimento, cidadã do mundo. Elisa é ilustradora e diretora de arte cujos desenhos você certamente já viu. Começou a desenhar quando criança, porém, diferentemente da maioria das pessoas, continuou exercendo sua paixão – a ilustração – depois que cresceu. Trabalhou em grandes agências de publicidade brasileiras e ganhou diversos prêmios importantes. Mas ainda assim sentia-se limitada. Sua vontade era ser ilustradora – apenas isso. Depois de trabalhar em São Paulo, Lisboa, Londres e São Francisco, resolveu se dedicar somente à ilustração e à arte, fincando raízes em San Francisco, nos Estados Unidos. De lá, atende seus clientes brasileiros e estrangeiros. Elisa adora experimentar. Suas técnicas são as mais variadas: desenhos geométricos, ilustração vetorial, desenhos a lápis no seu Moleskine,


tinta acrílica, pixel art. Sem limitarse a um estilo, acredita que tudo feito à mão, customizado, dá um valor extra para a obra. Sua inspiração vem de todos os lugares. E, por incrível que pareça, a artista rende mais quando está cansada – claro que isso não é uma regra! “O momento da exaustão é como um transe. Minha mente vai flutuando e, por mais que queira parar, é mais forte do que eu. Nessas horas produzo muito, pois não quero desperdiçar as ideias que vão chegando na minha mente”, conta. Seu trabalho é extenso e vai de ilustrações já expostas na Urban Arts (galeria de arte digital), criação de personagens para suco em caixinha, embalagem de doces a ilustração de campanhas de fim de ano e criação de carteiras. Todas as suas ilustrações, sua arte, têm uma história por trás. Misturar opostos também faz parte

do processo, assim como colocar pequenas imperfeições naquilo que deveria de certa forma ser perfeito. Porém, o grande diferencial de Elisa é o amor que envolve tudo o que faz. A paixão pela arte, a necessidade de embelezar o mundo, alterando de alguma forma o dia das pessoas que entram em contato com estas ilustrações. “Não há lugar errado ou hora errada. Sempre pode ser hora de desenhar, seja um restaurante, uma loja, na fila de espera, na cama, durante uma festa”, afirma Elisa, que apresenta em suas obras uma alegria incessante e uma aura colorida, em que cada um de nós escolhe como enxergar os sentimentos ali expressados. “Qualquer coisa que seja aparentemente fora do ideal deixa a vida mais interessante porque, mesmo imperfeita, pode sim ser muito linda”, filosofa. Elisa prova que algumas pessoas podem trabalhar

no dom que receberam. Talento de sobra, alegria aos montes, vontade de viver e compartilhar esses sentimentos com o mundo. Entre seus personagens mais conhecidos e trabalhados estão o Wunderbunnie, a Lilo Rage, Lalai Loofah, os Barbatonics (feitos em parceria com o Quailstudio), e também o Urso, personagem criado para o instituto Alguém, que ajuda crianças com câncer. Elisa digital No mundo do papel, mas também conectada, Elisa acaba de lançar um aplicativo na App Store, o Gloo Sticker Album, que oferece um álbum de stickers cheio de coelhos, todos da Sassiland.

Para conhecer o trabalho: elisasassi.com


especial carnaval

Esquenta Carnaval 2013 por tatiane greco

foto SPTuris.com / jefferson pancieiri

Durante o mês de Janeiro, as escolas de samba intensificam seus ensaios para o Carnaval, que este ano acontece entre 8 e 12 de fevereiro. Mas não pense que essa preparação é somente para os integrantes das gremiações. Cada vez mais os ensaios atraem turistas, apaixonados por samba e curiosos que vão às quadras conhecer e dançar ao som dos tamborins. Para quem ainda não viu de perto a energia da bateria e quer se aquecer para o carnaval, montamos um roteiro com informações sobre os ensaios das escolas do grupo especial do Rio e de São Paulo. É só escolher a sua e cair na folia. Com ou sem samba no pé, o que vale mesmo é se divertir!

22 · jan.13

avianca em revista

avianca.com.br


São Paulo • Vai-Vai Ensaios: quintas e domingos às 19h Rua São Vicente, 276 – Bela Vista Entrada: R$ 20,00 vaivai.com.br • Gaviões da Fiel Ensaios: sextas às 22h Rua Cristina Tomaz, 183 – Bom Retiro Entrada: R$ 10,00 gavioesoficial.com.br • Rosas de Ouro Ensaios: segundas às 20h; quartas e sextas, às 21h Rua Coronel Euclides Machado, 1066 – Limão Entrada: R$ 10,00 sociedaderosasdeouro.com.br • Mocidade Alegre Ensaios: domingos às 18h Av. Casa Verde, 3498 – Limão Entrada: R$ 10,00 mocidadealegre.com.br

• X9 Paulistana Ensaios: sextas, às 21h; domingos, às 20h Rua Ité, 77 – Vila Guilherme Entrada: R$ 10,00 x9paulistana.com.br • Unidos de Vila Maria Ensaios: sextas, às 21h; domingos, às 20h Endereço: Rua Cabo João Monteiro da Rocha, 448 – Jd. Japão Entrada: R$ 10,00 unidosdevilamaria.com.br • Acadêmicos do Tucuruvi Ensaios: sábados, às 21h Av. Mazzei, 722 - Tucuruvi Entrada: R$ 5,00 academicosdotucuruvi.com.br

• Mancha Verde Ensaios: sábados (sem informação de horário) Av. Doutor Abraão Ribeiro, 503 – Santa Cecília Entrada: R$ 15,00 manchaverde.com.br

• Nenê de Vila Matilde Ensaios: quartas e domingos, às 19h Rua Júlio Rinaldi, 01 – Penha Entrada: R$ 5,00 mulher e R$ 10,00 homem nenedevilamatilde.com.br

• Dragões da Real Ensaios: quintas e sábados ,às 20h Av. Embaixador Macedo Soares, 1018 (Marginal Tietê) – Vila Anastácio Entrada: R$ 10,00 escoladesambadragoes.com.br

• Tom Maior Ensaios: terças e quintas, às 20h; sábados; às 20h30 Rua Sérgio Tomás, 622 – Bom Retiro Entrada: R$ 10,00 grestommaior.com.br

• Águia de Ouro Ensaios: domingos, às 20h Av. Presidente Castelo Branco, 7683 (Marg. Tietê) Entrada: Gratuita aguiadeouro.com.br

• Império de Casa Verde Ensaios: sábados, às 23h Av. Engenheiro Caetano Álvares, 2042 Entrada: R$ 10,00 imperiodecasaverde.com.br

• Acadêmicos do Salgueiro Ensaios: sábados, às 22h Rua Silva Teles, 104 - Andaraí Entrada: R$ 40,00 salgueiro.com.br

• São Clemente Ensaios: sextas - sem informações de horário Entrada: sem informação Av. Presidente Vargas, 3102 saoclemente.com.br

• Acadêmicos do Tatuapé Ensaios: quintas e sábados, às 20h Rua Melo Peixoto, 1513 - Tatuapé Entrada: R$ 5,00 academicosdotatuape.com.br

rio de janeiro • Unidos da Tijuca Ensaios: sábados, às 22h Av. Francisco Bicalho, 47 – Leopoldina Entrada: R$ 25,00 unidosdatijuca.com.br

• Mangueira Ensaios: sábados, às 22h Rua Visconde de Niterói, 1072 – Mangueira Entrada: R$ 25,00 mangueira.com.br

• Beija-Flor Ensaios: quintas, às 21h Endereço: Rua Pracinha Walace Paes Leme, 1025 – Nilópolis Entrada: R$ 10,00 beija-flor.com.br

• Unidos de Vila Isabel Ensaios: sábados, às 22h Boulevard 28 de Setembro, 382 – Vila Isabel Entrada: R$ 10,00 gresunidosdevilaisabel.com.br

• Portela Ensaios: sextas, às 22h Rua Clara Nunes, 81 – Madureira Entrada: R$ 10,00 gresportela.com.br

• Inocentes de Belford Roxo Ensaios: domingos, às 19h Quadra: Av. Boulevard, 1741 – Belford Roxo Ensaios: Country Club: Rua Dona Dagmar, 230 – Centro Entrada: Gratuita gresinocentesdebelfordroxo.com.br

• União da Ilha Ensaios: Sábados, às 23h Estrada do Galeão, 322 – Cacuia – Ilha do Governador Entrada: Mulher, Gratuito; Homem, R$ 15,00 gresuniaodailha.com.br • Mocidade Ensaios: Sábados, às 19h Rua Coronel Tamarindo, 38 – Padre Miguel Entrada: R$ 10,00 mocidadeindependente.com.br

festival de verão de salvador

lineup

Outra opção é aterrissar em solo baiano e curtir o Festival de Verão de Salvador, que traz um mix de ritmos e culturas. Em seu repertório shows com o melhor da MPB, sertanejo, rock, pagode e muito axé. Além disso, o evento terá um espaço dedicado à música eletrônica.

16/01 - quarta-feira Nando Reis O Rappa Eva Tomate Sorriso Maroto

De 16 a 19/01, às 19h Parque de Exposições – Av. Luis Viana Filho, s/n – Itapuã festivaldeverao.com.br

17/01 – quinta-feira Kid Abelha Asa de Águia Ivete Sangalo Gusttavo Lima Aviões do Forró

• Acadêmicos do Grande Rio Ensaios: sábados, às 22h Rua Wallace Soares, 5 e 6 – Centro Duque de Caxias Entrada: Gratuita academicosdogranderio.com.br • Imperatriz Leopoldinense Ensaios: domingos, às 20h Rua Professor Lacê, 235 - Ramos Entrada: R$ 15,00 imperatrizleopoldinense.com.br

18/01 – sexta-feira Ana Carolina Capital Inicial Chiclete com Banana Jorge & Mateus Harmonia do Samba

19/01 – sábado Oito7Nove4 Natiruts Cláudia Leitte Soja Timbalada Psirico


Esporte

A cultura da bicicleta para além do esporte por Ricardo oliveros foto divulgação


A consciência ecológica, o trânsito cada vez mais complicado nas grandes cidades, o aumento do número de ciclovias, tem feito que a bicicleta não seja apenas um esporte, mas um meio de locomoção e uma cultura que foi criada em volta da peça que está em vias de completar 195 anos.


esporte

A consciência ecológica, o trânsito cada vez mais complicado nas grandes cidades e o aumento do número de ciclovias são os responsáveis pela mudança de status da bicicleta, que deixou de ser exclusivamente um esporte para se tornar um meio de locomoção viável e sustentável e uma cultura, criada toda em volta da peça que está em vias de completar 195 anos. Os chineses relatam que a “magrela” foi inventada por Lu Ban há 2.500 anos. Entre os milhares de desenhos de Leonardo da Vinci, havia um projeto de 1490 que se assemelha muito ao que conhecemos hoje em dia. Todavia, o alemão Barão Karl von Drais pode ser considerado o inventor da bicicleta, pois, em 1817, ele criou um brinquedo feito de madeira que se chamava celerífero, baseado em projeto do Conde de Sivrac datado de 1780. Em abril de 1818, o próprio Barão Drais apresenta seu invento no parque de Luxemburgo, em Paris. Poucos anos se passaram e o “veículo” foi transformado em uma estrutura de ferro e recebeu uma sela, melhorando sua resistência e conforto. A prefeitura de Paris criou, em 1862, caminhos especiais nos parques para os velocípedes não se misturarem com as charretes e carroças, dando origem às primeiras ciclovias. Passados quase 195 anos, o Brasil se tornou o terceiro maior produtor de bicicletas, atrás da China e da Índia, e tem uma frota estimada de 70 milhões de unidades, segundo a Associação Nacional dos Transportes Públicos (ANTP). Apesar do número significativo de usuários, temos uma malha de ciclovias de apenas 600 km, enquanto a Holanda tem 34 mil km de faixas exclusivas. Esta história está mudando. Muitas cidades estão investindo nesta área, como Porto Alegre, que pretende construir 495 km até 2022. “Nos anos do pós-guerra, a bicicleta foi relegada a ser apenas um brinquedo ou peça de equipamento esportivo. O movimento ‘Cycle Chic’ tem como objetivo retomar a cultura da bicicleta, mostrando como ela pode ser uma forma de transporte integral, respeitável e viável,

livre de roupas esportivas, e pode desempenhar um papel importante no aumento da qualidade de vida nas cidades”, revela Mikael Colville-Andersen, criador do “Cycle Chic” (algo como “Pedalar com Estilo”). A onda de bicicletas retrôs, que vemos em grandes cidades como Londres e Paris, também desembarcou por aqui. No Brasil, é possível encontrar duas das principais marcas: a dinamarquesa Velorbis e a americana Linus. Entre os modelos, destaque para os pretos, com lanterna na frente e campainha antiga do tipo “trim-trim”. Os valores variam de R$ 3 mil a R$ 6 mil. Na Europa existem outras fabricantes, como a alemã Retrovelo e a inglesa Pashley. Na outra vertente, tão elegante em tempos de sustentabilidade, estão as bicicletas dobráveis, que vêm conquistando espaço no mundo todo. Se ainda restam dúvidas se vale a pena comprar uma “bike”, você pode optar por alugar uma. Cidades como Rio de Janeiro, São Paulo, Porto Alegre e Santos têm este sistema e contam com aplicativos desenvolvidos para celular. Com eles, você pode se cadastrar, adquirir passes de utilização, retirar bicicletas das estações, localizar estações, dentre outras ações. Em cinco meses de funcionamento em São Paulo, 33,9 mil pessoas já se cadastraram no Bike Sampa, totalizando mais de 24,5 mil viagens de bicicleta. A iniciativa prevê, até 2014, o compartilhamento de três mil bicicletas, disponibilizadas em 300 estações espalhadas em diversas regiões da capital paulista. A moda também se alinhou a este grande contingente de pessoas que estão trocando o carro pela bicicleta e gigantes como a Levi’s desenvolveram linhas especiais que estão longe do estereótipo da bermuda de lycra e camiseta justa. A linha Commuter tem calças e jaquetas que foram projetadas com a quantidade certa de stretch adicional para aumentar a mobilidade enquanto mantêm seu caimento característico. A camiseta é feita com tecnologia para repelir água e absorver a transpiração.

Aplicativo Bike Sampa Aplicativo Bike Rio: bikesampa.com.br movesamba.com.br/ appbikerio

Linus freecycle.com.br

26 · jan.13

avianca em revista

Velorbis: velosophy.com.br

Turismo de bike: Levi’s bikeexpedition.com.br levi.com.br

avianca.com.br


/OsmozeJeansOficial @_osmoze /OsmozeOficial


fitness

Treino de força por Eric Pomi foto Tati Brandão

O treinamento de força ou contra uma resistência, mais conhecido como musculação, vem ganhando cada vez mais adeptos, uma vez que foi descoberto que o treino pode ser direcionado para idades e objetivos diferentes. Com isso, muitos mitos foram derrubados enquanto outros benefícios foram descobertos. Não é necessária uma academia (apesar de ser eficiente), treinos longos e exercícios complexos para conseguir resultados. Mas uma coisa é certa: postura correta e paciência na execução são fatores que influenciam bastante para que a atividade seja segura e eficiente. Escolhemos três exercícios que trabalham o corpo como um todo, que podem ser feitos em casa, mas com atenção aos detalhes posturais, para que se tenha a devida proteção. Em qualquer exercício de musculação, temos que usar a proteção do abdômen e do assoalho pélvico para descomprimir a região lombar. A regra é: em qualquer exercício, encolher a barriga e segurar o xixi ao mesmo tempo, durante todo o esforço. O cuidado com o sono e com a alimentação também são fatores cruciais. Faça exame médico e consulte um profissional de educação física antes de iniciar qualquer atividade. Os exercícios podem ter até quatro séries, com seis a quinze repetições cada. Os iniciantes devem fazer o exercício com menos amplitude e ir aumentando os ângulos com o tempo. 1 • Remada com faixa elástica: – Fixe a faixa em algum ponto e alongue o braço, como se fosse um prolongamento do membro. – Puxe a faixa de maneira que o cotovelo fique rente (raspe) ao tronco. A escápula (osso das costas) faz um movimento para baixo e para trás. Volte à posição inicial, bem lentamente. 2 • Flexão de braço : – Com os joelhos apoiados, as mãos ficam posicionadas numa distância maior que a largura dos ombros. A referência é o final do músculo peitoral. – Estenda os cotovelos sem deixar que as escápulas se afastem ou fiquem na posição de tensão (isso protege a articulação do ombro e aumenta e eficiência do exercício). Aumente o espaço entre o pescoço e os ombros. Retorne lentamente. 28 · jan.13

avianca em revista

3 • Agachamento : – Pés levemente apontados para fora (posição 1:50 do ponteiro do relógio). Joelhos acompanhando e fazendo força para fora. Bumbum arrebitado para ativar o músculo lombar. Braços cruzados para frente, com escápulas juntas, fazendo força para baixo. – Com esse alinhamento proposto, agachar até as pernas formarem um ângulo de 90 graus. Retorne devagar. 1

3

2

Eric Pomi Sousa é graduado pela USP, faz parte do Asics Personal Team e é voluntário da ONG TETO

avianca.com.br


Celebrity Cruises. Um grande cruzeiro é feito nos pequenos detalhes. O mundo mudou e a forma de viajar também. Se visitar a Europa é sempre encantador, imagine de uma maneira nova, capaz de fazer até mesmo quem já conhece o velho continente se apaixonar como se fosse a primeira vez. Celebrity ReflectionSM | 6/5/2013 11 noites pelo Mediterrâneo – Roma (Civitavecchia) • Santorini • Atenas (Piraeus) • Istambul • Éfeso (Kusadasi) Mikonos • Nápoles Cabine com varanda – R$ 3.979,00 por pessoa* Consulte seu agente de viagens ou informações (11) 4949-3100 • www.celebritycruises.com.br *Valor com o câmbio referencial de 19/12/2012 de US$ 1 = R$ 2,10. O preço varia conforme o câmbio da data da compra. Tarifa de R$ 3.979,00 por pessoa, em cabine externa dupla com varanda, categoria 1B, referente ao cruzeiro de 11 noites no navio Celebrity ReflectionSM, saída em 6/5/2013 (limite de 10 cabines para essa promoção), exclusivamente parte marítima. Não inclui taxas de qualquer natureza. Entrada de 20% e parcelamento em até 10x sem juros no cheque ou nos cartões Visa, Mastercard, Amex ou Diners (sujeitos à aprovação de crédito). Preços e condições promocionais sujeitos à disponibilidade em cada saída e alteração sem prévio aviso. Consulte nossas condições gerais no site www.celebritycruises.com.br


fashion

Reinventando

Walter

Rodrigues por Rozze angel Foto Miro


No dia 5 de setembro, uma mensagem circulou pela rede social Facebook: “hoje chegou a hora de dizer o que venho definindo nestes últimos meses: deixo o Fashion Rio e as coleções para me dedicar a novos projetos”. Lógico, caiu como uma bomba. Quando se vê um dos maiores nomes da moda brasileira anunciar que está deixando as passarelas, uma interrogação surge instantaneamente. Por quê? Justamente quando o sonho de qualquer novo talento é alcançar o seu lugar, Walter Rodrigues, 56 anos, diz: “desisti”. Ele mesmo assume que o verbo pode parecer muito forte. “Mas não é. É simples”, continua, em sua justificativa. Sua explicação desmitifica o glamour da moda e coloca na berlinda o valor do nome, da marca, do estilo e faz pensar: a figura do estilista, o criador, o artista, estaria desaparecendo?

Por que você está deixando o estilismo? Não é uma coisa tipo “acorda e tchau”. É uma percepção de negócio. O mais importante na evolução do seu trabalho é a parte comercial, que é a sustentação disso tudo. Percebi que, nos últimos anos, mesmo com a loja e todo o processo que a gente fez de se reinventar como marca, como produto, não funcionou. O que não funcionou? Sempre entendi que a concorrência é boa porque faz você acordar, sair de sua zona de conforto. Mas acho que a força com que esses conglomerados internacionais estão chegando, somada à pré-disposição que o brasileiro tem por novidade – o que significa não fidelização –, tudo isso me fez ver que não tenho como competir com essas marcas. Então, não existe mais um público fiel? Não só fazer a roupa está muito difícil como comercializar a roupa também. Os lojistas estão cada vez mais complicados. Existe um processo de vulgarização e eu diria até de diminuição no aspecto de qualidade. O que vale é uma casca. Isso me incomoda muito porque minha roupa sempre foi daquela que você vira do avesso e ela está tão impecável quanto do lado externo. É o comercial engolindo o conceitual? Sempre foi dessa forma. Porém, nunca foi tão agressivo como esta sendo neste momento. Não existe mais aquele sonho: uma máquina de costura, uma mente criativa e pronto. E o luxo, o sob medida, a festa? Eu desisti. Acho que desistir é uma palavra pesada, mas eu realmente comecei a pesar meu tempo, minha hora-tempo. A nova cliente quer que o seu vestido tenha o mesmo preço do das pessoas que estão fazendo isso no mercado agora, mas com o acabamento que você sempre fez. E isso começou a me deixar de muito mau humor. Para poucas pessoas, apenas as especiais, ainda estou disponível. Como esta extravasando então sua necessidade criativa? Hoje em dia, o processo da pesquisa, para mim, está mais fascinante. Posso oferecer meu conteúdo, o que realmente conheço de produto, de moda, de história, de tudo isso, para milhões de outras pessoas que estão precisando disso agora. Sinto-me muito mais encantado com esse processo do que com a construção da roupa. Começo a falar da pesquisa, do Fórum de Inspirações e fico animado. E moda é uma coisa meio “ah tá, sei, ahãm”. A moda está vivendo de um falso glamour? Quando, por exemplo, você tem a maior e mais famosa casa francesa, que é a Christian Dior, contratando um estilista absolutamente minimalista

(Raf Simons), para mim isso é um repensar absoluto. É como se a gente colocasse a coluna vertebral no lugar de novo. É um enxugamento do excesso. É uma tendência? Quando a gente vê Alexander Wang – que para mim faz moda – sendo colocado na poderosa Balenciaga, no meu ciúmes da marca (risos), eu penso: será que ele tem estofo para segurar? (Nicolas) Ghesquière tinha toda uma história junto da Maison. Por outro lado, comercialmente falando, o Wang é hoje o estilista que mais consegue transformar o desejo das pessoas em moda instantânea. Talvez a PPR, que é a dona da Balenciaga, esteja buscando exatamente este tipo de criador, que tenha uma visão mais imediatista. Em nenhum momento você pensou em vender a sua marca? Não. Acho que eu suei muito para construir isso. De novo, não tem amargura, mas quero preservar aquilo que me interessa porque eu não sei do futuro. Daqui a um ano ou dois, posso começar novamente a fazer uma linha festa muito exclusiva. E na verdade não recebi nenhuma proposta incrível, com a qual eu me aposentaria e poderia morar em Kyoto, no Japão, para sempre... (risos). Também teria o risco da marca se perder como aconteceu com outras? Os investidores deveriam compreender que se aquela marca chegou naquele patamar de desejo a ponto de ser comprada por um conglomerado, seu DNA deveria ser preservado como uma joia, pois esse é o bem mais precioso que a marca tem. Qual o caminho para os novos talentos de moda? Eu acho que a palavra de ordem é coragem. Eu fico muito impressionado que as pessoas acham que moda é para ser blogueira, sabe. Não é assim. Moda é muito trabalho. Moda é realmente ter conteúdo. Como será a criação no futuro? Seremos muitos trabalhando em um mesmo conceito. O ego da “minha coleção”, da “minha cartela de cores”, isso vai para o espaço. Vai ser “a nossa coleção”. Então, se você não estiver preparado para o desapego do seu ego, sobre essa visão que vai ter que ser compartilhada, você está “lascado”. Mude de profissão ou vá fazer outra coisa em moda, não criação. E o seu futuro, o que quer fazer? Sem ser presunçoso, quero compartilhar minha sabedoria, meu conhecimento, minha visão do mundo. Justamente por ter vivido intensamente esses 20 anos dentro de uma marca, dentro de um processo de moda. E como está o hoje? É como se eu tivesse tirado férias e está sendo maravilhoso. Pensar que eu vou ter Natal e Ano Novo que nos últimos 20 anos eu não tive, é sensacional.


Wish - fight

are you

red?

Em clima de UFC, vale a pena colocar o corpo em movimento. Escolha uma arte marcial ou boxe. Melhor, treine tudo junto. Assim, você pode se tornar um lutador de MMA. No mínimo, ficará em forma. Mens sana in corpore sano.

por rozzE angEl FoToS divulgação

nunchako dE borracha da Jugui (jugui.com.br) R$ 32,00

capacEtE para boxE da Jugui (jugui.com.br) R$ 42,00

shorts dE muay thai da spank (mmashop.com.br) R$ 119,00 saco clássico dE boxE da spank (mmashop.com.br) R$ 489,00

luva do Junior cigano da prEtorian (pretorian.com) R$ 169,00

bandagEm Elástica prEtorian (pretorian.com) R$ 34,90

32 · JAN.13

manopla prEtorian (pretorian.com) R$ 179,90

kimono kEiko raça – sériE limitada (keikosports.com.br/loja) R$ 298,00

fightshort vEnum José aldo ufc 156 (venumfight.com) R$ 169,90

AViANCA EM REVISTA

avianca.com.br


patag么nia chilena turismo


Patag么nia

Espetacular por paulo greca


patagônia chilena

Espetáculo único: o alvorecer nas Torres del Paine

Destino: Santiago, no Chile. A aventura pela Patagônia pode ser classificada como sen-sa-ci-o-nal. Uma ponte de voo local leva rapidamente a Punta Arenas. Seguindo para o sul, a caminho de Puerto Natales, é possível apreciar o incrível Parque Nacional de Torres del Paine, desfrutar de inúmeras belezas da região e, na sequência, embarcar na expedição rumo ao fim do mundo para conhecer o temido Cabo Horn – pesadelo dos antigos navegadores – e um pouco das intempéries do extremo sul do planeta a bordo do Cruzeiro Stella Australis. A emocionante expedição termina no Ushuaia. Acompanhe nas próximas páginas.

Com extensão territorial superior a 1.043.000 km2, a região da Patagônia abrange a parte meridional da América do Sul, faz parte de dois países – Chile e Argentina –, integra a seção sul da Cordilheira dos Andes, estende-se do Atlântico ao Pacífico no setor leste–oeste e é, sem sombra de dúvidas, um dos locais mais belos do planeta. O nome Patagônia vem da palavra Patagón, que significa “homens de patas ou pés grandes”, usada nos idos de 1520 pelo expedicionário espanhol Fernão de Magalhães para descrever o povo nativo daquela região. Os índios eram considerados gigantes por terem altura acima de 1,85 m

36 · jan.13

avianca em revista

– muito altos, se comparados aos 1,55 m de média dos navegadores. A temperatura local, no verão, fica em torno de +10oC, mas, no inverno, pode passar facilmente dos -20oC. No setor argentino, a região patagônica abrange as províncias de Neuquén, Rio Negro, Chubut, Santa Cruz e a parte leste da Terra do Fogo. Já a parte chilena integra a Região dos Lagos, Valdívia, Puerto Montt, Chiloé, Aysén, Magallanes, a parte oeste da Terra do Fogo e o Cabo Horn. Frente a tantas excelentes opções, fica difícil definir para onde ir e o que fazer. A escolha para a primeira etapa desta viagem foi a visitação ao Parque Nacional Torres del Paine.

avianca.com.br


Localizado na região de Puerto Natales, o local foi fundado na década de 1950 e declarado reserva mundial da biosfera pela UNESCO. Ao longo de seus 242.000 hectares, oferece uma infinidade de passeios com diferentes graus de dificuldade, que atendem as necessidades e capacitações de cada um. As excursões são dirigidas por guias especializados e com vasto conhecimento do lugar. Podem ser feitas de carro, a cavalo pela estepe patagônica, de bicicleta ou mesmo a pé. As imponentes Torres del Paine às margens do Lago Sarmiento

Não deixe de conhecer Sarmiento Secreto Fácil - Duração: 3 h e 30 min. Este passeio começa no extremo ocidental do Lago Sarmiento, a 10 km da Portería Lago Sarmiento. Um circuito curto, porém impressionante, leva ao pitoresco “Paso Puntilla del Lago” – uma estreita faixa de terra situada entre Sarmiento Chico e o Sarmiento Gamboa, com fauna e flora típicas da região, além de formações geológicas de tirar o fôlego.

Mirador Cuernos Fácil - Duração: 4 h. Saída por caminhada no interior do parque com destino aos Miradores Nordenskjöld e Mirador Sarmiento, com chegada ao ponto de partida da clássica caminhada para as Torres del Paine, às margens do Lago Nordensköjld. O caminho pitoresco revela belíssimos pontos em meio à vegetação nativa, como a cascata Salto Grande e a vista do Cuernos del Paine.

Vista do alto das Condoreras

Classificação das expedições: Fácil – Para todas as idades e capacidades. Média – Requer um nível razoável de condições físicas e ausência de problemas de saúde. Difícil – Apenas para pessoas que se exercitam regularmente e que têm “disposição de sobra” como item constante em seu dia a dia.

Condoreras Média - Duração: 3 a 4 h. Acesso de carro por 30 minutos até a Estância Cerro Guido. Saída do ponto inicial da caminhada de 6 km rumo ao coração da terra do condor. Subida a pé em um contraforte de rocha com 450 m de altura para contemplar as impressionantes vistas do Maciço del Paine, a Sierra Contreras, o Rio de Las Chinas, a Sierra del Toro e a Sierra del Caçador. Fora a vista magnífica, é imperdível a oportunidade de poder ver o condor-dos-andes em pleno voo. A descarga de adrenalina fica ainda maior por conta da caminhada no território do temível puma – predador noturno implacável e terror das ovelhas e guanacos.


patagônia chilena

a trilha dos caçadores Média - Duração: 4 h. A caminhada tem início após um curto passeio pela Portería Lago Sarmiento, no lado oriental do Parque Nacional. Este passeio remete ao mundo dos caçadores nativos que ocuparam aquela área há, aproximadamente, 6.000 anos atrás. Visita às cavernas pintadas dos Aonikenk (índios nativos) e observação dos animais silvestres. Para guardar na memória: imagem pitoresca na Trilha dos Caçadores

mirador lazo Média - Duração: 2 h e 30 min. O ponto de partida deste roteiro é a Estancia Lazo. Uma fazenda aos pés da montanha com criadouro de cavalos, cervejaria artesanal e hospedaria própria. Com caminhadas curtas, porém extenuantes, o passeio engloba vistas panorâmicas que incluem o Maciço del Paine, os Lagos Sarmiento, Nordenskjöld e também Laguna Verde. Subida a pé por caminhos bastante escarpados até a Sierra del Toro, com passagem por um pequeno bosque – Haya Patagônica – em encostas abertas. A caminhada é exaustiva, porém, a recompensa é garantida, pois a volta reserva um delicioso churrasco de cordeiro patagônico regado a cerveja Sierra del Toro, totalmente artesanal e produzida na própria fazenda (somente 40 litros/dia). Uma preciosidade elaborada manualmente pela agrônoma e mestre cervejeira Maria Jose Portales, filha de Jorge Portales, proprietário do local. Estância Lazo: ecoturismo, gastronomia deliciosa e cerveja artesanal de 1ª linha

mirador glaciar grey Média - Duração: 6 h. Começa com um passeio de 30 minutos em um catamarã para cruzar o Lago Pehoé. Partida do lodge Paine Grande rumo ao norte pelos bosques de Lenga e afloramentos rochosos. O ponto alto desta excursão é um impressionante mirante de onde o visitante pode apreciar o Campo de Gelo Sul da Patagônia, o Lago Grey e os icebergs que flutuam em direção à superfície do lago.

meseta valle del francés difícil - Duração: 12 h. Esse é para aqueles que têm disposição de sobra. Com saída do Parque Nacional, o tour começa com um passeio de barco pelo Lago Pehoé. Após o desembarque, caminhada por um caminho tranquilo e sinuoso com passagem pelo Lago Skottsberg, de onde se contempla o visual do Lago Nordensköjld e dos Cuernos del Paine, para só então chegar ao Acampamento Italiano, no Vale do Francês, para observação do majestoso Glaciar Francês.

citadela difícil - Duração: 11 h. Rumo ao norte e ao leste do parque Nacional, passagem pela Estância Cerro Guido em rota para a Cordilheira de Baguales. Esta caminhada é difícil e começa na Estância Las Chinas: um rancho que se encontra ao norte de Cerro Guido. Com a clássica vista das Torres del Paine, este passeio revela uma região várias vezes descrita como tendo formações rochosas de outro planeta. Um passeio somente para aqueles que queiram experimentar o mais recôndito da Patagônia.

Recompensa após a longa caminhada: o tradicional churrasco de cordeiro patagônico

chenque difícil - Duração: 7 h. Partida da Estância Cerro Guido. Caminhada rumo ao norte com subida constante. O objetivo é atingir o cume do Cerro Guido a 815 metros de altura. Este passeio não só oferece impressionantes vistas panorâmicas do Maciço del Paine, da Sierra Baguales, Lago Sarmiento e arredores, mas também permite que os visitantes penetrem no mundo dos antigos índios Tehuelches. Destaque para o escarpado cume do Cerro Guido, coroado por um túmulo funerário dos índios nativos. Outras opções de passeios: Laguna Verde, Lago Cebolla, Laguna Azul, Mirador Bosquecito, Segunda Barranca e Las Flores. uma boa notícia: pessoas portadoras de necessidades especiais podem realizar diversos roteiros numa modalidade chamada “Aventuras en Van”, na qual guias treinados para tal finalidade dão todo o apoio necessário para um passeio agradável e satisfatório.


blueboxcomunicacao.com.br

Venha conhecer a primeira loja no Brasil.

imagem ilustrativa

O PRAZER É TODO SEU!

Teriyaki Thickburger

Aeroporto Internacional de Guarulhos / SP Terminal 1 | ASA A | Embarque Internacional

fb.com/carlsjrbrasil


patagônia chilena

Onde ficar e comer Tierra Patagônia Hotel e Spa Localizado a 300 m das margens do Lago Sarmiento, de frente ao Maciço del Paine, o luxuoso hotel é adepto do sistema All Inclusive e preza pela qualidade de atendimento, conforto e boa gastronomia internacional. A arquitetura é projetada para que o hotel “desapareça no mapa”, já que grande parte fica sob o solo e é praticamente invisível em meio à paisagem local. Para saber mais Tierra Patagonia Hotel & Spa +56-2-2370-530 tierrapatagonia.com Invisível: A arquitetura do Tierra Patagônia Hotel se funde em meio a paisagem

40 · jan.13

avianca em revista

avianca.com.br


Novo desafio

A expedição é indicada para pessoas de qualquer idade

A partida da aventura se dá na cidade de Punta Arenas (Chile), a bordo do confortável Stella Australis e seus 5 andares de diversão e entretenimento. Com passagem pelo Estreito de Magalhães, o navio segue pelo Canal Beagle e refaz parte da rota de exploração até o Cabo Horn realizada no ano de 1833 pelo cientista britânico Charles Darwin. Depois, retorna para desembarque no Ushuaia (Argentina). Por se tratar de um “small ship cruise”, o barco consegue adentrar nos fiordes da Terra do Fogo e tem acesso às geleiras da Cordilheira Darwin. Transportados em botes de apoio, os visitantes conseguem acessar lugares remotos e totalmente isolados – onde não existem portos, cidades ou qualquer habitante humano – e podem então estabelecer contato direto com a natureza virgem e selvagem ao visitar colônias de pinguins, elefantes marinhos, golfinhos, baleias e diversos animais. Esse roteiro já é pré-estabelecido e tem exigência física baixa, portanto, a faixa etária dos passageiros é muito ampla. É um cruzeiro de contemplação e ecoturismo. O tamanho dos botes de apoio e a agilidade da equipe treinada faz com que os desembarques sejam ágeis e os passeios em grupos sejam menores e personalizados.

avianca em revista

jan.13

· 41


patagônia chilena

1º Dia: Estreito de Magalhães e Canal Beagle. Início da viagem com navegação a caminho do Cabo Horn. Apresentação do roteiro da viagem e palestras sobre os próximos destinos. 2º Dia: Fiorde Almirantazgo - Baía Ainsworth – Ilhotas Tuckers – Glaciar Marinelli e Canal Gabriel. Possível observação de elefantes marinhos, colônias de pinguins, cormorões, gaivotas austrais, chimamngos e diversas outras espécies da avifauna local. 3º Dia: Canais Bellenero e O’Brien – Braço NW - Canal Beagle – Avenida dos Glaciares – Fiorde – Glaciar Pía. Em contato direto com as geleiras e navegação nas águas do canal, é possível perceber toda a imponência das geleiras milenares ao longo do percurso. Visitação do Glaciar Pía e finalização do passeio com uma divertida degustação de chocolate quente e whiskey com gelo glacial, retirado diretamente da geleira. 4º Dia: Canal Murray – Baía Nassau – Ilhas Wollaston – Cabo Horn – Baía Wulaia. Um dos pontos altos da viagem, com saída para o Pacífico Sul e navegação em mar aberto com destino ao ponto mais distante das Américas. Visita ao Instituto Charles Darwin, local onde o capitão inglês FitzRoy e o cientista fizeram contato com aborígenes Yaghanes no século XIX. Desembarque no Cabo Horn e subida por uma escadaria de 160 degraus para visitação ao monumento da Irmandade dos “Cap Horniers”, inaugurado em 5 de dezembro de 1992. 5º Dia: Retorno ao Canal Beagle para aportar na cidade de Ushuaia, fundada em 12 de outubro de 1884, um dos primeiros pontos de encontro entra a cultura Yaghan e os missionários anglicanos. Além das atividades externas de expedição e exploração local, existem diversas relações interativas e de entretenimento no interior do barco, que visam a integração entre passageiros e tripulantes. Diversão garantida 24h ao dia. Você ainda tem a opção de fazer compras na zona franca e trazer diversos souvenires de recordação da viagem.

Pinguins: os donos da fábrica do frio em seu escritório natural

Observação da fauna local nos botes de reconhecimento Baía Wulaia: quintal natural do Instituto Charles Darwin


Cabo Horn: o ultimo pedaço de terra firme entre a América do Sul e a Antártida

Fim da expedição: pôr-do-sol a caminho do Ushuaia

Ushuaia: fim da linha e ponto de chegada da aventura

Trilha de contemplação no bosque no Glaciar Marinelli

Stella Australis: conforto e sofisticação na medida certa

O Stella Australis foi construído no ano de 2010. Comporta até 210 passageiros, confortavelmente distribuídos em 100 cabines. Ao total de seus 5 andares, possui restaurante, salões de jogos e entretenimentos, sala de ginástica, aquecimento central, torre de observação, salas de projeções e diversão garantida a toda hora. É possível conhecer a cabine de comando e navegar um pouco ao lado do capitão: um privilégio para poucos. Para saber mais: Cruceros Australis: +56-2-2442-3115 australis.com

AViANCA EM REVISTA

JAN.13

· 43


patagônia chilena

Dicas para fazer uma viagem segura e prazerosa A Patagônia e seus arredores são mundialmente conhecidos por abruptas mudanças de clima, fortes e tempestuosos ventos e também por nevascas súbitas durante todo o ano. Os ventos na região podem facilmente passar dos 200 km/h. Tanto as condições atmosféricas como as do oceano podem se modificar em um espaço de tempo muito curto, portanto, para se precaver de quaisquer problemas, siga as orientações de seus guias. Mantenha-se hidratado, aquecido, coma alimentos leves, evite bebida alcoólica, use e abuse dos protetores solares e labiais. Leve luvas, cachecol, gorro, boné, óculos escuros (importante para proteger os olhos da refração da luz), mochila confortável e um bom calçado – leve e resistente – com solado de borracha, preferencialmente com isolante para água, frio e adequado com drenagem para caminhar em locais com água ou neve. Não esqueça o traje de banho para desfrutar da piscina e do spa do hotel. Comprimidos para enjoo são grandes aliados. O ideal é ter uma boa roupa térmica para garantir a manutenção do calor junto ao corpo. Sobre ela, uma roupa de algodão, depois uma malha um pouco mais grossa, um casaco bem quente (não necessariamente muito grosso) e, por fim, uma capa impermeável por cima de tudo. Esta é a melhor forma de manter o corpo aquecido de forma uniforme, já que entre as camadas de roupa haverá uma boa quantidade de ar. Calças jeans não são recomendadas, pois são muito porosas e dissipam o calor do corpo rapidamente. Caso queira usá-las, coloque uma calça térmica por baixo e uma impermeável por cima. Tenha na mala calças com zíper na perna que se transformam em bermudas. Se a temperatura subir, você poderá tirar parte da calça e continuará

O uso de roupas adequadas garante o conforto ao longo da viagem

confortavelmente vestido. Também leve algo para repor a energia (barrinha de cereais, por exemplo) e seu próprio cantil com água. Lembrese que, apesar de sua viagem ser um passeio de entretenimento, você se encontra em meio a um local inóspito e está a muitas horas de distância de qualquer ponto de apoio devidamente equipado para uma intervenção de emergência no caso de um desastre. Antes de pensar em sair sem um orientador capacitado, avalie os riscos. Essas são apenas algumas dicas simples para que você possa se divertir e aproveitar ao máximo sua estada em um dos locais mais belos do planeta com total segurança. Em suas próximas férias, inclua a Patagônia em seu roteiro.

Um luxo para poucos: convite feito pelo capitão para conhecer a cabine de comando


FRONT front

Robert Scheidt

Senhor das águas por camila Balthazar

O atleta dono de cinco medalhas olímpicas conta sua história com os esportes, a busca pelo sexto pódio nas Olímpiadas do Rio e seu novo foco na vida: a velejadora lituana Gintare, o filho Eric e o segundo menino, que nasce agora em março

46 · jan.13

avianca em revista

avianca.com.br


avianca em revista

jan.13

路 47


FRONT

Robert Scheidt tem as mãos calejadas da vela e os olhos marcados pelos anos que já passou – e ainda passará – embaixo do sol. Os óculos escuros são quase uma extensão do seu rosto. Mas há momentos em que os olhos precisam estar livres de qualquer proteção para enxergar o que passa despercebido para muitos: a intenção do vento, que se manifesta em cada detalhe da água e na natureza ao seu redor. Concentrado e determinado, Robert aprendeu a controlar sua mente na época em que jogava tênis – “carreira” que o acompanhou da infância até os 16 anos. “O tênis é extremamente psicológico. Me deu muita disciplina e me fez muito forte mentalmente”, conta ele durante um batepapo no restaurante do Yatch Club Santo Amaro (YCSA), na Represa de Guarapiranga, em São Paulo. Foi lá que o atual colecionador de medalhas olímpicas – foram cinco: dois ouros, duas pratas e um bronze – e onze vezes campeão mundial aprendeu a velejar. Aos cinco anos, já aventuravase no barco bicabinado da família, um day sailer. Aos nove, ganhou seu primeiro barco, da classe Optimist. Tamanho incentivo vinha do pai Fritz, empresário e velejador, que chegou a disputar a seletiva para a Olimpíada de Roma, em 1960. “Naquela época a vela era muito amadora, mas ele era um velejador muito bom”, lembra Robert, que, além das regatas, participou de torneios de tênis durante toda a adolescência. “Quando começaram a aparecer os conflitos de data entre torneios e regatas, optei pela vela. Foi uma boa escolha. Não acho que tinha o talento para ser tenista profissional”, analisa. Hoje com 39 anos, Robert é dono de uma façanha: subiu no pódio nas cinco vezes em que disputou uma Olimpíada, conquista improvável para atletas de outros esportes. Mesmo que a Olimpíada seja o ponto mais alto da carreira de um atleta, o título que Robert guarda com mais carinho e orgulho não é esse. “As pessoas sempre falam de mundiais e Jogos Olímpicos, mas existe um momento divisor de águas na vida do atleta. Para mim, foi quando ganhei o Mundial Juvenil com 18 anos, em 1991. Ali me afirmei e vi que podia sonhar mais alto e, quem sabe, competir em uma Olimpíada”, compartilha. O velejador não imaginava chegar tão longe. Quando participou de Atlanta, em

48 · jan.13

avianca em revista

avianca.com.br


1996, pensou que chegaria a Sidney, em 2000, e ali encerraria sua participação olímpica. “Mas senti que ainda tinha potencial, apoio, patrocinadores e, acima de tudo, motivação”, diz. Seu forte preparo físico e emocional o levará ao Rio de Janeiro em 2016. Como Robert diz, se tudo der certo e ele conseguir se classificar – a gente duvida muito que isso não aconteça –, esta será sua despedida. “O Rio de Janeiro é um sonho e ficará na história do país. Participar desse momento dá uma motivação extra”, anima-se o atleta, revelando que tem ido à capital carioca treinar e

possivelmente alugará um apartamento por lá em 2015. É importante familiarizar-se com o ambiente da Marina da Glória, local das competições. “É um lugar difícil porque venta pouco no inverno, período em que acontecem as competições. A meu ver, o melhor local seria Búzios ou Cabo Frio, porém, o comitê preferiu manter todas as competições em um raio de 50 km do Rio”, explica, enfatizando que Jogos Olímpicos acontecem durante duas semanas a cada quatro anos, ou seja, é preciso colocar objetivos intermediários, como

campeonatos nacionais e mundiais. Não dá para pensar em Olímpiada vinte e quatro horas por dia. A Olímpiada do Rio será de pouco vento e, ao que tudo indica, de decisões solitárias no barco. Dupla do velejador Bruno Padra desde 2005, os dois competiram juntos na classe Star nos dois últimos Jogos. Antes disso, Robert velejou por 16 anos na classe Laser, barco individual. Em agosto de 2012, a Federação Internacional de Vela (Isaf) anunciou a exclusão da Star do programa olímpico a partir dos Jogos do Rio. Apesar de ainda haver esperança de que a classe

retorne, Robert não perde tempo e voltou à classe Laser. “É como se eu tivesse fechado um ciclo da minha vida e agora estou reabrindo. O ponto positivo é que o barco é mais simples, mais fácil de transportar e consigo montar melhor minha agenda. Acabo tendo mais tempo para dedicar à minha família”, afirma. A família começou a se formar em 2007, durante um campeonato preparatório para as Olimpíadas da China, quando Robert conheceu a velejadora lituana Gintare, medalha de prata na classe Laser em Pequim e sexto lugar em Londres.

avianca em revista

jan.13

· 49


FRONT front

Fotos do arquivo pessoal de Robert Scheidt

50 · jan.13

avianca em revista

No ano seguinte, já diziam o “sim” em uma cerimônia realizada em Kaunas, na Lituânia. Mais um ano se passou e chegou Eric, que hoje tem três anos e meio. O segundo filho já está a caminho e nasce em março. “Depois que chega a família, as prioridades da vida mudam. Mas meus treinos continuam e a vantagem de estar com uma pessoa que conhece bem o esporte é que ela entende minha rotina, sabe como é difícil competir em alto nível”, conta Robert. Formado em Administração pela Universidade Mackenzie, atualmente o grande medalhista brasileiro mora em Torbole, na Itália, ao norte do lago de Garda. Além de ser uma região que favorece a prática da vela (vários atletas moram lá), a geografia é boa para mountain bike e alpinismo. Quando está fora da água, dificilmente não está mexendo o corpo. Os hobbies são outros esportes – seja bicicleta ou tênis. “Hoje também gosto muito de ficar com meu filho. Ir ao lago, no parquinho, andar a cavalo, curtir o jardim da nossa casa”, acrescenta. Fã de Rolling Stones, U2 e clássicos do rock, Robert torce para o Santos F.C. e mantém uma casa em São Paulo, próxima da represa de Guarapiranga, onde treina quando está na cidade. Mas Ilhabela é o local preferido e que ainda traz as lembranças da infância na casa do avô, com o veleiro sempre presente. Filho de dois velejadores campeões, o filho Eric já teve seu batismo na


água. Aos dois anos e quatro meses, passeou pela represa de Guarapiranga a bordo do mesmo day sailer da família que levou Robert pela primeira vez. Mas sem pressões. “Com pai e mãe campeões, é lógico que quero que ele saiba velejar, até mesmo para entender o esporte dos pais. Mas vou mostrar os outros esportes e, se o Eric quiser seguir profissionalmente, não será uma decisão nossa, mas sim dele”, explica. Fica a espera para as cenas dos próximos capítulos: quem sabe nas Olimpíadas de 2028, quando Eric estiver com 18 anos, teremos mais um Scheidt subindo no pódio olímpico.

Agradecimentos especiais

LIV Produções artísticas Yacht Club Santo Amaro marcio flores - Manga comunicação e marketing

avianca em revista

jan.13

· 51


#thinkredavianca Instagram.com/aviancabrasil

Avianca no Instagram. Sua foto pode sair na revista. O mundo está cheio de detalhes vermelhos. Registre esses momentos e envie para nosso Instagram, @aviancabrasil, usando a hashtag #thinkredavianca. Algumas imagens serão publicadas nas próximas edições da Avianca em Revista, na seção Think Red. Uma maneira divertida de compartilhar suas impressões em vermelho.

Siga Avianca Brasil


economia

Seis Olhares sobre o Euro por fabio kanczuk

Os fictícios personagens Jean Pierre, Hans Peter, Juan Perez, Pierpaolo, Niko Constantino e Carlos Eduardo nos contam suas opiniões, segundo eles imparciais, sobre a crise do euro. Meu nome é Jean Pierre e sou um sociólogo. Nós, franceses, fomos os inventores da União Europeia, um avanço necessário e inevitável para nosso continente, e uma demonstração de nosso desenvolvimento social, político e cultural. Além de servir como contrapeso para o imperialismo econômico americano, a União servirá para conter eventuais radicalismos alemães. Eu sou Hans Peter, engenheiro mecânico. A lógica da União Monetária era transformar gregos, portugueses, espanhóis e franceses em cidadãos produtivos, úteis para a sociedade. Em vez de ficar brincando, divertindo-se e curtindo a vida, eles supostamente iriam começar a trabalhar duro. Evidentemente, nada disso aconteceu. O mundo está ficando cada vez mais competitivo. Com a emergência da China, há que se tornar ainda mais eficiente para continuar no jogo. Sabendo disso, nós, alemães, utilizamos os primeiros dez anos da União Monetária para aumentar nossa produtividade, segurar os salários e reduzir os custos de produção. Como consequência, nesse período a inflação alemã foi bem mais baixa do que no resto da Europa. Como a moeda para todos é uma só, isso na prática significou que nosso câmbio real se depreciou, o que foi excelente para tornar nossas exportações mais competitivas. Foi bom, mas o caldo agora entornou. Nos outros países, os vagabundos consumiram e se endividaram tanto que não têm a menor chance de pagar suas obrigações. O papo agora é que a União Monetária tem de caminhar para uma União Fiscal. Que os países ricos terão de pagar a festa dos países pobres. Federalismo uma ova. Para mim isso é roubo. Meu nome é Juan Perez, sou aluno de mestrado de literatura comparada. Eu estava trabalhando no setor imobiliário, mas, como ele parou, decidi voltar aos estudos. Com a crise do euro, o desemprego para os jovens espanhóis está próximo de 50%. Não conte para ninguém, mas não posso reclamar da vida que levo. O governo financia meus estudos, vivo na casa dos meus pais e tomo cerveja toda noite quando reclamo do nível do desemprego. Afinal de contas, também estou desempregado. 54 · jan.13

avianca em revista

Sou Pierpaolo, arquiteto. Em contraste com a maioria dos países europeus, a Itália não cresceu nada durante a última década. Essa União Monetária não serviu para nada. E agora, com a crise, os juros sobre nossa dívida subiram tanto que nosso governo cortou nossas aposentadorias. Talvez por isso as pesquisas de opinião pública indicam que nós, italianos, somos os mais propensos a abandonar o euro, cerca de 40% da população optaria por isso. Se não me engano, nossas eleições devem ocorrer agora, no primeiro trimestre de 2013. Nosso ambiente político sempre foi uma tremenda confusão, estou cansado da falta de seriedade, da corrupção. Acho que vou votar nulo. Votar em quem? Além do picareta do Papi Berlusconi temos Beppe Grillo, outro humorista. Acho que a plataforma política de um deles vai incluir um plebiscito para decidir se abandonamos o euro. É, pensando bem, eu vou votar. Eu sou Niko Constantino, funcionário da prefeitura de Atenas. Acredito que estou sendo injustiçado. Nós, gregos, somos os mais trabalhadores da Europa e estamos sendo tratados como preguiçosos. Estou cansado dessa pressão dos alemães sobre nossas finanças. Eles precisam de nós mais do que precisamos deles. A Grécia é o berço da civilização ocidental e sem ela a Europa não será nada. Meu nome é Carlos Eduardo, empresário brasileiro. A crise do euro me faz pensar na crise do subprime, de 2008. Naquela ocasião, diziam que para nós ia ser somente uma marolinha, mas veio um tsunami. Eu tive de demitir 30% dos meus funcionários e, depois, quando a economia se recuperou, não conseguia contratá- -los. Dessa vez eu quase não demiti ninguém, meus custos estão altos e nossa economia fica andando de lado. Estou em dúvida sobre o que fazer. Esse tal de Fabio Kanczuk diz que é hora de investir, mas não acredito nele. Fabio Kanczuk – Engenheiro pelo ITA, PhD em economia por UCLA com Pós-doutorado em Harvard. Atualmente é Professor Titular do Dpto. de Economia da USP.

avianca.com.br


entrevista

o espetáculo de sandro chaim por vitor cardoso foto divulgação

“Ninguém faz nada sozinho!”. Esta máxima dita pelo nosso entrevistado traduz um pouco o fio condutor da profissão escolhida por ele. Sandro Chaim é um dos mais bem-sucedidos produtores de teatro do país, tendo em seu currículo o envolvimento em mais de 50 espetáculos, entre eles “Tim Maia – Vale Tudo”, “Cabaret” e “A Partilha”. Paulistano, 34 anos, Chaim começou cedo. Aos 15, presidente do centro cívico no colégio, salvou o espetáculo da turma que estava sem verba para estrear. Montou um book de venda, conseguiu patrocínio com as lojas do bairro e viu sua primeira produção acontecer.

56 · jan.13

avianca em revista

avianca.com.br


A função começou a ficar mais séria até que, depois de produzir shows de grandes nomes da música e turnês pelo interior paulista, esteve à frente de uma versão teatral de “Eles Não Usam Black-Tie”. Pelo sucesso do espetáculo, ganhou de presente de Guarnieri a produção de “A Luta Secreta de Maria da Encarnação”. A partir daí, se uniu a projetos com Du Moscovis, Vanessa Gerbelli e Ana Lúcia Torre, grandes amigos com quem trabalha até hoje. No ano passado, Sandro subiu mais um degrau em sua expoente trajetória, assinando uma parceria de negócios com Bazinho Ferraz e Nizan Guanaes. Nasce a Chaim XYZ com a missão de expandir a visibilidade dos musicais nacionais, tendo como foco inicial a América Latina. Atores costumam sonhar com a profissão desde criança. Como funciona este processo quando falamos de um produtor? É uma decisão antiga ou algo que se consolida com o tempo? Meus pais me levavam ao teatro desde pequeno. Pelo menos uma vez por semana assistia uma peça ou ia ao circo. Mas meu sonho era visitar o backstage. Se eu fosse a um programa de televisão, queria conhecer os bastidores. No circo, queria saber como funcionava tudo do outro lado. Sempre gostei muito de organizar tudo: festas, peças na escola... Mas acho que só temos certeza do que quere-

mos fazer quando começamos a experimentar e descobrimos o que nos deixa mais realizado. Utilizando o exemplo de grandes prêmios, como o Oscar, quando uma obra vence a categoria principal da noite quem recebe o prêmio é o produtor. Você entende o produtor como dono do projeto? Por quê? Depende muito do caso. Tem projetos, por exemplo, que o ator tem a ideia e convida o produtor para executá-la. Neste caso, o ator é o idealizador do espetáculo e o produtor exerce uma função executiva. Em outros casos, o produtor se associa ao ator e juntos realizam o projeto. Em minha opinião, a função do produtor é unir uma equipe criativa para dar vida e concretizar o que está no papel. Alguém precisa ser o responsável para dar a última palavra quando existe divergência nas opiniões. Na maioria dos espetáculos em que estou envolvido, sou sócio de atores e de outros produtores. Acredito muito no formato de parcerias, onde cada um atua onde se sente mais confortável e confiante. Nessa profissão, viajar faz parte de sua rotina, certo? Qual é a sua relação com as viagens? Adoro viajar! No início de minha carreira, passava praticamente todo o tempo viajando pelo interior paulista em turnês por lugares que ainda estavam se estruturando para receber espetáculos. Adoro sair do eixo das grandes capitais, levar arte e cultura para cidades mais distantes e fazer temporadas populares. Não é fácil fazer turnê, pois os custos são muito altos. A Avianca é uma grande parceira, apoiando diversos projetos e possibilitando que muitos espetáculos excursionem pelo Brasil.

A propósito, é possível afirmar que um produtor tem rotina? Quase impossível ter rotina. Aliás, isso é uma das coisas que mais gosto em minha profissão. Não consigo ter rotina e também não quero. Teatro é vivo! Os problemas surgem a qualquer momento e são sempre diferentes. Gosto desta dinâmica, é um aprendizado diário. Qual é a fórmula para uma carreira bem-sucedida? Realizar projetos que você acredita. O sucesso é uma consequência de vários acertos e só vem quando você está rodeado de parceiros de verdade, como a Claudia Raia, Miguel Falabella, Herson Capri, Ary Fontoura, Ingrid Guimarães, Susana Vieira, Arlete Salles, Serrado e Du Moscovis. Enfim, pessoas que me fazem bem e o mais importante: amamos teatro! Como saber que um projeto pode se tornar um grande sucesso? Dá para prever ou é um jogo de arriscar? Não tem como prever. Quem decide o destino de um espetáculo é o público. Se existisse uma receita para o sucesso a gente nunca erraria e se só acertássemos não evoluiríamos nunca. Precisamos aprender com os erros e crescer. Este é o caminho. O que você pode nos adiantar sobre os projetos para 2013? Para este ano, farei, em parceria com a Bromélia Filmes, o novo show da “Galinha Pintadinha”; “Crazy for You”, em sociedade com a Raia; dois novos projetos com o Miguel Falabella, que inclui um musical brasileiro inédito; e vou coproduzir o musical “Annie” com o Espaço 10x21; “Cazuza” e duas novas peças, uma com Marcelo Serrado e outra com a Mônica Martelli. A gente não faz nada sozinho. Levantar um bom time é essencial para que tudo dê certo! avianca em revista

jan.13

· 57


Cult

teatro por vitor cardoso Foto Divulgação

são paulo

SHREK – O MUSICAL Shrek é um dos personagens mais bem-sucedidos da indústria do entretenimento, com quatro longasmetragens e o espetáculo que estreou na Broadway em 2008. Atualmente, o musical está em turnê pelos Estados Unidos. A versão britânica iniciou suas apresentações no West End de Londres em 2011 e segue em cartaz. Agora é a vez dos brasileiros conhecerem de perto a história do ogro que foi expulso de casa aos sete anos e vive isolado em um pântano na floresta do reino “Tão Tão Distante”. Sara Sarres está linda e irresistível como a princesa Fiona e a caracterização dos personagens é bem fiel, embora a produção não seja uma franquia idêntica ao espetáculo de origem. Shrek – O Musical – Teatro João Caetano – Praça Tiradentes, s/n - Centro – Rio de Janeiro/RJ – Sex. 20h, sab. e dom. 16h e 20h e 21h. Estreou 14 de dezembro shrekomusical.com.br

são paulo

A ARTE DA COMÉDIA

A ARTE DA COMÉDIA – Teatro Maison France – Av. Presidente Antônio Carlos, 58 – Centro. Qui. e Sex. 19h30, Sab. 20h30 e Dom. 18h30. Estreou em 9 de janeiro. Fica em cartaz até 3 de março.


são paulo

Rio de Janeiro

A PARTILHA A Partilha – Teatro Shopping Frei Caneca – R. Frei Caneca, 569 – 6º Andar, Cerqueira Cesar – São Paulo/SP – Sex. 21h30, sab. 19h e 21h30, dom. 18h Reestreia 25 de janeiro. facebook.com/APartilha

Anúncio

A PRIMEIRA VEZ A Minha Primeira Vez – Teatro Folha – Shopping Pátio Higienópolis – Avenida Higienópolis, 618, Consolação – São Paulo/SP – Sex. 21h30, sab. 20h e 22h, dom. 20h. Estreou em 4 de janeiro. aminhaprimeiravez.com.br

avianca em revista

jan.13

· 59


red

think red

think

O clichê diz que uma imagem vale mais que mil palavras. Na Avianca uma imagem vermelha sugere uma dica gastronômica ou turística. Pense vermelho em suas andanças pelas cidades ou durante uma viagem e envie seu click para nós. A foto poderá ser publicada na próxima edição. * Envie sua foto para redacao@aviancaemrevista.com.br

Foto: Daniella Arruga Foto: Alexandre Pera

RIO DE JANEIRO

Foto: Gustavo Ribeiro

Foto: Marina Jordão

60 · jan.13

Aracajú

avianca em revista

Foto: Victor Balde Máquina: Canon 5D Mark II


São paulo

Foto: Miguel

MONTREAL

Foto: Marco Martins Foto: Rodrigo Laranjeira Braga Borges

0800 970 5100 www.lemansbrasil.com.br

BOA VISTA/RR • CAMPINAS/SP • CAXIAS DO SUL/RS • CUIABÁ/MT CURITIBA/PR • MACAPÁ/AP • MANAUS/AM • NITERÓI/RJ • PETROLINA/PE • PORTO VELHO/RO • RIBEIRÃO PRETO/SP • VÁRZEA GRANDE/MT • VITÓRIA/ES • TEREZINA/PI

Respeite a sinalização de trânsito.

*Ao alugar um veículo pela primeira vez na Le Mans, no pacote de 3 dias, você só paga R$ 1,00 pelo terceiro dia de locação. Promoção válida para todos os veículos com base na categoria 100 km livres do tarifário (não incluso proteção e taxas de serviço). Consulte condições de locação nos balcões da companhia. Cadastro sujeito a aprovação.


Biografia

BIO EDUARDO

LEDUC Cantor, compositor e vice-presidente por camila balthazar

Compositor de músicas que tocam na rádio, o engenheiro agrônomo Eduardo Leduc pensou que trabalharia no campo de uma cidade do interior. Hoje, é integrante da banda de executivos RockBerry e vicepresidente para a América Latina da área agrícola da BASF.

62 · jan.13

avianca em revista

avianca.com.br


avianca em revista

jan.13

路 63


biografia

As músicas “Só Quem Ama”, de Ronny e Rangel, e “Te Ver Chegar”, de Pedro e Thiago (filhos de Leonardo e Leandro, respectivamente), são composições de Eduardo Leduc. A bordo de voos longos, ele escreve letras de canções românticas. Aprendeu a tocar violão aos oito anos, na aula de música da escola pública que frequentou durante toda a infância em São Paulo. Quando se mudou para o Rio Grande do Sul para começar a carreira depois de formado, tocava MPB na pizzaria da cidade. “Fazia por hobby e, claro, pela pizza grátis para mim e para os amigos que me acompanhavam”, diverte-se. A carreira de cantor de bar sempre o acompanhou – mesmo anos depois, quando morou na Alemanha e nos Estados Unidos com a esposa e os três filhos. “Não existe Atualmente reside em São Paulo. Com mais separação outros quatro executivos forma a banda RockBerry (em alusão ao BlackBerry, entre vida no smartphone companheiro das grandes trabalho e fora empresas). Leduc toca violão e canta – sempre os clássicos do pop rock do trabalho. dos anos de 1970 e 1980. Os ensaios É tudo uma acontecem uma vez por mês, assim como as apresentações na noite paulistana. continuação. “É sagrado. Todos bloqueiam a agenda Por isso tem com bastante antecedência e chegam que ser feliz no pontualmente ao local marcado. A disciplina do executivo ajuda. Se isso trabalho, assim não vira um compromisso acabamos como priorizar não fazendo, com a desculpa de falta de tempo”, afirma. A música é sua terapia, as atividades de mais eficaz que meditação. “É um dos lazer” únicos momentos que consigo desligar totalmente das questões de trabalho. Todos os pensamentos que não estão ligados à música desaparecem”, conta. Hoje com 51 anos, o executivo ocupa o cargo de vicepresidente sênior da Unidade de Proteção de Cultivos da BASF para a América Latina e de Sustentabilidade para a América do Sul. Há mais de 30 anos, quando escolheu cursar engenharia agronômica na Universidade Federal de Lavras (UFLA), em Minas Gerais, seus planos eram trabalhar em uma cidade do interior, próximo à natureza e ao campo – sua grande paixão. Quando a data de sua formatura estava se aproximando, a UFLA recebeu a visita da BASF, multinacional e uma das principais empresas na fabricação de defensivos agrícolas usados na

64 · jan.13

avianca em revista

avianca.com.br


agricultura para aumentar a produtividade e a qualidade da produção de alimentos. O objetivo da BASF era buscar os melhores recém-formados para ingressar na companhia. Convidado pela empresa para um trabalho temporário como safrista no Rio Grande do Sul, mudou-se para lá em 1984. Seis meses depois, foi promovido e contratado como representante técnico de vendas, ainda no estado gaúcho. Encantou-se com a cultura gaudéria. Para seu casamento, marcado enquanto ainda morava no Sul, escolheu um traje de alpargatas brancas, bombacha também branca e uma faixa azul na cintura. Mas a cerimônia aconteceu em Minas Gerais e os convidados pensaram que o noivo estava vestido de príncipe. “Não quis colocar terno e gravata porque isso não fazia parte da minha rotina. Eu não trabalhava assim e nem imaginava que um dia vestiria terno. Simplesmente não fazia sentido”, declara Leduc. Hoje, o vice-presidente veste terno de segunda à sexta-feira. E lembra o ano de 1987, quando recebeu a proposta para trabalhar em São Paulo, sua terra natal, atuando com marketing. Na época de safrista e representante técnico no Rio Grande do Sul, já gostava de trabalhar com produtos e suas especificidades. De lá para cá, não parou de crescer na companhia. Sempre desempenhando suas tarefas da melhor forma possível, seu lema – que reflete seus valores e lhe garantiu destaque na BASF –, bastante conhecido, porém, nem sempre praticado nas empresas, é: “se é para fazer, faça bem feito”. “Além de entregar, eu também gostava de ver meus projetos sendo implementados. Não desistia enquanto não atingia esse estágio”, afirma, revelando mais uma característica que o levou a ser reconhecido dentro da empresa. “Ideias implementadas geram credibilidade entre os colaboradores. Além da transparência em todos os momentos, mesmo quando é necessário comunicar uma decisão difícil, como o fechamento de uma área. Explicar bem o motivo e o porquê de determinada atitude aumenta a credibilidade”, explica o executivo, que hoje tem aproximadamente mil pessoas sob sua gestão, que valoriza e prioriza

o equilíbrio entre vida pessoal e profissional. “Não existe mais separação entre vida no trabalho e fora do trabalho. É tudo uma continuação. Por isso tem que ser feliz no trabalho, assim como priorizar as atividades de lazer”, diz. Os colaboradoresatletas que um dia precisam sair mais cedo para treinar para uma prova, por exemplo, são liberados. “Quem tem vida fora do trabalho é mais produtivo. É assim comigo também. Por fazer parte de uma banda, entro em contato com pessoas diferentes. Isso traz novas ideias”, expõe. Dos 28 anos de sua carreira na BASF, seis deles foram dedicados a unidades fora do Brasil. Em 1995, com o cargo de gerente de produto, recebeu o convite para morar na Alemanha com a esposa e os três filhos pequenos. Foram três anos. Leduc voltou para São Paulo em 1998 como diretor de marketing e, dois anos depois, já embarcou para sua segunda experiência internacional, desta vez em Nova Jersey, nos Estados Unidos. “Recebi o convite em uma sextafeira à noite. Mesmo com os filhos já maiores, minha esposa e eu não pensamos duas vezes. No sábado de manhã já telefonei para a pessoa responsável dizendo que aceitava. Não quis dar tempo para o pessoal mudar de ideia (risos)”, brinca. Mesmo sem morar no interior e sem trabalhar com a mão no campo, como previam seus planos de estudante, Leduc mantém seu objetivo inicial, porém, de um endereço um pouco mais urbano. Do 14º andar de seu escritório, em um edifício localizado em um bairro de São Paulo que concentra grandes multinacionais, o executivo investe em inovação e qualidade para as lavouras. “Sou feliz e realizado porque tenho contato diário com quem trabalha na produção de alimentos. Viajo, em média, três vezes por mês para o campo e conheço a realidade agrária de regiões que provavelmente não veria se exercesse outra função. Trabalho diretamente com as tecnologias que impactam no aumento da produtividade e na qualidade da agricultura”, declara. Mesmo atuando na parte estratégica do agronegócio, Leduc não esqueceu os aprendizados práticos. Na casa de praia dos pais, planta tomates e sabe muito bem a hora de colocar a estaca para os galhos não caírem.

avianca em revista

jan.13

· 65


sustentabilidade

Projeção do Estádio Nacional de Brasília Foto: Governo do DF

Legado ambiental da Copa do Mundo de 2014 por Bruno Dias

Levantar a taça na final da próxima Copa do Mundo não é o único grande desafio do Brasil para 2014. Organizar o torneio de forma bem-sucedida, deixando um legado ambiental, faz parte da missão das doze cidades-sede. Para o governo brasileiro, a Copa é encarada como uma oportunidade de mostrar que é possível promover o desenvolvimento sustentável em grandes eventos. Uma das metas dos organizadores é que as emissões de CO2 relacionadas ao Mundial sejam compensadas. Também estão sendo implantadas ações para promover a eficiência energética, o ecoturismo, os produtos sustentáveis e a mobilidade em transporte público ou alternativo. Além disso, as construções ou reformas dos estádios estão ocorrendo dentro de padrões ecológicos. Todos os doze palcos dos jogos da Copa deverão ter algum tipo de certificação ambiental. O Banco Nacional de

Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) exigiu que os estados se comprometessem com esse objetivo para só então conceder o financiamento das obras. O modelo adotado pelo Brasil será replicado pela FIFA como critério para a construção dos estádios das Copas de 2018, na Rússia, e de 2022, no Catar. Nos projetos das arenas brasileiras, a captação de energia solar e da água da chuva são as intervenções mais frequentes. Outra característica comum, neste caso nos estádios que passam por reforma, é o reaproveitamento do material da demolição. O entulho está sendo reciclado ou reutilizado em obras. O Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha é um dos que se destaca na adoção de medidas ecologicamente corretas. O governo do Distrito Federal quer tornar a arena a primeira do mundo a receber o selo Leed Platinum, certificado máximo de sustentabilidade

concedido pela organização Green Building Council. A geração de energia elétrica no Mané Garrincha ocorrerá por meio de 9,6 mil placas fotovoltaicas, com capacidade para gerar 2,5 megawatts de energia. O valor corresponde ao abastecimento de quase duas mil casas por dia. A água da chuva será armazenada em cinco cisternas no interior do estádio e em um lago de retenção no entorno. A captação ocorrerá tanto pela cobertura quanto pelo piso permeável em volta da arena. A água não potável será utilizada para abastecer vasos sanitários e mictórios, para irrigar o gramado e para lavagens em geral. O sistema terá capacidade para armazenar 6,8 milhões de litros de água, o que representará 80% da demanda do estádio. Já a cobertura da arena terá uma tecnologia autolimpante. A membrana que cobrirá o estádio será revestida de um material com propriedades fotocatalíticas. Assim,


quando a membrana entrar em contato com o sol, ocorrerá a decomposição da sujeira. A promessa dos construtores é de que a cobertura retire da atmosfera gases poluentes do ar. O teto vai liberar, ainda, a passagem de iluminação natural e refletir os raios solares, reduzindo o calor interno. Para economizar e aperfeiçoar a iluminação de algumas áreas do estádio, haverá a substituição de lâmpadas normais por outras com a tecnologia LED. Apesar do bom exemplo nas obras, a missão dos estados não termina após o Mundial. Algumas cidades-sede precisarão adotar táticas para evitar que as arenas fiquem ociosas. É o caso de Brasília, Manaus, Cuiabá e Natal, que não têm tradição no futebol. Com o objetivo de monitorar todo planejamento das cidadessede e de reduzir os impactos ambientais do evento, o governo criou Câmaras Temáticas. Uma delas cuida justamente do tema meio ambiente e sustentabilidade. O grupo é coordenado pelos ministérios do Esporte e do Meio Ambiente. “O Brasil já tem, hoje, protagonismo global na área ambiental, justamente por conseguir combinar crescimento econômico com inclusão social e compromisso com o meio ambiente. Somos um país de grande diversidade, com uma matriz energética sustentada por energias renováveis, uma legislação consolidada e avanços importantes, como a expressiva redução de desmatamento da Amazônia. Para o Brasil, a Copa é uma oportunidade de dar visibilidade

Estádio Nacional de Brasília - 30/11/2012 Fotos: Ministério do Esporte/Portal da Copa

a esses avanços e apresentar ao mundo sua capacidade e sua diversidade, não só natural, mas também social e cultural”, explica o secretário executivo do Ministério do Esporte, Luis Fernandes. A preocupação com o meio ambiente tem crescido ao longo das últimas Copas. No Mundial de 2006, o Comitê Organizador da Alemanha foi pioneiro e lançou o programa ecológico Green Goal (Gol Verde), com uma série de compromissos ambientais. Desde então, a FIFA vem dando mais atenção ao tema. Foi assim na Copa da África do Sul e está sendo dessa maneira na preparação do evento em solo brasileiro. Gerente de relações governamentais e institucionais do Green Building Council Brasil, Felipe Faria acredita que o sucesso ambiental da Copa de 2014 está atrelado à difusão das ações sustentáveis promovidas pelos organizadores. “O grande benefício que se pode ter, em termos de legado, é aproveitar a enorme visibilidade de uma Copa do Mundo para conseguir disseminar para a população os benefícios da construção sustentável, motivando o engajamento individual nesse movimento”, diz Felipe.


40

São paulo

horas

são paulo por camila balthazar

O relatório 2012 BRICS Wealth Book divulgou, no final do ano passado, o ranking das dez cidades com o maior número de multimilionários entre os países do Bric (grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). Para a pesquisa, multimilionário é quem tem mais de US$ 30 milhões. São Paulo ficou em segundo lugar, atrás apenas de Pequim, com 1.310 multimilionários. Se considerarmos “apenas” os milionários, outra pesquisa mostra que são mais de 60 mil. Não à toa, a capital paulista reserva um grande número de programas muito mais caros do que em outras cidades brasileiras. São Paulo comemora 495 anos no dia 25 de janeiro. Mas não é preciso ter uma fortuna para curtir um final de semana que passeia pelo universo paulistano. Do boho ao chic, é possível passar de uma feirinha de rua que reúne “quinquilharias” a um brunch de domingo preguiçoso no hotel boutique Emiliano, no coração da rua Oscar Freire. Para esta matéria, descobrimos o que faz sucesso há anos, além das novidades recéminauguradas que são a febre do momento. Acompanhe nosso roteiro de 40 horas intensas por São Paulo.

68 · jan.13

avianca em revista

avianca.com.br


Spot - Fachada Foto: Tadeu Brunelli

SEXTA-FEIRA

21h: Restaurante SPOT

A primeira parada – para já entrar no clima da metrópole – é no Spot, restaurante com jeitinho novaiorquino e ambiente cool para ver e ser visto. A menos de um quarteirão da avenida Paulista, a fachada é toda de vidro e fica no meio de uma praça com fonte iluminada cercada por arranha-céus modernos. Desde que foi inaugurado, em 1994, sempre reuniu celebridades, formadores de opinião e turminhas de famosos. Nesses 19 anos, nunca decepcionou e continua no auge. Até o estilista Calvin Klein já passou por lá. Entre o time de garçons, já estiveram a cantora Céu e o apresentador Marcos Mion. Ou seja, espere ser atendido por alguém interessante. Combine as delícias da cozinha contemporânea com os clássicos drinks, que vão do Cosmopolitan ao Dry Martini. Com 33 mesas, prepare-se para a fila de espera, mas isso faz parte do espírito deste programa. O restaurante abre para almoço e jantar, fechando à 1h da madrugada. O estacionamento próprio não é cobrado. Alameda Ministro Rocha Azevedo, 72 restaurantespot.com.br

avianca em revista

jan.13

· 69


São paulo

11h30: Boulangerie Quartier du Pain

sábado

9h30: oscar freire e jardins O dia já começa na rua de luxo mais famosa de São Paulo. A região é gostosa para passear entre as mais de 200 vitrines – todas lindas – das marcas mais famosas do mundo, como Bvlgari, Diesel e Calvin Klein. Se antigamente apenas a Oscar Freire concentrava as lojas, hoje todas as ruas ao redor já fazem parte desse shopping a céu aberto. Passeie sem pressa pelas calçadas arborizadas, descubra os cafés e perceba que o bairro não vive apenas de luxo. Marcas como Havaianas também têm seu espaço, mas claro que sempre com um diferencial em relação às outras lojas do mesmo grupo. Você vai perceber que muitas pessoas não estão ali somente para comprar, mas para curtir um típico programa de final de semana.

12h30: Feira da Benedito Calixto Quem tiver disposição pode continuar o passeio a pé. Mais precisamente a 1,7 km da boulangerie, e com um clima totalmente diferente, onde acontece a feirinha da Benedito – como é conhecida – com seu charme de brechó e antiquário. Todos os sábados, 320 expositores começam cedo a montar as barraquinhas com seus pertences, sejam eles artesanatos novinhos em folha, obras de arte, LP’s raros, móveis restaurados, armações de óculos de época e tantas outras peças vintages e inusitadas. Praticamente um mercado de pulgas. Todos os objetos possíveis misturam-se com todos os tipos de públicos. Praça Benedito Calixto, 112 – Pinheiros pracabeneditocalixto.com.br

70 · jan.13

avianca em revista

Depois de conhecer o que é Oscar Freire e Jardins, siga a pé para um pit stop na nova boulangerie do bairro. Inaugurada em outubro de 2012, a casa oferece 400 pães de marca própria inspirados em receitas de todo o mundo, opções de frios, bolos, lanches e menus de almoço, café da tarde, happy hour e brunch, este aos domingos e com Chandon à vontade (fica a dica). Uma boa pedida é o croissant de chocolate com a típica receita francesa ou os itens especiais do empório para levar de volta para casa. O ambiente é elegante e traz um pouco da tradição europeia para São Paulo. Alameda Lorena, 2019 quartierdupain.com.br Quartier du Pain

15h30: Galeria Vermelho Da arte de rua da Benedito para um dos principais pontos de criação e divulgação da arte contemporânea no Brasil. Em 2002, três arquitetos restauraram três pequenas casas da vila número 350 da rua Minas Gerais. Características do local foram incorporadas à obra e o terreno que separa as casas hoje forma uma grande praça aberta sobre o fundo de 120m2 da fachada da galeria. Confira o calendário de eventos e exposições antes de ir. Sempre tem alguma coisa acontecendo para dar aquela mexida na nossa visão do mundo. Nesse mesmo espaço fica o Restaurante Sal, que inclusive é destaque da seção de gastronomia desta edição. Aproveite o almoço com calma, pois a digestão já está garantida durante a caminhada pela avenida Paulista, que está ali pertinho. Rua Minas Gerais, 350 – Higienópolis galeriavermelho.com.br Galeria Vermelho


ARTE DE FAZER CHURRASCO Av e n i d a R E b o u รง a s , 1 0 0 1 - J a r d i m P a u l i s t a - S รฃ o P A u l o - S P - T E l . ( 1 1 ) 3 0 8 3 - 4 2 6 5 - w w w. v e n t o h a r a g a n o . c o m . b r


São paulo

22h30: Bar Menys

sábado

19h: Chez Lorena De volta ao burburinho do bairro descolado-chique Jardins, e a uma quadra da rua Oscar Freire, o restaurante Chez Lorena (antigo Lorena 1989) tem clima de balada no jantar. É apenas para começar a aquecer e já dar a dica do que está reservado para mais tarde. Inaugurado em junho de 2010, a casa é uma das preferidas pelo paulistanos “modernetes” e vive lotada. E olha que são cem lugares, com o chef Leo Botto no comando da cozinha. A decoração é rústica e elegante, e cativou clientes assim como os outros estabelecimentos do mesmo grupo: Chez MIS, Casa Nero e Bar Secreto. E depois é hora de correr para o hotel para renovar as energias para o round noturno.

Tapas e bons drinks. Mas chegue de táxi para curtir a noite à vontade. Do idioma catalão, menys significa menos. A filosofia dos proprietários é essa: “menos é mais”. O ambiente é discreto, acolhedor e aconchegante. A inspiração veio do bairro gótico de Barcelona, com mosaicos coloridos nas paredes e clima de taberna. Inaugurado em junho de 2012, é mais uma novidade de São Paulo que já conquistou sua clientela e entrou na lista dos lugares mais queridos. Para quem continua o roteiro e vai cair na balada, peça o Carajillos de saideira: mistura de nespresso ristretto e licor 43, bebida tradicional espanhola que os soldados bebiam para ter energia para as batalhas. Rua Cunha Gago, 864 – Pinheiros menys.com.br

12h: Brunch no Emiliano

DOMINGO

1h: Provocateur A balada mais exclusiva de Nova York abriu as portas em São Paulo em agosto de 2012. Quem já passou pelo clube nova-iorquino vai reconhecer o logo em forma de coração, o par de asas presas na parede e as escadas invertidas – de ponta-cabeça mesmo – no teto. House é o estilo musical que bomba a pista e o som é de altíssima qualidade. Um dos bares serve exclusivamente tequila Jose Cuervo, provavelmente para estimular ainda mais o clima de paquera. É fácil encontrar um rosto conhecido circulando por lá. Rua Jerônimo da Veiga, 163 – Itaim Bibi provocateurclubsp.com.br Provocateur Club em São Paulo

Depois de uma balada com ares nova-iorquinos, pode pular o café da manhã do hotel sem dó porque o dia vai ser no delicioso brunch (a mistura de café da manhã e almoço tão famosa em NYC) do hotel boutique Emiliano. A perdição gastronômica começa ao meio-dia e vai até às 16h. Com preço fixo por pessoa, assim que você senta já chega uma taça de espumante, que pode ser repetida infinitas vezes. O couvert vai de muffins de gorgonzola e damasco a ceviche de atum com gengibre marinado em água de coco. Depois disso vem a hora do menu à la carte, mas que também está incluído no pacote. Há muitas opções tentadoras, mas os ovos beneditinos, os famosos eggs benedict, não podem ficar de fora. Rua Oscar Freire, 384 – Jardins emiliano.com.br

fogo de chão Mas se o desejo for aventurar-se pelas famosas churrascarias paulistas, a Fogo de Chão é a mais tradicional. Bem frequentada, o ambiente lembra um galpão gaúcho e os garçons vestem-se à caráter com bombacha. Muitos são realmente do Rio Grande do Sul e preservam o sotaque. Os cortes exclusivos não se limitam à picanha premium. Chegam à mesa bife ancho, costela premium, filé-mignon, shoulder steak, entre outros. Há quatro unidades em São Paulo. No brunch ou na churrascaria, curta a preguiça de domingo e seja feliz.


Hotel Unique

Onde ficar

Hotel Unique Referência em design moderno e original. Projetado pelo arquiteto Ruy Ohtake, o Unique é uma das obrasprimas da arquitetura paulistana. O bar e restaurante Skye, no terraço do hotel, é um atrativo à parte. Av. Brigadeiro Luís Antônio, 4700 hotelunique.com.br Fasano Além da tradição, o hotel oferece luxo e sofisticação. A tradição da família Fasano, que se consolidou com seus restaurantes, migrou para a rede hoteleira de forma impressionante. Acolhedor e charmoso. Rua Vitório Fasano, 88 – Jardins fasano.com.br Emiliano Com localização privilegiada, no coração da rua Oscar Freire, o Emiliano traduz o conceito de hospitalidade de luxo. Ambiente contemporâneo, cozinha excelente e detalhes sofisticados. Rua Oscar Freire, 384 – Jardins emiliano.com.br

avianca em revista

jan.13

· 73


shopping

summer GiFTS por daniEl amaral FoToS divulgação

para as mulhErEs, todo dia é dia dE fEsta. Então, Enquanto os homEns praticam EsportEs, as bElas passEiam com Jóias E saltos. confira nossa sElEção dE JanEiro E boas compras!

cinto, giorgio armani R$ 755,00 armani.com

brincos Em ouro amarElo E citrino, h.stErn (preço sob consulta) hstern.com.br

top, rapsodia R$ 289,00 rapsodia.com/br

clutch, alExandrE pavão (preço sob consulta) alexandrepavao.com.br

short dE rEnda, costumE R$ 219,00 costume.com.br sandália, arEzzo R$ 249,90 arezzo.com.br

74 · JAN.13

AViANCA EM REVISTA

avianca.com.br


VOCÊ PREFERE SEU QUARTO COM HATCH, PICK-UP OU SEDAN? Agora a BHG tem Sleep & Drive. Você se hospeda em qualquer hotel BHG e aluga seu carro na UNIDAS com toda comodidade, com KM livre, proteção e taxa por preços exclusivos.

86

R$

,00

E VOCÊ AINDA PODE CONTAR:

Acesse o site

www.bhg.net/hoteis

e escolha um de nossos 46 hotéis espalhados por todo Brasil

Centrais de Reservas BHG Paraná: 41 3074 5555 / reservas.pr@goldentulip.com.br Pernambuco: 81 3201 8207 / reservas.ne@goldentulip.com.br Rio de Janeiro: 21 3545 5445 / reservas.rj@goldentulip.com.br São Paulo: 11 2627 6363 / reservas.sp@goldentulip.com.br

Parceiro:

www.unidas.com.br Antes de efetivar a reserva, consulte no site os requisitos para alugar e conduzir veículo e as condições gerais da promoção.


Shopping Tênis, Asics R$ 399,90 asics.com.br

Relógio, Nixon para Cartel cartel011.com.br

Camisa, Patogê R$ 159,90 patoge.com.br

Prancha stand up Inflável, Supflex R$ 3.240,00 supflex.com.br Mocassim, Daslu Homem R$ 350,00 daslu.com.br

Bicicleta, Tito Bikes R$ 1.199,00 titobikes.com.br

Cadeira de Praia MOCHILEIRA (preço sob consulta) (11) 98263-6680

76 · jan.13

avianca em revista

avianca.com.br


Medicina

INFECÇÃO: QUANDO SE PREOCUPAR? por dr. eliézer silva

Todos nós, em algum momento de nossas vidas, desenvolveremos um quadro de infecção, seja ela uma simples amigdalite ou pneumonia. A imensa maioria desses quadros vão embora espontaneamente ou com a utilização de antibióticos. No entanto, por mecanismos que estão sendo gradualmente esclarecidos por pesquisadores, algumas pessoas desenvolvem quadros mais graves, mesmo se tratando de infecções adquiridas na comunidade, como a pneumonia. Esses quadros são hoje conhecidos como sepse, antigamente denominado septicemia. Sepse pode ser definida como uma resposta exacerbada do organismo contra um agente infeccioso. Esta resposta deveria apenas reprimir o processo infeccioso, mas acaba lesando vários órgãos, como pulmão, coração e rim. Esta condição, desencadeada pela sepse, é conhecida como falência de múltiplos órgãos e é a principal causa de morte nas unidades de terapia intensiva em todo o mundo. No Brasil, cerca de meio milhão de pessoas desenvolvem sepse a cada ano e a taxa de mortalidade varia de 30 a 60%. Como mencionado, a maioria dos pacientes se curam e uma pequena parcela desenvolve o quadro mais grave de sepse. Então, como devemos nos comportar frente a um quadro infeccioso? Evidências atuais mostram que quanto mais cedo reconhecermos esse quadro e tratarmos, menor será a taxa de mortalidade. Para tanto, precisamos ficar atentos para os sinais que indicam maior gravidade. Infecções comunitárias, como pneumonia e infecção urinária, costumam ocasionar sinais e sintomas como febre, dores no corpo, mal-estar generalizado e perda de apetite. No caso da pneumonia, ainda há tosse e dor ao respirar, enquanto que para infecção urinária é comum termos dores ao urinar.

78 · jan.13

avianca em revista

Os pacientes que evoluem para um quadro de sepse apresentam os sinais da infecção que os acomete associados aos sinais de gravidade, que incluem (mas não exclusivamente): aumento do número de movimentos respiratórios (em geral, mais do que 20 por minuto), dificuldade para respirar, diminuição da quantidade de urina e pressão arterial muito baixa, que se manifesta por fraqueza intensa e até sonolência. Pacientes idosos podem se tornar confusos e até agitados. Seja nos quadros mais brandos quanto nos mais graves, devemos procurar um médico imediatamente. No entanto, nos casos mais graves o atendimento deve ser em unidades de pronto-atendimento ou emergências hospitalares. Somente nesses ambientes estão disponíveis os recursos necessários para tratar doentes sépticos. Estudos científicos mostram que quando pacientes sépticos recebem grandes quantidades de soro fisiológico e antibióticos potentes nas primeiras horas da sepse, a taxa de mortalidade cai sensivelmente. Por isso, várias campanhas têm sido desenvolvidas, tanto para educar a população em geral como para treinar a equipe de saúde a reconhecer e tratar rapidamente esses pacientes. Por fim, é importante ressaltar que, se por um lado não devemos nos alarmar com qualquer quadro infeccioso, por outro é imperativo buscarmos recursos imediatamente quando os sinais de gravidade surgem. Agindo desta forma estaremos nos protegendo dos possíveis danos oriundos da sepse. Dr. Eliézer Silva foi o primeiro presidente e fundador do Instituto Latino-Americano de Sepse (sepsisnet.org), é membro do Comitê Diretivo da Global Sepsis Alliance (globalsepsisalliance.org), gerente médico do Departamento de Pacientes Graves do Hospital Israelita Albert Einstein e livre-docente pela Universidade de São Paulo (USP).

avianca.com.br


Os diamantes da caixinha azul por Camila Balthazar

Tiffany entra em 2013 com a inauguração prevista de sua quinta loja no Brasil, em Curitiba, em abril; e com participação no filme Great Gatsby, que estreia em julho no país. Depois de quase dois séculos de história, seus diamantes de design atemporal passam de geração em geração e ainda permanecem objetos de desejo


“Nada de mal pode acontecer com você quando você está na Tiffany”, declarou Holly Golightly, personagem interpretada por Audrey Hepburn no filme “Bonequinha de Luxo” (“Breakfast at Tiffany’s”, no original em inglês), lançado em 1961. Logo na primeira cena, a atriz beberica um café e come um doce enquanto admira a vitrine da Tiffany, às 5h da manhã. O filme imortalizou a marca, que naquela época já era considerada a maior joalheria dos Estados Unidos. De lá para cá, foram mais 22 aparições hollywoodianas, mas nenhuma delas apagou o brilho da doce e divertida garota de programa Holly. Em 2013, a Tiffany chegará mais uma vez aos cinemas com “Great Gatsby”, história adaptada do livro de Scott Fitzgerald que traz Leonardo DiCaprio no papel principal. Todas as joias foram desenhadas pela marca. A trama retrata a sociedade americana dos anos de 1920 e o início da massificação da cultura capitalista. Quase um século antes, em uma época de forte crescimento econômico, Charles Lewis Tiffany fundava sua loja de papelaria e artigos de luxo. Com o adiantamento de US$ 1.000 do pai, em 1837 o jovem empreendedor de 25 anos abria as portas no número 259 da Broadway, em Nova York. Mas o rumo da empresa começou a mudar alguns anos depois, quando Tiffany comprou algumas joias da coroa francesa e logo começou a ser chamado de “Rei dos Diamantes” pela imprensa. Depois de 176 anos de história e 250 lojas por todo o mundo, a Tiffany continua arrancando suspiros. De acordo com Luciana Marsicano, diretora geral da Tiffany & Co. no Brasil, a principal razão para essa reputação da marca é seu design atemporal. “Trabalhamos durante muitos anos para lançar uma coleção. Investimos muito até lançar algo que se eternize. As famílias herdam por gerações joias que mantêm a mesma beleza e valorização”, afirma. Em 2012, a marca surpreendeu o mercado com o lançamento do rubedo, novo metal que mistura cobre, ouro amarelo e prata. “É muito raro uma joalheira lançar


Tiffany no Brasil A primeira loja Tiffany no país – e também a primeira da América do Sul – foi inaugurada em 2001, em uma área de 430 m2 no Shopping Center Iguatemi, em São Paulo. Em 2008, foi a vez da segunda loja, também na capital paulista, no Shopping Cidade Jardim. Em outubro de 2011, a marca abriu um espaço no Shopping Iguatemi de Brasília e, no final de 2012, chegou ao VillageMall, no Rio de Janeiro. A novidade para 2013 é a inauguração da quinta loja no Brasil, no

Só trabalhamos com as gemas mais puras. Não valorizamos tamanho, mas sim qualidade e cor, e lapidamos para atingir o brilho máximo Luciana Marsicano

um metal novo. Foram dois anos até chegar à tonalidade e à solidez que nossos designers queriam”, completa Luciana. Além do design atemporal, outra característica que garante o encantamento da marca é a qualidade dos diamantes. Apenas 2% dos diamantes comercializados no mundo atendem ao padrão de qualidade Tiffany. “Só trabalhamos com as gemas mais puras. Não valorizamos tamanho, mas sim qualidade e cor, e lapidamos para atingir o brilho máximo”, explica Luciana. É com esta pedra que a marca comercializa desde 1886 o Tiffany Setting, até hoje um dos anéis de noivado mais desejados. Assim como todas as joias da Tiffany, a famosa caixinha azul embala o momento de celebração desde 1853, quando foi lançada por seu fundador. Em 1906, o jornal “The New York Sun” já reportava que “[Charles Lewis] Tiffany tem algo em seu estoque que você não pode comprar, independentemente do valor oferecido; ele somente irá dá-lo para você. É uma de suas caixas. A regra da empresa não pode ser quebrada, nunca permitir que uma caixa com o nome da firma saia do prédio, a não ser que contenha um artigo que tenha sido vendido por eles e pelo qual eles são responsáveis”.

mês de abril, no Pátio Batel, em Curitiba. A diretora geral da Tiffany & Co. no Brasil conta que, para abrir uma nova loja, são feitas análises do cenário econômico do país e das regiões. “Avaliamos o PIB nacional e regional e a penetração da classe AB. Depois desse mapeamento, partimos para a busca de projeto com direcionamento de luxo”, explica Luciana.


SABORES


Desbravando o chef paulista Henrique Fogaça por Carla Palmieri foto Roberto Salgado

Pai de Olívia e João, vocalista da banda de hardcore Oitão e um dos chefs mais conceituados de São Paulo. Henrique Fogaça, o homem que comanda as panelas do Sal Gastronomia, diz que o melhor conselho que poderia dar a alguém que pretende se aventurar no universo gourmet é a pontualidade. “Você tem que ter muita determinação e ser pontual em seu trabalho. Isso é essencial na cozinha!”, afirma. Apesar do despojado look tatuado, Fogaça é um homem sério e focado, e seu dia a dia é simples como o de qualquer mero mortal: panelas, muito rock’n’roll e família. É vivendo desta maneira que este paulista da cidade de Piracicaba tornou-se um dos cozinheiros mais intrigantes e carismáticos de São Paulo. Desde que criou o Sal, em 2005, no pátio da Galeria Vermelho, Henrique cria receitas que unem sua vontade de comer com suas intuições palatinas. “Não gosto de rotular minhas receitas. Busco sempre a fartura de sabores e preservo sempre o sabor de cada ingrediente. A gastronomia não tem regras, nem fronteiras”. Sobre a gastronomia brasileira, se diz um grande admirador. “A culinária brasileira é a bola da vez, e o nosso país é tropical, ou seja, rico em fartura de ingredientes que são essenciais e únicos para a culinária atual”. Nos últimos tempos, ele tem contribuído e muito para a história da gastronomia nacional,

sobretudo a paulistana, criando e propagando-a por meio de intervenções gastronômicas inéditas pela cidade. Para citar algumas: O Mercado e o Pop-Up Restaurant, feitas em parceria com o chef Checho Gonzales. ”Acho muito importante estes eventos, para implantarmos a gastronomia na cultura do brasileiro”, explica. Planos para o futuro? São muitos. Em breve, Fogaça lançará – com o promoter Marcos Kichimoto e o vocalista do CPM 22, Fernando Badauí – seu mais novo desafio, o bar CãoVéio, um espaço temático que será destinado aos apreciadores de boas cervejas e boa comida de botequim. “A proposta é original: sair do lugar comum, no qual o atendimento seja 100%, com comida simples e cerveja de altíssima qualidade”, define. Também estão previstos o lançamento de um novo CD de sua banda e um livro de receitas com criações de sua autoria. “O objetivo é sempre trazer para a vida uma novidade empolgante e apetitosa”, finaliza.

avianca em revista

jan.13

· 85


SABORES

eSpaguete de

Quinua

Ingredientes (Para 3 pessoas)

Modo de preparo

1 caixa de espaguete de quinua 1 abobrinha 1 berinjela Alho picado 150 g de shimeji 30 g de manteiga 50 ml de shoyu 100 g de parmesão ralado 100 g de tomate-cereja Sal e pimenta-do-reino a gosto

Em uma panela com bastante água, cozinhar a massa por 12 minutos. Enquanto isso, aqueça uma frigideira e refogue o alho na manteiga até dourar. Acrescente o shimeji, o shoyu e refogue um pouco. Acrescente a berinjela e refogue um pouco mais. Depois, acrescente a abobrinha à massa cozida e, em seguida, o tomate-cereja, o sal e a pimenta. Importante: os legumes são cortados no sentido vertical, seguindo o formato do espaguete para um visual mais interessante.

86 · jan.13

avianca em revista

avianca.com.br


EZ ACLIMAÇÃO HOTEL COM CONFORTO • REQUINTE • LOCALIZAÇÃO PRIVILEGIADA A MENOS DE 5 MINUTOS DA AVENIDA PAULISTA

FOTO ILUSTRATIVA

INCLUSO NA DIÁRIA O MELHOR FITNESS HOTELEIRO DE SP. • MENSAGEIROS • RESTAURANTE 24 HORAS • FRIGOBAR • AR-CONDICIONADO • TRANSFERS PARA O SHOPPING PAULISTA E ESTAÇÃO PARAÍSO • PISCINAS / SAUNAS

R$ 170,00 Diária a partir de

*

FOTO DO LOCAL

FOTO DO LOCAL

FOTO DO LOCAL

FOTO DO LOCAL

com serviços + taxa para até 2 pessoas Tarifa em apto. luxo 1 dormitório sujeito a disponibilidade. (Consulte a central de reservas)

Eventos e convenções a partir de

R$ 67,00

6 salas com capacidade de até 250 pessoas em auditório. Estrutura completa em restaurantes, equipamentos e business center. por pessoa - incluso diária da sala, 2 coffee breaks e almoço (mínimo 50 pessoas).

Av. Armando Ferrentini, 668 www.ezhoteis.com.br reservas@ezhoteis.com.br

RESERVAS (11) 3346-7799

*Tarifas promocionais sujeitas a alteração sem prévio aviso. Não incluso café da manhã, estacionamento e taxa administrativa.


vinhos

para curtir o verão

por paulo grEca

NESTA EDIçãO, ESCOLHEMOS UMA VARIEDADE DE VINHOS QUE SE ADEQUAM PERFEITAMENTE AO CALOR. FAçA SUA ESCOLHA ENTRE BRANCOS, ROSÉS, ESPUMANTES, TINTOS E APROVEITE O VERãO DE MANEIRA GOSTOSA E REFRESCANTE.

dunamis mErlot branco

A novidade refrescante para esse verão é o lançamento exclusivo da vinícola Dunamis Vinhos e Vinhedos – Dom Pedrito/Campanha Gaúcha – que ousou, abusou e lançou o primeiro vinho branco feito 100% de uvas tintas no Brasil: o delicioso Merlot Branco. Muito refrescante, aromático, frutado, vem com boa acidez e final prolongado. Vale conferir! Mondovino: (21) 2497-4211 mondovinoweb.com.br

mailly grand cru brut résErvE

Champagne elaborado a partir de uvas plantadas em vinhedos Grand Cru. Produzido na região de Reims, em Champagne, repousou por três anos em caves subterrâneas. Amarelo dourado com aroma complexo e frutado, notas de pão tostado e frutas secas, com final longo e persistente. Ana Import: (11) 3951-4333 anaimport.com.br

franck bonvillE grand cru brut rosé

Champagne rosé de “Saignée” produzido em maceração de Pinot Noir no mosto de Chardonnay. Grand Cru Millésime, safrado de 2006, é composto de 90% de Chardonnay de Avize e 10% de Pinot Noir de Ambonnay. Muito fresco, com boa acidez, revela aromas de frutas vermelhas e final longo. Hedoniste: (11) 23379707 hedoniste.com.br

Joachim koErpEr syrah

Tinto português que leva a assinatura do estrelado chef Joachim Koerper. Produzido no Alentejo pela Herdade da Malhadinha Nova com uvas 100% syrah, apresenta cor azul escura com reflexos vermelhos e aromas de pimenta, couro e frutas vermelhas. Bem equilibrado, passou 12 meses em barris de carvalho francês. Final longo e boca macia. Enotria: (21) 2429-8101 enotriajk.com.br

chilcas rEd onE 2009

Produzido no Valle del Maulle, no Chile, este corte de uvas Merlot, Cabernet Franc, Malbec, Petit Verdot e Cabernet Sauvignon foi afinado por 14 meses em carvalho francês. Tem coloração rubi intensa e aromas complexos de frutas C negras, café, pimenta negra M e baunilha. Intenso na boca, com taninos macios e final Y marcante. CM Max Brands: (11) 2174-6700 mxbrands.com.br MY CY

CMY

K

Dica do especialista: A máxima de que tintos não devem ser bebidos no calor é contestada por alguns entendidos no assunto. A recomendação dada para desfrutar deles de maneira satisfatória é simplesmente resfriá-los um pouco mais que o habitual. Ao verter o líquido na taça, você perceberá que o processo auxilia a dissipar a sensação de queimação causada pelo álcool, porém não altera a performance da bebida, uma vez que, com o passar do tempo, sua temperatura se eleva e os aromas naturalmente se revelam. AViANCA EM REVISTA 88 · JAN.13


mapa gastronômico

Curaçao

de dar água na boca

POR paulo greca

Traduzir em palavras as impressões sobre a deliciosa gastronomia oferecida em Willemstad, capital de Curaçao, no Caribe, definitivamente não é uma das tarefas mais fáceis. Difícil, mas não impossível. Delicie-se com as iguarias encontradas em um dos lugares mais bonitos do planeta.

Medi Restaurant Hyatt Regency

O brasileiríssimo chef Vincent Pellegrini comanda a equipe da cozinha do Medi Restaurant / Hyatt Regency Curaçao e executa com habilidade e maestria a função de presentear os paladares mais refinados com suas criações inusitadas. Peça a ele que prepare um menu degustação para que você possa escolher numa segunda oportunidade, uma vez que, após experimentar suas obras de arte, não vai sobrar espaço para mais nada. Experimente o Medi Cured Tuna, deliciosos cubos de atum fresco regados ao dry gin, servidos com molho feito de uma combinação de pimentapreta, limão-siciliano, capim-santo, laranja, coentro, páprica e alho assado. Imperdível! Info: 599-9-840-1234 curacao.hyatt.com

Tempo Doeloe

Scampi’s

Um deck que adentra o mar e sobre as ondas, o Scampi’s: um bar que faz a alegria dos turistas e locais. A decoração rústica agrada bastante e a noite, a iluminação reduzida permite contemplar a imensidão do oceano e uma infinidade de peixes, principalmente em fases de Lua cheia. Meu prato preferido foi o Chicken With Salmon, peito de frango grelhado, recheado com salmão defumado ao molho de limão. Uma delícia!

Se você faz a linha “não tô nem aí pra comida comum”, vai adorar a spicy indonesian food do Tempo Doeloe: um restaurante indonesiano na região de Piscadera. Peça o Rijsttafel, um mix de especialidades elaboradas por Johan Dreijerink, chef e proprietário do local. Para a sobremesa, Dream of Dewi, um delicioso sorvete de pétalas de rosas. Vale conferir! Info: 599-9-461-2881 tempodoeloe.net

Info: 599-9 - 465-0769 waterfortterrace.net

90 · jan.13

avianca em revista

avianca.com.br


Aproveite as férias para colocar mais pontos do Programa Amigo na sua bagagem. Com o Programa Amigo, da Avianca, quanto mais você viaja, mais pontos acumula para trocar por passagens grátis e poder viajar ainda mais. A partir de 5.000 pontos já é possível resgatar um bilhete Amigos & Money. Aproveite. Com o Programa Amigo você voa bem mais.

programaamigo.com.br Siga a Avianca Brasil

Consulte seu agente de viagens ou nossa Central de Vendas:

4004 4040 (capitais) 0300 789 8160 (demais localidades)

Importante: não elegível ao acúmulo de pontos. 1. Considera-se Normal o período do ano, excetuando-se a alta estação e os feriados nacionais (exemplo: Natal, Ano-Novo, Carnaval e Páscoa). 2. Consideram-se Alta Estação os meses de janeiro, junho, julho, agosto e dezembro. 3. Consideram-se Datas Especiais todos os feriados nacionais. Tabelas sujeitas a alteração sem prévio aviso. Em caso de dúvidas, contate a Central de Atendimento. A pontuação necessária para adquirir bilhetes-prêmio para viagens nacionais varia de acordo com a origem, o destino e a temporada (Normal, Alta Estação, Datas Especiais). Alterações de data, horário e/ou itinerário não são permitidas. Em caso de alteração, deve-se solicitar o reembolso do Prêmio dentro da validade do bilhete. Somente os pontos válidos retornarão para a Conta Amigo do associado para emitir outro na nova premiação. Em todos os casos, poderão ser cobradas taxas administrativas.


Confira: Prêmio Amigo Resgate com 10.000 pontos. dia

Prêmio Amigo Todo Dia Liberdade para viajar durante todo o ano. Esse prêmio poderá variar de acordo com o período do ano, sendo: • Período Normal: 20.000 pontos1. • Alta Estação: 30.000 pontos2. • Datas Especiais: 50.000 pontos3.

Prêmio Amigos & Money Prêmio ideal para você combinar Pontos e Tarifas Promocionais em um único bilhete. • Período Normal: 5.000 ou 6.000 pontos + Tarifa Promocional. • Alta Estação: 10.000 ou 12.000 pontos + Tarifa Promocional. • Datas Especiais: 25.000 ou 30.000 pontos + Tarifa promocional.

Cadastre-se no Programa Amigo e ganhe 500 pontos! Promoção válida até 31/03/2013.


social

são paulo

Show Roberto Carlos FOTOS Alisson Louback

A inauguração do novo Espaço das Américas contou com show exclusivo do “rei” Roberto Carlos. A apresentação aconteceu em um coquetel para três mil convidados. Adriana Colin

Ray Breda e Carlos Miele

Patricia Casé e Helinho Calfat

Marília Gabriela

Abilio Diniz

Astrid Fontenelle e Barbara Paz

Luciano e Flavia Camargo

Fause Haten

João Carlos Martins


LEIlão do bem FOTOS Marcos Ribas

Luciano Huck, Maricy, Romeu e Cristiana Trussardi

Fernando Scopel, Pedro Vidigal, Marcos Pileggi Filho e Luis Vidigal

O casal Maricy e Romeu Trussardi recebeu amigos e convidados no club Provocateur, em São Paulo, para o Leilão do Bem. A renda arrecadada foi destinada ao Conjunto Assistencial Imaculada Conceição Aparecida.

Romeu Trussardi

Beatris Monteiro de Carvalho, Maricy Trussardi e Silva de Souza Aranha

Adriana e Romeu Trussardi

Cristiane Trussardi e Tania Duran

Otavio e Maria Piva de Oliveira

Bruno Rudge

Lala Rudge

Roberto Schahin e Carla Vasone


Rio de janeiro

esquenta madonna

FOTOS Gianne Carvalho e Cecilia Acioli

A Renner organizou um superesquenta para convidados, antes do show da Madonna, no Copacabana Palace, no Rio de Janeiro.

Marina Ruy Barbosa e Klebber Toledo

Luiz Fernando Guimarães e Carlos Vieira

bruno gagliasso

Leona Cavalli

emanuelle araújo

Christine Fernandes

Aline Moraes

Rômulo Arantes Neto

Inauguração Ara Vartanian FOTOS Bruno Ryfer

O designer de joias Ara Vartanian, ao lado da esposa, Sabrina Gasperin, recebeu convidados para o coquetel de inauguração de sua loja no Village Mall, Rio de Janeiro.

Claudia Cruz

Ara vartanian, Luiz Fernando Coutinho e Liège Monteiro

Mariana Ximenes

Dani Bechara

Nina Kauffman

Guilhermina Guinle


Lançamento Calendário Pirelli

FOTOS Divulgação

A Pirelli apresentou seu Calendário 2013 com grande festa no Pier Mauá, Rio de Janeiro. O criador da 40ª edição é o renomado fotógrafo Steve McCurry, que esteve no Brasil para o lançamento junto a nomes como Sophia Loren e Owen Wilson.

Isabeli Fontana

Owen Wilson

Petra Nemcova

Liya Kebede

Elisa Sednaoui, Summer Rayne Oakes, Petra Nemcova, Steve McCurry, Hanaa Ben Abdesslem

Rodrigo Santoro

Stephen Dorff

Marco Provera Tronchetti e Sophia Loren

Hanaa Ben Abdesslem

Elisa Sednaoui

Gaia Bermani Amaral

Fernando Torquatto

Summer Rayne Oakes


30 anos de SamBa por João fElípE tolEdo FoToS vEra donato E giannE carvalho

zEca pagodinho E marisa montE

Zeca Pagodinho reuniu amigos queridos em uma viagem musical por diversos sucessos eternizados em sua voz. A festa serviu de cenário para a gravação de seu novo DVD e CD, “Vida Que Segue”, filmado em dezembro. A Velha Guarda da Portela, Marisa Monte, Leandro Sapucahy e Roberto Menescal foram alguns dos convidados do cantor para o álbum que comemora 30 anos de carreira de Zeca e será lançado em março.

cissa guimarãEs E rEgina casé

Elisa, noah E Eduardo

antonio pitanga E margarEth mEnEzEs

monarco, sErgio cabral E antonio pitanga

chico pinhEiro E lEda riEllE

hElio dE la pEÑa

zEca pagodinho E Juliana knust

alcionE E mumuzinho

mauro diniz E Juliana diniz

lEandro sapucahy E dudu nobrE


longevidade

Envelhecer com saúde por Mariana Bortoletti

A prática regular do exercício físico pode ser entendida como um dos fatores capazes de contribuir para um envelhecimento saudável e ativo, pois os exercícios funcionam como um recurso poderoso contra o envelhecimento do corpo e da mente. Nas últimas quatro décadas, a expectativa de vida do brasileiro aumentou em 25 anos, ao passar de uma média de 48 anos para 73 anos, segundo o Censo 2010. Assim, a participação dos idosos na população saltou de 2,7% para 7,4%. Se envelhecer com saúde é o que todo mundo deseja, o que as pessoas com mais de 60 anos estão fazendo para se manterem saudáveis? Esse questionamento é tão relevante que o Educador Físico e professor de Yoga, Lucas Camargo, pós graduou-se com uma tese sobre assunto: o que mudou no paradigma do envelhecimento. “A prática regular do exercício físico pode ser entendida como um dos fatores capazes de contribuir para um envelhecimento saudável e ativo, pois os exercícios funcionam como um recurso poderoso contra o envelhecimento do corpo e da mente”, diz Camargo. Segundo ele, a maioria dos idosos procuram a atividade física apenas por orientação de um profissional da saúde. No Brasil, a população idosa é constituída por mais de 20 milhões. Alguns benefícios citados por Camargo são a melhora física, o resgate da autoestima, além do favorecimento da respiração e da resistência. Também o aumento e a melhora dos reflexos, a coordenação e o equilíbrio e a prevenção de uma série de doenças que acompanham o envelhecimento, tais como obesidade, doenças cardiovasculares, diabetes e osteoporose. Mãe do educador físico, Maria Amélia Camargo, 62 anos, disse que levou a atividade física a sério apenas após o empurrãozinho

do filho. Ela praticava Yoga na própria casa, onde ele dava aulas. Atualmente, faz caminhadas pela cidade e ainda ajuda a quem tem interesse no assunto. “Fisicamente estou mais disposta, sem dores nas articulações. Também sinto melhora na minha autoestima e bem estar mental”, diz Maria Amélia. Para estar em dia com a saúde, não é necessário frequentar uma academia. Uma excelente forma de exercitar-se é optar pela prática da Yoga, aconselha o educador físico. O método ajudar a relaxar, corrigir a postura, dar mais energia, aumentar a flexibilidade e tonificar os músculos para uma vida mais saudável. “Penso que cada um deva conhecer-se bem para respeitar seus limites na hora de praticar uma atividade”, diz Maria. Outra dica é realizar caminhadas por locais planos ou, caso você more no estado de São Paulo, exercitar-se em uma das praças equipadas com aparelhos. “Os exercícios mais indicados para a terceira idade são os de aquecimento, mobilidade e flexibilidade, além dos aeróbicos e anaeróbios – de força”, diz o professor. É importante ter sempre acompanhamento profissional. Ao prescrever exercícios físicos para os idosos, o instrutor deve ser criterioso, pois são encontrados praticantes regulares, sedentários, fragilizados e indivíduos com diferentes reservas funcionais conforme a idade. É fundamental que se dê uma atenção especial aos idosos com idade igual ou superior a 85 anos. Dicas do professor e educador físico • Obter aprovação médica • Treinar em uma área de exercícios espaçosa • Usar roupas adequadas • Beber bastante água • Usar cargas de treinamentos adequadas • Seguir uma progressão de treinamento consistente • Usar a técnica correta • Trabalhar com um supervisor do exercício • Priorizar o controle do movimento • Desenvolver bons hábitos de treinamento

Lucas Camargo e sua mãe, Maria Amélia


P U B L I E D I TO R I A L

c

ce e

ss

finos hocolates finos, elegantes legantes e delicioso deliciosos

Assinada pela chocolatier Andressa Vasconcellos, formada pela Ecole Hôtelière de Lausanne, a grife de chocolates de luxo Saint Phylippe segue as tendências internacionais e usa exclusivamente chocolates belgas na elaboração dos produtos que primam pela excelência, elegância e sofisticação. A Saint Phylippe cria verdadeiras obras de arte, com chocolates belgas e de denominação de origem controlada (D.O.C.), com sofisticação e minimalismo. Atualmente a Saint Phylippe faz o melhor chocolate belga no Brasil, além de ser considerada a mais sofisticada opção em presentes no gênero no território brasileiro. O primor no preparo dos bombons desta chocolaterie são inigualáveis e encantam a todos. Da delicadeza das embalagens, à beleza e o brilho dos bombons, ao prazer da degustação de saborosos chocolates belgas recheados com ingredientes especiais. Um dos presentes mais sofisticados da Saint Phylippe são os chocolates em caixa de acrílico negro. Quase um porta-jóias, as caixas podem ser reutilizadas bastando completá-las após o consumo com novas delícias. Na chocolaterie há várias opções de brindes diferenciados e personalizados para grandes comemorações, eventos e datas especiais. A personificação dos chocolates vão desde desenhos grifados nos bombons até a impressão do nome nas fitas das embalagens. Especialista na elaboração de chocolates de luxo, a Saint Phylippe

também conta com produtos kosher e oferece o agendamento personalizado prévio, atendendo a uma demanda crescente de pessoas inseridas na rotina agitada de grandes cidades como São Paulo. Um presente corporativo ou pessoal sofisticado, com um cartão único e assinado, certamente irá impactar pela qualidade e elegância. Além disso, é possível personalizar e pré agendar a entrega de todo o gift. Se o presente será para uma data especial, agradecimento ou um pedido de desculpas, um cartão com os dizeres escolhidos por quem presenteia também irá junto com os chocolates. Tudo entregue na data e hora previamente definidas.

Para conhecer melhor as iguarias confeccionadas pela Saint Phylippe, acesse a loja online da chocolateria: www.saintphylippe.com.br/lojaonline Mais detalhes pelos telefones: Matriz: 11. 2533.3210 / 5543.2770 Loja: 11 5181.2279


EU SOU AVIANCA

O comandante acrobata por Daniel Amaral fotos acervo pessoal

Desde criança, o porto-alegrense Francis Barros tem verdadeira adoração por aviões. Quando adolescente, passou a frequentar o Aeroclube do Rio Grande do Sul, onde se tornou instrutor de planador, avião e acrobacias aos 18 anos. Hoje, aos 35, recém-completados no último dia 31 de dezembro, ele se diz cada vez mais apaixonado por seu trabalho. Comandante da Avianca há quase uma década e com mais de 9.500 horas de voo no currículo, Francis confidencia que não há nada que lhe dê mais prazer que voar e trabalhar. “Tenho orgulho de ter crescido junto à empresa e é sempre estimulante entrar em um avião e realizar minha função”. Premiado em 2012 como o Melhor Piloto Estrangeiro no Campeonato Nacional Americano, Francis Barros escolheu a acrobacia aérea como diversão. “As pessoas acham uma loucura fazer acrobacias, mas é também um trabalho e não só um esporte, além de complementar meu grau de instrução enquanto comandante da Avianca”, explica. A bordo de uma aeronave acrobática Sukhoi 31, máquina que alcança uma velocidade de até 450 km/h, ele exercita sua vocação e, junto do irmão mais novo, Juliano, se aventura em loopings e tunôs. Para quem é espectador, resta apenas o aplauso! francisbarros.com

104 · jan.13

avianca em revista

avianca.com.br


i

n

f

o

inSTiTucional c

o

r

p

o

r

a

t

E

Siga a Avianca no Brasil: AViANCA EM REVISTA

JAN.13

路 105


a

v

i

õ

E

s

a

i

r

c

r

a

f

t

FroTa f

l

E

E

t

a i r b u s

a320

a i r b u s

a319

Comprimento / Lenght (M): 33,84 envergadura / Wingspan (M): 34,00 Altura / Height (M): 11,80 Motores / empuxo / Engines / Thrust: 2 CFM 56-5b7 (27.000 lb) Peso Max Decolagem / Max Weight At Take-Off (kg): 75.500 Velocidade de Cruzeiro / Crusing Speed: 875 km/h Alcance / Range (km): 6.850 Altitude de Cruzeiro / Crusing Altitude: 39.000 FT Tripulação Técnica / Technical Crew: 2 Tripulação Comercial / Commercial Crew: 4 Passageiros / Passengers: 132

Comprimento / Lenght (M): 37,57 envergadura / Wingspan (M): 34,00 Altura / Height (M): 11,75 Motores / empuxo / Engines / Thrust: 2 CFM 56-5b4 (27.000 lb) Peso Max Decolagem / Max Weight At Take-Off (kg): 77.000lb Velocidade de Cruzeiro / Crusing Speed: 875 km/h Alcance / Range (km): 6.110 Altitude de Cruzeiro / Crusing Altitude: 39.000 FT Tripulação Técnica / Technical Crew: 2 Tripulação Comercial / Commercial Crew: 4 Passageiros / Passengers: 162

a i r b u s

a318

m k 2 8 Comprimento / Lenght (M): 35,53 envergadura / Wingspan (M): 28,08 Altura / Height (M): 8,49 Motores / empuxo / Engines / Thrust: 2 RR TAY650 (15.100 lb) Peso Max Decolagem / Max Weight At Take-Off (kg): 44.450 Velocidade de Cruzeiro / Crusing Speed: 821 km/h Alcance / Range (km): 3.167 Altitude de Cruzeiro / Crusing Altitude: 35.000 FT Tripulação Técnica / Technical Crew: 2 Tripulação Comercial / Commercial Crew: 3 Passageiros / Passengers: 100

Comprimento / Lenght (M): 31,45 envergadura / Wingspan (M): 34,00 Altura / Height (M): 12,88 Motores / empuxo / Engines / Thrust: 2 PW6124A(24.000 lb) Peso Max Decolagem / Max Weight At Take-Off (kg): 68.000 Velocidade de Cruzeiro / Crusing Speed: 875 km/h Alcance / Range (km): 5.800 Altitude de Cruzeiro / Crusing Altitude: 39.000 FT Tripulação Técnica / Technical Crew: 2 Tripulação Comercial / Commercial Crew: 4 Passageiros / Passengers: 120


r o t a s

n a c i o n a i s

n a t i o n a l

r o u t E s


r

o

t

a

s

i

n

t

E

r

n

a

c

i

o

n

a

CANADÁ

Vancouver Seattle

Montreal Toronto

Denver

ESTADOS UNIDOS

Boston Newark Nova York - JFK

Chicago

San Francisco

Cleveland

Washington

Dallas / FT. Worth

Raleigh-Durham

Los Ángeles Phoenix Tijuana Houston

San Antonio

Fort Lauderdale

MÉXICO Monterrey Cidade de México

Oceano Pacífico

San Andrés

Santa Marta Barranquilla Cartagena

Montería

Panamá

Corozal

Buenaventura

Cali

Medellín

Guapi Baltra San Cristobal Galápagos

Pasto

QUITO Manta

Barrancabermeja

CUBA

REPÚBLICA DOMINICANA

Quito

Arauca Puerto Carreño

EQUADOR Guayaquil

BOGOTÁ Ibagué

Neiva Popayán

Tumaco

Havana

Cancún Punta Cana Flores GUATEMALA San Pedro de Sula Santo Domingo La Ceiba Ciudad de Guatemala EL SALVADOR Tegucigalpa Aruba San Salvador ManaguaCOSTA RICA Curazao Santa Marta PANAMÁ San José Caracas Riohacha Barranquila de Costa Rica Valencia Cartagena Ciudad de Panamá Valledupar Medellín VENEZUELA Bogotá Cali COLÔMBIA Bucaramanga

Manizales Pereira Armenia

Mérida

Mar Caribe

Miami

Cúcuta

Apartadó

Quibdó

Tampa Orlando

New Orleans

Villavicencio

Puerto Inírida

PERU

Colombia San José del Guaviare

Lima

Florencia

Colombia

Ecuador

La Paz

Ecuador Piura Chiclayo

Guayaquil Cuenca

BOLÍVIA

Tarapoto

Brasil

Trujillo Perú

CHILE

LIMA Cusco

Puerto Maldonado

BrasilJuliaca

Bolivia LA PAZ Santa Cruz de la Sierra Arequipa Paraguay

ARGENTINA Santiago Buenos Aires

i

s


i

n

t

e

r

n

a

t

i

o

n

a

l

r

o

u

t

e

s

Frankfurt

ALEMANHA Paris

FRANÇA ESPANHA

Barcelona

Madrid

Oceano Atlântico

Santiago de Compostela

La Coruña

Oviedo

Bilbao

San Sebastián Pamplona

Vigo Valladolid

Zaragoza Barcelona

MADRID

ESPANHA Valencia

Alicante Córdoba Sevilla Jerez Cádiz Tenerife

BRASIL

São Paulo (GRU)

Rio de Janeiro (GIG)

Las Palmas

Málaga

Palma de Mallorca


cEntral

dE

rEsErvas

rEsErvations

dEsk

sac avianca

0800 286 6543

trEchos nacionais no brasil

domEstic lEgs in brazil

as passagens avianca podem ser compradas pelos telefones: to purchase avianca flight tickets via phone, dial:

capitais state capitals

4004.4040

dEmais localidadEs other cities

0300 789 8160

ou pelo sitE or access our website

www.avianca.com.br

trEchos intErnacionais

intErnational lEgs

para comprar passagens avianca, basta entrar em contato com a central de reservas pelos telefones: to purchase avianca flight tickets, call our reservations desk, dial:

0800 891 8668 dEficiEntEs auditivos hearing impaired

0800 891 1684

ou pelo sitE or access our website

www.avianca.com.br


L o j a s A v i a n c a n o B r a s i l A v i a n c a S a l e s De s k s i n B r a z i l

ARACAJU

Aeroporto Santa Maria Av. Senador Júlio C. Leite, s/nºCEP: 49037-580 - Aracaju - SE Tel.: (79) 3243-1041

BRASÍLIA

Aeroporto Int. Juscelino Kubitschek Lago Azul, s/nºCEP: 71608-900 - Brasília - DF Tel.: (61) 3364-9358 Câmara dos Deputados Esplanada dos Ministérios Câmara dos Deputados - Anexo IV - Térreo - Centro CEP: 70160-900 - Brasília - DF Tel.: (61) 3216-9946

BELO HORIZONTE - CONFINS

Aeroporto Internacional Tancredo Neves LMG 800 - km 7,9 - s/nºCEP: 33500-900 - Belo Horizonte - MG Tel.: (31) 3689-2685

CAMPO GRANDE

Aeroporto Internacional de Campo Grande Av. Duque de Caxias, s/nº- - Vila Serradinho CEP: 79101-901 - Campo Grande - MS Tel.: (67) 3368-6171

CHAPECÓ

Aeroporto Serafim Enoss Bertaso Acesso Florestal Ribeiro, 4.535 Quedas do Palmital CEP: 89805-720 - Chapecó - SC Tel.: (49) 3323-0444

CUIABÁ

FORTALEZA

PORTO VELHO

ilhéus

RECIFE

Aeroporto Internacional Pinto Martins Av. Senador Carlos Jereissatti, 3.000 Serrinha - CEP: 60741-900 - Fortaleza - CE Tel.: (85) 3392-1525 Aeroporto de Ilhéus R. Brigadeiro Eduardo Gomes, s/nºPonta Ilhéus - CEP: 45654-070 (Nova Base 1º- Setembro) - Ilhéus - BA (73) 3231-7957

João pessoa

Aeroporto Int. Pres. Castro Pinto, s/nºBayeux - CEP: 58308-901 - João Pessoa PB Tel.: (83) 3232-721

JUAZEIRO DO NORTE

Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes Av. Virgílio Távora, 4.000 - Aeroporto CEP: 63020-470 - Juazeiro do Norte - CE Tel.: (88) 3572-1050

MACEIÓ

Aeroporto Internacional de Maceió Zumbi dos Palmares Rodovia BR 104 Km 91. CEP: 57110-100 - Tabuleiro Maceió - AL Tel.: (82) 3036 5409

natal

Aeroporto Internacional Augusto Severo R. Rio Xingú, s/nº- - Emaús CEP: 59148-902 - Natal - RN Tels.: (84) 3087-1395 / 1302

Aeroporto Internacional Marechal Rondon Av. Governador João Ponce de Arruda, s/nºJardim Aeroporto CEP: 78110-900 - Várzea Grande - MT Tel.: (65) 3614-2550

PASSO FUNDO

CURITIBA

PETROLINA

Aeroporto Lauro Kourtz BR 285 - km 287 - Zona Rural CEP: 99050-970 - Passo Fundo - RS Tel.: (54) 3045-3008

Aeroporto Internacional Afonso Pena Saguão Principal Av. Rocha Pombo, s/nº- - Águas Belas CEP: 83010-900 - São José dos Pinhais - PR Tel.: (41) 3381-1354

Aeroporto Senador Nilo Coelho BR 235 - km 11 - Zona Rural CEP: 56313-900 - Caixa Postal 403 Petrolina - PE Tel.: (87) 3863-0808

FLORIANÓPOLIS

PORTO ALEGRE

Aeroporto Internacional Hercilio Luz Av. Diomício Freitas, 3.393 - Carianos CEP: 88047-900 - Florianópolis - SC Tel.: (48) 3331-4233

Aeroporto Internacional Salgado Filho Saguão Principal Av. Severo Dullius, 90.010 - Anchieta CEP: 90200-310 - Porto Alegre - RS Tel.: (51) 3358-2393

Aeroporto Gov. Jorge Teixeira de Oliveira Av. Gov. Jorge Teixeira, s/nº- - Belmont CEP: 76803-250 - Porto Velho - RO Tel.: (69) 3219-7472

Aeroporto Internacional de Guararapes Gilberto Freyre - Praça Salgado Filho, s/nºImbiribeira - CEP: 51210-902 - Recife - PE Tel.: (81) 3322-4841

RIO DE JANEIRO - GALEÃO

Aeroporto Internacional Antonio Carlos Jobim Av. 20 de Janeiro, s/nºTerminal I - Setor B - 2º- Andar CEP: 21941-570 - Ilha do Governador Rio de Janeiro - RJ Tel.: (21) 3398-4648

RIO DE JANEIRO - SANTOS DUMONT Aeroporto Santos Dumont Praça Senador Salgado Filho, s/nºCEP: 20021-340 - Rio de Janeiro - RJ Tel.: (21) 3814-7329

SALVADOR

Aeroporto Internacional Deputado Luiz Eduardo Magalhães Praça Gago Coutinho, s/nºSão Cristovão - CEP: 41510-045 Salvador - BA - Tel.: (71) 3204-1586

SÃO PAULO

Av. Washington Luis, 7.059 CEP: 04627-006 - Campo Belo - São Paulo - SP Tels.: (11) 2176-1111 / 1110

SÃO PAULO - CONGONHAS

Aeroporto Internacional de Congonhas Praça Comandante Lineu Gomes, s/nºSaguão Principal (Embarque) CEP: 04626-911 - São Paulo - SP Tel.: (11) 5090-9728

SÃO PAULO - GUARULHOS

Aeroporto Internacional Governador André Franco Montoro Rodovia Hélio Smidt, s/nº- - Ed. Interligação Balcão Avianca - Terminal I - ASA A CEP: 07143-970 - Guarulhos - SP Tels.: (11) 2445-3576 / 3759


www.aviancacargo.com.br

O serviço de cargas nacional da Avianca se consolida como alternativa de transporte para sua carga ou encomenda, proporcionando uma ampliação na sua rede de atendimento a seus clientes. Avianca’s domestic freight service has become a reliable transportation alternative for your freight or small parcels, ensuring the expansion of its client checking desk network. • Utilização de voos comerciais da Avianca.• Utilização de voos regionais exclusivos. • Rastreamento da encomenda online. • Opção de seguro para transporte. • Sistema simplificado de tarifas. • Flexibilidade no atendimento. • Atendimento nas principais capitais, com coleta e entrega. • Use of Avianca commercial flights. • Use of exclusive regional flights. • On-line tracking of all orders. • Transportation insurance options. • Simplified airfare system. • Flexible services. • Pick-up and delivery services in the main capital cities. Aracaju - AJU Rua: José Araújo Neto, 325 sala03 CEP: 49042-250 - Aracaju - SE Tel.: (79)3259-3505 E-mail: ops.aju@aviancacargo.com.br

Florianópolis - FLN Av. Deputado Diomício de Freitas, nº3393 CEP: 88047-400 - Florianópolis - SC Tel.: (48) 3331-4201 E-mail: ops.fln@aviancacargo.com.br

Porto Velho - PVH Rua Rafael Vaz e Silva, 2645 - Liberdade CEP: 78902-700 - Porto Velho - RO Tel.: (69) 3223-8421 E-mail: ops.pvh@aviancacargo.com.br

Brasília – BSB Aeroporto Internacional de Brasília Terminal de Logística de Carga Nacional, salas 06 e 08 - Térreo CEP: 71608-900 – Brasília - DF Tel.: (61) 3364-9674 / 3364-9673 E-mail: ops.bsb@aviancacargo.com.br

Fortaleza – FOR Av. Senador Carlos Jereissatti, nº 3000 - Serrinha CEP: 60740-900 – Fortaleza - CE Tel.: (85) 3392-1717 E-mail: ops.for@aviancacargo.com.br

Recife – REC Aeroporto Internacional de Guararapes Teca da Infraero, Espaço OceanAir - Imbiribeira CEP: 51210-010 – Recife - PE Tel.: (81) 3322-4724 E-mail: ops.rec@aviancacargo.com.br

Campo Grande – CGR Aeroporto de Campo Grande Hangar Infraero Cargo - Entrada lateral, fundos Jardim Aeroporto CEP: 79101-901 - Campo Grande - MS Tel.: (67) 3363-0444 E-mail: ops.cgr@aviancacargo.com.br Chapecó - XAP Acesso Florenal Ribeiro, nº 4535 – Aeroporto CEP: 89800-000 – Chapecó - SC Tel.: (49) 3328-3747 E-mail: ops.xap@aviancacargo.com.br Confins - CNF Aeroporto Internacional Tancredo Neves Terminal de Cargas Rodovia MG 10 – Km 39 CEP: 33400-000 - Confins - MG Tel.: (31) 3689-2683 E-mail: ops.cnf@aviancacargo.com.br Cuiabá - CGB Aeroporto Internacional Marechal Rondon Av. Gov. João Ponce Arruda, s/nº - Jardim Aeroporto CEP: 78110-100 - Várzea Grande - MT Tel.: (65) 3029-7001 E-mail: ops.cgb@aviancacargo.com.br Curitiba – CWB Aeroporto Internacional Afonso Pena Teca Infraero – Carga Doméstica Av. Rocha Pombo, s/nº CEP: 83010-900 – Curitiba - PR Tel.: (41) 3381-1350 / 3381-1364 E-mail: ops.cwb@aviancacargo.com.br

João Pessoa - JPA Aeroporto Internacional de João Pessoa Terminal de Cargas Nacional - Rio do Meio CEP: 58308-000 - Bayeux - PB Tel.: (83) 3232 7674 Tel.: (83) 3232 1637 E-mail: ops.jpa@aviancacargo.com.br Juazeiro - JDO Rua: Santa Luzia, nº 236 - Centro CEP: 63010-230 - Juazeiro do Norte - CE Tel.: (88) 3512-2648 E-mail: ops.jdo@aviancacargo.com.br Natal - NAT Rua Silva Jardim, nº 02 sala 04, Ed. Mirmão, Ribeira CEP: 59012-180 - Natal - RN Tel.: (84) 3201 1439 E-mail: ops.nat@aviancacargo.com.br Passo Fundo - PFB Aeroporto Regional de Passo Fundo BR 285 - KM 287 – Zona Rural de Passo Fundo CEP: 99700-000 – Passo Fundo - RS Tel.: (54) 3327-0207 E-mail: ops.pfb@aviancacargo.com.br Petrolina - PNZ Rua Ana Nery, 40 - Vila Mocó CEP: 56304-500 - Petrolina - PE Tel.: (87) 3031-6585 E-mail: ops.pnz@aviancacargo.com.br Porto Alegre - POA Av. Severo Dullius, s/nº, Portão 06 Infraero – São João CEP: 90200-310 – Porto Alegre - RS Tel.: (51) 3358-2399 E-mail: ops.poa@aviancacargo.com.br

Rio de Janeiro - Santos Dumont - SDU Aeroporto Santos Dumont Av. Almirante Sílvio de Noronha, nº 399, Cabeceira Sul CEP: 20231-030 – Rio de Janeiro - RJ Tel.: (21) 3814-7577 E-mail: ops.sdu@aviancacargo.com.br Salvador – SSA Praça Gago Coutinho, nº 15 A – Área Industrial Aeroporto CEP: 41500-570 – Salvador - BA Tel.: (71) 3204-1129 / 3204-1041 E-mail: ops.ssa@aviancacargo.com.br São Paulo - Congonhas - CGH (EMBARQUE) Av. Pedro Bueno, 1382 - Jardim Aeroporto CEP: 04342-001 – São Paulo - SP Tel.: (11) 4020 2021 / 0300 313 2021 E-mail: cerca@aviancacargo.com.br São Paulo - Congonhas - CGH (DESEMBARQUE) Av. Pedro Bueno, 1057 - Jardim Aeroporto CEP: 04342-010 – São Paulo - SP Tel.: (11) 4020 2021 / 0300 313 2021 E-mail: cerca@aviancacargo.com.br São Paulo - Guarulhos - GRU Aeroporto Internacional de Guarulhos Rodovia Helio Smidt, s/n – Terminal de Cargas Nacional CEP: 07141-970 – Guarulhos - SP Tel.: (11) 4020 2021 / 0300 313 2021 E-mail: cerca@aviancacargo.com.br


Se g u r a n ç a O p e r a c i o n a l O p e r at i o n a l S a f e t y

O papel dos fatores humanos na segurança operacional

The role of the human factors in security operations

A prevenção de acidentes na aviação ocorre, sobretudo, através da promoção da segurança em nossas operações aéreas cotidianas. Para atingir um nível de excelência em segurança operacional, precisamos estar atentos a todas as áreas que trabalham para que realizemos um voo seguro: a equipe de solo que cuida do embarque e desembarque de passageiros e de cargas, a equipe de mecânicos que atende aos padrões rigorosos de manutenção das aeronaves, e a própria tripulação, que é responsável não apenas pelo transporte dos passageiros como também pela sua segurança e bem-estar.

The prevention of accidents in aviation occurs, above all, through the promotion of safety in our daily air operations. To reach an excellence level in operational security, we have to be alert to every area involved for us to perform a safe flight: the ground crew that handles the boarding and arrivals of passengers and cargo, the crew of technicians that tend to the strict standards of aircrafts maintenance, and the flight and cabin crews, which are responsible not only for the carrying of passengers but also for their safety and well-being.

Por sua vez, para que todos esses profissionais possam realizar as suas atividades de maneira segura e eficiente, eles precisam estar em boas condições físicas e mentais. É nesse campo que atua uma área da Segurança Operacional conhecida como Fatores Humanos. A área de Fatores Humanos estuda as capacidades e limitações humanas relacionadas ao desempenho no ambiente de trabalho, analisando os aspectos que influenciam o comportamento humano e que afetam a saúde dos indivíduos e a segurança das operações. Por ser um domínio multidisciplinar, a área de Fatores Humanos agrega conhecimentos de diversas disciplinas, tais como a psicologia, a medicina, a antropometria, a biologia, a ergonomia e a estatística. Dentro da aviação, os Fatores Humanos referem-se especificamente à fisiologia, ao comportamento e ao desempenho humanos, ao processo de tomada de decisão e a outros processos cognitivos, ao projeto dos instrumentos e dos postos de trabalho, à comunicação e ao trabalho em grupo, ao suporte lógico dos computadores, manuais e checklists, e ao refinamento da seleção, treinamento e acompanhamento das equipes. Nesse sentido, a área de Fatores Humanos desenvolve diversos programas de prevenção para os colaboradores da empresa, visando sempre a promoção da segurança. O nosso objetivo é o de capacitar e conscientizar os colaboradores a respeito dos fatores que afetam o seu desempenho e que colocam em risco as nossas operações. Para isso, cuidamos fundamentalmente da qualidade de vida dos indivíduos, alertando para a ocorrência de sintomas de estresse e fadiga, para os perigos do álcool e outras drogas (incluindo medicamentos), para a importância da comunicação e do trabalho em equipe, para a responsabilidade de cada um no cumprimento de regras e procedimentos e na disseminação de uma cultura de segurança. Com um olhar voltado para o ser humano em suas características individuais e nas relações que ele estabelece com os demais elementos do seu ambiente de trabalho, a área de Fatores Humanos contribui, desse modo, para que a aviação mantenha o seu alto índice de confiabilidade e segurança. Coordenação de Fatores Humanos Diretoria de Segurança Operacional

On the other hand, in order to allow that all these professionals are able to perform their tasks in an efficient and safe way, they need to be in great physical and mental conditions. And it is in this particular field that works one specific area of Operational Security, known as Human Factors. The area of Human Factors studies the human abilities and limitations related to performance in the workplace, analyzing the aspects that have an influence on the human behavior and that affect the health of people and the security of operations. Being as it is a multidisciplinary field, the area of Human Factors assembles knowledge from various areas, such as psychology, medicine, anthropometry, biology, ergonomics and statistics. Within the aviation field, Human Factors relate specifically to physiology, human behavior and performance, the decisionmaking process and other cognitive processes, the designing of instruments and workplaces, the communication and team work, the logical support by computers, manuals and checklists, and the improvement of selection, training and follow-up of the teams. In this respect, the area of Human Factors develops several prevention programs for the company’s employees, always having the promotion of safety as its goal. Our main objective is to enable the employees and make them aware of the factors that affect their performance, which can create risks for our operations. In this regard, we take care, primarily, of the quality of life of people, advising for the occurrence of stress and fatigue symptoms, the dangers of alcohol and other drugs (including prescription drugs), the importance of communication and team work, the responsibility of each one in the compliance of the rules and procedures and the dissemination of a safety culture. With a view aimed at the human being and its individual characteristics and the relations that one establishes with the other elements of one’s workplace, the area of Human Factors contributes, in this way, for the aviation to keep its high level of reliability and safety.

Human Factors Coordination Committee Board of Directors of Operational Security


expediente

Colaboradores Sendi Morais Formado em fotografia pelo Senac em 2006, especializado em ilustraçoes fotograficas e imagens com efeitos especiais

Presidente: José Efromovich Presidente Executivo: Santiago Diago Vice-presidente de Marketing e Comercial: Tarcisio Gargioni Conselho Editorial: Flavia Zulzke – Gerente de Marketing Fernanda Coelho – Analista de Marketing Marketing Avianca: Gabriel Lago - Supervisor Assistente de Marketing Avianca: Felipe Coutinho

Mariana Bortoletti Jornalista paulistana e blogueira no Siga o Mapa.

Vitor Cardoso Jornalista, ator e produtor, Vitor Cardoso vem acumulando experiência em teatro, eventos, televisão e cinema. Ancora o talk-show “Cultura Urbana” na Just TV, a maior webtv do país.

Paulo Greca Jornalista especializado em gastronomia, vinhos, turismo e piloto esportivo de planador no Aeroclube de Tatuí (SP).

Fundada em 1998 avianca.com.br AviancaBrasil aviancabrasil

AviancaBr avianca

central de reserva 4004-4040 outras cidades 0300-7898160 SAC – Serviço de Atendimento ao Consumidor SAC 0800-286-6543 Atendimento ao deficiente auditivo: 0800-286-5445

SELO

Diretor Executivo Carlos Koga - c.koga@midiaonboard.com.br Editor Fredy Campos - redacao@aviancaemrevista.com.br Jornalista Responsável Camila Balthazar - camila.balthazar@aviancaemrevista.com.br Marketing Priscila Soares - priscila@midiaonboard.com.br Flavia Cunha - flavia@midiaonboard.com.br Publicidade Marcelo Simões - marcelo@aviancaemrevista.com.br Rio de Janeiro: Zeiry Dias - zeirydias@xaoquadrado.com.br Produção Salvador Nazarre e Otávio Yamasaki Projeto Gráfico Ari Maia Design / Diagramação Livia Neufeld Camarotto - Agência Sampling Leonardo Bussolo - Agência Sampling Edição de Imagem Graziela Ventura Revisão Just Layout PARA ANUNCIAR comercial@aviancaemrevista.com.br (55 11) 5505-0078 Colaboraram nesta edição Fábio Kanczuk, Vitor Cardoso, João Felipe Toledo, Daniel Amaral, Tatiane Greco, Paulo Greca, Viviane Pessoa, Carla Palmieri, Eliane Peres, Ricardo Oliveros, Eric Pume, Rozze Angel, Tati Brandão, Bruno Dias, Dr. Eliézer Silva.

A Avianca em revista é uma publicação da Editora Drops, sob a licença da empresa aérea Avianca, distribuida exclusivamente a bordo das aeronaves nos voos nacionais. As pessoas que não constam do expediente da revista não tem autorização para falar em nome da revista. É necessário uma carta de autorização, atualizada e datada em papel timbrado assinada pelos editores. Os artigos assinados são de exclusiva responsabilidade dos autores e fica expressamente proibido a reprodução total ou parcial sem autorização prévia.

Editora Drops (55 11)5505-0078 aviancaemrevista.com.br Impressão IBEP Gráfica

Tiragem: 30.000 exemplares. Todos os direitos reservados. Auditado pela


www.citizen.com.br


#30 - Robert Scheidt  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you