Issuu on Google+

Diretoria de Energias Renováveis

Luminária Solar APRESENTAÇÃO - LUMINÁRIA SOLAR O presente relatório traz consigo uma coletânea de informações sobre os materiais e métodos propostos para a confecção do protótipo padrão da luminária solar idealizada pela Diretoria de Energias Renováveis (DER) da empresa Energy Júnior. É importante destacar ainda que esses métodos buscam maximizar o processo, em prol da redução de possíveis desperdícios de material e tempo de implantação.

Definição Entende-se por protótipo padrão um exemplar que possui características e estruturas coerentes com a proposta do projeto e que atenda as demandas estipuladas

durante

a

fase

de

planejamento.

LUMINÁRIA SOLAR A estrutura da luminária solar destaca-se pela versatilidade de materiais e pelo baixo custo de confecção e implantação, apresentando-se como uma alternativa atraente relacionada a sua aplicabilidade e um expoente econômico promovendo a inclusão de comunidades marginalizadas do município de São Mateus - ES.


MATERIAIS

Os materiais para confecção da luminária solar foram propostos tendo em vista a durabilidade, versatilidade e resistência perante as solicitações do meio e de forças externas. Destacam-se abaixo os materiais: 

Garrafa de Politereftalato de Etileno (PET) – e litros (Diâmetro: 105 mm);

Tesoura;

Serra copo (Diâmetro de 110 mm)/Furadeira;

Adesivo

impermeável

para

autoadesica Vedacit); 

Resina Epóxi Bi componente;

Lixa d'água – Nº 100;

Água Sanitária;

vedação

(Ex:Fita

multiuso


PROCEDIMENTO Para confecção e instalação do protótipo padrão propõem-se procedimentos técnicos que serão importantes para padronização de todo o processo inferindo diretamente na qualidade do produto/serviço final.

Passo 1: É imprescindível a organização e compra dos materiais necessários para confecção do protótipo padrão, assegure -se das especificações e informações de cada material, de acordo com o “check list” disponibilizado nesse documento.

Passo 3: Envolva a parte frontal da garrafa PET (tampa) com o recipiente de iogurte ou material similar que irá proteger e evitar que a tampa se resseque com o tempo.

Passo 2: Preencha toda a garrafa PET (2 litros) de água até adicionando duas medidas de água sanitária (recomenda -se usar duas tampas), esse liquido terá uma função essencial no combate a proliferação de microorganismos no interior.

Passo 4: Fure a telha de fibrocimento com auxilio da serra copo e lixe as extremidades irregulares da telha Passo 5: Posicione a garrafa PET no furo feito anteriormente.

Passo7: Segure a garrafa na mesma posição até a secagem total da resina bicomponente.

Passo 6: Passe a resina bicomponente no espaço delimitado pela garrafa PET e a telha de fibrocimento (recomendase o uso do catalisador a fim de reduzir o tempo necessário para a “cura” do material).

Passo 8: Após a secagem da resina, sele com o adesivo impermeável o espaço delimitado entre a garrafa PET e a telha, evitando futuros vazamentos e preservando a qualidade técnica do protótipo.


EPI'S (EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL) Torna-se necessário ressaltar o papel fundamental de

Para atrair ea confecção atenção dodaleitor, insirasolar EPI’s para a implantação luminária aqui umaa frase ou citação proposta, preservando integridade dos integrantes da do que texto. Energy Júnior interessante e de terceiros estejam participando das atividades de implantação do protótipo. Sugere-se o uso dos EPI’s: 

Luva de PVC;

Óculos de proteção;

Bota/Botina (Calçado fechado

Diretoria de Energias Renováveis

Diretora: Cintia Cassa

Gerente: Izabela Nascimento

Assessor: Antonio Augusto

Projeto: Luminária Solar

Data: 31/10/2013


Luminária Solar