Page 1

Associação Barão de Souza Queiroz de Proteção à Infância e à Juventude INSTITUTO ANA ROSA

RELATÓRIO DE ATIVIDADES – 2014


Associação Barão de Souza Queiroz de Proteção à Infância e a Juventude INSTITUTO DONA ANA ROSA

RELATÓRIO 2014 1__ Apresentação 2__ Assembleias e Reuniões 3__ Entrosamentos com os Órgãos Públicos 4__ Situação Econômico-Financeira 5__ Subvenções e Contribuições 6__ Recursos Humanos 7__ Organograma 8__ Projetos Pedagógicos 9__ Propostas Socioassistencial 10_ Serviços Específicos CEI – Centro de Educação Infantil CCA – Centro para Crianças e Adolescentes CJ – Centro para a Juventude 11 _ Programas Gerais Biblioteca Saúde e Nutrição Assistência Odontológica Patrimônio Segurança e Manutenção Descrição de Serviços no Instituto Aquisições Programa de Gestão Ambiental Projeto Coleta do Resíduo de Óleo Vegetal 12_ Preito de Saudade 13_ Relação de Conselheiros e Voluntários 14_ Voluntários 15_ Parecer do Conselho Fiscal

1


Associação Barão de Souza Queiroz de Proteção à Infância e a Juventude INSTITUTO DONA ANA ROSA

1- Apresentação Apresentamos um breve relato das atividades e ações realizadas no ano de 2014, como também os resultados alcançados. Abordamos os aspectos socioeducativos, administrativos e financeiros devidamente auditados pela BDO – RCS Auditores Independentes. Este relatório informa as ações realizadas nos programas desenvolvidos com as parcerias da Secretaria Municipal da Assistência Social, Secretaria Municipal de Educação e SENAI, envolvendo crianças, jovens, educadores, funcionários, voluntários, gestores e comunidade local. O ano de 2014 foi especial, pois a Associação Barão de Souza Queiroz Instituto Dona Ana Rosa completou 140 anos de existência. Tantos anos se passaram e ainda hoje estamos unidos, firmes em torno de um mesmo ideal. Agradeço a todos aqueles que acreditam e incentivam o nosso trabalho.

Angélica Brotero Pereira de Castro Presidente

2


Associação Barão de Souza Queiroz de Proteção à Infância e a Juventude INSTITUTO DONA ANA ROSA

2- Assembleias e Reuniões Realizou-se durante o ano de 2014, uma Assembleia Geral Ordinária em 19 de março, uma reunião do Conselho Diretor em 11 de novembro e uma reunião dos associados em 04 de dezembro.

3- Entrosamentos com os Órgãos Públicos A Associação manteve em ordem toda a documentação exigida por lei para a renovação dos registros certificados dos órgãos públicos em âmbitos municipais, estaduais, federais, bem como os de parcerias com instituições particulares.

4- Situação Econômico-Financeira (Dr. Rodrigo) Apresentamos as demonstrações financeiras e o relatório da auditoria independente referentes ao exercício findo de 2014. A situação econômico-financeira da Associação segue confortável, como se verifica nas citadas demonstrações. As receitas e as despesas operacionais mantiveram-se nos mesmos valores do exercício anterior, portanto reduziram o equivalente à inflação no período. O expressivo aumento das receitas financeiras, mais que compensaram a manutenção do déficit operacional, garantindo um substancial aumento do superávit do exercício.

3


Associação Barão de Souza Queiroz de Proteção à Infância e a Juventude INSTITUTO DONA ANA ROSA

5- Subvenções e Contribuições Os programas desenvolvidos no Instituto D. Ana Rosa concretizaram-se através de verbas próprias (aluguéis de imóveis e renda de aplicações financeiras), de recursos recebidos dos convênios com a Secretaria Municipal da Assistência Social, Secretaria da Educação Municipal e do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. No ano de 2014, foi concedida ao CEI – Centro de Educação Infantil pela Secretaria de Educação uma verba mensal de R$ 144.880,00 e um adicional equivalente a 100% (cem por cento) do repasse mensal pago em duas parcelas, sendo 50% no mês de junho e 50% no mês de outubro. Foi também concedida pela Secretaria Municipal de Assistência Social, verba mensal para cada serviço, ou seja, CCA - Centro para Crianças e Adolescentes, equivalente a R$ 81.635,42; e CJ - Centro da Juventude, equivalente a R$ 61.932,70. Com esses recursos, foi possível realizar projetos previstos no decorrer do ano, como manutenções, reparos no imóvel, reposições de equipamentos e aquisições de materiais de consumo. É importante ressaltarem-se as doações significativas. Foram doados em espécie por Irene Uchoa, Roberto Puppo e Ohanner Techilian Junior perfazendo um total de 2.950 reais. Também obtivemos receita com a venda de sucatas pertencentes ao Instituto somando 20.453 reais. Recebemos material escolar através da Prefeitura da Master Indústria e Comércio, doação de alimentos da A1 Soluções bem como 408 kg não perecíveis de Francisco Barros de Campos. Ganhamos da Sra. Sânia Torres um tapete branco para a sala social da administração. O banco Itaú doou os seguintes itens: 9 cestas de natal variadas, 4 kits de bebidas, 1 kit de especiarias, 2 panetones, 1 tablet Galaxy TAB 3T210, 2 gravatas, 3 relógios, 69 camisetas polos masculinas, 5 camisetas, 8 bonés, 5 agasalhos e 1 vale presente da Saraiva no valor de 1.000 reais.

4


Associação Barão de Souza Queiroz de Proteção à Infância e a Juventude INSTITUTO DONA ANA ROSA

6- Recursos Humanos O Instituto D. Ana Rosa se empenha em oferecer aos seus 108 funcionários um suporte organizacional consistente, com serviços que promovam o bem-estar individual e coletivo. Além dos encargos legais, foram mantidos os benefícios do cartão alimentação e convênio saúde Unimed Paulistana, visando a melhoria da qualidade do atendimento aos funcionários e seus respectivos dependentes. No ano de 2014 foi implantado projeto de Recursos Humanos, pela Consultoria América Brazil, que teve como objetivo, definir procedimentos para Gestão de Cargos e Salários, visando: Garantir uma definição clara dos cargos com a descrição das atividades, formação de experiências, habilidades e treinamentos que são requeridos de acordo com o cargo e perfil de competências necessárias para a execução das atividades. Garantir que os salários praticados no Instituto Dona Ana Rosa estejam compatíveis com o mercado que atua. Definir plano de carreira através de hierarquia dos cargos existentes na organização, baseados nas descrições de cargos e perfis de competências. Recrutamento e seleção, com objetivo de garantir uma definição sistemática para seleção de pessoas, avaliação e controle. O processo de treinamento e desenvolvimento tem como objetivo suprir as habilidades requeridas, conhecimentos e atitudes específicas para o desempenho eficaz das tarefas dos cargos. Com base no novo desenho dos processos do Instituto, foi feito um organograma que tem como objetivo definir a hierarquia e a posição de cada cargo, relacionado com o grau de conhecimento, de responsabilidade e experiência. Foi elaborado um plano de carreira com a finalidade de definir, princípios, diretrizes e normas que possibilitam aos funcionários evoluírem e galgar novos cargos e posições no Instituto. Os critérios para evoluir são: * Plano de carreira horizontal – alteração de nível no mesmo cargo: Junior: pouco ou nenhum conhecimento no cargo inicial; Pleno: conhecimento razoável, atende a mais requisitos que o nível júnior; Sênior: domina a atividade consegue coordenar algumas pessoas, é referência na área. * Plano de carreira vertical – mudança de cargo para nível superior da hierarquia do Instituto. Durante todo o projeto foram realizados junto com a equipe de gestores, treinamentos de descrição de cargos e perfil de competências, para que os mesmos realizassem as descrições dos liderados de cada setor, visando a 5


Associação Barão de Souza Queiroz de Proteção à Infância e a Juventude INSTITUTO DONA ANA ROSA

importância de avaliar o desempenho e apontar deficiências e pontos fortes dos liderados, para efetivar o processo de avaliação de desempenho. Com a análise dos processos, foram implantadas as seguintes melhorias: - Contratação de uma Analista de Recursos Humanos; - Adequação de nomenclatura de cargos; - Promoção de Professor Socioeducativo para Analista de TI Junior; - Auxiliar de enfermagem para Técnica de Enfermagem; - Promoção do Técnico Agrícola para Líder de Manutenção; - Criação do cargo de Auxiliar de Atendimento para a funcionária Benemérita; - Coordenadora Administrativa promovida para Gerente Geral; - Pesquisa salarial, com as devidas adequações necessárias a todos os profissionais; - Definição dos níveis para cada cargo. Os procedimentos elaborados e implantados no Instituto serão de responsabilidade da Diretoria e Analista de Recursos Humanos em garantir a atualização e cumprimentos nas áreas.

6


7

4 Orientadores Socioeducativos ORIENTADOR SOCIOEDUCATIVO

Daiane Oliveira Pereira AUX ADM JR

Celso J. Soares TÉC DE INFORMÁTICA

1 serviços gerais SERVIÇOS GERAIS

José R. S. Filho IMPRESSOR

André O. dos Santos AUX ADM

Helio T. Primo ENCARREGADO GRÁFICO

Maria Sueli Nascimento COORD CJ

32 Professores PEI

Wanda Ap. F. de Souza ASSIST ADM

Silvia Helena Vicente COORD PEDAGÓGICA Ivone Soares Luz TEC ENFERMAGEM

5 serviços gerais SERVIÇOS GERAIS

Débora M. dos Santos AUX DE ENFERMAGEM

Angela R. Pauli Neto COORD CEI

1 Motorista MOTORISTA

Mifu N. Pedroso AUX ATENDIMENTO

Lucinete F. de Brito ASSIST DP

Ariene Carqueijo ANALISTA RH SR

3 porteiros PORTEIRO

Taize Meneses AUX ADM

Vânia L S. Menezes ASSIST ADM

Anésio Júnior ANALISTA DE TI JR

Maria de Fátima B. Silva GERENTE GERAL

Angélica B. P. de Castro PRESIDENTE

Kao Shin BIBLIOTECÁRIA

1 Aux Jardinagem AUX JARDINAGEM

6 serviços gerais SERVIÇOS GERAIS

Sebastião A. Carvalho AUX SERV MANUT

Edson P. dos Santos LÍDER SERV MANUT

Creusa da Costa ANALISTA FINANCEIRO

2 cozinheiros BERÇÁRIO

7 Auxiliares Cozinha AUX COZINHA

4 cozinheiros COZINHA PRINCIPAL

Daniela F. Resende TEC NUTRIÇÃO

Lucia M. C. M. Ueno NUTRICIONISTA

1 serviços gerais SERVIÇOS GERAIS

Luciana Santos AUX ADM

9 Orientadores Socioeducativos ORIENTADOR SOCIOEDUCATIVO

Raquel Cristiane Baroni ASSIST TEC II

Fernando G. A. Junior EDUCADOR DE MÚSICA

Ricardo dos S. Ardohain DENTISTA

2 regentes REGENTE

Lidia R N Mendes COORD CCA

Atualizado em: 29/10/2014

Organograma do Instituto Dona Ana Rosa

Associação Barão de Souza Queiroz de Proteção à Infância e a Juventude INSTITUTO DONA ANA ROSA

7- Organograma


Associação Barão de Souza Queiroz de Proteção à Infância e a Juventude INSTITUTO DONA ANA ROSA

8- Projetos Pedagógicos Os projetos pedagógicos, numa forma ampla e complexa, têm o intuito de fortalecer a identidade histórica e cultural dos usuários, desenvolver o senso crítico, a autonomia e a capacidade de liderança, contribuindo, assim, para a formação de cidadãos participativos e conscientes de seu papel na comunidade e na sociedade. 9- Propostas Socioassistencial Promover a integração entre a comunidade, pais, usuários e funcionários, com o intuito de estreitar laços e desenvolver, de forma habitual, atividades que propiciem um vínculo entre o Instituto e a família, de modo a assegurar a esta última seus direitos de atenção básica. 10- Serviços Específicos CEI – Centro de Educação Infantil 325 usuários Faixa etária: 0 a 3 anos Horário de atendimento: 7h30 às 17h30 O Instituto Dona Ana Rosa segue os princípios da educação sociointeracionista, formadora de crianças cooperativas, que tenham compromisso com o mundo e com o outro, que saibam tanto expor suas ideias quanto ouvir. O objetivo do CEI é promover à criança oportunidades de conviver, brincar, cuidar de si, do outro e do ambiente; expressar-se e comunicar-se, ter iniciativa e buscar soluções para problemas e conflitos. Tem como princípios básicos em todas as suas ações junto às crianças a liberdade de escolha, a ludicidade, a autonomia, a integração entre pares e diferentes faixas etárias, a diversidade de respostas e as expectativas de aprendizagem, seguindo as “Orientações Curriculares para a Educação Infantil” da Secretaria Municipal de Educação. O CEI conta agora com uma Sala de Professores que se destina a pequenas reuniões, elaboração de planejamentos e pesquisa de assuntos pertinentes à área pedagógica. Este espaço auxiliou no enriquecimento dos planejamentos, projetos e atividades com as crianças.

8


Associação Barão de Souza Queiroz de Proteção à Infância e a Juventude INSTITUTO DONA ANA ROSA

Principais Ações Projeto “Quem sou eu?” Objetivo Geral: Possibilitar que a criança construa a sua identidade e autonomia, por meio das brincadeiras, das interações socioculturais e da vivência de diferentes situações. Familiarizar-se com a imagem do próprio corpo e compreender os órgãos dos sentidos. Identificar os membros de sua família. Desenvolver a independência, a autoconfiança e a autoestima. Participar da organização da rotina diária. Conteúdo: Estímulo às expressões afetivas para consigo mesma e para com as demais, incentivando-a a se expressar quando desejar manifestar algo (alimentação, proteção, abrigo, carinho, lazer etc.), chamando-a pelo nome, oferecendo-lhe experiências que sejam compartilhadas com as outras. Reconhecimento progressivo do próprio corpo, de seus limites, singularidades e das diferentes sensações que produz. Identificação progressiva das pessoas com as quais convive.

Projeto Plantas e Horta O Projeto surgiu da ideia de plantarmos com as crianças sementes de alpiste, trigo, alface e tomatinhos, com o objetivo de sensibilizar e conscientizar as crianças de que a vida depende do ambiente e ele depende de cada cidadão desse planeta. Objetivo: - Despertar o interesse das crianças para o cultivo de horta e conhecimento do processo de germinação; - Dar oportunidade aos alunos de aprender a cultivar plantas utilizadas como alimentos; - Conscientizar da importância de saborear um alimento saudável e nutritivo; - Degustação do alimento semeado, cultivado e colhido. Este projeto visa promover mudanças de valores, hábitos e mudanças de atitudes com o plantio da horta por meio da educação ambiental usando a sensibilização, a participação dos alunos, professores e funcionários do Instituto.

9


Associação Barão de Souza Queiroz de Proteção à Infância e a Juventude INSTITUTO DONA ANA ROSA

Prêmio Educação Além do Prato O Prêmio Educação Além do Prato foi um projeto em parceria com a Secretaria da Educação que envolveu vários CEIs (Centro de Educação Infantil), EMEIs (Escola Municipal de Ensino Infantil), EMEFs (Escola Municipal de Ensino Fundamental). Objetivo: Mobilizar a comunidade na preparação de um prato saudável que utilizasse os alimentos recebido pelo DAE – Departamento de Alimentação Escolar e valorização de merendeiro. Nosso projeto foi: “Quebrando tabu – experimentando novos sabores” com a receita de “Nhoque Especial”, preparado com inhame, batata e biomassa de banana verde e molho de tomate com carne moída e soja. Vários setores do Instituto participaram do projeto: CEI, Serviço de Alimentação e Centro da Juventude.

CCA – Centro para Crianças e Adolescentes 360 usuários Faixa etária: 6 a 14 anos e 11 meses Horário de atendimento: 7h30 às 17h15 No ano de 2014, o trabalho foi desenvolvido pautado nos projetos pedagógicos, que contribuíram muito no desenvolvimento cognitivo, social e afetivo dos usuários, possibilitando a construção de saberes significativos. Os projetos foram desenvolvidos por turma de 30 alunos com temáticas diferenciadas. Trabalhar com projetos pedagógicos sempre é um grande desafio, tanto nas questões práticas do cotidiano quanto no confronto com a realidade social, trazidas pelos usuários. Desenvolver o senso de respeito, justiça, solidariedade, amor, cooperação, autonomia e responsabilidade social foram valores que permearam em todos os projetos. Acreditamos que a aproximação da família com o CCA foi indispensável nesse processo, visando que a formação de valores se origina e se consolida verdadeiramente na família. Acreditando nisso, promovemos alguns encontros para aproximar a família dos usuários: Festa Junina, Mostra de Arte, Mostra de Trabalhos e Festa de Natal foram alguns eventos que positivamente deram resultados.

10


Associação Barão de Souza Queiroz de Proteção à Infância e a Juventude INSTITUTO DONA ANA ROSA

Projetos A Arca de Noé: Faixa etária de 06 a 08 anos, que teve como objetivo proporcionar aos usuários a reflexão sobre as questões de valores, responsabilidade e respeito com os animais, melhorando o relacionamento social e o respeito cognitivo. Heróis Mitológicos: Faixa etária de 09 a 11 anos, mitos do passado que refletem o presente, que importância tem os mitos para os usuários que vivem num mundo de telefones celulares, internet, ipod e DVDs, que estão presentes no dia a dia. A mitologia veio incentivar o gosto pela leitura, a valorização da história e a cultura grega e de outros povos, e acima de tudo um convite a imaginação. O Belo: A percepção estética e o fazer artístico, faixa etária de 11 a 12 anos, trouxe aos usuários o conhecimento e as manifestações de obras de arte, através das observações visuais, tácteis, sensoriais, além de proporcionar um trabalho centrado na percepção, na imaginação, na reflexão e na interação com o campo da arte. Cidadão Responsável: Faixa etária de 13 a 15 anos, teve como finalidade desenvolver o raciocínio critica, estimulando a escrita e a dicção, criando histórias e personalidades, ampliando o vocabulário.

Banda Marcial A Banda ofereceu aos jovens a oportunidade de compreender seu espaço dentro da sociedade, desenvolvendo competências individuais e coletivas, além de manifestar e lidar inconscientemente com seus sentimentos através da musica. Possibilitou ainda aos usuários reconhecer e aprimorar suas habilidades e aspectos relacionados à psicomotricidade. O trabalho realizado com os usuários da Banda contribuiu para a premiação da sua primeira apresentação no 13º Festival Regional de Bandas e Fanfarras da DRE Butantã, no CEU UIRAPURU, e com muito esforço e merecido culminou em 1º Lugar, foi emocionante e muito gratificante ver todo o esforço dos jovens em fazer uma linda apresentação. Numero de participantes: 25 participantes

Coral Infantil O canto coral teve como objetivo principal o aperfeiçoamento da voz cantada através do trabalho em conjunto e o desenvolvimento da musicalidade com o aprendizado do repertório proposto, das atividades 11


Associação Barão de Souza Queiroz de Proteção à Infância e a Juventude INSTITUTO DONA ANA ROSA

musicais, dos jogos e brincadeiras. Realizamos várias apresentações, entre elas na mostra musical e na comemoração dos 140 anos do Instituto, com um repertório bem diversificado, inclusive resgatando nosso lindo hino do Instituto:

“1874 por um gesto nobre raro de se ver O Instituto Dona Ana Rosa Estrela formosa, começa a nascer. Iluminou trevas e caminhos E por amor intercedeu por nós Sinta o orgulho que há em minha voz Barão e Baronesa de Souza Queiroz Sinta o orgulho que há em minha voz Barão e Baronesa de Souza Queiroz Revoluções e reformulações E crise e mudanças Nada o denegriu O Instituto Dona Ana Rosa Suas mãos bondosas Deus as dirigiu Ilustres nomes serão lembrados Neste ideal que une todos nós Sinta o orgulho que há em minha voz Barão e Baronesa de Souza Queiroz Sinta o orgulho que há em minha voz Barão e Baronesa de Souza Queiroz Eu sou criança quero confiança Sou a juventude quero aprender O Instituto Dona Ana Rosa Arvore frondosa, mãe ao acolher Olhos voltados para o futuro Porque o Brasil vai depender de nós Sinta o orgulho que há em minha voz Barão e Baronesa de Souza Queiroz Sinta o orgulho que há em minha voz Barão e Baronesa de Souza Queiroz” Emanuel Miraglia

12


Associação Barão de Souza Queiroz de Proteção à Infância e a Juventude INSTITUTO DONA ANA ROSA

Oficina de Flauta Doce A oficina de flauta doce possibilitou aos usuários o desenvolvimento da linguagem artística musical, o reconhecer e compreender o sistema de notação musical e a socialização nas atividades em grupo buscando o bom convívio entre usuários e orientador, contribuiu também para a formação integral do usuário, possibilitando o seu ingresso futuramente na Banda. Nº de Participantes: 20 usuários

Sala das Letrinhas A proposta da Sala das Letrinhas é permitir a criação de um ambiente para envolver as crianças com dificuldades em leitura e escrita, possibilitando um espaço que auxilie as crianças, de forma prazerosa e lúdica, dando significado e função ao processo de ensino-aprendizagem. Entendendo que as crianças têm preferências por atividades diferentes e cada uma apresenta um ritmo próprio, organizamos os grupos de acordo com serie, faixa etária, níveis de dificuldades, com o propósito de dar atividades cognitivas, do relacionamento com os outros, da fala e de diversas outras formas de comunicação (principalmente focando o lúdico e as brincadeiras) para garantir um melhor resultado do trabalho realizado. O trabalho realizado foi enriquecedor e produtivo para todas as crianças envolvidas. Os temas centrais foram: Turma da Mônica e Copa 2014 na alfabetização. Brincar é o que a torna ativa, criativa e lhe dá oportunidade de relacionar-se com os outros, também a faz feliz e por isso mais propensa a ser bondosa, amar o próximo e ser solidária. Brincando o usuário desenvolve potencialidades, comparações, nomeações e cálculos de tudo que está sendo ensinado através das brincadeiras. Assim, na Sala das Letrinhas o jogo é um veiculo para o desenvolvimento social, emocional e intelectual do usuário. O futebol é uma das maiores paixões do povo brasileiro, portanto, no período da Copa 2014, aproveitamos os acontecimentos para enriquecer e dar mais sentido as aulas, conhecer e saber um pouco sobre outros países no aspecto físico, social, econômico e cultural. Nº de participantes: 40 crianças (4 grupos de 10) 13


Associação Barão de Souza Queiroz de Proteção à Infância e a Juventude INSTITUTO DONA ANA ROSA

Oficina de Artes A oficina de Artes contemplou Artes Visuais e Artes Plásticas. Fruir, conhecer, refletir, fazer arte, são ações que ajudaram os usuários a se expressarem e conhecerem um pouco da história da arte, por meio de sua representação. Tiveram a oportunidade de desenvolver a imaginação, a criatividade, iniciativa e a responsabilidade. Devolveram também diversos recursos e formas de expressão: desenhos, pinturas, esculturas e colagens, utilizando papel, tinta, argila, madeira, sucatas, focados principalmente nas datas comemorativas. Foram confeccionadas pinturas em painéis para decoração da festa junina cujo tema foi a copa do mundo e um painel em homenagem aos 140 anos de Instituto Ana Rosa, com pesquisa sobre a trajetória do Instituto. Nº de participantes envolvidos: 180 usuários (06 turmas)

Mostra Musical Neste ano tivemos nossa primeira Mostra Musical, com a apresentação do coral, da Flauta, da banda, o grupo do T01 e T02 cantou a musica Arca de Noé, tema do projeto pedagógico. A música torna a aprendizagem prazerosa, dinâmica e alegre; ou seja, desenvolver essa habilidade contribui para o desenvolvimento cognitivo e social dos usuários.

Campanha de Apadrinhamento de Natal Realizamos nossa IV Campanha de Natal, contamos com a colaboração e dedicação de 240 voluntários, amigos e parceiros, que contribuíram com um presente para as crianças e adolescentes, A entrega aconteceu no dia 15/12/2014. Nosso Papai Noel esse ano veio de bicicleta para deixar ainda mais animada a tradicional entrega dos presentes.

14


Associação Barão de Souza Queiroz de Proteção à Infância e a Juventude INSTITUTO DONA ANA ROSA

CJ – Centro para a Juventude 1º Semestre 240 usuários - 2º Semestre 240 usuários Faixa etária: 15 a 17 anos e 11 meses Horário de atendimento: 7h30 às 17h00 O Centro para Juventude - CJ do Instituto Dona Ana Rosa, oferece um serviço de convivência e fortalecimento de vínculos da Proteção Social Básica, constituindo um espaço de referência para o desenvolvimento de ações socioeducativas que buscam assegurar o fortalecimento de vínculos familiares e o convívio grupal, comunitário e social. Atendemos adolescentes em situação de vulnerabilidade e risco social. No ano de 2014, o Centro de Juventude passou por mudanças no seu formato e estruturação para conduzir o trabalho de forma que possamos garantir uma permanência maior do jovem no serviço, contribuindo de forma efetiva para o seu desenvolvimento através das atividades que estimule a convivência social; a participação cidadã e uma formação geral para o mundo do trabalho. Hoje, o foco principal do trabalho é o aprendizado das habilidades essenciais para inserção no mundo do trabalho, tais como: desenvolver a capacidade comunicativa, inclusão digital e a realização de ações focadas na cultura, valorizando a pluralidade e singularidade do jovem. Realizamos diferentes propostas de trabalho com o intuito de garantir os direitos dos usuários, promovendo o despertar para o ganho da autonomia por meio de ações preventivas e abordagens de questões relevantes da juventude. Foi um ano de mudanças tanto de funcionamento como de concepção da nova proposta de trabalho. Estamos confiantes que o trabalho é grande e exigem de nós constantes transformações, porém é gratificante ver e acompanhar o crescimento positivo da nossa juventude. Principais Oficinas e Projetos Oficina de Iniciação Profissional: Técnicas Administrativas A oficina de técnicas administrativas teve como objetivo o desenvolvimento de competências que permitiram o conhecimento e preparo nas áreas administrativas das empresas e comércio, bem como aprendizado das normas trabalhistas e técnicas operacionais. A Oficina abrangeu tanto o conteúdo organizacional de uma empresa, bem como fundamentos de logística e administração financeira. Na parte da informática foi desenvolvido o conhecimento das ferramentas das termologias básica da Informática: Windows, Excel, Paint e Power Point. A oficina também abrangeu conteúdos socioeducativos com ênfase nos três eixos de trabalho: Convivência Social; Participação Cidadã e Mundo do Trabalho. 15


Associação Barão de Souza Queiroz de Proteção à Infância e a Juventude INSTITUTO DONA ANA ROSA

Oficina de Iniciação Profissional: Informática e Manutenção de Micros A oficina de iniciação profissional informática básica e Open Office tiveram por objetivo o desenvolvimentos de competências relativas à utilização de sites de programas de escritório, terminologia básica de informática, significados de sistemas e elementos físicos e manutenção (hardwares). Os jovens aprenderam diferentes habilidades, tais como: elaboração de textos, elaboração de trabalhos com recursos visuais e planilha eletrônica e pesquisas na Internet. Todas as atividades da Oficina foram planejadas de encontro com propostas socioeducativas, trabalhando conceitos e valores humanos.

Oficina de Iniciação Profissional: Sabor e Arte A oficina de Panificação e Confeitaria teve como objetivo o desenvolvimento de competências especificas como aprendizagem na fabricação de pães e similares, utilização de máquinas e equipamentos em conformidade com normas e legislações sanitárias, ambientais, de segurança no trabalho e qualidade. Os jovens também tiveram a oportunidade de aprimorarem-se nos preparo dos pratos, na utilização da criatividade; técnicas de manipulação e preparo de alimentos. Os trabalhos em equipe e as saídas para o Mercado Municipal reforçaram a importância do desenvolvimento do trabalho em grupo, cooperação e principalmente administração de conflitos e decisões.

Oficina de Iniciação Profissional: Gráfica Na Oficina de Iniciação Profissional de Gráfica os jovens tiveram a oportunidade de aprimorar as competências necessárias para a operação em sistemas manuais e semiautomáticos de guilhotina linear, blocagem, encadernação e manuseio de livros, conhecimento de matérias-primas, equipamentos e ferramentas necessárias para execução do trabalho. A turma também teve conhecimento da parte de Corel Draw (informática). Os usuários da turma de gráfica também vivenciaram experiências significativas com relação aos conteúdos socioeducativos e formação humana.

16


Associação Barão de Souza Queiroz de Proteção à Infância e a Juventude INSTITUTO DONA ANA ROSA

Banda Marcial Neste ano de 2014, os jovens do CJ tiveram a oportunidade de conhecer e fazer parte do corpo musical do Instituto D. Ana Rosa. A partir de métodos específicos para cada instrumento introduziu-se a leitura de partitura que foi desenvolvida individualmente e de forma coletiva. Através do trabalho da Banda percebemos um crescimento no desenvolvimento de habilidades e competências dos usuários, atrelada aos valores de cidadania, diversidade e trabalho coletivo. Constantemente e de forma contínua aplicou-se a prática instrumental coletiva com a execução de peças musicais apropriadas ao nível musical do grupo. O trabalho realizado com os usuários da Banda contribuiu para a premiação da sua primeira apresentação no 13º Festival Regional de Bandas e Fanfarras da DRE Butantã, no CEU UIRAPURU, e com muito esforço e merecido culminou em 1º Lugar, foi emocionante e muito gratificante ver todo o esforço dos jovens em fazer uma linda apresentação. Numero de participantes: 12 participantes

Parcerias CIEE O Centro de Integração Empresa-Escola - exerce o papel de agente de integração, por meio da integração dos jovens estudantes ao mercado de trabalho, ajudando a aperfeiçoar sua qualificação profissional. Este objetivo é viabilizado por meio das palestras, encontros e treinamento para os usuários através de funcionários da instituição CIEE. A instituição promoveu no CJ Ana Rosa, oficinas de capacitação com as seguintes temáticas: Orientação de Carreira; Teste: Perfil de Empregabilidade e Dicas para Escolha Profissional, com o objetivo de orientar e melhor preparálos para ingresso no mercado de trabalho. O programa atendeu todas as turmas e cumpriu o objetivo promover ações para sensibilizar os participantes sobre a importância da escolha profissional consciente.

SENAI

17


Associação Barão de Souza Queiroz de Proteção à Infância e a Juventude INSTITUTO DONA ANA ROSA

As Oficinas de Iniciação Profissional contam a parceria didática do SENAI (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), que mantêm uma relação de compromisso na construção de um desenvolvimento social, aliado a formação de jovens através dos conteúdos das Oficinas de: Técnicas administrativas; Informática; Panificação e Confeitaria e Gráfica. A principal ação é estabelecer ações conjuntas ofertando programas de educação profissional para todos os jovens inseridos nas Oficinas. Periodicamente acontecem reuniões mensais com o proposito de alinhar as ações para emissão dos certificados.

11 - Programas Gerais Biblioteca Em comemoração aos 140 anos do Instituto Dona Ana Rosa, foi inaugurada a biblioteca “Baronesa de Souza Queiroz”, cujo nome foi em homenagem à Dona Antônia Eufrasina de Campos Vergueiro de Souza Queiroz, esposa de Sr. Francisco Antônio de Souza Queiroz “Barão de Souza Queiroz”. A biblioteca foi idealizada em um espaço confortável, divertido e aconchegante onde as crianças, jovens e adolescentes do Instituto poderão viajar pelo mundo da leitura e apreciar ainda mais o hábito de ler. A biblioteca é composta por um acervo que contemplam diversas obras originais tais como: os clássicos da literatura, livros infantis, gibiteca, midiateca, entre outros. O acervo atual encontra-se com 7.621 livros, 203 DVDs e 187 CDs. Objetivo: Estimular a pesquisa, orientar as consultas bibliográficas, gosto pela leitura e estabelecer um serviço integrado ao projeto pedagógico do Instituto. Função: A biblioteca atua como suporte informacional e um espaço complementar de aprendizagem permanente que propicie a realização dos objetivos educacionais e da produção de conhecimento, promoção de cultura e incentivo de formação de jovens protagonistas multiplicadores do prazer da leitura. Também foi contratada uma bibliotecária com a função de gerenciar a equipe da biblioteca e os trabalhos que envolvem a organização e disseminação do acervo (seleção, aquisição, catalogação, classificação, indexação, serviço de atendimento, etc.), implementar e gerenciar o sistema de informação, entre outras atividades. Saúde e Nutrição 18


Associação Barão de Souza Queiroz de Proteção à Infância e a Juventude INSTITUTO DONA ANA ROSA

O Serviço de Alimentação do Instituto Dona Ana Rosa serviu em 2014, 338.467 refeições. Foram realizadas avaliações nutricionais em crianças do CEI tais como: implantação de programa de educação alimentar em conjunto com a área pedagógica, onde foram desenvolvidos praticas lúdicas com o objetivo de incentivar a alimentação saudável e implantando um bom hábito alimentar. Ao longo do ano as crianças foram agraciadas com “Kits de alimentação” comemorativos, muito bem aceitos, promovendo muita alegria.

Assistência Odontológica Em 2014 mantivemos o atendimento odontológico às crianças e jovens do CEI, CCA e CJ com a prevenção e tratamento curativo. Procuramos ter como objetivo ensinar a escovação correta, utilizar pastilha evidenciadora e estimular a integração das crianças com responsabilidade. No CEI contamos com o apoio de uma equipe de dentistas voluntários, que em conjunto realizaram 403 atendimentos clínicos e 104 procedimentos clínicos. Um trabalho excelente de prevenção e tratamento para crianças. Foram feitas 10 palestras ilustradas com filmes educativos abordando questões e temas como: alimentação adequada para a manutenção de uma boa saúde bucal, prevenção ortodôntica, visando à orientação aos pais dos pequenos, quanto ao uso incorreto de mamadeiras, chupetas e dedos. Foi esclarecido aos pais o trabalho a ser realizado pela equipe e os mesmos autorizaram que seus filhos fossem atendidos. O antigo formato do CJ onde os usuários permaneciam por apenas seis meses, eram feitos apenas tratamentos curativos e emergenciais, no ano de 2014 o formato mudou e podemos iniciar um tratamento um pouco mais demorado e atender um número maior de usuários, com mais qualidade e voltado para necessidades específicas. Os jovens do CCA e CJ foram atendidos pelo dentista contratado pelo Instituto. O trabalho preventivo da Saúde Bucal vem evoluindo nos últimos anos e com isso o tratamento curativo vem diminuindo para os usuários antigos. Estamos sempre criando projetos voltados ao estimulo da prevenção bucal. Um deles como exemplo foi o projeto do jovem monitor de escovação de 13 a 14 anos, que auxiliaram os menores de 06 a 09 anos. Essa interação entre jovens e crianças tornou a escovação uma ação divertida e prazerosa, contribuindo para a educação sócio educativa. Outro projeto que apresentou excelente resultado foi o liquido evidenciador de placa bacteriana, facilitando 19


Associação Barão de Souza Queiroz de Proteção à Infância e a Juventude INSTITUTO DONA ANA ROSA

o monitoramento da escovação e contribuindo para melhorar a deficiência ou dificuldades na hora de escovar. Ao todo foram realizadas 12 reuniões com os pais e palestras e 892 avaliações, com 586 procedimentos clínicos e no dia 27 de novembro foram entregues 157 certificados para os usuários com excelência na escovação e que ao longo do ano não obtiveram nenhuma cárie.

Patrimônio Com a finalidade de atender o cumprimento de exigências legais e assegurando a veracidade das informações sobre o controle dos bens que compõem o ativo imobilizado do Instituto Dona Ana Rosa continuou com os serviços prestados pela empresa Afixcode, especializada em avaliação patrimonial, inventário do imobilizado, placas de identificação de patrimônio com código de barras, desenvolvimento de softwares e implantação do controle de patrimônio.

Segurança e Manutenção No ano de 2014 foram realizadas benfeitorias visando a manutenção do patrimônio e o bem-estar de todos. Atendendo aos projetos do Corpo de Bombeiros e SEGUR, foi feito a emissão de Atestado de Instalação e Funcionamento dos Sistemas e Equipamentos de Segurança juntamente com a respectiva ART – Anotação de Responsabilidade Técnica e treinamento para o fornecimento para o Atestado de Formação de Brigada de Combate a Incêndio – Corpo de Bombeiros. O treinamento nos termos da NBR 14.276/06, NBR 14.277/05 E NBR 15.219/05, sobre a operacionalidade do sistema de segurança contra incêndio instalado para 15 funcionários. Descrição de Serviços no Instituto Realizamos uma ampla organização do espaço da Sede Nova da Administração. 20


Associação Barão de Souza Queiroz de Proteção à Infância e a Juventude INSTITUTO DONA ANA ROSA

Com esta mudança foi disponibilizado o espaço que era da antiga Administração para: 2 salas destinadas as atividades diárias para os usuários do CCA; 1 sala para o Arquivo Morto; 1 sala para o atendimento do Médico do Trabalho; 2 banheiros e; 1 sala de Reunião. Fizemos também aquisições e manutenções nos setores abaixo relacionados:

CCA - Aquisição de móveis novos para as salas de atividades; - Aquisição de 2 espaços: Sala das Letrinhas e Sala da Banda.

CEI - Mini Grupo – pintura geral; - Ampliação de sala: retirada de divisórias; - Copinha: troca de balcão e pia; - Berçário: ampliação do banheiro das funcionárias e troca do vaso sanitário e pia; - Troca de 32 vasos sanitários com caixa acopladas, 9 duchas higiênicas, 1 torneira elétrica e 1 chuveiro; - Aquisição de Sala Pedagógica com 2 computadores e cortinas Rollo; - Manutenção de 36 portas sanfonadas dos banheiros; - Manutenção do toldo do Solarium e corredores; - Manutenção e troca do forro de isopor.

CJ - Troca do forro de PVC das salas de Informática; 21


Associação Barão de Souza Queiroz de Proteção à Infância e a Juventude INSTITUTO DONA ANA ROSA

- Manutenção do ar-condicionado; - Confecção de porta de PVC para o balcão – Sabor e Arte.

SA -

Pintura do teto; Pintura da área de distribuição de alimentação e refeitório – CEI; Compra de uma geladeira; Reforma do fogão industrial; Limpeza dos exaustores; Troca dos vidros por temperados.

Biblioteca -

Reforma total: Avanço do telhado e colocação de calhas novas; Aquisição de mobiliário; 2 cortinas Rollo; Aquisição de 6 computadores.

Comum a todos -

Recarga dos extintores; Limpeza das caixas de gorduras; Desobstrução da rede de esgoto; Dedetização; Manutenção e pintura da máquina de lavar roupa; Confecção de quatro chapas e ferro para caixas de esgoto (passagem); Confecção de grelhas; Limpeza de todos os ventiladores; Pintura da lavanderia.

Aquisições - Lavadora Karcher Hd (lavadora de alta pressão); - Geladeira de quatro portas - Kofisa (SA); 22


Associação Barão de Souza Queiroz de Proteção à Infância e a Juventude INSTITUTO DONA ANA ROSA

- 1 Projetor para o Auditório. E pequenos consertos de manutenção no edifício, mobiliários e equipamentos.

Programa de Gestão Ambiental O Instituto continua a ser contemplado com o Projeto Ambiental de Plantio de Mudas de Árvores idealizado e coordenado pelo SENAI. Os objetivos principais do projeto são: - Conscientizar os colaboradores e usuários sobre a importância do plantio de árvores. - Auxiliar na manutenção da biodiversidade e no aumento das áreas reflorestadas no Estado. - Promover a recuperação da mata, contribuindo para a ampliação da cobertura vegetal. Periodicamente recebemos a equipe do SENAI para visita ao local com o intuito de evidenciar as mudas e acompanhar o processo de crescimento.

Projeto Coleta do Resíduo de Óleo Vegetal Em 2014 foi dado continuidade a parceria com o Instituto Triângulo de Desenvolvimento Sustentável que tem como missão “Incorporar atitude sustentável no dia a dia das pessoas que vivem nas cidades” e estabelecer mudanças de atitude individual que, somadas, representam um grande impacto coletivo, em prol de um ambiente urbano mais sustentável. A proposta não é apenas o descarte adequado do óleo vegetal usado. O Instituto Triângulo cede ao Instituto Dona Ana Rosa bombonas, utilizadas para o armazenamento adequado desse óleo usado e quando cheias as coletam para em seguida encaminhar a usina para ser transformado em sabão ecológico. A cada bombona cheia com 50 litros de óleo, são oferecidos 04 litros de Sabão Líquido ou 1 kg de sabão em pedra.

12- Preito de Saudade 23


Associação Barão de Souza Queiroz de Proteção à Infância e a Juventude INSTITUTO DONA ANA ROSA

A Diretoria expressa sentimento de profundo pesar às famílias dos associados falecidos em 2014. Pedimos a Deus que os recompense pelo bem que realizaram quando estavam entre nós.

24


Associação Barão de Souza Queiroz de Proteção à Infância e a Juventude INSTITUTO DONA ANA ROSA

13- Relação de Conselheiros e Voluntários

CONSELHO DIRETOR Angélica Brotero Pereira de Castro Presidente José de Souza Queiroz Neto Vice Presidente Alfredo Egydio Setubal Diretor Tesoureiro Rodrigo Brotero Pereira de Castro Diretor do Patrimônio Adriana de Souza Queiroz Diretora Social Vera Cecília Meira de Castro Paes Barreto Diretora Secretária Heloisa Meira de Castro Diretora de Promoções Humanas José Octávio de Souza Queiroz 1º Diretor Adjunto Luiz Vicente de Souza Queiroz Ferraz 2º Diretor Adjunto Carlos Eduardo Uchôa Fagundes Junior 3ª Diretor Adjunto Maria Thereza de Souza Aranha 4ª Diretora Adjunta

CONSELHO FISCAL Ana Maria Morelli Ferraz Carlos Eduardo Uchôa Fagundes Maria Lúcia Meirelles Reis Marina Queiroz do Amaral Turrin Olga Álvares Rubião

25


Associação Barão de Souza Queiroz de Proteção à Infância e a Juventude INSTITUTO DONA ANA ROSA

SUPLENTE CONSELHO FISCAL João Carlos de Assumpção Martins Maria Alice Meirelles Reis Sônia Vianna Vanzolini

CONSELHO CONSULTIVO Beatriz Castro de Abreu Beatriz Soares de Camargo Correa da Fonseca Laura Cópolla Uchôa Fagundes Luiz Roberto de Souza Queiroz Sergio Meira de Castro Neto Sylvia de Assumpção

26


Associação Barão de Souza Queiroz de Proteção à Infância e a Juventude INSTITUTO DONA ANA ROSA

14- Voluntários No ano de 2014, as ações realizadas pela equipe de voluntários demonstraram um espírito de entusiasmo e disposição para o trabalho. Tivemos resultados plausíveis nos quesitos organização, criatividade e compromisso. No total tivemos 23 voluntários ligados diretamente e indiretamente aos serviços. Equipe de Voluntários / 2014 Nome Completo

Setor

Atividade

01 Beatriz Helena Macedo

CCA

Biblioteca

02 Ana Paula Campagnoli

CEI

Dentista

03 Elisa De Araujo R. da Silva

CCA

Psicóloga Grupo Spiral

04 Gislene Marinelli Murad

CEI

Odontologia

05 Kátia Aguiar Eleutério

CJ

Biblioteca

06 Laima Remencius

CEI

Odontologia

07 Maria Isaura Monteiro Buelau

CCA

Dentista

08 Maria Isabel Tavares Aguiar

CEI

Odontologia

09 Marina Turrin

CEI

Berçário

10 Maria Fernanda de Medeiros Redi IDAR

Advogada Trabalhista

11 M. Silvia C. M. de Almeida

CCA

Biblioteca

12 M. Tereza de S. Aranha

CJ

Biblioteca

13 Marcia Daniel

CJ

Biblioteca

14 Maria Lion

CCA

Lição de Casa

15 Malu Leal

CJ

Proj. Identidade Cultural

16 Newton Luciano

CCA

Conhecimento geral e matemática

17 Pedro Ribeiro do Vale

CCA

Biblioteca

18 Priscila Carrijo C. Generoso

CEI

Dentista

19 Rita de Cassia R. Fortes

CJ

Biblioteca

20 Silvana Mariutti

CCA

Lição de Casa

21 Teresa Lopes

CCA

Sexualidade Infantil

22 Teresa Remusatlot Long

CCA

Sexualidade Infantil

23 Viviane Virginia O. Antonio

CEI

Odontologia

27


Associação Barão de Souza Queiroz de Proteção à Infância e a Juventude INSTITUTO DONA ANA ROSA

15- Parecer do Conselho Fiscal Os abaixo-assinados, membros do Conselho Fiscal da “Associação Barão de Souza Queiroz de Proteção à Infância e à Juventude”, tendo examinado o Balanço Geral, encerrado em 31 de dezembro de 2014 e a respectiva Demonstração de Conta de Receitas e Despesas do ano findo, havendo encontrado tudo em perfeita ordem, são do parecer que as contas apresentadas pelo Conselho Diretor merecem a aprovação pela Assembleia Geral Ordinária.

São Paulo, 31 de dezembro de 2014.

__________________________________________________ Ana Maria Morelli Ferraz

__________________________________________________ Carlos Eduardo Uchôa Fagundes

__________________________________________________ Maria Lúcia Meirelles Reis

__________________________________________________ Marina Queiroz do Amaral Turrin

__________________________________________________ Olga Álvares Rubião

28


Associação Barão de Souza Queiroz de Proteção à Infância e a Juventude INSTITUTO DONA ANA ROSA

30

Relatório de Atividades - 2014  

Versão Texto

Relatório de Atividades - 2014  

Versão Texto

Advertisement