Page 1

Ano II - Nº 24 - Abril de 2014

Boletim 24 x 0

Violência

Fique por

Modelo de desenvolvimento e Por Cristiane Faustino Construções de vias, usinas hidroelétricas e estádios, expansão de trilhos e ferrovias, exploração de petróleos e de minérios. Esse é o cenário em que o Brasil se encontra desde meados de 2010. A busca desenfreada pelo desenvolvimento sem planejamento e cuidado com os impactos sócio ambientais, vem gerando cada vez mais desigualdades. E onde há desigualdade há sempre terreno fértil às violações. O desenvolvimentismo vem há tempos, desrespeitando direitos humanos básicos, ao mesmo tempo vem reforçando o modelo patriarcal (a tomada de decisão e a centralidade do poder pelos homens) e as desigualdades entre homens e mulheres. Por um lado, empresas exploram a força de trabalho deles e pelo outro, eles exploram à sexualidade delas. Por que as mulheres e meninas são grupos vulnerabilizados nos impactos sociais e ambientais do desenvolvimento brasileiro, mas especificamente no que se refere às violências sexuais no interior ou na “aba” dos projetos desenvolvimentistas? Teria o trabalho sexual o mesmo valor que os empregos gerados

VIOLÊNCIA SEXUAL para homens? A cultura do estupro segue a modernização do Brasil? Quem perde com isso? Tantas as perguntas de raízes tão profundas, que não conseguiríamos nesse espaço responder todas elas. Contudo, é esse infeliz cenário que crianças, adolescentes e mulheres adultas vivenciam próximo aos canteiros de obras no Brasil. Nesse contexto, é preciso traçar estratégias que permitam a compreensão e os enfrentamentos das desigualdades que perpassam as questões apontadas. O mais importante talvez seja romper com esse modelo econômico de desenvolvimento adotado, que não leva em conta as preocupações cidadãs. É n e c e s s á r i o q u e s e c o b re intervenções responsáveis para mudança urgente desta realidade, seja pelas empresas ou pelo poder publico, de forma a não culpabilizar as vítimas e garantir um modelo de desenvolvimento que respeite os direitos humanos. Veja o texto na integra: http://anamovimento.blogspot.c om.br/2014/04/desenvolviment o-e-exploracao-sexual-de.html

dentro De 01 a 03 de maio de 2014, acontecerá em Belo Horizonte o Encontro dos atingidos pela Copa. O COPAC – Comitê Popular dos Atingidos pela Copa 2014 BH é organizado por pessoas de diversos setores da sociedade que buscam discutir, entender e pensar ações coletivas no contexto das violações de direitos em ocasião da Copa de 2014. Outros comitês populares foram organizados de outras cidades sede reforçando o caráter nacional da ação.

Giro

DE NOTÍCIAS Aconteceu em Brasília nos dias 25 e 26 de abril com cerca de 100 participantes de diversas instituições, a III Oficina Nacional promovida pela articulação “Entre em Campo – Redes pelos Direitos da Criança e do Adolescente”. A III Oficina teve como objetivo a avaliação da Copa das Confederações, análise da conjuntura após as jornadas de junho e a definição de ações estratégicas para a Copa do Mundo. Veja a síntese destes momentos com as fotos no link: http://zip.net/bqnfDV

1


Instagram da ANA ampanha Ana entra na C a sexual’’ ntra violênci ‘ Uma careta co

nautas

oca inter

Ana conv

Mensagem da

semana

Envie suas fotos para o Boletim da Campanha ANA Para enviar as fotos é simples. Basta marcar a Campanha ANA nas suas fotos com a frase #ANA_INSTAGRAM com uma pequena legenda que iremos publicar em nossas redes e no Boletim mensal da campanha.

am no ernet entr na f a S e a n A Menor Campanha astoral do P a d o t n e planejam Paraíba

Para seguir o perfil da ANA Acesse: http://instagram.com/anamovimento

Conhecendo

com de Protagonismo Juvenil 1° Encontro de Redes ao e ça ian Cr egral à o Comitê de Proteção Int ntos em Minas Gerais. eve es and gr Adolescente nos

a Rede

O PROGRAMA SAÚDE DA FAMÍLIA é um inclusive contra crianças adolescentes. programa que tem como principal objetivo levar o Mais informações acesse: acesso ao tratamento e à prevenção das doenças. ww.dab.saude.gov.br/atencaobasica.php Equipes vão até as casas das pessoas para Se liga aí reconhecer os principais problemas de saúde das galera, no mês de maio famílias. Eles também procuram as melhores haverá nosso chat.Vamos debater o soluções para enfrentar os desafios locais que 18 de maio e em especial os casos de possam determinar os problemas de saúde, antes violência sexual na região Amazônica que o que eles se instalem de modo mais grave. Vale ressaltar que esses profissionais, são muito bicho tá pegando por lá, e a galera precisa da importantes para detectar casos de violações de nossa solidariedade e apoio... A data e o link logo serão divulgados no facebook e no direitos humanos que acontece, dentro de casa, blog. Fique de olho! Contamos com todo@s.

www.anamovimento.blogspot.com.br @Campanhaana Campanha ANA Realização

Brasil

Apoio

Parceria

2

Boletim ana edição 24 modelo de desenvolvimento e violência sexual  

Boletim informativo da campanha ANA_ Nessa edição: modelo de desenvolvimento e violência sexual; Encontro das redes entre em campo Encont...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you