Page 1

Ano III - Nº 41 - agosto de 2015

ANA

a d

SE LIGA, a juventude quer viver! conseguem lutar pelos seus ideais. Uma dica é que para reduzir a violência, precisamos garantir os direitos humanos integralmente, afinal os direitos humanos são indissolúveis, indivisíveis e devem ser universais.

Imagem retirada do site Linha Direta

Contribuíram com essa edição adolescentes que participaram da For mação em Webativismo e Enfrentamento às Violências: Gabriel Silva, Raíssa Rodrigues eThally Luana. Já está virando rotina ver casos de morte de jovens nos jornais e programas policiais locais, este problema vem crescendo em todo Brasil. Os dados do Mapa da Violência 2014 mostram um crescimento de 13,4% de registros de homicídios em comparação com o número obtido em 2002. O percentual é maior que o de crescimento da população total do país: 11,1%. Outro levantamento feito em 2012 mostra que Jovens

ANA

da

entre 15 e 29 anos foram as vítimas em 53,7% dos casos de homicídios. Isso nos deixa muito preocupados. Aonde vamos parar com tanta violência contra a juventude? Em qual espaço os jovens estarão protegidos? O que podemos fazer para baixar esse percentual de violência? Algumas respostas para estas perguntas podem ser identificadas nas propostas dos movimentos sociais do Brasil que se debruçam sobre essa questão, ampliando cada vez mais esse debate nas redes sociais da inter net, com par ticipação crescente de jovens que fazem desses seus meios de protesto e

A participação política é um direito humano, e os jovens são portadores desses direitos e vem no curso da história lutando para exercê-lo e por uma sociedade mais igualitária onde todos tenham liberdade e principalmente o direito à vida assegurado. Várias são as conquistas, como a política de cotas, o estatuto da juventude, etc. Esses movimentos marcaram a história do nosso país desde a luta contra a ditadura militar, os caras pintadas, o movimento estudantil, étnico-raciais, de diversidade sexual, entre outros que até hoje, na prática, mostram que juventude não é apenas uma esperança de futuro, mas é presente e quer interferir na história para que o futuro seja melhor caminhando para um Brasil cada vez mais forte e justo para todos. Mas para que isso continue existindo a juventude quer e precisa viver!

1


Conhecendo

a Rede

CONJUVE - O Conselho Nacional de Juventude foi criado em 2005 pela Lei 11.129, que também instituiu a Secretaria Nacional de Juventude, vinculada à Secretaria Geral da Presidência da República (SNJ/SG/PR). O Conselho tem, entre suas atribuições a de formular e propor diretrizes voltadas para as políticas públicas de juventude, desenvolver estudos e pesquisas sobre a realidade socioeconômica dos jovens e promover o intercâmbio entre as organizações juvenis nacionais e internacionais. É composto por 1/3 de representantes do poder público e 2/3 da sociedade civil, contando, ao todo, com 60 membros, sendo 20 do governo federal e 40 da sociedade civil. Essa composição foi estruturada para que as ações sejam articuladas em todas as esferas gover namentais (federal, estadual e municipal), o que contribuirá para que a política juvenil se transforme, de fato, no Brasil, em uma política de Estado. Para saber acesse: http://juventude.gov.br/conjuve#.VdS4ivl Vikp

É com grande pesar que a Campanha ANA comunica o falecimento de TIANA SENTO SÉ. Companhaeira de jornada e de luta. Será sempre lembrada pelo seu profissionalismo, competência e sensibilidade para lidar com as adversidades e conflitos humanos.

ANA

da

Giro

DE NOTÍCIAS

Dia 13 de setembro acontecerá na Praça do Derby em Recife-PE, à Marcha do Orgulho Crespo. A afirmação dos cabelos crespos em contraponto com o discurso de cabelo ruim é uma estratégia de combate ao racismo. A organização da marcha está mobilizando a sociedade à participar através da página do Facebook, Marcha do Orgulho Crespo - Recife - PE.

Fique por DENTRO No dia 28 do mês passado, ocorreu o lançamento da Campanha Internet Sem Vacilo. O evento contou com a presença do criador do canal no YouTube PyongLeeTV. Após o bate-papo ao vivo, foram abordados os temas: cyberbullying e sexting, privacidade, amizades e relacionamentos online, busca de informações com segurança, preconceito e intolerância na rede. O UNICEF lançou um desafio. Os interessados devem publicar um meme ou um vídeo, ambos inéditos, abordando um dos temas da Campanha Internet sem Vacilo. Não esqueça de usar a hashtag #InternetSemVacilo e marcar a página do Facebook UNICEF Brasil. Para finalizar, basta enviar o link da peça publicada para o email: comunicacao@unicef.org com todos seus dados pessoais. O vencedor terá a oportunidade de ir ao Google em São Paulo e gravar um vídeo no YouTube Space. O prazo final é até o dia 17 de agosto de 2015, por isso, corram! Mais informações acesse: nowww.internetsemvacilo.org

2


Instagram da ANA Envie suas fotos para o Boletim da Campanha ANA Para enviar as fotos é simples. Basta marcar a Campanha ANA nas suas fotos com a frase #ANA_INSTAGRAM com uma pequena legenda que iremos publicar em nossas redes e no Boletim mensal da campanha. Para seguir o perfil da ANA Acesse: http://instagram.com/anamovimento

em ensag m a nd a ma is; 1. An os pa d a i duzem od s pro e para t n e lesc da . Ado ação 2e3 m r o F zes na carta A em ha AN n a p Cam e vel/C da Casca irada t e r agem 3. Im et. intern

ANA

da


a

Fica dica Livros

Filmes Juno: Juno MacGuff é uma jovem de 16 anos que acidentalmente engravidou de Paulie Bleeker, um grande amigo com quem transou apenas uma vez. Inicialmente ela decide fazer um aborto, mas ao chegar na clínica muda de ideia. Junto com sua amiga Leah ela passa a procurar em jornais um casal a quem possa entregar o bebê assim que ele nascer, já que não se considera em condições de criálo. É assim que conhece Vanessa e Mark, um casal com boas condições financeiras que está disposto a bancar todas as despesas médicas de Juno, além de dar-lhe uma compensação financeira caso ela queira. Juno recusa o dinheiro para si, mas decide que Vanessa e Mark ficarão com seu filho.

Elefante: Uma escola secundária de Portland, costa oeste dos Estados Unidos, é marcada por um episódio de violência no qual dois alunos abrem fogo contra a unidade e demais estudantes. Inspirado no Massacre de Columbine, ocorrido em 1999 nos Estados Unidos, o filme convida ao repensar das práticas escolares e, sobretudo, chama a atenção para a necessidade das escolas olharem para a conduta de seus alunos, no caso do filme, bastante marcada pelo bullying e atos de perseguição. O filme foi vencedor da Palma de Ouro em Cannes, em 2003.

A Criação da Juventude (Jon Savage): É sobre essa “pré-história” da adolescência, até a sua consolidação e explosão como força de consumo, que trata o livro "A Criação da Juventude: Como o Conceito de Teenage Revolucionou o Século XX", do pesquisador britânico Jon Savage. A obra é um extenso e minucioso estudo dos fatores políticos, econômicos, sociais e culturais que moldaram a juventude até ela conquistar o status que mantém dos anos 1950 até hoje.

Acompanhe e compartilhe a Campanha ANA em nossas redes sociais

ana.movimento@gmail.com

Realização

Apoio

Brasil

ANA

da

4

Boletim ana edição nº 41 se liga a juventude quer viver!  

Este mês a Edição Nº 41 do nosso Boletim Eletrônico da Campanha ANA traz o debate sobre o Extermínio da Juventude, nessa edição também temos...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you