Page 1

Ano III - Nº 38 - Maio de 2015

ANA

a d Educação sexual para que? Maria Dolores Fastoso Integrante da coordenação do Coletivo Mulher Vida / Integrante da coordenação da Rede ECPAT Brasil

Imagem retirada do Site Alianza por la solidaridad

Os direitos sexuais e reprodutivos (DSR), constituem não só um h o r i zo n t e j u r í d i c o , m a s também uma perspectiva ética sobre a forma como devemos nos relacionar com o nosso corpo. Entendendo aqui o corpo como território a partir do qual sentimos e aprendemos a reconhecer nossa sexualidade e descobrimos como nos relacionarmos com os outros corpos. A adolescência é o transito da etapa da infância à etapa adulta. Mudanças físicas, psicológicas, sociais acontecem, dentre as muitas, a puberdade, que chega aos adolescentes sem avisar.

ANA

da

Cresce nosso corpo e junto com ele os nossos desejos, as nossas duvidas, os nossos questionamentos, e, todos se refletem nele, no corpo, fonte de sentires, de definições, o território que nos define. A sexualidade como um dos componentes da personalidade deve ter seu desenvolvimento pleno assegurado como condição fundamental do ser humano. Os DSR são uma conquista dos movimentos feministas, depois de longas lutas pelo seu reconhecimento. Eles se constituem nesse referente tão necessário, para avançarmos na construção e no reconhecimento social da sexualidade humana.

Os direitos sexuais e reprodutivos (DSR), devem fazer parte fundamentalmente do currículo escolar e da educação f amiliar, se quisermos ter seres mais saudáveis e menos presos a prerrogativas sociais machistas e conservadoras que só tornam mais vulneráveis às crianças e adolescentes e as fazem vítimas mais fáceis da violência sexual. Esse ano comemoramos 15 anos da instituição do Dia 18 de maio como Dia Nacional de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes, reafirmamos: Direitos Sexuais são Direitos Humanos, e educar é prevenir, prevenir é Combater!

1


Giro

DE NOTÍCIAS Comitê Nacional de Enfrentamento organiza Seminário Nacional.

No dia 19 de maio acontece em Brasília o SEMINÁRIO NACIONAL SOBRE ATENDIMENTO À CRIANÇAS E ADOLESCENTES EM SITUAÇÃO DE VIOLÊNCIA SEXUAL. O objetivo do Seminário é refletir sobre como tem sido realizado, e, quais são os desafios no atendimento aos meninos e meninas nesses 25 anos do Estatuto da Criança e do Adolescentes. As vagas são limitadas e para participar você pode entrar em contato através do e-mail: 18demaio2015@gmail.com, ou, obter mais informações através do blog Faça Bonito http://facabonitocampanha.blogspot.com.br/

Conhecendo

a Rede

Atendimento em saúde é uma das demandas mais urgentes e recorrentes das vítimas de violência sexual. Hoje, o Brasil conta com 558 serviços de atendimento às mulheres e crianças em situação de violência sexual e doméstica. Esse atendimento for regulamentado através de D E C 7 . 9 5 8 / 2 0 1 3 ( D E C R E TO D O EXECUTIVO) de 13/03/2013, que visa a desburocratização e humanização do atendimento, sendo que com ela, os relatos do atendimento realizado no serviço de saúde passa a servir como fonte de provas para o Instituto Médico Legal – IML, caso esse solicite. Além disso, o decreto trata sobre as competências do serviço de saúde em caso de recebimento de demandas dessa natureza, como o acolhimento, atendimento sigiloso, orientação acerca dos direitos e ser viços de referência, disponibilização de transporte e formação de profissionais. Cabe a gente agora monitorar se isso tá acontecendo mesmo né galera?

ANA

da

Fique por DENTRO Lançamento do Mapeamento da Exploração Sexual no Complexo Industrial e Portuário do Pecém - Ceará No marco do dia 18 de maio - Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, o projeto Não à Violência Sexual desenvolvido pela Associação Barraca da Amizade, lançará um mapeamento do Sistema de Garantia de Direitos e funcionamento dos serviços que enfrentam a exploração sexual na região atingida pelo Complexo Industrial e Portuário do Pecém – CIPP (Ceará). O trabalho sistematizado pela Associação Barraca da Amizade, é resultado de uma série de entrevistas e levantamento de informações das organizações e atores do SGD dos municípios de Caucaia, Paracuru e São Gonçalo do Amarante, municípios diretamente impactados pelo CIPP. Para mais infor mações, acesse: https://naoaviolenciasexualnomunicipio.wordpre ss.com/

2


Instagram

da

ANA

Envie suas fotos para o Boletim da Campanha ANA Para enviar as fotos é simples. Basta marcar a Campanha ANA nas suas fotos com a frase #ANA_INSTAGRAM com uma pequena legenda que iremos publicar em nossas redes e no Boletim mensal da campanha.

Rolou

Para seguir o perfil da ANA Acesse: http://instagram.com/anamovimento

Galer

a Vira

Vida do A CED maza ECA nona EMA se US

na net

R

A

a AN

nho d ecadi

ou que rol s para a r b m le te Galera, 40 adolescen web e d ação em leção uma se de uma For m violências as ar par ticip nfrentamento ultado. oee o res ativism ? Pois é, saiu u blog: sexuais ram lá no me t.com.br/ Confi ogspo ento.bl processom i v o anam -dohttp:// 05/resultado tml 2015/ eletivo-de.h s Faça Bonito

ANA

da

a

- Ana da dic

3


a

Fica dica Livros

Filmes Pipo e Fifi

PELO MALO O filme conta a história de Junior, um menino de nove anos que tem “cabelo ruim”. Ele quer alisá-lo para sua foto no álbum de formatura para ficar parecido com um cantor famoso. Isso faz entrar em conflito com a mãe, Marta. Quanto mais Junior tenta melhorar o visual pelo amor da mãe, mais ela o rejeita. Até que ele é encurralado, cara a cara, com uma decisão dolorosa. Classificação: 14 anos Direção: Mariana Rondón. E l e n c o : B e t o B e n i t e s, Samantha Castillo, Samuel Lange Zambrano. http://www.guiadasemana.co m.br/cinema/filmes/sinopse /pelo-malo

ACUSADOS Diretor: Jonathan Kaplan Filme: EUA – Duração: 105 minutos

O livro de Caroline Arcari é uma ferramenta de proteção, que explica as crianças a partir de 4 anos conceitos básicos sobre o corpo, sentimentos, convivências e trocas afetivas. De forma simples, ensina diferenciar toques de amor de toques abusivos, apontando caminhos para o diálogo, proteção e ajuda. Link: http://www.pipoefifi.org.br/home.html

Acompanhe e compartilhe a Campanha ANA em nossas redes sociais

Sarah Tobias é estuprada em um bar e, ao denunciar a agressão, defronta-se com dois problemas: seus agressores e o sistema penal, no qual as próprias vítimas de estupro são vistas como suspeitas e como co-responsáveis pelo crime.

ana.movimento@gmail.com

Realização

Apoio

Brasil

ANA

da

4

Boletim ana edição nº 38 18 de maio por direitos sexuais  

Olá Galera, tudo bem??? Neste mês a Edição nº38 do nosso Boletim Eletrônico da Campanha ANA traz o dia 18 de maio como tema principal, foca...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you