Page 2

2

76 | dezembro | 2017

#

Gente em Ação

Entrevista (1) SÉRIE: ANTIGOS ALUNOS (22)

Inês Gouveia Redação “Gente em Ação”

O jornal Gente em Ação publica, em cada um dos seus números, uma entrevista com antigos alunos que concluíram a sua formação académica e estão inseridos no mundo do trabalho. Neste número entrevistamos Inês Gouveia, mais uma aluna que teminou o 9.º ano no ano letivo 2006/2007.

Bilhete de Identidade Nome: Inês Carreiro Filipe Martins Gouveia Data de nascimento: 13/04/1992 Frequentou a escola de VVR: Do 5.º ao 9.º ano (2002 a 2007) Média de conclusão do 9.º ano: 4,9. Profissão: Médica Gente em Ação - Quando é que frequentou a escola em Vila Velha de Ródão? Inês Gouveia - Essa pergunta é difícil, já foi há alguns anos. Ora deixem ver, eu, em 2010 entrei para a faculdade, portanto, tirando os 3 anos de secundário, 2007, tirando os 9 anos, fica em 1999/2000, foi por volta desse ano. Era boa aluna? Na altura, sim, era muito boa aluna. Sempre tive 5 e 4, acho que nunca tive um 3. O que é que achava da escola? Eu sempre gostei muito da escola, desde que entrei para a escola primária, sempre tive interesse em saber mais sobre aquilo que nos rodeia, seja ler, seja fazer contas, seja resolver problemas de Matemática ou Ciências, sempre gostei, sempre tive interesse em saber as coisas, então, sempre achei que ir à escola era uma coisa positiva. Esta escola tem uma natureza envolvente muito grande. Uma pessoa vê uma escola de cidade, não há assim árvores para os miúdos brincarem, nem um espaço tão grande à volta para se brincar, como aqui. Na altura, gostava bastante de andar nesta escola. Qual ou quais eram as suas disciplinas preferidas? Essa pergunta é difícil, é mais fácil perguntar quais disciplinas é que eu não gostava. Eu não gostava assim muito de Francês, e também não gostava nada de Educação Visual ou Educação Tecnológica, não tinha jeitinho nenhum e continuo a não ter , mas gostava muito do resto das disciplinas: Português, Matemática, História e Ciências Naturais. Tive sempre bons professores e gostava de todas as disciplinas no geral, até Educação Física!

Lembra-se de algum professor que a tenha marcado especialmente? Ai! Tantos! Tantos mesmo, desde o 5° até ao 9°ano, tive sempre professores excelentes, claro que, às vezes, uma pessoa também apanha professores maus. Por exemplo, a professora Teresinha, de Português, foi muito importante para mim, já que foi a pessoa que me impulsionou a escrever um texto para as Olimpíadas da Leitura, que eu acabei por ganhar, a nível nacional. [Ver notícia no “Gente em Ação” n.º 37, de junho de 2004, em https://issuu.com/adamantium/ docs/37_junho_2004]. Foi uma experiência fantástica! Ela sempre foi uma professora que me impulsionou a ler, a escrever, a usar figuras de estilo… às vezes, o Português parece aborrecido, mas ela tornava-o divertido. A professora Amélia, de Matemática, ela também me incentivou a gostar da disciplina. Os professores de História, claro, também seria suspeita se não gostasse dos professores de História, mas posso dizer-vos que nem todas as escolas têm professores de História que gostem de ensinar os alunos. E olhem que esta não é uma disciplina muito consensual, mas eu acho que temos essa sorte. A professora Graça Passos, também já esteve aqui, acho que vocês, não sei se chegaram a conhecê-la, também gosto muito dela. Ela ensinou-me a gostar de ciências, porque eu não gostava assim tanto de ciências até chegar ao 7° ano. Outra pessoa que me marcou foi a professora Elsa, de Inglês, também sempre gostei muito de Inglês por causa dela. Também não é consensual, mas eu gostei muito. Acho que tive sorte, pois sempre tive professores bons, embora também tenha tido professores maus, a partir do 7° ano, deixei de gostar de Português, mas acho que no geral, sempre tive bons professores e muito empenhados em fazer-nos ir mais além e pensar assim um bocadinho mais fora do normal. Para além das atividades letivas, que outras iniciativas a escola lhe oferecia e nas quais participava? Olha, tanta coisa, desde o Desporto Escolar, em que sempre participei no atletismo, participei no futsal es-

E-mail: jornalescolar@aevvr.pt

colar, na altura gostava muito de futsal, tínhamos uma equipa engraçada e um professor que nos motivava muito. Também fui ao “Parlamento dos Jovens” e participei nas atividades da Assembleia da República, e gostei muito. Chegamos a ir ao parlamento, a Lisboa. Esta é uma atividade que eu recordo com muito carinho, porque era uma coisa diferente do que estávamos habituados aqui na escola e acho que, em comparação com outras escolas, nós não ficávamos atrás, sinceramente, essas atividades valem a pena e acrescentam muito à formação, fora das disciplinas normais. Recorda-se de algum episódio que tenha vivido na escola e do qual guarde uma especial recordação? Ah, Sim! Mas isto foi mais uma traquinices minha do que outra coisa. Nós tínhamos duas turmas, o 5° A e o 5° B e sempre foi assim até ao 9°A e ao 9°B, eu andava no 5° B e tinha duas colegas que adoravam jogar à bisca, adoravam,era uma coisa louca, aquelas duas, em todos os intervalos aproveitavam para jogar à bisca. Então, o que é que eu fiz um dia? Eu, um dia, sem elas darem conta, fui ao baralho e tirei os A’s todos, guardei-os à parte, e deixei-as jogar à bisca no intervalo. A certa altura, só sei que uma delas estava assim: “Olha, pronto, já ganhaste,tens os A’s todos.” E a outra: “Não, eu tenho as biscas, tu é que tens os A’s todos.” E pronto, depois, eu aí já não consegui aguentar mais e comecei a rir. Lembro-me que uma vez um colega meu, que era muito trapalhão, tropeçou no caixote do lixo e foi engraçado, pois caiu à frente da professora e ela ficou parada a olhar para ele. Tenho boas memórias dos tempos passados nesta escola, sem dúvida! Mantém o contacto com os antigos colegas de turma / escola? Sim, com a maior parte deles, continuo a ter contacto, sobretudo com pessoas da minha turma e da minha idade. Nós acabamos por quase todos para a universidade, mas fomos mantendo o contacto. Como Vila Velha é um meio tão pequenino, é difícil perder

Continua na página seguinte

Profile for AEVVR

"Gente em Ação" n.º 76 - dezembro 2017  

Jornal escolar do Agrupamento de Escolas de Vila Velha de Ródão - Edição n.º 76 - dezembro 2017

"Gente em Ação" n.º 76 - dezembro 2017  

Jornal escolar do Agrupamento de Escolas de Vila Velha de Ródão - Edição n.º 76 - dezembro 2017

Advertisement