Issuu on Google+

Números mostram a força da descentralização em SC Página 12

PMDB tem pré-candidato à Presidência da República Página 7

Órgão Informativo do Diretório Estadual do Partido do Movimento Democrático Brasileiro Santa Catarina — Edição Nº 83 — Dezembro de 2009 — www.pmdb-sc.org.br

Prontos para 2010

PMDB realiza convenções para eleger novos dirigentes por toda Santa Catarina Fotos: Divulgação/PMDB

mobilizações Realização das convenções municipais e estadual do Partido do Movimento Democrático Brasileiro marcam 2009 com renovações e oxigenação. PáginaS 3, 4, 5 e 6

executiva Nonnonononono

PMDB é o maior partido catarinense

Peemedebistas ganham carteiras de identificação

Os Trabalhos realizados pelo Diretório Estadual do PMDB, no biênio 2008-2009, foram marcados por ações de fortalecimento e mobilização partidária, garantindo a continuidade como o maior partido de Santa Catarina.

Líderes homenageiam Ulysses Guimarães

Página 3

Página 9

Página 8

PMDB é destaque na Assembleia e Congresso Páginas 7, 10 e 11


2

Santa Catarina Dezembro de 2009

EDITORIAL EXPEDIENTE

EXECUTIVA ESTADUAL DE SC Eduardo Pinho Moreira Presidente

Casildo Maldaner

Presidente de Honra

João Batista Matos

Primeiro Vice-Presidente

Paulo Afonso Vieira

Segundo Vice-Presidente

Zuleika Mussi Lenzi

Terceiro Vice-Presidente

Renato Luiz Hinnig Secretário Geral

Adelcio Machado dos Santos Secretário Adjunto

Içuriti Pereira da Silva Primeiro Tesoureiro

O

Pavimentando as conquistas de 2010

PMDB de Santa Catarina termina o ano de 2009 de forma vitoriosa e cumprindo todas as etapas legais e necessárias, em função da rígida legislação que rege o funcionamento dos partidos políticos no Brasil. Tivemos grandes eventos ao longo do ano, todos visando o fortalecimento partidário. Roteiros diversos em todas as regiões do Estado, sempre acompanhado de lideranças locais e estaduais, notadamente nossos deputados, prefeitos, vice-prefeitos e vereadores, além dos dirigentes do nosso partido nos municípios. Registro por justiça as presenças frequentes do senador Neuto De Conto e do ex-governador Paulo Afonso. No mês de junho em Içara e em Videira, tivemos as grandes concentrações do nosso PMDB, com presença do governador Luiz Henrique e de milhares de companheiras e companheiros motivados pelo clamor partidário de discutirmos nosso futuro, alicerçados no que nos tornou o maior e mais democrático partido político do Brasil: a democracia interna e a verdadeira participação

Antônio Aguiar

das bases nas decisões importantes. O que se apregoava como dificuldade, acabou sendo uma, ou melhor, muitas festas, que foram as convenções municipais. Milhares de homens e mulheres compareceram nos locais de votação nos dias 3 e 4 de outubro para escolher os novos diretórios municipais e daí as novas executivas, todas legitimadas pelo voto e pela legalidade. O PMDB catarinense cumpriu o seu papel, mas muitos dos desafios ainda persistem. Devemos fazer da convenção estadual nosso mais importante evento do ano, pois o que daí emergir dirigirá os próximos passos e a participação do partido no processo eleitoral de 2010. O futuro depende da nossa confiança, do nosso empenho, do nosso trabalho e da certeza de que o PMDB é o melhor caminho para Santa Catarina e sua gente. Obrigado peemedebista, foi sua participação que permitiu todas essas conquistas, e é a sua participação que vai garantir as próximas vitórias. Viva o PMDB!

Eduardo Pinho Moreira – Presidente do Diretório Estadual do PMDB

Líder da Bancada Estadual Vogais

ARTIGO

Neuto Fausto de Conto Manoel Mota Alexandre Saad Benedet Renato de Mello Vianna Suplentes

Justiniano Almeida Pedroso Gelson Sorgato José Ari Vequi

Órgão Informativo do Diretório Estadual do Partido do Movimento Democrático Brasileiro - PMDB

Núcleo de Comunicação Soledad Urrutia Rafael Cardoso Assessoria de Imprensa das bancadas estadual e federal do PMDB/SC e-mail: pmdb@pmdb-sc.org.br Projeto Gráfico e Execução Isaias J. Pinto www.zmmd.com.br Tiragem: 10 mil exemplares Impressão: Gráfica Rio Sul Diretório Estadual do PMDB

Rua Laura Caminha Meira, 71 Centro - Florianópolis - SC Cep 88.020-310 e-mail: pmdb.sc@matrix.com.br Fone/Fax: (48) 3222.1790/1255

www.pmdb-sc.org.br O Jornal do PMDB é uma publicação do Diretório Estadual do PMDB

O

MDB/PMDB – 43 anos de lutas e conquistas

MDB nasceu com o objetivo de contrapor-se à ditadura de 1964. Hoje, depois de tantas esperanças baldadas e ilusões perdidas, tem uma missão ainda mais árdua: resgatar a fé nas instituições democráticas, tão vilipendiadas. Para Miguel de Cervantes, a História é “êmula do tempo, depositária de ações, testemunha do passado, exemplo para o presente e advertência para o futuro”. Ouso dizer que o MDB é tudo isso, e muito mais! Abrigo das mais importantes vocações democráticas, berço de todos os partidos populares existentes, usina dos mais relevantes projetos desenvolvimentistas, o MDB é o verdadeiro fio da História. Conscientes de que “o que importa não é onde estamos, mas para aonde vamos”, os emedebistas devem fazer brilhar sua chama e valorizar sua estrutura nacional, confiantes de que os males da democracia só podem ser curados com mais democracia. O MDB é o verdadeiro fio da História porque, como dizia Ulysses, “é o passado que não passou”. E não passou porque “ficou na memória e no bronze da História”. O MDB foi Ulysses, enfrentando os cachorros adestrados por serviçais do poder arbitrário e fazendo

os soldados recuarem diante de sua autoridade moral, bradando, com sua voz tonitruante: “Respeitem o líder da oposição!”. O MDB foi a empolgante campanha de 1974, dos anticandidatos Ulysses e Barbosa Lima. “Navegar é preciso! Viver não é preciso!”, recitava Ulysses. O MDB foi o tropel de Teotônio Vilela, que veio do outro lado para denunciar os excessos e arbitrariedades nas longas e anônimas noites dos cárceres. Foi a voz que reforçou, com a sua heróica condição de dissidente, a pregação pela anistia. O MDB foi o regente do clamor pelas Diretas-Já, Ulysses e Montoro à frente, comandando cinqüenta milhões de brasileiros pelas ruas e praças do país, “entoando o Hino Nacional como uma Marselhesa redentora”. O MDB foi a Constituinte, tendo como timoneiro o inexcedível Ulysses. O mesmo Ulysses que dizia: “o MDB não vive do passado, vive com o passado”. Mas, como ensinava Cervantes: “Seja passado o passado. Tome-se outra vereda e pronto”. A nação emedebista está pronta para sua nova jornada! A nação emedebista está pronta para, mais uma vez, cumprir o seu papel!

Luiz Henrique da Silveira – Governador do Estado de Santa Catarina

HOMENAGEM O PMDB registra aqui, com profundo pesar, o falecimento de duas importantes lideranças no mês de novembro. José Sorgato - Faleceu, na manhã do dia 25 de novembro, o peemedebista José Sorgato, pai do ex-deputado e diretor Geral da Secretaria de Estado da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Gelson Sorgato. José foi um dos militantes mais aguerridos no município de Xaxim e região. Faleceu aos 96 anos, devido a problemas de saúde.

Rubens Luiz Pagani - Aos 84 anos, no dia 25 de novembro, faleceu devido a problemas de saúde um dos fundadores do PMDB de São Joaquim e Urupema, Rubens Luiz Pagani. Conhecido como uma das mais importantes lideranças peemedebistas de Urupema, Pagani era presidente de honra do partido no município, onde também foi presidente da executiva.


3

Santa Catarina Dezembro de 2009

DIRETÓRIO ESTADUAL

Balanço das ações mostra força do partido O

s trabalhos realizados pelo Diretório Estadual do PMDB, em 2008 e 2009, foram marcados por ações de fortalecimento e mobilização partidária, garantindo a continuidade do título do PMDB, de maior partido de Santa Catarina. Todas as regiões do estado participaram de grandes e importantes eventos políticos promovidos com o objetivo de movimentar as bases e integrar a discussão da sigla sobre as decisões e encaminhamentos políticos. Entre as inúmeras conquistas no último biênio, o resultado das eleições municipais de 2008 reflete com números a grandeza peemedebista. Mais uma vez o PMDB garantiu o maior número de prefeitos eleitos, elegendo 112 - mais que o dobro do segundo colocado. Foram mais de 1milhão de votos nos candidatos do 15. O PMDB hoje está presente em 145 prefeituras catarinenses. Em 2009, encontros municipais e grandes reuniões regionais marcaram as mobilizações rumo às eleições de 2010. O partido elegeu seus 36 novos coordenadores regionais e realizou, no mês de outubro, as 293 convenções municipais, renovando e revitalizando as bases com as eleições dos novos dirigentes do partido nos municípios. Encontros estaduais, realizados em Içara e Videira, também impulsionaram a militância peemedebistas que ergueu a bandeira do 15 e mostrou sua força e união, em dois dos maiores encontros partidários em ano não-eleitoral. O secretário geral do partido, deputado estadual Renato Hinnig, também destaca a implantação do novo site do PMDB – www.pmdb-sc.org.br – como conquista importante dos peemedebistas. “Hoje a militância, os simpatizantes e a sociedade em geral têm à disposição todas as informações do PMDB e notícias de seus representantes atualizadas diariamente”, afirma. Para encerrar as atividades, a executiva estadual do partido organiza uma ampla mobilização para a Convenção Estadual, que será realizada no dia 12 de dezembro, na Capital.

Acesse o endereço oficial da família peemedebista em Santa Catarina www.pmdb-sc.org.br

Entrevista com Eduardo Pinho Moreira Divulgação /PMDB

Jornal do PMDB – O PMDB nos últimos anos buscou estreitar a comunicação entre o Diretório Estadual e as bases do partido. Como isso foi possível? Eduardo Moreira - Nos últimos dois anos o PMDB teve grandes conquistas em Santa Catarina, uma delas foi a modernização tecnológica. Através do novo site do partido, bem organizado, estruturado e atualizado permanentemente com notícias das ações peemedebistas nos diferentes segmentos, a comunicação com os nossos filiados e com a sociedade melhorou. Hoje estamos à disposição de todos aqueles que visitam o site. Os acessos têm crescido mensalmente, passando da marca de 10 mil. A meta é, dentro de poucos meses, alcançar 15 mil acessos mensais. Jornal do PMDB – Na campanha de 2008 o Diretório Estadual esteve presente em diversos municípios apoiando os candidatos e participando ativamente. Como foi esse trabalho? Eduardo Moreira – Nós tivemos eventos permanentes em todo o estado, viagens e reuniões do presidente e dos representantes da Assembleia Legislativa e do Congresso com a participação, também, de prefeitos, vices, vereadores, lideranças municipais e estaduais, numa caminhada de fortalecimento. Durante a campanha, eu mesmo visitei praticamente todos os municípios onde nossos companheiros disputaram as eleições. De forma muito significativa, o Diretório Estadual esteve presente nas cidades onde as dificuldades eram maiores, aju-

O

Eduardo Moreira – Foram dois dias de festa por toda Santa Catarina. Os peemedebistas compareceram de forma expressiva, elegendo os diretórios, participando e formando as executivas. Foi formado o time que dirigirá o partido nos municípios no ano que vem. Jornal do PMDB – Qual é a expectativa para a convenção estadual?

balanço Moreira analisa conquistas do PMDB na gestão 2008-2009

dando na logística da campanha e nas mobilizações. O PMDB esteve sempre atuante observando e perseverando nossas conquistas.

ais de Içara e Videira?

Eduardo Moreira – Apesar de muitas dificuldades, com o Governo do Estado que deu espaço para as siglas coligadas conosco, e eles cresceram, o PMDB manteve-se firme como o maior partido de Santa Catarina nas eleições municipais de 2008, elegendo 112 prefeitos, 843 vereadores e 80 vice-prefeitos. Somos de longe o maior partido, em qualquer ângulo que se olhe: em número de prefeitos, vereadores, número de votos, representantes na Câmara, Assembleia, filiados, enfim, em todos os espaços.

Eduardo Moreira – Os encontros contaram com a participação de milhares de companheiros e companheiras de todas as regiões de Santa Catarina; com a presença do governador Luiz Henrique; dos ex-governadores Casildo Maldaner e Paulo Afonso; do senador Neuto De Conto; das bancadas estadual e federal; dos prefeitos e de lideranças municipais de forma expressiva. Em Videira o PMDB fortaleceu a Associação de Prefeitos e Vice-prefeitos, com a escolha de uma nova diretoria, que terá papel fundamental nas próximas eleições. Nos dois eventos, ficou muito clara a motivação e determinação do PMDB de disputar mais uma eleição para o Governo do Estado em 2010.

Jornal do PMDB – Como foi a participação das lideranças e da militância nos encontros estadu-

Jornal do PMDB – Qual é o balanço das convenções municipais realizada em outubro 2009?

Jornal do PMDB – Quais foram os resultados?

Eduardo Moreira – A Con­ venção estadual será um grande evento político, com a presença de companheiros de toda Santa Catarina e de lideranças municipais, estaduais e também nacionais, convidadas a prestigiar a grande condição partidária que vivemos e, principalmente, para pavimentar e planejar as ações partidárias para as eleições de 2010. Jornal do PMDB – Quais são as metas para 2010? Eduardo Moreira – Precisamos eleger o nosso governador do Estado, se possível com a polialiança que hoje da sustentação ao governo do PMDB, mas também temos que estar preparados para qualquer circunstância. Continuar trabalhando para garantir uma representação significativa e expressiva no Congresso e no Parlamento estadual, bem como, pela crescente do governador do Paraná, Roberto Requião, que colocou o seu nome à disposição para concorrer à Presidência da República. É o momento do PMDB mostrar a sua força e determinação e garantir a continuidade do que tem dado certo para Santa Catarina, e é para isso que estamos trabalhando.

Convenção estadual vai eleger nova executiva

final de 2009 chega com expectativa para o PMDB catarinense, que no dia 12 de dezembro realiza o mais importante evento partidário do ano, a Convenção Estadual, para eleição do novo Diretório, delegados à Convenção Nacional e Comissão de Ética. Cerca de dois mil peemedebistas devem participar da mobilização na Capital, que também resultará na composição da nova executiva do partido. “Será a maior mobilização política do ano, com ampla representatividade estadual”, garante o presidente da

sigla, Eduardo Pinho Moreira. A chapa de consenso que deve formar o novo diretório peemedebista foi registrada no diretório estadual na primeira semana de dezembro. Alterações e adequações poderão ser feitas até 48 horas antes da convenção estadual. A nova executiva do partido será eleita no mesmo dia da convenção, que acontece das 9h às 15 horas do dia 12, no auditório Antonieta de Barros, na Assembleia Legislativa. A lista com os novos membros, que deverão compor as ins-

tâncias representativas do partido no próximo biênio, foi formada respeitando a representatividade regional do PMDB, atendendo também as demandas apresentadas pelas diversas lideranças e diretórios municipais. O novo Diretório Estadual do PMDB/SC será constituído por 71 membros, incluindo o líder da bancada estadual e os ex-presidentes estaduais; e 23 suplentes, em ordem decrescente, totalizando 94 pessoas. A Comissão Estadual de Ética e Disciplina será formada por sete membros titulares e sete

suplentes. Por último, serão designados 32 delegados à Convenção Nacional, com o mesmo número de suplentes. A nova executiva estadual será eleita pelos novos membros do diretório, a ser constituído na Convenção Estadual durante a sua primeira reunião, que acontece no mesmo dia 12 de dezembro. A comissão executiva será composta com um presidente, três vice-presidentes, dois secretários, dois tesoureiros e quatro vogais, além do líder da bancada estadual e quatro suplentes em ordem decrescente.


4

Santa Catarina Dezembro de 2009

Entrevista Presidente do PMDB por 23 anos, Heitor Benigno Erbs, fala sobre sua vivência partidária

Fotos: Divulgação/PMDB

C

om 10 mandados consecutivos no PMDB de Luís Alves, Heitor Benigno Erbs é presidente municipal do partido por 23 anos e foi reeleito na última convenção realizada em outubro deste ano. Aos 64 anos de idade, Benigno, que já dedicou mais da metade de sua vida ao PMDB, orgulha-se de fazer parte do maior partido político de Santa Catarina e do Brasil. O presidente com maior número de mandatos na sigla participou de uma entrevista exclusiva do Jornal do PMDB, para dividir com a família peemedebista suas experiências. Acompanhe: Nome: Heitor Benigno Erbs Município: Luís Alves Idade: 64 anos Anos de partido: 36 anos Mandatos no PMDB de Luís Alves: 10 mandatos 23 anos Heitor Benigno à direita do secretário geral do PMDB/SC, deputado Renato Hinnig, e do prefeito de Luís Alves, Viland Bork

Jornal do PMDB – Como e quando você entrou no PMDB? Heitor – Meu pai era membro da executiva do MDB e eu o acompanhava nas reuniões. Foi ele quem me incentivou a entrar ao partido. Minha filiação foi em 1973, quando o partido era uma religião. Jornal do PMDB – Como tem sido o seu trabalho desde então? Heitor – Com paciência, sendo amigo de todos, respeitando as diferenças, buscando novas lideranças e abrindo espaços para todos dentro do partido. Jornal do PMDB – O que mudou no PMDB nos últimos 20 anos? Heitor – Muita coisa mudou. Temos mais liberdade e vale a pena lutar por liberdade com responsabilidade. Jornal do PMDB – Como manter a unidade partidária no município? Heitor – Temos que ser democráticos senão o PMDB derrota o próprio PMDB. Procurando sempre manter a unidade e buscando novas lideranças. Como costumava afirmar nosso líder, Ulysses Guimarães, “o PMDB não tem dono”. Jornal do PMDB – Quais foram as maiores dificuldades durante os seus mandatos? Heitor – As derrotas dos nos-

convenções Novos dirigentes eleitos em 2009 vão coordenar ações do PMDB nos municípios catarinenses

sos candidatos. Jornal do PMDB – O que recompensa o trabalho partidário? Heitor – Cinco mandatos de prefeitos, sendo três consecutivos, sempre com a maioria na Câmara Municipal. Jornal do PMDB – Como é a situação do partido no seu município? Heitor – Temos o maior número de filiados, o prefeito e o vice-prefeito, seis vereadores e um diretório participativo. Jornal do PMDB – O que esperar do futuro? Heitor – Dar espaço para a nossa juventude e incentivá-la a gostar da política. Os jovens serão o nosso futuro. Jornal do PMDB – Qual é o caminho do PMDB em Santa Catarina? Heitor – Fazer o sucessor do nosso governador. Jornal do PMDB – Deixe uma mensagem para as pessoas que pensam em entrar no partido: Heitor – “Cristo é o símbolo do político, isto é do amigo do povo. Mais do que pregou, morreu pela Humanidade. Sem a cruz, não haveria cristianismo. É importante ter idéias. Mas, fundamental é praticá-las”. (Ulysses Guimarães).

Peemedebistas renovam diretórios e fortalecem bases para 2010 em SC O

Partido do Movimento Democrático Brasileiro de Santa Catarina (PMDB), realizou no primeiro final de semana de outubro uma ampla mobilização partidária durante a realização de 293 Convenções Municipais, que renovaram e revitalizaram as bases da sigla em todas as cidades do estado, onde o partido tem representação. Foram eleitos cerca de 16 mil novos dirigentes em todos os diretórios municipais, comissões de ética e delegados à convenção estadual, que será realizada no dia 12 de dezembro deste ano. Faltando um ano para a próxima eleição, o presidente estadual do PMDB, ex-governador Eduardo Pinho Moreira, que participou das mobilizações no Sul do estado, destacou a importância do momento afirmando que “os novos dirigentes terão a tarefa de coordenar em suas cidades as ações peemedebistas visando o sucesso do projeto político para 2010”. Para ele, as convenções municipais foram mais uma demonstração de força e unidade. O secretário Geral do PMDB, deputado Renato Hinnig, que

participou de diversas convenções na Grande Florianópolis e cidades próximas, ressaltou a mobilização e união dos peemedebistas que celebraram com festa o momento de oxigenação política. “ O PMDB está a cada dia mais forte”, afirmou. Ainda, destacou a capacidade de organização e a força do maior partido do estado. “Os peemedebistas gostam de ser desafiados. Quanto maior o desafio maior é a motivação para vencer. É assim que o PMDB tem escrito sua história de grandes vitórias, e é assim que conquistou 38,7 % dos votos válidos da última eleição e esteve presente em todas as eleições ao governo estadual”, disse. Na Capital, o ex-governador Paulo Afonso Vieira emocionou as lideranças peemedebistas presentes na convenção municipal lembrando as conquistas históricas do partido. Vieira também destacou o atual momento partidário afirmando que com os bons candidatos que o partido tem e com uma militância aguerrida e unida o PMDB não terá dificuldades para concorrer em 2010.

Durante sua participação nas convenções municipais, Eduardo Moreira também reafirmou que o interesse prioritário da sigla é de manter a tríplice aliança. Diante de uma verdadeira chuva de manifestações em prol da candidatura ao governo, admitiu que, independente de quem será o candidato, esse é o caminho mais provável. “O PMDB não tem dono e seguirá a vontade das bases. Defendo a candidatura ao governo não porque sou pré-candidato, mas porque sou presidente do partido e nossa força deve ser preservada”, afirmou Moreira, priorizando a democracia nas decisões da sigla. O governador Luiz Henrique da Silveira, participou da convenção na Capital e esteve presente na mobilização de Joinville. “Esta convenção demonstra a unidade do PMDB de Joinville. Na data de hoje inicia-se uma caminhada rumo a vitória em 2010 e a preparação rumo a 2012” – destacou Luiz Henrique. Os deputados das bancadas estadual e federal marcaram presença nas convenções municipais de suas respectivas regiões.


5

Santa Catarina Dezembro de 2009

CONVENÇÕES MUNICIPAIS Fotos: Divulgação/PMDB

Phelippe José/Divulgação/PMDB

Blumenau

Joinville

São Miguel do Oeste

Norte Oeste

Vale Capital

Serra

Sul Curitibanos

Braço do norte

florianópolis


6

Santa Catarina Dezembro de 2009

CONVENÇÕES MUNICIPAIS Mais fotos das convenções municipais que aconteceram em outubro Fotos: Divulgação/PMDB

Água doce

águas mornas

angelina

anitápolis

antônio carlos

biguaçu

blumenau

capinzal

catanduvas

chapecó

cocal do sul

erval velho

treze tílias

garuva

gabiruba

herval d’oeste

ibicaré

ibirama

itajaí

itapiranga

jaguaruna

lauro müller

luzerna

ouro

palhoça

meleiro

morro grande

nova erechim

nova veneza

palma sola

pinheiro preto

piratuba

rio das antas

são joão do oeste

tijucas

Os nomes e contatos dos novos presidentes municipais do PMDB/SC podem ser conferidos em nosso site

www.pmdb-sc.org.br


7

Santa Catarina Dezembro de 2009

NACIONAL

PMDB lança pré-candidatura de Roberto Requião à presidência da República O

que seria um encontro para discutir os rumos do PMDB, em relação às eleições presidenciais do ano que vem, acabou resultando em uma monção de apoio à candidatura do governador do Paraná, Roberto Requião, à presidência da república. O documento redigido durante reunião de lideranças realizada em Curitiba, no sábado 21 de novembro, teve o aval de representantes de 15 diretórios estaduais, as assinaturas do governador Luiz Henrique da Silveira e do próprio Requião, além do reconhecimento das lideranças nacionais presentes no evento. Representando o desejo de muitos militantes peemedebistas, Requião foi aclamado por todos os participantes da reunião e discursou reverenciando o presidente do partido em Santa Catarina, Eduardo Moreira, o governador Luiz Henrique e o senador Pedro Simon, que vinham defendendo a ideia da sua candidatura ferrenhamente. “Se vocês estão assumindo essa responsabilidade comigo, então mandem um aviso à Brasília: aqui se consolidou uma pré-candidatura à presidência da República”, declarou, levantando a platéia. Em seu discurso, o senador

Pedro Simon foi direto ao ponto: “essa pode ser apenas mais uma reunião, ou pode ser uma reunião pra mudar a história”. Pedindo praticidade ao público, convocou a todos para que desde já saiam às ruas levando o nome de Requião. E foi claro ao dizer que a intenção é de buscar um novo caminho para o PMDB e não de se opor ao governo atual. “Essa não será uma candidatura nem do Lula, nem contra o Lula, será uma candidatura do Brasil”. O presidente de honra do partido, Paes de Andrade, e o presidente da fundação Ulysses Guimarães, deputado Elizeu Padilha, também fizeram coro à candidatura de Requião. Padilha mencionou que em 24 convenções estaduais realizadas neste ano, a candidatura própria foi unânime em todas. O governador Luiz Henrique destacou os inúmeros benefícios que a descentralização do governo trouxe para Santa Catarina, mostrando em números o progresso e as conquistas durante os sete anos de governo. E defendeu que a tese deve ser incorporada ao programa de governo nacional. Criticou a concentração de poder em Brasília e o percentual ínfimo que é re-

Divulgação/PMDB

curitiba Lideranças catarinenses apoiam Roberto Requião como pré-candidato à presidência da República

passado da arrecadação tributária aos municípios. “Manda-se todo o dinheiro para Brasília e ele voa, quando não nas asas da corrupção, nas asas da ineficiência”, disse. O presidente estadual do PMDB catarinense, Eduardo Pinho Moreira, falou do seu trabalho incansável de fortalecimento do partido e de suas andanças pelo Estado. Moreira também descreveu a ansiedade dos companheiros em

Neuto De Conto é destaque no Senado

Divulgação Alesc

O

ano foi de conquistas expressivas para o senador Neuto De Conto. Eleito presidente da Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo, o senador apresentou uma emenda ao Orçamento de 2010 no valor de R$ 700 milhões para o setor. Os recursos se destinam a projetos de infraestrutura (R$ 300 milhões) e organização de eventos (R$ 400 milhões). Neuto salienta as boas perspectivas para o segmento, destacando a ação empreendedora da comunidade e as metas do Plano Nacional do Turismo 2010 com o fortalecimento do mercado interno, principal objetivo, que contribui para a geração de 1,7 milhão de empregos, com o aumento de 217 milhões de viagens no Brasil, de 2007 até 2010. Segundo o senador, o compromisso é o de transformar o turismo num importante instrumento de inclusão social, por meio da qualificação profissional, da geração de empregos e da criação de oportunidades para que mais brasileiros possam viajar. Outro projeto de autoria de De Conto, que cria o Fundo Nacional de Apoio a Bibliotecas (FUNAB), foi aprovado neste ano. Ele tem a missão de financiar a construção, formação, manutenção, ampliação e acervos de bibliotecas. É um incentivo com prazo indeterminado de duração, que funcionará a

poder novamente votar no 15 para presidente da República: “Todos querem candidato a presidente e em Santa Catarina, já estou divulgando o nome de Requião”. O vice-governador do Paraná, Orlando Pessuti, apoiou Eduardo em seu discurso e declarou que, “assim como teremos candidato a presidente, cada Estado deve ter seu candidato a governador”. A comitiva de Santa Catarina

Moção de apoio ao lançamento da candidatura de Requião

P

eemedebistas de 15 diretórios regionais, governadores, senadores, deputados, prefeitos, entre outras lideranças, reunidos neste sábado (21 de novembro) em Curitiba, decidem que o PMDB deve ter candidato próprio a Presidência da República e que esse nome é do governador do Paraná, Roberto Requião. Senado Neuto De Conto teve atuação de destaque no Senado em 2009 fundo perdido ou de empréstimos reembolsáveis. “Embora fatores como o barateamento dos livros e o crescimento da indústria editorial, ao lado da elevação de renda da população, é importante o aumento do número de bibliotecas pelo país, aproximando o povo do livro”, afirma o senador. Já de início, o FUNAB beneficia os 1.3 mil municípios que hoje não dispõem de uma única biblioteca. Mais um projeto aprovado foi o que determina a criação da Universidade Federal da Fronteira Sul. A nova universidade terá sede em Chapecó e atenderá 396 municípios e quatro milhões de pessoas trazendo integração e desen-

volvimento para a mesorregião. Em 2009 foram comemorados os 15 anos do Plano Real implantado no País, de cujo projeto o senador Neuto De Conto foi relator. À época se trabalhava na economia, em 1994, com um montante de dinheiro que girava em torno de R$ 349 bilhões, e hoje os números giram ao redor de R$ 2,3 trilhões. O senador-relator do Plano Real aponta que a economia cresceu 565%. No entanto, não deixa de reconhecer que a tributação também veio onerar o setor produtivo e a população brasileira. Por isso mesmo, alerta, é necessária, com urgência, a reforma tributária.

também contou com a presença do senador Neuto De Conto; os deputados estaduais Antônio Aguiar e Edison Andrino; o presidente de honra do partido em Santa Catarina, Casildo Maldaner; o prefeito de Florianópolis, Dário Berger; o secretário de Desenvolvimento Regional da Grande Florianópolis, Valter Gallina; e o ex-deputado Renato Vianna, entre outros.

Por isso, conclamamos a direção nacional do PMDB a promover um amplo debate em cada estado sobre o programa de governo e ouvindo a sociedade civil para a construção de uma proposta de desenvolvimento nacional que privilegia a produção e o trabalho frente aos interesses do capital financeiro.

Curitiba, 21 de novembro de 2009 Encontro Nacional das Lideranças do PMDB Diretório Estadual do PMDB/ PR A nota foi assinada por lideranças como Pedro Simon (RS), Orestes Quércia (SP), Luiz Henrique (SC), Paes de Andrade (CE), Mangabeira Unger (RJ), Francisco Romão (AC), Francisco Donato (ES), Marcelo Castro (PI), Eliseu Padilha (RS), Esachel Cipriano (MS), Adalto Freitas (MT), Denício de Andrade (RO), Dario Berger (SC), Neuto De Conto (SE), Eduardo Pinho Moreira (SC), entre outras lideranças: deputados, prefeitos, vereadores.

Frase “Requião é a água quente da brasa do PMDB. É um grande nome. É um quadro histórico do partido, um grande governador, foi um grande senador. É um nome em condições de assumir esta condição”, disse o governador de Santa Catarina, Luiz Henrique, no evento.


8

Santa Catarina Dezembro de 2009

POR TODA SANTA CATARINA Divulgação/PMDB

ÔÔ Ensino à Distância

PMDB aposta em Cursos de Formação Política em SC Divulgação/PMDB

capital alunos recebem certificados

M

ilitantes e simpatizantes de todo o estado participaram em 2009 dos Cursos de Formação Política, promovidos pela Fundação Ulysses Guimarães (FUG), com apoio do Diretório Estadual do PMDB. De acordo com o coordenador dos cursos em Santa Catarina e membro do Conselho Curador da FUG Nacional, Adenor Piovesan (Noi), em todo o estado, desde 2008, aproximadamente quatro mil pessoas participaram das aulas, em 130 turmas. “Novas turmas deverão ser formadas nos próximos meses, qualificando a militância do PMDB para os enfrentamentos políticos”, afirma o peemedebista. Os cursos fazem parte do Programa de Ensino a Distância da FUG, que visa promover a formação política da base partidária do PMDB, de forma a capacitar os militantes, dirigentes e titulares de mandatos eletivos, para o confronto político e a conquista da hegemonia político partidária. Além de uma maneira de expandir conhecimento e promover a formação política da base partidária, o presidente da executiva estadual, Eduardo Pinho Moreira, vê na iniciativa uma oportunidade para unificar o discurso peemedebista por toda Santa Catarina. “Quem participa fortalece o PMDB, com condições de defender e conquistar a franquia política em seu município”, ressalta. Os cursos de formação política são divididos em dois níveis, sendo um para candidatos e outro para a militância, lideranças e simpatizantes. Os alunos participam das aulas uma vez por semana, conforme a organização definida pelos diretórios municipais e no final dos cursos, em cerimônia de formatura, os alunos, com mais de 75% de frequência, recebem certificados.

homenagem O busto de Ulysses Guimarães, com mais de um metro de altura, foi confeccionado em fibra de vidro, pelo artista plástico Werner, de Treze Tílias. Ulysses Silveira Guimarães foi um dos políticos brasileiros com maior participação na luta pela redemocratização do Brasil. Foi presidente do MDB e PMDB durante vários anos. Em 1987, o parlamentar comandou a Assembleia Constituinte. Candidato à Presidência em 1989, não obteve sucesso, mas marcou a história do País. Morreu (desapareceu) no Rio de Janeiro, em 12 de Outubro de 1992, em acidente aéreo

Homenagem a Ulysses Guimarães fortalece projeto do PMDB para 2010 A

solenidade de inauguração do busto em homenagem a Ulysses Guimarães, prestigiada pelas principais lideranças do PMDB catarinense, em Balneário Camboriú, no mês de novembro, foi marcada pelo orgulho e o reconhecimento do partido ao seu grande mentor político, além do fortalecimento do projeto para 2010, com Eduardo Moreira aclamado como pré-candidato ao governo do Estado. Entre os discursos carregados de emoção e alegria, destaque para as palavras do governador Luiz Henrique da Silveira, que conviveu com Ulysses Guimarães como poucos. “Além de ser única em nosso país, é uma homenagem ao homem que nos conduziu a nossa grandeza”, destacou.

O secretário Geral do PMDB, deputado estadual Renato Hinnig, foi quem iniciou o coro em prol da pré-candidatura de Moreira. Hinnig espalhou o clima de otimismo entre as lideranças presentes e enalteceu a força peemedebista para continuar governando Santa Catarina. “O partido hoje tem muito orgulho de poder mostrar aquilo que tem feito pela população durante os anos em que administrou o Estado, especialmente nestes oito anos de governo Luiz Henrique com o processo de descentralização. O PMDB tem história, tem militância e vai mostrar mais uma vez que pode fazer bonito nas eleições do ano que vem.” Edson Piriquito, anfitrião da solenidade, reforçou o nome de Moreira e colocou-se a disposição para ser soldado do exér-

cito partidário que vai trabalhar para eleger o novo governador em 2010. O próprio governador também inflamou a platéia ao reforçar as qualidades de Eduardo Moreira. “O Eduardo foi meu companheiro no primeiro mandato, onde governamos a quatro mãos. Certamente ele está credenciado para ser o candidato do PMDB ao governo do Estado”, declarou Luiz Henrique, deixando clara a importância de manutenção da tríplice aliança. O ex-governador Paulo Afonso fez um belo resgate da história de Ulysses Guimarães em seu discurso e, assim como as demais lideranças, também credenciou o nome do presidente do partido à cabeça de chapa em 2010. O presidente de honra do PMDB, Casildo Maldaner, que protagonizou

Acesse o endereço oficial da família peemedebista www.pmdb-sc.org.br em Santa Catarina

o mais bem-humorado discurso do dia, destacou que Moreira, assim como ele já teve, “agora tem a linha e a agulha para costurar o processo político rumo às eleições do próximo ano”. Lembrando a luta e a dedicação de Ulysses Guimarães pela democracia e o fortalecimento do PMDB, Eduardo Moreira falou do orgulho de fazer parte do partido que está melhorando a vida das pessoas em Santa Catarina. Também presentes na solenidade promovida pelo diretório municipal do PMDB de Balneário Camboriú, o senador Neuto De Conto; os deputados federais João Matos, Acélio Casagrande e Valdir Colatto; e os deputados estaduais, Antônio Aguiar, Adherbal Deba Cabral, Rogério Mendonça Peninha, entre outras lideranças.


9

Santa Catarina Dezembro de 2009

Peemedebista de carteirinha

Em toda SC, dirigentes do PMDB recebem documento de identificação partidária A

ideia surgiu do secretário Geral do partido, deputado estadual Renato Hinnig. O compromisso de percorrer o Estado levando a palavra de motivação e orgulho aos militantes, foi assumido pelo presidente Eduardo Pinho Moreira. O resultado dessa feliz união foi a criação da carteirinha de identificação do PMDB, um documento oficial da sigla que vem sendo entregue a todos os membros de diretórios, coordenadores e detentores de cargos públicos. Os membros da atual executiva do diretório estadual do PMDB em Santa Catarina serão certamente lembrados pelo caráter de mudança e inovação. Entre iniciativas como a criação das coordenadorias regionais e os avanços na área de comunicação e organização partidária, nada ficou tão evidenciado quanto o trabalho de fortalecimento e união, que vem sendo executado incansavelmente pela equipe, especialmente na pessoa de Eduardo Moreira, que através de suas andanças por todas as regiões catarinenses tem conquistado a aprovação dos companheiros. A criação, ou reedição da carteira de identificação – que segundo o presidente de honra, Casildo Maldaner, em outrora já fora implantada – mostrou como o peemedebista é engajado e tem orgulho do PMDB catarinense. Isso na própria figura de Maldaner, que não conteve a emoção ao receber do pre-

Divulgação/PMDB

Divulgação/PMDB

chapecó Presidente do PMDB, Eduardo Moreira, entrega as identificações

canoinhas Casildo Maldaner, presidente de honra do partido, entrega carteirinhas

sidente a sua carteirinha. “Hoje o companheiro Eduardo reanima e motiva os novos militantes com a entrega desta carteira de identidade, contando inclusive a história do nosso glorioso partido”, disse. As carteiras de identificação partidária estão sendo entregues em reuniões regionais, realizadas desde o mês de novembro, com a participação de todos os diretórios municipais no estado. As visitas foram anunciadas durante as convenções municipais de outubro, pelo presidente estadual. “Vou percorrer cada canto de Santa Catarina dando posse aos novos membros e entregando-lhes a carteirinha do

como a entrega de uma carteirinha deu a ideia de como é forte o sentimento partidário. “A iniciativa de fazer as carteirinhas é elogiável, pois este gesto se torna um instrumento de mobilização e valorização dos militantes do PMDB. É uma forma de ressaltarmos o quão importante é ter o filiado ao nosso lado”, destaca o presidente da Associação de prefeitos e vice-prefeitos do PMDB de Santa Catarina, Wilmar Carelli. Dos grandes líderes do partido em Santa Catarina, passando por prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e representantes estaduais e federais, até os diretórios municipais, a mensagem de motivação e

partido. Quero que sintam orgulho em fazer parte do PMDB”, afirmou Moreira, na época. Hinnig, outro incansável na luta pelo fortalecimento da sigla, foi quem lançou a idéia, prontamente abraçada, não só pela executiva, mas por todos os militantes. “Queremos que cada um receba esta carteirinha, que simboliza a luta e o trabalho dos companheiros pelas causas do PMDB”. Durante as cerimônias de posse realizadas em todo o estado, divergências e descontentamentos existiram e foram ouvidos, mas foram pequenos diante de tanto engajamento e vontade. Um ato simples

compromisso foi absorvida com sucesso por todos. O coordenador regional de Xanxerê, Adenilso Biasus, foi um dos tantos que manifestaram os resultados positivos dessa corrida de Eduardo Moreira pelo Estado. “Se havia algum tipo de resistência em relação ao projeto para 2010, já não existe mais”, referindo-se a união partidária com vistas para as eleições do próximo ano. Sobre as carteirinhas: “Iniciativa como esta, além de valorizar e glorificar os companheiros, demonstra que o PMDB realmente é o partido do Brasil e possui a melhor e mais apaixonada militância”, conclui.

PMDB vence em Timbé do Sul e conquista mais uma prefeitura Larissa Biléssimo

O

PMDB conquistou mais uma prefeitura na tarde do primeiro domingo de dezembro (6), chegando a marca de 113 prefeitos eleitos em 2009. Numa disputa acirrada, com apenas sete votos de vantagem, a chapa do PMDB, formada por Eclair Alves Coelho e Luciano Moro, para prefeito e vice, respectivamente, venceu a eleição no município de Timbé do Sul, na região Sul catarinense. O novo prefeito recebeu 1.948 votos, (50,09%) contra 1.941 (49,91%) da candidata adversária. A vitória foi de uma proposta de governo para o bem de todos os cidadãos timbeenses. Conforme o novo prefeito peemedebista “foi a vitória da união do partido democrático, que não tem apenas um dono. Se nós ganhássemos por um voto, mesmo assim eu estaria feliz”, afirmou Coelho. A eleição suple-

mentar aconteceu em virtude de a Justiça Eleitoral ter cassado o diploma do mandatário eleito no ano passado, em decorrência de diversas irregularidades, dentre as quais abuso de poder econômico e captação ilícita de sufrágio. O PMDB também disputou a prefeitura do município de Cunha Porá e estava preparado para concorrer na cidade de Maracajá, onde uma liminar concedida pela ministra do TSE, Cármen Lúcia, suspendeu o pleito e adiou a eleição. Conforme informações do cartório eleitoral de Turvo (42ª Zona), responsável pelo processo em Timbé do Sul, a eleição ocorreu tranquilamente. Lideranças estaduais, entre elas o deputado estadual Manoel Mota, o deputado federal Acélio Casagrande e o secretário Regional de Araranguá, Heriberto Schmidt, marcaram presença nas comemorações do PMDB em Timbé do Sul.

Larissa Biléssimo/Divulgação/PMDB

comemoração Peemedebistas comemoraram vitória de Eclair e Luciano, em Timbé do Sul


10

Santa Catarina Dezembro de 2009

bancada FEDERAL ÔÔ Celso Maldaner

Dedicação e trabalho são marcas de Celso Maldaner O ano de 2009 ficará com a marca de muito trabalho e dedicação do deputado federal Celso Maldaner em favor da sociedade brasileira, especialmente a catarinense. Na Câmara Federal Maldaner atuou novamente fazendo de sua atividade um elo com os municípios e com os cidadãos no anseio de melhorar a vida da população. Para superar a crise financeira, que marcou 2009, Maldaner participou da aprovação de diversas medidas que causaram impacto na economia e seguraram o Brasil com bons índices. Trabalhou em perfeita sintonia e parceria com as prefeituras municipais atendidas com emendas parlamentares cujos recursos já somaram mais de R$ 32 milhões. Celso Maldaner também procurou, pela legislação, fazer justiça aos agricultores buscando um novo Código Flo-

restal para o Brasil, cujo exemplo de Santa Catarina é pioneiro. Renovando o fôlego para 2010, o parlamentar prepara-se para novos desafios na esperança de fazer ainda mais por Santa Catarina, e deixa a seguinte mensagem para a família peemedebista: “uma forte saudação peemedebista, um 2010 iluminado por vitórias e conquistas.”

ÔÔ acélio casagrande

ÔÔ Edinho bez

P

2009 – um ano de grandes conquistas para Edinho Bez

ara o deputado Edinho Bez (PMDB) 2009 foi um ano, assim como os outros, de muito trabalho e resultados positivos, revertidos em grandes conquistas para a população catarinense. Edinho foi alçado novamente à viceliderança do partido na Câmara, escolhido para presidir a subcomissão de Portos e Vias Navegáveis da Comissão de Infraestrutura do Congresso Nacional e integra a subcomissão que acompanhará as ações para a Copa de 2014, que será realizada no Brasil. Entre as ações deste ano, destaca-se a bastante elogiada relatoria do projeto de lei 7703/06, que regulamenta a profissão de médico e define as atividades privativas da categoria. Edinho, responsável pelo relatório na comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público, negociou até o último momento mudanças que atendessem às demais categorias da saúde. Além disso, percorreu os quatros canto do país debatendo com médicos e outros profissionais da área cada item contido no PL. “Minha meta sempre foi produzir um texto de consenso a ser aceito por ambas as partes, mas que, acima de tudo, atendesse aos interesses da sociedade”, esclareceu.

Fotos: Divulgação/PMDB

Membro permanente da Comissão de Turismo e Desporto da Câmara dos Deputados, Edinho é um reconhecido defensor do turismo sustentável como indústria limpa e grande geradora de emprego e renda. Ao longo do ano, fez reiterados pronunciamentos sobre o setor, organizou e coordenou o Seminário Sobre Turismo Sustentável, em Gravatal, (sucesso de público e com ótimos resultados) participou de diversos encontros e debates sobre o tema. Apoiou também, com a destinação de emendas, várias eventos turísticos e festividades culturais pelo Estado.

Para que o fluxo de turistas não reduza drasticamente logo após janeiro, o deputado foi atendido na sua solicitação para que o ano letivo inicie sempre após o Carnaval. Em 2010, as aulas em Santa Catarina começarão no dia 17 de fevereiro. Edinho Bez também deu atenção a várias outras áreas de interesse público, como educação, energia, infraestrutura, transporte, saúde e segurança, levando questões que afetam o dia-a-dia dos catarinenses à tribuna da Câmara, além de solicitar ações e sugerir investimentos para boa parte dos municípios catarinenses.

ÔÔ valdir colatto

Ano de importantes conquistas para o Sul U

ma atuação marcada por conquistas. Assim, o deputado Acélio Casagrande resume 2009. A presença marcante na luta pelos aposentados e pensionistas e na saúde renderam importantes vitórias. Sem esquecer-se do desenvolvimento da região, que pode ser sintetizada no desejo da concretização de obras de infraestrutura. Uma proposta de emenda coletiva da bancada catarinense destinará recursos do orçamento de 2010 na ordem de R$ 62 milhões para a conclusão do Anel de Contorno Viário de Criciúma; de R$ 19 milhões para a Rota Serra Mar e de R$ 15 milhões para a pavimentação da Serra da Rocinha. “Considero esta a principal ação da bancada ca-

tarinense para o Sul, definindo recursos para importantes obras de infraestrutura”, salienta Acélio. Junto aos aposentados, enfatiza a pressão para votação do projeto 001/07; a aprovação na Comissão de Constituição e Justiça do PL 3299/08, que extingue o fator previdenciário; e o avanço na tramitação do PL 4434/2008. Na saúde, como membro da Frente Parlamentar, articula recursos no valor de R$ 12 milhões, junto ao Ministério da Saúde, para a compra de equipamentos para a ampliação do complexo do Hospital São José de Criciúma e, por meio de emenda, valores em favor do hospital Regional de Araranguá.

A

Colatto marca 2009 com proposta do Código Ambiental Brasileiro

grande discussão em torno da harmonização entre preservação ambiental e produção no país iniciou em 2009 e deverá prosseguir com mais força em 2010. Uma das principais lutas do deputado federal Valdir Colatto (PMDB/ SC) é alterar a legislação ambiental brasileira, aos moldes da iniciativa catarinense, que criou seu próprio Código Ambiental. Valdir Colatto, presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) no Congresso Nacional, tem levado esta discussão para todos os Estados brasileiros. Defende uma legislação ambiental nacional que elimine as decisões sem fundamento científico, que seja amplo e que os Estados, em função das suas diferenças e diversidades ambientais, façam suas leis específicas com base no zoneamento econômicoecólogico. O parlamentar é autor

do Projeto de Lei (PL) 5367/2009 que propõe instituir o Código Ambiental Brasileiro. A proposta visa substituir o atual Código Florestal nacional, em vigor desde 1965. “Queremos que a sociedade rural e urbana participe desse desafio e que decida o que fazer com

nossas terras: quanto preservar e quanto destinar para a produção de alimentos aos 200 milhões de habitantes e também para a exportação, que mantém 90% da balança comercial, 40% do PIB brasileiro e 35% dos empregos no Brasil”, destacou.


11

Santa Catarina Dezembro de 2009

Por Evory Pedro Schmitt

ÔÔ João Matos Divulgação/PMDB

bancada estadual

www.bancadadopmdb.com.br Fotos: Divulgação/ALESC

Estrutura e empolgação da base justificam posicionamento

O

João Matos comemora Lei da Adoção e conquistas

E

m seu discurso de sanção da Lei Nacional da Adoção Cléber Matos, em Brasília, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva falou, no dia 3 de agosto, que “não é todo dia que um presidente da República tem a felicidade de sancionar uma lei que nasceu do sentimento mais nobre que existe: o amor entre os seres humanos”. Fazendo justiça àquele que foi o inspirador desta legislação, o presidente afirmou que “Não poderia encerrar sem fazer uma homenagem a um pequeno brasileiro chamado Cleber Matos. Cleber veio ao mundo negro e pobre, e foi acolhido pelo deputado João Matos”. “Esse é o reconhecimento de um trabalho de mais de seis anos e que envolveu parlamentares, governo e, sobretudo, especialistas na matéria e os grupos de adoção espalhados pelo País”, comemora o deputado João Matos. Um ano de realizações. É assim que o deputado João Matos define 2009. Ele destaca que seu trabalho como presidente da Comissão de Educação, até março; e da Frente Parlamentar em Defesa do Ensino Superior, resultaram em ganhos para a população brasileira. A Desvinculação da Receita da União possibilitará uma injeção de R$ 7 bilhões para a área em 2010; o FIES ficou mais atraente para os alunos; as instituições filantrópicas terão novas regras e o Prouni está se expandindo. João Matos foi um defensor na garantia de recursos para o Estado, sobretudo em relação ao Complexo Portuário de Itajaí. Depois de amargar uma catástrofe, os cidadãos de Ilhota, após 51 anos, vão receber uma ponte que modificará o perfil do município e da Região. “Posso afirmar que minha atuação parlamentar em 2009 alcançou o ápice porque foram muitas as conquistas”, assinalou. “E 2010 não será diferente porque muitas ações ainda estão em andamento para sua concretização”, conclui.

momento de crescente empolgação partidária às vésperas da convenção estadual faz com que o secretário-geral do partido, deputado Renato Hinnig, reafirme a convicção de que o PMDB é a vanguarda do momento político. “Há uma grande mobilização, que constatamos na série de reuniões regionais realizadas por todo o Estado. A base do PMDB está motivada e unida, o partido tem musculatura e porte para liderar o processo em 2010, em Santa Catarina e no Brasil, mesmo que seja com chapa pura”, arrisca. O histórico Edison Andrino, que foi vereador e primeiro prefeito eleito pelo partido na Capital, foi deputado federal e retornou a Assembleia também aposta num momento favorável em 2010. “Acredito em candidaturas próprias à Presidência e ao governo estadu-

Líderes Antonio Aguiar e Eliseu Mattos

bancada Renato Hinning, Ada De Luca e Romildo Titon

al. Vamos ter o 15 espalhado por todos os cantos de Santa Catarina. Um partido do tamanho do nosso não pode ir a reboque, tem que estar à frente e mostrar sua força”. Mais jovem entre os 12 deputados estaduais, Carlos Chiodini também defende a necessidade do partido liderar a campanha estadual no próximo ano. “Preci-

samos de um projeto que tenha sustentabilidade e busque a manutenção no comando do Executivo catarinense, bem como representatividade significativa nas esferas parlamentar estadual e federal”, diz ele. “Temos que manter o PMDB na condição de timoneiro, de condutor do processo políticoadministrativo catarinense”.

Tradição garante opção em todos os níveis A perspectiva de o PMDB também ter candidatura nacional própria empolga. “Um partido como o nosso, que tanto sofreu e lutou para estabelecer a democracia, tem que defender seus princípios e apresentar candidaturas próprias, tanto no âmbito nacional como no estadual. Temos sim candidatos fortes, nomes de respeito, história partidária e lutar”, defende a deputada Ada Faraco De Luca. Rogério Peninha Mendonça também mantém expectativa em relação ao lançamento de candidaturas em todos os níveis: “Espero que o PMDB tenha candidato ao governo de Santa Catarina e à presidência da República. E que possa ampliar suas representações na Câmara Federal e na Assembleia, além de eleger seu senador”, diz ele. O

A

parlamento Adherbal Deba Cabral e Rogério Peninha Mendonça

líder Antônio Aguiar esteve no lançamento da pré-candidatura à Presidência do governador do Paraná, Roberto Requião. “A participação de representantes de 15 estados mostrou representatividade. O Sul quer ter seu candidato e ele tem apoiadores importantes”, avalia.

Carlos Chiodini também aprova a novidade: “Vejo com bons olhos a manifestação do governador Requião, que tem meu apoio. Temos que projetar o Brasil pós-Lula, ver quais são os próximos movimentos. Acho que o PMDB tem condições de exercer um papel preponderante”.

Administração eficiente respalda LHS

administração do governador Luiz Henrique é referência entre os peemedebistas, em razão do modelo de desconcentração do poder que valorizou todas as regiões. “O PMDB conta com o governador mais atuante da história, que vai marcar época”, diz o deputado Manoel Mota. Manter apoios de outras agremiações que hoje fazem parte do governo também é ponto considerado importante pelo deputado Moacir Sopelsa. “Minha expectativa é que o candidato ao governo seja do nosso partido, com sustentação na tríplice aliança”, ele opina. O deputado Genésio Goulart acompanha a linha: “O PMDB é o

deputados Genésio Goulart, Moacir Sopelsa e Manoel Mota partido que tem maior representação nos municípios, estados e no cenário federal. Isso justifica a busca de espaço, com apoio da tríplice aliança”, coloca.

O deputado Adherbal Deba Cabral também defende a tríplice aliança: “Vamos apresentar uma candidatura para fortalecer a tríplice aliança”.

Bancada estadual quer bandeira do 15 em destaque

A

dimensão do PMDB em Santa Catarina e no Brasil, com sua massa de simpatizantes e a significativa representação partidária em todas as esferas da administração pública e em casas legislativas, faz com que a bancada do partido na Assembleia não tenha dúvidas sobre a necessidade de a bandeira do 15 ocupar o mais destacado espaço da campanha eleitoral de 2010. Para os deputados estaduais, a aproximação das eleições evidencia o desejo da base partidária em ter candidato para a sucessão do governador Luiz Henrique e, se houver possibilidade real, disputar também a eleição nacional com candidatura própria. “O PMDB é um partido que deve respeitar sua envergadura e militância. Não podemos esquecer o que representa para nossa história recente. Só fez bem para os catarinenses, pois está identificado com as grandes mudanças e conquistas. É um partido que não fez somente parte da história, pois a história recente de Santa Catarina e do Brasil passa pelo MDB e pelo PMDB”, destaca o líder do governo Elizeu Mattos. Já o líder da bancada, deputado Antonio Aguiar concorda com a ideia da necessária valorização do partido e defende a manutenção da política de parcerias com aliados da administração estadual. “O PMDB está pautado para manter a poli-aliança, com candidato do PMDB ao governo”, opina. O experiente Romildo Titon, deputado que cumpre sua quarta legislatura consecutiva, também não tem dúvida: “Está na hora de reconhecermos a importância do nosso partido. É hora de o PMDB apresentar candidatos em todas as esferas, de presidente da República a vereador”, diz ele. “Está na hora de todos votarmos no 15”, reforça.


Diretório Estadual do PMDB: Rua Laura Caminha Meira, 71 - Cep 88.020-310 - Florianópolis/SC

Santa Catarina — Edição Nº 85 — Dezembro de 2009

Órgão Informativo do Diretório Estadual do Partido do Movimento Democrático Brasileiro

Secretarias Regionais

A força da descentralização em Santa Catarina

O

Governo do Estado investiu mais de R$ 11 bilhões através das Secretarias de Estado de Desenvolvimento Regional (SDR´s) entre 2003 e 2009. Obras e ações que estão melhorando a vida da população por toda Santa Catarina, são o resultado prático da política de descentralização implantada pelo governo do PMDB. As secretarias Regionais levam o governo para perto do cidadão, valorizam as necessidades locais, focam o desenvolvimento regional e atendem as demandas apontadas pela própria população. A descentralização representou uma mudança dos paradigmas da gestão pública. A desconcentração do poder garantiu à sociedade o direito de decidir os rumos do Estado. “Sem política de desenvolvimento regional é impossível termos políticas de desenvolvimento municipais”, afirmou o governador Luiz Henrique da Silveira, durante evento de avaliação dos resultados da descentralização, realizado em Joinville. A principal mudança trazida pela descentralização é, justamente, a transferência do poder de decisão para os catarinenses. Não é o governador ou os secretários setoriais e regionais que decidem quais obras serão feitas ou onde serão investidos os recursos do Estado: são os Conselhos de Desenvolvimento Regional. Esse diferencial proposto pela descentralização tem rendido investimentos em vários setores. Pode-se afirmar que o Estado está em um

caminho de desenvolvimento nunca antes experimentado, já que todas as ações estão verdadeiramente atendendo necessidades regionais. No comando de toda essa estrutura, o governo central foca esse processo no rumo do equilíbrio social, da sustentabilidade e da harmonia. Nesse processo, as secretarias regionais são o governo cada dia mais perto dos catarinenses. “Não tenho dúvidas de que esta organização de governo é a mais eficiente e exemplos estão claros nos países desenvolvidos, onde o governo está próximo do povo e este, do centro de decisões. Todos ganham. O objetivo maior é resolver na base. Esta é a nossa proposta, já demos grandes passos, mas é preciso avançar mais, para que a sociedade catarinense esteja cada vez mais próxima do centro das decisões”, tem dito o governador durante os eventos de avaliação dos resultados da descentralização em 2009. Os números dos investimos do governo do Estado, nos diferentes setores, através das 36 SDR´s, confirmam a força da descentralização em Santa Catarina (veja os números no box ao lado). Essas ações e esse dinamismo garantido pelas regionais deram a Santa Catarina uma nova perspectiva de desenvolvimento. Hoje, o Estado é referência no país: está voltado para o novo, para o futuro e, como uma rede, espalha-se por todo o território catarinense. (Fonte Governo do Estado).

James Tavares/SECOM

JOINVILLE Governador LHS libera recursos, assina ordem de serviço e editais para asfaltamento de estradas durante a realização do Seminário de Avaliação de Resultados da Secretaria de Desenvolvimento Regional Joinville (Joinville, 19/11/2009)

Investimentos do Governo do Estado por Setor nas 36 SDR’s Educação Saúde Segurança Pública Transporte Logística e Infraestrutura Energia Desenvolvimento Rural e Pesqueiro Des. Sust. e Econ., Geração de Emprego e Renda Esporte

R$ 1.137.000.000,00 R$ 595.900.000,00 R$ 310.561.300,00 R$ 2.421.200.000,00 R$ 1.063.324.000,00 R$ 340.696.800,00 R$ 3.715.782.000,00 R$ 154.801.700,00

Cultura R$ 181.403.300,00 Turismo R$ 329.675.200,00 Desenvolvimento Social R$ 88.358.100,00 Desenvolvimento Habitacional e Urbano R$ 117.335.300,00 Desenvolvimento Tecnológico R$ 174.235.900,00 Modernidade do Estado e Servidor Público R$ 173.230.800,00 Meio Ambiente Recursos Hídricos e Saneamento R$ 585.384.500,00 Total de Investimentos R$ 11.381.000.000,00

Luiz Henrique da Silveira: um governo de realizações Sabryna Sartott/SECOM

santa catarina A descentralização implantada pelo governador Luiz Henrique da Silveira traz maior desenvolvimento para o estado catarinense

O

Estado de Santa Catarina ocupa apenas 1% do território brasileiro. Mesmo assim, produz 5% dos alimentos do País, e ocupa o terceiro lugar nas exportações brasileiras de produtos industrializados, de valor agregado. A economia do estado tem tamanho é igual à soma das economias do Uruguai, Paraguai e Bolívia e cresce acima de 8% ao ano, mais do que a Russia e a Índia. O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é de 0.840, mais alto até do que o do Chile, que é, seguramente, o País de melhor qualidade de vida da América do Sul. No cômputo das 100 melhores cidades dos Brasil, incluem-se 27 municípios de Santa Catarina. E Florianópolis, dentre as Capitais brasileiras, é a que tem, de longe, os melhores indicadores de qualidade de vida. Apenas 3% da população de Santa Catarina vivem abaixo da linha da pobreza. E o número de analfabetos e de desempregados vem se aproximando de zero. Temos o mais baixo índice de criminalidade, comparável a de países europeus, como a Bélgica. A mortalidade infantil, que vem caindo fortemente, situa-se, hoje, no óbito, após um ano, de 11 crianças por mil

nascidas. É um índice que se aproxima ao nível de países desenvolvidos. Santa Catarina é o primeiro Estado do Brasil, e o décimo nono do mundo, em doações e coleta de órgãos para transplantes, à frente de países líderes, como Alemanha e Canadá. O estado está bem à frente dos demais estados brasileiros, na proporção de pessoas incluídas digitalmente, e conectadas na internet. Também, é o único que tem modelo nacional de universidades comunitárias e municipais, com campis espalhados por todo o território do Estado. Possui centros de excelência que são padrões latino-americanos, na pesquisa científica e tecnológica. Até o final de 2010, todos os municípios catarinenses terão seus acessos asfaltados. Como resultado do processo de descentralização administrativa, Santa Catarina apresenta hoje um dos mais altos IDH do Brasil, superando o Distrito Federal. O modelo de gestão permitiu maior desenvolvimento justamente nas regiões mais carentes do Estado. (Com informações retiradas do discurso governador Luiz Henrique na abertura do WTTC).


Jornal do Diretório do PMDB