Page 1

MAIO 2019 | Nº72 | 10 x ano | REVISTA DE DISTRIBUIÇÃO GRATUITA | NÃO PODE SER VENDIDA

DIRETORA: SOFIA REBANDA

maissuperior.com PATROCÍNIO:

STARTUPS

APRENDE COMO PODES CRIAR O TEU PRÓPRIO NEGÓCIO!

EXPERIÊNCIAS

RELAXA… BEBE UM COPO!

ISAURA

O DUETO ENTRE EX-PARTICIPANTES DA EUROVISÃO

CAPITÃO FAUSTO

AS ORIGENS DA BANDA E DO NOVO ÁLBUM

Código Promocional

ZOMATO GOLD

(Procura na pág. 14)


índice 4 5 6

05

MEGA NEWS

Festas académicas com pinta… É com a Mega Hits!

MÚSICA

Isaura: O dueto entre ex-participantes da Eurovisão

06

10

PASSATEMPOS

ENTREVISTA

Capitão Fausto: As origens da banda e do novo álbum

Ganha bilhetes para navegares pelo Tejo em festa, com a Lisbon Boat Party!

10 14 editorial

A TUA ESCOLHA

Para te manteres sempre saudável e em forma, terás a oportunidade de treinar um mês grátis na Fitness Hut!

Startups: Desenvolve o teu próprio negócio.

E um Monitor Alienware para veres os melhores filmes e séries? Vinha mesmo a calhar, não vinha?

EXPERIÊNCIAS

Relaxa... Bebe um copo!

Já dizia Alexandre, O Grande: “A sorte favorece os audazes.” A história é enriquecida por quem se atreve a sonhar e a lutar por esses mesmos sonhos. No fundo, para os que não têm medo de falhar e para os que falham e voltam a tentar. Para os que aprendem com os erros e criam sempre algo melhor. Entre desejos vagabundos da mente no silêncio da noite ou entre ideias fugazes, que aparecem num suspiro, são criados objetivos e traçadas metas que estabelecem projetos ambiciosos. Para que esses projetos não fiquem somente no papel, a Mais Superior ajuda-te a perceber quais os passos a dar e que meios tens ao teu dispor, para poderes colocar as "mãos à obra", sem qualquer hesitação! Quem te acompanha sempre com as melhores letras e melodias, que dão voz a uma geração, é o grupo detentor de uma essência musical única e de um estilo peculiar, cujo nome nos remete para a verdade e autenticidade do mais puro significado de música – os Capitão Fausto. Ao som desta banda, relaxa… Bebe um copo! Faz uma pausa nos estudos e controla o stress dos exames e frequências, na companhia de uma brisa de primavera e, claro, de boas conversas e gargalhadas entre amigos. Em mês de Eurovisão, quem não deixa de nos surpreender é Isaura, que se junta a outra ex-participante portuguesa deste concurso, Luísa Sobral, para mostrar que uma estória incompleta também pode ser bonita. Mas quem não deixa as suas estórias incompletas são os criadores das startups 3CKET, UPHill, Ready2Start e Livros de Ontem que revolucionaram o mercado português e, por isso, te mostram como, também tu, podes ser inovador e deixares a tua marca no mundo. Nunca te esqueças que “nada é impossível para aquele que persiste”. Sofia Rebanda, Diretora Editorial

Para participares só tens que ir à página de Instagram da Mais Superior (@mais_superior) e ficares atento! Consulta toda a informação e regulamento no nosso site em: www.maisuperior.com/artigos/passatempos-a-decorrer/

ficha técnica P r opr i etár i o/ E di tor : Young Direct Media, Lda

NIP C n º 510080723 E m pr esa jor n al i sti c a i n sc r i ta c om o n º : 223852 C api tal S oc i al : 22.500 eu r os D E TE N TOR E S D E 5% OU M A IS D O C A P ITA L D A E M P R ES A : M ar i a da G r aç a A l v es R om ão dos S an tos 33, 33% | D u ar te J osé A l v es F or tu n ato 33, 33% | P au lo Jo r ge Fo r t u n at o 33,33% ADMINISTRAÇÃO E DIREÇÃO GERAL DA EMPRESA Duarte Fortunato, duartefortunato@youngdirectmedia.pt; Graça Santos, gracasantos@youngdirectmedia.pt ; Paulo Fortunato, paulofortunato@youngdirectmedia.pt Sede de redação e editor: Rua António França Borges, nº 4A loja Dta. 2625-187 Póvoa de Santa Iria Tlf: 21 155 47 91 Fax: 21 155 47 92 Email geral: geral@youngdirectmedia.pt

www.maissuperior.com Revista de conteúdos educativos para os alunos do Ensino Superior REDAÇÃO DIRETORA EDITORIAL Sofia Rebanda, sofiarebanda@youngdirectmedia.pt; COLABORAÇÃO EDITORIAL Sónia Costa; DEPARTAMENTO COMERCIAL DIRETOR COMERCIAL E DE PUBLICIDADE Duarte Fortunato, duartefortunato@youngdirectmedia.pt; ACCOUNT Gonçalo Pires, goncalopires@youngdirectmedia.pt; COLABORADORES EDITORIAIS MEGA HITS DESIGN Cristina Germano, imagem@youngdirectmedia.pt COMUNICAÇÃO Hugo Silva, comunicacao@youngdirectmedia.pt;

ESTATUTO EDITORIAL Disponivel em https://www.maissuperior.com/ficha-tecnica/ TIRAGEM: 10.000 exemplares DISTRIBUIÇÃO: Gratuita PERIODICIDADE: 10 x ano REGISTO NA ERC Nº 126168 DEPÓSITO LEGAL: 339820/12 TIPOGRAFIA E MORADA: Monterreina, Cabo da Gata, 1-3, Área Empresarial Andalucia, sector 2 28320 Pinto Madrid - Espanha BANCO DE IMAGENS : Todas as imagens utilizadas nesta publicação, salvo as que estão creditadas,

são retiradas do Adobe Stock,

Unsplash e Pixabay.

ESTA PUBLICAÇÃO JÁ SE ENCONTRA ESCRITA AO ABRIGO DO NOVO ACORDO ORTOGRÁFICO.


4

mega news TEXTO E FOTOS: Mega Hits

Festas académicas com pinta...

Mega Hits!

é com a Bora fechar o ano em

? ! E D N GRA

TU ÉS MESMO FIXE! SUPER IMPECÁVEL. MEGA EXTRAORDINÁRIO… UMA PESSOA MESMO FOFINHA… QUIDUCHA E…. OK, JÁ PARÁMOS! :) LEVAS A MEGA HITS PARA TODO O LADO ENQUANTO ESTÁS A ESTUDAR E NÓS GOSTAMOS MESMO DISSO! EM CASA, NO TEU QUARTO, NA SALA, NO CAFÉ, NA BIBLIOTECA DA FACULDADE, NO JARDIM DA ESCOLA, EM CASA DOS TEUS AMIGOS, LEVAS A MÚSICA DA TUA RÁDIO NO TEU TELEMÓVEL, NO TEU PC PARA TODO O LADO. Mas quando o assunto é festa… aí somos nós que te levamos ao colinho! A MEGA HITS vai levar-te para TODAS as festas académicas de norte a sul do país. Podes dizer aos teus pais que estás autorizado a ir a todas, porque nós, que estivemos contigo a estudar, bem te vimos a dar no duro. Por isso agora Let’s Party! A festa já começou com a queima das Fitas de Oliveira de Azeméis e as Semanas Académicas de Mirandela e Viseu. Pela frente já estamos contigo na grandiosa Queima das fitas de Coimbra, no Estádio Universitário com DINO D’SANTIAGO, MISHLAWI e muitos mais. O Festival Académico de Lisboa também está por aí com MUNDO SEGUNDO & SAM THE KID, entre outros, na Cidade Universitária. Mas há mais! Até 13 de maio tens a Semana Académica da Guarda no Pavilhão Municipal com I LOVE BAILE FUNK, PROFJAM.

maio 2019

maissuperior.com

Depois rumamos a norte com o Enterro da Gata de Braga. Pelo Gatódromo (Altice Fórum Braga) vão passar RICHIE CAMPBELL, WET BED GANG, DILLAZ, BLAYA e SILVA. E porque na Serra da Estrela não há só Sky e Chalés, a Semana Académica de SEIA recebe no Parque das Piscinas Municipais DEALEMA, THE FUNKING BASTARDS e muito mais!

ores A MEGA HITS contigo nas melh festas académicas… ONDE? A QUEIMA DAS FITAS DE COIMBR o mai de 9 a 3 RDA SEMANA ACADÉMICA DA GUA o mai de 13 a 6 OA FESTIVAL ACADÉMICO DE LISB o mai de 11 e 10 ENTERRO DA GATA, BRAGA 11 a 17 de maio RA QUEIMA DAS FITAS DE OLIVEI l abri de 28 Até S MÉI AZE DE ANDELA SEMANA ACADÉMICA DE MIR l abri de 30 Até SEMANA ACADÉMICA DE SEIA 16 a 20 de maio ÚBAL SEMANA ACADÉMICA DE SET o mai de 26 a 21 U SEMANA ACADÉMICA DE VISE l abri de 30 Até

Se achas que Setúbal é só choco frito, experimenta passar por lá entre 21 e 26 de maio com JIMMY P. e WET BED GANG a rebentar tudo na Semana Académica de Setúbal. Como tudo isto é powered by MEGA HITS, tenho a certeza que os teus pais sabem que estás em segurança e vais poder ir a todas! Onde tu estás, onde estão as tuas coisas, está a MEGA HITS. Por isso boas festas académicas e depois manda fotos… as que puderes :) Sabe mais em www.megahits.sapo.pt

MEGA HITS! MAIS DE 45 MINUTOS DE MÚSICA SEM PARAR! MAIS MÚSICA NOVA!

5 megahits.sapo.pt f MegaHits T megafmhits megahitstagram Ouve a MEGA HITS em

LISBOA 92.4 FM | PORTO 90.6 FM | COIMBRA 90.0 FM | SINTRA 88.0 FM | AVEIRO 96.5 FM | BRAGA 92.9 FM


ISAURA

música ENTREVISTA: Sofia Rebanda FOTOS: Cedidas pelo entrevistado

“Talvez por termos partilhado essa experiência foi tão natural e fácil escrever esta música” Com o mês de maio vem a Eurovisão, onde Conan Osíris, sai d' “o jardim” de Portugal para “estragar o telemóvel” por Israel. Ainda por terras nacionais, surgem novidades entre as duas ex-compositoras e participantes portuguesas deste concurso. Luísa Sobral, que “amou pelos dois”, junta-se a Isaura, numa canção que transmite a mensagem de que uma estória não deixa de ser bonita, apesar de incompleta. Isaura contou à Mais Superior como surgiu esta colaboração e a essência do seu trabalho musical.

Como surgiu o teu amor pela música? Desde sempre que me lembro do fascínio pelos sons, pelos ritmos, pelos acordes que podiam fazer-te sentir triste ou feliz com uma simples inversão. A vida sem banda sonora não seria a mesma coisa. Como são os teus momentos de criação? Onde vais buscar inspiração para as tuas canções? Acho que a inspiração vem daquilo que vou sentindo e do que vou observando. As minhas canções são na sua maioria muito biográficas, no sentido em que vivi ou vi de muito perto o que escrevi. O que mais desejas causar no público com a tua música? Emocionar, acompanhar, criar uma relação de coexistência em que me torno a banda sonora de alguém, tal como tantas outras canções e artistas se tornaram a minha.

Que mensagem desejas transmitir com esta nova canção? Que uma estória tem sempre múltiplos pontos de vista e que nunca é realmente possível contar uma história em todo o seu esplendor. Isto porque só vemos o mundo do lugar que ocupamos e por sermos todos tão diferentes. Ainda que não seja completa, não quer dizer que a estória não seja bonita!

Como defines o teu trabalho musical? Acho que, cada vez mais, se torna impossível responder a esta pergunta. Não só, o público ouve de forma muito mais eclética, como eu também, me sinto influenciada por tantos registos. Desde o synth pop, pop, indie à música eletrónica... O denominador comum é serem sempre canções.

O facto de terem ambas passado pela Eurovisão como compositoras influenciou, de alguma forma, o desejo de criarem uma música juntas? Já seguia o trabalho da Luísa há muitos anos e o respeito pela Luísa, enquanto artista e compositora, é bem mais antigo que as nossas passagens pela Eurovisão. Mas não deixa de ser um fator que nos aproxima. Talvez por termos partilhado essa experiência foi tão natural e fácil escrever esta música.

Lançaste agora 'Uma Frase Não Faz a Canção' com a Luísa Sobral. Como foi criar este single? Queria muito compor e escrever com a Luísa porque achei que seria verdadeiramente inspirador para mim. Não só foi inspirador, como o processo em si, foi muito natural, como se o fizéssemos há anos. Acho que essa cumplicidade está muito presente na canção.

Este é o segundo single que editas em português. Gostavas de lançar mais músicas nesta língua? Podemos esperar mais músicas tuas em português? Sim, tenho estado a preparar várias canções em português. Espero lançar um EP em setembro com estas minhas experiências, na busca da minha sonoridade, agora em português.

A tua participação na Eurovisão teve impacto na tua vida? Claro. Foi um evento gigante, com mais de 200 milhões de espectadores. Ganhei experiência e pude fazer parte de algo que nos faz sentir muito pequeninos. São experiências para toda a vida. Se tivesses de escolher entre ser compositora e produtora de música ou somente cantora e intérprete, qual escolherias? Ser compositora e produtora.

maio 2019

maissuperior.com

5


6

entrevista ENTREVISTA: Sónia Costa FOTOS: Cedidas pelo entrevistado

CAPITÃO FAUSTO "O QUE ME DEIXA MAIS FELIZ É QUE A MÚSICA QUE FAZEMOS NÃO SEJA APENAS OS TRÊS MINUTOS EM QUE ELA EXISTE"

maio 2019

maissuperior.com


entrevista Domingos, Francisco, Manuel, Salvador e Tomás. Estes cinco amigos dispensam apresentações. O novo álbum, A Invenção do Dia Claro, tem raiz brasileira mas sangue bem português - e claro, vem com a sonoridade tão particular que nos envolve, trespassa e assina no final: Capitão Fausto. A Mais Superior esteve no estúdio da banda em Alvalade, onde conversou com Domingos, o baixista. COMEÇANDO PELO PRINCÍPIO: AS VOSSAS RAÍZES. TODOS VOCÊS SÃO LISBOETAS? Sim! Somos todos de Lisboa. Exceto a minha família, que vem do Peso da Régua. Estudámos na mesma escola e crescemos juntos - à exceção do Tomás, que conhecemos no décimo ano. Somos amigos desde os 12 ou 13 anos e fomos da mesma turma até ao final do secundário. Na escola onde andávamos havia salas de música muito bem equipadas, com imensos instrumentos. No primeiro dia de aulas, cada um escolhia o que queria tocar. Eu fui logo para o baixo. No final do ano, costumava organizar-se um concerto para os pais e para o resto dos alunos - onde éramos nós a atuar. Uns meses antes do espetáculo, criámos uma banda para tocar umas quantas músicas depois da participação da turma toda. Posso dizer que foi o nosso primeiro concerto, tínhamos 13 ou 14 anos. Eu tocava baixo, o Manel e o Francisco guitarra e o Salvador bateria. Tocávamos covers de Metallica, de Nirvana… Tínhamos algumas músicas originais - mas ainda muito “infantis”, de certa forma! QUE NOME DERAM À VOSSA BANDA? Já passámos por alguns nomes. Um deles era Phobia. Também tivemos outra banda chamada IC19... E aí até ganhámos um concurso de bandas. Com o Tomás, tornámo-nos Capitão Fausto. E O MISTÉRIO QUE ENVOLVE O NOME, PODES DESMISTIFICÁLO? Já nem me lembro. Inventámos tantas histórias que já nem faço ideia. Fazíamos isso no início, quando nos perguntavam a origem do nosso nome. Já me perdi no meio de tantas versões. Na verdade é só um nome, não é muito importante… Mas vou contar-te aquilo de que me consigo recordar: Estávamos a preparar-nos para os exames nacionais e havia um livro chamado Capitão Bruno na casa onde costumávamos estudar. O Fausto acho que foi porque tocámos no casamento de um tio do Tomás, o José Wallenstein. Houve uma novela na qual ele fazia de um personagem chamado Fausto Martins de Melo. Pode ter sido por isso… Mas não tenho a certeza! ESTE NOVO ÁLBUM, A INVENÇÃO DO DIA CLARO, FOI GRAVADO NO BRASIL MAS SURGE COM UM NOME MUITO LIGADO A PORTUGAL. DE ONDE SURGEM, AFINAL, AS MAIORES INFLUÊNCIAS PARA A CRIAÇÃO DO PRODUTO FINAL? Surgem à medida que vão aparecendo. Não decidimos que íamos fazê-lo de determinada forma, foram felizes coincidências. Foi música após música que fomos descobrindo a dimensão e a cor que o disco ia ter. Soubemos, desde cedo, que tínhamos a possibilidade de ir gravar ao Brasil - a convite da Redbull. Aí, deixámos uma maior abertura a estímulos e referências diferentes. Quisemos encaixar esses elementos na música, até porque seria uma pena estarmos a ir a um país culturalmente tão rico e não “pedirmos emprestada” uma coisinha ou outra. Quisemos tocar com músicos de lá e sentimos que as músicas ficaram com um toque distinto, uma cor que nos agradou bastante. Relativamente ao título, no fim de todas as letras estarem escritas o Tomás andava à procura de um que fizesse sentido… Encontrou

um paralelismo no livro do Almada Negreiros e gostou dessa ideia. Já conhecia o livro e tinha, inclusivamente, lido alguns poemas dele no festival Paredes de Coura. Para ele, esse nome fez sentido e conjugou com aquilo que estava a escrever. Foi uma feliz coincidência e acabou por dotar o álbum dessa mistura interessante. Depois de escolhermos o título fomos falar com um designer chamado Vitor Silva. É um senhor com mais de oitenta anos, reformado há imenso tempo. Tratou do design de várias marcas e jornais durante os anos 60 e 70. Fomos desafiá-lo para nos fazer uma capa e o resultado final foi uma estética um pouco modernista - que agora já é retro. E QUANTO AO NÚMERO DE FAIXAS, FOI UMA ESCOLHA ESTRATÉGICA? Não. Até eram para ser nove músicas, mas houve uma delas que não conseguimos acabar. Já no álbum anterior nos aconteceu isto. A capacidade de síntese é muito importante para nós, mas é algo que não tínhamos muito antigamente. Cada um de nós queria dar o máximo, fazer tudo aquilo que conseguisse, com a melhor intenção possível e num pedaço de tempo limitado. Talvez devido à nossa idade e experiência, mudámos essa perspetiva. E gostamos de sentir que temos controlo, que não é necessário fazermos algo muito longo para dizer o que temos a dizer. É por isso que gosto de discos curtos. A ORDEM DAS FAIXAS FOI MUITO PLANEADA OU É MAIS ALEATÓRIA? Foi planeada. Existe uma ordem lógica na história contada nas letras. Ao contrário dos outros discos, neste demos mais atenção a essa parte. A ordem costuma ser intuitiva. Ouvimos de várias formas e percebemos como soa melhor. Chega a ser uma sensação um pouco inconsciente, mas quem tem uma visão romântica dos discos - e nós temos! -, embora saiba que as músicas se possam ouvir sozinhas, organiza-as para que tenham uma ordem agradável. É por isso que não lançamos simplesmente singles. É giro que haja uma coerência entre as melodias, tonalidades e andamentos. O disco torna-se mais fluido. Quando o Tomás começou a escrever, já sabia sobre o que queria falar e as diferentes fases daquilo que queria escrever. Por exemplo, todos concordámos que a Certeza seria a primeira música.

maio 2019

maissuperior.com

7


8

entrevista

"A SENSAÇÃO COM QUE FICO DEPOIS DE ACABAR UMA FAIXA É DE QUE ALI ESTÁ ALGO QUE NÃO PODERIA SER FEITO POR OUTRAS PESSOAS, QUE É NOSSO E ESPECIAL" HÁ ALGUMA MÚSICA QUE TENHA DADO ESPECIAL DOR DE CABEÇA? As que deram muito pouca dor de cabeça foram a Sempre Bem (que ficou praticamente logo feita, assim que pegámos nela) e a Final (que também foi extremamente fácil, e é a única do disco onde estamos só os cinco a tocar, sem coros ou outros instrumentos). Como somos muito perfecionistas, todas elas deram o seu trabalho… Mas dor de cabeça deu-nos a Outro Lado, que tinha uma secção de mais um minuto que não conseguimos resolver - mas que todos adorávamos. Esse minuto e tal acabou por ficar fora do disco, mas acredito que um dia o iremos mostrar ao público. A Faço as Vontades e a Boa Memória deram imenso trabalho! Foi uma alegria fazê-las. Passaram por diversas fases, onde a essência se manteve - mas foram-se modificando e acabaram por ser das últimas a estar prontas. O “esqueleto” principal das músicas veio quase pronto do Brasil, mas ainda gravámos bastantes instrumentais já em Alvalade, no nosso estúdio. SE OUVIRMOS UM POUCO DAS VOSSAS MÚSICAS, SABEMOS DE IMEDIATO QUE SÃO VOSSAS  MESMO QUE NÃO CONHEÇAMOS, ESPECIFICAMENTE, AQUELA. TÊM ESTA CONSCIÊNCIA? É PROPOSITADO? O que acontece é que o processo de criação é um pouco egoísta. Não queremos saber das consequências comerciais ou de futuro daquilo que estamos a fazer. Isso ajuda. Experimentamos sons, tentamos perceber até onde podemos levar uma ideia… E fazêmo-lo sempre com as razões mais puras. Não pensamos “Bora tentar fazer uma música parecida com isto.” Com as ferramentas que temos, damos o melhor que conseguimos. Fomos aperfeiçoando técnicas, ao longo destes anos, que acabam por dar um caráter especial ao nosso trabalho. Talvez seja por estarmos um pouco fechados sobre nós próprios que esse cunho tão particular se reflete nas nossas músicas. A sensação com que fico depois de acabar uma faixa é de que ali está algo que não poderia ser feito por outras pessoas, que é nosso e

maio 2019

maissuperior.com

especial. Se o público vai ou não gostar, já não sei! Mas, pelo menos, estamos confortáveis o suficiente para as defender. O que está no nosso controlo é sentirmo-nos orgulhosos com aquilo que fizemos. HÁ MUITOS QUE DIZEM QUE OS VOSSOS POEMAS REFLETEM UM SENTIMENTO PARTILHADO DE UMA GERAÇÃO. FAZEMNO DE FORMA CONSCIENTE? É completamente inconsciente. Já nos disseram várias vezes que os Capitão Fausto são a voz de uma geração. Não me identifico nessa declaração. Não somos pessoas revolucionárias ou com uma forte mensagem política a passar. Somos como todos à nossa volta, marcados pelos nossos dilemas e particularidades. Pertencemos a uma geração e é natural que alguns impulsos que o Tomás tenha ao escrever transbordem para temas com as quais as pessoas se consigam identificar. Dilemas pessoais e sociais, desgostos amorosos, dificuldade em tomar decisões quanto ao futuro, incertezas… Essas são questões que acabam por ser mais inerentes a uma determinada geração. No entanto, são problemas milenares. Claro que tem um toque de época: é natural que nós, fazendo parte dela, estejamos mais alinhados com a nossa geração.. Não gosto de assumir que alguém é a voz de alguém. Cada um tem a sua. O que me deixa mais feliz é que a música que fazemos não seja apenas os três minutos em que ela existe. Há pessoas que me dizem que já estudaram para exames ou que já ultrapassaram situações difíceis enquanto nos ouviam. O que me interessa é o momento em que a música deixa de ser algo apenas material e com um espaço limitado de tempo. Aquilo que nos demorou quase dois anos a fazer pode ser usado por alguém para se sentir melhor, e isso é o que nos deixa mais felizes. A MÚSICA PORTUGUESA ESTÁ A PASSAR UM BOM MOMENTO? Sim. Há muitos bons indicadores disso. Temos programas específicos e rádios muito interessadas em música portuguesa, cada vez encontramos mais diversidade em termos de sons, géneros e referências. Já exportamos muito além do fado. Portugal tem um mercado relativamente pequeno e faltam alguns circuitos criados a pensar em artistas que ainda estão a começar. É bom que se crie visibilidade, que se dê algum dinamismo e oportunidades para que os novos talentos se façam ouvir. Isto é algo que se faz muito no Brasil. SE TIVESSES DE VOS APRESENTAR A ALGUÉM QUE NÃO VOS CONHECE, COMO COMPLETAVAS A FRASE “NÓS SOMOS OS CAPITÃO FAUSTO E...”? E fazemos a música de que gostamos! Ela podia responder “Boa, ok”, ou podia dizer “Então vamos lá ouvir isso!”.


10

a tua escolha TEXTO: Sofia Rebanda FOTOS: Unsplash e cedidas pelos entrevistados

Quem não arrisca, não petisca!

Desenvolve o teu próprio projeto. Cria a tua startup. É mais que sabido que investir num sonho e num projeto é algo arriscado. Mas daqueles que não arriscam, não reza a história! Se o teu sonho é criar a tua própria startup, ter o teu próprio negócio e fazê-lo crescer, a Mais Superior dá-te uma "mãozinha", informando-te como o podes fazer e que passos terás de dar para iniciares e desenvolveres o teu projeto.

O foco no core do negócio e o estar num ambiente propício ao crescimento da startup são fatores determinantes no sucesso da empresa. Podem existir poucos recursos, pouco conhecimento e tempo muito limitado… Mas não te preocupes! Para criares a tua startup podes contar com a ajuda de espaços de coworking, incubadoras e acelaradoras. Não sabes para o que servem? • Os Espaços de coworking são espaços alugados ou gratuitos de trabalho, partilhados com outras empresas e startups. Contêm todos os requisitos e recursos necessários para o funcionamento de um projeto.

• As incubadoras são espaços físicos que acompanham o desenvolvimento dos negócios no período inicial de desenvolvimento. Ajudam a concretizar a ideia de negócio e impulsionam o crescimento dos projetos ao prestar serviços de aconselhamento e mentoria.

• As aceleradoras são instituições privadas geridas por empreendedores ou investidores experientes. Apostam e dão apoio a projetos que tenham muito potencial de crescimento - com escalabilidade e competência para atrair investimentos (não apenas em empresas promissoras).

Como posso ter o meu próprio projeto? 1 Pensa numa ideia. 4 Consolida o teu plano de negócios Estrutura e organiza o teu projeto, certificando-te que é uma ideia inovadora e que ainda não existe! Convida outros elementos a integrarem o teu projeto, caso consideres necessário.

o teu projeto 2 Apresenta a uma incubadora.

Existem várias incubadoras ligadas a universidades e politécnicos por todo o país, por isso, certifica-te de qual é a incubadora ou espaço de coworking que trabalha com a instituição na qual estás inscrito. Nesta fase, as incubadoras vão tentar perceber qual é a equipa integrante do projeto, que competências tem cada elemento, se é uma equipa multifacetada para preencher todas as necessidades e funções do projeto, o que é que falta na ideia, se é ou não inovadora e onde é possível incrementar mudanças para inovar.

vida à tua ideia: realiza 3 Dá um protótipo do teu projeto.

Após realizado o protótipo, é procedida a sua validação e realizada a análise do mercado e público-alvo. Aqui, começas a estruturar o teu plano de negócios. Terás de demonstrar neste plano que a tua ideia é inovadora e tem todas as características para ser aplicada. maio 2019

maissuperior.com

Terás de descrever o que é o teu produto, as suas características, o mercado potencial, os investimentos necessários, as projeções de vendas, tipo de investimento a ser feito para colocar em prática a startup, entre outros. Deverás ter tudo isto estruturado para poderes receber o melhor aconselhamento de qual o tipo ideal de financiamento para o teu projeto.

a melhor localização, 5 Escolhe licenciamento e FINANCIAMENTO

Nesta fase é necessário procurar cobrir as necessidades do projeto relativamente ao local onde se vai sediar o projeto ou futura empresa, que tipo de espaço necessita e procurar o melhor financiamento.

Atenção!

Não há uma regra universal que define a forma de criação de uma startup.Consoante cada caso, a ordem destes passos pode ser alterada.


a tua escolha QUAIS SÃO OS TIPOS DE FINANCIAMENTO E INCENTIVO QUE PODEM SER APLICADOS NA MINHA STARTUP? Existem várias formas de conseguires financiamento. É o caso de:

Crowdfunding (FINANCIAMENTO COLETIVO) Uma campanha para um projeto é aberta numa plataforma online e através deste meio, outros utilizadores podem apostar na startup através de fundos monetários. É usual a campanha possuir um prazo fixo e ter de obedecer à regra de “tudo ou nada”. Isto é, ou consegue atingir o montante alvo da campanha antes de terminar o prazo ou não recebe nada e o dinheiro investido é devolvido.

LINHAS DE CO-FINANCIAMENTO COM BUSINESS ANGELS Business Angels são investidores particulares, financeiramente independentes. Aplicam diretamente (ou através das suas empresas) o seu dinheiro, predominantemente, em empresas nascentes ou seedcapital, sem que exista uma relação familiar envolvida.

Para cada modalidade de crowdfunding existem plataformas online dirigidas aos diferentes nichos de investidores. Entre as quais:

1. Crowdfunding com recompensa

A entidade financiada fica obrigada à prestação do produto ou serviço financiado, em contrapartida do financiamento obtido. Ex.: PPL (A inscrição na plataforma é gratuita. Caso sejam atingidos os objetivos de financiamento, a PPL entrega os fundos angariados à entidade, mas retém uma comissão).

2. Crowdfunding por doação

É doado dinheiro para uma causa específica (geralmente caridosa). Ex.: JustGiving e Novo Banco Co-Crowdfunding

3. Crowdfunding de empréstimo, CrowdLending ou debt Crowdfunding

A entidade financiada tem de pagar, ao longo do tempo, o valor financiado com juros, cujo valor é fixado no momento de angariação. Ex.: Raize

4. Crowdfunding de capital próprio (Equity Crowdfunding)

A entidade financiada oferece participação aos investidores no respetivo capital social, com a distribuição de dividendos ou partilha de lucros, na proporção da sua participação. Concluída a angariação, o investidor é legalmente constituído sócio do negócio.

Ex.: Seedrs

LINHAS DE CO-FINANCIAMENTO COM CAPITAIS DE RISCO Tal como o nome indica, são linhas de apoio a fundos com capitais de risco. São aplicáveis a projetos de arranque, expansão, modernização e inovação empresarial com dimensão estratégica, através do recurso a capitais próprios, por um período temporário. Nestas linhas geralmente pretende-se captar o interesse de fundos internacionais com know-how especializado em várias áreas de investimento.

maio 2019

maissuperior.com

11


12

a tua escolha

PROGRAMAS E PLANOS DE FINANCIAMENTO A Startup Portugal é dinamizadora de uma série de iniciativas públicas pensadas para reduzir o risco que os jovens empreendedores correm ao concretizarem os seus próprios projetos. As iniciativas tuteladas por entidades, como o IAPMEI, garantem algum pocket money mensal e prémios por objetivos cumpridos, a jovens empreendedores que queiram transformar as suas ideias em negócios.

ESTAMOS A FALAR DE PROGRAMAS COMO: Startup Voucher

Este programa é direcionado para jovens entre os 18 e os 35 anos de idade. Assegura pocket money mensal de 691,70 euros, para desenvolvimento do projeto empresarial. Além disso, dá acesso a serviços de mentoria e acompanhamento, um prémio de avaliação intermédia de 1500 euros e um prémio de concretização de 2000 euros para a constituição da sociedade comercial (desde que cumpridas com nota positiva as duas avaliações intercalares e restantes requisitos em termos de prazo).

Startup Momentum

É direcionado para jovens na faculdade ou que tenham concluído o curso recentemente, pois aplica-se apenas a casos de alunos que tenham beneficiado de bolsas de apoio durante o Ensino Superior. Assegura pocket money mensal (691,70 euros), apoio para protótipos e capacitação e uma ligação a uma incubadora de empresas que fornece acompanhamento e mentoria. Neste programa há ainda a possibilidade de ter alojamento próximo da incubadora certificada atribuída ao projeto. Ambos os programas anteriores são para empreendedores que ainda se encontrem em fase de ideia.

Vale de Incubação

As candidaturas para este programa estão abertas permanentemente. O Vale de Incubação dá incentivos num valor até 7500 euros para gastar em serviços de incubação. Através da Startup Portugal podes também trabalhar o teu pitch (apresentação da ideia a investidores) com a Pitch Please Booth. Nesta iniciativa, são recolhidas apresentações em vídeo para serem analisadas por especialistas no sentido de as melhorar. Além disto, está disponível o Road 2 Web Summit, um programa feito em parceria com a Web Summit, que ajuda startups a participar no maior evento de empreendedorismo do mundo. Todas as candidaturas podem ser feitas online. Mantém-te a par das novidades em relação a estes programas, consulta os regulamentos e está atento a www.startupportugal.com, para saberes quando abrem as diferentes fases de candidatura.

maio 2019

maissuperior.com

Tiago Marques (27 anos), 3cket

Idade com que criou a startup: 24 anos Tiago iniciou o projeto em 2016 com mais dois sócios (Nuno e Filipe). Juntos organizaram a conferência IMSHARE, em 2015. Neste evento começaram por utilizar o Excel como ferramenta de gestão de participantes. O sucesso foi grande e por isso aumentarão a lotação da conferência. Desta forma, os meios que utilizaram para gerir o número de participantes já não serviam. Assim, decidiram experimentar fazer o próprio sistema de faturação e de bilhética. A 3CKET é uma plataforma online de gestão de participantes num evento. O utilizador pode comprar um bilhete digital que é recebido através de um SMS. No dia do evento, a pessoa pode trocar o bilhete (QR Code) por uma pulseira/cartão do evento (Gateway). Com o telemóvel, pode carregar a

pulseira via referência multibanco ou MBway e passar a pulseira nos bares, descontando o valor dos produtos consumidos. É disponibilizado, em tempo real, o número de pessoas que já entraram no evento, os consumos de cada bar e as bebidas mais consumidas, diferenciando-as por género. Esta startup demorou cerca de 6 meses a ficar funcional. Foi a compra do serviço pela “Revenge of the 90’s" que impulsionou a conceção do produto como é hoje. Esta startup tornou-se um sucesso e o negócio tem vindo a crescer. “O nosso único financiamento veio de horas de trabalho, nossas e pro-bono. Neste momento já somos oito pessoas a trabalhar em full time”, explica Tiago Marques, CEO e cofundador da 3CKET.

Sara Aguiar (22 anos), Ready2Start Idade com que criou a startup: 21 anos

A Ready2Start vende negócios prontos a lançar, a partir de uma Caixa que inclui tudo o que é necessário para experimentar e testar um pequeno negócio, em side project e sem ter de criar uma empresa. Fornece desde uma marca, a um website, ao modelo de negócio, passando pela comunicação, materiais e um plano de marketing. Além disso, inclui um conjunto de Planos de Ação e de Guias Práticos sobre a gestão do negócio, e o acesso à Plataforma Ready2Start, que permite aos empreendedores faturar através da própria Ready2Start. O conceito surgiu da vontade de democratizar o acesso ao empreendedorismo comum, para que qualquer pessoa pudesse experiênciá-la. Logo após ter concluído a Licenciatura, Sara foi convidada por António Lucena de Faria e Martim Caldeira (ex aluno de António) para colaborar na criação na startup. Segundo esta empreendedora: “Para ter uma startup é preciso estar disposto a lidar, todos os dias, com a incerteza, gerindo recursos, resolvendo problemas, encontrando oportunidades, e celebrar cada pequena conquista.”


a tua escolha

13

João Batista (26 anos), Livros de Ontem

Idade com que criou a startup: 19 anos

Eduardo Freire Rodrigues (28 anos ), UpHill UpHill é a startup de software que simplifica o acesso à informação de saúde, através de um software que apresenta ao profissional, de forma rápida e simples, o mais relevante para cada caso clínico. Os profissionais podem resolver casos clínicos e receber feedback imediato. Foi criada em 2016, na Covilhã, numa parceria entre Eduardo, Duarte e Luís, todos formados em medicina e com uma vontade comum: aproximar os cuidados de saúde prestados em Portugal da melhor investigação científica. No mesmo ano, receberam o Prémio Nacional Jovem Empreendedor da ANJE, o seu primeiro investimento externo, no valor de 80 mil euros. Mais tarde, mudaram-se para Lisboa para fazer crescer o negócio.

“Acreditamos que foi o progresso dos nossos indicadores de desempenho e eficiência na utilização do capital prévio que atraiu novos investidores”, explica Eduardo Rodrigues, CEO e co-fundador da UpHill. O sucesso tem aumentado. No início de 2019 receberam uma nova ronda de investimento no valor de 600 mil euros, contam com uma equipa de nove pessoas e estão a contratar para aumentar a equipa até ao final do ano. Somam mais de 60 mil utilizadores inscritos nas plataformas e estão presentes na maioria dos hospitais privados em Portugal. Num futuro próximo, pretendem alastrar o negócio para o mercado internacional.

João foi o vencedor da Melhor Ideia de Negócio (prémio de empreendedorismo da FCSH-NOVA e Santander-Totta) e do programa de televisão “The Next Big Idea”, com a startup Livros de Ontem - uma editora de livros especializada na descoberta e publicação de novos autores de língua portuguesa. Ajuda os novos autores a iniciarem a sua carreira literária e cria oportunidades de publicação para quem não consegue aceder às editoras tradicionais. Funciona através do modelo de Crowdpublishing (modelo de negócio que João criou com a PPL), dando a oportunidade aos leitores de participarem ativamente na seleção dos livros que publicam e no processo de edição. A ideia para esta startup partiu da dificuldade de aceder aos livros recomendados para cada uma das unidades curriculares do curso superior. O projeto surgiu, inicialmente, como uma plataforma de compra e venda de livros académicos usados, desenvolvido em conjunto com mais duas colegas que estudavam com João. Por razões pessoais, ambas decidiram abandonar o projeto e o empreendedor viu-se forçado a tomar as rédeas e fazer os ajustes necessários para conseguir avançar sozinho. Nádia Amante, designer, juntou-se a João e em 2012, fundaram a empresa. Nunca quiseram recorrer a financiamento bancário. Começaram sem investimento e o projeto foi crescendo devagar e de forma orgânica. Mais tarde, asseguraram o financiamento proveniente do prémio de empreendedorismo da FCSH-NOVA e Santander-Totta. Todos os restantes proveitos surgiram das vendas. PUB

Idade com que criou a startup: 25 anos


14

experiências

RELAXA... BEBE UM COPO!

TEXTO: SOFIA REBANDA FOTOS: Zomato

válido até 30/06/19

Código de desconto no Zomato gold

Maio afasta a chuva e traz os dias de sol. As cerejeiras florescem no seu entrelaço entre o rosa vivo, o rosa claro e o vermelho dos seus frutos, que dão cor a qualquer paisagem. A pouco e pouco, sente-se o chegar do verão, numa brisa leve e quente acompanhada por raios fortes que obrigam o uso dos estilosos óculos de sol! Não há nada melhor que fazer uma pequena pausa nos estudos e ir aproveitar um pouco de sol na companhia dos amigos! Também mereces essa pausa para relaxar e acredita que pode ser fulcral para o bom rendimento do estudo! Deixamos-te aqui as melhores sugestões para relaxares um pouco e meteres a conversa em dia ao beberes um copo na melhor companhia!

WINE BAR & TERRACE MEMMO ALFAMA HOTEL

4,3

MADAME PETISCA /5 RESTAURANTE, BAR E TERRAÇO

Rua de Santa Catarina, 17, Bica, Lisboa

Travessa das Merceeiras1100-348, Lisboa

GIN SIGNATURE

4,3/5

4/5

Mercado Bom Sucesso, Praça do Bom Sucesso, 132, Boavista, Porto

DAIKIRI BAR

4,1/5

Rua da Praia, 907, Madalena, Vila Nova de Gaia

PASSATEMPO Com a Zomato Gold tens a oferta do segundo prato de maior custo ou de 2 bebidas em vários estabelecimentos! Benefícios 2 por 1 numa vasta lista de restaurantes e bares para todas as ocasiões! A Mais Superior dá-te a oportunidade de teres acesso à Zomato Gold durante 6 meses! Vê como em: maissuperior.com/artigos/passatempos-a-decorrer/ maio 2019

maissuperior.com

Vê como podes participar e consulta o regulamento e mais passatempos em maissuperior.com/artigos/passatempos-a-decorrer/


15 . 16 JUNHO

BILHETES À VENDA MOCHE.PT . LOJAS MEO


Profile for Young Direct Media

MAIS SUPERIOR_MAIO_19  

A história é enriquecida por quem se atreve a sonhar e a lutar por esses mesmos sonhos. Entre desejos vagabundos da mente ou ideias fugaze...

MAIS SUPERIOR_MAIO_19  

A história é enriquecida por quem se atreve a sonhar e a lutar por esses mesmos sonhos. Entre desejos vagabundos da mente ou ideias fugaze...