Issuu on Google+

CÂMARA MUNICIPAL APROVA CRIAÇÃO DE MAIS CINCO VAGAS PARA 2013

METRÔ ATÉ PORTÃO

GOVERNO ESTUDA VIABILIDADE DE EXTENSÃO PREFEITA QUER SÓ MICRO-ÔNIBUS NA CIDADE VM 153.indd 1

04/10/2011 11:04:16


VM 153.indd 2

04/10/2011 11:04:17


Vilas Magazine - Outubro 2011 | 3

VM 153.indd 3

04/10/2011 11:04:19


www.vilasmagazine.com.br

Publicação mensal de propriedade da EDITAR - Editora Accioli Ramos Ltda. Rua Praia do Quebra Coco, 33. Vilas do Atlântico. Lauro de Freitas. Bahia. CEP 42700-000. Tels.: 0xx71/33792439 e 3379-2206. Diretor-Editor: Carlos Accioli Ramos diretoria@vilasmagazine.com.br Dire­to­ra: Tânia Ga­zi­neo Accioli Ramos diretoria@vilasmagazine.com.br Gerente de Negócios: Álvaro Accioli Ramos alvaro@vilasmagazine.com.br Gerente de Produção: Thiago Accioli Ramos thiago@vilasmagazine.com.br PUBLICIDADE Simone Gazineo comercial@vilasmagazine.com.br Maiana Cunha de Souza (Assistente) REDAÇÃO Anthero Eloy Fer­reira Lins (Reg. Prof. 699 DRT/ PA), Rogério Borges (coordenador). Colaboradores: Marvin Kennedy, Mário Espinheira e Gilka Bandeira (freelancers), Gil Ramos (fotografia), Lilian Silva, Márcia Tude. FALE COM A REDAÇÃO redacao@vilasmagazine.com.br FINANCEIRO Gerente: Miriã Morais Gazineo financeiro@vilasmagazine.com.br Rosilene da Cruz Santos (Assistente) DISTRIBUIÇÃO Álvaro Gazineo (Responsável) Tratamento de imagens e finalização de arquivo para CTP: Diego Machado Impressão: Quad/Graphics Nordeste (Recife-PE) Informativo mensal de serviços e facilidades, com tiragem de 28.000 exemplares por edição, distribuídos gra­tuitamente em todos os domicílios de Vilas do Atlântico e condomínios residenciais da Es­trada do Coco e ad­jacências (Lauro de Freitas, Ipi­tanga, Miragem, Buraquinho, Busca Vida, Abran­tes, Ja­uá, Ja­cuí­pe, Gua­ra­juba), Stella Maris, Pra­ia do Flamengo e parte de Itapuã. Disponível também em pontos de distribuição selecionados na região. As opiniões expressas nos artigos publicados são de responsabilidade de seus autores e não refletem, necessariamente, as da Edi­tora. É proibida a reprodução total ou parcial de matérias, gráficos e fotos publi­cadas nesta edição, por qualquer me­io, sem autorização expressa, por escrito da Editora, de acordo com o que dispõe a Lei Nº 9.610, de 19/2/1998, sobre Di­reitos Autorais. A revista Vilas Magazine não tem qualquer responsabilidade pelos serviços e produtos das empresas anunciados em suas edições, nem assegura que promessas divulgadas como publicidade serão cumpridas. Cabe ao leitor avaliar e buscar informações sobre os produtos e serviços anunciados, que estão sujeitos às normas do mercado, do Código de Defesa do Consumidor e do CO­NAR – Conselho Nacional de Auto-regulamentação Publicitária. A revista não se enquadra no conceito de fornecedor, nos termos do art. 3º do Código de Defesa do Consumidor e não pode ser responsabilizada pelos produtos e serviços oferecidos pelos anunciantes, pela impossibilidade de se deduzir qualquer ilegalidade no ato da leitura de um anúncio. No entanto, a revista Vilas Magazine, com o objetivo de zelar pela integridade e cre­di­bilidade das mensagens publicitárias publicadas em suas edições se reserva o direito de recusar ou suspender a vei­ culação de anúncios enganosos ou abusivos que causem constrangimentos ao consumidor ou a empresas. Vilas Magazine u­ti­liza conteúdo edi­to­ri­al fornecido pela Agência Folhapress (SP). Os títulos Vilas Ma­ gazine e Boa Dica - Facilidades e Serviços, constantes desta edição, são marcas regis­tradas no INPI, de propriedade da EDITAR - Editora Accioli Ramos Ltda.

Cena da cidade

Cena de “Sua Incelênça, Ricardo III”, dos Clowns de Shakespeare, de Natal (RN), em apresentação única, em setembro, na Praça da Matriz, Centro de Lauro de Freitas. Foi grátis para o público de cerca de 500 pessoas, mas custou R$ 18,4 mil aos cofres do município. Antes deles, por R$ 43,3 mil, apresentou-se na praça o Grupo Galpão, de Minas Gerais, com “Till, A Saga de um Herói Torto”. Produções da mais alta qualidade, os espetáculos faziam parte da programação do Festival Latino Americano de Teatro da Bahia, dirigido por Luis Alberto Alonso e produzido por Rafael Magalhães, diretor do Oco Teatro Laboratório e da secretaria municipal de Cultura.

4 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 4

04/10/2011 11:04:21


ESPAÇO ABERTO

Política com p minúsculo

D

Joaci Góes

iariamente, quando leio ou ouço o noticiário sobre as ações dos partidos políticos, observo uma nota comum entre todos eles, com raríssimas exceções: a ausência da menor preocupação com o tema da educação e dos valores morais. A agenda é quase sempre a mesma: articulações de bastidores, de caráter ostensivamente menor, objetivando a ampliação dos espaços políticos, mediante a ocupação de cargos públicos, com o propósito exclusivo de ali colocar apaniguados, para melhor se aparelharem com vistas às próximas eleições. Nenhuma palavra destinada ao aperfeiçoamento de nossa prática política; nada, absolutamente nada, voltado para assegurar o primado do mérito na conquista das posições de relevo que importam para a consolidação dos valores que são a base de sustentação e do florescimento das sociedades maduras, cultas e prósperas. O ominoso rebaixamento do mérito, derivado da competência e da moralidade, encarado como um entrave ao avanço dos indivíduos dentro das estruturas partidárias, é apontado como a principal causa do crescente afastamento, da seara política, dos melhores nomes, em franca oposição com as práticas de um passado relativamente recente, quando os varões assinalados da sociedade eram buscados para integrar as chapas partidárias, com empenho assemelhado à diuturna caça de talentos pelas empresas modernas, Brasil e mundo afora. O resultado é o que aí está: personalidades pequenas pousando de fanais a iluminar os caminhos do futuro, quando, em verdade, conduzem a sociedade brasileira ao lodo da corrupção desenfreada e à violência das ruas. Já não é sem tempo que a sociedade brasileira enceta os primeiros passos no sentido de reclamar a conversão desses assaltos ao Erário

à categoria de crime hediondo, na medida em que sua ocorrência representa a perda de vidas preciosas, pela subtração de recursos indispensáveis à prestação de um serviço médico de qualidade, e pela negação às camadas mais carentes da sociedade do acesso a uma educação de qualidade, único passaporte ao usufruto de uma verdadeira cidadania, que não

pode dissociar-se da efetiva possibilidade de auferir uma renda que lhes assegure um padrão de vida digno. Como tem sido divulgado, o Tribunal de Contas da União identificou, entre 2002 e 2006, um desvio para as burras de marginais da política de mais de seis bilhões de reais. Imagine-se o tamanho verdadeiro do roubo que o TCU não teve como identificar! Essa gritante perda de qualidade, moral e intelectual, dos nossos quadros políticos de hoje, prospera mercê de uma impunidade afrontosa, que faz do crime organizado no Brasil um negócio sem riscos e com alta margem de lucros. Afinal de contas, passar alguns dias na prisão já não é causa de opróbrio quando testemunhamos que vários nomes da política nacional têm assento garantido na curul do poder, não obstante os processos que respondem como peculatários, ou a despeito de algemados ou presos em flagrante desvio do dinheiro do povo. Recente diagnóstico que o FMI fez da economia mundial veio acabar com o tolo ufanismo eleitoreiro que apontava o Brasil como uma ilha de prosperidade, num ambiente recessivo das economias mais prósperas: o crescimento previsto para o Brasil em 2011 e 2012, 3,8% ao ano, será inferior à média mundial, de 4,1%. Segundo a avaliação unânime dos expertos, o gargalo que atravanca o desenvolvimento brasileiro está na má educação e seus consectários, violência e corrupção. Desgraçadamente, não se vê qualquer mobilização partidária consistente, destinada a alterar esse mórbido estado de coisas. Por ora, a esperança reside no rá­pido recrudescimento do embrionário movimento popular que pede o fim da corrupção e o retorno à meritocracia. Joaci Góes é empresário e escritor, membro da Academia de Letras da Bahia. E-mail: joacigoes@uol.com.br Blog: www.joacigoes.com.br Vilas Magazine - Outubro 2011 | 5

VM 153.indd 5

04/10/2011 11:04:22


REGISTROS Tendo como coordenador do curso de Medicina Veterinária, o professor Eliel Judson Duarte de Pinheiro, a Unime graduou, dia 17 de setembro, 16 novos profissionais médicos em Veterinária (dir.). Homenageando o professor Marco Túlio Rodrigues Brasileiro, falecido este ano, os alunos batizaram a turma com seu nome. Os novos médicos Veterinários são: Andresa Araújo Ribeiro da Silva, Antônio Simões de Araújo Silva, Clóvis Macedo Mattos, Daniela Bodra de Oliveira, Danilo dos Santos Jesus, Elma Caires Lima, Flávia Gazineo Accioli Ramos, Flávia Luciana Palmeira Lima, Gabriel Felipe Oliveira de Menezes, Larissa Tavares de Mattos Oliveira, Lorena Cardoso Jacobina Rocha, Pedro Paulo Matos Guerreiro, Priscila Conceição Lobo Sacramento, Tamiles de Andrade Dias, Tereza Bernadete Mata de Britto Moreira e Wanderlon Camões Nunes.

Unime gradua novos médicos veterinários

Projeto social em Ipitanga

Encontro de ex-alunos do Colégio Impacto

Aconteceu dia 24 de setembro, na sede de Pitangueiras, o lançamento do Projeto Social Show de Bola, Show de Vida, uma iniciativa da Congregação Batista de Pitangueiras, AGS Escola de Futebol e da comunidade do bairro de Pitangueiras que abraçou o Projeto, que já conta com 48 crianças da localidade inscritas e participando das aulas de futebol, sobre a coordenação do professor André Galvão Sande, da AGS Escola de Futebol. O futebol para meninas está na pauta da iniciativa.

O 1º Encontro de Ex-Alunos do Impacto acontece dia 15, a partir das 12 horas, na sede da instituição, na Luiz Tarquínio. A festa, que marca a fundação da Associação dos Ex-Alunos do Colégio Impacto, vai contar com a animação da banda Dona Jiló e do DJ Góes. num dia que promete ser de muitas recordações e reencontros. Ingressos estão à venda na recepção do Colégio Impacto. Mais informações sobre o encontro podem ser obtidas pelo telefone 3379-1011 ou visite a página virtual no facebook.

O jovem Diego (dir.) em absoluta concentração na aula de karatê na Academia AKVA, de Vilas do Atlântico, quando mudou da faixa amarela para a vermelha, com a supervisão do mestre 4º DAN, Randolfo Almeida.

Comemoração Os empresários Jamil e Lidiana Abdalla estenderam por vários dias as comemorações pelo transcurso do primeiro ano da sua academia, a Corpo Ativo.

Rotaract Club celebra aniversário Dia 14 de setembro, jovens integrantes do Rotaract Club Lauro de Freitas comemoraram os nove anos de atividades da instituição, reunindo integrantes de outros clubes da Bahia, amigos e simpatizantes, num churrasco em Vilas do Atlântico. O Rotaract é um clube de serviços formado por jovens e supervisionado pelo Rotary Club. O evento teve o patrocínio das empresas Magic Clean, Novo Clean, Ge­laguela e Riobel.

6 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 6

04/10/2011 11:04:25


NEGÓCIOS & EMPRESAS Rede Multicoisas abre vagas para temporada de final de ano uu A Multicoisas, rede especializada em soluções para o dia a dia, já prepara o quadro de temporários para a chegada do final de ano. As lojas de Salvador e Lauro de Freitas, por exemplo, têm a expectativa de abrir 10 vagas nesse perfil para atender a demanda da época mais festiva do ano. As vagas são para os cargos de vendedor e operador de caixa e os interessados em se candidatar devem acessar o link: http://rh.multicoisas. com.br/ para obter mais informações ou entregar os currículos pessoalmente nas unidades de Salvador. Na Bahia, a rede inaugurou recentemente mais duas lojas: no Paralela Shopping, em Salvador, e no Shopping Boulevard, em Feira de Santana. As novas lojas oferecem cerca de três mil itens, entre as seções de elétrica, hidráulica, ferramentas, químicos, informática, utilidades do lar, segurança e lazer. A rede Multicoisas iniciou suas atividades em 1984 em Campo Grande (MS) e possui, hoje, mais de 120 lojas instaladas no Brasil.

Power amplia serviços de assistência técnica uu A Power foi credenciada pe­la Pa­­na­so­nic para oferecer serviços de assistência técnica autorizada a seus clientes em Lauro de Freitas. Fundada em janeiro de 2003, a empresa já é credenciada como autorizada LG, tendo contrato de garantia estendida com algumas das maiores lojas varejistas do Brasil.

Sebrae abre novo escritório em Lauro de Freitas

Edival Passos entrega proposta para capacitação de empreendedores à prefeita Moema Gramacho, durante abertura do escritório do Sebrae Foi inaugurado no mês passado em Lauro de Freitas um novo Ponto de Atendimento do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresa (Sebrae). De acordo com o superintendente da entidade Edival Passos, o espaço vai “ampliar os serviços e permitir o aprimoramento do que já é desenvolvido no município”. Além de realizar o atendimento da demanda espontânea, o Ponto de Atendimento é equipado para desenvolver curso e palestras. “Vai ajudar no estreitamento das relações com associações comerciais e entidades empresariais”, frisou Passos. Durante o evento de inauguração, o superintendente entregou proposta à prefeita Moema Gramacho (PT) para capacitar mil empreendedores individuais. Programas como o Sebrae Mais e o Empresa Amiga do Trabalhador garantem capacitação para empresários e para quem pretende abrir algum negócio. Estiveram presentes no evento, entre outras autoridades, o vice-prefeito João Oliveira (PT) e o superintendente regional da Caixa Econômica Federal Aristóteles Menezes.

Água de Cheiro inaugura loja em Lauro de Freitas Os empresários Tadeu e Ana Marta Coqueiro (ao centro), co­ memoram a inauguraração da loja franqueada da Água de Cheiro, no Shopping Estrada do Coco, com Diego Vargas, (dir.) e Dinorá Aragão (esq.), respectivamente gerente e sub-gerente regional da franquia, a filha Marina, a gerente Del e a vendedora Raquel. A rede é a maior marca brasileira na linha de cosméticos e perfumaria e mantém a atriz Debora Secco como garota propaganda.

Mil Cores abre loja na região Interessados em arte podem contar com mais uma opção na região para desenvolvimento dos seus trabalhos, com a inauguração da loja Mil Cores, no centro de Lauro de Freitas, trazendo uma experiência de mais de 30 anos no segmento, em Salvador. Com uma diversificada linha de produtos para artesanato, como pincéis, tintas, papéis, telas, peças em MDF e imagens de gesso, entre outros, a unidade de Lauro de Freitas pretende ainda promover cursos de artesanato para os clientes.

Revista destaca Construtora Andrade Mendonça como segunda em resultados positivos no Brasil A construtora baiana Andrade Mendonça é a segunda empresa do país em variação positiva de receita, segundo ranking da Revista Empreiteiro, especializada no segmento. Entre os anos de 2009 e 2010, a Andrade Mendonça conseguiu um incremento de 537% na sua receita. O resultado positivo é fruto de diversas obras que estão sendo realizadas pela empresa no país. A exemplo do Estádio Castelão, em Fortaleza, em consórcio com a Galvão Engenharia, e do Pavilhão de Feiras e Eventos, também em Fortaleza. Será o maior centro de convenções do Brasil, num projeto orçado em R$ 279,7 milhões com previsão de ficar pronto em novembro de 2011. Vilas Magazine - Outubro 2011 | 7

VM 153.indd 7

04/10/2011 11:04:27


CIDADE

Governo estuda variáveis técnicas para levar metrô até o bairro de Portão Moema Gramacho defende que apenas micro-ônibus circulem em Lauro de Freitas

O

secretário estadual do Planejamento Zezéu Ribeiro esteve em Lauro de Freitas no dia 22 de setembro para dizer que é a favor da extensão da linha de metrô da Paralela até Portão, mas que não basta ter vontade política. “Existem implicações técnicas”, disse. “É preciso espaço, com pátio de manobra, maior volume de recursos e articulação deste terminal com o transporte urbano da cidade”, explicou, ao garantir que “estamos estudando todas estas variáveis”. O governador Jaques Wagner (PT) disse à reportagem da Vilas Magazine, em agosto, que o metrô chegaria ao Km 3,5 da Estrada do Coco, na altura da segunda ponte sobre o rio Ipitanga. Naquele ponto existe hoje uma grande área ocupada pelos depósitos de uma loja de varejo. O posicionamento do governo foi revelado à platéia de cerca de 200 pessoas que compareceu à audiência pública organizada pela Câmara Municipal para reivindicar que o metrô chegue a Portão. Grande parte das pessoas que participaram da audiência, realizada no Cine Teatro de Lauro de Freias, não costuma aparecer em eventos semelhantes.

Nessas ocasiões, o público costuma ser formado por agentes públicos e pessoas que orbitam a administração pública. A grande afluência de populares é resultado de uma campanha organizada pelo presidente da Câmara Antônio Rosalvo no Facebook. Mais que discutir a mobilidade urbana no âmbito do projeto do governo estadual, Rosalvo convidou as pessoas a ir defender o “metrô até Portão”. Logo na abertura da audiência, o presidente da Câmara defendeu que “o metrô da Paralela é metropolitano” e não de Salvador, sublinhando que a avenida Paralela não tem demanda própria de passageiros para alimentar o sistema. “A demanda da Paralela nasce em Lauro de Freitas, em Portão”, afirmou com base em dados da Queiroz Galvão durante uma apresentação em que foi exibida uma entrevista com a senadora Marta Suplicy (PT). A senadora apresentou o conceito de “governo metropolitano”, propondo a criação de um novo ente federativo, acima da esfera municipal e abaixo da estadual, para gerenciar questões como saúde e transporte de massa, que dizem respeito a mais de um município numa região metropolitana. Classificando as propostas apresentadas ao governo como “incompletas” por não levar Lauro de Freitas em consideração, Rosalvo demonstrou que todos os ar-

gumentos a favor do metrô na Paralela se aplicam “também ou principalmente” aos problemas da Estrada do Coco: a poluição ambiental causada por milhares de ônibus em circulação, o congestionamento permanente, a explosão da frota veicular, que dobrou nos últimos seis anos, a expansão imobiliária e os novos pólos geradores de tráfego de passageiros. A prefeita Moema Gramacho (PT) também disse que o problema de transporte de massas tem que ser pensado numa perspectiva metropolitana: “o metrô tem que chegar a Portão”. Mesmo que não num primeiro momento, mas “o projeto tem que ser pensado para isso desde já”, afirmou. A prefeita foi mais longe do que nunca, dizendo que o ideal é que em Lauro de Freitas “só circulem micro-ônibus” destinados a alimentar o metrô. Completamente alheios a essa realidade, diversos debatedores com assento na mesa preferiram ater-se aos problemas de Salvador, remoendo a já resolvida questão do corredor de ônibus anteriormente proposto. O vereador Jorge Jambeiro, representando a Câmara Municipal de Salvador, chegou a apresentar à platéia o projeto já descartado pelo governo estadual. Um excesso de pronunciamentos oficiais abordando temas alheios à audiência acabou por desperdiçar a presença de Zezéu Ribeiro e uma preciosa oportunidade para aprofundar a concepção do metrô

8 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 8

04/10/2011 11:04:29


A prefeita Moema Gramacho fala ao lado de Lula, Rosalvo e Zezéu Ribeiro: só micro-ônibus em Lauro de Freitas. Na outra página, Marta Suplicy fala sobre “governo metropolitano” na apresentação de Antônio Rosalvo

como assunto metropolitano. O secretário do Planejamento da Bahia ainda teve que ouvir intervenções de populares que nada tinham a ver com o assunto em pauta antes de responder a duas ou três questões efetivamente relevantes na ocasião. Antônio Rosalvo justificou a falta de foco dizendo que “a audiência é pública e não posso impedir ninguém de dizer o que quiser”, mas garantiu que o assunto “não fica encerrado”. De acordo com ele, a mobilização popular continuará a ser

estimulada “até alcançarmos um resultado concreto”. Alguns dos vereadores presentes buscaram retomar o eixo da discussão. Entre eles Lula Maciel (PT), que disse que “não podemos imaginar cidades desenvolvidas com transporte subdesenvolvido” e destacou que “a qualidade de vida das pessoas tem que ser elemento central nessa questão”. Márcio Paiva (PP) lembrou que a Câmara Municipal já havia solicitado, por indicação sua, que o sistema de transporte de massa chegasse a Portão de imediato. “Quem sabe quando teremos essa oportunidade de novo”, perguntou o vereador, referindo-se ao investimento que será feito em nome da Copa 2014. Dagoberto Muniz, presidente da Coopelotação, que reúne os empresários do transporte complementar de Lauro

de Freitas, quis saber se o projeto de transporte de massa incluía a qualificação do sistema alternativo. Zezéu Ribeiro garantiu que haverá uma integração, mas descartou apoio financeiro específico. Uma das propostas pertinentes ao assunto foi apresentada por Wicttor Picanço, Presidente do Conselho da Juventude do Município de Lauro de Freitas e membro do “Movimento Tranca Ruas”, dedicado à discussão do transporte público. O movimento desenhou um mapa para mostrar o que seria, do ponto de vista dos usuários, a rede ideal de transporte de massa na Região Metropolitana de Salvador, com passe livre e integração multimodal. Para o Tranca Ruas, o metrô deve passar pelo Largo do Caranguejo, ponto central de Itinga, antes de seguir pela Estrada do Coco e alcançar Portão.

Vilas Magazine - Outubro 2011 | 9

VM 153.indd 9

04/10/2011 11:04:33


CIDADE ELEIÇÃO 2012

Câmara aprova ampliação de 12 para 17 vereadores

A

Câmara Municipal de Lauro de Freitas aprovou em primeiro turno, por oito votos a quatro, emenda à Lei Orgânica do Município que altera a composição do Legislativo de 12 para 17 vereadores. Voto vencido, os vereadores Lula Maciel (PT), José Alves da Cruz, o Bitinho (PR), Márcio Paiva (PP) e Fausto Franco (PDT) defendiam a ampliação para 19 cadeiras. O número afinal aprovado contraria consenso das lideranças partidárias da base governista, que pediam 19 vagas para 2013. O resultado contraria também uma legião de pré-candidatos à Câmara: quanto maior o número de vagas, menos votos seriam necessários para garantir um mandato. Quem quer ser prefeito também prefere ter mais cadeiras em disputa na Câmara – o que resulta em mais candidatos a vereador trabalhando o seu nome. Antes favorável à eleição de apenas 15 vereadores para 2013, o presidente da Câmara Municipal Antônio Rosalvo (PSDB) diz que cedeu para impedir a

Pedro Assêncio destaca o orçamento vistoso sob o olhar de Antônio Rosalvo e a prefeita Moema Gramacho Abaixo: O advogado Augusto Vasconcelos argumenta a favor do aumento de vagas para 21

nal” e por isso teria proposto 15, número “que guarda proporção com o aumento da população”. Embora supostamente sensível à pregação pela qualidade do processo legislativo, a maioria dos atuais vereadores segue uma outra lógica: quanto mais vagas, mais candidatos. As chamadas lideranças comunitárias, cabos eleitorais que carreiam votos para a liderança política do bairro, diante da facilitação poderiam animar-se a lançar candidatura própria, pulverizando assim os sufrágios e inviabilizando a eleição de todos. Para os vereadores que esperam uma reeleição tranquila – caso do próprio Rosalvo e do pastor Edilson Ferreira (PRB), por exemplo – quanto menos vagas, melhor. Para os que ainda têm que trabalhar pela reeleição, o essencial é manter os cabos eleitorais e ao mesmo tempo rebaixar a votação necessária. Daí 17 e não 15, nem 19 cadeiras. Menos ainda 21, o teto legal. A emenda ainda terá que passar por votação em segundo turno, mas mesmo que a decisão seja confirmada o Judiciário poderá mudar tudo mais adiante. Na audiência pública promovida pela Câmara Municipal no último dia 19, cerca de 200 pré-candidatos ouviram a prefeita Moema Gramacho (PT) lembrar que isso já aconteceu antes e que “os partidos devem estar unidos” para defender a decisão da Câmara caso o Tribunal Superior Eleitoral resolva interferir. A possibilidade é muito real. O nó jurídico que vem por aí é definir o número mínimo de cadeiras. De acordo com a lei, para cidades com população entre 160 mil e 300 mil habitantes, caso de

aprovação da emenda que propunha 19 vagas. Votada em dois turnos, a alteração exige maioria absoluta. Rosalvo afirma que uma das suas preocupações é com a aplicação da verba da Câmara: “não podemos gastar toda ela com o custeio de mandatos de pessoal”, diz. “Precisamos investir na qualificação da administração e do próprio processo legislativo”, sublinha. Além disso, para o presidente, “a única justificativa para ampliar o número de vagas é o crescimento populacio-

10 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 10

04/10/2011 11:04:35


Lauro de Freitas, que tem 163 mil, o teto são 21 vereadores. Para centenas de pré-candidatos, o mínimo deve ser nada menos que o máximo. Para municiar a audiência pública com fatos, Antônio Rosalvo, que é advogado e especialista em direito eleitoral, consultou o Tribunal Regional Eleitoral. Mas “o TRE resolveu arquivar, não responder, a nossa consulta sobre qual seria o mínimo”, contou o procurador Márcio Leão. O Judiciário prevê que o tema poderá ser objeto de posterior abordagem e por isso opta por não se pronunciar agora. A decisão dá uma sobrevida importante aos argumentos de Augusto Vasconcelos, advogado que trabalha pelos

Na platéia repleta de pré-candidatos, todos a favor do aumento para 21 vagas

interesses dos pré-candidatos e defendeu as 21 cadeiras na audiência pública. Com Juracy Alves e Gean Nunes, do mesmo escritório, Vasconcelos promete ir à última instância para obrigar a Câmara a criar cada uma das 21 vagas que a lei permite e, para ele, até exige. O advogado, especialista em direito constitucional, argumenta ainda que um Legislativo maior seria mais independente do Poder Executivo e mais representativo da sociedade. Mas o grande desafio dos pré-candi-

datos é dialético, não jurídico. Trata-se de convencer essa mesma sociedade, sempre pouco disposta a ouvir falar de política, de que é preciso haver mais políticos. Há argumentos de todos os tipos. O ex-vereador Pedro Assêncio, homem da velha guarda, por exemplo, foi à audiência pública defender o aumento para 21 cadeiras. Para ele, não haveria qualquer problema em termos mais vereadores, já que a dotação orçamentária da Câmara – sempre um percentual da receita do município – é hoje muito mais vistosa do que era no passado: cerca de R$ 800 mil mensais. Essa linha de argumentação, mais frequente do que se pensa, começa a ser exposta em público.

Vilas Magazine - Outubro 2011 | 11

VM 153.indd 11

04/10/2011 11:04:37


CIDADE

Lagoas do Joquei Clube serão parte de nova área residencial

O

espaço do entorno das lagoas do Joquei Clube está para se tornar mais uma área residencial: vai abrigar um conjunto habitacional de quatro prédios de dez andares. Definido pelo Plano Diretor de Desenvolvimento Municipal (PDDM) como Zona Especial de Interesse Ambiental (ZEIA), o remanescente do Jóquei consta das “diretrizes básicas para a sustentabilidade da qualidade de vida na cidade”, estando prevista a recuperação das lagoas e a “implantação do Parque Municipal no seu entorno”, o que exigiria desapropriação. O PDDM prevê ainda a preservação e manutenção das nascentes, afluentes e

mananciais das lagoas. Sete dos atuais 12 vereadores aprovaram o Plano Diretor no final de 2008. Apesar disso, a ampla maioria governista de 10 parlamentares deve garantir a modificação, com atenuantes propostas pelo vereador Lula Maciel (PT). O vereador Márcio Araponga Paiva (PP), de oposição, é um dos que se mostram favoráveis a uma solução de compromisso: reduzir a ZEIA ao entorno do espelho d’água. Entre as medidas atenuantes que vêm sendo negociadas por Lula Maciel na Câmara está a recuperação e garantia de acesso público às lagoas, que não poderiam ser privativas dos moradores dos prédios. Embora seja propriedade

Novo empreendimento habitacional poderia incorporar o entorno das lagoas do Joquei. Abaixo: Julio Souza dos Santos pesca em lagoa da área remanescente do Joquei Clube, propriedade privada que o PDDM destina a um parque privada, a comunidade do entorno usa o local para lazer e pescaria. Júlio Santos Souza é um dos frequentadores da lagoa que teme ver o acesso impedido. Além disso, diversas contrapartidas deverão ser cumpridas pelo empreendedor, todas aplicadas na própria região. HENDRIK AQUINO

12 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 12

04/10/2011 11:04:39


Vilas Magazine - Outubro 2011 | 13

VM 153.indd 13

04/10/2011 11:04:40


CIDADE

Vice-prefeito João Oliveira já está filiado ao PT Lídice da Mata lança candidatura de Carlucho à prefeitura de Lauro de Freitas

O

vice-prefeito João Oliveira, de Lauro de Freitas, foi apresentado como mais novo filiado ao Partido dos Trabalhadores na abertura do Congresso Municipal do PSB, em 25 de setembro. O processo de admissão havia sido concluído na sexta-feira anterior. A cerimônia de filiação acontece no dia sete de outubro. João Oliveira deixa o PSDB para se credenciar a representar o PT, com o apoio da prefeita Moema Gramacho, na eleição do ano que vem. Formalmente, os partidos da base de sustentação da prefeita começam a discutir o candidato do grupo governista no dia dez de outubro. No próprio PT, outros nomes pretendem reivindicar a representação da legenda. Além do nome do PT, estarão na mesa os de Chico Franco (PC do B) e de Manoel Carlos dos Santos, o Carlucho (PSB). Os três pré-candidatos comparecem à queda-de-braço secundados pelas respectivas madrinhas: a própria Moema Gramacho (PT), a deputada federal Alice

Carlucho (de amarelo), ao lado de Lídice (dir.) e do secretário estadual, Domingos Leonelli (esq.): credenciado a disputar o apoio de Moema Gramacho

Portugal (PCdoB) e a senadora Lídice da Mata (PSB). “O PSB tem o direito de lançar seu candidato para dar continuidade ao modelo de gestão democrática implantado por Moema Gramacho em Lauro de Freitas”, disse a senadora Lídice da Mata no congresso dos socialistas. “Esse candidato é o vereador Carlucho”, sentenciou. Estavam presentes, entre outros, o secretário estadual Domingos Leonelli, Moema Gramacho, João Oliveira e o secretário de Governo Ápio Vinagre. Dois dias antes, o PC do B reafirmara o seu projeto para Lauro de Freitas, com a candidatura de Chico Franco à prefeitura. Os deputados federais Alice Portugal e Daniel Almeida voltaram a garantir o apoio partidário. Estava presente o vereador Márcio Paiva (PP), ele próprio pré-candidato à prefeitura em 2012.

Anuncie onde todos procuram A Revista de Lauro de Freitas & Região 28 MIL EXEMPLARES MENSAIS

Comprovadamente EFICIENTE. Faça o teste. Peça referência. Consulte quem anuncia. 3379-2439 / 3379-2206 comercial@vilasmagazine.com.br 14 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 14

04/10/2011 11:04:43


HENDRIK AQUINO

Lula Maciel exibe no plenário da Câmara de Vereadores, filtros de ar condicionado automotivo: qualidade do ar não tem controle

Aumento explosivo da frota requer controle da qualidade do ar

O

vereador Lula Maciel (PT) apresentou ao plenário da Câmara Municipal de Lauro de Freitas dois filtros de ar condicionado usados em automóveis: um novo, outro usado. “Trouxe estes filtros para que vocês pudessem ver a qualidade do ar que estamos respirando”, disse o vereador, que apresentou na semana passada uma indicação ao Executivo, já aprovada pela Câmara, para que sejam tomadas medidas de controle dos níveis de poluição emitida pelos veículos na cidade. Para ele, o vertiginoso aumento da frota de veículos em Lauro de Freitas sublinha a “necessidade de um planejamento detalhado, condizente com o rápido crescimento”. Circulam hoje na cidade, segundo dados do Detran, quase 30 mil automóveis, 6,6 mil camionetas, 2,4 mil caminhões, cerca de mil ônibus e microônibus e mais de sete mil motos, além de

2,7 mil outros veículos, num total de mais de 49 mil. Quase 70% dessa frota – mais de 34 mil veículos – chegou às ruas apenas nos últimos dez anos. De acordo com o pesquisador Paulo Saldiva, do Laboratório de Poluição Atmosférica Experimental (LPAE), da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), ainda que perfeitamente regulados, só esses novos veículos produzem a cada 50 dias um volume de emissões equivalente ao de uma termelétrica a gás, que é altamente poluidora. Lula Maciel destaca que os veículos de transporte coletivo, em especial os que dependem de concessão do município, “deveriam dar o exemplo”. O mais comum, no entanto, é ver as vans e micro-ônibus do transporte alternativo “emitindo grandes quantidades de fumaça negra no ar”, diz. O Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) já tornou obrigatória a inspeção veicular, mas apenas nos estados e municípios com uma frota de mais de três milhões de veículos. De acordo com dados do Detran, a Bahia contava pouco mais de 2,6 milhões em julho último.

Secretaria de Trânsito tem novo titular A secretaria de Trânsito e Transporte de Lauro de Freitas tem novo titular. Saiu o pastor Paulo Araújo, entrou Abraão dos Reis Santos (dir.), igualmente ligado a lideranças da Assembléia de Deus e ao PSC, partido da base de sustentação da prefeita Moema Gramacho (PT) que já controlava a pasta.Sem informar o motivo da substituição, a prefeitura anunciou que a meta do novo secretário é “trabalhar incansavelmente buscando reforçar a segurança, acessibilidade e investir em educação e na melhoria do transporte público”.

Vilas Magazine - Outubro 2011 | 15

VM 153.indd 15

04/10/2011 11:04:44


CIDADE

16 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 16

04/10/2011 11:04:48


O diretor do WWI no Brasil Eduardo Athayde, que propôs um diagnóstico “Joanes 2030”

Diretor do WWI propõe amplo diagnóstico da Bacia do Joanes

O

diretor do Worldwatch Institute (WWI) no Brasil Eduardo Athayde foi o destaque do primeiro “Fórum de Sustentabilidade da Bacia do Rio Joanes”, organizado pela Rio Limpo, Organização da Sociedade

Civil de Interesse Público (Oscip) de Lauro de Freitas que reúne moradores de condomínios ribeirinhos. Numa apresentação do conceito de “econegócios”, Athayde abordou o relatório “O Estado do Mundo” do WWI e expôs exemplos de

soluções ambientais economicamente sustentáveis. Já no artigo “Econegócios na Bacia do Joanes - Rumo a 2030”, publicado pela Vilas Magazine na edição de setembro, Athayde perguntava: “Como será que a geração presente vai entregar a Bacia do Joanes aos seus filhos, comandantes das próximas décadas?”. Para ele, “talvez um diagnóstico prospectivo, levantando problemas e soluções, batizado de ‘Joanes 2030’”, seja o caminho a seguir. O nome remete ao Projeto Cairu 2030, ou “Principado de Cairu” (http://www.cairu2030. com.br/snewsMU/index.php), um modelo de desenvolvimento sustentável ainda largamente ignorado pelas administrações municipais. O Plano de Desenvolvimento Estratégico Cairu 2030 foi elaborado pela Universidade Livre da Mata Atlântica em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), com apoio do Fundo de Cooperação Português e transformado em lei municipal. A platéia contou com expressiva presença de membros do Rotary Club Lauro de Freitas, que cancelou a sua reunião se- u

Vilas Magazine - Outubro 2011 | 17

VM 153.indd 17

04/10/2011 11:08:39


CIDADE manal para participar do evento. As mesas redondas que estavam previstas não chegaram a ser realizadas, mas no segundo dia o gestor da Área de Proteção Ambiental (APA) Joanes-Ipitanga Geneci de Souza apresentou o estado da bacia, apontando as principais ameaças observadas no território que se estende de Candeias a Buraquinho, em Lauro de Freitas. Os problemas que afetam o maior aquífero da Bahia vão de lançamentos de efluentes industriais e urbanos ao risco de derramamento de produtos químicos, passando por ocupações irregulares e conflitos de uso. Geneci de Souza mostrou o vertiginoso crescimento da ocupação na Área de Proteção Ambiental a partir de 2008, medido pelo número de processos de licenciamento ambiental. Entre 2003 e 2011, o setor que mais demandou análises foi o de empreendimentos urbanísticos, turísticos e de lazer, com 205 processos, seguido pelo de serviços com 53 e pelo de mineração com 45. Indústrias (37), obras civis (16) e transporte (10) também originaram mais processos que o setor de agricultura, florestas, caça e pesca (3). Camila Menezes e Mary Burman, estudantes da Unime, apresentaram dados preliminares de estudos da qualidade da água no rio Sapato que, sem novidades, apontam contaminação. Já o

Moema Gramacho discursa na abertura do evento, ao lado do presidente da Rio Limpo, Humberto Pinto de Carvalho. Ao lado, integrantes do Rotary Club Lauro de Freitas, José Bonifácio (esq.), Accioli Ramos (também diretor da Vilas Magazine) e Jaime Ferreira

presidente da Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário da Bahia (Ademi-BA) Nilson Sarti apresentou um plano de trabalho da entidade destinado a assessorar os associados. O objetivo do plano, de acordo com Sarti, é “profissionalizar a condução das ações relativas ao tema sustentabilidade” no âmbito da Ademi. Houve ainda uma apresentação sobre as áreas de atuação da Cetrel, empresa de proteção ambiental que presta serviços ao polo industrial de Camaçari. A equipe da Embasa que vem realizando palestras ligadas à implantação do esgotamento sanitário de Lauro de Freitas também participou do forum. Eugênio Badaró, da secretaria municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, falou a respeito das atividades do órgão e fez uma homenagem a Jonas Tomás dos Santos, o Touro, líder da colônia de pescadores de Buraquinho, co-responsável pelo evento. Na abertura, a prefeitura Moema Gramacho (PT) relembrou o tempo em que era operária da Tibras, atual Millennium, em Arembepe, no litoral de Camaçari. Recuperando uma frase que na época simbolizava o embate ambiental – “é preciso preservar as tartarugas sem extinguir os petroquímicos” – a prefeita destacou que trabalhava no controle da qualidade do ar.

18 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 18

04/10/2011 11:08:41


DESTAQUE

Armazém Vilas volta com nova estrutura, maior e mais confortável Gente bonita, casa cheia e muito axé tornaram a noite de 23 de setembro muito especial que vai ficar marcado na história de Vilas do Atlântico e região. A reinauguração do Armazém Vilas superou as expectativas. Festa e alegria coloriram a casa de shows que teve como atração principal a banda Filhos de Jorge. A noite, inaugurada pela banda Do Outro Jeito, também teve participação especial de Margarteh Menezes e Tatau. No intervalo, uma banda de sopro tocou marchinhas de carnaval aquecendo a entrada da atração principal, transformando a noite numa alegre e contagiante folia momesca. Um dos points mais conhecidos e bem frequentados, o Armazém Vilas continua proporcionando as melhores noites, só que agora com mais charme, requinte e glamour. Além de seu tradicional restaurante, que traz petiscos deliciosos, um sofisticado sushi bar e um moderno clube do whisky estão aptos a satisfazer o paladar requintado dos clientes. O que mais chama atenção na nova casa do Armazém é a mega estrutura que comporta mais de 1.800 pessoas. Com uma iluminação especial que torna o clima aconchegante e atraente, o Armazém apostou em construir um camarote luxuoso que fica em frente ao palco, além de dispor de uma espaçosa pista de dança. Fachada luminosa e com plantas ornamentais, banheiros climatizados, segurança e atendimento qualificado, além de estacionamento exclusivo e fechado, com 400 vagas, são ainda características que completam os atrativos da casa.

Moradores de Vilas do Atlântico voltam a reivindicar terminal na avenida Praia de Tramandaí Moradores de Vilas do Atlântico fizeram uma caminhada no dia 24 de setembro para protestar contra a proposta de construção de um terminal de ônibus na área do Villas Tenis Clube. Comandado por Verônica Tambon e com o apoio de coordenadoras da Salva, o grupo percorreu ruas do bairro distribuindo panfletos a pedestres e motoristas. Há oito anos a comunidade, apoiada pela Sociedade de Amigos do Loteamento de Vilas do Atlântico (Salva), a associação de moradores do bairro, pede que a prefeitura transfira o fim de linha da avenida Praia de Copacabana para a avenida Praia de Tramandaí, em frente ao Equus Clube do Cavalo, onde não há residências a incomodar. Os moradores reclamam da permanente sujeira e perturbação do sossego no local que ainda funciona o final de linha, na avenida Praia de Copacabana, esquina da Praia de Tambaú. Mais de dez ônibus por vezes permanecem estacionados no local, atraindo vendedores ambulantes e carros particulares com equipamento de som no porta-malas. A transferência do final de linha para a frente do clube também não atende o desejo dos moradores, que temem ver os incômodos apenas transferidos de um local residencial para outro.

Vilas Magazine - Outubro 2011 | 19

VM 153.indd 19

04/10/2011 11:08:43


iu mais rro nos paz. De Simões panhia houve vulto. alidade. istema do com para o CIPM, Guarda ranqui-

Micareta de Portão abre época de festas populares no município JOÃO RAIMUNDO

A espontaneidade dos blocos populares é uma das marcas da Micareta de Portão Atraindo cerca de 30 mil pessoas, a tradicional Festa de Portão abriu o ciclo de eventos populares de Lauro de Freitas, no primeiro final de semana de outubro. Os blocos Bankoma, Pagodart, O Troco e Gruv Gueto foram algumas das atrações que desfilaram nos três quilômetros da rua Santo Antônio, a principal do bairro. Dezenove trios e oito blocos garantiram a animação. Parte mais tradicional da festa, realizada há 30 anos, a Lavagem de Portão deu origem ao evento atual. A ocasião reúne baianas, capoeiristas e a comunidade, que desfilam ao som dos tambores do Bankoma e de grupos culturais. Este ano, no final do cortejo, o bloco

João Expresso desceu o circuito com mais de mil integrantes. Na frente do São Jorge Filho da Goméia, o vocalista Jadson Neves, do Bankoma, subiu ao trio convidado e fez a mistura ficar mais bonita. O bloco, que homenageia o homem que implantou a primeira linha de ônibus do município, trouxe para a sua o tema da sustentabilidade. A Micareta de Portão seguiu pela tarde com o desfile dos blocos Trilha da Cachaça, Arrasta Rapp, Bloco Mirim, Furacão, Pé de Samba, Primeiro Beijo e As Perigosas. A Lavagem foi idealizada por três moradores antigos do bairro. Um deles é Valmir Pereira dos Santos, 59 anos, atual presidente da Associação de Moradores do Bairro. “Hoje, temos 30 anos de lavagem e 23 anos com a participação dos blocos e trios”, recorda. Baianas, fanfarras, grupos de capoeira e blocos afros desfilaram ao som do ijexá e do samba, no auge da sua micareta. Foram 15 grupos de toda a cidade. O cortejo cultural do domingo foi aberto pelas baianas, capoeiristas e charangas. Na sequência se misturaram os grupos de dança Azânia, Bankoma, Axé Lata, Zambiã, Vem Dançar, Toque Mania, Atikum, Comando Negro, as fanfarras Renascer do Sol e Renovação da Bahia, e os samba de roda Saia Rendada de Areia Branca e Renascer do Quingoma.

Parada gay reúne 40 mil em Ipitanga

JOÃO RAIMUNDO

CIDADE

Uma multidão seguiu quatro trios elétricos na sexta edição da parada gay local A praia de Ipitanga recebeu no dia 18 de setembro a sexta edição da parada gay local. O Grupo Gay de Lauro de Freitas, que organiza o desfile, registrou cerca de 40 mil pessoas atrás de quatro trios elétricos. Tudo começou há 42 anos, em Manhattan, Nova York. Depois de violenta batida policial no famoso Stonewall Inn, a comunidade homossexual novaiorquina resolveu insurgir-se, dando origem aos movimentos de defesa dos direitos civis dessa minoria. Daquele momento na história decorrem todos os avanços civilizatórios já registrados nesse setor. Vale destacar a interpretação que o Judiciário vem fazendo da Constituição, à luz da qual nenhum brasileiro tem menos direitos que outro. Em Lauro de Freitas o tema da parada ainda é o “combate à homofobia”, quando exigir respeito à lei seria mais que suficiente. Apesar do vento forte e ameaça de chuva, a população prestigiou a festa, paga com verbas da prefeitura de Lauro de Freitas. Quatro trios e um palco, DJs e as bandas Nossa juventude, Pegadeira, Zumbahia, 3d, Samba na Cozinha animaram a parada.

Itinga ganha Instituto Federal e escola de tempo integral Maior e melhor estrutura da rede pública de ensino de Lauro de Freitas, o CAIC – sigla de Centro de Atendimento Integrado à Criança e ao Adolescente – em Itinga, poderá voltar a fazer jus ao nome. Parte de um projeto nacional do governo Fernando Henrique Cardoso que beneficiou também Lauro de Freitas, o CAIC deixará de abrigar a secretaria municipal de Educação para dar lugar a uma escola pública de tempo integral já a partir de 2012. Numa área de 30 mil m², Itinga receberá também a unidade do Instituto Federal destinada a Lauro de Freitas. O local escolhido é mesmo o Espaço Cidadão, uma área pública junto ao Parque Santa Rita, em frente à Escola Municipal 2 de Julho. Com capacidade para atender 1.200 alunos, o projeto inclui um ginásio de esportes que estará disponível para a comunidade. O Governo Federal vai investir R$ 10 milhões na unidade.

JOÃO RAIMUNDO

Moema Gramacho aponta área do futuro Instituto Federal, em Itinga 20 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 20

04/10/2011 11:08:44


INFORMATIVO PROMOCIONAL

Salva contrata nova empresa de vigilância

Desde o mês de setembro, os associados da SALVA – Associação de Moradores de Vilas do Atlântico, contam com os serviços de uma nova empresa de vigilância, a TOPSEG SEGURANÇA. Fundada em 2009 e sediada em Lauro de Freitas, foi escolhida pela SALVA pela sua proposta moderna e inovadora. Disposta a oferecer um algo a mais, pelo mesmo custo que as demais empresas de segurança concorrentes. Além do serviço de vigilância preventiva, a TOPSEG prestará ao associado da SALVA o monitoramento eletrônico à residências, através de uma central, localizada na sede e operada 24 horas por profissionais treinados. O monitoramento remoto de alarmes possibilitará que a central de segurança 24 horas inicie procedimentos previamente estabelecidos, tais como, enviando viatura de apoio, acionando através de informação, quando for preciso, a polícia, bombeiros, etc. O associado que aderir ao monitoramento remoto de alarme poderá contar com um dispositivo, para em situações de extremo risco, acionar e enviar uma mensagem de prioridade para atendimento. Para o associado que já possua o equipamento de monitoramento eletrônico em sua residência apenas o conectará na central da TOPSEG, sem ônus. Para o associado que deseje este serviço e não tenha o equipamento, este deverá ser adquirido e instalado pelo morador, com investimento próprio e orientação da empresa TOPSEG. Este serviço de monitoramento pela TOPSEG estará incluso e não acrescerá na mensalidade da SALVA. A TOPSEG propõe também que o associado acompanhe e fiscalize constantemente o serviço de vigilância, através do sistema de rastreamento (GPS) de seus veículos, que poderá ser realizado em casa, pela internet. Para tanto, o associado receberá uma senha e um login de acesso à página da internet. Cientes dos desafios enfrentados, mas otimistas em relação aos novos procedimentos de vigilancia implementados, a SALVA solicita a colaboração e a compreensão de todos, lembrando que quanto maior o número de associados, menores serão os custos mensais e maiores os benefícios. Contamos com mais associados para aumentarmos o número de vigilantes. Associe-se! Ligue agora para 3379-1343 ou 3379-2434. Vilas Magazine - Outubro 2011 | 21

VM 153.indd 21

04/10/2011 11:08:48


COMPORTAMENTO

Um gosto a mais Ultrapassar velhas preferências, variando sabores, significa melhorar a qualidade daalimentação e mandar novos estímulos para o cérebro Juliana Vines / Folhapress

Q

ualquer um que provar um pedaço de jiló sentirá o amargo em alguns milissegundos. Muitos rejeitarão esse sabor, o que é uma pena. A ciência pesquisa o tema, mas não se sabe ao certo o que faz alguém gostar ou desgostar de certos alimentos. “Há uma nuvem de fatores que envolvem a degustação”, diz o neurofisiologista brasileiro Ivan Eid de Araújo. Existem os fatores biológicos -como os receptores gustativos da língua, o olfato e até a temperatura do alimento-, mas também os genéticos, pouco conhecidos, e os socioculturais, muito variáveis. “A quantidade de influências extraorais é enorme. Crianças que comem com a família várias vezes por semana, por exemplo, se alimentam melhor”, diz o especialista, que é pesquisador na Universidade Yale (EUA). Para complicar, o jeito que cada um processa um gosto é influenciado por sensações psicológicas e físicas de prazer. “Alguns alimentos ativam regiões ligadas à sensação de bemestar. Quanto mais energética for a comida, mais sentimos prazer. É uma questão biológica, para garantir nossa sobrevivência”, afirma o neuropsicólogo Paulo Jannuzzi Cunha, do Hospital das Clínicas de São Paulo. Sobre o prazer psicológico, a lógica é simples: preferimos alimentos ligados a memórias positivas. E é aí que o sabor doce sai ganhando: além de ser energético, quase sempre traz boas lembranças. Se não há certeza sobre o porquê das preferências, uma coisa é certa: quanto mais sabores tem uma dieta, melhor. “Gostos diferentes significam nutrientes diferentes. Frutas cítricas têm esse sabor por causa do ácido ascórbico”, explica a nutricionista Cláudia Lobo, autora do livro “Comida de Criança” (MG Editores, 248 págs., R$ 69,90). Proteínas e minerais também têm gostos próprios.

EXERCITE A LÍNGUA A variedade é boa não só para o corpo. Cada gosto ativa grupos de receptores específicos na língua e em regiões cerebrais distintas. Degustar o amargo, o doce e o azedo é uma boa maneira de exercitar o cérebro, segundo a pesquisadora espanhola Ana San Gabriel, que estuda a fisiologia do sabor.”É parecido com falar diferente línguas ou ver diferentes cores.” San Gabriel é coordenadora do Centro de Informação do UmaEDUARDO KNAPP / FOLHAPRESS

AMARGO l Sabor que remete a venenos e remédios, pouco apreciado. É diferente do picante, que também é sentido na língua, mas não é considerado um sabor por não ser reconhecido por nenhum receptor gustativo

ÁCIDO l Presente nas frutas cítricas, que têm ácido ascórbico (vitamina C). O gosto também está em vinagres e alimentos industrializados com substâncias acidulantes, como balas

DOCE l Relacionado à energia, está em carboidratos integrais (cereais e grãos), refinados (açúcar) e frutas. Alimentos mais doces têm maior afinidade com os receptores das papilas gustativas

UMAMI lÚltimo gosto reconhecido cientificamente, é o sabor das proteínas. Está presente em alimentos que têm aminoácidos, como o feijão

SALGADO lO sabor vem dos sais minerais, incluindo o cloreto de sódio (sal de cozinha), que são importantes para o equilíbrio dos líquidos do corpo

22 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 22

04/10/2011 11:08:49


mi, organização internacional que divulga o quinto gosto reconhecido pela ciência (além de doce, salgado, azedo e amargo). O gosto umami (que quer dizer ‘saboroso’ em japonês) foi reconhecido como tal no começo dos anos 2000. A descoberta, porém, foi feita há mais de cem anos por um japonês que ficou intrigado com o sabor único de uma sopa de algas, diferente de tudo que ele conhecia. Ele começou a pesquisar e descobriu a molécula responsável por aquele gosto. Hoje, o umami é definido como o gosto de aminoácidos tipo glutamato, presente em proteínas. Está entre o salgado e o doce, mas permanece por mais tempo na boca. O queijo parmesão curado tem alta concentração de umami, presente também em cogumelos, carnes e legumes. Para Ricardo Maranhão, professor de história da gastronomia da Universidade Anhembi Morumbi, apesar de o umami ser pouco reconhecido, é popular. “A comida brasileira tem muito desse gosto. Feijão com carnes embutidas, por exemplo.” Além do umami “in natura”, há produtos industrializados que ganham esse sabor a partir da adição de glutamato monossódico. A substância está presente no trio ketchup, salsicha e macarrão instantâneo, unanimidade entre as crianças, coitadas. EDUCAÇÃO DE GOSTO Contra essa armadilha do “saboroso” é preciso treinar o paladar infantil. Não é verdade que as crianças são mais frescas do que os adultos para comer, o que acontece é que elas são mal acostumadas com o mais fácil. “Os primeiros alimentos são adocicados. Leite da mãe, mamadeiras preparadas com farinhas, papinhas de frutas aguadas e doces”, diz a nutricionista Cláudia Lobo. Perder o costume é difícil. Uma forma é fazer com que a criança prove de oito a 12 vezes um mesmo alimento preparado de formas diferentes: cozido, grelhado, assado. Só assim ela poderá dizer se gosta ou não do sabor. “Se fizermos isso, a minoria dos alimentos será rejeitada.” Se há resistência a algum sabor, mesmo depois de adulto vale usar o velho truque de enfeitar a comida (um bolinho de espinafre), abusar de temperos naturais e se aproveitar de industrializados que deixam a comida mais gostosa e não são tão vilões. “Não vejo problemas no uso de temperos prontos, maionese ou ketchup, se for para melhorar a variedade da dieta”, u diz a nutricionista Carolina Godoy. Vilas Magazine - Outubro 2011 | 23

VM 153.indd 23

04/10/2011 11:08:50


Pessoas mais velhas ou pacientes de quimioterapia podem perder o prazer pela comida. Isso acontece porque as papilas gustativas deixam de se renovar com a frequência ideal. Para essas pessoas, conhecer o sabor umami pode ser útil. A nutricionista Ilana Elman, em sua tese de doutorado, constatou que crianças com dificuldades alimentares são sensíveis ao quinto gosto e aceitam melhor a comida com esse sabor, industrializada ou não. Mas o uso exagerado de realçadores de gosto esconde o alimento e causa dependência, alerta a bioquímica e nutricionista Lucyanna Kalluf. “A pessoa pode só gostar de comer brócolis se for com tempero artificial.” Para Elman, os industrializados já fazem parte da dieta e esse é um caminho sem volta, viciamos no sabor e na facilidade. Para as crianças, ela recomenda o preparo mais caseiro de pratos considerados “trash food”, como hambúrguer ou nuggets.

P

EDUARDO KNAPP / FOLHAPRESS

COMPORTAMENTO

“Umamiburger” Cebolas, tomaste assado, cogumelos e crosta de queijo

Batatinha sabor strogonofre ou carne assada?

ara fazer batatas chips com sabor de estrogonofe, uma marca de salgadinhos gasta mais de seis meses entre preparar receitas diferentes do prato, degustá-las e reproduzir o sabor

em laboratório. “Isolamos os gostos para saber em qual momento surge a cremosidade do leite, o sabor da carne frita e o gosto do alho”, explica Sérgio Júlio, diretor da PepsiCo Brasil. CARLOS CECCONELLO / FOLHAPRESS

Depois, os gostos são combinados em essências naturais e artificiais. “Já sabemos reproduzir exatamente o sabor do alho”, diz. O resultado são sabores complexos, como frango grelhado e carne assada. O “molho umami” do hambúrguer da foto acima não tem essências artificiais ou realçadores de sabor, segundo o chef de cozinha Marcelo Favaro, do restaurante América. “Fizemos uma combinação de alimentos que têm o quinto gosto naturalmente.”

RECEITA

Macarrão umami INGREDIENTES 1 litro de água fervente; 250 g de espaguete integral; 3 dentes de alho em metades; 1 colher (sopa) de sal; 1 xícara de beterraba, cenoura e abobrinha picadas; 1 colher (sopa) de óleo; 1 dente de alho amassado; 2 colheres (sopa) de cebola; lata de sardinhas em molho de tomate, escorridas; 1 raminho de tomilho fresco. PREPARO Cozinhe o espaguete, o alho, o sal e os legumes na água fervente . Refogue o alho amassado e a cebola no óleo, junte as sardinhas e o tomilho e bata no liquidificador. Devolva a mistura à panela e deixe apurar por 2 minutos, com um copo da água do cozimento do macarrão. Misture com a massa cozida e sirva. Fonte: Cláudia Lobo, nutricionista. 24 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 24

04/10/2011 11:08:53


SOLIDARIEDADE

Rotary Club Lauro de Freitas homenageia idosos FOTOS: MARIVALDO PAIXÃO

Elisabeth Sousa, presidente da Master Glasses

O Rotary Club Lauro de Freitas, sob a presidência do empresário Ademilson Mendonça, promoveu na manhã do dia 1º de outubro, no Restaurante D´ Meg, a 10ª edição do Encontro dos Idosos, direcionado há cento e dez associados da Associação Pró Lar do Idoso, sob a presidência de Airton Marques. O encontro, organizado pelo Núcleo de Senhoras do Rotary, tem como objetivos estreitar os laços entre o Rotary e a comunidade, além de proporcionar momentos de alegria e de confraternização entre as pessoas da melhor idade. Na programação aconteceu apresentação de grupo de samba de roda, cantoria, desfile de Miss Simpatia além de recital de poesias. Os idosos ganharam brindes e cestas básicas. A iniciativa solidária contou com apoios das empresas Riobel, revista Vilas Magazine, Empresa de Transporte Rio Vermelho, Salva, Restaurante D´Meg, DJs Sérgio e Hosana, Delicatessen Bella Massa, Lagos Corretora de Seguros, Maison Vilas e Farmácia Sol Nascente.

Vilas Magazine - Outubro 2011 | 25

VM 153.indd 25

04/10/2011 11:08:57


Crédito da foto: Mikio Okamoto/Divulgação

GASTRONOMIA

Combate ao desperdício Fazer compras inteligentes e um uso racional dos alimentos ajuda a economizar; confira receitas preparadas com produtos que estão na safra

O

desperdício de alimentos não acontece apenas no momento em que sobras do prato ou da panela vão para o lixo. Quando compramos ingredientes e não os utilizamos enquanto estão em perfeitas condições, estamos desperdiçando qualidade. Quando não guiamos nossas compras pela época do ano, o desperdício acontece no bolso. Se preparamos cardápios desequilibrados em termos nutricionais, desperdiçamos saúde. Se manipulamos nossos ingredientes de maneira inadequada, estamos desperdiçando bom-senso. A administração da alimentação em casa é mais complexa do que pode parecer. O planejamento do cardápio e uma previsão correta de ingredientes e de produtos é um bom começo para elevar o aproveitamento dos alimentos. Uma dose de tempo e de energia é necessária para garantir a melhor alimentação que a sua casa pode oferecer, mas esse custo é baixo quando pensamos no prazer e na saúde que essa atitude põe à mesa. Veja a seguir algumas receitas com produtos que estão em plena safra e preparados com aproveitamento total. Dica – Tenha sempre à mão um pacote de fubá. A polenta pode substituir o arroz e dar cara nova aos pratos.

Bolinho grelhado de aveia e espinafre Ingredientes 1 cebola picada; 2 dentes de alho picados; 3 colheres (sopa) de azeite; Folhas de 1 maço de espinafre picadas; 3 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado; 1 xícara (chá) de flocos finos de aveia; 3

Polenta com carne-seca e crocante de couve Ingredientes Para a carne-seca – 2 colheres (sopa) de manteiga; 1/2 cebola pequena; 100 g de carneseca limpa; Azeite para fritar; 4 folhas de couve; 300 g de polenta cremosa. Para a polenta – 250 g de farinha de milho moída grossa; 750 g de água; 650 g de caldo de legumes; 50 g de parmesão; 50 g de manteiga; 1 colher (sopa) de salsa picada; Sal. Modo de preparo Carne-seca: aqueça a manteiga e refogue a cebola cortada em rodelas finas. Junte a carneseca e salteie até que fique bem sequinha. Separadamente, frite a couve (cortada bem fininha) em abundante azeite quente (por imersão) e não deixe que escureça. Passe no papel-absorvente para retirar o excesso de gordura. Polenta: misture a farinha de milho à água (fria) aos poucos, leve ao fogo e, sempre mexendo, deixe chegar à fervura. Diminua o fogo e continue misturando por mais 40 minutos, acrescentando mais água e/ou caldo quentes quando necessário. Finalize com a manteiga, o parmesão e a salsa. Coloque a carne-seca e a couve sobre a polenta cremosa e sirva bem quente. Dica – Se quiser fazer polenta com rapidez, use as farinhas para polenta pré-cozidas e siga as instruções do fabricante para o cozimento. 26 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 26

04/10/2011 11:08:59


claras em neve; 1 colher (café) de fermento químico em pó; Sal e noz-moscada a gosto. Modo de preparo Aqueça bem uma frigideira e refogue a cebola e o alho no azeite. Junte o espinafre e refogue-o até murchar e secar a água do fundo da frigideira. Deixe esfriar. Transfira a preparação para uma tigela, acrescente o restante dos ingredientes e misture bem. Divida a massa em 15 porções iguais e achate-as como um hambúrguer de 5 cm de diâmetro. Aqueça uma frigideira antiaderente e grelhe os bolinhos dos dois lados, até ficarem dourados. Sirva em seguida. Dica – Use as folhas e os talos do espinafre, que pode ser substituído por agrião ou por couve-manteiga.

Batatas ao murro Ingredientes 4 batatas grandes; 1 colher (chá) de sal grosso; 4 colheres (sopa) de azeite de oliva; 2 ramos de alecrim fresco. Modo de preparo Lave bem as batatas e seque, sem retirar a casca. Coloque as batatas em uma panela, cubra com água e cozinhe até que fiquem macias (cerca de 50 minutos). Escorra as batatas. Estenda um pano de prato sobre uma mesa. Disponha as batatas sobre ele. Cubra com outro pano de prato e dê um murro em cada uma. Coloque as batatas em uma fôrma refratária. Salpique o sal grosso, espalhe o alecrim, regue com o azeite e leve ao forno na função ‘gratinar’. Deixe até que as batatas fiquem ligeiramente douradas e sirva-as bem quentes Dica – Essas batatas são um ótimo acompanhamento para carnes, aves e peixes.

Pudim de claras Ingredientes Calda: 2 xícaras (chá) de açúcar; 1/4 xícara (chá) de água. Pudim: 1 1/2 xícara (chá) de claras em temperatura ambiente; 1 1/2 xícara (chá) de açúcar; Raspas limão a gosto. Modo de preparo Calda: coloque o açúcar na fôrma para pudim. Leve ao fogo e, quando dourar, junte a água. Abaixe o fogo e deixe ferver até obter uma calda. Espalhe pela lateral da fôrma. Pudim: coloque 1 xícara do açúcar e as claras em uma panela. Misture bem. Leve ao fogo baixo e continue mexendo até que o açúcar fique completamente incorporado às claras, mas não deixe que a temperatura suba para não cozinhar as claras. A operação estará terminada quando uma espuma for formada na superfície da mistura. Trabalhe a preparação na batedeira até que as claras estejam em ponto de neve firme. Acrescente a 1/2 xícara de açúcar restante e as raspas de limão. Bata apenas o suficiente para incorporar. Montagem: coloque as claras batidas na fôrma de pudim com a calda de açúcar e leve ao forno médio, preaquecido em banho-maria, por cerca de uma hora. Vilas Magazine - Outubro 2011 | 27

VM 153.indd 27

04/10/2011 11:09:00


SAÚDE & BEM-ESTAR

O

Disfunção erétil também impede orgasmo

Viagra e outras drogas do gênero estão longe de resolver todos os problemas sexuais masculinos, afirma um grupo de médicos nos EUA. Ao analisar dados obtidos com mais de 12 mil homens que participaram de testes de remédios para disfunção erétil, os pesquisadores verificaram que mesmo os que tinham problemas “muito leves” de ereção muitas vezes tinham dificuldades de ejaculação ou sofriam para atingir o orgasmo. Os dados “sugerem que os problemas sexuais masculinos transcendem a disfunção erétil”, escrevem os autores do estudo, liderados por Darius Paduch e Alexander Polyakov, da Faculdade Médica Weill Cornell. Os homens estudados vivem em todos os continentes menos a África. Os dados foram colhidos durante testes clínicos da droga tadalafila, cujo nome comercial é Cialis. Seu mecanismo para enfrentar problemas de ereção lembra muito o do Viagra. No total, 65% dos homens com disfunção erétil também não conseguem ter orgasmo (mesmo tendo sucesso na ereção), enquanto 58% têm problemas de ejaculação. Aliás, 15,6% dos homens que ejaculam normalmente dizem que o evento não é acompanhado da sensação de orgasmo. “É preciso lembrar que se trata de uma

l Mais de 50% dos que tomavam remédio para ereção em teste não atingiam clímax ou tinham problema para ejacular l Estudo feito com 12 mil homens do mundo todo sugere mudança de foco sobre doenças sexuais masculinas, diz grupo

Tels.: 8876-1332 / 3369-2011 28 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 28

04/10/2011 11:09:02


amostra viciada. Esses homens já tinham problemas de ereção”, destaca o urologista Sidney Glina, do Hospital Ipiranga e da Faculdade de Medicina do ABC. De fato, segundo Glina, os fenômenos da ereção, do orgasmo e da ejaculação não estão necessariamente ligados. “Paraplégicos podem ter orgasmo sem ereção, e um camarada muito ansioso pode ejacular sem orgasmo.” O grupo da Weill Cornell sugere que seria interessante buscar drogas que atuem diretamente sobre o orgasmo. Mas, para o urologista Carlos Alberto Bezerra, também da Faculdade de Medicina do ABC, a experiência clínica mostra que muitos homens não chegam ao clímax por falta de desejo pela parceira. “É preciso tratar o relacionamento também, com psicoterapia, por exemplo”, diz ele. Reinaldo José Lopes / Folhapress Vilas Magazine - Outubro 2011 | 29

VM 153.indd 29

04/10/2011 11:09:04


LITERATURA

Viver Feliz por Nada, assim como Martha Medeiros Márcia Tude | Especial para a Vilas Magazine

É

com questionamentos peculiares aos seres pensantes que Martha Medeiros apresenta, em novo livro lançado pela LPM, o seu olhar em relação aos sentimentos que permeiam o inconsciente coletivo da sociedade contemporânea: “A vida não é um questionário de Proust. Você não precisa ter que responder ao mundo quais são suas qualidades, sua cor preferida, seu prato favorito, que bicho seria. Que mania de se autoconhecer. Chega de se autoconhecer. Você é o que é, um imperfeito bem-intencionado e que muda de opinião sem a menor culpa.” Em “Feliz por Nada” (o título surgiu numa troca de e-mails com uma grande amiga), a experiente romancista, cronista e poeta, que já teve obras adaptadas para o cinema, para a tevê e para o teatro, parece conversar com os leitores como se fosse uma amiga de longos tempos, revelando e materializando as angústias e os anseios da sociedade pós-tudo, que vive encarcerada entre desejo de ser quem se é e os aspectos limitadores do tempo. Nesta coletânea de mais de oitenta crônicas, publicadas originalmente nos jornais “Zero Hora” e “O Globo”, de onde é colunista, Martha Medeiros retrata assuntos muito comuns e ao mesmo tempo muito complexos para o leitor. Afinal, a simplicidade com a qual a autora escreve, retratando o cotidiano e a fluência do pensamento através da emoção presente em sua opinião, é tão coerente que assusta. Martha tem o dom para aproximar assuntos por vezes fugidios – como é próprio do cotidiano – de questões universais, como o amor, a família e a amizade, estabelecendo cadeias de reconhecimento para o leitor, como ao falar de Deus, dos romances antigos e novos, da mulher, de escritores e cineastas que são imortais, de se perder e se reencontrar, do que a vida oferece e, muitas vezes, deixa passar. “Feliz por nada”, afirma Martha

Medeiros, é fazer a opção por uma vida conscientemente vivida, mais leve, mas nem por isso menos visceral. Dessa forma, quando uma pessoa exclama Estou tão feliz!, é porque engatou um novo amor, conseguiu uma promoção, ganhou uma bolsa de estudos, perdeu os quilos que precisava ou algo do tipo. Há sempre um porquê. Martha costuma torcer para que essa felicidade dure, sabendo que as novidades envelhecem e que não é seguro se sentir feliz apenas por algo. Muito melhor é ser feliz por nada, sem ficar se cobrando desumanamente. Um livro para ser lido a qualquer tempo, demonstrando a capacidade da escritora em transformar, tanto o seu quanto o universo do leitor numa saborosa crônica. “Mas não estando alegre, é possível ser feliz também. Não estando ‘realizado’, também. Estando triste, felicíssimo igual. Porque felicidade é calma. Consciência.

É ter talento para aturar o inevitável, é tirar algum proveito do imprevisto, é ficar debochadamente assombrado consigo próprio: como é que eu me meti nessa, como é que foi acontecer comigo? Pois é, são os efeitos colaterais de se estar vivo. Benditos os que conseguem se deixar em paz. Os que não se cobram por não terem cumprido suas resoluções, que não se culpam por terem falhado, não se torturam por terem sidos contraditórios, não se punem por não terem sido perfeitos. Apenas fazem o melhor que podem.” (trecho do livro). UM POUCO MAIS sobre a autora Martha Medeiros (1961) é gaúcha de Porto Alegre, onde reside desde que nasceu. Fez sua carreira profissional na área de Propaganda e Publicidade, tenho trabalhado como redatora e diretora de criação em várias agências daquela cidade. Em 1993, a literatura fez com que a autora, que nessa ocasião já tinha publicado três livros, deixasse de lado essa carreira e se mudasse para Santiago do Chile, onde ficou por oito meses apenas escrevendo poesia. De volta ao Brasil, começou a colaborar com crônicas para o jornal Zero Hora, de Porto Alegre, onde até hoje mantém coluna no caderno ZH Donna, que circula aos domingos, e outra – às quartas feiras – no Segundo Caderno. Escreve, também, uma coluna semanal para o sítio Almas Gêmeas e colabora com a revista Época. Seu primeiro livro, Strip-Tease (1985), Editora Brasiliense - São Paulo, foi o primeiro de seus trabalhos publicados. Seguiram-se Meia noite e um quarto (1987), Persona non grata (1991), De cara lavada (1995), Poesia Reunida (1998), Geração Bivolt (1995), Topless (1997) e Santiago do Chile (1996). Seu livro de crônicas Tem-Bala (1999), já na 9ª. Edição, foi adaptado com sucesso para o teatro, sob direção de Irene Brietzke. A autora é casada e tem 2 filhas. Márcia Tude é escritora, produtora cultural e empresária dos ramos livreiro e editorial. Fontes: Veja, Bravo e Piauí Sites: www. Ipm.com.br publishnews.com.br

30 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 30

04/10/2011 11:09:04


Língua Portuguesa na Prática OS MAIS VENDIDOS FICÇÃO 1 A Tormenta de Espadas

George R. R. Martin / Leya Brasil. 2 A Guerra dos Tronos George R. R. Martin / Leya Brasil. 3 A Fúria dos Reis George R. R. Martins / Leya Brasil. 4 A Cabana William Young / Sextante. 5 Paixão Lauren Kate / Galera Record. 6 Água para Elefantes Sara Gruen / Sextante. 7 Filhos do Éden Eduardo Spohr / Verus.

NÃO FICÇÃO 1 Guia Politicamente Incorreto da América Latina Leandro Narloch e Duda Teixeira Leya Brasil.

2 Feliz por Nada Martha Medeiros / L&PM.

3 Guia Politicamente Incorreto da História do Brasil Leandro Narloch / Leya Brasil.

4 1822 Laurentino Gomes / Nova Fronteira.

5 1808 Laurentino Gomes / Planeta.

6 Os Últimos Soldados da Guerra Fria Fernando Morais / Companhia das Letras.

7 Saga Brasileira Miriam Leitão/ Record.

AUTO AJUDA E ESOTERISMO 1 Ágape Padre Marcelo Rossi / Globo.

2 A Vida Sabe o que Faz Zibia Gasparetto / Vida & Consciência.

3 Tempo de Espera Padre Fábio de Melo / Planeta.

4 Mulheres Inteligentes, Relações Saudáveis Augusto Cury / Academia de Inteligência.

5 Problemas? Oba! Roberto Shinyashiki / Gente.

6 Niettzsche para Estressados Allan Percy / Sextante.

7 O Monge e o Executivo James Hunter / Sextante.

José Nilton Carvalho Pereira

A nova reforma ortográfica da língua portuguesa (1) 1. Preliminar: histórico das reformas ortográficas na Língua Portuguesa a) Do século XIII a meados do XVI: ortografia fonética; b) Do século XVI ao início do século XX: ortografia etimológica (ou pseudoetimológica): influência inicial do Renascimento e dos estudos humanísticos (mantinham-se as grafias de origem grega ch, ph, rh, th e y (archiduque, pharmácia, rhetórica, theatro, estylo) e as de origem latina: ct, gm, gn, mn, mpt (aucthor, fructo, phleugma assignatura, damno, prompto...); c) Após a implantação da República (5/10/1910), Portugal nomeou uma comissão de notáveis (Aniceto dos Reis Gonçalves Viana, Carolina Michaëlis, Cândido de Figueiredo, Adolfo Coelho, Leite de Vasconcelos, entre outros, para estabelecer uma ortografia simplificada, afinal oficializada por portaria de 1/9/1911; d) Essa reforma fez desaparecer muitas consoantes dobradas e grupos como ph, th, rh e representou um retorno à ortografia fonética medieval, porém com uniformidade de aplicação; e) O não-envolvimento brasileiro na reforma portuguesa implicou a existência de duas ortografias diferentes: o Brasil continuou com a velha ortografia pseudoetimológica; f) Após sete anos de discussão, acordo preliminar entre a Academia das Ciências de Lisboa e a Academia Brasileira de Letras permitiu implantar, no território nacional, a partir de 1931, a reforma portuguesa de 1911, iniciando-se o processo de convergência da ortografia dos dois países; g) Surgem os vocabulários ortográficos: Academia de Ciências de Lisboa, 1940; Academia Brasileira de Letras, 1943. Nova convenção originou o Acordo Ortográfico de 1945, que se tornou lei em Portugal, mas não foi ratificado pelo Congresso brasileiro. Assim, em nosso país, o regulamento continuou sendo o Vocabulário Ortográfico de 1943, editado pela multicidada Academia; h) A Lei n.o 5.765, de 18/12/1971, aboliu o acento grave - exceto na crase - além de um caso de trema (saüdade - como licença poética) e o acento diferencial circunflexo (acêrto - acerto; acôrdo -acordo), sempre que houvesse oposição de timbre. Algumas exclusões ficaram registradas (pôr - verbo; por - preposição) e a exceção (ele pode - presente; ele pôde - passado); i) finalmente, adveio o atual Acordo Ortográfico, em gestação desde 1990, previsto para entrar em vigor a partir de 1/1/1994, e

que só recentemente passou a ser oficializado no Brasil, com prazo de quatro anos para implantação obrigatória. (Fonte: Whikpedia). 2.1 Por que um hiato de mais de 20 anos para a Reforma entrar em vigor? l Os oito países da CPLP (Comunidade de Países de Língua Portuguesa) deveriam ratificar o Acordo, mas as constantes guerras civis impediram alguns países africanos de fazê-lo. Os chefes de estado da CPLP, em meados de 2004, decidiram que bastaria a concordância de apenas três países-membros para a implantação das mudanças; l Ato contínuo, Brasil, Portugal e Cabo Verde assinaram esse Protocolo. A partir de 2004, outros países africanos, como São Tomé e Príncipe, validaram as mudanças. Posteriormente, Portugal retirou a adesão, mas seu Conselho de Ministros reti-ratificou-a em março de 2008. O Brasil, por diplomacia, esperou o apoio de Portugal; l A atual Reforma Ortográfica implicou simplificação, mesmo sem unificar o vocabulário usado na comunidade lusófona. Basta lembrar que, no Brasil, as mudanças na escrita limitam-se a 0,5% das palavras correntes; em Portugal, em torno de 1,6%. 2.2 Ato solene para implantar nova Reforma Ortográfica e seus efeitos l O presidente Luís Inácio Lula da Silva, associando a nação brasileira às comemorações pró-Machado de Assis, houve por bem oficializar o Acordo (Decreto 6.583, de 29/9/08) em sessão solene da Academia Brasileira de Letras, na data do centenário de morte do bruxo do Cosme Velho; l Livros didáticos adaptados à nova Re­forma chegarão às escolas públicas a partir de 2010, mas o MEC promete levar aos alunos da rede dicionários já atualizados, até o fim de 2009; l As mudanças ortográficas estarão em vigor, de forma facultativa, durante um pouco mais de quatro anos, tornando-se obrigatórias a partir de 1.o de janeiro de 2013; l Até dezembro de 2012, a forma vigente de escrita será admitida em concursos públicos, vestibulares, provas escolares, livros, órgãos de imprensa, etc. l O Brasil é o primeiro país a implementar a Reforma, mas as novas regras serão aceitas em todas as nações lusófonas: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe, além de Timor Leste.

ENVIE SUA DÚVIDA PARA nossalingua@vilasmagazine.com.br José Nilton Carvalho Pereira é professor de língua portuguesa, literatura e redação, conselheiro estadual de educação durante 15 anos, membro da Academia Baiana de Educação e diretor do Colégio Apoio de Vilas do Atlântico.

Vilas Magazine - Outubro 2011 | 31

VM 153.indd 31

04/10/2011 11:09:04


EDUCAÇÃO

ENEM, aprendizagens & escolhas

“Q

uero que meus filhos estudem numa boa escola”. E quem não quer? A pergunta é... Boa escola para quem? O que faz com que uma escola seja classificada como boa e outra não? Acabamos de ver os resultados do ENEM. Aliás, muito a melhorar, ainda: apenas 6% das escolas ficaram acima de 600 (patamar equivalente à média das escolas da OCDE – Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico). Mas não vamos pensar no ruim, no que não deu certo de acordo com os critérios do tal exame; importante é analisar o que dá resultado e quais os caminhos viáveis para atingi-lo. Lendo o ranking das escolas, vemos, dentre as que obtiveram melhores resultados, tanto escolas bem “tradicionais”, quanto outras mais “progressistas”. E aí, qual é o caminho para o sucesso escolar e, se tudo der certo, profissional? É focar os objetivos na transmissão de conteúdos conceituais, informações ou é investir no desenvolvimento de competências? É escola “puxada”, que obriga o estudante a aprender o que ele não tem o menor interesse – nem vê possibilidade de aplicação - em saber naquele momento, mas que será útil ao prestar exames que abrirão portas ou a que visa aprofundamento e aplicação de conhecimentos selecionados? É a que usa tecnologia de ponta com lousa inteligente nas mãos do professor e palm nas dos alunos ou a que investe na formação do corpo docente? É

a que segue as últimas tendências pedagógicas? A que promove festas, eventos e exposições ou a que foca o processo na sala de aula? É a que tem poucos alunos por sala para que seja viável um atendimento personalizado ou a com muitos alunos por classe porque isso atesta o sucesso da instituição? Uma vez, assisti a uma palestra de um genial educador espanhol. Ele dizia que, há tempos, tinha-se um planejamento com “coisas” a serem ensinadas, basicamente informações e fatos, tal como a maneira de classificar seres vivos, o peso atômico de elementos, reconhecer e definir tipos de predicados, enumerar os afluentes da margem esquerda do rio Amazonas, citar os magistrados da República Romana... Depois, pensou-se melhor e ampliouse o objetivo: notamos que também devíamos ensinar a fazer coisas, assim como estudar, pesquisar, opinar, usar régua, usar calculadora, apreciar arte, analisar filme, trabalhar em grupo, redigir um editorial, posicionar-se e argumentar logicamente, ouvir e respeitar opiniões diversas da própria, organizar eventos... E é claro que o ano não se expandiu, portanto, aquele primeiro currículo, o de “coisas” (conceitos e informações), deveria ser encurtado para que pudéssemos também “ensinar a fazer” (habilidades e competências). Algum tempo depois, começamos a entender que ensinar coisas e a fazer coisas ainda não era suficiente. Necessário era também fazer intervenções e criar

situações no sentido de ensinar a ser e a conviver, ou seja, ser ético, valorizar a diversidade, exercer a cidadania, sentir-se parte integrante e atuante do grupo, ter – e vivenciar – a consciência ecológica e por ai vai... Óbvio que o ano não se expandiu, de forma que aquele primeiro currículo - o de “coisas” - teve, novamente, que ser encurtado. Sábio educador, aquele!! Notou que há caminhos diversos e opções distintas equilibrando – ou não – informação e formação. Retomemos então a questão inicial: qual é a boa escola? A boa escola é a que tem valores semelhantes aos seus, pais. A boa escola é aquela que os pais apóiam e confiam. Se papai e mamãe desejam que filhote saiba muita coisa, melhor optar por escola que não passou nem pela primeira reforma do currículo. Se papai e mamãe desejam prole que saiba sobreviver num mundo cujo saber socialmente construído dobra a cada par de anos e que a criança pode vir a trabalhar em profissão que ainda nem foi inventada, melhor procurar instituição que ensine a pessoa a aprender autonomamente. Importante: nenhum educando consegue valorizar o conhecimento adquirido e construído em instituição que é desqualificada pelos pais. E isso acaba até resvalando para o autoconceito do estudante: “se é tão ruim, por que eu estudo lá?” Em qualquer caso, resultados do ENEM ajudam – muito!! - na decisão. Leia as provas, as notas em cada área das escolas que obtiveram resultados relevantes. Informe-se... Necessário analisar todos os dados, da média geral aos desempenhos em cada área (http:// saber.folha.com.br/2010/enem/ranking). Afinal, outubro, é hora de fazer a matrícula para 2012!

Lilian Silva é licenciada e bacharel em História pela USP, professora da rede pública e privada de Ensinos Fundamental e Médio. Publicou coleções didáticas de Português – Interação & Transformação – pela Editora do Brasil e de História – História da Bahia – pela Editora Ática (lisantossilva@hotmail.com).

VM 153.indd 32

04/10/2011 11:09:05


CULTURA

Inscrições para o FIT 2011 estão abertas até o dia 20

Estão abertas até o dia 20 as inscrições para a sexta edição do Festival Nacional Ipitanga de Teatro (FIT), que será realizado de 21 a 26 de novembro. A ficha de inscrição e o regulamento podem ser solicitados por meio do e-mail: festivalipitanga@hotmail.com De acordo com Duzinho Nery (foto), diretor da Sociedade Cultural Távola, responsável pelo FIT, em 2011 o festival

prioriza o debate sobre a realidade do teatro brasileiro, as políticas públicas aplicadas nas cidades e estados dos grupos participantes e o processo criativo das montagens. Nery promete que as categorias de teatro de rua, teatro adulto e teatro infantil “vão tornar o FIT ainda mais plural, democratizando o acesso do público com entradas gratuitas para os espetáculos de rua, e ingressos a preços populares, para os espetáculos apresentados no Cine Teatro de Lauro de Freitas”. Toda a renda dos espetáculos infantis será destinada ao Grupo de Apoio à Criança com Câncer (GACC), de Salvador. Uma das novidades desta edição está na ajuda de custo que o FIT destinará aos grupos de outros estados, contribuindo

para a sua locomoção até Lauro de Freitas. O festival continua a ser competitivo e premiará os destaques nas diversas categorias com prêmios em dinheiro. O Festival Nacional Ipitanga de Teatro conta com o apoio financeiro do governo da Bahia, da prefeitura de Lauro de Freitas e da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb). Mais informações podem ser obtidas na Sociedade Cultural Távola, por meio dos telefones (71) 9115-4462 e (71) 8704-3494.

UNIME COM

FIES ÁCIL

PAGAE-R SE

FICA MAIS F

INFORM

Vestibular dia 30/10

Provoque-se. Faça:

Inscreva-se JÁ:

Salvador: (71) 3616 2000 Lauro de Freitas: (71) 3378 8900

0800 283 1010 www.

vestibularJA .com.br

Kroton - VG1 - Anuncio UNIME - Lauro e Salvador - 18,2x12,5cm.indd 1

VM 153.indd 33

30/09/11 15:37

04/10/2011 11:09:51


viva bem

Problema na visão e dor de cabeça podem indicar AVC

Doença é uma das que mais matam no Brasil; técnico Ricardo Gomes se recupera de tipo mais grave

34 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 34

04/10/2011 11:09:52


PROBLEMAS COMUNS

U

ma das doenças que mais ma­ta no país, o AVC (acidente vascular cerebral) é também a principal causa de incapacidade no mundo, segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde). Segundo dados do Ministério da Saúde, somente em 2008, 70.232 pessoas morreram vítimas dos dois tipos de AVC – isquêmico ou hemorrágico no Brasil. O SUS (Sistema Único de Saúde) registrou, em 2009, cerca de 170 mil internações por AVC. Em agosto, Ricardo Gomes, 46 anos, técnico do Vasco, sofreu um AVC hemorrágico à beira do campo, quando comandava o time num jogo contra o Flamengo. Menos comum, o AVC hemorrágico (quando um vaso do cérebro se rompe) tem altos índices de mortalidade e requer atendimento imediato. Na maioria das vezes, como no caso de Gomes, é preciso uma neurocirurgia para drenar o sangue, aliviando a pressão na caixa craniana. Por ser uma doença silenciosa (veja quadro), a prevenção é a melhor estratégia. ‘É preciso ficar atento e tentar controlar os fatores de risco, que são colesterol alto, diabetes, hipertensão, problemas cardíacos, alcoolismo, fumo, entre outros’, explica Salomon Rojas, coordenador da UTI Neurológica da Beneficência Portuguesa. (Fabio Saraiva / Folhapress)

Visão – Um AVC pode danificar partes do cérebro que recebem, processam e interpretam informação que os olhos emitem. Algumas vezes, pessoas que sofreram um AVC poderão ter visão dupla ou perder metade do seu campo de visão - podem ver tudo para um lado, mas são cegos do outro. Isto pode causar alguma atrapalhação e evidente comportamento estranho (tal como não comer a comida de um lado do prato). Percepção e Interpretação – As pessoas poderão ter dificuldade em reconhecer objectos familiares ou saber como os usar. Também poderão ter problemas com algumas capacidades, por exemplo como dizer as horas já que o cérebro não consegue interpretar o que os olhos vêem. Equilíbrio – A perda de equilíbrio pode ser causada por danos na parte do cérebro que controla o equilíbrio. Ou pode acontecer devido à paralisia consequente da fraqueza muscular. Engolir – Cerca de 50% das pessoas têm dificuldades de deglutição após o AVC (disfagia). Isto pode ser perigoso se os alimentos ‘forem pelo sentido errado’ e descerem pela traqueia. Algumas pessoas poderão necessitar de espessantes para auxiliar a sua alimentação durante algum tempo. Sono e Cansaço – A maioria das pessoas sofrem de um cansaço extremo (fadiga) nas primeiras semanas após o AVC. Muitas também têm dificuldades de sono, o que as faz sentirem ainda mais cansadas. Discurso e linguagem – Muitas pessoas sofrem de problemas de discurso e compreensão, e de leitura e escrita. Esta dificuldade com a linguagem designa-se de disfasia (também conhecida por afasia). Quando uma pessoa tem dificuldades em perceber o que lhe está a ser dito, sofre de disfasia de recepção. Algumas vezes, uma pessoa pode perceber o que lhe está a ser dito mas não consegue encontrar as palavras certas para expressar o que quer dizer - neste caso sofre de disfasia de expressão. Normalmente as pessoas sofrem de um misto destes tipos de disfasia. A disfasia é mais comum nas pessoas que sofreram um AVC no lado esquerdo do cérebro.

Vilas Magazine - Outubro 2011 | 35

VM 153.indd 35

04/10/2011 11:09:53


BELEZA & ESTÉTICA

Além da escovação

E

scovar os dentes após as refeições é uma lição que se aprende na infância, mas esse processo de higiene ganhou, ao longo dos anos, muitos aliados. Um deles é o enxaguante bucal, com várias versões e sabores que têm o poder de auxiliar no combate às bactérias que atacam os dentes e as gengivas. “Os enxaguantes, de um modo geral, trazem benefícios, pois previnem o aparecimento de cáries e ajudam a diminuir as bactérias que provocam a gengivite”, explica Felipe Arcas, consultor da Associação Brasileira de Odontologia. Segundo o especialista em periodontia Daniel Vasconcellos, esse produto pode ser usado mais de uma vez por dia, mas alguns detalhes devem ser observados antes da aquisição do enxaguante. “Ele pode ser usado após as três refeições. [Ao comprar], no entanto, é importante checar se ele tem flúor e se não contém álcool.” A dentista Renata Mendes recomenda esses produtos para seus pacientes em casos específicos. “Costumo indicar enxaguatórios após cirurgias, limpezas, casos de alta incidência de cárie e para pacientes que estão fazendo tratamento de clareamento dental ou para a manutenção do clareamento.” Para quem acredita que os enxaguantes podem substituir a escovação, a endodontista Tatiane Gonçalves deixa um recado: “Os enxaguantes bucais não substituem a escovação. A escovação e o fio dental são os métodos mais eficazes para a limpeza dos dentes. Os enxaguantes não são essenciais à saúde oral e devem ser apenas coadjuvantes na higiene bucal.” (Paula Felix / Folhapress)

Anuncie onde todos procuram A Revista de Lauro de Freitas & Região 28 MIL EXEMPLARES MENSAIS

Comprovadamente EFICIENTE. Faça o teste. Peça referência. Consulte quem anuncia. 3379-2439 / 3379-2206 comercial@vilasmagazine.com.br 36 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 36

04/10/2011 11:09:55


Cuidando do culote

V

árias mulheres já devem estar exaustas, de no momento de ficar frente a frente com o espelho ver aquelas incômodas saliências que ficam na região de fora das coxas, mais conhecidas como culotes. Eles formam um tipo de apêndice do corpo e é bastante difícil tirá-los dali. Mas pode ser possível expulsá-los de sua silhueta e do tamanho a mais do manequim. Os culotes ficam instalados nas pernas devido ao acúmulo de gordura e também a genética. E ficar preparada para essa guerra contra essas almofadas de gordura precisa de uma triagem no momento de saciar o apetite. É recomendado que a alimentação sempre é essencial. Os culotes são gorduras que ficaram acumuladas nesta área, logo, uma dieta balanceada associada a atividades aeróbicas é o início para tentar diminuí-los. E após começar, a combinação de atividades é primordial. Além das atividades aeróbicas para perder as gorduras, a pessoa deve fazer os exercícios localizados com caneleiras para o glúteo médio, para endurecer essa região e melhorar a aparência. Até porque, perdendo peso, a tendência é surgir a flacidez. A união desses fatores é que pode proporcionar um resultado muito bom.

Os culotes são dispensáveis a qualquer corpo feminino. Para acabar com eles, é hora de levantar as mangas e as calças antes que eles passem a incomodar e se instalarem de uma vez.

E nessa empreitada para acabar com quem acaba sua estética, a indústria da beleza tem suas armas. A combinação de certos produtos com a drenagem linfática auxilia a retirar os líquidos, as gorduras e o inchaço. Porém ele é somente coadjuvante nesta eterna briga pelo belo corpo. E a informação de atividades físicas com a dieta segue valendo, até para manter os resultados que conseguiu. “Por uns 3 meses eu usei a drenagem nos culotes e eles diminuíram muito. Mas associei com exercícios físicos e uma alimentação balanceada. Acho que precisam ser várias medidas para combater essa, e qualquer outra, gordura localizada”, comenta a estudante Regina Camargo. Já de acordo com os cirurgiões plásticos, os culotes não são assim tão fáceis de se retirar. Eles explicam que eles são gorduras localizadas, vindas da u Continua na página 57 Vilas Magazine - Outubro 2011 | 37

VM 153.indd 37

04/10/2011 11:09:58


ciência

Cientistas anunciam rio subterrâneo de 6 mil km embaixo do Rio Amazonas Batizado de Hamza em homenagem a um dos pesquisadores que participaram do estudo, rio corre a 4 mil metros de profundidade em meio a sedimentos; descoberta foi possível graças a dados de 241 poços perfurados pela Petrobrás nas décadas de 1970 e 1980 Alexandre Gonçalves Agência Estado

P

esquisadores do Observatório Nacional (ON) encontraram evidências de um rio subterrâneo de 6 mil quilômetros de extensão que corre embaixo do Rio Amazonas a uma profundidade de 4 mil metros. Os dois cursos d”água têm o mesmo sentido de fluxo - de oeste para leste -, mas se comportam de forma diferente. A descoberta foi possível graças aos dados de temperatura de 241 poços profundos perfurados pela Petrobrás nas décadas de 1970 e 1980, na região amazônica. A estatal procurava petróleo. Fluidos que se movimentam por meios porosos - como a água que corre por dentro dos sedimentos sob a Bacia Amazônica - costumam produzir sutis variações de temperatura. Com a informação térmica fornecida pela Petrobrás, os cientistas Valiya Hamza, da Coordenação de Geofísica do Observatório Nacional, e a professora Elizabeth Tavares Pimentel, da Universidade Federal do Amazonas, identificaram a movimentação de águas subterrâneas em profundidades de até 4 mil metros. O dados do doutorado de Elizabeth, sob orientação de Hamza, foram apresentados na semana passada no 12.º Congresso Internacional da Sociedade Brasileira de Geofísica, no Rio. Em homenagem ao orientador, um pesquisador indiano que vive no Brasil desde 1974, os cientistas batizaram o fluxo subterrâneo de Rio Hamza. Características A vazão média do Rio Amazonas é estimada em 133 mil metros cúbicos de água por segundo (m3/s). O fluxo subterrâneo contém apenas 2% desse volume com uma vazão de 3 mil m3/s - maior que

a do Rio São Francisco, que corta Minas e o Nordeste e beneficia 13 milhões de pessoas, de 2,7 mil m3/s. Para se ter uma ideia da força do Hamza, quando a calha do Rio Tietê, em São Paulo, está cheia, a vazão alcança pouco mais de 1 mil m3/s. As diferenças entre o Amazonas e o Hamza também são significativas quando se compara a largura e a velocidade do curso d”água dos dois rios. Enquanto as margens do Amazonas distam de 1 a 100 quilômetros, a largura do rio subterrâneo varia de 200 a 400 quilômetros. Por outro lado, as águas do Amazonas correm de 0,1 a 2 metros por segundo, dependendo do local. Embaixo da terra, a velocidade é muito menor: de 10 a 100 metros por ano (veja infográfico na outra página). Há uma explicação simples para a lentidão subterrânea. Na superfície, a água movimenta-se sobre a calha do rio, como um líquido que escorre sobre a superfície. Nas profundezas, não há um túnel por onde a água possa correr. Ela vence pouco a pouco a resistência de sedimentos que atuam como uma gigantesca esponja: o líquido caminha pelos poros da rocha rumo ao mar. Temperatura Hamza e Elizabeth apontam a existência do que os pesquisadores chamam de “dois grandes sistemas de descargas de fluidos na Amazônia”: o Rio Amazonas, com seus 6.100 km de extensão, e o fluxo oculto das águas subterrâneas. Segundo os dados apresentados por Elizabeth, o fluxo subterrâneo é praticamente vertical - de cima para baixo - nos primeiros 2 mil metros. Depois, nas camadas mais profundas, muda de direção, tornando-se quase horizontal. Depois de atravessar as bacias do Solimões, Amazonas e Marajó, o rio alcança o fundo do mar, perto da foz do Amazonas. Hamza argumenta que as descar-

gas do fluxo subterrâneo de água doce poderiam explicar os bolsões de baixa salinidade comuns no litoral da região. O geólogo Olivar Lima, da Universidade Federal da Bahia, assistiu à apresentação do trabalho e, na ocasião, mostrou aos autores mais dados, obtidos em outros poços perfurados pela Petrobrás na foz do Amazonas, que confirmam as conclusões do estudo. Porém, acha um exagero classificar a descoberta como um rio. “Os resultados são muito bons”, afirma Lima. “Só não acho correto propor a existência de um rio subterrâneo.” Ele argumenta que os dados permitem afirmar a existência de um imenso fluxo de água através das formações permeáveis da Bacia Amazônica. Mas a velocidade seria muito baixa para justificar a categoria de rio. Contudo, se por um lado a velocidade não se compara à de um rio convencional, o volume de água assume ordens de grandeza que tornariam compreensível tal comparação, reconhece o pesquisador. A descoberta, por enquanto, não mudará a vida das populações que habitam a Bacia Amazônica. Como o rio está a uma profundidade muito grande e há muita água doce na superfície, não seria economicamente razoável perfurar a terra para acessar o curso d”água. O estudo pode ajudar, no entanto, a prospecção de petróleo. PARA LEMBRAR Há dois anos, cientistas italianos descobriram um rio subterrâneo que corre embaixo de Roma, mais extenso que o Tibre - o terceiro maior da Itália, com 392 quilômetros. Assim como o brasileiro, o rio subterrâneo italiano foi encontrado graças a dados de perfuração de poços. No Brasil, outra reserva de água sub­ terrânea é o Aquífero Guarani, com 45 milhões de litros. A maior parte fica no Brasil, mas ele também se estende no Paraguai, Uruguai e Argentina.

38 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 38

04/10/2011 11:09:58


A Vilas Magazine está avaliando locais para serem credenciados a PONTOS DE DISTRIBUIÇÃO dos exemplares mensais, em estabelecimentos localizados no Centro, Itinga, Vida Nova, Areia Branca, Ipitanga e Jockey Club. Contatos pelos tels.: 3379-2439 ou 3379-2206, com Sr. Álvaro, no horário comercial Vilas Magazine - Outubro 2011 | 39

VM 153.indd 39

04/10/2011 11:10:00


JANELAS ABERTAS |

Gilka Bandeira

Pelas veredas de Minas

“Q

uando eu vim de Minas/ Trouxe ouro em pó/ Quando vim”. Eu trouxe ouro, sim. Não este da canção de Xangô da Mangueira, consagrada na voz de Clara Nunes. Não o ouro que reluz, seduz, enceguece e faz o bicho homem perder a dignidade e, junto com ela, a alma. Mas outro, que embora invisível, é igualmente áureo. O ouro verdadeiramente indelével das finas fortes impressões sentidas, que tanto enriquecem o mundo interior de quem se dispõe a cultivá-lo. Foram apressados poucos dias em cidades mineiras, ainda assim o suficiente para avivar sensações experimentadas em viagens anteriores por estas terras. Chegando a Belo Horizonte, alugamos um carro no aeroporto e seguimos para Formiga, onde o grupo Caboco Capiroba ia defender a música Sobradinho, do meu filho Mario Espinheira, no 41º Festival Nacional da Canção. Sem mapa nem conhecimento prévio, rodamos além da conta normal, mesmo nos valendo da admirável gentil solicitude dos mineiros. Nada de queixas, apesar de sermos cinco, com bagagens (incluso dois violões), apertados num gol. Estávamos com boa disposição e a conservamos ainda quando sentimos bocas e narizes se ressentirem da falta de umidade no ar e a fome chegar. O montanhoso verde mundo, que corcoveando passava por nós, compensava o desconforto, sobretudo com tanto alegres ouros dos ipês em flor brotando dos grotões da mata e exibindo-se às margens da estrada. Inda mais com o renque dos elegantes buritis, aqui e ali, a remeter às mágicas sendas de João Guimarães Rosa. Como ele, suspirei: ”Esses gerais são sem tamanho”. Eram e envolviam. Sem tamanho também era a fome ao entramos num restaurante e encontramos um imenso fogão de lenha aceso, mantendo a quentura das panelas e tachos de ferro ou barro. Dentro, as saborosas, embora nada light, iguarias mineiras, que podíamos comer à vontade, apenas pagando R$10,00. Não nos fizemos de rogados, ora pois. E ainda de quebra, fomos agraciados com a mineirice de autênticos caipiras que tentaram nos pegar peça usando ingênuas arapucas. Salvou-nos a desconfiança baiana, sem, contudo, poupá-los de boas risadas.

Novas compensações aos apertuchos da viagem. Enfim, chegamos a Formiga, cidade movimentada, que ao cair da tarde oferece inusitado espetáculo: uma centena de garças brancas se aloja na imensa gameleira, plantada à beira do rio, bem perto da ponte de intenso tráfego. De longe, a árvore parece totalmente florida. Fora isso, se via a curiosa arquitetura labiríntica comum a todas as casas comerciais, os intrigantes bancos na Praça da Matriz, o frio intenso, mormente no alto do Cristo donde se avista toda a cidade, e o Festival. Voltamos no sábado à BH, onde Matilde faria concurso e João e Clara retornavam à Salvador. A esta altura, Luciana, que viera depois, já se incorporara ao bando. No domingo chegamos a Ouro Preto em tempo de pegar o trem para Mariana. Seguidos apitos anunciaram a partida e mais uma vez Guimarães Rosa me veio à mente: “Melhor, para a idéia se bem abrir, é viajando em trem-de-ferro. Pudesse, vivia para cima e para baixo, dentro dele”. Sem dúvida: bom seria ficar indo e vindo de trem de qualquer lugar. De fato, a idéia ia se abrindo e a fantasia entrando à medida que os vagões serpenteavam nas encostas rochosas à beira de despenhadeiros, entrando e saindo dos quatro túneis, prosseguindo por via estreita diante das montanhas, dos vales com rios e o lago em forma de coração, das cascatas, da mina de ouro ainda em atividade. Até parar na velha estação a realidade se transfigurara. Vimos as muitas igrejas; os sobrados, a praça-jardim com coreto, laguinho, crianças, casais de namorados e velhinhos. Descobrimos pitorescos detalhes. Mas eu não era eu e, do tempo, não sabia qual. Voltamos pelo mesmo trajeto de trem com impressões ainda mais exacerbadas. Em Ouro Preto e Mariana o que se respira é ontem, como diria o poeta Ruy Espinheira Filho. Ali, os mortos antigos estão mais presente do que os vivos, e impõe suas vontades, como fizeram com Cecília Meireles, levando-a a escrever o magistral “Romanceiro da Inconfidência,” em que reconta a saga da Inconfidência Mineira. Anos depois da publicação do livro, ela revelou como se deu o impulso inicial para a constituição da obra: “Todo o presente emudeceu, como platéia humil-

de, e os antigos atores tomaram suas posições no palco. Vim com o modesto propósito jornalístico de descrever as comemorações de uma Semana Santa; porém os homens de outrora misturaram-se às figuras eternas dos andores; (...) na procissão dos vivos caminhava uma procissão de fantasmas (...). Era, na verdade, a última Semana Santa dos inconfidentes: a do ano de 1789”. Imagino o que se passou, não apenas porque aqueles poemas só poderiam ter sido escritos por quem participara do episódio (nem que através de transe), mas também porque vivenciara algo parecido enquanto escorregava nas descidas e arfava nas subidas das íngremes ladeiras, debaixo de névoa que, a emendar os frios, de manhãzinha subia dos vales e à noite descia sobre as ruas desertas; ao ouvir meus próprios passos ressoarem como de outrem no escuro luzidio calçamento péde-moleque, espaçadamente iluminado pela difusa luz dos lampiões; quando andava encasacada por entre o casario colonial dispostos em diversos planos das montanhas; ao admirar chafarizes e as barrocas igrejas de largos átrios contornados por muretas de pedras; ao visitar museus; ao galgar escadas de altos degraus rangentes ou durante jantar no Calabouço. As percepções se alteraram, ficava à mercê de sugestões. Então, pude escutar, tal como o tão citado Guimarães Rosa, o “sussurro sem som, onde a gente se lembra do que nunca soube”. O sussurro vinha de muito longe no tempo, mas era vívido e trazia: tropel de cavalos, matracas nas procissões, picaretas em veios, correntes arrastadas por condenados, declamações de poemas árcades, gritos, xingamentos, cochichos das intrigas e delações. E seguindo Cecília lembrei do que não sabia: “... Atrás de portas fechadas, /à luz de velas acesas, / uns sugerem, uns recusam, / uns ouvem, uns aconselham. /Se a derrama for lançada, / há levante, com certeza...///...Atrás de portas fechadas, / à luz de velas acesas, /entre sigilo e espionagem, / acontece a Inconfidência.../” Mais havia para dizer, mas o espaço acabou. Resta cantar o hino de Minas (letra de José Duduca Morais ajustada à melodia da valsa italiana “Viene sul Mare”: “Oh! Minas Gerais! / Oh! Minas Gerais! / Quem te conhece / Não esquece jamais / Oh! Minas Gerais!”.

40 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 40

04/10/2011 11:10:00


Classificados Classificados destaques ................................................. 41 sAÚDE & BEM-ESTAR ........................... 42 a 57 Boa Dica - Facilidades & Serviços............. 58 a 90

AUTO & CIA................................................... 91 Tribuna do Leitor.............................. 92 a 93 Tábua das Marés & avisos ........................ 94

ORIENTAÇÃO AOS LEITORES A revista Vilas Magazine não tem qualquer responsabilidade pelos serviços e produtos das empresas anunciados em suas edições, nem assegura que promessas divulgadas como publicidade serão cumpridas. Pessoas físicas e jurídicas de má fé podem utilizar um veículo de comunicação para fraudar e ludibriar os leitores, ou induzi-los em erro. A fim de evitar prejuízos, recomendamos que os leitores avaliem e busquem informações sobre os produtos e serviços anunciados, que estão sujeitos às normas do mercado, do Código de Defesa do Consumidor e do CO­NAR – Conselho Nacional de Auto-regulamentação Publicitária. A revista Vilas Magazine não se enquadra no conceito de fornecedor, nos termos do art. 3º do Código de Defesa do Consumidor e não pode ser responsabilizada pelos produtos e serviços oferecidos pelos anunciantes, sobretudo quando não se pode deduzir qualquer ilegalidade no ato da leitura de um anúncio. Com o objetivo de zelar pela integridade e cre­di­bilidade das mensagens publicitárias publicadas em suas edições, a revista se reserva o direito de recusar ou suspender a vei­culação de anúncios enganosos ou abusivos que causem constrangimentos ao consumidor ou a empresas.

DESTAQUES

Vilas Magazine - Outubro 2011 | 41

VM 153.indd 41

04/10/2011 11:10:01


Classificados |

Saúde & Bem-Estar ACADEMIA

ACADEMIA

ACADEMIA

ACADEMIA

ACADEMIA

ACADEMIA

ANGIOLOGIA

ANGIOLOGIA

42 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 42

04/10/2011 11:10:03


Para anunciar nesta seção, ligue para 3379-2206 ou 3379-2439.

Vilas Magazine

ANGIOLOGIA

ANGIOLOGIA

CARDIOLOGIA

Classificados Divulgue aqui a sua especialidade A Revista de Lauro de Freitas & Região

28 MIL EXEMPLARES MENSAIS

Comprovadamente EFICIENTE. Faça o teste. Peça referência. Consulte quem anuncia.

3379-2439 / 3379-2206 comercial@vilasmagazine.com.br

CARDIOLOGIA

Vilas Magazine - Outubro 2011 | 43

VM 153.indd 43

04/10/2011 11:10:04


Classificados |

Saúde & Bem-Estar CARDIOLOGIA

CENTRO DE BELEZA

CLÍNICA

Classificados Divulgue aqui a sua especialidade A Revista de Lauro de Freitas & Região

28 MIL EXEMPLARES MENSAIS

Comprovadamente EFICIENTE. Faça o teste. Peça referência. Consulte quem anuncia.

3379-2439 / 3379-2206 comercial@vilasmagazine.com.br

CLÍNICA

CLÍNICA

CLÍNICA GERAL

44 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 44

04/10/2011 11:10:10


Vilas Magazine

Para anunciar nesta seção, ligue para 3379-2206 ou 3379-2439.

CLÍNICA

CLÍNICA MÉDICA

CLÍNICA MÉDICA

CURSOS

Classificados Divulgue aqui a sua especialidade A Revista de Lauro de Freitas & Região

28 MIL EXEMPLARES MENSAIS

Comprovadamente EFICIENTE. Faça o teste. Peça referência. Consulte quem anuncia.

3379-2439 / 3379-2206 comercial@vilasmagazine.com.br

DIAGNÓSTICO POR IMAGEM

ENDOCRINOLOGIA

ESPAÇO DE BELEZA

Vilas Magazine - Outubro 2011 | 45

VM 153.indd 45

04/10/2011 11:10:12


Classificados |

Saúde & Bem-Estar

ESPAÇO TERAPÊUTICO

ESPAÇO TERAPÊUTICO

Classificados Divulgue aqui a sua especialidade A Revista de Lauro de Freitas & Região

28 MIL EXEMPLARES MENSAIS

Comprovadamente EFICIENTE. Faça o teste. Peça referência. Consulte quem anuncia.

3379-2439 / 3379-2206 comercial@vilasmagazine.com.br

ESTÉTICA

ESTÉTICA

ESTÉTICA

ESTÉTICA

46 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 46

04/10/2011 11:10:16


Para anunciar nesta seção, ligue para 3379-2206 ou 3379-2439.

Vilas Magazine

ESTÉTICA

ESTÉTICA

FARMÁCIA

FARMÁCIA DE MANIPULAÇÃO

FISIOTERAPIA

FISIOTERAPIA

E-mail: gisellifisio@yahoo.com.br

(71) 3213-0435 8870-2896

Vilas Magazine - Outubro 2011 | 47

VM 153.indd 47

04/10/2011 11:10:19


Classificados |

Saúde & Bem-Estar

FISIOTERAPIA

FISIOTERAPIA

FISIOTERAPIA

FISIOTERAPIA

FISIOTERAPIA

FISIOTERAPIA

FISIOTERAPIA

FISIOTERAPIA

48 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 48

04/10/2011 11:10:21


Para anunciar nesta seção, ligue para 3379-2206 ou 3379-2439.

Vilas Magazine

FISIOTERAPIA

FISIOTERAPIA

FISIOTERAPIA ESTÉTICA

FISIOTERAPIA ESTÉTICA

FISIOTERAPIA ESTÉTICA

FISIOTERAPIA ESTÉTICA

GASTROENTEROLOGISTA

GERIATRIA

GERIATRIA

Vilas Magazine - Outubro 2011 | 49

VM 153.indd 49

04/10/2011 11:11:24


Classificados |

Saúde & Bem-Estar

HOMEOPATIA

LABORATÓRIO

Classificados Divulgue aqui a sua especialidade A Revista de Lauro de Freitas & Região

28 MIL EXEMPLARES MENSAIS

Comprovadamente EFICIENTE. Faça o teste. Peça referência. Consulte quem anuncia.

3379-2439 / 3379-2206 comercial@vilasmagazine.com.br

LABORATÓRIO RESPONSÁVEL TÉCNICO CRM-BA 15246

VACINA APENAS NO EXTRA E LITORAL NORTE.

BARBALHO • EXTRA RÓTULA • LIBERDADE • IMBUÍ • CIDADELA • LITORAL NORTE • ESTRADA DO COCO

LABORATÓRIO E VACINA

NUTRIÇÃO

NUTRIÇÃO

ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

Classificados Divulgue aqui a sua especialidade A Revista de Lauro de Freitas & Região

28 MIL EXEMPLARES MENSAIS

Comprovadamente EFICIENTE. Faça o teste. Peça referência. Consulte quem anuncia.

3379-2439 / 3379-2206 comercial@vilasmagazine.com.br

50 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 50

04/10/2011 11:11:28


Para anunciar nesta seção, ligue para 3379-2206 ou 3379-2439.

ODONTOLOGIA

Vilas Magazine ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

Vilas Magazine - Outubro 2011 | 51

VM 153.indd 51

04/10/2011 11:11:33


Classificados |

Saúde & Bem-Estar ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

52 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 52

04/10/2011 11:11:36


Para anunciar nesta seção, ligue para 3379-2206 ou 3379-2439.

Vilas Magazine

ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

ODONTOPEDIATRIA

OFTALMOLOGIA

OFTALMOLOGIA

OFTALMOLOGIA

OFTALMOLOGIA

Vilas Magazine - Outubro 2011 | 53

VM 153.indd 53

04/10/2011 11:11:39


Classificados |

Saúde & Bem-Estar OFTALMOLOGIA

AN_CLASS_8,8x3,8 FINAL.pdf

1

15/03/11

14:59

ONCOLOGIA

OTORRINO

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

OTORRINO

OTORRINO

PEDIATRIA

PEDIATRIA

PEDIATRIA

Classificados Divulgue aqui a sua especialidade A Revista de Lauro de Freitas & Região

28 MIL EXEMPLARES MENSAIS

Comprovadamente EFICIENTE. Faça o teste. Peça referência. Consulte quem anuncia.

3379-2439 / 3379-2206 comercial@vilasmagazine.com.br

54 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 54

04/10/2011 11:11:45


Vilas Magazine

Para anunciar nesta seção, ligue para 3379-2206 ou 3379-2439.

PEDIATRIA

PEDIATRIA

PILATES

PILATES

PILATES

PILATES

PODOLOGIA

Classificados Divulgue aqui a sua especialidade A Revista de Lauro de Freitas & Região

28 MIL EXEMPLARES MENSAIS

Comprovadamente EFICIENTE. Faça o teste. Peça referência. Consulte quem anuncia.

3379-2439 / 3379-2206 comercial@vilasmagazine.com.br

PSICOLOGIA

PSICOLOGIA

Vilas Magazine - Outubro 2011 | 55

VM 153.indd 55

04/10/2011 11:12:33


Classificados |

Saúde & Bem-Estar

PSICOLOGIA

PSICOLOGIA

PSICOLOGIA

PSICOLOGIA

PSICOLOGIA

PSICOLOGIA

PSICOPEDAGOGIA

PSICOTERAPIA

PSICOTERAPIA

Classificados Divulgue aqui a sua especialidade A Revista de Lauro de Freitas & Região

28 MIL EXEMPLARES MENSAIS

Comprovadamente EFICIENTE. Faça o teste. Peça referência. Consulte quem anuncia.

3379-2439 / 3379-2206 comercial@vilasmagazine.com.br

56 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 56

04/10/2011 11:12:36


Para anunciar nesta seção, ligue para 3379-2206 ou 3379-2439.

PSICOTERAPIA

Vilas Magazine

PSQUIATRIA

TERAPIA

TERAPIA

Classificados Divulgue aqui a sua especialidade A Revista de Lauro de Freitas & Região

28 MIL EXEMPLARES MENSAIS

Comprovadamente EFICIENTE. Faça o teste. Peça referência. Consulte quem anuncia.

3379-2439 / 3379-2206 comercial@vilasmagazine.com.br

UROLOGIA

Cuidando do culote |

Continuação da página 37

combinação da genética com problemas hormonais. E essa área é formada de traves fibróticas que prendem a gordura, ficando quase impossível dela sair apenas com uma boa alimentação e atividades físicas. E a lipoaspiração seria a única forma para eles saírem. Ela é o que realmente soluciona essa questão dos culotes, pois absorve a gordura localizada que está presa nessa área. Porém, mesmo acabando ou reduzindo o culote, fica a dúvida no que se refere à pele distendida. Por dentro ocorre uma cicatrização que auxilia a retração desta pele. É lógico, que as atividades físicas são essenciais e trazem ótimos resultados para os músculos fortes. É informado que a mulher com a nova silhueta fica até 3 a 4 dias repousando e se for pouca gordura a anestesia pode ser até a local. Veja abaixo, uma recomendação com esteira, bicicleta e exercícios. Mas sempre é bom lembrar que os alongamentos antes e após os exercícios são essenciais. O treino precisará seguir um programa de três vezes na semana, alternadamente, ou cinco vezes dependendo do seu condicionamento físico e saúde. 1- Caminhar na esteira: treinos intervalados, mudando a intensidade na forma de correr. Alterne com 3 minutos de cami-

UROLOGIA

nhada rápida e dois minutos de caminhada leve. Faça isso por cerca de 20 minutos. 2 - Correr na esteira: igual ao exercício da caminhada, modificando a intensidade entre rápido e leve. Alterne dois minutos rápidos e três minutos de corrida leve. Faça por aproximadamente 20 minutos. 3 - Bicicleta ergométrica: devem ser intervalados na bicicleta, mudando o ritmo. Alterne quatro minutos leves (com carga moderada, conforme o seu nível de condicionamento físico), 1 minuto forte (com mais carga) alternadamente até totalizar 20 minutos. 4 - Exercícios: fazer as atividades localizadas após os exercícios aeróbicos. l Colocar uma das pernas em cima de um degrau. Flexionar as duas pernas e levantar o corpo, apoiar apenas na perna que está no degrau, levantando de lado para cima a outra perna. Realizar duas com 20 repetições com repouso de 30 segundos entre cada série e logo após trocar o lado. l Outra atividade é deitar de lado e levantar e baixar a perna que está em cima. Na mesma posição levar o joelho em direção ao ombro e estender ela mais uma vez. O correto são três séries de vinte repetições para cada atividade com repouso de 30 segundos entre as séries e troque o lado. Vilas Magazine - Outubro 2011 | 57

VM 153.indd 57

04/10/2011 11:12:39


Classificados |

Boa Dica - Facilidades & Serviços

ADMINISTRAÇÃO DE CONDOMÍNIO

ADMINISTRAÇÃO DE CONDOMÍNIO

ADVOGADOS

ADVOGADOS

ADVOGADOS

ÁGUA / ANÁLISE

ADVOGADOS

ÁGUA / PURIFICAÇÃO

ÁGUA

ÁGUA / PURIFICAÇÃO

ÁGUA POTÁVEL

Classificados Comprovadamente EFICIENTE. Faça o teste. Peça referência. Consulte quem anuncia. 28 MIL exem pl

ares

A Revista de Lauro de Freitas & Região

3379-2439 / 3379-2206 comercial@vilasmagazine.com.br

58 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 58

04/10/2011 11:12:43


Para anunciar nesta seção, ligue para 3379-2206 ou 3379-2439.

ALIMENTOS

Vilas Magazine ALIMENTOS

ALIMENTOS

ALIMENTOS

ALIMENTOS

ALIMENTOS

ALIMENTOS

Vilas Magazine - Outubro 2011 | 59

VM 153.indd 59

04/10/2011 11:12:48


Classificados |

Boa Dica - Facilidades & Serviรงos

ALIMENTOS

ALIMENTOS

ALIMENTOS

ALIMENTOS

ALIMENTOS

ALIMENTOS

ALIMENTOS

ALIMENTOS

ALIMENTOS

60 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 60

04/10/2011 11:12:55


Para anunciar nesta seção, ligue para 3379-2206 ou 3379-2439.

ALIMENTOS

Vilas Magazine ALIMENTOS

ALIMENTOS

ALIMENTOS

ALIMENTOS

ALIMENTOS

Vilas Magazine - Outubro 2011 | 61

VM 153.indd 61

04/10/2011 11:12:58


Classificados |

Boa Dica - Facilidades & Serviços

ALIMENTOS

ALIMENTOS

DELIVERY 071 3379 - 4477 Av. Praia de Itapoan - Vilas do Atlântico

ALIMENTOS

ALIMENTOS

ALIMENTOS

ALIMENTOS

ALIMENTOS

ALIMENTOS

62 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 62

04/10/2011 11:15:15


Vilas Magazine

Para anunciar nesta seção, ligue para 3379-2206 ou 3379-2439.

ALUGUEL DE MÁQUINAS

ANDAIMES

ANDAIMES

ANDAIMES

ANDAIMES

ANTENAS

ANTENAS

ANTENAS

ANTENAS

ANTENAS

ANTENAS

Vilas Magazine - Outubro 2011 | 63

VM 153.indd 63

04/10/2011 11:15:19


Classificados |

Boa Dica - Facilidades & Serviรงos

AR CONDICIONADO

AR CONDICIONADO

AR CONDICIONADO

AR CONDICIONADO

ARTES

ARTESANATOS

ARQUITETOS

ARQUITETOS

64 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 64

04/10/2011 11:15:23


Para anunciar nesta seção, ligue para 3379-2206 ou 3379-2439.

Vilas Magazine

ARQUITETOS

ASSISTÊNCIA TÉCNICA

ASSISTÊNCIA TÉCNICA

ASSISTÊNCIA TÉCNICA

ASSISTÊNCIA TÉCNICA

ASSISTÊNCIA TÉCNICA

AULAS / CURSOS

AULAS / CURSOS

AULAS / CURSOS

AULAS / CURSOS

Vilas Magazine - Outubro 2011 | 65

VM 153.indd 65

04/10/2011 11:46:00


Classificados |

Boa Dica - Facilidades & Serviços

AULAS / CURSOS

AULAS / CURSOS

AULAS / CURSOS

BEBIDAS

CAMISAS

CAPOEIRA

Classificados Comprovadamente EFICIENTE. Faça o teste. Peça referência. Consulte quem anuncia.

A Revista de Lauro de Freitas & Região

28 MIL EXEMPLARES MENSAIS

3379-2439 / 3379-2206 comercial@vilasmagazine.com.br 66 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 66

04/10/2011 11:46:02


Para anunciar nesta seção, ligue para 3379-2206 ou 3379-2439.

Vilas Magazine

CELULARES

CHAVEIROS

COLCHÕES

Classificados Comprovadamente EFICIENTE. Faça o teste. Peça referência. Consulte quem anuncia. 28 MIL exem pl

ares

A Revista de Lauro de Freitas & Região

3379-2439 / 3379-2206 comercial@vilasmagazine.com.br

COLCHÕES

Vilas Magazine - Outubro 2011 | 67

VM 153.indd 67

04/10/2011 11:46:04


Classificados |

Boa Dica - Facilidades & Serviços

COLCHÕES

CONSTRUÇÃO CIVIL

CONSTRUÇÃO CIVIL

CONSTRUÇÃO E REFORMA

CONSULTORIA

CONTABILIDADE

Quer melhorar o desempenho de sua empresa e obter certificação com base nas Normas ISO 9001, ISO 14001, OHSAS 18001, PBQPh? Telefones: (71) 4113-0425 (71) 8225-0456 www.csconsultoria.com.br

CONTABILIDADE

CONTABILIDADE

Classificados Comprovadamente EFICIENTE. Faça o teste. Peça referência. Consulte quem anuncia. 28 MIL exem pl

ares

A Revista de Lauro de Freitas & Região

3379-2439 / 3379-2206 comercial@vilasmagazine.com.br

CONTABILIDADE

COPIADORA

68 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 68

04/10/2011 11:46:07


Para anunciar nesta seção, ligue para 3379-2206 ou 3379-2439.

Vilas Magazine

CORTINAS

CORTINAS

CORTINAS

CORTINAS

CORTINAS

CORTINAS

Classificados Comprovadamente EFICIENTE. Faça o teste. Peça referência. Consulte quem anuncia. 28 MIL exem pl

ares

A Revista de Lauro de Freitas & Região

3379-2439 / 3379-2206 comercial@vilasmagazine.com.br

CORTINAS

Vilas Magazine - Outubro 2011 | 69

VM 153.indd 69

04/10/2011 11:46:10


Classificados |

Boa Dica - Facilidades & Serviços

CORTINAS

COSMÉTICOS

DESINSETIZAÇÃO

DESINSETIZAÇÃO

DESINSETIZAÇÃO

Desinsetização Limpeza de Fossa Caixas de Gordura Higienização de Reservatórios

DESINSETIZAÇÃO

Uma empresa do grupo HID

38 anos de experiência - Técnicos Capacitados.

www.fococontroladoradepragas.com.br Lauro de Freitas - Bahia | Tel.:(71) 3494-6493 / 3288-5134 São Cristovão - Sergipe - Tel: (79) 3257 8018 70 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 70

04/10/2011 11:46:12


Para anunciar nesta seção, ligue para 3379-2206 ou 3379-2439.

Vilas Magazine

DESINSETIZAÇÃO

DESINSETIZAÇÃO

DESINSETIZAÇÃO

DIVISÓRIAS

ELETRICISTA

DIVISÓRIAS

ELETRICISTA

ELETRICISTA

ELETRÔNICA

Classificados Comprovadamente EFICIENTE. Faça o teste. Peça referência. Consulte quem anuncia. 28 MIL exem pl

ares

A Revista de Lauro de Freitas & Região

3379-2439 / 3379-2206 comercial@vilasmagazine.com.br

ELETRÔNICA

EMBALAGENS

Vilas Magazine - Outubro 2011 | 71

VM 153.indd 71

04/10/2011 11:46:17


Classificados |

Boa Dica - Facilidades & Serviรงos EMBALAGENS

ENTULHOS & PODAS

ENTULHOS & PODAS

ENTULHOS & PODAS

ESCOLA

ESCOLA

ESCOLA

(71)3379-9180

www.escolaacalento.com R. Priscila Dutra, 541 (Rua da Schincariol, acesso ao Miragem)

72 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 72

04/10/2011 11:46:23


Para anunciar nesta seção, ligue para 3379-2206 ou 3379-2439.

Vilas Magazine

ESCOLA

ESCOLA DE FUTEBOL

ESCRITÓRIO VIRTUAL

ESCOLA DE MÚSICA

ESPAÇO PARA EVENTOS

Vilas Magazine - Outubro 2011 | 73

VM 153.indd 73

04/10/2011 11:46:23


Classificados |

Boa Dica - Facilidades & Serviços

ESPAÇO PARA EVENTOS

ESPAÇO PARA EVENTOS

ESPAÇO PARA EVENTOS

ESTOFADOS

ESTOFADOS

ESTOFADOS

ESTOFADOS

ESTOFADOS

ESTOFADOS

Classificados Comprovadamente EFICIENTE. Faça o teste. Peça referência. Consulte quem anuncia. 28 MIL exem pl

ares

A Revista de Lauro de Freitas & Região

3379-2439 / 3379-2206 comercial@vilasmagazine.com.br

FANTASIAS

FESTAS

74 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 74

04/10/2011 11:46:25


Vilas Magazine

Para anunciar nesta seção, ligue para 3379-2206 ou 3379-2439.

FESTAS

FESTAS

FESTAS

FESTAS

FESTAS

FESTAS

FESTAS

FESTAS

FESTAS

FESTAS

Vilas Magazine - Outubro 2011 | 75

VM 153.indd 75

04/10/2011 11:46:29


Classificados |

Boa Dica - Facilidades & Serviรงos

FESTAS

FESTAS

FESTAS

FESTAS

FESTAS

FESTAS

FESTAS

FESTAS

FESTAS

FESTAS

76 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 76

04/10/2011 11:46:33


Vilas Magazine

Para anunciar nesta seção, ligue para 3379-2206 ou 3379-2439.

FESTAS

FESTAS

FESTAS

FESTAS

FESTAS

FESTAS

FILMAGENS

FOGÕES

FOGÕES

FORROS

FORROS

FOTOGRAFIAS

Classificados Comprovadamente EFICIENTE. Faça o teste. Peça referência. Consulte quem anuncia. 28 MIL exem pl

ares

A Revista de Lauro de Freitas & Região

3379-2439 / 3379-2206 comercial@vilasmagazine.com.br

Vilas Magazine - Outubro 2011 | 77

VM 153.indd 77

04/10/2011 11:46:38


Classificados |

Boa Dica - Facilidades & Serviços

GAMES

GÁS

GÁS

GÁS

GESSO

GRÁFICA

HORTO

HORTO

HORTO

HORTO

IMÓVEIS

INFORMÁTICA

78 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 78

04/10/2011 11:46:41


Vilas Magazine

Para anunciar nesta seção, ligue para 3379-2206 ou 3379-2439.

INFORMÁTICA

INFORMÁTICA

INFORMÁTICA

INFORMÁTICA

INFORMÁTICA

INFORMÁTICA

INFORMÁTICA

LAVAGEM DE TANQUE

LAVAGEM DE TANQUE

Classificados Comprovadamente EFICIENTE. Faça o teste. Peça referência. Consulte quem anuncia. 28 MIL exem pl

ares

A Revista de Lauro de Freitas & Região

3379-2439 / 3379-2206 comercial@vilasmagazine.com.br

Vilas Magazine - Outubro 2011 | 79

VM 153.indd 79

04/10/2011 11:46:47


Classificados |

Boa Dica - Facilidades & Serviços

LIVRARIA

Classificados Comprovadamente EFICIENTE. Faça o teste. Peça referência. Consulte quem anuncia.

A Revista de Lauro de Freitas & Região

28 MIL EXEMPLARES MENSAIS

3379-2439 / 3379-2206 comercial@vilasmagazine.com.br

LIMPA FOSSA

LIMPA FOSSA

LIMPA FOSSA

80 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 80

04/10/2011 11:46:49


Vilas Magazine

Para anunciar nesta seção, ligue para 3379-2206 ou 3379-2439.

LIMPA FOSSA

LIMPA FOSSA

Limpa Fossa Uma empresa do grupo HID Empresa Credenciada Associada a ABC PRAG

Limpeza de Fossa Caixas de Gordura Desinsetização Higienização de Reservatórios

Frota de caminhões e equipamentos novos e de qualidade

38 anos de experiência - Técnicos Capacitados.

www.fococontroladoradepragas.com.br Lauro de Freitas - Bahia | Tel.:(71) 3494-6493 / 3288-5134 São Cristovão - Sergipe - Tel: (79) 3257 8018

MADEIREIRA

MADEIREIRA

MADEIREIRA

MADEIREIRA

Vilas Magazine - Outubro 2011 | 81

VM 153.indd 81

04/10/2011 12:01:52


Classificados | MARCENARIA

Boa Dica - Facilidades & Serviços MÁRMORES & GRANITOS

MÁRMORES & GRANITOS

MÁRMORES & GRANITOS

MATERIAL DE CONSTRUÇÃO

MATERIAL DE CONSTRUÇÃO

MATERIAL ELÉTRICO

MATERIAL ESPORTIVO

MESAS & CADEIRAS

MESAS & CADEIRAS

MODA

MOLDURAS

82 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 82

04/10/2011 12:01:55


Vilas Magazine

Para anunciar nesta seção, ligue para 3379-2206 ou 3379-2439.

MOLDURAS

MÓVEIS INOX

Classificados Comprovadamente EFICIENTE. Faça o teste. Peça referência. Consulte quem anuncia. 28 MIL exem pl

ares

A Revista de Lauro de Freitas & Região

3379-2439 / 3379-2206 comercial@vilasmagazine.com.br

MÓVEIS PARA ESCRITÓRIO

MÓVEIS PARA ESCRITÓRIO

MÓVEIS

MÓVEIS

MÓVEIS PLANEJADOS

MÓVEIS PLANEJADOS

Vilas Magazine - Outubro 2011 | 83

VM 153.indd 83

04/10/2011 12:01:58


Classificados |

Boa Dica - Facilidades & Serviços

MÓVEIS PLANEJADOS

MÓVEIS PLANEJADOS

MÓVEIS PLANEJADOS

MÓVEIS PLANEJADOS

MÓVEIS SOB MEDIDA

MUDANÇAS

OFICINA GRÁFICA

PAPEL DE PAREDE

84 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 84

04/10/2011 12:02:00


Vilas Magazine

Para anunciar nesta seção, ligue para 3379-2206 ou 3379-2439.

PÁTINA

PELÍCULA

PELÍCULA

PELÍCULA

PERSIANAS

PERSIANAS

PERSIANAS

PERSIANAS

PERSIANAS

Vilas Magazine - Outubro 2011 | 85

VM 153.indd 85

04/10/2011 12:02:03


Classificados |

Boa Dica - Facilidades & Serviços PERSIANAS

PERSIANAS

PET SHOP

PET SHOP

PISCINAS

PISCINAS

REDES DE PROTEÇÃO

RESTAURAÇÃO

SEGURANÇA

SEGURANÇA ELETRÔNICA

SEGURANÇA ELETRÔNICA

86 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 86

04/10/2011 12:02:08


Vilas Magazine

Para anunciar nesta seção, ligue para 3379-2206 ou 3379-2439.

SEGURANÇA ELETRÔNICA

SEGURANÇA ELETRÔNICA

SEGURANÇA ELETRÔNICA

SEGURANÇA ELETRÔNICA

SEGURANÇA ELETRÔNICA

SERVIÇOS

SEGURANÇA ELETRÔNICA

SEGURANÇA ELETRÔNICA

SERVIÇOS GERAIS

SERVIÇOS GERAIS

Vilas Magazine - Outubro 2011 | 87

VM 153.indd 87

04/10/2011 12:02:11


Classificados |

Boa Dica - Facilidades & Serviços

SERVIÇOS GERAIS

SOMBREIROS

SOMBREIROS

TÁXI

TÁXI

TÁXI

TÁXI

TELAS MOSQUETEIRAS

TELAS MOSQUETEIRAS

TOLDOS

TOLDOS

88 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 88

04/10/2011 12:02:14


Vilas Magazine

Para anunciar nesta seção, ligue para 3379-2206 ou 3379-2439.

TOLDOS

TOLDOS

TOLDOS

TOLDOS

VETERINÁRIO

VETERINÁRIO

VETERINÁRIO

VETERINÁRIO

VETERINÁRIO

VETERINÁRIO

Vilas Magazine - Outubro 2011 | 89

VM 153.indd 89

04/10/2011 12:02:17


Classificados |

Boa Dica - Facilidades & Serviços

VETERINÁRIO

VETERINÁRIO

VETERINÁRIO

Classificados Comprovadamente EFICIENTE. Faça o teste. Peça referência. Consulte quem anuncia.

A Revista de Lauro de Freitas & Região

28 MIL EXEMPLARES MENSAIS

3379-2439 / 3379-2206 comercial@vilasmagazine.com.br

VIDRAÇARIA

VIDRAÇARIA

VIDRAÇARIA

VIDRAÇARIA

VIDRAÇARIA

VIDRAÇARIA

Classificados Comprovadamente EFICIENTE. Faça o teste. Peça referência. Consulte quem anuncia. 28 MIL exem pl

ares

A Revista de Lauro de Freitas & Região

3379-2439 / 3379-2206 comercial@vilasmagazine.com.br

90 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 90

04/10/2011 12:02:20


Classificados |

Auto & Cia

Serviços

Carro prestes a mudar tem redução de preço maior

M

odelos próximos de passar por profunda remodelação ou que deixarão de ser fabricados em breve foram os que tiveram maior redução de preço ao longo dos últimos 12 meses, aponta levantamento feito pelo Datafolha. Segundo o estudo, a diminuição no preço de tabela desses veículos variou de 2,1% a 6,2%, ante um aumento médio de 1,1% dos preços no mercado. Foram analisadas 400 versões de automóvel. Além da redução promovida pelos próprios fabricantes, concessionários ainda oferecem bônus especiais para o consumidor que se dispõe a levar um carro que ficará desatualizado em breve. Caso do Chevrolet Vectra, que no fim do mês dará lugar ao sedã Cruze 1.8 16V. Até lá, as últimas unidades do Vectra Elegance podem ser encontradas em concessionárias por R$ 53 mil, quase 18% a menos do que em 2010. Longe da aposentadoria, mas com uma nova geração prevista para o início de 2012, Fiat Palio e Ford Ranger tentam se manter atrativos oferecendo acessórios como brinde ou descontos que superam os R$ 6.000 nas configurações mais caras. O mesmo acontece com o Peugeot 307, que será substituído pelo 308 no primeiro semestre do ano que vem. Mas a compra de um modelo à beira da remodelação só é vantajosa quando o

consumidor fica com o carro por pelo menos dois ou três anos, diz o consultor André Belchior, especialista em mercado automotivo. O analista de sistemas Maurício Cirino, 35, se diz lesado. “Em 2010, comprei um Civic zero por R$ 62 mil. Hoje só dão R$ 48 mil pelo carro [22% a menos]”, conta. A desvalorização média de um automóvel após um ano de uso é de 15%. O sedã da Honda, que mudará radicalmente dentro de seis meses, tem sido oferecido com bons descontos na rede - é possível encontrar a versão com câmbio automático pelo preço da manual.

Classificados Comprovadamente EFICIENTE. Faça o teste. Peça referência. Consulte quem anuncia. 28 MIL exem pl

ares

A Revista de Lauro de Freitas & Região

3379-2439 / 3379-2206 comercial@vilasmagazine.com.br

Vilas Magazine - Outubro 2011 | 91

VM 153.indd 91

04/10/2011 12:02:30


TRIBUNA DO LEITOR Poluição sonora A quem devemos recorrer quando o assunto é poluição sonora em Lauro de Freitas? A coisa está ficando cada dia pior, e o povo não se intimida mais com a policia, pois depois que a viatura vai embora, começa tudo de novo. Na rua Antonia Suely de Araujo, em Portão, aos sábados o som é ligado sábado (uma caixa de som enorme colocada em um passeio público) ligada num gato de energia e vai até o domingo de manhã...é a madrugada toda com aquelas coisas que chamam de musica tocadas por esses grupos que se acham bandas de pagode. Aff!! É dificil aguentar isso. Gel. Portão.

Cidadãos pedem atenção da Prefeitura Sou morador da avenida Brigadeiro Alberto Costa Mattos e desde que aconteceu a mudança no tráfego da Avenida Luis Tarquínio, esta avenida se tornou um dos principais elos de ligação do centro da cidade com o bairro de Vilas do Atlântico, através da segunda portaria. O tráfego aumentou, até mesmo com a circulção de ônibus, porém nenhuma melhoria foi realizada na região, nem sinalização e nem recapeamento. Em frente à minha casa surgiu literalmente uma cratera e como as casas e comércio da região teimam em jogar água na rua (água de banheiros, piscina, canil, lavagem de carros, etc.), esta água podre fica acumulada no buraco e os automóveis quando passam jogam no muro da minha casa (que ja está imundo) e nos pedestres. Entrei em contato com a Prefeitura e todos os órgãos possíveis, porém eles afirmaram que não constataram nenhum problema! Confiando na força que tem a Vilas Magazine na nossa cidade, gostaria de deixar claro aqui minha indignação com o descaso da Prefeitura pela falta de sinalização e recapeamento em avenidas importantes da cidade. Os moradores da avenida Bri­gadeiro Alberto Costa Mattos, ficaríamos muito agradecidos! Rodrigo Dantas. Ipitanga.

Caos na entrada de Vilas do Atlântico É digno de nota o caos e descaso da Prefeitura com o inferno em

que se transformou o acesso à Vilas do Atlântico na sua portaria principal, principalmente nos horários de pico, das 7h às 8h30 e das 17h às 18h30: uma sinaleira que foi desativada, nenhum agente de trânsito coordenando o fluxo de veículos, os pedestres a todo momento sendo ameaçados de serem atropelados, e a falta de gentileza, educação e civilidade dos motoristas. Caso a secretária de Transporte da Prefeitura de Lauro de Freitas fosse uma empresa, estaria destinada à falência, tamanha a incompetência. Nilton Nunes Cardoso.

Perigo no acesso ao hiper Bompreço Gostaria de alertar que a qualquer momento pode acontecer um grande acidente na entrada na parte dos fundos do hiper Bompreço, em Portão, já que retiraram a placa sinalisadora de ‘Pare’ para sai ou entra no estacionamento. Com isso os motoristas (eu por exemplo) que vêm pela rua Antonio Teixeira, preferencial, têm que parar para não serem atingidos por motoristas imprudentes! Só posso recorrer a esse va­lioso meio de comunicação do nosso municipio, a revista Vilas Magazine, já que os responsáveis fazem vista grossa ao problema. André Ricardo Melo.

Saneamento básico para o Marisol Por que o loteamento Marisol está fora do planejamento do saneamento básico da cidade, já que pagamos IPTU para a Prefeitura de Lauro de Freitas? Não dá para entender. Alguém por favor pode em explicar porque pagamos IPTU e nada é feito aqui. Ivana Monteiro. Marisol.

A paz perdida na rua Jardim Ipanema Talvez muitos não se recordem da nota “Jardim da Saudade”, publicada na edição de dezembro de 2010 da revista Vilas Magazine, que externou com todo o pesar a perda da paz e tranquilidade da rua Jardim Ipanema, após a inauguração do supermercado GBarbosa Lauro de Freitas, em

setembro daquele ano. Pois é: estamos aqui para rememorar os transtornos outrora causados, bem como para informar à população e ao poder público sobre os problemas ainda existentes. Talvez muitos não se lembrem da devastação do sítio que abrigava espécies de pássaros nativos e vegetação tropical. Talvez tenham esquecido os transtornos advindos com o início da obra, realizada pela MFP Construtora, que tirou o sossêgo da vizinhança, com o uso de caminhões, bate-estacas, solda, serra elétrica, geradores de energia, lixadeiras, ferragens, dentre outros. Da mesma forma, como bem dizem os políticos corruptos “a memória do povo é curta”, para recordar que este empreendimento foi estranhamente autorizado pela Prefeitura, em uma rua de caráter residencial. A memória é curta para relembrar da rua de belas casas, condomínios e sítios, sendo moradia tranquila e privilegiada, congregando paz e infraestrutura. O mesmo não se diz para os vizinhos mais prejudicados por este empreendimento, que ainda vão rememorar por toda a vida os danos causados com a chegada do ‘vizinho’. Como esquecer das diversas idas e vindas na Delegacia, das reclamações perante à Prefeitura, Secretaria Ambiental e de Trânsito, ao Ministério Público, ações judiciais, conversas com os funcionários do mercado? Como esquecer, se muitos dos problemas ainda persistem? A luta contra o desrespeito ainda prossegue, e pasmem, ainda sem respostas, mesmo passado um ano da inauguração do mercado. Luta contra equipamentos que trazem incômodo sonoro; contra o barulho e a desordem causados pelos caminhões, durante o abastecimento do estoque de mercadorias e coleta de lixo; contra a caixa d’água de 21 metros de altura colada a um dos dormitórios do imóvel vizinho, que pode provocar vítimas em caso de rompimento futuro; contra o funcionamento de um lava-jato de automóveis na garagem do empreendimento, que vem tirando o sossego dos vizinhos mais próximos; contra a inércia da Prefeitura, que já foi notificada sobre o constante desrespeito dos caminhões e caçambas, que ignoram as placas de estacionamento proibido (inclusive muitas delas já foram misteriosamente

arrancadas). Estes veículos de grande porte estacionam em qualquer trecho da rua e transitam o dia inteiro, causando transtornos ao s transeuntes e pondo a vida de muitos deles em risco (para se verem livres dos caminhões, os pedestres têm de disputar o meio da rua com os automóveis). Podemos falar também da bomba de diesel do gerador, instalada em local inadequado, colada a um imóvel residencial, que frequentemente tem entrado em colapso, causando barulho e vazamento de óleo inflamável. Esses são apenas alguns dos pontos. A lista pode crescer dentro em breve, talvez com o relato de algum atropelamento fatal, que pode ocorrer a qualquer momento, e que certamente será creditado à irresponsabilidade da Prefeitura e do próprio mercado, que ainda se mantêm calados e completamente omissos diante da questão. E assim, convidamos tristemente os nossos caros leitores, a celebrar conosco, vizinhos do supermercado GBarbosa Lauro de Freitas e moradores da rua Jardim Ipanema, a missa de 1 ano do sepultamento da paz da nossa querida e outrora tranquila rua. Amem! Maria Aparecida Alves de Melo.

Vivo danifica ruas e calçadas na cidade Estou muito indignada com o que a operadora Vivo está fazendo na nossa cidade. Moro na Av. Garcia Lorca e hoje (15/9) tive que ficar de olho para os operários da operadora não quebrarem o meu passeio. Estão quebrando o asfalto e os passeios para passar cabo e sequer chegam à nossa porta para avisar do tal serviço e do constrangimento que vão nos causar. Quando notamos, eles já estão quebrando tudo com uma britadeira que faz um barulho infernal. A Embasa vai começar a fazer o esgotamento sanitário no fim do ano e já mandou uma funcionária devidamente fardada, com identifação e um panfleto avisando sobre a obra e os transtornos que poderão causar. Acho que é assim que deveria funcionar. E tem mais, a obra da Embasa vai trazer benefícios a toda a população e a da Vivo só a

92 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 92

04/10/2011 12:02:30


AVISOS ela mesma e a seus clientes. Não sou cliente Vivo e tenho que passar por todo esse constragimento, um verdadeiro absurdo. Rosemary Pereira.

Perigo em Ipitanga As barracas da praia de Ipitanga foram derrubadas, mas os restos dos escombros estão à vista podendo a qualquer momento acidentar algum banhista principalmente criança. Quer ver? Basta ir em frente da passarela do Caranguejo. Laerte Cardoso do Nascimento. Ipitanga.

Atendimento elogiado em hospital público É muito comum se ouvir reclamações do sistema publico, não só no Brasil, mas também em outros países. A princípio não me espantei muito por não ter conseguido realizar meus exames de saúde no SUS e acabei fazendo em uma clinica particular. Meu espanto e admiração foi quando fui marcar a cirurgia no Hospital Jorge Novis, em Itinga. Todos os hospitais públicos deveriam seguir o seu exemplo. Os funcionários da recepção são muito atenciosos, objetivos e rápidos. O atendimento pré e pós operatório em um nivel que não encontrei nem em hospitais particulares. Uma equipe bem formada com estagiários interessados. O ambiente para a cirurgia traz tranquilidade. Parabenizo à equipe do dr. Solon e do seu anestesista. Renze Willem Brems.

Aplausos e cobranças A Sesp (Secretaria Municipal de Serviços Públicos) começou a fazer a limpeza nas ruas e praças

em Vila Nova. Em 31 de agosto iniciaram a limpeza do córrego. Já se tem um aspecto melhor, as famílias e suas crianças, os jovens interagindo. Mas é preciso mais. Por exemplo: reformar e adequar a quadra a várias modalidades esportivas, Iluminar áreas próximas da valeta, colocar iluminação, alambrado e contruir vestiário no único campo da comunidade, oferecendo mais oportunidade a todos, consertar o parquinho em frente à creche e colocar nas outras pequenas praças mais aparelhos, para que nossas crianças e familiares frequentem, e assim possamos desenvolver uma melhor convivência. Esperamos que sejam tomadas as devidas providências. Há certa urgência pois a violência nos sufoca, a criminalidade aumentando e cada vez mais os jovens estão se envolvendo e destruindo as famílias. Luiz Filho. Portão.

Falta de cidadania X descaso publico Fui à Secretaria de Transporte do município para denunciar e registrar a minha indignação com o fato concreto e de flagrante constatação. Na recém qualificada praça que fica na confluência da Rua dos Vereadores com a Rua Rodolfo BB Barros, (perto do Largo de Arcanja) empresas e particulares resolveram utilizar a praça (não é o passeio lateral - o que já seria errado - é o miolo efetivo da praça) como estacionamento permanente. Não consegui fazer o registro porque estava (para mim vestido) com bermuda social, sandália em couro fechada e camisa de mangas curtas, e o “servidor” da portaria instruiu-me para vestir-me convenientemente (parece que eu estava despido) e voltar. Per-

A Vilas Magazine acolhe reclamações e opiniões sobre temas relacionados ao cotidiano da comunidade. Reserva-se, no entanto, o direito de rejeitar acusações insultuosas ou desacompanhadas de documentação. Também não acolhe elogios ou agradecimentos pessoais. Devido à limitações de espaço, cartas são selecionadas e quando não forem suficientemente concisas, serão publicados trechos mais relevantes. Cartas devem ser enviadas para o endereço redacao@vilasmagazine.com.br Outros documentos devem ser enviados para a redação: Rua Praia do Quebra Coco, 33. Vilas do Atlântico. CEP 42700-000. Lauro de Freitas. BA. Só serão consideradas cartas e/ou e-mails com identificação completa do remetente (nome, endereço, telefone para contato).

OBITUÁRIO Preito de saudade Sergio que dia 16 de setembro de 2011, vitima de acidente automobilístico, deixou nosso mundo material para ganhar um lugar na eternidade, com certeza de amor, por tudo que fez, plantou e executou aqui entre nós; levando consigo para a eternidade suas virtudes inerentes: um filho exemplar, um marido e avô amoroso, um amigo leal e sincero, que aprendemos a Antonio Sérgio Costa admirar ao longo de 4 07/03/1947 nossa marcante exisU 16/09/2011 tência. Era de fazer amigos como poucos, falante, espirito festivo, bondade de coração imensurável, a todos contagiava com sua inerente alegria interior, e tinha outra qualidade: era corintiano ferrenho, contador de piadas e levava consigo, de maneira especial o carinho, educação e apreço com seus entes queridos e com seus amigos. Sua esposa Melita, seus filhos Rodrigo, Sergio, sua nora Carol, netos Breno, Maria Clara e Giovana, seus irmãos e demais familiares, agradecem a todos os amigos, comunidade de Valéria, a SALVA, que patilharam conosco este momento de dor, a todos muito obrigado pela vossa solidariedade. Mantenhamonos sempre unidos. Um abraço amigo . Melita Mendes Costa e família

guntei se poderiam me informar o telefone ou e-mail da secretaria e aconselharam-me a não fazer uso deste recurso pois, o “pessoal lá dentro não ligaria para nada e normalmente entenderiam como

trote telefônico”). Faço uso da revista Vilas Magazine, para ver se dessa forma podemos ser ouvidos nesse município. Ubiratan Barbosa. Ipitanga.

28 MIL EXEMPLARES MENSAIS A Revista de Lauro de Freitas & Região

Comprovadamente EFICIENTE. Faça o teste. Peça referência. Consulte quem anuncia. 3379-2439 / 3379-2206 comercial@vilasmagazine.com.br Vilas Magazine - Outubro 2011 | 93

VM 153.indd 93

04/10/2011 12:02:31


NOTAS

Crianças do Projeto Crescer mostram trabalhos de arte A Associação Projeto Crescer, entidade sem fins lucrativos que visa educar e desenvolver socialmente crianças em situação de risco, moradoras da Invasão da Lagoa dos Patos, promove dias 10 e 11, a terceira edição do Festival de Artes, que visa incentivar as crianças e adolescentes a produzirem poesias, músicas e apresentações teatrais, valorizando os talentos da comunidade. Desde agosto de 2001 a entidade trabalha com as crianças, além dos aspectos educacionais formais da escola, também cultura artística, física e mudança de hábitos de alimentação e higiene pessoal. O Projeto Crescer fornece duas refeições por dia às crianças, uniforme completo e todo o material necessário para seu desenvolvimento integral. É visível o crescimento individual das 100 crianças de oito a 17 anos, atendidas hoje pelo Projeto Crescer, muitas delas desde a abertura da instituição. Para realizar esse trabalho, a instituição conta com a colaboração de profissionais em trabalho interno e doações de pessoas físicas e jurídicas. No Projeto as crianças fazem aula de artesanato, música, teatro, praticam esportes, fazem as atividades da escola e participam de um trabalho de formação com temas relevantes como drogas, direitos das crianças, sexualidade entre outros. O Projeto Crescer é uma instituição que sobrevive de doações. Para conhecer melhor o seu trabalho, a coordenadora Andréa Luz e a captadora de Recursos, Raimunda Araújo convidam interessados a visitarem a sede, na Rua Marília Tereza dos Santos, 328, Ampliação Praia de Ipitanga. Os telefones para contatos são 3288-3503 e 8823-7740. Ou então visitarem o site www.projetocrescer-ba.com.br E-mail c_rescer@hotmail.com

Encontro de Capoeira reúne mestres e jovens O Encontro Infantil de Artes do Corpo, que acontece de 12 a 15, vai incentivar a convivência de aproximadamente 200 crianças e 50 visitantes, entre crianças e mestres de Salvador, Santo Amaro, Brasília e Minas Gerais, além de pais das crianças do Grupo de Capoeira Malta da Serra. A programação envolve oficinas e apresentações gratuitas e abertas ao público. No dia 15 um cortejo de personagens do imaginário popular vai do mercado popular de Lauro de Freitas até a Praça da Matriz, onde serão realizadas apresentações das crianças capoeiristas, exposição de trabalhos resultados da convivência do Encontro e roda de encerramento com a presença de grandes capoeiristas e mestres. O Grupo de Capoeira Malta da Serra é conduzido pelo Contramestre Luciano e pela professora Lilu e atua em Lauro de Freitas há 10 anos, com uma trajetória ligada ao universo infantil e à capoeira em escolas, um campo muito confundido com a recreação e que o grupo busca fortalecer com as propriedades da capoeira e suas expressões artísticas adjacentes. Mais informações do Festival podem ser encontradas no blog www.maltadaserra.blogspot.com

Tábua das marés 1º/10 - Sábado 6h19...... Alta..........2.2m 12h17.... Baixa.......0.4m 18h36.... Alta..........2.1m

(Salvador e litoral norte)

14/10 - Sexta-feira 4h39...... Alta..........2.2m 10h34.... Baixa.......0.3m 16h47.... Alta..........2.2m 22h54.... Baixa.......0.3m

27/10 - Quinta-feira 3h47...... Alta..........2.6m 9h54...... Baixa.......0.0m 16h04.... Alta..........2.6m 22h09.... Baixa.......0.0m

15/10 - Sábado 5h09...... Alta..........2.1m 11h02..... Baixa.......0.4m 17h15.... Alta..........2.1m 23h26.... Baixa.......0.4m

28/10 - Sexta-feira 4h34...... Alta..........2.5m 10h38.... Baixa.......0.1m 16h49.... Alta..........2.5m 22h56.... Baixa.......0.0m

3/10 - Segunda-feira 1h41...... Baixa.......0.6m 8h21...... Alta..........1.8m 14h17.... Baixa.......0.8m 20h45.... Alta..........1.8m

16/10 - Domingo 5h45...... Alta..........2.0m 11h34..... Baixa.......0.5m 17h49.... Alta..........2.0m

29/10 - Sábado 5h21...... Alta..........2.4m 11h19..... Baixa.......0.2m 17h34.... Alta..........2.3m 23h43.... Baixa.......0.2m

4/10 - Terça-feira 3h08...... Baixa.......0.7m 9h53...... Alta..........1.7m 16h06.... Baixa.......0.9m 22h09.... Alta..........1.7m

17/10 - Segunda-feira 0h02...... Baixa.......0.4m 6h24...... Alta..........1.9m 12h09.... Baixa.......0.6m 18h28.... Alta..........1.9m

30/10 - Domingo 6h11....... Alta..........2.2m 12h04.... Baixa.......0.4m 18h21.... Alta..........2.1m

5/10 - Quarta-feira 4h54...... Baixa.......0.7m 11h23..... Alta..........1.7m 17h39.... Baixa.......0.8m 23h30.... Alta..........1.8m

18/10 - Terça-feira 0h51...... Baixa.......0.6m 7h17...... Alta..........1.8m 13h........ Baixa.......0.8m 19h30.... Alta..........1.8m

31/10 - Segunda-feira 0h32...... Baixa.......0.3m 7h04...... Alta..........2.0m 12h54.... Baixa.......0.6m 19h15.... Alta..........2.0m

6/10 - Quinta-feira 6h09...... Baixa.......0.6m 12h30.... Alta..........1.8m 18h34.... Baixa.......0.7m

19/10 - Quarta-feira 1h53...... Baixa.......0.7m 8h34...... Alta..........1.7m 14h15.... Baixa.......0.9m 20h58.... Alta..........1.7m

NOVEMBRO/ 11

2/10 - Domingo 0h41...... Baixa.......0.4m 7h13...... Alta..........2.0m 13h08.... Baixa.......0.6m 19h32.... Alta..........1.9m

7/10 - Sexta-feira 00h30.... Alta..........1.9m 7h.......... Baixa.......0.5m 13h13.... Alta..........2.0m 19h13.... Baixa.......0.6m 8/10 - Sábado 1h15...... Alta..........2.1m 7h39...... Baixa.......0.5m 13h51.... Alta..........2.1m 19h49.... Baixa.......0.5m

20/10 - Quinta-feira 3h21...... Baixa.......0.7m 10h02.... Alta..........1.7m 16h04.... Baixa.......0.9m 22h26.... Alta..........1.8m 21/10 - Sexta-feira 4h54...... Baixa.......0.7m 11h19..... Alta..........1.9m 17h28.... Baixa.......0.8m 23h38.... Alta..........2.0m

9/10 - Domingo 1h56...... Alta..........2.2m 8h11....... Baixa.......0.4m 14h23.... Alta..........2.2m 20h21.... Baixa.......0.4m

22/10 - Sábado 6h02...... Baixa.......0.5m 12h19.... Alta..........2.1m 18h24.... Baixa.......0.6m

10/10 - Segunda-feira 2h32...... Alta..........2.3m 8h43...... Baixa.......0.3m 14h54.... Alta..........2.3m 20h53.... Baixa.......0.3m

23/10 - Domingo 0h36...... Alta..........2.2m 6h56...... Baixa.......0.3m 13h08.... Alta..........2.3m 19h11..... Baixa.......0.4m

11/10 - Terça-feira 3h04...... Alta..........2.4m 9h09...... Baixa.......0.3m 15h23.... Alta..........2.3m 21h23.... Baixa.......0.3m

24/10 - Segunda-feira 1h24...... Alta..........2.4m 7h43...... Baixa.......0.2m 13h54.... Alta..........2.4m 19h58.... Baixa.......0.2m

12/10 - Quarta-feira 3h38...... Alta..........2.4m 9h39...... Baixa.......0.3m 15h53.... Alta..........2.3m 21h54.... Baixa.......0.2m

25/10 - Terça-feira 2h11....... Alta..........2.5m 8h26...... Baixa.......0.0m 14h38.... Alta..........2.5m 20h41.... Baixa.......0.1m

13/10 - Quinta-feira 4h08...... Alta..........2.3m 10h06.... Baixa.......0.3m 16h19.... Alta..........2.3m 22h23.... Baixa.......0.2m

26/10 - Quarta-feira 3h.......... Alta..........2.6m 9h09...... Baixa.......0.0m 15h19.... Alta..........2.6m 21h24.... Baixa.......0.0m

1º/11 - Terça-feira 1h26...... Baixa.......0.5m 8h04...... Alta..........1.8m 13h56.... Baixa.......0.8m 20h19.... Alta..........1.8m 2/11 - Quarta-feira 2h38...... Baixa.......0.7m 9h17...... Alta..........1.7m 15h19.... Baixa.......0.9m 21h32.... Alta..........1.8m 3/11 - Quinta-feira 4h06...... Baixa.......0.8m 10h38.... Alta..........1.7m 16h49.... Baixa.......0.9m 22h47.... Alta..........1.8m 4/11 - Sexta-feira 5h26...... Baixa.......0.8m 11h45..... Alta..........1.8m 17h53.... Baixa.......0.8m 23h51.... Alta..........1.9m 5/11 - Sábado 6h23...... Baixa.......0.7m 12h36.... Alta..........1.9m 18h39.... Baixa.......0.7m Fonte: Banco Nacional de Dados Oceanográficos da Diretoria de Hidrografia e Navegação da Marinha do Brasil.

FASES DA LUA OUTUBRO: Quarto Crescente, 4; Lua Cheia, 11; Quarto Minguante, 20; Lua Nova, 26.

94 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 94

04/10/2011 12:02:31


Vic ent e

Pr. S.

s

aç ú ue

Pr.

Pe

qu

eq

r. G

Pr.

ua

Cig

ruj á

arra

Pr. C ac

Av. Pr. Itapuan

ap

ua

n

an

m

ibi

Itapu

rat

ub

a

Av. P r.

ua

Pr .G

ca

ta

re

E

Portaria 2

VILAS

r. I t

ar

Pr .I

Pr. Caraguatatuba

Pr .T or

a s ueirinh daí Pr. Fig man r. Tra P Av. P r. Im bé

ndaí

D

guatatuba

Av .P

ap ua n

Av .P

r. It

andaré

Al. Pr. Tam

í gu ita n

Pr. Bertioga

Pr. Iracema

e ap Su Pr.

IPITANGA

F

Pr. Stella Maris

el

m

on

te

POSTO

ua ap r. I t Av .P

G

Pr. Ondina

n

Pr .B

Pr. Pescador

Pitu Pr.

Pr. Guaibú

s

re

or .T Pr

a ram Pr. T

ba

amara cá Av. Pr. Itamaracá

ho

ujá

Av. Pr. It

Pr. Pina

on

uar

deias

de

Pr. Can

ba

Pr. Cara

P

C

Pr. Pitangueiras

G Pr. Av.

ra n aG

u

Av. Pr. Guarujá

a rr .B

ad al Pr up .J e an ga

Pr. Cananéia

Pr. Itanhaém

r ar Gra P eM

Pr .G

Praia Funda

Praia de Macaé

Praia de Itaoma

Praia de Guaratiba

d r.

Pr.

a

Pr. Armação

e

iatã

au

á

Pr. Itacimirim

oreto

Pr. L

®

Pr. Quebra-Coco Pr. Paciência Pr. J

epe

I

Portaria Principal

mb

Are

Rua Praia do Quebra Coco, 33

Pr. Paciência

auá

iatã

Pr. P

Pr.

H

SEDE PRÓPRIA DA VILAS MAGAZINE

Pr. Ondina

auíp

Pr. Amaralina

Pr. P

Pr. S

Pr .J

VILAS

Av. Luiz Tarquínio

ESTRADA DO COCO

J

Praia dos Bandeirantes

ia

re

Av .P

Pr .G

que

a enh

ic ar

tu

a ng Pr. Bertioga

erlin

B

Pr .S

ora

Pr. B

o

ba

. Ip Pr

ha

CLU B CAV E DO ALO

Pr .A

ap

Se

P r.

Praia do Meio

Praia de Grumarí

a

u aj

.P Av

Mapa de Vilas do Atlântico

I

. Pr

Av.

G IN RD PP A O EV SH UL O B

Pr .U

Pr. Pen

p Ita

P

Cr

Pr. Tubarão

P

Praia de Botafogo .d Pr

ade r. Pied

Praia do Flamengo

a

a rei Se da Pr.

ar

®

içã

nce

o r. C

a ric pa ta

ss

A IGREJA

ra

a ss

ribe

de

an

Gr

LIB Pr. Am U oeira

.I Pr

aju

agua

I Z

A G

r Pr. de Ma

SHO P MA PING

M S

Pr. J

r. P

I V

H

Praia do Leme

bussú

pema

ssú

r VI taria LA 3 S

m

pe

ta

.I Pr

Pr. Ca

pe ua

ara

Po

a

ma

Ine

Pr. Ita

Ig Pr.

ara

am

t r. I

.P Av

Praia de Araruama

ssú

BURAQUINHO

Ora

Pr. Suape

E N

Av. Pr. Guaraparí

ra Ve Pr.

A

cabana

pa Av. Pr. Co

uz

P

go pre ha

10

Pr. Marataíses

Pr. Gamboa

Pr. Inema

A L

Bo

Pr.

Av .P

9

uarapa

.G Av. Pr

n

nge

.S Pr

ara r. Itam Av. P

ara

F

Praia de Mangaratiba

Ig Pr.

o

arm

ua

Pr. Inema Pr.

Pr. Orange

Pr. Olinda

C Pr.

ia aV

Pr.

ap

ge

Pr. Ig

m ge

ran

r. I t

O Pr.

as

Praia de Paquetá

ar

Praia de Parati

Pr . Ig

E

G

racá

vatá

ripe

uape

amb Pr. T

Mu

Pr.

ucu

Pr. Meaípe

Av .P

e

p uri

c

Pr. M

á

rac

ma

8

abana Av. Pr. Copac

a

Cop

AS CLU TENIS B

a . It Pr

Gra

Pr.

an cab

VILL

ama

da

Al.

Pitim

7

a

Pr. Av.

Pr. It

itim

an

ena

Luc

Pr.

P r.

Alh

baú Tam

de

Con

Pr.

D

.P Al

Pr.

Pr.

Pr.

C

6

Praia de Sepetiba

Av. Pr. Copacabana

C Pr. Av.

Praia de Ipanema

Praia de Saquarema

Praia de Icaraí

Praia do Arpoador

opa

Praia de Búzios

Praia da Gávea

a

an cab

5

Pr. Manguinhos

4

Praia da Urca

Praia do Leblon

Praia de Cabo Frio

Praia do Sossêgo

Praia S. Conrado

Praia Vermelha

B

Praia de Marambaia

A

3

Pr .P

2

e nd

1

LAURO DE FREITAS

J

rquínio

Ta Av. Luiz

1

2

Alhanda - C3 Amaralina - H7 Amoeira - E7 Araruama - AB7 Aratuba - F7 Arembepe - I7/J6 Armação - H7/H8 Arpoador - AB4 Bandeirantes - AB9 Barra Grande - D8 Belmonte - G6 Berlinque - D8 Bertioga - D9 Boa Viagem - C6 Boipeba - G6 Botafogo - AB8 Búzios - AB3 Cabo Frio - AB2 Cabussú - D6 Cachaprego - C8 Cananéia - B10 Candeias - E4 Caraguatatuba - D10/E9

VM 153.indd 95

3

4

Carmo - EF4 Cigarras - DE10 Conceição - E7 Conde - C3 Copacabana - B1/10 Figueirinha - E9 Flamengo - AB8 Forte - H6 Funda - AB10 Gamboa - C6/7 Garapuá - G6 Gávea - AB3 Gravatá - C D3 Grumarí - AB8 Guadalupe - D3 Guaibim - F6 Guaibú - E5 Guaraparí - C8/B9 Guaratiba - AB9 Guarujá - CE10 Icaraí - AB4 Igarassú - D3/E4 Iguapé - C5

5

6

Imbé - E9 Inema - D6/C7 Ipanema - AB5 Iporanga - D9 Iracema - C5 Itacaré - FG5 Itacimirim - H7 Itamaracá - B5/E4 Itanhaém - C10 Itaoma - AB10 Itaparica - E7 Itapema - DE7 Itapoan - B6/I7 Jaguaribe - F5 Janga - D3 Jauá - H6/I7 Leblon - AB3 Leme - AB7 Loreto - H6/7 Lucena - C3 Macaé - AB9 Magaratiba - AB6 Manguinhos - D7

7

8

Mar Grande - CD8 Marambaia - B2 Marataíses - B9 Meaípe - B7/8 Meio - AB9 Mucurípe - C5/6 Olinda - D4 Ondina - GH8 Orange - D5/6 Paciência - I7 Pajussara - F5/6 Paquetá - AB6 Parati - AB6 Penha - D8 Pequequeaçú - E10 Pescador - G7/8 Piatã - HI6 Piedade - F4/5 Pina - D4 Pitangueiras - D10/9 Pitangui - E5 Pitimbú - C4 Pituba - GH7

9

10

Quebra-Coco - I7 São Conrado - B1 São Vicente - B10 Saquarema - AB5 Sauípe - H6/7 Sepetiba - AB5 Sereia - C7/B8 Sonho - CD10 Sossêgo - AB2 Stella Maris - F7/8 Suape - D5/E5 Tamandaré - E6 Tambaú - C3/4 Torres - E8/9 Tramandaí - E7/9 Tubarão - F8 Ubatuba - C9 Urca - AB3 Vera Cruz - C8/9 Vermelha - B1

04/10/2011 12:02:32


96 | Vilas Magazine - Outubro 2011

VM 153.indd 96

04/10/2011 12:02:34


Vilas Magazine | A revista de Lauro de Freitas | Ed 153 | Outubro de 2011 | 28 mil exemplares