Page 1

R

A Revista de Lauro de Freitas e Região

Ano 20 | Edição 239 Dezembro de 2018

Feliz Natal!


CENA DA CIDADE Alvorada dos Ojás

LUCAS LINS

Símbolo de resistência, afirmação e sagrado, a Alvorada dos Ojás, ato de amarração de panos brancos em árvores, foi realizada na noite de 22 de novembro, no Terminal Turístico Mãe Mirinha de Portão, por representantes das comunidades de terreiros de Candomblé de Lauro de Freitas. Parte da programação do Novembro Negro do município, o ritual de reverência aos orixás é também um pedido de respeito, amor, tolerância, paz e equilíbrio para a sociedade. Cânticos dos cultos de matriz africana, percussão de atabaques e dança marcaram o rito de sacralização do Ojá no entorno da árvore mangueira, no Terminal Turístico. No ato de sacralização dos Ojás, os panos amarrados em árvores na forma de laço representam entidades femininas, já os de nó de gravata caracterizam os orixás masculinos. Em Lauro de Freitas existem mais de 400 terreiros registrados e quase 80% da sua população é afrodescendente.

A revista de Lauro de Freitas & Região

www.vilasmagazine.com.br Facebook: VilasMagazine.Online Instagram: @VilasMagazine

Publicação mensal de propriedade da EDITAR - Editora Accioli Ramos Ltda. Rua Praia do Quebra Coco, 33. Vilas do Atlântico. Lauro de Freitas. Bahia. CEP 42708-790. Tels.: 0xx71/3379-2439 / 3379-2206 / 3379-4377. Diretor-Editor: Carlos Accioli Ramos (diretoria@vilasmagazine.com.br). Dire­to­ra: Tânia Ga­zi­neo Accioli Ramos. Gerente de Negócios: Álvaro Accioli Ramos (comercial@vilasmagazine.com.br). Assistentes: Leandra Almeida e Vanessa Silva (comercial@ vilasmagazine.com.br). Gerente de Produção: Thiago Accioli Ramos. Assistente: Bruno Bizarri. Administrativo/Financeiro: Miriã Morais Gazineo (financeiro@vilasmagazine.com.br). Distribuição: Álvaro Cézar Gazineo (responsável). Tratamento de imagens e CTP: Diego Machado. Redação: Rogério Borges (DRT 6851/MG), coordenador. Colaboradores: Jaime de Moura Ferreira e Raymundo Dantas (articulistas), Thiara Reges (jornalista freelancer). Tiragem desta edição: 30 mil exemplares. Im­pressão: Log & Print Gráfica e Logística S. A. (Vinhedo/SP).

Para anunciar: comercial@vilasmagazine.com.br Tels.: 0xx71 3379-2439 / 3379-2206 / 3379-4377. Contatos com a Redação: redacao@vilasmagazine.com.br Vilas Magazine é uma revista mensal de serviços e facilidades, distribuída gra­tuitamente em todos os domicílios de Vilas do Atlântico e condomínios residenciais de Lauro de Freitas e região (Abran­tes, Ja­uá, Stella Maris, Pra­ia do Flamengo e parte de Itapuã). Disponível também em pontos de distribuição criteriosamente selecionados na região. As opiniões expressas nos artigos publicados são de responsabilidade de seus autores e não refletem, necessariamente, as da Edi­tora. É proibida a reprodução total ou parcial de matérias, gráficos e fotos publi­cadas nesta edição, por qualquer me­io, sem autorização expressa, por escrito da Editora, de acordo com o que dispõe a Lei Nº 9.610, de 19/2/1998, sobre Di­reitos Autorais. A revista Vilas Magazine não tem qualquer responsabilidade pelos serviços e produtos das empresas anunciados em suas edições, nem assegura que promessas divulgadas como publicidade serão cumpridas. Cabe ao leitor avaliar e buscar informações sobre os produtos e serviços anunciados, que estão sujeitos às normas do mercado, do Código de Defesa do Consumidor e do CO­NAR – Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária. A revista não se enquadra no conceito de fornecedor, nos termos do art. 3º do Código de Defesa do Consumidor e não pode ser responsabilizada pelos produtos e serviços oferecidos pelos anunciantes, pela impossibilidade de se deduzir qualquer ilegalidade no ato da leitura de um anúncio. No entanto, com o objetivo de zelar pela integridade e cre­di­bilidade das mensagens publicitárias publicadas em suas edições, a Editora se reserva ao direito de recusar ou suspender a vei­culação de anúncios que se mostrem enganosos ou abusivos, por constrangimentos causados ao consumidor ou empresas. A revista Vilas Magazine também u­ti­liza conteúdos edi­to­ri­ais licenciados pela Agência Fo­lhapress (SP) e Agência A Tarde (BA). Os títulos Vilas Ma­­gazine e Boa Dica – Facilidades e Serviços, constantes desta edição, são marcas regis­tradas no INPI, de propriedade da EDITAR – Editora Accioli Ramos Ltda.


Dezembro de 2018 | Vilas Magazine | 3


NOSSA OPINIÃO Bodas de Prata Em 23 de novembro o Rotary Club Lauro de Freitas completou 25 anos de serviços prestados à comunidade, clube de serviço do qual tenho a honra e orgulho de fazer parte, por 20 anos. Pertencer a um clube de Rotary, como voluntário, significa praticar preciosos valores humanos, ser solidário, estender a mão ao próximo, ser fraterno em toda sua plenitude. “Fraternidade é promover o encontro de cada pessoa com ela mesma e com um amanhã melhor. É buscar o preceito divino da igualdade, da inclusão, da liberdade e do desprendimento”. Rotary é definido como uma rede global de voluntários, integrada por homens e mulheres de negócios, líderes profissionais e empresariais, que no mundo inteiro prestam serviços humanitários, fomentam um elevado padrão de ética em todas as profissões e ajudam a estabelecer a paz e a boa vontade entre os seres humanos. Somos uma organização de líderes servidores. Não se concebe a existência do Rotary sem a prestação de serviços humanitários. Além de um nobre valor, os serviços humanitários são a razão de ser do Rotary. Focado nesses princípios, é que durante esses 25 anos dedicados à comunidade, o Rotary Club Lauro de Freitas viabilizou trabalhos que ainda hoje são referências no município (leia matéria nas páginas 28 a 31 desta edição). Me orgulho de ter participado de todas essas ações nos últimos 20 anos. Essa participação enobrece a mim e à minha família. Nossa força e entusiasmo para servir se alimentam com os valores que norteiam os quatro objetivos do Rota­ry, de estimular e fomentar o Ideal de Servir como base de todo o empreendimento digno, promovendo e apoiando, primeiro, o desenvolvimento do companheirismo como elemento capaz de proporcionar oportunidades de servir; segundo, o reconhecimento do mérito de toda ocupação útil e a difusão das normas de ética profissional; terceiro, a melhoria da comunidade, pela conduta exemplar de cada um na sua vida pública e particular e quarto, a aproximação dos profissionais de todo o mundo, visando à consolidação das boas relações, da cooperação e da paz entre as nações. É inegável o prestígio do Rotary Club em Lauro de Freitas. Tanto o é, que a Câmara de Vereadores instituiu o Dia Municipal do Rotary, celebrado em 23 de fevereiro, por indicação do vereador Alexandre Marques. Como também é inquestionável a relevância da parceria de um clube de Rotary na execução de políticas públicas. Voluntariamente, diversos membros do clube já participam de variadas instâncias da sociedade, mas a título exclusivamente pessoal. É necessário que o poder público e as muitas entidades representativas continuem a estabelecer pontes formais com a instituição, como ocorreu na mais recente campanha de vacinação antipólio, para ampliar a participação cidadã de todos em benefício de todos. É assim que consolida o viver com dignidade. Longa vida ao Rotary Club Lauro de Freitas.

Eleições 2020 Passadas as eleições nacionais e estaduais, a cidade volta-se com força para 2020, quando iremos às urnas para avaliar os mandatos locais, na prefeitura e na Câmara. É nesse sentido que muita gente já se movimenta. O conjunto de vereadores que sai das urnas é sempre uma incógnita, com resultados definidos a partir de realidades muito localizadas nas comunidades. Mas há algumas constantes. Uma delas tem sido o nome de Antônio Rosalvo Batista Neto, eleito presidente da Câmara pela terceira vez, agora para o biênio 2019-2020. De perfil discreto e conciliador, o vereador não é dado a rompantes popularescos nem a discursos inflamados. É daqueles que pensa antes de falar e mantém os pés no chão. Nos tempos que correm, trata-se de uma qualidade ímpar.

Feira de realidades É notável como os adolescentes do CEEPTIC, em Lauro de Freitas, em meio a uma prosaica feira de ciências, se posicionam afirmativamente em relação à realidade que os cerca. O mérito é deles, com toda a certeza, mas também do corpo docente, que prova assim estar cumprindo a missão com acerto. Como diria o educador, pedagogo e filósofo Paulo Freire, Patrono da Educação Brasileira, o professor tem que formar cidadãos. Laureado com o Prêmio de Educação para a Paz da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), Freire poderia rever-se com orgulho no corpo escolar do CEEPTIC. No país inteiro, milhões de professores todos os dias se dedicam a construir a nação, educando cidadãos, ou pelo menos se esforçando para isso, apesar de mal pagos e apesar de todos os obstáculos, da falta de condições materiais, da violência que grassa nas escolas, de pressões de todos os tipos. A prestação intelectual e cidadã dos adolescentes da escola técnica é também uma homenagem a todos eles. 4 | Vilas Magazine | Dezembro de 2018

Carlos Accioli Ramos Diretor-editor


Dezembro de 2018 | Vilas Magazine | 5


Registros & Notas

Tradicional Kibe do Rafful inaugura novo espaço

Oncologista Daniel Argolo integra comitê de organização internacional

É quase impossível que algum morador da região não tenha se deliciado com os sabores do tradicional Kibe do Rafful. A marca, que agrega com rara eficiência qualidade e atendimento, conduzida pelos proprietários Antonio Rafful e Celina (dir.) inaugura novo endereço, agora no espaço interno da loja de plantas Bosque, na Estrada do Coco. Os ótimos kibes e esfihas abrem os pedidos, que podem (e devem) ser completados com beirutes, falafel, pastas, kibe cru, entre outras delícias da culinária árabe.

O médico Daniel Argolo, do Grupo CAM, alcança mais uma conquista profissional. Oncologista clínico, pesquisador, coordenador do serviço de oncologia mamária e diretor geral das unidades de oncologia da CLION, ele foi indicado para ser membro do comitê da Sociedade Americana de Oncologia Clínica (ASCO), principal organização profissional do mundo para médicos e profissionais de saúde envolvidos no cuidado dos pacientes oncológicos. O trabalho do profissional no Comitê de Prática Clínica (CPC) d a AS CO terá duração de três anos e envolverá as diversas particularidades do cuidado ao paciente com câncer, tendo ênfase especial na cobertura, acesso e qualidade do atendimento. A relação de Daniel Argolo com o quadro internacional é longa. Em 2014, ele recebeu o prêmio LIFe (Long-term International Fellowship Award) da ASCO. Em dezembro de 2015, completou postdoctoral fellowship no serviço de oncologia mamária do Memorial Sloan Kettering Cancer Center (NY - EUA), um dos mais importantes centros de câncer do mundo, com o qual ainda mantém colaboração científica.

Evento reuniu aficionados de técnicas de artes marciais Ainda repercute o evento que o Centro de Artes Marciais AKTKD, de Vilas do Atlântico, promoveu em outubro, em parceria com a Federação Esportiva Baiana de Taekwondo, no Colégio Perfil. No primeiro seminário de Taekwondo voltado para técnicas de lutas, estiveram presentes os mestres Carlos Costa e Gilberto Artur, ambos de São Paulo, detentores de diversos títulos estaduais, nacionais e internacionais. O evento,organizado pelo mestre Márcio Mascarenhas, contou com a participação de aproximadamente 50 atletas, interessados em aprimorar e atualizar técnicas do esporte.

ACBEU inaugura em 2019 mais uma unidade na região: 7 mil m² de área em Busca Vida Com investimento aproximado de R$ 20 milhões, a Associação Cultural Brasil-Estados Unidos (ACBEU) vai construir uma nova unidade da ACBEU Maple Bear Canadian School, que será inaugurada em março do próximo ano, na Estrada do Coco, 6 | Vilas Magazine | Dezembro de 2018

próxima ao Shopping Busca Vida, Camaçari. Pesquisa contratada pela instituição apontou a região como grande vetor de crescimento na Região Metropolitana de Salvador. A escola, que segue a metodologia educacional canadense, terá mais de 7 mil m² de área construída, sendo que a execução será em duas etapas. Quando estiver em pleno funcionamento, a ACBEU Maple Bear Busca Vida vai atender de 700 a 800 alunos.


ESPAÇO

TEMPO

INOVAÇÃO

Dezembro de 2018 | Vilas Magazine | 7


Registros & Notas

Juceb recebe homenagem em reconhecimento à eficiência A Junta Comercial da Bahia (Juceb) passou a receber, no mês passado, livros contábeis em formato 100% digital. A facilidade permite que clientes detentores de certificado digital protocolem os livros de suas empresas pela internet, sem precisar se dirigir a um posto de atendimento da Juceb. O arquivamento de livros em formato 100% digital é parte das inovações que a Juceb vem fazendo nos últimos anos, no sentido de desburocratizar o atendimento do órgão e dar aos seus clientes a comodidade de resolver demandas pela internet, economizando tempo, dinheiro e, agora com os livros digitais, poupando o translado dos tomos. Sob a presidência de Antônio Carlos Marcial Tramm (foto), as ações da Juceb trouxeram como resultado a redução de mais de 30% no atendimento presencial do órgão nos últimos quatro anos, além da redução no tempo médio de tramitação dos processos de oito dias para 24 horas. Por conta desses

resultados, a Junta foi homenageada com uma moção na Assembleia Legislativa do Estado da Bahia, também no mês passado. Além da informatização do processo mercantil, que tem diminuído o tempo de tramitação dos processos e a necessidade de atendimento presencial para constituição, alteração ou fechamento de empresas, o reconhecimento se deu pela eficácia dos serviços que vem sendo prestados pela Junta. A moção cita também as ações de integração com entes estaduais, municipais e estaduais, por meio da Rede Nacional para a Simplificação o Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (Redesim). toso chef Aurélio Agazzi (na foto, de dólmã e toque blanche) e sua gastronomia criativa e inusitada. O tempero: O harmonioso som do quarteto Bago de Jazz, grupo que vem se destacando na cena instrumental pelo repertório bem cuidado, com clássicos do jazz, bossa nova, pop e temas autorais.

Harmonia saborosa Lauro de Freitas possui um endereço especial e muito agradável, elegante, onde se pode desfrutar o casamento perfeito entre o melhor da alta gastronomia, temperado com a qualificada harmonia da boa música instrumental. O lugar: O belíssimo e aconchegante Restaurante Sui, com fortes referências da cultura baiana, sob a batuta do talen-

Premiação No dia 13 de novembro, Wilson Abdon, diretor geral do Colégio Perfil, foi recepcionado na sede da Google For Education Brasil, em São Paulo, para receber o troféu de Escola Referência Google e o certificado, oficializando essa conquista.

Luiz Eduardo Sampaio – aplicado aluno do 3º semestre do curso de Administração da Unime de Lauro de Freitas – comemorou seus 19 anos em novembro, festejado pelos pais, Luiz Carlos e Marinalva Sampaio.

8 | Vilas Magazine | Dezembro de 2018


An_revista_18,2x24,1cm-02.indd 1

11/16/18 17:45 Dezembro de 2018 | Vilas Magazine | 9


q CIDADE

Prefeitura de Lauro de Freitas inicia reforma da Igreja Matriz

A

Igreja de Santo Amaro de Ipitanga, com 400 anos de história, passa por intervenções para conservação do patrimônio. Além da pintura, o telhado está sendo substituído, o forro recuperado, as instalações elétricas adequadas e as esquadrias restauradas. As obras foram contratadas pela prefeitura de Lauro de Freitas. A primeira etapa da reforma é a troca do telhado. Para isso, foi necessário instalar uma cobertura provisória acima da estrutura antiga, conforme explicou Gervásio Filho, responsável pela empresa que ganhou a licitação da obra. Para rece10 | Vilas Magazine | Dezembro de 2018

ber as novas telhas, o madeiramento da cobertura antiga passará por restauração. Tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) em 13 de maio de 1985, a igreja teve o projeto de reforma aprovado pela entidade após visita técnica. A primeira etapa deve ficar pronta este mês. Durante o período da reforma, as missas e encontros da paróquia estão sendo realizados no Centro Comunitário, em frente ao monumento, e no Colégio Equipe, no Centro. HISTÓRIA Berço da história de Lauro de Freitas –

cidade cujo nome original é Santo Amaro de Ipitanga, a igreja foi construída no final do século 17, conforme indica análise do tipo de portada. De arquitetura barroco-maneirista, guarda em seu interior raridades como os extensos silhares de azulejos portugueses – os mais extensos encontrados na arquitetura luso-brasileira. Calcula-se que datem de 1740 a 1750. Há ainda imagens do Senhor Morto e de Nossa Senhora das Dores, em rocca, também tombadas. O Livro do Tombo das Belas Artes registra que o edifício é composto por uma estrutura de paredes de alvenaria mista de pedra e tijolo que sustentam tesouras de madeiras do telhado. A nave é única, com galerias laterais muito altas, superpostas por tribunas. A igreja tem duas capelas laterais simétricas, resíduo do falso transepto das igrejas jesuíticas luso-brasileiras. Aqui, as


EDGARD COPQUE

Técnicos observam início da obra de substituição do te­lha­do. De arquitetura barroco-maneirista, a igreja guarda em seu interior raridades como os extensos silhares de azulejos portugueses (dir.:) – os mais extensos encontrados na arquitetura lusobrasileira. Calcula-se que datem de 1740 a 1750. Na outra página: Tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) em 13 de maio de 1985, embeleza a praça da Matriz. No detalhe, imagem dos anos 60. capelas intercomunicantes deram lugar às galerias abertas para o exterior. O frontispício destaca-se por possuir torres atarracadas, recobertas por telhados de quatro águas e frontão com volutas com óculo circular. A portada de arenito é ladeada por duas janelas com grades

de ferro e cercaduras de arenito. O interior, apesar de alterado numa reforma de 1975, conserva uma barra de azulejos que envolve toda a nave e a capela-mor com motivos avulsos.

Dezembro de 2018 | Vilas Magazine | 11


q CIDADE

Ações educativas do Procon vão percorrer Lauro de Freitas

Gleydson Faleiro (de terno) entrega exemplar do Código do Consumidor durante ação do Procon municipal: educando o comércio

O

Procon de Lauro de Freitas promoveu em 21 de novembro a operação “Procon nas ruas”, com foco educativo, para orientar fornecedores quanto aos seus deveres e obrigações nas relações comerciais. A primeira etapa da operação foi realizada no comércio da avenida Fortaleza, em Itinga, com distribuição de cartilhas de boas práticas e exemplares do Código de Defesa do Consumidor (CDC). Mais de 50 estabelecimentos foram visitados. Garantir a prestação de serviços com qualidade e segurança é um dos objetivos destacados por Gleydson Faleiro, coordenador do Procon Municipal, sobre a iniciativa da ação. “Diversos fornecedores ainda desconhecem determinadas obrigações legais”, verifica – “por isso, e como uma das vertentes de atuação do Procon, estamos orientando comerciantes sobre boas práticas consumeristas, harmonização e demais normas estabelecidas pela legislação”. Faleiro promete que a operação “Procon nas ruas” vai percorrer o comércio de todos os bairros da cidade. Direito à informação, a troca, precificação individual nos produtos, acessibilidade e disponibilização de álcool em gel no estabelecimento foram algumas das responsabilidades do fornecedor abordadas na ação. A lei nº 13.706, que determina a disponibilidade de álcool em gel, foi sancionada ano passado. “Por onde passamos, diversos fornecedores ressaltam desconhecer deter-

12 | Vilas Magazine | Dezembro de 2018


minadas obrigações legais, sendo comum encontrar irregularidades cometidas por estabelecimentos comerciais, como a prática de venda casada, a não precificação individual de produtos, a não disponibilização de exemplar do Código de Defesa do Consumidor visível e de fácil acesso”, disse ainda o coordenador do Procon – “É aí que vemos a importância do nosso trabalho”. A unidade de Proteção e Defesa do Consumidor de Lauro de Freitas, inaugurada em outubro, é a primeira de serviço municipalizado da Região Metropolitana. O Procon atende consumidores com orientações jurídicas, realiza conciliações e recebe denúncias, que podem ser feitas por e-mail denunciaproconlf@gmail.com

Antônio Rosalvo é eleito presidente da Câmara de Lauro de Freitas O vereador Antônio Rosalvo Batista Neto (REDE) foi eleito, no mês passado, presidente da Câmara Municipal de Lauro de Freitas para o biênio 2019-2020, sem nenhum voto contra. Será o terceiro mandato de Rosalvo à frente do Legislativo municipal. Ele já exerceu a presidência em 2011-2012 e depois em 2015-2016. “Nesse momento, Rosalvo é a pessoa ideal para gerir a Casa, pela experiência acumulada”, observou Augusto César, atual líder do governo. De perfil conciliador, Rosalvo é conhecido entre os pares por buscar consensos. Ele substitui Naide Brito, do PT, partido que ficou sem Tito Coelho observa Antônio Rosalvo, cargos na Mesa Diretora. Com a eleição, Rosalvo torna-se o sucessor de Moe- que deposita a cédula de votação na ma Gramacho (PT) na prefeitura, já que Mirela Macedo urna: terceiro mandato (PSD), a vice-prefeita eleita, não chegou a tomar posse, preferindo assumir vaga de deputada na Assembleia Legislativa. “Faremos uma administração compartilhada”, disse Rosalvo, prometendo consultar os vereadores antes de tomar decisões administrativas. O primeiro vice-presidente será o vereador Augusto César (PP) e o segundo vice o vereador Edilson Ferreira (PRB). Para a Primeira Secretaria foi eleita a vereadora Débora Régis (PSL), ficando o vereador Tito Coelho (PPS) na Segunda e o vereador Valmir Sodré (PRB) na Terceira Secretaria. Por indicação de Moema Gramacho, os vereadores Roque Fagundes (PT) e Edivaldo Palhaço (PSB) serão, respectivamente, líder e vice-líder do governo.

Dezembro de 2018 | Vilas Magazine | 13


q CIDADE

Viaduto da rua das Locadoras já está liberado

O

viaduto na Travessa Santos Dumont, mais conhecida como rua das Locadoras, foi liberado ao tráfego no mês passado. A nova via oferece acesso direto a quem segue do Aeroporto Internacional de Salvador com destino a Lauro de Freitas e Litoral Norte, pela avenida Santos Dumont. Antes, para fazer o mesmo trajeto, os motoristas precisavam seguir pelo bambuzal e passar pelo viaduto da Estação Aeroporto do Metrô. Com extensão de 140 metros e 10 metros de largura, além de calçada para pedestre com guarda-corpo em gradil, o viaduto possui dispositivos de segurança em barreiras de concreto, iluminação pública e sinalização horizontal e vertical. O equipamento estava previsto no pacote de obras complementares para implantação do sistema de metrô. Além do viaduto, a rua das Locadoras teve as pistas alargadas e conta com uma nova. As intervenções foram necessárias para a construção de parte do complexo viário da estação de metrô e para viabilizar o acesso do ônibus que faz a integração de passageiros da estação com o aeroporto. Viaduto novo poupa tempo para quem vem do aeroporto para Lauro de Freitas

14 | Vilas Magazine | Dezembro de 2018

Programa Corra pro Abraço forma 160 jovens em cursos profissionalizantes

M

oradores de Itinga, 160 jovens receberam no mês passado a certificação de cursos profissionalizantes de auxiliar administrativo, manicure, maquiador e técnico de vendas. A cerimônia foi promovida pelo Programa Corra pro Abraço, na escola municipal Dois de Julho. Os cursos representam a possibilidade concreta de iniciar uma carreira num cenário de falta de perspectiva profissional de quem vive sob risco social. A realização da cerimônia na semana em que se comemora o Dia da Consciência Negra – 20 de Novembro – não foi mera coincidência. De acordo com o governo, praticamente 100% do público do Corra é negro. O Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra é uma referência ao líder negro Zumbi dos Palmares, falecido neste mesmo dia, em 1695. Ele foi um símbolo da luta e resistência dos negros escravizados no país. Pensado pela Secretaria da Justiça e Direitos da Bahia, o “Corra”, como é chamado pelos profissionais que atuam no programa e também pelos participantes – tem tido êxito ao envolver jovens de bairros populares em situação de vulnerabilidade social de Lauro de Freitas e Salvador em ações de arte-educação mescladas com instrumentos de desenvolvimento de habilidades para a vida.


CAROL GARCIA

FERNANDO VIVAS

“A certificação é uma atividade que consideramos a culminância de todo um processo”, disse Trícia Calmon, coordenadora do programa – “começamos trabalhando com população de rua e esse grupo nos mostrou a trajetória que leva alguns para fora do seio familiar”. Agora o programa busca atuar na prevenção, para evitar esse tipo de ocorrência. “Uma vez, uma mãe falou que um folder do programa salvou a vida do filho dela”, contou – e “não há nada mais gratificante do que isso”. Não se trata apenas de capacitação. A iniciativa dá outras ajudas para que os participantes ingressem, de fato, no mercado de trabalho, a exemplo de kits profissionais que foram entregues ao final da cerimônia para cada formando. Esses materiais facilitam o início imediato da prática profissional

Trícia Calmon (esq.): “uma mãe falou que um folder do pro­ grama salvou a vida do filho dela. Não há nada mais gra­ti­fi­ cante do que isso”. Acima, apresentação do grupo Legião Itinga em cada um dos cursos nos quais se formaram os jovens, inclusive de modo autônomo. Além disso, a equipe do programa faz o encaminhamento dos formandos para o Serviço de Intermediação de Mão de Obra, o Sine Bahia, dando acesso a outros cursos. A noite da cerimônia foi marcada também por uma performance cênica do grupo Legião Itinga, que trabalha a lógica do teatro do oprimido e conta com jovens residentes da comunidade. “É bom ressaltar que esse grupo, assim como outros que testemunhamos, foi formado a partir da vivência desses jovens durante a participação no programa”, contou Trícia Calmon.

Dezembro de 2018 | Vilas Magazine | 15


q CIDADE

Estudantes usam o Chromebook no colégio Perfil ACERVO COLÉGIO PERFIL

Parceria com o Google tem referência no Colégio Perfil e alcança 500 escolas públicas

O

Colégio Perfil de Vilas do Atlântico tornou-se a primeira “Escola de Referência Google” da Bahia, em outubro. O selo é atribuído pela empresa norte-americana às instituições de ensino que desenvolvem soluções únicas, com o suporte de ferramentas de educação do Google. As três primeiras escolas brasileiras certificadas pelo Google, em 2017, são todas de São Paulo: Colégio Mater Dei, Ítalo Brasileiro e EMECE. Wilson Abdon, diretor geral do Colégio Perfil, foi à sede da Google For Education Brasil, em São Paulo, no dia 13 de novembro, para receber o troféu de Escola Referência Google e o certificado, oficializando a conquista. De acordo com Wilson, a instituição investe em uma educação baseada no G Suite, que provê tecnologias facilitadoras como o Google Drive, Google Apresentações, Gmail, Google Classroom e Google Docs, para dar alguns exemplos. Além disso, dedica-se a desenvolver os professores, contando com Educadores Certificados pela Google de Nível 2, Instrutores Certificados e Inovadores Certificados. Todos esses elementos, somados à parceria com a For Education

16 | Vilas Magazine | Dezembro de 2018

EdTech, levaram ao reconhecimento do Colégio Perfil como a primeira Escola de Referência da Bahia. O ensino público baiano também tem a participação da Google for Education. Cerca de 500 escolas na Bahia devem ser contempladas até o fim do ano com o projeto e-Nova Educação, lançado em abril deste ano pela secretaria da Educação do Estado em parceria com empresa. A ação leva internet de alta velocidade e dispositivos móveis para as salas de aula de toda a rede estadual de ensino. Para acompanhar o projeto, o diretor

do Google for Education Brasil Alexandre Campos esteve em Lauro de Freitas e Salvador em agosto para “acompanhar o uso das tecnologias nas escolas que estão recebendo os Chromebooks”, que à data já eram 300. Os professores foram capacitados na Universidade Federal da Bahia (UFBA) para transmitir o conteúdo em sala de aula. “Tudo que os alunos querem hoje é estudar usando computadores”, disse Campos. Com o projeto, o conteúdo nas escolas é acessado por meio de Chromebooks, aparelho semelhante a um notebook, criado pelo Google, que funciona totalmente baseado na web. O Governo do Estado já adquiriu 14 mil unidades do produto para distribuir nas escolas. “Esta tecnologia é uma ferramenta que vem fortalecer o eixo pedagógico das escolas, pois o pedagógico é o objetivo central e o tecnológico é o auxiliar”, avaliou o secretário estadual da Educação Walter Pinheiro. “O resultado desta parceria com o Google é a plataforma, a forma como você se interliga, acessa e pratica, mas o conteúdo é, inclusive, de baianos e baianas” – explica – “no ano passado, nós lançamos a nossa plataforma com 6.580 conteúdos e, agora, por exemplo, estamos vendo várias escolas que têm experiências que são gestadas CLAUDIONOR JÚNIOR

Estudantes da rede pública usam o Chromebook em sala de aula


a partir da criatividade, do envolvimento e, principalmente, da inter-relação e esta parceria é para permitir isso”. Em fase piloto desde 2017, o projeto e-Nova Educação já fazia parte do dia a dia de estudantes e professores de vinte escolas de Ensino Médio de onze municípios baianos. Além de Lauro de Freitas e Salvador, Feira de Santana, Mata de São João, Camaçari, Jequié, Vitória da Conquista, Ilhéus, Itabuna, Senhor do Bonfim e Luís Eduardo Magalhães, nas mais variadas modalidades de ensino.

MARCUS CARNEIRO / GOVBA

Aluno-atleta de Lauro de Freitas conquista medalha nos Jogos Escolares da Juventude

E

nzo Espínola, aluno do colégio Sartre de Lauro de Freitas, conquistou a medalha de bronze no primeiro dia da competição de luta olímpica, na etapa nacional dos Jogos Escolares da Juventude, Natal (RN), para alunos-atletas de 12 a 17 anos. Na sua primeira participação nos jogos, Enzo Espínola, de 13 anos, comemora a conquista e o fato de estar representando a Bahia e em particular Lauro de Freitas no torneio de luta olímpica. “Estou muito feliz com esta medalha de bronze”, disse – “a gente sabe como é difícil conquistar bons resultados nos Jogos Escolares e representar a Bahia me deixa muito orgulhoso”. Toda a delegação baiana, que soma mais de 130 pessoas entre atletas, técnicos, fisioterapeuta, jornalista e oficiais, viaja com o apoio do governo da Bahia.A edição nacional de Natal terminou em 26 de novembro, reunindo mais de 5 mil atletas de 2.136 escolas públicas e privadas de todo o Brasil, mais uma delegação do Japão, sede dos próximos Jogos Olímpicos.

Dezembro de 2018 | Vilas Magazine | 17


q CIDADE

Feira de tecnologia do CEEPTIC tem crítica à infraestrutura e à violência de gênero

O

s estudantes do Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP) em Tecnologia, Informação e Comunicação (TIC), unidade da rede estadual de ensino localizada em Lauro de Freitas, realizaram mais uma feira de tecnologia para apresentar projetos que aplicam a teoria aprendida em sala de aula. A inovação foi uma das atrações desta 1ª Feira de Artes, Ciências, Engenharia e Matemática do CEEPTIC, que aconteceu no dia 1º de novembro. Com o tema “Ciência para a Redução das Desigualdades”, a feira reuniu tecnologias sociais e inovações, de baixo custo e alcance social, desenvolvidas pelos estudantes. Foram expostos mais de 20 projetos, todos desenvolvidos por alunos do CEEPTIC com orientação dos professores orientadores. REDUTOR DE DECEPÇÕES O “mapeador virtual” é uma das criações dos estudantes que esteve em exposição. Ligado a uma câmera que gira 360º, um carrinho de controle remoto percorre a escola para fazer fotografias e disponibilizar na Internet. O projeto teve a coordenação da professora de Química Carla Ollandezos, 38 anos. O objetivo pedagógico era compreender os conceitos de geomapeamento e de programação de arduínos – basicamente uma placa de prototipagem eletrônica de código aberto. Mas a aplicação, para os alunos, tem outra finalidade: mostrar as dependências da escola à distância, reduzindo as “decepções” de quem vai ao CEEPTIC com “muitas expectativas” – sendo uma uRecado à sociedade no pôster do projeto: adolescentes antenados à realidade t Alerta contra o assédio sexual e vio­lência de gênero entre adolescentes. Rafael di Natale (18), Caroline Correia (16), Amanda Silva (17) e Stephany Campos (18) (a partir da esq.)

18 | Vilas Magazine | Dezembro de 2018

delas a de que a escola “tem máquinas suficientes para a quantidade de alunos”. A conclusão inscrita no pôster do projeto aproveita para fazer uma crítica por vias transversas: “devemos lembrar que apesar de tudo ainda é uma escola pública que depende do estado”. Graças ao projeto que distribui as imagens, “essas decepções estão diminuindo cada vez mais com relação à infraestrutura da escola”, escreveram. ASSÉDIO SEXUAL E VIOLÊNCIA Numa outra turma, orientada pela professora de matemática Katia Coura, 44 anos, que dá aulas de projeto, os adolescentes preferiram aproveitar


NOSSA OPINIÃO

O CEEPTIC está formando cidadãos

O

s estudantes do CEEPTIC provam que não têm nada de estúpidos. Antenados à realidade que os cerca, exercem com plenitude a cidadania precoce, emitindo opinião muito bem informada, quer sobre a violência de gênero que afeta a todos, quer sobre a infraestrutura da escola. A ideia pedagógica pode até limitar-se à “programação de arduínos”, mas há ali garotos que enxergam muito mais longe. Aquilo serve mesmo é para mostrar às pessoas que ainda há um longo caminho a percorrer na educação pública. A mera existência de um Centro Estadual de Educação Profissional em Tecnologia, Informação e Comunicação na Bahia é uma conquista de valor imenso. Os adolescentes reconhecem isso – e defendem a instituição ao falar na redução de decepções. É como se dissessem: “não esperem demais, valorizem o que temos”. Sabem que não é suficiente, mas é um ponto de partida. Garotos de valor.

a feira para emitir um alerta sobre o assédio sexual e a violência contra a mulher. “Tem havido situações complicadas [envolvendo assédio a meninas da escola] aqui nas vizinhanças”, contou um dos alunos. Nos dias anteriores à feira, uma das meninas teria passado por dificuldades na rua da escola.

A turma preparou painéis de fotos com situações de assédio e violência contra mulheres, um vídeo com o depoimento de uma vítima e apresentou-se cantando um rap (de muita qualidade) destinado a promover a consciência da comunidade escolar. A performance emocionou muita gente na sala. Ao final, um dos técnicos da secretaria de Educação aplaudiu a iniciativa: “aqui é o espaço para vocês falarem, falem bem alto!”, disse.

��������������� ��������������

2��������������� ������������������

Vilas do Atlântico: Tel: 3379-0303 | Stella Mares: Tel: 3374-5420 Dezembro de 2018 | Vilas Magazine | 19


q CIDADE

Concurso de fotografia premia alunos da rede municipal, celebrando Dia da Consciência Negra

A

manhã do dia 13 de novembro foi especial para os alunos da rede municipal que tiveram suas fotografias premiadas pelos jurados do 2º Concurso de Fotografias “Nosso Negro Olhar”, projeto da Secretaria de Educação realizado pela Escola Municipal Ana Lúcia Magalhães. A fotografia tem como foco captar expressões e estado de espírito. Com este propósito, cerca de 200 alunos do 6º e 7º ano do ensino fundamental 2 da rede municipal registraram, através de um olhar único, puro e verdadeiro, o sentimento de orgulho e pertencimento étnico racial e o desper-

20 | Vilas Magazine | Dezembro de 2018

As estudantes vencedoras do concurso de fotografias tar da consciência negra na contemporaneidade. Fotografar retratos também é contar histórias. O Dia da Consciência Negra é celebrado no Brasil em 20 de novembro, em homenagem a Zumbi dos Palmares, na data da sua morte, lutando pela liberdade do seu povo no Brasil, em 1695. A data tem como objetivo marcar a luta dos negros contra o preconceito e a discriminação. O aluno Caíque Barbosa declamou o poema Consciência Negra, do poeta e cordelista Bráulio Bessa, ao som da música Hallelujah, do grupo Pentatonix, executada ao violino pelo aluno Andrey Matos. A explanação de Rejane Rodrigues, (SEMED), serviu para promover discussão e reflexão entre os alunos, sobre a importância do povo e da cultura africana na construção da sociedade brasileira, e ainda dialogar sobre racismo, preconceito e desigualdade social. Em seguida foram homenageadas com o certificado “Ashanti – Mulher Africana Forte”, três mulheres guerreiras laurofreitenses: Rejane Rodrigues, Arleania Rodrigues Valderez e Eliete Silva. Um momento de reconhecimento e valorização de cidadãos que se destacam, principalmente porque suas histórias de vida se confundem com a história da cidade. Os jurados escolheram as três melhores entre as 25 fotografias préselecionadas, que apresentassem um ponto de vista diferenciado, destacando olhares e momentos espontâneos das pessoas, no seu dia a dia. A estudante Luana Vitoria, do 8º ano, conquistou o primeiro lugar; Maria Eduarda de Paula, do 6º ano, o segundo lugar e Caroline Santos, também do 6º ano, o terceiro lugar. “Estou muito feliz de ver a capacidade dos nossos alunos, com toda essa produção artística , através de poemas, músicas e fotografias de forma transversal e engajada na lei federal 10.639”, destacou o professor Antônio Cláudio, idealizador do projeto. No dia 9 de janeiro de 2003 foi promulgada a lei federal 10.639, que implementa a obrigatoriedade do ensino de história e cultura afro-brasileira e africana no currículo escolar dos níveis fundamental e médio. Esta lei alterou a 9.394, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional (conhecida como LDB). Em março de 2008 a lei 10.639 foi modificada pela 11.645 que inclui a obrigatoriedade do ensino de história e cultura indígena. As fotos produzidas para o concurso ficarão expostas no Cine Teatro de Lauro de Freitas até 13 de dezembro.


Jovens preparados para o 1º emprego são certificados em Lauro de Freitas

D

epois de passar por uma formação intensiva preparatória para o mercado de trabalho, 300 jovens de Lauro de Freitas foram certificados pelo Programa “Meu Primeiro Emprego, em busca do meu caminho”, em novembro. Além da preparação para o mercado de trabalho o programa realizou o curso de Baiana Gourmet. Durante o curso os alunos aprendem o funcionamento do mercado de trabalho e recebem orientações acerca dos procedimentos de recrutamento, como criação de um currículo e o comportamento correto durante uma entrevista. O Programa “Meu Primeiro Emprego, em busca do meu caminho” é executado pela equipe do Departamento de Captação de Vagas e Intermediação de Mão de Obra da Secretaria do Trabalho, Esporte e Lazer de Lauro de Freitas-SETREL. Responsável por ministrar os cursos do programa, Helenaide Santana destacou a contribuição de cada membro do departamento como fundamental. “Somos a parte pequena do processo. O que torna grande é o trabalho em equipe e este momento após o trabalho realizado é gratificante”, finalizou. RAFAEL MAGNO

Cerimônia no Centro Panamericano de Judô comemora 15 anos do Proerd

Mais de 600 mil estudantes passaram pelo Proerd desde 2003

M

ais de 2,5 mil alunos de 46 escolas públicas e particulares de Lauro de Freitas, Salvador e região metropolitana, além do Colégio da Polícia Militar, participaram, no dia 9 de novembro, de mais uma formatura do Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd). Participam do Proerd estudantes do 5º ao 7º ano, com idades entre 9 e 12 anos. A solenidade, no Centro Panamericano de Judô (CBJ), em Ipitanga, marcou também 15 anos de atuação do programa no estado, unindo esforços entre a Polícia Militar da Bahia, educadores, famílias e comunidade local, com foco na prevenção e redução do uso de drogas e da violência entre jovens. Mais de 600 mil estudantes do ensino fundamental passaram pelo programa nesse espaço de tempo. Os instrutores são policiais militares que recebem capacitação e visitam as unidades escolares uma vez por semana para dar aulas com material pedagógico específico para o curso. Durante a cerimônia as melhores redações produzidas pelos estudantes foram premiadas em reconhecimento ao bom aproveitamento das informações e conhecimentos compartilhados em sala de aula. Além disto, os estudantes participaram de sorteios de bicicletas e brindes e reafirmaram sob juramento o compromisso de se manterem afastados das drogas. A expectativa é que o programa seja ampliado e a cultura da não violência e da prevenção ao uso de drogas seja disseminada para um número maior de alunos em 2019. Em 2018, mais de 97 mil estudantes foram alcançados. Em Lauro de Freitas o programa existe há dez anos e em 12 escolas das redes municipal e particular de ensino. Somente no primeiro semestre deste ano atendeu quase 1,4 mil alunos em 47 turmas das escolas Fênix, Dr. Paulo Malaquias de Mello, Dom Avelar, Jovina Rosa, Santa Júlia, Vovó Ciça, Tia Lúcia, Cadetes Mirins, Félix Cardoso e José Paranhos. Dezembro de 2018 | Vilas Magazine | 21


q CIDADEDE VIDA ESTILO

Casal decide viver sem roteiro num motorhome

O

casal Achiles Finardi e Margaret Menezes, ambos com 58 anos, resolveram mudar de vida. Puseram a casa à venda e compraram um motorhome onde pretendem passar a residir, literalmente vivendo na estrada. Margaret conta que o projeto “viver sem roteiro” é coisa de 2006, mas só em fevereiro deste ano deram a partida. Foi depois de receberem a visita de um amigo que chegou num motorhome. “Falei para ele, o sonho é nosso e você comprou antes da gente” conta Margaret. - “E por que você não compra o seu? - “Porque não tenho dinheiro!” - “ Vende a casa” disse ele. E foi assim que os 490m² da casa, localizada num condomínio em Jacuípe, foram resumidos aos 12m² de um motorhome. “Nunca tinha pensado na ideia de vender a casa”, confessa ela. O primeiro passo foi “fazer um desapego, manter apenas coisas que coubessem dentro de um motorhome”. Margaret também investiu a habilidade pessoal de artesã para a arrumação e decoração do veículo. Uma das ferramentas a bordo é a máquina e material de costura “porque

22 | Vilas Magazine | Dezembro de 2018

eu não aguento o mesmo ambiente muito tempo, então a decoração do motorhome sempre vai mudar”. De resto, ela resolveu priorizar o embarque de... ferramentas. “Abri mão de roupas e sapatos em prol das minhas ferramentas”, conta. Leva parafusadeira, serra tico-tico e uma micro-retificadora, entre várias outras peças. Adora mecânica e o foco agora é preparar o motorhome mecanicamente. “Já aprendi até a fazer ligação direta”, conta, orgulhosa. Já Achiles é fã de cozinha. Se alguém encontrar o casal pelas estradas, “eu estarei embaixo do carro consertando algo e ele fazendo comida”, brinca ela. Durante as viagens, é ele quem deve dirigir enquanto ela cozinha na parte interna. Há outra cozinha fora do veículo. Ela só pretende dirigir “em caso de extrema necessidade”. Até porque não pretendem fazer grandes trajetos num só período, mas apenas poucos quilômetros por dia. “Achiles não pode dirigir por muito tempo, tem que dar uma paradinha”, conta. A MUDANÇA DE VIDA Ambos passaram pela experiência do

Margaret Menezes e Achiles Finardi com Bibi, Jujuba e Brad: TUDO PRONTO

câncer – Margaret foi matéria de capa da edição 201 (outubro de 2015) da Vilas Magazine, quando contou sua “batalha” – e convivem com o tratamento, no caso dela e com as sequelas de quatro cirurgias, no caso dele. Isso “me ajudou a perceber o quanto vale a vida”, conta ele. “Tive um câncer de mama e isto talvez tenha me ajudado a valorizar ainda mais a vida. Achiles também passou pela mesma coisa e juntos descobrimos que podemos viver de uma forma mais feliz”, resume. O sonho de viver na estrada é antigo, mas a decisão é recente “justamente por conta disso”, continua Margaret. “Avaliamos que poderíamos ter morrido sem realizar esse sonho. Com o câncer, descobrimos como a gente valoriza coisas na vida que não servem para nada”. Ambos estão ainda em tratamento. Ela com medicação ainda por dez anos e ele com o uso de uma meia especial. Não pode tomar sol nas pernas, não pode se ferir e precisa fazer exames com mais frequência, “mas isso é não é motivo para a gente não ser feliz”, defende ela – “estamos felizes e realizados em fazer esse projeto e tudo isso só nos impulsiona a viver de uma forma mais simples”.


PERFIL Nascido em Araras, no interior de São Paulo, Achiles tem uma filha e um filho do primeiro casamento. Ele conheceu Margaret em 2001 pela internet. Espelhado no exemplo dela, “redescobri a importância de lutar pelo que quero e sonho”. Ela é baiana, “determinada, otimista”, como consta no perfil que ambos divulgam – “amo tecnologia e vivo grudada no meu celular”. Margaret tem duas filhas e mais dois “por afinidade”, os filhos de Achiles – “e todos nos enchem de orgulho”, diz. Viver na estrada envolve logística e planejamento, mas “vamos reduzir muito os custos fixos”, prevê Margaret. “Não dá para ir a shopping comprar coisas, não dá para estocar comida”. A vida torna-se mais simples. Mesmo assim, é preciso sustentar o dia-a-dia. Eles mantêm um site (viversemroteiro.com.br) em que pedem apoio. Margaret vai lançar alguns produtos do projeto, como camisetas com temas de viagem e artigos para vender durante a viagem e online. Ela faz pulseiras artesanais que também vai vender. Além disso, “tenho uma parceria com uma grande empresa e tudo que vendo para

O quarto, no fundo do motorhome: tudo o que o casal precisa, em 12m²

eles ganho comissão” – explica. “Então, ao comprarem qualquer coisa as pessoas estarão ajudando o nosso projeto”. O casal também está em busca de patrocínios de empresas, tanto para a viagem como para um projeto solidário que vão colocar em prática: “ensinar artesanato em comunidades carentes” ao longo do caminho. LOGÍSTICA A logística de viagem conta com a colaboração de “apoiadores”, como são chamadas as pessoas que gostam desse

estilo de vida, mas por alguma razão não podem abandonar tudo para viver viajando. “Então eles apoiam as pessoas que vivem assim, oferecendo a casa como ponto de apoio”, revela Margaret. Ela mantém um banco de dados de seguidores das redes sociais dela. “Você tem espaço para estacionar o motorhome, com ponto de luz e água para apoiar a nossa viagem?”, pergunta ela – “muita gente se inscreveu e vamos usar essa lista na viagem”. Há pessoas do Brasil inteiro. Os postos de combustível 24 horas são outra opção de apoio. Diversos grupos na internet disponibilizam listas de locais seguros. Há também os campings, mas que o casal pretende evitar por uma questão de custos. Ligada na internet, ela conhece vários aplicativos que mostram tanto campings, como pontos de apoio com segurança. BIBI Margaret e Achiles vão viajar com Jujuba e Brad, uma poodle de 12 anos e um yorkshire de 10. Ela adora viajar. Já ele, nem tanto. “Não estou gostando dessa ideia de ficar viajando, mas se não tem jeito (porque são três contra um) vou ter que dar um jeito e me acostumar” – diria ele, segundo Margaret. Mas Jujuba gostou tanto do motorhome que passou a ser necessário tirá-la lá de dentro. Continua na página 24 u

Dezembro de 2018 | Vilas Magazine | 23


q ESTILO DE VIDA

DEPOIMENTO

Liberdade! u Continuação da página 23

Eles foram buscar o veículo em outubro em Novo Hamburgo (RS) e dormiram logo a primeira noite dentro dele. Passaram três dias na fábrica, vendo como se monta um veículo destinado a ser autossuficiente. Batizaram o motorhome de Bibi porque o casal chama um ao outro pelo apelido carinhoso de Bi. Ele tem 20 anos de uso, mas um motor a diesel, que dura muito mais. A base é de um Iveco que, de acordo com os mecânicos, dá menos problemas que os mais novos – e custou bem menos: R$ 120 mil. Tem sala, cozinha, banheiro e quarto, “tudo o que precisamos para viver por aí”, define Margaret. O próximo passo é botar o pé na estrada.

Passamos a vida buscando por ela! Liberdade para sair sozinhos de casa pela pela primeira vez, liberdade para sair da casa dos pais, liberdade financeira… Mas, na busca por essa liberdade, terminamos vivendo uma vida onde nos tornamos escravos. Em algum momento, algo se perde, e a busca pela liberdade vai cedendo espaço para os padrões, para as convenções sociais, para as necessidades de controle e segurança, para não perder a posição social e o poder de compras vazias num shopping… E, quando menos se espera, a liberdade tão desejada parece não ter mais espaço. E não importa quão grande seja a casa, quão bem localizada ela seja, o carro zero todo ano, as roupas impecáveis no guarda roupa. Não importa o saldo no banco, o trabalho dos sonhos, os filhos bem criados, parece que está faltando algo, parece que está incompleto… E, de repente, parece que nada mais faz

24 | Vilas Magazine | Dezembro de 2018

sentido se o preço das conquistas custa a liberdade, custa os sonhos não realizados, e assim já não importa mais o status e a opinião de pessoas que não vivem a sua vida. Os 490m² já parecem pequenos demais, vazios demais, sufocante demais! E não importa a idade que o corpo carrega, pois sempre é tempo de criar a própria realidade, de realizar os sonhos! E, sim, todas as conquistas alcançadas até aqui foram importantes, há muita gratidão por cada etapa e momento da vida! Há gratidão por cada obstáculo e dificuldade superados, por cada vitória e conquista! Porém agora é hora de viver em um outro patamar de realizações, é hora de sentir a felicidade que não vem das coisas, pois coisas servem para facilitar a vida, não pra trazer a felicidade! É hora de viver uma vida que não custe a liberdade, é hora de ir dos 490m² para 12m², e depois para o tamanho do mundo! É hora de viver livre, sem padrões impostos, sem limites, sem muros, viver sem roteiro… Margaret Santos


Dezembro de 2018 | Vilas Magazine | 25


q ENTRETENIMENTO

Está nascendo um qualificado polo cultural e artístico na região Thiara Reges Freelance para a Vilas Magazine

N

os últimos 10 anos a região localizada mais ao litoral norte de Salvador registrou forte crescimento, populacional e comercial. Para ser ter uma ideia, Lauro de Freitas e Camaçari cresceram respectivamente 19,36% e 20,88%, contra apenas 6% de Salvador, segundo dados do IBGE. No entanto, alguns setores não acompanharam esse ritmo acelerado. Um exemplo é o entretenimento. Os grandes teatros e casas de eventos ainda se concentram na capital. Mas a implantação de um polo cultural, com eventos concentrados principalmente no bairro de Stella Maris, pretende mudar essa realidade. A proposta é do produtor cultural Mauro Cardoso, da MP Produções, em parceria com Flávio Cordeiro, da RMS Eventos e o Gran Hotel Stella Maris - Urban Resort & Conventions, e teve início em setembro

deste ano. A meta agora é manter uma programação constante ao longo de todos os meses de 2019, com pelo menos quatro grandes shows na grade. E, sem dúvida, a iniciativa começou com pé direito. O projeto “Salvador Palco da Boa Música”, um dos projetos que integram essa proposta, trouxe, em 22 de setembro, o show “Brasileira”, da baiana Rosa Passos, com um repertório recheado com sambas-canções e boleros, composições próprias e de grandes nomes da música. A abertura ficou por conta de uma talentosa revelação, Luiza Brito, que encantou os presentes, notadamente Rosa. Com cerca de 30 anos de atuação na área, Mauro sente que está no momento de resgatar a qualidade da cena cultural que ele presenciou na infância, com riqueza de conteúdos, tanto no teatro quanto na música, “e existe um público que está ávido por isso”, destaca ele. Para janeiro a proposta é ainda mais ousada: três finais de semana seguidos de teatro, com uma nova peça a cada final de

Em setembro a cantora Rosa Passos (dir.) fez um show em Stella Maris, com abertura da ta­len­tosa Luiza Brito (esq.)

26 | Vilas Magazine | Dezembro de 2018

semana. O primeiro espetáculo será com Renato Piaba, dia 17, seguido por Ricardo Castro em “R$ 1,99”, no dia 24, e encerra com Cristiane Oliveira em “Escândalo”, dia 31. “Estamos com nosso projeto embaixo do braço, apresentando para empresários, e captando parceiros que queiram fazer parte disso. A nossa proposta engloba o fortalecimento cultural dessa região que vai de Stella Maris até Camaçari, com eventos de qualidade, e que também ajudem na economia e no turismo. Todos saem ganhando”, destaca Mauro. NASCE O PRODUTOR Mauro era apenas um garoto na década de 1980, e seu pai, Fernando Peltier já brilhava nos palcos do teatro, principalmente nas produções de Manoel Lopes Pontes, diretor consagrado na época. Mauro cresceu basicamente entre os tablados do TCA e do Teatro Vila Velha e era de se esperar que o menino se tornasse um amante das artes cênicas. Como de fato é. Não nos palcos: “A timidez não me permitiu. Só me apresentei usando máscaras”, frisa. Mas o mundo do teatro é bem amplo, e nos anos 1990 Mauro começou a ajudar o pai na produção de peças que fizeram muito sucesso em Salvador. “A Noviça Rebelde”, “Os Saltimbancos”, “Meu Reino por um Cavalo” – trabalho em parceira com a companhia de Paulo Goulart e Nicete Bruno –, “A Incrível Viagem” – com Wagner Moura e Caíca Alves, sob direção de Hebe Alves –, “Perversidade Sexual em Chicago”, com Paulo Betti e José Mayer no elenco e direção de Dias Gomes, além de “Pinóquio”, sucesso de público com mais


Mauro Cardoso (esq.) e Flavio Cordeiro, idealizadores do projeto “Salvador Palco da Boa Música” de 60 mil espectadores e temporadas em vários teatros de Salvador. E em meio a tantas produções Mauro se arriscou até como roteirista, escrevendo a peça “É Tempo de Páscoa”, com uma proposta a reflexão do comportamento humano, que teve grande aceitação junto às escolas e às crianças. Um passo importante no trabalho de Mauro com o pai, foi o projeto “Escola Vá ao Teatro”, que tinha como objetivo ser a ponte entre as crianças a arte cênica. “Nosso trabalho era ir às escolas e apresentar a proposta do espetáculo. Quando a parceria era fechada, nos responsabilizávamos por levar as turmas para as apresentações que aconteciam durante a semana. Assim, chegamos a fazer até cinco apresentações por dia com o teatro cheio”, lembra. Fernando Peltier, já falecido, manteve também uma escola de teatro na Pituba, em Salvador, onde formou vários atores. Mas nem só de teatro é feita essa história. Há cerca de 18 anos Mauro produz o show do índio Wakay, um defensor da música nativa de seu povo. Ao longo desses anos dois CD’s foram gravados, “Caminho de Todos” e “Wakay Nativo”, e uma turnê pela Europa. POLO CULTURAL A ideia de implantar um pólo cultural na região surgiu das conversas de Mauro com seu amigo Flávio Cordeiro, ex guitarrista da banda Estakazero, que tem em sua base a música erudita. Flávio foi membro da orquestra de violinos da Bahia. Parceiros de negócios, Mauro e Flávio trabalham juntos na produção de casa-

mentos e eventos corporativos. Mas o primeiro evento que fizeram juntos e que traduz a tônica do polo cultural, aconteceu ao acaso. Uma amiga de Mauro realizou, no início deste ano, o show do mineiro Paulinho Pedra Azul, mas como Mauro estava em viagem indicou Flávio para participar da produção. “Em resumo, o show foi lindo, uma atmosfera incrível, o cantor conversando com o público, que não queria ir embora. Durante o show Paulinho contou várias de suas histórias, fazendo o público se sentir cada vez mais à vontade. Nessa hora entendemos: é isso que queremos fazer”, conta Mauro. O projeto está estruturado em três pilares: desenvolvimento da região, movimentando comércio e turismo; dar espaço para que os novos talentos possam apresentar seus trabalhos; e promover uma maior interação entre público e artista. O projeto “Salvador Palco da Boa Música”, que abriu as atividades do polo, tem esse objetivo, de aproximar o público do artista, ser intimista, fazendo com que as pessoas sintam as canções. “Nosso propósito é promover arte e cultura, mas também possibilitar a interação entre as pessoas, e entre as pessoas e a música. Cresci ouvindo, através de meus pais, músicas de muita qualidade, e é isso que pretendemos recuperar”, ressalta Mauro. E o sucesso do evento de abertura pode ser percebido pelos depoimentos de quem esteve presente: “Um privilégio assistir a um show perfeito. Rosa Passos é uma das referências que tenho pela competência e talento, tanto na composição como instrumentista, mas é no canto que ela se diferencia e influencia gerações de cantores que a acompanham. Extremaj

k

mente exigente, ela sabe escolher seus músicos. Todos virtuosos e competentes. Show lindo, aberto por uma maravilhosa cantora, também baiana, que promete conquistar o público nacional, a afinadíssima Luiza Britto. Noite maravilhosa e inesquecível”. Rita Tavares, jornalista, fotógrafa e cantora (j) “Estava tudo muito alinhado naquele show. A cada música eu ficava mais encantada e tomada pela emoção. Aos poucos fui percebendo que era muito bom estar ali ouvindo o cantar da Rosa Passos, e me vi ainda mais sua fã. Era mesmo uma noite especial! Tínhamos chegado com tranquilidade, ótima localização e fácil estacionamento. Fatores importantes e que contribuíram no quesito, ‘no stress’”. Heide Lacerda, arquiteta e decoradora. (k) O projeto “Salvador Palco da Boa Música” vem agregar, de forma diferenciada com opções de lazer, entretenimento e cultura, essa região, da Costa de Itapuã, Stella Maris, Vilas do Atlântico e adjacências, que está em grande crescimento imobiliário, com condomínios de excelente padrão de moradia, mas ainda possui baixa oferta de serviços. O projeto está de parabéns e para nós é uma felicidade ter essa parceria”. Viviane Pessoa, diretora da Rede Sol Express Hotéis. (l) Neste mês de dezembro a programação fica por conta do jantar dançante, dia 15, no Gran Hotel Stella Maris. A Banda Limusine, comandada pelos atores/ cantores Diogo Lopes Filho e Evelin Buchegger, apresenta uma lista de sucessos da década de 1960 e 1970, promessa de boas risadas, música de qualidade, muita dança e boas recordações. l

Dezembro de 2018 | Vilas Magazine | 27


q CIDADE CLUB LAURO DE FREITAS - 25 ANOS ROTARY

Rotary Club Lauro de Freitas celebra 25 anos de intensa atuação social no município

E

m 13 de novembro de 2018 a família rotária comemorou as Bodas de Prata do Rotary Club Lauro de Freitas, integrante do Distrito 4550. São 25 anos que o clube atua fortemente na comunidade de Lauro de Freitas. A posse do primeiro Conselho Diretor aconteceu no antigo restaurante La Fontana, em Vilas do Atlântico, em 14 de julho de 1994, para a gestão 1994/95. Dos 19 associados que tomaram posse, apenas quatro ainda se encontram no clube, na condição de sócios fundadores. São eles: Antônio Carlos de Souza Santos, Jaime de Moura Ferreira, Roberto Margalho Mascarenhas e Valdemar Leal Pereira. Muitos associados envelheceram, mas não o clube. Novos integrantes vem desenvolvendo com excelência suas atividades, identificando o propósito do Rotary de servir, com o lema dar de si, antes de pensar em si. As reuniões ordinárias do clube acontecem sempre às terças-feiras, no restaurante Casa de Palha, sendo proferida na abertura dos trabalhos, a oração rotária, escrita pelo segundo presidente do clube, Sebastião Gomes Brito, na gestão 1995/96. De 1994 até 2018, 25 companheiros assumiram a presidência do Conselho Diretor (veja quadro). O primeiro presidente foi o economista Elmo Santos Figueiredo, na gestão 1994/95. A primeira mulher a ingressar no clube foi a assistente social Maria da Penha Pereira, que tomou posse em 18 de agosto de 1995. A primeira mulher a exercer a presidência foi a consultora organizacional Ana Cristina Filgueiras Andrade, na gestão 2009/2010. O associado Clóvis Ribeiro Sobrinho, cirurgião-dentista e coronel do quadro de Saúde da Polícia Militar da Bahia, foi eleito governador do Distrito 4550, na gestão 2012/13. Ao longo desses 25 anos, o Rotary Club Lauro de Freitas sempre se manteve com o foco direcionado para as associações comunitárias do município, atendendo diversas delas, como a ACCABEM - Associação Casa de Caridade Adolfo Bezerra de Menezes, a ABPLILF - Associação Beneficente Pró Lar do Idoso de Lauro de Freitas, Instituição Beneficente Lar Escola Mundo da Criança (Tia Marina), Associação Beneficente do Amor à Criança, Centro Espírita Semeadores do Amor, Associação Evangélica Procurando Servir Melhor, entre tantas outras. O clube participa do Conselho Municipal de Saúde, Academia de Letras e Artes de Lauro de Freitas e Comitê de Ética em Pesquisa, em parceria com a UNIME. Participou dos conselhos municipais de Assistência Social, de Cultura, de Meio Ambiente, de Defesa Civil, do PETI – Programa de Erradicação do Trabalho Infantil, da FENAG – Federação das Entidades Não Governamentais, do Programa de Estabilidade Social do INSS, entre outros. O clube tem um hino, composto em janeiro de 2001 pelos associados Jaime de Moura Ferreira (letra) e Marivaldo Batista Paixão (música), e lançado oficialmente na 42ª Conferência do Distrito 4550, realizada em 2001,

28 | Vilas Magazine | Dezembro de 2018

j

k

l 1 - Reunião festiva celebrou os 25 anos do Rotary Club Lauro de Freitas. 2 - O Núcleo de Senhoras do Rotary foi homenageado, com as representantes Maria das Graças Cerqueira, Zuleica Janot e Nazaré Leal. 3 - Valdemar e Nazaré Leal, Roberto e Magda Mascarenhas, Jaime e Alzenir Ferreira e Antônio Carlos e Cristina Santos (a partir da esq.), sócios fundadores, homenageados pelo presidente Marivaldo Paixão. 4 - A governadora Anaci Paim (blusa estampada) presente na entrega das obras de ampliação da Escola Rotary de Quingoma. 5 - Início das obras da Escola Rotary de Quingoma - Luiz Cardoso e Maurício Santos, com o mestre de obras. 6 - Primeiras turmas de alunos, com as gestoras Alzenir Ferreira (esq.) e Maria da Penha (dir.) e as orientadoras Erinalva Ventin e Rosa Melo (ao centro)


no Complexo Costa do Sauípe. O hino é sempre cantado efusivamente pelos associados nos encerramentos de eventos oficiais do clube. A secretaria do Rotary Club Lauro de Freitas está localizada na rua Praia do Forte, em Vilas do Atlântico, em uma área de preservação ambiental da Prefeitura, junto à entrada de serviços do Colégio Mendel, ocupando uma área de 70,56m². Foi inaugurada em 13 de novembro de 1998, na gestão do presidente Lindolfo Quaresemin Oliveira.

m

n

o

ESCOLA ROTARY DE QUINGOMA Embora funcione desde 1997, inicialmente em um galpão de madeira pertencente à igreja católica, o projeto da Escola Rotary de Quingoma, no local onde está hoje, teve início em fevereiro de 1999, na gestão do presidente Lindolfo Quaresemin Oliveira, com a participação dos associados Luiz Aparecido Cardoso, Maria da Penha Pereira e Maurício de Assis Santos, este, o coordenador do projeto, e inaugurada em 30 de setembro de 2000, na gestão do presidente Jorge Barreto Couto. Na gestão do presidente Clóvis Ribeiro Sobrinho foi construída a brinquedoteca, que funcionava na área sob o centro odontomédico. O Centro Odontomédico Sara Violeta – que homenageia a genitora do governador Carlos Kértsz (gestão 1999/2000) –, foi inaugurado em 4 de junho de 2005, na gestão do presidente Antônio Carlos de Souza Santos, prestando atendimento às crianças alunas da Escola Rotary de Quingoma e suas famílias, estendendo dentro das possibilidades, à comunidade em geral daquele bairro. A governadora do Distrito 4550 era Elizabeth Cunha. Os equipamentos técnicos do centro odontomédico foram doados pelos governadores do Distrito 4550, Hugo Barreto (gestão 2000/01) e Carlos Kértsz. Recentemente, na gestão do advogado Joaquim Ramos, foi adquirido um terreno, ao fundo, permitindo a ampliação da área da escola. O Rotary Club Lauro de Freitas criou o Rotary Kid (clube para crianças até 12 anos), o Rotex (programa criado para dar suporte aos intercambistas estrangeiros que chegam, e aos intercambistas brasileiros que saem e todos os envolvidos nesse processo, como famílias, clubes, entre outros), o Interact (núcleo de jovens de 12 a 18 anos), o Rotaract (núcleo de pessoas de 18 a 30 anos), o Núcleo Rotary de Desenvolvimento Comunitário – NRDC e o Programa Intercâmbio de Jovens – PIJ. PROGRAMAS SOCIAIS Entre os programas sociais desenvolvidos pelo clube, destacam-se Programa Abrace seu Semelhante – PASS, com divulgação do clube nas rádios comunitárias do município, com o nome de Momento do Rotary, Natal na sua Mesa (arrecadação de alimentos não perecíveis), Doe o que lhe Sobra (arrecadação de eletrodomésticos e material de construção), Abrace o Amigo Animal (arrecadação de alimentos e remédios para animais abandonados), Panetone Solidário, entre outras. É do Rotary Club Lauro de Freitas a criação e execução da Feira da Cidadania, realizada em parceria com a Unime, quando são oferecidos diversos serviços para a comunidade. O Núcleo de Senhoras do Rotary – NSR, criado pelas esposas dos rotarianos, presta inestimáveis serviços aos rotarianos. Além de planejar suas atividades independentes, como a Feira da Pechincha – com venda a preços simbólicos de roupas e acessórios usados, em comunidades de baixa renda –, e o brechó beneficente, apoia no desenvolvimento e execução de todas as ações do clube, principalmente na gestão educacional das crianças da Escola Rotary de Quingoma, nas festivas de companheirismo e coordenação de eventos. Continua na página 30 u

Dezembro de 2018 | Vilas Magazine | 29


q ROTARY CLUB LAURO DE FREITAS - 25 ANOS

u Continuação da página 29

Nas comunidades carentes do município, o Rotary Club Lauro de Freitas sempre foi presença constante, conduzindo múltiplas realizações: leilões de quadros de pintura mediúnicas; bingos beneficentes; doação de cadeiras de rodas e de banho; doação de óculos para pessoas carentes; realização de dois festivais de chopp; premiação, anual para os melhores alunos da Escola Municipal de Cadetes Mirins; realização de 18 festas anuais para os idosos abrigados da ABPLILF - Associação Beneficente Pró Lar do Idoso de Lauro de Freitas; Programa Abrace seu Semelhante, Programa Pintando o Sete; campanhas e passeatas – duas incentivando a doação de sangue, Feliz Cidade Limpa, Brasil 500 anos, Caminhada Vilas Solidário –, entre outras ações de grande visibilidade pública. O Rotary Club Lauro de Freitas incentivou e executou diversas atividades ambientais, plantando mais de 100 árvores ornamentais e frutíferas nas margens do Rio Sapato, em Vilas do Atlântico e na área externa do Hotel Marina Riverside. O clube homenageia pessoas físicas e jurídicas de destaque do município, apresentadas pelos companheiros; executa o programa Sorria para a Vida, beneficiando crianças, adolescentes e adultos da comunidade de Quingoma e adjacências; realiza festivas para as crianças da Escola Rotary de Quingoma, coordenadas pelo Núcleo de Senhoras do Rotary - NSR, em comemoração ao Dia das Crianças, Dia das Mães, Dia dos Pais e congraçamento de Natal. COMPANHEIRISMO O companheirismo é uma forte característica entre os associados do Rotary Club Lauro de Freitas. É de iniciativa do clube a produção e publicação

Caminhada da Saúde Setembro de 2001

Campanha de Vacinação Agosto de 2018

Caminhada pelos 500 anos do descobrimento do Brasil Abril de 2000

Feira da Cidadania, em parceria com a UNIME Setembro de 2013

Plantio de mudas frutíferas Setembro de 2005

30 | Vilas Magazine | Dezembro de 2018

Campanha Abrace uma Árvore Setembro de 2005


Campanha Panetone Solidário

Feira do Livro, promovida pelo Núcleo de Senhoras

Dezembro de 2017

Setembro de 2017

do livro Noções Rotárias, em 2000, assinado pelo associado Jaime de Moura Ferreira, distribuído para diversos clubes da Bahia e do Brasil; gravação de quatro CDs de músicas populares, intitulados Nós Companheiros, com a participação de rotarianos e familiares; gravação de CD com a música Vamos Lá Seleção, para a Copa do Mundo de 2002; encerramento do novenário de Santo Antônio, comemorado anualmente no dia 13 de junho, na residência do associado Roberto Margalho Mascarenhas; passeios e pequenas viagens com companheiros, cônjuges e filhos; criação e execução do Programa Conhecendo o Rotary; fundação e apoio a bibliotecas comunitárias com arrecadação de 20 mil títulos aproximadamente. O conjunto musical Os Intocáveis, formado pelos associados e familiares alegra os encontros nos finais de semana promovidos nas residências dos sócios. O clube elaborou e executou cinco projetos internacionais para captação de recursos junto à Fundação Rotária:

Cooperativa Amigos do Planeta, Fundação Emaus 1 e 2, Fundação Betânia e Escola Rotary de Quingoma, somando mais de R$ 565.000,00. Foram realizados cinco edições anuais do Forrótary, com renda revertida para projetos sociais do clube. De autoria do vereador Alexandre Marques, foi instituido pela Câmara Municipal de Lauro de Freitas o dia Municipal do Rotary, a ser comemorado em 23 de fevereiro.

PRESIDENTES DO RC LAURO DE FREITAS Elmo SantosFigueirêdo................................. 1994/1995 Sebastião Gomes Brito................................. 1995/1996 Clélio Miranda Santos................................... 1996/1997 Almir Dantas de Alcântara............................ 1997/1998 Lindolfo Quaresemin Oliveira....................... 1998/1999 Almir Rodrigues Cerqueira........................... 1999/2000 Jorge Barreto Couto..................................... 2000/2001 Roberto Margalho Mascarenhas.................. 2001/2002 Jaime de Moura Ferreira.............................. 2002/2003 Antônio Carlos Almeida da Rocha................ 2003/2004 Antônio Carlos de Souza Santos................... 2004/2005 Carlos Luiz Accioli Ramos............................. 2005/2006 Clóvis Ribeiro Sobrinho................................ 2006/2007 Marivaldo Batista da Paixão......................... 2007/2008 José Bonifácio Silveira Gomes...................... 2008/2009 Ana Cristina Filgueiras de Andrade............... 2009/2010 Joaquim José Freire Ramos.......................... 2010/2011 Ademilson Mendonça de Oliveira................ 2011/2012 Otávio Luiz Gaino......................................... 2012/2013 Valdemar Leal Pereira................................... 2013/2014 Haroldo Lima Neto....................................... 2014/2015 José Bonifácio Silveira Gomes...................... 2015/2016 Almir Rodrigues Cerqueira........................... 2016/2017 Joaquim José Freire Ramos.......................... 2017/2018 Marivaldo Batista da Paixão......................... 2018/2019

Dezembro de 2018 | Vilas Magazine | 31


q PREVIDÊNCIA

Resolva pendências no INSS para se aposentar em 2019 Dificuldades no acerto de vínculos no INSS exigem que segurado organize provas das suas contribuições

32 | Vilas Magazine | Dezembro de 2018


R

egularizar o tempo de contribuição para a Previdência Social não é tarefa fácil por motivos que começam no descuido com a documentação que comprova os recolhimentos, passam pelas falhas cadastrais no sistema utilizado pelo INSS e terminam na ausência de uma estratégia eficiente para a prestação desse serviço. Por isso, para quem planeja se aposentar no ano que vem, o melhor é se organizar já. Somente contribuições previdenciárias livres de inconsistências são consideradas na contagem do tempo para a aposentadoria. Isso se torna um problema para o trabalhador quando um ou mais de seus empregadores não repassaram corretamente informações sobre datas de admissão, demissão e remuneração ao governo. Além disso, períodos trabalhados antes de 1976 raramente constam no cadastro de contribuições da Previdência. Falhas cadastrais podem ser identificadas por meio da consulta ao extrato do Cnis (Cadastro Nacional de Informações Sociais), disponível pela internet, no site meu.inss.gov.br, ou solicitado pelo

telefone 135 e retirado em uma agência. A carteira profissional com as anotações originais é a principal prova para fazer o acerto dos vínculos de emprego, mas muitos trabalhadores perdem ou rasuram o documento. Cópias das fichas dos registros do funcionário nas empresas onde trabalhou e outras provas contemporâneas, ou seja, produzidas no mesmo período que havia o vínculo de emprego, podem substituir a carteira. A ausência desse tipo de comprovante, porém, pode inviabilizar a concessão sem uma ação na Justiça. INSTITUTO NÃO FAZ CORREÇÃO PELA INTERNET Prometido para agosto deste ano, o acerto de vínculos pela internet ainda não está disponível ao segurado. Hoje, quem precisa fazer a correção deve ir diretamente a um posto da Previdência e pedir a um funcionário que faça a regularização, pois não é possível agendar esse atendimento. De forma errada, porém, alguns servidores orientam o segurado a fazer a correção somente após o pedido de aposentadoria. Clayton Castelani / Folhapress.

Dezembro de 2018 | Vilas Magazine | 33


q VIVER BEM

Estresse é uma das principais causas de doenças do coração

34 | Vilas Magazine | Dezembro de 2018

Fator de risco perde só para o colesterol alto, cigarro e pressão alta; irritabilidade é o principal sintoma


C

ansaço constante, dificuldades de concentração e irritabilidade excessiva são sintomas de estresse, um dos maiores responsáveis por doenças como infarto e AVC (acidente vascular cerebral). De acordo com pesquisa de Harvard (EUA), situações estressantes alteram os níveis de células do sistema imunológico e o fluxo sanguíneo acaba reduzido, favorecendo a formação de coágulos. Para o cardiologista e especialista em infarto do HCor/SP (Hospital do Coração) Leopoldo Piegas, o estresse “é um gatilho”. Mesmo que não cause as doenças sozinho, o estresse induz a outros fatores de risco. “O estressado come mais e de forma desregrada, não se exercita, fuma e dorme mal. Tudo contribui”, esclarece o médico. O cardiologista Lucas Velloso Dutra afirma que mudar o estilo de vida é mais importante do que fazer exames. “Nosso corpo não aceita desaforo. Se não cuidar, uma hora vai pagar o preço”, diz. “É preciso lembrar que além do risco de morte, as doenças cardiovasculares aumentam o risco de diminuir qualidade de vida do paciente, devido às sequelas”, ressalta Dutra. Segundo estimativas do Ministério da Saúde, 30% das mortes no Brasil são causadas por doenças cardiovasculares. Elas podem ser causadas por fatores genéticos, mas o risco é muito maior em pessoas com colesterol alto, diabetes, hipertensão e hábitos de vida pouco saudáveis, diz o cardiologista Paulo Frange. Dores no peito, náuseas, aperto na garganta e formigamento no braço esquerdo e pescoço são alerta para investigar um possível infarto e evitar uma morte súbita. “Só uma avaliação médica com eletrocardiograma e exames laboratoriais pode identificar a causa das dores”, afirma Piegas.

SABER EVITAR O DESGASTE É FUNDAMENTAL Conhecer a razão do estresse pode não ser difícil, mas lidar com ela, às vezes, exige auxílio de um profissional. “É preciso criar estratégias para resolver uma situação estressante e evitar que ela não desgaste outros setores da vida”, diz o psicólogo Yuri Busin. De acordo com o especialista, fazer atividades puramente por prazer e aprender a dizer “não”, são fundamentais no processo. Ana Paula Branco / Folhapress.

Dezembro de 2018 | Vilas Magazine | 35


q MODA & ESTILO

Marisa aposta em peças leves e coloridas para o Verão

Pastel é o tom mais quente da Primavera/Verão 2019

Já de olho nos dias quentes, a Marisa lança coleção para a temporada mais esperada do ano. Peças coloridas, tecidos leves e estampas marcantes aparecem em diversas construções, possibilitando assim várias combinações para diferentes ocasiões de uso. O destaque fica por conta dos amarelos e poás. A cor solar surge em vários tons, e passa a ser o ponto de luz em looks com jeans, estampas e acessórios.

Coleção Experience 2019 da LIVE! foi pensada para suprir todas as necessidades do corpo na hora das atividades físicas e de lazer. As linhas fitness e beachwear trazem estampas alegres e variadas e o toque de feminilidade fica por conta das candy colors. Opções de shorts, blusas, corta vento, parkas, tops, maiôs e biquínis são a aposta da estação para produções monocromáticas ou color block, que combinadas com as diversas opções de cores em tom pastel, trazem leveza e frescor para qualquer look.

Estampas que trazem a fauna e a flora para a moda O beachwear também marca presença na coleção de Verão da Marisa. Destaque para os biquínis, cangas e saídas de praias, sem deixar de lado também acessórios como chapéus, viseiras, nécessaires e bolsas, que dessa vez aparecem principalmente em vinil, e finalizam looks perfeitos para serem usados tanto na praia como fora dela. 36 | Vilas Magazine | Dezembro de 2018

A marca paulista TVZ, criada por Michel e Grace Zolko, no mercado há mais de 27 anos aposta nos tons vibrantes para a nova linha de verão. Azul e verde colorem bodies com strappys e kimonos, que trazem detalhes em tassel neon, dando um ar mais divertido às produções. Destaque nas estampas que trazem a fauna e a flora para a moda, e prometem ser o must have do verão. As mesmas também aparecem em tons mais sóbrios e tamanhos menores,uma ótima opção para as que preferem looks mais discretos.


Marca brasileira lança linha exclusiva de pentes sustentáveis para barba Um dos visuais mais disseminados entre os homens contemporâneos é uso de barbas grandes e volumosas. E como o aspecto dos fios é o que mais chama atenção à primeira vista, assim como os cabelos, é necessário que os adeptos do estilo adotem hábitos e cuidados especiais para manter a aparência da barba saudável e bonita e além do uso de produtos para higienização e hidratação a escolha do pente certo faz toda a diferença. A Mensch, marca curitibana de cosméticos masculinos, desenvolveu uma linha exclusiva de pentes sustentáveis de madeira, ideais para diferentes tipos de cabelo e barba. Fabricada a partir de madeira de reflorestamento, a linha possui diferentes opções de modelos e tamanhos, os acessórios atendem aos vários tipos de fios, com alternativas de espaçamento menor e arredondado indicado para barbas curtas; com cabo e dentes largos ideais para barbas mais cheias e compridas, além de opções de bolso para serem usadas durante o dia e o pente duo que une dois formatos e funciona para todos os tipos de barba e cabelo. Os pentes são ergonômicos, resistentes, não mofam e não absorvem umidade.

Collab traz modelo exclusivo de óculos para a marca de moda praia

Denim Clash: aposta da Damyller para vários produto Intitulada Denim Clash, a nova coleção de Damyller aposta no denim como peça-chave para as mais variadas produções. Contemporâneo e urbano, clássico e atemporal, o jeans é indispensável para quem procura estilo e praticidade. Partindo desse mood, apesar do shape com estilo mais básico e minimalista na maioria das peças, a coleção ganha atitude e irreverência com um plus de camisetas estampadas e estilizadas, com uma pegada mais rock n’ roll. Fáceis de combinar e ótimas para qualquer momento.

Tem mais uma parceria saindo entre integrantes da nova geração do design nacional – dessa vez, os cariocas da marca de óculos Zerezes criaram um modelo em colaboração com a marca de beachwear paulistana da Chapéu. O modelo, intitulado Paraíso, é vintage com toque contemporâneo e, segundo Talita Carvalho, da Chapéu, “tem um desenho que está na moda, mas não se vê por aí”. Disponível em seis cores diferentes, o solar combina muito bem com o estilo autêntico dos biquínis, e recebeu esse nome em homenagem a Alto Paraíso, reforçando ainda mais a inspiração pela natureza. Dezembro de 2018 | Vilas Magazine | 37


Escritor e palestrante, especializado em Marketing no Varejo, com Mestrado na Espanha. raymundo_dantas@uol.com.br

Ajudando o cliente a comprar no Natal

O

cliente não compra mercadorias, ele compra sonhos. Isso todos já sabemos há bastante tempo. É o desejo de beleza, de status social, de modernidade, de juventude, de diferenciação, que move as pessoas quando vão às compras. Mesmo quando vão ao supermercado para comprar alimentos. Por trás de uma compra há, portanto, sempre, um desejo a realizar, que não é diretamente o produto adquirido. Por isso, as pessoas compram produtos que nós próprios, talvez, não compraríamos. Produtos que acharíamos caros, ou feios, de mau gosto, luxuosos demais, ostensivos, ou ridículos, de baixa qualidade, chamativos, ou com cara de produto para velhos, ou para adolescentes, etc. Graças as Deus as pessoas são diferentes, os sonhos são os mais diversos e os desejos, os mais díspares. Ainda bem que é assim. Isso permite que todos tenhamos um lugar ao sol e que haja cliente para todo tipo de produto. Para quem compra, a mercadoria é bonita, saudável, de bom gosto e muito necessária. Mesmo que a gente não ache. Não importa – o prazer é diferente para cada um. Numa coisa, porém todos os compradores estão de acordo: é que só compramos o que é necessário. Ninguém fica satisfeito em comprar o que lhe parece supérfluo. A maioria absoluta das pessoas teria um sentimento de culpa, se

38 | Vilas Magazine | Dezembro de 2018

comprasse algum produto que lhe parece desnecessário. E isso não é coisa nossa, não. Mesmo nos países ricos, em que talvez ninguém precise ficar com a consciência sofrida, por não ver miséria ao seu redor, mesmo lá o fenômeno acontece. É o que mostra a pesquisa de Pamela Dazinger, realizada nos Estados Unidos e publicada no seu livro “Por que as pessoas compram coisas

que não necessitam”. A resposta ao título do livro é essa: as pessoas compram coisas que não necessitam, porque pensam que necessitam dessas coisas. Quem acha que elas não necessitam somos nós. A pesquisa mostra isso claramente. E mais: as pessoas têm justificativas muito boas para comprar coisas que os outros acham supérfluas. No fundo sempre se encontra um motivo para comprar, seja lá o que for. Às vezes, são motivos concretos, às vezes muito abstratos, mas o importante é que a pessoa se convence, mesmo, de que precisa comprar aquele produto. Se não estivesse convencida, não o compraria, sob pena de sofrer um grande sentimento de culpa.

Ora, se isso é verdade o ano todo, imagina em dezembro! Neste mês os sonhos dos clientes são maiores e os mais bonitos: sonhos que incluem a si próprios, aos seus entes queridos, aos amigos, aos seus empregados. Sonhos feitos de neve (nesse calor), de músicas próprias e de enfeites coloridos. Sonhos de dias melhores para todos, sonhos de Papais Noéis com suas renas distribuindo presentes para todos. Eu falei presentes? Claro que sim, presentes para todos. E aí entra o comerciante varejista, com a obrigação de alimentar os sonhos e ajudar o cliente a realizá-los, vendendo-lhe os presentes mais adequados ao sonho de Natal. É claro que você já está com o estoque pronto, a esta altura. Espero que tenha comprado bem. A loja precisa refletir os sonhos de Natal, estar decorada com as lembranças desses sonhos. Se possível um som (baixo) de fundo musical natalino. Ofertas de todo preço, porque os presentes, se você tiver bom preço, podem ser comprados – todos – na sua loja (nestes tempos de dureza, as lembrancinhas vendem mais que os grandes presentes). Um corpo de vendedores bemhumorados e de aparência feliz, bem treinados no conhecimento do estoque natalino, que saiba identificar os desejos do cliente e leva-lo direto aos produtos sonhados, é fundamental. Eles é que fecham as vendas. Nos supermercados isso vale para caixas, repositores e auxiliares de salão em geral. Você já entendeu: clima de sonho e de festa, com a singeleza do tempo natalino, a ingênua e esperançosa ambiência de Natal. E não esqueça o dono da festa: o menino Jesus (em geral esquecido) dá o clima especial, que remete à fraternidade natalina. Boas festas, bons negócios e um feliz ano novo para nós e nosso país!


Dezembro de 2018 | Vilas Magazine | 39

Vilas Magazine | Ed 239 | Dezembro de 2018 | 32 mil exemplares  

Vilas Magazine | Ed 239 | Dezembro de 2018 | 32 mil exemplares

Vilas Magazine | Ed 239 | Dezembro de 2018 | 32 mil exemplares  

Vilas Magazine | Ed 239 | Dezembro de 2018 | 32 mil exemplares

Advertisement