__MAIN_TEXT__

Page 1

POLUIÇÃO SONORA: ABUSO FOI LEGALIZADO R

rafaEl MaGno

natan K iss

A Revista de Lauro de Freitas e Região

Ano 23 Edição 265 | Fevereiro 2021

A vacina está chegando, mas prudência e cuidados devem ser mantidos pela população


ACCIOLI RAMOS

diretor-Editor da revista Vilas Magazine

coVid 19 | alErta Para aqueles que estão pensando que a pandemia está sob controle, vale o alerta do diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas: “caso não sejam empregadas medidas urgentes para reduzir os casos de contágio, a pandemia em 2021 será pior que em 2020”. GariMPando ParcEiros 1 O governador Rui Costa esteve nas embaixadas da Índia, Coreia do Sul e do Japão para destacar a presença do parque automobilístico disponível na Bahia, a força de trabalho com expertise no setor e a garantia de o Estado contribuir para que uma nova indústria se instale por aqui. GariMPando ParcEiros 2 Acompanharam Rui Costa, o vice-governador, João Leão; o secretário do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Davidson Magalhães; o presidente da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb), Antônio Alban; o diretor de Tecnologia e Inovação do Senai Cimatec, Leone Peter Andrade; o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Camaçari, Júlio Bonfim e o superintendente de Atração e Desenvolvimento de Negócios da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), Paulo Guimarães. sac diGital 1 O SAC Digital fechou o ano de 2020 com números expressivos. A plataforma de serviços eletrônicos do Estado alcançou a marca de 4,9 milhões de serviços prestados à população ao longo do ano passado. sac diGital 2 O desempenho, festejado pelo secretário da Administração, Edelvino Góes, é o resultado da parceria entre Secretaria da Administração (Saeb) e Prodeb que juntas investiram no SAC Digital, uma ferramenta tecnológica capaz de prestar atendimento virtual com agilidade, segurança e praticidade. Mau EX EMPlo Enquanto alguns ex ercitam sua cidadania (leia a Tribuna do Leitor, na pág. 62) outros lhe viram as costas: moradores de Vilas do Atlântico, sem o menor constrangimento, descartam entulho de construção e podas em via pública, às margens do já degradado rio sapato. lamentável.

n natasHa VEloso dE Paula aMaral dE alMEida, tomou posse em 8 de janeiro como Juíza de Direito Substituta no Tribunal de Justiça do Estado do Pará, após passar em concurso público para provimento de vagas. A solenidade foi prestigiada pelos pais, José Henriques e Ivana Almeida, que, incentivados pelo orgulho, assinam o depoimento que se segue: “Desde logo após o seu nascimento, em 5 de fevereiro de 1990, Natasha já se mostrava precoce e com muita energia para os desafios da vida: andou com nove meses, já falava com desenvoltura aos dois anos e, antes de completar três, já identificava, sem confundir, as relações de parentesco entre as pessoas da família (sogro, sogra, cunhado, cunhada, genro, nora, etc). Ao final de cada ciclo escolar, sempre foi escolhida como oradora de suas turmas, pela desenvoltura na leitura e sem temer se apresentar à frente de pessoas, seja de forma espontânea ou programada: o importante era estar em evidência, liderando algo ou um grupo de pessoas. Ao entrar na Faculdade Nacional de Direito, com apenas 17 anos, antes de concluir o curso já havia passado no exame da Ordem dos Advogados do Brasil, seção Rio de Janeiro. Em seguida, passou a perseguir, com determinação, seu objetivo desde jovem: fazer parte da magistratura. Foram quase sete anos de muito empenho, dedicação, e principalmente disciplina e correção, tanto nas suas atitudes (uma marca latente e desenvolvida por ela) quando no desempenho de sua atividade profissional, como advogada brilhante, que jamais perdeu uma causa, sempre se dedicando a defender e atuar ao lado daqueles que precisavam obter uma resposta junto ao poder judiciário. Hoje, em terras paraenses, da qual é neta, inicia uma jornada de trabalho e luta, com certeza no mesmo sentido. Parabens filha. Nos orgulhamos muito de você.”

2 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2021


Fevereiro de 2021 | Vilas Magazine 3


Registros & Notas zeni está no the Voice + n“Zeni é minha vizinha de rua, em Ipitanga. Em 2019, eu e minha esposa Pérola, ficamos responsáveis em passar em todas as casas da nossa rua (que não são poucas) para falarmos sobre a nova igreja católica que será construída aqui perto. Nossa missão era fazer com que a comunidade fosse envolvida. Batemos em muitas casas, recebemos nãos, em outras não fomos nem atendidos. Batemos na casa dela, que nos perguntou com o portão fechado, obviamente, por conta da insegurança que vivemos: ‘Boa noite senhora, somos católicos e queremos convidar a senhora para participar de uma novena em nossa casa, aqui na rua’. Ela prontamente abriu o portão e nos convidou a entrar em sua casa. Pensem em uma pessoa doce e de fé. Resultado: fizemos a novena de São Miguel na residência dela. Ela me contou que cantava toda semana na missa em uma igreja católica de Salvador. Zeni Ramos, 67 anos, trabalhou 40 anos como enfermeira, ‘achei que estava me aposentando da música e de repente aparece esta oportunidade que ascendeu tudo de novo em mim’, conta, com ar de alegria, após sua apresentação no palco do The Voice +”.

nA dupla de músicos, Jenner (voz e violão) e Matheus lordello (percussão) é a atração dos sábados do Caminho de Casa – unidade do Itaigara. A partir das 19h30 os clientes são brindados com um repertório qualificado, apresentado no tom adequado e confortável, como deve ser. Petiscos variados e saborosos e atendimento eficiente completam a visita. Vale a pena.

nHá 31 anos tive a felicidade de ser abençoado pela Santa Dulce dos Pobres. Gratidão eterna a irmã dulce por ter me escolhido para fazer parte da OSID. Eduardo Barbosa, médico otorrinolaringologista, diretor da clínica Nooba e integrante do Rotary Club da Bahia.

(Márcio Wesley, jornalista)

nSérgio Shiniti Mizushima (dir.), e renan Hidek i Mizushima (esq.), pai e filho, celebram aniversário dias 4 e 26, respectivamente, de fevereiro. Paulistas da pequena Tupã, vieram para a Bahia em 1993, fixando residência em Vilas do Atlântico. Com expertise na área administrativa e gestão de negócios, decidiram investir no segmento gastronômico, e tocam, com olhares cuidadosos, o restaurante alecrim dourado, que além das comidinhas caseiras, preparadas com apuro, brinda os fidelizados clientes com um astral bem familiar. Uma casa que vale a pena frequentar.

4 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2021

doM cHEGou Nasceu (ou estreou?) no dia 10 de janeiro, dom, primeiro filho da arquiteta e urbanista nice e do músico topera. Nasceu com 50 centímetros e 3,960 kg no hospital Aliança, sob os cuidados da médica Adriana Monteiro. Os pais obviamente não param de paparicar e esperam a breve normalização da rotina para que o mais novo tricolor baiano possa receber a visita da família e dos inúmeros amigos do casal.


q PADROEIRO

413 anos da paróquia de Santo Amaro de Ipitanga é celebrado sem festa popular

S

em a tradicional procissão e o cortejo cultural, que reunia em anos anteriores grupos culturais, baianas e milhares de pessoas nas escadarias da igreja Matriz, Lauro de Freitas celebrou em 15 de janeiro a fé em Santo Amaro de Ipitanga. Os 413 anos de história da paróquia teve apenas uma cerimônia adaptada aos moldes de segurança impostos pela pandemia, com um número reduzido de fiéis, mas sem perder o mais importante: a esperança. Ao longo do dia foram celebradas quatro missas, sendo uma delas pelo Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, cardeal Dom Sérgio da Rocha, seguida por carreata com a imagem de Santo Amaro de Ipitanga pelas ruas da cidade. Para acompanhar as celebrações foi disponibilizado um cadastro

com limite de 200 pessoas por missa, mantendo os protocolos de prevenção à Covid-19, que rapidamente se esgotou. Quem não conseguiu estar pessoalmente acompanhou as celebrações através de transmissão pelo canal da paróquia no Youtube. Padre Juraci Gomes ressaltou o sentimento de gratidão e saudade na comemoração destes 413 anos. “Apesar de tudo temos que nos apegar à palavra de Deus que diz ‘dai graças a Deus por tudo’. Sentimos saudade das pessoas que sempre celebraram essa data junto

conosco, mas esse momento é de ter calma e esperança. A tempestade vai passar. Peço a Santo Amaro de Ipitanga que interceda pelo Brasil e principalmente por Lauro de Freitas”. A igreja Matriz de Santo Amaro de Ipitanga foi fundada no século 16 pelos jesuítas, junto com a aldeia de São João, na segunda metade do século 16. Em 1608, foi criada a Paróquia de Santo Amaro de Ypitanga. Acredita-se que o templo atual foi construído na segunda metade do século 17, com algumas alterações posteriores. lucas lins Tem estrutura de paredes de alvenaria mista de pedra e tijolo, que sustentam tesouras de madeira do telhado. Possui duas capelas laterais. Na Imaginária, merecem destaque as esculturas do Senhor Morto e de Nossa Senhora das Dores. Os azulejos que revestem parte do interior são do século 18. O conjunto arquitetônico foi tombado pelo Iphan, em 1944. Fevereiro de 2021 | Vilas Magazine 5


q CIDADE

TERNO DE REIS

lutando para sobreviver Márcio W esley colaboração para a Vilas Magazine

A

primeira vez que vi o Terno de Reis e o bumba-meu-boi eu tinha uns oito anos de idade, lá pelo comecinho da década de 1980. As cantigas, ao som dos instrumentos percussivos, tomavam as ruas de paralelepípedos do centro de Lauro de Freitas. As senhoras, com saias coloridas e chapéus de palha, cantando alegremente, sambando com admiração e marcando o ritmo com pequenas tábuas nas mãos, batendo forte uma contra a outra, ampliando as palmas com a clave do samba de roda. A dança e os pulos indomáveis do bumba-meuboi eram uma coisa linda de se ver. O jubiloso cortejo cortava as ruas com sua poderosa arte e de vez em quando pausava em algumas casas para reabastecer a iluminada procissão com bebidas e comidas, tudo muito simples e belo. Para falar sobre essa manifestação cultural, celebrada em 6 de janeiro, fui conversar com o amigo e historiador Emanuel Paranhos, 70 anos, filho querido de Santo Amaro de Ipitanga, um apaixonado pelo nosso município, nossa história e cultura.

6 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2021

Professor o que significa a Festa dos Reis para o senhor e quando esta manifestação chegou em lauro de freitas? A raiz do Terno de Reis em Lauro de Freitas e em todo Litoral Norte vem do Recôncavo. Tive a sorte de conviver em uma família que apreciava esta importante manifestação cultural, tanto meus avós como meus pais. Minha mãe (dona Elza Paranhos) chegou a ser uma das dançarinas do Terno de Reis de Itapoan, ela era a ‘Bobina’, uma espécie de flor silvestre. Portanto, a Folia dos Reis tem um significado importante para mim, eu adoro. Há 30 anos tive a sorte de entrevistar dona Venú, na época já uma senhora octogenária e foi esta importante mestra que Professor Emanuel Paranhos trouxe a tradição do Terno de Reis da Praia do Forte para Portão, ou seja, introduziu a manifestação cultural na comunidade de Portão, que ao longo dos anos passou por vários outros mestres e mestras, a exemplo da nossa saudosa dona Nicota. Atualmente a tradição se mantém viva em Portão com a nossa querida mestra Aidê dos Anjos e seu Terno Estrela-D’Alva. O Terno de Reis é também uma antiga tradição da Vila de Ipitanga


(Centro). Me recordo de um grande animador da ‘Festa das Burrinhas’, uma folia ligada aos festejos natalino, seu Joaquim do Espírito Santo. Temos ainda a nossa mestra Badinha, seu Balaeiro e Careca, com “As Matriarcas”, além de Artêmio da Luz, que através do Grupo Bambolê vem resgatando e mantendo a nossa memória cultural viva entre os mais jovens. Na sua opinião, porque a manifestação do terno de reis vive esquecida? O Terno Reis não dá repercussão política, talvez por ser uma manifestação pontual e por isto padece com muitas dificuldades para se manter. Se o poder público não faz sua parte, como deveria, nós temos que fazer acontecer, reinventar e procurar meios para conservar a nossa cultura. Temos aí professor Gildásio Freitas, você, Márcio, que é nativo daqui, sua família e tantas outras pessoas da nossa cidade. Temos a responsabilidade de preservar a nossa cultura. A importância do Terno de Reis é enorme, representa a alma do nosso povo, uma tradição ibérica portuguesa com costumes cristãos, que ao longo dos anos incorporou a cultura indígena e

dona aidê

dona badinha

artê mio da luz e o Grupo bambolê africana. O Terno é uma manifestação coreograficamente linda, com suas canções tradicionais que são passadas de geração em geração. Por isso, é importante que as autoridades políticas, gestores da área cultural e da iniciativa privada incentivem e não deixem morrer as nossas tradições. Preservar esta e outras manifestações culturais é muito necessário para a nossa cidade. Nós, filhos da terra, precisamos estar atentos a isto. A Festa de Reis tem características culturais distintas? Sim. O Terno de Reis em cada lugar congrega com a cultura local e/ou regional. O grupo de dona Aidê de Portão, incorporou as marisqueiras, uma particularidade local. Já observei também em outros grupos, floristas e ciganas. Os desfiles dos Ternos de Reis são divididos em alas, inclusive existem alguns historiadores que acreditam que a formação moderna das escolas de sambas tenha surgido por conta das alas dos Ternos de Reis. Esta manifestação cultural tomou grande proporção em nosso país, temos inclusive a famosa marcharancho “As Pastorinhas” (1934), música de Noel Rosa e João de Barro, o Braguinha: “A estrela d’alva, no céu desponta, e a lua anda tonta, com tamanho esplendor. E as

pastorinhas, pra consolo da lua, vão cantando na rua, lindos versos de amor. Linda pastora, morena, da cor de madalena, tu não tens pena, de mim, que vivo tonto com o teu olhar”.... obrigado professor pelo carinho de sempre. o senhor é uma referê ncia para nossa gente. Obrigado a você Márcio, um filho da terra e um jornalista apaixonado pela nossa cultura. Enquanto houver fôlego a gente está respirando. Eu e o professor Gildásio estamos na fase dos 70 anos, portanto é preciso fortalecer o que existe e despertarmos o interesse das novas gerações neste sentido. É importante e extremamente necessário que o poder público alinhe um amparo social e dê meios para que os nossos mestres e mestras da cultura popular possam manter viva a nossa cultura, a exemplo de dona Badinha, Aidê, Artêmio da Luz, Careca, entre outros. Infelizmente estamos em um ano atípico, por conta da pandemia, e entendemos a importância de não aglomerarmos. Mas é importante registrar, resgatar, financiar e apoiar nossas manifestações culturais, como o Terno de Reis,para que as novas gerações preservem e mantenham viva nossa cultura popular. Fevereiro de 2021 | Vilas Magazine 7


q CIDADE

PoluiÇ Ã o sonora | absurdo legalizado

Vereadores aprovam, no final da gestão, a “PL do Barulho” thiara reges | Freelance para a Vilas Magazine Com a colaboração do jornalista Hendrik Aquino

A

expressão “Calcanhar de Aquiles” nasceu a partir de uma lenda grega, usada para apontar o ponto fraco de alguém. No caso de Lauro de Freitas, o ‘Aquiles’ nasceu com mais de um calcanhar, e um deles, notadamente, é a poluição sonora. Nestes 22 anos de circulação da revista Vilas Magazine, o assunto foi abordado em várias matérias editoriais, como tem sido, sistematicamente, presença constante na seção Tribuna do Leitor, espaço disponibilizado à pessoas da comunidade para expressar suas opiniões sobre o

cotidiano da cidade. De fato, não existe uma lei federal que trate exclusivamente da poluição sonora, mas o tema é abordado em leis ambientais e na Lei das Contravenções Penais. Fica a cargo dos municípios a tarefa de definir os critérios nas áreas urbanas. Em Lauro de Freitas a primeira legislação municipal sobre o assunto é de 2006, substituída em 2014 pela Lei nº 1.536, em vigor desde então, por apresentar falhas que atrapalhavam inclusive o processo de fiscalização. Apesar da nova lei, a quantidade de ocorrências de poluição sonora continuou crescendo no município, o que levou a prefeitura a criar, no final de 2017, a “Patrulha sonora contra abusos de som”, que recebia as denúncias pelo telefone 153 (Vilas Magazine, edição 226, de novembro de 2017. Esq.). Po u c o s m e s e s após a implantação da patrulha, a poluição sonora na cidade foi capa da edição 230 de março de 2018 da Vilas Magazine. O tema mereceu destaque após as inúmeras reclamações

TARTARUGAS NASC IDAS EM VILAS JÁ SÃO 1,5 MIL ESTE ANO

8 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2021


níveis de decibéis desconsiderando os critérios por zonas de uso, definidas no PDDM – Plano Diretor de Desenvolvimento Municipal (Lei nº 1.458/2011). No documento, foram consideradas as especificidades de cada zona de uso: Zona Predominantemente Residencial (ZPR), Zona Predominantemente Turística (ZPT), Zona de Proteção de Mananciais (ZPM), Zona de Especial Interesse Ambiental (ZEIA) e Zona Industrial (ZIN), antes da definição no nível máximo de ruído permitido. “Sou moradora de Vilas do Atlântico há 16 anos, ao longo dos quais tenho presenciado as profundas mudanças ocorridas no loteamento. Como eu, a grande maioria dos moradores escolheu Vilas para fincar suas raízes, não apenas pela beleza natural do local, mas, principalmente, devido a qualidade de vida que sempre a caracterizou. No entanto, após a arbitrária derrubada das nossas guaritas e sua pseudo “transformação” em bairro pela desastrada gestão de Márcio Paiva, vimos enfrentando uma política pública de destruição e abandono de um patrimônio ambiental, urbanístico e de caráter privado do loteamento. A abertura irregular de novas áreas de comércio, a concessão desenfreada de alvarás em total desrespeito ao TAC, junta-se agora o absurdo desse PL 72 que não traz nenhum benefício aos moradores de Lauro de Freitas. Um projeto de lei que não apenas vai de encontro à legislação vigente no que se refere à poluição sonora como também desconsidera solenemente a vontade dos munícipes, a preservação ambiental e a condução de uma discussão realmente democrática sobre tema de tamanha importância e complexidade. Não podemos nos calar frente à magnitude de mais um desrespeito ao cidadão e ao desejo legítimo de poder decidir sobre a qualidade da nossa própria vida”, afirma Delanise Costa, em depoimento no abaixo-assinado online movido pelas entidades da sociedade Continua na página 10 u licEnciaMEnto dEPositPHotos

recebidas e publicadas na seção Tribuna do Leitor, onde a comunidade relatava eventos comerciais em áreas residenciais, ignorando a legislação, e a dificuldade em fazer denúncias diretamente pelo 153, número disponibilizado pela prefeitura. Recentemente o assunto ganhou um novo desdobramento: em 22 de dezembro de 2020, a Câmara de Vereadores de Lauro de Freitas aprovou o Projeto de Lei nº 72/2020, de autoria do então vereador Roque Fagundes (atualmente ocupando o cargo de Secretário de Infraestrutura), que propôs o aumento no nível de decibéis no município. No seu texto, o PL apresenta uma flexibilização da Lei nº 1.536, vigente desde 2014, onde, além de aumentar o nível de decibéis de 55dB para 70dB, no período diurno, e de 50dB para 60dB, no noturno, também ampliou em três horas o período destinado ao nível máximo permitido para ruídos, passando assim de 19h para as 22h. Outro aspecto apresentado no PL é uma unificação dos

Fevereiro de 2021 | Vilas Magazine 9


q CIDADE

u Continuação da página 9

civil organizada (veja alguns depoimentos na página ao lado). Vale ressaltar que o projeto que deu origem à Lei nº 1.536/2014, foi fundamentado com estudos técnicos e, antes de ser enviado para a Câmara, foi discutido em reunião do Conselho Municipal de Política Ambiental Integrada (COMPAI), após o reconhecimento, por parte do poder executivo, de falhas na lei de 2006, conforme registrado na ata de reunião daquele Conselho, realizada em 28/6/2013 e publicada no Diário Oficial do Município, diferente do PL nº 72/2020, que resgata a Lei nº 1.224/2006 e, caso seja sancionado, fará

10 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2021

com que a legislação municipal relacionada à poluição sonora, hoje amparada pela Lei nº 1.536/2014, vigente há seis anos, retroceda 14 anos. Apelidado de ‘PL do barulho’, a apresentação da proposta provocou uma reação imediata nas entidades representativas da sociedade civil, a exemplo das associações de moradores e lideranças de diversos segmentos, que protocolaram uma carta na Câmara de Vereadores, assinada por 26 entidades, solicitando que o projeto não fosse votado antes de ser debatido, mas o pedido foi ignorado, tendo sido o PL votado e aprovado. Desde a aprovação do projeto, em

dezembro, o movimento contra a poluição sonora tem conquistado adesões de novas entidades e lideranças. São associações, condomínios e moradores de diversos bairros que, pelas redes sociais, engrossam o coro com o slogan: “Lauro de Freitas quer paz. Chega de poluição sonora”. Um abaixo-assinado online reuniu, nas primeiras semanas, mais de 1.500 assinaturas e depoimentos, revelando uma grande quantidade de insatisfeitos que desejam opinar sobre o tema. Informações de como participar do abaixo-assinado podem ser encontradas: instagram @ chega_ de_ poluicao_ sonora E-mail: chegadepoluicaosonora@ gmail. com


o que dizem os moradores de lauro de freitas ana consuelo Moraes: “Porque tenho animais e sei que eles sofrem. Tenho um idoso em casa, e sei como incomoda. Conheço famílias que têm autista em casa e sei do resultado do barulho próximo a eles.”

lia costa: “Providências imediatas, ninguém suporta mais tanto barulho e tanta violência”.

ananias Viriato santos filho: “Estou assinando, porque vejo o sofrimento dos animais e de pessoas que moram próximas aos bares que usam sons altos!”

José arnó bio c. de a. silva: “Poluição sonora é sinônimo de falta de paz dentro do seu lar. Ninguém deve ser obrigado a ouvir o que o outro quer.”

Janete da cruz santos: “Moro em Itinga, no Jardim Centenário e a poluição sonora do bairro é alarmante. A polícia está na minha rua com uma frequência muito grande. A CIMU, registra a queixa, mas a Settop nunca chega quando pedimos socorro”.

sergio catão aguiar: “Moramos numa área residencial, temos mais de 70 anos e o direito a que seja cumprida a Lei do Silêncio em Vilas do Atlântico”.

rodrigo Vasconcelos: “Estou assinando pois sei muito bem como é vivenciar essa situação com som alto e desrespeito. Moro com idosos que estão doentes e certos vizinhos não respeitam os decibéis, horários e dias permitidos”. Epifânio carneiro filho: “Um absurdo a Câmara de Vereadores votar uma lei importante para a população sem ouvi-la”. Maria das Graças bispo dos santos: “Não aguentamos mais com a poluição sonora dessas festas, promovidas em qualquer ponto da cidade, inclusive no Terminal Turístico de Portão”. W illiam Manoel de brito: “Estou assinando porque não aguento mais. Meus vizinhos colocam som alto a qualquer dia e hora sem respeito”. Edineia borges: “Sofro com barulho de som alto todos os dias. Os vizinhos alugam suas chácaras para eventos e o som alto na madrugada inteira me deixa doente e sem dormir”. fabio barra: “Respeito ao direito ao silêncio, especialmente quando existem, velhinhos acamados, crianças recém-nascidas, animais e pessoas que trabalham e precisam do descanso”.

andréa santos: “Não aguento mais tanto barulho nessa cidade, inclusive de motos dia e noite.”

izabel Maria fiuza tuhy : “Respeito é fundamental, mas infelizmente é preciso lei, e que doa bastante no bolso para fazer valer esse respeito.” adriana carla santos de sousa: “Precisa dar um basta a toda essa poluição sonora no nosso município isso em todos os horários, principalmente a noite”. sy lvia carvalho almeida: “Porque a Lei do Silêncio deve ser respeitada, uma vez que a convivência em grupo pressupõe obediência às regras do bem viver coletivo. No meu bairro tais violações são constantes e absurdas e muitas vezes, não temos suporte do poder público, para inibir, coibir, cassar alvarás ou ainda, não temos um órgão a quem reclamar ou recorrer.” djalmir sancho: “Chega de barulho, queremos paz”. Milton de Jesus lima: “Não suporto ter que ficar dentro de casa, sem conseguir nem assistir um programa na TV e malmente poder conversar em família.” cássia dantas: “Sofremos com o aluguel ilegal de casas residenciais para eventos e bares que estabelecidos em regiões familiares.” benilze Velloso: “Chega de poluição sonora, perturbando pessoas que trabalham e querem descansar, idosos, recém-nascidos, convalescentes, etc.”

Entidades e movimentos que solicitaram debate antes da votação do Pl nº 72/ 2020 AMA - Associação de Moradores do Aracuí; AMI IPITANGA- Associação Amigos e Moradores de Ipitanga; AMOM - Associação dos Moradores do Miragem; AMOVA - Associação de Moradores de Vilas do Atlântico; AMSIQ - Associação de Moradores e Sitiantes de Quingoma; AMUP - Associação de Moradores Unidos da Pitangueiras; ASMEB – Associação dos Moradores e Empresários de Buraquinho; Associação Cultural e Religiosa Sítio de Paz; Associação Instituto Você Mulher; ATiTude CelesTina; Condomínio Pedras do Rio; Condomínio Portão do Atlântico; Federação Brasileira Cidadania; GT da Região Marítima de Lauro de Freitas; Loja Maçônica União e Sabedoria; Movimento Cidadania Ativa de Lauro de Freitas; Movimento Cidade Bicicleta; Movimento ODSejo; OSCIP Rio Limpo; Projeto Bem-estar; Projeto Cultural Gávea; Rede de Apoio às Mulheres; REMCA - Rede de Mobilização pela Causa Animal; SALVA - Sociedade Amigos do Loteamento Vilas do Atlântico; UNIMB - União de Moradores e Empresários de Buraquinho; Villa Sênior Residência para Idosos.

lEi

A questão da poluição sonora é discutida em lei passando pela Constituição Federal, pelo Código Civil (Lei nº 10.406/02) e pelas leis das esferas estudais e municipais, que ficam responsáveis por assegurar o silêncio e também por fiscalizá-lo. A Lei nº 9.605/1998, no artigo 54, conhecida como Lei de Crimes Ambientais, diz que provocar poluição de qualquer natureza que possa prejudicar a saúde humana ou os animais e a flora é considerada crime e é passível de pena. Na Constituição Federal, a poluição sonora é tratada pela Lei nº 6.938/81, que institui a Política Nacional do Meio Ambiente. No artigo terceiro, define-se como poluição qualquer atividade que direta ou indiretamente possa prejudicar a saúde, atingir a biota (conjunto de seres vivos, flora e fauna, que habitam ou habitavam um determinado ambiente geológico, como, por exemplo, biota marinha e biota terrestre, ou, mais especificamente, biota lagunar, biota estuarina, biota bentônica), afetar condições estéticas e sanitárias, bem como estar em desacordo com os padrões ambientais estabelecidos. Sendo assim, poluição sonora é considerada degradação da qualidade ambiental.

Fevereiro de 2021 | Vilas Magazine 11


q CIDADE

“VAi ViRAR jAcARé?” Janeiro de 2021 é marcado pelo início da vacinação contra covid-19 no brasil thiara reges | Freelance para a Vilas Magazine

P

or mais que estivéssemos todos tão ansiosos pela chegada de 2021, e a aprovação, em 17 de janeiro, pela Agência de Vigilância Sanitária - Anvisa, para o uso emergencial das vacinas CoronaVac, da Sinovac e do Instituto Butantan, e a da Oxford-AstraZeneca, produzida pela Fiocruz, reforçasse ainda mais esse sentimento, nem todas as notícias de janeiro trouxeram alento às pessoas. O país ultrapassou a marca dos 200 mil mortos por Covid-19, o segundo maior em número exatos, sendo superado apenas dos Estados Unidos. À medida que os dias foram passando, acompanhamos pelos noticiários e sofremos junto com a população de Manaus e todo o caos na saúde pública, com falta de oxigênio nas unidades de atendimento e também para pacientes em tratamento domiciliar, fazendo várias vítimas fatais. Enquanto isso, na Bahia, apesar da estabilidade no número de mortes, vimos a linha crescente de novos casos, batendo, em 21 de janeiro, o recorde, desde o início da pandemia, na média móvel de novos casos, com mais de 4,3 mil por dia. Segundo os infectologistas, a alta no número de casos é o charge @ nanaths resultado das confraternizações via @ revistabula de final de ano, com estimativa

12 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2021

de crescimento por pelo menos 50 dias. É que antes de ter o diagnóstico, as pessoas podem ter tido contato com mais pessoas, e assim se mantém a linha de contágio. Se por um lado os números refletem as ações de parte da população, que não respeita o cuidado próprio e com o outro, negligenciando o uso de máscaras e seguindo com indiferença normalidade suas vidas sociais, por outro, gestores públicos, que deveriam dar exemplo e tratar a pandemia com a seriedade que ela requer, hora travam verdadeiras disputas por visibilidade, muito mais preocupados com os frutos que podem colher no futuro, em explícito jogo de marketing, hora fazem declarações dignas de ‘meme’ levando grande parte da população a afirmar que não vê a hora de “virar jacaré”. Por mais que às vezes pareça difícil acreditar, e quem já precisou de atendimento pelo SUS entende esta observação, o Brasil possui o maior sistema de saúde pública do mundo e mais de 10 anos de experiência em campanhas de vacinação em larga escala, o que deveria nos dar certa tranquilidade neste processo. Mas, nem bem a vacinação começou, casos de corrupção vieram à tona, com pessoas fora do grupo prioritário se apropriando de seus cargos em prefeituras, ou da amizade com quem trabalha nelas, para furarem as filas de vacinação. Em janeiro vimos também a emoção do Secretário de Saúde da Bahia, o médico Fábio Vilas-Boas, ao aplicar, no dia 19, a vacina na enfermeira Maria Angélica de Carvalho Sobrinho, de 53 anos, primeira pessoa a ser vacinada contra a Covid-19 em solo baiano; e também a emoção da técnica em enfermagem Eliene da Cruz, 56 anos, a primeira a ser imunizada em Lauro de Freitas. Vale lembrar que a vacina, uma conquista histórica da ciência, não pode ser entendida como passe livre ou salvo conduto. A vacina é segura e eficaz, mas apenas quando 70% da população


estiver vacinada é que alcançaremos a chamada imunização de rebanho. Apesar do Instituto Butantan e da Fiocruz estarem prontos para produção interna, vislumbrando inclusive uma futura exportação da vacina, visto que, somadas, a meta de capacidade produtiva ultrapassa a marca de 50 milhões de doses por mês, tudo depende da chegada dos insumos da China, que até o fechamento desta edição (25/1) ainda não tinha sequer data marcada, afetando a produção de ambos. O fato é que nos últimos dois anos o Governo Federal, por meio de declarações inoportunas e inadequadas de seus representantes e apoiadores, estremeceu as relações internacionais com alguns países, a exemplo da China, que chegou a ser apontada como responsável pelo vírus. Numa tentativa de ampliar a oferta e driblar a falta, cada vez mais eminente,

a enfermeira Eliene da cruz foi a primeira pessoa a ser imunizada em lauro de freitas

das vacinas CoronaVac e Oxford-AstraZeneca no Brasil, o Governo da Bahia segue pressionando a Anvisa, através de ação judicial protocolada no Supremo Tribunal Federal, para a liberação da vacina russa Sputnik V, já em uso em países da América Latina, como a Argentina, e na União Européia, pela Hungria. A Bahia já tem um

contrato de prioridade para recebimento de até 50 milhões de doses da vacina Sputnik V, que recentemente apresentou índice de eficácia superior a 90% segundo os testes realizados. Para o Governador Rui Costa, o que se percebe é o “ritmo da burocracia e não no ritmo necessário para salvar vidas humanas”. Então, a vida segue em 2021, na prática, com pouca diferença em relação ao que vivemos em 2020: devemos nos manter, sempre que possível, em casa, respeitando o distanciamento social, atentos à todas as medidas de segurança e higienização, não esquecendo da máscara.

Fevereiro de 2021 | Vilas Magazine 13


q CIDADE

Lauro de Freitas atinge 10 mil casos de covid-19 thiara reges | Freelance para a Vilas Magazine

Q

uase um ano de luta contra a Covid-19 no país e os números continuam crescendo. Já são mais de 200 mil mortos no Brasil e mais de 8 milhões de casos confirmados. Em Lauro de Freitas, segundo dados coletados na Central Integrada de Comando e Controle da Saúde do Governo da Bahia, desde o início de 2021, cerca de mil novos casos confirmados levaram a cidade a ultrapassar a marca de 10.686 mil casos positivos e 152 mortes (dados coletados em 24 de janeiro). Neste cenário existe uma diferença de cerca de mil casos entre o boletim disponibilizado pela Prefeitura de Lauro de Freitas, que informa 9.622 casos contra os 10.686, segundo o boletim do governo do estado. Na análise da curva do número de novos casos, desde o primeiro confirmado, em março do ano passado, o período mais crítico no município foi entre junho e julho, mas vale resfiscalização municipal nas praias

14 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2021

Gráfico mostra avanço da covid-19 em Lauro de Freitas, segundo dados do Boletim Epidemioló gico do Governo da bahia

saltar também que neste período a prefeitura realizou ações de restrições, por regiões da cidade, momentos em que foram intensificadas testagens da população. O bairro de Itinga segue como o bairro que apresenta o maior número de confirmados, cerca 26% do total da cidade, seguida pelo Centro, 11%, e Caji, com 9%. Apesar de todas as medidas de restrições adotadas pela prefeitura e campanhas de conscientização, não é difícil encontrar pequenas aglomerações e até pessoas circulando sem máscara pela cidade, praias movimentadas em dias de sol, sem falar nas dezenas de festas interrompidas pela ação do Centro Integrado de Mobilidade Urbana - CIMU e Polícia Militar. Só nos quatro dias da Operação Réveillon, foram 40 denúncias solicitando a fiscalização de bares e restaurantes e 27 para barracas de praia. Pelo decreto 4.725, de 18 de janeiro, a prefeitura prorrogou até o dia 31 daquele mês, todas as medidas restritivas e de segurança contra a Covid-19 já em vigor no município, além de declarar estado de calamidade pública, para todos os fins de direito, pelo prazo de 180 dias. Entre as medidas está a orientação para o danilo MaGalHÃ Es horário de funcionamento das barracas de praias de Lauro de Freitas, de segunda a sábado, das 9h às 17h, com o máximo de 20 mesas com quatro cadeiras ou 13 mesas com seis cadeiras, em ambos os casos respeitando o distanciamento de dois metros; e a proibição de funcionamento aos domingos e feriados. A medida, publicada no Diário Oficial em 11 de dezembro de 2020, estabelece ainda a suspensão do funcionamento de cinemas, teatros e a realização de eventos em clubes sociais, recreativos e esportivos, como festas, apresentações artísticas, aniversários, formaturas, casamentos e outros assemelhados. O descumprimento de medidas referentes ao combate da pandemia em Lauro de Freitas é passível de multa a partir de R$ 158,00. Toda receita gerada pela aplicação das multas será incorporada ao Fundo Municipal de Saúde.


lauro de freitas começa a vacinação contra covid-19, com quantidade de vacinas abaix o do necessário thiara reges | Freelance para a Vilas Magazine

O

dia 20 de janeiro ficará marcado na história do Residencial Melhor Idade (@melhoridade.residencial). É que neste dia a unidade, localizada em Vilas do Atlântico, recebeu a equipe da secretaria municipal de saúde para que os 10 idosos, de 62 a 102 anos, residentes da casa, recebessem a primeira dose da vacina contra Covid-19. Flávia Freitas, coordenadora do espaço, contou que apesar de serem meses muito difíceis, as famílias dos abrigados estão respeitando as medidas de segurança e o distanciamento, de forma que até o momento todos os idosos testaram negativo para a Covid-19. Pelas redes sociais, a administração da casa de repouso externou emoção e gratidão, visível no olhar de d. Edna Cabral, 79 anos. A emoção de tomar a primeira dose da vacina contra Covid-19, depois de um ano de tantas restrições, já foi compartilhada por pelo menos 1.630 moradores de Lauro de Freitas. Essa foi a quantidade de doses liberadas para o município na primeira remessa encaminhada pelo governo federal, em 19 de janeiro. Dia 24, a cidade recebeu mais 1.320 doses, mas da vacina produzida pela Oxford/AstraZeneca. Mesmo somadas, a quantidade ficou aquém da necessidade para a cumprir a determinação prevista no plano de vacinação do governo, que compreende profissionais de saúde e idosos nas instituições de longa permanência; trabalhadores da saúde na linha de frente contra a Covid-19; pessoas a partir de 18 anos de idade com deficiência, em residências inclusivas (institucionalizadas); população indígena vivendo em terras indígenas e havendo disponibilidade, podem também ser vacinados os demais trabalhadores da saúde, inclusive da atenção básica. Na cidade, este público-alvo é de cerca de 10 mil pessoas. Em coletiva de imprensa, realizada em 18 de janeiro, o Secretário de Saúde, Augusto César Nascimento, destacou que a cidade está preparada, tanto para armazenamento da vacina quanto à logística e locais de vacinação, para evitar aglomerações durante o processo, e previa uma campanha de vacinação em números mais elevados do que será possível no momento. “Montamos um planejamento com base no plano de vacinação inicialmente apresentado pelo governo federal e nele, a primeira etapa em Lauro de Freitas deveria atender cerca de 10 mil pessoas. Com as mudanças

Edna cabral, 79 anos, recebendo a vacina no residencial Melhor idade que aconteceram no processo e o número reduzido de doses que estamos recebendo neste momento, precisamos redesenhar nossa estratégia, buscar a prioridade dentre as prioridades”, frisou. A vacinação do primeiro lote aconteceu in loco, tanto aos profissionais que atuam nas unidades municipais de atendimento exclusivas ao Covid-19, iniciando pelo PA Santo Amaro de Ipitanga, como para idosos e profissionais de lares de longa permanência. Nas unidades de saúde foram vacinados não apenas médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, mas também os profissionais de suporte (equipe de manutenção e limpeza, porteiros entre outros). Como medida de controle, todos apresentaram documento de identificação, comprovante de endereço, cartão do SUS e documento de comprovação do trabalho na unidade médica, como crachá ou contracheque. Além das unidades municipais de saúde, também é de responsabilidade da prefeitura a vacinação dos profissionais de saúde que atuam na rede particular, a exemplo do Hospital Aeroporto, Clínica Só Kids e Hapvida, mas se desconhece em que data será possível continuar com a vacinação. Para dar continuidade à vacinação, a prefeitura aguarda o envio por parte do governo federal de novas doses de vacina, e acompanha a ação do governo estadual para a aprovação da vacina russa Sputnik. Fevereiro de 2021 | Vilas Magazine 15


q CIDADE

“A vacina é segura e eficaz, mas a caminhada é longa” thiara reges Freelance para a Vilas Magazine

A

liberação do uso emergencial no Brasil das vacinas que combatem o novo coronavírus, mesmo que com o quantitativo de doses ainda insuficientes para os grupos prioritários, instaura em toda a sociedade um sentimento de bons ventos de mudança. Mas os especialistas alertam que ainda é necessário cautela. Muitos dos questionamentos feitos pela população não tem respostas, por conta de se tratar de uma vacina nova que começou a ser aplicada, quase que simultaneamente, em todo o planeta. Mas a orientação é clara: quando chegar sua hora, não hesite, tome a vacina. Historicamente já está mais do que comprovada a importância das vacinas para a ciência e para a sociedade. Doenças como varíola e sarampo, assim como variantes de vírus gripais, como o H1N1, foram erradicadas ou controladas a partir do trabalho de vacinação em larga escala no país, como afirma o infectologista Adriano Silva de Oliveira, profissional de referência do Hospital Aliança, titular da Sociedade Brasileira de Infectologia. “As vacinas são responsáveis por aliviar a humanidade de muitas de suas maiores chagas históricas. Com vacinas eliminamos a varíola do planeta. Já varremos no passado o sarampo do nosso país e por falta delas, voltamos a ter esse tipo de doença. Igualmente nos livramos da paralisia infantil. Que as vacinas são um

16 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2021

o médico adriano oliveira é infectologista referência do Hospital Aliança, titular da sociedade brasileira de infectologia avanço importante e que beneficiam muito a humanidade, não há dúvidas”. Especificamente sobre as vacinas para a Covid-19, o infectologista ressalta que não existe uma vacina, mas sim dezenas de candidatas que estão sendo testadas, algumas já liberadas para o uso da população, com diferentes perfis de segurança e quantidade de dose necessária. Mas questionamentos sobre por quanto tempo cada pessoa fica imunizada após a vacina, por exemplo, só o próprio tempo poderá responder. “As fases de estudo às quais as vacinas

Apesar do alívio em saber que as vacinas começaram a ser aplicadas no país, a caminhada é longa e ainda não é possível relaxar nas medidas de segurança.

foram e estão sendo submetidas definem bem, que em geral, elas são seguras. Porém, o quanto e até quando a imunidade vai durar, ainda não sabemos. O tempo é senhor desta verdade. Quanto à eficácia, precisamos interpretar os números de forma correta: 50% é bastante adequado, principalmente se considerarmos que os demais que possivelmente adoecerem não ficarão graves e desafogarão os serviços de saúde. Em termos de evitar que o paciente fique grave, a Coronavac atinge índices próximos de 100%”, frisa o profissional. Apesar do alívio em saber que as vacinas começaram a ser aplicadas no país, a caminhada é longa e ainda não é possível relaxar nas medidas de segurança. Segundo o infectologista, só quando atingirmos pelo menos 70% da população vacinada, de preferência o mais simultaneamente possível, é que alcançaremos a chamada imunização de rebanho. Mas para isso, é preciso termos as doses da vacina e também uma grande campanha de comunicação, que enfraqueça a ação das fake news e reforce a importância da vacinação. “Não sabemos ainda por quanto tempo precisaremos continuar com as medidas de distanciamento social e o uso de máscaras. Precisamos ver como ficará o comportamento epidemiológico da doença para definirmos medidas como essas. A princípio, todas as medidas devem ser mantidas. Ainda é muito precoce para se falar de vida normal, há muito trabalho pela frente. O que sabemos, até este momento, é que vacinar contra a Covid-19, não é apenas uma questão de cuidar de si, mas também das pessoas a quem amamos e todos os demais indivíduos que entrarem em contato conosco. Quando nos imunizamos, deixamos de ser mais um agente a transmitir a doença e não contaminamos os nossos contactantes”, concluiu o médico.


Vacinação trará normalidade imediata à rotina das pessoas?

M

uito se ouviu sobre o novo normal durante o auge da pandemia e, com o início da vacinação contra a C ovid-19 no B rasil, muitos estão ansiosos para retornar à rotina antes da existência do vírus. Inf elizmente, isso não deve acontecer tão cedo, pelos motivos elencados a seguir. S egundo a Organização M undial da S aúde (OM S ), as vacinas são essenciais para o combate de doenças f atais, pois elas impedem, por ano, a morte de cerca de dois a cinco milh õ es de pessoas no mundo. E mbora o imunizante contra a C ovid-19 seja motivo de celebração, ainda será necessário continuar com os cuidados básicos por um tempo. “A expectativa é de que a vacinação vai reduzir o número de pessoas doentes e, portanto, a disseminação do vírus. Porém, acreditamos que ele vai continuar circulando”, explica a inf ectologista B eatriz Quental, da rede de Hospitais São Camilo, de São Paulo. C onf orme previsão da OM S , para que h aj a a controle da transmissão do vírus, estima-se que é preciso imunizar entre 65% e 70% da população mundial. No B rasil, segundo o M inisté rio da S aúde, a imunização irá ocorrer em quatro etapas e em duas doses, tendo como prioridade a vacinação de profissionais de saúde, idosos, pessoas com comorbidades e indígenas, durante todo o ano de 2021. “Os estudos realizados até agora mos-

traram melhor eficácia de determinadas vacinas com duas doses. Por isso, é importante seguir a indicação de receber as duas doses, quando indicadas”, destaca a profissional. Para a maioria dos imunizantes, a

vacinação deverá ocorrer em intervalo médio de 20 dias entre uma dose e outra. EfEitos da Vacina J á em relação aos ef eitos que a vacina Continua na página 18 u

Fevereiro de 2021 | Vilas Magazine 17


q CIDADE

u Continuação da página 17

pode proporcionar, a especialista afirma ser possível que imunizantes causem reações. “A maioria das reaçõ es observadas nos estudos realizados com as vacinas foram leves a moderadas. É importante ressaltar que, para liberação, todas as vacinas passam por estudos criteriosos, e os estudos realizados até agora mostram que as vacinas em teste são seguras”, explica. Alguns dos efeitos mais comuns, de acordo com a inf ectologista, são f adiga, f ebre e dor de cabeça, alé m de vermelhidão ou inchaço ao redor do local de aplicação. cuidados Por fim, segundo a médica, mesmo com o início da imunização da população, o vírus ainda poderá ser transmitido àqueles que ainda não foram vacinados. “Nenhuma vacina tem 100% de eficácia. Por isso, é imprescindível manter o uso da máscara, h igiene de mãos e distanciamento social, que são as principais medidas para impedir a disseminação do vírus. Estas medidas serão ainda necessárias por um certo período de tempo”, finaliza a profissional.

cuidados básicos: Higienize as mãos frequentemente, com água e sabão, ou então higienize com álcool em gel 70%; ao tossir ou espirrar, cubra o nariz e boca com lenço ou com a parte interna do cotovelo; Mantenha distância mínima de 1,5 metro entre pessoas em lugares públicos e de convívio social; Higienize objetos utilizados com frequência Não compartilhe objetos de uso pessoal Mantenha os ambientes limpos e bem ventilados Se estiver doente, evite contato pr imo com outras pessoas, principalmente idosos e doentes cr nicos tilize máscara em todos os ambientes

Anuncie onde todos procuram Comprovadamente EFICIENTE. Faça o teste. Peça referência. Consulte quem anuncia. 3379-2439 (tel./zap) / 3379-2206 comercial@vilasmagazine.com.br 18 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2021


É URGENTE LEMBRAR: Continue usando máscara em todos os am ientes José Medina Pestana

A

urgência da recomendação do título acima decorre da necessidade de preservar não só sua vida, mas també m nossa capacidade h ospitalar para atender a este ameaçador crescimento de casos de C ovid-19 em todos os estados brasileiros. Além das restrições à mobilidade social, o uso de máscaras f aciais como barreira ao vírus é a medida individual mais efetiva para reduzir o contágio e minimizar as duras consequências ao sistema de saúde. O B rasil, que j á registra mais de 8,5 milh õ es de inf ectados e mais de 210 mil óbitos, enf renta esta segunda onda com perspectiva prolongada de números muito superiores ao pico da primeira. Nesta condição, é possível que a expectativa pessimista da adição de mais de 100 mil novos óbitos no decorrer deste ano sej a concretizada – ou, ainda, agravada por três cenários. O primeiro, negligenciado, mas bastante responsável pela amplif icação do contágio, decorre da volta para o convívio f amiliar de membros que se inf ectaram conf raternizando em imprudentes aglomeraçõ es nas recentes semanas e durante estas férias de verão. A pessoa infectada sem sintoma é a principal f onte de contágio para f amiliares de maior risco, como aqueles na faixa etária acima de 50 anos, na qual ocorrem 90% das mortes.

edidas de prevenção deverão ser mantidas por meses em todo o mundo

Portanto, não basta só o “fique em casa”. Cabe manter dentro de sua residência as medidas sanitárias de precaução, como o uso permanente de máscara facial e o distanciamento físico das pessoas que se expuseram ao risco. Neste ou em outro ambiente, qualquer tipo de aglomeração ou festa deve ser postergada. O segundo, mais assustador e j á enfrentado por muitas instituições em quase todos os países, é a disponibilidade limitada de profissionais de assistência para atender à consequente elevada demanda de internações. Durante o pico de incidência, em julho passado, os jovens profissionais de saúde foram os principais atores no enf rentamento da doença. Mesmo quando vinculados às especialidades pouco af eitas ao cuidado com inf ectologia e terapia intensiva, adquiriram h abilidades e usaram sua f orça de trabalho solidária. Neste começo de ano, a maioria deles está em período de transição profissional e focada no direcionamento de sua vocação, enquanto outros enf rentam a f adiga decorrente da superação física e mental. O terceiro cenário corresponde ao surgimento de ameaçadoras variantes biológicas do vírus, como a responsável por mais de 6 0% dos novos casos na Inglaterra, e como aquela que levou ao

colapso o sistema de saúde do Amazonas. Ambas mantêm a letalidade das demais, mas, pela maior capacidade de transmissão, acarretam exponencial crescimento no número de casos e necessidade de leitos. Fugindo das ameaças, a esperança se concentra na vacinação, que é h istoricamente considerada como responsável pela maior f ração no aumento na expectativa de vida relacionada a alguma intervenção médica. Entretanto, uma vez aplicada, ela demanda semanas para alcançar a proteção individual decorrente da produção de quantidade efetiva de anticorpos neutralizantes. Ademais, a indução de imunidade coletiva é limitada pela insuficiente capacidade de produção imediata para atender à maioria da população. Portanto, nos próximos meses, as medidas sanitárias de prevenção deverão prevalecer tanto aqui como nos demais países. É crucial intensificar o envolvimento da rede de atenção básica e dos agentes de saúde no rastreamento comunitário de sintomáticos e de seus contatos, dando ênfase nos cuidados pessoais e f amiliares, gerenciando o risco presente em cada circunstância do ambiente domiciliar. Até agora, comemoramos o sistema de saúde brasileiro, que suportou mais de dez meses de luta contra esta pandemia, mas outras ameaças regionais de colapso estão próximas. Não é tempo de nos acostumarmos com o vírus, mas de exercermos a nossa atitude cidadã, cumprirmos as precauçõ es e, assim, mudarmos o rumo devastador desta pandemia — cuj o desastre não pertence ao B rasil, mas sim ao mundo todo. José MEdina PEstana é professor titular da nifesp e membro do centro de contingência do coronavírus do estado de são Paulo. Artigo originalmente publicado na seção endências ebates, do jornal Folha de São Paulo, edição de 1 1 1)

Fevereiro de 2021 | Vilas Magazine 19


q CIDADE licEnciaMEnto dEPositPHotos

iv rcios registram recorde hist rico no Brasil em

O

longo período de convivência contínua entre casais durante a pandemia e a f acilitação do processo de divórcio em C artórios de Notas, agora també m realizados pela internet pela plataf orma, j á apresentam seus reflexos para as famílias brasileiras. O levantamento do C olé gio Notarial do B rasil - C onselh o Federal (C NB /C F), entidade que reúne os Cartórios de Notas do País, aponta que o segundo semestre de 2020 registrou o maior número de dissoluçõ es matrimoniais desde o início da prática do ato em Cartório, em 2007. O número total de 43.859 divórcios extrajudiciais, realizados diretamente em C artórios de Notas, no segundo semestre de 2020 no B rasil, é 15% maior do que as 38.174 dissoluções matrimo-

20 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2021

niais ocorridas no segundo semestre de 2019. A variação de um ano para outro é ainda 13 pontos percentuais superior à mé dia h istórica nacional, que apontava crescimento anual de 2% nos divórcios em C artórios desde 2010, ano em que f oi introduzido o divórcio direto no B rasil (Emenda Constitucional nº 66/2010). Outubro foi o mês com maior número de divórcios desde 2007 - mais de 7 ,6 mil no País. Ao contrário do Brasil, o Estado da B ah ia apresentou queda de 9 % no número de divórcios no segundo semestre de 2020 em relação ao ano anterior, f ato que deve mudar à medida em que a disseminação da plataf orma digital ganhe maior destaque. “Mesmo com a singularidade de 2020, que provocou

muitas mudanças no nosso convívio e atividades, conseguimos prestar serviços aos nossos cidadãos de f orma eletrônica, possibilitando praticidade e segurança na resolução de conflitos”, destacou o presidente do C olé gio Notarial do B rasil - Seção Bahia (CNB/BA), Giovani Gui Gianellini. Quando somados aos números do primeiro semestre do ano, o total de divórcios em 2020 não ultrapassa os realizados em 2019 , em razão da inter-

egundo semestre de 0 0 teve o maior n mero de dissoluç es matrimoniais desde o in cio da prática do ato, em 007. Cart rios da ahia registram queda de 9 na comparação no mesmo per odo.


q LIVROS

rupção dos serviços nos cartórios nos meses de março e parte de abril, alé m das medidas restritivas adotadas nos meses subsequentes para a manutenção do distanciamento social. Além disso, foi no mês de julho que teve início a prática de atos de f orma online, autorizadas pelo Conselho Nacional de Justiça por meio da plataforma e-Notariado. coMo fazEr uM diVórcio onlinE Para realizar o divórcio em Cartório de Notas o casal deve estar em comum acordo com a decisão e não ter pendências judiciais com filhos menores ou incapazes. O processo pode ser realizado de f orma totalmente online, por meio da plataf orma e-Notariado, onde o casal, em posse de um certificado digital emitido de f orma gratuita por um C artório de Notas, poderá declarar e expressar sua vontade em uma videoconferência conduzida pelo tabelião. Os serviços desta plataf orma també m estão disponíveis em aparelhos celulares. Pelo e-Notariado também é possível realizar testamentos, inventários, uniõ es estáveis, escrituras de compra e venda e muitos outros atos notariais. Os valores são os mesmos praticados nos serviços presenciais e regulamentados em tabela definida por lei estadual.

Hábito de leitura traz bene cios para a saúde mental

O

s temas relacionados aos “transtornos e à saúde mental” – que estiveram em alta em 2020 devido ao isolamento social causado pela pandemia – são o f oco de uma campanh a que desde 2014, tem como objetivo despertar a h umanidade para questõ es e necessidades relacionadas à saúde mental e emocional. De acordo com o médium e escritor espiritualista Odil C ampos, é preciso ficar atento às emoções uma vez que os sentimentos, positivos ou negativos, liberam as mais diversas reações. Cultivar o positivo e evitar o desgaste de energia com temas negativos é fundamental. “A recomendação não é ficar alheio aos acontecimentos do mundo, mas não absorver emoções nocivas que tendem a baixar nossa vitalidade”, explica. Neste sentido, orienta, “a leitura é uma ótima aliada no período em que muitas pessoas na América do Sul escolhem para descansar”. Embora não

sej a recomendado o ir e vir tradicional das férias e atividades de lazer por causa da pandemia, o livro e a leitura são bons companheiros para este momento.

Muito além do entretenimento Além de ser uma forma de diversão e informação, a leitura é uma atividade com muitas funções. “Ela é um dos caminh os mais f áceis para o conh ecimento e o desenvolvimento de habilidades. Ela repercute diretamente em nosso estado Continua na página

u

Fevereiro de 2021 | Vilas Magazine 21


ESPAÇO ABERTO

MEIO AMBIENTE João rocha (dir.), 27 anos, é um empreendedor ambiental, um dos mais de 2.800 j ovens e adultos f ormados pelo Projeto ilhas, que h á 14 anos realiza trabalh o socioambiental na região, atuando ao mesmo tempo na formação profissional de jovens e retirando o lixo eletrônico do meio ambiente. Henrique Moitinho, idealizador do proj eto, conta que começou 2020 com expectativas de ampliação, mas a pandemia o fez mudar de estratégia. Em 2019 o projeto recolheu um total de 8,4 toneladas de lixo eletrônico. Em 2020, o número caiu para apenas 1,9 toneladas. “Iniciamos o ano na iminência de ampliar o número de ecopontos, de sete para 12, mas na verdade tivemos que reduzir para apenas dois ecopontos ativos em toda a cidade: um no Vilas Tênis Clube e o outro na sede da Salva, ao lado do Parque Ecológico. Como todos, nos adaptamos à nova realidade e ao longo do ano, apesar de não poder abrir turmas para novos alunos, atendemos aproximadamente 780 ex-alunos, em turmas remotas, para reciclagem de conhecimento”, conta. Conheça o projeto e colabore: www.projetoilhas. com.br ou pelo hatsApp (71) 9 9203-7771.

22 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2021

a família que redescobriu o tempo cícero sena

T

oda manhã o ritual na família era idêntico. Mal despertavam o primeiro ato era acessar o celular para abrir o zap. Iam para o café da manhã ouvindo e enviando mensagens. Mal se cumprimentavam. E m realidade as saudaçõ es aos distantes pelas mídias eletrônicas eram constantes e ef usivas enquanto que aos presentes eram praticamente inexistentes. Os que ficavam em casa, cada um ia para sua torre, ops, quarto e de lá continuavam teclando assim como os que iam para a mesa. O isolamento de cada um com sua própria T V e seu mundo digital de zap, Instagram, Facebook, Twiter, Tik Tok e outras mídias se tornaram rotina. A impressão é que ao corpo humano foi adicionado mais um membro: o smartphone. A frequência de uso do equipamento era tão incorporado que mesmo estando na mesma casa, enviavam mensagens uns aos outros pelo zap. Alguns dormiam com o celular caindo das mãos, e não poucas vezes entraram no chuveiro com ele ligado. Há relatos de que até no intercurso sexual cada parceiro segurava o seu cel. C om o tempo o diálogo olh o no olh o f oi rareando até desaparecer. Em toda família o sentimento era uniforme: a passagem do tempo já não era a mesma. Algum mecanismo extraordinário teria alterado a rotação da Terra e acelerado a passagem dos dias. Tudo começou a transcorrer velozmente. “Já estamos em janeiro ”. “É seu aniversário de novo Não acredito, parece que foi ontem”. “Meus Deus, estou fazendo 18 anos e parece que fiz 15 ontem O que está acontecendo com o tempo” De repente chegou a pandemia da Covid-19 que transformou o mundo em pandemônio. As atividades coletivas são proibidas com suspensão de todas as atividades comercias presenciais, clubes, escolas, campeonatos esportivos e tudo o mais. O mundo entra em pânico, com medo, angústia e em quarentena. O patriarca convoca a família e declara que a partir daquele fim de semana todos mudariam para a fazenda da família no interior do Estado. Foi uma gritaria só, com veementes protestos dos jovens.


“Mas pai, lá não tem wi-fi como vamos viver sem? C omo viver sem zap, séries das streaming Prefiro morrer...” O patriarca foi inflexível. “Não temos opção. A empresa está fechada por tempo indeterminado, estamos sem receitas e muitas contas para pagar. Indo para a f azenda reduziremos os custos e estando por lá poderemos ver como torná-la produtiva e gerar renda”. A reação dos filhos foi uníssona: “Não vou ”. Ok. Entreguem-me os celulares e os cartões de crédito. Maria – a empregada – irá comigo e a mãe de vocês.

Para passar o tempo o pai estabelece um programa de trabalh o consoante com a “aptidão” de cada um. Para a esposa, que alé m de coordenar os empregados da casa, pediu para mudar as cores dos ambientes; a filha, que gostava de animais incumbiu de supervisionar as ovelh as e bezerros recém nascidos; ao filho, ver as pastagens e o extenso plantio de frutas cítricas. O que no início era uma atividade para ocupar o tempo pela ausência dos equipamentos digitais f oi se tornando uma atividade absorvente que preenchia o dia com atividades físicas laborais e a noite

“Mas pai ”... “Não tem choro nem vela. Ou vão ou se virem sozinhos. Vamos sair às 6h da manhã”. Foram todos. Não parecia uma viagem, mas um cortejo fúnebre. A viagem transcorreu com semblantes amarrados e silêncio sepulcral. Quem parecia estar curtindo era o patriarca com irônico sorriso na face. Os primeiros dias f oram como se a família estivesse em luto. Poucas palavras eram trocadas entre si e o pai começou a ficar preocupado com a família. Os filhos e a mãe começaram a dar sinais de síndrome de abstinência e só faltava “delirium tremens” pelo j ej um de aparelhos digitais.

propiciava sono precoce e relaxante. Nunca haviam dormido tão cedo e tão bem. A família redescobre antigas afinidades que estavam adormecidas sob espessa camada de bites, zap, streaming e mídias eletrônicas. A adolescente relembra o apreço pelos animais da fazenda, cuidava com extremo zelo das ovelhas recém nascidas, como autêntica genitora. Seu irmão descobre o prazer das cavalgadas matinais pelas veredas da f azenda e apreciar o espetáculo de ver brotar do útero da terra as f rutas que até então brotava da geladeira. Os pais esquecem do zap, absorvidos com as demandas do dia a dia. A família começa a ver a natureza em seu esplendor. A aurora e o pôr do sol pas-

licEnciaMEnto dEPositPHotos

saram a ser espetáculos diariamente observados. O tempo passou a ser aferido pela posição do sol. As noites passaram a ser contadas de acordo com a lua da semana. Os pássaros eram um espetáculo a parte, com seu colorido e sinfonia. Os animais da fazenda tinham sua própria orquestra. Os cachorros, que no início ficavam presos, após a soltura se integram ao ambiente como se neles tivessem nascidos, para sufoco de algumas aves. E o dia passa a ser vivido h ora a h ora, como sempre f ora até recente passado. A sensação de vivenciar o tempo passa a ser intensa. A sensação pré -pandemia de que o tempo voava não havia mais. O sentimento de que os nove meses transcorridos eram surpreendentemente nove meses. O casal, j á no outono da vida, antes da quarentena estava ansioso e sentia-se angustiado pela passagem rápida dos dias e pela idade, entendia que o fim estava próximo e não estava vivenciando a vida pela f ugacidade da passagem do tempo. Na fazenda vivenciavam o dia em sua plenitude. C onvocam uma reunião f amiliar e comunicam aos filhos que doravante passarão a viver definitivamente na fazenda. Para surpresa de ambos, os filhos aplaudem a decisão e declaram que também desejam a mesma coisa. Voltarão para a cidade para terminar os estudos e prestarem vestibular – ela, para veterinária, ele, para agronomia. Após se formarem pretendem se estabelecer na fazenda. E o tempo, senh or da razão, indif erente aos desígnios h umanos, continua imutável desde os primórdios da mãe T erra, alternando dia e noite, aurora e crepúsculo, lua nova e lua cheia, sol e chuva, em inexorável jornada ao infinito. cicero sena é advogado, empresário e escritor, membro da academia de Letras de Porto Seguro

Fevereiro de 2021 | Vilas Magazine 23


Ra mundo Dantas

Escritor e palestrante, especializado em Marketing no Varejo, com Mestrado na Espanha. ra mundo dantas@uol.com.br

O

comé rcio eletrônico, queiramos ou não, ch egou para ficar. E vai seguindo, dia a dia, seus caminh os de crescimento, tomando espaço, af irmando-se no mercado, enquanto vira de pontacabeça conceitos, modelos e h ábitos de consumo. H á os que não acreditavam no seu potencial. Há os que achavam que “vai demorar muito para essa moda pegar”. Foi assim que aconteceu com a impressora de Gutemberg, com a máquina a vapor, com o automóvel de H enry Ford, com a televisão, com o supermercado, o fax, com a Internet, o e-mail, as redes sociais, etc., etc., etc. As grandes inovações tecnológicas sempre são recebidas com descré dito, até que se imponh am como realidades, das quais ninguém pode mais escapar. M as então, j á é tarde demais para aproveitar seu impacto e ganh ar dinh eiro com elas. Quem acredita primeiro, sai na frente e tira toda a vantagem. Os demais perdem o bonde da história. J á h avíamos f alado aqui nessas coisas do “futuro”. Agora, os recentes acontecimentos me trazem de volta para o futuro. Quem tem olh os para ver, que vej a: o mercado está mudando muito rapidamente e nos deu um susto com essa pandemia. O comércio virtual, o chamado e-commerce, explodiu entre nós e quem está no varej o precisa colocar as barbas de molh o, para pensar seriamente no seu negócio. No que fazer para sobreviver bem. Não pense que estou f alando de vendas por Internet, de lojas futurísticas, ou coisa parecida. Infelizmente quero f alar de uma grande maioria de pequenos comerciantes, especial-

24 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2021

de volta para o futuro mente de autosserviço, que ainda nem se preocupam em melh orar os serviços de suas lojas físicas. V ou lembrá-los de algumas melh orias simples: uma fila única para os caixas, por exemplo. Se você não tem problema de espaço, faça isso e tire do cliente o estresse de escolher um caixa mais vazio, ou mais rápido. Outra recomendação é a de ter f uncionários polivalentes, que na h ora de uma aglomeração maior na f rente dos caixas, possam deixar suas funções originais e operar check-outs vazios, dando mais velocidade à saída dos clientes. Nesta categoria de f acilidade podemos també m incluir todos os cuidados com o pós-venda, ou sej a as relaçõ es comerciais e sociais que precisam ser mantidas com o cliente depois das compras, via telefone. Melhore, por exemplo, o pedido de troca de mercadoria. A maneira como a loj a atende um pedido de troca é decisiva para a manutenção de um cliente. E embora h aj a sempre alguma norma a esse respeito, é sempre bom lembrar que precisamos oferecer conveniências ao consumidor. Isso inclui, às vezes, eventuais prej uízos numa devolução, os quais devem ser debitados à conta de publicidade, quando não f orem simplesmente cobertos pelo fornecedor. Afinal, não ganh amos por ef etuar uma venda ao cliente, mas quando conseguimos vender a ele sempre, por toda a vida. Uma troca de mercadoria é, assim, um investimento

na fidelização do cliente. Outro aspecto, o da entrega à domicílio, o f amoso delivery , j á se tornou muitíssimo importante, à medida em que o publicou aderiu em bloco a esse f ormato de comercialização. A grande tendência no setor de varejo hoje é, sem dúvida, o deliver . E , certamente, esse delivery , que j á está sendo acionado por telef one, será progressivamente acessado pelo cliente, via Internet. E pense que, no caso das pequenas loj as de bairro, essas f acilidades poderão ser of erecidas com mais simplicidade, sem que se torne necessária uma estrutura muito complexa. O importante é que o cliente se sinta bem atendido, obtendo o produto que gosta de consumir e recebendoo imediatamente, sej a por compra direta na loj a, sej a por entrega em domicílio. Até porque estamos falando de “conveniência” para o cliente. Faça o cliente entender as vantagens de ir à sua loj a: o contato com a mercadoria, o recebimento imediato, a lembrança de outros itens necessários, a cordialidade dos empregados, a f acilidade de atendimento, que os processos eletrônicos não of erecem, especialmente aos mais idosos, etc. S ão cuidados como esses que podem viabilizar e f azer crescer uma pequena loj a de bairro, nesses tempos em que parece que só os grandes têm vez A solução para todos os problemas, como j á sabemos, está sempre na mesma direção: of erecer cada vez melhores serviços ao cliente. Ele é quem na prática decide quais são as loj as que devem sobreviver e crescer E você precisa estar entre os escolhidos


q BELEZA & ESTÉTICA

F

calor, mormaço e luz do celular Sim, a radiação UV e a luz visível podem causar desde câ ncer de pele a melanoses, além de acelerar o surgimento das rugas.

AVENER PRA

rosto é prioridade S ej a para evitar o envelh ecimento precoce ou as manchas, se há um filtro que a gente passa é o do rosto. “As pessoas usam muito mais FPS facial do que o corporal”, concorda Maria Paula Del Nero, dermatologista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). Na verdade, deveríamos aplicar o produto em todas as áreas expostas ao sol – como braços, colo, pescoço e mãos. Mas no rosto, é indicado passar até dentro de casa, principalmente se você tem tendência a melasma. “Vimos as reclamações a respeito das manchas cresceram durante o confinamento imposto pela pandemia, por conta do h ome o ce e do tempo extra gasto na frente das telas”, observa a médica.

F LHAPRESS

iltros solares com f oco em controle da oleosidade, FPS mais alto e cor são os mais vendidos no Brasil. Por isso, as marcas estão investindo em ampliar o por ólio de tons para serem mais inclusivas. Essa é uma das grandes tendências do ano para proteção solar.

PROTETOR SOLAR PARA O ROSTO

O Infrared (infravermelho), sentido por meio do calor ou mormaço, é uma radiação com um comprimento de onda suficiente para atingir a camada mais prof unda da pele, onde estão as fibras de sustentação. “Isso provoca um dano muito importante em relação à elasticidade, além de um maior potencial de cancerização”, avisa C laudia M arçal, dermatologista membro da S ociedade B rasileira de Dermatologia (SBD), da American

Academ Of Dermatolog (AAD) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD), de Campinas (SP). uer evitar acidez e rugas? Toda a luz visível – do sol, dos smartph ones, das lâ mpadas artif iciais, dos computadores – presente na nossa rotina diária també m causa dano a mé dio e longo prazos. “Ela gera um quadro de eritema subcutâneo suficiente para gerar a preContinua na página 0 u

Fevereiro de 2021 | Vilas Magazine 25


q PREVIDÊNCIA

saiba como usar os serviços mais buscados do MEU INSS segurados podem procurar o instituto sem sair de casa para mais de 9 tipos de atendimento

D

esde j ulh o de 2018, pedidos de benefícios do INSS, agendamento de perícia mé dica, h istórico de contribuições previdenciárias e extrato de pagamentos podem ser acessados pela internet, pelo computador ou celular, dispensando a ida às agências do INSS. Na pandemia, com as agências fechadas por oito meses, o portal Meu INSS foi o principal acesso de beneficiários e segurados ao instituto. São mais de 90 serviços disponíveis. Entre os mais

26 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2021

buscados estão os de consulta a extratos de pagamento, de empré stimos e de contribuição. O Meu INSS está na plataforma de governo gov.br. Para fazer o cadastro é preciso informar CPF, nome completo e data de nascimento e responder a algumas perguntas sobre seu h istórico de contribuições. Após o login, a maioria dos serviços pode ser feita a distância, exceto os que dependem de avaliação mé dico-pericial, avaliação social, apresentação de def esa por escrito para casos de irregularidades, prova de vida não resolvida pelo banco, cópia de laudos mé dicos e a entrega de documento para o cumprimento de alguns tipos de exigência, que são agendados, pelo Meu INSS ou pelo telefone 135.

A plataforma permite ainda a emissão de extratos e relatórios e o acompanhamento do pedido realizado. “Por vezes o cumprimento de exigência pode ocorrer via Meu INSS, mas dependendo da análise do INSS, pode ser solicitado a apresentação do documento em uma unidade de atendimento, o que deve ser previamente agendado”, afirma o INSS, em nota. Até novembro de 2020, dado mais recente do instituto, mais de 6 6 9 mil pedidos dependiam da entrega de documentos por parte do segurado para sair da fila de análise. Se o prazo não é cumprido, o pedido é indeferido sem análise. Para quem está prestes a se aposentar, a opção “Simular Aposentadoria” pode ajudar no planejamento. As simulações estão de acordo com as regras implantadas pela reforma da Previdência, mas não garantem direito à aposentadoria. O benefício só será concedido após análise da documentação pelos técnicos do INSS. Ana Paula Branco Folhapress


Fevereiro de 2021 | Vilas Magazine 27


SAรšDE & BEM-ESTAR

28 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2021

boadica - facilidades & serviรงos


boadica - facilidades & serviços

SAÚDE & BEM-ESTAR

Verão e ige mais cuidados com a higiene para evitar as micoses

A

maioria das pessoas aproveita a estação mais quente do ano nas praias e piscinas. A combinação sol, areia de praia, poças de água, umidade e excesso de suor favorece o aparecimento de micoses. As micoses são infecções provocadas por fungos que atingem a pele, as unhas, cabelos e áreas mais úmidas do corpo. Quando encontram condiçõ es f avoráveis ao crescimento, esses fungos se reproduzem e causam a doença. Ela atinge desde crianças a adultos e idosos que se contaminam na maioria das vezes de f orma indireta por meio do contato com o fungo. Os pé s, a virilh a, as dobras e as unh as são os lugares mais comuns em que aparecem as micoses. Isso se deve sobretudo aos hábitos das pessoas de não secarem bem as dobras, usarem roupas molh adas por muito tempo, compartilharem objetos pessoais e de pisarem descalças nas mesmas poças de água parada, pisos de banheiros e vestiários coletivos onde tem o fungo. A dermatologista Bethania Cavalli afirma que o f ungo está em qualquer lugar, mas h á ambientes mais propícios para pegar micoses,

como as piscinas. Segundo ela, é comum as pessoas pisarem descalças na área do ch uveiro antes de entrar na piscina. “A água fica parada, a pessoa pisa descalça, o f ungo está ali e pode contaminar.” Os sintomas das micoses variam de acordo com o f ungo e incluem desde coceira, descamação da pele, manch as brancas e vermelh as, rach adura entre os dedos, unh as def ormadas e amareladas até assaduras em dobras do corpo. O diagnóstico do tipo de micose é feito pelo médico geralmente pela aparência, sintomas descritos pelo paciente e por exame para identificar o tipo de fungo. “O diagnóstico é muito simples, é feito através de uma avaliação dermatológica e exame de raspagem na pele ou unh a para visualizar o tipo de fungo para dar o remédio mais adequado”, disse Bethânia. Os tratamentos envolvem o uso de medicamentos antifúngicos tópicos ou orais. O tempo do tratamento varia de acordo com o tipo de f ungo e a parte do corpo af etada, o que pode levar até um ano. Martha Alves Folhapress

Fevereiro de 2021 | Vilas Magazine 29


SAÚDE & BEM-ESTAR

boadica - facilidades & serviços

seis cuidados no uso de plantas medicinais

O

uso de plantas medicinais na f orma de ch ás é uma tradição em todo o mundo, registros h istóricos datam o consumo dessa bebida há pelo menos 2.500 antes de Cristo por diversas civilizações. Segundo pesquisa da E uropass M onitor, o consumo per capita de ch ás cresceu 53 % entre 2010 e 2019, e atualmente é uma das bebidas mais ingeridas, ficando atrás apenas da água. Muitos chás apresentam propriedades terapêuticas e auxiliam na prevenção e no tratamento de diversas doenças, poré m o seu uso deve se dar de maneira segura, já que se utilizado incorretamente pode trazer malefícios à saúde humana. Para auxiliar no uso correto de plantas medicinais na forma de chás, os professores do curso de Farmácia do Centro Universitário Internacional Uninter, Vinícius Bednarczuk de Oliveira e Patrícia Rondon Gallina listaram algumas dicas. n Dê preferência para plantas a granel ao invés de sachês, a chance de adulteração e misturas é menor e você vai consumir uma bebida de melh or qualidade; n Utilize sempre plantas que você conheça a procedência, evite coletar plantas medicinais j unto a locais que possam ter

u Continuação da página

sença das sunburn cells, resultando em manchas”, fala Claudia. Mais uma vez, para bloquear esse tipo de efeito, adivinha, só filtros com dióxido de titânio (com cor). com cor é melhor Agora vamos falar sobre os protetores solares, especificamente. Eles são divididos entre químicos e físicos. Os primeiros têm partículas orgânicas que absorvem o fóton de energia. Os segundos (e os com cor entram nessa categoria) trazem partículas inorgânicas 30 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2021

recebido agrotóxicos ou perto de estradas, estacionamento de veículos, lixo ou locais poluídos, pois a planta pode estar contaminada; n Evite misturar plantas diferentes no mesmo chá, existem poucos estudos sobre a interação entre as plantas medicinais; n Ao realizar um tratamento com medicamentos de uso contínuo, procure seu médico ou farmacêutico, e pergunte se existem problemas no uso com chás. Algumas plantas podem influenciar no efeito do medicamento, diminuindo ou potencializando o efeito terapêutico; n Não substituir o consumo de água pelo uso de chás, nenhuma bebida é capaz de substituir o uso da água; n Gestantes devem ser orientadas por um profissional da saúde h abilitado sobre o uso de ch ás, principalmente no primeiro trimestre de gravidez.

que refletem ou dispersam a radiação. À base de dióxido de titânio, óxido de f erro e zinco, agem como uma parede de tijolos – onde a luz bate e volta sem ser absorvida. Os filtros químicos são instáveis – na presença de suor ou depois de mergulhos na água do mar ou da piscina, ficam quimicamente instáveis e deixam de proteger. “Além disso, muitas vezes, os raios UVB e Infrared furam o bloqueio dos filtros químicos de alguns produtos de f otoproteção e causam dano celular e flacidez”, explica Claudia.

Tem mais um motivo para todo mundo amar protetor solar com cor: ele deixa a tonalidade da pele mais uniforme. Sim, são a saída para você ficar bela na praia a na piscina, porque disf arçam imperf eições, funcionando como maquiagem. O benefício extra para fechar com ch ave de ouro? S e antes a maioria vinh a em cor universal, que se adaptava ao seu tom de pele, os lançamentos para o verão 2021 trazem uma paleta mais extensa, em um movimento inclusivo. Escolha o seu . arina Hollo Folhapress


SAÚDE & BEM-ESTAR

boadica - facilidades & serviços

acadEMia

acadEMia

acadEMia

anGioloGia

ANGIOLOGIA E CIRURGIA VASCULAR

Tratamento minimamente invasivo de varizes e doenças arteriais l Ecografia vascular (duplex scan). ACEITAMOS O SEU CONVÊNIO

Bradesco, Rede Gama Saúde, + Golden Cross, Mediservice, Petrobras, Planserv, Saúde Caixa, SulAmérica, Unimed. • André Pinheiro - CRM 21080 • Ítalo Andrade - CRM 18859 • Luciana Miranda - CRM 18759

• Ricardo Dantas - CRM 19844 • Vinícius Majdalani - CRM 17865

Avenida Luís Tarquínio, 2580, Condomínio Villas Trade Center Empresarial, Edf. Vilas Business Vilas do Atlântico, sala 505, Lauro de Freitas, Salvador/ BA

RESPONSÁVEL TÉCNICO: CAROLINA MACHADO (CRM: 15232)

cardioloGia

71 3051-1610 71 98306-6854

cardioloGia

A CLÍNICA DO SEU CORAÇÃO. PORQUE O NOSSO, BATE POR VOCÊ!

Serviços: Consultas Ecocardiograma Transtorácico Colorido Eletrocardiograma Holter Monitorização Ambulatorial da Pressão Arterial Teste Ergométrico Computadorizado Doppler de Carótidas e Vertebrais

cirurGia Plástica

Central de Marcação: 3505-6600 @clinicacardioprev

UNIDADE LAURO DE FREITAS

SHOPPING ESTRADA DO COCO, SALA 315

UNIDADE PITUBA

PITUBA PARQUE CENTER, SALA 134 - ALA B

Fevereiro de 2021 | Vilas Magazine 31


SAÚDE & BEM-ESTAR

boadica - facilidades & serviços

clÍnica Médica

diaGnóstico Por iMaGEM

EnfErMaGEM doMiciliar

Estética

com você!

TRATAMENTO ESTÉTICO & DERMOPIGMENTAÇÃO clinicavitadermo (71) 3508-8575 | 98218-5489 Av. Praia de Itapoan, n.º 1670, s. 201, Vilas do Atlântico.

farMácia

32 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2021

farMácia


SAÚDE & BEM-ESTAR

boadica - facilidades & serviços

fisiotEraPia

fisiotEraPia

Fisio Soluções em Reabilitação Domiciliar

GASTROCENTRO BAHIA

GASTROCENTRO BAHIA

GASTROCENTRO BAHIA

GASTROCENTRO BAHIA

fisiotEraPia doMiciliar

Fisio

fisiotEraPia

fisiotEraPia doMiciliar

MassotEraPia

Fisioterapia

OME

ro ica ardiorr pirat ria Ortopédica ri trica

99990-9230 (vivo) 99317-1460 (TIM)

www.fisiohome.com.br

GastroEntEroloGia

Teste respiratorio! Indolor, eficiente e Identifica intolerância à lactose, frutose e supercrescimento de bactérias no intestino delgado. Consultas Médicas

Endoscopia Digestiva Alta

Endoscopia Pediátrica

Balão Intragástrico

Colonoscopia

Retossigmoidoscopia

PHmetria

Manometria Esofágica

Manometria Anorretal

N

O

VO

Teste Respiratório

GASTROCENTRO BAHIA

Seriedade e Respeito pela Vida.

GASTROCENTRO BAHIA

GASTROCENTROBAHIA.COM.BR

MEditaÇ Ã o Meditações, cursos e palestras online @brahmakumarisvilas @brahmakumarissalvador @brahmakumarissaopaulo

nutriÇ Ã o

odontoloGia

Odontopediatria Ortodontia

98486-6903 / 3379-2256 / brahmakumaris.org.br

Fevereiro de 2021 | Vilas Magazine 33


SAรšDE & BEM-ESTAR

boadica - facilidades & serviรงos

odontoloGia

odontoloGia

odontoloGia

odontoloGia

odontoloGia

34 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2021


SAรšDE & BEM-ESTAR

boadica - facilidades & serviรงos

odontoloGia

odontoloGia em

oftalMoloGia

oftalMoloGia

Fevereiro de 2021 | Vilas Magazine 35


SAÚDE & BEM-ESTAR

boadica - facilidades & serviços

oftalMoloGia

ortoPEdia

PRONTO ATENDIMENTO TRAUMATOLOGIA ORTOPEDIA Das 7h às 19h CENTRO MÉDICO Angiologia Cirurgia Geral Cirurgia Plástica Clínica Médica Dermatologia Endoscopia Gastroenterologia Urologia Ginecologia/Obstetrícia

Agende sua Consulta

SERVIÇO ESPECIALIZADO EM CLÍNICA DA DOR

Day Hospital COF - Centro Médico

Convênios Particular

Estrada do Coco Km 01 - Lauro de Freitas - Bahia - CEP 42.702-400

36 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2021

71

71

99203-1886

3206-4444

www.cof.com.br cof@cof.com.br


SAÚDE & BEM-ESTAR

boadica - facilidades & serviços

otorrinolarinGoloGia

otorrinolarinGoloGia

otorrinolarinGoloGia

Planos dE saÚ dE

Fevereiro de 2021 | Vilas Magazine 37


SAÚDE & BEM-ESTAR

boadica - facilidades & serviços

PodoloGia

PodoloGia

PodoloGia

PsicanálisE

PsicoloGia

PsicoloGia

PsicoloGia

PsicoloGia

PsicoloGia

PsicoPEdaGoGia

PsicoPEdaGoGia

Avaliação e intervenção nas dificuldades, transtornos e distúrbios de aprendizagem . ORIENTAÇÃO À FAMÍLIA / PARCERIA COM A ESCOLA

VILLAS TRADE CENTER. BLOCO 03 -

gisarezende8@gmail.com

38 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2021


SAÚDE & BEM-ESTAR

boadica - facilidades & serviços

PsicotEraPia

PsicotEraPia

PsicotEraPia

uroloGia

Reprogramação Mental, Constelação

Familiar, Florais de Bach e Bioenergética

Médico indica hábitos saudáveis simples para adotar em 2021

O

início de um novo ano é sempre um bom período para recomeços - e para a adoção de novos h ábitos. D e acordo com um estudo da U niversidade de E stocolmo, na S ué cia, as resoluçõ es de ano-novo mais populares são aquelas relacionadas à saúde física, perda de peso e hábitos alimentares. Para aj udar as pessoas que pretendem cuidar mais da saúde em 2021, a h ealth tech Sami listou cinco objetivos simples que podem trazer grandes benefícios. “É importante lembrar que saúde é mais do que a ausê ncia de doenças: significa estar bem para encarar os desafios da vida. E isso envolve o bem-estar f ísico, mental e emocional, por exemplo”, afirma Vitor Asseituno, médico fundador e presidente da startup. Veja a seguir suas sugestões: Passar mais tempo em contato com a natureza M uitos estudos tê m comprovado que o contato com a natureza é muito positivo para o ser h umano, aj udando na redução do estresse e até mesmo na tomada de decisões menos impulsivas . “Trocar a bicicleta ergomé trica na academia por uma pedalada no parque pode ser uma boa f orma de f azer isso, por exemplo”, explica Vitor. Para quem não tiver muito tempo, simplesmente parar para apreciar um vaso de plantas por alguns minutos j á pode f azer a dif erença, de acordo com um estudo publicado no J ournal of Posi-

tive Ps cholog em 2016. Priorizar uma boa noite de sono “Dormir bem é fundamental para a saúde e sua privação pode aumentar o risco de problemas sé rios como doenças cardiovasculares , diabetes tipo 2 e depressão “, afirma Vitor. “Uma boa forma de proteger a qualidade do sono é criando o h ábito de trocar o celular por um livro antes de dormir: tentar adormecer olh ando para uma tela af eta diretamente os níveis do h ormônio melatonina, responsável pela indução à sonolê ncia”. Movimentar-se mais E studos tê m revelado vez após vez que ter um estilo de vida sedentário aumenta o risco de mortalidade prematura associada a diversos tipos de doenças. “Com tantas empresas adotando o home o ce, é ainda mais urgente incluir alguma atividade física na rotina, já que não estamos nem mesmo f azendo possíveis caminh adas até o metrô ou o estacionamento”, explica Vitor. “Se a pessoa passa longos períodos sentada, vale pelo menos programar no celular pausas de 5 minutos a cada h ora para levantar e caminh ar um pouco pela casa”, completa. Entender o que significa comer bem “Muitas pessoas ainda associam a boa alimentação a dietas restritivas, e esse é um grande erro. Comer bem significa, basicamente, ter uma alimentação variada e rica

em nutrientes de que seu corpo precisa. U ma maneira simples de f azer isso é ingerindo mais alimentos integrais, como vegetais, f rutas, legumes, nozes, sementes e grãos inteiros, e diminuindo o consumo de produtos com elevado teor de açúcar ou sódio”, explica Vitor. bô nus: como manter os novos hábitos Apesar da animação inicial, apenas uma parcela das pessoas continuam cumprindo suas promessas de ano-novo no longo prazo. O segredo pode estar na f orma como esses objetivos estão sendo definidos. “Estudos mostram que somos mais propensos a nos manter firmes em resoluções que envolvam criar novos h ábitos em vez de simplesmente abandonar os antigos”, explica Vitor. Além disso, o médico indica usar a metodologia smart para aj udar a construir esses novos hábitos. Criada em 1981, a metodologia se baseia em critérios específicos para definir objetivos. “O acrônimo smart se refere às palavras em inglê s que caracterizam como os objetivos precisam ser: específicos, mensuráveis, alcançáveis, realistas e tangíveis. Assim, em vez de prometer que irá se exercitar mais, o que é algo muito aberto, a pessoa pode definir que irá praticar ioga duas vezes por semana”, exemplifica. sobre a sami A Sami é uma operadora de planos de saúde que alia tecnologia ao cuidado preventivo e à atenção primária para mudar o cenário da saúde brasileira. Criada em 2018 por Vitor Asseituno e Guilherme B erardo, empreendedores j á conh ecidos do mercado de saúde, a empresa tem entre seus investidores os fundos Redpoint eventures, Canar , Valor Capital Group e monashees. Em 2020, recebeu o maior investimento Série A em saúde da América Latina na história.

Fevereiro de 2021 | Vilas Magazine 39


GASTRONOMIA

boadica - facilidades & serviços

foto: acErVo PEssoal

chef ensina receita divertida para levar criançada para cozinha

N

as f é rias, o que não f alta nas crianças é energia para brincadeiras e estripulias, mas para os adultos, sobretudo em tempos de pandemia, gastar essa energia de forma criativa, saudável e dinâmica nem sempre é taref a f ácil. U ma boa dica é levar a criançada à cozinh a e transf ormar o ato de cozinh ar em uma grande brincadeira. “É comum ouvirmos que cozinha não é lugar de criança, mas eu ach o que é j ustamente o contrário. E sse ambiente pode sim ser lúdico, divertido e acolhedor para meninas e meninos”, afirma o chef Flávio Duarte. O ch ef també m ressalta a necessidade de tornar o ato de cozinh ar mais comum na vida dos pequenos. “Quando as crianças começam a fazer parte dessa rotina, começam a conhecer os alimentos, o processo de cozimento e se interessam por ele, melh orando não só a alimentação, como també m o relacionamento com os adultos”, completa. Para aj udar a iniciar esse processo, o ch ef escolh eu

uma receita f ácil e saborosa para conquistar a atenção e o paladar das crianças: macarrão com salsich a.

aÇ ouGuE

aÇ ouGuE

aliMEntos

culinária oriEntal

Ovos nutritivos e super saborosos Temos também produtos da fazenda.

Faça seu pedido

ntrega para a ro de Freitas e região ,

e tre a os e

O

o

ora

ar a a

71 99906-8633 @delovory

R. Jardim Ipanema, 641, Pitangueiras, l. de freitas-ba (rua ao lado do gbarbosa)

40 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2021

Del

ry

A MOTO DO OVO


GASTRONOMIA

boadica - facilidades & serviços Vamos à receita Calcula-se 50 gramas de macarrão por criança e 100 gramas por adultos, vamos trabalh ar com 3 00 gramas nesta preparação. inGrEdiEntEs 300 g. de macarrão tipo espaguete; 1 cenoura grande ralada; 500 ml. de molho de tomate (pode ser caseiro ou pronto); Queijo parmesão ralado; 300 g. de salsich a.

Modo dE fazEr Pique as salsichas em pedaços de cinco centímetros. E spete cerca de cinco unidades de macarrão cru nos pedaços de salsicha, fazendo com eles fiquem no meio do macarrão. Ferva água o suficiente para cobrir todo o macarrão.Em outra panela prepare o molh o (molh o caseiro é mais saudável para adultos e crianças). Na mistura acrescente a cenoura ralada e deixe encorpar. Quando o macarrão estiver cozido, escorra a água e misture-o ao molh o. Sirva o queijo parmesão no prato e bom apetite.

PastElaria

Pizzaria

rEstaurantE

rEstaurantE

Fevereiro de 2021 | Vilas Magazine 41


EDUCAÇÃO

boadica - facilidades & serviços

idioMas

idioMas

liVraria

MÚ sicas

Volta às aulas

On-line e presencial Nível básico, intermediário e avançado de instrumento e canto Educação musical para bebês a partir do 9º mês de idade

MÚ sicas

rEforÇ o Escolar

q LIVROS u Continuação da página 1

de ânimo e na saúde mental”, relata. Odil Campos também é enfático quando o tema é espiritualidade e saúde. Para ele, “o lado espiritual – quando acionado por meio dos sentimentos de amor, compreensão, doação e fé – produz a sustentação da ação que nos f ará superar momentos de f raqueza, raiva e ódio, nos conduzindo a um patamar mais elevado que, por sua vez, permite ter uma visão mais adequada, real e compreensiva daquilo que vivemos”. O médium defende que a fé – cultivada também pelo hábito da leitura – afasta 42 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2021

o ser humano de ações e atos negativos e possibilita a elevação do ser h umano. Para esse momento de f é rias, de planej amento, abertura da mente e do espírito para um novo ano que se inicia, Odil Campos recomenda a leitura de “a consciê ncia e suas Energias” . N e s ta o b ra – quinto volume da série Alma e Espírito

– além de promover uma discussão sobre a realidade, o autor explica a atuação e f uncionamento das energias no universo, no ser h umano e no espírito. S egundo ele, enf rentar as próprias f eras e se libertar é a taref a mais dif ícil do h omem, pois não é f ácil reconh ecer os próprios erros e tendê ncias negativas. Contudo, se estivermos dispostos, podemos encontrar a verdadeira percepção que vai muito alé m da alma h umana, daquilo que ousaríamos sonh ar. u


EVENTOS & FESTAS

boadica - facilidades & serviços

 LIVROS

ALUGUEL DE BRINQUEDOS

ALUGUEL DE BRINQUEDOS

Um Diário para Recomeçar ESPAÇO PARA EVENTOS

C

om 275 milhões de livros vendidos em mais de 100 países, James Patterson é um dos maiores escritores do mundo e recordista de presença na lista de mais vendidos do The New York Times. Em “Um diário para recomeçar”, o escritor conquista o leitor com uma narrativa um

tanto quanto envolvente, e emociona através de cada capítulo. Após quase um ano de um relacionamento perfeito, Matt termina inesperadamente seu namoro com Katie e deixa a editora de livros arrasada e sem conseguir compreender o que dera errado. No dia seguinte, ela recebe de Matt um diário, em uma tentativa de explicar a ela seus motivos. No entanto, as palavras que trariam sua resposta foram escritas por Suzana para Nicolas, filho de Matt, ambos completamente desconhecidos para a jovem até então. E assim, o romance vai se reconstruindo a cada revelação. A narrativa, ora em terceira pessoa, pela visão de Katie, ora

MESAS & CADEIRAS

ALUGUEL DE BRINQUEDOS

em primeira pessoa, pela visão de Suzana através de seu diário, apresenta-nos duas diferentes histórias exclusivamente unidas por Matt. Dessa maneira, a cada página, a dúvida de Katie contagia o leitor pelo desenrolar dos fatos, sendo o grande mistério e suspense até as últimas páginas da trama.

Sempre há um bom motivo para celebrar! REVENDEDOR AUTORIZADO

Rua Priscila Dutra, 101. Tel.: 3369-8300 Fevereiro de 2021 | Vilas Magazine 43


CASA & DECORAÇÃO

boadica - facilidades & serviços

arQ uitEtura

colcHÕ Es

ARQUITETURA E INTERIORES

projetos • reformas decoração • consultoria acesse nosso portfólio no instagram em @reiselimoncic Lucas Limoncic Gessica Reis (71)99638.0431 (71)99742.1515 reiselimoncic@gmail.com

consultoria de 1 hora R$180,00

construÇ Ã o & rEforMa

construÇ Ã o & rEforMa

construÇ Ã o & rEforMa

construÇ Ã o & rEforMa

construÇ Ã o & rEforMa

44 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2021

construÇ Ã o & rEforMa

construÇ Ã o & rEforMa


CASA & DECORAÇÃO

boadica - facilidades & serviços

cortinas

cortinas

cortinas

cortinas

cortinas

cortinas

cortinas

diVisórias

ElEtricista

ElEtricista

ElEtricista

Elétrica

Fevereiro de 2021 | Vilas Magazine 45


CASA & DECORAÇÃO

boadica - facilidades & serviços

EnErGia solar

Estofados

Estofados

forros

GEsso

MadEira tratada

Simule online ou agende uma visita no seu imÿ vel MULTI ENERGIA & CONSTRUÇÃO

(71)

99906-2635

www.multienergiaeconstrucao.com.br MadEirEira

46 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2021

MadEirEira


CASA & DECORAÇÃO

boadica - facilidades & serviços

MárMorEs & Granitos

MatErial dE construÇ Ã o

MatErial dE construÇ Ã o

MóVEis PlanEJados

MóVEis PlanEJados

MóVEis PlanEJados

MóVEis PlanEJados

PErsianas

PErsianas

Fevereiro de 2021 | Vilas Magazine 47


CASA & DECORAÇÃO

boadica - facilidades & serviços

PErsianas

PortÕ Es

PortÕ Es

rEdEs dE ProtEÇ Ã o

rEdEs

sEGuranÇ a ElEtrÔ nica

48 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2021

rEdEs dE ProtEÇ Ã o

sEGuranÇ a ElEtrÔ nica


CASA & DECORAÇÃO

boadica - facilidades & serviços

sEGuranÇ a ElEtrÔ nica

sEGuranÇ a ElEtrÔ nica

sEGuranÇ a ElEtrÔ nica

sEGuranÇ a ElEtrÔ nica

sErViÇ os

sErViÇ os

sErViÇ os

tElas

tElas MosQ uitEiras

tElas MosQ uitEiras

tElas MosQ uitEiras

toldos

Fevereiro de 2021 | Vilas Magazine 49


CASA & DECORAÇÃO

boadica - facilidades & serviços

toldos

toldos

VidraÇ aria

50 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2021

VidraÇ aria

VidraÇ aria

VidraÇ aria

VidraÇ aria


SERVIÇOS & CIA

boadica - facilidades & serviços

adMinistraÇ Ã o dE condoMÍnios

áGua / PurificaÇ Ã o

andaiMEs

antEnas

antEnas

adMinistraÇ Ã o dE condoMÍnios

antEnas

andaiMEs

ar condicionado

ar condicionado

ar condicionado

ar condicionado

ar condicionado

O verão pede ar condicionado higienizado (71)9 9913.7965 | (71) 3018.8035

Fevereiro de 2021 | Vilas Magazine 51


SERVIÇOS & CIA ar condicionado

boadica - facilidades & serviços

ar condicionado

assistÊ ncia técnica

artiGos Para PrEsEntEs

assistÊ ncia técnica

assistÊ ncia técnica

assistÊ ncia técnica

assistÊ ncia técnica

52 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2021


SERVIÇOS & CIA

boadica - facilidades & serviços

assistÊ ncia técnica

assistÊ ncia técnica

assistÊ ncia técnica

assistÊ ncia técnica

boMbas

auto Escola

contabilidadE

cHaVEiros

contabilidadE

auto Escola

contabilidadE

contabilidadE

contabilidadE

Fevereiro de 2021 | Vilas Magazine 53


SERVIÇOS & CIA

boadica - facilidades & serviços

contabilidadE

contabilidadE

dEsinsEtizaÇ Ã o

APC

. i

.

i

r

io o es m res ri eir s ro e rei s

dEsinsEtizaÇ Ã o

dEsinsEtizaÇ Ã o

dEsinsEtizaÇ Ã o

dEsinsEtizaÇ Ã o

dEsinsEtizaÇ Ã o

54 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2021

EnErGia solar


SERVIÇOS & CIA

boadica - facilidades & serviços

EntulHos & Podas

EnGEnHaria

Estofados

Estofados

Estofados

foGÕ Es

foGÕ Es

foGÕ Es

Gás

Gás

Gás

Gás

PEÇA JÁ O SEU G GÁS (71) 9 9910-6805 (71) 3508-0387

REVENDEDOR AUTORIZADO

Segunda à Sexta : 07 às 20h Sábado: 07 às 18h Domingo: 08 às 14h

Fevereiro de 2021 | Vilas Magazine 55


SERVIร‡OS & CIA Grรกfica

boadica - facilidades & serviรงos

Grรกfica

inforMรกtica

liMPa fossa

liMPa fossa

liMPa fossa

liMPa fossa

56 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2021

liMPa fossa


SERVIÇOS & CIA

boadica - facilidades & serviços

liMPa fossa

liMPa fossa

liMPa fossa

liMPa fossa

liMPa fossa

liMPa fossa

MudanÇ as

sErViÇ os GErais

Fevereiro de 2021 | Vilas Magazine 57


PETS

boadica - facilidades & serviços

TAMPETLAURO Projeto da remca visa, com arrecadação de materiais recicláveis, promover a castração de animais em situação de rua

N

ão são apenas os h umanos que estão sof rendo as consequê ncias da pandemia do novo coronavírus. D ados de dif erentes ONG s de proteção animal apontam para o crescimento de até seis vezes no número de abandonos de animais durante o ano de 2020, colaborando com o dado j á assustador de mais de 3 0 milh õ es de animais abandonados no B rasil. As justificativas para o abandono vão desde a falta de emprego, mudança de residê ncia, separação do casal e medo do contágio com o vírus, que já ficou provado não ter relação com os pets. Segundo estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE, o cálculo do número de animais em situação de rua no país é , em mé dia, 15% do total de h abitantes de cada cidade, assim, em L auro de Freitas a mé dia é de 3 0 mil cães e gatos em situação de rua. V ale lembrar que a reprodução animal se dá em progressão geomé trica, assim, um casal de cães, por exemplo, em cinco anos, origina outros 12.6 80 cães. C om um olh ar atento à esses dados, a Rede de M obilização da C ausa Animal - RE M C A, atuante no município h á sete anos, lançou em 15 de j aneiro o T ampetL auro, um proj eto que atende simultaneamente a causa animal e ambiental, ao propor a

58 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2021

doação de recicláveis, que após vendidos para empresas de reciclagem de L auro de Freitas e S alvador, toda a renda será revertida para a castração dos animais em situação de rua. Ao todo o proj eto j á conta com 29 pontos de coleta espalh ados pelos diversos bairros da cidade, onde a população pode depositar tampas plásticas em geral, a exemplo de tampas de desinf etante, água sanitária, sh ampoo e condicionador, água mineral, etc; além de lacres metálicos de latinhas. C arol Rolo, coordenadora do proj eto, explica que a meta de castração mensal dependerá diretamente do volume de recicláveis arrecadados, sendo que, com 100 k g de lacres de alumínio ou 445 kg de tampinhas plásticas, por exemplo, é possível realizar a castração de um cach orro, j á incluso a cirurgia, pós operatório e medicamentos.


PETS

boadica - facilidades & serviços Pontos dE colEta - taMPEtlauro

carol rolo

animal star Rua Cláudio R. de Souza Oliveira, 36. Loteamento São Judas Tadeu. Itinga. Tel.: 98205-9207 amigos d´ ferro Veterinário Rua 15 de Janeiro, 37. Shopping Real Center, loja 9. Caji. Tel.: 3051-1686 bicharada Pet center Rua Dr. Gerino de Souza Filho, 2453, loja 2. Recreio Ipitanga. Tel.: 3051-3625 boobik e serviços Av. Praia de Itapuã, Qd 22, Lt 2, loja 1. Vilas do Atlântico. Tel.: 99922-3549 conex ão animal Av. Luiz Tarquínio Pontes, 2899. Tel.: 99235-0893 cra - centro de reabilitação do amigo Rua Curva do Rio Joanes, 6. Catu de Abrantes. Tel.: 3671-1361 crias e Manias Rua Jurac Magalhães, 40. Largo de Arcanja. Tel.: 3378-9142 dr. zoo & cia Rua Praia de Pajussara, Qd B 3, Lt 106. Vilas do Atlântico. Tel.: 3379-0671 du Pet Hospital Veterinário Rua Dr. Barreto, 503. Pitangueiras. Tel.: 3508-8118 Eu amo animais Av. Praia de Itapuã, 1505. Vilas do Atlântico. Tel.: 3028-7800 Espaço Eventos. com Rua Marieta Brito da Luz, 6. Loteamento Portão do Sol. Buraquinho. Tel.: 98757-9313 Evolua sK 8 Park Rua Paulo Santos Ferreira, 518. Praia de Ipitanga.Tel.: 98895-2212 Grupo animais distribuidora Rua Dr. Gerino de Souza Filho. Caji. Tel.: 3418-1885 Macs Pet Rua Francisco das Mercês, 768, loja 6. Buraquinho.Tel.: 99247-2322 Multvet clínica Veterinária 24 horas Av. Luiz Tarquínio Pontes, 2252. Pitangueiras. Tel.: 3379-3649 Mundo Pet lauro Estrada do Coco, 4860. Jd. Aeroporto. Tel.: 3512-9696 pet Rua Min. Antônio Carlos Magalhães, 143, loja 7. Buraquinho. Tel.: 3026-7018 Patas & focinhos Loteamento Miragem. Tel.: 3379-0526 Pet shop cão Paix ão Rua Dr. Gerino de Souza Filho, 5328. Caji. Tel.: 98789-1710 Pet shop fofos e fofuras Av. Amarílio Tiago dos Santos, 2157. Vila Praiana. Tel.: 3287-3149 Previna Pet Av. Priscila Dutra, 389. Shopping Estação Vilas, loja 24. Tel.: 3508-1440 Pet & Gatô Rua Gilvan Fernandes, 434. Recreio Ipitanga. Tel.: 99711-8512 Portal Pet Rua Praia da Paciência. Vilas do Atlântico (entrada principal). Tel.: 3379-2919 Pettep Av. Praia de Itapuã, 374. Vilas do Atlântico. Tel.: 3369-1079 Prorural Av. Luiz Tarquínio Pontes, 21. Tel.: 3369-6001 snoopy Veterinária Rua Praia de Itapema, QD D20, Lote 27. Vilas do Atlântico. Tel.: 3379-2239 the Pet House Rua Praia de Pajussara. Vilas do Atlântico. Tel.: 3508-1721 uniME Av. Luís Tarquínio Pontes, 600. Tel.: 3378-8900 up clube da beleza Rua Jurac Magalhães, 603. Edf. Londrina Center, loja 6. Pitangueiras.Tel.: 99405-5112.

“ E ssa é mais uma ação que desempenh amos no município e dessa vez temos mais uma motivo para pedir a participação de todos, já que nosso foco é o binômio proteção animal e proteção ao meio ambiente, reduzindo resíduos e contribuindo com a saúde única. Atravé s de nossos parceiros, j á conseguimos iniciar o proj eto com 29 pontos de coleta, mas estamos à disposição para os demais empresários que possam colocar um ponto de coleta em seu comé rcio, ampliando ainda mais a of erta para a população e consequentemente o número de doaçõ es

e castraçõ es”, f risa C arol. Nos últimos sete anos a RE M C A conseguiu viabilizar a castração de mais de quatro mil animais na cidade. Para a realização do T ampet, a Remca conta com a parceria da revista Vilas Magazine, das associações de bairros (AMOM e SALVA), condomínios, escolas, Dino Criativo Desenvolvimento e Marketing D igital, clínicas veterinárias parceiras de castração social (PetTep, Previna, Dr Zoo, Snoop , Centro de Reabilitação do Amigo) e os pontos de coleta acima. thiara reges | Freelance para a Vilas Magazine.

Anuncie onde todos procuram Comprovadamente EFICIENTE. Faça o teste. Peça referência. Consulte quem anuncia. 3379-2439 / 3379-2206 comercial@vilasmagazine.com.br

Fevereiro de 2021 | Vilas Magazine 59


IMÓVEIS

regra de circulação de pets não se sobrepõ e a decisão da justiça

60 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2021

boadica - facilidades & serviços

Q

uando o publicitário T h iago G onçalves, ch egou ao pré dio onde mora atualmente, em 2017, teve de buscar um acordo com a síndica sobre como transitar com a cadela B eck y , h oj e com 10 anos. A norma era que animais só poderiam estar nas áreas comuns carregados no colo. C om uma cadela de 25 k g, a missão era complicada para ele. “ E la [ síndica] nos ch amou a atenção sobre isso, mas falamos que não tinha como, porque ela é pesada.” Apesar de comum, esse tipo de regulamentação não encontra respaldo legal e, segundo especialistas, não deveria existir. Outras determinações que são consideradas excessos falam sobre trânsito somente por escadas, limitação de quantidade, tipo e porte.


IMÓVEIS

A regra de que o animal só pode ser carregado no colo pode, inclusive, ser entendida como um constrangimento, J osé Roberto G raich e J únior, que preside uma associação de administradoras de imóveis em São Paulo. “Independentemente de se está em convenção de condomínio, tribunais entendem que o animal de estimação faz parte da família. O que você pode é estabelecer regras para a circulação de animais, como locais de acesso e o que podem ou não f azer em áreas comuns”, afirma o executivo. O advogado Rodrigo K arpat, coordenador de D ireito C ondominial na C omissão E special de Direito Imobiliário da OAB-SP, diz que a convenção dos condomínios, em alguns pontos, pode entrar em conflito com o que a lei determina. Nesses casos, normas internas não são válidas. “ Por mais que exista um entendimento de que o que está na convenção é lei, ela encontra limites na legislação.” Ainda que não exista lei específ ica sobre bich os em condomínios, a J ustiça se baseia em trech os de dispositivos como a C onstituição e o Código Civil para garantir o direito dos proprietários de animais. M esmo assim, diz G raich e J únior, h á regras que devem ser cumpridas. O primordial, segundo ele, é que a permanê ncia do animal, sej a cach orro, gato ou qualquer outra espé cie – desde que permitida para vivê ncia doméstica – siga condições de salubridade que não af etem vizinh os. H igiene inadequada, barulh o intenso e ch eiro f orte devem ser evitados. Outras normas que não af etem a permanê ncia do animal também são permitidas. E ntre elas, a necessidade do uso de coleira. “ A criação de animais encontra limites: perturbar o sossego, a saúde e a segurança dos vizinh os são algumas delas. O impeditivo não é a criação, mas a perturbação”, afirma Karpat. Mariana freire / folhapress.

AUTO & CIA

ford

Empresa deve manter assistê ncia

C

om a redução radical do apó s anunciar volume de vendas, a mao fechamento nutenção de uma rede concessionária com mais de 3 00 de todas suas loj as parece ser inviável. A Ford fábricas no país, não está se pronunciando sobre o a ford luta para tema, mas deu pistas sobre o f uturo em uma sé rie de perguntas convencer os e respostas em seu site. consumidores a “ Neste momento, não h á mudanças na rede de concesnão desistirem sionários Ford. Aj ustes f uturos da marca. serão comunicados oportunamente aos consumidores, com total transparê ncia”, diz o texto. A própria montadora propõ e a pergunta que todo proprietário deve estar fazendo agora: “Meu carro pode desvalorizar porque a Ford está encerrando a produção do mesmo?”. E m resposta, diz que “ como qualquer outro produto, com o passar do tempo, o valor do carro tem uma tendê ncia natural de desvalorização. Para assegurar sua tranquilidade, a Ford continuará honrando a garantia do seu veículo e oferecendo assistência total com operaçõ es de vendas, serviços e peças de reposição”. A empresa orienta os consumidores que estiverem dentro de um processo de compra e que querem desistir do neFIM DE UMA ERA gócio. “ V ocê deve dirigircusto brasil e se ao concessionário onde a compra f oi ef etuada e pandemia são solicitar o cancelamento alguns fatores da mesma de acordo com a regulamentação prevista que contribuíram no C ódigo de D ef esa do para o fechamento C onsumidor.”

da ford no país

Eduardo sodré / folhapress.

Fevereiro de 2021 | Vilas Magazine 61


TRIBUNA DO LEITOR

Neste espaço o leitor pode sugerir pautas, criticar matérias abordadas pela revista, fazer denúncias de problemas e irregularidades que atingem a comunidade. Envie email para redacao@vilasmagazine.com.br com seus dados pessoais e contatos

salve santo amaro de ipitanga Quero lhes apresentar U m santo por excelê ncia Que aprendi a amar Pela sua resistência Nascera lá em Roma S ua origem, patrícia; Filh o de senador romano Humildade, sua primícia C om doze anos de idade D e Roma p’ ra M onte C assino E ntregue pelos seus pais A São Bento aquele menino Verificadas suas qualidades Correspondidas por seu mestre Que se tornara de confiança, E um exemplo de santidade S ão B ento em reconh ecimento, E scolh e-o para cuidar de j ovens Sua fé, é o entreterimento Sua humildade, a mensagem São Gregório bem o exaltou Por se distinguir no amor Na oração e no silêncio , E também no seu fervor C onta-se que certa vez U m colega de nome Plácido E stava mui longe a af ogar-se No açude de S ubíaco B ento o pediu que f osse lá S alvar o irmão religioso Obediente Amaro f oi... Sentiu-se um vitorioso Amaro pediu licença A S ão B ento sem h esitar C omeçou andar sobre águas S em ao menos se af undar... Quando dera conta do feito Atribuiu ao mestre B ento Agraciado pela obediê ncia Ficou muito satisfeito Reconh ecido o valor de Amaro C umpriu quão bem seu ideal T ornara-se h erdeiro espiritual De São Bento, seu sucessor S e o senh or, caro Amaro, Aínda por cá andasse D e certo se orgulh aria Em Lauro, sua romaria Falecera no ano 584 É invocado em caso de doenças Padroeiro dos transportadores Patrono dos aleijados C aros paroquianos! S into-me deveras feliz em ter sido adotada por essa cidade, quão linda e acolhedora, em que sinto orgulho em poder faz er parte dessa história, através da minha arte! conceição lia de abdias oliveira santos.

62 | Vilas Magazine | Fevereiro de 2021

M oradores do condomínio V illa do M ar, na Rua C arlos C onceição, 116 8, em B uraquinh o, promoveram, em janeiro, por iniciativa própria por absoluta ausência do poder público, um mutirão de limpeza de parte do mangue do rio Sapato. A inciativa, além de exercitar plena ação de cidadania, demonstra empatia dos moradores com seu local de vivência. Os promotores da ação ambiental (Charles e Fabíula Baidek, Henrique e Juliana Zambon, Tadeu e Denize Brito, Bruno Alonso, Jeferson Sampaio Magalhães, entre outros) aguardam apoio da prefeitura e também dos demais moradores da rua, que é extensa. traGédia anunciada V olta a ocorrer incê ndio em garagem de onibus em L auro de Freitas. A garagem da C osta V erde, no C entro da cidade, não possui qualquer sistema de combate a incê ndio, nem reservatório de água tem. Os ônibus estacionam colados nos muros das residê ncias vizinhas, ou seja: uma tragédia anunciada. Qual setor é responsável por essaS vistoriaS/ fiscalização Prefeitura ou Corpo de Bombeiros Quem liberou alvará de funcionamento para essa garagem da Costa Verde Qualquer birosca que

se queira abrir na cidade a pref eitura manda “mil” fiscais. Nessa garagem nada é fiscalizado E stranh o, muito estranh o. Até o dia que causarem uma tragédia, aí vai ficar um empurrando para o outro e quem vai sof rer somos nós, que convivemos com esse absurdo. J á está na h ora da prefeitura se modernizar e atender/fiscalizar a legislação no tocante a meio-ambiente, poluição sonora e segurança . Ou será que os poderosos empresários de transporte coletivo estão fora da legislação? fernando cesar.


TÁBUA DAS MARÉS – Fevereiro / Março 2021 1º / 2 segunda-feira 0h 08 .....B aixa ..... 0,1m 6 h 24 .....Alta ....... 2,3 m 12h 15 ...B aixa ..... 0,4 m 18h 3 9 ...Alta ....... 2,4 m 2/ 2 - terça-feira 0h 51 .....B aixa ..... 0,3 m 7h06 .....Alta ....... 2,2m 12h 58 ...B aixa ..... 0,5m 19 h 23 ...Alta ....... 2,3 m 3/ 2 - Q uarta-feira 1h 3 6 .....B aixa ..... 0,4 m 7h56 .....Alta ....... 2,0m 13h47 ...B aixa ..... 0,6 m 20h 15 ...Alta ....... 2,1m 4/ 2 - Q uinta-feira 2h 28 .....B aixa ..... 0,6 m 8h 53 .....Alta ....... 1,9 m 14 h 4 9 ...B aixa ..... 0,7m 21h 19 ...Alta ....... 2,0m 5/ 2 - sex ta-feira 3 h 4 1 .....B aixa ..... 0,8m 10h 04 ...Alta ....... 1,8m 16 h 11 ...B aixa ..... 0,8m 22h 4 5 ...Alta ....... 1,9 m 6/ 2 - sábado 5h 15 .....B aixa ..... 0,8m 11h 26 ...Alta ....... 1,8m 17h51 ...B aixa ..... 0,8m 7/ 2 - domingo 0h17 .....Alta ....... 1,9 m 6 h 4 1 .....B aixa ..... 0,8m 12h 4 3 ...Alta ....... 1,9 m 19 h 08 ...B aixa ..... 0,6 m 8/ 2 - segunda-feira 1h 3 6 .....Alta ....... 2,0m 7h43 .....B aixa ..... 0,6 m 13h47 ...Alta ....... 2,1m 20h 08 ...B aixa ..... 0,4 m 9/ 2 - terça-feira 2h 3 4 .....Alta ....... 2,2m 8h 3 2 .....B aixa ..... 0,5m 14 h 3 8 ...Alta ....... 2,3 m 20h 56 ...B aixa ..... 0,3 m 10/ 2 - Q uarta-feira 3h17 .....Alta ....... 2,3 m 9 h 13 .....B aixa ..... 0,4 m 15h 21 ...Alta ....... 2,4 m 21h 3 8 ...B aixa ..... 0,2m 11/ 2 - Q uinta-feira 3 h 58 .....Alta ....... 2,4 m 9 h 53 .....B aixa ..... 0,3 m 16 h .......Alta ....... 2,5m 22h 13 ...B aixa ..... 0,1m 12/ 2 - sex ta-feira 4 h 3 4 .....Alta ....... 2,4 m 10h 24 ...B aixa ..... 0,3 m 16 h 3 8 ...Alta ....... 2,5m 22h 4 9 ...B aixa ..... 0,1m 13/ 2 - sábado 5h 04 .....Alta ....... 2,4 m 10h 56 ...B aixa ..... 0,3 m 17h09 ...Alta ....... 2,5m 23h17 ...B aixa ..... 0,2m

14/ 2 - domingo 5h 3 6 .....Alta ....... 2,3 m 11h 26 ...B aixa ..... 0,3 m 17h45 ...Alta ....... 2,4 m 23 h 4 9 ...B aixa ..... 0,3 m 15/ 2 - segunda-feira 6 h 04 .....Alta ....... 2,2m 11h 56 ...B aixa ..... 0,4 m 18h 15 ...Alta ....... 2,3 m 16/ 2 - terça-feira 0h 15 .....B aixa ..... 0,4 m 6 h 3 6 .....Alta ....... 2,1m 12h 28 ...B aixa ..... 0,5m 18h 51 ...Alta ....... 2,2m 17/ 2 - Q uarta-feira 0h 4 9 .....B aixa ..... 0,6 m 7h08 .....Alta ....... 2,0m 13 h 06 ...B aixa ..... 0,7m 19 h 3 0 ...Alta ....... 2,0m 18/ 2 - Q uinta-feira 1h 23 .....B aixa ..... 0,7m 7h53 .....Alta ....... 1,8m 13 h 53 ...B aixa ..... 0,8m 20h 19 ...Alta ....... 1,8m 19/ 2 - sex ta-feira 2h 09 .....B aixa ..... 0,9 m 8h 53 .....Alta ....... 1,7m 15h .......B aixa ..... 0,9 m 21h 26 ...Alta ....... 1,7m 20/ 2 - sábado 3 h 23 .....B aixa ..... 1,0m 10h 15 ...Alta ....... 1,7m 16 h 3 9 ...B aixa ..... 1,0m 22h 58 ...Alta ....... 1,7m 21/ 2 - domingo 5h 21 .....B aixa ..... 1,0m 11h 4 3 ...Alta ....... 1,7m 18h 08 ...B aixa ..... 0,9 m 22/ 2 - segunda-feira 0h 24 .....Alta ....... 1,7m 6 h 4 1 .....B aixa ..... 0,9 m 12h 4 9 ...Alta ....... 1,8m 19 h 08 ...B aixa ..... 0,7m 23/ 2 - terça-feira 1h 24 .....Alta ....... 1,9 m 7h32 .....B aixa ..... 0,8m 13 h 3 8 ...Alta ....... 2,0m 19 h 54 ...B aixa ..... 0,5m 24/ 2 - Q uarta-feira 2h 11 .....Alta ....... 2,1m 8h 11 .....B aixa ..... 0,6 m 14 h 21 ...Alta ....... 2,2m 20h 3 6 ...B aixa ..... 0,3 m 25/ 2 - Q uinta-feira 2h 53 .....Alta ....... 2,3 m 8h 51 .....B aixa ..... 0,4 m 15h .......Alta ....... 2,3 m 21h 13 ...B aixa ..... 0,1m 26/ 2 - sex ta-feira 3 h 3 2 .....Alta ....... 2,4 m 9 h 26 .....B aixa ..... 0,3 m 15h 4 1 ...Alta ....... 2,5m 21h 54 ...B aixa ..... 0,0m

27/ 2 - sábado 4 h 08 .....Alta ....... 2,5m 10h 04 ...B aixa ..... 0,2m 16 h 19 ...Alta ....... 2,6 m 22h 3 2 ...B aixa ....-0,1m 28/ 2 - domingo 4h47 .....Alta ....... 2,5m 10h 4 1 ...B aixa ..... 0,1m 17h .......Alta ....... 2,6 m 23 h 08 ...B aixa ....-0,1m MarÇ o 1/ 3 - segunda-feira 5h 23 .....Alta ....... 2,5m 11h17 ...B aixa ..... 0,2m 17h39 ...Alta ....... 2,6 m 23 h 4 9 ...B aixa ..... 0,0m 2/ 3 - terça-feira 6 h .........Alta ....... 2,4 m 11h 56 ...B aixa ..... 0,2m 18h17 ...Alta ....... 2,5m 3/ 3 - Q uarta-feira 0h 26 .....B aixa ..... 0,2m 6 h 4 1 .....Alta ....... 2,3 m 12h 3 6 ...B aixa ..... 0,4 m 19 h 02 ...Alta ....... 2,3 m 4/ 3 - Q uinta-feira 1h 08 .....B aixa ..... 0,4 m 7h26 .....Alta ....... 2,1m 13 h 21 ...B aixa ..... 0,5m 19 h 54 ...Alta ....... 2,1m 5/ 3 - sex ta-feira 2h .........B aixa ..... 0,6 m 8h 23 .....Alta ....... 1,9 m 14 h 23 ...B aixa ..... 0,7m 21h 02 ...Alta ....... 1,9 m 6/ 3 - sábado 3 h 13 .....B aixa ..... 0,9 m 9 h 3 9 .....Alta ....... 1,8m 15h 56 ...B aixa ..... 0,8m 22h 4 1 ...Alta ....... 1,8m 7/ 3 - domingo 5h 08 .....B aixa ..... 0,9 m 11h 11 ...Alta ....... 1,8m 17h51 ...B aixa ..... 0,8m 8/ 3 - segunda-feira 0h 24 .....Alta ....... 1,8m 6 h 3 9 .....B aixa ..... 0,8m 12h 3 6 ...Alta ....... 1,9 m 19 h 08 ...B aixa ..... 0,6 m 9/ 3 - terça-feira 1h 3 4 .....Alta ....... 2,0m 7h38 .....B aixa ..... 0,7m 13 h 3 6 ...Alta ....... 2,1m 20h .......B aixa ..... 0,4 m 10/ 3 - Q uarta-feira 2h 21 .....Alta ....... 2,2m 8h 19 .....B aixa ..... 0,5m 14 h 23 ...Alta ....... 2,2m 20h 4 3 ...B aixa ..... 0,3 m fonte: B anco Nacional de D ados Oceanográf icos da D iretoria de Hidrografia e Navegação da M arinh a do B rasil.

w w w . vilasmagazine. com. br Facebook: VilasMagazine.Online Instagram: @VilasMagazine Publicação mensal de propriedade da Editar - Editora accioli ramos ltda. Av. Praia de Itapuã, 276, cj. 105. Lumiar ork Center. Vilas do Atlântico. Lauro de Freitas. Bahia. CEP 42707-650. Tels.: 71 3379-2439 / 3379-2206. diretor-Editor: Carlos Accioli Ramos (diretoria@vilasmagazine.com.br). diretora: Tânia Gazineo Accioli Ramos. Gerente de negó cios: Á lvaro Accioli Ramos (comercial@vilasmagazine.com.br). assistentes: L eandra Almeida e Vanessa Silva (comercial@vilasmagazine.com.br). Gerente de Produção: T h iago Accioli Ramos. Administrativo Financeiro: M iriã M orais G azineo (financeiro@vilasmagazine.com.br). distribuição: Á lvaro C é zar G azineo (responsável). tratamento de imagens e ctP: D iego M ach ado. redação: Thiara Reges (jornalista freelancer). colaboradores: J aime de M oura Ferreira e Ra mundo Dantas (articulistas). tiragem desta edição: 25 mil exemplares. impressão: Log Print Gráfica e Logística S. A. (Vinhedo/SP). Para anunciar: comercial@vilasmagazine.com.br Tels.: 71 3379-2439 / 3379-2206. representante comercial em são Paulo ( sP) , rio de Janeiro Rj), Brasília F), curitiba PR), Florian polis Sc), Porto Alegre RS), Belo Horizonte ( MG) , recife ( PE) , belém ( Pa) , e fortaleza ( cE) : HUB COMUNICA O. Tels.: 11 4195-0604 / 4194-9690 / 93011-0543. CONTATOS COM A REDA O: redacao@vilasmagazine.com.br Vilas Magazine é uma revista mensal de serviços e f acilidades, distribuída gratuitamente em todos os domicílios de Vilas do Atlântico e condomínios residenciais de Lauro de Freitas e região (Abrantes, Jauá, Stella Maris, Praia do Flamengo). Disponível também em pontos de distribuição selecionados na região. Opiniões expressas nos artigos publicados são de responsabilidade de seus autores e não refletem, necessariamente, as da Editora. É proibida a reprodução total ou parcial de matérias, gráficos e fotos publicadas nesta edição, por qualquer meio, sem autorização expressa, por escrito da Editora, de acordo com o que dispõe a Lei Nº 9.610, de 19/2/1998, sobre D ireitos Autorais. A revista Vilas Magazine não tem qualquer responsabilidade pelos serviços e produtos das empresas anunciados em suas ediçõ es, nem assegura que promessas divulgadas como publicidade serão cumpridas. C abe ao leitor avaliar e buscar inf ormaçõ es sobre os produtos e serviços anunciados, que estão suj eitos às normas do mercado, do C ódigo de D ef esa do C onsumidor e do C ONAR – C onselh o Nacional de Autorregulamentação Publicitária. A revista não se enquadra no conceito de f ornecedor, nos termos do art. 3 º do C ódigo de D ef esa do C onsumidor e não pode ser responsabilizada pelos produtos e serviços of erecidos pelos anunciantes, pela impossibilidade de se deduzir qualquer ilegalidade no ato da leitura de um anúncio. No entanto, com o objetivo de zelar pela integridade e credibilidade das mensagens publicitárias publicadas em suas ediçõ es, a E ditora se reserva ao direito de recusar ou suspender a veiculação de anúncios que se mostrem enganosos ou abusivos, por constrangimentos causados ao consumidor ou empresas. A revista Vilas Magazine também utiliza conteúdos editoriais licenciados pela Agência Folhapress (SP). Os títulos Vilas Magazine e boa dica – facilidades e serviços, constantes desta edição, são marcas registradas no INPI, de propriedade da Editar – Editora accioli ramos ltda.

Anuncie onde todos procuram Comprovadamente EFICIENTE. Faça o teste. Peça referência. Consulte quem anuncia. 3379-2439 / 3379-2206 comercial@vilasmagazine.com.br

Fevereiro de 2021 | Vilas Magazine 63


ANR MATRICULAS 2021 18,2x24,1cm SARTRE.pdf 1 25/01/2021 10:58:37

PRONTOS PARA RECOMEÇAR. Seja virtual ou presencial, estamos prontos para mais um ano de muito aprendizado.

V

S IMA RA T L A Ú P AS AG

1 2 0 2

NOBEL • ITAIGARA • MONET

escolaseb.com.br/sartre

Profile for Vilas Magazine

Vilas Magazine | Ed 265 | Fevereiro de 2021 | 25 mil exemplares  

Vilas Magazine | Ed 265 | Fevereiro de 2021 | 25 mil exemplares

Vilas Magazine | Ed 265 | Fevereiro de 2021 | 25 mil exemplares  

Vilas Magazine | Ed 265 | Fevereiro de 2021 | 25 mil exemplares

Advertisement