Page 1

Classificados

Saúde & Bem-Estar

Gastronomia Saúde & Bem-Estar Serviços ............................... págs.: 110 e 123 Saúde & Bem-Estar.... págs.: 50 à 74 Festas Pet Shop.Gastronomia ................................... 102 Cestas de Café.............................74 Madeireira..................................87 Saúde & Bem-Estar Poços........................................ 75 à 83 Gastronomia............... Auto & Cia .......................... págs.: 124 à 125102 Culináriapágs.: Oriental........................74 Mármores & Granitos. .................87 Educação Salão de Beleza.........................102 Festas Academia....................................53 Delicatessen................................74 Material de Construção...............87 Gastronomia ................................. 126102 Imóveis págs.: 84 à 88 Festas............................ Táxi........................................... Acupuntura.................................53 Lanches.......................................74 Móveis Planejados......................88 Casa &pág.: Decoração  Educação Transportes...............................102 Angiologia...................................54 Picolés.........................................74 Películas......................................88 Festas ......................... págs.: 127 à 128 Educação .................... págs.: 89 à 94 Tribuna do Leitor Veterinários. ..............................102 Cardiologia..................................54 Pizzarias......................................75 Persianas.....................................88 Serviços Casa & Decoração  Saúde & Bem-Estar Piscinas.......................................88 ClínicaEducação Geral................................54 Restaurantes...............................76 ... págs.: 95 à 109 Casa & Decoração Luas & Marés.................................. pág.: 130  Clínica Médica......................55 / 56 Portões........................................88 Auto & Cia Gastronomia Serviços Casa & Decoração Diagnóstico por Imagem. . ............56 Redes..........................................88  Saúde & Bem-Estar Serviços............................ 103 / 105 Enfermagem Domiciliar...............56 Redes de Proteção.......................88 Imóveis Festas Auto & Cia EspaçoServiços Terapêutico......................56 Segurança Eletrônica............88 / 89 Gastronomia Estética.................................56 / 57 Aluguel de Brinquedos................77 Serviços.......................................90 Educação Imóveis Farmácia.....................................57 Aluguel de Material.....................77 Serviços Gerais............................90 Auto & Cia Festas Imobiliárias...................... 106 / 107 Fisioterapia..........................57 / 58 Aluguel de Móveis. ......................77 Telas Mosquiteiras.......................90 Casa & Decoração  Fisioterapia Domiciliar.................58 Bolos & Tortas.............................78 Toldos...................................90 / 91 Imóveis Educação Gastroenterologia................58 / 59 Bufê............................................78 Vidraçaria....................................91 ORIENTAÇÃO AOS LEITORES A Serviços revista Vilas Magazine não tem qualGeriatria...............................59 / 60 Doces & Salgados........................78  Casa & Decoração



Laboratório.................................59

Espaços para Eventos............78 / 79

Massoterapia..............................60

Auto & Cia Saúde & Bem-Estar Fotografias..................................79

Material Hospitalar.....................60

Garçons.......................................79

Meditação...................................60

Imóveis Gastronomia Mesas & Cadeiras........................79

Nutrição......................................60

Festas

Nutrologia...................................60 Odontologia.........................60 / 64 Oftalmologia........................64 / 66 Otorrinolaringologia.............66 / 68 Pediatria......................................68 Planos de Saúde..........................68

Educação



Água / Purificação.......................92 Imóveis Andaimes....................................92 Antenas................................92 / 93 Assistência Técnica...............93 / 94

Idiomas.......................................80

Autoescola..................................94

Serviços

Produtos Naturais.......................69

Música........................................81

Auto & Cia

ReforçoFestas Escolar............................81

Psicologia.............................69 / 70

Imóveis Educação

Psicopedagogia............................70 Psiquiatria...................................71



Terapia........................................71

Arquitetura.................................84

Urologia......................................71

Auto & Cia

Advocacia....................................92

Saúde & Bem-Estar Escolas........................................80 Gastronomia Livraria........................................81

Psicoterapia.................................70

Administração de Condomínios...92

Cursos.........................................80 Casa & Decoração Ar Condicionado..........................93

Podologia....................................68 Psicanálise...................................69

Serviços

Casa & Decoração

Serviços Construção & Reforma.........84 / 85

Cortinas................................85 / 86

Auto & Cia Saúde & Bem-EstarDivisórias....................................86

Chaveiros....................................94 Consultoria Empresarial..............95 Consultoria Financeira.................95 Contabilidade..............................95 Desinsetização......................95 / 96 Entulhos & Podas.................96 / 97 Estofados.............................97 / 98 Extintores....................................98 Fogões.........................................98 Gás..............................................98 Gráfica.........................................98

Eletricista....................................86

Informática..................................99

Estofados....................................86

Lavagens.....................................98

Acarajé & Abará..........................74

Forros..........................................86

Lavanderia.................................100

Açougue......................................74

Horto...........................................87

Limpa Fossa......................100 / 101

Bolos & Tortas.............................74

Madeira Tratada..........................87

Moda Feminina.........................102

Gastronomia Festas

Educação



Casa & Decoração Serviços Auto & Cia

Imóveis

quer responsabilidade pelos serviços e produtos das empresas anunciados em suas edições, nem assegura que promessas divulgadas como publicidade serão cumpridas. Pessoas físicas e jurídicas de má fé podem utilizar um veículo de comunicação para fraudar e ludibriar os leitores, ou induzi-los em erro. A fim de evitar prejuízos, recomendamos que os leitores avaliem e busquem informações sobre os produtos e serviços anunciados, que estão sujeitos às normas do mercado, do Código de Defesa do Consumidor e do CO­NAR – Conselho Nacional de Auto-regulamentação Publicitária. A revista não se enquadra no conceito de fornecedor, nos termos do art. 3º do Código de Defesa do Consumidor e não pode ser responsabilizada pelos produtos e serviços oferecidos pelos anunciantes, sobretudo quando não se pode deduzir qualquer ilegalidade no ato da leitura de um anúncio. A revista Vilas Magazine, com o objetivo de zelar pela integridade e cre­di­bilidade das mensagens publicitárias publicadas em suas edições se reserva o direito de recusar ou suspender a vei­culação de anúncios enganosos ou abusivos que causem constrangimentos ao consumidor ou a empresas.

Abril de 2018 | Vilas Magazine | 51


Q

Dicas para se prevenir de uma irritação ocular

uem passa muitas horas diante do computador, smartphone ou dos livros, costuma enfrentar períodos de irritação e ressecamento ocular. Lágrimas artificiais podem ajudar a controlar o problema, mas apenas temporariamente. O oftalmologista Renato Neves, de São Paulo, dá dicas para ter olhos sempre saudáveis: n Condicione-se a piscar mais frequentemente. “As pessoas piscam entre 14 e 18 vezes por minuto. O piscar promove uma limpeza de toda sujeira e oleosidade depositada na superfície dos olhos e os mantém hidratados. O problema é que, diante de um computador, de um livro, da TV ou de algum outro acessório tecnológico, as pessoas acabam piscando muito menos. Aos poucos passam a sofrer

com o ressecamento dos olhos e a irritação desencadeada pelo acúmulo de sujeira. Uma boa dica é recorrer a aplicativos de celular que alertam para a necessidade de piscar. Ou ainda se programar para fazer pausas a cada 60 minutos e piscar durante 20 segundos”. n Evite vento no rosto. “Seja do ventilador, seja do ar-condicionado, o vento resseca a superfície dos olhos mais do que o normal. Até mesmo o vento do secador de cabelo não é saudável para os olhos, porque compromete toda a sua lubrificação – lembrando que, além de limpar e manter os olhos lubrificados, as lágrimas têm também anticorpos e proteínas de defesa que são muito importantes no combate a bactérias oportunistas. Sendo assim, quem vai sair num dia de muito vento deve, no mínimo, estar bem protegida com óculos de sol”. n Coma mais peixes e nozes. “As lágrimas têm óleos análogos ao ômega-3 e ao ômega-6, que são ácidos graxos. Se a pessoa tem tendência ao ressecamento dos olhos, terá também uma deficiência dessas substâncias que precisa ser compensada. O ideal, neste caso, é mudar o hábito alimentar, incluindo mais peixes e nozes (castanha-do-pará, castanhade-caju, amêndoas, amendoim etc.) à alimentação diária. Em caso de intolerância, uma alternativa é recorrer aos suplementos – sempre com recomendação do oftalmologista”. n Tenha mais cuidado com os olhos. “Cuidar bem dos olhos deveria ser uma rotina na vida das pessoas. Começa por sempre lavar bem as mãos antes de tocar ou coçar os olhos, manter sempre óculos e lentes de contato devidamente higienizados, jamais dormir com as lentes de contato, evitar exposição ao sol sem proteção de óculos escuros, evitar mergulhar em águas não tratadas ou muito povoadas etc. Mas a recomendação principal é sempre buscar um serviço especializado em caso de algum mal-estar visual, vermelhidão e irritação prolongada”.

52 | Vilas Magazine | Abril de 2018


ACADEMIA

ACADEMIA

ACADEMIA

ACADEMIA

ACUPUNTURA

Abril de 2018 | Vilas Magazine | 53


ANGIOLOGIA

CARDIOLOGIA

Serviços:

Amâncio Valois Mendez | CRM 6597 Antonio Carlos Fonseca de Queiroz | CRM 8206 Carolina Guimarães Bandeira Machado | CRM 15232 Carolina Kilpp Leiria | CRM 21154 David Vasquez Jacob | CRM15753 Fernanda Baptista Lins | CRM 13298 Iracema Santos Oliveira | CRM 6246 Maria do Carmo Orge Rodrigues | CRM 13172 Nelmacy Ribeiro de Freitas | CRM 6316 Oseas Valença Baptista Neto | CRM 5949 JJlandia Rodrigues dos Santos | CRN 2485 (Nutricionista)

UNIDADE LAURO DE FREITAS

SHOPPING ESTRADA DO COCO, SALA 315

UNIDADE PITUBA

PITUBA PARQUE CENTER, SALA 134 - ALA B

CARDIOLOGIA

CLÍNICA GERAL

54 | Vilas Magazine | Abril de 2018

LAURO DE FREITAS

Corpo Clínico:

- Consultas - Ecocardiograma Transtorácico Colorido - Eletrocardiograma - Holter - Monitorização Ambulatorial da Pressão Arterial - Teste Ergométrico Computadorizado - Nutricionista - Reabilitação Cardíaca (CORDIS)

71 3024-5500/3379-7803

ANOS RESPONSÁVEL TÉCNICO: CAROLINA MACHADO (CRM: 15232)

A CLÍNICA DO SEU CORAÇÃO. PORQUE O NOSSO, BATE POR VOCÊ!


CLÍNICA MÉDICA

Direção: Fga Rosângela Lourenço CRFa. 9957 - BA

CLÍNICA MÉDICA

CONSTRUÍDA POR NÓS, VIVIDA POR VOCÊS.

Erasmo, uma parceria que vai além. Especialidades Atendidas: Fisioterapia | Fonoaudiologia | Intervenção Precoce | Integração Sensorial Musicoterapia | Oficinas Terapêuticas | Orientação Profissional | Psicologia Psicomotricidade | Psicopedagogia | Terapia Ocupacional

Aceitamos Particular e Convênios: Amil | Bradesco Saúde | Camed | Cassi | Fachesf | Gama Saúde | GEAP Saúde Life Saúde | Mediservice | Petrobras | Postal Saúde | Promédica | ProSocial Sulamérica | Saúde Caixa | Unimed | e outros

71 3289.5264 | 98785.6559

R. Praia de Imbé, nº34. Vilas do Atlântico clinicaserasmoneto.com.br

CLÍNICA MÉDICA

Abril de 2018 | Vilas Magazine | 55


CLÍNICA MÉDICA

DIAGNÓSTICO POR IMAGEM

ENFERMAGEM DOMICILIAR

ESPAÇO TERAPÊUTICO

ESTÉTICA

ESTÉTICA

56 | Vilas Magazine | Abril de 2018


ESTÉTICA

ESTÉTICA

FARMÁCIA

FARMÁCIA

FISIOTERAPIA

FISIOTERAPIA

FISIOTERAPIA

Abril de 2018 | Vilas Magazine | 57


FISIOTERAPIA

FISIOTERAPIA

FISIOTERAPIA DOMICILIAR

FISIOTERAPIA

Palmilhas Funcionais Para crianças, adultos e idosos São indicadas para a melhora da pisada, postura e alívio das dores nos pés, joelhos, quadril e coluna.

Marque sua avaliação: 71 98180-9636

FISIOTERAPIA

58 | Vilas Magazine | Abril de 2018

GASTROENTEROLOGIA

@pisada_ideal


GASTROENTEROLOGIA

GERIATRIA

GERIATRIA

AF_LBA-0026-18 - ANÚNCIO REVISTA VILLAS MAGAZINE--18,2x8,4cm.pdf

1

21/03/18

17:18

LABORATÓRIO

Abril de 2018 | Vilas Magazine | 59


GERIATRIA

MASSOTERAPIA

MATERIAL HOSPITALAR

MEDITAÇÃO

NUTRIÇÃO

NUTROLOGIA

ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

Odontopediatria Ortodontia

60 | Vilas Magazine | Abril de 2018


ODONTOLOGIA

Prótese - Estética - Harmonização Facial - Clínica Geral - Implantes - Ortodontia Laserterapia - Endodontia (canal) - Bichectomia - Preenchimento Facial - Botox - Lente de Contato Dr. Edger Bitencourt

Dra. Dayviane Sales

Implantes e Harmonização Facial

Especialista em Prótese e Estética

CRO/BA: 14747

CRO/BA: 7044

Dra. Maria Fernanda Bastos Especialista em Endodontia CRO/BA: 8482

Particular e Convênios: REDE UNNA - AMIL - BRADESCO - AMS PETROBRAS - SULAMERICA

71

3369.3695 / 3508.6736

98787.9269

MAIS EMPRESARIAL - Salas 1205/1206 - Buraquinho - Lauro de Freitas/Bahia

ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

Abril de 2018 | Vilas Magazine | 61


ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

62 | Vilas Magazine | Abril de 2018


ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

Abril de 2018 | Vilas Magazine | 63


ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

OFTALMOLOGIA

OFTALMOLOGIA

64 | Vilas Magazine | Abril de 2018


OFTALMOLOGIA

OFTALMOLOGIA

OFTALMOLOGIA

Abril de 2018 | Vilas Magazine | 65


OFTALMOLOGIA

OFTALMOLOGIA

OTORRINO

66 | Vilas Magazine | Abril de 2018


OTORRINO

OTORRINO

OTORRINO

Abril de 2018 | Vilas Magazine | 67


OTORRINO

PEDIATRIA

PLANOS DE SAÚDE

PLANOS DE SAÚDE

PODOLOGIA

PODOLOGIA Podologia por apenas

R$

55

segundas e terças

(71) 9 8670-7178

68 | Vilas Magazine | Abril de 2018


PRODUTOS NATURAIS

PSICANÁLISE

PSICOLOGIA

PSICOLOGIA

PSICOLOGIA

PSICOLOGIA

Fonoaudiologia

PSICOLOGIA

CASSI, CAIXA, TRF (PRÓ-SOCIAL) E POSTAL SAÚDE

R. Alceu Amoroso Lima,786, Tancredo Neves Trade Center, Sala 717, Caminho das Árvores, Salvador-Ba

Av. Praia de Itapuã, 627, Quadra A 06, lote 09, Vilas do Atlântico, Lauro de Freitas-Ba

Abril de 2018 | Vilas Magazine | 69


PSICOLOGIA

PSICOLOGIA

PSICOPEDAGOGIA

PSICOTERAPIA

PSICOTERAPIA

70 | Vilas Magazine | Abril de 2018

PSICOTERAPIA


Mudança no diagnóstico do Diabetes pode ajudar no tratamento da doença

PSIQUIATRIA

U

PSIQUIATRIA

TERAPIA

m estudo científico realizado na Suécia e na Finlândia propõe mudar a forma como o diabetes (elevação de glicose no sangue, que se não tratada, pode prejudicar o funcionamento de diversos órgãos como rins, olhos e coração) é classificado: hoje, a doença é dividida em apenas dois tipos, sendo o diabetes tipo 1, quando o paciente não consegue produzir insulina suficiente, e o tipo 2, quando o corpo produz menos insulina do que o necessário para atender à demanda imposta por fatores como resistência insulínica e obesidade. Realizado com mais de 14 mil pessoas recém-diagnosticadas, o estudo indica que a classificação em cinco modalidades seria mais indicada por levar em consideração características como idade, IMC (índice de massa corporal) e a quantidade de insulina produzida. Segundo a presidente da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia - Regional Paraná (SBEM-PR), Silmara Leite, a nova classificação deve ajudar os médicos a tomarem melhores decisões terapêuticas. “Um paciente que desenvolveu a doença com a idade e um paciente mais jovem, porém sem quadro de obesidade, eram visualizados da mesma maneira. Entretanto, são situações totalmente diferentes, que demandam cuidados direcionados”, complementa. Na nova classificação, o diabetes tipo 1 permanece inalterado, com a divisão do atual tipo 2, que corresponde a aproximadamente 90% dos casos, em quatro categorias. Silmara complementa: “Agora, o diabetes de severa resistência à insulina, o relacionado à idade e o relacionado à obesidade são visualizados separadamente. A deficiência de insulina acaba sendo classificada de maneira diferente de quando o paciente é autoimune”. O aumento da incidência do diabetes em todo o mundo - segundo a Organização Mundial da Saúde, há 422 milhões de pessoas com a doença - está relacionado com a obesidade e o sedentarismo. Na última década, o número de casos subiu em 61,8% no Brasil - e a obesidade aumentou em 60% entre 2007 e 2016. Sobre o assunto, Silmara adiciona: “Hoje, mais da metade dos brasileiros está acima do peso. Se não houver uma conscientização e uma mudança na alimentação, é possível que tenhamos cada vez mais casos de diabetes precoces”. A presidente da SBEM-PR ainda destaca que há outros tipos de diabetes que podem ser relacionados a doenças ou a momentos de vida, TERAPIA como o diabetes gestacional. Apesar desse tipo normalmente desaparecer após o nascimento da criança, pode aumentar as chances da mulher desenvolver doenças cardiovasculares. “O bebê ainda pode desenvolver a doença no futuro. É mais um motivo para que as mulheres prestem mais atenção em como se alimentam e se exercitam durante sua gestação”, complementa.

UROLOGIA

Abril de 2018 | Vilas Magazine | 71


A

carne de frango é muito consumida pelos brasileiros e tem ficado em alta em períodos, como a Quaresma (quarentena cristã de penitência), por exemplo, quando passou a ser alternativa mais econômica que o peixe, a quem corta apenas a carne vermelha da dieta, como sacrifício. E o fato de ser recomendada a atletas eleva sua popularidade. Para além desses períodos, é importante aliar o consumo do frango a um estilo de vida equilibrado o ano todo, independentemente de religião. “É uma proteína que, combinada a uma rotina saudável, gera benefícios à saúde”, reforça a nutricionista Camila Pizano. Segundo a especialista, o frango é rico em minerais e vitaminas do complexo B, importantes ao sistema nervoso e ao coração. Para aproveitá-los melhor, a profissional aconselha: “Prefira sempre fazer pratos

Carne leve Versátil e rico em proteínas, o frango é opção para quem cortou a carne vermelha da dieta, além de ser aliado de uma alimentação mais saudável grelhados, assados ou cozidos e abuse de temperos naturais para agregar valor nutricional a eles. Algumas opções são mostarda em grãos, curry, tomilho, orégano, alecrim e limão”. A única contraindicação, diz Camila, é a quem tem restrições ao consumo elevado de proteína. “E, sempre que possível, prefira carnes

orgânicas e certificadas, pois minimizam o acúmulo de toxinas no organismo”, conclui. Quando sem pele e sem fritura, o frango é ainda melhor a quem está de dieta, reforça a nutróloga Cristiane Braga Kanashiro. Ela aconselha o ingrediente no recheio de tortas e sanduíches. A profissional destaca, ainda, os benefícios dessa carne a quem se exercita regularmente. “É uma ótima indicação para o pós-treino, pois possui aminoácidos e proteínas importantes à fibra muscular.” Por ter um alto teor de proteínas, ainda, seu consumo é indicado como acompanhamento de alimentos ricos em carboidratos, legumes e saladas. Veja neta e na página ao lado, duas sugestão de receita, para fugir da rotina. Bom apetite. Letícia Naísa / Folhapress.

Ingredientes: 250 g de mandioca; 250 g de peito de frango em cubos; ½ limão espremido; 1 cebola em cubinhos; 1 dente de alho bem picadinho ou amassado; 1 pimenta-dedo-de-moça picadinha; ½ pimentão vermelho em cubinhos; 1 tomate em cubinhos; ½ xícara de leite de coco; 1 colher (sopa) de azeite de dendê; 1 punhado de folhas de coentro; azeite, sal e pimenta-do-reino a gosto. Modo de preparo: Lave, descasque e corte a mandioca em pedaços não muito grandes. Coloquea em uma panela de pressão ou normal, cubra com água e cozinhe em fogo médio até amaciar. Tempere o frango com o limão, com uma pitada de sal e com uma outra pitada de pimenta-do-reino. Reserve. Refogue a cebola com um fio de azeite. Quando ela estiver transparente, junte o alho e a pimenta-dedo-de-moça e refogue por mais três minutos. Acrescente o frango e deixe dourar todos os lados. Adicione o pimentão, o tomate, o 72 | Vilas Magazine | Abril de 2018

leite de coco e o azeite de dendê. Deixe os legumes ficarem macios. Escorra a mandioca e reserve sua água. Bata a mandioca no liquidificador com uma xícara da água de seu cozimento, for-

mando um creme liso. Adicione-o à panela e misture bem. Tempere com sal a gosto. Desligue o fogo, junte as folhas de coentro e sirva em seguida. Crédito: Luciana Carpinelli (cozinhandopara2ou1.com.br)


Ingredientes: 1 peito de frango com osso; 1 folha de louro; 1 cebola em pedaços grandes (ou rodelas); 1 cebola picada; 1 dente de alho inteiro; ½ colheres (chá) de pimentado-reino; sal a gosto; 2 colheres (sopa) de azeite; 400 g de abobrinha em cubos; 2 colheres (sopa) de azeitonas verdes picadinhas; 1,2 kg de mandioquinha; 2 colheres (sopa) de manteiga; ½ xícara de leite; 4 colheres (sopa) de parmesão ralado; 3 colheres (sopa) de azeitona preta em tirinhas; ramos de salsa para decorar. Modo de preparo: Em uma panela de pressão, junte o peito de frango, o louro, a cebola em pedaços, o alho e a pimenta do reino com um litro de água e sal a gosto. Tampe e deixe cozinhar por 15 minutos após chiar. Retire o frango com a panela já fria. Desfie-o e reserve. Em uma frigideira, refogue no azeite a cebola picada. Acrescente o frango e a abobrinha. Refogue e junte a azeitona

verde e sal a gosto. Reserve. Coe o caldo do cozimento do frango e cozinhe a mandioquinha nele. Escorra-a, descasque-a e a esprema. Adicione manteiga e leite e mexa até incorporar. Unte refratários pequenos com manteiga, disponha o frango

Qual o futuro da gastronomia brasileira?

O

s rumos da economia brasileira em 2016 não foram dos melhores. Por isso, depositamos tanta confiança no ano que estava por vir. Infelizmente, 2017 não trouxe os bons ventos tão esperados. No ramo da gastronomia, vejo grandes e antigos negócios fechando suas portas, amigos e colegas de profissão driblando diariamente as dificuldades. Mas aí você pode estar se perguntando: mas eu vejo tantos negócios abrindo, assim como os que estão fechando. Sim, é verdade. Existem milhares de bares e restaurantes abrindo diariamente por todo o Brasil, o grande problema hoje é manter esse novo negócio em funcionamento. Nosso país impõem aos empresários, altas taxas tributárias, burocracia sem limites e um ínfimo retorno e apoio ao seguimento. Falta sim, bom senso por parte dos órgãos reguladores, para que os negócios possam funcionar com maior facilidade, e assim a economia girar. Por isso eu digo, se você quer abrir um negócio no cenário econômico atual, planejamento é fundamental. Segundo dados do próprio IBGE, seis em cada 10 empresas fecham antes de completar cinco anos, é um número alto para levar em consideração. Aí você me pergunta novamente: mas o ramo gastronômico não é diferente? Afinal, todos precisam comer, beber e se divertir, certo? Errado, para manter um negócio nesse seguimento hoje, além dos problemas já citados, enfrentamos alguns outros, como a alta rotatividade de funcionários, que na grande maioria das vezes não são comprometidos, donos de estabelecimentos que não tem a mínima

e complete com o purê da mandioquinha. Polvilhe parmesão e faça carinhas com a azeitona preta. Asse em forno preaquecido a 180º C por dez minutos. Faça o cabelo com ramos de salsa. Crédito: Seara (seara.com.br)

noção de mercado e o custo altíssimo de insumos nacionais e importados. Por aí vai. Engana-se aquele que acha que a gastronomia é um ramo fácil e de ganho de dinheiro farto e rápido. Você pode ter sucesso e faturar milhões? Sim, mas tudo isso vai depender de muito trabalho, dedicação e entendimento de mercado, e é aí que a grande maioria dos donos de estabelecimentos desiste. Devo reconhecer, algumas (poucas) medidas foram tomadas pela atual gestão de governo, mas essas serão sentidas somente em médio prazo. Enquanto isso nós da área, donos de bares e restaurantes temos duas opções: a difícil tarefa de inovar, sem aumentar os custos. Ou a de diminuir esses custos sem perder a qualidade. Esse é um momento, qualquer passo deve ser calculado, aqueles que conseguirem inovar, diminuir custos e fazer mágica com as cartas que tem em mãos, terão um ano mais “tranquilo”. Especialistas e donos de negócios dizem que em 2018, a economia começará a ser estimulada. Eu também acredito que bons ventos soprarão mais forte. Até lá, seguramos as pontas e vemos bons “soldados” caindo, não só diante a crise, mas também diante a políticos corruptos, constituição ultrapassada, leis feitas em prol de uma minoria, desigualdade social, sistema corrompido e uma população complacente. Enquanto isso não muda, vamos ensinando ao David Copperfield como se faz para manter um negócio gastronômico aberto em nosso país. Guilherme De Rosso é responsável pela cozinha do boteco Simples Assim, de Curitiba (PR), e supervisiona o curso de Beer Sommelier do Centro Europeu, uma das principais escolas de gastronomia do Brasil

Abril de 2018 | Vilas Magazine | 73


ACARAJÉ & ABARÁ

CESTAS DE CAFÉ

AÇOUGUE

BOLOS & TORTAS

CULINÁRIA ORIENTAL

CULINÁRIA ORIENTAL

CULINÁRIA ORIENTAL

LANCHES

74 | Vilas Magazine | Abril de 2018

DELICATESSEN

PICOLÉ


PIZZARIA

PIZZARIA

PIZZARIA

PIZZARIA

Abril de 2018 | Vilas Magazine | 75


RESTAURANTE

RESTAURANTE

RESTAURANTE

76 | Vilas Magazine | Abril de 2018


ALUGUEL DE BRINQUEDOS

ALUGUEL DE BRINQUEDOS

ALUGUEL BRINQUEDOS

ALUGUEL DE MATERIAL

ALUGUEL DE MATERIAL

ALUGUEL DE MATERIAL

ALUGUEL DE MATERIAL

ALUGUEL DE MÓVEIS

Abril de 2018 | Vilas Magazine | 77


BOLOS & TORTAS

BUFFET

BUFFET

BUFFET

DOCES & SALGADOS

78 | Vilas Magazine | Abril de 2018

ESPAÇO PARA EVENTOS

ESPAÇO PARA EVENTOS


EDUCAÇÃO |

Especial ESPAÇO PARA EVENTOS

FOTOGRAFIAS

GARÇON

MESAS & CADEIRAS

MESAS & CADEIRAS

MESAS & CADEIRAS

Abril de 2018 | Vilas Magazine | 79


CURSOS

ESCOLA

IDIOMAS

Programa de Imersão em Inglês

Semeanddoe valores

Play, Learn

Era uma vez...

and

Grow...

T gether! Arte/Arts

ESCOLA

Culinária/Cooking Jardinagem/Gardening E muito mais!

E viveram felizes para sempre!�

Contato: Ana Maria 71 3379-6684 Silvia Martins 71 9123-7447

Seu Filho vai aprender inglês brincando! MATRICULE SEU FILHO JÁ - 3 À 9 ANOS

brinkandplay

IDIOMAS

IDIOMAS

80 | Vilas Magazine | Abril de 2018

IDIOMAS


CURSOS

ESCOLA

IDIOMAS

Programa de Imersão em Inglês

Semeanddoe valores

Play, Learn

Era uma vez...

and

Grow...

T gether! Arte/Arts

ESCOLA

Culinária/Cooking Jardinagem/Gardening E muito mais!

E viveram felizes para sempre!�

Contato: Ana Maria 71 3379-6684 Silvia Martins 71 9123-7447

Seu Filho vai aprender inglês brincando! MATRICULE SEU FILHO JÁ - 3 À 9 ANOS

brinkandplay

IDIOMAS

IDIOMAS

80 | Vilas Magazine | Abril de 2018

IDIOMAS


LIVRARIA

MÚSICA

| www.cmmozart.com

ESTÁ NO SEU DNA

71 3508.9447 | 99217.2687

MÚSICA

REFORÇO ESCOLAR

REFORÇO ESCOLAR

CONTRATE COM SEGURANÇA

l Confira sempre a qualidade do serviço antes de contratá-lo. l Certifique-se de que o anunciante possua referências confiáveis. l Requeira sempre nota fiscal do serviço contratado, é um direito seu. l Os textos e responsabilidades de fornecimento desses serviços são única e exclusivamente do anunciante. Abril de 2018 | Vilas Magazine | 81


“Gostamos muito do uso da vegetação, do rústico na varanda”

soas tendem a preferir te e o deixa mais tons aconchegan“Usamos muito revestimenmais neutros, mas ela sempre te”, explica. A arquiteta Milla to se a varanda for separada do tenta colocar alguns pontos de de Bruno cor emHoltz, objetossócia que podem ser Sgrillo, resto da casa, quando ela é diz que varandaBradeve buscar integrada preferimos contimudados com afacilidade. ideiaque da quanto integração. sileiroaexplica mais “É legal nuar a parede para não causar neutrater forsuportes a base, maior fleporaperto, como um estranhamento”, diz Braxibilidade do ambientecomenta. no fuum frigobar”, sileiro. Ele comenta ainda que turo. “É possível trocar as coiEm um dos projetos de Ma- não acredita que o espaço deve sas quando enjoar. Usamos PEDRO SPÍNOLA, arquiteto Brasileiro, pedido que seguir a mesma linha da deem umtheus mesmo espaço umfoi sofá espaçovermelhas, passassecoia sensação coração do resto da casa, mas azul eocadeiras deque varanda para sas em podem ser quem colo- chegas- é preciso que haja uma harcadas se. uma“Os capaclientes ou mudar o queriam um monia para não ficar parecenque gerará me- para to- do que é outro lugar, pois é estofamento, espaçooaconchegante nos custo pessoa”, diz. marpara um acafé, colocamos uma importante na transição de um Uma das clientes de Milla teve mesinha com os objetos e a ambiente para o outro. a ideia de ter dois ambientes máquina. um piso viem um, trocandoUsamos elementos nílico que imitapara madeira, mas *SOB SUPERVISÃO DA EDITORA simples como a capas o sofá, mesas e almofadas e reé emborrachado e algumas CASSANDRA BARTELÓ des dependendo queria um plantas. Oseespaço era bem peclima queno, mais alegre ou cumpriu não. mas bem a

Varanda com decoração acolhedora é um espaço para socializar e relaxar

“É legal ter suportes por perto, como um frigobar (na Mesmo em varanda)”

são recomendadas porque podem balançar muito. Além disso, atenção ao móveis em locais que podem receber a luz direta do sol EM ALTA A parede verde é uma tendência, segundo o arquiteto Pedro Spínola. A cor dá um efeito interessante, principalmente se combinada com plantas. Cinza rosado e tons terrosos também são tendência

Um jard

locais restritos que as pespossível criar Não ter Milla muitopercebe espaço é para soas tendem a preferir tons uma varanda é a realidade da “Gostamos muito maioria dasneutros, pessoas que moum ambiente mais mas ela sempre ram em apartamento, mas épontos de do uso da tenta colocar alguns “É possível trocar possível um ambiente aconchegante cormontar em objetos que podem ser legal mesmo com essa limi- as coisas quando do mudados com facilidade. Bra- vegetação, tação. “Colocar mais coisas do com móveis sileiro explica que quanto mais enjoar. (...) O que que se deve pode dar a senrústico na a base, maior a fleer um cantinho na casa reservado para receber osque amigos, sação neutra de ofor espaço é ainda pequenos gerará menos xibilidade do ambiente no fu- varanda” menor, então é preciso estudar ler um livro ou simplesmente relaxar é ainda melhor se para aproveitar bem ele”,trocar diz custo” turo. “É possível as coie plantas ele tiver a cara de quem mora na casa. Spínola. sas quando enjoar. Usamos PEDRO SPÍNOLA, arquiteto

T

MILLA HOLTZ, arquiteta

XICO DINIZ / DIVULGAÇÃO

Poucofunção”, espaço conta.

Móveis pequenos, plantas e vasos de flores dão charme ao proje emimaginar um mesmo espaço um sofá E se o espaço for pequeno pode parecer difícil azul e cadeiras vermelhas, coiPOUCO ESPAÇO como deixá-lo agradável e bonito, mas é possível decorar esse sas em que podem ser coloambiente com algumas dicas simples que devem ser levadas cadas uma capa ou Não mudarter o muito espaço para uma varanda é a realidade da estofamento, gerará memaioria das pessoas que ter moram em apartamento, mas é posem consideração na hora das escolhas. É importante que seja o que “É legal nos custo para a pessoa”, diz. sível montar um ambiente legal mesmo com essa limitação. definido o objetivo principal do espaço para que seja pensado Uma das clientes de Milla teve suportes por “Colocar mais coisas do que se deve pode dar a sensação em objetos e referências que remetam a finalidade da varanda. a ideia de ter dois ambientes perto, como um em um, trocando elementos de que o espaço é ainda menor, então é preciso estudar para Abusar das plantas e do verde é uma característica forte do simples como a capas para o frigobar (na aproveitá-lo arquiteto Pedro Spínola. “Gostamos muito do uso dasofá, vegetação, mesas e almofadas e re- bem”, diz Spínola. Observar muito a proporção dos móveis e dar atenção dependendo um varanda)” do rústico na varanda. Explorar isso pode até criardes uma pro- se queria climaexplica. mais alegreàsouparedes não. são as dicas de Milla. “São ótimos espaços para fundidade no ambiente e o deixa mais aconchegante”, MILLA HOLTZ, arquiteta verticalizar as coisas. Plantas penduradas e jardim vertical são A arquiteta Milla Holtz, sócia de Bruno Sgrillo,Pouco diz que a espaço Não ter muito opções espaço para legais para suprir a falta de espaço e não prejudicam a varanda deve buscar a ideia da integração. “É legal ter suportes uma varanda é acirculação”, realidade da explica. Uma saída que também funciona é integrar por perto, como um frigobar”, comenta. maioria das pessoas que moa varanda Em um dos projetos de Matheus Brasileiro, foi pedido ram em que apartamento, mas écom a sala para ampliar o espaço. “É possível trocar possível montar um ambiente o espaço passasse a sensação de varanda para quem chegasse. mesmo com essa limi- as coisas quando PRÓXIMOS DO MAR “Os clientes queriam um espaço aconchegante paralegal tomar um tação. “Colocar mais coisas do enjoar. (...) em O que Uma dica para quem mora casa ou apartamento próximo café, colocamos uma mesinha com os objetos e a máquina. que se Usadeve pode dar a sensação de que o espaço é ainda ao mar são osgerará revestimentos na parede. “Não é muito comum mos um piso vinílico que imita madeira, mas éOsemborrachado menos sócios Milla então Holtz eéBruno Sgrillo indicam colocar revestimento na varanda em imóveis próximos do mar e contam que o ideal é m menor, preciso estudar em apartamentos os clientes pedirem revestimentos, no entanto e algumas plantas. O espaço era bem pequeno, mas cumpriu para aproveitar bem ele”, diz custo” é preferência dos moradores de villages perto da praia por causa bem a função”, conta. Spínola. MATHEUS BRASILEIRO, arquiteto Observar a proporção Móveis pequenos, plantas e vasos de flor maresia”, conta Milla. Ela explica que o material facilita muito Milla percebe que as pessoas tendem a preferir tons maismuitoda neutros, mas ela sempre tenta colocar alguns pontos de cor em na hora da limpeza e da manutenção, além de ser mais resistente. “Usamos muito revestimento se a varanda for separada do objetos que podem ser mudados com facilidade. Brasileiro explica que quanto mais neutra for a base, maior a flexibilidade do ambiente no futuro. “É possível trocar as coisas quando enjoar. Usamos em um mesmo espaço um sofá azul e cadeiras vermelhas, coisas em que podem ser colocadas uma capa ou mudar o estofamento, o que gerará menos custo para a pessoa”, diz. Uma das clientes de Milla teve a ideia de ter dois ambientes em um, trocando elementos simples como as capas para o sofá, mesas e almofadas e redes, dependendo se queria um clima mais alegre ou não. Observar muito a proporção

MATHEUS BRASILEIRO, arquiteto

82 | Vilas Magazine | Abril de 2018

Os sócios Milla Holtz e Bruno Sgrillo indicam colocar revestimento na varanda em imóveis próximos do mar e


hegante com móveis pequenos e plantas as

alançar o, is em m ta do

da com decoração edora é um espaço ocializar e relaxar

e dência, eto cor dá sante, e

MARCELO NEGROMONTE / DIVULGAÇÃO

sado e mbém

dos e dar eatenção às Um móveis jardim vertical móveis coloridos valorizaram o projeto criado por Matheus Brasileiro DEIXE SUA VARANDA paredes são as dicas de Milla. ACONCHEGANTE sa re- “São ótimos espaços para vers ami- ticalizar as coisas. Plantas penXico Diniz / Divulgação mples- duradas e jardim vertical são CONFORTO Geralmente melhor opções legais para suprir a falas varandas são usadas quem ta de espaço e não prejudicam como um espaço para a aço for a circulação”, explica. Uma saísocialização. Para isso, difícil da que também funciona é insuportes como uma agra- tegrar a varanda com a sala adega ou uma ossível para ampliar o espaço. cervejeira por perto são om albem úteis. Apostar em ue de- Próximos do mar sofás e mesa com nside- Uma dica para quem mora em cadeiras tipo poltrona has. É casa ou apartamento mais confortáveis e dão charme ao projeto da varanda depróximo autoria do arquitetosão Pedro Spinola nido o ao marresto são os o localpreferimos mais darevestimentos casa. Quando ela étorna integrada spaço na parede. “Não éa muito co-para nãoaconchegante continuar parede causarFotos umLucasestranhaSilva / Divulg ação m ob- mum em apartamentos os Brasileiro. reme- clientesmento”, pediremdiz revestimenCUIDADOS Como é um anda. tos, no entanto é preferência Ele comenta ainda queambiente não acredita que que o do ver- dos moradores de villages pernormalmente tem espaço deva seguir a mesma linha da decoração rte do to da praia por causa da mamuita ventilação, evite do resto daEla casa, mas é preciso queobjetos haja uma har“Gos- resia”, conta Milla. explica colocar leves ou moniafacilita para não ficar outro lugar, vege- que o material muito na parecendo fáceisque de é quebrar que anda. hora dapois limpeza e da manupossam o é importante na transição de cair um com ambiente criar tenção, além de ser mais revento. Iluminação com para o outro. mbien- sistente. pendentes também não / Ag. A Tarde. egan“UsamosYumi muitoKuwano revestimensão recomendadas Milla to se a varanda for separada do porque podem balançar grillo, resto da casa, quando ela é muito. Além disso, Acima: Móveiscontipequenos,atenção plantasaoe móveis vasos em buscar integrada preferimos É legal nuar a parede paradão nãocharme causar ao projeto locais que podem de flores da varanda como um estranhamento”, diz Brareceber a luz direta do de autoria do arquiteto Pedro Spinola sileiro. Ele comenta ainda que sol Abaixo: sócios Milla Holtz e Bruno e Ma- não acredita que oOs espaço deve do que seguir aSgrillo mesma linha daco­ deEM ALTA A na parede indicam locar revestimento sação coraçãovaranda do resto da mas próximos verde uma etendência, emcasa, imóveis doé mar hegaspreciso que móveis haja uma harsegundo o arquiteto ontam que é o ideal é mesclar neutros com objetos coloridos contam quedeparecenotons ideal é mesclar móveis de A cor dá m um monia para não ficar Pedro Spínola. neutros coloridos ara to- do que tons é outro lugar,com pois objetos é um efeito interessante, DEIXE SUA VARANDA ACONCHEGANTE s uma importante na transição um vertical principalmente se arquiteto Pedro Spinola Direita: Um jardim e móveis co­ do tas e vasos de flores dão charme aode projeto da varanda de autoria CONFORTO Geralmente as varandas são usadas como os e a ambiente para o outro. combinada com lo­ridos va­lo­ri­za­ram o projeto criado por iso vium espaço para a socialização. Para isso, suportes como plantas. Cinza rosado e Matheus Bra­sileiro a, mas *SOB SUPERVISÃO DA EDITORA tons terrosos também Fotos Lucas Silva / Divulg ação uma adega ou uma cervejeira por perto são bem úteis. LUCAS SILVA / DIVULGAÇÃO gumas CASSANDRA BARTELÓ Um jardim vertical e móveis coloridos valorizaram o projeto criado por Matheus Brasileiro são tendência Apostar em sofás e mesa com cadeiras tipo poltrona m pesão mais confortáveis e torna o local mais aconchegante em a

s pesr tons empre tos de em ser e. Brao mais a fleno fuas coisamos PEDRO SPÍNOLA, arquiteto m sofá s, coicoloudar o rá me”, diz. a teve ientes mentos próximos do mar e contam que o ideal é mesclar móveis de tons neutros com objetos coloridos

“Gostamos muito do uso da vegetação, do rústico na varanda”

“É legal ter suportes por perto, como um

CUIDADOS Como é um ambiente que normalmente tem Xico Diniz / Divulgação muita ventilação, evite colocar objetos leves ou fáceis de quebrar que possam cair com o vento. Iluminação com pendentes também não são recomendadas porque podem balançar muito. Além disso, atenção ao móveis em locais que podem receber a luz direta do sol EM ALTA A parede verde é uma tendência, segundo o arquiteto Pedro Spínola. A cor dá um efeito interessante, principalmente se combinada com plantas. Cinza rosado e tons terrosos também são tendência Abril de 2018 | Vilas Magazine | 83


ARQUITETURA

ARQUITETURA

ARQUITETURA

CONSTRUÇÃO & REFORMA

CONSTRUÇÃO & REFORMA

84 | Vilas Magazine | Abril de 2018

CONST. & REFORMA


CONSTRUÇÃO & REFORMA

CONSTRUÇÃO & REFORMA

CONST. & REFORMA

CORTINAS

CORTINAS

CORTINAS

CORTINAS

O MELHOR PARA O SEU AMBIENTE.

Ligue e solicite uma visita:

99910-2102 4113-2303

71 71

Manutenção, Reforma e Lavagem Cortinas Rolô, Romana, Plissada Rolô Tela Solar / Double Vision Cortinas em Voil, Linho e Blackout Cortinas Motorizadas Persianas Verticais e Horizontais lucca.decor

fb.com/luccadecor

Tapetes Personalizados Redes de Proteção Painel Deslizante Piso Vinílico Película Solar Fumê, Jateada e Decorada

contato@luccadecor.com.br Abril de 2018 | Vilas Magazine | 85


CORTINAS

DIVISÓRIAS

CORTINAS

ELETRICISTA

DIVISÓRIAS

ESTOFADOS

ESTOFADOS

ESTOFADOS

FORROS

FORROS

86 | Vilas Magazine | Abril de 2018


HORTO

MADEIRA TRATADA

MADEIREIRA

MADEIREIRA

MÁRMORES & GRANITOS

MÁRMORES & GRANITOS

MATERIAL DE CONSTRUÇÃO

Abril de 2018 | Vilas Magazine | 87


MÓVEIS PLANEJADOS

MÓVEIS PLANEJADOS

PELÍCULAS

PELÍCULAS

PERSIANAS

PISCINAS

PORTÕES

REDES DE PROTEÇÃO

SEGURANÇA ELETRÔNICA

PERSIANAS

PORTÕES

REDES

REDES DE PROTEÇÃO

Ligue já: 7 1

4113-2303

719 9 9 1 0 - 2 1 0 2

88 | Vilas Magazine | Abril de 2018


SEGURANÇA ELETRÔNICA

SEGURANÇA ELETRÔNICA

SEGURANÇA ELETRÔNICA

SEGURANÇA ELETRÔNICA

SEGURANÇA ELETRÔNICA

Abril de 2018 | Vilas Magazine | 89


SERVIÇOS

SERVIÇOS

SERVIÇOS GERAIS

SERVIÇOS GERAIS

TELAS MOSQUITEIRAS

TOLDOS

TOLDOS

TOLDOS

90 | Vilas Magazine | Abril de 2018


TOLDOS

TOLDOS

VIDRAÇARIA

VIDRAÇARIA

VIDRAÇARIA

PENSOU EM VIDRO? CHAMA A TOP VIDROS

(71) 3624-3308 / Zap: (71) 99141-0973 vendas@topvidrosba.com.br

CONTRATE COM SEGURANÇA

l Confira sempre a qualidade do serviço antes de contratá-lo. l Certifique-se de que o anunciante possua referências confiáveis. l Requeira sempre nota fiscal do serviço contratado, é um direito seu. l Os textos e responsabilidades de fornecimento desses serviços são única e exclusivamente do anunciante. Abril de 2018 | Vilas Magazine | 91


ADMINISTRAÇÃO DE CONDOMÍNIOS

ADMINISTRAÇÃO DE CONDOMÍNIOS

ADVOCACIA

ADVOCACIA

ÁGUA / PURIFICAÇÃO

ANDAIMES

ANDAIMES

www.amesandaimes.com.br 92 | Vilas Magazine | Abril de 2018

ANTENAS

ANDAIMES


ANTENAS

AR CONDICIONADO

AR CONDICIONADO

AR CONDICIONADO

AR CONDICIONADO

AR CONDICIONADO

ASSISTÊNCIA TÉCNICA

ASSISTÊNCIA TÉCNICA

ASSISTÊNCIA TÉCNICA

Abril de 2018 | Vilas Magazine | 93


ASSISTÊNCIA TÉCNICA

ASSISTÊNCIA TÉCNICA

ASSISTÊNCIA TÉCNICA

ASSISTÊNCIA TÉCNICA

AUTOESCOLA

94 | Vilas Magazine | Abril de 2018

CHAVEIROS

CHAVEIROS


CONSULTORIA EMPRESARIAL

CONSULTORIA FINANCEIRA

CONTABILIDADE

CONTABILIDADE

DESINSETIZAÇÃO

Abril de 2018 | Vilas Magazine | 95


DESINSETIZAÇÃO

DESINSETIZAÇÃO

DESINSETIZAÇÃO

DESINSETIZAÇÃO

96 | Vilas Magazine | Abril de 2018

ENTULHOS & PODAS


ENTULHOS & PODAS

ENTULHOS & PODAS

ESTOFADOS

Abril de 2018 | Vilas Magazine | 97


ESTOFADOS

EXTINTORES

FOGÕES

GÁS

FOGÕES

GRÁFICA

GRÁFICA

98 | Vilas Magazine | Abril de 2018

GÁS

LAVAGEM


INFORMÁTICA

INFORMÁTICA

INFORMÁTICA

Abril de 2018 | Vilas Magazine | 99


LAVANDERIA

Procurando pelo serviço de ...

QUEM DISSE QUE A JHENNY LAVA ROUPA SUJA

LAVAGEM? Anuncie nos classificados

Consulte na página 98 3379-2439 3379-2206

R

Aqui você encontra de tudo comercial@vilasmagazine.com.br

LIMPA FOSSA

98147-6203 32.000 exemplares

EM CASA?

JHENNY ANDRADE Ring Girl do UFC Cliente Lava e Leva

PLANOS A PARTIR DE

149,90

por mês

FAÇA COMO A JHENNY ANDRADE E VEM PRA LAVA E LEVA VOCÊ TAMBÉM! End.: Av. Praia de Pajussara, 294, Qd. A07, Lt. 05. Vilas do Atlântico - Lauro de Freitas

LIMPA FOSSA

LIMPA FOSSA

100 | Vilas Magazine | Abril de 2018


LIMPA FOSSA

LIMPA FOSSA

LIMPA FOSSA

LIMPA FOSSA

Abril de 2018 | Vilas Magazine | 101


MODA FEMININA

PET SHOP

POÇOS

SALÃO DE BELEZA

TÁXI

TRANSPORTE

VETERINÁRIO

VETERINÁRIO

102 | Vilas Magazine | Abril de 2018

VETERINÁRIO


t ASSISTENTE DE RAMPA EM PARTIDA Segura o carro nas ladeiras, dando tempo para o motorista tirar o pé do freio, engatar a marcha e colocar o carro em mopvimento. Disponível no Ford Ka Tecno e no Fiat Argo GSR. CONTROLE DE TRAÇÃO E DE ESTABILIDADE u O sistema evita que o motorista perca o controle em curvas ou que o carro patine ao tentar subir uma ladeira em dia de chuva. O Toyota Etios 2019 tem esse item.

Equipamentos ajudam a evitar acidentes de carro Sistemas que seguram o automóvel ou que o mantêm na pista já estão disponíveis em modelos mais populares

I

tens de segurança que ajudam a evitar acidentes ou a reduzir o risco de lesões graves já estão disponíveis em modelos compactos. São equipamentos que vão além dos freios com ABS (sistema que evita o travamento das rodas em frenagens de emergência) e dos airbags frontais, obrigatórios nos carros novos produzidos no país desde 2014. Nos hatches Ford Ka 1.0 Tecno e Fiat Argo 1.3 GSR, o assistente de partida em rampa evita que o motorista se atrapalhe com os pedais quando está subindo uma ladeira. O sistema segura o carro por cerca de dois segundos, tempo suficiente para se tirar o pé do freio e colocar o carro em movimento sem forçar a embreagem e evita que o veículo desça sem controle, prevenindo colisões.

qCAMERA DE RÉ E SENSOR DE ESTACIONAMENTO O som e a imagem ajudam a encaixar o carro em vagas apertadas e a prevenir atropelamentos em manobras. É item de série do Peugeot 208 Griffe pDETECTOR DE PONTO CEGO Indica por meio de um alerta visual no retrovisor (e às vezes sonoro também) que há um outro veículo impedindo a mudança de faixa. O Ford EcoSport Titanium é equipado com esse sistema O Renault Kwid é equipado com airbags laterais que protegem a cabeça dos ocupantes dos bancos dianteiros. O item também está presente no Volkswagen Polo. As montadoras têm investido em segurança para chamar a atenção de clientes e atender regras que serão elaboradas pelo Contran (Conselho Nacional de Trânsito). Em novembro, o órgão anunciou que vai atualizar as exigências de proteção contra impactos u Abril de 2018 | Vilas Magazine | 103


t ACENDIMENTO AUTOMÁTICO DOS FARÓIS Indicado para motoristas distraídos, que não acendem as luzes ao dirigir à noite. O Citroen C3 1.6 Exclusive sai da fábrica com esse equipamento

FREIO DE MÃO ELETRÔNICO q Substitui a alavanca por um botão. Além de eliminar o esforço físico, aumenta o espaço para porta-objetos no console e evita que haja folga no acionamento. Equipa o Jipe Renegade e o Honda HR-V

laterais, o que fará com que as marcas tenham que reforçar a estrutura dos veículos e instalar os airbags adicionais. Os prazos para cumprimento das futuras regras ainda serão definidos. Além da lei, os resultados obtidos em “crash-tests” têm influenciado na estratégia das fabricantes de veículos. “Testes mostram que, com algumas exceções, as montadoras são menos exigentes no mercado latino quando se fala de segurança”, diz Alejandro Furas, diretor-técnico do Global NCAP (organização que promove “crash-tests”). Eduardo Sodré / Folhapress.

Mais rápida que o seguro!

Pr

da

inc

sB

at

es

er

ia

a

s

Baterias entrega e instalação

Serviços completos de oficina »»» Atendemos os clientes mais rápido que a seguradora. Consulte-nos www. 71 3369 3996 princesadasbaterias 71 3243 1544 .com.br

104 | Vilas Magazine | Abril de 2018


t AIR BAGS LATERAIS Protegem a cabeça e o tronco dos ocupantes dos bancos dianteiros em colisões laterais, evitando o choque direto contra a lataria, o vidro do carro ou algum objeto externo. O Renault Kwid e os modelos Polo e Virtus, da Volkswagen, trazem esse equipamento. FREIO ABS COM DISTRIBUIÇÃO DE FRENAGEM Além de evitar o travamento das rodas, a geração atual dos freios ABS presente em carros populares atua de forma independente nas rodas, o que aumenta o controle em pisos escorregadios.

Abril de 2018 | Vilas Magazine | 105


Condomínio deve ser administrado com clareza e transparência

M

orar com dignidade e pagar condomínio, corretamente, desde que um valor justo (à nível de um retorno que se precisa obter) é uma obrigação e direito. Condomínio, no entendimento da lei, é interesse coletivo, e não apenas de alguns. Quem mora em condomínio, porém, não pode se omitir, nem desconhecer, que os interesses e obrigações são de todos e as decisões, devem ser analisadas e aprovadas sempre, em Assembleia, para que haja a transparência dos procedimentos, sendo justamente, por isso, que condomínio é interesse e responsabilidade, coletiva. O síndico, ou outros componentes de uma administração condominial, não podem ter viés autoritário, fechado, como

106 | Vilas Magazine | Abril de 2018

únicos detentores da verdade e do saber. Ao contrário, tem que buscar, sempre, o entendimento, a sugestão a opinião dos seus condôminos e especialmente do Conselho Fiscal-Consultivo, que de acordo, com o Código de Processo Civil, (que também, rege as normas de condomínios), tem a obrigação, legal de passar aos condôminos, os pareceres sobre prestações de contas, mas também, outras situações, como investimentos, obras, benfeitorias, e outras providências em relação ao patrimônio condominial, que sejam necessárias tomar. A transparência e clareza dos procedimentos, a informação, a prestação de contas, espontâneas ou mensalmente, formam o perfil de uma gestão confiável. Maior cuidado e responsabilidade,


quando forem necessárias e indispensáveis, as seguintes providências: 1- Reajustes de Taxas Condominiais, devem ocorrer, dentro dos índices permitidos. 2- Taxas extras, devem ter o tempo definido de vigência. Conforme lei, elas não podem ter sentido, permanentes. 3- Acordos de cobranças, devem ser esclarecidos com transparências, dentro dos demonstrativos de contas 4- Situações patrimoniais, como obras estruturais, por exemplo, devem ser bem avaliadas acompanhadas. São algumas situações, de indispensáveis transparências. Bom senso, diálogo, e transparência, devem MARCOS LEONI / FOLHAPRESS nortear uma administração, que pretenda alcançar seus objetivos, obtendo confiabilidade. Dentro do entendimento da legislação, uma administração condominial deve se pautar pela transparência: comunicar, esclarecer, emitir os demonstrativos de contas (esclarecedores, não apenas resumidos em boletos-cobrança) aos seus condôminos. Não oferecer prerrogativas a quem quer que seja, porque todos têm os mesmos deveres e direitos. Aquele que paga corretamente, não pode ser prejudicado, por prerrogativas, e tolerâncias a alguns. Aqueles que se ‘julguem’ imunes, de ‘pagarem quando puderem’, estão prejudicando aquele que paga para obter resultados, como melhorias básicas, para se ter conforto, acessos estruturais viáveis, limpeza, segurança, para conviver bem, dentro do condomínio. Um condomínio não pode ter o perfil de mero arrecadador de taxas para pagar as contas básicas, de salários de servidores, ou outros encargos, mas ter uma gestão de resultados reais necessários, que se espera, em sua situação estrutural e social, inclusi-

ve de saneamento básico, de ruas e esgotos, como é a situação de alguns condomínios em nossa região de Caji, em Lauro de Freitas, por exemplo, em que as ruas do bairro e transversais estão há muito asfaltadas, com algum saneamento básico, e existe essa carência, ainda, dentro de áreas condominiais, embora se pague condomínio regiamente, para esse fim. Essas observações aqui registradas, não objetivam críticas, nem denúncias, mas pontos de vista esclarecedores e colaboradores para qualquer gestão condominial que seja exercida com boa diligência e capacidade de ouvir, acatar, dialogar, para se obter resultados. Sabemos que um síndico nem sempre obtém um total reconhecimento pela sua dedicação pessoal às complicadas tarefas que lhes são atribuídas, até porque a maioria, sequer são remuneradas, como gestor de um patrimônio condominial, que pertence a muitos. As observações aqui, na realidade, são dirigidas aos condôminos de um modo geral, os quais são os principais responsáveis por todo um patrimônio, e elegem a sua gestão, e, devem ter a obrigação, de acompanhar, e renovar, quando for necessário. Condôminos, proprietários, moradores em condomínios, não podem ser omissos, ou coniventes. Valdique Alves. Condomínio Campus Verdes. Caji. alveserv@hotmail.com

Abril de 2018 | Vilas Magazine | 107


TRIBUNA DO LEITOR

Neste espaço o leitor pode sugerir pautas, criticar matérias abordadas pela revista, fazer denúncias de problemas e irregularidades que atingem a comunidade. Envie email para redacao@vilasmagazine.com.br com seus dados pessoais e contatos

Poluição sonora

Parabens pelos 20 anos, ou melhor, pelos primeiros 20 anos da nossa Vilas Magazine, um sucesso como poucos na área editorial, que se transformou na melhor tribuna de uma comunidade. Viva a criatividade! Congratulo-me igualmente pelo seu editorial e matéria contra a agressão sonora que vem se intensificando no município, com a participação explícita da Prefeitura, em atos de ação deliberada e simultânea omissão na defesa dos cidadãos. O problema não reside só nas festas barulhentas, mas também em certas barracas de praia, que abusam da frouxidão da vizinhança. O culpado maior, porém, é o governo do Estado, não só da atual gestão, como de tantas que lhe antecederam, desde que usinas de som passaram a ser usadas para infernizar a vida dos outros. Poluição sonora é caso de polícia, por consistir em agressão como qualquer outra, com o agravante da ação continuada - é fato criminoso, e há muito tempo já deveria ser combatida por uma Delegacia Policial específica, como existiam as antigas Delegacias de Jogos e Costumes, cobrindo a capital e todo o interior. Não é assunto para prefeituras, às quais incumbe disciplinar o uso do solo e outras atribuições, e não a falta de educação. Existe delegacias para tudo, não se entendendo como não se cria uma exclusiva para se coibir este que é um dos maiores focos de violência urbana, a poluição/agressão sonora, que, por sua vez pode gerar mais violência, pela justa reação dos prejudicados em legítima defesa. Não são poucos os casos de mortes já causadas pelo desespero das vítimas, que se vêem obrigadas a adotar soluções extremas, e não será surpresa, portanto, que venham se registrar reações fatais a prosperar a baderna legitimada pelo poder público. Sugiro iniciar-se uma campanha para o não pagamento do IPTU enquanto a Prefeitura continuar acobertando o abuso, e promover gestões junto ao vice-governador João Leão, ilustre morador de Vilas do Atlântico, para interceder junto ao governador Rui Costa na criação de delegacias exclusivas contra a agressão sonora. Lauro de Freitas poderia ser das primeiras Em paralelo, e convocado pelas redes sociais, buzinaço na porta das autoridades locais, principalmente da senhora prefeita, que, sabidamente, reside fora da barulheira

108 | Vilas Magazine | Abril de 2018

- condomínio Parque dos Coqueiros -, cada vez que ocorram novos abusos! Lafayette Pondé Filho. v Parabenizo a equipe da revista Vilas Magazine pela matéria de capa sobre a poluição sonora em Lauro de Freitas. O problema é grave e, como já foi comprovado, diante as diversas reclamações dos leitores da revista, é um transtorno para um grande número de famílias. Venho denunciando este desrespeito antes mesmo de existir a lei sobre poluição sonora no município. Após a lei, imaginei que a prefeitura seria mais enérgica porém, ao que tudo indica, é mesmo necessário o Ministério Público entrar em ação. Hendrik Aquino. Ipitanga. w Referente a edição de março da revista Vilas Magazine, o que mais me chamou a atenção foi justamente sobre a poluição sonora. Estou nesta luta tem mais de seis anos e até agora não consigo ficar em silêncio dentro da minha casa. Na matéria, é citado o número 153. Quem recebe a chamada é a guarda municipal, que apenas transmite a denúncia. Já consegui o número da base dos agentes ds trânsito (3369-9983) mas também nada resolvem, só inventando desculpas. Já cheguei ao ponto de informar para eles que esta fiscalização é uma boa fonte de renda para o município, mesmo assim nada adiantou. Ronaldo S. Rodrigues. x Ainda bem que temos a revista Vilas Magazine para nos manifestar e saber que nossas palavras encontram eco na linha editorial desta conceituada revista, bem como em nossa associação, a Salva. Venho reforçar as diversas manifestações de indignação de moradores de Vilas do Atlântico, publicadas na seção Tribuna do Leitor da edição 229, de fevereiro de 2018 e que, provavelmente, levaram à matéria de capa da edição seguinte, que pautou o problema do barulho excessivo em diversos pontos do bairro. No final da Av. Praia de Tambaú, em cerca de 150 metros, há três “residências” que têm sido sistematicamente alugadas para eventos/ temporadão, tornando a vida da vizinhança um pesadelo. A qualidade de vida por aqui está irremediavelmente perdida. Os verdadeiros residentes, que compraram suas casas em uma área residencial do loteamento, estão à

mercê daqueles que, extrapolando os limites da cidadania, burlam a legislação, transformando residências em negócios, certos da ineficiência do poder público em fiscalizar e coibir o seu descumprimento. O pior é saber que esse mesmo poder público é capaz de associar-se a pessoas físicas ou jurídicas também para burlar as leis, como vimos no caso dos megaeventos aqui produzidos recentemente. O que temos assistido é a total falta de compromisso com os moradores (e não apenas os de Vilas do Atlântico) que pagam seus impostos, aqui consomem e movimentam a economia do município. Um exemplo desta falta de compromisso é a situação degradante a que chegou o Rio Sapato, que há mais de um ano não é limpo e está totalmente tomado de vegetação que serve de criadouro de mosquitos, exceto no pequeno trecho da Av. Praia de Copacabana, onde houve o recapeamento asfáltico, também em função de um dos megaeventos já citados. Para tentar dar a impressão de que está atenta à situação preocupante da proliferação dos mosquitos transmissores de patologias como dengue, zika, chikungunya e febre amarela, a Prefeitura tem enviado o chamado “fumacê” para pulverizar inseticida pelas ruas, pela manhã ou pela tarde em alguns dos últimos dias. Mais uma atitude equivocada, pois investe-se dinheiro público e não se combate a raiz do problema: poluição por resíduos orgânicos no Rio Sapato, que provoca o crescimento da vegetação, que serve de criadouro para grande quantidade de mosquitos, que o fumacê não dá conta de matar. Carmen Sá. y Acreditando no belíssimo trabalho que a revista Vilas Magazine faz em apoio aos interesses dos moradores de Lauro de Freitas, venho denunciar o constante desrespeito dos ambulantes na Passarela das Flores, sobre a Estrada do Coco, em frente ao supermercado Maxxi. Eles ficam até 1 hora da manhã com som em altíssimo volume. Já denunciei às autoridades e nada foi feito. Até mesmo denunciei as ligações elétricas clandestinas – o famoso ‘gato’ – e também nada foi feito. Nós, moradores do condomínio Cleriston Andrade não suportamos mais essa bagunça. Claudionor Assunção. Recanto Ipitanga.


Miragem protesta Aproveitamos que a revista Vilas Magazine dá espaço aos seus leitores para esclarecer alguns pontos à respeito da construção do mercado da Rede Mix no lote 1 da quadra R do Loteamento Miragem, contíguo à terceira portaria de Vilas do Atlântico. O GAM – Grupo de Amigos do Miragem e a AMOVA – Associação de Moradores de Vilas do Atlântico se uniram para combater essa aberração ilegal que é a instalação de um mercado nessa área. O TAC do Loteamento Miragem foi alterado ilegalmente pela prefeita Moema Gramacho em 2006 através de decreto, transformando vários lotes residenciais em comerciais. A partir dessa modificação irregular a prefeitura permitiu a instalação de variados comércios, principalmente colégios, tornando o trânsito um inferno e a vida dos moradores um caos. Tudo isso com a cumplicidade da AMOM – Associação de Moradores do Miragem, vez que avalizou irregularmente os TAC´s ilegais do ponto de vista da legislação em vigor. A atual direção nada faz contra a instalação do mercado. O GAM e a AMOVA se uniram e, além de fazerem várias manifestações nas ruas do Miragem, entraram com uma representação no Ministério Público e com uma ação na Justiça de Lauro de Freitas com pedido de liminar para suspensão do Alvará de Construção por parte da prefeitura, já que o mesmo está eivado de erros e não obedece nem mesmo às suas próprias normas. Essa prefeitura que deveria zelar pelo bem-estar da coletividade faz exatamente o inverso. Não vemos nada de novo no modus operandi da prefeitura que o utiliza para destruir os TACs dos loteamentos de Lauro de Freitas, vide Vilas do Atlântico, que foi completamente desfigurado e, mesmo com uma liminar em vigor, continua fornecendo alvarás de funcionamento para comércios novos, o que está terminantemente proibido, caracterizando descumprimento claro de ordem judicial. Agradecemos a publicação desta para que a população do Miragem, de Vilas do Atlântico e da Rua Priscila Dutra tomem conhecimento do que está ocorrendo. Janaina Ribeiro. Presidente da AMOVA.

Trânsito Gostaria que a conceituada revista Vilas Magazine, desse uma olhada e talvez até fazer uma reportagem sobre os dois gargalos que temos em nossas vias aqui na cidade: o primei-

ro, na esquina da av. Luiz Tarquinio com a rua Pataro Machado (entre o Senai e a Unime). Ali existe uma calçada e um poste que poderiam ser retirados, melhorando o trânsito para quem faz a conversão à direita, saindo da rua Pataro Machado, pois não tem sentido algum o poste e um pedaço de muro que não servem de nada. O segundo gargalo é sem dúvida, a ponte sobre o rio Sapato, na Estrada do Coco (em frente da Insinuante), que só tem dois metros e pouco de largura, e a pista vem com uma medida de quase sete. Sugiro que a Vilas Magazine fizesse uma matéria sobre essas sugestões, para ver se os poderes públicos tomam alguma posição. Jose Raimundo Lopes. v Sobre o trânsito caótico da Estrada do Coco, principalmente em Lauro de Freitas: diariamente transeuntes penam para atravessá-la, principalmente nos horários de pico. São pontos já famosos: Portão, Atakarejo, Encontro das Águas entre outros, principalmente pela manhã, hora do almoço e no final da tarde. Pessoas chegam a ficar meia hora aguardando para atravessar a via, na esperança de aparecer um filho de Deus e parar o carro. Nem vou entrar no mérito da falta de respeito, de educação e generosidade de boa parte dos motoristas – mesmo porque isso seria recorrente –, mas, da prefeitura (que gasta parte do tempo dos seus agentes em caçar níquéis multando os motoristas infratores), esta deveria desviá-los dessa “atividade tão nobre” e se posicionarem nesses pontos mais críticos para parar o trânsito para os pobres mortais que não têm carro e atravessar a pista. A Vilas Magazine deveria comprar essa ideia e, quem sabe até fazer uma campanha pra ver se “cai a ficha” da prefeita. Arnaldo Arantes.

População em situação de rua é crescente em Vilas do Atlântico De onde vêm? Têm família? Por que estão nesta condição? Será que o governo não vê isto? São perguntas comuns de quem passa pelas avenidas e ruas de Vilas do Atlântico e se depara com a crescente população em situação de rua, ou morador de rua como é mais conhecida. Uma questão social que afeta os moradores do loteamento a partir de atitudes descabíveis ao convívio social comum, como por exemplo as necessidades

fisiológicas ao ar livre, a falta de pudor, higiene básica e a sensação de insegurança, fatores que comprometem o meio ambiente, saúde e a paz das pessoas. A associação de moradores, Sociedade Amigos do Loteamento Vilas do Atlântico – Salva, buscado uma solução definitiva para o fim desta situação, encaminhou dia 3 de fevereiro, um ofício à sra. Huldaci Santana, responsável pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Cidadania (SEMDESC). Pelo Ofício nº 64 /2018-SEMDESC, de 27 de fevereiro, a Salva obteve o retorno da solicitação, com as soluções que serão tomadas (leia abaixo). Com apoio de alguns moradores e comerciantes, que fornecem bebida e comida em solidariedade à esta situação sofrida, o número desta população em Vilas do Atlântico vem aumentando a cada dia e a expectativa de que uma ação do governo será tomada está aumentando respectivamente, tanto pela tranquilidade e bem-estar destas pessoas que estão em situação de abandono, quanto a Salva “Após denúncia recebida foram tomadas a seguintes providências: Busca ativa, abordagem social, elaboração de relatório técnico para a diretoria da Proteção Especial/SSUAS/ SEMDESC, encaminhado a resolução de necessidades imediatas, promoção da inserção na rede socioassistencial do município e das demais políticas públicas na perspectiva de garantia de direitos. Foi solicitado também que as pessoas identificadas em situação de rua fossem direcionadas ao CREAS para cadastramento e acompanhamento.” “Lamentavelmente, como os moradores de rua continuam ocupando os mesmos lugares em Vilas do Atlântico, as providências que seriam tomadas pela SEMDESC, até a presente data, não saíram do papel”, pontua a Salva Marcio Costa. Coordenador da SALVA.

Ruas sem pavimentação Moradores questionam os motivos pelos quais a prefeitura, até hoje, deixar sem pavimentação seis ruas transversais à Rua Francisco das Mercês, em Buraquinho. As ruas estão sem pavimentação asfáltica desde a construção do condomínio Intervilas. Moradores lembram ao poder público que “pagam o IPTU igualzinho a todos que moram na rua Francisco das Mercês”.

Abril de 2018 | Vilas Magazine | 109


TRIBUNA DO LEITOR

Neste espaço o leitor pode sugerir pautas, criticar matérias abordadas pela revista, fazer denúncias de problemas e irregularidades que atingem a comunidade. Envie email para redacao@vilasmagazine.com.br com seus dados pessoais e contatos

Moradores de rua ocupam praça do Parque Ecológico em Vilas do Atlântico A praça de acesso ao Parque Ecológico de Vilas do Atlântico vem sendo ocupada por moradores de rua que, de acordo com comerciantes, fazem uso de drogas e suas necessidades fisiológicas a céu aberto, são agressivos entre eles e com quem não atende seus pedidos, além de usarem instalações elétricas e de água existentes na área. Em frente está o Colégio Apoio, com centenas de alunos em três turnos. Clientes de casas comerciais instaladas no entorno da praça já foram agredidos e passam pelo desconforto de constantes abordagens. Empresários já buscaram os serviços de assistência social da prefeitura de Lauro de Freitas, mas sem resultado prático. A praça, usada também como espaço para feiras ocasionais – artesanatos e aos domingos produtos hortifrutigranjeiros – foi reformada em 2016 juntamente com a parte do Parque Ecológico, que está atualmente aberta ao público. A quem mais apelar?

AVISOS & EDITAIS

PEDIDO DE LICENÇA AMBIENTAL A SUPERBRITAS LTDA, CNPJ nº 09.622.478/0001-28, torna público que está requerendo à Secretaria de Meio Ambiente, Saneamento e Recursos Hídricos – SEMARH a Licença Ambiental de Operação para extração e beneficiamento de rochas para utilização na construção civil, localizada no endereço rua Djanira Maria Bastos, Lauro de Freitas – BA. Clécio Augusto Silva Gerente Administrativo

PREFEITURA MUNICIPAL DE LAURO DE FREITAS SEMARH - Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Saneamento e Recursos Hídricos

110 | Vilas Magazine | Abril de 2018

POLÍTICA AMBIENTAL A Superbritas Ltda, na busca da melhoria contínua das ações voltadas para o meio ambiente, assegura que está comprometida em: • Promover o desenvolvimento sustentável, protegendo o meio ambiente através da prevenção da poluição, administrando os impactos ambientais de forma a torná-los compatíveis com apreservação das condições necessárias à vida; • Atender à legislação ambiental vigente aplicável e demais requisitos subscritos pela organização; • Promover a melhoria contínua em meio ambiente através desistema de gestão estruturado que controla e avalia as atividades, produtos e serviços, bem como estabelece e revisa seus objetivos e metas ambientais; • Garantir transparência nas atividades e ações da empresa, disponibilizando às partes interessadas informações sobre seu desempenho em meio ambiente; • Praticar a reciclagem e o reuso das águas do processo produtivo, contribuindo com a redução dos impactos ambientais através do uso racional dos recursos naturais; • Promover a conscientização e o envolvimento de seus colaboradores, para que atuem de forma responsável e ambientalmente correta; A DIREÇÃO


TELEFONES ÚTEIS ATENDIMENTO MÉDICO SAMU.............................................................................................. 192 Hospital Aeroporto (24h).....................................................3288-8100 Hospital COF - Centro Médico (24h)......................... 3206-4444 / 4440 Hospital Jorge Novis (24h)....................................................3251-8149 Hospital Menandro de Farias (24h).......................... 3379-1799 / 0099 Unidade de Saúde Nelson Barros (24h)................................3288-8801 SERVIÇOS Correios (Vilas do Atlântico )................................................3369-3088 Coelba........................................................................... 0800 071 0800 Embasa (24h)................................................................. 0800 0555 195 Iluminação Pública - Citéluz (24h).................................0800-2848 181 SAC................................................................................ 0800 071 5353 SEGURANÇA Polícia Militar................................................................................... 190 Polícia Civil 23ª Delegacia (Centro)............... 3288-8920 / 8762 / 8373 Polícia Civil 27ª Delegacia (Itinga)........................................3116-1610 Gabinete do Delegado Geral do Estado...............................3116-6500 Plantão 24 horas...................................................................3378-3302

Denúncia (drogas, assaltos e roubos)...................................3235-0000 Polícia Federal (24 h)............................................................3319-6000 Furtos e Roubos de Veículos................................................3116-4623 Viatura de Vilas do Atlântico..............................................99609-7879 Polícia Rodoviária Estadual....................................... 3117-8317 / 8319 Guarda Municipal............................................................................ 153 SALVA....................................................................................3504-0356 Juizado de Pequenas Causas................................................3283-1905 Juizado de Menores.............................................................3283-3602 Ministério Público................................................................3378-4975 MEIO AMBIENTE Polícia Ambiental............................................................................. 153 Denúncia Ambiental.............................................................3369-9168 Licenciamento Ambiental.....................................................3369-2156 PREFEITURA DE LAURO DE FREITAS Gabinete do Prefeito............................................................3288-8621 Alvará de Obras e Funcionamento (Seplan)............. 3369-9196 / 9800 Centro de Controle de Zoonoses........................................ 3288-8912 Secretaria de Serviços Públicos (SESP)............ 3378-8500 / 3378-8502 u Limpeza urbana, coleta de lixo e varrição............ 0800 284 88 33 Vigilância Epidemiológica.....................................................3288-8911 Procuradoria Jurídica............................................................3369-3722

TÁBUA DAS MARÉS – Abril / Maio 2018 1º/4 - Domingo 4h26....... Alta....... 2,5m 10h24..... Baixa..... 0,2m 16h47..... Alta....... 2,6m 22h51..... Baixa..... 0,1m

8/4 - Domingo 3h28....... Baixa..... 1,1m 9h53....... Alta....... 1,7m 16h13..... Baixa..... 0,9m 23h......... Alta....... 1,7m

15/4 - Domingo 3h30....... Alta....... 2,4m 9h30....... Baixa..... 0,2m 15h43..... Alta....... 2,5m 21h51..... Baixa..... 0,1m

22/4 - Domingo 2h32....... Baixa..... 0,8m 9h04....... Alta....... 1,9m 15h26..... Baixa..... 0,7m 22h......... Alta....... 1,9m

29/4 - Domingo 3h23....... Alta....... 2,4m 9h24....... Baixa..... 0,2m 15h47..... Alta....... 2,5m 21h51..... Baixa..... 0,2m

5/5 - Sábado 0h36....... Baixa..... 0,8m 6h58....... Alta....... 1,9m 13h......... Baixa..... 0,7m 19h38..... Alta....... 1,8m

2/4 - Segunda-feira 5h........... Alta....... 2,4m 10h58..... Baixa..... 0,2m 17h21..... Alta....... 2,4m 23h23..... Baixa..... 0,3m

9/4 - Segunda-feira 5h19....... Baixa..... 1,0m 11h13..... Alta.......... 1,7 17h47..... Baixa..... 0,9m

16/4 - Segunda-feira 4h04....... Alta....... 2,5m 10h06..... Baixa..... 0,1m 16h21..... Alta....... 2,6m 22h24..... Baixa..... 0,1m

23/4 - Segunda-feira 4h11....... Baixa..... 0,9m 10h30..... Alta....... 1,9m 17h......... Baixa..... 0,6m 23h23..... Alta....... 1,9m

30/4 - Segunda-feira 4h........... Alta....... 2,4m 10h......... Baixa..... 0,2m 16h23..... Alta....... 2,4m 22h23..... Baixa..... 0,3m

17/4 - Terça-feira 4h41....... Alta....... 2,5m 10h45..... Baixa..... 0,1m 17h......... Alta....... 2,5m 23h02..... Baixa..... 0,1m

24/4 - Terça-feira 5h41....... Baixa..... 0,8m 11h47..... Alta....... 2,0m 18h13..... Baixa..... 0,5m

6/5 - Domingo 1h21....... Baixa..... 0,9m 7h51....... Alta....... 1,8m 13h54..... Baixa..... 0,8m 20h43..... Alta....... 1,7m

MAIO 2018

7/5 - Segunda-feira 2h32....... Baixa..... 1,0m 9h........... Alta....... 1,7m 15h09..... Baixa..... 0,9m 22h02..... Alta....... 1,7m

3/4 - Terça-feira 5h36....... Alta....... 2,3m 11h32..... Baixa..... 0,3m 17h58..... Alta....... 2,3m 23h56..... Baixa..... 0,4m

10/4 - Terça-feira 0h13....... Alta....... 1,8m 6h24....... Baixa..... 0,9m 12h17..... Alta....... 1,9m

4/4 - Quarta-feira 6h08....... Alta....... 2,2m 12h06..... Baixa..... 0,4m 18h36..... Alta....... 2,1m

18h45..... Baixa..... 0,7m 11/4 - Quarta-feira 1h04....... Alta....... 1,9m 7h08....... Baixa..... 0,7m 13h06..... Alta....... 2,0m 19h26..... Baixa..... 0,5m

5/4 - Quinta-feira 0h28....... Baixa..... 0,6m 6h45....... Alta....... 2,0m 12h45..... Baixa..... 0,6m 19h15..... Alta....... 1,9m

12/4 - Quinta-feira 1h47....... Alta....... 2,1m 7h47....... Baixa..... 0,5m 13h51..... Alta....... 2,2m 20h04..... Baixa..... 0,4m

6/4 - Sexta-feira 1h06....... Baixa..... 0,8m 7h28....... Alta....... 1,9m 13h28..... Baixa..... 0,8m 20h08..... Alta....... 1,8m 7/4 - Sábado 1h58....... Baixa..... 0,9m 8h30....... Alta....... 1,7m 14h34..... Baixa..... 0,9m 21h24..... Alta....... 1,7m

18/4 - Quarta-feira 5h19....... Alta....... 2,4m 11h23..... Baixa..... 0,2m 17h45..... Alta....... 2,4m 23h43..... Baixa..... 0,3m

25/4 - Quarta-feira 0h30....... Alta....... 2,1m 6h43....... Baixa..... 0,6m 12h49..... Alta....... 2,2m 19h09..... Baixa..... 0,4m

19/4 - Quinta-feira 6h........... Alta....... 2,3m 12h08..... Baixa..... 0,3m 18h30..... Alta....... 2,3m

26/4 - Quinta-feira 1h23....... Alta....... 2,2m 7h28....... Baixa..... 0,5m 13h39..... Alta....... 2,3m 19h56..... Baixa..... 0,3m

13/4 - Sexta-feira 2h21....... Alta....... 2,2m 8h19....... Baixa..... 0,4m 14h28..... Alta....... 2,3m 20h39..... Baixa..... 0,2m

20/4 - Sexta-feira 0h24....... Baixa..... 0,5m 6h49....... Alta....... 2,2m 12h58..... Baixa..... 0,4m 19h26..... Alta....... 2,1m

27/4 - Sexta-feira 2h06....... Alta....... 2,3m 8h09....... Baixa..... 0,4m 14h24..... Alta....... 2,4m 20h38..... Baixa..... 0,2m

14/4 - Sábado 2h56....... Alta....... 2,4m 8h56....... Baixa..... 0,3m 15h04..... Alta....... 2,4m 21h13..... Baixa..... 0,1m

21/4 - Sábado 1h17....... Baixa..... 0,7m 7h49....... Alta....... 2,0m 14h02..... Baixa..... 0,6m 20h36..... Alta....... 2,0m

28/4 - Sábado 2h49....... Alta....... 2,4m 8h51....... Baixa..... 0,3m 15h06..... Alta....... 2,5m 21h13..... Baixa..... 0,2m

1º/5 - Terça-feira 4h34....... Alta....... 2,4m 10h36..... Baixa..... 0,3m 16h58..... Alta....... 2,3m 22h56..... Baixa..... 0,4m 2/5 - Quarta-feira 5h06....... Alta....... 2,3m 11h08..... Baixa..... 0,3m 17h34..... Alta....... 2,2m 23h26..... Baixa..... 0,5m 3/5 - Quinta-feira 5h41....... Alta....... 2,2m 11h43..... Baixa..... 0,4m 18h09..... Alta....... 2,1m 4/5 - Sexta-feira 0h........... Baixa..... 0,6m 6h15....... Alta....... 2,1m 12h17..... Baixa..... 0,6m 18h49..... Alta....... 1,9m

8/5 - Terça-feira 4h11....... Baixa..... 1,0m 10h17..... Alta....... 1,8m 16h41..... Baixa..... 0,8m 23h19..... Alta....... 1,8m 9/5 - Quarta-feira 5h30....... Baixa..... 0,9m 11h24..... Alta....... 1,8m 17h53..... Baixa..... 0,7m 10/5 - Quinta-feira 0h17....... Alta....... 1,9m 6h23....... Baixa..... 0,8m 12h21..... Alta....... 2,0m 18h43..... Baixa..... 0,6m

Fonte: Banco Nacional de Da­­dos Oceanográficos da Di­ re­toria de Hidrografia e Navegação da Marinha do Brasil.


Classificador Vilas Magazine | Ed 231 | Abril de 2018 | 32 mil exemplares  

Classificador Vilas Magazine | Ed 231 | Abril de 2018 | 32 mil exemplares

Classificador Vilas Magazine | Ed 231 | Abril de 2018 | 32 mil exemplares  

Classificador Vilas Magazine | Ed 231 | Abril de 2018 | 32 mil exemplares

Advertisement