Page 1

Saúde & Bem-Estar

Classificados

Gastronomia Festas

Educação Saúde & Bem-Estar Serviços ............................... Saúde & Bem-Estar.... págs.: 50 à 74 págs.: 110 e 123 Condicionado..........................93 Saúde & Bem-Estar Gastronomia  Casa & Decoração ArArtigos Esportivos........................93 ............... págs.: 75 à 83 Gastronomia Auto & Cia .......................... págs.: 124 à 125/ 95 Açougue......................................67 Arquitetura.................................81 Assistência Técnica...............94 Academia....................................46 Gastronomia Festas Alimentos. . ..................................67 Construção & Reforma................81 Autoescola..................................95 Serviços Acupuntura..........................46 / 47 pág.: 126 Bebidas................................67 ...............................81................................. / 82 Carretos......................................95 págs.: 84 à 88 / 68 Cortinas.Imóveis Festas............................ Angiologia...................................47 Festas Educação Bolos & Tortas.............................69 Decoração...................................82 Chaveiros....................................95 Cardiologia...........................47 / 48 Auto & Cia Culináriapágs.: Oriental........................69 Divisórias....................................82 Coaching.....................................95 .................... 89 à 94 ......................... págs.: 127 à 128 Educação Tribuna do Leitor Cirurgia Plástica. ..........................48 Delicatessen..........................69 /70 Eletricista....................................82 Consultoria Financeira.................95  Casa & Decoração ClínicaEducação Geral................................48 Imóveis Doces & Salgados........................70 Estofados.............................82 / 83 Contabilidade..............................96 ... págs.: 95 à 109 Casa & Decoração pág.: 130 Luas & Marés.................................. Clínica Médica......................48 / 50 Lanches.......................................70 Forros. . ........................................83 Coworking...................................96 Casa & Decoração  Dermatologia..............................50 Serviços Picolés. ........................................70 Saúde & Bem-Estar Horto...........................................83 Desinsetização......................96 / 97 Diagnóstico por Imagem..............50 Pizzarias...............................70 / 71 Jardinagem & Paisagismo............83 Entulhos & Podas.................97 / 98 Endocrinologia............................50 Serviços Auto & Cia Restaurantes...............................71 Madeira Tratada..........................83 Estofados.............................98 / 99 Enfermagem Domiciliar...............50 Gastronomia Madeireira...........................83 / 84 Fogões.........................................99 Espaço Terapêutico......................51 Auto & Cia Imóveis Mármores & Granitos..................84 Gás..............................................99 Estética........................................51 Festas Material de Construção...............84 Hospedagem...............................99 Fisioterapia..........................51 / 53 Imóveis Aluguel de Brinquedos................72 Móveis Planejados......................84 Informática.........................99 / 100 Fisioterapia Domiciliar.................53 Educação Aluguel de Material.....................72 Películas......................................84 Lavagens...................................100 Saúde & Bem-Estar



Gastroenterologia.......................53 Geriatria......................................54 Ginecologia.................................54 Laboratório.................................54 Material Hospitalar.....................54 Meditação...................................54 Nutrição......................................54 Odontologia.........................55 / 59 Oftalmologia........................60 / 62 Otorrinolaringologia.............62 / 63 Pediatria......................................64 Planos de Saúde..........................64 Podologia....................................64 Psicanálise...................................64 Psicologia.............................64 / 65 Psicopedagogia............................65 Psicoterapia.................................65 Psiquiatria...................................66 Terapia........................................66 Urologia......................................66

Aluguel de Móveis.......................72

Persianas.....................................84 Limpa Fossa......................101 / 102 Piscinas.......................................84 Mudanças.................................102 Saúde & Bem-Estar Pet Shop.Gastronomia Bufê.....................................72 / 73 Portões........................................84 ................................... 102 Saúde & Bem-Estar Bufê de Roskas............................73 Redes..........................................84 Poços........................................ 102 Festas Serviços Gastronomia DJ................................................73 Redes de Proteção.......................84 Salão de Beleza.........................102 Gastronomia 102 EspaçosSaúde para Eventos. &..................73 Bem-Estar Segurança Eletrônica............84 / 85 Táxi........................................... Educação Auto & Cia Festas Eventos.......................................74 Serviços. ...............................85 / 86 Transportes...............................103 Festas Garçons.......................................74 Serviços Gerais............................86 Transporte Escolar.....................103 Gastronomia Casa & Decoração Imóveis Educação Mesas & Cadeiras........................74 Telas Mosquiteiras. ......................86 Veterinários...............................103 Educação Personalização............................74 Toldos...................................86 / 87 Festas Vidraçaria. ...................................87 Casa & Decoração Serviços

& Decoração  BolosCasa & Tortas.............................72



Educação Cursos.........................................75 Casa & Decoração Dança..........................................75 Escola...................................75 / 77 Esportes......................................77 Serviços Idiomas................................77 / 78 Livraria........................................78 Auto & Cia Música........................................79







Serviços Administração de Condomínios...92 Auto & Cia Advocacia. ...................................92 Agência de Viagens......................92 Imóveis Água............................................92 Andaimes.............................92 / 93 Antenas.......................................93

Casa & Decoração Auto & Cia Serviços Serviços............................ 104 / 107 Imóveis Auto & Cia Imóveis Corretores & Imobiliárias..........108

Imóveis

ORIENTAÇÃO AOS LEITORES

A revista Vilas Magazine não tem qualquer responsabilidade pelos serviços e produtos das empresas anunciados em suas edições, nem assegura que promessas divulgadas como publicidade serão cumpridas. Pessoas físicas e jurídicas de má fé podem utilizar um veículo de comunicação para fraudar e ludibriar os leitores, ou induzi-los em erro. A fim de evitar prejuízos, recomendamos que os leitores avaliem e busquem informações sobre os produtos e serviços anunciados, que estão sujeitos às normas do mercado, do Código de Defesa do Consumidor e do CO­NAR – Conselho Nacional de Auto-regulamentação Publicitária. A revista não se enquadra no conceito de fornecedor, nos termos do art. 3º do Código de Defesa do Consumidor e não pode ser responsabilizada pelos produtos e serviços oferecidos pelos anunciantes, sobretudo quando não se pode deduzir qualquer ilegalidade no ato da leitura de um anúncio. A revista Vilas Magazine, com o objetivo de zelar pela integridade e cre­di­bilidade das mensagens publicitárias publicadas em suas edições se reserva o direito de recusar ou suspender a vei­culação de anúncios enganosos ou abusivos que causem constrangimentos ao consumidor ou a empresas.

Janeiro de 2018 | Vilas Magazine | 45


ACADEMIA

ACADEMIA

ACADEMIA

ACADEMIA

46 | Vilas Magazine | Janeiro de 2018

ACUPUNTURA

ACUPUNTURA


ACUPUNTURA

ANGIOLOGIA

CARDIOLOGIA

A CLÍNICA DO SEU CORAÇÃO. PORQUE O NOSSO, BATE POR VOCÊ! Corpo Clínico:

- Consultas - Ecocardiograma Transtorácico Colorido - Eletrocardiograma - Holter - Monitorização Ambulatorial da Pressão Arterial - Teste Ergométrico Computadorizado - Nutricionista - Reabilitação Cardíaca (CORDIS)

71 3024-5500/3379-7803

Amâncio Valois Mendez | CRM 6597 Antonio Carlos Fonseca de Queiroz | CRM 8206 Carolina Guimarães Bandeira Machado | CRM 15232 Carolina Kilpp Leiria | CRM 21154 David Vasquez Jacob | CRM15753 Fernanda Baptista Lins | CRM 13298 Iracema Santos Oliveira | CRM 6246 Maria do Carmo Orge Rodrigues | CRM 13172 Nelmacy Ribeiro de Freitas | CRM 6316 Oseas Valença Baptista Neto | CRM 5949 JJlandia Rodrigues dos Santos | CRN 2485 (Nutricionista)

UNIDADE LAURO DE FREITAS

SHOPPING ESTRADA DO COCO, SALA 315

RESPONSÁVEL TÉCNICO: CAROLINA MACHADO (CRM: 15232)

Serviços:

ANOS LAURO DE FREITAS

UNIDADE PITUBA

PITUBA PARQUE CENTER, SALA 134 - ALA B

CARDIOLOGIA

Janeiro de 2018 | Vilas Magazine | 47


CARDIOLOGIA

CIRURGIA PLÁSTICA

CLÍNICA GERAL

CLÍNICA MÉDICA

Direção: Fga Rosângela Lourenço CRFa. 9957 - BA

CLÍNICA MÉDICA

CONSTRUÍDA POR NÓS, VIVIDA POR VOCÊS.

Erasmo, uma parceria que vai além. Especialidades Atendidas: Fisioterapia | Fonoaudiologia | Intervenção Precoce | Integração Sensorial Musicoterapia | Oficinas Terapêuticas | Orientação Profissional | Psicologia Psicomotricidade | Psicopedagogia | Terapia Ocupacional Aceitamos Particular e Convênios: Amil | Bradesco Sáude | Camed | Cassi | Fachesf | Gama Saúde | GEAP Saúde Mediservice | Petrobras | Postal Saúde | ProSocial | Sulamérica Saúde Caixa | Unimed | e outros

71 3289.5264 | 98785.6559

R. Praia de Imbé, nº34. Vilas do Atlântico clinicaserasmoneto.com.br

48 | Vilas Magazine | Janeiro de 2018


CLÍNICA MÉDICA

CLÍNICA MÉDICA

CLÍNICA MÉDICA

Janeiro de 2018 | Vilas Magazine | 49


CLÍNICA MÉDICA

DIAGNÓSTICO POR IMAGEM

DERMATOLOGIA

ENDOCRINOLOGIA

50 | Vilas Magazine | Janeiro de 2018

ENFERMAGEM DOMICILIAR


ESPAÇO TERAPÊUTICO

ESTÉTICA

ESTÉTICA Amo:

Celulite Zero Estria Zero Depilação Cintura Fina

Flacidez Zero Drenagem pós Operatório Modeladora Limpeza de Pele

ESTÉTICA Microagulhamento Peeling de Diamante Design de Sobrancelha

Villas do Atlântico Luís Tarquinio 2662 - 3D Em frente a Drogaria São Paulo

99178 - 4675 / 4113 - 0925 Cosméticos Análise capilar GRATUITA!

Cabelo Shampoo/Condicionador Maquiagem Acessórios Dermocosméticos Profissionais

ESTÉTICA

FISIOTERAPIA

Janeiro de 2018 | Vilas Magazine | 51


FISIOTERAPIA

FISIOTERAPIA

FISIOTERAPIA

FISIOTERAPIA

Fisioterapia Ambulatorial e Domiciliar Fisioterapia Estética Reabilitação Vestibular RPG Drenagem Linfática Disfunções da ATM Massoterapia Estimulação Precoce

52 | Vilas Magazine | Janeiro de 2018


FISIOTERAPIA

Palmilhas Funcionais Para crianças, adultos e idosos São indicadas para a melhora da pisada, postura e alívio das dores nos pés, joelhos, quadril e coluna.

Marque sua avaliação: 71 98180-9636

@pisada_ideal

FISIOTERAPIA

FISIOTERAPIA

Fisio Soluções em Reabilitação Domiciliar

FISIOTERAPIA DOMICILIAR

Fisio

OME

99990-9230 (vivo) 99317-1460 (TIM)

FISIO. DOMICILIAR

GASTROENTEROLOGIA

Fisioterapia

Neurológica Cardiorrespiratória Ortopédica Geriátrica

www.fisiohome.com.br

GASTROENTEROLOGIA

䘀䄀윀䄀 匀唀䄀 䴀䄀刀䌀䄀윀쌀伀 伀一䰀䤀一䔀

最愀猀琀爀漀挀攀渀琀爀漀⸀渀攀琀

 䈀䄀䰀쌀伀 䤀一吀刀䄀䜀섀匀吀刀䤀䌀伀

㜀㄀ ㌀㌀㜀㤀뫶㘀㘀㤀㤀 䰀漀琀攀愀洀攀渀琀漀 嘀愀爀愀渀搀愀猀 吀爀漀瀀椀挀愀椀猀 ⴀ  刀甀愀 䈀Ⰰ 儀甀愀搀爀愀 㐀 ⴀ 䰀漀琀攀 ㄀㘀 倀椀琀愀渀最甀攀椀爀愀猀 䰀愀甀爀漀 搀攀 䘀爀攀椀琀愀猀 ⴀ 䈀䄀

Janeiro de 2018 | Vilas Magazine | 53


GERIATRIA

AF_LBA-0085-17A - Anúncio Revista Villas Magazine Janeiro--8,8x8,4cm.pdf

GINECOLOGIA

LABORATÓRIO

Ginecologia e Obstetrícia Atendimento particular e convênios

Shopping Estrada do Coco, Sl. 423 Tel. 71 3026-3831 / 3024-2658 E-mail: atendimento@clinicafeminita.com.br

www.clinicafeminita.com.br /feminitasaudedamulher

/clinicafeminita

Diretor técnico: Dr. Robert Pedrosa CRM-BA 12639

MATERIAL HOSPITALAR

MEDITAÇÃO

54 | Vilas Magazine | Janeiro de 2018

NUTRIÇÃO


ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

Janeiro de 2018 | Vilas Magazine | 55


ODONTOLOGIA

Prótese - Estética - Harmonização Facial - Clínica Geral - Implantes - Ortodontia Laserterapia - Endodontia (canal) - Bichectomia - Preenchimento Facial - Botox - Lente de Contato Dr. Edger Bitencourt

Dra. Dayviane Sales

Implantes e Harmonização Facial

Especialista em Prótese e Estética

CRO/BA: 14747

CRO/BA: 7044

Dra. Maria Fernanda Bastos Especialista em Endodontia CRO/BA: 8482

Particular e Convênios: REDE UNNA - AMIL - BRADESCO - AMS PETROBRAS - SULAMERICA

71

3369.3695 / 3508.6736

98787.9269

MAIS EMPRESARIAL - Salas 1205/1206 - Buraquinho - Lauro de Freitas/Bahia

ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

56 | Vilas Magazine | Janeiro de 2018


ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

Janeiro de 2018 | Vilas Magazine | 57


ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

Odontopediatria Ortodontia

ODONTOLOGIA

58 | Vilas Magazine | Janeiro de 2018

ODONTOLOGIA


ODONTOLOGIA

Overã ochegou Cuidedoseusorris Clareamento | Lentes de Contato

ODONTOLOGIA

ODONTOLOGIA

Janeiro de 2018 | Vilas Magazine | 59


OFTALMOLOGIA

OFTALMOLOGIA

OFTALMOLOGIA

60 | Vilas Magazine | Janeiro de 2018


OFTALMOLOGIA

OFTALMOLOGIA

OFTALMOLOGIA

Janeiro de 2018 | Vilas Magazine | 61


OFTALMOLOGIA

OTORRINO

OTORRINO

62 | Vilas Magazine | Janeiro de 2018


OTORRINO

OTORRINO

OTORRINO

Janeiro de 2018 | Vilas Magazine | 63


PEDIATRIA

PEDIATRIA

PLANOS DE SAÚDE

PODOLOGIA

PODOLOGIA

PSICANÁLISE

PSICOLOGIA

64 | Vilas Magazine | Janeiro de 2018

PSICOLOGIA


PSICOLOGIA

PSICOLOGIA

PSICOPEDAGOGIA

PSICOTERAPIA

PSICOTERAPIA

Eliziane Rosa Psicoterapeuta

Especialista em Dependência Química, Transtornos Emocionais (depressão, bulimia e síndrome do pânico) e Sexualidade. Terapeuta Sistêmica Familiar - individual e casal, Terapeuta Transpessoal - abordagem no sistema corpo, mente e espírito e Terapeuta Holística. Diagnóstico diferenciado baseado em técnicas direcionadas para o tratamento de transtornos emocionais e drogadição.

CRTH/BA 00866/08

Atendimento em Vilas do Atlântico e Salvador

71 3232-0768 71 98872-2020

@elizianerosa.psicoterapeuta elizianerosa.psicoterapeuta@gmail.com www.elizianerosapsicoterapeuta.blogspot.com

Janeiro de 2018 | Vilas Magazine | 65


PSIQUIATRIA

TERAPIA

Algumas curiosidades sobre o Pilates Corpo, mente e espírito. A integração desses três elementos é a base do Pilates, atividade física que ajuda a reorganizar a postura e a trazer consciência corporal. “O Pilates alinha o corpo, fortalece a musculatura abdominal, aumenta a resistência e a flexibilidade e reduz dores e tensões musculares”, conta a fisioterapeuta Ana Carolina Dutra R. Pinto. A especialista aponta algumas curiosidades dessa prática secular, que hoje ganha mais e mais adeptos. Confira. O PILATES NEM SEMPRE TEVE ESSE NOME O Pilates nem sempre teve o nome de seu criador, Joseph Pilates. O nome original do método era Contrologia, pois a ideia era que as pessoas ganhassem maior controle sobre o corpo, a mente e os músculos. Seu criador acreditava que a melhora da saúde física dependia de alguns fatores: a fluidez e o controle dos movimentos, a atenção à respiração, o fortalecimento do core e a precisão dos exercícios. E claro, concentração. Sem ela, Pilates pregava, não adianta nada você se exercitar. O PILATES FOI INVENTADO PARA AJUDAR SOLDADOS FERIDOS NA 1ª GUERRA MUNDIAL Joseph Pilates era alemão, mas vivia na Inglaterra quando a 1ª Grande Guerra teve início, em 1914. Atuando como enfermeiro, ele trabalhou para ajudar soldados feridos e debilitados. Ele aplicou a metodologia que havia criado para si próprio e que focava no fortalecimento e na tonificação dos músculos. Muitos dos aparelhos criados mais tarde, começaram a nascer ali, pois ele iniciou a prática adaptando cadeiras de rodas, mesas, estrados e camas para que as pessoas conseguissem se exercitar. As muitas molas hoje vistas em seus aparelhos inicialmente eram as que haviam sido retiradas das camas e dos beliches. TODO MOVIMENTO TRABALHA O CORPO TODO Ok, o Pilates não é um exercício de alta intensidade, mas nem por isso é menos eficaz. Cada um dos movimentos foi pensado para recrutar diversos grupamentos musculares, de forma a trabalhar o corpo de uma maneira global. É preciso, inclusive, força para completar uma aula de Pilates. UMA HORA DE PILATES QUEIMA CALORIAS O DIA TODO O segredo é justamente o fato de que todos os exercícios recrutam diferentes grupos musculares. Quanto mais grupamentos são recrutados, maior o gasto calórico após a atividade física. Por quê? Porque o corpo tem um gasto extra de energia para reparar a musculatura. FORTALECE O ASSOALHO PÉLVICO O assoalho pélvico é uma camada de musculatura que ajuda a manter bexiga, próstata (nos homens), útero (nas mulheres) e reto no lugar. Quem tem o assoalho pélvico enfraquecido, mais cedo ou mais tarde vai sofrer de incontinência urinária e de diminuição do prazer sexual. Durante o orgasmo, essa musculatura se contrai involuntariamente. Quanto mais fortalecida ela estiver, mais intenso será o orgasmo. Problemas no assoalho pélvico acometem homens e mulheres, mas são mais comuns em mulheres, por questões hormonais, costumando piorar após a menopausa. O Pilates trabalha fortemente o assoalho pélvico, ainda que você não se dê conta disso.

UROLOGIA

66 | Vilas Magazine | Janeiro de 2018


Poder na Raiz

A

mandioca é uma raiz e foi condecorada como o alimento do século 21 pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura. Ela é considerada um superalimento por seus carboidratos complexos e por seu baixo índice glicêmico. E mais: não tem glúten, proteína estudada por ter ação inflamatória no organismo. Por possuir vitamina A, que atua na produção de colágeno e que tem efeito antioxidante, esse alimento reduz as chances de doenças crônico-degenerativas. As vitaminas do complexo B, também presentes, são essenciais à saúde neurológica e ao metabolismo da glicose. “A deficiência delas está relacionada a inúmeras doenças, como depressão, labirintite e alergias”, explica a nutricionista Julianna Martins. Outros minerais presentes na mandioca também são benéficos, como explica a profissional: “O cál-

cio é fundamental para os ossos, para a coagulação sanguínea e para a secreção de hormônios. Já o magnésio é um poderoso relaxante muscular cuja ausência é até relacionada ao câncer”. O zinco é antioxidante, aumenta a atividade de vitamina D e atua no sistema imunológico e no restabelecimento da pele em caso de ferimentos. Mesmo assim, o consumo dessa raiz deve ser moderado, já que 100g dela possui cerca de 150 calorias. Amanda Joanni Maffei, especializada em nutrição esportiva, afirma que o alimento é indicado a quem pratica atividade física, já que ajuda na formação de energia e de massa magra no corpo. Para quem está de dieta, a recomendação é seguir orientação médica para o cardápio. “Quem está contando calorias deve excluir a mandioca, já quem opta por carboidratos complexos e visa otimizar nutrientes pode comê-la sem medo, pois é muito saudável”, diz Julianna. Confira ao lado, duas receitas. Lara Pires/Folhapress.

AÇOUGUE

ALIMENTOS

Bolinho de mandioca recheado

INGREDIENTES Recheio: 1 xícara (chá) de proteína texturizada de soja (ou carne moída); 1½ xícara (chá) de caldo de legumes quente; 1 colher (sopa) de azeite de oliva; 1 dente de alho amassado; 1 cebola pequena picada; 2 colheres (sopa) de extrato de tomate; 1 colher (chá) de sal; 1 colher (sopa) de salsinha picada. Massa: 750 g de mandioca cozida e amassada; 1 colher (sopa) de manteiga sem sal; ½ colher (chá) de sal; Pimenta-do-reino a gosto. Finalização: Clara de ovo, Farinha de rosca, Óleo de soja MODO DE PREPARO Recheio: Em uma tigela, misture a proteína de soja (ou a carne) com o caldo de legumes quente. Reserve por dez minutos para hidratar a proteína. Escorra o líquido u

ALIMENTOS

BEBIDAS

Janeiro de 2018 | Vilas Magazine | 67


e aperte com espremedor de batata para que ele saia completamente, deixando-a bem seca. Reserve. Em uma panela, aqueça o azeite em fogo médio e doure o alho e a cebola levemente. Refogue a proteína de soja (ou a carne), o extrato de tomate, o sal e a salsinha por dois minutos. Reserve até esfriar. Massa: Em uma tigela, misture a mandioca amassada, a manteiga, o sal e a pimenta até ficar homogêneo. Divida a massa em 25 porções. Abra cada porção na palma da mão e coloque nelas uma colher (chá) do recheio reservado. Modele em formato de bolinhos. Empane as unidades com a clara e a farinha de rosca. Em uma panela pequena, aqueça o óleo em fogo alto e frite de 2 a 4 bolinhos por vez. Dica: Para obter uma fritura mais sequinha, escorra os bolinhos em papel-toalha assim que retirá-los da panela. Crédito: Chef Ivy Oliveira, da Cozinha Experimental Camil.

Rocambole de mandioca com carne-seca INGREDIENTES 300 g de carne-seca cozida e desfiada; 1 copo de requeijão; 1 kg de mandioca descascada; 2 envelopes de tempero em pó sabor tomate; 2 colheres (sopa) de manteiga; Manteiga para untar; Clara de ovo (para empanar); Farinha de rosca (para empanar). Uma assadeira grande (30 cm x 41 cm); Papel-filme MODO DE PREPARO Em um recipiente, misture a carne-seca com o requeijão. Reserve. Em uma panela, cozinhe as mandiocas até ficarem macias. Escorra a água e passe-as, ainda quentes, por um espremedor de batatas. Misture essa massa como tempero em pó e abra-a sobre o papel-filme, em formato de um retângulo. Espalhe sobre ela o recheio reservado e enrole como um rocambole. Retire o papel-filme e coloque a receita na assadeira já untada com manteiga. Espalhe pedaços de manteiga por cima do rocambole e leve-o ao forno médio (180ºC), preaquecido, por cerca de 30 minutos ou até ficar dourado. Crédito: Cozinha Nestlé.

BEBIDAS

68 | Vilas Magazine | Janeiro de 2018


BOLOS & TORTAS

CULINÁRIA ORIENTAL

CULINÁRIA ORIENTAL

DELICATESSEN

Janeiro de 2018 | Vilas Magazine | 69


DELICATESSEN

DOCES & SALGADOS

LANCHES

LANCHES

PICOLÉ

DELIVERY: 3123-0802 PREMIUM HOT DOGS!

THE DOGFATHER - VILAS DO ATLÂNTICO Avenida Praia de Pajussara, 656 | Lauro de Freitas

PIZZARIA

PIZZARIA

PIZZARIA

70 | Vilas Magazine | Janeiro de 2018


PIZZARIA

O VE RDAD EI RO SA

BO R DA PI ZZA

DA S E R R A G A Ú C H PIZZARIA

A

RESTAURANTE

RESTAURANTE

Janeiro de 2018 | Vilas Magazine | 71


ALUGUEL DE BRINQUEDOS

ALUGUEL DE MATERIAL

ALUGUEL DE MATERIAL

ALUGUEL DE MÓVEIS

BOLOS & TORTAS

BUFÊ

BUFÊ

BUFÊ

72 | Vilas Magazine | Janeiro de 2018


BUFÊ

BUFÊ

BUFÊ DE ROSKAS

DJ

ESPAÇO PARA EVENTOS

ESPAÇO PARA EVENTOS

ESPAÇO PARA EVENTOS

Janeiro de 2018 | Vilas Magazine | 73


EVENTOS

GARÇON

MESAS & CADEIRAS

MESAS & CADEIRAS

MESAS & CADEIRAS

PERSONALIZAÇÃO

CONTRATE COM SEGURANÇA l Confira sempre a qualidade do serviço antes de contratá-lo. l Certifique-se de que o anunciante possua referências confiáveis. l Requeira sempre nota fiscal do serviço contratado, é um direito seu. l Os textos e responsabilidades de fornecimento desses serviços são única e exclusivamente do anunciante. l Evite realizar depósitos ou pagamentos antecipados, sem ter verificado a idoneidade do prestador do serviço. l Em caso de ter sido vítima de fraude, procure imediatamente a delegacia mais próxima para fazer um Boletim de Ocorrência. Comunique também à revista Vilas Magazine, pois sempre que o anunciante se revela inidôneo ou que haja recorrentes reclamações dos clientes, o setor jurídico determina a suspensão da veiculação dos anúncios, até que se resolvam os questionamentos.

74 | Vilas Magazine | Janeiro de 2018


CURSOS

CURSOS

DANÇA

ESCOLA

ESCOLA

ESCOLA

Janeiro de 2018 | Vilas Magazine | 75


ESCOLA

ESCOLA

76 | Vilas Magazine | Janeiro de 2018


ESCOLA

ESPORTES

IDIOMAS

Programa de Imersão em Inglês

Semeanddoe valores

Play, Learn

Era uma vez...

and

Grow...

T gether! Arte/Arts

Culinária/Cooking Jardinagem/Gardening E muito mais!

E viveram felizes para sempre!�

Contato: Ana Maria 71 3379-6684 Silvia Martins 71 9123-7447

Seu Filho vai aprender inglês brincando! MATRICULE SEU FILHO JÁ - 3 À 9 ANOS

brinkandplay

Janeiro de 2018 | Vilas Magazine | 77


IDIOMAS

IDIOMAS

IDIOMAS

IDIOMAS

LIVRARIA

78 | Vilas Magazine | Janeiro de 2018


MÚSICA

continuidade dos estudos de qualidade”, diz. Veja orientações para se organizar: 1- FAÇA UM DIAGNÓSTICO FINANCEIRO É importante que a família faça um diagnóstico financeiro para saber em qual situação se encontram. Se for de endividamento ou inadimplência, é hora de rever todos os gastos para priorizar a continuidade dos filhos na escola. 2- REDUZA GASTOS Com o diagnóstico financeiro em mãos, veja quais gastos pode reduzir ou eliminar para priorizar o pagamento da mensalidade escolar e a compra do material sem comprometer as finanças da família. O diagnóstico financeiro irá gerar consciência de seu estilo de vida e padrão de consumo, para que possa mudar o comportamento e cortar gastos desnecessários.

MÚSICA

Mensalidade e material escolar: 5 passos para organizar as finanças

M

uitas famílias se perguntam como lidar com o reajuste da mensalidade e a compra do material escolar para o próximo ano letivo dos filhos. Reinaldo Domingos, presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin – www.abefin.org.br) e da DSOP Educação Financeira (www.dsop.com.br) orienta que essas não devem ser consideradas despesas, e sim investimentos para o futuro. “Mesmo que altos, esses valores devem ser priorizados no orçamento. A família pode diminuir ou cortar outras despesas, menos importantes e muitas vezes supérfluas, para garantir a

3- SAIBA O QUANTO IRÁ PAGAR Conheça o valor mensal exato a ser pago mensalmente. Assim pode traçar um planejamento financeiro para o aqno todo, considerando o valor reajustado da matrícula. Neste planejamento, é importante considerar também as despesas intrínsecas à rotina escolar, como lanche, transporte, eventuais passeios, etc. Em relação ao material escolar, é válido fazer pesquisas de orçamento. Envie a lista para pelo menos três estabelecimentos diferentes, negocie o pagamento e opte pelo que oferece melhores preços e condições de pagamento. 4- NÃO TENHA MEDO DE NEGOCIAR Se preciso, é recomendável marcar uma reunião com o diretor, explicando a situação para negociar o aumento na matrícula. Pode ser que consiga uma bolsa, um desconto, mesmo que temporário, a isenção da matrícula ou mesmo uma condição especial para pagar as mensalidades. Tudo para garantir um estudo de qualidade às crianças. Considere também os diferenciais que a escola oferece para a educação de seus filhos, como por exemplo a educação financeira em sala de aula. Este tem sido considerado o melhor caminho para que esta nova geração tenha um comportamento sustentável em relação às finanças, sendo menos endividada e inadimplente. 5- COMPRE COM PLANEJAMENTO Antes ir às compras, a família pode analisar itens do ano passado e selecionar tudo o que pode ser usado novamente este ano, como tesoura, régua e mochila, por exemplo. Algo interessante é reunir alguns pais e comprar itens em atacado, como caixas de lápis, cadernos e agendas. No dia das compras, converse com o(s) filho(s) sobre o orçamento, para que não corram o risco de se deixar levar pelo impulso e gastar mais do que o planejado. Lembre-se que não é preciso comprar todos os itens na mesma loja, mas se for fazer dessa forma, peça um bom desconto.

Janeiro de 2018 | Vilas Magazine | 79


Arquitetura, decoração e paisagismo refrescam a casa no verão

O

80 | Vilas Magazine | Janeiro de 2018

No projeto de David Bastos em Interlagos, o beiral prolongado de 1,40 metro amplia a sombra no entorno da casa, também refrescada pelo espelho d’água

DIVULGAÇÃO

sol precisa ser contido e o ar deve circular. Esses são os princípios básicos para preparar a casa nesta temporada de calor, segundo arquitetos e paisagistas. O que muda são as medidas possíveis de serem aplicadas neste ou nos próximos verões. Quem está planejando construir ou reformar um imóvel deve aproveitar a fase de desenvolvimento do projeto para incluir soluções estruturais. “Tem que deixar a casa com a maior abertura possível”, diz o arquiteto David Bastos, com escritórios em Salvador e São Paulo. “A primeira opção deve ser privilegiar a ventilação natural, com grandes janelas e portas em lados opostos”, diz Juliana Pippi, arquiteta de Florianópolis. “Um pé-direito alto também é fundamental”, diz a arquiteta carioca Lia Siqueira. Um dos truques a que ela recorre em casas é jogar argila expandida sobre a laje de coberturas planas. Bloquear a incidência do sol também é importante. “Tem que proteger o interior da edificação da insolação direta. Algumas estratégias são beirais mais prolongados, paredes espessas e materiais adequados ao clima tropical, como tijolos e telhas de barro”, diz a arquiteta Lais Delbianco. Para quem tem pressa, tela com proteção solar e película para vidros – chamada de “película de museu” – são barreiras bem avaliadas pelos profissionais. “É uma solução genial, porque protege contra raios ultravioleta, mas é totalmente transparente”, afirma Lia Siqueira. De acordo com Bastos, a redução do calor chega a 70%. Outra medida que pode ser implementada é a inclusão de mais plantas dentro e fora do imóvel. “Quanto mais, melhor. Elas ajudam a refrescar porque transpiram e umidificam o ar, soltando um vaporzinho no ambiente”, afirma a paisagista Nô Figueiredo. Além disso, levam mais sombra para os espaços internos. Em varandas, a paisagista Clariça Lima recomenda fazer uma cortina natural de plantas penduradas, em alturas variadas para que a luz natural entre. Boas opções são a samambaia amazonas e a columeia batom. A incidência de luz do sol e de vento são fatores importantes na escolha das espécies. Embora cactáceas e suculentas sejam mais resistentes, elas transpiram e umidificam menos, diz Figueiredo. Na decoração, tecidos de algodão e linho devem substituir veludos, camurças e sintéticos, enquanto o tapete pode ser removido durante os meses mais quentes. “Uma paleta de cores de balneário, com brancos, azuis e verdes claros, remete ao mar e visualmente leva ao frescor”, diz Lia Siqueira. Na iluminação, as lâmpadas dicroicas podem ser trocadas por modelos de LED na cor amarelada. Para quem precisa de alívio imediato e não pode apelar para o ar-condicionado, o ventilador é o aliado mais óbvio. Os modelos mais minimalistas, que interferem menos na decoração, estão em alta. A arquiteta Juliana Pippi também destaca entre as tendências os aparelhos com desenho retrô e com as lâminas feitas de palha.

FRESCURA EM TRÊS TEMPOS Como amenizar o calor

1 - ALÍVIO IMEDIATO Planta Faça uma cortina de plantas pendentes perto da janela de maior insolação. Para não escurecer o interior, pendure-as em alturas diferentes. Boas opções são samambaias e columeia batom Tecido Prefira tecidos de algodão e linho para estofados, almofadas e cortinas. Fuja de veludo e lã. Se o tapete não for de fibra natural, remova-o Cor Seja na parede externa ou interna, nos revestimentos ou nos tecidos de sofás e almofadas, as cores claras ajudam a refletir o calor sem absorvê-lo Ventilador Alternativa ao ar-condicionado, a peça ficou mais decorativa. São tendência os aparelhos com pás de palha e os modelos retrô, com acabamento cromado e em tons de néon, como rosa e laranja 2 - SOLUÇÕES A MÉDIO PRAZO Tela solar Aplicada em rolos, persianas e cortinas, pode ser feita com fio de poliéster e PVC ou PVC e fibra de vidro. Possui fator de abertura variável, que permite pouca ou muita passagem de luz Parede verde Boa opção para varandas de apartamentos, ajuda a resfriar o interior. Procure espécies resistentes ao sol, como pleomele, rhipsalis e dedinho Continua na página 88

u


ARQUITETURA

CONSTRUÇÃO & REFORMA

CONSTRUÇÃO & REFORMA

CONSTRUÇÃO & REFORMA

CONST. & REFORMA

CORTINAS

Janeiro de 2018 | Vilas Magazine | 81


CORTINAS

CORTINAS

CORTINAS

DIVISÓRIAS

ELETRICISTA

ESTOFADOS

82 | Vilas Magazine | Janeiro de 2018

DECORAÇÃO


ESTOFADOS

FORROS

FORROS

HORTO

FORROS

JARDINAGEM & PAISAGISMO

MADEIREIRA

MADEIRA TRATADA

Janeiro de 2018 | Vilas Magazine | 83


MADEIREIRA

MÁRMORES & GRANITOS

MATERIAL DE CONSTRUÇÃO

MÓVEIS PLANEJADOS

PELÍCULAS

PERSIANAS

PERSIANAS

PISCINAS

REDES

PORTÕES

REDES DE PROTEÇÃO

SEGURANÇA ELETRÔNICA

84 | Vilas Magazine | Janeiro de 2018


SEGURANÇA ELETRÔNICA

SEGURANÇA ELETRÔNICA

SEGURANÇA ELETRÔNICA

SEGURANÇA ELETRÔNICA

SEGURANÇA ELETRÔNICA

SERVIÇOS

Janeiro de 2018 | Vilas Magazine | 85


SERVIÇOS

SERVIÇOS GERAIS

SERVIÇOS GERAIS

TELAS MOSQUITEIRAS

TELAS MOSQUITEIRAS

TELAS MOSQUITEIRAS

TOLDOS

TOLDOS

TOLDOS

86 | Vilas Magazine | Janeiro de 2018


TOLDOS

TOLDOS

TOLDOS

VIDRAÇARIA

VIDRAÇARIA

VIDRAÇARIA

Box, Espelhos bisotados Fechamento de área, Peliculas residênciais e de autos, Jateamento, Envidraçamento Vidros em Geral

Janeiro de 2018 | Vilas Magazine | 87


u

Continuação da página 80

Ar-condicionado É preciso calcular a capacidade necessária (BTUs) para o ambiente. A conta padrão é: 600 a 800 BTUs para cada metro quadrado, mais 600 a 800 BTUs a partir da segunda pessoa e mais 600 a 800 BTUs por equipamento eletrônico Película ou vidro temperado Solução para barrar parte do calor que vem das janelas (a redução pode chegar a 70%),

sem perder a luz natural. Também protege móveis e acessórios de raios ultravioleta 3 - MUDANÇAS A LONGO PRAZO Ventilação natural O desenho do projeto deve privilegiar grandes aberturas em portas e janelas em lados opostos. Fachadas com brises e cobogós também ajudam Revestimento Materiais cerâmicos ou cimentícios no piso demora mais para absorver o calor e aumenta a sensação de

frescor devido ao toque frio Árvore Quem tem quintal pode aproveitar para plantar mudas que viram árvores para ganhar um microclima mais fresco. Boas opções são jasmim-manga e jabuticabeira Parede grossa Quanto mais espessa a parede externa, mais fresco será o interior. Alvenaria de tijolo cerâmico, telha de barro e beiral prolongado são boas escolhas Michele Oliveira / Folhapress.

DIVULGAÇÃO

Paisagistas ensinam a escolher a flor certa para cada canto da casa

D

entro de casa, as flores ajudam a dar cor a ambientes mais sóbrios e destaque para móveis e cantos especiais. “Elas complementam a decoração como poucos objetos conseguem”, afirma a designer de interiores Daniela Cianciaruso. Mas a escolha de onde colocar cada tipo de flor não deve levar em consideração apenas o critério estético. “A pessoa precisa pensar que está lidando com um ser vivo, que, se não estiver num local adequado, depois de um tempo começa a definhar”, diz a paisagista Catê Poli. Se a planta está exigindo um cuidado excessivo, ela provavelmente está no lugar errado, alerta a jardineira Carol Costa, autora do livro “Minhas Plantas - Jardinagem Para Todos (Até Quem Mata Cactos)”, da editora Paralela (280 págs., R$ 99,90). “As plantas não precisam de babá, elas produzem o próprio alimento. Só necessitam de adubo, rega e luminosidade corretos”, afirma. Mesmo as espécies que não gostam de incidência direta da luz do sol precisam dela para realizar a fotossíntese. Isso significa que devem ficar em cômodos com boa claridade, a no máximo quatro metros da janela. Para ambientes sem iluminação natural, como halls de elevador, lavabos e corredores, vale investir em flores artificiais ou arranjos, trocados de tempos em tempos. Já em banheiros com janela, deve-se optar por espécies que também resistam bem à umidade e ao calor do banho, como o antúrio e o lírio-da-paz. “Desde que tenha luz e circulação de ar”, ressalta a paisagista

88 | Vilas Magazine | Janeiro de 2018

Chris Pierro. Violetas, floresde-maio e begônias ficam bem na cozinha ou na área de serviço, próximas de uma janela onde não bate sol. Também não há restrições sobre ter plantas no quarto, ao contrário do que muitos pensam. À noite, os vegetais liberam gás carbônico pela respiração, como qualquer outro ser vivo. “Ninguém tem medo de dormir com um cachorro ou um companheiro do lado. Com a planta é a mesma coisa”, diz Costa. Para o cômodo, ela recomenda orquídeas como a borboleta, a chuva-de-ouro e a olho-de-boneca. O ideal é que recebam sol por pelo menos duas horas por dia -pode ser através do vidro da janela. “Muita gente que tem orquídea reclama que há anos ela não dá flor. Em geral, é porque não recebe luz suficiente”, afirma. Se o local onde se deseja colocar a flor não bate sol, a pessoa pode ficar trocando-a de lugar, mas a especialista não recomenda fazer isso. “Nos dias mais corridos a pessoa pode se esquecer de tirar a planta da sombra ou acabar deixando-a tostando no sol. Não vale a pena.” Se o quarto tem ar-condicionado, a única dessas orquídeas que resiste bem às baixas temperaturas e umidade é a borboleta, cujas folhas são mais grossas. Mesmo assim, é bom posicioná-la o mais longe possível da saída de ar. Na sala, além de orquídeas, outra opção é usar bromélias de sombra, que não exi-

Para decorar a mesa de jantar dessa sala de 100m², a designer Daniela Cianciarusoescolheu uma bromélia dentro de um vaso de latão gem incidência solar direta. “Elas provocam um impacto grande na decoração, com folhagem bonita e eflorescência colorida, e saem um pouco do óbvio”, afirma Pierro. ALERGIA Qualquer pessoa pode ter flores em casa, mesmo aquelas que são alérgicas ao pólen, de acordo com o médico Nelson Augusto Rosário Filho, diretor da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia. Ele explica que flores ornamentais não causam alergia porque seu pólen não se dispersa no ar como o das flores de capim. “Em geral, o problema está fora de casa, não dentro”, afirma.. “O problema está fora de casa, não dentro”, diz. O único cuidado é evitar o acúmulo de água e material orgânicos nos vasos para que não haja proliferação de micro-organismos que podem desencadear outros tipos de alergias ou doenças. Carolina Muniz / Folhapress.


TEMPO DE PRAGAS

Chegada do calor aumenta a incidência de pragas em casa

C

hegou a época de inseticidas, chineladas na parede e armadilhas caseiras. Com as temperaturas mais altas, há um aumento no número de pragas urbanas, especialmente dos insetos. Mas cuidado: resolver o problema com as próprias mãos nem sempre é a melhor solução. As pragas são todos os organismos que podem causar danos à saúde do homem e de animais domésticos ou prejuízos econômicos a uma família, diz Patrícia

Thyssen, professora do departamento de biologia da Unicamp. Mosquitos, escorpiões, pombos, roedores, abelhas e vespas são os principais “animais sinantrópicos nocivos” – aqueles que vivem em um ambiente modificado pelo homem – encontrados em ambientes urbanos. Os insetos não têm controle sobre suas temperaturas corporais, que variam de acordo com o ambiente. Climas quentes aceleram o metabolismo desses animais, que crescem e se reproduzem de forma mais rápida. Pombos, ratos e outras pragas são frequentes durante todo o ano, como lembra o biólogo Sérgio Bocalini, vicepresidente da Aprag (associação de controladores de pragas urbanas). PREJUÍZO As pragas são nocivas de diferentes formas. No quesito prejuízo financeiro, o maior vilão é o cupim, que pode destruir construções, móveis e até livros. Os tipos de madeira seca e subterrâneo são os

mais comuns nas casas. As revoadas de reprodução do inseto, quando vemos aleluias voando ao redor de lâmpadas, acontecem perto do verão. Depois, eles perdem as asas e constroem colônias em objetos de madeira. “É uma praga silenciosa”, explica Bocalini. “Como não se expõe a ambientes abertos, senão morre, o processo de infestação não é percebido.” O segredo é monitorar se há túneis nas paredes, grânulos (fezes do cupim) perto dos móveis e checar se a madeira está fina ou oca. O advogado Gilberto Vessoni, só descobriu que a edícula atrás de sua casa, estava infestada de cupins quando foi reformar o imóvel, que pertence à família há mais de 40 anos. “Quando olhava de baixo, o forro de madeira parecia inteiro”, conta. “Mas, quando o tiramos, vimos que estava fino como uma folha de papel.” As estruturas de madeira que sustentavam as telhas também estavam finas e infestadas de cupim. O material foi substituído por lajes de concreto e novas estruturas de sus- u

Janeiro de 2018 | Vilas Magazine | 89


tentação. Agora, ele descupiniza o lugar a cada dois anos. RISCO À SAÚDE Baratas, mosquitos, ratos e pombos, por sua vez, são perigosos pelo potencial de transmissão de diversas doenças ao homem. A produtora cultural Daniela Ribeiro, sofreu com uma infestação de francesinhas (baratas pequenas) logo depois de reformar seu apartamento. Chamou empresas de desinsetização, com as quais gastou mais de R$ 1.500, uma bióloga e um químico, mas a praga continuava a importuná-la. “Não comia mais em casa e até colocava veneno em volta do sofá para conseguir dormir em paz”, conta. “Tinha crises de

pânico, não queria voltar para casa.” Após dois anos de estresse, decidiu chamar um pedreiro e descobrir de uma vez por todas a origem da infestação. O ninho de baratas foi encontrado entre o exaustor e o armário da cozinha. “Joguei toda a comida guardada fora e algumas louças”, diz. “Agora, dedetizo tudo a cada seis meses, até me acostumei ao cheiro do veneno.” Dos animais nocivos à saúde, o escorpião, cuja picada é venenosa, é um dos que têm sido cada vez mais encontrados nas cidades, observa Bocalini. Ele aponta a expansão de áreas urbanas e o aumento da temperatura global como fatores que favoreceram o crescimento.

Limpeza ajuda, mas na maior parte dos casos só desinsetização resolve

A

lguns cuidados ajudam a evitar pragas dentro de casa. Manter a higiene dos ambientes em dia, tampar lixeiras, aplicar telas nas janelas, vedar frestas de paredes e instalar ralos que abrem e fecham são alguns deles, lista o biólogo Randy Baldresca. Mesmo assim, a desinsetização deve ser feita pelo menos uma vez ao ano, segundo ele. De preferência, antes do verão. É preciso escolher empresas com licença de funcionamento expedida pela Vigilância Sanitária. Nos condomínios, o síndico é responsável pelo combate às pragas. A cada seis meses, ele deve solicitar a desinsetização de áreas comuns. A recomendação é que, cerca de 15 dias antes de o serviço ser realizado, os moradores sejam informados sobre a intervenção, já que o procedimento envolve produtos tóxicos, lembra a professora de administração de condomínios, Rosely Schwartz. Os pombos são pragas comuns em áreas de lazer do prédio. Para evitá-los, a dica é não alimentá-los e recolher sobras de comida do chão. Nada de envenenamento: o animal não pode ser morto sem a autorização de órgãos ambientais. A solução é contratar uma empresa para remanejar os bichos, retirando fontes de alimento e abrigos. Dentro de casa, o combate é de responsabilidade de cada morador. Caso o imóvel seja alugado, os gastos com desinsetização podem ser negociados com o proprietário. “É responsabilidade do locador, especialmente se for um vício anterior ao contrato. Se o problema surgiu durante o período de aluguel,

90 | Vilas Magazine | Janeiro de 2018


Temperatura alta faz com que insetos se reproduzam mais rapidamente e causem infestações em casa

OS INVASORES | Principais pragas domésticas NA COZINHA A barata de esgoto, tipo mais comum em áreas urbanas, adora lixeira aberta e restos de comida. O inseto tem hábitos noturnos, então se for visto durante o dia é sinal de que pode ter uma infestação no lugar. Como circula em ambientes sujos, pode causar danos à saúde dos moradores, como intoxicação alimentar. Para matá-las, é preciso usar tipos diferentes de veneno a cada dedetização, porque a barata pode “aprender” que se trata de veneno e evitar o lugar. NA SALA O cupim de madeira seca e o subterrâneo aparecem com mais frequência nas residências. O primeiro alimenta-se de madeira, e o segundo ataca também todos os materiais com celulose, como papelão, forros e livros. Os insetos não causam prejuízos à saúde, apenas danos econômicos, já que podem destruir construções. Como é uma praga silenciosa, é preciso inspecionar se há túneis nas paredes e grânulos próximos a móveis de madeira e bater na mobília para checar se está fina ou oca. NO QUARTO Os pernilongos (Culex) e o mosquito Aedes aegypti são os mais comuns. Apenas o segundo transmite doenças, como dengue e febre amarela. O primeiro tem hábitos noturnos, e o segundo, diurnos. Tampar ou limpar recipientes que acumulam água são os principais cuidados para evitar infestações.

o inquilino pode ser responsabilizado”, diz o professor de direito empresarial, Armando Rovai. Ele recomenda que, antes de alugar ou comprar um imóvel, o espaço seja vistoriado por um engenheiro civil ou técnico em edificações. Júlia Zaremba/Folhapress. Fontes: Patrícia Thyssen, professora da Unicamp, Sérgio Bocalini, vice-presidente da Aprag (associação de controladores de pragas) e Covisa (Coordenação de Vigilância em Saúde).

NO BANHEIRO O escorpião tem sido cada vez mais encontrado em áreas urbanas e dentro de casa. A picada do artrópode é venenosa e dolorida. Para evitá-lo, a dica é fechar ou tampar ralos internos ao entardecer, colocar telas em ralos na área externa, vedar frestas em paredes e pisos e não acumular entulho. NO QUINTAL Os ratos aparecem o ano inteiro, mas em épocas chuvosas podem fugir dos bueiros e entrar nos quintais. É um animal de hábitos noturnos, então se for encontrado circulando durante o dia não é um bom sinal – pode haver uma infestação no local. Transmite doenças como leptospirose, dermatite e tifo. Deixar ambientes organizados e limpos, para que não haja esconderijos, e selar portões e janelas são recomendações para mantê-los longe de casa. EM TODO LUGAR A formiga-carpinteira ou fantasminha (corpo marrom claro) e a de açúcar (2 mm) são as mais comuns nas residências. Elas podem carregar algumas bactérias e fungos. A carpinteira pode se alojar em aparelhos eletrônicos e danificálos. Encontrar o ninho da praga e aplicar inseticida é a melhor forma de combatê-la.

Janeiro de 2018 | Vilas Magazine | 91


ADMINISTRAÇÃO DE CONDOMÍNIOS

ADMINISTRAÇÃO DE CONDOMÍNIOS

ADM. DE CONDOMÍNIOS

ADVOCACIA

ADVOCACIA

AGÊNCIA DE VIAGENS

ANDAIMES

92 | Vilas Magazine | Janeiro de 2018

ÁGUA

ANDAIMES

ANDAIMES


ANDAIMES

ANTENAS

www.amesandaimes.com.br ANTENAS

AR CONDICIONADO

AR CONDICIONADO

AR CONDICIONADO

AR CONDICIONADO

AR CONDICIONADO

ARTIGOS ESPORTIVOS

Janeiro de 2018 | Vilas Magazine | 93


ASSISTÊNCIA TÉCNICA

ASSISTÊNCIA TÉCNICA

ASSISTÊNCIA TÉCNICA

ASSISTÊNCIA TÉCNICA

94 | Vilas Magazine | Janeiro de 2018


ASSISTÊNCIA TÉCNICA

ASSISTÊNCIA TÉCNICA

AUTOESCOLA

CARRETOS

CHAVEIROS

CARRETOS

COACHING

CONSULTORIA FINANCEIRA

Janeiro de 2018 | Vilas Magazine | 95


CONTABILIDADE

CONTABILIDADE

CONTABILIDADE

CONTABILIDADE

COWORKING

DESINSETIZAÇÃO

96 | Vilas Magazine | Janeiro de 2018


DESINSETIZAÇÃO

DESINSETIZAÇÃO

DESINSETIZAÇÃO

DESINSETIZAÇÃO

ENTULHOS & PODAS

CONTRATE COM SEGURANÇA

l Confira sempre a qualidade do serviço antes de contratá-lo. l Certifique-se de que o anunciante possua referências confiáveis. l Requeira sempre nota fiscal do serviço contratado, é um direito seu. l Os textos e responsabilidades de fornecimento desses serviços são única e exclusivamente do anunciante. Janeiro de 2018 | Vilas Magazine | 97


ENTULHOS & PODAS

ENTULHOS & PODAS

ESTOFADOS

98 | Vilas Magazine | Janeiro de 2018


ESTOFADOS

FOGÕES

FOGÕES

GÁS

GÁS

GÁS

HOSPEDAGEM

INFORMÁTICA

INFORMÁTICA

Janeiro de 2018 | Vilas Magazine | 99


INFORMÁTICA

INFORMÁTICA

INFORMÁTICA

100 | Vilas Magazine | Janeiro de 2018

LAVAGEM


LIMPA FOSSA

LIMPA FOSSA

LIMPA FOSSA

LIMPA FOSSA

Janeiro de 2018 | Vilas Magazine | 101


LIMPA FOSSA

LIMPA FOSSA

LIMPA FOSSA

PET SHOP

SALÃO DE BELEZA

102 | Vilas Magazine | Janeiro de 2018

MUDANÇAS

PET SHOP

POÇOS

TÁXI


TRANSPORTE

TRANSPORTE ESCOLAR

VETERINÁRIO

VETERINÁRIO

VETERINÁRIO

CONTRATE COM SEGURANÇA

l Confira sempre a qualidade do serviço antes de contratá-lo. l Certifique-se de que o anunciante possua referências confiáveis. l Requeira sempre nota fiscal do serviço contratado, é um direito seu. l Os textos e responsabilidades de fornecimento desses serviços são única e exclusivamente do anunciante. Janeiro de 2018 | Vilas Magazine | 103


Fungos e ácaros se alimentam de farelos no carro e causam doenças

L

evantamento feito por uma ONG recentemente, apontou que as pessoas ficam, em média, um mês e meio por ano dentro do seu carro. Nesse período, bactérias, fungos e ácaros acabam proliferando no ambiente, muitas vezes trazidos pelas mãos do motorista. Uma pesquisa conduzida pela faculdade DeVry Metrocamp, de Campinas (SP), verificou a presença de micro-organismos em 76 partes internas de veículos, como volante, câmbio, bancos e cadeirinhas de bebê. Em média, foram coletados de cem a mil bactérias e fungos por parte analisada. Num caso específico, a alavanca de marchas apresentou 10 mil micro-organismos. A maioria das bactérias é chamada de “oportunista”, ou seja, oferece riscos sérios a pessoas já debilitadas; em quem estiver saudável, pode gerar febre e diarreia. “Às vezes temos um malestar e pensamos que é algo que comemos, mas o problema está nesse ambiente [carro infectado]”, diz a professora Rosana Siqueira, que orientou o estudo. O problema maior é com as crianças, que ainda não têm um sistema imunológico bem desenvolvido. “O quadro de disenteria pode levar rapidamente a uma desidratação e, dependendo do caso, a convulsões”, diz a professora.

Mais rápida que o seguro!

Pr

da

inc

sB

at

es

er

ia

a

s

Baterias entrega e instalação

Serviços completos de oficina »»» Atendemos os clientes mais rápido que a seguradora. Consulte-nos www. 71 3369 3996 princesadasbaterias 71 3243 1544 .com.br

104 | Vilas Magazine | Janeiro de 2018

Ali Said Yassine, pediatra e diretor da Associação Brasileira de Medicina no Trânsito (Abramet), chama a atenção para problemas respiratórios e dermatológicos que os micro-organismos também podem causar. “Ácaros, fungos e pelos de animais são os principais causadores de inflamação das mucosas respiratórias, como sinusite, bronquite e asma. A membrana dos ácaros, em contato com a nossa pele, pode causar dermatites atópicas”, afirma Yassine. Uma solução para evitar crises alérgicas, segundo o pediatra, é proteger os bancos – quando não forem de couro, material mais fácil de limpar – com capas protetoras que devem ser lavadas três vezes por semana. “Em casa, é difícil ficar com o mesmo lençol vários dias. A ideia é fazer o mesmo com o carro” Além disso, o médico recomenda que animais devem ser transportados dentro de caixas específicas, sem contato com os bancos, e que os tapetes dos carros sejam higienizados a cada dez dias. Para veículos que pernoitam em garagens fechadas, vale abrir um pouco as janelas, para que a troca de ar expulse micro-organismos. ‘ACARÔMETRO’ O mercado oferece alternativas para diminuir a presença de fungos e bactérias. Serviços de higienização da cabine oferecidos por empresas de limpeza automotiva custam entre R$ 100 e R$ 500, a depender do tamanho do carro e da extensão do serviço. Para tentar convencer clientes a fazer uma faxina mais profunda, uma empresa patenteou um dispositivo apelidado de “acarômetro”, que desde outubro vem sendo usado em uma concessionária no Rio de Janeiro. “Vimos a necessidade de um aparelho que ajudasse a verificar a qualidade interna do ar dos carros. Antes, tinha cliente que, em vez de trocar o filtro do ar-condicionado, pedia para só tirarmos a poeira”, diz Fabiano de Oliveira, diretor da concessionária. O teste é feito gratuitamente em carros que chegam para a revisão periódica. Se a qualidade do ar não for satisfatória, é recomendada uma higienização completa, que custa entre R$ 200 e R$ 350. MOFADO Carros que passaram por trechos alagados podem apresentar mofo e apodrecimento em partes da forração. “Já comprei o carro com um cheiro ruim, que não incomodava muito, mas depois de passar por uma enchente e não secá-lo direito, piorou”, conta o engenheiro Marcio Oliveira de Sousa e Silva. Após tentativas de resolver o problema, ele descobriu que a origem do odor estava debaixo do carpete. “A manta de isolamento acústico, que era bem grossa, havia apodrecido. O custo para troca seria alto, e resolvi trocar o carro por um modelo novo”, diz Silva. Dante Ferrasoli/Folhapress. Fontes: Abramet - Associação Brasileira de Medicina no Trânsito.


CARONAS INDESEJÁVEIS

O que causa a proliferação de micro-organismos na cabine COMER DENTRO DO CARRO Restos de lanches retirados no drive-thru e farelos de biscoitos que se escondem nas frestas dos bancos servem de alimento para micro-organismos. A solução é passar aspirador de pó no carro semanalmente. Para reduzir riscos de crises alérgicas, o pediatra Ali Said Yassine recomenda a instalação de capas removíveis sobre os assentos, que devem ser lavadas três vezes por semana.

BANCOS MOLHADOS Se cair água nos bancos, o motorista deve deixar o carro com vidros e portas abertos, de preferência sob a luz do sol. Se a umidade permanecer e surgir mau cheiro, a solução é recorrer a empresas especializadas em limpeza de estofamentos. Em casos extremos, é necessário trocar partes apodrecidas ou mofadas da forração para resolver de vez o problema.

PELOS DE ANIMAIS O risco está no transporte de bichos de estimação nos bancos do carro. Pelos e partículas de pele podem gerar reações alérgicas, por isso é indicado sempre limpar os assentos após o trajeto ou transportá-los dentro de caixas específicas, não deixando que tenham contato direto com o estofado. Se o carro for um SUV ou perua, o melhor é forrar o porta-malas com tapetes de borracha, retirar a tampa superior e acomodar os bichos lá.

FILTRO DO AR SUJO Ar-condicionado que exala um odor ruim ou parece mais fraco que o normal indica que o filtro de cabine está saturado. “A vida útil desse componente depende do ambiente onde o motorista trafega. Se ele rodar sempre em vias urbanas, com alto tráfego de caminhões, ou em estradas de terra, o filtro chega a se desgastar em poucos meses”, explica André Gonçalves, consultor técnico de uma empresa do segmento.

Janeiro de 2018 | Vilas Magazine | 105


Manutenção e bom anúncio ajudam a desencalhar carro difícil de revender

H

á veículos que dão trabalho para serem repassados. O aposentado José Domingos Batista, 79, tentou por três meses vender sua minivan da marca chinesa Jac, modelo J6, ano 2012. Procurou duas concessionárias, mas lhe ofereceram R$ 15 mil pelo carro, avaliado em R$ 30 mil na tabela Fipe. “Quando comprei, não achei que a aceitação no mercado fosse ruim e que o valor pudesse cair tanto”, diz. Ele também anunciou em um site de vendas e chegou a receber uma proposta, mas desconfiou do comprador. Agora, espera vender ou trocar em uma feira de usados. Alguns procedimentos ajudam na comercialização. Se for anunciar na internet, o proprietário precisa caprichar para concorrer com centenas de veículos semelhantes ao seu. Fotos feitas em lugares claros, que mostrem o carro por inteiro e limpo, são fundamentais. Carros muito rodados assustam os

106 | Vilas Magazine | Janeiro de 2018

compradores. Nesse caso, o jeito é abaixar o preço. “Já avaliei veículos ruins com 30 mil quilômetros e bons com mais de 100 mil, mas o mercado tem esse medo”, diz o consultor automotivo Felipe Carvalho, especialista em encontrar veículos usados para seus clientes. Estar com a manutenção do veículo em dia – e ter como provar isso – também ajuda. O proprietário deve guardar todos os comprovantes de revisões e consertos. Carvalho afirma que esses cuidados valem para quem quer vender sem intermediários. Se for repassar para uma concessionária ou loja, não é preciso tanto. “O veículo vai ser desvalorizado de qualquer jeito, dificilmente o investimento em melhorias é recuperado”, diz o consultor. O principal fator que atrapalha a venda é a má fama causada por custos altos de manutenção. Carros importados, antigos ou fora de linha têm peças caras e raras, e poucos sabem consertá-los. “É o

carro que o rico não quer mais e o pobre não pode manter”, diz o dono de uma revendedora. SEM MEDO Há quem não tema veículos com fama de serem difíceis de revender. O administrador de empresas Renato Oliveira, 36, nunca teve um zero-quilômetro na garagem. Ele prefere comprar um veículo usado potente e completo e investir na manutenção. Em fevereiro, trocou seu Honda Accord 2007 por um Lexus ES300 ano 2000, pelo qual desembolsou R$ 23 mil e gastou mais R$ 6.000 em manutenção. A geração atual do seu carro, modelo 2017, custa R$ 275 mil. Oliveira afirma não ter preocupação, nem pressa, com a venda do carro. Ele encontrou um comprador para o seu Honda depois de dois meses e meio de anúncio. RELAÇÃO DURADOURA Exemplos de automóveis que são mais difíceis de repassar n Veículos de marcas que ficaram pouco tempo no país: Geely EC7, MG 550 n Importados de alto luxo com mais de


10 anos de uso: BMW X5, Volvo S80, Porsche Cayenne, Audi A8. n Nacionais (ou produzidos nos demais países do Mercosul) que não fizeram sucesso no mercado: Peugeot 408, Ford Focus Sedan, Renault Symbol, Chevrolet Vectra GT. n Carros que deixaram de ser produzidos e têm alto custo de seguro e/ou de manutenção: Fiat Marea, Volkswagen Bora, Ford Mondeo, Chevrolet Sonic, Citroën C4 Pallas. Ana Luiza Tieghi / Folhapress.

MANDE ELE EMBORA Limpeza e informações claras aumentam chances de venda lLimpe o carro antes de fotografar; procure um local com boa iluminação lSe for usar a câmera do celular, fotografe na posição horizontal lTire fotos das duas laterais, da frente, do motor e do espaço interno lAnuncie o ano, o modelo e a quilometragem do veículo lInforme se está em dia com a manutenção lSe os pneus forem novos, destaque no anúncio lVerifique preços máximo e mínimo pedidos pelo mesmo modelo em anúncios para definir um valor médio lQuilometragem baixa ajuda na venda. Se o

carro rodou menos de 15 mil quilômetros por ano, destaque essa informação lSeja simpático com os interessados e responda a todas as perguntas deles sobre o carro lOfereça um test-drive em local seguro e movimentado FUJA DO MICO Pesquisa na internet e papo com mecânico evitam encalhe futuro lPesquise o nome do carro ao lado de palavras-chave (modelo + manutenção, modelo + revenda, modelo + defeitos) lDesconfie de carros anunciados muito abaixo do valor da tabela Fipe lConverse com seu mecânico e pergunte sobre custos de reparo e de peças lVeja em tabelas de preço por quanto tempo o modelo foi comercializado. Se não passou de três anos em linha, desconfie lVerifique quanto custa o seguro: carros com manutenção cara ou peças difíceis de encontrar têm seguro com valor mais alto lSéries especiais (relacionadas a eventos esportivos, por exemplo) tendem a se desvalorizar mais rápido lPrefira cores neutras, como preto, tons de prata e branco lFuja de versões básicas, sem direção hidráu-

lica e ar-condicionado l Recuse veículos que não têm histórico de manutenção documentado l Faça perícia (vistoria em postos credenciados) para verificar se o carro é clonado, de leilão ou recuperado por seguradora.

Janeiro de 2018 | Vilas Magazine | 107


TEMPO E DINHEIRO Quem quer comprar um imóvel costuma demorar entre seis e oito meses para fechar negócio, enquanto quem pretende alugar encontra um novo apartamento em até três meses. Durante o processo, são visitadas cerca de oito propriedades no primeiro caso e em torno de cinco no segundo. Contratar um bom corretor também ajuda no processo. Ele não precisa, obrigatoriamente, ser vinculado a uma imobiliária. Corretores autônomos podem fazer o trabalho de garimpo. No entanto, escolha um profissional credenciado pelo CRECI. PESQUISA AVANÇADA 1. Defina as principais características que procura em um imóvel, como localização, tamanho e o valor que está disposto a pagar; 2. Chame um corretor especializado na região. Podem ser tanto ligados a imobiliárias quanto autônomos, que farão o garimpo para o cliente; 3. Visite o imóvel favorito em três horários e dias diferentes -um deles, no fim de semana. Isso ajudará a eliminar dúvidas; 4. Já está há mais de um ano na busca e não encontrou nada interessante? Talvez seja hora de abrir mão de algumas prioridades e encontrar opções similares.

108 | Vilas Magazine | Janeiro de 2018


TRIBUNA DO LEITOR

Neste espaço o leitor pode sugerir pautas, criticar matérias abordadas pela revista, fazer denúncias de problemas e irregularidades que atingem a comunidade. Envie email para redacao@vilasmagazine.com.br com seus dados pessoais e contatos

SALVA se reúne com secretários da Prefeitura para conhecer ações do Projeto Verão de Vilas do Atlântico

Usuária reclama de baratas em ônibus

Dia 17 de dezembro os coordenadores da SALVA se reuniram com os secretários da Prefeitura de Lauro de Freitas para acompanhar as ações do Projeto Verão de Vilas do Atlântico. Estavam presentes os secretários Vidigal Cafezeiro, da SEINFRA, Renatinho, da SESP, Mauro Cardim, da SEPLAN, Pastor Paulo, da SETTOP, além de Natália, representando o Projeto TAMAR. Diante da preocupação com o estado de abandono de Vilas do Atlântico e de como poderá ficar pior durante o período de verão, a SALVA encaminhou à Prefeitura, no final do primeiro semestre do ano passado, solicitações para uma série de intervenções para proporcionar à comunidade e visitantes, um período de verão agradável, ordenado e pacífico. l Dinamizar a limpeza do Rio Sapato, que se encontra na segunda etapa de conclusão. l Recapeamanto da Av. Praia de Copacabana, a fim de transforma-la na “Avenida Verão”; l Aumento de policiamento no calçadão e fiscalização, pela Polícia Militar e Guarda Municipal, da entrada de veículos de grande porte no loteamento; l Melhoria na iluminação no calçadão e na Av. Praia de Copacabana; l Requalificação do calçadão; l Apoio ao Projeto TAMAR, uma vez que vários ninhos de tartarugas devem eclodir na praia de Vilas do Atlântico, e para a preservação da espécie, uma série de atividades serão desenvolvidas com o apoio da Prefeitura em parceria com a SALVA. Outras ações serão adotadas ao longo do verão de Vilas do Atlântico, que, a observar o empenho da Prefeitura às solicitações da SALVA, acreditamos em ações bem ordenadas. Márcio Costa, coordenador geral da SALVA.

Uma suposta infestação de baratas em ônibus foi motivo para a reclamação da leitora Francesca Motta, da Vilas Magazine. De acordo com ela, os ônibus que servem Vilas do Atlântico e Lauro de Freitas estão “sucateados e cheios de baratas”. Por padrão, a dedetização dos veículos é feita a cada três meses, segundo observa a própria leitora, que considera “inviável” esse espaço de tempo. Além de uma eventual limpeza deficiente, podem concorrer para a presença de baratas os hábitos pouco higiênicos de passageiros que consomem e deixam restos de alimentos nos ônibus durante o dia inteiro. Há precedente judicial penalizando as empresas de transporte que falham na prestação do serviço, já que enseja responsabilidade civil. Uma queixa sobre a presença de baratas em um ônibus já rendeu uma indenização de R$ 10 mil por danos morais à reclamante. Para reclamar do serviço das linhas de ônibus metropolitanos – quanto à limpeza, cumprimento de horários ou qualquer outro assunto, os usuários devem contatar a Agerba, a agência reguladora do serviço na Bahia, pelo telefone 0800-0710080. O quadro de horários da empresa Costa Verde pode ser consultado no endereço goo.gl/7gDK5j. Os horários da Dois de Julho estão disponíveis em goo.gl/cuij6P.

Evento esportivo em apoio à Casa de Caridade Adolfo Bezerra de Menezes Como todos sabemos, a Casa de Caridade Adolfo Bezerra de Menezes – ACCABEM depende de doações para manter com dignidade os 87 idosos abrigados. No próximo dia 14 de janeiro, a partir das 7h estaremos realizando, na praia de Ipitanga, a CORRIDA DAS ACADEMIAS, repetindo evento que vem sendo realizado nos dois últimos anos, sob a coordenação do professor Ribeiro. A taxa de inscrição é um pacote de leite, que será encaminhado para nossa instituição. A inscrição do evento será realizada de 5 a 13 de janeiro, na Santana Sport, loja localizada em frente aos Correios, no Centro de Lauro de Freitas. Para garantir o sucesso do evento, solicitamos à revista Vilas Magazine a divulgação na sua edição de janeiro, o que vai beneficiar muito a nossa instituição. Fraternalmente, Adalberto João Teixeira, presidente.

Lembranças à Prefeitura Cobramos da gestão pública alguns registros feitos, anteriormente, nessa conceituada revista Vilas Magazine, na “Tribuna do Leitor”, para que a Prefeitura de Lauro de Freitas não se esqueça de realizar suas obrigações. 1. Cumprimento da Lei Municipal nº 1.478 – “Calçadas para todos”; 2. Excesso de quebra-molas na Av. Praia de

Final de linha de Vilas do Atlântico: reclamações sobre limpeza nos ônibus podem ser dirigidas à Ouvidoria da Agerba

Pajussara, logradouro comercial e outros, em toda a cidade, sem a devida manutenção (pinturas de amarelo, alertando os motoristas); 3. Agressão ao meio ambiente, no que se refere à conservação do Rio Sapato (há um ano sem limpeza); as plantas frutíferas que foram colocadas por particulares estão morrendo, por falta de manutenção; as baronesas tomaram conta do espelho d’água: os peixes morreram; e a falta de autuação

das residências que jogam seus esgotos, “in natura”, no rio; 4. As bocas de lobo entupidas, em Vilas do Atlântico, por falta de manutenção. Esperamos que a Prefeitura, ao invés de promessas e reuniões, tome as medidas necessárias para solução dos problemas apresentados, principalmente em Vilas do Atlântico, onde se paga grandes valores de IPTU. Jaime de Moura Ferreira.

Janeiro de 2018 | Vilas Magazine | 109


TELEFONES ÚTEIS ATENDIMENTO MÉDICO SAMU.............................................................................................. 192 Hospital Aeroporto (24h).....................................................3288-8100 Hospital COF - Centro Médico (24h)......................... 3206-4444 / 4440 Hospital Jorge Novis (24h)....................................................3251-8149 Hospital Menandro de Farias (24h).......................... 3379-1799 / 0099 Unidade de Saúde Nelson Barros (24h)................................3288-8801 SERVIÇOS Correios (Vilas do Atlântico )................................................3369-3088 Coelba........................................................................... 0800 071 0800 Embasa (24h)................................................................. 0800 0555 195 Iluminação Pública - Citéluz (24h).................................0800-2848 181 SAC................................................................................ 0800 071 5353 SEGURANÇA Polícia Militar................................................................................... 190 Polícia Civil 23ª Delegacia (Centro)............... 3288-8920 / 8762 / 8373 Polícia Civil 27ª Delegacia (Itinga)........................................3116-1610 Gabinete do Delegado Geral do Estado...............................3116-6500 Plantão 24 horas...................................................................3378-3302 Denúncia (drogas, assaltos e roubos)...................................3235-0000

Polícia Federal (24 h)............................................................3319-6000 Furtos e Roubos de Veículos................................................3116-4623 Viatura de Vilas do Atlântico..............................................99609-7879 Polícia Rodoviária Estadual....................................... 3117-8317 / 8319 Guarda Municipal............................................................................ 153 SALVA....................................................................................3504-0356 Juizado de Pequenas Causas................................................3283-1905 Juizado de Menores.............................................................3283-3602 Ministério Público................................................................3378-4975 MEIO AMBIENTE Polícia Ambiental............................................................................. 153 Denúncia Ambiental.............................................................3369-9168 Licenciamento Ambiental.....................................................3369-2156 PREFEITURA DE LAURO DE FREITAS Gabinete do Prefeito............................................................3288-8621 Alvará de Obras e Funcionamento (Seplan)............. 3369-9196 / 9800 Centro de Controle de Zoonoses........................................ 3288-8912 Secretaria de Serviços Públicos (SESP)............ 3378-8500 / 3378-8502 u Limpeza urbana, coleta de lixo e varrição............ 0800 284 88 33 Vigilância Epidemiológica.....................................................3288-8911 Procuradoria Jurídica............................................................3369-3722

TÁBUA DAS MARÉS – Janeiro / Fevereiro 2018 1º/1 - Segunda-feira 3h11....... Alta....... 2,5m 9h15....... Baixa..... 0,2m 15h30..... Alta....... 2,5m 21h45..... Baixa..... 0,0m 2/1 - Terça-feira 4h02....... Alta....... 2,5m 10h02..... Baixa..... 0,2m 16h19..... Alta....... 2,6m 22h32..... Baixa..... 0,0m 3/1 - Quarta-feira 4h53....... Alta....... 2,5m 10h49..... Baixa..... 0,2m 17h06..... Alta....... 2,5m 23h17..... Baixa..... 0,0m 4/1 - Quinta-feira 5h39....... Alta....... 2,5m 11h32..... Baixa..... 0,3m 17h54..... Alta....... 2,5m 5/1 - Sexta-feira 0h04....... Baixa..... 0,1m 6h24....... Alta....... 2,3m 12h15..... Baixa..... 0,4m 18h39..... Alta....... 2,4m 6/1 - Sábado 0h51....... Baixa..... 0,3m 7h09....... Alta....... 2,2m 13h......... Baixa..... 0,6m 19h26..... Alta....... 2,2m 7/1 - Domingo 1h39....... Baixa..... 0,4m 8h........... Alta....... 2,0m 13h51..... Baixa..... 0,7m 20h19..... Alta....... 2,1m

8/1 - Segunda-feira 2h32....... Baixa..... 0,6m 8h56....... Alta....... 1,9m 14h51..... Baixa..... 0,8m 21h17..... Alta....... 1,9m 9/1 - Terça-feira 3h39....... Baixa..... 0,8m 10h......... Alta....... 1,8m 16h06..... Baixa..... 0,9m 22h28..... Alta....... 1,9m 10/1 - Quarta-feira 4h58....... Baixa..... 0,8m 11h09..... Alta....... 1,8m 17h28..... Baixa..... 0,9m 23h43..... Alta....... 1,8m 11/1 - Quinta-feira 6h09....... Baixa..... 0,8m 12h15..... Alta....... 1,9m 18h34..... Baixa..... 0,8m 12/1 - Sexta-feira 0h51....... Alta....... 1,9m 7h04....... Baixa..... 0,7m 13h08..... Alta....... 2,0m 19h24..... Baixa..... 0,7m 13/1 - Sábado 1h43....... Alta....... 2,0m 7h51....... Baixa..... 0,6m 13h54..... Alta....... 2,1m 20h08..... Baixa..... 0,5m 14/1 - Domingo 2h26....... Alta....... 2,1m 8h26....... Baixa..... 0,5m 14h32..... Alta....... 2,2m 20h45..... Baixa..... 0,4m

110 | Vilas Magazine | Janeiro de 2018

15/1 - Segunda-feira 3h04....... Alta....... 2,2m 9h........... Baixa..... 0,5m 15h08..... Alta....... 2,2m 21h19..... Baixa..... 0,4m 16/1 - Terça-feira 3h41....... Alta....... 2,2m 9h34....... Baixa..... 0,4m 15h43..... Alta....... 2,3m 21h53..... Baixa..... 0,3m 17/1 - Quarta-feira 4h11....... Alta....... 2,3m 10h04..... Baixa..... 0,4m 16h15..... Alta....... 2,3m 22h23..... Baixa..... 0,3m 18/1 - Quinta-feira 4h45....... Alta....... 2,3m 10h38..... Baixa..... 0,4m 16h51..... Alta....... 2,3m 22h56..... Baixa..... 0,2m 19/1 - Sexta-feira 5h17....... Alta....... 2,3m 11h08..... Baixa..... 0,4m 17h23..... Alta....... 2,3m 23h28..... Baixa..... 0,3m 20/1 - Sábado 5h51....... Alta....... 2,2m 11h43..... Baixa..... 0,5m 17h58..... Alta....... 2,3m 21/1 - Domingo 0h04....... Baixa..... 0,3m 6h26....... Alta....... 2,1m 12h19..... Baixa..... 0,5m 18h38..... Alta....... 2,2m

22/1 - Segunda-feira 0h43....... Baixa..... 0,4m 7h06....... Alta....... 2,0m 13h......... Baixa..... 0,6m 19h21..... Alta....... 2,1m 23/1 - Terça-feira 1h26....... Baixa..... 0,5m 7h54....... Alta....... 1,9m 13h53..... Baixa..... 0,7m 20h13..... Alta....... 2,0m 24/1 - Quarta-feira 2h19....... Baixa..... 0,6m 8h54....... Alta....... 1,9m 14h58..... Baixa..... 0,8m 21h19..... Alta....... 1,9m 25/1 - Quinta-feira 3h30....... Baixa..... 0,7m 10h06..... Alta....... 1,8m 16h17..... Baixa..... 0,8m 22h36..... Alta....... 1,9m 26/1 - Sexta-feira 4h56....... Baixa..... 0,7m 11h23..... Alta....... 1,9m 17h41..... Baixa..... 0,7m 23h56..... Alta....... 2,0m 27/1 - Sábado 6h15....... Baixa..... 0,7m 12h34..... Alta....... 2,0m 18h53..... Baixa..... 0,5m 28/1 - Domingo 1h06....... Alta....... 2,1m 7h21....... Baixa..... 0,5m 13h36..... Alta....... 2,2m 19h53..... Baixa..... 0,3m

29/1 - Segunda-feira 2h09....... Alta....... 2,3m 8h15....... Baixa..... 0,4m 14h30..... Alta....... 2,4m 20h47..... Baixa..... 0,1m 30/1 - Terça-feira 3h04....... Alta....... 2,4m 9h06....... Baixa..... 0,3m 15h19..... Alta....... 2,5m 21h36..... Baixa..... 0,0m 31/1 - Quarta-feira 3h53....... Alta....... 2,5m 9h53....... Baixa..... 0,2m 16h06..... Alta....... 2,6m 22h19..... Baixa....-0,1m FEVEREIRO 2018 1º/2 - Quinta-feira 4h38....... Alta....... 2,6m 10h34..... Baixa..... 0,2m 16h53..... Alta....... 2,6m 23h02..... Baixa....-0,1m 2/2 - Sexta-feira 5h19....... Alta....... 2,5m 11h13..... Baixa..... 0,2m 17h34..... Alta....... 2,6m 23h45..... Baixa..... 0,0m 3/2 - Sábado 6h........... Alta....... 2,4m 11h53..... Baixa..... 0,3m 18h13..... Alta....... 2,5m 4/2 - Domingo 0h23....... Baixa..... 0,2m 6h39....... Alta....... 2,3m 12h28..... Baixa..... 0,4m 18h56..... Alta....... 2,3m

5/2 - Segunda-feira 1h02....... Baixa..... 0,4m 7h17....... Alta....... 2,1m 13h08..... Baixa..... 0,6m 19h39..... Alta....... 2,1m 6/2 - Terça-feira 1h45....... Baixa..... 0,6m 8h02....... Alta....... 1,9m 13h54..... Baixa.... 0,7mj 20h28..... Alta....... 1,9m 7/2 - Quarta-feira 2h36....... Baixa..... 0,8m 9h........... Alta....... 1,8m 14h58..... Baixa..... 0,9m 21h34..... Alta....... 1,8m 8/2 - Quinta-feira 3h53....... Baixa..... 0,9m 10h11..... Alta....... 1,7m 16h30..... Baixa..... 0,9m 22h58..... Alta....... 1,7m 9/2 - Sexta-feira 5h28....... Baixa..... 0,9m 11h32..... Alta....... 1,8m 18h02..... Baixa..... 0,9m 10/2 - Sábado 0h21....... Alta....... 1,8m 6h41....... Baixa..... 0,9m 12h39..... Alta....... 1,9m 19h04..... Baixa..... 0,7m Fonte: Banco Nacional de Da­­dos Oceanográficos da Di­re­toria de Hidrografia e Navegação da Marinha do Brasil.


an apo

Av. Pr. It

po

an

Pr .B

Pr. P

itu

ba

ta Av .P r. I

te Vic en Pr. S.

ru já eq ue qu ea çú

as

Po rt VI aria LA 2 S

Pr .P

Pr. Cig arr

ua

Pr .G

Pe n

Pr.

s

te on m el

B Pr. oip

ha

Manguinhos Pr. Ca

Av. Pr. Itapoan

Pr .

ta r. I Av .P

im ib ua

Pr .G

ré ca

eb

a

ta Pr .I

Bertioga

go

e

ré Tamanda Al. Pr.

uí ng ita

Do M na c ld ´

e ua p Pr .S

Guaibú Pr. Pr .P

Av. Pr. Itamaracá

Pr. Or ang

Boa

Pr. Iracema

Itam racá a Av. P r.

Pr. Pina

deias Pr. Ca n

ru

ua

Pr.

up e

Grande

Pr.

ga

de

an

nho

G r.

ua da l

Av. Pr. Gua

.P Av

Pr .J

Pr. Cananéia

ru já

Pr. Itanhaém

Pr .G

Praia Funda

Praia de Macaé

Praia de Itaoma

Praia dos Bandeirantes

Praia de Guaratiba

F

IPITANGA

Tu

E

Cond. Eco Vilas

Maris

G

H

Ondina

Jau á

Piat

e

bep

ã

Pr.

Paciência

Pr.

Paciência

I

Portaria Principal VILAS DA RA EST COCO DO

Guaibim - F6 Guaibú - E5 Guaraparí - C8/B9 Guaratiba - AB9 Guarujá - CE10 Icaraí - AB4 Igarassú - D3/E4 Iguapé - C5 Imbé - E9 Inema - D6/C7 Ipanema - AB5 Iporanga - D9 Iracema - C5 Itacaré - FG5 Itacimirim - H7 Itamaracá - B5/E4 Itanhaém - C10 Itaoma - AB10

P s r. T or

Pescador

7

Ruas e Alamedas de Vilas do Atlântico

Cachaprego - D 7 Cananéia - B 10 Candeias - E 4 Caraguatatuba - D 10 / E 9 Carmo - EF4 Cigarras - DE10 Conceição - E7 Conde - C3 Copacabana - B1/10 Figueirinha - E9 Flamengo - AB8 Forte - H6 Funda - AB10 Gamboa - C6/7 Garapuá - G6 Gávea - AB3 Gravatá - CD3 Grumarí - AB8 Guadalupe - D3

atuba

Caraguat

Pr.

Pr.

Pr.

Alhanda - C 3 Amaralina - H/I 7 Amoeira - E 7 Araruama - A/B 6 Aratuba - F/G 7 Arembepe - J 6/7 Armação - H 7 Arpoador - A/B 4 Bandeirantes - A/B 9 Barra Grande - D 8 Belmonte - G 6 Berlinque - D 8 Bertioga - D 9 Boa Viagem - C 6 Boipeba - G 5 Botafogo - A/B 8 Búzios - A/B 3 Cabo Frio - A/B 2 Cabussú - D 5 / E 6

D

Pr. Quebra-Coco

rem .A

6

ng ra

Ondina

ã Piat

Pr. Itacimirim

Lo

o

Pr. Pitangueiras

Pr.

e

á reto

Pr .S

ba

Caraguatatuba re s a h in aí ueir and Pr. Fig ram P Pr. T r . v .I A m bé

.T Pr

C

Pr. Armação

uíp

au

5

aí and

Pr. Stella POSTO

Pr. Amaralina

Pr.

Pr. Sa

Pr .J

tu

B

de Combustível

Pr.

orte do F

Av. Luiz Tarquínio

4

ra

ba

Pr

3

ar

J

2

Meio

ap

I

1

Praia do

tu

ba

re

or

barão

ra

ar

po

.I Pr

. Pr

m

Tra

Pr.

Pr .A

Pr .G

Pr.

r Pr. Be

CLUBE do r S CAVALO BO HO . I ta UL PP EV ING po a AR n D

us

Pr.

B r. e Ma r P

a

linque

Pr. Av.

Av .P

aj

.P Pr

v. A Cond. Horto Vilas

H

Praia de Grumarí

be

sar

ca

de

Pieda

a

r sa

Pr .U

a Pr. Bertioga

P

ri

us

p

aC

er

.V Pr

Pr. Pen ha

Amoeir a Igreja ção a cei ric n a o C p Pr. Ita r.

pa

uari

n oa

ta

Pr. J ag

aj

ssú

Cabu

c

. Pr

Pr.

.I Pr

.I Pr

. Pr

ar

p ha

Inema

ta

Pr. Inema

Suape

pe

m

a It

Pr.

ua

ssú á

ac

MIRAGEM

ema

Av .P r. P

Pr.

re

m pe

In Pr.

.S Pr

aracá

ara

F

r ange

a

Itam

Ig Pr.

C

Pr. O

na

Guaraparí

uz

r

Av. Pr. G

A

Copacaba

Av. Pr.

Av. Pr.

ar

ap

r ua

Pr. Gamboa

pem

ssú Pr.

an

ta Pr. I

ara

o

arm

po

a

Olinda r. Av. P

Ig Pr.

Pr.

ta

í

Meaípe

.d Pr

ú

Pr.

a

ss

Pr. Orange

r. I

i ere

ra

Av .P

10

Pr. Marataíses

ia re Se

cá mara

ga

e

uap

Ig Pr.

gem Via

S da Pr.

a Pr. It

baú Pr .I

Po . rt Av VI ari LA a 3 S

Praia de Botafogo

cabana Av. Pr. Copa Pr. da

VILLAS TENIS ipe ur CLUB Pr. uc Muc M . urip Pr e

ara

It Pr.

Praia do Flamengo

Leme

Cop

9

8

Praia do

Praia de Araruama

Parati

Sepetiba

na

ba aca

tábua das marés

7

Praia de Mangaratiba

Praia de Paquetá

Praia de

Praia de

Ipanema

Saquarema

Praia de

Praia de

r. .P

da an

am

i

Pit

ú

E

G

ú mb

mba

Ta Pr.

atá

rav

G Pr.

6

Pr. Av.

am

a

cen

Lu Pr.

D

Al

Pr. Alh

T Pr.

e

ond

C Pr.

C

Icaraí

Arpoador

a

Cop

Praia de

Praia do

Praia de Búzios

Urca

a an cab

5

4

Praia da Gávea

Praia da

Praia do Leblon

Praia de Cabo Frio

S. Conrado

Vermelha

r. .P Av

Praia do Sossêgo

Praia

Praia

B

Praia de Marambaia

A

3

2

tribuna do leitor

an

1

classificados

Gr

mapa de Vilas do Atlântico

Itaparica - E7 Itapema - DE7 Itapoan - B6/I7 Jaguaribe - F5 Janga - D3 Jauá - H6/I7 Leblon - AB3 Leme - AB7 Loreto - H6/7 Lucena - C3 Macaé - AB9 Magaratiba - AB6 Manguinhos - D7 Mar Grande - CD8 Marambaia - B2 Marataíses - B9 Meaípe - B7/8 Meio - AB9

Av. Luiz Tarquínio

J

LAURO DE FREITAS

8

9

Mucurípe - C5/6 Olinda - D4 Ondina - GH8 Orange - D5/6 Paciência - I7 Pajussara - F5/6 Paquetá - AB6 Parati - AB6 Penha - D8 Pequequeaçú - E10 Pescador - G7/8 Piatã - HI6 Piedade - F4/5 Pina - D4 Pitangueiras - D10/9 Pitangui - E5 Pitimbú - C4 Pituba - GH7 Quebra-Coco - I7

10 São Conrado - B1 São Vicente - B10 Saquarema - AB5 Sauípe - H6/7 Sepetiba - AB5 Sereia - C7/B8 Sonho - CD10 Sossêgo - AB2 Stella Maris - F7/8 Suape - D5/E5 Tamandaré - E6 Tambaú - C3/4 Torres - E8/9 Tramandaí - E7/9 Tubarão - F8 Ubatuba - C9 Urca - AB3 Vera Cruz - C8/9 Vermelha - B1


´ ENSINO FUNDAMENTAL E MEDIO E ALUNOS EXTERNOS!

CURSOS DE ~ PROGRAMACAO , YOUTUBER ~ CRIACAO , DE GAMES 2D E 3D

MINECRAFT MODDING ´ ROBOTICA COM DRONES

MODELAGEM EM 3D

71 3379 0191 COLÉGIO APOIO

71 9 8234 3278 HAPPY CODE VILAS

Classificados Vilas Magazine | Ed 228 | Janeiro 2018 | 32 mil exemplares  
Classificados Vilas Magazine | Ed 228 | Janeiro 2018 | 32 mil exemplares  

Classificados Vilas Magazine | Ed 228 | Janeiro 2018 | 32 mil exemplares

Advertisement