Page 1

RELATÓRIO DA DIRETORIA Senhores Acionistas, Este é o relatório relativo ao exercício findo em 31.12.2007, acompanhado das Demonstrações Contábeis e das Notas Explicativas, para cumprimento das disposições e estatutárias. Com a criação da Secretaria de Turismo, a missão da Bahiatursa passou a ser a de promover o destino Bahia nacional e internacionalmente. Dessa forma, com a com a tarefa primordial de promover a Bahia, a empresa iniciou, em 2007, o desenvolvimento de nova estratégica promocional originada no Plano de Marketing que está sendo concebido, e que se baseia no conceito “Viver Bahia”, resgatado do nome da revista criada na década de 70, sendo adotado pela Secretaria de Turismo e pela Bahiatursa. De acordo com esse conceito, a estratégia promocional da Bahiatursa passou a delinear-se também em função dos segmentos turísticos que se tornaram prioritários: turismo étnico, turismo religioso, enoturismo, turismo náutico e golfe. Para o turismo étnico, partiu-se da compreensão da ancestralidade do nosso povo: a Bahia é o lugar que possui a maior população negra fora da África. A mistura de raças e de culturas produziu na Bahia algo que hoje se traduz pela inigualável musicalidade, pela alegria e simpatia do baiano. Por isso, a Bahia atrai o interesse dos negros norteamericanos, que aqui encontram um viés de suas raízes, dos europeus e asiáticos, que se interessam por história, cultura, arquitetura etc. A elaboração, pela Secretaria de Turismo, de um calendário anual de festas e eventos ligados à temática afro-descendente vai possibilitar a atração do turista durante o ano todo. Aliado ao turismo étnico, o turismo religioso se desenvolve de forma complementar, já que um dos principais elementos da cultura religiosa baiana é o sincretismo. Além dos períodos festivos, e independentemente da sazonalidade, a Bahia pode contar com excepcional atrativo turístico: o Memorial de Irmã Dulce. Com crescente número de visitantes e perspectiva de aumentar significativamente a partir da beatificação de Irmã Dulce, o Memorial vai fazer parte do roteiro dos turistas que visitam a Cidade Baixa de Salvador. O enoturismo encontra no sertão baiano o seu pólo de atração. A cidade de Juazeiro centraliza as atenções de quem é amante dos vinhos e de uma culinária típica, extremamente deliciosa. No ano passado, a produção alcançou a marca de 2,5 milhões de litros. Desse total, 16% foram destinados aos mercados internacionais, como França, Alemanha, República Tcheca e Estados Unidos. A priorização do turismo náutico foi derivada de uma evidência: a Baía de Todos os Santos é perfeita para a prática de travessias a nado, regatas, passeios e competições com veleiros e escunas, além do mergulho a sítios arqueológicos. A infra-estrutura de apoio conta com marinas, atracadouros, clubes, pousadas, restaurantes e centros de treinamento, entre outros equipamentos. Além disso, a baía possui uma área total de 1.052 quilômetros quadrados o que a torna a maior baía navegável do litoral brasileiro, o “Mediterrâneo” da Bahia. Também a baía de Camamu possui atratividade turística, assim como muitas outras, menores, que fazem parte do litoral baiano. Os investimentos de cadeias internacionais de hotéis na Bahia proporcionaram a criação de uma infra-estrutura de hospedagem, lazer e entretenimento de alto nível. Para o golfe, que é uma atividade esportiva sofisticada, a Bahia mereceu a construção de 4 dos melhores campos do Brasil. Esses campos estão situados no litoral baiano em locais paradisíacos: Costa do Sauípe, Praia do Forte, Comandatuba e Trancoso. E todos esses campos são de 18 buracos, característica dos campos profissionais, de padrão internacional. São eles: Comandatuba Ocean Course, Costa do Sauípe Golf Links, Terravista Golf Course, Iberostar Praia do Forte Golf Club. 

Material Promocional

Foram produzidos folderes e cartazes promocionais para todos os eventos aos quais a Bahiatursa promoveu ou participou, havendo especial destaque para: - Festa da Irmandade da Boa Morte, distribuídos durante o evento, que aconteceu em agosto; - Memorial de Irmã Dulce durante o 35º Congresso da ABAV em outubro; - Wine Bahia, distribuído durante evento sobre o enoturismo, que aconteceu em julho; - Aratu/Maragojipe, Clipper Race, Mini Transat 6.50, Transat Jacques Vabre e Rally “des iles du Soleil”, demandaram a atuação promocional da Bahiatursa na recepção direcionadas aos velejadores destas regatas nacionais e internacionais; - I Open de Golf da Bahia, distribuídos durante o evento, que aconteceu em novembro. 

Publicidade

A falta de uma agência de propaganda, durante os 10 meses que durou a licitação, retardou a criação e a produção de material adequado aos novos enfoques que a estratégia promocional previa, tanto que a veiculação de TV limitou-se ao

1


carnaval 2007. Mesmo assim, a Bahiatursa atuou na promoção do destino Bahia nos principais mercados emissores de turistas, tanto nacional (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Distrito Federal e Pernambuco, além dos mercados potenciais: Rio Grande do Sul, Paraná e Ceará) e internacionalmente (Estados Unidos, França, Alemanha, Portugal, Itália, Espanha e Argentina). Nestes mercados foram realizadas ações de participação em feiras de turismo e workshops, participação em eventos de grande público, realização de ações próprias com a participação do trade turístico baiano, nacional e internacional. 

Programa de Regionalização do Turismo

O Programa de Regionalização do Turismo visa promover a cooperação e a parceria dos segmentos envolvidos com o turismo, através do Fórum Estadual do Turismo e suas Câmaras Temáticas, visando atingir os seguintes objetivos: dar qualidade ao produto turístico; diversificar a oferta turística; estruturar os destinos turísticos; ampliar e qualificar o mercado de trabalho; aumentar a inserção competitiva do produto turístico no mercado internacional; ampliar o consumo do produto turístico no mercado nacional e internacional; além de aumentar a taxa de permanência e gasto médio do turista. Em 2007, a Secretaria de Turismo com apoio da Bahiatursa participou e realizou 50 seminários e oficinas de regionalização em cinco regiões turísticas, eleitas como prioritárias para a continuação dos trabalhos de regionalização e roteirização, conforme convênio com o Ministério do Turismo. 

Realização e Promoção de Eventos Nacionais e Internacionais

Entre janeiro e dezembro de 2007, foram realizadas diversas ações mercadológicas de promoção turística nos mercados nacional e internacional. No âmbito nacional, a Bahiatursa realizou cerca de 50 ações promocionais, tendo participação em importantes eventos, a exemplo do “Workshop CVC”, “Encontro BRAZTOA”, “Congresso Abav” e “Festival de Gramado”. No âmbito internacional foram 17 ações de promoção do destino Bahia em Feiras e eventos. Em boa parte destes eventos a Bahiatursa sempre contou com o apoio do Governo Federal, através da Embratur, e de importantes parceiros como: CTI/NE, Convention Bureau e SEBRAE. 

Captação de Eventos

Para minimizar os efeitos da sazonalidade do turismo, a Bahiatursa aposta na captação de eventos para o Destino Bahia e mantêm uma forte parceria com o Convention Bureau de Salvador, Ilhéus e Porto Seguro que realizam o papel de executivos de captação de eventos para a Bahia. Os indicadores apontam bons resultados de número de eventos realizados e de público participante para os equipamentos geridos pela Bahiatursa: Centro de Convenções da Bahia (Salvador), Centro de Convenções Luiz Eduardo Magalhães (Ilhéus) e Centro Cultural e de Eventos do Descobrimento (Porto Seguro). Entre os meses de janeiro a dezembro de 2007, nos três centros de convenções do Estado foram realizados 389 eventos, com um público de 1.092.968 pessoas. 

Apoio a Evento Nacional e Internacional

Com ações de apoio a eventos, a Bahiatursa promoveu o novo vôo Salvador-Paris e Salvador-Buenos Aires (com um evento reunindo o trade turístico baiano e local). Apoiou a excursão internacional do grupo Olodum pela Europa. Participou do Brazilian Day em Nova Iorque e no Japão, e da Lavagem da Madeleine, em Paris. Em todos esses lugares, distribuiu folderes tanto para agentes de viagens quanto para o público final. Obteve, com o patrocínio do Rally dos Sertões, e através de ações promocionais de receptivo e merchandising, excelentes resultados de mídia espontânea. Além desses eventos, deve ser registrada a participação da Bahiatursa na BNTM, no Recife. As atividades promocionais desenvolvidas aproximaram ainda mais a Bahia do trade turístico nacional e internacional. A festa promovida pela Bahia no encerramento do evento, como anfitriã da BNTM de 2008, coroou o êxito da nossa participação. Já no âmbito nacional, foram envidados esforços para a interiorização do turismo no Estado da Bahia, em ações articuladas com o trade local e nacional, notadamente para o fortalecimento da Chapada Diamantina e dos municípios ao redor de Juazeiro, focando o segmento do Enoturismo, além do Turismo de Golfe na Costa dos Coqueiros e Religioso, motivações turísticas que ainda não tinham sido devidamente trabalhadas.

2


MELHORIA PARA O ATENDIMENTO E DOS SERVIÇOS EM TURISMO 

Atendimento ao Consumidor - Programa Fidelidade Bahia

Estruturado a partir da dinâmica do portal, o Programa Fidelidade Bahia desenvolve ações voltadas para a elevação da receita turística, através do gerenciamento das relações com o turista consumidor, a fim de agregar valor ao destino, atraindo turistas com maior potencial de gasto. Este é o objetivo do Programa Fidelidade Bahia, conhecer melhor a demanda para atendê-la adequadamente, potencializando seu consumo turístico. Para retribuir a preferência dos turistas, que escolhem o destino Bahia em suas viagens de negócios e lazer, a Bahiatursa oferece-lhes um programa de relacionamento. Em 2007 o programa Fidelidade Bahia já cadastrou mais 39.050 associados, dos quais 26,7% residentes em São Paulo. Foram, ainda, credenciados entre janeiro e dezembro deste ano 72 estabelecimentos. 

Portal BAHIA.COM.BR

O portal dispõe de informações atualizadas sobre os destinos e serviços turísticos da Bahia, com páginas em português e inglês. A reformulação do permitiu um gasto menor de tempo de navegação para que o internauta encontre com mais facilidade aquilo que busca. Também em 2007, o portal foi adicionado como favorito por 84% dos visitantes, um crescimento de 17% quando comparado aos 67% do ano anterior. 

Postos de Informações Turísticas

Ainda no contexto da política de relacionamento com o turista, e de sua classificação como Instrumento de promoção qualificada e capacitada de serviços turísticos, estão os Postos de informações na capital e no interior. O desempenho na área de informações e serviços ao turista demonstra a importância destes equipamentos para o atendimento de efetivo apoio ao fluxo turístico. Os postos concentrados na Capital realizam a maior parte dos atendimentos, correspondendo, no primeiro semestre de 2007, 97% dos registros, o que vem mantendo até o mês de dezembro de 2007, onde foram realizados 835.288 atendimentos na Capital e 10.652 atendimentos no Interior. Entre os meses de janeiro a dezembro de 2007, os 18 postos de informações estiveram em operação, dos quais cinco na Capital baiana e 13 no interior do Estado. Deve ser observado que, durante o período de alta estação e Carnaval, fez-se necessário adotar operação extraordinária nos postos da Capital e Praia do Forte em Mata de São João. Durante esses períodos, foram criados Postos de Informações Temporários como os da CODEBA, Terminal Marítimo, Hotel Tropical da Bahia e SAF para oferecer um receptivo turístico diversificado. Dando continuidade à política de gestão participativa, o sistema de informações turísticas continua sendo operacionalizado diretamente pela Bahiatursa na Capital e no Posto do SAC de Ilhéus. Já nos demais postos foram mantidas as parcerias de gestão com as prefeituras, através das Secretarias de Turismo. Para aprimorar ainda mais o atendimento aos turistas, a Bahiatursa vem desenvolvendo proposta para a construção do SAT – Serviço de Atendimento ao Turista. A proposta, ainda em fase de elaboração, pretende oferecer moderno ponto de atendimento voltado para a promoção qualificada e capacitada de serviços turísticos. 

Programa de Certificação da Qualidade do Setor de Turismo do Estado da Bahia

O programa tem como principal objetivo certificar empresas do setor de turismo através de níveis que comprovem seu comprometimento com a qualidade do serviço prestado ao turista. Para o alcance deste nível, além de implantar um Sistema de Gestão da Qualidade, baseado em Normas ISO e critérios de excelência, cada estabelecimento necessita certificar uma porcentagem de profissionais, reconhecendo as competências, habilidades e atitudes dos funcionários atuantes no mercado, com base nas NBR. Até o final deste ano, o Programa já certificou 171 empresas. Sendo que, no período de janeiro a junho, 10 novas empresas localizadas em Salvador concluíram o processo de auditoria. Cerca de 50 empresas localizadas em Salvador & Entorno, Costa dos Coqueiros e Costa do Descobrimento devem buscar a sua re-certificação, haja vista que o vencimento dos certificados desde junho. Como ação de sustentação do Programa, a Secretaria de Turismo, juntamente com a Bahiatursa, prevê a sua total revisão, casada à manutenção das ações que já se encontravam em andamento.

TRANSPARÊNCIA DAS AÇÕES, INOVAÇÕES NA GESTÃO

3


A partir da nova gestão, em janeiro/2007, a Bahiatursa deu andamento a uma série de ações baseadas na promoção e divulgação da Bahia como destino turístico para o Brasil e o Exterior. As promoções foram realizadas com os atores locais em parceria com as companhias aéreas e a mídia nacional e internacional. Implementamos a medida de publicar todos os repasses no Diário Oficial do Estado dos gastos realizados, suas finalidades e beneficiados. Face a esta transparência, a empresa passou a ser alvo de várias críticas e ataques externos. Para tratar as crises provocadas por tais denúncias e críticas quanto à sua atuação, a Bahiatursa adotou as seguintes medidas: dar conhecimento, sempre, ao povo baiano, parlamentares e imprensa, das suas ações dentro da Bahia, do Brasil e no exterior; dar respostas diretas, responsáveis, objetivas e transparentes, com a verdade dos fatos, sobre as críticas e denúncias envolvendo a sua atuação; fazer a divulgação de todas as suas ações para a imprensa em geral, através de releases, entrevista com os dirigentes, sobretudo junto ao mailing específico de Veículos de Turismo e também através da AGECOM; promover divulgação das ações da empresa junto aos parlamentares da base aliada e fornecer informações específicas e mais detalhadas a esses parlamentares, sempre que solicitado. PRINCIPAIS DIFERENÇAS COM RELAÇÃO À SITUAÇÃO ENCONTRADA: • Adoção de medidas de segurança Como houve invasão dos sites da Bahiatursa, afetando o seu banco de dados, foram adotadas novas medidas de segurança. • Avanços na gestão de pessoas Na área de pessoal foram realizadas as seguintes ações: recadastramento dos servidores, aquisição de relógio de ponto e confecção de crachá, legalização dos funcionários à disposição de outros órgãos, pesquisa jurídica sobre a demissão de servidores, substituição de 30% dos cargos comissionados. • Revisão da política de desconto para locação de espaço dos Centros de Convenções Disciplinou-se a utilização dos espaços de eventos dos Centros de Convenções, adotando critérios para concessão de descontos e medidas de combate a inadimplência e evasão de receitas. • Combate a corrupção e transparência na gestão Foram revistos os contratos de prestação de serviços, realizadas novas licitações, foram eliminados contratos de intermediários na contratação de serviços e de cotas de apoio, e todos os contratos passaram a ser publicados.

4


BAHIATURSA EMPRESA DE TURISMO DA BAHIA S/A BALANÇOS PATRIMONIAIS DOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2006 E 2007

ATIVO

31.12.2007

31.12.2006

CIRCULANTE Caixa e bancos Aplicações Financeiras Contas a Receber

PASSIVO

30.12.2007

30.12.2006

CIRCULANTE

1.935.839,67

1.710.614,04

3.881.113,16

847.157,17

625.971,08

600.363,22

Fornecedores

374.263,29

1.874.052,59

Impostos, taxas e contribuíções

832.705,17

718.353,16

184.404,67

176.661,49

3.319.559,45

2.959.919,53

4.710.932,58

5.728.986,77

20.659.866,30

20.659.866,30

1.641.354,25

2.065.220,12

22.301.220,55

22.725.086,42

409.609.218,88

409.609.218,88

292.278,04 -

292.278,04 707.721,96

Obrigações Diversas Outras contas a

Outras contas a receber Estoques Impostos a Recuperar Adiantamentos Diversos Convênios TOTAL DO CIRCULANTE REALIZAVEL A LONGO PRAZO Empréstimos Compulsórios Depósitos Judiciais

29.816,23 471.584,59 112.795,83

41.338,37 pagar 326.095,13

TOTAL DO CIRCULANTE

112.939,90

EXIGÍVEL A LONGO PRAZO Creditos de

117.538,99 10.691.840,09

36.841,66 Acionistas 3.225.397,01

17.866.499,64

6.900.746,50

68.117,91

63.191,29

2.467.086,74

2.324.240,38

Títulos a Receber

TOTAL DO EXIGÍVEL A L PRAZO PATRIMONIO LÍQUIDO Capital Social Reservas de capital Reservas de Lucros Prezuízos acumulados

Impostos a Recuperar TOTAL REALIZÁVEL A L PRAZO

Orgãos Publicos

2.535.204,65

2.387.431,67

120.300,64

120.300,64

(387.946.719,88) (398.826.157,43)

TOTAL DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO

21.954.777,04

11.783.061,45

TOTAL DO PASSIVO

48.966.930,17

40.237.134,64

PERMANENTE Investimentos Imobilizado

28.444.925,24 30.828.655,83

Diferido TOTAL DO PERMANENTE TOTAL DO ATIVO

28.565.225,88 30.948.956,47 48.966.930,17 40.237.134,64

5


BAHIATURSA EMPRESA DE TURISMO DA BAHIA S/A DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO Exercicios findos em 31 de Dezembro de 2007 e 2006

RECEITA OPERACIONAL BRUTA Aluguéis Turismo Financeiras, Líquida Subvenções Outras Receitas Operacionais LUCRO BRUTO DESPESAS OPERACIONAIS Gerais e Administrativas Tributárias Financeiras, Líquida Convênios e Contratos Doações Ganhos ou Perdas na Alienação Perdas Depreciações e Amortizações LUCRO OU PREZUÍZO OPERACIONAL RESULTADO NÃO OPERACIONAL LUCRO OU PREZUÍZO DO EXERCÍCIO LUCRO OU PREJUÍZO POR AÇAÕ

31.12.2007

31.12.2006

4.107.090,33 175.498,00 210.420,59 53.539.945,24 1.812.335,46 59.845.289,62

3.552.882,28 882.374,30 62.206.295,55 1.313.309,10 67.954.861,23

(38.415.252,90) (1.281.357,92) (211.074,98) (6.848.385,25) (87.357,67) (2.063,98) (314.258,44) (2.506.643,19)

(54.223.202,06) (2.031.288,15) (644.476,41) (4.631.735,85) (2.406.059,89) (2.838.345,30) (1.175.586,28) (2.515.980,10)

(49.666.394,33)

(70.466.674,04)

10.178.895,29

(2.511.812,81)

10.178.895,29 0,14

(2.511.812,81) (0,03)

6


BAHIATURSA EMPRESA DE TURISMO DA BAHIA S/A DEMONSTRAÇÃO DAS ORIGENS E APLICAÇÕES DE RECURSOS

ORIGENS DE RECURSOS Lucro Líquido do Exercício Depreciações e Amortização Ajustes de Exercício Anterior Integralização de Capital Prejuizo na alienação do imobilizado Baixas do RLP Variações Monetárias no ELP

2007 10.178.895,29 2.506.643,19 (7.179,70) 0,00 2.063,98 312.277,72 0,00

Total das Origens

12.992.700,48

APLICAÇÃO DE RECURSOS Prejuizo do exercicio Adições do RLP Aquisições no Permanente Transferência p/passivo circulante Total das Aplicações

AUMENTO/REDUÇÃO DO CAPITAL CIRCULANTE LÍQUIDO

460.050,70 124.976,58 423.865,87

VARIAÇÃO DO CAPITAL CIRCULANTE LÍQUIDO

2.515.980,10 1.053.974,63 0,00 4.117.943,66 3.591,71 (310.023,94) 7.381.466,16

2.511.812,81 35.269,56 (510.491,65)

1.008.893,15

2.036.590,72

11.983.807,33

5.344.875,44

DEMONSTRAÇÃO DA VARIAÇÃO DO CAPITAL CIRCULANTE LIQUIDO Ativo circulante Inicio do exercício 6.900.746,50 Fim do exercício 17.866.499,64 Passivo Circulante Inicio do exercício Fim do exercício

2006

6.210.560,33 6.900.746,50

5.728.986,77 4.710.932,58

10.383.676,04 5.728.986,77

11.983.807,33

5.344.875,44

7


BAHIATURSA EMPRESA DE TURISMO DA BAHIA S/A DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO Exercicio Findo em 31 de Dezembro de 2007 e 2006 Descrição

Saldos em 31 de dezembro de 2005 Ajustes de exercícios anteriores Reserva de Capital Incorporada Reserva para Aumento de capital

Capital Social

Reserva p/ Aumento de Capital

409.609.218,88

Reserva de Lucros a Realizar

Reserva

Prejuízos

Legal

112.687,50

Total

Acumulados

887.312,50

(397.368.319,25) 13.240.899,63 1.053.974,63

1.053.974,63 -

Com dinheiro Com crédito de acionistas

-

Prejuízo do exercício (2.511.812,81) Saldos em 31 de 409.609.218,88 112.687,50 887.312,50 (398.826.157,43) dezembro de 2006 Ajustes de exercícios (7.179,70) anteriores Reserva para Aumento 292.278,04 (292.278,04) de capital Reversão para (112.687,50) (595.034,46) 707.721,96 amortização prejuizos Com dinheiro Com crédito de acionistas Lucro Líquido do Exercício Saldos em 31 de dezembro de 2007

(2.511.812,81) 11.783.061,45 (7.179,70) -

409.609.218,88 292.278,04

-

10.178.895,29

10.178.895,29

- (387.946.719,88)

21.954.777,04

8


NOTAS EXPLICATIVAS AS DEMONSTRAÇÕES CONTABEIS PARA OS EXERCICIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2007 E 31 DE DEZEMBRO DE 2006. 01

CONTEXTO OPERACIONAL A EMPRESA DE TURISMO DA BAHIA S/A. – BAHIATURSA, é uma sociedade de economia mista, vinculada à Secretaria de Turismo, constituída com base na Lei Estadual n° 2.563 de 28 de agosto de 1968, tendo por objetivo executar as atividades ligadas ao turismo no âmbito estadual, em obediência às diretrizes básicas traçadas pelo Governo do Estado da Bahia. No exercício de 2007, a empresa apresentou um lucro de R$ 10.178.895,00 (dez milhões, cento e setenta e oito mil, oitocentos e noventa e cinco reais), em 2006 um prejuízo de R$ 2.511.813,00 (dois milhões, quinhentos e onze mil, oitocentos e treze reais). Os recursos necessários para manter a empresa em regime operacional vêm sendo sistematicamente aportados pelo acionista controlador, o Estado da Bahia, sob a forma de subvenções econômicas ou créditos para futuro aumento de capital. No encerramento do exercício de 2007 (31/12/2007), a EMPRESA DE TURISMO DA BAHIA S/A. – BAHIATURSA, apresentou um Ativo Circulante no montante de R$ 17.866.500,00 (dezessete milhões, oitocentos e sessenta e seis mil e quinhentos reais) e um Passivo Circulante de R$ 4.710.933,00 (quatro milhões, setecentos e dez mil, novecentos e trinta e três reais), ficando, portanto, maior que o Passivo Circulante em R$ 13.155.567,00 (treze milhões, cento e cinqüenta e cinco mil, quinhentos e sessenta e sete reais), apresentando um índice de liquidez corrente de 3,79. Em relação ao exercício de 2006, o Ativo Circulante foi de R$ 6.900.747,00 (seis milhões, novecentos mil, setecentos e quarenta e sete reais) e o Passivo Circulante, R$ 5.728.987,00 (cinco milhões, setecentos e vinte e oito mil, novecentos e oitenta e sete reais), ficando, portanto, maior que o Passivo Circulante em R$ 1.171.760,00 (um milhão, cento e setenta e um mil, setecentos e sessenta reais), apresentando um índice de liquidez corrente de 1,20.

02

PRINCIPAIS PRÁTICAS CONTÁBEIS As demonstrações contábeis foram elaboradas em consonância com as disposições da Lei das Sociedades por Ações (Lei 6.404/76), as quais não prevêem, a partir de 1996, o reconhecimento dos efeitos inflacionários, requeridos pelas praticas contábeis adotadas no Brasil. Essas demonstrações contemplam a atualização do balanço patrimonial para as contas do ativo permanente e patrimônio liquido ate 31 de dezembro de 1995, com base na unidade Fiscal de Referencia – UFIR, Lei 9.249/95. a) Apuração do Resultado O resultado do Exercício é apurado pelo regime de competência. b) Ativo Circulante e Realizável a Longo Prazo Os estoques são demonstrados ao custo médio das compras inferiores ao custo de reposição, ou aos valores de realizações.Os demais ativos são apresentados ao valor de realização e incluem os encargos e atualizações monetárias, a índices oficiais ou contratuais, incidentes sobre os ativos. c) Passivo Circulante e Exigível a Longo Prazo São demonstrados por valores calculáveis, acrescidos de encargos e variações monetárias incorridas. d) Ativo Permanente O Ativo Permanente é demonstrado pelo custo de aquisição, menos a depreciação acumulada. A depreciação é calculada pelo método linear cujas taxas variam de 4% a 20% e leva em consideração a vida útil dos bens.

03

ESTOQUE Materiais Diversos

2007

2006 471.585

326.095

9


04

ATIVO PERMANENTE

31/12/2007 Depreciação Custo Corrigido Acumulada Terrenos 2.568.342 Imóveis de Uso 55.879.933 43.558.648 Pavilhão de Feira II C. Convenções 4.963.574 Moveis e Utensílios 2.288.055 1.847.946 Computadores e Periféricos 828.959 690.547 Equipamento e Acessórios 437.222 205.377 Instalações 2.513.182 2.513.182 Veículos 303.794 286.024 Melhoria de Imóveis de terceiros 1.824.568 1.824.568 Aparelho de Telecomunicações 42.352 26.104 Marcas e Patentes 438 Sistemas 200.429 97.487 Centro de Eventos Múltiplos Ilhéus 7.564.962 Imóvel Rua da Misericórdia 78.998 Total 79.494.808 51.049.883

BENS

05

31/12/2006 Liquido 2.568.342 12.321.285 4.963.574 408.330 138.412 231.845 0 17.770 16.248 438 102.941 7.564.962 78.998 28.444.924

Liquido 2.568.342,00 14.552.815,00 4.963.574,00 515.329,00 209.077,00 163.679,00 0,00 30.452,00 0,00 18.564,00 438,00 130.646,00 7.564.962,00

Taxa Depreciação % 4 10 20 10 10 20 4 10 20 -

30.828.656

-

PROCESSOS TRABALHISTAS A empresa é Ré em 14 litígios de natureza trabalhista, cujos processos se encontram em tramitação no âmbito da Justiça do Trabalho. A Assessoria Jurídica estima o montante de R$ 594.987,18 (quinhentos e noventa e quatro mil novecentos e oitenta e sete reais e dezoito centavos) 06

PARCELAMENTOS

Saldos das contas são os seguintes: Contas INSS Processo n. 309680581 – 240 meses Parcelamento Especial Refis II – 180 meses Total

07

2007 121.437,00 1.519.917,00 1.641.354,00

2006 187.675,00 1.877.545,00 2.065.220,00

CREDITOS DE ACIONISTAS

Os saldos anuais desta conta estão demonstrados a seguir:

Contas Estado da Bahia Empresa Brasileira de Turismo Total

2007 20.659.552 314 20.659.866

2006 20.659.552 314 20.659.866

10


08

CAPITAL SOCIAL A composição do capital social em 31 de dezembro de 2007 e 31 de dezembro de 2006 é a seguinte:

Espécie de Ações Ordinárias Nominativas Preferenciais: Classe A Classe B Total

09

Ações Sem Valor Nominativo Capital Social Subscrito e Integralizado Quantidade de Ações Integralizadas Valor das Ações Integralizadas 2007 2006 2007 2006 69.044.031 69.044.031 403.976.627 403.976.627 684.706 276.725 70.005.462

684.706 276.725 70.005.462

4.011.385 1.621.207 409.609.219

4.011.385 1.621.207 409.609.219

AJUSTES DE EXERCICIOS ANTERIORES São os demonstrados na tabela abaixo: Contas Ajuste Provisão de Títulos Ajuste Prestação de Contas Ativo Ajuste Reembolso de Despesas Ajuste Prestação de Contas Convenio Ativo Ajuste Devolução de Recursos cute ao Tesouro Ajuste Despesas Exercícios Anteriores Ajuste Provisão p/ Processos Trabalhistas Ajuste de Estoque Total

10

2007

2006 (474.389) 2404 825 3.951

7.180

18 (11.323) (8.024) 1.135.589 412.104 1.053.975

EVENTOS SUBSEQUENTES Os registros contábeis e as operações da Companhia estão sujeitos aos exames das autoridades fiscais e a eventuais notificações para recolhimentos adicionais de impostos, taxas e contribuições, durante os prazos prescricionais variáveis, consoante a legislação específica aplicável a cada espécie de tributo.

11


PARECER DO CONSELHO FISCAL O Conselho Fiscal da Empresa de Turismo da Bahia S/A – BAHIATURSA, examinando o Relatório da Diretoria, o Balanço Patrimonial, as Demonstrações Contábeis e demais dados e informes sobre a gestão administrativa do exercício de 2007, com base no parecer dos Auditores Independentes, aprovam os aludidos documentos, sugerindo sua aprovação pela Assembléia Geral de Acionistas.

Salvador, 17 de março de 2008

LILIAN MATOS Presidente/Conselheira

AUSTERLITZ BRINGEL ERSE Secretário/Conselheiro

ANTÔNIO CARLOS TRAMM Conselheiro

12


PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES

Aos Administradores e Acionistas da EMPRESA DE TURISMO DA BAHIA S/A - BAHIATURSA Salvador/BA

1. Examinamos o balanço patrimonial da EMPRESA DE TURISMO DA BAHIA S/A - BAHIATURSA levantado em 31 de dezembro de 2007 e as respectivas demonstrações de resultado do exercício, das mutações do patrimônio líquido e das origens e aplicações de recursos, correspondentes ao exercício findo naquela data, elaborados sob a responsabilidade de sua administração. Nossa responsabilidade é a de emitir opinião sobre essas demonstrações contábeis. 2. Nossos exames foram executados de acordo com as normas usuais de auditoria aplicáveis no Brasil, as quais requerem que os exames sejam realizados com o objetivo de comprovar a adequada apresentação das demonstrações contábeis em todos os seus aspectos relevantes. Portanto, compreenderam: a) o planejamento dos trabalhos, considerando a relevância do resultado das contas, o volume das transações e as características do sistema contábil, e dos procedimentos internos de controles adotados pela companhia; b) A constatação, com base em testes, das evidências e dos registros que suportam os valores e os dados contábeis divulgados; e c) a avaliação das práticas e dos critérios contábeis mais relevantes aplicados pela administração da Companhia, bem como da apresentação das demonstrações contábeis tomadas em conjunto. 3. Somos de opinião que as demonstrações contábeis referidas no primeiro parágrafo, representam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da EMPRESA DE TURISMO DA BAHIA S/A - BAHIATURSA em 31 de dezembro de 2007, o resultado de suas operações, as mutações do patrimônio líquido e as origens e aplicações de recursos, correspondentes ao exercício findo naquela data, de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil. 4. As demonstrações contábeis acima referidas, foram preparadas de acordo com os princípios de contabilidade aplicáveis a uma empresa em continuidade normal de negócios. Conforme mencionado na Nota Explicativa nº 1, a Companhia vem acumulando prejuízos decorrentes de suas operações, acumulando até a 31 de dezembro de 2007, o valor de R$ 387.946.719,88.

Salvador/BA, 28 de fevereiro de 2008.

CONVICTA Auditores Independentes s/s CRC AL-003376/O-S-0 AL00196/O Sílvio Adame Contador/CRC-BA 11.004/0-6

13


DIRETORIA EMÍLIA MARIA SALVADOR SILVA Presidente LUÍS OTÁVIO DA SILVA BORGES Diretor da Administraçãoi e Finanças ROSANA DECAT FRANÇA Diretora de Relações Internacionais PAULO ROBERTO GUARANYS REGO Diretor de Relações Nacionais SIMONE PORTO PRAZERES Diretora de Serviços Turísticos

MANOEL PEREIRA DA SILVA FILHO Contador CRC BA – 11.858/O-0

14

Prestação de Contas - Bahiatursa (2007)  

Balanço das Contas

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you