Issuu on Google+

Uma publicação Country Clube de Goiás – ano XXIX – nº 127 – Abril 2014

Carnaval Brilho, cores, fantasias e muita animação deram o tom da matinê de carnaval do Country

Jovem Atleta

Leandro Thomé é o representante goiano na seleção brasileira paralímpica

Eventos

Posse diretoria, Dia da Mulher, “Adeus Campo Velho”


SUMÁRIO 8  POSSE >> Diretoria 10 Nova gestão é empossada com apoio dos sócios 16 ENTREVISTA >> Thales José Jayme 16

“O desafio número um é trazer o associado de volta ao Clube”

24 TURISMO >> Intercâmbio 30 Muito mais que um idioma 28 CARNAVAL >> Matinée 34

Countryanos caem na folia carnavalesca!

32 JOVEM ATLETA >> Leandro Thomé Baptista 44 Sem limite para o peso 36 RADAR COUNTRY >> 48 42 DIA DA MULHER >> Confraternização 50 Dupla homenagem às mulheres 48 LANÇAMENTO >> Livro 56

Country Clube de Goiás – O registro de uma história

48 FUTEBOL MASTER >> Despedida 62 Adeus campo velho, feliz campo novo 50 FLAGRAS >> 66

52 SAÚDE >> Nutrição 70 Dietas da moda: desconfie dessas promessas milagrosas 54 CARTA DO PRESIDENTE >> 74 Um grande desafio

6

O COUNTRY

abril 2014


>> EDITORIAL

Casa sempre cheia de alegria

N

os quatro primeiros meses de gestão do presidente Thales José Jayme, já ficou claro a força que a atual diretoria está determinada a dedicar em prol de ver o Country Clube Goiás cada vez melhor e com público crescente. Todos eles têm o mesmo objetivo: trazer o associado de volta ao Clube. Nas páginas dessa edição da Revista O Country, o leitor irá saber um pouco mais sobre esse olhar que tem direcionado o trabalho da diretoria. Para não deixar de lado as famílias que estavam se preparando para viajar no feriadão, o Country preparou o Pré-Carnaval. Assim os countryanos começaram a pular o Carnaval mais cedo. A festa, realizada no dia 23 de fevereiro, contou com grande participação dos associados, que deram vida à comemoração com sua alegria e o colorido das fantasias infantis. Os adultos também tiveram espaço no Pré-Carnaval com direito a samba ao vivo. Com o mesmo intuito de ter a casa alegre, o Dia da Mulher foi comemorado em dose dupla – no sábado e domingo. Além de proporcionar bons momentos de celebração à vida, é importante também registrar o que é realizado. O lançamento do livro “Country Clube de Goiás – 53 anos de uma história bem construída” é um excelente exemplo disso. Sócios veteranos, jovens e recém-chegados tiveram a oportunidade de acompanhar uma coletânea que conta a história bem construída do Clube. São momentos como esses que nos fazem compreender melhor o sentido de pertencer à família countryana e ver o valioso espaço cheio de alegria – um palco de bons momentos. Nós, da Editora Goya, ficamos satisfeitos em participar da divulgação da história do Country Clube de Goiás. Bruno Brasil

8

O COUNTRY

abril 2014

>> EXPEDIENTE Country Clube de Goiás – fundado em 1960 Sede social: BR-153, Km 13 Aparecida de Goiânia-GO Telefone: (62) 3283-6196 Secretaria Rua 88, nº 100, Setor Sul, Goiânia-GO Telfone: (62) 3241-0165 | Fax: (62) 3241-0277 CGC (MF): 01613058/0001-73 e-mail: countryclubedegoias@gmail.com Fundadores Datis de Lima Oliva, Eurico Calixto de Godoy, Hélio de Araújo Lobo, Hugo Walter Frota, José Camilo de Oliveira, José Hermano Sobrinho, José Normanha de Oliveira, Jurandyr Vasconcelos, Manoel da Cruz Marini, Manoel dos Reis e Silva, Orlando Morais Lobo, Romeu da Silva Neiva, Simão Carneiro de Mendonça, Walter Hugo Frota, Wilson de Carvalho. Diretoria eleita para o biênio 2014-2015 Thales José Jayme (Presidente), José Carlos Batista Bretas (1º Vice-Presidente), Ronaldo Borges Ferrante (2º Vice-Presidente), Gustavo de Freitas Teixeira Álvares (1º Secretário), Pedro Seronni Frota (2º Secretário), Heleno de Paula e Souza (Diretor Social), Marco Antonio de Melo Oliveira (Vice-Diretor Social), Emerson Luiz Barbosa (Emerson Luiz Barbosa), César Miguel Sassine Chater (Vice-Diretor de Esportes), Cristiano de Castro Dayrell (Diretor Jurídico), Carlos Alberto Mattos Santana (1º Tesoureiro), Cloves Vasconcelos Júnior (2º Tesoureiro), Lamartine Reginaldo da Silva Júnior (Diretor Técnico), Sergei Cruvinel Gordo de Paula (Diretor de Patrimônio). Conselho Deliberativo Eleitos: Argeu Clóvis de Castro Rocha, José Vaz da Silva Júnior, Lauro Roberto Soares, Marcello Veiga Costa Campos, Mário dos Santos Júnior, Nara Borges Kaadi Pinto Moreira, Pedro Paulo Guerra de Medeiros, Rafael Ângelo do Valle Rahif, Rogério Ulisses Thomé, Vicente Porfírio Pessoa, Zilmar Daher. Efetivos: Bento Odilon Moreira, Murilo Antunes de Oliveira, Rivadávia Xavier Nunes, Léo de Queiroz Barreto, Marden Machado. Nato: José Hermano Sobrinho.

Publicação Bruno Brasil (Diretor Geral) Sandra Camargo (Diretora Administrativa) Renata Rangel (Assessoria jurídica) Jornalistas: Daíse de Sá, Paula Parreira, Edson Jr. Fotógrafos: Giuliano Gillet, Luciano Souza, Eduardo Jacob Estagiária: Fabiane Alcântara Projeto gráfico: Thiago Luis (thiagoluisgomes@gmail.com)

06.318.579/0001-11

A revista O Country, fundada em 1985, é uma publicação trimestral do Country Clube de Goiás, editada pela Goya Editora e Publicidade Ltda. email: revistaocountry@gmail.com Telefones: (62) 3095-1612 | (62) 9929-2651 Impressão: Gráfica Art3. Tiragem: 3.500 exemplares


10

POSSE >> DIRETORIA

Nova gestão é empossada com apoio dos sócios O início da nova gestão do Country é marcado por confiança, expectativa de aproximar-se ainda mais do sócio e de promover o contínuo crescimento do Clube TEXTO >> DAISE DE SÁ   FOTOS >> GIULIANO GILLET

D

ar continuidade ao histórico de boas gestões que o Country Clube de Goiás teve ao longo dos seus 54 anos de existência é o principal objetivo do atual do presidente Thales José Jayme, que foi empossado no dia 27 de janeiro para o biênio 2014/2015. “Quero escrever meu nome com igual honra na história do Clube, que tanto valorizo e prezo”, afirma entusiasmado. Segundo explica Thales Jayme, a proposta da diretoria é intensificar os projetos sociais e esportivos do Country Clube de Goiás. “Nosso Clube está entre os cinco melhores do Brasil e o melhor da região Centro-Oeste. Temos uma estrutura invejável e que deve ser aproveitada ao máximo”, analisa Thales Jayme. Falando sobre o processo de transição entre as gestões, Thales considera que o clima harmonioso é benéfico para diretoria e também para os sócios. “Desejo ter sabedoria e tranquilidade para

10

O COUNTRY

abril 2014

O Presidente Thales Jayme em discurso durante a cerimônia de posse

poder corresponder à expectativa de todos os countryanos”, afirmou Thales. Essa mesma opinião é compartilhada pelo o ex-presidente Murilo Antunes que, na solenidade de posse, afirmou ter total confiança no trabalho que será realizado pela atual diretoria.


Na foto acima, o Presidente Thales Jayme posa ao lado da nova diretoria e do novo conselho eleito

Para os próximos dois anos de gestão, a diretoria espera continuar o ritmo de crescimento, fazer novos investimentos no Clube, e consequentemente valorizar o espaço que é usufruído atualmente por mais de 3 mil sócios. Ronaldo Ferrante, vice-presidente, apontou que esforço e dedicação serão qualidades sempre presentes nas ações da diretoria recém-empossada. EXEMPLO ADMINISTRATIVO >> O Country Clube de Goiás consolidou-se ao longo de sua trajetória como instituição bem administrada. Na opinião do presidente Thales Jayme, o Clube possui uma história de sucesso por aqueles que o dirigiram, e hoje é “um verdadeiro exemplo para os administradores públicos”. Para alcançar o reconhecimento, um dos itens necessários, segundo Murilo Antunes é dirigir o Clube com honestidade e dedicação. “Todos os membros da diretoria devem demonstrar prontidão e ter muito carinho pelo Clube. Deste modo é possível realizar um bom trabalho”, ressaltou. Ele ainda relatou que tem a certeza de ter oferecido

DESEJO TER SABEDORIA E TRANQUILIDADE PARA PODER CORRESPONDER À EXPECTATIVA DE TODOS OS COUNTRYANOS Thales José Jayme

Presidente do Country Clube de Goiás

seu melhor durante os 12 anos que esteve à frente da presidência do Country. “Nossa administração se dedicou a muitas obras - como berçário, sauna, nova passarela e ampliação da secretaria, e ainda deixamos um caixa com saldo positivo e sem contas pendentes para próxima gestão”, afirmou. Na solenidade de posse, o ex-diretor Social e agora presidente do Conselho Deliberativo, Rafael Rahif destacou a austeridade desempenhada durante a gestão anterior. “Me sinto orgulhoso e satisfeito por ter participado da história do Clube”, admite. Já Maurício Frota, ex-conselheiro, lembrou que para ter sucesso é preciso trabalhar com união e ser apaixonado pelo que faz.

abril 2014

O COUNTRY

11


POSSE >> DIRETORIA

O Presidente Thales Jayme ao lado da esposa Suelena Caetano Jayme e dos pais Olímpio Jayme e Yara Vieira Jayme

TODOS OS MEMBROS DA DIRETORIA DEVEM DEMONSTRAR PRONTIDÃO E TER MUITO CARINHO PELO CLUBE. DESTE MODO É POSSÍVEL REALIZAR UM BOM TRABALHO

GRANDE COMEMORAÇÃO >> No domingo 26 de janeiro, o Country Clube de Goiás teve suas piscinas, quadras e demais áreas de lazer tomadas por um grande público que estava ansioso para acompanhar de perto as atividades da nova gestão que tem Thales José Jayme como presidente. Para animar o evento, foram preparadas apresentações musicais com Trio Balanço e A2 Live. Muita cerveja e caldos ajudaram a animar os sócios que tiveram diversão garantida durante todo o dia. Na opinião do vice-presidente José Carlos Batista Bretas, o principal desafio da nova gestão é levar o associado de volta para o Clube. Para alcançar esse objetivo, a nova diretoria irá preparar

12

O COUNTRY

abril 2014

Murilo Antunes

Ex-presidente do Country Clube de Goiás

atividades recreativas especiais todos os meses. “Vamos convidar o sócio para dias festivos e especiais mensalmente, com atrações e muita animação como fizemos no dia 26 de janeiro”, afirmou. Uma das sócias presentes, Izabela Meireles Sousa, contou que tem o hábito de ir ao Clube todos os finais de semana e se surpreendeu com o grande público. “Está bem legal o clima festivo, som e a movimentação. Espero que continue assim”, finalizou.


POSSE >> DIRETORIA

Última reunião conjunta de Diretoria e Conselho Deliberativo marca sucesso da gestão de Murilo Antunes Ficou registrado em ata da 718º reunião, realizada em 20 de janeiro de 2014, entre Diretoria e Conselho Deliberativo as condições financeiras e legais que o Country Clube de Goiás tinha quando a atual gestão foi empossada. Conheça um dos trechos da ata dessa reunião que contou com a presença de todos os membros da diretoria anterior e da atual. “Já no terceiro tópico da pauta do dia, o presidente Murilo Antunes de Oliveira repassou às mãos do presidente eleito Thales José Jayme todas as certidões negativas do Clube. Ou seja, repassou o presidente Murilo Antunes de Oliveira as certidões negativas de débitos fiscais municipais, estaduais e federais. De igual modo e forma, repassou a certidão negativo de débitos previdenciários e de regularidade junto ao FGTS. No mesmo sentido, repassou às mãos do presidente eleito Thales José Jayme as certidões negativas de débitos trabalhistas e, por último, as certidões de regularidade dos imóveis de propriedade do Country Clube de Goiás em Goiânia e Aparecida de Goiânia, ambas atestando a inexistência de débitos com Impostos Territoriais Urbanos e Impostos Prediais e Territoriais Urbanos. No quarto e último tópico da pauta do dia, o presidente Murilo Antunes de Oliveira repassou às mãos do presidente eleito Thales Jayme o balanço referente ao ano de 2012 para aprovação do Conselho Deliberativo e recomendou, como feito por ele enquanto Dirigente Máximo nos últimos 12 anos, fosse também o trabalho submetido a uma auditoria externa para conferência. Assim, finalizando sua fala, disse o presidente que havia nesta data um saldo em contas do Country Clube de Goiás no importe de R$ 576.937,83 (quinhentos e setenta e seis mil, novecentos e trinta e sete reais e oitenta e três centavos), dos quais R$ 219.662,59 (duzentos e dezenove mil, seiscentos e sessenta e dois e cinquenta e nove centavos) já estavam comprometidos com a folha de pagamento do mês de Janeiro de 2014; R$ 138.116,03 (cento e trinta e oito mil, cento e dezesseis reais e três centavos) estavam compromissados com pagamentos diversos até 31 de janeiro de 2014 e, por fim, R$ 45.463,61 (quarenta e cinco mil, quatrocentos e sessenta e três reais e sessenta e um centavos) destinavam-se a pagamento de contas do bar. Por essa razão, diminuídos os valores dos compromissos assumidos alinda na gestão passada do saldo existente em conta corrente, repassou o Presidente Murilo Antunes de Oliveira às mãos do Presidente eleito

14

O COUNTRY

abril 2014

Thales José Jayme um saldo em conta corrente de R$ 173.695,60 (cento de setenta e três mil, seiscentos e noventa e cinco reais e sessenta centavos). Esgotados, assim, os itens da pauta do dia, finalizou o Presidente Murilo Antunes de Oliveira seu pronunciamento com o agradecimento a todos os presentes e a certeza de ter desempenhado um trabalho coerente com o que se espera de um legítimo presidente countryano. Nesse momento, a Presidente do Conselho Deliberativo Maria Luiza Póvoa Cruz pediu para que ficasse registrado em ata o trabalho profícuo, diligente, esmerado e comprometido do Presidente Murilo Antunes de Oliveira que, sempre de forma gentil, aparando as arestas surgidas no caminho, primou pelo bem-estar do Country Clube de Goiás, trazendo à parte estrutural e física do mesmo para a modernidade, sempre acrescentando e amealhando patrimônio. Na mesma toada, no que diz respeito aos atos administrativo, cuidou o Presidente Murilo Antunes de Oliveira de conduzir o Clube de forma organizada, fiel ao estatuto social, encerrando as pendências existentes de modo tal que sempre honrou o Country Clube de Goiás e bem representou nossa associação engrandecendo o Country Clube de Goiás no segmento ao qual pertence e, mais, em todo nosso Estado e no Brasil”.


16

ENTREVISTA >> THALES JOSÉ JAYME

“O desafio número um é trazer o associado de volta ao Clube” Há 22 anos na diretoria do Country Clube de Goiás, Thales Jayme chega, pela primeira vez, ao posto de presidente com 99,27% dos votos. Ele estabelece como prioridade o retorno do associado às dependências do clube. E, pra chegar lá, aposta em uma gestão altamente unida e participativa TEXTO >> MONARA MARQUES   FOTOS >> GUIDO GALLO

J

á virou tradição da revista trazer na primeira edição de cada ano uma entrevista com o presidente do clube. Essa talvez tenha sido especialmente aguardada pelos associados, já que traz um novo personagem, depois de 12 anos. Thales José Jayme assume o cargo deixado por Murilo Antunes de Oliveira, de quem é amigo pessoal. A transição tranquila deu liberdade para que o novo gestor, mesmo com menos de dois meses à frente do cargo, já quebrasse alguns paradigmas: “Em vez de uma entrevista somente comigo, que tal um bate papo ao lado dos meus colegas?”, sugeriu Thales. E assim foi conduzida a reportagem. O primeiro a acompanhar o novo presidente foi o filho caçula. Enzo, de 8 anos, segue os passos do pai. Torce para os mesmos times – Vila Nova e Flamengo - e gosta das mesmas coisas. Foi logo pedindo pra ir pra piscina, prontamente atendido pelo pai que, quando menino, viveu experiência parecida. Em 1973, a família de Thales tornou-se sócia do clube. A partir dali, o lugar passou a ser a segunda casa do garoto que hoje, 41 anos depois, chega à presidência rodeado de amigos, como na infância.

16

O COUNTRY

abril 2014


abril 2014

O COUNTRY

17


ENTREVISTA >> THALES JOSÉ JAYME

Thales escolheu o próprio clube para receber a revista O Coutry. Era uma manhã de sábado, dia geralmente mais agitado. Todos que passavam cumprimentavam o novo presidente que, com simpatia, trocava pelo menos um dedo de prosa com cada um deles. Muitos se juntaram à mesa e o desejo de fazer da entrevista uma reunião entre amigos foi se concretizando. “Esse é meu companheiro de profissão, de acampamento e de clube”, disse Sergei Cruvinel, hoje diretor de patrimônio. “Temos uma relação muito boa, muito franca”, complementou o 2ª vice-presidente, Ronaldo Ferrante. Ainda mais orgulhoso estava Marden Machado: “Thales hoje é um amigo, um irmão. Eu o convidei a participar da minha diretoria e fiz o convite certo, pra pessoa certa. É especial vê-lo chegar onde chegou”.

“Em 40 dias, já realizamos quatro grandes eventos. Aos finais de semana, temos proporcionado atividades especiais, com atrações musicais, feijoadas, aulas de crossfit, tudo com grande receptividade do associado que, aos poucos, está voltando a encher o clube”, destacou o diretor social Heleno de Paula e Souza, que tem sido constantemente auxiliado pelo vice-diretor social, Marco Antonio de Melo Oliveira, o Pupi, e também por Sergei Cruvinel. Atualmente diretor de patrimônio, ele, que na última gestão esteve à frente da coordenação de futebol, tem colaborado também com a diretoria esportiva, hoje liderada por Emerson Luiz Barbosa. Foi dele a iniciativa de organizar um abaixo-assinado com mais de 100 assinaturas favoráveis à reforma do campo society, que em três meses será concluída, gabando-se de ter a mesma grama do estádio Serra Dourada, a Bermuda Celebration.

O slogan “Country Mais Unido Ainda”, utilizado pela chapa durante as eleições, tem sido levado ao pé da letra. O desejo agora é estender a parceria aos associados. A nova diretoria estabeleceu como prioridade aumentar a frequência do clube, e medidas já estão sendo tomadas nesse sentido. “O mais difícil nossos antecessores fizeram, que é construir. Nós, da nova diretoria, em tese, faríamos o “mais fácil”, que é manter o clube. Precisamos de poucas obras físicas. O grande desafio é tornar o Country novamente movimentado”, definiu Thales.

Quem ratifica o posicionamento é o 1º Vice-Presidente, José Carlos Batista Bretas, que aproveita pra convocar todos os associados a voltarem ao clube: “Vale a pena porque vai ser um biênio de muitas realizações, muitas festas. E não será só na parte social, na parte esportiva também vai ter uma ênfase toda especial, porque o que nós mais queremos é um clube sempre movimentado, que realmente dê alegria aos associados”, disse Bretas. Ele é um dos nove novos membros da atual diretoria. “Essa nova gestão procurou agregar muitos novos As diretorias social e esportiva terão um papel fun- componentes. Houve uma mescla muito boa, sodamental dentro do planejamento da nova gestão. bretudo, com jovens, o que vai ajudar bastante em termos de criatividade. Já vemos mudanças acontecendo. Considero que o clube está muito comO MAIS DIFÍCIL NOSSOS ANTECESSORES pleto”, destaca o 2º Vice-PresiFIZERAM, QUE É CONSTRUIR. NÓS, DA dente, Ronaldo Borges Ferrante.

NOVA DIRETORIA, EM TESE, FARÍAMOS O “MAIS FÁCIL”, QUE É MANTER O CLUBE. PRECISAMOS DE POUCAS OBRAS FÍSICAS. O GRANDE DESAFIO É TORNAR O COUNTRY NOVAMENTE MOVIMENTADO Thales José Jayme

Presidente do Country Clube de Goiás

18

O COUNTRY

abril 2014

Coesão parece ser o grande segredo da nova administração. Diretores de caráter, propostas e ideais afinados com os pensamentos do presidente Thales Jayme, como pode ser observado na entrevista a seguir.


ENTREVISTA >> THALES JOSÉ JAYME

Depois de 22 anos na diretoria, chegar à presidência do clube tornou-se um objetivo? Sempre tive vontade, sempre fui muito presente, tanto no clube, como na diretoria, seja como diretor ou vice-presidente. Quando nós assumimos, Murilo como presidente e eu como vice, talvez tenha sido uma fase difícil no clube em relação à disciplina. Nós enfrentávamos, embora setorizados, alguns problemas. Disputamos uma eleição com a chapa de oposição sendo encabeçada pelo hoje vice-presidente Bretas e fomos felizes. Das 25 vagas existentes, tanto no conselho como na diretoria, elegemos os 25 candidatos. Nós tivemos naquela oportunidade como uma das metas aplicar com rigor estatutário as questões de disciplina, NA ÚLTIMA GESTÃO, O MURILO JÁ NÃO e talvez tenha começado aí QUERIA CONTINUAR, MAS EU NÃO ME uma participação mais efetiva DISPUS, OUTROS DIRETORES NÃO SE da minha parte. Eu e Murilo sempre trabalhamos em conDISPUSERAM A ASSUMIR E ELE ACABOU junto, nós temos uma unidaACEITANDO MAIS UM MANDATO. A PARTIR de muito grande, e de lá pra DAÍ, MEU NOME SURGIU NATURALMENTE, cá as coisas foram acontecendo naturalmente. Na última NÃO HOUVE UMA DISPUTA gestão, na verdade, o Murilo já não queria continuar, mas naquela época eu não me dispus, outros diretores O último mandato, liderado por Murilo não se dispuseram a assumir e ele acabou aceitan- Antunes, terminou com a aprovação do mais um mandato, que foi o sexto. A partir daí, da grande maioria dos associados. Isso meu nome surgiu naturalmente, não houve uma aumenta ainda mais a sua responsabilidade? disputa. E, dentro desse contexto de união, nós fi- Quando eu tive essa oportunidade de assumir o zemos a composição da chapa. Acho que o clube Country, uma das primeiras coisas que disse aos viveu um momento de transição muito feliz porque, diretores foi que nós temos que errar o mínimo não só dentro do Country, mas em qualquer dispu- possível pois já estamos vindo da administração ta, por mais respeitosa e ética que seja, ela sempre anterior, o que significa que conhecemos a fundo gera um desgaste, e o Country não é exceção. Nós o clube. Justamente por isso, o associado não vai temos aqui 3.106 associados, cada um com uma aceitar que passemos por uma fase de adaptação, opinião, uma paixão, um interesse, mas, felizmen- de experiência dentro do clube. E isso, com certeza, aumenta nossa responsabilidade. te, não houve essa divisão.

20

O COUNTRY

abril 2014


ENTREVISTA >> THALES JOSÉ JAYME

Como se deu a composição da nova chapa, que agora contra com nove novos membros? Grande parte dos novos integrantes foram nomes sugeridos por mim e pelo Murilo. Tem sido uma composição muito feliz, e isso eu faço questão de destacar. É importante dar essa oxigenada. Quero ressaltar que teremos uma gestão muito participativa e com divisão de responsabilidades. Em 40 dias de gestão, já realizamos quatro eventos no clube, todos revestidos de alegria e de sucesso, graças à intensa participação dos associados. Isso eu faço questão de creditar aos diretores sociais, aos diretores esportivos, ao vice-presidente Bretas, e a todos da nova diretoria. Eu tenho falado constantemente com o Murilo que, com a experiência acumulada depois de 12 anos na presidência, tem me auxiliado bastante, assim como seu Marden, que se tornou conselheiro efetivo depois de 5 mandatos à frente do Country.

Qual a sua experiência em cargos de liderança? Exerço a profissão de advogado, tenho atividades no governo e administro uma fazenda. Especificamente no Country, já são 22 anos ocupando cargos importantes na diretoria. A primeira vez que eu participei foi em 1992, na primeira gestão do seu Marden Machado, a quem eu sou eternamente grato. De lá pra cá fui diretor de patrimônio, diretor jurídico, conselheiro, e por 12 anos atuei como vice-presidente do Murilo Antunes. Dedicação é algo que não vai faltar. Eu dou expediente todos os dias pela manhã na sede administrativa, e pelo menos três ou quatro vezes por semana eu venho ao clube. E não encaro como um ônus, faço creditando isso a uma oportunidade que Deus me deu de servir as pessoas, de servir ao clube. Pra mim isso é um bônus, uma felicidade vir aqui, ver as melhorias do clube, ver o que realmente o associado precisa, e procurar acertar. Não é fácil porque, praticamente, você está administrando uma empresa de médio porte, com mais de 300 funcionários. Mas todos que participam da diretoria estão com a mesma disposição e o mesmo pensamento que eu.

DEDICAÇÃO É ALGO QUE NÃO VAI FALTAR. EU DOU EXPEDIENTE TODOS OS DIAS PELA MANHÃ NA SEDE ADMINISTRATIVA, E PELO MENOS TRÊS OU QUATRO VEZES POR SEMANA EU VENHO AO CLUBE 22

O COUNTRY

abril 2014

Como o senhor pretende administrar o Country nessa nova etapa? Eu sempre digo que o Country é uma referência para os homens públicos. Tudo o que é feito aqui é feito com o maior critério. Nós procuramos sempre o menor preço, não existe dentro do clube, nesses 53 anos, nenhum fato que caracterize uma promoção pessoal de um presidente ou qualquer interesse dele que tenha prevalecido. Nesse sentido, o clube é um exemplo. E o que nós estamos percebendo é que o associado tem orgulho dos seus dirigentes, ele deposita toda a confiança no presidente e na diretoria, e isso faz com que as pessoas que tenham oportunidade de administrar o clube vivam, ao mesmo tempo, um momento de muita alegria e, acima de tudo, responsabilidade.


ENTREVISTA >> THALES JOSÉ JAYME

Quais são as prioridades de sua gestão? PLANEJAMOS A CONTRATAÇÃO O desafio número um é trazer o associado de DE MONITORES QUE VIRIAM AOS volta ao clube. Hoje, ele tem inúmeras outras FINAIS DE SEMANA, TRAZENDO opções. Tem cidades próximas para frequentar aos finais de semana. Tem os condomínios RECREAÇÃO INFANTIL, DEIXANDO fechados em Goiânia, onde há futebol, tênis, O PAI E A MÃE MAIS À VONTADE pista de cooper, churrasqueira em casa, etc. PRA CURTIR O CLUBE O trânsito pra chegar até o Country é mais uma dificuldade, a rodovia é movimentada, não deixa de ter um certo perigo. Então, a concorrência é grande. Nós já temos obras físicas que tornam o clube uma referência nacional. O mais difícil nossos antecessores fizeram: todos os ex-presidentes, cada um no seu tempo, ao seu modo, construíram. Nós, da atual diretoria, em tese, faríamos o “mais fácil”, que é manter o clube. Precisamos de poucas obras físicas. Evidente que existem algumas reformas a serem feitas, mas o grande desafio é tornar o clube novamente movimentado. Nosso objetivo é reativar isso aí. Pra isso, teremos que proporcionar aquilo que o associado realmente goste. Esta- Existem projetos diferenciados para a parte mos planejando a contratação de monitores que vi- esportiva? riam todos os finais de semana, trazendo recreação Existem. Há quatro anos, estabelecemos com a Assoinfantil, promovendo brincadeiras, deixando o pai e ciação Atlética Aparecidense uma parceria chamada a mãe mais à vontade pra curtir o clube. Estamos Country-Aparecida. Criamos aqui uma escolinha de movimentando as partes esportiva e social, tanto crianças entre 12 e 15 anos, coordenada pelo proque em 40 dias fizemos quatro eventos, e, ao final fessor Frazão. Com essa iniciativa nós temos dois de março, faremos mais um, contando com uma objetivos: a parte esportiva e, principalmente, a sogrande atração, um novo talento da música goia- cial. Como não conseguiríamos manter a escolinha na, em comemoração ao aniversário de 54 anos do só com associados do clube, começamos a garimpar clube. A tendência é que façamos mais eventos du- em Goiânia e Aparecida crianças carentes que pudesrante o dia. Haverá shows na orla da piscina para sem participar. Quando iniciamos, o nível era baixo. agradar a ala mais jovem do clube. A intenção é fa- Às vezes, levávamos goleadas de 10 x 0, mas, com o zermos aqui ações que realmente estejam agradan- passar do tempo, o clube foi investindo, o Frasão codo à juventude. Esse tem sido o objetivo da direto- laborou muito conosco e tem colaborado até hoje, ria social. O clube precisa dessa oxigenação e de desenvolvendo com muito amor esse trabalho. Hoje, novos atrativos, senão as pessoas não vêm mais. E, nós já disputamos Campeonato Goiano, sagrando-se quando através da parte social do clube você traz o inclusive campeões, já participamos de quatro torassociado, você consegue transferir esse benefício neios fora do estado, conquistando um título e dois vice-campeonatos. E esse projeto tem se consolidado também para a parte esportiva.

24

O COUNTRY

abril 2014


ENTREVISTA >> THALES JOSÉ JAYME

como uma parte muito bonita da história do clube porque nós conseguimos tirar, com certeza, de Aparecida e de bairros pobres de Goiânia, crianças que seriam potencialmente problemáticas no futuro. Alguns deles já estão jogando em grandes clubes brasileiros, como o Jaci, de 16 anos, hoje no Atlético (PR), e o Alisson, da mesma idade, no Avaí (SC). O que você acha que os associados esperam da nova administração? O associado do Country é muito exigente e não sem razão, ele quer o clube sempre limpo, bonito e bem cuidado, com atividades sociais e esportivas a seu contento. Em razão disso, seja como presidente ou como diretor, temos que encarar todas essas dificuldades. Eu vejo que todos nós que encaramos isso fazemos com alegria. O clube sempre foi administrado com seriedade, com responsabilidade, com amor, com dedicação. Tanto é verdade que, ao lado do Jaó, o Country é o único clube que tem sobrevivido em Goiás. Há 15 anos, nós tínhamos, na pior das hipóteses, 10 clubes. Hoje, nós praticamente temos o Country e o Jaó. Isso é resultado de administrações responsáveis, que são feitas com amor e dedicação, e com a preocupação de corresponder às expectativas dos associados.

nossa primeira obra aqui no Country Clube seria a reforma desse campo, que em três meses deve ser concluída. Vamos começar também uma reformulação completa no stand de tiro, que demanda uma certa urgência. Demos início a uma reforma na quadra de peteca, além disso, vamos reformar também a piscina do bar debaixo.Ja esta para ser entregue uma reforma completa na academia, onde trocaremos todos os equipamentos por uma linha nova e moderna e queremos inaugurar no Dia das Mães um fraldário e um banheiro infantil próximos a piscina olímpica. Estamos em ritmo acelerado.

O Réveillon do Country é uma tradição. Ano passado, logo depois que o senhor foi eleito, não houve a festa. Por quê? Eu não queria entrar para a história como o presidente que acabou com o Réveillon do Country, mas acho que foi uma decisão acertada. Não adianta querer lutar contra uma história. Hoje, em Goiânia, nós temos 20 grandes festas, no mínimo. Temos ainda cidades próximas como Pirenópolis, Caldas Novas, Aruanã, Três Ranchos, Alto Paraíso, Buriti Alegre. A concorrência é muito grande. E o estilo da nossa festa exigia que as mulheres viessem de longo, os homens de smoking, coisas situações superadas. Nenhuma mulher não se dispõe a entrar num salão de beleza às 16h pra sair às 21h, Em menos de dois meses a frente do clube, em pleno 31 de dezembro. De igual forma os hoo que vocês já fizeram? Em 40 dias, já fizemos a reforma da piscina infantil, mens não querem sair para alugar um smoking. As começamos a reforma do campo society, um com- pessoas querem praticidade. E, ao longo do tempo, promisso especial que eu fiz. Há 28 anos, na gestão isso foi perdendo o glamour. Antigamente, o Réde Luiz Carlos Teixeira, esse campo era de areia e foi veillon do Country reunia três mil pessoas. Foi uma transformado em campo society. De lá pra cá, nunca festa que começou a dar prejuízo financeiro. Você mais houve uma reforma. Então, foi uma promessa não conseguia juntar mais de 400 associados. Não que eu fiz para os associados ligados ao futebol, que houve nenhuma reclamação quanto a não realização do evento, muito pelo contrário, nós já tivemos inúmeros O ESTATUTO É RIGOROSAMENTE elogios. Por enquanto, não há PERFEITO, ELE TEM UMA HISTÓRIA MUITO pretensões de tentar uma reformulação. Hoje, no clube, para BONITA E DE MUITA UTILIDADE DENTRO que uma festa faça sucesso, DO CLUBE, MAS ACHO QUE TEM QUE você tem que quebrar algumas RENOVAR, ACEITAR AS MODIFICAÇÕES tradições e, talvez, mexer até no estatuto. É muito complicado. QUE O TEMPO E A SOCIEDADE IMPÕEM

26

O COUNTRY

abril 2014


Por falar em estatuto, já existem mudanças em curso? Há sim. Não é fácil reformular um estatuto que há 30 anos não passava por mudanças. Exige tempo, estudo, dedicação, e muitas reuniões. Pessoas da área jurídica têm nos ajudado muito. As alterações já estão 80% concluídas. Acredito que em julho chegaremos aos 100%. O que mais queremos é agir com transparência e aproveitar melhor as dependências do clube. Nós temos, por exemplo, um salão de festas que fica fechado praticamente o ano inteiro. Poderíamos alugá-lo para eventos variados, como casamentos e festas de 15 anos. É um salão muito bem estruturado, climatizado, com cozinha, e que comporta cerca de 800 convidados. Essa é apenas uma sugestão. O estatuto é rigorosamente perfeito, ele tem uma história muito bonita e de muita utilidade dentro do clube, mas acho que tem que renovar, aceitar as modificações que o tempo e a sociedade impõem. Antes de deixar a presidência, Murilo Antunes propôs uma mudança no tempo de mandato, de dois para três anos, com permissão de apenas uma reeleição. Qual a sua opinião? Acho o período de três anos um tempo razoável. Penso que dois anos seja um período curto para realizar algumas obras. Também concordo com a permissão pra apenas uma reeleição. É preciso fazer as coisas de acordo com as necessidades e interesses do clube. Se não tivemos disputas nos últimos anos é porque o associado estava satisfeito, feliz. Mas acho, particularmente, que dois mandatos são suficientes, principalmente se aumentarmos o tempo pra três anos. Você tem condições de escrever seu nome numa página muito bonita do clube, em termos de trabalho, dedicação, responsabilidade e, mais do que isso, dar a outras pessoas a oportunidade delas participarem. Então, particularmente, sou a favor, ainda que não haja oficialmente nada no estatuto nesse sentido. Mas são ideias a serem consideradas. O que significa o Country pra você? (com os olhos marejados) Posso dizer que o Country faz parte da minha vida, faz parte da vida da minha

família, dos meus filhos. Estou com 50 anos, há mais de 30 anos frequento o clube, e há 22 faço parte da diretoria. Meu falecido tio Leide Jayme, primeiro farmaceutico de Goiânia, uma pessoa que tenho ótimas lembranças, foi o 75º associado do Country. Foi ele quem fez com que meu pai comprasse uma ação. Da minha casa, sempre fui o que mais frequentei o Country. Vinha sempre. Tinha 14, 15 anos, não tinha carro, ligava para os amigos para pegar uma carona, jogava bola, tomava sol, me divertia. Quando completei 26 anos, o Sr. Marden me convidou para ser diretor. A partir daí, o clube se tornou ainda mais importante pra mim. Estou vivendo um momento muito feliz da minha vida, de poder participar como presidente. Tenho uma vida profissional muito intensa, mas eu não vou abrir mão dessa responsabilidade que me foi confiada. Vou exercer a presidência do Country não somente na Rua 88 (onde se localiza a sede), mas estando no clube, ouvindo as pessoas, vendo o que é preciso ser feito, porque eu quero realmente corresponder às expectativas e honrar a confiança que me foi dada pelos diretores quando escolheram meu nome, ao Sr. Marden por ter me escolhido há 22 anos e ao Murilo, por quem tenho uma imensa e leal gratidão. Minha amizade com ele Sandra e família, vai muito além do Country. A relação das nossas famílias existe há 50 anos. Nós éramos vizinhos na Rua 94. Espero, junto a minha diretoria e o conselho, receber de Deus, luz e sabedoria para comandar os destinos do clube com muita responsabilidade, amor e dedicação. Só isso.

abril 2014

O COUNTRY

27


30

TURISMO >> INTERCÂMBIO

Muito mais que um idioma Apprendre, learn, imparare, lernen, foghlaim. Não importa em que idioma – francês, inglês, italiano, alemão ou mandarim. O desafio é aprender

S

eja uma língua, uma habilidade artística, um esporte ou simplesmente outro jeito de viver, os brasileiros não têm poupado esforços – nem dinheiro – para embarcar nestas aventuras. No ultimo ano, o estado de Minas registrou aumento de 25% no número de viagens realizadas em 2012. O índice supera a média nacional de 20% verificada no ano passado: 202.127 brasileiros carimbaram o passaporte para participar de cursos, estágios e programas internacionais, movimentando quase 1,2 trilhões de dólares. Uma das explicações para tal crescimento está na ampliação dos perfis dos intercambistas. Agências especializadas oferecem opções à garotada a partir dos 8 anos de idade, em programas que aliam o ensino de um idioma ao lazer. As vendas de pacotes para o público infantil crescem em média 5% ao ano em Goiânia. A Irlanda se destaca como destino preferido dos estudantes dos estados de São Paulo, Bahia e Pernambuco para fazer intercâmbio e estudar outro idioma.

30

O COUNTRY

abril 2014

Luckydoor/Dreamstime.com

A Inglaterra é o país preferido por mato-grossenses e gaúchos; Estados Unidos, por goianos e brasilienses. Um levantamento feito por uma agência de Intercâmbio com 7 mil estudantes em 2013 mostra que diferenças regionais explicam as preferências. A Irlanda, é o país eleito por quem, além de estudar, quer trabalhar durante o intercâmbio. “Isso pesa em Estados em que a classe média é a que mais procura intercâmbio. Não é necessário visto e os preços são mais acessíveis”, afirma Fulana de Tal, diretora comercial desta agencia. Os estudantes do Distrito Federal, por sua vez, preferem os Estados Unidos na hora de estudar inglês no exterior.


Ariwasabi/Dreamstime.com

Em Goiania a maior procura é também os Estados Unidos, seguidos pelo Canadá, para jovens na faixa etária entre 18 e 26 anos. Por outro lado, nas férias de julho para os mais jovens, o destino mais procurado é a Inglaterra. A publicitária gaúcha Luciana Kruse Bohn, de 27 anos, foi para Londres no ano passado, ela tinha dúvida sobre o destino e acabou indo para a Inglaterra por não precisar de visto e pela possibilidade de conhecer outros lugares próximos na Europa. A experiência possibilitou não apenas um inglês avançado bem como cinco carimbos no passaporte e, também, crescimento pessoal. O Canadá é o país mais procurado por moradores de Estados em que há predomínio de adolescentes e adultos jovens que querem viajar para estudar, como Minas Gerais. Quando escolhem como destino a Europa, nos fins de semana eles podem fazer o “mochilão”, aos poucos. O estudo de um idioma já é pré-requisito para se entrar num bom mercado de trabalho, e jovens que optam por esses cursos fora sabem disso. Segundo a Associação Brasileira de Organizadores de Viagens Educacionais e Culturais (Belta), apenas no ano passado cerca de 202 mil brasileiros fizeram intercâmbio de idioma - uma alta de seis vezes nos últimos dez anos.

DESTINOS ALTERNATIVOS EM PAÍSES TRADICIONAIS Outra opção de inovar seria conhecer países tradicionais como Inglaterra, Austrália e Estados Unidos, mas em cidades diferentes. Na Austrália, por exemplo, a gente encontra escolas fantásticas na Tasmânia, inclusive para High School (ensino médio), afirma o presidente da Belta. A gerente de produtos de uma agencia de intercâmbios, acredita que existe uma preocupação dos estudantes de ir para lugares com menos brasileiros, o que não acontecia tanto antes. Ao escolher uma cidade como Bristol, na Inglaterra, você terá menos brasileiros em relação à Londres, por exemplo, e terá uma experiência muito mais autêntica do cotidiano inglês.

abril 2014

O COUNTRY

31


TURISMO >> INTERCÂMBIO Robert Kneschke/Dreamstime.com

DESTINOS E PERFIL DO ESTUDANTE

EM GOIÂNIA A MAIOR PROCURA É OS ESTADOS UNIDOS, SEGUIDOS PELO CANADÁ, PARA JOVENS NA FAIXA ETÁRIA ENTRE 18 E 26 ANOS A ilha de Malta e a África do Sul estão em uma curva bem crescente de turistas que buscam aprender o inglês, afirma a gerente comercial de uma agencia de intercâmbio. Segundo ela, a escolha é “fácil” pela diferença dos preços em relação aos tradicionais como o Canadá, Estados Unidos e Reino Unido. No caso de Malta, que esta no Mediterrâneo, ao sul da Itália, está na Europa e isso facilita o turismo no Velho Mundo. Outro destino inusitado seria a China. Este se desenvolve pelo gigantismo e pelas possibilidades de novos mercados e negócios que o país pode oferecer. Na China, esses estudantes já falam bem o inglês e querem arriscar aprender outras coisas. Os destinos têm vantagens e desvantagens: na África do Sul, por exemplo, ainda há marcas do Apartheid e relatos de violência urbana nos grandes centros. Antes de tomar uma decisão, convém que o intercambista faça uma boa pesquisa.

32

O COUNTRY

abril 2014

De acordo com Carlos Robles, o custo-benefício de ficar em uma cidade pequena nos países tradicionais é bem melhor, pois o custo de vida é mais barato, e o estudante pode economizar e fazer outras coisas. Outra vantagem de ir para um país que ainda não seja tão procurado para intercâmbio, segundo o presidente da Belta, é que geralmente eles estão tentando entrar nesse mercado e, por isso, irão fazer mais ofertas e oferecer grandes vantagens. Ainda de acordo com o presidente da Belta, outro fator que contribui muito no momento da escolha de um destino é o perfil do interessado. Há aqueles que optam por lugares diferenciados e aqueles que buscam o agito de um lugar conhecido e movimentado.


34

CARNAVAL >> MATINÉE

Countryanos caem na folia carnavalesca! TEXTO >> DAISE DE SÁ   FOTOS >> LUCIANO SOUZA

O pré-Carnval do Country Clube abriu alas para as mais variadas fantasias infantis e ainda animou os adultos

O

clima de alegria tomou conta da festa de pré-Carnaval do Country Clube de Goiás, no dia 23 de fevereiro. A criançada exibiu lindas fantasias e distribuiu animação nas brincadeiras e danças. Por todo lado se via Homem-Aranha, Cinderela, Havaiana, Astronauta, Branca de Neve, Batman, Monster High, Abelhinha, Sininho e tantos outros. A palavra de ordem era diversão! Uma equipe de animadores encheu o salão de brincadeiras ao som das tradicionais marchinhas de Carnaval, samba e axé. Teve também um cantinho da beleza, onde pais e filhos puderam fazer pinturas na pele. Os filhos da associada Ana Carolina Jardim aproveitaram bastante esse espaço. “Os meninos vieram fantasiados de Batman, mas agora já se coloriram e estão de Tigre”, contou empolgada. Ana Carolina explicou que fez questão de trazer os filhos para o pré-Carnaval do Country por ter a certeza de que os filhos iriam se divertir em um ambiente organizado e cheio de opções. Enquanto as crianças se divertiam, pais, avós e tios voltaram no tempo e reviveram atmosfera carnavalesca, com palhaços, perna de pau e malabares. Prova disso foi a presença da animada avó Maria Gorete Castro Dias e seus três netos. Ela contou que todo ano participa das comemorações

34

O COUNTRY

abril 2014

de Carnaval do Clube. “Trazia meus filhos e agora posso vir com os netos também”, disse com alegria no olhar. Para Maria Gorete, trazer as crianças para se divertirem fantasiadas faz com que a cultura do Carnaval continue viva. No pré-Carnaval do Country os pais puderam também proporcionar momentos de integração e convivência entre seus pequenos. O casal Vanessa e Alexandre Espírito Santo trouxe o pequeno Rafael para brincar e interagir com outras crianças. “É uma experiência muito boa vê-lo se divertindo e convivendo com outras crianças da mesma idade”, conta o pai.


DIFERENCIAIS >> Um dos difeEU ADOREI ESSA INICIATIVA DO CLUBE. renciais desse ano foi a comemoNO CARNAVAL MUITOS ESTÃO VIAJANDO, ração do Carnaval antes da data MAS NO PRÉ-CARNAVAL TODO MUNDO oficial. A realização do pré-Carnaval deu oportunidade para que TEM OPORTUNIDADE DE PARTICIPAR. A todos countryanos pudessem FESTA FICOU MAIS ANIMADA! estar presentes com sua família Marcelo Júnior antes mesmo de viajar no feriaSócio do Country Clube de Goiás do. Marcelo Júnior foi um dos associados que apoiou a decisão da diretoria do Country. “Eu adorei essa iniciativa pré-Carnaval. “A frequência nos surpreendeu podo Clube. No Carnaval muitos estão viajando, mas sitivamente!”. Ele ainda acrescentou que este ano, no pré-Carnaval todo mundo tem oportunidade de a comemoração se estendeu também aos adultos participar. A festa ficou mais animada!”, afirmou. Ao que durante toda a tarde puderam usufruir de balado da esposa Roberta e dos filhos, Marcelo Jú- tucada e caldos. nior lembrou que quanto mais pessoas participam, maior é o número de crianças que aprendem sobre O diretor de Patrimônio, Sergei Cruvinel Gordo de a cultura e se divertem ao mesmo tempo. Paula, destacou que este ano foi investido mais na decoração do Salão Social para que a criançada O presidente Thales José Jayme explicou que a pro- usufruísse de muito brilho e cores. Além disso, os posta primordial do evento era trazer o associado participantes puderam se deliciar com pipoca, alpara o Clube. O resultado foi alcançado! “Temos a godão doce, brigadeiro, picolé e refrigerante. presença de um grande número de countryanos mesmo com o dia nublado. O associado corres- Mais uma festa onde crianças e adultos tiveram espondeu a nossa expectativa”, comemorou. paço garantido para se divertirem e aproveitarem a folia em grande estilo. Agora é só esperar o próO vice-presidente José Carlos Batista Bre- ximo ano para movimentar o corpo na festa mais tas também comentou o resultado positivo do colorida do ano.

abril 2014

O COUNTRY

35


CARNAVAL >> MATINテ右

36

O COUNTRY

novembro/dezembro 2012


CARNAVAL >> MATINテ右

38

O COUNTRY

novembro/dezembro 2012


CARNAVAL >> MATINテ右

40

O COUNTRY

novembro/dezembro 2012


Chegou a vez do CrossFit A modalidade esportiva que mais ganha espaço atualmente – o CrossFit, oferece benefícios como executar tarefas diárias com mais facilidade e autonomia, além de corpo saudável e bonito. A escolha de boa equipe de treinadores é fundamental

C

rossFit não é modismo. Não machuca. E não é circuito. CrossFit é uma filosofia de vida e veio para ficar! Parece até propaganda enganosa. Mas, acredite! É tudo verdade. Todos os praticantes desse esporte podem confirmar categoricamente a mudança de vida que sentiram. Não é por acaso que o CrossFit está ganhando mais e mais espaço e tornado o “queridinho” entre os amantes de praticas saudáveis. Se em uma academia convencional os alvos são queimar muitas calorias, perder quilos ou ganhar alguns centímetros, com o CrossFit a proposta vai além. O resultado mais próximo é o preparo para

realizar atividades do dia a dia com facilidade e uma vida independente e autônoma. Corpo saudável e bonito se torna consequência natural da dedicação dos praticantes. Outra novidade do CrossFit é o estilo da academia. Nada de máquinas espalhadas pelo espaço. “O corpo dos alunos são as máquinas. O tempo todo conectamos cabeça e corpo, treinamos a concentração e incentivamos a constante auto superação”, explica o treinador Ricardo Mendes, proprietário da Punk CrossFit.


Segundo o treinador, o esporte chama atenção pela falta de rotina e a comunidade que se cria em torno dele. “Quem pratica CrossFit incentiva amigos, familiares e conhecidos a participar, porque sentem na pele os resultados semana após semana”, afirma. Ele também explica que a prática é totalmente inclusiva, onde pessoas de todas as idades encontram seu espaço, independente do nível de treino.

O que é preciso para começar a praticar o CrossFit já? O aluno precisa de ter vontade para começar. Não é preciso ser bom em alguma atividade esportiva para viver o CrossFit. O ambiente de amizade e apoio encontrado no grupo de pessoas que procuram a cada aula dar seu melhor gera motivação e desejo de superação. Na opinião do treinador Ricardo Mendes, a melhor escolha para se alcançar condicionamento ideal é praticando Crossfit.

Como escolher sua academia? Uma dica para escolher o local ideal para praticar o CrossFit, segundo o coach, é observar a qualificação dos treinadores. Ele conta que mesmo sendo graduado em Educação Física e especialista em Fisiologia do Exercício, seria impossível ensinar CrossFit para alguém sem viver diariamente as dificuldades do programa de treinamento, e alerta para o cuidado com o “tipo CrossFit”. Atualmente, ele é o único brasileiro que faz parte do quadro de treinadores do CrossFit HQ – qualificação denominada como CrossFit Seminar Staff Member, e viaja pelo mundo formando novos treinadores para trabalhar com a modalidade. No Brasil, a Punk CrossFit virou referência quando trouxe esse curso para o País, e em pouco mais de um ano de funcionamento já realizou seis edições

do curso de internacional Level 1 Trainer, formando mais de 300 treinadores de todos os lugares do Brasil. Quando indagado sobre qual a importância dessa movimentação dentro da academia, Ricardo rapidamente responde que a qualificação da equipe de treinadores e seu constante contato com os melhores treinadores do mundo dão mais qualidade ao treino repassado aos alunos.


44

44

JOVEM ATLETA >> LEANDRO THOMÉ BAPTISTA

O COUNTRY

abril 2014


Sem limite para o peso Exemplo claro de disciplina, dedicação e principalmente supereação, o Countryano Leandro Thomé é o representante goiano na seleção brasileira paralímpica de halterofilismo TEXTO >> EDSON JUNIOR FOTOS >> GUIDO GALLO

V

ocê já se imaginou deitado, e levantado 125 quilos? Este é o peso que Leandro Thomé Baptista conseguiu executar para conquistar uma vaga na seleção brasileira de halterofilismo. A dificuldade deste acontecimento não se restringe ao peso. Além da carga, Leandro consegue tal êxito tendo limitações físicas, o que não inibe de ter técnica e força para ser hoje um dos principais atletas paralímpicos do Brasil. Ele representa o Estado de Goiás em brasileiros e sul-americanos, e por conseqüência, o Country Clube. O começo foi em 2012, ano em que levantando 116 quilos foi o terceiro no campeonato brasileiro na categoria de atletas com peso até 67,5 quilos. No ano seguinte, em uma categoria superior até 72 quilos, foi o nono colocado na mesma competição, atuando fora de seu peso por regras da competição.

O movimento que precisa ser feito é conhecido como sulino. A prova começa no momento em que a barra de apoio é retirada, deixando o braço totalmente estendido. O atleta flexiona o braço descendo a barra até a altura do peito. Em seguida, eleva-se até a posição inicial, finalizando o movimento.

abril 2014

O COUNTRY

45


JOVEM ATLETA >> LEANDRO THOMÉ BAPTISTA

Leandro treina diariamente para manter-se entre os principais atletas do país, mas ainda aguarda por patrocínios para que possa se dedicar cada vez mais ao esporte

Atualmente, competem atletas com deficiência física nos membros inferiores ou paralisia cerebral, e as categorias são subdivididas pelo peso corporal de cada um. Hoje com 20 anos, Leandro já participou de competições em São Paulo, Campinas, Fortaleza, Uberlândia e Porto Alegre, onde foram realizados três regionais. Baptista agora foi convocado para a seleção brasileira paralímpica para treinamentos na cidade de Itú, e participação no sul-americano em Santiago no Chile.

O TREINAMENTO DE LEANDRO É TÃO PESADO QUANTO AS ANILHAS QUE ELE LEVANTA. UMA HORA E TRINTA MINUTOS DE SEGUNDA A SEXTA , E AGORA AOS SÁBADOS NO COUNTRY, APROVEITA A BOA ESTRUTURA DA ACADEMIA DO CLUBE

O treinamento de Leandro é tão pesado quanto as anilhas que ele levanta. Uma hora e trinta minutos de segunda a sexta , e agora aos sábados no Country, aproveita a boa estrutura da academia do clube. O atleta segue ainda uma dieta sem refrigerante, doce e bebida alcoólica, com uma alimentação saudável e rica em suplementos.

Mesmo com tanto destaque Leandro segue sem patrocínio para treinar e se dedicar ao esporte, se apega na superação, dedicação, e apoio dos treinadores Weverton Santos e Carlos Souza, e principalmente no colo familiar, para continuar atravessando barreias e aumentando o peso de sua barra.

46

O COUNTRY

abril 2014


RADAR

COUNTRY POR >> DAÍSE DE SÁ

A beleza das Flores de Tainá N

a noite de 12 de abril foi apresentada ao público a segunda edição de Flores de Goyá, tendo como palco o Teatro Goiânia. Os presentes puderam usufruir do talento da countryana Tainá Pompêo através de um espetáculo de artes integradas, que dá novos ares à forma de produzir cultura goiana em Goiás. Em uma mesma noite foi possível unir música, poesia, artes plásticas, artes visuais, artes circenses e dança, com magia e paixão. Acreditando que a sociedade precisa de projetos que valorizem a criatividade e o coletivo, Tainá Pompêo compôs músicas que são interpretadas por Maria Eugênia, Nila Branco, Cláudia Vieira, Vanessa Oliveira, Débora di Sá, Karine Serrano, Bia Tavares, Taís Guerino e Larissa Moura. A cada edição é lançado além do CD, um livreto de poesia e artes plásticas que conta com o trabalho do artista plástico Amaury Menezes. Também fazem parte artistas convidados. Flores de Goyá tem encantado não apenas o Estado, mas a cada dia ganha admiradores e seguidores dos mais variados locais e estilos. Para se ter uma ideia, a fanpage do projeto no Facebook já conta com mais de 70 mil fans. A primeira edição foi apresentada em 2012. Desde então, o projeto cresceu e chegou à segunda edição, com formato próprio, mais abrangente e ousado.

48

O COUNTRY

abril 2014

A countryana Tainá, além de investir no projeto Flores de Goyá, é produtora de diversos artistas e da Quasar Cia de Dança. Em meio a tantas atividades, ela logo explica de onde vem sua motivação. “Nosso Estado precisa de projetos que mostrem a todos que somos capazes de produzir arte com padrão de qualidade nacional em todos os segmentos artísticos e que merece ser valorizada e apreciada”. Outra prioridade do Flores é mostrar a grandeza da arte e dos artistas de Goiás para todas as classes sociais. É um projeto para amantes da arte.


Área infantil é repaginada No dia 30 de março, a área da piscina infantil foi reinaugurada dentro das atividades comemorativas do 54º Aniversário do Country Clube de Goiás. A ampla reforma incluiu a piscina, os escorregadores e os guarda-sóis. Tudo ficou brilhando novamente! Os pequenos countryanos contam agora com mais colorido no seu espaço com a nova tintura no cogumelo, nas bengalas e na caverna. Para aumentar a durabilidade do serviço realizado, foram utilizados somente materiais de primeira linha. O cogumelo, as bengalas e a caverna receberam também reforço com fibra de vidro nos pontos necessários, visando sua qualidade e visual atrativo. Na mesma ocasião, foram entregues 22 novas cadeiras com rodinhas, feitas pela marcenaria do próprio Clube.

Título internacional Durante o Congresso da Academia Americana de Oftalmologia, o Dr. Roberto Limongi recebeu o título de “International Associate” da ASOPRS – American Academy of Ophthalmic Plastic and Reconstructive Surgery. O Dr. Limongi foi o terceiro brasileiro na história a receber este título desta sociedade, fundada há mais de 40 anos. Na foto, Limongi recebe o diploma das mãos do presidente da ASOPRS, Michael Migliori.

Caminho de conquistas Pedro Siqueira Borges Vieira tem apenas 18 anos, mas já encheu de orgulho o coração dos pais, Wagner Luíz Vieira e Rosana Siqueira. O filho alcançou aprovação em concorridos vestibulares para o curso de Engenharia Civil - na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP), Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Federal do Rio de Janeiro (ENEM) e Estadual do Rio (UERJ). A Escola Politécnica da USP foi eleita por Pedro. Tanto sucesso não foi por acaso. Pedro atribui suas conquistas ao comprometimento, equilíbrio emocional e fé. O jovem passa a receita: priorizar a qualidade de vida e equilibrar o tempo de estudo com atividades sociais e

esportivas. Além de muito apoio familiar, Pedro recebeu orientações estudantis do Colégio WR e atenção de Helga Zafred, durante as aulas de Redação.

abril 2014

O COUNTRY

49


50

DIA DA MULHER >> CONFRATERNIZAÇÃO

Dupla homenagem às mulheres Atividades especiais durante dois dias foi o presente oferecido pelo Country Clube às mulheres no mês de março TEXTO >> DAISE DE SÁ   FOTOS >> LUCIANO SOUZA

Q

ue as mulheres são especiais, ninguém tem dúvida. E justamente por isso, o Country Clube de Goiás decidiu fazer dupla comemoração ao Dia Internacional da Mulher – foram dois dias de atividades especiais, 8 e 9 de março. No sábado, foi servida uma deliciosa feijoada ao som animado na Banda Três Neguinhos e, no domingo, as mulheres receberam flores e participaram de uma aula de CrossFit – uma das atividades físicas que mais tem chamado atenção nos últimos tempos. O presidente do Country, Thales José Jayme, disse que desde o início dos preparativos das atividades de homenagem às mulheres o objetivo era proporcionar uma atmosfera de atenção e conforto. “As mulheres têm nos 365 dias do ano atividades produtivas no lar e na vida profissional, sempre mostrando dedicação e responsabilidade. Nós, homens, somos privilegiados com a presença feminina em nossas vidas”, enfatizou. Thales Jayme pontuou que “as mulheres deixam o Country mais bonito”. Segundo o vice-presidente, José Carlos Batista Bretas, o Clube espera realizar nos próximos meses outras atividades que tenham a mulher como foco.

50

O COUNTRY

abril 2014

“As mulheres são frequentadoras assíduas do Clube e merecem nosso carinho e atenção todos os dias”, afirmou. Élcio Berquó foi um dos maridos que fez questão de estar presente na homenagem às mulheres. Ele e sua esposa, Sara David, junto com as três filhas aproveitaram a feijoada. “Fizemos questão de vir ao Clube hoje por ser um local de convivência agradável e propício para compartilhar esse dia de comemoração”, destacou Élcio Berquó. A esposa, Sara David, gostou das atividades promovidas e ainda ressaltou a importância de promover momentos de integração. “Para mim, o mais importante hoje é estar junto com minha família recebendo carinho e atenção”, disse agradecida pela homenagem.


Adriana Lobo Moraes também esteve presente com seu marido e filhos na feijoada. “Estar junto com minha família é sempre bom, mas hoje é um dia especial para nós mulheres”, refletiu. Silvana Rita Silvestre de Oliveira, que registrou presença nas atividades do final de semana, pontuou a importância de se realizar confraternizações, pois elas “estimulam a socialização” de todos. Feliz com a oportunidade de reunir a família para comemorar o Dia da Mulher, a veterana Maria José de Jesus Lobo opinou que a melhor palavra para definir a mulher é “maravilhosa”. “Acho ótima essa oportunidade para valorizar as mulheres. Temos sido verdadeiras guerreiras em nosso tempo, demonstrando que temos valores equiparados ao homem”.

NÓS, HOMENS, SOMOS PRIVILEGIADOS COM A PRESENÇA FEMININA EM NOSSAS VIDAS Thales José Jayme

Presidente do Country Clube de Goiás

O final de semana da mulher trouxe ao Country mais alegria, demonstração de parceria, cuidado, respeito e amor. Com passos firmes as mulheres têm consolidado seu espaço e compartilhado os segredos da alma feminina com o mundo. Como dito pelo diretor Social, Heleno de Paula e Souza, “nada mais justo do que homenagear as mulheres, pois elas enchem o Country de beleza”.

abril 2014

O COUNTRY

51


DIA DA MULHER >> CONFRATERNIZAÇÃO

52

O COUNTRY

novembro/dezembro 2012


DIA DA MULHER >> CONFRATERNIZAÇÃO

54

O COUNTRY

novembro/dezembro 2012


56

LANÇAMENTO >> LIVRO

Country Clube de Goiás – O registro de uma história O lançamento do compêndio que fala sobre cada etapa histórica do Clube é um grande passo dado para garantir que nem mesmo o tempo roube cada detalhe vivido ao longo de 53 anos de pleno funcionamento TEXTO >> DAISE DE SÁ   FOTOS >> LUCIANO SOUZA

“S

empre acreditei que a história do Country merecia ser transformada em um livro, para que todos conhecessem as pessoas que fizeram parte desse Clube”. Com essas palavras, Murilo Antunes, presidente em exercício na ocasião, abriu a noite especial de lançamento do livro “Country Clube de Goiás – 53 anos de uma história bem construída”, em 23 de dezembro de 2013. A ideia de produzir o livro surgiu por volta de 2011 com o objetivo de fazer o relato completo dos 53 anos do Clube através de documentação oficial, depoimentos de fundadores e ex-presidentes vivos. Lançado o desafio, o autor Ubirajara Galli valeu-se de mais de 300 páginas para retratar através de textos e imagens a trajetória countryana. Ubirajara Galli deseja que os fatos narrados possam contribuir para perpetuar a história do Country e também deixar um registro consolidado sobre os exemplos homens e mulheres que fizeram parte de seu dia a dia. “A construção do Clube

56

O COUNTRY

abril 2014

O Presidente Murilo Antunes de Oliveira ao lado do Conselheiro Nato José Hermano Sobrinho que prestigiou o lançamento


reúne as mais variadas personalidades que fazem parte da historiografia goiana. A historiografia do Country não fica restrita em si mesmo, mas alcança todo o cenário de Goiás”. Ele também acredita ser extremamente importante deixar registradas as sucessivas diretorias marcadas por excelência em gestões que fizeram do Country um dos clubes mais importantes do País. Para Murilo Antunes é gratificante ver a vida do Clube materializada através de um livro. “O Country foi bem-nascido, bem criado e está repleto de histórias de sucesso que devem ser contadas para os neófitos, que estão chegando ao Clube agora, e para nossos descendentes”, salienta. Ele pontuou ainda que todos os associados têm direito a um exemplar do livro “Country Clube de Goiás – 53 anos de uma história bem construída”, que está sendo entregue nas residências de cada um. Para o atual presidente, Thales José Jayme, o lançamento desse livro é ímpar mesmo quando comparado com outros relatos feitos por escrito da trajetória do Country. “O autor Ubirajara Galli remonta com riqueza de detalhes a história do Clube desde sua fundação até os dias atuais”, declarou. Thales Jayme acrediA CONSTRUÇÃO DO CLUBE REÚNE AS ta que a publicação representa MAIS VARIADAS PERSONALIDADES QUE o que há de melhor no Clube – FAZEM PARTE DA HISTORIOGRAFIA os associados possuidores de qualidade moral, intelectual, soGOIANA. A HISTORIOGRAFIA DO COUNTRY cial e profissional. “Muitos deles NÃO FICA RESTRITA EM SI MESMO, MAS podem não participar diretaALCANÇA TODO O CENÁRIO DE GOIÁS mente da diretoria do Country, mas são certamente a força que Ubirajara Galli nos move”, analisou. Autor do livro

abril 2014

O COUNTRY

57


LANÇAMENTO >> LIVRO

RELATOS PARTICULARES >> Um dos fundadores, José Hermano Sobrinho participou do lançamento do livro e opinou que a obra é de “importância extraordinária”, por trazer um relato completo das realizações, da constituição administrativa e deliberativa. “É um compêndio extraordinário, rico em ilustrações e com material gráfico de causar inveja”. José Hermano ressaltou que a dedicação de

Murilo Antunes em divulgar o material reflete seu perfil idealizador determinado, que “soube conservar os fundamentos da criação do Clube durante sua gestão”. Muitos dos presentes no lançamento do livro “Country Clube de Goiás – 53 anos de uma história bem construída” viram particularidades de suas vidas entrelaçadas com a existência do Clube. Um deles, Hugo Frota Filho, filho do fundador Hugo Walter Frota, lembrou com saudades dos dias que ia até o Clube com seu pai. “Meu pai e os outros fundadores do Country tiveram a ideia de construir um clube nos moldes de outros existentes nos arredores de New York. O sonho deles resultou em um local agradável e que possui em sua formação famílias exemplares”, reflete. Na opinião de Hugo Frota, as páginas do livro mostram bem que o propósito inicial foi mantido ao longo das diversas gestões. Maurício Antônio Pires Frota, também filho de fundador – Walter Hugo Frota, contou enquanto foleava o compêndio que fica orgulhoso de ver como a história de sua família se funde à do Country. “Minha vida e meus amigos estão diretamente ligados ao Clube. Compartilhei momentos singulares dentro desse local que considero minha segunda casa”, garantiu.

MINHA VIDA E MEUS AMIGOS ESTÃO DIRETAMENTE LIGADOS AO CLUBE. COMPARTILHEI MOMENTOS SINGULARES DENTRO DESSE LOCAL QUE CONSIDERO MINHA SEGUNDA CASA Maurício Antônio Pires Frota

Filho de Hugo Walter Frota, um dos fundadores do Country Clube de Goiás

58

O COUNTRY

abril 2014

Léo de Queiroz Barreto, membro efetivo do Conselho Deliberativo, se pronunciou feliz por ver a história countryana retratada em palavras, pois “o estudo pormenorizado e criterioso” consolida os passos tomados para construção da estrutura que hoje existe. “É emocionante ver o que cada um de nós, que já atuamos como presidentes, fez pela administração do Clube durante nossas respectivas gestões”, afirmou.


LANÇAMENTO >> LIVRO

60

O COUNTRY

abril 2014


62

FUTEBOL MASTER >> DESPEDIDA

Adeus campo velho, feliz campo novo Nova diretoria do Country promove grande festa para se despedir da antiga grama do campo society, que agora terá um piso especial TEXTO >> EDSON JUNIOR FOTOS >> LUCIANO SOUZA

O

último dia nove de Fevereiro, um domingo, se tornou um dia histórico para os freqüentadores, atletas e amantes do tradicional campo society do Country Clube de Goiás. Local onde já desfilaram vários craques, e que também foi palco do divertimento de associados do clube. Em uma iniciativa do presidente Thales Jayme, foi realizado o último torneio na antiga grama do campo society, exatamente com as pessoas que mais jogaram no “sagrado” gramado. Um torneio master, com atletas acima de 40 anos marcou a despedida, foi o adeus campo velho, feliz campo novo. Foi um dia de reencontros. Vários associados, que por muitos anos estiveram ausentes do clube, atenderam o convite da nova diretoria e compareceram para o evento, tornando ainda mais agradável e familiar a festa do futebol. A troca da grama do campo society, é a primeira de várias ações que o Country está preparando para os sócios. A nova grama será a bermuda, uma das melhores para a prática do esporte. O campo receberá ainda nova iluminação, além de uma revitalizarão das arquibancadas. A previsão é que a obra seja finalizada em quatro meses. O novo campo deve ser inaugurado em junho, período da tradicional festa junina do Country.

62

O COUNTRY

abril 2014

Adão Roriz, o principal jogador da historia do Country, foi quem deu o pontapé inicial para a peleja

Para o presidente Thales o objetivo foi alcançado no domingo comemorativo, com reencontros, homenagens, e a volta de associados ao clube, “estou muito feliz de reencontrar amigos, e espero que esses eventos tragam os associados de volta ao clube”, ressaltou.


Além dos 60 jogadores que participaram do torneio, a comunidade futebolística do clube foi representada por cindo homenageados: Nilzio Antônio da Silva, Luis Carlos Teixeira, o Chorre, Murilo Antunes, Freixinho “maior piruzeiro” e Adão Roriz, grande artilheiro da história do Country.

AS BENFEITORIAS IRÃO MOTIVAR MUITOS SÓCIOS QUE NÃO VINHAM E AGORA DEVEM VOLTAR AO CLUBE Emerson Luis Barbosa

Diretor de esportes do Country Clube de Goiás

Inclusive foi Chorre, ex-presidente do clube, que inaugurou em sua gestão, há 28 anos, o campo e a antiga grama que será trocada. Embora sabendo das melhorias que o campo terá com a grama bermuda, Chorre acredita que sentirá certa nostalgia e até mesmo chegou a dizer no último jogo, “vou beijar a grama”. Mas ninguém foi tão festejado e reverenciado como Adão Roriz, considerado como o maior jogador do história do Country, e que representa toda uma geração de craques dos anos 70 e 80. Com os tradicionais beijos, Adão recebeu todo o carinho por ser o maior artilheiro do clube, e fala com orgulho e pouca modéstia, “o gol mais feio que fiz aqui foi de bicicleta”. Todos os homenageados e peladeiros fizeram questão de parabenizar a iniciativa da nova diretoria, sabendo que tanto as melhorias do clube, quanto a lembrança de antigos sócios irão

reascender a motivação dos sócios para frequentarem com mais assiduidade o clube e os esportes que são tradição no Country. O diretor de esportes do Country Emerson Luis Barbosa concorda com o pensamento dos demais sócios, de que as benfeitorias que estão sendo feitas irão motivar, em todos os esportes,o atleta afastado, “muitos sócios não vinham, agora devem voltar ao clube”, afirma. Emerson fez questão de enfatizar ainda que os dois torneios tradicionais “panelão” e o “panelinha” ficarão mais fortes. Após o futebol, um churrasco e a entrega de medalhas e troféus fechou com chave de ouro o último desfile na antiga grama do campo society, que agora passará pela esperada reforma e voltará com o gramado de alta qualidade, para a comodidade e prazer dos jogadores de futebol do Country Clube de Goiás.

abril 2014

O COUNTRY

63


FUTEBOL MASTER >> DESPEDIDA

64

O COUNTRY

abril 2014


abril 2014

O COUNTRY

65


66

66

FLAGRAS >> COUNTRY

O COUNTRY

abril 2014


abril 2014

O COUNTRY

67


FLAGRAS >> COUNTRY

68

O COUNTRY

abril 2014


abril 2014

O COUNTRY

69


70

SAÚDE >> NUTRIÇÃO

Dietas da moda: desconfie dessas

promessas milagrosas “Perca 10kg em 1 mês com a dieta da sopa” “Perca 5kg comendo chocolate” “Fique linda com a dieta das famosas” “Barriga chapada em 7 dias”

E

ssas frases são apenas alguns exemplos de milhares de propagandas sedutoras, as quais possuem sempre a mesma característica: a milagrosa promessa do corpo perfeito em um curto período de tempo e sem sacrifício! Se realmente fossem eficazes o problema de muitas pessoas estariam resolvidos de forma simples, e porque não estão?

Mariana Diniz

Nutricionista graduada pela Universidade Federal de Goiás e com pós-graduação em nutrição esportiva. Consultório: Edifício Nasa Business Style, Sala 86B, Avenida 136, nº761, Setor Sul. Telefone: 3434904 / 82745757 Email: marianadinizz@hotmail.com

Nos últimos anos, o Brasil bem como outros países, passaram por alterações estruturais e econômicas, as quais foram responsáveis por alterações no padrão alimentar da população, contribuindo para o crescimento da obesidade. Com o aumento de alimentos industrializados, com a rotina corrida e o pouco tempo para alimentar-se de maneira saudável e praticar atividade física, emagrecer e manter o peso podem ser dificuldades para muitos indivíduos nos dias de hoje, então, aparentemente, adotar algumas dietas da moda pode ser atrativo para muitas delas.

O SONHO DE APARECER DO DIA PARA NOITE COM O CORPO DAQUELA ATRIZ DA NOVELA OU DA MODELO DO INSTAGRAM FAZ AS PESSOAS COMETEREM LOUCURAS COM SUA SAÚDE EM PROL DESSE OBJETIVO 70

O COUNTRY

abril 2014

Dieta da proteína, dieta da sopa, dieta dos sucos, da lua, do tipo sanguíneo, de South Beach, da USP, da ração humana, do shake… Quem nunca ouviu falar dessas dietas ou até mesmo já tentou seguir alguma?


Elena Schweitzer/Dreamstime.com

A dieta da proteína é um exemplo claro de dietas que podem inicialmente funcionar, mas que no médio prazo se revela um desatre

A mídia e os meios de comunicação, principalmente a internet, vêm contribuindo para o aparecimento de conceitos inadequados de um “corpo ideal”, os quais promovem o aumento da veiculação de dietas impróprias e inadequadas do ponto de vista nutricional. Que pessoa não sonha em aparecer do dia para noite com o corpo daquela atriz da novela ou da modelo do instagram? Essas promessas levam os indivíduos a cometerem loucuras com sua saúde em prol desse objetivo. Normalmente, quem prefere seguir dietas da moda não está psicologicamente preparado para o emagrecimento. Assim, seguir um cardápio totalmente desequilibrado que promete resultados rápidos é mais atrativo do que uma proposta a longo prazo de reeducação alimentar. Um bom exemplo de uma dieta que ficou muito famosa foi a Dieta da Proteína ou do Dr. Atkins, a qual recebeu uma condenação severa da “American Medical Association” pelo seus efeitos colaterais. Essa dieta propõe a redução radical do consumo de carboidratos, inclusive carboidrato de

frutas e vegetais, libera o consumo de proteínas e gorduras e possui cerca de 1.000kcal/dia, sendo que praticamente metade das calorias provém de gorduras. Inicialmente tal dieta como várias outras, funcionam porque são bastantes restritivas, porém seus resultados dificilmente são mantidos por um longo período de tempo, e as razões para esse insucesso são: • Dificilmente um indivíduo conseguirá manter uma dieta onde não é permitido ingerir um grupo de alimento ou que ele consuma apenas shake, sopa ou suco o dia todo. Essas dietas não promovem mudanças de hábitos alimentares, ao voltar com sua alimentação habitual o indivíduo recupera o peso perdido, iniciando o famoso efeito sanfona. • Mas mesmo sabendo que não promovem mudanças de hábitos, muitos indivíduos pensam “vou fazer essa dieta para perder peso mais rápido e depois eu consigo manter”. Porém grande parte do peso perdido por essas dietas não representa necessariamente uma redução de

abril 2014

O COUNTRY

71


Monticelllo/Dreamstime.com

SAÚDE >> NUTRIÇÃO

Uma dieta bem sucedida, necessariamente, passa por uma reeducação alimentar

gordura corporal, e sim uma perda de água e massa muscular. Além de recuperar o peso, o indivíduo tem grandes chances de engordar ainda mais, pois uma restrição severa faz com que nosso corpo entenda que é preciso “economizar” energia já que está faltando, e tende a diminuir o gasto energético. Além disso, ao perder massa muscular o metabolismo torna-se mais lento e com isso o reganho de peso após o término da dieta é favorecido. • Além do efeito sanfona, essas dietas podem causar cansaço, tonturas e até sérias consequência à saúde, como deficiência de vitaminas e minerais, anemia, osteoporose, doenças cardiovasculares, diabetes e fragilidade da imunidade. • Até mesmo as dietas que aparentam ser menos nocivas à saúde estão sujeitas ao fracasso, pois a necessidade energética e de nutrientes variam de indivíduo para indivíduo de acordo com sua idade, sexo, altura, atividades diárias, sendo assim, cada plano alimentar deve ser individualizado.

DIFICILMENTE UM INDIVÍDUO CONSEGUIRÁ MANTER UMA DIETA ONDE NÃO É PERMITIDO INGERIR UM GRUPO DE ALIMENTO OU QUE ELE CONSUMA APENAS SHAKE, SOPA OU SUCO O DIA TODO

É fato que todas essas dietas milagrosas não tem qualquer comprovação científica e, ao contrário do que prometem, podem acarretar problemas de saúde e até resultar em alguns quilinhos extras a longo prazo. Resumindo essas dietas: “Bom demais para ser verdade!”. Várias dietas surgem, vão embora e muitas outras aparecerão tentando te iludir, porém a fórmula milagrosa continua sendo a mudança de hábito alimentar e

72

O COUNTRY

abril 2014

de estilo de vida. Um hábito não se muda do dia para noite, mas depois de concretizado se mantém por muito tempo. Procure a ajuda de um profissional capacitado e emagreça com saúde! “Dieta” tem começo, meio e fim. Reeducação alimentar é para o resta da vida!


>> CARTA DO PRESIDENTE

Um grande desafio

C

hegar à presidência de um dos mais tradicionais clubes do estado de Goiás é para mim uma grande honra, mas, acima de tudo, um desafio que Deus colocou na minha vida. Não foi por acaso. Minha ligação com o Country existe desde 1973 quando, ainda menino, me encantei com este lugar onde escolhi passar grande parte da minha vida. São mais de 40 anos frequentando o clube e 22 dedicados à gestão, seja como conselheiro, nas diretorias jurídica e de patrimônio, ou enquanto vice-presidente.

Thales José Jayme

Presidente do Country Clube de Goiás

Tempos de muito aprendizado ao lado de pessoas me deram oportunidades, mas, acima de tudo, lições que hoje trago não só para o cargo que exercerei, mas para a minha vida pessoal. Tive no Dr. Murilo Antunes de Oliveira uma grande prova de amizade. Amizade essa que se iniciou há quase 50 anos, ainda na Rua 94 – onde nossos pais eram vizinhos –, e se fortaleceu nos últimos 12 anos, período em que ele exerceu com incontestável competência o cargo de presidente.

O COUNTRY É, PARA MIM, UMA GRANDE FAMÍLIA. É ASSIM QUE ME SINTO E É ASSIM QUE QUERO QUE TODOS SE SINTAM: EM CASA

Era o exemplo que eu, enquanto vice-presidente, precisava para me inspirar e um dia me sentir apto a exercer o cargo de maior responsabilidade que já me foi designado. Isso porque o Country é, para mim, uma grande família. É assim que me sinto e é assim que quero que todos se sintam: em casa. O desafio é imenso, mas, graças a Deus, conto com funcionários extremamente comprometidos, com colaboradores demasiadamente dedicados, e com uma diretoria unida em torno de um só propósito: fazer do Country um lugar cada vez melhor, uma referência entre os principais clubes do país e um orgulho para todos os seus associados. Agradeço a todos que confiaram a mim essa imensa responsabilidade que, ao lado da minha família, dos meus amigos, dos meus companheiros de diretoria e, acima de tudo, de Deus, espero cumprir com o máximo de afinco, dedicação e honestidade. Tudo pelo bem do Country e de seus associados. Que assim seja!

74

O COUNTRY

abril 2014



O Country#127