Page 1

PNEUMONIA COMUNITÁRIA PUBLIC HEALTH COMMUNITY ACQUIRED PNEUMONIA

REUMATOLOGIA REUMATOLOGIA E ARTROSE PSICOLOGIA AMOR COM PAIXÃO IMUNOLOGIA KCP - A SUPERBACTÉRIA

RHEUMATOLOGY Rheumatology and arthritis PSYCHOLOGY LOVE WITH PASSION IMMUNOLOGY KCP - THE SUPERBACTERIA

TERAPIA DO RISO: UM SORRISO É A LUZ ATRAVÉS DA JANELA DO TEU OLHAR QUE DIZ ÀS PESSOAS QUE VOCÊ ESTÁ EM CASA.TERAPIA DEL SORRISO: UN SORRISO È LA LUCE Goiânia - ano I I - nº 13 - Dezembro - 2010

ATTRAVERSO LA FINESTRA DEL TUO VISO CHE DICE ALLA GENTE CHE SEI A CASA. (B. JOHNSON)


COLEÇÃO 2011

A griffe fashion A ousadia da griffe KV se expressa num estilo feminino cada vez mais clássico e sensual. Ela valoriza a mulher pela originalidade, design de vanguarda e inovação dos seus calçados e bolsas. A elegância moderna é total, um autêntico new chic.


ODISSEIA DA MEDICINA ANO I I NÚMERO 13 DEZEMBRO EDITORIAL

EDITOR’S LETTER

PUBLISHER KLÉBER OLIVEIRA VELOSO JORNALISTA RESPONSÁVEL SUELI RAUL - DRT-GO/011263JP DESIGNER GRÁFICO DIONATAN OLIVEIRA EDITOR DE FOTOGRAFIA EDMAR WELLINGTON - MTB 1842

FEEDBACK

TRADUÇÃO JOÃO FLÁVIO SALES DE SOUZA AGENOR NETO

SAÚDE PÚBLICA PUBLIC HEALTH Pneumonias Comunitárias Community acquired pneumonia

PUBLICIDADE, MARKETING E MERCHANDISING

BIOLOGIA BIOLOGY KPC no Brasil KPC in Brazil

CARDIOLOGIA CARDIOLOGY Schwannoma maligno metastatizando para o coração Malignant schwannoma metastasized to the heart

CLÍNICA MEDICA

MEDICAL CLINIC

Em prol da ética e da moral For the sake of ethics and morals

PSICONEUROIMUNOLOGIA A terapia do riso Terapia del sorriso

CONSELHO EDITORIAL Dra. ADRYANNA LEONOR MELO CAIADO Dr. ANTÔNIO DA SILVA MENEZES JÚNIOR Dr. CLÁUDIO VITAL DE LIMA FERREIRA Dr. DAVID JENDIROBA Dr. HÉLIO CURADO FRÓES Dr. JOEL DE SANT´ANNA BRAGA FILHO Dr. MARCOS ANTONIO RIBEIRO MORAES

PSICONEUROIMMUNOLOGIA

REUMATOLOGIA RHEUMATOLOGY Reumatologia e artrose Rheumatology and arthritis

SUELI RAUL + 55 62 8545.0028 | 8218.6011 odisseiadamedicina@gmail.com


EDITORIAL EDITOR’S LETTER OM

aúde sob controle! Esta é a máxima para quem lida, dia a dia, no combate e na prevenção de doenças. Um novo método desenvolvido por um dos hospitais ligados à Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) tem conseguido normalizar as taxas de glicemia de 70% dos diabéticos com descontrole glicêmico. Neste caso específico é possível um tratamento eficaz, melhorando a sobrevida do paciente, com a ingestão de sementes de linhaça para reduzir os níveis de colesterol. Hipócrates disse: “deixe o alimento ser teu remédio e o remédio ser teu alimento”. Ele tem razão! Muitos médicos começam a concordar com o aforisma, aderindo ao discurso, que aponta a alimentação e o remédio como importantes aliados à saúde. A saúde pública é propulsora de uma demanda

interessante quando se observam as pontas – médico e paciente. O poder público continua canalizando a condução de uma política austera na profilaxia e controle de doenças e mantém-se atento à necessidade sempre urgente da prevenção, que continua sendo o melhor remédio. Enquanto isso, uma boa notícia para um tipo de doença que tem vitimado inúmeras mulheres: a vacina contra câncer de mama será testada em breve. Na Urologia é comemorado o avanço de se conhecer, em apenas 3 minutos, o resultado do exame de câncer de próstata. Cientistas do Queensland´s Institute of Medical Research trazem à tona a importância de se ingerir cálcio por meio de alimentos lácteos. Desde a infância a sua ingestão previne o derrame cerebral, a osteoporose e a hipertensão arterial.

A Medicina de Urgência, disciplina da matriz curricular do curso de graduação em Medicina, foi criada por Antonio Carlos Lopes, atual presidente da Sociedade Brasileira de Clínica Médica (SBCM). Ele destaca a importância dessa cadeira, durante o curso, para que os médicos atuem de forma acadêmica e abrangente, em especial num país de dimensões gigantescas como o Brasil. Nesta edição leitor, que você tem em mãos, veicula-se temática delicada, que fomenta inúmeras discussões em torno das relações humanas, em particular nos meandros do amor, paixão e maturidade.

ealth under control! This is the maximum for those who deal, day to day, to fight against and prevention of diseases. A new method developed by one of the hospitals linked to the Federal University of São Paulo (UNIFESP) has been able to normalize blood sugar level of 70% of diabetics with uncontrolled glucose levels. In this particular case can be an effective treatment, improving survival of patients with eating flax seed to reduce cholesterol levels. Hippocrates said “Let food be thy medicine, and medicine be thy food”. He’s right! Many doctors are starting to agree with the aphorism, adhering to the speech, pointing to food and medicine and allied health major. The world health is observed in a very interesting point of view, where both, doctor and patient, are considered.

The public power usually leads an austere way when it refers to prophylaxis and at the control of the sickness. Actually, it gives a special attention to the fact that the prevention is an emergency and the best solution. Meanwhile, good news for one type of disease that has victimized many women: breast cancer vaccine will be tested soon. Meanwhile, in Urology, is celebrated the advancement of understanding in just 3 minutes, the test results for prostate cancer. Scientists at the Queensland Institute of Medical Research’s bring out the importance of eating calcium through dairy foods. From childhood to prevent the intake stroke, osteoporosis and hypertension. The Emergency Medicine, the discipline of curriculum of the undergraduate course in

Medicine, was created by Antonio Carlos Lopes, current president of the Brazilian Society of Clinical Medicine (SBCM). He emphasizes the importance of that chair, during the course, so that physicians act in an academic and comprehensive, especially in a country of gigantic dimensions like Brazil. In this edition, that you have on hand, convey delicate subject, which encourages numerous discussions about human relations, particularly in the intricacies of love, passion and maturity.

S

H

Boa leitura!

Happy reading!

5 OM


OM FEEDBACK ®

UROLOGIA AUMENTO DO TAMANHO DO PÊNIS

UROLOGY SURGERY TO ENLARGE THE PENIS UROLOGIE AUGMENTER LA TAILLE DU PÉNIS

AMIOTROFIA ATROFIA DO TECIDO MUSCULAR AMYOTROPHY ATROPHY OF MUSCLE TISSUE

BIOÉTICA EDUCAÇÃO ÉTICA E A (TRANS)FORMAÇÃO HUMANA

BIOETHICS ETHICS EDUCATION AND HUMAN TRANSFORMATION

OFTALMOLOGIA OLHO, A JANELA DO CORPO HUMANO ODISSEIA COMUNICAÇÃO ISSN I S S N 2175 2 1 - 7 7011 5 - 7 0 1 1

9

9

7 5 7 77 22 11 7 5

7

1 0 7 00 1 0 00 66

7

R$ 13,00 10,00 £ 8,00

Goiânia - ano I - nº 05 - Abril - 2010

OPTHALMOLOGY EYES: A SOURCE OF INFORMATION OF THE HUMAN BODY

MAYANA ZATZ: BRASIL TEM SIGNIFICATIVO AVANÇO NA PESQUISA COM AS CÉLULAS TRONCO. BRASIL HAS ADVANCE GREATLY IN THE RESEARCHE OF THE STEM CELLS.

OM ANO I Nº 9 - AGOSTO 2010

NEUROLOGY

ACUPUNCTURE

MULTIPLE SCLEROSIS

SNORING AND APNEA

NEUROLOGIE

ESCLEROSE MÚLTIPLA

SCLÉROSE MULTIPLE

RONCO E APNEIA

RONFLEMENT ET D'APNÉES

ODONTOLOGIA SORRISO E ORTODONTIA

ODONTOLOGY SMILE AND ORTHODONTICS

PSICOLOGIA DOMAR O CORPO

PSYCHOLOGY TAMING THE BODY

ACUPUNTURA - RONCO E APNEIA

UROLOGY VACCINE AGAINST PROSTATE CÂNCER

UROLOGIA VACINA CONTRA CÂNCER DE PRÓSTATA

EMOÇÕES: DO MARKETING AO CONSUMO NEUROMARKETING EMOTIONS: FROM MARKETING TO CONSUMPTION

CARDIOLOGIA ALIMENTAÇÃO E CORAÇÃO IMUNOLOGIA MAIS OTIMISMO, MAIS SAUDE?

ETHICS MEDICAL ERROR AND THE LAW

ODONTOLOGIA INOVAÇÃO EM IMPLANTODONTIA

ODONTOLOGY INNOVATION IN IMPLANTODONTIA

NEUROLOGY SPINAL MUSCULAR ATROPHY

AESTHETIC LIPO THE LASER: LITTLE CONSUMING

CARDIOLOGY FOOD AND HEART IMMUNOLOGY MORE OPTIMISM, PLUS HEALTH?

www.odisseiamedicina.com.br

INSÔNIA: DORMIR POUCO TORNA O ORGANISMO PRESA FÁCIL DA GRIPE COM BAIXA DA IMUNIDADE. SLEEPLESSNESS: TO SLEEP LITTLE BECOMES THE EASY IMPRISONED ORGANISM OF THE GRIPPE WITH LOW OF THE IMMUNITY. Julho - 2010

NEUROMARKETING ÉMOTIONS: DU MARKETING À LA CONSOMMATION

NEUROLOGIA ATROFIA MUSCULAR ESPINAL

ÉTICA ERRO MÉDICO E A LEI

ESTETICA LIPO A LASER: MENOS DESGASTE

Goiânia - ano I - nº 08

ACUPUNCTURE

Goiânia - ano I - nº 09 - Agosto - 2010

INOVAÇÃO CONTRA COLAPSO NA HEMATOLOGIA: TRANSFORMAÇÃO EM LABORATÓRIO DE SANGUES A, B OU AB EM O, O TIPO DOADOR UNIVERSAL. INNOVATION AGAINST COLLAPSE IN HEMATOLOGY: PROCESSING OF BLOOD IN LABORATORY A, B OR AB INTO O, THE UNIVERSAL DONOR TYPE.

Goiânia - ano I - nº 10 - Setembro - 2010

DARIO FAUZA, DA HARVARD MEDICAL SCHOOL: ENGENHARIA DE TECIDOS FETAIS PARA O TRATAMENTO DE MALFORMAÇÕES CONGÊNITAS. FETAL TISSUE ENGINEERING FOR TREATMENT OF BIRTH DEFECTS.

Parabenizo pela qualidade da revista Odisseia da Medicina. Flávio Augustin. Editor. Caxias do Sul. Rio Grande do Sul, Brasil.

Congratulations for the quality of the journal Odisseia da Medicina. Flavio Augustin. Publisher. Caxias do Sul, Rio Grande do Sul, Brasil.

Adorei a revista! Iracema Dantas. Jornalista. Goiânia. Goiás, Brasil.

I loved the magazine! Iracema Dantas. Journalist. Goiânia, Goiás, Brasil.

Obrigada pelo envio da revista. Como eu imaginava, matérias muito boas! Belfor Medeiros. Internauta do Orkut.

Thank you for sending the magazine. As I expected, very good subjects. Belfor Medeiros. Orkut follower.

Gostamos bastante da forma de apresentação e abordagem dos temas. Vinícius Portilho e Izabel Franco. Fisioterapeutas. Goiânia, Goiás, Brasil.

We liked a lot the way the magazine is presented and the approach of different issues. Vinícius Portilho and Izabel Franco. Physiotherapist. Goiânia, Goiás, Brasil.

Eu tenho tido o privilégio de acompanhar todas as edições da revista Odisseia da Medicina. É uma revista que veicula assuntos importantes e esclarecedores. Parabéns aos seus idealizadores por tão belo trabalho. Sucesso! Sônia Maria Silva Duarte. Esteticista. Goiânia, Goiás, Brasil.

I have had the privilege to follow all editions of the magazine Odisseia da Medicina. Is a magazine that brings major and insightful issues to their readers. Gongratulations! To its creators for that beautiful work! Success! Sônia Maria Duarte da Silva. Beautician. Goiânia, Goiás, Brasil.

OM 6


SAÚDE PÚBLICA PUBLIC HEALTH OM

Pneumonias Comunitárias Community acquired pneumonia Juliana Silva Moreira s infecções respiratórias agudas são um dos principais problemas de saúde pública. Elas causam adoecimento em crianças com idade menor que cinco anos, além de ser uma das maiores causas de mortalidade nessa faixa etária. A pneumonia adquirida na comunidade (PAC) é caracterizada por uma infecção que acomente crianças hígidas, adquirida fora dos hospitais. No ano 2000 ocorreu cerca de 2 milhões de óbitos por infecções respiratórias agudas em infantes, a maioria destes por pneumonia. Algumas dúvidas e preocupações são comuns à maioria dos profissionais de saúde diante de uma criança com febre e sintomas respiratórios, como tosse ou dificuldade para respirar: Deve-se usar antibiótico ou tratá-la como portadora de um quadro viral? Qual o melhor antibiótico a ser ministrado? Por quanto tempo? Por que esta criança está gripando com tanta frequência? É pneumonia? Devo interná-la?

A

cute respiratory infections are the major public health problems. They cause illness in children younger than five years old, besides being a major cause of mortality in this age group. The community-acquired pneumonia (CAP) is characterized by an infection that affects healthy children, acquired outside of hospitals. In 2000 occurred about 2 million deaths from acute respiratory infections in infants, the majority of pneumonia. Some questions and concerns are common to most health professionals faced with a child with fever and respiratory symptoms such as cough or difficulty breathing: You should use antibiotics or to treat it as having a viral context? What is the best antibiotic to be administered? For how long? Why this child has a cold so frequently? It is pneumonia? Should I hospitalize her?

A

7 OM


OM SAÚDE PÚBLICA PUBLIC HEALTH Etiologia Existem dificuldades para se firmar o diagnóstico etiológico das pneumonias, em geral, há uma associação entre a idade da criança e a etiologia. Entre os vírus, o sincial respiratório (VSR) é o mais frequentemente encontrado, assim como os influenza, parainfluenza e adenovírus. Menos frequentemente implicados nas pneumonias estão: varicela-zoster, coronavírus, enterovírus, citomegalovírus, vírus epstein-barr, herpes simples, vírus da caxumba e sarampo. O diagnóstico das infecções bacterianas se apresenta mais difícil que o das virais, principalmente devido à ausência de bacteremia nos doentes (baixa positividade das hemoculturas). As combinações mais comuns são streptococus pneumoniae e vírus respiratório sincicial (VRS) ou streptococus pneumoniae e mycoplasma pneumoniae. A idade é o melhor preditor da etiologia e guia à escolha terapêutica mais apropriada ao caso em análise. O quadro abaixo informa os principais agentes de acordo com cada faixa etária: Faixa etária

Agentes etiológicos mais comuns

recém-nascidos

gram negativos, streptococcus do grupo B e staphylococcus aureus

1 a 3 meses

síndrome da pneumonia afebril da lactente (em que a tosse é o sintoma mais importante): vírus, clamídia e bordetella pertussis

1 mês a 5 anos de idade vírus, streptococus pneumoniae, haemophilus influenzae e staphylococus aureus acima de 5 anos de idade streptococus pneumoniae e mycoplasma pneumoniae

Etiology There are difficulties to confirm the etiological diagnosis of pneumonia, in general, there is an association between child’s age and etiology. Among the viruses, the syncytial respiratory virus (RSV) is most often found, as well as influenza, parainfluenza and adenovirus. Less frequently involved in pneumonia are: varicella-zoster virus, coronavirus, enterovirus, cytomegalovirus, Epstein-Barr virus, herpes simplex virus, mumps and measles. The diagnosis of bacterial infections would be more difficult than that of the virus, mainly due to the absence of bacteremia in patients (low positivity of blood cultures). The most common combinations are Streptococcus pneumonia and respiratory syncytial virus (RSV) or Streptococcus pneumonia and mycoplasma pneumonia. Age is the best predictor of the etiology and guides the choice of therapy most appropriate to this case. The table below shows the key players according to each age group: Age Group

Most common etiological agents

newborns

Gram-negative, group B streptococcus and staphylococcus aureus

1 to 3 months

afebrile pneumonia syndrome in infants (in which cough is the most prominent symptom): virus, chlamydia and bordetella pertussis

1 month to 5 years old

virus, Streptococcus pneumoniae, Haemophilus influenza and Staphylococcus aureus

above 5 years old

Streptococcus pneumoniae and Mycoplasma pneumoniae

Clinical Frame The clinical picture may undergo changes depending on the infant’s age, nutritional status, presence of concomitant diseases, the etiologic agent and the extent of pulmonary involvement. The main signs and symptoms found in children with pneumonia are: fever, cough, dyspnea and tachydyspnea. There may be changes in breath sounds, such as reduction or elimination of sounds. Moreover, there may be other manifestations such as headache, irritability, vomiting, OM 8


SAÚDE PÚBLICA PUBLIC HEALTH OM nausea, appetite loss, diarrhea, dehydration, abdominal pain, toxemia, grunting, nasal flaring and subcostal retraction. The last ones are configured as danger signals. The tachypnoea is the single most sensitive sign on diagnosing pneumonia in children under five years (sensitivity 75%, specificity 70%). The respiratory rate should be evaluated with the child afebrile, calm, counted for one minute, preferably twice. The reference values to consider tachyponea are: Age

Respiratory rate

under 2 months

FR or greater than 60 IPM

2-11 months

FR or greater 50IPM

12 months to 5 years old

FR greater than or equal to 40 IPM

over 5 years of age

FR greater than or equal to 30 IPM

PR: Respiratory Rate IPM: Raids per minute

Quadro clínico O quadro clínico pode sofrer variação a depender da idade do infante, do estado nutricional, da presença de doenças concomitantes, do agente etiológico e da extensão do comprometimento pulmonar. Os principais sinais e sintomas encontrados na criança com pneumonia são: febre, tosse, taquidispneia e dispneia. Pode haver alteração na ausculta respiratória, como redução ou abolição dos sons. Além disto, outras manifestações podem existir, como cefaleia, irritabilidade, vômitos, náuseas, hiporexia, diarreia, desidratação, dor abdominal, toxemia, gemência, batimentos das asas nasais e tiragem subcostal. Estas últimas se configuram como sinais de gravidade. A taquipneia é o sinal isolado mais sensível para o diagnóstico de pneumonia em crianças menores de cinco anos (sensibilidade 75%; especificidade 70%). A frequência respiratória deve ser avaliada com a criança afebril, tranquila, contada durante um minuto, de preferência por duas vezes. Os valores de referência para considerar taquipneia são os seguintes: Idade

Other signs hás better specificity, but are less sensitive, such as crackles (sensitivity 50%, specificity 80%) and runs (sensitivity 25%, specificity 83%). The reduction in breath sounds is located one of the most common findings on auscultation. Strongly suggests viral wheezing or asthma. When there is lung consolidation, there is dullness to chest percussion, and bronchial bronchophony sound auscultation. And in the pleural effusion, dullness with decreased breath sounds too. It was demonstrated that the absence of signs of respiratory effort of tachypnea, crackles and the reduction of respiratory sounds exclude the presence of pneumonia.

Diagnosis Several laboratory and immunological methods can be used especially for monitoring the evolution of pneumonia cases. Among them, the white blood count, blood culture, serology, antigen detection, molecular diagnostics, although the gold standard for diagnosis is the chest x-ray.

Frequência respiratória

menores de 2 meses

FR maior ou igual do que 60 IPM

2-11 meses

FR maior ou igual a 50IPM

12 meses a 5 anos de idade

FR maior ou igual a 40 IPM

maiores de 5 anos de idade

FR maior ou igual a 30 IPM

FR: Frequência respiratória IPM: Incursões por minuto

56 Outros sinais apresentam melhor especificidade, mas são pouco sensíveis, como crepitações (sensibilidade 50%, especificidade 80%) e tiragens (sensibilidade 25%, especificidade 83%). A redução do murmúrio vesicular localizada é um dos achados mais frequentes à ausculta. Si9 OM


OM SAÚDE PÚBLICA PUBLIC HEALTH

bilância sugere fortemente etiologia viral ou asma. Quando há consolidação pulmonar, observa-se macicez à percussão do tórax, som bronquial e broncofonia à ausculta. E, no derrame pleural, macicez com murmúrio vesicular muito diminuído. Foi demonstrado que a ausência de sinais de esforço respiratório, de taquipneia, de crepitações e de diminuição dos sons respiratórios exclui a presença de pneumonia.

Diagnóstico Vários métodos laboratoriais e imunológicos podem ser utilizados especialmente para o acompanhamento da evolução dos casos de pneumonia. Entre eles, o leucograma, hemocultura, sorologia, detecção de antígenos, diagnóstico molecular, embora o padrão ouro para diagnóstico seja o raio x de tórax.

Tratamento

Trearment Most children with pneumonia can be treated as outpatients, with careful monitoring in 24 to 48 h. The main indications for hospitalization are: 1) the age of 6 months (certainly less than 2 months); 2) extensive pneumonia, pneumatoceles, pneumothorax, pleural effusion, abscess; 3) comorbidities: Heart disease, cystic fibrosis, bronchopulmonary dysplasia, immunodeficiency, severe malnutrition; 4) seriously impaired social situation; 5) presence at the physical examination, respiratory effort or other important warning signs; 6) failure of outpatient treatment.

Antimicrobial treatment Age

A maioria das crianças com pneumonia pode ser tratada ambulatorialmente, com acompanhamento criterioso em 24 a 48h. As principais indicações de internação são: 1) idade inferior a 6 meses (certamente inferior a 2 meses); 2) pneumonia extensa, pneumatoceles, pneumotórax, derrame pleural, abscesso; 3) condições associadas: cardiopatia, mucoviscidose, displasia broncopulmonar, imunodeficiência, desnutrição grave; 4) situação social seriamente comprometida; 5) presença, ao exame clínico, de esforço respiratório importante ou outros sinais de alerta; 6) falha no tratamento ambulatorial. OM 10

under 2 months

Treatment hospital treatment with penicillin or ampicillin + gentamicin

3 weeks to 3 months, with an insidious outpatient treatment with macrolide disease and mild 4 months to 4 years without drawning or danger signals

outpatient treatment with amoxicillin

4 months to 4 years, with a circulation or signs of severity

hospital treatment with penicillin or ampicillin, ceftriaxone + oxacillin

over 5 years with chronic disease and mild

outpatient treatment with macrolide

over 5 years with acute disease and mild

outpatient treatment with amoxicillin

Adapted from Stein and Marostica, 2006.


SAÚDE PÚBLICA PUBLIC HEALTH OM Tratamento antimicrobiano Idade

Tratamento

menores de 2 meses

tratamento hospitalar com penicilina ou ampicilina+ gentamicina

3 semanas a 3 meses, com doença insidiosa e sem gravidade

tratamento ambulatorial com macrolídeo

4 meses a 4 anos, sem tiragem ou sinais de gravidade

tratamento ambulatorial com amoxicilina

4 meses a 4 anos, com tiragem ou sinais de gravidade

tratamento hospitalar com penicilina ou ampicilina, ceftriaxona+ oxacilina

maiores de 5 anos, com doença arrastada e sem gravidade

tratamento ambulatorial com macrolídeo

maiores de 5 anos, com doença aguda tratamento ambulatorial com e sem gravidade amoxicilina Adaptado de Stein e Marostica, 2006.

Medidas gerais 33 35 A prescrição nesses casos deve ser composta por orientações: 1) oferecer líquidos com frequência, especialmente o leite materno, se for o caso; 2) respeitar a aceitação da dieta; oferecer alimentos saudáveis e de fácil digestão; 3) ministrar antitérmicos, quando necessário, com intervalo mínimo de 6/6 h; 4) fazer limpeza nasal com cloreto de sódio 0,9% (1 ml em cada narina).

General measures The prescription in such cases must include guidelines: 1) providing fluids frequently, especially breast milk, if any; 2) comply with the acceptance of the diet; provide healthy and easily digestible; 3) administer antipyretics, when necessary, with a minimum interval of 6 / 6h; 4) make nasal cleansing with 0,9% sodium chloride (1 ml in each nostril). JULIANA SILVA MOREIRA žEspecialista em Atenção Básica em Saúde da Família pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Brasil. Especialista em MBA em Gestão de Pessoas e de Saúde pelo Centro Universitário Una, Brasil. Graduada em Medicina pela Universidade de Montes Claros (UNIMONTES), Brasil. žSpecialist in Primary Health Care Family by Federal University of Minas Gerais (UFMG), Brazil. Specialist MBA in Personnel Management and Health by University Center Una, Brazil. Graduated in Medicine from the University of Montes Claros (UNIMONTES), Brazil.


OM BIOLOGIA BIOLOGY

Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), outras superbactérias são tão ou mais prevalentes que a KPC no Brasil According to the National Agency for Sanitary Surveillance (ANVISA), other super-bacterias are more prevalent then the KPC in Brazil. cultura de bactéria Klebsiella pneumoniae em uma placa de Petri (Larry Mulvehill/Latinstock) foi registrada pela primeira vez em 2001, nos Estados Unidos. Desde 2003, soldados americanos que sobreviveram a graves ferimentos no Iraque, tiveram que enfrentar um inimigo ainda mais mortal quando retornaram aos Estados Unidos. Debilitados por cirurgias e entupidos de antibióticos, se tornaram presas fáceis para bactérias que atacam justamente pessoas com problemas graves de saúde. No caso americano, a responsável foi a Acinetobacter baumannii, que contaminou 700 soldados entre 2003 e 2007. Agora é a vez do Brasil enfrentar um surto de KPC, superbactéria que matou 1 pessoa no Paraná e 18 no Distrito Federal, além de infectar outras 22 em mais quatro Estados brasileiros. Ambas as bactérias, é bom frisar, são do tipo oportunistas, que atacam geralmente pessoas com um quadro de saúde debilitado, agravado por alguma doença. As vítimas preferidas são pessoas gravemente feridas, ou que estão internadas em UTIs, submetidas a vários procedimentos

A

OM 12

he culture of the bacteria Klebsiella pneumoniae in a petri dish (Larry Mulvehill / Latinstock) was first recorded in the United States back in 2001. Since 2003, American soldiers who survived serious wounds in Iraq, had to face an enemy even more deadly when they returned to the United States. Weakened by surgery and antibiotics clogged, became easy prey for bacteria that attack people with serious health problems. In the American case, was responsible the Acinetobacter baumannii, which has infected 700 soldiers between 2003 and 2007. Now is the time for Brazil to tackle an outbreak of KPC, a super-bacteria that killed1 person in Parana, 18 people in the Federal District and infecting 22 others in four Brazilian states. Both bacteria, it bears emphasis, are of opportunists kind, who usually attack people with a weakened health framework, augmented by some disease. The preferred victims are seriously injured or who are admitted to ICUs, subjected to various procedures of invasive nature. The people who died in Brazil fit into this profile. Who is healthy runs no significant risks and can even monitor and visit patients infected with these bacteria.

T


BIOLOGIA BIOLOGY OM KPC is an abbreviation of Klebsiella pneumoniae carbapenemase producer. The KPC has earned its name because the Klebsiella, a bacterium common before, started to produce an enzyme (carbapenemase) capable of nullifying medicines like penicillin, cephalosporins and carbapenems. This is because all the bacteria have a mobile genetic structure, called plasmids that can transfer from one bacterium to another. After receiving the genetic code, a harmless bacterium Klebsiella went before to resist drugs, no matter how powerful they were. It is as if the same computer virus might infect Macs and PCs.

History

de caráter invasivo. As pessoas que morreram no Brasil enquadram-se neste perfil. Quem está saudável não corre riscos significativos e pode até acompanhar e visitar pacientes infectados por essas bactérias. A KPC é a abreviatura de Klebsiella pneumoniae, produtora de carbapenemase. A KPC ganhou este nome porque a Klebsiella, uma bactéria antes comum, passou a produzir uma enzima (carbapenemase) capaz de anular medicamentos como penicilina, cefalosporinas e as carbapenemas. Isso acontece porque toda bactéria possui uma estrutura genética móvel, chamada plasmídeo, capaz de se transferir de uma bactéria para outra. Depois de receber esse código genético, a antes inofensiva bactéria Klebsiella passou a resistir aos remédios, por mais poderosos que fossem. É como se o mesmo vírus de computador pudesse infectar Macs e Pcs.

While this year is making more victims in Brazil, we can say that KPC is an old acquaintance. Was described at first isolated in a hospital in North Carolina, USA in 2001. The first outbreak occurred in August 2003 in New York. In total, 47% of patients infected with it died. From New York, the bacterium was found in seven other U.S. states and in a short time it was already circulating in Israel, China and France. In 2005 we had the first recorded case in Brazil. At this point, the gene can confer resistance to the bacteria transferring to other bacteria that was harmless before, such as Pseudomonas, Enterobacter and Escherichia coli. These bacteria are equally or more prevalent in Brazil and in the world that KPC. And they kill more, too. That is, the KPC is not unusual in Brazil or elsewhere.

Histórico Embora este ano esteja fazendo mais vítimas no Brasil, a KPC, pode-se dizer, é uma velha conhecida. Foi descrita e isolada pela primeira vez em um hospital da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, em 2001. O primeiro surto aconteceu em agosto de 2003, em Nova Iorque. No total, 47% dos pacientes infectados por ela morreram. De Nova Iorque, a bactéria foi encontrada em outros sete Estados americanos e, em pouco tempo, já estava circulando por Israel, China e França. Em 2005 foi registrado o primeiro caso no Brasil. A esta altura, o gene capaz de dar resistência à bactéria já havia sido transmitido para outras bactérias antes inofensivas, como as pseudomonas, a Enterobacter e a Escherichia coli. Estes tipos de bactérias são tão ou mais prevalentes no Brasil e no mundo que a própria KPC. E matam mais, também. Ou seja, a KPC não é algo incomum no Brasil nem no resto do mundo. 13 OM


OM BIOLOGIA BIOLOGY Precautions

Precauções As superbactérias serão atacadas no Brasil principalmente em duas frentes. A primeira é tentar diminuir a comercialização indiscriminada de antibióticos. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) vai estabelecer uma nova norma obrigando as farmácias a reterem uma cópia da receita médica quando vender antibióticos. As embalagens dos remédios também vão mudar. “A venda sem prescrição representa mais um elemento que pode agravar o aparecimento de microrganismos resistentes aos antibióticos”, afirma Dirceu Barbano, diretor da ANVISA. A segunda é tentar acabar com a disseminação dentro dos hospitais, principais focos das infecções. Os hospitais serão obrigados a colocar álcool em gel em salas onde há pacientes e em cada quarto. Depois de publicada a norma, os estabelecimentos terão 60 dias para se adaptar. Mais difícil é fazer cumprir a norma que obriga Estados e Municípios a notificarem todos os casos de microrganismos multirresistentes, não só a KPC. “Se não notificar, não tem remédio”.

The super-bacterias are attacked in Brazil mainly on two fronts. The first is to try to reduce the indiscriminate sale of antibiotics. The National Agency for Sanitary Surveillance (ANVISA) will establish a new rule requiring pharmacies to retain a copy of the prescription when selling antibiotics. The packaging of drugs will also change. “The over the counter medicines represent another element that can increase the emergence of microorganisms resistant to antibiotics,” said Dirceu Barbano, director of ANVISA. The second is trying to stop the spread within hospitals, major outbreaks of infection. Hospitals will be required to put alcohol gel in rooms where there are patients in each room. Following the publication of the rule, establishments have 60 days to adapt. More difficult is enforcing the regulation that requires states and counties to notify all cases of multidrug-resistant microorganisms, not only the KPC. “If not notified, no medicine.”

Fonte: Jones Rossi, Luciana Marques e Natalia Cuminale diz Barbano.

Source: Jones Rossi, Luciana Marques e Natalia Cuminale diz Barbano.

C E N T R O

D E

D A N Ç A

DANÇA DE SALÃO DANÇA DO VENTRE BALLET E JAZZ ADULTO TURMAS ESPECÍFICAS

Andrea e Esio “Há 20 anos trabalhando com dança. Especializações no Rio de Janeiro, Argentina e Europa.”

TANGO - FORRÓ - ZOUK E SALSA Aulas - workshops - apresentações - coreografias para noivos e debutantes

62 3259 0203 / 9132 5436 - www.andreapalmerton.com.br RUA C-258, Nº 198 - ST. NOVA SUIÇA - GOIÂNIA - GO


OM

15 OM


OM CARDIOLOGIA CARDIOLOGY

Schwannoma maligno metastatizando para o coração Malignant schwannoma metastasized to the heart Antônio da Silva Menezes Júnior s schwannomas malignos são tumores raros, originários de nervos espinhais, cranianos ou periféricos, cuja incidência é de 0,001 % na população geral e de 4,6 % em pacientes portadores de doença de Von Renckinghausen. Têm incidência preferencial entre a 2ª e a 5ª décadas da vida e leve inclinação pelo sexo feminino. Apenas um caso de literatura (Croft, 1964) foi escuto como schwannoma maligno metastatizando para o coração, sem outra evidência de comprometimento sistêmico. Neste relato de caso, além de metástase para o coração, houve envolvimento cutâneo pelo tumor, confirmado pelo isolamento da proteína S-100, denotando a importância do diagnóstico diferencial por tumores desta raridade. Paciente masculino, 34 anos, com tumor cardíaco secundário e comprometimento cutâneo associado. Ele foi submetido a exames de rotina, incluindo ecocardiograma e tomografia computadorizada de tórax. Foi realizada cirurgia sob circulação extracorpórea para ressecção da massa tumoral. Diagnóstico definitivo pelo anatomopatológico e estudo imunobistoquímico (proteína S-100) revelaram schwannoma maligno.

O

OM 16

he malignant schwannomas (also known as an acoustic neuroma) are rare tumors originating in the spinal nerves, cranial or peripheral, the incidence is 000.1% in the general population and 4.6% in patients with Von Renckinghausen’s disease. Their preferred incidence is between 2nd and 5th decades of life, and they slight angle for females. Only one case of literature (Croft, 1964) was listened about malignant schwannoma which was metastasized to the heart without other evidence of systemic involvement. In this case was reported not just the metastasis to the heart, but also a skin involvement by tumor, confirmed by isolation of S-100 protein, and demonstrating the importance of a differential diagnosis of this rare tumor. A male, 34 years patient with cardiac tumor and secondary coetaneous involvement associated, underwent to the routine examinations, including echo cardiogram and a chest CT scan. For this case, the surgery was performed under cardiopulmonary bypass for resection of the tumor mass. Definitive diagnosis by pathological examination and study immune bistoquímico (protein S-100) revealed malignant schwannoma.

T


CARDIOLOGIA CARDIOLOGY OM Relato clinic (clinical case) ?

Relato do caso Homem de 34 anos, branco, lavrador procedente de Cassilândia-MT, foi admitido, há dois anos, com quadro de dor em hemitórax direito, febre vespertina, escarros hemoptóicos. Há seis meses, relatava dispneia de esforço que evoluiu para ortopneia. Há dois meses, observou a presença de “caroços” no tórax, abdome e membros superiores. Referia, ainda, emagrecimento (12 kg em seis meses), astenia e fadiga. Era tabagista (20 cigarros por dia) há 10 anos. No exame físico, o paciente se mostrava em regular estado geral, descorado (++/4) e emagrecido. A ausculta dos pulmões revelava frêmito tóraco-vocal e murmúrio vesicular diminuídos em bases, principalmente à esquerda. A palpação do precórdio demonstrou presença de frêmito sisto-diastólico (+++/4). O ritmo cardíaco era irregular (4 a 5 extra-sístoles/min) em 3 tempos, e a ausculta mostrou sopro rude holossistólico e diastólico em foco mitral (++++/4). Na palpação abdominal, o fígado estava a 4 cm do rebordo costal direito. A pele apresentava formações sólidas, localizadas na hipoderme, com diâmetro variável (em média 5 cm), algumas aderidas a planos profundos, não dolorosos, não fistulizáveis e localizadas no tórax, membros superiores e abdome. A análise do sangue revelou proteína C reativa positiva (++++). VHS de 96 me proteínas séricas normais. A radiografia de tórax revelou aumento global da área cardíaca (++++/4) e alargamento do mediastino. O eletrocardiograma identificou ritmo sinusal, distúrbio da condução intra-atrial e extra-sístoles ventriculares. O estudo ecocardiográfico (bidimensional com Doppler) demonstrou a presença de grande massa intracavitária compatível com mixona de átrio esquerdo, móvel, pedunculada, que se projetava quase que totalmente dentro do ventrículo esquerdo durante a diástole. Havia, ainda, uma massa de consistência cística, medindo aproximadamente 11,3 x 11, 2 cm em mediastino posterior. A tomografia computadorizada do tórax evidenciou a presença de grande massa mediastinal para-cardíaco-esquerda com densidade de partes moles, contornos internos irregulares apresentando cavitações com conteúdo líquido. Foram visibilizadas falhas de enchimento no átrio e ventrículo esquerdo, por presença de lesões vegetantes e nódulos subcutâneos que captam contraste. O estudo angiográfico demonstrou tumor intracardíaco de átrio esquerdo volumoso, projetando-se para ventrículo esquerdo. Esta tumoração era pedunculada,

Another white farmer male, aged 34-year, coming from Cassilandia, MT, was admitted with pain in the right hemi thorax two years ago. He also related that used to have fever on the afternoons, and then, hemoptysis (this disease usually indicates a severe infection of the bronchi or lungs). Six months ago he reported dispend on exertion that progressed to orthopnea. (it is a respiratory ailment in which the sufferer can breathe only when standing upright). Four months later, he noted the presence of “lumps” in the chest, abdomen and upper limbs. Also, about him, there is report about a strong weight loss (12 kg in six months), weakness and fatigue. He was a smokers (20 cigarettes per day) for 10 (ten) years. Physical examination showed the patient was in good general condition, pale (++/4) and emaciated. Auscultation of the lungs was revealed on the thoracic and lumbar parts of the spinal column, also a vocal tremor and decreased breath sounds at bases, especially on the left. Palpation of the pericardium showed the presence of thrill-diastolic sistto (+++/4). The heart rate was irregular (4 to 5 extra-systoles/min) on 3 times and auscultation revealed harsh murmur and diastolic murmur in the mistral (++++/4). The abdominal palpation of the liver was 4 cm below the right costal margin. The skin had solid formations, located in the hypodermis, with variable diameter (average 5cm), some adhered to deep planes, but not painful, and not fistulae. It was located in the thorax and upper abdomen. Blood analysis revealed C-reactive protein positive (++++). VHS 96-I, (the serum protein levels). X-ray showed global enlargement of the heart (++++/4) and enlargement of the mediastinum. The electrocardiogram identified sinus rhythm disturbance of intra-atria and ventricular extra systoles. The echocardiogram (doppler echocardiography) demonstrated the presence of intracavitary (the center of a necrotic lesion) masses compatible with mixing left atrium, mobile, and it was supported on a peduncle, which moved almost entirely into the left ventricle during diastole. There was still a mass of cystic consistency, measuring approximately 11.3 x 11, and 2 cm in the posterior mediastinum (“Middle” section of the chest cavity). A computed tomography showed the presence of large mass-to-heart with the left soft parts presenting irregular internal cavities with liquid content. There were seen filling defects in the atrium and left ventricle, which the presence of vegetative lesions and subcutaneous nodules that capture contrast. Angiography detected intracranial tumor in the left atrium bulky, protruding into the left ventricle. This tumor was smooth, pliable and boss elated. The controllability of the left ventricle was preserved. The coronary arteries showed no obstructions. A biopsy of subcutaneous nodule showed spindle cell neoplasm and immune chemical studies (technical immune peroxide/biotin- peroxides) revealed cells expressing intensely S-100 protein and it was negative for muscle specific actinium (HHF-35). When the diagnosis of intra cardiac tumor and cardiac-surgical was detected, a treatment was indicated. Then, it was executed a longitudinal thoracotomy (or an incision into the pleural space of the chest) and median sternotomy (a type of incision in the center of the chest, that separates the sternum) (chestbone) to allow access to the heart. Also, it was opened the pericardial sac that had a voluminous hemorrhagic stroke. It was held open atrium with removal of intra17 OM


OM CARDIOLOGIA CARDIOLOGY sendo sua superfície lisa, friável e bocelada. A contrabilidade do ventrículo esquerdo era preservada. As artérias coronárias não apresentavam obstruções. A biópsia de nódulo subcutâneo revelou neoplasia fuso celular, e os estudos imunohistoquímicos (técnica de imunoperoxidade/sistema avidina-biotina-peroxidade) revelaram células expressando intensamente proteína S-100 e foram negativos para actina específica do músculo (HHF-35). Com o diagnóstico de tumor intra-cardíaco e para-cardíaco, foi indicado tratamento cirúrgico. Realizada toracotomia longitudinal e esternotomia mediana e abertura do saco pericárdico que apresentava volumoso derrame hemorrágico. Foi realizada abertura de átrio esquerdo com retirada de massa intra-cardíaca, penduculada, friável e amarelo-acinzentada. Havia presença de extensa massa para-cardíaca, ocupando mediastino posterior, com limites imprecisos, coloração amarelo-acinzentada, friável, invadindo pulmão e diagrama esquerdo. A ressecção da massa tumoral foi parcial. Realizada pneumectomia à esquerda. O paciente evoluiu com ritmo de fibrilação ventricular, síndrome de baixo débito e óbito na primeira hora do pós-operatório imediato. O exame anatomopatológico revelou schwannoma maligno bem diferenciado da parede torácica, com arranjo compacto de células fusiformes e abundantes figuras de mitose. Foram observadas, ainda, células fusiformes em meio a estroma frouxo, com área central contendo pequenos vasos de paredes hialinizadas e células inflamatórias mononucleares.

Discussão Os schwannomas, também chamados de neurilenomas ou neurofibrossarcomas, são tumores dos nervos que podem acometer exclusivamente a membrana de Schwann ou todos os elementos que compõem uma fibra nervosa amedulada. Têm como sítio de origem nervos espinhais, cranianos e periféricos. A etiologia dos schwannomas continua uma incógnita. Sendo tumores raros, o conhecimento destes tipos de neoplasias é adquirido à custa de comunicações isoladas e esporádicas de casos na literatura, fruto de observações cirúrgicas ou de necrópsia. A neoplasia é frequentemente associada com a doença de Von Recklinghausen (neurofibromatose) e entre 2 a 29% dos pacientes com esta enfermidade podem desenvolver schwannoma maligno. Segundo Ducatwan e Scheithauer, em revisão de 120 casos da Mayo Clinic, a incidência é de 0,001% na população geral e de 4,6 % em pacientes portadores de doença Von Recklinghausen. Eles concordam com os Critérios de Stout, D’Agostinho e col. Para o diagnóstico de tumores de nervo periférico, isto é, tumor originário de um nervo identificável, presença de neurofibroma contíguo e associação com doença de Von Recklinghausen. Experimentalmente, estes tumores podem ser induzidos em animais de laboratório por injeções transplacentárias de etilnitroureia ou de metilcollantreno. É enfermidade típica de vida adulta, ocorrendo entre 20 e 50 anos. A incidência inclina levemente para o sexo feminino. Como outros sarcomas, estas lesões se apresentam como massas que aumentam de tamanho e que, habitualmente, são observadas alguns meses antes dos diagnósticos. A dor é variável, mas parece ser mais prevalente em paciente com doença de Von Recklinghausen. OM 18

cardiac mass, friable and yellow-gray. There were signs of extensive mass-heart occupying the posterior mediastinum, with defined borders, yellow-gray, friable, and invading lung diagram left. The resection of the tumor mass was partial. It was, also held left pneumonectomy (that means a surgical procedure in which a lung is removed). The patient developed ventricular fibrillation, low output syndrome and death in the first hours post-operatively. The pathological examination revealed well-differentiated malignant schwannoma of the chest wall, with a compact arrangement of spindle cells and abundant mitotic figures. There is observed, also, spindle cells in the stoma loose, with a central area containing small vessels and hyalines walls and mononuclear inflammatory cells.

Discussão (questioning) ? The Schwannomas, also called neural enemas or neurofibrosarcoma are tumors of the nerves that can affect only the membrane of Schwan or all components of a nerve fiber medulla nerve fiber. It is a primary site of spinal nerves, cranial and peripheral. The etiology of schwnnomas remains uncertain for being rare tumors. So, the knowledge of these types of cancers is acquired by the expense of isolated and sporadic cases in the literature as a result of observations surgical or autopsy. The cancer is often associated with Von Recklinghausen disease (neurofibromatosis) and from 2 to 29% of patients with this disease may develop malignant schwannoma. According to Ducatwan and Scheithauer, in a review of 120 cases from the Mayo Clinic, the incidence is 0.001% in the general population and 4.6% in patients with Von Recklinghausen’s disease. They agree with the criteria of Stout and D’Augustine. For the diagnosis of tumors of peripheral nerve, i.e., or the tumor originating in a nerve, it is identifiable the presence of neurofibromatosis contiguous and there is an association with Von Recklinghausen’s disease. Experimentally, these tumors can be induced in laboratory animals by injection transplant cent arias of etilnitrouréia or metilcollantreno. This is a typical disease of adult life, occurring between 20 and 50 years. The focus leans slightly to the female. Like other sarcomas, these lesions appear as masses that increase in size and usually observed a few months before the diagnosis. The pain is variable but seems to be more prevalent in patients with Von Recklinghausen’s disease.


CARDIOLOGIA CARDIOLOGY OM

Macroscopicamente, é grande, com um diâmetro médio de 5 cm e tem uma superfície carnosa branco-pardusca, com áreas de necrose secundária e hemorragia. Os achados microscópicos mostram células poligonais. É necessário, para os diagnósticos, estabelecer sua origem num nervo periférico, a presença de células fusiformes com disposição em paliçada, arranjos verticilares em torno de vasos sanguíneos e áreas de necrose em mapa geográfico. A presença de proteína S-100 pode proporcionar um elemento diagnóstico adicional. Costuma ser positiva em 60% (50 a 70%) dos casos. O exame de tecidos moles e vísceras fora do sistema nervoso central utilizou a técnica de Sternberger (peroxidase-antiperoxidase), e um antisoro revelou S-100 somente em células de Schwann. A proteína S-100 também foi encontrada em neuroblastomas de células granulares de várias localizações, suportando a prevalente impressão de que estes tumores são neoplasmas das células de Schwann. O diagnóstico preferencial inclui fibrossorcoma, leiomiossarcoma, lipossarcoma, histioctoma maligno fibroso, melanoma maligno e carcinoma anaplástico. Os tumores cardíacos metásticos são 10 a 40 vezes mais comuns que os primários, e a invasão carcinomatosa é mais comum que a sarcomatosa. Foram descritas metástases, no coração, de quase todos os tipos de tumores malignos de qualquer órgão, com exceção dos tumores primários para o sistema nervoso central. As neoplasias que, com mais frequência em termos absolutos, dão metástases cardíacas são as neoplasias de pulmão e mama, seguidas pela leucemia e o linfoma. Segundo a incidência de McAllister e Fenoglio, o número de casos de sarcoma neurogênico primário como tumor do coração está em 4 casos, ocupando menos de 1% do total dos tumores. Foi descrito, ainda, por Crofts e Forbes, em 1964, um caso de schwannoma maligno metastatizando para o coração, de origem pulmonar, mas sem outro comprometimento sistêmico. Em conclusão, embora muito raros, os tumores cardíacos secundários devem ser lembrados como diagnóstico diferencial, quando pertinente.

Macroscopically observed, it is large, with an average diameter of 5 cm and has a surface Paducah fleshy white, with areas of necrosis and hemorrhage secondary. The microscopic findings show polygonal cells. It is necessary for the diagnosis; establish their origin in the peripheral nerve, also the presence of spindle cells with palliating arrangement, whorled arrangement around blood vessels and necrotic areas on geographical map. The presence of protein S-100 can provide an additional diagnostic element. It is usually positive in 60% (50 to 70%) of cases. The examination of tissues and organs outside the central nervous system using the technique of Sternberg (peroxidase-antiperoxidase) and an antiserum revealed S-100 only in Schwann cells. The S-100 protein was also found in neuron blastulae cell granular various locations, supporting the prevailing impression that these tumors are tumors of Shawn cells. The diagnosis includes preferential fibrous sarcoma, leiomyo sarcoma, lipo sarcoma, malignant fibrous histioctoma, malignant melanoma and anaplastic carcinoma. Anaplastic carcinoma of the thyroid (ATC) is the most aggressive thyroid gland malignancy. Metastasis cardiac tumors are 10 to 40 times more common than primary and carcinomatous (an invasive malignant tumor derived from epithelial tissue that tends to metastasize to other areas of the body) is more common than sarcomatous (a malignant tumor arising from connective tissues) Metastases were described in the heart of almost all types of malignancy of any organ, with the exception of the primary tumors for the system central nervous system. The neoplasm, most often in absolute terms, they are the heart metastasis of lung cancer and breast cancer, followed by leukemia and lymphoma. According to the incidence of McAllister and Fenoglio, the number of cases of neurogenic sarcoma and primary tumor of the heart is in 4 cases, occupying less than 1% of all tumors. It was described also by Crofts and Forbes, in 1964, a case of malignant schwannoma metastasized to the heart of pulmonary origin, but no other systemic involvement. In conclusion, although very rare, secondary cardiac tumors should be remembered as a differential diagnosis when appropriate. Antonio da Silva Menezes Júnior is PhD in Cardiology by USP. PhD in Education from PUC-GO. Specialist in Clinical Cardiology and Clinical Electrophysiology and Pacemaker Institute Dante Pazzanese of Cardiology, Adib Jatene Foundation, São Paulo. He is also Specialist in Internal Medicine by UFGO and Teaching Specialist University by PUC-GO. He is graduated in Medicine UFGO. Antônio da Silva Menezes Júnior žDoutor em Cardiologia pela USP. Doutorando em Educação pela PUC-GO. Especialista em Cardiologia Clínica e em Eletrofisiologia Clínica e Marcapasso pelo Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia, da Fundação Adib Jatene, em São Paulo. Especialista em Clínica Médica pela UFGO. Especialista em Docência Universitária pela PUC-GO. Graduado em Medicina pela UFGO.

19 OM


OM CLÍNICA MEDICA MEDICAL CLINIC

Em prol da ética e da moral For the sake of ethics and morals ANTONIO CARLOS LOPES formação acadêmica e universitária de alto nível faz com que o profissional da saúde tenha condições de opinar sobre a qualidade do ensino médico e da assistência médica prestada aos cidadãos, independentemente da especialidade à qual se dedica. Isso é tão verdade que, não raro, vemos na academia pessoas de uma determinada especialidade médica examinando pacientes afetos a outras especialidades. Nesse contexto, enquanto mentor científico de uma influente entidade médica, me encontro em condições de avaliar e criticar qualquer iniciativa no âmbito do associativismo. Além de Presidente da Sociedade Brasileira de Clínica Médica, sou professor titular de Clínica Médica e também de Medicina de Urgência da UNIFESP/EPM, uma das principais escolas médicas do país. Nesta universidade demonstrei minha visão empreendedora quando criei a Disciplina de Medicina de Urgência, atitude nobre que refletiu meu comprometimento com a formação dos profissionais da área. Esclareço que hoje, apesar de não ser meu objetivo atuar como emergencista e nem como intensivista, já trabalhei muito tempo na função e possuo todas as credenciais necessárias. Atualmente atendo casos de urgência com sucesso em minha clÍnica e também na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e enfermaria da Clínica Médica da UNIFESP/EPM, setor pelo qual sou responsável. Já atuei como chefe do Pronto-Socorro em Urgências

A

OM 20

he education and university top-level causes the health professional to be able to give opinion on the quality of medical education and medical care to citizens, regardless of which specialty is engaged. That is so true that sometimes we see people in the academia of a particular medical specialty examining patients affected by other specialties. In this context, as an influential mentor of scientific medical entity, I find myself in a position to evaluate and criticize any initiative within the association. In Addition to Chairman of the Brazilian Society of Internal Medicine, I am a professor of medicine and also of Emergency Medicine at UNIFESP/ EPM, a leading medical school in the country. At davis demonstrated my entrepreneurial vision when I created the Department of Emergency Medicine, noble attitude that reflected my commitment to the training of professionals. Clarify that today, although is not my goal to act in emergency rooms and intensive care or how, I have worked too long in the role and possess all the necessary credentials. Currently attend emergency cases successfully in my clinic and also in the Intensive Care Unit (ICU) and ward of the Medical Clinic of UNIFESP / EPM, which I am responsible for the sector. Already worked as head of the Emergency Care Clinics Hospital of Sao Paulo, and has been on duty for 11 years in the ICU of one of the main hospitals of this city, with specialist titles conferred by the Brazilian Association of Critical Care Medicine (AMIB).

T


CLÍNICA MEDICA MEDICAL CLINIC OM Clínicas do Hospital São Paulo, além de ter sido plantonista por 11 anos na UTI de um dos principais hospitais da capital paulista, com título de especialista conferido pela Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB). O que não sou, e nunca fui, é socorrista, termo erroneamente apontado por alguns como sinônimo de emergencista. Aliás, a conceituação do que seja este profissional ainda não foi devidamente esclarecida. Precisamos estar atentos ao fato de que não é apenas o médico generalista que atua na emergência. Cito como exemplo o obstetra que, diante de uma eclampsia ou de um descolamento prematuro da placenta, age como emergencista. Também o ginecologista diante de uma pelveperitonite, o ortopedista atendendo a um trauma ortopédico e o neurocirurgião frente a um trauma crânio-encefálico são emergencistas. No que tange ao título de especialista em urgência e emergência, a proposta de criação de uma nova especialidade não resolve o problema do atendimento de urgência no Brasil, que exige política de governo competente e não eleitoreira. Além disso, em um país no qual se verifica grande necessidade de profissionais competentes nessa área, fazer da Medicina de Emergência uma especialidade é uma medida meramente separatista e de risco para os médicos que exercem a profissão. O mercado exigirá profissionais que sejam titulados e a grande maioria certamente não terá o documento, estando exposta a aspectos éticos e jurídicos por não possuir o respaldo necessário. Quem pensa na Urgência e Emergência em um país como o Brasil, de dimensões continentais e com regiões de difícil acesso, não pode desconsiderar o cerne da questão, que é a boa formação profissional. O que precisamos é de médicos que atuem na urgência e emergência com competência e não apenas portadores de um papel. Essa visão abrangente só consegue ter aquele que possui sólida vivência profissional, acadêmica e associativa.

What I am not and never was, first responder is a term mistakenly regarded by some as synonymous with emergency rooms. Moreover, the conceptualization of what these professionals have not been properly clarified. We must be mindful of the fact that not only is the General Practitioner who works in the emergency. I give the example of the obstetrician, before a one eclampsia or placental abruption, acting as emergency doctor. Also, a gynecologist before pelveperitonite, the orthopedic trauma attending an orthopedic and neurosurgeons in the face of a traumatic brain injury are emergencies. Regarding the title of specialist in emergency rooms, the proposed creation of a new specialty does not solve the problem of emergency care in Brazil, which requires competent government policy, not electioneering. Moreover, in a country where there is great need for competent professionals in this area, making a specialty of Emergency Medicine is merely a measure of risk for separatist and doctors in the profession. The market will require professionals who are graduated and most certainly nobody will not have the certificate, being exposed to ethical and legal aspects for not possessing the necessary support. Who thinks of Urgent and Emergency in a country like Brazil, with continental dimensions and areas of difficult access, can not ignore the real issue, which is good training. What we need is doctors who work in emergency care with skill and not just carry a role. This broad view can only have one that has solid professional experience, and academic associations. What the professionals held in the past ensures their success in this and gives them the knowledge to predict the future. Therefore, I speak of Emergency Medicine and Emergency properly. Being able to intubate the patient is not enough. It is important to good offer academic and scientific associations, in addition to the ethical commitment to the community and the medical profession. Today, the medical force that acts in emergencies to take the title of specialist in Emergency Medicine would be an attitude of risk for those skilled professionals working in the area and which, by their activity, eliminate completely the certificate of specialist.

21 OM


OM CLÍNICA MEDICA MEDICAL CLINIC ANTONIO CARLOS LOPES

O que o profissional realizou no passado garante seu sucesso no presente e lhe dá conhecimento para prever o futuro. Por isso, falo de Medicina de Urgência e Emergência com propriedade. Estar habilitado para entubar o paciente não basta. É importante a boa proposta acadêmica, científica e associativa, além do compromisso ético com a comunidade e com a classe médica. Hoje, forçar o médico que atua nas emergências a ter título de especialista em Medicina de Emergência seria uma atitude de risco para aqueles profissionais competentes que trabalham na área e que, pela sua atividade, dispensam completamente o certificado de especialista.

ž Presidente da Sociedade Brasileira de Clínica Médica (SBCM). Presidente da Associação Brasileira de Medicina de Urgência e Emergência (ABRAMURGEM). Livre Docente da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Brasil. Pós-doutor em Medicina pela Cornell University, USA. Doutor em Cardiologia pela UNIFESP. Residência Médica na UNIFESP. Graduado em Medicina pela UNIFESP. Editor da Revista da Sociedade Brasileira de Clínica Médica e do Jornal do Clínico. Escritor. Professor. žPresident of the Brazilian Society of Clinical Medicine (SBCM). President of the Association of Emergency Medicine and Emergency (ABRAMURGEM). Associate Professor, Federal University of São Paulo (UNIFESP), Brazil. PHd in Medicine by the Cornell University, USA. Doctor in Cardiology by UNIFESP. Residency in the UNIFESP. Graduated in Medicine, UNIFESP. Editor of the Journal of the Brazilian Society of Medicine and the Journal of Clinical. Writer. Professor.


ENDOCRINOLOGIA Endocrinology OM

Prática de exercício pode anular gene da obesidade, diz estudo. Study suggests that exercise may cancel the obesity gene. studo concluiu que, entre indivíduos ativos fisicamente, gene não tem efeito. A prática de exercícios pode anular os efeitos de uma mutação genética associada à obesidade, segundo um estudo da Universidade de Maryland publicado na revista especializada Archives of Internal Medicine. Recentemente foi demonstrada uma forte relação entre a alta massa corporal e variantes de um gene em particular, conhecido como FTO (o gene de massa de gordura e obesidade associadas). Aqueles que carregam duas cópias do FTO têm mais chances de se tornarem obesos, mas o estudo realizado com 704 pessoas da comunidade Amish, nos Estados Unidos, demonstrou que um estilo de vida ativo parece reduzir este risco. O grupo foi escolhido por ser considerado geneticamente “puro”, o que permite o rastreamento de seus antepassados por até 14 gerações, ou seja, até os primeiros colonizadores europeus que, no século 18, migraram para os Estados Unidos.

E

Mutações As mutações associadas à obesidade estão presentes em 30% das populações europeias. Apesar de a dieta e o estilo de vida também influenciarem no peso, não se sabe exatamente como elas interagem com os genes. Muitas variações genéticas já foram ligadas à obesidade, mas nenhuma é, por si só, responsável por isso. A variação mais comum, entretanto, é a do FTO. Estima-se que metade da população europeia carregue pelo menos uma cópia do gene.

tudy found that among physically active individuals, the gene has no effect. The practice of exercising can aoverride the effects of a genetic mutation associated with obesity, according to a study from the University of Maryland published in the journal Archives of Internal Medicine. It was recently demonstrated a strong relationship between high body mass and variants of a particular gene, known as FTO (the gene for fat mass and obesity associated). Those who carry two copies of FTO are more likely to become obese, but the study of 704 people in the Amish community in the United States showed that an active lifestyle seems to reduce this risk. The group was chosen because it is considered genetically “pure”, which allows tracking of their ancestors for up to 14 generations, ie until the first European settlers who, in the 18th century, migrated to the United States.

S

Mutations The mutations associated with obesity are present in 30% of european populations. Although diet and lifestyle also influence the weight is not known exactly how they interact with genes. Many genetic variations have been linked to obesity, but none is alone responsible for it. The most common variation, however, is that of FTO. It is estimated that half the European population carry at least one copy of the gene. 23 OM


OM ENDOCRINOLOGIA Endocrinology Não se sabe exatamente como ele influencia o ganho de peso, mas alguns cientistas sugerem que ele pode ter um papel no apetite da pessoa. Neste estudo, os movimentos dos voluntários foram medidos por meio de um “acelerômetro” durante uma semana. Os cientistas concluíram que, apesar da esperada ligação entre a mutação do FTO e o alto índice de massa corporal ter sido encontrada entre os voluntários menos ativos fisicamente, a mutação não teve efeito entre os indivíduos que apresentavam altos níveis de atividades físicas, o equivalente a três ou quatro horas diárias de atividades moderadamente intensas. “Os nossos resultados sugerem fortemente que o aumento do risco de obesidade por conta de suscetibilidades genéticas pode ser anulado por meio de atividades físicas”, disse o médico Soren Snitker, que liderou a pesquisa. “Alguns desses genes, que parecem causar obesidade no nosso ambiente moderno, podem não ter tido esse efeito alguns séculos atrás, quando a vida da maioria das pessoas era semelhante à dos atuais fazendeiros da comunidade Amish.”.

No one knows exactly how it influences weight gain, but some scientists suggest that it may have a role in appetite of the person. In this study, the movements of the volunteers were measured by means of an “accelerometer” for a week. The scientists concluded that despite the expected link between the FTO mutation and high body mass index was found among the less active volunteers, the mutation had no effect among individuals who had high levels of physical activity, equivalent to three or four hours of moderately intensive activity. “Our results strongly suggest that the increased risk of obesity due to genetic susceptibility can be reversed by means of physical activities”, said Dr. Soren Snitker, who led the research. “Some of these genes, which seem to cause obesity in our modern environment may not have had that effect a few centuries ago when the lifes of most people was similar to the current landowners in the Amish community”.

Fonte: BBC.

Source: BBC.

O Procura é um centro de Pesquisas onde são conduzidos Estudos Clínicos para pacientes portadores de cancêr, tanto para os que irão iniciar tratamento, como para os que já receberam Com de investimentos em onde capacitação, O Procura étratamento. um centro Pesquisas são tecnologia e infra-estrutura o Procura tem como conduzidos Estudos Clínicos para pacientes objetivo ser referência em Pesquisa Clínica no Centro portadores de Oeste, cancêr, tanto também para osdeque iniciar dispondo umairão unidade de Pesquisa para Básica, os que transformará os problemas tratamento, como que já receberam presentes no leito em soluções clínicas.

tratamento. Com investimentos em capacitação, tecnologia e infra-estrutura tem como O procura Centro o de Procura Pesquisas participa de mais de 40 estudos previamente aprovados no exterior objetivo ser referência em Pesquisa Clínica no Centroe no Brasil escolhidos por nosso corpo clínico, pelas Oeste, dispondo também dede que uma unidade dea evidências indicativas o paciente poderá vir ter chance real benefícios. Pesquisa Básica, transformará problemas Oque Procura édeum centro de os Pesquisas onde são conduzidos Estudos clínicas. Clínicos para pacientes presentes no leito em soluções

O Procura é dirigido pelo Dr. Jendiroba, com formação em Pesquisa Clínica, Básica e Translacional no MD Anderson Cancer Center da Universidade do Texas, onde estudou por 10 anos, e realizou também Doutorado Pós-Doutorados. O eProcura é dirigido pelo Dr.

Jendiroba, com formação em Pesquisa Clínica, Básica e Translacional no MD Anderson Cancer Center da Universidade do Texas, onde estudou por 10 anos, e realizou também Doutorado e Pós-Doutorados.

O Procura é dirigido pelo Dr. Jendiroba, com formação em Pesquisa Clínica, Básica e Translacional portadores de cancêr, tanto para os que irão iniciar no MD Anderson Cancer Center da Universidade do Diretor responsável: David Jendiroba CRM/GOpor 5814 tratamento, como para os que Técnico já receberam Texas, onde estudou 10 anos, e realizou também O procura Centro de Pesquisas participa de mais Doutorado e Pós-Doutorados. tratamento. Com investimentos em capacitação, tecnologia e infra-estrutura o Procura tem como de 40 estudos previamente aprovados no exterior e objetivo ser referência em Pesquisa Clínica no Centro no Brasil escolhidos por nosso corpo clínico, pelas Oeste, dispondo também de uma unidade de Pesquisa de Básica, transformarápoderá os problemas evidências indicativas queque o paciente vir a presentes no leito em soluções clínicas.

Rua 17, Qd. K 10, Lt.08, Setor Oeste, Goiânia - Goiás - Telefone: + 55 62 3212.1404 - CEP: 74140-050 ter chance real de benefícios.

O procura Centro de Pesquisas participa de mais de 40 estudos previamente aprovados no exterior e no Brasil escolhidos por nosso corpo clínico, pelas Diretor responsável: David Jendiroba CRM/GO 5814 evidências indicativas de que Técnico o paciente poderá vir a ter chance real de benefícios.

Diretor Técnico responsável: David-Jendiroba CRM/GO 5814+ 55 62 3212.1404 - CEP: 74140 7, Qd. K 10, Lt.08, Setor Oeste, Goiânia - Goiás Telefone:

Rua 17, Qd. K 10, Lt.08, Setor Oeste, Goiânia - Goiás - Telefone: + 55 62 3212.1404 - CEP: 74140-050


ENDOCRINOLOGIA Endocrinology OM

Insulina produzida em plantas pode ajudar a satisfazer a demanda de diabéticos. Insulin produced in plants can help meet the demand for diabetics. primeiro ensaio clínico mundial com a insulina humana produzida em plantas foi iniciado no Reino Unido. O objetivo é fornecer uma nova fonte de insulina para atender à demanda dos diabéticos que cresce rapidamente. Uma empresa de biotecnologia canadense, SemBioSys, desenvolveu uma variedade de açafroa, geneticamente modificada, que produz altas concentrações de insulina humana em suas sementes. Açafroa é uma planta espinhosa com grandes flores amarelas, que é uma fonte menor de óleos de sementes. Um grupo de 30 voluntários saudáveis está participando do ensaio inicial, que está sendo coordenado em Manchester pela Icon, uma empresa de pesquisa contratada. Este é um marco importante para a indústria nascente de “bio-fazendas”, cuja meta é produzir uma variedade de moléculas humanas úteis em espécies vegetais geneticamente modificadas. Apesar de vários desses produtos farmacêuticos estarem sendo desenvolvidos, nenhum atingiu o mercado ainda, e a insulina pode ser o primeiro, diz Andrew Baum, diretor executivo da SemBioSys. O propósito do ensaio é demonstrar que a insulina derivada da açafroa tem exatamente os mesmos efeitos nos níveis de açúcar no sangue que a insulina comercial, que é produzida principalmente por culturas de bactérias geneticamente modificadas em enormes fermentadores. A fonte animal tradicional de insulina foi praticamente eliminada. A Eli Lilly dos EUA e a Novo Nordisk da Dinamarca são as maiores fabricantes mundiais de insulina. A comprovação de bioequivalência será essencial para que as agências reguladoras, como a Agência Europeia de Remédios e o Departamento de Alimentos e Drogas dos EUA (FDA), aprovem a venda a insulina produzida por plantas. Após o ensaio no Reino Unido, cujos resultados estarão disponíveis em breve, haverá testes mais amplos com pacientes diabéticos. O produto poderá estar à venda dentro de quatro anos, diz Baum. A SemBioSys selecionou a açafroa como planta produtora porque precisava de uma espécie com sementes ricas em óleo, das quais a insulina pudesse facilmente ser extraída.

he world’s first clinical trial with human insulin produced in plants was started in the UK. The goal is to provide a new source of insulin to meet the demands of diabetes which is growing rapidly. A Canadian biotechnology company, SemBioSys has developed a variety of safflower, genetically modified, which produces high concentrations of human insulin in their seeds. Safflower is a thorny plant with large yellow flowers, which is a minor source of seed oil. A group of 30 healthy volunteers are participating in the initial test, which is being coordinated in Manchester by Icon, a contract research company. This is an important milestone for the emerging industry of “bio-farms”, whose goal is to produce a variety of human molecules useful in genetically modified plants. Although several of these pharmaceuticals are being developed, none has reached the market yet, and insulin may be the first, says Andrew Baum, chief executive of SemBioSys. The purpose of the test is to demonstrate that insulin derived from safflower has exactly the same effect on blood sugar levels as the commercialized insulin, which is mainly produced by cultures of genetically engineered bacteria in huge fermenters. The traditional source of animal insulin was virtually eliminated. The U.S. Eli Lilly and Novo Nordisk of Denmark is the world’s largest manufacturers of insulin. The proof of bioequivalence will be essential for regulatory agencies such as the European Medicines Agency and the Department of Food and Drug Administration (FDA) to approve the sale of insulin produced by plants. After the test in the UK, in which the results will be available soon, There will be larher trials with diabetics patients. The product may be on sale within four years, says Baum. The SemBioSys selected safflower plant as a producer, because they neede a species with seeds rich in oil, of which insulin could be easily extracted.

Fonte: Clive Cookson (Financial Times).

Source: Clive Cookson (Financial Times).

O

T

25 OM


OM ENDOCRINOLOGIA Endocrinology

Lichia é uma fruta que pode auxiliar na redução da gordura abdominal, diz estudo Lychee is a fruit that can help reduce abdominal fat, says study lichia é uma fruta pouco conhecida pelos brasileiros. O cultivo no Brasil iniciou-se há pouco tempo, sendo antes encontrada apenas como um produto importado da China, Tailândia, Índia e Estados Unidos. Ela possui uma casca grossa e avermelhada e um sabor adocicado. O seu conteúdo nutricional é excelente, possui poucas calorias, muita água e é rica em antioxidantes. Recente estudo demonstrou que a lichia é capaz de reduzir a gordura abdominal. Um estudo publicado no Journal of Functional Foods, mostra que o extrato de lichia pode reduzir a gordura abdominal em pessoas com síndrome metabólica. Os pesquisadores recrutaram 18 voluntários adultos, com idades entre 24-59, com circunferência abdominal superior a 85 cm. Os voluntários foram divididos aleatoriamente em dois grupos: um recebeu uma dose diária de 50 mg do extrato de lichia, enquanto o outro recebeu placebo. Após 10 semanas de estudo, além de melhorias na circunferência da cintura e da gordura abdominal, melhorias na resistência à insulina foram registradas naqueles que receberam extrato de lichia em comparação aos que receberam placebo. Acompanhando estas alterações observou-se, também, um aumento dos níveis sanguíneos de adiponectina, um hormônio que regula uma série de processos metabólicos e que parece melhorar os fatores de risco associados à obesidade. Este estudo, mesmo em um período curto de tempo, demonstrou diferenças significativas: aqueles que receberam o extrato de lichia perderam 15% de gordura abdominal, bem como cerca de 3 cm na circunferência da cintura, comparados aos que receberam placebo.

A

OM 26

he lychee fruit is not known by the Brazilians. The cultivation in Brazil began recently, but is found only as a product imported from China, Thailand, India and the United States. It has a thick skin and a red and sweet taste. The nutritional content is excellent, it has few calories, lots of water and is rich in antioxidants. A recent study demonstrated that the lychee is able to reduce abdominal fat. A study published in the Journal of Functional Foods, shows that the extract of lychee can reduce abdominal fat in people with metabolic syndrome. The researchers recruited 18 adult volunteers, aged 24-59, with a waist circumference greater than 85 cm. The volunteers were randomly divided into two groups: one received a daily dose of 50 mg of the extract of lychee, while the other received placebo. After 10 weeks of study, and improvements in waist circumference and abdominal fat, improved insulin resistance were recorded in those who received lychee extract compared to placebo. Accompanying these changes there was also an increase in blood levels of adiponectin, a hormone that regulates a variety of metabolic processes and that seems to improve the risk factors associated with obesity. This study, even in a short period of time showed significant differences: those who received the extract of lychee lost 15% of abdominal fat, and about 3 cm in waist circumference compared to placebo. The researchers concluded that “it is evident that the presence of natural antioxidants in the extract of lychee can offer a wide range of benefits in pharmaceutical preparations, foods and dietary supplements, as well as

T


ENDOCRINOLOGIA Endocrinology OM Os pesquisadores concluíram que “é evidente que a presença de antioxidantes naturais no extrato de lichia pode oferecer uma ampla gama de benefícios em preparações farmacêuticas, alimentos e suplementos dietéticos, bem como no desenvolvimento de bebidas funcionais. Incentivar o consumo da lichia é uma boa atitude em benefício da saúde”. A fruta pode ser consumida in natura (retirando a casca), em compotas, sucos, e em diversas receitas. Extratos de lichia também já são comercializados pelo mercado farmacêutico. Recomenda-se apenas moderação no consumo para aquelas pessoas que apresentam disfunções renais, pois é uma fruta rica em potássio. A safra da lichia inicia-se em outubro e vai até o final de janeiro, sendo bem mais fácil encontrá-las neste período, nas feiras e mercados. 100 g de polpa de lichia contêm: Calorias: 65 Proteína: 0,8 g Gorduras: 0,4 g Carboidratos: 16,3 g Fibras: 0,2 g Cálcio: 10 mg Fosforo: 29 mg Ferro: 0,3 mg Sódio: 3 mg Potássio: 170 mg Tiamina: 0,50 mg Riboflavina: 0,60 mg Niacina: 0,6 mg Vitamina C: 50 mg

the development of functional beverages. Encouraging the consumption of lychee is a good attitude the benefit of health. The fruit can be consumed fresh (peeling off), in jams, juices, and several recipes. Extracts of litchi are also now marketed by the pharmaceutical market. It is recommended only moderate drinking for those who have renal dysfunction, it is a fruit rich in potassium. A safra da lichia inicia-se em outubro e vai até o final de janeiro, sendo bem mais fácil encontrá-las neste período, nas feiras e mercados. 100 g de polpa de lichia contêm: The litchi harvest begins in October and runs until the end of January, being much easier to find them in this period in fairs and markets. 100 g of litchi pulp contains: Calories: 65 Protein: 0.8 g Fat: 0,4 g Carbohydrates: 16,3 g Fiber: 0,2 g Calcium: 10 mg Phosphorus: 29 mg Iron: 0,3 mg Sodium: 3 mg Potassium: 170 mg Thiamin: 0,50 mg Riboflavin: 0,60 mg Niacin: 0,6 mg Vitamin C: 50 mg

Fonte: Nícia Padilha.

Source: Nícia Padilha


A griffe fashion


As bolsas KV são bárbaras e versáteis. Podem ser usadas a tiracolo, no ombro ou na mão, exibindo elegância e sofisticação, deixando as mulheres mais lindas. Indispensáveis ao look feminino, pois detêm a atenção do momento! Discretos e sofisticados, os calçados KV são ícones em qualquer hit das estações. São audazes e surpreendentes. Elevam a alma, a elegância, o glamour e a sensualidade das mulheres!


OM FARMACOLOGIA PHARMACOLOGY

Alimentos como pharma Food as pharma ipócrates dizia: “Deixe o alimento ser teu remédio e o remédio ser teu alimento”, e os médicos agora acreditam que o curador da Grécia antiga pode estar com a razão. Precisamos de alimentos para a nutrição, é claro. Sem ela, nossas células e tecidos iriam definhar de fome. Mas o que está ficando claro é que a comida é mais que apenas combustível. O que você come pode determinar o quanto elásticos os vasos sanguíneos são, o quanto fácil será resistir às toxinas causadoras de câncer, e se vai ou não diminuir o caminho para doenças cardíacas. “Há um banco de dados com estudos que sugerem que a qualidade das calorias que ingerimos tem um enorme impacto sobre o nosso bem-estar e nosso risco de doença crônica e longevidade”, diz o Dr. David Ludwig, diretor do programa peso ideal para a Vida do Children’s Hospital Boston. Será, mesmo, verdade que alimentos têm realmente o poder de prevenir doenças? Essa é a reivindicação por trás dos alimentos funcionais - produtos que são reforçados ou projetados para fazer mais que simplesmente nos fornecer as calorias e os nutrientes necessários. E as evidências iniciais sugerem que a cozinha pode realmente conter potentes agentes de combate a doenças, assim como o armário de remédios faz. Em um pioneiro estudo de 2002, pesquisadores descobriram que pessoas com risco de diabetes poderiam atrasar ou, em alguns casos, até mesmo prevenir o desenvolvimento da doença pela ingestão de menos

H

OM 30

ippocrates once said: “Let food be thy medicine and let thy medicine be food”, and doctors now believe that ancient Greek healer may have been onto something. We need food for nourishment, of course. Without it, our cells and tissues would wither away from starvation. But what’s becoming clearer is that food is more than just fuel. What you eat can determine how elastic your blood vessels are, how easily you resist cancer-causing toxins and whether or not you will barrel down the road toward heart disease. “There is an overwhelmingly strong database of studies suggesting that the quality of calories we eat has a huge impact on our well-being and our risk of chronic disease and longevity”, says Dr. David Ludwig, director of the Optimal Weight for Life Program at Children’s Hospital Boston. But does food have real power to prevent disease? That’s the claim behind functional foods – products that are enhanced or otherwise designed to do much more than simply supply us with needed calories and nutrients. And the early evidence suggests that the kitchen may indeed contain potent disease-fighting agents, just as the medicine cabinet does. In a groundbreaking 2002 study, researchers found that people at risk of diabetes could delay or in some cases even prevent the disease from developing by eating fewer calories, getting them from the right kinds of

H


FARMACOLOGIA PHARMACOLOGY OM calorias, levando-os aos tipos corretos de alimentos e exercitar mais de duas horas por semana. E ainda, mais intrigante, o estudo revelou que as pessoas que eram geneticamente predispostas a diabetes foram as mais beneficiadas. Em essência, a dieta e outros fatores de estilo de vida alteraram o seu destino genético. Antes, porém, que você coma para se tratar, dizem os especialistas, lembre-se que nem todo alimento rotulado saudável é um alimento funcional - e não todos os alimentos funcionais ajudam a evitar ou reverter a doença. A Food and Drug Administration não reconhece os alimentos funcionais como uma categoria, o que significa que a promessa de um produto para controle do colesterol, inflamação estomacal ou proteger-se de fraturas, não pode ser apoiada por estudos. Os especialistas ainda não concordam com a definição exata de um alimento funcional, mas muitos vão pela guia simples que é algo que muitas vezes é bom para você começar e que tem alguma vantagem não encontrada no estado natural do alimento. Com por exemplo, o diferencial da manteiga que é reforçada com óleos vegetais, qualificada como alimento funcional, pois a gordura vegetal ajuda as placas nos vasos sanguíneos mais que a gordura animal, e os esteróides vegetais ajudam a reduzir o colesterol ainda mais. Os refrigerantes com vitaminas e minerais extra, não fazem o corte, pois não são nutritivos. É confuso, sim. Mas o melhor conselho, segundo os especialistas, é ficar com os alimentos que são naturalmente nutritivos, e considerar a adesão de alimentos funcionais, onde você puder. Você tem que comer de qualquer jeito, então faça-o da forma que ajude.

foods and exercising more than two hours a week. Even more intriguing, the study revealed that people who were genetically predisposed to diabetes benefited most. In essence, diet and other lifestyle factors altered their genetic destiny. But before you eat to treat, say experts, remember that not every health claim on a label makes the food a functional food – and not all functional foods help prevent or reverse disease. The Food and Drug Administration does not recognize functional foods as a category, which means that a product’s promise to control cholesterol, tame inflammation or protect you from fractures may not be supported by studies. Experts don’t even agree on the exact definition of a functional food, but many go by the simple guide that it’s something that’s often good for you to begin with and that has some added benefit not found in the food’s natural state. Other-than-butter spreads enhanced with plant oils, for example, qualify as functional foods, since they are less likely than animal fats to contribute to plaques in blood vessels, and the added plant sterols help reduce cholesterol even further. Soft drinks with extra vitamins and minerals don’t make the cut, however, since soda isn’t nutritious to start with. It’s confusing, yes. But the best advice, according to experts: stick with foods that are naturally nutritious, and consider adding functional foods where you can. You have to eat anyway, so you might as well make it count.

Fonte: CNN.

Fonte: CNN.

Ricardo

COLCHÕES

BIFLEX

Representante

Preços abaixo do mercado

62 8139.1414/3289.7491

ricardomajela@uol.com.br


hematologia hematology OM

Importância do controle da glicemia Importance of glucose control m novo método desenvolvido no Hospital do Rim e da Hipertensão de São Paulo, ligado à UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo), tem conseguido normalizar as taxas de glicemia de 70% dos diabéticos com descontrole glicêmico. A partir de março, o método - chamado de glicemia média semanal - também passa a ser adotado pelo Hospital Alemão Oswaldo Cruz. O sistema é simples: por meio de um medidor digital de glicemia, a pessoa dosa os níveis de açúcar no sangue sete vezes ao dia (antes e após as três principais refeições e na madrugada), durante três dias. Os dados, que ficam armazenados no aparelho, são transferidos para um computador, e um software calcula a glicemia média semanal do paciente. A partir da interpretação dos gráficos, o médico faz o ajuste no tratamento, aumentando a dose de remédio ou mudando a dieta, por exemplo. Atualmente, estima-se que apenas 10% dos diabéticos tipo 1, e 25% dos diabéticos tipo 2, tenham a doença controlada. O descontrole glicêmico pode causar complicações crônicas (doença arterial, derrame cerebral, cegueira e amputação de pés e pernas) e agudas (coma e infecções). A variabilidade da glicemia (quando os níveis oscilam muito) também é um fator de risco para as complicações crônicas. Segundo o médico Augusto Pimazoni Netto, coordenador do grupo de educação e controle do diabetes do Hospital do Rim e da Hipertensão, o novo método conseguiu normalizar índices glicêmicos que estavam descontrolados. “Os métodos atuais têm muitas limitações. A glicemia de ponta de dedo informa o nível de glicemia no momento exato do teste e a hemoglobina

U

new method developed at the Hospital do Rim e da Hipertensão of São Paulo, linked to the UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo), has been able to normalize blood sugar level of 70% of diabetics with uncontrolled glucose levels. From March, the method - called glucose weekly average - is now also being adopted by Hospital Alemão Oswaldo Cruz. The system is simple: using a digital blood glucose meter, the person dose the blood sugar levels seven times daily (before and after the three main meals and at night) for three days. The data that are stored in the device are transferred to a computer, and a software calculates the patient’s glucose weekly average. Based on the interpretation of the charts, the doctor makes adjustments in treatment, increasing the dose of medication or changing the diet, for example. Currently, it is estimated that only 10% of type 1 diabetics, and 25% of type 2 diabetic patients have the disease controlled. Uncontrolled blood glucose can cause chronic complications (arterial disease, stroke, blindness and amputation of feet and legs) and acute (coma and infections). The variability of blood glucose (when the levels fluctuate too much) is also a risk factor for chronic complications. According to the Doctor Pimazoni Augusto Netto, Coordinator of education and control of diabetes from the Hospital do Rim e da Hipertensão, the new method was able to normalize blood glucose levels that were uncontrolled. “Current methods have many limitations. Glucose level informed at the fingertip blood shows the glucose level at the exact moment of the test and glycated hemoglobin (A1C) levels reflect average glycemia over the last two to four months [the doctors use these tests to two to glucose control]. But it does not indicate the fluctuations of blood glucose.”.

A

33 OM


OM HEMATOLOGIA HEMATOLOGY glicada (A1C) reflete os níveis médios de glicemia dos últimos dois a quatro meses [os médicos usam esses dois exames para fazer o controle glicêmico]. Mas eles não indicam as oscilações da glicemia.”. Outra limitação da A1C, por exemplo, é a existência de diversos métodos laboratoriais que dão diferentes taxas de normalidade para o exame. Além disso, o teste pode ter seu resultado alterado pela redução do número de hemácias ou dos níveis de hemoglobina. As maiores entidades representativas de diabetes no mundo lançaram uma campanha para que os médicos passem a utilizar a glicemia média para fazer o controle glicêmico de seus pacientes. É dentro desse conceito que se enquadra o novo método de glicemia média semanal. Um estudo conduzido por Pimazoni Neto para testar a eficácia do sistema mostra que em um grupo de 95 diabéticos com descontrole glicêmico, 70% deles normalizaram os níveis de glicemia em três semanas. O trabalho foi apresentado em congressos médicos e aguarda publicação em uma revista científica internacional. “Temos vários casos de pacientes que chegaram com uma glicemia média semanal de 400 mg/dl (o recomendado deve estar abaixo de 150 mg/dl) e que, depois dos ajustes no tratamento, os níveis se normalizaram em menos de um mês.”. É o caso de uma mulher de 54 anos, que foi encaminhada ao grupo de educação em diabetes com nível glicêmico semanal de 570 mg/dl. “Eu não sentia absolutamente nada. Achava que só controlaria o diabetes cortando os doces. Comia muito pão, muita massa.”. A partir da glicemia média semanal, os médicos aumentaram a dose de insulina e ela recebeu orientação nutricional. “Antes comia dois pães franceses no café da manhã. Agora, como meio.” Sua glicemia média semanal está em 110 mg/dl. A nutricionista Amanda Lobo conta que, muitas vezes, a simples mudança nutricional já reflete na melhora dos níveis glicêmicos. “Pelos gráficos [da glicemia média semanal], a gente sabe como está alimentação. Se os níveis sobem muito após determinada refeição, procuramos saber qual alimento foi consumido e orientamos como é possível mudar isso.”. Um home de 54 anos é outro exemplo bem-sucedido de controle do diabetes após uma mudança de estilo de vida. Ele chegou ao grupo com uma glicemia semanal de 270 mg/dl, após 14 anos convivendo com o diabetes tipo 2. “Ficava muito tempo sem comer e depois colocava dois andares de comida no prato.” Hoje, além de fazer pequenas refeições a cada três horas, ele incorporou na sua rotina caminhadas diárias de 6 km. O endocrinologista Roberto Betti, do InCor (Instituto do Coração) e do hospital Oswaldo Cruz, avalia que o novo método seja extremamente útil para os pacientes diabéticos internados, que desenvolvem hiperglicemia hospitalar. “Eles têm mais predisposição às infecções, a recuperação é mais lenta e o tempo de internação é maior. Com esse novo método, vamos conseguir tratar muito melhor nossos pacientes”, explica o médico.

Another limitation of A1C, for example, is the existence of various laboratory methods that give different rates of normality for the exam. In addition, the test may have changed its outcome by reducing the number of red blood cells or hemoglobin levels. The highest representative bodies of diabetes in the world launched a campaign for physicians to start using the average blood glucose to glucose control of their patients. It is within this concept that fits the new method for blood glucose weekly average. “We have several cases of patients who arrived with a weekly average blood glucose of 400 mg/dl (the recommended should be below 150 mg/ dl) and that, after adjusting for treatment, levels returned to normal in less than a month”. This is the case of a woman aged 54, who was referred to the group of diabetes education with weekly blood glucose level of 570 mg/dl. “I felt absolutely nothing. I thought that only control the diabetes by cutting the sweets. She ate lots of bread, a lot of dough”. From the average blood glucose weekly, doctors increased the dosage of insulin and she received nutritional counseling. “Before I ate two French bread for breakfast. Now, I eat half”. Her weekly blood average glucose is 110 mg / dl. Nutritionist Amanda Wolf says that often a simple change already reflected in the nutritional improvement of blood glucose levels. “Through the graphics [average weekly blood glucose], we know how is the person’s eating habits. If levels rise too after a given meal, we know what food was consumed and drive you on how you can change that.”. A homem of 54 years old is another successful example of diabetic control after a change of lifestyle. He arrived at the group with a average weekly boold glucose 270 mg/dl after 14 years with type 2 diabetes. “It was a long time without eating and then put two floors of food on his plate”. Today, in addition to making small meals every three hours, he has incorporated into its routine daily walks of 6 km. The endocrinologist Roberto Betti, InCor (Instituto do Coração) and the Hospital Oswaldo Cruz, estimates that the new method is extremely useful for diabetic patients admitted to that hospital develop hyperglycemia. “They are more prone to infection, recovery is slower and length of stay is greater. With this new method, we get much better treatment to our patients”, says the doctor.

Fonte: Cláudia Collucci.

Source: Cláudia Collucci.

OM 34


hematologia hematology OM

Ingerir semente de linhaça reduz os níveis de colesterol, dizem pesquisadores. Ingesting flaxseed lowers cholesterol levels, say researchers. m estudo demonstrou que consumir semente de linhaça, mas não o seu óleo, pode ajudar a reduzir os níveis de colesterol. A linhaça é vista como um alimento saudável para o coração, porque contém quantidades elevadas de ácidos graxos ômega-3, ácidos e fibras. No entanto, os estudos individuais sobre o impacto da linhaça sobre os níveis de colesterol no sangue são pequenos. Nesta revisão, os investigadores examinaram os resultados de 28 estudos envolvendo mais de 1.500 homens e mulheres para tentar esclarecer o efeito da linhaça e de seus derivados, sobre os níveis de colesterol. A ingestão média do óleo de linhaça ou semente de linhaça foi de cerca de uma colher de sopa por dia. Os achados dos pesquisadores demonstraram reduções nos níveis do colesterol total e do “colesterol ruim” (LDL colesterol). A redução desse colesterol com o consumo de linhaça foi mais relevante nas mulheres, especialmente nas mulheres pós-menopausa, do que nos homens. A linhaça, porém, não parece melhorar significativamente os níveis de triglicerídeos ou elevar o “colesterol bom” (HDL colesterol). Estas reduções não foram associadas ao consumo com suplementos à base de óleo de linhaça. Os pesquisadores sugerem, com base em seus resultados, que comer a linhaça inteira (semente) pode ser uma abordagem para a prevenir e tratar o colesterol elevado.

ne study showed that eating flaxseed, but not its oil, can help reduce cholesterol levels. Flaxseed is seen as a healthy food for the heart because it contains high amounts of omega-3, acids and fiber. However, individual studies on the impact of flaxseed on blood cholesterol levels are small. In this review, researchers examined the results of 28 studies involving over 1,500 men and women to try to clarify the effect of flaxseed and its derivatives on cholesterol levels. The average intake of flaxseed oil or flaxseed was about a tablespoon per day. The findings of the researchers have demonstrated reductions in total cholesterol and bad cholesterol (LDL) cholesterol. The reduction of cholesterol with the consumption of flaxseed was more significant in women, especially in postmenopausal women than in men. The flaxseed, however, does not seems to improve significantly the levels of triglycerides or raise “good” cholesterol (HDL cholesterol). These reductions were not associated with consumption-based supplements with flaxseed oil. The researchers suggest, based on their results, which eat the whole flaxseed may be one approach to preventing and treating high cholesterol.

Fonte: American Journal of Clnical Nutrition.

Source: American Journal of Clnical Nutrition.

U

O

35 OM


OM IMUNOLOGIA IMUNOLOGY

Estudo inédito reforça que vacinação é essencial na prevenção de doenças pneumocócicas Unplublished study reinforces that vaccination is essential in preventing pneumococcal disease egundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), as doenças pneumocócicas são as principais causas de morte em crianças menores de 5 anos (a cada hora, 2 crianças morrem) e a vacinação é a forma mais eficaz na prevenção dessas doenças. Um estudo inédito realizado no Brasil reforça essa indicação. Conduzido pela Universidade Federal de Goiás (UFGO), o Instituto Adolfo Lutz, com apoio da Pfizer, o estudo demonstra que a vacinação pode beneficiar significativamente a população analisada na prevenção de doenças pneumocócicas. A cobertura projetada na prevenção dessas doenças por meio da imunização chega a 88,3% com Prevenar 13, vacina pneumocócica conjugada, que chegará em breve ao mercado brasileiro. “As doenças pneumocócicas acometem tanto crianças como adultos e podem causar casos graves de meningite, pneumonia, otite média, bacteremia e septicemia”, alerta a infectologista Ana Lucia Andrade, da Universidade Federal de Goiás (UFGO), coordenadora do estudo. Denominado LEAP – Latin American Epidemiologic Assessment of Pneumococcus Invasive Disease, o projeto envolveu outros países da

S

OM 36

ccording to World Health Organization (WHO), pneumococcal diseases are the leading causes of death in children under 5 years old (every hour, 2 children die) and vaccination is the most effective in preventing these diseases. A new study conducted in Brazil reinforces that statement. Led by the Federal University of Goiás (UFGO), Instituto Adolfo Lutz, with support from Pfizer, the study shows that vaccination can significantly benefit the population tested in the prevention of pneumococcal disease. Coverage designed to prevent these diseases through immunization reaches 88.3% with Prevnar 13, pneumococcal conjugate vaccine, which will come shortly to the Brazilian market. “The pneumococcal diseases affecting both children and adults, can cause severe cases of meningitis, pneumonia, mild otitis, bacteremia and septicemia”, says the infectious Ana Lucia Andrade, Federal University of Goiás (UFGO), coordinator of the study. Called LEAP - Latin American Epidemiologic Assessment of Invasive Pneumococcal Disease, the project involved other Latin American countries like Colombia and Costa Rica. “Data on pneumococcal diseases are rare in Brazil

A


IMUNOLOGIA IMUNOLOGY OM América Latina, como Colômbia e Costa Rica. “Dados sobre as doenças pneumocócicas são escassos no Brasil e na América Latina. Estudos epidemiológicos dessas doenças como o LEAP são essenciais para avaliarmos o real impacto da doença na população e os efeitos da imunização conjugada”, explica a infectologista. No braço brasileiro do estudo, 358 pediatras analisaram durante dois anos um total de 14.750 crianças, entre 28 dias e 36 meses de idade, em um universo de 112.969 casos considerados de risco. O objetivo do LEAP foi avaliar a carga da doença pneumocócica por meio de vigilância ativa em centros de saúde e hospitais da rede pública e privada de Goiânia, Goiás, Brasil. Goiânia foi escolhida como sede da pesquisa devido ao clima estável, sem extremos de temperatura – nem tão frio, nem tanto quente – e ao perfil diferenciado de renda das famílias atendidas nos pronto-socorros, hospitais e centros de saúde. De maio de 2007 a maio de 2009, os pesquisadores acompanharam atendimentos de crianças com febre igual ou maior que 39ºC ou suspeita clínica de pneumonia, meningite, bacteremia ou outra doença pneumocócica. A confirmação da presença da doença pneumocócica no organismo das crianças foi feita por meio de exames de sangue e radiografias do tórax. Os exames de sangue das crianças analisadas mostraram vários tipos da bactéria pneumococo. Utilizando as mesmas amostras, os pesquisadores testaram a sensibilidade da bactéria a cinco tipos de antibióticos – penicilina, amoxacilina, eritromicina, TMP/Sulfa e ceftriaxone. Os resultados mostraram que 29,4% eram resistentes à penicilina e eram resistentes em graus variáveis à eritromicina, sulfa e ceftriaxone. As amostras eram apenas sensíveis à amoxacilina. Tal resistência foi associada a quatro tipos do pneumococo - 6B, 9V, 14 e 23F. A potencial proteção oferecida pela vacina conjugada Prevenar atinge 78,3% nesta população e chegará a 88,3% com a Prevenar 13.

and Latin America. Epidemiological studies of these diseases such as LEAP are essential to assess the real impact of the disease in the population and the combined effects of immunization, “said the infectious disease”. In the Brazilian arm of the study, 358 pediatricians analyzed during two years a total of 14,750 children between 28 days and 36 months of age in a population of 112,969 cases considered at risk. The goal of LEAP was to assess the burden of pneumococcal disease through active surveillance in health centers and hospitals, both public and private schools in Goiânia, Goiás, Brazil. Goiânia was chosen to be host to the research due to the stable climate, without extremes of temperature – not too cold, not so hot – and the distinct profile of income from families served in emergency rooms, hospitals and health centers. From May 2007 to May 2009, researchers followed the treatment of children with fever greater than or equal to 39°C or clinical suspicion of pneumonia, meningitis, bacteremia, pneumonia or other illness. The confirmation of the presence of pneumococcal disease in the body of the children was made through blood tests and chest radiographs. Blood tests of children examined showed various types of pneumococcal bacteria. Using the same samples, the researchers tested the sensitivity of bacteria to five types of antibiotics - penicillin, amoxicillin, erythromycin, TMP/ Sulfa and ceftriaxone. The results showed that 29,4% were resistant to penicillin and were resistant to varying degrees to erythromycin, ceftriaxone and sulfa. The samples were only sensitive to amoxicillin. Such resistance was associated with four types of pneumococci - 6B, 9V, 14 and 23F. The potential protection 37 OM


OM IMUNOLOGIA IMUNOLOGY Produzida pela Pfizer, Prevenar foi a primeira vacina pneumocócica conjugada lançada em 2000. A vacina contém sete sorotipos (4, 6B, 9V, 14, 18C, 19F e 23F), que atingem crianças em todo o mundo, incluindo o Brasil. Prevenar deve ser administrada em quatro doses, aos 2, 4, 6 meses e entre 12 e 15 meses de idade. Em breve chegará ao Brasil a mais nova vacina da linha, a Prevenar 13 - vacina pneumocócica conjugada 13-valente – que fornece a mais ampla cobertura na imunização contra doença pneumocócica invasiva, pneumonia e meningite em lactentes e crianças a partir de 6 semanas até 5 anos de idade. A vacina, que contém os sete sorotipos de Prevenar (4, 6B, 9V, 14, 18C, 19F e 23F) e mais outros seis (1, 3, 5 ,6A, 7F e 19A), já foi aprovada pela Food and Drug Administration (FDA), agência reguladora norte-americana para medicamentos, alimentos e bebidas e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) acaba de aprovar a Prevenar 13 no Brasil. Crianças que receberam uma ou mais doses de Prevenar podem completar o processo de imunização com Prevenar 13. Crianças com mais de 15 meses, que já foram imunizadas com as quatro doses de Prevenar, também podem receber uma dose adicional de Prevenar 13 para obter resposta imune aos seis sorotipos adicionais.

offered by the conjugate vaccine Prevenar reaches 78,3% in this population and will reach 88,3% with Prevnar 13. Produced by Pfizer, was the first Prevenar pneumococcal conjugate vaccine launched in 2000. The vaccine contains seven serotypes (4, 6B, 9V, 14, 18C, 19F and 23F), which reach children around the world, including Brazil. Prevenar should be administered in four doses at 2, 4, 6 months and between 12 and 15 months of age. Brazil will soon come to the newest vaccine line, Prevnar 13 - Vaccine 13-valent pneumococcal conjugate - which provides the broadest coverage for immunization against invasive pneumococcal disease, pneumonia and meningitis in infants and children from 6 weeks to 5 years of age. The vaccine, which contains the seven serotypes in Prevenar (4, 6B, 9V, 14, 18C, 19F and 23F) and six other (1, 3, 5, 6A, 7F and 19A), has already been approved by the Food and Drug Administration (FDA), U.S. regulatory agency for medicines, food and beverages and the National Agency for Sanitary Vigilance Agency (Anvisa) has just approved the Prevenar 13 in Brazil. Children who received one or more doses of Prevenar 13 may complete the process of immunization with Prevenar 13. Children over 15 months, which have been immunized with four doses of Prevnar may also receive an additional dose of Prevnar 13 for immune response to the six additional serotypes.

Estudo LEAP - Latin American Epidemiologic Assessment of Pneumococcus Invasive Disease

LEAP Study - Latin American Epidemiologic Assessment of Invasive Pneumococcal Disease

• Instituições colaboradoras: Instituto Adolfo Lutz/SP, Secretaria de Estado de Saúde de Goiás, Secretaria de Saúde do Município de Goiânia, Hospitais conveniados de Goiânia, Universidade Federal de Goiás, Prefeitura de Goiânia e CNPq. • Apoio Pfizer Brasil. • Apresentado no 2º Vaccine Global Congress, Boston, MA, USA, 12/2008. • Apresentado no 7º International Symposium on Pneumococci and Pneumococcal Diseases, 03/2010, Tel Aviv, Israel.

• Colaborating Institutions: Instituto Adolfo Lutz/SP, Secretaria de Estado de Saúde de Goiás, Secretaria de Saúde do Município de Goiânia, Hospitais conveniados de Goiânia, Universidade Federal de Goiás, Prefeitura de Goiânia e CNPq. • Support Pfizer Brazil • Presented at the 2nd Vaccine Global Congress, Boston, MA, USA 12/2008. • Presented at the 7th International Symposium on Pneumococci and pneumococcal Diseases, 03/2010, Tel Aviv, Israel.

Principais dados • Estudo realizado em 13 Centros de Saúde e 20 hospitais públicos e privados de Goiânia. • Período: maio de 2007 a maio de 2009. • População elegível ao estudo: crianças de 28 dias a 36 meses de idade, que apresentassem febre igual ou maior que 39ºC ou suspeita clínica de pneumonia, meningite, bacteremia ou outra doença pneumocócica. • Um total de 14.750 crianças foram avaliadas por 358 pediatras, em um universo de 112.969 casos considerados de risco. • Incidência de doença pneumocócica invasiva em crianças observadas nos centros de emergência: 54,9 por 100 mil. •Cobertura projetada das vacinas: •Para vacina pneumocócica conjugada 7-valente, Prevenar 7: 78,3% •Para vacina pneumocócica conjugada 10-valente: 80% •Para vacina pneumocócica conjugada 13-valente, Prevenar 13: 88,3%

Key Data •A study conducted in 13 health centers and 20 private and public hospitals in Goiânia. •Period: May 2007 to May 2009. •Eligible study population: children from 28 days to 36 months of age with fever greater than or equal to 39°C or clinical suspicion of pneumonia, meningitis, bacteremia, pneumonia or other illness. • A total of 14.750 children were examined by 358 pediatricians in a universe of 112.969 cases considered at risk. •Incidence of invasive pneumococcal disease in children seen in emergency centers: 54,9 per 100.000. •Coverage of vaccines designed to: •To pneumococcal conjugate 7-valent, Prevenar 7: 78,3% •To Vaccine 10-valent pneumococcal conjugate: 80% •To pneumococcal conjugate vaccine 13-valent Prevenar 13: 88,3%

OM 38


IMUNOLOGIA IMUNOLOGY OM Pfizer

Pfizer

Considerada uma das empresas mais diversificadas do setor farmacêutico, a Pfizer descobre, desenvolve, fabrica e comercializa medicamentos de prescrição e de consumo para Saúde Humana e Animal. A companhia oferece opções terapêuticas para uma variedade de doenças em todas as etapas da vida, com um portfólio que engloba desde vitaminas para gestantes e vacinas para bebês, até medicamentos para doenças complexas, como dor, câncer, tabagismo, infecções e doença de Alzheimer. Entre seus produtos, destacam-se Lípitor, Enbrel, Viagra, Sutent, Lyrica, Champix, Eranz, Centrum, Pristiq, Zyvox, Advil e a vacina Prevenar. Fundada em 1849 e instalada no Brasil desde 1952, a Pfizer é a indústria que mais investe em pesquisa e desenvolvimento de novos medicamentos, a partir de parcerias com profissionais de saúde, hospitais, governos e comunidades em todo o mundo. A companhia também mantém e acompanha projetos sociais voltados para educação e saúde no país.

Considered one of the most diversified companies in the pharmaceutical sector, Pfizer discovers, develops, manufactures and markets prescription medicines and consumer products for Human and Animal Health. The company offers therapeutic options for a variety of diseases in all stages of life, with a portfolio that ranges from vitamins for pregnant women and infants’ vaccines, medicines even for complex diseases, such as pain, cancer, smoking, infections and Alzheimer’s disease. Among its products, stand out Lipitor, Enbrel, Viagra, Sutent, Lyrica, Chantix, Eranz, Centrum, Pristiq, Zyvox, Advil and the vaccine Prevnar. Founded in 1849 and settled in Brazil since 1952, Pfizer is the industry that invests more in research and development of new drugs, through partnerships with health professionals, hospitals, governments and communities around the world. The company also maintains and monitors social projects focusing on education and health in the country.

Fonte: Renata Camargo.

Source: Renata Camargo.

PROPAGANDA

QUANDO AS PALAVRAS

GANHAM VIDA, TOMAM FORMA DE LIVRO E TEM O PODER DE TRANSFORMAR O

MUNDO.

55 62 3945.6469 www.publikpropaganda.com

+


OM NEUROLOGIA NEUROLOGY

Cálcio na infância pode reduzir morte por derrame em 60% Calcium in childhood can reduce death from stroke by 60% ma dieta rica em cálcio na infância pode reduzir o risco de morte por derrame em cerca de 60%. Cientistas do Queensland’s Institute of Medical Research e da Bristol University estudaram dados de uma pesquisa de 1930 sobre os hábitos alimentares de famílias da classe média de Bristol. Foram analisadas as informações sobre ingestão de cálcio na infância de 4374 crianças e, após 65 anos do estudo original, foi avaliada a história de morte por derrame nestas mesmas pessoas. Aquelas com maior ingestão de cálcio, quando crianças, apresentaram os menores índices de morte por derrame cerebral. As conclusões mostram que os produtos lácteos protegem da morte por derrame cerebral, osteoporose e hipertensão arterial. Há evidências de que a ingestão de cálcio aumenta os níveis do hormônio “fator de crescimento semelhante à insulina 1” ou IGF-1, que reduz o risco de morte por doenças cardiovasculares. Os resultados benéficos foram observados com a ingestão de três porções de produtos lácteos ao dia – por exemplo, um copo de 200 ml de leite, um pote de iogurte e um pequeno pedaço de queijo. Esta quantidade fornece a quantidade de cálcio que a maioria das pessoas precisa ingerir a cada dia. Os pesquisadores alertam que crianças mais velhas e adultos devem dar preferência aos derivados do leite desnatados, para reduzir a ingestão de gorduras.

diet rich in calcium during childhood may reduce the risk of death from stroke to about 60%. Scientists at Queensland’s Institute of Medical Research and University of Bristol studied data from a 1930 survey on the eating habits of middle-class families in Bristol. They analyzed the information about calcium intake in the childhood of 4374 children, 65 years after the original study, they evaluated the history of death from strokes in those same people. Those with higher calcium intake as children had the lowest death rates from stroke. The findings showed that dairy products protect against death from stroke, osteoporosis and hypertension. There is evidence that calcium intake increases the levels of the hormone “like growth factor simillar to insulin 1” or IGF-1, which reduces the risk of death from cardiovascular disease. The beneficial results were observed with intake of three servings of dairy a day - for example, a 200 ml glass of milk, a yoghurt pot and a small piece of cheese. This quantity gives the amount of calcium that most people need to eat every day. The researchers warn that older children and adults should give preference to nonfat dairy products to reduce fat intake.

Fonte: Journal Heart.

Source: Journal Heart.

U

OM 40

A


Equitação é a arte de andar a cavalo. É uma modalidade esportiva que envolve a prova dos três tambores, rédeas, laço, adestramento e saltos. É utilizada principalmente como terapia para o tratamento de várias disfunções físicas e cognitivas. Andar a cavalo proporciona a pessoa um movimento corpóreo tridimensional, variável, rítmico, natural e repetitivo. Benefícios desse esporte: estímulo do equilíbrio, postura, mobilidade e atividades funcionais; melhora da função tátil, visual, auditiva e olfativa; desenvolvimento e coordenação dos movimentos motores, bem como da visão; aumento da auto-estima; melhora do funcionamento dos órgãos internos; superação de acrofobia (medo de altura), cinesofobia (medo de movimento), equinofobia (medo de cavalo), dentre outras fobias; motivação do aprendizado; ensino e fortalecimento da disciplina e segurança, além da sensação de bem-estar.

Ag en de u m ho rá r io e ini c ie s ua s a ula s ! Instrutora: Érika Santos Local: Complexo Rural Veterinário Contato: + 55 62 9616.2464 E-mail: bella_sol10@hotmail.com


OM NEUROLOGIA NEUROLOGY

Estudo revela como pessoas podem manter a função cognitiva na velhice Study reveals how people can maitain cognitive function in old age em todos têm declínio cognitivo com o avançar da idade. Pessoas idosas que se exercitam ao menos uma vez por semana, tenha escola secundária,conhecimento de leitura e escrita correspondente à 1ª série do segundo grau, não fumantes e socialmente ativas, têm maior probabilidade de manter suas habilidades cognitivas nos seus 70 e 80 anos, de acordo com pesquisa publicada. O estudo acompanhou 2.500 pessoas entre 70 e 79 anos de idade, durante oito anos, testando suas habilidades cognitivas várias vezes ao longo do estudo. Muitos dos participantes apresentaram declínio na função cognitiva. Cinquenta e três porcento dos participantes apresentaram declínio normal relacionado à idade e 16% apresentaram declínio maior. Entretanto, 30% dos participantes não apresentaram mudanças ou melhoraram nos testes realizados ao longo dos anos. Os pesquisadores então examinaram quais fatores fazem com que a cognição das pessoas permaneça em forma, diferente de outras que perderam algumas de suas habilidades ao longo dos oito anos de estudo. “Até hoje, a maioria dos estudos realizados focou nos fatores que expunham as pessoas a um risco maior de perder suas habilidades cognitivas com o tempo, mas pouco se sabe sobre que fatores ajudam as pessoas

N

OM 42

ot everyone has cognitive decline with advancing age. Older people who exercise at least once a week, have secondary school knowledge of reading and writing corresponding to the first grade of high school, not smoking and socially active are more likely to maintain their cognitive abilities in their 70s and 80s, according to published research. The study followed 2.500 people between 70 and 79 years old, for eight years, testing their cognitive abilities several times during the study. Many of the participants showed decline in cognitive function. Fifty-three percent of participants had normal age-related decline and 16% greater decline. However, 30% of participants had no change or improvement in tests over the years. The researchers then examined what factors cause the cognition of people to stay in shape, unlike others that had lost some of their skills over the eight years of study. “To date, most studies focused on factors that expose people to a greater risk of losing their cognitive abilities over time, but little is known about what factors help people maintain their skills”, said study author Alexandra Fiocco, PhD, University of California, San Francisco.

N


NEUROLOGIA NEUROLOGY OM a manter suas habilidades”, disse a autora do estudo Alexandra Fiocco, PhD, da University of California, San Francisco. O estudo traçou um perfil único que diferencia as pessoas que mantêm a função cognitiva daquelas que apresentam declínio cognitivo associado com a idade: pessoas que se exercitam de forma moderada a vigorosa pelo menos uma vez na semana possuem chances 30% maiores de manter a função cognitiva do que aquelas que não se exercitam tanto. Aquelas que cursaram pelo menos a escola secundária têm chances quase três vezes maiores de se manter em forma do que aquelas que têm menos instrução. Idosos com primeira série do segundo grau, ou curso superior, têm quase 5 vezes mais chances de se manter em forma que aqueles com nível de conhecimento inferior. Não fumantes têm chances quase duas vezes maior que os fumantes. E finalmente, pessoas que trabalham ou vivem com alguém têm chances 24% maiores de manter suas funções cognitivas na velhice. “Alguns desses fatores, tais como exercícios e fumo, são hábitos que as pessoas podem mudar. Descobrir fatores associados com a manutenção cognitiva pode ser útil nas estratégias para prevenir ou retardar o início da demência”, disse Fiocco. “Esses resultados também nos ajudam a entender os mecanismos envolvidos no envelhecimento com sucesso”.

The study drew a unique profile that distinguishes people who maintain the cognitive function of those who have cognitive decline associated with age: people who exercise moderately to vigorously at least once a week have 30% greater chance of maintaining cognitive function than those who do not exercise much. Those who attended at least secondary school are almost three times more likely to stay in shape than those with less education. Elderly people with the first series of the second degree, or college, have almost five times more likely to stay in shape than those with low level of knowledge. Non smokers are almost twice as likely as smokers. And finally, people who work or live with someone, their chances are 24% higher to maintain cognitive function in old age. “Some of these factors, such as exercise and smoking are habits that people can change. Discovering factors associated with maintaining cognitive strategies may be useful to prevent or delay onset of dementia”, said Fiocco. “These results also help us understand the mechanisms involved in successful aging”.

Fonte: Neurology.

Source: Neurology.

43 OM


OM ONCOLOGIA ONCOLOGY

Vacina contra câncer de mama deve ir a teste dentro de um ano Breats cancer vaccine should go to trial within one year ma vacina contra o câncer de mama deverá ir a teste em breve, segundo reportagem publicada no diário britânico Daily Telegraph. Uma droga que vem sendo testada tem mostrado impedir a aparição de tumores e de atacar aqueles já presentes. Pesquisadores dizem que, se bem-sucedida, ela poderá ser oferecida a mulheres antes de alcançarem meados de 40 anos, época em que o risco de câncer de mama começa a subir. De acordo com estudos, a droga poderia acabar com mais de 70% dos cânceres de mama, salvando mais de 8 mil vidas por ano somente no Reino Unido. Segundo a reportagem do Daily Telegraph, o criador da vacina, Vincent Tuohy, da Clínica Cleveland, de Ohio, nos Estados Unidos, fez o prognóstico de que a vacina pode erradicar a doença por completo. “Nós acreditamos que uma vacina preventiva de câncer de mama vai fazer o mesmo que a vacina contra a pólio fez com a pólio”, disse ele. “Nossa visão é a de que o câncer de mama é uma doença que se pode prevenir por completo.”. A vacina é baseada em uma proteína chamada alfalactalbumina, que age na maior parte dos tumores de câncer de mama. Segundo a revista Nature Medicine, testes com ratos criados em laboratório para desenvolver câncer de mama aos 10 meses de idade, mostraram que a droga deixou-os livres de tumores. A vacina estimula o sistema imunológico, capacitando-o para destruir a alfalactalbumina quando ela aparece, evitando que tumores se formem. A droga também aumentou o poder do sistema imunológico para encolher até a metade tumores pré-existentes, sugerindo que ela poderia ser usada também como tratamento, tanto quanto como vacina. A necessidade de mais estudos em um número maior de mulheres significa que deve demorar pelo menos 10 anos antes que a vacina chegue ao mercado.

vaccine for breast cancer should go to trial soon, according to a report in the Bristish newspaper Daily Telegraph. A drug being tested has been shown to prevent the appearance of tumors and attack those already present. Researchers say that, if successful, it could be offered to women before they reach the middle age of 40 years, at which time the risk of breast cancer begins to rise. According to studies, the drug could end more than 70% of breast cancers, saving over 8,000 lives a year in the UK only. According to the report in the Daily Telegraph, the creator of the vaccine, Vincent Tuohy, from Cleveland Clinic, Ohio, USA, made the prediction that the vaccine could eradicate the disease entirely. “We believe that a preventative vaccine for breast cancer will do the same as the polio vaccine did to polio”, he said. “Our view is that breast cancer is a disease that can be prevented entirely”. The vaccine is based on a protein called alfalactalbumina, which acts in most breast cancer tumors. According to the journal Nature Medicine, with tests in laboratory mice bred to develop breast cancer at 10 months of age, showed that the drug left them free of tumors. The vaccine stimulates system, enabling it to destroy alfalactalbumina when it appears, preventing tumors from forming. A droga também aumentou o poder do sistema imunológico para encolher até a metade tumores pré-existentes, sugerindo que ela poderia ser usada também como tratamento, tanto quanto como vacina. The drug also increased the power of the immune system to shrink to half the pre-existing tumors, suggesting that it could also be used as treatment, as much as a vaccine. The need for further studies is a larger number of women, means that it must take at least 10 years before the vaccine reaches the market.

Fonte: www.telegraph.co.uk

Source: www.telegraph.co.uk

U

OM 44

A


OM OTORRINOLARINGOLOGIA OTORHINOLARINGOLOGY

Sinusite: conheça os males deste tipo de inflamação Sinusitis: learn the evils of this kind of inflammation mong the diseases affecting the respiratory tract, sinusitis is one of the most frequent. Sinusitis is the inflammation of the lining of the sinuses and cavities that exist within the bones of the face. Sinusitis can be classified as to its duration into acute, with up to four weeks’ duration, subacute, four weeks to three months and chronic, with growth exceeding three months. Any amendment to obstruction of the ostium (hole that communicates the sinuses with the nose) or that alter the composition of mucus (secretion that exists within the womb) can trigger sinusitis. The most common causes are acute viral rhinitis (flu), allergies (inadequate housing, climate change, air conditioning, pollution and smoke), deviated septum, adenoidal hypertrophy, local irritants (abuse of topical medications with epinephrine, cocaine) and swimming and diving. Sinusitis can cause complications such as bronchitis, pneumonia, otitis media, serous otitis, meningitis, brain abscess and loss of vision. The diagnosis of sinusitis is not always easy, given the variety of symptoms and signs. In the case of acute illness, most often complain of flu from seven to twenty days of evolution, with the appearance of yellowish or greenish discharge with foul smell, nasal obstruction and facial pain that gets worse in the morning and when the patient put the head down. It is also common pain in the teeth of upper jaw. In chronic sinusitis, the most common symptom is drainage of secretion yellowish or greenish back, pain and weight in the periocular region and the presence of recurrent pharyngitis. In children, the presence of nasal secretion of any kind, cough (especially nocturnal), mouth breathing, recurrent otitis media led to the suspicion of

A

ntre as doenças que afetam as vias respiratórias, a sinusite é uma das mais frequentes. A sinusite é a inflamação da mucosa dos seios paranasais e das cavidades que existem no interior dos ossos da face. A sinusite pode classificar-se quanto à sua duração em aguda, com até quatro semanas de evolução; subaguda, de quatro semanas a três meses e a crônica, com evolução superior a três meses. Qualquer alteração que leve à obstrução do óstio (orifício que comunica o seio da face com o nariz) ou então que altere a composição do muco (secreção que existe dentro do seio) pode desencadear sinusite. As causas mais comuns são a rinite viral aguda (gripe), alergia (moradia inadequada, mudanças de clima, ar condicionado, poluição e fumo), desvio de septo, hipertrofia adenóide, irritantes locais (abuso de medicamentos tópicos com vasoconstritor, cocaína) e a natação e mergulho. A sinusite pode trazer complicações como bronquite, pneumonia, otite média, otite serosa, meningite, abscesso cerebral e perda de visão. O diagnóstico de sinusite nem sempre é fácil em função da variedade de sintomas e sinais. No caso agudo da doença, na maioria das vezes, há queixa de gripe de sete a vinte dias de evolução, com aparecimento de secreção amarelada ou esverdeada, com mau cheiro, obstrução nasal e dor na face, que piora pela manhã e quando o paciente abaixa a cabeça. É, também, comum dor nos dentes da arcada superior. Na sinusite crônica o sintoma mais frequente é a drenagem de secreção amarelada ou esverdeada posterior, a dor e peso na região periocular e a presença de faringites de repetição. Em crianças, a presença de secreção nasal de qualquer tipo, tosse (especialmente noturna), respiração bucal, otites médias de repetição levam

E

OM 46


OTORRINOLARINGOLOGIA OTORHINOLARINGOLOGY OM a suspeitar de sinusite crônica. Existem vários métodos para o diagnóstico de sinusite: radiografia simples dos seios da face, tomografia computadorizada, nasofaringoscopia por fibra ótica e ressonância nuclear magnética.

Tratamento

chronic sinusitis. There are several methods for the diagnosis of sinusitis: radiography of the sinuses, computed tomography, optical fiber nasopharyngoscopy and MRI.

Treatment

O tratamento baseia-se na tentativa de combater a infecção e restabelecer as funções de drenagem, ventilação, bem como corrigir possíveis fatores predisponentes. É indicado o uso de antibióticos, geralmente de 10 a 14 dias, antiinflamatórios e descongestionantes nasais. Nos casos rebeldes ao tratamento clínico está indicada a punção do seio para permitir a lavagem e instilação de medicamentos. Atualmente, a cirurgia funcional dos seios da face, seja por via endoscópica ou por microscopia, tem como objetivo principal restabelecer a ventilação e drenagem adequada dos seios paranasais, ao contrário de toda mucosa doente. A cirurgia está indicada quando todos os tratamentos falham, nas complicações oculares e intracranianas sem resultado com tratamento medicamentoso.

The treatment is based on the attempt to fight the infection and restore the functions of drainage, ventilation, and to correct possible predisposing factors. It indicated the use of antibiotics, usually 10 to 14 days, anti-inflammatory and decongestants. In case of refractory treatment is clinically indicated sinus puncture to allow cleaning and instillation drugs. Currently, the functional surgery of the sinuses, either endoscopically or by microscopy’s main objective is to restore adequate ventilation and drainage of the sinuses, unlike any diseased mucosa. Surgery is indicated when all treatments fail, the ocular complications and intracranial drug treatment with no result.

Fonte: Health Latin America.

Source: Health Latin America.


BRASILLEU GONÇ ALVES Goiano de Trindade, nasceu no dia 20 de novembro de 1946. Desde criança, extremamente sensível, demonstrou ser criativo e de grande habilidade em tudo que faz, em especial com o pincel e as cores. Brasilleu começou a pintar ainda jovem e, atualmente, se dedica à pintura e ao ensino desse singular e árduo ofício. Entre telas e paineis, já finalizou mais de trezentas obras. Com mãos ávidas, Brasilleu imprime às suas telas um toque mágico de introspecção, com formas e movimentos de pessoas, surgindo, a partir daí, expressões visuais ricas de significado. As telas de Brasilleu são marcadas por tendências abstratas, destacando-se, porém, a figura humana. As suas obras se encaixam em diferentes estilos, pois têm traços intensos e precisos, cuja marca é, também, a observação do dia a dia. Com instinto infalível do belo, Brasilleu materializa refinadas telas, traduzidas por intermédio do seu vasto acervo artístico. As suas telas brindam a vida humana em movimento, onde Brasilleu alcança a expressão máxima do seu gênio criador. A transcendência da obra de Brasilleu tem o reconhecimento da crítica especializada. Cheio de vida, Brasilleu participa de salões de artes e vernissages, individuais e coletivos, além de ser celebrado

e premiado em vários concursos artísticos. As suas obras estão presentes em muitas galerias do Brasil. O Museu de Arte de Goiânia mereceu uma tela de sua autoria. A pintura de Brasilleu tem um traço clássico, estético, artístico e cultural, repleta de personalidade. É um pintor de extraordinário merecimento e muito importante para Goiás e para o Brasil, pois sabe que a arte existe para maravilhar as pessoas.

Vernissages e aquisição de telas Ateliê: + 55 62 8499.2475 E-mail: brasileu2009@gmail.com


PSICONEUROIMUNOLOGIA PSICONEUROIMMUNOLOGIA OM

“Um sorriso é a luz através da janela do teu olhar que diz às pessoas que você está em casa” “Un sorriso è la luce attraverso la finestra del tuo viso che dice alla gente che sei a casa” (B. Johnson)

A terapia do riso Terapia del sorriso MARCELO MARQUES TEIXEIRA ada um de nós sabe o quanto é difícil tirar as máscaras sociais que inibem, freiam, engessam. Ao contrário, muitas vezes, um simples ensaio de riso está em condições de romper esta máscara. O riso tem em si qualquer coisa de louco, sonhador, irracional. Ao mesmo tempo em que os seres humanos procuram construir qualquer coisa ordenada, disciplinada, geométrica, o riso permite exprimir-se energicamente, de forma louca, furiosa, animalesca, instintiva, absurda, envolvente: energia pura. Rir faz bem e ajuda também a restabelecer-se. O senso comum diz isso, mas as pesquisas dos cientistas confirmam, enquanto estudam os mecanismos fisiológicos que entram em ação. O objetivo é usar o riso não para curar, mas

C

gnuno di noi sa quanto sia difficile togliersi le “maschere sociali” che inibiscono, frenano, incasellano. Molte volte invece una solo moto di riso è stato in grado di rompere queste maschere. La risata ha in sé qualcosa di folle, di irrazionale. Mentre gli esseri umani cercano di costruire qualcosa di ordinato, di disciplinato, spigoloso, la risata permette di esprimerci energicamente in modo pazzo, furioso, animalesco, istintivo, assurdo, coinvolgente: pura energia. Ridere fa bene e aiuta anche a guarire. Lo dice il senso comune, ma le ricerche degli scienziati lo confermano, e si studiano i meccanismi fisiologici che entrano in azione. Lo scopo è quello di usare il riso non come una cura, ma

O

49 OM


OM PSICONEUROIMUNOLOGIA PSICONEUROIMMUNOLOGIA como um complemento. Paralelamente, os estudos têm demonstrado que as pessoas que vivem experiências divertidas, como assistir a comédias ou filmes cômicos, tem aumentado a capacidade de enfrentar a dor. Há cerca de 10 anos, a psiconeuroimunologia – isto é, o estudo da influência exercida pelo estado psicológico e pelo sistema nervoso sobre o sistema imunológico – estuda como as emoções podem influir sobre reações químicas que sucedem no organismo, especialmente no sistema imunológico.

O PALHAÇO

come un complemento al processo naturale di guarigione. Parecchi studi hanno dimostrato che nei soggetti che vivono esperienze divertenti, quali assistere a commedie o film comici, aumenta la capacità di affrontare il dolore. Da circa dieci anni la psiconeuroimmunologia cioè lo studio dell’influenza esercitata dallo stato psicologico e dal sistema nervoso sul sistema immunitario ricerca e studia come le emozioni possono influire sulle reazioni chimiche che avvengono nell’organismo, specialmente nel sistema immunitario.

IL CLOWN

Após romper as fronteiras do circo, trabalhando no teatro e nas estradas, Dopo essere uscito dal circo, dopo aver lavorato in teatro e in strada, il o palhaço chegou aos quartos de hospitais – um espaço onde as crianças, clown è entrato nelle stanze degli ospedali, è andato in luoghi dove i bambini, e e não apenas elas, sofrem. Alguns palhaços non solo, soffrono. Alcuni clown sono entrati nelle frequentaram escolas para desenvolver arguscuole per trattare argomenti sensibili e attuali “O palhaço exprime o aspecto mentos relevantes e atualizados sobre o uso do come la prevenzione sulle sostanze stupefacenti, irracional do homem, o instinto, l’educazione sessuale o l’integrazione di bambini riso em fenômenos psíquicos, educação sexual a parte rebelde que existe denextracomunitari. Tutto questo attraverso l’arte del ou integração de crianças extra-comunitárias, tro de cada um de nós. É uma clown o clownerie. Ma le potenzialità terapeutiche oriundas de países estrangeiros. Tudo isto por caricatura do homem, o espelho del clown non si esplicano solo attraverso questa meio da arte do palhaço, da arte de provocar que reflete a própria imagem strada più diretta ed immediata. risadas. Mas a potencialidade terapêutica do em versão grotesca e bizarra. O Il clown è il re della risata. E’ un personaggio palhaço não se explica apenas por este meio grande cineasta Fellini explica noto a tutti, che tutti conosciamo, ma che allo mais direto e imediato. bem o conceito na seguinte O palhaço é o rei da risada. É um personastesso tempo è coperto da un’aura di mistero e frase: “Para extinguir a sombra gem popular, que todos nós conhecemos mas curiosità. E’ un personaggio pieno di potenziavem o sol a pino sobre a terra. que, ao mesmo tempo, é coberto de uma aura lità, non solo artistiche ma anche terapeutiche Então, a sombra desaparece”. de mistério e curiosidade. É um personagem e educative: egli stimola il pensiero creativo e Il clown esprime l’aspetto irpleno de potencialidade, não só artística como divergente, favorisce l’ascolto interiore. Il clown si razionale dell’uomo, l’istinto, também terapêutica e educativa: ele estimula o mette in gioco per coloro che stanno a guardare la parte ribelle che è dentro pensamento criativo e divergente, permite dar e con loro valorizza la diversità come originalità e ognuno di noi. E’ una caricatura ouvidos à interioridade. O palhaço se empenha, tratto d’identità personale. Così facendo insegna dell’uomo, è lo specchio in cui entra no jogo, se arrisca por aqueles que estão il coraggio, la gioia e la libertà di essere se stessi. l’uomo rivede la propria immagine assistindo à sua apresentação e com eles Il clown esprime l’aspetto irrazionale dell’uomo, in versione grottesca deforme valoriza a diversidade como originalidade e l’istinto, la parte ribelle che è dentro ognuno di e buffa. Il grande regista Fellini distinção. Assim fazendo, ensina a coragem, noi. E’ una caricatura dell’uomo, è lo specchio esplica bene il concetto in questa a alegria e a liberdade de ser aquilo que se in cui l’uomo rivede la propria immagine in frase “Per far morire l’ombra é. O palhaço exprime o aspecto irracional do versione grottesca deforme e buffa. Il grande occorre il sole a picco sulla homem, o instinto, a parte rebelde que existe regista Fellini esplica bene il concetto in questa terra, allora l’ombra scompare”.”. dentro de cada um de nós. É uma caricatura frase “Per far morire l’ombra occorre il sole a do homem, o espelho que reflete a própria picco sulla terra, allora l’ombra scompare. Ecco: imagem em versão grotesca e bizarra. O grande cineasta Fellini explica l’uomo completamente illuminato ha fatto sparire i suoi aspetti caricaturiali, bem o conceito na seguinte frase: “Para extinguir a sombra vem o sol a buffoneschi e deformi. Di fronte ad una creatura tanto realizzata, il clown non pino sobre a terra. Então, a sombra desaparece. Ora, um homem com- avrebbe più ragione di essere”. pletamente iluminado acabou com seus aspectos caricaturais, bizarros Il clown è un comunicatore, l’arte del clown è basata sul dare, sempre e deformados. Diante de uma criatura tão realizada, o palhaço não teria e comunque. In cambio riceve un sorriso, premio inestimabile. Questo mais razão de ser”. sorriso distende il pensiero e ciò che lo ha provocato facilita il processo di O palhaço é um comunicador. A arte do palhaço é baseada na doação, decisone, comprensione e valutazione dei problemi. Il clown, per essere sempre e de qualquer forma. Em troca, ele recebe um sorriso – prêmio ines- tale, deve continuamente mettere in discussione se stesso, per non detimável. Este sorriso libera o pensamento e isto facilita o processo de decisão, ludere il pubblico ha il dovere di essere autentico. Egli può fare disordine compreensão e valoração dos problemas. O palhaço, por ser assim, coloca-se la dove regna l’ordine, fallisce dove ci si aspetta che abbia successo, può OM 50


PSICONEUROIMUNOLOGIA PSICONEUROIMMUNOLOGIA OM esaltare lo “strano” e ridicolizzare il “normale”, contesta i modelli che noi tutti seguiamo senza contestare e così facendo indica le assurdità della vita. Attraverso azioni bizzarre, assurde, ridicole, incongrue ed imprevedibili egli ci trasmette sottili verità.

IL CLOWN DOCTOR

a si mesmo em discussão. Para não desiludir o público, ele tem o dever de ser autêntico. Ele pode promover desordem onde reina a ordem, fracassar onde se espera o sucesso. Pode exaltar o “estranho” e ridicularizar o “normal”. Ele vai contra os modelos que todos nós seguimos sem contestar e, assim fazendo, mostra o paradoxo, a absurdidade da vida. Por intermédio de ações bizarras, absurdas, ridículas, inadequadas e imprevisíveis, ele transmite verdades sutis.

O PALHAÇO-DOUTOR Eles entram nas seções pediátricas dos hospitais. As crianças riem, as enfermeiras e os médicos sorriem, os pais se sentem revigorados na esperança de restabelecimento de seus filhos. Os palhaços querem entender o sofrimento de cada criança e encontrar gestos e palavras que tragam um bálsamo ao sofrimento. Com essa intervenção, os palhaços doutores fazem retornar às crianças hospitalizadas um mundo feito de cor, música, magia e humorismo. A chegada deles é anunciada pela música de seus instrumentos que despertam nas crianças curiosidade e deslumbramento. O palhaço doutor se encontra antes com os enfermeiros responsáveis pelo atendimento para se informar a respeito do número de crianças que serão visitadas, bem como do estado de saúde física e psicológica delas. Também é solicitada a autorização dos pais e das próprias crianças. Os palhaços respeitam o segredo profissional e as normas de higiene hospitalar. Ao se juntarem às crianças, criam e encenam com elas um pequeno espetáculo teatral, fazendo o possível para envolver os pequenos pacientes, dentro do limite das suas possibilidades. Eles dizem que “é importante que as crianças não vivam apenas o papel de espectadores, mas que possam participar da magia e do espetáculo de animação, criado propositalmente para elas”. Assim, entre bolhas de sabão, música, sinos imaginários, jogos de magia, fantoches falantes, objetos de sons variados, inicia-se uma cumplicidade entre os palhaços e as crianças que se deixam transportar a um mundo de fantasia, evadindo-se da realidade hospitalar. Ao fim da visita, as crianças recebem balões. E, como dizem os doutores palhaços, “No dia da visita reina o bom humor em todo o hospital”.

Entrano negli ospedali nei reparti pediatrici, i bambini ridono e le infermiere e i medici sorridono, i genitori si sentono sostenuti nel cammino di guarigione dei loro figli. I clown vogliono capire la sofferenza di ogni bambino e trovare gesti e parole che portino sollievo alla sofferenza. I clown doctors con il loro intervento fanno ritrovare al bambino ospedalizzato un mondo fatto di colori, musica, magia e umorismo. Il loro arrivo è annunciato dalla musica dei loro strumenti che creano nei bambini curiosità e stupore. I clown doctors hanno sempre precedentemente un incontro informativo con le infermiere responsabili del servizio, per conoscere il numero dei bambini da visitare e il loro stato di salute fisica e psicologica, oltre all’autorizzazione dei genitori e dei bambini stessi. I clown sono legati al segreto professionale e al rispetto delle norme igieniche ospedaliere.Una volta giunti dal bambino creano su misura un piccolo sketch, facendo il possibile per coinvolgerlo (nei limiti della sue possibilità) poiché dicono: ”è importante che il bambino non viva solo il ruolo di spettatore, ma che possa partecipare alle magie e agli spettacoli d’animazione, creati appositamente per lui”. Cosi’ fra bolle di sapone, musica, campanelli immaginari giochi di magia, pupazzi parlanti, oggetti dai mille rumori inizia una complicità fra i clown e i bambini che si lasciano trasportare in un mondo di fantasia evadendo dalla realtà ospedaliera. Alla fine della visita i bambini ricevono palloncini. E come dicono i clown doctors “il giorno della visita in tutto l’ospedale regna il buon umore”.

NASCITA E SVILUPPI DELLA CLOWN TERAPIA Clown-terapia, humor terapia o terapia del sorriso è un tipo di cura che nasce in America nella metà degli anni ’80. I primi dottori clown sono Michael Christensen e Paul Binder. Il primo era un vero e proprio pagliaccio presso un circo a New York. Nel 1986 i due fondano The Clown Care Unit: l’Unità di Clown Terapia, che fa della risata una specie di medicina. Nei primi anni ’90 questo tipo di cura sbarca anche in Europa, gli ospedali francesi e svizzeri sono i primi ad accoglierla. Nella naturalizzazione essa prende il nome di Le Rire Medicin, da cui è stato prodotto anche un libro. La grande fortuna, però, arriva alla fine degli anni ’90, quando dalla figura di un noto medico della West Virginia viene preso spunto per un celebre film Patch Adams. Nel 1971 questo dottore alquanto originale fonda, con la collaborazione della sua compagna e di alcuni suoi amici, l’Istituto Gesundheit. Il suo modo di interpretare il giuramento di Ippocrate mette parzialmente in crisi la professione medica come si è svolta fino a quel momento. Per molti aspetti il suo è stato un vero e proprio colpo di genio, i risultati denotano un incremento delle guarigioni che ha dell’incredibile. Anche i più ottusi medici americani, quelli che non avevano molta fiducia nell’impresa del giovane Adams, si sono dovuti ricredere, ammettendo che, come motteggia Patch, la gioia è una fonte 51 OM


OM PSICONEUROIMUNOLOGIA PSICONEUROIMMUNOLOGIA NASCIMENTO E DESENVOLVIMENTO DA TERAPIA DO RISO Palhaço-terapia, humor-terapia ou terapia do sorriso é um procedimento que nasce na América na metade dos anos 80. Os primeiros doutores palhaços são Michael Christensen e Paul Binder. O primeiro era verdadeiramente um palhaço, procedente de um circo em Nova Iorque. Em 1986, os dois fundaram a Unidade de Terapia do riso, que faz da risada uma espécie de medicina. No início dos anos 90, esse tipo de terapia desembarca também na Europa, sendo acolhido inicialmente nos hospitais franceses e suíços, onde foi naturalizado com o nome de Le Rire Medicin, resultando daí um livro. O grande momento, porém, chega no final dos anos 90, quando a figura de um notório médico de West Virginia é consagrada no célebre filme Patch Adams. Em 1971, esse médico havia fundado, com a colaboração de sua equipe e de alguns amigos seus, o Instituto Gesundheit. O seu modo de interpretar o juramento de Hipócrates colocou parcialmente em crise a profissão médica como era executada até aquele momento. Por muitos aspectos, seu método foi considerado genial – os resultados têm mostrado um incremento inacreditável no restabelecimento de determinados pacientes. Até os mais céticos médicos americanos, aqueles que não tinham muita confiança no empreendimento do jovem Adams, tiveram que rever suas opiniões, admitindo que – como pregava Adams – a alegria é uma fonte inesgotável de boa saúde! Impressionante é a ressonância que os ensinamentos do Doutor Adams obtiveram no mundo. No curso de poucos anos, muitos hospitais foram dotados de médicos com essas características especiais: os médicos palhaços, armados de narizes de plástico vermelho, estetoscópios gigantes de borracha. Esses personagens coloridos atuaram entre os leitos de centenas e centenas de hospitais de muitas nações do mundo. O próprio Adams esteve nos últimos anos em Israel, Afeganistão, em meio aos jovens vítimas da guerra. Na Itália, a maior associação que se ocupa do treinamento e da condução desses médicos palhaços voluntários é a VIP (Vivamos de forma otimista). Existem ainda: a Fundação Aldo Garavaglia, Dottor Sorriso, ONLUS – que atua nos diversos hospitais da Lombardia - e a Associação “Ria para viver”, em Roma. A finalidade principal é valorizar os pequeninos por trás da enfermidade – um paciente a ser tratado de modo particular, sobretudo nos casos de patologia progressiva como os tumores ou a AIDS. Para Patch Adams, os médicos devem curar as pessoas e não a enfermidade. Na metade dos anos 80, seguindo esta linha, a Universidade da Califórnia conferiu o título Honoris Causa ao jornalista científico Norman Cousins, vítima de uma tremenda enfermidade: a Espondilite Anquilosante (inflamação na coluna vertebral). Os médicos lhe deram poucos meses de vida e então ele abandonou o hospital, mudando-se para um grande albergue. Interrompeu a terapia recomendada pelos médicos e substituiu os remédios por altas doses de vitamina C e filmes cômicos. Quinze anos depois do diagnóstico que o dava por desenganado, Norman Cousins publicou “Anatomia de uma enfermidade” – um livro em que conta sua história, considerada como um emblema também na medicina tradicional. Um entre tantos resultados bem sucedidos obtidos por meio do riso. OM 52

inesauribile di buona salute! Impressionante è la fortuna che l’insegnamento del Dottor Adams ha riscontrato nel mondo. Nel corso di pochi anni molti ospedali si sono dotati di dottori alquanto speciali: i medici-clown, armati di naso rosso di plastica, stetoscopi giganti di gomma: questi colorati personaggi si aggirano tra i letti di centinaia e centinaia di ospedali di moltissime nazioni del mondo. Lo stesso Adams è stato negli ultimi anni in Israele, Afghanistan tra le giovani vittime della guerra. In Italia la maggiore associazione che si occupa dell’ addestramento e della gestione di questi medici-clown volontari è la VIP (viviamo in positivo). Ancora in Italia ci sono poi: la Fondazione Aldo Garavaglia, Dottor Sorriso, ONLUS - che opera nei diversi ospedali della Lombardia e l’Associazione “Ride per Vivere” di Roma. Lo scopo principale è quello di valorizzare il fanciullo al di sopra della malattia, perché è un paziente che và trattato in modo particolare. Soprattutto nei casi di patologie progressive come i tumori e l’ AIDS che richiedono un trattamento molto aggressivo. Per riprendere Patch Adams, lui dice che i medici devono curare le persone e non le malattie. Nella metà degli anni ’80, inoltre, l’Università della California conferì la laurea ad Honoris Causa al giornalista scientifico Norman Cousins colpito da una tremenda malattia articolare, la Spondilite Anchilosante: i medici gli predissero pochi mesi di vita e allora lui abbandonò l’ospedale e si trasferì in un grande albergo. Interruppe la terapia consigliata dai medici e sostituì le medicine con massicce dosi di vitamina C e film comici. Quindici anni dopo la diagnosi che lo dava per spacciato , Norman Cousins pubblicò “Anatomia di una malattia” un libro dove racconta la sua storia, che è diventata l’emblema, anche nella medicina tradizionale, di uno dei tanti risultati positivi ottenuti attraverso il ridere. Si sancì di fatto la nascita della “Gelotologia “ (dal greco ghelos = riso,


PSICONEUROIMUNOLOGIA PSICONEUROIMMUNOLOGIA OM

Estava de fato instituída a Gelotologia (do grego ghelos = riso, logos = ciência: a ciência do riso), uma nova área de pesquisa, uma disciplina dedicada ao estudo sistemático do riso, do bom humor e do pensamento positivo como função terapêutica, como remédio psicofísico. Esta recém-nascida disciplina se revela como uma ponte entre a biologia e a psicologia; a antropologia e a medicina. O pressuposto teórico da Gelotologia, como sustenta Susumo Tonegawa, prêmio Nobel na Medicina, é que “Quem é enfastiado, triste, deprimido, está mais próximo a contrair enfermidades”. Esta ciência funda suas bases nos estudos da psico-neuro-endócrino-imunologia que afirma a influência direta dos estados mentais e das emoções sobre o sistema imunológico e vice-versa, em uma circularidade de interações que fazem declinar a hipótese organicista, isto é: a predominância dos fatores orgânicos no desenvolvimento de uma enfermidade. Rir entorpece o cérebro racional, liberando todas as energias que habitualmente se consome pensando. Energia de que o corpo desfruta, durante o riso, para regenerar-se. Nesse átimo, privado de auto-controle emocional, temos uma percepção mais aberta de sermos parte do mundo: e é por isto que muitos mestres da terapia do riso consideram o ato de rir como “um ato sagrado de empatia com o universo”.

RIR FAZ BEM O que se tenta determinar é se o humorismo e o riso aumentam as endorfinas (substância química presente no cérebro) que agem como antídotos naturais à dor. Rir distende os músculos, desacelera as batidas cardíacas, abaixa a pressão, estimula a secreção de endorfinas. Rir é um momento catártico acessível a todos, purifica, drena e desintoxica. Assim, as preciosas endorfinas neutralizam as emoções negativas que abaixam a defesa, tornando o organismo mais vulnerável às enfermidades. Mas, como dizem os palhaços terapeutas, é uma arte a aprender: “Porque somos submetidos a preconceitos culturais que nos impedem de explodir em uma sonora risada acreditando que é preciso uma boa razão para rir, enquanto esse comportamento tem explicações fora da lógica da racionalidade. E pensamos que o que move a risada seja o contentamento, ao passo que se deve rir para sentir-se melhor: para estar contente”. “O riso tem uma função social” - escreveu Bérgson - irrompe e é um modo sadio de defender-se contra a rigidez excessiva. O riso, que do ponto de vista da fisiologia nervosa é uma liberação de energia, do ponto de vista psicológico pode ser considerado uma forma de linguagem – uma linguagem que inicialmente é individual, mas que pode vir a ser, por contágio, uma linguagem social.

logos = scienza; scienza della risata ) una nuova area di ricerca, una disciplina dedicata allo studio sistematico del ridere, del buonumore e del pensiero positivo in funzione terapeutica, come rimedio psicofisico. Questa neonata disciplina risulta essere un ponte tra la biologia, la psicologia, l’antropologia e la medicina. Presupposto teorico della Gelotologia, come sostiene Susumo Tonegawa, premio Nobel per la medicina, è che “Chi è musone, triste, depresso, non riesce a tenere lontano le malattie”. Questa scienza getta le sue basi sugli studi di psico neuro endocrino immunologia, che hanno sostanziato la diretta influenza degli stati mentali e dell’ emozione, sul sistema immunitario e viceversa, in una circolarità di interazioni che fanno tramontare di fatto, sia le ipotesi organistiche e cioè la predominanza dei fattori organici nello scatenamento di una malattia. Ridere spegne il cervello razionale, liberando tutte le energie che abitualmente si consumano pensando. Energie che, mentre si ride, il corpo sfrutta per rigenerarsi. Negli attimi privi di autocontrollo razionale, abbiamo una percezione più aperta del nostro essere parte del mondo: ed è per questo che molti maestri della clown-terapia considerano il ridere “un atto sacro di empatia con il creato”.

RIDERE FA BENE Si sta cercando di determinare se l’umorismo e il riso aumentino le endorfine (sostanze chimiche presenti nel cervello) che fungono da naturali “antidoti” al dolore. Ridere distende i muscoli, rallenta il battito cardiaco, abbassa la pressione, stimola la secrezione d’endorfine. Ridere è un’occasione catartica accessibile a tutti, purifica, drena e disintossica. Cosi le preziose endorfine contrastano le emozioni negative che abbassano le difese, rendendo l’organismo più vulnerabile alle malattie. Ma ridere dicono i clown therapist è un‘arte da imparare: “perché siamo soggetti a pregiudizi culturali che c’impediscono di scoppiare in una sonora risata, ad esempio crediamo che ci voglia una buona ragione per ridere mentre questo comportamento si esplica al di fuori della logica della razionalità e pensiamo che il movente della risata sia la contentezza, mentre si deve ridere per sentirsi meglio: per essere contenti”. “Il riso ha una funzione sociale“ ha scritto Bergson, erompe ed è un sano modo di difendersi contro ogni eccessiva rigidità. Il riso, che dal punto di vista della fisiologia nervosa è semplicemente una liberazione d’energia, dal punto di vista psicologico può essere considerato come una forma di linguaggio. Un linguaggio che inizialmente è individuale, ma può diventare, per contagio un linguaggio sociale. MARCELO MARQUES TEIXEIRA žAcadêmico de Medicina na Università Statale di Milano, Itália. Interno all’ Istituto Clinico Humanitas. Vencedor do prêmio European Academic Test of Medical Schools. ž Interno all’ Istituto Clinico Humanitas. Academic Test of Medical Schools.

53 OM


REUMATOLOGIA RHEUMATOLOGY OM

Reumatologia e artrose Rheumatology and arthritis WAGNER FELIPE DE SOUZA WEIDEBACH artrose (do grego artros – articulação, e do latim ose - desgaste), também chamada osteoartrose, é um processo e não uma doença. Trata-se de um fenômeno absolutamente natural - desgaste da cartilagem que reveste nossas articulações ou juntas - que faz parte do envelhecimento global do organismo humano. É do senso comum que fiquemos com cabelos brancos, com rugas ou que apareçam as chamadas manchas senis em nossas mãos. Mas é surpreendente como não conseguimos encarar fatos simples como o engrossamento das articulações dos dedos das mãos, o aumento de nossas articulações do dedão dos pés, o aparecimento de bicos-de-papagaio em uma radiografia de rotina. A confusão logo se instala: devo estar com reumatismo: preciso procurar um reumatologista. Aí se inicia a confusão: reumatismo (do grego reuma - fluido) não é uma doença, mas um termo genérico que significa apenas dor nas juntas. A confusão piora quando traduzimos textos do inglês: na língua de Shakespeare, reumatismo (rheumatism) é sinônimo de arthritis. Nos

A

rthritis (from Greek arthroscopy - articulation, and Latin ose - wear), also called osteoarthritis, is a process and not a disease. This is an absolutely natural phenomenon - erosion of cartilage that cushions our joints - which is part of the overall aging of the human organism. This is common sense to be with white hair, wrinkled or that appear the call age spots on our hands. But it’s amazing how we can not face simple facts like thickening of the joints of the fingers, the increase of our big toe joints of the feet, the appearance of nozzle-to-kite on a routine radiograph. The confusion sets in soon: I must be with rheumatism, must find a rheumatologist. Then, the confusion starts: rheumatism (rheumatoid from Greek – fluid) is not a disease, but a generic term that simply means pain in the joins. The confusion gets worse when we translate texts from English; the language from Shakespeare, arthritis (rheumatism) is synonymous with arthritis. In English texts, arthritis is called osteoarthritis and there is formed the semantic mess. In a first visit to the doctor, is obvious the lack of clarity: what is the difference between arthritis and arthroses? This question is infallible, primarily

A

55 OM


OM REUMATOLOGIA RHEUMATOLOGY

textos em inglês, a artrose ou osteoartrose é chamada osteoarthritis e está formada a bagunça semântica. Numa primeira consulta, salta aos olhos a falta de clareza: qual a diferença entre artrite e artrose? Esta é a pergunta infalível, fruto de uma confusão primariamente semântica: artrite (do grego artros - articulação e do latim ite - inflamação) denota a presença de uma das três características definidas por Galeno (século III d.C): dor, calor e rubor. A artrite é sempre um evento patológico, que denota uma doença. Existem mais de cem causas de artrite ou inflamação articular: a mais comum e temida é a artrite reumatóide, doença de origem autoimune que provoca grave acometimento das articulações, com grande destruição das mesmas. Mas existe também a artrite psoriática, associada a formas graves de psoríase cutânea, a artrite gotosa ou gota, causada pelo depósito de cristais de ácido úrico (urato), a artrite reativa, causada por infecções, a artrite que acompanha doenças sistêmicas como o lúpus eritematoso, entre muitas mais. Quando falamos de artrose ou osteoartrose, estamos falando de um reumatismo, mas de um reumatismo diferente: aquele que qualquer pessoa terá. É o reumatismo causado pelo desgaste articular, também chamado degenerativo. Este caráter de desgaste é muito mal compreendido e associado a doença de pessoas idosas. Não se trata de doença, apesar do mau uso da língua e do sensacionalismo da imprensa leiga que, traduzindo textos do inglês, anuncia: o mundo tem uma epidemia de artrite (tradução equivocada de osteoarthritis ou arthritis). A proposta deste texto é tentar aclarar o significado deste processo pelo qual todos haveremos de passar, se vivermos o suficiente: a artrose. Quando atingimos o auge do nosso desenvolvimento músculo-esquelético (algo em torno dos 28 anos), se inicia um silencioso processo de desgaste articular. Se submetermos alguma de nossas articulações a um estresse precoce, como esportes em nível competitivo ou traumas, este processo pode ser ainda mais precoce. Todos conhecemos jogadores de futebol, tenistas e nadadores com desgaste precoce de joelhos, quadris ou ombros. O desgaste da cartilagem articular se deve a uma particularidade do tecido que reveste as articulações: os condrócitos, células formadoras OM 56

the result of a semantic confusion: Arthritis (from Greek arthroscopy - articulation and Latin itis - inflammation) denotes the presence of one of the three characteristics defined by Galen (third century AD): pain, heat and redness. Arthritis is always a pathological event, which denotes a disease. There are over one hundred causes of arthritis or joint inflammation: the most common and feared is rheumatoid arthritis, a disease of autoimmune origin that causes severe impairment of the joints, with great destruction. But there is also psoriatic arthritis associated with severe forms of psoriasis skin, gouty arthritis or gout, caused by crystal deposits of uric acid (urate), reactive arthritis, caused by infections, arthritis accompanying systemic diseases like lupus erythematosus, and many others. When we talk about arthritis or osteoarthritis, we’re talking about rheumatism, but of different rheumatism: the type that anyone will have. It is caused by wear joints, also called degenerative. The character of wear is much misunderstood and associated with disease of the elderly. This is not a disease, despite the misuse of language and sensationalism that the lay press, translating texts from English, announces the world has an epidemic of arthritis (mistranslation of osteoarthritis or arthritis). The purpose of this paper is to try to clarify the significance of this process by which we will all go through if we live long enough: arthritis. When we reached the pinnacle of our development musculoskeletal (somewhere around 28 years old), starts a silent process of joint wear. If you submit any of our joints to an early stress, as in competitive sports or trauma, this process may be even earlier. We all know football players, tennis players and swimmers with premature wear on your knees, hips or shoulders. The wear of joints cartilage due to a peculiarity of the tissue lining the joints: the chondrocytes, the cells that form cartilage tissue does not regenerate (part of the commonsense understanding that only neurons, cells of nervous tissue can not regenerate). Thus, once destroyed a chondrocyte, there are no “parts” to repair the cartilage. In addition, the joints cartilage is not vascularized, or it does not receive their nutrients through blood vessels but is nourished only by immersion (as a sponge) from the bone just beneath the cartilage, called the subchondral bone. From the peak of our development osteo-articular, begins a slow, insidious, initially asymptomatic wear process, dehydration and thinning of cartilage, osteoarthritis.


REUMATOLOGIA RHEUMATOLOGY OM do tecido cartilaginoso, não se regeneram (faz parte do senso comum a compreensão de que apenas os neurônios, células do tecido nervoso, não podem se regenerar). Assim, uma vez destruído um condrócito, não há peças “sobressalentes” para reparar a cartilagem. Além disso, a cartilagem articular não é vascularizada, ou seja, não recebe seus nutrientes por intermédio de vasos sanguíneos, mas se nutre apenas por embebição (como uma esponja) a partir do osso situado logo abaixo da cartilagem, chamado osso subcondral. A partir do nosso pico de desenvolvimento osteo-articular, começa um lento, insidioso e inicialmente assintomático processo de desgaste, desidratação e afilamento da cartilagem: a artrose. Apesar de ser um fenômeno universal (todos vamos ter), nem todos teremos uma artrose igual à de nosso vizinho: por fatores genéticos, algumas pessoas têm artrose um pouco mais precoce; umas têm artrose nas mãos, outras nos joelhos (em função de excesso de peso ou de joelhos em valgo - em xis - ou varo - pernas tortas à Garrincha), outras nos quadris, outras na coluna (bicos de papagaio). Em algumas pessoas a artrose pode se comportar mais agressivamente, com um componente inflamatório local, gerando a artrose erosiva, muitas vezes confundida com a artrite reumatóide. Felizmente, esta é uma minoria dos casos. Um fato cruel para as mulheres é que a artrose, já iniciada silenciosamente, apresenta uma grande exacerbação após a menopausa. Assim, é frequente que os sintomas da artrose se iniciem próximo desta fase nem sempre fácil da vida da mulher. Os homens também têm artrose, mas o processo costuma ser mais lento, exceto naqueles onde a herança genética é mais intensa. Assim, o processo de desgaste da cartilagem articular, fenômeno universal entre aqueles que passam dos 40 ou 45 anos, fica mais simples de ser compreendido e aceito. Não devemos apenas menosprezá-lo e fazer como os médicos de antigamente, dizendo: isso é assim mesmo, você precisa conviver com a dor. A artrose muitas vezes não causa dor, mas quando isto acontece, devemos tratá-la da melhor maneira possível. Como ainda não descobrimos como regenerar o tecido cartilaginoso, devemos tratar os sintomas da artrose com analgésicos (sempre) e antiinflamatórios (somente nas crises). Há medicamentos capazes de retardar o processo e amenizar seus sintomas: a glucosamina (associada ou não à condroitina), os chamados insaponificáveis do abacate, entre outros. O uso de medicamentos como a hidroxicloroquina pode ser útil nas artroses erosivas. A medicação, entretanto, é apenas uma pequena parte do tratamento da artrose. Perder peso, fortalecer globalmente a musculatura, utilizar técnicas como a hidroterapia e outras formas de tratamento fisioterapêutico, associar acupuntura como aliada no combate à dor. Tudo isto constitui um conjunto de medidas capazes de melhorar muito os sintomas da artrose. Assim, compreendendo melhor o significado desse processo, podemos ajudar os pacientes a tomar consciência da necessidade de uma mudança de hábitos de vida, cuidando melhor dessas preciosas dobradiças que garantem todos os nossos movimentos: as articulações.

Though a universal phenomenon (we all have), not all of us will have the same arthritis of our neighbor, for generic reasons, some people have arthritis a little earlier and have arthritis in their hands, knees and other parts of their bodies (because of weight excess or valgus knee - the crux - or varus - Garrincha the bent legs), other hips, the other column (parrot beaks). In some people, osteoarthritis can behave more aggressively, with a component of local inflammation, leading to erosive osteoarthritis, often confused with rheumatoid arthritis. Fortunately, this is a minority of cases. A cruel fact is that for women arthritis has quietly begun offering a wide exacerbation after menopause. Thus, it is common for the symptom of osteoarthritis to begin this next phase of life is not always easy for women. Men also have arthritis, but the process tends to be slower, except those where the inheritance is more intense. Thus, the process of wear of joints cartilage, universal phenomenon among those who pass the age of 40 or 45 years, it’s easier to be understood and accepted. Not only must we belittle it and do as the doctors of old, saying it is anyway, you have to live with the pain. Arthritis often causes no pain, but when this happens, we should treat it as best as possible. As yet not figured out how to regenerate cartilage tissue, we treat the symptoms of osteoarthritis with analgesics (always) and anti inflammatory (only in crises). There are drugs that can slow the process and ease your symptoms: glucosamine (with or without chondroitin), called unsaponifiables from Avocado, among others. The use of drugs such as hydroxychloroquine may be useful in erosive osteoarthritis. The medication, however, is only a small part of the treatment of osteoarthritis. Lose weight, strengthen muscles globally, using techniques such as hydrotherapy and other forms of physical therapy, acupuncture join as an ally in fighting pain. All this constitutes a set of measures that can greatly improve the symptoms of osteoarthritis. Thus, understanding better the significance of this process, we can help patients become aware of the need for a change of lifestyle, taking better care of these precious hinges that ensure all our movements: the joints. WAGNER FELIPE DE SOUZA WEIDEBACH žDoutor em Medicina pela Universidade de São Paulo (USP), Brasil. Mestre em Medicina pela USP. Residência em Clínica Médica e Reumatologia pela USP. Graduado em Medicina pela USP. Médico do Corpo Clínico dos Hospitais Sírio-Libanês e Hospital Alemão Oswaldo Cruz de São Paulo. žDoctor in medicine by the University of São Paulo (USP), Brazil. Mester in Medicine by USP. Residency in Internal Medicine and Rheumatology by USP. Graduated in Medicine at USP. Physician of the Clinical Staff from the hospitals Sírio-Libanês and Hospital Alemão Oswaldo Cruz in São Paulo.

57 OM


Jornalista Valterli Guedes recomenda:

Revista HOJE publica çã o m ensa l Edit ada em Goiâ nia pela Editora Caraíba.

Palácio do Congresso Nacional. Brasília, 1958. Foto: Marcel Gautherot/IMS

Quer acompanhar os bastidores da política?

Acesse: w w w . r e v i s t a h o j e . c o m . b r


A griffe fashion

Discretos e sofisticados, os calçados KV são ícones em qualquer hit das estações. São audazes e surpreendentes. Elevam a alma, a elegância, o glamour e a sensualidade das mulheres!

ODISSEIA DA MEDICINA ED. 13  

SAÚDE PÚBLICA: PNEUMONIA COMUNITÁRIA