Issuu on Google+

MIGRAINE OR HEADACHE, IS THERE A CURE?

OU DOR DE CABEÇA TEM CURA?

PSICOLOGIA TRANSTORNO DO PÂNICO

PSICOLOGY THE PANIC DISORDER

UROLOGIA DOENÇA DE PEYRONIE

GENETICS SURVEY IDENTIFIES 'TRUST HORMONE'

EDUCAÇÃO EDEMIA DA MÁ FORMAÇÃO EM MEDICINA

HEMATOLOGY BLOOD BANK UMBILICAL CORD REACHES ALL PARTS OF THE COUNTRY

JORGE FORBES: ECCE HOMO - COMPORTAMENTO DOS HOMENS NOS DIAS DE HOJE.ECCE HOMO - BEHAVIOR OF MEN TODAY.“NÃO SE FAZEM MAIS HOMENS Goiânia - ano I I - nº 17 Abril - 2011

COMO ANTIGAMENTE”."THERE IS NO MORE MEN AS BEFORE.”


ODISSEIA DA MEDICINA ANO I I NÚMERO 17 ABRIL - 2011 EDITORIAL

EDITOR’S LETTER

05

JORNALISTA RESPONSÁVEL SUELI RAUL - DRT-GO/011263JP

NEUROLOGIA

07

NEUROLOGY

Enxaqueca - ou dor de cabeça tem cura? Migraine - or Headache, is there a cure?

BIOLOGIA

12

PUBLISHER KLÉBER OLIVEIRA VELOSO

BIOLOGY

Nanomaterial para combater bactérias Nanomaterial to fight bacteria

EDITOR DE FOTOGRAFIA EDMAR WELLINGTON - MTB 1842 TRADUÇÃO JOÃO FLÁVIO SALES DE SOUZA AGENOR NETO CONSELHO EDITORIAL Dra. ADRYANNA LEONOR MELO CAIADO Dr.r ANTÔNIO DA SILVA MENEZES JÚNIOR Dr.r CLÁUDIO VITAL DE LIMA FERREIRA Dr.r DAVID JENDIROBA Dr. HÉLIO CURADO FRÓES Dr.r JOEL DE SANT´ANNA BRAGA FILHO Dr.r MARCOS ANTONIO RIBEIRO MORAES PUBLICIDADE, MARKETING E MERCHANDISING

CARDIOLOGIA

16

CARDIOLOGIA

19

CARDIOLOGY

Brasil começa a desenvolver coração artificial implantável Brazil make a production of artificial heart

CARDIOLOGY

Campanha por cirurgia bariátrica menos invasiva toma as redes sociais Campaign for less invasive bariatric surgery takes social networks

CIÊNCIA E TECNOLOGIA

23

Rôbos cientistas Robots scientists

PSICOLOGIA

38

56

PSYCHOLOGY

Transtorno do pânico Panic disorder

PSIQUIATRIA

46

SCIENCE AND TECNOLOGY

PSIQUIATRY

Depressão: o transtorno mental que assombra crianças e adolescentes Depression: a mental disorder that haunts children and adolescents

UROLOGIA UROLOGY Doença de Peyronie Peyronie's Disease

IBIS COMUNICAÇÃO

SUELI RAUL + 55 62 8545.0028 / 8218.6011 odisseiadamedicina@gmail.com CONTEÚDO, DESENVOLVIMENTO, DESIGN, PROJETO GRÁFICO, PUBLICAÇÃO, IMPRESSÃO, REDAÇÃO E ORTOGRAFIA AGÊNCIA ODISSEIA COMUNICAÇÃO CNPJ 11.026.604/0001-23 Esta revista é uma publicação da Odisseia Comunicação, agência de publicidade e propaganda, com conteúdo trilíngue, nacional e internacional. A agência é comprometida com a ética, com o desenvolvimento sustentável, com o respeito ao consumidor e com a responsabilidade social. Os pontos de vista aqui expressos refletem a experiência e as opiniões dos autores. Nenhuma parte desta revista poderá ser reproduzida ou transmitida por quaisquer meios empregados sem a autorização prévia, por escrito, da agência e dos autores dos artigos.


EDITORIAL EDITOR’S LETTER OM or de cabeça, ou enxaqueca, sempre foi apontada como uma doença recorrente. Qual a diferença entre uma e outra? E os tratamentos disponíveis à cura? Esse assunto ganha destaque com o seu destrinchar, numa abordagem simples e objetiva, pelo neurologista Marcos Antonio Carneiro. As pesquisas têm levado a descobertas e constatações favoráveis à cura de muitos males. Objetivando combater a obesidade mórbida, a Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica acaba de lançar, por intermédio das redes sociais, uma campanha para a realização de cirurgia bariátrica menos invasiva e com técnicas modernas. Ademais, garante aos usuários dos planos de saúde o acesso a essa intervenção. Sabe-se que pacientes se submetem a coleta de sangue para a realização de variados exames e, após análise, identificar os males. O recém-desenvolvido kit diagnóstico tem o condão de noticiar, por intermédio de abalizado panorama hematológico, outras informações úteis ao exame e, consequentemente, ao diagnóstico. Todos batalham para viver e, às vezes, amargam uma comprida e desconfortante espera para

receber a doação de um órgão que necessita ou, então, se beneficiar de nova descoberta científica. Nesse contexto, o Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia aguarda o aval do Ministério da Saúde para implantar o primeiro coração artificial brasileiro em pacientes. Pesquisadores da Unicamp desenvolveram mistura com nanopartículas de prata que pode impedir a proliferação de bactérias responsáveis por 60% das infecções hospitalares no Brasil. Em abordagem sobre transtorno do pânico, a psicóloga Patrícia Candice discorre sobre o problema e sinaliza procedimentos eficazes à cura desse mal. Esclarece, ainda, que muitas pessoas, sem saberem portar a doença, vagam pelos consultórios, clínicas e hospitais, na busca de um diagnóstico promissor. O psiquiatra Jorge Forbes veicula, em artigo de sua autoria, informações sobre o comportamento dos homens na pós-modernidade. Ele enfoca as angústias que, por vezes, os deixam perdidos nesse início de milênio, destacando as consequências. Um dos mais destacados urologistas do mundo, o brasileiro Sidney Glina, aborda a Do-

ença de Peyronie. Ele a aponta como patologia que incide sobre 5% dos adultos masculinos do Cáucaso. Entretanto, em mais de 75% dos casos, ela aparece em homens com idade entre 45 a 65 anos. O Presidente da Sociedade Brasileira de Clínica Médica (SBCM), Antônio Carlos Lopes, levanta fundados questionamentos sobre a má formação acadêmica de médicos no país. Para ele é necessário fechar os cursos sem qualidade, de modo a preservar a excelência no atendimento médico.

eadache or migraine was always reported as a recurrent disease. What is the difference between the two? Are there treatments available to cure? This issue gained prominence with its unraveling, in a simple and objective approach, by neurologist Antonio Marcos Carneiro. Research has led to discoveries and findings favorable to the cure of many ailments. Aiming to combat obesity, the Brazilian Society for Bariatric Surgery and Metabolic just launched via social networks, a campaign to perform bariatric surgery less invasive and with modern techniques. In addition, ensures that users of health plans access to this intervention. It is known that patients undergo blood collection to perform various tests and, after analysis, to identify the evils. The newly developed diagnostic kit has the ability to report, through authoritative hematologic overview other information relevant to the examination and thus the diagnosis. All struggle to live and sometimes bemoan a long and uncomfortable wait to receive the dona-

tion of an organ that needs it, or take advantage of new scientific discovery. In this context, the Institute of Cardiology Dante Pazzanese awaits the approval of the Ministry of Health to establish the first artificial heart in Brazilian patients. Unicamp researchers developed mixed with silver nanoparticles that can prevent the proliferation of bacteria responsible for 60% of hospital infections in Brazil. Discussions on panic disorder, psychologist Patricia Candice discusses the problem and signals effective procedures to cure this evil. Also explained that many people have unknowingly carry the disease, wander around the offices, clinics and hospitals in search of a promising diagnostic. Psychiatrist Jorge Forbes provides in his own article, information about the behavior of men in post-modernity. He focuses on the anxieties that sometimes leave them lost in this new millennium, highlighting the consequences. One of the most prominent urologists in the world, the Brazilian Sidney Glina, addresses the

Peyronie’s Disease. He points to a pathology which focuses on 5% of adult males within the Caucasus. However, in more than 75% of cases, it appears in men aged 45 to 65. The President of the Brazilian Society of Clinical Medicine (SBCM), Antonio Carlos Lopes, raises questions based on poor academic training of doctors in the country. For him it is necessary to close the courses without losing quality, in order to maintain excellence in medical care.

D

H

Aproveitem!

Enjoy! 5 OM


OM M

NEUROLOGY MULTIPLE SCLEROSIS

NEUROLOGIE

ESCLEROSE MÚLTIPLA Ú

SCLÉROSE MULTIPLE

ÉTICA ERRO MÉDICO E A LEI

ETHICS MEDICAL ERROR AND THE LAW

ODONTOLOGIA INOVAÇÃO EM IMPLANTODONTIA

ODONTOLOGY INNOVATION IN IMPLANTODONTIA

ESTETICA LIPO A LASER: MENOS DESGASTE

AESTHETIC LIPO THE LASER: LITTLE CONSUMING

INSÔNIA: DORMIR POUCO TORNA O ORGANISMO PRESA FÁCIL DA GRIPE COM BAIXA DA IMUNIDADE. SLEEPLESSNESS: TO SLEEP LITTLE BECOMES THE EASY IMPRISONED ORGANISM OF THE GRIPPE WITH LOW OF THE IMMUNITY. Goiânia - ano I - nº 08

ACUPUNCTURE SNORING AND APNEA

ACUPUNCTURE

RONCO E APNEIA ODONTOLOGIA SORRISO E ORTODONTIA PSICOLOGIA DOMAR O CORPO UROLOGIA VACINA CONTRA CÂNCER DE PRÓSTATA

RONFLEMENT ET D'APNÉES

EMOÇÕES: EMO ÇÕES Õ DO MARKETING AO CONSUMO NEUROMARKETING EMOTIONS: FROM MARKETING TO CONSUMPTION

ODONTOLOGY SMILE AND ORTHODONTICS PSYCHOLOGY TAMING THE BODY

NEUROMARKETING ÉMOTIONS: DU MARKETING À LA CONSOMMATION

SOCIOPATIA A OUTRA FACE DA PSICOPATIA

SOCIOPATHY THE OTHER SIDE OF PSYCHOPATY SOCIOPATHY THE OTHER SIDE OF PSYCHOPATY

ONCOLOGIA ENSAIOS CLONOGÊNICOS PSICOLOGIA AMOR COM PAIXÃO

NEUROLOGIA ATROFIA MUSCULAR ESPINAL

UROLOGY VACCINE AGAINST PROSTATE CÂNCER

Julho - 2010

ENDOCRINOLOGIA EFEITOS E SINTOMAS DA PRIVAÇÃO DO EXERCÍCIO FÍSICO

CARDIOLOGIA ALIMENTAÇÃO E CORAÇÃO IMUNOLOGIA MAIS OTIMISMO, MAIS SAUDE?

NEUROLOGY SPINAL MUSCULAR ATROPHY

ONCOLOGY CLONOGENIC ASSAY

CARDIOLOGY FOOD AND HEART

PSYCHOLOGY LOVE WITH PASSION

IMMUNOLOGY MORE OPTIMISM, PLUS HEALTH?

Goiânia - ano I - nº 09 - Agosto - 2010

INOVAÇÃO CONTRA COLAPSO NA HEMATOLOGIA: TRANSFORMAÇÃO EM LABORATÓRIO DE SANGUES A, B OU AB EM O, O TIPO DOADOR UNIVERSAL. INNOVATION AGAINST COLLAPSE IN HEMATOLOGY: PROCESSING OF BLOOD IN LABORATORY A, B OR AB INTO O, THE UNIVERSAL DONOR TYPE.

Goiânia - ano I - nº 10 - Setembro - 2010

ENDOCRINOLOGY EFFECTS AND SYMPTOMS OF DEPRIVATION OF PHYSICAL EXERCISE REVIEW

DARIO FAUZA, DA HARVARD MEDICAL SCHOOL: ENGENHARIA DE TECIDOS FETAIS PARA O TRATAMENTO DE MALFORMAÇÕES CONGÊNITAS. FETAL TISSUE ENGINEERING FOR TREATMENT OF BIRTH DEFECTS.

Goiânia - ano I I - nº 15 - Fevereiro - 2011

PSICANALISTA JORGE DE FIGUEIREDO FORBES: MAKTOUB? A INFLUÊNCIA DA PSICANÁLISE SOBRE A EXPRESSÃO DOS GENES. MAKTOUB? THE INFLUENCE OF PSYCHOANALYSIS ON THE EXPRESSION OF GENES

ANGIOGENESIS

NEUROLOGY

PROLIFERATIVE RETINA DISEASES

DOENÇAS PROLIFERATIVAS DA RETINA

HYPERKINETIC SYNDROME: SYMPTOMS AND DIAGNOSIS

PNEUMONIA COMUNITÁRIA PUBLIC HEALTH COMMUNITY ACQUIRED PNEUMONIA

PSICOLOGIA A DIFÍCIL ARTE DE CRESCER

SÍNDROME HIPERCINÉTICA: SINTOMAS E DIAGNÓSTICO

GASTROENTERELOGIA CIRURGIA PARA CONTROLE DO DIABETES SAÚDE 30 DICAS CONTRA O ENVELHECIMENTO

BIOLOGIA DESCOBERTA SOBRE ANTICORPOS PODE LEVAR À CURA DO RESFRIADO

PSICOLOGY THE DIFFICULT ART OF GROWING GASTROENTEREOLOGY SURGERY TO CONTROL DIABETES

REUMATOLOGIA REUMATOLOGIA E ARTROSE

HEALTH 30 TIPS AGAINST AGING

PSICOLOGIA AMOR COM PAIXÃO IMUNOLOGIA KCP - A SUPERBACTÉRIA

Goiânia - an o I I - nº 12 NOVEMBRO - 2011

OM 6

KRICHELDORF – CIRURGIA MINIMAMENTE INVASIVA PARA RECONSTRUÇÃO TRIDIMENCIONAL DE MAXILAS E MANDÍBULAS SEVERAMENTE ATRÓFICAS. KRICHELDORF TECNIQUE – SURGERY MINIMALLY INVASIVE TO THE THREE DIMENSIONAL RECONSTRUCTION OF JAWS AND MANDIBLES SEVERELY ATROPHIED

RHEUMATOLOGY Rheumatology and arthritis PSYCHOLOGY LOVE WITH PASSION IMMUNOLOGY KCP - THE SUPERBACTERIA

GENÉTICA PESQUISA IDENTIFICA 'HORMÔNIO DA CONFIANÇA' HEMATOLOGIA BANCO DE SANGUE DE CORDÃO UMBILICAL CHEGA A TODAS AS REGIÕES DO PAÍS

TERAPIA DO RISO: UM SORRISO É A LUZ ATRAVÉS DA JANELA DO TEU OLHAR QUE DIZ ÀS PESSOAS QUE VOCÊ ESTÁ EM CASA.TERAPIA DEL SORRISO: UN SORRISO È LA LUCE Goiânia - an o I I - nº 13 - Dezembro - 2010

ATTRAVERSO LA FINESTRA DEL TUO VISO CHE DICE ALLA GENTE CHE SEI A CASA. (B. JOHNSON)

Goiânia - ano I I - nº 16 Março - 2011

BIOLOGY DISCOVERY OF ANTIBODIES CAN ALSO CURE THE COMMON COLD. GENETICS SURVEY IDENTIFIES 'TRUST HORMONE' HEMATOLOGY BLOOD BANK UMBILICAL CORD REACHES ALL PARTS OF THE COUNTRY

LEONARDO SARA: ANGIOTOMOGRAFIA DE CORONÁRIAS: NOVO MÉTODO PARA UM VELHO PROBLEMA. CORONARY ANGIOTOMOGRAPHY: A NEW METHOD TO AN OLD PROBLEM.


NEUROLOGIA NEUROLOGY OM

MARCOS ANTONIO CARNEIRO

ENXAQUECA

MIGRAINE

ificilmente uma pessoa passará pela vida sem, pelo menos, ter tido experiência com algum tipo de dor de cabeça. Cerca de cinquenta por cento ou mais dos pacientes que frequentam o consultório de neurologia apresentam algum tipo de dor de cabeça. Dor é a queixa que mais frequentemente leva o paciente ao consultório médico, e dor de cabeça, muitas vezes, representa para o leigo uma coisa séria - e com toda a razão. Quando se desconhece algo, esse algo torna-se um motivo de preocupação. De um modo geral, divide-se as dores de cabeça (cefaleias) em dois grandes grupos: 1 - de cefaleias primárias, representado pelas enxaquecas, cefaleias tensionais, cefaleia menstrual, cefaleia cervicogênica, cefaleia em salvas e outras menos frequentes; 2 - de cefaleias secundárias, decorrentes de alterações que geram dores de cabeça e detectadas em exames complementares, quais sejam, de etiologias neoplásicas, inflamatórias, por ruptura de aneurismas e por outras modalidades de acidentes vasculares encefálicos, traumáticas, as de origem odontológica, as de origem oftalmológica

ardly a person will go through life without at least having had experience with some type of headache. About fifty percent or more of patients attending the neurology clinic have some type of headache. Pain is the complaint that most often leads the patient to the doctor, and headache, often presents to the layman a serious thing - and rightly so. When you do not know something, it becomes a concern. In general, headaches are divided in two major groups: 1 - from primary headaches, represented by migraines, tension headache, menstrual headache, cervicogenic headache, cluster headache and other less frequent, 2 - to secondary headaches, resulting from changes that cause headaches and detected in laboratory tests, namely, etiology of neoplastic, inflammatory, rupture of aneurysms and other types of strokes, traumatic, the source of dental care, ophthalmologic otorhinolaringologic origin and those of metabolic origin and others. Many secondary headaches may increase intracranial pressure,

D

H

7 OM


OM M NEUROLOGIA NEUROLOGY

e otorrinolaringológica, as de origem metabólica e outras. Muitas cefaleias secundárias podem aumentar a pressão intracraniana, o que torna ainda mais intensa a dor, que, com frequência, vem acompanhada de vômitos, distúrbios visuais, distúrbios de comportamento, convulsões, rebaixamento do nível de consciência e coma. Felizmente, esse grupo de cefaleias secundárias, ou seja, cefaleias nas quais se encontra alterações nos exames complementares, em especial nos de imagens, representa uma porcentagem de 4% apenas, ficando o restante 96% para representar as cefaleias primárias, cujos exames complementares são todos normais, daí a denominação de primárias. Então, o paciente questiona o médico sobre a causa da dor. E muitas vezes os familiares ignoram a existência da dor, dizendo até que o paciente não tem nada, já tendo feito até exames e tudo está normal. Desse grupo de cefaleias primárias, a enxaqueca – migrânea -, à qual será dada atenção, é a campeã, sendo muito mais frequente na mulher. Por ser a migrânea um evento abstrato, assim podendo se dizer, é então desacreditado por alguns – mas muito pelo contrário, trata-se de uma dor que varia de intensidade de leve a moderada ou muito forte, massacrante - o paciente não suporta trabalhar, não suporta passear, não suporta namorar, comer, beber. Muitas vezes, a pessoa está pronta para sair para a festa, e surge uma crise. O paciente é nocauteado, ficando impossibilitado de agir. Daí vem o envolvimento de todos, corre para o hospital, aplica injeção, não vai à festa – enfim, a vida do paciente está limitada. A enxaqueca é uma dor geralmente latejante, e o paciente pode referir um tipo de pressão ou peso na cabeça. Tende a se instalar na metade do crânio (hemicrania), com intensidade de fraca a moderada ou forte. Mesmo sendo fraca, torna-se muito incomodativa. Pacientes referem durações efêmeras, de minutos a poucas horas, havendo pacientes em que a dor OM 8

which makes it even more intense pain, which often is accompanied by vomiting, visual disturbances, behavioral disturbances, seizures, decreased level of consciousness and coma. Fortunately, this group of secondary headache, or headache in which one finds changes in laboratory tests, especially in the images represents a percentage of 4% only, the remaining 96% to represent the primary headaches, which the complementary exams are all normal, hence the name of the primaries. Then the patient asks the doctor about the pain. And family members often ignore the existence of pain, saying until the patient has nothing, having already made up exams and everything is normal. This group of primary headache, migraine, to which attention is paid, is the top, being much more frequent in women. Because migraine is an abstract, and so could be said, is so discredited by some - but on the contrary, it is a pain that varies in intensity from mild to moderate or strong, overwhelming - the patient does not support work, walk does not support, does not support dating, eating, drinking. Often the person is ready to leave for the party, and a crisis arises. The patient is knocked out, being unable to act. Hence the involvement of everyone rushes to the hospital, apply injection, did not celebrate - finally, the patient’s life is limited. Migraine is a throbbing pain usually and the patient can refer to a type of pressure or heaviness in the head. Tends to settle in the middle of the skull (migraine), with weak to moderate intensity or strong. Despite being weak, it becomes very disturbing. Patients report ephemeral duration, from minutes to hours, with patients in whom the pain persists for three to four days. The frequency is also variable: once a year, once a month or four to five times a month -


NEUROLOGIA NEUROLOGY OM

persiste por três a quatro dias. A frequência também é variável: uma vez ao ano, uma vez ao mês ou quatro a cinco vezes ao mês – daí ser comum. A dor vem acompanhada de náuseas, vômitos, distúrbios visuais, incluindo fotofobia, intolerância a barulho (tonofobia), intolerância a cheiros – até mesmo da comida que o paciente esteja cozinhando. O paciente tende a ficar quieto, sente-se tonto. Dentre as estruturas intracranianas, pode-se afirmar que o cérebro é indolor. Isso pode-se comprovar com punções através do tecido nervoso dos ventrículos, em que se faz apenas anestesia local do couro cabeludo e o periósteo – o paciente não refere dor durante a introdução da agulha. Ou em punções esterotáxicas para estimulações ou ablações de áreas-alvo, como no tratamento da Doença de Parkinson – em que o paciente tem que se manter desperto. A dura-máter, na sua lâmina externa, é bastante irrigada e inervada, então dói – especialmente quando há hipertensão intracraniana, ou quando esta se torna irrigada por sangue ou nos processos inflamatórios e infecciosos. O paciente não consegue flexionar o pescoço e há forte resistência quando o médico tenta fazê-lo – rigidez de nuca. Existem os vasos sanguíneos do encéfalo e os vasos extracranianos, que são inervados, sendo que os últimos são ramos da artéria carótida externa. Com o início de uma crise de enxaqueca, há liberação de noradrenalina que se liga às artérias extracranianas, o que provoca a forma latejante de dor. Entretanto, como tudo se inicia, ainda não há nada comprovado. Existem muitas teorias para tentar explicar a fisiopatologia da migrânea, porém, sem definições. Tudo aponta estarem as alterações relacionadas às muitas substâncias químicas existentes no tecido nervoso, os neurotransmissores, já descobertos, outros ainda sendo descobertos. O funcionamento do sistema nervoso se dá pela integração entre os bilhões de neurônios existentes aí e os mediadores químicos ou neurotransmissores. Se ainda se desconhece muitos deles, como se poderia conhecer o pleno funcionamento do cérebro e demais partes do sistema nervoso? Como se pode conhecer a fisiopatologia da enxaqueca?

hence it is common. The pain is accompanied by nausea, vomiting, visual disturbances, including photophobia, intolerance to noise (tonofobia), intolerance to smells - even the food that the patient is cooking. The patient tends to be quiet and feel dizzy. Among the intracranial structures, one can say that the brain is painless. This can be proved with punctures through the nervous tissue of the ventricles, which makes only local anesthesia of the scalp and the periosteum - the patient does not refer to pain during needle insertion. Stereotactic puncture or for stimulation or ablation of target areas, as in the treatment of Parkinson’s Disease - in which the patient has to stay awake. The dura-mater in its external layer, is quite irrigated and innervated, then it hurts - especially when there is intracranial hypertension, or when it becomes irrigated by blood or inflammatory and infectious processes. The patient can not flex the neck and there is strong resistance when the doctor tries to do it - neck stiffness. There are blood vessels in the brain and extracranial vessels, which are innervated, and the latter are branches of the external carotid artery. With the onset of a migraine attack, there is a release of noradrenaline that binds to extracranial arteries, which causes the form of throbbing pain. However, just like everything begins, there is nothing proven. There are many theories to explain the pathophysiology of migraine, but without definitions. All points are the changes related to many chemical substances in nervous tissue, neurotransmitters, have been discovered, others are still being discovered. The functioning of the nervous system occurs through the integration of billions of neurons that exists there and the chemical mediators or neurotransmitters. As many of them still unknown, how can it be known the full functioning of the brain and other parts of the nervous system? How can one know the pathophysiology of migraine? It appears that this type of headache - migraine - is as old as human existence. It is said that St. Luke’s and Einstein had this type of headache. Some aspects of personality seem constant in its patients as well as the tendency to appear in the same family, although there is a genetic pattern of transmission. Thus, it is observed frequently

9 OM


OM M NEUROLOGIA NEUROLOGY

Consta que este tipo de dor de cabeça – migrânea - é tão antigo quanto a existência do homem. Diz-se que São Lucas e Einstein tiveram este tipo de cefaleia. Alguns aspectos da personalidade parecem constantes nos seus portadores, bem como a tendência ao aparecimento numa mesma família, embora não haja um padrão genético de transmissão. Assim, observa-se com frequência nos enxaquecosos uma rigidez de costumes – não admitem erros, apresentam tendência à perfeição - parece que essa dureza faz com que se desequilibrem os neurotransmissores no sistema nervoso, surgindo as dores. Também alguns alimentos parecem induzir a uma crise, geralmente alimentos com gordura, leite e derivados, ovo. É variável de pessoa para pessoa: para um é abacate, para outro melancia. Observa-se uma maior frequência de casos no sexo feminino, em parte devido a fatores hormonais, e em grande parte muito provavelmente pelo fato de o sistema límbico feminino ser mais ativo do que o do sexo masculino. Isso pode ser comprovado por meio de tomografia por emissão de pósitrons (PET) e de tomografia computadorizada com espectroscopia (SPECT). Dessa forma, o sexo feminino se tornaria mais vulnerável a este tipo de desordem, por apresentar, com muita frequência, o humor instável. Como agir o portador de dor de cabeça? 1- Procurar o médico para o diagnóstico correto, mesmo sendo muito mais frequentes as cefaleias primárias (96%); 2 – Evitar tomar analgésicos em excesso, o que pode induzir à cefaleia; 3 – Seguir a orientação do médico habilitado para o tratamento, porque os recursos terapêuticos e propedêuticos disponíveis são muito diferentes dos de décadas passadas. E, dessa forma, também a pessoa evita a cefaleia crônica, que é mais difícil de se tratar. A enxaqueca tem tratamento, ao contrário do que muito se diz. Existe um grande arsenal terapêutico para o tratamento da enxaqueca, desde medicamentos naturais (chás calmantes) até fármacos de última geração. Cada paciente tem um perfil, a cada paciente é endereçada uma modalidade de tratamento.

OM 10

in migraineurs rigidity of manners - do not admit mistakes, show a tendency to perfection - it seems that this hardness makes the unbalancing of the neurotransmitters in the nervous system, coming sorrows. Also, some foods seem to induce a crisis, usually food with fat, dairy products, egg. It varies from person to person: to one an avocado, watermelon to another. There is a higher frequency of cases in women, partly due to hormonal factors, and probably largely because the female limbic system is more active than the male. This can be evidenced by positron emission tomography (PET) and computed tomography spectroscopy (SPECT). Thus, females become more vulnerable to this type of disorder, since it shows very often, the mood swings. How should proceed the bearer of a headache? 1 - Find a doctor for a correct diagnosis, although they are much more frequent primary headache (96%), 2 - Avoid excessive painkillers, which can lead to headache, 3 - Follow the guidance of authorized doctor for treatment, because the therapeutic and diagnostic procedures available are very different from decades past. And so, the person also avoids the chronic headaches, which are more difficult to treat. Migraine has treatment, quite contrary to what is said. There is a great therapeutic arsenal for the treatment of migraine, since natural medicines (soothing teas) to next-generation drugs. Each patient has a profile, each patient is sent to a treatment modality. Observe the rigidity of manners, trying to catch the slightest self and others - trying to come off, it is believed to be the beginning of everything. Often we see patients with migraine, for example, to make a party at his home on a Saturday. And when the party ends at 11pm, still want to clean the house and stay until about 2am. It is said that when patients leave the containers for the early Sunday, it is a sign that they are improving! They worry because it’s raining, because it’s getting dark, because it’s hot, because it is cold and more - are things that are happening, and concerns will not change its course.


NEUROLOGIA NEUROLOGY OM

Observar a rigidez de costumes, tentar pegar mais leve consigo mesmo e com terceiros – tentando soltar-se, acredita-se ser o princípio de tudo. Com frequência, vê-se pacientes portadores de enxaqueca que, por exemplo, fazem uma festa em sua casa, em um dia de sábado. E quando termina a festa às 23h, ainda querem arrumar a casa e ficam até às 2h da manhã. Diz-se que, quando estes pacientes deixarem as vasilhas para o domingo cedo, é sinal de que estão melhorando! Eles se preocupam porque está chovendo, porque está ficando de noite, porque faz calor, porque está frio e mais – são coisas que estão ocorrendo, e as preocupações não vão mudar o seu curso. Colocar como objetivo da vida a tranquilidade, e não a vida mesma, que é atividade. Tudo o que se fizer tem de levar à serenidade – ter convivência com pessoas calmas, ver boas notícias e não cenas com acidentes, desastres. Fazer leituras agradáveis, trabalhar no que gosta, no que dá prazer. É consenso entre os estudiosos que dormir bem, ter uma boa qualidade de sono evita muitas doenças. Por exemplo, nas pessoas que dormem sete horas por dia, regularmente, a incidência de infarto do miocárdio é menor. É durante o sono profundo que a imunidade se eleva, é aí que se tem repouso absoluto, em que as células descansam. É um estado perfeito – a pessoa em sono profundo fica com um aspecto plástico, o que é diferente do estado natural, com tônus muscular, quando desperta. E, com certeza, dormir bem tem influência positiva na resolução da enxaqueca. O problema é que quando se quer dormir – aí a pessoa não dorme. A coisa tem que acontecer. Obviamente, existem problemas que interferem no sono, como obesidade, ronco, que devem ser abordados por especialistas da área. Uma boa dieta, equilibrada de boa qualidade -, com quantidade apenas o suficiente (relativo para cada um) é muito positivo. Evitar os alimentos que possam precipitar uma crise. Associado a isso, fazer uma atividade física diária de 1h, qualquer modalidade, de acordo com a preferência. Levantar-se cedo, deitar-se cedo. Dormir um pouquinho após o almoço. E procurar ser sempre alegre e feliz!

Place the purpose of life to peace, not life itself, which is activity. All it does is lead to serenity – be in coexistence with calm people, hear good news and not scenes of accidents, disasters. Readings enjoyable, working on what you like, what gives pleasure. There is consensus among scholars who sleep well, have a good quality of sleep prevents many diseases. For example, people who sleep seven hours a day, regularly, the incidence of myocardial infarction is lower. It is during deep sleep that immunity is raised; this is where you have absolute rest, in which cells are resting. It is a perfect state - the person is in deep sleep stays with a plastic aspect, which is different from the natural state, with muscle tone when awake. And, of course, sleep well has a positive influence in the resolution of migraines. The problem is that if you want to sleep - this person does not sleep. The thing has to happen. Obviously, there are problems that interfere with sleep, such as obesity, snoring, which should be addressed by experts. A good diet, balanced – of good quality - with just enough amount (relativity for each) is very positive. Avoid foods that may precipitate a crisis. Associated with this, do a daily physical activity for 1 hour, any form, according to preference. Getting up early, going to bed early. Get some sleep after lunch. And always try to be cheerful and happy!

MARCOS ANTONIO CARNEIRO  Especialista em Neurocirurgia pela Associação Médica Brasileira e Sociedade Brasileira de Neurocirurgia. Especialista em Neurologia pelo Instituto de Neurologia de Goiânia. Graduado em Medicina pela UFGO. Atua no Instituto de Angiologia de Goiânia. Autor de várias obras, dentre elas, Atlas e Texto de Neuroanatomia, Ed. Manole-SP; Traumatismo Cranioencefálico, capítulo para o Vade-mécum de Clínica Médica Prof. Dr. Celmo C. Porto. Professor da UFGO-DMORF-ICB, na disciplina de Anatomia Humana e Neuroanatomia. Praticante de Yoga há 30 anos.  Specialist in Neurosurgery by the Brazilian Medical Association and the Brazilian Society of Neurosurgery. Specialist in Neurology at the Neurology Institute of Goiania. Graduated in Medicine from UFGO Serves in the Institute of Angiology of Goiania., Atlas e Texto de Neuroanatomia, Ed. Manole-SP; Traumatismo Cranioencefálico, Author of several books, among them Atlas and Text of Neuroanatomy, Ed Manole-SP, Head Injury, Chapter for Vademecum Professor of Clinical Medicine. Dr. C. Celmo Porto. Professor of UFGO-DMORF-ICB, the discipline of Human Anatomy and Neuroanatomy. Yoga practitioner for 30 years.

11 OM


OM M BIOLOGIA BIOLOGY

Nanomaterial para combater bactérias Nanomaterial to fight bacteria prata e seus derivados são usados em alguns utensílios domésticos por causa da sua ação antibacteriana. Agora pesquisadores da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) investigam como essa propriedade pode, com o auxílio da nanotecnologia, ser mais amplamente empregada, inclusive contra tipos mais perigosos de bactérias, como as que causam infecção hospitalar. Uma ideia é incorporar o metal – na escala nanométrica – a tecidos, tintas e outros materiais suscetíveis a contaminações. Para isso, uma série de testes procurou avaliar a atividade antibacteriana de nanoestruturas feitas com prata. Uma delas, a de vanadato de prata, mostrou-se muito promissora, de acordo com a equipe do Laboratório de Química do Estado Sólido (LQES) do Instituto de Química da Unicamp, responsável pelo estudo. O vanadato de prata nanoestruturado, desenvolvido durante o doutorado do químico Raphael Holtz, é o produto de uma reação entre os compostos nitrato de prata e vanadato de amônio. Assim que se forma, ele é “decorado” naturalmente com nanopartículas de prata liberadas durante essa reação. O nanomaterial passou com folga nos testes que avaliaram sua eficá-

A

OM 12

ilver and its derivatives are used in some household items because of its antibacterial action. Now researchers at the University of Campinas (UNICAMP) investigate how this property may, with the aid of nanotechnology, to be more widely used, even against the most dangerous types of bacteria, such as those that cause infection. One idea is to incorporate the metal - at the nanoscale - the fabrics, paints and other materials susceptible to contamination. For this, a series of tests aimed at assessing antibacterial activity of nanostructures made of silver. One of them, silver vanadate, was very promising, according to the staff of the Laboratory of Solid State Chemistry (LQES) from the Chemistry Institute of Unicamp, who led the study. The nanostructured silver vanadate, developed during the Ph.D. chemist Raphael Holtz, is the product of a reaction between the compounds of silver nitrate and ammonium vanadate. Once formed, it is “decorated” with silver nanoparticles naturally released during this reaction. The nanomaterial passed handily in tests that evaluated their efficacy against the bacterium Staphylococcus aureus. This bacterium

S


BIOLOGIA BIOLOGY OM cia contra a bactéria Staphylococcus aureus. Esse microrganismo é resistente a antibióticos e responsável por cerca de 60% das infecções hospitalares no Brasil. “Testes preliminares feitos no Instituto de Biologia da Unicamp indicaram que, após adição de 1% de vanadato de prata nanoestruturado, uma tinta comercial à base de água apresentou elevada atividade antibacteriana contra a S. aureus, resistente à meticilina”, conta o químico Oswaldo Luiz Alves, coordenador do LQES. A pesquisa foi publicada em 2010 no periódico Nanotechnology. Nanofios decorados Para se transformar em uma estrutura nanométrica, o vanadato de prata é submetido a um tratamento hidrotérmico, em que a temperatura e a pressão do meio de reação são elevadas em uma autoclave (sistema fechado). Esse processo faz com que o composto se “enrole” e forme nanofios com comprimento da ordem de vários micrômetros. Em seguida, o nitrato de prata, adicionado à reação em quantidade maior que a de vanadato de amônio, passa por um processo de decomposição térmica, por meio do qual há a liberação de íons de prata, que atuam como centros de crescimento das nanopartículas de prata. São essas nanopartículas, de 5 a 40 nanômetros, que acabam “decorando” os nanofios de vanadato ao se acomodarem espontaneamente em sua superfície. O objetivo é permitir a aplicação das nanoestruturas em ambientes domésticos com muita umidade e sobretudo em ambientes hospitalares. Para incorporar esse composto aos mais diferentes materiais, é preciso que eles formem um sistema estável, de preferência homogêneo. “Por isso, estamos realizando estudos de dispersão desse nanomaterial em polímeros, tintas, resinas, óleos e manteigas vegetais extraídas da biodiversidade brasileira, para identificar quais são os materiais compatíveis para incorporação”, conta Alves.

is resistant to antibiotics and responsible for about 60% of nosocomial infections in Brazil. “Preliminary tests done at the Institute of Biology, Unicamp indicated that, after addition of 1% vanadate nanostructured silver, a commercial ink-based water showed high antibacterial activity against S. aureus, methicillin resistant, “says chemist Oswaldo Luiz Alves, coordinator of LQES. The research was published in 2010 in the journal Nanotechnology. Nanowires decorated - To become a nano-structure, the silver vanadate is subjected to a hydrothermal treatment, in which temperature and pressure of the reaction medium are high in an autoclave (closed system). This process causes the compound to “wrap” and form nanowires with a length of about several micrometers. Then, silver nitrate, added to the reaction in quantities greater than that of ammonium vanadate, undergoes a process of thermal decomposition, whereby there is the release of silver ions, which act as growth centers of the nanoparticles silver. These nanoparticles are of 5 to 40 nanometers, which have just “decorating” the nanowires vanadate to accommodate them spontaneously on its surface. The goal is to enable the application of nanostructures in home environments with high humidity and especially in hospital settings. To incorporate this compound to the most different materials, it is necessary that they form a stable, preferably homogeneous. “Therefore we are conducting studies of nanomaterial dispersion in polymers, paints, resins, oils and butters derived from Brazilian biodiversity, to identify which materials are compatible for incorporation, “says Alves. The researcher emphasizes that the goal of these experiments is to allow the application of nanostructures in home environments with high humidity (kitchens, bathrooms and cloakrooms sports) - a condition that facilitates the growth of bacteria - and especially its use in hospital environments. 13 OM


OM M BIOLOGIA BIOLOGY

O pesquisador destaca que o objetivo desses experimentos é permitir a aplicação das nanoestruturas em ambientes domésticos com muita umidade (cozinhas, banheiros e vestiários esportivos) – condição que facilita a proliferação de bactérias –, e sobretudo seu uso em ambientes hospitalares. Nanotecnologia em debate Riscos e benefícios da nanotecnologia têm sido tratados exaustivamente nos últimos anos. Para Alves, isso se deve ao fato de ela estar sendo cada vez mais incorporada aos produtos de uso diário. “O caso da prata é extremamente importante, na medida em que ela é o insumo mais utilizado em produtos comerciais nanotecnológicos”, afirma o pesquisador, com base em dados do Projeto sobre Nanotecnologias Emergentes. Alves ressalta que a nanotecnologia amplia as possibilidades de aplicação de um material, já que, na escala nanométrica, suas propriedades sofrem profundas modificações. Segundo ele, essa mesma característica deve ser também motivo de alerta, pois variações em aspectos como tamanho, morfologia e superfície das partículas podem torná-las tóxicas “A nanotecnologia pode ser capaz de resolver, de forma mais segura e satisfatória, vários tipos de problemas recorrentes ou emergentes”, diz o pesquisador. Mas ele destaca que é preciso obter cada vez mais dados confiáveis sobre o risco, a toxicidade e o ciclo de vida das nanoestruturas, pois não há tecnologia que seja totalmente segura.

Nanotechnology in debate - Risks and benefits of nanotechnology have been treated extensively in recent years. For Alves, this is because it is being increasingly incorporated into everyday products. “The case of silver is extremely important in that it is the most widely used ingredient in commercial products in nanotechnology, “ says the researcher, based on data from the Project on Emerging Nanotechnologies. Alves points out that nanotechnology will widen the possibilities of applying a material, since, at the nanoscale, its properties through profound changes. According to him, that same trait must be reason to alert, because variations in aspects such as size, morphology and surface of the particles can render them toxic. “Nanotechnology may be able to resolve more safely and satisfactorily, several types of recurring problems or emerging, “ he says. But he emphasizes the need to obtain more reliable data on the risk, toxicity and the life cycle of nanostructures, because no technology is completely safe

Fonte: Carolina Drago - Ciência Hoje On-line.

Source: Carolina Drago - Ciência Hoje On-line.

OM 14


CARDIOLOGIA CARDIOLOGY OM

15 OM


OM M CARDIOLOGIA CARDIOLOGY

Brasil começa a desenvolver coração artificial implantável Brazil make a production of artificial heart oração artificial brasileiro espera aprovação do governo para ser usado O Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia aguarda o aval do Ministério da Saúde para implantar o primeiro coração artificial brasileiro em pacientes. O aparelho foi desenvolvido ao longo de dez anos, com bezerros como cobaias. O modelo nacional não substitui o coração natural, mas funciona como órgão auxiliar. Por isso, Segundo o coordenador do Centro de Engenharia do instituto, Aron José Pazin de Andrade, “a cirurgia de implantação é mais simples, uma vez que não tem que tirar o coração do paciente. E a adaptação do paciente ao aparelho é mais fácil, porque o controle da frequência cardíaca do artificial é mais fácil”. Como toda a pesquisa foi financiada por órgãos públicos, o coração artificial brasileiro deverá custar apenas um quinto dos equivalentes fabricados no exterior, variando entre US$ 30 mil e US$ 60 mil. O aparelho permite aumentar o bem-estar e dar uma sobrevida aos pacientes. “Toda a carga de bombeamento é o artificial que faz. O natural bombeia para dentro do artificial e o artificial bombeia para fora”, detalha Andrade. Apesar do incômodo causado aos pacientes pela parte do órgão que fica fora do corpo, ele garante que o equipamento trará uma melhora significativa na qualidade vida dos pacientes. Uma caixa um pouco maior que um maço de cigarros contendo a bateria do coração fica sobre a pele do usuário. “Lógico que não vai ter uma vida normal, porque tem o

C

OM 16

rtificial Heart Brazilian government awaits approval for use The Institute of Cardiology Dante Pazzanese awaits the approval of the Ministry of Health to establish the first artificial heart in Brazilian patients. The device was developed over ten years, calves and guinea pigs. The national model does not replace the natural heart, but acts as an auxiliary organ. So, According to the coordinator of the Center for Engineering Institute, Aron José Pazin de Andrade, “the implantation surgery is simpler, since they do not have to take the patient’s heart. And the patient’s adaptation to the device is easier, because the control of the artificial heart is easier. “ Like any research was funded by public bodies, the artificial heart is expected to cost only a Brazilian-fifth of the equivalent manufactured overseas, ranging between $ 30,000 and $ 60,000. The device can increase the welfare and giving a survival to patients. “All cargo is the artificial pumping he does. It pumps into the natural and artificial and the artificial pumps out, “explains Andrade. Despite the inconvenience caused to patients by the party organ that sits outside the body, it ensures that the equipment will bring a significant improvement in quality of life of patients. A box, a little bigger than a cigarette pack containing the battery of the heart, stays on the user’s skin. “Of course it will not have a normal life, because the machine has hung, but will have a much better condition of survival while waiting for transplantation.”

A


CARDIOLOGIA CARDIOLOGY OM

aparelho pendurado, mas vai ter uma condição de sobrevida muito melhor anto espera o transplante”. Assim que for aprovado pelo Ministério da Saúde (MS), o coração artificial deverá passar a ser implantado gratuitamente nos pacientes do Dante Pazzanese. De acordo com Andrade, a expectativa é que em seguida o procedimento possa ser realizado também na rede do Sistema Único de Saúde (SUS). O desenvolvimento do coração artificial foi financiado pela Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNDCT), pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo (SES-SP) e pelo Ministério da Saúde (MS).

Once approved by the Ministry of Health (MOH), the artificial heart must now be implanted in patients free of Dante Pazzanese. According to Andrade, the expectation is that then the procedure can be performed also in the network of the Unified Health System (SUS). The development of artificial heart was funded by the Research Support Foundation of São Paulo (FAPESP), the National Council for Scientific and Technological Development (CNDCT), the Ministry of Health of São Paulo (SES-SP) and the Ministry of Health (MOH).

Fonte: Agência Brasil.

Source: Agência Brasil.

O Procura é um centro de Pesquisas onde são conduzidos Estudos Clínicos para pacientes portadores de cancêr, tanto para os que irão iniciar tratamento, como para os que já receberam tratamento. Com investimentos em capacitação, tecnologia e infra-estrutura o Procura tem como objetivo ser referência em Pesquisa Clínica no Centro Oeste, dispondo também de uma unidade de Pesquisa Básica, que transformará os problemas presentes no leito em soluções clínicas.

O Procura é dirigido pelo Dr. Jendiroba, com formação em Pesquisa Clínica, Básica e Translacional no MD Anderson Cancer Center da Universidade do Texas, onde estudou por 10 anos, e realizou também Doutorado e Pós-Doutorados.

O procura Centro de Pesquisas participa de mais de 40 estudos previamente aprovados no exterior e no Brasil escolhidos por nosso corpo clínico, pelas evidências indicativas de que o paciente poderá vir a ter chance real de benefícios.

Diretor Técnico responsável: David Jendiroba CRM/GO 5814

Rua 17, Qd. K 10, Lt.08, Setor Oeste, Goiânia - Goiás - Telefone: + 55 62 3212.1404 - CEP: 74140-050

17 OM


OM M CARDIOLOGIA CARDIOLOGY

OM 18


CARDIOLOGIA CARDIOLOGY OM

Campanha por cirurgia bariátrica menos invasiva toma as redes sociais Campaign for less invasive bariatric surgery takes social networks ampanha online liderada pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica - SBCBM chama a atenção para o direito de os pacientes obesos com indicação para cirurgia de redução de estômago serem operados pelo método menos invasivo, a videolaparoscopia. Atualmente, a cirurgia bariátrica faz parte do rol de procedimentos de cobertura obrigatória pelos planos de saúde, mas não está claro que o procedimento pode ser por videolaparoscopia. O rol é um documento emitido pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), que sofre atualizações periódicas para a inclusão de novas tecnologias terapêuticas, que passam a ser direito dos usuários de planos de saúde. “Obesidade sem Marcas” é o tema da campanha, que pretende mobilizar médicos, pacientes e seus familiares, órgãos de defesa do consumidor, ONGs e a sociedade em geral. Por meio de uma página disponível na Internet, qualquer pessoa pode se engajar no movimento, além de ter acesso a um conteúdo completo e atualizado sobre o tratamento cirúrgico da obesidade.

C

nline campaign led by the Brazilian Society for Bariatric Surgery and Metabolic - SBCBM draws attention to the right of obese patients with indication for surgical reduction of stomach be operated by the method less invasive videolaparoscopy. Currently, bariatric surgery is part of the list of procedures covered by health insurance mandatorily, but it is not clear that the procedure can be by videolaparoscopy. The roster is a document issued by the National Health Agency (ANS), which undergoes regular updates to the inclusion of new therapeutic technologies, which become rights of users of health plans. “Obesity without Marks” is the theme of the campaign, which aims to mobilize physicians, patients and their families, consumer protection agencies, NGOs and society in general. Through a page available on the Internet, anyone can engage in the movement, besides having access to a complete and updated content on the surgical

O

19 OM


OM M CARDIOLOGIA CARDIOLOGY

“Com essa campanha, queremos alertar que optar pela cirurgia menos invasiva é uma decisão do médico e um direito do paciente”, defende Dr. Ricardo Cohen, presidente da SBCBM. Juntamente com o site http://www. obesidadesemmarcas.com.br/, a ação conta também com divulgação nas principais redes sociais, como Facebook, Orkut e Twitter. A decisão de fazer o procedimento pelo método convencional ou por videolaparoscopia cabe ao médico, que tem o dever de oferecer sempre ao paciente a melhor técnica disponível. Porém isso nem sempre acontece. “Como não está especificado no rol da ANS que a cirurgia bariátrica pode ser feita por videolaparoscopia, muitos planos se recusam a cobrir o procedimento, obrigando o paciente a entrar em uma disputa judicial para ter acesso a um direito que é garantido pela legislação atual”, afirma Cohen. Das 60 mil cirurgias bariátricas realizadas em 2010 no Brasil, 35% foram por videolaparoscopia. Apesar de ter crescido nos últimos anos, a utilização do método menos invasivo ainda é pequena, considerando-se que dois terços dos pacientes ainda são submetidos ao método aberto.

treatment of obesity. “With this campaign, we want to alert you that the option for less invasive surgery is a decision of the doctor and a patient’s right,” argues Dr. Ricardo Cohen, president of SBCBM. Along with the site http://www.obesidadesemmarcas.com.br/, the action also has disclosed the major social networks like Facebook, MySpace and Twitter. The decision to have the procedure done by conventional method or by videolaparoscopy it is the physician who has the duty to always offer the patient the best available technology. But it does not always happen. “How is not specified in the list of ANS that bariatric surgery can be done by video-laparoscopy, many plans refuse to cover the procedure, forcing the patient to come into a court battle to gain access to a right guaranteed by the current legislation” Says Cohen. Of the 60 000 bariatric surgeries performed in 2010 in Brazil, 35% was by videolaparoscopy. Despite having grown in recent years, the use of less invasive method is still small, considering that two thirds of patients are still subjected to the open method.

Consulta pública Public consultation Estão valendo hoje as regras publicadas no rol de 2010, mas está prevista para começar em abril uma consulta pública da ANS sobre os procedimentos que devem constar na próxima atualização, programada para entrar em vigor em 2012. A consulta pública ficará aberta no site da ANS por 30 dias. Nesse período, todos os cidadãos brasileiros - sejam médicos, cientistas, representantes de ONGs ou pacientes - podem manifestar sua opinião, indicando quais tratamentos e exames gostariam de ver inclusos no rol e explicando por quê Trata-se de um canal direto entre a população e a ANS, permitindo que toda a sociedade participe da discussão. Após a consulta pública, todas as sugestões encaminhadas passam pela avaliação de um grupo de trabalho multidisciplinar, que define o novo rol.

OM 20

It is running today the rules published in the list of 2010 but is expected to begin in April a public consultation on the procedures of the NSA to be included in next update, scheduled to take effect in 2012. The public consultation will open on site of ANS for 30 days. During this period, all Brazilian citizens - doctors, scientists, NGO representatives, or patients - can express their opinion, stating what treatments and examinations they would like to see included on the list and explaining why. This is a direct channel between the population and ANS, allowing the whole society to participate in the discussion. After public consultation, all the suggestions sent are evaluated by a multidisciplinary working group, which defines the new roster.


CARDIOLOGIA CARDIOLOGY OM How is the vídeolaparoscopic Minimally invasive and applicable in all surgical techniques, videolaparoscopy represents one of the biggest technological advances of medicine. Instead of opening the abdomen of the patient, the physician need to only make 4-5 mini-incisions of 0.5 cm each, through which the cannula and the video camera. The record is recorded and the patient can take a copy of the DVD with him/her, which is a document of the operation. Despite having a higher cost, the least invasive method represents a saving over the medium term, paying in about six months due to reduced duration of hospitalization, incidence of complications. The advantages for the patient are reduced surgical time, decreased risk of infection, lower incidence of hernia in the local court and the possibility of returning to normal activities in shorter time.

SBCBM Como é a videolaparoscopia Minimamente invasiva e aplicável em todas as técnicas cirúrgicas, a videolaparoscopia representa uma das maiores evoluções tecnológicas da medicina. Em vez de abrir o abdômen do paciente, o médico precisa apenas fazer de 4 a 5 mini-incisões de 0,5 cm cada uma, por onde passam as cânulas e a câmera de vídeo. O registro fica gravado e o paciente pode levar uma cópia do DVD consigo, o que constitui um documento da operação. Apesar de ter um custo mais elevado, o método menos invasivo representa uma economia a médio prazo, pagando-se em cerca de seis meses, devido à redução dos dias de internação e da incidência de complicações. As vantagens para o paciente são redução do tempo de cirurgia, diminuição do risco de infecção, menor incidência de hérnia no local do corte e a possibilidade de voltar às atividades normais em menos tempo.

The Brazilian Society for Bariatric Surgery and Metabolic - SBCBM is the entity that brings together medical experts in the surgical treatment of obesity. It aims to disseminate knowledge about various types of surgical procedures for both health professionals and for the general population. The SBCBM also works to foster innovation in bariatric surgery and encourage the use of advanced, minimally invasive and more effective procedures, allowing access to a larger number of patients. More information is available at http://www. sbcbm.org.br/.

Fonte/ Source: Adriana Solinas – Ketchum.

SBCBM A Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica - SBCBM é a entidade que congrega os médicos especialistas no tratamento cirúrgico da obesidade. Tem como objetivo disseminar conhecimento sobre os diversos tipos de intervenções cirúrgicas, tanto para profissionais de saúde quanto para a população em geral. A SBCBM também trabalha para promover a inovação na cirurgia bariátrica e incentivar o uso de técnicas avançadas, minimamente invasivas e mais eficazes, permitindo o acesso a um maior número de pacientes. Mais informações estão disponíveis no site http://www.sbcbm.org.br/.

Fonte: Adriana Solinas – Ketchum. 21 OM


OM M NEUROLOGIA NEUROLOGY

OM 22


CIÊNCIA E TECNOLOGIA SCIENCE AND TECNOLOGY OM

Robôs cientistas

Robots scientists

ova geração de máquinas automatizadas desempenha papel importante em pesquisas de ponta e pode ser co-responsável por novas drogas contra doenças tipicamente brasileiras. O uso de robôs em laboratórios não é uma novidade. Nesses ambientes científicos, eles costumam executar ações repetitivas e de alta precisão. Mas uma nova geração dessas máquinas pode fazer muito mais do que isso. São os chamados robôs cientistas. Além de realizarem tarefas similares as de seus tios e avós, são capazes de formular hipóteses, determinar que experimentos devem ser feitos e fazê-los. Analisam, ainda, os resultados obtidos e decidem sobre os próximos passos a serem dados. Adam e Eve são os primeiros exemplares do gênero. Criados na Universidade de Aberystwyth, no País de Gales, mostram como o desenvolvimento dessas máquinas pode transformar o cotidiano da produção do conhecimento científico. “Adam é no mínimo tão bom quanto o melhor ser humano”, garante Ross King, chefe do Departamento de Ciência Computacional da Universidade de Aberystwyth e coordenador do projeto Robôs Cientistas. A iniciativa, financiada pelo Conselho de Pesquisa em Biotecnologia e Ciências Biológicas (BBSRC) do Reino Unido, visa eliminar o gargalo existente entre a geração de dados a partir de equipamentos laboratoriais automatizados e a interpretação dessas informações por cientistas de carne e osso. King destaca a vantagem de as máquinas não precisarem de descanso

ew generation of automated machinery has an important role in cutting edge research and can be co-responsible for new drugs against diseases typically Brazilian. The use of robots in labs is not new. In these scientific environments, they often perform repetitive actions and high precision. But a new generation of these machines can do much more than that. Robots are called scientists. In addition to performing tasks similar to those of his uncles and grandparents are able to formulate hypotheses, experiments to determine what should be done and do them. It also analyzes the results and decide on next steps to take. Adam and Eve are the first examples of the genre. Created at the University of Aberystwyth, Wales, show how the development of these machines can turn the daily production of scientific knowledge. “Adam is at least as good as the best human being, “says Ross King, head of the Department of Computer Science at Aberystwyth University and project coordinator Robots Scientists. The initiative, funded by the Research Council Biotechnology and Biological Sciences (BBSRC) UK, aims to eliminate the bottleneck between the generation of data from automated laboratory equipment and interpretation of information by scientists from the flesh. King highlights the advantage of the machines for not needing to rest and always maintain the same accuracy. “Each of these robots

N

N

23 OM


OM M CIÊNCIA E TECNOLOGIA SCIENCE AND TECNOLOGY can do more than a thousand experiments that generate about 200 000 daily results, “ he says. The coordinator and other project researchers presented two studies involving robots scientists at the workshop on synthetic biology and robotics sponsored by the Foundation for Research Support of São Paulo (FAPESP) and the British Consulate General in São Paulo.

Adam, the pioneer Adam, the first name of the robot scientist, is a mixture of Discovery Machine (a discovery machine, in Portuguese) with a tribute to the economist Adam Smith, father of the theories about the division of labor. It is also a biblical reference to Adam, regarded by many as the first human scientist, as he had given life to Eve from his second rib. The robot, which ended in 2008, has been used in research studies to determine the functions of some genes in the yeast Saccharomyces cerevisiae, one of the best studied organisms in science and that has only 10% of its nearly 6,000 genes with unknown role. “Adam finds ‘orphan enzymes’ to trying to find genes that are not yet functions and test them looking their role, “explains King. “He prepares experiments, monitor the development of yeast strains grown under different conditions and analyzes data from studies, “adds Elizabeth Bilsland, formed Brazilian researcher at the University of São Paulo and now at the University of Cambridge (UK), a partner of the University Aberystwyth in the polls with the robots. Bilsland account that the robot has already managed to identify functions for previously unknown genes, which surrendered to investigators involved in the publication of an article in Science and one in Nature. e manterem sempre a mesma precisão. “Cada um desses robôs pode fazer mais de mil experimentos que geram cerca de 200 mil resultados diariamente”, afirma. O coordenador e outros pesquisadores do projeto apresentaram estudos envolvendo os dois robôs cientistas no workshop sobre biologia sintética e robótica promovido pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e pelo Consulado Geral Britânico, na capital paulista.

Adão, o pioneiro Adam, nome do primeiro robô cientista, é uma mistura de A Discovery Machine (uma máquina de descobertas, em português) com uma homenagem ao economista Adam Smith, pai das teorias sobre divisão do trabalho.É ainda uma referência ao Adão bíblico, considerado por muitos o primeiro cientista humano, já que teria dado vida à Eva a partir da sua segunda costela. O robô, finalizado em 2008, vem sendo usado em pesquisas que visam determinar as funções de alguns genes na levedura Saccharomyces cerevisiae, um dos organismos mais bem estudados pela ciência e que possui apenas 10% de seus quase 6 mil genes com papel desconhecido.

OM 24

Tropical diseases Eve, on the other hand, helps British researchers develop new drugs for the treatment of diseases typically Brazilian, such as schistosomiasis, malaria, leishmaniasis and Chagas disease. She works with the same Saccharomyces cerevisiae that Adam uses in his experiments, using yeast as a basis to express genes of interest from other agencies and look for new drugs in a targeted way.


CIÊNCIA E TECNOLOGIA SCIENCE AND TECNOLOGY OM “Adam localiza ‘enzimas órfãs’ para tentar encontrar os genes que ainda não têm funções e os testa procurando seu papel”, explica King. “Ele prepara experimentos, monitora o desenvolvimento de cepas de leveduras crescendo em condições diversas e analisa os dados dos estudos”, completa Elizabeth Bilsland, pesquisadora brasileira formada na Universidade de São Paulo e hoje na Universidade de Cambridge (Reino Unido), parceira da Universidade de Aberystwyth nas pesquisas com os robôs. Bilsland conta que o robô já conseguiu identificar funções para genes previamente desconhecidos, o que rendeu aos pesquisadores envolvidos a publicação de um artigo na Science e outro na Nature.

Doenças tropicais Já Eve ajuda pesquisadores britânicos na busca de novas drogas para o tratamento de doenças tipicamente brasileiras, como a esquistossomose, malária, leishmaniose e doença de Chagas. Ela trabalha com a mesma Saccharomyces cerevisiae que Adam usa em seus experimentos, utilizando a levedura como base para expressar genes de interesse de outros organismos e procurar novas drogas de uma maneira direcionada. “No momento, estamos utilizando cepas de leveduras expressando enzimas essenciais para diversos parasitas – Trypanosoma cruzi, Leishmania major, Plasmodium vivax, entre outros – e as enzimas homólogas (com sequência e função semelhantes) dos seres humanos. Assim, podemos procurar drogas que inibam o crescimento de leveduras com enzimas de parasitas, mas não tenham efeitos colaterais por afetarem enzimas de humanos”, explica Bilsland. Segundo a pesquisadora, rastreando bibliotecas de drogas com grande diversidade química (como a MayBridge HitFinder) e drogas já aprovadas para uso em humanos, Eve identificou mais de 200 drogas que potencialmente inibem o desenvolvimento de um ou mais parasitas e não afetam os seres humanos. O robô conseguiu, ainda, encontrar semelhanças entre essas drogas, ajudando a direcionar novas experiências que serão realizadas em parceria com diversos laboratórios, inclusive no Brasil, já trabalhando com os parasitas.“Muitas das drogas que mostraram alto grau de especificidade e eficácia contra Plasmodium vivax – parasita causador da malária – e Trypanosoma cruzi – causador da doença de Chagas – já são aprovadas para outros usos em humanos”, afirma Bilsland. Isto facilitaria sua aprovação para o tratamento das doenças pesquisadas.

Fonte: Rafael Foltram (Ciência Hoje On-line/SP).

“We are currently using yeast strains expressing enzymes essential for various parasites - Trypanosoma cruzi, Leishmania major, Plasmodium vivax, among others - and the homologous enzymes (with similar sequence and function) in humans. So we can look for drugs that inhibit the growth of yeast with enzymes of parasites, but have not side effects because they affect human enzymes, “explains Bilsland. According to the researcher, scanning libraries of drugs with great chemical diversity (as HitFinder Maybridge) and already approved drugs for use in humans, Eve has identified more than 200 drugs that potentially inhibit the growth of one or more parasites and do not affect humans. The robot could also find similarities between these drugs, helping to drive new experiments to be undertaken in partnership with several laboratories, including Brazil, already working with the parasites. “Many of the drugs that have shown a high degree of specificity and efficacy against Plasmodium vivax - the parasite that causes malaria - and Trypanosoma cruzi - Chagas disease causes - are already approved for other uses in humans, “ Bilsland said. This would facilitate their approval for the treatment of diseases investigated.

Source: Rafael Foltram (Ciência Hoje On-line/SP).

25 OM


HEMATOLOGIA HEMATOLOGY OM

Seis em um Six in one e um paciente que se submete a uma bateria de exames hoje, é preciso coletar várias amostras de sangue. Mas isso está prestes a mudar. Um kit diagnóstico, em fase avançada de desenvolvimento, irá investigar em uma única prova a presença do protozoário Trypanosoma cruzi (causador da doença de Chagas), da bactéria Treponema pallidum (responsável pela sífilis) e dos vírus HIV (da Aids), HTLV (capaz de produzir linfoma e quadros neurológicos degenerativos), HBV e HCV (os dois últimos associados às hepatites B e C, respectivamente). A iniciativa é do Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos), unidade da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro, responsável pela produção de vacinas, reativos e biofármacos para atender às demandas da saúde pública nacional. Nesse projeto, Bio-Manguinhos tem o apoio do Instituto de Biologia Molecular do Paraná, entre outros parceiros. A nova técnica emprega a chamada plataforma de microarranjos líquidos, na qual todas as reações e análises são feitas em nível nanoscópico (um bilionésimo de litro, neste caso). No método, adiciona-se um conjunto de microesferas plásticas, de diferentes tonalidades, codificadas por fluorescência, ao tubo de ensaio que contém a amostra de sangue.

D

patient who is undergoing a battery of tests today, one must collect several blood samples. But that is about to change. A diagnostic kit, is in an advanced stage of development, will investigate a single proof in the presence of the protozoan Trypanosoma cruzi (which causes Chagas disease), the bacterium Treponema pallidum (responsible for syphilis) and HIV (AIDS), HTLV (capable of producing lymphoma and neurological degenerative), HBV and HCV (the latter associated with hepatitis B and C, respectively). The initiative is the Institute of Technology in Immunobiology (Bio-Manguinhos), a unit of the Oswaldo Cruz Foundation (Fiocruz) in Rio de Janeiro, responsible for the production of vaccines, reagents and biopharmaceutical products to meet the demands of national public health. In this project, Bio-Manguinhos is supported by the Molecular Biology Institute of Paraná, among other partners. The new technique employs a liquid called microarray platform, in which all the reactions and analysis are made on the nanoscopic level (one billionth of a liter, in this case). In the method, we add a set of plastic beads in different shades, coded fluorescence, and the test tube containing the blood sample.

A

27 OM


OM M HEMATOLOGIA HEMATOLOGY

O químico Antônio Ferreira, gerente do Programa de Desenvolvimento de Reativos para Diagnósticos de Bio-Manguinhos, explica que são utilizadas até 2 mil microesferas de cada cor. Segundo ele, as microesferas permitem o acoplamento de antígenos (corpos estranhos ao organismo) específicos das doenças de que a pessoa pode ser portadora. Assim, até 15 reações diferentes podem acontecer de uma só vez com uma única amostra. O sangue passa então por uma leitura feita por dois feixes de raio laser de alta velocidade, que verificam a fluorescência individual de cada uma das microesferas. Enquanto um laser analisa se a estrutura está acoplada a um antígeno – o que significaria resposta afirmativa para a existência de alguma das seis doenças –, o outro descobre qual a tonalidade da esfera que se acoplou, revelando a doença contraída.

Fim do Elisa O novo método deve substituir o teste Elisa (sigla para a expressão inglesa Enzyme Linked Immunosorbent Assay), ainda bastante empregado em laboratórios brasileiros. Nessa análise, que se baseia na busca de anticorpos no sangue do paciente, amostras de soro e plasma sanguíneo são depositadas em cavidades de uma placa de plástico que contêm proteínas do vírus. Após misturas com diferentes reagentes, o resultado é fornecido por meio de uma leitura óptica. Caso sejam detectados anticorpos, ainda é preciso fazer um exame adicional, confirmatório. OM 28

The chemical Antonio Ferreira, manager of the Development Program for Diagnostic Reagents for Bio-Manguinhos, explains that they are used until 2000 microspheres of each color. He said the microspheres allow the coupling of antigens (foreign bodies to the body) of specific diseases that a person can be a carrier. Thus, up to 15 different reactions can happen at once with a single sample. The blood then passes through a reading by two laser beams of high speed, checking the fluorescence of each individual microsphere. While a laser examines whether the structure is coupled to an antigen - which would mean an affirmative answer to the existence of any of the six diseases - the other learns that the tone of the sphere that is engaged, revealing the disease contracted.

End of Elisa The new method should replace the ELISA test (acronym for the English expression enzyme linked immunosorbent assay), still largely used in Brazilian laboratories. In this analysis, based on the search for antibodies in the patient’s blood, serum and blood plasma are deposited in cavities of a plastic plate containing proteins of the virus. After mixing with different reagents, the result is supplied through an optical reader. If antibodies are detected, you still must make a further examination, confirmatory.


HEMATOLOGIA HEMATOLOGY OM O diretor de Bio-Manguinhos, Artur Couto, ressalta que com o kit desenvolvido pela equipe brasileira haverá redução de tempo, custo e trabalho, já que a técnica permitirá o paralelismo no diagnóstico de várias doenças. Com o kit diagnóstico haverá redução de tempo, custo e trabalho. Além disso, o novo procedimento pode ajudar a reverter a expansão da Aids no Brasil. Segundo estudo divulgado recentemente pela Organização das Nações Unidas, o número de pessoas contaminadas com o vírus HIV no país cresceu nos últimos anos. Os levantamentos mostram que, em 2009, cerca de 650 mil pessoas se contaminaram. Em 2001, o número de portadores da doença girava em torno de 470 mil. O relatório afirma ainda que, entre 2003 e 2008, um terço dos novos casos de Aids no Brasil foram diagnosticados nos últimos estágios da doença. “Ampliar os testes que a detectam e os serviços de acompanhamento para evitar diagnósticos tardios deve ser uma prioridade”, diz o documento. O novo kit chega, portanto, em boa hora.

The director of Bio-Manguinhos, Artur Couto, points out that with the kit developed by the Brazilian team will reduce time, cost and labor, as the technique will allow the parallelism in the diagnosis of various diseases. With the diagnostic kit there will be a decrease of time, cost and labor. Moreover, the new procedure can help reverse the spread of AIDS in Brazil. A study released recently by the United Nations, the number of people infected with HIV in the country has grown in recent years. The surveys show that in 2009 approximately 650 thousand people were contaminated. In 2001, the number of carriers of the disease was around 470 000. The report says that between 2003 and 2008, one third of new AIDS cases in Brazil were diagnosed in late stages of the disease. “Extending the tests to detect and follow-up services to avoid delayed diagnosis should be a priority,” it said the document. The new kit arrives, so in good time

Fonte: Luan Galani – (Especial para Ciência On-line/PR).

Source: Luan Galani – (Especial para Ciência On-line/PR).

29 OM


OM

31 OM 31 OM


OM M NEUROLOGIA NEUROLOGY

Proteína pode definir novo alvo para remédio contra Alzheimer Protein can set new target for Alzheimer's remedy um ano em que as novidades sobre o Alzheimer parecem se alternar entre esperançosas e desanimadoras, uma nova descoberta, realizada por um cientista de 84 anos, iluminou um novo caminho. O cientista, Dr. Paul Greengard, que recebeu um prêmio Nobel em 2000 por seu trabalho na sinalização de neurônios, ainda trabalha sete dias por semana em seu laboratório da Universidade Rockefeller, em Nova Iorque, a dois quarteirões de distância de seu apartamento, para onde caminha levando seu velho cachorro, o Alpha. Ele se interessou pelo mal de Alzheimer há aproximadamente 25 anos, quando o pai de sua esposa ficou doente. A sua pesquisa é financiada por uma fundação filantrópica criada unicamente para permitir que ele estudasse a doença. Além das bolsas concedidas pelo governo federal, essa fundação foi a principal responsável por permitir a descoberta de uma nova proteína necessária na produção da beta amiloide, material da placa que se forma no cérebro das pessoas com Alzheimer. A descoberta, publicada pela revista Nature, revela um novo alvo potencial para medicamentos que, segundo a principal hipótese sobre a origem do Alzheimer, poderia desacelerar ou interromper os devastadores efeitos dessa doença incurável. O trabalho envolve experimentos em laboratório e estudos com ratos. Os resultados ainda estão bem longe dos consultórios e hospitais. Mas muitos

N

OM 32

n a year when the news about Alzheimer’s seem to switch between hopeful and bleak, a new discovery, made by a scientist 84 years old, lit a new path. The scientist, Dr. Paul Greengard, who won a Nobel Prize in 2000 for his work on signaling of neurons, still works seven days a week in his laboratory at Rockefeller University in New York, two blocks away from his apartment from where he takes his old dog every day, named Alpha. He became interested in Alzheimer’s disease about 25 years ago, when the father of his wife became ill. His research is funded by a charitable foundation created solely to allow him to study the disease. In addition to the scholarships awarded by the federal government, the foundation was largely responsible for allowing the discovery of a new protein required for the production of beta amyloid, the plate material that forms in the brains of people with Alzheimer’s. The discovery, published in the journal Nature, reveals a new potential target for drugs that, according to the main hypothesis about the origin of Alzheimer’s, could slow or halt the devastating effects of this incurable disease. The work involves laboratory experiments and studies with mice. The results are still far from clinics and hospitals. But many researchers still affected by those responsible for the statements made by Eli Lilly, claiming that its experimental drug eventually worsen the disease, they felt encouraged.

I


NEUROLOGIA NEUROLOGY OM

Dr. Paul Greengard, ganhador do Prêmio Nobel em 2000

pesquisadores, ainda afetados pelas declarações feitas pelos responsáveis pelo laboratório Eli Lilly, afirmando que seu remédio experimental acabou piorando a doença, sentiram-se estimulados. “Esta é uma abordagem realmente nova”, afirmou o Dr. Paul Aisen, da Universidade da Califórnia, em San Diego. “O trabalho é muito sólido e convincente”. Aisen dirige um programa, financiado pelo Instituto Nacional do Envelhecimento, para conduzir testes para tratamentos de Alzheimer. Nos últimos anos, as pesquisas sobre Alzheimer explodiram. Agora, segundo Aisen, cerca de 200 artigos sobre o assunto são publicados semanalmente. Existem novos exames por imagens e outros testes, como a punção lombar, que buscam sinais da doença o mais cedo possível, permitindo aos pesquisadores testar medicamentos antes que os cérebros dos pacientes fiquem arruinados demais. Empresas estão testando cerca de 100 remédios experimentais que, segundo esperam, irão alterar fundamentalmente o curso do mal de Alzheimer. A maioria dos novos remédios foca numa enzima, a gama secretase, que recorta uma grande proteína para produzir a beta amiloide. O problema do Alzheimer é supostamente uma superprodução de beta amilóide. A proteína é produzida em cérebros saudáveis, mas segundo as conjecturas, em quantidades menores. Sua função normal é incerta, mas pesquisadores recentemente descobriram que a beta amiloide pode matar micróbios, indicando que ela poderia ajudar a combater infecções. Além de produzir a beta amiloide, porém, a gama secretase desempenha papeis cruciais em nosso corpo. Ela remove restos de proteínas deixados para trás, na superfície de células nervosas, e também é necessária para produzir outras proteínas - por isso, bloqueá-la completamente seria problemático. Muitos cientistas acham que o erro do medicamento de Eli Lilly, que, segundo pesquisadores, atacou a gama secretase com um martelo, foi interromper todas as suas funções. Outras empresas dizem que seus remédios experimentais são mais sutis, mas que ainda podem afetar os outros alvos da enzima.

“This is really a new approach,” said Dr. Paul Aisen of the University of California at San Diego. “The work is very solid and convincing.” Aisen directs a program, funded by the National Institute on Aging, to conduct tests for Alzheimer’s treatments. In recent years, research on Alzheimer exploded. Now, according to Aisen, about 200 articles on the subject are published weekly. There are new tests and other imaging tests such as lumbar puncture, seeking signs of the disease as early as possible, allowing researchers to test drugs before the patients’ brains become too unsound. Companies are testing nearly 100 experimental drugs that they hope will fundamentally change the course of Alzheimer’s disease. Most remedies focus on a new enzyme, gamma secretase, which cuts a large protein to produce beta amyloid. The problem of Alzheimer’s is supposedly an overproduction of beta amyloid. The protein is produced in healthy brains, but according to the conjecture, in smaller quantities. Its normal function is uncertain, but researchers recently discovered that beta amyloid can kill microbes, indicating that it could help fight infections. Besides producing a beta amyloid, however, the gamma secretase plays crucial roles in our body. It removes residual proteins left behind on the surface of nerve cells, and is also required to produce other proteins - so block it altogether would be problematic. Many scientists think that the error of the drug from Eli Lilly, which, according to researchers, gamma secretase attacked with a hammer, was to stop all its functions. Other companies say their experimental drugs are more subtle, but it can still affect the other targets of the enzyme. Greengard discovered, however, that even before the gamma secretase start its service, a protein found by him, which he called “activator protein gamma secretase”, the enzyme needs to say to produce amyloid beta. And as this newly discovered protein is used only by the enzyme for the production of beta amyloid, blocking it would not backfire on the other activities of gamma secretase.

33 OM


OM M NEUROLOGIA NEUROLOGY

Greengard descobriu, porém, que antes mesmo de a gama secretase iniciar seu serviço, a proteína encontrada por ele, que ele chama de “proteína ativadora de gama secretase”, precisa dizer à enzima para produzir beta amiloide. E como essa proteína recém-descoberta é usada pela enzima somente para a produção de beta amiloide, bloqueá-la não surtiria efeito sobre as outras atividades da gama secretase. Acontece que o remédio contra o câncer chamado Gleevec, já no mercado para tratar alguns tipos de leucemia e um raro câncer no sistema digestivo, bloqueia essa nova proteína. Como consequência, ele bloqueia a produção de beta amiloide. Mas o Gleevec não pode ser usado para tratar Alzheimer, pois ele é bombeado para fora do cérebro na mesma velocidade com que entra. Mesmo assim, segundo pesquisadores, deve ser possível encontrar medicamentos similares a esse, e que fiquem no cérebro. “Você poderia usar o Gleevec como uma mol��cula iniciadora”, disse Rudolph Tanzi, professor de neurologia e pesquisador de Alzheimer na Escola de Medicina de Harvard. “Você poderia alterar um pouco a estrutura e tentar opções, até acertar uma que faça o que o Gleevec faz sem ser expulso do cérebro. Isso é possível”. Recentemente, Greengard contou a história de sua descoberta. Ele se sentou numa cadeira marrom em seu escritório, no nono andar de um velho prédio de pedra da universidade meticulosamente ajardinada, vestindo um suéter amarelo, com gola em V, e sapatos pretos de solado grosso. O cachorro Alpha estava calmamente deitado aos seus pés. A assistente de Greengard pediu o almoço e melão enrolado em presunto; ravióli com recheio de pêra mascarpone e queijo pecorino; cerejas; e biscoitos. Mas Greengard, absorto na história de sua ciência, pediu que ela não entrasse com a comida. “Eu pensei, essa é uma doença OM 34

It turns out that the cancer drug called Gleevec, already on the market for treating certain types of leukemia and a rare cancer of the digestive system, blocks this new protein. As a result, it blocks the production of beta amyloid. But Gleevec can not be used to treat Alzheimer’s, as it is pumped out of the brain at the same speed with which it comes. Even so, researchers say, should be possible to find similar drugs for that, which stays in the brain. “You could use Gleevec as a starter molecule,” said Rudolph Tanzi, professor of neurology and Alzheimer’s researcher at Harvard Medical School. “You could slightly change the structure and options to try, until hit one that does what makes Gleevec without being expelled from the brain. This is possible. “ Recently, Greengard shared the story of his discovery. He sat on a brown chair in his office on the ninth floor of an old stone building of the university meticulously landscaped, wearing a yellow sweater, V-neck and thick-soled black shoes. The Alpha dog was lying quietly at his feet. The assistant ordered Greengard lunch and melon wrapped in ham, pear ravioli stuffed with mascarpone and pecorino cheese, cherry, and crackers. But Greengard, engrossed in the history of his science, asked her not to come in with the food. “I thought, this is simply a terrible disease and maybe I can do something about it,” he said. About a decade ago, Greengard and his doctoral students have made the first breakthrough in the way of the new protein - they received a clue that certain types of drugs could block production of beta amyloid. So did an extensive analysis of drugs that respected this criterion and found that one of them, Gleevec, worked. It completely stopped the production of beta amyloid.


NEUROLOGIA NEUROLOGY OM simplesmente terrível e talvez eu possa fazer algo a respeito”, disse ele. Cerca de uma década atrás, Greengard e seus alunos de doutorado fizeram a primeira descoberta no caminho da nova proteína - eles receberam uma pista de que certos tipos de remédios poderiam bloquear a produção de beta amiloide. Assim, fizeram uma extensa análise de medicamentos que respeitavam esse critério e descobriram que um deles, Gleevec, funcionava. Ele interrompia completamente a produção de beta amiloide. Aquilo foi animador - até Greengard descobrir que o Gleevec era expulso do cérebro. Ainda assim, ele descobriu que inoculando o remédio diretamente dentro dos cérebros de ratos com genes de Alzheimer, a beta amiloide desaparecia. “Nós passamos os seis anos seguintes tentando desvendar como o Gleevec agia sobre a gama secretase”, explicou Greengard. Ele sabia, porém, que tinha algo importante nas mãos. “Eu tinha poucas dúvidas a esse respeito”, disse ele. “Quando tenho uma ideia, eu tenho fé nela, fé de que ela precisa estar certa”. O sistema que ele descobriu - a proteína ativadora de gama secretase - fazia sentido, afirmou Greengard. “A gama secretase pertence a uma família de proteínas chamada protease”, explicou. As proteases cortam as proteínas em moléculas menores. Muitas vezes, porém, as proteases não são muito específicas. Elas podem atacar muitas proteínas diferentes. “Obviamente, você não pode ter esse tipo de promiscuidade numa célula”, disse Greengard. Tem de haver algum tipo de controle sobre quais proteínas são partidas, e quando. Assim, continuou Greengard, “o que vimos foi que as proteases invariavelmente possuem proteínas de direcionamento, que as ajudam a decidir quais proteínas atacar”. Foi isso que ele descobriu: uma proteína direcionadora que coloca em movimento a atividade da gama secretase, o que gera a beta amiloide. Para testar essa descoberta, ele desenvolveu geneticamente um subgrupo

That was exciting - until Greengard discovered that Gleevec was expelled from the brain. Still, he discovered that inoculating the drug directly into the brains of mice with Alzheimer’s genes, the beta amyloid disappeared. “We spent the next six years trying to uncover how Gleevec acted on gamma secretase,” said Greengard. He knew, however, he had something important in his hands. “I had little doubt about that,” he said. “When I have an idea, I have faith in it, faith that it must be right.” The system he discovered - the activator protein gamma secretase - made sense, “said Greengard. “The gamma secretase belongs to a family of proteins called protease, “he said. The protease cuts proteins into smaller molecules. Often, however, the proteases are not very specific. They can attack many different proteins. “Obviously, you can not have this kind of promiscuity in a cell,” said Greengard. There must be some kind of control over which proteins are broken, and when. Thus, Greengard continued, “what we saw was that proteases invariably contain proteins of direction that helps them decide which proteins to attack.” That’s what he discovered: a protein that sets in motion directing the activity of gamma secretase, which generates the beta amyloid. To test this, he developed a genetically subgroup of rats that had a gene for Alzheimer’s, but blocked the gene for the activator protein gamma secretase. The animals appeared to be perfectly healthy. And they did not develop plaques in the brain. For Dr. Sangram S. Sisodia, Alzheimer’s researcher at the University of Chicago, the experiment with rats was essential. “That was the proof of concept,” he said. That meant he was right and Greengard newly discovered protein, when blocked, does not interfere with other key functions of gamma secretase. 35 OM


OM M NEUROLOGIA NEUROLOGY de ratos que tinha um gene do Alzheimer, mas bloqueou o gene para a proteína ativadora de gama secretase. Os animais pareciam ser perfeitamente saudáveis. E eles não desenvolveram placas no cérebro. Para o Dr. Sangram S. Sisodia, pesquisador de Alzheimer da Universidade de Chicago, o experimento com os ratos foi essencial. “Aquela foi a prova de conceito”, disse ele. Aquilo significava que Greengard estava certo e a proteína recém-descoberta, quando bloqueada, não parece interferir com outras funções cruciais da gama secretase. “São ótimas notícias”, afirmou Sisodia. Quanto a Greengard, ele disse, “Eu não poderia estar mais animado. Estou certo de que haverá bastante entusiasmo na área”. “It’s great news,” Sisodia said. On Greengard, he said, “I could not be more excited. I’m sure there is a lot of enthusiasm in the area. “

Fonte: The NewYork Times.

OM 36

Source: The NewYork Times.


NEUROLOGY EUROLOGY OM NEUROLOGIA N

37 3 7 OM


OM M PSICOLOGIA PSYCHOLOGY

Transtorno do pânico Panic disorder PATRÍCIA CANDICE ALVES ALMEIDA á uma multidão de pessoas que vagam pelos consultórios, clínicas e hospitais se submetendo a varias consultas e exames em busca de alguém que seja capaz de lhes dizer o que eles têm qual o seu problema. “Tenho tanto medo quando tenho que sair de casa e enfrentar o metro cheio de gente, meu coração dispara, sinto a respiração ficar difícil, meu peito começa a doer, minhas pernas tremem e tenho a sensação que vou desmaiar. Pensei que iria morrer.” (frase de alguém que passou pela crise do pânico)

H

here are a multitude of people who wander around the offices, clinics and hospitals undergoing to various tests and consultations in search of someone who is able to tell them what they have or what is their problem. “I’m so afraid when I have to leave home and face the subway full of people, my heart races, I’m breathing becomes difficult, my chest starts to hurt, my legs shake and I feel that I will faint. I thought I would die. “(A phrase from someone who went through the crisis of panic)

T

What is it? O que é? O transtorno do pânico é um distúrbio da ansiedade, caracterizado por crises que aparecem subitamente, sem fatores desencadeadores aparentes. A crise pode durar vários minutos e é uma das situações mais angustiantes que podem ocorrer a alguém. OM 38

Panic disorder is an anxiety disorder characterized by seizures that appear suddenly, without apparent triggering factors. The crisis may last several minutes and is one of the most distressing that a person can experience. After having a crisis, such as in subway, bus or working, the person


PSICOLOGIA PSYCHOLOGY OM begins to avoid those places. With the gradual increase in the level of anxiety and fear of a new crisis, it is unable to leave home or work. Reaching this stage is said that in addition to panic disorder, it is also associated with agoraphobia, which is the morbid fear that one has to be alone in large open or closed spaces, as well as through public places. It is said that someone has panic disorder when repeated seizures and also has a great fear that such crises occurring again.

Symptoms The natural reaction of the body, the face of danger is to prepare the body for fight or flight. Leaving the body on alert, this set of physical and mental mechanism that allows people to react to a threat. In panic disorder that reaction tends to be triggered unnecessarily, with no imminent danger, as if there is incorrect information alerting and preparing the body to a threat or danger that in reality does not exist. Among the symptoms that may occur include: Contraction / muscle stiffness; palpitations (the heart increases its beat); Dizziness, nausea; Difficulty breathing; Chills or hot flashes in the body; Fear of losing control of himself; Fear of dying. Apos ter uma crise, por exemplo, dentro do metro, no ônibus ou trabalhando, a pessoa passa a evitar esses lugares. Com o aumento gradativo do nível da ansiedade e o medo de uma nova crise, torna-se incapaz de sair de casa ou mesmo trabalhar. Atingindo esse estagio se diz que, alem do transtorno do pânico, ele está associado também a Agorafobia, que é o medo mórbido que a pessoa tem de estar sozinha em grandes espaços abertos ou fechados, bem como de atravessar lugares públicos. Diz-se que alguém tem transtorno do pânico quando apresenta crises repetidas e também um grande medo de que essas crises ocorram novamente.

Sintomas

Gravity Panic disorder is already considered a serious health problem that affects people aged between 21 and 40 years. It has higher incidence among women. Usually people are extremely productive, with an overload of responsibilities and chores excessive, and sometimes be quite demanding with themselves.

Treatment That’s the good news. Panic disorder is treated, so that the earlier the diagnosis, the greater the chances for patient recovery. Each case must be considered in isolation, but usually the person is treated with

A reação natural do organismo, diante do perigo, é preparar o corpo para luta ou fuga. Deixando o corpo no estado de alerta, esse conjunto de mecanismo físico e mental permite que pessoa reaja a uma ameaça. No transtorno do pânico essa reação tende a ser desencadeada desnecessariamente, sem haver um perigo iminente, é como se existisse uma informação incorreta alertando e preparando o corpo para uma ameaça ou perigo que, na realidade, não existe. Dentre os sintomas que podem ocorrer, estão: Contração/rigidez muscular; Palpitações (o coração aumenta o seu batimento); 39 OM


OM M PSICOLOGIA PSYCHOLOGY

Tontura, náuseas; Dificuldade para respirar; Calafrios ou ondas de calor no corpo; Medo de perder o controle de si; Medo de morrer.

psychotherapy and / or drugs. Symptoms improved significantly during the first week, which allows the patient to return gradually to normal life. Panic disorder is not a sign of “weakness of character”, “madness” or “fresh”, but an illness as any that can and should be diagnosed and treated.

Gravidade O transtorno do pânico já é considerado um problema serio de saúde, que atinge pessoas com idade entre 21 e 40 anos. Ele tem maior incidência entre as mulheres. Geralmente são pessoas extremamente produtivas, com uma sobrecarga de responsabilidades e afazeres excessivos, além de, às vezes, serem bastante exigentes consigo mesmas.

Tratamento Essa é a boa notícia. O transtorno do pânico tem tratamento, de modo que quanto mais precoce for o diagnóstico, maiores as chances de recuperação do paciente. Cada caso deve ser analisado isoladamente, mas geralmente a pessoa é tratada com sessões de psicoterapia e ou medicamentos. Os sintomas melhoram consideravelmente nas primeiras semanas, o que possibilita ao paciente retornar, aos poucos, a sua vida normal. O transtorno do pânico não é sinal de “fraqueza de caráter”, “loucura” ou “frescura”, mas uma enfermidade como qualquer outra que pode e deve ser diagnosticada e tratada.

OM 40

PATRÍCIA CANDICE ALVES ALMEIDA. Graduada em Psicologia pela Universidade de Cuiabá (UNIC), Mato Grosso, Brasil. Membro da Associação Brasileira de Psicoterapia Cognitiva (ABPC). Psicóloga Clínica, com consultório em: 46, Theobalds Road – Holborn – Londres - Reino Unido. patycandice@hotmail.com Graduated in Psychology at the University of Cuiabá (UNIC), Member of the Brazilian Association of Cognitive Psychotherapy (ABPC). Unido. Clinical Psychologist, with offices at: 46, Theobalds Road Holborn - London - UK. patycandice@hotmail.com


EUROLOGY OM NEUROLOGY NEUROLOGIA N

41 OM


OM M PSIQUIATRIA PSIQUIATRY

Ecce Homo Ecce Homo J0RGE DE FIGUEIRDO FORBES ão se fazem mais homens como antigamente, reclama a velha senhora na soleira de sua porta, ao ver chegar o amigo da sua neta, encostando o carro. Arrumado demais, combinado demais, manso demais, indeciso demais, enfim – ela não quer confessar, mas caraminhola baixinho – o moço lhe parece feminino demais. A velha senhora tem alguma razão em observar que os homens, hoje, não são feitos da mesma maneira da qual ela estava habituada. Intuitivamente, ela nota – mesmo que não aceite – que a identidade humana é maleável, que muda conforme o tempo, abraçando o relevo da paisagem de sua época. Estamos assistindo a uma mudança de um período no qual o laço social, que era vertical, gerando estruturas piramidais – o que provocava o estabelecimento de relações hierárquicas e padronizadas – passa a uma nova situação, na qual as relações humanas são horizontais e múltiplas, em tudo, muito diferentes dos modelos

N

OM 42

here are no more men as formerly, complained the old lady on her doorstep, come to see the friend of his granddaughter, leaning on the car. Too neat, too much combination, too meek, too indecisive, ultimately - she will not confess, but whispering quietly – the boy seems too feminine. The old lady has a point in observing that men today are not made in the same manner in which she was accustomed. Intuitively, she notes - even if not adopted - that human identity is malleable, which changes over time, embracing the importance of the landscape of his time. We are witnessing a shift from a period in which the social bond, which was vertical, generating pyramidal structures - which led to the establishment of hierarchical relations and standardized - is now a new situation in which human relationships are horizontal, multiple all very different from the previous stable models. With regard to male identity, she went from a powerful inflexibility, consistent with the verticality of the disciplinary world of yesterday, for a flexible interactive participation,

T


PSIQUIATRIA PSIQUIATRY OM

estáveis anteriores. No que toca à identidade masculina, ela passou de uma inflexibilidade poderosa, coerente com a verticalidade disciplinar do mundo de ontem, para uma participação interativa flexível, exigência do tempo presente. Traduzindo em miúdos: um homem era visto, caricaturado e admirado como alguém forte e firme em suas decisões – sem frescuras, sem dúvidas, sem titubeios – inflexível em sua vontade pétrea, como se elogiava barrocamente. Agora, nesses novos tempos, mais importante que dar ordens é convencer e seduzir; melhor que ser sempre igual, é mostrar-se criativo, respondendo diferentemente, conforme o aspecto de cada situação. Para as novas exigências, a carapaça do típico macho envelheceu, se despregou do seu corpo, caiu, e ele se vê tão perdido quanto cobra trocando de pele, ou siri que ficou nu e tem medo de ser catado. Reage atordoado procurando novas formas de ser e aparecer que lhe devolvam a segurança perdida; hipertrofia os traços machistas em academias fabricantes de abdomens tanquinhos, ao mesmo tempo em que vai perdendo a vergonha de confessar seu interesse no melhor creme, na cirurgia plástica, na mais atraente e chocante combinação de roupa. Pobres homens, a pós-modernidade não lhes é em nada tranquila. Enquanto as mulheres nadam de braçadas, pois o detalhe, a singularidade, o inusitado – características próprias à horizontalidade despadronizada – são a sua praia, os homens sofrem, se angustiam, por se verem sem a bússola do dever bem definido que lhes orientava

of this time requirement. Reflecting on Kids: A man was seen, admired and caricatured as someone strong and firm in his decisions - no frills, no doubt, without hesitations - inflexible in his stony desire, as if he praised Baroque. Now, in these new times, more important than giving orders is to convince and seduce, rather than always being equal, is to show creativity, responding differently, depending on the aspect of each situation. To meet the new requirements, the carapace of the typical male aged, come off of his body fell, and he is as lost as snake shedding its skin, or crab that was naked and afraid of being picked out. Reacts stunned looking for new ways of being and appear to revive the lost security, hypertrophy in the macho gyms six pack abs manufacturers, while you lose the shame of confessing his interest in the best cream in plastic surgery, in most attractive combination of clothes and shocking. Poor men, post-modernity are not at all peaceful to them. While women swim strokes, because the detail, the uniqueness, the unusual the unshaped horizontality characteristics - are their comfort zone, men are suffering, distressed, by being left without the compass of duty that gives them the correct directions and as far as that old lady, also wary of their own sexuality. They try all kinds of comforts, some quite funny and paradoxical, as the boys groups: the most diverse confraternities, most common in the wine and food which, disguised under the cloak of refinement of taste, they hide the most basic desire to ask to each other as each is turning before this revolution. This, when not hire training and disciplining supposedly efficient as elite troops, madly trying to install in their companies, where they like to cross-dressing in uncontested generals, making employees uncomfortable to the point of “asked to leave, “ as they learned with the hit movie . Little by little, it will be clear to most that masculinity is not based on any group of equals - whether fraternities or armies - but, unlike anything on the possibility of supporting the expectation of difference, one represented by the enigma of a woman in front of a man. It will be useless to shut it forward - or shut him up, the enigma - with some kind of responsiveness of scholarships or supposedly unique perfume brands - but something so simple, how hard it could be: knowing how to make her laugh, dream, be surprised. Ecce Homo.

43 OM


OM M PSIQUIATRIA PSIQUIATRY tão corretamente e, tanto quanto aquela velha senhora, também desconfiam de sua própria sexualidade. Buscam os mais diversos consolos, alguns bem engraçados e paradoxais, como os grupos do Bolinha: confrarias das mais diversas, mais comuns as de vinho e as de comida que, sob o manto disfarçador do refinamento do gosto, escondem a mais básica vontade de perguntarem uns para os outros como cada qual está se virando diante dessa verdadeira revolução. Isso, quando não contratam treinamentos supostamente disciplinadores e eficientes de tropas de elite, que tentam loucamente instalar em suas empresas, onde gostam de se travestir em generais incontestados, fazendo que os funcionários incomodados “peçam para sair”, tal como aprenderam naquele filme de sucesso. Pouco a pouco, ficará claro para a maioria que a masculinidade não se baseia em nenhum grupo de iguais – sejam eles confrarias ou exércitos –, mas, tudo ao contrário, na possibilidade de suportar a expectativa da diferença, aquela representada pelo enigma de uma mulher frente a um homem. De nada vai lhe adiantar querer calá-la – ou calá-lo, o enigma – com alguma resposta pronta do gênero de bolsas ou perfumes de marcas supostamente exclusivas – mas em algo tão singelo, quão difícil: sabendo fazê-la rir, sonhar, se surpreender. Ecce Homo.

OM 44

JORGE DE FIGUEIREDO FORBES  PhD in Psychoanalytic Theory

UFRJ. Master in Études approfondies Concepts Psychanalyse Et Clini, the Universite de Paris VIII, France. He is graduated in Medicine, Faculdade de Medicina de Santos. psychoanalyst and psychiatrist in Sao Paulo. He is one of the main initiators of the thought of Jacques Lacan in Brazil, who attended the workshops in Paris from 1976 to 1981. He had a role in creating the Brazilian School of Psychoanalysis, which was the first director general. He is the Principal Director of IPLA - Institute of Lacanian Psychoanalysis and Analysis Project (www.projetoanalise.com. br). He directs the Clinical Psychoanalytic Center of Human Genome - USP. He is also Analyst Member of the Brazilian School of Psychoanalysis and the European School of Psychoanalysis. It has several articles published in Brazil and abroad and is author, among other books, You Want You Want?, which is a psychoanalysis beyond the Oedipus itself to the new “desbussolado” man of globalization. Co-author of The Invention of the Future, which believes that solutions to live in this new era of broken ideals. Also collaborates frequently with the mainstream media, and curator and lecturer at the Philosophical Café CPFL - TV Cultura (Video http://migre. me/diXB) has been consulted by businesses, hospitals and schools. He is Member of the Brazilian Society of Psychoanalysis, Ecole Europeenne de Psychanalyse and the Association Mondiale de Psychanalyse. Also, Counselor editorial elucidation Revue.


OM M PSIQUIATRIA PSIQUIATRY

Depressão: o transtorno mental que assombra crianças e adolescentes Depression: a mental disorder that haunts children and adolescents ROBERTO GIANCATERINO

termo depressão pode significar um sintoma que faz parte de inúmeros distúrbios emocionais sem ser exclusivo de nenhum deles. Pode significar uma síndrome traduzida por muitos e variáveis sintomas somáticos ou, ainda, pode significar uma doença, caracterizada por marcantes alterações afetivas (Cass, 1999). Apesar de ser mais comum em adultos, estudos populacionais mostram que cerca de 20% das crianças e adolescentes, com idade entre 9 e 17 anos, têm algum transtorno mental diagnosticável. Em relação à depressão, especificamente, estima-se que a doença atinja, nos Estados Unidos, 0,9% das crianças em idade pré-escolar, 1,9% em idade escolar e 4,7% dos adolescentes (Cândida 2005). A rotina que as crianças têm a cumprir pode ser um desgaste não apenas físico, mas também mental, que começa desde cedo ao exigir demais de si mesmos. O excesso de atividades também é um dos causadores do estresse na classe média e, na classe

O

OM 46

he term can mean a depression symptom that is part of many emotional disorders without being exclusive to either. It can mean a syndrome translated by many variables and somatic symptoms, or even could mean a disease characterized by marked affective changes (Cass, 1999). Despite being more common in adults, population studies show that about 20% of children and adolescents aged 9 to 17 years, have some diagnosable mental disorder. In relation to depression, specifically, it is estimated that the disease reaches in the United States, 0.9% of children in preschool, 1.9% and 4.7% of adolescents (Candida 2005). The routine that children have to meet a shortfall can be not only physical but also mental, which starts early to overtax them. The excess activity is also one of the causes of stress in the middle class and the underprivileged class, also is experiencing stressful situations such as working to help parents, care for younger siblings, go to school hungry,

T


PSIQUIATRIA PSIQUIATRY OM menos favorecida, também experimenta situações desgastantes como trabalhar para ajudar os pais, cuidar dos irmãos menores, ir para a escola com fome, ter que tirar boas notas sem contar com ninguém para ajudar nas tarefas escolares e vários outros fatores que acarretam o estresse, que pode culminar na depressão infantil. Embora na maioria das crianças a sintomatologia da depressão seja atípica, alguns podem apresentar seus sintomas, tais como tristeza, ansiedade, expectativa pessimista, mudanças no hábito alimentar e no sono, além de problemas físicos como dores inespecíficas, fraqueza, tonturas, mal estar geral que não respondem ao tratamento médico habitual (Ballone, 2005). Na criança e no adolescente essa doença, na forma atípica, esconde verdadeiros sentimentos depressivos sob a máscara da irritabilidade, agressividade, hiperatividade e rebeldia. As crianças mais novas, devido à falta de habilidade para uma comunicação que demonstre seu verdadeiro estado emocional, também manifestam a depressão atípica, notadamente com hiperatividade (Ballone, 2005). Apesar da relevância da patologia na infância e adolescência, às dificuldades de aprendizagem na escola, no trabalho e no ajuste pessoal, não tem sido devidamente avaliadas pela família, nem adequadamente diagnosticada pelos médicos. Nas palavras de Meleiro (2000), a depressão é um dos distúrbios psiquiátricos mais comuns na prática médica. Estima-se que cerca de 9% dos homens irão apresentar alguns de seus sintomas em algum momento de suas vidas. Entretanto, está subestimada, visto que a sua taxa não detectada e nem tratada pode se mais elevada,

have to get good grades without count on anyone to help with their homework and various other factors that cause stress, which might lead to childhood depression. Although in most children the symptoms of atypical depression is, some may have symptoms such as sadness, anxiety, pessimistic expectations, changes in eating habits and sleeping, and physical problems such as non-specific pain, weakness, dizziness, malaise not responding to standard medical treatment (Ballone, 2005). In children and adolescents in this disease, as atypical depressive hide true feelings under the mask of irritability, aggressiveness, hyperactivity and defiance. Younger children, due to lack of ability to communicate that demonstrated his true emotional state, also exhibit atypical depression, especially with hyperactivity (Ballone, 2005). Despite the relevance of the disease in childhood and adolescence, learning difficulties at school, at work and personal adjustment, has not been properly assessed by the family, nor adequately diagnosed by doctors. In the words of Meleiro (2000), depression is one of the most common psychiatric disorders in medical practice. It is estimated that about 9% of men will present some of their symptoms at some point in their lives. However, it is underestimated, since their rate is not detected and treated can be higher, especially in specific populations such as elderly patients (10%), of people with physical illness (20% to 50%) in which patients can be attributed, inappropriately, the depressive symptoms to the organic disease itsel. “ A study by the World Health Organization (WHO) shows that 20% of children and adolescents have symptoms of depression such as irritability, apathy and despondency. Within the Brazilian reality, this number drops to 10% according to the psychiatrist gaucho Salvador Célia, chairman of the Mental Health Department of the Brazilian Society of Pediatrics (SBP). Nonetheless, she states that if there is no proper medical intervention, these children may be strong candidates to become depressed adults for life (Leite, 2002). Yet in the view of Meleiro (2000), depression is one of the biggest health problems in the world. In one form thereof, or another, about 17% of the population has one or more of its episodes serious enough in life . For most people, these episodes are related to some adverse event such as death of someone close, losing a job, a temporary lack of prospects, suffering with chronic diseases etc.. 47 OM


OM M PSIQUIATRIA PSIQUIATRY

especialmente em populações específicas como a de idosos (10%), a de pessoas com doenças físicas (20% a 50%) nas quais os pacientes podem atribuir, inadequadamente, os sintomas depressivos à própria doença orgânica”. Um estudo da Organização Mundial de Saúde (OMS) demonstra que 20% das crianças e adolescentes apresentam sintomas da depressão, como irritabilidade, apatia e desânimo. Dentro da realidade brasileira, esse número cai para 10% segundo o psiquiatra gaúcho Salvador Célia, presidente do Departamento de Saúde Mental da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP). Afirma, porém, que se não houver intervenção médica devida, essas crianças poderão ser fortes candidatas a se tornarem adultos depressivos pelo resto da vida (Leite, 2002). Ainda na visão de Meleiro (2000), a depressão é um dos maiores problemas de saúde do mundo. De uma forma o,u outra, cerca de 17% da população tem um ou mais dos seus episódios suficientemente graves durante a vida. Para a maioria das pessoas, esses episódios são relacionados a algum acontecimento adverso, como a morte de uma pessoa próxima, a perda de um emprego, a falta temporária de perspectivas, o sofrimento com doenças crônicas etc. Para Jeffrey (2003) a depressão é um distúrbio cíclico, com períodos de alívio ou bem-estar, alternando-se com períodos de depressão e/ ou de mania. Às vezes, há apenas um episodio de depressão, mas na maioria dos casos, particularmente com crianças, ocorre mais de um. Ela pode ser considerada uma doença que vem abrangendo grande parte da população, que precisa aprender a conviver com este mal OM 48

Jeffrey (2003) depression is a cyclical disorder, with periods of relief or welfare, alternating with periods of depression and / or mania. Sometimes there is only one episode of depression, but in most cases, particularly in children, occurs more than one. It can be considered a disease that has been covering most of the population who must learn to live with this evil and to develop mechanisms to combat the problems generated by it. It is noteworthy also that the disease interferes with the personal ability to work, sleep, relationships, eating, enjoy activities once considered pleasurable, that these circumstances do not occur with people who do not have the disease. There are several studies that seek to find a determinant in terms of inheritance for a person to express depression. What we see through the surveys is that, even if there is genetic predisposition, this alone does not determine the occurrence of a depressive episode (Gasparini, 2000). The person’s history is linked to how it arises and develops its way of being. Someone with a depressive disorder, for different reasons throughout life, learn to not realize their own limits. Missing the ability to identify needs and feelings, getting lost in a tangle of introjections. He spends much energy to get a little bonus. In relation to the world, she can not adequately nourish emotionally, leading gradually to a lack of meaning in relation with the external environment (Marcelo, 2005). Importantly, though, that severely depressed people may take their own lives. While most of them keep their thoughts to themselves to commit the act, others actually really talk about them with friends and family. Relatives and friends need to take suicide threats seriously and not see them as mere subterfuge to get attention.


PSIQUIATRIA PSIQUIATRY OM e desenvolver mecanismos para combater os problemas gerados por ela. Destaque-se, ainda, que a doença interfere na habilidade pessoal de trabalhar, dormir, relacionar, comer, gostar de atividades antes consideradas prazerosas, circunstâncias estas que não ocorrem com as pessoas que não apresentam a doença. Existem várias pesquisas que buscam encontrar algum determinante em termos de herança genética para que uma pessoa manifeste depressão. O que se percebe por intermédio das pesquisas realizadas é que, mesmo que exista predisposição genética, isto por si só não determina a ocorrência de uma crise depressiva (Gasparini, 2000). A história da pessoa está ligada à forma como ela se constitui e desenvolve a sua maneira de ser. Alguém que apresente um quadro depressivo, por diferentes motivos ao longo da vida, aprende a não perceber seus próprios limites. Deixa de lado a sua capacidade de identificar necessidades e sentimentos, se perdendo num emaranhado de introjeções. Despende muita energia para obter um pouco de gratificação. Na relação com o mundo, ela não consegue se nutrir emocionalmente de maneira adequada, o que leva gradativamente a uma falta de sentido na relação com o meio externo (Marcelo, 2005). É importante ressaltar, ainda, que pessoas gravemente deprimidas podem tirar a própria vida. Enquanto a maior parte delas guarda os seus pensamentos consigo mesma até cometerem o ato, outras, na verdade, realmente falam sobre eles com amigos e familiares. Parentes e amigos precisam levar as ameaças de suicídio a sério, e não vê-las como meros subterfúgios para chamar a atenção.

ROBERTO GIANCATERINO.  Doutor em Tecnologia Educacional pela American World University, USA. Mestre em Ciências da Educação e Valores Humanos pelo Centro Universitário Capital (UNICAPITAL), São Paulo, Brasil. Graduado em Pedagogia pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de São Bernardo do Campo, São Paulo. Graduado em Matemática pela Universidade do Grande ABC, São Paulo. Professor. Escritor. Pesquisador. Palestrante. Conferencista e seminarista na área educacional.  Doctor in Educational Technology by the American World University, USA. Master of Science in Education and Human Values at Capital University Center (Unicapital), São Paulo, Brazil. Graduate Education in the Faculty of Philosophy, Sciences and Literature of Sao Bernardo do Campo, São Paulo. Graduate in Mathematics from the Universidade do Grande ABC, São Paulo. Professor. Writer. Researcher. Palestrante. Speaker. Lecturer and seminar leader in education.


OM M RADIOLOGIA

RADIOLOGY

Lesões do esporte: exames de imagem são fundamentais no diagnóstico e na reabilitação Sports injuries: imaging studies are essential in the diagnosis and rehabilitation número de lesões do esporte cresce na mesma medida em que mais e mais pessoas decidem abandonar o sedentarismo e se dedicar à prática de atividades físicas. Após uma avaliação física, realizada por um ortopedista, os exames de imagem são fundamentais não só para o diagnóstico inicial, como para a fase de reabilitação. “Ao graduar as lesões é possível determinar o tratamento mais adequado e estimar o tempo de retorno ao esporte”, diz o doutor João Carlos Rodrigues, médico radiologista do Centro de Diagnósticos Brasil (CDB), em São Paulo. Rodrigues afirma que o número de lesões poderia ser reduzido se as pessoas reparassem que o sistema musculoesquelético tem adaptação mais lenta em relação Ao sistema cardiorrespiratório. “Depois de algumas semanas de exercícios, o atleta está bem disposto e animado para intensificar o treinamento – com mais carga, com mais repetições. Só que o sistema musculoesquelético responde mais lentamente e ainda não está pronto para aumentos significativos na intensidade dos treinos. Conclusão: tendões, músculos e ossos, se tornam mais vulneráveis a lesões como estiramentos, tendinites e fraturas por estresse. Aumentos graduais nos

O

OM 50

he number of sports injuries in growing more and more as people decide to abandon the sedentary lifestyle and focus on physical activity. After a physical evaluation performed by an orthopedist, and imaging findings are crucial not only for initial diagnosis but also for the rehabilitation phase. “By grading the lesions is possible to determine the most appropriate treatment and to estimate the return time to the sport,” says Dr. João Carlos Rodriguez, a radiologist from the Centro de Diagnósticos Brasi (CDB) in São Paulo. Rodrigues said that the number of injuries could be reduced if people are noticed that the musculoskeletal system has to adjust more slowly than the cardiorespiratory system. “After several weeks of exercises, the athlete is willing and excited to step up training - with more loads with more repetitions. But the musculoskeletal system responds more slowly and is not yet ready for significant increases in training intensity. Conclusion: tendons, muscles and bones become more vulnerable to injuries such as strains, tendonitis and stress fractures. Gradual increases in training, guided by professional sports, can prevent injuries at that stage. “

T


RADIOLOGIA

RADIOLOGY

OM

In the Doctor’s opinion, imaging tests such as X-ray, ultrasound, CT, MRI and bone scans, can be extremely useful - when analyzed by experienced professionals - to confirm the extent of the injury and set the time patient recovery. “Because of its high resolution, sensitivity to liquid and tissue differentiation, MRI has an important role in the diagnosis and grading of lesions and ultrasound is important to diagnose cysts that form when the bruises resulting from the muscle tear are not completely absorbed by body, preventing closure of the cleft muscle. In such cases, the test procedure will also guide the needle to empty, “says Rodrigues.

Time away y from p physical y activities varies with the degree of injury

treinos, orientados por profissionais do esporte, podem prevenir lesões nessa fase”. Na opinião do médico, exames de imagem como o raio-X, a ultrassonografia, a tomografia computadorizada, a ressonância magnética e a , podem ser extremamente úteis – quando analisados por profissionais experientes – para confirmar o grau da lesão e definir o tempo de recuperação do paciente. “Por sua alta resolução, sensibilidade a líquidos e diferenciação dos tecidos, a ressonância magnética tem papel importante no diagnóstico e graduação das lesões. Já a ultrassonografia é importante para diagnosticar cistos que se formam quando os hematomas resultantes da rotura muscular não são completamente absorvidos pelo organismo, impedindo o fechamento da fenda muscular. Nesses casos, o exame também guiará o procedimento de esvaziamento por agulha”, diz Rodrigues.

According to Dr. João Carlos Rodrigues, in stress injuries is common that the athlete to question the long absence from work. Even if the pain is an important clinical parameter, can be doubt as to the total patient recovery. “Generally, the time for disappearance of pain is less than the time needed to guard. In cases of tibia lesions, for example, the MRI classifies the lesion in grade 1 (lighter), 2 or 3. Shorter removal of sports in this case is four weeks. However, when there is trace of fracture in the tibia, recovery may take up to six weeks. When early returns to the sport, the athlete becomes more susceptible to further injury, even more serious. “ Source: Dr. Márcio Sarmento, médico radiologista.

Tempo p de afastamento das atividades físicas varia de acordo com o grau da lesão De acordo com o doutor João Carlos Rodrigues, em lesões por estresse é comum o atleta questionar o tempo de afastamento das atividades. Mesmo que a dor seja um parâmetro clínico fundamental, podem restar dúvidas quanto à total recuperação do paciente. “Geralmente, o tempo de desaparecimento da dor é menor do que o tempo necessário de resguardo. Em casos de lesão na tíbia, por exemplo, a ressonância magnética classifica a lesão em grau 1 (mais leve), 2 ou 3. O menor tempo de afastamento dos esportes, nesse caso, é de quatro semanas. Já quando há traço de fratura na tíbia, a recuperação pode levar até seis semanas. Quando retorna precocemente ao esporte, o atleta fica mais suscetível a novas lesões, até mais graves”.

Fonte: Dr. Márcio Sarmento, médico radiologista. 51 OM


OM M SAÚDE PÚBLICA PUBLIC HEALTH

Médicos e população: compromisso no presente e futuro Doctors and population: present and future commitment ANTONIO CARLOS LOPES s médicos, segundo o Ibope, são aqueles que possuem maior credibilidade junto aos cidadãos brasileiros. Detém 81% de confiança, ficando à frente, inclusive, da Igreja Católica (71%) e das Forças Armadas (69%). Esse respeito não é gratuito. Vem do compromisso que os profissionais de medicina têm com os pacientes. A despeito das mazelas dos sistemas público e privado de saúde, da falta de políticas públicas consistentes e do financiamento muito aquém do necessário, estão sempre solidários à comunidade e mantêm-se vigilantes em defesa do atendimento de qualidade. A imprensa, frequentemente, dá realce às entidades médicas que denunciam problemas de falta de estrutura para o bom atendimento da população, desvio de recursos do sistema de saúde, abusos na saúde suplementar, entre outros. Por isso, o papel dessas entidades médicas acaba sendo muito importante na luta pelo resgate do atendimento de qualidade na rede pública, embora seja uma batalha ainda com poucos resultados.

O

OM 52

he doctors, according to Nielsen, are those who have greater credibility with the Brazilian citizens. Holds 81% confidence, ahead even of the Catholic Church (71%) and Armed Forces (69%). This respect is not free. It comes from the commitment that the medical professionals have with patients. Despite the ailments of the public and private health care, lack of consistent on public policies and funding, much lower than necessary, are always supportive to the community and remain vigilant in defense of quality care. The press often gives emphasis to medical groups who expose problems of lack of infrastructure for the proper care of the population, diversion of resources of the health system, abuse in the health insurance, among others. Therefore, the role of these medical institutions ends up being very important in the fight for the rescue of quality care in public, although it is still a battle with few results.

T


SAÚDE PÚBLICA PUBLIC HEALTH OM

Um dos aspectos mais preocupantes – e vem sendo alvo de muitas análises - diz respeito à formação do médico. A abertura indiscriminada de escolas de medicina sem qualidade suficiente de ensino choca os profissionais, mesmo porque, um médico não preparado representa perigo à vida dos cidadãos. Não precisamos de uma faculdade a cada esquina. Necessitamos é de bons cursos, que graduem com competência, que mostrem o valor do humanismo e valorizem, sobretudo, a relação médico-paciente. O ensino deve ter o testemunho da presença do professor, além de priorizar as habilidades, a ética e as atitudes. O currículo baseado apenas na esfera cognitiva não é suficiente para formar bem o profissional. Outro agravante é que frequentemente vem à baila a mal fadada expressão, dita por alguns, que prega a formação o médico para o SUS. Evidente que essa assertiva carece de credibilidade, uma vez que é pronunciada por bacharéis em medicina e não-médicos que estão longe do que vem a ser realmente a formação e a educação médica de qualidade. Uma escola com professores de carreira gradua competentes médicos e os coloca em bons programas de residência. Dessa maneira, os futuros profissionais constroem conhecimento suficiente para exercerem a medicina no SUS, em regiões afastadas, nos grandes centros e como profissionais liberais. Lamentavelmente querem resolver a falta de políticas de saúde às custas de médicos mal preparados por cursos de graduação absolutamente caóticos. Nesse sentido, se faz fundamental que cargos vinculados à Saúde e à Educação não sejam ocupados com base na confraria e nem nos interesses político-partidários. Quando dirigi a Comissão Nacional de Residência Médica do MEC, participei ao lado do secretário da SESu, Nelson Maculan, e de outros

One of the most worrisome - and has been the subject of much analysis - relates to medical education. The indiscriminate opening of medical schools without sufficient quality teaching shocks professionals, because if a doctor is not prepared risks risk to the lives of citizens. We do not need a college on every corner. What we need are good courses that graduate with competency, that show the value of humanism and value, especially the physician-patient relationship. The school must have the testimony of the teacher’s presence, and prioritize the skills, ethics and attitudes. The curriculum based solely on the cognitive sphere is not enough to form good professional. Another problem is that often comes up the ill-fated words, spoken by some, who preaches the medical training for SUS. Clearly, this assertion lacks credibility, since it is pronounced by medical graduates and non-physicians who are far from what actually happens to be the training and quality medical education. A school graduates with career teachers competent doctors and puts them into good residency programs. Thus, future professionals build sufficient knowledge to practice medicine in the SUS, in remote regions in the large centers and as professionals. Unfortunately they want to solve the lack of health policies at the expense of medical ill-prepared for graduate programs absolutely chaotic. Accordingly, it is essential that jobs related to Health and Education is not occupied on the basis of brotherhood and not in party political interests. When I managed the National Residency from MEC, I participated alongside the secretary of SESu, Nelson Maculan, and other teachers, on the development of a document requested by the Minister of Education, Fernando Haddad, who sought to standardize and evaluate medical schools. On occasion, ten institutions had been approved by INEP. The application of this assessment tool has demonstrated that no condition had to be opened. The minister, with good sense peculiar to him, immediately determined that the process of opening medical schools was reviewed. Professor Adib Jatene, then, had requested that document, to be invited to chair a committee of experts to assess the establishment and operation of medical courses. Fortunately, it seems, this document has been used almost entirely. Because of this, some schools have already reduced the number of placements and some were even. However, it is not enough for the size of the problem and schools that still form the evil doctors, they still exist. In my passage by the National Commission of Medical Residence, a program that was deemed incompetent was transferring residents to other programs and not reducing vacancies. That is what we expect as a remedy for the endemic of poor training. We must begin to close the courses without quality, for only thus we will preserve what we all hope that is the proper medical care. 53 OM


OM M SAÚDE PÚBLICA PUBLIC HEALTH professores, da elaboração de um documento solicitado pelo Ministro da Educação, Fernando Haddad, que visava normatizar e avaliar escolas médicas. Na ocasião, dez instituições haviam sido aprovadas pelo INEP. A aplicação desse instrumento de avaliação demonstrou que nenhuma tinha condição de ser aberta. O ministro, com o bom senso que lhe é peculiar, imediatamente determinou que o processo de abertura de escolas médicas fosse revisto. O professor Adib Jatene, na época, nos solicitou esse documento, ao ser convidado para presidir uma comissão de especialistas destinada a avaliar a criação e funcionamento de cursos de medicina. Felizmente, ao que tudo indica, o referido documento vem sendo utilizado quase que em sua plenitude. Por conta disso, algumas escolas já tiveram o numero de vagas reduzido e até mesmo foram fechadas. Contudo, ainda é pouco para o tamanho do problema e escolas que ainda formam mal o médico, continuam existindo. Em minha passagem pela Comissão Nacional de Residência Médica, um programa considerado incompetente tinha seus residentes transferidos para outros programas e não as vagas reduzidas. É isso que esperamos como remédio para a endemia da má formação. Temos que começar a fechar cursos sem qualidade, pois só assim preservaremos o que todos esperam que é o bom atendimento médico

OM 54

ANTONIO CARLOS LOPES  Presidente da Sociedade Brasileira de Clínica Médica (SBCM). Presidente da Associação Brasileira de Medicina de Urgência e Emergência (ABRAMURGEM). Livre Docente da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Brasil. Pós-doutor em Medicina pela Cornell University, USA. Doutor em Cardiologia pela UNIFESP. Residência Médica na UNIFESP. Graduado em Medicina pela UNIFESP. Editor da Revista da Sociedade Brasileira de Clínica Médica e do Jornal do Clínico. Escritor. Professor. President of the Brazilian Society of Clinical Medicine (SBCM). President of the Association of Emergency Medicine and Emergency (ABRAMURGEM). Associate Professor, Federal University of São Paulo (UNIFESP), Brazil. PHd in Medicine by the Cornell University, USA. Doctor in Cardiology by UNIFESP. Residency in the UNIFESP. Graduated in Medicine, UNIFESP. Editor of the Journal of the Brazilian Society of Medicine and the Journal of Clinical. Writer. Professor.


Jornalista Valterli Guedes recomenda:

Palácio do Congresso Nacional. Brasília, 1958. Foto: Marcel Gautherot/IMS

p ubli c a ç ã o m e n s al Edi ta d a em Goiâ nia p ela Editora Caraíba .

Acesse: w w w . r e v i s t a h o j e . c o m . b r 55 OM


OM M RADIOLOGIA

RADIOLOGY

Doença de Peyronie Peyronie's Disease ssa doença tem incidência de cerca de 5% em adultos do sexo masculino caucasianos, e mais de 75% dos casos aparecem em homens com idade entre 45 a 65 anos. A etiopatogenia da doença de Peyronie segue pouco conhecida. Há diversas teorias a respeito da causa e do desenvolvimento da doença, sendo que a maioria dos especialistas apoia a teoria de que seja decorrente de uma combinação de microtraumas penianos durante a atividade sexual em pacientes geneticamente predispostos. Mais de 47% dos indivíduos com a doença de Peyronie apresentam outra condição clínica associada à redução da elasticidade do tecido colágeno, a exemplo da doença de Dupuytren ou doença de Ledderhose. Alguns autores sugerem que após um episódio de flexão peniana pode ocorrer uma microrruptura ou laceração da túnica albugínea, com sangramento, formação de coágulo e subsequente deposição de fibrina. A doença de Peyronie tem duas fases bem distintas. Uma fase inicial, chamada de fase ativa, que normalmente dura de seis a dezoito meses, e é nesse período que ocorrem mudanças na placa e, consequentemente, do quadro clínico. Cerca de 15% dos pacientes apresentam a resolução completa da placa nessa fase. A partir de 18 a 24 meses ocorre a fase estável ou sequelar, em que o quadro clínico não se modifica. É quando as deformidades penianas devem ser tratadas cirurgicamente.

E

OM 56

his disease affects about 5% in adult male Caucasians, and more than 75% of cases appear in men aged 45 to 65. The pathogenesis of Peyronie’s disease it is still little known. There are several theories regarding the cause and development of the disease, and most experts support the theory that is due to a combination of microtrauma in penis during sexual activity in patients genetically predisposed. More than 47% of patients with Peyronie’s disease present another clinical condition associated with reduced elasticity of the collagen tissue, such as Dupuytren’s disease or Ledderhose disease. Some authors suggest that after one episode of penile bending can occur Micro-cuts or laceration of the tunica albuginea with bleeding, clot formation and subsequent fibrin deposition. Peyronie’s disease has two distinct phases. An initial phase, called the active phase, which typically lasts six to eighteen months, and in this period changes occur on the board and therefore the clinical picture. About 15% of patients have complete resolution of the board at that stage. From 18 to 24 months is the stable phase or latent, in which the clinical picture does not change. That’s when the penile deformity should be treated surgically.

T


RADIOLOGIA

Historicamente, desde a sua descrição em 1743 por François de La Peyronie, que orientou o uso de águas medicinais do Baiege SPA, inúmeros tratamentos têm sido usados na fase ativa da doença de Peyronie, com variadas taxas de sucesso. Agentes orais, incluindo vitamina E, potaba, procarbazina, tamoxifeno, esteroides, colchicina e mais recentemente a pentoxifilina; agentes injetados diretamente na lesão como paratormônio, interferon, verapamil, cortisona, colagenase, além de aplicações tópicas como iodo e mercúrio. Outros tratamentos como radioterapia, litotripsia por ondas de choque e laser têm sido relatados. Infelizmente, a maioria dos estudos não é adequada para avaliar o resultado destas terapêuticas, e a maioria deles relata resultados ruins. O tratamento cirúrgico tem sido utilizado para placas maiores, estáveis ou crônicas (com mais de dezoito meses de história), que levam a curvaturas e deformidades penianas que prejudicam ou impedem a penetração durante o ato sexual. As formas de correção cirúrgica consistem em procedimentos de plicatura peniana, onde o lado sadio da túnica é reduzido para retificar a haste e incisão e ou excisão da placa, com inserção de material para cobrir o defeito da túnica albugínea. Vários materiais (autológos e sintéticos) foram usados para este reparo, como enxerto de pele, túnica vaginal, túnica albugínea, dura mater de cadáver, dacron, pericárdio, submucosa intestinal suína, veia safena e túnica albugínea crural. O “material ideal” para cobrir o defeito na túnica albugínea não foi definido. Quando o paciente apresenta deformidade peniana complexa e/ou disfunção erétil associada, o tratamento cirúrgico passa a ser o implante de prótese peniana

RADIOLOGY

OM

Historically, since its description in 1743 by Francois de la Peyronie, who directed the use of medicinal waters of Baiege SPA, numerous treatments have been used in the active phase of Peyronie’s disease, with varying success rates. Oral agents, including vitamin E, potaba, procarbazine, tamoxifen, steroids, colchicine and most recently, pentoxifylline, agents injected directly into the lesion as parathyroid hormone, interferon, verapamil, cortisone, collagenase, and topical applications such as iodine and mercury. Other treatments such as radiotherapy, lithotripsy by shock waves and laser have been reported. Unfortunately, most studies are not adequate to assess the outcome of these therapies, and most of them reported poor results. Surgical treatment has been used for larger plates, stable or chronic (more than eighteen months of history), leading to penile curvatures and deformities that impair or prevents the penetration during sexual intercourse. The forms of surgical procedures consist of penil plication, where the healthy side of the tunic is reduced to rectify the stem and / or excision and incision of the plaque, with insertion of material to cover the defect of the tunica albuginea. Various materials (autologous and synthetic) were used for this repair, as skin grafts, tunica vaginalis, tunica albuginea, corpse dura mater, Dacron, pericardium, porcine small intestinal submucosa, saphenous vein and crural tunica albuginea. The “ideal material” to cover the defect in the tunica albuginea was not defined. When the patient has complex penile curvature and / or associated with erectile dysfunction, surgery becomes the implantation of penile prosthesis.

SIDNEY GLINA • Doutor em Urologia pela USP. He is PhD in Urology by USP. Especialista em Urologia pela USP e pela Sociedade Brasileira de Urologia. He is Specialist in Urology, USP and the Brazilian Society of Urology. Especialista em Sexualidade Humana pela Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana. He is expert in Human Sexuality by the Brazilian Society for the Study of Human Sexuality. Aperfeiçoado em Infertilidade Masculina e Urologia pela Cleveland Clinic Foundation. Enhanced in Male Infertility and Urology by the Cleveland Clinic Foundation. Graduado em Medicina pela USP. He is Graduated in Medicine at USP. Livre Docente da Faculdade de Medicina da Fundação do ABC. Membro do Comitê Científico Permanente da International Society of Sexual Medicine – ISSM. Associate Professor, Faculty of Medicine of the ABC Foundation and Member of the Standing Scientific Committee of the International Society of Sexual Medicine - ISSM. Diretor e Membro do corpo clínico do Instituto H. Ellis. He is Director and Member of the medical staff of the Institute H. Ellis. Urologista do corpo clínico do Hospital Sírio-Libanês. Urologist of the medical staff of Syrian-Lebanese Hospital. Médico do corpo clínico do Hospital Oswaldo Cruz. Doctor of medical staff of Hospital Oswaldo Cruz. Presidente da Academia Internacional de Medicina Sexual. President of the International Academy of Sexual Medicine.

57 OM


UROLOGY

5 @ > 2 ? :  = : 7 6 D E J =6 2A C 6 D 6 ? E2  

= 2 ? ­ 2 > 6 ? E @

5:42? 

"#

4F:5652DF2D2À56 4@>@G@4°4F:525@D D6FDA24:6?E6D   3 ǣ  Ǥ 2   Ǥ   ǡ  ͚͝ 3  2   Ǥ  !3ǧ  .!Ǥ

DF³E6D

G:D:E6564@C25@ CfR"$ DVe`c>RcZdeR

" # & ^ #

GV_URd+

'#$*$#(*(*

ZZZXUEVFRPEU

CVR]ZkRÍÉ`+ &-

:_W`c^RÍÛVd+

46)1-9178=0)

58

OM )RWRLOXVWUDWLYD3HUVSHFWLYDDUWÖVWLFDGDIDFKDGD 0HGLGDDSUR[LPDGDFRQVLGHUDQGRHVFDQLQKRHODMHWÒFQLFD9DORU5UHIHUHQWHDXQLGDGH9DORUSDUDILQDQFLDPHQWREDQFÌULRVXMHLWRDDOWHUD£ÑRH DSURYD£ÑRGHFUÒGLWRPHGLDQWHDRDJHQWHILQDQFHLUR7DEHODGHYHQGDVYÌOLGDDWÒ5,


A griffe fashion

Discretos e sofisticados, os calçados KV são ícones em qualquer hit das estações. São audazes e surpreendentes. Elevam a alma, a elegância, o glamour e a sensualidade das mulheres! GRIFFE KLÉBER VELOSO Av. C-171, nº 926 - Jd. América - Goiânia-GO 62 3945.8201 | www.griffekv.com.br


Revista_OM_Ed. 17_Abril_2011