Issuu on Google+

Jornal de um novo tempo

MORRER E VIVER COM DIGNIDADE

É possível. “Há coisas que funcionam numa perfeição que poderiam servir de exemplo”, desabafa Karina Brito referindo-se ao Hospital de Apoio de Brasília. Sua irmã faleceu em 2009, no hospital, recebendo cuidados paliativos por causa de um câncer terminal. E segundo a família a qualidade e o respeito dedicados aos pacientes, familiares e acompanhantes são a prova que o ser humano pode se superar em qualquer lugar, sob qualquer circunstância. O Hospital de Apoio não tem pronto-socorro, mas atende pacientes que necessitam de cuidados paliativos, de reabilitação que são encaminhados por outros hospitais e faz o Teste do Pezinho. O teste realizado aqui diagnostica 23 patologias, mais que os testes realizados em outras unidades da federação.

Foto: A. Sabino

Brasília, Distrito Federal, 4 de abril de 2012 - Ano 20 nº 792 - www.dfnoticias.com.br - redacaodfnoticias@uol.com.br - Exemplar R$ 1,00

Página 3

PIO

Lei Seca Espera-se para a próxima semana a votação na Câmara Federal de um projeto para acabar com o vácuo jurídico da lei 11.705/08, a Lei Seca. O Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu que, para processar criminalmente um condutor alcoolizado, é preciso a prova técnica do exame de sangue ou teste do bafômetro acusando a presença de 6 decigramas de álcool por litro de sangue ou 0,3 miligrama por litro de ar expelido pelos pulmões.

Entrevista

Dilma apóia a Indústria Brasileira Foto: SEI/Divulgação

A meta é a valorização do idoso

Assembleia à vista PMs e Bombeiros do Distrito Federal fazem assembléia, quinta-feira (12), às 9h, na Praça do Buriti. Segundo a categoria vão cobrar as promessas de campanha.

Atualidade Foto: Alex Brito/PMJ/Duvulgação

Foto: Divulgação

PERISC

Presidente Dilma Rousseff afirma que governo não vai abandonar a indústria brasileira. Segundo ela, o país quer concorrer em condições equilibradas e justas no comércio internacional e que pretende focar na competitividade, redução de custos e garantia de emprego. A presidente observou ainda que o Brasil precisa aumentar as taxas de investimento. Página 3

Foto: Roberto Stuckert /PRFilho PR

O período de Páscoa faz crescer a procura pelo pescado. Mercados, feiras, peixarias e supermercado tentam atrair o consumidor com preços acessíveis, qualidade e variedade. O Sindicato dos Supermercados (Sindsuper) espera que este ano um aumento de 5% nas vendas. A Vigilância Sanitária da Secretaria de Saúde informou que são realizadas fiscalizações diariamente para manter a qualidade.

Com este lema o secretário Especial do Idoso, Ricardo Quirino, impõe um ritmo de trabalho à secretaria, fazendo parcerias, aumentando assim a rede de proteção à parcela da população que cada dia mais cresce no país.

Página 4

Mundo Melhor

Cultura

Foto: Divu lgação

Nem Um Dia se Passa sem Notícias Suas

Cidade

Comércio nas calçadas Comerciantes, empresários, vendedores ambulantes utilizam calçadas e ruas para expor mercadorias, com isso acabam dificultando a travessia de pedestres. Porém, quem mais sofre com os obstáculos postos pelos comerciantes nas calçadas são os portadores de necessidades especiais, como os deficientes visuais, cadeirantes. Página 7

Página 8

Alexandre Ferreira Abade, mais conhecido como o rapaz dos ossos de vidro, morador de Sobradinho-DF, portador de uma doença hereditária rara, por isso tem algumas limitações físicas e que o levou a sofrer mais de 300 fraturas por todo o corpo. Depois de contrariar as previsões médicas, ele superou desafios impostos pela vida e se formou em Gestão de Marketing. Atualmente, pretende embarcar num nova empreitada. Página 6

Foto: A. Sabino

Mais um desafio

Página 5

Na primeira semana de abril, o ator Edson Celulari e Pedro Garcia desembarcam em Brasília para estrelar a peça “Nem Um Dia se Passa sem Notícias Suas”, no Teatro Nacional. Segundo os atores, a peça reserva surpresas para o público.

Consumo de pescado na Semana Santa


Brasília, 4 de abril de 2012 8

DF NOTÍCIAS

Foto: Detran/DF/Divulgação

CIDADE

Em 15 anos, 73 pessoas morreram em faixas de pedestres do DF Dados do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran) indicam que, entre 1997 e 2011, 73 pedestres morreram em acidentes em faixas de pedestre no Distrito Federal. O número representa 3% do total de 2.311 mortes de pessoas que estavam a pé no mesmo período. Neste domingo (1º), a campanha de respeito à faixa no DF completou 15 anos. Conforme levantamento do Detran, as cidades com maior número de acidentes na faixa são Ceilândia (17), seguida pelo Gama (11). Embora não apareça entre as regiões mais perigosas para os pedestres, os quatro acidentes fatais em faixas no ano de 2011 ocorreram em Taguatinga. Das vítimas, três eram homens com mais de 60 anos. Moradora da região onde aconteceram os acidentes de 2011, Maria Madalena Oliveira, 43 anos, diz ter medo na hora de atravessar na faixa. “Eu sempre espero mais uma pessoa para atravessar na faixa comigo, porque fico com medo de ser atropelada. Muitas vezes, os motoristas passam acima da velocidade, ficando difícil cruzar a rua.” Também nos 15 anos de respeito à faixa, os idosos foram as principais vítimas dos acidentes fatais: em 50% das mortes, as vítimas tinham 60 anos ou mais. Entre crianças e adolescentes até 14 anos foram dez mortes no mesmo período, o que representa 13,6% das mortes. De acordo com os dados do Detran, 60% dos acidentes ocorreram durante o dia; 67,5% deles foram durante a semana, entre segunda e sexta-feira.

15 anos de faixa

Para marcar o aniversário de 15 anos de respeito à faixa, o Detran planeja para esta semana ações de conscientização. No Parque da Cidade, no domingo (1º), crianças, jovens e adultos puderam aprender de forma divertida, em uma cidade em miniatura, um pouco mais sobre a importância do bom convívio entre pedestres e motoristas.

Comércio toma conta das calçadas no DF

Povo Fala É difícil transitar pelas ruas e calçadas do DF?

Calçadas intransitáveis, tomadas por comerciantes, pedestres obrigados a transitarem pela pista. Este é um problema constante nos centros urbanos e principalmente nas áreas de maior movimentação de pedestre

B

asta dá uma volta na cidade para se deparar com a enorme quantidade de ambulantes e comércios que ocupam as ruas de forma desordenada. As irregularidades do comércio estão por toda a parte, como a obstrução de vias, calçadas que dificultam a passagem de pedestres. Apesar das invasões, Agência de Fiscalização do Distrito Federal (Agefis) garantiu que estão sendo feitas fiscalizações e estudos para intensificar a retirada do comércio ilegal. Quem caminha pelas ruas de Taguatinga, Centro de Brasília e em outras localidades encontra uma variedade de produtos desde sapatos, bolsas, CDs e DVDs piratas, relógios, carregadores de celulares, sombrinhas e até frutas. Todos ocupam a passagem, calçadas, ruas, para fica bem à vista do consumidor. Os vendedores ambulantes afirmam que vender na calçada é uma forma de chamar mais atenção, pois são os melhores pontos. O vendedor ambulante Antônio José Gomes disse que os melhores pontos para colocar a mercadoria são aqueles que têm como fugir e o cliente para pra olhar, como o centro de Taguatinga, Rodoviária do Plano Piloto, Setor Comercial Sul. “Estes são os melhores lugares, porque mesmo tendo o rapa, são os lugares que conseguimos vender mais, rápido e temos como correr quando a polícia chega”, disse. Porém, a maior reclamação da população é que não existe fiscalização e quando tem, ela não é intensificada. O caso se agrava quando os comerciantes de oficinas, concessionárias, lugares de grande circulação usam a calçada e atrapalham a livre circulação. Quem mais sofre com os obstáculos postos pelos comerciantes são os portadores de necessidades especiais, como os deficien-

Foto: A. Sabino

“Todo dia é ruim de andar por aqui no centro de Taguatinga, mas sexta e sábado são os piores, pois o movimento aumenta e os camelos aparecem mais e as calçadas ficam tomadas”. __________

Edna Maria, vendedora

Fotos: A. Sabino

Pedestres e comerciantes disputam calçadas. A população reclama que não tem mais espaço para andar

tes visuais e cadeirantes. A estudante Fernanda Lemos é cadeirante e relata que não adianta reclamar das calçadas quebradas e muito menos da quantidade de mercadorias nas calçadas. “Quando tenho que resolver algumas coisas penso primeiro qual o melhor lugar para parar o carro, porque muitas vezes não tenho como sair do carro, subir na calçada e muito menos transitar pela calçada”, disse. A técnica contábil e moradora de Taguatinga, Elisângela de Assis disse que tem dias que ninguém consegue andar pelas calçadas, pois as lojas usam o espaço para colocar mercadorias, móveis, eletrodomésticos, calçados, carros, entre outros. “Aqui a coisa está feia, já não tem calçada por serem desniveladas e ainda estacionam carros, colocam mercadorias como, sapatos, bolsas, CDs e DVDs piratas, relógios, ou seja, fica intransitável. Até tem fiscalização, mas os comerciantes tornam a colocar. Isso é um absurdo! Falta conscientização, também!”, relata.

apreensão de mercadorias ilegais”, enfatiza. Para o arquiteto Rogério de Souza, a situação se complica cada vez mais, porque não existem fiscais suficientes para dar conta do Distrito Federal inteiro. Ele salienta que caso não seja feito nenhuma ação para coibir a irregularidade, Brasília terá problemas, principalmente com a chegada da Copa. “Já fomos uma cidade planejada, mas hoje a irregularidade tomou conta do Estado, das ruas e isso nos prejudicou muito. A Copa vem aí e Brasília está uma bagunça total”, disse. Rogério destaca ainda que é preciso parar de fazer grandes estudos e esquematizar uma solução para os pequenos problemas, pois eles podem se transformar em grandes enigmas. “Em algumas áreas não temos gente suficiente para trabalhar, é preciso colocar ordem e capacitar. Porém, é preciso achar uma solução rápida e organiza, pois é isso que o DF necessita urgentemente”, ressalta.

“Olha é muito difícil andar pelas calçadas, porque hoje em dia os comerciantes usam para colocar mercadorias e sem falar que os carros estacionam e atrapalham a passagem”. _______________ Debora Sales, estudante

“É muito difícil andar na calçada, na minha cidade o comércio é pequeno, mas a gente encontra de tudo, caixa d’ água, material de construção, calçados e as oficinas usam todo o espaço até a rua”. ______________

Edmilson Casemiro, caseiro

Polícia

IPVA mais caro do DF custa R$ 37,5 mil

Jovens invadem festa no DF e disparam 15 tiros

buinte pode pagar o imposto em até três cotas mensais. Para quem vai parcelar o imposto, o dia de pagamento varia de acordo com o último algarismo da placa do veículo. No dia 9 vence o imposto dos donos de veículos com placa final 1 e 2; no dia 10, placas final 3 e 4; no dia 11, placas final 5 e 6; no dia 12, placas final 7 e 8; e no dia 13, placas final 9 e 0. De acordo com a Secretaria de Fazenda, até o fim de março, metade dos boletos já havia sido entregue aos proprietários de veículos. O documento também está disponível no portal da Secretaria de Fazenda do DF, nos postos Na Hora e nas Agências de Atendimento da Receita da Secretaria de Fazenda. Foto: Divulgação

O Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) de carro de passeio mais caro a ser pago no Distrito Federal em 2012 é de um Porsche. Com valor de mercado estimado em R$ 1.252.412, o modelo 911 GT2 RS é taxado em R$ 37.572,36. Com o valor, é possível comprar alguns modelos de automóveis novos, como um Siena (R$ 37.450), um Peugeot 2007 (R$ 36.408) ou um Logan (R$ 36.771). No caso de veículos de passeio, o IPVA é obtido calculando 3% do valor venal do carro. A primeira parcela do IPVA 2012 começa a ser cobrada no DF no próximo dia 9, quando vence a primeira parcela do imposto, ou a cota única, com desconto de 5%. O contri-

O superintendente de Fiscalização de Atividades Econômicas da Agefis, Claudio Caixeta, esclarece que é preocupação do GDF fazer com que Brasília tenha acessibilidade para a Copa de 2014 e principalmente, que possa organizar e atender a população no geral. “Estamos preocupados com está situação, principalmente para melhorar a acessibilidade da população em geral. Entendemos que essas áreas devem ser desocupadas, mas para isso, é preciso programar”, salienta. Segundo Caixeta, está sendo feito um estudo das diversas áreas e setores que utilizam vias públicas de forma irregular. “Contamos com o apoio da Polícia Militar e da Secretaria de Ordem Pública e das nossas equipes para fiscalizar. No momento estamos fazendo um levantamento destes lugares para que possamos organizar operações e com isso fiscalizar, retirar as construções irregulares, o comércio irregular nas calçadas e principalmente, a retirada e

Uma festa de adolescentes terminou com cinco feridos na madrugada deste domingo (1º) em Ceilândia, cidade a 26 quilômetros de Brasília. Segundo a polícia, por volta das 3h, cinco rapazes, que não eram convidados, invadiram a festa e, em seguida, começou uma discussão. Um dos jovens, armado com duas pistolas, efetuou 15 tiros dentro do salão. Segundo o delegado Celízio Espíndola, o grupo de cinco rapazes teria forçado a entrada na festa. O delegado afirmou ainda que o crime teria sido ocasionado por ciúmes. A aniversariante é filha de uma policial militar. “A jovem, segundo levantamento, convidou um garoto para a festa e deixou de convidar um outro pretendente. Eles reu-

niram um grupo e foram lá acabar com a festa, o que resultou nessa barbaridade”, disse Espíndola. Além dos disparos, as vítimas foram agredidas com garrafas quebradas. A polícia informou que cerca de 100 pessoas estavam no local no momento dos disparos. Cinco pessoas ficaram feridas e foram levadas ao Hospital Regional de Ceilândia. Atingida por garrafa de vodka no DF, mulher é indenizada em R$ 112 mil O delegado Espíndola informou que cinco pessoas foram presas e todas já tinham passagem pela polícia. De acordo com a polícia, as duas pistolas usadas no crime foram apreendidas. O suspeito que teria efetuado os disparos é amigo do ex-namorado da aniversariante.

Média de quase três homicídios por dia no DF O mês de março terminou com o registro de 88 mortes violentas no Distrito Federal, de acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública. O número equivale a uma média de quase 3 homicídios por dia. Somente neste fim de semana, o mais violento do ano, 13 pessoas foram assassinadas. Os jovens são as principais vítimas e maioria dos crimes tem relação com drogas. De acordo com o secretário de Segurança Pública do DF, Sandro Avelar, o governo vai combater a criminalidade com um plano de

ação que vai dividir a unidade federativa em quatro áreas. “São situações peculiares que nós queremos tratar de maneira específica, daí a necessidade de dividir o DF em quatro áreas, seguindo já o que existe na Polícia Militar, nos comandos regionais. Vamos fazer da mesma forma na Policia Civil, criando uma interface nas corporações para que a gente possa produzir resultados específicos a cada uma dessas áreas”, declarou o secretário.


Brasília, 4 de abril de 2012 7

DF NOTÍCIAS

E

dson Celulari vem à Brasília com texto escrito por Daniela Pereira de Carvalho. No palco, ao lado de Pedro Garcia Netto, seu sobrinho na vida real, os atores vivem dois irmãos que tentam acertar seus ponteiros com o tempo. O texto, inédito e instigante, promove o encontro de duas gerações artísticas diferentes, e foi escrito exclusivamente para os ato-

Edson Celurari e Pedro Garcia no Teatro Nacional

res. Com sólida carreira no Teatro, no Cinema e na TV, Edson Celulari encena ao lado de Pedro Garcia Netto, mais um talento da nova geração, um espetáculo dinâmico e emocionante, dirigido por Gilberto Gawronski. Joaquim, um bem sucedido cirurgião, por volta de cinquenta anos de idade, acabou de perder o pai e se prepara pra entregar as chaves

da casa para os novos donos…. Ele já havia perdido a mãe há alguns anos e, agora, tem que se desfazer de todas as coisas que pertenciam a eles – a casa, a coleção de discos, as lembranças todas. Joaquim tem, à sua volta, Juliano, seu irmão caçula…e Miguel, seu filho emo. Entretanto, nesse momento de mudanças extremas, uma surpreendente revelação

emerge: um suicídio que ocorreu há cerca de vinte anos. Nesse jogo entre atores e plateia, teremos a possibilidade de repensar a família, suas mutações e suas esperanças. Um lugar onde “o presente foge, o passado volta e o futuro passa”……….. é esse o mundo recriado de forma sensível e contundente por Daniela Pereira de Carvalho.

A Fabulosa Comédia dos Setebelos

entende do assunto. Para a primeira edição do ano, terão como convidado Fabio Allman, vocalista do grupo Monobloco. Versátil, Fabão integra o renomado grupo carioca desde sua fundação em 1999, além de conquistar todo o Brasil, atravessou as fronteiras do país e foram longe, participando de importantes festivais de música; como o WOMAD, na Inglaterra; o Sydney Festival, na Austrália e o Jambalaya Festival na Nova Zelândia, Portugal e Japão. No grupo já dividiu os vocais com músicos depeso: Benjor, Martinho da Vila, Seu Jorge, Lulu Santos, Mart Nalia entre outros. Varal do Quintal: Doe um agasalho ou roupa para o nosso varal e ajude as crianças da estrutural. O varal estará exposto no evento para quem quiser ajudar, é só levar e pendurar.

“A Fabulosa Comédia” volta em temporada pela primeira vez desde 2010, em uma oportunidade única de assistir um dos espetáculos mais lúdicos e engraçados da Cia. de Comédia Setebelos. Você sempre quis saber o que aconteceu depois que o Lobo mau comeu a vovózinha? Quer saber o que aconteceu depois do final feliz? Com quem a bruxa finalmente se amarrou, ou o que aconteceu com Capitão Gancho depois do Tic-Tac? A pedido dos fãs, A Fabulosa Comédia volta à agenda de apresentações da Cia. SeteBelos, estreando pela primeira vez no Teatro Nacional! O espetáculo rene diferentes personagens de diversos contos de fada, em uma trama irreverente, com muito humor, marcada por acontecimentos fabulosos e personagens carismáticos. Baseado livremente nos contos da literatura universal, mas com visão moderna e adulta, a Cia. utiliza diversas linguagens para contar a fantástica história. Foto: Divulgação

Toda quinta-feira, a partir do dia 05 de abril, véspera de feriado, no Federal Steak, a partir das 21h, a banda SalveJorge anima Brasília com seu novo semanal, “QUINTAL SALVE JORGE”. Há quase 7 anos balançando a noite brasiliense, Salve Jorge volta a ter um semanal. Em formato despojado, recebe convidados no palco e na pista e promove uma festa em que a música não desgruda da dança e a noite volta a ser uma criança. Como as escolas de samba do rio e os grupos percussivos da Bahia, o projeto Salve Jorge descontrai o clima da quinta-feira e decide fazer do setor bancário o seu Quintal. Lembrando os ensaios abertos o show da banda será uma grande interação com o público. As músicas de Jorge Ben Jor, desde o início de sua carreira, interpretadas por quem mais

Serviço: Quando: 06 a 15/04 Onde: sala Martins Pena Teatro Nacional Horários: Quinta a Sábado, às 21h Domingo, às 20h Ingerssos: R$ 50,00 inteira Classificação: 12 anos Informações: (61) 3034-6560 / 3325-6240

Companhia Teatro Para Mulheres (TPM), de Brasília, estreia em 6 de abril, no Teatro Brasília Shopping, sua mais nova comédia. Com direção e concepção de Thaís Ferreira e produção executiva de Ana Paula Carvalho, a peça “Que tal um Encontro?” promete revelar toda a odisseia feminina para o tão esperado e fatídico momento do 1° encontro. Em cena Camila Fernandez, Ingrid Soares, Júlia Horta e Lygia Maia interpretam quatro mulheres a beira de um ataque de nervos tratam com muito humor e ironia o ritual de preparação para o tão esperado primeiro encontro. Trata-se de um manual do bom comportamento para o acontecimento e de como controlar a angústia na espera da ligação no dia seguinte. As apresentações serão no Teatro Brasília Shopping de 6 a 29 de abril, sempre as sextas e sábados, às 21h e aos domingos, às 20h. Os ingressos custam R$20 e R$ 10 para meia entrada.

Foto: Divulgação

Que tal um encontro?

Serviço: Quando: 6 a 29/04 Onde: Teatro Brasília Shopping Horário: Sextas e sábados, às 21h, e domingos, às 20h. Ingressos: R$ 20,00 (inteira) Classificação: 18 anos Informações: (61) 2109-2122

Quando: 7 e 8 de abril Onde: Teatro Nacional Horários: sábado às 21h e domingo às 20h Ingerssos: R$ 80,00 (inteira) Classificação: 14 anos Informações: (61) 3325-6239 e 8403-4800

A peça, de 1611, último texto de Shakespeare escrito para o teatro, é “uma história de dor e reconciliação.” É um discurso inteligente e satírico sobre a insanidade mental e a ambição material humana. Uma obra-prima que, enquanto conta uma apaixonante história de amor entre dois adolescentes, também apresenta uma bem-sucedida missão de vingança. Uma tempestade causa um rebuliço na vida da tripulação Real de um navio nas redondezas de uma misteriosa ilha. Nessa ilha, Próspero, um mago, e sua belíssima filha, Miranda, vivem na companhia do asqueroso Caliban (nativo da ilha e filho da bruxa maligna Sycorax) e do servil e magistral ‘Ser Etéreo’ Ariel (um espírito do bem – provocador, por meio de encantamento, da tempestade). Próspero, que outrora era o Duque de Milão e foi traído e usurpado politicamente pelo irmão, Antônio, um dos tripulantes no navio à deriva, encontra nesse temporal a grande oportunidade para se vingar de seus desafetos e malfeitores, também passageiros da embarcação, como, além do irmão, o Rei de Nápoles, Alonso, seu irmão Sebastião e seu filho Ferdinando. Serviço: Quando: 6 a 29/04 Onde: Teatro Caleidoscópio - SLSW 102 Bloco C, Sudoeste Horários: Sextas e sábados às 21h. Domingos às 20h. Ingressos: R$ 20,00 (inteira) Classificação: 14 anos Informações: (61) 3344-0444 / 9259-6372

GRV 360

Bruxa, Capitão Gancho e Lobo Mau buscam vingança contra aqueles que os colocaram na masmorra, e juntos arquitetam um ardiloso plano, que tem como mote a captura do primeiro raio de sol, depois de um raríssimo eclipse que só ocorre a cada dez mil anos. Tudo isso acontece ao mesmo tempo em que se organiza o aniversário da princesa Branca de Neve, no castelo de Merlin, onde os personagens do mundo encantado se encontrarão. Mesclando teatro, música ao vivo, rap e dança clássica, “A Fabulosa Comédia – Sobre Vovós e Lobos”, é um espetáculo de comédia ideal para todas as idades. Afinal de contas, você cresceu, os contos de fada também.

Serviço Quando: 05/04 Onde: Federal Steak (Setor Bancário Sul ao lado do Calaf) Horário: 21h Ingerssos: R$ 10 mulhere R$ 20 homem Classificação: 18 anos Informações: (61)8148-7262 | 7819.4866 | ID 88*211926

Serviço:

A Tempestade no teatro Caleidoscópio

Foto: Rogerio Rezende

Quintal Salve Jorge

Esta semana Brasília recebe dois grandes atores que já consquistaram seu espaço nos palços e na tv. Agora eles trazem peça escrita exclusivamente para eles e que promete instigar o

Em 2012, o formato talk pocket show + autógrafos + coquetel para público e convidados, se mantém nas instalações do Casa Park, hum sábado por mês com os novos artistas escolhidos ou participantes do Caça Bandas / Festival Universitário de Música; e se estende até o Shopping Iguatemi [lago norte], uma quinta por mês, lá no belíssimo teatro Eva Herz da mesma livraria, totalizando 09 edições ao longo deste ano, 20 datas e 38 artistas, acompanhados de seus lançamentos fonográficos, amigos, parentes, fãs, colaboradores e público interessado. A abertura será na próxima quinta (5) com Alysson Takaki, respeitado cantor e compositor de Brasília, que aproveita a ocasião para lançar oficialmente no teatro Eva Herz da Livraria Cultura do Iguatemi Shopping, o cd Querer sem Fim. Para abrilhantar a estreia, diretamente do cd Festival Caça Bandas 2, o show de abertura será da jovem e promissora cantora Ingrid Cardozo, em formato acústico e suave para a interpretação de suas próprias composições. Já no sábado (07)é na Cultura do Casa Park, lá será apresentada a segunda geração de

Foto: Cristiano Mariz

Foto: André Muzell

artistas escolhidos do cd Festival Caça Bandas III edição, a ser lançado no dia 30 de junho deste ano. Véia Tonha e os 22 NoDoubt e Ciclone na Muringa, são duas excelentes promessas da capital do Brasil, e que além de formações grandiosas, têm em comum o gosto pela mistura de texturas e estéticas diversas, com farta presença percussiva em sintonia com guitarras, samplers e temáticas poéticas from cerrado.Véia Tonha se intitula hardcore psicodélico, enquanto Ciclone, diretamente do mangue de Aracajú, pauta seus espetáculos, unindo performance hipnotizante com poética instigante.

Serviço: Quando: 5 e 7/04 Onde: Livraria Cultura do Shopping Iguatemi e do Shopping Casa Park Horários: Quinta-Feira: 19h30 Sábado: 18h Ingressos: Entrada Franca Classificação: Não informada Informações: www.grv.art.br/grv360


6 Brasília, 4 de abril de 2012

DF NOTÍCIAS

Superação de vida Conhecido como o rapaz dos ossos de vidro, anda de cadeira de rodas e dá palestras motivacionais para diversos públicos, agora pretende contar sua história de vida num livro Foto: A. Sabino

A

vida não é fácil, mas a sensação mais forte é quando o se humano passar por provações e superações. A vida de Alexandre Ferreira Abade, 32 anos, morador de Sobradinho sempre foi assim, um desafio, mas segundo ele, todo mundo pode tudo, basta querer. Um rapaz que nasceu com uma doença chamada Osteogenesis Imperfecta, uma doença genética sem cura que atinge nos ossos. O rapaz já teve mais de 300 fraturas, pneumonias, que quase o levou à morte diversas vezes. Porém, sempre teve ao seu lado grandes amigos e a família. Alexandre é filho de Maria Ferreira de Oliveira e João Abade que saíram do Piauí para Brasília com o intuito de melhorar de vida e criar seus filhos com segurança e amor. A vida dos dois foi de muitas provações, mas com fé e esperança foram sendo encaradas e superadas. Com um mês de vida, Alexandre foi encaminhado ao Hospital Sarah, para tratamento. Começava a luta pela vida, mas Maria e João estavam lá para ajudálo a passar por tudo. Desde então, Alexandre passou a frequentar hospitais, especialistas, pois tinha muitas fraturas e muitas vezes sequer podia ser abraçado. Aos 16 anos ele, conheceu um médico que começou a realizar um tratamento novo durante 7 meses, com medicamentos naturais. Neste período, começou a ter uma melhora significa-

Alexandre e Simone querem contar suas conquistas num livro

tiva, os ossos ficaram mais resistentes e aos poucos parou de frequentar hospitais. “Acredito que isso foi Deus, porque antes de conhecer este médico tive uma piora que quase me levou à morte”. Até os 17 anos, ele já havia tido mais de 300 fraturas por todo o corpo.

Mudanças De volta para casa Alexandre começou a planejar e a procurar novos sentidos para a vida e a realização de grandes sonhos. Passou a estudar com o apoio das professoras e a frequentar gru-

pos de teatro. A cada mês, o aluno se superava e vencia mais barreiras, pois era a primeira vez que começava a ter contato com as pessoas. Assim, ele terminou o Ensino Fundamental, mas a vontade de crescer, de se formar era grande, então, resolveu fazer faculdade de Gestão de Marketing de pequenas e médias empresas, na Uniderp, em Sobradinho. A faculdade foi um sucesso, pois foi considerado um dos primeiros alunos da turma. Dois anos antes de se formar Alexandre perdeu seu pai, que havia deixado muitas coisas na vida para se dedicar aos filhos. Nesta época, Alexandre conheceu uma pessoa mais que especial, sua amiga Simone. Uma jovem que na época também estava passando por grandes perdas. Simone era amiga de quatro jovens cadeirantes, todos irmãos. Ela conta que nunca imaginava que as pessoas pudessem ser tão preconceituosas, por ser amiga de deficientes. Ela ressalta ainda que as pessoas a apontavam na rua, falavam que ela estava perdendo tempo e que isso não era vida. “Claro que nem ligava, eles eram meu amigos e pronto. E não era por serem cadeirantes que os trataria diferente”, conta Simone. Mas as tristezas só aumentavam para Simone, pois os quatro tinham uma doença genética chamada Distrofia Muscular do Tipo Duchenne, que aos 15 anos

começaram a perder os movimentos. “Aos poucos a doença avançava e eles começaram a morrer. Foi quando sentada num banco no fundo da igreja chorando muito conheci Alexandre, que também passava por momentos difíceis com a perda do pai. Nesta hora o apoio dele me deu muita força, pois mesmo perdendo amigos queridos estava ganhando outro grande amigo” relata Simone. “Quando conheci Simone estava muito triste, pois o meu pai foi muito importante. Ele assim como a minha família sempre estive ao meu lado. E a amizade de Simone só me fortaleceu ainda mais naquele momento. Aprendi muito com ela”, revela Alexandre. Com a amizade, novamente surgiram os julgamentos, críticas e piadinhas. Porém, não se importaram com os comentários. “A deficiência é aquela que prende o ser humano por dentro e não por fora, pois até os incapacitados de andar podem ser livres para voar”, disse Simone emocionada.

Planos e sonhos Para a família de Alexandre sua vida é uma lição de amor, superação e muita fé. A professora e irmã de Alexandre, Gloria de Lourdes Ferreira Abade, 35 anos, afirma que ele é um rapaz de muita fé. “Alexandre é um exemplo de fé, porque ele passou por várias dificul-

dades, momentos difíceis e nunca perdeu essa alegria. Ele é brincalhão, um grande irmão, inteligente. Somos uma família unida e acredito que o Alexandre ainda vai longe”, enfatiza. Atualmente, Alexandre trabalha na igreja São Vicente, em Sobradinho e realiza palestras motivacionais, sobre superação. Geralmente ele é convidado para dar palestras em igrejas, empresas, seminários, com temas voltados para motivação pessoal e profissional, como superação de obstáculos, como melhorar a autoestima, controle emocional, planejamento e estratégias no campo profissional, afetivo, acadêmico. Com a bela amizade, surgiu a realização de mais um sonho de Alexandre a de escrever um livro. Segundo ele, não é um simples livro, mas um que pudesse ajudar outras pessoas que precisam de palavras de incentivo, força. “O trabalho vai ser em conjunto com a Simone. Neste livro vamos contar nossas vidas, nossas experiências, pois percebemos que não há limites para aqueles que querem o novo para a vida”, esclarece Alexandre. Alexandre e Simone estão escrevendo o livro, mas precisam de ajuda para publicá-lo. E essa ajuda vai desde o patrocínio para a editoração até a elaboração. E quem puder ajudá-lo basta entrar em contato 3591-5020 ou 9234-2167 (Alexandre).

SAÚDE

Frequentemente são várias as dúvidas que as pessoas têm. Se beber água morna em jejum emagrece, mas é bom entender qual o verdadeiro papel da água no funcionamento do organismo e no emagrecimento. Beber água morna em jejum ou com limão não emagrece, a água em si não tem o poder de queimar calorias e nem de reduzir medidas, mas ela pode sim contribuir com o emagrecimento. Beber água e consumir alimentos ricos em fibras, faz com que aumente a formação do bolo fecal, contribui com o bom funcionamento do intestino e dessa forma favorece o emagrecimento. O estômago tem a capacidade limitada de dilatar até cerca de 2 litros. Dessa forma a ingestão de líquidos ao longo do dia manterá seu estômago relativamente preenchido, diminuindo a demanda de alimentos. A sensação de saciedade se dá quando a gente bebe água e realiza pequenas refei-

Foto: Divulgação

A água em si não tem o poder de queimar calorias, ela também não engorda, pois não tem calorias,mas ela pode contribuir com emagrecimento de diversas maneiras

ções entre as refei��ões principais, você se sente mais saciada para a próxima refeição. Outras funções da água: veículo de transporte de nutrientes para as células; transportadora de produtos indesejáveis que são eliminados pelos rins; regular a temperatura corporal; previne a celulite e deixa a pele mais bonita. É fundamental a ingestão da água para manter o tônus da pele, evita o aspecto murcho

e as olheiras. Se a pessoa não tem boa hidratação podem ocorrer diversas complicações, como por exemplo: intestino preso, celulite, problemas renais, pele e cabelos ressecados e desidratados. Como você pode ver a água além de ser essencial para o seu organismo, ela também pode colaborar com a redução de peso, por isso procure beber diariamente cerca de dois litros.

Para aumentar a ingestão da água é bom que se entenda o bem que a água pode fazer a nós e assim fiquemos obrigados a tomar água. Uma dica é deixar sempre uma garrafinha na mesa do escritório, na sala de aula, no carro etc. Se você tem o hábito de beber durante as refeições, opte pela água, apenas não extrapole na quantidade para que não prejudique o processo de digestão. Observe sempre a cor da urina, quanto mais escura e concentrada, maior a necessidade de se tomar água. Não espere sentir sede, pois isso já indica que você está desidratando. O estômago tem a capacidade limitada de dilatar até cerca de 2 litros. Dessa forma a ingestão de líquidos ao longo do dia manterá seu estômago relativamente preenchido, diminuindo a demanda de alimentos. A água acelera o funcionamento dos rins, evita a retenção de líquidos e inchaço.

O alho apresenta propriedades bactericidas, preventivo de doenças cardiovasculares é ótimo contra a hipertensão, seus efeitos são potencializados quando o alho é triturado ou cortado. Pelo seu efeito bactericida extermina bactérias malignas do intestino, combate o câncer grastrointestinal por impedir o crescimento das células cancerígenas. Fortalece o sistema imunológico como um todo, aumentando a resistência orgânica a infecções, fluidifica e desodoriza as secreções no caso de bronquite, tuberculose, diminui a tosse, provoca a expectoração. Pode ser utilizado também em ferimentos e cortes de prego enferrujado, espinhos, espetos de madeira e cacos de vidro, mordedura de bichos venenosos, promove a desintoxicação do sangue. O uso regular do alho aumenta a longevidade reduz os riscos de infarto, reduz o colesterol LDL (ruim), aumenta o colesterol HDL (bom) combate bactérias e vírus, previne a aterosclerose, o câncer. Ativa o funcionamento do fígado, cura hemorróidas e varizes, elimina prisão de ventre, combate o ácido úrico, aliviando dores musculares e articulares como reumatismo, gota e ciática. Elimina o cansaço, melhora visão, é indicado contra dores de cabeça, insônias e nevralgias, elimina vermes como: lombrigas e tênia, auxilia no emagrecimento, bom para os rins e bexiga eczemas e herpes, alivia o diabete l e proporciona uma qualidade de vida mais saudável como um todo. Podemos observar a presença de altos teores dos elementos zinco e selênio, minerais esses que combatem os radicais livres por serem minerais antioxidantes.

Foto: Divulgação

Os benefícios da água

Propriedades Terapêuticas do alho

Os benefícios para a perda de peso que tem alho, fazem desta planta um alimento ideal para uma dieta para perder peso. Dentro da composição química do alho são: Vitamina A , Vitamina B1, B2, B6, B12, Vitamina C , Cálcio , Ferro , Magnésio , Potássio , Fósforo. Essas vitaminas e minerais fazem deste alimento um excelente antioxidante. Entre os benefícios do alho, encontramos: • Purifica o corpo. • Estimula a motilidade intestinal. • Aumenta a diurese. • Promove a eliminação de gases intestinais. • anti-inflamatório. Ele apresenta outras propriedades que vão melhorar a sua saúde: • Reduz o colesterol no sangue. • Ajuda a controlar o açúcar no sangue. • Ajuda a baixar a pressão arterial. • Ajuda a prevenir doenças como a aterosclerose, como um excelente antioxidante. • Ele age como um desinfetante. O alho pode ser adicionado a comida do dia a dia, ele é ideal para uma dieta de baixa caloria.


5 Brasília, 4 de abril de 2012

DF NOTÍCIAS

ENTREVISTA – A Secretaria Especial do Idoso

tem como meta concretizar e despertar todas as pessoas idosas ou não para os direitos dessa parcela da população, inclusive procurando inseri-las no mercado de trabalho

Implementando os direitos dos Idosos

R

icardo Quirino, titular da Secretaria Especial do Idoso tem como missão resgatar a dignidade do idoso, quebrar o preconceito, fazer com que os órgãos do governo e a sociedade atentem mais para a situação do idoso no Distrito Federal. Além disso, o olhar da secretaria é para promover ações para a efetivação dos direitos da pessoa idosa, combater a violência e maus–tratos contra o idoso, oferecer-lhes atividades esportivas, culturais e de lazer. É uma secretaria nova dentro do Governo do Distrito Federal, foi criada em agosto de 2011. Em entrevista ao Jornal DF Notícia fala dos programas, projetos e ações que estão sendo desenvolvidas pela sua equipe. Os idosos hoje são diferentes de épocas passadas. Hoje são mais dinâmicos, sustentam a família, fazem ginástica, trabalham... O idoso do Distrito Federal está mais ou menos vulnerável? Os de baixa renda estão mais vulneráveis, por que muitos não têm a dimensão dos seus direitos. Mas no mundo, o idoso nunca foi tratado com tanta responsabilidade. De alguns anos para cá se acordou para o fato que a população está envelhecendo, o idoso está mais presente na vida em sociedade, mais inteirados das situações políticas. Então a função da secretaria é fazer esse resgate, a�irmar as políticas voltadas para o idoso. Dizer para a sociedade que o idoso existe, é um cidadão que merece respeito, está na sociedade produzindo. Uma das prioridades da secretaria é capacitar o idoso para o mercado de trabalho, aquele que por algum motivo quer retornar e aquele que quer ser inserido no mercado de trabalho. O papel do idoso mudou muito. Alguns continuam a sustentar a família com o rendimento que conseguiu. Trinta por cento dos idosos do DF constituem a �igura central no sustento da família. O idoso tem vida social. A gente ver isso nos centros de atenção ao idoso.

Os idosos querem produzir, são proativos e querem discutir a melhoria para a cidade onde moram. Eles são muito atuantes. Quais são os projetos, programas da Secretaria? Nós criamos dois tipos de programas que são o carro chefe da Secretaria. Um é a Caravana da Solidariedade. Esse projeto mês a mês faz o mapeamento de regiões do DF e faz visitas, porta a porta. Para identi�icar problemas que estão ocultos do Estado. A gente sabe do trabalho da saúde, da Sedest, mas sempre há casos, como temos encontrado, que estão ocultos. E tem a Secretaria Comunitária. Como funciona a Secretaria Comunitária? Vamos à cidade e damos encaminhamento às demandas com assistentes sociais, com o jurídico. Nós fazemos atendimentos psicológicos nas comunidades, atividades �ísicas, fazemos palestras, reunimos os idosos e nos deslocamos a vários locais, fazendo a integração de cidades, através de eventos com grupos de várias cidades para discutir o envelhecimento. Na Secretaria Comunitária o idoso tira dúvidas dos seus direitos, como a aposentadoria, o Bene�ício de Prestação Continuada (BPC). Damos encaminhamento para resolver problemas na área criminal, com familiares de idosos presos. Eles não sabem como proceder. E aí nos fomos atrás de parcerias. Conseguimos muitas parcerias. Quais as parcerias? Fizemos parcerias com a UDF para cursos de inclusão digital. A primeira turma formou 29 pessoas. Agora em abril vai se iniciar outra turma. Fizemos uma parceria com a Fundação Republicana Brasileira juntamente com o UniCeub também para cursos de inclusão digital, cursos de formação política, de línguas. A gente vai indicando idoso para esses cursos. Cursos de reciclagem. Fazemos parceria com alguns órgãos para visitas, passeios, temos par-

Foto: SEI/Divulgação Foto: A. Sabino

Secretário Ricardo Quirino, interage pessoalmente com grupos de idosos que procuram a secretaria

A quem denunciar: Delegacia de Polícia, mais próxima de sua região. Promotoria de Defesa do Idoso e do Portador de Deficiência – PRODIDE , Tel: (61) 3343-9414 | 9960. http://www.mpdft.gov.br Central Judicial do Idoso: Atendimento de segunda à sexta-feira, das 13h às 17 horas, no 4º andar, do bloco B do TJDFT. Telefones (61) 3103 7612. Conselho dos Direitos do Idoso do Distrito Federal. Endereço: EQS 114/115 Estação do Metrô, Praça do Cidadão, sala 07. Tel: (61) 3905 1355 Conselho Nacional dos Direitos do Idoso: Tel: (61) 2025-3598 Centro de Referência da Assistência Social - CRAS, mais próximo de sua região.

ceria com o Sesc. Temos muitas outras. Temos em vista a construção dos centros de idoso, em São Sebastião, Samambaia Sul, e reformar o centro de convivência no Núcleo Bandeirante. A gente busca aqueles centros que existem, neles estamos estruturando a parte funcional, criando programas de assistência de alfabetização. Lá no Varjão, por exemplo, estamos com um projeto modelo. Lá tem cursos de alfabetização, de inclusão digital, atendimento psicológico, atendimento jurídico, atividade �ísica. Tem atividade de capoterapia, feita voluntariamente por um grupo. O senhor está animado e tem muitos planos. Quais outras parcerias poderão ser realizadas? Intensi�icar a Caravana da Solidariedade. Estamos conversando com a Secretaria de Esportes para um trabalho nos centros olímpicos para a comunidade, mas estamos trabalhando para um trabalho especí�ico, num horário especí�ico para o idoso. Es-

tamos também trabalhando com cursos de extensão em alguma outra unidade e procurando parcerias com o Tribunal de Justiça. Eles têm um programa fantástico. De 15 em 15 dias um grupo de idosos vai ao tribunal assistir palestras. Além disso há outros tipos de diversão. Estamos interessados nessa parceria. Buscamos parceria com os programas Sociedade para Todas as Cidades. Escolas de Avós ,da Secretaria de Saúde. Os idosos se reúnem aos sábados em algumas escolas. Estamos buscando fazer a Olimpíada da 3º Idade. Os idosos frequentam bastante os centros de convivência. Eles sabem da importância de se fazer exercícios �ísicos. E muitos dos eventos. Na corrida de Reis foram 129 idosos participantes. E a agenda para 2012? No dia 15 de julho, é o dia Mundial de Combate à Violência Contra o Idoso. Vamos ter uma semana para ampliação os eventos. Vamos fazer de 5 a 10 de outubro, a Segunda Sema-

SINDUSCON – DF

Cuidado nas obras

Como medida de prevenção para empresários da Construção Civil, engenheiros, mestres de obra, técnicos em segurança e afins, o Sindicato da Indústria da Construção Civil do Distrito Federal (Sinduscon-DF), por meio da Comissão de Política e Relações Trabalhistas (CPRT), promoveu, no dia 28 de março, a palestra: “Canteiro Legal e Ações do Ministério do Trabalho”, ministrada pelo engenheiro Sérgio Antônio. O também ex-auditor fiscal do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) afirmou que o setor da Construção Civil viverá novos tempos de fiscalização. Para ele, o intuito da palestra foi o de sanar dúvidas e precaver futuros percalços nas obras. Durante a palestra, o engenheiro explicou que a empresa que contrata os funcionários se torna responsável por tomar as medidas cabíveis que irão contribuir para o bem estar dos trabalhado-

res. “A contratante terá que adotar providências para acompanhar o cumprimento das medidas que assegurem a saúde e a segurança de seus funcionários”. Sérgio conta que, antes de ser auditor-fiscal, ele era engenheiro de fábrica, por isso consegue entender os dois lados - o de fiscalizador e o de fiscalizado. “Hoje eu vejo com preocupação a evolução dos acidentes e da complexidade das normas. Fica difícil para administrar um conjunto tão grande de exigências”, exclama o engenheiro. Para o ex auditor-fiscal, o aumento das normas técnicas, com tantos segmentos e detalhes, acaba sendo de difícil compreensão para os empresários. “Algumas dessas normas até entram em conflito com outras que já existiam. E isso complica para quem vive o dia a dia da obra, o que se torna preocupante”, defende.

Foto: Sinduscon-DF/Divulgação

Sinduscon promove palestra sobre fiscalização em obras

O motivo da preocupação de Sérgio Antônio é que, segundo ele, muitas empresas ainda não têm conhecimento de muitas exigências e obrigações estabelecidas. O engenheiro também listou os três principais motivos que levam a acidentes com morte no canteiro de obras. Em primeiro lugar, está a queda; em segundo, a eletricidade e; em terceiro, os desmoronamentos. O presidente da CPRT, Izidio Santos Junior, mostra sua posição como empresá-

rio. “A nossa visão é de que as normas estão aí para serem cumpridas. De 20 anos para cá, houve um avanço muito grande na Construção Civil. Saímos da estaca zero e avançamos bastante, mas ainda temos muito o que crescer. A fiscalização mudou de nível, está mais atuante e muito mais rigorosa. Nós também temos que mudar”, atesta o presidente. O vice-presidente do Sinduscon-DF, Luiz Carlos Botelho Ferreira, conta que uma

palestra como esta, para os que trabalham com a Construção Civil, é de vital importância e traça três principais razões para a atenção do setor: “O primeiro item trata do ressurgimento de uma conscientização detalhada e desenvolvida, para que as condições de prevenção de acidente de trabalho alcance resultados que tragam a segurança da obra. O segundo é de estratégia empresarial. Todos devem estar atentos aos regulamentos que também são disciplinares. O terceiro é de razão econômica financeira, pois o não cumprimento destas normas traz como consequência a redução de produtividade no trabalho”, explica Luiz Carlos. Sérgio ainda falou sobre o papel dos Comitês Regionais Permanentes (CPRs), responsáveis pelos questionamentos, proposições, análises nas políticas de segurança do trabalho e, também, nas elaborações das normas que são criadas para dar maior segurança aos trabalhadores.

na da Valorização do Idoso. Sessão solene em 1º de outubro na Câmara Federal. Vamos fazer uma grande comemoração aqui no Nilson Nelson com o�icinas. Como o idoso pode entrar em contato com a secretaria para denunciar, para conversar, ou para propor alguma parceria? Pode nos procurar pessoalmente ou pelo telefone 33262150. Pode entrar em contato através da nossa página na internet no www.idoso. gov. br. Temos a Ouvidoria que vai atendê-los. Ainda pode denunciar na delegacia mais próxima, no Conselho do Idoso, funciona na 114 Sul. Recebamos este mês na Secretaria do Idoso 60 denúncias de maus tratos, que envolvem abandono, violência �ísica. Muitas vezes o idoso não denuncia? Isso está nas pesquisas, o idoso não denuncia porque é o parente , é um ente querido. Tem o laço afetivo. No DF, 186 mil idosos, mas tem aqueles que estão em situação bastante vulnerável, aqueles das periferias que não têm acesso aos equipamentos públicos com facilidade. Notamos que o senhor está bastante empenhado para fazer o melhor? Estou trabalhando no que gosto quando estava na Câmara dos Deputados, dediquei boa parte do mandato à defesa dos idosos, apresentei projeto de lei. Quando surgiu esta oportunidade, abracei. Quando se faz o que gosta, o resultado é bastante satisfatório. Considerações �inais: Quero dizer para o idoso do Distrito Federal que hoje ele tem o órgão que é a secretaria. O governador mostrou ousadia, compromisso de criar a Secretaria Especial do Idoso que é a única secretaria de Estado em todo Brasil. Quero dizer para a população idosa que ela pode contar com a secretaria, ela tem uma referência, ela vai ser bem assistida, vai ser protegida. A secretaria prima pela valorização do idoso. Nós temos trabalhado atendendo às denúncias, temos procurado estar bem próximos do idoso.

Fecomércio apoia iniciativa ao voluntariado O Sistema de Registro de Ponto Eletrônico (SRPE) começou a valer a partir desta segunda-feira (2) para as empresas com mais de 10 empregados que já usam o equipamento eletrônico. O início da implantação do novo sistema foi confirmado pelo Ministério do Trabalho e pela Casa Civil da Presidência da República. Em 28 de dezembro de 2011, o ministério publicou a portaria nº 2.686, no Diário Oficial da União, que determinou a adoção do novo ponto a partir de 2 de abril. O ponto eletrônico está programado para emitir um comprovante a cada vez que o empregado fizer o registro, além de o relógio não poder ser bloqueado nem ter os dados editados.


4 Brasília, 4 de abril de 2012

DF NOTÍCIAS

ATUALIDADE - O consumo de peixe e frutos do mar cresce com a chegada da

semana santa. Em muitos lugares a qualidade superou as expectativas e a variedade também está beneficiando o cliente que opta por consumir peixes nesse período

Semana Santa aquece as vendas de pescado A

Semana Santa se aproxima e o que mais cresce nesta época do ano é a venda do pescado. A expectativa dos comerciantes, feirantes, mercados e supermercados é que a venda aumente com a proximidade da data. O Sindicato dos Supermercados do Distrito Federal (Sindsuper-DF) destaca que o setor deve crescer 5% nas vendas de pescado em relação ao mesmo período do ano passado. Além disso, o consumidor espera encontrar qualidade. O maior movimento nas peixarias é registrado na Semana Santa, que é a última semana antes da Páscoa, com destaque para a sexta-feira da Paixão. Os peixes mais procurados são os aprensentados em forma de filé de tilápia, surubim, piramutaba, pintado, dourado, tucunaré, merluza e salmão, além do tradicional bacalhau. O presidente do Sindsuper-DF, Antônio Tadeu Perón, acredita que este crescimento de 5% é bastante favorável. “Acreditamos que devido à data ser próxima ao pagamento o consumidor tenha mais chances de comprar pescado, ovos, entre outras mercadorias para a Quaresma”, salienta Perón. A rede Assaí comercializa diversos tipos de bacalhau, além de pescados como merluza, sardinha e atum. Em comparação com o ano passado, a rede estima um aumento de 35% nas vendas. Já o grupo Pão de Açúcar abasteceu seu estoque com 2,5 mil toneladas de bacalhau, número 15% maior do que o de 2011. Perón aponta que os preços não modifica-

Foto: A. Sabino

Peixaria, feiras, mercados e supermercados diversificam a quantidade de peixes e frutos no mar

ram muito em relação ao ano passado. Porém, variam de mercado para mercado. Segundo ele, o bacalhau do Porto e o Norueguês, saem em torno de R$ 45 o quilo, o Saithe chega a custar R$ 25 o quilo, o filé de tilápia varia entre R$ 18 e R$ 22. Para o proprietário de uma peixaria Rafael da Silva, sempre comemora o aumento nas vendas e ressalta que muitas vezes alguns tipos de peixes até acabam antes. “Na última semana da Quaresma, chegamos a dobrar o que vendemos normalmente. São mais de três toneladas de peixe em sete dias”, afirma. Para isso, o estoque tem que ser reforçado. “E temos que fazer isso com antecedência, senão o cliente procura e não en-

contra. Precisamos ter o produto sempre à disposição”, destaca. A dona de casa Maria Celeste Brito, 55 anos, procura com antecedência e ressalta que desta forma encontra promoções e peixes mais frescos, de qualidade e de boa procedência. “Procuro me adiantar para evitar o tumulto e aproveitar os melhores peixes. Além disso, procuro verificar qual a procedência do peixe, por isso gosto de ter tempo para comprar. Sem falar que desse1 forma posso saber se peixe foi bem armazenado”, disse. O aposentado José Henrique Soares aproveitou o preço e levou para casa 2 kg de peixe. “Eu como peixe todos os dias, mas para minha esposa é tradição nesta época. Só

eu que vou para cozinha fazer metade ensopado e a outra metade frita. O almoço desta semana está garantido”, disse. Para manter a qualidade de carne, peixes, congelados, entre outros, a Vigilância Sanitária, da Secretaria de Saúde do Distrito Federal disse que tem realizado operações de fiscalização e orientação para os comerciantes. Segundo o diretor de Vigilância Sanitária, Dr. Manoel Silva Neto as ações de fiscalização são uma forma de oferecer condições sanitárias e de higiene adequadas para o consumidor. Por isso, são realizadas sempre fiscalizações em feiras, peixarias, mercados e supermercados. “As ações de fiscalização e orientação estão

sendo realizadas desde agosto do ano passado para garantir qualidade e não deixar para fazer fiscalizações na Semana Santa. Além disso, é uma forma de orientar e conscientizar o comerciante sobre o armazenamento adequado do pescado”, esclarece. O consumidor deve estar sempre atento ao estado de conservação do alimento. É importante verificar a aparência, observando se os olhos do peixe estão brilhantes e as escamas bem presas ao corpo. Os peixes frescos têm que estar conservados em gelo. Os peixes secos, salgados e defumados com manchas esverdeadas ou avermelhadas podem estar deteriorados. Os peixes embalados ou congelados devem conter em seus rótulos o registro no Ministério da Agricultura. Também deve constar o carimbo do S.I.F (Serviço de Inspeção Federal). Depois de descongelado, é recomendado o preparo e o consumo imediato. Em relação ao bacalhau, é interessante fazer uma boa pesquisa de preços e qualidade. Não compre o peixe se ele apresentar manchas avermelhadas ou pintas pretas no dorso, pois é sinal de deterioração. Camarão: o corpo deve apresentar-se firme e rijo; a casca consistente e bem presa e a cabeça aderente ao corpo. Nunca compre camarão com cheiro de amoníaco ou que tenha escurecida a parte que une a cabeça ao corpo. Evite comprar camarão limpo, pois é mais difícil saber se está fresco.

Adolescentes de rua denunciam abusos sexuais por PMs no DF Meninos e meninas que vivem nas ruas do Distrito Federal acusam policiais militares de agressão física e sexual. As denúncias mobilizaram a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados e são semelhantes às investigadas pelo Ministério Público há pouco mais de três anos. A mais recente delas é de uma jovem moradora de rua, de 16 anos, que registrou um boletim de ocorrência, no início de março, acusando dois policiais militares de abuso sexual. Em um vídeo produzido pela vice-presidenta da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, Érika Kokay (PT-DF), ao qual a Agência Brasil teve acesso, menores não identificados acusam policiais de humilhação, espancamento e apropriação de pequenas quantias de dinheiro. Há relatos de abusos sexuais e a acusação de que policiais militares forçaram alguns jovens a se atirar de uma ponte (Ponte do Bragueto, em uma área nobre da capital) de cerca de 4 metros de altura sobre o Lago Paranoá. Muitas vezes, com pés ou mãos atados. Juntamente com o vídeo, a parlamentar encaminhou um ofício ao secretário de Segurança, Sandro Avelar, no qual os nomes de dois policiais são mencionados. “Até hoje não tivemos nenhum retorno da Corregedoria da PM [sobre as denúncias investigadas em 2008]. O que sabemos é que pelo menos um dos policiais denunciados continua atuando na rodoviária [do Plano Piloto, no centro da cidade]. E novas denúncias continuam chegando ao nosso conhecimento”, disse uma educadora social ligada ao Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra a Criança e o Adolescente, que pediu para não ser identificada. Ela diz que conhece pelo menos 12 jovens (entre meninos e meninas) que relatam histórias de abuso sexual cometidos por policiais. “O importante é que tudo seja apurado. Além de muito coerentes, as denúncias guardam, entre si, uma lógica muito intensa e vêm de diferentes pontos da cidade, de adolescentes e crianças que, muitas vezes, não se conhecem”, diz Érika Kokay. As queixas quanto à violência policial contra moradores de rua também estão registradas em um estudo financiado pela Fundação de Apoio à Pesquisa (FAP) do governo do Distrito Federal. Nenhum menor de idade, contudo, declarou ter sido alvo de violência sexual praticada por policiais. Dos 127 adolescentes ouvidos, 47% contaram ter sofrido algum tipo de violência. “Embora quase 8% desses tenham admitido abuso sexual, não temos relatos de que policiais tenham feito isso contra os adolescentes, mas sim cometido agressões físicas, verbais e psicológicas”, diz a socióloga Bruna Gatti, uma das idealizadoras da pesquisa. Já entre os adultos, houve quem respondesse ter sido vítima de abuso sexual por policiais. A pesquisa não indica, porém, quando isso ocorreu. O presidente do Conselho Distrital de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos, Michel Platini, exige apuração rigorosa das denúncias. “Parece haver um Estado paralelo, cujos agentes atuam na clandestinidade. São denúncias muito graves que, apesar das dificuldades, precisam ser apuradas. Considerando os depoimentos, há muita violência acontecendo nas madrugadas de Brasília. Enquanto a cidade dorme alheia a tudo, as sessões de tortura acontecem.”

Mercado de trabalho Instituto Fecomércio Senac

785

- www .dfno ticias

Jorn

para marc laridade, do ano pode transporte para dinamizar e melhorar nenh àsMaria, o Polo discu riude o da s não segurança, serJK Criado em 2004, nos arredores passAlgumas empresas se ressentem da dium 9h, na Praça carre tir as Santa coniniciaas área. daira, ado setor chereivin dos no dacondições se arrasta desde então. Os serviços essenciais afirma convmãoque dia de obra no Distrito Federal, pois dicaç prazo contratar ficuldade s quedo Buriti ocaç de inclu ões Comercial sesso Wash em a de Santa Maria não gam timidamente. O presidente da Associação ãoos “O ônibus acord ele que alegam ingto dos ria de os.trabalhadores o Gove conc refor adasa mesm e Industrial do Polo, reconhece a morosidade dos projetos mula buracos, com impr n Dour ruas ursad no setor. em abrilo Gest rnoReclamam ção do ensa também ado, das serem desenvolvidos para a área. Grandes indústrias estão circulam os, seco, vem pela a falta período da Secre e odiret chuva trazidos quad gara ão Dem or do o plan instaladas no local e outras estão chegando gerando muitos dos problemas ocrátiproporcio o de JK ro de O Polo e segurança. 040taria BR nand sindi de pedestres passarelantem Págin de Educ ascen cana cato. saúde”, empregos. Muito pode ser feito, como asfalto que falta em de que a 3 compasso de espera . o para são profi foi deslanchar sanc à classe ação afi Já a asmuitas ruas, a luz, drenagem, recolhimento de lixo com regu- está em ssion

Página 3

al.

ionada

rma ganh onte os, comoque m, curso Foto: A. Sabino a s que

A. Sabino

Alessandro Foto:

Entrevis ta

Quali ficar é a me ta

Glauc Traba o Rojas, secre lho está afirma que tário do desen voltad volven sua pasta as do profis para a qualifiações sional atend cação não er que a os event só para cidad os espor e vai para tivos traba atender receber, o mas lho. o empr E tem mercado novida de Progr eendedor: de ama o Prosp para de Micro eracrédit Págin o. a5 Divulgaçã

o

Foto:

Foto:

Página 5

Atualidade

Fiscalize o transporte escolar

Mundo Melh

Foto: J. Vieira

Pró vid or a

Institu ição jovens valoriza Sama do Recan a educação mbaia to . A ideia das Emas de inclus é promo e projet ão social Educa os como por meio ver de ção Infant Educa ção reforç il, Esporte, Digital, o escola lazer e r. Págin

Petr obra s foi mais a empr inves esa que tiu em zir temp tecnologi explo raçã a pres o do pré-so e cust a o na ident as pesq a Dilm al. Segu ndo a pela uisas dese Rousseff, educacionais e industriais empr nvolv

4 redu Páginapara

sadois ir

entre os esa tiver inves idas País. Na oportunidade ressaltou que as trocas comerciaispr ao time ées.um aindabilhõ essasàs nto de am um países e que ambos pretendem aumentar o fluxo de investimentos. Gove E reite R$ 9,5 ornopara desafi rou que vai técn o icas, criar 201 definovacientes entre esco s unive elas, las

Págin

a3

Escol as aguar de samb a qualq dam para de Brasí uer mom lia receb GDF er ento desfil para a realiz verba a es do “Está das escol ação dos tudo até o certo as de samb final e As agrem da sema esperamosa. por hora iações na a verba . prepa para estão a mil rativo termi melho nar os s. Ma

Foto: José Cruz/ABr

Página 3

quat e Página 47 6 rsida ro espe campi univedes feder cialm ais rsitá ente rios, no Cultura país, até 201interior do

Carnaval 4. Setebelos

Sh

doinéDF ruasnoow dito Brasil

Todos os dias a população Cirqu DFeem alguma região do du Soleil mau cheiro, mas paracom convive voltase deve “Vare apres isso a Caesb ao Brasi segundo entar muita kai”. O espet novo da própria l ao comportamento ousad áculo show colori que ruas. prom númelixo nas população dos e ia,joga verda àros deete rede aéreo lixo é levado Esse surpr deiram s, Outro esgoto. e dentes. ente águas pluviaiseende fator é que os moradores fazem redes clandestinas de ligação, não obedecendo os padrões exigidos pela companhia.

o

a6

pedem passarela correm perigo ao atravessar a BR-040 todos os dias, por isso Falta de drenagem provoca buracos nas ruas e trabalhadores

Divulgaçã

29

PetroPresidenta bras investafirma qu Cidade Cidade e em e pesqparcerias Ca Visita inspira cheiro Mau Cultura Mundo Melhor uisaparceriasva rn comerciais, Dilma destaca o interesse do Brasil em fortalecer i aval invade Inclusão com a Finlândia, durante visita do primeiro-ministro

Foto:

A secretaria de Educação e o Detran/DF afirmaram que estão atentos as irregularidades. Por mais que haja fiscalização pais devem ficar atentos aos veículos que prestam serviços de transporte escolar. O objetivo é verificar a segurança Governo e documentação dos veículos, Fede em especial nas áreas rurais ral e, caso constatado alguma irregularidade, que sejam tomadas as providências estabelecidas pelo Código de Trânsito Brasileiro.

Petróleo Brasileiro (Petrobras) - 01/2012 Nacional Escolaridade: Nível Médio, Nível Superior Vagas: 1521 e cadastro reserva Salário: Máx.: R$ 6.883,05 Min.: R$ 1.994,30 Cargos: Ver edital Inscrições: 27/03/2012 a 11/04/2012 Prova(s): 06/05/2012 Organizadora:CESGRANRIO

Estágio

Se você tem 16 anos completos ou mais e está cursando o ensino médio, ensino técnico ou nível superior vinculados ao sistema educacional público ou privado do Distrito Federal e Entorno, você pode se cadastrar no IF Estágio por este site ou ainda pessoalmente com apresentação dos seguintes documentos: CPF, identidade e declaração de escolaridade. Para concorrer às vagas disponíveis no site, o estudante deverá consultar o banco de vagas e confirmar a sua participação no processo de triagem da vaga pretendida.

E-mail:redaçãodfnoticias@uol.com.br

al

Todos podem ajudar

ANO L ETIV CONINFRAESTRUT FALTA TAGE O COMEÇURA A COM REPOLO GRESSJK E MUITO MAISMNO IVA

Duarte/Di vulgação

Engolir sapo

lgação

Tire suas dúvidas. Mande sua reclamação.

20 nº

e

Reun de um idos .com na presi .br por novo - redac depu dênc mais de PERISC tem aodfn ia da três acord tados distr po oticia Câma hora s@uo s, ontem itais perm o para ra PIO l.com não Legislativa , marc anentes a nova comp chegSão constantes .br os problemas com placas de sinalização, ada - Exem aram , os osiçãsemáforos hoje da Casa consequência é o trânsito bastante plar . , às o das a um no Sudoeste. A Itapo R$ 1,00 14h3Uma nova pior grande comi de ã, congestionado regiã circulação. É ainda 0. mês. ssõe em horários reun o admi Não adianta botar desculpas. e dãoNão alguém quandoião está sreclama segu tem nistra rança alguém muito estar ligado tiva, nos É preciso culpa em outros órgãos. algun deixa fez o que come aniversário lutare s moradoresa dese problemas da cidade e resolver. mora jar, este mora m para fazer lembram diz a popu r, pois a r. Se da que todos lação . Mas colab cidade um é preci so orare m... lugar bomtodos de se

Mais espe um ano ra uma se ente grev letivo come e. tage ndem . Hoje Governo ça e a 8 de m regressiva , segu e Sindi comu Gove março, com cato nidade para ndo o rno não estipulo assem a grev Sinpro, dos Profe escolar cump éo ssore já bleia e que u

Entrevista

A missão é regularizar O deputado distrital Wellington Luiz (PPL) assume a Secretaria de Regularização de Condomínios sabendo que não há fórmula mágica para resolver a regularização dos condomínios. Promete fazer um trabalho observando a complexidade que envolve cada um, sem deixar brechas para contestações dos órgãos fiscalizadores mais tarde.

Concurso

de um novo tempo - Ano

Pode

PERISCserPIO hoj

Diante de tamanha cara de pau do motorista que estacionou na calçada no SIG, Quadra 1, não restou ao policial multar. Muito bom! É por essa e outras que se instalou a maior baderna no setor. Estacionam de qualquer maneira tanto carros de passeios, como caminhões, motos e tudo mais.

Foto: A. Sabino

Fale com o DF Notícias

Brasí lia, Distri Jornal to Fede ral, 8

fever - Exemplar R$ 1,00 eiro - www.dfnoticias.com.br - redacaodfnoticias@uol.com.br de 2012 Brasília, Distrito Federal, 15 fevereiro de 2012 - Ano 20 nº 786

Flagrante

o

As inscrições estão abertas para os cursos gratuitos de capacitação em Garçom e Aperfeiçoamento em Cozinha. As aulas, de

As matrículas estão abertas para o curso Maquiagem Social, na unidade de Sobradinho. As aulas vão de 14 de abril a 4 de agosto, sempre aos sábados, das 8h às 12h. Os alunos aprenderão técnicas para criar e produzir maquiagens adequadas para diversos eventos sociais, aliando-as ao estilo do cliente, às estações do ano e às tendências da moda. O curso possui carga horária de 60 horas. Para cursar é preciso ter no mínimo 16 anos. O investimento é de R$ 300. O valor pode ser parcelado em duas vezes. Informações: 3313-8877.

Divulgaçã

Oferece cursos gratuitos de gastronomia

Sobradinho abre curso de beleza

Foto:

As inscrições para o quinto processo seletivo de 2012 do Senac-DF estão abertas. Serão selecionados 33 profissionais de nível superior para ministrar nos cursos de Administração de Serviços Hospitalares, Organizador de Eventos, Gestão em Meios de Hospedagem, Técnico em Guia de Turismo, Técnicas de Telemarketing, entre outros. Os candidatos têm até dia 12 de abril para se inscrever. A taxa é de R$30. O processo consiste em duas etapas: a primeira uma avaliação escrita - prevista para dia 22 de abril; e segunda uma prova prática, que ocorrerá entre os 14 e 18 de maio. O resultado final sairá dia 30 de maio. Para ter acesso ao edital e ao formulário de inscrição, acesse: http://processoseletivo.senacdf.com.br.

ambos, vão das 8h às 17h30, de segunda a sexta-feira, na unidade localizada no SCLS Qd. 116 – Bolco D – Asa Sul. A prática dos cursos ocorrerá nas empresas pedagógicas do Senac na Câmara dos Deputados e Ministério da Justiça. Os alunos selecionados receberão benefícios, entre eles ajuda de custo mensal de R$ 250. Mais informações: 3245.2150 - ramais 10 e 12.

Foto: Divulgação

Recruta mais de 30 profissionais

Foto: Divulgação

O Sistema Fecomércio - DF criou um programa diferenciado para o estudante. Além das oportunidades de estágio colocadas a disposição dos nossos alunos, oferecemos palestras, seminários e cursos para estimular o espírito empreendedor e a formação e atualização profissional. Estas palestras são ministradas por especialistas renomados em suas áreas de atuação e pela equipe de orientadores e selecionadores do IF Estágio. Temos como objetivo a preparação integral do estudante para o mercado de trabalho. Por isso é nosso compromisso inovar no atendimento do aluno. Sendo assim, sempre buscamos investir na criação de programas de treinamento e em novas formas de acompanhar e preparar o jovem durante seu período de aprendiz. Todas as nossas ações, inclusive a programação dos seminários e cursos estão acessíveis em nosso portal //www. sistemafecomerciodf.com.br.

www.dfnoticias.com.br Telefones: 3964-0777 e 3039-2631


Brasília, 4 de abril de 2012 3

DF NOTÍCIAS

SAÚDE -

A Organização Mundial da Saúde (OMS) orienta que os pacientes em estado terminal devem ter conforto, qualidade de vida e respeito. Essa orientação é desenvolvida pelo Hospital de Apoio

Tratamento e cuidado com dignidade na rede

O

Hospital de Apoio do Distrito Federal completou 18 anos, no dia 30 de março. O hospital tem um diferencial, recebe pacientes referenciados pela rede para receber cuidados paliativo e de reabilitação física. Além disso, faz a triagem neonatal fazendo o Teste do Pezinho. Pacientes e familiares são unânimes em afirmar que o tratamento dispensado a eles no hospital é muito diferente de toda a rede. Alguns até estranham e dizem que não podem pagar, mas recebem a informação de que tudo já foi pago através dos impostos que a população paga. O hospital não tem pronto-socorro. Maria do Socorro Brito, aposentada, conheceu o hospital quando sua filha que estava com câncer preferiu ir para lá após saber que precisava de cuidados paliativos, e não queria ficar em casa, pois sentia muita dor. O câncer era incurável e ela estava em estágio terminal. “ Minha filha ficou lá mais de mês, morreu, mas foi tratada com dignidade, viveu com conforto, com tranquilidade. Toda equipe nos tratou bem, explicando dia a dia a evolução da doença. Tínhamos psicólogo, assistente social, médicos, enfermeiros o tempo todo nos dando apoio, nos ajudando a aceitar aquele momento. Minha filha todos os dias dizia que já estava no céu”, ressalva Maria. Nos cuidados paliativos, os pacientes que são encaminhados para o hospital são oriundos basicamente do Hospital de Base, mas qualquer unidade outra do SUS pode encaminhar paciente afirma o diretor do hospital. “São pacientes que estão fora de possibilidades terapêuticas, com câncer terminal e que têm direito a um final de vida digna”. Para Alexandre Lyra Lisboa, o paciente e seus familiares recebem um tratamento humanizado, digno, por parte da equipe multidisciplinar constituída de médicos,

Foto: A. Sabino

Alexandre Lyra explica que o HAB recebe pacientes que precisam de cuidados paliativos e reabilitação

enfermeiros, psicólogos, serviço social e nutricionistas. Todo pessoal do hospital é envolvido nos cuidados ao paciente. Todos dão o melhor de si. Os pacientes e seus familiares são acolhidos e assistidos nas suas necessidades. Quanto ao horário de visitas, o hospital adota critérios menos rígidos em relação a outras instituições. “Se o parente não pode vir em determinado horário porque trabalha, tem algum outro problema que o impeça vir no horário de visitas, a gente abre exceção” explica o diretor do Hospital de Apoio de Brasília. Os acompanhantes dispõem de acomodações decentes para passar à noite. Muitos voluntários doaram cadeira equipamentos que ajudam no conforto oferecido pelo hospital. Outra obra do voluntariado, são as divisões entre os leitos num mesmo quarto que são feitas por cortinas. As enfermarias de todas as alas do hospital recebem nomes de pássaros

e flores, têm televisão, banheiros, cuidados e limpos. Existe ainda a capela onde os acompanhantes podem fazer suas orações e meditar. Quando os médicos consideram que o paciente está muito debilitado e está chegando sua hora, esse paciente é colocado numa enfermaria sozinho para dividir o momento com a família. Também há a Sala da Saudade que oferece um momento de despedida aos parentes e seu familiar que veio a óbito. E dentro do possíve,l procura-se atender aos pedidos dos pacientes, como uma determinada comida, e outras coisas. Paciente já se casou no hospital, outro levou para casa um cãozinho em substituição ao que havia perdido. Muitos pacientes após receber os cuidados paliativos vão para casa, pois em sua casa e juntos aos familiares eles melhoram. Para dar suporte espiritual, grupos católicos, evangélicos, espíritas e de outras denominações levam confor-

to aos doentes e familiares. Muitos pacientes e familiares deixam cartinhas de agradecimento à equipe do hospital .

Medicina Física e Reabilitação

Os pacientes internados nessa ala são encaminhados por todos os hospitais da rede. São pacientes que têm lesão medular, tetraplégicos, paraplégicos, com sequelas de AVC, acidentes automobilísticos, pacientes com sequelas de outras patologias, também que debilitam; resultantes também de queda de cachoeira, de cavalo, de tiro. Segundo Alexandre Lyra, diretor da unidade, quando os pacientes chegam no hospital são avaliados por uma equipe e se ficar na unidade recebe treinamento multidisciplinar por parte de fisiatras, médicos clínicos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, psicólogos, assistentes sociais. “Durante o tratamento, o paciente aprende a melhorar a qualidade de vida e assim é treinado a conviver

com aquela sua limitação. Para fazer esse treinamento temos meios, como ginásio e piscina com hidroterapia”, salienta Alexandre. Zoraíte Pereira, Vigilante, acompanha seu irmão que sofre com sequelas de um AVC que o acometeu, há 9 anos. “Ele já foi internado aqui três vezes e sempre melhora, mas a doença traz muitas consequências. Este hospital nem parece hospital público . Tudo funciona numa perfeição, até as pessoas apresentam um semblante de paz”, assinala Zoraíte. Já Marco Antônio Gonçalves , operador de máquinas, que foi vítima de um capotamento há cinco meses, se sente bem, acredita que cada dia está melhor e que vai andar em breve”. O tratamento do Hospital de Apoio é de primeiro mundo. Recebo um atendimento de qualidade”, elogia.

Núcleo de Genética Médica

Esse núcleo é responsável pela triagem neonatal do Teste do pezinho. Diagnostica, antecipando o mais breve possível o tratamento, se o resultado apontar alguma patologia , os familiares são orientados e é feito o encaminhamento para outras áreas. O Teste do Pezinho realizado no Distrito Federal tem um diferencial: enquanto a rede pública do país e os conveniados cobrem o teste simplificado, isto é cobrem somente 12 doenças, Brasília faz o teste ampliado, vinte e três patologias são diagnosticadas por meio do teste. “Temos equipamento de ponta, único na rede pública do Brasil. O exame é realizado entre 48 e 72 horas. Em caso de qualquer alteração, fazemos uma recoleta do material para um novo teste e se confirmada alguma patologia a equipe dá orientação e encaminha a criança para tratamento”, afirma o diretor Alexandre Lyra.

Semana de combate à hipertensão arterial A Semana de Combate e Controle à Hipertensão Arterial será realizada entre os dias 22 e 28 de abril. A programação inclui várias atividades à comunidade, como aferição da pressão arterial, feira de saúde, distribuição de material informativo, eventos culturais e concurso de fotografia. O objetivo é alertar a população sobre os fatores de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares e a hipertensão arterial. O coordenador do Programa de Educação e Controle da Hipertensão Arterial da Secretaria de Saúde do DF, Lucimir Henrique Maia, a semana de combate à hipertensão é uma mobilização que visa alertar a população para a necessidade de aferir a pressão pelo menos uma vez ao ano. “Queremos destacar também a importância da adesão ao tratamento médico indicado”. O médico explica que a população precisa se conscientizar de que manter a pressão arterial em 12 por 8 corresponde a um estilo de vida e pensamento saudável, que devemos buscar na atividade física, educação alimentar e equilíbrio psicosocial. “Apesar de não haver cura, a pressão arterial pode e precisa ser devidamente controlada”, alerta Lucimir. No Dia Nacional de Prevenção e Combate à Pressão Alta, 26 de abril, haverá o evento principal da semana – o Seminário sobre Condições Crônicas nos Ciclos de Vida, no auditório da Embrapa, na Asa Norte. O encontro é destinado a gestores e profissionais de Saúde e oferece 300 vagas. A hipertensão afeta mais de 30 milhões de brasileiros - 36% homens adultos e 30% mulheres. É o mais importante fator de risco para o desenvolvimento das doenças cardiovasculares, com destaque para o acidente vascular cerebral (AVC) e o infarto do miocárdio, as duas maiores causas isoladas de mortes no país. Um hipertenso, sem tratamento efetivo, segundo a Organização Mundial da Saúde, tem a expectativa de vida reduzida em até 16,5 anos.

Governo Federal

“Governo não vai abandonar a indústria” Ontem, a presidente Dilma Rousseff ressaltou que o lançamento de medidas de incentivo à indústria é uma reação aos impactos da crise econômica internacional e ao protecionismo adotado por alguns países desenvolvidos. Para ela, é possível garantir o estímulo ao setor industrial, o aquecimento da economia, sem adotar ações que prejudiquem os trabalhadores brasileiros. Dilma disse ainda que o modelo de desenvolvimento econômico brasileiro exige uma indústria forte e inovadora. “A melhor saída para a crise não está na velha receita da recessão e da precarização do trabalho. Essa tem sido para nós a fórmula do fracasso”, disse Dilma, sem se referir diretamente às medidas adotadas por alguns países europeus. Em seguida, a presidenta ressaltou que o Brasil tem demonstrado que não existe incompatibilidade entre

Foto: Wilson Dias/ABr

cortar gastos e permitir o crescimento econômico. “É possível gastar com parcimônia”, disse. “O governo não vai abandonar a indústria brasileira”, completou. Dilma destacou que o governo tem os “instrumentos” necessários para garantir os incentivos à produção interna e que “não vai deixar” de usá-los. A presidenta pediu o apoio dos 19

conselhos formados por empresários, trabalhadores e integrantes do governo que representam 11 setores da produção nacional. “Esse grande conjunto está orientado por um grande propósito: estimular o desenvolvimento produtivo no Brasil. Vamos estimular as exportações para que as empresas invistam e ganhem produtividade. País

rico é o que investe, cria empregos e se torna cada vez mais competitivo”, destacou a presidenta. Segundo Dilma, para executar medidas estruturais é necessário colocá-las em prática por etapas, sem açodamento. A presidenta reiterou que os efeitos da crise econômica internacional são acompanhados “atentamente” pelo governo. Ela lembrou que as medidas adotadas de forma pontual são mais eficientes, pois a economia é dinâmica. “Temos de utilizar nossa capacidade de um acompanhamento sistemático porque a economia é dinâmica e requer do governo ações constantes”, destacou a presidenta, cobrando de todos os presentes no lançamento das medidas, que fazem parte do Plano Brasil Maior, empenho na execução. “Meu governo estará sempre ao lado do desenvolvimento com a proteção da indústria e emprego.”

Operação em oito estados contra comércio ilegal de botox A Polícia Federal (PF) faz ontem dia 3, em conjunto com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), operação de combate à comercialização ilegal de toxina botulínica (botox). Estão sendo cumpridos 23 mandados judiciais contra empresas distribuidoras em oito estados: São Paulo, Pernambuco, Minas Gerais, na Paraíba, em Alagoas, no Piauí, Rio Grande do Norte e em Sergipe. As investigações da Operação Narke, iniciadas há nove meses, apuraram que o produto entra de maneira clandestina no país e é vendido para médicos de diversas cidades. A circulação ilegal ocorre há pelo menos cinco anos. A toxina botulínica, além da aplicação estética, é utilizada de forma

terapêutica, inclusive para tratamento de disfunções neurológicas e motoras. No mercado ilícito, a toxina é vendida por preços que variam entre R$ 350,00 e 400,00 a unidade, enquanto o exemplar autorizado pode chegar a R$1.000,00 cada. Os envolvidos responderão por crimes contra a saúde pública, considerados hediondos, contrabando e formação de quadrilha. As penas máximas são de 15, três e quatro anos de reclusão, respectivamente. Foto: Divulgação


2 Brasília, 4 de abril de 2012

PIO

Frase

“Não adianta você achar que todo político não presta. Não adianta negar a política. Porque o político perfeito do qual você precisa, quem sabe esteja dentro de você. Então participe. Faça da política a sua arma para mudar o país”, Luiz Inácio Lula da Silva.

Foto: Divulgação

PERISC

DF NOTÍCIAS

Bem na fita

Sem professor, não há profissionais

O deputado Dr. Michel se encontra entre os cinco parlamentares com melhor desempenho na Câmara Legislativa, de acordo com a avaliação do eleitorado do Distrito Federal. A pesquisa foi realizada pelo Instituto O&P Brasil que entrevistou eleitores de todo o DF, entre os dias 22 e 25 últimos. Foto: Fabio Rivas/CLDF

Muitos pais estão mandando e-mail opinando sobre a greve dos professores. Estão preocupados, mas não querem que seus filhos tenham professores que ganhem pouco e que voltem da greve de mãos abanando. O governo precisa resolver a situação. Para Adriana Cortes, moradora do Gama, se o governo não pode gastar, feche secretarias que não têm razão de existir, corte gorduras, diminua o pessoal. “ Só não queremos nossos educadores humilhados por acreditarem em promessas. Professor deveria ganhar mais que qualquer outra profissão. E ganha menos.”

Falta lugar

Muitas secretarias do governo estão esperando um local para instalarem as suas bases definitivamente. Tem gente querendo jogar a toalha e ir embora, tamanha é a espera. A coisa parece que ainda não deslanchou. Também há dificuldade de nomear pessoal.

Falta leite materno

O estoque dos bancos de leite no Distrito Federal está baixo. Para doar basta ligar para os telefones 3325-4207 ou 3445-7597 e pedir instruções como deve proceder. Uma vez cadastrada, a voluntária não precisa se dirigir ao hospital. Uma equipe do Corpo de Bombeiros Militar, que trabalha em parceria com a Secretaria de Saúde, busca o leite na residência da doadora.

Fica como está

Por unanimidade, os membros da Comissão de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara Legislativa decidiram, em reunião na manhã de ontem, manter o sobrestamento da representação feita contra o deputado Benedito Domingos(PP), por considerarem que não houve nenhum fato novo que pudesse modificar a decisão tomada no ano passado.

Atendimentos nas emergências

Levantamento realizado em fevereiro pelo Acolhimento e Classificação de Risco em todas as Unidades de Urgência e Emergência da Secretaria de Saúde – UUE/SES – mostra que de 65 a 70% dos atendimentos não são emergenciais. Esses casos devem ser atendidos nos centros de saúde. Como? Muitos não trabalham com agenda aberta.

Brasileiro prefere outras atividades

O impasse continua

As entidades de origem africana continuam na dúvida quanto o funcionamento dos terreiros de candomblé e umbanda do DF, que precisam ter alvará de funcionamento e habite-se, sob pena de serem fechados. O governo ainda não encontrou uma solução do problema. Tudo é muito lento.

Respeito à faixa

Dia 1 de abril foi aniversário de 15 anos da criação da Faixa de Pedestre. Ela faz parte das nossas vidas e do nosso comportamento. Quanta vida foi poupada por respeitar pedestres que atravessam as nossas avenidas fazendo o sinal da vida. Mas é preciso educar nossos jovens e nossas crianças.

Explicações Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O brasileiro sabe da importância da leitura para progredir na vida, mas continua considerando a atividade desinteressante. Este é o principal diagnóstico da pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, divulgada nesta semana pelo Instituto Pró-Livro.

Nova sede do Sinproep

Foi inaugurada, sexta-feira( 30), a nova sede do Sindicato dos Professores das Escolas Particulares do DF, localizada no SIG, Quadra 03, Lote 49, Bloco C, loja 50. O evento foi muito prestigiado por professores e diversas autoridades do três Poderes da República. Além da confraternização, houve o lançamento da Campanha Contra o Assédio Moral- Sinônimo da Humilhação nas escolas particulares do DF, em parceria com o Ministério Público.

A Câmara Legislativa pretende ouvir, Cláudio Monteiro, sobre suposto envolvimento com o bicheiro Carlinhos Cachoeira. O anúncio foi feito na manhã de ontem pelo presidente da Casa, deputado Patrício (PT). É uma oportunidade para esclarecer os fatos.

Saída rápida

Por não sobreviver a saraivada de denúncia, o ex-líder do DEM no Senado, Demóstenes Torres, acabou pedindo desligamento da legenda. O ofício foi encaminhado ao presidente do partido, José Agripino Maia. Com isso, Demóstenes permanece no Senado, só que sem partido.

Artigo

As perdas de março: Aziz, Millôr e Chico Três exemplos de seres humanos notáveis, com brilho interior, marcaram um encontro em março. No dia 16 perdemos o grande geógrafo Aziz Ab’Saber. No dia 23, morreu o humorista, ator e escritor Chico Anysio. No dia 18 o Brasil perde o desenhista, humorista, dramaturgo, escritor e tradutor Millôr Fernandes. Um paulista, Aziz, um carioca, Millôr, e um cearense, Chico, nos deixam em março, mas deixam um legado que deve servir de exemplo para as próximas gerações. Aziz foi um cientista polivalente com contribuições significativas no campo da geografia, arqueologia, geologia, ecologia, biologia evolutiva e fitogeografia. Na véspera de sua morte entregou à Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), da qual foi Presidente de Honra, sua obra completa em DVD, com a seguinte dedicatória: “Tenho o grande prazer de enviar para os amigos e colegas da Universidade o presente DVD que contém um conjunto de trabalhos geográficos e de planejamento elaborados entre 1946-2010. Tratando-se de estudos predominantemente geográficos, eu gostaria que tal DVD seja levado ao conhecimento dos especialistas em geografia física e humana da universidade”.

Diretoria Suéllen Vieira Barreto - Presidente

Redação Francisca Rocha - Editora franciscapautas@gmail.com

dfnoticias@uol.com.br redacaodfnoticias@uol.com.br

Vivianne Frota - Repórter annefrota@bol.com.br

www.dfnoticias.com.br

Cledson Soares - Design gráfico

Aziz foi um incansável lutador pelo desenvolvimento científico brasileiro defendendo sempre que a ciência deve ser colocada a serviço dos movimentos sociais. Chico se vangloriava de ser nordestino, daqueles que não fogem à luta. Iniciou sua carreira no rádio e migrou depois para a televisão. Tornou-se um dos mais famosos, criativos e respeitados humoristas da história do país. A ironia afiada era marca característica de seu humor, sempre crítico aos costumes sociais e à política, que ganhava vida em dezenas de personagens que criou, entre eles os inesquecíveis Professor Raimundo, Justo Veríssimo e Pantaleão. Na construção de frases como “O brasileiro só tem três problemas: café, almoço e jantar” ou “No Brasil de hoje, os cidadãos têm medo do futuro. Os políticos têm medo do passado”, demonstrava que era um profundo conhecedor da alma do brasileiro. Ele também foi conhecido pela genorisade com que sempre ajudava artistas em apuros financeiros. Millôr foi um desenhista, humorista, dramaturgo, escritor, jornalista e tradutor. Foi também um educador pois suas criações educavam para a autonomia, para a contestação, para

DF NOTÍCIAS Expediente O DF NOTÍCIAS é de propriedade da DF Notícias Editora Ltda SIG - Quadra 3 Bloco B Entrada 75 2º Andar CEP 70610-400 - Brasília-DF

o senso crítico e para a participação política. Ele utilizava o humor como arma da expressão e misturando o desenho e a palavra, fazia filosofia. Fazia humor para fazer pensar. As frases inspiradas brotavam de sua prodigiosa e inquieta mente como: “Em ciência leia sempre os livros mais novos, na literatura, os mais velhos”;e “O melhor movimento feminino ainda é o dos quadris”. “Repito um velho conselho, cada vez mais válido, sobretudo pro Congresso: quando alguém gritar pega ladrão, finge que não é com você”. Na década de 1960 foi co-fundador da lendário jornal O Pasquim de oposição ao regime militar brasileiro. Millôr foi uma figura eclética com habilidades que passavam pela construção de seu humor crítico até como um dos principais tradutores do dramaturgo William Shakespeare. As três perdas de março vão fazer falta ao Brasil. No entanto, os seus legados continuarão encantando a nós, seus contemporâneos, e aos nossos descendentes. Adeus Aziz, Chico e Millôr. _________________ Isaac Roitman é doutor em Microbiologia e professor aposentado da UnB. É presidente do Comitê Editorial da Revista Darcy.

e-mail: redacaodfnoticias@uol.com.br Telefones: 3964-0777 e 3039-2631

Os artigos e matérias assinadas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores. Impressão F. Câmara Gráfica e Editora Tiragem 5 mil / 10 mil exemplares


edição 792