{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade.

Page 1

revista DOZE ANOS NO CAMINHO DA INFORMAÇÃO

Ano 12 - edição no 147 - julho /2014 - Publicação mensal

LEI DO MOTORISTA

O Senado aprovou e o sindicato acompanhou

NÃO FUJA DA BALANÇA

A multa é bem salgada


AS MAIORES MARCAS DO SETOR DE TRANSPORTES ESTÃO AQUI.

27 a 29 NOVEMBRO/14

Pavilhão Vera Cruz - das 16h às 22h

São Bernardo do Campo - SP

O T N E M A N O I C A T S E E A D ENTRA

S O T I U T A R G


REALIZAÇÃO:

ORGANIZAÇÃO: Sindicato Nacional onheiro os dos Cegonheiros

cone ão Eventos

APOIO:


Palavra do Presidente Presidente: José Ronaldo Marques da Silva Vice-Presidente: Jaime Ferreira dos Santos Secretário Geral: Douglas Santos Silva Secretário de Finanças: Reginaldo Fabretti Diretor Regional: Márcio Galdino da Silva Primeiro Secretário: José Murialdo Generoso Júnior Primeiro Tesoureiro: Josimar Lincon de Freitas Diretores Executivos Efetivos Gilmar Donizette da Silva Benvindo Gonçalves José Laércio da Silva Antenor Garibaldi Clemente Francisco de Assunção Diretores Executivos Suplentes Edimar Moreira de Oliveira Ednilson Azevedo Bitencourt Jurandy Pereira de Albuquerque Luiz Eugenio Baldin Golgatto Antonio Bertin Jardel de Castro Luiz Bianchi Giglio João Soares de Jesus Aroldo Neves de Lima Ronaldo Montagnini Jacinto Tassiano de Sousa e Silva César Wellington Pereira da Rocha Conselho Fiscal Efetivo Adilson Roberto Bento Hamilton Mendes José Vicente Bonetti Conselho Fiscal Suplente Fábio Renato dos Santos João Formiga de Souza Daiana Freitas de Oliveira Jornalista Responsável José Nogueira do Nascimento Mtb 15.211 Editoração de Arte e Produção Gráfica Milton Tonello Editor José Nogueira do Nascimento Publicidade Ítalo Rocha Nogueira Redação Analuiza Tamura e José Nogueira Revisão Maria Isabel Corcete Fotografia Ítalo Rocha Nogueira e Renato Frasnelli Impressão Gráfica Gráfica e Editora Referência Tiragem 6.000 exemplares

Caros Leitores O Sindicato Nacional dos Cegonheiros segue forte e atuante nos debates que envolvem os principais temas do setor de transportes. Diretores e convidados acompanharam de perto os debates sobre a lei da carga horária no Senado Federal. Aprovado nessa instância, o texto seguiu para a Câmara onde o texto base já foi aprovado; porém, até o fechamento desta edição, as emendas ainda não tinham sido analisadas. Outra matéria muito importante para o nosso setor e que merece atenção especial refere-se às balanças. Infelizmente muitos motoristas driblam a fiscalização e fogem das balanças. A multa para essa infração é bem pesada. Por isso, o motorista deve conscientizar-se de que é preciso cumprir a lei. Com essa infração, todos perdem: o motorista, a empresa e a sociedade. Quero destacar também o Dia do Motorista. A publicação traz duas páginas com fotos de algumas pessoas entrevistadas. É uma pequena homenagem àqueles que colaboraram e colaboram para tornar a nossa categoria ainda mais forte. Fiquem por dentro do que está sendo feito para garantir a mobilidade urbana. O Arco Metropolitano, no Rio de Janeiro, e o trecho Leste do Rodoanel, em São Paulo, vão desafogar e garantir melhor fluidez no trânsito das principais ruas e avenidas dessas duas grandes metrópoles. Leiam essas e outras matérias. Boa leitura!

Índice

José Ronaldo Marques da Silva

Agenda .............................................................................................. 6 Indústria ............................................................................................ 8 Incentivo ......................................................................................... 10 Segurança ....................................................................................... 12

Endereço Rua Luiz Barbalho, 07/11 - Bairro Demarchi CEP: 09820-030 - São Bernardo do Campo - SP Fone: (11) 4346-5507 Fone/Fax: (11) 4346-5500 www.sindicatodoscegonheiros.com.br revistacegonheiro@sindicatodoscegonheiros.com.br conexaocomunicacao@uol.com.br

Meio Ambiente ................................................................................. 14

Revista Mensal dirigida aos Cegonheiros. As opiniões dos artigos assinados e dos entrevistados são de seus autores e não necessariamente as mesmas da Revista Cegonheiro. A elaboração de mátérias redacionais não tem nenhuma vinculação com a venda de espaços publicitários. Os anúncios são de responsabilidade das empresas anunciantes.

Homenagem ............................................................................. 24 e 25

Ano 12 - edição nº 147 - julho de 2014 Sindicato Nacional dos Cegonheiros

Conscientização ......................................................................... 16 e 17 Carga Horária ............................................................................ 20 e 21 Documentação ................................................................................. 22 Comércio ......................................................................................... 26 Mobilidade ................................................................................ 28 e 29 Combustível ..................................................................................... 30 Gente ....................................................................................... 32 e 33 Licenças ......................................................................................... 34 Restrições ........................................................................................ 36 Classificados .................................................................................... 38

Revista Cegonheiro

4


caixa.gov.br SAC CAIXA: 0800 726 0101 (informações, reclamações, sugestões e elogios) Para pessoas com deficiência auditiva ou de fala: 0800 726 2492 Ouvidoria: 0800 725 7474 facebook.com/caixa twitter: @caixa

PARA EMPRESAS DE TODOS OS TAMANHOS, SOLUÇÕES DO TAMANHO DA CAIXA.

A CAIXA oferece soluções para empresas de todos os tamanhos e segmentos. Do crédito para capital de giro a investimentos, da folha de pagamento à antecipação de recebíveis. Seja qual for a sua necessidade, conte sempre com o banco das melhores taxas. Acesse caixa.gov.br e conheça as melhores soluções para a sua empresa.


Agenda

Cássio, Ladislau, Luiz Dutra, Fausto e Daniel integram a nova comissão

Nova comissão na Nortev

A Nortev, braço da Tegma que atende os estados do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Acre, Amazonas e Roraima, está com nova comissão de linha. O grupo formado por Fausto Sampaio, Carlos Daniel, Cássio Lombardi, Ladislau Smaniotti e Luiz Dutra assumiu no dia 1º de maio, durante cerimônia realizada na sede da empresa, em São Bernardo do Campo (SP). Com mandato de um ano, a nova comissão pretende atender às necessidades da linha e promover um amplo retrabalho, reduzindo a ociosidade das frotas e garantindo maior produtividade.

SINDICATO NACIONAL DOS CEGONHEIROS

Regionais: São José dos Pinhais - Paraná Rua Tubarão, 112 - Bairro: Borda do Campo Cep: 83075-060 – São José dos Pinhais/PR Fone: (41) 3385.8245 E-mail: sjpinhais@sindicatodoscegonheiros. com.br Diretor: João Soares de Jesus

Porto Real – Rio de Janeiro

Sede Central: São Bernardo do Campo São Paulo Rua Luiz Barbalho, 07/11 Bairro: Demarchi Cep: 09820-030 São Bernardo do Campo/SP Fone: (11) 4346.5500 E-mail: diretoria@sindicatodoscegonheiros.com.br Presidente: José Ronaldo Marques da Silva

Revista Cegonheiro

6

Rua Hilário Ettore, s/n – Bairro: Ettore Cep: 27570-000 – Porto Real/RJ Fone: (24) 3353.4170 E-mail: portoreal@sindicatodoscegonheiros. com.br Diretor: José Laércio da Silva

São José dos Campos – São Paulo Rua Ernesto Júlio Nazaret, 201 Vila Tesouro Cep: 12221-770 – São José dos Campos/SP Fone: (12) 3906.0807 E-mail: sjcampos@sindicatodoscegonheiros. com.br Diretor: Ednilson Azevedo Bitencourt

Piracicaba – São Paulo Rod SP 304, Km 147 – Sala 02 – Distrito de Tupi Cep – 13422-230 – Piracicaba/SP Fone: (19) 3438-7738 E-mail:piracicaba@sindicatodoscegonheiros.com.br Diretor: Clemente Francisco de Assunção

Serra – Espírito Santo Rua Talma Rodrigues Ribeiro, nº 96 Edif. Metropolitano – Sala 04 Cep: 29168-080 – Serra /ES Fone: (27) 3066-2011 E-mail: serra-es@sindicatodoscegonheiros. com.br Diretor: Jurandy P. de Albuquerque Jr.

Sindicatos parceiros:

Gravataí - Rio Grande do Sul

Sintraveba - Bahia

Av. Eli Correa, 6.651 - RS 030 Bairro: Passo da Cavera Cep: 94010-972 – Gravataí /RS Fone: (51) 3431.7889 E-mail: gravataí@sindicatodoscegonheiros. com.br Diretor: Antenor Garibaldi

Sintrauto – Goiás Rua Mandaguari, 36 - Bairro: JK Cep: 75709-010 - Catalão/GO Fone: (64) 3411.2907 Presidente: Juarez Rodrigues da Silva Rua Gurupi, 23 – Bairro Goiana Cep: 42808-200 - Camaçari /BA Fone: (71) 3622.6700 Presidente: Renato Santana www.sindicatodoscegonheiros.com.br


Indústria

Governo mantém IPI reduzido foto: Divulgação

Montadoras se comprometem a manter o nível de emprego

O governo adiou a alta do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) para o próximo ano – a elevação deveria acontecer a partir de 1º de julho. O anúncio foi feito pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, após reunião com representantes do setor automotivo, no dia 30 de junho, em São Paulo. Em contrapartida, as montadoras comprometem-se a manter o emprego dos trabalhadores da indústria. Adotado em maio de 2012, o corte do IPI foi uma das medidas do governo para estimular a economia em meio à crise global. A proposta era aumentar o imposto gradativamente até retornar ao patamar original – algo que vem sendo postergado devido à Revista Cegonheiro

8

pressão das montadoras. O IPI para automóvei automó vei s de até 1.000 cilindradas e utilitários continua em 3%. A alíquota para veículos flex até 2.000 cilindradas foi mantida em 9%, enquanto para os automóveis movidos a gasolina, em 10%. Segundo dados divulgados pelo Ministério da Fazenda, a renúncia fiscal é estimada em R$ 800 milhões no período compreendido entre os meses de julho e dezembro. No ano, o total é de R$ 1,6 bilhão. Setor em crise Essa não foi a primeira vez que o governo recorreu à redução do IPI.

A medida foi adotada durante a crise econômica global de 2008 e 2009 para atrair o consumidor e incentivar as vendas de veículos. Afinal, o setor é responsável por cerca de 25% do PIB (Produto Interno Bruto). Em maio de 2012, as autoridades recorreram mais uma vez à redução da alíquota. As taxas voltaram a ser elevadas no inicio do ano passado e deveriam retornar aos níveis normais no dia 1º de julho. Isso, no entanto, não aconteceu devido ao baixo volume de vendas registrado no primeiro semestre deste ano.


RINO COM

Caminhões Scania. Desempenho como o transporte de veículos nunca viu. Com força, potência e desempenho, os caminhões Scania oferecem tudo para que os seus negócios estejam sempre em movimento. Em todas as estradas, você realiza a melhor entrega, com mais segurança e a maior economia de combustível.

Respeite os limites de velocidade.

Faz diferença ser Scania.

TAUBATÉ

SÃO BERNARDO DO CAMPO

facebook.com/ScaniaBrasil

Cabine Scania.

Driver Support.

Serviços Scania.

Mais conforto, segurança e visibilidade. A melhor cabine da categoria.

Sistema de apoio que faz leituras sobre o modo como o veículo é conduzido e fornece sugestões ao motorista, visando melhorar o desempenho e aumentar a economia.

A Scania oferece uma série de soluções em serviços, com mão de obra qualificada para prestar o suporte adequado a cada ocasião e mais de 100 Casas Scania em todo o Brasil.

Av. Nicola Demarchi, 601 S.B. do Campo - SP - Tel.: (11) 2176-0000


Incentivo

PSI é prorrogado até 2015 foto: Roberto Stuckert Filho/PR

Programa oferece linha de crédito com juros mais baixos para incentivar as vendas de veículos comerciais pesados

No dia 18 de junho, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou mais um pacote de incentivos para a indústria: a prorrogação do PSI (Programa de Sustentação do Investimento) até o final de 2015 e o restabelecimento do Programa Reintegra, voltado para empresas exportadoras. O anúncio foi feito logo após reunião com a presidente Dilma Rousseff, o ministro de Desenvolvimento, Mauro Borges, e representantes dos principais segmentos do setor industrial (incluindo o automotivo). Criado em 2009 e prorrogado algumas vezes, o PSI ia vigorar até 31 de dezembro deste ano. O programa Revista Cegonheiro

10

atende a uma das principais reivindicações do setor automotivo que pedia uma linha de crédito com juros mais baixos para incentivar as vendas de veículos comerciais pesados. Hoje a taxa é de 6% ao ano. Neste ano, o orçamento do PSI é de R$ 80 bilhões, dos quais R$ 65 bilhões com recursos do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). Segundo o ministro Mantega, o valor para 2015 ainda não está definido mas deverá ficar muito próximo do volume disponível em 2014. Além disso, o PSI ganhará ainda uma modalidade que financiará a

modernização de fábricas, oferecendo linhas de crédito para compra e leasing de máquinas e equipamentos novos de fabricação nacional. Mantega explicou que o Reintegra retomado seguirá um modelo diferente do que foi adotado nos anos de 2012 e 2013. Destinado às empresas exportadoras, o programa devolvia 3% do valor exportado de produtos manufaturados. Agora a alíquota deverá variar entre 0,1% e 3% do faturamento (que será fixado a cada ano pelo governo). O ministro afirmou que o programa será permanente e que o governo estuda ampliá-lo para outros setores.


Segurança

Dirija com cuidado foto: Ecovias

Sistema Anchieta-Imigrantes possui três dos dez principais pontos sujeitos à neblina

Nesta época do ano, a neblina é um dos grandes vilões nas estradas. Esse fenômeno climático - comum entre os meses de maio e agosto - reduz a visibilidade do motorista, aumentando o risco de colisões traseiras, choques contra obstáculos fora da pista e atropelamentos. Para evitar problemas como esses, a Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) e as concessionárias que administram 6,3 mil quilômetros de rodovias do programa estadual de concessões trabalham em conjunto com a Polícia Rodoviária Militar implantando uma série de medidas operacionais. No entanto, tais iniciativas não surtirão efeito, se o motorista não fizer sua parte.

A Artesp divulgou recentemente os dez principais pontos mais sujeitos à ocorrência de neblina. O Sistema Anchieta-Imigrantes, principal ligação da capital paulista com o litoral santista, concentra três desses pontos. Segundo a agência, no ano passado foram registradas 404 ocorrências no período entre maio e agosto. Para auxiliar os motoristas a Ecovias e a Polícia Rodoviária Militar acionam a Operação Comboio, toda vez que a visibilidade do motorista é reduzida a menos de 100 metros. Os carros são concentrados nas praças de pedágio (km 31 da Anchieta e km 32 da Imigrantes) e saem escoltados por viaturas da polícia rodoviária e da concessionária a uma velocidade máxima de 40 km/h.

Outras concessionárias adotam medidas como revitalização das sinalizações verticais (placas e painéis informativos) e horizontal (pintura de solo), veiculação de mensagens de alerta ao motorista nos painéis de mensagem eletrônicos espalhados pelas rodovias, implantação de sinalização com uso de viaturas, e campanhas educativas, entre outras. Os dez principais pontos críticos O início da manhã e a madrugada são os períodos com maior incidência de neblina, que ocorre principalmente nos trechos de serra e baixadas. De acordo com levantamento, os dez principais pontos de ocorrência são:

Rodovia

Trecho

Raposo Tavares (SP-270)

Entre os km 48 e 52, na região de São Roque

Castelo Branco (SP-280)

Entre os km 50 e 58, nas regiões de São Roque e Araçariguama

Interligação Planalto, do Sistema Anchieta Imigrantes (SP-40)

Entre os km 0 e 8

Anchieta (SP-150)

Entre os km 32 e 45, nas regiões de São Bernardo do Campo e Cubatão

Imigrantes (SP-160)

Entre os km 32 e 47

Rodoanel (SP-21)

Na altura do km 76

Anhanguera (SP-330)

Entre os km 227 e 235, nas regiões de Santa Rita do Passa Quatro e Porto Ferreira

Santos Dumont (SP-45)

Km 33, na região de Itu

Monsenhor Clodoaldo de Paiva (SP-147) Dom Gabriel Paulino Bueno Couto (SP-300)

Entre os km 50 e 52, na região de Mogi Mirim Entre os km 109 e 110, na região de Itu

Fonte: Artesp Revista Cegonheiro

12


Meio Ambiente

Estradas mais limpas, cargas mais seguras O Departamento de Poda trabalha para atender a todos os pedidos o mais rápido possível. Prova disso são os trabalhos realizados em maio nas cidades de Piracicaba (SP) e Porto Real (RJ). “Não havia uma equipe disponível para realizar o corte de galhos, por isso, junto com o diretor regional,Márcio Galdino, montei um plano B:,chamamos o Cosme Brito, da equipe 2, contratamos mão de obra local e levamos a plataforma do Sindicato para podar as árvores que dificultam o tráfego de caminhões”, explica o supervisor Paulo Cícero da Silva. Em Piracicaba, a poda foi feita na avenida Doutor Cássio Pascoal Padovani e no anel viário. “Era um pedido dos motoristas da Brazul e da Tegma”, diz Paulo. O trabalho foi realizado em apenas 14 dias. “Nessa cidade contamos com um importante reforço. Pela primeira vez utilizamos uma moto poda, equipamento que, em alguns

Moto poda foi utilizada pela primeira vez em Piracicaba

Bruno, Paulo, Laércio e Enéas atuaram em Porto Real

Revista Cegonheiro

14

casos, permite ao operador trabalhar sem a ajuda de um caminhão equipado com munck”, explica. Ainda em Piracicaba, foi feita a poda entre os quilômetros 147 e 156 da SP 304. Antes de realizar o corte dos galhos de árvores, foram obtidas autorizações junto à secretaria municipal do Meio Ambiente e ao DER (Departamento de Estradas de Rodagem). A primeira foi obtida pelo diretor regional Clemente Francisco de Assunção e a

outra, pela equipe do Departamento de Poda. Já em Porto Real, o trabalho foi executado na avenida Renato Monteiro, desde o viaduto da Peugeot até o entroncamento com a via Dutra. No total foram podados cerca de cinco quilômetros. Paulo faz questão de destacar o apoio da Brazul, principalmente do gerente Enéas. “Ele foi fundamental para que pudéssemos realizar mais esse trabalho”, elogia. Esse mesmo esquema voltará a ser praticado em julho. A primeira poda será feita próximo ao pátio de estacionamento do Sindicato, na rua Frank Berkins, no bairro do Alvarenga, em São Bernardo do Campo. A outra acontecerá no bairro da Pavuna, no Rio de Janeiro.


Conscientização

Não fuja da balança fotos: ANTT

No posto geral de fiscalização, além da pesagem obrigatória, é verificado se toda documentação está atualizada

Infelizmente a cena é comum nas estradas brasileiras: muitos motoristas de caminhões de carga tentam driblar a fiscalização e fogem das balanças. Segundo dados da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), são registradas cerca de 80 mil fugas por mês, nos 23 postos da agência em atividade. O período de maior incidência é o noturno, devido à dificuldade de identificação da placa e, consequentemente, de aplicação da multa. Se flagrado, o motorista é interceptado pela autoridade policial e obrigado a retornar ao local de pesagem. Além disso, é multado. E no caso, a multa é bem Revista Cegonheiro

16

pesada, pois o condutor comete duas infrações. A primeira penalidade está prevista no artigo 278, da lei 9.503/97 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que estabelece aplicação de multa, além da obrigação de retornar à balança para que seja realizada a pesagem obrigatória. Nesse caso, a multa é de R$ 127,69, além da perda de cinco pontos na carteira. A outra infração refere-se ao inciso VII do artigo 34 da resolução ANTT nº 3.056/09, que pune aqueles que obstruem ou dificultam a fiscalização, com multa no valor de R$ 5.000, cancelamento do RNTR e impedimento da obten-

Motorista flagrado deve retornar ao local de pesagem e recebe multas

ção do registro por dois anos. De acordo com a assessoria de imprensa da ANTT, no posto geral de fiscalização, além da pesagem obrigatória, o fiscal verifica se toda a documentação exigida para o transporte rodoviário de cargas e passageiros está atualizada e em ordem. São checados documentos como o RNTRC (Registro Nacional do Transportador Rodoviário de Cargas), o vale pedágio obrigatório, o pagamento eletrônico do frete, o transporte coletivo de passageiros e o transporte de produtos perigosos. É importante destacar ainda que, segundo norma do Contran (Conselho Nacional de Trânsito),


RJ/SP) houve redução de 30% no número de fugas e aumento de 129% no volume de aplicação de multas no posto de Paracambi (RJ) – na comparação com o período de janeiro a maio de 2014. A ideia é que esse sistema seja utilizado em todos os postos de pesagem e fiscalização da ANTT, mas para isso é necessária antes a abertura de uma licitação para aquisição da tecnologia (processo já em andamento). Todo veiculo pesado, transportando carga ou não, deve passar pelas balanças

todo veículo pesado deve passar pelas balanças - mesmo que não esteja transportando carga. Todos perdem A princípio, driblar a fiscalização pode parecer pesar apenas no bolso do motorista e do transportador, mas na verdade todos perdem. A cadeia começa pelo condutor que, ao ser detectado pela fiscalização, tem sua viagem retardada e deve providenciar a regularização da carga excedente por meio de remanejamento ou transbordo. Aqui ainda entra em regra, o velho ditado: mais peso, menos segurança. É que sendo excedida a capacidade de peso, a estabilidade do caminhão fica comprometida. O problema pode ainda trazer danos à estrutura do veículo e até mesmo estourar um pneu. Depois o jogo do perde-perde passa pelo transportador/proprietário de veículo que, além de ser multado, atrasa a entrega do produto - isso sem falar que o excesso de peso eleva o custo de manutenção e reduz a vida útil do veículo. Em seguida, atinge

Aumento do limite de peso por eixo O Contran (Conselho Nacional de Trânsito) alterou os limites na pesagem de veículos. A mudança foi publicada em 6 de junho, no Diário Oficial. De acordo com a resolução 489, agora o limite de tolerância de peso por eixo passa a ser de 10% para os veículos de carga. A regra, no entanto, vale apenas para caminhões e carretas que não ultrapassarem o limite Sistema eletrônico de 5% do peso bruto total (PBT) A ANTT testou um sistema ele- ou do peso bruto total combinado trônico para flagrar caminhões que (PBTC). Caso essa tolerância seja circulem com excesso de peso. Os ultrapassada, vale o percentual testes foram realizados entre maio anterior, de 7,5%. e junho deste ano, em trechos dos A medida ainda estabelece estados do Rio de Janeiro e de São novas regras para o transbordo Paulo. Segundo a agência, na ro- ou remanejamento de carga. De dovia Presidente Dutra (BR-116/ acordo com o texto, “o veículo poderá prosseguir viagem sem remanejamento ou transbordo, desde que os excessos aferidos em cada eixo ou conjunto de eixos sejam simultaneamente inferiores a 12,5% do menor valor entre os pesos e capacidades máximas estabelecidos pelo Contran, e os pesos e as capacidades indicados pelo Cerca de 80 mil fugas são registradas por mês fabricante ou imnos postos de fiscalização da ANTT portador.

os proprietários/embarcadores das cargas que, devido ao atraso no recebimento das mercadorias, devem arcar com o ônus da multa e o aumento dos custos de transportes provocado pelo excesso de peso. O patrimônio público e o motorista de carros de passeio também perdem. O tráfego de veículos pesados acelera a deterioração do asfalto, elevando, assim, o risco de acidentes.

17

Revista Cegonheiro


Henrique Falcão l.henriquefalcao@outlook.com Fone: (11) 96329-0016 • Nextel ID: 89*108860

gelson susin

gelson.susin@rodoceg.com.br cel.: (54) 99971-3004 • nextel id 931*29037

escritório de vendas em são Paulo, SP


Carga Horária

foto: Vagner Carvalho

Senado aprova mudanças na lei do motorista

Comitiva enviada a Brasília em julho do ano passado

No dia 3 de junho, o Senado aprovou o projeto que estabelece a carga horária de trabalho do motorista profissional. Na audiência, com a participação de alguns diretores do Sindicato Nacional dos Cegonheiros e alguns convidados da entidade, o presidente do Senado Federal, Renan Calheiros, destacou que a proposta retornará à Câmara dos Deputados para nova análise e votação, antes de seguir para sanção da presidente Dilma Rousseff. De acordo com o texto aprovado, os motoristas deverão passar por Revista Cegonheiro

20

exames toxicológicos para detectar o uso de drogas e bebidas alcoólicas. Os testes deverão ser realizados no ato da contratação ou na renovação da carteira. Participação nas discussões Desde que foi implantada, em julho de 2012, a lei da carga horária foi cercada de polêmica. Os caminhoneiros contrários a sua aplicação promoveram uma greve de alcance nacional, que durou sete dias.

Diretores se reuniram com Nelson Marquezelli para levar propostas do setor

O Sindicato Nacional dos Cegonheiros, representado por seu presidente, José Ronaldo Marques da Silva, o Boizinho, participou ativamente de uma série de reuniões para discutir aperfeiçoamentos para essa lei. Boizinho foi um dos integrantes da mesa que levou propostas e reivindicações da categoria – o convite partiu do deputado federal Nelson Marquezelli que presidiu uma comissão especial que sugeriu melhorias para a lei. Nessas reuniões, Boizinho deixou claro que o sindicato não era contrário


foto: Manuel Evest Manuel Evest

Márcio, Douglas, Júnior, Samuca e Jaime acompanharam uma das sessões

Diretores e convidados do Sindicato ao lado do presidente do Senado Renan Calheiros

à aplicação da lei. Que, no entanto, era necessário criar condições para que os cegonheiros possam cumpri-la, isto é, era preciso oferecer, ao motorista, estrutura adequada para estacionar seu caminhão e ter o descanso merecido, sem se preocupar com a carga que carrega. Boizinho ainda participou de uma audiência pública com o presidente do Senado Federal, Renan Calheiros, e falou sobre as características específicas da profissão de motorista cegonheiro, mostrando a necessidade de algumas adaptações para que a categoria possa atender à legislação. Diversos diretores também viajaram para Brasília e participaram de encontros com o senador Paulo Paim e o então deputado federal Francisco Araújo, entre outras autoridades.

Grupo foi recebido pelo presidente do Senado Renan Calheiros e pelo deputado federal Nelson Marquezelli

Comitiva do Sindicato acompanha a leitura do projeto

21

Revista Cegonheiro


Documentação

Menos burocracia

Medida reduz risco de o antigo proprietário receber multas por infrações cometidas após a venda

Agora, quem compra ou vende um carro emplacado no estado de São Paulo não precisa mais ir ao Detran (Departamento Estadual de Trânisto) para informar a negociação do veículo. Desde o dia 23 de julho, essa obrigação passa a ser dos cartórios que deverão enviar para a Secretaria da Fazenda os dados das transferências de veículos neles registradas. A norma foi estabelecida pelo decreto nº 60.489 do governo de São Paulo. A medida reduz, por exemRevista Cegonheiro

22

plo, o risco de o antigo proprietário receber multas por infrações cometidas após a venda – situação que, infelizmente, ainda ocorre com muita frequência. Os cartórios deverão enviar cópia digitalizada (frente e verso) do CRV (Certificado do Registro do Veículo) preenchido e com firmas reconhecidas no prazo de até 72 horas. Se isso não for feito, poderão ser multados. O cidadão deve ficar atento: não será permitida a cobrança de nenhuma taxa,

além do valor do reconhecimento da firma e da cópia autenticada do CRV. Atenção ao prazo O prazo para emissão do novo CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) foi mantido: 30 dias após a assinatura do documento de transferência. Quem não fizer isso, terá de pagar multa de R$ 127,69 e ainda receberá cinco pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação).


Homenagem

Parabéns!

Antonio Heleno da Silva

Juliano Braz Fecchio

Quase 60% do transporte de cargas no Brasil é feito por rodovias. Essa tarefa é executada por cerca de um milhão de caminhoneiros autônomos ou de empresas que percorrem os quatro cantos do país colaborando para o nosso desenvolvimento econômico. Por isso, a Revista Cegonheiro dedica estas duas páginas à comemoração do Dia do Motorista - 25 de julho – data escolhida por ser o dia de São Cristóvão, padroeiro dos motoristas. A você, profissional que passa horas ao volante, enfrenta os perigos das estradas e volta para casa depois do dever cumprido, os nossos parabéns! Continue dirigindo sempre com cautela, respeitando as leis de trânsito e levando o progresso por todo o nosso país.

Fábio Severino

Japonês Preto e Geraldo

Revista Cegonheiro

24

Reginaldo Rossi


João Batista

José Lino

Guilherme e Valmírio

Eraldo César Lúcio

Juliano Martins de Oliveira

Mala Velha

Taninho Pirajuí

25

Revista Cegonheiro


Comércio

Brasil e Argentina renovam acordo foto: Divulgação

Novo acerto, que vai até 30 de junho de 2015, reativa o sistema flex na proporção de 1,5

No dia 11 de junho, os governos brasileiro e argentino assinaram, em Buenos Aires, a renovação do acordo automotivo entre os dois países. O novo acerto, que passou a vigorar no dia 1º de julho e vai até 30 de junho de 2015, reativa o sistema flex na proporção de 1,5. Isto é, o Brasil poderá vender com isenção de impostos, no máximo, US$ 1,5 para cada US$ 1 importado do país vizinho. A expectativa é que esse novo acordo destrave o comércio entre os dois países, que desde o ano passado enfrentava forte queda. De acordo com dados do governo brasileiro, o setor automotivo representa cerca de 55% do total do comércio Revista Cegonheiro

26

bilateral e gera 140 mil empregos. O documento tem três anexos. O primeiro estabelece as bases para a discussão do acordo que vai vigorar a partir de julho de 2015. O segundo traz a nomenclatura técnica dos componentes contemplados no acordo, enquanto o terceiro trata de um protocolo de intenções firmado entre os representantes dos setores produtivos do Brasil e da Argentina, relativos a fabricação de veículos automotores e de autopeças. Segundo o protocolo, os setores produtivos comprometem-se a manter participação mínima nos respectivos mercados de veículos, nas seguintes proporções: 11% de automóveis argentinos no Brasil e

44,3% de brasileiros na Argentina. Principal mercado Cerca de ¾ dos veículos vendidos para o exterior vão para a Argentina. Com a queda nas exportações para o país vizinho, a indústria automobilística enfrentou sérias dificuldades que levaram muitas montadoras a anunciar férias coletivas no primeiro semestre deste ano. De acordo com dados da Anfavea (Associação Nacional de Veículos Automotores), as exportações caíram 31,9% nos primeiros quatro meses deste ano, em relação ao mesmo período de 2013, passando de 164,3 mil para 111,9 mil unidades.


ISO 9001 : 2008

www.transzero.com.br São Bernardo do Campo SP • São José dos Campos SP Taubaté SP • São José dos Pinhais PR • Gravataí RS Vitória ES • Rio Grande RS • Camaçari BA • Catalão GO


Mobilidade

Por um trânsito melhor foto: Érica Ramalho

Blog do Planalto

Cerca de 32 mil veículos (10 mil carretas e 22 mil veículos leves) deverão circular diariamente pelo Arco Metropolitano

O primeiro trecho do Arco Metropolitano do Rio de Janeiro – que vai da BR-040, em Duque de Caxias, até a BR-101 Sul, em Itaguaí – foi aberto ao tráfego no dia 1º de julho. A expectativa é de que a obra ajude a desafogar as principais vias de entrada e saída do Rio, como a ponte Rio-Niterói, a avenida Brasil e as linhas Vermelha e Amarela. Iniciada em 2008, a construção integra o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) e contou com investimentos dos governos federal e estadual. O trecho inaugurado tem 71 dos 145 quilômetros da rodovia, e o custo total foi de R$ 1,9 bilhão. Revista Cegonheiro

28

Espera-se que, de início, cerca de 32 mil veículos (10 mil carretas e 22 mil veículos leves) circulem diariamente pelo Arco Metropolitano, passando para 45 mil veículos em 2030. Segundo comunicado divulgado pelo governo do Rio de Janeiro, além de desafogar o tráfego na região metropolitana, o novo corredor facilitará o acesso das cargas ao porto e reduzirá o tempo de movimentação e o custo com transporte de produtos. Batizado oficialmente de rodovia BR-493/RJ-109, o Arco faz entrocamento com as principais estradas federais que cortam o estado ou têm o Rio como destino: BR-040 (Rio-

Arco faz entrocamento com as principais estradas federais que cortam o estado

-Belo Horizonte-Brasília), BR-116 (Teresópolis), BR-101 (Rio-Santos) e BR-465 (antiga Rio-São Paulo). Essa conexão vai melhorar a acessibilidade entre a capital e os municípios vizinhos e permitirá a ligação do Porto de Itaguaí com o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro, em execução pela Petrobras, em Itaboraí. O corredor também será fundamental para o crescimento do transporte de cargas, garantindo, ao setor, mais agilidade, qualidade e rapidez. Segundo estudo da Firjan (Federação das Indústrias do Estado do Rio) haverá uma redução de até 20% no custo do transporte de cargas.


Divulgação

Rodoanel Leste Ligação deverá aliviar o tráfego na avenida Jacu-Pêssego e nas marginais

Veja como ficará o Rodoanel

Assim como os motoristas cariocas, os paulistanos ganharam uma obra viária que promete desafogar o trânsito na região metropolitana. O primeiro trecho do Rodoanel Leste, que liga a região de Mauá à rodovia Ayrton Senna, em Guarulhos, foi aberto ao tráfego no dia 4 de julho. Com 37,5 quilômetros de percurso, o novo corredor deverá receber diariamente 33,2 mil veículos e reduzir em até 40% o tempo de viagem. Essa ligação deverá aliviar o tráfego, principalmente de caminhões, na avenida Jacu-Pêssego e nas marginais. A via também será utilizada pelos motoristas que

vão da zona leste da capital para a região do ABC e para os municípios do Alto Tietê. O trecho Leste terá um total de 43,5 quilômetros de extensão. A segunda etapa, que ligará as rodovias Ayrton Senna e Presidente Dutra, será entregue no segundo semestre deste ano. Além dessa ligação, haverá acesso para a rodovia João Afonso de Souza Castellano, acesso a Mogi das Cruzes e cidades vizinhas e à avenida Papa João XXIII, na interligação com o trecho Sul. Nessa obra, o governo do estado de São Paulo está investindo R$ 3,6 bilhões.

29

Revista Cegonheiro


Combustível

Mais biodiesel no óleo diesel foto: Roberto Stuckert Filho /PR

Presidente Dilma Rousseff afirmou que cada percentual representa aumento de 600 milhões de litros na demanda pelo biocombustível

Desde 1º de julho, o percentual de adição obrigatória do biocombustível ao óleo é de 6% e, a partir de 1º de novembro deste ano, o índice passará a 7%. A taxa anterior era de 5%. A medida foi anunciada pela presidente Dilma Rousseff no dia 28 de maio, durante cerimônia realizada no Palácio de Planalto. De acordo com a presidente, cada percentual representa aumento de 600 milhões de litros na demanda pelo biocombustível. Pelas contas do governo, com a medida o Brasil vai deixar de importar 1,2 bilhão de litros de óleo diesel por ano. “A nova mistura possibilitará a plena utilização da capacidade de produção instalada no Brasil. Atualmente temos 57 unidades aptas a processar cerca de 7,5 bilhões de Revista Cegonheiro

30

litros por ano. Essa elevação está perfeitamente alinhada à política brasileira de diversificação da matriz energética, enfatizando energias renováveis e limpas”, afirmou o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão. Diário Oficial A medida que estabelece o aumento do percentual do biodiesel no óleo diesel é a 647 e foi publicada no Diário Oficial da União no dia 29 de maio. De acordo com a MP 647, o Conselho Nacional de Política Energética poderá, a qualquer tempo, reduzir o percentual para até 5%, restabelecendo-o quando da normalização das condições que motivaram a redução do percentual.

Conforme ainda a MP, o biodiesel necessário à adição deverá ser fabricado preferencialmente a partir de matérias-primas produzidas pela agricultura familiar. No Brasil, cerca de 70% do biodiesel é produzido com soja, 20% com sebo bovino, 4% com óleo de algodão e 6% com outras matérias-primas. A cadeia produtiva aguardava pelo anúncio do aumento da mistura no combustível desde o ano passado - o percentual de 5% foi estabelecido em 2010. O aumento da mistura no combustível está previsto no marco regulatório que autoriza o uso comercial do biodiesel no Brasil. Aprovado há nove anos, o marco estabelecia que, até 2013, a taxa de biodiesel no combustível fosse de 5%.


Gente

De geração em geração

Sandro sempre quis ser cegonheiro e aprendeu a dirigir com o pai

Os cegonheiros estão em luto. No dia 2 de junho, Sandro de Oliveira Souza (Chulé) faleceu vítima de um acidente na cidade de Volta Redonda (RJ). Com apenas 38 anos, ele deixa três filhos: Rodrigo, Richard e Maria Eduarda. Pessoa de sorriso fácil, Sandro sempre cativou as pessoas. “Como poucos, ele soube aproveitar a vida e cumpriu sua missão”, elogia o pai, Luiz Tintino de Souza, mais conhecido como Luiz Trabalhador. Ao falar sobre o filho, Luiz afirma que sabia que ele seguiria seus passos. “Tenho quatro filhos e todos viajaram comigo. Mas com o Sandro era diferente. Ele era meu companheiro de cabine. Aos 15 anos já sabia dirigir um caminhão. Desde garoto, era um bom Revista Cegonheiro

32

motorista”, relembra. Luiz diz que ensinou ao filho os segredos da profissão: respeitar os outros motoristas na estrada, seguir à risca as regras de trânsito e fazer o que se gosta da melhor forma possível. Ele também transmitiu esses ensinamentos ao irmão, José; ao genro, César (Tiririca); e a outras pessoas que se tornaram colegas de profissão. “Fui uma espécie de professor. Tenho muito orgulho dessa profissão”, afirma. Nascido em São Bernardo do Campo (SP), Luiz conta que em 1986 estava desempregado, quando recebeu um convite do amigo Ednor (Maribondo) para fazer algumas viagens no caminhão cegonha. “Aceitei na hora, pois sempre quis ser

cegonheiro”, relembra. Pouco tempo depois, com o desenvolvimento da indústria automobilística, a transportadora Transauto abriu novas vagas para terceiros. “Outro amigo, o Miltinho, perguntou se eu não queria a vaga dele. Aceitei na hora. Em sociedade com meu irmão, José Tintino, e o Cícero (outro Maribondo) compramos nosso primeiro caminhão. Era um Mercedes-Benz 1113”, conta, saudoso. Depois de alguns meses, Luiz e seu irmão venderam suas partes para Cícero, no entanto, continuaram na luta até que surgiu a oportunidade de comprar outro caminhão: um 1519. “Mas a verba era curta, por isso o Boizinho nos ajudou, para que eu e


Sandro com o filho Richardo

Sandro, Richard e Pangaré numa das muitas viagens

meu irmão adquiríssemos o caminhão”, diz. Depois, Luiz comprou a parte de José Tintino e, naquela época, já viajava com a mulher, Rosenilda, e o filho,Sandro. “Ela me ajudava muito – até mesmo para descarregar os carros. O Sandro também sempre foi muito prestativo e já dava sinais de que era um apaixonado pela profissão”, afirma. Depois de Sandro, vieram as filhas, Andressa e Vanessa, e mais um filho,

Luiz Trabalhador ensinou ao filho como ser um bom motorista

Bruno. As viagens em família eram uma verdadeira festa. Mas tornaram-se raras quando os filhos começaram a frequentar a escola. “Viagens só nas férias”, decretou Luiz. Ele conta que ensinou Sandro a dirigir aos 15 anos. “Quando completou 18 anos, ele tirou carta e começou a trabalhar sozinho. “Eu ficava orgulhoso ao vê-lo viajando pelo Brasil e fazendo aquilo de que mais gostava”, relembra. Luiz conta que Sandro sempre

brincava com o irmão, perguntando se ele também queria ser cegonheiro. “Bruno, no entanto, sempre disse que ele ia trabalhar num escritório. Hoje, é funcionário da Brazul”, conta. Nessa empresa, Luiz trabalhou durante 11 anos até conquistar a tão sonhada aposentadoria. “Parei de viajar, pude curtir mais a família e meus netos e ver o Sandro crescer na profissão. Ele foi cegonheiro durante 20 anos e deixou amigos por onde passou”, diz.

Mensagem Rosenilda enviou para a Revista Cegonheiro uma mensagem em homenagem ao filho. Leia:

Rosenilda, Sandro, Andressa, Bruno, Vanessa, Letícia e Luiz (atrás). Richard, Luiz Gustavo e João Vitor (frente)

“Senhor, entrego-lhe o seu filho eterno. Apesar de meu coração estar em pedaços, só tenho de lhe agradecer pelos 38 anos em que ele esteve comigo. A saudade será infinita. Ele me trouxe amor, carinho, preocupação, saudade e noites sem dormir. Se eu pudesse teria ido antes dele, mas o Senhor o escolheu primeiro. Tive e tenho orgulho por meu filho ter sido um bom caminhoneiro. Que ele fique em paz.”

33

Revista Cegonheiro


Restrições de Tráfego

para carretas cegonhas em

2014

O Departamento de Polícia Rodoviária Federal através da portaria 46 do dia 20 de dezembro de 2013, divulgou o calendário de restrição à circulação de Combinações de Veículos de Carga (CVC), Combinações de Transporte de Veículos (CTV) e Combinações de Veículos e Cargas Paletizadas (CTVP), autorizados a circular portando ou não a Autorização Especial OPERAÇÃO DIA de Trânsito (AET), bemDA comoRESTRIÇÃO o trânsito dos demais veículos portadores da AET. HORÁRIO DA RESTRIÇÃO O descumprimento desta proibição constitui infração de trânsito prevista no artigo(sexta-feira) 587 do Código de Trânsito Brasileiro (Código 574-63), sendo que o veículo que for autuado, 28/02/2014 16h00 às 24h00 poderá seguir viagem somente após o horário de término da restrição. 01/03/2014 (sábado) 06h00 às 12h00 Carnaval DE VEÍCULOS LONGOS, PORTADORES DE AET, VÁLIDO APENAS EM RODOVIAS RESTRIÇÃO 04/03/2014 (terça-feira) 16h00 às 24h00 FEDERAIS COM PISTA SIMPLES

05/03/2014 (quarta-feira) 06h00 às 12h00 17/04/2014 (quinta-feira) 16h00DA àsRESTRIÇÃO 24h00 OPERAÇÃO DIA DA RESTRIÇÃO HORÁRIO Semana 18/04/2014 (sexta-feira) 06h00 àsRESTRIÇÃO 12h00 OPERAÇÃO DIA DA RESTRIÇÃO HORÁRIO DA OPERAÇÃO DIA HORÁRIO DA RESTRIÇÃO Santa/Tiradentes OPERAÇÃO DIA DA DA RESTRIÇÃO RESTRIÇÃO HORÁRIO 28/02/2014 (sexta-feira) 21/04/2014 (segunda-feira) 16h00DA àsRESTRIÇÃO 24h00 28/02/2014 (sexta-feira) 16h00 24h00 01/03/2014 (sábado) 06h00 às 12h00 28/02/2014 (sexta-feira) 16h00 24h00 01/05/2014 (quinta-feira) 06h00 às 12h00 28/02/2014 (sexta-feira) 16h00 às às 12h00 24h00 Dia Carnaval do Trabalho 01/03/2014 (sábado) 06h00 04/03/2014 (terça-feira) 16h00 24h00 01/03/2014 (sábado) 06h00 12h00 04/05/2014 (domingo) 16h00 às 24h00 Carnaval 01/03/2014 (sábado) 06h00 às 24h00 12h00 Carnaval 04/03/2014 (terça-feira) 16h00 05/03/2014 (quarta-feira) 06h00 às 12h00 Carnaval 04/03/2014 (terça-feira) 16h00 24h00 19/06/2014 (quinta-feira) 06h00 às 12h00 04/03/2014 (terça-feira) 16h00 às 24h00 Corpus Christi 05/03/2014 (quarta-feira) 06h00 às 12h00 17/04/2014 (quinta-feira) 05/03/2014 (quarta-feira) 06h00 12h00 22/06/2014 (domingo) 16h00 às 24h00 05/03/2014 (quarta-feira) 06h00 às 12h00 Semana 17/04/2014 16h00 24h00 18/04/2014(quinta-feira) (sexta-feira) 06h00 às 12h00 17/04/2014 (quinta-feira) 19/12/2014 (sexta-feira) 16h00 às 24h00 Semana Santa/Tiradentes 17/04/2014 (quinta-feira) 16h00 às 12h00 24h00 Semana 18/04/2014 (sexta-feira) 06h00 21/04/2014 (segunda-feira) 16h00 às 24h00 Semana 18/04/2014 (sexta-feira) 24/12/2014 (quarta-feira) 06h00 às 12h00 Santa/Tiradentes 18/04/2014 (sexta-feira) 06h00 às 12h00 Santa/Tiradentes Fim de Ano 21/04/2014 16h00 às 24h00 Santa/Tiradentes 01/05/2014(segunda-feira) 06h00 12h00 21/04/2014 (segunda-feira) 01/01/2015 (quinta-feira) 16h00 às 24h00 21/04/2014 (segunda-feira) 16h00 às 24h00 Dia do Trabalho 01/05/2014 06h00 12h00 04/05/2014(quinta-feira) (domingo) 16h00 às 24h00 04/01/2015 às 01/05/2014 (quinta-feira) 06h00 12h00 Dia do Trabalho 01/05/2014 (quinta-feira) 06h00 às 24h00 12h00 Dia 04/05/2014 (domingo) 16h00 Dia do do Trabalho Trabalho 19/06/2014 (quinta-feira) 06h00 às 12h00 04/05/2014 (domingo) 16h00 às 24h00 04/05/2014 (domingo) 16h00 às 24h00 Corpus Christi 19/06/2014 06h00 12h00 22/06/2014(quinta-feira) (domingo) 16h00 às 24h00 19/06/2014 (quinta-feira) 06h00 às 12h00 Corpus Christi 19/06/2014 (quinta-feira) 06h00 às 24h00 12h00 Corpus 22/06/2014 (domingo) 16h00 Corpus Christi Christi 19/12/2014 (sexta-feira) 16h00 às às 24h00 22/06/2014 (domingo) 28/02/2014 (sexta-feira) 06h00 às 19h00 22/06/2014 (domingo) 16h00 24h00 19/12/2014 (sexta-feira) 16h00 24/12/2014 (quarta-feira) 06h00 às 12h00 19/12/2014 (sexta-feira) 16h00 às 24h00 24h00 01/03/2014 (sábado) 06h00 às 19h00 Fim de Ano 19/12/2014 (sexta-feira) 16h00 24h00 24/12/2014 06h00 12h00 Carnaval 01/01/2015 (quarta-feira) (quinta-feira) 16h00 às 24h00 24/12/2014 (quarta-feira) 06h00 às 12h00 Fim de Ano 05/03/2014 (quarta-feira) 12h00 às 22h00 24/12/2014 (quarta-feira) 06h00 às 24h00 12h00 Fim 01/01/2015 16h00 04/01/2015(quinta-feira) (domingo) Fim de de Ano Ano 01/01/2015 (quinta-feira) 16h00 às 22h00 24h00 09/03/2014 (domingo) 12h00 às 01/01/2015 (quinta-feira) 16h00 24h00 04/01/2015 (domingo) 16h00 às 24h00 04/01/2015 (domingo) 16h00 às 04/01/2015 (domingo) 16h00 àsE 24h00 24h00 RESTRIÇÃO DE TRÂNSITO NA BR-101, ENTRE OS MUNICÍPIOS DE RIO BONITO (RJ) ITABORAÍ (RJ), KM 269 E 308 DO RIO DE JANEIRO E NA BR-493, NOS MUNICÍPIOS DE MAGÉ (RJ) E ITABORAÍ (RJ), KM 0 AO 26 28/02/2014 (sexta-feira) 06h00 às 19h00

12h00 às às 19h00 22h00 06h00 06h00 às 22h00 19h00 12h00 às 06h00 19h00 06h00 19h00 12h00 às 22h00 06h00 às 19h00 06h00 às às 22h00 19h00 12h00 12h00 às 22h00 12h00 às 22h00 12h00 às 22h00 12h00 às 22h00 12h00 às 22h00 12h00 às 22h00 RESTRIÇÃO DE TRÂNSITO NA BR-135 NO ESTADO DO MARANHÃO, DO KM 00 AO 100 – ENTRE OS Festejos Juninos MUNICÍPIOS DE 21/06/2014 às 22h00 SÃO LUIZ (sábado) (MA) E ITAPECURU-MIRIM (MA)15h00 01/03/2014 (sábado) 12h00 às 22h00 (São João) 22/06/2014 (domingo) 15h00 às 22h00 22h00 Carnaval 01/03/2014 (sábado) 12h00 às 05/03/2014 (quarta-feira) 01/03/2014 (sábado) 12h00 às 12h00 22h00 Carnaval 23/06/2014 (segunda-feira) 06h00 às 01/03/2014 (sábado) 12h00 22h00 Carnaval 05/03/2014 (quarta-feira) 12h00 às 22h00 Carnaval 05/03/2014 (quarta-feira) 12h00 às 22h00 05/03/2014 (quarta-feira) 12h00 às 22h00 Carnaval Carnaval Carnaval Carnaval Carnaval

01/03/2014 (sábado) 28/02/2014 (sexta-feira) 01/03/2014 (sábado) 28/02/2014 (sexta-feira) 05/03/2014 (quarta-feira) 28/02/2014 (sexta-feira) 01/03/2014 (sábado) 05/03/2014 (quarta-feira) 01/03/2014 (sábado) 01/03/2014 (sábado) 05/03/2014 (quarta-feira) 09/03/2014 (domingo) 05/03/2014 (quarta-feira) 05/03/2014 (quarta-feira) 09/03/2014 (domingo) 09/03/2014 (domingo) 09/03/2014(sexta-feira) (domingo) 20/06/2014

RESTRIÇÃO APENAS NOS ESTADOS DAS BAHIA, PARAÍBA, PERNAMBUCO E 20/06/2014 (sexta-feira) 12h00 às 22h00 RIO GRANDE DO NORTE

Festejos Juninos Festejos Juninos (São João) Festejos Juninos Festejos Juninos (São João) (São João) (São João)

20/06/2014 (sexta-feira) 21/06/2014 (sábado) 20/06/2014 (sexta-feira) 20/06/2014 (sexta-feira) 21/06/2014 (sábado) 22/06/2014 (domingo) 21/06/2014 (sábado) 21/06/2014(domingo) (sábado) 22/06/2014 23/06/2014 (segunda-feira) 22/06/2014 (domingo) 22/06/2014 (domingo) 23/06/2014 (segunda-feira) 23/06/2014 23/06/2014 (segunda-feira) (segunda-feira)

12h00 22h00 15h00 às 12h00 às 22h00 12h00 às às 22h00 22h00 15h00 15h00 às 22h00 15h00 às 22h00 15h00 22h00 06h00 às 12h00 15h00 às 22h00 15h00 às 22h00 06h00 às 12h00 06h00 às 12h00 06h00 às 12h00

Fonte: Portaria 46 de 20 de dezembro de 2013 – CGO/DPRF OBSERVAÇÃO: É NECESSÁRIO OBSERVAR AS MUDANÇAS NAS RESTRIÇÕES DOS FERIADOS REGIONAIS DE CADA ESTADO Revista Cegonheiro

34


AGORA É SÓ ESCOLHER. TODA LINHA CHEVROLET DIRETO PARA VOCÊ!

AQUI VOCÊ TEM BENEFÍCIOS ESPECIAIS E ATENDIMENTO PERSONALIZADO. NÃO VAMOS PERDER NEGÓCIO! Plantão:

Parceria:

VIAMAR ABC CAMINHO DO MAR, 2227 RUDGE RAMOS, ABC - SP 4367 8082 | 4367 8090 VIAMAR, 19 ANOS

| TAMBÉM EM MAIS 6 LOJAS EM SÃO PAULO E 4 NO RIO DE JANEIRO 35

Revista Cegonheiro


LICENÇAS Autorização para o tráfego de veículos com carga especial

O Sindicato Nacional dos Cegonheiros tem a disposição dos seus associados e motoristas, o Departamento de Licenças, específico para dar entrada na documentação para a retiradade Licenças Estaduais e Federal de acordo com as normas exigidas pelo DER – Departamento de Estradas de Rodagem e do DNIT – Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes.

ONDE TIRAR AS LICENÇAS São Bernardo do Campo-SP Sede Central – Rua: Luiz Barbalho, 07/11 – Bairro Demarchi Licenças Federal e Estaduais

(11) 4346.5508

Camaçari / Bahia Rua: Gurupi, 23 – Bairro Goiana Licenças do Estado da Bahia

(71) 3622-6500

Gravataí / Rio Grande do Sul Av. Eli Correa, 6.651 – RS 030 – Bairro Passo da Cavera Licenças do Estado do R.G. do Sul

(51) 3431-4848

São José dos Pinhais / Paraná Rua: Tubarão, 112 – sala 02 – Bairro: Borda do Campo Licenças dos Estados de Santa Catarina, Minas Gerais, Tocantins, Paraná, R.G. do Sul, Goiás e São Paulo

(41) 3385-8245

São José dos Campos / São Paulo Rua: Ernesto Júlio Nazaret,201 Vila Tesouro Licenças Federal e Estaduais

(12) 3906-0807

Tocantins (Licença Estadual)

Rio de Janeiro (Licença Estadual)

-Documento Cavalo Mecânico e Carreta -Contrato Social e CNPJ (pessoa jurídica) -CPF e RG (Pessoa Física) -Licença Federal 4,95m -Todos documentos autenticados

- Documento Cavalo Mecânico e Carreta - RG e CPF (proprietário da empresa) - Contrato Social - Requerimentos (no Sindicato)

Minas Gerais (Licença Estadual)

São Paulo (Licença Estadual e Federal) -Documento Cavalo Mecânico e Carreta

Santa Catarina (Licença Estadual)

-Documento Cavalo Mecânico e Carreta -Procuração (retirar no Sindicato) -Contrato Social (pessoa jurídica) -CPF e RG (pessoa física)

R. Grande do Sul (Licença Estadual) -Documento Cavalo Mecânico e Carreta

-Documento Cavalo Mecânico e Carreta

Bahia (Licença Estadual) Goiás (Licença Estadual)

-Documento do Cavalo Mecânico e Carreta

Pernambuco (licença estadual)

-Documento Cavalo Mecânico e Carreta -Licença Federal 4,95m

Paraná (Licença Estadual e Federal) -Documento Cavalo Mecânico e Carreta

ATENÇÃO MOTORISTAS

Licenciamento São Paulo 2014 Final de Placa

1e2 3, 4 e 5 6, 7, e 8 9e0

Revista Cegonheiro

36

CAMINHÕES Mês do Licenciamento

Setembro Outubro Novembro Dezembro

- Cópia legível do documento do cavalo e carretas (todas as carretas que for acoplar na licença) - Cópia legível da licença federal (Dnit) - Contrato social da empresa (xerox autenticada) - CNH do proprietário ou de um dos sócios da empresa (xerox autenticada) - comprovante de endereço – pessoa física (xerox autenticada)

CARRETAS AUTOMÓVEIS MOTOS Final de Placa Mês de Licenciamento

1 2 3 4 5e6 7 8 9 0

Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro


TANAKA, CESAR E MONTALVÃO SOCIEDADE DE ADVOGADOS

PROGRAME A SUA APOSENTADORIA ASSESSORIA COMPLETA PREVIDENCIÁRIA PARA OS ASSOCIADOS DO SINDICATO NACIONAL DOS CEGONHEIROS

- contagem de tempo - entrada em aposentadoria - pensão por morte - auxílio doença e aposentadoria por invalidez - revisão de benefícios - desaposentação

AGENDE UMA CONSULTA ATENDIMENTO NA SEDE DO SINDICATO C/ DR. ALESSANDRO MONTALVÃO

TELEFONE: (11) 41642862 / (11) 7772-0953 (nextel) ID 55*111*22515 alessandrormontalvao@yahoo.com.br

37

Revista Cegonheiro


Classificados

Dambroz 2008, alugo. Tratar com Zé Valter – TN (11) 7809-7712 e ID: 90*12354 Três Eixos 2007 – Tratar com Márcio Galdino 7881-4656 Dambroz 1989 – Preta, carreta reformada, estado de nova, impecável. Tratar com Mário (11) 7871-1282 / 7730-8474 Três Eixos 2006, Robocop, com pneus e cintas. Tratar com Nelson -TG (54) 3221-8501 Dambroz, ano 2000, convencional, pneus e cintas Brazul. Tratar com Bruno (11) 99389-0869 e 30*56894 Engerauto, ano 1996, elétrica, capacidade para 11 carros. R$ 40 mil. Tratar com Salvador Corrêa (11) 9390-5898 e (11) 4347-9728 Carreta Robocop Dambroz 2003, reformada em 2010 e com pistões novos. Padrão Tegma. Impecável. Tratar com Wadson (11) 7661-3377 e (79) 98769353 Vendo ou alugo carreta cegonha Três Eixos, ano 1997, freio novo, cor verde Dacunha, aberta e alongada. Ótimo estado de conservação. Engata caminhão Toco. Valor: R$ 38 mil. Carreta cegonha Dambroz, ano 2000, aberta, alongada, engata caminhão truckado, cor verde Dacunha. Ótimo estado de conservação. Freio feito há dois meses. Valor: R$ 39 mil. Carreta FNV, ano 91, aberta, alongada, cor preta, toda reformada como Engerauto, boa de carga, engata caminhão Toco. R$ 28 mil. O aluguel de qualquer carreta é de R$ 2.000 por mês. Tratar com Valdivino Neto (Val das Tintas) (11) 7009-3838, 3423-1555 e 966*10355 Vendo conjunto Volkswagen Constellation 19370, ano 2009, vermelho e carreta Contin Robocop, ano 1987, verde toda reformada. Preço total: RW 210 mil. Se for vendido separado, R$ 150 mil (cavalo) e R$ 60 mil (carreta). Tratar com Sílvio (11) 97717-3278 e 7*3199 Carreta Engerauto 1998, padrão Brazul amarela, alongada e preparada para “cara chata”, boa de carga (sete pickups e três médios), com oito pneus semi usados. Tratar com Hamilton (11) 98114-0119 Carreta Três Eixos, 2001, com pneus em ótimo estado. Tratar Toninho Pirajuí (11) 98361-6717 Carreta Engerauto, ano 2000, verde, alongada, com pneus e cintas. Preço: R$ 40 mil. Tratar com Nilton (11) 98644-5354 e 99263-2336 Carreta Dambroz 2008, azul (Transauto), com pneus e cintas. Tratar com Reginaldo (11) 7738-7296 9*43047 Carreta Robocop Goldin 1987 com rodas e pneus. Capacidade para 11 carros. Totalmente reformada. Preço: R$ 43 mil. Tratar com Sílvio (11) 7717-3278 Carreta Nego 2008, verde e com pneus. Tratar com Hong (13) 9112-2716 Vendo ou alugo as seguintes carretas: Dambroz 2000/2001, aberta, convencional, preta, R$ 38 mil. Três Eixos, 1997/1997, aberta, convencional, preta, R$ 37 mil. Dambroz, 1998, aberta, alongada, convencional, verde, R$ 39 mil. Três Eixos 1997/1997, aberta, alongada, convencional, verde, R$ 39 mil, Dambroz 2000/2000, aberta, alongada, convencional, engata truck, verde, R$ 39 mil. FNV 1991, aberta, alongada, convencional, R$ 28.500. Tratar com Valdivino Neto (Val das Tintas) (11) 7009-3838, 3423-1555 e 966*10355 Carreta Dambroz 2002, preta padrão Tegma, convencional, com pneus e cintas. Tratar com Osmar (11) 94720-3166 e ID 45*4*148025 Três carretas pranchas para transporte de caminhões (duas Facchini e uma Dambroz). Todas em bom estado e com pneus. Tratar com João (11) 7865-9192 e 4368-9206. Carreta Dambroz Robocop, 2008, com pneus e cinta. Tratar com Valter (Transzero) (11) 99999-3024 Carreta Três Eixos Robocop, 2008, com pneus e cintas em bom estado. Preço: R$ 78 mil. Tratar com Vanderlei (11) 98192-

Revista Cegonheiro

38

0069 e (75) 9823-6842 Carreta Dambroz, Robocop, 2008, amarela, com pneus e cintas. Único dono. Tratar com Pitol (11) 98411-2223 ou Luiz (11) 99220-2963 Carreta Dambroz 2008 com pneus e cintas.Tratar com Márcio Galdino (11) 7881-4656 Carreta Dambroz 2000, convencional alongada, padrão Tegma. Tratar com Gabriel (48) 9935-6575 Engerauto, 98, padrão Brazul, reformada com pneus e cintas. Tratar com Júnior (11) 98245-6690 ou Bruno (11) 993890869, 118*4328 e 307*56894 Carreta Dambroz, Robocop, 2004/2004, verde TNorte, reformada. Preço: R$ 55 mil. Tratar com Sérgio (21) 98017-8789 ou Nextel 919*3927. Alugo ou vendo uma carreta Engerauto 1996, toda Robocop, verde Transzero com pneus e cintas. Para venda R$ 35 mil. Tratar com Roberto (11) 99192-1817 Vendo duas carretas Três Eixos. A primeira é convencional aberta, com pneus, cintas, ano 2002, verde. Preço: R$ 40 mil. A outra também é convencional aberta e foi reformada na Rodoceg. Vem com pneus, cintas, ano 1995, verde. Preço: R$ 40 mil. Tratar com Márcio (51) 7811-3363

MB 2035 – branco - 2008. Tratar com Junior / Bruno (11) 9 8245 – 6690 / 9 9389 – 0869 / 118*4328 Volvo FM 340 4x2, anos 2001 e 2003 Tratar com Joel - TG (54) 3027-7966 site web: htpp://zip.net/bwmdGF Scania 350 4x2 2008/2009 – vermelho e em ótimo estado.R$ 180.000,00 Tratar (11) 9 – 8226-0600 com Julianni / Alfredo VW Constelation 19320, 2006/2006, branco, pneus novos, ótimo estado, revisões em dia. Tratar: (11) 7871-1282 / 7730-8474 com Mário Iveco Stralis, 2008/2009, modelo Power cegonheiro, vermelho Tratar: (11) 8349-6033 / 5514-2461 com Geraldo –Transzero MB Axor 2040, 2008/2008, único dono R$ 190 mil. Tratar: (11) 9430-3098/ ID 55*100*30421 (Cajaiba – TG) MB 1634, 06, branco.Tratar:(11) 94418547 com Umberto Nóbile – TS MB 608 Dguincho, 1980. R$ 30 mil. Tratar:(11) 999134-8945/7833-2201/ID 84*23068 com Gilberto - TN Iveco Stralis, 2009,modelo Power cegonheiro, turbina e unidades novas, vermelho,pneusnovos.Valor: R$ 210 mil. Tratar: (11) 9935-7917 com Delmiro – TNorte Axor 2035, branco, 2007/2008. Tratar com Silvana ou Félix (11) 97028-9782, 98436-3376, 11*6514 ou 7734-5921 Axor 2035, 2008, prata, completo e em bom estado de conservação. Tratar com Márcio Galdino (11) 7881-4656. Axor 2044, 2008, prata, completo, com motor e câmbio revisados. Tratar com Márcio Galdino (11) 7881-4656. Volvo FH 6x2, Globetrotter, 2012/2012, branco, completo e em perfeito estado de conservação. Pronta entrega. Valor: R$ 340 mil. Aceito caminhonete em troca. Tratar com Peterson, da Transzero (11) 98124-1450 Mercedes-Benz 1630, 1995, com motor novo e em ótimo estado. Tratar com Valter (Transzero) (11) 99999-3024 Mercedes-Benz 2035 4x2, 2007, prata. Preço: R$ 120 mil. Tratar com Vanderlei (11) 98192-0069 e (75) 9823-6842 Scania G 420, ano modelo 2011, com 383 mil quilômetros rodados, banco e cama em couro e faróis xênon original de fábrica. Preço: R$ 270 mil. Tratar com Luciano ou Vagner (11) 4335-1568, 97014-8615 e 98115-9750 Volvo FH, 2005, segundo dono, motor e câmbio novos, pneus meia vida, prata. Caminhão de cegonheiro. Tratar com

Buriti (11) 7830-4211 e (11) 99943-8656 Scania G420 4x2, 2008/2008, azul, com 940 mil quilômetros rodados. Ótimo estado de conservação. Preço: R$ 190 mil. Tratar com Gustavo (12) 98314-0000 e 96*37039 Scania T113 Topline, ano 1997, com seis pneus Michelin novos, rodas de alumínio, conversor de bateria e televisão. Segundo dono. Impecável! Tratar com Márcio (51) 7811.3363 MAN TGX 29440, 6x4, ano 2012, ótimo estado de conservação. Preço: R$ 300 mil. Tratar com Claudete (11) 998517954 ou Denis (11) 97639-1191

Fiat Strada Working CD 1.4 flex, 2010, completa. Tratar com Erivaldo (11) 98688-5488 Moto ano 97. Tratar com Itamar – TG (11) 9222-5234 e ID 9*67333 Caminhoneta 82 cabine dupla, original, turbinada, hidráulica, raridade. Tratar com Daniel-TNorte Curitiba - BZ (15) 3278-1214 Pajero, ano 98, prata, motor novo, a gasolina. Tratar com Itamar – TG (11) 9222-5234 e ID 9*67333 Voyage confortline1.6,flex,09/10,comp leto. Tratar com Enzo (11) 4396-1869 e 7765-2487 Uno 2009, azul metálico, duas portas, completo, flex. Tratar com Marcelo – BZ Taubaté (12) 9239-2287 e 9178-2857 Golf Black Edition 2010/2011, preto, completo. R$ 50.400,00. Tratar com Márcio Galdino (11) 7881-4656 D20, 86, turbo, vermelho perolizado, segundo dono, 160 mil quilômetros rodados, carro de garagem, com guincho na frente. R$ 32,5 mil. Tratar com Geraldo Saraiva Filho (11) 7076-0632, 4109-1279 e 4358-1313 Moto BMW GS 1200 R, 2009/2009, prata. Vendo ou aceito troca por carro ou outra moto. Tratar com Peterson (11) 98124-1450 e 916*855 Saveiro Cross 2012, cinza, completa. Preço: R$ 39 mil. Tratar com Márcio Galdino (11) 7881-4656 Moto XT 600 Tenere, 1989, com 19 mil quilômetros rodados, nas cores azul e amarela. Ótimo estado de conservação. Tratar com Júlio (Tegma) 7*30605 e (51) 9804-4632 Mitsubishi Outlander GT, 2011, completa, branca. Preço: R$ 80 mil. Tratar com Márcio Galdino (11) 7881-4656, 63482425 e 80*2223 Saveiro Trend 2009, prata, com cerca de 40 mil quilômetros rodados. O veículo é equipado com direção hidráulica, alarme, rodas de magnésio, trava e vidros elétricos. Preço: R$ 23 mil. Tratar com Francisco (11) 99454-9337 e 2861-0196 Vendo ou troco S10, ano modelo 1998, 4.3, V6, completa, cabine dupla,prata, com kit gás. Ótimo estado de conservação. Tratar com Nelson (11) 98442-0969 Pick up Strada 2009/2010, 1.4 flex, cabine simples, cinza, com 50 mil quilômetros rodados. Tratar com Osmar (Tegma) (11) 94720-3166 e ID 45*4*148025

Terreno Caçapava 248m² Bairro – Vitória Vale - R$ 85.000,00 / Terreno Caçapava Vitória Vale 7X25 - R$ 55.000,00 Tratar Latino (Tegma) (11) 9 – 8632-6532 / (11) 4066 - 4510

Apartamento no centro de Diadema, três dormitórios, 65m², churrasqueira, duas piscinas, de festa, sala de ginástica. Valor: R$ 240.000,00.Tratarcom Eduardo – Cazu (11) 6710-9965 Sítio com cincoalqueires na rodoviaCasteloBranco Km 162, em Porangaba. Tratar com Buriti (11)99943-8656 e 6949-5995 Sítio em Pilar do Sul-SP próximo a Sorocaba,1 e ½ alqueire formado. Tratar com Daniel TNorte Curitiba – BZ (15) 3278-1214 Terreno em Piedade, próximo a Sorocaba. R$ 25.000,00.Troco por carro. Tratar com Marcinho TG (15)3311-4043 e 9574-0272 Casa no bairro Demarchi. Vende-se valor R$ 450 mil ou aceito imóvel de menor valor. Quatro dormitórios (sendo uma suíte), três wcs, cinco vagas, dois terraços, copa, cozinha planejada, sótão, salão de festas e depósito. Tratar com Maria Lúcia (11) 4347-6001 e 9136-2383 Sobrado no Terra Nova II, três dormitórios amplos, uma suíte com varanda. Todo reformado e tudo em porcelanato, Possui jardim de inverno na sala, cozinha embutida, rack sob medida, copa e coifa. Valor: R$ 400 mil. Tratar com Nildo (11) 7364-4324 e 4396-9008 Cobertura duplex(nova) no centro de São Bernardo do Campo.Tratar com Jorge BZ (11) 6734-4797 Apartamento novo em Nova Petrópolis (São Bernardo do Campo). O imóvel tem dois dormitórios, sala, cozinha, WC, área de serviço com sacada, área de lazer e piscina, etc. Área útil de 49 metros. Entrega prevista para abril de 2013. Preço: R$ 250 mil. Tratar com Salvador (11) 4347-0931 Apartamento no Rudge Ramos, em São Bernardo do Campo. Com dois ou três dormitórios, duas garagens, área de lazer, área de construção 100 metros quadrados. R$ 330 mil mais saldo de prestações. Tratar com Guilherme- 6605-7953 Casa em Dias Dávila (BA) com 850 metros quadrados de terreno. A casa possui quatro quartos (dois com suíte), sala, cozinha, banheiro e varanda. Tem ainda gramado na frente e várias árvores frutíferas. Vendo ou troco por um cavalo e carreta. Tratar com Angela (71) 91783389 e 966*8632 Vendo uma casa no Jardim Nosso Lar (próximo ao Clube da Ford). O imóvel possui dois dormitórios (sendo um deles com suíte e sacada), sala, cozinha, banheiro, lavanderia e garagem com portão automático e capacidade para quatro carros. Tratar com Eraldo ou Silvana (11) 98397-4705 e 98384-4799 Vendo ou troco chácara em Boituva por uma casa em São Bernardo do Campo ou Santo André. A chácara fica a quatro quilômetros da cidade, possui pomar e quarto para hóspede. Tratar com Nilton (Transauto) (11) 4127-9324 e 98784-7600 Vendo ou troco apartamento no Condomínio Praia Center, a 50 metros da praia do Morro, em Guarapari (ES). Com área total de 106,54m², o imóveltem um quarto, uma suíte, sala de estar, varanda (sacada), um banheiro, um lavabo e uma cozinha e área de serviço. Todo mobiliado. Tratar com Washington (43) 9105-4141 Sítio em Boituva (SP), com área de 50 mil metros quadrados. A casa sede tem 450 metros quadrados, quatro quartos com suíte, sala, cozinha e dois banheiros. A área de lazer conta com piscina, salão de jogos, quiosque, churrasqueira, forno a lenha.e lagoa para pesca. Possui ainda casa para caseiro, pomar em formação, um cavalo, cinco cabeças de gado. Preço: R$ 580 mil. Aceito apartamento como parte do pagamento. Tratar com Lúcio (Tegma) – (11) 7732-5305 ou Ailton (11) 3536-4926 e 99701-8824

ANUNCIE

4346-5507

(11)

e-mail: revistacegonheiro@sindicatodoscegonheiros.com.br


Profile for Sinaceg

Revista Cegonheiro - Edição 147  

Revista Cegonheiro - Edição 147  

Profile for sinaceg
Advertisement