Issuu on Google+

ESPECTADOR EM TRÂNSITO

VIDEOINSTALAÇÕES MANUAL DE MONTAGEM


ENTRE MARGENS ANDRÉ PARENTE, 2004

1. A ARQUITETURA E AS MEDIDAS DA INSTALAÇÃO Esta instalação deve ser realizada com duas imagens projetadas, uma diante da outra. Há duas técnicas para projetá-las. Quando há mais espaço a projeção deve ser feita por detrás, sobre uma superfície translúcida. A tela, translúcida ou não, deve ter em torno de 4 metros (largura) por 3 (altura). Quando não é possível dispor de um espaço de 40 m2 (10 metros de largura por 4 metros de largura), a imagem pode ser projetada dentro de uma sala de 20 m2 de medida de 5 por 4 metros (mais ou menos). Neste caso, as imagens são projetadas nas paredes de 4 metros. O ideal é que as imagens ocupem toda a parede. Se isto não for possível, projetá-las rente ao chão. O esquema de projeção a seguir é para um espaço ideal (caso o projetor não tenha lente grande angular, o espaço atrás da tela translúcida deve ter pelo menos 5 metros). E muito provável que os espaços

2


expositivos sejam menores e que a imagem não tenha mais do que 3 metros de largura. A imagem tem uma razão 1,33, e deve ser projetada em uma largura mínima de 2,5 metros e máxima de 4 metros. Este trabalho não foi feito para ser visto em um DVD, mas em uma instalação onde a imagem é projetada em grandes dimensões. A seguir, apresentamos o esquema de projeção (planta baixa e corte transversal). No meio da sala deve ter um banco, que pode ser um banco de madeira (50 centímetros de largura por 2 de comprimento) ou vários pufes (cinco ou seis) quadrados dispostos ao acaso no meio da sala. De preferência as paredes devem ser pretas. No lugar onde as imagens são projetadas as paredes devem ser brancas. O chão deve conter carpete preto, para evitar que o som seja refletido e ecoe de forma excessiva.

3


4

Montagem, conforme especificaçþes do artista


5

Montagem, conforme especificaçþes do artista


Montagem adaptada para o espaรงo do DN

4.00

6

4.00

Bancos


7

Bancos

4.00

Montagem adaptada para o espaรงo do DN

2.70


As medidas são ideais, de forma que a imagem obtida tenha algo em torno de 4 metros de largura por 3 metros de altura.

2. CUIDADOS COM O SOM Uma outra característica do trabalho é o som. O som deve ser 5.1. A voz do homem é ouvida no auto-falante que fica no meio da sala, no teto. As 4 outras caixas ficam cada uma delas dispostas em um canto da sala. É preciso verificar se as caixas estão na posição correta, de forma que o movimento do som ocorra em círculos (sentido horário ou anti-horário). Nos sons 5.1 há um teste para verificar o percurso de deslocamento do som. Não pode haver movimentos diagonais.

8


3. EQUIPAMENTO NECESSÁRIO 2 projetores 2 DVDs da mesma marca 1 sistema 5.1 FICHA TÉCNICA Narração: Luiz Fernando Carvalho Fotografia: Luis Felipe Sá Música: Fernando Moura Montagem: Leonardo Domingues Produção: Márcio Pinto Produtora: MP2 Produções e N-Imagem

9


ESTEREOSCOPIA ANDRÉ PARENTE, 2005

1. O USO DO MOUSE O espectador poderá se servir de um mouse para fazer um zoom para frente ou para trás. Se ele coloca o cursor na parte de cima da imagem o zoom se movimenta para frente, e, na parte baixa, para trás. Caso ele coloque o zoom no meio da tela ou fora da imagem a imagem pára de fazer o movimento. 2. COMO INSTALAR O PROGRAMA O CD-ROM enviado contém uma cópia do programa interativo, realizado para apresentação do trabalho, usando Director. Para instalar o programa, seguir os passos abaixo: a. Transferir para o HD do computador o conteúdo todo do CD; b. Uma vez os arquivos no HD, clicar no arquivo executável Start 2. O programa vai

10


abrir enquanto a música estará tocando. c. O computador deve ter o programa Quicktime na versão 6.0 ou mais. Este programa é gratuito e pode ser baixado na internet (caso o programa não esteja instalado, as imagens não serão visualizadas). 3. ESQUEMA DE PROJEÇÃO Este trabalho não foi feito para ser visto em um computador, mas em uma instalação, onde não apenas a imagem é projetada em grandes dimensões. A seguir, apresentamos o esquema de projeção (planta baixa e corte transversal).

11


12

Montagem, conforme especificaçþes do artista


13

As medidas sĂŁo ideais, de forma que a imagem obtida tenha algo em torno de 4 metros de largura por 3 metros de altura.

Montagem, conforme especificaçþes do artista


4. ESQUEMA DE SOM Uma outra característica do trabalho é o som. O som deve ser estereofônico. A voz do homem é ouvido em um dos alto-falantes e a da mulher no outro. 5. EQUIPAMENTO NECESSÁRIO 1 Computador PC, tal como especificado, com: 1 Projetor multimídia 2 caixas de som 1 mouse FICHA TÉCNICA Direção artística: André Parente Coordenador de tecnologia: Luiz Velho Software: Sergio Pinheiro Edição e programação visual: Erivelton Muniz da Silva Design de som: Aline Couri Fotografias: André Parente

14


Agradecimentos: Instituto Sergio Motta, Núcleo de Tecnologia da Imagem da UFRJ, Laboratório Visgraf do Instituto de Matemática Pura e Aplicada. José Inácio Parente, Mauro Swenson

15


ENTRE

LUCIANO MARIUSSI, 2001/05

1. SOBRE O TRABALHO Este trabalho consiste em quatro videoprojeções de pessoas em tamanho natural, instaladas diretamente sobre as paredes de uma sala. 2. SOBRE A MONTAGEM Este trabalho pode ser adaptado a diversos espaços. Não existem medidas exatas nas distâncias entre cada projeção, apenas a altura da projeção deve ser respeitada (2 metros). O trabalho foi previsto para ser montado com 4 projeções, uma em cada parede, mas outros arranjos são possíveis (opções 2 e 3). Os projetores são presos no teto.

16


montagem 01

17

Montagem, conforme especificaçþes do artista


montagem 02

18

Montagem, conforme especificaçþes do artista


montagem 03

19

Montagem, conforme especificaçþes do artista


5.00

Montagem adaptada para o espaรงo do DN

4.00

montagem 01 (altura de 2.70)

20


5.00

Montagem adaptada para o espaรงo do DN

4.00

montagem 02 (altura de 2.70)

21


5.00

Montagem adaptada para o espaรงo do DN

4.00

montagem 03 (altura de 2.70)

22


2m

3. ESPECIFICAÇÕES Projeção com 2m de altura. Não deixar espaço entre o piso e a projeção. Caixas de som próximas ao teto em cima de cada projeção. 4. FICHA TÉCNICA Direção e câmera: Luciano Mariussi Edição: Scott Porter/Luciano Mariussi Performances: Janja, Gabriel Gorosito, Patrícia, Fernando Marés

23


SEM TÍTULO LUCIANO MARIUSSI, 2007

1. SOBRE O TRABALHO O trabalho consiste em cinco monitores de vídeo (2,5 polegadas) distribuídos pelo local da exposição, sem uma sala específica. Cada monitor possui um conteúdo diferente e é colocado em lugares onde o acesso é um pouco dificultado. Lugares como um ponto mais alto que o normal da parede, algum canto meio escondido, atrás de uma mesa na recepção, no chão etc. O trabalho pode ser adaptado a diversos espaços. Não existem medidas exatas nas distâncias entre os monitores. 2. SOBRE A MONTAGEM A montagem deste manual foi feita apenas para fins ilustrativos, cada espaço onde o trabalho será montado terá uma nova configuração, de acordo com as especificidades do local.

24


O trabalho pode ser adaptado a diversos espaços. Não existem medidas exatas nas distâncias entre os monitores. A idéia é distribuí-los não em locais de exposição, mas sim em espaços adjacentes às salas de exposição, como hall de entrada, sala de recepção etc.

25


O BEIJO

LEANDRO LIMA & GISELA MOTTA, 2004

1. EQUIPAMENTOS 2 projetores de vídeo NTSC, com 3000 ansi lumens Os projetores devem ser idênticos. E também devem ter o mesmo número de horas, pois eles são usados lado a lado para formar uma única imagem. 2 DVDs player O DVD player deve ler DVD-R NTSC 1 canto positivo de 90º para projeções frontais. Este pode ser de preferência um canto natural do espaço expositivo, pode ser uma parede do espaço expositivo ou um painel acoplado à parede, formando um canto de 90º ou ainda 2 painéis colocados de maneira tal a formar as paredes anguladas necessárias.

26


Projeção frontal diretamente numa parede branca (sem nenhum tipo de moldura), tamanho mínimo: 200X124cm cada

Importante: Assim é normalmente montado o trabalho, mas o tamanho da projeção pode variar de acordo com a sala de exposição, desde que as proporções sejam respeitadas. As projeções precisam encostar uma na outra, e devem estar alinhadas na mesma altura e serem do mesmo tamanho, ou seja, devem ser idênticas. A instalação não deve estar numa sala à parte, deve estar no espaço expositivo junto com as outras obras, obviamente levando em conta a luminosidade geral do ambiente.

27


O fundo do vídeo (a área preta) não deve aparecer. A caixa retangular (o quadro) da projeção não deve ser vista. Não deve haver nenhuma luz direcionada para a parede da projeção, como luzes de janelas etc... A superfície ideal é opaca e sólida, como uma parede. Tecidos translúcidos não funcionam, pois deixam passar parte da luz. Superfícies brilhantes não funcionam, pois refletem a luz. Não deve haver nenhuma emenda na superfície a ser projetada. Importante: Não trocar os aparelhos nem os projetores, nem os DVDs players, pois eles estão com setagens que, caso ocorra a troca o vídeo, não dará play, pois a instalação O Beijo está com a setagem para componente e não supervideo, como os equipamentos do Passei-o.

28


2. CONECTAR OS EQUIPAMENTOS: Importante utilizar o cabo componente para conectar os DVDs e os projetores; todas as setagens já foram feitas para esse cabo, caso os equipamentos sejam ligados com supervideo ou RCA a imagem não aparecerá. O DVD está ajustado para Progressivo, deve ficar assim, não ativar no projetor o botão POUPAR ENERGIA, pois o projetor se autodesligará. No menu do projetor podem ser feitas setagens dos ajustes de luz. Deixamos nos parâmetros abaixo para a montagem no saguão do Rio, que era extremamente claro. Ajustar conforme o local. Brightness 50% - Contraste 52% - saturação 70% - Sharpiness 90%

29


30

Montagem, conforme especificaçþes do artista


31

Montagem, conforme especificaçþes do artista


PASSEI-O

LEANDRO LIMA & GISELA MOTTA, 2005

1. SINOPSE A vIdeoinstalação apresenta uma paisagem onde se vê um trilho de trem. Pouco acontece até o momento em que começamos a ouvir os ruídos característicos da aproximação da locomotiva. Os apitos vão se intensificando até passar, o que se espera ser, o trem, porém, nesse momento uma sucessão de imagens atravessam a tela e, como a locomotiva, seguem adiante. Após essa enxurrada de cenas, tudo volta à mesma calmaria de antes, até que o próximo ruído de trem comece novamente a ser aproximar. Importante: Assim é normalmente montado o trabalho, mas o tamanho da projeção pode variar de acordo com o sala de exposição, desde que as proporções sejam respeitadas.

32


Projeção frontal. tamanho: 400X225cm, diretamente sobre a parede ou painel (sem nenhum tipo de moldura)

2. EQUIPAMENTOS 1 projetor de vídeo, NTSC, com 3000 ansi lumens 1 DVD player O DVD player precisa ler DVD-R NTSC 1 tela de retroprojeção de 400X225cm 1 sub woofers (ativo) 1 caixas (ativas) 3. MONTAGEM Essa videoinstalação não deve estar numa sala à parte, e sim no espaço expositivo, junto com os outros trabalhos, desde que a luz ambiente permita.

33


34

Montagem, conforme especificaçþes do artista


35

Montagem, conforme especificaçþes do artista


Não deve haver nenhuma luz direcionada para o local da projeção, como luzes de janelas etc... A superfície ideal é opaca, e sólida como uma parede. Tecidos translúcidos não funcionam, pois deixam passar parte da luz. Superfícies brilhantes não funcionam pois refletem a luz. Não deve haver nenhuma emenda na superfície a ser projetada, mas, se for necessário algum tipo de emenda, esta deve ser feita na horizontal na altura dos trilhos e não na vertical, nem no meio da tela. O ideal no caso de construção de tela ou painel é ligar o projetor, ver o tamanho da imagem projetada e só então construir a tela/painel.

4. DICAS DE MONTAGEM Utilizando o projetor DELL 2400 para fazer uma projeção de 400X225, a distância entre o projetor e a tela precisa ser de 8,20cm.

36


Para fazer uma projeção de 350X197, a distância entre o projetor e a tela precisa ser de 7,20cm. Para fazer uma projeção de 300X169, a distância entre o projetor e a tela precisa ser de 6,20cm. Recomenda-se que a projeção seja de 400X225cm a 350X197cm. Menor que isso o trabalho começa a perder suas características.

37


38

Montagem, conforme especificaçþes do artista


39

Montagem, conforme especificaçþes do artista


40

Montagem, conforme especificaçþes do artista


41

Montagem, conforme especificaçþes do artista


Segue abaixo como conectar os cabos da videoinstalação Passei-o. Para ligar o Som: 1º conectar o cabo RCA-CANON no DVD player na saída RCA Vermelha, depois conectar a ponta CANON do cabo RCA-CANON no SUBWOOFER na entrada INPUT L; 2º conectar o cabo CANON-CANON no SUBWOOFER na saída HI PASS L Depois conectar a ponta CANON do cabo CANON-CANON na CAIXA DE SOM na entrada 2 LINHA. Depois regular o volume de acordo com o espaço expositivo. Importante: Não trocar os aparelhos nem os projetores, nem os DVDs Players, pois eles estão com setagens que, caso ocorra a troca, o vídeo não dará play, pois a instalação O Beijo está com a setagem para componente e não supervideo.

42


43


44


Manual Espectador em Trânsito