Page 1

MECÂNICA EM FOCO – 1ª EDIÇÃO

1

ok

SESI | SENAI | PRONATEC

Julho de 2013


MECÂNICA EM FOCO – 1ª EDIÇÃO

2

ÍNDICE 3 4 5 7 8 9 11 12 13 14 16 17 18 19 20 20 21 24 25 26

Agradecimentos Editorial Matemática versus Mecânica: “A bula da Matemática” Entenda a importância da Mecânica na sociedade Você sabe como funciona um processo de soldagem? O espaço da mulher na área de Mecânica Fique por dentro do curso Técnico de Mecânica A mecânica se move: conheça o sistema do airbag Mecânica de precisão: entrevista com o professor Diego Borges Ferramentas da mecânica e máquinas industriais Mercado de trabalho na área de Mecânica Mecânica de processos Mitos e verdades sobre Mecânica Automotiva Meio ambiente e Mecânica sustentável EPI’S: equipamentos de proteção individual Manutenção em máquinas e equipamentos Sistematizando a Mecânica: a Mecatrônica A mecânica e a sustentabilidade Considerações sobre Mecânica Industrial Mecânica quântica: conheça o ‘efeito Hamlet’

FICHA TÉCNICA Coordenação Pedagógica SESI EJA RMS - Elisangela Leão dos Santos Professora de Língua Portuguesa SESI EJA RMS - Sâmara Azevedo Professora de Matemática SESI EJA RMS – Lívia Vasconcelos Coordenação Pedagógica SENAI (LTA) – Verônica Cedraz Coordenador Técnico Mecânica SENAI - Gilson de Assis Oliveira Gerente da Unidade SESI EJA RMS - Denise Dib Gerente Pedagógica da Unidade SESI EJA RMS - Márcia Lago CAPA: Marcelo Vasques - celovasques@hotmail.com (71 8144-0722)

EXPEDIENTE Revista “Mecânica em Foco”. Produção das turmas de Mecânica do Senai (PRONATEC - CAMAÇARI), em parceria com o SESI, sob a supervisão, edição e diagramação da professora Sâmara Azevedo (SESI). Os textos que constam nessa revista foram redigidos pelos alunos, bem como a responsabilidade pelas imagens utilizadas. A revista é um requisito parcial de avaliação na disciplina de Língua Portuguesa. Em Julho de 2013.

SESI | SENAI | PRONATEC

Julho de 2013


MECÂNICA EM FOCO – 1ª EDIÇÃO

3

“No que diz respeito ao empenho, ao compromisso, ao esforço, à dedicação, não existe meio termo. Ou você faz uma coisa bem feita ou não faz.” (Ayrton Senna)

AGRADECIMENTOS Agradecemos primeiramente a Deus, que nos deu força para aqui chegarmos, sem sombra de dúvidas, a estarmos aqui hoje apresentando este projeto, que nos custou suor e trabalho, mas que saberíamos o quanto seríamos recompensados e valeria todo o esforço. Sem contar com a professora Sâmara, que além de nos capacitar para tal feito, ainda nos encorajou e deu-nos força, sendo literalmente a nossa peça chave. Agradecemos às coordenadoras Elisangela Leão (SESI) e Verônica Cedraz (SENAI) por todo o carinho e compreensão que nos deram em todos os momentos possíveis. Queremos agradecer também ao coordenador Gilson e professora Lívia que estiveram do nosso lado para dar-nos suporte em quaisquer que fossem as coisas que nós necessitássemos. A professora Luana, que em suas aulas nos passou seus conhecimentos, os quais foram de grande ajuda na hora de realizarmos o trabalho. A Agradecemos aos professores e a toda equipe do SENAI, que diretamente ou indiretamente, deu-nos auxílio e fortaleceu-nos para estarmos apresentando nosso feito. E a você caro leitor, que reservou o seu tempo para se deleitar com o nosso trabalho!

Alunos das turmas de Técnico em Mecânica - 42.279 e 42.280

SESI | SENAI | PRONATEC

Julho de 2013


MECÂNICA EM FOCO – 1ª EDIÇÃO

4

EDITORIAL

A ideia de reunir as pesquisas de campo dos alunos das turmas de Mecânica, como resultado das aulas de Língua Portuguesa do SESI fez surgir a Revista ‚Mecânica em Foco‛. Como professora de Língua Portuguesa, entendo que a construção do texto acontece fora dele, através das vivências, leituras, discussões, pesquisas teóricas e práticas. Assim, propus aos alunos a aceitação de um desafio: trazer a mecânica para dentro do texto. As turmas de Mecânica do SENAI LTA (Camaçari) 42.279 e 42.280 são oriundas do PRONATEC, iniciativa do governo federal em parceria com escolas técnicas e outras instituições por todo o Brasil. Desde que surgiu, em 2011, o PRONATEC (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego) vem oferecendo aos jovens de baixa renda a possibilidade de ingressar gratuitamente no mundo do trabalho, através de cursos técnicos profissionalizantes. No SENAI, os alunos que ingressam nos cursos técnicos profissionalizantes, participam do acompanhamento pedagógico oferecido pelo SESI, uma espécie de ‘reforço escolar’ nas disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática, que são ministradas pelos professores do SESI. Esse acompanhamento pedagógico é fruto da parceria entre SESI e SENAI, cujo intuito é sanar possíveis dúvidas dos alunos nessas áreas, como também visa subsidiá-los nas disciplinas específicas dos cursos, possibilitando assim, melhor rendimento nos estudos. Com o apoio dos coordenadores Elisangela Leão (SESI - EJA), Verônica Cedraz (SENAI LTA), Gilson Oliveira (SENAI CETIND), professora Lívia Vasconcelos (SESI EJA), professora Sâmara Azevedo (SESI EJA), professores e alunos de Mecânica do SENAI LTA e a equipe da unidade SESI EJA, foi possível superar todos os desafios com êxito, para enfim desfrutarmos de tudo que a mecânica representa em nossas vidas. █ Professora Sâmara Azevedo SESI | SENAI | PRONATEC

Julho de 2013


MECÂNICA EM FOCO – 1ª EDIÇÃO

5

MATEMÁTICA VERSUS MECÂNICA: “A BULA DA MATEMÁTICA” Professora Lívia Vasconcelos O Técnico em Mecânica é um profissional com competências e habilidades para atuar na elaboração de projetos mecânicos, planejar, aplicar e controlar procedimentos de instalação e de manutenção conforme normas técnicas e de segurança. Para que o aluno adquira todas essas competências e habilidades é necessário que lhe proporcionemos um ambiente favorável e desafiador. Desde a infância nos deparamos com situações que lembram noções de espaço e formas de objetos. Desta forma vamos adquirindo conhecimentos sobre a geometria, despertando a necessidade de desenvolver a capacidade de observação do espaço, visando compreender, descrever e representar de forma organizada o mundo físico. A ideia dessas atividades é perceber a importância da matemática na mecânica e ampliar a visão do educando desenvolvendo a observação espacial, pois apesar de estarmos vendo planos bidimensionais, existem profundidades não visíveis que determinam a forma tridimensional de uma peça. Podemos ter como alguns exemplos: Chave soquete que tem boca sextavada, oitavada, quadrada etc. CONFIRA NA PÁGINA SEGUINTE ‚A BULA DA MATEMÁTICA‛, PRODUZIDA PELOS ALUNOS DAS TURMAS DE MECÂNICA 42 279 E 42 280, COM O ACOMPANHAMENTO DA PROFESSORA DE MATEMÁTICA LÍVIA VASCONCELOS!

SESI | SENAI | PRONATEC

Julho de 2013


MECÂNICA EM FOCO – 1ª EDIÇÃO

6

Matemática A importância da matemática para os profissionais da mecânica. __________________________________________________________________________ APRESENTAÇÕES: A matemática se faz cada vez mais presente na evolução da humanidade, vai desde o comércio até a indústria. A matemática é o pilar que sustenta a mecânica, pois tudo se move em volta dela, para cada medição e encaixe sair perfeito é preciso cálculos precisos e muitas vezes até complexos. INFORMAÇÕES AO PACIENTE A matemática deve ser usada constantemente na mecânica, tudo tem que ser feito com muita atenção, com cálculos exatos, sem variações nem erros, pois qualquer número que não esteja correto pode comprometer um trabalho inteiro. Portanto use e abuse da matemática, absorva em abundância, pois sem ela a mecânica não sobrevive e nem os profissionais sem esses conhecimentos. PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO? A matemática é pré-requisito para o sucesso do profissional da mecânica, pois é através dela que podemos entender os sistemas mecânicos e as ferramentas que iremos utilizar. Dependemos dela para aplicações diretas em fórmulas, cálculos de expressões e também para medir tamanhos exatos de peças. CONTRA INDICAÇÃO E EFEITOS COLATERAIS Não existe contra indicação para o uso da matemática na mecânica, mas a falta do seu conhecimento ou seu mau uso poderá causar dificuldades na execução de um projeto e até mesmo causar danos físicos ao profissional ou financeiro para empresas. Um profissional sem o mínimo conceito básico da matemática não será aproveitado no mercado de trabalho, não passará em uma entrevista de emprego, entre outras situações. COMPOSIÇÃO A mecânica é composta de 80% de cálculos da matemática e física e 20% em áreas de outros conhecimentos. FÓRMULA São utilizados vários instrumentos pelos profissionais da mecânica ligados a matemática na atividade industrial, entre eles, podemos destacar:

Paquímetro

Réguas

Micrômetro

ADVERTÊNCIAS E/ OU PRECAUÇÕES Caso de dúvidas na matemática recomenda-se a consulta de livros didáticos, internet, vídeos relacionados ao assunto, em casos mais graves procure um professor de matemática juntamente com um profissional que atua na área de mecânica para um bom desenvolvimento do seu trabalho, não se esquecendo de fazer sempre utilização da calma e paciência. POSOLOGIA Não se tem restrições para quantidade de vezes que deverá ser utilizado a matemática, portanto absorva-a diariamente, pois a superdosagem beneficiará o profissional dessa área. REAÇÕES ADVERSAS Com a frequência de erros na matemática, podem ter como consequência graves, podendo atrasar o serviço, causar acidentes ao profissional da área acarretando até em uma demissão.

SESI | SENAI | PRONATEC

Julho de 2013


MECÂNICA EM FOCO – 1ª EDIÇÃO

7

ENTENDA A IMPORTÂNCIA DA MECÂNICA NA SOCIEDADE Todos sabem que a mecânica é importante, está presente em todas as empresas, porém existem explicações mais complexas sobre essa grandiosa área profissional. _______________________________________________________________

Geovanne Gomez, Lucas do Monte e Miguel dos Santos Neto.

A

mecânica sempre esteve presente em

nossa sociedade, mesmo que às vezes passe despercebida por muitos. Isso mudou após a Revolução Industrial que ocorreu em vários países (principalmente na Inglaterra), onde esta área teve um grande crescimento em um curto período. Aqui no Brasil, a mecânica também possui grande importância no nosso cotidiano, já que engloba analise e fabricação de produtos que são usados em todas as atividades da sociedade. A mecânica é a aplicação de matemática e ciências básicas, principalmente física, no projeto, construção, análise, manutenção e operação de

sistema mecânicos. Os sistemas mecânicos são constituídos por elementos físicos, construídos pelo homem ou presentes na natureza. Um mecânico desenvolve, projeta e supervisiona a produção de máquinas, equipamentos, veículos, sistemas de aquecimento e de refrigeração e ferramentas especificas. Calcula a quantidade necessária de matérias-primas, providencia moldes das peças que serão fabricadas, cria e testa os produtos obtidos. Organiza sistema de armazenagem, supervisiona processos e define normas e procedimentos de segurança para a produção. █

SESI | SENAI | PRONATEC

Julho de 2013


MECÂNICA EM FOCO – 1ª EDIÇÃO

8

A Na solda, os materiais têm que ser iguais ou até meio parecidos em termos de composição. Bruno dos Santos Santana, Edno Batista, Inácio Almeida dos Santos, Paulo Guilherme Moura de Souza

soldagem é um grupo de vários processos em que o calor é gerado por uma resistência a um fluxo de corrente elétrica que atravessa as partes a serem unidas. Esse processo é mais usado para solda juntas de chapa com diferentes espessuras. A corrente elétrica é conduzida até a junta por um par de eletrodos gerando o aquecimento e a resistência da superfície a ser soldada. Os eletrodos fixam as peças por meio de pressão, a fim de garantir um ótimo contato elétrico e conter o metal fundido na junta. A solda pode ser defina como a união de dois materiais, onde as superfícies parecem que se tornam plásticos por causa da temperatura do calor, ou também por adicionar um outro metal para fazer a união dos metais. Na solda, os materiais de têm que ser iguais ou até meio parecidos em termos de composição. A Soldagem também tem seus cuidados. O soldador nunca deve trabalhar numa poça d’água ou num chão excessivamente úmido, trocar eletrodo com a mão sem luvas ou mover uma máquina de soldagem ligada. Deve usar protetor ocular para proteger contra raios ultravioletas e raios infravermelhos. Priorizar os locais previstos para soldagem ou corte ao arco elétrico. Locais onde se solde ou corte não devem conter líquidos inflamáveis nem sólidos combustíveis ou gases inflamáveis. Não soldar, cortar recipientes fechados ou que não tenham sido devidamente esvaziados e limpos internamente. Substâncias depositadas na superfície das peças podem decompor-se sob a ação do calor e produzir vapores inflamáveis ou tóxicos. É importante atentar para esses cuidados para o processo de soldagem fluir com toda a segurança. █

SESI | SENAI | PRONATEC

Julho de 2013


MECÂNICA EM FOCO – 1ª EDIÇÃO

9

É bem comum encontrar mulheres trabalhando no cargo de reparadoras, consultoras técnicas e até mesmo como donas de oficinas mecânicas. Por Deisiane Silva Dos Santos, Itamara Kalline Alves da silva, Lanuzi Dos Santos Santana Thaina Maria Dos Santos Cunha

____________________________________________________________

É

difícil para qualquer pessoa ingressar no mercado de trabalho, pois, a cada dia a concorrência está acirrada e cada vez mais os profissionais estão se preparando para uma grande briga. Dentro desse cenário totalmente masculino, temos o público feminino, que como se sabe, enfrenta há muitos anos uma luta constante para conquistar o seu lugar e reconhecimeto pelo seu trabalho, e mesmo depois de muitas reivindicações e conquistas ainda não são reconhecidas e sofrem preconceito perante a sociedade.

Porém a sociedade não imaginava e que um dia veria mulheres trabalhando em oficinas mecânicas, mas não como atendentes e sim como operárias de obras, fazendo trabalho que antes era masculino. É bem comum encontrar mulheres trabalhando no cargo de reparadoras, consultoras técnicas e até mesmo como donas de oficinas, temos como exemplo a exbancária Agda Óliver, que depois de ser mal atendida em uma oficina comandada por homens, resolveu estudar mecânica para abrir o seu próprio estabelecimento, porém com um diferencial: o atendimento especializado à mulher.

SESI | SENAI | PRONATEC

Julho de 2013


MECÂNICA EM FOCO – 1ª EDIÇÃO

10

Todos os dias presenciamos a área da mecânica abrir novas oportunidades para as mulheres. A falta de técnicos Mecânicos do sexo masculino força as empresas a disputarem pelos técnicos mecânicos que estão disponíveis no mercado. Apesar de a procura por estudantes do sexo feminino ser baixa, as mulheres estão cada vez mais se destacando nessa profissão. Geralmente as Técnicas em Mecânica são mais cuidadosas, organizadas, detalhistas e estão atentas aos mínimos detalhes. A mecânica de automóveis Carolina Santana de Souza Oliveira, 23 anos, trabalha há três anos na oficina mecânica da família. Ao ser questionada sobre a escolha dessa profissão, ela afirma que desde menina via seu pai trabalhando na área da mecânica e resolveu seguir seus passos. Carolina acredita que vem conquistando espaço nesta área, apesar de muitos homens acharem que ela não tem a mesma capacidade que eles.

Sim, sou muito feliz com a escolha que fiz, tenho orgulho de sujar minhas mãos de graxa.

(Carolina Santana de Souza Oliveira, Mecânica de automóveis.)

Ela sofreu muito preconceito quando começou a trabalhar como mecânica, principalmente pelos homens. Sobre sua escolha profissional, Carolina comenta que algumas pessoas dizem ser ótimo, porque as mulheres são mais atenciosas e caprichosas; Já os machistas dizem que é perda de tempo, que as mulheres não servem para esse trabalho. A Mecânica de automóveis afirma com convicção que acha muito boa a atuação das mulheres nessa área, para mostrar aos homens sua capacidade. Ela acrescenta ainda que seu pai é seu maior ídolo, pois foi quem a incentivou, passou todo o conhecimento da mecânica e se orgulha muito dela. Indagada se é feliz na profissão ela afirma: “Sim, sou muito feliz com a escolha que fiz, tenho orgulho de sujar minhas mãos de graxa.” █ SESI | SENAI | PRONATEC

Julho de 2013


MECÂNICA EM FOCO – 1ª EDIÇÃO

11

De uma forma ou de outra a mecânica não está ligada só a automóveis; Se você tiver uma visão ampla, um técnico em mecânica pode atuar em vários outros setores. Alisson Carvalho dos Santos, Ericlis dos Santos Santiago, Fernando Santana Ferreira, Márcia Regina da Silva Souza

A mecânica tem como habilidade desenvolver e criar matérias tecnológicas e executar serviços, entre outros trabalhos; Necessita também de uma dedicação, pois nada é fácil para quem quer conquistar algo. Em outras formas utilizamos vários materiais que venham levar a facilitação do trabalho manual, e para sermos um bom mecânico temos que absorver um conhecimento abundante e procurar cada vez mais nos aprofundar e não deixar as dúvidas tomarem conta do nosso conhecimento, sempre correr atrás de uma resposta que venha levar a melhora nessa área. De uma forma ou de outra a mecânica não está ligada só a automóveis, se você tiver uma visão ampla, um técnico em mecânica pode atuar em vários outros setores, como empresas de construções, montagem, manutenção e reparo de equipamento eletrônico. Um bom técnico também pode atuar na área de manutenção de motores ou de embarcações de navios e também em aeronaves. Hoje em dia há muitas vagas na área de mecânica, isso exige que os jovens tenham a responsabilidade para exercer essa função, buscando sempre o aperfeiçoamento profissional. O SENAI é uma das instituições de ensino que vem levando e qualificando os jovens não só na área de mecânica mas em outras áreas, o SENAI vem crescendo não só no Brasil e sim mundialmente. Em todas as áreas profissionais nós devemos ter responsabilidade com o que estamos fazendo e ter segurança naquilo que vamos criar, sempre com o pensamento de inovação, sem medo de errar, pois devemos ter plena consciência dos nossos atos e que isso vai nos levando a um crescimento ainda maior no meio profissional. Se você quer ser um bom mecânico tente de uma forma ou de outra absorver conhecimento que irá te levar a uma boa formação profissional. █ SESI | SENAI | PRONATEC

Julho de 2013


MECÂNICA EM FOCO – 1ª EDIÇÃO

12

Da mesma forma que alguns airbags podem proteger a pessoa em circunstâncias corretas, eles também podem lesar ou até mesmo matá-la. Por Deorlan Andrade dos Santos, Geovani Santos Rocha, Larissa Nascimento Brandão, Rafael Souza de Jesus Alves

___________________________________________________ O airbag é um componente indispensável de segurança dos carros, mas infelizmente no Brasil é considerado um acessório, e deixa o carro com um custo maior.

Como funciona um air bag? Com um sistema que consiste em três partes básicas - um módulo de airbag, sensores de batida e uma unidade de diagnóstico.

Os airbags representam uma segurança a mais além do cinto, para reduzir a chance de que a cabeça e a parte superior do corpo de um ocupante colidam com o seu corpo em alguma parte no interior do veículo. Ainda assim, devido à irresponsabilidade e a falta de consciência, ocorrem acidentes fatais pela falta do cinto de segurança. Um simples cinto poderia salvar muitas vidas junto ao airbag.

O módulo de airbag contém a unidade infladora e o airbag de fábrica. O módulo de airbag do motorista está localizado no eixo da direção do carro, e o módulo de airbag do passageiro está localizado no painel de instrumentos.

Um estudo comprovou que o airbag já salvou 6.000 vidas, entretanto, o número exato de vidas salvas é provavelmente impossível de se calcular. Da mesma forma que alguns airbags podem proteger a pessoa em circunstâncias corretas, eles também podem lesar ou até mesmo matá-la.

Quando completamente inflado, o airbag do motorista tem um diâmetro similar ao de uma bola de praia grande. O airbag do passageiro pode ser de duas a três vezes maior, já que a distância entre o passageiro e o painel de instrumentos é muito maior do que a distância entre o motorista e a direção do veículo. Para que as pessoas sejam protegidas pelos airbags é necessário que eles sejam inflados muito rapidamente:

25 milésimos de segundo, cinco vezes mais rápido que o piscar de olhos. Como o airbag é acionado por uma explosão, é muito importante o uso do cinto de segurança. O cinto de segurança é uma segunda forma de reduzir o impacto auxiliado com o airbag e uma forma bastante eficiente de reduzir os números de mortes no trânsito. Alguns cuidados no uso do Airbag: Passageiros devem manter o corpo mais afastado dos locais onde estão os compartimentos de airbag frontais. Motoristas devem manter as mãos na extremidade do volante, para que o airbag possa abrir sem dificuldades. Caronas não devem colocar os pés sobre o painel; além de dificultar a abertura do compartimento, a expansão da bolsa pode causar

SESI | SENAI | PRONATEC

Julho de 2013


MECÂNICA EM FOCO – 1ª EDIÇÃO

ferimentos no passageiro que estiver com as pernas no caminho da inflagem do airbag. Qualquer tipo de manutenção no sistema de airbags deve ser feito em uma oficina credenciada pelo fabricante e de acordo com o detalhamento do manual do carro. O airbag só funciona uma vez, e após acionado precisa ser substituído. Além de ser proibido por lei, o uso de cadeirinha de criança no banco da frente é mais perigoso em veículos com airbags. Crianças abaixo de 10 anos e pessoas baixas também correm riscos com airbags frontais.

13

O mais comum entre os brasileiros é levar a criança no colo do passageiro para caber mais gente no carro, correndo risco de exceder a capacidade do carro e o risco da falta de segurança dos passageiros. O uso das famosas cadeirinhas de Bebê também tem um cuidado na instalação por que ela irá garantir a segurança da criança. Um erro bem constante é de os pais instalarem a cadeirinha sem antes lerem o manual. Alguns dos maiores erros são: A cadeirinha frouxa ou mal instalada pela falta da consulta do manual: onde ela sempre ficara no banco traseiro do seu carro e de

preferência no assento do meio. A cadeirinha vira para o lado errado: crianças de até 1 ano de idade precisa ficar virada para o vidro de trás do carro, no sentido contrário do carro em caso de freadas bruscas ou colisões nesta posição protegerá o pescoço da criança evitando ferimentos maiores. No momento da compra da cadeira: o tamanho pode ser grande demais para a criança ou pequena demais, mesmo a cadeirinha vindo a classificação de idade algumas crianças não são compatíveis com determinadas cadeirinhas pois quando a criança não está presa a cadeirinha do seu tamanho o risco dela ter lesões em colisões é alto. █

MECÂNICA DE PRECISÃO: ENTREVISTA COM O PROFESSOR DIEGO BORGES Por Ericlys Mario Arantes, Davi Silva, Juliane Ribeiro, Nauan Cardoso A mecânica de precisão é um ramo dentro da fabricação mecânica onde nós utilizamos praticamente mais de 70% da Usinagem dele pra esse ramo. Existem precisões centesimais e até milesimais. Para isso usam -se instrumentos específicos pra fazer fissuração dessas medidas, e é um ramo muito usado em conjuntos mecânicos nos quais eles precisam de muita precisão e ajustes que chegam até ser prensados pra montagem. É um mercado um pouco fechado, são peças que manualmente agente não consegue fazer, precisamos de auxilio das máquinas. A mecânica de precisão é muito voltada a ajustes. Temos a retífica plana, que é adequada para usina, peças com superfície plana, podendo usinar superfícies com inclinação. A retífica cilíndrica que usina peças com superfícies cilíndricas externas ou internas. Eletroerosão é um processo indicado na usinagem de formas complexas em materiais condutores elétricos.

INSTRUMENTOS PARA MEDIÇÃO: Micrômetro que é um instrumento que consegue fazer leitura até milesimais. Geometria Inversa: onde a máquina toca em alguns pontos, a partir desses pontos que ela toca ela define um sólido e você consegue à partir desse sólido fazer alterações, ajustes, descobrir medidas que com instrumentos não são possíveis de serem reconhecidas. █ SESI | SENAI | PRONATEC

Julho de 2013


MECÂNICA EM FOCO – 1ª EDIÇÃO

14

Mesmo as ferramentas convencionais precisam de orientação na hora da utilização, pois podem colocar em risco toda a qualidade do trabalho efetuado e ainda causar sérios acidentes com os usuários.

Por Caroline Carvalho da Silva, Gleissiane de Santana Santos, Thaís Pereira Camilo

___________________________ Na área automotiva, o mecânico depende de grande parte das ferramentas – sejam elas manuais, elétricas ou mecânicas - já que todas as tarefas automobilísticas, em algum momento, implicam o uso das mesmas. Muitas das ferramentas que fazem parte da rotina de uma oficina mecânica parecem simples de utilizar, afinal, são instrumentos que servem para serviços em geral, inclusive feitos em casa. Mas na verdade, não é bem assim. Mesmo as ferramentas convencionais precisam de orientação na hora da utilização, pois podem colocar em risco toda a qualidade do trabalho efetuado e ainda causar sérios acidentes com os usuários. De acordo com o site http://www.ehow.com.br/lista-ferramentasmecanicas-lista_16712/, podemos citar as seguintes ferramentas:

Chaves inglesas: são as ferramentas mais utilizadas na mecânica. Elas ajudam a remover parafusos e porcas. Esta ferramenta vem em conjunto com tamanhos e métrica padrão, juntamente com outras de tamanhos especiais para trabalhos específicos. Chaves de fenda: com tantos tipos e tamanhos de parafusos, e com localizações tão diferentes, é importante ter uma variedade de chaves de fenda. Serão necessárias chaves planas e Philips de diversos tamanhos e comprimentos. Extratores: para concluir certos trabalhos corretamente, o mecânico precisará de extratores ou alicates. Há diversos tipos de alicates, tais como separador, extrator de trava de rolamento, martelo deslizante e alicates para ferramentas de engrenagem. Usar o alicate adequado ajuda a proteger a peça que está sendo removida; usar

SESI | SENAI | PRONATEC

Julho de 2013


MECÂNICA EM FOCO – 1ª EDIÇÃO

pinças ou outras ferramentas pode danificar a peça. Voltímetro: é usado para verificar a voltagem, solucionar e diagnosticar problemas em componentes eletrônicos. Ele também é usado para verificar a bateria e ajudar a identificar um cabo em curto circuito ou uma má conexão. Cabos fluorescentes: substituem as lâmpadas de bulbo usadas para trabalhar embaixo do veiculo. Eles são frio ao toque e praticamente resistente a quebra evitando queimaduras e reduzindo o risco de quebra de vidro comum às lâmpadas. SISTEMA DE MÁQUINAS INDUSTRIAIS As máquinas podem ser consideradas como um sistema mecânico, de computação ou eletrônico. No uso geral, o significado é a de um dispositivo que tem peças que executam ou auxiliam na realização de qualquer tipo de trabalho. As máquinas são montadas a partir de componentes chamados elementos de maquinário, que consistem em mecanismos que controlam o movimento orientado de diversas maneiras como engrenagens, transistores comutadores, cintos ou unidades de cadeia, sistema de freios e embreagens e componentes estruturais. Máquinas modernas incluem sensores, atuadores e controladores de computador. A forma, textura e cor das tampas de fornecer uma interface de estilo e operacional entre os componentes mecânicos de uma máquina e seus usuários. As peças de substituição nas máquinas utilizadas no processo de manufatura frequentemente são chamadas de mercadorias industriais. Sem a substituição de peças que apresentem desgaste, a capacidade de produzir produtos acabados diminui significativamente. Dessa forma, um rolamento, uma roda dentada ou mesmo algum tipo de circuito que é essencial para o

15 funcionamento da maquinaria pesada em uma unidade de fabricação são classificados como mercadorias industriais. A união de partes dentro de uma máquina que controlam os movimentos são os chamados mecanismos. Geralmente, são classificados como engrenagens, trens de engrenagens e câmaras, mas existem também tipos específicos de mecanismos, como de indexação, ligações de aperto e dispositivos de fricção, como embreagens e travões. Dentre as principais máquinas industriais temos: Torno mecânico: máquina utilizada na confecção ou acabamento de peças dos mais diversos tipos e formas. Temos o torno horizontal, vertical, revolver, copiador, de placa e CNC. Fresadora: executa determinados usinagem em seu predecessor.

tipos

de

Furadeiras: são máquinas especializadas compostas em geral de um cabeçote, chamado fuso, que põe em rotação uma broca, escareador ou outra ferramenta que penetra no metal ou outro material a ser furado. Temos as horizontais, industriais e verticais. As ferramentas que fazem parte da rotina de um mecânico industrial são: Alicate de corte: corta chapas, arames e fios de aço. Chaves de boca: podem ser de uma boca ou duas bocas, utilizando o princípio de alavanca para apertar ou desapertar parafusos e porcas. Torquímetro: ferramenta especial destinada a medir o torque (ou aperto) dos parafusos. Isso evita a formação de tensões e consequentemente deformação das peças quando em serviço. A leitura é direta na escala graduada, permitindo a conferencia do aperto, de acordo com o valor preestabelecido pelo fabricante. █

SESI | SENAI | PRONATEC

Julho de 2013


MECÂNICA EM FOCO – 1ª EDIÇÃO

16

MERCADO DE TRABALHO NA ÁREA DE MECÂNICA Por Alan dos Santos Lima, Clara Cristina de Souza Sodré, José Lucas dos Santos Oliveira Com o crescimento da indústria, o Brasil sofre uma carência de profissionais capacitados em diversas áreas. Devido à escassez de mão de obra capacitada, as vagas estão sendo preenchidas por profissionais de outros países. As áreas mais requisitadas atualmente são: energia, meio ambiente, biociência e materiais. Na primeira, o profissional pode desenvolver sistemas de armazenamento e distribuição de energia, com o uso de sistemas nucleares, geotérmicos, solares, eólicos, energia oceânica, além de combustíveis fósseis. Em biociências, assessora hospitais, clínicas e laboratórios no desenvolvimento de projetos de biomecânica, ergonomia, reabilitação e mecânica nos esportes. Na área de materiais, há grande demanda para execução de projetos de biomateriais, materiais metálicos, conjugados, poliméricos, cerâmicos, mecanismos de fratura e corrosão, com aplicação, principalmente, nos setores industriais, produtivos de metal-mecânica, químico, naval, automotivo, eletrônico, construção civil e instrumentação. O profissional é requisitado e encontra trabalho em todas as regiões do país, com destaque para o Sudeste e o Nordeste. █

[As exigências para atuar na profissão são: - Ter diploma de graduação em Engenharia Mecânica. Estar registrado no Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (CREA). A engenharia mecânica junto com um grupo de engenharias industriais (no qual também estão a química, a naval, a metalúrgica e a aeronáutica) que concentra o segundo maior número de profissionais da engenharia, só perdendo para a civil. Facilitando assim a inclusão de pessoas capacitadas no mercado de Trabalho.

]

SESI | SENAI | PRONATEC

Julho de 2013


MECÂNICA EM FOCO – 1ª EDIÇÃO

17

MECÂNICA DE PROCESSOS O mecânico de processo está habilitado a proteger, dirigir e supervisionar de forma integrada os processos envolvendo a produção e manutenção de máquinas e equipamentos de qualquer indústria.

Por Fernando Costa Leal Neto, Gustavo Souza dos Santos e Samuel dos Reis Souza ___________________________________________ O Técnico em Mecânica tem a função de ajustar máquinas, elaborar projetos, controlar procedimentos de instalação e de manutenção mecânica de máquinas e equipamentos. Controla processos de fabricação, aplica técnicas de medição e ensaios específicos, materiais para construção mecânica. Também tem o papel de interpretar desenhos técnicos e esquemas específicos de peças. O Técnico utiliza ferramentas e equipamentos de soldagem, também aparelhos de medição e apetrechos mecânicos para sua execução da sua tarefa também usam alguns equipamentos de informática. Mecânica de processo: O mecânico de processo está habilitado a proteger, dirigir e supervisionar de forma integrada os processos envolvendo a produção e manutenção de máquinas e equipamentos de qualquer indústria. As máquinas são importantes para a vida do

profissional, por deter bases tecnológicas para o exercício da profissão. Quando são aplicadas técnicas especificas em determinadas atividades industriais, uma das ferramentas eletrônicas mais utilizadas é o computador. O mecânico de processo está inserido no processo de qualquer indústria em série; os projetos são criados e desenvolvidos através de estudos de viabilização do projeto executando cálculos, assim aplicando os projetos para que esse seja possível. A mecânica dever ser vista de forma essencial para o melhor funcionamento da indústria e seu maquinário para que seus colaboradores tenham um bom desempenho. Como estudante de mecânica esperamos estar inseridos no mercado de trabalho assim participando de grandes projetos. █

SESI | SENAI | PRONATEC

Julho de 2013


MECÂNICA EM FOCO – 1ª EDIÇÃO

18

MITOS E VERDADES SOBRE MECÂNICA AUTOMOTIVA Por Gleisson Hortêncio Santos, Jaciara dos Santos Barreto, Midiã Gleice da Silva dos Santos, Thais de Jesus Sena, Thiago Silva Almeida.

Mecânico automotivo é o profissional especializado em consertos e manutenção de veículos automotores. Existem várias especializações nesta profissão, como: Lanterneiro, ou seja, o profissional mecânico de automóveis que trabalha com a parte de reformas e pinturas de latarias automotivas; Mecânico Eletricista - o profissional especialista na parte elétrica do veículo.

CONFIRA ALGUNS MITOS E VERDADES: (Extraído do site: http://www.terra.com.br/economia/infograficos/12-lendas-mecanica-automotiva/)

Descer a ladeira com o carro engrenado queima a embreagem O desgaste causado é o mesmo de quando se anda com o carro em ruas planas. O correto é que o veículo esteja sempre engrenado nas ladeiras, para que, com o sistema de freios, segure o carro em declives. Se o carro estiver desengrenado, o motorista pode até perder o controle. Caso necessite parar o veículo, o esforço de freio será muito maior. MENTIRA. Motor com alta quilometragem necessita de óleo mais espesso O motor deve utilizar o tipo de óleo determinado pelo fabricante e expresso no manual do proprietário. Não existe qualquer menção no manual que a partir de determinada quilometragem, deve-se usar outro tipo de óleo. Quando o motor apresentar qualquer problema ou sinais de desgaste, deve-se reparar o motor e não trocar o tipo de óleo. Além disso, um óleo "mais grosso" acaba mascarando os problemas de desgaste do motor. MENTIRA. Rodízio dos pneus ajuda a aumentar sua durabilidade O rodízio dos pneus periodicamente ajuda a aumentar a vida útil dos mesmos, pois no eixo de tração, os pneus sofrem um desgaste maior, em razão de arranque e frenagem, assim como o esterçar do volante de um lado ao outro. O recomendado é substituir os pneus dianteiros pelos traseiros a cada 5 mil km. Calibragem, alinhamento, balanceamento e forma de condução também ajudam na conservação dos pneus. VERDADE.

SESI | SENAI | PRONATEC

Julho de 2013


MECÂNICA EM FOCO – 1ª EDIÇÃO

19

Ar-condicionado gasta mais combustível O uso do ar requer maior potência do motor e, consequentemente, maior consumo de combustível. Uma alternativa que ajuda o motorista a economizar combustível é, quando o carro estiver muito quente, abrir primeiro os vidros para permitir a ventilação do carro, depois usar a ventilação forçada e só então ligar o ar condicionado. Da mesma forma acontece com a direção hidráulica. Tudo o que se coloca no veículo que requer acionamento pelo motor, aumenta o consumo, pois consome força. Por isso algumas marcas estão utilizando direção elétrica ou eletro-hidráulica. Outra prática como carregar volume no bagageiro do teto do carro aumenta a resistência do ar e também aumenta o consumo. VERDADE. █

Por Glauber de Carvalho Silva

A

mecânica está cada vez mais

trabalhando em busca de um mundo sustentável, buscando evitar os danos causados pelas máquinas. O homem está acostumado a poluir cada vez mais o nosso planeta. Um exemplo de que a mecânica está em busca de melhorar o meio ambiente são os carros elétricos que não precisarão de combustíveis fósseis e assim poluirão menos o meio ambiente.

Têm oficinas que estão reciclando todo o óleo usado em seus serviços, e se preocupam também com o descarte de peças, fluidos, reutilização e reciclagem - uma ação que ajuda a empresa e também a sociedade. Outra forma também de ajudar na sustentabilidade do planeta é a coleta seletiva para fazer o descarte de partes plásticas, vidros etc. A mecânica está ‘correndo atrás’ de um mundo sustentável, só falta você fazer a sua parte. █

SESI | SENAI | PRONATEC

Julho de 2013


MECÂNICA EM FOCO – 1ª EDIÇÃO

20

EPIS: EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL Proteja-se de acidentes usando equipamentos de segurança e proteção a saúde. Por Anderson Silva, Adriano Silva, Herbert Araujo, Jhonatas Cerqueira. Os EPI’s visam a segurança e a saúde do trabalhador, onde é necessário usar os equipamentos adequados e certos durante uma atividade exercida evitando acidentes. Os EPI’s são vários equipamentos como: Luvas, Botas, Sapatos, Capacete, Óculos, Abafadores, Mascaras, proteção auricular e outros. O uso de EPIs é obrigatório, os usuários são treinados para usar os equipamentos corretamente excluindo os acidentes de trabalho, trazendo tranquilidade para a empresa e exercendo um trabalho ótimo, observando que é uma segurança pessoal.

Atenção: Não custa nada usar os EPIs, é fácil e ágil pregando um ambiente seguro para todos. Não basta olhar é preciso utilizar! █

A maioria dos equipamentos tem um tempo de utilização concentrado, e o custo operacional, envolvendo mão-de-obra, energia, reparos, manutenção e outros. Por Maicon Passos e Janete Santos O investimento em manutenção de máquinas e equipamentos é bem alto, já que o preço de um profissional bem treinado elevado custo. A maioria dos equipamentos tem um tempo de utilização concentrado, e o custo operacional, envolvendo mão-de-obra, energia, reparos,

manutenção e outros. O trabalho de operação e manutenção é geralmente realizado com pessoas com um treinamento bem intenso. O treinamento com certeza é o motivo do bom desempenho dos operadores de máquinas e equipamentos, porque é uma

grande responsabilidade gerenciar e consertar essas máquinas. Outro ponto fundamental é a preocupação com erros, pois qualquer erro pode levar a acidentes muito graves e irreversíveis. O curso de operação e manutenção tem como objetivo qualificar os trabalhadores que venham

SESI | SENAI | PRONATEC

Julho de 2013


MECÂNICA EM FOCO – 1ª EDIÇÃO

a executar sua função nessa área. O curso ensinará como praticar o trabalho com segurança. De acordo com o site http://professorbertholdo.br.t ripod.com/bertholdo14.html, o torno foi uma das primeiras e mais importantes máquinas utilizadas na fabricação de peças. Em uma de suas primeiras concepções, os movimentos de rotação da máquina eram controlados por pedais. A ferramenta para tornear, que dava forma ao produto, ficava na mão do operador, o que lhe exigia habilidade no processo de fabricação. Quando a ferramenta foi fixada à máquina, o operador passou a ter mais liberdade para trabalhar. Este foi o nascimento da máquinaferramenta. As máquinas foram aperfeiçoadas ao longo do tempo, permitindo-se extrair delas rendimentos cada vez maiores. Este fato permitiu não só o desenvolvimento da atividade industrial, mas também de todos os demais segmentos da economia. A Inglaterra foi a primeira nação a se lançar neste caminho ao lançar a primeira fábrica de máquinas-ferramentas, entre 1700 e 1800, enterrando por vez a produção artesanal como meio de produção de bens de consumo.

21

Vários foram os engenheiros que contribuíram para o aperfeiçoamento das máquinas-ferramentas e a criação de tantas outras. Como consequência deste cenário de desenvolvimento industrial, que impulsionava a produção, houve a necessidade de se desenvolver padrões que deveriam ser seguidos visando a atender ao requisito de intercambiamento, que é o conjunto de propriedades que um objeto deve possuir para que possa atuar em lugar de outro similar, sem prejuízo de suas propriedades funcionais ou do sistema em que atua. Nos dias de hoje, a padronização é um assunto que envolve profissionais do mundo inteiro, que buscam a uniformização de conceitos, resultando normas técnicas. Cada país industrializado tem assim as suas normas técnicas sobre ângulos das ferramentas, forma e dimensões das mesmas etc. A máquina operatriz é aquela máquina que faz peças de diversos materiais, como metais, plásticos, madeiras, e etc. Por meio de movimentação mecânica de um conjunto de ferramentas. Entre as máquinas operatrizes, a mais antiga é o torno mecânico, que é uma máquina-ferramenta, e dele derivam outras máquinas. Outros exemplos de máquinas operatrizes são as fresadoras, as

furadeiras, as retificadoras, as aplainadoras mecânicas. Ainda conforme o site http://professorbertholdo.br.t ripod.com/bertholdo14.html, o torno mecânico é uma máquina versátil utilizada para confeccionar, ou fazer o acabamento em peças dos mais diversos tipos e formas. A Fresadora é uma máquina derivada do torno mecânico. Ela se desenvolveu a partir de cestas dificuldades em conseguir executar tipos de usinagem nas máquinas antes dela. A furadeira que todo mundo conhece é uma ferramenta produzida para furar, alargar, rebaixar e rosquear. Essas operações são executadas com o movimento de rotação e avanço do eixo principal. As aplainadoras mecânicas, são também conhecidas por plainas limadoras, mesmo não parecendo devido a sua forma. Esse outro exemplo de uma máquina derivada do torno mecânico. As retificadoras também são derivadas do torno mecânico. São atualmente especializadas em retificar ou polir peças e componentes em formas de cilindros ou planos. Além dessas máquinas citadas, a tecnologia atualmente usa várias máquinas para confecção e etc. Sendo que o torno mecânico é considerado a máquina que deu origem as todas as outras. █

SESI | SENAI | PRONATEC

Julho de 2013


MECÂNICA EM FOCO – 1ª EDIÇÃO

22

PROGRAMAR E INTEGRAR ELETRONICAMENTE MÁQUINAS E FERRAMENTAS. AUTOMATIZAR OS PROCESSOS DE PRODUÇÃO. CONSTRUIR ROBÔS INDUSTRIAIS COM CAPACIDADE DE REPROGRAMAÇÃO AUTOMÁTICA.

Por Cleiton Souza, Danilo Oliveira, Dhébora Cristina Sant’anna, João Vitor Silva Ramos, Lucas Almeida

Mecatrônica

é uma área dentro da própria mecânica e eletrônica, é uma das novas áreas da engenharia. Existe um nível técnico e profissionalizante nesta área. A mecatrônica exige ferramentas sofisticadas, pois o controle de qualidade é complexo e exigente. A mecatrônica é uma junção entre engenharia mecânica e a engenharia eletrônica. No mercado de trabalho o profissional em mecatrônica encontra um vasto e amplo campo de atuação, porque é um mercado que tende a crescer e desenvolver-se devido à demanda de profissionais na área, principalmente devido ao setor industrial. Outra área da atuação encontra-se nas empresas, como metalúrgicas, siderúrgicas e fábricas de autopeças; Também operador de equipamentos utiliza softwares específicos e linguagens de programação adequadas, programa e opera máquinas, realiza manutenções preditivas, preventiva e corretiva, em conformidade com as normas técnicas. Mecatrônica hoje: Hoje em dia, a mecânica e eletrônica, acontece um novo profissional: O mecatrônica, por causa dos avanços tecnológicos. A mecânica e eletrônica são as áreas que ocupam e exige um profissional com conhecimentos para ser um profissional na mecatrônica. Existem vários equipamentos mecatrônicas, abaixo podemos ver alguns exemplos:

Torno CNC

Motor eletrônico

Segundo o comitê assessor para pesquisa e desenvolvimento industrial da comunidade europeia (IRDAC) “a mecatrônica é a junção da engenharia mecânica com eletrônica com um controle inteligente por computador”, ou seja, é uma máquina que tem tanto partes mecânicas como partes elétricas.

SESI | SENAI | PRONATEC

Julho de 2013


MECÂNICA EM FOCO – 1ª EDIÇÃO

23

DÚVIDAS FREQUENTES SOBRE A MECATRÔNICA O que faz um técnico em mecatrônica? O técnico em mecatrônica projeta e instala máquinas operatrizes convencionais ou automáticas que integram linhas de produção, além de gerenciar sua operação e manutenção. Pesquisa, desenvolve e implanta softwares para operar equipamentos e, em parceria com o engenheiro de produção, escolhe materiais e tecnologias a ser empregados na usinagem. Outra área de atuação encontra-se nas empresas do ramo metal mecânico, como metalúrgicas e fábricas de autopeças. Quais as áreas de atuação? O tecnólogo encontra um bom campo de trabalho, principalmente no setor industrial, mas o mercado é concorrido. Existe boa procura pelo setor automotivo, em companhias como Volkswagen e Ford, e também por empresas metalúrgicas, como a Bardella, nas fábricas de eletroeletrônicos, como a Philips, e nas de autopeças, como a Cofap e a Magneti Marelli. A maior demanda é pelo profissional que trabalhe com planejamento e gestão de projetos, mas também há oportunidades nos setores de instalação, manutenção, operação e supervisão de equipamentos de mecatrônica, como máquinas ferramentas e robôs industriais. "Historicamente, as regiões Sul e Sudeste, principalmente o interior de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, são os mercados mais aquecidos para esse técnico. Sobre a formação e o curso? A formação desse técnico passou por uma mudança para acompanhar a evolução dos equipamentos, cada vez mais complexos. As máquinas-ferramentas, por exemplo, incorporam a eletrônica e a informática. Assim, as especializações variam de instituição para instituição, mas os cursos da área têm uma plataforma curricular comum. Entre as matérias estudadas, estão termodinâmica, dinâmica dos fluidos, tecnologia de dispositivos e processos de produção. Em laboratório, aprendem-se técnicas de tratamento térmico de materiais, construções motoras e sistemas hidráulicos e pneumáticos. Essas disciplinas são complementadas ao longo do curso com o conhecimento de robótica, manufatura automatizada, óptica, microprocessadores e metrologia. Nem todas as instituições de ensino obrigam os alunos a fazer o estágio. Mas para levar o diploma é preciso fazer um trabalho de conclusão de curso. Fique de olho: Algumas escolas oferecem formação específica, como projetos e processos de produção. Outras, como a Furg, focam numa área determinada, como refrigeração. Duração média: Dois anos. O que é este curso e como ele é desenvolvido: A Mecatrônica é a integração de tecnologias das áreas de mecânica, eletrônica, computação e controle, visando o projeto, a automação de equipamentos e de processos manufaturados. O Tecnólogo em Mecatrônica Industrial, é um profissional com competências e habilidades para automatizar equipamentos e processos industriais, atuando no planejamento, implantação, administração, execução, manutenção e integração de equipes de projeto. O curso possui 3000 horas, sendo: 2400 horas desenvolvidas em seis semestres letivos contendo atividades teóricas e práticas, 400horas de Estágio Curricular Obrigatório, realizado em empresas e instituições que desenvolvam atividades correlatas a formação profissional do aluno, e 200 horas de Trabalho de Conclusão de Curso, envolvendo conhecimentos adquiridos ao longo do curso. Quanto Ganha um Técnico em Mecatrônica? O salário do técnico em mecatrônica varia entre R$ 722,34 e R$ 4.879,00. Técnico em a Mecatrônica - Salário inicial: R$ 2.550,00. A MECATRÔNICA NA SOCIEDADE Para entendermos a risca a mecatrônica, devemos primeiro compreendê-la. O curso de Mecatrônica vai te ensinar a automatizar as coisas, ou seja, a máquina ou o sistema computadorizado vai fazer o trabalho que seria feito pelo homem, isso faz com que o serviço saia mais rápido, mais preciso ou tenha maior qualidade. Como exemplo temos: Sistemas em que o alarme aciona sozinho em um prédio, ou as luzes se apagam sozinhas, coisas desse tipo. Então, é isso que o curso vai ensinar, a criar esses sistemas e a trabalhar na manutenção deles. Entre as diversas funções que o mundo da mecatrônica oferece, um deles está ligado a ajudar os deficientes físicos em suas necessidades, melhorando e facilitando assim cada vez mais a vida do homem. █ SESI | SENAI | PRONATEC

Julho de 2013


MECÂNICA EM FOCO – 1ª EDIÇÃO

24

A MECÂNICA E A SUSTENTABILIDADE

‘‘Pensar mecânica como a profissão da inovação, é pensar também na profissão da superação’’. (Joseane Damacena) Por Daniel Rodrigues de Santana A indústria está cada vez mais consciente da importância de se trabalhar a sustentabilidade ambiental junto com o crescimento e o desenvolvimento econômico e para garantir o seu lugar no mercado nacional e internacional. Como mostram as pesquisas cientificas, se nada for feito nos próximos 12 anos com relação ao aquecimento global, não será possível reverter seus efeitos, que inclusive já são visíveis, a exemplo do aumento da temperatura, o derretimento das calotas polares e o aumento de doenças. O certo é que as empresas terão que se adequar ambientalmente para poder permanecer no mercado, pois a médio e longo prazo as empresas que não tiverem uma postura social e ambientalmente responsável terão que se adaptar às exigências.

A área da Mecânica se caracteriza pelo dinamismo, criação de motores, reparos e manutenção de vários tipos de equipamentos produzidos, visando sempre à qualidade, segurança e eficiência financeira e operacional. Dessa forma o mecânico torna-se essencial para o desenvolvimento tecnológico das indústrias e sustentável do meio social no qual ele pertence, ou atua. O mecânico ou engenheiro mecânico é o profissional necessário para o planejamento dos processos de fabricação de máquinas, sistemas de aquecimento e refrigeração, ferramentas, motores entre outros, que atendam às necessidades crescentes, e relacionadas a essas necessidades, buscam formas de inovar seus produtos com alternativas sustentáveis, entre elas a escolha do uso de energia renovável ou não, Além de adaptar essas máquinas a diminuir a emissão de poluentes. █

SESI | SENAI | PRONATEC

Julho de 2013


MECÂNICA EM FOCO – 1ª EDIÇÃO

25

CONSIDERAÇÕES SOBRE MECÂNICA INDUSTRIAL Entrevista gentilmente concedida pelo Engenheiro Naval Henrique Caribé.

Por Cleiton Michel Costa, Danilo dos Santos Alves, Ediclei Vital de Jesus, Vinicius Pinto Barreto ________________________________________________________

O

Técnico em Mecânica é um profissional que pode atuar em várias áreas

como solda, usinagem, projeto de concepção de peças, máquinas, manutenção e montagem de equipamentos. Ele pode atuar como torneiro mecânico (usinagem e fabricação de peças), como soldador nos diversos métodos de soldagem, como desenhista-projetista ou mesmo na instalação e montagem de equipamentos. As ferramentas de trabalho podem ser o torno, a fresadora, a plaina limadora, a solda, o computador ou a prancheta de desenho, e as ferramentas de montagem como chaves de fenda, de boca, alicates. O que é Mecânica Industrial? Existe uma confusão inicial em relação à ideia do elemento mecânica, que sempre está ligada à área automobilística, apenas para manutenção de automóvel, mas isso está totalmente equivocado. A mecânica atua de forma geral em muitas áreas e segmentos industriais, a exemplo da mecânica atuando na área naval, no reparo na construção de navios, também na área automobilística, na indústria bélica (fabricação de armas de projetos) e na indústria de alimentos de uma forma geral. A Mecânica industrial pode atuar inclusive na área de tecelagem, que é a fabricação de roupas e manipulação de tecidos; A mecânica gera também a matéria prima, através da metalurgia, indústrias eletrotécnicas, construção civil e eletrônica. A mecânica está nas nossas vidas de uma forma geral sempre escolhendo um processo, uma maneira de conseguir a matéria prima, ou seja, o material na sua fase grosseira e transformá-lo em uma utilidade, em um produto acabado, como roupas, relógio, celulares, utensílios, carros etc. █

SESI | SENAI | PRONATEC

Julho de 2013


MECÂNICA EM FOCO – 1ª EDIÇÃO

26

MECÂNICA QUÂNTICA: CONHEÇA O „EFEITO HAMLET‟ A mecânica quântica faz parte da Física, e pode ser encontrada em vários ramos como eletromagnetismo, física de partículas, também é muito importante para teorias de Química. Por Juares Francisco da Cruz Junior

Mecânica quântica é a teoria onde estuda os fenômenos e os comportamentos das partículas e os átomos. Daí o nome: mecânica (explicar o comportamento) quântica (do conhecimento a respeito de todas as forças como a da natureza). A mecânica quântica faz parte da Física, e pode ser encontrada em vários ramos como eletromagnetismo, física de partículas, também é muito importante para teorias de Química, Como a biologia estrutural; e tecnologias como a eletrônica, tecnologia da informação, e nanotecnologia. A Mecânica Quântica prevê que a energia (do elétron) deve ser quantizada. No dia-a-dia, mesmo sem termos conhecimento sobre a Física Quântica, temos em nossa esfera de consumo muitos de seus resultados concretos, como o aparelho de CD, o controle remoto, os equipamentos hospitalares de ressonância magnética, até mesmo o famoso computador, Muita tecnologia moderna opera a uma escala onde os efeitos quânticos são significativos. Exemplos incluem o laser, o transistor, o microscópio eletrônico, a supercondutividade e a imagens de ressonância magnética.

CURIOSIDADE - O EF EITO H AM LET : Você já ouviu sua mãe dizer que uma panela de água não ferve enquanto você olhar para ela? Talvez você se ache muito esperto para acreditar nela, mas os físicos quânticos acreditam. A verdade é que panelas quânticas se recusam a ferver. Ou, só para te surpreender, elas fervem ainda mais rápido do que o normal. Também há vezes que elas entram em um dilema, como Hamlet: ferver ou não ferver, eis a questão! Parece loucura, mas tudo isso é uma consequência lógica da equação Schrodinger que descreve como os objetos quânticos evoluem em termos de probabilidade durante o tempo. Em termos básicos, simplesmente olhar para um objeto quântico interfere na forma com que ele se comporta. █

SESI | SENAI | PRONATEC

Julho de 2013


MECÂNICA EM FOCO – 1ª EDIÇÃO

27

SESI | SENAI | PRONATEC

Julho de 2013

Revista Mecânica em foco  

Produção dos alunos do curso Técnico em Mecânica do Senai - Camaçari, com o acompanhamento da professora de Língua Portuguesa (SESI EJA) Sâm...

Advertisement