Page 1

C A PA P R O M O C I O N A L

Guarulhos, 09/12/2016 Ano 8 n.ยบ 360 clickguarulhos.com.br

A Unimed Guarulhos tem um presente especial para Guarulhos, que completa

anos!


Daqui alguns meses, nossos dois Hospitais, o Centro de Diagnóstico, a Unidade de Oncologia e o Atendimento Domiciliar farão parte do Complexo Hospitalar Oito de Dezembro

Na escolha pelo novo nome destes recursos, entendemos que nada poderia ser mais significativo que homenagear a cidade que há 22 anos nos acolheu e nos move a crescer e a nos firmarmos como referência em saúde. Por isso, a data de fundação de Guarulhos, Oito de Dezembro, batizará nossas unidades, que permanecem de propriedade da Unimed Guarulhos, isto é, dos 244 médicos cooperados que integram a cooperativa.

de diagnóstico, unidade de tratamento oncológico, unidades de hemodinâmica e de litotripsia, maternidade e pronto atendimentos adulto, ortopédico, pediátrico e ginecológicoobstétrico.

Atualmente, o Complexo Unimed Guarulhos, que será Complexo Hospitalar Oito de Dezembro, conta com 195 leitos de internação, divididos entre apartamento, enfermaria, hospital dia, unidades de terapia intensiva adulto, neonatal e pediátrica, além de modernos centros cirúrgicos e centro obstétrico, centro

Aos clientes Unimed Guarulhos, ressaltamos que essa mudança não altera em nada o seu atendimento. Vocês continuarão a contar com estas unidades, que são recursos próprios da Unimed Guarulhos. A única alteração é que elas terão um novo nome, Complexo Hospitalar Oito de Dezembro.

Esta mudança acontece com o intuito de oferecermos os nossos serviços a mais clientes, uma vez que dispomos de estrutura e capacidade com amplas condições de atendê-los.

CUIDAR DE VOCÊ ESSE É O PLANO


Guarulhos, 09/12/2016 Ano 8 n.º 360

clickguarulhos.com.br

Feita com carinho, para quem ama Guarulhos

Nossa cidade faz 456 anos Histórias de estabelecimentos que há décadas são lembrados e prestigiados pelos guarulhenses Política Guti divulga os primeiros 13 nomes de sua equipe

Educação inteligência emocional, livros e brinquedos educativos

Cinema produção guarulhense conta história da A.d. Guarulhos


[ ColuNa Do CarleTo ] Marcelo Santos

NATAL NO MAIA Como a Prefeitura não tinha dinheiro, a ACE mobilizou-se para que fosse possível haver uma árvore de Natal no Bosque Maia. Ela foi inflada na terça-feira e tem muita gente criticando, por não saber o contexto da história.

PODERIA NÃO TER

SE A MODA PEGA...

A ACE também não tinha caixa para bancar isso, mas o industrial Denys Souza, da Big Format, fabricante guarulhense de infláveis gigantes, prontificou-se a encarar o desafio de bancar a árvore, ainda que não obtivesse patrocínios suficientes para recuperar o investimento. Além da árvore, há papais Noéis e uma esfera (globo de neve), para as crianças brincarem. Mas tem gente sem o mesmo espírito de colaboração que talvez prefira que não houvesse nada disso.

Investigações iniciadas em 2015 resultaram na prisão de dez vereadores de Osasco, acusados de manter funcionários-fantasmas e de receber parte dos salários. O prefeito eleito de lá só não foi preso porque está em viagem ao exterior. Uma vereadora também se safou por estar internada em um hospital. Outro ainda estava foragido no fechamento desta edição.

REPERCUSSÃO É bem provável que muitos dos que criticam pensem que é algo feito pela Prefeitura. Quem sabe do contexto, porém, está defendendo. No Facebook, meu filho Fábio Carleto postou vídeo aplaudindo a iniciativa. Se as crianças gostarem, estará bom demais.

A CONTA-GOTAS

MAIS OITO NOMES

A PRIMEIRA MULHER

Na quarta, dia 7, tendo ao lado o vice, Alexandre Zeitune (Rede), e o futuro líder do governo na Câmara, Eduardo Carneiro (PSB), Guti apresentou mais oito nomes que irão compor o secretariado: o advogado Peterson Ruan Aiello do Couto Ramos, membro do PPS, assumirá a Secretaria de Finanças. Giuliano Locanto, gestor de infraestrutura e que já atuou em várias empresas de transporte coletivo, será o secretário de Transportes e Trânsito. O ex-gerente do Banco do Brasil José Roberto Vomero presidirá a Proguaru e o administrador de empresas e ex-vereador Eduardo Kamei Yukisaki o Ipref - Instituto de Previdência dos Funcionários Municipais. O vereador reeleito Gilvan Passos (PSDB), policial militar, responderá pela Segurança Pública. Jurandir Pereira será o chefe de gabinete.

Nem só de homens será composta a equipe de Guti. A presidente do Sindicato dos Frentistas, Telma Cardia, ex-candidata a vereadora e a deputada estadual, será a secretária do Trabalho.

Na quinta-feira da semana passada, o prefeito eleito, Guti (PSB), divulgou os cinco primeiros nomes de sua equipe: João Carlos Pannocchia nos Assuntos Jurídicos; o médico Roberto Lago na Saúde; o ex-presidente da ACE Jorge Taiar no Desenvolvimento Urbano; Carlos Soler, secretário de Governo; e o pastor e advogado Arão dos Santos Silva, na Assistência Social.

INTERLOCUÇÃO A Comunicação será comandada por Rodrigo Buffo Bissaco (Curumu); jornalista, atuou nas campanhas de Guti de 2014 e 2016.

REFORMA CRITICADA As centrais sindicais reagiram ao anúncio das propostas de reforma da Previdência, enviadas pelo governo Temer ao Congresso. Para o presidente da UGT, Ricardo Patah, o projeto é muito ruim: “Num País onde as pessoas começam a trabalhar em média com 16 anos e as mulheres ganham 30% menos que os homens, esse projeto é um crime”.

BAITA BURACO No recuo para estacionamento da rua Jaiminho, vila Progresso, a vala aberta pela ação da enxurrada está cada vez maior, oferecendo risco aos pedestres e aos veículos que por ali transitam.

Novas notas da Coluna do Carleto são publicadas durante a semana em www.clickguarulhos.com.br

diretor responsável: Valdir Carleto (MTb 16.674) valdir@revistaweekend.com.br diretor executivo: Fábio Carleto fabio@revistaweekend.com.br Assistente de edição: Tamiris Monteiro (MTb 65.493) redação: Cris Marques // Jônatas Ferreira // Val Oliveira revisão: Paulo Manso fotografia: Marcelo Santos design Gráfico: Cauê Mathias // Felipe Pires // Gabriel Nakashima comercial: Ana Guedes // Cristina Souza // Laila Inhudes // Maria José Gonzaga // Patrícia Matos // Thaís Tucci comercial@revistaguarulhos.com.br Administrativo: Viviane Sanson // Saiummy Sales Takei distribuição Luiz Aparecido Monteiro impressão e acabamento: D’ARTHY Editora e Gráfica Ltda. Tel: (11) 4446-4600

[6

]

Tiragem: 13 mil exemplares Venha conferir nas manhãs das sextas-feiras Distribuição gratuita em quase 150 condomínios, displays em pontos comerciais de grande fluxo, e em locais com salas de espera 35 anos de Jornalismo com responsabilidade social carleto editorial eireli me - cnpJ 10.741.369/0001-09 Av. João Bernardo Medeiros, 74, Bom Clima, Guarulhos.

tel.: (11) 2461-9310


Saiba mais sobre porcentagens de descontos, regras e condições em uma de nossas unidades ou no site www.colegiomaia.com.br

•PERÍODO INTEGRAL •ESCOLA DA INTELIGÊNCIA •ROBÓTICA •LOUSAS DIGITAIS •CURSO DE INGLÊS DA OXFORD •TRANSPORTE GRATUITO

/colegiomaia Matriculando no Maia, você estará ajudando o hospital do GRAACC

/colegiomaia

Inglês | Espanhol | Natação | Judô | Educação Física Treinos Esportivos | Ginástica Artística | Ballet Jazz | Xadrez | Música | Coral | Rádio | Culinária Artes | Informática | Clube de Exatas | Aulas de Reforço Plantão de Dúvidas | Parque Pedagógico | Brinquedoteca

2 4 4 0.1 9 9 9

Av. Renato Maia, 201, Guarulhos/SP

omelhordeguarulhos.com.br


[8

]


[9

]


[ Frases ]

[ ClICK guarulhos ]

Divulgação

Grito de manifestantes que foram às ruas no domingo, 04/12, em diversas cidades do País, em protesto contra decisão da Câmara, com apoio do Senado, que desconfigura o projeto de combate à corrupção.

Divulgação

“Renan, safado! Fora do senado!”

Sodimac seleciona para loja em Guarulhos

O poeta, ensaísta, crítico de arte, dramaturgo, biógrafo, tradutor e memorialista Ferreira Gullar, que morreu no domingo, 04/12, aos 86 anos.

Divulgação

“Como não temos instituições muito sólidas, qualquer fatozinho, me permitam a expressão, abala as instituições.” O Presidente da República, Michel Temer, em discurso a uma plateia de empresários e investidores em Brasília.

“Momentos como este passam na nossa vida e de repente não voltam mais.” Divulgação

O zagueiro do Chapecoense Hélio Zampier Neto, resgatado com vida da tragédia aérea, em entrevista antes de embarcar, no saguão do aeroporto de Guarulhos, sobre a felicidade de estar na decisão de um campeonato internacional.

Conquiste novos clientes anunciando na

A empresa Sodimac, varejista de produtos e serviços para construção, reforma e decoração, abrirá a sua quarta loja no Brasil em Guarulhos no primeiro semestre de 2017. O processo seletivo acontecerá em São Paulo, no CAT Itaim Paulista, até o dia 9 de dezembro e, em Guarulhos, no CAT Guarulhos, nos dias 12, 13, 14, 16, 20, 21, 22, 26 e 29 de dezembro.

Divulgação

Divulgação

“Porque nada do que foi feito satisfaz a vida, nada enche a vida. A vida é viver.”

FPF interdita Antônio Soares de Oliveira A Federação Paulista de Futebol interditou 57 estádios usados nas quatro divisões do Campeonato Paulista. Entre eles, o municipal Antônio Soares de Oliveira, do Flamenguinho, por falta de renovação do laudo de Engenharia, Acessibilidade e Conforto. Para saber mais, acesse: www.clickguarulhos.com.br

Você repórter

Envie fotos e vídeos no WhatsApp da Redação

98849-7425 2461-9310 [ 10

]

e veja o resultado no portal www.clickguarulhos.com.br


[ ComPorTameNTo ] Por Tamiris Monteiro Fotos: banco de imagens

A importância da inteligência emocional

G

eralmente a palavra “inteligência” é associada a boa memória, absorção de conhecimento e capacidade cognitiva e, embora esses elementos sejam importantíssimos, a inteligência também pode funcionar no campo dos sentimentos. Dentro da psicologia, a inteligência emocional é um conceito que envolve a capacidade de reconhecer e avaliar os próprios sentimentos e os dos outros, assim como a capacidade de lidar com eles.

Há muita gente também que relaciona a inteligência emocional com a vida profissional, mas ao treinar esse sentido, a pessoa torna-se capaz de enfrentar dilemas em outras áreas da vida, como no convívio com a família ou numa relação conjugal. “O desenvolvimento pessoal por meio do autoconhecimento tem sido a forma mais eficaz para o desenvolvimento da inteligência emocional, podendo ela ser treinada em cursos específicos, sessões com coach ou ainda em consultas com psicólogo. Normalmente, dependendo da formação, esses profissionais são capacitados a passar orientações de como trabalhar a autopercepção, autocontrole, automotivação, empatia e relacionamento social”, explica Verônica Sterzek Lin, psicóloga e sócia-diretora da empresa Instituto i9c Treinamentos. Além da relação com os sentimentos, uma grande vantagem das pessoas que desenvolvem inteligência emocional é a capacidade que adquirem em se “automotivar” e seguir em frente, mesmo diante de frustrações e desilusões, como menciona Verônica no trecho anterior. Por meio da técnica é possível controlar impulsos, canalizar emoções em busca de resolução, praticar a gratidão e motivar as pessoas, além de outras qualidades que possam ajudar a encorajar outros indivíduos.

[ 12

]

A metodologia oferece ferramentas que possibilitam um melhor convívio com as emoções (alegria, medo, raiva e tristeza, entre outros), pois sabemos que todas elas são úteis e nos movem de alguma forma. As emoções agem principalmente em três planos: pensamentos, comportamentos e relações sociais. A inteligência emocional é um ingrediente fundamental de liderança, um agente ativo de uma vida pessoal e profissional plena”, ressalta a profissional.

COMO SURGIU A CONCEPÇÃO DE INTELIGÊNCIA EMOCIONAL? A primeira vez que se ouviu falar em inteligência emocional foi em 1983, quando o psicólogo cognitivo e educacional Howard Gardner descreveu em sua teoria sobre inteligências múltiplas a ideia de incluir tanto os conceitos de inteligência

intrapessoal (capacidade de compreender a si mesmo e de apreciar os próprios sentimentos, medos e motivações) quanto de inteligência interpessoal (capacidade de compreender as intenções, motivações e desejos dos outros).


[ eDuCaÇÃo ] Por: Val Oliveira Fotos: banco de imagens

Brinquedos A importância educativos de brincar

P

ara o desenvolvimento cognitivo ou intelectual da criança, brincar é tão importante quanto ir à escola. É por meio das brincadeiras que ela vai adquirindo capacidades para a resolução de problemas usando apenas a imaginação. Dessa forma, até a absorção de conhecimentos na escola é facilitado. “Quem não lembra, quando criança, das brincadeiras que fazia? Brincar de esconde-esconde, alerta, cabra-cega, lenço-atrás e amarelinha e outras brincadeiras da época auxilia as crianças na descoberta de si e do mundo”, comenta Ana Regina Caminha Braga, psicopedagoga especialista em educação. Diante disso, fica aqui o incentivo para que nessas férias escolares de fim de ano, o maior presente para a garotada seja muita brincadeira e diversão.

M

ontar o próprio brinquedo desperta a curiosidade, desenvolve a criatividade e estimula a criança a descobrir seu próprio mundo. Mais que um passatempo divertido, os quebra-cabeças, por exemplo, desenvolvem o raciocínio, relaxam e podem se transformar em hobby. Esta árvore confeccionada em madeira, da Catavento – Brinquedos Educativos, é composta de pequenas pétalas, que são dispostas de forma alternada, por onde descem duas bolinhas, em movimentos de zigue-zague, executando um som que diverte a criança, além de entretê-la.

Livros infantis A

leitura é uma das formas mais criativas de aprendizado para a criança, uma vez que ao ouvir as histórias ela constrói personagens e cenários, desenvolvendo muitos sentidos e alçando voos com seus heróis pelo mundo da magia e dos sonhos. Por outro lado, há literaturas específicas que podem despertar, desde muito cedo, o senso de reflexão, noções de cidadania e a apreensão de valores nobres, como os direitos humanos, por exemplo. Incentive a leitura e leia para sua criança. Isso pode fazer uma grande diferença na formação humana e intelectual dela.

[ 14

]


[ eDuCaÇÃo ] Por Jônatas Ferreira Fotos Divulgação

Aproveite as férias para colocar a leitura em dia

F

im de ano é sempre sinal de descanso. Um bom momento para colocar a leitura em dia. Que tal conferir as dicas que separamos para você começar o mês de dezembro já com boas opções para ler?

HISTÓRIA AGORA TERROR&SUSPENSE O clima é de festa. Mas há aqueles que preferem a tensão de uma boa história de suspense ou um ambiente fantasmagórico de terror. Para isso há nomes como Stephen King, o mestre do horror, e o famigerado Sidney Sheldon, que deixa para os fãs mais uma história póstuma, sob as mãos de Tilly Bagshawe, escritora que emula o estilo inconfundível de Sheldon. Bagshawe deu vida a uma das histórias de gaveta que Sheldon deixou. Em “Um amanhã de vingança”, lançado pela Record no final de novembro, o autor retrata mais uma trama que envolve Tracy Whitney, personagem que apareceu pela primeira vez em “Se houver amanhã”, um dos grandes sucessos do autor, lançado em 1985. Em 2015, chegou ao Brasil “Em busca de um novo amanhã”. Dessa vez, a famosa trapaceira que decidiu deixar os crimes para trás vai se envolver em uma perseguição perigosa. Agora, se você deseja sentir arrepios de medo durante a leitura, a vez fica com Stephen King. A editora Suma de Letras lançou uma nova edição do livro de terror psicológico “Cujo”, sucesso do escritor nos anos 80 que virou até filme. A história trata de um cão da raça São Bernardo que aterroriza uma família, após ser mordido por um morcego raivoso. O estilo é bem cruel, no auge da escrita que consagrou King.

[ 16

]

A editora Geração Editorial tem lançado periodicamente livros que tratam de momentos polêmicos do Brasil e do mundo, com profundas investigações e análises dos principais acontecimentos que afetam a vida do País. Entre as opções de títulos temos A Privataria Tucana, de Amaury Ribeiro Jr., que em apenas dois meses vendeu 115 mil exemplares, e relata os bastidores das privatizações no governo FHC. Outros temas são: Lava Jato e mensalão (vistos por um outro ângulo), segredos que envolveram o conclave do Papa Francisco e sobre o porquê dos black blocs invadirem as ruas. Atualmente, são 14 volumes que completa os “instant books” da Geração Editorial.

ENCICLOPÉDIA ILUSTRADA Após encerrar a trilogia “Filhos do Éden”, o escritor de fantasia Eduardo Spohr lançou a enciclopédia ilustrada da série. São cerca de 200 páginas com a cronologia de todo o universo angelical criado pelo brasileiro, descrição dos cenários e monstros, história expandida dos personagens, além de um guia para escrever fanfics e um jogo de RPG. Tudo com belas ilustrações de Andrés Ramos. A obra foi editada pela Record num livro de capa dura que, com certeza, deixará as estantes dos fãs muito mais bonitas.


Justiça,

hoje e todos os dias! Por Valdir Carleto Foto: Marcelo Santos

8 de Dezembro é Dia da Justiça, além de ser o Aniversário de Guarulhos. Nunca se falou tanto em justiça. É a palavra-chave dos debates em todos os níveis, é o centro das atenções, mesmo de pessoas que não tinham hábito de acompanhar a vida política do Brasil. Nós, operadores do Direito, que buscamos a prática da justiça a cada dia do nosso trabalho, sabemos da nossa responsabilidade e ficamos felizes ao ver que o grande público vai às ruas clamar por justiça e em defesa da plena liberdade de ação nas investigações tão necessárias para passar o País a limpo. Que todos os dias sejam Dia da Justiça! Que a Justiça seja igual para todos! E que Guarulhos possa desenvolver-se com justiça em prol de todos os seus habitantes.

[ 18

]


Dia da Justiรงa


[ 21

]


[ esPorTe ] Por Jônatas Ferreira Fotos Divulgação

Você conhece a A.D. Guarulhos?

O

documentário “Vai, Guarulhos – o Filme” conta a trajetória da Associação Desportiva Guarulhos e foi exibido no aniversário da cidade, 8 de dezembro, no Internacional Shopping. A história, contada com humor, é cheia de sacrifícios e traz a trajetória do único clube profissional com o nome da cidade. Fundado em 1º de fevereiro de 1964, a Associação Desportiva Vila das Palmeiras - uma homenagem ao bairro em que o clube nasceu - começou com o futsal. Eram tempos de muitas vitórias nas quadras. A profissionalização veio em 1981 e, em 1994, o “Vila” passou a se chamar Guarulhos, adotando também as cores da cidade – vermelho, branco e azul. Até hoje, os que viram o Vila das Palmeiras brilhar não concordam com a transição. A mudança foi necessária para que a Prefeitura pudesse apoiar o time, argumentam alguns. Em meio à disputa da segunda fase da série B do Campeonato Paulista, o longa traz, além das dificuldades que o time enfrenta, como os momentos de derrota, o fato do ônibus quebrar durante uma longa viagem ao interior e a falta de verba para manter o time, depoimentos de jogadores “das antigas” e de pessoas que participam ou participaram da construção da história do time. Os personagens principais são Ricardo Agea, presidente do time, que demonstra sinais de cansaço, e o vice Fabio

[ 22

]

Pelissoni, jovem torcedor sem experiência nenhuma no gerenciamento de um time de futebol, mas cujo pai foi um antigo ídolo da agremiação, o Magrão. A produção contou com apoio do Fundo Municipal de Cultura (Funcultura), da Secretaria de Cultura de Guarulhos. Foi idealizada por Pelissoni, dirigido por Fabricio Gallinucci e produzido pela Perigo Filmes. A vontade de fazer o documentário nasceu em 2010, quando Pelissoni ouviu do ex-presidente do clube, Edson Ramos, toda a história do time, desde dos tempos dos campinhos de terra em Guarulhos até a mudança do nome. Quinze dias depois, Ramos veio a falecer. “Eu fiquei com o sentimento. Eu queria ter gravado aquela conversa. Do mesmo jeito que ele foi, outros da velha guarda iriam também, assim como um dia eu vou. O meu medo era que a história se perdesse no meio do caminho. Que ela se apagasse”, relata Pelissoni. Os produtores focaram o lado humano de um time que carrega o nome da cidade e deseja ser conhecido e abraçado por ela. O filme, sobretudo, mostra como o esporte de Guarulhos é carente e precisa ser elevado ao nível que merece o segundo maior munícipio do Estado de São Paulo. Para isso, o guarulhense precisa criar uma identidade, conectar-se, não só com o time, mas com a própria cidade. Necessidade também retratada no longa.


CaPa Textos: Valdir Carleto, Tamiris Monteiro, Val Oliveira e Cris Marques Fotos: Marcelo Santos e divulgação

Eles fazem parte

da história de Guarulhos

P

ara comemorar o 456º. aniversário de fundação de Guarulhos, a Weekend focaliza nesta edição diversos estabelecimentos que há décadas contam com a preferência do público, alguns passando de geração para geração; uns crescendo, abrindo filiais; outros preferindo manter o foco em um só local; enfim, todos contribuindo de alguma forma para a pujança da cidade e propiciando condições para que os consumidores não precisem sair de Guarulhos em busca de produtos e serviços, o que ajuda a manter empregos por aqui e a ampliar a arrecadação municipal, o que, ao menos em primeira análise, deve contribuir para gerar benefícios para a população. Evidentemente, por mais que não quiséssemos praticar injustiças, jamais seria possível reunir em uma edição todos os

[ 24

]

estabelecimentos que mereceriam ser prestigiados nessa homenagem. Esperamos contar com a compreensão de todos, pois circunstâncias financeiras e de trabalho nos impedem de contemplar tantos outros comerciantes e prestadores de serviços que haveriam de estar nesta edição, por também fazerem parte da história da cidade. Nas visitas que fizemos, conversando com os empreendedores, pudemos sentir o carinho que têm pelas atividades que exercem, o zêlo com o treinamento de suas equipes, buscando poder oferecer o melhor atendimento à clientela. Ouvimos relatos interessantes e alguns casos pitorescos. Como o de Luiz Carlos Victorino, da Guarupel, que no primeiro dia em que teve de fechar a porta da então Papelaria Marques, que acabara de assumir, descobriu

que havia um defeito na fechadura e o proprietário anterior há muito tempo deixava a loja aberta, sem nunca ter sido invadida; algo quase impossível nos dias atuais. Soubemos do caso de um ladrão que roubou a bolsa de uma balconista, na rua, e acabou preso ao tentar fazer compras dias depois, na loja onde ela trabalhava, usando os cheques surrupiados. Ouvimos histórias de sociedades que começaram por acaso, de empenho e superação, de romances, casamentos, adultérios, calotes, achaques, fiscalizações injustas e tantas outras que daria para escrever um livro. Que a população de Guarulhos encontre cada vez mais motivos para curtir a cidade e prestigiar o comércio local. E que, a cada aniversário, Guarulhos tenha mais o que comemorar.


Aliança Imóveis alia tradição e inovação

C

om mais de três décadas de atividades em Guarulhos, a Aliança Imóveis dobrou o espaço de sua sede neste ano, como uma demonstração de confiança no potencial da cidade, segundo Paulo César Romão, o “PC”, que divide a direção com o irmão, Marco Antonio Romão, e com o pai, José Francisco Romão, fundador da empresa. Paulo e Marco são formados em Direito, sendo um responsável pelas vendas e o outro pelas locações. Porém, procuram fazer com que haja sinergia em suas funções. A Aliança conta com seis gerentes para auxiliar na organização e na divisão das tarefas. Paulo César entende que a credibilidade conquistada decorre tanto da excelente estrutura física da imobiliária quanto da

[ 26

]

equipe da empresa, que tem como lema seriedade e confiança para conduzir as relações com a clientela. Por isso, não é difícil encontrar filhos de pessoas que compraram ou alugaram imóveis há duas ou três décadas e voltam a procurar, já sabendo como é dado o tratamento com os clientes. “O cliente aqui é tratado como se fosse o único, cuidando bem tanto dos novos como dos antigos clientes”. A mãe dos dois diretores, Lourdes Romão, não atua na empresa, mas seus conselhos são seguidos pelos filhos. “Por mais que tenhamos profissionalizado a Aliança, é inegável que é uma empresa familiar e temos tido a sabedoria de ouvir a experiência de nossos pais. Quando almoçamos em casa, conversamos e

Fotos: Marcelo Santos e Rafael Almeida

escutamos o que têm a nos dizer”, comenta. Nos últimos meses, a empresa vem reformulando suas redes sociais, ampliando a interatividade com a clientela e com a cidade. Quanto às metas para o futuro, Paulo afirma que é continuar crescendo, sem perder a essência e a qualidade no atendimento. Ele enfatiza que, na reforma e ampliação da sede própria, foram seguidos os melhores preceitos de sustentabilidade, com estacionamento para mais de 40 veículos, atenção ao paisagismo e ao conforto dos colaboradores, tanto em ergonomia do mobiliário, quanto ao arejamento e iluminação dos ambientes. A Aliança conta até com um pequeno auditório para reuniões e treinamento da equipe.


Irmã Rosali

Irmã Glória

Fotos: Marcelo Santos

Colégio Virgo Potens e sua louvável missão de educar

Q

uem vai ao Centro de Guarulhos e transita pela rua Ângelo de Vita dificilmente passa sem perceber pelo prédio do Colégio Vicentino Virgo Potens. E não à toa: afinal, não é nenhum exagero dizer que a história do lugar tem íntima ligação com o crescimento de Guarulhos. Originário do Lar Santo Antônio, fundado pelas irmãs Vicentinas, o colégio abriu as portas em 1945 e encontra-se instalado no mesmo local há exatamente 71 anos. De acordo com as educadoras Glória e Rosali, irmãs Vicentinas, o local onde é o colégio era uma espécie de chácara e não havia tantos comércios por perto como há hoje. “Antigamente era comum a doação de terrenos e o espaço aqui foi doado para a Arquidiocese de São Paulo. Nosso trabalho foi iniciado com o propósito de ajudar crianças sem famílias. As irmãs vieram para atender algumas meninas abandonadas da região. Havia uma casinha

[ 28

]

pequena e, ao longo dos anos, foram sendo feitas adaptações para atender a demanda. Começamos com o acolhimento, depois passou a ser uma escolinha, até ser registrada como escola. Virou Ginásio Santo Antônio, depois Colégio Católico Virgo Potens, Ginásio Virgo Potens, Colégio Virgo Potens e, agora, Colégio Vicentino Virgo Potens”, conta Rosali. Com o lema “acolher com amor, cuidar com carinho e ensinar com competência”, a formação oferecida pelo Virgo Potens é pautada em princípios básicos voltados à cidadania e ao cuidado com o próximo. “Todo o trabalho da instituição começou dentro do propósito do espírito Vicentino. São Vicente ensinou a atender aqueles que precisam de amor; e amor é serviço. Mas além desse cuidado, de amparo e acolhimento, existe a preocupação de ensinar com competência”, ressalta. Ao longo desses anos, a instituição

passou por algumas mudanças para acompanhar as transformações na área de ensino. “Nós nos adequamos às exigências do tempo. Guarulhos não é hoje o que era quando o Virgo Potens foi criado. O colégio mudou muito, ampliou, inovou em muita coisa, principalmente na parte de tecnologia. Mas sempre preservamos nosso espírito e filosofia humanista, firmados em dois pilares, que são os valores humano-cristãos e a excelência de qualidade de ensino”, avalia Glória. As irmãs destacam que, mesmo o colégio sendo reconhecidamente católico, atende alunos de todas as religiões. “A palavra mais importante aqui é o respeito. E como desenvolvemos um trabalho muito próximo às famílias, uma coisa bacana que acontece às vezes é encontrarmos netos de ex-alunos frequentando nossa escola”, destaca Rosalina.


Marcelo Santos

A

Guarupel está no mercado guarulhense com esse nome há 33 anos. Mas, atuava na cidade como Papelaria Marques desde 1958. Portanto, são 58 anos bem vividos. Proezas do destino fizeram com que a família Victorino entrasse no ramo. Luiz Carlos, engenheiro, trabalhava em indústrias. A esposa, Geni, era professora. Marques era casado com uma tia de Geni e desejava passar adiante seu estabelecimento. Luiz, que já estava cansado da atividade que exercia, recebeu em materiais a indenização trabalhista de uma empresa. Foi quando resolveram assumir a pequena loja, que funcionava na parte de baixo da rua Felício Marcondes, onde hoje é calçadão. Um ano depois e ainda se sentindo “um peixe fora d’água”, Luiz recebeu proposta para trabalhar em uma indústria de origem suíça. A esposa assumiu a papelaria, trabalhando no contraturno das aulas e ele ajudava como fosse possível. Mais algum tempo, como o comércio ia bem, Luiz resolveu abrir outra loja no número 224 da mesma rua. A aceitação foi tão boa que, além das duas lojas, chegaram a ter uma empresa para atender o mercado corporativo, na rua São Domingos. Em 2001, surgiu a oportunidade de alugar um salão maior, no atual endereço, reunindo papelaria, livraria, artigos técnicos e artísticos. Ainda assim, a loja do calçadão foi mantida.

[ 30

]

Em 2009, o proprietário do imóvel sugeriu que a Guarupel ocupasse também os andares superiores. Acreditando no potencial da cidade, a família aceitou o desafio. Luiz pediu que a filha Fabiana, arquiteta, passasse a atuar com os pais. Fecharam a unidade do calçadão e criaram um andar específico para materiais destinados a artesanato, incluindo cursos em parceria – a GuaruArte, o que foi muito bem aceito pela clientela. No mezanino, foi instalado um café com mesas e cadeiras, propício para quem deseja uma pausa em um lugar tranquilo, em meio ao burburinho do Centro de Guarulhos. A outra filha do casal, Fernanda, administra a Guaru Office, voltada para o mercado corporativo, que, por coincidência, funciona no mesmo local onde houve a outra empresa da família. Durante essas várias décadas, os Victorino viram abrir e fechar várias papelarias, passaram a ter concorrência de grandes empresas e permanecem firmes no ramo. Luiz atribui a longevidade ao respeito que o nome Guarupel conquistou, graças à forma atenciosa, leal e respeitosa com que trata cada cliente, por menor que seja: “Tudo mudou muito, mas não podemos perder nossa essência, a qual buscamos transmitir a cada um dos nossos colaboradores. Temos muito a agradecer à nossa equipe”, afirma.

Reprodução/Arquivo pessoal

Os 58 anos da história bem-sucedida da Guarupel

A foto registra quando o fundador da Papelaria Marques transferiu o comando da loja para Luiz Carlos Victorino, no trecho onde hoje é o calçadão da rua Felício Marcondes. Na foto maior, Luiz e Geni, e as filhas, Fernanda e Fabiana


Edu Simões

[ 32

]

de ouro, sabendo que estamos levando mais vida para as pessoas, onde quer que elas estejam, por meio de produtos e serviços inovadores”, agradece Paulo Nigro, presidente do Aché Laboratórios. Um dos fundadores do Aché, o saudoso Victor Siaulys teve efetiva participação em ações de cidadania em Guarulhos.

FOCO EM INOVAÇÃO Sempre ligada a inovações nos campos de pesquisa e tecnologia, em novembro de 2015 a empresa inaugurou o Laboratório de Design e Síntese Molecular pertencente ao novo Centro de Inovação Radical. Esse setor fica dentro da sede de Guarulhos e o laboratório conta com cientistas que pesquisam moléculas novas, com o objetivo de desenvolver mais ativos farmacêuticos. Por conta de seu desempenho no setor, a companhia conquistou importantes prêmios nesses 50 anos, como, por exemplo, o 1º lugar na categoria Farma e Life Science do prêmio Inovação Brasil, nas edições 2015 e 2016, promovido pelo jornal Valor Econômico em parceria com a Strategy&. Também foi reconhecida por dois anos consecutivos, 2015 e 2016, como 1º colocada do setor no prêmio Estadão Empresas Mais.

Felipe Gombossy

A

empresa Aché tem 50 anos de história e sua fábrica está instalada em Guarulhos desde 1973. A compra do terreno onde a indústria está localizada aconteceu um pouco antes, em 1969, e, de acordo com informações da assessoria de imprensa, a escolha pela cidade aconteceu por ser um pólo industrial, com grandes empresas, e também pela boa localização que favorece oportunidades logísticas. Hoje, com cerca de 4,5 mil colaboradores, a empresa 100% nacional conta com mais três complexos industriais: São Paulo, Londrina (PR) e Anápolis (GO). Sendo uma das empresas farmacêuticas mais antigas do País, a companhia impressiona pelo portfólio de produtos que se divide em 316 marcas, sendo 762 apresentações de medicamentos sob prescrição, genéricos e MIP (isentos de prescrição), afora outros dos segmentos de dermocosméticos e nutracêuticos. Além disso, atualmente exporta para 12 países das Américas, África e Japão. “O Aché agradece a todos os colaboradores, parceiros, profissionais da saúde, distribuidores, clientes, farmácias e consumidores que contribuíram para a construção dessa história de sucesso. Estamos muito felizes em comemorar este jubileu

Divulgação

Aché e seus 50 anos; 43 deles em Guarulhos

Divulgação


Fotos: Marcelo Santos

Jardim Encantado e Augusto Ruschi: tradição no ensino

E

m 1966, Guarulhos presenciava o início de uma das instituições de ensino mais tradicionais da cidade. “A vontade de lecionar sempre esteve presente e eu já dava aulas particulares. Quando algumas mães, que frequentavam o Clube dos Alemães, me pediram para dar aula para suas crianças, transformei minha garagem em sala de aula. Não havia escola de educação infantil por aqui. Assim surgiu, de forma improvisada, o Jardim Encantado”, conta a pedagoga, mantenedora e diretora Maria Cecília Faria Gouveia, 67 anos. Segundo ela, foi um começo espontâneo

[ 34

]

e sem muitas pretensões. “Comecei com poucos alunos, mas logo a procura foi aumentando e uma professora começou a trabalhar junto comigo. Depois, houve a necessidade de transporte escolar e eu ia buscar e levar as crianças. O número de matrículas só aumentava. Vieram mais professoras, outro transporte escolar, novas turmas...”, relembra. 30 anos mais tarde, a instituição atendeu a demanda dos pais e estendeu sua atuação para o ensino fundamental, como Colégio Augusto Ruschi e, 10 anos depois, para o médio; contando, inclusive, com a presença

da mãe de Cecília, a professora Odila Faria Gouveia, que veio para reforçar o time. “Na época já se pensava muito em preservação do meio ambiente e escolhemos esse nome para homenagear o patrono da ecologia no Brasil. Os anos iniciais foram maravilhosos e gratificantes. Atendemos crianças a partir de quatro meses de vida até adolescentes em fase preparatória para o vestibular e nossa prioridade é a qualidade no ensino e no atendimento, num ambiente agradável e acolhedor”, conta ela. Para a diretora, nesse período de meio século, a cidade cresceu rapidamente, novos moradores chegaram e famílias surgiram. “Existe uma parcela dessa população que quer uma escola exigente em conteúdo, mas que, acima de tudo, seja humana e se preocupe com o aluno como um ser integral e esse é o nosso perfil. É gratificante ver que o trabalho feito com seriedade e amor deixa marcas nas pessoas e contribui para um todo evoluir. Vários dos nossos alunos são profissionais realizados e pais de família que, muitas vezes, voltam com seus filhos para que estudem aqui, nos dando o retorno de que o aprendizado que tiveram conosco fez grande diferença em suas vidas”, conclui Cecília sobre a participação da escola na evolução da sociedade guarulhense.


U

E

NT �CO O�D M

NA

Era uma vez...

Administração:

Um presente para fechar seu ano com chave de ouro.

TA L

De 14/11 a 28/12

A cada

R$

200

em compras, cadastre suas

notas fiscais

e concorra.

3

Scooters

Bee

Zero KM

e cada uma com 1 capacete

ESTACIONAMENTO GRATUITO

Av. Rosa Molina Pannochia, 331 - Vila Rio (Esquina com a Av. Benjamin Harris Hannicut) /guarulhosshoppingpatio

@patioguarulhos

www.shoppingpatioguarulhos.com.br Participação para pessoas físicas, maiores de 18 anos. Regulamento completo contendo as lojas/quiosques participantes e a descrição da premiação no site www.shoppingpatioguarulhos.com.br. Imagens e cores ilustrativas. Certificado de Autorização CAIXA nº 6-3065/2016.


Loja Andrade

já veste a quarta geração Fotos: Marcelo Santos

A

Loja Andrade, especializada em vestuário e há 34 anos no Jardim Tranquilidade, era um sonho de menino de um dos seus sócios, Juarez de Andrade, cuja família atuava antes com banca de peixes nas feiras livres. O nome de família foi adotado porque era uma tendência da época. A loja fica em frente à sede do supermercado Lopes, o que certamente influenciou por ser também o sobrenome da família fundadora. Originalmente, eram quatro sócios: além de sua esposa, duas irmãs de Juarez. Porém, uma delas faleceu. Lúcia, irmã de Juarez, responde pela parte administrativa e contabilidade, enquanto sua esposa, Nancy, e ele cuidam das compras. Juarez afirma que se sente feliz com seu trabalho porque faz o que gosta. Manter contato contínuo com as vendedoras e a clientela são, para ele, um prazer que se renova diariamente. A presença dos donos no balcão é certamente um dos motivos da longevidade da empresa.

[ 36

]

Situada em uma via de amplo movimento, a Loja Andrade ficou rapidamente conhecida na região. Conta com clientes fiéis há décadas, que depois acabam trazendo filhos, netos e até bisnetos. Juarez crê que essa fidelidade se deva ao fato de unir produtos de qualidade, bom atendimento e honestidade no relacionamento com as pessoas. Uma das histórias inusitadas que aconteceram na loja, segundo Juarez, foi o casamento de uma funcionária com um cliente. O casal mora nos Estados Unidos, onde mantém uma rede de lojas de calçados. O maior desafio de todos os dias, diz, é vender o suficiente para cumprir as metas financeiras da empresa. Ele vê o bairro mais pacífico do que era no início. “A questão social ainda existe, mas por ter bancos e muitas lojas na mesma avenida e pela melhora na infraestrutura, a violência diminuiu bastante. O desenvolvimento da cidade, entretanto, poderia ter sido melhor nesse tempo todo. Há problemas crônicos que nunca são resolvidos”, aponta Juarez.

Juarez e Lúcia


Marlene Martello,

das escolas para a MM Imóveis D

esde 1974 na cidade, a MM Imóveis, dirigida pelo casal Marlene Francisco Martello e Miguel Martello, teve um início de atividade inusitado. Marlene conta que morava na praça Getúlio Vargas, a poucos metros de onde funcionava a Imobiliária Âncora. Ela lavou a calçada e a água escorreu até a sede da empresa, molhando o carpete. Pessoas da imobiliária foram reclamar e ela respondeu de forma ríspida. Iniciou-se uma discussão e seu marido foi chamado para resolver a desavença. Miguel foi até a Âncora para conversar sobre o ocorrido e acabou saindo de lá como sócio. Segundo ela, a participação do marido na empresa ajudou a aumentar o movimento, mas algum tempo depois a sociedade foi desfeita e aí nasceu a MM Imóveis, que foi a primeira a ter sede própria na cidade. Funciona no Bom Clima há 34 anos. Marlene diz que a MM não tem porta de vidro, pois isso inibe a entrada de pessoas mais humildes. Ela credita à sua carreira de 25 anos como professora e diretora de escola a facilidade de lidar com o público.

[ 38

]

“Como diretora, me orgulho de ter ganhado o prêmio de melhor escola da rede pública de Guarulhos. E, como dona da MM, também tive o prazer de receber o prêmio de melhor imobiliária da cidade”, comenta. Para a fidelização de seus clientes, ela conta que o segredo é trabalhar decentemente, tratando inquilinos e proprietários com o mesmo respeito e dando as oportunidades necessárias para que as coisas sejam resolvidas da melhor forma, mesmo nos momentos mais delicados como os de cobrança: tratar por telefone, mandar e-mail e conversar costumam trazer resultado. Quanto à relação com os clientes, ela comenta: “Alguns são mais exigentes. Tem proprietário que traz junto o inquilino; um paga em dinheiro e o outro recebe na hora; outros deixam a administração totalmente a nosso cargo”, exemplifica. Ela diz esperar que em breve o mercado dê uma aquecida e traga bons negócios, já que 2016 foi um ano de baixa procura por imóveis. “Temos negócios muito atrativos, tanto para comprar para residir, quanto comerciais ou para investimento”, conclui.

Fotos: Marcelo Santos


Fotos: Marcelo Santos

Greguinho,

tradição de pai para filho

E

m outubro de 1963, na praça Tereza Cristina, Centro de Guarulhos, ao lado da igreja Matriz, foi inaugurado o bar que se tornaria um dos mais tradicionais da cidade. O dono, um grego, acabou vendendo, em 1975, para Alfredo Rios, um imigrante espanhol, que manteve o nome Bar do Grego. Porém, o criador do local acabou abrindo outro restaurante ao lado do original, que era bem maior que o então “Bar do Grego”. Então, Flávio Rios, filho de Alfredo, que acompanhava o pai no restaurante desde seus 11 anos de idade, sugeriu que, por ser um espaço menor, o bar recebesse carinhosamente o nome de Greguinho. Quando Flávio se formou em Direito na FIG (Faculdades Integradas Guarulhos), aos 21 anos, seu pai o demitiu para que ele pudesse vivenciar algo diferente do que vinha fazendo nos últimos 10 anos. Com isso, ele foi trabalhar no ramo imobiliário. Em 1991,

[ 40

]

porém, seu pai ofereceu a ele o comando do negócio. Isso aconteceu em uma segunda -feira; na terça, Flávio não foi nem para um trabalho, nem para o outro. Na quarta pela manhã, já estava no restaurante, que administra até agora, chegando por lá todos os dias, às 4h da manhã, para abri-lo às 5h30. O bar e restaurante oferece 24 pratos, quase 40 sabores de pizzas, esfihas abertas e fechadas, 50 tipos de salgados e tem como novidades os escondidinhos de carne seca, carne moída e de frango. Os costumeiros pedaços de pizza, que fizeram a fama do Greguinho, continuam sendo sucesso. Flávio cita que quando a Folha Metropolitana ficava na praça, jornalistas frequentavam sua casa; entre os quais, Castelo Hanssen, que continua em Guarulhos, e Hermano Henning, do SBT. Os clientes fiéis já estão em sua quarta geração, fidelidade que Flávio atribui ao bom

atendimento e à alta qualidade dos produtos que oferece. “O cliente vai sentar, vai comer, e ele tem de voltar!”, comenta Flávio, acrescentando que o nome da casa ajuda a atrair clientes interessados em comida grega, da qual procura ter algumas especialidades, além de um pouco de diversas culinárias. Como a região é frequentada por hóspedes dos hotéis, o cardápio é em português e em inglês. Ele conta que o negócio frutificou: sua filha, formada em nutrição, abriu um restaurante em São Paulo, na rua Sete de Abril, junto com os outros dois irmãos, um cursando administração e o outro com o curso já concluído. A casa, bem maior do que o Greguinho guarulhense, serve comida por quilo, com churrasco. Flávio garante que a decisão foi espontânea: ele não forçou nenhum deles a entrar no ramo, “mas agora a família toda trabalha com muita dedicação e amor, para servir bem e sempre”.


A trajetória da família Ono no comércio de Guarulhos

N

ascido em Guararapes (SP), Carlos Nobuo Ono faz parte de uma família de cinco irmãos. Em 1959, tinham uma padaria em Catanduva e, na época, corretores de imóveis na cidade vendiam terrenos em Guarulhos. Seu pai, Keizo Ono, comprou um lote na avenida Emílio Ribas, embora não cogitasse mudar-se para cá. A cada ano, Keizo vinha a Guarulhos para pagar o IPTU e via uma cidade muito promissora. Em 1962, a família resolveu fixar residência em Guarulhos. Carlos abriu a Relojoaria Ono, na rua João Gonçalves, ao lado de onde havia uma barbearia.

[ 42

]

Fotos: Marcelo Santos

Ele conta que só havia duas óticas na cidade, a do Koga e a do Magário. Cinco anos depois, com a vinda de seu irmão Clóvis, abriram a Foto Ono. Mais algum tempo se passou e, com o irmão caçula, Jorge, iniciou outra loja na mesma rua, a Ótica Sonótica. Sua irmã Teresa estabeleceu-se com uma loja de roupas na rua Sete de Setembro. Após casar-se com Tieko, em 1974, Carlos Ono desfez a sociedade com Cláudio e em outubro daquele ano abriu outra loja na rua D. Pedro II, com a qual ficou por 35 anos. Em 2007, havia sido aberta a atual loja, na

rua Luiz Gama, que era gerenciada por seu filho Maurício. Quando fechou a loja da rua D. Pedro II, passou a trabalhar com o filho. A loja reúne ótica e relojoaria. Tem na fidelidade da clientela o principal patrimônio. “Meu casamento com Tieko me presenteou dois filhos maravilhosos: Maurício e Carla. Guarulhos acolheu muito bem nossa família. Aqui conquistamos muitos amigos e todos nós somos muito gratos por isso”, comenta Carlos Ono. Ele é membro do Rotary Club Guarulhos e participa ativamente dos trabalhos sociais do clube de serviços.


Fotos: Marcelo Santos

Os bons e longos anos do Guaru Center na cidade

E

m 1972, Guarulhos ganhava uma nova referência gastronômica: o Restaurante Guaru Center. Com cardápio diferenciado, sistema à la carte, pratos da cozinha internacional, churrasco e pizza, o espaço logo ganhou o gosto dos guarulhenses. “A cidade era carente de bons restaurantes e um lugar muito propício, em franco crescimento e desenvolvimento. O início foi melhor do que esperávamos, pois o povo daqui foi e é muito gentil”, conta o gerente Joaquim Carlos Oliveira da Silva. Na casa, com um salão principal para 250 pessoas e, no andar de cima, um amplo espaço para festas, eventos e confraternizações, é possível saborear massas, saladas, sopas, cremes, risotos, filés, peixes, frutos do mar e aves, com destaque para os filés à parmegiana ou à piamontese, feito com carne grelhada coberta com molho madeira, acompanhado de arroz com creme e queijo e palmito. E os destaques não

[ 44

]

param por aí. Na parte da churrascaria, os carros-chefes são o medalhão de filé mignon, com fritas e farofa ou arroz à grega, molho madeira, champignon e purê, e o pintado com molho tártaro. Já na pizzaria, as mais pedidas são a Florentina, composta de peito de peru, Catupiry, alcaparra e parmesão, e a Siciliana, montada com muçarela, champignon, bacon e parmesão. Para Carlos, o sucesso do negócio, com quase meio século e a mesma direção desde 1979, é absorver as mudanças da cidade e, na medida do possível, adaptar-se a elas. “Nosso diferencial, sem dúvidas, é a comida, mas também temos ótima localização, estacionamento gratuito, brinquedoteca, acesso para deficientes físicos e excelente atendimento. O restaurante é aclamado pela fartura e qualidade de seus pratos e ganha mais pontos ainda pelo tradicional pão de queijo e os pratos individuais, que são a novidade da casa”, conclui.


Fotos: Marcelo Santos

Atendimento e bons produtos,

trunfos da Padaria Nova Guarulhos

A

Padaria Nova Guarulhos tem ótimo movimento e conta com clientes muito fiéis, na vila Augusta. Mas a ligação dos proprietários com o ramo vem de longa data e de outros locais. Marco Antonio Pires conta que a primeira padaria que ele, seu pai, João Batista, e seu tio, Afonso Aragão, tiveram na cidade foi a Faria Lima, no Cocaia, no fim dos anos 1970, além da sociedade na Guarulhense, na rua Cônego Valadão, na qual ficaram três anos; depois, tiveram a Diamante, na avenida Tiradentes; além de duas em São Paulo, experiência que lhe valeu muito para implantar inovações na Nova Guarulhos, que a família assumiu há 23 anos, em 1993. Anos antes, era conhecida como “Pão de Luxo”. “Antigamente, padarias vendiam pão e mortadela. Depois, foram agregando mais produtos e serviços, até serem as modernas casas atuais”, relembra. Ele afirma terem optado por focar em

[ 46

]

um só estabelecimento, em vez de espalhar unidades, pois assim podem acompanhar de perto a elaboração dos alimentos, como está o atendimento, conversar com os clientes, orientar os funcionários. “As pessoas querem ser atendidas com rapidez e cortesia e têm esse direito”. Formado em administração e em economia, Marco busca somar os conceitos acadêmicos à experiência do pai e do tio. Há três anos, foi ampliado o espaço do salão e a cada época, reforçada a estrutura de retaguarda. Essa parte, que o público não vê, também explica o sucesso da casa. Marco mostra com orgulho as várias câmaras frigoríficas, específicas para cada tipo de produto; o moderno maquinário e controles rígidos de higiene e limpeza. Recentemente, uma nova ala foi implantada, para abrigar o setor de confeitaria. Para os donos, a qualidade dos produtos é ponto de honra, afirma Marco:

“Utilizamos as melhores marcas, seja da farinha, dos frios, dos complementos, ainda que isso faça elevar um pouco o preço ao consumidor. É muita responsabilidade lidar com a alimentação das pessoas”, define. Quanto aos desafios para acompanhar as novidades, Marco diz ser comum ouvir sugestões dos clientes e procura colocá-las em prática, como as de implantar algum novo item no cardápio. Além da padaria propriamente dita, a lanchonete é muito frequentada e também o restaurante, cujas mesas ficam em um ambiente separado e serve pratos rápidos todos os dias. A nova geração da família se prepara para levar adiante o legado: Júnior, filho de Marco, cursa administração e já trabalha na padaria. Por enquanto, ainda não põe a mão na massa, mas já aprende alguns segredos para ter seus pãezinhos entre os mais elogiados da cidade.


Fotos: Marcelo Santos

A Ótica Stella é “a menina dos olhos” de Ives Gabrieli

U

ma história de vida, que começou aos 12 anos de idade, e que Ives Gabrieli Zacharias Calixto transmite, como experiência e exemplo, para o filho Leonardo, que, gradativamente, vai assumindo o bastão da Ótica Stella Maris. Ives começou no centro de São Paulo, trabalhando como aprendiz de montagem na J.Basili, grande atacadista do ramo ótico. Depois foi montador, cuidou do estoque e, após somar várias experiências, passou a ser gerente de varejo. Atuou como vendedor externo por 18 anos, incluindo dois no Rio de Janeiro, então a serviço das Óticas Brasil, a Corujinha, maior rede de lá na época. A convite da J.Basili, voltou para montar um laboratório de lentes próprio, produzindo lentes especiais que ainda não havia no mercado local. Elaborava modelos de armações para a Indústria de Óculos Sistema. Montou e manteve por vários anos a Fábrica de Óculos Ives St. Paul, em Vinhedo. A vinda de Ives para Guarulhos se deu para comprar para um terceiro uma pequena ótica, em um outro ponto da rua Cavadas. Mas a pessoa preferiu sair e ele assumiu a loja, onde ficou por oito anos.

[ 48

]

Desde 1976, portanto há 40 anos, iniciou a Ótica Stella Maris onde é hoje a loja matriz, na rua Cavadas, 236, Itapegica. Aos poucos, foi ampliando e, atendendo a demanda de moradores de bairros distantes do Centro, abriu filiais no Jardim Presidente Dutra, São João e Pimentas. E a loja mais recente, dentro do Extra do Jardim Maia. Seguindo os passos do pai, seu filho Leonardo trabalha na ótica desde os 15 anos. Formou-se ótico e optometrista e a cada época cuida de uma das lojas. Para Ives, o segredo da longevidade em um ramo tão concorrido é agir com honestidade, contar com funcionários que o acompanham há 20 anos e até há 40 anos, atualizar-se continuamente e oferecer aos clientes manutenção dos óculos adquiridos na Stella Maris. “Fico feliz quando percebo que o cliente sai satisfeito, enxergando melhor e quando volta para comprar novamente ou trazer os filhos e netos. A sensação de dever cumprido é algo muito bom”, conclui. Ives revela que a Stella Maris tem obtido, ano após ano, a classificação Ouro, como a ótica que mais vende lentes Varilux em Guarulhos.


Toda tradição e nobreza da Churrascaria Solar dos Pampas

S

ob a batuta dos sócios Fernando e Maurício, a tradicional e bem avaliada Churrascaria Solar dos Pampas atende guarulhenses de paladares exigentes há mais de 30 anos. Reconhecida por seu churrasco de qualidade, a casa oferece sistema de rodízio com mais de 20 opções de carnes nobres. Diversos pratos quentes e frios que complementam o cardápio. A casa também serve peixes, inclusive bacalhau, bem como farta variedade de saladas e queijos. Falando sobre as origens do negócio, Fernando conta que é de São Paulo e que, quando chegou a Guarulhos, a casa já estava montada. “O começo da história foi construído com muito trabalho e perseverança. Estou no ramo há mais de 50 anos, pois antes eu tinha um restaurante que servia à la carte em São Paulo. Eu e meu sócio, com quem tenho parceria há mais de 40 anos, conhecíamos o dono do prédio e resolvemos aceitar o desafio de ficar por aqui. Começamos pequenos e fomos crescendo aos poucos. Olhando para trás, considero que fizemos a coisa certa”, destaca. Perguntado sobre como é manter-se em atividade por tanto tempo, mesmo com o País passando por tantas crises econômicas e os consumidores tornando-se cada vez mais exigentes, Fernando faz questão de frisar que nesses 32 anos já teve como “vizinhos” grandes nomes como o atacadista Calvo, o hipermercado

[ 50

]

Millo’s e o Extra. “Muitos chegaram, poucos ficaram, outros tantos fecharam e nós continuamos aqui, firmes e fortes, apesar dos momentos de altos e baixos. Este ano, por exemplo, resume bem essa questão. Sempre tivemos e teremos dificuldades, mas a solução para todas elas é o trabalho árduo. Com isso, conquistamos fornecedores de ponta, funcionários dedicados e uma clientela fidelíssima. Aliás, são esses clientes amigos que nos seguram e nos ajudam a passar por momentos de incertezas como esse pelo qual passa o País”, diz, com voz calma, aparência franzina e delicada, mas com muito brilho nos olhos, o que entrega sua paixão pelo trabalho que realiza. “Isto aqui é tudo para mim. É minha vida. Não consigo me imaginar longe daqui”, revela com a emoção estampada no rosto. Apesar de toda a experiência, Fernando garante que ainda há o que aprender e que está sempre atento às novidades. Que investe em mercadorias de primeira linha, no treinamento de pessoal e que é um aficionado por higiene e limpeza. Para os momentos em que o trabalho exige um pouco mais, ele recomenda “nervos no lugar”. “O negócio é pensar friamente e fazer conta de mais e menos. Começamos devagar, crescemos, melhoramos e até hoje sempre há o que melhorar ou cuidar mais de perto. Para mim, o duradouro é ser honesto e ter dignidade”, filosofa.


[ gasTroNomIa ] Por Cris Marques Fotos: Marcelo Santos, Rafael Almeida e banco de imagens

Gelinho: uma delícia de Verão A

estação mais quente do ano ainda nem começou e dezembro já traz altas temperaturas nos termômetros. E com um clima desses é impossível não se render às sobremesas geladas, como sorvetes, milk shakes, mousses, smoothies ou até o gelinho. Pensando nisso, a Weekend reuniu dicas e receitas dessa última delícia para você colocar a mão na massa e se refrescar. Não sabe o que é um gelinho? Bastante popular no País e com tantos nomes quanto sabores, ele é uma espécie de picolé artesanal dentro de saquinhos compridos, feito, normalmente, de suco de frutas,

[ 52

]

achocolatados e água de coco. Sua origem não tem uma data específica: o que se sabe é que a iguaria, nesse caso com sabor salgado, começou na Segunda Guerra Mundial, como fonte proteica dos marinheiros norte-americanos. Sobre seu nome, os paulistanos gelinho e geladinho – assim nomeados por causa da marca registrada do principal fabricante deste tipo de doce – são os mais conhecidos, seguidos pelo sacolé, do Rio de janeiro. Já em outros lugares, ele pode ser encontrado como jujú, dindin, dudu, duduzinho, flautinha, flau, chupe-chupe, sacolete, picolé-de-saco, refresco, brasinha e até laranjinha.


De acordo com Roberta Mendes Nifoci, nutricionista proprietária do Personal Cook Marmitas Saudáveis, facilidade e praticidade são os pontos fortes da delícia. “Basta ter à mão um liquidificador, uma jarra ou copo com bico, para facilitar na hora de porcionar [dividir, fazer porções], um funil e os saquinhos próprios para isso. Após escolher a receita e misturar os ingredientes é só colocar na embalagem. Aqui, a orientação é deixar dois dedos de espaço sem preencher, enrolar o saquinho para tirar o ar e dar o nó bem junto à mistura. Vá colocando em uma forma e, ao final, passe uma água para tirar os resíduos. Três horas na geladeira e já está pronto”, explica ela sobre a gostosura, que dura até 15 dias no freezer, mas, com certeza, será consumida antes disso. Outras dicas da nutricionista dizem respeito ao sabor, já que a criatividade é que dita os ingredientes. “Existem opções para todos os paladares. Alguns, com certeza, são os queridinhos, como os de coco e chocolate. E dá até para variar com receitas lights e funcionais. Para os adultos, acrescentar bebida alcoólica também é uma opção”. Sobre o uso de água ou leite, Roberta afirma que depende dos ingredientes escolhidos. “Se for de manga, limão ou abacaxi, a melhor combinação é com água, que vai deixar o gosto da fruta bem acentuado; já opções como amendoim, coco ou morango, acabam ficando mais cremosas e saborosas com leite. Usar banana para conseguir um resultado mais cremoso também é uma boa ideia, já que a liga neutra, estabilizante utilizada em muitos alimentos processados para manter todos os ingredientes bem misturados, não é considerada muito saudável”, conclui.

MÃO NA MASSA:

GELINHO DE CHOCOLATE • 400 ml de creme de leite • 350 g de doce de leite • 6 colheres de sopa de chocolate em pó Bata tudo no liquidificador e porcione.

GELINHO DE IOGURTE E FRUTAS VERMELHAS • 200 g de morango • 200 g de amora • 1 litro de iogurte sem sabor Pique e amasse as frutas, depois junte o iogurte e misture com uma colher. Agora basta colocar nos saquinhos.

GELINHO DE ALEXANDER (DRINQUE) • 1 lata de leite condensado • 1 lata de licor de cacau (a mesma medida do leite condensado) • 1 caixinha de creme de leite • 4 colheres de sopa de chocolate em pó • 1 pitada de canela Bata tudo no liquidificador e porcione.

GELINHO DE COCO • 150 g de coco fresco ralado • 1 lata de leite condensado • 1 litro de leite Bata tudo no liquidificador e porcione.

GELINHO DE LEITE EM PÓ • 1 caixinha de creme de leite • 1 lata de leite condensado • 1 lata de leite (a mesma medida do leite condensado) • 4 colheres de sopa de leite em pó Bata tudo no liquidificador e porcione.

[ 54

]

GELINHO DE MANGA • 4 mangas maduras • 1/2 litro de água Bata tudo no liquidificador e porcione.


CALÇADOS GRANDES

O N I N I M FE- 41 - 42 - 43 - 44 40 O N I L U C S 7 - 48 - 49 - 50 M- A 46 - 4 45

SHOPPING METRÔ TATUAPÉ PISO METRÔ - FONE (11) 2091-6280 www.romao.com.br

ENTREGAMOS EM TODO BRASIL

o seu portal de notícias, informação e entretenimento em guarulhos

envie queixas e sugestões

pelo whatsapp

11 98849-7425


[ gasTroNomIa ] Por Val Oliveira

YAKISOBA THAI FRUTOS DO MAR Macarrão crocante acrescido de lula, camarões, kani-kama, legumes, molho curry e leite de coco. R$ 38,90 embalagem individual; R$ 49,90 embalagem extra.

Vera Eckhardt

Divulgação

Yakisoba Factory , Av. Salgado Filho, 1.415, Parque Maia. N 2358-2584 e 2358-2585

PÃO DE MEL NATALINO

À MODA DO CHEF

Fino doce preparado no formato da bota do “Papai Noel”, recheado com doce de leite, coberto com puro chocolate belga Callebaut e decorado com chumbinhos. Pedidos sob encomenda. R$ 8,50 a unidade.

Salmão grelhado acompanhado de arroz à grega, batata souté e palmito puxados na manteiga, molho de alcaparras e tomate. R$ 45 individual.

Marcelo Santos

O Postinho , Rua Luís Faccini, 108, Centro. N 2468-0805 Av. Dr. Timóteo Penteado, 4.338. N 2452-0256

Patê Sucrê N 98436-6725 Whatsapp G vera.eckhardt1

PANETTONE MOUSSE COM CHUMBINHO Lançamento da franquia, o panetone de 1 quilo, com recheio sabor mousse de chocolate é coberto com chocolate ao leite e decorado com chumbinho. R$ 94,50.

Divulgação

Kopenhagen , Rua Brás Cubas, 418 B, Jardim Maia - N 4307-4771 , Parque Shopping Maia - N 2459-8373 , Internacional Shopping - N 2414-5277

RÉCHAUD DE PALMITO Palmito gratinado com muçarela e catupiry, enfeitado com tomate cereja e salpicado com orégano. R$ 83,90.

Divulgação

Boteco Boa Vista , Rua Tapajós, 200, Jardim Barbosa. N 2358-5743

[ 56

]


[ ageNDa ]

Por Cris Marques e Tamiris Monteiro Fotos: Marcos Santos e divulgação

#mÚsICa

Trovadores Noéis

*Programação sujeita a alteração

10 de dezembro Apresentação do grupo criado pelos Trovadores Urbanos, em 2009, composto por quatro cantores vestidos de Papai Noel acompanhados de um tecladista ou violonista. No repertório, que será interpretado na praça de alimentação e seguirá pelos pisos do local, músicas natalinas queridas do grande público, como “Noite Feliz”, “Bate o Sino” e “Jingle Bells Rock”, além de clássicos da música popular brasileira, como “Carinhoso” e “Viver”. Parque Shopping Maia – Avenida Bartholomeu de Carlos, 230, Jardim Flor da Montanha. Sábado, às 16h.

#oPorTuNIDaDe

70 anos do Senac com atividades gratuitas 10 de dezembro Para comemorar os 70 anos do Senac São Paulo, a instituição de educação profissional promove o evento Casa Aberta em todas as suas unidades no Estado. Em Guarulhos, são mais de 35 atividades entre apresentações sobre técnicas para alcançar um bom desempenho em uma entrevista de emprego, editoração de imagens no Photoshop e Revit e atividades na área da saúde e bem-estar, como cuidados com a pele e oficinas de automassagem. Programação completa no link goo.gl/j7gg3d. Senac Guarulhos – Rua Luiz Faccini, 132, Centro. Informações: 2187-3350. Sábado, das 9h às 17h.

[ 58

]

#INFaNTIl

As Aventuras de Natal de Masha e o Urso 11 e 18 de dezembro Na peça, com os personagens do conto de fadas do folclore russo, é véspera de Natal, porém, um fato inesperado impede o Papai Noel de entregar os presentes e cabe a Masha e o Urso ajudar nessa tarefa. R$ 40 (antecipado), R$ 50 (no dia) e R$ 20 (meia). Crianças abaixo de 2 anos, no colo, não pagam. Venda nos sites www.bilheteriaexpress.com.br e www.compreingressos.com ou pontos de venda Stela Maris Ótica (avenida Salgado Filho, 1.301, Centro – dentro do Extra Bosque Maia ou rua Cavadas, 236, Itapegica) e Jopa Car Auto Peças (avenida Otavio Braga de Mesquita, 2.873, Jardim Bela Vista). Livre, Duração 60 minutos. Teatro do Colégio Virgo Potens – Rua Dr. Ângelo Vita, 159, Centro. Sábado e domingo, às 16h. Domingos, às 15h.

# eXPosIÇÃo

4ª Expo Orquídea Até 11 de dezembro Diversas cores e formas exuberantes vão embelezar o aniversário de 456 anos de Guarulhos. Dentro das festividades alusivas à data, a 4ª Expo Orquídea promete encantar os visitantes com um acervo de 500 plantas e mais de 30 espécies, além de atrações gratuitas. 9/12: 8h

#laZer

Decoração de Natal Até 6 de janeiro Quem sentiu falta da tradicional decoração de Natal do Bosque Maia já pode visitar o local, que, neste ano, foi decorado pelos empresários do Guarulhos Empreendedor, com apoio da ACE e da Prefeitura. Com uma árvore de natal de 15 metros de altura e quatro papais noéis de 6 metros, a decoração ainda inclui um boneco de neve, 10 caixas de presente e um sistema de iluminação led. Para as crianças, a atração mais concorrida é o globo de neve pula-pula, com mecanismo que libera neve artificial, reproduzindo o clima do Natal na terra do bom velhinho. Avenida Paulo Faccini, s/nº, Jardim Maia. Diariamente, das 6h às 22h.

às 17h – visitação expo; 10h – visita monitorada; 14h – oficina “Cultivo em britas”, com o orquidófilo Sergio Leite. 10/12: 8h às 17h – visitação expo; 10h – visita monitorada; 14h – palestra “Métodos de cultivo do Orquidário de Guarulhos”, com o orquidófilo Erwin Bohnke. 11/12: 8h às 17h – visitação expo; 10h – visita monitorada; 14h – palestra “Cultivo Básico de Orquídea”, com Erwin Bohnke. Avenida Papa João XXIII, 219, Centro (dentro do Bosque Maia). Das 8h às 17h.


#eVeNTo

Mega Outlet de Natal Amigas câncer sem medo 11 de dezembro Roupas, calçados e acessórios, com preços promocionais. Além de chegada do Papai Noel e presença de food trucks. Entrada e estacionamento gratuitos. Varejão do Parque Cecap. Final da avenida Presidente Tancredo Neves, s/nº, Cecap. Domingo, das 10h às 18h.

#CulTura

Arrastão Cultural #CINema

Fallen

*Programação sujeita a alteração

Responsabilizada pela misteriosa morte de seu namorado, Lucinda Price (Addison Timlin) vai para um reformatório. Em Sword & Cross ela se aproxima de Daniel Grigori (Jeremy Irvine), sem saber que ele é um anjo apaixonado por ela há milênios, e também não consegue se manter afastada de Cam Briel (Harrison Gilbertson), outro que luta há tempos por seu amor. Internacional Shopping: 13h10, 14h20, 15h30, 16h40, 17h50, 19h, 20h10, 21h20 e 22h30 (dublado). Parque Shopping Maia: Sala VIP – 14h30, 16h40, 18h50 e 21h (legendado). Shopping Pátio Guarulhos: 14h, 19h15 e 21h15 (dublado). Shopping Bonsucesso: 14h, 16h, 18h, 20h e 22h (dublado).

#PalesTra

Au Pair Day em Guarulhos 10 de dezembro Evento organizado pela Experimento Intercâmbio Cultural para tirar dúvidas sobre o programa Au Pair – oportunidade de intercâmbio com imersão total na cultura dos Estados Unidos, na qual o participante, que deve ter entre 18 e 26 anos, mora com uma família americana enquanto cuida de suas crianças e estuda. Gratuito. Inscrição no link: goo.gl/uTzkxG. Edifício Guarulhos Office Tower – Avenida Salgado Filho, 252 Sala 1.101, Centro. Informações: 4966-5447. Sábado, às 10h.

[ 60

]

11 de dezembro Cena artística autoral guarulhense, com shows, intervenções poéticas, exposições, Folia de Reis, discotecagem e feira de artesanato e brechós. Gratuito. Praça Gilberto Van Mill (Praça das Pedras), s/ nº, Macedo. Informações no link: goo.gl/ glbLvo. Domingo, das 14h às 22h.

eVeNTos No esPaÇo NoVo muNDo Happy Hour Literário

9 de dezembro Tragos & Papos em Verso & Prosa, com bate-papo, música e poesia. Tema: “Finalidade, função, finitude. Qual o fim da arte?”. Organização: autores Janethe Fontes, César Magalhães Borges, Fabiano Fernandes Garcez e Érico Marin e a artista visual Aline Araújo. Sexta, às 19h.

Camerata Magistral

9 de dezembro Apresentação do Projeto Manuscrito – recobrindo pequenos tesouros esquecidos pela história da música, com regência do maestro Celso Franchini. Ingresso promocional R$ 20. Sexta, às 20h.

1º Chiclete Multicultural

10 de dezembro Mostra de artes, cinema, música, poesia e teatro, com oficinas sobre blogs, origami, mangá e design e mostra de curtas guarulhenses. Programação completa no link: goo.gl/M7jeaY. Sábado das 14h às 19h.

Introdução à meditação mindfulness + Experiência sonora com tigelas de cristal de quartzo 11 de dezembro Com o terapeuta em meditação, reiki e arte terapia Marcelo Gutierrez. Apostila inclusa. Investimento: R$ 50. Reservas: 99578-3909. Domingo, das 9h às 11h30.

2ª Mostra de óleo sobre tela

#TeaTro

A Princesa e o Sapo 11 de dezembro Encenação do clássico infantil. Na história, depois de completar 18 anos, a mimada princesa Sophia busca um nobre pretendente a pedido de seu pai. Príncipes de vários reinos são recusados pela exigente princesa, que acaba se interessando por um misterioso feiticeiro. Ao perceber que está em perigo, a princesa resolve aceitar a ajuda de um divertido sapo que promete ajudá-la em troca de um beijo. Parque Shopping Maia (piso 02) – Avenida Bartholomeu de Carlos, 230, Jardim Flor da Montanha. Domingo, às 16h.

#eVeNTo

8º Encontro de Carros Antigos em Guarulhos 18 de dezembro Encontro com veículos clássicos, como hot roads e esportivos. Organização: Antigomobilismo de Guarulhos. Entrada: 2 kg de alimentos não perecíveis. Avenida Paulo Faccini, em frente ao Bosque Maia. Informações no e-mail carrosantigosdeguarulhos@gmail. com. Domingo, das 8h às 14h.

14 de dezembro Abertura da exposição e venda de quadros da pintora Mariza Paloppi, que vai até dia 24/12. Quarta, a partir das 18h30.

Ton Silva Projeto TNA

17 de dezembro Show de pré-lançamento do próximo CD de Ton Silva. Rock nacional para todas as idades, com composições próprias. Sábado, às 17h3o

Encontro de alunos de música

17 de dezembro Show de encerramento do ano com os alunos dos professores Ale Santos e Rubens Fernandes. Sábado, às 20h.

7 dicas para conseguir o emagrecimento definitivo

19 de dezembro Palestra com a nutricionista Liliane Santos e a psicóloga Mariana Maximino. Segunda, às 19h30.

“A improvável jornada de Harold Fry” 21 de dezembro Roda de leitura sobre a obra de Rachel Joyce, com a bibliotecária e contadora de história Lúcia Sasaki. Quarta, às 19h.

1 kg de alimento não perecível, gibi, livro infantil ou brinquedo em bom estado são bem recebidos nos eventos do espaço.

Espaço Novo Mundo (Livraria Nobel) , Avenida Salgado Filho, 1.453, Jardim Maia N 11 4963-1133 / 2408-9762 / 98539-0139 G espaco.novomundo m marketing@espaconovomundo.com.br


[ assistência técnica ]

[ cursos ]

[ higienização ]

[ impermeabilização ]

[ serviços ]

[ música ]

[ youtube ]

Quem curte carros precisa conhecer pedindo passagem

1

2016 s, 02/12/ Guarulho n.º 359 Ano 8 .br

Anuncie aqui

om

arulhos.c

clickgu

a partir de R$ 100,00

2461-9310 ão ernizaç Confratativa corporártico p Um guia organizar o de com portar e se comda firma na festa cial m busca Ação so Be ada do tal

ação ra dar Decorati vas pa

www.clickguarulhos.com.br

s

Dicas cri aos ambiente va cara no

r ra Mulhe tivos pa ria s preven má ma Exame prótese quem tem

Hamburg evento de Na ra apoio pa

ape

#forcach i

3:24 16 20:0

30/11/20


Revista Weekend - Edição 360  

Nossa cidade faz 456 anos: Histórias de estabelecimentos que há décadas são lembrados e prestigiados pelos guarulhenses. Política: Guti divu...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you